Forum Espirita

CONVÍVIO => Off-topic => Tópico iniciado por: Taprobana em 22 de Dezembro de 2009, 13:20

Título: Foi Jesus a única inteligência superior que na época encarnou?
Enviado por: Taprobana em 22 de Dezembro de 2009, 13:20
Boa tarde.

É um facto histórico.

As escrituras que compõem aquilo que é o Novo Testamento foram escolhidas seguindo um critério de adaptabilidade à vontade de um poder político.

Qual seria a identidade inteligente daqueles cuja historia não pode narrar, daqueles cuja vida não terminou na cruz, daqueles cujas obras foram completamente destruídas e os seus ensinamentos esquecidos, cuja moral foi amordaçada em nome do bem e do mal do cristianismo socrático?

Alguns indivíduos como estes conviveram com Jesus e alguns deles são referidos nas “escrituras do regime” de forma secundária e com um papel submisso e adaptado às normas regulamentares de uma moral conveniente.

No entanto todos eles detêm uma característica comum… não têm medo de Deus.

Em nome da razão, em nome dos factos, em nome da VERDADE, afirmo: Não acredito!

Não acredito na fórmula narrativa que descreve aquilo que significa o AMOR, na fórmula narrativa ameaçadora e castrante com que é imposto o AMOR e a CARIDADE.

Não acredito que a boca destas inteligências tenha proferido ameaças em nome de DEUS.

Não acredito.

Taprobana.
Título: Re: Foi Jesus a única inteligência superior que na época encarnou?
Enviado por: dim-dim em 22 de Dezembro de 2009, 13:57

Olá Taprobana!

citar
No entanto todos eles detêm uma característica comum… não têm medo de Deus.

Não acredito na fórmula narrativa que descreve aquilo que significa o AMOR, na fórmula narrativa ameaçadora e castrante com que é imposto o AMOR e a CARIDADE.

-----------------

Amigo, o medo não existe. Isso que chamam medo é uma fabricação de algumas mentes.

Nessa fórmula narrativa também o teu amigo não acredita.

Mas o teu amigo sabe, quando sente, o que é o amor, e outros sentimentos que parecem formigas a subir pelas costas, até nos deixar extáticos!

----------

O Porto já foi... venham mais...


Namasté
Título: Re: Foi Jesus a única inteligência superior que na época encarnou?
Enviado por: GiseleSouza em 22 de Dezembro de 2009, 16:06
Taprobana!

Acredita na existência do Taprobana?
Eis o princípio da caridade!
Acredita no ventre que concebeu Taprobana?
Eis o princiípio do amor!

Luz, muita Luz a todos nós!
Título: Re: Foi Jesus a única inteligência superior que na época encarnou?
Enviado por: Taprobana em 22 de Dezembro de 2009, 17:56
O Porto já foi... venham mais...

 >:(

Taprobana!

Acredita na existência do Taprobana?
Eis o princípio da caridade!
Acredita no ventre que concebeu Taprobana?
Eis o princiípio do amor!

Luz, muita Luz a todos nós!

Citar
Acredita na existência do Taprobana?
Eis o princípio da caridade!

Sim a forma da minha existência actual pode ser o resultado um acto um acto de caridade, se aqueles que me conceberam o fizeram com esse propósito.

Do ponto de vista da alma sim, estamos de acordo… eis o principio da caridade, a nossa própria existência o prova em DEUS.

A caridade não é um sentimento é um comportamento é a manifestação da vontade de poder da alma e por conseguinte de DEUS.

Citar
Acredita no ventre que concebeu Taprobana?
Eis o princiípio do amor!

O AMOR é também um comportamento. O amor que me gerou é propriedade da matéria, mutável e perecível. Não é esse o princípio do AMOR de que falam as escrituras.

Taprobana


Título: Re: Foi Jesus a única inteligência superior que na época encarnou?
Enviado por: Hauch em 22 de Dezembro de 2009, 23:51
Irmão Taprobana,
    Tem razão em questionar, pois um dos princípios do Kardecismo é o da Fé Raciocinada, por isso devemos questionar sempre, mas esta mesma fé raciocinada e baseada no Amor, na Misericórdia e Bondade DIVINA, provou atravéz dos anos que ela existe. O fato é que Almas ou Espíritos encarnados, que conhecem o Espiritismo pela 1ª vez apresentam uma certa resistência. Neste momento não adianta forçar à barra.
     O Amor de DEUS e JESUS têm que penetrar em nossos corações aos poucos, pessoas mais próximas devem sentir os momentos mais adequados para entrar no assunto; e principalmente você ir conscientizando-se da Bondade do PAI CELESTE; mesmo que não, finja que acredita e mentalize a figura do MESTRE JESUS, ande com uma imagenzinha DELE em sua carteira ou que te acompanhe todos os momentos. Basta mentalizar JESUS, e você sentirá aos poucos tudo isso que falamos, uma sensação de bem estar lhe envadirá, neste momento relaxe, caso sinta um certo arrepio é um bom sinal, não te aflinjas. São os Espíritos Amigos tentando lhe mostrar, tudo a seu tempo, o Amor de DEUS!
Fique em Paz, muita Paz!
Do Amigo Hauch.
Título: Re: Foi Jesus a única inteligência superior que na época encarnou?
Enviado por: GiseleSouza em 23 de Dezembro de 2009, 09:52
O Porto já foi... venham mais...

 >:(

Taprobana!

Acredita na existência do Taprobana?
Eis o princípio da caridade!
Acredita no ventre que concebeu Taprobana?
Eis o princiípio do amor!

