Forum Espirita

GERAL => O que é o espiritismo => Reencarnação => Tópico iniciado por: se_vero em 29 de Junho de 2012, 21:43

Título: Lembranças de vidas passadas.
Enviado por: se_vero em 29 de Junho de 2012, 21:43
Lembranças em nível subconsciente.

Há em cada criatura lembranças em nível subconsciente que fazem dela o que sentem e o que pensam. Se foi essa criatura um criminoso, em passadas vidas, e com isso muito sofreu, por exemplo, terá aversão ao mundo do crime. Porém, se a vida à margem das leis universais do bem lhe conferiu muitos prazeres, e destes ainda não se arrependeu, a despeito do sofrimento que tal procedimento produz, se verá atraído pelo lado obscuro da vida. Isso prova que a dor, muitas vezes, é amiga da evolução dos espíritos, aos quais propicia dessa forma a prosseguirem no caminho do bem.
De uma forma simplista, é por tal motivo que há um ditado popular que diz que "quem é bom já nasce feito, quem é mau não toma jeito".
Importante é a educação conferida principalmente no lar para domar as más inclinações de alguns, e para reforçar a boa índole, o bom caráter, que já acompanham outros, desde o nascimento.
Título: Re: Lembranças de vidas passadas.
Enviado por: Khaila Lima em 04 de Julho de 2012, 05:23
As nossas vidas passadam são ligadas aos Dejavus? Quando era criança, ( Em torno de 5 a 7 anos) tinha pelo menos 5 Dejavus em apenas um dia. Isso se deve pela criança ainda ser mais ligada ao mundo espiritual do que os adultos?
Título: Re: Lembranças de vidas passadas.
Enviado por: se_vero em 04 de Julho de 2012, 15:31
Coraline. Há um princípio de que apenas lembramo-nos daquilo que de uma forma ou outra leva-nos à evolução e, consequentemente não prejudica nossa vida terrena. Nada é por acaso no mundo espiritual. Por exemplo, pai e filho que tenham sido inimigos ferrenhos em vidas passadas, agora unidos por laços de sangue, têm a oportunidade de se perdoarem e resolverem suas contendas e desafetos, isso se essa grande oportunidade não for dificultada por lembranças do que tenham sido. Lembranças dessa ordem criariam preconceitos e prevenção, criando barreiras a que a compreensão o amor pudessem se manifestar com naturalidade. O esquecimento nesse caso é uma benção. No entanto, há inúmeros casos em que lembranças de vidas passadas servem de consolo, de alerta, ou até mesmo de direcionamento para a vida terrena.
Título: Re: Lembranças de vidas passadas.
Enviado por: Mourarego em 04 de Julho de 2012, 17:08
Gente, deixem-me bancar o chato mais uma vez, mas é necessário.
Não há, em qualquer das partes ou obras de doutrina espírita, qualquer indicação, sobre vidas passadas.
O que a doutrina ensina é sobre experiências havidas em estágio anterior de encarnação.
Isso porque o Espírito não morre, apenas muda de estágio. Se não morre não existem vidas passadas.
Por isso, pediria a colaboração de todos para que, como Espíritas usemos os vocábulos corretos.
A doutrina também nos ensina que, havendo uma necessidade premente e importante para que nos lembremos de algo que nos facilitaria o progresso moral, tais fatos nos aparecem como flashes.
Abraços,
Moura
Título: Re: Lembranças de vidas passadas.
Enviado por: se_vero em 04 de Julho de 2012, 20:38
Caro Mourarego, por mim você pode corrigir-me quantas vezes for necessário, não vou ressentir-me quanto a isso. Compreendo sua preocupação quanto a utilizar vocábulos certos, uma vez que a linguagem se constitui de instrumento tão pobre, complexo e dado a interpretações dúbias ou contraditórias. Doravante referir-me-ei às experiências havidas em estágio anterior à encarnação como experiências simplesmente do passado, uma vez que essas não ocorrem apenas enquanto o espírito se encontra unido à matéria, mas também, e principalmente no plano espiritual.
Caro amigo, gostaria sinceramente que passasse pelo crivo da sua crítica o que acima relato, considerando o que declina a Doutrina Espírita.[attach=1]
Título: Re: Lembranças de vidas passadas.
Enviado por: Moises de Cerq. Pereira em 04 de Julho de 2012, 22:07
Gente, deixem-me bancar o chato mais uma vez, mas é necessário.
Não há, em qualquer das partes ou obras de doutrina espírita, qualquer indicação, sobre vidas passadas.
O que a doutrina ensina é sobre experiências havidas em estágio anterior de encarnação.
Isso porque o Espírito não morre, apenas muda de estágio. Se não morre não existem vidas passadas.
Por isso, pediria a colaboração de todos para que, como Espíritas usemos os vocábulos corretos.
A doutrina também nos ensina que, havendo uma necessidade premente e importante para que nos lembremos de algo que nos facilitaria o progresso moral, tais fatos nos aparecem como flashes.
Abraços,
Moura

Moura

mas as colocações levan-nos a crer que refere-se a ela
pois vidas passadas entende-se por existencias biológica

se não !

Organizemos os estudos da vida nos perespíritos
com seus orgãos

Vida

esta palavra reveste os dois sentidos
Título: Re: Lembranças de vidas passadas.
Enviado por: Mourarego em 05 de Julho de 2012, 03:59
Moisés, meu mano,
o perispírito não organiza nada, e nem tem órgão algum, é isso que a doutrina ensina.]Mas se o amigo quer crer nisso tudo bem, não estou aqui para demover ninguém de suas idéias, mas sim para indicar o ensinamento doutrinário.
Só faltou o amigo explicar como uma coisa que a DE nega pode, por via da mesma DE insinuar algo pertinente ao que ela não aceita.
abração,
Moura
Título: Re: Lembranças de vidas passadas.
Enviado por: RUI FERNANDES MORGADO em 05 de Julho de 2012, 04:53
Gente, deixem-me bancar o chato mais uma vez, mas é necessário.
Não há, em qualquer das partes ou obras de doutrina espírita, qualquer indicação, sobre vidas passadas.
O que a doutrina ensina é sobre experiências havidas em estágio anterior de encarnação.
Isso porque o Espírito não morre, apenas muda de estágio. Se não morre não existem vidas passadas.
Por isso, pediria a colaboração de todos para que, como Espíritas usemos os vocábulos corretos.
A doutrina também nos ensina que, havendo uma necessidade premente e importante para que nos lembremos de algo que nos facilitaria o progresso moral, tais fatos nos aparecem como flashes.
Abraços,
Moura

Manão Mourão!

Concordo contigo que a vida de um espírito é contínua, não cessa. Contudo, quando eu particularmente, faço uso da expressão "vida passada", logicamente refiro-me a uma vida "física" passada. Por exemplo, se na vida física passada eu fui Napoleão Bonaparte, e na presente, sou o Cachoeira rsrsrs, veja que são duas vidas "físicas" distintas e dessa forma o meu próprio espírito poderá, num bate papo com seus pares, dizer: Tive uma vida "física"  passada como Napoleão, portanto, não trata-se de minha vida "física" presente, nem futura é PASSADA...

Acredito que outros amigos que façam uso da espressão "vida passada" sabem que a vida do Espírito é uma só eternamente. Portanto, aqueles que fazem uso de tal expressão, sómente a usam como referencial.

