Forum Espirita

GERAL => Outros Temas => Tópico iniciado por: D Almeida em 16 de Junho de 2011, 09:06

Título: O que acontece com o espírito nesse caso ?
Enviado por: D Almeida em 16 de Junho de 2011, 09:06
Amigos,

Meu pai faleceu dia 14/06 às 3 horas da manhã.

Venho buscado informações com pessoas espíritas e artigos na internet, onde a maioria deles afirma que quando um corpo material antes de desencarnar sofre com tantas enfermidades, quando o espírito nos deixa ele permanece dormindo por um certo tempo.

Nada me agrada saber que meu pai possa estar sofrendo agora espiritualmente após tantos anos de sofrimento na Terra. Quero muito acreditar que ele esteja dormindo e esteja sendo preparado e regenerado para que quando acordar esteja mais lúcido, e curado de seus problemas.

E minha maior vontade é que ele aceite com facilidade quando algum mentor ou guia explicar-lhe que ele agora pertence a outro plano. Rezo muito para que ele aceite isso, faço bem?

Abaixo vou contar pelo o que meu pai passou nos últimos 11 anos de sua vida...

Há 11 anos atrás teve câncer na garganta, teve que fazer um esvaziamento cervical, retirar uma jugular e uma glândula salivar. Diversos tendões e veias que foram comprometidas no pescoço.
(Preço pago por ter fumado dos 14 aos 54 anos)

Venceu o cancer com mais de 40 sessões de radioterapia e quimioterapia.
A radioterapia destruiu sua faringe e laringe, criou fissuras e calos internos na sua garganta que fizeram meu pai perder toda a qualidade de vida que temos em relação a alimentação.
Sem uma glândula salivar (temos 2), a boca do meu pai vivia seca, e ele andava para todos os lados com uma garrafinha d'agua; a cada deglutição na hora do almoço era uma tortura.

Durante 8 anos, tomava uma super vitamina com verduras, frutas e até legumes na parte da manhã para poder compensar o almoço que ele tinha muitas dificuldades de comer. Tossia, se engasgava a cada garfada e a falta de ar era enorme. Muito sofrimento mesmo!

Nos 2 anos seguintes, a coisa piorou, meu pai teve pneumonia 11 vezes, pois aquele ato de comer e tossir, engasgar, fazia com que ele aspirasse pequenos fragmentos de comida que acabavam indo para seu pulmão.
Teve de trocar a dificuldade de se alimentar com comida normal, por uma sopa de legumes totalmente batida e líquida.
Meus amigos, imaginem viver 2 anos se vendo obrigado a tomar a mesma sopa todos os dias, pois não havia outra coisa para se alimentar. E nas reuniões familiares, onde todos comiam normalmente, meu pai se limitava a somente a sorrir e se contentar em ver os outros comendo.
Não podia dar colheradas normais, muito menos comer na mesma velocidade que nós; tinha que colocar menos da metade da colher de sopa, o que fazia com que ele ficasse cerca de 2 horas ou mais para comer 1 prato médio de sopa.

Mesmo batida e coada, meu pai se engasgava, o que ocasionaria as futuras pneumonias, que vou relatar abaixo.

Era praticamente 1 internação a cada 2 meses.
Eis que a cerca de 4 meses, na penúltima internação por pneumonia, meu pai foi submetido a 2 cirurgias, uma traqueostomia (furo na traquéia, para poder respirar melhor, etc) e uma gastrostomia (alimentação direta pela barriga injetada através de seringa por uma sonda que estava em seu estômago)
Ou seja, nunca mais iria poder comer nada pela boca, e nem sequer beber um simples copo d'agua.
Para vencer essa pneumonia, se recuperar e realizar as 2 cirurgias, foram exatos 40 dias de internação.

Forte como sempre, ele voltou, mas totalmente desorientado. Estava diagnosticado Alzheimer, e devido a tantos procedimentos, o Alzheimer acabou evoluindo rapidamente e culminou ele.
Ficou assim uns 3 meses aqui em casa. Confesso que foi complicado, mas tivemos auxílio do Home Care, um serviço do plano de saúde que cede enfermeiras 24 horas por dia para as residências que possuem doentes que precisam de uma atenção integral.

Há cerca de 3 semanas, sentimos ele um pouco quente, e como ele já tinha histórico de 11 pneumonias, foi levado para o hospital, que lá diagnosticou mais uma vez outra pneumonia.
Ficamos desolados, porque achamos que com os procedimentos de "traqueo" e "gastro", meu pai ficaria livre das pneumonias, afinal ele não se alimentava mais pela boca, e não se engasgava; mas não foi isso que aconteceu.

Internado, meu pai veio piorando a cada dia no decorrer dessas 3 semanas, teve que ser sedado 24 horas por dia, pois além do sofrimento, com a desorientação do Alzheimer não teria como cuidar dele, visto que era um paciente muito inquieto. Provavelmente ele iria querer levantar, arrancar os tubos, e ir embora, o que obviamente não podia.

Infelizmente, por ter tantas internações anteriores e tomado tantos antibióticos, o efeito já não era o mesmo, as bactérias do pulmão não paravam de aumentar e acabaram migrando para o coração através da corrente sanguínea, fazendo com que o quadro se agravasse ainda mais.

Não tinha mais o que fazer, além disso tudo, os rins dele pararam, tendo que se submeter a sessções de hemodiálise. Que sofrimento meu pai!
Era esperar pela reação do organismo dele, o que não aconteceu, e meu querido pai veio a falecer.

Sofreu muito, mas muito mesmo em todos esses anos e sempre aceitou sua condição, nunca foi de reclamar, um exemplo para mim e para todos que conviviam com ele.
Só ele sabe o que passou, eu e minha mãe pudemos acompanhar de perto esses anos todos, mas "sentir na pele" o que ele passou, só ele mesmo!

