Forum Espirita

CONVÍVIO => Off-topic => Tópico iniciado por: zafar em 01 de Janeiro de 2011, 06:49

Título: Maomé Islã
Enviado por: zafar em 01 de Janeiro de 2011, 06:49
Maomé foi um falso profeta do qual falou Jesus? O que o espiritismo tem a falar desse personagem que influenciou tantas pessoas?
Título: Re: Maomé Islã
Enviado por: Diegas em 01 de Janeiro de 2011, 08:53
Maomé foi um falso profeta do qual falou Jesus? O que o espiritismo tem a falar desse personagem que influenciou tantas pessoas?

Do Livro 'A caminho da Luz', de Emmanuel:

Citar
'...Antes da fundação do Papado, em 607, as forças espirituais se viram compelidas a um grande esforço no combate contra as sombras que ameaçavam todas as consciências. Muitos emissários do Alto tomam corpo entre as falanges católicas no intuito de regenerar os costumes da Igreja. Embalde, porém, tentam operar o retorno de Roma aos braços do Cristo, conseguindo apenas desenvolver o máximo de seus esforços no penoso trabalho de arquivar experiências para as gerações vindouras.

Numerosos Espíritos reencarnam com as mais altas delegações do plano invisível. Entre esses missionários, veio aquele que se chamou Maomet, ao nascer em Meca no ano 570. Filho da tribo dos Coraixitas, sua missão era reunir todas as tribos árabes sob a luz dos ensinos cristãos, de modo a organizar-se na Ásia um movimento forte de restauração do Evangelho do Cristo, em oposição aos abusos romanos, nos ambientes da Europa. Maomet, contudo, pobre e humilde no começo de sua vida, que deveria ser de sacrifício e exemplificação, torna-se rico após o casamento com Khadidja e não resiste ao assédio dos Espíritos da Sombra, traindo nobres obrigações espirituais com as suas fraquezas. Dotado de grandes faculdades mediúnicas inerentes ao desempenho dos seus compromissos, muitas vezes foi aconselhado por seus mentores do Alto, nos grandes lances da sua existência, mas não conseguiu triunfar das inferioridades humanas.

É por essa razão que o missionário do Islã deixa entrever, nos seus ensinos, flagrantes contradições. A par do perfume cristão que se evola de muitas das suas lições, há um espírito belicoso, de violência e de imposição; junto da doutrina fatalista encerrada no Alcorão, existe a doutrina da responsabilidade individual, divisando-se através de tudo isso uma imaginação superexcitada pelas forças do bem e do mal, num cérebro transviado do seu verdadeiro caminho.

Por essa razão o Islamismo, que poderia representar um grande movimento de restauração do ensino de Jesus, corrigindo os desvios do Papado nascente, assinalou mais uma vitória das Trevas contra a Luz e cujas raízes era necessário extirpar.



AS GUERRAS DO ISLÃ

Maomet, nas recordações do dever que o trazia à Terra, lembrando os trabalhos que lhe competiam na Ásia, a fim de regenerar a Igreja para Jesus, vulgarizou a palavra "infiel", entre as várias famílias do seu povo, designando assim os árabes que lhe, eram insubmissos, quando a expressão se aplicava, perfeitamente, aos sacerdotes transviados do Cristianismo. Com o seu regresso ao plano espiritual, toda a Arábia estava submetida à sua doutrina, pela força da espada; e todavia os seus continuadores não se deram por satisfeitos com semelhantes conquistas.

Iniciaram no exterior as guerras "santas", subjugando toda a África setentrional, no fim do século VII. Nos primeiros anos do século imediato, atravessaram o estreito de Gibraltar, estabelecendo-se na Espanha, em vista da escassa resistência dos visigodos atormentados pela separação, e somente não seguiram caminho além dos Pirineus porque o plano espiritual assinalara um limite às suas operações, encaminhando Carlos Martel para as vitórias de 732.
Título: Re: Maomé Islã
Enviado por: Rafael Perszel em 01 de Janeiro de 2011, 13:35
Aliás, vejo este livro como de leitura extremamente aconselhável a todos os espíritas que gostam de história e gostariam de uma perspectiva de progresso espiritual no caminhar da história humana.
Título: Re: Maomé Islã
Enviado por: milsoliva em 01 de Janeiro de 2011, 14:27
olá amigos nesse livro emmanuel dá a versão dele como padre,ninguem pode esquecer
das cruzadas o islamismo real não é isso que nós vemos
       abraços
Título: Re: Maomé Islã
Enviado por: zafar em 01 de Janeiro de 2011, 20:20
No livro Legião de Robson Pinheiro fala que o aiatolá Khomeini (Revolução Islamica) é um mago negro.

Citar
4) MAGOS E ATRAÇÃO TENÚRIA
(...)
O aiatolá Khomeini [1900-1989], ditador que ocupou o poder no Irã durante 10 anos, também é um mago negro que provoca grande assombro entre os habitantes do astral, embora seus objetivos sejam antagônicos aos de Rasputin, o que os torna inimigos.

Não sei se o autor é confiável mas que o Khomeini ficava meditando horas ficava. Desconfio que ele estava se desdobrando.


olá amigos nesse livro emmanuel dá a versão dele como padre,ninguem pode esquecer
das cruzadas o islamismo real não é isso que nós vemos
       abraços

Verdade, mas quem invadiu a península ibérica em uma atitude expansionista religiosa "ou economica não sei" utizando a espada foram os islamicos. Antes mesmo de qualquer cruzada. Corrija-me se estou errado.
Título: Re: Maomé Islã
Enviado por: Rafael Perszel em 02 de Janeiro de 2011, 01:32
À luz da Doutrina eu tomaria alguma cautela ao ler as obras psicografadas pelo Robson Pinheiro. Recomendo que idéias que sejam inovadoras demais sejam cotejadas com os ensinamentos da codificação.
Título: Re: Maomé Islã
Enviado por: Anton Kiudero em 02 de Janeiro de 2011, 08:09
Maome foi acompanhado e intuido por um espirito de altissima hierarquia, na terra denominado de Arcanjo Gabriel. O mesmo Gabriel conhecido como o anjo da anunciacao por ter anunciado Jesus a Maria. O mesmo Gabriel que foi descrito no livro O Abismo. E que continua ativamente trabalhando pela evolucao dos espiritos humanizados e que nos anuncia na atualidade a transformacao que esta se processando no planeta, tambem conhecida como A Grande Transicao.

Mas como todas as religioes, dada a inferioridade da maioria dos espiritos humanizados, sao sempre dominadas pelo que de mais atrazado existe no mundo espiritual, Maome um exepcional medium, tambem foi levado a materializar as belissimas mensagens que recebeu. E com a sua passagem e o passar dos seculos a mensagem original foi quase totalmente deturpada.
Título: Re: Maomé Islã
Enviado por: Rafael Perszel em 02 de Janeiro de 2011, 17:03
Prezado Anton,

Há alguma literatura que eu possa me utilizar para ter detalhes do que você escreveu?
Título: Re: Maomé Islã
Enviado por: J.Rodrigues em 02 de Janeiro de 2011, 17:47
""Maomet, contudo, pobre e humilde no começo de sua vida, que deveria ser de sacrifício e exemplificação, torna-se rico após o casamento com Khadidja

Ler mais: http://www.forumespirita.net/fe/off-topic/maome-isla/msg179735/?topicseen#msg179735#ixzz19tsOSaDt ""

Pobre??
Do que pude ler era filho de família nobre, de facto da tribo Koraischitas, guardiães do templo sagrado da Kaaba, tendo ficado orfão de pai bem cedo e, como era tradição, entregue a uma ama deduína do deserto que ocriou até aos cinco anos.
As crises (epiléticas, à luz da medicina- mediúnicas, à luz do nosso conhecimento da doutrina) de saúde levaram a que a ama entregasse a criança à mãe.

