Forum Espirita

GERAL => O que é o espiritismo => Pluralidade Mundos Habitados => Tópico iniciado por: Victor Passos em 22 de Outubro de 2007, 11:19

Título: Pluralidade das existências e dos mundos habitados
Enviado por: Victor Passos em 22 de Outubro de 2007, 11:19
 

PLURALIDADE DAS EXISTÊNCIAS E DOS MUNDOS HABITADOS,


Devemos à gentileza de um de nossos correspondentes de Bordeaux a interessante passagem seguinte, extraída de uma obra intitulada: Exposição da grandeza da criação universal, pelo doutor GELPKE, publicada em Leipzig em 1817.

"... Se, pois, a construção de todos os mundos que brilham acima de nós pudesse ser submetida ao nosso exame, de que admiração não seríamos tocados vendo a diversidade dos globos, dos quais cada um é de outro modo organizado do que aquele que lhe é mais vizinho na ordem da criação! E, assim como já disse, sendo incalculável o número dos mundos, sua construção deve ser, igualmente, diferente ao infinito.

"Como, além disso, da organização de cada mundo depende a organização dos seres que o habitam, estes devem, tanto ao interior, quanto ao exterior, diferenciar essencialmente sobre cada globo. Se considerarmos agora a multiplicidade e a imensa variedade das criaturas sobre a nossa Terra, onde nem mesmo uma folha se parece a uma outra, e que admitíssemos que uma tão grande variedade de criaturas sobre cada mundo, quão prodigiosa deles nos parecerá a multidão no incomensurável reino de Deus!

"Qual será, pois, um dia a plenitude de nossa felicidade, quando, sob envoltórios sempre mais perfeitos, penetraremos sucessivamente mais adiante nos mistérios da criação, e que encontraremos mundos sem fim povoando um espaço sem fim! Quanto então Deus não nos parecerá mais adorável ainda, ele que tira todo esse conjunto do nada, ele cuja bondade sem limites não criou tudo senão para deles fazer gozarem os seres vivos, e cuja sabedoria ordenou esse todo de maneira tão admirável!

"Mas nossa residência e nossa conformação actuais podem nos proporcionar uma tal felicidade? Não temos necessidade para isso de uma outra morada que nos colocará mais adiante no domínio da criação, e de um envoltório mais sutil e mais perfeito, que não entravará nosso espírito em seus progressos para a perfeição, e por meio do qual poderá ver, sem ajuda, no todo universal, muito além do que o podemos aqui com os melhores instrumentos?

"Mas, por que o Criador não nos daria, depois de vários graus de existência, um envoltório que, semelhante ao relâmpago, poderia se elevar de mundos em mundos, nos permitindo assim, ao mesmo tempo, considerar tudo de mais perto, e melhor abarcar o conjunto pelo pensamento? Quem ousaria disso duvidar, quando vemos a brilhante borboleta nascer da lagarta, e a árvore deslumbrante de flores provir de uma semente? Se Deus desenvolve assim, pouco a pouco, a lagarta, e no-la mostra esplendidamente transformada, se desenvolve tanto o germe gradualmente, quanto não fará para nos progredir, homens, reis da Terra, e avançar na criação!"

Pluralidade dos mundos habitados, pluralidade das existências, perispírito, progresso sucessivo e indefinido da alma, tudo aí está.

_______________

 
PELO DOUTOR GELPKE.
Título: Re: PLURALIDADE DAS EXISTÊNCIAS E DOS MUNDOS HABITADOS,
Enviado por: jocellito em 24 de Maio de 2014, 14:14
Lindo e interessantíssimo texto !!!
O nada não existe; nossos conceitos não permitem que definamos o que antecede a criação do universo.
A natureza não dá saltos; como disse Voltaire: Na natureza nada se cria e nada se perde, tudo se transforma.
Assim, estamos justamente no mundo o qual nos permite desenvolver nas mais diversas áreas e dimensões.
A quem muito é dado muito será cobrado; não podemos angariar mundos melhorados, sem que tenhamos condições de sermos melhores.
Enfim, agradeçamos a Deus pela infinita sapiência e bondade com que nos têm, e sigamos confiantes rumo á nossa evolução, através do amor a Deus, a si e ao próximo.