Forum Espirita

CONVÍVIO => Off-topic => Espiritualismo => Tópico iniciado por: HelenaBeatriz em 02 de Fevereiro de 2011, 13:43

Título: Jesus comia carne... Buda não...
Enviado por: HelenaBeatriz em 02 de Fevereiro de 2011, 13:43
   Este texto mostra outra opinião, evitando assim a radicalização.
 Tanto Buda como Jesus são considerados avatares. Um comia carne (embora exista uma corrente contra, alegando que houve erro na tradução da palavra hebraica "fishweed", um tipo de alga marinha largamente consumida no Oriente Médio.   Se foi mal traduzida ou não, não sabemos, há controvérsias. http://www.jesusveg.com/), o outro, Buda, segundo nos consta, não.

E JESUS COMIA CARNE... BUDA, NÃO.
por M. Nilsa Alarcon e J. C. Alarcon -

Você não come carne? Pode radicalizar mas, por favor, não na hora de abordar a quem come carne. Desse modo, ninguém precisará se sentir desconfortável com a nossa proximidade... “Ih, lá vem aquele chato. Vou dar no pé, antes que ele me pegue com aquelas conversas!”

Tudo o que sabemos sobre nutrição deve servir para nos ajudar e aos outros, sem esquecer: povo carnívoro gera santo carnívoro; mas há povo que respeita minhoca e vaca religiosamente, a gerar santos vegetarianos. Uma questão de consciência ou de crença? Fiquemos com a consciência.

Uma pessoa pode trabalhar na construção da consciência sobre os benefícios da alimentação viva (crua), de modo que as demais se sintam compreendidas em sua idiossincrasia. Na convivência mais próxima demonstremos que não estamos exclusos do mundo. Compartilhar a experiência da vida não significa adotar e endossar o que já sabemos que faz mal - cada um segundo a sua genética - pois nem todos os organismos reagem da mesma forma a uma dieta. Saibamos nos valer da moderação em tudo. Esse procedimento nunca afastará as pessoas, nem produziremos desafetos. Muitas vezes, regrar a alimentação significa excluir-se de muitos eventos: "Ah, eu não vou nessa festa... Lá não tem nada que eu possa comer!" A pessoa sofre restrição forçada por causa de diabetes e outras disfunções. Mas, há quem alega razões de consciência ou outros motivos.

Aprendi com um mestre: Por consciência, quando entrar em trabalho de cura, adote a alimentação vegetariana, mas não faça discurso sobre o assunto. Não a vincule com Deus ou o diabo, porque isso afasta as pessoas. A consciência sobre nutrição biológica precisa ser compatível com a consciência sobre nutrição emocional, mental e espiritual, porque tudo é nutrição energética, em diferentes níveis. Aquele que se abstém igualmente da carne sensorial, associada à preguiça de se movimentar, entende que o prazer resultante das endorfinas está na dor da musculatura trabalhada, portanto, não trabalhe apenas os músculos mentais; trabalhe também os da carne. A dor do exercício muscular é um fogo que queima as toxinas. Enquanto dói, não existe prazer. Depois, o prazer natural vem na forma de conforto e entusiasmo. Não queira somente o jejum e a abstinência de carne, sal, açúcar, farinha branca e gordura animal; queira a moderação e nenhuma alienação; nenhuma imagem que induza as pessoas a se sentirem nas garras do diabo. Em vez disso, frugalidade e temperança, corretas desintoxicações... E enfatizo: cumprir a lei do movimento porque auxilia na queima dos venenos.

Venenos? Existem até nos vegetais. A soja, por exemplo: não está em seus planos evolutivos ser devorada. O espírito inteligente da "entealidade" da soja se defende assim: produz o "fitato". Também é assim com o trigo. Ele fabrica o glúten que, com o tempo de consumo, impermeabiliza as paredes do intestino de modo que a pessoa não consiga mais absorver nutrientes vitais. O mundo vegetal dá o seu troco. Defesa é uma resposta natural de todo ser vivo.

Um produto para ser natural precisa ser orgânico e sem agrotóxicos, conservantes, corantes, acidulantes e emulsificantes perigosos. Alimento orgânico não é abundante e acessível em todos os lugares. Mesmo o produto orgânico tem as suas enzimas de defesa, tóxicas para o ser humano.

Na área de nutrição, a realidade da situação física, afetiva, espiritual e financeira de uma pessoa pode negar e levar ao fracasso o discurso do intelecto mais afiado. Por essa razão, se alguém falar do Senhor, de satã e de pecado, olhemos para a saúde total de quem fala, olhemos para a gula e o pouco trabalho que a pessoa dá para os músculos físicos e neuronais. Se isto ocorrer, não falemos e nem escutemos, porque o tempo é precioso para falar e ouvir bobagens. Bobagem é o que pode nascer de uma teoria, cuja prática só observa o detalhe que está no foco, a ignorar toda a imensa teia de detalhes que fazem parte da totalidade.

Que mestre me transmitiu essa mensagem? A mestra experiência própria na faculdade da vida. Essa mestra, tive que engolir quieta. Jovem e voluntariosa, apreciava falar sem papas na língua. Então, não comia uma lista considerável de produtos e desafiava as pessoas com argumentos incendiários. Elas ficavam, com justa razão, enfezadas comigo e eu ainda rebatia: "Você se enfezou porque as fezes paradas do seu intestino subiram para a cabeça, ou seja, você tem fezes na cabeça e não enxerga que se mata e atrai os males. Ainda tem coragem de reclamar e pedir ajuda... Vê se não aluga o meu tempo, que eu tenho mais o que fazer... Você só fala, mas não age.”

No entanto, fui anêmica e padeci de enxaqueca. Como isto podia acontecer se eu fazia tudo "certinho"? Era nesse ponto que a mestra me pegava, retificava e eu não tinha saída. A dor era um contra-senso diante do meu discurso e algo dentro de mim foi se transmutando. Quando transmutei o excesso de "rigidez e de dona-da-verdade", me apazigüei. Curei-me também dos males que me atormentavam e negavam a minha ventosa sabedoria. Parei de desafiar meus instrutores de vida. Eu não tinha mais que incomodar as pessoas com os meus conceitos e crenças. Elas podiam me achar arrogante, antipática, alienada e se tornavam desafetos ou indiferentes. Eu não entendia a razão de querer o bem delas e receber o contrário. Tenho essa mestra em tempo contínuo; nunca me abandona. Ela não deu moleza ao meu ego em muitos sentidos. Atraí os desafetos para o círculo estreito da arena psicológica dos egos que me perseguiram duramente e me isolei do mundo, por sete anos numa mata, em meditação.

Nunca desisti de compreender o ego que mora dentro da gente, a mostrar visões de ilusão e alienação mental, como se fossem verdades supremas. Fez-me ver uma ilusão que já tem cena definida para o último capítulo da matéria: defunto, velório, caixão e cemitério, independente da higiene física e mental, independente de qualquer dieta.

Eu me importo, sim, com a qualidade de vida física e espiritual de todas as pessoas que me procuram, em busca de soluções e autoconhecimento. Faço isto na medida em que não se transforme em obsessão, pois o ego pode transformar quase tudo em obsessão, fanatismo e religião, inclusive a alimentação.

A conjuntura da nutrição não está somente na carne, mas também no tipo de pensamento e de sentimento que se nutre. A carne é um detalhe, como tantos outros e um detalhe afeta todo o resto. Inclusive, quando arrastamos para a carne a crença de “pecaminosa” e “diabo”. Pois, “diabo” é a falta de consciência, mas também a dependência da cadaverina e o uso abusivo de “g.a.s.” (gordura, açúcar e sal).

Despertar a consciência para um ponto – a carne – não significa que despertamos a consciência para diversos outros pontos. A vida é um conjunto de detalhes. Evidenciar um e ignorar tantos outros, não nos faz nem mais santos e nem mais sábios e, tantas vezes, nem mais saudáveis. Jesus comia carne e Buda não. Ambos faziam jejuns. Será que o santo que comia carne era menor do que o santo vegetariano? O que importa é aprender a ouvir o próprio corpo. Que cada um ouça o seu, sem arrastar Deus ou o diabo para qualquer justificativa.
Título: Re: Jesus comia carne... Buda não...
Enviado por: Mourarego em 02 de Fevereiro de 2011, 14:50
Apenas para apreciação:

(II Crônicas 35,13)
Depois assavam o cordeiro pascal ao fogo, de acordo com a prescrição. As oferendas votivas eram, ao invés, cozinhadas em caldeirões, panelas e travessas e levadas imediatamente para todo o povo.

|[Leia o capítulo]
(São Mateus 26,18)
Jesus respondeu: “Ide à cidade, procurai certo homem e dizei-lhe: ‘O Mestre manda dizer: o meu tempo está próximo, vou celebrar a ceia pascal em tua casa, junto com meus discípulos’”.

|[Leia o capítulo]
(São Mateus 26,19)
Os discípulos fizeram como Jesus mandou e prepararam a ceia pascal.

|[Leia o capítulo]
(São Marcos 14,12)
No primeiro dia dos Pães sem fermento, quando se sacrificava o cordeiro pascal, os discípulos perguntaram a Jesus: “Onde queres que façamos os preparativos para comeres a páscoa?”

|[Leia o capítulo]
(São Marcos 14,14)
e dizei ao dono da casa em que ele entrar: ‘O Mestre manda perguntar: Onde está a sala em que posso comer a ceia pascal com os meus discípulos? ’

|[Leia o capítulo]
(São Marcos 14,16)
Os discípulos saíram e foram à cidade. Encontraram tudo como ele tinha dito e prepararam a ceia pascal.

|[Leia o capítulo]
(São Lucas 22,7)
Chegou o dia dos Pães sem fermento, quando se devia sacrificar o cordeiro pascal.

|[Leia o capítulo]
(São Lucas 22,8)
Jesus mandou Pedro e João, dizendo: “Ide fazer os preparativos para comermos a ceia pascal”.

|[Leia o capítulo]
(São Lucas 22,11)
e dizei ao dono da casa: “O Mestre manda perguntar: ‘Onde está a sala em que poderei comer a ceia pascal com os meus discípulos? ’

|[Leia o capítulo]
(São Lucas 22,13)
Eles foram, encontraram tudo como Jesus tinha dito e prepararam a ceia pascal.

Abraços,
Moura
Título: Re: Jesus comia carne... Buda não...
Enviado por: hcancela em 02 de Fevereiro de 2011, 21:45
Olá amigos(as)


No meio de tantos tópicos e debates sobre se deve comer carne ou ser vegetariano, ficou em minha mente apenas uma coisinha do texto anterior.... ;) ;) ;) ;)


Despertar a consciência para um ponto – a carne – não significa que despertamos a consciência para diversos outros pontos. A vida é um conjunto de detalhes. Evidenciar um e ignorar tantos outros, não nos faz nem mais santos e nem mais sábios e, tantas vezes, nem mais saudáveis. Jesus comia carne e Buda não. Ambos faziam jejuns. Será que o santo que comia carne era menor do que o santo vegetariano? O que importa é aprender a ouvir o próprio corpo. Que cada um ouça o seu, sem arrastar Deus ou o diabo para qualquer justificativa.

Ler mais: http://www.forumespirita.net/fe/outras-doutrinas-espiritualistas/jesus-comia-carne-buda-nao/#ixzz1CqABu5Ww

Beijão para vós ,tá. :-* :-* :-* :-* :-* :-*

Saudações fraternas
Título: Re: Jesus comia carne... Buda não...
Enviado por: MarcoALSilva em 03 de Fevereiro de 2011, 00:00

Jesus comia carne porque era hebreu. Sidarta não a comia porque era indiano.

Isso é tudo...

A cultura em que viveram quando encarnados, por óbvio, amoldou-lhes os hábitos, independentemente da estatura de Suas Almas.
Título: Re: Jesus comia carne... Buda não...
Enviado por: Mariskos em 03 de Fevereiro de 2011, 12:01
Mais uma vez digo que não quero criar polêmicas em comer carne ou não, Jesus não colocou em seus mandamentos a proibição do que comer, mas eu fico mais uma vez com as psicografias de Diamantino Coelho Fernandes, Quem procurou ler "Jesus por Ele mesmo?" podemos discutir eternamente a veracidade do livro, os livros de São Tomé, Paulo de Tarso, Santa Maria, todos livros polêmicos que a leitura faz com que duvidamos do seu conteúdo, como se escrito fosse por um lunático, tudo por vai contra as conveniências humanas e nos mostram uma outra realidade. Religião? Não deveria existir porque foram instituidas pelos homens, pelas más interpretações e vejam só que um só Deus causou tantas discrepâncias. Desafio alguém conseguir provar atravéz de uma seção espírita que alguma entidade confirme que Jesus comia carne, pois por enquanto fico com Diamantino. Acredito piamente que quando estava enfermo e em minhas meditações, uma entidade me disse que para ficar curado daquele mal deveria me abster da carne sanguínea porque Jesus não comia carne, fiz o que me mandaram e me livrei de mal que me acompanhou por 25 anos. Isto é só um depoimento, não quero de forma nenhuma dizer para que parem de saborear uma bela picanha. Abraços, Mariskos.
Título: Re: Jesus comia carne... Buda não...
Enviado por: season em 03 de Fevereiro de 2011, 15:51
Bem, há uma expressão que diz: "O problema não é o que entra pela boca, mas o que sai dela!"
Kardec, no Livro dos Espíritos faz estas perguntas e obtém estas respostas:

722. A abstenção de certos alimentos, prescrita entre diversos povos, funda-se na razão?

       — Tudo aquilo de que o homem se possa alimentar, sem prejuízo para a sua saúde, é permitido. Mas os legisladores puderam interditar alguns alimentos com uma finalidade útil. E para dar maior crédito às suas leis apresentaram-nas como provindas de Deus.

       723. A alimentação animal, para o homem, é contrária à lei natural?

       — Na vossa constituição física, a carne nutre a carne, pois do contrário o homem perece. A lei de conservação impõe ao homem o dever de conservar as suas energias e a sua saúde para poder cumprir a lei do trabalho. Ele deve alimentar-se, portanto, segundo o exige a sua organização.

       724. A abstenção de alimentos animais ou outros, como expiação é  meritória?                                                             

       — Sim, se o homem se priva em favor dos outros, pois Deus não pode ver mortificação quando não há privação séria e útil. Eis porque dizemos que os que só se privam em aparência são hipócritas. (Ver item 720.)

       725. Que pensar das mutilações praticadas no corpo do homem ou dos animais?

      — A que vem semelhante pergunta? Perguntai sempre se uma coisa é útil. O que é inútil não pode ser agradável a Deus e o que é prejudicial lhe é sempre desagradável. Porque, ficai sabendo, Deus só é sensível aos sentimentos que elevam a alma para ele, e é praticando as suas leis, em vez de violá-las, que podereis sacudir o jugo de vossa matéria terrena.

Melhor do que isto, impossível!
Abraços
Título: Re: Jesus comia carne... Buda não...
Enviado por: Mariskos em 03 de Fevereiro de 2011, 18:56
Tanto Jesus já sabia como os médicos estão descobrindo agora, o câncer é derivado da carne sanguínea, principalmente as mal passada, prestem atenção, todos os orgãos internos dos animais herbívoros e carnívoros, são indênticos aos dos seres humanos, tudo é igual, o sexo, a procriação e o nascimento, tem úreros, vaginas, pênis, pulmões, coração, estomagos, vesículas, sentem dores, tem sentimentos, gostam de carinhos e os homens procuram se alimentar dos que são simplesmente herbívoros, mesmo sabendo que estes animais constituem famílias. Só  excluem os animais carnívoros para comer, mas os matam mesmo assim. Esquecem que a verdadeira saúde vem da alimentação de frutas e legumes e originários que somos dos macacos, os símios nos ensinam qual é a nossa verdadeira alimentação, a medicina já sabe o que é o melhor na nossa alimentação para se evitar doenças como o câncer. O nosso intestino é igual o do macaco, feito para digerir folhas, raízes, frutas e legumes. As carnes levam até cinco dias parada e inflando nos intestinos provocando o volume da barriga, excesso de peso e entupindo artérias. E como Jesus sabia disso, era impossível convencer os hebreus e judeus a não conssumir carnes, mas aprenderam a retirar todo o sangue das carnes, pois Jesus dizia que o sangue era o mais maléfico para a saúde, e até hoje o sangue é totalmente retirado dos animais com um ritual pelos judeus e muçulmanos. Abraços, Mariskos.
Título: Re: Jesus comia carne... Buda não...
Enviado por: Victor Passos em 03 de Fevereiro de 2011, 19:25
Ola muita paz e harmonia
Bons Amigos

Mahatma Gandhi afirmava que a grandeza de uma nação e seu progresso moral pode
ser julgado pelo modo como seus animais são tratados.

E qual seria, portanto, a maneira correta de tratar os animais na visão Espírita? O vegetarianismo seria a postura adequada? O espiritismo é a favor da abolição de práticas intensivas utilizadas pela indústria de produção animal? E quanto aos animais de companhia, é certo criá-los ao nosso redor?
A resposta espírita para a postura correta com os animais, quer seja de produção ou de
companhia ou na própria natureza, inicia-se pela compreensão evolutiva do próprio ser
humano. Kardec explica que entre os seres inferiores da criação não existe ainda o senso
moral e, portanto, o instinto ainda impera. Dessa forma, a luta entre os seres ocorrem para
suprimento de uma satisfação material, que na maior parte das vezes é a da alimentação.

No início da fase hominal:

(...) O instinto animal e o sentimento moral se contrabalançam, o homem
então luta, não mais para se nutrir, mas para satisfazer sua ambição, seu
orgulho, a necessidade de dominar; para isso, ainda lhe é necessário destruir.
Porém, à medida que o senso moral predomina, a sensibilidade se desenvolve,
a necessidade da destruição diminui; termina mesmo por se extinguir e por
tornar-se odiosa; então, o homem passa a ter horror ao sangue.
Entretanto, a luta é sempre necessária ao desenvolvimento do Espírito, pois,
mesmo chegado a este ponto que nos parece culminante, está longe de ser
perfeito; não é senão à custa de sua actividade que ele adquire conhecimentos,
experiência e que se despoja dos derradeiros vestígios da animalidade; mas a
partir desse momento, a luta, que era sangrenta e brutal, torna-se puramente
intelectual; o homem luta contra as dificuldades e não mais contra seus semelhantes (KARDEC, 2003, p.72).
A relação adequada entre os homens com os outros seres vivos depende, portanto, do
grau de adiantamento do indivíduo ou de uma coletividade. Em relação à condição atual da
humanidade, Kardec (1995, p.348) afirma que “Tal direito se acha regulado pela
necessidade, que ele tem, de prover ao seu sustento e à sua segurança. O abuso jamais
constitui direito”. Os limites das necessidades do homem, segundo a visão espírita, se
ultrapassadas, constituirão uma violação à lei de Deus, ou seja, abuso da liberdade
direcionada aos maus instintos. Dessa forma, de acordo com os princípios espíritas, o ato de alimentar-se de carne animal e/ou criá-lo de outra forma que possa efetivar a sua segurança é uma condição que ainda é necessária a sobrevivência do homem. No entanto, deve atentar-se à esta relação, pois segundo o espiritismo “a Natureza lhe traçou o limite das necessidades; porém, os vícios lhe alteraram a constituição e lhe criaram necessidades que não são reais. (KARDEC, 1995, p.342)”.

