Forum Espirita

CONVÍVIO => Off-topic => Espiritualismo => Tópico iniciado por: zaq em 14 de Agosto de 2009, 16:35

Título: Grande Fraternidade Branca
Enviado por: zaq em 14 de Agosto de 2009, 16:35
Olá irmãos,

O que acham da Grande Fraternidade Branca?

Abraços.

Tfer
Título: Re: GRANDE FRATERNIDADE BRANCA
Enviado por: MarcoALSilva em 15 de Agosto de 2009, 00:32

Olá Zaq,

No que se refere à Grande Fraternidade Branca, apesar de haver outras vertentes, uma das mais conhecidas é a Summit Lighthouse, conduzida por Mark (já falecido) e Elizabeth Prophet. O tema fundamental é o ensinamento ministrado por mentores espirituais denominados Mestres Ascensos. São Muitos. Destacam-se El Morya, Saint Germain, Nada, Hilarion, Lanto etc.

Li alguns livros e os achei muito interessantes.

Recomendo, para quem tenha interesse, "O Discípulo e a Senda", de Elizabeth Clare Prophet, com ensinamentos de El Morya. Mas há muitos outros.

A Summit destaca muito a chamda "Ciência da Palavra Falada". Os decretos, como chamam, são textos para enunciarmos. Não funciona como um mantra, mas sim como uma fixação, uma sedimentação de idéias que passam a compor nosso psiquismo.

Muito festejado nos últimos tempos são os ensinamentos de Saint Germain, o chamado Avatar da Era de Aquario, Senhor do Sétimo Raio ou da Chama Violeta. A chama violeta simboliza a requalificação de vibrações doentias para vibrações saudáveis.

Interessante pesquisar a vida de Saint Germain. Foi chamado "o homem que não morre", havendo registro de sua passagem pelas cortes européias em datas muito distanciadas. A Summit crê que Saint Germain é reencarnação de José, pai de Jesus, e de Francis Bacon, dentre outros.

Enfim... Os ensinamentos em si são interessantes. Prefiro o pensamento de El Morya, mais afinado com uma postura, digamos, semelhante a de Emmanuel.

Leiamos de tudo e retenhamos o que nos sirva...

Um grande abraço!
Título: Re: GRANDE FRATERNIDADE BRANCA
Enviado por: zaq em 15 de Agosto de 2009, 00:40
Obrigado Marcoalsilva,

Tudo isto surge porque a fraternidade que frequênto vai buscar elementos de varias vertentes e é dificil que encaixar em uma doctrina em concreto.

por exemplo, em desenvolvimento mediunico para relaxar e começar a meditação no inicio dos trabalhos visualizamos mentalmente o raio violeta e dai para frente.
Tb se realizam passes, trabalhos de desossesão, tratamentos baseados nos mantos amarelos de tibé, etc...

Digamos que é muito interessante, só que eu as vezes fico baralhado com estas coisas todas, há pouco tempo que me iniciei e ainda me falta muita formação e informação.

Fico muito agradecido.

Tfer.
Título: Re: GRANDE FRATERNIDADE BRANCA
Enviado por: MarcoALSilva em 15 de Agosto de 2009, 00:51

Caro Zaq,

Se me permite uma sugestão, tenha sempre em consideração que mais vale o aprimoramento da alma do que qualquer outro aspecto sectário. Tenho para mim que Jesus pregou o Amor pleno a todos, sem segregacionismo algum. Somos e estamos todos irmanados na Fonte, dê-se-lhe o nome que se der...

Há muitos solos férteis na sementeira da Luz.

Que bom que é assim!!! Não é verdade?

Abraço!
Título: Re: GRANDE FRATERNIDADE BRANCA
Enviado por: sensitive em 15 de Agosto de 2009, 22:09
Olá!
A grande fraternidade branca é o que afinal?
Pensei que faziam parte dos ROSA _CRUZ, há muito tempo.

desculpe minha curiosidade :-[

Abraço


sensitive

Título: Re: GRANDE FRATERNIDADE BRANCA
Enviado por: MarcoALSilva em 16 de Agosto de 2009, 03:21

Olá!

Não, Fraternidade Branca e Rosacruz não se confundem.

Fraternidade Branca é o nome dado a uma comunidade de Espíritos que atingiram um patamar a mais que o comum dos homens, passando à condição de mestria e, assim, de participação na condução da evolução humana. São os Mestres Ascensos, que mencionei. Existe um grande número de Mestres, conquanto haja os, por assim dizer, mais "famosos".

O Rosacrucianismo tem muitas correntes.

A AMORC - Antiga e Mística Ordem da Rosa Cruz, segue a linha de Spencer Lewis. Remonta às Escolas de Mistérios do tempo de Akenathon, no Egito (primeiro faraó a pregar o monoteísmo - marido da famosa Nefertite).

A Fraternidade Rosacruz, segue a linha de Max Heindel.

Há outras - Rosacruz Áurea, R+C, etc, cada qual sob uma vertente.

Eu, particularmente, sou filiado à Fraternidade Rosacruciana São Paulo, que segue os ensinamentos de Max Heindel mas diverge da forma como a Fraternidade Rosacruz terminou por conduzir-se e sedimentar-se (amoldou-se a um culto quase aos moldes de uma igreja americana).

Abraços!
Título: Re: GRANDE FRATERNIDADE BRANCA
Enviado por: sensitive em 16 de Agosto de 2009, 12:01
Olá Marco!

tenho o conhecimento que a Associação de Amizade dos Rosa-cruz recrutam
por cooptação, não aceitam qualquer pessoa.
Como funciona  realmente?
Se a minha memória não falha, o ensino baseia-se na astrologia.
São muito rigorosos e estudiosos.
A maioria dos cruzianos são médiuns desenvolvidos nas suas faculdades.

È muito difícil encontrar uns destes discípulos.

Em Portugal existe e aonde?

Abraço

Sensitive
Título: Re: GRANDE FRATERNIDADE BRANCA
Enviado por: demis em 16 de Agosto de 2009, 12:09
olá!
A ideia que tenho é que a Rosa Cruz está ligada à maçonaria e que por isso provoca alguma desconfiança...

abraço

demis
Título: Re: GRANDE FRATERNIDADE BRANCA
Enviado por: MarcoALSilva em 16 de Agosto de 2009, 17:30

Caros amigos!

Como eu disse, há muitas correntes rosacruzes... Inclusive existe um grau da maçonaria, realmente, chamdado "Cavaleiro Rosacruz" (não me recordo por qual rito, provavelmente o escocês).

Circunstancialmente com o rosacrucianismo acontece algo semelhante do que há com as escolas espiritualistas em geral. Adota-se o nome independentemente da comunhão com um mesmo corpo doutrinário. Eu, por exemplo, participo dos estudos rosacruzes sem qualquer vinculação à maçonaria. Eu não considero a maçonaria necessariamente ruim, ou boa; apenas não existe obrigatoriamente vinculação entre rosacrucianismo e maçonaria.

Vejam, o que ocorre com o rosacrucianismo ainda mais intensamente ocorre com a maçonaria. Há miríades de variantes e o uso da expressão em si não implica necessariamente nesse ou naquele conceito...

Isso também não é ruim nem bom; apenas exige pesquisa e um certo aprofundamento para que se possa discernir uma coisa de outra.

No que toca ao rosacrucianismo em Portugal, efetivamente a Fraternidade Rosacruz no Brasil mantém contato, os mesmos métodos e estudo, sempre fundado em Max Heindel.

O endereço eletrônico é: http://revista-rosacruz.planetaclix.pt/ (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3JldmlzdGEtcm9zYWNydXoucGxhbmV0YWNsaXgucHQv)

O livro fundamental da Fraternidade é "Conceito Rosacruz do Cosmos", com subtítulo "Cristianismo Místico".

Finalmente, não sei como é em Portugal mas no Brasil não é nada raro acharem-se espíritas que pertencem à maçonaria.

Abraços!
Título: Re: GRANDE FRATERNIDADE BRANCA
Enviado por: sensitive em 16 de Agosto de 2009, 22:14
Olá Marco!


Obrigada pelo link, já dei uma olhadela, nem sabia a existência desta fraternidade
aqui em Portugal.