Com o relato que deixei para vocês, acredito que o melhor para ele é que possa agora descansar em paz.
Por favor amigos, rezem por ele, ajudem meu pai a encontrar a luz e seus pais que ele tanto ama.
Um homem muito forte que irá deixar muitas saudades a mim, a sua mulher e a todos os amigos e parentes.

Descanse em paz meu pai [ ].
Eterno em meu coração.
Título: Re: O que acontece com o espírito nesse caso ?
Enviado por: rwer em 16 de Junho de 2011, 17:29
Prezado D Almeida,

Creio que faz bem em orar para que o pai compreenda sua nova condição de vida.

Espero que, em breve, ele possa se livrar dos estigmas da longa enfermidade. 

Que possa rejuvenescer, maravilhar-se com tudo à volta, ser útil, aprender, fazer novos amores e reencontrar antigos afetos de que nem suspeitava... 

Que ele se divirta, ria e contemple belezas que não via desde o período anterior à última encarnação.

Maravilhado por estar livre de um mau carma incômodo, possa seu pai agradecer a Deus, cheio de amor.  Ou, se ainda não aceita haja um Deus, possa suspeitar da Sua existência, reverentemente.

Abraço, Ram
Título: Re: O que acontece com o espírito nesse caso ?
Enviado por: Mourarego em 16 de Junho de 2011, 17:40
Amigo D Almeida,vou responder dentro do seu texto e em outra cor ok?

Meu pai faleceu dia 14/06 às 3 horas da manhã.

Venho buscado informações com pessoas espíritas e artigos na internet, onde a maioria deles afirma que quando um corpo material antes de desencarnar sofre com tantas enfermidades, quando o espírito nos deixa ele permanece dormindo por um certo tempo.

EU: Todo e qualquer Espírito passa, quando volta à erraticidade, algum tempo sem dar cobro de si.
A enfermidade pela qual passou em seus últimos momentos não aumenta nem diminui este tempo.
O materialismo sim, se existia antes na elocubrações e modo de ver a vida, poderia aumentar este tempo.

Nada me agrada saber que meu pai possa estar sofrendo agora espiritualmente após tantos anos de sofrimento na Terra. Quero muito acreditar que ele esteja dormindo e esteja sendo preparado e regenerado para que quando acordar esteja mais lúcido, e curado de seus problemas.
EU: O estado que o Espírito passa, não é o de dormir, mas sim de torpor que lhe pode retirar a condição de terá consciência de quem foi e de onde está após a morte.
algumas situações podem fazer com que um Espírito pense sentir dor ou sofrimento físico,são elas:
1. O Materialismo;
2. A condição de descrente  que haja um prosseguir da vida na erraticidade;
3. A irresignação no trato com o sofrimento que a doença lhe deu durante a vida;
4. A falta de confiança na Justiça e sapiência deDeus.
Estas as mais fortes causas.

E minha maior vontade é que ele aceite com facilidade quando algum mentor ou guia explicar-lhe que ele agora pertence a outro plano. Rezo muito para que ele aceite isso, faço bem?

EU: sim fazes muito bem.
Abraços,
Moura

Abaixo vou contar pelo o que meu pai passou nos últimos 11 anos de sua vida...

Há 11 anos atrás teve câncer na garganta, teve que fazer um esvaziamento cervical, retirar uma jugular e uma glândula salivar. Diversos tendões e veias que foram comprometidas no pescoço.
(Preço pago por ter fumado dos 14 aos 54 anos)

Venceu o cancer com mais de 40 sessões de radioterapia e quimioterapia.
A radioterapia destruiu sua faringe e laringe, criou fissuras e calos internos na sua garganta que fizeram meu pai perder toda a qualidade de vida que temos em relação a alimentação.
Sem uma glândula salivar (temos 2), a boca do meu pai vivia seca, e ele andava para todos os lados com uma garrafinha d'agua; a cada deglutição na hora do almoço era uma tortura.

Durante 8 anos, tomava uma super vitamina com verduras, frutas e até legumes na parte da manhã para poder compensar o almoço que ele tinha muitas dificuldades de comer. Tossia, se engasgava a cada garfada e a falta de ar era enorme. Muito sofrimento mesmo!

Nos 2 anos seguintes, a coisa piorou, meu pai teve pneumonia 11 vezes, pois aquele ato de comer e tossir, engasgar, fazia com que ele aspirasse pequenos fragmentos de comida que acabavam indo para seu pulmão.
Teve de trocar a dificuldade de se alimentar com comida normal, por uma sopa de legumes totalmente batida e líquida.
Meus amigos, imaginem viver 2 anos se vendo obrigado a tomar a mesma sopa todos os dias, pois não havia outra coisa para se alimentar. E nas reuniões familiares, onde todos comiam normalmente, meu pai se limitava a somente a sorrir e se contentar em ver os outros comendo.
Não podia dar colheradas normais, muito menos comer na mesma velocidade que nós; tinha que colocar menos da metade da colher de sopa, o que fazia com que ele ficasse cerca de 2 horas ou mais para comer 1 prato médio de sopa.

Mesmo batida e coada, meu pai se engasgava, o que ocasionaria as futuras pneumonias, que vou relatar abaixo.

Era praticamente 1 internação a cada 2 meses.
Eis que a cerca de 4 meses, na penúltima internação por pneumonia, meu pai foi submetido a 2 cirurgias, uma traqueostomia (furo na traquéia, para poder respirar melhor, etc) e uma gastrostomia (alimentação direta pela barriga injetada através de seringa por uma sonda que estava em seu estômago)
Ou seja, nunca mais iria poder comer nada pela boca, e nem sequer beber um simples copo d'agua.
Para vencer essa pneumonia, se recuperar e realizar as 2 cirurgias, foram exatos 40 dias de internação.

