Forum Espirita

GERAL => O que é o espiritismo => Lei de Causa e Efeito => Tópico iniciado por: Disc em 08 de Janeiro de 2010, 20:46

Título: Desencarnados podem conservar ferimentos?
Enviado por: Disc em 08 de Janeiro de 2010, 20:46
Caros colegas,

Há alguns anos li em um livro do espírito Patrícia, não lembro exatamente qual foi, um relato de um caso de uma moça que foi assassinada com um tiro e depois de desencarnada conservou o ferimento por não ter permanecido no hospital do mundo espiritual para se tratar. Gostaria de saber a opinião dos mais experientes se os espíritos podem mesmo conservar ferimentos que tiveram antes de desencarnar, pois logo fiquei desconfiado desse ralato do livro, me pareceu realmente estranho.

Obrigado.

Título: Re: Desencarnados podem conservar ferimentos?
Enviado por: Disc em 08 de Janeiro de 2010, 20:59
Fiz uma pesquisa nos livros e vi que foi em A Casa do Escritor, infelizmente não posso postar o livro para vocês porque a editora proíbe.
Título: Re: Desencarnados podem conservar ferimentos?
Enviado por: Mourarego em 08 de Janeiro de 2010, 22:08
No que tange ao Ensino codificado por Kardec, Espíritos não conservam nada senão aquilo que de intelecto e moralidade ajam amealhado.
Abraços,
Moura
Título: Re: Desencarnados podem conservar ferimentos?
Enviado por: Antonio Ataliba em 08 de Janeiro de 2010, 23:16
o caso de uma jovem que se chamava LORETA, ela e o farmaceutico foram baleados pelo marido e os dois desencarnaram. Ela tinha dois filhos e um estava doenteantes dela desencarnar, mais ele ja tinha sarado como disse a enfermeira do posto de socorro, mais ela insistiu em ir vê-lo e quendo um espirito socorrido em Postos quer ir ardentemente para junto de seus encarnados, sua vontade forte o impulsiona, isto é, volta sem saber como ocorreu.
o espirito saindo sem permissão e sem entendimento pode sentir os reflexos das suas doenças ou ferimentos como aconteceu com Loreta.

Grande abraços a todos e espero poder ter ajudado
Título: Re: Desencarnados podem conservar ferimentos?
Enviado por: Anton Kiudero em 09 de Janeiro de 2010, 00:26
Sim, este fenomeno é perfeitamente possivel e até mesmo bastante comum. Completanto as palavras de Moura, somos o que pensamos ser, a mente é tudo e se por qualquer razão nos fixamos em algo do passado, renasceremos com esta caracteristica do passadp. Para o melhor e para o pior, igualmente.
Título: Re: Desencarnados podem conservar ferimentos?
Enviado por: Mourarego em 09 de Janeiro de 2010, 02:15
o caso de uma jovem que se chamava LORETA, ela e o farmaceutico foram baleados pelo marido e os dois desencarnaram. Ela tinha dois filhos e um estava doenteantes dela desencarnar, mais ele ja tinha sarado como disse a enfermeira do posto de socorro, mais ela insistiu em ir vê-lo e quendo um espirito socorrido em Postos quer ir ardentemente para junto de seus encarnados, sua vontade forte o impulsiona, isto é, volta sem saber como ocorreu.
o espirito saindo sem permissão e sem entendimento pode sentir os reflexos das suas doenças ou ferimentos como aconteceu com Loreta.

Grande abraços a todos e espero poder ter ajudado

Antonio, depois, se o amigo quiser, por favor me indique em que obra kardec afirmou isso que o amigo disse sobre Espírito sair sem permissão...
Abração,
Moura
Título: Re: Desencarnados podem conservar ferimentos?
Enviado por: psi em 09 de Janeiro de 2010, 04:01
Amigo skylight,

O perispírito se amolda à vontade e ao pensamento dos espíritos. Devido a sua plasticidade, ele toma a aparência na qual o espírito se vê. Se um espírito desencarnou pelos ferimentos causados por uma bala, e a imagem desse ferimento permanece fixa em sua mente, a lesão existirá também em seu corpo espiritual, por uma ação reflexa do pensamento.
Veja o que nos diz Kardec no livro A Gênese:

Os espíritos agem sobre os fluidos espirituais, não que os manipulem como os homens manipulam os gases, mas com o auxílio do pensamento e da vontade. O pensamento e a vontade são para os espíritos aquilo que a mão é para o homem. Pelo pensamento, eles imprimem a tais fluidos esta ou aquela direção; eles o aglomeram, os combinam ou os dispersam; formam com esses materiais conjuntos que tenham uma aparência, uma forma, uma cor determinadas. É assim, por exemplo, que um espírito se apresenta perante um encarnado dotado de visão psíquica, sob as aparências que tinha quando vivia na época em que os conheceram, mesmo que isso se dê depois de várias encarnações. Apresenta-se com as roupas, os sinais exteriores- enfermidades, cicatrizes, membros amputados, etc.- que tinha então; um decapitado se apresentará com falta de cabeça. Não se diga que ele conservou tais aparências; não, certamente, pois, como espírito, não é coxo, nem maneta, nem decapitado; mas seu pensamento entrando em relação com a época em que isto se dava, seu perispírito toma instantaneamente aquela forma, a qual também deixa instantaneamente, desde que o pensamento cesse de agir.  

Um abraço

PSI
Título: Re: Desencarnados podem conservar ferimentos?
Enviado por: Antonio Ataliba em 09 de Janeiro de 2010, 18:23
Moura eu li no Livro de Patricia psicografado pela Mediun Vera Lucia Marinzeck, A Casa do Escritor,  no cap XIV, A Historia de Loreta, lê no Livro dos Espiritos outros exemplos que podem ajudar as perguntas  164,255, 256 e tambem na 257 Ensaio Teorico sobre a Sensação nos Espiritos.

Essas perguntas no Livros dos Espiritos fala sobre o que sentem depois de desencarnarem.

Espero ter te ajudado.

Abração
Título: Re: Desencarnados podem conservar ferimentos?
Enviado por: Disc em 09 de Janeiro de 2010, 18:44
Muito esclarecedoras as partes de O Livro dos Espíritos que o colega indicou, os livros de Allan Kardec são mesmo maravilhosos.
Título: Re: Desencarnados podem conservar ferimentos?
Enviado por: Mourarego em 09 de Janeiro de 2010, 19:16
Moura eu li no Livro de Patricia psicografado pela Mediun Vera Lucia Marinzeck, A Casa do Escritor,  no cap XIV, A Historia de Loreta, lê no Livro dos Espiritos outros exemplos que podem ajudar as perguntas  164,255, 256 e tambem na 257 Ensaio Teorico sobre a Sensação nos Espiritos.

Então vamos falar apenas do Ensaio ok?
Onde você leu, preste atenção que fala sober dar-se a ver, quer dizer comenta sobre aparições que são tão somente a expansão perispiritual.
nesse ponto não há dúvidas, o Espírito PODE dar-se a conhecer pela apresentação de cicatrizes, falta de membros, pela roupa que usava etc. mas isso não quer dizer que conserve tais coisas, nem no perispírito, há apenas a memória destas ok?
abraços,
Moura

Essas perguntas no Livros dos Espiritos fala sobre o que sentem depois de desencarnarem.

Espero ter te ajudado.

Abração
Título: Re: Desencarnados podem conservar ferimentos?
Enviado por: Antonio Ataliba em 09 de Janeiro de 2010, 21:37
Moura voce quer saber sobre o espirito sair sem permissão?

quanto mais inferior ou seja agarrado com a materia, ele retornara para meio dos encarnados, ele so encontrara os postos de socorro novamente se ele quiser, ele so encontrara a ajuda dependendo do seu querer em ser ajudado e arrepender do mau que esta causando, ele pensa não causa mau aos encarnados mais causa sim.

esse é um bom assunto para discutimos, espero esta dentro do assunto.

abraços
Título: Re: Desencarnados podem conservar ferimentos?
Enviado por: Mourarego em 09 de Janeiro de 2010, 23:07
Sobre isso mano Ataliba, Kardec não disse nem um til.
E a doutrina está apenas nas obras codificadas mano!
abração,
Moura
Título: Re: Desencarnados podem conservar ferimentos?
Enviado por: Disc em 09 de Janeiro de 2010, 23:31
Eu acredito na boa fé dos espíritos que ditaram expressiva parte das obras pós-codificação, pois não acho possível que depois de Kardec, só tenham vindo mentirosos acrescentar informações ao Espiritismo. E não acredito que toda a lei de Deus esteja nos 10 mandamentos transmitidos a Moisés, da mesma forma que depois dele veio Jesus, depois de Kardec veio Ubaldi, Chico, Divaldo e tantos outros acrescentar material à obra que segundo o próprio codificador é progressiva.
Título: Re: Desencarnados podem conservar ferimentos?
Enviado por: Antonio Ataliba em 10 de Janeiro de 2010, 00:54
aquela frase sobre aquele espirito que saiu sem permissao esta escrito no livro  A Casa dos Escritores..

abraços
Título: Re: Desencarnados podem conservar ferimentos?
Enviado por: psi em 10 de Janeiro de 2010, 04:21
Olá, amigos.

O perispírito é como um espelho a refletir a imagem que fazemos de nós mesmos.
Se ao desencarnar, a imagem do ferimento causado, por exemplo, por uma bala, ficou impressa em sua mente, e o espírito no mundo espiritual se sente ainda com o corpo ferido,
isso vai ficar marcado em seu perispírito. O ferimento só vai deixar de existir no perispírito a partir do momento que o espírito modificar o seu pensamento, e não se sentir mais ferido.
O que ocorre é que muitas vêzes, o trauma ou o choque causado pela visão do ferimento ao desencarnar, é muito forte e a imagem acaba ficando impressa na mente espiritual, fazendo com que o espírito ainda se sinta ferido e incapaz de modificar, por si mesmo, esse estado.
Sabemos, através dos autores espirituais, que muitas vêzes é necessária a intervenção de um benfeitor espiritual no " desbloqueamento " da ação mental, para que o dano causado ao perispírito deixe de existir, levando-se sempre em conta o merecimento para tal auxílio.

