Forum Espirita

GERAL => Outros Temas => Tópico iniciado por: Gigii em 06 de Julho de 2008, 12:43

Título: Almas Gemeas e adultério
Enviado por: Gigii em 06 de Julho de 2008, 12:43

Almas gêmeas e adultério

Autor: Josué de Freitas


 

O nosso movimento padece de muitos males que precisam ser discutidos por toda a
comunidade espírita. O adultério, entre os trabalhadores, é uma dessas situações que vêm acontecendo com freqüência preocupante. Não são poucas as ocasiões em que ouvem-se histórias sobre casais que trabalham em centros espíritas e que separam-se por razões banais.

Atualmente, existe entre nós espíritas, uma preocupação muito grande das lideranças em discutir os princípios de família. O tema foi objeto de intensa campanha movida pela Federação Espírita Brasileira - FEB, com vários simpósios e eventos que aconteceram no país, tempos atrás.

Porém, como nós somos seres humanos, semelhantes aos não espíritas, não faltam aqui e acolá, pessoas que assumem atitudes pouco éticas frente ao problema da separação, usando os meandros da filosofia doutrinária para justificarem-se.

Um desses arranjos é a questão das almas gêmeas. Alguns confrades (normalmente esse fato acontece com os homens) que se deixam abater pela rotina da vida de casado ou pelos problemas de relacionamento, que normalmente ocorrem  na vida a dois, tomam a decisão de deixarem suas esposas, trocando-as por outras. E é geralmente dentro da própria casa espírita, que o fato acontece. O romance é mantido em secreto por algum tempo, mas depois, quando o caso começa a tornar-se público, apelam para a história da alma-gêmea: dizem que a cara metade, foi finalmente encontrada. Quase sempre, a tal alma gêmea é bem mais nova que a esposa. Nunca se ouviu falar de situações em que ela fosse mais velha.

Um caso desse tipo tornou-se conhecido por muitos espíritas do país, pois o confrade envolvido era um orador conhecido. Ele tentava explicar-se dizendo que seu casamento com a antiga mulher havia sido uma necessidade do 'carma' e que, depois de esgotada esse 'obrigação', teria encontrado sua verdadeira metade. É muito mais honesto o sujeito admitir que não tem mais condições de viver com a antiga esposa, separar-se legalmente dela, e depois aventurar-se com quem quer que seja. Espiritismo não é brincadeira. Quem utiliza da Doutrina para justificar suas deficiências, certamente será responsabilizado por isso.

Nós, trabalhadores, estamos sujeitos às influências espirituais próprias da nossa vida pessoal.
Porém, temos que levar em consideração que a elas juntar-se-ão as influências de entidades ligadas ao próprio Centro onde trabalhamos e, ainda, as dos Espíritos que são inimigos da casa.

Se não nos mantivermos vigilantes, será fácil esses desencarnados terem acesso em nossas fraquezas e desejos, estimulando-os a ponto de cometermos desatinos.

Sabe-se que os trabalhadores de casas espíritas tem grande responsabilidade na divulgação da mensagem de Jesus pelos exemplos que dá de conduta e moral sadia. Trabalhando incessantemente pela sua melhoria sabe que a cada dia vence dificuldades imensas dentro de si, e que só com muito esforço poderão livrar-se de suas imperfeições. Portanto estão sujeitos a todas as situações que envolvem as paixões.

A história da humanidade fala dos 'vampiros' ligados especificamente à área do sexo. São os íncubos e os súcubos, femininos e masculinos, que infernizaram conventos, padres e toda ordem de religiosos na idade média. Será que eles não estariam interessados em nós, espíritas?

Afinal qualquer um pode sucumbir em falta dessa e de outra natureza, trazendo enorme prejuízo tanto para si quanto aos frágeis da fé que freqüentam os núcleos espíritas. Oração e vigilância, pois. E que a teoria das almas gêmeas fique apenas circunscrita aos romances.

