Forum Espirita

GERAL => Outros Temas => Tópico iniciado por: raphael reys em 17 de Agosto de 2010, 12:18

Título: A SÍNDROME DO PÂNICO
Enviado por: raphael reys em 17 de Agosto de 2010, 12:18
 A SINDROME DO PÂNICO


O homem, este filho das estrelas, vem passando por transformações, as quais, em grande parte, escapam à sua compreensão imediata.
A objetividade, com os seus múltiplos sentidos físicos e psicológicos só percebem ou entende as manifestações ou impressões para as quais está habituada, ou para as quais foi codificada. Compreendê-las através do que vem do seu próprio inconsciente.
O seu lado espiritual, místico, as impressões que lhe ocorrem sem explicações aparentes, somente é buscado ou trazido à percepção imediata, dita racional, quando procura as coisas do espírito.
As faz pelo medo, pela lavagem cerebral, pelas substituições, pelos preconceitos, pelas muletas psicológicas, quase sempre vendidas ou impostas pela religiosidade oportunista e reinante. As religiões são ou se constituem em um poder temporal, político. O relato da história nos mostra a veracidade destas afirmações.
Sendo o homem um animal político, ao buscar a Deus e as suas manifestações e os mistérios que escapam da compreensão imediata, ele mesmo, ao organizar esta busca transcendental, se desestrutura, pois volta aos seus códigos de viver em sociedade sempre de forma corrupta e ilusória. No dizer de Guimarães Rosa: pula da frigideira para as brasas.
Organizado politicamente passa a ser joguetes nas mãos do sistema que lhe venderá apenas mais preconceitos e módulos neurotizantes de uma doutrina de emocionalidades. É uma vítima de si mesmo!
Cedo ou tarde, chegará a uma encruzilhada em busca de razões, e não as encontrando torna-se um filho do pânico, este mal que assola a nós, os modernos. Fechado dentro da sua seletividade, filho da erística, do sofismo político e das religiões preconceituosa.
Vemos assustados, os que nos cercam, se inebriando, se drogando com químicas, se lançando na vida em busca desenfreada de prazer puramente carnal, sem afeto. Assustados com o crescimento da prostituição infantil.
O adulto de hoje se tornou um criminoso costumas, tolerante com as falácias, fruto da sua libido atávica, alimentada pelo negativismo predominante dos seus próprios pensamentos.
O pânico nos transformou num barril de pólvora pronto a explodir. Estamos cercados de crimes e criminosos por todos os lados!
O espiritual que buscamos está dentro de nós mesmos! Basta calarmos a seletividade e veremos o Deus através dos nossos sentimentos.  Ele está nas pequenas manifestações de fraternidade que sentimos, está em nós, pelo nosso anjo guardião.
Aquiete-se, e o Mestre lhe falará! O que você busca, será encontrado no seu semelhante que lhe cerca no dia-a-dia.
Tudo o que o homem moderno precisa é apenas de fraternidade e compaixão.

raphaelreysmoc@yahoo.com.br             
                                                                     

 
Título: Re: A SÍNDROME DO PÂNICO
Enviado por: Mariskos em 17 de Agosto de 2010, 19:56
Até que enfim um texto corajoso, alguém que enfrenta as verdades, e as diz expondo a ilusão e o comodismo que assola o homem que se diz moderno, mas desesperado a procura de um porto seguro, pois na verdade vive atolado até o pescoço nas angústias e medo. Exalando e vomitando hipocrísias sendo que a solução está em si mesmo, em sua própria reforma íntima.
Título: Re: A SÍNDROME DO PÂNICO
Enviado por: Jayme Tadeu em 17 de Agosto de 2010, 20:22
Não sabia que esse site se propunha a vender livros sensacionalistas, tal qual o que está sendo divulgado para "Pânico" e distúrbios ansiosos.
Sou médico e sei que não existe crise de pânico que resista a um bom tratamento psiquiátrico.
Pensava que esse "site" era sério, mas agora, já não tenho certeza disso.
É uma pena que se misture religião com comércio, tal qual "os vendilhões do templo", condenados por Jesus.
Título: Re: A SÍNDROME DO PÂNICO
Enviado por: Mariskos em 17 de Agosto de 2010, 21:43
Quem cura o pânico é o único médico que conheço, é Jesus. Não conheço psiquiátrico que cura, cure a minha mulher que toma um batalhão de remédios alienantes, só não está curada por acredita em médicos e nunca na fé de Nosso Senhor.
Título: Re: A SÍNDROME DO PÂNICO
Enviado por: Gigii em 17 de Agosto de 2010, 22:16
Boa noite!

Jayme Tadeu, o texto apresentado parece ser do autor do tópico, e apesar de ter o mesmo nome de um livro, ele nao faz referência nem a este, nem à sua autora, a quem certamente se refere, por isso não faz sentido a sua preocupação.

Seja como for, por ter levantado a dúvida e por este ser um tema geral, não encaixa em artigos espíritas e vai ser movido para outros temas.