Um forte abraço! (estou sumido, contudo, ainda não desencarnei rsrs)  :D ;D

Rui Fernandes Morgado
Santo André-SP
Título: Re: Lembranças de vidas passadas.
Enviado por: Moises de Cerq. Pereira em 05 de Julho de 2012, 12:53
Moisés, meu mano,
o perispírito não organiza nada, e nem tem órgão algum, é isso que a doutrina ensina.]Mas se o amigo quer crer nisso tudo bem, não estou aqui para demover ninguém de suas idéias, mas sim para indicar o ensinamento doutrinário.
Só faltou o amigo explicar como uma coisa que a DE nega pode, por via da mesma DE insinuar algo pertinente ao que ela não aceita.
abração,
Moura

Então

Entende-se agora quando se fala em vidas passadas
na vida fìsica
é todo um ciclo
nascer, crescer. morrer
e quando puder multiplicar !!
Título: Re: Lembranças de vidas passadas.
Enviado por: Gustavo Rettenmaier em 05 de Julho de 2012, 15:20
Bom dia meus queridos irmãos.
Como todo debate existente nesse forum, este tambem é muito interessante e por isso gostaria de dar meus pitacos.
Depois de muitos anos acreditando ser o velho testamento biblico uma sandice, comecei a rever meus conceitos ao estudar a DE. Recentemente conversando com meu cunhado que é evangélico, sobre acreditar ou não na biblia, entendi finalmente a diferença de entendimento que apresentei.
Aprendi, ainda que imperfeitamente, a separar forma de conteúdo.
Parece simples, mas não é.
O velho testamento, como o LE e a DE por extensão, possuem uma mensagem, quer concordemos com ela quer não.
E essa mensagem nos é apresentada de uma forma, a qual podemos igualmente concordar ou não.
Já li em alguma postagem desse forum, que o importante é o conteúdo, não quem o transmite, e a distinção que faço, vai na mesma linha: o importante é a mensagem, não a forma.
para voltar ao tema, lembremos que "mais vale entrar na vida sem um olho, do que perdê-la", dizia-nos Jesus.
Confesso que não lembro exatamente o texto do evangelho, mas parece-me que Jesus fazia a distinção entre os dois planos acrescentando uma palavra: ETERNA.
E acho que ai reside o foco de discussão. A vida do espirito, essa é eterna e isso é inquestionável, mas a vida do corpo fisico, tambem inquestionavelmente, é perecivel.
Ambas são vidas, que parecem ser paralelas, mas coincidentes, por que interdependentes, enquanto a inferioridade comandar as ações do espírito que é imortal.
Alem do mais, todos temos um futuro ao qual temos a destinação de perfeição, entretanto, todos temos um passado, no qual tivemos experiencias animando corpos perecíveis, mas "vivos", diante do conceito material.
Como ainda não temos a evolução necessária para raciocinar em nivel de espirito imortal e eterno, é perfeitamente compreensivel que apresentamos o conceito de evolução atraves da sucessão de experiências do espirito na materia densa, o que para a maioria das pessoas, é a sucessão de vidas materiais que um espirito possui.
Dessa forma, ainda que do ponto de vista doutrinário essa forma possa ser questionável, é a forma mais lógica a simples de explicar o conceito, que esse sim, é inquestionável e fundamental.
A compreensão absolutamente correta do conceito vira a medida que a evolução intelectual avançar.
Por enquanto, a divulgação do conceito, é mais importante em minha opinião, do que a forma com que ele seja apresentado, conquanto é obvio essa forma não distorça o conceito.
Título: Re: Lembranças de vidas passadas.
Enviado por: Mourarego em 05 de Julho de 2012, 16:01
Sim, mano Rui compreendo exatamente, esse por menor, porém, a vida corporal, que nem mesmo vida é, mas sim vitalidade, segundo OLE, não é a que demarca nada em termos de ascensão espiritual.
Nem mesmo por ser passada aqui ou ali, entende? O corpo não pensa, não age senão por impulso do cérebro e este é do comando do Espírito.
Abraços,
Moura


Gente, deixem-me bancar o chato mais uma vez, mas é necessário.
Não há, em qualquer das partes ou obras de doutrina espírita, qualquer indicação, sobre vidas passadas.
O que a doutrina ensina é sobre experiências havidas em estágio anterior de encarnação.
Isso porque o Espírito não morre, apenas muda de estágio. Se não morre não existem vidas passadas.
Por isso, pediria a colaboração de todos para que, como Espíritas usemos os vocábulos corretos.
A doutrina também nos ensina que, havendo uma necessidade premente e importante para que nos lembremos de algo que nos facilitaria o progresso moral, tais fatos nos aparecem como flashes.
Abraços,
Moura

Manão Mourão!

Concordo contigo que a vida de um espírito é contínua, não cessa. Contudo, quando eu particularmente, faço uso da expressão "vida passada", logicamente refiro-me a uma vida "física" passada. Por exemplo, se na vida física passada eu fui Napoleão Bonaparte, e na presente, sou o Cachoeira rsrsrs, veja que são duas vidas "físicas" distintas e dessa forma o meu próprio espírito poderá, num bate papo com seus pares, dizer: Tive uma vida "física"  passada como Napoleão, portanto, não trata-se de minha vida "física" presente, nem futura é PASSADA...

Acredito que outros amigos que façam uso da espressão "vida passada" sabem que a vida do Espírito é uma só eternamente. Portanto, aqueles que fazem uso de tal expressão, sómente a usam como referencial.

Um forte abraço! (estou sumido, contudo, ainda não desencarnei rsrs)  :D ;D

Rui Fernandes Morgado
Santo André-SP

Título: Re: Lembranças de vidas passadas.
Enviado por: se_vero em 05 de Julho de 2012, 23:44
Caro Moura.

Como o espírito pode evoluir, se não for na matéria? O espírito é criado simples e ignorante. Ignorante em quê? Parece-me que em termos de mundo material, uma vez que o espírito assim criado fica circunscrito ao mundo espiritual.
Fazendo uma comparação grosseira, o corpo humano seria como um automóvel, com todas as suas complexas peças, e o motorista seria o espírito, que por sua vez deve aprender a dirigir esse veículo.
Assim sendo, como, então, a vida corporal não demarca nada em termos de ascensão espiritual?
O espírito, uma vez encarnado, passa por uma experiência na matéria, e em seguida, após certo tempo, retorna ao mundo que lhe é peculiar e conhecido. Nesse mundo espiritual prepara-se para nova encarnação, e quando se vê pronto, assim o faz para novas experiências na matéria, rumando em direção a Deus, pelo caminho da evolução intelectual e moral.
Título: Re: Lembranças de vidas passadas.
Enviado por: Gustavo Rettenmaier em 06 de Julho de 2012, 13:50
Caro Moura.

Como o espírito pode evoluir, se não for na matéria? O espírito é criado simples e ignorante. Ignorante em quê? Parece-me que em termos de mundo material, uma vez que o espírito assim criado fica circunscrito ao mundo espiritual.
Fazendo uma comparação grosseira, o corpo humano seria como um automóvel, com todas as suas complexas peças, e o motorista seria o espírito, que por sua vez deve aprender a dirigir esse veículo.
Assim sendo, como, então, a vida corporal não demarca nada em termos de ascensão espiritual?
O espírito, uma vez encarnado, passa por uma experiência na matéria, e em seguida, após certo tempo, retorna ao mundo que lhe é peculiar e conhecido. Nesse mundo espiritual prepara-se para nova encarnação, e quando se vê pronto, assim o faz para novas experiências na matéria, rumando em direção a Deus, pelo caminho da evolução intelectual e moral.
Se não marcasse nada, não teria utilidade. A vida material, em nosso estágio é o que faz com que cresçamos, alias apenas os evoluidos não precisam utilizar-se dela, o que vai demorar muito para chegar-mos perto.

Título: Re: Lembranças de vidas passadas.
Enviado por: Mourarego em 06 de Julho de 2012, 16:33
Vero,
diz OLE que um Espírito pode muito progredir mesmo na erraticidade, mas que há de reencarnar para provar tal progresso.
Note que só falo em progresso, pois que evolução, esta só se dá quando se passa de um mundo a outro.
abraços,
Moura

Caro Moura.

Como o espírito pode evoluir, se não for na matéria? O espírito é criado simples e ignorante. Ignorante em quê? Parece-me que em termos de mundo material, uma vez que o espírito assim criado fica circunscrito ao mundo espiritual.
Fazendo uma comparação grosseira, o corpo humano seria como um automóvel, com todas as suas complexas peças, e o motorista seria o espírito, que por sua vez deve aprender a dirigir esse veículo.
Assim sendo, como, então, a vida corporal não demarca nada em termos de ascensão espiritual?
O espírito, uma vez encarnado, passa por uma experiência na matéria, e em seguida, após certo tempo, retorna ao mundo que lhe é peculiar e conhecido. Nesse mundo espiritual prepara-se para nova encarnação, e quando se vê pronto, assim o faz para novas experiências na matéria, rumando em direção a Deus, pelo caminho da evolução intelectual e moral.
Título: Re: Lembranças de vidas passadas.
Enviado por: Mourarego em 19 de Julho de 2012, 18:15
Esta a razão de eu ter sido enfático mano Gustavo:
Diz OLE:
"Os maus Espíritos também se servem dos sonhos para atormentar as
almas fracas e pusilânimes."
"O Espírito que lhe será dado por guia nessa nova existência procurará fazê-lo reparar suas faltas, dando-lhe uma espécie de intuição das que ele cometeu."
veja mano, que quando um flash se nos acontece de ser visto, nunca trás lembranças de um crime que perpetramos ou que nos tenham cometido, as lembranças são de nível a nos fazer entender a nossa parte na história mas nunca para mostrar uma ação nefasta de outrem.
Note que estou recortando de duas respostas diferentes, aquilo que serve de convicção para mim.
abraços,
Moura
Título: Re: Lembranças de vidas passadas.
Enviado por: Gustavo Rettenmaier em 20 de Julho de 2012, 00:48
Meu querido Moura, não discordo do amigo, ao contrário, embora tenha, por convicção própria, não aceitar ou, no caso, rejeitar nada, sem uma reflexão própria mais apurada.
Título: Re: Lembranças de vidas passadas.
Enviado por: Moises de Cerq. Pereira em 20 de Julho de 2012, 13:46
No palco desta vida não estão presentes
somente as pessoas que convivemos em vidas passadas
ou vivências de uma mesma vida como queiram enteder

No palco desta vida estão presentes também
em forma , ou estado, ou condição invisível
tantas outras pessoas
que de nossas vidas fizeram partes
como das vidas destes, encarnados e desencarnados, também fizemos.