Sempre tive uma admiração pela Rosa cruz de OURO.
Procuraram o segredo de alquimia como cura de todas as doenças.
sempre foi e será uma ordem mística.

Abraço


Sensitive
 
Título: Re: GRANDE FRATERNIDADE BRANCA
Enviado por: B... em 07 de Setembro de 2009, 04:31
A Grande Fraternidade Branca (GFB) é uma fraternidade que, tradicionalmente, atribui-se surgida no Antigo Egito, durante o reinado do faraó Tutmés III. A GFB reuniria em quadro os mais sábios de todo o Egito, também conhecidos como hierofantes ou sacerdotes, que tinham por objetivo estudar os mistérios místicos e esotéricos da vida. A esta fraternidade reservada apenas para iniciados dá-se o nome de escolas de mistérios. A definição sobre as origens históricas da GFB não são precisas, mas convenciona-se dizer (Segundo Geoffrey Hodson, no livro A vida de Cristo, do nascimento à ascensão), que houve um período entre 700 a.C. e 300 d.C. no qual surgiram muitos pensadores, como Confúcio e Lao-Tse na China; o Buda na Índia; Zoroastro na Pérsia, Pitágoras, Sócrates, Platão e Aristóteles na Grécia e Plotino e Amônio Saccas em Alexandria; além dos judeus que estudaram o judaísmo esotérico, ou Cabala. Estes pensadores foram iniciados em conhecimentos universais ou na Sabedoria perene, isto é, a Gnose, a qual se manifesta sob quatro pilares: arte, ciência, filosofia, misticismo.
 
História:
Num contexto de preservação da própria cultura e identidade, as sociedades secretas ou fraternidades visavam também a preservar as ciências sagradas ameaçadas pela invasão dos fenícios (que dominou o Egito durante quase um milênio)e por isso fecharam-se a estranhos ou invasores, tornando-se secretas, ou confrarias (A Grande Fraternidade Branca, os dirigentes invísiveis, de Kenneth Burton). Este período foi marcado pelo paralelismo entre a iniciação esotérica dos eleitos (iniciados ou hierofantes) aos mistérios e o culto de Osíris e Ísis pelo povo em geral. Surgiu nesta época a figura de Moisés (1.300 a.C.), libertador dos hebreus, autor das sagradas escrituras do judaísmo, que foi igualmente iniciado nos mistérios de Ísis e Osíris.

Datam deste período também as iniciações de Orfeu nos mistérios de Dionisio; de Pitágoras de Samos, fundador da importantíssima confraria dos pitagóricos; em 564 a.C. de Sidarta Gautama, o Buda, que foi um Iluminado e não um iniciado; Jesus junto à escola dos essênios, que foi uma outra ramificação da GFB (A Grande Fraternidade Branca, os dirigentes invísiveis).
 
Dentre estas, várias outras sociedades hoje se proclamam descendentes dessa antiqüíssima fraternidade, dentre elas a Maçonaria, Ordem Rosacruz (AMORC), Movimento Eu Sou, Ponte para a Liberdade, Movimento da Consciência Suprema Una, a Summit Lighthouse e a própria Sociedade Teosófica.
 
Sociedade Teosófica (S.T.), como surgiu o termo GFB:
Foi com Helena Blavatsky, na fundação da Sociedade Teosófica em 1875, que a idéia de uma irmandade oculta se tornou de fato popular. No entanto ela nunca se referiu a esta fraternidade com este nome, e que esta é uma terminologia do século XX. A denominação de branca é uma referência à luz branca, cósmica ou incolor que circunda o corpo dos mestres, como se fosse a aura. Só após a morte de Blavatsky é que se vinculou com maior ênfase a GFB à Sociedade Teosófica, especialmente a Seção Adyar, sob o comando de Annie Besant e Charles Leadbeater, e as obras de Alice Bailey (um dos livros mais famosos chama-se A Hierarquia).
 
A partir do surgimento da S.T. estes foram os dirigentes:
 
Helena Petrovna Blavatsky, que foi sucedida por Annie Besant.
William Q. Judge, que deixou para criar a própria organização.
Annie Besant, sucedida por Charles W. Leadbeater.
Rudolf Steiner deixou a organização nesta época.
Cyril Scott, David Anrias, Jinarajadasa e Geoffrey Hodson.

Sete raios de luz:
Segundo Charles Leadbeater, a GFB é representada pelos chamados Sete Raios de Luz, ou os correspondentes, os sete mestres ascencionados. Cada um dos raios equivale a uma das cores dos sete raios do arco-íris; são eles:
Como na figura acima pela ordem :
El Morya - Primeiro Raio, cor azul-cobalto
Lanto - Segundo Raio, cor Dourado
Paulo Veneziano - Terceiro Raio, cor rosa
Serapis Bey - Quarto Raio, cor branca
Hilarion - Quinto Raio, cor verde
Mestre Nada - Sexto Raio, cor púrpura-dourado
Saint Germain - Sétimo Raio, cor violeta
 
O que é a Grande Fraternidade Branca?
A Fraternidade Branca é composta na sua maioria de seres iluminados, seres que viveram, sofreram, amaram, evoluíram na Terra, e que a história os conhece por Santos, Sábios, Iluminados.
 
Todo o esforço destes Seres na pratica e conhecimento da Luz, os elevaram à condição de Mestres da Luz ou simplesmente, como são chamados.: MESTRES ASCENSIONADOS
 
Assim, OS MESTRES ASCENSIONADOS DA GRANDE FRATERNIDADE BRANCA são compostos de Seres evoluídos, Espíritos avançadíssimos, que, reunidos como uma fantástica Hierarquia Cósmica, protegem e orientam a humanidade há milênios. Aqui trataremos da Fraternidade Planétaria (da Terra), mas existe um Fraternidade Solar ( do nosso Sistema Solar).
 
Também existem, como participantes da Fraternidade Branca, os Anjos e os Elementais que,por enquanto, não está aqui descrita.

Texto retirado do site http://www.espiritualismo.hostmach.com.br/esoterismo.htm#FRATERNIDADE_BRANCA (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy5lc3Bpcml0dWFsaXNtby5ob3N0bWFjaC5jb20uYnIvZXNvdGVyaXNtby5odG0jRlJBVEVSTklEQURFX0JSQU5DQQ==)

No mesmo site fala-se um pouco sobre a rosacruz. - http://www.espiritualismo.hostmach.com.br/rosacruz.htm (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy5lc3Bpcml0dWFsaXNtby5ob3N0bWFjaC5jb20uYnIvcm9zYWNydXouaHRt)

Título: Re: GRANDE FRATERNIDADE BRANCA
Enviado por: Marcia de Adonai em 18 de Outubro de 2009, 20:56
Parabéns pelo seu Texto Marco L Silva
Bem se vê que voce tem conhecimentos.
Com sempre acontece com toda doutrina ou religião, ela cria vertentes, e na Fraternidade não seria diferente.
A Grande Fraternidade Branca não é esta cheia de deuses e deusas, mestres e mestras, canalizações de eu sou, tu és,nós somos luz e vai por aí afora,
Na realidade a Grande Fraternidade Branca é aquela que dirige os mundos habitados do Sistema Solar, cujo Diretor Espiritual é Jesus.
Sob sua égide, eles formam o Conselho Diretório do Sistema Solar, incluam-se Conselho Cármico, também.
São espíritos de altissima Luz, que trabalham ativamente por toda a Humanidade ao lado de Jesus. E que adotam nomes estrelares como Mestre Hilarion, que seria provavelmente Paulo de Tarso.
El Morya seria a reencarnação do essênio que assistiu Jesus em sua infância ,cujo nome era Morya El e que depois reencarnou como Fenelon (Evangelho segundo o Espiritsmo)
Chico Xavier está sendo considerado Um Mestre Ascensionado, ou seja, um completista.
Infelizmente, chove pela internet afora,mensagens pseudocanalizadas por pessoas desavisadas que usam os nomes destas entidades iluminadas, para passar mensagens que não levam a gente a nada e lugar algum.
Aqui na minha cidade ela já começou e já acabou, não foi pra frente.
Como diz Robson Pinheiro: " a pessoa funda e depois afunda um centro espírita"

