Forum Espirita

GERAL => Outros Temas => Tópico iniciado por: raiodesol em 16 de Novembro de 2011, 16:03

Título: medo da morte
Enviado por: raiodesol em 16 de Novembro de 2011, 16:03
procurei o assunto e nâo apareceu nada,entâo vou postar aqui.De uns tempos para cá venho tendo um medo terrível de morrer,mais nem estou doente,tambem nem precisa para morrer basta estar vivo,gostaria de saber de verdade se a maioria das pessoas tem esse medo,se puderem me ajudar vou agradecer muito,pois esse medo me consome a vida,obrigado a todos que puderem colaborar.
Título: Re: medo da morte
Enviado por: hcancela em 16 de Novembro de 2011, 18:21
Olá amigos(as)

Raiodesol, de uma forma geral todos temos medo da morte. Creio que é o instinto de sobrevivência que nos faz sentir isso, agora o que não podemos e entrar em pânico com medo dela, porque se pensarmos bem é um facto, para quê preocupar, né.

O pânico instalando-se dentro de nós, não nos deixa viver tornando-se numa Patologia de difíceis curas. Deve ser algo passageiro com algum facto relacionado com sua vida;procure ver o quê.

O Espírito Manoel Philomeno de Miranda no Livro Temas da Vida e da Morte, psicografado por Divaldo Pereira Franco, nos ensina que o temor da morte resulta de vários fatores, que são próprios da natureza humana e da existência corporal.

 O primeiro fator seria o instinto de conservação da vida, que constitui uma força preventiva contra tudo aquilo que possa ameaçá-la. Este instinto de conservação é um elemento de grande valor, pois ele preserva a vida. Considerando-se que o corpo está programado para servir de instrumento ao progresso do Espírito, é através dele que o Espírito poderá desenvolver as suas aptidões e valores, logo, a sua preservação é muito importante.

Outro fator seria a predominância da natureza material, que nos Espíritos inferiores comanda as suas inspirações. O predomínio da natureza material desenvolve o egoísmo e agravam, tornando mais intensas, as paixões, acentuando a sensualidade, os vícios e o apego às coisas materiais.
Nestes indivíduos imediatistas, aferrados aos prazeres físicos, o medo da morte é maior, em face das sensações que os escravizam à matéria, fazendo-os recear a perda dos gozos em que se comprazem.

Mais um fator que causa temor à morte é o conteúdo religioso de algumas doutrinas que oferecem uma visão distorcida do que sucede á alma após a ruptura dos laços materiais. O estabelecimento de prêmios e punições de caráter material, nos quais as religiões do passado firmaram a estrutura da existência espiritual. De um lado, uma felicidade estanque, monótona, indiferente e até mesmo improdutiva, pois nesse lugar o amor não dispõe de recursos para socorrer o enfermo, o decaído, nem a piedade para com os infelizes. De outro lado, o medo expresso por uma justiça absurda e impiedosa que condena eternamente aqueles que erraram, não lhes proporcionando a oportunidade da reparação ou da redenção.

Outro fator que proporciona temor à morte física do corpo e o receio do aniquilamento da vida, por falta de conhecimento, de informações corretas a respeito do futuro da alma e daquilo que lhe está destinado.
Denota-se desta forma, que a desinformação, o desconhecimento, as concepções erradas sobre a vida futura são responsáveis pelo temor da morte
Em um programa de televisão, perguntaram a Divaldo Pereira Franco como poderia definir-se claramente vida e morte, ao que ele respondeu:
Para nós, sob o aspecto filosófico do Espiritismo, a morte não significa a interrupção da vida. A morte é a interrupção do fenômeno biológico, já que a vida é uma jornada incessante, ininterrupta, seja no corpo físico, como fora dele.
A morte, portanto, no seu caráter tradicional, é a perda do corpo com o prosseguimento da vida, além do túmulo.

Espero ter ajudado, com estas opiniões.

Saudações fraternas
Título: Re: medo da morte
Enviado por: fernanda leguife em 16 de Novembro de 2011, 20:32
Sabe raio de sol eu tb tinha muito medo da morte, acordava as vezes assustada pensando que _ um dia eu vou morrer, evitava velorios, qualquer coisa relacionada ao asunto até que um dia tive que enfrentar esse medo de frente e isso é inevitável, temos que nos acostumar com isso. Quando descobri que meu pai estava com cancêr em estagio avançado já entrei em pânico no que eu iria ter que enfrentar. Pois vc acredite meu pai com aquela doença me ensinou muita coisa e a melhor delas foi perder o medo da morte. Foram um ano  de sofrimento mais de muito aprendizado, nos ultimos momentos da vida dele estive ao lado dele e vi que a morte é só uma passagem muito dificil, muito dolorosa mais que não acaba ali. Ele não se revoltou, se mostrou forte sempre, me ensinou que temos que ser forte sempre,  ter fé. Fazem 5 meses que ele se foi eu não ia em velorios e no dele enfrentei fui, sei que ele não está lá no cemiterio pois como espirita acredito em vida após a morte e ele provou isso, com 2 meses de falecido ele apareceu pra mim, já  psicografou uma carta que conta como ele está, sinto muita saudade e as vezes não me conformo de ele ter partido tão cedo aos 56 anos uma pessoa que gostava muito de viver, mas com ele aprendi que a morte não é o fim e sim o começo pra uma nova vida.E a melhor maneira de vencer o medo é enfrenta-lo

