Forum Espirita

CONVÍVIO => Off-topic => Tópico iniciado por: CRISTINA HELENA em 10 de Maio de 2010, 19:22

Título: sindrome do panico, por favor me ajudem‏
Enviado por: CRISTINA HELENA em 10 de Maio de 2010, 19:22
 OLA, A POUCO MAIS DE QUATRO ANOS COMECEI A TER CRISE DE SINDROME DO PANICO, SENTIA AS MÃOS, PES E O CORPO TODO GELADO, O CORAÇÃO ACELERADO, SENTIA COMO SE ESTIVE SAINDO ALGO DE DENTRO DE MEU CORPO. ACHAVA QUE ESTAVA TENDO UM ENFARTO, TINHA SENSAÇÃO DE QUE ESTAVA MORRENDO. HOJE FAÇO TRATAMENTO COM MEDICAMENTOS. MAS AINDA TENHO MEUS MEDOS, LUTO PARA NÃO DORMIR, POIS O MEDO DE MORRER DORMINDO ME APAVORA POR DEMAIS, E SEMPRE QUANDO DURMO, TENHO PESADELOS, AI O MEDO DE DORMIR PIORA. QUANDO TIVE A PRIMEIRA CRISE DE SINDROME, LEMBRO ME DE QUE A MINHA VISÃO FICOU UM POUCO EMBASADA, COMO SE ESTIVESSE UMA NUVEM DE FUMAÇA NA MINHA FRENTE, E VI PERFEITAMENTE EM MINHA FRENTE MINHA AVÔ, NA QUAL SEMPRE FUI MUITO APEGADA A ELA, SENTI MEDO. FOI ONDE AS CRISES COMEÇARAM. AS VEZES ESCUTO VOZ CHAMANDO POR MEU NOME, PROCURO QUEM É E NÃO É NINGUEM. ISSO SEMPRE ACONTECEU, NO COMEÇO RESPONDIA, OU PERGUNTAVA QUEM É, AGORA PAREI. SERÁ QUE ESTOU LOUCA?
   HOJE NÃO SEI O QUE FAÇO, MAS NÃO CONSIGO RELAXAR POR NADA, MEUS MUSCULOS VIVEM ENRIGECIDOS, E ESTÃO CADA VEZ PIOR, NÃO RELAXO, É UM TORMENTO.
   NÃO SEI, SE TUDO PODE SER PELO FATO DE TER PERDIDO MUITAS PESSOAS EM MINHA VIDA, PAIS, IRMÃ, TIAS, TIOS, AVOS E PRIMOS, TENHO MEDO DE MORRER E DEIXAR QUEM AMO. ME PASSA CADA PENSAMENTO RUIM. O QUE FAÇO? ATE QUE PONTO MEU PROBLEMA PODE TER HAVER COM A DOUTRINA ESPIRITA? COMO FAÇO PARA RELAXAR? ESTOU APAVORADA, PROCURO TANTO UMA RESPOSTA, MAS AINDA NÃO ENCONTREI UMA RESPOSTA QUE PUDESSE ALIVIAR TODO ESSE TORMENTO, MUITAS VEZES SONHO COM ALGUEM ME CHAMANDO. ESTOU APAVORADA, ME AJUDE.
    POSSO DIZER QUE NÃO VIVO MAIS, POIS VIVER ASSIM, NÃO É VIDA, ESSA TENSÃO TERRIVEL, ESSE MEDO. JA NEM SEI MAIS O QUE FAÇO.

Título: Re: sindrome do panico, por favor me ajudem‏
Enviado por: MarcoALSilva em 10 de Maio de 2010, 20:18
Tive oportunidade de prestar algumas informações antes (adiante, as transcrevo). Não sei se é o seu caso (talvez não). De qualquer forma, é um aspecto a mais para ser considerado.


Já tive oportunidade de postar algumas informações neste Fórum acerca de síndrome do pânico deflagrada por labirintopatias. Por estranho que pareça, uma das possíveis causas de síndrome do pânico é o quadro sintomático que a labirintite pode provocar. Labirintite não provoca apenas vertigens. É um quadro sintomático muito mais complexo.

Abaixo o post anterior:

Curiosamente descobri há algum tempo, por força do acompanhamento de minha esposa (que sofre de labirintite), que é MUITO COMUM pessoas julgarem-se com crise de pânico quando, na verdade, sofrem de vertigens decorrentes de labirintopatia.

