Forum Espirita

GERAL => O que é o espiritismo => Pluralidade Mundos Habitados => Tópico iniciado por: Zé Ninguém em 21 de Março de 2012, 11:52

Título: Cientistas encontram genes de extraterrestre em DNA humano
Enviado por: Zé Ninguém em 21 de Março de 2012, 11:52
Cientistas encontram genes de extraterrestre em DNA humano

O mistério do DNA: uma sequência indecifrada de genes guarda o segredo da origem da espécie humana. O Projeto Genoma foi além do esperado e os cientistas estão perplexos com a descoberta de material genético que não pertence ao planeta Terra. A descoberta confere um tom a mais de credibilidade às hipóteses da origem humana como resultado de colonização da Terra realizada por viajantes cósmicos, que vieram “dos céus”, como nos relatos mitológicos de culturas antigas de todo o mundo.

 Cientistas que estão trabalhando do projeto Human Genome (Projeto Genoma) ficaram perplexos diante de uma descoberta: eles acreditam que 97% das chamadas “sequências não-codificadas” do DNA humano correspondem a uma porção de herança genética proveniente de formas de vida extraterrestre!

 Essas sequências não-codificadas são comuns a todos os organismos vivos da Terra, do mofo, aos peixes e aos homens. No DNA humano, as sequências constituem grande parte do total do genoma, informa o profº Sam Chang, líder da equipe. Chamadas “junk DNA” (DNA-lixo – porque, a princípio, pareciam não servir para nada), as seqüências foram descobertas há anos atrás e sua função permanece um mistério. O fato é que a maior parte do DNA humano é “extraterrestre”.

 As sequências foram analisadas por programadores de computador, matemáticos e outros estudiosos. Com os resultados o profº Chang concluiu que o “DNA-lixo” foi criado por algum tipo “programador alienígena”. Essa parcela de código genético é determinante de atributos, muitas vezes indesejados, como a imunidade de um organismo às drogas anti-cancer.

 Os cientistas estão admitindo a hipótese de que uma grandiosa forma de vida alienígena está envolvida na criação de novas formas de vida em vários planetas; a Terra é apenas um deles. Não se sabe com que propósito tal experiência foi e/ou está sendo feita: se é apenas um projeto científico já concluído, em acompanhamento, uma preparação dos planetas para uma colonização ou ainda, um compromisso de espalhar a vida por todo o universo.

 Segundo um raciocínio com base em padrões humanos, os “programadores extraterrestres”, provavelmente, trabalham em muitos projetos voltados para a produção de diferentes estruturas biológicas em vários planetas. Devem estar tentando soluções para inúmeros problemas.

Projeto Genoma & Origens Extraterrestres da Humanidade

O profº Chang é apenas um dos muitos cientistas que acreditam ter descoberto as origens extraterrestres da Humanidade. Chang explica que o DNA é um programa que consiste em duas “versões” (ou de dois conjuntos de informações): um código master e um código básico. O código master possivelmente não tem origem terrena.

Os genes conhecidos, por si mesmos, não explicam completamente a evolução. Mais cedo ou mais tarde, a humanidade deverá ser informada de que toda a vida na Terra tem um código genético herdado (ou “plantado” por ) de seus “primos” extraterrestres e que a evolução não ocorreu do jeito que se acreditava até então.

Além do material genético, é também possível que os extraterrestre estejam aqui mesmo, acompanhando de perto o desenvolvimento da raça humana e disseminando mais intensamente suas “sementes estelares” (star-seeds). Estes seres, “infiltrados”, que estão sendo chamados de star-people ou star-children, são descritos pelos escritores Brad e Francie Steiger como indivíduos cujas almas deveriam ou poderiam estar encarnadas em mundos de outros sistemas solares, mas que vieram à Terra, nascendo em famílias humanas, para empregar seus esforços em auxiliar no processo de evolução da Humanidade.

Pessoas que alegam ter contactado estes seres, consideram-nos benevolentes ou “do bem”. Entre os “contactados” alguns são conhecidos nos meios científicos: George Adamski, Orfeo Angeluci, George Van Tassel, Howard Menger, Paul Villa, Billy meier, Alex Collier. Freqüentemente, os encontros entre humanos e “infiltrados” são comprovados por evidências físicas, como fotografias e filmes, além dos testemunhos.

Muitos pesquisadores escreveram livros sobre a “teoria do deuses astronautas”: uma raça de extraterrestres inteligentes que teria visitado e/ou colonizado a Terra em um passado remoto, durante um tempo que foi empregado em “aperfeiçoar” ou manipular a vida e a raça humana, fazendo de um primitivo hominídeo, como o homo erectus, o atual homo sapiens.

Um dos argumentos em que se apoia essa idéia é a improbabilidade de surgimento do sapiensde maneira súbita, um processo que fere os princípios do darwinismo ortodoxo; além disso, nos mitos encontrados nas culturas das mais antigas civilizações, existem descrições de eventos protagonizados por “deuses semelhantes a homens”, que aparecem vindos do céu e criam a raça humana “à sua própria imagem e semelhança”. O homem contemporâneo, em tudo lembra um ser híbrido, uma combinação genética de material extraterrestre com a herança do homo erectus.

Antes dos avanços tecnológicos e científicos que permitiram ao homem fazer viagens espaciais e manipular a vida através da engenharia genética, essa teoria da origem extraterrestre da raça humana, não podia ser concebida. Mesmo agora, no século XXI, existem muitas pessoas que consideram essa possibilidade uma fantasia de ficção científica.

Entretanto, as mais recentes descobertas no campo da genética entram em choque com as teorias ortodoxas da evolução enquanto a hipótese de uma intervenção de uma espécie inteligente semelhante ao homem vai deixando de ser um mero produto da imaginação. Os mais famosos entre os expoentes da teoria da intervenção de astronautas na antigüidade são o suiço Erich von Daniken [autor de Eram os Deuses Astronautas -  e o lingüista americano Zecharia Sitchin [Os Anunnaki: os deuses astronautas da Suméria].

Zecharia Sitchin, lingüista que decifrou/traduziu antigas escrituras cuneiformes da Suméria, descobriu registros de antigos visitantes extraterrestres. Há 300 mil anos atrás os Anunnaki, do planeta Nibiru, começaram a colonização da Terra. A base de suas atividades foi a engenharia genética, por meio da qual aperfeiçoaram o homem primitivo e fizeram surgir o homo sapiens. Até hoje, símbolos esotéricos arcaicos são renovados e continuam guardando o segredo da espécie humana. A dupla hélice de DNA foi desenhada milhares de vezes ao longo da história; estilizada, duas serpentes entrelaçadas, como no emblema conhecido como caduceu - o bastão de Hermes, signo da medicina e da sabedoria desde tempos imemoriais.


Zecharia Sitchin
Zecharia Sitchin, lingüista, especialista em escritas antigas, estudou os caracteres cuneiformes e elaborou a hipótese do 10° planeta do sistema solar, chamado Nibiru, com base no conhecimento que resgatou da mitologia Mesopotâmica. O 10° planeta seria a morada dos “mestres” e colonizadores da Terra, viajantes cósmicos: os Anunnaki, que voltam, a cada 3 mil e 600 anos, para as vizinhanças da órbita terrestre.

Jesus

Alguns pesquisadores defendem a idéia de que Jesus era um ET-humano que se empenhou em inspirar um sentimento social de Unidade; Jesus não criou nem pareceu pretender criar uma “religião Cristã” repressora da sexualidade, homofóbica, tantas vezes racista [como nas Idades Média e Moderna] e legitimadora de atrocidades como como a escravidão.

Os contatos extraterrestres de Collier informam que Jesus, de fato, existiu e não morreu na Cruz; sequer teria sido crucificado. A crucificação seria um relato simbólico, uma alegoria. Jesus teria vivido o resto de sua vida na histórica fortaleza judaica de Massada, último foco de resistência das forças israelitas contra o domínio romano.

Figuras como Jesus têm vindo à Terra periodicamente a fim de combater a saturação espiritual das massas que ficam entorpecidas pela mensagem de um sistema de crenças que enfraquece a capacidade de evolução individual e coletiva.

As religiões institucionalizadas legitimam a criação e manutenção de uma elite dirigente opressiva, que se auto-estabelece como juízes da moralidade. As elites religiosas, historicamente, têm abusado de suas regras autogeradas para exercer controle social. A religião se torna um agente colaborador e complementar ao Estado e, o que é pior, à serviço do projeto econômico que orienta o Estado. Os ETs-humanos querem “ajudar a humanidade a se libertar das estruturas de opressão através da educação edodespertar da consciência.”

FONTES & LINKS
Scientists find Extraterrestrial genes in Human DNA por John Stokes

[/b]Retirado do site Telepatas
Título: Re: Cientistas encontram genes de extraterrestre em DNA humano
Enviado por: Zé Ninguém em 21 de Março de 2012, 11:56
Cientistas afirmam que existem genes de mais de 20 civilizações extraterrestres no DNA humano

Uma pesquisa realizada a partir de uma reunião de exo-cientistas afirma que existem genes de mais de 20 civilizações extraterrestres no DNA humano. Estes exo-cientistas estão continuando o trabalho do ganhador do Prêmio Nobel Dr. Francis Crick, e outros estudiosos nesta área. Os resultados atuais são consistentes com os relatórios do professor Sam Chang, que discretamente divulgou informações sobre as suas próprias conclusões , em associação com o Projeto Genoma Humano. Os cientistas estão começando a reclamar mais e mais sobre tentativas políticas para comprometer a integridade de seu importante trabalho para a humanidade.

Francis Crick
A liberação discreta de resultados é uma forma aparente na qual os cientistas tentam lidar com a pressão dos colegas científicos em conformidade com as pressões políticas prevalecentes. Detalhes de descobertas foram publicados em parte, pelo Dr.Michael Salla, que é um erudito em pesquisa extraterrestre. Exo-cientistas e outros pesquisadores baseiam seus resultados, em parte, a coleta de dados, que inclui também observações documentadas por contatados e"denunciantes", bem como outras documentações.

"Exo-ciência" é o estudo de fenômenos extraterrestres. "Exo-ciência" ainda está associado a "exo-politica", que abrange a necessidade de a humanidade ter contatos abertos com extraterrestres em uma base representativa democrática, que respeite a soberania da Terra.Esforços colaborativos exo-científicos, inspirados pelo Dr.Michael Salla, sugerem que, existam mais de 20 tipos de genes extraterrestres no DNA humano,dentre elas habilidades associadas com as memórias genéticas de antigas raças extraterrestres. Essas aparentes habilidades psico-cinéticos estão associadas com o foco da consciência criativa coletiva do universo.

Os exo-cientistas são inspirados pelo trabalho do Dr. Francis Crick. que no livro Life Itself: Its Origins and Nature (1981) o Prêmio Nobel e co-fundador da forma da molécula de DNA – afirma que uma civilização avançada transportou as sementes de vida para a Terra em uma nave espacial .O ganhador do prêmio Nobel não está sozinho neste ponto de vista dentro da comunidade científica. No mesmo ano que o própria livro foi publicado (1981), Sir Fred Hoyle autor do livro Espaço e Vida, tomou, essencialmente, a mesma posição. De fato, em um artigo na revista Nature desse ano, ele escreveu:"A probabilidade da formação da vida de matéria inanimada é de um para um número com 40.000 zeros .... É grande o suficiente para enterrar Darwin e toda a teoria da evolução. Não houve sopa primordial, nem neste planeta nem em qualquer outro, e se o início da vida não era aleatório, ele deve, portanto, ter sido o produto da inteligência proposital. " .Dr. Hoyle optou por um tipo de inteligência panteísta que criou os esporos de vida em outras partes do Universo,e com esses esporos, em última análise a vida na terra como a conhecemos teria nascido. Devido à complexidade e a forma impressionante do surgimento da vida e o design óbvio por trás dela - outros cientistas que desafiam a "ciência oficial", apoiado pelas elites políticas, estão começando a endossar esta conclusão também.

Fonte: http://www.agoracosmopolitan.com

Retirado do site Telepatas
Título: Re: Cientistas encontram genes de extraterrestre em DNA humano
Enviado por: Wla em 21 de Março de 2012, 16:03
Uau!
Título: Re: Cientistas encontram genes de extraterrestre em DNA humano
Enviado por: Augusto Simon em 22 de Março de 2012, 02:46
http://www.conhecimentohoje.com.br/DNAextraterrestre.htm
Título: Re: Cientistas encontram genes de extraterrestre em DNA humano
Enviado por: Antonio Renato em 22 de Março de 2012, 15:48
Nada é impossivel,mas nós espíritas ainda estamos presos as informações dos espíritos
superiores nos livros codificado por Kardec.
fiquem na paz.
Título: Re: Cientistas encontram genes de extraterrestre em DNA humano
Enviado por: zarthur em 23 de Março de 2012, 16:31
Diante de Deus, a Ciência empaca ou blasfema.

O estudo metódico, a leitura como hábito, a conversação produtiva, desenvolvem a inteligência e apuram as percepções.
Aqueles de nós, espíritas, com formação acadêmica na área das ciências exatas, mas, muito mais que isto, aqueles que conseguiram desenvolver uma ampla perspectiva sobre a relação entre o Espiritismo, a natureza humana, e os propósitos divinos, não mais se impressionam com temas que abordam UFOS, alienígenas e quejandos.

