Forum Espirita

GERAL => Outros Temas => Tópico iniciado por: mariamanuelacorujo em 09 de Janeiro de 2011, 07:50

Título: Ame sempre !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 09 de Janeiro de 2011, 07:50
" A verdadeira caridade é sempre

bondosa e benévola;

está tanto no ato,

como na maneira por que é praticado.

 


Amai-vos uns aos outros,

eis toda a lei, lei divina,

mediante a qual governa Deus os mundos.

 

O amor é a lei de atração para os seres vivos e organizados.

 

A atração é a lei de amor para a matéria inorgânica.

Não esqueçais nunca que o Espírito,

qualquer que seja o grau de seu adiantamento,

sua situação como encarnado,

ou na erraticidade,

está sempre colocado entre um superior,

que o guia e aperfeiçoa,

e um inferior,

para com o qual tem que cumprir esses mesmos deveres.

 

Sede, pois, caridosos,

praticando, não só a caridade

que vos faz dar friamente

o óbolo que tirais do bolso

ao que vo-lo ousa pedir,

mas a que vos leve ao encontro

das misérias ocultas.

 

Sede indulgentes com os defeitos dos vossos semelhantes.

 

Em vez de votardes desprezo à ignorância e ao vício,

instruí os ignorantes

e moralizai os viciados.

 

Sede brandos e benevolentes

para com tudo o que vos seja inferior.

 

Sede-o para com os seres mais ínfimos

da criação e tereis obedecido à lei de Deus. "



SÃO VICENTE DE PAULO
Título: AME SEMPRE !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 09 de Janeiro de 2011, 07:53
Espera e Ame Sempre - Chico Xavier (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PWdYaGZWdEt6bnFjI3dz)
Título: AME SEMPRE !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 09 de Janeiro de 2011, 07:58
AME SEMPRE - Mensagem Espírita (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PXZjakg3bTl0cXJRI3dz)
Título: AME SEMPRE !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 09 de Janeiro de 2011, 08:00
Amando Sempre - Chico Xavier (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PWZCcG1feU9iV3lZI3dz)
Título: AME SEMPRE !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 09 de Janeiro de 2011, 08:03
"Reconhece-se o verdadeiro espírita pela sua transformação moral, e pelos esforços que faz para domar suas más inclinações". (Allan Kardec, E.S.E., XVII, 4).
Título: AME SEMPRE !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 09 de Janeiro de 2011, 08:13
caridade material e caridade moral. (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PUlmbzR2YVB4Ny1VIw==)
Título: AME SEMPRE !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 09 de Janeiro de 2011, 08:15
"Todos os deveres do homem se encontram resumidos na máxima: Fora da caridade não há salvação" (Allan Kardec, Evang. S. Esp., cap.XV, item 5).
Título: AME SEMPRE !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 09 de Janeiro de 2011, 08:20
  "O verdadeiro sentido da palavra caridade,
como a entende Jesus,
é benevolência para com todos,
indulgência para com as imperfeições alheias, perdão das ofensas."

(Resposta dos Espíritos Superiores à pergunta 886 de O Livro dos Espíritos).

     

O Amor e a caridade
são o complemento da lei de justiça,
porque amar ao próximo
é fazer-lhe todo o bem possível,
que desejaríamos que nos fosse feito.
Tal é o sentido das palavras de Jesus:
"Amai-vos uns aos outros, como irmãos".

     A caridade, segundo Jesus,
não se restringe à esmola,
mas abrange todas as relações com os nossos semelhantes,
quer se trate de nossos inferiores,
iguais
ou superiores.
Ela nos manda ser indulgentes
porque temos necessidade de indulgência,
e nos proíbe humilhar o infortúnio,
ao contrário do que comumente se pratica.

Se um rico nos procura,
atendemo-lo com excesso de consideração e atenção,
mas se é um pobre,
parece que não nos devemos incomodar com ele.
 
 Quanto mais,
entretanto,
sua posição é lastimável,
mais devemos temer
aumentar-lhe a desgraça pela humilhação.

O homem verdadeiramente bom
procura elevar o inferior
aos seus próprios olhos,
diminuindo a distância entre ambos.

(Allan Kardec)

Título: AME SEMPRE !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 09 de Janeiro de 2011, 08:23
Caridade é, sobretudo, amizade.

Para o faminto -- é o prato de sopa.
Para o triste -- é a palavra consoladora.
Para o mau -- é a paciência com que nos compete auxiliá-lo.
Para o desesperado -- é o auxílio do coração.
Para o ignorante -- é o ensino despretensioso.
Para o ingrato -- é o esquecimento da ingratidão.
Para o enfermo -- é a visita pessoal.
Para o estudante -- é o concurso no aprendizado.
Para a criança -- é a proteção construtiva.
Para o velho -- é o braço irmão.
Para o inimigo -- é o perdão.
Para o amigo -- é o estímulo.
Para o transviado -- é o entendimento.
Para o orgulhoso -- é a humildade.
Para o colérico -- é a calma.
Para o preguiçoso -- é o trabalho.
Para o impulsivo -- é a serenidade.
Para o leviano -- é a tolerância.
Para o deserdado da Terra -- é a expressão de carinho.
               
 
Caridade é amor, em manifestação incessante e crescente.
É o sol de mil faces, brilhando para todos, e o gênio de mil mãos,
amparando, indistintamente, na obra do bem, onde quer que se encontre,
entre justos e injustos, bons e maus, felizes e infelizes,
porque, onde estiver o Espírito do Senhor aí se derrama a claridade constante dela,
a benefício do mundo inteiro.

(Emmanuel / Francisco Cândido (Chico) Xavier)

Título: AME SEMPRE !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 09 de Janeiro de 2011, 08:26
Frases de Allan Kardec [[[ EXCELENTE ]]] Espiritismo | Doutrina Espírita (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PVAxNl9UUVY1TDA4Iw==)
Título: AME SEMPRE !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 09 de Janeiro de 2011, 08:37
Caridade material e moral.MP4 (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PUI2QUJCM1l2MXZ3Iw==)
Título: AME SEMPRE !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 09 de Janeiro de 2011, 08:51
A Caridade.MP4 (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PTFGNEVHMjhyWG5nIw==)
Título: AME SEMPRE !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 09 de Janeiro de 2011, 08:57
Estudo Fórum Espírita: "Caridade" (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PThncFlBZUxzTkxNI3dz)
Título: AME SEMPRE !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 09 de Janeiro de 2011, 09:03
O grito dos inocentes (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PUJ4WjZJQVA4QWlNIw==)
Título: AME SEMPRE !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 09 de Janeiro de 2011, 09:09
Frases de Allan Kardec | Espiritismo [[[ EXCELENTE ]]] Doutrina Espírita (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PXdmalFmZkE5ZDdRIw==)
Título: AME SEMPRE !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 09 de Janeiro de 2011, 11:27
Crise Moral - problema da atualidade (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PWJZRDNHZVc0VENzIw==)
Título: AME SEMPRE !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 09 de Janeiro de 2011, 17:55
Chico Xavier - Amor (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PV9IRXkyelpENGJzIw==)
Título: AME SEMPRE !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 10 de Janeiro de 2011, 23:44
Definições do AMOR Francisco Candido Xavier (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PWoybDRsSy00Z2swIw==)
Título: AME SEMPRE !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 11 de Janeiro de 2011, 08:24


Aristóteles, filósofo grego, escreveu este texto " Revolução da Alma" no ano 360 Antes de Cristo.

Revolução da Alma

Ninguém é dono da sua felicidade,
por isso não entregue sua alegria,
sua paz e sua vida
nas mãos de ninguém,
absolutamente ninguém.

Somos livres,
não pertencemos a ninguém
e não podemos
querer ser donos dos desejos,
da vontade
ou dos sonhos
de quem quer que seja.

A razão da sua vida é você mesmo.

A tua paz interior é a tua meta de vida.

Quando sentires um vazio na alma,
quando acreditares
que ainda está faltando algo,
mesmo tendo tudo,
remete teu pensamento
para os teus desejos mais íntimos
e busque a divindade
que existe em você.
Pare de colocar sua felicidade
cada dia mais distante de você.

Não coloque o objetivo longe demais
de suas mãos:
abrace os que estão ao seu alcance hoje.

Se andas desesperado por problemas financeiros,
amorosos,
ou de relacionamentos familiares,
busca em teu interior
a resposta para acalmar-te,
você é reflexo do que pensas diariamente.

Pare de pensar mal de você mesmo(a),
e seja seu melhor amigo(a) sempre.

Sorrir significa aprovar,
aceitar,
felicitar.

Então abra um sorriso
para aprovar o mundo
que te quer oferecer o melhor.

Com um sorriso no rosto
as pessoas terão as melhores
impressões de você,
e você estará afirmando
para você mesmo
que está "pronto“
para ser feliz.

Trabalhe, trabalhe muito a seu favor.

Pare de esperar a felicidade sem esforços.

Pare de exigir das pessoas
aquilo que nem você conquistou ainda.

Critique menos, trabalhe mais.

E não se esqueça nunca de agradecer.

Agradeça tudo
que está em sua vida nesse momento (...)

Nossa compreensão do universo
ainda é muito pequena
para julgar
o que quer que seja na nossa vida.

A grandeza (da vida)
não consiste em receber honras,
mas em merecê-las

(Aristóteles)
Título: AME SEMPRE !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 11 de Janeiro de 2011, 09:16
YouTube - Broadcast Yourself. (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PWZhY3BQR2hITGNRIw==)
Título: AME SEMPRE !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 11 de Janeiro de 2011, 11:30
Abençoa e Auxilia

A vida oferece infalível receita em favor de nossa paz.

Se a incompreensão nos aflige, abençoa e auxilia.

Se a discórdia ameaça, abençoa e auxilia.

Se a dificuldade aparece, abençoa e auxilia.

Se a crítica nos vergasta, abençoa e auxilia.

Se a maldade nos bate à porta, abençoa e auxilia.

Se a irritação nos procura, abençoa e auxilia.

Se o problema se agrava, abençoa e auxilia.

Se o desânimo intenta arrasar-nos, abençoa e auxilia.

Se a injúria nos visita, abençoa e auxilia.

Se a provação surge mais exigente, abençoa e auxilia.

Se o afeto de alguém nos abandona, abençoa e auxilia.

Ainda mesmo nos dias em que a lágrima seja a única presença
em nosso coração para o trabalho a fazer,
abençoa e auxilia sempre,
porque abençoando e auxiliando
estaremos, em toda parte,
com o auxílio e com a bênção de Deus.


BEZERRA DE MENEZES
Título: AME SEMPRE !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 11 de Janeiro de 2011, 14:02
A FÉ E A CARIDADE - Allan Kardec (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PTJHTTlFQ3MyTjRFIw==)
Título: AME SEMPRE !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 11 de Janeiro de 2011, 14:08
Caridade - Amalia Domingo Soler (SEEAK) (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PWljYm43Nk9NZFhVI3dz)
Título: AME SEMPRE !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 11 de Janeiro de 2011, 15:30
A Ilusão da Matéria e a Felicidade do Espírito (Joanna de Ângelis) (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PWlwQkxjQ1YxQlNVIw==)
Título: AME SEMPRE !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 11 de Janeiro de 2011, 15:43
Ama-me por amor somente - Madre Tereza de Calcutá (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PWtDSXhpSUU2S1NvIw==)
Título: Re: AME SEMPRE !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 11 de Janeiro de 2011, 16:08
Poema da Paz de Madre Tereza de Calcutá (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PVJaWm04YnRIOTcwIw==)
Título: Re: AME SEMPRE !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 11 de Janeiro de 2011, 16:28
Não espere! AME A VIDA! (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PXpjYkRZcUhOeUlvIw==)
Título: AME SEMPRE !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 11 de Janeiro de 2011, 20:04
APERFEIÇOAMENTO (Decálogo do...) (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PThJd1hHUXRzV3NBIw==)
Título: AME SEMPRE !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 11 de Janeiro de 2011, 23:29
PRIMEIRAMENTE - Emmanuel

 

Primeiramente, observa o coração,

iluminando os próprios sentimentos,

acerca dos semelhantes,

para que não envenenes

os sentimentos alheios em torno de teus passos.

Primeiramente, pensa na felicidade

daqueles que te rodeiam,

aprendendo a exercitar-te

nas pequeninas renúncias de cada dia,

a fim de que a tua felicidade

lance raízes inextirpáveis no solo do bem eterno.

Primeiramente, desculpa nos companheiros de caminhada

todos os erros com que te feriram a própria alma,

para que sejas tolerado no dia de tua vacilação

ou de tua queda, de modo a te reergueres com segurança.

Primeiramente, cultiva a bondade

que sabe ver nas cicatrizes do próximo sinais

de experiência e flagelação sem o azedume

dos que se especializam

na posição de contumazes inquisidores,

e as tuas mazelas e sofrimentos

irradiarão apelos ao concurso fraterno,

grangeando-te a bênção da simpatia.

Primeiramente, ama e compreende,

auxilia e perdoa para que sejas auxiliado e entendido sempre.

Primeiramente, acendamos a luz em nós

e descobriremos sem dificuldade a luz que brilha nos outros.

Procedendo assim,

estaremos também buscando

primeiramente o Reino de Deus,

nos mínimos atos de nossa vida,

sem necessidade de muitas súplicas, na Terra,

porque, então,

todas as bênçãos do Céu ser-nos-ão acrescentadas.

DO LIVRO: Semeador em Tempos Novos
Pelo Espírito: Emmanuel
Psicografia: Francisco Cândido Xavier
Título: AME SEMPRE !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 12 de Janeiro de 2011, 08:26
Allan Kardec e a Caridade - Divaldo Franco (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PTh0dHpZVjlSRzBzIw==)
Título: AME SEMPRE !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 12 de Janeiro de 2011, 08:47
http://amigoespirita.ning.com/video/video/show?id=2920723%3AVideo%3A35532
Título: AME SEMPRE !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 12 de Janeiro de 2011, 09:04
Indulgência (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PUpVaTFIRVA3d1VrI3dz)
Título: AME SEMPRE !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 12 de Janeiro de 2011, 09:06
A indulgencia.MP4 (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PU9jZVZjUW5VdmZ3Iw==)
Título: AME SEMPRE !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 12 de Janeiro de 2011, 09:09
EGC SLIDES - INDULGÊNCIA - André Luiz - FCX-08-30-07-26_wmv.wmv (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PVhROWFPRVM3b3lNIw==)
Título: AME SEMPRE
Enviado por: mariamanuelacorujo em 12 de Janeiro de 2011, 09:16
Aprender a amar.MP4 (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PVRlX0w4MlJMQzhJIw==)
Título: AME SEMPRE !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 12 de Janeiro de 2011, 12:07
SEDE PERFEITOS


"Mas eu vos digo,

amai a vossos inimigos,

fazei o bem aos que vos tem ódio

e orai pelos que vos perseguem e caluniam,

para serdes filhos de vosso Pai,

que está no Céu,

o qual faz nascer o seu sol,

sobre bons e maus,

e vir chuva sobre justos e injustos.

 

Porque se vos não amais senão os que vos amam,

que recompensa haveis de ter?-

não fazem assim os publicanos?

E se vos saudardes somente aos vossos irmãos,

que fazeis nisso de especial?

 

Não fazem assim também os gentios?

 

Sede, pois, perfeitos,

como também vosso Pai celestial é perfeito."(

 

Mateus)

 

--------------------------------------------------------------------------



COMENTÁRIOS DE ALLAN KARDEC


Se a criatura, fosse dado ser tão perfeita como o criador,

seria igual a ele, o que é inadmissível.

Mas, os homens aos quais Jesus se dirigia,

não teriam compreendido uma tal diferença;

por isso limitou-se a lhes apresentar um modelo

e lhes dizer que se esforçassem por imita-lo.

É pois, necessário entender por tais palavras

a perfeição relativa de que é susceptível a humanidade.

 

O amor ao próximo, levado até ao amor aos inimigos,

é indicio de maior ou menor superioridade moral.

 

Daí se segue que o grau de perfeição,

está em razão da extensão deste amor.



Título: AME SEMPRE !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 12 de Janeiro de 2011, 12:12
O HOMEM DE BEM E OS BONS ESPÍRITAS

COMENTÁRIOS DE ALLAN KARDEC



O verdadeiro homem de bem

é aquele que pratica a Lei de justiça de amor

e de caridade,

na sua maior pureza.

Interroga a sua consciência em relação aos próprios atos,

a si mesmo pergunta se não violou a lei,

se não ocasionou prejuízos,

se fez todo o bem que lhe era possível...

Tem fé em Deus,

em sua vontade,

em sua justiça e em sua sabedoria.

 

Tem fé no futuro,

por isso coloca os bens Espirituais acima dos terrenos.

 

Aceita as provas sem murmurar,

faz o bem pelo Bem,

sem esperar recompensas.

 

Defende o fraco contra o forte.

Sacrifica sempre seus interesses à justiça.

 

Tem satisfação nos benefícios que pratica,

nos serviços que presta,

nas lágrimas que enxuga

e no consolo que dá aos aflitos.

É bom humano e benevolente para com todos,

sem exceção de raças ou crenças,

porque a todos considera irmãos.

Respeita todas as convicções.

 

Não tem ódio nem rancor, nem desejos de vingança.

É indulgente para com as fraquezas alheias.

 

Não se compraz em por em evidencia os defeitos alheios.

 

Estuda as próprias imperfeições.

Não se é vaidoso de sua sorte, nem de vantagens pessoais.

Usa mais não abusa dos bens concedidos.

 

Respeita superiores e subalternos

e demais direitos dos semelhantes,

assim como desejaria que os seus fossem respeitados.

 

Título: AME SEMPRE !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 12 de Janeiro de 2011, 12:18
OS BONS ESPÍRITAS

Não vem o Espiritismo criar uma moral nova:-

apenas facilita aos homens a inteligência e a prática da Moral do CRISTO,

dando fé sólida e esclarecida aos que vacilam ou duvidam.

 

Mas muitos do que aceitam,

as manifestações,

não compreendem as suas conseqüências,

 nem seu alcance moral.


É que o lado notoriamente Material da ciência

não requer senão olhos para observar,

ao passo que a parte essencial,

exige certo grau de sensibilidade,

que poderia ser chamado de maturidade do senso moral,

ao qual independe da idade da idade

e do grau de instrução de cada um.

Em uns, o laço da matéria ainda é muito forte

e não permitem que o Espírito

se desprenda das coisas terrenas.

 

Fixam-se nos fenômenos mais que do que na Moral.

São Espíritos imperfeitos,

dos quais alguns ficam pelos caminhos

ou se afastam dos irmãos de crença,

porque recuam ante a obrigação de se reformarem.

A aceitação do princípio da doutrina

é o primeiro passo,

que lhes tornará o segundo mais fácil em outra existência.

 

O verdadeiro e sincero Espírita

está em grau mais avançado.

 

Tem o coração enternecido; sua FÉ é também a toda prova.

É como o músico que se comove com certos acordes, enquanto outro apenas escuta.

RECONHECE-SE O VERDADEIRO ESPÍRITA

POR SUA TRANSFORMAÇÃO MORAL

E PELOS ESFORÇOS QUE FAZ PARA DOMINAR AS MÁS ENCLINAÇÕES.


Enquanto um se compraz num horizonte limitado,

o outro, que compreende algo mais, esforça-se paa ir mais além.

 

Título: AME SEMPRE !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 12 de Janeiro de 2011, 12:20
PARÁBOLA DA SEMENTE



Naquele dia saindo JESUS de casa,

sentou-se a borda do mar.

 

Vieram para ele muita gente,

de tal sorte que entrando em uma barca se assentou,

e toda gente estava em pé na ribeira;

e lhes falou muitas coisas por Parábolas (Histórias)

E disse: "Eis que saiu o que semeia, a semear.

E quando semeava,

uma parte caiu junto da estrada,

e vieram as aves do Céu e comeram-na.


Outra porém, caiu em pedregulhos,

onde não tinha muita terra;

e logo nasceu,

porem como a terra era rasa,

saindo o sol se queimou,

e porque não tinha a raiz profunda, secou.

Outra igualmente caiu sobre os espinhos,

e estes a sufocaram ou afogaram.

Outra, enfim, caiu em boa terra :

e deu muito fruto.

Havendo os grãos que rendiam cem por um, outros sessenta, e ainda outros a trinta

Quem tem ouvidos que ouça."(Mateus)

"Ouvi pois, vós outros, (Os Discípulos) a Parábola do Semeador.

Todo aquele que ouve a palavra do Reino

e não lhe dá atenção,

vem o espírito maléfico e arrebata

o que se semeou no seu coração;

 

ESTE É O QUE RECEBEU A SEMENTE JUNTO DA ESTRADA.

O que recebeu a semente no pedregulho,

este é o que ouve a palavra,

e a recebe com gosto,

porem ele não tem em si raiz,

antes é de pouca duração,

e quando lhe sobrevem tribulações

e perseguição por causa da causa da palavra, logo se escandaliza.

O que recebeu a semente entre espinhos,

este é o que houve ouve a palavra,

porem os cuidados do mundo,

e o engano das riquezas,

sufocam a palavra e ela fica infrutífera.

Enfim, o que recebeu a semente em boa terra,

este é o que ouve a palavra e a entende,

e dá frutos,

É assim que uns dão frutos a 100, ou 60, ou ainda a 30 por um" (MATEUS)

 

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
COMENTÁRIOS DE ALLAN KARDEC

A parábola da semente representa

perfeitamente as varias maneiras

de nos aproveitarmos do Evangelho.

 

Realmente, quantas pessoas há

para as quais ele é apenas letra morta

que muitas sementes, nenhum fruto produz!



APLICAÇÃO JUSTA DESTA PARÁBOLA, NOS VÁRIOS TIPOS DE ESPÍRITAS:

Aqueles que são fracos

o bem não frutifica em seus corações

(A semente na beira da estrada)

 
Aqueles que se escandalizam ante as provações,

(A semente no pedregulho)


Aqueles que os cuidados do mundo,

o engano das riquezas materiais sufocam a semente

 (Semente no espinheiro).


Finalmente aqueles que estão preparados pela evolução do Espírito,

recebe a palavra que é a semente em boa terra

e produz frutos de acordo com a capacidade de cada um.

100, 60, e 30 por cento.

Título: AME SEMPRE !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 12 de Janeiro de 2011, 12:23
INSTRUÇÃO DOS ESPÍRITOS - O DEVER E A VIRTUDE.



O DEVER é obrigação Moral,

primeiro em relação a si mesmo,

depois em relação aos demais.

O DEVER é Lei da vida.

O DEVER começa precisamente no ponto

em que ameaçais a felicidade

ou a tranqüilidade do vosso próximo;

termina no limite em que não gostaríeis

de ver ultrapassado em relação a vos mesmos.

O DEVER é o resumo prático de todas as experiências morais;

é uma coragem da alma que desafia as agonias da luta.

 

É austero flexível, e pronto a submeter-se às diversas vicissitudes,

permanecendo inflexível ante as tentações.

O homem que cumpre o seu dever

ama a Deus mais que as criaturas

e ao próximo, mais do que a si próprio.

É ao mesmo tempo, juiz e escravo em sua própria causa.

O DEVER é o mais belo laurel da razão

e dela depende como um filho de sua mãe.

O homem deve amar o DEVER,

não porque o preserve dos males da vida,

a que a humanidade não pode subtrair-se,

mas porque dá a alma o necessário vigor para o seu desenvolvimento.

O DEVER engrandece e irradia s

ob mais elevada forma,

em cada uma das etapas superiores da humanidade.

 

A obrigação Moral,

não cessa nunca na criatura de DEUS.

 

Deve refletir-se nas virtudes do Eterno,

que não aceita um esboço imperfeito,

porque quer que a beleza de sua obra resplandeça diante dele.

(LÁZARO PARIS 1863)
--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
A VIRTUDE

Encerra a VIRTUDE no seu mais alto grau,

o conjunto das qualidades essenciais,

que caracterizam o homem de bem.

SER BOM,

CARITATIVO,

SÓBRIO E MODESTO,

SÃO QUALIDADES DO HOMEM VIRTUOSO.

Infelizmente,

tais qualidades são com freqüência acompanhadas,

de pequenas fraquezas morais,

que as empanam e tiram o brilho.


Aquele que exibe a sua virtude,

não é virtuoso,

pois lhe falta a modéstia,

e possui,

ao contrário,

o defeito que lhe é oposto: o orgulho.

A virtude verdadeiramente digna

de tal nome evita a ostentação.

São Vicente de Paulo, era virtuoso,

pois ignorava que o era.

 

Quero admitir que o que faz o bem,

sente no fundo do coração,

 uma satisfação intima;

mas desde que está se exterioriza

para receber elogios,

degenera em amor próprio.

A VIRTUDE,

são graças que desejo a todos

os Espíritas sinceros.

 

Dir-lhes-ei entretanto,

mais vale menos virtude com modéstia,

que muita com orgulho.

Por orgulho,

as humanidades sucessivas

se perderam e pela humildade

devem ser um dia redimidas.

(FRANÇOIS-NICOLAS-MADELEINE - PARIS 1863 )

Título: AME SEMPRE !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 12 de Janeiro de 2011, 12:26
SUPERIORES E INFERIORES



Como a FORTUNA,

a AUTORIDADE é uma delegação,

da qual serão pedidas contas ao que deles está revestido.

 

DEUS a dá a titulo de missão ou prova,

conforme lhe convém,

retirando-a pela mesma pela mesma forma.

Quem quer que seja depositário da Autoridade,

seja qual for a sua extensão,

desde o Senhor sobre o seu servo,

até o Soberano sobre o seu povo,

Este não pode negar

que tem o encargo de almas,

e responderá pela boa ou má direção

que haja dado aos seus subordinados

e as faltas que os mesmos possam cometer,

aos vícios que estes foram arrastados a cometer,

em conseqüência dessa direção ou dos maus exemplos.

 

Todo homem tem na Terra, uma grande ou pequena missão:

Qualquer que esta seja, foi-lhe dada para o bem;

É pois um fracasso falsea-la em seu principio.

Se Deus perguntar ao rico:

Que fizeste da fortuna que em tuas mãos

devia ser um manancial, a espargir em torno a fecundidade?

Que uso fizeste dessa autoridade?

Que males evitastes?

Que progresso estimulastes?

Se te dei subordinados, não foi para deles fizésseis escravos.

Confiei-te e os débeis para que os ajudásseis a subir para min.

Se o superior tem deveres a cumprir,

o inferior também os tem e não menos sagrados.

Se este último é Espírita,

a consciência dir-lhe-á ainda melhor o que deve fazer,

mesmo que seu chefe não cumpre o que lhe é próprio fazer.

Porque sabe que não deve pagar com o mal

e que as faltas de uns não justificam as dos outros. (

 

CARDEAL MORLOT- Paris 1863 )

Título: AME SEMPRE !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 12 de Janeiro de 2011, 12:28
O HOMEM NO MUNDO



Um sentimento de piedade deve animar sempre o coração

dos que se sob a proteção do Senhor.

 

Purificai, pois os vossos corações.

 

Não obstante, não penseis que,

exortando-vos continuamente à oração e,

à evocação mental,

vos induzamos a viver misticamente,

colocando-vos fora das leis da sociedade

onde estais condenados a viver.

Não; vivei com os homens de vossa época,

como devem viver os homens e submeteis-vos às necessidades,

mesmo às frivolidades do dia;

mas fazei-o com um sentimento

de pureza que as possa santificar.

Sois chamados a vos por em contato com espíritos

de natureza diferente,

de caracteres opostos;

não ofendais a nenhum daqueles com que vos encontrardes.

Sede alegres e felizes,

mas com a alegria de uma boa consciência

e com a felicidade do herdeiro do céu,

que conta os dias que o aproxima de sua herança.

O homem que vivesse só,

não teria com quem praticar a Caridade;

só no contato com os semelhantes

e nas lutas mais difíceis, são encontradas as ocasiões.

Assim aquele que se isola

priva-se voluntariamente

do mais poderoso meio de aperfeiçoamento.

 

(UM ESPÍRITO PROTETOR)

Título: AME SEMPRE !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 12 de Janeiro de 2011, 12:41
Semear Esperança
------------------------
Eles existem aos milhões.

Habitam casebres e palácios.

Muitos ocultam-se sob o verniz de posições transitórias.

São os desesperados do mundo.


Você os encontrará nas ruas,

no local de trabalho,

em seu próprio lar.

Criaturas que se viram colhidas pela provação

e perderam o ânimo e o equilíbrio.


Este viu o afeto partir para o além,

sem compreender que a vida continua.


Aquele foi alcançado pela enfermidade de longo curso.


Outro se viu ante decepções e passou a desacreditar de todos.



Diante deles,

não critique nem questione.

Ajude.

Ouça com interesse

 e auxilie com amor.



Cada espírito é um campo a ser cultivado.

Semear esperança

 é dever de todo aquele

que já encontrou a luz da verdade.



Por certo,

a Misericórdia Divina

sabe como amparar os sofredores.



Entretanto, Jesus não dispensa

a colaboração de todos os aprendizes do bem,

para amenizar o sofrimento

e recuperar a esperança para quem chora.



Autor: Scheilla
Psicografia de Clayton B. Levy. Do livro: A Mensagem do Dia
Título: AME SEMPRE !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 12 de Janeiro de 2011, 12:53
Jogue Sementes (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PXhUdW84UVhvVTdvIw==)
Título: AME SEMPRE !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 12 de Janeiro de 2011, 12:59
Semeadura - Mensagem de reflexão do Espírito André Luiz (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PWdlOXdWT2JiVVlRIw==)
Título: AME SEMPRE !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 12 de Janeiro de 2011, 18:38
Trio Importantes (Chico Xavier) (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PTIyRzlQZTVmREx3Iw==)
Título: AME SEMPRE !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 12 de Janeiro de 2011, 22:30
Maravilhoso Pai Nosso.AVI (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PWlTRkUwSkVISnQ4Iw==)
Título: AME SEMPRE !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 12 de Janeiro de 2011, 23:10
BASTA 1 MINUTO (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PTd1ak5TdGxKblM0Iw==)
Título: AME SEMPRE !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 12 de Janeiro de 2011, 23:40
O FILME DA TUA VIDA (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PVpVd3kwVGJXR0VrIw==)
Título: AME SEMPRE !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 12 de Janeiro de 2011, 23:51
REFLEXÃO (CHICO XAVIER) (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PVNSa2UzR1N5QjBVIw==)
Título: AME SEMPRE !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 12 de Janeiro de 2011, 23:55
CORA CORALINA (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PXFHNThSaUU5M3YwIw==)
Título: AME SEMPRE !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 13 de Janeiro de 2011, 00:12
MENSAGEM CID MOREIRA (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PU1GQUV5S21GdTA0Iw==)
Título: AME SEMPRE !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 13 de Janeiro de 2011, 09:15
UM ESPÍRITO PROTETOR

Lyon, 1860

10 – Meus amigos, tenho ouvido muitos de vós dizerem: Como posso fazer a caridade, se quase sempre não tenho sequer o necessário?

A caridade, meus amigos, se faz de muitas maneiras. Podeis fazê-la em pensamento, em palavras e em ações. Em pensamentos, orando pelos pobres abandonados, que morreram sem terem sequer vivido; uma prece de coração os alivia. Em palavras: dirigindo aos vossos companheiros alguns bons conselhos. Dizei aos homens amargurados pelo desespero e pelas privações, que blasfemam do nome do Altíssimo: “Eu era como vos; eu sofria, sentia-me infeliz, mas acreditei no Espiritismo e, vede agora sou feliz!” Aos anciãos que vos disseram: “É inútil; estou no fim da vida; morrerei como vivi”, respondei: “A justiça de Deus é igual para todos; lembrai-vos dos trabalhadores da última hora!” Às crianças que, já viciadas pelas más companhias, perdem-se nos caminhos do mundo, prestes a sucumbir às suas tentações, dizei: “Deus vos vê, meus caros pequenos!”, e não temais repetir freqüentemente essas doces palavras, que acabarão por germinar nas suas jovens inteligências, e em lugar de pequenos vagabundos, fareis delas verdadeiros homens. Essa é também uma forma de caridade.

Muitos de vós dizeis ainda: “Oh! somos tão numerosos na terra, que Deus não pode ver-nos a todos!” Escutai bem isso, meus amigos: quando estais no alto de uma montanha, vosso olhar não abarca os bilhões de grãos de areia que a cobrem? Pois bem: Deus vos vê da mesma maneira; e Ele vos deixa o vosso livre arbítrio, como também deixais esses grãos de areia ao sabor do vento que os dispersas. Com a diferença que Deus, na sua infinita misericórdia, pôs no fundo do vosso coração uma sentinela vigilante, que se chama consciência. Ouvi-a, que ela vos dará bons conselhos. Por vezes, conseguis entorpecê-la, opondo-lhe o espírito do mal, e então ela se cala. Mas ficai seguros de que a pobre relegada se fará ouvir, tão logo a deixardes perceber a sombra do remorso. Ouvi-a, interrogai-a, e freqüentemente sereis consolados pelos seus conselhos.

Meus amigos, a cada novo regimento o general entrega uma bandeira. Eu vos dou esta máxima do Cristo: “Amai-vos uns aos outros”. Praticai essa máxima: reunir-vos todos em torno dessa bandeira, e dela recebereis a felicidade e a consolo.

Título: AME SEMPRE !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 13 de Janeiro de 2011, 09:18
CARIDADE

A caridade...
Na sua simplicidade...
Na sua efêmera amplitude...
Na sua singeleza e bondade.
A caridade nos leva a ser mais bondoso nos leva a dividir.
Eleve-nos espiritualmente.
Ensina-nos a dividir e compreender o sofrimento alheio.
Mostra-nos que nossos dores e sofrimentos que são pequenos diante dos sofrimentos dos nossos irmãos.
Nosso ensina a ser benevolente.
Ensina-nos a compreender.
Ensina-nos a ajudar.
A caridade em si e uma das maiores de todos os ensinamentos que o pai nos deixou.
A caridade nos auxilia em nossa jornada.
A caridade consigo mesmo e com os outros irmãos.
A caridade nos aproxima do amor desprendido.
A caridade que Deus nos fala é a caridade onde dividimos o que não temos e não o que nos sobra, dividimos a: Compreensão
O amor
O perdão
A paciência
E entendimento
O aprendizado
A caridade nos afasta das viciações terrenas, ela nos mostra o verdadeiro sentido da existência.
E nos mostra que Deus é caridoso.
A caridade e na sua essência a todos a mais benevolente e apaziguadora.
A caridade e uma oportunidade que Deus nos deu.
Para mudar.
Para consertar.
Para amar.
Para sentir.
Para fortalecer.
Para espargir a todos.
E dadivoso e benigno
A caridade é uma benção e paz.
Que esta caridade nos aproxime cada vez mais de nós mesmos e que possamos anular as nossas mágoas, e que possamos ver a amplitude de sua existência e de sua grandeza.
A caridade e a harmonia espiritual, serenidade e amor em nossos corações.
Que o pai continue nos abençoando e nos fortalecendo e que continue intuindo esses irmãos de luz para que possa nos trazer essas benção e luz e paz.
Que assim seja.

Título: AME SEMPRE !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 13 de Janeiro de 2011, 09:32


A Caridade Segundo o Apóstolo Paulo, declamado por Carlos Vereza no 3º Congresso Espírita (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PUZCN1NPd2o0Yy13Iw==)
Título: AME SEMPRE !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 13 de Janeiro de 2011, 09:39
Prece de Cáritas - Na voz da Atriz ANA ROSA (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PUZTNmpVZzd5aGU0Iw==)
Título: AME SEMPRE !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 13 de Janeiro de 2011, 22:52
EGC SLIDES CARIDADE Emmanuel Francisco C Xavier 01 05 09 35 wmv (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PTctdlN3R2ZadFFNIw==)
Título: AME SEMPRE !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 13 de Janeiro de 2011, 23:01
Diante da Consciência - Chico Xavier Andre Luis (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PTJqS19IUDk1OWxVIw==)
Título: AME SEMPRE
Enviado por: mariamanuelacorujo em 14 de Janeiro de 2011, 07:48
"A humildade não está na pobreza, não está na indigência, na penúria, na necessidade, na nudez e nem na fome. A humildade está na pessoa que tendo o direito de reclamar, julgar, reprovar e tomar qualquer atitude compreensível no brio pessoal, apenas abençoa." (Emmanuel, psicografado por Chico Xavier)

Título: AME SEMPRE !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 14 de Janeiro de 2011, 07:50
"Estude a si mesmo, observando que o auto conhecimento traz humildade e sem humildade é impossível ser feliz." (Allan Kardec)

Título: AME SEMPRE !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 14 de Janeiro de 2011, 07:55
Humildade Sempre

Joanna de Ângelis

Alegra-te por fazeres parte da grandeza indescritível do Universo.

Não te subestimes, a ponto de constituíres-te uma nota dissonante, nesta sinfonia de incomparável musicalidade.

Busca sintonizar-te com a melodia que paira no ar, vibrante, afinando-te com a glória da vida.

Engrandece-te na ação das coisas de menor monta; apequena-te, quando diante das expressivas realizações que promovem os pruridos da vaidade e desarticulam as peças da simplicidade.

No contexto das expressões do Universo tu és importante, traduzindo a glória da Criação e evoluindo sem cessar.

A humildade exterioriza o valor e a conquista pessoais.

Ignorando-se, irradia-se e fomenta a paz em toda parte.

Jamais te deixes engolfar pela revolta, que traduz soberba e orgulho.

Quando alguém se permite penetrar de humildade, enriquece-se de força renovadora que se não exaure.

Contempla as estrelas, mas não te descuides dos pedregulhos sob os teus pés.

Sonha com os acumes esplendorosos das alturas, no entanto, não desconsideres as dificuldades-desafio da ascensão.

O Sol, que mantém a corte de astros que o cercam, desgasta-se, lentamente.

A Tecnologia, de tão salutares benefícios para a Humanidade, também responde pela tremenda poluição que ameaça a vida e a Natureza.

O metal, que reluz, se consome no burilamento a que se entrega.

Só a humildade brilha sem desgastar-se e eleva sem por em perigo.

Muitos falam, escrevem e traçam definições sobre a humildade de que se dizem possuidores ou que propõem para vivê-la os outros.

Sê tu aquele que passa incompreendido, porém entendendo o próximo e as circunstâncias, sem tempo para justificativas ou colocações defensivas.

Segue a programação a que te vinculas com o bem, não descurando o burilamento íntimo, o sacrifício pessoal.

Se outros pensam em contrário à tua atividade — cala e prossegue.

Cada qual responde a si mesmo pelo que é e pelo que faz.

A humildade difere da humilhação. Uma é luz, outra é treva; a primeira eleva, a segunda rebaixa.

Investe-te da segurança, de que, na Terra, ainda não há lugar ou pelo menos compreensão, para a verdadeira humildade de que Jesus se fez o protótipo por excelência, e, olhos nEle postos, ignora o mal e os sequazes dos maus, não revidando nem magoando ninguém, embora ferido, em sofrimento intenso, na certeza da vitória plena e final, após a larga travessia pelo oceano das paixões humanas dilacerantes.




Autor: Joanna de Ângelis
Psicografia de Divaldo Franco 
Título: AME SEMPRE !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 14 de Janeiro de 2011, 08:18
Espírito da verdade Bourdeaux, 1861 - Allan Kardec (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PTF4ZmJhdTdGTjVzIw==)
Título: AME SEMPRE !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 14 de Janeiro de 2011, 08:26
A caridade- Evangelho Segundo o Espiritismo (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PUxQLW1nLWtSV0drIw==)
Título: AME SEMPRE !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 14 de Janeiro de 2011, 08:32
A Grande Transição - MSG de Joanna de Ângelis (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PVdjZUFjYWVSak44Iw==)
Título: AME SEMPRE !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 14 de Janeiro de 2011, 08:40
Os sinais de sua LUZ interior (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PS1sOFN3UFZpMlhBIw==)
Título: Re: AME SEMPRE !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 14 de Janeiro de 2011, 09:02
Ser Feliz - Hammed (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PUxVSTBvZEFsNFdzIw==)
Título: Re: AME SEMPRE !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 14 de Janeiro de 2011, 09:54
"Sempre acreditei que mendicância seria preguiça, conversa mole, mas o problema é diferente. Se temos de mudar qualquer coisa, temos de começar mudando a nós mesmo. E só existe uma transformação que vale a pena: ajudar os que precisam mais do que nós para que larguem de precisar"

Francisco C. Xavier
-------------------------------------------------------------------------------------

"Caridade é amor, em manifestação incessante e crescente.
É o sol de mil faces, brilhando para todos, e o gênio de mil mãos,
amparando, indistintamente, na obra do bem, onde quer que se encontre,
entre justos e injustos, bons e maus, felizes e infelizes,
porque, onde estiver o Espírito do Senhor aí se derrama a claridade constante dela,
a benefício do mundo inteiro.

(Emmanuel / Francisco Cândido (Chico)
----------------------------------------------------------------------------------------

No Livro dos Espíritos, questão 886, Allan Kardec elucida que "A caridade, segundo Jesus, não se restringe à esmola, mas abrange todas as relações com os nossos semelhantes, quer se trate de nossos inferiores, iguais ou superiores. O verdadeiro homem de bem procura elevar o inferior aos seus próprios olhos, diminuindo a distância entre ambos".

------------------------------------------------------------------------------------------

Allan Kardec: - Qual o verdadeiro sentido da palavra caridade, como a entende Jesus?
Resposta: - "Benevolência para com todos, indulgência para com as imperfeições alheias, perdão das ofensas."


"Nos caminhos claros da inteligência, muitas vezes as rosas da alegria completa produzem os espinhos da dor, mas, nas sendas luminosas da caridade, os espinhos da dor oferecem rosas de perfeita alegria".
----------------------------------------------------------------------------------------------

Fazemos caridade quando iniciamos o nosso dia de bom humor, cumprimentando alegremente nossos familiares, irradiando optimismo e esperanças por onde passamos.

Fazemos caridade quando damos atenção aos nossos filhos, especialmente quando pequenos, pois que estão à procura de um norte, de um caminho que possa conduzi-los a um oásis de paz e equilíbrio.

Fazemos caridade quando exemplificamos respeito, dignidade e honradez, principalmente dentro do lar, pois a nossa posição de firmeza e rectidão de carácter, servirá como referencial àqueles que convivem connosco.

Fazemos caridade quando sabemos calar uma ofensa, silenciar uma fofoca ou neutralizar uma crítica infundada, não permitindo que o negativismo e a maledicência prossigam semeando a infelicidade e o sofrimento.

Fazemos caridade quando acariciamos uma criança órfã, ou que vive em lares onde a indiferença e o abandono campeiam à solta, mostrando-lhe o lado bom da vida, como que a informar-lhe sobre a possibilidade de tudo um dia mudar.

Fazemos caridade quando conseguimos algum tempo para ouvir as queixas de quem passa por sérios problemas existenciais, e que naquele instante parece não encontrar soluções para as dores que o atormenta.

Fazemos caridade quando sabemos compreender um familiar em desequilíbrio, que apresenta os sintomas da cólera, irritabilidade ou da violência, tratando-o com paciência e tolerância.

Fazemos caridade quando trabalhamos além das horas destinadas ao labor profissional, canalizando parte do nosso tempo de descanso em favor daqueles que estendem as mãos em súplicas silenciosas, aguardando, de nossa parte, um gesto de carinho ou uma palabra de compreensão.

Fazemos caridade quando vivemos com optimismo, e mesmo nos instantes mais difíceis, continuamos a disseminar uma mensagem de esperança e determinação.

Fazemos caridade quando demonstramos nossa plena convicção no amor divino, nossa resignação ante situações que não podem ser mudadas no momento, ou quando agimos como verdadeiros e autênticos cristãos.

Waldenir Ap. Cuin.

Título: Re: AME SEMPRE !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 14 de Janeiro de 2011, 09:55
Caridade e você   
 
Acredita você que só a caridade pode salvar o mundo; entretanto, não se demore na posição de comentarista.

Não nos diga que é pobre e incapaz de contribuir na campanha renovadora da sublime virtude.

Senão vejamos:

Se você destinar a quantia correspondente a um refrigerante ou um aperitivo em cada cinco doses, segundo os seus hábitos, aos serviços de qualquer hospital, no fim de um mês haverá mais decisiva medicação para certo doente.

Se você renunciar ao cinema de uma vez em cada cinco, endereçando o dinheiro respectivo a uma creche, ao término de duas ou três semanas, a instituição contará com mais leite em favor das crianças necessitadas.

Se você suprimir um maço de cigarros em cada cinco de seu uso particular, dedicando o fruto dessa renúncia a uma casa erguida para os irmãos distanciados do conforto doméstico, em breve tempo o agasalho devido a eles será mais rico.

Se você economizar as peças do vestuário, guardando a importância equivalente a uma delas em cada cinco, para socorro ao próximo menos feliz, no fim de um ano disporá você mesmo de recursos suficientes para vestir alguém que a nudez ameaça.

Não espere pela bondade dos outros.

Lembre-se daquela que você mesmo pode fazer.

É possível que você nos responda que o supérfluo é seu próprio suor, que não nos cabe opinar em seu caminho e que o copo e o filme, o fumo e a moda são movimentados à sua custa.

Você naturalmente está certo na afirmativa e não seremos nós quem lhe contestará semelhante direito.

A vontade é sagrado atributo do espírito, dádiva de Deus a nós outros, para que decidamos, por nós, quanto à direção do próprio destino.

Todavia, nosso lembrete é apenas uma sugestão aos companheiros que acreditam na força da caridade e só ganhará realmente algum valor se houver algum laço entre a caridade e você.
 
   
André Luiz

Chico Xavier

Título: Re: AME SEMPRE !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 14 de Janeiro de 2011, 09:58
Amor e Caridade


A oração em favor de alguém é caridade pura de coração.

Junto a ela também enviamos o amor que nos alimenta o espírito.
A caridade nos permite desprendermo-nos do egoísmo que
nos liga à matéria. Sua força eleva-nos a alma, permitindo-a aprender
o significado do amor ao próximo.

Se a vida não o brindou com a paz de espírito e a consciência
reta, pense em conquistá-las através do amor na prática da
caridade. Sua vivência lhe permitirá conhecer seus limites e
possibilidades, suas dificuldades e necessidades a partir do contacto
com o outro que lhe é semelhante.

A caridade com amor não coloca seu agente em estado de
superioridade nem de vaidade em relação ao que a recebe. O
amor nivela o doador ao receptor tornando-os beneficiários do
Altíssimo.

Ser caridoso é um estado do processo que começa quando
iniciamos a prática da caridade. Quando não mais a fizermos
como obrigação religiosa ou como exercício periódico de auxílio
aos outros, mas sim, como componente de nossa personalidade,
poderemos dizer que somos caridosos.

Aquele processo ganha corpo quando adicionamos o amor
na metodologia de experimentação da prática da caridade. Cada
atitude na direção do semelhante, para ter amor, deverá respeitá-lo
como ser humano que é.

A caridade é um bem para quem a pratica com amor. A
conquista do amor decorre de sua aplicação sem esperar recompensa
alguma. Quem a pratica esperando alguma gratificação já
se beneficiou dela.

A prática da caridade é terapia promissora na cura de muitos
males da criatura humana. Exercê-la com amor é garantia de
se estar no caminho da solução de conflitos de difícil erradicação.
A caridade sem ostentação tanto quanto o bem anônimo
que fizermos, nos darão condições de enfrentar os embates da
vida com fé e confiança no auxílio de Deus.

A caridade ao próximo é carta de crédito na vida a seu agente. Com esse crédito e
agindo com amor, alcançaremos a comunhão com as forças superiores
que dirigem os destinos humanos.

O amor e a caridade são sentimentos superiores do espírito.
Praticá-los é prerrogativa para a ascensão a estágios superiores.
Ninguém atinge a meta a que se destina sem experimentá-las
na alma.


Excerto do Livro “Amor Sempre “ de Adenáuer Novaes
Título: Re: AME SEMPRE !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 14 de Janeiro de 2011, 09:59
---PALAVRAS  DE  CARIDADE

 

Auta de Souza

 

O apoio... A simpatia... Uma oração apenas,

Carregada de fé na Bondade Divina...

A benção do sorriso... A página que ensina

A vencer o amargor das lágrimas terrenas...

 

O minuto de paz... O auxílio que armazenas,

Na suspensão do mal, ao trabalho em surdina...

O bilhete fraterno... Uma flor pequenina...

O socorro... A brandura... As palavras serenas...

 

A esmola... A roupa usada... O copo de água fria...

O pão... O entendimento... Um raio de alegria...

Um fio de esperança... A atitude sincera...

 

Da migalha mais pobre à dádiva mais rica,

Tudo aquilo que dás a vida multiplica

Nos tesouros de amor da glória que te espera!...

 

(De "Poetas Redivivos", de Francisco Cândido Xavier -   Espíritos Diversos)
 -----------------------------------------------------------------------------------------
Título: Re: AME SEMPRE !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 14 de Janeiro de 2011, 10:01
Conceitos de caridade - Orson Peter Carrara

 
      Segundo o dicionário, caridade significa “benevolência, bondade, bom coração, compaixão, beneficência”. Ampliando a pesquisa, verificamos que benevolência é o mesmo que “boa vontade para com alguém, complacência, indulgência" e que beneficência quer dizer “acção de beneficiar, virtude de fazer bem, práticas de obras de caridade.” Ou, para os mais exigentes, define-se ainda indulgência como “tolerância, perdão.”

      Em discurso proferido pelo Codificador Allan Kardec, na Sociedade Espírita de Paris em 1º de Novembro de 1868 - por ocasião da Sessão anual comemorativa dos mortos, cuja íntegra está na Revista Espírita de Dezembro de 1868 (ano XI, Editora Edicel), após bem fundamentados argumentos para responder à pergunta-tema O Espiritismo é uma religião?, passa a abordar a questão da caridade. E inicia ponderando que o verdadeiro laço que deve unir os espíritas, já que não possuem nenhum contrato material ou outra prática obrigatória, é do “sentimento todo moral, todo espiritual, todo humanitário: o da caridade para todos, ou, por outras palavras: o amor do próximo, que compreende os vivos e os mortos, desde que sabemos que os mortos sempre fazem parte da humanidade.”

      E faz duas classificações para a caridade: beneficente e benevolente.

      Para entendê-las, basta comparar as definições. A primeira está directamente ligada aos recursos materiais em favor dos necessitados. Já a segunda, a benevolente, é verdadeiramente a prática do amor: é a acção em favor do outro na mesma proporção de como gostaríamos agissem connosco. É a renúncia a todo sentimento de ódio, ciúme, de animosidade, de rancor ou inveja ou ciúme, vingança, desejo ou pensamento de prejudicar alguém. E ainda transcrevendo as próprias palavras de Kardec: “é ser indulgente para com as imperfeições de seus semelhantes (...), não procurar esmagar a pessoa sob o peso de sua superioridade, não desprezar ninguém por orgulho. Eis a verdadeira caridade benevolente, a caridade prática, sem a qual a caridade é palavra vã; é a caridade do verdadeiro espírita, como verdadeiro cristão (...)”.

      Quase concluindo seu pronunciamento, assevera que “o bem atrai o bem e a protecção dos bons espíritos; o mal atrai o mal e abre a porta à malevolência dos maus. Mais cedo ou mais tarde o orgulhoso será castigado pela humilhação, o ambicioso pelas decepções, o egoísta pela ruína de suas esperanças, o hipócrita pela vergonha de ser desmascarado; aquele que abandona os bons espíritos por estes é abandonado...”

      A caridade é alma do Espiritismo, resumindo todos os deveres no relacionamento entre os homens, eis a razão da afirmação de que, sem caridade, não existe verdadeiro espírita.

      Para a relativa felicidade que se pode alcançar sobre a Terra, o Espiritismo tudo oferece, porque ensina ao contentamento com o que se tem. Para aproveitar os benefícios do conhecimento que a Doutrina traz, sejamos aqueles que inauguram o reino de harmonia por onde estivermos, iniciativa que atrairá os bons espíritos onde nos reunirmos.

      Reino de harmonia que reflectirá a presença da caridade, trazendo alegria aos corações, calma no ambiente, fraternidade nos relacionamentos, resplandecendo nas gerações futuras...

---------------------------------------------------------------------------------------

Título: AME SEMPRE !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 14 de Janeiro de 2011, 13:34
" UNAM-SE IRMÃOS " ... " EXPANDAM A VOSSA LUZ! "

"Pedimos em imensa humildade " A Unificação em Exemplificação Da Doutrina" !"

"A União De Todos os Irmãos , em função desta era de transição em vossa crosta terreste, que a cada dia clamará mais, o vosso progresso moral , nas inumeras mãos que a vós se estenderão clamando fraternidade !
Os valores morais terão que prevalescer aos valores materiais incessantemente em vossa conduta, em função da enorme dor, em todos os aspectos e em todos os horizontes desta vossa "terra", na necessaria purificação nos proximos periodos, essencial esta, ao ressurgimento de uma nova era".
Equipe Nosso Lar

Título: AME SEMPRE !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 18 de Janeiro de 2011, 12:32
"Espíritas, amai-vos e instruí-vos "

********************************

Podemos colocar a nossa Doutrina na sagrada bitola destas duas dinâmicas:

                                                      Amor e Instrução.

Sabemos que o amor é a máxima expressão da vida.

E sabemos, também, que o amor é a força de Deus

que equilibra o Universo e os seres.

O amor é fruto da nossa conquista espiritual.

 

O Espírito evolui, hoje, em nossos dias, ninguém mais contesta a lei da evolução.

Nos primeiros degraus da nossa longa jornada,

o amor manifesta-se bruxuleante,

como um pequenino ponto de luz.

 

Depois, essa luz vai aumentando e quanto mais crescemos moralmente.

 

O amor resplandece inundando a nossa Alma.

 

O melhor conceito do amor,

nos o encontramos, cristalino, nas palavras de Emmanuel:

"O Amor é o laço de luz eterna que une todos os mundos e todos os Seres da imensidade; sem ele, a própria criação infinita não tem razão de ser, porque Deus é a sua expressão suprema".

Sim, meus amigos.

Amor e Instrução, duas asas magníficas que nos ajudarão

a nos elevarmos dos pântanos poluídos,

deste plano de provas,

para alcançarmos esferas mais diáfanas.

Instrução é o ato ou o efeito de instruir.

E instruir é adquirir conhecimento.

E só adquirimos conhecimentos através de nossos estudos e,

acima de tudo, através das boas leituras dos bons livros.

Meus amigos,

estudo é a fonte perene da nossa emancipação moral e espiritual.

 

Pelo estudo, abrimos os nossos olhos e aprendemos a separar o joio do trigo.

A boa leitura liberta-nos das preocupações vulgares

e nos faz esquecer das atribulações da vida.

 

O bom livro, sem dúvida,

é o nosso melhor amigo que nos dá bons augúrios,

bem como,

nos coloca em sintonia com os grandes vultos do passado.

 

Sim, meus amigos, o bom livro é como uma voz

que nos fala através dos tempos

e nos relata os trabalhos, as lutas,

as descobertas daqueles que nos precederam no caminho da vida

e que, em nosso proveito, aplainaram as nossas dificuldades.

Não poderíamos almejar,

maior felicidade,

o poderemos, através do livro,

comunicar- nos, pelo pensamento,

com os Espíritos Eminentes de todos os séculos e de todos os países.

 

Os sábios, os filósofos, os pensadores, os escritores,

através da Ciência, das Artes e da Literatura.

 

Ao contato dessas obras que constituem o mais precioso dos bens da humanidade,

compulsando esses livros notáveis,

pelos nossos estudos, sentimos um engrandecimento íntimo,

sentimo-nos felizes ao pertencermos ao gênero humano.

 

As irradiações dos pensamentos desses eminentes vultos,

que incorporamos em nossas leituras,

estendem sobre as nossas almas,

enriquecendo-as com aquele verdadeiro tesouro

que os ladrões não conseguem roubar

e que as traças não conseguem destruir.

Meus amigos,

nestas circunstâncias, saibamos escolher bons livros

e habituemo-nos a viver no meio deles

em relação constante com os Espíritos Elevados.

 

Rejeitemos as obras imundas,

rejeitemos a baixa literatura que nada edifica,

mas que só serve para poluir nossas mentes.

 

Acautelemo-nos dessa sub-literatura pornográfica que deixa,

em sua passagem, a corrupção e a imoralidade.

Alguns amigos e confrades

alegam falta de tempo para a boa leitura;

entretanto, tempo não lhes falta para certos prazeres fúteis

e conversações ociosas;

se quisermos, sempre poderemos arrumar algum tempo para a boa leitura,

basta querermos.

 

Também, não se pode alegar falta de dinheiro

para a aquisição de livros.

As bibliotecas circulantes aí estão para empréstimo gratuito de bons livros.

 

Em nossos dias, os preços dos livros espíritas

são acessíveis aos bolsos mais humildes.

 

Assim, cremos, que todos os interessados e estudiosos

terão oportunidade para haurir instrução.

Sim,

podemos alcançar o amor,

no seu sentido mais amplo - cristão,

podemos nos instruir,

através das nossas lutas íntimas,

através do nosso trabalho na Seara do Bem

e através da nossa boa vontade.

Lembremo-nos sempre:

"O livro edificante é o templo do Espírito,

onde os Grandes Instrutores do Passado

se comunicam com os aprendizes do presente,

para que se façam os mestres do futuro".
xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

(Nima Arueira - "in" - "Mensagens Esparsas" - psicografia de Francisco Cândido Xavier).

(Publicado no Correio Fraterno do ABC Nº 365 de Junho de 2001)
Título: AME SEMPRE !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 18 de Janeiro de 2011, 12:35
A Necessidade de Amai-vos e Instrui-vos !

********************************************


Homens fracos,

que compreendeis as trevas das vossas inteligências,

não afasteis o facho que a clemência divina vos coloca nas mãos

para vos clarear o caminho

e reconduzir-vos, filhos perdidos, ao regaço de vosso Pai.

Sinto-me por demais tomado de compaixão pelas vossas misárias,

pela vossa fraqueza imensa,

para deixar que estendas a mão socorredora

aos infelizes transviados que,

vendo o céu, caem nos abismos do erro.

 

Crede, amai,

meditai sobre as coisas que vos são reveladas;

não mistureis o joio com a boa semente,

as utopias com as verdades.

Espíritas! Amai-vos, este o primeiro ensinamento; instrui-vos, este o segundo.

 

No Cristianismo encontram-se todas as verdades; s

ão de origem humana os erros que nele se enraizaram.

 

Eis que do além-túmulo, que julgáveis o nada, vozes vos clamam :

"Irmãos ! nada perece. Jesus-Cristo

e' o vencedor do mal, sede os vencedores da impiedade. -

 

O Espírito de Verdade. (Paris, 1860)." [...].

******************************************************************

Em verdade vos digo:

os que carregam seus fardos e assistem os seus irmãos

são bem-amados meus.

 

Instruí-vos na preciosa doutrina

que dissipa o erro das revoltas e vos mostra

o sublime objetivo da provação humana.

 

Assim como o vento varre a poeira,

que também o sopro dos Espíritos dissipa os vossos despeitos

contra os ricos do mundo,

que são, não raro, muito miseráveis,

porquanto se acham sujeitos as provas

mais perigosas do que as vossas.

 

Estou convosco e meu apóstolo vos instrui.

Bebei na fonte viva do amor

e preparai-vos, cativos da vida,

a lançar-vos um dia, livres e alegres,

no seio dAquele que vos criou fracos

para vos tornar perfectíveis

e que quer modeleis vós mesmos

a vossa maleável argila,

a fim de serdes os artífices da vossa imortalidade. -

 

O Espírito de Verdade (Paris, 1861)." (Kardec, O Evangelho segundo o Espiritismo, 107. ed., p. 130-131).
Título: AME SEMPRE !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 18 de Janeiro de 2011, 12:38
Bondade

Ao apelo do divino Mestre, recomendando-nos “sede perfeitos”, evitemos a indesejável resposta da aflição.

Ninguém pode trair os princípios de seqüência que governam a Natureza, e o tempo será sempre o patrimônio divino, em cujas bênçãos alcançaremos as realizações que a vida espera de nós.

Antes de cogitar da colheita, atendamos à sementeira.

Antecipando a construção do teto de nossa casa espiritual, no aprimoramento que nos cabe atingir, edifiquemos humildes, erguendo sobre eles as paredes de nossa renovação, a fim de não nos perdemos no movimento vazio.

-*-

Iniciemos a perfeição de amanhã com a bondade de hoje.

Ninguém é tão deserdado no mundo que não possa começar com êxito necessário.

-*-

Não intentes curar o enfermo de um momento para o outro. Cede-lhe algumas gotas de remédio salutar.

-*-

Não busques regenerar o delinqüente a rudes golpes verbais. Auxilia-o, de algum modo, oferecendo-lhe algumas frases de fraternidade e compreensão.

-*-

Não procures estabelecer a verdade num gesto impetuoso de esclarecimento espetacular, acreditando desfazer as ilusões de muitos anos, em um só dia. Enceta a obra do reajustamento moral com os teus pequeninos gestos de sinceridade à frente de todos.

-*-

Não suponhas seja possível à milagrosa transformação de alguém, no caminho empedrado da crueldade ou da ignorância. Faze algo que possa servir de plantação inicial de luz no espírito que te propões reformar.

-*-

E ainda, em se tratando de nós, não julgues seja fácil converter nossa própria alma para Deus, num instante rápido. Trazemos conosco vasto acervo de sombras e precisamos serenidade e diligência para desintegrá-las, pouco a pouco, ao preço de nossa própria submissão à Lei do Senhor que nos rege os destinos.

-*-

Se realmente nos dispomos à aceitação do ensinamento do Divino Mestre, usemos de bondade, em todos os momentos da vida. Bondade para com o próximo, bondade para com os ausentes, bondade para com os nossos opositores, bondade para com todas as criaturas que nos cercam...

-*-

A bondade é chave de simpatia e conhecimento com que descerraremos a passagem para as Esferas Superiores.

-*-

Com ela, seremos mais humanos, mais amigos e mais irmãos.

Avancemos, assim, com a bondade por norma de ação. Retificando em nossa estrada os aspectos e experiências que nos desagradam na estrada dos outros, e desse modo, estejamos convictos de que o sonho sublime de nosso aperfeiçoamento encontrará, em breve futuro, plena concretização na Vida Eterna.



Livro – Abençoa Sempre – Francisco Cândido Xavier – espíritos diversos
Título: AME SEMPRE !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 18 de Janeiro de 2011, 12:40
Solidariedade


O que é solidariedade?

 

Para os egoístas a palavra reverbera perturbadora.

Incomoda porque o seu verdadeiro significado impõe mobilização

de recursos em favor do próximo.

 

Fundamenta-se em valores que não conseguimos quantificar.

 

Mas, o que é ser solidário?

 

É sentir a necessidade íntima de partilhar,

é querer ir mais além,

é perceber que a alegria de dar é indiscutivelmente superior à de receber;

é estender a mão ao próximo sem olhar sua raça,

condição gênero,

conta bancária.

 

A internalização do sentimento solidário

torna-nos efetivamente pessoas melhores.

 

A solidarização é o “sentimento de identificação

com os problemas de outrem,

o que leva as pessoas a se ajudarem mutuamente”

 

É uma maneira de assistência moral e espiritual

que se concede a alguém,

seja por simpatia,

piedade ou senso de justiça.

 

No sentido de laço de união fraternal

que une as pessoas,

pelo fato de serem semelhantes,

chamamos de solidariedade humana.

 

É compromisso pelo qual nos sentimos

em obrigação umas em relação às outras,

ou seja,

é a interdependência e a reciprocidade.



Infelizmente vivemos num ambiente social de quimeras postergadas,

de sonhos frustrados,

de mentes cansadas,

numa sociedade de nódoas morais,

de “mentes vazias”

e atoladas nas futilidades hodiernas,

isoladas no cipoal do “ego” enregelado.

 

Vivemos completamente mergulhados na vida egocêntrica,

que nos remete irreversivelmente à solidão.

 

O Espírito Emmanuel ressalta que

“a técnica avançou da produção econômica em todos os setores,

selecionando o algodão e o trigo por intensificar-lhes as colheitas,

mas, para os olhos que contemplam a paisagem mundial,

jamais se verificou entre os encarnados

tamanha escassez de pão e vestuário.

 

Aprimoraram-se as teorias sociais de solidariedade

e nunca houve tanta discórdia”

Os males que afligem a Humanidade

são resultantes exclusivamente do egoísmo

(ausência de solidariedade).

 

A eterna preocupação com o próprio bem-estar

é a grande fonte geradora de desatinos

e paixões desajustantes.

 

A máxima "Fora da Caridade não há Salvação"

 é a bandeira da Doutrina Espírita

na luta contra o egoísmo.

 

A solidariedade é a caridade em ação,

a caridade consciente,

responsável,

atuante,

empreendedora.

 

Os preceitos espíritas contribuem para o progresso social,

deteriora o materialismo,

faz com que os homens compreendam

onde está seu verdadeiro interesse.

 

O Espiritismo destrói os preconceitos

“de seitas, de castas e de raças,

ensina aos homens a grande solidariedade

que deve uni-los como irmãos”.

 

Destarte, segundo os Benfeitores espirituais,

“quando o homem praticar a lei de Deus,

terá uma ordem social fundada na justiça e na solidariedade”.

A recomendação do Cristo

“que vos ameis uns aos outros como eu vos amei”

 assegura-nos o regime da verdadeira solidariedade

e garante a confiança

e o entendimento recíproco entre os homens.

 

A solidariedade na vida social é como o ar para o avião.

O avião, apesar de toda tecnologia, se não tiver ar ele não voa.

 

A prática desse sentimento vivifica e fecunda

os germens que nele existem,

em estado latente,

nos corações humanos.

 

A Terra, local de provação e de exílio,

será pacificada por esse fogo sagrado

e verá exercido na sua superfície

a caridade,

a humildade,

a paciência,

o devotamento,

a abnegação,

a resignação

e o sacrifício,

virtudes todas filhas do amor e da solidariedade.

É imprescindível

darmo-nos, através do suor da colaboração

e do esforço espontâneo na solidariedade,

para atender, substancialmente,

as nossas obrigações primárias, à frente do Cristo.

Ante as responsabilidades resultantes

da consciência doutrinária,

que nos impõe a superar

a temática de vulgaridade

e imediatismo ante o comportamento humano,

em larga maioria,

a máxima da solidariedade

apresenta-se como roteiro abençoado

de uma ação espírita consciente,

capaz de esclarecer e edificar os corações,

com a força irresistível do exemplo.

 

Jorge Hessen
Título: AME SEMPRE !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 18 de Janeiro de 2011, 12:43
O Espiritismo em Sua Expressão Mais Simples

Máximas extraídas do ensinamento dos espíritos

35. O objetivo essencial do Espiritismo é o melhoramento dos homens. Não é preciso procurar nele senão o que pode ajudá-lo para o progresso moral e intelectual.

36. O verdadeiro Espírita não é o que crê nas manifestações, mas aquele que faz bom proveito do ensinamento dado pelos Espíritos. Nada adianta acreditar se a crença não faz com que se dê um passo adiante no caminho do progresso e que não o faça melhor para com o próximo.

37. O egoísmo, o orgulho, a vaidade, a ambição, a cupidez, o ódio, a inveja, o ciúme, a maledicência são para a alma ervas venenosas das quais é preciso a cada dia arrancar algumas hastes, e que têm como contraveneno: a caridade e a humildade.

38. A crença no Espiritismo só é proveitosa para aquele de quem se pode dizer: hoje está melhor do que ontem.

39. A importância que o homem atribui aos bens temporais está na razão inversa de sua fé na vida espiritual; é a dúvida sobre o futuro que o leva a procurar suas alegrias neste mundo, satisfazendo suas paixões, ainda que às custas do próximo.

40. As aflições na terra são os remédios da alma; elas salvam para o futuro, como uma operação cirúrgica dolorosa salva a vida de um doente e lhe devolve a saúde. É por isso que o Cristo disse: "Bem-aventurados os aflitos, pois eles serão consolados."

41. Nas suas aflições, olhe abaixo de você e não acima; pense naqueles que sofrem ainda mais que você.

42. O desespero é natural para aquele que crê que tudo acaba com a vida do corpo; é um contra-senso para aquele que tem fé no futuro.

43. O homem é muitas vezes o artesão de sua própria infelicidade neste mundo; se ele voltar à fonte de seus infortúnios, verá que a maior parte deles são o resultado de sua imprevidência, de seu orgulho e avidez, conseqüentemente, de sua infração às leis de Deus.

44. A prece é um ato de adoração. Orar a Deus é pensar Nele; é aproximar-se Dele; é pôr-se em comunicação com Ele.

45. Aquele que ora com fervor e confiança é mais forte contra as tentações do mal, e Deus envia-lhe bons Espíritos para assisti-lo. É um auxílio que nunca é recusado, quando é pedido com sinceridade.

46. O essencial não é orar muito, mas orar bem. Certas pessoas crêem que todo o mérito está na extensão da prece, enquanto fecham os olhos para seus próprios defeitos. A prece é para eles uma ocupação, um emprego do tempo, mas não uma análise de si mesmos.

47. Aquele que pede a Deus o perdão de seus erros não o obtém senão mudando de conduta. As boas ações são a melhor das preces, pois os atos valem mais que as palavras.

48. A prece é recomendada por todos os bons Espíritos; é, além disso, pedida por todos os Espíritas imperfeitos como um meio de tornar mais leves seus sofrimentos.

49. A prece não pode mudar os desígnios da Providência; mas, vendo que há interesse por eles, os Espíritos sofredores se sentem menos desamparados; tornam-se menos infelizes; ela exalta sua coragem, estimula neles o desejo de elevar-se pelo arrependimento e reparação, e pode desviá-los do pensamento do mal. É nesse sentido que ela pode não só aliviar, mas abreviar seus sofrimentos.

50. Cada um ore segundo suas convicções e o modo que acredita mais conveniente, pois a forma não é nada, o pensamento é tudo; a sinceridade e a pureza de intenção é o essencial; um bom pensamento vale mais que numerosas palavras, que se assemelham ao barulho de um moinho e onde o coração não está.

51. Deus fez homens fortes e poderosos para que fossem sustentáculos dos fracos; o forte que oprime o fraco é advertido por Deus; em geral ele recebe o castigo nesta vida, sem prejuízo do futuro.

52. A fortuna é um depósito cujo possuidor é tão-somente o usufrutuário, já que não a leva com ele para o túmulo; ele prestará rigorosas contas do emprego que fez dela.

53. A fortuna é uma prova mais arriscada que a miséria, porque é uma tentação para o abuso e os excessos, e porque é mais difícil ser moderado que ser resignado.

54. O ambicioso que triunfa e o rico que se sustenta de prazeres materiais são mais de se lamentar que de se invejar, pois é preciso ter em conta o retorno. O Espiritismo, pelos terríveis exemplos dos que viveram e que vêm revelar sua sorte, mostra a verdade desta afirmação do Cristo: "Aquele que se orgulha será humilhado e aquele que se humilha será elevado."

55. A caridade é a lei suprema do Cristo: "Amem-se uns aos outros como irmãos; - ame seu próximo como a si mesmo; perdoe seus inimigos; - não faça a outrem o que não gostaria que lhe fizessem"; tudo isso se resume na palavra caridade.

56. A caridade não está só na esmola pois há a caridade em pensamentos, em palavras e em ações. Aquele caridoso em pensamentos, é indulgente para com as faltas do próximo; caridoso em palavras, não diz nada que possa prejudicar seu próximo; caridoso em ações, assiste seu próximo na medida de suas forças.

57. O pobre que divide seu pedaço de pão com um mais pobre que ele é mais caridoso e tem mais mérito aos olhos de Deus que o que dá o que lhe é superfluo, sem se privar de nada.

58. Aquele que nutre contra seu próximo sentimentos de animosidade, ódio, ciúme e rancor, falta à caridade; ele mente, se se diz cristão, e ofende a Deus.

59. Homens de todas as castas, de todas as seitas e de todas as cores, vocês são todos irmãos, pois Deus os chama a todos para ele; estendam-se pois as mãos, qualquer que seja sua maneira de adorá-lo, e não atirem o anátema, pois o anátema é a violação da lei de caridade proclamada pelo Cristo.

60. Com o egoísmo, os homens estão em luta perpétua; com a caridade, estarão em paz. A caridade, constituindo a base de suas instituições, pode assim, por si só, garantir a felicidade deles neste mundo; segundo as palavras do Cristo, só ela pode também garantir sua felicidade futura, pois encerra implicitamente todas as virtudes que podem levá-los à perfeição. Com a verdadeira caridade, tal como a ensinou e praticou o Cristo, não mais o egoísmo, o orgulho, o ódio, a inveja, a maledicência; não mais o apego desordenado aos bens deste mundo. É por isso que o Espiritismo cristão tem como máxima: FORA DA CARIDADE NÃO HÁ SALVAÇÃO
Título: AME SEMPRE !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 18 de Janeiro de 2011, 12:44
Fraternidade dos discípulos de Jesus

Emmanuel

***********************************

A hora exige a nossa decisão,

no sentido de buscarmos

a fórmula básica

do serviço com Jesus,

se realmente nos propomos

cooperar

na obra regeneradora do mundo,

a partir de nós mesmos.

Agir sob a inspiração direta do Evangelho

é o caminho de acesso

à benção sublime a que o Céu nos destinou...

Crer, trabalhar e servir sem dogmas;

Sem exclusivismo;


Sem privilégios;

Sem conflitos;

Sem discórdia;

 

Sem separativismo;


Sem inquietação;

Sem desânimo;

Sem trincheiras intelectuais;

 

Sem torres de marfim do personalismo cristalizante;


Sem charcos do egoísmo dissolvente;


Sem títulos que desunam os nossos melhores
propósitos de responder aos apelos do Divino Mestre.

 

Cristo fala-nos,

como sempre,

nas páginas eternas

da Boa Nova, de braços abertos...

Quem puder abandonar a velha

e petrificada concha do “eu”,

para escutar-Lhe os ensinos,

na acústica do coração

e da consciência,

decerto não encontrará

outra senda que não seja

a da verdadeira fraternidade.

 

A única que nos conduzirá,

com segurança,

à nossa ressurreição

para a Vida Imperecível!...


Do Livro Vida e Caminho. Psicografia – Francisco Cândido Xavier.
Título: AME SEMPRE !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 18 de Janeiro de 2011, 12:46
TUDO É AMOR
--------------------
Vida - É o Amor existencial.
Razão - É o Amor que pondera.
Estudo - É o Amor que analisa.
Ciência - É o Amor que investiga.
Filosofia - É o Amor que pensa.
Religião - É o Amor que busca Deus.
Verdade - É o Amor que se eterniza.
Ideal - É o Amor que se eleva.
Fé - É o Amor que se transcende.
Esperança - É o Amor que sonha.
Caridade - É o Amor que auxilia.
Fraternidade - É o Amor que se expande.
Sacrifício - É o Amor que se esforça.
Renúncia - É o Amor que se depura.
Simpatia - É o Amor que sorri.
Altruísmo - É o Amor que se engrandece.
Trabalho - É o Amor que constrói.
Indiferença - É o Amor que se esconde.
Desespero - É o Amor que se desgoverna.
Paixão - É o Amor que se desequilibra.
Ciúme - É o Amor que se desvaira.
Egoísmo - É o Amor que se animaliza.
Orgulho - É o Amor que enlouquece.
Sensualismo - É o Amor que se envenena.
Vaidade - É o Amor que se embriaga.
Finalmente, o ódio, que julgas ser a antítese do Amor,
não é senão o próprio Amor que adoeceu gravemente.

(ANDRÉ LUIZ)
Título: AME SEMPRE !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 18 de Janeiro de 2011, 12:48
Caracteres da Perfeição


Amai os vossos inimigos;

fazei o bem aos que vos odeiam

e orai pelos que vos perseguem e caluniam. -

Porque, se somente amardes os que vos amam

que recompensa tereis disso?

Não fazem assim também os publicanos? -

Se unicamente saudardes os vossos irmãos,

que fazeis com isso mais do que outros?

Não fazem o mesmo os pagãos? -

Sede, pois, vós outros,

perfeitos, como perfeito é o vosso Pai celestial.

(S. MATEUS, cap. V, vv. 44, 46 a 48.)


                **************
Pois que Deus

possui a perfeição infinita em todas as coisas,

esta proposição:

"Sede perfeitos, como perfeito é o vosso Pai celestial",

tomada ao pé da letra,

pressuporia a possibilidade

de atingir-se a perfeição absoluta.

 

Se à criatura fosse dado ser tão perfeita quanto o Criador,

tornar-se-ia ela igual a este,

o que é inadmissível.

 

Mas, os homens a quem Jesus falava

não compreenderiam essa nuança,

pelo que ele se limitou a lhes apresentar

um modelo e a dizer-lhes

que se esforçassem pelo alcançar.

Aquelas palavras, portanto,

devem entender-se no sentido da perfeição relativa,

a de que a Humanidade é suscetível

e que mais a aproxima da Divindade.

 

Em que consiste essa perfeição?

 

Jesus o diz:

"Em amarmos os nossos inimigos,

em fazermos o bem aos que nos odeiam,

em orarmos pelos que nos perseguem."

 

Mostra ele desse modo que a essência da perfeição

é a caridade na sua mais ampla acepção,

porque implica a prática de todas as outras virtudes.

Com efeito,

se se observam os resultados

de todos os vícios e,

mesmo, dos simples defeitos,

reconhecer-se-á nenhum haver que não altere

mais ou menos o sentimento da caridade,

porque todos têm seu princípio

no egoísmo e no orgulho,

que lhes são a negação;

e isso porque tudo o que sobreexcita

o sentimento da personalidade destrói,

ou, pelo menos,

enfraquece os elementos da verdadeira caridade,

que são:

a benevolência,

a indulgência,

a abnegação

e o devotamento.

 

Não podendo o amor do próximo,

levado até ao amor dos inimigos,

aliar-se a nenhum defeito contrário à caridade,

aquele amor é sempre,

portanto,

indício de maior ou menor superioridade moral,

donde decorre que o grau da perfeição

está na razão direta da sua extensão.

 

Foi por isso que Jesus,

depois de haver dado a seus discípulos

as regras da caridade,

no que tem de mais sublime, lhes disse:

 

"Sede perfeitos, como perfeito é vosso Pai celestial."



Allan Kardec. Da obra: O Evangelho Segundo o Espiritismo.112 edição.
Título: AME SEMPRE !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 18 de Janeiro de 2011, 12:50
Trabalho e Educação
-----------------------

Não basta se diga

ao homem

que lhe corre o dever de trabalhar.

 

É preciso que aquele

que tem de prover à sua existência

por meio do trabalho

encontre em que se ocupar,

o que nem sempre acontece.

 

Quando se generaliza, a suspensão do trabalho

assume as proporções de um flagelo,

qual a miséria.

 

A ciência econômica procura remédio para isso

no equilíbrio entre a produção e o consumo.

 

Mas, esse equilíbrio,

dado seja possível estabelecer-se,

sofrerá sempre intermitências,

durante as quais não deixa o trabalhador

de ter que viver.

 

Há um elemento,

que se não costuma fazer pesar na balança

e sem o qual

a ciência econômica não passa de simples teoria.

 

Esse elemento é a educação,

não a educação intelectual,

mas a educação moral.

 

Não nos referimos, porém,

à educação moral pelos livros

e sim à que consiste na arte de formar os caracteres,

à que incute hábitos,

porquanto a educação

é o conjunto dos hábitos adquiridos.

 

Considerando-se a aluvião de indivíduos

que todos os dias são lançados

na torrente da população,

sem princípios,

sem freio e entregues a seus próprios instintos,

serão de espantar as conseqüências desastrosas que daí decorrem?

 

Quando essa arte for conhecida,

compreendida

e praticada,

o homem terá no mundo hábitos

de ordem

e de previdência para consigo mesmo

e para com os seus,

de respeito a tudo

o que é respeitável,

hábitos que lhe permitirão

atravessar menos penosamente

os maus dias inevitáveis.

 

A desordem e a imprevidência

são duas chagas

que só uma educação bem entendida pode curar.

 

Esse o ponto de partida,

o elemento real do bem-estar,

o penhor da segurança de todos.



Allan Kardec. Da obra: O Livro dos Espíritos.Parte 3a, cap. III, questão 685
Título: AME SEMPRE !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 18 de Janeiro de 2011, 12:52
Unificação Espirita
*****************

Allan KARDEC:

"Um dos maiores obstáculos capazes de retardar

a propagação da Doutrina

seria a falta de unidade.

O único meio de evitá-la,

senão quanto ao presente,

pelo menos quanto ao futuro,

é formulá-la em todas as suas partes

e até nos mais mínimos detalhes,

com tanta precisão e clareza,

que impossível se torne

qualquer interpretação divergente."

Allan Kardec, Obras Póstumas, Projeto 1868
--------------------------------------------------------------------

EMMANUEL :

"Tolerância é o cimento da união ideal."


ALIANÇA ESPÍRITA
Por: Emmanuel

Aliando as sociedades espíritas

para salvaguardar a pureza e a simplicidade

dos nossos princípios,

é forçoso considerar

o Imperativo da aproximação,

no campo de nós mesmos.

Decerto, ninguém pode exigir

que o próximo pense com cabeça diversa da que possui.

Cada viajante vê a paisagem da posição

em que se coloca e toda posição renova as perspectivas.

 
União, desse modo, para nós,

não significa imposição do recurso interpretativo,

 mas, acima de tudo,

entendimento mútuo

de nossas necessidades,

com o serviço da cooperação atuante,

a partir do respeito que devemos uns aos outros.

Iniciemos, assim,

a nossa edificação de concórdia

aposentando a lâmina da crítica.

Zurzir os irmãos de luta

é retalhar-lhes a própria alma,

exaurindo-lhes as forças.


Se o companheiro fala para o bem,

ainda que sejam algumas frases por dia,

estende-lhe concurso espontâneo

para que enriqueça o próprio verbo;

se escreve para construir,

ainda que seja uma página por ano,

encoraja-lhe o esforço nobre;

se consagra energias no socorro aos doentes,

ainda que seja vez por outra,

incentiva-lhe o trabalho;

se consegue dar apenas migalha

no culto da assistência aos que sofrem,

auxilia-lhe o passo

começante nas boas obras;

se vive afastado das próprias obrigações,

ora por ele, em vez de açoitá-lo, e,

se está em erro, ampara-lhe o esclarecimento,

através da colaboração digna,

lembrando que a azedia agrava a distância.
Educarás ajudando e unirás compreendendo.

Jesus não nos chamou para exercer a função

de palmatórias na Instituição universal do Evangelho,

e, sim, foi categórico ao afirmar:

 “os meus discípulos serão conhecidos por muito se amarem”.

E Allan Kardec, explanando

sobre a conveniência da multiplicação dos grupos espíritas,

asseverou claramente,

no item 334, do capitulo XXIX, de “O Livro dos Médiuns”,

que “esses grupos, correspondendo-se entre si,

visitando-se, permutando observações,

podem formar, desde já,

o núcleo da grande família espírita

que um dia consorciará todas as opiniões

e reunirá os homens por um único sentimento:

o da fraternidade, trazendo o cunho da caridade cristã”.

Emmanuel,
Reunião pública de 7/10/60, Questão nº 334
(Seara dos Médiuns, 73, FCXavier, edição FEB)


--------------------------------------------------------------------------------

BEZERRA DE MENEZES

UNIFICAÇÃO
Por Bezerra de Menezes

"O serviço de unificação em nossas fileiras

é urgente mas não apressado.

 

Uma afirmativa parece destruir a outra.

Mas não é assim.

 

É urgente porque define o objetivo

a que devemos todos visar;

mas não apressado,

porquanto não nos compete violentar consciência alguma.

Mantenhamos o propósito de irmanar,

aproximar,

confraternizar

e compreender e,

se possível, estabeleçamos em cada lugar,

onde o nome do Espiritismo apareça

por legenda de luz,

um grupo de estudo,

ainda que reduzido,

da Obra Kardequiana,

à luz do Cristo de Deus.


A Doutrina Espírita possui

os seus aspectos essenciais

em configuração tríplice.

 

Que ninguém seja cerceado

em seus anseios de construção e produção.

 

Quem se afeiçoe à ciência que a cultive em sua dignidade,

quem se devote à filosofia que lhe engrandeça os postulados

e quem se consagre à religião que lhe divinize as aspirações,

mas que a base Kardequiana

permaneça em tudo e todos,

para que não venhamos a perder o equilíbrio

sobre os alicerces

em que se nos levanta a organização.


Ensinar, mas fazer;

crer, mas estudar;

aconselhar, mas exemplificar;

 reunir, mas alimentar.


É indispensável manter o Espiritismo,

qual foi entregue pelos Mensageiros Divinos

a Allan Kardec:

sem compromissos políticos,

sem profissionalismo religioso,

sem personalismos deprimentes,

sem pruridos de conquista a poderes terrestres transitórios.

Allan Kardec nos estudos,

nas cogitações,

nas atividades,

nas obras,

a fim de que a nossa fé não se faça hipnose,

pela qual o domínio da sombra se estabelece

sobre as mentes mais fracas,

acorrentando-as a séculos de ilusão e sofrimento.


Seja Allan Kardec, não apenas crido ou sentido,

apregoado ou manifestado, a nossa bandeira,

mas suficientemente vivido,

sofrido, chorado e realizado

em nossas próprias vidas.

 

Sem essa base é difícil forjar o caráter espírita-cristão

que o mundo conturbado espera de nós

pela unificação.
Amor de Jesus sobre todos, verdade de Kardec para todos.

Bezerra de Menezes, trechos da mensagem “Unificação”, Psic. F.C.Xavier – Reformador, dez/1975)
FONTE: CEI - Conselho Espírita Internacional.


--------------------------------------------------------------------------------

EMMANUEL:

 

UNIÃO
Por Emmanuel

Compadece-te e ajuda,

a fim de que possas servir na união para o bem.

Não fosse a bondade do lavrador que ampara a semente seca,

não receberias na mesa o conforto do pão.


Não fosse o trabalho do operário que assenta tijolo por tijolo,

 não disporias de segurança, no alicerce do próprio lar.


Isso acontece nos elementos mais simples.

Repara, porém,

a atitude da vida

para que ninguém falte

à comunhão do progresso.

Não condena ela o paralítico porque não ande.
Dá cadeira de rodas.

Não malsina os olhos enfermos.
Brune lentes protetoras.

Não relega os mutilados à própria sorte.
Faz recursos mecânicos.

Não se revolta contra os ignorantes que lhe torcem as diretrizes.
Acende a luz da escola.

Não aniquila os loucos que lhe injuriam as leis.
Acolhe-os generosamente no regaço do hospício.

Imitando o sentimento da vida,

sejamos, uns para os outros,

quando preciso, a muleta e o remédio.

Olvidemos os defeitos do próximo,

na certeza de que todos nos encontramos

sob o malho das horas,

na bigorna da experiência.

 

Tolerância é o cimento da união ideal.

 
E só a união faz a força.

Entretanto, há força e força.

Reúnem-se milhões de gotas e criam a fonte.


Congregam-se milhões de fagulhas e formam o Incêndio.

Pensa um pouco e entenderás que é sempre muito fácil

 ajuntar os interesses da Terra

e fazer a união para o bem da força,

mas apenas entesourando as qualidades

do Cristo na própria alma

é que nos será possível,

em verdade,

fazer a união para a força do bem.

Emmanuel, "Seara dos Médiuns", 46, FCXavier, FEB
***************
Título: AME SEMPRE !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 18 de Janeiro de 2011, 12:54
Pensamentos e Fluidos

Autor: Allan Kardec

********************************************************

“Os maus pensamentos corrompem os fluidos espirituais, como os miasmas deletérios corrompem o ar respirável” - (Allan Kardec - A Gênese, cap. XIV, item 16).

¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

Vimos que o pensamento exerce uma poderosa influência nos fluidos espirituais,

modificando suas características básicas.

 

Os pensamentos bons impõem-lhes luminosidade e vibrações elevadas

que causam conforto e sensação de bem estar às pessoas sob sua influência.

 

Os pensamentos maus provocam alterações vibratórias contrárias às citadas acima.

Os fluidos ficam escuros e sua ação provoca mal estar físico e psíquico.

Pode-se concluir assim, que em torno

de uma pessoa,

de uma família,

de uma cidade,

de uma nação

ou planeta,

existe uma atmosfera espiritual fluídica,

que varia vibratoriamente, s

egundo a natureza moral dos Espíritos envolvidos.

À atmosfera fluídica associam-se seres desencarnados

com tendências morais e vibratórias semelhantes.

 

Por esta razão, os Espíritos superiores recomendam

que nossa conduta, nas relações com a vida,

seja a mais elevada possível.

 

Uma criatura que vive entregue ao pessimismo

e aos maus pensamentos,

tem em volta de si uma atmosfera espiritual escura,

da qual aproximam-se Espíritos doentios.

 

A angústia, a tristeza e a desesperança aparecem,

formando um quadro físico-psíquico deprimente,

que pode ser modificado sob a orientação dos ensinos morais de Jesus.

“A ação dos Espíritos sobre os fluidos espirituais

tem conseqüências de importância direta e capital para os encarnados.

 

Desde o instante em que tais fluidos são o veículo do pensamento;

que o pensamento lhes pode modificar as propriedades,

é evidente que eles devem estar impregnados das qualidades boas ou más,

dos pensamentos que os colocam em vibração,

modificados pela pureza ou impureza dos sentimentos”

 

- (Allan Kardec - A Gênese, cap. XIV, item 16).

À medida que cresce

através do conhecimento,

o homem percebe que suas mazelas,

tanto físicas quanto espirituais,

é diretamente proporcional

ao seu grau evolutivo

e que ele pode mudar esse estado de coisas,

modificando-se moralmente.

 

Aliando-se a boas companhias espirituais

através de seus bons pensamentos,

poderá estabelecer uma melhor

atmosfera fluídica em torno de si e,

consequentemente, do ambiente em que vive.

 

Resumindo, todos somos responsáveis

pelo estado de dificuldades morais que vive o planeta atualmente.

“Melhorando-se,

a humanidade verá depurar-se

a atmosfera fluídica em cujo meio vive,

porque não lhe enviará senão bons fluidos,

e estes oporão uma barreira à invasão dos maus.

 

Se um dia a Terra chegar a não ser povoada

senão por homens que, entre si, praticam as leis divinas

do amor e da caridade,

ninguém duvida que não se encontrem

em condições de higiene física e moral

completamente outras que as hoje existentes”

 

- (Allan Kardec - Revista Espírita, Maio, 1867).
Título: Irradie Nossa Luz em Prece aos Nossos Irmãos que Sofrem !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 18 de Janeiro de 2011, 12:57
Irradie Nossa Luz em Prece, a Todos os Nossos Irmãos
que Sofrem em todos os Lugares Deste "Nosso Lar" !
***********************************************

Prece de Cáritas

Deus, nosso Pai, que sois todo Poder e Bondade,

dai a força àquele que passa pela provação,

dai a luz àquele que procura a verdade;

ponde no coração do homem a compaixão e a caridade!

Deus, Dai ao viajor a estrela guia,

ao aflito a consolação, ao doente o repouso.

Pai, Dai ao culpado o arrependimento,

ao espírito a verdade, à criança o guia, e ao órfão o pai!

Senhor, que a Vossa Bondade se estenda sobre tudo o que criastes.

Piedade, Senhor, para aquele que vos não conhece, esperança para aquele que sofre.

Que a Vossa Bondade permita aos espíritos consoladores

derramarem por toda a parte, a paz, a esperança, a fé.

Deus! Um raio, uma faísca do Vosso Amor

pode abrasar a Terra;

deixai-nos beber nas fontes dessa bondade

fecunda e infinita, e todas as lágrimas secarão,

todas as dores se acalmarão.

E um só coração, um só pensamento subirá até Vós,

como um grito de reconhecimento e de amor.

Como Moisés sobre a montanha,

nós Vos esperamos com os braços abertos, oh Poder!,

oh Bondade!, oh Beleza!, oh Perfeição!,

e queremos de alguma sorte merecer a Vossa Divina Misericórdia.

Deus, dai-nos a força para ajudar o progresso,

afim de subirmos até Vós;

dai-nos a caridade pura, dai-nos a fé e a razão;

dai-nos a simplicidade que fará de nossas almas

o espelho onde se refletirá a Vossa Divina e Santa Imagem.

Assim Seja.
Título: RESSURGE PARA VÓS UM NOVO PERIODO - Efigenio (Equipe Nosso Lar) Medium Maria
Enviado por: mariamanuelacorujo em 19 de Janeiro de 2011, 23:02
Com Amor.wmv (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PWpDYzFBOXpUZkp3Iw==)
Título: AME SEMPRE !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 20 de Janeiro de 2011, 07:40
E A VIDA CONTINUA…
Apresentando-me aos novos Semeadores da Luz Queridos irmãos em Jesus,

No momento em que almas afins se congraçam e se consagram aos serviços do amor ao próximo, das formas possíveis, quaisquer que elas sejam, depositam para o seu próprio futuro uma fortuna em luz imorredoura que saberá prover a todos de toda a paz que esperam há milênios, pois que estiveram atravessando grandes pedreiras e ruínas para conseguirem chegar até aqui.

Rejubilamo-nos, daqui, com a oportunidade que também nos concedem de podermos agir em nome de Jesus, dando nosso óbolo para a reconstrução da paisagem terrena, através de mínimas, mas exultantes e autênticas demonstrações do amor que nos aproxima uns dos outros.

Ao serem desferidos, porém, sobre os irmãos em plano carnal, responsáveis pelo encaminhamento de várias destas tarefas espirituais de porte, muitos dardos de incompreensão e revolta, partidos das esferas onde ainda reina a enfermidade e a ignorância espiritual, engrandecem-se esses mais e mais, à medida em que conseguem suplantar tais investidas, haurindo lições de cada situação difícil para um amadurecimento cada vez mais acentuado e produtivo no quadro da sua própria evolução.

Não estareis imunes

ao advento destes tropeços

 e adversidades inevitáveis

que representam e apontam

para a extensão

da sementeira que tendes iniciado

em algum momento

de vossas romagens pela Terra,

que agora já mostram o seu desabrochar e a sua frutificação.

É preciso saber vencer

galhardamente

todas as horas de crise e solidão,

as refregas e as lágrimas de dor

ou de apatia,

dentro da própria luz do trabalho.


Reforma interior,

vigilância e fé,

persistência no amor

e humildade, entretanto,

são sempre redomas

 intransponíveis a quaisquer raios

danosos às almas comprometidas com o Bem.



De mãos dadas,

com amor,

e arrimados nesta irmandade inseparável,

a luz dará vez às trevas que queiram se impor.


Jesus, o Amorável Mestre,

zela por todos os seus discípulos da Terra,

quanto mais aos que que dão à luz

a todos os roteiros de caminhos

para que a humanidade chegue aos ensinamentos divinos.


Não descuida Ele das lavouras de trabalhos

de recuperação do espírito eterno,

do homem em experiência física

e da sociedade terrena do novo milênio,

acima de todos os percalços que a humanidade

julgue difíceis de serem vencidos.


Por isso mesmo,

a persistência nos bons propósitos,

a despeito de quaisquer impedimentos

que surjam é providência indispensável

para os trabalhos de envergadura

que em alguns momentos aparentam

estar em declínio ou em finalização.


Quando as sombras da dúvida

ou da vacilação surgirem

apontando rumos enganosos

de que nada mais vos compete

ou quando não vos sentis aptos o

u guarnecidos para tais ou quais tarefas,

relembrai o ideal superior que nos move a todos,

dentro desta odisséia da evolução.


Procurai, então,

sempre voltar às trajetórias felizes já encetadas,

mesmo que transformadas

e dinamizadas em moldes novos,

ou iniciar outras sementeiras

e projetos de ação espiritual,

na certeza de que toda hora atravessada

com prejuízos reais ou aparentes,

paralisantes do ritmo costumeiro

ou que tenham avassalado o equilíbrio

da dinâmica do trabalho geral q

ue estáveis a conduzir representará

valiosa bagagem acrescentada

àquela que já portáveis,

para vos servir de alerta e bússola

inequívoca para próximas vezes

em outros empreendimentos espirituais.


Não desconsidereis, portanto, qualquer circunstância fortuita que pareça querer embaraçar-vos a rota. Muitas vezes são situações planejadas no astral inferior que trazem em seu bojo o ensejo de confundir-vos nas vossas novas obras iniciadas e, portanto, devem ser superadas.



Os compromissos selados com os Mestres da Terra deverão sofrer, a partir de agora, enquanto estais a pensar que devereis vos resguardar apenas, um influxo mais acirrado e necessário para que se desdobrem, a cada dia, em grande dinamismo de providências espirituais e materiais em todos os setores da sociedade terrena.


Preparar ainda um terreno fértil para a grande plantação do novo tempo da Terra está determinado na pauta da administração espiritual superior, em benefício de frações de seres imbuídos da restauração do funcionamento cotidiano da humanidade terrena que sobrevive a cada etapa cíclica das tormentas planetárias.


Daqui para diante serão devassados e aquilatados pela nossa ausculta pessoal, ancorados pela outorga divina da pasta que nos foi atribuída de Direção de Projetos Integrados em “Paradigmas Paralelos na Espiritualização da Terra”, todos os mais variados pormenores da situação espiritual, emocional e física, específicas de todos companheiros eternos nossos em vaso físico, que se agregam e participam dos grupos humanos de semeadura de verdades e de projetos futuristas durante e pós- período vigente do orbe.



Como já vem acontecendo, sem que o saibais, e como dádiva superior diante de vossa perseverança no amor e no intuito supremo de se fortalecerem os vossos trabalhos cada vez mais, dada a importância da vossa colaboração espiritual no momento atual da grande travessia de vosso globo e de vossos irmãos planetários em avaliação espiritual, estamos habilitando-vos, os que se consideram dentro deste perfil de colaboradores da nova Terra, como baluartes da Nova Era, recebendo um arsenal novo de constituição perispiritual, acrescentado de ‘fluidos bioelétricos’ que vos sustentarão durante esses embates que estais travando neste momento planetário.


Todos os lares estão sendo reequilibrados, sendo objeto de atuação dos mestres e técnicos espirituais e cósmicos, especializados para esta função, abrindo caminhos novos para o horizonte de luz que vos aguarda na Terra, ainda, e para além dela, logo mais.



Não haja preocupação sobre o encaminhamento e os roteiros das atividades relativos a todos os aspectos de dinâmica social das cidades e nações que continuam suas marchas de evolução na Terra, daqui para frente, pois que, logo sejam verdadeiramente iniciadas as tarefas novas de cada pasta de ação do Governo Espiritual na Terra renovada, com a participação integral de todos os seres previamente eleitos para serem envolvidos em cada uma delas, todos os pormenores da atuação da cada setor societário, administrados por criaturas humanas eleitas para cada qual de seus misteres, serão trazidos intuitivamente ao conhecimento de todos.


Na certeza de que Deus, nosso Pai, abençoa-nos a todos nesse desiderato promissor, estimulamo-vos, por nossa vez, a que prossigais na jornada redentora do atual momento de vossas vidas, que segue seu trajeto diário, a despeito de quaisquer sacrifícios passageiros que se imponham e de quaisquer prerrogativas que vos inquietem e vos paralisem em expectativas precoces e que não frutificam quanto ao Bem que sempre pode ser realizado.


O mérito da criatura está em fazer do Bem o ‘objeto’,

o ‘objetivo’ e a ‘luta’ suprema de cada dia,

mormente agora,

neste embarque para a era nova de todas as almas terrenas,

quando cada ato de amor vos discrimina

e traz o ensejo de que outras almas

despertem para o rumo de suas próximas viagens evolutivas.



Para tanto, muitas lágrimas, dentre as alegrias e a satisfação intensa da vitória do amor na Terra, poderão rolar nos rostos de muitos de vós, para molharem o terreno árida, ainda, de muitos corações humanos.


Mas, essas lágrimas, que regarão o solo mental e valorativo de muitas almas irmãs vossas, e que promoverão a espiritualização e sublimação de seus seres recalcitrantes, farão fecundos esses mesmos corações, a fim de que possam eles sentir o alvitre de semearem também muitas novas sementes na terra fértil do novo milênio na Terra, em prol de todos os irmãos que caminham nesta mesma seara de aprimoramento espiritual.



Um futuro radioso será o resultado maravilhoso dessa empreitada benfeitora de vós, semeadores da Luz !


Tentai sempre vos encorajardes diante da dor

e diante do serviço em prol do amanhã

de vosso planeta,

pois estareis assim,

perante a vossa própria consciência

e perante nosso Pai Criador,

diante da ‘Obra Concreta do Vosso Próprio Amor’ !


Que possais ainda permanecer na dispensação de vossos dons altruístas aos seres humanos, carentes do discernimento e das oportunidades que tendes já desfrutado por obra da Misericórdia Divina em vossas vidas.


Apesar de vossos méritos,

a Sua Mão abençoadora

vos tem poupado de inúmeros percalços

e dissabores que a vossa imprevidência arregimenta,

ainda, a cada dia,

em cada ato de indiferença

ou de negligência de vossos espíritos

ante o sofrimento e as lágrimas,

pela fome,

também do afeto,

pela dor,

também moral,

ou pela angústia,

também mortal,

de vossos irmãos da Terra.


Caminhai, pois, um tanto mais, paralelamente à concretude da ‘realidade’ terrena, buscando ainda o burilamento constante e o trabalho incessante do Amor para mais alegria sentirdes ao verdes, após a devassa e a tormenta, as flores perfumadas que deixásteis pelos caminhos de luz eternizados pelas boas obras de vossas jornadas na Terra !

‘” E a vida continua…”

Que Jesus nos ilumine e nos ampare a todos !

Muita paz !

Humberto de Campos

Irmão X

autor do livro:
“Brasil, Coração do Mundo, Pátria do Evangelho”
Psicografado por Chico Xavier
Título: AME SEMPRE !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 20 de Janeiro de 2011, 08:47
A evolução

é a transição do ser da condição de escravo

à condição de senhor do próprio destino.

Almas milenarmente necessitadas, somos agora discípulos do bem.

E ainda no estágio da experiência atual, por vezes,

inconscientes e distraídos, se aprendemos,

fazemos segredo do que sabemos;

se ganhamos, erguemos o monopólio do que temos;

se nos emocionamos, disfarçamos o que sentimos em prejuízo dos semelhantes.

Por isso, freqüentemente, nossos espíritos,

cegos – não vêem as bênçãos da Providência;

surdos – não ouvem as vozes que cascateiam da Altura;

mudos – não confessam as próprias faltas.

Cumpre-nos considerar, entretanto, que ninguém adita

um milímetro de imperfeição perene à obra Imperecível de Deus,

da qual participamos inevitavelmente, desde que fomos criados,

porquanto, toda manifestação impura tem a duração de um átimo,

à frente da Eternidade.

Desse modo, não te amofines quanto às condições difíceis

em que te encontras, na romagem terrestre, sejam elas quais forem.

Se a Lei concede o corpo conforme o espírito,

não olvides que as melhores posições,

perante o mundo, são aquelas que nos oferecem as inibições físicas,

as dificuldades de nascimento, as heranças fisiológicas de amargo teor,

as lutas e os obstáculos incessantes, as adversidades e provações sucessivas,

pois somente no círculo dessas desvantagens aparentes

é que superamos os nossos antigos defeitos morais e nos candidatam

às Estâncias Resplandecentes da Vida Maior.

Estuda as tuas facilidades do momento que passa.

Quase sempre a obsessão entra na vida humana de braços dados com elas…

Se trouxeres a consciência arpoada pelo remorso,

não te entregues inerme ao aguilhão com que te prende a cabeça.

 

Busca refazer o destino, ajudando os outros,

hora após hora,

sem te esqueceres de que se o sorriso

é idioma internacional,

o gemido também o é…

E auxiliando,

age com presteza,

de vez que o remédio que chega atrasado,

torna-se fraco para combater a doença que já progrediu…

Auscultemos intuitivamente o báratro do pretérito,

no pélago de nós mesmos,

pois a culpa,

em forma de tentação,

se nos imiscui no presente,

até o resgate final dos próprios débitos,

contudo, ainda, assim,

arrima-te no trabalho

e asserena-te na esperança,

porque, mesmo nas mais densas trevas,

ninguém vive órfão da solidariedade Divina.



Pelo Espírito Lameira Andrade -

Do livro: Ideal Espírita.

Médium: Francisco Cândido Xavier .
Título: AME SEMPRE !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 21 de Janeiro de 2011, 07:54
Arrima-te no trabalho e asserena-te na esperança - Lameira de Andrade

A evolução

é a transição do ser da condição de escravo
à condição de senhor do próprio destino.

Almas milenarmente necessitadas, somos agora discípulos do bem.
E ainda no estágio da experiência atual, por vezes,
inconscientes e distraídos, se aprendemos,
fazemos segredo do que sabemos;
se ganhamos, erguemos o monopólio do que temos;
se nos emocionamos, disfarçamos o que sentimos em prejuízo dos semelhantes.

Por isso,…
Continuar Postado em 20 janeiro 2011 às 5:43 ‚Äî
 E A VIDA CONTINUA… - Humberto de Campos
E A VIDA CONTINUA…
Apresentando-me aos novos Semeadores da Luz Queridos irmãos em Jesus,
No momento em que almas afins se congraçam e se consagram aos serviços do amor ao próximo, das formas possíveis, quaisquer que elas sejam, depositam para o seu próprio futuro uma fortuna em luz imorredoura que saberá prover a todos de toda a paz que esperam há milênios, pois que estiveram atravessando grandes pedreiras e ruínas para conseguirem chegar até aqui.


Título: AME SEMPRE !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 21 de Janeiro de 2011, 07:57
Luz no Coração


As sombras que recaem sobre a humanidade,

no campo moral,

nada mais são que a ausência do Evangelho

nos corações das criaturas.


