Forum Espirita

GERAL => Mensagens de Ânimo => Jornal das Boas Notícias => Tópico iniciado por: Marianna em 08 de Outubro de 2009, 01:14

Título: OS FALSOS PROFETAS ESTÃO SOLTOS POR AI
Enviado por: Marianna em 08 de Outubro de 2009, 01:14


Há dois mil anos, Jesus advertiu, no Sermão Profético, que nos últimos dias antes da transformação moral do mundo surgiriam muitos falsos profetas, dispostos a enganar, se possível, até os escolhidos.

Veja quem tem olhos de ver, ouça quem tem ouvidos de ouvir.

Ecoa ainda a voz profética de Jesus.

No capítulo XXI de O Evangelho Segundo o Espiritismo, encontramos um verdadeiro brado de alerta para o qual todos deveríamos atentar não somente nós, os espíritas convictos, como também os que buscam a Doutrina Espírita tangidos pela curiosidade ou pela dor.

Os espíritos de Erasto e de Luís esclarecem-nos quanto aos dois tipos de falsos profetas que multiplicam-se no mundo, explorando a credulidade dos ingênuos, incautos ou aflitos:

— Os encarnados, que se dizem investidos de poder divino, pretendendo ter o monopólio da verdade.

— Os desencarnados, utilizando-se de médiuns pouco esclarecidos e invigilantes, que semeiam a desunião e apresentam sistemas ou princípios que, passados pelo crivo da razão, desmoronariam, por serem contraditórios e pueris.

Indicam-nos, igualmente, aqueles mentores, os meios de reconhecermos os falsos profetas da Terra ou da erraticidade, porquanto os traços dominantes de quaisquer deles são a vaidade e o orgulho. Por ser o Espiritismo o Espírito da Verdade prometido por Jesus, é natural que as criaturas aflitas, sofredoras ou desorientadas busquem o conforto e a orientação junto aos espíritas, mormente junto aos médiuns.

Todos buscamos, neste mundo, bom ânimo, alegria, paz e esperança carências que a Doutrina Espírita pode suprir. Esses benefícios estão à disposição de qualquer pessoa, sempre, nos centros espíritas dignos deste nome.

O espírita-cristão, que estuda as obras básicas da Doutrina e põe em prática a máxima de Kardec, "Fora da caridade não há salvação", renova a esperança no futuro e, ao mesmo tempo, oxigena a mente, de tal maneira que percebe, sem esforço, as interpretações religiosas comprometedoras, venham de onde vierem.

Consistente em sua argumentação e eterna em sua moral cristã, a Doutrina Espírita além, muito além das fraquezas humanas, mas não pode impedir que alguns de seus adeptos, falíveis, envolvam-se nas malhas da vaidade e do orgulho.

Assumindo, sem credenciais, a posição de missionários ou reformadores, alguns espíritas podem, infelizmente, convencer-se da infalibilidade. Nos médiuns, o perigo é ainda maior, caso se sintam seres privilegiados, pelo simples fato de possuírem, pelo simples fato de possuírem dons especiais, concedidos pela misericórdia de Deus.

Os verdadeiros espíritas devem orar e vigiar, para também não caírem nas artimanhas dos falsos profetas, que proliferam neste planeta.

Erasto é categórico:

Contra esses impostores que se deve estar em guarda, cabendo a todo homem honesto o dever de os desmascarar. E acrescenta, orientando-nos:

— O verdadeiro missionário de Deus tem de justificar, pela sua superioridade, pelas suas virtudes, pela grandeza, pelo resultado e pela influência moralizadora de suas obras, a missão de que se diz portador.

E mais adiante Erasto reforça:  

— Os verdadeiros profetas se revelam por seus atos, são adivinhados, ao passo que os falsos profetas se consideram enviados de Deus.

Seria por demais longo enumerar os casos que ocorrem diariamente por falta de vigilância, de seriedade, de firmeza ou de leitura dos que se afirmam espíritas ou dos que se entregam às tarefas mediúnicas.

Lembramos, ainda, as palavras do Apóstolo João, em sua primeira Epístola:

Meus amados, não creias em todos os espíritos. Experimentai se os espíritos são de Deus.