Vamos justificar e esclarecer a relação entre as ciências exatas e a visão espírita no tocante ao tema.
A formação em ciências exatas ou, pelo menos, a capacidade de lidar com grandes números, irá demonstrar - as distâncias cósmicas que nos separam dos demais astros disseminados no espaço,  - a insignificância da posição e dimensão do nosso planeta o qual se confunde entre os demais astros, como um grão de areia entre os demais de uma praia, - finalmente, o despropósito de uma visita alienígena à Terra.
Não cabe aqui explicações minuciosas sobre o que se poderia definir como o "milagre da vida", mas adiantamos que as pesquisas a respeito da exobiologia desenvolvidas pela NASA e pela Agencia Espacial Européia de Pesquisas, têm demonstrado que, ao tempo em que existem milhões de planetas fora do nosso sistema solar, não são muitos os que se enquadram dentro dos parâmetros que possibilitam a existência da vida e a evolução desta. E quanto a este últimos, a distância que os separa da Terra torna-se um obstáculo tecnológico intransponível dentro dos padrões da vida física.
Haveria de se criar uma tecnologia que envolvesse a desmaterialização dos corpos e sua posterior recomposição molecular quando se alcançasse o objetivo do deslocamento.
Neste ponto alguém poderia dizer que estas são limitações da tecnologia atual. Na verdade não, pois existem, felizmente*, alguns limites a que está sujeita a matéria que impedem até mesmo o devaneio ficcionista. Por exemplo, a Velocidade da Luz é uma fronteira tecnológica insuperável, por se tratar de uma constante universal. A matéria se transforma em energia quando atinge velocidades próximas a da Luz, e abaixo desta velocidade não se consegue alcançar nenhum planeta com possibilidades exobiológicas.

Voltemos agora  a uma consideração que somente aos espíritas caberia fazer.
Quais as razões divinas, quando da Criação, para estas distâncias tão fantásticas entre os corpos celestes do universo?
Não é difícil de se imaginar. As páginas da história humana têm demonstrado que sua natureza é infantil e como tal, violenta e egoísta. As sanguinárias guerras de conquista mancham indelevelmente as pegadas do homem sobre o planeta.

A Lei da Unidade, comentada na obra A Gênese de A. Kardec, revela que existindo um Deus único, com um propósito único para a sua criação, haverá consequentemente uma linha evolutiva para o homem, a partir do Principio Inteligente, e o mesmo, para a matéria, a partir do Fluido Cósmico.
Mas a longa caminhada através desta linha evolutiva surpreenderá o homem em suas diversas etapas se expressando através da ignorância, dos instintos e das paixões, que campearão à larga, antes que o Evangelho do Senhor imponha limites a seus cruéis desvarios.

Estreitando o raciocínio para que me faça compreendido, imaginemos que em Marte houvesse condições para a vida humana e que a distância que nos separasse do planeta vermelho não fosse obstáculo, e que por lá existissem as riquezas tão desejadas pelo homem, e fácil de serem apresadas.
O instinto colonizador sobrepairando ao direito e à justiça encontraria motivos para  os conflitos interplanetários.
Aliás, com todo o progresso que alcançamos hoje, em termos de cultura e civilização, existem atualmente no mundo, cerca de uma centena de regiões onde as guerras ceifam vidas e destroem patrimônios de custosa realização.

Assim como a nossa, todas as humanidades se desenvolvem, desde o estado de selvageria até os primores sonhados da angelitude. Mas os caminhos serão os mesmos pois não há privilégios nas Leis Augustas do Pai.

Para evitar que uma civilização tecnologicamente avançada, aquém nos espaços longínquos, se sobrepusesse a outra mais simples, colonizando e introduzindo valores intelecto morais, inoportunos e inadequados, criasse atalhos ao seu estagio evolutivo, o Senhor do Universo fechou as portas de comunicação entre as culturas disseminadas no Universo, através daquelas dimensões e distâncias intransponíveis a qualquer tecnologia em base material.

Concluindo, não há e nunca houve alienígenas na Terra, e quando a Doutrina nos ensina que a transmigração de espíritos entre os mundos é Lei Evolutiva, isto ocorre através das reencarnações e não das viagens interplanetárias.

Mas resta uma última consideração: o que pensar das descobertas de DNA alienígena pelos cientistas?
Para os que julgam um livro pela capa, não há resposta plausível... mas para os que, ainda que por honestidade intelectual, têm melhor conhecimento das obras de André Luiz, encontrarão a resposta no livro Missionários da Luz, onde se estuda com detalhes minuciosos o processo da reencarnação; os fatores genéticos e psicossomáticos a serem avaliados, e toda uma gama de variáveis complexas a que se submete tal processo.
Ali, os genes são alterados não apenas quimicamente, mas eletromagneticamente para se alcançar determinados objetivos que contemplarão aquele específico reencarnante..
E a ciência queda-se perplexa; perante as Leis Divinas, empaca ou blasfema!

Título: Re: Cientistas encontram genes de extraterrestre em DNA humano
Enviado por: Hebe M C em 23 de Março de 2012, 17:06
Eu tive esta semana um palestrante no Centro falando sobre física quântica e espiritualidade.

Foi muito interessante, mas como a minha área não é ciências exatas, deixo aqui um artigo sobre o assunto, pois eu não saberia explicar detalhadamente.

http://g1.globo.com/Noticias/Ciencia/0,,MUL89334-5603,00-DUPLA+DIZ+TER+ULTRAPASSADO+A+VELOCIDADE+DA+LUZ.html

Outro livro interessante de ler é o O 12º Planeta de  Zecharia Sitchin muito bem documentado.
Está em anexo.

Um abç
Hebe
Título: Re: Cientistas encontram genes de extraterrestre em DNA humano
Enviado por: Zé Ninguém em 24 de Março de 2012, 13:15
Não cabe aqui explicações minuciosas sobre o que se poderia definir como o "milagre da vida", mas adiantamos que as pesquisas a respeito da exobiologia desenvolvidas pela NASA e pela Agencia Espacial Européia de Pesquisas, têm demonstrado que, ao tempo em que existem milhões de planetas fora do nosso sistema solar, não são muitos os que se enquadram dentro dos parâmetros que possibilitam a existência da vida e a evolução desta. E quanto a este últimos, a distância que os separa da Terra torna-se um obstáculo tecnológico intransponível dentro dos padrões da vida física.


Este tem sido o grande erro dos cientistas: achar que a vida no cosmos se rege pelos parâmetros da terra, como se a Terra fosse a medida do universo.
A vida é adaptada ao tipo de ambiente em que se encontra, portanto em planetas com composições químicas distintas obviamente lá a vida também irá se desnvolver sob outras condições que na Terra.
Distância instranponível para nós em razão do nosso conhecimento. Não podemos afirmar até que ponto outras coletividades conseguiram transpor o supostamente instransponível.
Um dia o homem também pensou ser impossível voar.

Você fala na Nasa , mas você sabia que a Nasa teve como consultor um historiador que tem justamente como bandeira a interferência de coletividades extraterrenas no processo evolutivo do homem?
Dê uma lida nas mensagens deste tópico e não deixe de assitir os vídeos:
http://www.forumespirita.net/fe/power-point/nibiru-transicao-planetaria/45/


Haveria de se criar uma tecnologia que envolvesse a desmaterialização dos corpos e sua posterior recomposição molecular quando se alcançasse o objetivo do deslocamento.

E se alguém conseguiu isso??
Só porque não conseguinos ainda não quer dizer que outros não conseguiram.

Neste ponto alguém poderia dizer que estas são limitações da tecnologia atual. Na verdade não, pois existem, felizmente*, alguns limites a que está sujeita a matéria que impedem até mesmo o devaneio ficcionista. Por exemplo, a Velocidade da Luz é uma fronteira tecnológica insuperável, por se tratar de uma constante universal. A matéria se transforma em energia quando atinge velocidades próximas a da Luz, e abaixo desta velocidade não se consegue alcançar nenhum planeta com possibilidades exobiológicas.

Sim, é assim que entendemos HOJE mas isso não quer dizer que seja uma verdade absoluta.
Volta e meia vemos os cientistas revendo seues postulados.
Por quantas vezes ao  longo da história observamos os cientistas rechaçarem teorias e adotarem como certas porposições depois comprovadamente exdrúxulas porém que estavam de acordo com o conhecimento da época?
Nós somos ainda crianças tateando o universo, apenas isso.

Para evitar que uma civilização tecnologicamente avançada, aquém nos espaços longínquos, se sobrepusesse a outra mais simples, colonizando e introduzindo valores intelecto morais, inoportunos e inadequados, criasse atalhos ao seu estagio evolutivo, o Senhor do Universo fechou as portas de comunicação entre as culturas disseminadas no Universo, através daquelas dimensões e distâncias intransponíveis a qualquer tecnologia em base material.

Não, Deus não fez isso. Deus não interveio nem quando nós fizemos isso com nossos irmãos.
Basta dar uma olhadinha na nosa história e perceber que Deus não interveio quando escravizamos outras coletividades, quando massacramos povos que estavam em condições tecnológicas menos avançadas que seus colonizadores.
A história da humanidade é  justamente essa: de usurpação e abusos de toda sorte por parte de outros povos mais avançados sobre o pretexto da colonização movida por interesses egoístas e megalomaníacos.
Não vejo problema nenhum em outras coletivdades fazerem o mesmo, nós espoliamos nosso próprios irmãos.
De vítimas não temos nada e ainda não compreendemos os mecanismos pedagógicos divinos, então onde supostamente existe um mal pode advir uma consequência positiva em termos evolutivos.

Concluindo, não há e nunca houve alienígenas na Terra, e quando a Doutrina nos ensina que a transmigração de espíritos entre os mundos é Lei Evolutiva, isto ocorre através das reencarnações e não das viagens interplanetárias.

Na verdade são coisas distinas: sim existe transmigração de espíritos, mas a constituição  da matéria que lhes serve de veículo físico de aprendizado é fruto de  processos que ocorreram no mundo físico.
Se existe no DNA humano elementos estranhos à vida terrena isso não ocorre por conta da influência do espírito.

Caro Zarthur,
Os registros da presença de nossos irmãos extraterrenos estão espalhados pelo mundo inteiro.
Não deixe de assistir o vídeo" Ancestrais alienígenas". Existem diversas situações ali apresentadas que não conseguem ser explicadas senão aceitando-se a hipótese de que fomos visitados no passado por civilizações mais antigas do que nós.
Não sou especialista em física mas conheço bem a história humana e também não confio cegamente nem na ciência atual porque a experiência mostra que volta e meia, estão os cientistas admitindo como possível  o que antes era tido como impossível.
Abraços
Susana
Título: Re: Cientistas encontram genes de extraterrestre em DNA humano
Enviado por: Zé Ninguém em 24 de Março de 2012, 13:44
O INFINDÁVEL COMEÇO


De todas as provas que acumulamos para apoiar nossas conclusões, a primeira a ser exibida é o próprio homem. De vários modos, o homem moderno, o Homo sapiens, é um estranho à Terra.

Desde que Charles Darwin chocou os eruditos e os teólogos de seu tempo com a evidência da evolução, a vida na Terra foi ornamentada pelo homem e por primatas, mamíferos e vertebrados, e, recuando no tempo, por formas de vida progressivamente inferiores até atingirmos o ponto, há bilhões de anos, em que se presume que a vida tenha começado.

Mas, chegando a esses primórdios e começando a contemplar as probabilidades de vida em algum outro ponto de nosso sistema solar e mesmo para além dele, os eruditos começaram a sentir-se apreensivos acerca da vida na Terra - de qualquer modo, ela parece não pertencer a este lugar. Se tudo começou através de uma série de reações químicas espontâneas, por que é que a vida na Terra tem uma única fonte e não uma multitude de fontes causais? E por que é que toda a matéria viva na Terra contém tão poucos dos elementos químicos que abundam na Terra e tantos daqueles que são raros em nosso planeta?
Terá, então, a vida sido importada de algum lugar para a Terra?

A posição do homem na cadeia evolucionária compôs o quebra-cabeça. Encontrando um esqueleto partido aqui, um maxilar ali, os eruditos começaram por acreditar que o homem apareceu na Ásia há 500.000 anos. Mas, como foram encontrados fósseis mais antigos, tornou-se evidente que os moinhos da evolução se moveram muito, mas muito mais lentamente. Os macacos antecessores do homem estão agora, desconcertantemente, colocados há 25 milhões de anos. Descobertas na África Oriental revelam uma transição para macacos humanóides (hominídeos) há cerca de 14 milhões de anos. Cerca de 11 milhões de anos mais tarde apareceu lá o primeiro macaco-homem digno de ser classificado como Homo.

O primeiro ser que se considera realmente humanóide - "australopiteco avançado" - existiu há cerca de 2 milhões de anos em algumas partes da África. Levou ainda outro milhão de anos para aparecer o Homo erectus Finalmente, depois de outros 900.000 anos, apareceu o primeiro homem primitivo; a ele se chamou Homem de Neanderthal, segundo o nome do local em que seus vestígios foram primeiramente encontrados.
A despeito da passagem de mais de 2 milhões de anos entre o australopiteco avançado e o Homem de Neanderthal, os instrumentos destes dois grupos - pedras aguçadas - são virtualmente semelhantes; e os próprios grupos (tal como se pensa que eles fossem) são dificilmente distinguíveis.

