Forum Espirita

GERAL => Outros Temas => Tópico iniciado por: SB em 13 de Março de 2008, 23:19

Título: A Pascoa e a visão espirita
Enviado por: SB em 13 de Março de 2008, 23:19

"Na doutrina espírita, não há comemoração da Páscoa, pois para os espíritas, não existiu ressurreição física, por ser "Cientificamente impossível”. O que houve foi uma aparição do corpo espiritual que é algo natural. A vida de Jesus é cheia de exemplos.

A origem da palavra Páscoa é judaica e significa, “Pessach”, passagem em hebraico, dia em que se comemora a libertação do povo hebreu do cativeiro.

Está evidente, aí, a referência de que a Páscoa já era uma “comemoração”, na época de Jesus, uma festa cultural e, portanto, o que fez a Igreja foi “aproveitar-se” do sentido da festa, para adaptá-la, dando-lhe um novo significado, associando-o à “imolação” de Jesus, no pós-julgamento, na execução da sentença de Pilatos.

No que concerne à ressurreição, podemos dizer que a interpretação tradicional aponta para a possibilidade do reagrupamento da estrutura corporal do Cristo, no post-mortem, situação totalmente rechaçada pela ciência, em virtude da deterioração do envoltório físico. Por outro lado, até hoje não sabemos de nenhuma múmia que tivesse ressuscitado, já que esta crença veio dos Egípcios. As Igrejas cristãs insistem na hipótese do Cristo ter “subido aos Céus” em corpo e alma, e acontecerá o mesmo em relação a todos os “eleitos” no chamado “juízo final”. Isto é, pessoas que morreram, pelos séculos afora, cujos corpos já foram decompostos e reaproveitados pela terra, ressurgirão, perfeitos, reconstituindo as estruturas orgânicas, do dia do julgamento, onde o Cristo separará justos e ímpios.

A lógica e o bom-senso, base do pensamento espírita, abominam tal teoria, pela impossibilidade física e pela injustiça moral. Afinal, com a lei dos renascimentos, estabelece-se um critério mais justo para aferir a “competência” ou a “qualificação” de todos os Espíritos. Com “tantas oportunidades quanto sejam necessárias”, no “nascer de novo”, é possível a todos progredirem.

Mas, como explicar, então as “aparições” de Jesus, nos quarenta dias póstumos, mencionadas pelos religiosos na alusão à Páscoa? A fenomenologia espírita (mediúnica) aponta para as manifestações psíquicas descritas como mediunidades. Em algumas ocasiões, como a conversa com Maria de Magdala, que havia ido até o sepulcro para depositar algumas flores e orar, perguntando a Jesus – como se fosse o jardineiro – após ver a lápide removida, “para onde levaram o corpo do Raboni”, podemos estar diante da “materialização”, isto é, a utilização de fluido ectoplásmico – de seres encarnados ou de elementos da natureza – para possibilitar que o Espírito seja visto (por todos). Noutras situações, estamos diante de uma outra manifestação psíquica conhecida, a mediunidade de vidência, quando, pelo uso de faculdades mediúnicas, alguém pode ver os Espíritos.

Curioso é que até hoje não perceberam o erro na hora de fazer as contas, segundo o credo cristão, Jesus morreu e ressuscitou no terceiro dia, mas como se de sexta até domingo só se passaram dois?"

Luciano Ribeiro

 

Título: Re: A Pascoa e a visão espirita
Enviado por: Ann@ em 14 de Março de 2008, 17:43
Olá minha amiga, muitas saudades de ti, mas vc não me sai do pensamento, tenhas certeza.

Achei esse texto ótimo!!

No ano passado, fiz um estudo sobre o início do catolicismo e, levantando dados de historiadores e estudiosos da área, vimos o quanto o catolicismo "absorveu" algumas datas comemorativas e até mesmo conceitos e crenças. No início desse estudo, o que me chamou a atenção foi a afirmação de que os romanos da época eram pessoas que, devido a fragilidade da fé, aceitavam e "copiavam" vários rituais - alguns da Grécia antiga relacionados aos seus deuses, outros dos egípcios. Percebemos que no início da Igreja Católica Apostólica Romana, houve várias datas "aproveitadas", de comemorações antigas - a Páscoa é uma delas e se não me engano 25 de dezembro também, comemorava-se uma outra coisa.

Não lembro de todos os detalhes, mas achei interessante.


Beijinhos :-* :-*

Anna :D
Título: Re: A Pascoa e a visão espirita
Enviado por: SB em 14 de Março de 2008, 18:51
Concordo ctg relativamente ao texto, e é de facto muito curioso como vamos "descortinando" (nem sei se esta palavar existe  :P ) aos poucos, essas "absorções" feitas pela igreja catolica ;)

Tb estou cheia de saudades tuas, sei que estiveste doente amiga, espero que tenhas recuperado e que tudo esteja bem. Um beijo enorme para ti e outro para o teu pequeno e reguila Gabriel  ;)

Estão dentro do meu coração  :-*

Título: Re: A Pascoa e a visão espirita
Enviado por: Vitor Santos em 14 de Março de 2008, 19:14
Olá

A Pascoa, para os católicos actuais também tem o significado de tempo de reflexão sobre Jesus. Não é só a celebração da ressureição (penso eu).