O òdio que ressurge em um ercanado
pode ser provocado, ou aceso
por um desencarnado ou um encarnado
ou o ódio em um desencarnado poderá ser
provocado por um desencarnado ou mesmo um encarnado.

As imagens e as formas podem surgir para nós,
para uma nossa interpretação
ante a mensagem da imagem,
u sentimento que ela faz foco para se observar
e não necessariamente a as cenas da vida que se passou
e como passou...

É preciso cautela
e negação não é sinonimo de cautela

Existe a possibilidade
de cenas das vidas se entreporem
se misturarem
e ainda podem se misturar
com os pensamentos dos espírtos e dos encarnados que nos envolvem
ante tal cobrança ou situação
´
Preciso é maior definição
e entendimento

Por esta razão
que não se podem mensurar no mesmo pé de igualdade e capacidade
os clarividentes
e nem as imagens fornecidas

Ante a  possibilidade
é preciso penetrar, ratreiar
esmiuçar, investigar, separar,
colher
Orar

Cada vez que mais nos envlvemos
mais aptos ficamos
e poderá levar vidas
para o alcance desta séria arte

aí não serão os flagrantes espontâneos
não somente
Título: Re: Lembranças de vidas passadas.
Enviado por: Moises de Cerq. Pereira em 20 de Julho de 2012, 13:52
Armas de fogo portáteis surgiram no século XV. Para ter tido 20 encarnações nesse intervalo, seria preciso ter vivido no máximo em cada uma delas até os 25 anos sem nenhum intervalo entre uma vida e outra.

Uma coisa observável
é a mudaça que realizamos em uma mesma vida

Mudança física
mudança da forma e maneira para os pensamentos
mudança de família
mudança nos membros que convimos
mudança regional
mudança de hábtos
mudança de pessoal
enfim

quantas mudanças temos em uma mesma vida

Poderíamos
olha a vida atual
e se pudessemos pegar
fleshes a parte
e mostra-los aos outros
eles mesmo surpreenderiam com as mudanças
como se fosse outras vidas
fora cenários
evolução social
moda e cultura

é que vivemos tão devagar
e nem percebemos
Título: Re: Lembranças de vidas passadas.
Enviado por: Moises de Cerq. Pereira em 20 de Julho de 2012, 16:11
Nossa Moura

Por que vc complica?

Vida passada é o mesmo que encarnação passada

...............................

A reencarnação

166 Como a alma, que não alcançou a perfeição durante a vida corporal, pode acabar de se depurar?


– Submetendo-se à prova de uma nova existência.

166 a Como a alma realiza essa nova existência? É pela sua transformação como Espírito?

– A alma, ao se depurar, sofre sem dúvida uma transformação, mas para isso é preciso que passe pela prova da vida corporal.

166 b A alma tem, portanto, que passar por muitas existências corporais?

– Sim, todos nós temos muitas existências. Os que dizem o contrário querem vos manter na ignorância em que eles próprios se encontram. Esse é o desejo deles.

166 c Desse princípio parece resultar que a alma, após ter deixado um corpo, toma outro, ou seja, reencarna em um novo corpo. É assim que se deve entender?

– Evidentemente.

167 Qual é o objetivo da reencarnação?

– Expiação, melhoramento progressivo da humanidade. Sem isso, onde estaria a justiça?

...................

Outra

Quem levou um tiro é que sabe o que sentiu
nem todos sentem iguais
o mesmo male

(agora aprendi falar male)
Título: Re: Lembranças de vidas passadas.
Enviado por: Mourarego em 20 de Julho de 2012, 16:21
Moisés, parece que o amigo se esquece das primeiras palavras de kardec em OLE quando fala sobre o perigo da anfibiologia e avisa: "Para coisas novas, palavras novas.
Sendo assim a doutrina contém vocábulo expresso e condizente, para se necessitar de outras palavras que mais levam à idéias erradas do que para o cerne doutrinário.
Lembra o amigo daquela propaganda do DETRAN?
"Não faça do seu carro uma arma, ela poderá se voltar contra você mesmo"...
Pois é, a invenção dese tipo de palavrinhas faz o mesmo papel que a propaganda avida não ser muito benéfico.
Mano, como estudantes e seguidores de uma doutrina, de seus textos não nos devemos afastar.
Abraços,
Moura
Título: Re: Lembranças de vidas passadas.
Enviado por: Moises de Cerq. Pereira em 20 de Julho de 2012, 16:35
Moura Moura
E a empatia
descarta ?

desola?

òbvil que a pessoa, que nós...seja quem for
falamos de encaranções
pois estamos num assunto espírita
apenas isto.

Como pode ser uma vida então?

Vida biológica?
Não é pois o corpo morre e se ercarna em outro !

kardec fala em existência corporal
uma duas, mil....e ai vai

Logoa existência espiritual também existe
é uma só ..pela conclusão

Vida espiritual
vida carnal

Uma só existência o espiritual
em várias existências corporais

Substitui-se existência por vidas
fechado o negócio
Título: Re: Lembranças de vidas passadas.
Enviado por: Mourarego em 20 de Julho de 2012, 16:38
Existência corporal meu mano Moisés, o nome mesmo indica: A parte pura e exclusivamente física, pois só o corpo fenece e morre.
O Espírito não.
O amigo devia estar subindo os últimos centímetros para receber as tábuas da lei, e não pode vir a esta aula hehehe.
Abraço,
Moura
Título: Re: Lembranças de vidas passadas.
Enviado por: Moises de Cerq. Pereira em 20 de Julho de 2012, 17:04
Acho que foi isso

tabuas da lei

só me faltava essa

....................

O esquecimento temporário é um benefício da Providência; a experiência é muitas
vezes adquirida por provas rudes e expiações terríveis, cuja lembrança seria
muito penosa e viria se juntar às angústias das atribulações da vida presente.
Se os sofrimentos da vida parecem longos, que aconteceria se a sua duração
aumentasse com a lembrança dos sofrimentos do passado?

(kardec, O que é o Espiritismo)

.....................

Quantos homens desejariam, durante a vida, poder colocar, do mesmo modo,
um véu sobre os seus primei ros anos! Quantos disseram a si mesmos, ao fi nal de
seus percursos: “Se eu fosse recomeçar, eu não faria o que fi z.” Pois bem, o que
eles não podem refazer nesta vida, o farão em uma outra; em uma nova existência,seu espírito trará, em estado de intuição, as boas resoluções que tiverem tomado. É
assim que se realiza gradualmente o progresso da humanidade.

(kardec, O que é o Espiritismo)

....................

O Espiritismo tem por objetivo combater a incredulidade e suas funestas conseqüências,
dando provas evidentes da existência da alma e da vida futura. Ele,portanto, se destina àqueles que não crêem em nada ou que duvidam, e o senhor sabe que o número dessas pessoas é grande. Aqueles que têm uma fé religiosa, e a
quem essa fé é sufi ciente, não precisam dele. Àquele que diz: “eu creio na autoridade
da Igreja, e me limito ao que ela ensina, sem nada procurar além,” o Espiritismo
responde que não se impõe a ninguém e não vem forçar nenhuma convicção.