Depois, súbita e inexpliCavelmente, há 35.000 anos, uma nova raça de homens - Homo sapiens ("o homem pensante") - apareceu como que vinda do nada e varreu o Homem de Neanderthal da face da Terra. Estes homens modernos, que receberam o nome de Cro-Magnon, têm um aspecto tão semelhante ao nosso que, se os vestíssemos com nossas roupas atuais, eles se perderiam de vista por entre as multidões de qualquer cidade européia ou americana.
Devido à magnificente arte de cavernas que criaram, foram primeiramente chamados os "homens das cavernas". De fato, eles vaguearam pela Terra livremente, uma vez que sabiam como construir abrigos e casas de pedra e de peles de animais para onde quer que fossem.

Por milhões de anos, as ferramentas do homem foram apenas pedras de formas úteis. O Homem do Cro-Magnon, no entanto, fez ferramentas especializadas e armas de madeira e osso. Já não era o "macaco nu", uma vez que usava peles para se vestir. Sua sociedade estava organizada: vivia em clãs com uma hegemonia patriarcal. Seus desenhos em cavernas evidenciam talento artístico e profundidade de sentimento: seus esboços e esculturas revelam uma forma de religião, patente na adoração de uma deusa-mãe que era por vezes representada com o sinal da Lua em quarto crescente.
Esse homem enterrava seus mortos e deve, portanto, ter possuído alguma filosofia a respeito da vida, da morte e, talvez mesmo, da vida¬ após-morte.

Misterioso e inexplicável como é, o aparecimento do Homem do Cro-Magnon complica ainda mais o quebra-cabeça. Uma vez que outros vestígios do homem moderno foram descobertos (em locais que incluem Swanscombe, Steinheim e Montmaria), torna-se evidente que o Homem do Cro¬-Magnon se originou de um Homo sapiens ainda mais precoce que viveu na Ásia Ocidental e África do Norte cerca de 250.000 anos antes do Homem do Cro-Magnon.

O aparecimento do homem moderno a uns meros 700.000 anos antes do Homo erectus e cerca de 200.000 anos antes do Homem de Neanderthal é absolutamente impensável. É também claro que o Homo sapiens representa um ponto de partida tão extremo do lento processo evolucionário que muitas de nossas capacidades, tal como a capacidade de falar, não têm nenhuma conexão com os primatas mais remotos.

Uma eminente autoridade no tema, o prof. Theodosius Dobzhansky (Mankind Evolving) [Humanidade em Evolução], ficou particularmente intrigada pelo fato de este desenvolvimento ter acontecido durante um período em que a Terra passava por uma idade do gelo, período pouco propício a progressos na evolução. Salientando que ao Homo sapiens faltam por completo algumas das peculiaridades dos tipos até aí conhecidos e aparecem algumas que nunca ocorreram, o professor conclui: "O homem moderno tem muitos fósseis, parentes colaterais, mas nenhum progenitor: sua origem, como Homo sapiens, torna-se, assim, um quebra-cabeça".

Como é, então, que os antecessores do homem moderno aparecem há uns 300.000 anos, em vez de aparecerem há 2 milhões ou 3 milhões de anos no futuro, seguindo um ulterior processo evolucionário? Fomos importados para a Terra de algum ponto, ou teremos sido, como atesta o Antigo Testamento e outras fontes antigas, criados por deuses?
Sabemos agora onde começou a evolução e como se desenvolveu, uma vez começada. A pergunta por responder é esta: - Por que, por que é que a civilização aconteceu realmente? Porque agora, tal como a maior parte dos eruditos reconhece, ainda que com frustração, se somarmos todos os dados, vemos que o homem deveria ainda viver sem civilização.
( CONTINUA)
Título: Re: Cientistas encontram genes de extraterrestre em DNA humano
Enviado por: Zé Ninguém em 24 de Março de 2012, 13:46
(CONTINUAÇÃO)
Não há razão óbvia para que sejamos nem um pouco mais civilizados do que as tribos primitivas das selvas amazônicas ou das regiões inacessíveis da Nova Guiné.
Mas, dizem-nos, esses homens das tribos vivem ainda como na Idade da Pedra porque foram isolados. Mas isolados de quê? Se eles têm vivido na mesma Terra que nós, por que não adquiriram eles o mesmo conhecimento científico e tecnológico próprio, como nós pressupostamente possuímos?


O verdadeiro quebra-cabeça, no entanto, não é o atraso dos Bushmen, mas o nosso avanço, uma vez que se reconhece agora que, no curso normal da evolução, o homem deveria ainda estar representado pelo tipo dos Bushmen, e não pelo nosso. Foram precisos alguns 2 milhões de anos ao homem para avançar na sua "indústria de ferramentas", desde o uso das pedras tal como as encontrava até a compreensão de que as poderia cinzelar e moldar, de forma a melhor servir seus próprios objetivos. Por que não mais 2 milhões de anos para aprender o uso de outros materiais e outros 10 milhões de anos para dominar as ciências matemáticas, a engenharia e a astronomia?
 E, no entanto, aqui estamos nós a menos de 50.000 anos de distância do Homem de Neanderthal, pousando astronautas na Lua.


A questão óbvia, então, é esta: será que nós e os nossos antecessores mediterrâneos adquirimos esta avançada civilização, realmente, à nossa custa?
Embora o Homem do Cro-Magnon não construísse arranha-céus nem usasse metais, não há dúvida de que sua civilização foi repentina e revolucionária. Sua mobilidade, sua habilidade para construir abrigos, seu desejo de se vestir, suas ferramentas manufaturadas, sua arte - tudo isto representou uma alta civilização quebrando um infindável começo que se alargou por milhões de anos e avançou lenta e dolorosamente, a passo e passo.

Embora nossos eruditos não possam explicar o aparecimento do Homo sapiens e a civilização do Homem do Cro-Magnon, nesta altura, não há dúvidas referentes ao lugar originário desta civilização, ou seja, o Oriente Médio. Os planaltos e as cadeias montanhosas estendidas em semi-arco desde as montanhas Zagros, a leste (onde hoje o Irã e o Iraque têm uma fronteira comum), através das cadeias Ararat e Tauro ao norte, e depois descendo para o oeste e para o sul, para as terras montanhosas da Síria, Líbano e Israel, estão repletos de cavernas onde se preservaram provas da existência do homem pré-histórico.

Entre estas cavernas, Shanidar está localizada na parte nordeste do semi-¬arco de civilização. Hoje em dia, ferozes homens curdos procuram abrigo na área das cavernas para eles próprios e para os rebanhos nos frios meses de inverno. Assim aconteceu, numa noite invernosa há 44.000 anos, quando uma família de sete pessoas (uma das quais era ainda um bebê) procurou abrigo na caverna de Shanidar.

Seus vestígios - evidentemente eles foram mortalmente esmagados por uma avalanche de rochas - foram descobertos em 1957 por um estupefato Ralph Solecki, (O Prof. Solecki disse-me que foram encontrados apenas quatro esqueletos esmagados por avalanche) que partira para aquela área à procura de provas da existência desse homem antigo. Aquilo que ele encontrou foi mais do que poderia ter esperado. À medida que, camada após camada, os destroços iam sendo retirados, tornou-se evidente que a caverna preservava um registro claro de habitação humana na área desde 100.000 até 13.000 anos atrás.

O que este registro mostrou foi tão surpreendente como a descoberta em si. A cultura do homem foi mostrada não como uma progressão, mas como uma regressão. Começando a partir de certo nível, as gerações posteriores evidenciam níveis civilizacionais não superior, mas inferiormente avançados. E depois, cerca do ano 27.000 a.C. até 11.000 a.C., a retrógrada e definhada população alcançou o momento de uma ausência quase completa de habitação. Por razões que supomos ser de ordem climática, o homem estava completamente desaparecido da área há cerca de 16.000 anos.

E, em seguida, cerca do ano 11.000 a.C., o "homem pensante" reapareceu com novo vigor e com um nível de cultura inexplicavelmente superior.
Foi como se um técnico invisível, observando o vacilante jogo humano, tivesse mandado para o campo uma equipe jovem e mais bem treinada para substituir a outra, já exausta.


Ao longo dos muitos milhões de anos do seu infindável começo, o homem teve uma natureza de criança: subsistiu reunindo os alimentos que cresciam selvagens, caçando animais selvagens, capturando aves selvagens e peixes. Mas logo que as colônias humanas começaram a se dizimar, assim que o homem começou a abandonar as estâncias, quando suas conquistas materiais e artísticas desapareceram - logo nessa altura, subitamente, sem razão aparente e sem nenhum período de preparação gradual, conhecido anteriormente -, nessa altura, o homem tornou-se agricultor.

Resumindo os trabalhos de muitas eminentes autoridades no assunto, R.J. Braidwood e B. Howe (Prehistoric Investigations in Iraqi Kurdistan) [Investigações Pré-Históricas no Iraque-Curdistão] concluíram que os estudos genéticos confirmam os achados arqueológicos e não deixam dúvidas de que a agricultura começou exatamente onde o homem pensante tinha anteriormente surgido na sua primeira e crua civilização: no Oriente Médio.
( CONTINUA)
Título: Re: Cientistas encontram genes de extraterrestre em DNA humano
Enviado por: Zé Ninguém em 24 de Março de 2012, 13:48
(CONTINUAÇÃO)
Não há dúvida agora de que a agricultura se espalhou pelo mundo afora a partir do arco
de montanhas e planaltos do Oriente Médio.

Empregando sofisticados métodos de datação por rádio-carbono e genética botânica, muitos eruditos de vários domínios da ciência concorrem para a conclusão que afirma terem sido o trigo e a cevada os primeiros sucessos agrícolas do homem, provavelmente através da domesticação de uma variedade selvagem de trigo. Supondo que, de qualquer modo, o homem foi submetido a um processo gradual de auto-aprendizagem da domesticação, do plantio e do cultivo de uma planta selvagem, os eruditos continuam aturdidos com a profusão de outras plantas e cereais básicos para a sobrevivência humana e com o avanço que continuou vindo do Oriente Médio.
Esses cereais incluíram em rápida sucessão o milho painço, centeio e espelta (trigo) entre os cereais comestíveis; o linho, que fornecia fibras e óleo comestível, e uma variedade de arbustos e árvores frutíferas.

Em qualquer circunstância, a planta foi, indubitavelmente, domesticada no Oriente Médio durante milênios, antes de ter alcançado a Europa. Foi como se o Oriente Médio fosse uma espécie de laboratório genético-¬botânico, guiado por mão invisível, produzindo sempre e freqüentemente uma planta recentemente domesticada.

Os eruditos que estudaram as origens da vinha concluíram que seu cultivo começou nas montanhas à volta da Mesopotâmia do Norte e na Síria e Palestina. Não é de admirar. O Antigo Testamento diz-nos que Noé "plantou uma vinha" (e chegou a embriagar-se com seu vinho) depois de sua arca ter parado no monte Ararat, quando as águas do Dilúvio começaram a retroceder. A Bíblia, tal como os eruditos, coloca, assim, o início do cultivo da vinha nas montanhas ao norte da Mesopotâmia.

Maçãs, pêras, azeitonas, figos, amêndoas, pistaches e nozes - todos foram originados no Oriente Médio e daí se espalharam para a Europa e outras regiões do mundo. De fato, não podemos deixar de recordar que o Antigo Testamento precedeu nossos eruditos vários milênios na identificação da mesma área como o primeiro pomar mundial: "E o Senhor Deus plantou um pomar no Jardim do Paraíso, no oriente... E o Senhor Deus fez crescer do solo todas as árvores agradáveis à vista e boas para a alimentação".

A localização geral do "Éden" é certamente conhecida pelas gerações bíblicas. Era no "oriente" - oriente da Terra de Israel. Era num solo irrigado por quatro rios principais, dois dos quais o Tigre e o Eufrates.
Não pode haver dúvida de que o livro do Gênesis localizou o primeiro pomar nos planaltos onde estes rios se originaram, na Mesopotâmia¬ nordeste. Bíblia e ciência estão em absoluto acordo.

De fato, se lermos o texto original em hebraico do livro do Gênesis, não como um texto teológico, mas como um texto científico, descobriremos que esse livro também descreve precisamente o processo de domesticação de plantas. A ciência diz-nos que o processo se desenrolou desde as relvas selvagens para cereais selvagens e cereais cultivados, seguido depois de arbustos e árvores frutíferas. Este é exatamente o processo detalhadamente descrito no capítulo I do livro do Gênesis:

E o Senhor disse:
Que a Terra traga para fora ervas; cereais que por sementes produzem sementes; árvores de frutos que criem frutos por espécies, que contêm a semente dentro delas próprias.

E assim se fez:
A Terra trouxe para fora ervas; cereais que por semente produzem semente, por espécies; e árvores que criam frutos que contêm a semente dentro delas próprias, por espécies.

O livro do Gênesis prossegue dizendo-nos que o homem, expulso do pomar do Éden, teve de labutar para fazer crescer seu alimento. "Do suor da tua fronte, comerás o teu pão", disse o Senhor a Adão. Depois disso, "Abel foi o guardião de rebanhos e Caim um lavrador do solo". O homem, diz-nos a Bíblia, fez-se pastor pouco depois de se ter tornado agricultor.

Os eruditos concordam com esta seqüência bíblica de acontecimentos. Analisando as várias teorias referentes à domesticação animal, F.E. Zeuner (Domestication of Animais) [Domesticação de Animais] salienta que o homem não poderia ter "adquirido o hábito de guardar animais em cativeiro ou domesticação antes de ter alcançado o estágio de vivência em unidades sociais de certas proporções". Estas comunidades estabelecidas, um pré-requisito para a domesticação animal, seguiram-se à comutação para a agricultura.