Luz, muita Luz a todos nós!

Citar
Acredita na existência do Taprobana?
Eis o princípio da caridade!

Sim a forma da minha existência actual pode ser o resultado um acto um acto de caridade, se aqueles que me conceberam o fizeram com esse propósito.

Do ponto de vista da alma sim, estamos de acordo… eis o principio da caridade, a nossa própria existência o prova em DEUS.

A caridade não é um sentimento é um comportamento é a manifestação da vontade de poder da alma e por conseguinte de DEUS.

Citar
Acredita no ventre que concebeu Taprobana?
Eis o princiípio do amor!

O AMOR é também um comportamento. O amor que me gerou é propriedade da matéria, mutável e perecível. Não é esse o princípio do AMOR de que falam as escrituras.

Taprobana




Eis o príncipio do Amor: A existência.
Eis o princípio da Caridade: A permanência no Amor!

Luz, muita luz à todos nós!
Título: Re: Foi Jesus a única inteligência superior que na época encarnou?
Enviado por: GiseleSouza em 23 de Dezembro de 2009, 09:58
 ;D

Eis o príncipio do Amor: A existência.
Eis o princípio da Caridade: A permanência no Amor!

Luz, muita luz à todos nós! :)
Título: Re: Foi Jesus a única inteligência superior que na época encarnou?
Enviado por: dim-dim em 23 de Dezembro de 2009, 10:13

Olá!

" O Livro dos Médiuns "

17ª Certos objetos, como medalhas e talismãs, têm a propriedade de atrair ou repelir os Espíritos conforme pretendem alguns?

"Esta pergunta era escusada, porquanto bem sabes que a matéria nenhuma ação exerce sobre os Espíritos. Fica bem certo de que nunca um bom Espírito aconselhará semelhantes absurdidades. A virtude dos talismãs, de qualquer natureza que sejam, jamais existiu, senão, na imaginação das pessoas crédulas."

18ª Que se deve pensar dos Espíritos que marcam encontros em lugares lúgubres e a horas indevidas?

"Esses Espíritos se divertem à custa dos que lhes dão ouvidos. É sempre inútil e não raro perigoso ceder a tais sugestões: inútil, porque nada absolutamente se ganha em ser mistificado; perigoso, não pelo mal que possam fazer os Espíritos, mas pela influência que isso pode ter sobre cérebros fracos."



 12ª Serão necessárias algumas disposições especiais para as evocações?

"A mais essencial de todas as disposições é o recolhimento, quando se deseja entrar em comunicação com Espíritos sérios. Com fé e com o desejo do bem, tem-se mais força para evocar os Espíritos superiores. Elevando sua alma, por alguns instantes de recolhimento, quando da evocação, o evocador se identifica com os bons Espíritos e os dispõe a virem."

13ª Para as evocações, é preciso fé?

"A fé em Deus, sim; para o mais, a fé virá, se desejardes o bem e tiverdes o propósito de instruir-vos."


Namasté
Título: Re: Foi Jesus a única inteligência superior que na época encarnou?
Enviado por: Taprobana em 24 de Dezembro de 2009, 00:48
Boa noite Hauch, meu irmão.

Aproveito para lhe dizer que me sinto feliz por poder trocar consigo pontos de vista. Essa felicidade provém do bem-estar que a minha mente me proporciona quando dedico uma parte do meu tempo a fazer aquilo que gosto, ou seja, conversar, divagar, especular acerca das questões metafísicas da vida.

A comunicabilidade com os espíritos e a imortalidade da alma não fazem parte do universo especulativo da minha razão, são antes pelo contrário certezas absolutas conferidas através de experimentações práticas do exercício da mediunidade.

Diz o Hauch:     

Citar
Tem razão em questionar, pois um dos princípios do Kardecismo é o da Fé Raciocinada, por isso devemos questionar sempre, mas esta mesma fé raciocinada e baseada no Amor, na Misericórdia e Bondade DIVINA, provou atravéz dos anos que ela existe.

O grau evolutivo da inteligência do Homem actual, já não necessita de fé para reconhecer a existência de DEUS, os factos que a ciência demonstra através de evidências empíricas, transformam o ateísmo numa completa irracionalidade somente passível de ser justificada através da utilização da inteligência ao serviço de desonestidade intelectual submissa e subjugada ao interesse do exercício do poder nas suas mais diversas aplicações.

Por outro lado, a inteligência do Homem contemporâneo, sabe e conhece as proveniências e as fórmulas biológicas que explicam e elucidam acerca da natureza mutável e perecível das emoções e dos sentimentos, atributos exclusivos da vida encanada que são impossíveis de serem experimentados sem o contributo da matéria.

Assim sendo, o Amor, a Misericórdia e Bondade DIVINA, não podem ser entendidos e muito menos identificados à luz daquilo que constitui um universo mental.

As consequências racionais que estes factos tornam inevitáveis, estão directamente relacionadas com aquilo que é o AMOR DIVINO, ou seja, não é uma emoção nem um sentimento, mas sim um acto, uma acção, um comportamento de uma INTELIGENCIA DIVINA.

O mesmo acontece com a Misericórdia, com a Bondade, com aquilo que é o Bem e aquilo que é o Mal, ou seja, não se tratam de emoções mas sim de comportamentos inteligentes.

Podemos pois entender porque motivo é legítimo ao Leão matar a Gazela, podemos entender como estas acções estão em conformidade com aquilo que é o AMOR de DEUS, se retirar desta equação as variáveis emoção e sentimento, que não são um atributo da alma.