(kardec, O que é o Espiritismo)

...................

tem um monte de citações
do Sr. kardec
falando em vidas passadas
Título: Re: Lembranças de vidas passadas.
Enviado por: Mourarego em 20 de Julho de 2012, 17:12
Moisés, como se vê você faltou mesmo a aula hehehe. Porém mesmo eu faltaria se fosse para pegar as tábuas da lei (aqui mano é apenas uma piada só isso).
Acontece que por vida, já que o corpo não é mais do que apêndice para o Espírito, o codificador nos fala da ação do Espírito encarnado. Sendo assim vida futura , é a consistente idéia de que não perecendo nunca o Espírito numa nova existência, ou seja, no continuar encarnado de sua deambulação pela Terra, será sempre o mesmo Espírito mas em corpo material diferente.
Ainda bem que Kardec nem tocou na situação que envolve a muitos Espíritos que a queiram, ou seja a de progredirem mesmo em estado etéreo.
Abraços,
Moura
Título: Re: Lembranças de vidas passadas.
Enviado por: Moises de Cerq. Pereira em 20 de Julho de 2012, 18:12
Entendi a piada
sempre é bem vindo o humor inteligente

então

Vamos a mais uma citação;

A Genese

...Diga-se que todas essas almas faziam parte da colônia de espíritos exilados
na Terra ao tempo de Adão, e que elas estavam maculadas pelas faltas que as
haviam excluído de um mundo melhor, e ter-se-á a única interpretação racional do
pecado original, pecado próprio a cada indivíduo e não o resultado da responsabilidade
da falta de um outro a quem jamais conheceu. Diga-se que essas almas ou
espíritos renascem por diversas vezes na Terra, na vida corpórea, para progredirem
e se purifi carem; que o Cristo veio esclarecer essas mesmas almas, não somente
sobre suas vidas passadas, mas também em relação às suas vidas futuras,
e só
então, dar-se-á à sua missão um objetivo real e sério, que a razão pode aceitar.

............

Renda-se Moura

rsrsrsrs

............................

Título: Re: Lembranças de vidas passadas.
Enviado por: Mourarego em 20 de Julho de 2012, 18:16
Amigo Moisés, a julgar pelo que você quer afirmar, a própria mensagem já consagraria a bobagem sobre as Colônias e é então que se entende que a expressão "vidas passadas" usada aqui só se refere ao período carnal, logo, puramente material, onde o Espírito estagia.
É que o amigo ainda não compreendeu que aqui há uma aglutinação do pensamento e que por isso e em sentido apenas figurativo se possa falar "vidas passadas".
Aliás, compreender o amigo com certeza compreende, mas como sedia, ainda não ligou o nome à pessoa hehehe.
Abração,
Moura
Título: Re: Lembranças de vidas passadas.
Enviado por: Moises de Cerq. Pereira em 20 de Julho de 2012, 18:27
Acho que não
até por que é um fragmento de texto
não vamos cometer o erro dos dogmáticos

"Todo agrupamento seja do que for
em ambiente que não lhe pertencia
pode se entender por colonização
nem que seja das idéias
ante a nova adaptação
Foi assim com os Bandeirantes
nos sertões a fora

A Filosofia organiza palavras
para melhor definir o alcance das idéias

...........

Vamos a outra citação da Revue de 1865

....Como o Espírito desencarnado vê manifestamente o que se passa e os exemplos
terríveis da vida, ele compreende tanto mais depressa o que o exortam a crer ou a fazer;
é por isso que não é raro ver-se Espíritos desencarnados dissertarem sabiamente sobre
questões que, quando vivos, estavam longe de emocioná-los.
A adversidade amadurece o pensamento. Esta palavra é verdadeira sobretudo para
os Espíritos desencarnados, que vêem de perto as conseqüências de sua vida passada.
A negligência e o preconceito, ao contrário, triunfam no Espírito encarnado; as
seduções da vida, e mesmo as suas decepções, lhe dão uma misantropia ou uma
indiferença completa pelos homens e as coisas divinas

Oras bolas!

se já estão desencarnados
se já são espíritos
pra que definir a tal da Vida passada
ainda mais Kardec?

2 x 0

verdão na frente
Título: Re: Lembranças de vidas passadas.
Enviado por: Mourarego em 20 de Julho de 2012, 18:41
E quem disse que estão desencarnados mano?
Está vendo a "confa" que o meu mano faz?
ele fala de vida material , logo na Terra.

"Diga-se que todas essas almas faziam parte da colônia de espíritos exilados
na Terra ao tempo de Adão(...)"
Abração,
Moura

Clique aqui para ler mais: http://www.forumespirita.net/fe/reencarnacao/lembrancas-de-vidas-passadas-43242/30/?action=post;num_replies=39#ixzz21BZpYPI3
Título: Re: Lembranças de vidas passadas.
Enviado por: Moises de Cerq. Pereira em 20 de Julho de 2012, 18:48
das tábuas a Adão

eu heimmm

catecismo é !

Vidas passadas que é igual a vivências passdas que é igual
a encarnações passadas
que é igual a teimosias passadas

abraços

Título: Re: Lembranças de vidas passadas.
Enviado por: Mourarego em 20 de Julho de 2012, 18:50
E quem encarna não é o Espírito, ou ele continua etéreo ainda que encarnado mano Moisés?
Abração,
Moura
Título: Re: Lembranças de vidas passadas.
Enviado por: Albigense em 20 de Julho de 2012, 19:21

de minha parte já obtive pequenos trechos
de algumas vidas que se passaram
não a vivência toda
mas trechos
que vieram a colaborar com o aprendizado da vida atual

Olá Moisés

Não, isto não pode ser. Não está escrito em nenhum livro da codificação que o meu amigo possa ter acesso a suas vidas passadas, logo não pode ser verdade.

Eu também estava convicto que conhecia partes de 4 de minhas vidas passadas, mas agora sei que não pode ser verdade.
Em determinado momento tomei conhecimento porque razão uma certa pessoa nutria por mim uma certa animosidade. Claro que me calei e esperei. Mais tarde essa mesma pessoa, em terapia regressiva, acedeu à mesma informação. Ultrapassamos nossos diferendos e hoje nos amamos como bons irmãos.
Mas isto não pode ser verdade, pois não está contemplado nos livros da codificação.
Também ultrapassei alguns problemas fisicos, dores, que jamais foram entendidos pela medicina, acedendo à causa que os determinava e que resultava dum acontecimento duma vida passada. Depois de lá ir e de entender as ditas dores desapareceram como por encanto.
Mas isto não pode ser verdade pois não vem relatado em nenhum livro da codificação.

Al
Título: Re: Lembranças de vidas passadas.
Enviado por: Moises de Cerq. Pereira em 20 de Julho de 2012, 19:34

de minha parte já obtive pequenos trechos
de algumas vidas que se passaram
não a vivência toda
mas trechos
que vieram a colaborar com o aprendizado da vida atual

Olá Moisés

Não, isto não pode ser. Não está escrito em nenhum livro da codificação que o meu amigo possa ter acesso a suas vidas passadas, logo não pode ser verdade.

Eu também estava convicto que conhecia partes de 4 de minhas vidas passadas, mas agora sei que não pode ser verdade.
Em determinado momento tomei conhecimento porque razão uma certa pessoa nutria por mim uma certa animosidade. Claro que me calei e esperei. Mais tarde essa mesma pessoa, em terapia regressiva, acedeu à mesma informação. Ultrapassamos nossos diferendos e hoje nos amamos como bons irmãos.
Mas isto não pode ser verdade, pois não está contemplado nos livros da codificação.
Também ultrapassei alguns problemas fisicos, dores, que jamais foram entendidos pela medicina, acedendo à causa que os determinava e que resultava dum acontecimento duma vida passada. Depois de lá ir e de entender as ditas dores desapareceram como por encanto.
Mas isto não pode ser verdade pois não vem relatado em nenhum livro da codificação.

Al

rsrsrsr

lembrei do fruto proibido
no jardim do Edem

Não comas ! ! !


é uma metáfora mesmo...
Título: Re: Lembranças de vidas passadas.
Enviado por: L3ONARDO em 21 de Julho de 2012, 00:05
Olá, Albigense.

Você disse:

Não, isto não pode ser. Não está escrito em nenhum livro da codificação que o meu amigo possa ter acesso a suas vidas passadas, logo não pode ser verdade.

Essa frase chamou-me a atenção por dois motivos:

a) Você estabelece que o verdadeiro só o é se contemplado pela Codificação;
B) Que não há informações dentro da "codificação" sobre recordar-se do passado.

Comentando o primeiro item A, eu penso interessante recordar que Kardec partiu da prática para a construção do conhecimento teórico. Assim, negar que algo existe pelo simples fato de não ter sido contemplado pela obra de Kardec não me parece uma medida razoável. Há muitos campos a serem explorados.