Forte como sempre, ele voltou, mas totalmente desorientado. Estava diagnosticado Alzheimer, e devido a tantos procedimentos, o Alzheimer acabou evoluindo rapidamente e culminou ele.
Ficou assim uns 3 meses aqui em casa. Confesso que foi complicado, mas tivemos auxílio do Home Care, um serviço do plano de saúde que cede enfermeiras 24 horas por dia para as residências que possuem doentes que precisam de uma atenção integral.

Há cerca de 3 semanas, sentimos ele um pouco quente, e como ele já tinha histórico de 11 pneumonias, foi levado para o hospital, que lá diagnosticou mais uma vez outra pneumonia.
Ficamos desolados, porque achamos que com os procedimentos de "traqueo" e "gastro", meu pai ficaria livre das pneumonias, afinal ele não se alimentava mais pela boca, e não se engasgava; mas não foi isso que aconteceu.

Internado, meu pai veio piorando a cada dia no decorrer dessas 3 semanas, teve que ser sedado 24 horas por dia, pois além do sofrimento, com a desorientação do Alzheimer não teria como cuidar dele, visto que era um paciente muito inquieto. Provavelmente ele iria querer levantar, arrancar os tubos, e ir embora, o que obviamente não podia.

Infelizmente, por ter tantas internações anteriores e tomado tantos antibióticos, o efeito já não era o mesmo, as bactérias do pulmão não paravam de aumentar e acabaram migrando para o coração através da corrente sanguínea, fazendo com que o quadro se agravasse ainda mais.

Não tinha mais o que fazer, além disso tudo, os rins dele pararam, tendo que se submeter a sessções de hemodiálise. Que sofrimento meu pai!
Era esperar pela reação do organismo dele, o que não aconteceu, e meu querido pai veio a falecer.

Sofreu muito, mas muito mesmo em todos esses anos e sempre aceitou sua condição, nunca foi de reclamar, um exemplo para mim e para todos que conviviam com ele.
Só ele sabe o que passou, eu e minha mãe pudemos acompanhar de perto esses anos todos, mas "sentir na pele" o que ele passou, só ele mesmo!

Com o relato que deixei para vocês, acredito que o melhor para ele é que possa agora descansar em paz.
Por favor amigos, rezem por ele, ajudem meu pai a encontrar a luz e seus pais que ele tanto ama.
Um homem muito forte que irá deixar muitas saudades a mim, a sua mulher e a todos os amigos e parentes.

Descanse em paz meu pai [ ].
Eterno em meu coração.
Título: Re: O que acontece com o espírito nesse caso ?
Enviado por: D Almeida em 16 de Junho de 2011, 18:19
Ram-Wer e Mourarego,

Obrigado pelos esclarecimentos!

Vou continuar minhas orações para que meu pai consiga se libertar totalmente do materialismo, que pode ser a causa que venha causar algum desconforto nele.
Título: Re: O que acontece com o espírito nesse caso ?
Enviado por: Mourarego em 16 de Junho de 2011, 18:21
Mano D Almeida,
note bem:Não disse que o seu pai tivesse sido materialista, pois não o conheci, apenas elenquei uma causa que é das fortes para que o período de torpor seja maior.
Abração,
Moura
Título: Re: O que acontece com o espírito nesse caso ?
Enviado por: paulissima em 16 de Junho de 2011, 18:32
Querido D,

Suas preces serão sempre uma benção, independente do estado ou local em que seu pai querido esteja!

No entanto, eu evitaria remoer o sofrimento pelo qual ele passou nessa vida, o que seria equivalente a estender esse mesmo sofrimento por meio da lembrança. Pense que tudo isso o que ele passou faz agora parte do passado, que ele agora está em outra etapa da vida.

Procure ter aquela saudade saudável e desapegada, sem se preocupar tanto com o estado em que ele se encontra agora, pois suas vibrações de preocupação podem também atingi-lo. Que de você emane vibrações de alegria por ele ter vencido a dor de maneira resignada!

Seria bom sempre pensar nele com sentimentos de alegria, com paz, serenidade, seria importante lembrar dos momentos felizes e de alegria e deixar cair no esquecimento, gradativamente, aqueles nem tão felizes assim.

Não é impossível mudar a ótica. Basta ter a fé de quem sabe que ele não está desamparado e assistido, pois nunca somos abandonados. Entregue nas mãos de Deus, literalmente, e siga tranquilo a sua vida, amparando a sua família nesse momento difícil.

Abraços
Paula

Título: Re: O que acontece com o espírito nesse caso ?
Enviado por: D Almeida em 16 de Junho de 2011, 18:48
Mano D Almeida,
note bem:Não disse que o seu pai tivesse sido materialista, pois não o conheci, apenas elenquei uma causa que é das fortes para que o período de torpor seja maior.
Abração,
Moura

Eu sei, entendi perfeitamente.

Pelas 4 situações mencionadas por você, acredito que só o materialismo possa causar alguma pertubação a meu pai.
Ele era bastante ligado ao dinheiro até ano passado, mas após o Alzheimer, ele perdeu totalmente a noção, acredito que não saberia nem dizer o que significava uma nota de real.
Será que um dos fatores dessa doença ter aparecido foi justamente para que ele se desligasse do dinheiro? Nada é por acaso né?

Vou rezando para meu querido pai buscar a luz, e pedir muito para que regenerem a região do pescoço e ombro, e sua capacidade de respirar e deglutir o que quiser. Esse é o meu maior desejo, poder saber um dia que ele está saudável e feliz consigo mesmo.
Título: Re: O que acontece com o espírito nesse caso ?
Enviado por: D Almeida em 16 de Junho de 2011, 18:53
Querido D,

Suas preces serão sempre uma benção, independente do estado ou local em que seu pai querido esteja!

No entanto, eu evitaria remoer o sofrimento pelo qual ele passou nessa vida, o que seria equivalente a estender esse mesmo sofrimento por meio da lembrança. Pense que tudo isso o que ele passou faz agora parte do passado, que ele agora está em outra etapa da vida.