Um abraço

PSI     
Título: Re: Desencarnados podem conservar ferimentos?
Enviado por: Anton Kiudero em 10 de Janeiro de 2010, 10:45
muitas vêzes é necessária a intervenção de um benfeitor espiritual no " desbloqueamento " da ação mental, para que o dano causado ao perispírito deixe de existir, levando-se sempre em conta o merecimento para tal auxílio.

Isto é realizado pela desmagnetização e consiste em "deletar" transitoriamente partes da memoria do espirito. Esta técnica é empregada, entre outros, pelas equipes de apoio aos trabalhos de apometria.
Título: Re: Desencarnados podem conservar ferimentos?
Enviado por: Antonio Ataliba em 14 de Janeiro de 2010, 00:19
alguem tem o livro dos mediuns em audio, se tiverem em qual endereço encontro para baixa-lo.....

Um grande abraço a todos..
Título: Re: Desencarnados podem conservar ferimentos?
Enviado por: Disc em 14 de Janeiro de 2010, 13:28
Achei um link:
http://espiritismo-br.blogspot.com/2009/07/o-livro-dos-mediuns-allan-kardec.html (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL2VzcGlyaXRpc21vLWJyLmJsb2dzcG90LmNvbS8yMDA5LzA3L28tbGl2cm8tZG9zLW1lZGl1bnMtYWxsYW4ta2FyZGVjLmh0bWw=)
Título: Re: Desencarnados podem conservar ferimentos?
Enviado por: Mourarego em 14 de Janeiro de 2010, 16:32
Em audio não o tenho pois dou mais valor para a leitura que    propicia maior atenção.
Quem quiser a cópia em PDF da tradução de Herculano é só me enviar o email.
abraços,
Moura
Título: Re: Desencarnados podem conservar ferimentos?
Enviado por: Antonio Ataliba em 15 de Janeiro de 2010, 01:37
abrigado MOURA e SkyLighta  pelo retorno, Moura valeu, em pdf eu tenho, quero em audio para ouvir no trabalho, mais o que vale é a intensão de ajudar.....

obrigado.

abraços.
Título: Re: Desencarnados podem conservar ferimentos?
Enviado por: askafil em 20 de Julho de 2010, 15:17
não é nos relatos de André Luis que vemos o quanto o perispírito é moldado  ao pensamento?
Título: Re: Desencarnados podem conservar ferimentos?
Enviado por: Mourarego em 20 de Julho de 2010, 16:16
Askafil,
André Luiz não faz doutrina amigo. suas palavras não passam de opinião pessoal.
abraços,
Moura
Título: Re: Desencarnados podem conservar ferimentos?
Enviado por: Hebe M C em 20 de Julho de 2010, 16:45
 :D Boa Tarde
Nossa Moura,
Acho que você já repetiu essa frase de que Andre Luis não fez a DE um zilhão de vezes.

Tudo o que o espírito vê em termos materiais nada mais é que projeção de sua própria mente.
Pode até voltar e narrar com exatidão o que está vendo, sem estar mentindo, mas o que levamos daqui é só emoções bem trabalhadas ou mal trabalhadas. É tudo a nível mental.
Desta forma o espírito desencarna e ainda preso às sensações da matéria sente-se ferido.
Mourinha se eu errei corrija ;)
Um abço
Hebe
Título: Re: Desencarnados podem conservar ferimentos?
Enviado por: askafil em 21 de Julho de 2010, 15:17
com a citação de André Luis só que exemplificar que o perispírito se amolda à vontade e ao pensamento dos espíritos. que em "relatos pessoais" como queira,  podemos ilustra um princípio doutrinário.
Título: Re: Desencarnados podem conservar ferimentos?
Enviado por: Mourarego em 21 de Julho de 2010, 15:57
:D Boa Tarde
Nossa Moura,
Acho que você já repetiu essa frase de que Andre Luis não fez a DE um zilhão de vezes.

Tudo o que o espírito vê em termos materiais nada mais é que projeção de sua própria mente.
Pode até voltar e narrar com exatidão o que está vendo, sem estar mentindo, mas o que levamos daqui é só emoções bem trabalhadas ou mal trabalhadas. É tudo a nível mental.
Desta forma o espírito desencarna e ainda preso às sensações da matéria sente-se ferido.
Mourinha se eu errei corrija ;)
Um abço
Hebe

Você está certíssima Hebe,
mas sabe, vou continuar a repetir a mesma cantilena sempre que um tente colocar outra visão que não a que a DE confirma, senão de  que forma os que se iniciam agora vão saber a diferença?
abração,
Moura
Título: Re: Desencarnados podem conservar ferimentos?
Enviado por: Luis Zanini em 12 de Novembro de 2010, 01:17
Queridos Irmãos,
vejamos o que a Doutrina nos ensina a respeito dos espíritos:
1º Para nossos olhos humanos, o espírito não tem uma forma definida, mas que podemos imagina-lo como uma energia, uma luz que vai da cor de uma sombra ate o rubi conforme a sua elevação espiritual;
2º Que os espíritos ao encontrarem-se ou entrarem nos domínio de qualquer obe (planeta, estrela, etc...) ele se reveste de um fluido natural deste obe, aqui na Terra, chamamos este fluído de perispirito;
3º Quando o medium vidente diz que vê um espírito, na verdade ele esta vendo e o perispirito e não o espírito.
4º O perispirito é o elo através do qual o espírito se manisfesta no meio fisico, quando encarnado o perisirto se liga aos orgãos do corpo transmitindo as informações dos espírito ao corpo e do corpo ao espírito;
5º O espírito encarnado não esta aprisionado dentro do corpo, ele irradia-se entorno do corpo;
6º Podemos imagina o espírito com uma forma de energia, ele não possui orgãos;
7º Quando desencarna o espírito, leva consigo suas paixões e crenças, e não se reconhece imediatamente como espírito, geralmente o espírito ainda acredita ser o fulano de tal e mantém a sua aparecia dos últimos dias de encarndo, é o período de pertubação, que não tem um tempo definido, quanto mais o espírito e materializado, maior se torna esse período.
8º E durante essa pertubação que os espíritos apresentam e sofrem as influências das sua materialização e podem apresentar-se com formas desfiguradas, sentindo dores, fome, sede, calor ou frio, e tudo uma conseguência do que ele pensa e acredita que reflete no seu perispirito, moldando este as suas condições mentais.
Conclusão: O espírito não conserva os ferimentos após desencarnarem, pois ele não possui corpo físico, mas devido a sua inferioridade moral causada pela sua materialização, ele pode continuar ou iniciar um novo processo de provas e expiações, onde ele inconscientemente mantém a aparência de quando encarnado, ou seja, ele vive uma ilusão até que o arrependimento sincero nasça em seu íntimo.
Título: Re: Desencarnados podem conservar ferimentos?
Enviado por: Mourarego em 12 de Novembro de 2010, 15:21
mandou bem Zanini!
Aparência, nada mais (ih lembrei de uma canção antiga), este o termo.
Quem nos aparece (aparições), e que chamamos Espírito é apenas a forma perispiritual, ou seja  é a expansão do perispírito, sob a vontade do Espírito que se faz notar e em algumas vezes até ser tocada.
Espíritos, lembrando o que você nos tras das obras básicas, não tendo corpo não podem conservar nada de material e, insisto eu, nem tomar sopinhas etc e tal.
abraços,
Moura
Título: Re: Desencarnados podem conservar ferimentos?
Enviado por: LuizFrancisco em 12 de Novembro de 2010, 17:20
Olá a todos,
Boa tarde Sr. Luis Zanini,
Quando nos trás: 3º - Quando o medium vidente diz que vê um espírito, na verdade ele esta vendo e o perispirito e não o espírito. serve apenas para uma forma didática, pois o Espírito é um ser composto
Vamos para um exemplo: Vou passear e encontro o meu amigo, é errado dizer eu vi o meu amigo, então o correto seria dizer eu vi o corpo do meu amigo.
Como diz o Sr. Allan Kardec no LM item 55 - mas, em qualquer grau que se encontre, está sempre revestido de um envoltório ou perispírito, cuja matéria se eteriza à medida que ele se purifica e se eleva na hierarquia; de tal sorte que, para nós, a idéia de forma é inseparável da do Espírito, e que não concebemos um sem o outro.
Então podemos dizer que é correto o médium vidente dizer que está vendo Espírito do Sr. tal, como é correto dizer que eu vi a minha mãe. ( a idéia de forma é inseparável da do Espírito, e que não concebemos um sem o outro).
Abraços,
Título: Re: Desencarnados podem conservar ferimentos?
Enviado por: Mourarego em 12 de Novembro de 2010, 17:33
Olá a todos,
Boa tarde Sr. Luis Zanini,
Quando nos trás: 3º - Quando o medium vidente diz que vê um espírito, na verdade ele esta vendo e o perispirito e não o espírito. serve apenas para uma forma didática, pois o Espírito é um ser composto.

EU: Cabe aqui uma retificação: Espírito é um ser, perispírito outra coisa e diferente do Espírito.
Como o perispírito é o produto da piçagem feita pelo Espírito dos elementos constitutivos do mundo em que há de encarnar, é o perispírito uma criação do Espírito, já que este é quem o modela, segundo o que já haja de apreendido intelecto-moralmente.

Vamos para um exemplo: Vou passear e encontro o meu amigo, é errado dizer eu vi o meu
amigo, então o correto seria dizer eu vi o corpo do meu amigo.
Como diz o Sr. Allan Kardec no LM item 55 - mas, em qualquer grau que se encontre, está sempre revestido de um envoltório ou perispírito, cuja matéria se eteriza à medida que ele se purifica e se eleva na hierarquia; de tal sorte que, para nós, a idéia de forma é inseparável da do Espírito, e que não concebemos um sem o outro.
Então podemos dizer que é correto o médium vidente dizer que está vendo Espírito do Sr. tal, como é correto dizer que eu vi a minha mãe. ( a idéia de forma é inseparável da do Espírito, e que não concebemos um sem o outro).