O primeiro animal a ser domesticado foi o cão, e não necessariamente como o melhor amigo do homem, mas, provavelmente, também como fonte de alimentação. Isto ocorreu, acredita-se, cerca do ano 9.500 a.C. Os primeiros vestígios de esqueletos caninos foram encontrados no Irã, Iraque e Israel.

Os carneiros foram domesticados por volta da mesma época: a caverna de Shanidar contém vestígios de carneiros datados de cerca do ano 9.000 a.C., mostrando que todos os anos grande parte dos animais jovens eram mortos para alimentação e peles. As cabras, que forneciam também leite, seguiram-se brevemente; e os porcos, o gado com e sem chifres, foram os seguintes a serem domesticados.

Em qualquer circunstância, a domesticação começou no Oriente Médio.
A mudança abrupta no curso dos acontecimentos humanos que ocorreram cerca do ano 11.000 a.C. no Oriente Médio (e uns 2.000 anos mais tarde na Europa) levou os estudiosos a descreverem esse tempo como o fim nítido da Antiga Idade da Pedra (o Paleolítico) e o começo de uma nova era cultural, a Média Idade da Pedra (o Mesolítico).
O nome é apenas apropriado se considerarmos o principal material bruto do homem, que continuava a ser a pedra.

Suas habitações nas áreas montanhosas continuavam a ser construídas com pedra, suas comunidades eram protegidas por paredes de pedra, seu primeiro instrumento agrícola, a foicinha, foi feito em pedra. Ele honrava ou protegia seus mortos cobrindo e adornando suas sepulturas com pedras e usava pedra para fazer imagens de seres supremos, ou deuses, cuja benigna intervenção ele procurava.

Uma dessas imagens, descoberta ao norte de Israel e datada do 9º. milênio a.C., mostra a face gravada de um deus protegido por um elmo listrado e vestindo uma espécie de "óculos".
No entanto, de um ponto de vista generalizante, seria mais apropriado chamar à idade que começou cerca do ano 11.000 a.C., não Média Idade da Pedra, mas Idade da Domesticação. Dentro do curto período de tempo de 3.600 anos - o espaço de uma noite em termos de um infindável começo - o homem tornou-se agricultor e as plantas e os animais selvagens foram domesticados. Depois, seguiu-se claramente uma nova idade. Os nossos eruditos chamam-lhe a Nova Idade da Pedra (Neolítico); mas o termo é totalmente inadequado, uma vez que a maior mudança que teve lugar por volta do ano 7.500 a.C. foi o aparecimento da cerâmica.

Por razões que ainda escapam a nossos eruditos - mas que se tornarão claras à medida que formos desenrolando nossa teia de acontecimentos pré-históricos -, a marcha do homem em direção à civilização foi confinada, durante os primeiros milênios subseqüentes ao ano 11.000 a.C., aos planaltos do Oriente Médio. A descoberta dos vários usos a dar à argila foi contemporânea à descida do homem das suas moradias nas montanhas em direção aos vales mais baixos e cheios de barro.

Por volta do 7º. milênio a.C., o arco de civilização do Oriente Médio fervilhava de culturas de cerâmica em argila que produziam grande número de utensílios, ornamentos e estatuetas. Por volta do ano 5.000 a.C., o Oriente Médio produzia objetos de argila e cerâmica de soberba qualidade e desenho fantástico.

Mas, uma vez mais, o progresso se desacelera, e, por volta do ano 4.500 a.C., a evidência arqueológica indica que a regressão vigorava por toda a parte. A cerâmica simplificou-se. Os utensílios de pedra - uma relíquia da Idade da Pedra - tornam-se, de novo, predominantes. Locais antes habitados revelam vestígios cada vez mais raros.
 Alguns locais que foram centros de indústrias de cerâmica e argila começaram a ser abandonados e a produção característica de argila desapareceu. "Houve um empobrecimento geral da cultura", segundo James Melaart (Earliest Civilizations of the Near East) [As Mais Novas Civilizações do Oriente Médio]; alguns locais revelam claramente as marcas da "nova fase de estrita pobreza".

O homem e sua cultura estavam nitidamente em declínio.
Depois - súbita, inesperada e inexplicavelmente -, o Oriente Médio foi testemunha do florescimento da mais grandiosa civilização imaginável, uma civilização na qual a nossa tem firmes raízes.
Uma mão misteriosa salvou uma vez mais o homem do seu declínio e elevou-o até um nível mais alto de cultura, conhecimento e civilização.


Primeiro Caítulo da obra " O 12º Planeta de Zecharia Sitchin"
Título: Re: Cientistas encontram genes de extraterrestre em DNA humano
Enviado por: Zé Ninguém em 24 de Março de 2012, 15:00
"A Fronteira estava em toda parte" , narrado por Carl Sagan

Série Sagan capítulo 1 - A fronteira estava em toda parte (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PW1LQ053MTgyTF9FJmFtcDtmZWF0dXJlPXBsYXllcl9lbWJlZGRlZCN3cw==)
Título: Re: Cientistas encontram genes de extraterrestre em DNA humano
Enviado por: Zé Ninguém em 24 de Março de 2012, 15:05
Colo aqui techo de um comentário meu em outro tópico qu tem relação com o tema proposto:

"Não gosto muito de teorias conspiratórias mas diante da avalanche de relatos de cientistas que trabalharam na Nasa no sentido de estarem escondendo coisas da população, não devemos acreditar apenas no que nos mostram.
Há pouco tempo atrás um cientista que trabalhou por mais de 30 anos na Nasa falou que as fotos da Lua foram manipuladas e que os astronautas encontraram vestígios de cidades alienígenas na Lua e que isso não foi divulgado para não alarmar a população.
Então vem a pergunta: será que de fato não existem vestígios de vida em Marte?
Leiam a matéria que também aborda Marte:

http://jvanoticias.com.br/index.php/variedades/807-ex-gerente-da-nasa-declara-existe-cidade-alienigena-na-lua

Gente cuidado com a NASA, não confiem em tudo o que lhe dizem.
Hoje acreditamos exatamente no que querem que acreditemos.
Desde os primórdios que as informações são manipuladas,a história é sempre escrita pelos vencedores e pode ter certeza de que muita coisa não aconteceu como contam os livros.
Não tenho opinião formada sobre Marte mas também não acredito cegamente no que foi escrito no LE e na Revista Espírita,prefiro aguardar mais antes de emitir um opinião sobre esta tão polêmica questão.

Abraços
Susana

Clique aqui para ler mais: http://www.forumespirita.net/fe/pluralidade-dos-mundos-habitados/hierarquia-dos-mundos-no-nosso-sistema-solar/90/#ixzz1q2y5WxYm
Título: Re: Cientistas encontram genes de extraterrestre em DNA humano
Enviado por: zarthur em 24 de Março de 2012, 23:10
Cara Susana;
existem alguns pontos no texto que produzi, negando a teoria da presença de alienígenas na Terra, que se desconsiderados invalidam, de fato, toda a minha argumentação.
A Lei da Unidade, trazida pelos espíritos codificadores na obra A Gênese, de AKardec, contraria os raciocínios em torno de vidas em outros planetas com base em uma química estranha, como se as equações de oxiredução, equações de equilíbrio químico, todos os princípios da homeostase corporal, enfim, as soluções encontradas pelo Criador para a existência da vida desde as formas mais simples da natureza, de repente pudessem ser desprezadas para começar tudo de novo em estranhos orbes, cuja atmosfera  de amônia e temperaturas elevadíssimas, ou, no ponto de congelamento, e vendavais violentíssimos percorrendo sua superfície eternamente, como é o caso de nosso Júpiter, no qual alguns confrades afirmam existir vida física e inteligente.

Também desconheço seu comprometimento com as obras da Codificação e com a fé em Deus, pois seu argumento de que, se Deus permitiu as guerras colonizadoras entre os homens na Terra, haveria igualmente de permiti-las entre as civilizações planetárias. O que aponta para um diferente modo de pensar quanto a Lei de Causa e Efeito, a qual liga as vidas e os destinos das criaturas objetivando sua perfeição.
Outras civilizações, com outros costumes e leis, produzem carmas típicos; não se enquadrariam nas linhas morais e culturais de um planeta colonizado.
As guerras entre nações sempre trazem dor e miséria, mas trazem também a sensibilização de seus co-autores, inveterados espíritos belicistas a promoverem conflitos e destruição, mas agora, em novas circunstâncias, passam a experimentar o gosto do sofrimento imposto às muitas coletividades que sofreram seus desatinos.
Imagine, Susana, uma civilização muito avançada, com armas poderosíssimas, invadindo um mundo inferior e ali exterminando toda a vida, pois que isto seria necessário ao seu próprio progresso e sobrevivência (ratio pro bellum), ou seja, sua justificativa para a invasão e extermínio. Haveria Deus de permitir tal coisa? Os espíritos têm ensinado que o homem não pode destruir aquilo que é obra de Deus.

Num planeta com padrão diferente de campo de força gravitacional ou magnético, que sempre resultam de sua geometria e distância à sua estrela de fonte energética, a criatura apresenta modificações na relação altura/massa corporal mas a química orgânica será sempre a mesma.
Existem fatores que, ”coincidentemente” definem as bases da vida. O Hidrogênio é o elemento mais abundante no Universo, e á água preside o funcionamento das células e o metabolismo dos animais superiores... seria por acaso?.
 .
Título: Re: Cientistas encontram genes de extraterrestre em DNA humano
Enviado por: Zé Ninguém em 24 de Março de 2012, 23:49
Imagine, Susana, uma civilização muito avançada, com armas poderosíssimas, invadindo um mundo inferior e ali exterminando toda a vida, pois que isto seria necessário ao seu próprio progresso e sobrevivência (ratio pro bellum), ou seja, sua justificativa para a invasão e extermínio.
Não só imagino como vejo perfeitamente NÓS, afetuosos e evoluídos seres humanos capazes de tal proza sem o menor pudor se a sobrevivência da humanidade estivesse em risco.
O ser humano é o "rei" do universo.
Hum.entendi..uma raça não pode aniquilar outra só porque vivem em  mundos diferentes, mas por outro lado uma raça pode massacrar seus irmãos de caminhada só porque isso ocorre dentro do seu próprio planeta...
Se for dentro da terra tudo bem, ultrapassou o limite do planeta aí Deus interfere..
O que não pode em um nível micro também não pode em um nível macro Zarthur.
Quado Hernan Cortez massacrou as civilizações da américa central reduzino a pó civilizações grandiosas e dizimando centenas de milhares de pessoas por ganância, Deus não interveio e se não o fez foi por alguma razão que nossa ignorãncia desconhece, então quem sou eu para questionar as razões de Deus.
Nós humanos vivemos na ilusão da dualidade e nossa visão de bem e mal é bem estreita.
Somos como a criança que reclama do amargo do remédio sem compreender que aquilo é um mal necessário para que venha o bem estar.

Também desconheço seu comprometimento com as obras da Codificação e com a fé em Deus, pois seu argumento de que, se Deus permitiu as guerras colonizadoras entre os homens na Terra, haveria igualmente de permiti-las entre as civilizações planetárias.
Meu comprometimento com as obras? Meu comprometimento é com o conhecimento e as obras são apenas uma parcela dele.
Meu comprometimento com a fé em Deus?
Não entendi o que  acreditar que outras consciências cósmicas podem interagir com humanos tm a ver com fé em Deus.
Acredito em um Deus Criador que não se rege por conceitos humanos cujos desígnios não tenho a pretensão de  questionar em  razão da minha ignorância.

Haveria Deus de permitir tal coisa? Os espíritos têm ensinado que o homem não pode destruir aquilo que é obra de Deus.

Basta olhar a sua volta e todos os dias vemos os homens destruindo as obras de Deus.

Caro Zarthur,
Definitivamente está na hora de você começar a ler as obras de Zecharia Sitchin.
Nosso irmãos do passado registraram o que viram e vivenciaram .
 É uma verdadeira aula de história e é fascinante poder perceber como estava tudo lá, diante dos nosso olhos mas nós não conseguimos enxergar.
 Tenho certeza de que depois de ler o material você irá ver a questão sobre outro prisma.
Abraços
Susana


Título: Re: Cientistas encontram genes de extraterrestre em DNA humano
Enviado por: Kazaoka em 25 de Março de 2012, 00:20
A constituição física dos corpos só servem para manifestação dos Princípios que os animam. E aos Princípios, o que interessa sãos os recursos que as organizações físicas lhes facultem a aplicação de suas faculdades.

A materialidade tem importância para o mundo material, e tem importância para nós enquanto nos é útil ao aprimoramento moral como Espíritos em experiência na carne nesse planeta. E como cidadãos universais, outros mundos e outros corpos podem nos servirem ao plano evolutivo.

Espiritualmente não temos pátria e nem endereço cósmico imutável. Se o mundo que habitamos deixar de existir ou, se os complexos orgânicos que hoje ocupamos forem extintos ou transformados em aparelhos inadequados a nós, com certeza seremos conduzidos a outros mundos e a outros corpos, cujas características estejam adequados ao nosso grau evolutivo como Espíritos.
Título: Re: Cientistas encontram genes de extraterrestre em DNA humano
Enviado por: Zé Ninguém em 25 de Março de 2012, 00:30
Existem fatores que, ”coincidentemente” definem as bases da vida. O Hidrogênio é o elemento mais abundante no Universo, e á água preside o funcionamento das células e o metabolismo dos animais superiores... seria por acaso?.