Daí a necessidade de uma vivência maior

dentro dos padrões traçados por Jesus,

por parte daqueles que já se encontraram com o Mestre.

A esses, cabe a tarefa de iluminação do planeta.

Conforme o próprio Mestre asseverou,

eles terão de ser o “sal da Terra”,

conservando a elevação do pensamento

e dando o sabor da fraternidade à vida de relação.


Se a tarefa parece difícil,

é oportuno recordar que,

sem o espírito de renúncia,

desprendimento e disciplina,

as dores da humanidade

se agravariam ainda mais.


As sombras, contudo,

hão de ser passageiras,

porque o sol do amor de Deus

não deixará que a ignorância imponha,

por muito tempo,

seus efeitos nefastos aos homens

de boa vontade e amantes da paz.


Se brutalidade ainda recrudesce,

cabe aos seguidores do Cristo

o desenvolvimento da concórdia,

por meio do próprio exemplo,

na prática dos ensinos evangélicos.


Se a dor moral ainda persiste,

como efeito dos enganos e da rebeldia,

o alívio por meio do esclarecimento

é o único caminho

e o principal recurso a ser mobilizado.

Se o homem se ressente de seus atos cheios de sombras,

cabe a ele mesmo reerguer-se para a luz de Deus,

a fim de construir

em sua consciência

a cidadela de paz que o mundo deseja.

 
Somente com o desenvolvimento do amor

em níveis mais elevados,

conseguirá o homem

construir a sociedade livre das mazelas

que hoje assolam os povos e retardam o progresso.


Confiemos, porém,

no amor do Pai,

oferecendo nossos esforços,

em nosso campo de atuação,

para que a luz que todos desejamos

venha a nascer dos nossos próprios corações.

 
Scheilla
 
Título: Re: AME SEMPRE !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 21 de Janeiro de 2011, 07:59
Lembra-te

A vida terrestre é uma escola,

um meio de educação e de aperfeiçoamento pelo trabalho,

pelo estudo e pelo sofrimento.

Não há felicidade, nem mal eternos.

A recompensa ou o castigo consistem na extensão

ou no encurtamento das nossas faculdades,

do nosso campo de percepções,

resultantes do bom ou mau uso

que houvermos feito do nosso livre arbítrio,

e das aspirações ou tendências

 que tivermos em nós desenvolvido.

Livre e responsável,

a alma traz em si a lei dos seus destinos;

prepara, no presente as alegrias ou as dores do futuro.

 

A vida atual é a conseqüência,

a herança das nossas vidas precedentes,

e a condição das que se lhe devem seguir.

O espírito se esclarece,

se engrandece em potências intelectuais e morais,

na medida do trajeto efetuado,

e da impulsão dada aos seus atos para o bem e para a verdade.

 

Leon Denis
Título: AME SEMPRE !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 21 de Janeiro de 2011, 08:02
A Grande Transição.MP4 (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PWduRGprc0EwSE04Iw==)
Título: AME SEMPRE !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 21 de Janeiro de 2011, 08:06
ALLAN KARDEC "O Evangelho segundo o espiritismo" PARTE 1.wmv (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PUZvYjVFYzhZOF9RI3dz)
Título: AME SEMPRE !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 21 de Janeiro de 2011, 08:10
YouTube - Broadcast Yourself. (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PXFWSnphakJvUFpBIw==)
Título: Re: AME SEMPRE !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 22 de Janeiro de 2011, 00:23


CARIDADE -Fabiano de Cristo (Chico Xavier)

Sem a caridade, tudo, na Terra que povoamos, seria o caos do princípio.

A ciência ateará sempre a chama da palavra nos lábios humanos, erguendo pedestais à inteligência; mas sem a caridade de Jesus, que alimenta o corpo e sustenta a vida, debalde se levantarão púlpitos e monumentos.

Todos os patrimônios que enriquecem o homem foram acumulados pela graça do Senhor, considerando o progresso em seus alicerces profundos.

A caridade divina é tangível em toda parte.

Caridade é ar que respiramos, a luz que nos aclara os caminhos, o grão que nos supre de forças, o pano que nos envolve, a afeição que nos acalenta, o trabalho que nos aperfeiçoa e a experiência que nos aprimora.

O mundo inteiro é uma instituição de amor divino, a que nos acolhemos para amealhar a riqueza do futuro. A caridade é a coluna central que o mantém. Sem ela, que exprime paciência e humildade, serviço e elevação, a maquina da vida paralisaria em todas as peças. Sem ela, os santos mofariam no paraíso e os pecadores clamariam, desesperados, no inferno; os fortes não se inclinariam para os fracos, nem os fracos vicejariam ao contacto dos fortes; os sábios apodreceriam na estagnação, por ausência de exercício, e os ignorantes gemeriam, condenados indefinidamente às próprias trevas.

Mas a bendita sentinela de Deus é o Anjo Guardião do Universo, e nunca relega as criaturas ao desamparo, ensinando que a vitória do bem, com ascensão para a luz, é sempre obra de cooperação, interdependência e fraternidade.

A estátua não desfrutaria o louvor da praça pública sem a caridade do material inferior que lhe assegura o equilíbrio na base; a luz não nos livraria das sombras se a candeia acesa no velador não lhe dirigisse os raios para o chão.

O solo aceita as exigências do rio que o desgasta, incessantemente, e, com isto, a escola terrestre permanece viva e fértil; a semente conforma-se com o negrume e a soledade da cova e, assim, a mesa tem pão.

Sem obediência às normas da caridade, que exalta o sacrifício de cada um para a bem-aventurança de todos, qualquer ensaio de felicidade é impraticável.

Somos todos filhos da Graça Divina e herdeiros dela, e, para santificarmos a vanguarda do progresso, é imprescindível dar de nós mesmos, em oferta permanente ao bem universal.

Todo egoísmo está condenado de início.

A água, sem proveito, putrefaz-se.

O arado inativo é carcomido pela ferrugem.

A flor estéril torna ao adubo.

O espírito permanentemente circunscrito ao estreito círculo de si mesmo é castigado com a desilusão.

Recebendo as bênçãos do Céu, através de mil vias, a cada instante da experiência no corpo, o homem que não aprendeu a dar, em auxílio espontâneo aos semelhantes, é louco e infeliz.

Multipliquem-se os palácios para a administração e para a cultura do cérebro; mas, enquanto a porta do coração não se descerrar ao toque do amor fraterno, a guerra será o vulcão espiritual do mundo, devorando a Paz e a Vida.

Descubram-se preciosos segredos da matéria e entoem-se cânticos de triunfo no seio das nações gloriosas da Terra; mas, enquanto o homem não ouvir o apelo suave da caridade, para fazer-se verdadeiro irmão do próximo, o solo do Planeta permanecerá empestado de vermes e encharcado de sangue dos mártires, que continuarão tombando a serviço da divina virtude em intérmina caudal.
Título: Re: AME SEMPRE !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 22 de Janeiro de 2011, 00:30
SEM CARIDADE -Andre Luiz (Chico Xavier)

Sem a caridade do trabalho para as suas mãos, o seu descanso pode transformar-se em preguiça. Sem a caridade da tolerância, o seu trabalho seguirá repleto de entraves.

Sem a caridade da simpatia para com os necessitados de qualquer procedência, as suas palavras de corrigenda serão nulas.

Sem a caridade da gentileza, sua vida social e doméstica será sempre um purgatório de incompreensões. Sem a caridade da desculpa fraterna, seus problemas seguirão aumentados. Sem a caridade da lição repetida, o seu esforço não auxiliará a ninguém. Sem a caridade da cooperação, a sua tarefa pode descer ao isolamento enfermiço. Sem a caridade do estímulo ao companheiro que luta, sofre e chora, no trato com as próprias imperfeições, o orgulho se lhe fará petrificado na própria alma. Sem a caridade do auxílio incessante aos pequeninos, a vaidade viverá fortalecida em nosso espírito invigilante. Sem a caridade do entendimento amigo, a sua franqueza será crueldade. Sem a caridade do concurso desinteressado e fraterno, as suas dificuldades crescerão indefinidamente. Sem a caridade em nosso caminho, tudo se converterá em inquietude, sombra e sofrimento. Por isso mesmo, adverte-nos o Evangelho – “Fora da Caridade ou do Amor não Existe Salvação.”

Título: AME SEMPRE !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 22 de Janeiro de 2011, 00:35
CARIDADE - José Silvério Horta (Chico Xavier)

Filhos, em verdade, outra virtude não existe mais bela.

Todos os dons da vida, emoldurando-a, empalidecem como os lumes terrenos quando o sol aparece vitorioso.

Desde a antiguidade, a ciência e a filosofia erigem à própria exaltação gloriosos monumentos que se transformam em cinza, a fim de que elas mesmas se renovem.

Em todos os tempos, a autoridade e o poder fazem guerra que esbarram no sepulcro, entre sombra e lamentação.

Só a Caridade, filha do Amor Celeste, é invariável.

Com ela, desceu Nosso Senhor Jesus Cristo à treva humana e, abraçando os fracos e enfermos, os vencidos e desprezados, levantou os alicerces do Reino de Deus que as Forças do Bem na Terra ainda estão construindo.

Vinde, pois, à Seara do Evangelho, trazendo no coração a piedade fraternal que tudo compreende e tudo perdoa!...

Acendamos a flama da caridade quando orarmos!

Em nossas casas de socorro espiritual, achamo-nos cercados por todos os tipos de sofrimento, enquanto nos devotamos à prece...que decorrem de tristes almas desencarnadas a carregarem consigo as escuras raízes de ilusão e delinqüência, com que se prendem à retaguarda...

São as filas atormentadas daqueles que traficaram com o altar, que venderam a consciência nos tribunais da justiça, que mercadejaram com os títulos respeitáveis, que menosprezaram a benção do lar, que tripudiaram sobre o amor puro, que fizeram do corpo físico uma porta à viciação, que se renderam às sugestões das trevas alimentando-se de vingança, que fizeram da violência cartilha habitual de conduta, que acreditaram na força sobre o direito, que se desmandaram no crime, que sepultaram a mente em pântanos de usura e que se abandonaram, inermes, à ociosidade, à perturbação, à perversidade e à morte moral...

Para todos esses corações encarcerados na sombra expiatória, é indispensável saibamos trazer, em nome do Cristo, a chama do sacrossanto amor que ilumina e salva, esclarece e aprimora...

Inegavelmente, enquanto na carne, não conseguis analisar a extensão das consciências em desequilíbrio que se nos abeiram das preces, como sedentos em torno à fonte...

Viveis, provisoriamente, a condição do manancial incapaz de saber quão longo é o caminho da própria corrente na regeneração do deserto.

Cabe-nos, assim, o mais amplo esforço para que a caridade persista em nossos pensamentos, palavras e ações, porquanto é imprescindível avivá-la também quando agimos.

No círculo doméstico e na vida pública, tanto quanto em todos os domínios de vossa atuação nas lides terrestres, sois igualmente defrontados pelos companheiros em desajuste que, como nos acontece a todos, anseiam por reerguimento e restauração.

Guardemos caridade para com todos aqueles que nos rodeiam...Para com os felizes que não sabem medir a própria ventura e para com os infortunados que não podem ainda compreender o valor da provação que os vergasta, para com jovens e velhos, crianças e doentes, amigos e adversários!...

Cultivemo-la em toda parte...Caridade que saiba renunciar a favor de outrem, que se cale ajudando em silêncio, e que se humilhe, sobretudo, a fim de que o desespero não domine os corações que pretendemos amar...

Todos na Terra suspiram pelo melhor.

A mulher que vedes, excessivamente adornada, muita vez traz o coração chagado de angústia.

O homem que surge, assinalado pela riqueza terrestre, quase sempre é portador de um vulcão no crânio entontecido.

A juventude espera orientação, a velhice pede amparo.

Onde estiverdes, não condeneis!

O lodo da miséria nasce no charco da ignorância em cujos laços viscosos a leviandade ainda se enleia.

Nós, porém, que já conhecemos a lição do Senhor, aquinhoados que fomos por sua benção, podemos abreviar o caminho para a grande libertação, desde que a caridade brilhe conosco, dissipando a sombra e lenindo o sofrimento.

É assim que vos concitamos à mais intensa procura do Cristo para que o Cristo esteja em nós, de vez que somente no Espírito Divino de Jesus é que conseguiremos vencer a dominação das trevas, estendendo no mundo o império silencioso da caridade, por vitoriosa luz do Céu.


--------------------------------------------------------------------------------
Título: Re: AME SEMPRE !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 22 de Janeiro de 2011, 00:40
CORAÇÃO - Scheilla

O coração é a flor do agregado físico, a esplender a luz de Deus... Canal cósmico que se alinha na vida, como sendo a própria vida!

Os sentimentos nascem, se assim podemos dizer, neste centro de vida onde e por onde Deus fala, pelo verbo que se faz luz, no silêncio da própria vida.

O coração é a fonte das grandes realizações.

É, como que segredos, de que a ciência, no porvir, poderá dizer algo do bem maior que nascerá dentro de cada criatura.

Não penses que o corpo humano é puramente um amontoado de carne, nervos e ossos. Nele se encontram centros de vida, como sendo a vida do espírito, a vida do próprio Deus.

Se queres estudar Deus estudar entendendo o Espírito , estuda e pesquisa todos os corpos que servem à alma, procure começar a entender a maior maravilha do mundo material, que é o corpo físico. Começa por ele, para que possas entender, na gradação das leis, os outros instrumentos do Espírito como o próprio, e chegar a Deus.

Eis que a vida é, como disse Jacó, uma escada, e cada degrau representa uma dimensão.

Vigia, meu companheiro, os sentimentos, de modo a modificar os pensamentos, educando-os e instruindo-te, de forma a poderes conhecer um pouco mais da verdade, que ela te tomará livre, e o coração, em harmonia, deverá pulsar dentro de ti, candidato à luz, no mesmo ritmo da vida universal, como flor de Deus a te ofertar a ria esperança de amor e de paz.
Título: Re: AME SEMPRE !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 22 de Janeiro de 2011, 00:46
AUXILIA ENQUANTO É HOJE - Emmanuel (Chico Xavier)

Recorda que, um dia, demandarás também o grande país da morte.

Sentirás o frio do túmulo a envolver-te o raciocínio, até que a luz te bafeje o espírito renovado.

Nem por isso, deixarás de ouvir as palavras que o verbo humano pronuncie em tua memória e, em plena transformação, receberás o impacto de todos os pensamentos formulados na Terra a teu respeito.

Então suspirarás pela benevolência do próximo para que as tuas boas intenções sejam tomadas em conta no julgamento de teus dias.

Sofrerás no coração a crítica e a malevolência, a mágoa e a acusação com que te envolvam o nome, tanto quanto regozijar-te-ás com as vibrações de carinho e com as preces de amor endereçadas ao teu espírito...

Reflete nessa lição do amanhã inevitável, fazendo-te, agora, mais humano e mais doce, em recordando os mortos que são mais vivos que tu mesmo, na imortalidade renascente.

-o-


Ainda mesmo no comentário, em torno daqueles que se arrojaram à trevas, pensa nas boas obras que terão inutilmente desejado praticar durante a permanência no corpo e lembra-te das esperanças que lhes teceram no mundo os primeiros sonhos...

Medita nas lágrimas ocultas que choraram sem consolo, nas aflições e remorsos que lhes vergastaram a consciência, mas não te confies à cultura da reprovação e do ódio, destacando-lhes o lado obscuro e amargo da vida...

-o-

Procura enxergar o bem que os outros ainda não perceberam, auxilia onde muitos desistiram do perdão, ajuda onde tantos desertaram da caridade, e estarás acendendo piedosa luz para teus próprios pés, à maneira de lâmpada suave e amiga, com que te erguerás, desde hoje, muito acima da sombra espessa e triste da morte.

Título: Re: AME SEMPRE !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 22 de Janeiro de 2011, 00:52
CONQUISTA DA COMPAIXÃO - Emmanuel (Chico Xavier)


“Exercita-te pessoalmente na piedade” – Paulo. (I Timóteo, 4:7.)




Não se conhece nenhuma conquista que chegasse ao espírito sem apoio na prática.

*

Um grande intérprete da música não se manteria nessa definição, sem longos exercícios com base na disciplina.

Um campeão nas lides esportivas não consegue destacar-se simplesmente sonhando com vitórias.

Nos dons espirituais, os princípios que nos regem as aquisições são os mesmos.

*

Se quisermos que a piedade nos ilumine, é imperioso exercitar a compreensão. E compreensão não vem a nós sem que façamos esforço para isso.

*

Aceitemos, assim, as nossas dificuldades por ocasiões preciosas de ensino, sobretudo, no relacionamento uns com os outros.

Nesse sentido, os que nos contrariam se nos mostram como sendo os melhores instrutores.

*

Se alguém comete uma falta, reflitamos ma doença mental que lhe terá ditado o comportamento.

Se um amigo nos abandona, imaginemos quanto haverá sofrido no processo de incompreensão que o levou a se afastar.

Pensa na insatisfação enfermiça dos que se fazem perseguidores ou na dor dos que se entregam a esse ou àquele tipo de culpa.

*

Compaixão é a porta que se nos abre no sentimento para a luz do verdadeiro amor, entretanto, notemos: ninguém adquire a piedade sem construí-la.
Título: RENOVEMO-NOS DIA A DIA - Emmanuel - Chico Xavier
Enviado por: mariamanuelacorujo em 22 de Janeiro de 2011, 00:58
RENOVEMO-NOS DIA A DIA - Emmanuel - Chico Xavier

“... Transformai-vos pela renovação de vossa mente, para que proveis qual é a boa, agradável e perfeita vontade de Deus”. – Paulo. – Romanos, 12:2).




Não adianta a transformação aparente da nossa personalidade na feição exterior.

Mais títulos, mais recursos financeiros, mais possibilidades de conforto e maiores considerações sociais podem ser simples agravo de responsabilidade.

Renovemo-nos por dentro.

É preciso avançar no conhecimento superior, ainda mesmo que a marcha nos custe suor e lágrimas.

Aceitar os problemas do mundo e superá-los à força de nosso trabalho e de nossa serenidade, é a fórmula justa de aquisição do discernimento.

Dor e sacrifício, aflição e amargura são processos de sublimação que o Mundo Maior nos oferece, a fim de que a nossa visão espiritual seja acrescentada.

Facilidades materiais costumam estagnar-nos a mente, quando não sabemos vencer os perigos fascinantes das vantagens terrestres.

Renovemos nossa alma, dia a dia, estudando as lições dos vanguardeiros do progresso e vivendo a nossa existência sob a inspiração do serviço incessante.

Apliquemo-nos à construção da vida equilibrada, onde estivermos, mas não nos esqueçamos de que somente pela execução de nossos deveres na concretização do bem, alcançaremos a compreensão da vida e, com ela, o conhecimento da “perfeita vontade de Deus”, a nosso respeito.
Título: Amai-vos - Emmanuel
Enviado por: mariamanuelacorujo em 22 de Janeiro de 2011, 01:12
Amai vos (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PXNsdm9iSXFvd29jIw==)
Título: Re: AME SEMPRE !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 22 de Janeiro de 2011, 17:14
BILHETE FRATERNO - Casimiro Cunha



Meu amigo, prossigamos
No trabalho, dia a dia,

Procurando com Jesus

A verdadeira alegria.

Se no caminho despontam

Problemas a resolver,

Perseveremos no bem

Cumprindo o nosso dever.

A dor faz parte da vida...

Ninguém vive sem lutar,

Mas é feliz quem já sabe

Esquecer e perdoar.

Incompreensões? Dissabores?

Não desistas de servir.

Silencia e segue em frente

Na construção do porvir.

Amanhã, após a noite,

Que a morte impõe aos teus passos,

Encontrarás, redivivo,

O Cristo a estender-te os braços!
 
Título: Instante Divino - José de Castro (Chico Xavier)
Enviado por: mariamanuelacorujo em 22 de Janeiro de 2011, 17:20
Instante Divino - José de Castro (Chico Xavier)

 

Não deixes passar, desapercebido, o teu divino instante de ajudar.

Surge, várias vezes nos sessenta minutos de cada hora, concitando-te ao enriquecimento de ti mesmo.

Repara, vigilante.

Aqui, é o amigo que espera por uma frase de consolo. Ali, é alguém que te roga insignificante favor.

Além, é um companheiro exausto no terreno árido das provas, na expectativa de um gesto de solidariedade.

Acolá, é um coração dorido que te pede algumas páginas de esperança. Mais além, é um velhinho que sofre e a quem um simples sorriso teu pode reanimar.

Agora, é um livro edificante que podes emprestar ao irmão de luta. Depois, é o auxílio eficiente com que será possível o socorro ao próximo necessitado.

Não te faças desatento.

Não longe de tua mesa, há quem suspire por um caldo reconfortante. E, enquanto te cobres, feliz, há quem padeça frio e nudez, em aflitiva expectação.

As horas voam.

Não te detenhas.

Num simples momento, é possível fazer muito.

Ao teu lado, a multidão das necessidades alheias espera por teu braço, por tua palavra, por tua compreensão...

Vale-te, pois, do instante que foge e semeia bênçãos para que o mundo não se empobreça de miséria e, em se fazendo hoje mais rico de amor, possa fazer-te, amanhã, mais rico de luz.

* * *

Xavier, Francisco Cândido. Da obra: Relicário de Luz.
Ditado pelo Espírito José de Castro.
Título: Juventude e Gentileza -Ivan de Albuquerque
Enviado por: mariamanuelacorujo em 22 de Janeiro de 2011, 17:26
Juventude e Gentileza

Por certo, não desconheces as conseqüências dessa onda de egoísmo que recrudesce no seio social, toda vez em que os valores educativos não se fazem prezados.

A bem da verdade, bem poucas têm sido as pessoas ocupadas em trabalhar essa dimensão da personalidade, qual seja a do altruísmo, tornando-se úteis à dinâmica da vida planetária.

Encharcados de personalismo, os indivíduos falam somente de si, disputam nonadas para si, recorrem a favores diversos apenas para si, sufocando-se no esquife do egoísmo, mais e mais.

Nas atividades cotidianas, esses egoístas aproveitam-se de todas as chances possíveis para driblarem os outros, tendo a sensação de serem mais astutos, mais vivos, mais sabidos, dando vazão ao intimo doente.

*

Se devem enfrentar as filas variadas, desse ou daquele tipo, para serem atendidos a seu tempo, tratam de descobrir pessoas conhecidas, localizadas à frente, que lhes facilite passar para posições privilegiadas, quando não invadem abusivamente, elas mesmas, o espaço dos que aguardam dignamente. Crêem-se mais apressados ou com mais compromissos que os demais.

Entretanto, para o egoísta, tanto faz seja a fila bancária, ou dos cinemas e outras diversões, o que deseja é passar à frente dos outros, porque lhe impacienta a espera ou por vício, sempre alimentado.

Os males do caráter, desenvolvidos e alicerçados no egoísmo, não se limitam.

Nas conduções populares, o acomodado egoísta vê pessoas idosas, mulheres gestantes, criaturas visivelmente enfermas, viajando de pé, sob ingentes sacrifícios, sem qualquer sensibilização, mantendo-se assentados, indiferentes.

Em outros momentos, vemos crianças e moços assentados, ao lado de seus pais, que acompanham a tudo, fazendo de conta que não estão vendo ou entendendo o que se passa.

A disputa generalizada por entrar ou sair primeiro dos lugares de muita gente, quantos acidentes há provocado? E os desentendimentos e guerras mentais que se somam, incontáveis?

A marca do egoísmo, assim, mostra-se em toda parte, entre as mais diversas personalidades.

*

Avaliando esse quadro que se forja nos grupos sociais, percebe, meu jovem companheiro, quantas ocasiões de conquista salutar para a alma têm sido postergadas.

Verifica, desse modo, como tens agido, em relação à gentileza. Se constatares que não tens estado sintonizado com ela, esforça-te para alcançá-la.

Se te encontrares em algum transporte coletivo, valendo-te do vigor da tua mocidade, não esperes que te solicitem. Oferece o teu assento para quem dele precise, demonstrando os valores que te lucilam no íntimo. E é tão pouca coisa.

Evita que tombe uma gestante ou um velho; impede que se fira uma pessoa obesa ou doente, e sintas as alegrias de ser útil.

Diante das filas, enfrenta-as. Tu podes fazê-lo. Se tiveres pressa, chega mais cedo. Não sobrecarregues os amigos que encontres com teus pedidos, embora possas pedir a alguém que te guarde o lugar e, quando chegues, esse alguém, então, sairá.

A virtude costuma parecer tolice, quando começamos a exercitá-la. Depois, transforma-se em luz tão ampla que não mais a dispensamos.

Ao atravessar a via pública, vê se por perto não haverá um velhinho, um cego, alguém a quem possas ajudar na travessia. Far-te-á imenso bem essa atitude.

Coopera com alguém que sobe ou desce uma escada com fardos e bolsas pesados. Dá-lhe pequena ajuda e recolhe, nas vibrações agradecidas, verbalizadas ou não, as alegrias de servir.

Abre uma porta para esse ou aquele, dando-lhe passagem, gentilmente, seja em tua casa, seja num elevador, seja onde for, e sintas a euforia de ser atencioso.

À principio, terás que fazer esforços; com o tempo a gentileza será parte de ti.

*

Juventude, se pretendes influir no mundo para modificar-lhe as bases de vida social, que sabes tão complexa e perturbadora, começa com teu empenho, com a tua contribuição.

Na gentileza exemplificada por ti, verás que a postura egocêntrica vai sendo transformada, e que, ao te sentires mais leve e feliz, não te preocuparás com a gratidão ou não dos beneficiários da tua solicitude, porque, para o teu coração, valerá a cooperação que prestas à Vida, a cooperação com a Obra de Deus.

Segue, então, adiante. Contagia os teus amigos e afetos com a tua atitude gentil, ajudando a extinguir o egoísmo do mundo.

* * *

Teixeira, José Raul. Da obra: Cânticos da Juventude.
Ditado pelo Espírito Ivan de Albuquerque.
Título: Mais Amor - Casimiro Cunha
Enviado por: mariamanuelacorujo em 22 de Janeiro de 2011, 17:31
Mais Amor - Casimiro Cunha


Rogas à vida o roteiro
Da Esfera Superior,
E a vida responde sempre:
Meditar com mais amor.
Procurando, desse modo,
Caminho renovador,
Em toda dificuldade,
Apóia com mais amor.
Se esperas pelo futuro
Como ninho aberto em flor,
Arando a terra do sonho,
Trabalha com mais amor.
Recebe, pois, o infortúnio
Com desassombro e valor,
Se a provação recrudesce,
Suporta com mais amor.

Tolera com paciência
A nuvem do dissabor;
Buscando nova alegria,
Ampara com mais amor.
Caluniaram-te a vida?
Perdoa seja a quem for.
Quem vive para a verdade,
Entende com mais amor.

Amigos desavisados
Trouxeram-te sombra e dor?
Diante de todos eles,
Auxilia com mais amor.

Feriram-te as esperanças
Brandindo verbo agressor?
Não critiques nem te queixes...
Espera com mais amor.

Ante o jogo de ilusões
Que o mal te venha a propor,
No cultivo da humildade,
Resiste com mais amor.
Se desejas alcançar
A comunhão do Senhor,
Arrima-te à caridade
E serve com mais amor.

* * *

Xavier, Francisco Cândido; Baccelli, Carlos A.. Da obra: Brilhe Vossa Luz.
Ditado pelo Espírito Casimiro Cunha.
Título: Perdoa as Nossas Dívidas, Assim Como Perdoamos aos Nossos Devedores - Meimei
Enviado por: mariamanuelacorujo em 22 de Janeiro de 2011, 17:35
Perdoa as Nossas Dívidas, Assim Como Perdoamos aos Nossos Devedores - Meimei

Quando pronunciamos as palavras “perdoa as nossas dividas, assim como perdoamos aos nossos devedores”, não apenas estamos à espera do benefício para o nosso coração e para a nossa consciência, mas estamos igualmente assumindo o compromisso de desculpar os que nos ofendem.

Todos possuímos a tendência de observar com evasivas os grandes defeitos que existem em nós, reprovando, entretanto, sem exame, pequeninas faltas alheias.

Por isso mesmo Jesus, em nos ensinando a orar, recomendou-nos esquecer qualquer mágoa que alguém nos tenha causado.

Se não oferecermos repouso à mente do próximo, como poderemos aguardar o descanso para os nossos, pensamentos?

Será justo conservar todo o pão, em nossa casa, deixando a fome aniquilar a residência do vizinho?

A paz é também alimento da alma, e, se desejamos tranqüilidade para nós, não nos esqueçamos do entendimento e da harmonia que devemos aos demais.

Quando pedirmos a tolerância do Pai Celeste em nosso favor, lembremo-nos também de ajudar aos outros com a nossa tolerância.

Auxiliemos sempre.

Se o Senhor pode suportar-nos e perdoar-nos, concedendo-nos constantemente novas e abençoadas oportunidades de retificação, aprendamos, igualmente, a espalhar a compreensão e o amor, em benefício dos que nos cercam.

* * *

Xavier, Francisco Cândido. Da obra: Pai Nosso.
Ditado pelo Espírito Meimei.
Título: Agora e Sempre - Irmão José
Enviado por: mariamanuelacorujo em 22 de Janeiro de 2011, 17:46
Agora e Sempre - Irmão José


Senhor, dá-nos forças para que não venhamos a esmorecer na jornada que empreendemos ao Teu lado.

Ampara-nos a fim de que não desertemos dos nossos deveres de cada dia, mormente das tarefas que abraçamos na Doutrina que Te revive os ensinamentos para o mundo.

Inclina-nos à paciência, ensinando-nos a compreender e a perdoar os que ombreiam conosco nos diferentes caminhos da vida.

Disciplina-nos a palavra, para que não nos convertamos em instrumentos de pessimismo e desalento às almas invigilantes.

Guia-nos ao bem, de forma que as nossas mãos cultivem, em Teu nome, as sementes da esperança e da paz em todos os corações.

Senhor, faze-nos conhecer qual seja a Tua Vontade a nosso respeito e que possamos servir-Te com alegria, onde e como queiras, agora e sempre!...



Xavier, Francisco Cândido; Baccelli, Carlos A. Da obra: Confia e Serve. Ditado pelo Espírito Irmão José.
Título: Amor - João de Brito
Enviado por: mariamanuelacorujo em 22 de Janeiro de 2011, 17:52
Amor - João de Brito

O Amor, sublime impulso de Deus, é a energia que move os mundos:

Tudo cria, tudo transforma, tudo eleva.

Palpita em todas as criaturas.

Alimenta todas as ações.

*

O ódio é o Amor que se envenena.

A paixão é o Amor que se incendeia.

O egoísmo é o Amor que se concentra em si mesmo.

O ciúme é o Amor que se dilacera.

A revolta é o Amor que se transvia.

O orgulho é o Amor que enlouquece.

A discórdia é o Amor que divide.

A vaidade é o Amor que se ilude.

A avareza é o Amor que se encarcera.

O vício é o Amor que se embrutece.

A crueldade é o Amor que tiraniza.

O fanatismo é o Amor que se petrifica.

A fraternidade é o Amor que se expande.

A bondade é o Amor que se desenvolve.

O carinho é o Amor que se enflora.

A dedicação é o Amor que se estende.

O trabalho digno é o Amor que aprimora.

A experiência é o Amor que amadurece.

A renúncia é o Amor que se ilumina.

O sacrifício é o Amor que se santifica.

O Amor é o clima do Universo.

*

É a religião da vida, a base do estímulo e a força da Criação.

Ao seu influxo, as vidas se agrupam, sublimando-se para a imortalidade.

Nesse ou naquele recanto isolado, quando se lhe retire a influência, reina sempre o caos.

Com ele, tudo se aclara.

Longe dele, a sombra se coagula e prevalece.

Em suma, o bem é o Amor que se desdobra, em busca da Perfeição no Infinito, segundo os Propósitos Divinos; e o mal é, simplesmente, o Amor fora da Lei.

Xavier, Francisco Cândido. Da obra: Falando à Terra. Ditado pelo Espírito João de Brito Tags:



Título: Recado de Amigo - Jair Presente
Enviado por: mariamanuelacorujo em 22 de Janeiro de 2011, 18:03
Recado de Amigo - Jair Presente

Não se amedronte. Prossiga
Em seu trabalho no bem.
Prestando serviço a todos
Não menospreza a ninguém.

Cultive perdão e amor
Esqueça qualquer espinho...
Tribulações e problemas
Isto é de todo caminho.

Se você caiu em falta,
Para erguer-se, volte atrás.
Só não erra neste mundo
Aquele que nada faz.

Xavier, Francisco Cândido. Da obra: Loja de alegria. Ditado pelo Espírito Jair Presente.
Título: Rota do Espírita - Albino Teixeira
Enviado por: mariamanuelacorujo em 22 de Janeiro de 2011, 18:08
Rota do Espírita - Albino Teixeira
**********************************
Erguer-se de manhã e bendizer a vida.

Espalhar ao redor a presença do bem.

Escutar calmamente as notícias da hora.

Dar a palavra amiga. Ajudar conversando.

Dispor o coração a servir sem perguntas.

Fazer mais que o dever na tarefa em que esteja.

Suportar sem revolta as provações em curso.

Apagar a discórdia e liquidar problemas.

Estudar e entender. Discernir e elevar.

Render culto à Verdade entre bênçãos de amor.

Ver o direito alheio e respeitá-lo em tudo.

Ser fiel ao trabalho e esquecer as ofensas.

Amar fraternalmente a todas as criaturas.

Acender cada noite as estrelas da paz no abrigo da consciência em preces de alegria.

- Eis a rota ideal na jornada constante do espírita-cristão, à luz de cada dia.

Xavier, Francisco Cândido. Ditado pelo Espírito Albino Teixeira. Página recebida pelo médium Francisco Cândido Xavier
Título: Caridade -Thereza
Enviado por: mariamanuelacorujo em 22 de Janeiro de 2011, 18:14
Caridade -Thereza


Nos caminhos claros da inteligência, muitas vezes as rosas da alegria incompleta produzem os espinhos da dor, mas, nas sendas luminosas da caridade, os espinhos da dor oferecem rosas de perfeita alegria.

Onde a mão da caridade não passou, no campo da vida, as pedras e a erva daninha alimentam o deserto; e, enquanto não atinge o cérebro, elevando-se do sentimento ao raciocínio, a ciência é simples cálculo que a maldade inclina à destruição.

*

indubitavelmente, a fé improvisa revolucionários, a instrução erige doutores, a técnica forma especialistas e a própria educação, venerável em seus fundamentos, burila gentilhomens para as manifestações do respeito recíproco e da solidariedade comum. Só a caridade, porém, edifica os apóstolos do bem que regeneram o mundo e lhe santificam os destinos.

*

A investigação e a cultura erguerão universidades e academias, onde o pensamento se entronize vitorioso; entretanto, somente a caridade possui as chaves do coração humano para fazer a vida melhor.

*

Cristãos abnegados da era nova, uni-vos sob o estandarte da divina virtude! Não convertais o tesouro do Céu em motivo para indagações ociosas quando, ao redor de vossos passos, se agita a multidão atormentada. Muitiplicai o pão da crença e do reconforto, à frente da turba aflita e esfaimada, porque o Senhor vos renovará os dons de auxiliar, toda vez que o cântaro de vosso esforço trouxer aos mananciais de cima o sublime sinal da caridade benfeitora. Estudai e meditai, monumentalizando as obras de benemerência pública e ensinando a verdade imperecível com que a Nova Revelação vos enriquece, mas não vos esqueçais de instalar no peito um coração fraterno e compadecido.

*

Instituições materiais primorosas, sem o selo íntimo da caridade, são frutos admiráveis sem sementes. Sem a compreensão, filha da piedade generosa e construtiva, nossa organização doutrinal seria um palácio em trevas.

*

Iluminemos a luta em torno, clareando a vida por dentro.

*

Aspiremos ao paraíso, cooperando para que o bem alcance toda a Terra.

*

Fora de Deus não há vida e fora da caridade, que é o Divino Amor, não há redenção.

Xavier, Francisco Cândido. Da obra: Caridade. Ditado pelo Espírito Thereza
Título: Caridade - Casimiro Cunha
Enviado por: mariamanuelacorujo em 22 de Janeiro de 2011, 18:21
Caridade - Casimiro Cunha


Use o tostão que sobra
E que em nada te aproveita,
Dar sempre é exemplificar
a caridade perfeita!
Caridade é, muitas vezes,
Fazer-se sempre o menor,
Está na luz da Humildade
A caridade melhor.
Caridade é perdoar
A quem te causa uma dor
É converter todo o espinho
Numa braçada de flor.
Caridade, enfim, na Terra
É buscar a perfeição,
A perfeição de si mesmo
No templo do coração.


Xavier, Francisco Cândido. Ditado pelo Espírito Casimiro Cunha
Título: Caridade da Luz - Auta de Souza
Enviado por: mariamanuelacorujo em 22 de Janeiro de 2011, 18:26
Caridade da Luz - Auta de Souza
*****************************************


Santa – a moeda amiga ao tornar-se carinho
Em todo lar sem pão que a penúria flagela,
Enaltecida sempre – a roupa mais singela
Que protege a nudez ao vento e ao desalinho!...

Glorificado seja – o pouso que tutela
O enfermo relegado às pedras do caminho,
Preciosa – a afeição para quem vai sozinho,
Trancando-se na dor em que se desmantela!...

Nobreza em toda ação que represente amparo
Do auxílio de um vintém ao apoio mais raro,
Que a simpatia expresse e a bondade presida!...

Brilhe em tudo, porém, com mais força e grandeza
A palavra do Bem que apure a Natureza,
Iluminando o Amor e libertando a Vida!...

Xavier, Francisco Cândido. Da obra: Auta de Souza. Ditado pelo Espírito Auta de Souza
Título: Dá de Ti Mesmo - Neio Lucio
Enviado por: mariamanuelacorujo em 22 de Janeiro de 2011, 18:36
Dá de Ti Mesmo - Neio Lucio
************************************
Declaraste não possuir dinheiro para au­xiliar.

Acreditas que um pouco de papel ou um tanto de níquel te substituem o coração?

Esqueces-te, meu filho, de que podes sorrir para o doente e estender a mão ao necessitado?

A flor não traz consigo uma bolsa de ouro e entretanto espalha perfume no firmamento.

O céu não exibe chuvas de moedas, mas enche o mundo de luz.

Quanto pagas pelo ar fresco que, em bafejos amigos, te visita o quarto pela manhã?

O oxigênio cobra-te imposto?

Quanto te custa a ternura materna?

As aves cantam gratuitamente.

A fonte que te oferece o banho reconforta­dor não exige mensalidade.

A árvore abre-te os braços acolhedores, re­pletos de flor e fruto, sem pedir vintém.

A bênção divina, cada noite, conduz o teu pensamento a bendito repouso no sono e não fazes retribuição de espécie alguma. Habitual­mente sonhas, colhendo rosas em formoso jardim, junto de companheiros felizes; no entanto, ja­mais te lembraste de agradecer aos gênios espi­rituais que te proporcionam venturoso descanso.

A estrela brilha sem pagamento.

O Sol não espera salário.

Porque não aprenderes com a Natureza em torno?

Porque não te fazeres mais alegre, mais comunicativo, mais doce?

Tens a fisionomia seca e ensombrada por faltar-te dinheiro excessivo e reclamas recursos materiais para ser bom, quando a bondade não nasce dos cofres fortes.

Sê irmão de teu irmão, companheiro de teu companheiro, amigo de teu amigo.

Na ciência de amar, resplandece a sabedoria de dar.

Mostra um semblante sereno e otimista, aonde fores.

Estende os braços, alonga o coração, comu­nica-te com o próximo, através dos fios brilhan­tes da amizade fiel.

Que importa se alguém te não entende o gesto de amor?

Que seria de nós, meu filho, se a mão do Senhor se recolhesse a distância, por temer-nos a rudeza e a maldade?

Dá de ti mesmo, em toda parte.

Muito acima do dinheiro, pairam as tuas mãos amigas e fraternais.

Xavier, Francisco Cândido. Da obra: Alvorada Cristã. Ditado pelo Espírito Neio Lúcio
Título: Doutrina Espírita - Amelia
Enviado por: mariamanuelacorujo em 22 de Janeiro de 2011, 18:44
Doutrina Espírita - Amelia
**********************************
Tu ansiavas pelos dias futuros e te angustiavas na incerteza de como seria esse porvir;

A Doutrina Espírita iluminando-te, esclareceu que tua vida futura é fruto da tua construção, hoje, dos dias de amanhã.

Magoado, tu argüías a Divindade acerca das desilusões e desenganos advindos da falência dos teus mais caros afetos;

A Doutrina Espirita ensinou-te que ressarces junto ao companheiro ingrato e faltoso, pesada dívida do teu passado delituoso.

Entristecido, contemplavas com desânimo os filhos difíceis e recalcitrantes, e perguntavas: por quê?

A Doutrina Espirita, compassiva, respondeu-te que recebeste, como filhos, espíritos que necessitavam educação e amor para não desperdiçarem a oportunidade reencarnatória.

Temeroso, muitas vezes indagaste sobre as religiões e qual seria a verdadeira;

A Doutrina Espirita mostrou-te que a fé raciocinada, que enfrenta a razão face a face, e a religião sem medo ou enganos, que esclarece e educa, respondendo integralmente às tuas dúvidas.

Ainda nesse plano, quantas vezes te afligiste acerca da Justiça Divina, temeroso que eras das penas eternas;

A Doutrina Espirita raiando em ti, clareou-te a 1ógica fazendo-te compreender que através da reencarnação tens a oportunidade, inestimável, de resgatar as dividas do passado e que não estás destinado, assim como ninguém, às penas eternas que, afinal, não existem.

Desse modo, a Doutrina libertou-te para o amor de Deus, nosso Pai amantíssimo, do qual es filho dileto.

Assim, ao longo da tua convivência com a Doutrina Espírita descobriste e vislumbraste novos horizontes, que te libertaram dos atavismos religiosos, enquanto te consola dos temores e aflições pertinentes ao teu intimo.

Sê grato a esta Doutrina de amor, esclarecimento, amparo e consolo.

Honra a Doutrina abençoada, dignificando-a com os teus atos, evitando, por todas as maneiras, retornar aos hábitos displicentes e distraídos do teu passado recente.

Ama a Doutrina Espírita e arrima-te a ela, o Consolador prometido que chegou para ti.

Cohim, Vera. Ditado pelo Espírito Amélia
Título: Esmola e Caridade -Calligaris, Rodolfo
Enviado por: mariamanuelacorujo em 22 de Janeiro de 2011, 18:52
Esmola e Caridade -Calligaris, Rodolfo
***********************************************
Escusam-se muitos de não poderem ser caridosos, alegando precariedade de bens, como se a caridade se reduzisse a dar de comer aos famintos, dar de beber aos sedentos, vestir os nus e proporcionar um teto aos desabrigados.

Além dessa caridade, de ordem material, outra existe - a moral, que não implica o gasto de um centavo sequer e, não obstante, é a mais difícil de ser praticada.

Exemplos? Eis alguns:

Seríamos caridosos se, fazendo bom uso de nossas forças mentais, vibrássemos ou orássemos diariamente em favor de quantos saibamos acharem-se enfermos, tristes ou oprimidos, sem excluir aqueles que porventura se considerem nossos inimigos.

Seríamos caridosos se, em determinadas situações, nos fizéssemos intencionalmente cegos para não vermos o sorriso desdenhoso ou o gesto disprezivo de quem se julgue superior a nós.

Seríamos caridosos se, com sacrifício de nosso valioso tempo, fôssemos capazes de ouvir, sem enfado, o infeliz que nos deseja confiar seus problemas íntimos, embora sabendo de antemão nada podermos fazer por ele, senão dirigir-lhe algumas palavras de carinho e solidariedade.

Seríamos caridosos se, ao revés, soubéssemos fazer-nos momentâneamente surdos quando alguém, habituado a escarnecer de tudo e de todos, nos atingisse com expressões irônicas ou zombeteiras.

Seríamos caridosos se, disciplinando nossa língua, só nos referíssemos ao que existe de bom nos seres e nas coisas, jamais passando adiante notícias que, mesmo sendo verdadeiras, só sirvam para conspurcar a honra ou abalar a reputação alheia.

Seríamos caridosos se, embora as circunstâncias a tal nos induzissem, não suspeitássemos mal de nossos semelhantes, abstendo-nos de expender qualquer juízo apressado e temerário contra eles, mesmo entre os familiares.

Seríamos caridosos se, percebendo em nosso irmão um intento maligno, o aconselhassemos a tempo, mostrando-lhe o erro e despersuadindo o de o levar a efeito.

Seríamos caridosos se, privando-nos, de vez em quando, do prazer de um programa radiofônico ou de T.V. de nosso agrado, visitássemos pessoalmente aqueles que, em leitos hospitalares ou de sua residência, curtem prolongada doença e anseiam por um pouco de atenção e afeto.

Seríamos caridosos se, embora essa atitude pudesse prejudicar nosso interesse pessoal, tomássemos, sempre, a defesa do fraco e do pobre, contra a prepotência do forte e a usura do rico.

Seríamos caridosos se, mantendo permanentemente uma norma de proceder sereno e otimista, procurássemos criar em torno de nós uma atmosfera de paz, tranquilidade e bom humor.

Seríamos caridosos se, vez por outra, endereçássemos uma palavra de aplauso e de estimulo às boas causas e não procurássemos, ao contrário, matar a fé e o entusiasmo daqueles que nelas se acham empenhados.

Seríamos caridosos se deixássemos de postular qualquer benefício ou vantagem, desde que verificássemos haver outros direitos mais legítimos a serem atendidos em primeiro lugar.

Seríamos caridosos se, vendo triunfar aqueles cujos méritos sejam inferiores aos nossos, não os invejássemos e nem lhes desejássemos mal.

Seríamos caridosos se não desdenhássemos nem evitássemos os de má vida, se não temêssemos os salpicos de lama que os cobrem e lhes estendêssemos a nossa mão amiga, ajudando-os a levantar-se e limpar-se.

Seríamos caridosos se, possuindo alguma parcela de poder, não nos deixássemos tomar pela soberba, tratando, os pequeninos de condição, sempre com doçura e urbanidade, ou, em situação inversa, soubéssemos tolerar, sem ódio, as impertinências daqueles que ocupam melhores postos na paisagem social.

Seríamos caridosos se, por sermos mais inteligentes, não nos irritássemos com a inépcia daqueles que nos cercam ou nos servem.

Seríamos caridosos se não guardássemos ressentimento daqueles que nos ofenderam ou prejudicaram, que feriram o nosso orgulho ou roubaram a nossa felicidade, perdoando-lhes de coração.

Seríamos caridosos se reservássemos nosso rigor apenas para nós mesmos, sendo pacientes e tolerantes com as fraquezas e imperfeições daqueles com os quais convivemos, no lar, na oficina de trabalho ou na sociedade.

E assim, dezenas ou centenas de outras circunstâncias poderiam ainda ser lembradas, em que, uma amizade sincera, um gesto fraterno ou uma simples demonstração de simpatia, seriam expressões inequívocas da maior de todas as virtudes.

Nós, porém, quase não nos apercebemos dessas oportunidades que se nos apresentam, a todo instante, para fazermos a caridade.

Porquê?

É porque esse tipo de caridade não transpõe as fronteiras de nosso mundo interior, não transparece, não chama a atenção, nem provoca glorificações.

Nós traímos, empregamos a violência, tratamos ou outros com leviandade, desconfiamos, fazemos comentários de má fé, compartilhamos do erro e da fraude, mostramo-nos intolerantes, alimentamos ódios, praticamos vinganças, fomentamos intrigas, espalhamos inquietações, desencorajamos iniciativas nobres, regozijamo-nos com a impostura, prejudicamos interesses alheios, exploramos os nossos semelhantes, tiranizamos subalternos e familiares, desperdiçamos fortunas no vício e no luxo, transgredimos, enfim, todos os preceitos da Caridade, e, quando cedemos algumas migalhas do que nos sobra ou prestamos algum serviço, raras vezes agimos sob a inspiração do amor ao próximo, via de regra fazemo-lo por mera ostentação, ou por amor a nós mesmos, isto é, tendo em mira o recebimento de recompensas celestiais.

Quão longe estamos de possuir a verdadeira caridade!

Somos, ainda, demasiadamente egoístas e miseravelmente desprovidas de espírito de renúncia para praticá-la.

Mister se faz, porém, que a exercitemos, que aprendamos a dar ou sacrificar algo de nós mesmos em benefício de nossos semelhantes, porque "a caridade é o cumprimento da Lei."

Calligaris, Rodolfo. Da obra: As Leis morais
Título: Espiritismo - Casimiro Cunha
Enviado por: mariamanuelacorujo em 22 de Janeiro de 2011, 22:28
Espiritismo (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PU1fTHA2ZlVEZzJzIw==)
Título: Afetos Relembrados- Maria Dolores (Chico xavier)
Enviado por: mariamanuelacorujo em 22 de Janeiro de 2011, 22:58
YouTube - Broadcast Yourself. (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PXU4M250aTcxMENzIw==)
Título: Oração - Emmanuel (Chico Xavier)
Enviado por: mariamanuelacorujo em 22 de Janeiro de 2011, 23:03
oração emmanuel (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PWFWc3pHV09oVW1FIw==)
Título: Disciplina Mental - Meimei
Enviado por: mariamanuelacorujo em 22 de Janeiro de 2011, 23:11
meimei - disciplina mental_0001.wmv (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PVdQU0E5MzJRaWpFIw==)
Título: ALEGRIA - Meimei (Chico Xavier)
Enviado por: mariamanuelacorujo em 22 de Janeiro de 2011, 23:22
Alegria -...wmv (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PWpBb2RKOHlBb3BZIw==)
Título: RENDIMENTO -Emmanuel (Chico Xavier)
Enviado por: mariamanuelacorujo em 22 de Janeiro de 2011, 23:26
rendimento - emmanuel e chico xavier.wmv (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PThBMkU4anlpbGlZIw==)
Título: Chico , kardec, Meimei e as Crianças
Enviado por: mariamanuelacorujo em 22 de Janeiro de 2011, 23:32
YouTube - Broadcast Yourself. (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PWdCcEp3SndEWXdZIw==)
Título: Entender - Emmanuel (Chico xavier)
Enviado por: mariamanuelacorujo em 22 de Janeiro de 2011, 23:38
ENTENDER.wmv (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PURsSWZzcjk0aVcwIw==)
Título: UNIÃO - Emmanuel (Chico xavier)
Enviado por: mariamanuelacorujo em 23 de Janeiro de 2011, 16:59
UNIÃO - Emmanuel (Chico xavier)

Ante o mundo moderno, em doloroso e acelerado processo de transição, procuremos em Cristo Jesus o clima de nossa reconstrução espiritual para a Vida Eterna.

...Profundas transformações políticas assinalam o caminho das nações, asfixiantes dificuldades pesam sobre os interesses coletivos, em toda a comunidade planetária, e, acima de tudo, lavra a discórdia, em toda parte, desintegrando o idealismo santificante.

Este é o plano a que os novos discípulos são chamados.

O momento por isto mesmo, é de luz para as trevas, amor para o ódio, esclarecimento para a ignorância, bom ânimo para o desalento.

Não bastará, portanto, a movimentação verbalística. Não prevalece a plataforma doutrinária tão-somente.

Imprescindível renovar o coração, convertendo-o em vaso de graças divinas para a extensão das dádivas recebidas.

Espiritismo, na condição de mera fenomenologia, é simples indagação. Indispensável reconhecer, entretanto, que as respostas do Céu às perquirições da Terra nunca faltaram.

A morte do corpo não nos desvenda os gozos do paraíso, nem nos arrebata aos tormentos do inferno. Nós, os desencarnados, somos também criaturas humanas em diferentes círculos vibratórios, tão necessitados de aplicação do Evangelho Redentor, quanto os companheiros que marcham pelo roteiro carnal.

A sepultura não é milagroso acesso às zonas de luz integral ou da sombra completa. Somos defrontados por novas modalidades da Divina Sabedoria a se traduzirem por mistérios mais altos.

Transformemo-nos, meus amigos, naquelas “cartas vivas” do Mestre dos Mestres a que o Apóstolo Paulo se refere em suas advertências imortais.

Estamos distantes da época em que os filhos da Terra se dirigirão ao Pai com idêntica linguagem, porquanto, para isso, seria indispensável a sintonia absoluta entre nós outros e o Celeste Embaixador das Boas Novas da Salvação.

Reveste-se a hora atual de nuvens ameaçadoras. Não nos iludamos. O amor ilumina a justiça, mas, a justiça é a base da Lei Misericordiosa.

O mundo atormentado atravessa angustioso período de aferição. Irmanemo-nos, desse modo, em Jesus, para que a tormenta não nos colha, de surpresa, o coração.

Abracemo-nos na obra redentora a derrubar as fronteiras que separam os templos veneráveis uns aos outros.

Nossa época é de ascensão do homem à estratosfera, de intercâmbio fácil das nações e de avanço da medicina em todas as frentes, contudo, é também de lágrimas, reajustamento e luta.

Entrelacemos as mãos, no testemunho da luz e da paz que nos felicitam.

Lembremo-nos de que somos os herdeiros diretos da confiança e do amor daqueles que tombaram nos circos do martírio por trezentos anos consecutivos.

Espiritismo sem Evangelho é apenas sistematização de idéias para transposição da atividade mental, sem maior eficiência na construção do porvir humano.

Trabalharemos, entretanto, quanto estiver ao nosso alcance, a fim de que o cristianismo redivivo prevaleça entre nós para que a experiência terrestre não vos constitua patrimônio indesejável e inútil e para que, unidos fraternalmente, sejamos colaboradores sinceros do Mestre, sem esquecer-Lhe as sagradas palavras:

“Eu sou o Caminho, a Verdade e a Vida. Ninguém vai ao Pai senão por Mim”.
Título: Vamos Amigo - José de Castro (Chico Xavier)
Enviado por: mariamanuelacorujo em 23 de Janeiro de 2011, 17:11
Vamos Amigo - José de Castro (Chico Xavier)
*******************************************************

Vamos Amigo
O mundo é uma escola vasta, cujos portais atravessamos para a colheita de lições necessárias ao nosso aprimoramento.

Dentro desse educandário milagroso, encontramos todos os recursos imprescindíveis à nossa habilitação para a divina luz, articulados pelos mestres da sabedoria e do amor e pelos lidadores e estudantes que nos antecederam.

A ordem, o ensinamento, a oportunidade, valores inapreciáveis que desfrutamos na condição de encarnados, constituem vantagens que herdamos de nossos predecessores.

Se você deseja uma Terra aperfeiçoada ou uma escola mais eficiente, que faz por auxiliá-la?

Recorde aqueles que morreram nos cárceres, nos obstáculos e nas experiências para que você disponha de liberdade, esclarecimento e saúde e não perca o seu glorioso ensejo de cooperar.

A sua hora de contribuir, no engrandecimento humano, não está marcada em relógios celestiais.

Soa aqui mesmo, onde nossos corações estão aprendendo a soletrar os regulamentos da Boa Lei.

Não espere uma auréola de santidade para ser útil ainda hoje.

Você ainda não é um conviva no banquete dos heróis.

É irmão dos homens, que esperam a sua colaboração à mesa da fraternidade.

Somos imperfeitos, sim, mas não inúteis.

O diamante na pedra bruta é incompleto, mas resplandece depois, quando se confia à lição do lapidador.

Vamos, amigo!

O tempo é a sua riqueza, a oportunidade de servir é a nossa glória sublime.

Você, em verdade, ainda não pode criar um paraíso na Terra, mas pode dar alguma cousa de você mesmo, em favor da conformidade, a fim de que o homem de amanhã, em lhe tomando o lugar, possa engrandecer o seu nome, encontrando, com o seu auxílio, um mundo renovado e melhor.

Xavier, Francisco Cândido. Da obra: Nosso Livro. Ditado pelo Espírito José de Castro. Tags:



Título: O Vencedor - Amélia Rodrigues (Divaldo Franco)
Enviado por: mariamanuelacorujo em 23 de Janeiro de 2011, 17:18
O Vencedor - Amélia Rodrigues (Divaldo Franco)
***********************************************************

"E Eu, quando levantado da terra, atrairei todos a mim." (João:12-32)

Jesus veio para inaugurar na terra o reino do amor. Encontrou dificuldades de toda natureza, porque os homens daqueles dias em que ele viveu entre nós, estavam acostumados ao poder e à força.

As criaturas se encontravam divididas entre senhores e escravos, poderosos e os sem valor nenhum.

A vida não era respeitada, porque a guerra destruía as esperanças e submetia os que não podiam vencer, deles fazendo infelizes sem liberdade.

Quando Jesus ensinou que todos os homens são iguais e que as diferenças se fazem somente através das conquistas morais, houve aborrecimentos por parte dos que governavam e queriam manter o estado de coisas no ritmo em que se encontrava.

Ele, porém, continuou a ensinar o amor a todos os seres, o perdão a todas as ofensas e a humildade como formas de crescimento para Deus. Vivia cercado pelos pobres, pelos sofredores, pelos que eram desprezados e não mereciam nenhuma consideração.

Em qualquer lugar em que ele aparecia, as multidões se aproximavam para o ouvir e receber das suas mãos o alimento da paz, a esperança de felicidade e a saúde. Nada conseguia perturbar Jesus. Ele convidou doze homens para que se tornassem seus discípulos, porque era o mais sábio do mundo, assim fazendo-se mestre de todos.

Esses amigos o amavam, mas não compreendiam a missão dele, o reino que fundava. Porque sofriam, e eram pobres, esperavam que ele se tornasse rei do país onde todos eles haviam nascido, e que se chamava Israel.

Ele demonstrava não ter interesse pelas coisas do mundo, nem pelas posições de destaque social na terra. Renunciava a tudo: aos aplausos, às gratidões, aos jogos humanos.

Mas, os companheiros não entendiam a sua atitude e ficavam inquietos. Eles amavam a Deus, mas queriam a felicidade no mundo. Jesus, no entanto, ensinou-lhes, dizendo:

- Eu sou o caminho para Deus, que e a verdade e a vida, e ninguém consegue compreender essa realidade, senão por meu intermédio.

Cada vez que ele apresentava lições tão profundas, que contrariavamos religiosos da época, aumentavam os ódios contra a sua vida.

Foi durante a sua visita a Jerusalém, que era a capital de Israel, como ainda hoje, durante umas festas chamadas de Páscoa, que Ele foi preso e levado a um julgamento injusto.

Judas, que era também seu discípulo, o vendeu aos sacerdotes, traindo o seu amor. E pedro, que igualmente o amava muito, quando foi apontado como sendo seu amigo, respondeu com medo, por três vezes:

- Eu nunca vi esse homem!

Os dois se arrependeram, quando o viram, depois de condenado, ser crucificado, no alto de um monte que era conhecido pelo nome de Calvário. Judas, atormentado, suicidou-se, envergonhado do que fizera, cometendo, com esse ato, um crime muito grave diante de Deus.

Pedro procurou recuperar-se, também arrependido, vivendo totalmente dedicado a pregar e a viver a doutrina que ele havia ensinado. E, de fato, foi na cruz, erguido da terra, que todos compreenderam que Jesus era o verdadeiro vencedor do mundo.

Embora houvesse morrido, ele ressuscitou, três dias depois, e voltou a conviver com os amigos, aparecendo até aos estranhos, num lugar onde estavam quase quinhentas pessoas, num monte, escutando João, que era o seu discípulo amado, falando a respeito dele.

O verdadeiro vencedor não é aquele que domina os outros, mas quem consegue dominar os seus ímpetos, amando sem qualquer rancor de ninguém, nem mesmo daqueles que o persigam e maltratem.

Franco, Divaldo Pereira. Da obra: O Vencedor. Ditado pelo Espírito Amélia Rodrigues
Título: A virtude - Allan Kardec
Enviado por: mariamanuelacorujo em 23 de Janeiro de 2011, 17:22
A virtude - Allan Kardec
****************************
A virtude, no mais alto grau, é o conjunto de todas as qualidades essenciais que constituem o homem de bem. Ser bom, caritativo, laborioso, sóbrio, modesto, são qualidades do homem virtuoso. Infelizmente, quase sempre as acompanham pequenas enfermidades morais que as desornam e atenuam. Não é virtuoso aquele que faz ostentação da sua virtude, pois que lhe falta a qualidade principal: a modéstia, e tem o vício que mais se lhe opõe: o orgulho. A virtude, verdadeiramente digna desse nome, não gosta de estadear-se. Adivinhamna; ela, porém, se oculta na obscuridade e foge à admiração das massas. S. Vicente de Paulo era virtuoso; eram virtuosos o digno cura d'Ars e muitos outros quase desconhecidos do mundo, mas conhecidos de Deus. Todos esses homens de bem ignoravam que fossem virtuosos; deixavam-se ir ao sabor de suas santas inspirações e praticavam o bem com desinteresse completo e inteiro esquecimento de si mesmos.

À virtude assim compreendida e praticada é que vos convido, meus filhos; a essa virtude verdadeiramente cristã e verdadeiramente espírita é que vos concito a consagrar-vos. Afastai, porém, de vossos corações tudo o que seja orgulho, vaidade, amor-próprio, que sempre desadornam as mais belas qualidades. Não imiteis o homem que se apresenta como modelo e trombeteia, ele próprio, suas qualidades a todos os ouvidos complacentes. A virtude que assim se ostenta esconde muitas vezes uma imensidade de pequenas torpezas e de odiosas covardias.

Em princípio, o homem que se exalça, que ergue uma estátua à sua própria virtude, anula, por esse simples fato, todo mérito real que possa ter. Entretanto, que direi daquele cujo único valor consiste em parecer o que não é? Admito de boamente que o homem que pratica o bem experimenta uma satisfação íntima em seu coração; mas, desde que tal satisfação se exteriorize, para colher elogios, degenera em amor-próprio.

O vós todos a quem a fé espírita aqueceu com seus raios, e que sabeis quão longe da perfeição está o homem, jamais esbarreis em semelhante escolho. A virtude é uma graça que desejo a todos os espíritas sinceros. Contudo, dir-lhes-ei: Mais vale pouca virtude com modéstia, do que muita com orgulho. Pelo orgulho é que as humanidades sucessivamente se hão perdido; pela humildade é que um dia elas se hão de redimir. François-Nicolas- Madeleine. (Paris, 1863.)

Allan Kardec. Da obra: O Evangelho Segundo o Espiritismo.112 edição.
Título: Viveremos Sempre - Neio Lúcio (Chico Xavier)
Enviado por: mariamanuelacorujo em 23 de Janeiro de 2011, 17:27
Viveremos Sempre - Neio Lúcio
***************************************
Filho, não humilhes os ignorantes e os fracos.

Todos somos viajores da vida eterna.

Do berço ao túmulo atravessamos apenas um ato do imenso drama de nossa evolução para Deus.

Por vezes, o senhor veste o traje pobre do operário humilde para conhecer-lhe as duras necessidades, e o operário humilde veste o suntuoso traje do senhor para conhecer-lhe as duras obrigações na tarefa administrativa.

Quando um homem menospreza as oportunidades de tempo e dinheiro que o Céu lhe confia, volta ao mundo em outro corpo, experimentando a escassez de tudo.

Não escarneças do aleijado. Tua boca poderá cobrir-se de cicatrizes.

Não recolhas os bens que te não pertencem. Teus braços são suscetíveis de caírem paralíticos, sem que possas acariciar o que é teu, provisoriamente.

Não caminhes ao encontro do mal, porque o mal dispõe de recursos para surpreender-te, talvez com a perturbação e com a morte.

Ajuda e passa adiante, expandindo um coração compassivo para com todas as dores e cheio de amor e perdão para todas as ofensas.

Quando não puderes louvar, cala-te e espera, porque a língua viciada na definição dos defeitos alheios regressa ao mundo em plena mudez.

Quem chega através de um berço risonho, na maioria dos casos é alguém que torna ao campo da carne, a fim de restaurar-se e aprender.

Assim como a flor se destina ao fruto que alimenta, o teu conhecimento deve produzir a bondade que constrói e santifica.

Lembra-te de que longo é o caminho e que necessitaremos trocar de corpo, na direção da vitória final, tantas vezes quantas forem precisas, até que a indispensabilidade da vestimenta física se desvaneça com as encarnações sucessivas...

Colheremos da sementeira que fizermos.

Não desprezes, assim, os menos felizes.

O malfeitor e o vagabundo que se deixaram escravizar pelos demônios da preguiça são igualmente nossos irmãos. Ajudemo-los, através de todos os meios ao nosso alcance.

Nem sempre o verdadeiro infortunado éaquele que se debate num leito de sofrimento. Não olvides o infeliz bem trajado que cruza as avenidas da ignorância, sem paz e sem luz.

Filho meu, voltaremos ainda à Terra, provàvelmente, muitas vezes...

O serviço de redenção assim o exige.

Ama a todos.

Auxilia indistintamente.

Semeia o bem, à margem de todas as estradas.

Recorreremos ao amparo de muitos. É da Lei do Senhor que não avancemos sem os braços fraternos uns dos outros.

Prepara, desde agora, a colaboração de que necessitarás, a fim de prosseguirmos, em paz, montanha acima! Sê irmão de todos, para que te sintas, desde hoje, no centro da grande família humana, e o Senhor Supremo te abençoará.

Xavier, Francisco Cândido. Da obra: Alvorada Cristã. Ditado pelo Espírito Neio Lúcio.
Título: Terceiro Milênio - Irmão José (Chico Xavier)
Enviado por: mariamanuelacorujo em 23 de Janeiro de 2011, 17:33
Terceiro Milênio - Irmão José (Chico Xavier)
*****************************************************

"Ao sair Jesus do templo, disse-lhe um de seus discípulos: Mestre! Que pedras, que construções! Mas Jesus lhe disse: Vês estas construções? Não ficará pedra sobre pedra, que não seja derrubada." - Jesus (marcos, cap. 13 - vv. 1 e 2)

Jesus foi claro ao se referir à transitoriedade das coisas no mundo físico. Segundo a sua palavra, mesmo as edificações consagradas à fé, haverão de passar...

Isso porque, a marcha do progresso é inevitável.

A Verdade revela-se gradativamente e nada pode se lhe opor.

Uma idéia é o germe de uma idéia maior ainda.

As leis que vigem na sociedade serão, a pouco e pouco, substituídas por leis que a mente humana não consegue conceber agora.

Tudo obedece a um plano sabiamente elaborado.

O Tempo é o artífice divino.

Dentro do homem-matéria, encontra-se em gestação o homem-espírito. O materialismo cederá de vez lugar ao espiritualismo.

Os preconceitos rolarão por terra, inapelavelmente.

Uma nova ordem social se levantará entre os povos, alicerçada no "amai-vos uns aos outros".

Hábitos e costumes, reformular-se-ão.

O Bem triunfará sobre o mal e, dos escombros do passado, emergirá a criatura renovada em Cristo que povoará a Terra do Terceiro Milênio.

Xavier, Francisco Cândido; Baccelli, Carlos A. Da obra: Confia e Serve. Ditado pelo Espírito Irmão José
Título: Sem Adiamentos - Bezerra de Menezes (Divaldo Franco)
Enviado por: mariamanuelacorujo em 23 de Janeiro de 2011, 17:40
Sem Adiamentos - Bezerra de Menezes (Divaldo Franco)
*************************************************

Filhos da alma:

Que Jesus nos abençoe!

Aqueles dias, assinalados pelo ódio e pela traição, pelo desbordar das paixões asselvajadas pelo crime e hediondez, eram as bases sobre as quais as forças conjugadas do Mal iam erigir o seu quartel de destruição do Bem.

Veio Jesus e gerou uma nova era centrada no amor.

Dezenove séculos depois, apresentavam-se as criaturas em condições quase equivalentes. É certo que, nesse ínterim, houve um grande desenvolvimento tecnológico e científico, e o progresso colocou fronteiras que se abriam para o futuro, mas as lutas eram tirânicas entre o materialismo e o espiritualismo.

Então veio Allan Kardec e, com a caridade exaltando o amor do Mestre, proporcionou à Ciência investigar em profundidade o ser humano, identificando-lhe a imortalidade, a comunicabilidade, a reencarnação do Espírito, que é indestrutível.

Cento e cinqüenta anos depois, as paisagens terrestres encontram-se sombreadas por crimes equivalentes aos referidos, que não ficaram apenas no passado, e o monstro da guerra espreita sorrateiro nos pontos cardeais do Planeta, aguardando o momento para apresentar-se destruidor, como se capaz fosse de eliminar o Bem, de destruir a Vida.

Neste momento, a Doutrina Espírita, sintetizando o pensamento de Cristo nas informações da sua grandiosa filosofia centrada na experiência dos fatos, apresenta a Era da Paz, proporcionando a visão otimista do futuro e oferecendo a alegria de viver a serviço do Bem.

Vivemos os momentos difíceis da grande transição terrestre.

As dificuldades multiplicam-se e a cizânia homizia-se nos corações, procurando gerar divisionismos e partidos que entrem em conflagração com caráter destruidor. O ódio, disfarçado na indumentária da hipocrisia, assenhoreia-se das vidas, enquanto a insensatez estimula os instintos não superados, para que atirem a criatura humana no charco das paixões dissolventes onde pretendem afogá-la.

Mas é neste momento grave que as luzes soberanas da verdade brilham no velador das consciências, conclamando-nos a todos, desencarnados e encarnados, a porfiar no bem até o fim.

Não são fáceis as batalhas travadas no íntimo, mas Jesus não nos prometeu facilidades. Referiu-se mesmo à espada que deveria separar o bem do mal, destruir a iniqüidade para salvar o iníquo.

Os desafios que se multiplicam constituem a grande prova através da qual nos recuperamos dos delitos graves contra nós mesmos, o nosso próximo, a sociedade, quando pervertemos a mensagem de amor inspirados pelos interesses vis a que nos afeiçoávamos.

Agora é o grande instante da decisão. Não há mais lugar para titubeios, para postergarmos a realização do ideal.

Já compreendemos, juntos, que os denominados dois mundos são apenas um mundo em duas vibrações diferentes. Estão perfeitamente integrados no objetivo de construir um outro mundo melhor e fazer feliz a criatura humana.

Demo-nos as mãos, unidos, para que demonstremos que as nossas pequenas diferenças de opinião são insuficientes para superar a identificação dos nossos propósitos nos paradigmas doutrinários em que firmamos os ideais.

Demo-nos as mãos, para enfrentar a onda de homicídios legais nos disfarces do aborto, da eutanásia, do suicídio, da pena de morte que sempre buscam a legitimação, porque jamais serão morais.

Empenhemo-nos por viver conforme as diretrizes austeras exaradas no Evangelho e atualizadas pelo Espiritismo.

Jesus, meus filhos, encontra-se conduzindo a nau terrestre e a levará ao porto seguro que lhe está destinado.

Disputemos a honra de fazer parte da sua tripulação, na condição de humildes colaboradores. Que o sejamos, porém, fiéis ao comando da Sua dúlcida voz.

Não revidar mal por mal, não desperdiçar o tempo nas discussões infrutíferas das vaidades humanas, utilizar esse patrimônio na edificação do reino de Deus em nós mesmos, são as antigas-novas diretrizes que nos conduzirão ao destino que buscamos.

Estes são dias tumultuosos!

Se, de alguma forma, viveis as alegrias dos avanços do conhecimento científico e tecnológico, desfrutais das comodidades que proporcionam ao lado de centenas de milhões de Espíritos sofridos e anatematizados pela enfermidade, pela fome, pela dor, quase esquecidos, também são os dias de acender a luz do amor em vossos corações, para que o amor distenda as vossas mãos na direção deles, os filhos do calvário. Mas, não apenas deles, como também dos filhos do calvário no próprio lar, na Casa Espírita, na oficina de dignificação pelo trabalho, no grupo social...

Em toda parte Jesus necessita de vós, para falar pela vossa boca, caminhar pelos vossos pés e agir através das vossas mãos.

Exultai, se incompreendidos. Alegrai-vos, se acusados. Buscai sorrir, se caluniados ou esquecidos dos aplausos terrestres.

As vossas condecorações serão as feridas cicatrizadas na alma que constituirão o passaporte divino para, depois da grave travessia, entrardes no grande lar em paz.

Ide, pois, de retorno às vossas lides e amai.

Levai Jesus convosco e vivei-O.

Ensinai a todos a doutrina de libertação e dela fazei a vossa bússola.

Na ampulheta das horas o tempo continua inexoravelmente sem tempo para adiamentos.

Vigiai orando e amai servindo.

Que o Senhor de bênçãos nos abençoe, filhos da alma, é a súplica que faz o servidor humílimo e paternal de sempre,

Franco, Divaldo Pereira. Ditado pelo Espírito Bezerra de Menezes.
Título: Somos Chamados a Servir - Neio Lúcio (Chico Xavier)
Enviado por: mariamanuelacorujo em 23 de Janeiro de 2011, 17:46
Somos Chamados a Servir - Neio Lúcio (Chico Xavier)
*****************************************************************

O legislador, com a pena, traça decretos para reger o povo.

O escritor utiliza o mesmo instrumento e escreve livros que renovam o pensamento do mundo.

Mas, não é só a pena que, manejada pelo homem, consegue expressar a sabedoria, a arte e a beleza, dentro da vida.

Uma vassoura simples faz a alegria da limpeza e, sem limpeza, o administrador ou o poeta não conseguem trabalhar.

O arado arroteia o solo e traça linhas das quais transbordarão o milho, o arroz, a batata e o trigo, enchendo os celeiros.

A enxada grava sulcos abençoados no chão, a fim de que a sementeira progrida.

A plaina corrige a madeira bruta, cooperando na construção do lar.

A janela é um poema silencioso a comunicar-nos com a natureza externa; o leito é um santuário horizontal, convidando ao descanso.

O malho toma o ferro e transforma-o em utilidades preciosas.

O prato recolhe o alimento e nos sugere a Caridade.

O moinho recebe os grãos e converte-os no milagre da farinha.

O barro desprezível, nas mãos operosas ao oleiro, em breve surge metamorfoseado em vaso precioso.

Todos os instrumentos de trabalho no mundo, tanto quanto a pena, concretizam os ideais superiores, as aspirações de serviço e os impulsos nobres da alma.

Ninguém suponha que, perante Deus, os grandes homens sejam somente aqueles que usam a autoridade intelectual manifestada. Quando os políticos orientam e governam, é o tecelão quem lhes agasalha o corpo. Se os juizes se congregam nas mesas de paz e justiça, são os lavradores quem lhes ofertam recurso ao jantar.

Louvemos, pois, a Divina Inteligência que dirige os serviços do mundo!

Se cada árvore produz, segundo a sua especialidade a benefício da prosperidade comum, lembremo-nos de que somos todos chamados a servir na obra do Senhor, de maneira diferente

Cada trabalhador em seu campo seja honrado pela cota de bem que produza e cada servo permaneça convencido de que a maior homenagem suscetível de ser prestada por nós ao Senhor é a correta execução do nosso dever, onde estivermos.

Xavier, Francisco Cândido. Da obra: Alvorada Cristã. Ditado pelo Espírito Neio Lúcio.
Título: Quem Ama - Alexandre de Jesus (Chico Xavier)
Enviado por: mariamanuelacorujo em 23 de Janeiro de 2011, 17:54
Quem Ama - Alexandre de Jesus (Chico Xavier)
***************************************


Quem ama nada exige.

Perdoa sem traçar condições.

Sabe sacrificar-se pela felicidade alheia.

Renuncia com alegria ao que mais deseja.

Não espera reconhecimento.

Serve sem cansaço.

Apaga-se para que outros brilhem.

Silencia as aflições, ocultando as próprias lágrimas.

Retribui o mal com o bem.

É sempre o mesmo em qualquer situação.

Vive para ser útil aos semelhantes.

Agradece a cruz que leva sobre os ombros.

Fala esclarecendo e ouve compreendendo.

Crê na Verdade e procura ser justo.

Quem ama, qual o samaritano anônimo da parábola do Mestre, levanta os caídos da estrada, balsamiza-lhes as chagas, abraça-os fraternalmente e segue adiante...

Xavier, Francisco Cândido; Baccelli, Carlos A. Da obra: Brilhe Vossa Luz. Ditado pelo Espírito Alexandre de Jesus
Título: Obediência e Resignação - Allan Kardec
Enviado por: mariamanuelacorujo em 23 de Janeiro de 2011, 18:01
Obediência e Resignação - Allan kardec
*********************************
A doutrina de Jesus ensina, em todos os seus pontos, a obediência e a resignação, duas virtudes companheiras da doçura e muito ativas, se bem os homens erradamente as confundam com a negação do sentimento e da vontade. A obediência é o consentimento da razão; a resignação é o consentimento do coração, forças ativas ambas, porquanto carregam o fardo das provações que a revolta insensata deixa cair. O pusilânime não pode ser resignado, do mesmo modo que o orgulhoso e o egoísta não podem ser obedientes. Jesus foi a encarnação dessas virtudes que a antigüidade material desprezava. Ele veio no momento em que a sociedade romana perecia nos desfalecimentos da corrupção. Veio fazer que, no seio da Humanidade deprimida, brilhassem os triunfos do sacrifico e da renúncia carnal.

Cada época é marcada, assim, com o cunho da virtude ou do vício que a tem de salvar ou perder. A virtude da vossa geração é a atividade intelectual; seu vicio é a indiferença moral. Digo, apenas, atividade, porque o gênio se eleva de repente e descobre, por si só, horizontes que a multidão somente mais tarde verá, enquanto que a atividade é a reunião dos esforços de todos para atingir um fim menos brilhante, mas que prova a elevação intelectual de uma época. Submetei-vos à impulsão que vimos dar aos vossos espíritos; obedecei à grande lei do progresso, que é a palavra da vossa geração. Ai do espírito preguiçoso, ai daquele que cerra o seu entendimento! Ai dele! porquanto nós, que somos os guias da Humanidade em marcha, lhe aplicaremos o látego e lhe submeteremos a vontade rebelde, por meio da dupla ação do freio e da espora. Toda resistência orgulhosa terá de, cedo ou tarde, ser vencida. Bem-aventurados, no entanto, os que são brandos, pois prestarão dócil ouvido aos ensinos. - Lázaro. (Paris, 1863.)

Allan Kardec. Da obra: O Evangelho Segundo o Espiritismo.112 edição
Título: Na Vida - Irmão José (Chico Xavier)
Enviado por: mariamanuelacorujo em 23 de Janeiro de 2011, 18:08
Na Vida - Irmão José (Chico Xavier)
******************************

Não te queixes de ninguém.

Todos estamos lutando.

Esse enfrenta problemas afetivos.

Aquele sofre limitações.

Outro caminha vacilante.

Na vida, quem compreende sabe mais.

Faze o melhor que possas,

esquecendo ingratidões.

Serve, perdoa e avança,

olvidando injúrias.

Elege o bem por teu escudo

e deixa que as pedras da maledicência

caiam à tua volta.

Se procuras Jesus,

não tens tempo a perder

com os acontecimentos marginais da estrada.

Xavier, Francisco Cândido; Baccelli, Carlos A. Da obra: Brilhe Vossa Luz. Ditado pelo Espírito Irmão José
Título: Dialogo de Amor - Maria Dolores (Chico Xavier)
Enviado por: mariamanuelacorujo em 23 de Janeiro de 2011, 18:25
Maria Dolores e Francisco Cândido Xavier.wmv (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PVpYRWszejVsZ2pVIw==)
Título: Confia Sempre - Meimei (Na voz Chico Xavier)
Enviado por: mariamanuelacorujo em 23 de Janeiro de 2011, 18:36
Confia Sempre Meimei (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PWRyZ2g0TGVoVkFVIw==)
Título: Pensamentos - Bezerra de Menezes (Chico Xavier)
Enviado por: mariamanuelacorujo em 23 de Janeiro de 2011, 18:48
Bezerra e Chico.wmv (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PVRLc1hLZHgxOFQ0Iw==)
Título: AVE MARIA - Amaral Ornellas (Chico Xavier)
Enviado por: mariamanuelacorujo em 23 de Janeiro de 2011, 18:53
Ave-Maria - amaral ornellas e chico xavier.wmv (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PTN1SmdwaHRZRVhjIw==)
Título: Brasil Coração do Mundo, Patria do Evangelho!
Enviado por: mariamanuelacorujo em 24 de Janeiro de 2011, 08:47
Brasil: Coração do Mundo, Pátria do Evangelho (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PTd2Qzk5UTVXQTRJIw==)
Título: À Margem da Estrada - Irmão José (Chico Xavier)
Enviado por: mariamanuelacorujo em 24 de Janeiro de 2011, 21:45
À Margem da Estrada - Irmão José (Chico Xavier)

Não passes pelo mundo sem acrescentar o teu tijolo à magnífica construção do bem.

Não permitas que os teus dias se escoem sem que algo faças de útil em benefício do próximo.

Não deixes que a tua oportunidade de servir se perca no grande vazio das horas inúteis.

Não consintas em viver exclusivamente para os interesses pessoais.

Não adotes o comodismo por norma de conduta, refletindo que Jesus permanece no madeiro, braços abertos, à nossa espera.

Enquanto tens forças para caminhar, sai de ti mesmo ao encontro daqueles que choram à margem da estrada...

Atende-os, como se fossem eles – e realmente o são – vida de tua própria vida.

Liberta-te dos pesados grilhões da indiferença!

Sê a fonte de água pura para os sedentos, a côdea de pão para os famintos, a veste aconchegante para os que sentem frio, o bálsamo para as feridas que sangram, a mão amiga para os que tropeçam, o consolo para os que sofrem....

Recordando a palavra do Mestre: "Eu vos digo em verdade, quantas vezes o fizestes com relação a um desses mais pequenos de meus irmãos, foi a mim que fizeste", apressa-te no cumprimento do dever, porquanto, todas as vezes que te furtares à prática do bem, estarás, em essência, negando auxílio Àquele a quem tudo devemos.

Xavier, Francisco Cândido; Baccelli, Carlos A. Da obra: Brilhe Vossa Luz. Ditado pelo Espírito Irmão José
Título: Meia Hora -Maria Dolores (Chico Xavier)
Enviado por: mariamanuelacorujo em 24 de Janeiro de 2011, 21:51
Meia Hora -Maria Dolores

Ante a passagem do tempo,
Registra o valor do "agora"
Na bênção de meia hora,
Quanto bem a realizar!
Trinta minutos apenas
No espaço de cada dia
São plantações de alegria
Para quem busca ajudar.


Agora é a voz da coragem
Ao irmão que chora e luta,
Coração que pensa escuta,
Podando aflição e dor!...
Em outro ensejo, é o socorro,
Que se oferece à criança,
Que vaga sem esperança,
À míngua de paz e amor.


Depois, o amparo ao doente
Em visita mesmo breve,
A página que se escreve
Para consolo de alguém!
O apontamento otimista,
A frase sincera e boa,
A conversa que abençoa,
A prece em louvor do bem!...


Meia hora - patrimônio,
De expressão indefinida,
Que o Céu nos concede à vida,
A todos, crentes e ateus!...
Irmãos, elevai o tempo,
Para o serviço fecundo,
Tempo é tesouro no mundo
Que verte do amor de Deus.


Xavier, Francisco Cândido. Da obra: Maria Dolores. Ditado pelo Espírito Maria Dolores
Título: Mensageiros do Bem - (Chico Xavier)
Enviado por: mariamanuelacorujo em 24 de Janeiro de 2011, 21:55
Mensageiros do Bem - (Chico Xavier)
***********************************************
Mensageiros do Bem, ante o campo lá fora
Onde se espalha a dor da vida descontente,
O próprio sonho erguei por facho resplendente,
Dando paz a quem luta e conforto a quem chora...

Ao coração sem fé que a lágrima devora,
E ao cérebro sem luz torturado e descrente,
Acendei o clarão da Vida Renascente
Do futuro que surja e brilhe desde agora.


Obreiros do porvir, revelai a Era Nova,
Caridade e união, entendimento e prova,
São traços da missão que o vosso encargo encerra!

Do suor que verteis no trabalho fecundo,
Semeando a bondade e renovando o mundo,
Cristo fará do amor a redenção da Terra.

(Soneto recebido pelo médium Francisco Candido Xavier, em reunião pública da sede da Sociedade Espírita "Os Mensageiros", na noite de 12 de agosto de 1975, na cidade de Foz do Iguaçu, Estado do Paraná). IDE.
Título: Mensagem de Encorajamento - Scheilla
Enviado por: mariamanuelacorujo em 24 de Janeiro de 2011, 21:59
Mensagem de Encorajamento - Scheilla


Companheiro, ponha-se de pé e siga os corações que rumam confiantes.

Doe as aflições ao tempo, cubra-se com o manto da esperança e avance intimorato.

A multidão chora e sorri. Misturam-se lágrimas e sorrisos, abafados pelo retinir das taças finas que contêm os vapores da morte e os fluidos da loucura.

Possivelmente, os anseios atormentam-lhe o coração ansioso... Mas os que buscaram a enganosa liberdade demoram-se nas prisões que a própria delinqüência ergueu, inquietados pelo tigrino clamor das multidões desvairadas e o zurzir impiedoso da consciência em desalinho.

Alçando o pensamento ao Grande Bem, você pode chegar à paz íntima, embora carregue as cicatrizes do sentimento, porfiando na conduta reta.

O tempo é mestre: benfeitor e justiceiro. Tudo refaz, tudo apaga, tudo corrige.

Com o tempo, o grão de areia se transforma em valiosa pérola aprisionada no íntimo da ostra, até um dia...

Com o tempo, o carvão humilde transforma-se em diamante precioso encastelado na montanha poderosa, até um dia...

Com o tempo, a semente pequenina incha no seio da terra, transformando-se, até um dia...

Com o tempo, o débil embrião da vida desenvolve-se modificando a própria estrutura, até um dia...

Com o tempo, o regato humilde atinge o mar, vencendo distância e obstáculo.

Com o tempo, a Mensagem do Cristo se espalhou sobre a Terra, convidando o homem à tecelagem do manto nupcial para o matrimônio da Humanidade com a Vida, um dia...

Enxugue o suor da ansiedade.

Guarde as lágrimas da inquietação.

Amanhã, talvez, o trabalho exija suor e lágrimas em honra à felicidade de ser feliz.

Escude-se na dor dos outros e avance.

Lembre-se dos que caíram somente para os ajudar.

Olhe os vitoriosos da luta e siga com eles.

Não se preocupe por você ter tombado ontem, na escuridão. Agora brilha a luz da verdade em seu caminho.

Vença a tristeza nascida na recordação da própria fraqueza. Encha a alma com a alegria de tudo poder em Cristo.

Todas as coisas passam, na Terra, à semelhança das belas flores e dos espinheiros no mesmo jardim.

No Grande Além, no entanto, há sempre luz.

Não se aflija com as necessidades imperiosas de abandonar as flores da ilusão, sofrendo os espinhos que conduzem à reflexão.

Aceite hoje os acúleos, coroando-lhe a cabeça para que um braseiro de remorsos não lhe arda na consciência mais tarde.

Atenda e socorra o próximo, atendido e socorrido pelo Céu.

Sem desfalecer nem recear, repita: Com Jesus vencerei!, e mais fácil lhe parecerá a redenção.

Amigo do Cristo, ponha-se de pé e siga arrimado ao espírito de luta dos que se alçam à Vida, carregando, como você mesmo, sofrimentos e aflições.

Franco, Divaldo Pereira. Da obra: Crestomatia da Imortalidade. Ditado pelo Espírito Scheilla.
Título: Mensagem de Irmão - Sebastião Carmelita (Chico Xavier)
Enviado por: mariamanuelacorujo em 24 de Janeiro de 2011, 22:05
Mensagem de Irmão - Sebastião Carmelita (Chico Xavier)
*************************************************
A vida na Terra se assemelha a um estágio em magnífica escola.

A reencarnação é abençoada oportunidade de crescimento espiritual.

Somos, porém, aprendizes rebeldes e incipientes.

Malbaratamos o tempo.

Desprezamos a lição.

Olvidamos os compromissos.

Quando sofremos, recorremos a Deus, ensaiando humildade.

Quando felizes, nem sequer nos lembramos de agradecer ao Dispensador de todas as graças.

É que em contato com a matéria densa, o espírito deixa-se hipnotizar pelos cânticos da ilusão. O imediatismo predomina em suas decisões.

Para o homem comum, importa viver o "agora" com intensidade. Falta-lhe, portanto, senso de eternidade.

Por isso, justamente, a dor se faz companheira constante em nossos caminhos... Ela nos recorda a fugacidade da vida física e nos reconduz à senda do bem.

Ai do homem, se não sofresse!...

Mas Deus não quer o sofrimento voluntário, aquele abismo em que muitos se precipitam para fugir à dor que nos aprimora interiormente. O sofrimento natural é uma luz mas, provocado, qual o suicídio, é uma infelicidade que a palavra não define. Procuremos na caridade o nosso cajado para a subida do monte escarpado da evolução.

Amemos os nossos semelhantes.

Esforcemo-nos para perdoar as ofensas, sem guardar ressentimento no coração.

Não percamos de vista os passos do Senhor, que transitou no mundo entre zombarias e sarcasmos.

Façamos da oração o nosso pão espiritual, cujo fermento divino é a fé que raciocina.

Tenhamos sempre uma palavra de otimismo e um sorriso de esperança para oferecer aos que nos buscam a presença.

Visitemos os doentes nos hospitais, porquanto somos espíritos enfermos, necessitados também da visitação diária do Divino Médico.

Não nos queixemos de sacrifício; antes agradeçamos a Jesus que nos aceita como somos em seu ministério santo entre os homens.

Aprendamos a silenciar as nossas mágoas. A lamentação improdutiva é peso na própria alma, impedindo-nos de seguir à frente.

Que Deus seja sempre louvado em todas as providências que toma para que nós, os seus filhos, possamos viver segundo a sua Vontade.

Restaurando o Evangelho, o Espiritismo aplicado em nossas vidas é o sol que nos ilumina, desfazendo as sombras que, há séculos, pairam sobre o nosso entendimento.

Irmãos, deixo-lhes aqui o meu afetuoso abraço, na certeza de que a morte não existe e que o Senhor vela por cada um de nós.

(Soneto recebido pelo médium Francisco Cândido Xavier, em sessão pública do Centro Espírita "Amor ao Próximo", em Leopoldina, MG, na noite de 28-6-50.)

Xavier, Francisco Cândido; Baccelli, Carlos A. Da obra: Confia e Serve. Ditado pelo Espírito Sebastião Carmelita
Título: Meu Amigo - Eurícledes Formiga (Chico Xavier)
Enviado por: mariamanuelacorujo em 24 de Janeiro de 2011, 22:08
Meu Amigo - Eurícledes Formiga (Chico Xavier)
***********************************************************

Para servir com Jesus
Na seara do Evangelho,
É preciso abandonar
As manhas do homem velho.

O discípulo sincero,
Nos caminhos redentores,
Por enquanto, encontrará
Mais espinhos do que flores...

Esse logo desanima
Ao primeiro contratempo,
Mas se tudo corre bem
Alega falta de tempo.

Aquele quer cultivar
Amor na gleba da fé,
Encontrando tiririca,
Larga a pá e dá no pé.

Outro suplica na prece
Ser médium no Espiritismo,
Quando atendido, reclama
Cefaléia e reumatismo.

Não devemos criticar...
Na Terra, foi sempre assim,
Na hora do vamos ver
É choro do início ao fim.

Mas a Verdade é uma luz
Soberana, clara e forte,
Que o homem contemplará
Face a face, além da morte.

Aqui de nada nos vale
Queixa, tristeza ou desculpa.
O que nos resta fazer
É assumir a nossa culpa.

Quem cruza os braços no mundo
E o próprio tempo aniquila,
De uma nova encarnação
Terá que enfrentar a fila.

Se você tem com Jesus
A bênção de trabalhar,
Meu amigo, siga em frente
E pare de reclamar!

Xavier, Francisco Cândido; Baccelli, Carlos A. Da obra: Brilhe Vossa Luz. Ditado pelo Espírito Eurícledes Formiga
Título: Migalha de Amor - Meimei (Chico Xavier)
Enviado por: mariamanuelacorujo em 24 de Janeiro de 2011, 22:13
Migalha de Amor - Meimei (Chico Xavier)
***********************************
Não menosprezes a migalha de amor que te pode marcar o concurso no serviço do bem.


Estende o coração através dos braços e auxilia sempre.

Quem definirá, entre os homens, toda a alegria da xícara de leite nos lábios da criancinha doente ou da gota de remédio na boca atormentada do enfermo? Quem dirá o preço de uma oração fervorosa, erguida ao Céu, em favor do necessitado? Quem medirá o brilho oculto da caridade que socorre os sofredores e desvalidos?

Recorda a importância do pano usado para os que choram de frio, da refeição desaproveitada para o companheiro subnutrido, do vintém a transformar-se em mensagem de reconforto, do minuto de conversação consoladora que converte o pessimismo em esperança, e auxilia quanto possas.

Lembra-te que Jesus renovou a Terra, utilizando diminutas migalhas de boa vontade e cooperação... Dos recursos singelos da Manjedoura faz o mais belo poema de humildade, de cinco pães e dois peixes retira o alimento para milhares de criaturas, em velhos barcos emprestados erige a tribuna das sublimes revelações do Céu... Para ilustrar seus preciosos ensinamentos, detém-se na beleza dos lírios do campo, salienta o valor da candeia singela, comenta a riqueza de um grão de mostarda e recorre ao merecimento de uma dracma perdida.

Não olvides que teu coração é esperado por bênção viva, na construção da felicidade humana e, empenhando-lhe, agora, a tua migalha de carinho, recolhê-la-ás, amanhã, em forma de alegria eterna no Reino do Eterno Amor.

Xavier, Francisco Cândido. Da obra: Sentinelas da Alma. Ditado pelo Espírito Meimei.
Título: Missão do Homem Inteligente na Terra -Allan Kardec
Enviado por: mariamanuelacorujo em 24 de Janeiro de 2011, 22:21

Missão do Homem Inteligente na Terra
Allan Kardec
**************************************************
Não vos ensoberbais do que sabeis,

porquanto esse saber tem limites muito estreitos

no mundo em que habitais.

Suponhamos sejais sumidades em inteligência neste planeta:

nenhum direito tendes de envaidecer-vos.

Se Deus, em seus desígnios,

vos fez nascer num meio onde pudestes

desenvolver a vossa inteligência,

é que quer a utilizeis para o bem de todos;

é uma missão que vos dá,

pondo-vos nas mãos

o instrumento com que podeis desenvolver,

por vossa vez,

as inteligências retardatárias

e conduzi-las a ele.

A natureza do instrumento

não está a indicar a que utilização deve prestar-se?

A enxada que o jardineiro entrega a seu ajudante

não mostra a este último que lhe cumpre cavar a terra?

 

Que diríeis, se esse ajudante, em vez de trabalhar,

erguesse a enxada para ferir o seu patrão?

 

Diríeis que é horrível e que ele merece expulso.

 

Pois bem: não se dá o mesmo com aquele que se serve

da sua inteligência para destruir a idéia de Deus

e da Providência entre seus irmãos?

 

Não levanta ele contra o seu senhor a enxada

que lhe foi confiada para arrotear o terreno?

 

Tem ele direito ao salário prometido?

Não merece, ao contrário, ser expulso do jardim?

 

Sê-lo-á, não duvideis,

e atravessará existências miseráveis

e cheias de humilhações,

até que se curve diante dAquele a quem tudo deve.

A inteligência é rica de méritos para o futuro,

mas, sob a condição de ser bem empregada.

 

Se todos os homens que a possuem dela se servissem

de conformidade com a vontade de Deus,

fácil seria, para os Espíritos,

a tarefa de fazer que a Humanidade avance.

Infelizmente, muitos a tomam instrumento de orgulho

e de perdição contra si mesmos.

O homem abusa da inteligência

como de todas as suas outras faculdades e,

no entanto, não lhe faltam ensinamentos

 que o advirtam de que uma poderosa mão pode retirar o que lhe concedeu.

 

 - Ferdinando, Espírito protetor. (Bordéus, 1862.)

Allan Kardec. Da obra: O Evangelho Segundo o Espiritismo
Título: O Jugo Leve - Allan Kardec
Enviado por: mariamanuelacorujo em 24 de Janeiro de 2011, 22:28
O Jugo Leve - Allan Kardec
**********************************
Vinde a mim,
todos vós que estais aflitos
e sobrecarregados,
que eu vos aliviarei.
Tomai sobre vós o meu jugo
e aprendei comigo
que sou brando e humilde
de coração
e achareis repouso
para vossas almas,
pois é suave o meu jugo
e leve o meu fardo.
(S. MATEUS, cap. XI, vv. 28 a 30.)

Todos os sofrimentos:
misérias,
decepções,
dores físicas,
perda de seres amados,
encontram consolação
em a fé no futuro,
em a confiança
na justiça de Deus,
que o Cristo
veio ensinar aos homens.

Sobre aquele que,
ao contrário,
nada espera após esta vida,
ou que simplesmente duvida,
as aflições caem
com todo o seu peso
e nenhuma esperança
lhe mitiga o amargor.

Foi isso que levou Jesus a dizer:
"Vinde a mim todos vós
que estais fatigados,
que eu vos aliviarei."

Entretanto,
faz depender
de uma condição
a sua assistência
e a felicidade
que promete aos aflitos.

Essa condição
está na lei por ele ensinada.

Seu jugo
é a observância dessa lei;
mas,
esse jugo é leve
e a lei é suave,
pois que apenas impõe,
como dever,
o amor
e a caridade.

Allan Kardec. Da obra: O Evangelho Segundo o Espiritismo.Capítulo VI
Título: Iluminemos o Coração -Emmanuel
Enviado por: mariamanuelacorujo em 24 de Janeiro de 2011, 22:35
Iluminemos o Coração -Emmanuel
*******************************************
Guardemos o coracão na luz do bem,
para que nossa alma diariamente,
possa banhar-se nas águas vivas
da grande compreensão.

Somente assim nossos olhos
aprenderão a ver ignorância
onde presumimos encontrar
a delinqüência e apenas desse modo,
nossos ouvidos registrarão a dor
e o infortúnio,
onde costumamos assinalar
a intemperança e a revolta.

Não basta observar as telas do mundo,
na conceituação habitual
da experiência terrestre,
porque o raciocínio,
quase sempre,
mora na faixa estreita
do cálculo que se atrela
ao egoísmo
para entregar-se
ao jogo pernicioso
das vantagens imediatas
e nem vale criticar
com a inteligência,
porquanto, muitas vezes,
a apreciação que nos é própria
resulta de enganosa exigência
do nosso modo de ser.

É preciso mergulhar o sentimento
nas desventuras
e necessidades alheias
com a elevação do amor
que não apenas situa o defeito,
mas acima de tudo
busca extirpá-Io em silêncio,
à força de espontânea bondade
e justa cooperação.

Busquemos preservar
o templo íntimo
contra todas as formas
de condenação e de crueldade,
procurando, em toda parte,
a nossa quota de serviço
na exaltação do bem
que esposamos e,
socorrendo as vítimas do mal
sem nos prendermos à sombra,
aprenderemos com Jesus
a retirar a cegueira dos cegos,
a enfermidade dos enfermos,
a obsessão dos obsessos,
a tristeza dos tristes,
a fraqueza dos fracos,
a desesperação dos desesperados
e a derrota dos que se sentem vencidos, restituindo os nossos companheiros
à sanidade espiritual
e conservando
toda a nossa existência
erguida ao amor
que tudo aprimora,
de vez que é do coração
que partem as fontes da vida.

Xavier, Francisco Cândido. Da obra: Viajor. Ditado pelo Espírito Emmanuel
Título: O milagre do Amor
Enviado por: mariamanuelacorujo em 24 de Janeiro de 2011, 23:30
O MILAGRE DO AMOR (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PWJWa0VGdC0zTTM0I3dz)
Título: De Obras Póstumas - Allan Kardec
Enviado por: mariamanuelacorujo em 25 de Janeiro de 2011, 08:33
De Obras Póstumas - Allan Kardec


" Mas dessas convulsões sociais
sai sempre uma melhora;
os Espíritos se esclarecem
pela experiência;
a infelicidade
é o estímulo que os impele
a procurar um remédio para o mal;
eles refletem na erraticidade,
tomam novas resoluções,
e quando retornam,
fazem melhor.
É assim que se realiza o progresso,
de geração em geração. "

" Eis o que todo homem
pode compreender,
por pouco letrado que seja.
Quando todos os homens
compreenderem o Espiritismo,
compreenderão
a verdadeira solidariedade e,
em conseqüência,
a verdadeira fraternidade. "

"A solidariedade
e a fraternidade
não serão mais deveres
circunstanciais
que cada um prega,
muito freqüentemente,
mais em seu próprio interesse
do que no de outrem. "

"O reino da solidariedade
e da fraternidade será,
forçosamente,
o da justiça para todos,
e o reino da justiça
será o da paz
e da harmonia
entre os indivíduos,
as famílias,
os povos
e as raças. "

"Ocorrerá o mesmo
com os princípios
preconizados pelo Espiritismo,
desde que se queira
bem estudá-los,
sem idéia preconcebida,
e será então que a Humanidade
entrará, verdadeira e rapidamente,
na era de progresso
e de regeneração,
porque os indivíduos,
não se sentindo mais isolados
entre dois abismos,
o desconhecido do passado
e a incerteza do futuro,
trabalharão com ardor
para aperfeiçoar
e para multiplicar
os elementos de felicidade,
que são a sua obra;
porque reconhecerão
que não devem ao acaso
a posição que ocupam
no mundo,
e que eles mesmos gozarão,
no futuro,
e em melhores condições,
dos frutos de seus labores
e de suas vigílias."

"É que, enfim, o Espiritismo
lhes ensinará que,
se as faltas cometidas
coletivamente
são expiadas solidariamente,
os progressos realizados em comum
são igualmente solidários,
e é em virtude desse princípio
que desaparecerão
as dissenções de raças,
de famílias
e dos indivíduos,
e que a Humanidade,
despojada das faixas da infância,
caminhará,
rápida e virilmente,
para a conquista
de seus verdadeiros destinos."


--------------------------------------------------------------------------------
e Obras Póstumas - Allan Kardec
Título: O AMOR, o Imbativel Amor - Joanna de Angelis
Enviado por: mariamanuelacorujo em 25 de Janeiro de 2011, 08:37
O amor é substância criadora e mantenedora do Universo, constituído por essência divina.

É um tesouro que, quanto mais se divide, mais se multiplica, e se enriquece à medida que se reparte.

Mais se agiganta, na razão que mais se doa.

Fixa-se com mais poder, quanto mais se irradia.

Nunca perece, porque não se intibia nem se enfraquece, desde que sua força reside no ato mesmo de doar-se, de tornar-se vida.

Assim como o ar é indispensável para a existência orgânica, o amor é o oxigênio para a alma, sem o qual a mesma se enfraquece e perde o sentido de viver.

É imbatível, porque sempre triunfa sobre todas as vicissitudes e ciladas.

Quando aparente - de caráter sensualista, que busca apenas o prazer imediato - se debilita e se envenena ou se entorpece, dando lugar à frustração.

Quando real, estruturado e maduro - que espera, estimula, renova - não se satura e sempre novo é ideal, harmônico, sem altibaixos emocionais.

Une as pessoas, porque reúne as almas identificando-as no prazer geral da fraternidade, alimenta o corpo e dulcifica o eu profundo.

O prazer legítimo decorre do amor pleno, gerador da felicidade, enquanto o comum é devorador de energias e de formação angustiante.

O amor atravessa diferentes fases:

- o infantil, que tem caráter possessivo,

- o juvenil, que se expressa pela insegurança,

- o maduro, pacificador, que se entrega sem reservas e faz-se plenificador.

Há um período em que se expressa com compensação, na fase intermediária entre a insegurança e a plenificação, quando dá e recebe, procurando libertar-se da consciência de culpa.

O estado de prazer difere daquele de plenitude, em razão de o primeiro ser fugaz, enquanto o segundo é permanente, mesmo que sob injunção de relativas aflições e problemas - desafios que podem e devem ser vencidos.

Somente o amor real consegue distingui-los e os pode unir quando se apresentem esporádicos.

A ambição, a posse, a inquietação geradora de insegurança - ciúme, incerteza, ansiedade afetiva, cobrança de carinhos e atenções -, a necessidade de ser amado, caracterizam o estágio do amor infantil, obsessivo, dominador, que pensa exclusivamente em si antes que no ser amado.

A confiança suave - doce e tranquila -, a alegria natural e sem alarde, a exteriorização do bem que se pode e se deve executar, a compaixão dinâmica, a não-posse, não-dependência, não-exigência, são benesses do amor pleno, pacificador, imorredouro.

Mesmo que se modifiquem os quadros existenciais, que se alterem as manifestações da afetividade do ser amado, o amor permanece libertador, confiante, indestrutível.

Nunca se impõe, porque é espontâneo como a própria vida e irradia-se mimetizando, contagiando de júbilos e de paz.

Expande-se como um perfume que impregna, agradável, suavemente, porque não é agressivo nem embriagador ou apaixonado...

O amor não se apega, não sofre a falta, mas frui sempre, porque vive no íntimo do ser e não das gratificações que o amado oferece.

O amor deve ser sempre o ponto de partida de todas as aspirações e a etapa final de todos os anelos humanos.

O clímax do amor se encontra naquele sentimento que Jesus ofereceu à Humanidade e prossegue doando na Sua condição de Amante não amado.

Joanna de Ângelis - Espírito

Psicografia - Divaldo Franco

Título: Agentes do Contra Andre Luiz (Chico Xavier)
Enviado por: mariamanuelacorujo em 25 de Janeiro de 2011, 23:39

Agentes do Contra Andre Luiz (Chico Xavier)
*****************************************************
A lembrança amarga não consertará o passado.