Acrescentamos, porém, que para se cumprir tal recomendação, dada há quase dois milênios, necessário se torna atender ao conselho de Kardec:

Espíritas, instruí-vos!

Os livros aí então.

Espalham-se por toda a parte:

  Kardec com as obras básicas, tocando-nos de luz a inteligência;
  Léon Denis, com obras de grande envergadura, tocando-nos o coração;
  André Luiz, Emmanuel, Irmão X e tantos outros com obras correlatas, ampliando-nos a visão espiritual, para vermos a Verdade sem distorções.

São eles os verdadeiros profetas, iluminados pelas luzes do Plano Maior, e que, por acréscimo de misericórdia chegaram até nós, tomados de compaixão, impulsionados pelo Bem.

Abeiremo-nos, portanto, dessas fontes luminosas. Esclareçamo-nos.

Busquemos a verdadeira luz, lembrando-nos de que precisamos provar que também somos de Deus.

Brunilde Mendes.

(Retirado da Revista Estudos Espíritas ? Abril/Dezembro de 1998 ? Edições Léon Denis)
Título: Re: OS FALSOS PROFETAS
Enviado por: MongeShaolin em 25 de Outubro de 2009, 16:01
Saudações,
Bem, como aprendi, a bíblia fala muito bem
dos falsos profetas( PROTESTANTES ), em MT 7:15-23.
Quem são os que veem disfarçados de ovelhas ( ternos, gravata, etc. ),
mas por dentro são verdadeiros lobos devoradores????
Quem são os que dizem expulsar demonios, fazerem curas e diversas outras
maravilhas em nome de Jesus???
Porém, minha gente, estes líderes religiosos, serão os ADÃO de outros planetas
no dia da expulsão dos cabritos.....os FORA DAQUI, do apocalipse!

Abraços.
Título: Re: OS FALSOS PROFETAS
Enviado por: Marianna em 09 de Novembro de 2009, 23:26



O problema do dízimo na igreja evangélica é algo escandaloso, mais, apesar dos pesares, eles têm tirado muitas pessoas das drogas, acho lindo esses jovens ocuparem-se com as coisas de Deus.

Quanto aos que se aproveitam da inocência destas pessoas, Deus não dorme e nós sabemos que eles responderão por isso.

A paz de Jesus conosco, sempre.


Título: Re: OS FALSOS PROFETAS
Enviado por: Mourarego em 18 de Novembro de 2009, 14:08
Gente o lance é só este:
Nem todo Espírita quer ser bom ou honesto;
Nem todo evangélico é desonesto e vive da credulidade de seus iguais.
É da qualidade do espírito que falamos aqui.
Abraços,
Moura
Título: Re: OS FALSOS PROFETAS
Enviado por: Marianna em 18 de Novembro de 2009, 20:23


Como disse o Mestre Jesus:
A semeadura é livre, mais a colheita é obrigatória.




Título: Re: OS FALSOS PROFETAS
Enviado por: Vitor Santos em 18 de Novembro de 2009, 20:43
Olá Mano Moura

Concordo em pleno. Não é o que as pessoas dizem que são que interessa, mas o que são na realidade.

bem haja
Título: Re: OS FALSOS PROFETAS ESTÃO SOLTOS POR AI
Enviado por: Marianna em 21 de Dezembro de 2009, 20:38

Numa madrugada ai, eu estava assistindo o Programa do Jô, quando dei de cara com uma entrevista no mínimo jocosa e enxerida. Eis que surge na tela da televisão a figura carecedora de explicação psiquiátrica do Inri Cristo. Tenho certeza que a maioria dos leitores já conheça este “cara” de Santa Catarina que está com 61 anos e segundo ele próprio, reencarnou o espírito de Jesus Cristo, aquele mesmo da Bíblia, e vive pregando sua ideologia sarcástica pelo mundo com meia dúzia de seguidores da mesma estirpe.
 
Eu já havia visto este louco em algumas oportunidades pela televisão, inclusive, tivemos a oportunidade de nos conhecer pessoalmente quando ambos morávamos em Curitiba, mas nunca tinha parado para decifrar a real face desta pessoa. Inicialmente eu diagnosticaria o caso deste falso profeta como sendo megalomania compulsiva e crônica, algo de difícil cura e de total inacessibilidade para a pretensão de compreensão, mas hoje eu tive a impressão totalmente contrária. Fui buscar mais informações sobre esta pessoa e cheguei a conclusão pessoal que se trata de uma fraude (é óbvio) e que busca o enriquecimento à custa de pantomimas televisivas.
 