Zarthur,
Já tem um tempo que uma bactéria provocou uma celeuma no meio científico porque mostrou aos cientistas que é possível o desenvolvimento de vida em circunstâncias até então inimagináveis.
Na época os próprios cietistas reconheceram que talvez estivessem procurando a vida de forma errada, não levando em consideração qeu a vida pudesse se desenvolver de forma diversa da vida encontrada na Terra.
Dê uma olhada nesta reportagem:
http://veja.abril.com.br/noticia/ciencia/nasa-descobre-bacteria-que-se-alimenta-de-arsenio

Abraços
Susana
Título: Re: Cientistas encontram genes de extraterrestre em DNA humano
Enviado por: Kazaoka em 25 de Março de 2012, 00:43
A investigação científica dá luz ao entendimento humano sobre os mistérios de sua natureza e dá, também, campo para que a inteligência se desenvolva. E tudo que nos é revelado pela ciência, ou todos os novos sistemas que são desenvolvidos pela nossa inteligência, não alteram ou derrogam a idéia sobre a necessidade que temos de melhorarmos em moral e que essa moralização fará com que tudo que a nossa inteligência conceba ou revele, seja aplicado com o fim útil de nos proporcionar uma existência mais feliz.
Título: Re: Cientistas encontram genes de extraterrestre em DNA humano
Enviado por: zarthur em 25 de Março de 2012, 02:18
Cara Susana.
você escreve bem, mas lê mal.

Hum.entendi..uma raça não pode aniquilar outra só porque vivem em  mundos diferentes, mas por outro lado uma raça pode massacrar seus irmãos de caminhada só porque isso ocorre dentro do seu próprio planeta.

Não foi o que eu disse. Eu mencionei carmas específicos de civilizações em diferentes estágios de evolução... alguma dificuldade quanto a isto?
Eu mencionei a interferência indevida na caminhada do progresso de um mundo avançado em outro, atalhando esforços e o próprio potencial para o crescimento.

Se vc novamente, devido ao que eu disse acima, argumentar que isto ou aquilo pode na Terra, mas não em outros mundos, novamente lhe lembrarei que cada civilização tem seus carmas específicos e isto se insere no contexto da justiça divina.

Não sou dessas pessoas que em qualquer debate traz o nome de Deus como aliado, mas tenho forte convicção a respeito de sua absoluta ingerência nos processos evolutivos de todas as humanidades do Universo.

Quando existe um confronto de idéias em que de uma lado está a ciência, e doutro lado a fé, não a dogmática ou com ranços de fanatismo, mas aquela raciocinada tranquila. a ciência estará em desvantagem. Ela não conhece a origem da vida,, como se forma a matéria,, como surgiu nosso Universo,, etc... e no entanto quer falar de DNA de outros mundos, de exobiologia com base na química do Silicio em vez do Carbono, numa física quântica para justificar fenômenos metapsíquicos,etc...

Alguém, com muita propriedade disse certa vez: as maiores tolices que ouvi na minha vida não foi da boca de meu garoto de oito anos, mas da boca de cientistas.

A ciência diz isso,,, a ciência afirma aquilo... a ciência prova que...
De qual ciência estamos falando? Daquela que promove o progresso pelo esforço hercúleo e isolado de seus missionários, quase anônimos e não reconhecidos, ou daquela que se ocupa em formular teorias fantásticas pois sabe que não tem que comprovar coisa alguma... ou ainda daquela que se ocupa em dar entrevistas e escrever para jornais, para alcançar notoriedade?
Muito feliz quem cunhou a frase: só existe uma classe menos digna de confiança que a dos políticos; é a dos cientistas.
grande abraço
Arthur






 
Título: Re: Cientistas encontram genes de extraterrestre em DNA humano
Enviado por: Zé Ninguém em 25 de Março de 2012, 02:30
Para quem gosta do assunto, o autor do best seller "Eram os Deuses Astronautas", Erich Von Däniken , estará no Brasil realizando uma série de conferências em algumas cidades.
Para saber mais, acesse:
http://www.wix.com/con1322/igg#!

Paz e Luz!
Título: Re: Cientistas encontram genes de extraterrestre em DNA humano
Enviado por: Zé Ninguém em 25 de Março de 2012, 02:44
Eu mencionei a interferência indevida na caminhada do progresso de um mundo avançado em outro, atalhando esforços e o próprio potencial para o crescimento.

O problema caro Zarthur se resume justamente nessa questão: o que é indevido?
Eu, você ,qualquer um que se encontre sobre a terra pode julgar algo como antiético ou indevido mas talvez porque estejamos vendo as coisas sob uma ótica estreita e limitada.
Não temos conhecimento do "Grande Plano" que rege o cosmos portanto nossa noção de ética e moral é circusncrita ao nosso estágio evolutivo.
Quando li as obras de Zecharia , tive alguns dilemas a enfrentar.
Não gostei muito da ideia de outras raças terem vindo aqui, feito uma baderna, espoliarem recursos naturais ( mesmo que fosse para sua sobrevivência) e de quebra nos usarem como cobaias e servos para atender seus interesses.
Meu primeiro pensamento foi: porque Deus permitiu isso?
me incomodou muito esta história de manipulação genética, mas depois de um tempo percebi que isso era apenas um reflexo do meu ego , hoje consigo entender que tudo tem um objetivo no cosmos.
Que mesmo esta ação antiética dos extraterrestres teve uma consequência importante e benéfica que foi justamente propiciar a espíritos que já ensaiavam seus primeiros passos nos caminhos da razão que dispuséssem de um veículo físico mais apropriado para esta experiência.
Além do mais nos deixaram a base de muitas das nossas ciências. Houve um intercâmbio de conheimento e devemos as bases das nossas principais ciências a estes seres que conosco compartilharam seu saber.
Demorou, mas aos pucos fui conseguindo harmonizar as informações da doutrina com estas novas informações e consegui compreender que mesmo em situações aparentemente injustas impera a misericórdia divina.

Alguém, com muita propriedade disse certa vez: as maiores tolices que ouvi na minha vida não foi da boca de meu garoto de oito anos, mas da boca de cientistas.

Muito feliz a citação, assino embaixo.

Abraços
Susana
Título: Re: Cientistas encontram genes de extraterrestre em DNA humano
Enviado por: Zé Ninguém em 25 de Março de 2012, 02:58
E como cidadãos universais, outros mundos e outros corpos podem nos servirem ao plano evolutivo.
Espiritualmente não temos pátria e nem endereço cósmico imutável. Se o mundo que habitamos deixar de existir ou, se os complexos orgânicos que hoje ocupamos forem extintos ou transformados em aparelhos inadequados a nós, com certeza seremos conduzidos a outros mundos e a outros corpos, cujas características estejam adequados ao nosso grau evolutivo como Espíritos.

Bela colocação Kazaoka.
Somos filhos das estrelas, viajantes do universo e em um contexto amplo: somos todos extraterrestres em relaçao à nossa origem cósmica .
Nossa vinculação com a terra é apenas momentânea,um breve estágio,que durará enquanto ainda tivermos lições a aprender aqui.
Não somos terráqueos, estamos terráqueos.

Abraços
Susana
Título: Re: Cientistas encontram genes de extraterrestre em DNA humano
Enviado por: zarthur em 25 de Março de 2012, 16:13
Kazaoka disse que o mais importante é o espírito e não o veiculo físico de seu aprendizado.
Relativo. Somos concitados às reencarnações pois que do outro lado o progresso é mais lento.
Se estamos no mundo espiritual, ainda vivenciando claramente na memória os erros e acertos da ultima existência, o que se pode fazer?
Mas esquecidos os condicionamentos ao retornarmos ao corpo físico, temos a chance de um novo recomeço.

Gosto muito de lembrar aos amigos que defendem a ideia de que em outros mundos poderemos ter uma forma física completamente diferente desta forma crucífera homologada pelo Cristo Jesus, quando ele mesmo se revestiu dela, que, quando estamos desencarnados esta é a forma que carregamos conosco e como o Universo é o nosso campo de trabalho, e somos todos filhos de Deus, certamente nos encontraremos, nós e os alienígenas, nas tarefas em comum designadas pelo Pai Eterno. Então, com que estranheza estenderemos as mãos para cumprimentar um irmão de outras plagas e ele no estende um membro com a forma de uma tromba de elefante, com pelos e garras.
Cruz credo!!!!!
Título: Re: Cientistas encontram genes de extraterrestre em DNA humano
Enviado por: zarthur em 25 de Março de 2012, 16:25
Susana disse que somos filhos da estrelas... concordo, claro. Apenas que estamos nesta Terra a cerca de 40 mil anos e ficaremos por aqui mais algum tempo, se formos aprovados para as experiências novas nesta Terra, como  mundo regenerado.
Depois, bem mais evoluídos começaremos a percorrer a escala dos mundos felizes.

Susana nos lembrava das pesquisas que descobriram bactérias em ambientes absolutamente impróprios à vida, como se imaginava até então.
Não é de espantar que em temperaturas altíssimas ou em ambientes carregados de substâncias toxicas, para nós, ali encontremos vida.
Existindo vida em planetas com aquele tipo de atmosfera, certamente não vermos por lá as campinas verdes e os coelhinhos saltando por trás das arbustivas. Certamente que não!!!!!
grande abraço
Arthur
Título: Re: Cientistas encontram genes de extraterrestre em DNA humano
Enviado por: Zé Ninguém em 25 de Março de 2012, 17:01
Olá zarthur,
É isso aí, como disse antes o erro dos cientistas tem sido utilizar a terra como  a medida do universo.
Abri um tópico sobre o Cosmos, lá tem uma série de vídeos de Carl Sagan que nos ajuda a ver as coisas sob perpectiva do universo e não obre a ótica humana.
O material é bem interessante para reflexão.
Abraços
susana
Título: Re: Cientistas encontram genes de extraterrestre em DNA humano
Enviado por: Anton Kiudero em 25 de Março de 2012, 17:19
Mas que discussão sem nexo e sem base é esta?

A diversidade no DNA de todos os humanos neste planeta, em todas as latitudes e longitudes é menor do que a encontrada em um unico bando de macacos. Isto sugere a existencia de um ancestral comum a todos os humanos. Para alguns pode ser o Adão, criado por Deus e para outros, pode ser o Adão, produto de uma alteração genetica, produzida por extraterrestres (por ordens de Deus, não se esqueçam que sem isto nada ocorreria). Isto cabe a cada um escolher....

A forma nada significa. O espírito é tudo.

Apenas para esclarecimento, o LE (o muito citado, pouco lido e praticamente nada compreendido Livro dos Espíritos) nos informa que:

055 - Todos os globos que circulam no espaço são habitados?

– Sim, e o homem da Terra está longe de ser, como pensa, o primeiro em inteligência, bondade e perfeição. Entretanto, há homens que se julgam superiores a tudo e imaginam que somente este pequeno globo tem o privilégio de ter seres racionais. Orgulho e vaidade! Acreditam que Deus criou o universo só para eles.

Comentario de Kardec - Deus povoou os mundos com seres vivos, todos convergindo para o objetivo final da Providência. Acreditar que só existem seres vivos no planeta que habitamos seria colocar em dúvida a sabedoria de Deus, que não faz nada inútil. A cada um desses mundos Deus deve ter dado uma destinação mais séria do que divertir as nossas vistas. Nada, aliás, nem pela posição, nem pelo volume, nem pela constituição física da Terra, pode razoavelmente fazer supor que seja a única a ter o privilégio de ser habitada, com exclusão de tantos milhares de mundos semelhantes.

056 - A constituição física dos diferentes globos é a mesma?

– Não. Não se assemelham em nada.

057 - Como a constituição física dos mundos não é a mesma, podemos concluir que os seres que os habitam têm corpos e uma organização diferente?

Sem dúvida, como entre vós os peixes são feitos para viver na água e os pássaros, no ar.

Que a paz fique com todos,
Anton

Título: Re: Cientistas encontram genes de extraterrestre em DNA humano
Enviado por: psi em 25 de Março de 2012, 22:06
Gosto muito de lembrar aos amigos que defendem a ideia de que em outros mundos poderemos ter uma forma física completamente diferente desta forma crucífera homologada pelo Cristo Jesus, quando ele mesmo se revestiu dela, que, quando estamos desencarnados esta é a forma que carregamos conosco e como o Universo é o nosso campo de trabalho, e somos todos filhos de Deus, certamente nos encontraremos, nós e os alienígenas, nas tarefas em comum designadas pelo Pai Eterno. Então, com que estranheza estenderemos as mãos para cumprimentar um irmão de outras plagas e ele no estende um membro com a forma de uma tromba de elefante, com pelos e garras.
Cruz credo!!!!!


Olá zarthur

Sobre a forma dos seres humanos em outros globos, trago trecho do item 56 cap.I Segunda Parte do livro dos Médiuns:

...A forma humana, com algumas diferenças de detalhes e as modificações orgânicas exigidas pelo meio em que o ser tem de viver, é a mesma em todos os globos...

Acho ridículos aqueles filmes hollywoodianos que mostram espíritos encarnados em outros planetas cuja forma se aproxima muito mais de animais grotescos que de seres humanos. O texto acima do LM deixa claro que, em qualquer orbe, o corpo que vai receber o espírito, será muito próximo da forma humana, com diferenças de detalhes exigidos para a adaptação ao meio em que irá viver. Mas nada que descaracterize a aparência do ser humano.