Aos 25 anos de cameleiro tornou-se proprietário dos camelos do seu patrão por morte deste e casamento com a viúva.

Depois a sede de domínio na Kaaba terá falado mais alto e foi o que se sabe pelos escritos, fastando tudo e todos os que se opunham ao seu domínio.

Verdade?
Depende dos interesses de quem lavrou os relatos para a história.

Para o Islão Maomé foi profeta de Alá (DEUS) ao mesmo nível do profeta de DEUS que foi JESUS.

Desejos de um Feliz Ano Novo para todos.


Título: Re: Maomé Islã
Enviado por: zafar em 02 de Janeiro de 2011, 19:40
Maome foi acompanhado e intuido por um espirito de altissima hierarquia, na terra denominado de Arcanjo Gabriel. O mesmo Gabriel conhecido como o anjo da anunciacao por ter anunciado Jesus a Maria. O mesmo Gabriel que foi descrito no livro O Abismo. E que continua ativamente trabalhando pela evolucao dos espiritos humanizados e que nos anuncia na atualidade a transformacao que esta se processando no planeta, tambem conhecida como A Grande Transicao.


Teria outra fonte confiável que fale que ele foi acompanhado pelo Arcanjo Gabriel que não seja o próprio Alcorão escrito por ele.
Título: Re: Maomé Islã
Enviado por: Anton Kiudero em 02 de Janeiro de 2011, 23:32
Teria outra fonte confiável que fale que ele foi acompanhado pelo Arcanjo Gabriel que não seja o próprio Alcorão escrito por ele.

E existe alguma fonte confiavel de qualquer coisa? Nem pense em confiar em alguem, nem mesmo em seus pensamentos. Considere tudo o que ouves ou les apenas como "informacoes" e jamais como "verdades"
Título: Re: Maomé Islã
Enviado por: bisognini em 05 de Janeiro de 2011, 23:19
Seguem dois pdfs da Revista Espírita com a primeira e a segunda parte de um estudo de KArde que se chama Maomé e o Islamismo

É interessantíssimo! Vale a pena ler o que o Kardec pesquisou sobre esse assunto, eu particularmente achei o artigo muuuuito bom.

Ps. Eu CONFIO em Kardec.

Abs
Título: Re: Maomé Islã
Enviado por: Rafael Perszel em 06 de Janeiro de 2011, 00:12
Prezado Bisognini,

Creio que esta sua postagem elimina as discussões magistralmente!  :D
Título: Re: Maomé Islã
Enviado por: bisognini em 06 de Janeiro de 2011, 00:38
Rafael a Revista Espírita é um fonte de informação maravilhosa, fico a me perguntar como Kardec arrumava tempo pra tanto trabalho.

Aqueles que acham Maomé sanguinário e vingativo vão re-pensar sobre o assunto depois de ler esse estudo.

Me interessei até em ler o Alcorão!

Abraços.
Título: Re: Maomé Islã
Enviado por: Rafael Perszel em 06 de Janeiro de 2011, 23:22
Bisognini,

Eu já li. Sou bastante curioso com outras crenças.

Há, sem dúvida, trechos edificantes. Mas há também alguma coisa que dá margem às péssimas interpretações que vemos atualmente.
Título: Re: Maomé Islã
Enviado por: Wilson Emílio em 12 de Janeiro de 2011, 02:03

"Antes da fundação do Papado, em 607, as forças espirituais se viram compelidas a um grande esforço no combate contra as sombras que ameaçavam todas as consciências"

Prezados,

A frase acima já começa com uma grande mentira, sabe -se pela história que o Papado se inicia com o apóstolo Pedro, o segundo foi Lino, o terceiro foi Clemente .... No século V houve um que foi famoso, chamado Papa Leão Magno, como é que essa psicografia cita que iniciou em 607? Há muitos escritos psicográficos que não resistem a uma análise séria.
Título: Re: Maomé Islã
Enviado por: hcancela em 12 de Janeiro de 2011, 19:05
Olá amigos(as)

Em tempos disse o mesmo em relação há " Bíblia" e direi o mesmo do Alcorão ou de outros que os desígnios de Deus nos enviou á Terra, através de seus enviados" Maomé ,Moisés ou outros.

São todos livros de grande valor moral e intelectual, Nós os " Homens" é que os desvirtuamos com o nosso egoísmo, sempre com  objectivos de controle das massas, e assim ganhar poder em nome de Deus.

Saudações fraternas
Título: Re: Maomé Islã
Enviado por: acarlos5 em 03 de Março de 2011, 17:56

"Antes da fundação do Papado, em 607, as forças espirituais se viram compelidas a um grande esforço no combate contra as sombras que ameaçavam todas as consciências"

Prezados,

A frase acima já começa com uma grande mentira, sabe -se pela história que o Papado se inicia com o apóstolo Pedro, o segundo foi Lino, o terceiro foi Clemente .... No século V houve um que foi famoso, chamado Papa Leão Magno, como é que essa psicografia cita que iniciou em 607? Há muitos escritos psicográficos que não resistem a uma análise séria.

Este texto é do livro a Caminho da Luz de Emmanuel que é um profundo conhecedor da História do Cristianismo. Emmanuel está certo quando afirma que o Papado iniciou-se no ano 607. Antes disso, não existia o chefe supremo de todas as igrejas, pois as igrejas eram independentes, mais ou menos como são hoje os centros espíritas e as igrejas protestantes. O termo "Papa" era usado apenas para designar o bispo da igreja de Roma. Por isso, existiram papas desde do inicio do  cristianismo, mas eles não eram chefes supremos das igrejas, eram apenas bispos de Roma. Foi somente no ano de 607 que imperador Focas deu ao papa Bonifácio III o título de  BISPO UNIVERSAL DE TODAS AS IGREJAS CRISTÃS, caracterizando, portanto o início da instituição do papado.

Segundo Emmanuel, que conta neste livro, o que acontecia nos bastidores do mundo espiritual, diz que a instituição do Papado foi uma vitória das trevas, isto é, das entidades espirituais que querem impedir a evolução do planeta Terra. E o surgimento do Islamismo foi também outra grande vitória das trevas, segundo Emmanuel.

Carlos5
Título: Re: Maomé Islã
Enviado por: Mourarego em 03 de Março de 2011, 18:02
A HISTÓRIA DO PAPADO.
SUA ORIGEM

O Sistema Católico Romano começou a tomar forma quando o Imperador Constantino, convertido ao Cristianismo presidiu o l.o Concílio das Igrejas no ano 313. No Século IV construíram a primeira basílica em Roma.

As Igrejas eram livres, mas começaram a perder autonomia com Inocêncio I, ano 402 que, dizendo-se "Governante das Igrejas de Deus exigia que todas as controvérsias fossem levadas a ele."Leão I, ano 440, aumentou sua autoridade; alguns historiadores viram nele o primeiro papa. Naqueles tempos ninguém supunha que "S. Pedro foi papa", fora casado e não teve ambições temporais.

O poder dos pretensos papas cresceu ainda mais quando o Imperador Romano Valentiniano III, ano 445, bajulado, reconheceu oficialmente a pretensão do papa de exercer autoridade sobre as Igrejas. O papado surgiu das rumas do Império Romano desintegrado no ano 476, herdando dele o autoritarismo e o latim como língua, embora o primeiro papa, oficialmente falando, foi Gregório no ano 600 d.C.

