Forum Espirita

GERAL => O que é o espiritismo => Pluralidade Mundos Habitados => Tópico iniciado por: vennus em 08 de Julho de 2008, 19:51

Título: As moradas dos espíritos desencarnados
Enviado por: vennus em 08 de Julho de 2008, 19:51
      As colônias espirituais que circudam a terra se dividem em três classes :as  zonas purgatoriais ,as colônias correcionais e as colônias de elevação.
                     As zonas purgatoriais ,também chamadas umbral ,são extensas regiões de trevas e de sofrimento ,onde o espírito que não soube fazer bom uso de sua encarnação,encontra-se ao desencarnar.Ali ,entre prantos e ranger de dentes, o espírito purga os erros que cometeu na terra ,até o dia em que manifeste desejos sinceros de corrigi-los.
                      As colônias correcionais são verdadeiras cidades de vida organizadas,nas quais o espírito se prepara para reencarnar-se.Nelas o espírito rememora as reencarnações passadas e traça os planos do futuro.E enquanto aguarda o dia de reencarnar-se, estuda e entrega-se a um trabalho edificante.
                       As colônias de elevação são moradas de espíritos que já atingiram o máximo de perfeição moral que a terra  lhes podia oferecer.Nelas os espíritos fazem um estágio preparatório antes de se trasferirem para um mundo superior ou para voltarem à terra em missões de grande alcance social ,visando ao bem da humanidade.
                       Independente dessas colônias espirituais ,existem os mundos espirituais,os quais são habitados por espíritos que não necessitam das reencarnações,em virtude do grande progresso que já realizaram.
Título: Re: As moradas dos espíritos desencarnados
Enviado por: Anderson - Brasil em 08 de Julho de 2008, 20:25
Acredito ser assim como você disse.

Existem também outras esferas (planetas) que possuem vida de ordem mais ou menos material. Umas vivendo em progresso e auxílio de outras esferas necessitadas (como a Terra) e outras vivendo em expiação como nós. Outras ainda em estado evolutivo onde até mesmo a comunicação entre os da mesma espécie se inicia.

São muitos mundos pro meu caminhãozinho.

E tem gente que ainda quer descobrir onde o Universo começou, onde é o fim e tudo mais, como se nós vivêssemos num cercado.

Para mim a criação divina é infinita e isto basta. Descobrir minha origem talvez seja interessante. Descobrir como foi criado o Universo, acredito ser pretensão demais.

 ;)
Título: Re: As moradas dos espíritos desencarnados
Enviado por: vennus em 08 de Julho de 2008, 20:50
Anderson!
      O universo é dividido em números infinito de mundo;e cada um deles oferece determinados tipos de ensinamentos.
      Quando tivermos progredido suficientemente num mundo, aponto de não ter ele mais nada para nos ensinar,quer em virtudes,quer em sabedoria,ser-nos-á permitidoo ingresso no mundo imediato superior,onde,como em nova classe de aulas ,continuemos nossos estudos e trabalhos.
      Se um espírito demonstrar-se refratório ás possibilidades de progresso que o seu mundo oferece ,é rebaixado a um outro condizente com seu estado.Não é um retrocesso:é simplesmente a volta a um plano equivalente á sua condição,depois de lhe terem sido concedidas oportunidades de elevação que não soube aproveitar.
       E com relação às colônias espirituais que gravitam ao redor da terra, o processo é o mesmo:cada vez que desencarnamos ,iremos para a que esteja de conformidade com o progresso que tivermos realizado em nossa última encarnação.
  beijo no coração.
Título: Re: As moradas dos espíritos desencarnados
Enviado por: Carlos Ribeiro em 08 de Julho de 2008, 21:59
Citar
Se Deus não gostar de mim assim tem sempre uma outra solução. É corrigir o que creou.
- Atlante
Não me parece muito correcto dizer isto, amigo Atlante. É o mesmo que dizer: eu sou assim e não vou fazer nada para me corrigir. Se Deus não gostar de mim assim, então Ele que me corrija pois foi Ele que me criou. A nossa transformação cabe-nos a nós e não a Deus.
Título: Re: As moradas dos espíritos desencarnados
Enviado por: vennus em 08 de Julho de 2008, 23:14
rs,meu querido nem vou debater o que você esta a dizer,mas sabe o que acontece com alguns que acreditam conhecer o espiritismo,confundem suas bases com suas próprias percepções,distorcem o que aprendem e ai acabam por ser perderem no meio do caminho.
beijos e abraços
 