É que há a nítida sensação de ausência imediata e de semi-inconsciência momentânea, como se o corpo estivesse caindo. A percepção, inclusive visual, fica muito prejudicada nesses eventos e a pessoa julga-se prestes a morrer ou perder-se em algo escuro.

A crise, apesar de momentânea, dura tempo suficiente para que a pessoa, impossibilitada de fixar a visão e sem controle da posição do corpo, entre em pânico.

Claro que nesse caso o pânico justifica-se pelo evento em si, não se confundindo, pois, com a síndrome do pânico, que afeta pessoas por múltiplos impulsos que deflagram sensações parecidas mas não relacionadas com labirintopatia.

Se conhecerem alguém que se acha vítima de síndrome do pânico, recomendem que, antes de tudo, procurem consultar um otorrinolaringologista.


Um abraço!

http://www.forumespirita.net/fe/comunicabilidade-dos-espiritos-(mediunidade)/comunicacao-de-espiritos-sim-ou-nao/ (http://www.forumespirita.net/fe/comunicabilidade-dos-espiritos-(mediunidade)/comunicacao-de-espiritos-sim-ou-nao/)

http://www.forumespirita.net/fe/off-topic/ajuda (http://www.forumespirita.net/fe/off-topic/ajuda)!/msg76046/#msg76046


No caso de minha esposa, uma dificuldade no fluxo sanguíneo que sobe pelas artérias do pescoço e alimentam o labirinto é a causa principal do funcionalmento inadequado daquele sistema, advindo daí todos os sintomas que descrevi.

Minha esposa sofreu muito, durante um bom tempo inclusive tratando-se com paroxetina (específico para síndrome do pânico, dentre outras coisas). O médico que mais recentemente diagnosticou e a tratou retirou os medicamentos mas instituiu um regime de intenso treinamento de reaprendizado de postura para otimizar a circulação sanguínea que sobe até o sistema auricular.

Como disse o Moura, fundamental é estar sempre sob a orientação médica e investigar tudo o que for possível. Cada caso é um caso. Para você ter uma idéia, o mesmo médico que acertou o diagnóstico só pôde acertar porque já tínhamos feito de tudo, inclusive tomografia computadorizada, ressonância magnética, etc etc etc. Mesmo assim, receitou 3 gotas de rivotril (um ansiolítico) porque nessa pequena dosagem ele ajuda no tratamento das labirintopatias em geral (pois é... tem coisas que só os médicos entendem  ). Mas ela não toma mais remédios para pânico nem para vertigens. Só que a reeducação postural e a disciplina são rigorosíssimas.

Tenha confiança! A ansiedade só faz aumentar o quadro de confusão e desequilíbrio, potencializando um quadro que, na grande maioria das vezes, nem tem gravidade...

Título: Re: sindrome do panico, por favor me ajudem‏
Enviado por: Aracy em 10 de Maio de 2010, 20:22
Olá Cristina
Você foi diagnosticada com a Síndrome do Pânico?
Qual médico fez seu diagnóstico?

Em primeiro lugar seja qual for sua resposta às minhas questões, não se apavore.
Deus não "deixa" que coisas ruins nos aconteçam. Muito ao contrário, quem atrái as coisas boas e as não tão boas para nossa vida somos nós mesmos.
Neste estado de perturbação em que você se encontra, minha irmã, a ajuda espiritual está ao seu lado mas  voce não consegue perceber.
Seja qual for a causa da perturbação, espíritos de baixa sintonia se "aproveitam" do espaço que voce lhes dá atraindo-os para sua esfera espiritual.
Então, fortaleça-se: a prece é elemento de ligação com Deus. Ore com fé, minha irmã. Leia o Evangelho Segundo o Espiritismo, Pratique o Evangelho no Lar e busque ajuda. Vá a uma Casa Espírita e procure o Auxílio Fraterno para tratamento,compareça às seções de desobssessão, às palestras doutrinárias, receba os passes magnéticos ao mesmo tempo em que consulta um bom Psiquiátra para tratar a parte física da sua doença.

