Forum Espirita

GERAL => O que é o espiritismo => Tópico iniciado por: FENet em 26 de Maio de 2006, 00:32

Título: O que é um centro espírita?
Enviado por: FENet em 26 de Maio de 2006, 00:32
Um centro espírita é um local onde as pessoas podem estudar espiritismo, partilhar ideias.
Deve ser um local onde as pessoas sejam amigas e pratiquem a fraternidade, o ideal é que o centro espírita não seja muito grande para que todas as pessoas se conheçam, que sejam como uma família.
No centro espírita podem existir diversas actividades tais como:

Palestras

Atendimento fraterno

Curso Básico de Espiritismo

Estudo da Mediunidade

Reunião de desobsessão

Acção social

Grupo de jovens

Grupo infantil

entre outras actividades




Abraços ;)
Título: Re: O que é um centro espírita?
Enviado por: Mateus em 26 de Maio de 2006, 01:17
 

  Olá amigos

  O facto real, concreto da existências de portas normais e abertas dos centros espíritas, é que já não é coisa de outro mundo, tabu, etc.
  No decreto-lei, no nosso País, não estão excluídos, estão sim incluídos.
  Já que não é tabu, e como somos um pouco, curiosos, então que a curiosidade de cada um se faça.

  Paz e Amor

  Mateus
Título: Re: O que é um centro espírita?
Enviado por: M em 29 de Maio de 2006, 23:56
O Vasco foi muito oportuno neste post, pois ainda se associa muito o centro espírita à imagem de um grupo de indivíduos de ar soturno, em volta uma mesa pé-de-galo, na obscuridade, a falarem com o Além :) Tal imagem dissuade muitas pessoas de franquearem a porta dos centros, e tudo o que se possa fazer para esclarecer que o centro espírita é um lugar com muita claridade (quando temos a sorte de ter janelas), é bem-vindo.
M.
Título: Re: O que é um centro espírita?
Enviado por: Pedro em 30 de Maio de 2006, 23:42
Caros,

Subscrevo inteiramente o que disseram.

A ideia que ainda prevalece é a que o Mário referiu, de um local meio obscuro, onde se fala com o Além, onde tudo tem um significado sobrenatural.

Mas, de facto, não é assim. Os centro espiritas são pequenos núcleos de amigos, pequenas famílias, diferentes, como todas as familias, mas almejando os mesmos valores de fraternidade e solidariedade, apenas para nomear alguns.

São lugares acolhedores, onde o visitante esporádico é recebido com a mesma delicadez e fraternidade que o visitante assíduo e onde se realizam palestras e reuniões, mas também convívios e encontros.

E é, essencialmente, um local de liberdade e de estudo, onde não se pretender angriar seguidores, mas esclarecer e ajudar todos os irmãos (dos dois lados da vida), sendo aberto a todos, independentemente da religião, cor ou credo e onde não se pretende impor ideias ou apresentá-las como únicas e inatacáveis.

P.
Título: Re: O que é um centro espírita?
Enviado por: FENet em 30 de Maio de 2006, 23:48
é verdade Pedro!


No fundo é importante que as pessoas se sintam num grupo de amigos, numa "família", que exista união :)
Título: Re: O que é um centro espírita?
Enviado por: FENet em 02 de Setembro de 2007, 12:21
Complementando este tópico anexo um modelo de panfleto informativo do que é um centro espírita e algumas das suas actividades.
:)
Título: Re: O que é um centro espírita?
Enviado por: cristiene em 07 de Novembro de 2008, 09:44
 :D Bom Dia !!!!!!!!!!!!!!

Concordo em numero , genero e grau , com vcs meus irmãos
falo que o centro pra mim é meu segundo lar , pois e nesse lugar de bençãos e apredizado , que posso crescer como espirito , que sinto o amor do nosso Deus e de Espiritos tão amigos que contamos ao nosso lado .

Pena que muitos ainda acham que centro espirita é lugar de bruxarias ou de macumbaria....... o que falta mesmo , muitas vezes , é falta de informações e interesse das pessoas em conhecer de perto os nossos trabalhos e o amor que se emana esse lugar espiritual ...

Paz e muito Amor pra todos vcs! ;)

Título: Re: O que é um centro espírita?
Enviado por: Atma em 07 de Novembro de 2008, 12:03
O núcleo espiritista deve sair do patamar de templo de crenças e assumir sua feição de escola capacitadora de virtudes e formação do homem de bem, independentemente de fazer ou não com que seus transeuntes se tornem espíritas e assumam designação religiosa formal!
(Programa de Bezerra de Menezes, pelos valores humanos nos Centros Espírita.)