Na biografia do ator consta que ele foi o fundador da Suprema Ordem UNIVERSAL da Santíssima Trindade em 1982 após ter praticado o Ato Libertário dentro da Catedral Metropolitana de Belém do Pará; ele afirma ter tido uma revelação quando contava 33 anos de idade e nesta revelação, “seu pai”, Deus, pede para ele assumir a sua verdadeira identidade após ficar alguns dias em total jejum (carece de provas concretas). A dita revelação teria ocorrido em Santiago do Chile, segundo o próprio Inri.
 
Acontece que antes desta pseudo revelação o jovem Iuri Thais (nome verdadeiro) já era conhecido como Iuri de Nostradamos, nome que ele mesmo havia adotado para praticar consultas de vidência e conselhos espirituais. Também consta na ficha do Inri Cristo que ele adotou o termo “Inri” após uma publicação sobre sua vida por um jornal do México, notem a total falta de originalidade de alguém que se afirma ser Deus.
 
Na psiquiatria moderna já há qualificação para casos como este do Cristo brasileiro, chama-se de Complexo de Messias, mas verdadeiramente o que já se pode observar na maioria concreta deste tipo de caso é que tais pessoas viviam em total abstinência de materialidade, ou seja, elas abdicavam e odiavam a angariação de dinheiro para qualquer finalidade. A loucura benévola de Inri Cristo adota justamente o contrário de tudo isso.
 
Complexo de Messias é um estado psicológico no qual o indivíduo acredita que ele é ou está destinado a se tornar o salvador de algum campo de atuação específico, grupo, evento, período de tempo ou até mesmo do mundo inteiro. Afligidos pelo Complexo de Messias louvam sua própria glória ou alegam absoluta confiança em seus próprios destinos e capacidades e nos efeitos que terão sobre um grupo de pessoas ou aspecto da vida.

Em alguns casos o complexo de messias pode estar associado à esquizofrenia onde a pessoa ouve vozes, tem alucinações e acredita que são Deus, espíritos, anjos, deuses ou outros que falam com ele o que, na visão da pessoa, confirmaria sua “messianidade”. Nos casos mais graves, pessoas com Complexo de Messias podem se enxergar literalmente como Messias espirituais e religiosos com poderes transcendentes e destinados a salvar o mundo.
 
É óbvio que todos sabem que as seitas, templos, religiões, enfim, os locais onde são praticados os ritos religiosos necessitam de água, luz e outras necessidades básicas para se manterem abertas, limpas e funcionando; todos sabem que Deus, como forma de expressão de divindade, não assina cheques e não coloca as contas destes lugares no débito automático do Banco Celeste. Presume-se então que os pastores de modo geral precisam convencer seu rebanho a contribuir para que eles paguem desde funcionários, em alguns casos alugueis e as contas das concessionárias públicas. O que sobra desta contribuição voluntária, alguns fazem doação própria e outros enviam para seus superiores.
 
No caso da seita de Inri Cristo, não se sabe ou se pode afirmar o quanto ele recebe anualmente com sua peregrinação; sabe-se apenas que sua participação nos programas de televisão é a troco de doações “gordinhas”, afinal, ele é sempre a estrela principal e deixa qualquer programa humorístico no chinelo após suas aparições.
 
Mais profissional, com inúmeros gestores e conselheiros, pastores, bispos, igrejas, canais de televisão, rádios, jornais e muito dinheiro, não menos diferente de Inri Cristo é o Bispo Macedo; Macedo é tido em seu meio religioso como o homem enviado de Deus ou uma espécie de representante exclusivo de Jesus Cristo e dispensa qualquer apresentação.
 