Abraço
Victor Passos
Título: Re: Jesus comia carne... Buda não...
Enviado por: Mourarego em 03 de Fevereiro de 2011, 19:33
Toda a questão é respondida com uma só palavra, Abuso.
Por abuso se deve entender "excesso".
Mandou bem mano Victor.
Abração,
Moura
Título: Re: Jesus comia carne... Buda não...
Enviado por: Mariskos em 03 de Fevereiro de 2011, 20:53
Também faz parte do contexto Victor Passos, quando nos adiantarmos mais em nossa evolução teremos ojeriza da carne, tudo que se discute neste tópico é para se conscientizar, por isso ninguém pode impor condições sobre seus costumes e vontades, pois ainda há um longo caminho a percorrer e neste caminho quem está na frente não pode se fazer ouvir com que está nas últimas fileiras, bem atrás.
Abraços, Mariskos.
Título: Re: Jesus comia carne... Buda não...
Enviado por: peace soldier em 03 de Fevereiro de 2011, 23:24
Jesus não ninguém menos que Buda. ambors são o mesmo espírito em encarnações e roupagens diferents. A propósito, Jesus encarnou oito vezes neste planeta de dor e expiação, sempre a pregar e exemplificar os valores do espírito.
Título: Re: Jesus comia carne... Buda não...
Enviado por: Mourarego em 04 de Fevereiro de 2011, 10:53
Mariskos,
há um interessante e elucidativo texto em OLE que diz que esta evolução não se dará aqui na terra.
Logo, o progresso do qual você fala,se originará não em nosso planeta.
Aqui se come porque se gosta do sabor, e não se come em decorrência de muitas causas a primeira, incompatibilidade para com a carne, mas nenhuma dessas causas exprime progresso moral.
Jesus também nos alertou sobre isso quando disse: O que nasce da carne é carne, mas o que provém do Espírito é Espírito.
Ele nesta frase, demonstra bem que a carne e o Espírito estão divorciados entre si, pois a carne    só fica mais sutil diante do progresso que o Espírito haja alcançado, e não o contrário.
Abraços,
Moura

Também faz parte do contexto Victor Passos, quando nos adiantarmos mais em nossa evolução teremos ojeriza da carne, tudo que se discute neste tópico é para se conscientizar, por isso ninguém pode impor condições sobre seus costumes e vontades, pois ainda há um longo caminho a percorrer e neste caminho quem está na frente não pode se fazer ouvir com que está nas últimas fileiras, bem atrás.
Abraços, Mariskos.
Título: Re: Jesus comia carne... Buda não...
Enviado por: Victor Passos em 04 de Fevereiro de 2011, 11:00
Ola muita paz e harmonia
Bom Amigo Mariskos

   Na realidade, nós ainda haveremos e sem queremos impor nenhuma alocuçaõ, a esse tipo de alimentação animal, é uma realidade, porém em situação alguma tal como diz poderemos impor nada a ninguém , bem como ninguém o poderá fazer a si próprio.
Será sempre uma questão de consciência, mas no uso do livre-arbitrio de cada um. Você não vê o espiritismo a condenar o vegetarianismo, e também na alimentação oa Filosofia não defende excessos , porque é neles que recai o abuso...
  Tudo deve ser feito em consciência, mas que não torne vulneravel o corpo, porque ele é apenas um emprestimo, que servirá interessantemente a cadeia alimentar nos seus despojos da terra, portanto não existe sonegar da virtualidade, mas um uso protecional das energias que são necessárias para o corpo.
 Acredito que num futuro com a evolução natural das estâncias da vida e nos seus estagios a própria alimentação deixe de ser problema...mas até lá temos sempre e com todo respeito seguir os valores a que nos prestamos pela inferioridade do nosso corpo.
Amigo deixo aqui este video de Francisco Xavier , vejam o que diz com atenção..
Em tudo tem que haver equilibrio.

abraço fraterno

Chico Xavier - Alimentação Carnívora - Pinga-Fogo (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PUZQZ2dXcHlzM0NJIw==)

Muita paz

Victor Passos
Título: Re: Jesus comia carne... Buda não...
Enviado por: Mariskos em 04 de Fevereiro de 2011, 13:00
Olá caro amigo Victor Passos, vamos tentar nos colocar em um nível mais elevado de entendimento, eu já havia assistido este vídeo e que Chico em sua posição espiritual nunca se envolveria em polêmicas, com Jesus também, mas para um bom entendedor a resposta dele é para se analizar profundamente, a resposta dele foi para pessoas totalmente ignorântes na causa espiritual, da mesma forma que eu disse, nós ainda estamos nas últimas fileiras do desenvolvimento espiritual, é natural que eu também não tenho interesse de criar polêmicas, eu acho que estou escrevendo as minhas opinões para quem já está se preparando para a evolução espíritual, para um adiantamento em estudos espíritas, para as pessoas que já conseguiram a reforma íntima, que estão na prática da reforma íntima, para aquelas que não se subjulgam mais aos baixos instintos e aos vicios que dominam e as derrotam, para as que conseguem amar as pessoas como a elas mesmas, que conseguem fugir das vicissitudes da vida desregrada dos ignorantes, para os que já dominam o orgulho e as vaidades, para as que são  humildes diantes de pessoas necessitadas, que em silêncio oram pelos aflitos, que dão esmolas com a mão direita sem que a esquerda perceba, que entenda as entre linhas deixadas por Jesus e Chico Xavier e não para pessoas que são totalmente ignorântes no assunto e que vivem só para sí. As catástrofes recentes nada são mais do que recados de Deus para que as pessoas se unam para a prática da caridade, para que tenham a oportunidade de ser solidários para com o próximo, como vimos os esforços sobre humano para se salvar vidas e exemplos de que Deus estava presente salvando vidas na impossibilidade das condições. E muitas outras ainda virão para quebrar o orgulho dos que se acham donos do mundo e superior ao próximo. A alimentação pela carne ainda está mostrando como estamos atrasados nesta evolução, como as doenças avançam por esta prática, quantas pessoas infartadas por dia, quantas tromboses, quantos doentes renais, quantos canceres surgem a cada dia. O dia chegará em nem lembraremos o quanto subdesenvolvidos fomos. Abraços,
Mariskos.
Título: Re: Jesus comia carne... Buda não...
Enviado por: Goedert em 07 de Outubro de 2011, 12:47
O Tathagatha (Buda) não recusava comida oferecida pelos leigos. Se a carne estivesse pura nas três formas, ele a tomaria como alimento. Pode-se afirmar que Buda comia carne.
Título: Re: Jesus comia carne... Buda não...
Enviado por: maria.ma@ em 07 de Outubro de 2011, 14:34
Para Cristo, Buda ou outro qualquer ser consciente da sua real natureza é irrelevante a discussão do tópico.
Título: Re: Jesus comia carne... Buda não...
Enviado por: HelenaBeatriz em 07 de Outubro de 2011, 16:44
Queridos amigos
O tópico foi aberto com a intenção sutil (talvez nem tanto) de mostrar como 2 avatares - aparentemente, pelo menos - tinham dietas diferentes.

E acredito, honestamente, que o mais importante seja aquilo que trazemos na alma (coração?), o que passamos uns aos outros na nossa convivência diária....
As nossas boas obras, aquelas do cotidiano, falam muito sobre quem já somos, assim como nossas escorregadelas falam muito...do que ainda somos.
 O exemplo de amor e doação de ambos foi luz para o mundo: Jesus foi um Buda, como Buda foi um Cristo.
Um sorriso sincero ou uma palavra que reerga e até mesmo alavanque um irmão perdido em si mesmo, também é um pouquinho de luz.

Um dia não mais comeremos carne, os animais ocuparão um degrau acima, a vida vai ser muito mais feliz para todos... O futuro está chegando.
 A humanidade felizmente não retrograda, os espíritos da codificação nos asseguraram.

Um ótimo fim de semana para todos.
Com carinho,
Helena
Título: Re: Jesus comia carne... Buda não...
Enviado por: Goedert em 09 de Outubro de 2011, 13:02
Para Cristo, Buda ou outro qualquer ser consciente da sua real natureza é irrelevante a discussão do tópico.

maria.ma@,

Para o Buda não era, tanto que observar sertos preceitos ao receberem uma oferenda com carne.
Título: Re: Jesus comia carne... Buda não...
Enviado por: Anton Kiudero em 09 de Outubro de 2011, 14:23
Toda a questão é respondida com uma só palavra, Abuso.
Por abuso se deve entender "excesso".

Realmente, o amigo colocou diversas citações do evangelho onde aparece o alimento carnivoro. Mas apenas se refere ao 'cordeiro pascal' ou seja, uma unica vez por ano e trata-se de um pequeno naco. Quase simbólico. O que é bem diferfente de consumir-se carne em quantidades industriais diariamente durante a semana e apreciar um fumegante churrasco aos fins de semana. Isto é abuso....

Título: Re: Jesus comia carne... Buda não...
Enviado por: Mourarego em 09 de Outubro de 2011, 14:34
Amigo Anton:
"O cordeiro é o símbolo mais antigo da Páscoa.
A festa cristã da Páscoa tem origem na festa judaica, que é conhecida por Pessach, que em hebraico quer dizer passagem, referindo a passagem do anjo da morte. Têm contudo significados diferentes.

Enquanto para os cristãos representa a ressurreição de Cristo, para os judeus, descendentes dos hebreus, comemora a saída destes do Egipto, onde eram escravos.
Um anjo enviado por Deus feriu de morte todos os primogénitos egípcios. Assustado, o Faraó aceitou libertar o povo de Israel, o que levou ao Êxodo (Shemot).
Como recordação desta libertação e do castigo de Deus sobre o Faraó foi instituído, para todas as gerações, o sacrifício de Pessach. Desta comemoração judia faz parte a refeição, o seder, que inclui um cordeiro assado, pães ázimos, isto é, sem fermento, para lembrar a pressa com que abandonaram o Egipto e ervas amargas, como o rábano, como símbolo do sofrimento do povo no deserto."
Abração,
Moura

Toda a questão é respondida com uma só palavra, Abuso.
Por abuso se deve entender "excesso".

Realmente, o amigo colocou diversas citações do evangelho onde aparece o alimento carnivoro. Mas apenas se refere ao 'cordeiro pascal' ou seja, uma unica vez por ano e trata-se de um pequeno naco. Quase simbólico. O que é bem diferfente de consumir-se carne em quantidades industriais diariamente durante a semana e apreciar um fumegante churrasco aos fins de semana. Isto é abuso....


Título: Re: Jesus comia carne... Buda não...
Enviado por: Kazaoka em 09 de Outubro de 2011, 15:14
Nem todos Cristãos nutrem seus Espíritos com os ensinamentos de Jesus usando a mesma religião. Mas, buscam a mesma verdade que os conduzirão invariavelmente à felicidade. Assim ocorre com a alimentação da matéria. Não importa como ela ocorra ou do que se faça uso como alimento,  fonte de energia para suste-la no cumprimento de suas tarefas como instrumento de manifestação do Espírito que, este sim, é sustentado pelo alimento da moralidade Divina, seja ela cristã, budista ou representada por qualquer outro avatar com a missão de nos dar referências sobre nossas próprias imperfeições.
Buda era vegetariano e Hitler também.
Título: Re: Jesus comia carne... Buda não...
Enviado por: maria.ma@ em 09 de Outubro de 2011, 15:22
Para Cristo, Buda ou outro qualquer ser consciente da sua real natureza é irrelevante a discussão do tópico.

maria.ma@,

Para o Buda não era, tanto que observar sertos preceitos ao receberem uma oferenda com carne.

O Espíritos não comem, amigo Goedert, nem nada de material precisam projetar, e Buda foi um dos que primeiramente chegou a essa compreensão, a essa clareza.
Título: Re: Jesus comia carne... Buda não...
Enviado por: Mourarego em 09 de Outubro de 2011, 16:14
Tenho insistido para que não percamos o foco no que é o cento do tema que se debate. neste sentido deixo uma avaliação feita pelo rabi e legada aos discípulos em tom de ensino:

"Não é o que vos entrar boca a dentro o maior veneno.
Este está no oque dela sair, pois aquilo que vos sai da boca procede do coração".
Abraços,
Moura
Título: Re: Jesus comia carne... Buda não...
Enviado por: Goedert em 04 de Janeiro de 2012, 15:08
O pedantismo de alguns debatores é legendário. Suponho que seja pedantismo, pois caso contrario, existe um grave problema de alienação mental que deve ser tratado.

Onde os caríssimos tiraram a conclusão que Buda não comia carne?

Com a absoluta e inegável certeza, afirmo que não foi de fontes confiáveis e oficiais.

Indico a buscarem informação nesta bibliografia:
The Complete Book of Buddha's Lists -- Explained. David N. Snyder, Ph.D., 2006.
Armstrong, Karen. Buddha. (New York: Penguin Books, 2001).
Rahula, Walpola Ph.D. What the Buddha Taught. NY: Grove Press, 1959.
The Historical Buddha, H.W.Schumann, 1989.
The Life of Buddha according to the Pali Canon, Bhikkhu Nanamoli, Pariyatti, 2003.

http://www.dhammawiki.com/index.php?title=Diet_of_Buddha
Título: Re: Jesus comia carne... Buda não...
Enviado por: Filósofo em 04 de Janeiro de 2012, 17:30
Olá a todos;

Jesus comia carne; Buda não; e daí?! Não é o que entra, mas o que sai pela boca, o que faz imundo o homem; ensinou Jesus.


Cumprimentos.
Título: Re: Jesus comia carne... Buda não...
Enviado por: Carla Fabiane em 04 de Janeiro de 2012, 17:57
 ;D Olá a todos, assunto interessante e a esse tema como outros tão debatidos, só axiste uma palavra a ser dita: Amor.

Citar
Sidarta Gautama, o Buda, disse que devemos ter compaixão por todos os seres vivos. É necessário que caminhemos para uma evolução interior. Absortos em chips, botões, imagens tridimensionais e em DVD, LCD, HD vamos perdendo o nosso lado humano, ficando apenas o SER, individualizado, repleto de mordomias e, cada vez mais distanciado do se importar, do se engajar, do se socializar para que vendo tudo como uma unidade, possa efetivamente ter um comportamento planetário de inclusão, o que o mestre Jesus chamou de amor.

No Tópica abaixo tem uma cronica linda que aborda essa polêmica.

Clique aqui para ler mais: http://www.forumespirita.net/fe/outros-temas/caminhar-para-respeitar-a-vida-existente-em-todos-os-seres/#ixzz1iVruVSbj

Um abraço apertado a todos,
Carla.
Título: Re: Jesus comia carne... Buda não...
Enviado por: Mourarego em 04 de Janeiro de 2012, 19:04
Só relembrando: A única carne que Jesus não ingeria era a de porco.
Motivo: Jesus nasceu , viveu e morreu como um Judeu.
Abraços,
Moura
Título: Re: Jesus comia carne... Buda não...
Enviado por: Anton Kiudero em 04 de Janeiro de 2012, 20:05
Alguns dados sobre a alimentação há 2000 anos

Li em vários lugares a afirmação de que Jesus e todos à época comiam carne e isto me fez tentar compreender o assunto um pouco mais a fundo.

Sem dúvida que se comia carne à época. Mas que carne era esta e quando era ingerida? Para iniciar, não existiam na região amplas pastagens como as que conhecemos atualmente. E tambem não existiam geladeiras e frezers para guardar a carne por mais do que algumas horas após o abate do animal. E tampouco havia dinheiro disponivel para comprar carne todos os dias.

Na época, e isto perdura até hoje entre as tribos beduinas, o rebanho tinha alto valor e era um patrimonio que servia como moeda de troca. O valor do rebanho advinha de tres fontes: o trabalho de tração e carga (camelos e bois), o leite (bois e cabras) e a lã (cabras). E não se matava patrimonio para comer.

A alimentação carnivora era quase que um ritual realizado algumas vezes ao ano, na época das primicias, quando após o nascimento dos filhotes sacrificavam-se alguns animais adultos e alguns filhotes (sempre machos) para a alimentação da tribo.

A alimentação básica da região, era e sempre foi baseada em cereais, feijões, folhas, frutos, leite, yogurte, azeite e mel. Isto é o quadro global. A este quadro devemos acrescentar que os essenios, entre os quais, segundo alguns relatos, Jesus se criou, eram essencialmente vegetarianos.

Comprendida a questão da alimentação carnivora em seu aspecto quantitativo vamos tentar compreende-la em seu aspecto qualitativo.

A carne provinha sempre de animais criados livremente (a pasto), mortos de acordo com um ritual onde não havia sofrimento para o animal (se o animal sofresse, sua carne era considerada impropria para o consumo), desmembrada com acompanhamento de preçes e bençãos e consumidos imediatamente após. Isto me parece uma carne saudável, equivalente a caça. E como é a carne que podemos adquirir modernamente? É carne de animais doentes, alimentados artificialmente para acelerar o seu crescimento (nem tentem saber o que é dado como “ração”), mortos em meio a um tremendo stress, “desmontados” por operarios anonimos que estão lá para ganhar o seu salário e por fim congelados e armazenados com o auxilio de produtos quimicos.

Resumindo, não podemos comparar a alimentação carnivora de há 2000 anos com a alimentação carnivora atual. Nem em quantidade e nem em qualidade.



Título: Re: Jesus comia carne... Buda não...
Enviado por: Mourarego em 05 de Janeiro de 2012, 12:21
Não posso deixar de anotar certas verdades no teu texto mano Anton, contudo, falamos em carne a dois mil anos e em carne de agora e o que resultou?
Só falamos em carne... Se melhor ou pior antes ou agora, isso não faz deixar de ser carne.
O fato persiste, jesus também se alimentava de carne isso não mudou.
Abraços,
Moura
Título: Re: Jesus comia carne... Buda não...
Enviado por: maria.ma@ em 05 de Janeiro de 2012, 13:32
Destruição dos seres vivos uns pelos outros

Por meio do incessante espetáculo da destruição, ensina Deus aos homens o pouco caso que devem fazer do envoltório material e lhes suscita a idéia da vida espiritual, fazendo que a desejem como uma compensação.