A tristeza não lhe trará luz ao pensamento.

O desânimo não tem condições de prestar auxílio.

O azedume não pacifica o mundo íntimo.

A revolta não lhe fará ver o caminho justo.

A crítica é fator de mais solidão.

A irritação é a companheira do fracasso.

A intolerância afasta a simpatia.

O ressentimento é veneno em você mesmo.

A condenação é treva que se espalha.

Evitemos esses agentes do contra e procuremos trabalhar, na certeza de que, servindo, encontraremos a bênção da alegria por nosso clima permanente de luz.

Xavier, Francisco Cândido. Da obra: Respostas da Vida. Ditado pelo Espírito André Luiz
Título: Agora, Não Depois - Emmanuel (Chico Xavier)
Enviado por: mariamanuelacorujo em 25 de Janeiro de 2011, 23:42
Agora, Não Depois - Emmanuel (Chico Xavier)
******************************************************
Nem cedo, nem tarde.

O presente é hoje.

O passado está no arquivo.

O futuro é uma indagação.

Faze hoje mesmo o bem a que te determinaste.

Se tens alguma dádiva a fazer, entrega isso agora.

Se desejas apagar um erro que cometeste, consciente ou inconscientemente, procura sanar essa falha sem delongas.

Caso te sintas na obrigação de escrever uma carta, não relegues semelhante dever ao esquecimento.

Na hipótese de idealizares algum trabalho de utilidade geral, não retardes o teu esforço para trazê-lo à realização.

Se alguém te ofendeu, desculpa e esquece, para que não sigas adiante carregando sombras no coração.

Auxilia aos outros, enquanto os dias te favorecem.

Faze o bem agora, pois, na maioria dos casos, "depois" significa "fora de tempo", ou tarde demais.

Xavier, Francisco Cândido. Da obra: Hora Certa. Ditado pelo Espírito Emmanuel.
Título: Ajude Sempre - Andre Luiz (Chico Xavier)
Enviado por: mariamanuelacorujo em 25 de Janeiro de 2011, 23:48
Ajude Sempre - Andre Luiz (Chico Xavier)
*************************************************
Diante da noite, não acuse as trevas. Aprenda a fazer lume.

*

Em vão condenará você o pântano. Ajude-o a purificar-se.

*

No caminho pedregoso, não atire calhaus nos outros. Transforme os calhaus em obras úteis.

*

Não amaldiçoe o vozerio alheio. Ensine alguma lição proveitosa, com o silêncio.

*

Não adote a incerteza, perante as situações difíceis. Enfrente-as com a consciência limpa.

*

Debalde censurará você o espinheiro. Remova-o com bondade.

*

Não critique o terreno sáfaro. Ao invés disso, dê-lhe adubo.

*

Não pronuncie más palavras contra o deserto. Auxilie a cavar um poço sob a areia escaldante.

*

Não é vantagem desaprovar onde todos desaprovaram. Ampare o seu irmão com a boa palavra.

*

É sempre fácil observar o mal e identificá-lo. Entretanto, o que o Cristo espera de nós outros é a descoberta e o cultivo do bem para que o Divino Amor seja glorificado.

Xavier, Francisco Cândido. Da obra: Agenda Cristã. Ditado pelo Espírito André Luiz
Título: A Alegria no Dever - Meimei (Chico Xavier)
Enviado por: mariamanuelacorujo em 25 de Janeiro de 2011, 23:52
A Alegria no Dever - Meimei (Chico Xavier)
*****************************************************
Quando Jesus estava entre nós, recebeu certo dia a visita do apóstolo João, muito jovem ainda, que lhe disse estar incumbido, por seu pai Zebedeu, de fazer uma viagem a povoado próximo.

Era, porém, um dia de passeio ao monte e o moço achava-se muito triste.

O Divino Amigo, contudo, exortou-o a cumprir o dever.

Seu pai precisava do serviço e não seria justo prejudicá-lo.

João ouviu o conselho e não vacilou.

O serviço exigiu-lhe quatro dias, mas foi realizado com êxito.

Os interesses do lar foram beneficiados, mas Zebedeu, o honesto e operoso ancião, afligiu-se muito porque o rapaz regressara de semblante contrafeito.

O Mestre notou-lhe o semblante sombrio e, convidando-o a entendimento particular, observou:

- João, cumpriste o prometido?

- Sim - respondeu o apóstolo.

- Atendeste a Vontade de Deus, auxiliando teu pai?

- Sim - tornou o jovem, visivelmente contrariado -, acredito haver efetuado todas as minhas obrigações.

Jesus, entretanto, acentuou, sorrindo calmo:

- Então, ainda falta um dever a cumprir - o dever de permaneceres alegre por haveres correspondido a confiança do Céu.

O companheiro da Boa Nova meditou sobre a lição e fez-se contente.

A tranqüilidade voltou ao coração e à fisionomia do velho Zebedeu e João compreendeu que, no cumprimento da Vontade de Deus, não podemos e nem devemos entristecer ninguém.

Xavier, Francisco Cândido. Da obra: Pai Nosso. Ditado pelo Espírito Meimei
Título: Atendamos ao Senhor - Bezerra de Menezes (Chico Xavier)
Enviado por: mariamanuelacorujo em 25 de Janeiro de 2011, 23:58
Atendamos ao Senhor - Bezerra de Menezes (Chico Xavier)
*****************************************************
...esqueçamos, de algum modo, as questões individuais que nos afligem a estrada para considerar, no curso de alguns instantes apenas, a nova situação que se nos descortina à frente dos olhos.

Todos nos agregamos , no clima da prece, buscando a solução de nossos problemas. Problemas que se expressam por dificuldade, empeços, renovações e desafios sem conta.

Anotemos, porém, a necessidade de maior observação do panorama em que evoluímos.

...no transcurso de apenas alguns anos, toda a paisagem do campo espírita- cristão se nos alterou, fundamentalmente.

Alargaram-se-nos as áreas de serviços em todas as direções: avolumaram-se as filas de companheiros sedentos de paz e luz que nos requisitam cooperação e socorro: aumentaram-se-nos de maneira surpreendente os monumentos destinados à caridade, a se nos definirem nas instituições socorristas: ampliaram-se-nos os instrumentos de serviço e com eles, agigantaram-se-nos as possibilidades para o engajamento de novos trabalhadores: dilatam-se-nos os recursos de ação em todos os sentidos, convocando-nos a esforço máximo, a fim de que não haja desequilíbrio entre as dádivas do Alto e a justa aplicação delas próprias, em benefício da construção doutrinária: renovaram-se-nos no mundo os títulos de confiança, diante da Nova Revelação que nos mostra Jesus em sua simplicidade e grandeza: elevaram-se-nos os cabedais de colaboração procedentes de todos os setores da humana experiência, prontos a responder-nos a quaisquer apelos no concurso fraternal, com os braços generosos e abertos: multiplicaram-se-nos os canais de comunicação, dando-nos acesso a realizações mais completas no tocante á divulgação de nossos princípios: ampliaram-se-nos os horizontes á esperança com a expectativa da Terra sequiosa diante da verdade e da paz: descerraram-se-nos mais dilatadas faixas de colaboração, nas obras culturais e assistenciais, à frente da humanidade.

Em síntese, todos os talentos da Bondade do Senhor se nos acumulam agora nas mãos, em torrentes de oportunidades e trabalho, recursos diversos e potencialidades virtuais...

...agora, meus filhos, indaguemos de nós mesmos: que será da tarefa em nossos braços se também, de nós mesmos, não aumentarmos a quota de paciência e de amor, uns à frente dos outros, na Obra de Cristo?

...reflitamos nisso, suprimamos nossas divergências , esqueçamos conflitos pessoais, procuremos extinguir os pontos da incompreensão e discórdia, porventura existentes nas oficinas de elevação espiritual a que nos encontremos vinculados e trabalhemos na Seara do Bem, confiando-nos, realmente ao Cristo de Deus cujos interesses repousam em nossas mãos.

Xavier, Francisco Cândido. Da obra: Bezerra, Chico e Você. Ditado pelo Espírito Bezerra de Menezes.
Título: Palavras de um Médico - Francisco Fajardo
Enviado por: mariamanuelacorujo em 26 de Janeiro de 2011, 07:58
Palavras de um Médico - Francisco Fajardo
*****************************************************
Há momento em que precisamos confiar ao Senhor a essência dos nossos mais íntimos cuidados.

A vida não é patrimônio do nosso capricho individual e o caminho em que nos cabe marchar para a frente é, sobretudo, traçado pela Divina Sabedoria.

Nem sempre sabemos o que desejamos , contudo o Mestre conhece aquilo de que realmente carecemos.

Quando seja possível ao nosso sentimento, inclinemo-nos perante os Desígnios Superiores que nos alteram os planos e prossigamos para a vanguarda de luz em que devemos situar o coração de trabalhadores do bem.

Ao médico é concedido o mais alto dos títulos na esfera de assistência à vida na Terra. Se os sacerdotes do pensamento religioso semeiam a luz de Deus nas Almas, os médicos são os missionários do equilíbrio da existência humana, garantindo a harmonia do campo em que a fé renovadora conseguirá brilhar.

Sem duvida, contam-se por milhares aqueles que, desviados do verdadeiro sentido do trabalho que lhes compete, se arrojam aos despenhadeiros da indiferença, traindo o mandato recebido de Mais Alto, entretanto, não ignoramos o imperativo de nossas responsabilidades e sabemos que, acima de tudo, é necessário saibamos agir e servir, nas fileiras dos que se devotam à felicidade de todos.

Para nós, o sacrifício pessoal e a renúncia constante serão o clima inevitável da mínimas cogitações. Por isso mesmo, olvidar os deveres que a luta nos impõe seria menosprezar a nossa mais valiosa oportunidade de elevação.

Não permitamos que a sombra da dúvida nos invada o espírito.

Levantemo-nos espiritualmente e prosseguimos.

Recordemos que a morte é simples ilusão. Exige-se de nós outros na atualidade mais senso e compreensão dos nossos serviços nos círculos médicos, a fim de que os nossos princípios se refaçam.

Realmente, os nossos arraiais acadêmicos ainda se acham minados pelo materialismo da semi-ciência e o soro frio enregela preciosas formações nascentes, no campo de nossas manifestações culturais, mas, a pouco e pouco, amparados na coragem dos colegas que nos continuam os esforços, esperamos criar novos valores para o futuro glorioso que nos cabe atingir.

Não esmoreçamos!

Podemos fazer muito pela classe a que pertencemos e pela comunidade a que servimos. Dispomos de recursos, de influências, de meios espirituais que facilitam a ascensão.

Estudemos! Temos um mundo novo à frente do raciocínio.

Urge o tempo!

Hoje a estrada se descortina cheia de luz. Amanhã, se soubermos semear, a colheita será rica de bênçãos.

Defendamos a oportunidade de triunfar no labor esposado na Terra, a fim de que nossas experiências se dirijam no rumo do porvir, enriquecendo a senda de muitos.

Para a verdade, não importam os títulos externos da criatura.

A roupagem dos pontos de vista é igualmente transitória como a indumentária do corpo. A realidade pede substância pratica, riqueza intrínseca.

Não nos propomos converter a personalidade nisso ou aquilo, na rotulagem das idéias ou das confissões variadas a que se filiam os idéias das igrejas terrestres.

Pretendemos, simplesmente, a posição de portadores do bom ânimo e da coragem, a fim de que o remédio não se perca nos desvãos da incerteza e da sombra.

Sigamos à frente. A nossa família não se circunscreve às quatro paredes do nosso movimento doméstico. Estende-se em todos os lugares, onde um doente chama por nós, confiando-nos a esperança.

Sejamos fortes e restauremos as energias para a batalha do bem, em que sempre nos colocamos, nas linhas da abnegação e da frente.

Nossa responsabilidade é maior que nos. Nossos deveres superam nossas dores. O interesse de todos compele-nos ao esquecimento de “eu”, que tanto nos empenhamos em adorar e conservar.

Recordemos que o cristo foi o Mestre da Verdade, mas foi também, entre as criaturas, o Divino Médico da Saúde e da Alegria.

Sigamo-Lo na faina abençoada de materializar-se as lições de amor e estejamos certos de que a Sua proteção jamais nos faltará.

Xavier, Francisco Cândido. Da obra: Cartas do Coração. Ditado pelo Espírito Francisco Fajardo
Título: Fazer o Bem sem Ostentação - Allan Kardec
Enviado por: mariamanuelacorujo em 26 de Janeiro de 2011, 08:05
Fazer o Bem sem Ostentação - Allan Kardec
*****************************************************
Tende cuidado em não praticar as boas obras diante dos homens, para serem vistas, pois, do contrário, não recebereis recompensa de vosso Pai que está nos céus. - Assim, quando derdes esmola, não trombeteeis, como fazem os hipócritas nas sinagogas e nas ruas, para serem louvados pelos homens. Digo-vos, em verdade, que eles já receberam sua recompensa. - Quando derdes esmola, não saiba a vossa mão esquerda o que faz a vossa mão direita; - a fim de que a esmola fique em segredo, e vosso Pai, que vê o que se passa em segredo, vos recompensará.
(S. MATEUS, cap. VI, vv. 1 a 4.)

Tendo Jesus descido do monte, grande multidão o seguiu. - Ao mesmo tempo, um leproso veio ao seu encontro e o adorou, dizendo: Senhor, se quiseres, poderás curar-me. - Jesus, estendendo a mão, o tocou e disse: Quero-o, fica curado; no mesmo instante desapareceu a lepra. - Disse-lhe então Jesus: abstém-te de falar disto a quem quer que seja; mas, vai mostrar-te aos sacerdotes e oferece o dom prescrito por Moisés, a fim de que lhes sirva de prova.
(S. MATEUS, cap. VIII, vv. 1 a 4.)

Em fazer o bem sem ostentação há grande mérito; ainda mais meritório é ocultar a mão que dá; constitui marca incontestável de grande superioridade moral, porquanto, para encarar as coisas de mais alto do que o faz o vulgo, mister se torna abstrair da vida presente e identificar-se com a vida futura; numa palavra, colocar-se acima da Humanidade, para renunciar à satisfação que advém do testemunho dos homens e esperar a aprovação de Deus. Aquele que prefere ao de Deus o sufrágio dos homens prova que mais fé deposita nestes do que na Divindade e que mais valor dá à vida presente do que à futura. Se diz o contrário, procede como se não cresse no que diz.

Quantos há que só dão na esperança de que o que recebe irá bradar por toda a parte o benefício recebido! Quantos os que, de público, dão grandes somas e que, entretanto, às ocultas, não dariam uma só moeda! Foi por isso que Jesus declarou: "Os que fazem o bem ostentosamente já receberam sua recompensa." Com efeito, aquele que procura a sua própria glorificação na Terra, pelo bem que pratica, já se pagou a si mesmo; Deus nada mais lhe deve; só lhe resta receber a punição do seu orgulho.

Não saber a mão esquerda o que dá a mão direita é uma imagem que caracteriza admiravelmente a beneficência modesta. Mas, se há a modéstia real, também há a falsa modéstia, o simulacro da modéstia. Há pessoas que ocultam a mão que dá, tendo, porém, o cuidado de deixar aparecer um pedacinho, olhando em volta para verificar se alguém não o terá visto ocultá-la. Indigna paródia das máximas do Cristo! Se os benfeitores orgulhosos são depreciados entre os homens, que não será perante Deus? Também esses já receberam na Terra sua recompensa. Foram vistos; estão satisfeitos por terem sido vistos. E tudo o que terão.

E qual poderá ser a recompensa do que faz pesar os seus benefícios sobre aquele que os recebe, que lhe impõe, de certo modo, testemunhos de reconhecimento, que lhe faz sentir a sua posição, exaltando o preço dos sacrifícios a que se vota para beneficiá-lo? Oh! para esse, nem mesmo a recompensa terrestre existe, porquanto ele se vê privado da grata satisfação de ouvir bendizer-lhe do nome e é esse o primeiro castigo do seu orgulho. As lágrimas que seca por vaidade, em vez de subirem ao Céu, recaíram sobre o coração do aflito e o ulceraram. Do bem que praticou nenhum proveito lhe resulta, pois que ele o deplora, e todo benefício deplorado é moeda falsa e sem valor.

A beneficência praticada sem ostentação tem duplo mérito. Além de ser caridade material, é caridade moral, visto que resguarda a suscetibilidade do beneficiado, faz-lhe aceitar o benefício, sem que seu amor-próprio se ressinta e salvaguardando-lhe a dignidade de homem, porquanto aceitar um serviço é coisa bem diversa de receber uma esmola. Ora, converter em esmola o serviço, pela maneira de prestá-lo, é humilhar o que o recebe, e, em humilhar a outrem, há sempre orgulho e maldade. A verdadeira caridade, ao contrário, é delicada e engenhosa no dissimular o benefício, no evitar até as simples aparências capazes de melindrar, dado que todo atrito moral aumenta o sofrimento que se origina da necessidade. Ela sabe encontrar palavras brandas e afáveis que colocam o beneficiado à vontade em presença do benfeitor, ao passo que a caridade orgulhosa o esmaga. A verdadeira generosidade adquire toda a sublimidade, quando o benfeitor, invertendo os papéis, acha meios de figurar como beneficiado diante daquele a quem presta serviço. Eis o que significam estas palavras: "Não saiba a mão esquerda o que dá a direita."

Allan Kardec. Da obra: O Evangelho Segundo o Espiritismo
Título: Amas o Bastante? - Emmanuel (Chico Xavier)
Enviado por: mariamanuelacorujo em 26 de Janeiro de 2011, 08:09
Amas o Bastante? - Emmanuel (Chico Xavier)
*********************************************************
Perguntou-lhe terceira vez: Simão, filho de Jonas, amas-me?" - (JOÃO, 21:17.)

Aos aprendizes menos avisados é estranhável que Jesus houvesse indagado do apóstolo, por três vezes, quanto à segurança de seu amor. O próprio Simão Pedro, ouvindo a interrogação repetida, entristecera-se, supondo que o Mestre suspeitasse de seus sentimentos mais íntimos.

Contudo, o ensinamento é mais profundo.

Naquele instante, confiava-lhe Jesus o ministério da cooperação nos serviços redentores. O pescador de Cafarnaum ia contribuir na elevação de seus tutelados do mundo, ia apostolizar, alcançando valores novos para a vida eterna.

Muito significativa, portanto, a pergunta do Senhor nesse particular. Jesus não pede informação ao discípulo, com respeito aos raciocínios que lhe eram peculiares, não deseja inteirar-se dos conhecimentos do colaborador, relativamente a Ele, não reclama compromisso formal. Pretende saber apenas se Pedro o ama, deixando perceber que, com o amor, as demais dificuldades se resolvem. Se o discípulo possui suficiente provisão dessa essência divina, a tarefa mais dura converte-se em apostolado de bênçãos promissoras.

É imperioso, desse modo, reconhecer que as tuas conquistas intelectuais valem muito, que tuas indagações são louváveis, mas em verdade somente serás efetivo e eficiente cooperador do Cristo se tiveres amor.

Xavier, Francisco Cândido. Da obra: Caminho, Verdade e Vida. Ditado pelo Espírito Emmanuel
Título: Simplicidade e Pureza de Coração - Allan Kardec
Enviado por: mariamanuelacorujo em 26 de Janeiro de 2011, 08:17
Simplicidade e Pureza de Coração - Allan Kardec
***********************************************************
Bem-aventurados os que têm puro o coração, porquanto verão a Deus. (S. Mateus, cap. V, v. 8.)

Apresentaram-lhe então algumas crianças, a fim de que ele as tocasse, e, como seus discípulos afastassem com palavras ásperas os que lhas apresentavam, Jesus, vendo isso, zangou-se e lhes disse: “Deixai que venham a mim as criancinhas e não as impeçais, porquanto o reino dos céus é para os que se lhes assemelham. - Digo-vos, em verdade, que aquele que não receber o reino de Deus como uma criança, nele não entrará.” - E, depois de as abraçar, abençoou-as, impondo-lhes as mãos. (S. MARCOS, cap. X, vv. 13 a 16.)

A pureza do coração é inseparável da simplicidade e da humildade. Exclui toda ideia de egoísmo e de orgulho. Por isso é que Jesus toma a infância como emblema dessa pureza, do mesmo modo que a tomou como o da humildade.

Poderia parecer menos justa essa comparação, considerando-se que o Espírito da criança pode ser muito antigo e que traz, renascendo para a vida corporal, as imperfeições de que se não tenha despojado em suas precedentes existências. Só um Espírito que houvesse chegado à perfeição nos poderia oferecer o tipo da verdadeira pureza. E exata a comparação, porém, do ponto de vista da vida presente, porquanto a criancinha, não havendo podido ainda manifestar nenhuma tendência perversa, nos apresenta a imagem da inocência e da candura. Daí o não dizer Jesus, de modo absoluto, que o reino dos céus é para elas, mas para os que se lhes assemelhem.

Pois que o Espírito da criança já viveu, por que não se mostra, desde o nascimento, tal qual é? Tudo é sábio nas obras de Deus. A criança necessita de cuidados especiais, que somente a ternura materna lhe pode dispensar, ternura que se acresce da fraqueza e da ingenuidade da criança. Para uma mãe, seu filho é sempre um anjo e assim era preciso que fosse, para lhe cativar a solicitude. Ela não houvera podido ter-lhe o mesmo devotamento, se, em vez da graça ingênua, deparasse nele, sob os traços infantis, um caráter viril e as ideias de um adulto e, ainda menos, se lhe viesse a conhecer o passado.

Aliás, faz-se necessário que a atividade do princípio inteligente seja proporcionada à fraqueza do corpo, que não poderia resistir a uma atividade muito grande do Espírito, como se verifica nos indivíduos grandemente precoces. Essa a razão por que, ao aproximar-se-lhe a encarnação, o Espírito entra em perturbação e perde pouco a pouco a consciência de si mesmo, ficando, por certo tempo, numa espécie de sono, durante o qual todas as suas faculdades permanecem em estado latente. E necessário esse estado de transição para que o Espírito tenha um novo ponto de partida e para que esqueça, em sua nova existência, tudo aquilo que a possa entravar. Sobre ele, no entanto, reage o passado. Renasce para a vida maior, mais forte, moral e intelectualmente, sustentado e secundado pela intuição que conserva da experiência adquirida.

A partir do nascimento, suas ideias tomam gradualmente impulso, à medida que os órgãos se desenvolvem, pelo que se pode dizer que, no curso dos primeiros anos, o Espírito é verdadeiramente criança, por se acharem ainda adormecidas as ideias que lhe formam o fundo do caráter. Durante o tempo em que seus instintos se conservam amodorrados, ele é mais maleável e, por isso mesmo, mais acessível às impressões capazes de lhe modificarem a natureza e de fazê-lo progredir, o que toma mais fácil a tarefa que incumbe aos pais.

O Espírito, pois, enverga temporariamente a túnica da inocência e, assim, Jesus está com a verdade, quando, sem embargo da anterioridade da alma, toma a criança por símbolo da pureza e da simplicidade.

Allan Kardec. Da obra: O Evangelho Segundo o Espiritismo
Título: O Egoísmo - Allan Kardec
Enviado por: mariamanuelacorujo em 26 de Janeiro de 2011, 08:26
O Egoísmo - Allan Kardec
*******************************
O egoísmo, chaga da Humanidade,
tem que desaparecer da Terra,
a cujo progresso moral obsta.

Ao Espiritismo está reservada a tarefa
de fazê-la ascender na hierarquia dos mundos.

O egoísmo é, pois, o alvo
para o qual todos os verdadeiros crentes
devem apontar suas armas,
dirigir suas forças,
sua coragem.

Digo: coragem,
porque dela muito mais necessita
cada um para vencer-se a si mesmo,
do que para vencer os outros.

Que cada um, portanto,
empregue todos os esforços
a combatê-lo em si,
certo de que esse monstro devorador
de todas as inteligências,
esse filho do orgulho
é o causador
de todas as misérias do mundo terreno.

E a negação da caridade e,
por conseguinte,
o maior obstáculo à felicidade dos homens.

Jesus vos deu o exemplo da caridade
e Pôncio Pilatos o do egoísmo,
pois,
quando o primeiro,
o Justo,
vai percorrer as santas estações
do seu martírio,
o outro
lava as mãos, dizendo:
Que me importa!
Animou-se a dizer aos judeus:
Este homem é justo,
por que o quereis crucificar?

E, entretanto, deixa que o conduzam ao suplício.

É a esse antagonismo entre a caridade e o egoísmo,
à invasão do coração humano
por essa lepra que se deve
atribuir o fato de não haver ainda
o Cristianismo
desempenhado por completo a sua missão.

Cabem-vos a vós,
novos apóstolos da fé,
que os Espíritos superiores esclarecem,
o encargo e o dever
de extirpar esse mal,
a fim de dar
ao Cristianismo
toda a sua força
e desobstruir o caminho
dos pedrouços que lhe embaraçam
a marcha.

Expulsai da Terra o egoísmo
para que ela possa subir na escala dos mundos,
porquanto já é tempo de a Humanidade
envergar sua veste viril,
para o que cumpre
que primeiramente o expilais dos vossos corações.

- Emmanuel. (Paris, 1861.)

Allan Kardec. Da obra: O Evangelho Segundo o Espiritismo
Título: Tributo à Paz !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 26 de Janeiro de 2011, 08:48
YouTube - Broadcast Yourself. (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PTZ1NHUxWmxna2Y0Iw==)
Título: O FACIL E O DIFICIL - Albino Teixeira
Enviado por: mariamanuelacorujo em 26 de Janeiro de 2011, 22:09
O FACIL E O DIFICIL - Albino Teixeira

************************************

Fácil amontoar.
Difícil distribuir.

Fácil falar.
Difícil fazer.

Fácil arrasar.
Difícil construir.

Fácil reprovar.
Difícil compreender.

Fácil acomodar.
Difícil realizar.

Fácil ganhar.
Difícil ceder.

Fácil crer.
Difícil discernir.

Fácil ensinar.
Difícil exemplificar.

Fácil sofrer.
Difícil aproveitar.

Qualquer pessoa,
de qualquer condição,
pode fazer o que é fácil;
entretanto,
efetuar o que é difícil
pede noção de responsabilidade
e burilamento íntimo.

É por esse motivo que o Espiritismo,
sendo em si mesmo
a doutrina da fé raciocinada,
para que se cumpra
o imperativo evangélico do
“a cada um segundo as suas obras”,
reclama o combustível
do serviço individual,
para que brilhe,
em cada um de nós,
o facho da educação.


Pelo Espírito Albino Teixeira
Do livro: Caminho Espírita
Médium: Francisco Cândido Xavier
Título: COMPAIXÃO - Hammed
Enviado por: mariamanuelacorujo em 26 de Janeiro de 2011, 22:33
COMPAIXÃO  - Hammed
********************************
Ter compaixão
é possuir um entendimento maior
das fragilidades humanas.

É quando nos tornamos mais realistas,
menos exigentes
e mais flexíveis com as dificuldades alheias.

Compaixão — manifestação de um coração aberto.

“Há mais felicidade em dar que em receber”

De bem-aventurado vem a palavra beato — do latim beatus, que significa “feliz”.
Beatificar alguém é declará-lo na plenitude da felicidade;
por isso é que chamamos comumente de venturosas as pessoas felizes.

Cristo usava com freqüência essa forma literária em seus discursos:
“Bem-aventurados são aqueles que…”.
Essas bem-aventuranças eram e são
a fórmula que o Mestre Jesus recomendava
para conquistar a verdadeira felicidade ou para alcançar uma vida plena.

Ter compaixão é possuir
um entendimento maior das fragilidades humanas.

É quando nos tornamos mais realistas,
menos exigentes e mais flexíveis
com as dificuldades alheias.

Se quisermos a paz do mundo,
sejamos pessoas felizes.

O bem-aventurado é um agente da paz,
pois as criaturas maduras possuem uma compassiva
“noção de vida”.

Por isso, afirmam os Espíritos Benevolentes: “
(…) aquele que vê claramente as coisas
tem uma idéia mais justa do que o cego.

Os Espíritos vêem o que não vedes;
eles julgam, pois, de outro modo que vós,
mas ainda uma vez,
isto depende da sua elevação”

Ao abrirmos o coração para alguém,
vivenciamos uma forma de empatia
sentimos o que ele sentiria
caso estivéssemos vivenciando a sua situação.

Isso é uma questão de ressonância.

Só podemos apoiar e cooperar
se nossos estados interiores forem sensibilizados;
apenas podemos compartilhar
a alegria ou a tristeza de alguém
se elas também nos tocarem.

Se não nos permitimos sentir medo,
amor,
tristeza ou alegria,
não podemos reagir a esses sentimentos
diante das pessoas e podemos até duvidar
de que elas os estejam experimentando.

Compaixão está associado a empatia.
Perde o bom senso
quem não estabelece limites nos bens
que vai dar ou receber.

Alguns de nós fazemos favores
ou concedemos benefícios aos outros
sem critério ou fundamentação alguma.

No entanto,
empatia não é medir ou julgar alguém por nós.

Não é nos colocarmos no lugar da criatura
e ficarmos ilusoriamente imaginando seu sofrimento.

Empatia é o contato direto do nosso coração
com o coração de outro ser humano.

A ajuda verdadeiramente sapiencial
é aquela que permite que as pessoas
à nossa volta aprendam a se desenvolver,
solucionando suas dificuldades por si mesmas.

O ser compassivo não invade a vida alheia.
Os indivíduos só mudam quando estão prontos para mudar.

Algumas religiões podem distorcer nossa concepção de mundo,
utilizando a culpa ou o fanatismo como forma de nos controlar
ou de nos forçar a dar coisas.

A viseira do emocionalismo
pode nos levar à frustração e ao desapontamento.

Podemos ser coagidos a conceder benefícios
ou participar de doações materiais,
usando uma forma distorcida de compaixão.

Muitos de nós nos doamos porque esperamos
receber em troca atenção e respeito de outras pessoas.

Isso não é ajuda real
nem mesmo está unido ao amor;
mais se assemelha
a uma forma de barganha,
seguida de eterna cobranças.

Para que possamos cooperar efetivamente com alguém,
é preciso abrirmos mão de nossa arrogância salvacionista,
ou seja, acreditar que a redenção das almas
que amamos depende, única e exclusivamente,
de nosso desempenho e de nossa dedicação.

Cada pessoa é uma obra-prima de Deus e,
quando subestimamos a força divina
que há no outro,
nossos relacionamentos ficam anêmicos e áridos.

A compaixão salvaguarda a liberdade de sentir, pensar e agir.

Os bem-aventurados aos quais se referia Jesus
são felizes porque reconheceram
que não devem viver de forma ególatra;
devem viver, sim,
uma existência de auxílio
a si mesmo e ao bem comum.

Compaixão é o desenvolvimento do sentimento
de fraternidade que move o ser fraterno
a ter uma noção ética
com vistas à integração
 e à solidariedade entre pessoas.


Do livro “Os prazeres da alma”

Psicografo por Francisco do Espírito Santo Neto

pelo Espírito Hammed

Título: Roteiro Singelo - Marco Prisco
Enviado por: mariamanuelacorujo em 26 de Janeiro de 2011, 22:42
Roteiro Singelo - Marco Prisco
**************************************
 
“ … Não amemos de palavra, nem de lingua, mas por obras e em verdade.”
(I João – 3:18)

 Ame sem exigência.

Sirvam sem condicionais.

Trabalhe sem imposição.

Confie sem iquietação.

Perdoe sem sofrimento.

 O amor é luz – espalhe-o.

O serviço é vida – difunda-o

O trabalho é benção – propague-o

A confiança é dádiva celeste – exemplifique-o.

Mas faça tudo com o coração, “não amando de palavra, nem de lingua, mas por obras e em verdade”, conforme recomenda João, ao concitar à vivência do amor, alargando os horizonte do bem infatigável entre todos, a toda hora, e em qualquer lugar.


Do livro: Momentos de Decisão
Espirito: Marco Prisco
Psicografado por Divaldo P. Franco

Título: RECEITA CONTRA O EGOÍSMO - Francisco Cândido Xavier, Espíritos diversos
Enviado por: mariamanuelacorujo em 26 de Janeiro de 2011, 22:49
RECEITA CONTRA O EGOÍSMO - Francisco Cândido Xavier, Espíritos diversos
********************************************************************************************

 
1 – Procure esquecer o lado escuro da personalidade do próximo.

2 – Aprenda a ouvir com calma os longos apontamentos do seu irmão, sem o impulso de interromper-lhe a palavra.

3 – Olvide a ilusão de que seus parentes são as melhores pessoas do mundo e de que a sua casa deve merecer privilégios especiais.

4 – Não dispute a paternidade das idéias proveitosas, ainda mesmo que hajam atravessado o seu pensamento, de vez que a autoria de todos os serviços de elevação pertence, em seus alicerces, a Jesus, nosso Mestre e Senhor.

5 – Não cultive referências à sua própria pessoa, para que a vaidade não faça ninho em seu coração.

6 – Escute com serenidade e silêncio as observações ásperas ou amargas dos seus superiores hierárquicos e auxilie, com calma e bondade, aos companheiros ou subalternos, quando estiverem tocados pela nuvem da perturbação.

7 – Receba com carinho as pessoas neurastênicas ou desarvoradas, vacinando o seu fígado e a sua cabeça contra a intemperança mental.

8 – Abandone a toda espécie de crítica, compreendendo que você poderia estar no banco da reprovação.

9 – Habitue-se a respeitar as criaturas que adotem pontos de vista diferentes dos seus e que elegeram um gênero de felicidade diversa da sua, para viverem na Terra com o necessário equilíbrio.

10 – Honre a caridade em sua própria casa, ajudando, em primeiro lugar, aos seus próprios familiares, através do rigoroso desempenho de suas obrigações, para que você esteja realmente habilitado a servir ao Mundo e à Humanidade, hoje e sempre.
 
 

Do Livro: Marcas do Caminho, Psicografia: Francisco Cândido Xavier, Espíritos diversos
 

Título: Observa hoje - Lancellin
Enviado por: mariamanuelacorujo em 26 de Janeiro de 2011, 22:59
Observa hoje - Lancellin
*****************************

Não te preocupes muito com o ontem, nem tampouco com o amanhã.

O que passou nos serve, de vez em quando, para uma avaliação dos nossos deveres nos certames futuros, sem que a nossa visão ou a nossa sensibilidade se atrofie em falsas apreensões.

Trabalha no hoje, analisa a tua própria personalidade e vê o que nela tens a consertar, na seqüência que as leis da serenidade nos ensinam, para que não haja violência em qualquer sentido.

Hoje é o campo, não só de observação, mas de execução, de aprimoramento das nossas qualidades e o engenho deste trabalho se manifesta pela nossa vontade.

Já que aceitamos o progresso e a evolução de tudo o que nos cerca, por que permanecermos estacionados em regime de conservação em relação à nossa moral?

Será que a razão não participa do homem quando se trata de regras de religião, regras essas que obedecem ao tempo e ao próprio empuxo do mesmo progresso?

As leis são as mesmas em todas as dimensões da vida.

Elas acompanham a escala de aperfeiçoamento com  perfeita justiça.

A imparcialidade é, pois, o maior sintoma da perfeição.

Não queiras viver o hoje obedecendo as regras humanas do ontem e não intentes colocar em teus passos as conjecturas de conceitos de um futuro distante.

Muitos entram em desequilíbrio por quererem viver o  presente sob a influência do passado ou então passar os dias de hoje viajando em carros invisíveis do futuro.

Certamente que somos influenciados pela conduta que tivemos.

No entanto, o agora serve para limparmos estas mazelas, sem lhes darmos maior atenção.

Com a modificação dos nossos sentimentos, identificamos os tempos do terceiro milênio que se aproxima como a era da renovação das criaturas que anseiam pela felicidade.

Estamos trabalhando em uma época para acordar os que dormem, ajudando-os a pensar e a falar, a conhecer a verdade, para que essa verdade os torne livres das pesadas algemas da incompreensão.

Estamos entrando na época de luz, onde nunca mais se poderá esconder a Sabedoria.

Ela se apresenta por si mesma, sob a égide do Grande Mestre da fraternidade cósmica, com a mensagem do Amor para todas as criaturas.

Concentra-te no que deves fazer agora e faze-o bem, primeiramente a ti mesmo, sem que o egoísmo invada o teu coração.

Investe, com todas as tuas forças, para a conquista dos bens imperecíveis que devem ser entregues aos sentimentos, sem que o orgulho interrompa os teus esforços.

Depois de preparado para o grande empenho de servir, faze-o sem constrangimento em todos os lados em  que fores convocado para ajudar.

Nesta hora, alimenta o desprendimento e evoca as forças do Amor, para que o Perdão entre em evidência, fazendo a transformação devida: morre o homem velho e nasce o novo homem, forjado pelos cromossomos divinos para o futuro.

Assim, estarás em condições de ajudar, por amor e sem exigência, as futuras gerações.

Faze alguma coisa, hoje mesmo, por ti próprio, sem pensar no que vais receber amanhã.

A natureza cuida disso e te entregará tudo o que for teu, pela lei da justiça palpitante em todo o Universo, regendo a integração do espaço cósmico.

 

Do livro “Cirurgia moral”
Psicografado por João Nunes Maia
Pelo espírito Lancellin
Título: Unamo-nos em Jesus - Emmanuel
Enviado por: mariamanuelacorujo em 27 de Janeiro de 2011, 07:54
Unamo-nos em Jesus - Emmanuel
****************************************

Entre os numerosos problemas doutrinários do Espiritismo,

no momento que passa,

temos, como dos mais importantes,

o da unificação

dos métodos da pratica espiritista,

em suas relações com o Plano Invisível,

em cuja heterogeneidade surgem,

por vezes, extravagâncias numerosas, f

reqüentemente sugeridas pelos inimigos da verdade,

adversários ferrenhos de todas as expressões

do progresso espiritual da humanidade sofredora.

É certo que as interpretações doutrinarias

terão de obedecer à posição evolutiva de cada um,

no desdobramento da idéia livre,

preconizada pela consoladora doutrina dos Espíritos,

sob a égide do Mestre,

Senhor da semeadura e da seara,

na evolução terrestre,

mas urge a articulação

de um amplo movimento dos estudiosos,

convictos da excelência de sua fé,

no que se refere à ação doutrinaria,

na renovação do homem,

para o progresso da célula social,

na coletividade e na família.

Destinado às mais sublimes tarefas na sociedade moderna,

no sentido de se processar

a revolução moral

do intimo dos corações,

o Espiritismo necessita do concurso

de seus trabalhadores operosos e dedicados,

no serviço de restauração

da crença pura com o Evangelho de Jesus.

Os operários legítimos do Senhor

quase desapareceram da Terra,

quando os cristãos transformados

em católicos romanos,

iniciaram os seus esforços políticos,

de ordem terrena,

terminados com a organização

das basílicas suntuosas e frias...

A grande missão do Espiritismo,

à luz dos princípios evangélicos,

é a espiritualização de tudo que é humano;

restabelecendo-se a antiga direção

dos crentes sinceros

para aquele reino de graças

que ainda não é deste mundo!...

Eis, desta forma,

a razão das necessidades imperiosas

do momento,

em todos os núcleos de estudos da Doutrina,

no sentido de se reunirem

todas as suas expressões fenomênicas,

sob a bússola das ilações de ordem moral e religiosa,

em caminho da razão,

esclarecida pela fé poderosa e indestrutível.

A revolução espiritual dos novos crentes,

na intimidade de si mesmos,

dentro do luminoso santuário

da consciência e do coração,

é a grande questão do momento.

E para esse desideratum precisa-se,

antes de tudo,

do esforço de cada um,

na oficina do estudo e do trabalho,

bases do amor.

Sem a humildade não já progresso possível.

Sem a tolerância,

toda a realização do bem é impraticável.

E sem o amor,

não há caminho

que conduza a alma

para a fonte de todas

as inspirações da Verdade,

que é Jesus.

O Espiritismo é a grande oficina.

Somos os obreiros humildes desse grande labor,

mas a obra jamais

se concretizará

se não nos unirmos

pelo sentimento e pelo esforço,

em Jesus Cristo.


Fonte:- Luz no Caminho– Psicografia de Francisco Candido Xavier.
Título: Aura de Amor - Hammed
Enviado por: mariamanuelacorujo em 27 de Janeiro de 2011, 21:47
Aura de Amor - Hammed
*****************************

Cada um de nós
trás nas entranhas de si mesmo,
a presença de Deus.

Pai por excelência,
habita em cada criatura e,
portanto,
trazemos o selo divino
 impresso em nossa consciência,
indicando Nossa Paternidade.

O reconhecimento da presença divina
em nós e nos outros desabrocha,
no indivíduo,
o mais nobre dos sentimentos da alma,
o amor,
que se define como sendo a atmosfera
de Deus em torno de nós próprios.

Portanto,
ao enxergarmos a profundidade
de cada criatura,
identificaremos, ali,
esta semente divina,
espargindo vibrações
de estreitamento dos laços afetivos,
formando, assim,
uma aura de amor e,
em seguida,
consciência profunda desta realidade ímpar.

Desta forma,
seremos cada vez
mais amorosamente condescendentes
para conosco e para com os outros.


Hammed
Título: Construção Moral do Ser - Irmão José
Enviado por: mariamanuelacorujo em 27 de Janeiro de 2011, 22:20
Construção Moral do Ser - Irmão José
************************************************



O processo de transformação espiritual é lento;
como tudo o que acontece na natureza é obra de paciência.

Nada se improvisa.

Ninguém se renova de um dia para outro
ou mesmo de um ano para outro.
 
A renovação intima é obra demorada,
que acontece através de perseverantes e repetidos esforços.

Ninguém se acredite ser o que ainda não é
e ninguém espere dos outros
o que ainda não consegue oferecer à expectativa alheia.

Em imprescindível que o espírito combata,
sem tréguas,
a si mesmo,
corrigindo-se,
pacientemente,
nos menores deslizes,
porque somente policiando os seus pensamentos
considerados insignificantes
e as suas reações tidas por desprezíveis,
é que o espírito irá se fortalecendo
na resistência contra a tentação que,
em síntese,
é fruto de suas próprias imperfeições
com trabalho paciente,

como paciente é o trabalho do escultor
que transforma em anjo a pedra bruta,

como paciente é o trabalho da bordadeira
que entretece no linho os mais perfeitos diagramas

e como paciente é o esforço da árvore que,
primeiro, produz flores para, depois, produzir frutos.

Ninguém desanime, porém;
ninguém se entregue ao desalento ou desista de si mesmo!

O trabalho da renovação interior
é como se fora o trabalho da construção de um edifício:
primeiro, o alicerce; depois, as paredes e o teto.

Se essa primeira fase é relativamente rápida,
a segunda, a fase do acabamento da construção moral do ser,
é mais longa,
exige habilidade,
serviço especializado,
bom gosto,
apuro...

Muitas vezes percebemo-los desanimados
diante das fraquezas que lhes são próprias;

tristes diante dos equívocos que cometem no cotidiano... É

 que muitos de nós outros
acreditamos trazer o Evangelho no coração
quando, na realidade, apenas ainda o carregamos nas mãos...

Compreendamos!
Tenhamos paciência.
Não critiquemos.
Sejamos indulgentes e esforçados,
perseguindo o objetivo sem esmorecimento.

Que a paz do Senhor nos envolva
e nos possibilite seguir sempre adiante
na realização do melhor,
nem que a caminhada
para diante aconteça conosco
como a caminhada do caracol
que, a custo,
arrasta sobre as costas o seu próprio fardo!...

Irmão José
Carlos A. Baccelli
Título: O pensamento e os atos - Léon Denis
Enviado por: mariamanuelacorujo em 27 de Janeiro de 2011, 22:32
O pensamento e os atos - Léon Denis
**********************************************

O pensamento, dizíamos, é criador.
Não atua somente ao redor de nós,
influenciando os nossos semelhantes
para o bem ou para o mal;
atua principalmente em nós,
gera nossas palavras,
nossas ações e,
com ele,
contruímos, dia a dia,
o edifício grandioso ou miserável
de nossa vida presente e futura.

Modelamos nossa alma e seu invólucro
com os nossos pensamentos;

estes produzem formas,
imagens que se imprimem
na matéria sutil,
de que o corpo fluídico é composto.

Assim, pouco a pouco,
nosso ser povoa-se de formas frívolas
ou austeras,
graciosas
ou terríveis,
grosseiras
ou sublimes;

a alma se enobrece,
embeleza
ou cria uma atmosfera de fealdade.

Segundo o ideal a que visa,
a chama interior aviva-se ou obscurece-se.

Se meditarmos em assuntos elevados,
na sabedoria,
no dever,
no sacrifício,
nosso ser
impregna-se, pouco a pouco,
das qualidades do nosso pensamento.

É por isso que a prece improvisada,
ardente,
o impulso da alma
para as potências infinitas,
tem tanta virtude.

Nesse diálogo solene do ser com sua causa
 (prece a Deus), o influxo do Alto
invade-nos e desperta sentidos novos;
a compreensão,
a consciência da vida aumenta e sentimos,
melhor do que se pode exprimir,
a gravidade e a grandeza
da mais humilde das existências (Deus).

A oração,
 a comunhão pelo pensamento
com o universo espiritual
e divino é o esforço da alma
para a Beleza e para a Verdade eternas;
é a entrada, por um instante,
nas esferas da vida real e superior,
aquela que não tem termo.

Se, ao contrário,
nosso pensamento é inspirado por maus desejos,
pela paixão,
pelo ciúme,
pelo ódio,
as imagens que cria sucedem-se,
acumulam-se em nosso corpo fluídico
e o entenebrecem.

Assim, podemos à vontade
fazer em nós a luz ou a sombra.

Somos o que pensamos,
com a condição de pensarmos com força,
vontade e persistência.

A fiscalização dos pensamentos implica
a fiscalização dos atos,
porque, se uns são bons,
os outros sê-lo-ão igualmente,
e todo o nosso procedimento
achar-se-á regulado
por uma concatenação harmônica.

Ao passo que, se nossos atos são bons
e nossos pensamentos maus,
apenas haverá uma falsa aparência do bem
e continuaremos
a trazer em nós um foco malfazejo,
cujas influências,
mais cedo ou mais tarde,
derramar-se-ão fatalmente sobre nossa vida.

Retirado do Livro "O problema do ser, do destino e da dor -
Léon Denis"

- página: 355, 356, 357.


Título: Comecemos de Nós Mesmos - Andre Luiz
Enviado por: mariamanuelacorujo em 27 de Janeiro de 2011, 22:47
Comecemos de Nós Mesmos - Andre Luiz
****************************************************
 
 Ensina a caridade,
dando aos outros algo de ti mesmo,
em forma de trabalho
e carinho
e aqueles que te seguem os passos
virão ao teu encontro
oferecendo ao bem quanto possuem.

Difunde a humildade,
buscando a Vontade Divina
com esquecimento de teus caprichos humanos
e os companheiros de ideal,
fortalecidos por teu exemplo,
olvidarão a si mesmos,
calando as manifestações de vaidade e de orgulho.

Propaga a fé,
suportando os revezes de teu próprio caminho,
com valor moral e fortaleza infatigável
e quem te observa
crescerá em otimismo e confiança.

Semeia a paciência,
tolerando construtivamente os que se fazem
instrumentos de tua dor no mundo,
auxiliando sem desânimo
e amparando sem reclamar,
e os irmãos que te buscam
mobilizarão os impulsos
de revolta que os fustigam,
na luta de cada dia,
 transformando-a em serena compreensão.

Planta a bondade,
cultivando com todos
a tolerância e a gentileza
e os teus associados
de ideal encontrarão contigo
a necessária inspiração
para o esforço de extinção da maldade.

Estende as noções do serviço
e da responsabilidade,
agindo incessantemente
na religião do dever cumprido
e os amigos do teu círculo pessoal
envergonhar-se-ão da ociosidade.

As boas obras começam de nós mesmos.

Educaremos, educando-nos.

Não faremos a renovação da paisagem
de Somos arquitetos de nossa própria estrada
e seremos conhecidos pela influência
que projetamos naqueles que nos cercam.

Que o Espírito de Cristo
nos infunda a decisão
de realizar o auto-aprimoramento,
para que nos façamos intérpretes
do Espírito do Cristo.

A caridade
que salvará o mundo
há de regenerar-nos primeiramente.

Sigamos ao encontro do Mestre,
amando,
aprendendo
e servindo
e o Mestre, hoje ou amanhã,
virá ao nosso encontro,
premiando-nos a perseverança
com a luz da ressurreição..

 

Xavier, Francisco Candido. Da obra: Apostilas da Vida. Ditado pelo Espírito André Luiz.
 
Título: AMAI-VOS UNS AOS OUTROS !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 29 de Janeiro de 2011, 07:34
AMAI-VOS  UNS AOS OUTROS !
*************************

ORAI MEUS IRMÃOS !
----------------------

Unam as Mãos,

Cerrem os Olhos,

Silenciem os Pensamentos,

Serenem Vosso Ser,

esqueçam-se um pouco de Vós

e Orem Tocando em Prece

os Muitos Irmãos

que neste instante

Sofrem Imensamente

em seu Corpo Fisico ou Espiritual.

 

Emanem a Vossa Luz de Amor

      em Imensa Radiação de Auxilio !

                    (Equipe Nosso Lar)
Título: mensagem de Andre Luiz
Enviado por: mariamanuelacorujo em 29 de Janeiro de 2011, 08:30
Sempre Feliz.wmv (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PXhfQ1lHQ0NvVUVzIw==)
Título: NAS CULMINÂNCIAS DA LUTA
Enviado por: mariamanuelacorujo em 29 de Janeiro de 2011, 17:35
NAS CULMINÂNCIAS DA LUTA
Caibar Schutel

Muitas vezes,
vivemos normalmente dez longos anos, conquistando patrimônios espirituais,
para viver apenas dez minutos
fugazes de modo extraordinário
e excepcional.

São o "clímax da vida",
onde somos chamados às contas,
na aferição de responsabilidades
intransferíveis e que,
não raro,
percebemos intuitivamente,
a derramar lágrimas
que pressagiam amargas lutas.

Aprendemos,
dia a dia,
a pouco e pouco,
anos seguidos,
o desprendimento de bens transitórios
para enfrentarmos a prova
do desapego maior
em momentos breves;
experimentamos,
por vários lustros,
a repetição,
instante a instante,
de um dever trivial
para testarmos
a própria perseverança,
no epílogo desse
ou daquele problema,
aparentemente vulgar,
mas de profunda significação
em nosso destino;
adquirimos forças íntimas
vivendo toda uma encarnação
a preparar-nos
para a demonstração
de coragem
num minuto grave
de testemunho...

Alpinistas da evolução,
que destilam suor,
de escarpa em escarpa,
galgamos a montanha
da experiência,
adestrando-nos
para transpor a garganta
que nos escancara
o abismo diante da tentação;
estudantes comuns,
nos currículos da existência,
enceleiramos
preciosos conhecimentos
em cursos laboriosos
de observação e trabalho,
para superarmos
a prova eliminatória,
às vezes num só dia de sacrifício...

Estamos sempre,
face à face,
com a banca examinadora
do mundo,
pois onde formos aí
seremos convocados à confissão
de nossa fé
e conseqüente valor moral.

O minuto que se esvai
é a nossa oportunidade valiosa;

o lugar onde estamos
é o anfiteatro
de nossas lições contínuas.

Por isso,
caminhar sem Jesus,
nos domínios humanos,
é sentir que a água não dessedenta,
o alimento não sacia,
a melodia não eleva,
a página não edifica,
a flor não perfuma,
a luz não aquece...

Entretanto,
amparados no Cristo,
todos somos auto-suficientes,
porquanto dispomos de apoio,
esclarecimento
e fortaleza
em qualquer transe aflitivo
com que a vida nos surpreenda.

O alento
que a certeza da fé raciocinada
nos proporciona transcende
todas as consolações efêmeras
que possamos auferir
de vantagens terrenas,
de vez que nos faculta
trabalhar sem fadiga,
ajudar sem esforço,
sofrer sem ressentimento
e rir engolindo pranto.

Marchemos assim,
arrimados
nos padrões do Divino Mestre
sem que nos creiamos
no pretenso direito
de reclamar ou maldizer,
tumultuar ou censurar.

Desistamos de reivindicações,
privilégios,
prêmios
ou honrarias de superfície,
porquanto urge
aspirarmos à medalha invisível
do dever retamente cumprido
que nos brilhe na consciência,
à coroa da paz
que nos cinja os pensamentos
e a carta-branca
do livre arbítrio
que nos amplie o campo
de ação no bem puro.

Regozija-te, pois,
se a tua fé vive analisada
na intimidade do lar,
combatida na oficina de trabalho,
fustigada no círculo de amigos,
fiscalizada na ribalta social
ou testada no catre* de sofrimento...

Somente conduzindo a nossa cruz
de renúncia às gloríolas do século,
com a serenidade da abnegação
e com o sorriso da paciência,
é que poderemos ser recompensados
pelo triunfo sobre nós mesmos,
nas rotas da Perfeita Alegria.

(Do livro "Ideal Espírita", Caibar Schutel, Francisco Cândido Xavier, Espíritos Diversos)
Título: A inteligência e os sentimentos - Leon Denis
Enviado por: mariamanuelacorujo em 29 de Janeiro de 2011, 17:44
A inteligência e os sentimentos - Leon Denis

Tempos virão
em que a inteligência
há de predominar cada vez mais,
desembaraçando-se da crisálida carnal,
estendendo,
 afirmando o seu domínio sobre a matéria,
criando com os seus esforços
meios novos e mais amplos
de percepção e manifestação.

Apurando-se, por sua vez,
os sentidos,
verão eles ampliar-se-lhes o círculo de ação.

O cérebro humano tornar-se-á um como templo misterioso,
de vastas e profundas naves,
cheias de harmonias,
vozes e perfumes,
instrumento admirável
ao serviço de um espírito
que se tornou mais sutil e poderoso.

Ao mesmo tempo que a personalidade humana,
alma e organismo,
a pátria terrestre se transformará.

Para que se opere a evolução do meio
é preciso que primeiramente
se efetue a evolução do indivíduo.

É o homem que faz a Humanidade,
e a Humanidade,
por sua ação constante,
transforma a sua morada.

Há equilíbrio absoluto
e relação íntima entre o moral e o físico.

O pensamento e a vontade
são a ferramenta por excelência,
com a qual tudo podemos transformar
 em nós e à roda de nós.

Tenhamos somente pensamentos elevados e puros;
aspiremos a tudo o que é grande, nobre e belo.

Pouco a pouco sentiremos regenerar-se
o nosso próprio ser, e com ele,
do mesmo modo,
todas as camados sociais,
o globo e a Humanidade!

E, em nossa ascensão,
chegaremos a compreender
e praticar melhor a comunhão universal
que une todos os seres.

Inconsciente nos estados inferiores da existência,
essa comunhão torna-se cada vez mais consciente,
à medida que o ser se eleva
e percorre os graus inumeráveis da evolução,
para chegar, um dia,
ao estado de espiritualidade
em que cada alma,
irradiando o brilho das potências adquiridas
nos impulsos do seu amor,
viva a vida de todos
e a todos se sente unida
na Obra Eterna Infinita.


O Problema do Ser, do Destino e da Dor,
Parte 1, Cap. 6 – León Denis

Título: Coragem - João de Deus
Enviado por: mariamanuelacorujo em 29 de Janeiro de 2011, 17:51
Coragem - João de Deus
******************************

Se o desânimo procura

Mergulhar-te na amargura,

Não olvides, meu irmão,

Que a vida por toda parte

É nova luz a buscar-te

Em doce renovação.

 
Na mágoa que te domina,

Repara a Bênção Divina

A brilhar, aqui e além…

Tudo é esperança e beleza

No trono da Natureza

Na glória do Eterno Bem…

 

Da noite estranha e sombria,

Assoma, envolvente, o dia,

E a treva faz-se esplendor.

Do Inverno que dilacera,

Vem o Sol da Primavera

E o espinho revela a flor.

 

Da serra empedrada e feia,

Desce o regato que ondeia

Em generosa canção.

Do charco de baixo nível,

Desditoso e desprezível,

Ressurge o calor do pão.

 

Coragem! – recorda o ninho,

Suportando, de mansinho,

Toda a fúria do escarcéu;

E do além, tranquila ao vê-la,

Coragem! – repete a estrela,

Sorrindo no azul do Céu.

 

Assim também, a cada hora,

Trabalha, porfia e chora

Guardando a fé clara e sã!…

Padece mas busca a frente,

Lembrando constantemente

Que o dia volta amanhã.

 

João de Deus

Da obra “Poetas Redivivos”, psicografada por Chico Xavier

Título: “Brasil, Coração do Mundo, Pátria do Evangelho” - Humberto de Campos
Enviado por: mariamanuelacorujo em 29 de Janeiro de 2011, 18:00
 “Brasil, Coração do Mundo, Pátria do Evangelho” - Humberto de Campos
*********************************************************************

“(…) Nessa abençoada tarefa de espiritualização,
o Brasil caminha na vanguarda.
O material a empregar nesse serviço
não vem das fontes de produção
originariamente terrena
e sim do plano invisível,
onde se elaboram todos
os ascendentes construtores
da Pátria do Evangelho.

 (…) - Brasileiros,
ensarilhemos, para sempre,
as armas homicidas das revoluções!
… Consideremos o valor espiritual do nosso grande destino!
Engrandeçamos a pátria
no cumprimento do dever pela ordem,
e traduzamos a nossa dedicação
mediante o trabalho honesto
pela sua grandeza!
Consideremos,
acima de tudo,
que todas as suas realizações
hão de merecer
a luminosa sanção de Jesus,
antes de se fixarem nos bastidores
do poder transitório
e precário dos homens!

Nos dias de provação,
como nas horas de venturas,
estejamos irmanados
numa doce aliança
de fraternidade e paz indestrutível,
dentro da qual deveremos
esperar as claridades do futuro.

Não nos compete estacionar,
em nenhuma circunstância,
e sim marchar, sempre,
com a educação e com a fé realizadora,
ao encontro do Brasil,
na sua admirável espiritualidade
e na sua grandeza imperecível!”

 Trecho da obra: “Brasil, Coração do Mundo, Pátria do Evangelho”,
ditada pelo espírito Humberto de Campos
e psicografada por Francisco Cândido Xavier
Título: Vamos! - Auta de Souza
Enviado por: mariamanuelacorujo em 29 de Janeiro de 2011, 18:07
Vamos!  - Auta de Souza
****************************

Não te detenhas…
Crê, ajuda e avança!…

Seja dia brilhante ou noite escura,

Nos momentos de paz ou de amargura,

Busca o Mestre da Luz e da Esperança.

 

No caminho do bem que não descansa,

Agradece ao trabalho que te apura,

E sigamos, felizes, à procura

Da Imperecível Bem-aventurança!

 

Não repouses na estrada…Segue à frente,

Ontem, hoje, amanhã…Constantemente,

Marcha ao doce clarão que te ilumina…

 

Jesus é o Sol de Amor que nos espera,

Em resplendente e Escelsa primavera

No Lar Eterno da União Divina.




Auta de Souza.

Psicografia: Chico Xavier.

Título: Elevação Espiritual - Albino Teixeira
Enviado por: mariamanuelacorujo em 29 de Janeiro de 2011, 18:13
Elevação Espiritual - Albino Teixeira
*****************************************

A elevação espiritual não se nos incorpora à vida:

nem pela prosperidade;
nem pela carência;
nem pelo renome;
nem pela obscuridade;
nem pela cultura intelectual;
nem pela insipiência;
nem pela autoridade humana;
nem pela condição de subalternidade;
nem pelo ajustamento à vida considerada normal;
nem pelos conflitos psicológicos que se carregue;
nem pelos amigos;
nem pelos adversários;
nem pelo elogio;
nem pelo desapreço da injúria.

A elevação íntima
depende
unicamente
de nossa reação pessoal
ao aceitar
e usar para o bem
tudo isso.

(Xavier, Francisco Cândido. Mãos marcadas. Pelo Espírito Albino Teixeira)

Título: Amor Impossível - Adenáuer Novaes
Enviado por: mariamanuelacorujo em 29 de Janeiro de 2011, 18:23
Amor Impossível - Adenáuer Novaes
************************************************
Se você ama alguém que não lhe pode corresponder,
lembre-se daqueles que não têm um amor ao menos para chorar suas lágrimas.

Se o amor é uma conquista, alguns ainda não a alcançaram.

Se a pessoa que você ama já tem compromisso,
evite viver uma relação paralela que poderá machucar seu coração.

Nossos sentimentos comandam nossa vida,
deixá-los à deriva é perigo para nossa própria sobrevivência.

Ninguém que se aventura numa relação paralela consegue dela sair sem marcas.
Os motivos que levam alguém a tal aventura geralmente se enraízam em vidas passadas.

Quem ama nem sempre consegue correspondência com o ser amado.

Às vezes nos deparamos com os amores platônicos ou não recíprocos.

Respeitar os limites do outro é fundamental para nosso equilíbrio psíquico.

Quando você se deparar com um amor proibido
atravessando seu percurso de vida,
olhe para si mesmo e conscientize-se de que você
não merece pagar preço tão alto
por uma ligação que não possa ser postergada.

Se o seu amor não é correspondido ou é platônico
e o outro não sabe nem lhe dá atenção,
não espere que um milagre resolva a situação.

Lance-se ao seu próprio destino buscando realizações superiores.

Não lamente a saída de alguém de sua vida.

Reenquadre a posição que você deve ocupar na vida perante o futuro,
sem aquela pessoa.

O outro que saiu, apenas desocupou o espaço por você constituído.

Permita que algo nobre ocupe devidamente aquele lugar.

Se você se encontra em solidão,
observe à sua volta e verá que, mesmo acompanhada,
muita gente está só.

A companhia do amor é a paz da consciência
e o pensamento voltado para o futuro.

Por contingências reencarnatórias,
o amor entre duas pessoas poderá estar separado
pelos laços de parentesco,
pelo compromisso do outro,
por expiações
ou pela preferência sexual.

Nesses casos, aja com cautela e equilíbrio,
considerando que a separação imposta
pela vida representa processo educativo em curso.

Muitas vezes
tetantamos colocar num ponto máximo de nossa vida,
o amor a uma pessoa em lugar do amor a Deus,
à vida ou,
até mesmo,
a si próprio.

Esse amor exagerado tende a anular
quem a ele se entrega.

Em determinada fase de nossa vida
nos encontramos com um outro
que inunda nossa consciência
alojando-se sem pedir licença,
parecendo ser a única razão de existirmos.

Muitas vezes se trata de fascinação movida
por carências não atendidas.

Valorização de si mesmo e autoestima,
são fundamentais para o reequilíbrio psíquico.

As barreiras da posição social,
do nível intelectual
e outras erigidas pelo preconceito,
são contingências que nos ensinam
a grandeza da vida verdadeira,
da qual somos originários
e para a qual voltaremos como espíritos.

Se o amor possível está difícil,
o impossível merece a nossa cautela
para não se tornar uma armadilha cármica
a nos aprisionar na teia das reencarnações expiatórias.

O amor não-amado, Jesus, soube entender os homens,
face à ignorância espiritual da humanidade.

O seu amor é o amor possível e libertador.

O amor não correspondido
é aquele que devemos esquecer
a fim de buscarmos outro amor,
que preencherá nossa vida de felicidade e paz.

A fixação nele é porta aberta à obsessão
e a anulação de si mesmo.

O amor impossível nos aprisiona
e nos faz estacionar diante da vida.

Sua presença em nossa consciência
e em nosso coração,
impede-nos de crescer e evoluir.

Se não conseguimos realizar o amor
que nos parece o máximo de nossa vida,
lembremo-nos que um outro amor
pode estar a nos esperar do outro lado da vida,
confiante em nosso amadurecimento
 antes da partida.

O amor dos entes queridos,
que nos antecederam
na viagem de retorno ao mundo espiritual,
bem como daqueles que pertenceram
ao nosso passado reencarnatório,
estará sempre presente em nossas vidas
na medida em que permaneçamos trabalhando
em favor do amor
e para que o amor
alcance os que dele carecem.

Amanhã poderemos estar diante de algo
muito importante do que aquele amor
que nos impede o crescimento.

Na manhã seguinte,
certamente o dia poderá ser mais acolhedor.

Acredite no amor possível,
é ele que nos faz crescer.

Jesus nos ensinou
que o amor é sempre possível
àquele que pensa no bem.


Adenáuer Novaes


Título: Oremos por Todos os Nossos Irmãos em Imenso Sofrimento!
Enviado por: mariamanuelacorujo em 29 de Janeiro de 2011, 19:11
Prece dos aflitos e agonizantes - Emmanuel
****************************************************

Senhor Deus, Pai dos que choram,
Dos tristes, dos oprimidos.
Fortaleza dos vencidos,
Consolo de toda a dor,
Embora a miséria amarga,
Dos prantos de nosso erro,
Deste mundo de desterro,
Clamamos por vosso amor!

Nas aflições do caminho,
Na noite mais tormentosa,
Vossa fonte generosa
É o bem que não secará...
Sois, em tudo, a luz eterna
Da alegria e da bonança
Nossa porta de esperança
Que nunca se fechará.

Quando tudo nos despreza
No mundo da iniqüidade,
Quando vem a tempestade
Sobre as flores da ilusão!
O! Pai, sois a luz divina,
O cântico da certeza,
Vencendo toda aspereza,
Vencendo toda aflição.

No dia de nossa morte,
No abandono ou no tormento,
Trazei-nos o esquecimento
Da sombra, da dor, do mal!...
Que nos últimos instantes,
Sintamos a luz da vida
Renovada e redimida
Na paz ditosa e imortal.


EMMANUEL

Psicografia de Francisco C.Xavier

Livro: Paulo E Estevão

Título: PAZ PELA PAZ
Enviado por: mariamanuelacorujo em 30 de Janeiro de 2011, 06:48
Paz Pela PAz (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PUU3TnR4QXQ0T29jIw==)
Título: NO FUTURO - Emmanuel
Enviado por: mariamanuelacorujo em 30 de Janeiro de 2011, 06:59
NO FUTURO - Emmanuel
*******************************

Quando o homem gravar na própria alma
Os parágrafos luminosos da Divina Lei,
O companheiro não repreenderá o companheiro,
O irmão não denunciará outro irmão.
O cárcere cerrará suas portas,
Os tribunais quedarão em silêncio.
Canhões serão convertidos em arados,
Homens de armas volverão à sementeira do solo.
O ódio será expulso do mundo,
As baionetas repousarão,
As máquinas não vomitarão chamas
para o incêndio e para a morte,
Mas cuidarão pacificamente do progresso planetário.
A justiça será ultrapassada pelo amor.
Os filhos da fé não somente serão justos,
Mas bons, profundamente bons.
A prece constituir-se-á de alegria e louvor
E as casas de oração estarão consagradas
ao trabalho sublime da fraternidade suprema.
A pregação da Lei
Viverá nos atos e pensamentos de todos,
Porque o Cordeiro de Deus
Terá transformado o coração de cada homem
Em tabernáculo de luz eterna,
Em que o seu Reino Divino
Resplandecerá para sempre.

EMMANUEL
"Pão Nosso", 41, FCXavier
Título: Fatalidade e Livre-Arbítrio - Emmanuel
Enviado por: mariamanuelacorujo em 30 de Janeiro de 2011, 07:10
Fatalidade e Livre-Arbítrio - Emmanuel
**********************************************

Antes do regresso à experiência no Plano Físico,
nossa alma em prece roga ao Senhor a concessão
da luta para o trabalho de nosso próprio reajustamento.

Solicitamos a reaproximação de antigos desafetos.

Imploramos o retorno ao círculo de obstáculos
que nos presenciou a derrota em romagens mal vividas...

Suplicamos a presença de verdugos
com quem cultiváramos o ódio, para tentar a cultura santificante do amor...

Pedimos seja levado de novo aos nossos lábios
o cálice das provas em que fracassamos,
esperando exercitar a fé e a resignação, a paciência e o valor...

E com a intercessão de variados amigos
que se transformam em confiantes avalistas de nossas promessas,
obtemos a bênção da volta.

Efetivamente em tais circunstâncias, o esquema de ação surge traçado.

Somos herdeiros do nosso pretérito e, nessa condição,
arquitetamos nossos próprios destinos.

Entretanto, imanizados temporariamente ao veículo terrestre,
acariciamos nossas antigas tendências de fuga ao dever nobilitante.

Instintivamente, tornamos, despreocupados,
à caça de vantagens físicas,
de caprichos perniciosos,
de mentiroso domínio
e de nefasto prazer.

O egoísmo e a vaidade costumam retomar
o leme de nosso destino
e abominamos o sofrimento
e o trabalho,
quais se nos fossem duros algozes,
quando somente com o auxílio
deles conseguimos soerguer
o coração para a vitória espiritual
a que somos endereçados.

É, por isso,
que fatalidade e livre-arbítrio
coexistem nos mínimos ângulos
de nossa jornada planetária.

Geramos causas de dor ou alegria,
de saúde ou enfermidade
em variados momentos de nossa vida.

O mapa de regeneração volta conosco ao mundo,
consoante as responsabilidades
por nós mesmos assumidas
no pretérito remoto e próximo;
contudo, o modo pelo qual nos desvencilhamos
dos efeitos de nossas próprias obras
facilita ou dificulta a nossa marcha
redentora na estrada que o mundo nos oferece.

Aceitemos os problemas e as inquietações
que a Terra nos impõe agora,
atendendo aos nossos próprios desejos,
na planificação que ontem organizamos,
fora do corpo denso,
e tenhamos cautela com o modo
de nossa movimentação no campo
das próprias tarefas,
porque, conforme as nossas diretrizes de hoje,
na preparação do futuro,
a vida nos oferecerá amanhã
paz ou luta,
felicidade
ou provação,
luz ou treva,
bem ou mal.


Nascer e Renascer, 4, FCXavier

Título: Sintonia - Emmanuel
Enviado por: mariamanuelacorujo em 30 de Janeiro de 2011, 07:19
Sintonia - Emmanuel
*************************
As bases de todos os serviços de intercâmbio,
entre os desencarnados e os encarnados,
repousam na mente,
não obstante a possibilidade
de fenômenos naturais,
no campo da matéria densa,
levados a efeito por entidades menos evoluídas
ou extremamente consagradas à caridade sacrificial.

De qualquer modo, porém,
é no mundo mental que se processa
a gênese de todos os trabalhos
 de comunhão de espírito a espírito.

Daí procede a necessidade de renovação idealística,
de estudo,
de bondade operante
e de fé ativa,
se pretendemos conservar
o contato com os Espíritos da Grande Luz.

Simbolizemos nossa mente
como sendo uma pedra inicialmente burilada.

Tanto quanto a do animal, pode demora-se,
por muitos séculos,
na ociosidade
ou na sombra,
sob a crosta dificilmente permeável
de hábitos nocivos
ou de impulsos degradantes,
mas se a expomos ao sol da experiência,
 aceitando os atritos,
as lições,
os dilaceramentos
e as dificuldades do caminho,
por golpes abençoados
do buril da vida,
esforçando-nos por aperfeiçoar
o conhecimento e melhorar o coração,
tanto quanto a pedra burilada reflete a luz,
certamente nos habilitamos
a receber a influência dos grandes gênios
da Sabedoria e do Amor,
gloriosos expoentes da imortalidade vitoriosa,
convertendo-nos em valiosos instrumentos
da obra assistencial do Céu,
em favor do reerguimento de nossos irmãos
menos favorecidos
e para a elevação de nós mesmos para as regiões mais altas.

A fim de atingirmos tão altos objetivo,
é indispensável traçar um roteiro
para a nossa organização mental,
no Infinito Bem,
e segui-lo sem recuar

Precisamos compreender
- repetimos, que os nossos pensamentos são forças,
imagens,
coisas e criações visíveis
e tangíveis no campo espiritual.

Atraímos companheiros
e recursos de conformidade
com a natureza de nossas idéias,
aspirações,
invocações
e apelos.

Energia viva, o pensamento desloca,
em torno de nós,
forças sutis,
construindo paisagens
ou formas
e criando centros magnéticos ou ondas,
com as quais emitimos
a nossa atuação
ou recebemos a atuação dos outros.

Nosso êxito ou fracasso
dependem da persistência
ou da fé
com que nos consagramos mentalmente
aos objetivos que nos propomos alcançar.

Semelhante lei de reciprocidade
impera em todos os acontecimentos da vida

Comunicar-nos-emos com as entidades
e núcleos de pensamentos,
com os quais nos colocamos em sintonia.

Nos mais simples quadros da natureza,
vamos manifestado o princípio da correspondência.

Um fruto apodrecido ao abandono
estabelece no chão um foco infeccioso
que tende a crescer incorporando elementos corruptores.

Exponhamos a pequena lâmina de cristal,
limpa e bem cuidada, à luz do dia,
e refletirá infinitas cintilações do Sol.

Andorinhas seguem a beleza da primavera.
Corujas acompanham as trevas da noite.

O mato inculto asila serpentes.
A terra cultivada produz o bom grão.

Na mediunidade, essas leis se expressam ativas.

Mentes enfermiças e perturbadas
assimilam as correntes desordenadas do desequilíbrio,
enquanto que a boa-vontade e a boa intenção,
acumulam os valores do bem.

Ninguém está só.

Cada criatura recebe de acordo com aquilo que dá.

Cada alma vive no clima espiritual que elegeu, procurando o tipo de experiência em que situa a própria felicidade.

Estejamos, assim, convictos
de que os nossos companheiros da Terra
ou no Além
são aqueles que escolhemos
com as nossas solicitações interiores,
mesmo porque,
segundo o antigo ensinamento evangélico,
"teremos o nosso tesouro onde colocarmos o nosso coração."


EMMANUEL - Do livro "ROTEIRO"

Título: Allan Kardec
Enviado por: mariamanuelacorujo em 30 de Janeiro de 2011, 07:26
Assim acontecerá
com os centros gerais do Espiritismo;
serão os observatórios do mundo invisível,
que permutarão entre si
o que obtiverem de bom
e de aplicável aos costumes
dos países onde funcionarem,
uma vez que o objetivo
que eles colimam
é o bem da Humanidade
e não a satisfação de ambições pessoais.
- Allan Kardec

Título: Allan Kardec
Enviado por: mariamanuelacorujo em 30 de Janeiro de 2011, 07:28
O Espiritismo
é uma questão de fundo;
prender-se à forma
seria puerilidade indigna
da grandeza do assunto.
Daí vem
que os centros
que se acharem penetrados
do verdadeiro espírito do Espiritismo
deverão estender as mãos uns aos outros,
fraternalmente,
e unir-se para combater
os inimigos comuns:
a incredulidade
e o fanatismo.
- Allan Kardec

Título: RECOMEÇAR - Scheilla
Enviado por: mariamanuelacorujo em 30 de Janeiro de 2011, 07:38
RECOMEÇAR - Scheilla
*****************************

Ninguém vive bem sem a bênção do recomeço.

A árvore que tem os galhos podados a golpes de machado recomeça, sem alarde, o trabalho interior para gerar novos ramos, que a tornarão mais forte e bela.

O mesmo ocorre com a alma humana.

Não apenas os momentos de renascimento na carne e morte do corpo físico constituem recomeços para o espírito imortal.

Ao longo de cada existência no mundo, o homem depara com inúmeras situações que impõem a necessidade de recomeçar.

Geralmente, apresentam-se na forma de aparentes derrotas e fracassos, decepções e quedas.

Entretanto, longe de representar o aniquilamento inapelável, constituem convites da vida para que a criatura se fortaleça, reavaliando experiências e seguindo adiante.

Seja qual for a circunstância aflitiva que te assinala nesse momento, não desfaleças nem te revoltes.

Se desistes da ação construtiva, anulas a oportunidade de crescimento.

Se te precipitas, mergulha na vala do remorso e do arrependimento.

Refugia-te na prece e, sintonizando com o Alto, recomeça a caminhada.

O que fizeres no campo do Bem compensará o que, eventualmente, tenhas cometido no terreno da sombra.

A ação construtiva em favor dos mais necessitados é medicamento que sana as dores da própria alma.

Por isso, segue em paz, servindo e amando.

Depois desta fase, estarás mais forte e iluminado, caminhando em equilíbrio ao encontro da felicidade espiritual.

Scheilla

Título: SER E PARECER - Joanna de Ângelis
Enviado por: mariamanuelacorujo em 30 de Janeiro de 2011, 07:43
SER E PARECER - Joanna de Ângelis
**********************************************


A essência,
o ser em si mesmo,
constitui a individualidade,
que avança mediante o processo reencarnatório,
adquirindo experiências
e desenvolvendo as aptidões
que lhes jazem inatas,
heranças que são da sua origem divina.

A expressão temporária,
adquirida em cada existência corporal,
com
as suas imposições e necessidades,
torna-se a personalidade
de que se reveste o espírito,
a fim de atingir
a destinação que o aguarda.

A primeira tem o sabor da eternidade, enquanto a outra é transitória.

No âmago do ser encontra-se a vida pulsante, imorredoura, embora, na
superfície, a aparência, o revestimento, quase sempre difere da estrutura que
envolve.

A individualidade resulta da soma das conquistas, através do êxito como do
insucesso, logrados ao largo das lutas que lhe são impostas.

A personalidade varia conforme a ocasião e as circunstâncias, os
interesses e as ambições.

Esta passa, enquanto aquela permanece.

Máscara, forma de aparecer, a personalidade se adquire sem
transformação substancial, profunda, ocultando, na maioria das vezes, o que
se é, o que se pensa, o que se aspira.

Legítima, a individualidade se aprimora, qual diamante que fulge ao atrito
abençoado do cinzel.

A personalidade extravasa, formaliza, apresenta.

A individualidade aprimora, realiza, afirma.

À medida que o ser evolui, mergulha no mundo íntimo, introspectivamente,
desenvolvendo os valores que dormem em embrião e se agigantam.

O exterior desgasta-se e desaparece.

O interior esplende e agiganta-se.

A semente que morre semente, não viveu, não realizou a missão que lhe estava
reservada: multiplicar e produzir vida.

A gema, sem lapidação, jamais fulgura.

Faze a tua indagação à vida, em torno da tua destinação.

Quem és hoje e o que pretendes alcançar?

Cansado da aparência, realiza-te intimamente e desata as aptidões
superiores que aguardam oportunidade e cresce para as finalidades elevadas da
Vida.

Tenta ser, por fora, conforme evoluis por dentro, sendo a pessoa gentil, mas
nobre, fulgurante e abnegado, afável todavia leal.

Tua aparência, seja também tua realidade, esforçando-te, cada vez mais, para
conseguir a harmonia entre a individualidade e a personalidade,
refletindo os ideais de beleza e amor que te vitalizam.

Joanna de Ângelis
Título: Tranquilidade - Andre Luiz
Enviado por: mariamanuelacorujo em 30 de Janeiro de 2011, 21:51
tranquilidade (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PUZfWjR5dE1rSF9BIw==)
Título: Provavelmente - Irmão José
Enviado por: mariamanuelacorujo em 30 de Janeiro de 2011, 21:54
Provavelmente.wmv (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PU84OFY0M2FwUTFVIw==)
Título: Re: AME SEMPRE !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 30 de Janeiro de 2011, 22:01
20 serviços que o espiritismo faz por você (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PXIwZExSM2c1UzVBIw==)
Título: PLANTE BOAS SEMENTES
Enviado por: mariamanuelacorujo em 30 de Janeiro de 2011, 22:05
Plante boas sementes (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PWp3MUxnRGhkTnlFIw==)
Título: Re: AME SEMPRE !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 30 de Janeiro de 2011, 22:09
Amorterapia - mensagem de reflexão do espírito Joanna de Ângelis (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PXdoTUxUaVVoRlRNIw==)
Título: Chico Xavier 1
Enviado por: mariamanuelacorujo em 30 de Janeiro de 2011, 22:14
Programa Terceira Revelação - Chico Xavier 1/3 (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PXlGa050cEY0djlrIw==)
Título: Chico Xavier 2
Enviado por: mariamanuelacorujo em 30 de Janeiro de 2011, 22:16
Programa Terceira Revelação - Chico Xavier 2/3 (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PVdRR3BqYmtMTEM0Iw==)
Título: Chico Xavier 3
Enviado por: mariamanuelacorujo em 30 de Janeiro de 2011, 22:18
Programa Terceira Revelação - Chico Xavier 3/3 (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PVUxQnVQLWl6U3FNIw==)
Título: Sempre o Melhor - Andre Luiz
Enviado por: mariamanuelacorujo em 31 de Janeiro de 2011, 02:25
Sempre o Melhor - Andre Luiz
************************************
Em todos os caminhos da vida, encontraras obstáculos a superar. Se assim não fosse, como provarias a ti mesmo a sinceridade de teus propósitos de renovação?
*

Aceita as dificuldades com paciência, procurando guardar contigo as lições de que se façam portadoras.

*

Com todos temos algo de bom para aprender e em tudo temos alguma cousa de útil para assimilar.

*

Nada acontece por acaso e, embora te pareça o contrario, ate mesmo o mal permanece a serviço do bem.

*

A resignação tem o poder de anular o impacto do sofrimento.

*

Se recebes criticas ou injurias, não te aflijas pela resposta verbal aos teus adversários. Muitas vezes, os que nos acusam desejam apenas distrair-nos a atenção do trabalho a que nos dedicamos, fazendo-nos perder preciosos minutos em contendas estéreis.

*

Centraliza-te no dever a cumprir, refletindo que toda semente exige tempo para germinar.

*

Toda vitória se fundamenta na perseverança e sem espírito de sacrifício ninguém concretiza os seus ideais.

*

Busca na oração coragem para superar os percalços exteriores da marcha e humildade para vencer os entraves do teu mundo interior.

*

Aceita os outros como são a fim de que te aceitem como es, porquanto, de todos os patrimônios da vida, nenhum se compara a paz de quem procurar fazer sempre o melhor, embora consciente de que esse melhor ainda deixe muito a desejar.
 
* * *

Xavier, Francisco Candido; Baccelli, Carlos A.. Da obra: Brilhe Vossa Luz.
Ditado pelo Espírito André Luiz.

Título: Amor Fraternal - Emmanuel
Enviado por: mariamanuelacorujo em 31 de Janeiro de 2011, 02:30
Amor Fraternal - Emmanuel
*********************************
"Permaneça o amor fraternal."
Paulo (Hebreus, 13:1) 


As afeições familiares, os laços consangüíneos, as simpatias naturais podem ser manifestações muitos santas da alma, quando a criatura as eleva no altar do sentimento superior, contudo, é razoável que o espírito não venha a cair sob o peso das inclinações próprias.

O equilíbrio é a posição ideal.

Por demasia de cuidado, inúmeros pais prejudicam os filhos.

Por excesso de preocupações, muitos cônjuges descem às cavernas do desespero, defrontados pelos insaciáveis monstros do ciúme que lhes aniquilam a felicidade.

Em razão da invigilância, belas amizades terminam em abismo de sombra.

O apelo evangélico, por isto mesmo, reveste-se de imensa importância.

A fraternidade pura é o mais sublime dos sistemas de relações entre as almas.

O homem que se sente filho de Deus e sincero irmão das criaturas não é vítima dos fantasmas do despeito, da inveja, da ambição, da desconfiança. Os que se amam fraternalmente alegram-se com o júbilo dos companheiros; sentem-se felizes com a ventura que lhes visita os semelhantes.

Afeições violentas, comumente conhecidas na Terra, passam vulcânicas e inúteis.

Na teia das reencarnações, os títulos afetivos modificam-se constantemente. É que o amor fraternal, sublime e puro, representando o objetivo supremo do esforço de compreensão, é a luz imperecível que sobreviverá no caminho eterno.
 
* * *

Xavier, Francisco Cândido. Da obra: Pão Nosso.
Ditado pelo Espírito Emmanuel.
 
Título: Porque Queres - Joanna de Ângelis
Enviado por: mariamanuelacorujo em 31 de Janeiro de 2011, 02:36
Porque Queres - Joanna de Ângelis
********************************************
Que os Espíritos burlões e maus perturbam os homens, nisto comprazendo-se, não há dúvida.

Lúcidos e folgazões, frívolos quão perversos, prosseguem, além do corpo, consoante foram antes da desencarnação.

Invejando ou odiando aqueles que se esforçam e se esmeram para evoluir, intentam, por todos os meios possíveis, envolvê-los nas suas redes e tramas sórdidas.

Inspiram, aturdem, criam situações embaraçosas, insistindo na manipulação dos seus objetivos infelizes, entregando-se a tais misteres nos quais se crêem realizados.

Turbados e ignorantes em relação às Leis da Vida, supõem-se "braços da Justiça" ou livres para agir conforme as próprias aspirações.

Interferem, desse modo, na conduta humana, os Espíritos zombeteiros e impiedosos, gerando sofrimentos.

*

Há, naturalmente, em todo intercâmbio, uma reciprocidade de sintonia.

A lei de identidade moral e emocional responde pela comunhão de idéias entre aqueles que participam do mesmo conúbio.

Mantenha o indivíduo um salutar padrão mental e comportamental superior, e, de forma alguma, os Espíritos, doentes e ignorantes, encontrarão campo para os seus desideratos perniciosos.

Em toda área de comunicação a mensagem somente é recebida por quem lhe permanece na faixa de registro.

Ante, portanto, a intermitente perseguição espiritual, defrontamos um agente atuante e um paciente agradavelmente receptivo.

Isto, porém, ocorre contigo, porque o queres...

*

Ergue-te, mentalmente, acima das faixas vibratórias, nas quais se movimentam os Espíritos vulgares e impuros.

Resguarda-te do pessimismo e da suspeita, que são fatores propiciatórios para o desequilíbrio.

Consolida as disposições felizes, no íntimo, mentalizando o Bem e a ele entregando-te, a fim de pairares em clima superior de paz.

Medita e ora, agindo corretamente, e, se algo, ainda assim, te acontecer, compreende que é um episódio fortuito da vida, que não te merecerá maior consideração.

O processo, no qual te encontras engajado, é de evolução; resolve-te por avançar, sem as contramarchas tormentosas.

Ascendendo psiquicamente e harmonizando-te emocionalmente, far-te-ás respeitado pelos Espíritos perturbadores que, mesmo intentando molestar-te, não encontrarão receptividade da tua parte.

Recorda-te, por fim, de Jesus.

Quem O encontrou, descobriu um tesouro luminoso, e, enriquecendo-se com Ele, jamais tropeçará em sombra e aflição.

Impregna-te dEle, e sê feliz, sem mais controvérsia.
 
* * *

Franco, Divaldo Pereira. Da obra: Vigilância.
Ditado pelo Espírito Joanna de Ângelis.
Título: A Lei de Amor - Allan Kardec
Enviado por: mariamanuelacorujo em 31 de Janeiro de 2011, 02:44
(É Necessario novamente reler Aqui)

A Lei de Amor - Allan Kardec
**********************************
O amor resume a doutrina de Jesus toda inteira,
visto que esse é o sentimento por excelência,
e os sentimentos
são os instintos elevados
à altura do progresso feito.

Em sua origem, o homem só tem instintos;
quando mais avançado e corrompido,
só tem sensações;
quando instruído e depurado,
tem sentimentos.

E o ponto delicado do sentimento é o amor,
não o amor no sentido vulgar do termo,
mas esse sol interior
que condensa e reúne
em seu ardente foco
todas as aspirações
e todas as revelações sobre-humanas.

 A lei de amor substitui a personalidade
pela fusão dos seres;
extingue as misérias sociais.
Ditoso aquele que,
 ultrapassando a sua humanidade,
ama com amplo amor
os seus irmãos em sofrimento!

ditoso aquele que ama,
pois não conhece a miséria da alma,
nem a do corpo.

Tem ligeiros os pés
e vive como que transportado,
 fora de si mesmo.

Quando Jesus pronunciou a divina palavra -amor,
os povos sobressaltaram-se e os mártires,
ébrios de esperança,
desceram ao circo.

O Espiritismo a seu turno vem pronunciar
uma segunda palavra do alfabeto divino.

Estai atentos, pois que essa palavra ergue a lápide
dos túmulos vazios,
e a reencarnação,
triunfando da morte,
revela às criaturas deslumbradas
o seu patrimônio intelectual. J

á não é ao suplício que ela conduz o homem:
condu-lo à conquista do seu ser, elevado e transfigurado.

O sangue resgatou o Espírito
e o Espírito tem hoje que resgatar da matéria o homem.

Disse eu que em seus começos o homem só instintos possuía.

Mais próximo, portanto, ainda se acha do ponto de partida,
do que da meta, aquele em quem predominam os instintos.

A fim de avançar para a meta,
tem a criatura que vencer os instintos,
em proveito dos sentimentos,
isto é, que aperfeiçoar estes últimos,
sufocando os germes latentes da matéria.

Os instintos são a germinação e os embriões do sentimento;
trazem consigo o progresso,
como a glande encerra em si o carvalho,
e os seres menos adiantados são os que,
emergindo pouco a pouco de suas crisálidas,
se conservam escravizados aos instintos.
O Espírito precisa ser cultivado, como um campo.

Toda a riqueza futura depende
do labor atual,
que vos granjeará muito mais do que bens terrenos:
a elevação gloriosa.


E então que, compreendendo a lei de amor
que liga todos os seres,
buscareis nela os gozos suavíssimos da alma,
prelúdios das alegrias celestes. -


Lázaro. (Paris, 1862.)
 
*  *  *

Allan Kardec. Da obra: O Evangelho Segundo o Espiritismo.
 
Título: Luz em Ti - Meimei
Enviado por: mariamanuelacorujo em 31 de Janeiro de 2011, 02:50
Luz em Ti - Meimei
***********************
É um tesouro inigualável, teu somente.

Ninguém dispõe dele em teu lugar.

Nas horas mais difíceis, podes gastá-lo sem preocupação.

Quando alguém te fira, é capaz de revelar-te a grandeza da alma, no brilho do perdão.

No momento em que os seres mais queridos porventura te abandonem, será parte luminosa de tua bênção.

Ante os irmãos infelizes, é o teu cartão de paz e simpatia.

Nos empreendimentos que te digam respeito ao próprio interesse, converte-se em passaporte para a aquisição das vantagens que desejes usufruir.

No relacionamento comum, transforma-se na chave para a formação das amizades fiéis.

Na essência, é um investimento, a teu próprio favor, que realizas sem o menor prejuízo.

Esse tesouro é o teu sorriso, - luz de Deus em ti mesmo, - que nenhuma circunstância pode extinguir e que ninguém consegue arrebatar.
 
*  *  *

Meimei

(Página do livro "Palavras do Coração", recebida pelo médium Francisco Cândido Xavier
 
Título: Deus conta contigo - Maria Dolores
Enviado por: mariamanuelacorujo em 31 de Janeiro de 2011, 02:57
Deus conta contigo - Maria Dolores
******************************************
Ouço-te ,às vezes, coração amigo,
Em torno ao bem, numa questão qualquer:
- "Farei...Conseguirei...Conta comigo...
Se Deus quiser, se Deus quiser..."

 Mas não te alteres, a pretexto disso.
De segundo a segundo, estrada a estrada,
A Vontade de Deus é revelada
Em bondade e serviço.

 Fita os quadros da Gleba , campo afora;
Tudo o que existe, vibra, luta e sente,
Serve constantemente,
Dia-a-dia, hora a hora!...

 De alvorada a alvorada, o sol fecundo,
Sem aguardar requerimento,
Garante sem cessar o equilíbrio do mundo
De seu carro de luz no firmamento.

 A fonte, a deslizar singela e boa,
Passa fazendo o bem,
Dessedenta, consola, alivia, abençoa
Sem perguntar a quem...

Sem recorrer a humanos estatutos,
Nem a filosofia enganosas,
A laranjeira estende os próprios frutos,
A roseira dá rosas.

O lírio não se ofende, nem reclama:
Sobre a terra onde alguém lhe deitou a raiz,
Seja em vaso de estufa ou num trato de lama,
Desabrocha feliz.

 Assim no mundo, coração amigo,
Faze o bem onde for, seja a quem for;
Em toda parte , Deus está contigo
Na tarefa do amor.

Maria Dolores
do Livro Poetas Redivivos
Francisco C.Xavier

Título: No Justo Momento - Albino Teixeira
Enviado por: mariamanuelacorujo em 31 de Janeiro de 2011, 03:01
No Justo Momento   - Albino Teixeira
********************************************           

 No justo momento em que:

            o fracasso lhe atropele o carro da esperança;

            o apoio habitual lhe falte à existência;

            a ventania da advertência lhe açoite o Espírito;

            a aflição se lhe intrometa nos passos;

            a tristeza lhe empane os horizontes;

            a solidão lhe venha fazer companhia;

            no momento justo, enfim, em que a crise ou a
 angústia, a sombra ou a tribulação se lhe
façam mais difíceis de suportar, não chore
 e nem esmoreça.

            A água pura a fim de manter-se pura é
 servida em taça vazia.

            A treva da meia-noite é a ocasião em que o tempo
dá sinal de partida para nova alvorada.

            Por maior a dificuldade, jamais desanime.

            O seu pior momento na vida é sempre o
 instante de melhorar. 



            Albino Teixeira

                 Psicografado por Francisco Xavier

Título: Amor - Irmão José
Enviado por: mariamanuelacorujo em 31 de Janeiro de 2011, 03:11
Amor - Irmão José
***********************
Quem verdadeiramente ama nunca se preocupa em ser amado.

O amor não faz exigência de nenhuma espécie, não impõe condições, não traça normas, não cobra retorno.

Aquele que reclama de sacrifício e renúncia desconhece o que é amor.

O amor é devotamento extremo, entrega absoluta, abnegação completa, doação desinteressada.

Por enquanto, amamos muito mais a nós mesmos do que amamos a Deus e ao próximo. Isto é egoísmo.

A distância que existe entre nós e o próximo, em essência, e a mesma que existe entre nós e Deus.

Aprendamos a ceder de nós mesmos renunciando aos nossos interesses pessoais.

Exercitemos o desprendimento.

Busquemos dar alegria, invés de nos colocarmos na expectativa de recebê-la.

Não esperemos que os outros girem na órbita de nossos caprichos, à feição de satélites em torno do Sol.

Não nos esqueçamos de que o amor não é uma algema que escraviza, mas sim um laço consentido parte a parte.


Irmão José
Título: A Verdadeira Caridade - Lázaro
Enviado por: mariamanuelacorujo em 31 de Janeiro de 2011, 22:11
A Verdadeira Caridade - Lázaro
**************************************

 
Não podeis mais vos conformar com vossas limitações.

Tendes uma oportunidade bendita de redenção
para vossas almas e sabeis que é
da mais grave importância para vossos Espíritos.

Muito já caminhastes nos trilhos dos enganos
como também muito já sucumbistes
às vossas solicitações de prazeres materiais.

É tempo de compreenderdes verdadeiramente
o vosso papel nesta vida e sobremaneira nesta casa.

Não sois mais pessoas comuns.

Fostes chamados pelo Cristo a este ministério.

Tendes os escritos da Lei a vos guiar os passos
e as explicações do Mestre a vos desvendar
o que considerais mistérios da vida.

Analisai com maturidade de Espírito,
mas sobretudo com sincera humildade
e observai que em muitos pontos
ainda necessitais do entendimento verdadeiro das coisas.

A caridade, amigos, necessita ser compreendida
da forma como ela é
e não da maneira como compreendeis
com vossas pobres interpretações.

Preparai vossos caminhos de Luz
no exercício da verdadeira caridade.

Aquela que visa antes o bem do próximo.

Não queirais reconhecimento para vós daquilo
que empreendeis utilizando o que não é vosso.

Perscrutai o fundo de vossas almas
e vede se não buscais o reconhecimento
de vossas ações
nos rostos de sofrimentos dos irmãos que assistis.
 
Buscai com fervor esta verdade em vós,
única maneira de saberdes
se estais praticando a caridade ou se servindo dela.

Se ao estender a mão a um irmão sentis prazer
no olhar de agradecimento que ele vos lança,
estais alimentando vosso ego
que vos induz a pensar
que vossa prática tem maior mérito
do que realmente vale.

Esse é o perigo a que se atiram aqueles
que praticam a caridade sem examinar
suas verdadeiras intenções
e sem estudar o sentido verdadeiro
da mensagem de Jesus.

Sabeis que no ato de dar,
que em vossos corações
tem uma conotação equivocada,
estais na verdade recebendo,
pois naquele miserável
está o exemplo da resignação
e submissão a Deus
que muitas e muitas vezes
falta em vós,
por causa do orgulho
que ainda domina vossas almas.

Meditai sobre isto, caríssimos,
a fim de que vossa conta
não seja aumentada
no caderno de Deus
e vivei de forma
a que ao final de vossa jornada
possais dizer com a consciência tranqüila:

"Obrigado, Senhor, pelo campo
que me foi oferecido a plantar.
Os bons grãos que colhi semeei
a outros e que seja feita a Vossa vontade.
Disponde de mim da forma que achais conveniente".

Graça e Paz a todos e que Deus os abençoe!"
Lazaro

Título: Faltas Alheias - João, bispo de Bordéus
Enviado por: mariamanuelacorujo em 31 de Janeiro de 2011, 22:19
Faltas Alheias - João, bispo de Bordéus
************************************************

 Sede indulgentes com as faltas alheias, quaisquer que elas sejam; não julgueis com severidade senão as vossas próprias ações e o Senhor usará de indulgência para convosco, como de indulgência houverdes usado para com os outros.

 Sustentai os fortes: animai-os à perseverança. Fortalecei os fracos, mostrando-lhes a bondade de Deus, que leva em conta o menor arrependimento; mostrai a todos o anjo da penitência estendendo suas brancas asas sobre as faltas dos humanos e velando-as assim aos olhares daquele que não pode tolerar o que é impuro. Compreendei todos a misericórdia infinita de vosso Pai e não esqueçais nunca de lhe dizer, pelos pensamentos, mas, sobretudo, pelos atos: "Perdoai as nossas ofensas, como perdoamos aos que nos hão ofendido." Compreendei bem o valor destas sublimes palavras, nas quais não somente a letra é admirável, mas principalmente o ensino que ela veste.

 Que é o que pedis ao Senhor, quando implorais para vós o seu perdão? Será unicamente o olvido das vossas ofensas? Olvido que vos deixaria no nada, porquanto, se Deus se limitasse a esquecer as vossas faltas, Ele não puniria, é exato, mas tampouco recompensaria. A recompensa não pode constituir prêmio do bem que não foi feito, nem, ainda menos, do mal que se haja praticado, embora esse mal fosse esquecido. Pedindo-lhe que perdoe os vossos desvios, o que lhe pedis é o favor de suas graças, para não reincidirdes neles, é a força de que necessitais para enveredar por outras sendas, as da submissão e do amor, nas quais podereis juntar ao arrependimento a reparação.

 Quando perdoardes aos vossos irmãos, não vos contenteis com o estender o véu do esquecimento sobre suas faltas, porquanto, as mais das vezes, muito transparente é esse véu para os olhares vossos. Levai-lhes simultaneamente, com o perdão, o amor; fazei por eles o que pediríeis fizesse o vosso Pai celestial por vós. Substitui a cólera que conspurca, pelo amor que purifica. Pregai, exemplificando, essa caridade ativa, infatigável, que Jesus vos ensinou; pregai-a, como ele o fez durante todo o tempo em que esteve na Terra, visível aos olhos corporais e como ainda a prega incessantemente, desde que se tornou visível tão-somente aos olhos do Espírito. Segui esse modelo divino; caminhai em suas pegadas; elas vos conduzirão ao refúgio onde encontrareis o repouso após a luta. Como ele, carregai todos vós as vossas cruzes e subi penosamente, mas com coragem, o vosso calvário, em cujo cimo está a glorificação.

 

 João, bispo de Bordéus. (1862.)

Evangelho Segundo o Espiritismo.

Título: Se tiveres amor - Emmanuel
Enviado por: mariamanuelacorujo em 31 de Janeiro de 2011, 22:53
Se tiveres amor - Emmanuel
***********************************


Se tiveres amor, caminharás no mundo como alguém que transformou o próprio coração em chama divina a dissipar as trevas...

Encontrarás nos caluniadores almas invigilantes que a peçonha do mal entenebreceu, e relevarás toda a ofensa com que te martirizem as horas...

Surpreenderás nos maldizentes criaturas desprevenidas que o veneno da crueldade enlouqueceu, e desculparás toda injúria com que te deprimam as esperanças...

Observarás no ozenário a vítima da ambição desregrada, acariciando a ignomínia da usura em que atormenta a si próprio, e no viciado o irmão que caiu voluntariamente na poça de fel em que arruína a si mesmo...

Reconhecerás a ignorância em toda manifestação contrária à justiça e descobrirás a miséria por fruto dessa mesma ignorância em toda parte onde o sofrimento plasma o cárcere da delinqüência, o deserto do desespero, o inferno da revolta ou o pântano da preguiça...

Se tiveres amor saberás, assim, cultivar o bem, a cada instante, para vencer o mal a cada hora...

E perceberás, então, como o Cristo fustigado na cruz, que os teus mais acirrados perseguidores são apenas crianças de curto entendimento e de sensibilidade enfermiça, que é preciso compreender e ajudar, perdoar e servir sempre, para que a glória do amor puro, ainda mesmo nos suplícios da morte, nos erga o espírito imperecível à bênção da vida eterna.

Emmanuel
Psicografia de Francisco C. Xavier
Palavras de Vida Eterna

Título: Resgatem e Enobreçam a Essencia da Palavra Amor ! - Equipe Nosso Lar
Enviado por: mariamanuelacorujo em 31 de Janeiro de 2011, 22:58
Resgatem e Enobreçam a Essencia da Palavra Amor !
********************************************

Os Bons Amigos da Equipe Nosso Lar, pediram agora, para eu escrever :

A M O R

 Eles Dizem que Propositadamente
o Real Significado da Palavra Amor,
foi deturpado ao Longo dos Tempos,
num interesse meramente fisico e material
de inumeros de Nossos  Irmãos em suas  proprias imperfeições.

 Dizem que é essencial que cada um de Nós,
resgate em si mesmo, exemplificando aos outros,
a Nobreza Real da Palavra Amor.

Extinguir em Nós os receios de pronuncia-la ...

"Com Amor" ...

"Por Amor" ...

"Te Amo" ...

e expandir não somente a palavra a cada um

em real sentimento,

mas demonstra-lo na autencidade de seu Valor !
... "nos confraternizando com nossos irmãos de caminhada"

... "num abraço"

 ..." num sorriso"

... "num aperto de mão"

... "num beijo carinhoso"

... "num olhar" ...

Dizem que a pronuncia e a exemplificação do Amor,

em sua Amplitude Grandiosa,

deve ser Incessantemente Exercida,

não somente por Evangelizadores,

mas por Cada Um de Nós,

Resgatando

Enobrecendo

e Edificando

o seu Real Significado

que Provem de Nossa Alma

em Sua Essencia Divina.

 

Com Muito Amor

Maria

Título: Reparemos nossas mãos - Emmanuel
Enviado por: mariamanuelacorujo em 31 de Janeiro de 2011, 23:02
Reparemos nossas mãos - Emmanuel
**********************************************

Reaparecendo aos discípulos, depois da morte, eis que Jesus, ao se identificar, lhes deixa ver o corpo ferido, mostrando-lhes destacadamente as mãos...

As mãos que haviam restituído a visão aos cegos, levantado paralíticos, curado enfermos e abençoado velhinhos e crianças, trazia as marcas do sacrifício. Traspassadas pelos cravos da cruz, lembravam-lhe a suprema renúncia.

As mãos do Divino Trabalhador não recolheram do mundo apenas calos do esforço intensivo na charrua do bem. Receberam feridas sanguinolentas e dolorosas...

O ensinamento recorda-nos a atividade das mãos em todos os recantos do Globo.

O coração inspira. O cérebro pensa. As mãos realizam.

Em toda parte, agita-se a vida humana pelas mãos que comandam e obedecem. Mãos que dirigem, que constroem, que semeiam, que afagam, que ajudam e que ensinam...  E as mãos que matam, que ferem, que apedrejam, que batem, que incendeiam, que amaldiçoam...

Todos possuímos nas mãos antenas vivas por onde se nos exterioriza a vida espiritual.

Reflete, pois, sobre o que fazes, cada dia. Não esqueças que, além da morte, nossas mãos exibem os sinais da nossa passagem pela Terra. As do Cristo, o Eterno Benfeitor, revelam as chagas obtidas na divina lavoura do amor. As tuas, amanhã, igualmente falarão de ti, no mundo espiritual, onde, interrompida a experiência terrestre, cada criatura arrecada as bênçãos ou as lições da vida, de acordo com as próprias obras.

           Fonte: Fonte Viva - Emmanuel
Psicografia: Francisco Cândido Xavier

Título: OREMOS IRRADIANDO A NOSSA LUZ
Enviado por: mariamanuelacorujo em 31 de Janeiro de 2011, 23:13
OREMOS IRRADIANDO A NOSSA LUZ
EM AMPARO A TODOS OS NOSSOS IRMÃOS
EM IMENSO SOFRIMENTO EM TODOS OS RECANTOS
DESTE NOSSO LAR !

Pai Nosso
**************
Pai Nosso que estais nos céus,
Na luz dos sóis infinitos,
Pai de todos os Mitos
Deste mundo de escarcéus.

Santificado, Senhor,
Seja o teu nome sublime,
Que em todo o Universo exprime
Concórdia ternura e amor

Venha ao nosso coração
0 teu reino de bondade,
De paz e de claridade
Na estrada da redenção.

Cumpra-se o teu mandamento
Que não vacila e nem erra,
Nos Céus, como em toda a Terra
De luta e de sofrimento

Evitamos todo o mal,
Damos o pão no caminho,
Feito na luz, no carinho
Do pão espiritual.

Perdoamos, meu Senhor,
Os débitos tenebrosos,
De passados escabrosos,
De iniqüidade e de dor

Auxiliamos, também,
Nos sentimentos cristãos,
A amar nossos irmãos...
Que vivem longe do bem.