Título: Re: As moradas dos espíritos desencarnados
Enviado por: Peregrino em 09 de Julho de 2008, 00:26
Olá, amigos

A mim parece-me que a classificação Inferno/purgatório/céu da Igreja Católica é, embora muito distorcida, uma imagem da realidade (e que Dante vislumbrou, numa inspiração genial):
- num planeta de provas e expiações, como é o caso da Terra, estaremos no PURGATÓRIO.
- já no plano espiritual, depois de desencarnarmos, e consoante aquilo que foram nossas acções e pensamentos enquanto reencarnados aqui, encontraremos (e não apenas no âmago da nossa própria consciência, como alguns querem limitar, dizendo que tudo é apenas halucinação do Espírito) o Céu ou o Inferno (não é por acaso que Kardec escreveu um livro com esse título), e este último, o INFERNO, serão (mas não só) mesmo as zonas apelidadas de "Umbral".
- já o CÉU... outra história  :P

Abraços fraternos.

Pg
Título: Re: As moradas dos espíritos desencarnados
Enviado por: Ann@ em 09 de Julho de 2008, 15:39

Olá amigos,

Citar
A mim parece-me que a classificação Inferno/purgatório/céu da Igreja Católica é, embora muito distorcida, uma imagem da realidade (e que Dante vislumbrou, numa inspiração genial)

Concordo com esta opinião do Pg, como também concordo com a comparação Terra/Purgatório. Para mim, sem muitos detalhes, o Céu (obviamente sem a vida contemplativa) seria os mundos felizes, mas o umbral (por definição 'passagem') interpreto como sendo todas as etapas que passamos no plano espiritual na passagem para os mundos felizes (com suas variantes - vibrações mais densas ou mais leves).

Por herança talvez, e por alguns livros de André Luiz entre outros, chamarem as zonas mais pesadas de umbral, penso que comparamos o umbral ao inferno (aqui como lugar de sofrimento, não como local de castigo eterno). Mas acredito que os locais onde 'paramos' para aprender, estudar, esclarecer podem ser chamados de umbral. Daí que alguns estudiosos afirmarem que todos nós, sem exceção, passaremos pelo umbral - a passagem entre os mundos mais inferiores para os mais felizes.

Abçs
Ana
Título: Re: As moradas dos espíritos desencarnados
Enviado por: zeni em 09 de Julho de 2008, 18:01

Olá! a todos.

Penso que o umbral seja, um lugar assim...

O Umbral segue o ritmo da Terra, se na região dos encarnados é dia ou noite, se chove ou não, se faz frio ou calor, lá também acontece o mesmo. No Umbral, o odor é ruim, cheira a sujeira, lama podre e mofo. O ar é pesado e sufocante.


A natureza parece estar sempre carrancuda e revoltada, pois o dia nunca amanhece totalmente, e a penumbra é uma constante.


A vegetação no Umbral é sempre pouca e não é constituída de muitas espécies. A maioria das árvores são retorcidas, com troncos grossos, e não muito altas. Em alguns lugares, há vegetação rasteira que lembra ervas e capins da Terra. Servem de alimentação a muitos espíritos que lá vivem. Varia a vegetação pelos muitos pedaços do Umbral. Lá o solo é diversificado, ora com lama, ora escorregadio ou seco.


Existem diversas formas de cavernas, grutas e abismos no Umbral. Nas cavernas, grutas, não há vegetação e se houver é bem pouca. As pedras são escuras, sem beleza, é frio, lá dentro, tem um salão onde normalmente há espíritos presos. A escuridão é total.