um grande abraço Fernanda
Título: Re: medo da morte
Enviado por: raiodesol em 16 de Novembro de 2011, 21:36
obrigado pelas vossas palavras muito importante para mim,sabe eu tenho fobia de lugar fechado e a morte para mim é isso,como se estivessemos presos num lugar escuro,acredito na vida após a morte mais nâo com toda certeza,nâo sei porque ainda insisto em duvidar,nâo é uma coisa que eu quero fazer,mais faço,muitos anos fui evangelica e isso deixa muitas marcas,como inferno,fui testemunha de jeová que eles nâo creem em vida após a morte e carrego de tudo isso um pouco,nâo sei como vou me livrar disso.
Título: Re: medo da morte
Enviado por: Anton Kiudero em 16 de Novembro de 2011, 22:26
A passagem da morte é uma prova. Não existe morte, existe a idéia de morrer. Deus lhe dá a idéia de que você morreu e esta idéia é, vamos dizer assim, formada em cima de um monte de ilusões. Para alguns a idéia de morrer é vivenciada com o socorro nas cidades espirituais; para outros, a idéia de morrer é vivenciada como chegar numa tenda com milhares de virgens; para outros a idéia de morrer é como chegar ao nirvana... Para uns a idéia de morrer é viver no umbral, é vivenciada através da idéia de estar vivendo no umbral.

Se isso é verdade, o que é a morte? É a idéia que Deus vai lhe dar criando uma vivência. Esta idéia não é genérica, mas específica: cada um tem a sua... Portanto, podemos dizer que cada um tem a morte que precisa como prova, cada um tem a idéia de estar morto como prova individual.

Assim, quem acredita em anjinho que fica no céu tocando harpinha, vai para o céu tocar harpinha. Mas, isso não quer dizer que esteja lá e fazendo isso. Na verdade, este ser não saiu de lugar nenhum: continuou vivendo o mesmo ego que tinha aquela crença. Sendo assim, ainda está encarnado, se levarmos em conta que encarnação é viver uma determinada consciência, uma determinada personalidade.

Título: Re: medo da morte
Enviado por: mcwolf em 21 de Novembro de 2011, 10:18
Oi raiodesol!

Será que é medo de morrer, ou medo de "como morrer?" Eu quando penso na morte, se me dá medo de alguma coisa, é a forma como poderei morrer: se será em dor ou não.

Creio que se conseguirmos pensar sobre isso e descobrir qual é o ponto que nos dá medo, será mais fácil tentar lidar com isso.

Algumas mortes poderemos e devemos evitar, pelo conhecimento que temos da doutrina, fazendo parte da nossa responsabilidade:
- tratar bem do corpo físico para evitar determinadas doenças
- colocarmo-nos em situações de risco de vida de forma despropositada (como conduzir em limites desnecessários)
- etc etc etc

Mesmo que tenhamos de algum dia passar por situações mais difíceis como o caso do cancro relatado aqui por uma das nossas irmãs, não vale a pena sofrer por antecipação. Muitas vezes revelamos que temos muito mais coragem que aquilo que aparentamos ter.

Se o medo é afinal da própria morte em si, o que vamos encontrar do outro lado, então sabemos o que fazer. A doutrina é muito clara nesse aspecto e temos de trabalhar para evoluirmos o melhor possível como Cristão, praticando a caridade, resolvendo as divergências com as pessoas que nos cercam, etc.

Se o medo é por outras pessoas, por exemplo, se temos filhos e ficamos sem saber como eles poderão ficar sem nós, temos de confiar em Deus e Jesus de que serão amparados e de que poderão eles próprios fazer o percurso que muitas vezes lhes é colocado com prova... ou como expiação. A nós compete-nos prepará-los o melhor possível para essa caminhada, e não fazer o caminho por eles.

Espero ter ajudado :)
Abraços fraternos
Daniel
Título: Re: medo da morte
Enviado por: raiodesol em 21 de Novembro de 2011, 13:22
verdade tudo que voce falou o medo maior é na hora da morte e depois o velório,enterro,é pavorosa,para mim a morte é algo tenebroso,obrigado pela ajuda.
Título: Re: medo da morte
Enviado por: raiodesol em 21 de Novembro de 2011, 13:25
gente por favor continuem me ajudando ,as respostas de voces para mim é de grande valia,serve como uma meditação,na qual estou pensando diariamente em cada resposta e tentando substituir esse modo terrível de ver as morte,obrigado a todos,que DEUS ilumine todos.
Título: Re: medo da morte
Enviado por: mara herm em 23 de Novembro de 2011, 16:14
Vai à uma farmácia de manipulação que vais encontrar varios florais que disolvem essa emoção que estais sentindo. E uma doutrina, passe e àgua fluidificada, enfrentarais a morte com coragem.