No homem, há um período de transição em que ele mal se distingue do bruto. Nas primeiras idades, domina o instinto animal e a luta ainda tem por móvel a satisfação das necessidades materiais. Mais tarde, contrabalançam-se o instinto animal e o sentimento moral; luta então o homem, não mais para se alimentar, porém, para satisfazer à sua ambição, ao seu orgulho, à necessidade, que experimenta, de dominar. Para isso, ainda lhe é preciso destruir. Todavia, à medida que o senso moral prepondera, desenvolve-se a sensibilidade, diminui a necessidade de destruir, acaba mesmo por desaparecer, por se tornar odiosa. O homem ganha horror ao sangue.


A doutrina já diz isto há cento e cinquenta anos... Por quanto tempo mais se vai continuar a dizer que o mundo é assim e assado? Não falo da maioria da população...
Título: Re: Jesus comia carne... Buda não...
Enviado por: Mourarego em 05 de Janeiro de 2012, 13:45
(Doutrina) Lamennais, de modo responsável, deixou claro que a dieta vegetariana dependeria do aprimoramento espiritual da nossa Humanidade terrestre, o que ainda não ocorre. Daí adverte que “a natureza jamais age contra o bom senso, é impossível ao homem submeter-se impunemente a essas privações”. Por isso a questão 723 acima não condena o uso da carne. Sobre privações, a questão 724 do Livro dos Espíritos (3) recomenda:
 
(Doutrina) 724. Será meritório abster-se o homem da alimentação animal, ou de outra qualquer, por expiação?
“Sim, se praticar essa privação em benefício dos outros. Aos olhos de Deus, porém, só há mortificação, havendo privação séria e útil.

(Doutrina) Lamennais ainda disse que "Pode ser-se bom cristão e bom espírita e comer a seu gosto" sem esquecer que isso deve ser feito “desde que seja razoável”, isto é, sem exageros.

Raul Teixeira  assevera que, “É mais compreensível, e me parece mais lógico, que a pessoa coma no almoço o seu bife, se for o caso, ou tome seu cafezinho pela manhã, do que passar todo o dia atormentada pela vontade desses alimentos, sem conseguir retirar da cabeça o seu uso, deixando-se de concentrar-se na tarefa, em razão da ansiedade para chegar em casa, após a reunião, e comer ou beber aquilo de que tem vontade”.

(Doutrina ESE) Jesus em Mateus, Cap. 15 e vers. 11 disse que: "Não é o que entra pela boca que contamina o homem; mas o que sai da boca, isso é o que o contamina”.
Abraços,
Moura
Título: Re: Jesus comia carne... Buda não...
Enviado por: Mega em 05 de Janeiro de 2012, 13:50
Irmãos, havendo PI em toda a vida organica (ou não), para o meu entendimento, perfeitamente alojado dentro da minha pequenez, haveriamos de  ter cuidado tão somente com o excesso, que em seu todo, é nocivo, isso para não prejudicar a vida do corpo físico. Imagina, se não se comesse animais, o mundo não mais caberia a quantidade uma vez que estes, normalmente, tem vida longa e reproduzem bastante. Que é estranho é, comer aqueles que estão dando estágio a um futuro hominal sendo ele vegetal ou animal, porém já fomos comidos (enquanto PI) no passado e parece que tudo foi organizado para dar certo no final...ave, muito além do meu entender! Com relação a Jesus comer carne e Buda não, pode bem ser por motivos humanos, buda poderia ter intolerancia digestiva a carne, ou até mesmo não gostar, por que não? Vai saber.

Abraços Fraternos.
Título: Re: Jesus comia carne... Buda não...
Enviado por: maria.ma@ em 05 de Janeiro de 2012, 13:54
III - Ação dos fluidos na reencarnação

O Espírito tem seu livre arbítrio, e procura sempre o que lhe é agradável e o satisfaz. Se é um Espírito inferior e material, procura suas satisfações na materialidade, e então dará um impulso aos seus fluidos corpóreos que dominarão, mas tenderão sempre a crescer e a se elevar materialmente; portanto, as aspirações desse encarnado são materiais, e, retornado ao estado de Espírito, procurará uma nova encarnação onde satisfará as suas necessidades e seus desejos materiais; porque, notai bem, a aspiração corpórea não pode pedir, como realização, senão uma nova corporeidade, ao passo que a aspiração espiritual não se prende senão às sensações do Espírito. Ela será solicitada por seus fluidos que deixou se materializarem; e como no ato da reencarnação os fluidos agem para atrair o Espírito ao corpo que foi formado, houve, pois, atração e união dos fluidos, a reencarnação se opera em condições que darão satisfação às aspirações de sua existência precedente.

(Doutrina) Lamennais, de modo responsável, deixou claro que a dieta vegetariana dependeria do aprimoramento espiritual da nossa Humanidade terrestre, o que ainda não ocorre. Daí adverte que “a natureza jamais age contra o bom senso, é impossível ao homem submeter-se impunemente a essas privações”. Por isso a questão 723 acima não condena o uso da carne. Sobre privações, a questão 724 do Livro dos Espíritos (3) recomenda:
 
(Doutrina) 724. Será meritório abster-se o homem da alimentação animal, ou de outra qualquer, por expiação?
“Sim, se praticar essa privação em benefício dos outros. Aos olhos de Deus, porém, só há mortificação, havendo privação séria e útil.

(Doutrina) Lamennais ainda disse que "Pode ser-se bom cristão e bom espírita e comer a seu gosto" sem esquecer que isso deve ser feito “desde que seja razoável”, isto é, sem exageros.

Raul Teixeira  assevera que, “É mais compreensível, e me parece mais lógico, que a pessoa coma no almoço o seu bife, se for o caso, ou tome seu cafezinho pela manhã, do que passar todo o dia atormentada pela vontade desses alimentos, sem conseguir retirar da cabeça o seu uso, deixando-se de concentrar-se na tarefa, em razão da ansiedade para chegar em casa, após a reunião, e comer ou beber aquilo de que tem vontade”.

(Doutrina ESE) Jesus em Mateus, Cap. 15 e vers. 11 disse que: "Não é o que entra pela boca que contamina o homem; mas o que sai da boca, isso é o que o contamina”.
Abraços,
Moura

Título: Re: Jesus comia carne... Buda não...
Enviado por: Mourarego em 05 de Janeiro de 2012, 13:56
Nega,
enquanto PI, só tratamos com PI e não com o que somos hoje, pois o PI passa por transformação total, logo deixa de ser PI Pára que apareça o Espírito.
Abraços,
Moura
Título: Re: Jesus comia carne... Buda não...
Enviado por: Mourarego em 05 de Janeiro de 2012, 13:57
Maria, a simples colagem nada indica pois nem toca no assunto que tratamos aqui.
A amiga fala tanto em personalismo mas não se desveste deste.
abraços,
Moura
Título: Re: Jesus comia carne... Buda não...
Enviado por: maria.ma@ em 05 de Janeiro de 2012, 14:09
Maria, a simples colagem nada indica pois nem toca no assunto que tratamos aqui.
A amiga fala tanto em personalismo mas não se desveste deste.
abraços,
Moura

Indica sim. Indica a doutrina que o Espírito enquanto tiver desejos corporais é sempre atraído para a dita matéria.

Diz também o mesmo estudo da doutrina sobre reencarnação, que é a personalidade que materializa os sentimentos.
Título: Re: Jesus comia carne... Buda não...
Enviado por: Anton Kiudero em 05 de Janeiro de 2012, 14:12
O fato persiste, jesus também se alimentava de carne isso não mudou.

Voce afirma algo. E em que se baseou?

Lamennais, de modo responsável, deixou claro que a dieta vegetariana dependeria do aprimoramento espiritual da nossa Humanidade terrestre, o que ainda não ocorre. Daí adverte que “a natureza jamais age contra o bom senso, é impossível ao homem submeter-se impunemente a essas privações”. Por isso a questão 723 acima não condena o uso da carne. Sobre privações, a questão 724 do Livro dos Espíritos (3) recomenda:
 
724. Será meritório abster-se o homem da alimentação animal, ou de outra qualquer, por expiação?
“Sim, se praticar essa privação em benefício dos outros. Aos olhos de Deus, porém, só há mortificação, havendo privação séria e útil.

Raul Teixeira  assevera que, “É mais compreensível, e me parece mais lógico, que a pessoa coma no almoço o seu bife, se for o caso, ou tome seu cafezinho pela manhã, do que passar todo o dia atormentada pela vontade desses alimentos, sem conseguir retirar da cabeça o seu uso, deixando-se de concentrar-se na tarefa, em razão da ansiedade para chegar em casa, após a reunião, e comer ou beber aquilo de que tem vontade”.

Amigo,

Voce esta citando o tema LEIS MORAIS - seção MORTIFICAÇÕES, que nada tem a ver com o tópico. Claro que se abordarmos um gaucho ou argentino, comedores de kilos de carne por semana ha gerações e impingirmos a ele uma dieta de vegetais, frutas e cereais, baseada em qualquer conceito, doutrina, filosofia ou religião, isto o fará sofrer barbaramente. O desejo pela carne não sera eliminado de uma hora para outra.

Mas não é disto que estamos falando.

Porque ha muitas pessoas neste planeta que não sentem o menor desejo pela alimentação carnivora, é lhes indiferente e ao contrário lhes faz mal, fisicamente. E não são poucas, acredite.

Portanto, ninguem se eleva a planos espirituais elevados apenas por deixar de comer carne e tampouco a ausencia de carne na alimentação impede a vida organica sadia.

Mas o desejo de comer carne é um dos impeditivos de elevação espiritual. Falo da intencionalidade e não do ato.

E portanto coma cada um aquilo que sente desejo de comer e sejam igualmente felizes os que desejam carne e os que não desejam.....



Título: Re: Jesus comia carne... Buda não...
Enviado por: Mourarego em 05 de Janeiro de 2012, 14:20
Maninha Maria,
não digite a esmo...
veja: A Lei de atração que vice sobre todos, não é uma lei que nos constrange a obrigatoriamente sermos atraídos, até porque ela só atrai, sendo o trabalho do Espírito então, manter-se mais distante desta atração.
Como fazer isso? Simplesmente fazendo todo o bem que nos é possível e expungindo de nós todo o mal que ainda contivermos.
Como se pode ver do texto codificado acima, até mesmo a intenção para isso não nos afasta da atração, porém, nos pode fortificar a vontade para que agindo melhor nos mantenhamos mais distantes.
Imagine qual a imagem que se faria do Creador, se por emanação de sua vontade ele exarasse uma lei que nos tolhesse o livre arbítrio...
Se, por certo a personalidade nos pode fazer materializar nossos sentimentos, isso não nos afirma que estes sentimentos só se encaminham para baixo ou para o mal, trafegamos em via de mão dupla maninha.
O item que encaminha para o mau uso do L.A. é o personalismo, que é um excesso de vontade.

Gosto muito de comentar com você amiga, pois mesmo que discutamos muito a amiga
sempre se conserva em boa educação e não se exalta. Parabéns.
Título: Re: Jesus comia carne... Buda não...
Enviado por: Mourarego em 05 de Janeiro de 2012, 14:24
E também nisso concordamos Anton!
As leis são e contêm caráter geral logo atentam para o todo e não especificamente para este ou para aquele grupo, mano.


O fato persiste, jesus também se alimentava de carne isso não mudou.

Voce afirma algo. E em que se baseou?

Lamennais, de modo responsável, deixou claro que a dieta vegetariana dependeria do aprimoramento espiritual da nossa Humanidade terrestre, o que ainda não ocorre. Daí adverte que “a natureza jamais age contra o bom senso, é impossível ao homem submeter-se impunemente a essas privações”. Por isso a questão 723 acima não condena o uso da carne. Sobre privações, a questão 724 do Livro dos Espíritos (3) recomenda:
 
724. Será meritório abster-se o homem da alimentação animal, ou de outra qualquer, por expiação?
“Sim, se praticar essa privação em benefício dos outros. Aos olhos de Deus, porém, só há mortificação, havendo privação séria e útil.

Raul Teixeira  assevera que, “É mais compreensível, e me parece mais lógico, que a pessoa coma no almoço o seu bife, se for o caso, ou tome seu cafezinho pela manhã, do que passar todo o dia atormentada pela vontade desses alimentos, sem conseguir retirar da cabeça o seu uso, deixando-se de concentrar-se na tarefa, em razão da ansiedade para chegar em casa, após a reunião, e comer ou beber aquilo de que tem vontade”.

Amigo,

Voce esta citando o tema LEIS MORAIS - seção MORTIFICAÇÕES, que nada tem a ver com o tópico. Claro que se abordarmos um gaucho ou argentino, comedores de kilos de carne por semana ha gerações e impingirmos a ele uma dieta de vegetais, frutas e cereais, baseada em qualquer conceito, doutrina, filosofia ou religião, isto o fará sofrer barbaramente. O desejo pela carne não sera eliminado de uma hora para outra.

Mano Anton, é também de mortificações hipócritas que se está a falar, não se esqueça, tratamos de leis morais.

Mas não é disto que estamos falando.

Porque ha muitas pessoas neste planeta que não sentem o menor desejo pela alimentação carnivora, é lhes indiferente e ao contrário lhes faz mal, fisicamente. E não são poucas, acredite.

Portanto, ninguem se eleva a planos espirituais elevados apenas por deixar de comer carne e tampouco a ausencia de carne na alimentação impede a vida organica sadia.

Mas o desejo de comer carne é um dos impeditivos de elevação espiritual. Falo da intencionalidade e não do ato.

E portanto coma cada um aquilo que sente desejo de comer e sejam igualmente felizes os que desejam carne e os que não desejam.....




Título: Re: Jesus comia carne... Buda não...
Enviado por: Mega em 05 de Janeiro de 2012, 14:54
Nega,
enquanto PI, só tratamos com PI e não com o que somos hoje, pois o PI passa por transformação total, logo deixa de ser PI Pára que apareça o Espírito.
Abraços,
Moura

Sim caro Moura, o que quis dizer foi tão somente que, se os vegetais também tem PI por que excetuam a carne? Acredito estar ponderação recriminando o excesso. Baseado no LE.

723. A alimentação animal é, com relação ao homem, contrária à lei da Natureza?


“Dada a vossa constituição física, a carne alimenta a carne, do contrário o homem perece. A lei de conservação lhe prescreve, como um dever, que mantenha suas forças e sua saúde, para cumprir a lei do trabalho. Ele, pois, tem que se alimentar conforme o reclame a sua organização”.

Cordias abraços

Título: Re: Jesus comia carne... Buda não...
Enviado por: Mourarego em 05 de Janeiro de 2012, 14:59
Sim Mega, diz a DE "todo excesso é reprovável".
Abraços,
moura
Título: Re: Jesus comia carne... Buda não...
Enviado por: maria.ma@ em 05 de Janeiro de 2012, 15:09
Maninha Maria,
não digite a esmo...
veja: A Lei de atração que vice sobre todos, não é uma lei que nos constrange a obrigatoriamente sermos atraídos, até porque ela só atrai, sendo o trabalho do Espírito então, manter-se mais distante desta atração.
Como fazer isso? Simplesmente fazendo todo o bem que nos é possível e expungindo de nós todo o mal que ainda contivermos.
Como se pode ver do texto codificado acima, até mesmo a intenção para isso não nos afasta da atração, porém, nos pode fortificar a vontade para que agindo melhor nos mantenhamos mais distantes.
Imagine qual a imagem que se faria do Creador, se por emanação de sua vontade ele exarasse uma lei que nos tolhesse o livre arbítrio...
Se, por certo a personalidade nos pode fazer materializar nossos sentimentos, isso não nos afirma que estes sentimentos só se encaminham para baixo ou para o mal, trafegamos em via de mão dupla maninha.
O item que encaminha para o mau uso do L.A. é o personalismo, que é um excesso de vontade.

Gosto muito de comentar com você amiga, pois mesmo que discutamos muito a amiga
sempre se conserva em boa educação e não se exalta. Parabéns.


Quanto à sua primeira frase que coloquei a negrito, não é suficiente, ou melhor, isso é apenas a parte superficial para que os homens se entendam em paz. Já a essência da doutrina informa que a evolução do Espírito está no completo conhecimento e aperfeiçoamento do seu organismo de perceção (aquele que lhe chamam de material).

Quanto ao livre arbítrio pensei que ontem no tópico das colónias tivéssemos chegado a um consenso, devido ao que escreveu.

Mas, se as provas do Espírito estão nas mãos de Deus, como diz a doutrina, e que Deus apenas tem em conta a resignação perante elas... além da resignação o que é que sobra de livre arbítrio para o Espírito?

Também agradeço a útil conversa.
Título: Re: Jesus comia carne... Buda não...
Enviado por: Mourarego em 05 de Janeiro de 2012, 15:44
Maria:
"Quanto à sua primeira frase que coloquei a negrito, não é suficiente, ou melhor, isso é apenas a parte superficial para que os homens se entendam em paz."
Por favor maninha, vá primeiro á  OLE, pois a frase não é minha mas sim um ensino excertado da obra supra citada.
Abração,
Moura
Título: Re: Jesus comia carne... Buda não...
Enviado por: Mourarego em 05 de Janeiro de 2012, 15:47
As provas, as quais o Espírito pode pedir em gênero, lhe são oferecidas como instrumento de testar sua resignação e combate à imperfeição maninha Maria.
Detentor do livre arbítrio, o homem pode agir, de acordo com a moral, ou pela amoralidade.
Abraços,
Moura

Maninha Maria,
não digite a esmo...
veja: A Lei de atração que vice sobre todos, não é uma lei que nos constrange a obrigatoriamente sermos atraídos, até porque ela só atrai, sendo o trabalho do Espírito então, manter-se mais distante desta atração.
Como fazer isso? Simplesmente fazendo todo o bem que nos é possível e expungindo de nós todo o mal que ainda contivermos.
Como se pode ver do texto codificado acima, até mesmo a intenção para isso não nos afasta da atração, porém, nos pode fortificar a vontade para que agindo melhor nos mantenhamos mais distantes.
Imagine qual a imagem que se faria do Creador, se por emanação de sua vontade ele exarasse uma lei que nos tolhesse o livre arbítrio...
Se, por certo a personalidade nos pode fazer materializar nossos sentimentos, isso não nos afirma que estes sentimentos só se encaminham para baixo ou para o mal, trafegamos em via de mão dupla maninha.
O item que encaminha para o mau uso do L.A. é o personalismo, que é um excesso de vontade.

Gosto muito de comentar com você amiga, pois mesmo que discutamos muito a amiga
sempre se conserva em boa educação e não se exalta. Parabéns.


Quanto à sua primeira frase que coloquei a negrito, não é suficiente, ou melhor, isso é apenas a parte superficial para que os homens se entendam em paz. Já a essência da doutrina informa que a evolução do Espírito está no completo conhecimento e aperfeiçoamento do seu organismo de perceção (aquele que lhe chamam de material).

Quanto ao livre arbítrio pensei que ontem no tópico das colónias tivéssemos chegado a um consenso, devido ao que escreveu.