Título: Re: OS FALSOS PROFETAS ESTÃO SOLTOS POR AI
Enviado por: Marianna em 21 de Dezembro de 2009, 20:43

Edir Macedo Bezerra, o homem de 64 anos é empresário e Papa da Igreja Universal do Reino de Deus, que está presente nas Américas, Europa e África. Formado em teologia e filosofia cristã, ele vem recebendo críticas e seguidores desde a década de 70 quando iniciou a construção de seu império. Sua igreja é genuinamente brasileira e depois da compra da Rede Record Macedo viu seu rebanho triplicar a cada ano.
 
Edir Macedo ficou preso e utilizou desta penitência para fazer ainda mais marketing de seus poderes, dentre eles o de controlar a mente dos mais pobres e mais necessitados. Ele a todo o conglomerado de templos luxuosos e confortáveis são sustentados a princípio pelo dízimo e ofertas escandalosas de seus seguidores.

A alegação de que a IURD "exige" de seus membros contribuição financeira descabidamente elevada é uma das acusações mais comuns dirigidas a esta. Os críticos da IURD fazem acusação de que o percentual mínimo de 10% é muito alto e alegam que tal dízimo seria exigido, contudo seus defensores afirmam ser um pagamento espontâneo.
 
A forma como a IURD pede dinheiro costuma chocar aqueles que não são seus membros. Mesmo entre estes há quem concorde com a afirmação de que ela possivelmente provoque em algumas pessoas um constrangimento que induza a contribuição. Entretanto, não há formalmente exigência ou cobrança de valores por parte da igreja, nem há concordância de que membros que supostamente contribuam com menos do que a igreja espere sejam preteridos na congregação ou excomungados. Tais preceitos são os pontos de maiores contestações!
 
Os críticos da IURD também costumam questionar a motivação para a contribuição. É comum que a IURD, tanto em seus templos quanto em programas de difusão aberta por rádio e televisão, associe o dízimo e ofertas voluntárias adicionais a retribuições e graças materiais da parte de Deus para com aquele que contribuiu. Para os críticos, em especial os religiosos, as passagens bíblicas que garantem que Deus abençoa aqueles que voluntariamente contribuem não especificam a natureza material ou imaterial de tais bênçãos.
 
Críticas ao dízimo, no entanto, são subjetivas. Para a Igreja Universal, a fidelidade nos dízimos e nas ofertas traria bênção material (com base em Malaquias 3.6-12 e Gênesis 13.2). Segundo eles, o dízimo pode ser um ato de culto (Mateus 23.23). E mesmo a posição de que a promessa de retribuição de Deus à contribuição não seria necessariamente material dá espaço à possibilidade de ser material, porque haveria passagens bíblicas que assim o afirmariam (Provérbios 3.9,10).
 
Edir Macedo considera o "sacrifício financeiro" como algo sagrado. Costuma usar o livro de Atos capítulo 5 para fundamentar sua postura. Os fiéis de Macedo, ao que se observa pelos próprios depoimentos, as vezes se desfazem de tudo; o “tudo” que também se pode observar pode ser um botijão de gás e uma mesa velha, mas eles vendem móveis, imóveis, roupas e ofertam tudo que arrecadaram a igreja e sonham com dias em que Deus, piedoso e gracioso, através de Edir Macedo, lhes darão tudo de regresso, acrescido de juros divinos, que é pregado como sendo os mais altos desta galáxia.
 
Inri Cristo, Edir Macedo e alguns outros como o casal Sônia e Estevan Hernandes curtem certa onda de “super estrelas”; estas pessoas estão acostumadas, umas mais e outras menos, mas num contexto generalizado, a serem observadas como deuses ou algo de quase mesmo plano com pessoas aos seus pés, muito dinheiro nas contas correntes e mordomadas, muitas prerrogativas; neste ponto eles todos se parecem, eles todos são iguais. São pessoas que utilizam o nome de um morto que é temido e adorado, se dizem seus representantes e com isso, levam a vida numa boa!
 
O mundo está cheio desta gente!

Carlos Henrique Mascarenhas Pires.
Título: Re: OS FALSOS PROFETAS ESTÃO SOLTOS POR AI
Enviado por: MongeShaolin em 03 de Janeiro de 2010, 23:36
Saudações,
Os pastores das igrejas ganham 10% de tudo que é arrecadado,
por isso hoje existem muitas igrejas com nomes diferentes,
se eu abrir uma igreja com um nome existente, tenho que
mandar o dinheiro para a matriz, porém se eu sou a matriz,
consigo fazer um esquema antigo denominado PIRAMIDE.
Existe pastores bons sim, porém difícil é compreender
como que alguém chegando a ser pastor e sabendo que receberá dinheiro
para isto tem coragem de permanecer lá.
Este papo de que qualquer religião é boa, é papo furado, uma
religião para ser boa não pode ter como base o dinheiro.