 
Título: Re: Almas Gemeas e adultério
Enviado por: LAN em 15 de Julho de 2008, 19:39
Boa tarde a todos.
Quanto a questão do adultério e das relações conflitantes dentro do lar, creio que cada um sabe seu limite de aguentar a dor e sofrimento, a humilhação e a rejeição, porém numca é demais lembrar que caso, some por acaso a pseudo vitima puder aguentar a dor e o sofrimento, e assim mesmo amar, não o amor carnal, e sim o amor que eleva, estara na realidade sublimando sua dor. Amar aquele que te prestigia, e eleva sua moral e sua alta estima é facil, dificl é amar o que lhe traz dificuldades e dor. Assim lembremos Jesus e caso nos falte força, melhor deixar o barco do que naufragar nos mares turbulentos do ódio, da magoa e do rancor.
Paz em cristo.
Título: Re: Almas Gemeas e adultério
Enviado por: Randolfo - NEFCA em 19 de Abril de 2012, 00:26
Um texto confuso do Josué... Ele cita "almas gêmeas", mas esqueceu-se de dizer que almas gêmeas não existem.

O pior é que eu sei que ele sabe disso. Já li outros textos dele. Deve ter se esquecido de ser mais didático.

Então, pessoal, ok? Almas gêmeas não existem. Pelo menos, não segundo o Espiritismo.
Título: Re: Almas Gemeas e adultério
Enviado por: Régis Franco em 24 de Abril de 2012, 16:19
Cara Gigi, com todo respeito do mundo... vejo em suas palavras um texto cheio de julgamentos, e até condenação... Sinto até mesmo um tom de ameaça... Vamos nos ater à essência do espiritismo... Não esqueçamos o principal...

Compreensão, Indulgência, Perdão, Aprendizado... AMOR INCONDICIONAL... A TODOS OS IRMÃOS...

De forma alguma faço apologia ao adultério, absolutamente... Mas julgar e condenar não são ações mais nobres... Não nos esqeeçamos das máximas insistentemente presentes na D.E. ...
NÃO JULGAR, PARA NÃO SERMOS JULGADOS... PERDOAR PARA SERMOS PERDOADOS...
Abraços fraternos! Muita paz!
Régis Franco
Título: Re: Almas Gemeas e adultério
Enviado por: Hebe M C em 24 de Abril de 2012, 17:03
"A história da humanidade fala dos 'vampiros' ligados especificamente à área do sexo. São os íncubos e os súcubos, femininos e masculinos, que infernizaram conventos, padres e toda ordem de religiosos na idade média. Será que eles não estariam interessados em nós, espíritas?

Afinal qualquer um pode sucumbir em falta dessa e de outra natureza, trazendo enorme prejuízo tanto para si quanto aos frágeis da fé que freqüentam os núcleos espíritas. Oração e vigilância, pois. E que a teoria das almas gêmeas fique apenas circunscrita aos romances."

Bem no final e durante a narrativa vê-se que o autor do texto não reforça a história da alma gêmea , porém não sei se usou os íncubos e os súcubos como explicação ou por ironia.
Espero que tenha sido por ironia.

Clique aqui para ler mais: http://www.forumespirita.net/fe/outros-temas/almas-gemeas-e-adulterio/#ixzz1sySRpVFq
Título: Re: Almas Gemeas e adultério
Enviado por: Sr.91 em 24 de Abril de 2012, 17:20
Nunca ouvi falar de íncubos e os súcubos, e gostaria de que algum de nossos companheiros me esclarecesse.Por favor !

Quanto a questão do adultério, além de ser um assunto polêmico deve-se refletir com profundidade esse fato tão antigo na humanidade, e não poderia deixar de existir também na casa espirita; eu mesmo conheci um centro em que o dirigente se separou da esposa e se envolveu logo em seguida com uma frequentadora, por sinal, mais jovem que ela.  Analisando superficialmente eu não vejo nenhum inconveniente. Entretanto, jamais deve-se ousar justificar suas fraquezas e suas escolhas erradas no que a doutrina prega !

Vejo que um casal perfeito não existe, e se ele vem a se separar é porque antes mesmo essa ideia já estava existindo dentro de um deles. A casa espirita, os frequentadores do grupo, devem ser respeitados e em nenhum momento envolvidos em um caso como esse. Acredito que nada é para sempre, principalmente quando um casamento é feito de egoismo, onde o fato de fugir da solidão os fez casar, ou até mesmo a pratica sexual disponível . Um fato como esse de toda certeza deveria ser evitado, mas viver é se relacionar com as pessoas, e não viver é fugir disso e fugindo estaria assim salvo de momentos como esse. Uma separação com respeito, amigável e discreta em nada muda o caráter do centro e a maneira de trabalhar pelo próximo. Sem mais !
Título: Re: Almas Gemeas e adultério
Enviado por: LuizFrancisco em 24 de Abril de 2012, 17:30
Um texto confuso do Josué... Ele cita "almas gêmeas", mas esqueceu-se de dizer que almas gêmeas não existem.