A inteligência do Homem de hoje sabe porque motivo a morte da Gazela é necessária e sabe também que tal acto nada mais é do que um acontecimento banal do percurso evolutivo da vida e da morte. Essa mesma inteligência sabe também que o Leão é um assassino, e aqui está demonstrado que do ponto de vista da moral, o assassino é tão filho de DEUS como aquele que é assassinado e ambos seguem o seu percurso em direcção do AMOR.

O bem e o mal não existe para além da vida encarnada. o bem e o mal são produtos daquilo que regula o estado emocional da vida social, são do domínio do Homem.

Como pode existir o bem o e mal em DEUS, ou seja em espírito, ou seja, em inteligência pura?

Assim sendo, como pode um espírita, ou seja, aquele que sabe a VERDADE, observar a castração da VIDA em nome da submissão a uma moral obviamente contraditória com aquilo que é a moral de DEUS?

A lei dos Homens serve a vida e regula os comportamentos sociais segundo uma normativa moral que caracteriza um determinado patamar inteligente da vida e é somente a essa lei que pune e castiga.

A lei de DEUS é impossível de ser transgredida e como tal o castigo DIVINO não existe.

Taprobana.
Título: Re: Foi Jesus a única inteligência superior que na época encarnou?
Enviado por: Taprobana em 26 de Dezembro de 2009, 02:24
Boa Noite.

Lenha para a fogueira!  8)

Sendo um aspecto de cariz secundário naquilo que é a real influência da figura de Jesus na formulação do que é a vida da civilização ocidental, é indesmentível que não fora o recurso a manifestações de provas de facto acerca da sua natureza divina suportadas por relatos dos actos milagrosos que as escrituras juram terem sido concretizados, seria impossível que a moral determinante daquilo que é o bem e o mal obtivesse a aceitação em massa das populações encarnadas.

A figura do Messias, do Cristo libertador era então ansiosamente esperada e não faltaram candidatos prontamente dispostos a provar que a sua própria identidade era a encarnação do prometido, muitos deles com doutrinas análogas na forma e no conteúdo similares á mensagem de AMOR transmitida na imagem de Jesus.

O recurso aos milagres, foi a fórmula mais eficaz na disputa pelo reconhecimento e por todos eles utilizada com sucesso.

Á guisa de exemplo, num dos livros apócrifos (Atos de Pedro) é narrado um autêntico duelo levado a cabo entre o próprio e um tal de Simão, onde as armas são substituídas por poderes divinos, que pode ter sido perfeitamente uma fonte de inspiração para os contemporâneos duelos entre Harry Potter e o Lord Voldemort.  :D

Curiosamente, após ter sido derrotado (partiu as pernas em vários locais), o pobre do Simão prostrado e derrotado foi apedrejado (!) pelos seguidores de Pedro, ou sejam, aqueles que personificavam a força e a bondade de Jesus.

Alguém tem vontade de comentar, avaliar e ponderar estes factos?

Taprobana
Título: Re: Foi Jesus a única inteligência superior que na época encarnou?
Enviado por: Conforti em 26 de Dezembro de 2009, 15:05
 Amigo Tapobrana, vc está totalmente certo. As escrituras cristãs, nesses dois mil anos, em particular nos primeiros seculos, sofreram a manipulação de muitos, q lhe interpolaram ou extrapolaram muita coisa. Mesmo antes do nascimento do protestantismo e, portanto, do espiritismo e das multiplas facções, fruto de interpretações diferentes, de todas essas religiões ocidentais, houve, além de muitas traduções, gramaticas diferentes, cabeças de tradutores e de teologos diferentes, e multiplos interesses, modificações q tornaram muitas verdades em inverdades. Infelizmente, protestante e espiritas sofreram com isso porq adotaram apenas os 4 evangelhos q a igreja de Roma selecionara, à sua conveniencia,. Só como exemplo dessa modificações, um papa da igreja, acho q então era apenas igreja cristã, Sixto V fez, de proprio punho uma nova versão da Biblia, decretando q só essa era a certa (em face da pretensa infalibilidade papeal!!) e q seria excomungado quem lhe alterasse uma só palavra. E veja: ele cometeu cerca de 2.000 incorreções em pontos importantes. O seu sucessor, Belarmino, tentou corrigir o pergo a q Sixto expunha a igreja, e mandou recolher e destruir todo os exemplares e redigir outra. E veja ainda: antes de Jesus existiram outros homens considerados 'filhos de Deus', respeitado em seus ensinamentos como foi Jesus. (Continuo).
Abraços e feliz 2010.
Título: Re: Foi Jesus a única inteligência superior que na época encarnou?
Enviado por: Conforti em 26 de Dezembro de 2009, 15:59
Amigo Taprobana (de onde veio esse nome, meu irmão?), continuando:
De ameças e maldições de 'Deus' está repleto o Antigo Testamento; mas, como vejoq vc é um questionador, questione e, talvez, perceberá q ali não estava nenhum Deus, pois ali está um ser cruel, vinagativo, parcial, nervoso, orgulhoso e 'entendemos' q Deus não seria assim. Ainda no VT, houve muitas ameaças, mas quem pode afirmar q foram 'em nome de Deus'? O Livro dos Profetas não se refere a Profetas, como vc poderá ver, questionando; ali estão apenas homens ameaçadores. Talvez, uma ou outra de suas 'profecias' se realizasse do mesmo modo q, numa comparação simples, se o céu está nublado posso acertar minha profecia de q irá chover. Os profetas somente diziam ameças, buscando levar o povo q se desviara, de novo ao caminho do judaismo.
Porq vc diz q, do 'ponto de vista da alma, a existencia é um ato de amor   eis o principio da caridade, a nossa existencia o prova em Deus'. 'A caridade não é um sentimento mas ação, é a manifestação da vontade de poder da alma e, por conseguinte, de Deus'. E depois: 'A materia imutavel, imperecivel'. Como nós, ignorantes, percebremos isso se a vida é repleta de sofrimento e ignorancia? Tanto é assim q todas as religiões ocidentais a considera                (continuo)
Título: Re: Foi Jesus a única inteligência superior que na época encarnou?
Enviado por: Conforti em 26 de Dezembro de 2009, 16:21
Amigo Taprobana. continuando:
Todas as religiões ocidentais consideram a vida dificil e cheia de sofrimentos. Veja: catolicos, 'estamos neste desterro, num vale de lagrimas'. Evangelicos, 'estamos num mudo sob o total assédio de Satanás'; o espirita, 'este é um mundo de expiação e provas'; para outras, em face da violencia e sofrimentos q existem em todos os niveis da vida, 'nem é Deus q reina no mundo, mas Satanás'. A vida, observe sem preconceitos, é dor e sofrimento para todos; mais dia menos dia todos são atingidos. Doenças terriveis, hospitais repletos, consultórios medicos, laboratorios, cheios de pessoas ansiosas, esperando, sofrendo, muitos vivendo em baixo de pontes ou do q o 'lixão' lhes dá, miseria, fome, guerras e violencias de todo tipo; deformações mentais ou fisiologicas etc, etc.
Vc está totalmente certo ao dizer q 'amor, bodade, misericordia, não são entendidos pelamente'; a mente é condicionada por tudo q aprendemos desde q existimos; está repleta de ilusões trazidas pelas culturas, costumes e sociedade, crenças e esperanças em promessas, coisas q nem sabemos se são verdades, ou se vão se realizar um dia. A nossa mente é mediocre; fomos criados simples e ignorantes; estamos apenas, seguindo, e aos poucos, pelo caminho q leva a Deus. Nada compreendemos totalmente de modo q definitivamente, não restem quaisquer dúvidas, não é isso mesmo? (continuo)