Ab raços,
Moura
Título: Re: Maomé Islã
Enviado por: acarlos5 em 03 de Março de 2011, 20:40
Maomé foi médium como milhares de médiuns no mundo. A Virgem Maria dá comunicações a médiuns de todos os cantos da Terra. Em todas as épocas da humanidade há notícias de médiuns. Anjos e demônios continuam inspirando escritores e palestrantes e ditando a médiuns como sempre fizeram.

Maomé foi extraordinário médium e por isso o Alcorão é um livro mediúnico, como muitos outros que existem na Terra como, por exemplo, “A Divina Comédia” de Dante Alighieri e os livros espíritas.

Questão importante é saber se todo livro mediúnico provém dos anjos? A resposta é NÃO.

Era missão de Maomé trazer uma mensagem divina? A resposta é SIM. Veja porque:

Muitos clérigos da igreja medieval de Roma se desviaram do caminho de Jesus e não tinham conduta moral-cristã para serem os primeiros evangelizadores das tribos da Arábia deserta. A situação dos árabes do deserto era peculiar porque não tinham sequer influência do helenismo que se espalhava pelo mundo. Era missão de Maomé levar a boa nova ao povo da Arábia deserta antes que os clérigos corruptos da igreja o fizessem. A mediunidade era necessária a Maomé.

Todos sabem que NUMEROSOS missionários vieram a terra para restaurar os desvios dos clérigos da igreja de Roma. Muitos deles foram anônimos, mas outros tornaram-se conhecidos (exemplo: São Francisco de Assis e Jan Huss).

Maomé poderia ter sido um dos muitos missionários de Jesus. Nasceu pobre e deveria ter continuado pobre com uma vida repleta sacrifícios e bons exemplos. Mas, por fraqueza, casou, ainda jovem, com uma viúva rica de 40 anos e deu inicio a uma série de esposas e outros tipos de fracassos morais como ter ordenado o massacre de uma tribo judaica.

Por toda sua vida Maomé foi aconselhado (e ajudado) pelos anjos que
nunca o abandonaram. No entanto, Maomé TRAIU o seu nobre compromisso espiritual. A verdade é que Maomé NÃO RESISTIU ao assédio dos demônios. Maomé foi fascinado pelos espíritos das trevas. Fascinação é o processo pelo qual o demônio engana o médium fazendo-se passar por anjo (ver "O Livro dos Médiuns" de Allan Kardec). Deus permite que isso ocorra em todos os médiuns que não seguem a Deus.

É lei (bem conhecida pelos espíritas) que a qualidade moral das mensagens recebidas por um médium é diretamente proporcional a conduta moral-cristã do médium. É por isso que o espírito Emmanuel, através do médium Chico Xavier, disse:

"o missionário do Islã (Maomé) deixa entrever, nos seus ensinos, flagrantes contradições"

É por causa isso que o Alcorão é formado por mensagens dos anjos e dos demônios. Existem simultaneamente no Alcorão, mensagens com um certo "perfume cristão" e mensagens de violência e imposição. Há dois livros dentro Alcorão: um ditado pelos anjos e outro ditado pelos demônios. É difícil separa-los.

Para tirar qualquer ilusão (de algum advogado do Islã) sobre a origem inferior das fontes espirituais do Alcorão, relacionamos alguns versos:

“Combatei, pela causa de Deus, aqueles que vos combatem; porém, não pratiqueis agressão, porque Deus não estima os agressores. Matai-os onde quer se os encontreis e expulsai-os de onde vos expulsaram, porque a perseguição é mais grave do que o homicídio. Não os combatais nas cercanias da Mesquita Sagrada, a menos que vos ataquem. Mas, se ali vos combaterem, matai-os. Tal será o castigo dos incrédulos”.
[Surata 2, verso 190]

Portanto, quando vos enfrentardes com os incrédulos, golpeai-lhes os pescoços.
Quando tiverdes causado um derramamento de sangue entre eles, determinai um
preço de resgate sobre eles.
[Surata 47, verso 4]

"Mobilizai tudo quando dispuserdes, em armas e cavalaria, para intimidar, com isso, o inimigo de Deus e vosso..."
[Surata 8, verso 60]

"Quanto àquele que lutar pela causa de Deus, o fará em benefício próprio; porém, sabei que Deus pode prescindir dos mundos."
[Surata 29. Verso 6 ]

Anseiam (os hipócritas) que renegueis, como renegaram eles, para que sejais todos iguais. Não tomeis a nenhum deles por confidente, até que tenham migrado pela causa de Deus. Porém, se se rebelarem, capturai-os então, matai-os, onde quer que os acheis, e não tomeis a nenhum deles por confidente nem por socorredor.
[Surata 5, verso 89]

"Assaremos no fogo aqueles que não crêem em nosso sinais.
Cada vez que a pele deles se tiver cozinhado,
trocá-la-emos por outra para que sintam o castigo.

O Alcorão é ABUNDANTE de mensagens de violência e imposição. Mas há também outros gêneros de mensagens malignas.

Veja: Todo o cristianismo é sustentado pela cruz do Cristo
(1 Coríntios 15:14). Sem a crucificação, o evangelho é uma grande mentira. A cruz é o triunfo da luz sobre as trevas. É da cruz que vem a força do cristianismo. Os demônios sabem bem disso e por isso tentam negar a crucificação a qualquer custo. Demônios inspiram escritores invigilantes até hoje para que neguem a crucificação do Cristo (e.g., o Código da Vinci).

Agora imagine esta cena: Maomé em transe mediúnico, com a mente superexcitada pelas forças contrárias do bem e do mal. Aproveitando uma brecha, o demônio dita a Maomé o seguinte verso:

E por dizerem: Matamos o Messias, Jesus, filho de Maria, o Mensageiro de Deus, embora não sendo, na realidade, certo que o mataram, nem o crucificaram, senão que isso lhes FOI SIMULADO. E aqueles que discordam, quanto a isso, estão na dúvida, porque não possuem conhecimento algum, abstraindo-se tão-somente em conjecturas; porém, o fato é que não o mataram. Outrossim, Deus fê-lo ascender até
Ele... [Surata 4:157-158]

Não vamos citar as passagens positivas do Alcorão porque como citou, brilhantemente, o papa Bento XVI em Regensburg, não há nada de novo:

"Mostra-me também o que Maomé trouxe de novo, e encontrarás apenas coisas más e desumanas, como a sua ordem de difundir através da espada a fé que ele pregava".

De fato, como livro de sabedoria, o Alcorão é infinitamente inferior ao Bhagavad-Gita (sob qualquer critério de comparação) e outros. Compará-lo ao Novo Testamento é descabido. A novidade trazida pelo Alcorão é tão somente "coisas más e desumanas". Há violência, desumanidade e imposição por todo o Alcorão. A humanidade atual, inquieta e atormentada, não necessita deste livro que fomenta a violência desenfreada nos forums islâmicos da internet. Há livros melhores...

Porque sabemos que Deus é amor, ficamos estarrecidos quando clérigos islâmicos, na televisão, envolvem Deus (Alá) com vingança e ódio. Esta inversão de conceitos é fruto dos versos do Alcorão na mente deles.

O movimento liderado por Maomé poderia ter sido a restauração do ensino de Jesus na Terra, mas ocorreu justamente o contrário como diz Emmanuel:

"(o islamismo) assinalou mais uma VITÓRIA DAS TREVAS contra a Luz e cujas raízes era necessário extirpar.".

Isto confirma que o surgimento do islamismo foi mesmo uma grande vitória dos demônios.