Um abraço


PSI   
Título: Re: Cientistas encontram genes de extraterrestre em DNA humano
Enviado por: zarthur em 26 de Março de 2012, 00:58
Pessoall;
PSI matou a cobra e mostrou o pau. rsrsrs
Senhor Kundero está presenciando confronto de informações entre o LEsp. e o LMédiuns.

Kardec dizia que os espíritos não são infalíveis, mas, me perdoe o velho e bom mestre lionês, aquele espirito que respondeu a questão 55LE veio dar palpite sobre assuntos que não domina, tal espírito merece 400 anos nos abismos como punição.
Vou dizer p'ra vcs uma coisa. A Doutrina é consoladora e tem uma filosofia impar. Seus postulados são capazes de comover o coração mais empedernido e levá-lo docemente a sua própria renovação moral.
Mas não devia se meter com a ciência, principalmente considerando o dinamismo desta.
Na questão 55 LE, dizer-se que todos os globos são habitados é de uma tolice sem tamanho.
Imaginem Mercúrio, com temperaturas que derretem o aço durante o dia e enregelam a alma à noite. Jupiter é um planeta gasoso, com uma atmosfera  terrível... e por ai vai.
Aquela entidade não sabia, naturalmente, que planetas, luas, cometas, etc, são sistemas de força em equilíbrio, meticulosamente distribuídos pela sabedoria dos engenheiros siderais, sob supervisão divina. Evidente que, para que haja vida em um destes, muito planejamento foi exigido.
abraços
Arthur
Título: Re: Cientistas encontram genes de extraterrestre em DNA humano
Enviado por: Edil Curvelo em 26 de Março de 2012, 02:33
Amigo Arthur, ao meu ver, esse é um problema causado pela interpretação da doutrina que a própria doutrina, de certa forma, não colabora para dissolver devido a forma como certos assuntos são abordados. Essa interpretação leva à ideia de que o Espírito só possa "encarnar" no tipo de matéria que conhecemos atualmente, ou melhor, no tipo de matéria que nossos sentidos e instrumentos captam.
Através da própria doutrina tomamos conhecimento de que a matéria existe em estados que desconhecemos. Ou seja, existem diferentes tipos matéria e em vários graus de sutilização. E nem vou entrar na questão das dimensões...
Agora, imagine você que possam existir civilizações em Mercúrio e Júpiter de Espíritos encarnados em corpos compostos por um tipo de matéria indetectável aos nossos sentidos e instrumentos! Imagine também; qual seria a "vantagem" da evolução do Espírito se este continuasse a encarnar em corpos composta da mesma matéria pesada e portanto com as mesma limitações?
Veja também que estes dados sobre temperatura, toxidade e etc. só se aplicam à realidade do tipo de matéria que conhecemos. 

22 Define-se, geralmente, a matéria como sendo o que tem extensão,
o que pode causar impressão aos nossos sentidos, o que é
impenetrável. Essas definições são exatas?
– Do vosso ponto de vista são exatas, visto que somente falais do que
conheceis. Mas a matéria existe em estados que para vós são desconhecidos.
Pode ser, por exemplo, tão etérea e sutil que não cause nenhuma
impressão aos vossos sentidos; entretanto, é sempre matéria, embora
para vós não o seja.


Um abraço,
Edil

Pessoall;
PSI matou a cobra e mostrou o pau. rsrsrs
Senhor Kundero está presenciando confronto de informações entre o LEsp. e o LMédiuns.

Kardec dizia que os espíritos não são infalíveis, mas, me perdoe o velho e bom mestre lionês, aquele espirito que respondeu a questão 55LE veio dar palpite sobre assuntos que não domina, tal espírito merece 400 anos nos abismos como punição.
Vou dizer p'ra vcs uma coisa. A Doutrina é consoladora e tem uma filosofia impar. Seus postulados são capazes de comover o coração mais empedernido e levá-lo docemente a sua própria renovação moral.
Mas não devia se meter com a ciência, principalmente considerando o dinamismo desta.
Na questão 55 LE, dizer-se que todos os globos são habitados é de uma tolice sem tamanho.
Imaginem Mercúrio, com temperaturas que derretem o aço durante o dia e enregelam a alma à noite. Jupiter é um planeta gasoso, com uma atmosfera  terrível... e por ai vai.
Aquela entidade não sabia, naturalmente, que planetas, luas, cometas, etc, são sistemas de força em equilíbrio, meticulosamente distribuídos pela sabedoria dos engenheiros siderais, sob supervisão divina. Evidente que, para que haja vida em um destes, muito planejamento foi exigido.
abraços
Arthur
Título: Re: Cientistas encontram genes de extraterrestre em DNA humano
Enviado por: Kazaoka em 26 de Março de 2012, 02:44
Zarthur, a vida que refere o Espírito nas questões que envolvem outros mundos, diz respeito à vida espiritual, não diz, lá, nada a respeito de vida orgânica. Tanto que chegaram a afirmar a Kardec que o Sol é um local de reunião de Espíritos, porque de lá eles irradiam as energias responsáveis pela estabilidade dos mundos do sistema que abragem e dos Espíritos ligados a este sistema.

Você tem toda razão no seu raciocínio e este tem o apoio nos dados da ciência ordinária. A DE não renega as comprovações da ciência e até recomenda que a siga naquilo que o ensinamento dos Espíritos venha contradizer o que ela comprove. Porém, a afirmação de que há vida em outros mundos, inclusive os do nosso sistema solar, como afirmam os Espíritos, e sabendo que se trata de vida espiritual, o ambiente inóspito para a vida orgânica não inviabiliza estes mundos a receberem vidas espirituais.

Aqui mesmo, na Terra, não temos Seres espirituais que convivem conosco e que não necessitam da materialidade a qual estamos dependentes como encarnados? Estes Seres são vivos espiritualmente, são inteligências com consciência própria, têm eles suas percepções, tem sentimentos, são formas de vida.
Título: Re: Cientistas encontram genes de extraterrestre em DNA humano
Enviado por: zarthur em 26 de Março de 2012, 04:10
Amigos, Kazaoka e Edil;
a última coisa que quero é parecer aquelas pessoas sentenciosas, cujas afirmativas devem ter caráter de lei, quando na verdade sabem tanto quanto qualquer outro... ou menos.
Mas vamos trabalhar com a razão e com a Doutrina.
Edil, para mim ficou claro que quando os espíritos mencionam outros tipos de matéria que não são percebidas por nossos sentidos, falava da variedade de matéria do mundo espiritual. Esta se diversifica em densidade e massa. Desde a que reveste os espíritos mais puros até aquela dos espíritos grosseiros. O nosso pensamento, por exemplo, irradia matéria de substancia semelhante aquela dos fluidos espirituais...
O Livro dos espíritos menciona coisas interessantes para nosso estudo, assim, desde os mundos transitórios (físicos), questão 234, que servem de bivaque para entidades após longa erraticidade, até os mundos tão evoluídos, nos quais os encarnados têm seus corpos "quase" tão sutis quanto a matéria do perispírito. Veja; no primeiro, mundos físicos, semelhantes à Terra em sua fase primitiva. No outro, ainda mundos físicos, mas seus habitantes são de tal modo depurados que seus corpos se "assemelham" ao perispírito; e mesmo assim, sujeita à morte e as limitações da matéria comum.ora isto significa que a matéria mais sutil a revestir um corpo seria a do perispírito, se isto fosse possível... questão 23 a 29 LEsp.
Resumindo o meu modo de ver: o Fluido Cósmico é a origem de toda a matéria, desde aquela dos mundos físicos, até a dos espirituais. - LEsp. os três elementos gerais do Universo, Deus, Espírito e matéria. Se não é Deus, pode ser Espírito ou matéria; Se não é Espírito será materia; logo tudo o que não é Espirito, ou Deus é matéria... até aquela que reveste os espiritos mais puros. Originadas de um único ponto, a saber, o Fluido Cósmico.
Então, qualquer matéria que não seja a espiritual estará sujeita as condições da matéria comum.
Agora, meu caro Edil, uma questão para pensarmos: -  existindo entidades físicas, revestidas de corpos com matéria tão especial que a toxidade e a temperatura, nossas, não as afetam, deverá existir mundos do mesmo material também, pois não? E lá elas viveriam.

Que existem mundos e humanidades espalhadas pelo Universo não resta dúvidas. Só mesmo uma mente obscura poderia negar este fato, mas as habitações espirituais guardam sua natureza relativa a de seus habitantes. É como vejo.
Kazaoka, desculpe a irreverência, mas por qual razão espíritos iriam habitar o sol, explosões piores que as nucleares, constantemente, barulho ensurdecedor... temperaturas "desagradáveis" Por que, meu querido... Por que? São as tais bobagens que colocam a conceituação doutrinária, toda, em xeque.
Repito, a Doutrina é o cristianismo redivivo; consola e esclarece... mas não devia entrar em detalhes, cujos conhecimentos da época estão ultrapassados.
grande abraço aos amigos
Arthur
 
Título: Re: Cientistas encontram genes de extraterrestre em DNA humano
Enviado por: Kazaoka em 26 de Março de 2012, 04:25
Zarthur, a DE não diz que há habitantes no sol, o que encontramos no OLE é a informação que lá é um local de reunião de Espíritos superiores. Se os Espíritos que estão ainda fortemente ligados à materialidade, revestidos de elementos perispirituais da natureza terrena, estão insensíveis ao calor e ao frio como conhecemos aqui na terra, porque haveríamos de duvidar que Espíritos menos materializados, portanto superiores a nós, teriam esta sensibilidade que nem os inferiores daqui têm?
Título: Re: Cientistas encontram genes de extraterrestre em DNA humano
Enviado por: zarthur em 26 de Março de 2012, 11:33
Caro Kazaoka;
a minha pergunta é, por que?  para quê?
Se podem estar em lugares mais aprazíveis...
Nas obras da codificação Kardec teve o cuidado e a honestidade de informar ao leitor que quando se tratasse de um comentário dele, em vez de resposta dos espíritos, isto viria em destaque, para que não confundíssemos sua opinião, com aquelas respostas.
O que com frequência acontece, é que muitos de nós esquecemos que a mensagem é maior que o mensageiro e que a Doutrina é maior que Kardec, mas nos apegamos com tal fidelidade ao Codificador que perdemos a capacidade da crítica.
Kardec comete alguns equívocos em seus comentários, ao longo das obras, que devemos compreender, pois estava preso aos conceitos e conhecimentos de sua época. Algumas pessoas que se posicionam contra o espiritismo o acusam de racista, devido a seus comentários quando fala dos negros e das raças inferiores. Outro comentário em que ele afirma a necessidade de alternância dos sexos ao longo das reencarnações, fez com que até Leon Denis se mostrasse perplexo e se pronunciasse publicamente contra.
O que não podemos perder de vista é que seus acertos e suas virtudes são muito maiores do que aqueles pequenos erros, que pouco importam no conjunto da obra... mas mesmo assim fica claro que devemos conservar o espírito crítico, com base na razão, para não nos perdemos ao longo do caminho.
grande abraço
Arthur
Título: Re: Cientistas encontram genes de extraterrestre em DNA humano
Enviado por: Edil Curvelo em 26 de Março de 2012, 12:18
Arthur, esta é justamente a interpretação a qual me referia no post anterior. E essa visão, ao meu ver, é muito limitada. Mas eu disse o que tinha pra dizer, pois o espaço aqui não me permitiria aprofundar. Como me disse uma vez nosso estimado amigo Moura; cada um no seu quadrado...

Um abraço,
Edil

Mas vamos trabalhar com a razão e com a Doutrina.
Edil, para mim ficou claro que quando os espíritos mencionam outros tipos de matéria que não são percebidas por nossos sentidos, falava da variedade de matéria do mundo espiritual.
Título: Re: Cientistas encontram genes de extraterrestre em DNA humano
Enviado por: Kazaoka em 26 de Março de 2012, 12:20
E não esquecermos que embalados pela nossa própria visão, podemos conceber nossos conceitos próprios, constituindo opinião pessoal e que se não contraria o conhecimento terreno, não condiz, também, com o que a DE apresenta.
Título: Re: Cientistas encontram genes de extraterrestre em DNA humano
Enviado por: Marlenedd em 26 de Março de 2012, 12:20
Zarthur: "...desculpe a irreverência, mas por qual razão espíritos iriam habitar o sol, explosões piores que as nucleares, constantemente, barulho ensurdecedor... temperaturas "desagradáveis" Por que, meu querido... Por que? São as tais bobagens que colocam a conceituação doutrinária, toda, em xeque."

A conceituação doutrinária é posta em xeque, apenas, por quem não sabe o que é um espírito, e ainda por cima os confunde com homens...

Forma e ubiqüidade dos Espíritos

91 A matéria oferece algum obstáculo aos Espíritos?

– Não, eles penetram em tudo: o ar, a terra, as águas e até mesmo o fogo lhes são igualmente acessíveis.
Título: Re: Cientistas encontram genes de extraterrestre em DNA humano
Enviado por: Hebe M C em 26 de Março de 2012, 12:21
Há uma pequena confusão aqui.
Os Espíritos Superiores se reúnem no Sol e não habitam o Sol.
Usam da eletricidade para irradiar pensamentos benéficos para todas as partes do mundo.
Apenas isso.
Título: Re: Cientistas encontram genes de extraterrestre em DNA humano
Enviado por: Hebe M C em 26 de Março de 2012, 12:26
Zarthur: "...desculpe a irreverência, mas por qual razão espíritos iriam habitar o sol, explosões piores que as nucleares, constantemente, barulho ensurdecedor... temperaturas "desagradáveis" Por que, meu querido... Por que? São as tais bobagens que colocam a conceituação doutrinária, toda, em xeque."

