Forum Espirita

CONVÍVIO => Off-topic => Tópico iniciado por: aruanda em 25 de Março de 2009, 19:27

Título: A Influência da Mídia.
Enviado por: aruanda em 25 de Março de 2009, 19:27
Mensagem enviada por:Tania Paula Nicola



 Luciano Pires, profissional de comunicação, jornalista, escritor, conferencista e cartunista; atualmente Diretor de Comunicação Corporativa da Dana, fez circular na internet um comentário onde diz que "se sentiu ofendido quando Pocotó se tornou o grande sucesso da música popular brasileira, domingo (16-2-03)".

 O quadro no programa do Gugu ocupou horas preciosas do horário nobre. Bateu recordes de audiência. Luciano Pires comenta que, por enquanto, "tem sorte porque sua pequena filha não entende as letras paupérrimas, chulas, apelando para o sexo e tratando as mulheres de éguas e cadelas". Disse: "neste domingo, milhões de brasileiros assistiram, espero que envergonhados, ao triunfo da mediocridade". Conclui: "existe um processo para mediocrizar o Brasil. O consolo de desligar a televisão, não adiantou".

Pocotó está na moda. O que está por trás dessa magia?

No livro Alcoolismo e Drogas. Caminhos de Esperança. Enfoques a partir dos textos de Joanna de Angelis. encontramos no título A Influência da Mídia: "o período infanto-juvenil, é decisivo na vida das pessoas. Por isso pais e professores estão querendo mais rigor para a programação televisiva e estão apontando filmes, novelas e programas que mais rejeitam pelo conteúdo pornográfico e apelativo, porque sabem que os ágeis meios de comunicação exercem intensa influência nos jovens. A televisão entra nos lares indiscriminadamente e exibe valores éticos e consumistas, nem sempre adequados à formação das identidades de seus filhos e/ou alunos. Por outro lado, os pais reconhecem que não são onipresentes. Não parece válido o argumento que diz que o aparelho possui um botão para desligar".

O cinema, a televisão, as revistas e os jornais veiculam informações de todos os tipos: ora fiéis e corretas, ora tendenciosas, preconceituosas, ambíguas e destorcidas.

O aparecimento de uma informação inadequada na televisão, numa tarde de domingo, no decorrer de um jogo de futebol importante ou durante um capítulo de novela, com alto índice de audiência, pode destruir o trabalho de muitos anos de investimentos e esforços de Instituições que mantêm programas dirigidos à educação e à saúde.

Os que assistem aos programas de entretenimento podem não ter a intenção de aprender, mas aprendem, e acabam sendo manipulados. É preciso desconfiar da televisão. Com a mídia muitos acabam se confundindo na distinção, por exemplo, entre amor e sexo.

A televisão tem assumido o papel de principal educador de crianças a adolescentes e isso aconteceu não por opção, mas por omissão dos segmentos responsáveis pela educação das novas gerações. Não há dúvida de que a TV é um educador eficaz e importante até porque muitos genitores e muitas escolas têm sido ineficazes.

Precisamos oferecer melhores alternativas. A participação efetiva dos pais nas vidas dos filhos é elemento de primordial importância na formação de suas personalidades, na formação de seu caráter.

Fatores biológicos ou psicológicos podem impulsionar os jovens para a beira do precipício, mas esses impulsos são liberados ou bloqueados através da influência social e o que dá legitimidade às interdições sociais são os laços afetivos familiares. Os jovens que apresentam vínculos familiares significativos respeitam os valores da família. À semelhança do que ocorre com a sexualidade, os jovens ao se sentirem órfãos de pais vivos, ansiosos, convivendo com inseguranças e sentimentos de rejeição, podem buscar a droga e o sexo como alívio dessas incertezas ou carências. O afeto recebido, principalmente no período infanto‑juvenil, é que os torna capazes de tolerar e se submeterem às normas sociais e familiares, controlando seus impulsos ao invés de por eles serem controlados.
 
