Forum Espirita

CONVÍVIO => Off-topic => Espiritualismo => Tópico iniciado por: Marianna em 13 de Novembro de 2009, 13:40

Título: PRETOS VELHOS, ÍNDIOS E CABOCLOS
Enviado por: Marianna em 13 de Novembro de 2009, 13:40



PRETOS VELHOS, ÍNDIOS E CABOCLOS

Praticamente nasci e cresci na casa espírita, onde, desde cedo percebi atitudes discriminatórias com relação aos chamados espíritos de índios, caboclos e pretos velhos. Vistos como “irmãos inferiores” dentro da escala evolutiva, ainda hoje, esses espíritos continuam a usar a “entrada de serviço” ao chegarem aos centros. A velha visão “eurocêntrica” tão comum aos europeus da época de Allan Kardec, continua a ser aceita sem restrições no meio espírita. E isso, porque nós espíritas alardeamos aos quatro cantos do mundo que o espiritismo é uma doutrina científica e progressista.

Infelizmente, contrariando o próprio codificador, muitos espíritas têm os livros da codificação como infalíveis e inquestionáveis. Alguns conceitos contidos nas obras básicas – e isso não é motivo para termos vergonha -, necessitam ser atualizados em caráter de urgência. Se não o fizermos, correremos o risco de cairmos no ridículo. As reações a essa re-leitura do pensamento de Allan Kardec  - por parte de setores conservacionistas e fundamentalistas do movimento -, causam prejuízos que já podem ser sentidos: o ortodoxismo importado de outras religiões que, em muitos aspectos, soa como dogmatismo.

Muitos articulistas espíritas quando abordam essas questões fazem verdadeiros malabarismos a fim de explicarem o inexplicável. A minha admiração por Allan Kardec reside justamente no fato de ele ter sido um homem como outro qualquer. Deixou uma inestimável contribuição ao pensamento humano, porém, sofreu as limitações impostas pela época em que viveu, pensou e escreveu. Isso, não é nenhum desdouro. De que adiantou Kardec ter dito que o espiritismo deveria sempre acompanhar a ciência? De que fé inabalável somente seria aquela capaz de encarar a razão face a face? Observemos os textos abaixo transcritos:

“Com efeito, seria impossível atribuir a mesma antiguidade de criação aos selvagens que mal se distinguem dos macacos, que aos chineses, e ainda menos aos europeus civilizados” (Allan Kardec – A Gênese).  Ou, ainda em Obras Póstumas, quando trata da “Teoria da beleza”: “O negro pode ser belo para o negro, como um gato é belo para um gato; mas não é belo no sentido absoluto, porque os seus traços grosseiros, seus lábios espessos acusam a materialidade dos instintos; podem bem exprimir paixões violentas, mas não saberiam se prestar às nuanças delicadas dos sentimentos e às modulações de um espírito fino”.

Espírita honesto algum, em sã consciência, pode negar que em A Gênese, e em Obras Póstumas, ao se expressar sobre os negros e chineses, Kardec deixa escapar conceitos nitidamente preconceituosos. Preconceituosos sim, mas não racistas, como querem fazer acreditar alguns detratores mal intencionados da doutrina espírita. Entretanto, para os europeus do século 19, a Europa era, sem dúvida, a “última coca-cola gelada do deserto”. Deveria ser, assim, o parâmetro para se avaliar todas as demais culturas do mundo.

Kardec não criou essa visão antropológica, apenas seguiu a idéia predominante na época: o etnocentrismo: “visão do mundo característica de quem considera o seu grupo étnico, nação ou nacionalidade socialmente mais importante do que os demais” (Dicionário Houssais da Língua Portuguesa).

O que é inadmissível, contudo, é que ainda hoje tais conceitos permaneçam presentes em tais obras. Numa época em que o Projeto Genoma desfez a crença de que existe uma raça superior, demonstrando que negros, índios, brancos e asiáticos diferem apenas 1% em seus “gens” - ou seja, de que as raças inexistem.

Libertemos então, dessa visão estereotipada, ultrapassada e preconceituosa, nossos índios, caboclos e pretos velhos, permitindo-lhes trânsito livre e que possam nos favorecer com sua sabedoria e espiritualidade.

Moab José de Araújo e Sousa
Lar “Pouso da Esperança”
São Luiz, MA – julho de 2005.



Título: Re: PRETOS VELHOS, ÍNDIOS E CABOCLOS
Enviado por: MongeShaolin em 14 de Novembro de 2009, 01:55
Saudações,
irmã Marianna,
certa feita, um homem levou o amigo pq falou que em certo lugar ele seria
atendido, ou melhor dizendo, ajudado.
Ao chegar no local, e o rapaz percebendo que tratava de um preto velho,
disse ao amigo na fente do preto velho:
-Eu não acredito que você me trouxe para falar com um preto velho!
O preto velho mudando sua maneira de falar disse:
-Não fique assim não meu filho, eu me apresento como um preto velho
porque eu pedi isso aos mentores, mas você quer falar sobre qual assunto?
Quer falar de ciência? Matemática? Medicina? Porque o preto velho aqui já
foi cientista, matemático, médico, etc.

