Forum Espirita

GERAL => Audiovisuais => Power Point => Tópico iniciado por: Felipa em 24 de Julho de 2010, 20:59

Título: Budismo- desfazendo equivocos
Enviado por: Felipa em 24 de Julho de 2010, 20:59
 realmente as mudanças só acontecem quando nos encontramos com nosso interior...
Título: Re: Budismo- desfazendo equivocos
Enviado por: Le em 24 de Julho de 2010, 21:49
Mensagem fabulosa na qual pode ser perfeitamente substituida a palavra Budismo por Espiritismo e casa Espírita.

Muita paz
Título: Re: Budismo- desfazendo equivocos
Enviado por: acerlopes em 25 de Julho de 2010, 22:07
Os Ensinamentos de Buda

Os ensinamentos foram transmitidos de boca em boca por cerca de 250 anos.

A partir do primeiro século a.C. estes foram recolhidos pelos monges em três grandes coleções chamadas de "Tipitaka" (que quer dizer "três cestos de livros"), e sua doutrina pode ser resumida em torno de quatro verdades.

Os Três Cestos

1 - CESTO DA DISCIPLINA MONÁSTICA: Contém regras para a vida dos monges.

2 - CESTO DOS ENSINAMENTOS MORAIS: Contém os sermões, as poesias, os diálogos e os fatos da vida do fundador.

3 - CESTO DA DOUTRINA DA SALVAÇÃO: É o mais antigo catecismo com perguntas e respostas.
As Quatro Verdades

1 - DUKA: A dor é universal.
2 - SAMUDAYA: A origem da dor é o desejo insaciável.
3 - NIRODHA: O fim da dor é a completa supressão do desejo.
4 - MARGA: O caminho para suprimir o desejo é o santo trilho das oito normas que convergem na felicidade eterna (Nirvana).

O Trilho das Oito Normas

1 - Reto conhecimento.
2 - Reta intenção.
3 - Reta palavra.
4 - Reta ação.
5 - Reta vida.
6 - Reto esforço.
7 - Reto saber.
8 - Reta meditação.

Os Mandamentos

1 - Não matar
2 - Não roubar
3 - Não tomar a mulher do próximo
4 - Não mentir
5 - Não ingerir bebidas alcoólicas
6 - Resignar-se no sofrimento
7 - Meditar sobre o sofrimento dos vivos
8 - Participar das dores e alegrias dos outros
9 - Ser benevolente
10 - Perdoar as ofensas

ABRAÇOS

PAZ E MUITA LUZ
ACERLOPES
Título: Re: Budismo- desfazendo equivocos
Enviado por: Felipa em 26 de Julho de 2010, 02:03
Amigo Leão!!

Tanto o Espiritismo como o Budismo enfatizam a necessidade da vivência de seus ensinamentos. Conhecimento sem prática é inútil. As quatro nobres verdades, constatando que o sofrimento é resultado de nossa ignorância e nos mostrando os meios para supera-lo, são perfeitamente concordantes com os ensinamentos espíritas. A vivência delas se enquadra dentro das leis morais reconhecidas pelos Espíritas e são maneiras diferentes de expressar as mesmas regras morais ensinadas por Jesus.

maria
Título: Re: Budismo- desfazendo equivocos
Enviado por: J.Rodrigues em 26 de Julho de 2010, 13:59
Olá

Gostei da apresentação e da explicitação do companheiro ACERLOPES.

Interesante quando se adentra no estudo das várias religiões e filosofias e se analisam as interligações que existem desde os tempos mais recuados.
Bramnismo, Vedismo, Sintoísmo ( ou Xintoísmo), Budismo, os vários Politeísmos e depois os Monoteísmos após Abraão até à actualidade.

Quando após isso se analisa o trabalho desenvolvido por Jonh Toland e depois por Baruch Espinosa, que levou à definição do Panteísmo se fica bem mais enriquecido se bem que por vezes um pouco confuso. Frank Lloyd Wright um dia terá afirmado: eu acredito em DEUS, apenas o chamo de natureza.

E afinal o que é a Natureza?
Somos nós humanos, na nossa vertente tríplice, parte do todo, Universo e seus Multiversos, também Natureza?
Somos parte da Natureza apenas no que à parte material diz respeito?
E, caso assim seja, a que pertence aquilo que dá vida à matéria?
E a que pertence a parte semi-material que serve de elo de ligação entre as partes?

Reconheço que são muitas perguntas mas são as que a mim próprio questiono e que vou procurando através do estudo e do diálogo com companheiros tentando obter respostas tanto quanto possíveis racionais.