Abraços
Título: Re: A SÍNDROME DO PÂNICO
Enviado por: hcancela em 17 de Agosto de 2010, 23:32
Olá amigos(as)

Tem muita opinião sobre o tema, aqui?


http://www.forumespirita.net/fe/artigos-espiritas/sindrome-do-panico-na-visao-espirita/ (http://www.forumespirita.net/fe/artigos-espiritas/sindrome-do-panico-na-visao-espirita/)

SAUDAÇÕES FRATERNAS
Título: Re: A SÍNDROME DO PÂNICO
Enviado por: Jayme Tadeu em 17 de Agosto de 2010, 23:44
O Espiritismo deve se preocupar mais com a evolução moral do homem, deixando à Medicina, o estudo e tratamento das mais variadas patologias.
"A César, o que é de César, e a DEUS, o que é de DEUS"
Título: Re: A SÍNDROME DO PÂNICO
Enviado por: Mariskos em 18 de Agosto de 2010, 11:49
Dr. Jayme Tadeu, a Gigii está certa, uma coisa não tem nada a ver com a outra, mas gostaria que ficasse ciente, a Síndrome do Pânico é uma doença da alma, portanto é espírita. Caso tenha dúvida, leia o livro No Mundo Maior de Chico Xavier, ali também trata da esquizofrenia que seria uma doença da psiquiatria e não é, pois muito seres humanos foram e ainda é mal tratados em hospícios psiquiátricos. Quando será que a ciência se aliará ao espiritismo para completar a sua evolução? Que as pessoas entendam mais sobre a reforma íntima, a lei do amor e do perdão para se curarem da síndrome do pânico. O que é de Deus é de Deus. Abraços
Mariskos
Título: Re: A SÍNDROME DO PÂNICO
Enviado por: Giselle Hair em 18 de Agosto de 2010, 12:35
Olá a todos!!! Eu tive Síndrome do Pânico por muitos anos e sofri demais,então posso falar de cadeira.Eu achava mesmo que fosse um problema somente espiritual e procurei ajuda nesse sentido não posso negar que houve uma certa melhora no meu quadro,mas....enquanto não procurei ajuda psiquiatrica e psicologica não consegui me curar.Hoje já livre desse problema afirmo a todos que é uma situação complexa onde envolve o espirito e o corpo,portanto necessitamos de ajuda dos médicos espirituais e tb fisicos,afinal porque será que Deus lhes dá tantos conhecimentos sobre o nosso corpo e mente se não fosse para aplica-los a nosso favor? Abraços a todos!!
Título: Re: A SÍNDROME DO PÂNICO
Enviado por: raphael reys em 18 de Agosto de 2010, 18:40
Prezados Irmãos!
Nada mais salutar, em se tratando de doutrinas, o debate necessário e esclarecedor. É uma verdadeira troca de energias.
Constei no postado o título Síndrome do Pânico, tão somente como um título, sem me atentar a alguma obra, sem outra intenção a não ser a de uma reflexão sobre os males que nos afligem na modernidade opressora.
Concordo que em se tratando de qualquer mal, o paciente, alem da terapia espiritual, doutrinária, deva receber (na maioria dos casos) ajuda de profissionais médicos. Muitos pacientes devem sim, serem contidos, controlados com medicamentos e terapia de ventilação.
O debate, sobre qualquer tema é importante para nos conduzir a um esclarecimento. Diz o mestre Jesus: em tudo o que buscardes, busque a compreensão!
Ninguém é dono absoluto da verdade. Entendo que a alma, por ser um corpo instrumental tem a finalidade de se fazer cumprir a Vontade Divina. Ela própria (a alma) sujeita a ação de tragédias e de comédias.
A via é bipolar em constituição, trina em manifestação, mas, uma em essência!
Agradeço a todos que participaram e participam do debate. Não devemos ter preconceitos. Devemos ver tudo e reter o bem.
O melhor caminho entre dois pontos é o caminho do meio!
Título: Re: A SÍNDROME DO PÂNICO
Enviado por: Jayme Tadeu em 18 de Agosto de 2010, 22:27
É evidente que pode existir um componente espiritual na Síndrome do Pânico, o que não impede que a mesma seja tratada por "bons" médicos e "bons" psicólogos.
A visão médica atual é de que as doenças decorrem de múltiplos fatores, quais sejam: físico, mental, social e também, espiritual.
A abordagem transpessoal engloba todos esses fatores.
Título: Re: A SÍNDROME DO PÂNICO
Enviado por: Giselle Hair em 19 de Agosto de 2010, 01:04
Olá Jayme,concordo plenamente contigo,acho que hoje a ciência e a espiritualidade possuem ferramentas e maturidade para caminharem lado a lado,sendo uma alicerce da outra. Cada vez mais temos exemplos de como isso é real,pois até os médicos falam da importância da fé na cura de doenças,muitas vezes consideradas incuravéis.
Título: Re: A SÍNDROME DO PÂNICO
Enviado por: raphael reys em 19 de Agosto de 2010, 11:37
Caro Jayme Tadeu, Gisele Hair!

Bem a tempo as suas participações na construção de um esclarecimento a matéria publicada por mim!A ciência, fraternidades, religião, iniciados deverão atuar juntos. As retificações coletivas estão se configurando. Será um reajuste com muita dor e superação!
Bons fluidos para os dois!
Título: Re: A SÍNDROME DO PÂNICO
Enviado por: Mariskos em 19 de Agosto de 2010, 11:53
Acho que falamos de um mesmo assunto com duas vertentes, podemos entender que embora os sintomas são os mesmos, podemos classifica-los de sintomas psicológico e espiritual.
O psicológico é em nível traumáticos como perda de entes queridos, perda de algo desejado, expectativas da própria vida. Neste nível entra o tratamento psicológico.
O espiritual já parte para os sintomas de obsessão, onde há a sensação de perseguição, acompanhado da presença constante de pensamentos negativos, sensação de morte eminente, a sensação horrível de cair a qualquer momento.
Este último foi o meu caso, que só uma regressão a vidas passadas e a prática da lei do perdão consegui a libertação de todo esse mal. O primeiro é sintomas transitórios que podem ser curados com uma boa seção psiquiátrica e remédios.
São casos distintos que devem ser tratados de formas diferentes.
Abraços.
Título: Re: A SÍNDROME DO PÂNICO
Enviado por: raphael reys em 19 de Agosto de 2010, 11:56
Certamente meu caro irmão!
As duas vertentes!EM tempo a sua participação esclarecedora!