Infelizmente

Paz e Luz

Título: Re: GRANDE FRATERNIDADE BRANCA
Enviado por: heitorcostadacruz em 20 de Março de 2010, 04:44
Saudações

Coloco a disposição de todos uma Palestra sob o tema Fraternidade Branca, a hierarquia dos santos seres.

http://www.levir.com.br/salao7.php?num=0286 (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy5sZXZpci5jb20uYnIvc2FsYW83LnBocD9udW09MDI4Ng==)
Título: Re: GRANDE FRATERNIDADE BRANCA
Enviado por: JMurray em 06 de Janeiro de 2012, 11:07
Vamos ao exame dos fatos, já dizia nosso amigo kardec  ;D

Já vi de tudo sobre esta tal fraternindade. Inclusive vi com meus próprios olhos, participando de um grupo que estuda sobre eles. Escutei de tudo um pouco, inclusive dizem que Saint Germain é o pai de Jesus. Pode ser até verdade, todos nós não temos pais ? Mas o que a minha razão (instrumento poderoso contra mistificação) não aceita é que, grandes espíritos como André Luiz,Bezerra de Menezes, Miramez e diversos outros nunca sequer tocaram no assunto referindo-se a esta fraternidade. Outra coisa, como somos espíritos milenares, como apenas alguns conseguiram chegarem a perfeição ?

Jesus nunca deu dicas de como conseguir mais dinheiro e mais bens terrenos em seus ensinamentos, somente amar as pessoas (http://www.pousadajardimdoeden.com.br/saint_germain/mensagem_16.php procurem por dinheiro)

A Sra Blavatsky fora a primeira pessoa a receber as mensagens destes tais mestres. Bom, acho que lendo o histórico da Sra Blavatsky, podemos ter uma idéia do que ela poderia estar sujeita.

http://pt.wikipedia.org/wiki/Helena_Blavatsky

Vejo muitos textos no qual dizem que a doutrina espírita é a "primeira série" do mundo espiritual e que a GFB é a pós graduação.... convenhamos né ?

Eu não duvido que existam seres iluminados perfeitos, mas muito improvável que seja com estes formatos.

Uma última coisa: Procurem no google images "mestres ascencionados" e o que verão ?

Brancos, loiros, olhos azuis, olhos verdes, élficos, tem até um negro, um índio, mas não fazem parte dos sete raios principais.....

Gente, não é desmerecer, mas é estranho mesmo !
Título: Re: GRANDE FRATERNIDADE BRANCA
Enviado por: Mourarego em 06 de Janeiro de 2012, 12:30
Neus amigos,
para se ter uma visão eficiente de algo é necessário que se verifique este algo "in loco".
Não por alguns dias, mas sim por uma maior extensão de tempo.
Só assim se pode ver e compreender alguma coisa.
Vejo com alguma preocupação que alguns, tentam  verificar certas agremiações e credos mas de longe, assim por ouvir dizer e no mais das vezes querendo apenas verificar sob a égide do Espiritismo.
Ora, Não se pode verificar uma coisa que está dentro de um fator diferente, por elementos de outro fator.
Na verdade a doutrina não tem como caráter essa investigação. Não se presta a investigar outras fontes de credo.
Sendo assim como espíritas, devemos sim é estudar a nossa doutrina, deixando as considerações sobre outras doutrinas, apenas para os que dela participam.
De que nos valem qualquer informações sobre a Fraternidade seja ela branca, rosa ou amarelinha?
Abraços,
Moura
Título: Re: GRANDE FRATERNIDADE BRANCA
Enviado por: JMurray em 06 de Janeiro de 2012, 13:20
Moura, acho que não me fiz claro.

A doutrina espírita veio até nós como um meio de explicar o mundo espiritual, Deus e suas leis naturais, ou seja, o fato em questão é que estes espíritos mencionados são apenas espíritos, simples, porém com um grau de evolução bem maior do que o nosso. Então temos sim as condições através de nossa razão analisar se  essas alegorias criadas são reais ou ilusão.

Acompanhei de perto o dono de uma empresa que trabalhei por dois anos e estudava essa fraternidade. Eu escutei cada coisa que hoje me dá arrepios, totalmente contrário àquilo que os espíritos ensinam durante o estudo da doutrina. E este grupo que eu mencionei, o próprio professor disse que a literatura esotérica tem várias ramificações e pensamentos diferentes. Com isso, já dá pra ter uma idéia da inconsistência destes estudos. Qual espírito mistificador não quer se passar por um "mestre", "lord", "deusa" (como alguns se intitulam) que fala coisas fantásticas para você e puxar sua atenção para um mundo totalmente insólito ? É o que eu vejo. Não duvido que existam as hierarquias superiores de espiritos evoluidos, mas não com essa pomposidade toda, acredito que nunca consigamos identificar um, por sua simplicidade. Chico Xavier é um exemplo claro do que estou falando, ele não era ascencionado porém,via-se pomposidade naquele homem de Deus ?

Abraços meu querido e que bom que respondestes !

Título: Re: GRANDE FRATERNIDADE BRANCA
Enviado por: Mourarego em 06 de Janeiro de 2012, 13:31
Murray meu maninho!
Você analisou as opiniões daquela pessoa e não a obra em si.
Note, não advogo pela obra, pois que mesmo a conhecendo dentro do pouco que anotei de suas reuniões, pois que fui a muitas delas quando mais novo, vi ali apenas uma maneira mais revestidas de alegorias crédulas mas que, no fundo, tenta a seu modo, trazer um conteúdo moral de maior ganho a todos.
Não posso, analisar a obra em si pela égide doutrinária pois como já disse  mesmo a ciência só faz contra-prova de um conceito, utilizando-se para ta,l da mesma via de investigação e dos mesmos métodos.
Como o Espiritismo e a Fraternidade Branca não andam pela mesma via doutrinária todo o trabalho de pesquisa fica invalidado.

Tentar analisar sob a óptica da doutrina, uma obra que não está sob a mesma maneira seria o mesmo que se arbitrar uma partida de futebol tendo-se com  regas as do basquete, apenas porque as duas partidas se utilizam de bolas.
Vejamos antes o fundo que os estudos ali  efetivados, têm como ponto de viabilização de uma mudança comportamental e de moral para seus estudantes.
Abraços,
Moura
Título: Re: GRANDE FRATERNIDADE BRANCA
Enviado por: JMurray em 06 de Janeiro de 2012, 14:01
Hmmm então temos aqui uma nova ramificação espiritualista, isso ?

Que me diz dessa suposta canalização? Note o ataque sutil ao espiritismo e a ultima questão dando um nó na psique do leitor. Sinceramente Moura, é de se duvidar mesmo !

Qual é a diferença da Fraternidade Branca com Mestres Ascensos com seres de luzes que habitaram a Terra tão recentemente?

Tudo que se diz Fraternidade são gerenciados no Plano Etéreo por Mestres Ascensos. Estes são seres ascencionados que atuam o mais próximo da Grande presença EU SOU.

Por que se divide Espiritismo e Fraternidade Branca?

Espiritismo foi o início, a base de estudo. Hoje a Fraternidade Branca é um estudo científico e não religioso, assim como o Espiritismo. Seres de luzes são como funcionários da Grande Presença EU SOU. Francisco Cândico Xavier servia aos Mestres Ascensos. Augusto César Vannucci passava, através de seus mentores da grande egrégora dos dimensionais da nave Mãe, o ensino da solidariedade e da criação da arte através de mensagens espiritualistas.

Por que hoje existe essa seleção de religiões e preconceitos de não misturar a Fraternidade Branca com o Espiritismo?

Não existe isso. O que ocorre hoje é a falta de informação das pessoas. Como lhe disse o Espiritismo é o primeiro degrau de ensino. As pessoas ficam estudando o Espiritismo por muito tempo. Chega um momento em que é necessário ir mais adiante e abrir a mente para o conhecimento através da egrégora dos Mestres Ascensionados. Os Mestres Ascensos não impõem nada. Eles permitem que cada um busque a sua verdade e a sua filosofia de vida. Para os seres de luzes mais evoluídos não existem preconceitos e nem divisões de crenças. A única verdade é o EU SOU.