Procure ter aquela saudade saudável e desapegada, sem se preocupar tanto com o estado em que ele se encontra agora, pois suas vibrações de preocupação podem também atingi-lo. Que de você emane vibrações de alegria por ele ter vencido a dor de maneira resignada!

Seria bom sempre pensar nele com sentimentos de alegria, com paz, serenidade, seria importante lembrar dos momentos felizes e de alegria e deixar cair no esquecimento, gradativamente, aqueles nem tão felizes assim.

Não é impossível mudar a ótica. Basta ter a fé de quem sabe que ele não está desamparado e assistido, pois nunca somos abandonados. Entregue nas mãos de Deus, literalmente, e siga tranquilo a sua vida, amparando a sua família nesse momento difícil.

Abraços
Paula

Muito obrigado pela sua mensagem!

É justamente como penso, inclusive, tenho uma foto dele de 13 ou 14 anos atrás na praia, onde ele ainda não tinha passado pelo cancer, estava saudável, sorrindo e fazendo uma pose de galã. Adoro essa foto, fico muito feliz vendo ela.

Vou pensar somente coisas boas daqui pra frente, quero muito que ele volte a ser feliz!
Título: Re: O que acontece com o espírito nesse caso ?
Enviado por: carminha467 em 16 de Junho de 2011, 18:59

Olá D. ,
 acho q todos nós queremos ver nossos entes amados bem....
Primeiramente, acredite na misecórdia Divina, que é  por todos nós , mude os quadros mentais que trazem tantas lembranças dolorosas, e vizualize ele bem, se recuperando, amparado....
só pra ilustrar um pouco, imagine que  quando desencarnamos ficamos ligados aos nossos afetos como que por um cordão fluidico, e que através desse cordão,como uma sonda do soro, recebemos os remédios fluidicos necessários(ou não, depende dos pensamentos)para nosso reestabelecimento ,e isso funcionou muito pra mim quando minha mãe partiu para o plano espiritual....
mesmo sentindo saudades, tbm sentia ela bem, e isso me confortou,
então precisamos avaliar  que remédios estamos colocando nesse " soro"....
A oração é benção de luz, faça-a na certeza do amparo, sem tristezas, mas sim com muita fé e amor...esse sim, é o remédio universal que Jesus nos ensinou....
Acredite em Deus, se mantenha resignado e tudo naturalmente acontece


Paz e Luz

Carmen
Título: Re: O que acontece com o espírito nesse caso ?
Enviado por: D Almeida em 16 de Junho de 2011, 19:16

Olá D. ,
 acho q todos nós queremos ver nossos entes amados bem....
Primeiramente, acredite na misecórdia Divina, que é  por todos nós , mude os quadros mentais que trazem tantas lembranças dolorosas, e vizualize ele bem, se recuperando, amparado....
só pra ilustrar um pouco, imagine que  quando desencarnamos ficamos ligados aos nossos afetos como que por um cordão fluidico, e que através desse cordão,como uma sonda do soro, recebemos os remédios fluidicos necessários(ou não, depende dos pensamentos)para nosso reestabelecimento ,e isso funcionou muito pra mim quando minha mãe partiu para o plano espiritual....
mesmo sentindo saudades, tbm sentia ela bem, e isso me confortou,
então precisamos avaliar  que remédios estamos colocando nesse " soro"....
A oração é benção de luz, faça-a na certeza do amparo, sem tristezas, mas sim com muita fé e amor...esse sim, é o remédio universal que Jesus nos ensinou....
Acredite em Deus, se mantenha resignado e tudo naturalmente acontece


Paz e Luz

Carmen

Sim, com certeza todos nós queremos ver nossos entes que já desencarnaram bem!

Muito obrigado pela sua mensagem foi importante para mim!
Título: Re: O que acontece com o espírito nesse caso ?
Enviado por: joellagunasc em 16 de Junho de 2011, 19:36
Amigo Almeida.

Realmente as provações que teu querido pai passou, foram muito fortes, o que deve ter acarretado muitas tristezas e amarguras para os seus parentes mais próximos e aos que dedicavam maior carinho a ele.
Diz-se no jargão espírita que na vida há muitas "injustiças", mas que não há nenhum injustiçado. Injustiças existem quando não compreendemos bem ainda a lei da Ação e Reação.Lei esta que nos  diz que iremos responder por tudo aquilo que tivermos feito em nossas vidas, recebendo os méritos das atitudes boas que tomamos e as penalizações daquilo que não tão bom cometemos durante nossa existência.
Estes momentos de tristezas que se deparam uma família que passa por tantas situações deprimentes como passou a sua , trazem um beneficio muito grande para aqueles que aceitaram com tolerância e resignação , pois  devemos ter a fé em Deus , tendo a certeza que ele jamais comete injustiças  , e que sempre passamos por situações , primeiramente , que somos capazes de suportar e também que trarão algo de muito útil para nossa evolução como espírito imortal.
Hoje com certeza será benéfico para teu pai se estes sofrimentos pelos quais ele passou tenham trazido algo de bom para seu espírito , se como você disse ele sempre aceitou com resignação e paciência todas as situações por qual passou , pode ter certeza que foi de grande proveito para ele.
Acreditemos sempre em Deus e na sua justiça, por mais difícil seja a sua compreensão, pois ele sabe muito mais de nossas necessidades do que nos podemos imaginar. E mesmo aquilo que aos nossos olhos possa parecer inconcebível, podemos ter a certeza que ainda assim estará dentro dos desígnios de Deus que é pura sabedoria e amor.

Fique em paz
Título: Re: O que acontece com o espírito nesse caso ?
Enviado por: RUI FERNANDES MORGADO em 16 de Junho de 2011, 19:40
Querido D,

Suas preces serão sempre uma benção, independente do estado ou local em que seu pai querido esteja!

No entanto, eu evitaria remoer o sofrimento pelo qual ele passou nessa vida, o que seria equivalente a estender esse mesmo sofrimento por meio da lembrança. Pense que tudo isso o que ele passou faz agora parte do passado, que ele agora está em outra etapa da vida.