Em relação ao item B, eu gostaria de destacar que a questão 396 de O Livro dos Espíritos fala, sim, sobre a possibilidade de recordar-se de uma vida passada, ainda que vagamente.

 De momento, uma outra referência que me ocorre (e aqui faço um parêntesis, pois não sei se você considera a Revista Espírita como parte da "codificação") está na Revista Espírita de 1860, mês de Julho, quando Kardec interroga o espírito protetor de um oficial da Marinha que aparentemente se lembrava de uma vida passada quando encarnado. O título do artigo é, curiosamente, Lembrança de uma existência anterior. - Não vou resumir o artigo, gostaria apenas de destacar duas perguntas que Kardec faz ao referido espírito:

4. Já que tendes a bondade de responder, perguntaremos se a lembrança que ele julga ter conservado de sua morte numa existência anterior é uma ilusão.

Resp. – É uma intuição muito real. Na época essa pessoa vivia muito bem na Terra.

5. Por que motivo essa lembrança lhe é mais precisa do que para outros? Há nisso uma causa fisiológica ou uma utilidade particular para ele?

Resp. – Essas lembranças vivazes são muito raras. Dependem um pouco do gênero de morte, que de tal modo o

Não se segue no texto nenhum comentário de Kardec desaprovando a resposta deste espírito ou fazendo observações oferecendo alternativas.

Em anexo, também deixarei o livro "Vinte Casos Sugestivos de Reencarnação" de Ian Stevenson e gostaria de uma outra interpretação sobre os casos que não fosse a lembrança de uma vida passada.

Abraço.

Título: Re: Lembranças de vidas passadas.
Enviado por: Albigense em 21 de Julho de 2012, 00:27
Olá Leonardo

Desculpa-me mas não interpretes o que escrevi dessa maneira.

Neste caso eu estou mesmo postando diretamente para o Moisés e sei que ele me entende.

Eu também li esse livro.

Um abraço

Al
Título: Re: Lembranças de vidas passadas.
Enviado por: L3ONARDO em 21 de Julho de 2012, 00:30
Pode explicar melhor? Creio que não entendi.

Abraço.
Título: Re: Lembranças de vidas passadas.
Enviado por: Gustavo Rettenmaier em 21 de Julho de 2012, 01:27
Caros Leonardo e Albigense.
Se me permitem dar minha contribuição, entendo perfeitamente o diálogo entre o Albigense e Moisés.
Na realidade, acho que é uma fina ironia aqueles que, em defesa do chamado "purismo Doutrinário", desconsideram qualquer coisa que não esteja explicitada nas obras do Kardec, em especial no LE.
Alias,  ja vi citações aqui, questionando a validade do ESE como obra básica, mas citando o CUEE como base para a doutrina, CUEE esse que foi citado no próprio ESE.
De minha parte, tive minhas experiências igualmente impressionantes, sobre um relacionamento vivido na década de 1640, e que esta sendo "resgatado" nessa encarnação, entre outras.
Eu sei o que eu vi, o que vivi, o que experimentei, mas isso não esta na codificação, nem passou pelo CUEE, portanto não vale enquanto informação doutrinária.
Não discordo, quanto ao fato de ser muito pessoal, portanto fora da DE, mas não aceito ser tachado de "anti-doutrinário", ou ser tratado de "imbecil", como alguns ainda que de forma sutil, tentam fazer.
Alias, se cada um de nós repassase a um grupo maior essas experiências, talvez pudessemos encontrar muitas similaridades.
Título: Re: Lembranças de vidas passadas.
Enviado por: Albigense em 21 de Julho de 2012, 01:34
Pode explicar melhor? Creio que não entendi.

Abraço.

Leonardo

Fiz essas afirmações com humor, desculpe de não me ter feito entender convenientemente.

Al
Título: Re: Lembranças de vidas passadas.
Enviado por: Albigense em 21 de Julho de 2012, 01:41
Olá

É mesmo isso Gustavo.

O problema é que, para quem estudar a revista espirita, irá encontrar diversas situações em que Espiritos informam que seus problemas da ultima vivência são resultado de ajustes de acontecimentos de uma outra vivência.
Da mesma forma existem guias informando sobre situações de experiências vivenciadas por seus protegidos como resultado de vivências passadas.
Ora se guias já informavam de tais situações nos idos dos anos sessentas do século dezanove, como podemos duvidar que também o façam nos tempos actuais?

Al
Título: Re: Lembranças de vidas passadas.
Enviado por: L3ONARDO em 21 de Julho de 2012, 02:20
Ah, sim. Agora entendi.

Confesso que inicialmente me assustei, pois um dos campos que mais produziram resultados à favor da causa "espiritual" são, justamente, a pesquisa com crianças que se lembram de vidas passadas que, ao contrário do que muitos pensam, são muito bem embasadas.

Abraço.
Título: Re: Lembranças de vidas passadas.
Enviado por: Moises de Cerq. Pereira em 21 de Julho de 2012, 13:28
Bom !
vamos conversar

Citar
Albigense
Os sonhos, por norma, se referem a acontecimentos passados, desta ou de outra vivência no plano físico.
Aquilo que relata é perfeitamente provável que tenha sucedido.

Só acrescentaria que por norma não,
os sonhos não seguem esta regra nem a esta possibilidade está condicionado
por norma talvez as lembranças de vidas passadas(vivências,encarnações)
mas sonhamos também com premonições
com possiveis acontecimentos futuros.

Citar
No entanto o acesso às memórias de acontecimentos passados, de nossa vida, apenas sucedem quando as consequências desses acontecimentos estão por nós resolvidos ou em vias de resolução.

Também não podemos avaliar como regra
Muitas questões nos persguem e não se resolvem
nem estavam resolvidas e nem se resolvem.
consideremos o livre arbítreo e o nivel de entendimento.

Citar
Esta resolução não é para com o outro ou com o outro, ela é para com nós mesmos. Se no seu interior o contato natural, com uma pessoa que a prejudicou, já não desperta qualquer sentimento menos digno, isso significa que o problema está resolvido dentro de si. Neste caso pode muito bem suceder que lhe seja mostrada a razão porque o outro não demonstra, para consigo, qualquer afeição.

Creio que é com todos os envolvidos

Citar
Outra questão é o número de reencarnações que apresenta entre o acontecimento que refere e o tempo atual, 20.Isto é impossível. Nem em mil anos, ou mesmo dois mil anos, isto seria possível no atual estágio de nossa humanidade.

Eu já não analiso assim
sei de um caso em que houve umas 04 reencarnações onde o espírto morreu
criança...posteriormente a estes fatos...encarnou-se em outro sexo.


abraços

Título: Re: Lembranças de vidas passadas.
Enviado por: Moises de Cerq. Pereira em 21 de Julho de 2012, 13:31
Olá, Albigense.

Você disse:

Não, isto não pode ser. Não está escrito em nenhum livro da codificação que o meu amigo possa ter acesso a suas vidas passadas, logo não pode ser verdade.

Essa frase chamou-me a atenção por dois motivos:

a) Você estabelece que o verdadeiro só o é se contemplado pela Codificação;
B) Que não há informações dentro da "codificação" sobre recordar-se do passado.

Comentando o primeiro item A, eu penso interessante recordar que Kardec partiu da prática para a construção do conhecimento teórico. Assim, negar que algo existe pelo simples fato de não ter sido contemplado pela obra de Kardec não me parece uma medida razoável. Há muitos campos a serem explorados.

Em relação ao item B, eu gostaria de destacar que a questão 396 de O Livro dos Espíritos fala, sim, sobre a possibilidade de recordar-se de uma vida passada, ainda que vagamente.

 De momento, uma outra referência que me ocorre (e aqui faço um parêntesis, pois não sei se você considera a Revista Espírita como parte da "codificação") está na Revista Espírita de 1860, mês de Julho, quando Kardec interroga o espírito protetor de um oficial da Marinha que aparentemente se lembrava de uma vida passada quando encarnado. O título do artigo é, curiosamente, Lembrança de uma existência anterior. - Não vou resumir o artigo, gostaria apenas de destacar duas perguntas que Kardec faz ao referido espírito:

4. Já que tendes a bondade de responder, perguntaremos se a lembrança que ele julga ter conservado de sua morte numa existência anterior é uma ilusão.

Resp. – É uma intuição muito real. Na época essa pessoa vivia muito bem na Terra.

5. Por que motivo essa lembrança lhe é mais precisa do que para outros? Há nisso uma causa fisiológica ou uma utilidade particular para ele?