Sociedades espíritas fraternas só serão construídas por homens e mulheres mais dóceis e cordiais, mais confiantes e afáveis, mais amigos e amáveis. A criação dessas novas relações é garantia de uma aprendizagem mais sólida e bem aproveitada em nossas casas espirituais, facultando melhor assimilação dos conteúdos doutrinários e sua consequente aplicação no desenvolvimento de habilidades morais e emocionais, tão escassas na convivência entre as criaturas perante a pressão das lutas da vida terrena. Teremos assim, mais afeto e maioir motivação para servir e aprender!

O centro espírita, como unidade social do Espiritismo, precisa ser promovido a esse patamar de "escola de afeto cristão", a fim de não estancar na superficialidade da proposta do Espírito Verdade para a humanidade no terceiro milênio, onde a afetividade será o centro das esperanças de um tempo melhor e a bússola segura para encontrarmos a felicidade em relacionamentos gratificantes e libertadores.

Entretanto, as casas espíritas devem primar pela simplicidade, aplicando em suas construções e interiores o básico para o estudo, divulgação e prática do Consolador, pois que não adianta usar tecnologia de ponta na construção de paredes, móveis finos representando a aristocracia da época, objetos de arte para ostentação, se não hover um compromisso com aquele que, no mundo, foi carpinteiro. Se agirmos com preocupação exagerada em oferecermos conforto que leva ao ócio, estaremos fugindo dos objetivos propostos por Jesus, esquecendo-nos de que a verdadeira fortaleza de uma Casa Espírita, do ponto de vista da sua função na terra, não será nos alicerces de concreto, e sim no estudo e vivência do aspecto doutrinário, esse sim deverá ser colocado em evidência, fortalecendo moralmente os adeptos da Terceira Revelação, contribuindo para o escaclarecimento e entendimento do que seja realmente o Espiritismo, o que é o Centro Espírita, quais suas responsabilidades e sagrada importância como representante do Cristo no planeta, na atualidade.

Alertamos os leitores, especialmente os espíritas, para evitarem conceber nossas abordagens como "manual prático de vida", transformando os apontamentos em psicologismo ou regras de felicidade imediata. Chamamos a atenção para este ponto por constatarmos uma tendência humana a "canonizar" idéias provenientes de intercâmbios mediúnicos, convertendo-as em caminhos coletivos da verdade ou normas de soluções fáceis ante os problemas da existência. Cada um deverá absorver nessa ou naquela consideração algo que contribua para seu crescimento, utilizando sempre a "revitalização" do saber, do crescimento, do entendimento e da experiência.

Rogando a Deus nos abençõe e pedindo a Jesus ajudenos a conservar a honestidade, a verdade, a fraternidade em nossas abençõadas Casa Espíritas, e gratos pela oportunidade de servir, desejamos a todos os irmãos de jornada espírita paz, seriedade , estudo, prática doutrinária, união fraternal, a fim de que as infiltrações não tenham lugar nos verdadeiros Centros Espíritas, Templos de amor que devem representar, de maneira absoluta e fiel, o próprio Cristianismo.     

*Espiritismo estudado, preciosa chave de informção no cérebro.
*Espiritismo sentido, alforria espiritual pela transformação do coração.

O Terceiro Milênio será o verdadeiro tempo de Jesus, liberto do dogmatismo e das negativas tradições passadas, vivido em Espírito e realidade.

"Meus discípulos serão conhecidos por muito se amarem" - Jesus.

* Dois milênios sem Ti Senhor, dois milênios que proclamamos teu nome sem honrar-te os ensinos. Ampara-nos para fazermos nos augúrios do terceiro milênio a era do Espírito imortal, ensejando nosso encontro contigo. Fortalece-nos para transformamos nossos grupos em celeiros de paz e harmonia, lidimos Educandários do Amor, fiéis a teus postulados, conduzindo a sociedade para um milênio de justiça e lucidez sob a égide de Tua bonança. Auxilia-nos Senhor a limpar nosso coração para merecermos a tão almejada condição de Bem-aventurados.

Aconteceu na Casa Espírita - Nori - Emanuel Cristiano
Laços de Afeto - Ermance Dufaux - Wanderley S. de Oliveria.

Título: Re: O que é um centro espírita?
Enviado por: Marden em 11 de Fevereiro de 2009, 12:05
Olá Pessoal !

Gostei muito dos comentários deste tópico e penso que ele devia ser mais explorado, debatido.

Seria ótimo se em um espaço próprio pudéssemos comentar uma obra que considero importantíssima para o movimento espírita, com poucas idéias que podem causar contradição ( opiniões diferentes também é ótimo ). O livro é: " O Centro Espírita ", que já citei em outra parte deste fórum.