Fonte - NEU-RJ http://www.geocities.com/neurj/ (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy5nZW9jaXRpZXMuY29tL25ldXJqLw==)

(Power point em anexo)



Título: Re: A Influência da Mídia.
Enviado por: pcaires em 28 de Março de 2009, 02:23
Prezado Aruanda:

Concordo plenamente com o artigo apresentado. A questão é que gostaríamos de ver esta poderosa mídia chamada Televisão utilizada de forma proveitosa na formação do carater de um povo.
Infelizamente não é este o rumo adotado. Vivendo num país capitalista, vemos a televisão preocupada em gerar lucros.
As programações incluem aquilo que "vende" mais: violência, sexo, programas de fofocas analisando a vida das "celebridades", banalização das instituições, impunidade, e por aí vai...
Este farto material de baixa qualidade encontra adeptos nas grandes massas deste país. Os efeitos não tardam...Depois, vem o repórter narrando as desastrosas consequencias em horário nobre, como se a emissora não tivesse contribuido para esta situação toda.

É lamentável.

P. Caires
Título: Re: A Influência da Mídia.
Enviado por: Marden em 01 de Abril de 2009, 15:20
A qualidade do que é divulgado num veículo de comunicação, está diretamente ligado aos preceitos morais daquêles que dirigem este veículo.

A linha jornalística adotada, terá sempre um responsável: o dirigente daquele orgão de imprensa.

Vejo muitas vezes a mídia ser tratada como coisa abstrata, intangível, mas é claro que não é assim. Tem responsáveis, pessoas....

Outra coisa complicada pra mim é a liberdade, liberdade de imprensa.

A liberdade, pra mim, seja de imprensa ou em qualquer outra área, tem que vir acompanhada da responsabilidade.

Sem conciência, responsabilidade o uso da liberdade pode muitas vezes ser danosa.

Paz na Alma !
Título: Re: A Influência da Mídia.
Enviado por: Fernanda S. em 01 de Abril de 2009, 16:12
Olá Aruanda!

Está aí um assunto tão complicado quanto importante.

Não sou mãe ainda e confesso que esse é um assunto que já me frita os miolos.

Como educar uma criança baseada em princípios cristãos com a mídia jogando o tempo todo para dentro de nossas casas as mais vergonhosas programações?

Será possível formar um adulto normal com tanto lixo circulando abertamente na mídia?

Notamos entre os jovens na faixa de 13 anos que a homosexualidade tem aumentado muito. Tanto nos meninos quanto nas meninas.
Notamos que a vida sexual se inicia cada vez mais cedo e cada vez com menos responsabilidade.
Notamos nas campanhas de prevenção as DST propagandas que parecem incentivar o sexo irresponsável de desregrado ao invés de pregar uma mensagem de saúde.
Notamos que os jovens cada vez mais exigem possuir tudo que de mais avançado existe em tecnologia (celulares, mp3,4,5,6... 1.000.000) e grifes mesmo que falsificadas.

Será que estamos mesmo perdidos? Existe algum filtro?

Acho que o que nos resta é filtrar o máximo dessas infomações negativas, para que elas não invadam nossos lares por nenhuma das mil portas da mídia. E é nossa obrigação fazer o nosso melhor para que nossas crianças e jovens cheguem a idade adulta com a oportunidade de escolher. Pois o que a mídia faz é impor um comportamento consumista e sexualmente desordenado.

Devemos porém tomar o cuidado de esclarecer tudo quanto for do nosso alcance, para que esse jovem ou criança não fique totalmente a parte do que acontece, pois a falta de saber que o mal existe pode torná-los mais frágeis a ele. Também é um problema quando a educação ultra rigorosa comece a criar um adulto rígido e preconceituoso.

Acredito que precisamos encontrar um equilíbrio que deve ser um tanto difícil de estabelecer. Mais ainda para mim que só de pensar em ser mãe já me descabelo.... rs
Missão difícil essa, mas se cada um não fizer sua parte acabaremos num caos....

Beijos esperançosos...
Título: Re: A Influência da Mídia.
Enviado por: aruanda em 01 de Abril de 2009, 17:06
Citar
Acho que o que nos resta é filtrar o máximo dessas infomações negativas, para que elas não invadam nossos lares por nenhuma das mil portas da mídia. E é nossa obrigação fazer o nosso melhor para que nossas crianças e jovens cheguem a idade adulta com a oportunidade de escolher. Pois o que a mídia faz é impor um comportamento consumista e sexualmente desordenado.