EU SOU é o Grande Sol Central que se aparelha em todos os que estão seguindo a linha do Raio de Ação, Transmutação, Cura pela Verdade, Amor incondicional, Iluminação, derrubando dentro de cada um o seu próprio canal de confusões. A Fraternidade Branca Universal deve também ser desmistificada. Ela não tem dono. Ela é de todos e todos igualmente podem trabalhar com suas próprias crenças através do seu conhecimento. Ser fraterno é buscar dentro de cada um a sua solidariedade e seu crescimento universal de bem-querer ao seu próximo. Conhecer as leis de cada um no seu limite da força, da coragem e da fé é crescimento interno de todos que buscam a verdade.

Fazer parte de uma Grande Fraternidade Branca não é buscar informações através dos Mestres Ascensos. É ser UNO. Buscar e agir perante a todos aqueles que um dia pronunciaram a luz do conhecimento em algum momento no planeta Terra. Cada um escolhe a sua sintonia com um membro dessa egrégora e vai levando ao planeta o que há de melhor. E o que há de melhor senão ser fraternos? Amar uns aos outros? Dar e receber? Respeitar o seu próximo?

Como se dividem hoje as pessoas dentro da egrégora da Fraternidade Branca com Mestres Ascensos e Espiritismo?

Ninguém tem o direito de criticar um ou outro. Cada ser está no seu limiar. É como uma estação de trem. Cada pessoa viaja para um lugar e procura o seu bilhete, sua estação de trem para onde deve se dirigir. É o seu percurso. Na Terra cada homem deve andar conforme seu aprendizado. Ninguém tem o direito de rotular o outro, apontar o que estão fazendo, fofocar como acontece hoje nesses meios. Mais do que a verdade é a comunhão do pensamento. Ninguém é igual a ninguém; cada um sobe seu canal de frequência conforme vai captando e armazenando seu conhecimento dentro da largadura do tempo. Todos na Terra têm um sistema de rotação. Esse sistema é uma caixa de som que retumba conforme ele vai vivendo e abrindo a mente para os conhecimentos. O Espiritismo é o início do conhecimento dentro da matemática dos sons, da entrada a outras dimensões. O Espiritismo e o espiritualista são diferentes. O espiritualista busca o todo na complementação de seus conhecimentos abrindo a mente para outras fusões enquanto o espírita permanece por muito tempo na linha de conexão com o Plano Etéreo. No Plano Etéreo existem muitas seções. Muitos andares de hierarquias. O sétimo degrau é o avanço que se dá rave; abertura dimensional para iniciar as experiências sutis com aberturas de portais de outras dimensões. Respeitam-se todos os segmentos. Jamais uma pessoa deve oprimir o outro e sim dar a liberdade para sua evolução. O extinto da pessoa é que busca o seu crescimento perante a sua vontade. Já a Grande Fraternidade Branca com a Constelação Estelar é de um nível mais subliminar onde as pessoas agora é que estão se abrindo para este aparelhamento. Isto só foi possível depois que a própria Ciência e Religião começaram a se unificar deixando os preconceitos de lado. A fusão da Ciência com a Religião é a capacidade do homem poder interpretar seus próprios conhecimentos e sonhos. Porque no mundo tudo é Matemática, Física e obrigatoriamente todos devem compreender num futuro próximo que Deus trabalha com a paciência, liberdade, justiça, fraternidade e solidariedade. Sempre respeitando a vontade e o livre-arbítrio de cada um. Quem quiser buscar o conhecimento deve ir atrás dele. Ficar só rezando não é evolução e sim, comodismo. Abrir a mente é mudar de estação e estar com outras passagens para o infinito.

El Morya

Leia mais: http://www.violetavitoria.com/products/fraternidade-branca-x-espiritismo-/
Título: Re: GRANDE FRATERNIDADE BRANCA
Enviado por: Mourarego em 06 de Janeiro de 2012, 14:11
Eu não diria nova, posto que existe há mais de vinte anos pelo menos mano Murray.
Agora, a corrente espiritualista contém vários expoentes humanos, entre eles no mais das vezes americanos, que são importados em suas crenças mesmo que que falam que são comandados por um ser de lua maior do que Jesus Cristo.
São estes os cultores (um casal), da crença nas crianças azuis ou crianças cristais.
Há quem creia neles, e mesmo os que creiam no diabo e para este erigindo capelas e igrejas aqui mesmo no Brasil. Há os que crêem piamente no INRI, e não são poucos.
Como se vê cada um pode crer mesmo nas maiores estultices.
Veja, que INRI que apenas dizer e em tom de galhofa: " Iesu Nazarenus Rex Iudeorum" ou traduzindo Jesus nazareno rei dos Judeus. Segue que daí só se possa achar piada na figura deste humorista...
Já sobre os neologismos tais como mestres ascensionados etc, estes fazem parte do culto deles, e nisso não há como nos metermos a dizer errado ou coreto.
Abração,
Moura

Em tempo: O nome Jesus vem do hebraico ישוע (Yeshua, que significa "Javé/Jeová (YHVH) salva".Foi também descrito por seus seguidores como Messias (do hebraico משיח (mashíach, que significa ungido e, por extensão, escolhido, cuja tradução para o grego, Χριστός (Christós), é a origem da forma portuguesa Cristo.
Título: Re: GRANDE FRATERNIDADE BRANCA
Enviado por: JMurray em 06 de Janeiro de 2012, 15:41
Perfeito Moura, obrigado por sua paciência. Fiquei muito satisfeito com as suas explicações ! Eu já era São Tomé, agora estudando a doutrina, sou (São Tomé)²  ;D

Se notares, veja como usam nomes importantes como o Chico Xavier, a equiparação desta fraternidade com o espiritismo (engraçado, ele não era a base de estudos, agora sendo igual a eles neste ponto ?). O texto é muito bem composto e precisa de uma sólida formação doutrinária para ver que isso é misitificado.

Duvido sim, até alguém me mostre ao contrário

Abraços

Título: Re: GRANDE FRATERNIDADE BRANCA
Enviado por: Mourarego em 06 de Janeiro de 2012, 18:33
Sim mano Murray, o uso de nomes importantes porém não é uma coisa que se possa atribuir à ordem da fraternidade Branca, mas sim à alguns de seus integrantes.
Acontece o mesmo no meio do Movimento Espírita e notadamente por parte de certos médiuns inescrupulosos, o que também, não lhes é de primazia pois que essa forma de impressionar ao vulgo, nasceu há séculos.
Abraços,
Moura
Título: Re: GRANDE FRATERNIDADE BRANCA
Enviado por: EsoEstudos em 11 de Fevereiro de 2012, 18:59

Como em tudo na Vida, há que medir-se pelo bom-senso.

A Grande Fraternidade Branca NÃO é uma instituição terrena. É o nome dado ao conjunto de seres que habitam o plano espiritual e que atingiram a ascensão, ou seja, Espíritos em que prevalece a condição de missionários junto à humanidade e não réprobos em reequilíbrio reencarnatório.

São chamados de Mestres por isso e não por serem arcanjos de suprema condição quando comparados ao comum dos homens. Aliás, as correntes espiritualistas que mencionam a Grande Fraternidade Branca bem destacam que há os Mestre e os Arcanjos, não confundindo uns com outros.

De nada importa o mérito de quem pensa assim ou assado... Não creio no privilégio de pertencer a uma ou outra corrente espiritualista estabelecida entre os homens.

O que se leva dessa vida é a Vida que se leva...

O Moura bem destacou que há interpretações boas e ruins em todas as áreas. Há grandes méritos nos postulados de disciplina espiritual de muitas doutrinas espiritualistas. Mas há, também e infelizmente, quem proceda com vaidade e personalismos em todas elas...

Não me convenço do salvacionismo de nenhuma forma de pensar. Creio em conscientização como único modo de maturação eficaz da conduta.

Título: Re: Grande Fraternidade Branca
Enviado por: Gilberto Melo em 13 de Abril de 2014, 14:22
POR QUE O PLANO ASTRAL, É INCOMPATÍVEL COM O PLANO ETÉREO?