A conceituação doutrinária é posta em xeque, apenas, por quem não sabe o que é um espírito, e ainda por cima os confunde com homens...

Forma e ubiqüidade dos Espíritos

91 A matéria oferece algum obstáculo aos Espíritos?

– Não, eles penetram em tudo: o ar, a terra, as águas e até mesmo o fogo lhes são igualmente acessíveis.

Bem lembrado
Título: Re: Cientistas encontram genes de extraterrestre em DNA humano
Enviado por: Hebe M C em 26 de Março de 2012, 12:42
Vocês se prendem muito a matéria e ao conhecimento cientifico humano para querer entender o mundo Espiritual.

Lugar aprazível ou que dá prazer e conforto nos moldes humanos, não tem a menor importância para um Espírito Puro que não sente mais a influencia da matéria.

PS: Um bom artigo.
http://www.espirito.org.br/portal/artigos/paulosns/a-ciencia-desmente.html
Título: Re: Cientistas encontram genes de extraterrestre em DNA humano
Enviado por: zarthur em 26 de Março de 2012, 15:49
Amigos;
vê-se, pelas opiniões emitidas, principalmente as que insistem em demonstrar que os interesses, as sensações, os pensamentos e tudo o mais, que se relacionam aos espíritos nada têm a ver com o homem. Será que estamos esquecendo de que o Espírito não é senão a alma de alguém que já esteve encarnado e vice versa, até que se alcance a perfeição.
Se a natureza não dá saltos, o processo é gradual e lento. São muitos milhares de anos até se alcançar aquele objetivo e as sensações e motivações permanecem. São registros atávicos impostos pelo Criador, para que Espírito e corpo continuassem como duas faces de uma mesma moeda.
Não adianta, minhas caras Hebe e Marlenedd, muito estudarmos se não conseguimos assimilar destes estudos o suficiente para se desenvolver uma visão de fundo e panorâmica da ciência em estudo. 
Se nos apegamos a detalhes que não contribuem para a visão ampla do que se propõe, deixamos de usufruir dos ensinamentos e nos tornamos sectaristas, sempre girando em torno de questões menores.
Infelizmente esta falta de visão decorre do fato de se apegar exclusivamente em Kardec sem nos apercebermos que, como ele mesmo diz, na introdução do LE: isto é a base de um edificio, pe necessário prosseguir na sua construção. Recebemos pela psicografia de um homem extraordinário, obras que ampliam os conceitos da Doutrina, explicam o até então pouco compreendido, sobre as relações entre o mundo físico e o espiritual, e o que acontece?
Uma acomodação decorrente do medo de se ter que revisar conceitos até então abraçados e que nos atendiam, nos faz negar tudo o que vem após Kardec. Isto é o que o Codificador menos desejava.
Abraços
Arthur
Título: Re: Cientistas encontram genes de extraterrestre em DNA humano
Enviado por: Hebe M C em 26 de Março de 2012, 16:03
Pode ser Zarthur,
Mas negar as informações de Espíritos Superiores e se apegar a Espírito que desencarnou na mesma condição que nós, como se fosse um grande sábio, também não acho correto, sinto muito.
Como você disse a evolução não dá saltos e só se da na matéria segundo OLE.
Então não é uma questão de falta de visão e sim de reserva quanto as comunicações.
A Codificação  foi checada e rechecado por vários médiuns ao mesmo tempo. Aliás são os únicos livros mediunicos que passaram por esse processo, o resto foi aceito sem reserva alguma.

Quanto a ciência ela vem de acordo com o adiantamento do homem e muda e se contradiz sempre a até se estabelecer uma nova verdade.
A essa sim devemos estar abertos às novas experiencias.
E são experiências restritas ao mundo material, instrumento necessário que o Espírito utiliza na matéria.

Um abç
Hebe
Título: Re: Cientistas encontram genes de extraterrestre em DNA humano
Enviado por: Marlenedd em 26 de Março de 2012, 16:33
Zarthur: "vê-se, pelas opiniões emitidas, principalmente as que insistem em demonstrar que os interesses, as sensações, os pensamentos e tudo o mais, que se relacionam aos espíritos nada têm a ver com o homem."


Deverias dizer tudo ao contrário, assim: os interesses, as sensações, os pensamentos e tudo o mais, que se relacionam aos homens, nada têm a ver com os espíritos.
Título: Re: Cientistas encontram genes de extraterrestre em DNA humano
Enviado por: zarthur em 26 de Março de 2012, 17:13
Cara Hebe;
vejo que vc é dessas pessoas que se preocupam e são sérias em relação à Doutrina.
O grande problema, e este é generalizado, é que poucos confrades conhecem realmente os detalhes de como surge a Doutrina e como ela foi codificada por Kardec.
Por exemplo; apenas duas médiuns trabalharam com Kardec, e não dezenas, como se pensa.
E eram praticamente crianças de seus 14 e 19 anos. Só por aí, muitos questionamentos poderiam ser feitos.
Outra coisa; as respostas que estão no Livro dos Espíritos não foram todas trazidas naquele grande movimento, quando a plêiade de Espíritos liderada pelo Espírito de Verdade comunica a Kardec a sua missão; não. Já existiam 50 cadernos com perguntas e respostas que lhe foram entregues para uma revisão, e grande parte destas estão hoje na Codificação.
Mais um detalhe; para cada pergunta que Kardec elaborava dezenas, e às vezes centenas de respostas dos espíritos eram estudadas buscando-se aquela de consenso. Daí, Kardec, com as próprias palavras compilava aquelas escolhidas, ou seja, dava uma forma literal ao que estava disseminado entre as dezenas ou centenas de respostas. Isto também dá o que pensar, mas não havia outro modo, não é mesmo?
Precisamos nos desvestir do romantismo com que vemos a atuação dos espíritos da Codificação e do pp Kardec, e entendermos que os extraordinários fundamentos da Doutrina seriam preservados e isto é da máxima importância para o progresso moral do homem.
Se alguém estiver curioso a respeito dessas informações, basta ler Obras Póstumas, livro importantíssimo e relegado a segundo plano pelos "estudiosos". Biógrafos de Allan Kardec pesquisaram profundamente em documentos e depoimentos e trazem informações que de outro modo desconheceríamos.

PS. devido às muitas atividades nestes dias, escrevo muito rapidamente e não faço revisão, logo, desculpem algumas falhas de ortografia.
grande abraço
Arthur
Título: Re: Cientistas encontram genes de extraterrestre em DNA humano
Enviado por: Hebe M C em 26 de Março de 2012, 17:24
Não é essa informação que eu tenho sobre o CUEE, e não sou absolutamente apaixonada por nada.
Até as opiniões de Kardec passaram pela revisão dos Espíritos Superiores antes de serem publicadas.
Quanto a idade das médiuns creio que é absolutamente irrelevante.
Chico manifestou a mediunidade praticamente desde a primeira infância e nem por isso a sua mediunidade cai em descrédito e nem deve.

CUEE
Revista Espírita 1864 não é obra póstuma e faz parte da codificação.

http://www.espirito.org.br/portal/codificacao/re/1864/64-04-controle-universal.html
Título: Re: Cientistas encontram genes de extraterrestre em DNA humano
Enviado por: Kazaoka em 26 de Março de 2012, 17:46
A DE surgiu na escuridão das dúvidas sobre fatos que a ciência terrena não conseguia dar clareza a estes. E a ciência com suas conquistas é a maior colaboradora no avanço da própria Doutrina pois, quanto mais esta avança em suas pesquisas mais se aproxima do imponderável que a tempos o espiritualismo conhece e estuda. Hoje a ciência fala em espaço tempo negativo, antimatéria. partícula divina, etc.. E, dentro de nossa ignorância técnica dada a falta de embasamento acadêmico para melhor compreender a linguagem científica, notamos claramente as diversas intercessões entre a ciência contemporânea e a DE, e o quanto são convergentes a um mesmo objetivo o móvel de ambas.
Título: Re: Cientistas encontram genes de extraterrestre em DNA humano
Enviado por: Marlenedd em 26 de Março de 2012, 18:07
Qualquer homem pode ler os milhares de livros que existem desde há milhares de anos sobre espíritos, durante a vida inteira, e até mais algumas... se não tiver a perceção do que é o espírito, apenas fala pelo que ouviu dizer ou leu e acreditou.

Título: Re: Cientistas encontram genes de extraterrestre em DNA humano
Enviado por: Hebe M C em 26 de Março de 2012, 18:11
Eu não acho nada demais em aceitar ou não as obras deste ou daquele Espírito, isso é critério de cada um.

Porém devem ser estudadas sem que isso constitua ofensa ao médium ou ao Espírito comunicante.
O que não pode é negar a base  senão a casa cai.
Desconfia da codificação e aceita piamente comunicação de Espírito apegadíssimo a matéria é que é incoerente.
 Tem muita coisa que a ciência ainda vai revelar e muita ainda que a Espiritualidade vai ser cada vez mais clareada, nada está encerrado na Codificação, porém ela é a base ou não?
Título: Re: Cientistas encontram genes de extraterrestre em DNA humano
Enviado por: Kazaoka em 26 de Março de 2012, 18:31
O que buscamos por vontade ou por instinto é nos melhorarmos em todos aspectos. Temos em nosso íntimo um anseio por "bem estar" que nos leva a um estado de felicidade. Alguns vêm seus anseios satisfeitos no palpável a outros é necessário a busca dela no imponderável. Assim, tanto os que buscam na ciência como os que buscam no Espírito as bases que sejam capazes de o sustentarem em seus propósitos de ser feliz estão certos e, que cada um alcance o que lhe for possível alcançar, porque o importante é ser plenamente feliz. 
Título: Re: Cientistas encontram genes de extraterrestre em DNA humano
Enviado por: Marlenedd em 26 de Março de 2012, 18:48
Hebe. "Tem muita coisa que a ciência ainda vai revelar e muita ainda que a Espiritualidade vai ser cada vez mais clareada, nada está encerrado na Codificação, porém ela é a base ou não?"


A minha base está apoiada simplesmente na perceção, e em todos aqueles nossos antepassados que conseguiram essa mesma perceção da verdade, pela prática há milhares de anos.

Mesmo assim, se eu apenas repetir a perceção deles, mesmo que seja a perceção da verdade, ainda não a compreendi, porque ainda não tive a perceção. Então falarei apenas do que li ou ouvi dizer.

Por isso, e antes de tudo, é necessário procurar a perceção da verdade...
Título: Re: Cientistas encontram genes de extraterrestre em DNA humano
Enviado por: Hebe M C em 26 de Março de 2012, 18:55
Tá bom
Título: Re: Cientistas encontram genes de extraterrestre em DNA humano
Enviado por: Marlenedd em 26 de Março de 2012, 19:10
O "tá bom" não chega. É preciso dizer que a perceção da "verdade que liberta" é-nos dada  quando amamos Deus acima de tudo e todas as coisas.

E é a mais elevada moral que qualquer ser possa alcançar: o reconhecimento dado pela compreensão da verdade de que nada somos, mas que Deus é tudo.
Título: Re: Cientistas encontram genes de extraterrestre em DNA humano
Enviado por: Hebe M C em 26 de Março de 2012, 19:23
ok
Título: Re: Cientistas encontram genes de extraterrestre em DNA humano
Enviado por: Atlante em 26 de Março de 2012, 20:21
Pois

Estas noticias "fantásticas", que a ciência nos vai trazendo, apenas confirmam tudo aquilo que a doutrina nos informa.
Um ponto prévio.
Se a ciência encontra genes de extraterrestres em DNA humano é porque antes já havia descoberto genes de extraterrestres. Mas se têm negado a existência de extraterrestres como conseguiram esses genes? Alguém está mentindo.

Continuando
Todo o cosmos tem um mesmo padrão genético. Esta afirmação baseia-se em dois factos constantes em OLE.
1º Deus causa peimária de todas as coisas.
    Se o principio de todas as coisas é Deus então é fora de dúvida que todas as coisas contêm em si o selo de origem. Toda a criação contém em si um ponto em comum, seja qual for o principio que queiramos analisar.

2º Toda a matéria deriva dum principio material ou matéria primitiva.
     A justificativa é a mesma do ponto anterior.

As diferenças resultam pois da evolução das coisas, da sua interação e da adaptação ao meio ambiente.

Toda a ação criadora provém do espírito, principio inteligente do universo. O padrão criador é o mesmo para todo o universo.
As leis naturais são leis cósmicas e vigoram para todo o universo.

Qual então a admiração da notícia?

Atlante
Título: Re: Cientistas encontram genes de extraterrestre em DNA humano
Enviado por: Hebe M C em 26 de Março de 2012, 20:23
Nenhuma
Título: Re: Cientistas encontram genes de extraterrestre em DNA humano
Enviado por: Pedro Higgins em 26 de Março de 2012, 20:48
Como lidar com notícias fantasiosas como essa, que aparecem com tanta freqüência na Internet ?

  Comece duvidando de sua veracidade e procure confirmá-las através de FONTES INDEPENDENTES. Os sites e blogs que apresentam esse tipo de material como verdadeiro não costumam ter um critério de seleção rigoroso e tampouco se preocupam em fazer qualquer análise crítica.

Ao colocar o nome Dr. Sam Chang ou prof. Sam Chang no Google fica claro que esse nome não aparece em qualquer publicação científica e que a notícia de que o DNA humano tem possui genes extraterrestre não passa de uma fantasia.

