Forum Espirita

GERAL => Psicologia & Espiritismo => Sexualidade => Tópico iniciado por: SimonB em 27 de Dezembro de 2015, 00:29

Título: Sonhos eróticos - Novos esclarecimentos
Enviado por: SimonB em 27 de Dezembro de 2015, 00:29
Novos esclarecimentos sobre sonhos eróticos, fornecidos pelos Mentores espirituais do Projeto Espiritizar (FEEMG). Fiquem à vontade de comentar, comparar ou citar outras obras. ~

Sonhos eróticos

17 - Outra prática que é vista como natural pelos sexólogos é o chamado sonho erótico, incentivado como um hábito saudável de se extravasar a sexualidade. Sabemos que, no momento do sono, há uma emancipação do Espírito, que deixa momentaneamente o seu corpo e passa a viver a vida espiritual. Que relação existe entre a emancipação espiritual e os sonhos eróticos? Eles seriam meras fantasias sexuais ou podem ser resultado de encontros sexuais realizados fora do corpo com outros encarnados e também com desencarnados?

   "Os chamados sonhos eróticos possuem duas causas: uma íntima e outra obsessiva. Há uma diferença quando o sonho é de ordem íntima e quando é de ordem obsessiva.
   "A primeira está radicada no próprio Espírito que, por movimentos íntimos de repressão, acaba por não trabalhar devidamente a questão sexual, seja por questões culturais, por tradição familiar ou por imposição religiosa. Por isso, despreza esses assuntos, mas não pode viver sem os impulsos que o organismo lhe propele, então, a mente, que é um instrumento do Espírito, traça aquilo que, no subconsciente, ele rejeita e, quando dorme, o subconsciente libera os arquivos em clichês mentais sob a forma de sonhos reprimidos pelo próprio indivíduo, para que ele possa começar a prestar atenção devidamente, não mais reprimir e sim sublimar, transmutar ou fazer o uso adequado das funções sexuais.
   "Em outros casos, são pessoas que comungam espiritualmente com as regiões inferiores da erraticidade, locais em que Espíritos vinculados às viciações sexuais o atraem. Esses indivíduos, então, passam a fazer parte desse grupo quase todas as noites. Então, as vinculações sexuais produzem, no indivíduo, as memórias das experiências extracorpóreas e, quando volta ao corpo, lembra-se delas em formas de sonhos.
   "Quando se trata de obsessões sexuais, o caso pode se tornar cada vez mais grave, porquanto, nessas obsessões, o Espírito encarnado está vinculado aos vampiros da espiritualidade, ou seja, Espíritos muito ligados ao sexo e capazes de viciar os fluidos dos encarnados. Esses casos podem deixar o indivíduo, durante muito tempo, em processo de grande perturbação emocional. Depois de desencarnado, já no mundo espiritual, o Espírito terá bastante dificuldade em ir ao encontro da sua paz espiritual, sendo levado, portanto, para as regiões em que, durante tanto tempo, comungou amizades indevidas.
   "Tanto um quanto o outro deve ser trabalhado. O importante, para diferenciar cada caso, é prestarmos atenção em como o indivíduo acorda e como ele está psicologicamente."

18 — Caso tenha tido um sonho erótico, quais seriam os indícios para que o indivíduo perceba ao acordar se esteve lidando com os seus conflitos íntimos ou se esteve desdobrado, no corpo, sob a ação obsessiva dos Espíritos viciados em sexo?

   "Antes de tudo, qualquer que seja a origem do sonho erótico, é fundamental pensarmos que o Espírito necessita se aprimorar no campo do pensamento em relação ao que significa a sexualidade saudável à luz da felicidade."
   "Seja o conflito íntimo ou um contato com o mundo espiritual inferior, qualquer natureza de sonho erótico é um convite ao Espírito a aprimorar os valores morais e perceber como estão funcionando os seus pensamentos, em que engrenagens os seus interesses estão se pautando no dia a dia.
   "Para alcançar-lhe a casa mental, em qualquer sonho erótico está embutido um anseio profundo por erotismo. Esse anseio pode acontecer em âmbito consciente ou reprimido, manifestando-se de forma subconsciente. De qualquer forma, porém, o anseio pelo erotismo como prática vem da ausência da compreensão real da sexualidade e do sexo como patrimônio do equilíbrio e da felicidade para o ser.
   "No caso daqueles Espíritos que têm se esforçado para realizar o bem, buscado a sua espiritualização e que mantêm, vez por outra, sonhos eróticos durante o sono do corpo físico, devemos verificar a necessidade que o Espírito tem de se aprofundar, de forma mais consciente, nessas questões e não deixar à míngua da própria natureza que o problema se resolva, porquanto é uma necessidade que o Espírito saiba como solucionar o que criou na própria mente.
   "Não se trata apenas de influências mentais, mas também das imposições biológicas que constituem, na mente, certas fantasias e ideias ligados ao sexo, mas que o Espírito interprete essas imposições biológicas conforme o talante de sua envergadura moral, de acordo com aquilo que já expressa em códigos dentro da mente. O corpo não estabelece, necessariamente, o sonho erótico, conforme a ideia da libido propõe. O que realmente impulsiona a formação desses sonhos eróticos são ânsias do sentimento mal contidas.
   "Isso significa dizer que, independente do processo, se é de desdobramento ou se vêm do fluxo íntimo do subconsciente, o Espírito é convidado a fazer uma viajem interior e um processo terapêutico para acolher os seus conflitos, seus anseios, suas expectativas e trabalhá-las com o fluxo do amor constante, por meio do trabalho do bem e da autoanálise respeitosa de seus sentimentos."


Reprodução autorizada da obra 'Sexualidade e Saúde Espiritual', organizada por Alírio de Cerqueira Filho (Editora Espiritizar - 2014).