Mas, se as provas do Espírito estão nas mãos de Deus, como diz a doutrina, e que Deus apenas tem em conta a resignação perante elas... além da resignação o que é que sobra de livre arbítrio para o Espírito?

Também agradeço a útil conversa.
Título: Re: Jesus comia carne... Buda não...
Enviado por: Inacio Maluf em 05 de Janeiro de 2012, 15:52
Meu Nome Inacio Maluf: Acho muito interressanto, o debate em torno do conssumo de carne , por nos espiritas , pois  é sempre uma preocupação, em relação a nossa reforma intima , mas a colocação de Lemennais , no L.E. esclarece tudo, e nos tranquiliza, e nos faz ver , que este , é um problema da humanidade que vem dos primordios da mesma e persiste nos dias de hoje por uma questão que esta relacionada a nossa evolução geral( claro que há exessões), e da compleição fisica do homem atual , que a medida, que for dendo substituido, por espiritos mais evoluidos , ou evoluindo, a cada encarnação, este habito sera substituido, pelas necessidades de corpos constituidos e moldados por perispiritos  mais afinados com a evolução do ser espiritual, portanto, tudo que ai esta ,se modificara atravez da transição que a humanidade ja enfrenta ( isto e outras coisas mudarão,para não me estender, e falar o que todos ja sabem) . Saudações a todos, e que o Divino Mestre Jesus , continue nos iluminando.
Título: Re: Jesus comia carne... Buda não...
Enviado por: Mourarego em 05 de Janeiro de 2012, 15:58
É isso ai mano Maluf, (vou até indicá-lo para prefeito do FE hehehe).
Vejamos o que a doutrina nos ensina a respeito deste tema:
"734. No seu estado atual o homem tem direito ilimitado de destruição sobre os animais?
Esse direito é regulado pela necessidade de prover à sua alimentação e à sua segurança; o abuso jamais foi um direito."
Abraços,
Moura
Título: Re: Jesus comia carne... Buda não...
Enviado por: maria.ma@ em 05 de Janeiro de 2012, 16:03
Maria:
"Quanto à sua primeira frase que coloquei a negrito, não é suficiente, ou melhor, isso é apenas a parte superficial para que os homens se entendam em paz."
Por favor maninha, vá primeiro á  OLE, pois a frase não é minha mas sim um ensino excertado da obra supra citada.
Abração,
Moura

Eu sei que é. Mas não deixa de ser uma superficialidade que pouco ou nada adianta para o Espírito se elevar a Deus. Serve para viver no meio dos homens e com a imaginação de ser homem, está bem, é pacífico.

As provas, as quais o Espírito pode pedir em gênero, lhe são oferecidas como instrumento de testar sua resignação e combate à imperfeição maninha Maria.
Detentor do livre arbítrio, o homem pode agir, de acordo com a moral, ou pela amoralidade.
Abraços,
Moura

O homem que é um instrumento do qual Deus se serve para cumprir os seus desígnios e sujeito à sua Vontade... o livre arbítrio que lhe cabe é apenas submeter-se à vontade de Deus, ou, imaginar que não se submete e passar o tempo a ranger os dentes. Mas sempre submetido, mesmo sem o saber. São os tais instrumentos cegos, como diz a doutrina.
Título: Re: Jesus comia carne... Buda não...
Enviado por: Mourarego em 05 de Janeiro de 2012, 16:08
Repere nesta questão:
"728-a. O instinto de destruição teria sido dado aos seres vivos com fins providenciais?
– As criaturas de Deus são os instrumentos de que Ele se serve para, atingir os seus fins. Para se nutrirem, os seres vivos se destroem entre si, e isso com o duplo objetivo de manter o equilíbrio da reprodução, que poderia tornar-se excessiva, e de utilizar os restos do invólucro exterior. Mas é apenas o invólucro que é destruído, e esse invólucro não é mais do que acessório, não a parte essencial dó ser pensante, pois este é o princípio inteligente, indestrutível, que se elabora através das diferentes metamorfoses por que passa."
Abração,
Moura
Título: Re: Jesus comia carne... Buda não...
Enviado por: maria.ma@ em 05 de Janeiro de 2012, 16:16
Repare nesta, principalmente no final...

Destruição dos seres vivos uns pelos outros

Por meio do incessante espetáculo da destruição, ensina Deus aos homens o pouco caso que devem fazer do envoltório material e lhes suscita a idéia da vida espiritual, fazendo que a desejem como uma compensação.

No homem, há um período de transição em que ele mal se distingue do bruto. Nas primeiras idades, domina o instinto animal e a luta ainda tem por móvel a satisfação das necessidades materiais. Mais tarde, contrabalançam-se o instinto animal e o sentimento moral; luta então o homem, não mais para se alimentar, porém, para satisfazer à sua ambição, ao seu orgulho, à necessidade, que experimenta, de dominar. Para isso, ainda lhe é preciso destruir. Todavia, à medida que o senso moral prepondera, desenvolve-se a sensibilidade, diminui a necessidade de destruir, acaba mesmo por desaparecer, por se tornar odiosa. O homem ganha horror ao sangue.


Mais uma vez lhe agradeço a conversa.
Título: Re: Jesus comia carne... Buda não...
Enviado por: Mourarego em 05 de Janeiro de 2012, 16:25
Sim maninha, a amiga por ventura pensava que não deixei esta para que a amiga a trouxesse?
Na verdade a deixada de bola se deve apenas ao sistema que utilizo para ver se os amigos com quem converso se voltam, antes de responderem, á obra básica sabe?
Todavia, mesmo a última parte maninha, não dita uma regra obrigatoriamente dura que queira determinar o que explicita como uma coisa que se alcança num mundo de provas e expiações.
Aqui podemos entreter trabalho para que isso nos seja possível, um dia.
abraços,
Moura
Título: Re: Jesus comia carne... Buda não...
Enviado por: Inacio Maluf em 05 de Janeiro de 2012, 17:42
Embora , o nome seja sugestivo, essa vocação para prefeito,Graças a Deus eu não tenho, mas a humilde pretenção de participar e aprender com o irmão e demais compnheiros sim!!!, quanto a questão do conssumo de carne , novamente o irmão cita  o L.E. colocando , mais uma vez ( questão  728 a). que continua nos elucidando a respeito da questão em pauta. quero colocar , tambem, que , não se trata so de uma questão evolutiva, quando fui mais generico na colocação anterior, mas do ponto de vista do homem espiritual esta realidade pode mudar, de um individuo para outro,   e obviamente a necessidade de alimentar-se com carne ou não.( não sei se fui claro, eu acho que no atual momento da humanidade  para a media geral, não existe culpa e nem deve haver, salvo a exeções referindo-me aqueles mais evoluidos!!! acho que é isso) de certa maneira , concordo com a maioria das opiniões ai colocadas, agora acho tambem , que isto , não nos isenta , em nome de nossa melhora intima  de irmos diminuindo o consumo de carne, pois  a quantidade consumida que deve ser controlada, a medida que o individuo entenda que pode abandonar o habito, e o seu corpo  suporte isso , pois  entendo que na maioria dos casos de exesso isto seja mais um vicio,( assim como comer em exesso) , vocês não acham? Saudações a todos,e fiquem com Deus.
Título: Re: Jesus comia carne... Buda não...
Enviado por: Mourarego em 05 de Janeiro de 2012, 18:41
Belo arrazoado mano Maluf.
Abração,
Moura
Título: Re: Jesus comia carne... Buda não...
Enviado por: Espírita brasileiro em 08 de Julho de 2013, 16:18
Certamente em mundos adiantados não se come carne de animais.Um dia iremos chegar lá.Por enquanto aqueles que ainda consomem carne que o façam,mas a ciência médica vem demonstrando a cada dia os malefícios paar a saúde do consumo da carne.A propósito,eu mesmo ainda consumo carne vermelha embora em pequenas quantidades.Se Jesus consumiu ou não carne,acho irrelevante.
Título: Re: Jesus comia carne... Buda não...
Enviado por: Mourarego em 08 de Julho de 2013, 17:27
Amigo Espírita brasileiro,
permita-me lembrar que jesus, segundo a DE é o tipo de perfeição moral que a terra necessita. Logo, se comia carne, o que é relatado em sua história, é que este tipo de alimentação em nada incursiona contra a moral ou a elevação espiritual. Assim sendo há sim relevância.
Nossas colocações também devem estar pautadas pelo ensinamento codificado amigo, senão, estaremos a pregar coisas distantes do que a DE nos ensina.
aliás, a DE nos ensina que não temos o dom da adivinhação e portanto não podemos afirmar que "certamente em mundos adiantados, não se come carne". vivemos num mundo de provas e expiação e o mundo que nos vem mais perto é o de Regeneração mas se observarmos o ensino doutrinário veremos que lá é afirmado que também neste mundo o mal existe. O que demonstra que mesmo sendo um mundo adiantado este não se livra da ação do mal, não podemos pensar que por m,undo adiantado só se tenha os que sirvam de habitação aos puros Espíritos...
Doutrina, meu mano, apenas a doutrina, senão perdemos o foco.
Abraços,
Moura
Título: Re: Jesus comia carne... Buda não...
Enviado por: Espírita brasileiro em 08 de Julho de 2013, 19:38
Caro Moura.Obrigado pelos seus esclarecimentos,mas pergunto:Num mundo ditoso ou feliz haveria matança de animais para alimentar seus habitantes?E nos mundos celestes ou divinos?Já o fato de Jesus ter se alimentado de cordeiros e outros animais,como ser humano inserido no contexto cultural da época,é normal e até esperado.Irrelevante não é bem o termo.Fique na paz e muita saúde para vc!
Título: Re: Jesus comia carne... Buda não...
Enviado por: Morel Felipe em 08 de Julho de 2013, 20:43
O Espiritismo não inibe ou encoraja determinantemente o vegetarianismo. Tudo o que se tem são opiniões. Eu não como carne. Não sou melhor do que ninguém por isso. Não parei de comer carne com a intenção de me tornar uma pessoa melhor. Não deixei de comer carne pensando em evoluir espiritualmente com isso. Não abandonei a alimentação carnívora por ser espírita. O Espiritismo não proíbe o uso da carne na alimentação. O Espiritismo não proíbe nada.

Por que se volta a este assunto tantas vezes? Porque os argumentos contrários ao vegetarianismo ainda são os mesmos. Se os argumentos não mudam, talvez seja o caso de revê-los.

Repito: Não sou melhor por não comer carne e quem come carne não é pior por comer carne.

Os argumentos a favor da alimentação à base de carne são dois: A questão 723 do Livro dos Espíritos e o capítulo 15, versículos 10 a 20, do Evangelho segundo Mateus. Baseados nisso, os defensores do uso da carne na alimentação têm sempre na ponta da língua duas sentenças: “A carne alimenta a carne”; e “Não é o que entra pela boca que contamina o homem, mas o que sai pela boca”.

Na questão 723 do Livro dos Espíritos, Allan Kardec pergunta aos espíritos se a alimentação animal pelo homem é contrária à Lei da Natureza. Os espíritos respondem que, pela nossa constituição física, “a carne alimenta a carne, do contrário o homem perece”. O Livro dos Espíritos foi publicado em 1857, quando os recursos alimentares não eram tão abundantes quanto hoje, e quando nossos conhecimentos sobre nutricionismo eram escassos. Nunca ouvi falar de alguém ter “perecido” por não comer carne. Acho que há pessoas que precisam, sim, da carne na alimentação. Seja por condições fisiológicas, seja por suas crenças. Mas a resposta não se aplica a todos.

Na questão seguinte, 724, Allan Kardec pergunta se é meritório abster-se da alimentação animal e a resposta é que sim, que é meritório se essa privação de carne na alimentação for praticada em benefício dos outros. Eu, particularmente, não como carne em respeito aos animais. Minha abstenção de carne, portanto, é em benefício dos animais.

Na passagem do Evangelho, em Mateus 15:10-20, os fariseus reclamam a Jesus que os seus discípulos haviam quebrado a tradição ao não lavarem as mãos antes de comer. Jesus, então, disse: “Não é o que entra pela boca o que contamina o homem, mas o que sai da boca, é isso o que o contamina. Não sabeis que tudo o que entra pela boca desce ao ventre e é lançado em lugar escuso? Mas tudo o que sai da boca vem do coração, e isto contamina o homem. Pois do coração procedem maus pensamentos, homicídios, adultérios, fornicações, furtos, falsos testemunhos, blasfêmias. Estas coisas são as que contaminam o homem; porém o comer sem lavar as mãos não o contamina.”

Jesus claramente não se referia à alimentação, mas aos costumes e tradições voltados às exterioridades, aos usos e crenças que visavam exclusivamente a materialidade, sem se ater ao íntimo, às coisas do Espírito. Todos sabem que Jesus se servia de acontecimentos ordinários para ensinar por parábolas. Se estivesse se referindo à alimentação, estaria incentivando a falta de higiene. Além disso, há muitas coisas que entram pela boca que contaminam, sim. Álcool, cigarro, maconha, veneno, tudo isso usa-se pela boca e contamina.

Ninguém se torna impuro por comer carne. Ninguém se torna puro por não comer carne.

Mas há posicionamentos claros na literatura espírita. Emmanuel, no livro O Consolador, quando foi perguntado se é um erro o homem alimentar-se com a carne dos irracionais, deu a seguinte resposta:

 “A ingestão das vísceras dos animais é um erro de enormes consequências, do qual derivaram numerosos vícios da nutrição humana. É de lastimar semelhante situação, mesmo porque, se o estado de materialidade da criatura exige a cooperação  de determinadas vitaminas, esses valores nutritivos podem ser encontrados nos produtos de origem vegetal, sem a necessidade absoluta dos matadouros e frigoríficos”.

Não vou citar Fisiologia da Alma, de Ramatis, porque muitos espíritas têm calafrios só de ouvir o seu nome. Também não vou transcrever Missionários da Luz, de André Luiz; Cartas e Crônicas, de Humberto de Campos; entre outros livros de autores consagrados, porque ocuparia muito espaço.

Cada um no seu tempo. Uns andam mais rápido em algumas coisas, outros andam mais rápido noutras coisas. Mas uma visita a um matadouro faz muitos mudarem de opinião rapidinho. Uma coisa é comprar uma bandeja com um pedaço de carne embalada. Outra coisa é ouvir ou ver um animal morrendo pra virar bife ou salsicha. Não estamos no século XIX, em que Allan Kardec perguntou aos espíritos a respeito do duelo. Muitos nem sabem mais o que é duelo, de tanto que os costumes mudaram. Nós evoluímos. Estamos nos regenerando. Há quem não se condoa com o sofrimento dos animais. Eu os entendo. Já achei normal. Mas há também que pensar no caso das pessoas no mundo que passam fome e sede enquanto são necessários duzentos litros de água e dezesseis quilos de soja pra produzir um quilo de carne de boi. Pesquise sobre o destino da safra de grãos do Brasil, pesquise sobre o impacto ambiental da criação de gado na Amazônia ou da criação de suínos em Santa Catarina. São dados que você não vê na televisão, pois há muitos interesses envolvidos.

Só pra encerrar, antes que usem Hitler como argumento: Hitler não era vegetariano. Seu médico prescreveu uma dieta vegetariana por questões de saúde. Este fato foi usado pelo Ministro da Propaganda de Hitler, Goebbles, para fazer de conta de Hitler era um homem puro e santo como Mahatma Gandhi, contemporâneo famoso do ditador alemã.
http://www.espiritoimortal.com.br/espiritismo-e-vegetarianismo/
Título: Re: Jesus comia carne... Buda não...
Enviado por: Zé Ninguém em 09 de Julho de 2013, 01:13

Repito: Não sou melhor por não comer carne e quem come carne não é pior por comer carne.

(...)

Ninguém se torna impuro por comer carne. Ninguém se torna puro por não comer carne.


Com certeza e nem este deveria ser o motivo para as pessoas se absterem de comer animais.
Deixar de comer carne pensando em sua própria evolução espiritual mostra que a alma ainda está concentrada no seu Eu e não no próximo. As pessoas deveriam refletir sobre o consumo dos animais por eles e não por si mesmas, não é uma questão de me tornar mais ou menos evoluído, isso é irrelevante, é uma questão de ver todos os seres como criações de Deus.

Argumentos como : " não é o que entra pela boca que me torna impuro" ou " ninguém se torna mais evoluído por ser vegetariano" mostram que ao analisar a questão estamos ainda focando unicamente o nosso bem, ou seja, analiso a questão tendo em vista  como isso irá me afetar e se irei ou não ganhar algo em troca desta renúncia.
É importante começar a ver o tema do consumo e exploração de animais além de nós mesmos e não apenas como isso repercute na nossa vida, mas, principalmente, como isso afeta a vida dos outros seres que também vivem neste planeta.
paz e luz
Título: Re: Jesus comia carne... Buda não...
Enviado por: Mourarego em 09 de Julho de 2013, 15:23
Mano Espírita;
Num mundo ditoso ou feliz só haverá Espíritos mas nenhum encarnado, logo, nem a idéia de animais viventes ou de seu aproveitamento como alimentar é procedente.
Abraços,
Moura
Caro Moura.Obrigado pelos seus esclarecimentos,mas pergunto:Num mundo ditoso ou feliz haveria matança de animais para alimentar seus habitantes?E nos mundos celestes ou divinos?Já o fato de Jesus ter se alimentado de cordeiros e outros animais,como ser humano inserido no contexto cultural da época,é normal e até esperado.Irrelevante não é bem o termo.Fique na paz e muita saúde para vc!
Caro Moura.Obrigado pelos seus esclarecimentos,mas pergunto:Num mundo ditoso ou feliz haveria matança de animais para alimentar seus habitantes?E nos mundos celestes ou divinos?Já o fato de Jesus ter se alimentado de cordeiros e outros animais,como ser humano inserido no contexto cultural da época,é normal e até esperado.Irrelevante não é bem o termo.Fique na paz e muita saúde para vc!
Título: Re: Jesus comia carne... Buda não...
Enviado por: Espírita brasileiro em 09 de Julho de 2013, 18:42
Mano Moura:Esclareça,por favor:Onde os Espíritos superiores ensinam na codificação que os mundos ditosos ou felizes,são habitados apenas por espíritos desencarnados?Não são os mundos celestes ou divinos que se constituem morada exclusiva de Espíritos já purificados e redimidos,e portanto sem necessidade das experiências materiais? 
Título: Re: Jesus comia carne... Buda não...
Enviado por: psi em 09 de Julho de 2013, 23:04
Caro Moura.Obrigado pelos seus esclarecimentos,mas pergunto:Num mundo ditoso ou feliz haveria matança de animais para alimentar seus habitantes?E nos mundos celestes ou divinos?Já o fato de Jesus ter se alimentado de cordeiros e outros animais,como ser humano inserido no contexto cultural da época,é normal e até esperado.Irrelevante não é bem o termo.Fique na paz e muita saúde para vc!