De caráter belicoso, Maomé foi um grande condutor de homens (talvez tão genial quanto Napoleão ou Júlio César). Quando ele morreu, a Arábia já estava toda submetida a sua doutrina pela FORÇA DA ESPADA. Seus seguidores, não satisfeitos, subjugaram parte da África e da Espanha.

De qualquer modo, Maomé deixou alguns ensinos bons ao povo do deserto. Afinal, os europeus tinham os filósofos; os indianos, Buda e Krisna; a China tinha Confúcio e Lao-Tse; Israel tinha os profetas e assim por diante. Mas o povo da Arábia deserta nada tinha e adquiriu alguma luz com o Alcorão.

Explica Emmanuel, que o termo "infiel", muito difundido no Islã, foi mal compreendido por Maomé. Os anjos usaram o termo "infiel" para referi-se SOMENTE aos clérigos corruptos da igreja medieval de Roma. Porém, Maomé abusou do termo "infiel" empregando indevidamente para qualquer um que não se submetesse a sua doutrina.
Título: Re: Maomé Islã
Enviado por: Mourarego em 04 de Março de 2011, 13:58
Carlos5,
Segundo a  DE Não existem demônios.
Abraços,
Moura
Título: Re: Maomé Islã
Enviado por: nefthy em 12 de Abril de 2013, 09:51
Fico muito sentida quando leio certos comentários sobre o islamismo. Acho é q a religiao muito incompreendida.
Eu nao tenho conhecimento suficiente para defender os Alcorao, mas ouco muitas palestra em ingles do Sheik Yusuf Estes.

Aqui alguns comentários sobre as Surahs q foram citas anteriormente:

http://www.facebook.com/notes/proud-to-be-muslim/explaining-misconceptions-about-islam-jihad/10150760815534257

Jesus tb disse coisas do tipo:

“    «Não penseis que vim trazer paz à terra; não vim trazer paz, mas espada. Pois vim causar divisão entre o filho e seu pai, entre a filha e sua mãe e entre a nora e sua sogra, assim os inimigos do homem serão os da sua própria casa. Quem ama seu pai ou sua mãe mais do que a mim, não é digno de mim; quem ama seu filho ou sua filha mais do que a mim, não é digno de mim; e aquele que não toma a sua cruz e não me segue, não é digno de mim. O que acha a sua vida, perdê-la-á; mas o que perde a sua vida por minha causa, achá-la-á.» (Mateus 10:34-39)    ”

“    «Vim lançar fogo à terra, e que mais quero, se ele já está aceso? Mas tenho de ser batizado com um batismo, e como me angustio até que ele se cumpra! Pensais que vim trazer paz à terra? Não, eu vo-lo digo, mas divisão; porque de ora em diante, haverá numa casa cinco pessoas divididas, três contra duas, e duas contra três; estarão divididas: o pai contra seu filho, e o filho contra seu pai; a mãe contra sua filha, e a filha contra sua mãe; a sogra contra sua nora, e a nora contra sua sogra.» (Lucas 12:49-53)    ”

“    «Se alguém vem a mim e não odeia a seu pai, e mãe, e mulher, e filhos, e irmãos, e irmãs, e ainda a sua própria vida, não pode ser meu discípulo. Quem não carrega a sua cruz e não me segue, não pode ser meu discípulo. Pois qual de vós, querendo edificar uma torre, não se assenta primeiro a calcular a despesa, para ver se tem com que a acabar? Para não suceder que, tendo lançado os alicerces e não a podendo acabar, todos os que a virem, comecem a zombar dele, dizendo: Este homem começou a edificar, e não pôde acabar. Ou qual é o rei que, indo entrar em guerra contra outro rei, não se assenta primeiro e consulta se com dez mil homens poderá enfrentar o que vem contra ele com vinte mil? Se não, enquanto o outro ainda está longe, envia-lhe uma embaixada, pedindo-lhe condições de paz. Assim, pois, todo aquele que dentre vós não renuncia a tudo o que possui, não pode ser meu discípulo.» (Lucas 14:26-33)

Se quiserem mesmo conhecer o Profeta Maomé, leiam os Hadiths/Sunnahs....é o registro de como ele vivia, o q ele dizia, como se comportava. Se vcs forem pesquisar a origem ou o caráter dos autores dos Hadiths, vcs vao ficar surpresos....

Aqui o que o Alcorao fala sobre Jesus (ingles):

Jesus & His Message - Yusuf Estes (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PWpuR2pvVldrUGZRI3dz)
(no inicio um outro narrador conta a versao do Alcorao do nascimento de Jesus)

Eu recomendo ler/ouvir Yusuf Estes, ele era um pregador cristao q se converteu ao Islamismo (e tem mais de 1.000 Sites online sobre o Islam exemplo : http://www.911bible.com/who_was_jesus.php   ). Ele compara as duas religoies.

Eu nao sou muculmana. Mas sinceramente, se eu quiser seguir os ensimantos de Buddha, dos druidas, dos mayas....nenhum deles deixou nada registrado para q eu tenha um caminho a seguir. Os ensinamentos de Jesus, foram infelizmente corrompidos pela Igreja (por exemplo o conceito da Trindade... http://islamtomorrow.com/bible/NicaeaCouncil325.htm  ). O Alcorao original em árabe nunca foi alterado...nem uma palavrinha...


 
 

 
Título: Re: Maomé Islã
Enviado por: tonnys2008 em 21 de Agosto de 2013, 14:02
como alguns dizem....Ismael iniciou a descendência árabe do qual veio Maomé.
já que Ismael é o guia espiritual do Brasil... há alguma evidencia do trabalho de Ismael com Maomé no plano espiritual ?
Título: Re: Maomé Islã
Enviado por: Mourarego em 21 de Agosto de 2013, 14:30
Resta saber, mano Tonnys, onde o amigo encontra base para dizer que Ismaeal é guia do Brasil... por certo não foi em alguma das obras da DE...
Abraços,
moura
Título: Re: Maomé Islã
Enviado por: tonnys2008 em 21 de Agosto de 2013, 15:06
http://pt.wikipedia.org/wiki/Ismael

 Brasil, Coração do Mundo, Pátria do Evangelho

nota do mesmo livro "Ismael foi o escolhido por Jesus para ser o zelador espiritual do Brasil, conforme lemos no capitulo “Os degredados” desta obra – N. D."

foi dai.
Título: Re: Maomé Islã
Enviado por: Mourarego em 21 de Agosto de 2013, 21:37
Pois é, amigo Tonnys,
O tal livro que o amigo cita, é a autêntica Ode ao roustainguismo, não faz parte da DE, não tem semelhança com qualquer assunto doutinário, sendo apenas uma das investidas de seu autor de legitimar um erro.
Abraços,
Moura
Título: Re: Maomé Islã
Enviado por: tonnys2008 em 21 de Agosto de 2013, 22:54
bom saber....que  Chico Xavier andre Luiz emmanuel a FEB são uma fraude....


Título: Re: Maomé Islã
Enviado por: Mourarego em 21 de Agosto de 2013, 23:25
Onde vc tira tanta certeza sobre fraude? Tonnys?
Por que uma coisa é branca ao invés de preta ela é uma fraude?
Lembra dos 50 tons de cinza?
Caracas!
Abraços,
Moura
Título: Re: Maomé Islã
Enviado por: tonnys2008 em 22 de Agosto de 2013, 01:00
"sendo apenas uma das investidas de seu autor de legitimar um erro"

entendo que legitimar um erro é uma fraude.