A Grande Fraternidade Branca ensina como abrir contato e comunicação com os seres etéreos.

O éter é a casa de Deus e seus Filhos Ascensos, os Elohim e os Anjos e Arcanjos de Deus.  O éter é o quinto elemento, um fogo de alta vibração.

É através desta hierarquia, que conseguimos encontrar o caminho da Ascensão à Luz de nosso Pai Celestial. O verdadeiro caminho de volta para a casa do Pai.

Libertar-se dos planos da matéria: terra, água, fogo e ar, e buscar uma elevação espiritual para o éter divino.

Na Grande Fraternidade Branca, ensinamos a estreitar a comunicação e o relacionamento com Deus e sua hierarquia de Luz.

Os Mestres Ascensos são contrários a qualquer tipo de comunicação com seres desencarnados viventes no astral, seja ela com espíritos do bem, moradores do astral, como parentes e amigos que já se foram e ainda estão vagando pelo corpo astral da Terra; ou até, com demônios e bruxas do mais profundo astral.

A comunicação mediúnica (canalização) é feita com seres do plano astral, e isto é um problema sério para aqueles que o fazem, pois na medida em que se comunicam com este plano,  perderão seu ectoplasma e manterão contato constante com a ilusão e a imperfeição do plano astral, o que dificultará a evolução do ser humano que o faz.

O astral é relativo a água e as emoções, ao contrário do éter que é relacionado ao fogo e a memória.

Para trilhar os ensinamentos e aprender realmente a se comunicar com Deus e seus anjos de Luz, o ser humano que busca a Luz dos Mestres Ascensos, deve deixar de se comunicar com o plano dos mortos.

A Grande Fraternidade Branca, através dos ensinamentos dos Mestres Ascensos, explica que a comunicação com o espíritos do plano astral, que é o plano dos mortos e desencarnados e também dos demônios e das entidades, é o plano da ilusão e por esta razão, incapacita os seus moradores, de poder falar a realidade que eles desconhecem.

O astral é o plano das ilusões e dos desejos.

Os moradores do astral podem nos alertar para coisas que estão por acontecer, por que é só o que eles podem ver em nossas próprias auras, mas são falhos em nos dizer sobre o que ainda não foi manifestado por Deus, o que Deus está mandando para nós, mas ainda não chegou.

A pessoa que busca a comunicação com os Mestres de Luz, e pretende atingir este objetivo, deve parar com a comunicação astral. Os Mestres Ascensos ensinam que a comunicação espiritual é a coisa mais importante que podemos fazer, mas isto deve ocorrer com os seres evoluídos do plano etéreo, com os Mestres e seus anjos e arcanjos, com seu Anjo da Guarda ou sua Presença Divina do EU SOU, e não com parentes falecidos ou entidades do astral.
Título: Re: Grande Fraternidade Branca
Enviado por: Gilberto Melo em 13 de Abril de 2014, 14:24

O plano etéreo é um plano mais elevado que o fogo, enquanto o plano  astral é o plano da água. Os dois são planos incompatíveis. A manutenção de comunicação com o astral, leva a pessoa em uma direção oposta.

Só os anjos de Deus e os Mestres Ascensos na Luz, podem ver tanto a nossa aura, como também a vontade e os desígnios do Pai para nossas vidas.

Eles são infalíveis em suas informações. Nossos verdadeiros guias de Luz estão junto ao Pai no plano etéreo.

----------

A mensageira Elizabeth Prophet, ensina o seguinte:

"As leituras feitas por um Mestre Ascenso em favor de um discípulo, são feitas para que as ele aprenda suas lições, estabeleça metas e escolha corretamente, baseado na realidade de sua vida, envolvendo o carma da cena, as prioridades da mestria pessoal,  a missão e serviço com a chama gêmea  e uma visão de futura libertação da alma. A realização desta libertação pode depender de um compromisso, de um sacrifício no presente.

Quando os Mestres Ascensos fazem uma leitura, fazem-na para o discípulo que deseja saber não por curiosidade ou vaidade, mas para que o discípulo possa pagar o preço pela separação da alma da Lei do UM, equilibrar o carma, libertando-se da rotina da reencarnação, servindo a raça do EU SOU e seus esforços em nome da humanidade, reunir-se com sua chama gêmea, e Ascender à Deus.

Os Mestres Ascensos apresentam uma avaliação exata da integração da alma com o Cristo Pessoal nos quatro planos da matéria. Aceleram a memória do plano divino para esta vida e dizem a seus estudantes qual é o seu progresso no caminho para a conclusão deste plano. Com base na avaliação dos Senhores do Carma, os mestres revelam o essencial à salvação da alma, extraindo do Livro da Vida e dos Registros mantidos pelo Guardião dos Pergaminhos, todas as informações necessárias para a evolução da alma.." Elizabeth Clare Prophet

---------------

Título: Re: Grande Fraternidade Branca
Enviado por: Gilberto Melo em 13 de Abril de 2014, 14:26
Sabemos que a comunicação com os mortos (canalizações) faz muitas vezes, parte da nossa cultura e de nossos amigos e parentes. Porém, o caminho da luz, é o caminho do fogo etéreo, e quando é chegada a hora de ascender na Luz, precisamos manter a mente em pura Luz.

O astral impossibilita a visão da perfeição. A nossa mente, a mente dos que estão encarnados, pode estar vibrando em níveis de consciência etéreos ou em níveis astrais.

O plano do astral tem 33 níveis descentes, níveis cada vez de menor vibração, ou seja, é dividido em 33 partes cada vez mais densas. 

Podemos encontrar excelentes pessoas, nos níveis astrais menos densos, e nos níveis astrais mais profundos, encontramos demônios dos mais terríveis.

O inferno por exemplo, começa no oitavo nível. No 33º nível habitam os seres que cometeram crimes contra a humanidade, onde esperam por seus ciclos até o julgamento perante a Corte do Fogo Sagrado e dos 24 anciões.

O plano etéreo é o plano mais elevado, de mais alta vibração; plano mais real e concreto do que o plano físico, mas que é experimentado através dos sentidos da alma em uma dimensão e consciência além da percepção física.

O plano do éter é o deposito dos registros akashicos, onde tudo o que ocorre em nossas vidas fica registrado.

O éter é o mundo dos Mestres Ascensos e seus retiros de Luz.  Lá existem cidades etéreas de luz onde as almas superiores habitam. O éter é o que chamamos de céu.

A palavra "éter" significa (dicionário Aurélio) : Fluido cósmico extremamente sutil que enche os espaços; considerado como agente de transmissão da luz, do calor e da eletricidade; os espaços celestes.

O plano etéreo também tem 33 níveis principais:
- Do nível 1 ao 3, encontra-se o Reino da realização dos desejos (Devachan).
Devachan é uma palavra em sânscrito que significa: - o lugar onde os iluminados vivem -. Nestes 3 primeiros níveis do etéreo, são os níveis onde as almas podem ser designadas para ficarem entre as encarnações.

As almas que tem merecimento, ou que muitos amigos e parentes oram por elas, para que Deus e seus anjos venham busca-las após a morte física, vão para estes níveis elevados para serem preparadas para uma nova encarnação. As almas que tem a benção de estar em Devachan, podem neste lugar, desfrutar de seus mais profundos e elevados desejos. Este é o lugar do cumprimento dos desejos.

- O 5º é o nível do monastério. Um local para grande meditação na Luz da Presença de Deus.

- O 7º é o nível da vida em Vênus. Não que todos os venuzianos habitem este plano, mas este é digamos, o nível mais baixo de Vênus.

- O 11º nível é o céu de Tushita onde Maitreya e os bodhisattvas vivem. Onde só aqueles que atingiram a mestria da vontade divina e a iluminação, podem ficar. Este plano do céu, é reservado para aqueles que atingiram o nível de bodhisattvas ou superior. Este é o nível de Shiva-Rudra, a manifestação dos onze Shivas.