Quer dizer, nem sempre o espírito é menos evoluído.


Abraços.
Título: Re: PRETOS VELHOS, ÍNDIOS E CABOCLOS
Enviado por: Marianna em 30 de Novembro de 2009, 00:21

Citar
- Não fique assim não meu filho, eu me apresento como um preto velho
porque eu pedi isso aos mentores, mas você quer falar sobre qual assunto?

Isso também depende muito da casa espirita onde onde foi o preto velho.

Título: Re: PRETOS VELHOS, ÍNDIOS E CABOCLOS
Enviado por: Moises de Cerq. Pereira em 30 de Novembro de 2009, 01:35
Sobre o texto

mas se
 Os ditos;

PRETOS VELHOS, ÍNDIOS, CABOCLOS, EXUS, BAHIANOS, POMBAS GÌRAS...E ai segue també toda as suas explicações sobre si mesmos.

estes mesmo, que se apresentam assim, como eles mesmo falam,
Mas que são os antigos filósofos, os matemáticos, os Historiadores, Os Agronomos, Os farmacêuticos...enfim todos estas profisssões importantes para o Homem e creio que muitos estudaram na Velha Europa...

Por que eles insistem em abrirgar-se numa "Casa " onde impera os preconceituosos, Uma Codificação ultrapassada, Grupos Fechados de Idéias Européias...Uma Doutrina de épocas passadas...Enfim toda estas questões que eles mesmo apontaram?

Coitadinhos !!!

Parecem Cavalos de Tróias

Insistem para serem presentes e estarem presentes.


É só sair fora.

Título: Re: PRETOS VELHOS, ÍNDIOS E CABOCLOS
Enviado por: Ma3434 em 10 de Dezembro de 2009, 10:31
Fui Umbandista e passei por vários terreiros, posso falar com base na minha experiência que são duas religiões totalmente diferentes. Os espíritos da Umbanda trabalham com objetos, com simbologias, eles tem os seus trejeitos, sem falar no aspécto psicológico, são mais melindrosos, muitas vezes gostam de impor o ponto de vista, etc. Por tanto são espíritos ainda muito arraigado na matéria.
Passar por uma encarnação onde se experimenta a escravidão, não quer dizer que vc já adquiriu evolução. O sistema de escravidão é tão antigo e sempre esteve presente na nossa história.
Será que esses espíritos não irão mais encarnar? Será que eles estagnaram? Não irão mais experimentar outros papeis, outras existências? Não é a evolução uma lei, e atráves dela vamos depurando o nosso perispírito? Acho que muitos desses escravos e índios já estão encarnados ou se encaminhando para outras encarnações.
Inteligência não significa evolução, há inúmeros espíritos inteligentes que habitam planos inferiores, eles possuem conhecimento, organizações, se articulam bem.
Precisamos estudar e refletir e, não se deixar levar por apelos emocionais. 

Título: Re: PRETOS VELHOS, ÍNDIOS E CABOCLOS
Enviado por: Mourarego em 10 de Dezembro de 2009, 20:16
Marcia, não são "duas religiões" mas sim duas crenças ou mesmo duas doutrinas diferentes.
conheço muitos que estão há mais tempo do que eu estive na Umbanda e nem por isso conhecem-na.
Por favor, conheça mais a Umbanda para não afirmar em erro.
sou espírita há mais de 23 anos, aliás faço 24 anos na doutrina este ano.
Não digo que as duas crenças sejam iguais, conheço as duas, e mesmo é Kardec qwuem dirime a dúvida, uma coisa é filosofia Espiritualista, que é a parte geral, que abraça tanto o Espiritismo quanto a Umbanda, e mesmo a algumas religiões, outr5a porém é a doutrina Espírita, esta sim bem diferente no entendimento do seu núcleo de aferições.
Se uma coisa não é igual a outra não há possibilidade de medí-las senão por conjecturas.
Não podem, uns, por sinal, sofrer por erros de outro que não representam a esta ou àquela crença.
Falamos de Justiça minha maninha.
abraços,
Moura
Título: Re: PRETOS VELHOS, ÍNDIOS E CABOCLOS
Enviado por: Ma3434 em 10 de Dezembro de 2009, 21:33
Oi,

Nisso acho que vc está certo, muitos Umbandistas e até dirigentes de Umbanda não deve conhecer a própria Umbanda.
São crenças diferentes, sim entendo que a Umbanda é espiritualista.
Talvez vc esteja certo que não devemos generalizar os erros, mas acaba que
na Umbanda esses erros não são poucos e isso trás prejuízos.