Procure ter aquela saudade saudável e desapegada, sem se preocupar tanto com o estado em que ele se encontra agora, pois suas vibrações de preocupação podem também atingi-lo. Que de você emane vibrações de alegria por ele ter vencido a dor de maneira resignada!

Seria bom sempre pensar nele com sentimentos de alegria, com paz, serenidade, seria importante lembrar dos momentos felizes e de alegria e deixar cair no esquecimento, gradativamente, aqueles nem tão felizes assim.

Não é impossível mudar a ótica. Basta ter a fé de quem sabe que ele não está desamparado e assistido, pois nunca somos abandonados. Entregue nas mãos de Deus, literalmente, e siga tranquilo a sua vida, amparando a sua família nesse momento difícil.

Abraços
Paula



Oi Paula!

Vc foi extremamente feliz em suas orientações ao nosso amigo Almeida!

Um forte abraço!

Rui Fernandes Morgado
Santo André-SP/Brasil
Título: Re: O que acontece com o espírito nesse caso ?
Enviado por: D Almeida em 16 de Junho de 2011, 19:55
Amigo Almeida.

Realmente as provações que teu querido pai passou, foram muito fortes, o que deve ter acarretado muitas tristezas e amarguras para os seus parentes mais próximos e aos que dedicavam maior carinho a ele.
Diz-se no jargão espírita que na vida há muitas "injustiças", mas que não há nenhum injustiçado. Injustiças existem quando não compreendemos bem ainda a lei da Ação e Reação.Lei esta que nos  diz que iremos responder por tudo aquilo que tivermos feito em nossas vidas, recebendo os méritos das atitudes boas que tomamos e as penalizações daquilo que não tão bom cometemos durante nossa existência.
Estes momentos de tristezas que se deparam uma família que passa por tantas situações deprimentes como passou a sua , trazem um beneficio muito grande para aqueles que aceitaram com tolerância e resignação , pois  devemos ter a fé em Deus , tendo a certeza que ele jamais comete injustiças  , e que sempre passamos por situações , primeiramente , que somos capazes de suportar e também que trarão algo de muito útil para nossa evolução como espírito imortal.
Hoje com certeza será benéfico para teu pai se estes sofrimentos pelos quais ele passou tenham trazido algo de bom para seu espírito , se como você disse ele sempre aceitou com resignação e paciência todas as situações por qual passou , pode ter certeza que foi de grande proveito para ele.
Acreditemos sempre em Deus e na sua justiça, por mais difícil seja a sua compreensão, pois ele sabe muito mais de nossas necessidades do que nos podemos imaginar. E mesmo aquilo que aos nossos olhos possa parecer inconcebível, podemos ter a certeza que ainda assim estará dentro dos desígnios de Deus que é pura sabedoria e amor.

Fique em paz

Muito obrigado pela mensagem meu amigo!
A aceitação dele com tantas provações que passou foi algo incrível mesmo.
Talvez eu não conseguisse suportar o que ele passou, mas ele mesmo com todas as dificuldades extremas, fez parecerem coisas simples e tentava supera-las todos os dias.
Infelizmente para o problema dele (funcionamento da glote, mecanismo de deglutição) não havia o que fazer, não existia cura, não existia uma cirurgia, ou qualquer coisa que pudesse ser feita.
E ele mesmo sabendo disso nunca desistiu e deixou ser abalado. Vou tirar disso que vivi com ele uma experiência por toda minha vida!

Só tenho a agradecer por ele ter sido meu pai.
Título: Re: O que acontece com o espírito nesse caso ?
Enviado por: joellagunasc em 16 de Junho de 2011, 20:59
Almeida , veja que voce tirou uma grande lição de tudo o que aconteceu com seu pai , isso quer dizer que valeu para a tua reforma intima e de tua familia .Hoje com certeza voce encara o sofrimento das pessoas de uma maneira completamente diferente. Se voces suportaram com resignação e confiança em Deus , se sairam vitoriosos tambem. Nada foi em vão.
Título: Re: O que acontece com o espírito nesse caso ?
Enviado por: Conforti em 16 de Junho de 2011, 22:31
          D Almeida   (ref #0)
         
          Novo amigo Almeida,
          É certo, meu amigo, rezar ou orar tem o efeito dos “pensamentos positivos” e podem favorecer alguém. Sinto pelo q seu pai e vcs, com as enfermidades dele, passaram; no entanto, agora, não sinta mais nada. Veja que o espírito é perfeito, não sofre senão quando ligado ao corpo material e dominado pelo ego repleto de ilusões. Todas as imperfeições estão no fato de ele ser uma mente/ego e, cessada esta, pela morte biológica, cessam as imperfeições, a ignorância e seus conseqüentes sofrimentos.
          Fique em Deus.




























Título: Re: O que acontece com o espírito nesse caso ?
Enviado por: adriano-aliberti@uol.com. em 17 de Junho de 2011, 02:05
Que seu pai aceite,a desencarnação em paz.E que logo se restabeleça dos males que passou aqui nessa encarnação.Fique em paz,e que os espíritos de luz acalmem vc e seus familiares.
Título: Re: O que acontece com o espírito nesse caso ?
Enviado por: Cia em 17 de Junho de 2011, 12:46
Moura e amigos,