Olá, amigo Espírita.
 
A pergunta não foi endereçada a mim, mas permita-me respondê-la. Em um mundo feliz jamais haverá matança de animais para alimentar seus habitantes. Nesses mundos os animais têm outra finalidade que não seja a de servir de repasto aos homens. Em relação a Jesus, eu nunca li nada nos evangelhos que afirmasse categoricamente que ele se alimentasse de carne.

Mano Moura:Esclareça,por favor:Onde os Espíritos superiores ensinam na codificação que os mundos ditosos ou felizes,são habitados apenas por espíritos desencarnados?Não são os mundos celestes ou divinos que se constituem morada exclusiva de Espíritos já purificados e redimidos,e portanto sem necessidade das experiências materiais? 


Segundo o ESE, os mundos felizes seriam os últimos da escala dos mundos capacitados a servir de morada aos espíritos encarnados. Já os mundos celestes ou divinos é onde habitam os espíritos puros, que já não têm necessidade de reencarnar. Obviamente esses mundos encontram-se na dimensão espiritual, ao contrário dos outros mundos da escala, que se encontram em nossa dimensão física.

Um abraço

PSI   
Título: Re: Jesus comia carne... Buda não...
Enviado por: Diegas em 10 de Julho de 2013, 11:13
Citar
'...Um comia carne (embora exista uma corrente contra, alegando que houve erro na tradução da palavra hebraica "fishweed", um tipo de alga marinha largamente consumida no Oriente Médio.   Se foi mal traduzida ou não, não sabemos, há controvérsias. http://www.jesusveg.com/), o outro, Buda, segundo nos consta, não...


Olá


Para um melhor aprofundamento do assunto, talvez fosse interessante trazer para o debate o tradutor do texto hebraico (a tradução foi efetuada há algumas centenas de anos, então, sugiro que evoquemos o autor via-mediúnica) . Assim ficaria fácil comprovar se Jesus utilizava a alimentação carnívora. Ou seja, a opinião do tradutor, e o site que nos foi recomendado, com a especulação sobre a matança de animais deve servir a algum propósito.


Abç
Título: Re: Jesus comia carne... Buda não...
Enviado por: Brenno Stoklos em 13 de Julho de 2013, 06:33

Três questões do LE bastam para esclarecer esse assunto:


722. Será racional a abstenção de certos alimentos, prescrita a diversos povos?

“Permitido é ao homem alimentar-se de tudo o que lhe não prejudique a saúde.
Alguns legisladores, porém, com um fim útil, entenderam de interdizer o uso de certos alimentos e, para maior autoridade imprimirem às suas leis, apresentaram-nas como emanadas de Deus".


723. A alimentação animal é, com relação ao homem, contrária à lei da Natureza?

Dada a vossa constituição física, a carne alimenta a carne, do contrário o homem perece. A lei de conservação lhe prescreve, como um dever, que mantenha suas forças e sua saúde, para cumprir a lei do trabalho. Ele, pois, tem que se alimentar conforme o reclame a sua organização".


724. Será meritório abster-se o homem da alimentação animal, ou de outra qualquer, por expiação?

“Sim, se praticar essa privação em benefício dos outros. Aos olhos de Deus, porém, só há mortificação, havendo privação séria e útil. Por isso é que qualificamos de hipócritas os que apenas aparentemente se privam de alguma coisa".

Título: Re: Jesus comia carne... Buda não...
Enviado por: Zé Ninguém em 13 de Julho de 2013, 13:46

Três questões do LE bastam para esclarecer esse assunto:


722. Será racional a abstenção de certos alimentos, prescrita a diversos povos?

“Permitido é ao homem alimentar-se de tudo o que lhe não prejudique a saúde.
Alguns legisladores, porém, com um fim útil, entenderam de interdizer o uso de certos alimentos e, para maior autoridade imprimirem às suas leis, apresentaram-nas como emanadas de Deus".


723. A alimentação animal é, com relação ao homem, contrária à lei da Natureza?

Dada a vossa constituição física, a carne alimenta a carne, do contrário o homem perece. A lei de conservação lhe prescreve, como um dever, que mantenha suas forças e sua saúde, para cumprir a lei do trabalho. Ele, pois, tem que se alimentar conforme o reclame a sua organização".


724. Será meritório abster-se o homem da alimentação animal, ou de outra qualquer, por expiação?

“Sim, se praticar essa privação em benefício dos outros. Aos olhos de Deus, porém, só há mortificação, havendo privação séria e útil. Por isso é que qualificamos de hipócritas os que apenas aparentemente se privam de alguma coisa".

Três questões bastavam para esclarecer o assunto em meados de 1850, não para nós, em razão dos conhecimentos nutricionais de que se dispõe hoje. A DE caminha com a lei da evolução.
A DE tem que ser submetida á razão e analisada junto com os conhecimentos científicos de que se dispõe e está comprovado cientificamente e experimentalmente que pessoas não apenas não perecem como são capazes de gozar de ótima saúde sem ingerir carne. A última pesquisa científica mostra que vegetarianos vivem mais do que onívoros- uma das maiores pesquisas já realizadas que acompanhou 70.0000 pessoas. Portanto se um hábito não é mais necessário e continua-se mesmo assim a praticá-lo, então esta postura deve ser alvo de reflexão.

734. No seu estado atua], o homem tem direito ilimitado de destruição sobre os animais?

      — Esse direito é regulado pela necessidade de prover à sua alimentação e à sua segurança; o abuso jamais foi um direito.

 
Os Espíritos que condicionam a destruição dos animais à necessidade, logo, se esta não mais existir não é aceitável a destruição dos mesmos.

Como o amigo é relativamente novo no fórum, recomendo que leia os outros tópicos onde o assunto foi desenvolvido com mais profundidade( tem pelo menos uns 5 neste fórum) inclusive estas questões que você trouxe, porque elas também devem ser submetidas á luz da razão, sendo que a a ciência mostra que não só não se perece deixando de consumir animais, como se vive mais.

A mesma doutrina que o amigo invoca para justificar o consumo de carne, é a mesma que uso para justificar o contrário, pois me fundo no argumento da necessidade também usado pelos espíritos.


Vitaminas, Minerais
Proteínas essenciais
Desculpas banais
Que nem a ciência usa mais
Para explicar o uso e abuso
Das criaturas animais

Os frutos da natureza,
Os grãos que brotam do chão
São capazes de alimentar com certeza
Todos os povos de uma nação

Então meu amigo, responda com sinceridade a este irmão
Porque se nutrir da carne quando há outra opção?

Troque o vermelho sangue da morte
Pelo verde vivo colorido da vida
No amarelo do pimentão, no roxo da beterraba
Encontrará saúde sem nenhuma marretada
Ou alguém já viu nesta vida brócolis e rabanete
Fugir correndo do golpe certeiro de um porrete?


Um bom final de semana a todos


Título: Re: Jesus comia carne... Buda não...
Enviado por: Mourarego em 13 de Julho de 2013, 15:06
MAno Espírita,
nossos amigos palestrantes e muitos do movimentyo espírita insistem em inventar "apelidos" para a classificação dos mundos, porém segundo a DE esta classificação é posta assim:
Mundos inferiores;
Mundos de provas e Expiações;
Mundos de Regeneração;
Mundos felizes.
Este último, toma alguns "apelidos", inclusive este, que o amigo postou.
Sobre os Espíritos que neles moram diz OLE:
"113. PRIMEIRA CLASSE. - Classe única. Percorreram todos os graus
da escala e se despojaram de todas as impurezas da matéria. Havendo
atingido a soma de perfeições de que é suscetível a criatura, não têm
mais provas nem expiações a sofrer. Não estando mais sujeitos à
reencarnação em corpos perecíveis, vivem a vida eterna, que desfrutam
no seio de Deus.
Gozam de uma felicidade inalterável, porque não estão sujeitos nem às
necessidades nem às vicissitudes da vida material, mas essa felicidade
não é a de uma ociosidade monótona, vivida em contemplação
perpétua. São os mensageiros e os ministros de Deus, cujas ordens
executam, para a manutenção da harmonia universal. Dirigem a todos
os Espíritos que lhes são inferiores, ajudam-nos a se aperfeiçoarem e
determinam as suas missões. Assistir os homens nas suas angústias,
incitá-los ao bem ou à expiação de faltas que os distanciam da
felicidade suprema, é para eles uma ocupação agradável. São às vezes
designados pelos nomes de anjos, arcanjos ou serafins.
Os homens podem comunicar-se com eles, mas bem presunçoso seria
o que pretendesse tê-los constantemente às suas ordens."
Mas sigamos além disso, sem sairmos da codificação, os espíritos que nestes mundos habitam, reencarnam?
Resposta: Não.
Logo, nestes mundos, os felizes, são existirão Espíritos que já passaram por todas as classes anteriores, e hoje vivem, como diz a obra básica, no seio de Deus.

Abraços,
Moura

Mano Moura:Esclareça,por favor:Onde os Espíritos superiores ensinam na codificação que os mundos ditosos ou felizes,são habitados apenas por espíritos desencarnados?Não são os mundos celestes ou divinos que se constituem morada exclusiva de Espíritos já purificados e redimidos,e portanto sem necessidade das experiências materiais? 
date=1373391769]
Mano Moura:Esclareça,por favor:Onde os Espíritos superiores ensinam na codificação que os mundos ditosos ou felizes,são habitados apenas por espíritos desencarnados?Não são os mundos celestes ou divinos que se constituem morada exclusiva de Espíritos já purificados e redimidos,e portanto sem necessidade das experiências materiais? 
[/quote]
Título: Re: Jesus comia carne... Buda não...
Enviado por: Brenno Stoklos em 14 de Julho de 2013, 04:42


Três questões bastavam para esclarecer o assunto em meados de 1850, não para nós, em razão dos conhecimentos nutricionais de que se dispõe hoje. A DE caminha com a lei da evolução.
A DE tem que ser submetida á razão e analisada junto com os conhecimentos científicos de que se dispõe e está comprovado cientificamente e experimentalmente que pessoas não apenas não perecem como são capazes de gozar de ótima saúde sem ingerir carne. A última pesquisa científica mostra que vegetarianos vivem mais do que onívoros- uma das maiores pesquisas já realizadas que acompanhou 70.0000 pessoas. Portanto se um hábito não é mais necessário e continua-se mesmo assim a praticá-lo, então esta postura deve ser alvo de reflexão.


Duas coisas:

1 - A doutrina Espírita será sempre atual até que tenhamos novas revelações dos Espíritos Superiores.
E nesse caso específico, o consumo de carne, até que a ciência prove sem dúvidas que a DE está errada.

2 - Na primeira parte da resposta à questão 723 é necessário atentar-se para a correta tradução da palavra dépérit. [/size]A qual não tem o sentido de perecer, mas de decair, enfraquecer.







734. No seu estado atua], o homem tem direito ilimitado de destruição sobre os animais?

      — Esse direito é regulado pela necessidade de prover à sua alimentação e à sua segurança; o abuso jamais foi um direito.

 
Os Espíritos que condicionam a destruição dos animais à necessidade, logo, se esta não mais existir não é aceitável a destruição dos mesmos.


Como o amigo é relativamente novo no fórum, recomendo que leia os outros tópicos onde o assunto foi desenvolvido com mais profundidade( tem pelo menos uns 5 neste fórum) inclusive estas questões que você trouxe, porque elas também devem ser submetidas á luz da razão, sendo que a a ciência mostra que não só não se perece deixando de consumir animais, como se vive mais.A mesma doutrina que o amigo invoca para justificar o consumo de carne, é a mesma que uso para justificar o contrário, pois me fundo no argumento da necessidade também usado pelos espíritos.
[/size]
O Homem continua a ter a necessidade[/color] de se alimentar.Para finalizar, amiga Susana, eu sou realmente novo nesse fórum, mas não no estudo da Doutrina Espírita.

[/font]
Título: Re: Jesus comia carne... Buda não...
Enviado por: Zé Ninguém em 14 de Julho de 2013, 14:33

Duas coisas:

1 - A doutrina Espírita será sempre atual até que tenhamos novas revelações dos Espíritos Superiores.
E nesse caso específico, o consumo de carne, até que a ciência prove sem dúvidas que a DE está errada.

2 - Na primeira parte da resposta à questão 723 é necessário atentar-se para a correta tradução da palavra dépérit. [/size]A qual não tem o sentido de perecer, mas de decair, enfraquecer.

Então o problema continua.
Depois que me tornei vegetariana não só não enfraqueci como melhorei minha saúde, a ponto de toda vez que vou ao médico só ouvir elogios.
O povo mais longevo de que se tem conhecimento, Os Hunzas, eram basicamente vegetarianos, da sua dieta diária não constavam carnes.  Só consumiam animais em ocasiões muito especiais, como casamentos e em quantidade homeopáticas, mínimas, bem diferente dos nossos churrascos. O médico Mac Carrison    estudou por 7 anos os Hunzas. A média da expectativa de  vida era acima de 100 anos, chegando facilmente aos 145 anos e onde homens com mais de 90 anos procriavam.
"Foi um médico escocês, Mac Carrisson que descobriu esse povo e com ele conviveu por 7 anos. Primeiramente constatou que os Hunzas eram dotados de uma saúde excepcional. Parece que eram imunizados contra as doenças modernas principalmente o câncer e o infarto do miocárdio e que não conheciam a palavra, doença. De fato, eles estão resguardados da artrite, varizes, obstipação intestinal, úlceras gástricas, apendicites e o mais surpreendente é que as crianças não apresentam caxumba, sarampo ou varicela e a mortalidade infantil é muito baixa. Não é raro ver os Hunzas de 90 anos procriarem e as mulheres com mais de 80 anos passarem por mulheres ocidentais com 40 anos, isto se estiverem em plena forma.

O Dr. Mac Carrisson referiu ter encontrado mulheres Hunza “com mais de 80 anos que executavam, sem a menor aparência de fadiga, trabalhos físicos extremamente árduos durante horas. Vivendo nas montanhas, elas são obrigadas a subir desníveis consideráveis para realizar as suas tarefas quotidianas. Além disso, mesmo em idade avançada as mulheres Hunza permanecem esbeltas e têm um porte de rainha, caminhando com agilidade e elegância. Elas não conhecem a existência da palavra dieta e ainda menos a da obesidade. A celulite também não tem qualquer significado para elas. Os homens são igualmente surpreendentes devido à resistência e vigor, apesar da idade”.

Pode baixar o livro na internet. O ponto é: não comiam carne e não só não enfraqueciam como tinham melhor saúde do que nós. E aí, como ficamos?

A dieta vegetariana não enfraquece e não se trata de teoria, mas de fatos, o que enfraquece é se comer mal, sendo vegetariano ou onívoro. O regime alimentar não pode ser responsabilizado pela negligência das pessoas.
Se as pessoas realmente enfraquecessem, vegetarianos não viveriam mais como já comprovado num dos maiores estudos realizados com mais de 70.000 pessoas e com ampla publicação na mídia, inclusive, em sites científicos.
Muitos atletas de ponta adotam dieta vegana, melhoraram suas perfomance e esbanjam saúde.
O maior ultramaratoista, Scott Jurek, do mundo é vegano.

"O vegetarianismo salvará o esporte, tal é a conclusão a que chegaram cientistas australianos.
Com base nos resultados de testes de várias dezenas de atletas, cientistas chegaram à conclusão de que as pessoas que pretendem melhorar o seu desempenho esportivo, podem obter reais benefícios se mantiverem uma dieta vegetariana.
Esta dieta permite aos atletas manter em melhor forma o sistema cardiovascular, sem perigo de colesterol. Além disso, o vegetarianismo mantem a imunidade alta graças a antioxidantes naturais de frutas e legumes, que o vegetariano consome em grandes quantidades."

Hoje, a ciência começa a caminhar ao lado do vegetarianismo. Estamos num momento de transição onde velhos conceitos estão sendo revistos e substituídos. Basta acompanhar o que vem sendo veiculado na mídia, a cada dia vem uma nova pesquisa sobre os malefícios á saúde do consumo de carne para a saúde e sobre os benefícios da adoção de uma alimentação sem produtos de origem animal.
Os resultados são tão contundentes, que hoje vemos cientistas se tornarem vegetarianos depois de observar o resultado de suas pesquisas como no documentário " Forks over Knives", disponibiliizando em outro tópico deste fórum.

Portanto dê o o significado que quiser , "perecer", "decair" ou "enfraquecer", todos estão desatualizados diante do que se sabe hoje e das última descobertas científicas, poderiam até valer para aquela sociedade , mas não cabe para nós. A DE tem que caminhar lado a lado com a ciência sob pena ou de ficar obsoleta, ou, de ser dogmatizada. Tudo o que está codificado deve ser contextualizado.

Mas, parafraseando o amigo Anton, não acredite me mim, pesquise.
Leia as pesquisas que tem sido publicadas repetidamente relacionando a carne a todos os tipos de câncer e doenças crônicas, em especial, rins e coração. Se tem algo que faz o homem perecer não é a falta de carne, mas o seu consumo. Hoje fica é até difícil achar uma doença que não esteja direta ou indiretamente relacionada ao consumo de carne.

Para finalizar, amiga Susana, eu sou realmente novo nesse fórum, mas não no estudo da Doutrina Espírita.[/size]

[/font]

Brenno ninguém disse que vc é novo na DE, por favor, não entenda o comentário como algo depreciativo.
Apesar de não ser novo no estudo da DE, imagino que esteja sempre aberto a aprender e ouvir outros pontos de vista, por isso a sugestão da leitura dos outros tópicos.
Como é novo no fórum possivelmente não leu ainda outros tópicos que falam sobre este assunto e onde suas argumentações já foram debatidas em um nível maior de profundidade do que neste tópico, que está relacionado ao consumo de carne, porém quanto a duas pessoas específicas. Por isso, sugiro ao amigo que que leia os seguintes tópicos e assista os vídeos que complementam as discussões:

http://www.forumespirita.net/fe/outras-doutrinas-espiritualistas/alimentacao-a-luz-do-espiritualismo/msg321222/#msg321222

http://www.forumespirita.net/fe/outros-estudos/vegetarianismo-devemos-ou-nao-adotar-esta-'vida'/msg148140/?topicseen#msg148140

http://www.forumespirita.net/fe/off-topic/o-ser-humano-e-naturalmente-carnivoro/msg316349/#msg316349

http://www.forumespirita.net/fe/lei-de-causa-e-efeito/a-carne-dos-animais/msg321213/#msg321213

http://www.forumespirita.net/fe/lei-de-causa-e-efeito/vegetarianismo-e-espiritismo/msg245996/?topicseen#msg245996

http://www.forumespirita.net/fe/outros-temas/sofrimento-animal/msg323943/#msg323943


http://www.forumespirita.net/fe/artigos-espiritas/vegetarianismo-no-espiritismo-e-doutrinacao-47134/msg324419/?topicseen#msg324419


paz e luz


Título: Re: Jesus comia carne... Buda não...
Enviado por: Zé Ninguém em 14 de Julho de 2013, 14:41
Citação de: Brenno Stoklos link=topic=33347.msg328415#msg328415 date=1373773

O Homem continua a ter a [/size
necessidade[/color] de se alimentar.