Título: Re: PRETOS VELHOS, ÍNDIOS E CABOCLOS
Enviado por: Mourarego em 11 de Dezembro de 2009, 14:56
Maninha Marcia,
já ouvi coisas ditas por palestrantes ilustres que nunca tiveram base na doutrina que Kardec codificou, a coisa é bem assim mesmo, se não lutamos por maior responsabilidade doutrinário, a coisa fica como diz um personagem do Zorra Total: "do jeitinho que está".
abração,
Moura
Título: Re: PRETOS VELHOS, ÍNDIOS E CABOCLOS
Enviado por: Marcio Slobodzian em 14 de Dezembro de 2009, 14:01
Vou resumir rapidamente a historia que o Pai Serafim contou da vida dele.

Pai Serafim viveu pelas redondezas do Rio de Janeiro, não posso afirmar isso, ele falou que apanhava muito, preferia ele apanhar pelos outros escravos, ele era um curandeiro da senzala, e quando ele estava apanhando ele rezava para Deus para que iluminar  o espírito de quem estava batendo nele, por que a pessoa não sabia o que estava fazendo.
Quando Pai Serafim faleceu, ele conta que quando chegou ao seu lugar, pediu para ir ajudar um irmão que estava sofrendo muito no campo espiritual, que era o moço que batia nele, ele o resgatou e encaminhou para um lugar de luzado como fala o Pai Serafim um lugar bem bonito.

É bem legal essa historia dele tem muita lição de vida, escrevi ela meio por cima só é bem longa.

Salve o Pai Serafim.
Título: Re: PRETOS VELHOS, ÍNDIOS E CABOCLOS
Enviado por: Moises de Cerq. Pereira em 14 de Dezembro de 2009, 15:46
Realmente um exemplo de bondade este caso,
bom seria se sendo bons não persuadissemos as pessoas a crerem em nossos sistemas
ou sistemas de terceiros
quer sejam Espíritos ou homens


Mas isso acontece com os Amarelos, Brancos , Negros, Vermelhos
enfim há homens de bem em toda a humanidade encarnada e desencarnada...
homens maus também
Título: Re: PRETOS VELHOS, ÍNDIOS E CABOCLOS
Enviado por: Mourarego em 14 de Dezembro de 2009, 18:37
Mano Moisés:
Verifique bem o que o amigo colocou como pensamento seu:
"(...)bom seria se sendo bons não persuadissemos as pessoas a crerem em nossos sistemas
ou sistemas de terceiros(...)"
Ora mano, sob a tutela deste pensamento toda a missão de Jesus estaria compreendida, pois o que fez ele senão tentar persuadir aos ímpios e aos ignorantes, do Bom Caminho?
Abraços,
Moura
Título: Re: PRETOS VELHOS, ÍNDIOS E CABOCLOS
Enviado por: Moises de Cerq. Pereira em 14 de Dezembro de 2009, 18:53
Moura

valeu pela observação

Agora
Pela minha colocação.

Imagine então a colocação de que só se salva quem católico o é,
 dito por um homem de bem da Igreja católica.

Ou Um Espírita que responsável por uma Casa ou Grupo condicionasse sua ação a uma imposição...exigindo que a pessoa que ali fosse, e beneficiado se sentisse, se tornasse espírita...

Creio que na verdade não seríamos bons agindo assim, mesmo que uma suposta boa intenção teríamos,
isso seria uma ação maculada, partidária.

Neste sentido que tentei me expressar.


O Cristo ,
como você mesmo já colocou, fala-nos das coisas de Deus, possui a autorizãção de Deus para nos atrair, é o nosso progresso vindo ao nosso alcance.


que pensa agora , faz sentido?
Título: Re: PRETOS VELHOS, ÍNDIOS E CABOCLOS
Enviado por: Mourarego em 14 de Dezembro de 2009, 19:09
Mano Moisés,
tenho muito receio de falar sobre bondade dado a subjetividade do tema e mesmo da condição em que cada um se encontre.
somos, pela Escala Espírita, Espíritos imperfeitos, dessarte, se já amealhamos algum ensino sobre a bondade, desta temos no máximo algumas noções, e isso por causa da nossa imperfeição moral.
Dito isso já se vê que falar em bondade e ainda por cima, visando a bondade do cristo, fica muito difícil.
Contudo, aqueles poucos que das noções que perceberam, puderam delas retirar o máximo tornaram-se vultos em qualquer senda doutrinária.
Temos Gandhi, Madre Tereza, Chico, e tantos outros,  como exemplo e os dizemos Espíritos mais evoluídos, mas na verdade sabemos que eles apenas fizeram bem o seu "dever de casa" não é mesmo?
quando numa casa espírita somos quase que empurrados a nos tornarmos bons, fazem mal aqueles que nos empurram porque não nos dão o tempo de que necessitamos para aprender e bem o que seja ser bom.
Mas esta é apenas a minha opinião pessoal.
abraços,
Moura
Título: Re: PRETOS VELHOS, ÍNDIOS E CABOCLOS
Enviado por: Moises de Cerq. Pereira em 14 de Dezembro de 2009, 19:12
Moura

Perfeita observação.

mas não vamos desistir.

