Forum Espirita

GERAL => Outros Temas => Páginas na internet => Tópico iniciado por: Adir Tavares em 16 de Junho de 2015, 21:03

Título: Os Espíritas nacionalistas do Brasil
Enviado por: Adir Tavares em 16 de Junho de 2015, 21:03
No outro dia encontrei no Facebook do blog o seguinte texto. Decidi logo partilhar esta luminosa visão com os Leitores, para que também eles possam celebrar e elevar-se espiritualmente.

Fiz um fiel copia e cola, só mudei as frases maiúsculas para minúsculas porque me irritam.

E a propósito de espírito: supostamente este é um texto Espírita.

De pé os Mortos

(JR.33.2) Assim diz o Senhor que faz estas cousas, o Senhor que as forma para
estabelecer (o Senhor é Seu nome): (GL.1.9) Assim como já dissemos, agora repito:

Na verdade, o Brasil se destaca entre as Nações; porque realmente já é a Pátria do Evangelho, o Reduto da Fé Cristã, e o Celeiro do mundo: À par desta glória, eis que agora, a Terra de Santa Cruz, também já se tornou na Falange Precursora da Nova Era de Amor, de Justiça, e de Paz; que a Providência Divina predestinou à Cristandade na Escritura Sagrada, juntamente com a inspiração do Hino Nacional Brasileiro:

(RM.6.19) Falo como homem por causa da fraqueza da vossa carne: (1CO.2.9) mas, como está escrito: (1CO.9.3) a minha defesa perante os que me interpelam é esta: (JR.16.1) veio a mim a palavra do Senhor, dizendo:

Senhor!

O Brasil é o coração do Mundo e o coração nunca dorme.
É a Pátria do Evangelho, é a Terra espiritual do testemunho.
Confiaste-lhe a Árvore de Teu Infinito Amor e no País da Fraternidade estenderam-se-lhe os ramos verdes e fartos, acolhendo as criaturas.
Abençoaste os que choram. O Brasil incorporou torturados e oprimidos de outras raças à sua família generosa.

Atendeste a injustiçados. O Brasil sempre abrigou os perseguidos, proporcionando-lhes vida nova.
Exaltaste os pacíficos. O Brasil exerceu, em todo tempo, a bondade e a tolerância, perdoando criminosos, anistiando rebeldes, esquecendo traições e calúnias, por acolher irmãos bem-amados.
Elevaste os limpos de coração. O Brasil nunca tingiu as mãos no sangue fratricida, nas horas culminantes de renovação política, aceitando-Te os desígnios nos instantes solenes de sua história.
Determinaste que os homens se amem uns aos outros, como nos amaste. O Brasil abriu suas portas de oito mil quilômetros de extensão à frente do mar e recebeu fraternalmente os filhos de todos os povos do globo, sem preconceitos de cor, de sangue, de nacionalidade, de religião.

Agora, Senhor, neste momento grave do mundo, o Teu grande Brasil, nossa Pátria, foi chamado à defesa da verdade contra a mentira e a impostura.

Não Te reclamamos a assistência necessária. Sabemos que Tuas mãos misericordiosas pousam no leme, guiando aqueles que governam o destino dos filhos do Cruzeiro; mas, nesta hora de suprema determinação histórica, reafirmamos-Te confiança e pedimos derrames Tua luz em cada coração, em cada anseio materno, em cada recanto do lar, para que todo o Brasil compreenda que esta não é uma guerra de irmãos contra irmãos, porém, a da luz contra as sombras, da civilização contra a barbaria, do direito contra a força, do equilíbrio contra a demência.

Sabemos que preservarás a Pátria do Evangelho, desde o vale do Amazonas às coxilhas do Rio Grande, envolvendo-a nas dobras do pendão auriverde, em que colocaste um coração azul enfeitado de estrelas, símbolo de Tuas sagradas esperanças; que irás de norte a sul, inspirando os que administram, orientando resoluções sábias, encorajando as mães, iluminando o conselho dos velhos, renovando energias da juventude, unificando o pensamento nacional. Entretanto, rogamos esclareças a todos os brasileiros, para que cada um se integre no espírito de serviço que dignifica o dever, a responsabilidade, o trabalho, a ordem e a disciplina. Auxilia-os a fazerem cessar neste momento as paixões, contendas, suspeitas, opiniões individualistas, interpretações políticas e sectarismos religiosos, a fim de que paire, acima das preocupações inferiores, a visão do Brasil imperecível, na integridade gloriosa dos bens que nos confiaste.