primeiro a minha solidariedade e pedido de bençãos a nossa amiga e familiares que estão sofrendo pelo desencarne do seu pai. A dor física e a aceitação sem revolta, comtribuirão para que tudo seja amenizado. Que Jesus abençõe todos.
Gostaria de entender melhor essa questão: o espírito sempre fica em estado de torpor após deu desencarne, e esse periodo dependerá de alguns fatores inerentes à sua evolução.
Nos momentos em que o espírito se encontra entorpecido as preces feitas a ele chegarão ate ele, ou a energia da prece ficará aguardando o seu estado voltar ao "normal", ou as preces servem para o seu "despertar"?
Acredito que com o conhecimento espírita, e a aceitação que a vida continua, esse estado de dormência seja menor, mas em casos em que isso não acontece, como se procede o seu despertar? É que em reuniões mediúnicas alguns espíritos ainda estão muito pertubados com esse processo...
Cia
Título: Re: O que acontece com o espírito nesse caso ?
Enviado por: Mourarego em 17 de Junho de 2011, 16:00
Esta pergunta é uma das que não faltam nas palestras que faço Cia.
As preces que as fazemos em prol quer de parentes, quer dos necessitados, levam no nome deles, o endereço e a nossa vontade, isto é certo, mas não são recebidas por eles,mas sim pelos Espíritos que estão a volta deles.
Estes as levam a quem de direito e as fazem serem escutadas.
E não poderia ser diferente nos casos de volta à pátria do Espírito, no estado de torpor um Espírito por certo não as poderia entender, receber diretamente delas os eflúvios que lhe são enviados, por isso outros Espíritos se incumbem disso.
Abraços,
Moura
Título: Re: O que acontece com o espírito nesse caso ?
Enviado por: maria gi em 17 de Junho de 2011, 16:14
Amigo Almeida, tudo ja foi dito por todos os irmãos que lhe responderam. Mas friso novamnete que Vossos pensamentos de amor, paz e harmonia vão ajudar muito o seu pai e principalmnete a fé e resignação dele. os nossos bons pensamentos ajudam os irmãos desencarnados
Título: Re: O que acontece com o espírito nesse caso ?
Enviado por: Doniztti em 20 de Junho de 2011, 01:11
Amigo nõa tenho muitas palavras para te dizer,mas vc esta no caminho certo ore para teu pai (in memorian) e pela sua familia para afastar essa dor da separação.pois é muito dura a realidade mas é a realidade.
Título: Re: O que acontece com o espírito nesse caso ?
Enviado por: D Almeida em 26 de Agosto de 2011, 16:04
74 dias depois...

E nesse momento escrevo esse post chorando de saudades.

No decorrer desses 2 meses e 2 semanas, não lamentei a morte do meu querido pai. Tive uma boa aceitação, os ensinamentos da doutrina estão me ajudando muito a superar essa perda.

Mas hoje choro, estou triste, lembrando dele e com aquele sentimento de que nunca mais vou poder ve-lo novamente.
Talvez ele espere pela minha mãe, mas a mim acho difícil, tenho 22 anos, e se eu for de causa natural, deverá ser só daqui uns 55 anos ou mais talvez... ?

Acho que em 55 anos ou mais ele já reencarnou novamente, não?

(Essa mentalidade está correta?)

Que saudades do meu pai!
Vou continuar orando por ele, muita luz e paz!
Título: Re: O que acontece com o espírito nesse caso ?
Enviado por: Mourarego em 26 de Agosto de 2011, 16:45
D'Almeida,
Não há quem possa, entre nós, afirmar que o prazo de 55 anos já teria dado a seu pai a reencarnação.
Isso depende de uma série de fatores, amiga, entre os quais estão, os estudos que o Espírito passa estar fazendo, tanto das possibilidades de escolha das provas que o levariam a passos além na jornada da elevação, como também da situação em que ele chegou à erraticidade.
Ore por seu pai, este o maior presente e o melhor bálsamos que ele certamente sentirá
vou lhe contar um fato: quando a]da morte do meu pai, não verti uma lágrima, passou o tempo, e meses após sua passagem, em meio ao trabalho, sem motivo algum molhava as folhas de pales com minhas lágrimas.
Não eque estivesse a me lembrar sempre de meu pai, porém, este sentimento, o amor, se expressa também pelas lágrimas.
Abraços,
Moura
Título: Re: O que acontece com o espírito nesse caso ?
Enviado por: Renato.Oliv em 26 de Agosto de 2011, 18:45
Realmente a oração e as boas lembranças ajudam e muito os recém desencarnados.

Minha mãe a pouco tempo, passou por uma dor parecida ao do irmão D Almeida, meu avô desencarnou deixando ela desolada e muito triste, após dias de lamentações e lágrimas de tristeza, ela sonhou com meu avô e no sonho ele aparecia com uma roupa azul clara e olhava para ela atentamente, ela então tentava abraça-lo chorando muito, mas nesse momento ele se afastava e sumia no ar, após esse sonho ela repensou os sentimentos e viu que era melhor parar com toda aquela tristeza pois estava fazendo mal a ela e ao meu avô que não estava gostando de vê-la daquele jeito, comecei então, aos poucos, a lhe falar sobre os ensinamentos da Doutrina, após muitas conversas e estudo, ela começa a compreender e está muito mais tranquila, passou agora a orar por meu avô e lembrar do maravilhoso ser humano que ele foi em sua última existência.

Paz e luz!
Título: Re: O que acontece com o espírito nesse caso ?
Enviado por: Weronica em 26 de Agosto de 2011, 21:49
Olá D. Almeida!

  Estou com um livro que sabia que seria útil no momento certo.
  Indico: Conversando com os espíritos de Brian Weiss.
  Existem etapas para a superação ou para amenizar a dor que vc está sentindo, como não tenho muito tempo disponível na net, vou postar aos poucos até porque as etapas serão alcançadas conforme sua preparação:

Sentir a perda

O prinmeiro passo para  cura é aceitar a realidade da nova situação - sim, você sofreu uma perda. a perda é real, e reconhecê-la é muito importante. Sinta- a com intensidade. Não reprima sua raiva, sua tristeza, sua pertubação, seu desamparo. Esses sentimentos são absolutamente naturais. Não os esconda nem os disfarce, pensando que pode estar se portando de forma imatura ou que esse comportamento é inaceitável. Chore! Chorar é uma reação natural e necessária para a cura do corpo. (...)
É natural que você passe muito tempo pensando na pessoa que perde e talvez sinta raiva, se isso acontecer, deixe sua raiva extravasar sem ferir nem a si nem aos outros. Canalize-a para uma atividade física. algum esporte, soque um travesseiro ou vá para um lugar afastado, onde você possa gritar á vontade. É compreensível que você sinta dor, que sofra.
 Não tente determinar o que deveria estar sentindo. Cada um de nós´é um indivíduo único que reage de maneira diferente a cada situação, sobretudo em caso de perda.
Portanto, para nos mantermos saudáveis, precisamos vivenciar plenamente nossos sentimentos. eles são o termõmetro de nossas vidas.