Sobre a necessidade do consumo de carne que o amigo insiste em dizer que existe eu só posso sugerir a pesquisa porque esta informação não procede, mas novamente, não acredite me mim, busque e veja por si só. O Conselho Regional de Nutrição já absolveu a alimentação vegetariana e a reconhece como saudável. Se esta necessidade ainda existisse não se teria esta recomendação na forma de parecer( CRN-3) que , inclusive, já foi publicado neste fórum.
Título: Re: Jesus comia carne... Buda não...
Enviado por: hcancela em 14 de Julho de 2013, 20:18
Olá amigos(as)

Estamos a debater a comida, e quem a come. e se faz bem ou não, etc e tal, ou Jesus comia carne e Buda não? ;)


Afinal quem comia ou não a carne? ;D


Abraços
Título: Re: Jesus comia carne... Buda não...
Enviado por: Brenno Stoklos em 14 de Julho de 2013, 21:05

Então o problema continua.............................
............................................complementam as discussões.



O Espiritismo é uma filosofia científica de conseqüências morais. Logo, todo ensinamento contido na DE, tenha caráter científico ou não, deve obedecer à esse princípio.


Pode ser que a ciência tenha demonstrado que não necessitamos consumir carne para nos mantermos com saúde, mas terá demonstrado que não necessitamos de nenhum produto ou subproduto que tenha origem no sacrifício de animais?


A amiga Susana teria absoluta certeza de que não se utiliza de nenhum desses produtos oriundos desses sacrifícios?


Qual a diferença, moralmente falando, entre sacrificar-se animais para consumir-lhes a carne e sacrificar-se outros pela destruição de seu habitat natural para aí plantar-se alguns hectares de arroz, por exemplo?


Nesses dois casos o sacrifício dos animais não visa à alimentação humana?


Ou seriam alguns animais mais dignos que outros?





Título: Re: Jesus comia carne... Buda não...
Enviado por: Brenno Stoklos em 14 de Julho de 2013, 21:13
Olá amigos(as)

Estamos a debater a comida, e quem a come. e se faz bem ou não, etc e tal, ou Jesus comia carne e Buda não? ;)


Afinal quem comia ou não a carne? ;D


Abraços


Buda enquanto ainda vivia em seu palácio com certeza devia consumir carne.

Quanto à Jesus não há dúvida que consumia. Basta lembrarmos do cordeiro assado da Ceia Pascal, temperado com ervas amargas, etc...

Título: Re: Jesus comia carne... Buda não...
Enviado por: Anton Kiudero em 14 de Julho de 2013, 21:26
Por favor, não engessem o espiritismo no que os espiritos disseram ou deixaram de dizer há quase 160 anos. A cabeça, ao contrario do que alguns pensam, não serve apenas para separar as orelhas. Sigam o conselho de Kardec: se a ciencia demonstrar algo que contradiga a DE como ciencia, fiquem com a ciencia...

Quem deseje tornar-se versado numa ciência tem que a estudar metodicamente, começando pelo princípio e acompanhando o encadeamento e o desenvolvimento das idéias. (LE Introdução)

A ciência espírita compreende duas partes: experimental uma, relativa às manifestações em geral; filosófica, outra, relativa às manifestações inteligentes. Aquele que apenas haja observado a primeira se acha na posição de quem não conhecesse a Física senão por experiências recreativas, sem haver penetrado no âmago da ciência. A verdadeira Doutrina Espírita está no ensino que os Espíritos deram, e os conhecimentos que esse ensino comporta são por demais profundos e extensos para serem adquiridos de qualquer modo, que não por um estudo perseverante, feito no silêncio e no recolhimento. Porque, só dentro desta condição se pode observar um número infinito de fatos e particularidades que passam despercebidos ao observador superficial, e firmar opinião. (LE Introdução)

Ao mesmo tempo que o espiritismo não é da alçada da ciencia, as ciencias materiais não são da alçada do espiritismo.

Título: Re: Jesus comia carne... Buda não...
Enviado por: VLRC em 14 de Julho de 2013, 21:39

[/quote]

Sobre a necessidade do consumo de carne que o amigo insiste em dizer que existe eu só posso sugerir a pesquisa porque esta informação não procede, mas novamente, não acredite me mim, busque e veja por si só. O Conselho Regional de Nutrição já absolveu a alimentação vegetariana e a reconhece como saudável. Se esta necessidade ainda existisse não se teria esta recomendação na forma de parecer( CRN-3) que , inclusive, já foi publicado neste fórum.
[/quote]

Kardec diz que, se um dia a ciência provar que o espiritismo está errado, devemos ficar com a ciência


Caminhando de par com o progresso, o Espiritismo jamais será ultrapassado, porque, se novas descobertas lhe demonstrarem estar em erro acerca de um ponto qualquer, ele se modificará nesse ponto. Se uma verdade nova se revelar, ele a aceitará (A Gênese, cap. I, item 55). (KARDEC)


Não entendo porque o espiritismo não aceita a não necessidade hoje do ser humano se alimentar de carne se a ciência já comprova ser isso possível. Ramatís e outros já falam sobre isso a varias décadas , qual o problema em dizer que estavam certo?
Sera preciso um  CUEE para tal ?

Abç

 ::)
Título: Re: Jesus comia carne... Buda não...
Enviado por: psi em 14 de Julho de 2013, 21:45
...Quanto à Jesus não há dúvida que consumia. Basta lembrarmos do cordeiro assado da Ceia Pascal, temperado com ervas amargas, etc...

Olá, amigo Breno. O fato de Jesus estar sentado à mesa onde havia um cordeiro assado, não implica que Jesus dele se alimentasse, pois poderia utilizar-se de outros alimentos. Poderia citar um trecho bíblico em que se diga textualmente que Jesus se alimentou de carne?

Um abraço

PSI
Título: Re: Jesus comia carne... Buda não...
Enviado por: Brenno Stoklos em 14 de Julho de 2013, 21:54
...Quanto à Jesus não há dúvida que consumia. Basta lembrarmos do cordeiro assado da Ceia Pascal, temperado com ervas amargas, etc...

Olá, amigo Breno. O fato de Jesus estar sentado à mesa onde havia um cordeiro assado, não implica que Jesus dele se alimentasse, pois poderia utilizar-se de outros alimentos. Poderia citar um trecho bíblico em que se diga textualmente que Jesus se alimentou de carne?

Um abraço

PSI


Também não há, amigo psi, um trecho que nos diga o contrário.

E não há porque o fato de Jesus ter ou não se alimentado de carne não é relevante do ponto de vista Moral.

Título: Re: Jesus comia carne... Buda não...
Enviado por: Mourarego em 14 de Julho de 2013, 22:15
Amigo PSI, é sabido de todos os que já se deram ao trabalho de mergulhar no estudo feitos por arqueólogos e historiadores entre eles e os mais afamados sendo judeus, que demonstraram, que jesus sim, comia carne, e peixes. tanto assim que mesmo no VT e no NT existe a passagem onde um governante inquirindo a um doutor da lei lhe pergunta: "Quem é este Jesus que come e bebe com os gentios?".
Qual a predominância da alimentação feita pelos gentios? Constava ela de carne de cabras, bois, peixes, algumas hortaliças, trigo, cevada etc. Ora se Jesus se sentava com eles é que também comia os mesmos alimentos.
Mas o que mais me deixa triste é ver que ainda hoje, se faz de Jesus ideia que o alça a páramos onde ele nunca disse estar. Fazem de Jesus idéia de um semi deus ou de ser que tinha organização física diferenciada dos outros o que não é verdadeiro.
No frigir dos ovos, com base na DE se pode afirmar que não é a alimentação carnívora que depõe contra o Espírito ma sim o excesso que se cometa, e por excesso se diz de tudo que assim seja classificado, não só na alimentação.
abraços,
Moura

...Quanto à Jesus não há dúvida que consumia. Basta lembrarmos do cordeiro assado da Ceia Pascal, temperado com ervas amargas, etc...

Olá, amigo Breno. O fato de Jesus estar sentado à mesa onde havia um cordeiro assado, não implica que Jesus dele se alimentasse, pois poderia utilizar-se de outros alimentos. Poderia citar um trecho bíblico em que se diga textualmente que Jesus se alimentou de carne?

Um abraço

PSI
Título: Re: Jesus comia carne... Buda não...
Enviado por: Zé Ninguém em 14 de Julho de 2013, 22:29

Buda enquanto ainda vivia em seu palácio com certeza devia consumir carne.

Quanto à Jesus não há dúvida que consumia. Basta lembrarmos do cordeiro assado da Ceia Pascal, temperado com ervas amargas, etc...

É mesmo Brenno? Por acaso o amigo estava com Jesus na Santa Ceia? :D
Ô Brenno...nem os historiadores chegaram num consenso sobre isso.
Jesus vivia entre os judeus, mas seu comportamento não era o mesmo daquela sociedade em muitos aspectos, então fica difícil afirmar com base no que se sabe hoje que Jesus certamente comia carne, até porque os indícios são outros. Há fortes indícios históricos de que Jesus tenha passado um período junto aos essênios e eles eram vegetarianos.
Me parece prudente termos mais cautela antes de emitir uma opinião conclusiva, sem provas contundentes, pois aqui estamos no campo da mera especulação e  há muita coisa sobre a vida de Jesus que ainda não sabemos.
Título: Re: Jesus comia carne... Buda não...
Enviado por: psi em 14 de Julho de 2013, 22:36
...existe a passagem onde um governante inquirindo a um doutor da lei lhe pergunta: "Quem é este Jesus que come e bebe com os gentios?".
Qual a predominância da alimentação feita pelos gentios? Constava ela de carne de cabras, bois, peixes, algumas hortaliças, trigo, cevada etc. Ora se Jesus se sentava com eles é que também comia os mesmos alimentos...

Pois é mano, olha que a mesa era farta.  ;)  Jesus podia tanto comer carne, como pães, frutas, hortaliças, etc.
Quanto ao tema do tópico, não há certeza de nada, mano. Só hipóteses.


...Mas o que mais me deixa triste é ver que ainda hoje, se faz de Jesus ideia que o alça a páramos onde ele nunca disse estar. Fazem de Jesus idéia de um semi deus ou de ser que tinha organização física diferenciada dos outros o que não é verdadeiro...

Não fique triste não, mano. Nenhum espírita vê Jesus como um semideus, e sim como o espírito mais evoluído que por aqui já encarnou. Isso segundo a própria DE.

Um abraço

PSI

 
Título: Re: Jesus comia carne... Buda não...
Enviado por: Zé Ninguém em 14 de Julho de 2013, 22:43

Então o problema continua.............................
............................................complementam as discussões.



O Espiritismo é uma filosofia científica de conseqüências morais. Logo, todo ensinamento contido na DE, tenha caráter científico ou não, deve obedecer à esse princípio.


Pode ser que a ciência tenha demonstrado que não necessitamos consumir carne para nos mantermos com saúde, mas terá demonstrado que não necessitamos de nenhum produto ou subproduto que tenha origem no sacrifício de animais?


A amiga Susana teria absoluta certeza de que não se utiliza de nenhum desses produtos oriundos desses sacrifícios?


Qual a diferença, moralmente falando, entre sacrificar-se animais para consumir-lhes a carne e sacrificar-se outros pela destruição de seu habitat natural para aí plantar-se alguns hectares de arroz, por exemplo?


Nesses dois casos o sacrifício dos animais não visa à alimentação humana?


Ou seriam alguns animais mais dignos que outros?

É praticamente impossível existir dentro dos moldes da civilização moderna sem causar algum tipo de impacto no meio ambiente, porém se ele é inevitável, deve ser o menor possível. A criação de gado exige um número imenso de terras para a pastagem, além de mais outra enorme quantidade de terra para plantar alimento para o gado. Portanto se realmente estamos preocupados om o bem estar das plantas e com o impacto ambiental, deveríamos considerar a adoção de uma alimentação vegetariana, pois menos áreas seria desmatadas e menos plantas morreriam. ;)

O amigo perguntou se tenho certeza de que tudo que uso não tem origem animal.
Infelizmente, muitos produtos de origem animal fazem parte da nossa vida, mas a única forma de mudar isso é através de discussões como essa.
 No meu dia-adia busco escolher, quando tenho opção, sempre a opção que traga menos custo para o planeta. Ainda preciso tomar vacinas, por exemplo, e ,infelizmente,elas foram feitas através de testes em animais, não posso mudar a história, o que foi feito foi feito, mas posso trabalhar para a construção de um novo futuro e é o que estou fazendo.
Não preciso esperar que o mundo seja perfeito para começar a mudar a realidade que estou inserida.
Toda caminhada começa um um passo.
Sabe Brenno, parece que as crianças que estão chegando tem uma capacidade de compreender isso melhor do que nós. Eu levei 30 anos para fazer a conexão, ele 3 anos:
Luiz Antonio - A argumentação para não comer polvo (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PU5YNE82c21ackxFIw==)

P.S: Apesar de seus questionamentos não serem alheios ao tópico e estarem relacionados com o assunto aqui debatido, que é em essência o consumo de carne , entendo que esta discussão estaria melhor inserida num daqueles tópicos que indiquei.
Caso o amigo queira continuar a discussão pro lá, estou á disposição.

paz e luz
Título: Re: Jesus comia carne... Buda não...
Enviado por: Zé Ninguém em 14 de Julho de 2013, 22:51

"Mas o que mais me deixa triste é ver que ainda hoje, se faz de Jesus ideia que o alça a páramos onde ele nunca disse estar. Fazem de Jesus idéia de um semi deus ou de ser que tinha organização física diferenciada dos outros o que não é verdadeiro..."


Os essênios tinham a mesma constituição física das demais pessoas da época e eram vegetarianos, portanto nada demais se Jesus fosse, nem seria nenhuma novidade já que os indianos o são há milênios e os essênios já eram antes da chegada de Jesus.
Não vejo nada de excepcional em Jesus não ter comido animais, aliás acho até bastante coerente para um espírito que pregava o amor ao próximo. .
Mas como disse antes, tudo ainda é mera especulação e achismo. Minha intuição diz que jesus não comia carne, por tudo o que li sobre sua vida, a meu ver faz mais sentido do que imaginar jesus se banqueteando de vísceras e sangue. Mas claro, posso estar errada, então deixo ao Sr tempo a resposta para esta pergunta.
Título: Re: Jesus comia carne... Buda não...
Enviado por: Zé Ninguém em 14 de Julho de 2013, 23:01

E não há porque o fato de Jesus ter ou não se alimentado de carne não é relevante do ponto de vista Moral.

Brenno,
Nenhuma lição é ensinada antes do tempo.
Não adiantaria Jesus falar de forma enfática quanto ao consumo de carne, aqueles homens não teriam entendimento e nível consciencial para olhar para os animais além de servos.
O fato de Jesus não ter falado sobre o assunto não significa que ele não era importante, mas apenas que os alunos ainda não tinham condições de assimilar a lição.
O que fica é sim o ensinamento moral, mas amar o próximo e ver também os animais como próximos e seres que merecem nosso respeito e consideração também é uma questão moral. ;)
Um dia outros seres humanos forma tratados como coisas apenas porque eram diferentes, receio que estamos incorrendo no mesmo equívoco, ao condicionar o respeito à vida apenas daqueles que se assemelham a nós.
Ás vezes sinto que se vacas latissem e porcos miassem, a história teria sido bem diferente.



Título: Re: Jesus comia carne... Buda não...
Enviado por: Brenno Stoklos em 15 de Julho de 2013, 00:50

É mesmo Brenno? Por acaso o amigo estava com Jesus na Santa Ceia? :D

Ô Brenno...nem os historiadores chegaram num consenso sobre isso.
Jesus vivia entre os judeus, mas ..................................
.....................................................................................ainda não sabemos.



E não é que eu possa mesmo ter estado lá, como um dos discípulos, e não me lembre! .............coisas da Reencarnação.

O que resta de toda essa controvérsia é que o fato de Jesus ter se alimentado, ou não, de carne, não tem nenhuma relevância quanto às consequências morais de seus ensinos!

Título: Re: Jesus comia carne... Buda não...
Enviado por: Brenno Stoklos em 15 de Julho de 2013, 01:03

E não há porque o fato de Jesus ter ou não se alimentado de carne não é relevante do ponto de vista Moral.

Brenno,
Nenhuma lição é ensinada antes do tempo.
Não adiantaria Jesus falar de forma enfática quanto ao consumo de carne, aqueles homens não teriam entendimento e nível consciencial para olhar para os animais além de servos.
O fato de Jesus não ter falado sobre o assunto não significa que ele não era importante, mas apenas que os alunos ainda não tinham condições de assimilar a lição.
O que fica é sim o ensinamento moral, mas amar o próximo e ver também os animais como próximos e seres que merecem nosso respeito e consideração também é uma questão moral. ;)
Um dia outros seres humanos forma tratados como coisas apenas porque eram diferentes, receio que estamos incorrendo no mesmo equívoco, ao condicionar o respeito à vida apenas daqueles que se assemelham a nós.
Ás vezes sinto que se vacas latissem e porcos miassem, a história teria sido bem diferente.


Se Jesus, há dois mil anos, não falou, os Espíritos Superiores, há um Século e meio, falaram!

E, o que os Espíritos Superiores falaram, é o que está naquelas três questões citadas da Doutrina Espírita.

Se disseram outra coisa mais recentemente eu não tenho conhecimento.

Título: Re: Jesus comia carne... Buda não...
Enviado por: Zé Ninguém em 15 de Julho de 2013, 01:28

É mesmo Brenno? Por acaso o amigo estava com Jesus na Santa Ceia? :D

Ô Brenno...nem os historiadores chegaram num consenso sobre isso.
Jesus vivia entre os judeus, mas ..................................
.....................................................................................ainda não sabemos.



E não é que eu possa mesmo ter estado lá, como um dos discípulos, e não me lembre! .............coisas da Reencarnação.

O que resta de toda essa controvérsia é que o fato de Jesus ter se alimentado, ou não, de carne, não tem nenhuma relevância quanto às consequências morais de seus ensinos!