Título: Re: Foi Jesus a única inteligência superior que na época encarnou?
Enviado por: Conforti em 26 de Dezembro de 2009, 16:45
Taprobana, continuando;
Concordo tb q 'o bem e mal não existem além da vida encarnada, q são apenas do dominio do homem'. Além da vida biologica não há opostos, contrarios; tudo isso só existe no dominio do espaço-tempo. Mas, veja, são apenas interpretações de mentes imperfeitas. Na realidade qdo chegarmos ao 'apice' veremos q tudo esta e sempre esteve perfeito; nós é q não compreendiamos, em face da mente, dos 'olhos cheios de trevas, como fala Jesus. É tb como falou Paulo: 'hoje vemos como q por espelho; então veremos claramente, frente a frente...', ou: 'hoje nos alimentamos de leite (mais ou menos isso) como meninos, então nos alimetaremos como homens feitos' (à estatura do Cristo).
Vc diz q o espirita sabe a Verdade. Hoje não necessitamos mais de fé, para crer na existencia de Deus. A ciencia...' e veja: a fé é apenas crença; não é convencimento absoluto; apenas nos faz  'pensar, imaginar, crer' q Deus existe. Na verdade não mais necessitamos de fé para isso. Mas são poucos os q não necessitam. A ciencia mais avançado do planeta 'destruiu' totalmente o materialismo. Collins, o diretor do Projeto Genoma  Humano, após sequenciarem a totalidade de genes, todo o DNA etc, afirmou com profunda seriedade convicção: 'nada disso consegue explicar a existencia do ser humano e a vida; temos q buscar algo q está 'além' e 'acima' do universo; nosso trabalho é esse, bucar a ligaçãção, o vinculo entre o universo e esse algo' (continuo).       
Título: Re: Foi Jesus a única inteligência superior que na época encarnou?
Enviado por: Conforti em 26 de Dezembro de 2009, 17:08
Taprobana, contuando:
Já ouviu falar sobre o 'bóson de Higgs'? Uma subparticula do átomo, imponderável, como hoje toda materia é, e q seria o vinculo entre o Absoluto e o universo. A ciencia destruiu o materialismo porq já se provou q materia é tão somente ilusão; o q existe é apenas o Espirito, Deus. Não sei porq, muitos espiritas e muitas outras pessoas, reagem ao tocarmos em ciencia. Mas vc procure conhecer o 'experimento das duas fendas' e o 'experimento da escolha retardada' (posso lhe enviar, se vc desejar). Esses experimentos revolucionaran a ciencia e tudo mais, religiões etc. Infelizmente esse assunto fica restrito ao dominio da ciencia e o povo não o fica conhecendo. As religiões, por motivos óbvios, não se manifestaram e esses experimentos já tem quase um seculo! Lembra-se da frase de Einstein: 'Deus não joga dados!'. Ele tb disse q, depois dessas expeirencias: 'não existe mais sequer um palmo de chão firme sobre o qual se possa contruir alguma coisa'. Os alicerces da ciencia se moveram e esta ficou dividida em 'antes' e 'depois' desses experimentos. Provou q matéria é apenas ilusão de nossos sentidos objetivos, ela não existe.
Vc: '...moral contradotoria à moral de Deus'; é exato! E isso se deve a nossa ignorancia, às interpretações q deram origem, por serem diferentes, às, talvez, centenas de religiões ou crença q sãoaceitas pelo mundo. Abraços.