Assim como guerras interplanetárias não passam de fantasias do cinema norte-americano.

Seres que atingem evolução suficiente para conhecer vários planetas não se interessariam pelos recursos minerais do planeta Terra. Isso seria contraditório com os ensinamentos da DE.

Quanto mais evoluídos os seres maior o interesse pelas questões espirituais e menor  pelas questões materiais. Por isso é inconcebível seres de elevada evolução quererem o petróleo, o ouro ou urânio da Terra... suas fontes de energia são outras.
Título: Re: Cientistas encontram genes de extraterrestre em DNA humano
Enviado por: Marlenedd em 26 de Março de 2012, 21:05
Um antepassado nosso há cerca de cem anos exterminou a "dita" matéria, corroborando, assim, conhecimento de outros antepassados de há milhares de anos, que diziam: tudo é Espírito.

Algumas palavras que nos deixou este antepassado mais recente, sábio, que não se satisfez em repetir as ideias dos outros, pelo menos, sem antes confirmá-las pela perceção...

- Triste época! É mais fácil desintegrar um átomo do que um preconceito.

- A liberação da energia atômica mudou tudo, menos nossa maneira de pensar.

- A luta pela verdade deve ter precedência sobre todas as outras.

- A percepção do desconhecido é a mais fascinante das experiências. O homem que não tem os olhos abertos para o misterioso passará pela vida sem ver nada.

- A realidade é meramente uma ilusão apesar de ser uma ilusão muito persistente.

- Penso 99 vezes e nada descubro. Deixo de pensar, mergulho no silêncio, e a verdade me é revelada.

Albert Eisnstein
Título: Re: Cientistas encontram genes de extraterrestre em DNA humano
Enviado por: Hebe M C em 26 de Março de 2012, 21:51
Bem , eu encontrei o material aqui.

http://www.bibliotecapleyades.net/ciencia/ciencia_adn08.htm

E pelo o que diz foi continuação de um trabalho do biofísico británico Francis Crick

ganhador de um premio Nobel em 1962

http://en.wikipedia.org/wiki/Francis_Crick
Título: Re: Cientistas encontram genes de extraterrestre em DNA humano
Enviado por: zarthur em 26 de Março de 2012, 22:52
Hebe disse:
CUEE
Revista Espírita 1864 não é obra póstuma e faz parte da codificação.
......................
Querida, quem disse isso? Este artigo que vc menciona está no cap II da introdução do Ev.S.Espiritismo
A Revista Espírita, segundo Kardec, era um excelente balão de ensaio, onde tudo era publicado e dependendo da reação dos leitores, mereceria maior ou menor atenção... isto está longe de ser Codificação.
No primeiro número publicado da Revue, logo em sua introdução Kardec diz a que fim se destina a tal revista:


 "Por multiplicadas que sejam nossas observações pessoais, e as fontes em que as haurimos, não dissimulamos nem as dificuldades da tarefa, nem a nossa insuficiência. Contamos, para isso suprir, com o concurso benevolente de todos aqueles que se interessam por essas questões; seremos, pois, muito reconhecidos pelas comunicações que queiram bem nos transmitir sobre os diversos objetos de nossos estudos; apelamos, a esse respeito, a sua atenção sobre os pontos seguintes, sobre os quais poderão fornecer documentos:"

-Manifestações materiais ou inteligentes, obtidas em reuniões às quais assistiram;
-Fatos de lucidez sonambúlica e de êxtase;
-Fatos de segunda vista, previsões, pressentimentos, etc.
-Fatos relativos ao poder oculto atribuído, com ou sem razão, a certos indivíduos;
-Lendas e crenças populares;
-Fatos de visões e aparições;
-Fenômenos psicológicos particulares que ocorrem, algumas vezes, no instante da morte;
-Problemas morais e psicológicos para resolver;
-Fatos morais, atos notáveis de devotamento e abnegação, dos quais possa ser útil propagar o exemplo;
-Indicação de obras, antigas ou modernas, francesas ou estrangeiras, onde se encontrem fatos relativos à manifestação de inteligências ocultas, com a designação e, se possível, a citação das passagens. Do mesmo modo, no que concerne à opinião emitida sobre a existência dos Espíritos e suas relações com os homens, pelos autores antigos ou modernos, cujo nome e saber podem dar autoridade.

Vemos tratar-se de uma coletânea de material bem interessante.
Título: Re: Cientistas encontram genes de extraterrestre em DNA humano
Enviado por: Hebe M C em 26 de Março de 2012, 23:02
Zarthur ,
Leia o cap. 3 item 35 do LM
Ordem dos estudos espíritas.
Título: Re: Cientistas encontram genes de extraterrestre em DNA humano
Enviado por: Hebe M C em 26 de Março de 2012, 23:04
Ordem nos estudos espíritas

35. Aos que quiserem adquirir essas noções preliminares, pela leitura das nossas obras, aconselhamos que as leiam nesta ordem:

1º - O que é o Espiritismo? Esta brochura, de uma centena de páginas somente, contém sumária exposição dos princípios da Doutrina Espírita, um apanhado geral desta, permitindo ao leitor apreender-lhe o conjunto dentro de um quadro restrito. Em poucas palavras ele lhe percebe o objetivo e pode julgar do seu alcance. Aí se encontram, além disso, respostas às principais questões ou objeções que os novatos se sentem naturalmente propensos a fazer. Esta primeira leitura, que muito pouco tempo consome, é uma introdução que facilita um estudo mais aprofundado.

2º - O Livro dos Espíritos. Contém a doutrina completa, como a ditaram os próprios Espíritos, com toda a sua filosofia e todas as suas conseqüências morais. E a revelação do destino do homem, a iniciação no conhecimento da natureza dos Espíritos e nos mistérios da vida de além-túmulo. Quem o lê compreende que o Espiritismo objetiva um fim sério, que não constitui frívolo passatempo.

3º - O Livro dos Médiuns. Destina-se a guiar os que queiram entregar-se à prática das manifestações, dando-lhes conhecimento dos meios próprios para se comunicarem com os Espíritos. E um guia, tanto para os médiuns, como para os evocadores, e o complemento de O Livro dos Espíritos.

4º - A Revue Spirite. Variada coletânea de fatos, de explicações teóricas e de trechos isolados, que completam o que se encontra nas duas obras precedentes, formando-lhes, de certo modo, a aplicação. Sua leitura pode fazer-se simultaneamente com a daquelas obras, porém, mais proveitosa será, e, sobretudo, mais inteligível, se for feita depois de O Livro dos Espíritos.

Isto pelo que nos diz respeito. Os que desejem tudo conhecer de uma ciência devem necessariamente ler tudo o que se ache escrito sobre a matéria, ou, pelo menos, o que haja de principal, não se limitando a um único autor. Devem mesmo ler o pró e o contra, as críticas como as apologias, inteirar-se dos diferentes sistemas, a fim de poderem julgar por comparação.

Por esse lado, não preconizamos, nem criticamos obra alguma, visto não querermos, de nenhum modo, influenciar a opinião que dela se possa formar. Trazendo nossa pedra ao edifício, colocamo-nos nas fileiras. Não nos cabe ser juiz e parte e não alimentamos a ridícula pretensão de ser o único distribuidor da luz. Toca ao leitor separar o bom do mau, o verdadeiro do falso.

PS: O mesmo texto sobre o CUEE está também no ESE na cap. que você mencionou  ena Revista Espírita  abril de 1864 pag 138.
Título: Re: Cientistas encontram genes de extraterrestre em DNA humano
Enviado por: HamLacerda em 26 de Março de 2012, 23:51
Esta notícia deve ter espalhado e sofrido esta "mutação" espiritualista quântica, devido esta noticia que saiu na folha um tempo atrás:

http://www1.folha.uol.com.br/ciencia/850164-especie-fantasma-cruzou-com-o-ser-humano-diz-estudo.shtml



PS: Desconfie de toda pesquisa que afirma algo relacionado a mecânica quântica. A física quântica ainda é um lado teórico da ciência. É possível afirmar somente poucas coisas nesse campo.



HL
Título: Re: Cientistas encontram genes de extraterrestre em DNA humano
Enviado por: zarthur em 27 de Março de 2012, 00:33
Parece que vamos entrar naquelas diatribes que a ninguém serve, mas motiva os estudos.

Hebe disse:
35. Aos que quiserem adquirir essas noções preliminares, pela leitura das nossas obras, aconselhamos que as leiam nesta ordem:

Será, amiga, que todo este debate estaria em torno de "noções preliminares"?

Você reparou que o suporte Cristão da Doutrina não aparece naquela relação, ou seja, O Evangelho Segundo o Espiritismo?

A Revue era muito cara a Kardec que lhe dedicava muito de seu tempo, mas era fundamental pois custeava todas as despesas com publicações, aluguéis (Societé E. E. em Paris), funcionários da Revue, os quais não eram voluntários, etc.
abraços
Arthur

 
 
Título: Re: Cientistas encontram genes de extraterrestre em DNA humano
Enviado por: Augusto Simon em 27 de Março de 2012, 00:50
Por que ele não tinha sido escrito ainda =D

Já experimentou ler a opinião de Kardec (de certa forma ponderada, pra época) sobre a raça Negra (perfectibilidade da raça negra, ou coisa assim)? Super atual, não?

A Gênese, até onde sei, também deixa claro que a Revue tratava-se de um laboratório de ensaios que poderiam ou não ser incorporados a doutrina.

A propósito, justamento pelo que tu falou, Zarthur, sobre a Revue ser muito a cara de Kardec, me interesso bastante pela sua leitura. Acho muito bacana mesmo. Mas as considerações que citei devem, creio, ser essenciais no entendimento do que ali for dito.
Título: Re: Cientistas encontram genes de extraterrestre em DNA humano
Enviado por: Augusto Simon em 27 de Março de 2012, 00:54
E Ham, achei ótima a tua colocação final!

Tem um livro do Bohr, Física Atômica e o Conhecimento Humano, que mostra como o cara é fantástico, e totalmente diferente do que os místicos com pouco bom senso (pois tem muitos com muito bom senso, dentro de um universo de milhares de místicos, claro) creditam a ele. O cara fala das relações com a física atômica e as áreas do conhecimento humano de uma forma tão ponderada quanto o domínio que ele possuía sobre o assunto.

Abraços
Guto
Título: Re: Cientistas encontram genes de extraterrestre em DNA humano
Enviado por: Hebe M C em 27 de Março de 2012, 00:59
Parece que vamos entrar naquelas diatribes que a ninguém serve, mas motiva os estudos.

Hebe disse:
35. Aos que quiserem adquirir essas noções preliminares, pela leitura das nossas obras, aconselhamos que as leiam nesta ordem:

Será, amiga, que todo este debate estaria em torno de "noções preliminares"?

Você reparou que o suporte Cristão da Doutrina não aparece naquela relação, ou seja, O Evangelho Segundo o Espiritismo?

A Revue era muito cara a Kardec que lhe dedicava muito de seu tempo, mas era fundamental pois custeava todas as despesas com publicações, aluguéis (Societé E. E. em Paris), funcionários da Revue, os quais não eram voluntários, etc.
abraços
Arthur

 
 
Zarthur
Eu copiei e colei do Livro dos médiuns, não é fala minha.
Bem, continuem com o tópico eu só quis elucidar como é a ordem correta do estudo Espírita, se não concorda, não posso interferir. Não fui eu que estabeleci essa ordem.
O ESE elucida e interpreta o evangelho de Cristo pode ser lido paralelo as obras.
Um abç
Hebe
Título: Re: Cientistas encontram genes de extraterrestre em DNA humano
Enviado por: Hebe M C em 27 de Março de 2012, 12:27
Esta notícia deve ter espalhado e sofrido esta "mutação" espiritualista quântica, devido esta noticia que saiu na folha um tempo atrás:

http://www1.folha.uol.com.br/ciencia/850164-especie-fantasma-cruzou-com-o-ser-humano-diz-estudo.shtml



PS: Desconfie de toda pesquisa que afirma algo relacionado a mecânica quântica. A física quântica ainda é um lado teórico da ciência. É possível afirmar somente poucas coisas nesse campo.



HL

Ham Lacerda
A noticia original saiu no THE CANADIAN em 2007

http://www.agoracosmopolitan.com/home/Frontpage/2007/01/08/01288.html
Título: Re: Cientistas encontram genes de extraterrestre em DNA humano
Enviado por: Marlenedd em 27 de Março de 2012, 16:01
Coríntios

A minha palavra, e a minha pregação, não consistiram em palavras persuasivas de sabedoria humana, mas em demonstração de Espírito e de poder;

Para que a vossa fé não se apoiasse em sabedoria dos homens, mas no poder de Deus.

Todavia falamos sabedoria entre os perfeitos; não, porém, a sabedoria deste mundo, nem dos príncipes deste mundo, que se aniquilam;

Mas falamos a sabedoria de Deus, oculta em mistério, a qual Deus ordenou antes dos séculos para nossa glória;

A qual nenhum dos príncipes deste mundo conheceu; porque, se a conhecessem, nunca crucificariam ao Senhor da glória.

Mas, como está escrito: As coisas que o olho não viu, e o ouvido não ouviu, E não subiram ao coração do homem, São as que Deus preparou para os que o amam.

Mas Deus no-las revelou pelo seu Espírito; porque o Espírito penetra todas as coisas, ainda as profundezas de Deus.