EU: Aqui o amigo é quem mistura Espírito com ser material. Quando num passeio avistamos a um amigo e estamos encarnados, vemos ao corpo material dele não a seu perispírito.
Desse modo, Kardec fala de uma coisa e o amigo a confunde com outra na mistura feita no exemplo.
Abração,
Moura
Abraços,
Título: Re: Desencarnados podem conservar ferimentos?
Enviado por: LuizFrancisco em 12 de Novembro de 2010, 17:56
Olá a todos,
Boa tarde Sr. Moura,
Novamente o senhor entende sempre a seu modo. Mas vamos lá: "mas, em qualquer grau que se encontre, está sempre revestido de um envoltório ou perispírito, cuja matéria se eteriza à medida que ele se purifica e se eleva na hierarquia; de tal sorte que, para nós, a idéia de forma é inseparável da do Espírito, e que não concebemos um sem o outro".
Logo, o médium vidente, sempre verá o Espírito (a idéia de forma é inseparável da do Espírito, e que não concebemos um sem o outro). Será que o Sr. Allan Kardec entendeu errado?
Título: Re: Desencarnados podem conservar ferimentos?
Enviado por: Mourarego em 12 de Novembro de 2010, 18:58
Luiz Francisco.
Em primeiro lugar O Imba não traduziu nenhuma versão do LM apenas a de A Gênese.
O item que  você relata está no LM e diz assim:
"55. Já se disse que o Espírito é uma flama, uma centelha 24. Isto se aplica ao Espírito propriamente dito, como princípio intelectual e moral, ao qual não saberíamos dar uma forma determinada. Mas, em qualquer de seus graus, ele está sempre revestido de um invólucro ou perispírito, cuja natureza se eteriza à medida que ele se purifica e se eleva na hierarquia. Dessa maneira, a idéia de forma é para nós inseparável da idéia de Espírito, a ponto de não concebermos este sem aquela. O perispírito, portanto, faz parte integrante do espírito, como o corpo faz parte integrante do homem. Mas o perispírito sozinho não é o homem, pois o perispírito não pensa. Ele é para o Espírito o que o corpo é para o Homem: o agente ou instrumento de sua atividade."

Logo, tal texto nada tem a ver com o que o amigo quer fazer entender pois só trata do Espírito e da visão que o médium vidente tem deste.
No plano físico, ou material, ve-se o agente ou instrumento de sua atividade.
Vá e não peques mais hehehe
Moura
Título: Re: Desencarnados podem conservar ferimentos?
Enviado por: LuizFrancisco em 12 de Novembro de 2010, 20:34
Luiz Francisco.
Em primeiro lugar O Imba não traduziu nenhuma versão do LM apenas a de A Gênese.
O item que  você relata está no LM e diz assim:
"55. Já se disse que o Espírito é uma flama, uma centelha 24. Isto se aplica ao Espírito propriamente dito, como princípio intelectual e moral, ao qual não saberíamos dar uma forma determinada. Mas, em qualquer de seus graus, ele está sempre revestido de um invólucro ou perispírito, cuja natureza se eteriza à medida que ele se purifica e se eleva na hierarquia. Dessa maneira, a idéia de forma é para nós inseparável da idéia de Espírito, a ponto de não concebermos este sem aquela. O perispírito, portanto, faz parte integrante do espírito, como o corpo faz parte integrante do homem. Mas o perispírito sozinho não é o homem, pois o perispírito não pensa. Ele é para o Espírito o que o corpo é para o Homem: o agente ou instrumento de sua atividade."


Logo, tal texto nada tem a ver com o que o amigo quer fazer entender pois só trata do Espírito e da visão que o médium vidente tem deste.
No plano físico, ou material, ve-se o agente ou instrumento de sua atividade.
Vá e não peques mais hehehe
Moura

Olá a todos,
Boa noite Sr. Moura,
Vamos lá o Sr. disse: "Em primeiro lugar O Imba não traduziu nenhuma versão do LM apenas a de A Gênese".
 Aonde foi que eu disse isto?
Parabéns, o Sr. trouxe na íntegra do item 55 -. Já se disse que o Espírito é uma flama, uma centelha . Isto se aplica ao Espírito propriamente dito, como princípio intelectual e moral, ao qual não saberíamos dar uma forma determinada. Mas, em qualquer de seus graus, ele está sempre revestido de um invólucro ou perispírito, cuja natureza se eteriza à medida que ele se purifica e se eleva na hierarquia. Dessa maneira, a idéia de forma é para nós inseparável da idéia de Espírito, a ponto de não concebermos este sem aquela. O perispírito, portanto, faz parte integrante do espírito, como o corpo faz parte integrante do homem. Mas o perispírito sozinho não é o homem, pois o perispírito não pensa. Ele é para o Espírito o que o corpo é para o Homem: o agente ou instrumento de sua atividade."

Deu para enteder agora, : O perispírito, portanto, faz parte integrante do espírito (bem lógico e claro, viu, não é difícil de entender)). e
Ele é para o Espírito o que o corpo é para o Homem: o agente ou instrumento de sua atividade, (logo inseparável, logo inseparável)
 
Abraços
Título: Re: Desencarnados podem conservar ferimentos?
Enviado por: Mourarego em 13 de Novembro de 2010, 16:03
Ljuiz,
me desculpe, mas ficar nessa langa lenga contigo é apenas perda de tempo.
O amigo não procura senão querer mostrar que está certo quando não está.
O perispírito tal como corpo faz parte integrante do Espírito porém não é este. Age sob implusão do primeiro e só.
O amigo quer por força fazer entender que quando vemos a uma pessoa na terra apenas vemos seu perispírito e isso não é verdade e nem é inteligente.O mundo físico trás as coisas físicas e delas, o corpo somatico é parte integrante.
Faça o seguinte, se quiser, estude mais o tema, e por favor, sem querer encontrar respostas para certificar a sua conclusão.
Comece do zero, eu faço isso todos os dias.
Só assim se consegue compreender a doutrina.
Largue a paixão meu amigo, arrazoe, use da inteligência, é isso que pedem os Espíritos Superiores pela pena de Kardec.
Moura
Título: Re: Desencarnados podem conservar ferimentos?
Enviado por: LuizFrancisco em 13 de Novembro de 2010, 16:43
Olá a todos,
Boa tarde, Sr. Moura,
Com releção ao seu dizer: "O perispírito tal como corpo faz parte integrante do Espírito porém não é este. Age sob implusão do primeiro e só".
Não concordo.
O que o Sr. Allan Kardec quis dizer é que somente o perispírito é parte integrante do Espírito, pois "a idéia de forma é para nós (o Sr. Allan Kardec falando) inseparável da idéia de Espírito.
Já o corpo não é parte integrante do Espírito é somente um veículo que o Espírito utiliza ao encarnar. Por isso Kardec informa " Ele é para o Espírito o que o corpo é para o Homem: o agente ou instrumento de sua atividade."
 
Será que o meu entender é somente paixão?
 
Abraços

Título: Re: Desencarnados podem conservar ferimentos?
Enviado por: Mourarego em 13 de Novembro de 2010, 17:15
Luiz, vou facilitar as coisas para você: Do L.E., portanto doutrina pura.
"94. De onde tira o Espírito o seu envoltório semi-material?
– Do fluido universal de cada globo. É por isso que ele não é o mesmo em todos os mundos; passando de um mundo para outro, o Espírito muda de envoltório, como mudais de roupa."

"95. O envoltório semi-material do Espírito tem formas determinadas e pode ser perceptível?
– Sim, uma forma ao arbítrio do Espírito; e é assim que ele aparece algumas vezes, seja nos sonhos, seja no estado de vigília, podendo tomar uma forma visível e mesmo palpável."

Do que já se vê, sem nenhum esforço já se conclui que é o Espírito que constroi o perispírito e que este age, sob a impulsão, dominada pela vontade do Espírito, único ser pensante.
A fora do perispírito fica ao arbítrio do Espírito, logo, mais uma vez se entende que é o Espírito quem manda, quer e tem vontades, seu agente, ou seja o perispírito apenas ecoa as informações que recebe e transmite a um e a outro lado.
Luiz, ser parte integrante não quer dizer o mesmo de que se se afirmasse que sejam a mesma coisa.
A roda é parte integrante de um veículo porém pode, tal como o perispírito ser mudada, modificada, sob a vontade daquele que é dono do veículo não é assim?
Note, não quero modificar seu pensamento, mesmo que esteja errado, pois como já lhe disse, este é o seu problema, e em nada me atinge.
Se lhe repito a obra básica excertando dela os temas com que o amigo não concorda é mais por causa dos novatos do que por sua própria causa.
A todos, dirigindo-se a mim, o amigo já afirmou que não concorda, diante do exposto acima retirado da própria obra básica reluz a informação que passou pelo CUEE, logo, não concordas não comigo, mas sim com eles o que já me distancia dessa conversa.
Veja outra coisa, o corpo  como o amigo insiste em afirmar, não faz parte integrante do Espírito contudo sem ele o Espírito não vivencia sua existência carnal em mundos como o nosso, tal como o carro do exemplo que sem as rodas não se movimentaria.
Abraços,
Moura
Título: Re: Desencarnados podem conservar ferimentos?
Enviado por: Lucazan em 13 de Novembro de 2010, 18:27
Queridos Irmãos, vamos analisar as questão abaixo, para vê se chegamos a um consenso.

L.M 55 Hão dito que o Espírito é uma chama, uma centelha. Isto se deve entender com relação ao Espírito propriamente dito, como princípio intelectual e moral, a que se não poderia atribuir forma determinada. Mas, qualquer que seja o grau em que se encontre, o Espírito está sempre revestido de um envoltório, ou perispírito, cuja natureza se eteriza, à medida que ele se depura e eleva na hierarquia espiritual. De sorte que, para nós, a idéia de forma é inseparável da de Espírito e não concebemos uma sem a outra. O perispírito faz, portanto, parte integrante do Espírito, como o corpo o faz do homem. Porém, o perispírito, só por só, não é o Espírito, do mesmo modo que só o corpo não constitui o homem, porquanto o perispírito não pensa. Ele é para o Espírito o que o corpo é para o homem: o agente ou instrumento de sua ação.