Abraços.
Título: Re: OS FALSOS PROFETAS ESTÃO SOLTOS POR AI
Enviado por: Marianna em 14 de Janeiro de 2010, 15:47
São os Falsos Profetas que Jesus tanto falou.
Título: Re: OS FALSOS PROFETAS ESTÃO SOLTOS POR AI
Enviado por: J em 28 de Fevereiro de 2010, 16:29
Saudações companheiros, a única coisa que eu posso dizer, é que oremos por todos eles. Digo, pelos pastores que estão desviados, pelos fieis que são pessoas desesperadas, Pelos padres que não tem postura, e por todo aquele, até mesmo espírita, que não consegue enxergar que a verdadeira moeda está em seu espírito não em seu bolso.
Título: Re: OS FALSOS PROFETAS ESTÃO SOLTOS POR AI
Enviado por: Marianna em 06 de Março de 2010, 17:12
Citar
Saudações companheiros, a única coisa que eu posso dizer, é que oremos por todos eles.

Oração.
E por ai amigo.

Título: Re: OS FALSOS PROFETAS ESTÃO SOLTOS POR AI
Enviado por: MongeShaolin em 29 de Março de 2010, 03:32
saudações,
concordo plenamente, orar,
orar, e... orar.
Abraços.
Título: Re: OS FALSOS PROFETAS ESTÃO SOLTOS POR AI
Enviado por: Marianna em 28 de Abril de 2010, 20:30

Pois é Thiago.
Se não oramos muito não sei a onde vamos parar com tantos Charlatões.

Título: Re: OS FALSOS PROFETAS ESTÃO SOLTOS POR AI
Enviado por: Giulianna = Annailuig em 28 de Abril de 2010, 21:28
Concordo totalmente com nosso amigo, orar sempre.
Pois cada um tem a sua hora e não adianta forçarmos.
É como uma pequena criança, que não podemos lhe dizer tudo, pois ainda não tem capacidade para compreender, mas temos que cuidar, orar e sempre, de coração aberto, pedir para que possa seguir na luz.
Charlatões existem e sempre existirão, mas o que podemos fazer é ORAR e praticar a caridade.
E a caridade nao está somente em doar, ajudar e etc...também está em ensinar, ser humilde e nao julgar...saber compreender que aqla pessoa ainda nao dispoe de entendimento e que necessita de ajuda.
o mais dificil creio eu, esteja em nao julgar, pq se o conseguirmos fazer, sera mais facil ensinar. ouvir, explicar....
 
Luz e Paz a todos. bjs
 ;)
Título: Re: OS FALSOS PROFETAS ESTÃO SOLTOS POR AI
Enviado por: Marianna em 30 de Abril de 2010, 00:33
Obrigada por compartilhar.
Título: Re: OS FALSOS PROFETAS ESTÃO SOLTOS POR AI
Enviado por: franco pimentel em 10 de Maio de 2010, 15:55
Caríssimos amigos e  irmãos é preciso termos cuidado com a língua e o dardo flamejante do pré-julgamento. Cuidado com as afirmações generalizantes. Todo ato de generalização é um perigo pois sufoca a razão da análise e da observação, portanto contrária à nossa maravilhosa doutrina. Quando apontamos pessoa x ou y como fonte de nossa antipatia, ainda é compreensível pois nos cabe orar por elas e por nós mesmos; mas quando o fazemos citando doutrinas religiosas, infelizmente nos distanciamos do mandamento do cristo: Jamais acuseis para que não sejais acusados. Portanto, saibamos quem são e como são, mas mantenhamo-nos silenciados diretamente na labuta diária da prática do evangelho pela luz de Jesus. Somente essa prática desmascarará os infelizes e mostrará o caminho aos muitos irmãos sedentos de consolo que aparecem e aparecerão aos milhões nos próximos anos.