O pior é que eu sei que ele sabe disso. Já li outros textos dele. Deve ter se esquecido de ser mais didático.

Então, pessoal, ok? Almas gêmeas não existem. Pelo menos, não segundo o Espiritismo.

Olá a todos,

É verdade, o tema alma gêmeas foi citado pelo Espírito Ismael no livro Consolador, conforme o mesmo autor (Josué de Freitas).

Abraços,
Título: Re: Almas Gemeas e adultério
Enviado por: Hebe M C em 24 de Abril de 2012, 17:31
Viajante,

 Os íncubos e os súcubos é uma lenda da Idade Média, diziam sere demônios na forma feminina e masculina que atormentavam os padres e freiras, incitando-os a prática sexual.

Sonhavam com esses demônios depois se martirizavam.

Veja a explicação

 "Incubus são demônios masculinos que afetam as mulheres e Sucubus são demônios femininos que afetam os homens,  agem a noite enquanto suas vitimas dormem, sugando suas forças vitais através do ato sexual e possuem uma aparência sedutora de acordo com o padrão de beleza da época. Porém, segundo a Demonologia, tanto Sucubus e Incubus descendem de um mesmo demônio, exemplo: para uma mulher apareceria na forma masculina e para um homem o mesmo demônio apareceria com a forma feminina."
Wikipedia
Título: Re: Almas Gemeas e adultério
Enviado por: Sr.91 em 24 de Abril de 2012, 17:32
Hebe

Obrigado por esta informação. Interessante essa lenda !
Título: Re: Almas Gemeas e adultério
Enviado por: Hebe M C em 24 de Abril de 2012, 17:33
Um texto confuso do Josué... Ele cita "almas gêmeas", mas esqueceu-se de dizer que almas gêmeas não existem.

O pior é que eu sei que ele sabe disso. Já li outros textos dele. Deve ter se esquecido de ser mais didático.

Então, pessoal, ok? Almas gêmeas não existem. Pelo menos, não segundo o Espiritismo.

Olá a todos,

É verdade, o tema alma gêmeas foi citado pelo Espírito Ismael no livro Consolador, conforme o mesmo autor (Josué de Freitas).

Abraços,
Luis Francisco, leia o texto, o autor se refere a alma gémea como desculpa esfarrapada que dão.

Quanto a alma gêmea leia "metades eternas" na codificação e vai ver que não existe.
Título: Re: Almas Gemeas e adultério
Enviado por: LuizFrancisco em 24 de Abril de 2012, 17:42
Um texto confuso do Josué... Ele cita "almas gêmeas", mas esqueceu-se de dizer que almas gêmeas não existem.

O pior é que eu sei que ele sabe disso. Já li outros textos dele. Deve ter se esquecido de ser mais didático.

Então, pessoal, ok? Almas gêmeas não existem. Pelo menos, não segundo o Espiritismo.

Olá a todos,

É verdade, o tema alma gêmeas foi citado pelo Espírito Ismael no livro Consolador, conforme o mesmo autor (Josué de Freitas).

Abraços,
Luis Francisco, leia o texto, o autor se refere a alma gémea como desculpa esfarrapada que dão.

Quanto a alma gêmea leia "metades eternas" na codificação e vai ver que não existe.
,

Olá Hebe,
Verifique que eu confirmei o que o Randolfo disse sobre alma gêmea (a minha frase inicia-se: "é verdade..."
Mas, também não perdi a oportunidade de trazer informações deste mesmo autor que cita alma gêmea como que se foi dita pelo Espírito Ismael misitificando Emmanuel. OK.
Está aqui no Fórum no texto Roustaing o inimigo de Kardec. Pois em minha opinião este articulista é meio confuso no que escreve.