Resp. – Essas lembranças vivazes são muito raras. Dependem um pouco do gênero de morte, que de tal modo o

Não se segue no texto nenhum comentário de Kardec desaprovando a resposta deste espírito ou fazendo observações oferecendo alternativas.

Em anexo, também deixarei o livro "Vinte Casos Sugestivos de Reencarnação" de Ian Stevenson e gostaria de uma outra interpretação sobre os casos que não fosse a lembrança de uma vida passada.

Abraço.



Olá Gostei
dos seus apontamentos

e de como nos solicita a partir primeiramente das observações práticas
e depois tecer as próprias conclusões
Citando kardec...ou melhor o metodo..nos orienta muito bem.
Título: Re: Lembranças de vidas passadas.
Enviado por: Moises de Cerq. Pereira em 21 de Julho de 2012, 13:42
Caros Leonardo e Albigense.
Se me permitem dar minha contribuição, entendo perfeitamente o diálogo entre o Albigense e Moisés.
Na realidade, acho que é uma fina ironia aqueles que, em defesa do chamado "purismo Doutrinário", desconsideram qualquer coisa que não esteja explicitada nas obras do Kardec, em especial no LE.
Alias,  ja vi citações aqui, questionando a validade do ESE como obra básica, mas citando o CUEE como base para a doutrina, CUEE esse que foi citado no próprio ESE.
De minha parte, tive minhas experiências igualmente impressionantes, sobre um relacionamento vivido na década de 1640, e que esta sendo "resgatado" nessa encarnação, entre outras.
Eu sei o que eu vi, o que vivi, o que experimentei, mas isso não esta na codificação, nem passou pelo CUEE, portanto não vale enquanto informação doutrinária.
Não discordo, quanto ao fato de ser muito pessoal, portanto fora da DE, mas não aceito ser tachado de "anti-doutrinário", ou ser tratado de "imbecil", como alguns ainda que de forma sutil, tentam fazer.
Alias, se cada um de nós repassase a um grupo maior essas experiências, talvez pudessemos encontrar muitas similaridades.

Olá Gustavo

O que não está no CUEE é a década de 1640...rsrsrsrsr
(não deixa o Moura ler...ele já deve estar rindo)

O resto está aprovado
boas colocações

Apenas coloco que a conversa é entre todos

Também na Revue kardec trata da psicologia
escancaradamente
Comportamento este que exclui a dogmatização das manifestações
dos desencarnados e das questões da alma.

Penso assim

Título: Re: Lembranças de vidas passadas.
Enviado por: Albigense em 21 de Julho de 2012, 17:11
Olá Moisés

Porque razão afirma que a norma, entenda-se regra, não é o sonho com acvontecimentos passados.
Esta sim é a regra, os sonhos premonitórios são excepções, são o que menos acontece, não negando que acontece.
 
A regra no acesso à informação sobre questões de vidas passadas está, normalmente, no facto da situação em si estar resolvida ou em vias de solução. E esta é mesmo uma regra para evitar as batotas o0u tentativas de as fazer.

Meu amigo pelo facto de conhecer um facto em que existiram 4 reencarnações em que o Espiririto desencarnou criança não invalida nada do que afirmei. Essa já é muma excepção muito excepcional. Mas de 4 para 20 ainda vão 16.
Por outro lado estamos falando de tempo entre reencarnações.
Qual o tempo que duraram essas 4 reencarnações?

Al
Título: Re: Lembranças de vidas passadas.
Enviado por: Moises de Cerq. Pereira em 21 de Julho de 2012, 17:30
Olá Albigene

Compreendi a sua colocação
Título: Re: Lembranças de vidas passadas.
Enviado por: Mourarego em 21 de Julho de 2012, 18:26
Gente a coisa é tão simples que me faz entristecer ver que alguns usam de ironia, pueril para escreverem sobre oque não conhecem mas que pensam serem os descobridores dos sete mares.
Sim, os espíritos podem quer por vontade própria aditada ao mérito de alguns, quer por manipulação dos fluídos que envolvam a esta pessoa, modificar isso ou aquilo.]mas daí a se afirmar que tudo pode ser objeto disso vai uma distancia abissal.
Espírito não curam perna quebrada;
Espíritos não podem manipular fluídos para fazer renascer um braço amputado e perdido.
aliás Espírito nem mesmo podem fazer com que um braço amputado mas já em fase avançada possa ser, se encontrado, reimplantado se se tornar apto ao trabalho de antes.
O que eu vejo com extrema clareza e que alguns poucos, querem trazer das estorinhas infantis, conceitos em que crêem e pensam ser verdadeiros, mas falamos tão somente em termos de doutrina. Isso é bem diferente, da ironia boba que alguns tentam desenvolver...
Abraços,
Moura
Título: Re: Lembranças de vidas passadas.
Enviado por: Moises de Cerq. Pereira em 21 de Julho de 2012, 19:44
MOura

Confesso que não entendi
Título: Re: Lembranças de vidas passadas.
Enviado por: Mourarego em 21 de Julho de 2012, 19:53
Quero explicar, mano Moisés, que os Espíritos mesmo os Puros, não podem tudo, não fazem tudo o que se apregoa.
RAZÃO:
Mesmo os puros necessitam da outorga Divina.
Abraços,
Moura
Título: Re: Lembranças de vidas passadas.
Enviado por: Moises de Cerq. Pereira em 21 de Julho de 2012, 19:57
Quero explicar, mano Moisés, que os Espíritos mesmo os Puros, não podem tudo, não fazem tudo o que se apregoa.
RAZÃO:
Mesmo os puros necessitam da outorga Divina.
Abraços,
Moura

Não continuo entendendo

O que isto tem a ver com o assunto
Título: Re: Lembranças de vidas passadas.
Enviado por: Mourarego em 21 de Julho de 2012, 19:59
Mano leia o email que te enviei, talvez o amigo venha a entender.
abraços,
Moura
Título: Re: Lembranças de vidas passadas.
Enviado por: Albigense em 21 de Julho de 2012, 20:03
MOura

Confesso que não entendi

Claro que não.
Mas talvez, talvez mesmo.

Al
Título: Re: Lembranças de vidas passadas.
Enviado por: Mourarego em 21 de Julho de 2012, 20:17
hehehe mano Al.
Abraços,
Moura
Título: Re: Lembranças de vidas passadas.
Enviado por: Moises de Cerq. Pereira em 21 de Julho de 2012, 20:25
Moura

O que quero e pretendo valorizar
e sempre busquei
e mediante a oportunidade espírita

São as experiências das pessoas
seus relatos
seus contos e opiniões
Sua maneiras de ver

Sem mensura-las
em nada

Pois eu também tenho
minhas experiências

Apenas isso

Nada mais do que isso

Isso para mim é valoroso
é o que gosto e aprecio
Título: Re: Lembranças de vidas passadas.
Enviado por: Moises de Cerq. Pereira em 21 de Julho de 2012, 20:28
Até por que corro o risco
de responder
a alguém que possa entrar por entrar no Fórum
e inventar por inventar

mas
confio na sinceridade
também daqueles que nem participam

Por isso
procuro esta maneira de discutir assuntos

Não quero ter ataques emocionais
...

Eu
Acredito em lembranças de vidas passadas
tivessem elas relatadas ou não na DE.

Título: Re: Lembranças de vidas passadas.
Enviado por: Mourarego em 21 de Julho de 2012, 20:32
Mano em minha querida Teresina temos umditado popular que diz assim, aliás muito repetido em todo lugar do Brasil:
"Não lhe gabo o gosto".
A razão de trazê-lo para este tema é a que explico:
Ao falarmos em termos de doutrina, devemos nos ater a ela mano,
Isso quem diz é o codificador mas diz quem quer, segue quem tem cabeça.
Pessoas, a começar de eu mesmo cometem erros muitos, e sob muitas características enquanto a doutrina sobre a qual traçam linhas, tem por caráter próprio ser a emanação do pensamento Divino.
mesmo assim, tendo sido apregoada por diversos Espíritos da classe dos Superiores, teve de passar pelo crivo que lhe daria o criterium de Verdade, também anotado nas primeiras colocação da obra OLE.
Ora o que tem maior valie meu amigo.
O que eu e o João das Couves falamos, ou a doutrina?
Entenda isso e o amigo andará mais depressa.
digo isso sem desdouro algum para as pessoas e a começar por eu mesmo.
abraços,
Moura
Título: Re: Lembranças de vidas passadas.
Enviado por: Mourarego em 21 de Julho de 2012, 20:34
Mano, acreditar eu posso até mesmo no Saci Pererê.
Mas daí fazer verdadeira a minha crença e sob o instituto de uma doutrina ah mano, dá não!
Não falamos de crença senão a espírita mano, senão não faremos senão coisa outra e na seda espiritualista mas nunca Espírita.
Abraços,
Moura

Até por que corro o risco
de responder
a alguém que possa entrar por entrar no Fórum
e inventar por inventar

mas
confio na sinceridade
também daqueles que nem participam

Por isso
procuro esta maneira de discutir assuntos

Não quero ter ataques emocionais
...