Desejos de muita paz
Título: Re: Budismo- desfazendo equivocos
Enviado por: Felipa em 26 de Julho de 2010, 19:12
O resultado da correta prática do Budismo leva aos mesmos resultados da prática da Doutrina Espírita. Os dois caminhos espirituais resultam na libertação do sofrimento, pelo fim do apego ao mundo material e ao "eu" egoísta. O "Iluminado" Budista corresponde ao conceito de "Espírito Puro" dos Espíritas.
    É muito importante notar que as palavras "compaixão" para os Budistas e "caridade" para os espíritas, tem sentido mais amplo que o empregado na conversação cotidiana. A compaixão budista, longe de ser um sentimento de piedade, é o interesse profundo e amoroso pelo destino de todos os seres e se reflete na ação de ajuda-los a encontrar seu caminho de iluminação. A caridade espírita, também está longe de ser a esmola ou simplesmente a ajuda material, é o amor fraterno em ação, representando tanto o interesse pelo bem-estar do próximo, como o desejo mais profundo de auxilia-lo na busca da verdadeira felicidade.
    Ambos, compaixão e caridade, nascem no ser a partir da compreensão de que somos mais do que um corpo material, de que estamos ligados a todos os seres e compartilhamos o mesmo destino. A felicidade, a libertação do sofrimento, é o objetivo de todas as criaturas e trabalhar em prol deste objetivo, auxiliando a todos, a meta mais nobre a que o ser pode almejar.

maria
 


Título: Re: Budismo- desfazendo equivocos
Enviado por: filhodobino em 26 de Julho de 2010, 19:57
amados irmãos,
Saúde e Paz!
A nível de contribuição, modesta, mas que me sensibilizou compartilho esta.
Saúde e Paz!
Título: Re: Budismo- desfazendo equivocos
Enviado por: filhodobino em 26 de Julho de 2010, 20:06
amados irmãos,
Saúde e Paz!
A nível de contribuição(II), modesta, mas que me sensibilizou compartilho esta.
Saúde e Paz!
Título: Re: Budismo- desfazendo equivocos
Enviado por: Tupan em 26 de Julho de 2010, 20:08
Amigo Leão!!

Tanto o Espiritismo como o Budismo enfatizam a necessidade da vivência de seus ensinamentos. Conhecimento sem prática é inútil. As quatro nobres verdades, constatando que o sofrimento é resultado de nossa ignorância e nos mostrando os meios para supera-lo, são perfeitamente concordantes com os ensinamentos espíritas. A vivência delas se enquadra dentro das leis morais reconhecidas pelos Espíritas e são maneiras diferentes de expressar as mesmas regras morais ensinadas por Jesus.

maria


Estou com a amiga maria47!!!!

Muita paz!!!
Título: Re: Budismo- desfazendo equivocos
Enviado por: Tupan em 26 de Julho de 2010, 20:09
Amigo filhodobino

Obrigado por partilhar material edificante.

Muita paz!!!!
Título: Re: Budismo- desfazendo equivocos
Enviado por: Hebe M C em 26 de Julho de 2010, 22:02
O resultado da correta prática do Budismo leva aos mesmos resultados da prática da Doutrina Espírita. Os dois caminhos espirituais resultam na libertação do sofrimento, pelo fim do apego ao mundo material e ao "eu" egoísta. O "Iluminado" Budista corresponde ao conceito de "Espírito Puro" dos Espíritas.
    É muito importante notar que as palavras "compaixão" para os Budistas e "caridade" para os espíritas, tem sentido mais amplo que o empregado na conversação cotidiana. A compaixão budista, longe de ser um sentimento de piedade, é o interesse profundo e amoroso pelo destino de todos os seres e se reflete na ação de ajuda-los a encontrar seu caminho de iluminação. A caridade espírita, também está longe de ser a esmola ou simplesmente a ajuda material, é o amor fraterno em ação, representando tanto o interesse pelo bem-estar do próximo, como o desejo mais profundo de auxilia-lo na busca da verdadeira felicidade.
    Ambos, compaixão e caridade, nascem no ser a partir da compreensão de que somos mais do que um corpo material, de que estamos ligados a todos os seres e compartilhamos o mesmo destino. A felicidade, a libertação do sofrimento, é o objetivo de todas as criaturas e trabalhar em prol deste objetivo, auxiliando a todos, a meta mais nobre a que o ser pode almejar.

maria
 
Concordo com cada vírgula Maria 47

E ambas tambem se faz necessário a reforma íntima para atingir o objetivo da caridade incondicional.

Um abço
Hebe