Com a proteção de Jesus,
Livra a nossa alma do erro,
Sobre o mundo de desterro,
Distante da vossa luz.

Que a nossa ideal igreja
seja o altar da Caridade,
Onde, se faça a vontade
Do vosso amor ... Assim seja.


Mensagem recebida por F.C.Xavier através do Irmão
Monsenhor José Silvério Horta
Título: Limpando Idéias - Lancellin
Enviado por: mariamanuelacorujo em 01 de Fevereiro de 2011, 06:40
Limpando Idéias - Lancellin


Nossos pensamentos são constantes, aparecem como que por encanto no centro da nossa vida.

O insucesso de todas as pesquisas nos revela que ele ainda é um segredo no segredo de Deus.

A formação das idéias vem com a mesma sutileza. Sua direção cabe a nós, que podemos examinar e orientar sua missão, ensejando também sua rejeição mesmo depois de estarem formadas, para que elas não tomem espaço no corredor das palavras, quando não forem boas.

Os cientistas que estudam o aperfeiçoamento dos computadores podem ter um pálida idéia sobre o cérebro humano, mas nunca uma noção definitiva, pois todas as máquinas do mundo são suas filhas.

A engenhosa capacidade da mente é muito maior que o cérebro,

já que ele é filho dela.

Os homens têm uma simples noção do corpo em que habitam temporariamente e estão muito longe de conhecer o corpo espiritual, veículo que usa o Espírito.

As diretrizes tomadas pela alma indicam seu comportamento e a faixa espiritual em que estagia.

Podes conhecer um companheiro pelas suas idéias, pelas suas palavras, enfim, pela sua vida.

O homem espiritualizado, que conhece a si mesmo, trabalha dentro dos seus sentimentos e não se deixa escravizar por idéias inferiores, que nascem dos seus instintos negativos nem pelos pensamentos que se mesclam aos seus, que intercruzam os espaços.

Pelo que sabe e pelo que está aprendendo, limpa sua mente das idéias malfeitoras, assim como apela para os agentes do bem comum,

para que o ajudem no corte das arestas espirituais crescidas em épocas de invigilância.

O joio, por vezes, fica muito tempo com o trigo, no campo da mente.

Os dois crescem juntos. No entanto, na hora da colheita, serão separados e o bom volta ao replantio, enquanto o ruim será lançado ao fogo e reduzido a cinzas, para que a natureza o use em novas transformações.

Nada se perde no grande laboratório da vida.

Quantas pessoas mudarão de conceitos ao lerem livros de elevado teor evangélico e filosófico!

Como começar a cirurgia moral em nós mesmos?

Estamos aqui para responder essas possíveis perguntas, sem nos arvorarmos em mestres no assunto.

Estamos, por misericórdia, na escola do Bem, mas o que ouvimos dos nossos benfeitores espirituais, passamos para os homens, com um único objetivo:

que todos nós ponhamos em prática as regras espirituais trazidas por Nosso Senhor Jesus Cristo.

Não podes usar violência nas modificações que deves fazer no teu mundo interno. Entretanto, não deves ficar imobilizado, com medo das reformas mentais.

Tudo no mundo muda e as mudanças são sempre progressivas. Se a tua conduta não estiver coadjuvada pelo amor, trabalha nela, faze as correções necessárias, como os cientistas fazem correções nas naves que lançam ao espaço.

Tudo, no mundo e na vida, precisa de correções para o reajuste dos padrões que assinalam o Bem em todas as suas ramificações.

Em torno de nós existe uma atmosfera própria, que deve ser limpa dos miasmas inferiores.

Ela é como que uma praia, onde o mar interno e o externo lançam os detritos que podem nos prejudicar.

Limpemos a fonte geradora, que as praias brilharão.

Se te esforçares para adquirir a perfeição, estarás a caminho da harmonia.

Que Deus te abençoe!


(De “Cirurgia moral”)
Título: Em Torno da Felicidade - Andre Luiz
Enviado por: mariamanuelacorujo em 01 de Fevereiro de 2011, 06:55
Em Torno da Felicidade - Andre Luiz
*****************************
Em matéria de felicidade convém não esquecer que nos transformamos sempre naquilo que amamos.

*

Quem se aceita como é, doando de si a vida o melhor que tem, caminha mais facilmente para ser feliz como espera ser.

*

A nossa felicidade será naturalmente proporcional em relação a felicidade que fizermos para os outros.

*

A alegria do próximo começa muitas vezes no socorro que você lhe queira dar.

*

A felicidade pode exibir-se, passear, falar e comunicar-se na vida externa, mas reside com endereço exato na consciência tranqüila.

*

Se você aspira a ser feliz e traz ainda consigo determinados complexos de culpa, comece a desejar a própria libertação, abraçando no trabalho em favor dos semelhantes o processo de reparação desse ou daquele dano que você haja causado em prejuízo de alguém.

*

Estude a si mesmo, observando que o auto-conhecimento traz humildade e sem humildade é impossível ser feliz.

*

Amor é a força da vida e trabalho vinculado ao amor é usina geradora de felicidade.

*

Se você parar de se lamentar, notará que a felicidade está chamando o seu coração para vida nova.

*

Quando o céu estiver em cinza, a derramar-se em chuva, medite na colheita farta que chegará do campo e na beleza das flores que surgirão no jardim.
 
* * *

Xavier, Francisco Cândido. Da obra: Sinal Verde.
Ditado pelo Espírito André Luiz.
 
Título: Tens coragem de mudar-te? - Camilo
Enviado por: mariamanuelacorujo em 01 de Fevereiro de 2011, 07:04
Tens coragem de mudar-te? - Camilo
*********************************************

 No mundo, amiúde te vês assinalado por conflitos variáveis,
em função dos padrões de comportamento que adotas para a tua rota humana.

É comum que não costumes desenvolver as reflexões,
procurando conhecer-te um pouco melhor.

É comum que copies modelos do mundo,
que te entusiasmam por algum tempo,
sem que analises as consequências
desses modos comportamentais,
relativamente à realidade espiritual
em que te achas mergulhado.

Parece que não dás importância para o próprio crescimento,
para o próprio progresso.

Será que imaginas que os teus equívocos
sejam menos equívocos que os dos teus irmãos?

Será que supões que, embora o tempo passe para todos,
não passará do mesmo modo para ti?

Será que admites que a severidade das leis da consciência
atinge somente a consciência dos outros?

Urge que a alma em estágio de progresso
na Terra aprenda a superar o disfarçado egoísmo,
demandando estradas de inadiável renovação,
deixando para trás a infância,
para galgar a adultidade espiritual
que não deve mais ser procrastinada.

Porventura, tens coragem
para te modificares, para melhor?

Se constatas positivamente,
é tempo de te confiares
aos empreendimentos do bem,
onde quer que estejas,
esforçando-te para superar os óbices,
aplicando-te a converter sombras em claridade,
certo de que contas com a feliz assistência
dos Prepostos do Cristo,
dessa falange de bondosos Guias
que derramam sobre a tua vida,
por amor a Jesus,
as sublimes energias
que te capacitarão a seguir adiante,
modificando todos os teus hábitos danosos,
em qualquer área da tua existência,
começando dos que te pareçam
mais fáceis de serem derrotados,
enquanto conquistas forças novas
para alcandorares-te
aos topos luminosos da harmonia íntima.


Pelo Espírito Camilo
Título: PEDRAS DA VIDA - Bezerra de Menezes
Enviado por: mariamanuelacorujo em 01 de Fevereiro de 2011, 23:23
PEDRAS DA VIDA - Bezerra de Menezes
***************************************************

Abracemos o caminho que o Mestre nos aponta,
embora,
muitas vezes,
sentindo os ombros agoniados,
sob a cruz
das responsabilidades crescentes.

Não vacilemos, porém.

Associando paciência e ação,
brandura e energia
 e às vezes mais energia na brandura 
sigamos à frente,
convencidos de que o Senhor
não nos desampara.


Recordemo-lo,
sozinho e desfalecente,
mas sereno e valoroso
e prossigamos,
de consciência erguida
na paz do dever cumprido.



Autor: Bezerra de Menezes
Psicografia de Chico Xavier
Título: REFLEXÃO - Adenáuer Novaes
Enviado por: mariamanuelacorujo em 01 de Fevereiro de 2011, 23:31
REFLEXÃO - Adenáuer Novaes
***************************************
"A aflição é uma espécie de crise,
e significa momento de mudança.

É a oportunidade de se rever valores,
motivações,
desejos
e objetivos de vida.

É o ponto de referência
que o Espírito poderá utilizar-se
para iniciar uma nova forma de viver.

As crises que provocam mudanças
são aquelas que nos exigem
investimento emocional
numa nova atitude.

Decorrem geralmente
do relacionamento com um outro,
da escolha profissional,
da necessidade do equilíbrio financeiro,
das relações parentais.

São crises que geralmente
ocorrem na meia idade,
e que exigem renúncia,
centração,
a partir de soluções duradouras.

A aflição não deve constituir
o motivo único de preocupação
na vida de uma pessoa.

Devemos sempre pensar
que nela está uma oportunidade
de crescimento.

A aflição é bem-aventurada
por representar as oportunidades
de vitória sobre as forças contrárias
à evolução da vida.

O Cristo nos convida
à esperança em nós mesmos
a partir do estado de espírito
que nos predispõe
a viver confiantes
na certeza de que
um mundo interior em paz
produz uma sociedade em harmonia."


Título: HISTORIA SIMPLES DE ADVERTENCIA - Amelia Rodrigues
Enviado por: mariamanuelacorujo em 01 de Fevereiro de 2011, 23:39
HISTORIA SIMPLES DE ADVERTENCIA - Amelia Rodrigues
**************************************************************************
A mentira sitiava o reduto de trabalho edificante
onde a palavra de Jesus era vida em realização.

No entanto, todas portas se encontravam fechadas...

Pertinaz, porém, a mentira ficou à espreita,
aguardando que o ensejo lhe fosse propício.

Decorrido algum tempo,
esta recebeu com júbilo antiga companheira,
que desejando ingressar no santuário do serviço
teve a entrada impedida.

Chamava-se censura.

As duas amigas dividiram o mesmo antro, confiando no tempo...

Um dia, surpresas,
observando que as portas se encontravam abertas;
penetrando através delas, receosas
a princípio e triunfalmente depois,
armaram as teias complicadas da obra de destruição.

Entronizada a mentira, o bem inquiriu à verdade
como fora possível que a mentira penetrasse
com força necessária para expulsá-lo do próprio lar.

E, após meticuloso exame,
a verdade informou que fora a maledicência
sorrateira que abriu,
à mentira, a porta de entrada,
utilizando a censura que facilmente
grassou entre os seus servidores.

A maledicência pode ser comparada
a vírus perigoso de fácil proliferação.

Quanto mais é vitalizada com atenção,
mais facilmente se propaga.

A maledicência, para conseguir triunfo rápido,
alia-se à censura,
sarna de fácil contágio,
que se encontra em germe
em quase todas as criaturas.

Se você realmente alcançar os Altos Cimos da Vida,
liberte-se quanto antes da maledicência e da censura.

Não acredite que ajudará ao seu irmão, censurando-o .

Ninguém oferece a um amigo sedento água estagnada,
se recolhida com vasilhame imundo.

Ninguém ajuda maldizendo.

Desculpe sempre os erros do seu companheiro,
no sacerdócio do bem,
inspirando-o a acertar mais,
para a felicidade de todos.


Título: SEGUE FAZENDO O BEM! - Meimei
Enviado por: mariamanuelacorujo em 01 de Fevereiro de 2011, 23:45
SEGUE FAZENDO O BEM! - Meimei
***********************************************
Segue fazendo o bem.
Provavelmente, não te faltarão espinhos e pedras.
Pedras, no entanto,
servem nas construções e espinhos lembram rosas.
Não percas a oportunidade de auxiliar.

Se alguém te lança entraves à marcha,
não te vincules à idéia do mal.
Reflete na Bondade de Deus e caminha.
Não acuses a ninguém.
Compadece-te e age amparando.

Quem te pareça no erro,
unicamente haverá estragado em si mesmo
o sonho de amor e aperfeiçoamento com que nasceu.

Não gastes tempo, medindo obstáculos
ou lastimando ocorrências infelizes.
Ouve as frases do bem que te induzem à frente
e esquece tudo aquilo que se te representa
por apelo à desistência ou desânimo.

Alguns dos minutos das horas de que disponhas,
investidos no reconforto aos irmãos emparedados no sofrimento,
ser-te-ão contados por créditos de alegria e de paz.

Sê a coragem dos que esmorecem
e a consolação dos que perdem a esperança.

Onde encontres a presença da sombra,
acende a luz da renovação.
Quando alguém te fale em tribulações do presente,
destaca as possibilidades do futuro.

Aos irmãos que te exponham prejuízos de agora,
aponta as vantagens que virão.

Estende a própria alma na dádiva que fizeres.
De tudo quanto ouças e vejas, fales ou faças,
prevalece tão somente o amor que puseres
nas próprias manifestações.

Se percebes a vizinhança da tempestade,
não te esqueças de que acima das nuvens reina o céu azul.

E se te reconheces, dentro da noite,
conserva a segurança de tua fé,
recordando sempre de que o amanhã
trará um novo alvorecer.



Meimei
Piscografia Francisco Cândido Xavier
Título: DIRETRIZES - Meimei
Enviado por: mariamanuelacorujo em 01 de Fevereiro de 2011, 23:49
DIRETRIZES - Meimei
***************************

Observa.
Cada manhã é um novo dia.

Renasceste.

Saíste, mais uma vez, da nebulosa.

DEUS te renovou o pensamento no cérebro aceso.

Retomaste a presença da luz.

O tempo te pertence.

Podes idear, criar, analisar.

Despertaste junto dos outros.

Tens o dom de servir.

Aceita a benção de entender
e a felicidade de trabalhar.

Reinicia a tarefa,
estampando um sorriso
em tuas páginas de bondade.

Coloca otimismo e paz,
esperança e alegria
em tua lista de doações para hoje.

Age agora para o bem.

Se mágoas de ontem
ainda te pesam na alma,
procura esquece-las.

Se ofendeste a alguém,
dispõe-te a sanar a falta cometida.

Se alguém te feriu,
perdoa sem condições.

Olha os quadros em torno.

A vida te busca.

A oficina da oportunidade
te abre as portas.

Escolhe fazer o melhor que puderes.
Sai de ti mesmo,
segue adiante para amar, auxiliar,
construir e compreender,
porque Deus espera por ti.

Francisco Cândido Xavier.
Ditado pelo Espírito Meimei.
Título: REFORMA ÍNTIMA
Enviado por: mariamanuelacorujo em 02 de Fevereiro de 2011, 00:00
REFORMA ÍNTIMA
*************************
 “Ante as dificuldades do cotidiano,
exerçamos a paciência,
não apenas em auxílio aos outros,
mas igualmente a favor de nós mesmos.”
(Emmanuel. Livro Encontro Marcado.)


Bases para nossa Reforma Íntima
------------------------------------------------
A maior dificuldade para se fazer a tão falada Reforma Íntima
é justamente saber
o que devemos nos reformar
-o que está de errado em nós?

A partir daí então,
passar para outra grande dificuldade
que é praticar a Reforma
em nossa personalidade,
em nosso modo de agir
e até mesmo no pensar.

Porém essa semana em uma vídeo-palestra
de Raul Teixeira pela Federação Espírita
do Paraná consegui um roteiro para nossa reforma íntima:

1) Falar sempre de forma INATACÁVEL;
2) Não tomar nada como pessoal;
3) Não fazer suposições ;
4) Fazer o melhor que pudermos com o máximo de nós.

Parece simples, mas não é:
Quantas vezes não comentamos sobre alguém,
atacando aquela pessoa
com suas más características,
más tendências ou condutas…

Quantas vezes recebemos críticas
que poderiam ser usadas
para nossa reforma íntima
e levamos para o lado pessoal
ficando magoado com aquela pessoa.

Quantas vezes fazemos suposições
a respeito das pessoas e quando
vamos verificar é algo totalmente diferente.

Quantas vezes deixamos a preguiça adiar projetos,
ou trabalhamos sem dedicação
resultando muitas vezes em trabalhos sem resultados!

Independente de crenças somos convidados
para nossa evolução
diariamente
em nossas relações na família e no trabalho.

Exerçamos nossas vivências diárias
para benefício próprio,
não atacando ninguém de forma verbal,
não tomando nada como pessoal,
sem fazer suposições,
fazendo sempre o melhor
que pudermos sem ultrapassar nossos limites.

Título: Máximas extraídas do ensinamento dos Espíritos - ALLAN KARDEC
Enviado por: mariamanuelacorujo em 02 de Fevereiro de 2011, 00:12
Máximas extraídas do ensinamento dos Espíritos - ALLAN KARDEC
*****************************************************

35. O objetivo essencial do Espiritismo é o melhoramento dos homens. Não é preciso procurar nele senão o que pode ajudá-lo para o progresso moral e intelectual.

36. O verdadeiro Espírita não é o que crê nas manifestações, mas aquele que faz bom proveito do ensinamento dado pelos Espíritos. Nada adianta acreditar se a crença não faz com que se dê um passo adiante no caminho do progresso e que não o faça melhor para com o próximo.

37. O egoísmo, o orgulho, a vaidade, a ambição, a cupidez, o ódio, a inveja, o ciúme, a maledicência são para a alma ervas venenosas das quais é preciso a cada dia arrancar algumas hastes, e que têm como contraveneno: a caridade e a humildade.

38. A crença no Espiritismo só é proveitosa para aquele de quem se pode dizer: hoje está melhor do que ontem.

39. A importância que o homem atribui aos bens temporais está na razão inversa de sua fé na vida espiritual; é a dúvida sobre o futuro que o leva a procurar suas alegrias neste mundo, satisfazendo suas paixões, ainda que às custas do próximo.

40. As aflições na terra são os remédios da alma; elas salvam para o futuro, como uma operação cirúrgica dolorosa salva a vida de um doente e lhe devolve a saúde. É por isso que o Cristo disse: "Bem-aventurados os aflitos, pois eles serão consolados."

41. Nas suas aflições, olhe abaixo de você e não acima; pense naqueles que sofrem ainda mais que você.
 
42. O desespero é natural para aquele que crê que tudo acaba com a vida do corpo; é um contra-senso para aquele que tem fé no futuro.

43. O homem é muitas vezes o artesão de sua própria infelicidade neste mundo; se ele voltar à fonte de seus infortúnios, verá que a maior parte deles são o resultado de sua imprevidência, de seu orgulho e avidez, conseqüentemente, de sua infração às leis de Deus.

44. A prece é um ato de adoração. Orar a Deus é pensar Nele; é aproximar-se Dele; é pôr-se em comunicação com Ele.

45. Aquele que ora com fervor e confiança é mais forte contra as tentações do mal, e Deus envia-lhe bons Espíritos para assisti-lo. É um auxílio que nunca é recusado, quando é pedido com sinceridade.

46. O essencial não é orar muito, mas orar bem. Certas pessoas crêem que todo o mérito está na extensão da prece, enquanto fecham os olhos para seus próprios defeitos. A prece é para eles uma ocupação, um emprego do tempo, mas não uma análise de si mesmos.

47. Aquele que pede a Deus o perdão de seus erros não o obtém senão mudando de conduta. As boas ações são a melhor das preces, pois os atos valem mais que as palavras.

48. A prece é recomendada por todos os bons Espíritos; é, além disso, pedida por todos os Espíritas imperfeitos como um meio de tornar mais leves seus sofrimentos.

49. A prece não pode mudar os desígnios da Providência; mas, vendo que há interesse por eles, os Espíritos sofredores se sentem menos desamparados; tornam-se menos infelizes; ela exalta sua coragem, estimula neles o desejo de elevar-se pelo arrependimento e reparação, e pode desvia-los do pensamento do mal. É nesse sentido que ela pode não só aliviar, mas abreviar seus sofrimentos.

50. Cada um ore segundo suas convicções e o modo que acredita mais conveniente, pois a forma não é nada, o pensamento é tudo; a sinceridade e a pureza de intenção é o essencial; um bom pensamento vale mais que numerosas palavras, que se assemelham ao barulho de um moinho e onde o coração não está.


51. Deus fez homens fortes e poderosos para que fossem sustentáculos dos fracos; o forte que oprime o fraco é advertido por Deus; em geral ele recebe o castigo nesta vida, sem prejuízo do futuro.

52. A fortuna é um depósito cujo possuidor é tão-somente o usufrutuário, já que não a leva com ele para o túmulo; ele prestará rigorosas contas do emprego que fez dela.

53. A fortuna é uma prova mais arriscada que a miséria, porque é uma tentação para o abuso e os excessos, e porque é mais difícil ser moderado que ser resignado.

54. O ambicioso que triunfa e o rico que se sustenta de prazeres materiais são mais de se lamentar que de se invejar, pois é preciso ter em conta o retorno. O Espiritismo, pelos terríveis exemplos dos que viveram e que vêm revelar sua sorte, mostra a verdade desta afirmação do Cristo: "Aquele que se orgulha será humilhado e aquele que se humilha será elevado."

55. A caridade é a lei suprema do Cristo: "Amem-se uns aos outros como irmãos; - ame seu próximo como a si mesmo; perdoe seus inimigos; - não faça a outrem o que não gostaria que lhe fizessem"; tudo isso se resume na palavra caridade.

56. A caridade não está só na esmola pois há a caridade em pensamentos, em palavras e em ações. Aquele caridoso em pensamentos, é indulgente para com as faltas do próximo; caridoso em palavras, não diz nada que possa prejudicar seu próximo; caridoso em ações, assiste seu próximo na medida de suas forças.

57. O pobre que divide seu pedaço de pão com um mais pobre que ele é mais caridoso e tem mais mérito aos olhos de Deus que o que dá o que lhe é superfluo, sem se privar de nada.

58. Aquele que nutre contra seu próximo sentimentos de animosidade, ódio, ciúme e rancor, falta à caridade; ele mente, se se diz cristão, e ofende a Deus.

59. Homens de todas as castas, de todas as seitas e de todas as cores, vocês são todos irmãos, pois Deus os chama a todos para ele; estendam-se pois as mãos, qualquer que seja sua maneira de adorá-lo, e não atirem o anátema, pois o anátema é a violação da lei de caridade proclamada pelo Cristo.

60. Com o egoísmo, os homens estão em luta perpétua;
com a caridade, estarão em paz.
A caridade,
constituindo a base de suas instituições,
pode assim, por si só,
garantir a felicidade deles neste mundo;
segundo as palavras do Cristo,
só ela pode também garantir
sua felicidade futura,
pois encerra implicitamente
todas as virtudes que podem levá-los à perfeição.
Com a verdadeira caridade,
tal como a ensinou e praticou o Cristo,
não mais o egoísmo,
o orgulho,
o ódio,
a inveja,
a maledicência;
não mais o apego desordenado
 aos bens deste mundo.

É por isso que o Espiritismo cristão
tem como máxima:

FORA DA CARIDADE NÃO HÁ SALVAÇÃO.
Título: OREMOS IRMÃOS !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 02 de Fevereiro de 2011, 00:19
IRRADIE NOSSA LUZ EM AUXILIO
AOS NOSSOS MUITOS IRMÃOS
QUE NESTE INSTANTE
ESTÃO EM IMENSO SOFRIMENTO
EM TODOS OS RECANTOS
DESTE NOSSO LAR


PRECE  A  JESUS - Auta de Souza
*********************************************

 

Sê louvado, Senhor, pela bendita escola

Da verdade, em que Fé por sol se descortina,

Restaurando de novo a Celeste Doutrina

Em que o Mundo se eleva e a Vida se acrisola.

 

Templo, celeiro, lar, aconchego, oficina,

Revelação, apoio, entendimento, esmola,

Tudo que ampara, educa, alivia ou consola

Em tudo aqui te exalta a Presença Divina!...

 

Enquanto o Mundo chora, anseia, luta e avança,

Faze de nossa casa um pouco de Esperança

Na construção do Bem à luz que te descerra...

 

Aspiramos contigo a ser, dia por dia,

Uma forja de paz que trabalha e confia,

Uma fonte de Amor na aspereza da Terra.

 

   
Título: AMAI A DEUS !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 02 de Fevereiro de 2011, 08:08
DEUS

Quem, senão Deus, criou obra tamanha,
O espaço e o tempo, as amplidões e as eras,
Onde se agitam turbilhões de esferas,
Que a luz, a excelsa luz, aquece e banha?

Quem, senão ELE fez a esfinge estranha
No segredo inviolável das moneras,
No coração dos homens e das feras,
No coração do mar e da montanha?

Deus!... somente o Eterno, o Impenetrável,
Poderia criar o imensurável
E o Universo infinito criaria!...

Suprema paz, intérmina piedade,
E que habita na eterna claridade
Das torrentes da Luz e da Harmonia!


ANTERO DE QUENTAL

Nascido na ilha de S. Miguel, nos Açores, em 1842, e desencarnado por suicídio, em 1891. É vulto eminente e destacado nas letras portuguesas, caracterizando-se pelo seu espírito filosófico.  
Título: Na mão de Deus - Antero de Quental
Enviado por: mariamanuelacorujo em 02 de Fevereiro de 2011, 08:28
Na mão de Deus A Quental 0001 (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PWZyc0dRRUdGNnpvIw==)
Título: À VIRGEM SANTISSIMA - Antero de Quental
Enviado por: mariamanuelacorujo em 02 de Fevereiro de 2011, 08:38
ANTERO DE QUENTAL - À VIRGEM SANTÍSSIMA. (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PXRrWFRuM2V2ejBJI3dz)
Título: RENASCE AGORA - Emmanuel
Enviado por: mariamanuelacorujo em 02 de Fevereiro de 2011, 22:20
"Deixa-te reviver, cada dia, na corrente cristalina e incessante do bem..." - Emmanuel
********************************************************

RENASCE AGORA - Emmanuel

A própria Natureza apresenta preciosas lições, nesse particular...
Sucedem-se os anos com matemática precisão, mas os dias são sempre novos. Dispondo, assim, de trezentas e sessenta e cinco ocasiões de aprendizado e recomeço, anualmente, quantas oportunidades de renovação moral encontrará a criatura, no abençoado período de uma existência?
Conserva do passado o que for bom e justo, belo e nobre, mas não guardes do pretérito os detritos e as sombras, ainda mesmo quando mascarados de encantador revestimento.
Faze por ti mesmo, nos domínios da tua iniciativa pela aplicação da fraternidade real, o trabalho que a tua negligência atirará fatalmente sobre os ombros de teus benfeitores e amigos espirituais.

Cada hora que surge pode ser portadora de reajustamento...

Se é possível, não deixes para depois os laços de amor e paz que podes criar agora, em substituição às pesadas algemas do desafeto.
Não é fácil quebrar antigos preceitos do mundo ou desenovelar o coração, a favor daqueles que nos ferem. Entretanto, o melhor antídoto contra os tóxicos da aversão é a nossa boa-vontade, a benefício daqueles que nos odeiam ou que ainda não nos compreendem.
Enquanto nos demoramos na fortaleza defensiva, o adversário cogita de enriquecer as munições, mas se descemos à praça, desassombrados e serenos, mostrando novas disposições na luta, a idéia de acordo substitui, dentro de nós e em torno de nossos passos, a escura fermentação da guerra.

Alguém te magoa? Reinicia o esforço da boa compreensão.
Alguém te não entende? Persevera em demonstrar os intentos mais nobres.

Deixa-te reviver, cada dia, na corrente cristalina e incessante do bem.
Não olvides a assertiva do Mestre: - “Aquele que não nascer de novo não pode ver o Reino de Deus.”
Renasce agora em teus propósitos, deliberações e atitudes, trabalhando para superar os obstáculos que te cercam e alcançando a antecipação da vitória sobre ti mesmo, no tempo...
Mais vale auxiliar, ainda hoje, que ser auxiliado amanhã.

Emmanuel
Título: Ingredientes do Êxito - Andre Luiz
Enviado por: mariamanuelacorujo em 02 de Fevereiro de 2011, 22:23
Ingredientes do Êxito - Andre Luiz
***************************************

O êxito espera por você, tanto quanto vem exaltando quantos lhe alcançaram as diretrizes...

Largue qualquer sombra do passado ao chão do tempo, qual a árvore que lança de si as folhas mortas...

Não se detenha, diante da oportunidade de servir!

Mobilize o pensamento para criar vida nova.

Melhore os próprios conhecimentos, estudando sempre.

Saliente qualidades e esqueça defeitos.

Desenvolva seus recursos de simpatia e evite qualquer impulso de agressão.

Se você pode ajudar, em auxílio de alguém, faça isso agora!

Enriqueça seu vocabulário com boas palavras.

Aprendendo a escutar, você saberá compreender.

A melhor maneira de extinguir o mal será substituí-lo com o bem.

Destaque os outros e os outros destacarão você.

Viva o presente, agindo e servindo com fé e alegria sem afligir-se pelo o futuro, porque, para viver amanhã, você precisará viver hoje...

Habitue-se a sorrir.

Recorde que desalento nunca auxiliou a ninguém.

Não permita que a dificuldade lhe abra porta ao desânimo porque a dificuldade é o meio que a vida se vale para melhorar-nos em habilitação e resistência.

Ampare-se, amparando os outros.

Censura é uma fórmula das mais eficientes para complicar-se.

Abençoe a vida e todos os recursos da vida onde você estiver...

Nunca desconsidere o valor da sua dose de solidão, a fim de aproveitá-la em meditação e reajuste das próprias forças.

O êxito espera por você, tanto quanto vem exaltando quantos lhe alcançaram as diretrizes...

Largue qualquer sombra do passado ao chão do tempo, qual a árvore que lança de si as folhas mortas...

Não se detenha, diante da oportunidade de servir!

Mobilize o pensamento para criar vida nova.

Melhore os próprios conhecimentos, estudando sempre.

Saliente qualidades e esqueça defeitos.

Desenvolva seus recursos de simpatia e evite qualquer impulso de agressão.

Se você pode ajudar, em auxílio de alguém, faça isso agora!

Enriqueça seu vocabulário com boas palavras.

Aprendendo a escutar, você saberá compreender.

A melhor maneira de extinguir o mal será substituí-lo com o bem.

Destaque os outros e os outros destacarão você.

Viva o presente, agindo e servindo com fé e alegria sem afligir-se pelo o futuro, porque, para viver amanhã, você precisará viver hoje...

Habitue-se a sorrir.

Recorde que desalento nunca auxiliou a ninguém.

Não permita que a dificuldade lhe abra porta ao desânimo porque a dificuldade é o meio que a vida se vale para melhorar-nos em habilitação e resistência.

Ampare-se, amparando os outros.

Censura é uma fórmula das mais eficientes para complicar-se.

Abençoe a vida e todos os recursos da vida onde você estiver...

Nunca desconsidere o valor da sua dose de solidão, a fim de aproveitá-la em meditação e reajuste das próprias forças.

Observe, todo o tempo é tempo de DEUS para restaurar e corrigir, começar e recomeçar!

ANDRÉ LUIZ
(Do livro "Respostas da Vida, 3, FCXavier)
Título: DEFENDA-SE - Andre Luiz
Enviado por: mariamanuelacorujo em 02 de Fevereiro de 2011, 22:33
DEFENDA-SE - Andre Luiz
******************************     
Não converta seus ouvidos num paiol de boatos.
A intriga é uma víbora que se aninhará em sua alma.
Não transforme seus olhos em óculos da maledicência.
As imagens que você corromper viverão corruptas na tela se sua mente.

Não Faça de suas mãos lanças para lutar sem proveito.
Use-as na sementeira do bem.

Não menospreze sua faculdades criadoras, centralizando-as nos prazeres fáceis.
Você responderá pelo que fizer delas.

Não condene sua imaginação às excitações permanentes.
Suas criações inferiores atormentarão seu mundo íntimo.

Não conduza seus sentimentos à volúpia de sofrer.
Ensine-os a gozar o prazer de servir.

Não procure o caminho do paraíso, indicando aos outros a estrada para o inferno. A senda para o Céu será construída dentro de você mesmo.

* * *

André Luiz

(Mensagem retirada do livro "Agenda Cristã" psicografia de Francisco Cândido Xavier)
 
Título: ENQUANTO ... - Andre Luiz
Enviado por: mariamanuelacorujo em 02 de Fevereiro de 2011, 22:36
ENQUANTO ... - Andre Luiz
**********************************       
 
Busque agir para o bem, enquanto você dispõe de tempo. É perigoso guardar uma cabeça cheia de sonhos, com as mãos desocupadas.

*

Acenda sua lâmpada, enquanto há claridade em torno de seus passos. Viajor algum fugirá às surpresas da noite.

*

Ajude o próximo, enquanto as possibilidades permanecem de seu lado. Chegará o momento em que você não prescindirá do auxílio dele.

*

Utilize o corpo físico para recolher as bênçãos da vida Mais Alta, enquanto suas peças se ajustam harmoniosamente. O vaso que reteve essências sublimes ainda espalha perfume, depois de abandonado.

*

Dê suas lições sensatamente, na escola da vida, enquanto o livro das provas repousa em suas mãos. Aprender é uma bênção e há milhares de irmãos, não longe de você, aguardando uma bolsa de estudos na reencarnação.

*

Acerte suas contas com o vizinho, enquanto a hora é favorável. Amanhã, todos os quadros podem surgir transformados.

*

Ninguém deve ser o profeta da morte e nem imitar a coruja agourenta. Mas, enquanto você guardar oportunidade de amealhar recursos superiores para a vida espiritual, aumente os seus valores próprios e organize tesouros da alma, convicto de que sua viagem para outro gênero de existência é inevitável.

* * *

Xavier, Francisco Cândido. Da obra: Agenda Cristã.
Ditado pelo Espírito André Luiz.
 
Título: BENEFICIOS IMEDIATOS - Emmanuel
Enviado por: mariamanuelacorujo em 02 de Fevereiro de 2011, 22:43
BENEFICIOS IMEDIATOS    - Emmanuel
******************************************* 

Entre o Aprendiz e o Orientador se estabeleceu o precioso diálogo:

-Instrutor, qual é a força que domina a vida?

-Sem dúvida, o amor.

-Esse poder tudo resolve de pronto?

-Entre as criaturas humanas, de modo geral, ainda existem problemas, alusivos ao amor que demandam muito tempo a fim de que se atinja a solução no campo do entendimento.

-E qual o recurso máximo que nos garante segurança entre as desarmonias do mundo?

-A fé.

-Pode a fé ser obtida, de momento para outro?

-Não é assim. A confiança raciocinada reclama edificação vagarosa no curso dos dias.

-A que fator nos cabe recorrer, para que nos conservem o ânimo e a alegria de servir entre conflitos da existência?

-A paz. -E a paz surge expontânea?

-Também não. Ninguém conhece a verdadeira paz sem trabalho e todo trabalho pede luta.

-Então instrutor, não existe elemento algum no mundo que nos assegure benefícios imediatos?

-Existe.

-Onde está esse prodígio, se vejo atritos por toda parte, na Terra?

-O Mentor fez expressivo gesto de compreensão e rematou:

-Filho, a única força capaz de proporcionar-nos triunfos imediatos, em quaisquer setores da vida, é a força da paciência.

* * *

Francisco Cândido Xavier. Da obra: Pronto Socorro.
Ditado pelo Espírito Emmanuel.
 
Título: CONFIA E SEGUE - Emmanuel
Enviado por: mariamanuelacorujo em 02 de Fevereiro de 2011, 22:50
CONFIA E SEGUE  - Emmanuel
*************************************         

Segue fazendo o bem.

Deus te guarda e te inspira.

Quem mais caminha à frente
É sempre quem mais serve.

Pedra, lama, espinheiro ?

Quem trabalha prossegue.

Alguém busca entravar-te?

Continua servindo.

Haja o que houver à noite,

Ninguém prende a alvorada.

A luz dissolve as trevas.

Segue e confia em Deus

Espírito: EMMANUEL
Médium: Francisco Cândido Xavier
Livro: “Deus Sempre” 
Título: CARIDADE SEMPRE - Emmanuel
Enviado por: mariamanuelacorujo em 02 de Fevereiro de 2011, 22:53
CARIDADE SEMPRE - Emmanuel
*****************************************

Serve, perdoa e passa,
Eis os clarões da senda.

A estrada para cima
Chama-se Caridade.

Onde a sombra persista
Faze mais luz e segue.

É na palma de espinhos
Que o Céu instala as rosas.

Coração a que ampares
É novo passo à frente.

Na plantação do Bem,
Deus espera por ti.

Espírito: EMMANUEL
Médium: Francisco Cândido Xavier
Livro: “Algo Mais”
Título: EM SEU BENEFÍCIO - Andre Luiz
Enviado por: mariamanuelacorujo em 02 de Fevereiro de 2011, 22:56
EM SEU BENEFÍCIO - Andre Luiz
*****************************************


Não se agaste com o ignorante; certamente, não dispõe ele das oportunidades que iluminaram seu caminho.
Evite aborrecimento com as pessoas fanatizadas; permanecem no cárcere do exclusivismo e merecem compaixão como qualquer prisioneiro.

Não se perturbe com o malcriado; o irmão intratável tem, na maioria das vezes, o fígado estragado e os nervos doentes.

Ampare o companheiro inseguro; talvez não possua o necessário, quando você detém excessos.

Não se zangue com o ingrato; provavelmente, é desorientado ou inexperiente.

Ajude ao que erra; seus pés pisam o mesmo chão, e, se você tem possibilidades de corrigir, não tem o direito de censurar.

Desculpe o desertor; ele é fraco e mais tarde voltará a lição.

Auxilie o doente; agradeça ao divino poder o equilíbrio que você está conservando.

Esqueça o acusador; ele não conhece o seu caso desde o princípio.

Perdoe ao mau; a vida se encarregará dele.

* * *

André Luiz

(Mensagem retirada do livro "Agenda Cristã" psicografia de Francisco Cândido Xavier)
 
 
Título: PRECE - Emmanuel
Enviado por: mariamanuelacorujo em 02 de Fevereiro de 2011, 23:01
PRECE - Emmanuel
*****************


Antes de observar a presença do mal, roga ao Senhor para que teus olhos se habituem à fixação do bem, a fim de que depois não se te converta a oração em requerimento desesperado.

Antes de assinalar a frase caluniosa ou irrefletida, pede ao Senhor para que teus ouvidos saibam escutar para o auxílio fraterno, a fim de que depois não se te transforme a prece em apelo sombrio.

Antes de caminhar na direção do poço em que se adensam as águas turvas da crueldade, implora ao Senhor para que teus pés se mantenham na movimentação do trabalho digno, a fim de que depois não se te transfigure a petição em grito blasfematório.

Antes de considerar a ofensa do próximo, solicita ao Senhor te ilumine o coração para que saibas exercer a caridade genuína do entendimento e do perdão sem reservas, a fim de que depois não se te expresse a rogativa por labéu de remorso e maldição.

Todos fazemos preces, depois que o sofrimento nos convoca à expiação regenerativa quando o processo de nossas defecções morais já coagulou em torno de nosso espírito o cáustico da aflição com que havemos de purificar os tecidos da própria alma.

Todavia, quão raras vezes oramos antes da luta, vacinando o sentimento contra a sombra da tentação!...

Saibamos louvar a Bondade e a Sabedoria de Deus, em todos os passos da vida, rendendo graças pela flor e pelo espinho, pela facilidade e pelo obstáculo, pela alegria e pela dor, pela fartura e pela carência.

Agradecendo ao Céu as lições diminutas de cada instante da marcha, aprenderemos a tecer com as pequeninas vitórias de cada dia o triunfo sublime que, na grande angústia, ergue-nos-á para a alegria soberana capaz de levantar-nos para sempre à plena luz da imortalidade.

Psicografia de Francisco Candido Xavier
Título: Oremos Por Todos os Nossos Irmãos em Imenso sofrimento Neste Nosso lar!
Enviado por: mariamanuelacorujo em 02 de Fevereiro de 2011, 23:12
A PRECE É :

..um apoio para a alma; contudo não basta: é preciso tenha por base uma fé viva na bondade de Deus. (ESE, cap. 5, ítem 8)

... ato de caridade, é um arroubo do coração. (ESE, cap. 26, ítem 4)

... uma invocação mediante a qual o homem entra, pelo pensamento, em comunicação com o ser a quem se dirige. Pode ter por objeto um pedido, um agradecimento ou uma glorificação. (ESE, cap. 27, ítem 9)

... o orvalho divino que aplaca o calor excessivo das paixões. Filha primogênita da fé, ela nos encaminha para a senda que conduz a Deus. (ESE, cap. 27, ítem 23)

Em todos os casos de obsessão, a prece é o mais poderoso meio de que se dispõe para demover de seus propósitos maléficos o obsessor. (Gênese, cap. 14, ítem 46)

A prece é um ato de adoração. Orar a Deus é pensar nele, é aproximar-se dele; é pôr-se em comunicação com ele. A três coisas podemos propor-nos por meio da prece: louvar, pedir, agradecer. (LE, cap. 3, questão 659)

Oração não é palavra, é sentimento. Um olhar da alma, fixo no céu, vale mais que mil rosários rezados rotineiramente. (Amélia D.Sóler, Fragmentos das Memórias do Padre Germano, cap. 6)

*********************************************************************************************************************

                                                 PRECE DE ANDRÉ LUIZ PELO AMOR

Jesus, Mestre e Senhor!... Um dia, no alvorecer do tempo humano, me destes a vida e um início para que eu lhes assumisse a continuidade, valendo-me de tuas mãos para seguir em frente em busca de mim mesmo, num ponto distante do futuro chamado por Ti de Evolução...

Caminhei, Senhor, diligentemente, por incontáveis montes e vales existenciais aprimorando meu coração que era só você, em todos os momentos, sem noção exata de minha partida e sem saber como e quando seria o término da viagem...

Ergui-me do chão para fitar os céus e meus olhos banhados de inocência, viram-te em toda a glória e esplendor nos fenômenos naturais que me circundavam, e o frágil entendimento curvou-se diante de tua força e sabedoria!... Entre temeroso e comovido, dei-te um nome quando te vi no Sol, outro nome quando estavas na Lua e outros tantos em cada estrela fulgente que divisei na grande abóboda do mundo, chorando muitas vezes, extasiado, diante de tua imensa grandeza! ...

No entanto, um dia, vertidas longas faixas de tempo, pensei que me bastava e, forte e impetuoso, larguei de tua mão intentanto caminhar sozinho pelas trilhas humanas que me destes por escola de aprimoramento... Seguro sobre os meus próprios pés avancei eras à dentro, levantando com meu suor e minha capacidade todas as civilizações da Terra, esquecendo-me pouco a pouco de Ti e de Tua presença indivisível nos frutos de minhas realizaçõesl...!

Não mais estavas no Sol, que passei a examinar matematicamente, dando a ele densidade, peso e temperatura e classificando-o, muito embora respeitoso ainda perante sua tremenda força, como um astro a mais destinado a perecer impreterivelmente no tempo e no espaço, como tantos outros...

Não mais te vi na suave luz emanante da Lua, transformada em luminosa porém vulgar decoração de minhas noites de festa e orgia... Embriagado de sentidos e licores, já não queria senti-la falando-me de Ti, em seus raios de lânguido esplendor...

Também não mais estavas no céu, nas estrelas, na chuva, no vento, no trovão, no raio inclemente, no alto dos montes e no silêncio das tundras... Não mais estavas na dor de nascer e na dor de morrer, onde substitui tua interferência pela minha ciência, aclarando cada fenômeno conforme os meus conhecimentos e elucidando-os vagorosamente, degrau pós degrau, creditando ao meu esforço pessoal cada derrota, cada vitória, cada passo além!...

Não mais estavas em lugar algum de minha existência.
Eu era, enfim, deus de mim mesmo...
Conquistei o mundo assim, Senhor, submetendo-o ao meu entendimento e à minha inteligência, caminhando rumo à dominação completa de todos os elementos materiais do orbe com a segurança e o vigor do pequeno onipotente - teu reflexo! a viver em mim, silenciosamente...

No entanto, inexplicavelmente, quando passei a dissecar pó e carne com maestria inigualável, quando dei por mim olhando o mundo com a serena sapiência dos gênios, descobri que nada sabia além de matéria e então, premido por angustiantes questões outrora desprezadas, passei a ver-Te novamente em todas as coisas, como se nunca tivesses estado ausente de minha vida por um momento que fosse!...

Hoje, por faltarem-me elementos novos com que classificar a vida que prossegue impávida rumo à estação do futuro, que é sempre novo e belo, não obstante a imensa miséria humana e da qual ainda sou ativo participante, só me resta aceitar que Tu estás e estarás sempre em tudo: no Sol, na Lua, nas estrelas, no vento, na chuva, nos montes, nas tundras, na dor de nascer e na dor de morrer...

Em tudo, Senhor, até em mim...

Ciente de minha fragilidade, como outrora, preparo-me agora para analisar cientificamente Tua interferência sutil em tudo o que me rodeia, porém refazendo o gesto que separou-me de Ti, há tanto tempo atrás: seguro tua mão novamente e rogo, não deixes mais que eu me solte de Ti porque agora, para compreender com o espírito o mundo que me destes por berço, necessito investigar o que seja o amor, elemento equalizador de todas as potências e que sei hoje emana somente de Ti, qual energia inestancável, e sem a qual é simplesmente impossível viver!...

                                                                      Assim seja!

Título: Encontro com o Amor - Joanna de Angelis
Enviado por: mariamanuelacorujo em 03 de Fevereiro de 2011, 04:48
YouTube - Broadcast Yourself. (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PTVyd1RRT2pDNUpzIw==)
Título: A busca da Perfeição - Eros
Enviado por: mariamanuelacorujo em 03 de Fevereiro de 2011, 04:50
A busca da perfeição.wmv (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PUJmV0NKY2pCTXo0Iw==)
Título: Momentos de Saude - Joanna de Angelis
Enviado por: mariamanuelacorujo em 03 de Fevereiro de 2011, 04:57
Decisão de ser feliz.wmv (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PWtNb2ZHY2VGaGpnIw==)
Título: Alguem para Amar - Momento Espirita
Enviado por: mariamanuelacorujo em 03 de Fevereiro de 2011, 05:00
Alguém para Amar.wmv (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PS03Qk9XQkdPUjI4Iw==)
Título: Enfrentando o Medo - Joanna de Angelis
Enviado por: mariamanuelacorujo em 03 de Fevereiro de 2011, 05:06
YouTube - Broadcast Yourself. (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PWNmdF9IRmY3SlZrIw==)
Título: Episodios Transitorios - Joanna de Angelis
Enviado por: mariamanuelacorujo em 03 de Fevereiro de 2011, 05:08
Episódios Transitórios.wmv (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PXQ2QkYzc3dXcFZJIw==)
Título: Firmeza no Amor - Joanna de Angelis
Enviado por: mariamanuelacorujo em 03 de Fevereiro de 2011, 05:13
Firmeza no Amor.wmv (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PUxfdVUwS0NDTFE0Iw==)
Título: Caminho da Auto-Iluminação - Joanna de Angelis
Enviado por: mariamanuelacorujo em 03 de Fevereiro de 2011, 05:17
YouTube - Broadcast Yourself. (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PXZWUlphZTN6a0JzIw==)
Título: O A M O R - Efigenio (Equipe Nosso Lar)
Enviado por: mariamanuelacorujo em 03 de Fevereiro de 2011, 19:21
Quarta, 17 Novembro 2010 às 02:12
(mensagem mediunica)

         O AMOR
      **********

O Amor que estrutura a Existência
em ínfimos sopros de Vida
em grandiosas Bênçãos
de Deus Nosso Pai.

O Amor que vos Eleva Absoluto
a cada amanhecer
e vos emana Luz
na essência de Vossa Alma
clamando ergam-se
e Obrem Por Vossos Irmãos.

O Amor que se expressa
em palavras que orvalham Luz
na Doutrina que esclarece e consola
incentivando na continuidade perseverante
num aprendizado incessante
numa ininterrupta evolução
incentivando-vos a Instruir-se e a Instruir.

O Amor que vos desenha a Alma
e vos alinha no corpo a conduta
no proceder individual
em liberdade absoluta
de cada um de vós.

O Amor que vos alenta
na dor e em vossa fragilidade
erguendo-vos absolutos
na fé da sua superação
em sensações múltiplas
que vos dizem Prossegue.

O Amor que Abençoa
numa Energia grandiosa
Fluindo de cada existência
num magnetismo inquestionável
com seu próprio esplendor.

O Amor que esclarece
na Doutrina expressa dos Espíritos
em imensa generosidade e humildade:

Acalenta, Ampara, e Instrui!

Fiquem Em Imensa Paz
Efigênio
Equipe Nosso Lar

**********************************************************
Fiquem em Imensa Paz Meus Irmãos!

A Existência é uma sucessão de Recomeços
num processo Lento, mas Concreto na Evolução.

Silenciaremos a este Obrar de Amor
na extrema necessidade
de dar continuidade ao
Nosso Recomeço!

Que se estrutura sucessivamente
Em etapas criteriosamente elaboradas.

Irradiem Meus Irmãos
contínua e incessantemente
a Luz da Doutrina
em intensa Divulgação !


Irradiem a Vossa Própria Luz
em incessante radiação de auxilio
aos inúmeros irmãos em sofrimento
em todos os recantos deste Vosso Lar!


AMAI-VOS UNS AOS OUTROS!

Equipe Nosso Lar
***********************************************

Título: Prece Ante a Dor e o Sofrimento - Equipe Nosso Lar
Enviado por: mariamanuelacorujo em 08 de Fevereiro de 2011, 08:09
(Mensagem Mediunica)

Prece Ante a Dor e o Sofrimento
**************************

Senhor, turva meus olhos a mim mesmo,

aos meus temores e aflições,

á minha existência,

para que clareie em mim,

a dor de meus irmãos,

que clamam auxilio em luz,

em todos os espaços desta terra.

***
Senhor, ergue-me absoluto,

na essência de minh’Alma,

para que em mim flua

intensa e bela,

a Luz do Teu Amor

que Abençoa.
***

Senhor, conceda-me transpor distancias,

para num abraço aos meus irmãos,

confortá-los em seus sofrimentos,

e apontar-lhes as direções,

que a Ti elevam a sua existência.
***

Senhor, silencia minhas palavras,

cessa meus pensamentos,

para que de mim

só se expanda a fé,

no Amor que os medica

na essência espiritual,

e os alimenta

na imensa fome da sabedoria.
***

Senhor, liberta minh’Alma,

para que flutue nos corações sombrios,

irradiando com Tua Luz,

ministrando com Teu Esclarecimento,

radiando com Teu Auxilio,

medicando com Teu Amparo,

alimentando com Tua Misericórdia.
***

Senhor, ergue-me absoluto

como Filho e Irmão,

para que neste instante

eu me desloque ao mundo

das misérias humanas,

da terra que agoniza,

para clarear com Teu Amor

um Novo Horizonte.
***

Equipe Nosso Lar


--------------------------------------------------------------------------------
Título: Re: AME SEMPRE !
Enviado por: belina em 16 de Fevereiro de 2011, 04:44
Maria

Que lindas mensagens, bem como os lindos videos.
Fico feliz por te ver aqui.
Paz e luz
belina
Título: AME SEMPRE !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 08 de Março de 2011, 12:02
Chico Xavier - Amar Sempre (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PUZrdV9IRkEzUWFNIw==)
Título: AME SEMPRE !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 08 de Março de 2011, 12:06

NOBRE IRMÃO FRANCISCO CANDIDO XAVIER,

SÃO SUAS AS PALAVRAS :



" QUE POSSAMOS OCUPAR NO CAMPO DA VIDA HUMANA,

SERVINDO AO PAI, AO CRIADOR, A NOSSO SENHOR JESUS CRISTO

E A TODOS OS PRINCIPIOS CRISTÃOS

OU MESMO AOS PRINCIPIOS MAIS NOBRES DE TODAS AS RELIGIÕES,

PARA QUE, COM RESPEITO MUTUO,

POSSAMOS VENCER TODAS AS BARREIRAS

E AMAR COMO O AMOR DEVE SER CONSAGRADO ENTRE NÓS ! "  


Título: A EXEMPLO DE CRISTO - EMMANUEL
Enviado por: mariamanuelacorujo em 08 de Março de 2011, 12:11
Mensagem para refletir - *A exemplo do Cristo* (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PTg4ck10OGQwMXhFIw==)
Título: EM NOSSA MARCHA - EMMANUEL
Enviado por: mariamanuelacorujo em 08 de Março de 2011, 12:14
Mensagem para refletir - *Em nossa marcha* (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PUZqcFByU0NqYkdjIw==)
Título: PROGRESSÃO- ALLAN KARDEC
Enviado por: mariamanuelacorujo em 08 de Março de 2011, 12:17
Mensagem para refletir - *Progressão dos mundos* (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PXVjdFUzZjJfU1pNIw==)
Título: JUSTIÇA DAS AFLIÇÕES-ALLAN KARDEC
Enviado por: mariamanuelacorujo em 08 de Março de 2011, 12:19
Mensagem para refletir - *Justiça das aflições* (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PVdaWnNRbzllUHhzIw==)
Título: A MELANCOLIA-ALLAN KARDEC
Enviado por: mariamanuelacorujo em 08 de Março de 2011, 12:23
Mensagem para refletir - *A melancolia* (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PUFGSHg5OG5menRjIw==)
Título: A UM IRMÃO SOFREDOR-ALLAN KARDEC
Enviado por: mariamanuelacorujo em 08 de Março de 2011, 12:25
Mensagem para refletir - *A um irmão sofredor* (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PUNQbWFJVldPa2VZIw==)
Título: PRECE A CURA DE UM IRMÃO - ALLAN KARDEC
Enviado por: mariamanuelacorujo em 08 de Março de 2011, 12:28
Mensagem para refletir - *Prece à cura de um irmão* (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PVdOT1ozWXJlQ2hrIw==)
Título: PRECE A FAMILIA - ALLAN KARDEC
Enviado por: mariamanuelacorujo em 08 de Março de 2011, 12:30
Mensagem para refletir - *Prece à família* (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PWk3OG1keFJjd0drIw==)
Título: TEMAS DE ESPERANÇA - EMMANUEL
Enviado por: mariamanuelacorujo em 08 de Março de 2011, 12:34
Mensagem para refletir - *Temas da esperança* (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PTdqeUFpVVJXWHlNIw==)
Título: CONFIA SEMPRE - MEIMEI
Enviado por: mariamanuelacorujo em 08 de Março de 2011, 12:36
Mensagem para refletir - *Confia sempre* (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PTMxRndMYmdEbVlrIw==)
Título: SERENIDADE SEMPRE - JOANNA DE ANGELIS
Enviado por: mariamanuelacorujo em 08 de Março de 2011, 12:38
Mensagem para refletir - *Serenidade sempre* (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PU8wVnA0R2FVVGY0Iw==)
Título: FALA EM PAZ ! - EMMANUEL
Enviado por: mariamanuelacorujo em 08 de Março de 2011, 12:41
Mensagem "Fala em Paz" Emmanuel - Chico Xavier (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PW1GcnVUNzgtamFVIw==)
Título: QUERER, SABER, AMAR- LEON DENIS
Enviado por: mariamanuelacorujo em 08 de Março de 2011, 12:44
Querer, saber, amar (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PUpzM0xGQ0EtWG5VIw==)
Título: O AMOR TUDO PODE - SAULO DE TARSO
Enviado por: mariamanuelacorujo em 08 de Março de 2011, 12:47
O amor tudo pode - Saulo de Tarso (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PWxBVHpkak1WZHgwIw==)
Título: GALOPANDO A VIDA- FRANCISCO XAVIER
Enviado por: mariamanuelacorujo em 08 de Março de 2011, 12:50
Galopando a Vida - Chico Xavier (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PXhPWDBraW9WUTZJIw==)
Título: PRECE DO SERVIDOR - BEZERRA DE MENEZES
Enviado por: mariamanuelacorujo em 08 de Março de 2011, 12:54
Prece do Servidor Chico Xavier (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PVNfeWFLZG03RHVjIw==)
Título: O mandamento maior -O Evangelho Segundo o Espiritismo
Enviado por: mariamanuelacorujo em 09 de Março de 2011, 13:43
O Evangelho Segundo o Espiritismo

O mandamento maior
************************

Mas, os fariseus,

tendo sabido que ele tapara a boca aos saduceus,

se reuniram;

e um deles,

que era doutor da lei,

foi propor-lhe esta questão,

para o tentar:

— Mestre, qual o grande mandamento da lei?

— Jesus lhe respondeu:

Amarás o Senhor teu Deus, de todo o teu coração, de toda a tua alma, de todo o teu espírito.

— Esse o maior e o primeiro mandamento.

— E aqui está o segundo, que é semelhante ao primeiro: Amarás o teu próximo, como a ti mesmo.

— Toda a lei e os profetas se acham contidos nesses dois mandamentos.

(S. MATEUS, cap. XXII, vv. 34 a 40.)

Caridade e humildade,

tal a senda única da salvação.

Egoísmo e orgulho,

tal a da perdição.

Este princípio se acha formulado nos seguintes precisos termos:

“Amarás a Deus de toda a tua alma e a teu próximo como a ti mesmo;

toda a lei e os profetas se acham contidos nesses dois mandamentos.”

E, para que não haja equívoco

sobre a interpretação do amor de Deus

e do próximo, acrescenta:

“E aqui está o segundo mandamento que é semelhante ao primeiro” ,

isto é, que não se pode verdadeiramente amar a Deus

sem amar o próximo,

nem amar o próximo sem amar a Deus.

Logo, tudo o que se faça contra o próximo

o mesmo é que fazê-lo contra Deus.

Não podendo amar a Deus sem praticar a caridade para com o próximo,

todos os deveres do homem se resumem nesta máxima:

FORA DA CARIDADE NÃO HÁ SALVAÇÃO.

(Fonte: O Evangelho segundo o Espiritismo, cap. XV, itens 4 e 5.)

Título: O dever -O Evangelho Segundo o Espiritismo
Enviado por: mariamanuelacorujo em 09 de Março de 2011, 13:52
O Evangelho Segundo o Espiritismo

O dever
**********

O dever é a obrigação moral da criatura para consigo mesma,

primeiro, e, em seguida, para com os outros.

 

O dever é a lei da vida.

 

Com ele deparamos nas mais ínfimas particularidades,

como nos atos mais elevados.

 

Quero aqui falar apenas do dever moral e não do dever que as profissões impõem.


Na ordem dos sentimentos, o dever é muito difícil de cumprir-se,

por se achar em antagonismo com as atrações do interesse e do coração.

 

Não têm testemunhas as suas vitórias e não estão sujeitas à repressão suas derrotas.

 

O dever íntimo do homem fica entregue ao seu livre-arbítrio.

 

O aguilhão da consciência, guardião da probidade interior,

o adverte e sustenta; mas, muitas vezes,

mostra-se impotente diante dos sofismas da paixão.

 

Fielmente observado, o dever do coração eleva o homem;

como determiná-lo, porém, com exatidão?

Onde começa ele?

onde termina?

 

O dever principia, para cada um de vós,

exatamente no ponto em que ameaçais

a felicidade ou a tranqüilidade do vosso próximo;

 

acaba no limite que não desejais ninguém transponha com relação a vós.


Deus criou todos os homens iguais para a dor.

Pequenos ou grandes, ignorantes ou instruídos,

sofrem todos pelas mesmas causas,

 a fim de que cada um julgue em sã consciência

o mal que pode fazer.

 

Com relação ao bem, infinitamente vário nas suas expressões,

não é o mesmo o critério.

 

A igualdade em face da dor é uma sublime providência de Deus,

que quer que todos os seus filhos,

instruídos pela experiência comum,

não pratiquem o mal,

alegando ignorância de seus efeitos.


O dever é o resumo prático de todas as especulações morais;

é uma bravura da alma que enfrenta as angústias da luta;

é austero e brando;

pronto a dobrar-se às mais diversas complicações,

conserva-se inflexível diante das suas tentações.


homem que cumpre o seu dever ama a Deus mais do que as criaturas

e ama as criaturas mais do que a si mesmo.

 

É a um tempo juiz e escravo em causa própria.

O dever é o mais belo laurel da razão;

descende desta como de sua mãe o filho.

 

O homem tem de amar o dever,

não porque preserve de males a vida,

males aos quais a Humanidade não pode subtrair-se,

mas porque confere à alma o vigor necessário ao seu desenvolvimento.

O dever cresce e irradia sob mais elevada forma,

em cada um dos estágios superiores da Humanidade.

 

Jamais cessa a obrigação moral da criatura para com Deus.

 

Tem esta de refletir as virtudes do Eterno,

que não aceita esboços imperfeitos,

porque quer que a beleza da sua obra

resplandeça a seus próprios olhos.

 

— Lázaro. (Paris, 1863.)



(Fonte: O Evangelho segundo o Espiritismo, cap. XVII, item 7.)
Título: A lei de amor (II) -O Evangelho Segundo o Espiritismo
Enviado por: mariamanuelacorujo em 09 de Março de 2011, 14:03
O Evangelho Segundo o Espiritismo


A lei de amor (II)

********************

O amor é de essência divina e todos vós,

do primeiro ao último,

tendes, no fundo do coração,

a centelha desse fogo sagrado.

 

É fato, que já haveis podido comprovar muitas vezes,

este: o homem, por mais abjeto,

vil e criminoso que seja,

vota a um ente ou a um objeto qualquer viva e ardente afeição,

à prova de tudo quanto tendesse

a diminuí-la e que alcança,

não raro, sublimes proporções.

A um ente ou um objeto qualquer,

disse eu, porque há entre vós indivíduos que,

com o coração a transbordar de amor,

despendem tesouros desse sentimento com animais,

plantas e, até, com coisas materiais:

espécies de misantropos que,

a se queixarem da Humanidade em geral

e a resistirem ao pendor natural de suas almas,

que buscam em torno de si

a afeição e a simpatia,

rebaixam a lei de amor

à condição de instinto.

 

Entretanto, por mais que façam,

não logram sufocar o gérmen vivaz

que Deus lhes depositou nos corações ao criá-los.

 

Esse gérmen se desenvolve e cresce

com a moralidade e a inteligência e,

embora comprimido amiúde pelo egoísmo,

torna-se a fonte das santas e doces virtudes

que geram as afeições sinceras e duráveis

e ajudam a criatura a transpor o caminho

escarpado e árido da existência humana.


Há pessoas a quem repugna a reencarnação,

com a idéia de que outros venham

a partilhar das afetuosas simpatias de que são ciosas.

 

Pobres irmãos!

o vosso afeto vos torna egoístas;

o vosso amor se restringe

 a um círculo íntimo de parentes e de amigos,

sendo-vos indiferentes os demais.

 

Pois bem! para praticardes a lei de amor,

tal como Deus o entende,

preciso se faz chegueis passo a passo

a amar a todos os vossos irmãos indistintamente.

 

A tarefa é longa e difícil, mas cumprir-se-á:

Deus o quer e a lei de amor constitui

o primeiro e o mais importante preceito da vossa nova doutrina,

porque é ela que um dia matará o egoísmo,

qualquer que seja a forma sob que se apresente,

dado que, além do egoísmo pessoal,

há também o egoísmo de família, de casta, de nacionalidade.

 

Disse Jesus: “Amai o vosso próximo como a vós mesmos.”

 

Ora, qual o limite com relação ao próximo?

 

Será a família, a seita, a nação?

 

Não; é a Humanidade inteira.

 

Nos mundos superiores,

o amor recíproco é que harmoniza

e dirige os Espíritos adiantados que os habitam,

e o vosso planeta,

destinado a realizar em breve sensível progresso,

verá seus habitantes,

em virtude da transformação social

por que passará,

a praticar essa lei sublime,

reflexo da Divindade.


Os efeitos da lei de amor

são o melhoramento moral da raça humana

e a felicidade durante a vida terrestre.

 

Os mais rebeldes e os mais viciosos se reformarão,

quando observarem os benefícios resultantes

da prática deste preceito:

 

Não façais aos outros o que não quiserdes que vos façam:

fazei-lhes, ao contrário,

todo o bem que vos esteja ao alcance fazer-lhes.


Não acrediteis na esterilidade e no endurecimento do coração humano;

ao amor verdadeiro, ele, a seu mau grado, cede.

 

É um ímã a que não lhe é possível resistir.

O contacto desse amor vivifica e fecunda os germens que dele existem,

em estado latente, nos vossos corações.

 

A Terra, orbe de provação e de exílio,

será então purificada por esse fogo sagrado

e verá praticados na sua superfície a caridade,

a humildade,

a paciência,

 o devotamento,

a abnegação,

a resignação

e o sacrifício,

 virtudes todas filhas do amor.

 

Não vos canseis,

pois, de escutar as palavras de João, o Evangelista.

 

Como sabeis, quando a enfermidade e a velhice

o obrigaram a suspender o curso de suas prédicas,

limitava-se a repetir estas suavíssimas palavras:

 

“Meus filhinhos, amai-vos uns aos outros.”


Amados irmãos, aproveitai dessas lições;

é difícil o praticá-las, porém,

a alma colhe delas imenso bem.

 

Crede-me, fazei o sublime esforço que vos peço:

 

“Amai-vos”

 

e vereis a Terra em breve transformada num Paraíso

onde as almas dos justos virão repousar.

 

— Fénelon. (Bordéus, 1861.)



(Fonte: O Evangelho segundo o Espiritismo, cap. XI, item 9.)
Título: A lei de amor I -O Evangelho Segundo o Espiritismo
Enviado por: mariamanuelacorujo em 09 de Março de 2011, 14:12
O Evangelho Segundo o Espiritismo

A lei de amor I
*****************

O amor resume a doutrina de Jesus toda inteira,

visto que esse é o sentimento por excelência,

e os sentimentos são os instintos

elevados à altura do progresso feito.

 

Em sua origem, o homem só tem instintos;

quando mais avançado e corrompido,

só tem sensações;

quando instruído e depurado,

tem sentimentos.

 

E o ponto delicado do sentimento é o amor,

não o amor no sentido vulgar do termo,

mas esse sol interior que condensa

e reúne em seu ardente foco

todas as aspirações

e todas as revelações sobre-humanas. A

 

 lei de amor substitui a personalidade pela fusão dos seres;

extingue as misérias sociais.

 

Ditoso aquele que, ultrapassando a sua humanidade,

ama com amplo amor os seus irmãos em sofrimento!

 

ditoso aquele que ama,

pois não conhece a miséria da alma, nem a do corpo.

 

Tem ligeiros os pés e vive como que transportado,

fora de si mesmo.

 

Quando Jesus pronunciou a divina palavra

— amor,

os povos sobressaltaram-se e os mártires,

 ébrios de esperança, desceram ao circo.


O Espiritismo a seu turno vem pronunciar

uma segunda palavra do alfabeto divino.

 

Estai atentos, pois que essa palavra

ergue a lápide dos túmulos vazios,

e a reencarnação,

triunfando da morte,

revela às criaturas deslumbradas

o seu patrimônio intelectual. J

 

á não é ao suplício que ela conduz o homem:

condu-lo à conquista do seu ser, elevado e transfigurado.

 

O sangue resgatou o Espírito e o Espírito

tem hoje que resgatar da matéria o homem.


Disse eu que em seus começos o homem só instintos possuía.

Mais próximo, portanto,

ainda se acha do ponto de partida,

do que da meta,

aquele em quem predominam os instintos.

 

A fim de avançar para a meta,

tem a criatura que vencer os instintos,

em proveito dos sentimentos,

isto é, que aperfeiçoar estes últimos,

sufocando os germes latentes da matéria.

 

Os instintos são a germinação e os embriões do sentimento;

trazem consigo o progresso,

como a glande encerra em si o carvalho,

e os seres menos adiantados são os que,

emergindo pouco a pouco

de suas crisálidas,

se conservam escravizados aos instintos.

 

O Espírito precisa ser cultivado,

como um campo.

 

Toda a riqueza futura depende do labor atual,

que vos granjeará muito mais do que bens terrenos:

a elevação gloriosa.

 

É então que, compreendendo a lei de amor

que liga todos os seres,

buscareis nela os gozos suavíssimos da alma,

prelúdios das alegrias celestes.

 

 — Lázaro. (Paris, 1862.)



(Fonte: O Evangelho segundo o Espiritismo, cap. XI, item 8.)
Título: O bem e o mal - O Livro dos Espiritos
Enviado por: mariamanuelacorujo em 09 de Março de 2011, 15:22
O Livro dos Espiritos

O bem e o mal
*****************

629 Que definição se pode dar à moral?

– A moral é a regra do bem proceder, ou seja, a que permite distinguir entre o bem e o mal. Ela é fundada sobre o cumprimento da lei de Deus. O homem procede bem quando faz tudo para o bem de todos porque, então, cumpre a lei de Deus.

630 Como se pode distinguir o bem e o mal?

– O bem é tudo o que está conforme a lei de Deus; o mal, tudo o que é contrário. Assim, fazer o bem é proceder conforme a lei de Deus; fazer o mal é infringir essa lei.

631 O homem tem, por si mesmo, meios de distinguir o bem do mal?

– Sim, quando crê em Deus e de fato quer saber porque Deus lhe deu a inteligência para distinguir um do outro.

632 O homem, sujeito ao erro como está, não pode se enganar no julgamento do bem e do mal e acreditar que faz o bem quando, na realidade, faz o mal?

– Jesus disse: “o que quereis que os homens vos façam, fazei-o também vós a eles”. Tudo está aí resumido. Vós não vos enganareis.

633 A regra do bem e do mal, que se poderia chamar de reciprocidade ou de solidariedade, não pode se aplicar à conduta pessoal do homem para consigo mesmo. Ele encontra na lei natural a regra dessa conduta e um guia seguro?

– Quando comeis em excesso, isso vos faz mal. Pois bem! Deus dá a medida daquilo que precisais. Quando a ultrapassais, sois punidos. Ocorre o mesmo com tudo. A lei natural traça para o homem o limite de suas necessidades; quando a ultrapassa, é punido pelo sofrimento. Se o homem escutasse, em todas as coisas, a voz que diz basta, evitaria a maior parte dos males de que acusa a natureza.

634 Por que o mal está na natureza das coisas? Eu falo do mal moral. Deus não poderia criar a humanidade em condições melhores?

– Já vos dissemos: os Espíritos foram criados simples e ignorantes. (Veja a questão 115.) Deus deixa ao homem a escolha do caminho. Tanto pior se tomar o mau: sua peregrinação será maior. Se não houvesse montanhas, o homem não compreenderia que se pode subir e descer, e, se não houvesse rochedos, não compreenderia que há corpos duros. É preciso que o Espírito adquira experiência e para isso é necessário que conheça o bem e o mal; é por essa razão que há a união do Espírito ao corpo. (Veja a questão 119.)

635 As diferentes posições sociais criam necessidades novas que não são as mesmas para todos os homens. A lei natural parece, assim, não ser uma regra uniforme?

– Essas diferentes posições estão na natureza da vida do homem e de conformidade com a lei do progresso. Isso não invalida a unidade da lei natural que se aplica a tudo.

☼ As condições de existência do homem mudam de acordo com os tempos e os lugares, o que resulta para ele em necessidades diferentes e posições sociais apropriadas a essas necessidades. Porém, essa diversidade está na ordem das coisas, está conforme a lei de Deus e é una, quanto ao seu princípio. Cabe à razão distinguir as necessidades reais das necessidades artificiais ou convencionais.

636 O bem e o mal são absolutos para todos os homens?

– A lei de Deus é a mesma para todos; mas o mal depende principalmente da vontade que se tem de o praticar. O bem é sempre o bem e o mal é sempre o mal, qualquer que seja a posição do homem; a diferença está no grau de responsabilidade.

637 O selvagem que cede ao instinto e se nutre da carne humana é culpado?

– Eu disse que o mal depende da vontade. Pois bem! O homem é mais culpado à medida que se torna mais consciente daquilo que faz.

☼ As circunstâncias dão ao bem e ao mal uma gravidade relativa. O homem comete muitas faltas que por serem a conseqüência da posição em que a sociedade o colocou não são menos repreensíveis; mas a responsabilidade está na razão dos meios que tem de compreender o bem e o mal. É assim que o homem esclarecido que comete uma simples injustiça é mais culpado aos olhos de Deus do que o selvagem ignorante que é governado pelos instintos.

638 O mal parece, algumas vezes, ser conseqüência da força das coisas. Por exemplo, em alguns casos, a necessidade de destruição, mesmo dos nossos semelhantes. Pode-se dizer que haja infração à lei de Deus?

– Não deixa de ser o mal, ainda que necessário; porém, essa necessidade desaparece à medida que a alma se depura, ao passar de uma existência para outra; e então, o homem se torna mais culpado quando o comete, porque melhor o compreende.

639 O mal que se comete não é, muitas vezes, o resultado da posição em que nos colocaram outros homens? E, nesse caso, quais são os mais culpados?

– O mal recai sobre aquele que o causou. Porém, o homem que é conduzido ao mal pela posição que exerce é menos culpado do que aqueles que o causaram; contudo, cada um será punido, não somente pelo mal que tiver feito, como também pelo que tiver provocado.

640 Aquele que não faz o mal, mas que se aproveita do mal feito por um outro, é culpado da mesma forma?

– É como se o cometesse; ao tirar proveito participa dele. Talvez não pratique a ação; mas se, ao encontrar tudo feito, faz uso disso, é porque a aprova, e ele mesmo o faria se pudesse, ou se ousasse.

641 O desejo do mal é tão repreensível quanto o próprio mal?

– Depende; há virtude em resistir voluntariamente ao mal que se deseja praticar, especialmente quando se tem a possibilidade de satisfazer esse desejo; mas se é apenas por falta de ocasião, há culpa.

642 Basta não fazer o mal para ser agradável a Deus e assegurar um futuro melhor?

– Não. É preciso fazer o bem no limite de suas forças, porque cada um responderá por todo o mal que resulte do bem que não tiver feito.

643 Há pessoas que, pela sua posição, não têm a possibilidade de fazer o bem?

– Não há ninguém que não possa fazer o bem; somente o egoísta nunca encontra ocasião. Bastam as relações sociais com outros homens para encontrar ocasião de fazer o bem, e cada dia de vida dá a oportunidade a quem não esteja cego pelo egoísmo; porque fazer o bem não é somente ser caridoso, é ser útil na medida de vosso poder todas as vezes que vossa ajuda se fizer necessária.

644 O meio onde alguns homens vivem não é para eles a causa primeira de muitos vícios e crimes?

– Sim, mas isso ainda é uma prova escolhida pelo Espírito no estado de liberdade. Ele quis se expor à tentação para ter o mérito da resistência.

645 Quando o homem está, de algum modo, mergulhado na atmosfera do vício, o mal não se torna um arrebatamento quase irresistível?

– Arrebatamento, sim; irresistível, não, porque, em meio à atmosfera do vício, encontrais, algumas vezes, grandes virtudes. São Espíritos que tiveram força de resistir e, ao mesmo tempo, a missão de exercer uma boa influência sobre seus semelhantes.

646 O mérito do bem depende de algumas condições ou há diferentes graus de mérito no bem?

– O mérito do bem está na dificuldade em praticá-lo; não há mérito em fazer o bem sem esforço e quando não custa nada. Deus tem mais em conta o pobre que partilha de seu único pedaço de pão do que o rico que dá apenas o supérfluo. Foi o que Jesus ensinou ao falar da esmola da viúva.

Título: Divisão da lei natural - O Livro dos Espíritos
Enviado por: mariamanuelacorujo em 09 de Março de 2011, 15:24
O Livro dos Espíritos

 

Divisão da lei natural

**************************

 


647 Toda a lei de Deus está contida no ensinamento de amor ao próximo ensinado por Jesus?

– Certamente esse ensinamento contém todos os deveres dos homens entre si; mas é preciso vos mostrar sua aplicação, senão deixareis de o cumprir como fazeis até hoje; aliás, a lei natural compreende todas as circunstâncias da vida e esse ensinamento é apenas uma parte da lei. Os homens necessitam de regras precisas. Os ensinamentos gerais e indefinidos, por serem muito vagos, possibilitam diversas interpretações.

648 Que pensais da divisão da lei natural em dez partes compreendendo as leis de adoração, trabalho, reprodução, conservação, destruição, sociedade, progresso, igualdade, liberdade e, por fim, a de justiça, amor e caridade?

– Essa divisão da lei de Deus em dez partes é a de Moisés e pode abranger todas as circunstâncias da vida, que é essencial. Podeis segui-la, embora ela nada tenha de absoluto, como não têm os outros sistemas de classificação que dependem do ponto de vista sob o qual se considere o que quer que seja. A última lei é a mais importante; é por ela que o homem pode avançar mais na vida espiritual, porque resume todas as outras.
Título: Cuidar do corpo e do espírito -O Evangelho Segundo o Espiritismo
Enviado por: mariamanuelacorujo em 09 de Março de 2011, 22:44
O Evangelho Segundo o Espiritismo

Cuidar do corpo e do espírito

**********************************

Consistirá na maceração do corpo a perfeição moral?



Para resolver essa questão, apoiar-me-ei em princípios elementares

e começarei por demonstrar a necessidade de cuidar-se do corpo que,

segundo as alternativas de saúde e de enfermidade,

influi de maneira muito importante sobre a alma,

que cumpre se considere cativa da carne.



Para que essa prisioneira viva,

se expanda e chegue mesmo a conceber as ilusões da liberdade,

tem o corpo de estar são, disposto, forte.



Façamos uma comparação:

Eis se acham ambos em perfeito estado;

que devem fazer para manter o equilíbrio entre as suas aptidões

e as suas necessidades tão diferentes?



Inevitável parece a luta entre os dois

e difícil achar-se o segredo de como chegarem a equilíbrio.


Dois sistemas se defrontam:

o dos ascetas, que tem por base o aniquilamento do corpo,

e o dos materialistas, que se baseia no rebaixamento da alma.



Duas violências quase tão insensatas uma quanto a outra.



Ao lado desses dois grandes partidos,

formiga a numerosa tribo dos indiferentes que,

sem convicção e sem paixão,

são mornos no amar e econômicos no gozar.



Onde, então, a sabedoria?

Onde, então, a ciência de viver?



Em parte alguma;

e o grande problema ficaria sem solução,

se o Espiritismo não viesse em auxílio dos pesquisadores,

demonstrando-lhes as relações que existem

entre o corpo e a alma

e dizendo-lhes que,

por se acharem em dependência mútua,

importa cuidar de ambos.



Amai, pois, a vossa alma,

porém,

cuidai igualmente do vosso corpo,

instrumento daquela.



Desatender as necessidades que a própria Natureza indica,

é desatender a lei de Deus.



Não castigueis o corpo pelas faltas que o vosso livre-arbítrio

o induziu a cometer e pelas quais é ele tão responsável

quanto o cavalo mal dirigido, pelos acidentes que causa.



Sereis, porventura, mais perfeitos se, martirizando o corpo,

não vos tornardes menos egoístas,

nem menos orgulhosos

e mais caritativos para com o vosso próximo?



Não, a perfeição não está nisso:

está toda nas reformas

por que fizerdes passar o vosso Espírito.



Dobrai-o,

submetei-o,

humilhai-o,

mortificai-o:

esse o meio de o tornardes dócil

à vontade de Deus

e o único de alcançardes a perfeição.



Jorge, Espírito Protetor. (Paris, 1863.)



(Fonte: O Evangelho segundo o Espiritismo, cap. XVII, item 11.)
Título: Necessidade da caridade - O Evangelho Segundo o Espiritismo
Enviado por: mariamanuelacorujo em 09 de Março de 2011, 23:08
O Evangelho Segundo o Espiritismo

Necessidade da caridade, segundo S. Paulo

***************************************************

Ainda quando eu falasse todas as línguas dos homens

e a língua dos próprios anjos,

se eu não tiver caridade,

serei como o bronze que soa

e um címbalo que retine;

— ainda quando tivesse o dom de profecia,

que penetrasse todos os mistérios,

e tivesse perfeita ciência de todas as coisas;

ainda quando tivesse a fé possível,

até o ponto de transportar montanhas,

se não tiver caridade, nada sou.

— E, quando houver distribuído os meus bens

para alimentar os pobres

e houvesse entregado meu corpo para ser queimado,

se não tivesse caridade,

tudo isso de nada me serviria.


A caridade é paciente;

é branda

e benfazeja;

a caridade não é invejosa;

não é temerária,

 nem precipitada;

não se enche de orgulho;

— não é desdenhosa;

não cuida de seus interesses;

não se agasta,

nem se azeda com coisa alguma;

não suspeita mal;

não se rejubila com a injustiça,

mas se rejubila com a verdade;

tudo suporta,

tudo crê,

tudo espera,

tudo sofre.


Agora, estas três virtudes:

a fé,

a esperança

e a caridade

permanecem; mas, dentre elas, a mais excelente é a caridade

(S. PAULO, 1ª Epístola aos Coríntios, cap. XIII, vv. 1 a 7 e 13.)

 
De tal modo compreendeu S. Paulo essa grande verdade,

que disse:

Quando mesmo eu tivesse a linguagem dos anjos;

quando tivesse o dom de profecia,

que penetrasse todos os mistérios;

quando tivesse toda a fé possível,

até ao ponto de transportar montanhas,

se não tiver caridade, nada sou.



Dentre estas três virtudes:

a fé, a esperança e a caridade,

a mais excelente é a caridade.

Coloca assim, sem equívoco,

a caridade acima até da fé.



É que a caridade está ao alcance de toda gente:

do ignorante,

como do sábio,

do rico,

como do pobre,

e independe de qualquer crença particular.

 
Faz mais:

define a verdadeira caridade,

mostra-a não só na beneficência,

como também no conjunto

de todas as qualidades do coração,

na bondade

e na benevolência

para com o próximo.



(Fonte: O Evangelho segundo o Espiritismo, cap. XV, itens 6 e 7.)
Título: A beneficência - O Evangelho Segundo o Espiritismo
Enviado por: mariamanuelacorujo em 09 de Março de 2011, 23:16
O Evangelho Segundo o Espiritismo

A beneficência

*****************

A beneficência, meus amigos,

dar-vos-á nesse mundo

os mais puros e suaves deleites,

as alegrias do coração,

que nem o remorso,

nem a indiferença perturbam.



Oh! pudésseis compreender tudo o que de grande

e de agradável encerra a generosidade das almas belas,

sentimento que faz olhe a criatura

as outras como olha a si mesma,

e se dispa, jubilosa, para vestir o seu irmão!



Pudésseis, meus amigos,

ter por única ocupação tornar felizes os outros!



Quais as festas mundanas

que podereis comparar às que celebrais quando,

como representantes da Divindade,

levais a alegria a essas famílias

que da vida apenas conhecem

as vicissitudes e as amarguras,

quando vedes nelas os semblantes macerados

refulgirem subitamente de esperança,

porque, faltos de pão,

os desgraçados ouviam seus filhinhos,

ignorantes de que viver é sofrer,

gritando repetidamente,

a chorar, estas palavras, que,

como agudo punhal,

se lhes enterravam nos corações maternos:

“Estou com fome!...”



Oh! compreendei quão deliciosas

são as impressões que recebe aquele

que vê renascer a alegria onde,

um momento antes,

só havia desespero!



Compreendei as obrigações que tendes

para com os vossos irmãos!



Ide, ide ao encontro do infortúnio;

ide em socorro,

sobretudo, das misérias ocultas,

por serem as mais dolorosas!



Ide, meus bem-amados,

e tende em mente estas palavras do Salvador:

“Quando vestirdes a um destes pequeninos, lembrai-vos de que é a mim que o fazeis!”


Caridade!

sublime palavra que sintetiza todas as virtudes,

és tu que hás de conduzir os povos à felicidade.



Praticando-te, criarão eles para si infinitos gozos

no futuro e, enquanto se acharem exilados na Terra,

tu lhes serás a consolação,

o prelibar das alegrias

de que fruirão mais tarde,

quando se encontrarem reunidos

no seio do Deus de amor.



Foste tu, virtude divina,

que me proporcionaste os únicos momentos

de satisfação de que gozei na Terra.



Que os meus irmãos encarnados

creiam na palavra do amigo que lhes fala,

dizendo-lhes:



É na caridade que deveis procurar a paz do coração,

 o contentamento da alma,

o remédio para as aflições da vida.



Oh! quando estiverdes a ponto de acusar a Deus,

lançai um olhar para baixo de vós;

vede que de misérias a aliviar,

que de pobres crianças sem família,

que de velhos sem qualquer mão amiga que os ampare

e lhes feche os olhos quando a morte os reclame!



Quanto bem a fazer!



Oh! não vos queixeis;

ao contrário,

agradecei a Deus

e prodigalizai a mancheias a vossa simpatia,

o vosso amor,

o vosso dinheiro por todos os que,

deserdados dos bens desse mundo,

enlanguescem na dor e no insulamento!



Colhereis nesse mundo bem doces alegrias

e, mais tarde... só Deus o sabe!...



– Adolfo, bispo de Argel. (Bordéus, 1861.)



(Fonte: O Evangelho segundo o Espiritismo, cap. XIII, item 11.)
Título: O homem de bem -O Evangelho Segundo o Espiritismo
Enviado por: mariamanuelacorujo em 10 de Março de 2011, 05:46
O Evangelho Segundo o Espiritismo


O homem de bem

*********************

O verdadeiro homem de bem

é o que cumpre a lei

de justiça,

de amor

e de caridade,

na sua maior pureza.



Se ele interroga a consciência sobre seus próprios atos,

a si mesmo perguntará se violou essa lei,

se não praticou o mal,

se fez todo o bem que podia,

se desprezou voluntariamente alguma ocasião de ser útil,

se ninguém tem qualquer queixa dele;

enfim, se fez a outrem tudo o que desejara lhe fizessem.


Deposita fé em Deus, na Sua bondade, na Sua justiça e na Sua sabedoria.



Sabe que sem a Sua permissão nada acontece

e se Lhe submete à vontade em todas as coisas.


Tem fé no futuro,

razão por que coloca os bens espirituais acima dos bens temporais.


Sabe que todas as vicissitudes da vida,

todas as dores,

todas as decepções

são provas ou expiações e as aceita sem murmurar.


Possuído do sentimento de caridade e de amor ao próximo,



faz o bem pelo bem,

sem esperar paga alguma;

retribui o mal com o bem,

toma a defesa do fraco contra o forte,

e sacrifica sempre seus interesses à justiça.


Encontra satisfação nos benefícios que espalha,

nos serviços que presta,

no fazer ditosos os outros,

nas lágrimas que enxuga,

nas consolações que prodigaliza aos aflitos.



Seu primeiro impulso é para pensar nos outros,

antes de pensar em si,

é para cuidar dos interesses dos outros

antes do seu próprio interesse.



O egoísta, ao contrário,

calcula os proventos e as perdas

decorrentes de toda ação generosa.


O homem de bem é bom,

humano e benevolente para com todos,

sem distinção de raças,

nem de crenças,

porque em todos os homens vê irmãos seus.


Respeita nos outros todas as convicções sinceras

e não lança anátema aos que como ele não pensam.


Em todas as circunstâncias,

toma por guia a caridade,

tendo como certo que aquele que prejudica a outrem

 com palavras malévolas,

que fere com o seu orgulho

e o seu desprezo a suscetibilidade de alguém,

que não recua à idéia de causar um sofrimento,

uma contrariedade,

ainda que ligeira,

quando a pode evitar,

falta ao dever de amar o próximo

e não merece a demência do Senhor.


Não alimenta ódio,

nem rancor,

nem desejo de vingança;



a exemplo de Jesus, perdoa e esquece as ofensas

e só dos benefícios se lembra,

por saber que perdoado lhe será conforme houver perdoado.


É indulgente para as fraquezas alheias,

porque sabe que também necessita de indulgência

e tem presente esta sentença do Cristo:

“Atire-lhe a primeira pedra aquele que se achar sem pecado.”


Nunca se compraz em rebuscar os defeitos alheios,

nem, ainda, em evidenciá-los.



Se a isso se vê obrigado,

procura sempre o bem que possa atenuar o mal.


Estuda suas próprias imperfeições

e trabalha incessantemente em combatê-las.



Todos os esforços emprega para poder dizer,

no dia seguinte,

que alguma coisa traz em si de melhor do que na véspera.


Não procura dar valor ao seu espírito,

nem aos seus talentos,

a expensas de outrem;

aproveita, ao revés,

todas as ocasiões para fazer ressaltar

o que seja proveitoso aos outros.


Não se envaidece da sua riqueza,

nem de suas vantagens pessoais,

por saber que tudo o que lhe foi dado pode ser-lhe tirado.


Usa, mas não abusa dos bens que lhe são concedidos,

porque sabe que é um depósito

de que terá de prestar contas

e que o mais prejudicial emprego que lhe pode dar

é o de aplicá-lo à satisfação de suas paixões.


Se a ordem social colocou sob o seu mando outros homens,

trata-os com bondade e benevolência,

porque são seus iguais perante Deus;



usa da sua autoridade para lhes levantar o moral

e não para os esmagar com o seu orgulho.



Evita tudo quanto lhes possa tornar mais penosa

a posição subalterna em que se encontram.


O subordinado, de sua parte,

compreende os deveres da posição que ocupa

e se empenha em cumpri-los conscienciosamente.


Finalmente,

o homem de bem respeita todos os direitos

 que aos seus semelhantes dão as leis da Natureza,

como quer que sejam respeitados os seus.


Não ficam assim enumeradas todas as qualidades que distinguem

o homem de bem;



mas, aquele que se esforce por possuir as que acabamos de mencionar,

no caminho se acha que a todas as demais conduz.



(Fonte: O Evangelho segundo o Espiritismo, cap. XVII, item 3.)
Título: A caridade material e a caridade moral-O Evangelho Segundo o Espiritismo
Enviado por: mariamanuelacorujo em 10 de Março de 2011, 05:56
O Evangelho Segundo o Espiritismo

A caridade material e a caridade moral

***********************************************

“Amemo-nos uns aos outros e façamos aos outros o que quereríamos nos fizessem eles.”



Toda a religião,

toda a moral

se acham encerradas nestes dois preceitos.



Se fossem observados nesse mundo,

todos seríeis felizes:

não mais aí ódios,

nem ressentimentos.



Direi ainda:

não mais pobreza,

porquanto, do supérfluo da mesa de cada rico,

muitos pobres se alimentariam

e não mais veríeis,

 nos quarteirões sombrios

onde habitei durante a minha última encarnação,

pobres mulheres arrastando consigo miseráveis crianças a quem tudo faltava.


Ricos!

pensai nisto um pouco.

Auxiliai os infelizes o melhor que puderdes.

Dai, para que Deus, um dia, vos retribua

o bem que houverdes feito,

 para que tenhais, ao sairdes

do vosso invólucro terreno,

um cortejo de Espíritos agradecidos,

a receber-vos no limiar de um mundo mais ditoso.


Se pudésseis saber da alegria que experimentei

ao encontrar no Além aqueles a quem,

na minha última existência, me fora dado servir!...


Amai,

portanto, o vosso próximo;

amai-o como a vós mesmos,

pois já sabeis,

agora, que, repelindo um desgraçado,

estareis, quiçá,

afastando de vós um irmão,

um pai,

um amigo vosso de outrora.



Se assim for, de que desespero

não vos sentireis presa,

ao reconhecê-lo no mundo dos Espíritos!


Desejo compreendais bem

o que seja a caridade moral,

que todos podem praticar,

que nada custa,

materialmente falando,

porém,

que é a mais difícil de exercer-se.


A caridade moral

consiste em se suportarem umas às outras

as criaturas

e é o que menos fazeis nesse mundo inferior,

onde vos achais, por agora, encarnados.



Grande mérito há, crede-me,

em um homem saber calar-se,

deixando fale outro mais tolo do que ele.

É um gênero de caridade isso.



Saber ser surdo quando uma palavra zombeteira

se escapa de uma boca habituada a escarnecer;

não ver o sorriso de desdém com que vos recebem pessoas que,

muitas vezes erradamente,

se supõem acima de vós,

quando na vida espírita,

a única real,

estão, não raro,

muito abaixo, c

onstitui merecimento,

não do ponto de vista da humildade,

mas do da caridade,

porquanto não dar atenção

ao mau proceder de ou trem

é caridade moral.


Essa caridade, no entanto,

não deve obstar à outra.



Tende, porém, cuidado,

principalmente em não tratar com desprezo

o vosso semelhante.



Lembrai-vos de tudo o que já vos tenho dito:

Tende presente sempre que, r

epelindo um pobre,

talvez repilais um Espírito

que vos foi caro e que,

no momento, se encontra em posição inferior à vossa.



Encontrei aqui um dos pobres da Terra,

a quem, por felicidade,

eu pudera auxiliar algumas vezes,

e ao qual, a meu turno, t

enho agora de implorar auxilio.


Lembrai-vos de que Jesus disse

que todos somos irmãos

e pensai sempre nisso,

antes de repelirdes

o leproso ou o mendigo.



Adeus: pensai nos que sofrem e orai.



 – Irmã Rosália. (Paris, 1860.)



(Fonte: O Evangelho segundo o Espiritismo, cap. XIII, item 9.)
Título: O Grande Doador - Andre Luiz
Enviado por: mariamanuelacorujo em 10 de Março de 2011, 09:20
O Grande Doador Por André Luiz.wmv (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PVRCQzdKaDI3Q0ZnJmFtcDt0cmFja2VyPUZhbHNlIw==)
Título: Atitudes de Urgencia - Emmanuel
Enviado por: mariamanuelacorujo em 10 de Março de 2011, 09:23
Atitudes de urgência Emmanuel Chico Xavier (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PUNJYTdVcG80cEdJJmFtcDt0cmFja2VyPUZhbHNlI3dz)
Título: Paz e Amor - Maria Dolores
Enviado por: mariamanuelacorujo em 10 de Março de 2011, 09:26
Paz e amor - Maria Dolores. - Chico Xavier (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PW9NYk92X2MxN0k0JmFtcDt0cmFja2VyPUZhbHNlIw==)
Título: Amor e Caridade - Joanna de Angelis
Enviado por: mariamanuelacorujo em 10 de Março de 2011, 09:27
Amor (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PU5qeVNBSS1FbW9BJmFtcDt0cmFja2VyPUZhbHNlIw==)
Título: O Divino Convite - Irmão Jose
Enviado por: mariamanuelacorujo em 10 de Março de 2011, 09:29
EGC SLIDES - O DIVINO CONVITE - Carlos A. Baccelli - Irmão José-12-07-06-08_wmv.wmv (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PWxXQUo4SmRtQ2tBJmFtcDt0cmFja2VyPUZhbHNlIw==)
Título: Regeneração da Humanidade - Allan Kardec
Enviado por: mariamanuelacorujo em 10 de Março de 2011, 09:31
Mensagem para refletir - *Regeneração da Humanidade* (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PXQzQjBqOVBTcS1RJmFtcDt0cmFja2VyPUZhbHNlIw==)
Título: Progressão dos Mundos - Allan kardec
Enviado por: mariamanuelacorujo em 10 de Março de 2011, 09:32
Mensagem para refletir - *Progressão dos mundos* (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PXVjdFUzZjJfU1pNJmFtcDt0cmFja2VyPUZhbHNlIw==)
Título: Altar Intimo - Emmanuel
Enviado por: mariamanuelacorujo em 10 de Março de 2011, 09:34
Mensagem para refletir - *Altar íntimo* (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PWRoMEpaVjNJbkhvJmFtcDt0cmFja2VyPUZhbHNlIw==)
Título: Na Visão do Mundo - Emmanuel
Enviado por: mariamanuelacorujo em 10 de Março de 2011, 09:36
Mensagem para refletir - *Na visão do mundo* (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PU14YXgxZjd2cFZzJmFtcDt0cmFja2VyPUZhbHNlIw==)
Título: Fala em Paz ! - Emmanuel
Enviado por: mariamanuelacorujo em 10 de Março de 2011, 09:38
Mensagem "Fala em Paz" Emmanuel - Chico Xavier (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PW1GcnVUNzgtamFVJmFtcDt0cmFja2VyPUZhbHNlIw==)
Título: Semeia, Semeia ! - Francisco Candido Xavier
Enviado por: mariamanuelacorujo em 10 de Março de 2011, 09:40
Semeia, Semeia - Chico Xavier (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PUpGVmcyNnRlbTI0JmFtcDt0cmFja2VyPUZhbHNlIw==)
Título: EM VOCE - Andre Luiz
Enviado por: mariamanuelacorujo em 10 de Março de 2011, 15:37
EGC SLIDES - EM VOCÊ - André Luis - Francisco C. Xavier-12-06-19-21_wmv.wmv (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PUl3ekk3RkZHeUNrJmFtcDt0cmFja2VyPUZhbHNlIw==)
Título: TRAÇOS CRISTÃOS - Albino Teixeira
Enviado por: mariamanuelacorujo em 10 de Março de 2011, 23:24
TRAÇOS CRISTÃOS - Albino Teixeira
********************************************
O cristão deve ser:

No grupo, um ponto de apoio;

Em família, um amparo constante;

No lar uma bênção;

No trabalho a cooperação eficiente;

Na profissão a garantia de idoneidade;

No serviço, um padrão de amor ao próximo;

No dever, a pontualidade;

No problema, um agente de solução;

Na dificuldade, a base do auxílio;

Na crise, o socorro;

No tumulto, a seriedade;

No verbo, a palavra de rumo;

Nas letras, o guia do bem;

Em qualquer experiência da vida, será sempre alguém com Jesus na construção do Reino de Deus.


Pelo Espírito Albino Teixeira
Do livro: Tende Bom Ânimo
Título: Fraternidade em Jesus - Bezerra de Menezes
Enviado por: mariamanuelacorujo em 10 de Março de 2011, 23:31
Fraternidade em Jesus - Bezerra de Menezes
*****************************************************


Queridos amigos e irmãos devotados à causa do Bem.
Estejamos todos na Paz do Senhor!

O setor de conscientização a que fomos chamados pelos supervisores da construção do Amanhã Melhor, sem dúvida, não é por si e em si uma instituição nos moldes humanos, quanto à organização e funcionamento.

Os Mensageiros do Divino Mestre não nos induziram a criar um órgão de caráter elitista, com obrigações convencionais quando temos todos compromissos de ordem disciplinar na vida externa.
 
Somos convidados a formar um núcleo,
no qual se destaque o ensinamento
do Mestre Inesquecível,
quando nos asseverou que “no Reino dos Céus,
o maior será sempre aquele que se fizer o servidor de todos” e,
considerando que em outro tópico das instruções evangélicas,
asseverou Ele próprio que
“O Reino de Deus está no íntimo de cada um de nós”,
o nosso setor de atividades se consagra efetivamente
a essa descoberta de nós mesmos,
através do estudo de nossas próprias tendências
e de auto-análise à base do discernimento
que nos conduzem ao aperfeiçoamento de nós mesmos.

Aliás, isso é compreensível na fundamentação da Fraternidade, a cujo abrigo espiritual se acolhem milhares de irmãos nossos buscando paz e luz.

Recordemos a imagem da construção de uma casa simples: primeiramente, os alicerces; em seguida o erguimento da estrutura; logo após, o respaldo ou a cobertura necessária, que nos garanta a segurança do edifício.

Conhecimento, trabalho e conscientização representam as três fases de uma formação única, sem vinculações com determinados esquemas de serviços, todos eles respeitáveis pela finalidade a que se destinam.

O setor que se nos confiou desdobrará as suas atividades características na renovação e no aprimoramento de cada companheiro que senos associe aos ideais, sem qualquer pretensão a privilégios ou virtudes especiais, mesmo porque, estaremos todos procurando a luz da unidade, apresentando-nos espiritualmente tais quais somos no quadro de nossas vivências pessoais, diante do Evangelho do Cristo e dos ensinamentos que a Doutrina Espírita nos expõe, interpretando com fidelidade as instruções do nosso Divino Mestre e Senhor, com a paciência e a humildade, o dever de servir e a simplicidade precisa, a fim de que atinjamos os fim de que atinjamos os fins a que nos propomos.

Anotemos, sem qualquer idéia de confrontação, as primeiras reuniões para que o clarão da Boa Nova se expandisse, exceção feita à Divina Palavra do Monte, à frente da multidão, sempre se efetuou com a presença de poucos, de modo a que se obtivesse o muito na conscientização dos princípios, com os quais o Cristianismo lançava a sua plataforma no mundo.

Que a pregação perante milhares ou milhões de pessoas, salientando de maneira especial a disseminação das luzes espirituais, através da televisão, que reflete com muita propriedade a realização dos apontamentos de Jesus, ao enunciar que a mensagem do Evangelho seria dividida com todas as criaturas, até mesmo utilizando-se os telhados, que essa bênção da comunhão geral em torno da verdade que o mundo cristão enuncia se faz necessária, não padece dúvida.

Abençoados sejam todos os corações que se dedicam a essa sementeira prodigiosa de paz e vida iniciada há quase dois milênios, acordando almas e levantando espíritos para a aceitação das realidades espirituais.

Entretanto, que necessitamos de amigos de explicação para o diálogo nos campos da vida nova na Terra, tanto quanto se nos faça possível, é medida substancial de socorro a todos os que despertam para o conhecimento e se fazem, para logo, espíritos famintos de conscientização quanto ao que lhes cabe fazer, a começar dos sentimentos próprios e, esse trabalho é justamente o esforço a que nos referimos e que sabemos, principiará da união de poucos, mas esses poucos decididos a efetuar a própria renovação íntima, se farão esteios espontâneos da tarefa que se nos confiou, sem que, ao executa-la, venhamos a nos sentir na condição de obreiros especializados sob uma suposta nomeação dos Altos Escalões da Espiritualidade Superior.

Seremos, com o apoio de Jesus, os companheiros da frase de compreensão e amizade, paz e bênção que, reunidos para o cultivo dessa obra de amor e vida, se habilitarão, não apenas a se ajustarem ou se reajustarem ante os princípios redentores que abraçamos, mas igualmente, se farão trabalhadores preparados a transmitir essa mensagem de conscientização e explicação no trabalho com o Divino Mestre, serviço esse que, de modo simples e natural, se erguerá no rumo dos lares, em cujos recessos a fé cristã se faz reverenciada e ouvida dentro dos núcleos familiares, com reflexos construtivos nos grupos sociais a que as organizações domésticas se vinculem.

Entendemos a dificuldade para identificar a obra com a humildade que lhe será o selo de apresentação, no entanto, à medida que o serviço se desenvolva, novos estímulos e novas elucidações virão da Espiritualidade Maior, em cujo seio o nosso setor de tarefas já nasceu para compreender e amar, esquecer-se e servir.

A hora atual, com tantos entretenimentos à margem dos caminhos humanos exercendo sobre as criaturas indesejável fascínio, pede a presença de sementeira e seara, quais as mossas a que nos reportamos, quanto ao que concerne à transformação e ajustamento da vida interior na preparação de material humano capaz de atravessar nossa época de transição no mundo físico, e alcançar os tempos novos que se aproximam, à maneira do facho que nada perde em contato com a ventania das provações e adversidades, espetáculos de poder externo e grandeza ilusória, repondo Jesus Cristo e Seus ensinamentos de paz e amor, com substância na Doutrina Espírita, cooperando com segurança na construção das Eras Futuras.

Estamos começando em nossas tarefas, desconhecendo-lhes a estrutura própria, no entanto, a bolota nada expressa quanto ao tronco robusto em que se transformará.

Trabalhemos. Doemos, cada um de nós, quanto se nos faça possível nas áreas de vivência e experiência, em favor da conscientização evangélica e o Senhor fará o resto.

Que a nossa prece se faça luz por dentro de nós, e que a bênção do Divino Mestre nos alcance a todos, hoje e sempre, são os votos do amigo e servidor sempre reconhecido.


Pelo Espírito Bezerra de Menezes
Do livro: União Em Jesus
Título: AÇÃO PESSOAL - Emmanuel
Enviado por: mariamanuelacorujo em 10 de Março de 2011, 23:35
AÇÃO PESSOAL - Emmanuel
***********************************

Cumprindo o meu dever:

Fazer sempre algo mais.
 
No exame de mim mesmo:

Aceitar-me e servir.

Quanto aos outros:

Dar auxílio e respeito.

Nas lutas dia-a-dia:

Trabalhar e esquecer-me.

Ante o mal que apareça:

Calar, buscando o bem.

Fazer perante Deus:

O melhor que eu puder.


Pelo Espírito Emmanuel
Do livro: Tocando o Barco
Título: Teu lugar na vida - Hammed
Enviado por: mariamanuelacorujo em 10 de Março de 2011, 23:41
Teu lugar na vida - Hammed
********************************

“… Quando fordes convidados para bodas, não tomeis nelas o primeiro lugar, temendo que se encontre entre os convi­dados uma pessoa mais considerada que vós, e que aquele que vos tiver convidado não venha vos dizer: Dai vosso lugar a este…”
 “… todo aquele que se eleva será rebaixado, e todo aquele que se rebaixa será elevado.”

(Capítulo 7, item 5.)

Querendo ilustrar suas prédicas, como sempre de modo claro e compreensível, Jesus de Nazaré considerava, certa oca­sião, como os convidados de uma festividade se comportavam precipitadamente, na ânsia de tomar os lugares principais da mesa, com isso desrespeitando os princípios básicos do bom senso e da educação.

Qual o teu lugar à mesa?
Qual a tua posição no universo de ti mesmo?

Essa a grande proposta feita pelo Mestre nesta parábola.

Será que o lugar que ocupas hoje é teu mesmo?
Ou influên­cias externas te levam a direções antagônicas de acordo com o teu modo de pensar e agir?

Tens escutado a voz da alma, que é Deus em ti, ou escan­carado teus ouvidos às opiniões e conceitos dos outros?

Nada pior do que te sentires deslocado na escola, profis­são, circulo social ou mesmo entre familiares, porque deixas parentes, amigos, cônjuges e companheiros pensarem por ti, não permitindo que Deus fale contigo pelas vias inspirativas da alma.