 
Título: Re: Foi Jesus a única inteligência superior que na época encarnou?
Enviado por: Conforti em 26 de Dezembro de 2009, 20:41
Amigo Dim-dim, continuando;
Vc disse:'Eu sei, qdo sinto, o q é amor... sentimento tão real, q parece invade todo o corpo!'. Mas, veja uma coisa, nós sabemos o q é o amor genuíno, ou apenas o q são afetos, pena, emoções q nos fazem agir ou pensar de determinada maneira? Está nas mais elevadas leis q nos foram comunicadas pelos ancestrais, atraves da cultura, tradições costumes: 'Amai a Deus sobre todas as coisas e ao proximo como a vos mesmos'. Como podemos amar algo q não conhecemos? E verdadeiramente amamos o proximo como a nós mesmos? Nos colocamos no lugar do proximo para morrer ou sofrer por ele as piores dores? Amigo, antes da iluminação toda virtude é prematura, forçada ou imitação. Só a experiencia suprema nos dá as virtude genuinas, porq então saberemos q somos imortais e destinados à felicidade total; compreenderemos o porq do sofrimento dos demais e de todos os problemas do mundo. Aí estarão a sabedoria e a felicidade, sem mácula.
Abraços.
Título: Re: Foi Jesus a única inteligência superior que na época encarnou?
Enviado por: dim-dim em 26 de Dezembro de 2009, 21:08

Olá!

citar
Amigo, antes da iluminação toda virtude é prematura, forçada ou imitação. Só a experiencia suprema nos dá as virtude genuinas, porq então saberemos q somos imortais e destinados à felicidade total; compreenderemos o porq do sofrimento dos demais e de todos os problemas do mundo. Aí estarão a sabedoria e a felicidade, sem mácula.
------------------

Completamente de acordo amigo.

Mas, não esquecer que sem liberdade nada disso se consegue, e a liberdade é a morte simbólica do ego, a cambalhota do pensamento direito ao mundo espiritual, sem medos, e com aquela coragem de Cristo, Buda e tantos outros iniciados, que pelo desprezo do mundo alcançaram o mundo espiritual.

Só depois disto conseguido se sabe o que é o verdadeiro amor, e mais, a intensidade desse amor, que o espirito humanizado nem sonha.


Namasté
Título: Re: Foi Jesus a única inteligência superior que na época encarnou?
Enviado por: Taprobana em 27 de Dezembro de 2009, 02:32
Boa noite.

Feliz a oportunidade de partilhar ideias, Coronel. A propósito da sua intervenção:

Sabemos então que a partícula de Higgs ao ser encontrada, seria o suporte de verificação assertiva acerca da teoria do modelo padrão dos 16 constituintes fundamentais do universo.

Sabemos também que algo nesta teoria não bate certo pois esta demonstra que as partículas não têm massa o que está em contradição com aquilo que empiricamente é verificado.

Assim, é necessário encontrar a resposta acerca da forma como as partículas elementares da matéria a adquirem.

Peter Higgs imagina um campo invisível que todas as partículas do universo percorrem e algumas delas adquirem massa porque interagem com ele.

Assim esta teoria resolveria o problema da massa zero do modelo padrão actual da física.

No entanto, como este campo não foi ainda detectado e como a física quântica afirma a necessária existência de uma partícula que está associada a todos os campos, é isso mesmo que está neste momento a ser ansiosamente procurado: o bósson de Higgs.

Se esta partícula for encontrada, esta teoria está correcta e é então possível dar inicio à resolução dos mistérios quânticos da matéria.

Se os mecanismos moleculares de complexidade irredutível destronaram o darwinismo, a física quântica assassinou definitivamente o deus “acaso”.

Independentemente da sua natureza e de todos os seus atributos, DEUS é a evidente, óbvia e indispensável inteligência criadora da matéria.

Enquanto o materialismo é ainda uma crença inteligentemente legítima, pois o sentido da mediunidade consciente parece não estar disponível a todos para uma certificação experimental da existência da alma, o ateísmo é uma perfeita idiotice.