Eu
Acredito em lembranças de vidas passadas
tivessem elas relatadas ou não na DE.


Título: Re: Lembranças de vidas passadas.
Enviado por: Moises de Cerq. Pereira em 21 de Julho de 2012, 20:51
Moura

Não foi o nosso intelecto o autor desta Doutrina

apenas isso

Creio eu que não devo razurar
os outros

Nem pelo gosto da Doutrina

Moura
é possivel
segundo a DE ter lembranças de passagens das encarnações passadas?
Título: Re: Lembranças de vidas passadas.
Enviado por: Mourarego em 22 de Julho de 2012, 17:04
Sim mano Moisés.
Porém estas nos aparecem, com, diz em OLE sob a forma de flashes, e sempre com o caráter único de nos ajudar a vencer uma tribulação.
Abraços,
Moura
Título: Re: Lembranças de vidas passadas.
Enviado por: Albigense em 22 de Julho de 2012, 17:59
Pois

Muitas vezes é difícil dizer sim, sem qualquer outra justificativa.

Clarifiquemos alguns pontos.

- Não existem 2 pessoas iguais.
- Por isso não existem 2 casos iguais. Cada caso é um caso.
- Cada ser vive uma experiência individual. Nenhuma experiência é, em rigor, igual a outra experiência.
- Por isso cada um apenas poderá falar da sua experiência.
- O que está nos livros é a experiência dos outros.
- Isto é verdade para todos, incluindo os Espíritos superiores.

Então clarifiquemos;

Tudo acontece na nossa memória.
Quando se acede a informação de vidas passadas, essa informação se resume a um fato ou acontecimento. Na condição de reencarnado não acederemos a uma vida de fio a pavio.
Mas quando se acede a um acontecimento, por norma traumático, esse conhecimento perdura para sempre.
O acesso a esse acontecimento poderá verificar-se de 2 formas.
- Vivenciando o facto como se ainda o estivesse vivenciando.
- Observando o facto como se de um mero espectadoe se tratasse.

Se a pessoa regredir na memória, seja por hipnoterapia ou por si mesma, e continuar vivenciando o acontecimento como se do presente se tratasse, isto vai agravar o trauma provocado por esse mesmo facto.
Para que se resolva o problema é necessário que a pessoa observe o acontecimento como mero espectador, tomando consciência que aquele acontecimento foi no passado e que, sendo ela uma pessoa vivenciando outra experiência de vida, aquele acontecimento não mais a pode afectar.

Há algum tempo surgiu-nos uma pessoa que havia feito terapia regressiva.
Essa terapia foi feita por terapeuta não habilitado.
A pessoa em vez de observar o acontecimento, vivenciou-o como se nele continuasse presente. Claro que a sua condição psico emocional se foi agravando cada vez mais.
Isto serve de alerta para os curiosos.

Al
Título: Re: Lembranças de vidas passadas.
Enviado por: Moises de Cerq. Pereira em 22 de Julho de 2012, 18:26
Sim mano Moisés.
Porém estas nos aparecem, com, diz em OLE sob a forma de flashes, e sempre com o caráter único de nos ajudar a vencer uma tribulação.
Abraços,
Moura

Valeu Moura

A Doutrina Espirita é luz
e sua caridade apregoada
visa ao meu ver antes de tudo a instrução do homem, do ser
para um crescimento coeso, prudente

Busquemos sempre estarmos amparados pelos bons propósitos
ainda mais , hoje, pela aceitação livre das Instruções contidas
nos artigos Doutrinários

Disso jamais nos restará dúvidas
Mas avancemos antes de tudo
com este ampara
para que não nos precipitemos nas pairagens vindouras

Está questão de nos certificarmos das imagens que nos são mostradas
é complicada
pois abrange antes de tudo
o mundo espiritual que nos rodeia

Podemos sim ver flashs de nossas existências anteriores
Podemos também sermos iludidos por imagens que certos espíritos insistem e que queiram nos mostrar
por razões diversas
E também podemos ver com os olhos dos espíritos, podemos ver aquilo que o espíririto está vendo...e nos enganarmos
e de nunca termos cogitado tal possibilidade

Sim
vamos correr muitos riscos
muitos enganos
dificuldades

O que não devemos é nos milindrar
e cogitarmos de um abandono
Nunca será fácil
É preciso persistência e dedicação.

Título: Re: Lembranças de vidas passadas.
Enviado por: Mourarego em 22 de Julho de 2012, 18:31
Amigo Al,
a hipnoterapia, no que tange a regressão, e mesmo as regressões feitas através de hipnóticos, não atingem senão a região atual das lembranças.
Aliás, já foi testado que esses dois processos, são ineficazes para que se possa fazer o encarnado atingir a experiências espirituais passadas em outras encarnações.
O fato é que tudo o que possa fazer alterado o estado da mente, obstaculiza um mergulho em percepções passadas em outros tempos, ficando apenas no conteúdo de uma memória deste nosso tempo.
Mesmo assim sujeitas a discrepâncias fortes, e idealizações projetadas pelo encarnado.
Houve há uns dez anos ,se não me esqueço um importante trabalho, feito por médicos da área que também eram Espíritas que desvendou esse liame.
me lembro de ter divulgado, naquele tempo, as considerações dos médicos, porém o tempo passou e eu trocando de máquinas hoje não mais consigo encontrar os arquivos, mesmo tendo ficado com o conteúdos dos HDs, guardados.
Abraços,
Moura
Título: Re: Lembranças de vidas passadas.
Enviado por: Moises de Cerq. Pereira em 22 de Julho de 2012, 18:31
Pois

Muitas vezes é difícil dizer sim, sem qualquer outra justificativa.

Clarifiquemos alguns pontos.

- Não existem 2 pessoas iguais.
- Por isso não existem 2 casos iguais. Cada caso é um caso.
- Cada ser vive uma experiência individual. Nenhuma experiência é, em rigor, igual a outra experiência.
- Por isso cada um apenas poderá falar da sua experiência.
- O que está nos livros é a experiência dos outros.
- Isto é verdade para todos, incluindo os Espíritos superiores.

Então clarifiquemos;

Tudo acontece na nossa memória.
Quando se acede a informação de vidas passadas, essa informação se resume a um fato ou acontecimento. Na condição de reencarnado não acederemos a uma vida de fio a pavio.
Mas quando se acede a um acontecimento, por norma traumático, esse conhecimento perdura para sempre.
O acesso a esse acontecimento poderá verificar-se de 2 formas.
- Vivenciando o facto como se ainda o estivesse vivenciando.
- Observando o facto como se de um mero espectadoe se tratasse.

Se a pessoa regredir na memória, seja por hipnoterapia ou por si mesma, e continuar vivenciando o acontecimento como se do presente se tratasse, isto vai agravar o trauma provocado por esse mesmo facto.
Para que se resolva o problema é necessário que a pessoa observe o acontecimento como mero espectador, tomando consciência que aquele acontecimento foi no passado e que, sendo ela uma pessoa vivenciando outra experiência de vida, aquele acontecimento não mais a pode afectar.

Há algum tempo surgiu-nos uma pessoa que havia feito terapia regressiva.
Essa terapia foi feita por terapeuta não habilitado.
A pessoa em vez de observar o acontecimento, vivenciou-o como se nele continuasse presente. Claro que a sua condição psico emocional se foi agravando cada vez mais.
Isto serve de alerta para os curiosos.

Al

Hoje
existem grupos de " como posso dizer "

ganham a vida com estas ocorrências, ou estas possibilidades
exploram mesmo

existem habilidosos
existem pessoas sérias

existem de tudo

A Doutrina espírta nos capacita a muitos entendimentos
é preciso seriedade mesmo
...........