 
Título: Re: Maomé Islã
Enviado por: Mourarego em 22 de Agosto de 2013, 13:35
E entendes errado amigo Tonnys.
É apenas um erro oriundo da paixão, simples assim.
porém Chico nada tem a ver com isso, pois a afirmação se prende a ser ele uma fraude, o que é além de mentiroso, uma falta de caridade para com um médium que se doou por toda a vida.
Entanda: médium tem apenas o trabalho de trazer a comunicação dada por um Espírito, nada mais.
Não pode mudar, retificar, modificar nada no escrito.
Chico sempre se portou de maneira verdadeira e ele mesmo afirmou várias vezes, "sou apenas um carteiro que recebe a correspondência e a leva ao endereço certo".
Nada mais que isso.
São estes Espíritos que erram, ao quererem ser mais reais do que o Rei.
Abraços,
Moura
Título: Re: Maomé Islã
Enviado por: tonnys2008 em 22 de Agosto de 2013, 15:00
plenamente !
entendo o que você esta me dizendo.

sou muito "imoral" para ter o esclarecimento da DE.

só que algumas searas unem os ensinos da DE junto com as obras de chico Xavier.

quando me referi a fraude que dizer " Todo artifício empregado com o fim de enganar uma pessoa e causar-lhe prejuízo".se os leitores dessas obras acreditam fielmente estão sendo prejudicadas.

Não é chico que é uma fraude..mas sim os espíritos que lhe passam as mensagens.

se os mensageiros de chico estão lhe passando uma mensagem fantasiosa(como você mesmo informou) claro que isso é fraude.....

como falei..sou imoral para tal assunto.
me desculpe pela minha ignorância sobre o espiritismo.
Título: Re: Maomé Islã
Enviado por: Mourarego em 22 de Agosto de 2013, 16:30
Tonnys,
há uma diferença abissal entre uma fraude e uma visão fantasiosa:
A primeira indica e prova a má fé, mas a segunda apenas constata o estado de evolução intelecto moral de quem as advogue.
O amigo diz que é imoral entre aspas, e que por isso não pode ter o esclarecimento da DE, quando ela nos informa em qualquer das obras que este é o seu mister de atuação  ou seja a transformação.
Vê o amigo a que distancia se encontra da compreensão da DE?
No campo doutrinário umEspírito pode até mesmo ter a crteza de uma coisa, mesmo estando esta errada ou inexistente, porém isso não quer dizer sobre fraude, meu caro, mas sim de seu estado evolutivo, há pois os pseudo sábios que a DE, em OLE registra e é neste foco que se os deva ter.
Sobre a sua pretensa "imoralidade" eu lhe diria, se o amigo não estuda nu ou usa de sua crença espírita para fins da lascívia o amigo não é um "imoral" nem mesmo entre aspas, mas sim um amoral, pois que vai de encontro n~´ao a um ato como os descritos acvima, mas a um pensamento que em nada retrate tais atos.
Abraços,
Moura
Título: Re: Maomé Islã
Enviado por: Olé em 22 de Agosto de 2013, 18:34
Rafael a Revista Espírita é um fonte de informação maravilhosa, fico a me perguntar como Kardec arrumava tempo pra tanto trabalho.
Aqueles que acham Maomé sanguinário e vingativo vão re-pensar sobre o assunto depois de ler esse estudo.

Me interessei até em ler o Alcorão!
Abraços.

"Al-' Alawî: Um santo sufi do século XX

O Infinito ou o Mundo do Absoluto que concebemos como estando fora de nós é, ao contrário, universal e existe tanto dentro de nós como fora. Existe apenas Um Mundo, e este é Isto. Aquilo que concebemos como o mundo sensível, o mundo finito do tempo e do espaço, não é senão uma conglomeração de véus que escondem o Mundo Real. Estes véus são os nossos sentidos: os nossos olhos são os véus sobre a Verdadeira Vista, os nossos ouvidos são os véus sobre a Verdadeira Audição, e é assim também com os outros sentidos. Para nos tornarmos cientes da existência do Mundo Real, os véus dos sentidos devem ser removidos… e o que subsiste então do homem? Subsiste um ténue cintilar que lhe surge como a lucidez da sua consciência… Existe uma continuidade perfeita entre este cintilar e a Grande Luz do Mundo Infinito e, assim que esta continuidade for apreendida, a nossa consciência pode emanar e estender-se como que até ao Infinito e tornar-se Una com Ele, de modo que o homem passa a compreender que o Infinito Apenas é, e que ele, o humanamente consciente, existe apenas como um véu. Compreendido este estado, todas as Luzes da Vida Infinita podem penetrar a alma do sufi, e podem fazê-lo participar na Vida Divina, de forma que ele tem direito de exclamar: “Eu sou Alá”. A invocação do nome Allâh é como que um intermediário que avança e recua entre o cintilar da consciência e os esplendores ofuscantes do Infinito, afirmando a continuidade entre eles e tecendo-os cada vez mais próximos, em comunicação, até que são “unidos em identidade”.(Martin Lings)
Título: Re: Maomé Islã
Enviado por: tonnys2008 em 23 de Agosto de 2013, 12:36
Amigo !


Fraude

Todo artifício empregado com o fim de enganar uma pessoa e causar-lhe prejuízo. A fraude traduz a intenção de procurar uma vantagem indevida, patrimonial ou não.

Fantasioso

Desprovido de realidade; sem relação com o que é real.

sei muito bem a diferença ! (embora tenha copiado o texto para facilitar o entendimento)

vamos ao exemplo do citado livro:

A palavra fraude é quando alguém a prega tem a intenção de faze-lo.
(que possivelmente não é o caso do espírito que passou o texto) então a palavra fraude que usei é indevida já que achamos que falha não foi intencional, mas evolutiva.mas houve o prejuízo intelectual do leitor. não é 100% fraude.

Já no termo de fantasioso é apenas algo que foge do real.
o espírito enviou mensagens que fogem da realidade..então isso é fantasia !
o espírito não poderia ter a certeza do que estava escrevendo. para ele aquilo seria a verdade !....quem sabe ? eu ? você ? ninguém !


é isso que estou tentado "enviar" desde o começo.
não sei ...se você não esta me entendo...ou não estou lhe fazendo entender.
Título: Re: Maomé Islã
Enviado por: wender100%espirita em 23 de Agosto de 2013, 13:43

"Antes da fundação do Papado, em 607, as forças espirituais se viram compelidas a um grande esforço no combate contra as sombras que ameaçavam todas as consciências"

Prezados,

A frase acima já começa com uma grande mentira, sabe -se pela história que o Papado se inicia com o apóstolo Pedro, o segundo foi Lino, o terceiro foi Clemente .... No século V houve um que foi famoso, chamado Papa Leão Magno, como é que essa psicografia cita que iniciou em 607? Há muitos escritos psicográficos que não resistem a uma análise séria.
de onde vc tirou essa informacao que pedro foi o primeiro papa, sendo que a igreja catolica apostolica romana so foi declarada oficialmente no seculo III. paz e luz a todos!
Título: Re: Maomé Islã
Enviado por: Mourarego em 23 de Agosto de 2013, 14:03
Tonnys,
a fantasia, no contexto doutinário, se apresenta quando um Espírito pensando ser real aquilo que vivencia, trás isso como um ensino mas não tem a vontade de enganar, seduzir, mistificar, apenas por crer em algo irreal, vem passá-lo segundo sua crença.
Além deste tem os pseudo-sábios, ou seja aqueles que já detêem, algum conhecimento  mas pensam-se com as últimas bolachas do pacote. Nem mesmo estes se os pode chamar de fraudadores.
Abraços,
Moura

Amigo !