Pois, eu concordo consigo mas, acrescentaria que seria muito interessante que os pais assumissem a sua cota parte de culpas ou de falta de responsabilidade e equilibrio na educação dos filhos.
Posso falar à vntade porque minha filha é já mãe e, felizmente tem os mesmos cuidados com a filha que eu tive com ela.

Coloquei há tempos aqui um power -point que se pode aplicar nesta situação, penso eu.

http://www.forumespirita.net/fe/index.php/topic,10048.0.html (http://www.forumespirita.net/fe/index.php/topic,10048.0.html)

Não podemos esquecer que não são só os responsáveis pela mídia que são "culpados"...somos todos nós, com  a nossa incapacidade de amar com responsabilidade.
Título: Re: A Influência da Mídia.
Enviado por: ANTONIO LATORRACA NETTO em 27 de Janeiro de 2011, 18:49
Infelismente o mundo globalizado e cada vez mais capitalista esquece-se da importancia de espiritizar os olhos do futuro (as crianças). Banalizam as religiões, culturas e muitas vezes nem sequer falam de JESUS. São fatos como esse que nos fazem pensar na importancia de como espiritos e seres encarnados na Terra e comprometidos com o progresso moral de fazermos alguma coisa em prol do bem e da edificação de bases cada vez mais firmes nos propositos de Cristo Jesus. 
Título: Re: A Influência da Mídia.
Enviado por: ferchant em 27 de Janeiro de 2011, 19:12
Sem duvida que a midia influencia a humanidade de forma negativa atualmente
Título: Re: A Influência da Mídia.
Enviado por: Guadinha em 20 de Junho de 2012, 21:01
Oi, eu as vezes me pergunto o que é certo ou errado.
Fui criada em um berço de princípios Cristianos!
Cresci escutando meus pais, que são casados por 35 anos, dizer que sexo era só depois do casamento entre um HOMEM E UMA MULHER, homossexualismo era algo anormal, droga era coisa de otário.
Mas hoje, as coisas mudaram, mudaram de tal forma que dizer que ser virgem é estar fora de moda, não usar drogas com o grupo é ser careta, e ser contrario ao homossexualismo pode até te levar a prisão.
Não venho aqui para dizer que ser homossexual, usar drogas, perder a virgindade ou não casar está errado, aliás, não sou ninguém para julgar ou dizer que está certo ou errado, mas eu gostaria de poder expressar meus sentimentos sem ser reprovada pelo usuário de drogas, nem pelo homossexual, etc...
Gostaria de ser respeitada em meus princípios, e dizer que, não tenho vergonha de dizer que UM HOMEM FOI FEITO PARA UMA MULHER, e vice-versa. Que a natureza só continua com o acasalamento destes dois seres "X+Y". E que tenho o direito de ensinar meus filhos explicando que ISSO é INCORRETO, e se meus filhos quando tenha o poder de decisão possam escolher o que querem de suas vidas.
A televisão, o radio, os jornais, ou seja, os meios, não respeitam que eu também tenho o direito de decidir o que quero ver ou não o que quero ensinar ou não aos meus filhos.
Mas também sei que somente cabe a mim o filtro destas informações. Não podemos culpar a mídia!!! Ela faz a parte dela... Vende o que a maioria quer comprar.
Quanto à minoria... ou se adaptam ou se calam para não ser apedrejado!!! É melhor passar por ignorante e desapercebido, que ser julgado por tentar acertar

Galera, esta é minha opinião.

Beijos

Título: Re: A Influência da Mídia.
Enviado por: 15in em 21 de Junho de 2012, 01:05
Está acabando a era dos bobos, muito lentamente, mas com a evolução dos meios de comunicação está diminuindo o desnível de informação, informação essa que era privilégio dos mais abastado.
É graças a influência da mídia que a mulher vem se destacando cada vês mais na sociedade,
esse é apenas um exemplo dentre muitos.
Num país autoritário a primeira coisa a se combater é a mídia.
As pessoas que são alienadas pela mídia, seriam alienadas por qualquer outra coisa caso essa não existisse.

(Esse é o meu modo de pensar)
kinzim