Tenha Fé em Deus e nunca esqueça: mudar tudo está em suas mãos, queira de verdade e ELE te ajudará.
Um Xêro no seu coração. ;)
Título: Re: sindrome do panico, por favor me ajudem‏
Enviado por: ANALUAMC1 em 11 de Maio de 2010, 18:58
CRIS A UM TEMPO TIVE QUE ME AFASTAR DE MEUS UNICOS AMIGOS E VIAJEI PRA BAHIA.NUNCA MAIS OS VI.ACHO QUE PERDER ALGUEM QUANDO DESENCARNAM DEVE SER A MESMA COISA,SABEMOS QUE ELES ESTÃO EM ALGUM LUGAR E QUE TORCEM POR NÓS SEMPRE.OLHA SUAS CRISES DE PANICO PODE SER ESPIRITUAL SIM,QUANDO NÃO CONSEGUIMOS NOS SEPARAR DOS QUE JÁ SE FORAM MANTENDO-OS SEMPRE NO PENSAMENTO OS ATRAIMOS PELA SINTONIA QUE EMITIMOS COM A FORÇA DO NOSSO MAGNETISMO.NINGUEM ESTA SÓ NESSE MUNDO,DEUS NÃO NOS DEIXA DESAMPARADOS TEMOS UMA PESSOA SEMPRE DISPONIVEL A NOS AJUDAR CHAMADA DE MENTOR ESPIRITUAL.ELE É DESIGNADO POR DEUS PARA NOS PROTEGER E COM SEU AMOR SEMPRE NOS INFLUENCIA COM BONS PENSAMENTOS A ATITUDES QUERIDA NÃO SE DESESPERE E SEMPRE QUE PRECISAR ELEVE SEU PENSAMENTO A  DEUS E CHAME POR SEU MENTOR ESPIRITUAL.ELE VIRÁ IMEDIATAMENTEE EM SEU SOCORRO.COM BONS PENSAMENTOS E MUITA ORAÇÃO ,FAZENDO SEMPRE A CARIDADE AFASTAREMOS OS ESPIRITOS BRINCALHÕES,E ZOMBETEIROS.NÃO SE DESESPERE É ISSO O QUE ELES QUEREM.NÃO TENHA MEDO E SEMPRE QUE ELES TE CHAMAREM ,DIGA-LHES:
ESSA É A  CASA DE DEUS E É PROTEGIDA POR ELE EM NOME DE JESUS VÃO PARA OUTRO LUGAR EM BUSCA DE AJUDA.AQUI NÃO POSSO AJUDA-LOS.
AMIGA PROCURE UM CENTRO KARDECISTA ESPIRITA ELES IRÃO TE AJUDAR.
COM FÉ EM JESUS E EM DEUS DESPEÇO-ME TEREI VOCÊ EM MINHAS PRECES.
ANA LUA
Título: Re: sindrome do panico, por favor me ajudem‏
Enviado por: CRISTINA HELENA em 12 de Maio de 2010, 12:40
muito obrigado ANA LUA, valeu. bjossss
Título: Re: sindrome do panico, por favor me ajudem‏
Enviado por: raiodesol em 12 de Maio de 2010, 13:38
cristina quando eu tinha quinze anos tive sindrome do panico,tinha tanto medo de morrer que quase morri de verdade, e o medo de ficar velha,pois eu sabia que velha ou nova ia ter que morrer e isso me apavorava, fui internada, não conseguia comer nada,mais tinha uma fome danada, só que a comida nâo passava na garganta, no final nem a agua passava, foi um terror,tomei medicamentos por um bom tempo,psicologa e nada, graças a deus temos medicamentos, hoje vivo em paz ou seja mais ou menos porque tenho fobia de tudo,sei o que esta passando. é muito dificil, eu colocava fé em tudo que me diziam, mais nada de isso passar,eu andava de onibus e ele passava num pontilhão, quantas vezes desci antes do pontilhão porque achava que o onibus ia cair, me via no caixâo, ouvia vozes,via gente correndo atras de mim e eu corria , só quem tem isso entende o que é, mais calma amiga que tudo passa, as coisas boas e as ruins tambem, só nâo fique colocando coisas na cabeça, que é espirito, obssessâo, calma, sei que é dificil relaxar mais não é impossivel, tente todos os dias que com a pratica conseguimos.... e deus te ajudara assim como ajuda a todos.........abraços amiga
Título: Re: sindrome do panico, por favor me ajudem‏
Enviado por: CRISTINA HELENA em 12 de Maio de 2010, 13:42
NOSSA RAIO DE SOL, VC DESCREVEU TUDO O Q SINTO, MUITO OBRIGADO VALEU. BJOSS
Título: Re: sindrome do panico, por favor me ajudem‏
Enviado por: SILVIA HELEN em 02 de Agosto de 2010, 16:39
Cristina,