Fraude

Todo artifício empregado com o fim de enganar uma pessoa e causar-lhe prejuízo. A fraude traduz a intenção de procurar uma vantagem indevida, patrimonial ou não.

Fantasioso

Desprovido de realidade; sem relação com o que é real.

sei muito bem a diferença ! (embora tenha copiado o texto para facilitar o entendimento)

vamos ao exemplo do citado livro:

A palavra fraude é quando alguém a prega tem a intenção de faze-lo.
(que possivelmente não é o caso do espírito que passou o texto) então a palavra fraude que usei é indevida já que achamos que falha não foi intencional, mas evolutiva.mas houve o prejuízo intelectual do leitor. não é 100% fraude.

Já no termo de fantasioso é apenas algo que foge do real.
o espírito enviou mensagens que fogem da realidade..então isso é fantasia !
o espírito não poderia ter a certeza do que estava escrevendo. para ele aquilo seria a verdade !....quem sabe ? eu ? você ? ninguém !


é isso que estou tentado "enviar" desde o começo.
não sei ...se você não esta me entendo...ou não estou lhe fazendo entender.
Título: Re: Maomé Islã
Enviado por: wender100%espirita em 23 de Agosto de 2013, 14:04
Pois é, amigo Tonnys,
O tal livro que o amigo cita, é a autêntica Ode ao roustainguismo, não faz parte da DE, não tem semelhança com qualquer assunto doutinário, sendo apenas uma das investidas de seu autor de legitimar um erro.
Abraços,
Moura
aproveitando sua resposta moura, qual e seu ponto de vista sobre as obras de chico xavier-  vc acredita que a maioria dessas obras, porque se elas trazem ode ao roustainguismo mais precisamente esta citada que do Humberto de campos se nao estou enganado,sera por exemplo Emmanuel nao o ajudaria nesse momento pra que nao enviasse essas informacoes que por certo faria um nol na cabeca dos que estudam a Doutrina mesmo sabendo que sao opinioes particulares do espiritos causa um impacto muito grande no meio, sera mesmo que todos esses espiritos que usaram as faculdades do chico pra se comunicarem,nehuma tem concordancia com a Doutrina.... paz e luz
Título: Re: Maomé Islã
Enviado por: Edmar Ferreira Jr em 23 de Agosto de 2013, 15:37
Tonnys,

Seria interessante que você conhecesse a obra (Os quatro Evangelhos) da qual Brasil, coração do mundo... de certo modo reverencia, e também conhecer um pouco da história da fundação do espiritismo no Brasil.

Resumidamente:

A obra Os quatro Evangelhos..., ao lado de alguns ensinamentos consoantes com o ensino dos Espíritos da De, trouxe um grande número de bizarrices e fantasias, contra as quais, e exclusivamente contra elas, Kardec se opôs firmemente. Muitos espíritas, alguns inclusive muito próximos a Kardec, se afinaram por demais com essa obra. Não há problema com a obra em si, desde que seja vista como a opinião de seu autor. O problema está com os que fizeram sua defesa e em nome dessa defesa agiram, não há outra forma de dizer, fraudulosamente. O livro A Gênese, por exemplo, teve partes inteiras retiradas pelos defensores da obra Os quatro Evangelhos logo após o desencarne de Kardec em abril de 1869.  As versões de A Gênese publicadas no Brasil, pelo que sei, com exceção da do Centro Espírita Leon Denis do Rio janeiro e de uma versão (não comercial) do carioca Carlos de Brito Imbassahy, são todas traduzidas dessa versão adulterada pelos  roustainguistas da França.

A obra Os quatro Evangelhos foi muito apreciada por um grande número dos espíritas que  introduziram o espiritismo no Brasil. Na FEB, ela criou um verdadeira racha, formando um grupo liderado pelo famoso médico Bezerra de Menezes. Esse grupo, que acabou se tornando a maioria na FEB , institui no estatuto da Federação o estudo dessa obra como um dever a ser seguido pelas casas espíritas filiadas.

Estude por você mesmo e faça suas comparações.

Quanto ao que você diz aqui:

Citar
bom saber....que  Chico Xavier andre Luiz emmanuel a FEB são uma fraude....

Entendo que seria melhor refletir um pouco e não concluir dessa forma. Acreditar em uma fantasia, não faz de ninguém uma fraude... As pessoas são livres para acreditar no que querem, Graças a Deus!!!
 
Abraço,
 

 
Título: Re: Maomé Islã
Enviado por: Edmar Ferreira Jr em 23 de Agosto de 2013, 15:52
Pois é, amigo Tonnys,
O tal livro que o amigo cita, é a autêntica Ode ao roustainguismo, não faz parte da DE, não tem semelhança com qualquer assunto doutinário, sendo apenas uma das investidas de seu autor de legitimar um erro.
Abraços,
Moura
aproveitando sua resposta moura, qual e seu ponto de vista sobre as obras de chico xavier-  vc acredita que a maioria dessas obras, porque se elas trazem ode ao roustainguismo mais precisamente esta citada que do Humberto de campos se nao estou enganado,sera por exemplo Emmanuel nao o ajudaria nesse momento pra que nao enviasse essas informacoes que por certo faria um nol na cabeca dos que estudam a Doutrina mesmo sabendo que sao opinioes particulares do espiritos causa um impacto muito grande no meio, sera mesmo que todos esses espiritos que usaram as faculdades do chico pra se comunicarem,nehuma tem concordancia com a Doutrina.... paz e luz

A pergunta não foi direcionada a mim, mas como está aberta em um Fórum, ela se expõe à reflexão dos demais participantes.

Se Emmanuel fizesse isso com Chico, estaria interferindo na livre escolha do médium. Mas ele poderia dizer a ele que refletisse sobre o que iria publicar e que tivesse o cuidado de publicá-lo como opinião particular de seus autores, já que se trata de um ensinamento doutrinário expresso em obra fundamental da doutrina. Mas o prefácio de Brasil, coração do mundo... é, se não me engano, do próprio Emmanuel, com rasgados elogios à obra, o que me leva a entender que ele concorda com os ensinamentos nela contidos...
Título: Re: Maomé Islã
Enviado por: tonnys2008 em 23 de Agosto de 2013, 17:22
valeu a todos pelos esclarecimentos !
vou levar essa discussão ao centro para analisarmos.

respostas bem respondidas facilitam o entendimento !
Título: Re: Maomé Islã
Enviado por: wender100%espirita em 23 de Agosto de 2013, 18:06
Brasil, Coração do Mundo, Pátria do Evangelho é uma obra mediúnica, psicografada pelo médium mineiro Francisco Cândido Xavier, assinada pelo espírito Humberto de Campos. A primeira edição foi publicada no ano de 1938 pela Federação Espírita Brasileira.
Nesta obra, o autor espiritual narra os principais fatos da história do Brasil, tanto no plano material, como no plano espiritual. Revela com riqueza de detalhes os planos das falanges espirituais no desenrolar da história mundial, influenciando os homens encarnados na luz do divino evangelho deixado por Jesus. É narrado desde o despertar da Europa para as grandes navegações no século XV até a Proclamação da República do Brasil no final do século XIX.
Título: Re: Maomé Islã
Enviado por: Conforti em 24 de Agosto de 2013, 03:44

      Amigos,    (ref #21, de Nefthy, de 12.04.13)
 
      Conf: embora com muito atraso, respondo a msg referida acima da nova amiga Nefthy. O que acontece é que as religiões guardam diferenças sem conta nas suas conceituações. Se contradizem e até usam de violência para defender Deus dos atos e sentimentos de suas criaturas, como se o Criador necessitasse de que Suas criaturas o defendam de Suas criaturas. 