Título: Re: PRETOS VELHOS, ÍNDIOS E CABOCLOS
Enviado por: Ma3434 em 14 de Dezembro de 2009, 19:41
Essas e muitas outras histórias são lindas mesmo.
Mas os pretos velhos não serão pretos velhos para sempre serão? Se o homem surgiu na terra há cerca de 50.000 anos atrás, então nós temos milhares de encarnação.
eles experimentaram outras vidas antes, talvez até a condição de escravo seja um resgate, mas eu acho que eles irão experimentar outras vidas para contribuir com o pregresso da humanidade. Não continuaram preto velhos para sempre e, a medida que o espírito avança, eles vão perdendo essas características, pois são tantas.
A escravidão é algo que sempre esteve presente em diversas culturas, desde os primórdios da humanidade até os dias de hoje.
 
http://www.orkut.com.br/Main#FavoriteVideoView?uid=15370536629185515382&ad=1260074945 (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy5vcmt1dC5jb20uYnIvTWFpbiNGYXZvcml0ZVZpZGVvVmlldz91aWQ9MTUzNzA1MzY2MjkxODU1MTUzODImYW1wO2FkPTEyNjAwNzQ5NDU=)
Título: Re: PRETOS VELHOS, ÍNDIOS E CABOCLOS
Enviado por: Mourarego em 15 de Dezembro de 2009, 14:59
Maninha Marcia,
A amiga se esquece de que, enquanto estiverem a trabalhar em mundos como o a terra, sempre existirão os pretos velhos e as outras entidades.
Elas são próprias deste mundo bem denso, e atendem ao contingente que está mais afeito as suas vibrações.
Enquanto os Espíritos que trabalham na doutrina fazem seu trabalho em outra vibração mas sutil e dentro do espectro da cognição mais apurada.
Essa a maior explicação da Bondade e Justiça de Deus. e por isso se diz, também que Ele não deixa ninguém sem apoio.
abraços,
Moura
Título: Re: PRETOS VELHOS, ÍNDIOS E CABOCLOS
Enviado por: Marianna em 20 de Dezembro de 2009, 22:40

Que bonitinho!
Vocês me acharam aqui? Rsss.

Amigos, eu AMO vocês.


Título: Re: PRETOS VELHOS, ÍNDIOS E CABOCLOS
Enviado por: Loan Medeiros em 21 de Dezembro de 2009, 12:30
"Elas[os pretos velhos e as outras entidades] são próprias deste mundo bem denso, e atendem ao contingente que está mais afeito as suas vibrações.
Enquanto os Espíritos que trabalham na doutrina fazem seu trabalho em outra vibração mas sutil e dentro do espectro da cognição mais apurada."

Bem, e pelo fato dos "espíritos da doutrina" trabalharem em outra vibração (mais sutil) devem ser brancos com os olhos azuis, correto?! Afinal de connta por serem negros e cablocos as outras entidades só podem lidar com a parte densa do mundo espíritual.

Pobre de nós que ainda nos prendemos ao exterior e levamos para o "outro lado" todos nosso preconceitos raciais e religiosos. E ainda nos chamamos de espíritas?! (risos)
Título: Re: PRETOS VELHOS, ÍNDIOS E CABOCLOS
Enviado por: Ma3434 em 21 de Dezembro de 2009, 13:37
Mariana,
Nem preto, nem branco, etc...
Todos nós já tivemos diversas etnias, inclusives esses espíritos que nasceram como negros e escravos. Eles terão outras encarnações, com certeza.

 ;)
Título: Re: PRETOS VELHOS, ÍNDIOS E CABOCLOS
Enviado por: Mourarego em 21 de Dezembro de 2009, 14:19
"Elas[os pretos velhos e as outras entidades] são próprias deste mundo bem denso, e atendem ao contingente que está mais afeito as suas vibrações.
Enquanto os Espíritos que trabalham na doutrina fazem seu trabalho em outra vibração mas sutil e dentro do espectro da cognição mais apurada."

Bem, e pelo fato dos "espíritos da doutrina" trabalharem em outra vibração (mais sutil) devem ser brancos com os olhos azuis, correto?! Afinal de connta por serem negros e cablocos as outras entidades só podem lidar com a parte densa do mundo espíritual.