Eu tenho Sindrome do Pânico fui diagnosticada por vários médicos neurologista, psiquiatras, sei o que sente tbem sinto quase as mesmas coisas a unica diferença é que não tenho medo de morrer, pois tenho plena consciencia que a morte não existe apenas somos transportados a outro plano espiritual, talvez se vc buscasse leituras, ou se não tiver condições fisicas para ler (as vezes nao conseguimos ler nada) buscar atendimento fraternal numa casa espirita eu mesma fui varias vezes é sempre bom vc sai com sentimento de alma mais leve.
Também passei por consultas espirituais com um médico que atende na casa que frequento, veja se na sua cidade há isso.
Olha estou bem melhor já nao tomo mais todos remedios estou aualmente tomando floral que o medico espiritual receitou, passo por atendimentos muitas boas conversas, e de remedio mesmo apenas um continuo tomando.
Uma das coisas que esta me fazendo bem é trabalhar como voluntaria ajudando alguns grupos, me faz tirar o foco de minha sindrome e nem lembrar que ela existe.
Título: Re: sindrome do panico, por favor me ajudem‏
Enviado por: hcancela em 02 de Agosto de 2010, 18:56
Olá amigos(as)


Permitam-me uma pequena história, em relação a este tema, que me parece muito importante, no qual por vezes não dá-mos atenção devida, mas é um (mal) que se manifesta de diversas formas e sem dar-mos por isso, zaz..... :)



A Dor da Alma

L.C.B.S.



O que dizer a alguém tão curvado sob o peso de tantos medos; tão fragilizado com o pesado fardo da insegurança; tão assustado com o horrendo fantasma do pânico; tão desesperado diante da incerteza de uma solução?...

O que fazer, quando no vigor dos anos, se deixa de sorrir e de sonhar; quando o sorriso dá lugar ao pranto; quando todos os medos afloram e adquirem um tamanho desproporcional; quando a simples arte de viver torna-se algo tão difícil de realizar?...

É possível que, nunca tendo se sentido assim, a gente chegue até mesmo a aconselhar:

"tire umas férias; faça uma viagem; tente relaxar; vá ao cinema; vá ao teatro; vá bater pernas, olhar vitrines, vá passear..." Outros, menos sensíveis, talvez usem frases como estas: "deixe de bobagem; isso é tolice; você é tão jovem; não existe razão para você se sentir assim; isso é frescura; isso é chilique; é falta do que fazer; é doença de gente chique... pobre não pode se dar o luxo de ter estresse... não tem tempo para sentir "essas coisas", nem dinheiro para pagar psicólogo... terapia é fricote de quem é rico..." Não faltará com certeza gente para receitar: "tome água com açúcar; coma bastante alface; maracujá é calmante; antes de dormir tome um chá: camomila, cidreira, capim santo, flor de laranjeira, maçã com canela... você vai melhorar..."

E aquela pessoa sentindo-se tão triste, tão assustada, tão desarmada, tão humilhada, tão indefesa, tão infeliz... Ouve em silêncio, baixa a cabeça, fica perdida, sem direção; a voz embarga, a lágrima rola, não se controla, nada conforta, não tem palavras, nada diz. Chora seu pranto, sozinha em seu canto, sentindo na pele a mais profunda frustração. Ninguém a entende; todos opinam os mais religiosos sugerem orações. Nada dá certo; o mal continua; o medo aumenta; o pânico se instala; o desespero a invade e a torna incapaz.

Incapaz de sorrir, de sonhar, de viver... Incapaz de sair, de trabalhar e até de crer.

Não sabe o que tem... Mas, sabe que tem. Tem consciência dos seus medos, mas não os controla. Percebe o que sente e embora desconheça a sua razão, sente tudo o que diz. Tem uma ferida que dói escondida no fundo da alma, que ninguém pode ver nem pode tocar. Só sabe quem sente... Só sente quem tem...

Não merece crédito... Não comove as pessoas... É pura frescura... Não dói em ninguém.

É assim a doença emocional... Não mostra sangue. Não é palpável. Os exames clínicos não detectam; as sofisticadas máquinas de tomografia e ressonância magnética não registram; a maioria das pessoas ignora; boa parte dos médicos não valoriza... mas, nem por isso é menos dolorosa. A dor da alma é tão forte e provoca tanto sofrimento quanto à dor do corpo e ainda é dilatada pelo preconceito dos menos informados, muitos dos quais dentro da própria família. É importante se conscientizar de que a doença emocional - como toda doença - merece respeito e tratamento digno e adequado, com profissionais competentes e especializados. Convém ressaltar, que em se tratando de "doença democrática" que não escolhe sexo, idade, classe social, credo ou profissão, qualquer pessoa, até mesmo médico e psicólogo, pode ser acometida pela doença psíquica.