Às vezes, violentas tempestades assolam essas regiões, num esforço supremo de aliviar, limpar acúmulos de miasmas e trevas criados pelo homem profundamente egoísta. As tempestades ocorrem no Umbral como ocorrem na Terra. Não são mandadas pelo Plano Maior, mas podem ser, às vezes, por necessidade. As tempestades fazem parte do dia-a-dia do Umbral.


A paisagem quando não totalmente escura, parece banhada de luz alvacenta, como que amortalhada em neblina espessa, que os raios de sol aquecessem de muito longe.


A noite no Umbral se mostra mais assustadora. Só se vê a lua, quando é cheia, sendo avermelhada. Lá é bem escura a noite.


Tudo isto existe porque tem quem os habite.

Continua.


Título: Re: As moradas dos espíritos desencarnados
Enviado por: zeni em 09 de Julho de 2008, 18:12

Olá! a todos.


Espíritos que vivem no Umbral

Há legiões compactas de almas irresolutas e ignorantes, que não são suficientemente perversas para serem enviadas a colônias de reparação mais dolorosa, nem bastante nobres para serem conduzidas a planos de elevação. Representam fileiras de habitantes do Umbral, companheiros imediatos dos homens encarnados, separados deles apenas por leis vibratórias.


Não é de estranhar, portanto, que semelhantes lugares se caracterizem por grandes perturbações. Lá vivem, agrupam-se, os revoltados de toda espécie. Formam, igualmente, núcleos invisíveis de notável poder, pela concentração das tendências e desejos gerais. Muita gente da Terra não recorda que se desespera quando o carteiro não vem, quando o comboio não aparece? Pois o Umbral está repleto de desesperados.


Por não encontrarem o Senhor à disposição dos seus caprichos, após a morte do corpo físico, e, sentindo que a coroa da vida eterna é a glória intransferível dos que trabalham com o Pai, essas criaturas se revelam e demoram em mesquinhas edificações.


Esses núcleos possuem infelizes, malfeitores e vagabundos de várias categorias. É zona de verdugos e vítimas, de exploradores e explorados. Quanto às lágrimas que vertem, recordemos que devem a si mesmos esses padecimentos. A vida do homem estará centralizada onde centralize ele o próprio coração.


Os diversos tipos de habitantes do Umbral podem ser divididos em grupos.


Os chefes, que são espíritos inteligentes, normalmente estudiosos de magia, ávidos de domínio, odeiam quase sempre o bem e os bons. São na maioria feiticeiros. Normalmente os grandes chefes têm aparência comum de humanos. Com formas extravagantes, só se apresentam os subchefes e os subordinados.


Entre eles sempre há a disputa pela chefia. Só quando apresentam sinais de cansaço é que existe oportunidade de mudança. Mas eles, como são inteligentes, sabem que um dia terão que mudar.


Há os que trabalham com os chefes, membros do grupo, do bando. Muitos dentre eles são também estudiosos, feiticeiros, conhecedores das leis naturais. Obedecem às normas do grupo. Embora considerados livres, não são realmente, pois não abandonam facilmente o bando e recebem castigos por desobediência. Dizem gostar do que são e do modo como vivem.


Encontram-se também pelo Umbral espíritos solitários, mas são poucos. A maioria deles vive nos grupos. Há os que vagam, em turmas de arruaceiros, entre o Umbral e a Terra.


Há os escravos, os que não servem para pertencer ao bando, trabalham, não recebem nada em troca, a não ser castigos, se não obedecerem.


Existem também os que são torturados e tratados assim, na maioria, por vingança. Assim como há os que dizem gostar de lá; há também os que consideram o Umbral o inferno, penam por vagar sem rumo, sofrendo pelos seus erros.


Muitos dos desencarnados que vagam pelo Umbral não têm idéia de outra forma de vida desencarnada e, ao conhecer, aceitam, querem essa mudança. Outros, indiferentes, querem mesmo é continuar como estão.


A zona inferior a que nos referimos é qual a casa onde não há pão: todos gritam e ninguém tem razão. O viajante distraído perde o comboio, o agricultor que não semeou não pode colher.

Este tema foi retirado do site (Espirita na net)

Abraço a todos.

Zenilda.