Gostei desta sua colocação
Título: Re: Lembranças de vidas passadas.
Enviado por: Moises de Cerq. Pereira em 22 de Julho de 2012, 18:33
Amigo Al,
a hipnoterapia, no que tange a regressão, e mesmo as regressões feitas através de hipnóticos, não atingem senão a região atual das lembranças.
Aliás, já foi testado que esses dois processos, são ineficazes para que se possa fazer o encarnado atingir a experiências espirituais passadas em outras encarnações.
O fato é que tudo o que possa fazer alterado o estado da mente, obstaculiza um mergulho em percepções passadas em outros tempos, ficando apenas no conteúdo de uma memória deste nosso tempo.
Mesmo assim sujeitas a discrepâncias fortes, e idealizações projetadas pelo encarnado.
Houve há uns dez anos ,se não me esqueço um importante trabalho, feito por médicos da área que também eram Espíritas que desvendou esse liame.
me lembro de ter divulgado, naquele tempo, as considerações dos médicos, porém o tempo passou e eu trocando de máquinas hoje não mais consigo encontrar os arquivos, mesmo tendo ficado com o conteúdos dos HDs, guardados.
Abraços,
Moura

Não devemos nos esquecer
que há pessoas
sugestionáveis
que se impressionam mesmo no ápice da sensibilidade
deliberando assim
fatos que , razões outras, devem permanecer guardadas...

!!
Título: Re: Lembranças de vidas passadas.
Enviado por: Albigense em 22 de Julho de 2012, 19:56
Amigo Al,
a hipnoterapia, no que tange a regressão, e mesmo as regressões feitas através de hipnóticos, não atingem senão a região atual das lembranças.
Aliás, já foi testado que esses dois processos, são ineficazes para que se possa fazer o encarnado atingir a experiências espirituais passadas em outras encarnações.
O fato é que tudo o que possa fazer alterado o estado da mente, obstaculiza um mergulho em percepções passadas em outros tempos, ficando apenas no conteúdo de uma memória deste nosso tempo.
Mesmo assim sujeitas a discrepâncias fortes, e idealizações projetadas pelo encarnado.
Houve há uns dez anos ,se não me esqueço um importante trabalho, feito por médicos da área que também eram Espíritas que desvendou esse liame.
me lembro de ter divulgado, naquele tempo, as considerações dos médicos, porém o tempo passou e eu trocando de máquinas hoje não mais consigo encontrar os arquivos, mesmo tendo ficado com o conteúdos dos HDs, guardados.
Abraços,
Moura

Já havia afirmado que não postaria contraditando o que o senhor afirma, mas por vezes não podemos calar.

Que experiência o senhor tem nesta área?

Quem lhe vendeu estas ideias?

Regressão com hipnóticos desconheço.

Para aceder às lembranças atuais não é necessário regressão, elas estão no consciente da pessoa.

Estado alterado da mente? A mente altera-se?

Sempre o vejo negando tudo e mais alguma coisa. Sempre apresenta o A ou o B que comprovaram não ser possível.
Mas não é possível porquê? porque eles não conseguiram.

Mas existem tantos outros que conseguiram e chegaram a resultados concretos. É uma questão de pesquisar.

O mais engraçado de tudo isto é que o senhor, na sua ortodoxia, é o que mais defende o estudo e a pesquisa das coisas, mais a passagem pelo CUEE e não sei que mais.
Mas quando alguém trás informações resultantes de anos de estudo coletivo, dentro e fora da doutrina, o senhor é muito pronto a negar.
Com base em quê? Duma mão cheia de nada.
Porque não se limita a falar do que sabe?
Não seria mais útil à doutrina e às pessoas?

Al
Título: Re: Lembranças de vidas passadas.
Enviado por: Gustavo Rettenmaier em 23 de Julho de 2012, 01:27
Caro Moises, obrigado pela sua manifestação #55.
Na verdade, cada um de nós tem suas experiências, como falei, e cada experiência, de acordo com a capacidade de entendimento de cada um, bem como com os méritos e necessidades do momento.
As experiências que tive nesse campo, me trouxeram para o estudo sério da DE, exatamente para compreender o que ocorria.
Garanto, que ainda preciso estudar muito, pafra entender um pouco do assunto.
Título: Re: Lembranças de vidas passadas.
Enviado por: Marlenedd em 24 de Julho de 2012, 20:49
"O passado, quando nos ocupamos dele, é o presente, torna-se vivo (...)"




Título: Re: Lembranças de vidas passadas.
Enviado por: Moises de Cerq. Pereira em 24 de Julho de 2012, 21:13
Um fator interessante ao meu ver com as lembranças  de vidas , vivências,encarnações passadas...é a cobrança dos espíritos de outrora...elas não devem ser apenas analisadas por um foco...por uma ótica...

lembremo-nos que estamos no corpo físico, estamos reencanados
e que os espíritos na codificação nos garante que a reencanação é uma benção Divina
Logo já estamos abençoado

E o problema ressurgido pela provocação de um espírito, pela presença deste, pelo sussitar das lembranças também destes,  que possam ter vivido conosco, compartilhado uma encarnação anterior...e por ventura nestas convivências, tenha acontecido algum prejuizo " para ambos"...

Pensemos bem
Não será também estes personagens como nós
benefeciados pelas mesmas lembranças?

Como numa terapia?
Título: Re: Lembranças de vidas passadas.
Enviado por: Moises de Cerq. Pereira em 24 de Julho de 2012, 21:13
"O passado, quando nos ocupamos dele, é o presente, torna-se vivo (...)"



bem colocado
Título: Re: Lembranças de vidas passadas.
Enviado por: Zé Ninguém em 25 de Julho de 2012, 00:10

Olá Moisés

Não, isto não pode ser. Não está escrito em nenhum livro da codificação que o meu amigo possa ter acesso a suas vidas passadas, logo não pode ser verdade.
(...)
Mas isto não pode ser verdade pois não vem relatado em nenhum livro da codificação.
Olá Al!
Permita-me discordar.
Comentário questão 399 do LE:

" Entrando na vida corporal , o espírito perde momentaneamente a lembrança de suas existências anteriores, como se um véu as ocultasse.
Todavia ele tem algumas vezes uma vaga consciência e elas podem mesmo lhe serem reveladas em certas circunstâncias; mas é apenas pela vontade dos espíritos superiores que o fazem espontaneamente, com um  fim útil, jamais para satisfazer a curiosidade.
Pelo texto, se depreende que ,apesar de haver muita imaginação e auto sugestão, sim, há casos em que a espiitualidade revela parte de alguma existência passada,se julgar conveniente que esta informação seja revelada.
Deste modo, penso que é por demais julgarmos a experiência alheia e dizermos que fulano ou sicrano imaginou coisas, pois só quem viveu a experiência pode falar com propriedade.
Todos que estão aqui são pessoas esclarecidas e dé boa-fé, então quando um irmão compartilha um relato íntimo, no mínimo devemos ser prudentes antes de afirmarmos que aquilo não aconteceu, pois quem de nós pode afirmar seguramente  que ele não teve uma revelação por parte da espiritualidade superior?
Fiquei muito triste de observar o descrédito e a forma como alguns membros receberam o relato de Thaís.
Vejo aqui o mesmo comportamento daqueles que por não verem espíritos duvidam que outros os vejam e os chamam de mentes sugestivas.
A experiência dela foi íntima, pessoal e nenhum de nós tem condições de julgar algo tão subjetivo.
abraços
Susana

Cara Thaís,
Apesar do que foi escrito aqui saiba que sua experiência não só não contraria a doutrina como está prevista na própria codificação.
abraços
Susana



Título: Re: Lembranças de vidas passadas.
Enviado por: Andressa Z. em 12 de Novembro de 2013, 23:37
Olá queridos!
Estou com algumas lembranças, muita coisa está se encaixando para mim desde então. Sinto que estão surgindo em momento adequado e que de alguma forma vão trazer benefícios pra mais de uma pessoa. Alguém que entenda mais sobre isso pode me ajudar por mensagem?Abraço!
Título: Re: Lembranças de vidas passadas.
Enviado por: EsoEstudos em 13 de Novembro de 2013, 01:21

395. Podemos ter algumas revelações a respeito de nossas
vidas anteriores?
“Nem sempre. Contudo, muitos sabem o que foram e o
que faziam. Se se lhes permitisse dizê-lo abertamente,
extraordinárias revelações fariam sobre o passado.”


396. Algumas pessoas julgam ter vaga recordação de um
passado desconhecido, que se lhes apresenta como a
imagem fugitiva de um sonho, que em vão se tenta
reter. Não há nisso simples ilusão?
Algumas vezes, é uma impressão real; mas também,
freqüentemente, não passa de mera ilusão, contra a qual
precisa o homem pôr-se em guarda, porquanto pode ser
efeito de superexcitada imaginação.”