Pobre de nós que ainda nos prendemos ao exterior e levamos para o "outro lado" todos nosso preconceitos raciais e religiosos. E ainda nos chamamos de espíritas?! (risos)

Loan,
quem os diz assim é você já que nenhum outro integrante  deste fórum falou isso.
Assim, como dizia o filósofo Confúcio "as vezes, maior sabedoria demonstramos ao sabermos ficar calados".
Abraços,
Moura
Título: Re: PRETOS VELHOS, ÍNDIOS E CABOCLOS
Enviado por: Loan Medeiros em 21 de Dezembro de 2009, 15:13
ficar calado e deixar cegos guiando cegos, boa ideia Moura! ;D

- creio que a frase que eu citei seja sua e não minha, apenas traduzii para uma forma menos pedante =X
Título: Re: PRETOS VELHOS, ÍNDIOS E CABOCLOS
Enviado por: Mourarego em 21 de Dezembro de 2009, 16:14
ficar calado e deixar cegos guiando cegos, boa ideia Moura! ;D

- creio que a frase que eu citei seja sua e não minha, apenas traduzii para uma forma menos pedante =X

Há cegos e cegos meu amigo,
Uns, podem recuperar a visão, outros, ficarão por mais tempo nas trevas não por causa da cegueira em si, mas por ação própria. Por isso o próprio Jesus não curou a todos os cegos.
medite mais no que diz, e já que quase nunca se manifesta, quando o fizer o faça com base na doutrina ou no que crê, não por achismos preconceituosos.
Ou seja, se o amigo não tem como falar sobre nenhum tema, diante da doutrina, procure estudar para angariar conhecimento ai sim a sua cegueira começará a diminuir.
A frase em questão não é minha meu amigo se você estudasse saberia o autor dela.
Simples assim.
Moura
Título: Re: PRETOS VELHOS, ÍNDIOS E CABOCLOS
Enviado por: MarcoALSilva em 21 de Dezembro de 2009, 17:48

O perispírito é formado pelos fluidos que compõem o orbe em que se localiza o Espírito. Varia consoante vários aspectos, principalmente seu próprio nível de progresso espiritual. De tudo o que já li, nada, rigorosamente nada permite concluir que um Espírito humano não possa reencarnar em quaisquer das variantes do organismo humano --- seja qual for a etnia ou quaisquer outros critérios fisiológicos ou não.

Por outro lado, não vi NINGUÉM aqui dizer o contrário!

Bezerra de Menezes trabalha em centros espíritas, de umbanda, e, imagino, onde quer que seja campo de trabalho... Pelo menos é o que se depreende de muitas leituras que pude fazer.

Esse é um daqueles debates que --- perdoem-me a franqueza --- não parte de nenhuma premissa válida nem leva a conclusão alguma... Até porque não há real dissenso inicial...

Adoro a sabedoria dos Espíritos que se apresentam como Pais Velhos e não me importa nadica de nada se eles foram escravos ou faraós... Tenho o trabalho dos Exus como de importância ímpar na administração das mazelas comuns do dia-a-dia dos homens em geral (falo dos Exus mesmo, aqueles que valem a denominação de operosos colaboradores de quem tem sobre eles legítima ascendência).

Um abraço! Bom Natal!!!
Título: Re: PRETOS VELHOS, ÍNDIOS E CABOCLOS
Enviado por: Mourarego em 21 de Dezembro de 2009, 18:11
Pode não se sua a frase, mas a cita como fosse! E mais, tenho é pena de quem a falou XD
Se o amigo estudasse, repito, saberia o autor que ainda vou deixar por seu trabalho descobrir...
Se você tem pena dessa pessoa, deve ser um ser superior a ela, e esta arrogância de inculto é que demonstra bem o caráter que trazem suas postagens, bobinho.
Moura
Título: Re: PRETOS VELHOS, ÍNDIOS E CABOCLOS
Enviado por: Mourarego em 21 de Dezembro de 2009, 18:13
Exatamente Marcão.
Não nos importa senão o teor moral dos ensinos, falamos de espiritualismo, mas não é este o ensino codificado "Dai mais atenção ao fundo do que a forma", nos incita o ensino.
Abraços,
Moura
Título: Re: PRETOS VELHOS, ÍNDIOS E CABOCLOS
Enviado por: MarcoALSilva em 22 de Dezembro de 2009, 17:26

Calma gente...

Como já disse, na verdade essa discussão repousa sobre um ponto em que todos estão de acordo: não há diferença entre os Espíritos senão o seu nível de progresso, de nada importando a etnia que tiveram na última encarnação...

Se ficou por interpretação equivocada o que se disse assim ou assado, de que importa?

Superemos...

Só vale a pena manter uma divergência quando há um conflito de concepções, mas não estou vendo isso... Apenas uma interpretação diferente do que se disse e do que se quis dizer... Nossa linguagem, usos e costumes, forma de falar, tudo pode influir e uma idéia, às vezes, chega com outro colorido...

Somos todos estudantes do espiritismo e buscadores sinceros das verdades do mundo espiritual.