L.E 95 O envoltório semimaterial do Espírito tem formas determinadas e pode ser perceptível?
– Sim, tem a forma que lhe convém. É assim que se apresenta, algumas vezes, nos sonhos, ou quando estais acordados, podendo tomar uma forma visível e até mesmo palpável.

LE.94 De onde o Espírito tira seu envoltório semimaterial?
– Do fluido universal de cada globo. É por isso que não é igual em todos os mundos. Ao passar de um mundo a outro, o Espírito muda de envoltório, como trocais de roupa.

L.E 135 Há no homem outra coisa mais que a alma e o corpo?
– Há o laço que une a alma ao corpo.

L.E 135 a Qual é a natureza desse laço?
– Semimaterial, ou seja, de natureza intermediária entre o Espírito e o corpo. É preciso que assim seja para que possam se comunicar um com o outro. É por esse princípio que o Espírito age sobre a matéria e vice-versa.

L.E 186 Há mundos em que o Espírito, deixando de habitar um corpo material, tem apenas como envoltório o perispírito?
– Sim, há. Nesses mundos até mesmo esse envoltório, o perispírito, torna-se tão etéreo que para vós é como se não existisse. É o estado dos Espíritos puros.

O meu entendimento é o seguinte:
L.m 55 – A natureza ou essência do perispírito esta mal explicada, pois o perispírito não eteriza a medida com que o espírito se depura, o perispírito é uma derivação do fluído universal próprio e existente em cada mundo. Quando um espírito superior encontra-se em nosso mundo, ele se reveste do mesmo fluído perispíritual que nós espíritos imperfeitos utilizamos. O fluído perispiritual se eteriza, conforme a elevação dos mundos, quanto mais elevado o mundo, mais etéreo e sutil é o fluído perispiritual.
O fluído perispiritual e utilizado pelo espírito, e não parte deste, é um efeito e não a causa.
Os espíritos utilizam esse fluído para se comunicarem entre si e para agirem sobre a matéria e vice-versa.
Vamos ver um exemplo bobo:
Estamos todos nos comunicando pela internet, este é o mundo net, para estarmos aqui, precisamos nos revestir de um computador, o computador e o meio através do qual eu me comunico e exerço a minha individualidade. Portanto o computador e uma ferramenta através do qual eu utilizo para manifestar-me neste mundo net.
O mesmo ocorre no mundo material, para que o espírito manifeste sua individualidade no mundo material, ele precisa se revestir com um perispírito próprio deste mundo.
A inseparabilidade existe apenas como meio ou agente pelo qual nós nos manifestamos, ou seja, assim como ninguém entra na net sem computador, nenhum espírito entra em qualquer mundo sem perispírito.
Título: Re: Desencarnados podem conservar ferimentos?
Enviado por: LuizFrancisco em 13 de Novembro de 2010, 19:31
Olá a todos,

Sr. Moura, o LM não é doutrina pura?

Sr. Lucazan ao di dizer: "A natureza ou essência do perispírito esta mal explicada, pois o perispírito não eteriza a medida com que o espírito se depura". O seu entendimento está contrário ao entendimento da DE, pois o que o Sr. Allan Kardec nos fala é completamente ao contrário, como se segue: "Mas, qualquer que seja o grau em que se encontre, o Espírito está sempre revestido de um envoltório, ou perispírito, cuja natureza se eteriza, à medida que ele se depura e eleva na hierarquia espiritual". Ver mais situações informadas pela DE abaixo, mostrando que o seu entendimento é equivocado,
 
Se no entendimento do Sr. Moura LM não é doutrina pura, vamos colocar mais dados:
 
Livro: A Gênese – cap. XIV – Fluidos –   Item 39 – “Sabemos hoje que esse invólucro é inseparável da alma”.  item 7 - “... O perispírito é uma condensação do Fluido Cósmico Universal em torno do foco inteligente”. (Oque dá para compreender aqui, é que Deus ao criar o espírito (e minúsculo - príncipio inteligente, o envolve no FCU mais puro), está nos informando que os Espíritos Puros, se revestem dos fluidos (FCU), mais puro do universo, e pela sua pureza se aproxima da natureza espiritual, mas continua sendo matéria (questão 27). Sendo uma das características deste envoltório é manter a individualidade do Espírito e para poder trabalhar a matéria).
   Livro dos Espíritos pergunta e resposta da questão 186:
- Há mundos que o Espírito, cessando de habitar corpos materiais, só tenha por envoltório o perispírito?
- Sim, e esse próprio envoltório tornar-se tão estéreo que para vós, é como se não existisse; é o estado dos Espíritos Puros.
*Ponto:
A resposta é bem categórica na afirmativa e logo a seguir a explicação porque nós espíritos imperfeitos, não conseguimos visualizar, logo o que não vemos pensamos que não existe.
É importante colocar, que no ensaio teórico sobre a sensação nos Espíritos (pergunta 257), Kardec coloca: “... O perispírito é o laço que une o Espírito à matéria do corpo, sendo tirado do meio ambiente, do Fluido Universal; contém ao mesmo tempo, eletricidade, fluido magnético e, até certo ponto, a matéria inerte. Poder-se-ia dizer que é a quintessência da matéria, o principio da vida orgânica, mas não da vida intelectual, porque esta está no Espírito...”. “... Sabemos que quanto mais eles se purificam, mais a essência da matéria se torna etérea...”.
 
Livro dos Espíritos pergunta e resposta da questão 181:
- Os seres que habitam ao diferentes mundos têm corpos semelhantes ao nosso?
- Sem dúvida, eles têm corpos, porque é preciso que o Espírito esteja revestido da matéria para poder agir sobre a matéria; mas esse envoltório é mais ou menos material de acordo com o grau de pureza a que chegaram os Espíritos, e é isso que diferencia os mundos que devemos percorrer. Há várias moradas na casa de nosso Pai e muitos graus, portanto. Alguns sabem disso e estão conscientes aqui na Terra, outros nada sabem.
Comentários de Kardec – à medida que o Espírito se purifica, o corpo que ele reveste se aproxima igualmente da natureza espírita...
   
Esta é para o Sr. Moura saber que não estou confundindo: Espírito com perispírito, mas como o Sr. Allan Kardec ensinou: O perispírito é parte integrante do Espírito e não espírito. Ok - Sr. Moura.
 
Livro Evangelho Segundo o Espiritismo Capítulo IV – Instruções dos Espíritos:
24 – Quais são os limites da encarnação?
- A encarnação não tem, propriamente falando, limites nitidamente traçados, se se entende por isso o envoltório que constitui o corpo do Espírito, já que a materialidade desse envoltório diminui à medida que o Espírito se purifica. Em certos mundos mais avançados que a Terra, ele já é menos compacto, menos pesado e menos grosseiro e, por conseguinte menos sujeito às vicissitudes; num grau mais elevado é diáfano e quase fluídico; de grau em grau ele se desmaterializa e acaba por se confundir com o perispírito.(grifo meu). Corroborando com as informações na questão 186.
*Ponto
O Espírito São Luis está falando do corpo material – Exemplo: Num mundo evoluído o corpo do Espírito encarnado nele é bem leve ou diáfano e que acaba por se confundir com o perispírito, ou seja, é como se vivenciasse os dois planos.
 
E continua, e aí sim falando sobre o perispírito:
O próprio perispírito suporta transformações sucessivas; ele se eteriza, cada vez mais até a depuração completa, é o estado dos Espíritos Puros. Se mundos especiais são destinados, como estações aos Espíritos mais avançados; estes não estão ligados ali como nos mundos inferiores; o estado de desligamento em que se encontram, permitem se transportarem por toda a parte em que os chamam as missões que lhes são confiadas.
 
Pronto Sr. Moura será que assim é doutrina pura,
 
Abraços
 
 

 
Título: Re: Desencarnados podem conservar ferimentos?
Enviado por: psi em 13 de Novembro de 2010, 19:45
Olá Moura. Não entendi a sua colocação. Ninguém está dizendo aqui que o perispírito faz parte do espírito, mesmo porque matéria e inteligência são princípios diferentes. O que a doutrina nos diz é que todo espírito tem um perispírito, através do qual este se faz identificar no mundo espiritual. 

O espírito advém de um princípio inteligente. O perispírito, de um princípio material.
Todavia, o espírito estará sempre envolvido pelo seu perispírito, sendo que este toma a forma ao arbítrio do espírito, geralmente a forma humana de sua última encarnação.
 
LE 93-  O Espírito vive a descoberto ou envolvido por alguma substância?
_ O Espírito é envolvido por uma substância que é vaporosa para ti, mas ainda bastante grosseira para nós; suficientemente vaporosa, entretanto, para que ele possa elevar-se na atmosfera e transportar-se para onde quiser.
 



Um abraço


PSI
Título: Re: Desencarnados podem conservar ferimentos?
Enviado por: Lucazan em 13 de Novembro de 2010, 20:33
Caro Luiz Francisco,
O que eu coloquei é que o fluído perispiritual é próprio ou natural a cada mundo em que o espírito habita e que conforme a elevação dos mundos ele se torna mais etéreo, mais sutil. Este fluído não pertence ou faz parte dos espíritos, ele é utilizado pelos espíritos, conforme a questão LE.94 De onde o Espírito tira seu envoltório semimaterial?
– Do fluido universal de cada globo. É por isso que não é igual em todos os mundos. Ao passar de um mundo a outro, o Espírito muda de envoltório, como trocais de roupa.
Alguma duvida ou discordância com a DE a respeito do meu entendimento sobre o perispítiro?
Título: Re: Desencarnados podem conservar ferimentos?
Enviado por: LuizFrancisco em 13 de Novembro de 2010, 20:38
Olá a todos,
Boa noite Sr. Lucazan,
Agora está OK.
Agora o seu entendimento está de acordo com o comentário do codificador na questão 181.
Comentários de Kardec – à medida que o Espírito se purifica, o corpo que ele reveste se aproxima igualmente da natureza espírita...