Uma etapa de cada vez. Desejo a vc um abençoado final de semana a vc e sua família, não esqueça de orar para o seu pai assim vc estará fortalecendo e o encorajando a prosseguir sempre que possível se mostra amiga dos seus parentes que também sofreram a perda.


 Bjinhuu fiquem com Deus.
Título: Re: O que acontece com o espírito nesse caso ?
Enviado por: RUI FERNANDES MORGADO em 26 de Agosto de 2011, 23:48
 
74 dias depois...

E nesse momento escrevo esse post chorando de saudades.

No decorrer desses 2 meses e 2 semanas, não lamentei a morte do meu querido pai. Tive uma boa aceitação, os ensinamentos da doutrina estão me ajudando muito a superar essa perda.

Mas hoje choro, estou triste, lembrando dele e com aquele sentimento de que nunca mais vou poder ve-lo novamente.
Talvez ele espere pela minha mãe, mas a mim acho difícil, tenho 22 anos, e se eu for de causa natural, deverá ser só daqui uns 55 anos ou mais talvez... ?

Acho que em 55 anos ou mais ele já reencarnou novamente, não?

(Essa mentalidade está correta?)

Que saudades do meu pai!
Vou continuar orando por ele, muita luz e paz!

Caro D Almeida!

Através do processo de desdobramento, vc poderá a qualquer momento rever seu pai, mesmo que um dia o mesmo já tenha reencarnado novamente.

Durante o sono, nosso perispírito deixa o corpo físico e viaja para vários lugares, seja para o
plano espiritual ou físico. Nessas viagens, embora inconscientemente, nos reencontramos com
pessoas queridas que nos anteciparam na pátria espiritual ou que estão reencarnadas em ou
tras partes do mundo, inclusive, com espíritos amigos com quem convivemos até em vidas passadas...

Deus jamais separaria para sempre, através de suas sábias. amorosas e justas leis, aqueles
que tanto se amaram...

Se por exemplo, uma pessoa querida já tenha aqui desencarnado há muito tempo e consequentemente já tenha reecarnado em uma nova vida, mesmo assim através do desdobramento podemos reencontrá-la e "matarmos" nossa saudade.

Bastará que para esse reencontro, tanto vc como o espírito já reencarnado em nova vida estejam ambos em sono físico...

Assim são amenizadas muitas saudades. O que ocorre é que o  nosso atual estágio evolutivo, não nos permite ter ainda consciência do que se passou durante o processo de desdobramento e quando nos é dada a oportunidade de lembrar-se, rotulamos o fato como "sonho"...

Futuro ainda distante virá e então o homem fará seu desdobramento conscientemente, saberá
então onde esteve e com quem se encontrou!

Almeida, em suas orações momentos antes de dormir. solicite a espiritualidade que te propicie um reencontro com o espírito de seu pai (vc também tem a considerar se seu pai já estaria apto
a esse reencontro, pois, seu reencarne é bem recente)...

Um forte abraço!

Rui Fernandes Morgado
Santo André-SP

Nota: O Espiritismo nos esclarece de que nosso espírito é imortal e que é muito comum vivermos várias e várias vidas dentro da mesma família ou próxima dela em grupos sociais. Portanto, pelo que tudo indica, vc, seu pai e
os familiares mais íntimos já viveram juntos em vidas passadas e por certo ainda se reencontrarão em futuras reencarnações, inclusive, em papéis invertidos, exemplos: quem um dia foi pai poderá tornar-se filho... Quem um dia foi mãe poderá retornar como pai, irmão, avô e assim por diante...
Título: Re: O que acontece com o espírito nesse caso ?
Enviado por: Mourarego em 27 de Agosto de 2011, 14:42
Rui meu mano,
primeiramente, gostaria de acertar uma aresta tida muito comumente em nosso meio (no bom sentido!).
A doutrina não fala em desdobramento, mas sim em emancipação da alma.
Desdobrar o Espírito só o faz quando se emprega num serviço com toda a sua pujança e apenas nessa visão se poderia e com este sentido empregar-se o termo "desdobramento".
Em segundo lugar, a generalização feita quanto a se poder quando emancipado, ver nossos parentes, quero dizer que segundo a DE nem sempre isso é possível e cito o caso em que ela assim afirma:
Quando um dos dois Espíritos andou menos na seara do progresso, ou mesmo, se manteve estacionário, mesmo que a afinidade ainda exista entre os dois, estarão eles em patamares diferenciados de vibração o que torna impossível esse encontro.
Comumente, porém, acontece de vermos nossos parentes.
Da mesma maneira, dois Espíritos simpáticos, podem, pelo mesmo motivo, não conseguirem se ver na volta ao Éter.
Abraços,
Moura
Título: Re: O que acontece com o espírito nesse caso ?
Enviado por: RUI FERNANDES MORGADO em 28 de Agosto de 2011, 01:00
Mano Moura!

Quando dois espíritos desencarnados estiverem em vibrações diferentes, o de vibração superior poderá visitar aquele que estiver em plano vibratório inferior!

Contudo, o espírito que estiver em plano vibratório inferior não poderá visitar o de plano vibratório superior... Concordo, lá também existe uma hierarquia a ser respeitada, Porém, Deus
que a tudo prevê nos deixou uma alternativa para esse reencontro...