Título: Re: PRETOS VELHOS, ÍNDIOS E CABOCLOS
Enviado por: Mourarego em 22 de Dezembro de 2009, 17:37
A diferença mano Marco está apenas na maior materialidade do trabalho, caso da Umbanda, e na maior intelectualidade da ação, caso da doutrina.
Guardadas essas proporções os espíritos são os mesmos, em grau mais ou menos evoluído, de acordo como trabalho a ser desenvolvido visando o progresso.
Abraços,
Moura
Título: Re: PRETOS VELHOS, ÍNDIOS E CABOCLOS
Enviado por: Marianna em 09 de Janeiro de 2010, 03:35

Citar
Somos todos estudantes do espiritismo e buscadores sinceros das verdades do mundo espiritual.

E ainda temos muiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiito o que aprender.

Título: Re: PRETOS VELHOS, ÍNDIOS E CABOCLOS
Enviado por: MongeShaolin em 09 de Janeiro de 2010, 23:42
Saudações,
Olá Marcy, concerteza eles irão evoluir, assim como todos nós.
Uma planta não será para sempre uma planta, todos nós temos o
mesmo objetivo e a mesma finalidade....Jesus disse:
Sede pefeitos como perfeito é vosso Pai.
E o mestre Jesus também disse: Vós sois deuses!
Claro, na medida que ja desabrochamos.

Abraços.
Título: Re: PRETOS VELHOS, ÍNDIOS E CABOCLOS
Enviado por: Mourarego em 10 de Janeiro de 2010, 14:13
Mano Thiago,
havemos de tomar sempre muito cuidado com o que postamos senão veja esta resposta encontrada em OLE sobre as plantas:
"591. Nos mundos superiores as plantas são, como os outros seres, de natureza mais
perfeita?
– Tudo é mais perfeito: mas as plantas são sempre plantas, como os animais são
sempre animais e os homens sempre homens.
Abraços,
Moura
Título: Re: PRETOS VELHOS, ÍNDIOS E CABOCLOS
Enviado por: Marianna em 13 de Janeiro de 2010, 21:31

Citar
Sede pefeitos como perfeito é vosso Pai.
E o mestre Jesus também disse: Vós sois deuses!

E haja reencarnações...

Título: Re: PRETOS VELHOS, ÍNDIOS E CABOCLOS
Enviado por: MarcoALSilva em 14 de Janeiro de 2010, 00:16

Citar
Sede pefeitos como perfeito é vosso Pai.
E o mestre Jesus também disse: Vós sois deuses!

E haja reencarnações...



Xiiiiiiiiii...... bota reencarnação nisso!!!!!!!!!!
Título: Re: PRETOS VELHOS, ÍNDIOS E CABOCLOS
Enviado por: Marianna em 11 de Fevereiro de 2010, 15:09
Citar
Todos nós já tivemos diversas etnias, inclusives esses espíritos que nasceram como negros e escravos. Eles terão outras encarnações.

De certo que sim.
Título: Re: PRETOS VELHOS, ÍNDIOS E CABOCLOS
Enviado por: Monica SF em 29 de Setembro de 2010, 12:11
Caros...

Devemos observar a evolução de um espírito pelas suas obras, independente de linhas de pensamento!

Os pensadores racionais, como Kardec, nos solicita a estudar e analisar. Vamos analisar os fatos com bom senso, temos capacidade para tanto.

Pessoalmente, graças a Deus, tenho a extrema felicidade de acompanhar comunicações de pretos - velhos, caboclos e exus (tanto em casa Kardecista, quanto em Umbanda),  e até o momento não acompanhei nada que fuja da racionalidade.

- Quem tiver interesse sobre o assunto, tem muito material bom disponível na Internet.

*********** Quando puderem leiam o tópico de uma companheira "Divaldo Franco e os Pretos velhos" -  ela postou um áudio interessante para análise do pensamento dos formadores de opinião da atualidade sobre o assunto.

* Nossa limitação de pensamento é tão grande, lembrem-se disso! Precisamos de fórmulas matemáticas para "mensurar" o infinito.
Título: Re: PRETOS VELHOS, ÍNDIOS E CABOCLOS
Enviado por: Pattyy em 29 de Setembro de 2010, 14:13
  Mônica eu acabei de ouvir o vídeo do "Divaldo Franco e os Pretos velhos" gostei, é muito edificante, nos transmite  paz e aprendizagem. Concordo, que é sim, interessante para análise do pensamento dos formadores de opinião da atualidade sobre o assunto.



Título: Re: PRETOS VELHOS, ÍNDIOS E CABOCLOS
Enviado por: Monica SF em 29 de Setembro de 2010, 14:22

Adoro a sabedoria dos Espíritos que se apresentam como Pais Velhos e não me importa nadica de nada se eles foram escravos ou faraós... Tenho o trabalho dos Exus como de importância ímpar na administração das mazelas comuns do dia-a-dia dos homens em geral (falo dos Exus mesmo, aqueles que valem a denominação de operosos colaboradores de quem tem sobre eles legítima ascendência).


Parabéns!

Se o assunto dos pais velhos causa confusão, imagina discutir-se Exus!!!