Abraços,
   

Título: Re: Desencarnados podem conservar ferimentos?
Enviado por: Lucazan em 13 de Novembro de 2010, 20:55
Boa Noite, Luiz,
Me responda uma coisa, em seu entendimento, o perispírito que o espírito utiliza pertence ao espírito ou ao mundo em que ele se encontra???
Título: Re: Desencarnados podem conservar ferimentos?
Enviado por: LuizFrancisco em 13 de Novembro de 2010, 22:20

Boa noite Sr. Lucazan,
Muito interessante a sua pergunta, vamos ver se consigo explicar o que DE nos passou:

Para dar mais ênfase a este entendimento, colocamos a questão 26 - Pode-se conceber o espírito sem a matéria e a matéria sem o espírito?
R. – Pode-se, sem dúvida pelo pensamento

Pelo pensamento, podemos visualizar o espírito sem a matéria, mas nunca sem o fluido universal, por que os dois sem confundem.

Questão 27 – Existe dois elementos no universo e acima de tudo Deus, então por ordem; Deus Espírito e matéria. Deus é só um, tudo que não for Espírito é matéria.
E para o espírito poder agir sobre a matéria é preciso que fluido universal esteja colocado entre o espírito. Sem este fluido universal, a matéria estaria em perpétuo estado de divisão.
A resposta ainda nos trás o entendimento de que: se o FCU fosse matéria não haveria razão para que o espírito também não o fosse. E foi esse entendimento que Kardec teve ao colocar na questão 28 – designar estes dois elementos de matéria inerte (FCU) e matéria inteligente (espírito), na resposta os Espíritos da codificação não negaram, e informou que as palavras pouco importa o que importa é a compreensão.

Como já citei em post acima, Gênese cap.XIV - Item 7 – ““... O perispírito é uma condensação do Fluido Cósmico Universal em torno do foco inteligente”.
O que dá para compreender numa forma poética é que:Deus, quando cria o espírito mergulha-o neste Fluido Cósmico Universal mais puro e é este perispírito que acompanhará o espírito até a sua completa depuração. Daí, os Espíritos Puros co-criadores tornam-se nossos tutores (se podemos chamá-los assim). E a partir disto nos auxiliam até ganharmos todos os sentidos necessários e adquirir o livre arbítrio.

Na questão 94 – De onde o Espírito toma o seu invólucro semi-material?
R – Do fluido universal de cada globo. Por isso ele não é o mesmo em todos os mundos. Passando de um mundo para outro, o Espírito troca o seu envoltório, como muda de roupa.

É importante frisar que esta pergunta já está relacionada aqui como Espírito individualidades.

É este envoltório semi-material que ele troca passando de mundo para mundo, dependendo sempre de sua evolução.

O perispírito é parte integrante do Espírito, pois a idéia de forma é inseparável da do Espírito, e que não concebemos um sem o outro.

Para finalizar um exemplo que podemos dar para o entendimento do que o Sr. Allan Kardec e os Espíritos da codificação quis dizer na frase: à medida que o Espírito se purifica, o corpo que ele reveste se aproxima igualmente da natureza espírita.
Toda as vezes que você dividir um número diferente de outro número (exemplo 3/2) seguidas vezes, ele sempre será ínfimo, mas nunca chegará no zero.
3/2 = 1,5
1,5/2 = 0,75
0,75/2 = 0,375
0,375/2 = 0,1875
0,1875/2 = 0,09375
0,09375/2 = 0,046875
E assim por diante, ou seja, se o zero for o estado dos Espíritos Puros, seu próprio envoltório tornar-se tão estéreo que para vós, é como se não existisse; é o estado dos Espíritos Puros. (resposta da pergunta 186 do LE).
 
Desculpe pela resposta extensa
Luiz Vera
Título: Re: Desencarnados podem conservar ferimentos?
Enviado por: Lucazan em 13 de Novembro de 2010, 23:32
Querido amigo Luiz,
Não assimilei muito bem a sua resposta, mas por essa frase sua (O perispírito é parte integrante do Espírito, pois a idéia de forma é inseparável da do Espírito, e que não concebemos um sem o outro.) acredito que na sua opinião o perispírito pertence ao espírito e não ao mundo em que ele encontra-se.
Pois bem, você citou a questão 94 do L.E, e eu adiciono a questão 94a Assim, quando os Espíritos que habitam os mundos superiores vêm até nós, revestem-se de um perispírito mais grosseiro?
– É preciso que se revistam de vossa matéria, como já dissemos.
Não sou o dono da verdade, apenas estou colocando o meu parecer a respeito, mas se quando os espíritos entram nos domínios de um mundo, eles se revestem do fluído típico deste mundo, trocando o seu perispírito como muda de roupa (eu entendo a roupa como um acessório do corpo), e mesmo os espíritos superiores precisam se revestir da matéria/fluído própria do mundo em que se encontram, mesmo que essa material seja mais grosseira.
Ainda continuo achando que existe alguma coisa mal explicada, não estou falando que esta errada, pois em qualquer parte do universo o espírito estará revestindo de um perispírito, mas esse perispírito e apropriado a cada mundo em questão e não ao grau de evolução adquirida pelo espírito. como já disse, quando mais evoluído for o mundo mais etéreo e sutil será o fluído perispiritual deste mundo.
Concordo com a citação de inseparabilidade de espírito e perispírito, pois em qualquer mundo o espírito estará revestido de um perispírito, mas esse perispírito é próprio do mundo em que ele se encontrar.

Abraços


Título: Re: Desencarnados podem conservar ferimentos?
Enviado por: LuizFrancisco em 13 de Novembro de 2010, 23:50
Olá a todos,
Boa noite Sr. Lucazan,
Congratulo com o teu pensamento,
Também faço assim, quando não aceito uma idéia, irei atrás de outros conhecimentos para compreender.
Também não sei, se este meu entendimento é o correto, mas foi o que assimilei até o momento, somente uma correção;
 A frase "O perispírito é parte integrante do Espírito, pois a idéia de forma é inseparável da do Espírito, e que não concebemos um sem o outro". é do Sr. Allan Kardec inserida no LM item 55, eu somente a compilei para melhor entendimento.

Abraços
Título: Re: Desencarnados podem conservar ferimentos?
Enviado por: Hebe M C em 14 de Novembro de 2010, 02:49
Boa Noite,
O perispirito é necessário para o espírito,não parte integrante.Ele o modela e modifica de acordo com a necessidade.
Normalmente toma forma de sua última encarnação para ser reconhecido, se quiser ,pelo médium ou pessoa que quer se comunicar.
Se esse espírito estiver apegado ainda a matéria vai ter a ilusão de sentir dor,frio, fome  mesmo não tendo  mais corpo físico.
O fato de aparecer com ferimentos não quer dizer que danificou o perispírito e sim que o espírito ainda preso em sua vida terrena se vê desta forma e se apresenta assim.
Um abço
Hebe
Título: Re: Desencarnados podem conservar ferimentos?
Enviado por: Lucazan em 14 de Novembro de 2010, 11:52
Queridos irmãos,
Antes de iniciar a minha exposição do tema, gostaria que todos fizessem uma reflexão sobre a seguinte questões:
L.M 301/4ª As contradições, mesmo aparentes, podem lançar dúvidas no Espíritos de algumas pessoas. Que meio de verificação se pode ter, para conhecer a verdade?
"Para se discernir do erro a verdade, preciso se faz que as respostas sejam aprofundadas e meditadas longa e seriamente. E um estudo completo a fazer-se. Para isso, é necessário tempo, como para estudar todas as coisas.
"Estudai, comparai, aprofundai. Incessantemente vos dizemos que o conhecimento da verdade só a esse preço se obtém. Como quereríeis chegar à verdade, quando tudo interpretais segundo as vossas idéias acanhadas, que, no entanto, tomais por grandes idéias? Longe, porém, não está o dia em que o ensino dos Espíritos será por toda parte uniforme, assim nas minúcias, como nos pontos principais. A missão deles é destruir o erro, mas isso não se pode efetuar senão gradativamente."
Outra coisa, estamos aqui neste fórum para estudai, comparar e aprofundar nossos conhecimento, colocamos nossa idéias e entendimento da doutrina. Se acharmos que sabemos tudo ou mais que os nossos irmãos, não estamos sendo nada humildes e sim arrogantes e vaidosos. O amor ao próximo e o desejo de ajudá-lo em seus estudos e conhecimento é caridade e devemos praticar, mais isso com base na doutrina que estudamos, e não simplesmente pela nossa idéias preconcebidas, ou por arrogância e vaidade, querendo desmoralizar e rebaixar nossos irmãos. Espero que todos tirem o maior proveito deste fórum e possamos nos elevar em conhecimento.
Voltando ao tema original, Os espíritos podem conservar ferimentos que tiveram antes de desencarnar?
Acredito que devemos em primeiro lugar, ter em mente a concepção do que é o ser Espírito e o que é o perispírito.
Espírito é um ser incorpóreo criado por Deus, criado simples e sem nenhum conhecimento, com o objetivo de chegarem a perfeição e de se encontrar com o criador, cada espírito criado é único e tem a sua individualidade, recebeu de Deus o livre arbítrio e o conhecimento de si mesmo, sendo responsável pelo seu próprio desenvolvimento através de suas ações, o espírito não tem uma forma, mas podemos imagina-lo com uma energia puríssima que irradia uma luz que pode ser da cor escura até o rubi, isso conforme a evolução adquirida, os espíritos povoam o universo inteiro e estão por toda parte. Os espíritos possuem todos os sentidos que conhecemos e outros que ainda não conhecemos. Na fase inicial pós criação, enquanto ensaiam para a vida e antes de ter plena consciência de seus atos e seu livre-arbítrio, agem sobre alguns fenômenos da natureza dos quais são agentes inconscientes, mais tarde, quando sua inteligência estiver mais desenvolvida, comandarão e dirigirão as coisas do mundo material; mais tarde ainda, poderão dirigir as coisas do mundo moral.
Perispírito é um fluído derivado do fluído universal ou elementar próprio para cada mundo, e por isso não é igual em todos os mundos, ele é especifico a cada mundo. No nosso mundo ele é vaporoso e muito grosseiro para os espíritos. Este fluído é utilizado pelo espíritos para poderem se comunicarem entre si. É por meio deste fluído que o espírito age sobre a matéria e a matéria reage sobre o espírito. Este fluído é maleável e o espírito modela-o na forma que quiser. Como tudo no universo esta sobre a influência da Lei do Progresso/Evolução, quando o mundo evolui esse fluído também evolui, tornando-se menos vaporoso e grosseiro para os espíritos.
É baseado neste entendimento que eu afirmo que os espíritos não conservam os ferimentos sofridos pelos corpos utilizados, pois espírito é uma forma de energia pura, mas o espírito pode conscientemente utilizar e modelar o perispírito, refletindo os ferimentos neste, se achar necessário no caso de uma aparição útil, ou de forma inconsciente no caso de perturbação, ou seja, por sua inferioridade e por estar muito materializado.
Saudações
Título: Re: Desencarnados podem conservar ferimentos?
Enviado por: Mourarego em 14 de Novembro de 2010, 16:15
Valeu Antonio, obrigado!
Abraços,
Moura