- O 12º nível é o céu de Sukhavati. O lugar mais puro e famoso, o paraíso ocidental do  Buda Amitabha. Amitabha estabeleceu este local puro para aqueles que invocassem seu nome com muita fé e vivessem sob as leis de Deus.  Sukhavati é uma Sangha cósmica (Sangha - comunidade budica). Os que tem a benção de nascer neste reino espiritual, estão totalmente livres de destinos ruins. Estes são aqueles que estão livres do renascimento na matéria. De acordo com os ensinamentos budistas, existem inúmeros reinos como este. Sabe-se que um novo paraíso assim, será manifestado pelo buda Maitreya.

Estes níveis etéreos podem ser atingidos com a elevação de nossas consciências em meditação profunda. O mudra e mantra para buscar a elevação de sua consciência ao Paraíso do Céu de Sukhavati é o seguinte: Coloque sua mão direita, com a palma para cima descansando sobre a esquerda, na altura de seu umbigo.  O mantra é - Om Amitabha Hrih -

- O 18º nível é de onde os ditados vem para os mensageiros da Grande Fraternidade Branca.

- A partir do 31º nível, está a forma do Nirvana. Um grande estado de elevação de consciência. O Nirvana é um estado mental que aniquila a personalidade mas não a individualidade. O homem deixa de existir como homem para existir como Deus. (estado atingido por Jesus e Gauthama Buda). Num estado de repouso consciente na onisciência, numa condição perpétua de bem aventurança, onde não existe sofrimento, somente a paz e a plenitude na sabedoria divina.

Título: Re: Grande Fraternidade Branca
Enviado por: Gilberto Melo em 13 de Abril de 2014, 14:27
Quando começamos a galgar espaço no plano etéreo, que é o plano da escada celestial, descobrimos que o primeiro plano da escalada para o céu é mais leve do que o nível um do plano astral, ou seja, o mais baixo etéreo é muito mais do que o mais alto astral. Assim, ou subimos para a leveza e pureza da luz etérea e celestial, ou descemos e caímos nas piscinas e mares do astral.

Impossível fazer as duas coisas ao mesmo tempo !

Os Mestres Ascensos são unos à Deus e vivem em contato com a mente divina e a verdade eterna do universo. Isto os faz corretos e perfeitos em seus atos.

Por outro lado, os nossos queridos mortos ainda não ascensos, são tão falhos quanto nós. Podem acertar, ao nos darem alguma informação,  mas também podem errar.  Mesmo que tenham boa vontade em servir, não estão unidos a perfeição do Pai.

Os viventes do plano astral, tomam partido entre uma e outra pessoa encarnada. Podem por exemplo, beneficiar um, enquanto prejudicam a outro.

A melhor forma de ajudar a estes entes queridos que já se foram, é pedir ao Arcanjo Miguel que os liberte, direcione e oriente. Isto é possível com invocações e comandos ao primeiro Arcanjo de Deus, para que os elevem às escolas espirituais dos Mestres Ascensos, onde poderão ser preparados para reencarnar.

Os mortos e desencarnados do astral, são almas que se foram e ainda não ascenderam junto ao Pai, assim, elas não estão preparadas para nos dizer a verdade do PAI. Elas precisarão nascer fisicamente para buscar a ascensão espiritual no plano etéreo.

Quando um ser morre, seus quatro corpos inferiores e não evoluídos, passam a ter uma vida independente e separada da alma que era sua única ligação em comum.

O corpo da memória estará junto ao Santo Cristo Pessoal (Anjo da Guarda), este corpo guarda  todos os registros de vidas passadas, necessários para a reencarnação futura daquele ser, em uma seqüência lógica com relação ao seu próprio carma e dharma.

O corpo da memória, é o intermediário entre nossos 3 corpos evoluídos (o corpo da Presença EU SOU, o corpo causal e o corpo do Eu Superior, (anjo da guarda)) e o nossos outros três corpos inferiores (o corpo mental, o emocional e o físico).

O corpo mental vagará pelo corpo mental da terra, o corpo astral (emocional) vagará pelo plano astral (emocional) da terra, e o corpo físico seguirá seu caminho para o cemitério ou para cremação.

Tanto o corpo mental como o emocional, mantém suas características e aguardam a reencarnação de sua alma para poderem voltar a evoluir.

A alma que morre sem elevar-se ao éter divino, deixa seus corpos inferiores na Terra, para em uma outra encarnação poder voltar a trabalhá-los.

Estes seres são chamados de entidades e mantém fortemente os maus hábitos que tinham em vida, ou seja, o individuo que fumava, quando passa por sua transição (a chamada morte), seu corpo emocional continuará a desejar o cigarro, não tendo o corpo físico para viabilizar seu habito, ele buscará o corpo de fumantes na terra para encostar, influenciando os desejos e vícios das pessoas. O corpo mental passa a confundir os pensamentos de quem os contatar. Muitas vezes pensamos algo que é a influencia destas entidades mentais, por isto, precisamos buscar a comunicação mental com nosso Eu Superior. clique aqui para entender melhor este assunto

A cremação, é o meio mais limpo e rápido de livrar a alma destas entidades e da putrefação do corpo físico.

A alma é a única que pode controlar seus corpos inferiores. O juízo e ciência, só existem na alma, seus corpos apenas refletem seus hábitos.

Contatar com os seres do além e do astral, é como "tomar o céu a força", ou seja, para a comunicação com os seres cósmicos e etéreos, é necessário submeter-se a senda do auto aperfeiçoamento e a testes iniciáticos. Falar com os seres do astral é a ilusão de se estar contatando com seres divinos.

O astral é um depósito de padrões de pensamento e sentimentos coletivos, conscientes e inconscientes da humanidade.

A finalidade inicial deste plano era a ampliação dos pensamentos e sentimentos puros de Deus no homem, mas ao contrário, tem sido poluída com registros impuros da memória da raça. Como o Plano Astral foi corrompido por pensamentos e sentimentos impuros do homem, o termo "Astral" também é utilizado no sentido negativo, referindo-se à aquilo que é impuro ou psíquico.

Os mestres querem o nosso comprometimento, pois "não se pode servir a dois Senhores ao mesmo tempo".

Em sua busca espiritual, os filhos da luz percorrem muitos caminhos e encontram respostas em muitos lugares. Muitos destes aprendizados enchem os corações de gratidão, contudo, isto não é razão, para a estagnação, impedindo a continuidade da busca.

A gratidão segue em nossos corações. Porém a caminhada de volta ao lar, é longa e a senda estreita. Precisamos sempre continuar o caminho, e saber quando termina um ciclo e começa outro. Resistências a mudanças, causam muita dor.

A Grande Fraternidade Branca aprova qualquer uma das grandes 8 religiões do planeta, o Judaísmo, o Budismo, o Cristianismo, o Hinduísmo, o Confucionismo, o Islamismo, o Taoísmo e o Zoroastrismo. Os discípulos destas religiões podem estudar os ensinamentos oferecidos pela Grande Fraternidade Branca enquanto estão estudando seus ensinamentos religiosos.

A Grande Fraternidade Branca não é contra nada neste mundo. Na vida terrena, tudo tem sua função. Temos o livre arbítrio e respondemos todos por nossos atos com conseqüências cármicas.

Título: Re: Grande Fraternidade Branca
Enviado por: Gilberto Melo em 13 de Abril de 2014, 14:28
A cultura espírita no Brasil é muito grande e desenvolvida. Muitas entidades espíritas são filantrópicas e desenvolvem serviços de caridade que são de grande valor e merecedoras de todo o nosso respeito. Estas caridades e apoio às comunidades, são feitas pelas pessoas, e não pelos espíritos.

Porém, está é uma cultura de contato com o plano dos mortos que atuam no plano astral da Terra. Assim, uma coisa é a caridade e a vontade de servir ao próximo, que muitas entidades espíritas fazem, e isto é lindo e louvável, a outra é a comunhão com os mortos do astral. Uma coisa não justifica a outra.

Tudo na vida é uma escola. Até coisas de ruim que acontecem conosco fazem parte das aulas desta escola da vida. O carma educa a alma.

O espiritismo é uma escola de pessoas que estão vibrando em um nível astral de consciência. Esta mesma pessoa poderia ter muito mais evolução se seguisse os ensinamentos das oito grandes religiões. A necessidade de buscar contatar os mortos está relacionada em uma falta de fé relacionada da pessoa que se utiliza destes meios. Isto ocorre quando há uma falta de perseverança em magnetizar seres mais elevados do éter divino para uma comunicação mais elevada.