"...Sem exu não se faz nada" (Música)
Título: Re: PRETOS VELHOS, ÍNDIOS E CABOCLOS
Enviado por: filhodobino em 29 de Setembro de 2010, 14:40
PRETOS VELHOS, ÍNDIOS E CABOCLOS

Praticamente nasci e cresci na casa espírita, onde, desde cedo percebi atitudes discriminatórias com relação aos chamados espíritos de índios, caboclos e pretos velhos. Vistos como “irmãos inferiores” dentro da escala evolutiva, ainda hoje, esses espíritos continuam a usar a “entrada de serviço” ao chegarem aos centros. A velha visão “eurocêntrica” tão comum aos europeus da época de Allan Kardec, continua a ser aceita sem restrições no meio espírita. E isso, porque nós espíritas alardeamos aos quatro cantos do mundo que o espiritismo é uma doutrina científica e progressista.

Moab José de Araújo e Sousa
Lar “Pouso da Esperança”
São Luiz, MA – julho de 2005.


Amada irmã, peço vênia para usar seu post e humildade e amor mostrar a nosso irmão a razão de sua e nossa saudade...

A Saudade Portuguesa segundo Teixeira de Pascoaes



A palavra Saudade é unica na nossa lingua e não tem paralelo ou equvalência em nenhuma noutra .

Porque será ?

Acompanhemos o pensamento de Teixeira de Pascoaes .


O Povo Portugues é um misto de raças ariana ( grego –romana , celtas ) e semita(judeus, arabes) e obtem uma identidade como Povo a partir desse mescla.

Da parte ariana tirámos a Forma , a realidade tangivel ,o Paganismo da natureza , da parte semita tirámos o ideal , o abstracto espirtual ,o sacrificio do individual ao espiritual .

Faz-se assim uma fusão de uma dualidade que antevê a harmonia dos opostos , do equilibrio entre o Bem e o Mal como vectores da mesma fonte energetica que precisam ser postos em ‘temperatura ‘, em equilibrio .

O Povo portugues é o unico onde o Bem e o Mal , Deus e o Demonio não são incompatives , sempre existiu uma ideia interior , talvez insconsciente para muitos , mas muito arreigada na maioria , que é preciso unir a dualidade dos opostos para obter progresso espiritual .

Daí se dizer :

Um chabo ao diabo ,sempre se deu...
ou
Contigo , Senhor Diabo , antes de bem que de mal ...

Portugal viveu muito anos com uma Religiosidade independente de Roma , apenas por motivaçoes politicas prestou obediência a Roma e conseguiu fazer uma mistura das suas crenças antigas com as do cristianismo , daí as as festas populares até hoje onde se mistura e sempre se misturou a componente pagã com a componente cristã .
É complacente com a igreja oficial por conveniencia politica mas quando quer adorar a Deus vai directamente sem intermediarios como sempre fez .
A saudade , no mais alto sentido, significa a divina tendencia do povo portugues para Deus .

A saudade tem duas faces ,a do Desejo e a da Esperança , com as quais o povo deseja e tem esperança que o homem reconquiste o que a saudade esconde , o reconquistar da unidade Divina que o povo ‘sabe’ que existia outrora e onde ele era Um com Deus no Paraiso celeste mas que agora está ‘encoberto’ pela bruma da ignorancia e da materia , e disso o povo tem Saudade .

Este sentimento saudoso deriva do nosso Idealismo , que considera a vida do Espirito como a libertação da matéria .

O povo sabe que existe uma vida do Espirito para além da materia e por isso tem Saudade .

A materia existe , mas só o Espirito vive .

O povo sabe que é preciso unir esta dualidade , materia e Espirito , para trasmutar o demoniaco em divino e a criatura animal em criatura espiritual . O Espirito é o fim divino da materia .

Temos uma especie de ‘alma saudosa’ que sempre esteve presente no povo portugues.

O povo tem ‘saudade ‘ de Deus , uma saudade que configura ‘saber ‘ que existe algo mais a um nivel espiritual que foi esquecido, ignorado e que é preciso Reconquistar .
O homem portugues , em virtude do poder da Saudade, formada pela Lembrança , pelo Desejo e pela Esperança , eleva-se da propria miséria e contingência à contemplação do Reino Espiritual , do seu Graal , de onde tem a Lembrança de ter estado , pela força do Desejo e da Esperança de lá regressar .
Vemos Deus pelos olhos da Saudade e a sua figura por nós reconstruida é integrada em nós , passando a participar conosco numa cooperação universal .