Moura eu li no Livro de Patricia psicografado pela Mediun Vera Lucia Marinzeck, A Casa do Escritor,  no cap XIV, A Historia de Loreta, lê no Livro dos Espiritos outros exemplos que podem ajudar as perguntas  164,255, 256 e tambem na 257 Ensaio Teorico sobre a Sensação nos Espiritos.

Essas perguntas no Livros dos Espiritos fala sobre o que sentem depois de desencarnarem.

Espero ter te ajudado.

Abração
Título: Re: Desencarnados podem conservar ferimentos?
Enviado por: zeni em 14 de Novembro de 2010, 17:51
É preciso que se revistam de vossa matéria, como já dissemos.
Não sou o dono da verdade, apenas estou colocando o meu parecer a respeito, mas se quando os espíritos entram nos domínios de um mundo, eles se revestem do fluído típico deste mundo, trocando o seu perispírito como muda de roupa (eu entendo a roupa como um acessório do corpo), e mesmo os espíritos superiores precisam se revestir da matéria/fluído própria do mundo em que se encontram, mesmo que essa material seja mais grosseira.
Ainda continuo achando que existe alguma coisa mal explicada, não estou falando que esta errada, pois em qualquer parte do universo o espírito estará revestindo de um perispírito, mas esse perispírito e apropriado a cada mundo em questão e não ao grau de evolução adquirida pelo espírito. como já disse, quando mais evoluído for o mundo mais etéreo e sutil será o fluído perispiritual deste mundo.




Olá! Lucazan li todos os posts, assim como todos que estudam a doutrina também gosto de expor minhas dúvidas, com relação no que diz acima o texto (mesmo os espíritos superiores precisam se revestir da matéria/fluído própria do mundo em que se encontram, mesmo que essa material seja mais grosseira.)


Eu entendo aqui que pode ser : vestir uma roupa por cima da outra, mas o perispirito vai sempre continuar lá porque é o laço que une o espírito, tanto encarnado como desencarnado independente de suas trocas de roupas de acordo com o fluído de cada mundo, veja posso estar errada mas é o que penso, fico sujeita a outras explicações, assim como todos aqui que buscam estudar e se aprimorar.
Abraço e fica com Deus.
Zeni.
Título: Re: Desencarnados podem conservar ferimentos?
Enviado por: Lucazan em 14 de Novembro de 2010, 20:15
Concordo com você Zeni,
Podemos colocar varias roupas, uma encima da outras, principalmente nos dias muito gelados do inverno. (risos)
Mais acho que você ainda não entendeu o que realmente é o perispírito, esse fluído é elaborado e apropriado a cada mundo em questão, tem sua origem no fluído universal, conforme a evolução do mundo, esse fluido também se depura para a nova realidade deste mundo.
Vamos imaginar um espírito puro, que tem acesso a todos os mundos e que esse espírito, recebeu a missão de Deus para visitar 10 mundos em escalas diferentes de evolução. Cada mundo tem o seu próprio fluído perispiritual.
Quando esse espírito entra em um mundo qualquer, ele é envolvido por esse fluído, sem esse fluido o espírito não consegue se manifestar no mundo em que se encontra. Quando terminar a sua missão nesse mundo ele parte para outro mundo, ao sair desse mundo o fluído perispiritual próprio para o mundo que ele se encontrava, retorna a sua massa de fluído. Isso acontecerá em todos os outros nove mundos que ele visitar. Em cada mundo visitado, ele ira absorver esse fluído e na sua partida o fluído retornará a sua massa.
Isso porque o fluído perispiritual e natural do mundo visitado e não do espírito visitante.
Título: Re: Desencarnados podem conservar ferimentos?
Enviado por: zeni em 14 de Novembro de 2010, 20:58
Olá! Lucazan , então a roupa há que me referi, é o fluído cósmico Universal, ha que  espírito se serve nos mundo  em que habita, de acordo com a sua evolução  até atingir o grau de espírito puro, seria isso?

Abraço e fica com Deus.


Zeni.
Título: Re: Desencarnados podem conservar ferimentos?
Enviado por: Ieda Maia em 14 de Novembro de 2010, 21:06
Oie!!!Psi foi muito feliz em seu comentário.estaremos sempre no lugar, numa situação positiva ou não, enfermos ou não, sintonizados com o alto ou não dependendo daonde estiver nossos pensamentos.Caro Discipulo de Jesus procure artigos que fale sobre formas pensamentos e com certeza te ajudará a entender um pouquinho. leia algumas obras do Dr Inácio Ferreira psicografado por Carlos Bacelli e verificará a importancia de nosos pensamentos e atitudes...Abraços fraternos
Título: Re: Desencarnados podem conservar ferimentos?
Enviado por: Lucazan em 14 de Novembro de 2010, 21:15
O fluído perispiritual é uma derivação do fluído universal. Cada mundo tem o seu fluido próprio, e os espíritos se revestem deste fluído para poderem se manifestar. Seria como uma ferramenta que o espírito usa.
Não tem nada a ver com a evolução do espírito.
Título: Re: Desencarnados podem conservar ferimentos?
Enviado por: LuizFrancisco em 14 de Novembro de 2010, 23:42
Boa noite a todos,
Com relação a analogia de roupas que vocês trouxeram, uma, o Espírito nunca retira e é aquela que é citada na questão 27 do LE, que é o fluido Cósmico universal mais puro.
Quando vai para um mundo ele se impregna com os fluidos deste globo, ou como a analogia que vocês usaram o Espírito se reveste da roupa apropriada daquele mundo.
Vamos tentar fazer uma outra analogia:
Quando o homem adentra ao mar até uma determinada profundidade ele não precisa de nenhum equipamento (seria a roupa que o Espírito sempre estará revestido para manter a sua individualidade e trabalhar a matéria).
Por isso que o codificador informou que: O perispírito, portanto, faz parte integrante do espírito.
Nota: integrante aqui é no sentido de necessário, pois onde o Espírito estiver no universo, ali estará integrado com um perispírito.

Se a profundidade for aumentando é necessário se revestir de uma roupagem apropriada, para poder vivenciar aquela profundidade, então ele utiliza uma roupa de mergulho tipo neoprene (roupa de borracha).

Agora se for mais além é necessário se revestir de uma roupagem especial de escafandro.

Então para resumir esta analogia que fiz:
O corpo do homem seria a parte integrante do Espírito, e o restante neoprene e escafandro seriam o envoltório necessário para cada mundo e a medida que vai evoluindo o Espírito vai se despojando desta matéria destes mundos e somente aquela que sempre estará revestido é que vai evoluindo na medida que o Espírito se eleva na hierarquia espiritual.

Foi por isso que no LM item 55 – o codificador escreveu:
Mas, qualquer que seja o grau em que se encontre, o Espírito está sempre revestido de um envoltório, ou perispírito, cuja natureza se eteriza, à medida que ele se depura e eleva na hierarquia espiritual"

 Este é o meu entendimento, não sei se me fiz entender pois quando se usa uma analogia, as vezes complicamos mais do que ajudamos.

Abraços,



Título: Re: Desencarnados podem conservar ferimentos?
Enviado por: Lucazan em 15 de Novembro de 2010, 01:10
Vamos estudar a questão 27- Haveria, assim, dois elementos gerais do universo: a matéria e o Espírito?
– Sim, e acima de tudo Deus, o Criador, o Pai de todas as coisas. Deus, Espírito e matéria são o princípio de tudo o que existe, a trindade universal. Mas ao elemento material é preciso acrescentar o fluido universal, que faz o papel de intermediário entre o Espírito e a matéria propriamente dita, muito grosseira para que o Espírito possa ter uma ação sobre ela. Ainda que sob certo ponto de vista se possa incluí-lo no elemento material, ele se distingue por propriedades especiais. Se o fluido universal fosse matéria, não haveria razão para que o Espírito não o fosse também. Ele está colocado entre o Espírito e a matéria; é fluido, como a matéria é matéria; suscetível, por suas inumeráveis combinações com ela e sob a ação do Espírito, de poder produzir uma infinita variedade de coisas das quais conheceis apenas uma pequena parte.Esse fluido universal, primitivo, ou elementar, sendo o agente que o Espírito utiliza, é o princípio sem o qual a matéria estaria em perpétuo estado de dispersão e nunca adquiriria as propriedades que a força da gravidade lhe dá.
“Sim, e acima de tudo Deus, o Criador, o Pai de todas as coisas. Deus, Espírito e matéria são o princípio de tudo o que existe, a trindade universal.”
Os espíritos afirmam que os elementos gerais do universo são: Deus, o grande criador e inteligência suprema, os espíritos que são os agentes de Deus e a matéria que é suscetível a inúmeras combinações e transformações, juntos são o princípio de tudo que existe.