Essa inadaptação que sentes é fruto de teu deslocamento íntimo por não acreditares em tuas potencialidades. Achas-te incapaz, não por seres realmente, mas porque te fazes surdo às tuas escolhas e preferências oriundas de tua própria essência.

Se permaneceres nesse comportamento volúvel, apontan­do freqüentemente os outros como responsáveis pela tua inade­quação e conflitos, porque não assumes que és uma folha ao vento entre as vontades alheias, te sentirás sempre um solitário, ainda que rodeado por uma multidão.

Porém, se não mais negares sistematicamente que tuas ações são, quase na totalidade, frutos do consenso que fizeste do somatório de conselhos e palpites vários, estarás sendo, a partir desse instante, convidado a sentar no teu real lugar, na mesa da existência.

Por fim, perceberás com maior nitidez quem é que está mo­vimentando tuas decisões e o quanto de participação tens nas tuas opções vivenciais.

No exame da máxima “todo aquele que se eleva será rebaixado e todo aquele que se rebaixa será elevado”, vale consi­derar que não é a postura de se “dar ares” de humildade ou a de se rebaixar de forma exagerada e humilhante que te poderá levar à conscientização plena da tua localização dentro de ti mesmo. Sintonizando-te na verdadeira essência da humildade, que é conceituada como “olhar as coisas como elas são realmente”, e perce­bendo que a tua existência é responsabilidade unicamente tua, é que tu serás tu mesmo.

Ser humilde é auscultar a origem real das coisas, não com os olhos da ilusão, mas com os da realidade, despojando-se da imaginação fantasiosa de uma ótica mental distorcida, nascida naqueles que sempre acham que merecem os “melhores lugares” em tudo.

Vale considerar que, por não estarmos realizando um constante exercício de auto-observação, quase sempre deduzimos ou captamos a realidade até certo ponto e depois concluímos o restante a nosso bel-prazer, criando assim ilusões e expectativas desgastantes que nos descentralizam de nossos objetivos.

Quem encontrou o seu lugar respeita invariavelmente o lugar dos outros, pois divisa a própria fronteira e, conseqüente­mente, não ultrapassa o limite dos outros, colocando na prática o “amor ao próximo”.

Para que encontres o teu lugar, é necessário que tenhas uma “simplicidade lúcida”, e o despojar dos teus enganos e fanta­sias fará com que encontres a autêntica humildade.

Para que não tenhas que ceder teu lugar a outro, é indis­pensável que vejas as coisas como elas são realmente e que uses o bom senso como ponto de referência para o teu aprimoramento e para a tua percepção da verdade como um todo. Procura-te em ti mesmo: eis a possibilidade de sempre achares o lugar que te pertence perante a Vida Excelsa.

 

Do livro Renovando Atitudes
Pelo espírito Hammed

Título: JARDIM DE AFETOS - Irmão José
Enviado por: mariamanuelacorujo em 10 de Março de 2011, 23:45
JARDIM DE AFETOS - Irmão José
***************************************

Com tuas mãos, podes cultivar o teu jardim de afetos.

Sê generoso em tua casa…

Cuida de tuas flores, não permitindo que a erva daninha se alastre em teu canteiro de amor.

Afasta para longe o ciúme e o desrespeito.

Não anules flor alguma em seu perfume…

Deixa florirem à tua volta aqueles que são teus.

Incentiva-os.

Ama-os.

Que as tuas mãos não lhes despetalem os sonhos…

As mãos do jardineiro devem ser tão delicadas quanto as flores que acariciam.



Pelo Espírito: IRMÃO JOSÉ
Do livro: AO ALCANCE DAS MÃOS
Título: O semeador do bem - Maria Dolores
Enviado por: mariamanuelacorujo em 10 de Março de 2011, 23:49
O semeador do bem - Maria Dolores
********************************************


Arar, moldando a gleba empedrada e agressiva, 
Erguer-se, sol a sol, na tarefa cativa, 
Servindo por amor, ignorando a quem…

Doar tempo, esperança, força e vida,
Embora suportando a alma ferida
Na lavoura do bem. 

Impedir que o serviço retrograde
Ouvir de longe o vento e a tempestade
De ciclones irados a cair…
E proteger as sementeiras novas
Contra o furor de semelhantes provas
A fim de que produzam no porvir…

Sofre insônia e anseio, de alma em chaga, 
Ante os calhaus da senda em que a idéia se esmaga
Na defesa da frágil plantação;

Ouvir e desculpar, sofreando-se a custo,
O sarcasmo cruel do menosprezo injusto
De quem não crê na própria elevação…

No entanto, semeador, prossegue enquanto é dia,
Entoa no trabalho as canções da alegria
Ao ritmo da fé que te apóia e conduz;

E, após o anoitecer, nas orações que levas, 
Contemplarás, Além, abrindo-se nas trevas
O sereno esplendor da Seara de Luz.


Pelo Espírito Maria Dolores
Do livro: Caminhos de Amor
Título: Se eu não tiver AMOR !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 10 de Março de 2011, 23:57
Se eu não tiver Amor (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PUpJTHJCQ2xGVmZvJmFtcDt0cmFja2VyPUZhbHNlIw==)
Título: Liberte-se do Ontem - Ermance Dufaux
Enviado por: mariamanuelacorujo em 11 de Março de 2011, 00:14
Liberte-se do Ontem (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PUpfck9HQnpUMGFRIw==)
Título: Caminhos Mentais - Ermance Dufaux
Enviado por: mariamanuelacorujo em 11 de Março de 2011, 00:17
Caminhos Mentais (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PVJ0LXdBUFlrQVhVIw==)
Título: Luz em Ti - Meimei
Enviado por: mariamanuelacorujo em 11 de Março de 2011, 00:18
Luz em Ti (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PXJseENYcEZiZU1BIw==)
Título: Abertura para o Auxilio - Ermance Dufaux
Enviado por: mariamanuelacorujo em 11 de Março de 2011, 00:22
Abertura para o Auxílio (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PVAyeHM3NjdleHZBIw==)
Título: Um Sorriso - Joanna de Angelis
Enviado por: mariamanuelacorujo em 11 de Março de 2011, 00:25
Um Sorriso (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PU82d1JFRUdfNFNFIw==)
Título: Desejo a Você ! - Victor Hugo
Enviado por: mariamanuelacorujo em 11 de Março de 2011, 00:33
DESEJO A VOCÊ (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PWliMTVxZUxGNEw4Iw==)
Título: Amparo recíproco - Meimei
Enviado por: mariamanuelacorujo em 11 de Março de 2011, 10:05
Amparo recíproco - Meimei
******************************



Reforma íntima: duas palavras que enfeixam numerosos apelos à sublimação espiritual.

*

Não te enganes, porém.

Em nos referindo a esse imperativo da vida, coloquemo-nos todos na órbita de semelhante necessidade.

Não te julgues intangível.

*

Se ainda não sofreste o assédio dessa ou daquela tentação, é possível que o teu dia de luta, nesse sentido, aparecerá mais depressa do que pensas.

*

Esse amigo conquistou a honestidade, mas ainda não se livrou da sovinice.

Aquela irmã atingiu louvável equilíbrio sentimental, no entanto, ainda carrega consigo grande peso de orgulho.

Outro amigo é um modelo de generosidade, contudo, não perdoa a mínima ofensa.

Determinada companheira é um retrato da dedicação, em família, mas converte-se facilmente em franca representação do egoísmo, em se tratando dos interesses dos outros.

Esse irmão alcançou alto grau de cultura, entretanto, não se contém perante certas tentações de caráter efetivo.

Encontramos outro que brilha na condição de autêntico herói do trabalho, no entanto, ainda não sabe afastar-se do propósito de empalmar os bens alheios, desde que encontre facilidade para isso.

*

Reportamo-nos ao assunto, a fim de anotar que, na Terra, somos todos necessitados da compaixão recíproca.

*

Analisemos os pontos frágeis da cidadela em que se nos oculta a personalidade e auxiliemo-nos uns aos outros.

*

Jesus nos dedicou um só mandamento:

- “Amai-vos uns aos outros como eu vos amei.”

E atrevemo-nos a crer que o Divino Mestre nos terá dito nas entrelinhas:

- “Perdoai-vos uns aos outros como eu vos perdoei.”



De: “Sentinelas da Alma”
Pelo Espírito Meimei
Título: A regra de ajudar - Neio Lucio
Enviado por: mariamanuelacorujo em 11 de Março de 2011, 10:09
A regra de ajudar - Neio Lucio
***********************************


João, no age da curiosidade juvenil, compreendendo que se achava à frente de novos métodos de viver, tal a grandeza com que o Evangelho transparecia dos ensinamentos do Senhor, perguntou a Jesus qual a maneira mais digna de se portar o aprendiz, diante do próximo, no sentido de ajudar aos semelhantes, ao que o Amigo Divino respondeu, com voz clara e firme:


- João, se procuras uma regra de auxiliar os outros, beneficiando a ti mesmo, não te esqueças de amar o companheiro de jornada terrestre, tanto quanto desejas ser querido e amparado por ele.
A pretexto de cultivar a verdade, não transformes a própria existência numa batalha em que teus pés atravessem o mundo, qual furioso combatente no deserto; recorda que a maioria dos enfermos conhece, de algum modo, a moléstia que lhes é própria, reclamando amizade e entendimento, acima da medicação.
Lembra-te de que não há corações na Terra, sem problemas difíceis a resolver; em razão disso, aprende a cortesia fraternal para com todos.
Acolhe o irmão do caminho, não somente com a saudação recomendada pelos imperativos da polidez, mas também com o calor do teu sincero propósito de servir.
Fixa nos olhos as pessoas que te dirigirem a palavra, testemunhando-lhes carinhoso interesse, e guarda sempre a posição de ouvinte delicado e atencioso; não levantes demasiadamente a voz, porque a segurança e a serenidade com que os mais graves assuntos devem ser tratados não dependem de ruído.
Abstém-te das conversações improfícuas; o comentário menos digno é sempre invasão delituosa em questões pessoais.
Louva quem trabalha e, ainda mesmo diante dos maus e dos ociosos, procura exaltar o bem que são suscetíveis de produzir.
Foge ao pessimismo, guardando embora a prudência indispensável perante as criaturas arrojadas em negócios respeitáveis, mas passageiros, do mundo; a tristeza improdutiva, que apenas sabe lastimar-se, nunca foi útil à Humanidade, necessitada de bom ânimo.
Usa, cotidianamente, a chave luminosa do sorriso fraterno; com o gesto espontâneo de bondade, podemos sustar muitos crimes e apagar muitos males.
Faze o possível por ser pontual; não deixes o companheiro à tua espera, a fim de que te não seja atribuída uma falsa importância.
Agradece todos os benefícios da estrada, respeitando os grandes e os pequenos; se o Sol aquece a vida, é a semente de trigo que fornece o pão.
Deixa que as águas vivas e invisíveis do Amor, que procedem de Deus, Nosso Pai, atravessem o teu coração, em favor do círculo de luta em que vives; o Amor é a força divina que engrandece a vida e confere poder.
Façamos, sobretudo, o melhor que pudermos, na felicidade e na elevação de todos os que nos cercam, não somente aqui, mas em qualquer parte, não apenas hoje, mas sempre.
Silenciou o Cristo e, assinalando a beleza do programa exposto, o jovem apóstolo inquiriu respeitosamente:
- Senhor, como conseguirei executar tão expressivos ensinamentos? O Mestre respondeu, resoluto:
- A boa-vontade é nosso recurso de cada hora.
E, afagando os cabelos do discípulo inquieto, encerrou as preces da noite.


Pelo Espírito Néio Lúcio
Do livro: Jesus no Lar
Título: Se você fizer força - Andre Luiz
Enviado por: mariamanuelacorujo em 11 de Março de 2011, 10:13
Se você fizer força - Andre Luiz
************************************


Cap. XXVII — Item 8 — “O Evangelho segundo o Espiritismo”



Diz você que não pode respirar o clima de luta na experiência doméstica; entretanto, se fizer força no cultivo da renúncia santificante, fará da própria casa um refúgio de amor.

Diz você que não mais suporta o amigo desajustado, mas, se fizer força, no exercício da tolerância, é possível consiga convertê-lo amanhã em colaborador ideal.

Diz você experimentar imenso cansaço, diante do chefe atrabiliário e inconseqüente; contudo, se fizer força, sustentando a paciência, obterá nele, ainda hoje, um amigo fiel.

Diz você que não adiante ensinar o bem; no entanto, se fizer força para exemplificar o que ensina, atingirá realizações de valor inimaginável.

Diz você que se nota assaltado por enorme desânimo na pregação construtiva; entretanto, se fizer força na sementeira da educação, transfigurará o seu verbo em facho de luz.

Diz você estar desistindo da caridade, ante os golpes da ingratidão, mas, se fizer força para prosseguir, ajudando sem exigência, surpreenderá na caridade a perfeita alegria.

Diz você que está doente e nada consegue de nobre e útil; no entanto, se fizer força para superar as próprias deficiências, vencerá a enfermidade, avançando em serviço e merecimento.

Diz você que a conversação já lhe esgotou a reserva nervosa e dispõe-se à retirada para o repouso justo; contudo, se fizer força para continuar atendendo aos ouvintes, olvidando a própria fadiga, ninguém pode prever a extensão da colheita de bênçãos que virá da sua plantação de gentileza e bondade.

O grande bem de todos é feito nos pequenos sacrifícios de cada um.

E se fizermos força para viver, segundo os bons conselhos que articulamos para uso dos outros, em breve tempo transformaremos a Terra em luminoso caminho para a glória real.




André Luiz
De “O Espírito da Verdade”
Título: OREM !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 11 de Março de 2011, 23:17
Orem
Tocando em Prece
os Muitos Irmãos que Sofrem !

Emanem a Vossa Luz
de Amor
em Imensa Radiação
de Auxilio !

(Equipe Espiritual: Nosso Lar)
Título: Medico Interno - Joanna de Angelis
Enviado por: mariamanuelacorujo em 11 de Março de 2011, 23:28
Médico interno.wmv (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PUNfakRLR2lBTkxFIw==)
Título: Enfrentando Tentações - Joanna de Angelis !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 11 de Março de 2011, 23:30
Enfrentado Tentações.wmv (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PVJUNnUzc29pcXk0Iw==)
Título: Edificações Duradouras - Joanna de Angelis
Enviado por: mariamanuelacorujo em 11 de Março de 2011, 23:33
Edificações duradouras.wmv (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PXMzR3dVYkpJdTRZIw==)
Título: Esquecimento Providencial- Joanna de Angelis
Enviado por: mariamanuelacorujo em 11 de Março de 2011, 23:36
Esquecimento providencial.wmv (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PUh5WjBRN0owZjhJIw==)
Título: Litigios - Joanna de Angelis
Enviado por: mariamanuelacorujo em 11 de Março de 2011, 23:39
Litígios.wmv (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PUEwWGtCalV4bVRRIw==)
Título: Luta Pela Conquista da Paz! - Joanna de Angelis
Enviado por: mariamanuelacorujo em 11 de Março de 2011, 23:43
Litígios.wmv (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PUEwWGtCalV4bVRRIw==)
Título: Luta Pela Conquista da Paz! - Joanna de Angelis
Enviado por: mariamanuelacorujo em 11 de Março de 2011, 23:45
YouTube - Broadcast Yourself. (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PUViLXhWZWZMd0k4Iw==)
Título: Mecanismos de Evolução - Joanna de Angelis
Enviado por: mariamanuelacorujo em 11 de Março de 2011, 23:52
Mecanismos de Evolução.wmv (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PXRkM3I4bG1tdVZZIw==)
Título: Dor e Reparação - Joanna de Angelis
Enviado por: mariamanuelacorujo em 11 de Março de 2011, 23:57
Dor_Reparação.wmv (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PUxPdU5BZUVWNVpFIw==)
Título: Erros - Andre Luiz
Enviado por: mariamanuelacorujo em 12 de Março de 2011, 00:07
Erros - Andre Luiz
*****************


Se você fez um erro, admita-o claramente. 
Não fuja aos resultados.
Suporte com humildade os remoques da crítica.
Não acredite que você possa, de imediato, sanar a brecha em torno de seu nome.
Entretanto, não se ponha a chorar, inutilmente, porque esse não é o seu primeiro erro e nem será o último.
Levante a cabeça e recomece.
Demonstre sinceridade no reajuste.
Inicie a tarefa das boas ações, na escala que lhe seja possível, distribuindo parcelas de você, e de sua influência, a quantos você possa ser útil, porque toda vibração de agradecimento funciona por material de reparação.
Trabalhe, ajudando sempre, na certeza de que o trabalho honesto, com o tempo, dissolve toda mágoa e apaga toda censura.
Mas não torne a incidir no mesmo erro, porquanto quem sabe, de antemão, a falta que comete, em verdade, não se encontra na armadilha do erro e sim está manejando, conscientemente, a armadilha do mal.


André Luiz
Do livro “Ideal Espírita”
Título: O Bem é incansável - Emmanuel
Enviado por: mariamanuelacorujo em 12 de Março de 2011, 00:13
O Bem é incansável - Emmanuel
**************************************

“E vós, irmãos, não vos canseis de fazer o bem.” — Paulo. (2ª EPÍSTOLA AOS TESSALONICENSES, CAPÍTULO 3, VERSÍCULO 13.)


É muito comum encontrarmos pessoas que se declaram cansadas de praticar o bem. Estejamos, contudo, convictos de que semelhantes alegações não procedem de fonte pura.

Somente aqueles que visam determinadas vantagens aos interesses particularistas, na zona do imediatismo, adquirem o tédio vizinho da desesperação, quando não podem atender a propósitos egoísticos.

É indispensável muita prudência quando essa ou aquela circunstância nos induz a refletir nos males que nos assaltam, depois do bem que julgamos haver semeado ou nutrido.

O aprendiz sincero não ignora que Jesus exerce o seu ministério de amor sem exaurir-se, desde o princípio da organização planetária. Relativamente aos nossos casos pessoais, muita vez terá o Mestre sentido o espinho de nossa ingratidão, identificando-nos o recuo aos trabalhos da nossa própria iluminação; todavia, nem mesmo verificando-nos os desvios voluntários e criminosos, jamais se esgotou a paciência do Cristo que nos corrige, amando, e tolera, edificando, abrindo-nos misericordiosos braços para a atividade renovadora.

Se Ele nos tem suportado e esperado através de tantos séculos, por que não poderemos experimentar de ânimo firme algumas pequenas decepções durante alguns dias?

A observação de Paulo aos tessalonicenses, portanto, é muito justa. Se nos entediarmos na prática do bem, semelhante desastre expressará em verdade que ainda nos não foi possível a emersão do mal de nós mesmos.



Livro: Pão Nosso
Pelo Espírito Emmanuel
Título: Serenidade - Lancellin
Enviado por: mariamanuelacorujo em 12 de Março de 2011, 00:17
Serenidade - Lancellin
**************************

Cabe distinguir que a palavra serenidade vem de uma abundância de virtudes vividas pelo santo, ou seja, aquele que se santifica pela vivência de todas as qualidades ordenadas por Jesus no Evangelho.

Serenidade de consciência existe quando o ser humano ou espiritual conquistou o celeiro do Amor e quando esse Amor faz parte integrante da inteligência.

O Espírito dotado da mansuetude permanente conheceu a verdade e, por ela, foi libertado dos alinhavos da ignorância, predispondo o coração a grandes vôos dentro do reino da mente, com integração plena em todos os sentimentos da fraternidade.

É nosso dever buscar a brandura em todos os trabalhos empreendidos por nós e remover os entulhos que nos dificultam a conquista da equidade.

Como é agradável conversar com pessoas serenas, repletas de confiança em Deus e no que dizem, seguras nas suas determinações, sem violentar consciências, mas expondo caminhos valorosos para os que buscam a luz!

Como é interessante estar em companhia de irmãos que se mostram inalteráveis diante de todos os assuntos, mesmo de problemas cruciantes por que a Humanidade passa e que eles, por vezes, provam em seus caminhos, sem perderem o prazer de ajudar com os valores espirituais do coração!

Meu irmão, a serenidade é um talento que cresceu na área dos sentimentos e que assegura outro tanto de virtudes inumeráveis a despertarem como soldados valentes na legião do Bem.

A suavidade no falar ajuda na aquisição de um ambiente imperturbável em torno de quem fala, que agrada a quem ouve e que, certamente, é transmitido aos que não puderam ouvir.

Ela é vida que irradia vida sem cessar.

E se todas as qualidades nobres vêm de Deus, pelos canais de nossos esforços, pedimos ao Senhor que nos ajude a conquistá-los.

Comecemos hoje, porque ao bom trabalhador não é negado o seu salário.

O Espírito desconhece os seus próprios valores.

Ele é um mundo cheio de talentos espirituais capazes de iluminar toda a constelação da consciência.

Para tanto, temos de sofrer várias cirurgias morais e o especialista nesta arte de operar sem que encontremos outro para se lhe igualar, somos nós mesmos.

Sê médico da tua própria conduta, sê mestre das tuas próprias necessidades.

Sê tutor de ti mesmo, abre os braços para a eternidade e dize:

graças a Deus estou livre…, porque conheci a mim mesmo…

A bonança de conhecimentos vem da libertação de todas as ignorâncias que antes empanavam todas as nossas qualidades espirituais.

Devemos compreender o valor da posição dos outros ante as nossas e o respeito a todas as criaturas nos seus devidos procedimentos.

Nós recebemos o que doamos e refletimos aquilo que somos.

Se alguém te fere com uma simples palavra, ainda não ficaste livre das enfermidades do orgulho e da vaidade, do egoísmo e da vingança.

Aprende a discernir o que vem por trás das ofensas e as lições que poderás receber delas. Se bem compreendidas, é Deus que Se faz presente e mais visível em teu coração.

 

Do livro “Cirurgia moral”
Pelo espírito Lancellin

Título: OREMOS POR NOSSOS IRMÃOS !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 12 de Março de 2011, 01:01
OREMOS IRRADIANDO A NOSSA LUZ
EM AMPARO A TODOS OS NOSSOS IRMÃOS
EM IMENSO SOFRIMENTO EM TODOS OS RECANTOS
DESTE NOSSO LAR !

Pai Nosso
**************
Pai Nosso que estais nos céus,
Na luz dos sóis infinitos,
Pai de todos os Mitos
Deste mundo de escarcéus.

Santificado, Senhor,
Seja o teu nome sublime,
Que em todo o Universo exprime
Concórdia ternura e amor

Venha ao nosso coração
0 teu reino de bondade,
De paz e de claridade
Na estrada da redenção.

Cumpra-se o teu mandamento
Que não vacila e nem erra,
Nos Céus, como em toda a Terra
De luta e de sofrimento

Evitamos todo o mal,
Damos o pão no caminho,
Feito na luz, no carinho
Do pão espiritual.

Perdoamos, meu Senhor,
Os débitos tenebrosos,
De passados escabrosos,
De iniqüidade e de dor

Auxiliamos, também,
Nos sentimentos cristãos,
A amar nossos irmãos...
Que vivem longe do bem.

Com a proteção de Jesus,
Livra a nossa alma do erro,
Sobre o mundo de desterro,
Distante da vossa luz.

Que a nossa ideal igreja
seja o altar da Caridade,
Onde, se faça a vontade
Do vosso amor ... Assim seja.


Mensagem recebida por F.C.Xavier através do Irmão
Monsenhor José Silvério Horta
Título: Ação da prece. Transmissão do pensamento -O Evangelho Segundo o Espiritismo
Enviado por: mariamanuelacorujo em 12 de Março de 2011, 09:24
O Evangelho Segundo o Espiritismo

Ação da prece. Transmissão do pensamento (III)
******************************************************

Os efeitos da prece, porém,
não se limitam aos que vimos de apontar.

Recomendam-na todos os Espíritos.

Renunciar alguém à prece é negar a bondade de Deus;
é recusar, para si, a sua assistência e,
para com os outros,
abrir mão do bem que lhes pode fazer.

Acedendo ao pedido que se lhe faz,
Deus muitas vezes objetiva recompensar a intenção,
o devotamento e a fé daquele que ora.

Daí decorre que a prece do homem de bem
tem mais merecimento aos olhos de Deus
e sempre mais eficácia,
porquanto o homem vicioso e mau
não pode orar com o fervor
e a confiança que somente
nascem do sentimento da verdadeira piedade.

Do coração do egoísta,
do daquele que apenas de lábios ora,
unicamente saem palavras,
nunca os ímpetos de caridade
que dão à prece todo o seu poder.

Tão claramente isso se compreende que,
por um movimento instintivo,
quem se quer recomendar às preces de outrem
fá-lo de preferência às daqueles cujo proceder,
sente-se, há de ser mais agradável a Deus,
pois que são mais prontamente ouvidos.

Por exercer a prece uma como ação magnética,
poder-se-ia supor que o seu efeito
depende da força fluídica.

Assim, entretanto, não é.

Exercendo sobre os homens essa ação,
os Espíritos, em sendo preciso,
suprem a insuficiência daquele que ora,
ou agindo diretamente em seu nome,
ou dando-lhe momentaneamente
uma força excepcional,
quando o julgam digno dessa graça,
ou que ela lhe pode ser proveitosa.

O homem que não se considere suficientemente bom
para exercer salutar influencia,
não deve por isso abster-se
de orar a bem de outrem, c
om a idéia de que não é digno de ser escutado.

A consciência da sua inferioridade
constitui uma prova de humildade,
grata sempre a Deus,
que leva em conta a intenção
caridosa que o anima.

Seu fervor e sua confiança
são um primeiro passo
para a sua conversão ao bem,
conversão que os Espíritos bons
se sentem ditosos em incentivar.

Repelida só o é a prece
do orgulhoso que deposita fé
no seu poder e nos seus merecimentos
e acredita ser-lhe possível
sobrepor-se à vontade do Eterno.

Está no pensamento o poder da prece,
que por nada depende nem das palavras,
nem do lugar,
nem do momento em que seja feita.

Pode-se, portanto,
orar em toda parte e a qualquer hora,
a sós ou em comum.

A influência do lugar ou do tempo
só se faz sentir nas circunstâncias
que favoreçam o recolhimento.

A prece em comum tem ação mais poderosa,
quando todos os que oram
se associam de coração
a um mesmo pensamento
e colimam o mesmo objetivo,
porquanto é como se muitos clamassem juntos
e em uníssono.

Mas, que importa seja grande o número de pessoas reunidas para orar,
se cada uma atua isoladamente e por conta própria?!

Cem pessoas juntas podem orar como egoístas,
enquanto duas ou três,
ligadas por uma mesma aspiração,
orarão quais verdadeiros irmãos em Deus,
e mais força terá a prece
que lhe dirijam do que a das cem outras.




(Fonte: O Evangelho segundo o Espiritismo, cap. XXVII, itens 12 a 15.)
Título: Da prece pelos mortos e pelos Espíritos sofredores -O Evangelho Segundo o Espiri
Enviado por: mariamanuelacorujo em 12 de Março de 2011, 09:37
O Evangelho Segundo o Espiritismo
 
Da prece pelos mortos e pelos Espíritos sofredores
**************************************************************

Os Espíritos sofredores reclamam preces e estas lhes são proveitosas,
porque, verificando que há quem neles pense,
menos abandonados se sentem, menos infelizes.

Entretanto, a prece tem sobre eles ação mais direta:
reanima-os, incute-lhes o desejo de se elevarem pelo arrependimento
e pela reparação e, possivelmente,
desvia-lhes do mal o pensamento.
É nesse sentido que lhes pode não só aliviar, como abreviar os sofrimentos.
(Veja-se: O Céu e o Inferno, 2ª Parte — “Exemplos”.)

Pessoas há que não admitem a prece pelos mortos,
porque, segundo acreditam, a alma só tem duas alternativas:
ser salva ou ser condenada às penas eternas, resultando,
pois, em ambos os casos, inútil a prece.

Sem discutir o valor dessa crença, admitamos, por instantes,
a realidade das penas eternas e irremissíveis
e que as nossas preces sejam impotentes para lhes pôr termo.

Perguntamos se, nessa hipótese, será lógico,
será caridoso, será cristão recusar a prece pelos réprobos?

Tais preces, por mais impotentes que fossem para os liberar,
não lhes seriam uma demonstração de piedade capaz de abrandar-lhes os sofrimentos?

Na Terra, quando um homem é condenado a galés perpétuas,
quando mesmo não haja a mínima esperança
de obter-se para ele perdão,
será defeso a uma pessoa caridosa ir carregar-lhe os grilhões,
para aliviá-lo do peso destes?

Em sendo alguém atacado de mal incurável,
dever-se-á, por não haver para
o doente esperança nenhuma de cura, abandoná-lo,
sem lhe proporcionar qualquer alivio?

Lembrai-vos de que, entre os réprobos,
pode achar-se uma pessoa que vos foi cara,
um amigo, talvez um pai, uma mãe, ou um filho,
e dizei se, não havendo, segundo credes,
possibilidade de ser perdoado esse ente,
lhe recusaríeis um copo d’água para mitigar-lhe a sede?

um bálsamo que lhe seque as chagas?

Não faríeis por ele o que faríeis por um galé?

Não lhe daríeis uma prova de amor, uma consolação?

Não, isso cristão não seria.
Uma crença que petrifica o coração
é incompatível com a crença
em um Deus que põe na primeira categoria
dos deveres o amor ao próximo.

A não eternidade das penas não implica a negação
de uma penalidade temporária,
dado não ser possível que Deus, em sua justiça,
confunda o bem e o mal.

Ora, negar, neste caso, a eficácia da prece,
fora negar a eficácia da consolação,
dos encorajamentos, dos bons conselhos;
fora negar a força que haurimos
da assistência moral dos que nos querem bem.

Outros se fundam numa razão mais especiosa:
a imutabilidade dos decretos divinos.

Deus, dizem esses, não pode mudar as suas decisões
a pedido das criaturas; a não ser assim,
careceria de estabilidade o mundo.

O homem, pois, nada tem de pedir a Deus,
só lhe cabendo submeter-se e adorá-lo.

 

(Fonte: O Evangelho segundo o Espiritismo, cap. XXVII, itens 18 a 20.)
Título: Momento Inesperado - Joanna de Angelis
Enviado por: mariamanuelacorujo em 12 de Março de 2011, 09:46
Momento Inesperado - Joanna de Angelis
*********************************************

O aprendizado na carne, por mais largo e benéfico se apresente, tem data marcada para sua conclusão.


O roteiro, de longa distância, a ser conquistado palmo a palmo, tem o seu ponto terminal.


O discurso, eloqüente e abrasador, por mais significativo, tem a sua última palavra.


O dever, mesmo quando de sabor eterno, apresenta-se em expressões transitórias que se interrompem, abrindo espaços para novas imposições.


* * *


No corpo tudo é transitório.


A vida física, por isso mesmo, é uma etapa muito breve da realidade do ser imortal.


Utilizá-la como sabedoria, amealhando recursos de luz, deve constituir a ação contínua do homem inteligente.


Enquanto o insensato se compromete, arregimentando as forças negativas, que terminam por consumi-lo, o homem esclarecido no Evangelho usa o recurso da sabedoria para colecionar as moedas da paz, armazenando-as nos cofres do dever.


Indispensável, portanto, viver pensando na vida transcendente.


Caminhar aguardando o dia perene.


Servir em termos de libertação íntima.


Nunca dissociar das empresas terrenas a circunstância da desencarnação.


O apego, em forma de imantação, a ansiedade pelo dia de amanhã como maneira de volúpia, o gozo, na condição de perenidade, devem ceder lugar ao amor amplo e irrestrito, libertador e abençoado, sem angústia pelo que passou, sem tormento pelo que vai chegar, numa vinculação perfeita às alegrias plenas do próprio transcendente prazer fruído.


* * *


Espíritos errantes, na busca do equilíbrio, os que estão na Terra, na vestidura carnal, encontram-se em depuração e os que abandonamos as células orgânicas, estamos em conquista de outros valores, para um dia podermos desfrutar de todas as concessões que ainda nos não são lícitas fruir.


Arma-te de amor, semeando sóis pelo caminho em sombras.


Desdobra a ternura, enlaçando os que sofrem, em liames de verdadeira fraternidade para o próprio bem e o de todos os outros.


Liberta, libertando-te; aquinhoa-os, brindando-te paz e desarmando-te dos instrumentos belicosos do egoísmo, da violência e da rebeldia contumaz.


Do dia e da hora da viagem ninguém sabe, disse Jesus, "só o Pai".


Vive, valorizando cada momento, como se ele fosse o terminal da romagem encetada, cujo compromisso no corpo tem um ponto final.




Do Livro: Alegria de Viver
Pelo espírito Joanna de Ângelis
Título: Razões da vida - Maria Dolores
Enviado por: mariamanuelacorujo em 12 de Março de 2011, 09:51
Razões da vida - Maria Dolores
*************************************

Indagas, muita vez, alma querida e boa:

— "Meu Deus, por que essa dor que me atormenta o ser?"

E segues, trilha afora, em pranto oculto,

De sonho encarcerado, a lutar e a sofrer.

Anielas outro clima, outro lar e outros rumos,

Entretanto, o dever te algema o coração dorido

Ao campo de trabalho que abraçaste,

Atendendo, na Terra, a divino sentido.

Antes de renascer, os seres responsáveis

Notam as próprias dívidas quais são

E suplicam a Deus lhes conceda no mundo

caminho que os leve à redenção.

Não recalcitres, pois, contra os próprios encargos

Que te parecerem fardos de problemas,

Encontras-te no encalço da conquista

De bênçãos imortais e alegrias supremas.

A lágrima que vertes padecendo

Longas tribulações. entre lutas e crises.

É um remédio da vida. em nossos olhos,

Que nos faculte ver os irmãos infelizes.

O abandono dos seres que mais amas.

Criando-te a aflição em que choras e anseias.

É um curso de lições em que aprendemos

Quanto custam na estrada as angústias alheias.

Familiares que te contrariam

Trazem-nos a lembrança os gestos rudes

Com que outrora ferimos entes caros

No fel de nossas próprias atitudes.

Afeição de outras eras que descubras.

Querendo-lhe debalde a presença e a união,

É instrumento de amor que te inspira a renúncia

Para o trabalho da sublimação.

A experiência humana é breve aprendizado

E essa tribulação que te fere e domina

É recurso dos Céus, em nosso amparo,

Zelo, defesa e luz da Bondade Divina.

Sofre sem reclamar a prova que te coube,

Mesmo que a dor te espanque, atingindo apogeus…

E, um dia, exclamarás, ante os sóis de outra vida:

- "Bendita seja a Terra!… Obrigado. meu Deus!…"






Do livro “A Vida Conta”
Pelo espirito Maria Dolores
Título: Oremos por Nossos Irmãos !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 12 de Março de 2011, 09:54
O Mundo se Comove com o Japão (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PUg2X2pwUkx3RHFBIw==)
Título: OREMOS !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 12 de Março de 2011, 10:17
YouTube - Broadcast Yourself. (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PUVSazRxUTg5MXNJIw==)
Título: Tres Inimigos - Joanna de Angelis
Enviado por: mariamanuelacorujo em 12 de Março de 2011, 16:43
Três inimigos.wmv (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PW9DNm41cUNkZHBRIw==)
Título: Provocações - Joanna de Angelis
Enviado por: mariamanuelacorujo em 12 de Março de 2011, 16:49
Provocações.wmv (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PXRYcU0wWmZ4Zlh3Iw==)
Título: O Homem Jesus - Joanna de Angelis
Enviado por: mariamanuelacorujo em 12 de Março de 2011, 17:22
O homem Jesus.wmv (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PTdpdlBaY2ZtYTlrIw==)
Título: Seara espírita - Emmanuel
Enviado por: mariamanuelacorujo em 12 de Março de 2011, 20:48
Seara espírita - Emmanuel
***********************

 

"Porque cada árvore se conhece
pelo seu próprio fruto;
pois não se colhem figos
no espinheiro nem uvas nos abrolhos."
– Jesus  -  Lucas, 6:4


"É assim, meus irmãos,
que deveis julgar examinando as obras. 
Se os que dizem investidos de poder divino
revelam sinais de uma missão de natureza elevada,
isto é, se possuem no mais alto grau
as virtudes cristãs e eternas: a caridade,
o amor,
a indulgência,
a bondade
que concilia os corações;
se, em apoio das palavras,
apresentam os atos, podereis então dizer:

Estes são realmente enviados de Deus."

 – Evangelho Segundo o Espiritismo, cap.XXI, item 8.


Penetrando a seara espírita,
rememora o Cristianismo redivivo,
que se lhe configura nas menores atividades,
e não te circunscrevas à expectação.

    Em semelhante campo da fé,
sem rituais e sem símbolos,
sem convenções e sem exigências,
descobrirás facilmente os recomendados do Senhor,
a surgirem naqueles companheiros
cujas dificuldades ultrapassam as nossas.

    Pleiteias a mensagem dos entes queridos
que te antecederam na viagem do túmulo,
entretanto, basta procures
e divisarás amigos diversos
que não somente perderam a presença
de seres inesquecíveis,
mas também as possibilidades primárias
da intimidade doméstica.

    Solicitas proteção para os filhos educados
nos primores de tua bênção,
agora em obstáculos inquietantes
no estudo ou na profissão,
contudo, distinguirás,
ao teu lado, pais valorosos e incapazes
de aliviar as necessidades singelas
dos rebentos da própria carne,
sem a assistência do amparo público.

    Diligencias a cura da enfermidade ligeira
que te apoquenta e contemplarás muitos daqueles
que trazem moléstias irreversíveis,
para os quais chega uma frase de esperança,
a fim de louvarem as dores da própria vida.

    Pedes, mentalmente, arrimo à solução
de negócios materiais
que te propiciem finança mais dilatada,
no entanto,
surpreenderás os pés desnudos
de irmãos que vieram de longe,
à busca de um simples pensamento
confortador, vencendo, passo a passo,
largas distâncias por lhes faltarem
qualquer recursos para o custeio da condução.

    Rogas conselho em assunto determinado,
não obstante o arsenal dos conhecimentos de que dispões,
todavia, reconhecerás,
frente a frente,
amigos diversos que nunca tiveram,
em toda a existência física,
a bendita oportunidade de um livro às mãos.

    Se o plano superior já te permite
pisar na seara espírita, não te limites à prece.

    Todos os tipos de rogativa que se voltem para o Bem Infinito,
são respeitáveis,
no entanto, pensa em nosso Divino Mestre
que orou auxiliando
e realiza algo de bom,
em favor dos irmãos
em Humanidade,
que ele mesmo nos apresenta.

    Espiritismo é Cristianismo
e Cristianismo quer dizer Cristo em nós
para estender o Reino de Deus e servir em seu nome.

 


De “Livro da Esperança”
Pelo Espírito Emmanuel


Título: Aplicação espírita - Albino Teixeira
Enviado por: mariamanuelacorujo em 12 de Março de 2011, 20:52
Aplicação espírita - Albino Teixeira
****************************************


Um pensamento relativo à aplicação espírita na existência.

Aprendemos no cotidiano que não se movimenta a usina se lhe dermos vinagre ao invés de combustível; a dona de casa não consegue um bolo simples, deitando alho em lugar de fermento.

Nas menores utilidades da vida, cada ingrediente deve ajustar-se à posição própria, com especificações de medida e atributo.

Assim também Espiritismo e plano individual: indispensável a entrosagem de um com o outro.

Fidelidade ao dever.

Diligência no trabalho.

Rendimento no bem.

Fé raciocinada.

Lógica nas decisões.

Paciência na dor.

Serenidade nas provas.

Compreensão e fraternidade.

Em suma, o conhecimento espírita elevado assemelha-se, de algum modo, à máquina perfeita.

Entretanto, qual acontece à máquina valiosa, o conhecimento de alto gabarito somente vale se funciona e como funciona.


Pelo Espírito Albino Teixeira
Do livro: Caminho Espírita
Título: Registro da Vida - Andre Luiz
Enviado por: mariamanuelacorujo em 12 de Março de 2011, 20:56
Registro da Vida - Andre Luiz
**********************************


Não despreze seu corpo.

Um músico não interpreta a melodia, usando instrumento desafinado.

Todos nós, quando encarnados na Terra, somos viajores, no carro do corpo físico.

Para que lado abre você a janela da própria observação?
Para o campo ou para o charco?
Para o abismo ou para o Céu?

Se uma árvore singela nasce para produzir e auxiliar, porque teria a criatura humana de corporificar-se no mundo, unicamente para férias?

Viver para que?

Para aprendermos a viver bem e a viver para o bem.


Pelo Espírito André Luiz
Do livro: Endereços da Paz
Título: Segue para o grande futuro - Camilo
Enviado por: mariamanuelacorujo em 12 de Março de 2011, 21:04
Segue para o grande futuro - Camilo
******************************************


"Aquele que vem a mim, de maneira nenhuma o lançarei fora." Jo, 6:37.

Novos tempos são anunciados para a Terra!

Desde as épocas prístinas,
a alma humana aguarda os dias venturosos
em que se poderá desfrutar
os dulçores de uma era nova,
quando a fraternidade não será
quimera nem a paz um sonho distante.

Profetas de todos os tempos,
no bojo dos mais distintos núcleos humanos,
afirmaram a realidade desses dias
porvindouros de delícias e de amor.

Contudo, quanto mais se esgaça o tempo,
sob o efeito delongado das experiências,
parecem distantes essas aneladas expectativas,
parece ilusória agonia que se aguarde esse deleite.

A descrença a respeito dessas promessas
alastra-se em múltiplas almas,
até o limite do deboche,
da zombaria atirada sobre os crentes dessa ordem,
como se fossem almas ingênuas
crendo em disparatadas afirmações de estonteados visionários.

Nada obstante, dentre os que se reportaram
a esses tempos novos de formosuras
e de bendições, está o Nazareno,
o Profeta Maior gerado em Israel,
Alma que, por Sua índole sublimada,
não nos apresentaria qualquer impostura.

O que vem retardando o alcance dessas luminosas ocorrências,
não tem sido senão o próprio ser terrestre,
imerso em sua rebeldia contumaz,
a desprezar os valores mais substantivos
da existência humana,
atrelado ao materialismo imediatista
e incômodo que temos conhecido.

O que sucede ainda é que um grande pugilo
dos que se arvoram em condutores da verdade
ou paladinos da luz,
não tem feito senão alimentar
e difundir incorreções e mentiras;
não tem conseguido senão espalhar sombras.

Quando é que os homens despertarão dessa letargia?

Em que momento desejarão ver a celeste claridade?

Quando se decidirão por caminhar ao encontro Daquele que nos abriu as portas planetárias, a fim de que, então, realizemos a própria evolução?

Já sinalizou o Celeste Guia,
conforme as notas atribuídas ao Apóstolo João,
que aqueles que O buscarem
serão por Ele abraçados,
pois que jamais fora os atirará.

Há, desse modo, em nome do respeito ao livre-arbítrio,
a espera do Mestre pelas disposições humanas.

Perde o sentido, assim, a proverbial descrença nos tempos novos,
quando também se desfazem as crenças em futuro gratuito,
distanciado da boa vontade e dos esforços do ser humano.

O tempo de agora,
rico em oportunidades,
abre-se para que todos unamos
os recursos disponíveis
do saber e das virtudes,
para demandarmos
ao encontro de Jesus Cristo.

Não há mais tempo para lamúrias
ou reclamações
quanto às condições da época
presente ou do mundo atual.

O que nos cabe fazer é,
ainda que solitariamente,
ou em pequenos grupos de valorosos
e intrépidos vanguardeiros,
tomar do arado das boas obras
e partir em busca desse encontro psíquico
com o Amigo Celestial,
com a garantia de que seremos
por Ele agasalhados,
e que passaremos a fazer parte
dos servidores do amor e da paz,
partícipes do círculo de seareiros
que vivem com os pés no mundo
tendo, porém, a mente fixada nos astros luzentes.



pelo Espírito Camilo
Mensagem psicografada por Raul Teixeira,
em 19.04.2009, em Mértola-Alentejo, Portugal.

Título: Adversidades e percalços - Irmão José
Enviado por: mariamanuelacorujo em 12 de Março de 2011, 21:09
Adversidades e percalços - Irmão José
********************************************

As adversidades são naturais no caminho evolutivo de todos os seres.

Aprende a enfrentá-las com tranqüilidade.

Não compliques o destino com a tua rebeldia e insensatez.

Administra os teus problemas – aqueles que criaste inadvertidamente e os que
te foram criados por outros.

O que te desafia a capacidade de solução e convivência é justamente o que te
faz ser mais do que és.

Ante qualquer impasse, serena-te primeiro e age depois.

Não te aflijas hoje, pela dificuldade de amanhã.

Se é noite e desaba a tempestade, o dia pode amanhecer ensolarado.

Não tomes nenhuma decisão importante em clima psicológico e emocional alterado.

Apenas a atitude correta não deve ser deixada para mais tarde.

A idéia do bem, quando surge, surge no tempo de sua imediata aplicação.

Adversidades e percalços são degraus de uma escada, cuja função precípua é a de conduzir para o alto.

Do livro: Dias Melhores
Pelo espírito Irmão José

Título: Campanha da Benção - Maria Dolores
Enviado por: mariamanuelacorujo em 12 de Março de 2011, 21:14
Campanha da Benção - Maria Dolores
********************************************

A campanha continua:
A caridade em trabalho,
O pão, o teto, o agasalho
E a frase de luz a expor…
 
Os Mensageiros da Bênção
Retornam do Céu em bando,
A cada um convidando
Para a seara do amor.

Em nossos campos de ação,
Nos mais estranhos caminhos,
Ciladas, pedras e espinhos
São entraves como são…

Vem às tarefas do auxílio,
Qualquer peça de consumo
Serve aos que avançam sem rumo
Calcando as urzes do chão.

Em outras faixas de vida,
Eis que a treva se condensa
Nos enganos da descrença
Que só desditas produz;

Fala o verbo que alimente
O amor que jamais se cansa.
Planta consolo e esperança,
Espalha bondade e luz.
 
Olvida nódoas e chagas,
Se a provação te aguilhoa,
Trabalha, serve e perdoa,
Guarda a fé que te mantém.
Se algo te fere, silêncio!…

Deixa o mal na sombra externa,
Deus sabe como governa
A força viva do Bem.


Pelo Espírito Maria Dolores
Do livro: Caminhos do Amor


Título: Oremos Por Nossos Irmãos !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 12 de Março de 2011, 21:30
Prece - Auta de souza
*****************


Estendei Vossa mão bondosa e pura,
Mãe querida dos fracos pecadores,
Aos corações dos pobres sofredores
Mergulhados nos prantos da amargura.
Derramai Vossa luz, toda esplendores,
Da imensidade, da radiosa altura,
Da região ditosa da ventura,
Sobre a sombra dos cárceres das dores!
Ó Mãe! Excelsa Mãe de anjos celestes,
Mais amor, desse amor que já nos destes,
Queremos nós em cada novo dia.
Vós que mudais em flores os espinhos,
Transformai toda a treva dos caminhos
Em clarões refulgentes de alegria.


Pelo Espírito Auta de Souza
Do livro: À Luz da Oração
Médium: Francisco Cândido Xavier

 

Título: A quem Mais Tem - Emmanuel
Enviado por: mariamanuelacorujo em 13 de Março de 2011, 07:50
Mensagem "A Quem Mais Tem" - Emmanuel - Chico Xavier (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PUZMZ3lQUGJQYXpvIw==)
Título: Maioridade - Emmanuel
Enviado por: mariamanuelacorujo em 13 de Março de 2011, 08:03
EGC SLIDES - MAIORIDADE - Emmanuel - Francisco C. Xavier-11-28-17-45_wmv.wmv (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PWJKeTlmQXRuZ1JzIw==)
Título: A Paciencia - O Evangelho Segundo o Espiritismo
Enviado por: mariamanuelacorujo em 13 de Março de 2011, 08:06
A Paciência (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PXRpbjM5bmNKZHhNIw==)
Título: Paciencia em Ti - Divaldo
Enviado por: mariamanuelacorujo em 13 de Março de 2011, 08:08
Paciência em Ti - Divaldo Franco (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PVRVTFlnNC0zbzFNIw==)
Título: Terapia do ELOGIO !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 13 de Março de 2011, 08:10
Terapia do Elogio.AVI (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PTU5NFlEbDRGTV93Iw==)
Título: Na Equipe Cristã - Bezerra de Menezes
Enviado por: mariamanuelacorujo em 13 de Março de 2011, 08:15
Na Equipe Cristã .wmv (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PTVaSXd6NTIzeElvIw==)
Título: ESCOLHAA !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 13 de Março de 2011, 08:20
YouTube - Broadcast Yourself. (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PWJjTjNqMm05LVF3Iw==)
Título: Jesus Cristo Tu és a Minha Vida !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 13 de Março de 2011, 08:28
Jesus Cristo Tu és minha Vida (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PTBJZ21TUThybFZNI3dz)
Título: A Evolução Interior !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 13 de Março de 2011, 08:33
Evolução Interior (palavras de livros de Chico Xavier) (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PWVLbVdETnNRNVY4Iw==)
Título: A virtude ! - O Evangelho Segundo o Espiritismo
Enviado por: mariamanuelacorujo em 13 de Março de 2011, 08:39
O Evangelho Segundo o Espiritismo

A virtude
***********

A virtude, no mais alto grau,
é o conjunto de todas as qualidades essenciais
que constituem o homem de bem.

Ser bom,
caritativo,
laborioso,
sóbrio,
modesto,

são qualidades do homem virtuoso.

Infelizmente, quase sempre as acompanham
pequenas enfermidades morais
que as desornam e atenuam.

Não é virtuoso aquele que faz ostentação da sua virtude,
pois que lhe falta a qualidade principal:
a modéstia,
e tem o vício que mais se lhe opõe: o orgulho.

A virtude, verdadeiramente digna desse nome,
não gosta de estadear-se.

Adivinham-na; ela, porém, se oculta na obscuridade
e foge à admiração das massas.

S. Vicente de Paulo era virtuoso;
eram virtuosos o digno cura d'Ars
e muitos outros quase desconhecidos do mundo,
mas conhecidos de Deus.

Todos esses homens de bem ignoravam que fossem virtuosos;
deixavam-se ir ao sabor de suas santas inspirações
e praticavam o bem com desinteresse completo
 e inteiro esquecimento de si mesmos.

À virtude assim compreendida e praticada
é que vos convido, meus filhos;
a essa virtude verdadeiramente cristã
 e verdadeiramente espírita
é que vos concito a consagrar-vos.

Afastai, porém, de vossos corações
tudo o que seja orgulho,
vaidade,
amor-próprio,
que sempre desadornam as mais belas qualidades.

Não imiteis o homem que se apresenta
como modelo e trombeteia,
ele próprio,
suas qualidades a todos os ouvidos complacentes.

A virtude que assim se ostenta esconde muitas vezes
 uma imensidade de pequenas torpezas e de odiosas covardias.

Em princípio, o homem que se exalça,
que ergue uma estátua à sua própria virtude,
anula, por esse simples fato, todo mérito real que possa ter.

Entretanto, que direi daquele cujo único valor
consiste em parecer o que não é?

Admito de boamente que o homem
que pratica o bem experimenta
uma satisfação íntima em seu coração;
mas, desde que tal satisfação se exteriorize,
para colher elogios,
degenera em amor-próprio.

Ó vós todos a quem a fé espírita aqueceu com seus raios,
e que sabeis quão longe da perfeição está o homem,
jamais esbarreis em semelhante escolho.

A virtude é uma graça que desejo a todos os espíritas sinceros.

Contudo, dir-lhes-ei:

Mais vale pouca virtude com modéstia,
do que muita com orgulho.

Pelo orgulho é que as humanidades
sucessivamente se hão perdido;
pela humildade é que um dia elas se hão de redimir.


- François-Nicolas-Madeleine. (Paris, 1863.)

 

(Fonte: O Evangelho segundo o Espiritismo, cap. XVII, item 8.)
Título: ANTE OS OUTROS - MEIMEI
Enviado por: mariamanuelacorujo em 13 de Março de 2011, 08:46
ANTE OS OUTROS - MEIMEI
*************************************
Senhor! …
Ensina-nos a compreender a importância dos outros.

Em verdade, recolhemos de alguns as dificuldades e os problemas, no entanto, de inúmeros outros obtemos as alegrias e as bênçãos que nos enobrecem a vida.

Entre alguns outros, surpreendemos os adversários gratuitos que, por vezes, buscam entravar-nos os passos;

 faze-nos entender, porém, que entre muitos outros, encontramos os amigos e os benfeitores, os companheiros de ideal e trabalho, os que colaboram conosco, em nossas realizações, e os que nos aliviam nas tribulações do caminho.

De alguns, temos a censura, mas de outros, procedem os estímulos ao desempenho das tarefas que nos confiaste.

Alguns nos inclinam ao pessimismo, entretanto, outros muitos nos estendem cooperação e esperança, encorajamento e carinho.

Das mãos de alguns, recebemos obstáculos que nos alarmam por momentos, no entanto, de muitos outros recebemos consolo e incentivo, apreço e aprovação para muito tempo nas trilhas do cotidiano.

Quando a nuvem da provação nos alcance, induze-nos a buscar, com humildade, o socorro dos corações que se nos fazem doadores da paz e da segurança de que todos necessitamos para viver, segundo os teus desígnios.

Senhor, haja o que houver da parte de alguns para que se nos enfraqueçam as energias na estrada do próprio aperfeiçoamento, auxilia-nos a procurar o concurso dos outros com a aceitação de nossa pequenez, para que não nos faltem as oportunidades de serviço e aprimoramento, aprendizado e renovação, hoje e sempre.

Assim seja.


 

Pelo Espírito Meimei 
Do livro: Deus Aguarda
Título: OREMOS SEMPRE POR NOSSOS IRMAOS !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 13 de Março de 2011, 08:52
Meu coração é uma estrela - Andre Luiz
***********************************************



"O lírio que floresce no lodo é uma estrela de Deus que brilhando no charco, jamais se contamina."


Meu coração é uma estrela, e eu fui criado para o bem e para a luz!…

Não fui criado para o mal, nem para a corrupção.

Não recebi uma alma para transfigurá-la em espectro do lodo.

Não fui feito para o vício e a degradação.

Meu corpo é santuário sagrado criado para a exteriorização do amor e da luz.

Meus sentimentos são pérolas que não devo dividir com a imundície.

Meu pensamento é matéria sutil que devo dirigir para as criações superiores.

Minha vontade é alavanca que deseja meu Deus me projete no rumo da paz e da glória.

Situou-me Ele no mundo para que eu me livre do animal que ainda sou e não que o perpetue em mim.

Preparou-me Ele o espírito para a perfeição da angelitude e não para a degradação infamante da forma.

Soprou-me na mente o progresso e não o gelo da estagnação.

Portanto, estou no mundo em aprendizado e não em escravidão; em busca da luz e não das trevas; forjando a sublimação e não o retrocesso.

Situa-me, Senhor, dentro desta verdade, e me ampara os caminhos para que eu não ceda às tentações do mundo.

Que eu sirva quanto esteja em mim servir; que eu ame quanto possa; que estenda as mãos e ampare sempre; que esteja próximo quando necessitado; que eu caminhe distribuindo o melhor de mim; que possam contar comigo todos os irmãos do mundo, mas te peço Pai: não permite que eu me iluda, me vicie e me perca nele, por ingenuidade ou invigilância, e assim, cego, equivocadamente substitua valores e me afaste de Ti, cada vez mais, para meu próprio prejuízo e infelicidade!…

Assim seja!

 

Pelo espirito André Luiz
Título: Recomeçar ! - Carlos Drummond
Enviado por: mariamanuelacorujo em 13 de Março de 2011, 13:39
Recomeçar... (Carlos Drummond de Andrade) (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PUpDZnBtenFONkw0Iw==)
Título: A Aguia !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 13 de Março de 2011, 13:47
A Aguia (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PWUxSkJTUjNrWkpNIw==)
Título: Obreiros da Vida Eterna ! - Andre Luiz
Enviado por: mariamanuelacorujo em 13 de Março de 2011, 13:56
poesia Shirle Obreiros 0001 (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PTJkTnp0Y3FEWENFIw==)
Título: Leitura da Caridade ! - Emmanuel
Enviado por: mariamanuelacorujo em 13 de Março de 2011, 16:47
LEITURA DA CARIDADE.wmv (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PUVHblNfSVE2bnJFIw==)
Título: Quem Ama ! - Alexandre de Jesus
Enviado por: mariamanuelacorujo em 13 de Março de 2011, 17:09
Quem ama...._Chico Xavier.wmv (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PUkxNi1YMVZxNDk0Iw==)
Título: Oração e Humildade !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 13 de Março de 2011, 17:21
Oração e Humildade_0001.wmv (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PUtiSDBhUVY2R1pFIw==)
Título: Sublime Encontro ! - Auta de Souza
Enviado por: mariamanuelacorujo em 13 de Março de 2011, 17:24
Sublime Encontro. Auta de Souza.wmv (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PUN5TlI3LUxYaTdrIw==)
Título: Oração de agradecimento-Amália Rodrigues
Enviado por: mariamanuelacorujo em 13 de Março de 2011, 21:51
Oração de agradecimento-Amália Rodrigues

**************************************************


Agradecemos-te Senhor.

Pela glória de viver.

Pela honra de amar!

Muito obrigada Senhor, pelo que me deste, pelo que me dás!

Muito obrigada pelo pão, pelo ar, pela paz!

Muito obrigada pela beleza que meus olhos vêem no altar da natureza!

Olhos que fitam o ar, a terra e o mar.

Que acompanha a ave fagueira que corre ligeira pelo céu de anil e se detém na terra verde

salpicada de flores em tonalidades mil!

Muito obrigada Senhor, porque eu posso ver o meu amor!

Diante de minha visão, pelos cegos, formulo uma oração: Eu sei que depois dessa lida, na

outra vida, eles também enxergarão! Obrigada pelos ouvidos meus que me foram dados por Deus.

Ouvidos que ouvem o tamborilar da chuva no telheiro, a melodia do vento

nos ramos do salgueiro, as lágrimas que choram

os olhos do mundo inteiro. Diante de minha capacidade

de ouvir pelos surdos, eu te quero pedir, eu sei que depois

desta dor, no teu reino de amor, eles também ouvirão!

Muito obrigada Senhor, pela minha voz!

Mas também pela voz que canta, que ensina que alfabetiza

Que canta uma canção e teu nome profere com sentida emoção!

Diante da minha melodia quero te rogar, pelos que sofrem de afazia,

pelos que não cantam de noite e não falam de dia.

Eu sei que depois desta dor, no teu reino de amor, eles também cantarão!

Muito obrigada Senhor, pelas minhas mãos!

Mas também´pelas mãos que oram, que semeiam, que agasalham.

Mãos de amor, mãos de caridade, de solidariedade.

Mãos que apertam mãos. Mãos de poesia, de cirurgia, de sinfonia, de psicografias…

Mãos que acalentam a velhice, a dor e o desamor!

Mãos que acolhem ao seio do corpo, um filho alheio, sem receio..

Pelos meus pés, que me levam a andar sem reclamar.

Muito obrigada Senhor, porque posso bailar!

Olho para a terra e vejo amputados, marcados, desesperados, paralisados… Eu posso andar!!!

Oro por eles!

Eu sei que depois dessa expiação, na outra reencarnação, eles também bailarão.

Muito obrigada Senhor, pelo meu lar!

É tão maravilhoso ter um lar… Não importa se este lar é uma mansão, um bangalô, seja lá o que for!

O importante é que dentro dele exista amor!

O amor de pai, de mãe, de marido e esposa, de filho, de irmão…

De alguém que lhe estenda a mão, mesmo que seja o amor de um cão,

pois é tão triste viver na solidão!

Mas se não tiver ninguém para amar, um teto pra me acolher, uma cama

para me deitar…mesmo assim, não reclamarei, nem blasfemarei.

Simplesmente direi:

Obrigada Senhor, porque nasci.

Obrigada Senhor, porque creio em ti!

Pelo teu amor, obrigada Senhor!

Espírito Amália Rodrigues
Medium Divaldo Franco
Título: Medita e ouve - Meimei
Enviado por: mariamanuelacorujo em 13 de Março de 2011, 21:53
Medita e ouve - Meimei
****************************



Nas horas de alegria, quando nobres aspirações atingidas te ampliem os ideais, medita na Divina Providência que te ilumina a alma e deixa que a inspiração da Espiritualidade te auxilie a dividir a própria felicidade com aqueles que te rodeiam.

Nos dias de aflição quando problemas e provas te esfogueiam o espírito, medita na Bondade Ilimitada do Criador e espera com paciência as soluções desejadas, trabalhando e servindo para que se faça o melhor.

Nos momentos de tentação, quando a sombra te envolva as construções espirituais, medita no Amparo do Senhor e acende a luz da resistência nos excessos do próprio ser para que te recoloques no rumo da vitória sobre ti mesmo.

Nos instantes de tristeza, quando dificuldades do sentimento te marquem a estrada, anunciando-te amargura ou desilusão, medita no Socorro Celestial e reconstituirás as próprias energias para que a fé te reajuste a serenidade.

Nas ocasiões de crises e lágrimas com que a sabedoria da vida te examina a segurança, medita no Apelo de Deus e criarás nova força para vencer os obstáculos do caminho em que segues, buscando a realização dos sonhos mais íntimos.

Quanto possível, de permeio com o trabalho a que a existência te induz, em teu próprio auxílio – com base na prece – medita e ouve a música que nasce nas fontes do Eterno Bem.

Ouçamos as melodias da paz e do amor que nos lembrem a harmonia do Universo e qualquer tempo, nos campos da alma, se nos transformará no calor da compreensão e na alegria da bênção.


Da obra Meditações Diárias
Pelo Espírito Meimei
Título: O talismã divino - Neio Lucio
Enviado por: mariamanuelacorujo em 13 de Março de 2011, 21:54
O talismã divino - Neio Lucio
*********************************


Tiago, o mais velho, em explanação preciosa, falou sobre as ânsias de riqueza, tão comuns em todos os mortais, e, findo o interessante debate doméstico, Jesus comentou sorridente:
— Um homem temente a Deus e consagrado a retidão, leu muitos conselhos alusivos à prudência, e deliberou trabalhar, com afinco, de modo a reter um tesouro com que pudesse beneficiar a família.
Depois de sentidas orações, meteu-se em várias empresas, aflito por alcançar seus fins.
E, por vinte anos consecutivos, ajuntou moeda sobre moeda, formando o patrimônio de alguns milhões.
Quando parou de agir, a fim de apreciar a sua obra, reconheceu, com desapontamento, que todos os quadros da própria vida se haviam alterado, sem que ele mesmo percebesse.
O lar, dantes simples e alegre, adquirira feição sombria.
A esposa fizera-se escrava de mil obrigações destinadas a matar o tempo; os filhos cochichavam entre si, consultando sobre a herança que a morte do pai lhes reservaria; a amizade fiel desertara; os vizinhos, acreditando-o completamente feliz, cercaram-no de inveja e ironia; as autoridades da localidade em que vivia obrigavam-no a dobradas atitudes de artifício, em desacordo com a sinceridade do seu coração.
Os negociantes visitavam-no, a cada instante, propondo-lhe transações criminosas ou descabidas; servidores bajulavam-no, com declarado fingimento quando ao lado de seus ouvidos, para lhe amaldiçoarem o nome, por trás de portas semi-cerradas.
Em razão de tantos distúrbios, era compelido a transformar a residência numa fortaleza, vigiando-se contra tudo e contra todos.
Sobrava-lhe tempo, agora, para registrar as moléstias do corpo e raramente passava algum dia sem as irritações do estômago ou sem dores de cabeça.
Em poucas semanas de meticulosa observação, concluiu que a fortuna trancafiada no cofre era motivo de desilusões e arrependimentos sem termo.
Em certa noite, porque não mais tolerasse as preocupações obcecantes do novo estado, orou em lágrimas, suplicando a inspiração do Senhor.
Depois da comovente rogativa, eis que um anjo lhe aparece na tela evanescente do sonho e lhe diz, compadecido:
— Toda fortuna que corre, à maneira das águas cristalinas da fonte, é uma bênção viva, mas toda riqueza, em repouso inútil, é poço venenoso de águas estagnadas… Por que exigiste um rio, quando o simples copo d’água te sacia a sede? Como te animaste a guardar, ao redor de ti, celeiros tão recheados, quando alguns grãos de trigo te bastam à refeição? Que motivos te induziram a amontoar centenas de peles, em torno do lar, quando alguns fragmentos de lã te aquecem o corpo, em trânsito para o sepulcro?…
Volta e converte a tua arca de moedas em cofre milagroso de salvação! Estende os júbilos do trabalho, cria escolas para a sementeira da luz espiritual e improvisa a alegria a muitos! Somente vale o dinheiro da Terra pelo bem que possa fazer! Sob indizível espanto, o caçador de outro despertou transformado e, do dia seguinte em diante, passou a libertar as suas enormes reservas, para que todos os seus vizinhos tivessem junto dele, as bênçãos do serviço e do bom ânimo…
Desde o primeiro sinal de semelhante renovação, a esposa fixou-o com estranheza e revolta, os filhos odiaram-no e os seus próprios beneficiados o julgaram louco; todavia, robustecido e feliz, o milionário vigilante voltou a possuir no domicílio um santuário aberto e os gênios da alegria oculta passaram a viver em seu coração.
Silenciando o Mestre, Tiago, que comandava a palestra da noite, exclamou, entusiasta:
— Senhor, que ensinamento valioso e sublime!…
Jesus sorriu e respondeu:
— Sim, mas apenas para aqueles que tiverem “ouvidos de ouvir” e “olhos de ver”.



Pelo Espírito Neio Lúcio
Do livro: Jesus no Lar
Título: Se você fizer força
Enviado por: mariamanuelacorujo em 13 de Março de 2011, 21:55
Se você fizer força

*********************


Cap. XXVII — Item 8 — “O Evangelho segundo o Espiritismo”



Diz você que não pode respirar o clima de luta na experiência doméstica; entretanto, se fizer força no cultivo da renúncia santificante, fará da própria casa um refúgio de amor.

Diz você que não mais suporta o amigo desajustado, mas, se fizer força, no exercício da tolerância, é possível consiga convertê-lo amanhã em colaborador ideal.

Diz você experimentar imenso cansaço, diante do chefe atrabiliário e inconseqüente; contudo, se fizer força, sustentando a paciência, obterá nele, ainda hoje, um amigo fiel.

Diz você que não adiante ensinar o bem; no entanto, se fizer força para exemplificar o que ensina, atingirá realizações de valor inimaginável.

Diz você que se nota assaltado por enorme desânimo na pregação construtiva; entretanto, se fizer força na sementeira da educação, transfigurará o seu verbo em facho de luz.

Diz você estar desistindo da caridade, ante os golpes da ingratidão, mas, se fizer força para prosseguir, ajudando sem exigência, surpreenderá na caridade a perfeita alegria.

Diz você que está doente e nada consegue de nobre e útil; no entanto, se fizer força para superar as próprias deficiências, vencerá a enfermidade, avançando em serviço e merecimento.

Diz você que a conversação já lhe esgotou a reserva nervosa e dispõe-se à retirada para o repouso justo; contudo, se fizer força para continuar atendendo aos ouvintes, olvidando a própria fadiga, ninguém pode prever a extensão da colheita de bênçãos que virá da sua plantação de gentileza e bondade.

O grande bem de todos é feito nos pequenos sacrifícios de cada um.

E se fizermos força para viver, segundo os bons conselhos que articulamos para uso dos outros, em breve tempo transformaremos a Terra em luminoso caminho para a glória real.



De “O Espírito da Verdade”
Médiuns Francisco Cândido Xavier e Waldo Vieira
Autores diversos
Título: OREMOS POR NOSSOS IRMÃOS!
Enviado por: mariamanuelacorujo em 13 de Março de 2011, 21:58
Pai Nosso - Emmanuel
*************************


“Nosso Pai,

Que estás em toda parte;

Santificado seja o Teu nome, no louvor de todas as criaturas;

Venha a nós o Teu reino de amor e sabedoria;

Seja feita a Tua vontade, acima de nossos desejos;

Tanto na Terra, quanto nos círculos espirituais;

O pão nosso da mente e do corpo dá-nos hoje;

Perdoa as nossas dívidas, ensinando-nos a perdoar nossos devedores com esquecimento de todo mal;

Não permitas que venhamos a cair sob os golpes da tentaçãode nossa própria inferioridade;

livra-nos do mal que ainda reside em nós mesmos;

porque só em Ti brilha a luz eterna do reino e do poder,

da glória e da paz, da justiça e do amor para sempre!”

Assim Seja!

Espirito Emmanuel
Título: ORAÇÃO SÃO FRANCISCO
Enviado por: mariamanuelacorujo em 13 de Março de 2011, 22:17
ORAÇÃO DE SÃO FRANCISCO Vinha de Luz - Música Espírita (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PU9TNDZzaGV3TVNvI3dz)
Título: A Alegria da Doação !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 13 de Março de 2011, 22:21
A ALEGRIA DA DOAÇAO- ROSYLUZES (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PURVRVJ4eDlNNkNVIw==)
Título: OBREIROS DA VIDA ETERNA (2) !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 13 de Março de 2011, 22:26
Poesia, Obreiros da vida eterna!!.wmv (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PVhCX1Vob1NXQzY4Iw==)
Título: Em torno da felicidade - Andre Luiz
Enviado por: mariamanuelacorujo em 14 de Março de 2011, 08:27

Em torno da felicidade - Andre Luiz
****************************************


Em matéria de felicidade convém não esquecer que nos transformamos sempre naquilo que amamos.

Quem se aceita como é, doando de si à vida o melhor que tem, caminha mais facilmente para ser feliz como espera ser.

A nossa felicidade será naturalmente proporcional em relação à felicidade que fizermos para os outros.

A alegria do próximo começa muitas vezes no sorriso que você lhe queira dar.

A felicidade pode exibir-se, passear, falar e comunicar-se na vida externa, mas reside com endereço exato na consciência tranqüila.

Se você aspira a ser feliz e traz ainda consigo determinados complexos de culpa, comece a desejar a própria libertação, abraçando no trabalho em favor dos semelhantes o processo de reparação desse ou daquele dano que você haja causado em prejuízo de alguém.

Estude a si mesmo, observando que o auto-conhecimento traz humildade e sem humildade é impossível ser feliz.

Amor é a força da vida e trabalho vinculado ao amor é a usina geradora da felicidade.

Se você parar de se lamentar, notará que a felicidade está chamando o seu coração para vida nova.

Quando o céu estiver em cinza, a derramar-se em chuva, medite na colheita farta que chegará do campo e na beleza das flores que surgirão no jardim



Livro: Sinal Verde
Pelo espírito André Luiz
Título: Resposta á Pressa!- Andre Luiz
Enviado por: mariamanuelacorujo em 14 de Março de 2011, 08:35
Mensagem "Resposta à Pressa" André Luiz - Chico Xavier (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PTh4T2l2NzR2ZUhzIw==)
Título: Ação de Graças ! (Obreiros da Vida Eterna 3)
Enviado por: mariamanuelacorujo em 14 de Março de 2011, 08:39
AÇÃO DE GRAÇAS.wmv (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PTRCcHZaenFMaXpFIw==)
Título: AUXILIEMOS ! Francisco Xavier
Enviado por: mariamanuelacorujo em 14 de Março de 2011, 08:47
auxiliemos.wmv (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PTNfc0tobGU0anVZIw==)
Título: Oração Pelo Amor - Ermance Dufaux
Enviado por: mariamanuelacorujo em 14 de Março de 2011, 08:58
Video Prece Oração pelo Amor.wmv (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PWlwd05lbHMwT3lnIw==)
Título: CARIDADE !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 14 de Março de 2011, 09:04
Caridade - Chico Xavier (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PXJ1ZWpYSERWeTdjIw==)
Título: Uma Leitura para o Coração! - Ermance Dufaux
Enviado por: mariamanuelacorujo em 14 de Março de 2011, 09:07
Ermance Dufaux - Uma leitura para o coração (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PURIdUVfU1hYcWJrIw==)
Título: Oremos por Nossos Irmãos !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 14 de Março de 2011, 13:08
Oração para o Japão !!! (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PUxMRlhQLVZEaVVnIw==)
Título: O Medo e Jesus !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 14 de Março de 2011, 22:44
EGC SLIDES - O MEDO E JESUS - Do site gotasdepaz.com.br-03-01-06-17_wmv.wmv (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PWRObTMzb0tDM2E0Iw==)
Título: Felicidade e Merecimento ! - Ermance Dufaux
Enviado por: mariamanuelacorujo em 14 de Março de 2011, 22:53
Ermance Dufaux - Felicidade e Merecimento (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PWw2ZWo3cUQxQkhNIw==)
Título: Jamais Desistir ! Ermance Dufaux
Enviado por: mariamanuelacorujo em 14 de Março de 2011, 22:56
Ermance Dufaux - Jamais Desistir (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PU1aZHN2ZThaXzNjIw==)
Título: Perdas- Ermance Dufaux !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 14 de Março de 2011, 22:58
Ermance Dufaux - Perdas (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PWNxc2pMcDJYNTl3Iw==)
Título: Os trabalhadores da última hora ! - O Evangelho Segundo o Espiritismo
Enviado por: mariamanuelacorujo em 14 de Março de 2011, 23:07
 O Evangelho Segundo o Espiritismo

Os trabalhadores da última hora
**************************************

O reino dos céus é semelhante
a um pai de família que saiu de madrugada,
a fim de assalariar trabalhadores para a sua vinha.
 — Tendo convencionado com os trabalhadores
que pagaria um denário a cada um por dia,
mandou-os para a vinha.

Saiu de novo à terceira hora do dia e,
vendo outros que se conservavam na praça sem fazer coisa alguma,
— disse-lhes: Ide também vós outros para a minha vinha e vos pagarei o que for razoável.
Eles foram.
— Saiu novamente à hora sexta e à hora nona do dia e fez o mesmo.
— Saindo mais uma vez à hora undécima, encontrou ainda outros que estavam desocupados, aos quais disse: Por que permaneceis aí o dia inteiro sem trabalhar?
— É, disseram eles, que ninguém nos assalariou. Ele então lhes disse: Ide vós também para a minha vinha.

Ao cair da tarde disse o dono da vinha àquele que cuidava dos seus negócios:
Chama os trabalhadores e paga-lhes,
começando pelos últimos e indo até aos primeiros.

— Aproximando-se então os que só à undécima hora haviam chegado,
receberam um denário cada um.
— Vindo a seu turno os que tinham sido encontrados em primeiro lugar,
julgaram que iam receber mais; porém, receberam apenas um denário cada um.

— Recebendo-o, queixaram-se ao pai de família,
— dizendo: Estes últimos trabalharam apenas uma hora
e lhes dás tanto quanto a nós que suportamos o peso do dia e do calor.

Mas, respondendo, disse o dono da vinha a um deles:
Meu amigo, não te causo dano algum;
 não convencionaste comigo receber um denário pelo teu dia?

Toma o que te pertence e vai-te; apraz-me a mim dar a este último tanto quanto a ti.

— Não me é então lícito fazer o que quero?
Tens mau olho, porque sou bom?

Assim,
os últimos serão os primeiros
 e os primeiros serão os últimos,
porque muitos são os chamados
e poucos os escolhidos.

(S. MATEUS, cap. XX, vv. 1 a 16. Ver também: “Parábola do festim das bodas”, cap. XVIII, nº 1.)

 

(Fonte: O Evangelho segundo o Espiritismo, cap. XX, item 1
Título: Esmola e Caridade - Rodolfo Calligaris !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 14 de Março de 2011, 23:14
Esmola e Caridade - Rodolfo Calligaris
*******************************************

Escusam-se muitos de não poderem ser caridosos, alegando precariedade de bens, como se a caridade se reduzisse a dar de comer aos famintos, dar de beber aos sedentos, vestir os nus e proporcionar um teto aos desabrigados.

Além dessa caridade, de ordem material, outra existe - a moral, que não implica o gasto de um centavo sequer e, não obstante, é a mais difícil de ser praticada.

Exemplos? Eis alguns:

Seríamos caridosos se, fazendo bom uso de nossas forças mentais, vibrássemos ou orássemos diariamente em favor de quantos saibamos acharem-se enfermos, tristes ou oprimidos, sem excluir aqueles que porventura se considerem nossos inimigos.

Seríamos caridosos se, em determinadas situações, nos fizéssemos intencionalmente cegos para não vermos o sorriso desdenhoso ou o gesto disprezivo de quem se julgue superior a nós.

Seríamos caridosos se, com sacrifício de nosso valioso tempo, fôssemos capazes de ouvir, sem enfado, o infeliz que nos deseja confiar seus problemas íntimos, embora sabendo de antemão nada podermos fazer por ele, senão dirigir-lhe algumas palavras de carinho e solidariedade.

Seríamos caridosos se, ao revés, soubéssemos fazer-nos momentâneamente surdos quando alguém, habituado a escarnecer de tudo e de todos, nos atingisse com expressões irônicas ou zombeteiras.

Seríamos caridosos se, disciplinando nossa língua, só nos referíssemos ao que existe de bom nos seres e nas coisas, jamais passando adiante notícias que, mesmo sendo verdadeiras, só sirvam para conspurcar a honra ou abalar a reputação alheia.

Seríamos caridosos se, embora as circunstâncias a tal nos induzissem, não suspeitássemos mal de nossos semelhantes, abstendo-nos de expender qualquer juízo apressado e temerário contra eles, mesmo entre os familiares.

Seríamos caridosos se, percebendo em nosso irmão um intento maligno, o aconselhassemos a tempo, mostrando-lhe o erro e despersuadindo o de o levar a efeito.

Seríamos caridosos se, privando-nos, de vez em quando, do prazer de um programa radiofônico ou de T.V. de nosso agrado, visitássemos pessoalmente aqueles que, em leitos hospitalares ou de sua residência, curtem prolongada doença e anseiam por um pouco de atenção e afeto.

Seríamos caridosos se, embora essa atitude pudesse prejudicar nosso interesse pessoal, tomássemos, sempre, a defesa do fraco e do pobre, contra a prepotência do forte e a usura do rico.

Seríamos caridosos se, mantendo permanentemente uma norma de proceder sereno e otimista, procurássemos criar em torno de nós uma atmosfera de paz, tranquilidade e bom humor.

Seríamos caridosos se, vez por outra, endereçássemos uma palavra de aplauso e de estimulo às boas causas e não procurássemos, ao contrário, matar a fé e o entusiasmo daqueles que nelas se acham empenhados.

Seríamos caridosos se deixássemos de postular qualquer benefício ou vantagem, desde que verificássemos haver outros direitos mais legítimos a serem atendidos em primeiro lugar.

Seríamos caridosos se, vendo triunfar aqueles cujos méritos sejam inferiores aos nossos, não os invejássemos e nem lhes desejássemos mal.

Seríamos caridosos se não desdenhássemos nem evitássemos os de má vida, se não temêssemos os salpicos de lama que os cobrem e lhes estendêssemos a nossa mão amiga, ajudando-os a levantar-se e limpar-se.

Seríamos caridosos se, possuindo alguma parcela de poder, não nos deixássemos tomar pela soberba, tratando, os pequeninos de condição, sempre com doçura e urbanidade, ou, em situação inversa, soubéssemos tolerar, sem ódio, as impertinências daqueles que ocupam melhores postos na paisagem social.

Seríamos caridosos se, por sermos mais inteligentes, não nos irritássemos com a inépcia daqueles que nos cercam ou nos servem.

Seríamos caridosos se não guardássemos ressentimento daqueles que nos ofenderam ou prejudicaram, que feriram o nosso orgulho ou roubaram a nossa felicidade, perdoando-lhes de coração.

Seríamos caridosos se reservássemos nosso rigor apenas para nós mesmos, sendo pacientes e tolerantes com as fraquezas e imperfeições daqueles com os quais convivemos, no lar, na oficina de trabalho ou na sociedade.

E assim, dezenas ou centenas de outras circunstâncias poderiam ainda ser lembradas, em que, uma amizade sincera, um gesto fraterno ou uma simples demonstração de simpatia, seriam expressões inequívocas da maior de todas as virtudes.

Nós, porém, quase não nos apercebemos dessas oportunidades que se nos apresentam, a todo instante, para fazermos a caridade.

Porquê?

É porque esse tipo de caridade não transpõe as fronteiras de nosso mundo interior, não transparece, não chama a atenção, nem provoca glorificações.

Nós traímos, empregamos a violência, tratamos ou outros com leviandade, desconfiamos, fazemos comentários de má fé, compartilhamos do erro e da fraude, mostramo-nos intolerantes, alimentamos ódios, praticamos vinganças, fomentamos intrigas, espalhamos inquietações, desencorajamos iniciativas nobres, regozijamo-nos com a impostura, prejudicamos interesses alheios, exploramos os nossos semelhantes, tiranizamos subalternos e familiares, desperdiçamos fortunas no vício e no luxo, transgredimos, enfim, todos os preceitos da Caridade, e, quando cedemos algumas migalhas do que nos sobra ou prestamos algum serviço, raras vezes agimos sob a inspiração do amor ao próximo, via de regra fazemo-lo por mera ostentação, ou por amor a nós mesmos, isto é, tendo em mira o recebimento de recompensas celestiais.

Quão longe estamos de possuir a verdadeira caridade!

Somos, ainda, demasiadamente egoístas e miseravelmente desprovidas de espírito de renúncia para praticá-la.

Mister se faz, porém, que a exercitemos, que aprendamos a dar ou sacrificar algo de nós mesmos em benefício de nossos semelhantes, porque "a caridade é o cumprimento da Lei."

Calligaris, Rodolfo. Da obra: As Leis Morais
Título: Abençoa -Emmanuel !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 14 de Março de 2011, 23:17
Abençoa -Emmanuel
************************


Atravessas rudes provas...
Acalma-te e abençoa.

Alguma ofensa à vista?
Esquece e abençoa.

Amigos desertaram...
Segue à frente e abençoa.

Sofres dificuldades?
Age, serve e abençoa.

Alguém te menospreza...
Silencia e abençoa.

Por nada te revoltes...
Deus te guarda e abençoa.

Da obra: Assim Vencerás.
Ditado pelo Espírito Emmanuel.
Título: Acharás - Emmanuel
Enviado por: mariamanuelacorujo em 14 de Março de 2011, 23:21
Acharás - Emmanuel
************************


Entrega a Deus
os problemas
que se te façam insolúveis,
trabalha
e caminha adiante.

Assim
acharás no próprio coração
a presença da paz,
a irradiar-se
de ti
por fonte
de amor e luz.

Da obra: Pronto Socorro.
Ditado pelo Espírito Emmanuel
Título: Amor Fraternal - Emmanuel
Enviado por: mariamanuelacorujo em 14 de Março de 2011, 23:25
Amor Fraternal - Emmanuel
*******************************

"Permaneça o amor fraternal." Paulo (Hebreus, 13:1)


As afeições familiares, os laços consangüíneos, as simpatias naturais podem ser manifestações muitos santas da alma, quando a criatura as eleva no altar do sentimento superior, contudo, é razóavel que o espírito não venha a cair sob o peso das inclinações próprias.

O equilíbrio é a posição ideal.

Por demasia de cuidado, inúmeros pais prejudicam os filhos.

Por excesso de preocupações, muitos cônjuges descem às cavernas do desespero, defrontados pelos insaciáveis monstros do ciúme que lhes aniquilam a felicidade.

Em razão da invigilância, belas amizades terminam em abismo de sombra.

O apelo evangélico, por isto mesmo, reveste-se de imensa importância.

A fraternidade pura é o mais sublime dos sistemas de relações entre as almas.

O homem que se sente filho de Deus e sincero irmão das criaturas não é vítima dos fantasmas do despeito, da inveja, da ambição, da desconfiança. Os que se amam fraternalmente alegram-se com o júbilo dos companheiros; sentem-se felizes com a ventura que lhes visita os semelhantes.

Afeições violentas, comumente conhecidas na Terra, passam vulcânicas e inúteis.

Na teia das reencarnações, os títulos afetivos modificam-se constantemente. É que o amor fraternal, sublime e puro, representando o objetivo supremo do esforço de compreensão, é a luz imperecível que sobreviverá no caminho eterno.


Da obra: Pão Nosso.
Ditado pelo Espírito Emmanuel.
Título: Socorre, Meu Filho - Meimei
Enviado por: mariamanuelacorujo em 14 de Março de 2011, 23:29
Socorre, Meu Filho - Meimei
*********************************


Não passes distraído, diante da dor.

Nesses semblantes, que o sofrimento descoloriu e nessas vozes fatigadas, em que a tortura plasmou a escala de todos os gemidos, Jesus, o nosso Mestre Crucificado, continua incompreendido e desfalecente...

*

Nessas longas multidões de aflitos e infortunados, encontrarás a nossa própria família.

*

Quantos deles albergaram esperanças, iguais àquelas que nos alimentam os sonhos, sem qualquer oportunidade de realização? Quantos tentaram atingir a presença da luz, incapazes de vencer a opressão das trevas?!...

*

Essas crianças, caídas no berço da angústia, esses enrugados velhinhos sem ninguém, essas criaturas que a ignorância e a provação mergulharam no poço da enfermidade ou no espinheiro do crime, são nossos irmãos, à frente do Eterno Pai!...

*

Estende-lhes tua alma, na dádiva que possas oferecer, guardando a certeza de que, amanhã, provavelmente, estarás também suspirando pelo bálsamo do socorro, na bênção de um pão ou na luz de uma prece amiga!

*

Recorda que as mãos, hoje, por ti libertadas dos grilhões da penúria, podem ser aquelas que, amanhã chegarão livres e luminosas, em teu auxílio!...

*

Ao pé de cada coração desventurado, Jesus nos espera, em silêncio.

*

Socorre, pois, meu irmão, e na doce melodia do bem, ainda mesmo que dificuldades e sombras te ameacem a luta, ouvirás, no imo do coração, a voz do Divino Mestre, a encorajar-te, paciente e amoroso: “Tem bom ânimo! Eu estou aqui”.


Da obra: Caridade.
Ditado pelo Espírito Meimei
Título: Servicinhos - Emmanuel
Enviado por: mariamanuelacorujo em 14 de Março de 2011, 23:34
Servicinhos - Emmanuel
****************************

"Antes sede uns para com os outros benignos." – Paulo. (Efésios, 4:32.)


Grande massa de aprendizes queixa-se, por vezes, da ausência de grandes oportunidades nos serviços do mundo.

Aqui, é alguém desgostoso por não haver obtido um cargo de alta relevância; além, é um irmão inquieto porque ainda não conseguiu situar o nome na grande imprensa.

A maioria anda esquecida do valor dos pequenos trabalhos que se traduzem, habitualmente, num gesto de boas maneiras, num sorriso fraterno e consolador... Um copo de água pura, o silêncio ante o mal que não comporta esclarecimentos imediatos, um livro santificante que se dá com amor, uma sentença carinhosa, o transporte de um fardo pequenino, a sugestão do bem, a tolerância em face de uma conversação fastidiosa, os favores gratuitos de alguns vinténs, a dádiva espontânea ainda que humilde, a gentileza natural, constituem serviços de grande valor que raras pessoas tomam à justa consideração.

Que importa a cegueira de quem recebe? que poderá significar a malevolência das criaturas ingratas, diante do impulso afetivo dos bons corações? Quantas vezes, em outro tempo, fomos igualmente cegos e perversos para com o Cristo, que nos tem dispensado todos os obséquios, grandes e pequenos?

Não te mortifiques pela obtenção do ensejo de aparecer nos cartazes enormes do mundo. Isso pode traduzir muita dificuldade e perturbação para teu espírito, agora ou depois.

Sê benevolente para com aqueles que te rodeiam.

Não menosprezes os servicinhos úteis.

Neles repousa o bem-estar do caminho diário para quantos se congregam na experiência humana.


Da obra: Vinha de Luz.
Ditado pelo Espírito Emmanuel
Título: OREMOS POR NOSSOS IRMÃOS !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 14 de Março de 2011, 23:49
Orem Tocando em Prece os Muitos Irmãos que Sofrem !
Emanem a Vossa Luz de Amor em Imensa Radiação de Auxilio !

**********************************************


Oração Nossa

Senhor ensina-nos a orar, sem esquecer o trabalho.
A dar, sem olhar a quem.
A servir, sem perguntar até quando...

A sofrer, sem magoar, seja quem for.
A progredir, sem perder a simplicidade.
A semear o bem, sem pensar nos resultados...

A desculpar, sem condições.
A marchar para frente, sem contar os obstáculos.
A ver sem malícia...

A escutar, sem corromper os assuntos.
A falar, sem ferir.
A compreender o próximo, sem exigir entendimento...

A respeitar os semelhantes, sem reclamar consideração.
A dar o melhor de nós, além da execução do próprio dever, sem cobrar taxas de reconhecimento...

Senhor, fortalece em nós, a paciência para com as dificuldades dos outros, assim como precisamos da paciência dos outros, para com as nossas próprias dificuldades...

Ajuda-nos para que a ninguém façamos aquilo que não desejamos para nós...

Auxilia-nos, sobretudo,
a reconhecer que a nossa felicidade mais alta será,
invariavelmente,
aquela de cumprir seus desígnios
onde e como queiras, hoje,
agora e sempre.

Francisco Xavier
Título: PAI NOSSO !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 14 de Março de 2011, 23:59
PAI NOSSO - Psicografia: Chico Xavier - Música e Voz: Clara Ghimel (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PVBfZjhPR3dldFN3I3dz)
Título: Frase Leon Denis
Enviado por: mariamanuelacorujo em 15 de Março de 2011, 07:35
Dia virá,
em que todos os pequenos sistemas,
acanhados e envelhecidos,
fundir-se-ão numa vasta síntese,
abrangendo todos os reinos da idéia.

Ciências,
filosofias,
religiões,
divididas hoje,
reunir-se-ão na luz
e será então a vida,
o esplendor do espírito,
o reinado do Conhecimento.

Leon Denis
Título: NEGATIVISMO !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 15 de Março de 2011, 07:37
NEGATIVISMO- ROSYLUZES (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PUFUbmk0MFpkX2NVIw==)
Título: PAZ EM TI ! Joanna de Angelis
Enviado por: mariamanuelacorujo em 15 de Março de 2011, 09:54
Paz em Ti ! - Joanna de Angelis
************************************

É muito importante a paz.

Governos a estabelecem fomentando guerras, gerando pressões, submetendo as vidas que se estiolam sob jugos implacáveis.

A paz é imposta, dessa forma, mediante a coação e, depois, negociada em gabinetes.

Vem de fora e aflige, porque é aparente.

Faz-se legal, mas nem sempre é moralizada.

Tem a aparência das águas patanosas, tranqüilas na superfície, asmáticas e mortíferas na parte submersa.

Assim se apresenta a paz do mundo, transitória, enganosa.

A paz legítima emerge do coração feliz e da mente que compreende, age e confia.

É realizada em clima de prece e de amor, porque, da consciência que se ilumina ante os impositivos das Leis Divinas, surge a harmonia que fomenta a dinâmica da vida realizadora.

Essa paz não se turba, é permanente. Não permite constrangimento, nem se faz imposta.

Cada homem a adquire a esforço pessoal, como coroamento da ação bem dirigida, objetivando os altos ideais.

Não basta, no entanto, programar e falar sobre a paz. Mas, visualizando-a, pensar em paz e agir com pacificação, exteriorizando-a de tal forma que ela se estabeleça onde estejas e com quem te encontres.

Seja a paz, na Terra, o teu anseio, em oração constante, que se transforme em realização operante como resposta de Deus.

Orando pela paz, esse sentimento te invade, e o amor, que de Deus se irradia, anula todo e qualquer conflito que te domine momentaneamente.

A paz em ti ajudará a produzir a paz no mundo.

Da obra: Filho de Deus.Ditado pelo Espírito Joanna de Ângelis
Título: A PAZ !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 15 de Março de 2011, 09:59
A paz - Roupa nova ( heal the world) (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PXZURXhCM2JhYVl3Iw==)
Título: Tranquilidade ! - Andre luiz
Enviado por: mariamanuelacorujo em 15 de Março de 2011, 10:07
tranquilidade (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PUZfWjR5dE1rSF9BIw==)
Título: Lembrança Fraternal aos Enfermos - Emmanuel
Enviado por: mariamanuelacorujo em 15 de Março de 2011, 20:41
 Lembrança Fraternal aos Enfermos - Emmanuel
**************************************

Queres o restabelecimento da saúde do corpo e isso é justo.

Mas, atende ao que te lembra um amigo
que já se vestiu de vários corpos
e compreendeu,
depois de longas lutas,
a necessidade da saúde espiritual.

A tarefa humana já representa, por si,
uma oportunidade de reerguimento
aos espíritos enfermos.

Lembra-te, pois,
de que tua alma está doente
e precisa curar-se
sob os cuidados de Jesus,
o nosso Grande Médico.

Nunca pensaste que o Evangelho
é uma receita geral para a humanidade sofredora?

É muito importante combater as moléstias do corpo;
mas ninguém conseguirá eliminar efeitos
quando as causas permanecem.

Usa os remédios humanos, porém,
inclina-te para Jesus e renova-te,
espiritualmente,
nas lições de seu amor.

Recorda que Lázaro,
não obstante voltar do sepulcro,
em sua carne, pela poderosa influência do Cristo,
teve de entregar seu corpo ao túmulo, mais tarde.


O Mestre chamava-o a novo ensejo de iluminação da alma imperecível,
mas não ao absurdo privilégio da carne imutável.

Não somos as células orgânicas que se agrupam,
a nosso serviço, quando necessitamos da experiência terrestre.

Somos Espíritos imortais e esses microorganismos
são naturalmente intoxicados,
quando os viciamos ou aviltamos,
em nossa condição de rebeldia
ou de inferioridade.

Os estados mórbidos são reflexos
ou resultantes de nossas vibrações mais íntimas.

Não trates as doenças com pavor e desequilíbrio das emoções.

Cada uma tem sua linguagem silenciosa e se faz acompanhar de finalidades especiais.

A hepatite, a indigestão, a gastralgia, o resfriado
são ótimos avisos contra o abuso e a indiferença.

Por que preferes bebidas excitantes
quando sabes que a água é a boa companheira,
que lava os piores detritos humanos?

Por que o excesso dos frios no verão
e a demasia de calor nos tempos de inverno?

Acaso ignoras que o equilíbrio é filho da sobriedade?

O próprio irracional tem uma lição de simples impulso,
satisfazendo-se com a sombra
das árvores na secura do estio
e com a benção do sol nas
manhãs hibernais.

Pela tua inconformação e indisciplina, desordenas o fígado, estragas os órgãos respiratórios, aborreces o estômago. Observamos, assim, que essas doenças-avisos se verificam por causas de ordem moral. Quando as advertências não prevalecem, surgem as úlceras, as congestões, as nefrites, os reumatismos, as obstruções, as enxaquecas. Por não se conformar o homem, com os desígnios do Pai que criou as leis da natureza como regulamentos naturais para a sua casa terrestre, submete as células que o servem ao desregramento, velha causa de nossas ruínas.

E que dizermos da sífilis e do alcoolismo procurados além do próprio abuso?

Entretanto, no capítulo das enfermidades que buscam a criatura, necessitamos considerar que cada uma tem sua função justa e definida. As moléstias dificilmente curáveis, como a tuberculose, a lepra, a cegueira, a paralisia, a loucura, o câncer, são escoadouros das imperfeições. A epidemia é uma provação coletiva, sem que essa afirmativa, no entanto, dispense o homem do esforço para o saneamento e higiene de sua habitação. Há dores íntimas, ocultas ao público, que são aguilhões salvadores para a existência inteira. As enfermidades oriundas dos acidentes imprevistos são resgates justos. Os aleijões são parte integrante das tabelas expiatórias. A moléstia hereditária assinala a luta merecida.

Vemos, portanto, que a doença, quando não seja advertência das células queixosas do tirânico senhor que as domina, é a mensageira amiga convidando a meditações necessárias.

Desejas a cura; é natural; mas, precisas tratar-te a ti mesmo para que possas remediar ao teu corpo. Nos pensamentos ansiosos, recorre ao exemplo de Jesus. Não nos consta que o Mestre estivesse algum dia de cama; todavia, sabemos que ele esteve na cruz. Obedece, pois, a Deus e não te rebeles contra os aguilhões. Socorre-te do médico do mundo ou de teu irmão do plano espiritual, mas não exijas milagres, que esses benfeitores da terra e do céu não podem fazer. Só Deus te pode dar acréscimo de misericórdia, quando te esforçares por compreendê-lo.

Não deixes de atender às necessidades de teus órgãos matérias que constituem a tua vestimenta no mundo; mas, lembra-te do problema fundamental que é a posse da saúde para a vida eterna. Cumpre teus deveres, repara como te alimentas, busca prever antes de remediar e, pelas muitas experiências dolorosas que já vivi no mundo terrestre, recorda comigo aquelas sábias palavras do Senhor ao paralítico de Jerusalém: “Eis que já estás são; não peques mais, para que te não suceda alguma coisa pior”.     

Título: Alegria é LUZ ! - Sheilla
Enviado por: mariamanuelacorujo em 15 de Março de 2011, 20:49
Alegria é LUZ ! - Sheilla
********************

A alegria com amor se transformará em luz, em trabalho, em perdão, em amizade, dependendo do modo pelo qual se expressa em nós.

Devemos sentir a alegria no estudo, no trabalho, na compreensão...
alegria no dever, que compreende a tarefa com maior contentamento.

A criatura que ama exala de seus sentimentos o perfume da verdade, o aroma do amor, atmosfera clarificante da amizade, pois sabe que acompanhando Jesus nunca erramos o caminho para Deus.

Devemos pensar em Deus todos os dias, ao levantar do leito, pensar em Deus, na gratidão, orando em busca da paz, orando para compreender o que é paz, orando para manter a alegria no lazer, orando ao Senhor, para cumprir os deveres a nós entregues.

É compreensível que, assim, surja em todos a humildade, humildade no pensar, humildade no falar, humildade no viver, porque a própria humildade com Jesus é vida, é tranqüilidade, é luz.

Meus filhos, abracemos a alegria cristã, pois ela é tudo, como seja, saúde, paz e também amor. Ela é paz; é também amor.

Sejamos fiéis aos nossos pais no viver, para cumprirmos os deveres com Jesus e com Deus..

Título: Cristificação pelo AMOR ! - Joanna de Angelis
Enviado por: mariamanuelacorujo em 15 de Março de 2011, 20:53
Cristificação pelo AMOR ! - Joanna de Angelis
*******************


É certo que gostarias de ser amado, recebendo a afetividade de outrem em demonstrações de carinho conforme as necessidades que acreditas te afligirem.

Talvez fosse melhor que te chegassem ao sentimento as expressões retributivas do amor que asparzes, diminuindo-te as carências íntimas, acalmando-te as ansiedades, alegrando-te.

O problema, porém, é geral.

Não há indivíduo algum que se encontre refeito na Terra, nessa área.

Quem recebe amor de determinadas pessoas, aspira pelo afeto de outras, que não aquelas que se lhe acercam.

Tens o pensamento dirigido para alguém que, possivelmente, não te corresponde, assim como outrem te anela, sem que sintas algo de especial
por ele.

Se as pessoas se correspondessem na faixa de ternura; se os corações se manifestassem na mesma onda de sentimento; se os afetos se exteriorizassem na mesma vibração de trocas, a Terra já seria o paraíso desejado.

Há, no entanto, infinidade de graus, nos quais se manifestam as emoções.

Ninguém, todavia, que viaje a sós.

Possivelmente, não te associas com a pessoa de quem gostas, ou não recebes a companhia do se amado. Todavia, se espraiares o olhar de bondade compreensiva, identificarás companhias outras agradáveis, que se
encontravam solitárias, porque anelavam por ti e não logravam aproximar-se.

São os aparentemente inexplicáveis paradoxos da existência corporal, cujas causas se encontram na conduta passada, quando de outras reencarnações.

Ama, desse modo, sem te impores, sem exigires retribuição.

Experimenta querer bem, pelo prazer pessoal de fazê-lo, e descobrirás um filão de ouro atraente que te propiciará uma grande fortuna, em forma de paz e de satisfação pessoal.

O melhor do amor, é amar, e não somente ser amado.

A preparação de uma viagem, não raro, é sempre mais agradável do que esta em si mesma, ou a sua chegada, que, às vezes, causa frustração
e desencanto.

As chamadas "pessoas maravilhosas", por quem te apaixonas, assim o são, porque as desconheces.

Todos os homens têm problemas, limitações, defeitos, necessidades.

O insucesso das uniões conjugais, na maioria dos casos, resulta da precipitação na escolha, da imaturidade na busca, do apego às ilusões e da afetividade por ídolos de pés de barro que se despedaçam facilmente.

Enobrece-te com o amor, irradiando-o em forma de simpatia, de gentileza, de serviço pelo próximo, de abnegação.

Não há quem resista à força do amor sem interesse imediato, sem aprisionamento.

Ama, portanto, libertando.

Cristifica-te através do amor. Talvez, para consegui-lo, seja-te necessário crucificares-te nas traves da renúncia e da sublimação. Todavia, somente por meio da crucificação é que alguém se pode cristificar.

E o amor, sem dúvida, ainda é o mais suave, perfeito e eficaz instrumento para consegui-lo.

Título: Problemas do MUNDO ! - Emmanuel
Enviado por: mariamanuelacorujo em 15 de Março de 2011, 20:57
Problemas do MUNDO ! - Emmanuel
****************************

O mundo está repleto de ouro.
Ouro no solo. Ouro no mar. Ouro nos cofres.
Mas o ouro não resolve o problema da miséria.

O mundo está repleto de espaço.
Espaço nos continentes.  Espaço nas cidades.  Espaço nos campos.
Mas o espaço não resolve o problema da cobiça.

O mundo está repleto de cultura.
Cultura no ensino.  Cultura na técnica.  Cultura na opinião.
Mas a cultura da inteligência não resolve o problema do egoísmo.

O mundo está repleto de teorias.
Teorias na ciência.  Teorias nas escolas filosóficas.  Teorias nas religiões.
Mas as teorias não resolvem o problema do desespero.

O mundo está repleto de organizações.
Organizações administrativas.  Organizações econômicas.  Organizações sociais.
Mas as organizações não resolvem o problema do crime.

 

Para extinguir a chaga da ignorância, que acalenta a miséria; para dissipar a sombra da cobiça, que gera a ilusão; para exterminar o monstro do egoísmo, que promove a guerra; para anular o verme do desespero, que promove a loucura, e para remover o charco do crime, que carreia o infortúnio, o único remédio eficiente é o Evangelho de Jesus no coração humano.

Sejamos, assim, valorosos, estendendo a Doutrina Espírita que o desentranha da letra, na construção da Humanidade Nova, irradiando a influência e a inspiração do Divino Mestre, pela emoção e pela idéia, pela diretriz e pela conduta, pela palavra e pelo exemplo e, parafraseando o conceito inolvidável de Allan Kardec, em torno da caridade, proclamemos aos problemas do mundo: “Fora do Cristo não há solução”. 

Título: OREMOS POR NOSSOS IRMÃOS!
Enviado por: mariamanuelacorujo em 15 de Março de 2011, 23:06
UMA PRECE DO CRISTO
******************

Pai, és Amor, és Luz, és Vida!

Todo o Universo vibra neste amor, nesta luz, nesta vida. Somos pequeninos átomos de tua infinita sabedoria e recebemos de Ti a força, a beleza, o poder de um universo inteiro. Em nós vibra o Verbo onipotente do teu amor, em nós circula a seiva divina da tua misericórdia e habita a luz.

Somos teus filhos. O infinito é tua criação. Todas as criaturas estão ligadas a Ti no esplendor sagrado de uma corrente de luz, de um elo imortal. Em Ti habitamos, em Ti vivemos. Confiaste ao meu coração uma parcela deste elo para que ele se unificasse no Teu amor. Constituiste-me Pastor de um punhado de ovelhas. Nossos pensamentos estão afins nesta corrente de amor universal.

Pai, trago comigo, no meu coração, com infinito carinho, os homens, meus irmãos. Eles te pertencem entretanto, devo formá-los à luz do Amor Universal. São crianças espirituais em busca do norte formoso da vida eterna. Guardam a infantilidade dos desejos pueris e ainda não aprenderam a respeitar tuas Leis sábias e eternas. Por eles ofereço, no exemplo do meu amor, lição maior da vida. Por eles entrego-me ao martírio da cruz, para que sintam, na renovação pelo sacrifício, a luz em seus corações.

Sei, Pai, que todas as criaturas encontrarão este caminho glorioso da imortalidade. Sei que todos esses corações que me confiaste, um dia, enaltecerão Teu nome no livro da vida. Nesta hora, peço-Te por eles, para que o orvalho da tua misericórdia os transforme em estrelas de luz, anunciando o nascimento do amor na Terra inteira. Peço-Te pelos discípulos diletos que ouvem a minha palavra e aguardam no santuário dalma, rogo Tua benção para os que estão à margem do caminho, embebidos na sombra da noite.

Um dia Tua glória se manifestará aos homens e Tua luz majestosas e bela transformará o pequenino orbe em estrela de potente esplendor. Por isto confio aos meus discípulos a Doutrina que me deste. Confio neles e sei que, individualmente, serão na Terra um ponto luminoso deste amor. Fortifica-os para que tenham mais luz, mais amor, mais poder, mais inspiração, pois, através deles, meus discípulos, bem amados, espero regenerar, modificar, glorificar a humanidade!

Pai, és Amor, és Vida, és Luz! Que este Amor, esta Vida, esta Luz, permaneçam com os homens ! Fois esta uma prece que ouvimos numa "sexta-feira santa" ao visitar Jerusalém. Que ela fique aqui como seu penhor de gratidão do pequenino servo do Senhor.