Na escada de dois sentidos , assim como o homem olha para o Ceu com o Desejo e a Saudade assim também Deus teve a Lembrança do homem , feito á sua imagem , e se humanizou em Cristo para o salvar.
Publicada por Cristiano em 6/20/2010 01:24:00 PM 0 comentários 
Hiperligações para esta mensagem
Etiquetas: Saudade Portuguesa é Saudade de Deus ?
Mensagens mais recentes Mensagens antigas Página inicial


Percebes Irmão?
A razão da saudade?
É que colocamos e colocastes a letra onde o doce fenômeno curava, aliviava o sofrimento alheio pelo fenômeno do amor ao próximo e o quisestes como ainda o querem os ortodoxos, somente para seu deleite pessoal...
Então o fenômeno cessa e fica somente a ilusão doce das lembranças, mas inútil, posto que o Cristo ensinou, o talento não é para ser enterrado, é para ser multiplicado e transformado em fecundo e fraterno remedio, esperança , e renovar de energia ...
A letra mostra que teo-lo-gia, apaga no ser o que a teo-fa-nia, faz viver.

Repare ainda irmão no paradoxo:
O remedio para tuas saudades, vem da mais portuguesa das capitais brasileiras...
Saúde e Paz!
Título: Re: PRETOS VELHOS, ÍNDIOS E CABOCLOS
Enviado por: Mourarego em 29 de Setembro de 2010, 16:44
"Elas[os pretos velhos e as outras entidades] são próprias deste mundo bem denso, e atendem ao contingente que está mais afeito as suas vibrações.
Enquanto os Espíritos que trabalham na doutrina fazem seu trabalho em outra vibração mas sutil e dentro do espectro da cognição mais apurada."

Bem, e pelo fato dos "espíritos da doutrina" trabalharem em outra vibração (mais sutil) devem ser brancos com os olhos azuis, correto?! Afinal de connta por serem negros e cablocos as outras entidades só podem lidar com a parte densa do mundo espíritual.

Pobre de nós que ainda nos prendemos ao exterior e levamos para o "outro lado" todos nosso preconceitos raciais e religiosos. E ainda nos chamamos de espíritas?! (risos)

quem está falando em olhos e cores é você Loan, não eu.
Cada falange na Umbanda toma um nome específico e ai teríamos muitas delas, e em referência esta, a dos Pretos Velhos.
Eles estão ligados a força da Mata, que segundo a ritualistica da umbanda perfaz um dos 4 elementos de força no Universo.
Isso não quer dizer que sejam todos os Espíritos ali, desencarnações de pessoas negras.
Dai já começa o seu erro.
doutra feita, no Espiritismo os Espíritos que ali aportam também não são todos loiros, aliás nem loiros nem morenos, já que Espíritos não têm corpos físicos e por isso mesmo a cor não lhe é dada. São seres, por assim dizer vaporosos em função do perispírito que os envolve. Simples não?
Abraços,
Moura
Título: Re: PRETOS VELHOS, ÍNDIOS E CABOCLOS
Enviado por: Viana em 07 de Outubro de 2010, 20:42
 :)
Olá garotas e garotos!
Com vossa permissão, eu gostaria de compartilhar convosco...
Saibam que por 42 anos fui crente evangélico, nos quais fui até pastor.
Porém no ano 2000, comecei a pesquisar na internet, e acabei por descobrir muitas falcatruas, sobre a bíblia e o deus bíblico.
Foi quando me decepcionei me desgostei, e acabei por não mais acreditar em coisa nenhuma.
Mas como eu nasci em um lar Umbandista, aonde permaneci até os meus 16 anos de idade; daí comecei a lembrar que minha avó, que me batizou com o nome do seu orixá favorito (Jorge)... Decidi então dar uma observada na Umbanda, foi quando obtive muitas respostas e soluções para vários problemas, enquanto que nos 42 anos de crente evangélico, eu jamais obtive estes resultados.
Eu hoje já estou na corrente na Umbanda, começando a incorporar (acho que um Ogum).
Daí eu gostaria que alguém aqui no fórum, que tenha um bom conhecimento de Umbanda, me desse o seu parecer sobre a Umbanda, e quanto essa minha decisão.

Grato
No aguardo

Viana
Título: Re: PRETOS VELHOS, ÍNDIOS E CABOCLOS
Enviado por: adri santos em 17 de Outubro de 2010, 16:19
minha irmã, olha só a importancia do que você mesmo diz
eles não vão continuar pretos velhos para sempre
porem essa roupagem que eles usam tem muito a
nos ensinar...

Quantos irmãos estão estagnados e escravisados
 em seus proprios pensamentos e culpas, não
conseguem seguir adiante, passam encarnaçôes após encarnaçôes
na mesmice e não conseguem seguir adiante...
como ele vai contar a um doutor ou mesmo um palestrante
bem vestido, senhor de si, seus defeitos suas culpas e erros,
este irmão muito provavelmente vai encontra maior afinidade
com um velho que não sabe falar direito, que é escravo,e que
ali encontra maior sintonia para receber o primeiro auxilio.

Estes pretos velhos, vem ensinar contam relatos de suas vidas
com esperança de plantar pelo menos um pensamento de mudança
no coraçâo daqueles que já não vêm um amanhã...

A cada um de nós é dado o aconselhamento conforme a necessidade, 
se for uma freira no centro espirita, ou mesmo uma preta velha na umbanda...