“Mas ao elemento material é preciso acrescentar o fluido universal, que faz o papel de intermediário entre o Espírito e a matéria propriamente dita, muito grosseira para que o Espírito possa ter uma ação sobre ela.”
Nesse trecho os espíritos fazem uma ressalva, eles incluem um quarto elemento o fluído universal que faz a ligação entre os espíritos e a matéria. Os espíritos utilizam esse fluído para poder agirem sobre a matéria, que é muito grosseiro.

“Ainda que sob certo ponto de vista se possa incluí-lo no elemento material, ele se distingue por propriedades especiais. Se o fluido universal fosse matéria, não haveria razão para que o Espírito não o fosse também.”
O fluído universal poderia ser incluído no elemento material, mas devido as suas propriedades especiais eles o colocam como um quarto elemento.

“Ele está colocado entre o Espírito e a matéria; é fluido, como a matéria é matéria; suscetível, por suas inumeráveis combinações com ela e sob a ação do Espírito, de poder produzir uma infinita variedade de coisas das quais conheceis apenas uma pequena parte.”
Aqui, os espíritos afirmam que os espíritos utilizam-se de  inúmeras combinações do fluido universal com a matéria universal, produzem assim uma infinita variedade de coisas, e que nos humanos não conhecemos quase nada.

“Esse fluido universal, primitivo, ou elementar, sendo o agente que o Espírito utiliza, é o princípio sem o qual a matéria estaria em perpétuo estado de dispersão e nunca adquiriria as propriedades que a força da gravidade lhe dá.”
Aqui os espíritos afirmam que os espíritos utilizam o fluido universal sobre a matéria e que sem essa utilização a matéria estaria sempre dispersa e nunca adquiria as propriedades que a força da gravidade lhe dá.

Ate aqui, os espíritos só afirma que os espíritos utilizam o fluido universal.
É claro que o termo reveste de uma roupagem é uma analogia feita pelos espíritos para uma possível melhor compreensão por nossa parte. Na verdade o que deve acontecer e um efeito relacionando à Lei de Atração, e quando um espírito adentra um mundo esse fluido automaticamente os envolvem e os espíritos utilizam dele em suas manifestações.
Título: Re: Desencarnados podem conservar ferimentos?
Enviado por: Hebe M C em 15 de Novembro de 2010, 02:30
Oi,
Vou colocar algum esclarecimento.
Não vou copiar e colar o texto porque é muito grande, mas segue o link.
Acho que responde ao tópico.

http://www.geae.inf.br/pt/livros/le/le2-6-4.html

Um abço
Hebe
Título: Re: Desencarnados podem conservar ferimentos?
Enviado por: Mourarego em 15 de Novembro de 2010, 14:40
Não Zeni,
não confunda formação do perispírito com o progresso efetuado pelo Espírito.
A formação sim, é pinçada, segundo o grau de evolução que o Espírito já haja alcançado.
mas note ele pinça do fluido que envolve o mundo em que haja de encarnar ou reencarnar.
todavia, como o progresso é uma lei inexorável, por pouco o que seja sentido por um Espírito este progresso já sutiliza a seu perispírito.
Notadamente me refiro ao progresso moral, que é o único com este condão de sutilização.
Abraços,
Moura

É preciso que se revistam de vossa matéria, como já dissemos.
Não sou o dono da verdade, apenas estou colocando o meu parecer a respeito, mas se quando os espíritos entram nos domínios de um mundo, eles se revestem do fluído típico deste mundo, trocando o seu perispírito como muda de roupa (eu entendo a roupa como um acessório do corpo), e mesmo os espíritos superiores precisam se revestir da matéria/fluído própria do mundo em que se encontram, mesmo que essa material seja mais grosseira.
Ainda continuo achando que existe alguma coisa mal explicada, não estou falando que esta errada, pois em qualquer parte do universo o espírito estará revestindo de um perispírito, mas esse perispírito e apropriado a cada mundo em questão e não ao grau de evolução adquirida pelo espírito. como já disse, quando mais evoluído for o mundo mais etéreo e sutil será o fluído perispiritual deste mundo.




Olá! Lucazan li todos os posts, assim como todos que estudam a doutrina também gosto de expor minhas dúvidas, com relação no que diz acima o texto (mesmo os espíritos superiores precisam se revestir da matéria/fluído própria do mundo em que se encontram, mesmo que essa material seja mais grosseira.)


Eu entendo aqui que pode ser : vestir uma roupa por cima da outra, mas o perispirito vai sempre continuar lá porque é o laço que une o espírito, tanto encarnado como desencarnado independente de suas trocas de roupas de acordo com o fluído de cada mundo, veja posso estar errada mas é o que penso, fico sujeita a outras explicações, assim como todos aqui que buscam estudar e se aprimorar.
Abraço e fica com Deus.
Zeni.

Título: Re: Desencarnados podem conservar ferimentos?
Enviado por: zeni em 15 de Novembro de 2010, 17:37
LUCASAN Mais acho que você ainda não entendeu o que realmente é o perispírito, esse fluído é elaborado e apropriado a cada mundo em questão, tem sua origem no fluído universal, conforme a evolução do mundo, esse fluido também se depura para a nova realidade deste mundo.


Oi ! Lucasan no texto acima forçou um pouco a barra, quanto a mim, se acha que não sei  o que é perispirito, já faz um bom tempo que leio  o evangelho segundo o espiritismo, e nunca posso dizer que estou cem por cento certa do que estudo, só o tempo para me esclarecer tudo o que está lá, o  evangelho,  é um livro maravilhoso e vasto,  espero um dia estar bem mais esclarecida para debater com você, se me julga dessa forma.


O perispírito, segundo a Doutrina Espírita, é o elemento intermediário entre corpo e espírito, o (envoltório semi material do espírito) tem formas determinadas e pode ser perceptível, o parecer sobre perispirito, tem muito mais coisas mas não vou ser repetitiva das funções dele, porque acho que todos que estudam o evangelho e o livro dos espíritos sabem o que seja.

Abraços Zeni.
Título: Re: Desencarnados podem conservar ferimentos?
Enviado por: Lucazan em 15 de Novembro de 2010, 19:23
Cara Zeni,
Não foi essa a minha intenção.
Desculpa e se deixei essa impressão, foram só palavras mal colocada.
Todos estamos aprendendo, buscando novos conhecimento.
Ninguém pode fala que realmente sabe, que tem o conhecimento a doutrina espírita, somos tão insignificantes ainda.
Por isso o espírito Erasto disse, estudai, analisai e comparai.
Temos muito o que aprender uns com os outros.
Que os bons espíritos esteja sempre contigo.
 
Título: Re: Desencarnados podem conservar ferimentos?
Enviado por: RUI FERNANDES MORGADO em 16 de Novembro de 2010, 00:57
Caros amigos e debatedores deste fórum!

È claro, que quando debato assuntos polêmicos da Doutrina Espírita, como é o caso deste tópico, procuro amparar-me em Kardec, porém, as pesquisas, os debates de pontos de vistas, inclusive pessoais, deverão continuar, pois  nenhuma obra, por mais perfeita que seja, poderá ser considerada completa, quer pela época em que foi escrita, quer pela impossibilidade dela abranger tudo, inclusive, o de que é ou não ético com o avanço da ciência e as novas realidades pelas quais passa o mundo.

Portanto, é inegável a contribuição de Kardec, contudo, o mesmo não deverá ser o Ponto Final da matéria. Devemos continuar a pesquisar, discutir novos conceitos, aprofundar nossas interpretações, enfim, nada é estático no mundo...

Nós espíritas não devemos repetir certas práticas que muitas vezes criticamos  em adeptos de outras religiões.

Por exemplo, em uma ótica bem pessoal, tenho a mais firme convicção de que a Bíblia, principalmente, o Velho Testamento, foi através dos tempos muito adulterada, quer por interesses políticos, religiosos, entre outros.

Contudo, existem religiosos que desprovidos do raciocínio lógico e bom senso, aceitam tudo o que na Bíblia está escrito. Procuram ignorar que a Bíblia foi escrita pelas mãos dos homens...

Espero que entre nós espíritas prevaleça sempre a razão e a lógica acima de tudo. Pois, temos que considerar que as obras sérias da Doutrina Espírita também foram, em última análise, escritas e traduzidas por mãos e mentes humanas...

Dessa forma e respondendo a pergunta deste tópico, "Os Espíritos Podem Conservar Ferimentos Que Tiveram Antes de Desencarnar?" digo que SIM, PODEM! Digo, PODEM, não afirmo obrigatoriamente CONSERVAM!

Sendo correta a teoria de que muitos dos atentados contra nosso próprio corpo físico ficam registrados em nosso perispírito, não nos causará estranhesa nosso perispírito levar de uma encarnação para outra sinais desses registros.

Existem correntes dentro de nosso movimento que defende a seguinte teoria e eu sou um que delas compactuo! Francamente, não recordo-me se Kardec aborda isso em suas obras!

Exemplos:

a) Um suicida que buscou sua morte através de um tiro em sua cabeça, resalvados critérios especiais, por certo reencarnará com debilidade mental.

b) Um suicida que buscou sua morte através da ingestão de fórmula venenosa, também resalvados critérios especiais, reencarnará com sérios problemas em seu aparelho digestivo.

Portanto, se essa teoria é aceita por muitos espíritas, por que não aceitarmos que também ferimentos poderão ser levados de uma encarnação para outras?

NOTA: No Paraná o Delegado de Polícia João Fiorini, perito em identificação, realiza pesquisas de ponta sobre vidas passadas, usando para isso, impressões digitais, marcas de ferimentos, entre outros...