Acho engraçada, por exemplo, a cerimónia do lava-pés, que representa uma importante lição de Jesus, sobre a humildade.

Em todas as religiões há coisas positivas e negativas, pois são os homens que as conduzem.

bem hajam
Título: Re: A Pascoa e a visão espirita
Enviado por: Elsamar em 23 de Fevereiro de 2009, 16:28
Olá querida Susana  :-*, olá a todos,

estamos quase a entrar na época que os católicos chamam de Quaresma.
A propósito da ressureição ou não de Jesus, levanta-se-me uma dúvida:

Jesus teria um corpo material ou seria um agénere?
Sei que há defensores desta última teoria. Terá isso alguma influência ou mudaria alguma coisa para nós se isso fosse verdade?
Então porquê a "discussão"?

Será que alguns dos amigos me pode elucidar?

 :-* :-* para todos
Título: Re: A Pascoa e a visão espirita
Enviado por: Vitor Santos em 23 de Fevereiro de 2009, 18:35
Olá Elsa

Eu acredito que Jesus tinha um corpo fisico, com base nos elementos que tenho lido. Mas isso é uma questão muito complexa.

Já quando Jesus reapareceu, eu acredito que era um espirito desencarnado, que se fez ver aos encarnados. A "ciência" espirita explica este fenómeno.

Mas há as mais diversas teorias. Alguns até dizem que o corpo de Jesus conseguiu sobreviver à crucificação, com a ajuda dos curativos dos que gostavam dele, e que por isso o corpo desapareceu do tumulo. Tudo é possivel, até prova em contrário.

bem hajas
Título: Re: A Pascoa e a visão espirita
Enviado por: Isis Maria em 19 de Março de 2009, 16:56
 A TODOS uma ótima tarde!!

Li alguns artigos sobre a Páscoa, de todos, o que mais achei interessante compartilho com vocês:

 

Visão espírita da Páscoa

 

O Espiritismo não celebra a Páscoa, mas respeita as manifestações de religiosidade das diversas igrejas cristãs, e também não proíbe que seus adeptos manifestem sua religiosidade.

Páscoa, ou Passagem, simboliza a libertação do povo hebreu da escravidão sofrida durante séculos no Egito, mas no Cristianismo comemora a ressurreição do Cristo, que se deu na Páscoa judaica do ano 33 da nossa era, e celebra a continuidade da vida.

O Espiritismo, embora sendo uma Doutrina Cristã, entende de forma diferente alguns dos ensinamentos das Igrejas Cristãs. Na questão da ressurreição, para nós, espíritas, Jesus apareceu à Maria de Magdala e aos discípulos, com seu corpo espiritual, que chamamos de perispírito. Entendemos que não houve uma ressurreição corporal, física. Jesus de Nazaré não precisou derrogar as leis naturais do nosso mundo para firmar o seu conceito de missionário. A sua doutrina de amor e perdão é muito maior que qualquer milagre, até mesmo a ressurreição.

Isto não invalida a Festa da Páscoa se a encararmos no seu simbolismo. A Páscoa Judaica pode ser interpretada como a nossa libertação da ignorância, das mazelas humanas, para o conhecimento, o comportamento ético-moral. A travessia do Mar Vermelho representa as dificuldades para a transformação. A Páscoa Cristã, representa a vitória da vida sobre a morte, do sacrifício pela verdade e pelo amor. Jesus de Nazaré demonstrou que pode-se Executar homens, mas não se consegue matar as grandes idéias renovadoras, os grandes exemplos de amor ao próximo e de valorização da vida.
Como a Páscoa Cristã representa a vitória da vida sobre a morte, queremos deixar firmado o conceito que aprendemos no Espiritismo, que a vida só pode ser definida pelo amor, e o amor pela vida. Foi por isso que Jesus de Nazaré afirmou que veio ao mundo para que tivéssemos vida em abundância, isto é, plena de amor.
 

Amílcar Del Chiaro Filho

Este artigo foi publicado na íntegra

pela Revista Católica MISSÕES - da Ordem Consolata.

 
 
Título: Re: A Pascoa e a visão espirita
Enviado por: Vitor Santos em 19 de Março de 2009, 21:44
Olá Isis Maria

Já que há quem celebre a Páscoa, e até há feriados nessa altura, podemos aproveitar para reflectir sobre a vida e sobre as palavras do nosso mestre Jesus, seja qual for a nossa crença.

bem haja
Título: Re: A Pascoa e a visão espirita
Enviado por: Joao Manuel Santos em 20 de Março de 2009, 10:38
Bom dia

Há muito que não participo nos debates dedicando-me mais ao estudo.

Ao ler este tópico contudo entendi colocar uma questão para procurar esclarecer uma dúvida.

Assim, pegunto:
 Não nos é ensinado que a verdadeira vida é a vida em espírito?
 Se assim é, não é a Ressurreição de facto um retorno à Vida? Vida, não uma qualquer passagem por um corpo carnal para cumprimento de missão das muitas que vamos tendo ao longo dos tempos.
 
Não é de todo fácil este tema e certezas quem as poderá ter?
Há uma passagem do padre António Vieira que me marcou:
        cito:  "A morte é o fim da vida que não há-de acabar"

Cumprimentos e saudações fraternas a todos

João manuel Santos