Para finalizar fica uma palavra amiga aos pacientes com depressão, transtorno do pânico, demais transtornos de ansiedade e do humor, de quem viveu a doença na sua forma mais intensa: "Jamais se deixem abater pela descrença porque a cura é possível e viver ainda é e sempre será o bem maior. Existirão momentos de incerteza e desânimo ao longo do tratamento, mas o importante é vencê-los e manter-se firme na medicação e na psicoterapia, porque lutar vale a pena e a cura é a maior conquista."


SAUDAÇÕES FRATERNAS
Título: Re: sindrome do panico, por favor me ajudem‏
Enviado por: SILVIA HELEN em 02 de Agosto de 2010, 19:21
Obrigada, é isso mesmo, tem horas que nada adianta, parece que nada cura, é triste demais, e as pessoas nao te entendem acham que vc é uma ingrata de estar sentindo isso porque tem vida boa, emprego bom , familia , filhos lindos como pode ser tao ingrata deveria agradecer a Deus isso sim.
Mas como já disse nao estão em nossa pele nao fazem idéia do que é crise de Pânico, e esses comentários ao invés de ajudar nos fazem piorar mais ainda.
Título: Re: sindrome do panico, por favor me ajudem‏
Enviado por: Al3ssandra em 15 de Agosto de 2010, 20:52
Ola!!
Eu tb tenho medos, de dormir como vc falou e ñ acordar mas...Vou te contar como td começou.
Faz uns 5 anos + ou - tive que fazer uma bipsia do figado e depois de fazer eu desmaiei e quando eu desmaio é como se tivesse tendo uma convusão eu fui parar no chão segundo enfermeras minha pressão foi la embaixo e tive que ficar mas um pouco no hospital até ela aumentar o que ñ aconteceu, vim pra casa mas qualquer piora era pra correr pro hospital e ai acho que ja começou meu medo que tava la no fundo da minha mente desde que desmaiei quando tirei sangue novinha,creio que essa foi a abertura que faltava pra ele se liberar, eu quando tirava sangue sempre ficava tremula mas me controlava, mas desmaiar denovo...foi a gota a partir disso começei a ter sensaçoes estranhas lembro que tomava banho e olhei pra minha mão e tinha aquelas bolinhas que da nelas no banho tipo mudança de temperatura ñ sei se me entendem... foi minha primeira crise forte minha perna ñ parava quieta meu coração parecia que ia sair pela boca minha nuca doia eu tinha muito medo de morrer, começei a cismar com minha pressão que sempre foi boa mas com minha ansiedade ela estava la em cima ou la em baixo era incostante como medico falou, ele até me deu remedio pressaõ alta quando eu ficase nervosa mas como eu ficava ruin ñ tomava eu achava que td que é remedio ñ era bom,cada ia tinha uma nova coisa anoite quando deitava tinha medo de dormir quando finelmente eu dormia eu via ora enchame de mosca, ñ abelha eram moscas na minha cortina,depois começou com uma aranha essa me percegui até apouco tempo, fui em um psiquiatra pois eu ñ conseguia mas dormir ele me falou que eu ñ tinha a sindrome do panico mas sim crises comparsadas algo assim sem a frequencia da sindrome.Eu começei a tomar remedios mas dai ele me dava muito sono dai eu parei e falei que tentaria me controlar e eu consiguo nunca mas tive crises fortes mas o medo nunca foi embora e tem noites que estou deitada e derepente sinto algo estranho como se alguem esta com a mão no meu pescoço, eu quando sinto essas coisas eu rezo muito o que ajuda a esquecer e acabo dormindo rezando e outros meu marido me da seu braço deito como uma criança nos braços  ai consigo dormi, me da segurança muitas noites ele me ajudou.Eu digo pra meu marido muitas vzs chorando que eu queria a voltar como eu era antes eu até pra sair me custava pq me deu uma crise no onibus foi muito dificil , mas agora quando quer me da tento me controlar.
 

Me desculpem escrever tanta coisa mas sabe me ajudou muito e acho que escreveria muto mas ...

Abraços a tds *-*