Taprobana
Título: Re: Foi Jesus a única inteligência superior que na época encarnou?
Enviado por: Conforti em 28 de Dezembro de 2009, 01:51
Taprobana, amigo.
Amigo, sou ignorante nesse assunto. Gostaria q o amigo me esclarecesse qto a esses 16 elementos constituintes fundamentais do universo. O q posso dizer e q, a ciencia mais avançada, como tb o misticismo milenar, asseguram, hoje, q no Universo, não existem elementos fundamentais. Tudo é interdependente, interconectado, em todo o universo. Toda a diversidade aparente é tão somente uma unidade. Nada existe isolado, nenhum fenomeno ou evento; nada é mais importante ou fundamental. Nã se pode separar nada. Lembra-se de q o Buda, após se iluminar, foi retratado com um colar de gemas no qual cada pedra refletia a cor e o brilho de todas as demais? Nada é independente, nada existe por si só; o universo é como um perfeito átomo onde tudo trabalha harmonicamente, numa harmonia cujo equilibrio não se quebra. Mesmo qdo vimos choques de galáxias, isso faz parte desse equilibrio q não compreendemos. Vc diz q 'algo não bate certo porq, nessa teoria, particula não tem massa, em contradição com aquilo q, empiricamente, já foi verificado e q é preciso encontrar o processo pelo qual as particulas elementares de matéria adquirem massa'. Amigo, vc encontrará a resposta ao analisar as conclusões do 'experimento da dupla fenda e do 'experimento da opção retardada'. Aí está o empirismo chegando a Deus.Verá q, desde o Principio da Relatividade de Einstein, energia e matéria se confundem. Agora, com esses experimentos, verifica-se q matéria só existe qdo observamos. São experimentos q dividiram a ciencia em 'antes' e 'depois' deles e q deram nascimento à fisica quantica. Com os resultados desses experimentos os cientistas diziam q 'nem mais encontrariam o caminho de casa', e se perguntavam: 'como a natureza pode ser tão absurda?'. Einstein: 'não se pode mais encontrar um palmo de chão firme sobre o qual se possa construir alguma coisa'. Pelas suas intervenções e ideias suponho q vc já deve ter conhecido tudo isso. Lembra-se da conhecida frase de Einstein: 'Deus não joga dados'? Foi em relação a essas descobertas. A quantica acabou com o materialismo tanto científico, qto o filosofico; acabou com o ateismo; não existe materia, apenas energia, um campo ilimitado, o imponderável, aquilo a q as religiões dão o nome de Deus e q a ciencia denomina Consciencia Una. A matéria depende da observação de seres sencientes; então as ondas de probabilidades de coisas, fenomenos, e tudo o mais entram em colapso; instantaneamente se transformam em particulas de materia e o universo se revela.Não havendo observação, só existirão as ondas de probabilidades. Esse é o processo pelo qual as particulas 'adquirem' 'massa', q não é massa, mas ilusão nossa. Vc tb diz q 'depende de se encontrar o bóson de Higgs para a resolução dos mistérios quanticos da materia'. Se com isso vc quer dizer a formação da matéria, isso já foi encontrado nos experimentos citados; se vc quer dizer os 'porquês' da existencia da matéria ou energia (são a mesma coisa), a ciencia nunca encontrará, porq essas respostas estão alé do espaço-tempo. A ciencia só nos diz os 'comos', nunca os  'porquês'. A ciencia, como as religiões ocidentaais, isto é a biblia, partem de um ponto de referencia (desconhecendo a origem de tudo) que seria o inicio de tudo: Adão e Eva, o Bigbang, mas nada conhece dos 'porquês'. O oxigenio é um gás assim, assim, mas porque isso existe, como se formou, qual a razão de sua existencia etc., não consegue explicar. Vc tb diz: 'o acaso foi assassinado pela quantica e tb o darwinismo'. Ao contrário, tudo é incerto (o Principio da Incerteza de Heisenberg), tudo é impermanente; foi exatamente por ser tudo incerto e impermanente q o Buda fundou sua filosofia.   E o darwinismo não caiu. Porq vc afirma isso? A origem poderá ser explicada por ele, ou por outra coisa, mas ainda a ciencia não sabe. 'O ateismo, como o materialismo são perfeita idiotice'; contudo é ainda o pensamento de muitos. Mesmo q a ciencia tenha chegado a essas descobertas consideradas, de inico, 'absurdas', muitos dela não tem conhecimento ou as ignoram, como até cientistas. As conclusões são irrefutáveis, mas parece q muitos não as aceitam porq não querem mudar sua filosofia de vida. Veja, as religiões deveriam ter-se manifestado a respeito do papel e posição do ser humano dentro do universo e da Criação e não o fazem talvez para não tocar em suas premissas básicas milenares. E essas descobertas já tem quase um seculo!
O bóson de Higgs está sendo investigado como sendo o vinculo entre o Universo e Deus. A ciencia já não consegue explicar o universo sem q exista algo 'além', ou 'acima'. Collins, o diretor do Projeto Genoma Humano, afirmou depois de serem senquenciado todos os genes: 'tudo isso ainda não explica o mistério da vida; temos q continuar;há algo além e acima de tudo e q deve ser o objeto de nossas pesquisas daqui por diante'.
Abraços.








Título: Re: Foi Jesus a única inteligência superior que na época encarnou?
Enviado por: Taprobana em 28 de Dezembro de 2009, 16:06
Boa tarde Coronel.

Citar
Gostaria q o amigo me esclarecesse qto a esses 16 elementos constituintes fundamentais do universo.


É de simples compreensão.

Os aceleradores de partículas criam condições para que os átomos colidam entre si originamdo eventos que permitem a detecção dos seus elementos constitutivos.

Foram através desse método detectadas as partículas subatómicas que constituem o actual modelo padrão da matéria que deu origem a novas equações matemáticas que por sua vez sugerem a inexistência de massa nessas partículas o que é um paradoxo do ponto de vista da vida.

É por este motivo que a teoria de Peter Higgs está a ser avaliada e é esse o principal objectivo que determinou a construção do novo acelerador, ou seja, encontrar a partícula que provaria a existência no universo de um campo invisível que seria o responsável pela massa que detêm as partículas que com ele interagem.

A vida em si mesmo é uma inacreditável criação da inteligência DIVINA e cada um de nós está dotado de um potencial inteligente cujos limites são impossíveis de vislumbrar, ou seja, a vida parece conter em si mesmo tudo aquilo de que necessitamos para compreender a criação de DEUS, partindo da especulação pura da razão, para a certeza absoluta do conhecimento factual, ou seja empírico.