Título: Re: As moradas dos espíritos desencarnados
Enviado por: Anderson - Brasil em 09 de Julho de 2008, 18:56
Amigo Atlante

Fiquei fora e não vi seu questionamento...

"Achas que chegas a Deus na ignorância das coisas?"


O meu espírito é tão questionador quanto de qualquer outro irmão, gosto de apurar as coisas, pesquisar, ir atrás da lógica, da razão. Talvez por isso eu seja programador de computador.
Só acredito que alguns questionamentos do tipo "De onde veio Deus ?", "onde é a barreira final do Universo ?", são coisas que ainda fogem muito nossa compreensão.

É como o aluno que ainda está se alfabetizando querer fazer cálculos da física quântica.

Questionar é saudável, continue assim.
Mas adoto como opinião particular que existem tantas coisas que ainda temos que dominar, como o átomo, a mediunidade, as doenças do corpo físico.

Imagine... não sabemos como curar uma gripe, mas queremos saber de onde veio Deus.

Somos ainda como o macaco brincando com o fogo...

Mas eu também não abro mão de ser questionador, nem desencorajo ninguém.
Só tento não começar de trás para frente o quebra-cabeças.
Até acho que as pessoas às vezes ficam muito estagnadas em só dizer amém.
Mas não posso criticar, em alguma vida lá atrás eu também devo ter dito muito amém.

Agradeço sua observação... talvez eu não tenha sido bem entendido do modo que escrevi e você me deu oportunidade de elucidar mais.

Abraço!!!
Título: Re: As moradas dos espíritos desencarnados
Enviado por: Vitor Santos em 09 de Julho de 2008, 22:52
Olá

A minha crença é que os espiritos que ainda estão ligados ao nosso planeta andam por aqui, misturados connosco. As obsessões espirituais são uma confirmação disso.

Sinceramente não acredito em Umbral, nem colónias espirituais nem nada disso, pelo menos da forma como me têm sido apresentadas.

Depois de desencarnar nós deixamos de ter corpo fisico. O sitio mais provável para encontrar os desencarnados será entre os seus entes queridos e, no caso dos vingativos, junto de quem se pretendem vingar.

bem hajam
Título: Re: As moradas dos espíritos desencarnados
Enviado por: vennus em 10 de Julho de 2008, 01:20
Dizes que não comentas mas depois comentas, sibilinamente. Não achas que seria melhor seres franca e sincera?
  Atlante
Como você mesmo disse talvez eu esteja sendo enigmática,ou não,mas uma coisa você pode ter certeza eu sou sempre sincera.
fica na paz de jesus!
Título: Re: As moradas dos espíritos desencarnados
Enviado por: Jorge em 10 de Julho de 2008, 10:04
Olá

A minha crença é que os espiritos que ainda estão ligados ao nosso planeta andam por aqui, misturados connosco. As obsessões espirituais são uma confirmação disso.

Sinceramente não acredito em Umbral, nem colónias espirituais nem nada disso, pelo menos da forma como me têm sido apresentadas.

Depois de desencarnar nós deixamos de ter corpo fisico. O sitio mais provável para encontrar os desencarnados será entre os seus entes queridos e, no caso dos vingativos, junto de quem se pretendem vingar.

bem hajam


Olá amigos,

De facto o umbral começa na crosta terrestre pelo que também todos nós nele estamos mergulhados.
A nossa maneira de pensar e agir é que irá determinar se com ele nos afinizamos.

Abraços fraternos.
Jorge
Título: Re: As moradas dos espíritos desencarnados
Enviado por: vennus em 10 de Julho de 2008, 14:11
QUERIDO ATLANTE
Não precisa me pedir desculpas,pois não acho que fez nada que pudesse ,ter me ofendido,vamos deixar isto de lado,pois somos indivíduais,e não temos que concordar sempre uns com os outros,e sim respeitar a opinião de cada um, eu que te peço desculpas,caso não tenha me feito entender,ou talvez, eu que não tenha entendido sua colocação.
De coração irmão fica na paz de jesus!
espero que possamos ser amigos,sem ser uma organização mafiosa,rs
abraços,beijo no coração