Forum Espirita

GERAL => Outros Temas => Tópico iniciado por: Carmen.gbi em 07 de Fevereiro de 2016, 11:27

Título: Carnaval em Salvador - pessoas do mesmo sexo beijando-se
Enviado por: Carmen.gbi em 07 de Fevereiro de 2016, 11:27
Bom dia!amigos


Carnaval em Salvador... muitas pessoas do mesmo sexo beijando-se...

Wellington Balbo – Salvador BA




Como é do conhecimento de alguns, atualmente resido em Salvador BA. Então, aproveitei a facilidade geográfica e ontem fui ao carnaval no circuito Barra-Ondina.
Gostei muito, para quem escreve sugiro que não perca ao menos uma noite da festa.
Quanto a sair do ambiente contaminado e perseguindo por Espíritos obsessores, não creio nisso. Vai muito de nossa postura e comportamento. Caso o ambiente exercesse papel primordial em alguém, deixando-o vulnerável aos Espíritos obsessores, não poderíamos visitar Brasília.


Vi de tudo um pouco. Brigas, casais apaixonados, beijos eventuais, homem beijando homem numa proporção muito maior do que mulher beijando mulher.
Nesta semana proferi palestra sobre A Lei de Reprodução. Achei muito interessante a questão de número 695 de O Livro dos Espíritos, em que Kardec indaga os Espíritos em referência ao casamento.
Indaga o codificador:


O casamento, quer dizer, a união entre dois seres é contrária a lei da Natureza? Intrigante a indagação, pois Kardec fala sobre a união de dois seres e nada diz sobre união de sexo oposto. Apenas dois seres.


Curioso para saber se não houve interpretação diversa do tradutor, fui buscar um exemplar em francês e encontro a mesma coisa, ou seja, Kardec realmente indaga sobre a união de dois seres, sem citar se deveriam, necessariamente, serem homens ou mulheres.
Os Espíritos respondem que é um progresso na marcha da humanidade a união de dois seres. Também nada falam sobre serem de sexo oposto. A resposta não deixa dúvida: quando duas almas decidem amarem-se, porque repito, o amor é uma decisão, é o progresso chegando na vida dessas pessoas.


Independentemente de onde tenham se conhecido ou se vestem roupa carnal do sexo oposto, quando dois seres resolvem marchar juntos, amando-se e olhando na mesma direção, apoiando-se mutuamente, eis ai o progresso...


Dirão alguns:
Mas e a família? Onde fica a família nesta questão, até porque os Espíritos informam que se os laços de família afrouxarem-se haverá o aumento do egoísmo.
Afirmo que família é algo muito mais amplo do que papai, mamãe e filhinhos habitando o mesmo teto.


Família é amor, união, renúncia, sentimentos estes que não dependem de sexo, habitar a mesma casa ou convenções de outros gêneros.
Lamentável, pois, toda e qualquer forma de preconceito, se o beijo de alguém me incomoda devo olhar-me no espelho e indagar:
Por quê?



 Autor:



Wellington Balbo (Salvador – SP) é membro da Rede Amigo Espírita

Wellington Balbo é professor universitário, escritor e palestrante espírita, Bacharel em Administração de Empresas e licenciado em Matemática. É autor do livro "Lições da História Humana", síntese biográfica de vultos da História, à luz do pensamento espírita. 

wellington_balbo@hotmail.com

Blog: http://wellingtonbalbo.blogspot.com/

Título: Re: Carnaval em Salvador - pessoas do mesmo sexo beijando-se
Enviado por: rwer em 07 de Fevereiro de 2016, 14:37
Oi, Carmen!

Olha uma coisa estranha nesse artigo.

Ele se opõe ao preconceito contra homossexuais. Beleza. Mas deixa uma frase mega preconceituosa para o público:

"Caso o ambiente exercesse papel primordial em alguém, deixando-o vulnerável aos Espíritos obsessores, não poderíamos visitar Brasília."

Brasília tem quase 3 milhões de habitantes. Gente que estuda muito, trabalha com todo o empenho e se esforça pra ter uma vida digna.

É a Capital dos Templos. Cidade de altas vibrações espirituais. É a cidade-céu do Brasil. Algumas pessoas não conseguem suportar. Fica lá no alto, horizontes planos tendendo ao infinito. Cheia de luz, mesmo no verão nublado e chuvoso.




O Carnaval é tão inocente quanto Brasília. Tudo depende de quem está ali.

Casais homem-homem ou garota-garota têm a mesma responsabilidade afetiva que os casais héteros.

As pessoas fazem o ambiente social, mas o ambiente exerce grande influência sobre as pessoas sim.

Título: Re: Carnaval em Salvador - pessoas do mesmo sexo beijando-se
Enviado por: lconforjr em 10 de Fevereiro de 2016, 19:31
É claro que não há razão para esse preconceito: pessoas do mesmo sexo, podem "naturalmente" se amar como as de sexos diferentes; e nenhum demérito existirá devido a isso, se nada mais estão fazendo de que obedecendo e agindo de acordo com a natureza que Deus lhes deu!

............