No entanto, não devemos ceder á tentação de transpor do universo especulativo da razão elementos que não são de natureza empírica, precipitando assim conclusões que não passam de meras hipóteses independentemente da sua origem, seja ela proveniente daquele que é tido como o mais perfeito dos idiotas ou daquele que é o mais reconhecido dos profetas.

O comportamento quântico da matéria que evoca é também um bom exemplo para suporte da reflexão que partilho. Penso ser da competência da vida, ou seja, da inteligência da vida, encontrar as respostas às questões levantadas por exemplo através da experiencia do “Gato de Schrodinger” e estou certo que as respostas aí virão, e saberemos então por exemplo se a inteligência é ela mesma também um atributo da matéria.

O “criacionismo” imposto pela religião foi derrotado pela inteligência do Homem e o seu grito de liberdade ainda hoje se ouve, no entanto o dito popular “nunca sirvas a quem já serviu nem nunca peças a quem já pediu” aplica-se aqui inteiramente, ou seja, quando a ciência matou o deus criacionista inquisitório criou uma nova divindade que ainda hoje é poderoso, o deus acaso, e assiste-se em múltiplos quadrantes do conhecimento cientifico ao levantar de processos inquisitórios às inteligências que definitivamente encontraram DEUS, não através da fé mas sim através da razão, do conhecimento de facto, como é exemplo a perseguição aqueles que negam a religião darwinista na defesa da evidencia do design inteligente da matéria.

Com isto quero dizer, que não parece ser legítimo do ponto de vista inteligente, dogmatizar estas evidências empíricas em nome da defesa de uma nova religião baseada numa nova fé. O Homem actual não tem mais necessidade da fé para conhecer DEUS, muito menos de profetas ou religiões alicerçadas em dogmas fundamentados em noções de bem e de mal criados em favor do poder politico instituído num determinado padrão social.

A neurobiologia explicou de que forma as emoções e os sentimentos são um atributo da matéria e não da alma. A fé é uma emoção que desencadeia um sentimento, impossível de ser experimentada após a morte biológica.

Assim como a raiva, o ódio ou o egoísmo, são péssimos companheiros para o conhecimento também a fé o é.

Assim Coronel, está neste momento em aberto um enorme horizonte que contem em si mesmo uma imensidade de sugestões da razão especulativa acerca da forma como podem ser resolvidas esta perplexidades que descreve, ou seja, afirmar que a matéria não existe é uma contradição com aquilo que o conhecimento empírico determina como imperioso pois se assim não fosse, com a matéria cairiam também todas as evidencias que sustentam estas próprias verificações que descreve pois são elas mesmo de natureza empírica, ou seja, fruto do pressuposto da existência da matéria uma vez que ela própria é aqui o sujeito. Se a matéria não existe, também o sujeito não existe, ou seja não existe nada de nada… nem gato, nem caixa, nem Schrodinger, nem física quântica.

Vou ficar por aqui para dar oportunidade de refutação.

Taprobana.
Título: Re: Foi Jesus a única inteligência superior que na época encarnou?
Enviado por: Conforti em 29 de Dezembro de 2009, 00:49
Taprobana, amigo, vivo, esperto, estudioso e questionador.
Pelo q vc diz os experimentos q revolucionaram a ciencia e deram nascimento à quantica apenas 'sugerem' a inexistencia de massa nas particulas subatomicas, e q essa inexistencia seria um paradoxo do pt de vista da vida. Será q é isso apenas? Pelo q tenho lido desde o 'gato' acreditei q tudo isso fosse já tido com verdade irrefutavel. Não devo ter o seu preparo no campo da nova fisica; tenho lido a respeito apenas as conclusões a q os cientistas chegaram, e a palavra de muitos desses sobre tais conclusões. Vc, q leu Amit Goswami, deve ter percebido, como tb afirma Fritjof Capra, Ken Wilber e outros, q a nova fisica destruiu o materialismo cientifico e filosofico. Me entusiasmei com a quantica porq, pelo q depreendi dela, pela primeira vez na historia do mundo, a ciencia e a religião se davam as mãos. Qdo falo religião não me refiro às organizadas, populares, mas às religiões profundas, q não são religiões, mas tão somente escolas tradicionais de meditação. Eu lia alguma coisa do misticismo, aliás muito interessante, em especial o Zen, qdo encontrei 'O Espectro da Consciencia', excelente obra de Ken Wilber considerado o sucessor do maior psicologo (e filosofo) do ocidente, William James. Aí tomei conhecimento da quantica cujos 'absurdos inexplicaveis' encontravam concordancia com o misticismo milenar. Fritjoff Capra, fisico quantico, escreveu 'O Tao da Fisica', expondo passo a passo a concordancia daqueles 'absurdos pertuirbadores' com a visão dos misticos obtida em seus processos meditativos. Se vc não conhece ainda, recomendo q leia. Gostaria tb q vc visitasse o Blog
                                     http://obuscadordedeus.blogspot.com (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL29idXNjYWRvcmRlZGV1cy5ibG9nc3BvdC5jb20=)
                                                          ou
                                     http://obuscadordedeus.forumeiros.com (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL29idXNjYWRvcmRlZGV1cy5mb3J1bWVpcm9zLmNvbQ==)
Minha intenção é colocar, ali, assuntos de gente fidedigna, cientistas, misticos, quanticos etc, assuntos q poderão ser tomados pelos ocidentais e religiosos como insossos, tolos e até absurdos porq se referem a coisas q, em geral, não conhecemos em face de nossa cultura. Pelos preconceitos, muitos repudiarão esses textos por serem diferentes de tudo q já lemos, ouvimos, cremos, imaginamos. Gostaria q vc me notificasse de sua visita.
Vc deve saber q a ciencia não mais consegue explicar o universo sem q exista algo imponderáve q o dirija, o q a aproxima da concepção de Deus. Veve tb ter lido os experimentos q acabaram com a fisica anterior. Gostaria tb de conhecer sua compreensão a respeito. Um abraço. 
Título: Re: Foi Jesus a única inteligência superior que na época encarnou?
Enviado por: Taprobana em 29 de Dezembro de 2009, 03:08
Boa noite Coronel.