      Dessas contradições, todos sabem, vieram conflitos sangrentos, até em nome do mesmo Deus. O fato é que cada uma se diz a “única certa” e disso vêm conseqüências funestas. Pois há religiões que, para elas, Deus é amor e misericórdia, enquanto, para outras, é ódio e vingança.

      Conf: Amiga de nome difícil; todas essas palavras de Jesus que vc lembrou, embora pareçam estranhas, têm suas explicações sensatas. Podemos, assim, dizer que Jesus, ante nossa inércia e imobilidade em atendermos àquele seu sábio conselho de “buscar, em primeiro lugar, o reino de Deus”, sábio porq de seu encontro nos vem a plenitude de todas as benesses (tudo mais virá por acréscimo), e, em vez disso, decidimos partir em busca de outras coisas, de nossas prioridades, como suprir as necessidades criadas frente aos compromissos e as atrações da vida, vem, com a espada, nos acicatar para que despertemos.

      Aí está a “espada” que Jesus trouxe; é o homem que deve empunhá-la para matar sua inércia; é como se Jesus dissesse: movimente-se, deixe que os demais lhe julguem tolo, idiota, insensato, ingênuo, ocioso e faça o que lhe disse que fizesse “em primeiro lugar”, o “infinitamente” mais importante, que é buscar aquele tesouro que supera todas as posses.

      Daí as parábolas do homem que, encontrando um tesouro num campo se desfez de tudo o mais para comprar aquele campo; de afirmar que aquele que não considerar esse tesouro de mais valor do que tudo o mais (deixar mãe e pai, não é, portanto, abandoná-los) para buscar aquele tesouro, não é digno de encontrá-lo (não o encontrará); do jovem que queria seguir Jesus mas que, antes, desejava apoiar seu velho pai até seus últimos dias, e Jesus lhe disse: “deixa que os mortos enterrem seus mortos e segue-me tu!” (mortos = os que ainda não estão compreendendo, que não se lhes despertou ainda, o desejo de fazer essa busca).

      Jesus, é óbvio, conheceu a verdade que liberta e, em conseqüência, a percebeu como sendo, para todos, a “salvação”, a bem-aventurança, a emancipação do espírito. Segundo testemunhos e depoimentos, àquele que conhece a verdade, lhe nasce um amor quase “insuportável” (compaixão, pena) pelos demais que sofrem, justamente, porq ainda não a conhecem. Assim, tentou levar os semelhantes a trilharem os mesmos caminhos que ele havia trilhado para encontrá-la. E, como outros, até que um impedimento irresistível (como a morte) o fizesse se calar, tentou ensinar aos demais.

      Texto seu:... e aquele que não toma a sua cruz e não me segue, não é digno de mim. O que acha a sua vida perdê-la-á; mas o que perde a sua vida por minha causa, achá-la-á.

      Conf: tomar a cruz é o esforço despendido, o trabalho e sofrimento de viver sob a incompreensão, repúdio, de parentes e amigos e, assim mesmo, continuar em sua busca; como disse um pensador:  “aquele que está despertando, seus queridos que ainda estão dormindo, abençoados sejam, o consideram louco!”. (Não esquecer que, conforme Paulo, “a sabedoria de Deus é loucura para os homens”).

      O que "acha" a vida é aquele que acha e se prende à vida ilusória dos atrativos do mundo e, conseqüentemente, "perde" a vida real; perde esta, a mais importante, porq encontra a outra, cheia de ilusões! 

      Texto:... Assim, pois, todo aquele que dentre vós não renuncia a tudo o que possui, não pode ser meu discípulo.

      Conf: renunciar é o mesmo que já foi apontado acima: desistir de tudo e comprar aquele tesouro, abandonar pai e mãe, deixar o velho pai...

      Quanto ao Alcorão ele contém coisas de difícil compreensão para nós ocidentais, “infiéis” que somos; se, na casa, nasce morto um cabrito, pertencerá à mulher; se nasce vivo, ao homem.  Há outras precedências enormes que privilegiam o homem, em detrimento da mulher...

      E este mandamento, contido no Alcorão, nos soa de modo terrível: “os infiéis querem destruir o Islã; matai-os onde os encontrardes!” (Infiéis somos nós, que não seguimos a fé islâmica!). 

      O Islamismo, como outras religiões populares, podemos dizer, possui duas vertentes: uma exotérica, popular, de muitos... Outra esotérica, não popular, de poucos. Esta, no Islamismo, é o Sufismo. A esotérica, mais profunda, diz respeito àqueles que, não se satisfazendo por não mais encontrarem respostas a suas indagações em suas religiões, partem, muitas vezes, sozinhos, sem teorias e doutrinas, em busca delas. Não serão os pensamentos desse Sheik a que a amiga se refere, próprios dos sufistas?

      Texto: Eu não sou muçulmana. Mas sinceramente, se eu quiser seguir os ensimantos de Buddha, dos druidas, dos mayas... nenhum deles deixou nada registrado para q eu tenha um caminho a seguir.

      Conf: minha jovem, como os de Jesus, os ensinamentos do Buda não foram escritos por ele; estão contidos em numerosas obras que correm o mundo, levando os ensinamentos aos quatro cantos do planeta. O Budismo é uma das religiões que mais seguidores tem pelo mundo; bem me lembro, cerca de 500 milhões. De onde auferiram eles a inspiração que os levou a seguirem o Budismo?
........................ 
Título: Re: Maomé Islã
Enviado por: Mourarego em 24 de Agosto de 2013, 15:05
Mano Wender,
primeiramente não são obras do Chico, isso ele mesmo afirmava, são psicografias que ele as recebia de variados Espíritops, em algumas se pode constatar a influência das idéias de roustaing, noutras nem tanto.
toda e qualquer psicografia recebida que nãotenha sido aprovada pelo CUEE ficam no terreno das opiniões pessoais dos Espíritos que as ditaram.
O médium só tem por dever transcrevê-las sem modificá-las, estejam ou não erradas.
Porém, a Obra brasil coração do Mundo é da psicografia de outro médium, n ão do Chico.

Pois é, amigo Tonnys,
O tal livro que o amigo cita, é a autêntica Ode ao roustainguismo, não faz parte da DE, não tem semelhança com qualquer assunto doutinário, sendo apenas uma das investidas de seu autor de legitimar um erro.
Abraços,
Moura
aproveitando sua resposta moura, qual e seu ponto de vista sobre as obras de chico xavier-  vc acredita que a maioria dessas obras, porque se elas trazem ode ao roustainguismo mais precisamente esta citada que do Humberto de campos se nao estou enganado,sera por exemplo Emmanuel nao o ajudaria nesse momento pra que nao enviasse essas informacoes que por certo faria um nol na cabeca dos que estudam a Doutrina mesmo sabendo que sao opinioes particulares do espiritos causa um impacto muito grande no meio, sera mesmo que todos esses espiritos que usaram as faculdades do chico pra se comunicarem,nehuma tem concordancia com a Doutrina.... paz e luz
Título: Re: Maomé Islã
Enviado por: tonnys2008 em 26 de Agosto de 2013, 01:01
Moura.....