(Irmão X.)
Título: TEMPO CERTO !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 16 de Março de 2011, 07:19
O TEMPO CERTO - ROSYLUZES (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PWtoZHppeHlsc2xZIw==)
Título: CORPO ! - Emmanuel
Enviado por: mariamanuelacorujo em 16 de Março de 2011, 07:21
Corpo - do livro Pensamento e Vida (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PUJIUjJFM3ZPSjEwIw==)
Título: Quem Ama - Paulo Tarso
Enviado por: mariamanuelacorujo em 16 de Março de 2011, 07:27
Quem Ama..wmv (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PV9MWFVaWXF3Z3NJI3dz)
Título: Tesouros Intimos ! - Andre Luiz
Enviado por: mariamanuelacorujo em 16 de Março de 2011, 07:30
Tesouros Íntimos.wmv (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PWRGR25ySjdSX09NI3dz)
Título: Alegria - Meimei
Enviado por: mariamanuelacorujo em 16 de Março de 2011, 07:34
Alegria Chico.wmv (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PWZmRFp6dlllbzlzI3dz)
Título: Ação da Amizade !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 16 de Março de 2011, 07:42
A ação da amizade.wmv (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PWw1bFlWbWRiMy1vI3dz)
Título: A melancolia - O Evangelho Segundo o Espiritismo
Enviado por: mariamanuelacorujo em 16 de Março de 2011, 08:04
O Evangelho Segundo o Espiritismo
 

A melancolia
**************

Sabeis por que, às vezes, uma vaga tristeza
se apodera dos vossos corações
e vos leva a considerar amarga a vida?

É que vosso Espírito,
aspirando à felicidade
e à liberdade, se esgota,
jungido ao corpo que lhe serve de prisão,
em vãos esforços para sair dele.
Reconhecendo inúteis esses esforços,
cai no desânimo e,
como o corpo lhe sofre a influência,
toma-vos a lassidão,
o abatimento,
uma espécie de apatia,
e vos julgais infelizes.

Crede-me,
resisti com energia a essas impressões
que vos enfraquecem a vontade.

São inatas no espírito de todos os homens
as aspirações por uma vida melhor;
mas, não as busqueis neste mundo e,
agora, quando Deus vos envia os Espíritos
que lhe pertencem, para vos instruírem
acerca da felicidade que Ele vos reserva,
aguardai pacientemente o anjo da libertação,
para vos ajudar a romper os liames
que vos mantêm cativo o Espírito.

Lembrai-vos de que, durante o vosso degredo na Terra,
tendes de desempenhar uma missão de que não suspeitais,
quer dedicando-vos à vossa família,
quer cumprindo as diversas obrigações que Deus vos confiou.

Se, no curso desse degredo-provação,
exonerando-vos dos vossos encargos,
sobre vós desabarem os cuidados,
as inquietações e tribulações,
sede fortes
e corajosos
para os suportar.

Afrontai-os resolutos.

Duram pouco e vos conduzirão à companhia
dos amigos por quem chorais
e que, jubilosos por ver-vos de novo entre eles,
vos estenderão os braços,
a fim de guiar-vos a uma região inacessível às aflições da Terra.

 — François de Genève. (Bordéus.)

 

(Fonte: O Evangelho segundo o Espiritismo, cap. V, item 25.)
Título: Pequeno curso de vigilância - Andre Luiz
Enviado por: mariamanuelacorujo em 16 de Março de 2011, 08:12
Pequeno curso de vigilância - Andre Luiz
**********************************************



Diante do mal, santifica teus olhos.
Perante o bem, liberta a palavra.

Ante a ignorância, usa o entendimento.

Com os superiores, vigia teus modos.

Com os subordinados, guarda os ouvidos.

Na alegria, exerce a temperatura.

Na dor, aprende a lição.

Na abastança, não te esqueças de dar.

Na escassez, não olvides o esforço próprio.

Na festa, evita os lugares destacados.

No círculo do sofrimento, estende mãos fraternas.

Em negócios do mundo, repara os teus meios.

Nos interesses da alma, não desdenhes a própria renúncia.

No trabalho, observa o tempo.

Na prece, vigia a atitude.

Na estrada, ajuda ao companheiro.

Na bênção, não te esqueças dos outros.

Em público, retifica o temperamento.

Em família, preserva a língua.

Quando sozinho, vigia o pensamento.

Cada estrela possui brilho peculiar.

Cada flor tem diverso perfume.

Cada criatura humana, centro de soberana inteligência, emite raios vivos dos sentimentos e propósitos que ambienta e reproduz, na intimidade de si mesma.

Em razão disso, ao discípulo do Evangelho se pede vigilância, não somente para dissolver a tentação de nossa própria inferioridade, mas também para que sejamos lâmpadas ativas da Luz Imortal.


Pelo Espírito André Luiz
Do livro: Nosso Livro
Título: Oferta de Esperança - Maria Dolores
Enviado por: mariamanuelacorujo em 16 de Março de 2011, 08:16
Oferta de Esperança - Maria Dolores
******************************************


Quando a tribulação te mostre a face
Por ferida pungente
Que viesse e ficasse,
Dentro de ti e em derredor,
Não te permitas arrasar-te,
Recorda simplesmente
Que o Céu nos oferece, em qualquer parte,
Tão somente o melhor.

Quando a prova te alcance,
Na crítica mordaz que te magoa,
Que teu sonho se apure, cresça e avance
Na direção da Vida Superior;
Trabalha, serve e crê, eleva-te e perdoa,
Semeando alegria,
A relembrar que, em cada novo dia,
A vida é um cântico de amor.

Quando tudo, na senda, ao teu olhar,
Pareça desencanto, amargura e exaustão,
Não lamentes em vão,
Mesmo entre lágrimas, sorri!…
Ergue-te da tristeza e põe-te a trabalhar,
Que o trabalho te afasta as dores e os problemas…
Todos somos de Deus, segue e não temas,
Não olvides que Deus vela por ti.

 

Livro: Seara de Fé
Pelo espírito Maria Dolores
Título: Conduta Cristã ! - Irmão X
Enviado por: mariamanuelacorujo em 16 de Março de 2011, 15:37
Conduta Cristã - Irmão X * Chico Xavier - Contos e Apólogos (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PXMtNUpjM1BxME53Iw==)
Título: A Magoa!
Enviado por: mariamanuelacorujo em 16 de Março de 2011, 15:41
A MÁGOA.wmv (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PUdleENuSUdaZHlZIw==)
Título: Aprenda a CALAR !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 16 de Março de 2011, 15:54
Aprenda a calar (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PThrYWVNVzM1enlJIw==)
Título: Como conhecer os Espíritas ! - Emmanuel
Enviado por: mariamanuelacorujo em 16 de Março de 2011, 16:12
Como conhecer os Espíritas ! - Emmanuel
*********************************

Sendo o Espiritismo, antes de tudo, uma filosofia
Religiosa, como conhecer os verdadeiros espíritas

É justamente dentro da sua bandeira imortalista, demonstrando ao homem que a sua vida não está circunscrita à existência fragmentária da Terra, que o Espiritismo oferece à Humanidade o que possui de mais sublime e mais puro, em sua feição filosófica e doutrinária.

As suas próprias expressões fenomênicas não objetivam outro desiderato que não fosse esse de espalhar as sementes benditas da crença e da esperança. Refundindo os vossos antigos conhecimentos, com respeito aos problemas profundos da vida e do ser, descerra um panorama infinitamente maravilhoso à vossa visão espiritual, integrando-vos no amor ao dever, em suas expressões mais sagradas, compelindo-vos ao progresso moral para a redenção futura. As atividades do homem, portanto, são reformadas ao sopro de suas lições divinas, renovando-se os caracteres, enobrecendo-se as ações dos indivíduos, quando a consciência, de fato, lhe apreende a sublimidade do ensinamento.

Somente poderemos conhecer os espiritistas pela transformação benéfica que procuram impor a si mesmos, em contacto com as lições do Alto que lhes são incessantemente ministradas. Os entendedores legítimos da doutrina não são aqueles que se apaixonam nos círculos esterilizadores das palavras da polêmica mas justamente os que se saturam da tolerância e da serenidade evangélicas, cooperando com o seu esforço para que as leis fraternas da caridade cristã sejam devidamente compreendidas e postas em prática. Estes últimos, considerados "aqueles de boa vontade" aos quais se refere o Evangelho em suas lições divinas, ignoram se há dogmas e princípios religiosos separando os espíritos na Terra; todos os homens são seus irmãos, necessitados de sua amizade e de seu carinho. E, fechando os olhos para os erros alheios, fazem da existência terrena um apostolado sublime de humildade, caridade e perdão.

Título: Ensinamento Espírita! - Emmanuel
Enviado por: mariamanuelacorujo em 16 de Março de 2011, 16:19
Ensinamento Espírita! - Emmanuel
*******************************


Dividimos o prato com os irmãos em penúria, extinguindo o suplicio da fome.

Dividimos o vestuário com os que sofrem nudez, para que o frio não lhes anule a existência.

Providenciamos remédio em favor dos enfermos desamparados.

Partilhamos o teto com os que vagueiam sem rumo.

Mas não é só.

Ensinamos lições de justiça para que a desordem não nos induza à barbárie.

Espalhamos noções de higiene preservando a saúde.

Quanto mais se adianta a civilização mais se nos desdobram os bens da vida.

Imperioso lembrar que é necessário distribuir também os valores da alma.

Nós, os tarefeiros desencarnados e encarnados da Doutrina Espírita, em plena renovação da Terra, não podemos olvidar que é preciso repartir o conhecimento superior.

Saibamos repartir, através da palavra e da ação, da atitude e do exemplo, o ensinamento espírita à luz do Evangelho do Cristo, imunizando a vida terrestre contra as calamidades de ordem moral.

Nós que levantamos a escola para remover as sombras do cérebro, atendamos à educação espiritual que dissipa as trevas do coração.

 

Título: Tem CORAGEM ! Joanna de Angelis
Enviado por: mariamanuelacorujo em 16 de Março de 2011, 22:19
Tem Coragem - Joanna de Angelis

****************************************


Nas contingências afligentes do cotidiano e ao largo das horas que parecem estacionadas sob a injunção de dores íntimas, extenuantes, que se prolongam, não te deixes estremunhar, nem te arrebentes em blasfêmias alucinadas, com que mais complicarás a situação.

Tempestade alguma, devastadora quão demorada, que não cesse.

Alegria nenhuma, repletada de bênçãos e glórias, que se não acabe.

A saúde perfeita passa; a juventude louçã desaparece; o sorriso largo termina; a algaravia de festa silencia...

Da mesma forma, o aguilhão do infortúnio se arrebenta; a enfermidade se extingue; a miséria muda de lugar; a morte abre as portas da vida em triunfo...

Tudo quanto sucede ao homem constitui-lhe precioso acervo, que o acompanhará na condição de tesouro que poderá investir, conforme as circunstâncias que lhe cumpre enfrentar, ao processo da evolução.

Os que aspiram a fortunas alegam, intimamente, que se as possuíssem mudariam a situação dos que sofrem escassez. No entanto, os grandes magnatas que açambarcam o poder e usufruem da abundância, alucinam-se com os bens, enregelando os sentimentos em relação ao próximo...

Quantos anelam pela saúde, afirmam, no silêncio do coração, as disposições de aplicá-la a benefício geral. Não obstante, os que a desfrutam, quase sempre malbaratam-na nos excessos e leviandades com que a comprometem, desastrados...

O bem deve ser feito como e onde cada qual se encontre.

Em razão disso, as situações e acontecimentos de que se não é responsável, no momento, devem ser enfrentados com serenidade e moderação de atos, por fazerem parte do contexto da vida, a que cada criatura se vincula.

A vida são o conteúdo superior que dela se deve extrair e a forma levada com que se pode retirar-lhe os benefícios.

Um dia sucede o outro, conduzindo as experiências de que se reveste, formando um todo de valores, que programam as futuras injunções para o ser.

Recorre, as situações diversas, aos recursos positivos de que dispões, e aguarda os resultados desse atitude.

Jesus é sempre o exemplo.

Poderia haver liberado todos os enfermos que encontrou pela senda; mas não o fez.

Se quisesse, teria modificado as ocorrências infelizes, que o levaram às supremas humilhações e à cruz; todavia, sequer o intentou.

Conferiria fortuna à pobreza, à mole esfaimada que O buscava, continuamente; todavia, não se preocupou com essa alternativa.

Elegeria para o Seu labor somente homens que O compreendessem e Lhe fossem fiéis, sem temores, nem fraquezas; porém optou pelo grupo de que se cercou.

Modificaria as estruturas sociais e culturais da Sua época; sem embargo, viveu-a em toda a plenitude, demonstrando a importância primacial da experiência interior e não dos valores externos, transitórios.

Apresentar-se-ia em triunfo social, submetendo o reizete que Lhe decidiu a sorte; apesar disso, facultou-se viver sob as condições do momento em plena aridez de sentimentos e escassez de amor entre as criaturas...

Jesus, no entanto, conhecia as razões fundamentais de todos os problemas humanos e a metodologia lenta da evolução; identificava que a emulação pela dor é mais significativa e escutada do que a do amor, sempre preterido; sabia do valor das conquistas superiores do Espírito, em detrimentos das falazes aquisições que se deterioram no túmulo e dissociam os tesouros da alma.

Tem, portanto, coragem e faze como Ele, ante dificuldades e problemas que passarão, armando-te hoje de esperança para o teu amanhã venturoso.



Da obra: Alerta.

Ditado pelo Espírito Joanna de Ângelis
Título: Oremos por Nossos Irmãos!
Enviado por: mariamanuelacorujo em 16 de Março de 2011, 22:24
Oramos - Emmanuel

***********************
Senhor!

Não te pedimos isenção das provas necessárias, mas apelamos para a tua misericórdia, a fim de que as nossas forças consigam superá-las. Não te rogamos a supressão dos problemas que nos afligem a estrada; no entanto, esperamos o apoio de teu amor, para que lhes confiramos a devida solução com base em nosso próprio esforço.

Não te solicitamos o afastamento dos adversários que nos entravam o passo e obscurecem o caminho; todavia, contamos com o teu amparo, de modo que aprendamos a aceitá-los aproveitando- lhes o concurso.

Não te imploramos imunidades contra as desilusões que porventura nos firam, mas exoramos o teu auxílio a fim de que lhes aceitemos, sem rebeldia, a função edificante e libertadora.

Não te suplicamos para que se nos livre o coração de penas e lágrimas; contudo, rogamos à tua benevolência para que venhamos a sobrestar-lhes o amargor, assimilando-lhes as lições...

Senhor, que saibamos agradecer a tua proteção e a tua bondade nas horas de alegria e de triunfo; entretanto, que nos dias de aflição e de fracasso possamos sentir conosco a luz de tua vigilância e de tua bênção!...

Da obra: Correio Fraterno.

Ditado pelo Espírito Emmanuel
Título: Descobertas Existenciais !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 17 de Março de 2011, 10:08
Descobertas existenciais.wmv (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PWtZREEzejVLdW5nIw==)
Título: Compaixão e Auxilio - Emmanuel
Enviado por: mariamanuelacorujo em 17 de Março de 2011, 10:14
Compaixão e Auxilio (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PVZxSU9QTm5rdGZvIw==)
Título: Solicitação Fraterna! - Andre Luiz
Enviado por: mariamanuelacorujo em 17 de Março de 2011, 10:21
CHICO XAVIER - SOLICITAÇÃO FRATERNA (ANDRÉ LUIZ) (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PUJya1pfS2VUSDIwIw==)
Título: CORAÇÃO - Sheilla
Enviado por: mariamanuelacorujo em 17 de Março de 2011, 12:58
CORAÇÃO - Sheilla
***************

O coração é a flor do agregado físico, a esplender a luz de Deus... Canal cósmico que se alinha na vida, como sendo a própria vida!

Os sentimentos nascem, se assim podemos dizer, neste centro de vida onde e por onde Deus fala, pelo verbo que se faz luz, no silêncio da própria vida.

O coração é a fonte das grandes realizações.

É, como que segredos, de que a ciência, no porvir, poderá dizer algo do bem maior que nascerá dentro de cada criatura.

Não penses que o corpo humano é puramente um amontoado de carne, nervos e ossos. Nele se encontram centros de vida, como sendo a vida do espírito, a vida do próprio Deus.

Se queres estudar Deus estudar entendendo o Espírito , estuda e pesquisa todos os corpos que servem à alma, procure começar a entender a maior maravilha do mundo material, que é o corpo físico. Começa por ele, para que possas entender, na gradação das leis, os outros instrumentos do Espírito como o próprio, e chegar a Deus.

Eis que a vida é, como disse Jacó, uma escada, e cada degrau representa uma dimensão.

Vigia, meu companheiro, os sentimentos, de modo a modificar os pensamentos, educando-os e instruindo-te, de forma a poderes conhecer um pouco mais da verdade, que ela te tomará livre, e o coração, em harmonia, deverá pulsar dentro de ti, candidato à luz, no mesmo ritmo da vida universal, como flor de Deus a te ofertar a ria esperança de amor e de paz.       

 

Título: ANTE A LEI DO BEM - Emmanuel
Enviado por: mariamanuelacorujo em 17 de Março de 2011, 13:10
ANTE A LEI DO BEM - Emmanuel
****************************************
Em verdade, quando as aflições se sucedem urnas às outras, simultaneamente, em nossa vida, sentimo-nos à feição do viajor perdido na selva, intimado pelas circunstâncias a construir o próprio caminho.

Quando atinjas um momento, assim obscuro, em que as crises aparecem gerando crises, não atribuas a outrem a culpa da situação embaraçosa ,em que te vejas e nem admitas que o desânimo te aposse das energias.

Analisa o valor do tempo e não canalizes a força potencial dos minutos para os domínios da queixa ou da frustração. Ora, levanta-te dos obstáculos em pensamento e age em favor da própria libertação, na certeza de que, por trás da dificuldade, a lei do bem está operando.

Certifica-te, sobretudo, de que Deus, Nosso Pai, é o autor e o sustentador
do Sumo-Bem. Nenhum mal lhe poderia alterar o governo supremo, baseado em amor infinito e bondade eterna. À vista de semelhante convicção, o que te parece doença é processo de recuperação da saúde. Pequenos dissabores que categorizas por ofensas serão convites a reexame dos empeços que te crivam a estrada ou apelos à oração por aqueles companheiros de Humanidade que levianamente se transformam em perseguidores das boas obras que ainda não conseguem compreender. Contratempos que interpretas como sendo ingratidão de pessoas queridas, quase sempre apenas significam modificações dos Desígnios Superiores, em beneficio dos entes que amamos e que prosseguem credores de nosso entendimento e carinho. Discórdia é problema que te pede ação pacificadora. Desarmonias domésticas mais não são que exigência de mais serviço aos familiares para que te concilies em definitivo com adversários do pretérito, suprimindo possibilidades de retorno a causas de sofrimento é
desequilíbrio que já te induziram a quedas e obsessões em existências  passadas, e até mesmo a presença da morte não se define senão por mais
renovação e mais vida.

Sempre que aflições te visitem na forma de enfermidades ou tristeza, humilhação ou penúria, perseguição ou tentação, prejuízo ou desastre, não te rendas às sugestões de rebeldia ou desalento. Trabalha e espera, entre o prazer de servir o a felicidade de confiar, recordando que, se procuras pelo socorro de Deus, o socorro de Deus também te procura. E se a tranqüilidade parece tardar, porque privações e provações se multipliquem, persevera com o trabalho e com a esperança, lembrando-te de que a lei do bem opera sempre e de que o amparo de Deus está oculto ou vem vindo.

 

Título: ELE ATENDERÁ - Emmanuel
Enviado por: mariamanuelacorujo em 17 de Março de 2011, 13:17
ELE ATENDERÁ - Emmanuel
***********************************

Quando atravesses um instante considerado terrível, na jornada redentora da Terra, recorda que o desespero é capaz de suprimir-te a visão ou barrar-te o caminho.

Para muitos, esse minuto estranho aparece na figura da enfermidade; para outros, na forma da cinza com que a morte lhes subtrai temporariamente o sorriso de um ente amado.

Em muitos lugares, guarda a feição de crise espiritual, aniquilando a esperança; e, em outros ainda, ei-lo que surge por avalanche de provas encadeadas, baldando a energia.

Ninguém escapa aos topes de luta, que diferem para cada um de nós, segundo os objetivos que procuramos nas conquistas do Espírito.

Esse jaz atormentado de tentações, aquele padece abandono, aquele outro chora oportunidades perdidas e mais outro lamenta os desenganos da própria queda.

Se chegaste a instante assim, obscurecido por nuvens de lágrimas, arrima-te à paciência, ouve a fé, aconselha-te com a reflexão e medita com a serenidade, mas não procures a opinião do esmorecimento.

Desânimo é fruto envenenado da ilusão que alimentamos a nosso respeito. Ele nos faz sentir pretensamente superiores a milhares de irmãos que, retendo qualidades não menos dignas que as nossas, carregam por amor fardos de sacrifício, dos quais diminutas parcelas nos esmagariam os ombros.

Venha o desânimo como vier, certifica-te de que a forma ideal para arredar-lhe a sombra será compreender, auxiliar, abençoar e servir sempre.

Guardes o coração conturbado ou ferido, magoado ou desfalecente, serve em favor dos que te amparem ou desajudem, entendam ou caluniem.

Ainda que todos os apoios humanos te falhem de improviso, nada precisas temer.

Tens contigo, à frente e à retaguarda, à esquerda e à direita, a força do companheiro invisível que te resolve os problemas sem perguntar e que te provê com todos os recursos indispensáveis à paz e à sustentação de teus dias. Ele que ama, trabalha e serve sem descanso, espera que ames, trabalhes e sirvas quanto possas.

Sem que o saibas, ele te acompanha os pequeninos progressos e se regozija com os teus mais íntimos triunfos, assegurando-te tranqüilidade e vitória. Ele que te salvou ontem salvará também hoje.

Em qualquer tempo, lugar, dia ou circunstância, em que te sintas à beira da queda na tentação ou na angústia, chama por Ele.

Ele te atenderá pelo nome de Deus.

Título: O argueiro e a trave no olho -O Evangelho Segundo o Espiritismo
Enviado por: mariamanuelacorujo em 17 de Março de 2011, 22:32
 O Evangelho Segundo o Espiritismo

O argueiro e a trave no olho
********************************

Como é que vedes um argueiro no olho do vosso irmão, quando não vedes uma trave no vosso olho? — Ou, como é que dizeis ao vosso irmão: Deixa-me tirar um argueiro ao teu olho, vós que tendes no vosso uma trave? — Hipócritas, tirai primeiro a trave ao vosso olho e depois, então, vede como podereis tirar o argueiro do olho do vosso irmão. (S. MATEUS, cap. VII, vv. 3 a 5.)

Uma das insensatezes da Humanidade consiste em vermos o mal de outrem,
antes de vermos o mal que está em nós.

Para julgar-se a si mesmo,
fora preciso que o homem pudesse ver seu interior num espelho,
pudesse, de certo modo,
transportar-se para fora de si próprio,
considerar-se como outra pessoa e perguntar:

Que pensaria eu, se visse alguém fazer o que faço?

Incontestavelmente, é o orgulho que induz o homem a dissimular,
para si mesmo, os seus defeitos, tanto morais, quanto físicos.

Semelhante insensatez é essencialmente contrária à caridade,
porquanto a verdadeira caridade
é modesta,
simples
e indulgente.

Caridade orgulhosa é um contra-senso,
visto que esses dois sentimentos
se neutralizam um ao outro.

Com efeito, como poderá um homem,
bastante presunçoso para acreditar na importância
da sua personalidade
e na supremacia das suas qualidades,
possuir ao mesmo tempo
abnegação bastante para fazer ressaltar
em outrem o bem que o eclipsaria,
em vez do mal que o exalçaria?

Por isso mesmo, porque é o pai de muitos vícios,
o orgulho é também a negação de muitas virtudes.

Ele se encontra na base e como móvel de quase todas as ações humanas.

Essa a razão por que Jesus se empenhou tanto
em combatê-lo,
como principal obstáculo ao progresso.

 

(Fonte: O Evangelho segundo o Espiritismo, cap. X, itens 9 e 10.)
Título: Campanha Amiga - Augusto Cezar Netto
Enviado por: mariamanuelacorujo em 17 de Março de 2011, 22:36
Campanha Amiga - Augusto Cezar Netto
**********************************************



Senhora.
Decididamente, o seu convite é uma honra.
A sua bondade me fala em conjugarmos esforços no apoio aos companheiros marginalizados pelo desgaste físico.
Sem dúvida, não é justo empregar a palavra “velhice” a fim de nos reportarmos a esses irmãos valorosos que souberam atravessar as barreiras do cotidiano, na Terra, sem recorrerem à fuga ou ao suicídio.
Que são heróis já se vê.
Formaram famílias robustas. Doaram-se a filhos e netos. Ergueram lar seguro para os descendentes. Trabalharam com fidelidade extrema aos próprios deveres.
E agora muitos deles se espalham por aí, largados a si mesmos ou afetuosamente detidos nos chamados “refúgios geriátricos”, sentenciados à tristeza, como se exílio fosse prêmio à dedicação.
Compreendemos que essa campanha em auxílio aos super-idosos não inclui qualquer gênero de crítica aos grupos sociais. No crepúsculo da reencarnação os companheiros da estrada humana, quase sempre, estão cansados, qual se não tivessem tido tempo para socorrer aos próprios nervos, senão quando a aposentadoria.
E estamos convencidos de que a maioria deles se recolhe a pensionatos de tratamento a descanso atendendo a decisão voluntária. Sentem-se esses nossos irmãos incompatibilizados com as extravagâncias de determinados descendentes, declaram não suportar os costumes dos bisnetos, nem a algazarra das crianças. E retiram-se para as casas de repouso, no ilusório tentame de esquecer. Entretanto, a família lhes palpita nos recessos da alma. Começam a viver de recordações, imobilizados no tempo, com as lágrimas penduradas nos olhos, esperando que o carinho de alguém lhes reaqueça os corações.
Temos tantos casos desses, sob nossa observação que só nos resta formular os melhores votos pelo êxito do empreendimento que se reveste de tamanha oportunidade.
E se você, coração amigo, se você nos pode emprestar os ouvidos, escute o nosso apelo.
Se possível, adote uma criatura super-idosa por parente, sem afastá-la da paisagem na qual se encontre. Você surpreenderá o seu tutelado tanto em algum recanto esquecido, onde a penúria fornece lições de humildade e fé em Deus, quanto em algum pouso aristocrático, no qual a saudade leciona paciência e conformação.
Se é carência de ordem material o problema de seu protegido, recorde a importância de que o alimento e o agasalho se revestem para ele, e se é pesar pela ausência da família, conceda-lhe alguns minutos de conversação por semana.Meia hora de entendimento, um livro reconfortante, algum tópico ,ais expressivo da imprensa, essa ou aquela página de carinho ou um simples bilhete que demonstre atenção, constituem ingredientes de que se lhes entreteça o reconforto.
Mas por obséquio, não chame os seus protegidos por “vovô” ou por “vovó”, porque esses titulações pertencem aos pais de seus pais e, quando atiradas a outrem, podem ser pontas de sarcasmo que humilham ou depreciam aqueles que a recolhem.
Trate com gentileza o companheiro ou a irmã aos quais você se proponha auxiliar, como se estivesse à frente de um amigo e hóspede de Jesus.
E lembre-se de que se você não desencarnar na mocidade ou nas primeiras faixas de idade adulta, igualmente passará pela obrigação de tolerar o “tempo do desgaste” e, com toda a certeza, embora as plásticas regeneradoras em larga usança no mundo de hoje, você também andará de corpo abatido a inclinar-se para o chão até cair…


Pelo Espírito Augusto Cezar Netto
Do livro: Augusto Vive
Título: Incógnitas - Hammed
Enviado por: mariamanuelacorujo em 17 de Março de 2011, 22:41
Incógnitas - Hammed
*************************





“… Todos tendes más tendências a vencer defeitos a corrigir hábitos a modificar; todos tendes um fardo mais ou menos pesado a depor para escalar o cume da montanha do progresso. Por que, pois, serdes tão clarividentes para com o próximo e cegos em relação a vós mesmos? (ESE – Capítulo 10, item 18.)



Analisas a obra assistencial e a criticas, afirmando que a tarefa poderia ser muito melhor, que o atendimento requer técnicas mais apropriadas e que, se outras prioridades fossem atingidas, en­tão as metas sociais seriam mais abrangentes.

Mas não te dispões a doar tuas mãos na realização de uma vida melhor aos necessitados.

Analisas o expositor e o criticas, argumentando que a narrativa poderia ser mais convincente e menos enfadonha. Que se ele lançasse mão de recursos de oratória e tivesse um vocabulário mais rico, prenderia mais a atenção e elucidaria melhor os ouvintes.

Mas não te dispões a ler e a estudar, e muito menos a falar em público no serviço de reeducação das pessoas, retirando-as das crenças negativas que bloqueiam vidas.

Analisas o administrador do serviço e o criticas, asseve­rando que ele mantém posição intransigente e orgulhosa, e julgas que ele deveria ser mais humilde e compreensivo no trato com os dirigidos.

Mas não te dispões a usar a mesma compreensão e humil­dade exigidas dele, não percebendo que vês o cisco no olho dos outros, e não vês a trave no teu.

Analisas a conduta alheia e a criticas, observando rigorosamente procedimentos e atitudes que julgas inadmissíveis, e te colocas distante e impermeável a condutas levianas.

Mas não te dispões a ajudar sinceramente a ninguém, e te esqueces de que poderás vir a errar, pois todos os que vivem sobre a Terra são passíveis de enganos e desacertos.

Analisas o governo do país e o criticas, julgando pela tua ótica que todos os parlamentares ou ocupantes de cargos gover­namentais não são confiáveis nem bons servidores, e que a nação está envolvida no caos.

Mas não te dispões a cooperar e nada fazes pela comu­nidade em que vives, relegando somente aos governantes obrigações e deveres, esquecendo que todos nós vivemos interligados e que depende também de ti o bem-estar e a prosperidade da população.

Analisas dores e sofrimentos e criticas a vida, dizendo-te sozinho e desamparado perante a Providência Divina e que Deus te abandonou.

Mas não te dispões a renovar-te, não te dando conta que, se não fizeres auto-observação em teus atos e atitudes negativas, continuarás atraindo energias desconexas que te descontrolarão o cosmo orgânico.

Incoerente é a posição de toda criatura que reclama, critica, ofende, esbraveja e que nunca se faz apta a fazer algum bem, em favor de si mesma ou dos outros.

Perplexos ficamos todos nós diante das rogativas das pessoas que solicitam ajuda com os lábios, e nunca com ações; que muito pedem e nunca doam; que somente visualizam as necessidades próprias, e nunca vêem a vida como um ritmo cósmico interconectado com todas as coisas, de maneira que o “todo” é mantido pelo apoio das “partes”.

Examinemos, pois, com profundidade nossas críticas, porque elas dificultam a transformação e o progresso de nossa existência, se não forem estruturadas na reflexão e na reparação de nossos erros.

Para que não sejas uma incógnita na vida que Deus te proporcionou, não faças crítica pela crítica, mas sim trabalha como e quanto puderes, sempre em tua órbita de possibilidades, para que a prosperidade seja uma constante em teus caminhos.

 

Do livro “Renovando Atitudes”
Pelo espírito Hammed

Título: OREMOS POR NOSSOS IRMÃOS
Enviado por: mariamanuelacorujo em 17 de Março de 2011, 22:47
OREMOS POR NOSSOS IRMÃOS
*****************************************
Senhor! …
Ensina-nos a compreender a importância dos outros.

Em verdade, recolhemos de alguns as dificuldades e os problemas, no entanto, de inúmeros outros obtemos as alegrias e as bênçãos que nos enobrecem a vida.

Entre alguns outros, surpreendemos os adversários gratuitos que, por vezes, buscam entravar-nos os passos; faze-nos entender, porém, que entre muitos outros, encontramos os amigos e os benfeitores, os companheiros de ideal e trabalho, os que colaboram conosco, em nossas realizações, e os que nos aliviam nas tribulações do caminho.

De alguns, temos a censura, mas de outros, procedem os estímulos ao desempenho das tarefas que nos confiaste.

Alguns nos inclinam ao pessimismo, entretanto, outros muitos nos estendem cooperação e esperança, encorajamento e carinho.

Das mãos de alguns, recebemos obstáculos que nos alarmam por momentos, no entanto, de muitos outros recebemos consolo e incentivo, apreço e aprovação para muito tempo nas trilhas do cotidiano.

Quando a nuvem da provação nos alcance, induze-nos a buscar, com humildade, o socorro dos corações que se nos fazem doadores da paz e da segurança de que todos necessitamos para viver, segundo os teus desígnios.

Senhor, haja o que houver da parte de alguns para que se nos enfraqueçam as energias na estrada do próprio aperfeiçoamento, auxilia-nos a procurar o concurso dos outros com a aceitação de nossa pequenez, para que não nos faltem as oportunidades de serviço e aprimoramento, aprendizado e renovação, hoje e sempre.

Assim seja.


 

Pelo Espírito Meimei 
Do livro: Deus Aguarda
Título: Responsabilidade com sua cura- Ermance Dufaux !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 18 de Março de 2011, 08:26
Responsabilidade com sua cura (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PWtSdFozemJFejI0Iw==)
Título: Abertura para o Auxilio - Ermance Dufaux!
Enviado por: mariamanuelacorujo em 18 de Março de 2011, 08:28
Abertura para o Auxílio (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PVAyeHM3NjdleHZBIw==)
Título: Jesus Contigo! Auta de Souza
Enviado por: mariamanuelacorujo em 18 de Março de 2011, 08:38
Jesus Contigo. (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PXdYeTEtY0hPaERvIw==)
Título: Á Virgem Santissima- Antero de Quental
Enviado por: mariamanuelacorujo em 18 de Março de 2011, 08:46
ANTERO DE QUENTAL - À VIRGEM SANTÍSSIMA. (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PXRrWFRuM2V2ejBJI3dz)
Título: A Arte de Cultivar Virtudes !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 18 de Março de 2011, 08:49
A arte de cultivar virtudes (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PUlnZGRqclJ1MTFRIw==)
Título: Vampirismo !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 18 de Março de 2011, 09:02
Vampirismo (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PWlmMnNscFZEaXRnIw==)
Título: Todo Dia É Menos Um Dia ! - Carlos Drumond de Andrade
Enviado por: mariamanuelacorujo em 18 de Março de 2011, 09:04
YouTube - Broadcast Yourself. (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PXlTaGNHclFYVnlJIw==)
Título: Depressões ! Emmanuel
Enviado por: mariamanuelacorujo em 18 de Março de 2011, 09:06
Depressão.wmv (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PTdxbXBndklxdzA4Iw==)
Título: Hora de Luz ! - Emmanuel
Enviado por: mariamanuelacorujo em 18 de Março de 2011, 09:09
Hora de Luz.wmv (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PUpsQ2g1RGdPX3A4Iw==)
Título: O Pão Nosso ! Meimei
Enviado por: mariamanuelacorujo em 18 de Março de 2011, 09:11
O pão nosso Meimei (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PU5QSVJiNXgtOVFNIw==)
Título: Viver em Paz ! - Emmanuel
Enviado por: mariamanuelacorujo em 18 de Março de 2011, 09:14
viver em paz (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PXZDTHN6OTN6ZGhnIw==)
Título: Melhor de Voce ! Madre Tereza de Calcuta
Enviado por: mariamanuelacorujo em 18 de Março de 2011, 09:16
Melhor de você (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PVR5ZFo0UnVTOER3Iw==)
Título: Uma Luz! - Maria Dolores
Enviado por: mariamanuelacorujo em 18 de Março de 2011, 09:20
Uma luz - Maria Dolores
*********************


Por vezes, tanto empeço na estrada,
Que indagas, coração, de alma desencantada,
Por que meios humanos prosseguir…
Entretanto, ergue a fronte, ao vasto firmamento,
Da nuvem mais pesada ou do céu mais cinzento
Uma luz há de vir…
Deus a ninguém esquece… Ante a sombra noturna,
Sem bússola na selva imóvel e soturna,
O viajor se detém, sem coragem de agir;
Pára, pensando em Deus… A névoa se condensa…
Mas a oração lhe diz, além da sombra imensa:
Uma luz há de vir…
Abate-se na mina a sinistra barragem,
Pedras, detritos e lama impedem a passagem,
Vozes clamam, no fundo, a gemer e a pedir;
Eis que a prece se eleva e, ao socorro da Altura,
Gritam vozes de irmãos, promovendo a abertura:
Uma luz há de vir…
É noite. Sobre o mar, há vulcões em batalha,
Relâmpagos relembram fogo de metralha
No trovão a rugir;
O barco, aos vagalhões, treme, estremece, estala
Pequena multidão, ora, espera e se cala…
Uma luz há de vir…
Desse modo, igualmente, alma fraterna,
Quando a prova por sombra te governa,
Qual noite que te oculta as visões do porvir,
Quando tudo pareça escuridão que avança,
Trabalha, serve, crê e ouve a voz da esperança:
Uma luz há de vir…


Pelo Espírito Maria Dolores
Do livro: Maria Dolores
Título: A poderosa Energia do Amor ! - Hammed
Enviado por: mariamanuelacorujo em 18 de Março de 2011, 11:01
A poderosa energia do amor (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PV9vN0FCRllRSzRrIw==)
Título: OREMOS IRMÃOS !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 18 de Março de 2011, 15:09
Unam as Mãos
Cerrem os Olhos,
Silenciem os Pensamentos,
Serenem Vosso Ser,
esqueçam-se um pouco de Vós
e Orem Tocando em Prece
os Muitos Irmãos
que neste instante
Sofrem Imensamente
em seu Corpo Fisico ou Espiritual.

Emanem a Vossa Luz de Amor
em Imensa Radiação de Auxilio !

(Equipe Espiritual Nosso Lar)
*********************************************************


Senhor Jesus,

Dai-nos o poder de operar a própria conversão
Para que o Teu Reino de Amor seja irradiado
Do Centro de nós mesmos!

Contigo em nós, converteremos

A treva em claridade,
A dor em alegria,
O ódio em amor,
A descrença em fé viva,
A dúvida em certeza,
A maldade em bondade,
A ignorância em compreensão e sabedoria,
A dureza em ternura,
A fraqueza em força,
O egoísmo em cântico fraterno,
O orgulho em humildade,
O torvo mal em Infinito Bem.

Sabemos, Senhor,
Que, de nós mesmos,
Somente possuímos a inferioridade
De que nos devemos desvencilhar,
Mas, unidos a Ti,
Somos galhos frutíferos na árvore dos séculos,
Que as tempestades da experiência
Jamais deceparão…

Assim, pois, Mestre amoroso,
Digna-te amparar-nos
A fim de que nos elevemos,
Ao encontro de tuas mãos sábias e compassivas,
Que nos erguerão da inutilidade,
Para o serviço da cooperação Divina,
Agora e para sempre.
Assim Seja.

André Luiz

Psicografia Francisco Candido Xavier
Título: Imperativos Cristãos ! - Andre Luiz
Enviado por: mariamanuelacorujo em 20 de Março de 2011, 14:33
Imperativos Cristãos - Acervo Virtual Espírita (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PW82WE16Y3B6YTlnIw==)
Título: Perdão! - Irmão Jose
Enviado por: mariamanuelacorujo em 20 de Março de 2011, 14:34
Perdão (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PXNrUzlBdHFwamQ4Iw==)
Título: Na Jornada Espiritual ! - Batuira
Enviado por: mariamanuelacorujo em 20 de Março de 2011, 14:37
Na Jornada Espiritual (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PWNOZk5feEZ6R01nIw==)
Título: Mesmo Assim! - Madre Teresa de Calcuta
Enviado por: mariamanuelacorujo em 20 de Março de 2011, 14:41
Mesmo Assim (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PWUtVlVYdVJDdlNJIw==)
Título: Agradecimento! - Allan Kardec
Enviado por: mariamanuelacorujo em 20 de Março de 2011, 14:47
Prece Espirita - Allan Kardec - Agradecimento (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PU9lSl9mQkVjMmNnIw==)
Título: PERDOAI, PARA QUE DEUS VOS PERDOE - O Evangelho Segundo o Espiritismo
Enviado por: mariamanuelacorujo em 20 de Março de 2011, 21:15
PERDOAI, PARA QUE DEUS VOS PERDOE - O Evangelho Segundo o Espiritismo
***********************************************************
1. Bem-aventurados os que são misericordiosos, porque obterão misericórdia.
(S. MATEUS, cap. V, v. 7.)

2. Se perdoardes aos homens as faltas que cometerem contra vós, também vosso Pai celestial vos perdoará os pecados; - mas, se não perdoardes aos homens quando vos tenham ofendido, vosso Pai celestial também não vos perdoará os pecados.
(S. MATEUS, cap. VI, vv. 14 e 15.)

3. Se contra vós pecou vosso irmão,
ide fazer-lhe sentir a falta em particular,
a sós com ele; se vos atender, tereis ganho o vosso irmão.

 Então, aproximando-se dele,
disse-lhe Pedro:
"Senhor, quantas vezes perdoarei a meu irmão, quando houver pecado contra mim? Até sete vezes?" - Respondeu-lhe Jesus: "Não vos digo que perdoeis até sete vezes, mas até setenta vezes sete vezes."
(S. MATEUS, cap. XVIII, vv. 15, 21 e 22.)

4. A misericórdia é o complemento da brandura,
porquanto aquele que não for misericordioso
não poderá ser brando e pacífico.

Ela consiste no esquecimento
e no perdão das ofensas.

O ódio e o rancor denotam alma
sem elevação,
nem grandeza.

O esquecimento das ofensas
é próprio da alma elevada,
que paira acima dos golpes
que lhe possam desferir.

Uma é sempre ansiosa,
de sombria suscetibilidade
e cheia de fel;

a outra é calma,
toda mansidão e caridade.

Ai daquele que diz: nunca perdoarei.
Esse, se não for condenado pelos homens, sê-lo-á por Deus.

Com que direito reclamaria ele o perdão
de suas próprias faltas,
se não perdoa as dos outros?

Jesus nos ensina que a misericórdia não deve ter limites, quando diz que cada um perdoe ao seu irmão, não sete vezes, mas setenta vezes sete vezes.

Há, porém, duas maneiras bem diferentes de perdoar:
uma, grande,
nobre,
verdadeiramente generosa,
sem pensamento oculto,
que evita, com delicadeza,
ferir o amor-próprio
e a suscetibilidade do adversário,
 ainda quando este último
nenhuma justificativa possa ter;

a segunda é a em que o ofendido,
ou aquele que tal se julga,
impõe ao outro condições humilhantes
e lhe faz sentir o peso de um perdão que irrita,
em vez de acalmar;
se estende a mão ao ofensor,
não o faz com benevolência,
mas com ostentação,
a fim de poder dizer a toda gente:
vede como sou generoso!

Nessas circunstâncias,
é impossível uma reconciliação
sincera de parte a parte.
Não, não há aí generosidade;
há apenas uma forma de satisfazer ao orgulho.

Em toda contenda, aquele que
se mostra mais conciliador,
que demonstra mais desinteresse,
caridade
e verdadeira grandeza dalma
granjeará sempre a simpatia
das pessoas imparciais.

Título: RECONCILIAÇÃO COM OS ADVERSÁRIOS -O Evangelho Segundo O ESpiritismo
Enviado por: mariamanuelacorujo em 20 de Março de 2011, 21:23
RECONCILIAÇÃO COM OS ADVERSÁRIOS -O Evangelho Segundo O ESpiritismo
********************************************************
5. Reconciliai-vos o mais depressa possível com o vosso adversário, enquanto estais com ele a caminho, para que ele não vos entregue ao juiz, o juiz não vos entregue ao ministro da justiça e não sejais metido em prisão. - Digo-vos, em verdade, que daí não saireis, enquanto não houverdes pago o último ceitil. (S. MATEUS, cap. V, vv. 25 e 26.)

6. Na prática do perdão,
como, em geral,
na do bem,
não há somente um efeito moral:
há também um efeito material.

A morte, como sabemos,
não nos livra dos nossos inimigos;
os Espíritos vingativos perseguem,
muitas vezes,
com seu ódio,
no além-túmulo,
aqueles contra os quais
guardam rancor;
donde decorre a falsidade
do provérbio que diz:
 "Morto o animal, morto o veneno",
quando aplicado ao homem.

O Espírito mau espera que o outro,
a quem ele quer mal,
esteja preso ao seu corpo e,
assim, menos livre,
para mais facilmente o atormentar,
ferir nos seus interesses,
ou nas suas mais caras afeições.

Nesse fato reside a causa
da maioria dos casos de obsessão,
sobretudo dos que apresentam certa gravidade,
quais os de subjugação e possessão.

O obsidiado e o possesso são, pois,
quase sempre vítimas de uma vingança,
cujo motivo se encontra
em existência anterior,
e à qual o que a sofre
deu lugar pelo seu proceder.

Deus o permite, para os punir do mal
que a seu turno praticaram,
ou, se tal não ocorreu,
por haverem faltado
com a indulgência
e a caridade,
 não perdoando.

Importa, conseguintemente,
do ponto de vista da tranqüilidade futura,
que cada um repare, quanto antes,
 os agravos que haja causado
ao seu próximo,
que perdoe aos seus inimigos,
a fim de que, antes que a morte lhe chegue,
esteja apagado qualquer motivo de dissensão,
 toda causa fundada de ulterior animosidade.

Por essa forma,
de um inimigo encarniçado neste mundo
se pode fazer um amigo no outro;
pelo menos, o que assim
procede
põe de seu lado o bom direito
e Deus
não consente que aquele
que perdoou sofra qualquer vingança.

Quando Jesus recomenda
que nos reconciliemos
o mais cedo possível
com o nosso adversário,
não é somente objetivando
apaziguar as discórdias
no curso da nossa atual existência;
é, principalmente,
para que elas se não perpetuem
nas existências futuras.

Não saireis de lá, da prisão,
enquanto não houverdes
pago até o último centavo,
isto é, enquanto não houverdes
satisfeito completamente a justiça de Deus.

Título: VIVER EM PAZ ! - Emmanuel
Enviado por: mariamanuelacorujo em 20 de Março de 2011, 21:35
VIVER EM PAZ ! - Emmanuel

***********************************
"...Vivei em paz..." Paulo, (II CORÍNTIOS. 13:11.)


Mantém-te em paz.

É provável que os outros te guerreiem gratuitamente, hostilizando-te a maneira de viver; entretanto, podes avançar em teu roteiro, sem guerrear a ninguém.

Para issso, contudo - para que a tranquilidade te banhe o pensamento -, é necessário que a compaixão e a bondade te sigam todos os passos.

Assume contigo mesmo o compromisso de evitar a exasperação.

Junta da serenidade, poderás analisar cada acontecimento e cada pessoa no lugar e na posição que lhes dizem respeito.

Repara, carinhosamente, os que te procuram no caminho...

Todos os que surgem, aflitos ou desesperados, coléricos ou desabridos, trazem chagas ou ilusões. Prisioneiros da vaidade ou da ignorância, não souberam tolerar a luz da verdade e clamam irritadiços... Unge-te de piedade e penetra-lhes os recessos do ser, e identificarás em todos eles crianças espirituais que se sentem ultrajadas ou contundidas.

Uns acusam, outros choram.

Ajuda-os, enquanto podes.

Pacificando-lhes a alma, harmonizarás, ainda mais, a tua vida.

Aprendamos a compreender cada mente em seu problema.

Recorda-te de que a Natureza, sempre divina em seus fundamentos, respeita a lei do equilíbrio e conserva-a sem cessar.

Ainda mesmo quando os homens se mostram desvairados, nos conflitos abertos, a Terra é sempre firme e o Sol fulgura sempre.

Viver de qualquer modo é de todos, mas viver em paz consigo mesmo é serviço de poucos.

Da obra: Fonte Viva.
Ditado pelo Espírito Emmanuel
Título: VOCE MESMO ! - Andre Luiz
Enviado por: mariamanuelacorujo em 20 de Março de 2011, 21:41
VOCE MESMO ! - Andre Luiz
************************************
Lembre-se de que você mesmo é:

O melhor secretário de sua tarefa.

O mais eficiente propagandista de seus ideais.

A mais clara demonstração de seus princípios.

O mais alto padrão do ensino superior que seu espírito abraça e a mensagem viva das elevadas noções que você transmite aos outros.

Não se esqueça, igualmente, de que:

O maior inimigo de suas realizações mais nobres, a completa ou incompleta negação do idealismo sublime que você apregoa.

A nota discordante da sinfonia do bem que pretende executar.

O arquiteto de suas aflições e o destruidor de suas oportunidades de elevação - é você mesmo.

Da obra: Agenda Cristã.
Ditado pelo Espírito André Luiz
Título: OREMOS POR NOSSOS IRMÃOS SEMPRE !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 20 de Março de 2011, 21:47
OREMOS POR NOSSOS IRMÃOS SEMPRE !

Prece no Templo Espírita
*****************************

Senhor Jesus, abençoa, por misericórdia, o lar que nos deste ao serviço da oração.

Reúne-nos aqui em teu amor e ensina-nos a procurar-te para que não nos percamos à margem do caminho.

Nos instantes felizes, sê nossa força, para que a alegria não nos torne ingratos e insensíveis.

Nos momentos amargos, sê nosso arrimo, para que a tristeza não nos faça abatidos e inúteis.

Nos dias claros, concede-nos a benção do suor no trabalho digno.

Nas noites tempestuosas, esclarece-nos o espírito para que te entendamos a advertência.

Inclina-nos a pensar sentindo, para que não guardemos gelo no cérebro, e induze-nos a sentir pensando para que não tenhamos fogo no coração.

Ajuda-nos para que a caridade em nossa existência não seja vaidade que dilacere os outros e para que a humildade em nossos dias não seja orgulho rastejante! ...

Auxilia-nos para que a nossa fé não se converta em fanatismo e para que o nosso destemor não se transforme em petulância.

Amorável Benfeitor, perdoa as nossas faltas.

Mestre Sublime, reergue-nos para a lição.

E, sobretudo, Senhor, faze que entendamos a Divina Vontade, a fim de que, aprendendo a servir contigo, saibamos dissolver a sombra de nossa presença na glória de tua luz!

Da obra: O Espírito da Verdade.
Ditado pelo Espírito Emmanuel
Título: Depressão ! - Irmão Jose
Enviado por: mariamanuelacorujo em 21 de Março de 2011, 03:56
Prece Depressão.wmv (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PWJhTW5aSzMyOG44Iw==)
Título: Prece por uma ação graças!
Enviado por: mariamanuelacorujo em 21 de Março de 2011, 03:58
PRECE POR UMA AÇÃO DE GRAÇAS.wmv (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PWV3OGpadVg1UmtnIw==)
Título: Prece para resistir á tentação!
Enviado por: mariamanuelacorujo em 21 de Março de 2011, 04:00
PRECE PARA RESISTIR À TENTAÇÃO.wmv (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PUp3NkUwT2U0UVlNIw==)
Título: Prece para pedir um conselho espiritual!
Enviado por: mariamanuelacorujo em 21 de Março de 2011, 04:02
PRECE PARA PEDIR UM CONSELHO ESPIRITUAL.wmv (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PTFKSFRsV0lkWFdjIw==)
Título: Prece para os inimigos!
Enviado por: mariamanuelacorujo em 21 de Março de 2011, 04:04
PRECE PARA OS INIMIGOS.wmv (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PUxtR0FZLUVvWVZrIw==)
Título: Prece para afastar os maus espiritos!
Enviado por: mariamanuelacorujo em 21 de Março de 2011, 04:06
PRECE PARA AFASTAR OS MAUS ESPÍRITOS.wmv (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PU0tMmY1QmQwTnEwIw==)
Título: Prece nas Aflições da Vida!
Enviado por: mariamanuelacorujo em 21 de Março de 2011, 04:08
PRECE NAS AFLIÇÕES DA VIDA.wmv (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PTIwdVhfQkJyNGcwIw==)
Título: Prece Diante de um Perigo!
Enviado por: mariamanuelacorujo em 21 de Março de 2011, 04:09
PRECE DIANTE DE UM PERIGO.wmv (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PUhHQ2NGOFE3Sm0wIw==)
Título: Prece aos Anjos Guardiães!
Enviado por: mariamanuelacorujo em 21 de Março de 2011, 04:11
PRECE AOS ANJOS GUARDIÃES.wmv (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PVZfZlBxbjl2dHNZIw==)
Título: Poema de Deus!
Enviado por: mariamanuelacorujo em 21 de Março de 2011, 04:16
Poema de Deus (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PU5pMEVsaEsybE1rIw==)
Título: Oração e Humildade!
Enviado por: mariamanuelacorujo em 21 de Março de 2011, 04:22
Oração e Humildade.(muito linda!) (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PXlrdjhPYjFGTzhjIw==)
Título: Aceita a Propria Vida !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 21 de Março de 2011, 04:24
Aceita a propria vida. (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PTlVWDF3dElQU0NrIw==)
Título: Oração diante do tempo - Maria Dolores
Enviado por: mariamanuelacorujo em 21 de Março de 2011, 10:43
Oração diante do tempo - Maria Dolores
*******************************************

 

Deus da Eterna Bondade!
Perante a evolução que avança, de hora a hora.
Não nos deixes gastar o tempo em vão…
Resguarda-nos o passo, onde estivermos;
Ajuda-nos, Senhor, e ensina-nos agora
A entregar-te em serviço o próprio coração.
Colocaste no Espaço indômito e profundo,
O dínamo do Sol equilibrando o mundo, 
Divino gerador de energia a brilhar!
Em ti, a fonte verte a render-se, de todo, 
E extinguindo o deserto ou desfazendo o lodo, 
Organiza, onde esteja, a formação do lar.
Em ti a Terra, em tudo, nos aceita
Por mãe que se consagra à ternura perfeita,
No exercício do bem…
Deste à árvore o dom de viver para o homem, 
Sem qualquer recompensa às lutas que a consomem
Para dar-se e servir sem perguntar a quem…
A rocha, em ti na fé que não se cansa, 
Garante em todo o vale a segurança
Para que o solo vibre em fruto e flor;
E o mar, em teu poder, que o ajusta e harmoniza
Ao fragor da tormenta ou seja à paz da brisa, 
Vive de renovar e recompor…
A marca que puseste em toda a natureza,
É a bondade celeste em jorros de beleza,
Amor que ao teu amor excelso nos conduz;
Da nuvem abismal à estrela augusta e bela,
Em toda parte, a vida te revela
A presença de luz.
Deus da Eterna Bondade
Perante a evolução que avança, hora por hora, 
Não nos deixes gastar o tempo em vão…
Resguarda-nos o passo, onde estivermos;
Ajuda-nos, Senhor, e ensina-nos agora
A entregar-te, em serviço, o próprio coração.


Pelo Espírito Maria Dolores
Do livro: Caminhos de Volta
Título: Ser Feliz - Hammed
Enviado por: mariamanuelacorujo em 21 de Março de 2011, 10:49
Ser Feliz - Hammed
***********************




“… Assim, pois, aqueles que pregam ser a Terra a única morada do homem, e que só nela, e numa só existên­cia, lhe é permitido atingir o mais alto grau das felicidades que a sua natureza comporta, iludem-se e enganam aqueles que os escutam…” (ESE Capítulo 5, item 20.)


As estradas que nos levam à felicidade fazem parte de um método gradual de crescimento íntimo cuja prática só pode ser exercitada pausadamente, pois a verdadeira fórmula da felicidade é a realização de um constante trabalho interior.

Ser feliz não é uma questão de circunstância, de estarmos sozinhos ou acompanhados pelos outros, porém de uma atitude comportamental em face das tarefas que viemos desempenhar na Terra.

Nosso principal objetivo é progredir espiritualmente e, ao mesmo tempo, tomar consciência de que os momentos felizes ou infelizes de nossa vida são o resultado direto de atitudes distorcidas ou não, vivenciadas ao longo do nosso caminho.

No entanto, por acreditarmos que cabe unicamente a nós a responsabilidade pela felicidade dos outros, acabamos nos esquecendo de nós mesmos. Como conseqüência, não ad­ministramos, não dirigimos e não conduzimos nossos próprios passos. Tomamos como jugo deveres que não são nossos e assumimos compromissos que pertencem ao livre-arbítrio dos outros. O nosso erro começa quando zelamos pelas outras pes­soas e as protegemos, deixando de segurar as rédeas de nossas decisões e de nossos caminhos.

Construímos castelos no ar, sonhamos e sonhamos irrealidades, convertemos em mito a verdade e, por entre ilusões românticas, investimos toda a nossa felicidade em relacionamentos cheios de expectativas coloridas, condenando-nos sempre a decepções crônicas.

Ninguém pode nos fazer felizes ou infelizes, somente nós mesmos é que regemos o nosso destino. Assim sendo, sucessos ou fracassos são subprodutos de nossas atitudes construtivas ou destrutivas.

A destinação do ser humano é ser feliz, pois todos fomos criados para desfrutar a felicidade como efetivo patrimônio e direito natural.

O ser psicológico está fadado a uma realização de plena alegria, mas por enquanto a completa satisfação é de poucos, ou seja, somente daqueles que já descobriram que não é necessário compreender como os outros percebem a vida, mas sim como nós a percebemos, conscientizando-nos de que cada criatura tem uma maneira única de ser feliz. Para sentir as primeiras ondas do gosto de viver, basta aceitar que cada ser humano tem um ponto de vista que é válido, conforme sua idade espiritual.

Para ser feliz, basta entender que a felicidade dos outros é também a nossa felicidade, porque todos somos filhos de Deus, estamos todos sob a Proteção Divina e formamos um único re­banho, do qual, conforme as afirmações evangélicas, nenhuma ovelha se perderá.

É sempre fácil demais culparmos um cônjuge, um amigo ou uma situação pela insatisfação de nossa alma, porque pensa­mos que, se os outros se comportassem de acordo com nossos planos e objetivos, tudo seria invariavelmente perfeito. Esque­cemos, porém, que o controle absoluto sobre as criaturas não nos é vantajoso e nem mesmo possível. A felicidade dispensa rótulos, e nosso mundo seria mais repleto de momentos agradáveis se olhássemos as pessoas sem limitações preconceituosas, se a nossa forma de pensar ocorresse de modo independente e se avaliássemos cada indivíduo como uma pessoa singular e distinta.

Nossa felicidade baseia-se numa adaptação satisfatória à nossa vida social, familiar, psíquica e espiritual, bem como numa capacidade de ajustamento às diversas situações vivenciais.

Felicidade não é simplesmente a realização de todos os nossos desejos; é antes a noção de que podemos nos satisfazer com nossas reais possibilidades.

Em face de todas essas conjunturas e de outras tantas que não se fizeram objeto de nossas presentes reflexões, considera­mos que o trabalho interior que produz felicidade não é, obvia­mente, meta de uma curta etapa, mas um longo processo que levará muitas existências, através da Eternidade, nas muitas mo­radas da Casa do Pai.

 

Do livro Renovando Atitudes 
Pelo espirito Hammed

Título: Re: Ser Feliz - Hammed
Enviado por: orichá em 21 de Março de 2011, 14:46
Grande verdade.....Grandes palavras.. :)
Título: Felicidade em Tudo que se Faça - Adenauer Novaes
Enviado por: mariamanuelacorujo em 21 de Março de 2011, 23:39
Felicidade em Tudo que se Faça - Adenauer Novaes

*************************************************************



Em Casa: Transforme a casa onde você mora num lar de convivência agradável. Seja você o elemento que busca a felicidade através da agregação e da harmonia. Transforme sua vida entre quatro paredes num presente e entregue-o àqueles que moram com você...

Com a Família: Faça de sua família o núcleo onde podem ser encontrados seus amigos. A amizade entre os membros de uma família é fundamental para a felicidade do grupo.

Com dinheiro: Considere o dinheiro o instrumento resultante do trabalho digno e com ele você poderá proporcionar a felicidade pessoal e daqueles que convivem com você. Use-o sem se deixar escravizar por ele.

Viajando: Ao viajar transforme seu deslocamento em momentos de alegria pessoal, sua e dos que lhe fazem companhia. Sua felicidade não está em viajar, mas em aprender e crescer enquanto se desloca.

Amando: Seja feliz enquanto está amando alguém. Mostre ao outro que sua felicidade é fruto de seu trabalho interior, o qual recebe a contribuição da pessoa amada. Enquanto ama, ensine aos outros a conquistar o amor em suas vidas para que também eles se sintam felizes.

Na Doença: Busque ser feliz independente de estar doente. A doença é um sinal da necessidade de reflexão e não deve se tornar um empecilho à sua harmonia. Seja feliz com o espírito em paz, mesmo tendo o corpo doente. Corpo e espírito diferem pela essência e aparência.

Sem Culpa: Divida sua culpa comentando-a com alguém para que sua mente se sinta menos pesada. Seja feliz ao saber que a culpa advinda de algo que você fez poderá ser entendida por outra pessoa que também poderia ter feito a mesma coisa que você.

Na Morte: Não chore pela morte nem se entristeça com sua ocorrência. Ela é um convite à sua reflexão sobre a grandeza da Vida e a possibilidade de muito fazer e crescer enquanto você estiver no corpo. Seja feliz, pois, literalmente, a vida continua.

No Sexo: Sua felicidade necessariamente não está relacionada a sua sexualidade, mas é importante que você utilize o sexo com naturalidade e com maturidade. Seja feliz sendo sexualmente maduro.

Desenvolva o hábito de colocar espiritualidade em sua vida. Aprenda a ver o mundo pelo olhar do espírito e seja feliz compreendendo a vida como um dom de Deus. A espiritualidade representa a percepção do espírito sobre o mundo. Veja o mundo com o olhar amoroso do espírito que você é.
Ser feliz em tudo que façamos é meta possível na medida em que estivermos inteiros e conscientes na realização dos próprios atos.
Título: Agora - Auta de Souza
Enviado por: mariamanuelacorujo em 21 de Março de 2011, 23:43
Agora - Auta de Souza

**************************

Agora, enquanto é hoje, eis que fulgura

O teu santo momento de ajudar!...

Derrama, entorno, compassivo olhar

Estende as mãos aos filhos da amargura...



Repara!... Aqui e além, a desventura

Caminha ao léu, sem pão, sem luz, sem lar,

Acende o próprio amor! Faze brilhar

A tua fé tranqüila, doce e pura.



Agora! eis o minuto decisivo! ...

Abre o teu coração ao Cristo Vivo,

Não permita que o tempo marche em vão.



E ajudando e servindo sem cansaço,

Alcançarás, subindo passo a passo,

A glória eterna da Ressurreição.

Auta de Souza.
Por: Francisco Cândido Xavier

Livro: Auta de Souza
Título: Bilhete do Coração - Francisco Xavier
Enviado por: mariamanuelacorujo em 21 de Março de 2011, 23:53
Bilhete do Coração - Francisco Xavier
*******************************************
Hoje compreendo que os golpes do mundo são amparo providencial às nossas necessidades de reparação.
Que seria de nós sem o sofrimento que nos ajuda a retificar e aprender?
Terra sem arado, permaneceríamos entre os vermes e as plantas daninhas ou, pedra bruta, jamais nos transformaríamos na obra de utilidade e beleza que o buril deve realizar.
Tenhamos calma e paciência. 
Devemos à enxada a alegria da mesa farta e, por vezes, ao remédio amargo, a felicidade da cura.
Um dia saberemos tudo.
Por agora, baste-nos a convicção de que nos compete trabalhar, incessantemente, para o bem, porquanto a chave do serviço nos descerrará a sublimidade da experiência e com a experiência elevada marcharemos para a comunhão com Deus.
Não nos cansemos de ajudar.
O auxílio aos outros tem uma força desconhecida em nosso favor.
Quem tudo dá, tudo recebe.
Quem se afasta da ilusão, aproxima-se da verdade, adquirindo a companhia da humildade e do amor, os dois anjos invisíveis que abrem as portas do Céu.
Cultivando a serenidade e o bem, no círculo de nossa luta, roguemos, pois, ao Senhor ilumine a nossa cruz.


Do Livro Carta do Coração - Chico Xavier/Diversos
Título: OREMOS POR NOSSOS IRMÃOS SEMPRE !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 21 de Março de 2011, 23:58
OREMOS POR NOSSOS IRMÃOS SEMPRE !
********************************
Diante do Próximo !

Senhor, auxilia-nos a ver e a aceitar no próximo, seja ele quem for, o irmão que segue ao nosso lado...

O companheiro a quem, em quaisquer circunstâncias, nos cabe estender a mão como nos estendes as Tuas...

Que jamais venhamos a nos considerar superiores a quem quer que seja.

Ensina-nos a amar o companheiro de jornada, como Tu mesmo nos amas, ao ponto de não hesitares em Te sacrificares por nós.

Por que, Senhor, haveríamos de Te considerar nosso irmão, negando aos outros idêntica condição em relação a nós?

Somos todos filhos de Deus, que nos ama e protege sem privilégio algum.

O outro, em verdade, é nosso instrumento de elevação espiritual - a parte que, de nós, se desgarrou e à qual deveremos nos unir.

Ignorar o próximo, em suas necessidades e aspirações, seria ignorar-nos profundamente em nossas carências!


Pelo Espírito: Irmão José
Do livro: Preces e Orações
Psicografia: Carlos A. Baccelli

Título: O Orgulho e a Humildade!
Enviado por: mariamanuelacorujo em 22 de Março de 2011, 00:31
O orgulho e a humildade (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PTlqbnlhbjR2V19JIw==)
Título: Que eu ...
Enviado por: mariamanuelacorujo em 22 de Março de 2011, 00:39
Que eu !!! (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PVFneGtwb1JVOG9nI3dz)
Título: Se eu não tiver AMOR !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 22 de Março de 2011, 00:41
Se eu não tiver Amor (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PUpJTHJCQ2xGVmZvIw==)
Título: Re: AME SEMPRE !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 22 de Março de 2011, 06:14
A Oração da Serva Cristã - Agar
************************
Pai de Infinita Bondade, sustenta-nos o coração no caminho que nos assinalaste! Infunde-nos o desejo de ajudar àqueles que nos cercam, dando-lhes das migalhas que possuímos para que a felicidade se multiplique entre nós.

Dá-nos a força de lutar pela nossa própria regeneração, nos círculos de trabalho em que fomos situados por Teus sábios desígnios.

Auxilia-nos a conter nossas próprias fraquezas, para que não venhamos a cair nas trevas, vitimados pela violência.

Pai, não deixes que a alegria nos enfraqueça e nem permitas que a dor nos sufoque.

Ensina-nos a reconhecer Tua bondade em todos os acontecimentos e em todas as coisas.

Nos dias de aflição, faze-nos contemplar Tua luz, através de nossas lágrimas.

E nas horas de reconforto, auxilia-nos a estender Tuas bênçãos com os nossos semelhantes.

Dá-nos conformação no sofrimento, paciência no trabalho e socorro nas tarefas difíceis.

Concede-nos, sobretudo, a graça de compreender a Tua vontade seja como for, onde estivermos, a fim de que saibamos servir, em Teu nome, e para que sejamos filhos do Teu infinito amor.

Assim seja.


Psicografia Francisco Candido Xavier
Título: Re: AME SEMPRE !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 22 de Março de 2011, 06:17
Oração à Jesus - Bezerra de Menezes
******************************

Oh! Senhor da Vida, te pedimos humildemente, olhe por aqueles que sofrem, mas também, Senhor, por aqueles que fazem sofrer.

Senhor da vinha, pedimos de coração aberto que olhe por aqueles que passam por privações, inclusive alimentares, mas principalmente pelos que podem mudar a situação e não o fazem, por omissão.

Senhor, pedimos pelos que usam armas em nome de Deus para a Salvação, mas também por aqueles que produzem-nas e ensinam a lutar.

Senhor, Te pedimos pelos que estão em guerra, como também por aqueles que a começaram e não a querem terminar, mas também pelas guerras emocionais, violentas do ódio, desespero, inimizade, raiva, que o homem jamais pôde vencer. Ajuda-nos Senhor, a combater.

Te pedimos, Senhor, pelos homens de olhos fechados e corações petrificados na amargura e conseqüentemente distantes de ti. Por eles te pedimos e rogamos-Te auxílio, Mestre querido, pois ainda estão endurecidos.

Pela Paz da humanidade, te pedimos, e por aqueles que se consagram em luta por esse ideal, divulgando-a pelos recantos do mundo, enfrentando, por certo, toda sorte de dificuldades; faze-os multiplicar.

Te pedimos, Senhor, pelos que divulgam a Tua palavra e a fazem ser difundida nos corações dos homens, possibilitando o ensejo de vida melhor e mais feliz no manha.Te pedimos, Senhor, pelo Amor, o Amor entre os

Homens, entre as Famílias, entre os governantes, entre os inimigos, entre os povos, pois sem esse tempero sagrado tudo mais desmorona.

Agradecemos-Te, Senhor, por todos que já Te consagraram respeito e por ti trabalham, através do próximo. Mas olhe, Senhor, aqueles que em Teu nome matam, escravizam, discriminam, maltratam e não respeitam.

Te agradecemos, por que sempre esteve e estarás sempre entre nós, mesmo em meio de todas essas dificuldades de convivência. E por isso, Mestre, que confiando em Ti, podemos seguros dizer que um dia em que o homem entender que o bem é a seu favor, fará louvor a Ti, pois que nunca nos abandonou.

Obrigado Senhor!


Título: Oração aos Libertos - Cruz e Souza
Enviado por: mariamanuelacorujo em 22 de Março de 2011, 06:20
Oração aos Libertos - Cruz e Souza
*****************************

Alma embriagada do imortal falerno,
Segue cantando, no horizonte claro,
O teu destino esplendoroso e raro,
Cheio das luzes do porvir eterno.

Mas não te esqueças desse mundo avaro,
O escuro abismo, o tormentoso Averno,
Sem as doces carícias do galerno
Das esperanças – sacrossanto amparo.

Volve os teus olhos ternos, compassivos,
Para os pobres Espíritos cativos
Às grilhetas do corpo miserando!

Abre os sacrários da Felicidade,
Mas lembra-te do orbe da impiedade,
Onde venceste a carne soluçando.


Título: Higiene do Coração - Caibar Shutel
Enviado por: mariamanuelacorujo em 22 de Março de 2011, 06:22
Higiene do Coração - Caibar Shutel
***************************
"Bem-aventurados os limpos de coração, porque eles verão a Deus." (Mateus, V, 8.)

Há corações limpos e há corações sujos. Para aqueles reservou o Senhor a visão de Deus.
E assim como há necessidade da higiene do corpo, para que o corpo funcione regularmente. com mais forte razão faz-se preciso higiene do coração, para que o Espírito ande bem.
É preciso limpar o coração para se ver a Deus. Ninguém há de coração sujo que tenha olhos abertos para o Supremo Artífice de Todas as Coisas.
"A boca fala do que o coração está cheio; do interior procedem as más ações, os maus pensamentos."
Coração sujo, homem sujo; coração limpo, alma límpida, apta para ver Deus.
Faz-se mister limpar o coração. Mas, de que forma começar esse asseio?
É preciso que nos conheçamos primeiramente; é preciso conhecermos o coração. Nosce te ipsum, conhece-te a ti mesmo! Saber quem somos e os deveres que nos cumpre desempenhar; interrogar cotidianamente a nossa consciência; exercitar um culto estritamente interno, tal é o 'inicio dessa tarefa grandiosa para a qual fomos chamados à Terra.
A limpeza de coração substitui o culto externo pelo interno. As genuflexões, as adorações pagãs, as preces cantadas e mastigadas, nenhum efeito têm diante de Deus.
O que o Senhor quer é a limpeza, a higiene do coração. Fazer culto exterior sem o interior, é o mesmo que; caiar sepulcros que guardam podridões!
Limpar o coração é renunciar ao orgulho e egoísmo com toda a sua prole malfazeja! É pensar, estudar. compreender; é crer no Amado Filho de Deus pelos seus ditames redentores!
É ser bom, indulgente, caridoso, humilde, paciente, progressista; é, finalmente, renunciar ao mal para abraçar o bem; deixar a aparência pela realidade; preferir o Reino dos Céus ao Reino do Mundo, pois só dentro do Supremo Reinado poderemos ver Deus!


Título: Oração do Servo Imperfeito - Albino Teixeira
Enviado por: mariamanuelacorujo em 22 de Março de 2011, 06:25
Oração do Servo Imperfeito - Albino Teixeira
***********************************
Senhor!...

Dura é a pedra, entretanto, com a Tua sabedoria, temo-la empregada nas obras de segurança.

Violento é o fogo, todavia, sob a Tua inspiração, foi ele posto em disciplina, em auxílio da inteligência.

Agressiva é a lâmina, no entanto, no influxo de Teu amparo, vemo-la, piedosa, na caridade da cirurgia.

Enfermiço é o pântano, contudo, sob Tua benevolência, encontramo-lo convertido em celeiro de flores.

Eu também trago comigo a dureza da pedra, a violência do fogo, a agressividade da lâmina e a enfermidade do charco, mas com a Tua bênção de amor posso desfrutar o privilégio de cooperar na construção do Teu reino!...

Para isso, porém, Senhor, concede-me, por acréscimo de misericórdia, a felicidade de trabalhar e ensina-me a receber o dom de servir.


Título: Oração na Escola do Amor - Meimei
Enviado por: mariamanuelacorujo em 22 de Março de 2011, 06:27
Oração na Escola do Amor - Meimei
***************************

Senhor Jesus!...

Nós te agradecemos todas as bênçãos com que nos clareias a estrada e nos reconfortas a vida, mas, em particular, nós te agradecemos os obstáculos que permites encontrar, no relacionamento uns com os outros, através dos quais exercitamos a prática do amor que nos legaste.

Muito obrigado, Senhor, pelos irmãos que nos buscam desesperados pelo sofrimento, a ponto de agredir-nos as portas.

Muito obrigado pelos companheiros que tentam desacreditar as nossas palavras, através de experimentas desconcertantes e descaridosos com os médiuns que nos servem de instrumentos e que são criaturas humanas, tão falíveis, quanto nós, os espíritos humanos desencarnados de nossa condição.

Muito obrigado pelos amigos que nos esmiuçam os erros, involuntariamente cometidos no intercâmbio espiritual, exigindo que a gramática do mundo funcione acima dos nossos corações, com os quais te registramos a sabedoria e a misericórdia.

Muito obrigado pelos estudiosos que nos criticam negativamente os comunicados, a fim de solaparem a fé e a esperança dos cooperadores simples e dedicados à seara do bem que nos aceitam.

Muito obrigado pelos irmãos que experimentam extremas dificuldades para cultivarem a tolerância recíproca.

Muito obrigado pelos companheiros que cruzam os braços diante dos problemas de nossos núcleos de serviço e deixam-nos ficar como estão para verem, afinal como ficam.

Muito obrigado pelas almas sensíveis e queridas, que se entregam a melindres e queixas, ofertando-nos mais trabalho, embora adiando realizações importantes que nos cabem fazer.

E muito obrigado por todas as criaturas que chegam, até nós, tangidas por amargas provações e que nos atiram reclamações injustas e referências infelizes, porque, por todos esses irmãos é que aprendemos o amor que nos ensinaste – o amor pelo qual reconhecemos quanto nos amas, apesar das imperfeições que trazemos e que nos compete podar, com o teu auxílio, a fim de nos ajustarmos com mais segurança no caminho para Deus.


Título: Oração dos Jovens - Neio Lucio
Enviado por: mariamanuelacorujo em 22 de Março de 2011, 06:29
Oração dos Jovens - Neio Lucio
************************
Mestre Amado!
Aceita-nos o coração em teu serviço
e, Senhor, não nos deixes sem a tua lição.
Ensina-nos a obedecer na extensão do bem, para que saibamos administrar para a glória da vida.
Corrige-nos o entusiasmo, a fim de que a paixão inferior não nos destrua.
Modera-nos a alegria, afastando-nos do prazer vicioso.
Retifica-nos o descanso, para que a ociosidade não nos domine.
Auxilia-nos a gastar o Tesouro das Horas, distanciando-nos das trevas do Dia Perdido.
Inspira-nos a coragem, sustando-nos a queda nos perigos da precipitação.
Orienta-nos a defesa do Bem, do Direito e da justiça, a fim de que não nos convertamos em simples joguetes da maldade e da indisciplina.
Dirige-nos os impulsos, para que a nossa força não seja mobilizada para o mal.
Ilumina-nos o entendimento, de modo a nos curvarmos, felizes ante as sugestões da Experiência e da sabedoria, a fim de que a humildade nos preserve contra as sombras do orgulho.
Senhor Jesus, nosso Valoroso Mestre, ajuda-nos a estar contigo, tanto quanto estás conosco!
Assim seja.


Título: Oração do Trabalho - Batuira
Enviado por: mariamanuelacorujo em 22 de Março de 2011, 06:31
Oração do Trabalho - Batuira
**********************


Senhor!

Deste-nos o trabalho por sustento da vida.

Concede-nos, por misericórdia, mais trabalho com que nos dirijamos dentro da segurança precisa para a Vida Maior.

Nas horas difíceis faze-nos trabalhar com mais eficiência, para que o obstáculo se nos converta em lição.

Nos momentos felizes, auxilia-nos a trabalhar com mais devotamento ao serviço, aumentando a alegria dos outros.

Quando a carência apareça, induze-nos ao trabalho necessário para que o trabalho em nosso coração e em nossas mãos se transforme nos recursos de que necessitemos a fim de cumprir-te os desígnios.

Quando a prosperidade nos visite, orienta-nos na manutenção do trabalho mais amplo, para que a felicidade de todos se nos erija contigo em meta por atingir.

No instante em que o erro nos assinale a marcha, auxilia-nos a trabalhar na retificação que nos assegure o reequilíbrio; e sempre que, em teu amor, pudermos manter o passo em rumo certo, reveste-nos as possibilidades com as bênçãos do trabalho para que não nos precipitemos nas aventuras ou nos riscos inúteis, que nos acenem além das margens, suscetíveis de nos ensombrarem a esperança de servir-te e a coragem de acompanhar-te.

Em todos os instantes, em todas as situações, com todas as criaturas, diante de quaisquer problemas, à frente de quaisquer lutas, perante todas as ocorrências da estrada e em todas as nossas experiências, por dentro e por fora de nós, jamais nos arredes do trabalho, Senhor, porque é no trabalho que possuiremos o sentido real de tua vontade e será sempre no trabalho que disporemos, sem vacilação e sem dúvida, sem desânimo e sem esmorecimento, da direção exata a fim de buscar-te, cada dia, até que possamos identificar-nos finalmente contigo, para viver em ti e no trabalho que te define e te representa na, paz e na elevação de todos, agora e para sempre.


Título: Re: AME SEMPRE !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 22 de Março de 2011, 06:34
Oração Diante do Tempo - Maria Dolores
*******************************


Deus da Eterna Bondade!
Perante a evolução que avança, de hora a hora.
Não nos deixes gastar o tempo em vão...
Resguarda-nos o passo, onde estivermos;
Ajuda-nos, Senhor, e ensina-nos agora
A entregar-te em serviço o próprio coração.

Colocaste no Espaço indômito e profundo,
O dínamo do Sol equilibrando o mundo,
Divino gerador de energia a brilhar!
Em ti, a fonte verte a render-se, de todo,
E extinguindo o deserto ou desfazendo o lodo,
Organiza, onde esteja, a formação do lar.

Em ti a Terra, em tudo, nos aceita
Por mãe que se consagra à ternura perfeita,
No exercício do bem...
Deste à árvore o dom de viver para o homem,
Sem qualquer recompensa às lutas que a consomem
Para dar-se e servir sem perguntar a quem...

A rocha, em ti na fé que não se cansa,
Garante em todo o vale a segurança
Para que o solo vibre em fruto e flor;
E o mar, em teu poder, que o ajusta e harmoniza
Ao fragor da tormenta ou seja à paz da brisa,
Vive de renovar e recompor...

A marca que puseste em toda a natureza,
É a bondade celeste em jorros de beleza,
Amor que ao teu amor excelso nos conduz;
Da nuvem abismal à estrela augusta e bela,
Em toda parte, a vida te revela
A presença de luz.

Deus da Eterna Bondade
Perante a evolução que avança, hora por hora,
Não nos deixes gastar o tempo em vão...
Resguarda-nos o passo, onde estivermos;
Ajuda-nos, Senhor, e ensina-nos agora
A entregar-te, em serviço, o próprio coração.


Título: Oração do Aprendiz - Andre Luiz
Enviado por: mariamanuelacorujo em 22 de Março de 2011, 06:36
Oração do Aprendiz - Andre Luiz
************************
Senhor!

Em tudo quanto eu te peça, conquanto agradeça a infinita bondade com que me atendes.

Não consideres o que eu te rogue, mas aquilo de que eu mais necessite.

E quando me concederes aquilo de que eu mais precise, ensina-me a usar a tua concessão, não só em meu proveito, mas em benefício dos outros, a fim de que eu seja feliz com a tua dádiva, sem prejudicar a ninguém.


Título: Oração de Júbilo - Eros
Enviado por: mariamanuelacorujo em 22 de Março de 2011, 06:38
Oração de Júbilo - Eros
******************
Senhor, ajudai-me:

A prosseguir na existência humana
Como se houvesse encontrado um tesouro sem igual.

A vencer as vicissitudes
Como se me encontrasse em um festival de bênçãos.

A contemplar a imortalidade
Como se estivesse fitando um rosto querido.

A confiar no futuro
Como se já pudesse vivê-lo hoje.

A perdoar a agressão
Como se me fosse uma oferenda.

A entender a ignorância
Como se iluminasse um tabernáculo na escuridão.

A superar a melancolia
Como se acendesse uma luz de esperança.

A construir o bem
Como se lançasse uma ponte para o infinito.

A erguer os caídos
Como se as mãos carregassem soluções.

A atravessar os pântanos
Como se os pés possuíssem asas.

A enfrentar a morte
Como uma experiência de libertação.

A amar e servir
Como se me significassem os únicos objetivos existenciais.


Título: Oração ao Céu do Brasil - Pedro de Alcantara
Enviado por: mariamanuelacorujo em 22 de Março de 2011, 06:41
Oração ao Céu do Brasil - Pedro de Alcantara
************************************

Céu do Brasil, da glória em que Te estrelas,
Na mensagem de Paz ao Mundo inteiro
Guarda os Astros Sublimes do Cruzeiro
Por nossas avançadas Sentinelas.

Recebe em nossas súplicas singelas
E derrama no Solo Brasileiro
As Bênçãos do Divino Timoneiro,
Das quais, ditoso e lindo Te constelas!...

Faze da Terra que nos abençoa
Florão de Amor e Rútila Coroa
Para o Trono do Bem puro e fecundo;

E faze-nos, no imenso Campo Humano,
Servidores do Cristo Soberano
No Iluminado Coração do Mundo.


Título: Oração no Horto - Irmão X
Enviado por: mariamanuelacorujo em 22 de Março de 2011, 06:45
Oração no Horto - Irmão X
*********************


Pai, santo, eis que é chegada a minha hora ! acolhe-me em teu amor, eleva o teu filho, para que ele possa elevar-te, entre os homens, no sacrifício supremo. Glorifiquei-te na Terra, testemunhei tua magnanimidade e sabedoria e consumo agora a obra que me confiaste. Neste instante, pois, meu Pai, ampara-me com a luz que me deste, muito antes que este mundo existisse !...

Manifestei o teu nome aos amigos que me deste; eram teu e tu mos confiaste, para que recebessem a tua palavra de sabedoria e de amor.

Todos eles sabem agora que tudo quanto lhes dei provém de tí ! Neste instante supremo, Pai, não rogo pelo mundo, que é obra tua e cuja perfeição se verificará algum dia, porque está nos teus desígnios insondáveis; mas, peço-te particularmente por eles, pelos que me confiaste, tendo em vista o esforço a que os obrigará e Evangelho, que ficará no mundo sobre os seus ombros generosos.

Eu já não sou da Terra; mas rogo-te que os meus discípulos amados sejam unidos uns aos outros, como eu sou um contigo !

Dei-lhes a tua palavra para o trabalho santo da redenção das criaturas; que, pois, eles compreendam que, nessa tarefa grandiosa, o maior testemunho é o do nosso próprio sacrifício pela tua casa, compreendendo que estão neste mundo, sem pertencerem às suas ilusórias convenções, por pertencerem só a tí, de cujo amor viemos todos para regressar à tua magnanimidade e sabedoria, quando houvermos edificado o bom trabalho e vencido na luta proveitosa.

Que os meus discípulos, Pai, não façam da minha presença pessoal o motivo de sua alegria imediata; que me sintam sinceramente em suas aspirações, a fim de experimentarem o meu júbilo completo em si mesmos. Junto deles, outros trabalhadores do Evangelho despertarão para a tua verdade. O futuro está cheios desses operários dignos do salário celeste. Será de algum modo, a posteridade do Evangelho do Reino que se perpetuará na Terra, para glorificar a tua revelação !

Protege-os a todos, Pai !

Que todos recebam a tua benção, abrindo seus corações às claridades renovadoras !

Pai justo, o mundo ainda não te conheceu; eu porém, te conheci e lhes fiz conhecer o teu nome e a tua bondade infinita, para que o amor com que me tens amado esteja neles e eu neles esteja ! ...


Oração feita por Jesus no horto.


Título: Oração Pelos Esquecidos - Augusto Cezar
Enviado por: mariamanuelacorujo em 22 de Março de 2011, 06:47
Oração Pelos Esquecidos - Augusto Cezar
**********************************
Senhor Jesus!

Permita-nos rogar-te a bênção de paz e de socorro, em auxilio de muitos de nossos irmãos habitualmente esquecidos.

Consente-nos, Senhor, pedir-te amparo em favor dos que desprezam a vida, desvalidos de fé, acreditando erroneamente que a morte do corpo seja uma nuvem cinza de esquecimento;

Em apoio dos que se julgam donos exclusivos dos recursos que a tua misericórdia lhes empresta;

Dos que foram surpreendidos pela velhice na experiência terrestre e banidos do aconchego familiar pelos próprios descendentes, desligados do amor e do reconhecimento que devemos ter no mundo aos benfeitores que nos formam a vida;

Dos que foram deixados em casa de benemerência simplesmente por haverem nascido de corpo deformado, mudos e cegos, nas mutilações congênitas, entre as provações que só por si deveriam merecer a caridade daqueles a quem amam;

Dos que são supostos milionários, por administrarem os bens do mundo, quando, na maioria das vezes, não passam de companheiros segregados em cadeias de ouro, sequiosos da paz e do amor que lhes fogem aos dias;

Dos que renasceram no mundo com distúrbios psicológicos e que atravessam a existência marginalizada pelo sarcasmo daqueles que ignoram as leis que regem a natureza;

Das nossas irmãs em Humanidade que não vacilam em expulsar do próprio seio os filhinhos nascituros que, em vão, lhes suplicam acolhimento, e pelas vitimas do aborto, exterminadas sem defesa, em regime de impunidade, quase sempre entre as paredes do asilo doméstico;

E dos companheiros que se desesperaram por falta de paciência e se recolheram à sucata do desânimo, largando os tesouros do tempo às traças da angústia improdutiva.

Senhor, nós te rogamos proteção em auxilio de todos os que se desviaram do bem, no rumo do desequilíbrio e das trevas, e te suplicamos nos protejas e abençoes agora e sempre.


Título: A Oração do Justo - Emmanuel
Enviado por: mariamanuelacorujo em 22 de Março de 2011, 06:51
A Oração do Justo - Emmanuel
************************
"A oração feita por um justo pode muito em seus efeitos" - TIAGO, 5:16.

Considerando as ondas do desejo, em sua força vital, todo impulso e todo anseio constituem também orações que partem da Natureza.
O verme que se arrasta com dificuldade, no fundo está rogando recursos de locomoção mais fácil.
A loba, acariciando o filhotinho, no imo do ser permanece implorando lições de amor que lhe modifiquem a expressão selvagem.
O homem primitivo, adorando o trovão, nos recessos d'alma pede explicações da Divindade, de maneira a educar os impulsos da fé.
Todas as necessidades do mundo, traduzidas no esforço dos seres viventes, valem por súplicas das criaturas ao Criador e Pai.
Por isto mesmo, se o desejo do homem bom é mais uma prece, o propósito do homem mau ou desequilibrado é também uma rogativa.
Ainda aqui, porém, temos a lei da densidade específica.
Atira uma pedra ao vizinho e o projétil será imediatamente atraído para baixo. Deixa cair algumas gotas de perfume sobre a fronte de teu irmão e o aroma se espalhará na atmosfera.
Liberta uma serpente e ela procurará uma toca.
Solta uma andorinha e ela buscará a altura.
Minerais, vegetais, animais e almas humanas estão pedindo habitualmente, e a Providência Divina através da Natureza, vive sempre respondendo.
Há processos de solução demorada e respostas que levam séculos para descerem dos Céus à Terra.
Mas de todas as orações que se elevam para o Alto, o apóstolo destaca a do homem justo como sendo revestida de intenso poder.
É que a consciência reta, no ajustamento à Lei, já conquistou amizades e intercessões numerosas.
Quem ajunta amigos, amontoa amor. Quem amontoa amor, acumula poder.
Aprende, assim, a agir com justeza e bondade e teus rogos subirão sem entraves, amparados pelos veículos da simpatia e da gratidão, porque o justo, em verdade, onde estiver, é sempre um cooperador de Deus.


Título: Em Oração - Auta de Souza
Enviado por: mariamanuelacorujo em 22 de Março de 2011, 06:53
Em Oração - Auta de Souza
**********************
Generoso Pastor, Divino Guia,
Enquanto a humanidade desfalece,
Ouve, Jesus Amado, a nossa prece,
Atende ao nosso amor que em Ti confia...

Se é necessária a noite de agonia
À incompreensão do homem que perece,
Sabemos que ao Teu lado resplandece
A Verdade Solar do Eterno Dia!

Senhor, que a Tua luz penetre e vença
Nosso abismo de treva e indiferença,
Reconfortando o mundo que Te espera.

Deixa-nos sob o jugo de Teus laços,
Dá-nos a bênção de seguir-Te os passos
Para o Amor Imortal da Nova Era!


Título: Oração - Jose Silverio Horta
Enviado por: mariamanuelacorujo em 22 de Março de 2011, 06:55
Oração - Jose Silverio Horta
*********************
Pai Nosso, que estás nos Céus,
Na luz dos sóis infinitos,
Pai de todos os aflitos
Deste mundo de escarcéus.

Santificado, Senhor,
Seja o teu nome sublime
Que em todo o Universo exprime
Concórdia, ternura e amor.

Venha ao nosso coração
O teu reino de bondade,
De paz e de claridade
Na estrada da redenção.

Cumpra-se o teu mandamento
Que não vacila e nem erra,
Nos Céus, como em toda a Terra
De luta e de sofrimento.

Evita-nos todo o mal,
Dá-nos o pão no caminho,
Feito na luz, no carinho
Do pão espiritual.

Perdoa-nos, meu Senhor,
Os débitos tenebrosos,
De passados escabrosos,
De iniqüidade e de dor.

Auxilia-nos, também,
Nos sentimentos cristãos,
A amar nossos irmãos
Que vivem longe do bem.

Com a proteção de Jesus,
Livra a nossa alma do erro,
Sobre o mundo de desterro,
Distante da vossa luz.

Que a nossa ideal igreja
Seja o altar da Caridade,
Onde se faça a vontade
Do vosso amor...

Assim seja
Título: ACREDITE EM VOCE !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 22 de Março de 2011, 07:00
ACREDITE EM VOCÊ - ROSYLUZES.wmv (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PUZHMzVYYmFMSTMwIw==)
Título: Tudo Depende de Mim !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 22 de Março de 2011, 07:05
YouTube - Broadcast Yourself. (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PW5SWlZ4QVdiOEE0Iw==)
Título: Salmo 23 !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 22 de Março de 2011, 07:08
Salmo 23 (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PUhJcUdEekdkOWI4Iw==)
Título: Francisco Xavier !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 22 de Março de 2011, 07:11
Chico Xavier - Pensamentos de Chico Xavier - Filme Motivação (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PTdFYXhONHh0RnkwIw==)
Título: IR e ENSINAR - Emmanuel
Enviado por: mariamanuelacorujo em 22 de Março de 2011, 20:18
IR e ENSINAR - Emmanuel
********************

“Portanto, ide e ensinai...” – Jesus. (Mateus, 28:19.)



Estudando a recomendação do Senhor aos discípulos
– ide e ensinai -,
é justo não olvidar que Jesus veio e ensinou.

Veio da Altura Celestial e ensinou
o caminho de elevação
aos que jaziam atolados na sombra terrestre.

Poderia o Cristo
haver mandado a lição
por emissários fieis...
poderia ter falado brilhantemente,

esclarecendo como fazer...

Preferiu, contudo,
para ensinar com segurança e proveito,
vir aos homens e viver com eles,
para mostrar-lhes
como viver no rumo da perfeição.

Para isso, antes de tudo,
fez-se humilde e simples na Manjedoura,
honrou o trabalho
e o estudo no lar e,
em plena atividade pública,
foi o irmão providencial de todos,

amparando a cada um,
conforme as suas necessidades.

Com indiscutível acerto,
Jesus é chamado o Divino Mestre.

Não porque possuísse uma cátedra de ouro...

Não porque fosse o dono da melhor biblioteca do mundo...

Não porque simplesmente exaltasse a palavra correta e irrepreensível...

Não porque subisse ao trono da superioridade cultural, ditando obrigações para os ouvintes...

Mas sim
porque alçou o próprio coração

ao amor fraterno e,
ensinando,
converteu-se em benfeitor
de quantos lhe recolhiam
os sublimes ensinamentos.

Falou-nos do Eterno Pai
e revelou-nos,
com o seu sacrifício,
a justa maneira de buscá-Lo.

Se te propões,
desse modo,
cooperar com o Evangelho,
recorda que não basta falar,
aconselhar e informar.

“Ide e ensinai”,
na palavra do Cristo,
quer dizer
“ide e exemplificai
para que os outros
aprendam como é preciso fazer”.

Título: VOZES DO EVANGELHO - Andre Luiz
Enviado por: mariamanuelacorujo em 22 de Março de 2011, 20:27
VOZES DO EVANGELHO - Andre Luiz
****************************

Destaque o lado bom dos seres e das coisas.
“Examine tudo e retenha o melhor”.

Não valorize o erro.
“Vença o mal com o bem”.

Auxilie sem exigência.
“Perdoe setenta vezes sete vezes”.

Fuja à impertinência.
“Não se queixem uns contra os outros, para que não sejam condenados”.

Não se irrite.
“Faça todas as coisas sem murmurações nem contendas”.

Não se imponha.
“Os discípulos do Senhor se conhecem por muito se amarem”.

Não pressione a ninguém.
“Atente bem para a lei da liberdade”.

Olvide a falta alheia.
“Lance mão do arado sem olhar para trás”.

Renuncie em silêncio.
“O cristão existe para servir e não para ser servido”.

Use a bondade incansável.
“Todas a suas ações sejam feitas com caridade”.

Título: Rescristianização dos Homens - Emmanuel
Enviado por: mariamanuelacorujo em 23 de Março de 2011, 08:16
Rescristianização dos Homens - Emmanuel
***************************************************
No conformismo que caracteriza os tempos modernos, não são poucos os espíritos da literatura e da filosofia que apelam para a recristianização dos homens.

Entretanto, não falamos de recristianização, por quanto o afinamento da mentalidade do mundo terrestre no ideal de perfeição e de amor de Jesus Cristo não chegou a se verificar em tempo algum.

Apelamos para a cristianização de todos os espíritos e é dentro desse sentido que se guarda o mais alto objetivo de todas as nossas mensagens extraterrestres.

O homem cresceu e evoluiu fisicamente, sem que progredisse, em identidade de circunstâncias, à sua posição espiritual.

Algumas almas nobilíssimas trouxeram-lhe num esforço generoso as grandes idéias dos seus tratados de filosofia social e política.

Todos esses gênios do Espaço, encarnados no mundo viveram isolados de seus contemporâneos.

Incompreendidos no seu século, apenas conseguiram uma facção de entendimento da posteridade, quando a morte já os havia arrancado do cenário de atividades do mundo.

E se me refiro a esses grandes espíritos da Humanidade é somente para salientar que as idéias evoluídas do campo social deveram somente a eles o seu surto, no seio das coletividades, nestes últimos anos do Planeta.

A prova disso é que os homens, como os Estados que são os aparelhos físicos da coletividade terrestre e humana, regressam atualmente a todos os processos da força.

A coroa foi substituída pelo poder integral e absoluto dos ditadores nos vossos tempos de incompreensão.

Os últimos acontecimentos nas chancelarias européias são a prova do nosso asserto.

Não existe tanta necessidade de expansão por parte das potencias imperialistas.

O que existe é a dilatação do espírito agressivo dos povos considerados fortes, em virtude das conquistas fáceis da força bruta.

Em todos eles prevalece somente a vontade de potencia e o interesse inferior do domínio político.

Ontem era a Itália, dividindo a Abssínia, sem que o direito internacional estabelecesse a posição histórica dos humilhados e agora é o Japão querendo transformar 500 milhões de chineses em instrumentos de sua ambição, para marchar com novas hostes de Gengis Khan sobre o mundo europeu, como aconteceu há nove séculos; é a Alemanha, apoderando-se sumariamente da Áustria, a Espanha debatendo-se na guerra terrível das ideologias.

As nações interessadas igualmente no poderio internacional fazem as comédias diplomáticas, nos seus reconhecimentos "de jure" ou "de fato", mas a verdade que ressalta de tudo isso, de todos esses acordos é que a mentalidade humana retrocedeu alguns séculos, no que se refere à sua posição espiritual.

Consideremos, porém, que é a própria ambição de cada país que fará apodrecer todos os eixos diplomáticos e todas as alianças do poderio militar, lançando sobre as almas o fantasma do morticínio e do sofrimento.

O quadro da civilização européia, desenvolvida no Mediterrâneo que ficou como escola terrível de suas ambições e de seus absurdos, é bastante doloroso para quantos se preocupam com os problemas sérios e graves da vida.

A guerra é inevitável nessa civilização que depende exclusivamente do militarismo.

Os grandes exércitos são a sua grande ruína, todavia, consideremos que Jesus está no leme e o seu barco não pode sossobrar.

Que Deus se apiede de todos nós, tornando-nos dignos da grande tarefa de reviver o Evangelho, em sua expressão pura e simples, para o necessário reerguimento moral da Humanidade.


Do livro: Ação, Vida e Luz,
Médium: Francisco Cândido Xavier
Ditado pelo Espirito Emmanuel
Título: Vivamos Calmamente - Emmanuel
Enviado por: mariamanuelacorujo em 23 de Março de 2011, 08:31


Vivamos Calmamente - Emmanuel
**************************************
"Que procureis viver sossegados." Paulo. (I TESSALONICENSES, 4:11.)

Viver sossegado
não é apodrecer na preguiça.

Há pessoas, cujo corpo permanece
em decúbito dorsal,
agasalhadas, contra o frio da dificuldade,
por excelentes cobertores
da facilidade econômica,
mas torturadas mentalmente
por indefiníveis aflições.

Viver calmamente, pois,
não é dormir na estagnação.

A paz decorre da quitação
de nossa consciência para com a vida,
e o trabalho reside na base de semelhante equilíbrio.

Se desejamos saúde,
é necessário lutar pela harmonia do corpo.

Se esperamos colheita farta,
é indispensável plantar com esforço
e defender a lavoura com perseverança e carinho.

Para garantir a fortaleza do nosso coração,
contra o assédio do mal,
é imprescindível saibamos viver
dentro da serenidade do trabalho
fiel aos compromissos assumidos
com a ordem e com o bem.

O progresso dos ímpios
e o descanso dos delinqüentes
são paradas de introdução
à porta do inferno criado por eles mesmos.

Não queiras, assim,
estar sossegado,
sem esforço,
sem luta,
sem trabalho,
sem problemas ...

Todavia, consoante a advertência do apóstolo,
vivamos calmamente,
cumprindo com valor,
boa-vontade e espírito de sacrifício,
as obrigações edificantes
que o mundo nos impõe cada dia,
em favor de nós mesmos.
Título: Um Mal Chamado Impiedade - Orson Carrara
Enviado por: mariamanuelacorujo em 23 de Março de 2011, 08:43
Um Mal Chamado Impiedade - Orson Carrara

***************************************************
Um trecho de O Evangelho Segundo o Espiritismo

chama a atenção, entre tantos outros, é óbvio.

Transcrevo o final do trecho,

que está identificado no final da própria transcrição parcial:

“(...) Jesus Cristo é o vencedor do mal, sede os vencedores da impiedade”.

– O Espírito da Verdade, Paris 1860 – em O Evang. Seg. o Espiritismo

(capítulo VI, item 5), na edição IDE, com tradução de Salvador Gentille.

.......................................................................................

Ora, segundo o dicionário, impiedade quer dizer

crueldade,

desumanidade,

ausência de misericórdia.

 

E o mais interessante é que o autor

do convite dirige-se aos espíritas,

especificamente, como se pode apreender do parágrafo em questão.

É que ainda somos um tanto cruéis com os

equívocos,

ombos,

desacertos

e dificuldades

de nossos irmãos de ideal.

 

Se alguém erra, por qualquer motivo,

somos apressados na crítica,

no julgamento precipitado

e nem consideramos

as décadas de acertos

ou contingente de esforços

daquele irmão que tanto lutou para,

agora, num momento difícil,

equivocar-se.

 

Basta fazer um retrospecto de memória:

quantas vezes deixamos

de usar misericórdia diante dos equívocos alheios?

E o mais curioso:

muitas vezes somos impiedosos conosco mesmo.

 

Erramos com conhecimento de causa,

reconhecemos o erro

e entramos num processo de culpa

de largas proporções.

 

Ora, tanto num como noutro caso,

é preciso o esforço

da indulgência,

da benevolência,

do perdão,

para que alcancemos o estágio

de equilíbrio diante das situações conflitantes.

 

Isto nos remete a outro trecho da mesma obra acima referida:

“(...) O mal-estar se torna geral.

A quem responsabilizar, senão a vós mesmos,

que procurais sem cessar destruir-vos uns aos outros?

 

Não podeis ser felizes sem a mútua benevolência.

 

E como a benevolência pode coexistir com o orgulho?

 

O orgulho! Está aí a fonte de todos os vossos males.

 

(...) Por que tendes em tão grande estima

o que brilha e encanta os olhos em detrimento do que toca o coração?

 

(...) Quando a consideração que se concede às pessoas

é medida pelo peso do ouro que elas possuem ,

ou pelo nome que trazem,

que interesse podem ter estas pessoas

em se corrigirem de seus defeitos?

 

(...). O trecho é de Adolfo, Bispo de Alger –

Marmande, 1862 – e está em

O Evangelho Segundo o Espiritismo (capítulo VII, item 12).

O trecho nos traz a palavra benevolência,

que significa:

disposição bondosa

de promover a felicidade do outro,

por generosidade.

 

E apresenta um detalhe extraordinário:

Não podeis ser felizes,

sem a mútua benevolência! (que destacamos).

Eis o exercício que nos cabe prioritariamente

nos dias atuais.

 

Nós que dizemos amar,

que lutamos pela expansão do pensamento espírita,

estamos esquecidos do dever principal,

entre nós mesmos.

 

Por quê?

Que direito detemos de julgar,

interferir, impor?

 

Que autoridade possuímos?

Somos todos aprendizes,

novatos e inexperientes.

Estas reflexões surgiram com o trecho colhido

na Revista Espírita de março de 1867

(Edicel, tradução de Júlio Abreu Filho).

 

Diz o texto assinado por Um Espírito

e intitulado Solidariedade, em transcrição parcial:

 

 “(...) O homem não é um ser isolado, é um ser coletivo.

O homem é solidário do homem.

É em vão que procura o complemento do seu ser,

isto é, a felicidade em si mesmo

ou no que o rodeia isoladamente;

não pode encontrá-lo senão no homem

ou na humanidade.

 

Então nada fazeis para ser pessoalmente feliz,

tanto que a infelicidade de um membro da humanidade,

de uma parte de vós mesmo, poderá vos afligir.

 

(...)” E, mais adiante, essa conclusão notável:

“(...) O Espiritismo bem compreendido é para a vida o

 que o trabalho material é para a vida do corpo.

 

Ocupai-vos dele com este objetivo e ficai certos

de que quando tiverdes feito,

para o vosso melhoramento moral,

a metade do que fazeis para melhorar

a vossa existência material,

tereis feito a humanidade dar um grande passo”.

Ora, as últimas linhas do trecho transcrito trazem a chave da questão:

o aprimoramento moral redunda no respeito ao próximo que,

por sua vez, traz a essência dos ensinos dos Evangelhos

e elimina

a crueldade,

a indiferença,

a impiedade,

 enfim, que tantos danos têm causado à tranqüilidade e progresso humanos.