A comunicação etérea exige muito mais dedicação, amor, atenção, fé, perseverança. Para uma comunicação astral, basta invoca-los e abrir a porta.

Muitos dos alunos das escolas de mistério já tiveram contato com os espíritos do astral, e isto não os impediu de evoluírem para a comunicação com os Mestres Ascensos, deixando de contatar este mundo menos evoluído. Ter tido contato com o espiritismo não desabilita uma pessoa para a escola dos Mestres Ascensos.

No momento em que esta evolução de consciência, ultrapassa o nível astral de consciência, e decide-se por buscar a Luz dos Mestres Ascensos, e estudar seus ensinamentos de Luz no plano etéreo, ela precisará deixar de se comunicar com o plano astral.

Título: Re: Grande Fraternidade Branca
Enviado por: Gilberto Melo em 13 de Abril de 2014, 14:32
O astral é relativo a água e o etéreo é mais elevado que o fogo. O éter é um fogo invisível de altíssima vibração. "Os Mestres Ascensos atuam no plano etéreo, e se queremos que eles se comuniquem conosco, precisamos deixar o contato com o plano do astral e seus habitantes desencarnados". Esta é uma afirmação do Mestre Morya em uma de suas mensagens entregues aos seus mensageiros. 

A diferença entre o astral e o éter é a mesma entre o batuque do samba e a musica clássica. O rock pesado é a música do mais profundo astral. Eles nem escondem isso. Os roqueiros vivem caricaturizando demônios em seus discos e tatoos de seus corpos.

Um ditado dos mestres ascensos é dado sempre depois de 30 a 40 minutos de musica clássica de alta vibração. As mensagens astrais não trabalham com esta elevação de energia.

Não há motivos para tomar as dores desta ou daquela escola da vida. Cada uma delas tem seu tempo e sua evolução.

Se uma pessoa não tirar sua atenção, sua percepção de um plano, não evoluirá no outro plano e isto é uma realidade cientifica. Para onde der sua atenção, lá estará sua energia.

Se você tem dúvidas sobre este assunto, deve escrever cartas para os Mestres Ascenso pedindo orientação. Escreva uma carta direcionada a Jesus ou outro mestre de sua preferência, assine-a e leia em voz alta, depois peça ao arcanjo Miguel que a leve para o plano etéreo, e coloque então fogo nela.

Muitos chegaram ao espiritismo, com a falsa promessa de se libertar de perturbações espirituais. Não temam em seguir na evolução etérea e voltar a serem perturbados pelos espíritos astrais. Eles  não podem perturbar alguém que resolve por livre e espontânea vontade, colocar  a atenção nos Mestres Iluminados e seus anjos de Luz. Os mortos do astral não tem poderes etéreos. Só os seres iluminados os tem.

O esoterismo é um ensinamento para poucos. Este é um ensinamento para os que estão prontos para subir os degraus etéreos. Esta é uma escada que temos de subir sozinhos. Nesta subida não podemos levar nada pesado. Precisamos deixar velhos hábitos e até amizades. Amigos, só os que encontrarmos neste caminho da ascensão.

Não se ascende ao etéreo em um dia. Isso é um trabalho de várias vidas, onde vamos nos lapidando pouco a pouco, dia após dia.

Neste caminho, precisamos de yoga, meditação, alimentação natural, comida vegetariana, ar puro, oração, comandos de luz, harmonia e paz, serviço humanitário, caridade, fé, filantropia, esperança, e principalmente, a atenção focada na luz do Pai maior.

Vitória Sempre!

Paulo Rodrigues Simões

Título: Re: Grande Fraternidade Branca
Enviado por: Gilberto Melo em 13 de Abril de 2014, 14:46
 A PERDA DO ECTOPLASMA

Além do problema de não se ter certeza de se estar falando com um ente querido falecido, na comunicação com almas do astral, ou mesmo, com  aquele espírito que você pensa que conhece bem e sempre conversou,  a invocação e manifestação mediúnica, traz a perda do ectoplasma, como explicamos a seguir:

ECTOPLASMA  [De ecto- + -plasma.] - O dicionário Aurélio explica:
1 - Ectoplasma é um Plasma de origem psíquica emanada de um médium;
2 - Porção periférica do citoplasma, que é a porção da célula compreendida entre a membrana e o núcleo.

A Célula é o reflexo do próprio Universo, com sua forma oval e um Núcleo; o corpo humano não é diferente de suas células ou do universo que o cerca.

Assim, a Membrana, vem a ser o próprio Corpo Físico, o Núcleo, a Alma, e o Ectoplasma é o que existe entre os dois.

O Ectoplasma é uma Armadura, um Campo de força da Alma. Ele só é dado no nascimento e não pode ser reposto.

O ectoplasma é uma proteção contra ataques do plano astral que é onde vivem os mortos ainda não Ascensionados.

Ectoplasma é uma palavra muito usada por espíritas, e esta muito presente em todo o tipo de comunicação mediúnica.

A participação em rituais espíritas, mesa branca, leitura de cartas, em suma, qualquer participação em rituais com espíritos incorporados/ encarnados/ montados/ manifestados, causam a perda do Ectoplasma.

O Médium é quem mais perde, mas todos os presentes tem sua participação de perda.

Estes espíritos nos dizem que a perda do Ectoplasma não é um problema, pois temos muito e não nos fará falta. Isto é mentira, precisamos de nosso ectoplasma, dado por Deus, para a proteção da alma.

A perda do Ectoplasma, o que acontece inevitavelmente depois de um certo tempo de espiritismo, faz com que o indivíduo se sinta a flor da pele,  com que fique sensitivo ao plano Astral/ Emocional/ Psíquico; com que ouça vozes, fique irritado, pode até, em casos mais graves, ter sentimentos suicidas.

Uma pessoa que busca este contato com os mortos, abre a porta para um mundo, não só de mortos bons e inocentes perdidos e necessitados de ajuda, como também para mortos não evoluídos, dos espíritos de baixa vibração, dos espíritos que vagam sem luz pelo mundo Astral, dos espíritos que necessitam de roubar a luz para sobreviverem, espíritos que fingem ter luz, mas a única coisa que possuem é a luz roubada.

Os seres de baixa vibração do astral falam errado, devagar e arrastado. Freqüentemente tem problemas físicos como dores nas costas, vivem curvados ou com problemas nas mãos, pés e pernas. O que é transmissível ao cavalo/ corpo do médium.

Mesmo os seres mais evoluídos de níveis mais elevados do astral, são movidos pelos seus desejos emocionais e também buscam influenciar os médiuns de acordo com suas vontades pois estando longe do éter, são incapazes de reconhecer a vontade divina.

A falta do Ectoplasma nos da a nítida impressão de estarmos vivendo em dois planos, dois mundos simultaneamente.

As pessoas sem ectoplasma (ou com menos), são consideradas mediúnicas e convidadas a servirem em centros espíritas para a manifestação de entidades espirituais. Se recusarem servir de instrumentos destes espíritos do astral, acabam vivendo sob grande pressão, em casos mais sérios, perdem o controle do corpo físico e a sanidade mental, agindo de acordo com a vontade e controle destas entidades.

Não há necessidade alguma de se manifestar a mediunidade indo a centros espíritas, ou mesa branca. Isto somente faz  piorar a vida da pessoa e aumentar a mediunidade/ perda de ectoplasma.

A mediunidade é a capacidade de comunicação com os mortos do astral e isto é ruim. Se a pessoa já tem este problema, a ultima coisa que vai precisar, é aumentá-lo.

Sem o ectoplasma, uma pessoa fica vulnerável a ataques astrais, e se a pessoa desconhece as proteções dos amados anjos de Deus, acaba buscando a proteção dos espíritos do astral,

A não ser que tenham o apoio e a proteção dos seres etéreos e divinos, se recusarem a servir os interesses destes espíritos do astral, não suportarão a pressão, podendo ter problemas dos mais diversos possíveis.

A proteção natural dada por Deus, para livrar-nos das várias faixas vibratórias do astral,  é o ectoplasma, na sua perda, a única proteção possível é a proteção dos seres etéreos, como anjos e seres ascensionados.