CUEE o que seria ?

tenho o livro aqui no pc do brasil coração do mundo...e tem nele psicografado por FC xavier

o que vc tem a me dizer do espirito Andre luiz e de suas obras com chico ?
Título: Re: Maomé Islã
Enviado por: wender100%espirita em 26 de Agosto de 2013, 01:19
sim as obras que o chico xavier psicografou e opiniao e nao e uma revelacao concordo plenamente, a pergunta que fiz e, sera que nao a concordancia  destas obras com a doutrina espirita, sera que nao podemos usa-la para compreender os ensinamnetos dos espiritos na codificacao era essas as perguntas que deixei em aberto, e o livro acima citado e sim de pscografia do chico xavier autor espiritual Humberto de campos no ano 1938 pela FEB. paz e luz
Título: Re: Maomé Islã
Enviado por: Mourarego em 29 de Agosto de 2013, 17:22
Tonnys, já lhe disse mais de duas vezes.
Chico foi apenas o carteiro que trouxe pela psicografia, a tal obra.
Porém esta obra nada tem a ver com a doutrina, tratando apenas das opiniões não do Chico mas do Espirito que as ditou.
Abraços,
Moura

Moura.....

CUEE o que seria ?

tenho o livro aqui no pc do brasil coração do mundo...e tem nele psicografado por FC xavier

o que vc tem a me dizer do espirito Andre luiz e de suas obras com chico ?
Título: Re: Maomé Islã
Enviado por: Edmar Ferreira Jr em 29 de Agosto de 2013, 18:06
Moura.....

CUEE o que seria ?
[...]


Tonnys,

CUEE   : Controle Universal do ensinamento dos Espíritos. É um método para validação de informações trazidas pelos Espíritos. Foi sugerido a Kardec pelos Espíritos superiores que o auxiliaram na codificação da doutrina espírita. Para ser validada como ensinamento espírita, uma informação trazida por um Espírito deve atender às seguintes condições: ser informada por meio de diversos médiuns que sejam desconhecidos entre si e atuantes nos mais diversos e distantes lugares; deve também atender ao critério da lógica e da razão. Não basta, portanto, que ela seja informada por diversos médiuns, ela deve também atender a princípios de lógica e de racionalidade. Se não nos parece lógica e racional, deve ser mantida em “quarentena” até que dados mais substanciais a comprovem e ser apresentada apenas como opinião pessoal do Espírito que a trouxe.

Para saber mais a respeito, estude a “Introdução” dos livros O Evangelho segundo o espiritismo e A Gênese.

Abraço,
 
Título: Re: Maomé Islã
Enviado por: tonnys2008 em 30 de Agosto de 2013, 12:25
obrigado Edmar....!


no livro Evangelho segundo.......tem um texto (não lembro  a pagina) mas trás um "M" e espírito protetor....

Moura vc mesmo escreveu amigo !

"a Obra brasil coração do Mundo é da psicografia de outro médium, n ão do Chico."



Título: Re: Maomé Islã
Enviado por: Mourarego em 30 de Agosto de 2013, 12:31
A psicografia é do Chico, amigo Tonnys, mas dela ou nela o médium não interfere em nada, apenas trás o relato da opinião do Espírito.
Abraços,
Moura
Título: Re: Maomé Islã
Enviado por: tonnys2008 em 30 de Agosto de 2013, 12:55
sim.
Título: Re: Maomé Islã
Enviado por: tonnys2008 em 31 de Agosto de 2013, 17:43
e quanto ao "M" que mencionei ?
Título: Re: Maomé Islã
Enviado por: Mega em 01 de Setembro de 2013, 15:08
Tonnys,
há uma diferença abissal entre uma fraude e uma visão fantasiosa:
A primeira indica e prova a má fé, mas a segunda apenas constata o estado de evolução intelecto moral de quem as advogue.
O amigo diz que é imoral entre aspas, e que por isso não pode ter o esclarecimento da DE, quando ela nos informa em qualquer das obras que este é o seu mister de atuação  ou seja a transformação.
Vê o amigo a que distancia se encontra da compreensão da DE?
No campo doutrinário umEspírito pode até mesmo ter a crteza de uma coisa, mesmo estando esta errada ou inexistente, porém isso não quer dizer sobre fraude, meu caro, mas sim de seu estado evolutivo, há pois os pseudo sábios que a DE, em OLE registra e é neste foco que se os deva ter.
Sobre a sua pretensa "imoralidade" eu lhe diria, se o amigo não estuda nu ou usa de sua crença espírita para fins da lascívia o amigo não é um "imoral" nem mesmo entre aspas, mas sim um amoral, pois que vai de encontro n~´ao a um ato como os descritos acvima, mas a um pensamento que em nada retrate tais atos.
Abraços,
Moura

plenamente !
entendo o que você esta me dizendo.

sou muito "imoral" para ter o esclarecimento da DE.

só que algumas searas unem os ensinos da DE junto com as obras de chico Xavier.

quando me referi a fraude que dizer " Todo artifício empregado com o fim de enganar uma pessoa e causar-lhe prejuízo".se os leitores dessas obras acreditam fielmente estão sendo prejudicadas.

Não é chico que é uma fraude..mas sim os espíritos que lhe passam as mensagens.

se os mensageiros de chico estão lhe passando uma mensagem fantasiosa(como você mesmo informou) claro que isso é fraude.....

como falei..sou imoral para tal assunto.
me desculpe pela minha ignorância sobre o espiritismo.


Não li a obra de Chico, se não fragmentos. Porém acho que o exemplo que foi sua vida terrena  diz muito sobre as características dos espíritos que trabalhavam com ele. Um sujeito bondoso e dedicado ao próximo, certamente mantinha sintonia com espíritos bem intencionados. Acho que Chico veio somar e somou muito para o bem e abriu portas para a difusão da doutrina espírita. Vamos dar a César o que é de César.

Abraços

Abraços
Título: Re: Maomé Islã
Enviado por: wender100%espirita em 01 de Setembro de 2013, 21:00
e quanto ao "M" que mencionei ?
esse M que vc ta mencionando ai,na minha opiniao nao e maome como vc esta dando de entender. e nem o moura rsrsr.    paz e luz
Título: Re: Maomé Islã
Enviado por: tonnys2008 em 04 de Setembro de 2013, 18:48
mais alguma coisa a acrescentar sobre o Alcorão e Maomé ?


muito bom o artigo de Kardec.
 ele fala que o Alcorão tem partes da inspiração divina e as próprias ideias de Maomé.....na introdução do mesmo, o tradutor fala que as revelações do Alcorão deu-se em 2 partes....a justiça divina em Makka (meca) e a jurisprudência islâmica em Madina (Medina). seria esse o que Kardec menciona ?


tem muitos versículos sobre "retorno".
fiz algumas perguntas a um muçulmano e ele me respondeu o seguinte.:


tenho lido alguns versículos (42:15 42:43) do livro sagrado e tenho visto a palavra "retorno" qual o sentido desta palavra no Alcorão sagrado ?

R) geralmente o retorno está relacionado com o retorno do ser humano após a morte a encontrar Deus para o acerto de contas e logo o seu paradeiro final como no primeiro exemplo 42:15 já o segundo exemplo 42:43 está relacionado com o desejo do ser humano retornar novamente para vida mundana para contabilizar boas obras já que não teve na sua vida, mas este desejo nunca será realizado, sendo que ele mesmo diz: será que existe um meio para isto?

no cristianismo o ser humano quando morre fica no "sono eterno" aguardando o juízo final. acontece o mesmo no islamismo ?

R) Existe no islam a vida no túmulo, ou a "vida da alma", onde a pessoa passa por uma vida parecida com os sonhos quando dormimos, a pessoa também enxerga o seu paradeiro final, e nesta vida a pessoa é perguntada se seguiu a ultima mensagem, e se seguiu o ultimo profeta, e quem é o verdadeiro senhor, este é um assunto longo ..