Matéria originariamente publicada no jornal O Clarim, edição de fevereiro de 2005.
Título: Paz em Casa - Emmanuel
Enviado por: mariamanuelacorujo em 23 de Março de 2011, 08:53
Mensagem "Paz em Casa" - Emmanuel - Chico Xavier (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PTUzZXY1RmZTaVlNIw==)
Título: Assistencia! Andre Luiz (Os Mensageiros)
Enviado por: mariamanuelacorujo em 23 de Março de 2011, 09:02
RADIO NOVELA OS MENSAGEIROS CAPITULO 44 (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PXBCZ294b3piQmFnIw==)
Título: DEPRESSÃO -Uma Visão Espirita!
Enviado por: mariamanuelacorujo em 23 de Março de 2011, 09:06
DEPRESSÃO.wmv (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PVg3UmNJQXVKbENzIw==)
Título: Perola de Deus! - Ermance Dufaux
Enviado por: mariamanuelacorujo em 23 de Março de 2011, 09:10
Pérola de Deus (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PTd0N1hQY1lQakFjIw==)
Título: Parabola do Avarento- Caibar Shutel
Enviado por: mariamanuelacorujo em 23 de Março de 2011, 09:17
EGC SLIDES - (25) - PARÁBOLA DO AVARENTO-02-21-12-19_wmv.wmv (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PTVfTmZLSi03V19FIw==)
Título: Dai e Dar-vos-se-á - Irmão Jose
Enviado por: mariamanuelacorujo em 23 de Março de 2011, 09:24
EGC SLIDES DAI E DAR SE VOS Á 04 11 07 23 wmv (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PVBHVElISk1JVUswIw==)
Título: Tenhamos Paz ! Emmanuel
Enviado por: mariamanuelacorujo em 23 de Março de 2011, 09:27
EGC SLIDES TENHAMOS PAZ 04 12 07 48 wmv (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PWtRY0lLdTBja0JzIw==)
Título: Conhecimento do Principio das Coisas - Allan Kardec
Enviado por: mariamanuelacorujo em 23 de Março de 2011, 09:42
EGC SLIDES 17 a 20 CONHECIMENTO DO PRINCÍPOIO DAS COISAS 03 12 09 15 wmv (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PU95eFJBa05paG1ZIw==)
Título: Melindres ! - Andre Luiz
Enviado por: mariamanuelacorujo em 23 de Março de 2011, 09:45
Cap. 23 - Melindres - Chico Xavier e André Luiz (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PUppTFNWRFBRU0w0Iw==)
Título: Eu posso Recomeçar !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 23 de Março de 2011, 09:50
Eu posso recomeçar (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PVphYWdIakp6dnRRI3dz)
Título: AINDA A HUMILDADE - Joanna de Angelis
Enviado por: mariamanuelacorujo em 24 de Março de 2011, 08:30
AINDA A HUMILDADE - Joanna de Angelis
**************************************************
A fôrça da humildade!

Grandiosa, passa na maioria das vêzes como fraqueza, ante os conceitos gastos da falsa moral. Tão nobre que se desconhece a si mesma.

Atravessa uma existência sem despertar atenção, e nisso reside a essência do seu valor.

Serva fiel do dever, não malbarata o tempo nas frivolidades habituais que exaltam os ouropéis. Avança sempre, produzindo com objetividade na direção dos fins que busca colimar.

A humildade é muito ignorada.

Virtude excelente é precioso aroma de sutil característica que vitaliza os que a conduzem.

Toma diversas aparências conforme as necessidades das circunstâncias em que se manifesta.

Aqui é renúncia, cedendo a benefício geral, esquecida de si mesma.

Adiante é perdão a serviço da paz de todos.

Além é bondade discreta, produzindo esperança.

Hoje é indulgência para oferecer nova oportunidade.

Amanhã é beneficência para manter a misericórdia.

É sempre a presença de Jesus edificando a felicidade onde quer que escasseie a colheita de luz.

A humildade, porém, somente é possível quando inspirada nos ideais da verdade.

Enquanto o homem não se abrasa da certeza da vida superior, a humildade não lhe encontra guarida.

Sabendo que a Terra é uma escola de experiências e ensaios da vida para a verdade, do mundo somente lhe vê as oportunidades de progresso, compreendendü a necessidade de aproveitar as horas.

Todos os grandes heróis do pensamento, os mártires da fé e os santos da renúncia para lobrigarem o êxito dos objetivos a que ligaram a existência, se firmaram na humildade por saberem do pouco valor que representavam ante as grandes diretrizes da vida.

A humildade em última análise representa submissão à vontade de Deus, doação plena e total às Suas mãos, deixando-se conduzir pela Sua Diretriz segura que governa o Universo.

*

No culto da humildade não tenhas a presunção de resolver todos os problemas que te chegam. Preocupa-te em desincumbir-te fielmente dos deveres que te dizem respeito.

Qualquer tarefa, por mais insignificante que te pareça, é de alta importância no conjunto geral. Faze, portanto, a tua função no concêrto das coisas consciente de que tua colaboração é preciosa e deve ser doada.

Não ambiciones a tarefa que te não diz respeito. Aprende a considerar o labor alheio e produze o teu serviço cônscio da significação do que realizas, adornando de belezas o que passe pelo crivo do teu interêsse e do teu zêlo.

Responderás diante da vida não pelo que gostarias de ter proporcionado, mas pelo que tiveste diante das possibilidades e de como te comportaste ante a ensancha.

Cultiva a humildade.

A humildade pela força da sua fraqueza nunca vai ser atingida: a lisonja não a envaidece, e a zombaria não a humilha. É inatingível pelo mal em qualquer expressão como se apresente.

Olha o firmamento e faze um paralelo: as estrêlas faiscantes e tu! Compreenderás o valor da humildade.

*

Conquanto Jesus fôsse o Arquiteto Sublime da Terra, não desconsiderou a carpintaria singela de José; caminhou imensos trechos descampados de solos agrestes a serviço do amor; conviveu com os mais difíceis caracteres sem melindres, sem falsa superioridade. Tão igual se fêz aos infelizes que o acompanhavam que nem todos acreditaram fôsse Ele "o escolhido".

No entanto, ainda aí não usou a presunção de convencer a ninguém, fazendo tudo aquilo para quanto veio e depois retornou, sereno. sem abandonar os a quem veio amar.

Lição viva e desafiadora, a Sua vida é convite para que meditemos e vivamos, incorporando à nossa existência essa pérola sublime da redenção espiritual: a humildade!

*

"Aquele que quiser tornar-se o maior, seja vosso servo". Mateus: capítulo 20º, versículo 27.

*

"A humildade é virtude muito esquecida entre vós. Bem pouco seguidas são os exemplos que dela se vos têm dado. Entretanto, sem humildade, podeis ser caridosos com o vosso próximo?" Evangelho Segundo o Espiritismo. Capítulo 7º - Item 11, parágrafo 3.

Da obra: Florações Evangélicas.
Ditado pelo Espírito Joanna de Ângelis.
Título: Injúrias e violências - Allan Kardec
Enviado por: mariamanuelacorujo em 24 de Março de 2011, 08:38
Injúrias e violências - Allan Kardec
**************************************
Bem-aventurados os que são brandos, porque possuirão a Terra. (S. MATEUS, cap. V, v. 4.)

Bem-aventurados os pacíficos, porque serão chamados filhos de Deus. (Id., v. 9.)

Sabeis que foi dito aos antigos: Não matareis e quem quer que mate merecerá condenação pelo juízo. - Eu, porém, vos digo que quem quer que se puser em cólera contra seu irmão merecerá condenado no juízo; que aquele que disser a seu irmão: Raca, merecerá condenado pelo conselho; e que aquele que lhe disser: És louco, merecerá condenado ao fogo do inferno. (Id., vv. 21 e 22.)

Por estas máximas, Jesus faz da brandura, da moderação, da mansuetude, da afabilidade e da paciência, uma lei. Condena, por conseguinte, a violência, a cólera e até toda expressão descortês de que alguém possa usar para com seus semelhantes. Raca, entre os hebreus, era um termo desdenhoso que significava homem que não vale nada, e se pronunciava cuspindo e virando para o lado a cabeça. Vai mesmo mais longe, pois que ameaça com o fogo do inferno aquele que disser a seu irmão: És louco.

Evidente se torna que aqui, como em todas as circunstâncias, a intenção agrava ou atenua a falta; mas, em que pode uma simples palavra revestir-se de tanta gravidade que mereça tão severa reprovação? E que toda palavra ofensiva exprime um sentimento contrário à lei do amor e da caridade que deve presidir às relações entre os homens e manter entre eles a concórdia e a união; é que constitui um golpe desferido na benevolência recíproca e na fraternidade que entretém o ódio e a animosidade; é' enfim, que, depois da humildade para com Deus, a caridade para com o próximo é a lei primeira de todo cristão.

Mas, que queria Jesus dizer por estas palavras: "Bem-aventurados os que são brandos, porque possuirão a Terra", tendo recomendado aos homens que renunciassem aos bens deste mundo e havendo-lhes prometido os do céu?

Enquanto aguarda os bens do céu, tem o homem necessidade dos da Terra para viver. Apenas, o que ele lhe recomenda é que não ligue a estes últimos mais importância do que aos primeiros.

Por aquelas palavras quis dizer que até agora os bens da Terra são açambarcados pelos violentos, em prejuízo dos que são brandos e pacíficos; que a estes falta muitas vezes o necessário, ao passo que outros têm o supérfluo. Promete que justiça lhes será feita, assim na Terra como no céu, porque serão chamados filhos de Deus. Quando a Humanidade se submeter à lei de amor e de caridade, deixará de haver egoísmo; o fraco e o pacífico já não serão explorados, nem esmagados pelo forte e pelo violento. Tal a condição da Terra, quando, de acordo com a lei do progresso e a promessa de Jesus, se houver tornado mundo ditoso, por efeito do afastamento dos maus.

Allan Kardec. Da obra: O Evangelho Segundo o Espiritismo
Título: O QUE MAIS SOFREMOS - Albino Teixeira
Enviado por: mariamanuelacorujo em 24 de Março de 2011, 08:43
O QUE MAIS SOFREMOS - Albino Teixeira
***************************************************


Não é a dificuldade. É o desânimo em superá-la.

Não é a provação. É o desespero diante do sofrimento.

Não é a doença. É o pavor de recebê-la.

Não é o parente infeliz. É a mágoa de tê-lo na equipe familiar.

Não é o fracasso. É a teimosia de não reconhecer os próprios erros.

Não é a ingratidão. É a incapacidade de amar sem egoísmo.

Não é a própria pequenez. É a revolta contra a superioridade dos outros.

Não é a injúria. É o orgulho ferido.

Não é a tentação. É a volúpia de experimentar - lhes os alvitres.

Não é a velhice do corpo. É a paixão pelas aparências.

Como é fácil de perceber, na solução de qualquer problema, o pior problema é a carga de aflição que criamos, desenvolvemos e sustentamos contra nós.

Título: Solicitação Fraterna- Andre Luiz
Enviado por: mariamanuelacorujo em 24 de Março de 2011, 08:50
Mensagem "Solicitação Fraterna" André Luiz - Chico Xavier (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PTBuaDM0dE5NdkdrIw==)
Título: Retrato de Mãe ! - Maria Dolores
Enviado por: mariamanuelacorujo em 24 de Março de 2011, 08:52
Linda Mensagem de Chico Xavier - Retrato de Mãe - Maria Dolores (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PWxJcXF1czQ2RFFvIw==)
Título: MENSAGEM DE UMA CRIANÇA - CHICO XAVIER
Enviado por: mariamanuelacorujo em 24 de Março de 2011, 08:56
MENSAGEM DE CHICO XAVIER (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PUVLZjV1R1NkbEJFIw==)
Título: Se nã tiver Amor! - Paulo Tarso
Enviado por: mariamanuelacorujo em 24 de Março de 2011, 08:59
SE NÃO TIVER AMOR... (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PVNNQzMyVmNHeFVBIw==)
Título: Compaixão! - Carlos Bacelli
Enviado por: mariamanuelacorujo em 24 de Março de 2011, 09:02
"COMPAIXÃO" - Chico Xavier (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PWtyUjJrWVI2RnBZIw==)
Título: CÂNTICO DAS CRIATURAS- São Francisco de Assis
Enviado por: mariamanuelacorujo em 24 de Março de 2011, 09:05
CÂNTICO DAS CRIATURAS (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PUs5TGpsVy1RQTU0Iw==)
Título: As duas Rosas ! - Castro Alves
Enviado por: mariamanuelacorujo em 24 de Março de 2011, 09:08
AS DUAS ROSAS - Castro Alves.wmv (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PTZKaEo4aHU1MTJVIw==)
Título: Ninguem vive para si! - Emmanuel
Enviado por: mariamanuelacorujo em 24 de Março de 2011, 09:22
Ninguém vive para si_0001.wmv (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PWd5VVBlMWR0ZW8wIw==)
Título: A razão da Dor! - Neio Lucio
Enviado por: mariamanuelacorujo em 24 de Março de 2011, 09:23
A Razão da Dor (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PV83dV9hUzhJdlcwIw==)
Título: Instante Divino! - Jose de Castro
Enviado por: mariamanuelacorujo em 24 de Março de 2011, 09:30
Mensagem - Instante Divino (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PUI2azVCSkpDb2NVI3dz)
Título: Nas Crises ! Emmanuel
Enviado por: mariamanuelacorujo em 24 de Março de 2011, 09:32
mensagem de Chico Xavier -"Nas Crises" - Emmanuel (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PWs2aTNmSUVqQ1hNIw==)
Título: Prece de submissão e Resignação
Enviado por: mariamanuelacorujo em 24 de Março de 2011, 09:38
PRECE DE SUBMISSÃO E RESIGNAÇÃO.wmv (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PTRMWGhGUDdmX1RNIw==)
Título: Prece por um Agonizante !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 24 de Março de 2011, 09:39
PRECE POR UM AGONIZANTE.wmv (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PTdVamZZbG9pTEZRIw==)
Título: Prece pelas Almas!
Enviado por: mariamanuelacorujo em 24 de Março de 2011, 09:42
PRECE PELAS ALMAS SOFREDORAS.wmv (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PTJSN0g4ajFSd0hFIw==)
Título: Prece por um Criminoso !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 24 de Março de 2011, 09:44
PRECE POR UM CRIMINOSO.wmv (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PUJrUXBvZkJ2RDIwIw==)
Título: Nada acontece em Vão !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 24 de Março de 2011, 09:49
Nada na vida acontece em vão -Rosyluzes.wmv (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PVdfV290YVhjWTFnIw==)
Título: UNIÃO - Emmanuel
Enviado por: mariamanuelacorujo em 24 de Março de 2011, 16:36
UNIÃO - Emmanuel
***********************

Ante o mundo moderno, em doloroso e acelerado processo de transição,  procuremos em Cristo Jesus o clima de nossa reconstrução espiritual para a Vida Eterna.

...Profundas transformações políticas assinalam o caminho das nações, asfixiantes dificuldades pesam sobre os interesses coletivos, em toda a comunidade planetária, e, acima de tudo, lavra a discórdia, em toda parte, desintegrando o idealismo santificante.

Este é o plano a que os novos discípulos são chamados.

O momento por isto mesmo, é de luz para as trevas, amor para o ódio, esclarecimento para a ignorância, bom ânimo para o desalento.

Não bastará, portanto, a movimentação verbalística.  Não prevalece a plataforma doutrinária tão-somente.

Imprescindível renovar o coração, convertendo-o em vaso de graças divinas para a extensão das dádivas recebidas.

Espiritismo, na condição de mera fenomenologia, é simples indagação.  Indispensável reconhecer, entretanto, que as respostas do Céu às perquirições da Terra nunca faltaram.

A morte do corpo não nos desvenda os gozos do paraíso, nem nos arrebata aos tormentos do inferno.  Nós, os desencarnados, somos também criaturas humanas em diferentes círculos vibratórios, tão necessitados de aplicação do Evangelho Redentor, quanto os companheiros que marcham pelo  roteiro carnal.

A sepultura não é milagroso  acesso às zonas de luz integral ou da sombra completa.  Somos defrontados por novas modalidades da Divina Sabedoria a se traduzirem por mistérios mais altos.

Transformemo-nos, meus amigos, naquelas  “cartas vivas” do Mestre dos Mestres a que o Apóstolo Paulo se refere em suas advertências imortais.

Estamos distantes da época em que os filhos da Terra se dirigirão ao Pai com idêntica linguagem, porquanto, para isso, seria indispensável a sintonia absoluta entre nós outros e o Celeste Embaixador das Boas Novas da Salvação.

Reveste-se a hora atual de nuvens ameaçadoras.  Não nos iludamos.  O amor ilumina a justiça, mas, a justiça é a base da Lei Misericordiosa.

O mundo atormentado atravessa angustioso período de aferição.  Irmanemo-nos, desse modo, em Jesus, para que a tormenta não nos colha, de surpresa, o coração.

Abracemo-nos na obra redentora a derrubar as fronteiras que separam os templos veneráveis uns aos outros.

Nossa época é de ascensão do homem à estratosfera, de intercâmbio fácil das nações e de avanço da medicina em todas as frentes, contudo, é também de lágrimas, reajustamento e luta.

Entrelacemos as mãos, no testemunho da luz e da paz que nos felicitam.

Lembremo-nos de que somos os herdeiros diretos da confiança e do amor daqueles que tombaram nos circos do martírio por trezentos anos consecutivos.

Espiritismo sem Evangelho é apenas sistematização de idéias para transposição da atividade mental, sem maior eficiência na construção do porvir humano.

Trabalharemos, entretanto, quanto estiver ao nosso alcance, a fim de que o cristianismo redivivo prevaleça entre nós para que a experiência terrestre não vos constitua patrimônio indesejável e inútil e para que, unidos fraternalmente, sejamos colaboradores sinceros do Mestre, sem esquecer-Lhe as sagradas palavras:

“Eu sou o Caminho, a Verdade e a Vida.  Ninguém vai ao Pai senão por Mim”.



Livro: Doutrina e Aplicação
Título: EXTINÇÃO DO MAL - Bezerra de Menezes
Enviado por: mariamanuelacorujo em 24 de Março de 2011, 16:49
EXTINÇÃO DO MAL - Bezerra de Menezes
*************************************************
Na didática de Deus, o mal não é recebido com a ênfase que caracteriza muita gente na Terra, quando se propõe a combatê-lo.

Por isso, a condenação não entra em linha de conta nas manifestações da Misericórdia Divina.

Nada de anátemas, gritos, baldões ou pragas.

A Lei de Deus determina, em qualquer parte, seja o mal destruído não pela violência, mas pela força pacífica e edificante do bem.

A propósito, meditemos.

O Senhor corrige:

a ignorância: com a instrução;

o ódio: com o amor;

a necessidade: com o socorro;

o desequilíbrio: com o reajuste;

a ferida: com o bálsamo;

a dor: com o sedativo;

a doença: com o remédio;

a sombra: com a luz;

a fome: com o alimento;

o fogo: com a água;

a ofensa: com o perdão;

o desânimo: com a esperança;

a maldição: com a benção.

Somente nós, as criaturas humanas, por vezes, acreditamos que um golpe seja capaz de sanar outro golpe.

Simples ilusão.

O mal não suprime o mal.

Em razão disso, Jesus nos recomenda amar os inimigos e nos adverte de que a única energia suscetível de remover o mal e extingui-lo é e será sempre a força suprema do bem.
 
* * *

Da obra: Brilhe Vossa Luz.
Ditado pelo Espírito Bezerra de Menezes.
 
Título: UM QUARTO DE HORA - Meimei
Enviado por: mariamanuelacorujo em 24 de Março de 2011, 16:56
UM QUARTO DE HORA - Meimei
*************************************


Quando tiveres um quarto de hora à disposição, reflete nos benefícios que podes espalhar.
*

Recorda o diálogo afetivo com que refaças o bom-ânimo de algum familiar, dentro da própria casa; das palavras de paz e amor que o amigo enfermo espera de tua presença; de auxiliar em alguma tarefa que te aguarde o esforço para a limpeza ou o reconforto do próprio lar; da conversação edificante com uma criança desprotegida que te conduzirá para a frente as sugestões de boa vontade; de estender algum adubo à essa ou aquela planta que se te faz útil; e do encontro amistoso, em que a tua opinião generosa consiga favorecer a solução do problema de alguém.

*

Quinze minutos sem compromisso são quinze opções na construção do bem.

*

Não nos esqueçamos de que a floresta se levantou de sementes quase invisíveis, de que o rio se forma das fontes pequeninas e de que a luz do Céu, em nós mesmos, começa de pequeninos raios de amor a se nos irradiarem do coração.
 
* * *

Da obra: Caridade.
Ditado pelo Espírito Meimei.

 
Título: O PODER DA GENTILEZA - Neio Lucio
Enviado por: mariamanuelacorujo em 24 de Março de 2011, 17:03
O PODER DA GENTILEZA - Neio Lucio
********************************************


Eminente professor negro, interessado em fundar uma escola num bairro singelo, onde centenas de crianças desamparadas cresciam sem o benefício das letras, foi recebido pelo prefeito da cidade que lhe disse imperativamente, depois de ouvir-lhe o plano:

- A lei e a bondade nem sempre podem estar juntas. Organize uma casa e autorizaremos a providência.

- Mas, doutor, não dispomos de recursos... - considerou o benfeitor dos meninos desprotegidos.

- Que fazer?

- De qualquer modo, cabe-nos amparar os pequenos analfabetos.

O prefeito reparou-lhe demoradamente a figura humilde, fez um riso escaninho e acrescentou:

- O senhor não pode intervir na administração.

O professor, muito triste, retirou-se e passou a tarde e a noite daquele sábado, pensando, pensando...

Domingo, muito cedo, saiu a passear, sob as grandes árvores, na direção de antigo mercado.

Lá comentando, na oração silenciosa:

- Meu Deus, como agir? Não receberemos um pouso para as criancinhas, Senhor?

Absorvido na meditação, atingiu o mercado e entrou.

O movimento era enorme.

Muitas compras. Muita gente.

Certa senhora, de apresentação distinta, aproximou-se dele e tomando-o por servidor vulgar, de mãos desocupadas e cabeça vazia, exclamou:

- Meu velho, venha cá.

O professor acompanhou-a, sem vacilar.

À frente dum saco enorme, em que se amontoavam mais de trinta quilos de verdura, a matrona recomendou:

- Traga-me esta encomenda.

Colocou ele o fardo às costas e seguiu-a.

Caminharam seguramente uns quinhentos metros e penetraram elegante vivenda, onde a senhora voltou a solicitar:

- Tenho visitas hoje. Poderá ajudar-me no serviço geral?

- Perfeitamente - respondeu o interpelado -, dê suas ordens.

Ela indicou pequeno pátio e determinou-lhe a preparação de meio metro de lenha para o fogão.

Empunhando o machado, o educador, com esforço, rachou algumas toras. Findo o serviço, foi chamado para retificar a chaminé. Consertou-a com sacrifício da própria roupa. Sujo de pó escuro, da cabeça aos pés, recebeu ordem de buscar um peru assado, a distância de dois quilômetros. Pôs-se a caminho, trazendo o grande prato em pouco tempo. Logo após, atirou-se à limpeza de extenso recinto em que se efetuaria lauto almoço.

Nas primeiras horas da tarde, sete pessoas davam entrada no fidalgo domicílio. Entre elas, relacionava-se o prefeito que anotou a presença do visitante da véspera, apresentado ao seu gabinete por autoridades respeitáveis. Reservadamente, indagou da irmã, que era a dona da casa, quanto ao novo conhecimento, conversando ambos em surdina.

Ao fim do dia, a matrona distinta e autoritária, com visível desapontamento, veio ao servo improvisado e pediu o preço dos trabalhos.

- Não pense nisto - respondeu com sinceridade -,tive muito prazer em ser-lhe útil.

No dia imediato, contudo, a dama da véspera procurou-o, na casa modesta em que se hospedava e, depois de rogar-lhe desculpas, anunciou-lhe a concessão de amplo edifício, destinado à escola que pretendia estabelecer. As crianças usariam o patrimônio à vontade e o prefeito autorizaria a providência com satisfação.

Deixando transparecer nos olhos úmidos a alegria e o reconhecimento que lhe reinavam n'alma, o professor agradeceu e beijou-lhe as mãos, respeitoso.

A bondade dele vencera os impedimentos legais.

O exemplo é mais vigoroso que a argumentação.

A gentileza está revestida, em toda parte, de glorioso poder.
 
* * *

Da obra: Alvorada Cristã.
Ditado pelo Espírito Neio Lúcio.
 
Título: SINAIS DE ALARME - Sheilla
Enviado por: mariamanuelacorujo em 24 de Março de 2011, 17:07
SINAIS DE ALARME - Sheilla
***********************************
Há dez sinais vermelhos, no caminho da experiência, indicando queda provável na obsessão:
quando entramos na faixa da impaciência;

quando acreditamos que a nossa dor é a maior;

quando passamos a ver ingratidão nos amigos;

quando imaginamos maldade nas atitudes dos companheiros;

quando comentamos o lado menos feliz dessa ou daquela pessoa;

quando reclamamos apreço e reconhecimento;

quando supomos que o nosso trabalho está sendo excessivo;

quando passamos o dia a exigir esforço alheio, sem prestar o mais leve serviço;

quando pretendemos fugir de nós mesmos, através do álcool ou do entorpecente;

quando julgamos que o dever é apenas dos outros.

Toda vez que um desses sinais venha a surgir no trânsito de nossas idéias, a Lei Divina está presente, recomendando-nos a prudência de amparar-nos no socorro da prece ou na luz do discernimento.
 
* * *

Da obra: Ideal Espírita.
Ditado pelo Espírito Scheilla.

 
Título: Problemas do Mundo! - Bezerra de Menezes
Enviado por: mariamanuelacorujo em 24 de Março de 2011, 23:20
PROBLEMAS NO MUNDO..wmv (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PThXXzVCYkU3SjRjIw==)
Título: Sermão da Montanha 01
Enviado por: mariamanuelacorujo em 24 de Março de 2011, 23:27
Sermao da montanha parte 1 (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PUJtUVd2NzlRRTgwI3dz)
Título: Sermão da Montanha 02 !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 24 de Março de 2011, 23:28
sermão da montanha parte 2 (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PW9tMnVGdzl5SW5ZI3dz)
Título: TEU LIVRO ! Emmanuel
Enviado por: mariamanuelacorujo em 24 de Março de 2011, 23:42
Mensagem "TEU LIVRO" (de Emmanuel, na voz de Chico Xavier) (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PVh3ZzU0LWJVaWVFIw==)
Título: O encontro Divino ! - Irmão X
Enviado por: mariamanuelacorujo em 24 de Março de 2011, 23:44
OEncontroDivino-IrmaoX Chico Xavier (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PUI4cUZGZ0JRUVVnIw==)
Título: Das Paixões ! - Allan Kardec
Enviado por: mariamanuelacorujo em 24 de Março de 2011, 23:47
O Livro dos Espíritos - Pergunta 907 - Das Paixões (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PUFrY0pmekRKOW4wIw==)
Título: Agradecemos - Emmanuel
Enviado por: mariamanuelacorujo em 24 de Março de 2011, 23:51
AGRADECEMOS -- prece de Emmanuel, com legendas em Esperanto (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PUQwYWczNDJ3V0tzIw==)
Título: Confiemos Alegremente - Emmanuel
Enviado por: mariamanuelacorujo em 24 de Março de 2011, 23:54
CONFIEMOS ALEGREMENTE. Em Esperanto - NI FIDU GXOJE.avi (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PXE2UFlhd3VwQU44Iw==)
Título: Alegria ! - Francisco Candido Xavier
Enviado por: mariamanuelacorujo em 24 de Março de 2011, 23:57
ALEGRIA - Mensagens Espíritas - Gxojo - Spirita Mesagxo (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PXhUNmVrRVBfNGVZIw==)
Título: Solidão ! - Emmanuel
Enviado por: mariamanuelacorujo em 25 de Março de 2011, 00:08
Solidão - FRANCISCO CÂNCIDO XAVIER.vfb.2008.AVI (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PUIwei15RXVCZERJIw==)
Título: Prece de Eusebio ! - Andre Luiz
Enviado por: mariamanuelacorujo em 25 de Março de 2011, 00:10
A PRECE DE EUSÉBIO (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PTV0TFNBb25KbUN3Iw==)
Título: Prece de Ismalia! - Andre Luiz
Enviado por: mariamanuelacorujo em 25 de Março de 2011, 00:12
Prece de Ismália (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PU5UQ0J2cXBSY0VrIw==)
Título: Prece ! - Meimei
Enviado por: mariamanuelacorujo em 25 de Março de 2011, 00:14
Prece de Meimei (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PWFMQVREZlZFV09FIw==)
Título: NOSSO IRMÃO FRANCISCO CANDIDO XAVIER !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 25 de Março de 2011, 00:18
DO CHICO PRA VOCÊ (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PXdReUpRaGtYX3BnI3dz)
Título: Re: AME SEMPRE !
Enviado por: Rose C. em 25 de Março de 2011, 00:37
"As portas do Céu permanecem abertas. Nunca foram cerradas. Todavia, para que o homem se eleve até lá, precisa de asas de amor e sabedoria." (Emmanuel, Pão Nosso).

Muito amor para todos
Título: PELAS SUAS OBRAS QUE SE CONHECE O CRISTÃO
Enviado por: mariamanuelacorujo em 25 de Março de 2011, 09:04
O Evangelho Segundo o Espiritismo

--------------------------------------------------------------------------------
PELAS SUAS OBRAS QUE SE CONHECE O CRISTÃO

“Nem todos os que me dizem: Senhor! Senhor! entrarão no reino dos céus, mas somente aqueles que fazem a vontade de meu Pai que está nos céus.”

Escutai essa palavra do Mestre, todos vós que repelis a Doutrina Espírita como obra do demônio. Abri os ouvidos, que é chegado o momento de ouvir.

Será bastante trazer a libré do Senhor, para ser-se fiel servidor seu? Bastará dizer: “Sou cristão”, para que alguém seja um seguidor do Cristo? Procurai os verdadeiros cristãos e os reconhecereis pelas suas obras.

“Uma árvore boa não pode dar maus frutos, nem uma árvore má pode dar frutos bons.” — “Toda árvore que não dá bons frutos é cortada e lançada ao fogo.

” São do Mestre essas palavras. Discípulos do Cristo, compreendei-as bem! Que frutos deve dar a árvore do Cristianismo, árvore possante, cujos ramos frondosos cobrem com sua sombra uma parte do mundo, mas que ainda não abrigam todos os que se hão de grupar em torno dela? Os da árvore da vida são frutos de vida, de esperança e de fé.

O Cristianismo, qual o fizeram há muitos séculos, continua a pregar essas virtudes divinas; esforça-se por espalhar seus frutos, mas quão poucos os colhem!

A árvore é boa sempre, porém maus são os jardineiros. Entenderam de moldá-la pelas suas idéias; de talhá-la de acordo com as suas necessidades; cortaram-na, diminuíram-na, mutilaram-na; tornados estéreis, seus ramos não dão maus frutos, porque nenhuns mais produzem. O viajor sedento, que se detém sob seus galhos à procura do fruto da esperança, capaz de lhe restabelecer a força e a coragem, somente vê uma ramaria árida, prenunciando tempestade. Em vão pede ele o fruto de vida à árvore da vida; caem-lhe secas as folhas; tanto as remexeu a mão do homem, que as crestou.

Abri, pois, os ouvidos e os corações, meus bem-amados! Cultivai essa árvore da vida, cujos frutos dão a vida eterna. Aquele que a plantou vos concita a tratá-la com amor, que ainda a vereis dar com abundância seus frutos divinos. Conservai-a tal como o Cristo vo-la entregou: não a mutileis; ela quer estender a sua sombra imensa sobre o Universo: não lhe corteis os galhos. Seus frutos benfazejos caem abundantes para alimentar o viajor faminto que deseja chegar ao termo da jornada; não amontoeis esses frutos, para os armazenar e deixar apodrecer, a fim de que a ninguém sirvam.

 “Muitos são os chamados e poucos os escolhidos.” É que há açambarcadores do pão da vida, como os há do pão material. Não sejais do número deles; a árvore que dá bons frutos tem que os dar para todos. Ide, pois, procurar os que estão famintos; levai-os para debaixo da fronde da árvore e partilhai com eles do abrigo que ela oferece.

— “Não se colhem uvas nos espinheiros.

” Meus irmãos, afastai-vos dos que vos chamam para vos apresentar as sarças do caminho, segui os que vos conduzem à sombra da árvore da vida.

O divino Salvador, o justo por excelência, disse, e suas palavras não passarão: “Nem todos os que dizem: Senhor! Senhor! entrarão no reino dos céus; entrarão somente os que fazem a vontade de meu Pai que está nos céus.”

Que o Senhor de bênçãos vos abençoe; que o Deus de luz vos ilumine; que a árvore da vida vos ofereça abundantemente seus frutos! Crede e orai.

 — Simeão. (Bordéus, 1863.)

 

(Fonte: O Evangelho segundo o Espiritismo, cap. XVIII, item 16.)
Título: UMA REALEZA TERRESTE
Enviado por: mariamanuelacorujo em 25 de Março de 2011, 09:15
O Evangelho Segundo o Espiritismo

-------------------------------------------------------------------------------
UMA REALEZA TERRESTE

Quem melhor do que eu pode compreender a verdade destas palavras de Nosso Senhor:

“O meu reino não é deste mundo”?

O orgulho me perdeu na Terra.

Quem, pois, compreenderia o nenhum valor dos reinos da Terra, se eu o não compreendia?

Que trouxe eu comigo da minha realeza terrena?

Nada, absolutamente nada.

E, como que para tornar mais terrível a lição, ela nem sequer me acompanhou até o túmulo!

Rainha entre os homens, como rainha julguei que penetrasse no reino dos céus!

Que desilusão!

Que humilhação, quando, em vez de ser recebida aqui qual soberana, vi acima de mim, mas muito acima, homens que eu julgava insignificantes e aos quais desprezava, por não terem sangue nobre!

Oh! como então compreendi a esterilidade das honras e grandezas que com tanta avidez se requestam na Terra!

Para se granjear um lugar neste reino,
são necessárias

a abnegação,

a humildade,

a caridade

em toda a sua celeste prática,

a benevolência para com todos.

Não se vos pergunta o que fostes,
nem que posição ocupastes,
mas que bem fizestes,
quantas lágrimas enxugastes.

Oh! Jesus, tu o disseste,
teu reino não é deste mundo,
porque é preciso sofrer para chegar ao céu,
de onde os degraus
de um trono a ninguém aproximam.

A ele só conduzem as veredas mais penosas da vida.

Procurai-lhe, pois,

o caminho,

através das urzes
e dos espinhos,
não por entre as flores.

Correm os homens por alcançar os bens terrestres,
como se os houvessem de guardar para sempre.

Aqui, porém, todas as ilusões se somem.

Cedo se apercebem eles de que
apenas apanharam
uma sombra
e desprezaram
os únicos bens reais
e duradouros,
os únicos que lhes aproveitam
na morada celeste,

os únicos que lhes podem facultar acesso a esta.

Compadecei-vos
dos que não ganharam o reino dos céus;
ajudai-os com as vossas preces,
porquanto a prece
aproxima do Altíssimo o homem;
é o traço de união
entre o céu e a Terra:
não o esqueçais.


— Uma Rainha de França. (Havre, 1863.)

 

(Fonte: O Evangelho segundo o Espiritismo, cap. II, item 8.)
Título: O Galileu ! - Maria Dolores
Enviado por: mariamanuelacorujo em 25 de Março de 2011, 09:22
O Galileu / Galileo (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PWhDemJNR3dnM21VIw==)
Título: Jesus, Kardec e Nós!
Enviado por: mariamanuelacorujo em 25 de Março de 2011, 09:26
Chico Xavier - Amor Onipotente (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PXBwRXd1U1pwVE9rIw==)
Título: Meu Filho!
Enviado por: mariamanuelacorujo em 25 de Março de 2011, 09:28
Meu Filho - Voz de Chico Xavier (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PWlGUHpPUGZSal9ZIw==)
Título: Amor Onipotente! Emmanuel
Enviado por: mariamanuelacorujo em 25 de Março de 2011, 09:30
CHICO XAVIER AMOR ONIPOTENTE.wmv (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PWw1TFFJU0tQSEY0Iw==)
Título: Ainda o Dinheiro ! - Emmanuel
Enviado por: mariamanuelacorujo em 25 de Março de 2011, 09:37
Mensagens de Chico Xavier - Reflexões (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PVVuaVdMQnZWSzhBIw==)
Título: O Misterio da Vida !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 25 de Março de 2011, 09:50
O Misterio da Vida - Momento Fraterno.wmv (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PUNxZ0QwOHhuQzM4Iw==)
Título: Chamo-me AMOR ! Emmanuel
Enviado por: mariamanuelacorujo em 25 de Março de 2011, 09:53
Chamo-Me Amor - Momento Fraterno.wmv (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PUl3RTBsY0E4Y1VrIw==)
Título: Re: AME SEMPRE !
Enviado por: Maggie Grande em 25 de Março de 2011, 13:21
DEUS

PASSEI TANTO TEMPO TE PROCURANDO
NÃO SABIA ONDE ESTAVAS
OLHAVA PARA O INFINITO, NÃO TE VIA.
E PENSAVA COMIGO MESMO, SERÁ QUE TU EXISTES?
NÃO ME CONTENTAVA NA BUSCA E PROSSEGUIA,
TENTAVA TE ENCONTRAR NAS RELIGIÕES E NOS TEMPLOS
TU TAMBÉM NÃO ESTAVAS.
TE BUSQUEI, ATRAVÉS DOS SACERDOTES E PASTORES,
TAMBÉM NÃO TE ENCONTREI
SENTI-ME SÓ, VAZIO, DESESPERADO E DESCRI.
E NA DESCRENÇA TE OFENDI,
E NA OFENSA TROPECEI,
E NO TROPEÇO CAI,
E NA QUEDA SENTI-ME FRACO
FRACO PROCUREI SOCORRO
NO SOCORRO ENCONTREI AMIGOS
NOS AMIGOS ENCONTREI CARINHO
NO CARINHO EU VI NASCER O AMOR
COM AMOR EU VI O MUNDO NOVO
E NO MUNDO NOVO RESOLVI VIVER
O QUE RECEBI, RESOLVI DOAR
DOANDO ALGUMA COISA MUITO RECEBI
E EM RECEBENDO SENTI-ME FELIZ
E AO SER FELIZ, ENCONTREI A PAZ
E TENDO PAZ FOI QUEM ENXERGUEI
QUE DENTRO EM MIM É QUE TU ESTAVAS
E SEM PROCURAR-TE
FOI QUE TE ENCONTREI.
Título: BENDITO SEJAS ! Maria Dolores
Enviado por: mariamanuelacorujo em 25 de Março de 2011, 15:19
BENDITO SEJAS ! Maria Dolores
*************************


Bendito sejas,coração amigo,
Pelo pão que dás, à porta,
ao companheiro que se desconforta,
Na aflição da penúria sem abrigo.


Deus te faça feliz pela roupa que ofertas
Aos torturados do caminho,
Que tanta vez se vão no desalinho
Das feridas que trazem descobertas...


Deus te conceda o prêmio da ventura
Pela ternura sorridente
Com que levas ao doente
O amparo do remédio e a esperança da cura.


Deus te guarde na fonte da alegria,
Para lenir, no esforço a que te dês,
A orfandade e a viuvez
Que vivem para a dor de cada dia


Deus porém, te abençoe, coração brando e pasmo,
Coma a mais sublime recompensa,
Quando olvidas a intromissão da ofensa,
O golpe da injustiça, e a pedra do sarcasmo.


Deus te exalte no santo esquecimento
Do mal que te golpeia,
reduzindo a extensão da chaga alheia
Sem cogitar do pronto sofrimento.
Bendito sejas coração submisso,
Embora sábio entre os mais sábios,
No exemplo da bondade e do serviço,
Porque o amor transforma a sombra em luz
E o perdão ,onde ampare, nunca erra,
auxiliando a vida em toda a Terra
Para o reino Divino de Jesus.
 

Maria Dolores


do Livro:- Poetas Redivivos
Título: PINGO D'ÁGUA - Andre Luiz
Enviado por: mariamanuelacorujo em 25 de Março de 2011, 15:23
PINGO D'ÁGUA - Andre Luiz
************************
Insignificante é o pingo d'água,
todavia, com o tempo,
traça um caminho no
corpo duro da pedra.

Humilde é a semente,
entretanto, germina com
firmeza e produz a espiga
que enriquece o celeiro.

Frágil é a flor, contudo,
resiste à ventania,
garantindo a colheita farta.

Minúscula é a formiga,
mas edifica,
à força de perseverança
complicadas cidades subterrâneas.

Submissa é a argila,
no entanto, com o auxílio
do oleiro, transforma-se em
vaso precioso.

Branda é a veste física,
que um simples alfinete
atravessa, todavia
suporta vicissitudes
incontáveis e sustenta o
templo do Espírito em
aprendizado, por dezena
de lustros, repletos de
necessidades e
padecimentos morais.

O verdadeiro progresso
prescinde da violência.
Tudo é serenidade e
seqüência na evolução.
Aprendamos com a Natureza e
adotemos a brandura por
diretriz de nossas
realizações para a vida mais alta,
mas não a brandura que
se acomoda com a
inércia, com a perturbação
e com o mal e sim aquela
que se baseia na
paciência construtiva,
que trabalha incessantemente
e persiste no melhor a
fazer, ultrapassando os
obstáculos que a ignorância
lhe atira à estrada e
superando os percalços da luta,
a sustentar-se no serviço
que não esmorece
e na esperança fiel que confia,
sem desânimo, na vitória final do bem.


André Luiz,
Psicografia Francisco Xavier
Título: FILHO DE DEUS - Joanna de Angelis
Enviado por: mariamanuelacorujo em 25 de Março de 2011, 15:27
FILHO DE DEUS  - Joanna de Angelis
***************************

 


Multiplicaram-se através dos tempos, variados
conceitos a respeito de Deus. |
Por mais complexos, tornaram-se insuficientes
para expressar toda grandeza do Criador.
Somente Jesus logrou fazê-lo com perfeição,
 utilizando-se de uma linguagem simples, no entanto
 portadora de alta carga racional e emocional,
 chamando-O de Pai.
O designativo excelente preenche todas as lacunas
deixadas por outras definições e referências.
Deus é o Pai Criador,o Genitor Divino,
 a Causa Incausada de todos os seres e de todas
 as coisas. Tu és filho de Deus, cujo amor inunda
todo o universo e se encontra presente
nas mais íntimas fibras de teu ser.
 Tens por fatalidade na vida: a plenitude!
Lográ-la, de imediato ou mais tarde, dependerá
do teu livre-arbítrio.
 Por isso, empenha-te no sentido de conseguir
êxitos aos teus empreendimentos íntimos,
 mesmo que a custas de sacrifícios,
recordando-te sempre que,em qualquer
situação, Deus está contigo.


Joanna de Angelis

Psicografado por Divaldo Pereira Franco)

Título: ALGO A FAZER - Marco Prisco
Enviado por: mariamanuelacorujo em 25 de Março de 2011, 15:33
ALGO A FAZER - Marco Prisco
**********************




"...Eu faço sempre as coisas que
são do seu agrado."(João-8:29)


Faça a sua parte, mesmo que seja a
 modesta contribuição do silêncio.


Dê a mão em auxílio a alguém, embora
não disponha de mais, além dela.


Contribua com a homenagem do seu
respeito à vida.


Ofereça a parcela que outros não
sentem inclinação de doar: varrer
uma casa, lavar o chão, enxugar
o suor num rosto doentio.


Proponha a palavra simples e nobre
 do perdão, quando surgir oportunidade
 junto aos contendores que se digladiam.


Sugira o olvido, quando corações
aflitos desejarem revidar os
 remoques sofridos.


Apague a sua presença para que
os outros sejam vistos, apesar de
você reconhecer que o triunfador
não é aquele a quem a
 multidão ovaciona.


Insista no burilamento íntimo.
Você sabe que os outros não têm o
dever de compreender o que você
pensa, enquanto você se propôs
 espontaneamente a todos entender:
Neste momento, você pode construir
 a felicidade no coração, facultando
novos horizontes à alma sedenta de
luz e amplidão.


Marco Prisco

Psicografado por Divaldo P. Franco

Título: SEGUE-ME TU ! - Emmanuel
Enviado por: mariamanuelacorujo em 25 de Março de 2011, 15:43
SEGUE-ME TU ! - Emmanuel
**********************


"Disse-lhe Jesus: Se eu quero que ele fique até que eu venha, que te importa a ti? Segue-me tu." - (JOÃO, capítulo 21, versículo 22.)

Nas comunidades de trabalho cristão, muitas vezes observamos companheiros altamente preocupados com a tarefa conferida a outros irmãos de luta.

É justo examinar, entretanto, como se elevaria o mundo se cada homem cuidasse de sua parte, nos deveres comuns, com perfeição e sinceridade.

Algum de nossos amigos foi convocado para obrigações diferentes?

Confortemo-lo com a legítima compreensão.

As vezes, surge um deles, modificado ao nosso olhar. Há cooperadores que o acusam. Muitos o consideram portador de perigosas tentações. Movimentam-se comentários e julgamentos à pressa.

Quem penetrará, porém, o campo das causas? Estaríamos na elevada condição daquele que pode analisar um acontecimento, através de todos os ângulos? Talvez o que pareça queda ou defecção pode constituir novas resoluções de Jesus, relativamente à redenção do amigo que parece agora distante.

O Bom Pastor permanece vigilante. Prometeu que das ovelhas que o Pai lhe confiou nenhuma se perderá.

Convém, desse modo, atendermos com perfeição aos deveres que nos foram deferidos. Cada qual necessita conhecer as obrigações que lhe são próprias.

Nesse padrão de conhecimento e atitude, há sempre muito trabalho nobre a realizar.

Se um irmão parece desviado aos teus olhos mortais, faze o possível por ouvir as palavras de Jesus ao pescador de Cafarnaum: "Que te importa a ti? Segue-me tu."


Da obra: Caminho, Verdade e Vida.
Ditado pelo Espírito Emmanuel.
Título: OREMOS AGINDO - Emmanuel
Enviado por: mariamanuelacorujo em 25 de Março de 2011, 20:23
OREMOS AGINDO - Emmanuel
********************************

Vigiai e orai para que não entreis em tentação... - Jesus (Marcos, 14:38)

Diante da prova ora, envidando meios de transformá-la em experiência benéfica.

Diante da penúria orar, desenvolvendo serviço que a desfaça.

Diante da ignorância orar, acendendo luz que lhe dissipe a sombra.

Diante da enfermidade orar, procurando medicação que lhe afaste os prejuízos.

Diante do desastre orar, empreendendo ações que lhe anulem os afetos.

Diante da dificuldade orar, aproveitando a lição dos obstáculos de modo a evitá-los futuramente.

Diante do sofrimento orar, construindo caminhos para a devida libertação.

Diante da discórdia orar, edificando recursos para o estabelecimento da paz.

Orar sempre, mas agir cada vez mais para que se realize o melhor.

Disse-nos o Senhor: vigiai e orai para que não entreis em tentação... e, realmente, acima de tudo vigiam e oram aqueles que ativamente se esforçam para que, em tudo, se faça o bem que nos cabe fazer.


Emmanuel
Título: Norma de Vencer ! - Maria Dolores
Enviado por: mariamanuelacorujo em 25 de Março de 2011, 20:29
Maria Dolores e Chico Xavier Norma de vencer 0001 (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PXNicEh3NVZoRThZIw==)
Título: Hoje é o Dia Mais Importante !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 25 de Março de 2011, 20:33
EGC SLIDES - HOJE É O DIA MAIS IMPORTANTE - Do site gotasdepaz.com.br-03-01-06-24_wmv.wmv (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PS00VUZVbjhxRDNRIw==)
Título: Mensagem para o Amanhã !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 25 de Março de 2011, 20:37
Mensagem para o amanhã (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PXdJY2dWWDlFZzAwIw==)
Título: Com Todo Amor ! - Maria Dolores
Enviado por: mariamanuelacorujo em 25 de Março de 2011, 20:52
Com Todo Amor (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PThIemVTdE8yWHFFIw==)
Título: PRESENÇA DE LUZ - Francisco Xavier
Enviado por: mariamanuelacorujo em 26 de Março de 2011, 05:53
PRESENÇA DE LUZ - Francisco Xavier
*****************************

Se puseres amor no tempo que Deus te reserva,
nunca te sentirás
sob o domínio do tédio ou do desânimo
porque as tuas horas
se converterão em prazer de servir.

Se colocares amor nas afeições
que o Senhor te permite cultivar,
nunca sofrerás ingratidão
ou desengano
porque transformarás o próprio espírito
em vaso de abnegação e de entendimento,
colhendo de ti mesmo
a felicidade de fazer a felicidade
dos entes queridos.

Se cultivares amor
na execução do dever
que a Divina Providência te atribui,
nunca experimentarás cansaço ou desalento
porque o trabalho
se te fará fonte de alegria
na alegria de ser útil.

Se aplicares amor
nos recursos verbais
que a sabedoria eterna te confere,
nunca te complicarás
em manifestações infelizes
porque a tua palavra
se transubstanciará
em clarão e benção,
naquilo em que te expresses.

Se espalhares amor
num lugar em que as leis da vida te situam,
nunca te observarás na condição de vítima
do desequilíbrio
porque a tua influência
se tornará serenidade
e esperança,
garantindo a harmonia
e a tranqüilidade onde estejas.

Ah! Se conservares o amor no coração,
obra divina do universo,
nunca te perderás na sombra,
porque terás convertido
a própria alma em presença de luz.

Título: SER MELHOR - REFORMA INTIMA - (ERMANCE DUFAUX)
Enviado por: mariamanuelacorujo em 26 de Março de 2011, 05:58
SER MELHOR - REFORMA INTIMA - (ERMANCE DUFAUX)

******************************************************************



 

Será muito útil à comunidade espírita um maior empenho em seus grupamentos no entendimento do tema reforma íntima. Apesar dos debates assíduos, observa-se ainda uma lacuna no apontamento de caminhos pelos quais se possa encetar um programa de melhoria pessoal. Mesmo sensibilizados para sua importância, pergunta-se: como fazer reforma íntima?

O primeiro passo a mais amplos resultados nesse campo será possuir a noção bem clara do que seja essa proposta no terreno individual. Propomos então uma releitura de sua conceituação em favor da oxigenação de nossas idéias.

Associa-lhe, comumente, a idéia de anulação de sentimentos, negação de impulsos ou eliminação de tendências; idéias que, se não forem sensatamente exploradas, poderão tecer uma vinculação mental ao absoleto bordão do “pecado original”, uma cultura diametralmente incoerente com a lógica espírita. Essa vinculação conduz-nos a priorizar a repressão como sistema de mudança, ou seja, a violentação do mundo íntimo, gerando um estado compulsivo de conflito e pressão psíquica, uma “tortura interior”. Esse sistema de inaceitação é caracterizado, quase sempre, pela ansiedade em aplacar sentimentos de culpa, uma fuga que declara a condição íntima de indignidade pelo fato de sentir, fazer ou pensar em desacordo com o que aprendemos nos lúcidos conteúdos da Doutrina.

A culpa não renova, limita. Não educa, contém.

A culpa nasce no ato de avaliar o direito natural de errar como sendo um pecado que merece ser castigado, uma estrutura mental condicionada que carece de reeducação a fim de atingir o patamar de uma relação pacífica conosco mesmo.

Reforma íntima não é ser contra nós. Não é reprimir e sim educar. Não é exterminar o mal em nós, e sim fortalecer o bem que está adormecido na consciência.

A palavra educação, que vem do latim educere, significa tirar de dentro para fora. Renovar é extrair da alma os valores divinos que recebemos quando fomos criados.

Educação é disciplina com consentimento íntimo, fruto de um acordo conosco celebrado em harmonia, bem distante dos quadros torturantes de neurose e severidade consigo.

Claro que, para se educar é preciso controle, tendo em vista os hábitos que arregimentamos nas vidas sucessivas. Entretanto, muitos discípulos permanecem apenas nesse estágio, definindo seu crescimento espiritual pela quantidade de realizações a que se devota por fora, quando o crescimento pessoal só encontra medidas reais nos recessos do sentimento. Menos contenção e mais conscientização, eis a linha natural de aprender a “dar ouvidos” aos alvitres do bem divino que retumbam qual eco de Deus na nossa intimidade.

O conjunto dos ensinos espíritas é um roteiro completo para todos os perfis de necessidades no aperfeiçoamento da humanidade. Tomar todo esse conjunto como regras para absorção instantânea é demonstrar uma visão dogmática de crescimento, gerando aflições e temores, perfeccionismo e ansiedade, que são desnecessários no aproveitamento das oportunidades.

Reforma íntima é ser melhor hoje em relação ao ontem, e jamais deixar arrefecer o desejo de ser um tanto melhor amanhã em relação ao hoje. Basta-nos aprender a ouvir a consciência e a estudar nossos instintos. Reforma é um trabalho processual. A esse respeito, assim se pronuncia a Equipe Verdade:

“Conhece bem pouco os homens quem imagine que uma causa qualquer os possa transformar como que por encanto. As idéias só pouco a pouco se modificam, conforme os indivíduos, e preciso é que algumas gerações se passem, para que se apaguem totalmente os vestígios dos velhos hábitos. A transformação, pois, somente com o tempo, gradual e progressivamente, se pode operar” (Livro dos Espíritos –questão 800).

Se conseguirmos assimilar essa definição na rotina dos dias, certamente estaremos nos beneficiando amplamente por entendermos que ninguém pode fazer mais que o suportável, sendo inútil acumular sofrimentos para manter metas não alcançáveis por agora. Exigir de si mais que o possível é dar espaço para tornarmo-nos ansiosos ou desanimados. Valorizemos com otimismo e aceitação o que temos condição de fazer para ser melhor, mas jamais deixemos de aqferir sinceramente, em nosso próprio favor, se não estamos sob o fascínio do desculpismo e da fuga, e procuremos a cada dia fazer algo mais pelo bem de nós próprios e do próximo
Título: NEM TÃO BONS, NEM TÃO RUINS -Irmão Jose
Enviado por: mariamanuelacorujo em 26 de Março de 2011, 06:02
NEM TÃO BONS, NEM TÃO RUINS -Irmão Jose

******************************************************



 

Não somos tão ruins quanto pensam que somos, porém nem tão bons quanto nos imaginamos ser.

Não somos menos nem mais: somos o que simplesmente somos!

Iguais a tantas pessoas que lutam para serem melhores do que são.

Não nos deprimamos com a crítica e nem nos envaideçamos com o elogio.

Não nos avaliemos pelo que os outros são ou deixam de ser.

Tomemos unicamente a Jesus por exemplo do que precisamos vir a ser, um dia.

Em quase todos, certas virtudes compensam os vícios que ainda possuem.

Lutemos para que a nossa parte positiva supere a negativa, que ainda predomina.

No exercício constante do bem é que nos fortalecemos.

(Do Livro "Vigiai e Orai" - Carlos A. Baccelli/Irmão José).



Título: Novo Dia - Emmanuel
Enviado por: mariamanuelacorujo em 26 de Março de 2011, 06:09
Novo Dia ! - Emmanuel
******************


Novo Dia

"Todo dia de ontem pode ter sido árduo.

Muitas lutas vieram, deixando-te o cansaço.

Provas inesperadas alteram-te os planos.

Soma, porém, as bênçãos que Deus te entregou.

Esquece qualquer sombra, não pares, serve e segue.

Agora é novo dia, tempo de caminhar".

Emmanuel
Psicografia-Francisco C. Xavier

Título: Saber Viver ! - Charlie Chaplin
Enviado por: mariamanuelacorujo em 26 de Março de 2011, 09:46
Saber Viver!! (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PVJYN0pUeFJTdW8wIw==)
Título: Quando Tudo Dá Errado !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 26 de Março de 2011, 15:10
Jesus_video.wmv (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PWxGYVVuSkRPTmtZIw==)
Título: Escuta ! - Auta de Souza
Enviado por: mariamanuelacorujo em 26 de Março de 2011, 15:20
Poemas Espíritas - parte 5 de 5 (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PW4taUJ3NGl6OVNFIw==)
Título: Mãos ! - Auta de Souza
Enviado por: mariamanuelacorujo em 26 de Março de 2011, 15:27
Mãos- Chico Xavier, Auta de Souza (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PWo3N3BIaEstNWNBIw==)
Título: Re: AME SEMPRE !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 26 de Março de 2011, 15:29
Mãos

Auta de Souza


Harpas de amor tangendo de mansinho
A música do bem ditosa e bela,
As mãos guardam a luz que te revela
A mensagem de paz e de carinho.

Não te digas inútil ou sozinho...
Na existência mais triste ou mais singela,
Nas mãos todo um tesouro se encastela,
Derramando-se em bênçãos no caminho.

Ara, semeia, tece, afaga e ajuda...
Mãos no trabalho são a prece muda
De nosso coração, vencendo espaços...


E, aprendendo com Cristo, ante o futuro,
Tuas mãos, como servas do amor puro,
São estrelas fulgindo nos teus braços.

(Soneto recebido por Francisco Cândido Xavier)
Título: PINGOS DA VERDADE - Francisco Xavier
Enviado por: mariamanuelacorujo em 26 de Março de 2011, 18:20
PINGOS DA VERDADE - Francisco Xavier

********************************************




Não temperes de azedume
O prato simples do bem;
Nunca se viu amargura
Auxiliar a ninguém.

A caridade perdoa
Todo o mal, seja qual for;
Na própria lama em que passa
Modela ninhos de flor.

Ensino em todos os planos,
Exposto numa só voz:
Não servindo para os outros,
Não servimos para nós.

Perante a prisão de ferro,
Prisão de amor é mais forte;
O ferro a lima desfaz,
Amor, porém, nem a morte.

Quem diz que tudo já sabe,
Que atingiu toda a cultura,
Está no primeiro embalo
Da queda para a loucura.

A vida é uma grande escola.
Dos outros ninguém se ria.
Toda lição tem exame,
Cada qual tem o seu dia.

 

Do livro: Paz e Alegria,

Médium: Francisco Cândido Xavier -

Espíritos Diversos
Título: Re: AME SEMPRE !
Enviado por: Dothy em 26 de Março de 2011, 20:33
Ola querida amiga Mariamanuella

Parabéns pelo belissímo tópico repleto de mensagens lindas e edificantes
As almas sensíveis agradecem

Abraços afetuosos
Título: Re: AME SEMPRE !
Enviado por: Dothy em 26 de Março de 2011, 20:37
             
 
                   
 
                                  AMA SEMPRE


 
Encontrarás talvez, junto de ti, os que te pareçam errados.
Esse cometeu falta determinada, aquele se acomodou numa situação considerada infeliz.
Respeita o tribunal que lhes indicou tratamento, sem recusar-lhes auxílio.
Quem conhecerá todas as circunstâncias para sentenciar, em definitivo, quanto às atitudes de alguém, analisando efeitos sem penetrar as causas profundas?
Deliciava-se certa jovem com o perfume das rosas que lhe vinham desabrochar na janela. Orgulhosa das ramas que escalavam paredes, de modo a ofertar-lhe as flores, quis
corrigir o jardim, no pedaço de chão em que a planta se levantava. Pequeno monte de terra adubada, a destacar-se de nível foi violentamente arrancado, mas justamente aí
palpitava o coração da roseira.
Decepada a raiz, morreram as flores.
Quantas criaturas estarão resignadas à moradia em situações categorizadas por lodo, para que as rosas da alegria e da segurança possam brilhar nas janelas de nossa vida?
Aceita os outros tais quais são.
Espera e serve.
Abençoa e ama sempre.
O errado hoje, em muitos casos, será o certo amanhã.
O julgamento é dos homens, mas a Justiça é de Deus.

 
MEIMEI

 
 
                        r

                                                                                               
Título: Re: AME SEMPRE !
Enviado por: Dothy em 26 de Março de 2011, 20:42
"Significados do Amor" Chico Xavier

"Significados do Amor" Chico Xavier (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PXZSWThyNl80NzhnIw==)
Título: Carregar sua cruz!
Enviado por: mariamanuelacorujo em 26 de Março de 2011, 21:13
 O Evangelho Segundo o Espiritismo
--------------------------------------------------------------------------------
Carregar sua cruz.
Quem quiser salvar a vida, perdê-la-á

Bem ditosos sereis, quando os homens vos odiarem e separarem, quando vos tratarem injuriosamente, quando repelirem como mau o vosso nome, por causa do Filho do Homem. — Rejubilai nesse dia e ficai em transportes de alegria, porque grande recompensa vos está reservada no céu, visto que era assim que os pais deles tratavam os profetas. (S. LUCAS, cap. VI, vv. 22 e 23.)

Chamando para perto de si o povo e os discípulos, disse-lhes: Se alguém quiser vir nas minhas pegadas, renuncie a si mesmo, tome a sua cruz e siga-me; — porquanto, aquele que se quiser salvar a si mesmo, perder-se-á; e aquele que se perder por amor de mim e do Evangelho se salvará. — Com efeito, de que serviria a um homem ganhar o mundo todo e perder-se a si mesmo? (S. MARCOS, cap. VIII, vv. 34 a 36; — S. LUCAS, cap. IX, vv. 23 a 25; — S. MATEUS, cap. X, vv. 38 e 39; — S. JOÃO, cap. XII, vv. 25 e 26.)

“Rejubilai-vos, diz Jesus,
quando os homens vos odiarem
e perseguirem por minha causa,
visto que sereis recompensados no céu.”

Podem traduzir-se assim essas verdades:
 “Considerai-vos ditosos, quando haja homens que,
pela sua má-vontade para convosco,
vos dêem ocasião de provar
a sinceridade da vossa fé,
porquanto o mal que vos façam redundará em proveito vosso.

Lamentai-lhes a cegueira, porém, não os maldigais.”

Depois, acrescenta:
“Tome a sua cruz aquele que me quiser seguir”,

isto é, suporte corajosamente as tribulações
que sua fé lhe acarretar,
dado que aquele que quiser salvar a vida e seus bens,
renunciando-me a mim,
perderá as vantagens do reino dos céus,
enquanto os que tudo houverem perdido neste mundo,
mesmo a vida, para que a verdade triunfe,
receberão, na vida futura,
o prêmio da coragem,
da perseverança
e da abnegação
de que deram prova.

Mas, aos que sacrificam os bens celestes
aos gozos terrestres, Deus dirá:

 “Já recebestes a vossa recompensa.”

 

(Fonte: O Evangelho segundo o Espiritismo, cap. XXIV, itens 17 a 19.)
Título: A afabilidade e a doçura!
Enviado por: mariamanuelacorujo em 26 de Março de 2011, 21:18
O Evangelho Segundo o Espiritismo

--------------------------------------------------------------------------------
A afabilidade e a doçura

A benevolência para com os seus semelhantes,
fruto do amor ao próximo,
produz a afabilidade e a doçura,
que lhe são as formas de manifestar-se.

Entretanto, nem sempre há que fiar nas aparências.

A educação e a freqüentação do mundo podem dar ao homem
o verniz dessas qualidades.

Quantos há cuja fingida bonomia não passa de máscara
para o exterior,
de uma roupagem cujo talhe primoroso
dissimula as deformidades interiores!

O mundo está cheio dessas criaturas que têm nos lábios
o sorriso e no coração o veneno;
que são brandas,
desde que nada as agaste,
mas que mordem à menor contrariedade;

cuja língua, de ouro quando falam pela frente,
se muda em dardo peçonhento, quando estão por detrás.

A essa classe também pertencem esses homens,
de exterior benigno, que, tiranos domésticos,
fazem que suas famílias e seus subordinados
lhes sofram o peso do orgulho e do despotismo,
como a quererem desforrar-se do constrangimento
que, fora de casa, se impõem a si mesmos.

Não se atrevendo a usar de autoridade
para com os estranhos,
que os chamariam à ordem,
acham que pelo menos devem fazer-se
 temidos daqueles que lhes não podem resistir.

Envaidecem-se de poderem dizer: “
Aqui mando e sou obedecido”,
sem lhes ocorrer que poderiam acrescentar:
 “E sou detestado.”

Não basta que dos lábios manem leite e mel.

Se o coração de modo algum lhes está associado,
só há hipocrisia.

Aquele cuja afabilidade e doçura
não são fingidas nunca se desmente:
é o mesmo,
 tanto em sociedade,
como na intimidade.

Esse, ao demais,
sabe que se, pelas aparências,
se consegue enganar os homens,
a Deus ninguém engana.


— Lázaro. (Paris, 1861.)

 

(Fonte: O Evangelho segundo o Espiritismo, cap. IX, item 6.)
Título: Re: AME SEMPRE !
Enviado por: Dothy em 26 de Março de 2011, 21:21
Ser Feliz

Ser Feliz (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PUplTEZfVmp3S3FBIw==)
Título: Obrigada minha Irmã !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 26 de Março de 2011, 21:35
É uma imensa Alegria Querida Irmã Dothy
a tua linda participação neste tópico;

Como a espiritualidade Amiga sempre me diz
                         PROSSEGUE !
 
Esta pequena Maria está somente estudando e obrando com muito Amor!

"Que Deus Pai Todo Poderoso nos ilumine na essencia d'alma!
Que o Mestre Jesus nos clareie o Caminho!
Que diariamente consigamos despertar para a nossa existencia
e nos erguer em nós mesmos
Amando o Proximo Como a Nós Nos Amamos"

Fica em imensa Luz minha Irmã !
Fiquemos Todos em Imensa Paz !
Título: A indulgência !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 26 de Março de 2011, 21:41
O Evangelho Segundo o Espiritismo

--------------------------------------------------------------------------------
A indulgência

Espíritas, queremos falar-vos hoje da indulgência,
sentimento doce e fraternal
que todo homem deve alimentar
para com seus irmãos,
mas do qual bem poucos fazem uso.

A indulgência não vê os defeitos de outrem,
ou, se os vê, evita falar deles, divulgá-los.

Ao contrário, oculta-os,
a fim de que se não tornem conhecidos
senão dela unicamente,
e, se a malevolência os descobre,
tem sempre pronta uma escusa para eles,
escusa plausível, séria,
não das que, com aparência de atenuar a falta,
mais a evidenciam com pérfida intenção.

A indulgência
jamais se ocupa com os maus atos de outrem,
a menos que seja para prestar um serviço;
mas, mesmo neste caso,
tem o cuidado de os atenuar tanto quanto possível.

Não faz observações chocantes,
não tem nos lábios censuras;
apenas conselhos e,
as mais das vezes, velados.

Quando criticais,
que conseqüência se há de tirar das vossas palavras?

A de que não tereis feito o que reprovais, visto que estais a censurar;
que valeis mais do que o culpado.

Ó homens!

quando será que julgareis os vossos próprios corações,
 os vossos próprios pensamentos,
os vossos próprios atos,
sem vos ocupardes com o que fazem vossos irmãos?

Quando só tereis olhares severos sobre vós mesmos?

Sede, pois, severos para convosco,
indulgentes para com os outros.
Lembrai-vos daquele que julga em última instância,
que vê os pensamentos íntimos de cada coração e que,
por conseguinte,
desculpa muitas vezes as faltas que censurais,
ou condena o que relevais,
porque conhece o móvel de todos os atos.

 Lembrai-vos de que vós,
que clamais em altas vozes:
anátema! tereis, quiçá, cometido faltas mais graves.

Sede indulgentes, meus amigos,
porquanto a indulgência
atrai,
acalma,
ergue,
ao passo que o rigor
desanima,
afasta
e irrita.

— José, Espírito protetor. (Bordéus, 1863.)

 

(Fonte: O Evangelho segundo o Espiritismo, cap. X, item 16.)
Título: Re: AME SEMPRE !
Enviado por: Dothy em 26 de Março de 2011, 21:48
Olá amiga Mariamanuela...

Eu que agradeço a criação deste edificante tópico sobre a necessidade de se amar sempre...
Que todas estas lindas mensagens tragam esperança aos nosso corações
Beijos e abraços afetuoso
Título: Re: AME SEMPRE !
Enviado por: Dothy em 26 de Março de 2011, 21:51
O Poder do Amor

Acredita no amor e vive-o plenamente.

Qualquer expressão de afetividade propicia renovação de entusiasmo, de qualidade de vida, de metas felizes em relação ao futuro.

O amor não é somente um meio, porém o fim essencial da vida.

Emanado pelo sentimento que se aprimora, o amor expressa-se, a princípio, asselvajado, instintivo, na área da sensação, e depura-se lentamente, agigantando-se no campo da emoção.

Quando fruído, estimula o organismo e oferece-lhe reações imunológicas, que proporcionam resistência às células para enfrentar os invasores perniciosos, que são com batidos pelos glóbulos brancos vigilantes.

A força do amor levanta as energias alquebradas, e torna-se essencial para a preservação da vida.

Quando diminui, cedendo lugar aos mecanismos de reação pelo ciúme, pelo ressentimento, pelo ódio, favorece a degeneração da energia vital, preservadora do equilíbrio fisiopsíquico, ensejando a instalação de enfermidades variadas, que trabalham pela consumpção dos equipamentos orgânicos...

Situação alguma, por mais constrangedora, ou desafio, por maior que se apresente, nas suas expressões agressivas, merecem que te niveles à violência, abandonando o recurso valioso do amor.

Competir com os não-amáveis é tornar-se pior do que eles, que lamentavelmente ainda não despertaram para a realidade superior da vida.

Amá-los é a alternativa única à tua disposição, que deves utilizar, de forma a não te impregnares das energias deletérias que eles exalam.

Envolvê-los em ondas de afetividade é ato de sabedoria e recurso terapêutico valioso, que lhes modificará a conduta, senão de imediato, com certeza oportunamente.

O amor solucionará todos os teus problemas. Não impedirá, porém, que os tenhas, que sejas agredido, que experimentes incompreensão, mas te facultará permanecer em paz contigo mesmo.

É possível que não lhe vejas a florescência, naquele a quem o ofertas, no entanto, a sociedade do amanhã vê-lo-á enfrutecer e beneficiar as criaturas que virão depois de ti. E isto, sim, é o que importa.

Quando tudo pareça conspirar contra os teus sentimentos de amor, e a desordem aumentar, o crime triunfar, a loucura aturdir as pessoas em volta, ainda aí não duvides do seu poder. Ama com mais vigor e tranqüilidade, porque esta é a tua missão na Terra - mar sempre.

Crucificado, sob superlativa humilhação, Jesus prosseguiu amando e em paz, iniciando uma Era Nova para a Humanidade, que agora lhe tributa razão e amor.

* * *


Franco, Divaldo Pereira. Da obra: Momentos Enriquecedores.
Ditado pelo Espírito Joanna de Ângelis
.
Título: Re: AME SEMPRE !
Enviado por: Dothy em 26 de Março de 2011, 21:52
(http://www.recadodeorkut.com/298/078.gif) (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy5nZXJhZG9yZXNvbmxpbmUuY29t)

 Veja mais gifs de Sábado! em Recados Online. Clique aqui. (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy5nZXJhZG9yZXNvbmxpbmUuY29t)
Título: Re: AME SEMPRE !
Enviado por: Dothy em 26 de Março de 2011, 21:53
Queridos amigos e irmãos... Sejam bem-vindos... Desejo a todos um:

(http://www.recadodeorkut.com/298/074.gif) (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy5naWZzZm9mby5jb20=)

 Mande um recado de Sábado! como este! (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy5naWZzZm9mby5jb20=)
Título: Maneira de orar !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 26 de Março de 2011, 21:56
O Evangelho Segundo o Espiritismo

--------------------------------------------------------------------------------
Maneira de orar

O dever primordial de toda criatura humana,
o primeiro ato
que deve assinalar
a sua volta à vida ativa de cada dia,
é a prece.

Quase todos vós orais,
 mas quão poucos são os que sabem orar!

Que importam ao Senhor
as frases que maquinalmente
articulais umas às outras,
fazendo disso um hábito,
um dever que cumpris
e que vos pesa como qualquer dever?

A prece do cristão,
do espírita,
seja qual for o seu culto,
deve ele dizê-la
logo que o Espírito
haja retomado o jugo da carne;
deve elevar-se aos pés
da Majestade Divina
com humildade,
com profundeza,
num ímpeto de reconhecimento
por todos os benefícios recebidos
até àquele dia;
pela noite transcorrida
e durante a qual lhe foi permitido,
ainda que sem consciência disso,
ir ter com os seus amigos,
com os seus guias,
para haurir,
no contacto com eles,
mais força e perseverança.

Deve ela subir humilde
aos pés do Senhor,
para lhe recomendar a vossa fraqueza,
para lhe suplicar
amparo,
indulgência
e misericórdia.

Deve ser profunda,
porquanto é a vossa alma
que tem de elevar-se para o Criador,
de transfigurar-se,
como Jesus no Tabor,
a fim de lá chegar
 nívea e radiosa de esperança e de amor.

A vossa prece deve conter
o pedido das graças de que necessitais,
 mas de que necessitais em realidade.

 Inútil, portanto,
pedir ao Senhor
que vos abrevie as provas,
que vos dê alegrias e riquezas.

Rogai-lhe que vos conceda os bens
mais preciosos
da paciência,
da resignação
e da fé.

Não digais,
como o fazem muitos: “
Não vale a pena orar,
porquanto Deus não me atende.”

Que é o que, na maioria dos casos, pedis a Deus?

 Já vos tendes lembrado de pedir-lhe a vossa melhoria moral?

Oh! não; bem poucas vezes o tendes feito.

O que preferentemente vos lembrais
de pedir é o bom êxito
para os vossos empreendimentos terrenos
e haveis com freqüência exclamado:

“Deus não se ocupa conosco;
se se ocupasse, não se verificariam tantas injustiças.”

Insensatos!
Ingratos!
Se descêsseis ao fundo da vossa consciência,
quase sempre depararíeis, em vós mesmos,
com o ponto de partida dos males de que vos queixais.

Pedi, pois,
antes de tudo,
que vos possais melhorar
e vereis
que torrente de graças
e de consolações
se derramará sobre vós.

Deveis orar incessantemente,
sem que, para isso,
se faça mister vos recolhais
ao vosso oratório,
ou vos lanceis de joelhos
 nas praças públicas.

A prece do dia
é o cumprimento dos vossos deveres,
sem exceção de nenhum,
qualquer que seja a natureza deles.

Não é ato de amor a Deus
assistirdes os vossos irmãos
 numa necessidade, moral ou física?

Não é ato de reconhecimento
o elevardes a ele o vosso pensamento,
quando uma felicidade vos advém,
quando evitais um acidente,
quando mesmo uma simples contrariedade
apenas vos roça a alma,
desde que vos não esqueçais de exclamar:

Sede bendito, meu Pai?!
Não é ato de contrição
o vos humilhardes diante do supremo Juiz,
quando sentis que falistes,
ainda que somente por um pensamento fugaz,
para lhe dizerdes:

Perdoai-me, meu Deus,
pois pequei
(por orgulho,
por egoísmo,
ou por falta de caridade);

dai-me forças para não falir de novo
e coragem para a reparação da minha falta?!

Isso independe
das preces regulares da manhã
 e da noite e dos dias consagrados.


Como o vedes,
 a prece pode ser de todos os instantes,
sem nenhuma interrupção
acarretar aos vossos trabalhos.

Dita assim, ela, ao contrário, os santifica.

Tende como certo
que um só desses pensamentos,
se partir do coração,
é mais ouvido pelo vosso Pai celestial
do que as longas orações
ditas por hábito,
muitas vezes sem causa determinante
e às quais apenas maquinalmente
vos chama a hora convencional.

— Monod. (Bordéus, 1862.)

 

(Fonte: O Evangelho segundo o Espiritismo, cap. XXVII, item 22.)
Título: Re: AME SEMPRE !
Enviado por: Dothy em 26 de Março de 2011, 22:00
(http://www.recadodeorkut.com/121/130.gif) (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy5naWZzcGlxdWlzLmNvbQ==)

 Recados, gifs, imagens e mensagens de Boa Noite!, clique aqui. (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy5naWZzcGlxdWlzLmNvbQ==)<br
Título: Re: AME SEMPRE !
Enviado por: Mizica em 26 de Março de 2011, 22:04
Olá!
Boa noite à todos!
Querida Manuela, que lindo tópico, obrigada por sua doce inspiração, me fez um grande bem..
Oi Dothy, que bom vê-la aqui...
Trouxe minha colaboração em forma de música. É uma música tão bela, tão especial, que eu quis compartilhar com todos... espero que ela envolva vossos corações em auras de paz e luz...de ernesto Cortazar, Rio de Sonhos, traduzindo para o português...

Beijos no coração
Sempre com meu carinho
Mizica

ERNESTO CORTAZAR- River of dreams (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PXRMbU44NEd0ckwwIw==)
Título: A indulgência (II)
Enviado por: mariamanuelacorujo em 26 de Março de 2011, 22:08
O Evangelho Segundo o Espiritismo

--------------------------------------------------------------------------------
A indulgência (II)

Sede indulgentes com as faltas alheias,
quaisquer que elas sejam;
não julgueis
com severidade senão as vossas próprias ações
e o Senhor usará de indulgência para convosco,
como de indulgência houverdes usado para com os outros.

Sustentai os fortes:
animai-os à perseverança.

Fortalecei os fracos,
mostrando-lhes a bondade de Deus,
que leva em conta o menor arrependimento;

mostrai a todos o anjo da penitência
estendendo suas brancas asas
sobre as faltas dos humanos
 e velando-as assim
aos olhares daquele
que não pode tolerar o que é impuro.

Compreendei todos a misericórdia infinita de vosso Pai
e não esqueçais nunca de lhe dizer,
pelos pensamentos,
mas, sobretudo,
pelos atos:

“Perdoai as nossas ofensas, como perdoamos aos que nos hão ofendido.”

Compreendei bem o valor destas sublimes palavras,
nas quais não somente a letra é admirável,
mas principalmente o ensino que ela veste.

Que é o que pedis ao Senhor,
quando implorais para vós o seu perdão?

Será unicamente o olvido das vossas ofensas?

Olvido que vos deixaria no nada,
porquanto, se Deus se limitasse a esquecer as vossas faltas,

Ele não puniria,
é exato, mas tampouco recompensaria.

A recompensa não pode constituir prêmio do bem
que não foi feito,
nem, ainda menos,
do mal que se haja praticado,
embora esse mal fosse esquecido.

Pedindo-lhe que perdoe os vossos desvios,
o que lhe pedis
é o favor de suas graças,
para não reincidirdes neles,
é a força de que necessitais
para enveredar por outras sendas,
as da submissão e do amor,
nas quais podereis
juntar ao arrependimento a reparação.

Quando perdoardes aos vossos irmãos,
não vos contenteis
 com o estender o véu do esquecimento sobre suas faltas,
porquanto,
as mais das vezes,
muito transparente é esse véu para os olhares vossos.

Levai-lhes simultaneamente,
 com o perdão,
o amor;

fazei por eles o que pediríeis
fizesse o vosso Pai celestial por vós.

Substitui a cólera que conspurca,
pelo amor que purifica.

Pregai, exemplificando,
essa caridade ativa,
 infatigável,
que Jesus vos ensinou;

pregai-a,

como ele o fez durante todo o tempo
em que esteve na Terra,
visível aos olhos corporais
e como ainda a prega incessantemente,
desde que se tornou visível
tão-somente aos olhos do Espírito.

 Segui esse modelo divino;
caminhai em suas pegadas;
elas vos conduzirão
ao refúgio
onde encontrareis o repouso
após a luta.

Como ele,
carregai todos vós
as vossas cruzes
e subi penosamente,
mas com coragem,
 o vosso calvário,
em cujo cimo está a glorificação.

 — João, bispo de Bordéus. (1862.)

 

(Fonte: O Evangelho segundo o Espiritismo, cap. X, item 17.)
Título: Uma leitura para o Coração! - Ermance Dufaux
Enviado por: mariamanuelacorujo em 26 de Março de 2011, 22:13
Ermance Dufaux - Uma leitura para o coração (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PURIdUVfU1hYcWJrIw==)
Título: Uma Hora Para a Nossa Terra !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 26 de Março de 2011, 22:16
A hora do Planeta 2011 (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PVlPNDB5UFRnNnprIw==)
Título: O Equilibrio !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 26 de Março de 2011, 22:19
EQUILÍBRIO.wmv (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PUQ2amJpYzBFWVFFIw==)
Título: OREMOS SEMPRE POR NOSSOS IRMÃOS !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 26 de Março de 2011, 22:24
PAI NOSSO espírita (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PTc4cHlKRHhsd2RRIw==)
Título: EFEITOS DA ORAÇÃO! - os Mensageiros - Andre Luiz
Enviado por: mariamanuelacorujo em 26 de Março de 2011, 22:28
RADIO NOVELA OS MENSAGEIROS CAPITULO 25 (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PUdMX0tfYmZwTTMwIw==)
Título: OREMOS ! Prece Caritas
Enviado por: mariamanuelacorujo em 26 de Março de 2011, 22:32
Perce de Caritas (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PXQ3OFFsVDVoM3ZBIw==)
Título: Na Romagem da Luz - Auta de Souza
Enviado por: mariamanuelacorujo em 27 de Março de 2011, 10:12
Na Romagem da Luz - Auta de Souza
*******************************

                   Muitos começam com Jesus a lida,

Na clara manjedoura da esperança

E cantam na alegria e na abastança,

Enquanto há céu azul na própria vida...

 

Mas, em surgindo a luta indefinida

Em que há fel, sacrifício e insegurança,

Enquanto o Mestre ensina, ajuda e avança

Muita gente recua, espavorida.

 

Se marchas entre lágrimas e assombros,

Sob a cruz do dever nos próprios ombros,

Traça em amor teu áspero caminho.

 

Procurando o Divino Solitário,

Atingirás a Glória do Calvário,

Mas, torturado, exânime, sozinho...



.........................................................

Auta de Souza.
Por: Francisco Cândido Xavier

Livro: Taça de Luz
 

Título: Mensagem Fraterna -Auta de Souza
Enviado por: mariamanuelacorujo em 27 de Março de 2011, 10:14
Mensagem Fraterna -Auta de Souza
******************************

Meu irmão: tuas preces mais singelas

São ouvidas no espaço ilimitado,

Mas sei que as vezes choras, consternado,

Ao silêncio da força que interpelas.

 

Volve ao teu templo, interno abandonado,

- a mais alta de todas as capelas -

E as respostas mais lúcidas e belas

Hão de trazer-te alegre e deslumbrado.

 

Ouve o teu coração em cada prece.

DEUS responde em ti mesmo e te esclarece

Com a força eterna da consolação;

 

Compreenderás a dor que te domina,

Sob a linguagem pura e peregrina

Da voz de DEUS, em luz de redenção.

 
.......................................................
Auta de Souza.
Por: Francisco Cândido Xavier

Livro: Parnaso Além-Túmulo
 

Título: Consolo Supremo - Auta de Souza
Enviado por: mariamanuelacorujo em 27 de Março de 2011, 10:17
Consolo Supremo - Auta de Souza
*****************************

Os tristes dizem que a vida
É feita de dissabores
E a alma verga abatida
Ao peso das grandes dores.

Não acredito que seja
Assim como dizem, não...
Ai daquele que deseja
Viver sem uma ilusão!

Se há noites frias, escuras,
Também há noites formosas;
Há risos nas amarguras;
Entre espinhos nascem rosas.

E rosas também cobriram
O lenho santo da Cruz,
Quando os espinhos cingiram
A cabeça de Jesus.

Rosas do sangue adorado
- Fonte de graça e de fé -
Brotando do rosto amado
Do Filho de Nazaré.

Ó alma triste, chorosa
Como uma dália no inverno,
Despe da mágoa trevosa
O negro cilício eterno!

Enquanto vires estrelas
Do Céu no imenso sacrário,
Na terra flores singelas
E uma Cruz sobre o Calvário;

Enquanto, mansa, pousar
A prece nos lábios teus,
E souberes murmurar
Com as mãos unidas: meu Deus!

Não digas que à luz vieste
Para chorar e sofrer,
E como a plantinha agreste
Sonhar um dia e ... morrer...

Não digas, pobre querida!
Mesmo se a dor te magoa;
É sempre feliz na vida
A alma que é pura e boa.

A Quem Sofre
“Bem aventurados os que choram,
porque eles serão consolados.” - Jesus
...............................................................
Auta de Souza.
 

Título: Oração pelos Esquecidos - Augusto Cezar Netto
Enviado por: mariamanuelacorujo em 27 de Março de 2011, 10:26
Senhor Jesus!

Permita-nos rogar-te a bênção de paz e de socorro,
em auxilio de muitos de nossos irmãos
habitualmente esquecidos.

Consente-nos, Senhor,
pedir-te amparo em favor
dos que desprezam a vida,
desvalidos de fé,
acreditando erroneamente
que a morte do corpo s
eja uma nuvem cinza e esquecimento;

Em apoio dos que se julgam
donos exclusivos
dos recursos
que a tua misericórdia lhes empresta;

Dos que foram surpreendidos
pela velhice na experiência terrestre
e banidos do aconchego familiar
pelos próprios descendentes,
desligados do amor
e do reconhecimento
que devemos ter
no mundo aos benfeitores
que nos formam a vida;

Dos que foram deixados em casa de benemerência
simplesmente por haverem nascido de corpo deformado,
mudos e cegos,
nas mutilações congênitas,
entre as provações
que só por si
deveriam merecer a caridade
daqueles a quem amam;

Dos que são supostos milionários,
por administrarem os bens do mundo,
quando, na maioria das vezes,
não passam de companheiros
segregados em cadeias de ouro,
sequiosos da paz
e do amor que lhes fogem aos dias;

Dos que renasceram no mundo
com distúrbios psicológicos
e que atravessam a existência
marginalizada pelo sarcasmo
daqueles que ignoram
as leis que regem a natureza;

Das nossas irmãs em Humanidade
que não vacilam em expulsar
do próprio seio o
s filhinhos nascituros que,
em vão, lhes suplicam acolhimento,
 e pelas vitimas do aborto,
 exterminadas sem defesa,
em regime de impunidade, q
uase sempre entre as paredes do asilo doméstico;

E dos companheiros que se desesperaram
por falta de paciência
e se recolheram à sucata do desânimo,
largando os tesouros do tempo
às traças da angústia improdutiva.

Senhor,
nós te rogamos proteção
em auxilio de todos
os que se desviaram do bem,
no rumo do desequilíbrio
e das trevas,
e te suplicamos nos protejas
e abençoes agora e sempre.

........................................................
Augusto Cezar Netto
Título: Antecipa-te no Bem - Scheilla
Enviado por: mariamanuelacorujo em 27 de Março de 2011, 10:32
Antecipa-te no Bem - Scheilla
***********************
 

Não esperes um convite especial da vida para ajudar os sofredores do caminho.

Sem fazer uso das palavras, eles expressam, nas dores que carregam, o apelo ao teu concurso fraterno.

Há quem chore em silêncio, trazendo, sob o veludo da riqueza, chagas morais que desconheces.

Outros enfrentam, solitários, a enfermidade que lhes castiga o corpo, enquanto muitos se debatem na orfandade.

Não estão longe também aqueles que, sem teto nem apoio, se dariam por felizes ao receberem simples pedaço de pão.

É provável, ainda, que, no próprio agrupamento familiar em que te encontras, haja dilaceração clamando pelo bálsamo da tua palavra.

São todos irmãos em humanidade.

Eles não te pedem soluções rápidas para problemas que carregam.

Imploram apenas o teu apoio, dentro do clima fraternal que já consegues apresentar.

Coloca-te mentalmente no lugar daqueles que sofrem ao teu redor e concluirás que um simples ato de solidariedade te renovará a alma, fortalecendo-te para prosseguir na jornada redentora.

Naquela tarde insquecível em Jerusalém, um certo Cireneu foi chamado pelos guardas a auxiliar o Mestre que, cambaleante e abatido, mal suportava o peso da cruz na escalada do Calvário.

Não esperes que a vida te chame a auxiliar os que caminham vergados pela cruz que carregam, nem te limites à massa expectante que, embora tocada de compaixão, apenas assiste à passagem dos sofredores.

Antecipa-te a eles e o teu gesto, espontâneo e bom, os felicitará, a fim de que, escalando o calvário da redenção, encontrem a paz na libertação espiritual.

Título: Não Desistas do Bem - Scheilla
Enviado por: mariamanuelacorujo em 27 de Março de 2011, 10:34
Não Desistas do Bem - Scheilla
************************
 

Seja qual for a dificuldade, persevera no Bem.

Fracasso é lição.

Dor é porta de acesso a esferas superiores.

Quem te agride não te conhece por dentro.

Os que te desprezam, desconhecem tua essência.


Pensa no Bem e esquece o mal.

Rompe as algemas que te atam ao pessimismo.

Mentaliza o progresso e abraça a tarefa nobilitante.

O tempo tudo encaminha e a tudo corrige.

Entra no clima da prece sincera, em cuja atmosfera ouvirás a voz do Mais Alto.

Segue para frente, confiando em Deus e em ti.

A felicidade do amanhã começa no pensarnento que cultivares agora.

Abraça o ideal elevado, entregando-te ao Bem possível.

No final, a vitória será sempre do amor.

Título: Dificuldades - Scheilla
Enviado por: mariamanuelacorujo em 27 de Março de 2011, 10:35
Dificuldades - Scheilla
*******************
 

Recebe cada provação sem revolta nem desânimo.

Procura enxergar o outro lado da dificuldade, a traduzir mensagens para o espírito.

 

Doença no corpo — pausa para meditaçao.

Problemas na família — oportunidade de reajuste.

Obstáculos naturais — exercício para a alma.


Toda dor tem seu lado positivo.

Não te deixes levar pelo desânimo e segue para frente.

O objetivo de toda dificuldade é renovar a alma, a fim de elevar o ser às esferas maiores.

Amanhã, quando esta dor passar, estarás mais forte e mais sensível, compreendendo melhor o amor e a sabedoria.

Título: Selecionar Pensamentos - Scheilla
Enviado por: mariamanuelacorujo em 27 de Março de 2011, 10:37
Selecionar Pensamentos - Scheilla
***************************
 

Não permitas que pensamentos infelizes criem raízes em tua mente.

A vida não se resume aos problemas que defrontas neste momento.

Acima deles, sorriem para ti inúmeras oportunidades de progresso espiritual.


Basta que confies em Deus e faças o melhor ao teu alcance.

Por isso, aprende a selecionar os pensamentos que te visitam, como quem separa as sementes sadias para cultivar o solo da alma.

Confiando e agindo no Bem, encontrarás forças para que floresçam em ti a harmonia e a saúde, o amor e a luz.


 
 

Título: Alimento Espiritual - Scheilla
Enviado por: mariamanuelacorujo em 27 de Março de 2011, 10:39
Alimento Espiritual - Scheilla
**********************
 
A saúde no corpo muitas vezes começa no pensamento sadio. 

Não dê guarida a mágoas e rancores.

Entregue ao tempo toda ofensa.

Se você já é capaz de escolher o alimento de que seu corpo necessita, também pode selecionar os pensamentos que nutrem seu espírito.

Se quando a doença chega, você recorre ao médico, busque também a Jesus nos momentos de crise interior.


Tudo passa e o determinismo do espírito é á felicidade e a harmonia. Um dia você devolver à natureza o corpo amigo que serviu ao seu aprendizado no mundo, restando somente o que granjear na alma, depositária real de nossos destinos.


Título: O Tempo - Scheilla
Enviado por: mariamanuelacorujo em 27 de Março de 2011, 10:40
O Tempo - Scheilla
***************
 

O tempo é bênção divina que merece respeito.

Cada hora que passa é qual trato de terra pronto a responder, conforme o tipo de semeadura.

Bem usado, converte-se em manancial de bênçãos, favorecendo o progresso.

Desprezado, termina tomado pelas ervas daninhas dos vícios, que conduzem à estagnação. Aprende a confiar em Deus e no tempo.


Mesmo ante as situações aflitivas, não te apartes do Bem, semeando o amor conforme tuas forças.


Se fizeres o melhor ao teu alcance, o tempo se transformará em emissário divino, trazendo-te a paz imorredoura nos domínios da consciência.

Título: Oração - Santo Agostinho
Enviado por: mariamanuelacorujo em 27 de Março de 2011, 10:45
Oração - Santo Agostinho
********************

A morte não é nada
Apenas passei ao outro lado.

Eu sou eu. Tu és tu.

O que somos um para o outro ainda somos;
Dá-me o nome que sempre me deste.

Fala-me como sempre me falaste.

Não mudes o tom a um triste ou solene.

Continua rindo com aquilo que nos fazia rir juntos.

Reza, sorri, pensa em mim reza comigo.

Que o meu nome se pronuncie em
casa como sempre se pronunciou.

Sem nenhuma ênfase, sem rosto de sombra.

A vida continua significando o que significou,
continua sendo o que era.

O cordão de união não se quebrou.

Por que eu estaria fora dos teus
pensamentos apenas porque estou
fora da tua vida?

Não estou longe, somente estou do
outro lado do caminho.

Já verás, tudo está bem....

Redescobrirás o meu coração, e nele
redescobrirás a ternura mais pura.

Seca tuas lágrimas,
E se me amas
Não chores mais.

Título: Mundos de expiações e de provas - Santo Agostinho
Enviado por: mariamanuelacorujo em 27 de Março de 2011, 10:52
Mundos de expiações e de provas - Santo Agostinho
******************************************

Que vos direi, que já não conheçais,
dos mundos de expiações,
pois que basta considerar a Terra que habitais?

A superioridade da inteligência,
num grande número dos seus habitantes,
indica que ela não é um mundo primitivo,
destinado à encarnação de Espíritos
ainda mal saídos das mãos do Criador.

Suas qualidades inatas são a prova
de que já viveram e realizaram um certo progresso,
mas também
os numerosos vícios a que se inclinam
são o indício de uma grande imperfeição moral.

Eis porque Deus os colocou num mundo ingrato,
para expiarem suas faltas
através de um trabalho penoso
e das misérias da vida,
até que se façam merecedores
de passar para um mundo mais feliz.


Não obstante, não são todos os Espíritos
encarnados na Terra que se encontram em expiação.

As raças que chamais selvagens
constituem-se de Espíritos apenas saídos da infância,
e que estão, por assim dizer,
educando-se,
e desenvolvendo-se
ao contacto de Espíritos mais avançados.

Vêm a seguir as raças semi civilizadas,
formadas por esses mesmos Espíritos
em progresso.

Essas são de algum modo,
as raças indígenas da Terra,
que se desenvolveram pouco a pouco,
através de longos períodos seculares,
conseguindo algumas atingir
a perfeição intelectual dos povos mais esclarecidos.


Os Espíritos em expiação,
aí estão se assim nos podemos exprimir,
como estrangeiros.

Já viveram em outros mundos,
dos quais foram excluídos
por sua obstinação no mal
e que os tornava causa
de perturbação para os bons.

Foram relegados, por algum tempo,
entre os Espíritos mais atrasados,
 tendo por missão fazê-los avançar,
porque trazem uma inteligência desenvolvida
 e os germes dos conhecimentos adquiridos.

É por isso que os Espíritos punidos
se encontram entre as raças mais inteligentes,
pois são estas também
as que sofrem mais amargamente
as misérias da vida,
por possuírem mais sensibilidade
e serem mais atingidas
pelos atritos do que as raças primitivas,
cujo senso moral é mais obtuso.

A Terra nos oferece, pois,
um dos tipos de mundos expiatórios,
em que as variedades são infinitas,
mas têm por caráter comum
servirem de lugar de exílio
para os Espíritos rebeldes
à lei de Deus.

Nesses Mundos,
os Espíritos exilados têm de lutar,
ao mesmo tempo,
contra a perversidade dos homens
e a inclemência da Natureza,
trabalho duplamente penoso,
que desenvolve a uma só vez
as qualidades
do coração
e as da inteligência.

É assim que Deus,
na sua bondade,
 torna o próprio castigo
proveitoso para o progresso do Espírito.
...
Santo Agostinho. Paris, 1862. in “O Evangelho Segundo o Espiritismo”,
Título: D E U S AGUARDA - Meimei
Enviado por: mariamanuelacorujo em 27 de Março de 2011, 10:55
D E U S  AGUARDA - Meimei
**********************

 

    Nunca te creias inútil.

           O Caminho para a Vida Superior começa na

           prestação de serviço aos outros.

           E as Leis de Deus não te conservariam onde

           te encontras, se aí não tivessem necessidade

           de ti.Reflete e reconhecerás que todos os seres,

           ao redor de teus passos, algo esperam que os

           mantenha e auxilie.Erguendo-te, cada manhã,

           observa e perceberás que todos aqueles que se

           te associam ao grupo doméstico, aguardam o teu

           sorriso ou a tua frase encorajadora, nos quais

           se nutram de equilibrio para mais um dia de

           trabalho e de esperança. Nas tarefas em que te

           vejas, os companheiros te rogam cooperação.

           Na rua, os transeuntes te pedem paciência em

           que se te expressem o entendimento e a bondade.

           E a lista das requisições prossegue aumentando...

           DEUS necessita de tua colaboração e espera por ti.

 

  MEIMEI

Título: COLABORA - Meimei
Enviado por: mariamanuelacorujo em 27 de Março de 2011, 10:57
COLABORA - Meimei
******************
   

 Se a compreensão já

 se te fez luz nos recessos  da alma, 

reflete nos problemas da fome espiritual.

 Não existiria a delinqüência na Terra,   

em tamanha extensão, não fosse a carência

de recursos na  sustentação da alma.

 Indaguemos dos  companheiros

   internados em sanatórios e instituições

outras de trabalho reeducativo,

para tratamento das alterações     

   psicológicas de que são portadores,

se teriam caso  soubessem quanto lhes

custaria a recuperação.         

Conheces as estatísticas, referentes às áreas

do Planeta, ameaçadas pela falta de pão.       

  Medita nas multidões, em todos os setores da         

experiência terrestre que clamam por

 esclarecimento e consolo, segurança e tranqüilidade.     

 Fotografas a presença de certas enfermidades

no corpo através da radiografia.     

 A biópsia fornece exata notícia do câncer.   

 Quem fará a identificação do desânimo no caráter       

 juvenil ou da tempestade de lágrimas que

arrasa um coração materno?     

 Sai de ti mesmo e ampara aos que esmorecem

 de  inanição na vida íntima.     

 A fome do estômago grita e agride.       

     A fome do coração, no entanto, é anestesiada pelas   

 sombras da ignorância, quando as sombras da   

ignorância acerca de Deus e da imortalidade       

alcançam as forcas do sentimento.     

   Tolera, serve, eleva e abençoa.       

 Para auxiliar na extinção das trevas de espírito,     

   ninguém te pede espetáculos de grandeza.       

 Basta te disponhas a estender essa ou aquela     

  migalha de amor num raio de luz.
                                                                           

   Meimei

Título: NO CAMINHO - Meimei
Enviado por: mariamanuelacorujo em 27 de Março de 2011, 11:00
NO CAMINHO - Meimei
*******************

 

Plantemos flores onde repontem,

ameaçadores, espinheiros agrestes.

 

Lancemos a mensagem do bem,

onde o mal procura envolver situações, criaturas e coisas,

estabelecendo aflições inúteis.

 

Estendamos os recursos da amizade leal,

onde a discórdia tente consolidar o escuro domínio que lhe é próprio.

 

Auxiliemos com o nosso concurso irmão,

onde a leviandade desajuda.

 

Façamos da solidariedade a bandeira de nossa marcha permanente 

para diante, dentro da nossa sede de progresso porque, em verdade, 

somente a compreensão, a tolerância e a fraternidade,com o perdão e o 

amor por normas inalteráveis de serviço, conseguem efetivamente 

amparar, lenir, soerguer e salvar.

 

Meimei

Título: PERDOE E VIVA - Meimei
Enviado por: mariamanuelacorujo em 27 de Março de 2011, 11:04
PERDOE E VIVA - Meimei
*******************
 
    Perdoe e viva.
    Se você não perdoar hoje...

    Amanhã, por certo,
    O seu dia será mais escuro,
    Seus passos estarão menos firmes,
    Seus problemas surgirão mais complexos.
    Sua mágoa doerá muito mais...

    Se você não perdoar agora,
    Que será do seu caminho, depois?

    Desculpe enquanto é tempo, para que, de futuro,
não recaiam sobre sua cabeça os padecimentos e as queixas de muitos.

    Esqueçamos o mal para que o mal não se lembre de nós.

    O incêndio da aflição devasta a consciência que não conseguiu bastante força para lavar-se nas águas vivas da grande compaixão.

    Quem não perdoa os erros dos semelhantes, condena a si mesmo.

    Quem não olvida as ofensas, transforma-se num fardo de crueldade.

    Descerremos a janela de nossa compreensão cristã
para o ar livre do bem que tudo renova,
tudo aproveita
e tudo santifica e,
auxiliando ao nosso irmão
do caminho,
quantas vezes se fizerem necessárias,
nossa romagem para Jesus
não sofrerá tropeços
e crises,
porque,
usando o amor para com os outros,
seremos, gradativamente,
convertidos em felizes instrumentos
do Amor de Nosso Pai Celestial.


                                                            MEIMEI
Título: Aflições ! - Meimei
Enviado por: mariamanuelacorujo em 27 de Março de 2011, 11:09
Aflições (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PXZzMzZwdlRMZHZVIw==)
Título: A Borboleta !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 27 de Março de 2011, 15:10
A Borboleta (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PUJaNk5rdnFIbVk4Iw==)
Título: Conversa Com Jesus ! Francisco Xavier
Enviado por: mariamanuelacorujo em 27 de Março de 2011, 15:29
Conversa com Jesus - Chico Xavier (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PXgtcFE0clhrc1BrIw==)
Título: Estimulo Fraternal ! - Emmanuel
Enviado por: mariamanuelacorujo em 27 de Março de 2011, 15:40
Mensagem para refletir - *Estímulo fraternal* (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PTdjZ3ZpTzBLWjdrIw==)
Título: A CARIDADE!
Enviado por: mariamanuelacorujo em 27 de Março de 2011, 15:48
Mensagem para refletir - *A caridade* seg. S. Paulo (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PTFNemp5RE9iQUNFIw==)
Título: SOPA FRATERNA !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 27 de Março de 2011, 19:07
UNAM-SE A IRMÃOS E OBREM NA NOBRE TAREFA DA

            SOPA FRATERNA
    ********************


Este trabalho se dedica a assistir

primeiramente os irmãos

moradores de rua,

mendigos,

andarilhos,

crianças

miseráveis,

doentes,

dependentes químicos

que vivem em precárias condições de vida,

levando a sopa fraterna

e a mensagem de paz e amor

ensinada por Jesus.



O trabalho também assiste

algumas famílias carentes

de conhecimento dos trabalhadores,

que vivem em condições também precárias

e que necessitam muitas vezes

mais de uma palavra amiga

e gesto fraterno do que o pão material.



Este trabalho também funciona

como um Posto de Assistência de Rua,

levando o pão material

e o consolo espiritual

a muitos corações desolados.



"Revivendo a pureza primitiva da Boa Nova,

o Espiritismo traz Jesus

de volta às praças e ruas

movimentadas do mundo,

a fim de conviver com os padecimentos

ultrizes que vergastam as multidões

atônitas da atualidade.



Sem quaisquer atavios,

Sua presença comove

e conquista os que anelam

por paz e aguardam

a mensagem de esperança.

Jesus está nas ruas,

procurando auxiliar a criatura humana...




(Espíritos diversos, Sementes da Vida Eterna, 2ªed., p. 81-83)
Título: SOPA FRATERNA !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 27 de Março de 2011, 19:17
UNAM-SE A IRMÃOS E OBREM NA NOBRE TAREFA DA SOPA FRATERNAL !



COMO É REALIZADA A SOPA FRATERNA
*******************************************
A preparação da sopa

A sopa é preparada previamente por trabalhadores da Instituição.



Nesse sentido a coordenação do trabalho se encarrega de definir

quem serão as cozinheiras disponíveis,

assim como arrumar a verdura para fazer a sopa.



No plano físico, são escolhidas as equipes de picação de verdura

e a pessoa contendo o fluido necessário para fazer a sopa.



Faz-se uma leitura do evangelho e uma prece inicial

para que os grupos comecem a trabalhar.



No plano espiritual, imagina-se um trabalho de desobsessão,

um trabalho de passes,

uma fluidificação da água,

e multiplicam-se todos esses

por mais alguns trabalhos

e pode-se chegar à conclusão

do que seria o trabalho da sopa no plano espiritual.



Assim como todo trabalho espiritual

tem uma preparação com bons pensamentos

e vibração dos trabalhadores,

a sopa também requer esses cuidados,

pois ela é uma fonte de cura para encarnados e desencarnados.



A harmonia do trabalho



Para que haja harmonia na preparação,

já que se sabe que existem espíritos desencarnados

ainda sem esclarecimentos,

os encarnados devem misturar boa vontade, c

om amor, cada um buscando dar algo de si

para manter a vibração do ambiente.



A cada movimento de amor e boa vontade dos trabalhadores,

há gestos de agradecimento por parte dos espíritos superiores

que os encorajam de acordo com suas necessidades.



Após a preparação da sopa, o ambiente é neutralizado

para que os trabalhadores voltem para casa

sem atritos com os planos desequilibrados.



E depois da prece final dos encarnados,

os desencarnados continuam em silêncio

para que toda a área que circunda

a casa da sopa seja inspecionada

e protegida espiritualmente.

É importante lembrar que o trabalho da sopa

ajuda o encarnado a descobrir suas misérias intimas.



É pelo trabalho que se explode a mina do orgulho,

que está dentro de nós,

e abre uma vala onde a chama do amor

forma o vulcão do desafio.



Dentro desse trabalho que se começa

a combater a usura,

a preguiça,

a maledicência,

e outros defeitos.



Diante disso, vê-se que a sopa fraterna

não é uma sopa comum,

pois além de auxiliar no alimento do faminto,

ela é composta por elementos que os espíritos colocam,

como fluidos regeneradores

e benéficos para as necessidades

de quem toma a sopa.



Daí a importância da vibração no trabalho.



Por outro lado,

é necessário também que se evitem excessos

 de temperos na preparação da sopa

devido aos fluidos espirituais

curadores depositados.



Por isso também a importância de não se colocar carne,

porque a sopa primeiramente é um remédio espiritual

e pelos espíritos desencarnados

utilizarem o vapor emanado da sopa

no tratamento de desencarnados

nos planos de socorro próximos da Terra.



"Vimos o nosso orientador acercar-se do recipiente de água cristalina, magnetizando-a, em favor da enferma que parecia expressivamente confortada, ante a oração ouvida e, logo após, abeirar-se de Silvia, que lhe recebeu as irradiações".

(André Luiz, Entre a Terra e o Céu, 17ªed., p. 185)
Título: SOPA FRATERNA !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 27 de Março de 2011, 19:27
UNAM-SE A IRMÃOS E OBREM NA NOBRE TAREFA DA SOPA FRATERNAL !