Para se obter esta proteção, o que é uma realidade e que pode ser conseguida, deve-se ter um merecimento muito especial, ou pedir com muita devoção, invocando o Arcanjo Miguel através do exercício da ciência da palavra falada. - Entre em nossa página de comandos de Luz no endereço: http://www.grandefraternidadebranca.com.br/palavra.htm

A pressão do horror de se conviver com o astral, por não aceitar ser médium atuante em centros espíritas, é vivenciada de várias maneiras: a mais forte delas é a tomada do corpo, pois uma vez que você invade o mundo dos espíritos, também eles podem invadir o seu. E lembre-se, se você tem mediunidade avançada, é por que já se comunicou com o mundo dos mortos, nesta, ou em outras encanações passadas.

A tomada do corpo ou incorporação, ocorre nas horas e lugares mais impróprios, fazendo a pessoa agir e falar coisas que normalmente não faria.

A pressão dos espíritos do astral, pode vir como a visão de espíritos que causam medo ou vozes que sugerem coisas negativas sem parar, falando e falando na cabeça da pessoa o dia todo, ou mesmo como sentimentos negativos de culpa, mal estar, medo e vícios dos mais diversos.

A grande maioria dos hospícios esta cheia de pessoas que se engajaram em experiências psíquicas, nesta ou em outras vidas.

A mensageira Elizabeth Prophet, nos ensina que são necessárias sete vidas ou encarnações, sem se envolver com espíritos astrais, para se recuperar a quantidade normal de ectoplasma perdida; algumas vezes chegando a treze vidas, para se atingir a quantidade de ectoplasma necessária para a sua proteção.

A falta de ectoplasma, causa em algumas pessoas,  a tendência suicida pelo fato de se estar participando mental e emocionalmente do mundo dos mortos, fato que pode levar a uma necessidade de transportar-se por completo deste para o outro mundo.

Afaste-se do contato com o mundo dos mortos e busque a evolução de sua consciência, através da comunicação com Deus e seus representantes etéreos.
Título: Re: Grande Fraternidade Branca
Enviado por: Gilberto Melo em 13 de Abril de 2014, 15:01
Fonte: eusouluz.com.br
Título: Re: Grande Fraternidade Branca
Enviado por: Gabri-El em 14 de Abril de 2014, 02:45
Com respeito ao que foi postado anteriormente pelos irmãos participantes deste tema, desejo, por minha vez, entretecer algumas considerações.

O que temos visto na web e em vários movimentos New Age (Nova Era), está muito distante da realidade da Grande Fraternidade Branca ou Excelsa Hierarquia da Luz.
Qualquer manifestação extravagante que se apresente como provinda da Hierarquia Planetária, incitando nas pessoas comportamentos igualmente extravagantes, nada tem a ver com a Grande Fraternidade Branca.

Os Mestres e Discípulos que compõe esta Fraternidade são os Irmãos Maiores dos seres humanos, que velam pela evolução planetária em todos os aspectos. Por essa razão, qualquer progresso no Mundo e na Humanidade é investimento desta mesma Fraternidade que, em várias épocas, também se manifesta junto dos seres humanos no plano físico, proporcionando-nos novas revelações e protótipos humanos mais avançados para que a Humanidade alcance vindouros progressos.

Então, como dizíamos, qualquer manifestação extravagante a se expressar por mensagens, ritualística exagerada, fórmulas milagrosas, roupas excêntricas, etc., ou seja, tudo o que foge à Simplicidade do Coração e ao Amor Abnegado na Ação, são apenas expressões desvirtuadas dos próprios encarnados e desencarnados ainda repletos de preconceitos e fantasias na Senda Evolutiva.

O Trabalho da Excelsa Hierarquia é o da Luz, portanto, dissipar a densa treva da ignorância que tolda a visão dos seres humanos e os faz agir sempre egoisticamente.

Assim como em outros períodos passados, nos quais o planeta terrestre passou por transformações, atualmente Mestres e Discípulos da Fraternidade da Luz se misturam em meio à multidão de encarnados, vivendo aparentemente como o mais comum dos mortais, no entanto, com a motivação interior sintonizada ao Propósito Divino para a Grande Época em que todos estamos vivendo.

Não se parecem com Deuses saídos do Olimpo, pois suas formas físicas são humanas como a de qualquer um, mas o diferencial é a sutil emanação de seus Corações. Aí está a maior dificuldade para àqueles que estão toldados pelos preconceitos e fantasias, já que não conseguirão perceber a Luz da Hierarquia Celestial, mesmo estando diante de um digno Representante desta Hierarquia.

Como, então, Os reconheceremos? Desenvolvendo as mais nobres virtudes do Coração para que nossa visão espiritual se abra verdadeiramente.

Fraternalmente
Título: Re: Grande Fraternidade Branca
Enviado por: zegonzales em 27 de Junho de 2014, 20:20
Bom aí está algo que também me afastou do Espiritismo: explicaçãoda GFB que se nos comunicarmos com "espíritos do Astral" perderemos o Ectoplasma. enfim ... GFB é um ramo espiritualista que tem muitos poucos representantes aqui no Brasil.
Título: Re: Grande Fraternidade Branca
Enviado por: zegonzales em 05 de Julho de 2014, 20:30
Peço desculpas por uma mensagem que eu tinha postado por engano aqui. reclamando que um tópico meu havia sido excluído. Na verdade existem tantas subsessões no site que o tópico que eu postei está em "convício - convívio" e eu pensei que estava em "convívio-espiritualismo" peço perdão se ofendi alguém. continuarei no fórum espírita.



Título: Re: Grande Fraternidade Branca
Enviado por: jrkunde em 12 de Agosto de 2016, 01:29
Pegando o gancho nesta discussão. Eu li aquela cópia de textos do site grandefraternidadebranca. E acho que em todo segmento filosófico e religioso tem fanatismo. Neste site, muito bom, por sinal, repleto de textos e ensinamentos dos mestres ascensionados, embora um espirito superior, traga a mesma informação, sem o exclusivismo e sectarismo que li e ja presenciei muitas vezes nos adeptos da GFB.

Estes se acham superiores aos espiritas porque são chelas , são discipulos dos mestres ascensionados. Alguns chegam a ser tão fanaticos que como a minha ex-namorada dizia:
-Eu nunca namoraria um espirita.
Fato é que ela é uma destas hipócritas que se julgam superiores.
No referido site tem trechos de um fundamentalismo ideologico tão fanatico que penso que quem entra de cabeça na dita GFB, especialmente na escola da Summit Lighthouse, em vez de expandir a consciencia,acaba cristalizando-a com dogmas do tipo:
-Extraterrestres e discos voadores são todos do mal.
-Ler psicografias te faz fazer a cama no astral e os mestres ascensionados não patrocinam pessoas que tem um pé no espiritismo e outro da GFB.
Entre outras loucuras de fanatismo exarcebado.

Tem muita leitura espirita que nos traz conhecimentos, mas tem muitas mensagens dos mestres ascensionados que são pura enrolação (bem parecidas com aquelas canalizações de Kryon e outros pseudo-seres da luz)

Há muitos fiéis da GFB que dizem:
-Eu abomino canalizações e psicografias. No entanto se prendem a discursos agua-com-açucar de supostos mestres ascensionados.
Outra. Há escolas da GFB que pregam exclusivismo semelhante à algumas igrejas cristãs. Exemplo: Os ditos ensinamentos dos mestres só E somente são recebidos pela unica mensageira autorizada para receber os ditados deles. A Elizabeth Clare Prophet. Qualquer pessoa que diga que está recebendo ensinamentos dos mestres é logo rechaçado de charlatão, que canaliza seres do astral e as mensagens não são oficiais da GFB.

Dá para acreditar numa manipulação consciencial deste tipo?
Claro que não. Por isso depois que passei varios anos na Summit Lighthouse e na Grande Fraternidade branca eu prefiri abandonar tudo isto e seguir meu coração. Melhor ser apenas cristão e budista, dá para viver com os dois tranquilamente. Mas para mim chega de manipulação mental de Summit Lighthouse e cia ltda.