Excelente a oportunidade de trocar correspondência consigo. É para mim um prazer. Tenho todo o gosto em aceitar o seu convite.

Sim, de acordo, um dos atributos de DEUS está descoberto através da observação de facto daquilo que a vida é, ou seja, cientificamente demonstrado como sendo a inteligência necessária, inevitável e obvia que cria tudo aquilo que existe.

Do ponto de vista da razão especulativa aceito como prováveis muitas das suspeitas acerca da fórmula da vida e da fórmula da morte expostas por si e também pelos autores que nomeia.

No entanto, isso não significa que o que é a vida, ou seja o que a física clássica investiga, não esteja contida nessa mesma Verdade, e que a sua beleza seja desprezível, imprestável, um engano ou um engodo que a tal inevitável inteligência criadora tenha inventado para se divertir observando a desorientação das nossas mentes enclausuradas num mundo de mentira e engano. Não acredito nisso.

Sabemos ser a física clássica aquela que dita as leis daquilo que constitui a nossa dimensão da vida. A este nível funciona numa bela e perfeita harmonia. Tudo bate certo e exactamente porque assim é foi possível ao Homem encontrar e entender aquilo que constitui a física relativista e a física quântica.

Penso ser legitimo do ponto de vista da razão afirmar que necessariamente terá de existir uma formula que justifique e interprete de forma harmoniosa o como e o porquê das suas existências assim como acerca da forma como estas se fundem numa realidade una.

Sendo conhecedor da existência de DEUS, conhecendo o seu atributo inteligente e tendo como certo de forma absoluta que também o possuo em mim, tenho consciência profunda daquilo que representa viver e da responsabilidade isso significa e da oportunidade que daí advém.

E viver meu amigo Coronel não é um processo quântico nem relativista, é um processo de facto, objectivo, empírico e com um potencial inteligente imensurável que permite, sem sombra de duvidas que a Verdade possa ser observada da perspectiva da própria vida.

A alicerçar esta convicção actual, sabemos de forma empírica, que a vida consciente somente é possível de ser experimentada em comunhão com  matéria e que o único atributo passível de ser imortal, ou pelo menos não comprovadamente perecível é a inteligência, ou seja, aquilo que de forma alguma pode estar inscrito no livro de instruções de montagem da vida que é o DNA.

Todas os restantes atributos tradicionalmente tidos como da alma não o são de facto. Tudo aquilo que são emoções ou sentimentos, são o resultado daquilo que é a construção dos mapas mentais que o nosso cérebro elabora a cada momento do percurso da vida, consequência dos estímulos sensitivos de origem externa ou interna a que é sujeito.

E neste conjunto de fenómenos biológicos está aquilo que é denominado por amor ou caridade, ódio ou raiva, fé ou ateísmo. Tudo acaba com a morte do corpo.

No entanto, o motivo porque aqui estou convivendo neste fórum está relacionado com um facto, porque sou médium, ou seja, experimento de forma consciente esse sentido biológico cuja existência não foi demostrada de forma empírica (aqui está mais um dado especulativo acerca daquilo que as propriedades quânticas da matéria pode eventualmente desvendar) tenho a certeza absoluta acerca da imortalidade da alma de forma empírica, ou seja, verificada de forma directa e experimental.

Assim, apesar de do ponto de vista metafísico nunca ter tido a oportunidade de conversar com um morto cuja filosofia não estivesse de forma clara completamente submissa a noções de bem e de mal adquiridos através dos mesmos princípios da moral altamente duvidosa de proveniência socrático-cristã, é possível através deles conhecer aquilo que faz parte do seu próprio universo empírico, ou seja, conhecer aquilo que eles vêm e sentem, ou seja, conhecer como é descrita a vida dos mortos.

As obras que constituem a codificação espírita relatam de forma fiel exactamente os mesmos resultados que eu próprio tive oportunidade de constatar.

Também aqui, a física quântica tem um potencial especulativo perfeito para que seja compreendido o mundo dos mortos. No entanto, compete á vida, á forma inteligente da vida, encontrar de forma empírica as respostas a estas questões que a seu tempo surgirão, pois enquanto não for explicado como pode a matéria adquirir massa, como pode o gato estar vivo e morto simultaneamente, o que é a matéria e a energia escura que inevitavelmente terão de existir no universo de forma a justificar tanto a sua mecânica como a sua aceleração tudo aquilo que possa ser ponderado estará sempre sujeito à confirmação ou negação factual que a vida determina.

Fico por aqui para dar oportunidade de refutação.

Taprobana. (Furriel na disponibilidade  :D)

PS. Um abraço amigo Coronel.  :)
Título: Re: Foi Jesus a única inteligência superior que na época encarnou?
Enviado por: Conforti em 12 de Janeiro de 2010, 19:28
TEPROBANA, amigo.
Me parece q, com minha sabedoria em mexer nesta máquina, errei no endereço de meu Blog. O correto é:

                                  obuscadordedeus.blogspot.com

Um abraço.