Nós, os “mortos” da Pátria, estamos igualmente de pé.
Aqui nos encontramos para dizer aos nossos irmãos que a Vida Eterna resume as realidades sublimes e imortais, e que entrelaçaremos nossas mãos com as deles, nos testemunhos necessários.
Jesus, acrescenta valores aos nossos valores, como tens acrescentado confiança à nossa fé; ensina-nos a transportar a flâmula auriverde, do topo radiante dos mastros aos nossos corações, a fim de a içarmos bem alto no cimo da consciência.

Senhor, o Brasil permanece contigo, por expulsar do templo da vida os vendilhões do direito e da paz, e cada brasileiro reconhece que Tu estás conosco, porque a Tua cruz é símbolo de resistência heróica e porque sabemos que combates, desde o primeiro dia do Evangelho, na guerra do bem contra o mal, que ainda não terminou.

Irmão X –(Humberto de Campos) Forum Espírita – junho/2015

Ehm...
Eu, por uma questão de princípio, costumo ler tudo o que os Leitores me enviam. E também respeito as crenças de todos, desde que estes todos não me importunem. Mas este texto me importunou. Bastante até. Por qual razão?

Porque tinha uma ideia bem diferente dos Espíritas. Aliás, já fui espreitar fóruns espíritas (não brasileiros, admito) e nunca encontrei algo assim. Este é um texto católico-nacionalista que logo me faz lembrar três coisas:
Salazar
a IURD
o extremismo islâmico
Convido os Leitores a pegar em qualquer texto do fundamentalismo árabe e substituir "Allah" com "Senhor" e trocar o nome do País: o resultado será igual ao texto acima reportado. Isso deveria sugerir algo, não é?

Fiquei pasmado com quanto li. Sei que o Brasil é terra onde a religião desenvolve um papel muito forte, bem maior do que se passa na Europa: a quantidade de igrejas evangélicas pentecostais (como a IURD) é impressionante. Todavia, pensava que o grupo dos Espíritas conseguisse afastar-se desta corrente fanática: pelo contrário, tendo como base o texto apresentado, parece até mais fundamentalista do que as outras.

Será o caso de lembrar um par de considerações de Allan Kardec:
A pureza de coração é inseparável da simplicidade e da humildade; ela exclui todo pensamento de egoísmo e de orgulho.
Estude a si mesmo, observando que o auto conhecimento traz humildade e sem humildade é impossível ser feliz.
E sobretudo:
Julgando-se com direitos superiores, melindra-se com o que quer que, a seu ver, constitua ofensa a seus direitos.
Espero que "Irmão X" seja uma excepção ou, pelo menos, que tenha atravessado um momento de "tontura". Porque de deslocados como IURD, Igreja Apostólica Fonte da Vida, Igreja Mundial do Poder de Deus, Igreja Apostólica Renascer em Cristo, Igreja Apostólica Plenitude do Trono de Deus, etc. já temos a suficiência.
 
 
Ipse dixit.

http://informacaoincorrecta.blogspot.com.br/2015/06/os-espiritas-nacionalistas-do-brasil.html
Título: Re: Os Espíritas nacionalistas do Brasil
Enviado por: Otaviano Lage em 18 de Junho de 2015, 14:44
O confrade Adir Tavares falou e disse, com muita propriedade.
Saúde e paz.
Título: Re: Os Espíritas nacionalistas do Brasil
Enviado por: Adir Tavares em 18 de Junho de 2015, 18:26
Não foi minha opinião amigo, só repercuti a notícia, se bem que estou de acordo com o artigo.
Abracetas
Título: Re: Os Espíritas nacionalistas do Brasil
Enviado por: Vitor Santos em 18 de Junho de 2015, 19:11
Olá amigo Adir

De facto o texto psicografado(?) não tem pés nem cabeça, como muito bem está dito no texto que se lhe segue.

O espiritismo é claramente universalista. Até parece impossivel que a psicografia apresentada seja autêntica (não sei se é ou não...).

Bem haja