Um exemplo disso, embora não faça parte das obras básicas de Kardec e sim do livro Nosso Lar, psicografado por Chico Xavier, está o caso do espírito desencarnado de André Luiz, que recebe a visita de sua mãe, cujo plano vibratório é superior ao de seu filho...

Acredito que essa psicografia de Chico Xavier dê sustentação inequívoca dessa possibilidade de reencontro entre espíritos de diferentes planos vibratórios!

Será que a fidelidade com que escrevia Chico é inferior a de Kardec? Fiel e moralmente falando, será que Chico estaria aquém de Kardec? Chico foi nosso contemporâneo, pudemos acompanhar
sua vida, suas obras, sua bondade, seu amor, sua dedicação, e Kardec, viveu há mais de 150 anos e o conhecemos pela suas obras e não o homem que foi...

Quanto ao uso do termo "desdobramento", embora não usado nas obras de Kardec, que optou pelo termo "eman
cipação da alma", nada tem de conflitante entre ambos...

A nomenclatura "desdobramento" tem como conceito a "emancipação da alma"...

Um forte abraço!

Rui Fernandes Morgado
Santo André-SP



Título: Re: O que acontece com o espírito nesse caso ?
Enviado por: Kazaoka em 28 de Agosto de 2011, 02:04
D Ameida, nunca em uma sessão mediúnica de atendimento a Espíritos necessitados ou enfermos, das quais já participei, nunca vi um desencarnado que tivesse vivenciado fisicamente um câncer manifestar-se em condições que justificassem uma ação socorristas a estes Espíritos como ocorre ordinariamente nestas sessões.
Um Espírito que vivencia esta expiação já possui um legado espiritual que o qualifica a uma classe dos que mereceram da parte de Deus o burilamento espiritual através do suplício físico imposto pela doença.
E, enfermidades desta ordem nos dá oportunidade de resgate por intermédio das reflexões íntimas que fazemos sobre nós mesmos e sobre a verdadeira ordem dos valores existenciais que o catre da doença nos impõe.
O sentimento material destes seres já foram trabalhados no processo enfermiço pelo qual passaram, seja por escolha do próprio Espírito, seja pela benção Divina do adiantamento espiritual através da doença.
Por isso, estas enfermidades são consideradas como verdadeiras bençãos para  o adiantamento espiritual. Seu pai foi abençoado pela enfermidade!!!
Título: Re: O que acontece com o espírito nesse caso ?
Enviado por: Alita em 28 de Agosto de 2011, 03:31
Querida Werônica,

Citar
Não os esconda nem os disfarce, pensando que pode estar se portando de forma imatura ou que esse comportamento é inaceitável. Chore! Chorar é uma reação natural e necessária para a cura do corpo. (...)
É natural que você passe muito tempo pensando na pessoa que perde e talvez sinta raiva, se isso acontecer, deixe sua raiva extravasar sem ferir nem a si nem aos outros.


Tão lindo isto que está no livro e que você transcreveu.
Estou vivenciando uma perda recente (1 dia) e estava me forçando para estancar as lágrimas que não param de cair...

Sabe quando imagina-se que  alcançamos  um nível de entendimento e achamos que observamos a Vida e seus fenômenos naturais, tranquilamente.....
Aí surge a realidade da separação e percebe-se que toda a tranquilidade que, imaginávamos, estaria presente nesta hora, vai para o pano de fundo e dá lugar à tristeza tão profunda que parece ter levado um pouco da gente...


Amigo Almeida a perda neste mundo é inevitável e pelo que observo estar perto dos amigos, dos parentes e do trabalho nos fortalece...além de aceitarmos como diz nossa amiga Weronica, toda nossa tristeza.



Título: Re: O que acontece com o espírito nesse caso ?
Enviado por: Mourarego em 28 de Agosto de 2011, 18:16
Mano Rui,
o Chico e sua fidelidade não estão em julgamento, amigo.
Chico foi, dos médiuns o mais fiel ao ditados dos espíritos, este é um fato, contudo, foi exatamente a fidelidade, a eles que o fez trazer opiniões que divergissem das que a doutrina patrocina.
Observe que no item dois do ESE há bem escrito a indicação de que quando certa missiva estiver apartada do que a doutrina ensine, deveria o médium ter prudência ao trazê-la a público.
Porém, a observância que Chico tinha ao que lhe escrevessem os espíritos, o despreocupava.
Observe também, que  o bom médium, poderia se enganar mais facilmente, pois lhe faltava um atributo que só o estudo, (na escola), lhe poderia fornecer, que era a melhor interpretação de textos.
Falo isso sem nenhuma prevenção ou vontade de diminuir ao Chico pois que como já afirmei ele foi para mim o médium mais seguro que conheci.
Nosso Lar, como o amigo sabe, é um romance espiritualista, logo, há muita ficção dentro do que ele trás, tal fato não diminui a obra mas a torna mais difícil de entender-se se a tomamos como referência tendo por base ao Chico.
Chico foi apenas a ponte entre do estado de quem lhe ditou e o nosso mano, nada fez do que escrever com lhe foi ditado e nisso não há erros.
Num exemplo mais simples, não posso julgar a atuação do Bruno Senna hoje, pelo estado de seu uniforme, não é mesmo?
Abraços,
Moura
Título: Re: O que acontece com o espírito nesse caso ?
Enviado por: D Almeida em 29 de Agosto de 2011, 06:49
Meus amigos, vocês são incríveis !

Obrigado mesmo cada um de vocês por cada uma das palavras ditas aqui.

Sou novo ainda, mas cada vez que busco mais conhecimento sobre a Doutrina, mais gosto dela e mais tenho a certeza que são os ensinamentos dela que quero levar pelo resto da minha vida.

Obrigado novamente a todos que postaram, vou rezar ainda mais para o meu pai.
Quem sabe um dia, quando nós 2 estivermos preparados, nos encontremos novamente!!!