Abraços,
Título: Re: Almas Gemeas e adultério
Enviado por: Régis Franco em 24 de Abril de 2012, 17:52
Complementando...
Se um casal vive um amor verdadeiro, nenhum dos dois vai se separar pra ficar com outra pessoa...
Ninguém entra na vida de ninguém, se já existir um "buraco"... a partir do momento em que um dos dois abre esse buraco, é porque o vínculo essencial do casal já foi quebrado...
Além disso, adultério é apenas mais uma das falhas de seres humanos imperfeitos, em nosso nível evolutivo...
Talvez haja muitas pessoas que nunca praticaram o adultério, mas que deixaram de ajudar o próximo quando tiveram oportunidade... ou que falam mal da vida alheia com extrema destreza...
Todos os centros espíritas estão cheios dessas e de muitas outras imperfeições... ÓBVIO!!! Apesar do suporte da espiritualidade, eles são dirigidos e frequentados por nós outros, todos filhos de Deus, ainda em um nível evolutivo muito distante da perfeição...
Então AMIGOS, nunca apontemos ou julguemos as falhas alheias... pois se estamos isentos daquela, não estamos livre de outras... todos nós, sem exceção, temos alguma ou outra fraqueza ou imperfeição.... do contrário, aqui já não mais estaríamos!
Compreendamos sempre... perdoemos sempre... amemos sempre...!!! Indulgência, minha gente, indulgência...!
Paz!
Régis
Título: Re: Almas Gemeas e adultério
Enviado por: Mourarego em 24 de Abril de 2012, 19:15
Amigo Regis Franco,
a mim cabe avisá-lo de que antes de postar qualquer coisa que não venha de sua produção intelectual, como a chamativa ao ensino de Jesus sobre julgamentos, deveria o amigo, antes, ler tal ensino para não escrever erroneamente.
O ensino diz: "Não julgueis para que não sejais julgados pois que com o mesmo peso que julgardes sereis julgados".
Logo não diz para que não se julgue pois este ato é e provém de atributos do Espírito, a inteligência e a razão mas que deva vir sempre, acompanhado de conhecimento do fato, e não do ouvir dizer, pois que ai se estaria a prejulgar, este sim o erro que Jesus queria evitar para qualquer julgamento.
Por favor desculpe-me este achega mas é necessário que seja sempre feito pois com se vê o ensino é constantemente sabotado ou por ignorância de quem o diga, ou por obra de detratores.
Se o amigo procurar nas obras básicas verá que muitas vezes é falado sobre julgar bem ou mal e mesmo que o codificador ou os Espíritos Superiores nos convidem a este julgar.

abraços,
Mouras
Cara Gigi, com todo respeito do mundo... vejo em suas palavras um texto cheio de julgamentos, e até condenação... Sinto até mesmo um tom de ameaça... Vamos nos ater à essência do espiritismo... Não esqueçamos o principal...

Compreensão, Indulgência, Perdão, Aprendizado... AMOR INCONDICIONAL... A TODOS OS IRMÃOS...

De forma alguma faço apologia ao adultério, absolutamente... Mas julgar e condenar não são ações mais nobres... Não nos esqeeçamos das máximas insistentemente presentes na D.E. ...
NÃO JULGAR, PARA NÃO SERMOS JULGADOS... PERDOAR PARA SERMOS PERDOADOS...
Abraços fraternos! Muita paz!
Régis Franco
Título: Re: Almas Gemeas e adultério
Enviado por: Mourarego em 24 de Abril de 2012, 19:19
Segundo o ensino doutrinário almas gêmeas não existem, logo o tema já começa sob falsa alegação.

Sobre o texto do autor, não sei mesmo se ele trás confusões, ou quer mesmo dizer como disse e por isso se apóia em pretensos ensinos, fora do abraço do CUEE e mesmo tendo por autor outro Espírito.
Finalizando  falar em O Consolador é render hosanas a Roustaing.
Abraços,
Moura
Título: Re: Almas Gemeas e adultério
Enviado por: Sr.91 em 24 de Abril de 2012, 19:22
Realmente S. Moura,
não é feio ou pecado julgar. Julgar faz parte de toda pessoa que exprime opiniões. O erro está em julgar sem conhecimento, para ferir a outrem. Pode e devemos julgar as coisas ou as posturas de algumas pessoas dando a esse o caráter real, o valor que realmente se exprime .
Título: Re: Almas Gemeas e adultério
Enviado por: Régis Franco em 24 de Abril de 2012, 19:26
Amigo Moura...
Sempre um privilégio receber seus direcionamentos! Não tenho a menor dúvida de que meu conhecimento (se é que posso dizer que tenho algum) é um grãozinho de areio perante ao seu!

Honestamente, de certa forma, "apontamento de dedos" me incomodam um pouco. Me refiro ao texto postado originalmente pela Gigi. Por isso me manifestei em desacordo. Passa-nos a impressão de que quando se fala sobre uma fraqueza específica, aqueles que não a têm são perfeitos!