Sem dúvidas, mas não é por isso que podemos afirmar uma coisa que não temos certeza. ;)
Os ensinamentos de Jesus estão acima de qualquer coisa. Até porque se passarmos a ver os animais também como nosso próximo e formos mansos e pacíficos como ensinou o Mestre não teremos como levantar um cutelo para nenhum animal. Mansuetude e pacifismo não combinam com abate.
Mas não é porque o que importa é o ensinamento moral que podemos afirmar que Jesus fez ou deixou de fazer alguma coisa sem que haja uma prova contundente sobre isso, pois entre a especulação e a veracidade de uma afirmação existe um abismo.
Título: Re: Jesus comia carne... Buda não...
Enviado por: Zé Ninguém em 15 de Julho de 2013, 01:34
Citação de: Brenno Stoklos link=topic=33347.msg328499#msg328499


Se Jesus, há dois mil anos, não falou, os Espíritos Superiores, há um Século e meio, falaram!

E, o que os Espíritos Superiores falaram, é o que está naquelas três questões citadas da Doutrina Espírita.

Se disseram outra coisa mais recentemente eu não tenho conhecimento.

Na verdade eles nunca pararam de falar, fomos nós que tampamos os olhos e ouvidos.
Título: Re: Jesus comia carne... Buda não...
Enviado por: Brenno Stoklos em 15 de Julho de 2013, 03:21

Sem dúvidas, mas não é por isso que podemos afirmar uma coisa que não temos certeza. ;)
Os ensinamentos de Jesus estão acima de qualquer coisa. Até porque se passarmos a ver os animais também como nosso próximo e formos mansos e pacíficos como ensinou o Mestre não teremos como levantar um cutelo para nenhum animal. Mansuetude e pacifismo não combinam com abate.
Mas não é porque o que importa é o ensinamento moral que podemos afirmar que Jesus fez ou deixou de fazer alguma coisa sem que haja uma prova contundente sobre isso, pois entre a especulação e a veracidade de uma afirmação existe um abismo.




Concordo, amiga Susana, desde que vejamos todos os animais como o nosso próximo.



Título: Re: Jesus comia carne... Buda não...
Enviado por: Brenno Stoklos em 15 de Julho de 2013, 03:23
Citação de: Brenno Stoklos link=topic=33347.msg328499#msg328499


Se Jesus, há dois mil anos, não falou, os Espíritos Superiores, há um Século e meio, falaram!

E, o que os Espíritos Superiores falaram, é o que está naquelas três questões citadas da Doutrina Espírita.

Se disseram outra coisa mais recentemente eu não tenho conhecimento.

Na verdade eles nunca pararam de falar, fomos nós que tampamos os olhos e ouvidos.

E onde estaria essa nova Doutrina, passada pelo CUEE, para que possamos estudá-la?

Título: Re: Jesus comia carne... Buda não...
Enviado por: Zé Ninguém em 15 de Julho de 2013, 12:34
Citação de: Brenno Stoklos link=topic=33347.msg328499#msg328499


Se Jesus, há dois mil anos, não falou, os Espíritos Superiores, há um Século e meio, falaram!

E, o que os Espíritos Superiores falaram, é o que está naquelas três questões citadas da Doutrina Espírita.

Se disseram outra coisa mais recentemente eu não tenho conhecimento.

Na verdade eles nunca pararam de falar, fomos nós que tampamos os olhos e ouvidos.

E onde estaria essa nova Doutrina, passada pelo CUEE, para que possamos estudá-la?

Em centenas de livros psicografados e nas diversas vozes que se manifestam nos muitos centros espíritas  espalhados por este país. O mesmo controle realizado por Kardec quanto ao que era recebido pode ser feito por qualquer pessoa, basta ter boa vontade e disposição.

Qualquer um que se proponha com seriedade a fazer este trabalho encontrará a mesma coincidência que Kardec encontrou quanto a diversas perguntas, afinal o CUEE, nada mais é do que isso: comparar várias mensagens sobre o mesmo assunto e verificar se há concordância, adotando-se a resposta que for mais frequente.

Realmente não acredito que Deus permitiu apenas que os Espíritos Superiores se manifestassem há 160 anos atrás e depois nos relegou à ignorância, só permitindo que espíritos desocupados viessem falar aos homens. Kardec ensinou o método para verificar a procedência de uma mensagem. Jesus também, então não tem mistério.
Título: Re: Jesus comia carne... Buda não...
Enviado por: Brenno Stoklos em 15 de Julho de 2013, 20:04

Realmente não acredito que Deus permitiu apenas que os Espíritos Superiores se manifestassem há 160 anos atrás e depois nos relegou à ignorância, só permitindo que espíritos desocupados viessem falar aos homens. Kardec ensinou o método para verificar a procedência de uma mensagem. Jesus também, então não tem mistério.


É que a Doutrina  ditada pelos Espíritos Superiores já contém tudo o que nos é necessário saber para atingir o grau máximo de elevação que nos é possível aqui nesse Orbe, inclusive o exemplo do Mestre Jesus.

Título: Re: Jesus comia carne... Buda não...
Enviado por: wender100%espirita em 19 de Agosto de 2013, 20:15
Jesus não ninguém menos que Buda. ambors são o mesmo espírito em encarnações e roupagens diferents. A propósito, Jesus encarnou oito vezes neste planeta de dor e expiação, sempre a pregar e exemplificar os valores do espírito.
de onde vc tirou essa conclusao que Jesus e buda sao o mesmo espirito. paz e luz a todos
Título: Re: Jesus comia carne... Buda não...
Enviado por: Brenno Stoklos em 19 de Agosto de 2013, 20:55
Jesus não ninguém menos que Buda. ambors são o mesmo espírito em encarnações e roupagens diferents. A propósito, Jesus encarnou oito vezes neste planeta de dor e expiação, sempre a pregar e exemplificar os valores do espírito.
de onde vc tirou essa conclusao que Jesus e buda sao o mesmo espirito. paz e luz a todos


Amigo Wender,

Esse tipo de afirmação feito pelo peace soldier é apenas exemplo de desconhecimento da Doutrina Espírita.

Título: Re: Jesus comia carne... Buda não...
Enviado por: Conforti em 20 de Agosto de 2013, 00:43
      Amigos,

      "Peguei o bonde andando" mas, como diz o mano Moura, vou dar um pitaco.

      A questão de comer ou não comer carne, não é mais só uma questão de saúde, mas de consciência, pois sabemos que já está cientificamente comprovado que os animais, "erradamente" chamados irracionais, sentem, têm sentimentos e emoções, sofrem, pois possuem consciência e autoconsciência, bem como todas as faculdades subjetivas (psicológicas, mentais) e também as fisiológicas, todas elas guardando enormes semelhanças às correspondentes dos animais racionais, em gradações diferenciadas. 

      Devido a essas comprovações, já existe, em vários países da Europa, nos Estados Unidos e noutras regiões, sérios movimentos, apoiados por cientistas, para que se conceda, por lei, aos animais, direitos semelhantes aos dos homens.

      As impressionantes semelhanças psicológicas, subjetivas, mentais, podem ser encontradas noutros tópicos deste fórum. As também impressionantes semelhanças fisiológicas, biológicas, algumas delas coloco a seguir:

      - percentual de semelhanças entre o DNA dos homens e dos animais abaixo:

      - chipanzé: 99,6%;

      - macacos: 98,8%:

      - ratos: 97,5%;

      - gatos: 90%;

      - peixes: 70%;

      - moscas de frutas: 60%.
.........................
Título: Re: Jesus comia carne... Buda não...
Enviado por: Brenno Stoklos em 20 de Agosto de 2013, 03:13

      A questão............................
.....................................................animais



592. Se, pelo que toca à inteligência, comparamos o homem e os animais, parece difícil estabelecer-se uma linha de demarcação entre aquele e estes, porquanto alguns animais mostram, sob esse aspecto, notória superioridade sobre certos homens. Pode essa linha de demarcação ser estabelecida de modo preciso?

“A este respeito é completo o desacordo entre os vossos filósofos. Querem uns que o homem seja um animal e outros que o animal seja um homem. Estão todos em erro. O homem é um ser à parte, que desce muito baixo algumas vezes e que pode também elevar-se muito alto. Pelo físico, é como os animais e menos bem dotado do que muitos destes. A Natureza lhes deu tudo o que o homem é obrigado a inventar com a sua inteligência, para satisfação de suas necessidades e para sua conservação. Seu corpo se destrói, como o dos animais, é certo, mas ao seu Espírito está assinado um destino que só ele pode compreender, porque só ele é inteiramente livre. Pobres homens, que vos rebaixais mais do que os brutos! Não sabeis distinguir-vos deles? Reconhecei o homem pela faculdade de pensar em Deus.”

                                                                 O Livro dos Espíritos

Título: Re: Jesus comia carne... Buda não...
Enviado por: Conforti em 20 de Agosto de 2013, 03:40
      Brenno   (ref #91, de 19.08.13)


      Brenno citou:... Seu corpo se destrói, como o dos animais, é certo, mas ao seu Espírito está assinado um destino que só ele pode compreender, porque só ele é inteiramente livre.

      Conf: amigo, sei que não são palavras suas, mas por vc citadas, o que significa que compreende o que citou: qual é o significado de só o espirito é inteiramente livre?
.................
Título: Re: Jesus comia carne... Buda não...
Enviado por: Vitor Santos em 20 de Agosto de 2013, 12:07
Olá

Citar
Devido a essas comprovações, já existe, em vários países da Europa, nos Estados Unidos e noutras regiões, sérios movimentos, apoiados por cientistas, para que se conceda, por lei, aos animais, direitos semelhantes aos dos homens.


Clique aqui para ler mais: http://www.forumespirita.net/fe/outras-doutrinas-espiritualistas/jesus-comia-carne-buda-nao/90/#ixzz2cVOprL5N

Os animais não são iguais aos homens. São criaturas mais atrasadas. Em termos espirituais podemos reconhecer-lhes semelhanças, pois acreditamos que também têm um espírito. Mas de um ponto de vista estritamente material isso não faz sentido nenhum. A diferença de inteligência, de constituição física, é notória. Logo, os papéis de cada espécie, na Terra, são e têm que ser diferentes. Vamos abrir as candidaturas de cargos políticos a animais? Vamos colocar os animais na escola, com as crianças?

Mesmo os animais, entre si, não são iguais. Um chimpanzé, ou um papagaio, não se comparam com uma mosca.

Dalai Lama é budista, mas, por motivos de saúde, não é vegetariano, embora gostasse de ser. São as palavras dele mesmo, a esse respeito, que li.

A morte não é um castigo. E parte dos animais, sobretudo aqueles que são criados para abate, não existiriam senão houvesse alimentação humana de carne e peixe. Pois ninguém vai criar vacas para ter em casa, como animais domésticos.

Eu acredito que necessito de alimentação animal, porque sigo as recomendações da ONU. A DGS de Portugal reproduz essas regras no ficheiro que anexo.

bem hajam
Título: Re: Jesus comia carne... Buda não...
Enviado por: wender100%espirita em 20 de Agosto de 2013, 13:26
se nao fosse a alimentacao por carne animal, nos morreriamos na epoca das cavernas, isso porque naquela epoca nao tinhamos  nutricionistas pra nos ajudar a fazer um cardapio  que nos garantiriam nossa sobrevivencia rsrsr, so depois que comecamos a ingerir carne na alimentacao, que demos um salto enorme na nossa evolucao porque ela tem todos os nutrientes necessarios a nossa sobrevivencia pricipalmente nos primordios! agora que ja estamos mais evoluidos e logico que estamos descobrindo outros alimentos que substituem a carne. comer ou nao carne hoje emdia pelo menos pra mim e questao de qualidade de vida.paz e luz a todos!
Título: Re: Jesus comia carne... Buda não...
Enviado por: wender100%espirita em 20 de Agosto de 2013, 13:31
Jesus não ninguém menos que Buda. ambors são o mesmo espírito em encarnações e roupagens diferents. A propósito, Jesus encarnou oito vezes neste planeta de dor e expiação, sempre a pregar e exemplificar os valores do espírito.
de onde vc tirou essa conclusao que Jesus e buda sao o mesmo espirito. paz e luz a todos


Amigo Wender,

Esse tipo de afirmação feito pelo peace soldier é apenas exemplo de desconhecimento da Doutrina Espírita.


ainda bem brenno, porque descordo completamente dessa comparacao.
Título: Re: Jesus comia carne... Buda não...
Enviado por: Conforti em 20 de Agosto de 2013, 16:34
      Wender   (ref #94)

      Na época das cavernas, dos antropoides, da transformação de animais em hominais, o homem se alimentava de animais por ser, também, animal.

      No entanto, milhões de anos passados, com a aquisição de conhecimentos relativos à natureza dos chamados irracionais, de suas enormes semelhanças, sob todos os aspectos, com os chamados racionais, a questão de comer ou não os cadáveres daqueles a quem denominamos de inferiores, de nossos irmãos inferiores em estrutura cerebral, e consequentemente, inferiores ao homem sob outros aspectos, como inteligencia, astúcia, malícia, ânsia de poder, discernimentos, muitas vezes na perversidade, passa a ser para muitos - não para todos, é evidente, pois é que vemos no mundo -, uma questão de consciência.

      Os animais são nossos irmãos menores, porq o Criador, conforme as religiões/doutrinas crêem, os faz assim, de sua mesma essência; Suas próprias mãos os modelaram, como modelam a nós; insuflou-lhes vida e destino iguais aos nossos; eles estão no mesmo caminho que os hominais estão, talvez apenas um pouco acima, pois deles surgem os homens, e essa transição deve se realizar paulatinamente, sem saltos bruscos. Pela doutrina, fomos ontem o que eles são hoje; e eles serão amanhã o que nós somos agora.

      Como disse Francisco, de Assis: irmão Sol, irmã Lua...
......................
Título: Re: Jesus comia carne... Buda não...
Enviado por: Brenno Stoklos em 20 de Agosto de 2013, 17:26

Se O Mestre Jesus comia carne ou não (E comia!), é de pouco, ou nenhum, interesse!

Importante é sabermos que:

"Para o homem, Jesus constitui o tipo da perfeição moral a que a Humanidade pode aspirar na Terra. Deus no-lo oferece como o mais perfeito modelo e a doutrina que ensinou é a expressão mais pura da lei do Senhor, porque, sendo ele o mais puro de quantos têm aparecido na Terra, o Espírito Divino o animava.
Quanto aos que, pretendendo instruir o homem na lei de Deus, o têm transviado, ensinando-lhes falsos princípios, isso aconteceu por haverem deixado que os dominassem sentimentos demasiado terrenos e por terem confundido as leis que regulam as condições da vida da alma, com as que regem a vida do corpo. Muitos hão apresentado como leis divinas simples leis humanas estatuídas para servir às paixões e dominar os homens".

                                                 O Livro dos Espíritos

Título: Re: Jesus comia carne... Buda não...
Enviado por: Kazaoka em 20 de Agosto de 2013, 17:31
Nada contra quem come carne ou quem é vegetariano. Na verdade, quem come carne ou come vegetais é o corpo animalizado e não o Espírito, e faz isso por necessidade instintiva.
É claro que a nossa experiência na matéria é para disciplinarmos as inclinações e fixar  em nós mesmos os valores morais que estamos adquirindo ao longo de nossas diversas encarnações. E um destes desafios é usarmos a força da moral espiritual a dominar as reações naturais do instinto do homem como ser animal. E pelo que vemos, há muito mais coisas o que fazer nesta relação Espírito e matéria grosseira do que tentar dominar um instinto natural do homem que nada mais há do que com o seu instinto de preservação.
Título: Re: Jesus comia carne... Buda não...
Enviado por: Mourarego em 20 de Agosto de 2013, 17:33
Exatamente mano Kao,
o físico não interfere no Espírito, é cada um no seu quadrado.
O que nos leva mais alto não é a comida mas a condição moral.

abraços,
Moura
Título: Re: Jesus comia carne... Buda não...
Enviado por: Conforti em 20 de Agosto de 2013, 21:48
      Amigos   (ref #99, 20.08.13)

      Meu mano Moura, vc disse "exatamente, mano Kao" e eu digo, "não exatamente, manos Moura e Kao".

      O físico interfere o tempo todo no espirito, como a própria doutrina faz ver; senão que vinculação seria essa de não haver qualquer interdependência entre ambos? Qual será a razão, o motivo de se ligarem carne e espirito?

      Afinal, quem é que sente e sofre com as dores e sofrimentos que atingem o corpo carnal? Quem é que sofre as dores e sofrimentos que o viver suscita na carne? Uma simples indisposição do corpo, uma simples dor de uma topada, quem é que a sente? De onde vêm todas as imperfeições, senão do mundo material, e através do corpo material?

      Quem é que provoca, nos espíritos, tudo aquilo a que denominamos imperfeições ou defeitos morais? A própria DE nos ensina que o egoismo, a maior chaga da humanidade e do qual derivam todos os males do mundo, tem origem, exatamente, na proximidade em que estamos da matéria, onde Deus nos colocou!

      Reflita e, certamente, o mano perceberá que todos os defeitos morais vêm exatamente do fato de estarmos habitando um corpo carnal; não fosse esse corpo e este mundo material, de onde, ou como nasceriam em nosso íntimo o egoísmo, orgulho, cobiça, ambição, desejos baixos, vícios, crimes hediondos, culpas, culpados, mentiras, invejas... todo esse extenso cortejo de erros e absurdos que vemos no mundo?

      Não é o corpo carnal que leva ao espirito todas as dores de haver nascido ou de se tornar deformado? De ser explorado pelos semelhantes?

      As deformações psicológicas ou fisiológicas onde estão? Não fazem o espirito sofrer? As dores produzidas pelos desastres provocados pelas ações dos homens ou de Deus, como o espirito os sentirá se o corpo nele não interfere? As enfermidades, por mais terríveis e cheias de dores e mal-cheirosas que sejam, como o espirito as sente se não ha interferência entre eles?

      A própria doutrina ensina que o espirito vem a um corpo material, a um mundo material, para nele aprender a viver naquela que chamam de verdadeira Pátria Espiritual! Como vai aprender a viver na matéria, num corpo carnal se não houvesse uma interferência absoluta? 

      Pela doutrina, não é na carne, nas experiencias vividas na carne, que o espirito aprende a se desfazer de suas imperfeições e aprende a avançar rumo ao aperfeiçoamento que o aproxima de Deus? Não é, também, na carne que o espirito adquire todas as imperfeições, por mais monstruosas que sejam?

      A DE afirma que ambos, espirito e corpo carnal, interferem o tempo todo, pois a carne é grande empecilho à manifestação das faculdades do espirito, pois lhe impede os "movimentos" como se preso a "lamaçal viscoso" e o impede de interpretar corretamente os eventos e a vida, porq só permite que ele os perceba como se os estivesse vendo através de um "vidro muito opaco"!
...................
Título: Re: Jesus comia carne... Buda não...
Enviado por: Kazaoka em 21 de Agosto de 2013, 02:05
[...]
      Afinal, quem é que sente e sofre com as dores e sofrimentos que atingem o corpo carnal? Quem é que sofre as dores e sofrimentos que o viver suscita na carne? Uma simples indisposição do corpo, uma simples dor de uma topada, quem é que a sente? De onde vêm todas as imperfeições, senão do mundo material, e através do corpo material?
[...]