Rui Fernandes Morgado
Santo André-SP
 



Título: Re: Desencarnados podem conservar ferimentos?
Enviado por: Mourarego em 16 de Novembro de 2010, 03:13
Rui meu mano, não sou de indicar livros,
contudo indico-lhe este "Espiritismo - História e Poder", de Fábio Luiz da Silva. - Editora eduel.
Nele o amigo vai poder navegar por muita história que lhe vai descerrar o véu sobre muitos assuntos pertinentes aos meandros de nosso movimento Espírita.
abraços,
Moura
Título: Re: Desencarnados podem conservar ferimentos?
Enviado por: RUI FERNANDES MORGADO em 16 de Novembro de 2010, 17:58
Rui meu mano, não sou de indicar livros,
contudo indico-lhe este "Espiritismo - História e Poder", de Fábio Luiz da Silva. - Editora eduel.
Nele o amigo vai poder navegar por muita história que lhe vai descerrar o véu sobre muitos assuntos pertinentes aos meandros de nosso movimento Espírita.
abraços,
Moura

Olá caro amigo Moura!

Muito agradecido pela indicação do livro.

Um forte abraço!

Rui
Título: Re: Desencarnados podem conservar ferimentos?
Enviado por: Lucazan em 16 de Novembro de 2010, 21:47
Caros Amigos,
Em meio a tudo que aprendi com a doutrina espírita, concluo que ela pode ser definida com a seguinte resposta dos Espíritos que segue abaixo:
 628 Por que a verdade nem sempre foi colocada ao alcance de todos?
– É preciso que cada coisa venha a seu tempo. A verdade é como a luz: é preciso se habituar a ela pouco a pouco; de outro modo, fica-se deslumbrado.
Nunca ocorreu que Deus permitisse ao homem receber comunicações tão completas e instrutivas como as que lhe é dado receber hoje. Havia, como sabeis, na Antiguidade, alguns indivíduos que estavam em poder do que consideravam uma ciência sagrada e da qual faziam mistério aos que, de acordo com o seu julgamento, eram profanos. Deveis compreender, com o que conheceis agora das leis que regem os fenômenos das comunicações dos Espíritos, que esses indivíduos recebiam apenas algumas verdades esparsas no meio de um conjunto equívoco e, a maior parte do tempo, simbólico. Entretanto, não há para o homem estudioso nenhum antigo sistema filosófico, nenhuma tradição, nenhuma religião a negligenciar, pois em tudo há os germes das grandes verdades que, ainda que pareçam contraditórias, esparsas que estão em meio a acessórios sem fundamento, são muito fáceis de entender, graças à chave que o Espiritismo dá para uma multidão de coisas que puderam, até aqui, parecer sem razão e que, hoje, a realidade vos demonstra de uma maneira irrecusável. Não deixeis, portanto, de tirar dessas matérias assuntos de estudo; elas são muito ricas e podem contribuir muito para a vossa instrução.

Portanto, O espírito que encarnou em Kardec, recebeu a missão de transcrever esta doutrina para que todos pudessem conhecer essas Leis que regem o universo em geral.
Kardec transcreveu dignamente a doutrina como todos sabemos, mas, quando Kardec, faz comentários, analise e observações sobre essas Instruções e Leis, ele está dando o seu parecer, já não é mais as instruções dos espíritos, por isso se prestarem atenção nos textos produzidos por Kardec, consta os termos teoria, tese, sistema, concebemos e outros. A Doutrina pura que reconheço são as respostas dadas pelo Espírito de Verdade e seus seguidores. Essa Doutrina nos revela a nossa realidade nua e crua, e as Leis Naturais que rege todo universo material ou espiritual.

Caro Rui Fernandes, concordo com plenamente você em relação à Kardec, mas já li várias teses sua e não vou fazer nenhum comentário a respeito delas, mas caro amigo, Kardec pode ter se equivocado ou explicado mal algumas de suas explanações sobre a nossa realidade e de como as coisas são influenciadas pelas Leis Divinas. Mas uma cousa é certa, as Leis de Deus são imutáveis e eternas, não adianta analisa-las com sentimentalismos e adapta-las as nossas conveniências e crenças.

Saudações
Título: Re: Desencarnados podem conservar ferimentos?
Enviado por: RUI FERNANDES MORGADO em 17 de Novembro de 2010, 02:06
Caros Amigos,
Em meio a tudo que aprendi com a doutrina espírita, concluo que ela pode ser definida com a seguinte resposta dos Espíritos que segue abaixo:
 628 Por que a verdade nem sempre foi colocada ao alcance de todos?
– É preciso que cada coisa venha a seu tempo. A verdade é como a luz: é preciso se habituar a ela pouco a pouco; de outro modo, fica-se deslumbrado.
Nunca ocorreu que Deus permitisse ao homem receber comunicações tão completas e instrutivas como as que lhe é dado receber hoje. Havia, como sabeis, na Antiguidade, alguns indivíduos que estavam em poder do que consideravam uma ciência sagrada e da qual faziam mistério aos que, de acordo com o seu julgamento, eram profanos. Deveis compreender, com o que conheceis agora das leis que regem os fenômenos das comunicações dos Espíritos, que esses indivíduos recebiam apenas algumas verdades esparsas no meio de um conjunto equívoco e, a maior parte do tempo, simbólico. Entretanto, não há para o homem estudioso nenhum antigo sistema filosófico, nenhuma tradição, nenhuma religião a negligenciar, pois em tudo há os germes das grandes verdades que, ainda que pareçam contraditórias, esparsas que estão em meio a acessórios sem fundamento, são muito fáceis de entender, graças à chave que o Espiritismo dá para uma multidão de coisas que puderam, até aqui, parecer sem razão e que, hoje, a realidade vos demonstra de uma maneira irrecusável. Não deixeis, portanto, de tirar dessas matérias assuntos de estudo; elas são muito ricas e podem contribuir muito para a vossa instrução.

Portanto, O espírito que encarnou em Kardec, recebeu a missão de transcrever esta doutrina para que todos pudessem conhecer essas Leis que regem o universo em geral.
Kardec transcreveu dignamente a doutrina como todos sabemos, mas, quando Kardec, faz comentários, analise e observações sobre essas Instruções e Leis, ele está dando o seu parecer, já não é mais as instruções dos espíritos, por isso se prestarem atenção nos textos produzidos por Kardec, consta os termos teoria, tese, sistema, concebemos e outros. A Doutrina pura que reconheço são as respostas dadas pelo Espírito de Verdade e seus seguidores. Essa Doutrina nos revela a nossa realidade nua e crua, e as Leis Naturais que rege todo universo material ou espiritual.

Caro Rui Fernandes, concordo com plenamente você em relação à Kardec, mas já li várias teses sua e não vou fazer nenhum comentário a respeito delas, mas caro amigo, Kardec pode ter se equivocado ou explicado mal algumas de suas explanações sobre a nossa realidade e de como as coisas são influenciadas pelas Leis Divinas. Mas uma cousa é certa, as Leis de Deus são imutáveis e eternas, não adianta analisa-las com sentimentalismos e adapta-las as nossas conveniências e crenças.

Saudações


Meu caro Lucazan!

Com relação ao último parágrafo de sua mensagem, fique totalmente à vontade para os comentários e/ou críticas que eventualmente gostaria de fazer relativos a algumas teses pessoais que inseri a este tópico ou em outros, é assim que aprendemos e esse é um dos objetivos deste fórum!

Respondendo ainda a esse seu parágrafo, é claro que não posso discordar de sua afirmação de que as Leis de Deus são imutáveis e eternas, porém, as escritas, as traduções literárias relativas aos assuntos aqui debatidos NÃO  são imutáveis, portanto, sendo as mesmas mutáveis, nos abrem espaços para nossas teses pessoais, o que é muito saudável não acha?

Em tudo que foi escrito até hoje, tem a mão do homem, portanto... não abusemos de muita credulidade...

Daí a razão pela qual faço uso a seguir das sábias palavras de Gautama BUDA, 500 anos A.C.

"Não creais em coisa alguma pelo fato de vos mostrarem o testemunho escrito de algum sábio antigo. Não creais em coisa alguma com base na autoridade de mestres e sacerdotes. Aquilo porém, que se enquadrar na vossa razão e, depois de minucioso estudo, for confirmado pela vossa experiência, conduzindo ao vosso próprio bem e ao de todas as outras coisas vivas, a isso aceitai como Verdade. Por isso, pautai a vossa conduta".

Mais recentemente, até o próprio Kardec nos advertia da prática da fé destituida da razão!

Um forte abraço!

Rui Fernandes Morgado
Santo André-SP


Título: Re: Desencarnados podem conservar ferimentos?
Enviado por: Mourarego em 17 de Novembro de 2010, 12:55
Rui meu mano,
Kardec teve a seu lado uma plêiade de Espíritos superiores, que com ele revisaram, aumentaram, retiraram e corrigiram toda a doutrina antes de que mesmo um livro delas saísse.
Destes Espíritos diz a doutrina"Não se contradizem nunca, pois só falam do que sabem e do que podem falar."
Este o ensino que nos afiança que não há essa explicação mal feita na DE.
Abraços,
Moura
Título: Re: Desencarnados podem conservar ferimentos?
Enviado por: Tiago Granja em 14 de Junho de 2012, 00:12
A matéria não existe. É uma convenção desta dimensão (terra). Um conjunto organizado e denso de energia que se forma de acordo com uma inteligencia ou vontade. O processo dá-se por meio de vibração. A faixa de frequencias dessa vibração vai de menos infinito a mais infinito. Nós como humanoides, somos a medida de todas as coisas, e vemos e sentimos apenas determinadas faixas e dentro dessas há uma que chamamos "matéria". No mundo espiritual existem outras faixas vibracionais e outras inteligencias que também são "a medida de todas as coisas" e que chamarão matéria áquilo que para nós nem é imaterial por convenção. A terra não é o centro do universo/existência nem o seu referencial. O perispirito é um efeito do meio vibracional (mundo) em que o espirito se encontra. No seu caracter mais denso gera aquilo a que chamamos "corpo físico", contudo o corpo fisico é, simplificando, a parte do perispirito mais "materializado". : )