 

PREPARAÇÃO DOS TRABALHADORES

*******************************************


Os trabalhadores são responsáveis por organizar todo o material usado durante o trabalho. Normalmente a sopa é distribuída em recipientes de plástico junto a uma colher também de plástico. A mensagem também é escolhida antes, verificando a quantidade e a qual foi a última entregada. Assim, os trabalhadores são divididos em diferentes atividades: as que devem ser feitas antes do trabalho, como verificar a sopa, verificar mensagens, roteiros, descartáveis e colheres; e as que são feitas durante o trabalho, como chamar e recepcionar os assistidos, alegria cristã, entrega de mensagens, conversa fraterna, doações de roupas, calçados e cobertores, encaminhamento, triagem das famílias, evangelização e prece no local. Aos coordenadores ficam as responsabilidades como os roteiros de trabalho, veículos e parte administrativa do trabalho. Vale ressaltar que é necessário um caderno de anotações de cada dia de trabalho, relatando número e o nome dos trabalhadores na semana, número de pães, mensagem distribuída, número de assistidos e de famílias atendidas.

EVANGELHO

**************


É feita a leitura de uma parte do Evangelho Segundo o Espiritismo a fim de elevar a vibração dos companheiros, contribuindo para a proteção espiritual da caravana de trabalhadores e para a harmonia do trabalho. É necessário que todos mentalizem a figura de nosso mestre Jesus, rogando seu amparo e proteção, contra as influências negativas dos ambientes que serão visitados. Após a leitura do Evangelho é feita a prece inicial, rogando também o amparo espiritual a todos que serão atendidos pela Sopa Fraterna.

"Tão logo começou aquele serviço espiritual da família, as luzes ambientes se tornaram muito mais intensas". (André Luiz, Os mensageiros, 17ªed., p.185)

"Pela prece, obtém o homem o concurso dos bons Espíritos que acorrem a sustentá-lo em suas boas resoluções e a inspirar-lhe idéias sãs". (Allan Kardec, O Evangelho Segundo o Espiritismo, 107ª ed., p.373)

DISTRIBUIÇÃO DA SOPA

******************************


A distribuição da sopa na rua é feita em praças, terrenos, invasões, lixões, albergues e na rodoviária da cidade. É feito um roteiro prévio dos locais a serem visitados, buscando atender a todos que se encontrarem por esse caminho. A sopa é colocada em litros de descartáveis junto a uma colherzinha. Nas famílias a distribuição também é feita seguindo-se um roteiro, e muitas famílias já esperam com muita alegria, aguardando a chegada da sopa.A sopa é colocada nas panelas das casas. Em média, este trabalho atende entre 15 e 20 famílias e entre 40 e 50 irmãos necessitados (moradores de rua, alcoólatras, dependentes, mendigos, doentes, crianças, idosos, viajantes, etc), totalizando em torno de 150 pessoas por semana.


Título: DEVEMOS DAR O PEIXE OU A VARA PARA PESCAR?
Enviado por: mariamanuelacorujo em 27 de Março de 2011, 19:44
sexta-feira, 1 de janeiro de 2010
DEVEMOS DAR O PEIXE OU A VARA PARA PESCAR?

*********************************************************


Os Espíritos Superiores convocam-nos,

constantemente,

a trabalhar muito.

 

Mas o trabalho a que eles se referem não é só o assistencial.

 

Pois, muitas vezes poderemos estar realizando

o trabalho dito assistencial,

que se constitui de oferecimento de coisas materiais,

basicamente,

sem que estejamos fazendo os esforços

em benefício da promoção do indivíduo assistido.

 

O assistencial é uma das faces do trabalho

que podemos efetuar no mundo,

mas não é tudo.

 

No momento em que sentimos fome,

o mais importante é o prato de sopa

ou o pedaço de pão.

 

No dia em que sentimos frio,

o mais urgente é o agasalho.

 

Mas oferecer um prato de sopa,

um pedaço de pão

ou um agasalho

a quem está com sérias

dificuldades financeiras

pode ser pouco se não fizermos

outras coisas ao longo do tempo.

 

É conveniente oferecer o primeiro peixe e,

depois, somente depois,

ensinarmos os companheiros a pescar.

 

Devemos evitar acomodação, d

a qual teremos que dar contas à própria consciência.

 

Precisamos primar pelo trabalho da promoção humana,

auxiliando o indivíduo a libertar-se da necessidade,

por meio dos estudos necessários,

por meio do esforço para buscar o próprio ganha-pão.


É oportuno lembrar a questão 685-a de O Livro dos Espíritos,

quando Kardec levanta a situação daqueles que precisam trabalhar

para sobreviver,

e já não podem fazê-lo.

 

Então, enquanto cobramos das autoridades

a devida responsabilidade,

no que diz respeito às suas obrigações,

devemos seguir atendendo

aos necessitados de qualquer natureza,

tanto quanto nos seja possível,

de maneira lúcida,

sem paternalismo piegas,

que geram comodismo,

e sem frieza emocional,

que estabelece a crueldade.

 

Não devemos esquecer que,

em nossa rua,

em nosso bairro,

o Governo somos nós,

quando uma necessidade urgente se apresente.


Mas, não se justificará,

jamais, que os espíritas

tenham que manter um quadro de pessoas infelizes

e miseráveis em suas instituições,

afim de que se afirmem caridosos

ou para que se imaginem

atendendo aos deveres fraternais da assistência cristã.

 

Todo o nosso trabalho deverá dirigir-se,

na esfera dos serviços assistenciais,

ao erguimento do indivíduo ou da família,

fazendo-os valorizados em si mesmos.

 

Essa é a base da assistência genuinamente espírita.


Socorrer a dor imediata

é dos mais triviais deveres

que a solidariedade impõe,

no entanto

identificar-lhe as origens para,

ao longo do tempo,

impedir as suas reaparições,

 é tarefa indispensável.


Vejamos o que diz Bezerra de Menezes:

“Atendei, assim, à fome do corpo;

providenciai o agasalho e o remédio,

sem vos esquecerdes,

 porém,

de fazer luz

para que as trevas da ignorância se desfaçam.

Se é justo cooperar com o pai de família que,

de um instante para outro,

se vê às voltas com o desemprego,

mais justo ainda será ampará-lo

 com uma nova oportunidade de trabalho.


A assistência fraterna aos irmãos carentes

não deve induzi-los à excessiva dependência,

sob pena de viciar-lhes o espírito.


É evidente que,

cada qual é encorajado pela Vida

a equacionar as próprias dificuldades:

a solução definitiva dos problemas

que enfrenta passa,

necessariamente,

pela maior conscientização do homem

no processo da evolução.


Filhos, não vos esqueçais,

portanto de que amar é ensinar o caminho,

encorajando

a quem deve tomar a iniciativa de percorrê-lo.”


A caridade, devidamente aplicada,

representará sempre a mão do Criador,

atendendo às necessidades gerais

ou específicas da alma humana,

fomentando alegria,

crescimento e progresso.

 

Mas não basta fazê-la,

temos que aprender como fazê-la.


Postado por GRUPO DE ESTUDO ALLAN KARDEC
Título: Faça um Gesto Simples mas de Coração!
Enviado por: mariamanuelacorujo em 27 de Março de 2011, 20:54
YouTube - Broadcast Yourself. (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PTBmMk5iTU9NejEwIw==)
Título: Num Pequeno Gesto ... Imensa Demonstração de Amor !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 27 de Março de 2011, 20:56
Pequenos Gestos ... (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PUpYTkptWktXbWRjIw==)
Título: Fazendo a Diferença !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 27 de Março de 2011, 20:57
Fazendo a Diferença...o/ (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PTVNMkJZcGNycWFzIw==)
Título: SE TODOS PERDOASSEM - Emmanuel
Enviado por: mariamanuelacorujo em 28 de Março de 2011, 09:03
SE TODOS PERDOASSEM - Emmanuel
******************************

Imaginemos, por um minuto,
que mundo maravilhoso seria a Terra,
se todos perdoassem!...

Se todos perdoassem,
a ventura celeste começaria de casa,
onde todo companheiro de equipe doméstica
perceberia que a experiência na reencarnação
é diferente para cada um e,
por isso mesmo,
 teria suficiente disposição
 para agir em apoio dos associados
da edificação em família,
a fim de que venham
a encontrar o tipo de felicidade
pessoal e correta a que se dirigem.


Se todos perdoassem,
cada grupo na comunidade terrestre
alcançaria o máximo de eficiência na produção
do bem comum, porquanto,
em toda parte,
existiria entendimento bastante
para que a inveja e o despeito,
o azedume e a crítica destrutiva
 fossem banidos para sempre do convívio social.


Se todos perdoassem,
o espírito de competição,
no progresso das ciências
e na efetivação dos negócios,
subiria constantemente de nível moral,
suscitando as mais belas empresas
de aprimoramento do mundo,
porque o golpe e a vingança
desapareceriam do intercâmbio
entre pessoas e instituições,
com o respeito mútuo
revestindo de lealdade
os menores impulsos à concorrência,
que se fixaria exclusivamente
no bem com esquecimento do mal.


Se todos perdoassem,
a guerra
seria automaticamente abolida no Planeta,
de vez que o ódio seria erradicado das nações,
com a solidariedade
traçando aos mais fortes
a obrigação do socorro aos mais fracos,
não mais se verificando a corrida de armamentos
e sim a emulação incessante à fraternidade entre os povos.


Se todos perdoassem,
a saúde humana
atingiria prodígios
de equilíbrio e longevidade,
porquanto a compreensão recíproca
extinguiria o ressentimento e o ciúme,
que deixariam, por fim assegurar,
entre as criaturas,
terreno propício à obsessão e à loucura,
à enfermidade e à morte.

Quando todos aprendermos a perdoar,
o amor entoará hosanas,
de polo a polo da Terra,
e então o Reino de Deus
fulgirá em nós e junto de nós para sempre.

Emmanuel
Título: NÃO SABEM – EMMANUEL
Enviado por: mariamanuelacorujo em 28 de Março de 2011, 09:15

NÃO SABEM – EMMANUEL
********************

Alguém
te feriu?

Desculpa
e esquece.

Aparece
quem te insulta?

Perdoa
e silencia.

Sofres
perseguição?

Cala-te
e trabalha.

Ofensas
e agressões?

Olvida
e serve.

Não
passes recibo às afrontas.

Prossegue
fazendo o bem..

Quantos
se entregam ao mal não sabem o que fazem; esta afirmativa equivale a dizer que
desconhecem quanto isso lhes custará.

(Momentos da Paz – Chico Xavier)
 
Título: ATIRE A PRIMEIRA FLOR !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 28 de Março de 2011, 09:19
ATIRE A PRIMEIRA FLOR
*******************

Quando tudo for pedra, atire a primeira flor…

Quando tudo parecer caminhar errado, seja você o primeiro passo certo;

Se tudo parece escuro, se nada puder ser visto, acenda você
a primeira luz, traga para a treva, você primeiro, a pequena lâmpada;

Quando todos estiverem chorando, tente você o primeiro sorriso; talvez
não na forma de lábios sorridentes, mas na de um
coração que compreenda, de braços que confortem;

Se a vida inteira for um imenso não, não pare você na busca
do primeiro sim, ao qual tudo de positivo deverá seguir-se;

Quando ninguém souber coisa alguma, e você souber um pouquinho,
seja o primeiro a ensinar, começando por
aprender você mesmo, corrigindo-se a si mesmo;

Quando alguém estiver angustiado à procura, consulte bem o que
se passa, talvez seja em busca de você mesmo que este seu irmão esteja;

Dai, portanto, o seu deve ser o primeiro a aparecer,
o primeiro a mostrar-se, primeiro que pode ser o único e,
mais sério ainda, talvez o último;

Quando a terra estiver seca, que sua mão seja a primeira a regá-la;

Quando a flor se sufocar na urze e no espinho, que sua mão seja a
primeira a separar o joio, e arrancar a praga, a afagar a pétala, a acariciar a flor;

Se a porta estiver fechada, de você venha a primeira chave;

Se o vento sopra frio, que o calor de sua lareira seja
a primeira proteção e primeiro abrigo;

Se o pão for apenas massa e não estiver cozido, seja você o
primeiro forno para transformá-lo em alimento;

Não atire a primeira pedra em quem erra.
De acusadores o mundo está cheio!
Nem, por outro lado, aplauda o erro.
Dentro em pouco, a ovação será ensurdecedora;

Ofereça sua mão primeiro para levantar quem caiu;

Sua atenção primeiro para aquele que foi esquecido;

Seja você o primeiro para aquele que não tem ninguém;

Quando tudo for espinho, atire a primeira flor;

Seja o primeiro a mostrar que há caminho de volta, compreendendo
que o perdão regenera, que a compreensão edifica, que o auxílio
possibilita e que o entendimento reconstrói;

Atire você, quando tudo for pedra, a primeira e decisiva flor.



Glácia Daibert

Título: APROVEITA - Emmanuel
Enviado por: mariamanuelacorujo em 28 de Março de 2011, 09:37
APROVEITA - Emmanuel
********************

O Divino Mestre,
através de instrutores numerosos,
fornece lições teóricas nos templos
das variadas confissões religiosas,
mas possibilita ensinamentos práticos,
cada dia,
para o engrandecimento da alma,
na esfera da luta comum.

Cada circunstância da vida
é recurso para o crescimento espiritual
e cada criatura é página aberta ao exercício cotidiano.

O espírito mais elevado é oportunidade valiosa ao nosso curso de aprimoramento e sublimação.

Entretanto,
reconhecendo-se que a passagem do sábio
ou do santo é sempre rara ao nosso lado,
aproveitemos o trabalho e a convivência
do caminho vulgar para as tarefas da educação recíproca.

O doente é a nossa oportunidade de valorizar a saúde.

O companheiro exageradamente agressivo
é o ensejo de revelarmos a bondade de que somos discípulos ainda incipientes.

O sofredor é um apelo ao progresso de nossas qualidades potenciais.

A aflição é porta aberta à nossa capacidade de auxílio.

A ignorância é o meio favorável à extensão da luz que já nos cerca.

A dificuldade alheia é uma sugestão de fraternidade e carinho.

Quando formos surpreendidos pela violência, é chegada a hora de exteriorizarmos serenidade e equilíbrio.

Se estamos defrontados pela malícia, atingimos o instante justo da benevolência e da compreensão.

Incomodados pelos espinhos ou pelas pedras da estrada, nãp nos esqueçamos de que sobre os obstáculos dessa natureza devemos cultivar as flores do amor e da consolação.

Cada dia é ocasião de aprender e cada criatura que se aproxima de nós é a feliz oportunidade do progresso íntimo para a imortalidade.

Aproveita o ensejo e adianta-te na senda.

Ensinamento mal recebido é ensinamento repetido.

O tempo é também o grande caminho da alma.

Jesus é o Mestre.


E cada minuto pode ser o luminoso instante de aproveitar a luta para a construção da nossa felicidade eterna.



Emmanuel
do livro Instrumentos do Tempo de Chico Xavier

Título: Sorria! Hoje é mais um lindo dia!
Enviado por: mariamanuelacorujo em 28 de Março de 2011, 10:03
SORRIA!! Hoje é mais um dia lindo-ROSYLUZES.wmv (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PVBkLVZBcko0VXh3Iw==)
Título: Da Caridade ao Amor !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 28 de Março de 2011, 10:14
Da Caridade ao Amor (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PWFrSFBsRm9zMDV3I3dz)
Título: AMOR E PERDÃO -Adenáuer Novaes
Enviado por: mariamanuelacorujo em 28 de Março de 2011, 21:41
AMOR E PERDÃO -Adenáuer Novaes
******************************

 

            Verdadeiramente amar é nunca ter que perdoar, pois quem ama não se sente agredido por qualquer atitude do outro O amor, dessa forma, perdoa sempre, compreendendo o nível de evolução do outro.

            As agressões que porventura recebamos daqueles a quem mais dedicamos amor e que nos ferem a alma, são oportunidades de testar o nosso sentimento, conhecendo-lhe a natureza.

            Perdoar não é esquecer por esquecer. E compreender e colocar-se no lugar do outro. O amor para existir, diante da agressão a nós por parte de alguém que amamos, deve, antes de tudo, compreender, isto é, colocar-se também como alguém que poderia, nas mesmas circunstâncias, cometer o mesmo equívoco.

            Ser perdoado, diante de nossas faltas para com o próximo, sem que ele nada exija, é oportunidade de aprender com o outro, como amar e viver em paz consigo mesmo.

            A indignação é sentimento que, às vezes, se torna necessário diante da atitude descabida de alguém. Tal indignação não deve assumir, porém, o caráter da agressão nem do revide, devendo portanto ser manifestada para que o outro perceba as conseqüências de seus atos.

            Às vezes, por gostar de alguém de forma exagerada, perdoamos suas atitudes inadequadas para conosco e com outros, confundindo os sentimentos e desculpando quando cabia a repreensão necessária. Perdão não significa conivência com o mal. Atitudes como essas, isto é, perdoar e desculpar sem limites, incita o outro à prática do mesmo ato reprovável. Isto não é amor, mas, submissão.

            O exercício do perdão leva-nos à compreensão da qualidade do sentimento que temos para com alguém. Quem perdoa está a um passo do amor ao outro. Sua constância levará o indivíduo ao caminho da compreensão dos atos humanos e das relações interpessoais.

            Nos processos obsessivos, onde os sentimentos se encontram desestabilizados, o perdão é instrumento fundamental para aqueles que ainda não sentiram o amor em seus corações. O perdão da vítima ao algoz, colocados em condições de compartilharem os sentimentos nobres do amor fraternal.

Se alguém se interpõe em nosso caminho exigindo-nos atitudes contra nossa vontade, o melhor a fazer é seguir adiante, sem sintonizar com imposições descabidas.

            O amor nos coloca entre aqueles aos quais cabe perdoar. O componente da família que conosco se relaciona e com o qual não temos afinidade ou mesmo que sentimos certa aversão, é sempre alguém a quem temos que perdoar e amar em nosso próprio beneficio. Sua presença em nossa vida é oportunidade de aprendizagem do amor e do perdão.

            As atitudes de alguém, que nos merece o perdão, quando não nos sentimos inclinados a dá-lo, se reinterpretadas, nos ensinarão sobre nossas responsabilidades em suas causas.

            Amar é atitude que nos ensina a perdoar a nós próprios. Não nos culpemos em demasia. Assumamos as responsabilidades sobre nossos atos, sem receio dos processos educativos que enfrentaremos. Antes do efeito que sucede à causa, há a misericórdia divina em favor de todos nós. Ela é o amor de Deus intercedendo em nosso favor.

            A compreensão dos atos humanos requer percepção de nós mesmos. Nada nem ninguém age fora dos limites de Deus. Ele é amor para sempre. Perdoar setenta vezes sete vezes cada tipo de falta cometida é exercício para a instalação do amor em definitivo em nós.

            Necessitar do perdão divino para nossas faltas é assumir antecipadamente a culpa. O perdão esperado é alcançado com o trabalho redentor em favor de si mesmo e da vida, amando sempre e construindo um mundo melhor.

            O Cristo ensinou-nos o perdão ao compreender a atitude de quem o traiu, amparando-o e auxiliando para seu soerguimento na Vida Maior.

            Amar Sempre

Título: IRMÃOS EM PERIGO ! - Andre Luiz
Enviado por: mariamanuelacorujo em 28 de Março de 2011, 21:49
IRMÃOS EM PERIGO ! - Andre Luiz
**************************
Os que pretendem transformar o próximo, de um dia para outro, a golpes verbais.

Os que descobrem pareceres inteligentes e bons conselhos para todas as pessoas, distraídos dos problemas que lhes são próprios.

Os que colocam a mente em outro mundo, de maneira absoluta, sem atender aos deveres do mundo em que respiram.

Os que permanecem incessantemente preocupados em se defenderem.

Os que fazem dez projetos maravilhosos por dia sem concretizar nenhum deles em dez anos.

Os que reconhecem a grandeza das verdades divinas, mas que jamais dispõem de tempo para cultivá-las, em favor da própria iluminação.

Os que adiam indefinidamente para amanhã o serviço da compreensão e do amor ao próximo.

Os que se sentem senhores exclusivos de todos os trabalhos no campo da caridade, sem distribuir oportunidades de serviço aos outros.

Os que declaram perdoar a ofensa, mas que nunca conseguem esquecer o mal.

Os que encontram ensejo de se entediarem da vida.

 

Xavier, Francisco Cândido.

Da obra: Agenda Cristã.
Ditado pelo Espírito André Luiz.

Título: EM MATERIA AFETIVA - Andre Luiz
Enviado por: mariamanuelacorujo em 28 de Março de 2011, 21:53
EM MATERIA AFETIVA - Andre Luiz
***************************

Sempre é forçoso muito cuidado no trato com os problemas afetivos dos outros, porque muitas vezes os outros, nem de leve, pensam naquilo que possamos pensar.

Os Espíritos adultos sabem que, por enquanto, na Terra, ninguém pode, em sã consciência, traçar a fronteira entre normalidade e anormalidade, nas questões afetivas de sentido profundo.

Os pregadores de moral rigorista, em assuntos de amor, raramente não caem nas situações que condenam.

Toda pessoa que lesa outra, nos compromissos do coração, está fatalmente lesando a si própria.

Respeite as ligações e as separações, entre as pessoas de seu mundo particular, sem estranheza ou censura, de vez que você não lhes conhece as razões e processos de origem.

As suas necessidades de alma, na essência, são muito diversas das necessidades alheias.

No que tange a sofrimentos do amor, só Deus sabe onde estão a queda ou a vitória.

Jamais brinque com os sentimentos do próximo.

Não assuma deveres afetivos que você não possa ou não queira sustentar.

Amor, em sua existência, será aquilo que você fizer dele.

Você receberá, de retorno, tudo o que der aos outros, segundo a lei que nos rege os destinos.

Ante os erros do amor, se você nunca errou por emoção, imaginação, intenção ou ação, atire a primeira pedra, conforme recomenda Jesus.

 

Xavier, Francisco Cândido.
Da obra: Sinal Verde.
Ditado pelo Espírito André Luiz.
Título: CARIDADE , A META ! - Joanna de Angelis
Enviado por: mariamanuelacorujo em 28 de Março de 2011, 21:58
CARIDADE , A META ! - Joanna de Angelis
********************************

Guarda, na mente, que a caridade em teus atos deve ser a luz que vence a sombra.

Enquanto não compreendas que a caridade é sempre a bênção maior para quem a realiza, ligando o benfeitor ao necessitado, estarás na fase primária da virtude por excelência.

Poderás repartir moedas, a mãos-cheias; todavia, se não mantiveres o sentimento da amizade em relação ao carente, não terás logrado alcançar a essência da caridade.

Repartirás tecidos e agasalhos com os desnudos; no entanto, se lhes não ofertares compreensão e afabilidade, permanecerás na filantropia.

Atenderás aos enfermos com medicação valiosa; entretanto, se não adicionares ao gesto a gentileza fraternal, estarás apenas desincumbindo-te de um mister de pequena monta.

Ofertarás o pão aos esfaimados; contudo, se os não ergueres com palavras de bondade, não alcançaste o sentido real da caridade.

Distribuirás haveres e coisas com os desafortunados do caminho; não obstante, sem o calor do teu envolvimento emocional em relação a eles, não atingiste o fulcro da virtude superior.

A caridade é algo maior do que o simples ato de dar.

Certamente, a doação de qualquer natureza sempre beneficia aquele que lhe sofre a falta. Todavia, para que a caridade seja alcançada, é necessário que o amor se faça presente, qual combustível que permite o brilho da fé, na ação beneficente.

A caridade material preenche os espaços abertos pela miséria sócio-econômica, visíveis em toda parte.

Além deles, há todo um universo de necessidades em outros indivíduos que renteiam contigo e esperam pela luz libertadora do teu gesto.

A indulgência, em relação aos ingratos e agressivos;

a compaixão, diante dos presunçosos e perversos;

a tolerância, em favor dos ofensores;

a humildade, quando desafiado ao duelo da insensatez;

a piedade, dirigida ao opressor e déspota;

a oração intercessória, pelo adversário;

a paciência enobrecida, face às provocações e à irritabilidade dos outros;

a educação, que rompe as algemas da estupidez e da maldade que se agasalham nas furnas da ignorância gerando a delinqüência e a loucura...

A caridade moral é desafio para toda hora, no lar, na rua, no trabalho.

Exercendo-a, recorda também da caridade em relação a ti mesmo.

Jesus, convivendo com os homens, lecionou exemplificando todas as modalidades da caridade, permanecendo até hoje como o protótipo mais perfeito que se conhece, tornando-a a luz do gesto, que vence a sombra do mal, através da ação do amor.

Caridade, pois, eis a meta.
 

Franco, Divaldo Pereira.
Da obra: Vigilância.
Ditado pelo Espírito Joanna de Ângelis
Título: Porque chorar !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 29 de Março de 2011, 00:26
Por que chorar (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PXhVUjJaTTNKTjlJIw==)
Título: Pela Evolução moral da Criatura Humano! (Andre Luiz)
Enviado por: mariamanuelacorujo em 29 de Março de 2011, 00:30
RADIO NOVELA OS MENSAGEIROS CAPITULO 48 (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PTVnallIR0JiMG13Iw==)
Título: Compreendei e perdoai ! - Bezerra de Menezes
Enviado por: mariamanuelacorujo em 29 de Março de 2011, 05:35
Compreendei e perdoai ! - Bezerra de Menezes
**************************************
Filhos, a compreensão é a virtude
que vos predispõe naturalmente ao perdão.
 
Compreendei para perdoar. 

Não conserveis ressentimentos no coração,
sabendo que aquele que vos decepciona
é um companheiro vencido pelos seus próprios conflitos. 

Não exijais dos outros infalibilidade. 

Os amigos que seguem ao vosso lado,
qual vos acontece,
são espíritos assinalados por muitas limitações,
aparentando exteriormente o que ainda não são.
 
Compadecei-vos das mazelas alheias,
não sobrecarregando os ombros
daqueles que avançam, mal se agüentando ao peso da cruz. 

Não condicioneis a vossa conduta
no bem à conduta de quem quer que seja;
que a vossa fé não dependa
da demonstração de fé dos que vos inspiram na jornada…
 
Somente em Jesus Cristo devereis vos encorajar na luta. 

Os irmãos de crença espírita,
principalmente os que se encontram servindo
na mediunidade
 e os que ocupam posições de liderança,
são, afinal,
espíritos comprometidos com o passado:
nenhum deles se encontra imune ao assédio das trevas. 

Não raro,
o personalismo e a vaidade
apenas ocultam nas almas uma estamenha de chagas…
 
Os que intentam brilhar para o mundo estão longe de possuir luz própria.
 
A rigor, muitos de nós outros
não estamos ainda sequer preparados
para uma maior proximidade com o Cristo

– a possibilidade de semelhante convivência mais estreita nos levaria ao delírio. 
Quem, há séculos, se habituou nas sombras, só gradativamente se acostuma à claridade. 

O homem sem maior entendimento do Evangelho
transfere a sua ambição concernente
às coisas materiais para as coisas divinas. 

Os apóstolos não chegaram a disputar entre si
a primazia de estarem, no Reino Celeste, ao lado do Senhor? 

Assim, tomai vós mesmos a iniciativa
da exemplificação e da coragem de vivenciar,
de forma irrepreensível,
a crença que abraçastes.

 


Do livro: A coragem da fé
Pelo espírito Bezerra de Menezes
Psicografado por Carlos A. Baccelli

 
Título: Nossos Filhos !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 29 de Março de 2011, 10:03
Filhos - Momento Espírita.wmv (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PUU3NjVLbGVhLU5JIw==)
Título: Aproveitar a Vida !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 29 de Março de 2011, 10:05
Aproveitar a Vida- Momento Espírita (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PWx1R0dyZUM3bFgwIw==)
Título: Se não quiser adoecer !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 29 de Março de 2011, 10:08
Se não quiser Adoecer - CHIED (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PVdvR2kxSldic1c4Iw==)
Título: Tempo certo - Hammed
Enviado por: mariamanuelacorujo em 29 de Março de 2011, 10:30
Tempo certo - Hammed
******************

"...Aquele que semeia saiu a semear; e, enquanto semeava, uma parte da semente caiu ao longo do caminho..."
...Mas aquele que recebe a semente numa boa terra é aquele que escuta a palavra, que lhe presta atenção e que dá fruto, e rende cento, ou sessenta, ou trinta por um."
(Cap.XVII, item 5, Evangelho Segundo o Espiritismo)

Na vida, não existe antecipação nem adiamento, somente o tempo propício de cada um.
A humanidade, em geral, recebe as sementes do crescimento espiritual a todo o instante. Constantemente, a "Organização Divina" emite idéias de progresso e desenvolvimento, devendo cada indivíduo absorver a sementeira de acordo com suas possibilidades e habilidades existenciais.
A Natureza nos presenteia com uma diversidade incontável de flores, que nos encantam e fascinam. Certamente, não as depreciaríamos apenas por achar que vários botões já deveriam ter desabrochado dentro de um prazo determinado por nós, nem as repreenderíamos por suas tonalidades não ser todas iguais conforme nossa maneira de ver.
Nem poderíamos sequer compará-las com outras flores de diferentes jardins, por estarem ou não mais viçosas. Deixemos que elas possam germinar, crescer e florir, segundo sua natureza e seu próprio ritmo espontâneo. Isso será sempre mais óbvio.
Parece racional que ofereçamos a quem amamos o mesmo consentimento, porque cada ser tem seu próprio "marco individual" nas estradas da vida, e não nos é permitido violentar sua maneira de entender, comparando-o com outros, ou forçando-o com nossa impaciência para que "cresçam" e "evoluam", como nós acharíamos que deveria ser.
Cada um de nós possui diferenças exteriores, tanto no aspecto físico como na forma de se vestir, de sorrir, de falar, de olhar ou de se expressar. Por que então haveríamos de florescer "a toque de caixa"?
Nossa ansiedade não faz com que as árvores dêem frutos instantâneos, nem faz com que as roseiras floresçam mais céleres. Respeitemos, pois, as possibilidades e as limitações de cada indivíduo.
Jesus, por compreender a imensa multiformidade e evolucional dos homens, exemplificou nessa parábola a "dissemelhança" das criaturas, comparando-as aos diversos terrenos nos quais as sementes da Vida foram semeadas.
As que caíram ao longo do caminho, e os pássaros as comeram, representam as pessoas de mentalidade bloqueada e restringida, que recusam todas as possibilidades de conhecimento que as conteste, ou mesmo, qualquer forma que venha modificar sua vida ou interferir em seus horizontes existenciais. São seres de compreensão e aceitação diminuta ou quase nula. São comparáveis aos atalhos endurecidos e macerados pela ação do tempo.
Outras sementes caíram em lugares pedregosos, onde não havia muita terra, mas logo brotaram. Ao surgir o sol, queimaram-se porque a terra era escassa e suas raízes não eram suficientemente profundas.
Foram logo ressecadas porque não suportaram o "calor da prova"; e, por serem qualificadas como pessoas de convicção "flutuante", torraram rapidamente seus projetos e intenções.
Nossas bases psicológicas foram recolhidas nas experiências do ontem. São raízes do passado que nos dão manutenção no presente para ir adiante, nos processos de iluminação interior. Quando os "caules" não são suficientemente profundos e vetustos, há bloqueios tanto em nossa consciência intelectual como na emocional. Um mecanismo opera de forma a assimilar somente o que se pode digerir daquela informação ou ensinamento recebido.
Assim, a disponibilidade de perceber a realidade das coisas funciona nas bases do "potencial" e da "viabilidade evolutiva" e, portanto, impor às pessoas que "sejam sensíveis" ou que "progridam", além de desrespeito à individualidade, é fator perigoso e destrutivo para exterminar qualquer tipo de relacionamento.
Os espinheiros que, ao crescer, abafaram as sementes representam as "idéias sociais" que impermeabilizam a mentalidade dos seres humanos, pois, no tempo do Mestre, as leis do "Torah" asfixiavam e regulamentavam não somente a vida privada, mas também a pública.
Os indivíduos que não pensam por si mesmos acabam caindo nos domínios das "normas e regras", sem poder erguer em demasia a sua mente, restrita pelas idéias vigentes, o que os sentencia a viver numa "frustração grupal", visto que seu grau de raciocínio não pode ultrapassar os níveis permitidos pela comunidade.
Jesus de Nazaré combateu sistematicamente os "espinhos da opressão" na pessoa daqueles que observavam com rigor rituais e determinações das leis, em detrimento da pureza interior. Dessa forma, Ele desqualificou todo espírito de casta entre as criaturas de sua época.
As demais sementes, no entanto, caíram em boa terra e deram frutos abundantes. O que é um "solo fértil"?
Nossos patrimônios de entendimento, de compreensão e de discernimento não ocorrem por acaso, porquanto nenhum aprendizado nos envolverá profundamente se não estivermos dotados de competência e habilidades propiciadoras.
A boa absorção ou abertura de consciência acontece somente no momento em que não nos prendemos na forma. Aprofundarmo-nos no conteúdo real quer dizer: "Quem não quebra a noz, só lhe vê a casca". Mas para "quebrar a noz" é preciso senso e noção, base e atributos que requerem tempo para se desenvolverem convenientemente. A consciência da criatura, para que seja receptiva, precisa estar munida de "despertamento natural" e "amadurecimento psicológico".
Reforçando a idéia, examinemos o texto do apóstolo Marcos, onde encontramos: "porque a terra por si mesma frutifica, primeiro a erva, depois a espiga, e por último o grão cheio na espiga".
O Mestre aceitava plenamente a diversidade humana. Ele se opunha a todo e qualquer "nivelamento psicológico" e, portanto, lançou a Parábola do Semeador, a fim de que entendêssemos que o melhor apoio que prestaríamos a nossos companheiros de jornada seria simplesmente esperar em silêncio e com paciência.
Portanto, compreendemos que a nós, somente, compete "semear"; sem esquecer, porém, que o crescimento e a fartura na colheita dependem da "chuva da determinação humana" e do "solo generoso" da psique do ser, onde houve a semeadura.


Espírito: HAMMED
Renovando Atitudes: Francisco do Espírito Santo Neto

Título: APRENDENDO A PERDOAR - Hammed
Enviado por: mariamanuelacorujo em 29 de Março de 2011, 10:36
 APRENDENDO A PERDOAR - Hammed
********************************

 “Se perdoardes aos homens as faltas que eles fazem
contra vós, vosso Pai celestial vos perdoará também                                   vossos pecados, mas se não perdoardes aos homens quando eles vos ofendem, vosso Pai, também, não vos perdoará os pecados.”
                                               (Cap.X, item 2.)
 
 
        Nosso conceito de perdão tanto pode facilitar quando limitar nossa capacidade de perdoar. Por possuirmos crenças negativas de que perdoar é “ser apático” com os erros alheios, ou mesmo, é aceitar de forma passiva tudo o que os outros nos fazem, é que supomos estar perdoando quando aceitamos agressões, abusos, manipulações e desrespeito aos nossos direitos e limites pessoais, como se nada tivesse acontecendo.
        Perdoar não é apoiar comportamentos que nos tragam dores físicas ou morais, não é fingir que tudo corre muito bem quando sabemos que tudo em nossa volta está em ruínas. Perdoar não é “ser conivente” com as condutas inadequadas de parentes e amigos, mas ter compaixão, ou seja, entendimento maior através do amor incondicional. Portanto é um “modo de viver”.
        O ser humano, muitas vezes, confunde o “ato de perdoar” com a negação dos próprios sentimentos, emoções e anseios, reprimindo mágoas e usando supostamente o “perdão” como desculpa para fugir da realidade que, se assumida, poderia como conseqüência alterar toda uma vida de relacionamento.
        Uma das ferramentas básicas para alcançarmos o perdão real é manter-nos a uma certa “distância psíquica” da pessoa-problema, ou das discussões, bem como dos diálogos mentais que giram de modo constante no nosso psiquismo, porque estamos engajados emocionalmente nesses envolvimentos neuróticos.
        Ao desprendermo-nos mentalmente, passamos a usar de modo construtivo os poderes do nosso pensamento, evitando os “deveria ter falado ou agido” e eliminando de nossa produção imaginativa os acontecimentos infelizes e destrutivos que ocorreram conosco.
        Em muitas ocasiões, elaboramos interpretações exageradas de suscetibilidade e caímos em impulsos estranhos e desequilibrados, que causam em nossa energia mental uma sobrecarga, fazendo com que o cansaço tome conta do cérebro. A exaustão íntima é profunda.
        A mente recheada de idéias desconexas dificulta o perdão, e somente desligando-nos da agressão ou do desrespeito ocorrido é que o pensamento sintoniza com as faixas de clareza e da nitidez, no processo denominado “renovação da atmosfera mental”.
        É fator imprescindível, ao “separar-nos” emocionalmente de acontecimentos e de criaturas em desequilíbrio, a terapia da prece, como forma de resgatar a harmonização de nosso “halo mental”. Método sempre eficaz, restaura-nos os sentimentos de paz e serenidade, propiciando-nos maior facilidade de harmonização interior.
        A qualidade do pensamento determina a “ideação” construtiva ou negativa, isto é, somos arquitetos de verdadeiros “quadros mentais” que circulam sistematicamente em nossa própria órbita áurica. Por nossa capacidade de “gerar imagens” ser fenomenal, é que essas mesmas criações nos fazem ficar presos em “monoidéias”. Desejaríamos tanto esquecer, mas somos forçados a lembrar, repetidas vezes, pelo fenômeno “produção/conseqüência”.
        Desligar-se ou desconectar-se não é um processo que nos torna insensíveis e frios, como criaturas totalmente impermeáveis às ofensas e críticas e que vivem sempre numa atmosfera do tipo “ninguém mais vai me atingir ou machucar”. Desligar-se quer dizer deixar de alimentar-se das emoções alheias, desvinculando-se mentalmente dessas relações doentias de hipnoses magnéticas, de alucinações íntimas, de represálias, de desforras de qualquer matiz ou de problemas que não podemos solucionar no momento.
        Ao soltar-nos vibracionalmente desses contextos complexos, ao desatar-nos desses fluidos que nos amarram a essas crises e conflitos existenciais, poderemos ter a grande chance de enxergar novas formas de resolver dificuldades com uma visão mais generalizada das coisas e de encontrar, cada vez mais, instrumentos adequados para desenvolvermos a nobre tarefa de nos compreender e de compreender os outros.
        Quando acreditamos que cada ser humano é capaz de resolver seus dramas e é responsável pelos seus feitos na vida, aceitamos fazer esse “distanciamento” mais facilmente, permitindo que ele seja e se comporte como queira, dando-nos também essa mesma liberdade.
        Viver impondo certa “distância psicológica” às pessoas e às coisas problemáticas, seja entes queridos difíceis, seja companheiros complicados, não significa que deixaremos de nos importar com eles, ou de amá-los ou de perdoar-lhes, mas sim que viveremos sem enlouquecer pela ânsia de tudo compreender, padecer, suportar e admitir.
        Além do que, desligamento nos motiva ao perdão com maior facilidade, pelo grau de libertação mental, que nos induz a viver sintonizados em nossa própria vida e na plena afirmação positiva de que “tudo deverá tomar o curso certo, se minha mente estiver em serenidade”.
        Compreendendo por fim que, ao promovermos “desconexão psicológica”, teremos sempre mais habilidade e disponibilidade para perceber o processo que há por trás dos comportamentos agressivos, o que nos permitirá não reagir da maneira como o fazíamos, mas olhar “como é e como está sendo feito” nosso modo de nos relacionar com os outros. Isso nos leva, consequentemente, a começar a entender a “dinâmica do perdão”.
        Uma das mais eficientes técnicas de perdoar é retomar o vital contato com nós mesmos, desligando-nos de toda e qualquer “intrusão mental”, para logo em seguida buscar uma real empatia com as pessoas. Deixamos de se vítimas de forças fora de nosso controle para transformar-nos em pessoas que criam sua própria realidade de vida, baseadas não nas críticas e ofensas do mundo, mas na sua percepção da verdade e na vontade própria.         
 
Renovando Atitudes
Título: Cristãos decididos - Bezerra de Menezes
Enviado por: mariamanuelacorujo em 29 de Março de 2011, 10:43
Cristãos decididos  - Bezerra de Menezes
*************************************************


…Estamos sendo convocados pelos Espíritos nobres para ser
os lábios pelos quais a palavra de Jesus chegue aos corações
empedernidos.

Estamos sendo convocados para ser os braços do Mestre, que afaguem,
que se alonguem na direção dos mais aflitos, dos combalidos, dos
enfraquecidos na luta.

Estamos colocados na postura do bom samaritano, a fim de podermos ser
aquele que socorra o caído na estrada de Jericó da atualidade.

Nunca houve na história da sociedade terrena tantas conquistas de
natureza intelectual e tecnológica!

Nunca houve tanta demonstração de humanismo, de solidariedade, tanta
luta pelos direitos humanos!

É necessário, agora, que os cristãos decididos arregacem as mangas e
ajam em nome de Jesus.

Em qualquer circunstância, que se interroguem: - em meu lugar que faria
Jesus?

E, faça-o, conforme o amoroso Companheiro dos que não têm companheiros,
faria.

Filhos da alma!

Estamos saturados de tecnologia de ponta, graças, à qual, as imagens
viajam no mundo quase com a velocidade do pensamento, e a dor galopa
desesperada o dorso da humanidade em desalinho.

O Espiritismo veio como Consolador para erradicar as causas das lágrimas.

Sois os herdeiros do Evangelho dos primeiros dias, vivenciando- o à última
hora.

Estais convidados a impregnar o mundo com ternura, utilizando-vos da
compaixão.

Periodicamente, neste planeta de provas e expiações, as mentes em
desalinho vitalizam microorganismos viróticos que dão lugar a
pandemias destruidoras.

Recordemo-nos das pestes que assolaram o mundo: a peste negra, a peste
bubônica, as gripes espanhola, a asiática e a deste momento de
preocupações, porque as mentes dominadas pelo ódio, pelo
ressentimento, geram fatores propiciatórios à manifestação de
pandemias desta e de outra natureza.

Só o amor, meus filhos, possui o antídoto para anular esses terríveis
e devastadores acontecimentos, desses flagelos que fazem parte da
necessidade da evolução.

Sede vós aquele que ama.

Sede vós, cada um de vós, aquele que instaura o Reino de Deus no
coração e dilata-o em direção da família, do lugar de trabalho, de
toda a sociedade.

Não postergueis o dever de servir para amanhã, para mais tarde.

Fazei o bem hoje, agora, onde quer que se faça necessário.

As mães afro-descendentes, as mães de todas as raças, em um coro
uníssono, sob o apoio da Mãe Santíssima, oram pela transformação da
Terra em Mundo de Regeneração.

Sede-lhes filhos dóceis à sua voz quão dócil foi o Crucificado galileu
que, ao despedir-se da Terra, elegeu-a mãe do evangelista do amor, por
extensão, a Mãe Sublime da Humanidade.



Muita paz, meus filhos.

Que o Senhor de bênçãos nos abençoe.

O servidor humílimo e paternal de sempre

Bezerra

(Mensagem psicofônica recebida pelo médium Divaldo Pereira Franco, ao final
da conferência pública em torno da maternidade, realizada no Grupo Espírita
André Luiz, no Rio de Janeiro, na noite de 13 de agosto
de 2009.)

Título: Diante do tempo ! Emmanuel
Enviado por: mariamanuelacorujo em 29 de Março de 2011, 20:11
Diante do Tempo - Emmanuel (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PUJHUUJGUnFOWG84Iw==)
Título: Ensina-nos a Orar!- Amelia Rodrigues
Enviado por: mariamanuelacorujo em 29 de Março de 2011, 20:14
Ensina-nos a Orar - Amélia Rodrigues (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PVpWd2hPajZRLTc4Iw==)
Título: Consolador Prometido!
Enviado por: mariamanuelacorujo em 29 de Março de 2011, 20:18
Consolador Prometido (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PUtmbjk5Z1dEN0FRIw==)
Título: Exaltação á Vida ! - Joanna de Angelis
Enviado por: mariamanuelacorujo em 29 de Março de 2011, 20:21
Exaltaçao à Vida- Joanna de Ângelis (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PTFwRjFqcWNOSFdjIw==)
Título: O AMOR DEUS !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 29 de Março de 2011, 20:28
O Amor de Deus (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PWZ2bVRfeXRicDFZIw==)
Título: Cooperação ! Emmanuel
Enviado por: mariamanuelacorujo em 29 de Março de 2011, 20:30
Cooperação (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PWJ2cDFxVGFIeVVNIw==)
Título: NutriAÇÃO !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 29 de Março de 2011, 20:41
NutriAção (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PWo4S2hWeUo0b3ZBIw==)
Título: Madre Tereza de Calcuta!
Enviado por: mariamanuelacorujo em 29 de Março de 2011, 20:44
Madre Tereza de Calcuta, por RSC (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PXRBUGxuaUY1VmEwIw==)
Título: HINO Á VIDA !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 29 de Março de 2011, 20:47
Hino à vida - Madre Tereza de Calcutá (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PWIyOEE0WUk0Z2JJIw==)
Título: Faça assim mesmo !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 29 de Março de 2011, 20:54
Faça assim mesmo (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PU9vekFrNjVhSFBzIw==)
Título: A importancia do AMOR !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 29 de Março de 2011, 20:57
YouTube - Broadcast Yourself. (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PUdZWEkzZE44SGlNIw==)
Título: Prova de Amor !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 29 de Março de 2011, 21:02
PROVA DE AMOR - UMA LINDA MENSAGEM (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PTg5a2s3WG91U0dJIw==)
Título: No Aprendizado da Caridade! - Irmão Jose
Enviado por: mariamanuelacorujo em 29 de Março de 2011, 21:08
NO APRENDIZADO DA CARIDADE JRCordeiro (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PWJoWmlvMVgtTUYwI3dz)
Título: Nunca te Imagines ! - Irmão Jose
Enviado por: mariamanuelacorujo em 29 de Março de 2011, 21:12
NUNCA TE IMAGINES JRCordeiro (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PXZyYTdnaThYbUNBI3dz)
Título: Nunca te Digas ! - Irmão Jose
Enviado por: mariamanuelacorujo em 29 de Março de 2011, 21:16
NUNCA TE DIGAS JRCordeiro (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PVNkZ1lBZWxvSVE0I3dz)
Título: Nem tão BONS nem tão RUINS ! - Irmão Jose
Enviado por: mariamanuelacorujo em 29 de Março de 2011, 21:20
NEM TÃO BONS,NEM TÃO RUINS. JRCordeiro..AVI (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PWFneTNPZ0o5aWNrI3dz)
Título: Morte ! - Irmão Jose
Enviado por: mariamanuelacorujo em 29 de Março de 2011, 21:23
MORTE. JRCordeiro..MP4 (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PUYyb2pUTXQ1c2kwI3dz)
Título: Meio ADVERSO ! Irmão Jose
Enviado por: mariamanuelacorujo em 29 de Março de 2011, 21:27
MEIO ADVERSO. JRCordeiro..AVI (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PWRlM19iV0lseEdJI3dz)
Título: Intenção Boa! Irmão Jose
Enviado por: mariamanuelacorujo em 29 de Março de 2011, 21:30
INTENÇÃO BOA. JRCORDEIRO..AVI (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PXp1QUlLTWQ5SGFZI3dz)
Título: Insegurança ! - Irmão Jose
Enviado por: mariamanuelacorujo em 29 de Março de 2011, 21:34
INSEGURANÇA. JRCordeiro..AVI (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PTlNVkZmSUJkQVhVIw==)
Título: A Mente em Ação - Joanna de Angelis
Enviado por: mariamanuelacorujo em 30 de Março de 2011, 17:10
A Mente em Ação - Joanna de Angelis

******************************

Mais graves que as viroses habituais são aquelas que têm procedência no psiquismo desvairado.

Por ser agente da vida organizada, a mente sadia propicia o desenvolvimento das micropartículas que sustentam com equilíbrio a organização somática, assim como, através de descargas vigorosas, bombardeia os seus centros de atividade, dando curso a desarmonias inumeráveis.

Mentes viciosas e pessimistas geram vírus que se alojam no núcleo das células, e as destruindo se espalham pela corrente sanguínea, dando surgimento a enfermidades soezes.

Além desta funesta realização, interferem na organização imunológica e, afetando-a, facultam a agressão de outros agentes destruidores, que desenvolvem síndromes cruéis e degenerativas.

Além dos vícios que entorpecem os sentimentos relevantes do homem, perturbando-lhe a existência, o tédio e o ciúme, a violência e a queixa, entre outros hábitos perniciosos, são responsáveis pela desestruturação física e emocional da criatura.

O tédio é resultado da ociosidade costumeira da mente acomodada e preguiçosa.

Matriz de muitos infortúnios, responde por neuroses estranhas e depressivas, culminando com o suicídio injustificável e covarde.

Entregue ao tédio, o paciente transfere responsabilidades e ações para os outros, deixam dose sucumbir na amargura, quando não se envenena pela revolta contra todos e tudo.

A mente entregue ao ciúme, fomenta acontecimentos que gostaria se realizassem, afim de atormentar-se e atormentar, aprisionando ou perseguindo a sua vítima.

Por sua vez, desconecta os centros de equilíbrio, passando à condição de vapor dissolvente da confiança e do amor.

A violência é distúrbio emocional, que remanesce do primitivismo das origens, facultando o combustível do ódio, que se inflama em incêndio infeliz, a devorar o ser que o proporciona.

Quando isto não ocorre, dispara dardos certeiros nas usinas da emoção, que se destrambelha, gerando vírus perigosos que se instalam no organismo desarticulado e o vencem.

A queixa ressuma como desrespeito ao trabalho e aos valores alheios, sempre pronta a censurar e a fiscalizar os outros, lamentando-se, enquanto vapores tóxicos inutilizam os núcleos da ação, que se enferrujamn e perdem a finalidade.

Há todo um complexo de hábitos mentais e vícios morais, prejudiciais, que agridem a vida e a desnaturam.

É indispensável que o homem se resolva por utilizar do admirável arsenal de recursos que possui, aplicando os valores edificantes a serviço da sua felicidade.

Vives consoante pensas e almejas. Consciente ou inconscientemente.

Conforme dirijas a mente, recolherás os resultados.

Possuis todos os recursos ao alcance da vontade.

Canalizando-a para o bem ou para o mal, fruirás saúde ou doença.

Tem em mente, no entanto, que o teu destino é programado pela tua mente e pelos teus atos, dependendo de ti a direção que lhe concedas.

 

Franco, Divaldo Pereira.
Da obra: Momentos de Felicidade.
Ditado pelo Espírito Joanna de Ângelis

 
Título: A Necessidade do Esforço - Meimei
Enviado por: mariamanuelacorujo em 30 de Março de 2011, 17:13
A Necessidade do Esforço - Meimei
****************************

Conta-se que, no princípio da vida terrestre, o alimento das criaturas era encontrado como oferta da Divina Providência, em toda parte.

Em troca de tanta bondade, o Pai Celeste rogava aos corações mais esforço no aperfeiçoamento da vida.

O povo, no entanto, observando que tudo lhe vinha de graça, começou a menosprezar o serviço.

O mato inútil cresceu tanto, que invadia as casas, onde toda a gente se punha a comer e dormir.

Ninguém desejava aprender a ler.

A ferrugem, o lixo e o mofo apareciam em todos os lugares.

Animais, como os cães que colaboram na vigilância, e aves, como os urubus que auxiliam nas obras de limpeza, eram mais prestativos que os homens.

Vendo que ninguém queria corresponder à confiança divina, o Pai Celestial mandou retirar as facilidades existentes, determinando que os habitantes da Terra se esforçassem na conquista da própria manutenção.

Desde esse tempo, o ar e a água, o Sol e as flores, a claridade das estrelas e o luar continuaram gratuitos para o povo, mas o trabalho forçado da alimentação passou a vigorar como sendo uma lei para todos, porque, lutando para sustentar-se, o homem melhora a terra, limpa a habitação, aprende a ser sábio e garante o progresso.

Deus dá tudo.

O solo, a chuva, o calor, o vento, o adubo e a orientação constituem dádivas dEle à Terra que povoamos e que devemos aprimorar, mas o preparo do pão de cada dia, através do nosso próprio suor e da nossa própria diligência, é obrigação comum a todos nós, a fim de que não olvidemos o nosso divino dever de servir, incessantemente, em busca da Perfeição.

 

Xavier, Francisco Cândido.
Da obra: Pai Nosso.
Ditado pelo Espírito Meimei.

 
Título: Socorre Meu Filho ! - Meimei
Enviado por: mariamanuelacorujo em 30 de Março de 2011, 17:17
Socorre Meu Filho ! - Meimei
**********************

Não passes distraído, diante da dor.

Nesses semblantes, que o sofrimento descoloriu e nessas vozes fatigadas, em que a tortura plasmou a escala de todos os gemidos, Jesus, o nosso Mestre Crucificado, continua incompreendido e desfalecente...

*

Nessas longas multidões de aflitos e infortunados, encontrarás a nossa própria família.

*

Quantos deles albergaram esperanças, iguais àquelas que nos alimentam os sonhos, sem qualquer oportunidade de realização? Quantos tentaram atingir a presença da luz, incapazes de vencer a opressão das trevas?!...

*

Essas crianças, caídas no berço da angústia, esses enrugados velhinhos sem ninguém, essas criaturas que a ignorância e a provação mergulharam no poço da enfermidade ou no espinheiro do crime, são nossos irmãos, à frente do Eterno Pai!...

*

Estende-lhes tua alma, na dádiva que possas oferecer, guardando a certeza de que, amanhã, provavelmente, estarás também suspirando pelo bálsamo do socorro, na bênção de um pão ou na luz de uma prece amiga!

*

Recorda que as mãos, hoje, por ti libertadas dos grilhões da penúria, podem ser aquelas que, amanhã chegarão livres e luminosas, em teu auxílio!...

*

Ao pé de cada coração desventurado, Jesus nos espera, em silêncio.

*

Socorre, pois, meu irmão, e na doce melodia do bem, ainda mesmo que dificuldades e sombras te ameacem a luta, ouvirás, no imo do coração, a voz do Divino Mestre, a encorajar-te, paciente e amoroso: “Tem bom ânimo! Eu estou aqui”.

*  *  *


Xavier, Francisco Cândido.
Da obra: Caridade.
Ditado pelo Espírito Meimei. 1978.
Título: Prece do Amor - João de Deus
Enviado por: mariamanuelacorujo em 30 de Março de 2011, 19:15
PRECE DO AMOR (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PWxIUmVwbUs0VXA4Iw==)
Título: Semeia! Semeia! - Francisco Xavier
Enviado por: mariamanuelacorujo em 30 de Março de 2011, 19:19
Semeia Semeia - Voz de Chico Xavier (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PU11bm51bjc4cXQ4Iw==)
Título: O medo e a Fé !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 30 de Março de 2011, 19:23
EGC SLIDES - O MEDO E A FÉ - Do site gotasdepaz.com.br-03-01-06-36_wmv.wmv (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PUl4UkdMNVR6WFVRIw==)
Título: Agradece ! - Irmão Jose
Enviado por: mariamanuelacorujo em 30 de Março de 2011, 19:35
YouTube - Broadcast Yourself. (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PUpBSVV0a2ZfN3JJIw==)
Título: Acende a Tua Luz ! Irmão Jose
Enviado por: mariamanuelacorujo em 30 de Março de 2011, 19:40
ACENDE A TUA LUZ.JRCordeiro..wmv (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PS1ZVmFKOEtmZkZrIw==)
Título: A CAMINHO ! - Irmão Jose
Enviado por: mariamanuelacorujo em 30 de Março de 2011, 19:49
A CAMINHO. JRCordeiro..wmv (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PU9rZ3pMLTFkUzY0Iw==)
Título: Re: AME SEMPRE !
Enviado por: Érica Alves em 30 de Março de 2011, 20:27
PRECE DO AMOR (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PWxIUmVwbUs0VXA4Iw==)
Título: ATITUDES !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 31 de Março de 2011, 18:20
Atitudes (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PW9mdUlkWXJoT1o0Iw==)
Título: Fisioterapia COM AMOR!
Enviado por: mariamanuelacorujo em 31 de Março de 2011, 18:25
Fisioterapia com Amor (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PVp5ajZPYkQ4QXhzIw==)
Título: Ser FORTE!
Enviado por: mariamanuelacorujo em 31 de Março de 2011, 18:32
Ser Forte... (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PW1NZnZtZHYzN05ZIw==)
Título: Traço de Cirineu ! - Maria Dolores
Enviado por: mariamanuelacorujo em 31 de Março de 2011, 18:40
Maria Dolores e Chico Xavier Traço de Cireneu 0001 (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PTJRS0VTQnhDdmVRIw==)
Título: Perguntas! - Andre Luiz
Enviado por: mariamanuelacorujo em 31 de Março de 2011, 18:44
"Perguntas" - Mensagem de André Luiz - Chico Xavier (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PWRscWJrUWJ0QURZIw==)
Título: Re: AME SEMPRE !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 31 de Março de 2011, 18:55
Prece a Jesus - Auta de Souza
************************

Sê louvado, Senhor, pela bendita escola



Da verdade, em que Fé por sol se descortina,



Restaurando de novo a Celeste Doutrina



Em que o Mundo se eleva e a Vida se acrisola.







Templo, celeiro, lar, aconchego, oficina,



Revelação, apoio, entendimento, esmola,



Tudo que ampara, educa, alivia ou consola



Em tudo aqui te exalta a Presença Divina!...







Enquanto o Mundo chora, anseia, luta e avança,



Faze de nossa casa um pouco de Esperança



Na construção do Bem à luz que te descerra...







Aspiramos contigo a ser, dia por dia,



Uma forja de paz que trabalha e confia,



Uma fonte de Amor na aspereza da Terra.







Autor: Auta de Souza
Psicografia de Chico Xavier 
Título: Conquista de Paz ! Maria Dolores
Enviado por: mariamanuelacorujo em 31 de Março de 2011, 18:58
Conquista de Paz - Maria Dolores
**************************

Não creias, alma querida,



Seja a prova que atravessas



A chaga maior da vida,



Marcando suplício atroz;



Enquanto expões o que dizes,



Há corações pela estrada



Tão tristes, tão infelizes,



Que a dor lhes consome a voz.







Esse carrega desgosto



Regado de pranto oculto,



Aquele em pleno tumulto,



Sente angústia e solidão;



Outro tem tanta amargura



Que treme quando caminha,



De alma cansada e sozinha,



Caindo em perturbação.







Esse transporta doenças,



Embora a expressão correta,



Outro tem mágoa secreta,



Disfarçando o próprio “eu;”



Aquele chora e tropeça



Na penúria em que se arrasa,



Outro viu a morte em casa,



Revoltou-se e enlouqueceu.







Alma irmã, tolera e aceita



A provação recebida,



Abençoa a própria vida,



Seja essa vida qual for;



O sofrimento, onde esteja,



É a luz com que Deus nos guia



Nas lutas do dia-a-dia,



Para a conquista do Amor.





Autor: Maria Dolores
Psicografia de Chico Xavier 

Título: Ajuda-te !!! - Casimiro Cunha
Enviado por: mariamanuelacorujo em 31 de Março de 2011, 19:01
Ajuda-te - Casimiro Cunha
***********************


Se queres conforto e paz

Nunca reproves ninguém.

Se buscas os bens do Céu,

Começa fazendo o bem.



No campo da humanidade

Não colherás a alegria,

Sem plantar com toda gente

A graça da simpatia.



Ajuda-te! Em toda parte,

Bondade é sol que abençoa.

Planta nobre não prospera

Sem bases na terra boa.



Caridade, gentileza,

Auxílio, calma e perdão

São das preces mais sublimes

Em teu altar de oração



Recorda que em toda vida,

Conforme a nossa procura,

O Criador nos responde

Nos gestos da criatura.



Autor: Casimiro Cunha
Psicografia de Francisco Cândido Xavier 
Título: O Capital dos Minutos - Sheilla
Enviado por: mariamanuelacorujo em 31 de Março de 2011, 19:05
O Capital dos Minutos - Sheilla
***********************

No tamanho da Terra, em toda parte, surge a erva daninha.

Aqui, chama-se tiririca, além é joio imprestável, mais adiante guarda o nome de escalracho destruidor.

No fundo, é sempre mato inculto, impedindo a germinação da boa semente e consumindo a vitalidade do solo.

Extensos tratos de gleba proveitosa permanecem dominados por essa relva improdutiva e renascente, onde tanta árvore generosa poderia crescer e produzir para a alegria e segurança de todos.

Referimo-nos a esse elemento invasor para lembrar o vosso valioso capital dos minutos.

Quanta felicidade poderemos plantar com a bênção de meia hora? Quanto estudo nobre investir-nos-á na posse de elevados conhecimentos com apenas alguns instantes de leitura e reflexão?

Dez minutos na conversação digna ou na visita confortadora podem operar a renovação de muitos destinos. Um quarto de hora na assistência aos enfermos ou no trabalho gratuito em favor do próximo consegue prodígios na vitória do bem.

Entretanto, contra a plantação de semelhantes recursos nas leiras do tempo, encontramos a tiririca da maledicência, o joio do azedume verbal e o escalracho das críticas ociosas fantasiadas de interesse pela salvação apressada dos outros...

No fundo, porém, é sempre a conversa inútil que aniquila as mais nobres oportunidades de serviço e progresso.

Não olvidemos o capital dos minutos, a riqueza capaz de comprar-nos a sublimação para a vida eterna, se atendermos à edificação da verdadeira fraternidade.

E com os talentos do amor e da fé, procuremos servir sem repouso, recordando a afirmação do Mestre Divino:

“Meu Pai trabalha até hoje e eu trabalho também”.







Autor: Scheilla
Psicografia de Chico Xavier 

Título: Dádivas de Amor - Maria Dolores
Enviado por: mariamanuelacorujo em 31 de Março de 2011, 19:09
Dádivas de Amor - Maria Dolores
**************************

Uma carta... um olhar, uma palavra boa;

Uma frase de paz que asserena e abençoa;

Leve prato de sopa ou um simples pão

Podem livrar alguém de cair na exaustão;

Antigo cobertor atirado ao vazio,

Aquece o enfermo pobre esquecido no frio;

Um peça de roupa remendada

Talvez seja o agasalho ao viajor da estrada;

Meio litro de leite à viúva sem nome

Ampara-lhe o filhinho, a esmorecer de fome.



Todas essas doações supostas pequeninas

São serviços do Bem, nas paragens divinas;

São flores da fé viva, a derramarem luz,



Revelando o fulgor do Reino de Jesus.



Aqui saudamos nós, Gonçalves, nosso irmão, que ontem foi conduzido à celeste Mansão.

Que o Céu do amor o guarde, ante a nossa saudade,

Do apóstolo do Bem e Herói da Caridade...



Autor: Maria Dolores (espírito)
Psicografia de Chico Xavier
Título: Ação do Pensamento - Carneiro de Campos
Enviado por: mariamanuelacorujo em 31 de Março de 2011, 19:14
Ação do Pensamento - Carneiro de Campos
**********************************


Todo pensamento cultivado se incorpora à conduta do homem.



O pensamento é força que plasma desejos cuja consistência varia de acordo com a incidência da idéia geradora.



O mundo parafísico é constituído de energia mento-neuro-psíquica maleável à vontade que age sobre ela, elaborando as formas nas quais o indivíduo se aprisiona ou com elas se liberta.



A conduta mental responde pelo comportamento físico e moral.



Hábito é vida, na ação do dia-a-dia.



O ódio contumaz atira dardos destruidores como o ouriço irritado lança espículos ferintes.



A mágoa constante intoxica e enferma, à semelhança do pântano que exala miasma venenoso.



A revolta contínua alucina, tanto quanto a serpente agressiva pica e mata.



A inveja permanente desarticula a capacidade de julgamento equilibrado, qual ocorre com o ciúme que se atormenta e persegue com desatino.



Os lobos caem nas armadilhas para lobos.



Quem semeia desequilíbrio, defronta tempestades.



A amizade pura exterioriza simpatia afável como a violeta, o perfume agradável.



O amor irradia beleza, da mesma forma que a terra cultivada oferta o pão.



A bondade natural cativa o próximo, como a paisagem iluminada ganha a emoção superior.



O perdão indistinto aureola de paz que contagia, à semelhança da luz que penetra e aquece.



Cordeiros pastam com cordeiros.



A vida responde conforme a proposta da questão.



Quem esparge esperança recolhe bênçãos.



O homem é a sua vida mental, que lhe cumpre educar e movimentar a bem de si próprio e do progresso geral, co-construtor que é, consciente ou inconscientemente, na obra da divina Criação.



Autor: Carneiro de Campos
Psicografia de Divaldo Franco. Do livro: Seara do Bem 
Título: Acalma-te !!! - Sheilla
Enviado por: mariamanuelacorujo em 31 de Março de 2011, 19:18
Acalma-te !!! - Sheilla
***************

Evita a cólera.

A irritação agrava a enfermidade, desequilibra a mente, afeta o espírito negativamente. Nos momentos de contrariedade, entrega-te à prece e faze o melhor ao teu alcance.

Se não podes, por teus meios, modificar a situação difícil, acalma-te e espera. Deus te vê e te conduzirá, por mãos intangíveis, à solução adequada.



Autor: Scheilla
Psicografia de Chico Xavier 
Título: Oração do AMOR!
Enviado por: mariamanuelacorujo em 01 de Abril de 2011, 15:05
"ORAÇÃO DO AMOR" (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PUsxQlpaWjBHWDNRIw==)
Título: APELO ! Bezerra de Menezes
Enviado por: mariamanuelacorujo em 01 de Abril de 2011, 21:32
Apelo - Bezerra de Menezes (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PWNKa0x3TlNFdG5zIw==)
Título: AMOR e VERDADE ! - Irmão Jose
Enviado por: mariamanuelacorujo em 01 de Abril de 2011, 21:47
O Amor e a Verdade. JRCordeiro..AVI (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PU4xSzRkR1BKRlJZI3dz)
Título: Vida !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 03 de Abril de 2011, 17:55
Vida.wmv (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PXBvTE1fZ3FOeENNIw==)
Título: As Incompreensões! - Joanna de Angelis
Enviado por: mariamanuelacorujo em 03 de Abril de 2011, 17:58
As incompreensões.wmv (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PXRUdk5mbjIyenRVIw==)
Título: Vida Social ! - Joanna de Angelis
Enviado por: mariamanuelacorujo em 03 de Abril de 2011, 18:00
Vida Social.wmv (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PUxmSTBoeHNwa0l3Iw==)
Título: Recursos da Oração! - Joanna de Angelis
Enviado por: mariamanuelacorujo em 03 de Abril de 2011, 18:03
Recursos da oração.wmv (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PXYyTjBURmVUTEtnIw==)
Título: Oração Nossa ! - Emmanuel
Enviado por: mariamanuelacorujo em 03 de Abril de 2011, 18:06
ORAÇÃO NOSSA.wmv (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PWpMWUczOUNJSFhVI3dz)
Título: Plenificação Intima ! - Joanna de Angelis
Enviado por: mariamanuelacorujo em 03 de Abril de 2011, 18:08
Plenificação Íntima.wmv (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PUZadUgtMG5WUllFIw==)
Título: O que tens Feito ?! - Irmão Jose
Enviado por: mariamanuelacorujo em 03 de Abril de 2011, 18:11
O QUE TENS FEITO JRCordeiro (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PXF4aHhyMFJ5Vm44Iw==)
Título: Prece de Eusébio ! - Andre Luiz
Enviado por: mariamanuelacorujo em 03 de Abril de 2011, 18:15
A PRECE DE EUSÉBIO.wmv (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PWNZZE5XRXVRUDRrIw==)
Título: Alegria ! - Meimei
Enviado por: mariamanuelacorujo em 04 de Abril de 2011, 14:44
Mensagem de Chico Xavier: "Alegria-Meimei" (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PTdFUGdnZzV1QjBvIw==)
Título: Preocupações! - Andre Luiz
Enviado por: mariamanuelacorujo em 04 de Abril de 2011, 15:48
Cap.25 - Preocupações - Chico Xavier e André Luiz (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PVFtdkhJdXFVV0dRIw==)
Título: Benção de Deus ! - Emmanuel
Enviado por: mariamanuelacorujo em 04 de Abril de 2011, 15:51
Mensagem "Bênção de Deus" - Reflexões sobre o dinheiro - Emmanuel - Chico Xavier (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PWhYR3R4TktDd1dzIw==)
Título: Tecnicas de Reabilitação !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 04 de Abril de 2011, 15:54
Técnicas de Reabilitação.wmv (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PUNCc3hGNUpjWXkwIw==)
Título: Sucesso e Sucesso ! - Joanna de Angelis
Enviado por: mariamanuelacorujo em 04 de Abril de 2011, 15:56
Sucesso e Sucesso.wmv (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PUNydjFFWXJzaThzIw==)
Título: Sobrevivencia e Libertação! - Joanna de Angelis
Enviado por: mariamanuelacorujo em 04 de Abril de 2011, 15:58
YouTube - Broadcast Yourself. (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PTlyS2RjTmxpQ1VRIw==)
Título: Reclamações Indevidas ! - Joanna de Angelis
Enviado por: mariamanuelacorujo em 04 de Abril de 2011, 16:02
Reclamações indevidas.wmv (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PU9fOEtsdUdEcGVNIw==)
Título: Orações Solicitadas ! - Joanna de Angelis
Enviado por: mariamanuelacorujo em 04 de Abril de 2011, 16:05
Orações Solicitadas.wmv (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PUhjQXdROFR2anRVIw==)
Título: A fé: mãe da esperança e da caridade!
Enviado por: mariamanuelacorujo em 04 de Abril de 2011, 16:32
O Evangelho Segundo o Espiritismo
--------------------------------------------------------------------------------
A fé: mãe da esperança e da caridade

Para ser proveitosa,
a fé tem de ser ativa;
não deve entorpecer-se.

Mãe de todas as virtudes que conduzem a Deus,
cumpre-lhe velar atentamente
pelo desenvolvimento dos filhos que gerou.

A esperança e a caridade são corolários da fé
e formam com esta uma trindade inseparável.

Não é a fé que faculta a esperança
na realização das promessas do Senhor?

Se não tiverdes fé, que esperareis?

Não é a fé que dá o amor?

Se não tendes fé, qual será o vosso reconhecimento e, portanto, o vosso amor?


Inspiração divina,
a fé desperta todos os instintos nobres
que encaminham o homem para o bem.

É a base da regeneração.

Preciso é, pois,
que essa base seja forte e durável,
porquanto,
se a mais ligeira dúvida a abalar
que será do edifício que sobre ela construirdes?

Levantai, conseguintemente,
esse edifício sobre alicerces inamovíveis.

Seja mais forte a vossa fé do que os sofismas
e as zombarias dos incrédulos,
visto que a fé que não afronta
o ridículo dos homens não é fé verdadeira.

A fé sincera é empolgante e contagiosa;

comunica-se aos que não na tinham,
ou, mesmo,
não desejariam tê-la.

Encontra palavras persuasivas que vão à alma,
ao passo que a fé aparente usa de palavras sonoras
que deixam frio e indiferente quem as escuta.

Pregai pelo exemplo da vossa fé,
para a incutirdes nos homens.

Pregai pelo exemplo das vossas obras
para lhes demonstrardes o merecimento da fé.

Pregai pela vossa esperança firme,
para lhes dardes a ver a confiança

que fortifica e põe a criatura em condições
de enfrentar todas as vicissitudes da vida.

Tende, pois, a fé, com o que ela contém de belo e de bom,
com a sua pureza,
com a sua racionalidade.

Não admitais a fé sem comprovação,
cega filha da cegueira.

Amai a Deus,
mas sabendo porque o amais;

crede nas suas promessas,
mas sabendo porque acreditais nelas;

segui os nossos conselhos,
mas compenetrados
do um que vos apontamos
e dos meios que vos trazemos para o atingirdes.

Crede e esperai sem desfalecimento:
os milagres são obras da fé.



— José, Espírito protetor. (Bordéus, 1862.)

 

(Fonte: O Evangelho segundo o Espiritismo, cap. XIX, item 11.)
Título: Obediência e resignação!
Enviado por: mariamanuelacorujo em 04 de Abril de 2011, 16:38
O Evangelho Segundo o Espiritismo

--------------------------------------------------------------------------------
Obediência e resignação

A doutrina de Jesus ensina,
em todos os seus pontos,
a obediência
e a resignação,


duas virtudes companheiras

da doçura
e muito ativas,

se bem os homens erradamente
as confundam
com a negação do sentimento
e da vontade.

A obediência é o consentimento da razão;
a resignação é o consentimento do coração,
forças ativas ambas,
porquanto carregam
o fardo das provações
que a revolta insensata deixa cair.

O pusilânime não pode ser resignado,
do mesmo modo
que o orgulhoso e o egoísta
não podem ser obedientes.

Jesus foi a encarnação dessas virtudes
que a antigüidade material desprezava.

Ele veio no momento
em que a sociedade romana perecia
nos desfalecimentos da corrupção.

Veio fazer que,
no seio da Humanidade deprimida,
brilhassem os triunfos do sacrifico e da renúncia carnal.

Cada época é marcada,
assim,
com o cunho da virtude
ou do vício que a tem de salvar ou perder.

A virtude da vossa geração
é a atividade intelectual;
seu vicio

é a indiferença moral.

Digo, apenas, atividade,
porque o gênio se eleva
de repente e descobre,
por si só, horizontes
que a multidão
somente mais tarde verá,
enquanto que a atividade
é a reunião dos esforços
de todos para atingir
um fim menos brilhante,

mas que prova a elevação intelectual de uma época.

Submetei-vos à impulsão que vimos
dar aos vossos espíritos;

obedecei à grande lei do progresso,
que é a palavra da vossa geração.

Ai do espírito preguiçoso,
ai daquele que cerra o seu entendimento!

Ai dele!
porquanto nós,
que somos os guias
da Humanidade em marcha,
 lhe aplicaremos o látego
e lhe submeteremos a vontade rebelde,
por meio da dupla ação do freio e da espora.

Toda resistência orgulhosa terá de,
cedo ou tarde, ser vencida.

Bem-aventurados,
no entanto,
os que são brandos,

pois prestarão dócil ouvido aos ensinos.

 — Lázaro. (Paris, 1863.)

 

(Fonte: O Evangelho segundo o Espiritismo, cap. IX, item 8.)
Título: Bendita Sejas - Auta de Souza
Enviado por: mariamanuelacorujo em 04 de Abril de 2011, 16:44
Bendita Sejas - Auta de Souza
************************

Bendita sejas, mão piedosa e pura,
Em cujos doces dedos, de mansinho,
A caridade tece o brando arminho
Com que afagas miséria e desventura.

Estrela fulgurante em noite escura,
És a consolação, a paz e o ninho
Dos aflitos, que choram no caminho,
Sob as chagas da sombra e da amargura...

Mão que repartes luz, pão e agasalho,
Coroada na glória do trabalho,
A refulgir em todas as igrejas!...

Por toda a gratidão que te abençoa,
Mão que ajudas, contente, humilde e boa,
Deus te guarde, feliz! Bendita sejas!...
 

Auta de Souza
por Francisco Cândido Xavier
da obra Auta de Souza.
 

 
Título: Glória do Bem - Auta de Souza
Enviado por: mariamanuelacorujo em 04 de Abril de 2011, 16:47
Glória do Bem -  Auta de Souza
*************************

A anônima semente pequenina
Atirada por mão piedosa e boa,
Parecia dormir no charco, à toa,
Sorvendo o sol aos beijos da neblina...

Depois cresceu, abrindo-se em coroa,
Árvore nobre a frondejar, divina,
Fruto a fazer-se pão que nutre e ensina,
Flor que perfuma, tronco que perdoa!...

Assim é o bem humilde que semeias
Pelo espinheiral das dores alheias
Que sombra, provação e angústia encerra...

Hoje, singela dádiva perdida,
Amanhã será luz, beleza e vida
Dulcificando as lágrimas da Terra.

Auta de Souza
por Francisco Cândido Xavier
da obra Auta de Souza.
 

Título: Em Silêncio - Scheilla
Enviado por: mariamanuelacorujo em 04 de Abril de 2011, 16:50
Em Silêncio - Scheilla
*****************
 

Em silêncio, o dia espera que a noite se vá para anunciar a alvorada.

Em silêncio a fonte que teve as águas agredidas com dejetos, espera a sujeira baixar para seguir servindo sempre.

Em silêncio, a árvore podada espera a recuperação dos galhos para continuar oferecendo seus frutos.

Em silêncio, as células do corpo humano se renovam a cada dia, garantindo a existência das criaturas.

Cultiva também o silêncio, ante os lances difíceis da jornada no mundo.

Age no Bem e entrega os resultados a Deus, que nos garantirá sempre o melhor.

Hoje, talvez a dificuldade te bata à porta.

Em silêncio, porém, ela também partirá, deixando as bênçãos da lição que te felicitará depois.

Título: Servindo e Amando - Scheilla
Enviado por: mariamanuelacorujo em 04 de Abril de 2011, 16:54
Servindo e Amando - Scheilla
***********************
 

Não estás sozinho nas lutas do mundo.

O Pai te vê e ampara.

Amigos do Alto te socorrem, sem que percebas.

Por isso, prossegue servindo e amando.

 

Fracasso é lição.

Dor é iluminação.

Dificuldades são oportunidades de progresso.


Esquece o mal que porventura te atinge.

Entrega os problemas ao tempo, que tudo resolve.

Trabalha no Bem e o Bem responderá com a paz na tua consciência.

Tudo ocorre visando ao progresso das criaturas.

Segue operando com a luz do Evangelho, e a alegria iluminada de Jesus inundará tua alma, fortalecendo-te para as lutas redentoras que te conduzirão à vitória final.

Título: Oremos Por Nossos Irmãos Sempre!
Enviado por: mariamanuelacorujo em 04 de Abril de 2011, 22:05
"Vamos unir as mãos
Cerrar os Olhos
Silenciar os Pensamentos
Reclinar em Imensa Humildade
e em Imensa Fé Orar a Deus Pai
Dando Graças pela nossa Existencia
e clamando as suas bençãos."
**************************

Senhor!

Faze-me perceber que o trabalho do bem me aguarda em toda parte.

Não me consintas perder tempo, através de indagações inúteis.

Lembra-me, por misericórdia, que estou no caminho da evolução, com os meus semelhantes, não para consertá-los e sim para atender à minha própria melhoria.

Induze-me a respeitar os direitos alheios a fim de que os meus sejam preservados.

Dá-me consciência do lugar que me compete, para que não esteja a exigir da vida aquilo que não me pertence.

Não me permita sonhar com realizações incompatíveis com os meus recursos, entretanto, por acréscimo de bondade, fortalece-me para a execução das pequeninas tarefas ao meu alcance.

Apaga-me os melindres pessoais, de modo que não me transforme em estorvo diante dos irmãos, aos quais devo convivência e cooperação.

Auxilia-me a reconhecer que cansaço e dificuldade não podem converter-me em pessoa intratável, mas mostra-me, por piedade, quanto posso fazer nas boas obras, usando paciência e coragem, acima de quaisquer provações que me atinjam a existência.

Concede-me forças para irradiar a paz e o amor que nos ensinaste.

E, sobretudo, Senhor, perdoa as minhas fragilidades e sustenta-me a fé para que eu possa estar sempre em ti, servindo aos outros.

Assim seja.

(Livro: Sentinelas da Alma)

Título: Não julgueis, para não serdes julgados !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 05 de Abril de 2011, 18:51
O EVANGELHO SEGUNDO O ESPIRITISMO




*******************************************
CAPÍTULO X
Bem-aventurados os que são misericordiosos
**************************************************

Não julgueis, para não serdes julgados.
- Atire a primeira pedra aquele que estiver sem pecado


11. Não julgueis, a fim de não serdes julgados; - porquanto sereis julgados conforme houverdes julgado os outros; empregar-se-á convosco a mesma medida de que voz tenhais servido para com os outros. (S. MATEUS, cap. VII, vv. 1 e 2.)

12. Então, os escribas e os fariseus lhe trouxeram uma mulher que fora surpreendida em adultério e, pondo-a de pé no meio do povo, - disseram a Jesus: "Mestre, esta mulher acaba de ser surpreendida em adultério; - ora, Moisés, pela lei, ordena que se lapidem as adúlteras. Qual sobre isso a tua opinião?" - Diziam isto para o tentarem e terem de que o acusar. Jesus, porém, abaixando-se, entrou a escrever na terra com o dedo. - Como continuassem a interrogá-lo, ele se levantou e disse: "Aquele dentre vós que estiver sem pecado, atire a primeira pedra." - Em seguida, abaixando-se de novo, continuou a escrever no chão. - Quanto aos que o interrogavam, esses, ouvindo-o falar daquele modo, se retiraram, um após outro, afastando-se primeiro os velhos. Ficou, pois, Jesus a sós com a mulher, colocada no meio da praça.

Então, levantando-se, perguntou-lhe Jesus: "Mulher, onde estão os que te acusaram? Ninguém te condenou?" - Ela respondeu: "Não, Senhor." Disse-lhe Jesus: "Também eu não te condenarei. Vai-te e de futuro não tornes a pecar." (S. JOÃO, cap. VIII, vv. 3 a 11.)

13. "Atire-lhe a primeira pedra aquele que estiver isento de pecado", disse Jesus. Essa sentença faz da indulgência um dever para nós outros, porque ninguém há que não necessite, para si próprio, de indulgência. Ela nos ensina que não devemos julgar com mais severidade os outros, do que nos julgamos a nós mesmos, nem condenar em outrem aquilo de que nos absolvemos. Antes de profligarmos a alguém uma falta, vejamos se a mesma censura não nos pode ser feita.

O reproche lançado à conduta de outrem pode obedecer a dois móveis: reprimir o mal, ou desacreditar a pessoa cujos atos se criticam. Não tem escusa nunca este último propósito, porquanto, no caso, então, só há maledicência e maldade. O primeiro pode ser louvável e constitui mesmo, em certas ocasiões, um dever, porque um bem deverá daí resultar, e porque, a não ser assim, jamais, na sociedade, se reprimiria o mal. Não cumpre, aliás, ao homem auxiliar o progresso do seu semelhante? Importa, pois, não se tome em sentido absoluto este princípio: "Não julgueis se não quiserdes ser julgado", porquanto a letra mata e o espírito vivifica.

Não é possível que Jesus haja proibido se profligue o mal, uma vez que ele próprio nos deu o exemplo, tendo-o feito, até, em termos enérgicos. O que quis significar é que a autoridade para censurar está na razão direta da autoridade moral daquele que censura. Tornar-se alguém culpado daquilo que condena noutrem é abdicar dessa autoridade, é privar-se do direito de repressão. A consciência íntima, ao demais, nega respeito e submissão voluntária àquele que, investido de um poder qualquer, viola as leis e os princípios de cuja aplicação lhe cabe o encargo. Aos olhos de Deus, uma única autoridade legítima existe: a que se apóia no exemplo que dá do bem. E o que, igualmente, ressalta das palavras de Jesus.
Título: Reconciliação com os adversários !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 05 de Abril de 2011, 18:54
O EVANGELHO SEGUNDO O ESPIRITISMO




*******************************************
CAPÍTULO X
Bem-aventurados os que são misericordiosos
**************************************************

Reconciliação com os adversários


5. Reconciliai-vos o mais depressa possível com o vosso adversário, enquanto estais com ele a caminho, para que ele não vos entregue ao juiz, o juiz não vos entregue ao ministro da justiça e não sejais metido em prisão. - Digo-vos, em verdade, que daí não saireis, enquanto não houverdes pago o último ceitil. (S. MATEUS, cap. V, vv. 25 e 26.)

6. Na prática do perdão, como, em geral, na do bem, não há somente um efeito moral: há também um efeito material. A morte, como sabemos, não nos livra dos nossos inimigos; os Espíritos vingativos perseguem, muitas vezes, com seu ódio, no além-túmulo, aqueles contra os quais guardam rancor; donde decorre a falsidade do provérbio que diz: "Morto o animal, morto o veneno", quando aplicado ao homem. O Espírito mau espera que o outro, a quem ele quer mal, esteja preso ao seu corpo e, assim, menos livre, para mais facilmente o atormentar, ferir nos seus interesses, ou nas suas mais caras afeições. Nesse fato reside a causa da maioria dos casos de obsessão, sobretudo dos que apresentam certa gravidade, quais os de subjugação e possessão. O obsidiado e o possesso são, pois, quase sempre vítimas de uma vingança, cujo motivo se encontra em existência anterior, e à qual o que a sofre deu lugar pelo seu proceder. Deus o permite, para os punir do mal que a seu turno praticaram, ou, se tal não ocorreu, por haverem faltado com a indulgência e a caridade, não perdoando. Importa, conseguintemente, do ponto de vista da tranqüilidade futura, que cada um repare, quanto antes, os agravos que haja causado ao seu próximo, que perdoe aos seus inimigos, a fim de que, antes que a morte lhe chegue, esteja apagado qualquer motivo de dissensão, toda causa fundada de ulterior animosidade. Por essa forma, de um inimigo encarniçado neste mundo se pode fazer um amigo no outro; pelo menos, o que assim procede põe de seu lado o bom direito e Deus não consente que aquele que perdoou sofra qualquer vingança. Quando Jesus recomenda que nos reconciliemos o mais cedo possível com o nosso adversário, não é somente objetivando apaziguar as discórdias no curso da nossa atual existência; é, principalmente, para que elas se não perpetuem nas existências futuras. Não saireis de lá, da prisão, enquanto não houverdes pago até o último centavo, isto é, enquanto não houverdes satisfeito completamente a justiça de Deus
Título: Perdoai, para que Deus vos perdoe!
Enviado por: mariamanuelacorujo em 05 de Abril de 2011, 18:56
O EVANGELHO SEGUNDO O ESPIRITISMO


*******************************************
CAPÍTULO X
Bem-aventurados os que são misericordiosos
**************************************************

Perdoai, para que Deus vos perdoe


1. Bem-aventurados os que são misericordiosos, porque obterão misericórdia. (S. MATEUS, cap. V, v. 7.)

2. Se perdoardes aos homens as faltas que cometerem contra vós, também vosso Pai celestial vos perdoará os pecados; - mas, se não perdoardes aos homens quando vos tenham ofendido, vosso Pai celestial também não vos perdoará os pecados. (S. MATEUS, cap. VI, vv. 14 e 15.)

3. Se contra vós pecou vosso irmão, ide fazer-lhe sentir a falta em particular, a sós com ele; se vos atender, tereis ganho o vosso irmão. - Então, aproximando-se dele, disse-lhe Pedro: "Senhor, quantas vezes perdoarei a meu irmão, quando houver pecado contra mim? Até sete vezes?" - Respondeu-lhe Jesus: "Não vos digo que perdoeis até sete vezes, mas até setenta vezes sete vezes." (S. MATEUS, cap. XVIII, vv. 15, 21 e 22.)

4. A misericórdia é o complemento da brandura, porquanto aquele que não for misericordioso não poderá ser brando e pacífico. Ela consiste no esquecimento e no perdão das ofensas. O ódio e o rancor denotam alma sem elevação, nem grandeza. O esquecimento das ofensas é próprio da alma elevada, que paira acima dos golpes que lhe possam desferir. Uma é sempre ansiosa, de sombria suscetibilidade e cheia de fel; a outra é calma, toda mansidão e caridade.

Ai daquele que diz: nunca perdoarei. Esse, se não for condenado pelos homens, sê-lo-á por Deus. Com que direito reclamaria ele o perdão de suas próprias faltas, se não perdoa as dos outros? Jesus nos ensina que a misericórdia não deve ter limites, quando diz que cada um perdoe ao seu irmão, não sete vezes, mas setenta vezes sete vezes.

Há, porém, duas maneiras bem diferentes de perdoar: uma, grande, nobre, verdadeiramente generosa, sem pensamento oculto, que evita, com delicadeza, ferir o amor-próprio e a suscetibilidade do adversário, ainda quando este último nenhuma justificativa possa ter; a segunda é a em que o ofendido, ou aquele que tal se julga, impõe ao outro condições humilhantes e lhe faz sentir o peso de um perdão que irrita, em vez de acalmar; se estende a mão ao ofensor, não o faz com benevolência, mas com ostentação, a fim de poder dizer a toda gente: vede como sou generoso! Nessas circunstâncias, é impossível uma reconciliação sincera de parte a parte. Não, não há aí generosidade; há apenas uma forma de satisfazer ao orgulho. Em toda contenda, aquele que se mostra mais conciliador, que demonstra mais desinteresse, caridade e verdadeira grandeza dalma granjeará sempre a simpatia das pessoas imparciais.
Título: Não Te Escondas - Irmão José
Enviado por: mariamanuelacorujo em 05 de Abril de 2011, 19:02
Não Te Escondas - Irmão José

***********************************


"Vós sois a luz do mundo.
Não se pode esconder a cidade edificada sobre um monte." Mateus 5-14



Os discípulos do Senhor são chamados,

em todos os tempos,

a refletir-lhe a luz

nos vales escuros

da humana provação,

norteando os que se encontram

vagueando sem rumo certo.

Pontos de referência espiritual

para a Humanidade,

os seguidores do Evangelho

sempre serão alvo

dos que pretendem manter os homens

presos às sombras da própria ignorância.

Qual aconteceu ao Cristo,

a Luz do Mundo,

os adversários da fé

haverão de perseguir,

os que ousam acender

diminuto lume

nos caminhos trevosos da Terra.

Quando começaram a despontar

nas tarefas do bem

a que se entregam,

é natural, pois,

que sintam o recrudescimento

das dificuldades

em forma de intolerância e perturbação...

É que a sua ação emancipadora

de consciência

incomodará os que,

estejam no corpo ou fora dele,

laboram para que o espírito

não se afaste da mesmice

secular nas sendas da evolução.

Quais crianças

inconseqüentes que intentam,

a pedradas, quebrar a lâmpada

suspensa no poste,

atirarão calhaus sobre os que lutam

para serem fiéis ao Senhor,

Fonte de Excelsa Claridade,

 inacessível a qualquer trama do mal.

Se já te encontras lúcido

quanto aos deveres

que te cabe desempenhar,

na construção

do Reino Divino sobre a Terra,

não te escondas...

Não eclipses a luz

que resplandece em ti,

com receio

de que venhas a sofrer

com o assédio das trevas.

Quem se habitua à escuridão

em que se ilude

torna-se naturalmente

refratário ao esplendor da Verdade.

Porque temas a hora do testemunho,

não camufles,

confundindo-te com as sombras,

para que não sejas

identificado

pelos que lhes são subservientes.

Sobretudo,

não comprometas em ti a luz do idealismo,

fazendo enganosas concessões

a transitórios interesses

e caprichos meramente humanos.

Não corrompas

e nem te permitas corromper,

no anseio da luminosidade

que ainda não possuis no espírito.

Contenta-te em ser anônimo espelho

com a face voltada para o Sol,

refletindo-lhe a grandeza...

Um dia,

de tanto irradiar a luz

que originariamente não te pertence,

quando a noite da provação

se adensar à tua volta,

te surpreenderás brilhando e,

então,

saberás que,

pelo continuado esforço de refleti-la,

terminaste por absorvê-la.


RAMOS DA VIDEIRA * CARLOS A. BACCELLI * IRMÃO JOSÉ
Título: Solidariedade; Comunhão Universal - Leon Denis
Enviado por: mariamanuelacorujo em 05 de Abril de 2011, 19:35
Solidariedade; Comunhão Universal - Leon Denis

*********************************************************




De pé sobre a Terra,

meu sustentáculo,

minha nutriz e minha mãe,

elevo o meu olhar para o infinito,

sinto-me envolvido

pela imensa comunhão da vida;

os eflúvios da Alma universal

penetram em mim

e fazem vibrar meu pensamento

e meu coração;

forças poderosas me sustentam,

avivam em mim a existência.

Por toda a parte

para onde minha inteligência alcança,

vejo, distingo,

contemplo a grande harmonia

que rege os seres e,

através de caminhos diversos,

guia-os para um objetivo único e sublime.

Por toda parte,

vejo irradiar a bondade,

o amor,

a justiça!

Ó meu Deus!

Ó meu Pai!

fonte de toda a sabedoria

e de todo o amor,

Espírito supremo

cujo nome é luz,

ofereço-te minhas louvações

e minhas aspirações!

 

Que elas subam a ti

como perfume de flores,

como os odores inebriantes

dos bosques sobem para o céu.

Ajuda-me a avançar

no caminho sagrado do conhecimento,

para uma compreensão

mais elevada das tuas leis,

a fim de que desenvolva-se

em mim mais simpatia,

mais amor pela grande família humana.

 

Pois sei

que através do meu aperfeiçoamento moral,

através da realização,

da aplicação ativa em torno de mim

e em proveito de todos,

da caridade,

da bondade,

aproximarme-ei de ti

e merecerei conhecer-te melhor,

comunicar-me mais intimamente

contigo na grande harmonia

dos seres e das coisas.

 

 Ajuda-me a libertar-me

da vida material,

a compreender,

a sentir o que é a vida superior,

a vida infinita.

 

Dissipa a escuridão que me envolve;

deposita em minha alma

uma centelha desse fogo divino

que reaquece e abrasa

os espíritos das esferas celestes.



Que tua luz suave e,

com ela,

os sentimentos de concórdia

e de paz se espalhem

sobre todos os seres!

 

Léon Denis, no livro O Grande Enigma
Título: Rogativa - Bezerra de Menezes
Enviado por: mariamanuelacorujo em 05 de Abril de 2011, 19:37
Rogativa - Bezerra de Menezes

*************************************

Senhor Jesus!

Rogando-te permissão para reverenciar

o divino apostolado,

nós te louvamos

e agradecemos

as oportunidades de trabalho,

das quais nos enriqueces a existência.

Abençoa-nos, Senhor,

com a tua infinita bondade

a fim de aprendermos a servir-Te ,

na pessoa daqueles

irmãos nossos da Humanidade,

tantas vezes em obstáculos maiores do que os nossos.

Conserva-nos aqui,

em teu amor,

e ensina-nos a encontrar-Te

nas tarefas do bem

a que nos designas,

para que não nos percamos

nas sombras em que,

porventura,

se nos envolvam os caminhos,

nos variados climas terrestres!...

Nas horas felizes,

dá – nos a tua inspiração

e a tua luz,

para que a nossa alegria

não se converta em flor estéril,

na seara de tuas bênçãos e,

nos dias difíceis ,

sê nosso apoio

para que a provação

não nos abata ou destrua.

Ajuda-nos a identificar-Te

a Presença Divina,

em cada coração necessitado

de socorro ou de amor

que nos bata à porta

e supre-nos de forças e recursos,

na munificência de teu amparo,

no desempenho das nossas obrigações.

Quando a incerteza nos visite em ação,

coloca, Jesus,

por misericórdia,

a tua mão em nossas mãos

e guia-nos o sentimento,

para que o bem se faça,

não segundo a nossa visão humana e estreita,

e sim de acordo

com as disposições sábias

e compassivas de tua vontade.

Quando possíveis incompreensões

nos impulsionem a qualquer dificuldade de entendimento,

guarda-nos

em tua paciência

e induzi-nos à união

e à humildade,

auxiliando-nos a saber

que a obra de elevação,

em que nos Permites

cooperar é sempre tua e não nossa.

Fazei-nos reconhecer

que a caridade

começa invariavelmente

de nossas relações mútuas,

porquanto,

apenas em nos servindo

uns aos outros

é que conseguiremos irradiar

o amor

que nos deste

para distribuir

com os nossos semelhantes.

Senhor,

ampara-nos e orienta-nos,

para que possamos,

um dia,

corresponder plenamente

ao teu mandato de confiança!...

 

E, suplicando-Te,

mais uma vez,

acolher-nos em teu coração

misericordioso e augusto,

terminamos a nossa rogativa

com aquela outra que legaste

por Luz Divina,

no caminho dos cristãos

de todos os séculos.

“ Pai Nosso,

que estás no Céus,

santificado seja o teu Nome,

venha a nós o Vosso Reino:

Seja feita, oh! Pai, a tua vontade,

assim na Terra como nos Céus:

o pai nosso de cada dia dá-nos hoje :

perdoa as nossas dívidas,

assim como nos perdoamos nossos devedores:

não nos deixes cair em tentação

e livra-nos do mal,

porque teu são o reino ,

o poder,

a majestade

e o glória para sempre!...

Assim seja.”



Autor: Bezerra de Menezes
Psicografia de Chico Xavier. Livro: Bezerra, Chico e você
Título: Caridade do Tempo - Andre Luiz
Enviado por: mariamanuelacorujo em 05 de Abril de 2011, 19:39
Caridade do Tempo - Andre Luiz

***********************************

Amplia-se na vida,

segundo as nossas necessidades,

o tema sempre novo da caridade.



Ninguém calcula a importância

do pão que socorre o faminto,

nem o valor do remédio que alivia o doente.


Outras expressões de beneficência,

contudo, vão surgindo imperiosas.



Uma delas, que raramente refletimos,

baseia-se na dádiva das horas

– caridade do tempo,

ao alcance de todos.



Não há criatura impedida de exercê-la.

 

Em qualquer clima social,

semelhante cooperação

é fundamento do bem.



Um dia de trabalho gratuito

no levantamento das boas obras. . .



Uma semana tomada às férias

para concurso desinteressado

às instituições que reúnem doentes menos felizes. . .


Um horário de serviço puramente fraterno

na esfera profissional para os que nos reclamam a experiência. . .



Um momento de tolerância

e respeito para os que se extraviam na cólera. . .

 

Um minuto a mais de atenção

para a conversa de alguém que ainda ignora o processo de resumir. . .



Uma hora para a visita

espontânea ou solicitada em que sejamos úteis. . .



Todos podemos calar para que outros falem,

extrair alguns instantes dos apertos do dia a dia

para atividades edificantes,

empregar retalhos de repouso

no estudo para conseguir esclarecer ou ensinar,

suprimir um passeio

ou uma distração para a felicidade de servir. . .

 

Não nos esqueçamos

de articular oportunidades em auxílio de outrem.



Caridade do tempo,

fonte de amor e luz.

 

É com ela e por ela

que a própria Sabedoria Divina

nos ampara

e nos reergue,

corrige

e aprimora,

usando paciência infinita conosco,

através das reencarnações.


Autor: André Luiz
Psicografia de Waldo Vieira
Título: Imunização Espiritual - Emmanuel
Enviado por: mariamanuelacorujo em 05 de Abril de 2011, 19:42
Imunização Espiritual - Emmanuel

****************************************

Se te decides,

efetivamente,

a imunizar o coração

contra as influências do mal,

é necessário te convenças:

que todo minuto

é chamamento de Deus à nossa melhoria e renovação

que toda pessoa se reveste

de importância particular em nosso caminho;

que o melhor processo de receber auxílio

é auxiliar em favor de alguém;


que a paciência

é o principal ingrediente na solução de qualquer problema;


que sem amor

não há base firme nas construções espirituais;


que o tempo gasto

em queixa é furtado ao trabalho;


que desprezar a simpatia dos outros,

em nossa tarefa, é o mesmo que pretender semear um campo sem cogitar de lavrá-lo;


que não existem pessoas perversas

e sim criaturas doentes a nos requisitarem amparo e compaixão;


que o ressentimento

é sempre foco de enfermidade e desequilíbrio;


que ninguém sabe

sem aprender e ninguém aprende sem estudar;


e que em suma,

nos basta pedir aos céus,

através da oração,

para que baixem à Terra,

mas também cooperar,

através do serviço ao próximo,

para que a Terra se eleve igualmente para os Céus.


Autor: Emmanuel
Psicografia de Chico Xavier
Título: Lições de Amor !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 06 de Abril de 2011, 16:05
LIÇOES DE AMOR - ROSYLUZES (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PUpPaU1qTXJQck5rIw==)
Título: O Milagre do Amor !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 06 de Abril de 2011, 16:09
O MILAGRE DO AMOR (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PWJWa0VGdC0zTTM0I3dz)
Título: O que é o AMOR ?
Enviado por: mariamanuelacorujo em 06 de Abril de 2011, 16:13
O QUE É O AMOR ? (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PWNrTk91Unk1Z0ZNI3dz)
Título: AMAI-VOS ! - Emmanuel
Enviado por: mariamanuelacorujo em 06 de Abril de 2011, 16:23
Amai vos (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PXNsdm9iSXFvd29jIw==)
Título: Objetivo da encarnação - O Livro dos Espiritos
Enviado por: mariamanuelacorujo em 06 de Abril de 2011, 16:43
Objetivo da encarnação - O Livro dos Espiritos
*************************************


132 Qual é o objetivo da encarnação dos Espíritos?

– A Lei de Deus
lhes impõe
a encarnação com o objetivo
de fazê-los chegar à perfeição.

Para uns é uma expiação;
para outros é uma missão.

Mas, para chegar a essa perfeição,
devem sofrer todas as tribulações
da existência corporal: é a expiação.

A encarnação tem também um outro objetivo:
dar ao Espírito condições de cumprir
sua parte na obra da criação.

Para realizá-la é que,
em cada mundo,
toma um corpo em harmonia
com a matéria essencial
desse mundo para executar aí,
sob esse ponto de vista,
as determinações de Deus,
de modo que,
concorrendo para a obra geral,
ele próprio se adianta.

☼ A ação dos seres corpóreos
é necessária à marcha do universo.

Deus, em sua sabedoria,
quis que, numa mesma ação,
encontrassem um meio
de progredir
e de se aproximar Dele.

É assim que,
por uma lei admirável
da Providência,
tudo se encadeia,
tudo é solidário na natureza.


133 Os Espíritos que, desde o princípio, seguiram o caminho do bem, têm necessidade da encarnação?

– Todos são criados
simples e ignorantes
e se instruem nas lutas
e tribulações da vida corporal.


Deus, que é justo,
não podia fazer só alguns felizes,
sem dificuldades e sem trabalho e,
por conseguinte, sem mérito.

133 a Mas, então, de que serve aos Espíritos seguirem o caminho do bem, se isso não os livra das dificuldades da vida corporal?

– Eles chegam mais rápido
à finalidade a que se destinam;
e, depois,
as dificuldades da vida

são muitas vezes
a conseqüência

da imperfeição do Espírito.

Quanto menos imperfeições,
menos tormentos.

Aquele que não é
invejoso,
ciumento,
avarento
ou ambicioso
não sofrerá
com os tormentos
que procedem desses defeitos.

Título: Justiça da reencarnação - O Livro dos Espiritos !
Enviado por: mariamanuelacorujo em 06 de Abril de 2011, 16:55
Justiça da reencarnação - O Livro dos Espiritos
*************************************

171 Em que se baseia o dogma da reencarnação?

– Na justiça de Deus
e na revelação,
e repetimos incessantemente:

um bom pai deixa sempre
para seus filhos uma porta aberta
ao arrependimento.

A razão não vos diz
que seria injusto privar,
para sempre,
da felicidade eterna
todos aqueles cujo
aprimoramento não dependeu
deles mesmos?

Não são todos os homens filhos de Deus?

Só homens egoístas
podem pregar a injustiça,
o ódio implacável
e os castigos sem perdão.


☼ Todos os Espíritos
estão destinados à perfeição,
e Deus lhes fornece os meios
de alcançá-la
pelas provações
da vida corporal.

Mas, na Sua justiça,
lhes permite cumprir,
em novas existências,
o que não puderam fazer,
ou acabar,
numa primeira prova.

Não estaria de acordo
nem com a igualdade,
a justiça,
nem com a bondade
de Deus
condenar para sempre
os que encontraram,
no próprio meio em que viveram,
obstáculos ao seu melhoramento,
independentemente de sua vontade.

Se a sorte do homem
estivesse irrevogavelmente
fixada após a morte,
Deus
não teria pesado
as ações de todos
numa única e mesma balança
e não agiria com imparcialidade.


A doutrina da reencarnação,
que consiste em admitir
para o homem
diversas existências sucessivas,
é a única que responde
à idéia que fazemos
da justiça de Deus
em relação aos homens
que se acham
numa condição

moral inferior;

a única que pode
nos explicar o futuro
e firmar nossas esperanças,
porque nos oferece
o meio de resgatar
nossos erros
por novas provações.

A razão nos demonstra
essa doutrina

e os Espíritos a ensinam.

O homem que tem consciência
de sua inferioridade
encontra
na doutrina
da reencarnação
uma esperança consoladora.


Se acredita na justiça
de Deus,
não pode esperar
achar-se,
perante a eternidade,
em pé de igualdade
com aqueles
que agiram melhor do que ele.

Contudo,
o pensamento
de que
essa inferioridade
não o exclui para sempre
do bem supremo
que conquistará
mediante novos esforços
o sustenta
e lhe reanima a coragem.

Quem é que,
no término de sua caminhada,

não lamenta ter adquirido

muito tarde uma experiência

que não pode mais aproveitar?

Porém, essa experiência tardia
não está perdida;
tirará proveito dela
numa nova vida.

Título: Missão do homem inteligente na Terra - O Evangelho Segundo o Espiritismo
Enviado por: mariamanuelacorujo em 06 de Abril de 2011, 17:06
Missão do homem inteligente na Terra - O Evangelho Segundo o Espiritismo
************************************************************


13. Não vos ensoberbais
do que sabeis,
porquanto
esse saber tem limites
muito estreitos no mundo
em que habitais.

Suponhamos sejais
sumidades em inteligência neste planeta:
nenhum direito tendes
de envaidecer-vos.

Se Deus, em seus desígnios,
vos fez nascer num meio
onde pudestes desenvolver
a vossa inteligência,
é que quer a utilizeis
para o bem de todos;

é uma missão que vos dá,
pondo-vos nas mãos
o instrumento
com que podeis desenvolver,
por vossa vez,
as inteligências retardatárias
e conduzi-las a ele.

A natureza do instrumento
não está a indicar
a que utilização