Quem sente e sofre com as dores e sofrimentos carnais é a própria carne. Nesta situação, o que verdadeiramente interessa ao Espírito é o uso dos instrumentos que dispõe para desvencilhar-se das adversidades que atigem ao conjunto (corpo e alma). Existe até um ditado popular que encerra uma grande verdade; "Quando a cabeça não pensa o corpo padece".
A evolução do Espírito se dá, não pelo tanto que sofreu ou pelas dores que sentiu, mas pela forma como ele lidou com tudo isso e o que aprendeu com elas. Este é o tal "merecimento" que muitos acham que se adquire pelo peso da imolação e pela passividade em aceitá-las. Grande erro, que pode por a perder uma existência toda de dor e de sofrimento carnal que, neste caso, torna-se em vão.
Título: Re: Jesus comia carne... Buda não...
Enviado por: Brenno Stoklos em 21 de Agosto de 2013, 02:11
      Brenno   (ref #91, de 19.08.13)


      Brenno citou:... Seu corpo se destrói, como o dos animais, é certo, mas ao seu Espírito está assinado um destino que só ele pode compreender, porque só ele é inteiramente livre.

      Conf: amigo, sei que não são palavras suas, mas por vc citadas, o que significa que compreende o que citou: qual é o significado de só o espirito é inteiramente livre?
.................


Só os Espíritos que já encarnam como Humanos têm Livre-Arbítrio.

Título: Re: Jesus comia carne... Buda não...
Enviado por: Conforti em 25 de Agosto de 2013, 15:26
      Breeno     (ref #102, 21.08.13)

      Me perdoe: entendi que vc dizia que "só o espirito é inteiramente livre".

      Quanto a só ele ter livre-arbítrio, ou mesmo que ele tenha livre-arbítrio é o que a doutrina afirma, mas meu raciocínio não me leva a essa compreensão, como já expus antes.
..........



Clique aqui para ler mais: http://www.forumespirita.net/fe/outras-doutrinas-espiritualistas/jesus-comia-carne-buda-nao/90/#ixzz2czTUDVbL
Título: Re: Jesus comia carne... Buda não...
Enviado por: Brenno Stoklos em 25 de Agosto de 2013, 19:03

      Me perdoe: entendi que vc dizia que "só o espirito é inteiramente livre".

      Quanto a só ele ter livre-arbítrio, ou mesmo que ele tenha livre-arbítrio é o que a doutrina afirma, mas meu raciocínio não me leva a essa compreensão, como já expus antes.



262. Como pode o Espírito, que, em sua origem, é simples, ignorante e carecido de experiência, escolher uma existência com conhecimento de causa e ser responsável por essa escolha?

“Deus lhe supre a inexperiência, traçando-lhe o caminho que deve seguir, como fazeis com a criancinha. Deixa-o, porém, pouco a pouco, à medida que o seu livre-arbítrio se desenvolve, senhor de proceder à escolha e só então é que muitas vezes lhe acontece extraviar-se, tomando o mau caminho, por desatender os conselhos dos bons Espíritos. A isso é que se pode chamar a queda do homem.”

                                                              O Livro dos Espíritos

Título: Re: Jesus comia carne... Buda não...
Enviado por: Conforti em 26 de Agosto de 2013, 22:18
Re: Jesus comia carne... Buda não...
      Kazaoka    (ref #101 em: 200813)

      Conf (msg ant): Afinal, quem é que sente e sofre com as dores e sofrimentos que atingem o corpo carnal? Quem é que sofre as dores e sofrimentos que o viver suscita na carne? Uma simples indisposição do corpo, uma simples dor de uma topada, quem é que a sente? De onde vêm todas as imperfeições, senão do mundo material, e através do corpo material?

      Kazaoka respondeu: Quem sente e sofre com as dores e sofrimentos carnais é a própria carne.

   Conf: meu jovem amigo, não acredito que seu cérebro esteja mais cansado que o meu! Vc é mais espírito ou é mais carne, ou uma conjunção dos dois? O espírito não sofre as dores da carne?! Se seu dente doer vc nem sequer saberá que doeu, pois a dor se limita ao corpo carnal?!! Vc consegue se esquivar das dores que acometem seu corpo??!!

      Vc só não sofrerá as dores de sua carne, se a carne estiver morta e, é evidente, vc desencarnado, ou, por um distúrbio grave de seu sistema neurológico. Eqto a carne tem vida, as dores dela é vc - espirito na carne - quem as sofre. Eqto vc está na carne, é da carne que lhe vêm as dores e, embora muitos não admitam, todas as imperfeições e defeitos morais, dos quais resultam as dores e sofrimentos para nós e para os demais. 

      Kazaoka:... Nesta situação, o que verdadeiramente interessa ao Espírito é o uso dos instrumentos que dispõe para desvencilhar-se das adversidades que atingem ao conjunto (corpo e alma). Existe até um ditado popular que encerra uma grande verdade: "Quando a cabeça não pensa, o corpo padece".

      Conf: e, meu jovem, porq não acrescentar: “quando o corpo padece é o espírito que sente o padecimento”.
 
      Kaz: A evolução do Espírito se dá, não pelo tanto que sofreu ou pelas dores que sentiu, mas pela forma como ele lidou com tudo isso e o que aprendeu com elas. Este é o tal "merecimento" que muitos acham que se adquire pelo peso da imolação e pela passividade em aceitá-las.

      Conf: amigo, em parte vc está certo, em parte errado. Certo, qto a dizer que a evolução vem da compreensão; errado, qto a dizer que aí está o merecimento. Não há merecimento algum no se compreender alguma coisa, pois compreender não depende de nosso querer compreender ou não, não significa conquista de méritos. A compreensão vem das experiências da vida, da observação da vida, de suas capacidades intelectuais que, por sua vez, derivam da herança genética.

      Kaz:... Grande erro, que pode por a perder uma existência toda de dor e de sofrimento carnal que, neste caso, torna-se em vão.

      Conf: há (mas, nem sempre), para nós, algo de vantajoso no sofrimento, seja de momentos ou da vida toda, não com relação ao sofrimento em si, mas à compreensão que pode nos trazer; pois, compreendendo, podemos despertar para tentar encontrar aquela solução que nada no mundo oferece, nem medicinas, ciências, psicologias, filosofias, religiões, crenças e doutrinas: a solução para dar fim aos sofrimentos. 
...............................

Título: Re: Jesus comia carne... Buda não...
Enviado por: Kazaoka em 27 de Agosto de 2013, 01:50

      Kazaoka respondeu: Quem sente e sofre com as dores e sofrimentos carnais é a própria carne.

   Conf: meu jovem amigo, não acredito que seu cérebro esteja mais cansado que o meu! Vc é mais espírito ou é mais carne, ou uma conjunção dos dois? O espírito não sofre as dores da carne?! Se seu dente doer vc nem sequer saberá que doeu, pois a dor se limita ao corpo carnal?!! Vc consegue se esquivar das dores que acometem seu corpo??!!


As dores físicas são da matéria! Quanto ao que você colocou acima, como se explica o efeito dos anestésicos e dos analgésicos?


      Kaz: A evolução do Espírito se dá, não pelo tanto que sofreu ou pelas dores que sentiu, mas pela forma como ele lidou com tudo isso e o que aprendeu com elas. Este é o tal "merecimento" que muitos acham que se adquire pelo peso da imolação e pela passividade em aceitá-las.

      Conf: amigo, em parte vc está certo, em parte errado. Certo, qto a dizer que a evolução vem da compreensão; errado, qto a dizer que aí está o merecimento. Não há merecimento algum no se compreender alguma coisa, pois compreender não depende de nosso querer compreender ou não, não significa conquista de méritos. A compreensão vem das experiências da vida, da observação da vida, de suas capacidades intelectuais que, por sua vez, derivam da herança genética.


Ah! Então Einstein "herdou" geneticamente o entendimento da física, e Jesus a moral Cristã!?
O merecimento que se adquire pode ser considerado como a habilidade em lidar com todas as circunstâncias, sejam elas de natureza física graças ao crescimento do intelecto, seja moral, através do discernimento agindo em favor da equidade de nossas ações.


      Kaz:... Grande erro, que pode por a perder uma existência toda de dor e de sofrimento carnal que, neste caso, torna-se em vão.

      Conf: há (mas, nem sempre), para nós, algo de vantajoso no sofrimento, seja de momentos ou da vida toda, não com relação ao sofrimento em si, mas à compreensão que pode nos trazer; pois, compreendendo, podemos despertar para tentar encontrar aquela solução que nada no mundo oferece, nem medicinas, ciências, psicologias, filosofias, religiões, crenças e doutrinas: a solução para dar fim aos sofrimentos. 


Fico sinceramente feliz em ver que você encontrou um fim útil e uma razão de ser para aquilo que chamamos de "sofrimento humano".
Título: Re: Jesus comia carne... Buda não...
Enviado por: Brenno Stoklos em 27 de Agosto de 2013, 03:03

há (mas, nem sempre), para nós, algo de vantajoso no sofrimento, seja de momentos ou da vida toda, não com relação ao sofrimento em si, mas à compreensão que pode nos trazer 



É justamente a compreensão do porquê dos sofrimentos que nos faz evoluir.

Se o homem se conformasse rigorosamente com as leis divinas, não há duvidar de que se pouparia aos mais agudos males e viveria ditoso na Terra. Se assim procede, é por virtude do seu livre-arbítrio: sofre então as conseqüências do seu proceder.

                                                                      A Gênese

Título: Re: Jesus comia carne... Buda não...
Enviado por: Confortipai em 28 de Agosto de 2013, 18:33
Re: Jesus comia carne... Buda não...
      Kazaoka   (ref #106 em: 27.08.13)


      Kazaoka (msg anterior): Quem sente e sofre com as dores e sofrimentos carnais é a própria carne.

      Conf (msg ant): meu jovem, não acredito que seu cérebro esteja mais cansado que o meu! Vc é mais espírito ou é mais carne, ou uma conjunção dos dois? O espírito não sofre as dores da carne?! Se seu dente doer vc nem sequer saberá que doeu, pois a dor se limita ao corpo carnal?!! Vc consegue se esquivar das dores que acometem seu corpo??!!

      Kazaoka (m atual): As dores físicas são da matéria! Quanto ao que você colocou acima, como se explica o efeito dos anestésicos e dos analgésicos?

      Conf (atual): vc é, pelo que sempre vejo, inteligente; vc mesmo se referiu ao “conjunto corpo-espírito”, lembra-se? Como é que vc não sente as dores físicas? Qdo há dor física vc, espírito/carne, as sente; por isso corre em busca de analgésicos; qdo se serve deles, a dor cessa e vc, espírito/carne, deixa de senti-las! Será que vc não sente as dores de sua carne, do motor do dentista no nervinho de seu dente? Se não sente as dores da carne, ensine-nos como fazer isso sem usar analgésicos, meu amigo, que o mundo se maravilhará em ter esse conhecimento! Se vc (espírito)não sente as dores da carne, seu corpo carnal, estará fadado a perecem a qualquer momento e suas experiencias terrenas... tchau para elas!

      Kaz: A evolução do Espírito se dá, não pelo tanto que sofreu ou pelas dores que sentiu, mas pela forma como ele lidou com tudo isso e o que aprendeu com elas. Este é o tal "merecimento" que muitos acham que se adquire pelo peso da imolação e pela passividade em aceitá-las.

      Conf: amigo, em parte vc está certo, em parte errado. Certo, qto a dizer que a evolução vem da compreensão; errado, qto a dizer que aí está o merecimento. Não há merecimento algum no se compreender alguma coisa, pois compreender não depende de nosso querer compreender ou não, não significa conquista de méritos. A compreensão vem das experiências da vida, da observação da vida, de suas capacidades intelectuais que, por sua vez, derivam da herança genética.

      Conf, complementando o argumento acima: Vc está certo, qto a dizer que a evolução vem da compreensão, do que aprendeu com elas, se 'efetivamente" vc aprendeu alguma coisa; pois o que pode resultar da dor pode ser incompreensão, revolta, ódio, insegurança, descrença de tudo, inclusive descrença de Deus, ódio a Deus, que nos traz, ou aos aos nossos, tantas dores.

      Kaza: Ah! Então Einstein "herdou" geneticamente o entendimento da física, e Jesus a moral Cristã!?

      Conf: o distinto amigo não leu com atenção. Veja lá o que escrevi: “A compreensão vem das experiências da vida, da observação da vida, de suas capacidades intelectuais que, ‘por sua vez’, derivam (as capacidades intelectuais) da herança genética”. Vc pode auferir da vida as mais valiosas lições que existam mas, se vc não tiver uma genética que lhe proporcione um cérebro eficiente, de nada ou de pouco lhe servirão essas lições. O fato de vc possuir uma capacidade de discernir ou de compreender maior do que a minha lhe trará mais merecimento do que a mim?! Vc poderia até dizer, com base na DE, que o fato de possuir essa capacidade maior é ‘resultante de seu merecimento’; não que o merecimento é resultante dessa capacidade, certo? Analise: se “A” tem mais facilidade de compreender do que “B”, “A” vai passar a merecer mais do que “B”?! Não é o oposto, meu jovem?

      Kaza: O merecimento que se adquire pode ser considerado como a habilidade em lidar com todas as circunstâncias, sejam elas de natureza física graças ao crescimento do intelecto, seja moral, através do discernimento agindo em favor da equidade de nossas ações.

      Conf: exato; o merecimento, conforme a doutrina, é que pode levar a ter uma habilidade maior... mas o que leva a ter maior merecimento é agir do modo como a compreensão que já se possui levar a agir.

      É sua compreensão, não seu merecimento, que leva vc a agir com mais habilidade de lidar com todas as circunstancias, e a compreensão surge exatamente com as lições/experiências/influências proporcionadas pela escola do bem e do mal que é a vida. Ou de onde virá uma maior compreensão? E entre essas influências, é evidente, estão as da genética (e estas pesam mais do que as experiências da vida, com já comprovado científicamente).

      E, meu jovem, vc, como todos nós, é neste mesmo instante exatamente o resultado de toda essa seqüência “quase infinita” de causas e efeitos, que vem desde seus mais remotos antepassados e daquilo que os ocasionou, em toda sua linha ascendente (genética), até este exato instante, somado às experiências/lições/influências que a escola da vida incessantemente lhe proporciona, concorda? Vc é o que a vida faz de vc. Ou o jovem pode nos trazer uma alternativa ao que expus? Tente.

        Kaz (m ant):... Grande erro, que pode por a perder uma existência toda de dor e de sofrimento carnal que, neste caso, torna-se em vão.

      Conf (m ant): há (mas, nem sempre), para nós, algo de vantajoso no sofrimento, seja de momentos ou da vida toda, não com relação ao sofrimento em si, mas à compreensão que pode nos trazer; pois, compreendendo, podemos despertar para tentar encontrar aquela solução que nada no mundo oferece, nem medicinas, ciências, psicologias, filosofias, religiões, crenças e doutrinas: a solução para dar fim aos sofrimentos. 

      Kaza: Fico sinceramente feliz em ver que você encontrou um fim útil e uma razão de ser para aquilo que chamamos de "sofrimento humano".

      Conf: atente, jovem, para o que eu disse: “não com relação ao sofrimento em si” , mas à compreensão de que, eventualmente (eventualmente porq essas compreensão não igual para todos e podem muitos nem chegar a ela) podemos ter de que o mundo não tem remédio para cabar com os sofrimentos.

      Logo, não é exatamente o que vc está colocando acima, pois essa compreensão pode vir da observação do mundo, não do sofrimento que esse observador sofra; da observação que a vida é, para todos, confusa, cheia de eventos inexplicáveis, um verdadeiro caos de tragédias e desgraças, cheia de sofrimentos. Talvez o que mais pese aí seja mesmo o sofrimento, mas não é ele que leva a progredir, a evoluir, mas a compreensão de que o mundo não tem solução para ele.

      Devemos crer que aquele que Infinito Amor nos traga cruéis sofrimentos para que aprendamos a amar? Que Deus nos dê a nossos filhos cânceres, deformações, ausencia de membros etc etc, para que aprendamos a amr? Fazer alguém sofrer terrivelmente, insuportavelmente, ensinará esse alguem a amar? Ou o ensinara a odiar sua miséria, a vida e tudo mais?

.......................

Título: Re: Jesus comia carne... Buda não...
Enviado por: Brenno Stoklos em 28 de Agosto de 2013, 21:34

 meu jovem,......................
................................mais?



                                              Justiça da reencarnação

171. Em que se funda o dogma da reencarnação?

“Na justiça de Deus e na revelação, pois incessantemente repetimos: o bom pai deixa sempre aberta a seus filhos uma porta para o arrependimento. Não te diz a razão que seria injusto privar para sempre da felicidade eterna todos aqueles de quem não dependeu o melhorarem-se? Não são filhos de Deus todos os homens? Só entre os egoístas se encontram a iniqüidade, o ódio implacável e os castigos sem remissão.”

Todos os Espíritos tendem para a perfeição e Deus lhes faculta os meios de alcançá-la, proporcionando-lhes as provações da vida corporal. Sua justiça, porém, lhes concede realizar, em novas existências, o que não puderam fazer ou concluir numa primeira prova.
Não obraria Deus com eqüidade, nem de acordo com a Sua bondade, se condenasse para sempre os que talvez hajam encontrado, oriundos do próprio meio onde foram colocados e alheios à vontade que os animava, obstáculos ao seu melhoramento. Se a sorte do homem se fixasse irrevogavelmente depois da morte, não seria uma única a balança em que Deus pesa as ações de todas as criaturas e não haveria imparcialidade no tratamento que a todas dispensa.
A doutrina da reencarnação, isto é, a que consiste em admitir para o Espírito muitas existências sucessivas, é a única que corresponde à idéia que formamos da justiça de Deus para com os homens que se acham em condição moral inferior; a única que pode explicar o futuro e firmar as nossas esperanças, pois que nos oferece os meios de resgatarmos os nossos erros por novas provações. A razão no-la indica e os Espíritos a ensinam.
O homem, que tem consciência da sua inferioridade, haure consoladora esperança na doutrina da reencarnação. Se crê na justiça de Deus, não pode contar que venha a achar-se, para sempre, em pé de igualdade com os que mais fizeram do que ele. Sustém-no, porém, e lhe reanima a coragem a idéia de que aquela inferioridade não o deserda eternamente do supremo bem e que, mediante novos esforços, dado lhe será conquistá-lo. Quem é que, ao cabo da sua carreira, não deplora haver tão tarde ganho uma experiência de que já não mais pode tirar proveito? Entretanto, essa experiência tardia não fica perdida; o Espírito a utilizará em nova existência.

                                                                  O Livro dos Espíritos