Obrigado, mano Moura!

Abraços a todos!
Título: Re: Almas Gemeas e adultério
Enviado por: Mourarego em 24 de Abril de 2012, 19:29
O julgar de que falamos é apenas o tomar conhecimento, para depois poder dizer sobre a idéia, ação ou ato perpetrado.
A maioria ainda confunde julgar com apenar ou seja dar a sentença, e julgar é apenas tomar conhecimento para poder, sobre ele tecer comentários.
Um Juiz julga uma ação mas quem dá o veredicto é o juri(no crime).
O Juiz tem por dever Dizer a lei, logo, tal como Jesus, fazê-la cumprir-se.
Quem passa pela vida sem emitir um julgamento não vive, deixa a vida lhe levar, com se fosse um cachorro ou uma barata.
Porém há de julgar mesmo sem que o saiba pois quando olha pela janela de sua casa para ver se vai chover, antes de sua saída esta pessoa julga o tempo, a temperatura, e o que irá usar para socorrer-se da chuva.
abraços,
Moura

Em tempo: Mano Régis Franco, não tratamos de apontamentos de dedos, mas sim em tomar conhecimento do que ocorre, ou ocorreu ou ainda se ocorrerá.
logo a pessoa não está em pauta mas a idéia, o ato ou a assertiva que tenta passar ou dar azo. A idéia de apontar dedos é totalmente destoante para o que se fala em termos de julgar.
Título: Re: Almas Gemeas e adultério
Enviado por: Gustavo Rettenmaier em 24 de Abril de 2012, 20:51
Boa tarde meus irmãos.
Dentro do tema, ja identificamos que almas gêmeas não existem.
Mas adultério esse é muito comum.
Jesus nos disse que apenas o olhar, com má intenção já é adultério e isso então é ainda mais comum.
Entretanto acredito que quem ama de verdade seu companheiro ou companheira, não abre espaço para sentimentos conflitantes que levem ao adultério.
Acredito que o que Deus uniu, o homem não separa, mas Deus só está presente onde haja amor verdadeiro.
A traição e o adultério é fruto da vitória da sensação e do prazer material sobre o sentimento.
 
Título: Re: Almas Gemeas e adultério
Enviado por: Régis Franco em 24 de Abril de 2012, 20:53
Em total acordo, Gustavo!!!
Título: Re: Almas Gemeas e adultério
Enviado por: Mourarego em 24 de Abril de 2012, 21:01
Gente,
é costumeiro se aduzir com verdade citações que tenham apenas um caráter alegórico.
A citação "O que Deus uniu, o homem não separa" é uma delas.
Não se vê qualquer informação ou sequer hipóteses para tal em nenhum dos ensinos bíblicos.
Afinal, porque Deus, teria de unir um humano a outro se estes mesmo usando dos predicados e atributos conferidos a eles poderiam fazer semelhante coisa?
Dizer-se, uniram-se sob a mesma crença e sentimentos, é melhor e mais correto, pois que Deus a estes cometimentos os receba com alegria.
abraços,
Moura


















Título: Re: Almas Gemeas e adultério
Enviado por: Gustavo Rettenmaier em 25 de Abril de 2012, 01:04
Carissimo Moura.
Não acho que essa citação seja apenas alegórica.
Acho que foi uma forma das igrejas ampliarem seus dominios sobre a sociedade e manifestarem o conceito de que são os "representantes" de Deus na terra.
Concordo com você e usei de forma metafórica posto que considero que uma união de um casal, como em qualquer coisa que haja amor Deus estara presente de forma efetiva.
Até por que onde não há amor, nos afastamos de Deus que não nos abandona nunca, mas deixa-nos lires para escolher voltar a Ele.
Título: Re: Almas Gemeas e adultério
Enviado por: Mourarego em 25 de Abril de 2012, 16:48
Sim mano Gustavo.
Porém veja: A Igreja, em tempos passados até que poderia tentar ampliar algo, porém hoje em dia, não tem mais esta possibilidade, já  lhe falta muito de credibilidade de antigamente.
Pergunte a qualquer criança se esta acredita no inferno, por exemplo.
Daí ter usado o termo alegoria, em detrimento do termo "aparente".
Mesmo quando a Igreja era tida como a verdade das verdades, era-lhe totalmente aparente a a capacidade de ser real, a sua força junto a divindade.
Abraços,
Moura