O que acham ?

Abraço a todos
Título: Re: O que é um centro espírita?
Enviado por: dam em 11 de Fevereiro de 2009, 15:30
Ei Marden,

De pleno acordo também.
Útil e necessário.

Paz.

Título: Re: O que é um centro espírita?
Enviado por: Atma em 11 de Fevereiro de 2009, 15:42
OI

Oportuno e essencial, concordo.

*Espiritismo estudado, preciosa chave de informção no cérebro.
*Espiritismo sentido, alforria espiritual pela transformação do coração.

Paz e Luz.
Título: Re: O que é um centro espírita?
Enviado por: Atma em 11 de Fevereiro de 2009, 16:45
Recepção. pps
Atendimento fraterno na Casa Espírita.
Título: Re: O que é um centro espírita?
Enviado por: Atma em 11 de Fevereiro de 2009, 16:50
Atividades basicas nas Casas Espíritas.

pps.
Título: Re: O que é um centro espírita?
Enviado por: Filomenna em 08 de Dezembro de 2009, 08:40
Bom dia!

Para mim, um Centro Espírita é um espaço onde se aprende e vive a Mensagem de Jesus. 

Este desafio é uma enorme dificuldade prática que aproxima e afasta muitos do caminho da Doutrina Espírita mas, pelo menos, da frequência efectiva dos Centros Espíritas.

O que falta?  Humildade.   Somos espíritos encarnados, com dificuldades e limitações.  Dirigir ou  frequentar um Centro Espírita, só por si, não  significa  evolução moral.  A Reforma Íntima é imprescindível mas é  tarefa individual de cada um de nós e não se adquire apenas ao adentrar um espaço físico, ainda que este seja um Centro Espírita.

Este é um tempo de caminho e não um ponto de chegada.

Saudações!
Título: Re: O que é um centro espírita?
Enviado por: Atma em 10 de Dezembro de 2009, 12:10
Exato phileo, precisamos humildade, e necessitade urgente da reforma moral e intima e, pricipalmente para os dias atuais.

Paz e contentamento.
Título: Re: O que é um centro espírita?
Enviado por: Edgar j em 06 de Janeiro de 2010, 11:22
Frequênto o Lar de Maria em Belém-Pa.
é um lugar muito iluminado de fraternidade,caridade e amor.
Título: Re: O que é um centro espírita?
Enviado por: Shelby em 18 de Julho de 2012, 16:34
O livro citado "O Centro Espírita" é de autoria de J. HERCULANO PIRES?

Obrigada!

Um abraço fraternal,

Dani Rocha

Olá Pessoal !

Gostei muito dos comentários deste tópico e penso que ele devia ser mais explorado, debatido.

Seria ótimo se em um espaço próprio pudéssemos comentar uma obra que considero importantíssima para o movimento espírita, com poucas idéias que podem causar contradição ( opiniões diferentes também é ótimo ). O livro é: " O Centro Espírita ", que já citei em outra parte deste fórum.

O que acham ?

Abraço a todos
Título: Re: O que é um centro espírita?
Enviado por: Marden em 16 de Outubro de 2012, 02:52
Postei aqui a alguns anos, acho, um resumo deste livro com mais de cem tópicos, bom para estudo.
Título: Re: O que é um centro espírita?
Enviado por: Edna☼ em 27 de Janeiro de 2014, 18:17
[attachimg=1 align=left width=150]

"O Centro Espírita dentro da maior simplicidade possível,
tem o papel primordial de levar a público o Evangelho de Jesus."


Chico Xavier



Será que encontramos essa simplicidade nos Centros Espíritas...  ???


Abraços fraternais,

Edna  ;)
Título: Re: O que é um centro espírita?
Enviado por: Helio Carneiro em 30 de Outubro de 2014, 17:01
Perguntei a um confrade meu, intelectual, palestrante,  para responder em poucas palavras: O que é um Centro Espiríta? Ele me respondeu: Hospital para destrambelhados; oficina para remissão dos réprobos; escola para os caucetas morais; consolo para os que choram as dores dos fracassos; estaleiri para os que honestamente buscam reparos. Confesso que para entender tive que consultar ao dicionário. Gostaria de uma opinião dos irmãos sobre esse conceito. Muita paz para todos! Hélio Carneiro, Vitória (ES).
Título: Re: O que é um centro espírita?
Enviado por: dOM JORGE em 05 de Setembro de 2016, 20:37
                                                                 VIVA JESUS!




              Boa-tarde! queridos irmãos.


                     

                     Laboratório da caridade



“Ananias chefiava e presidia o ato. Sentando-se à mesa, qual patriarca no seio da família, rogou as bênçãos de Jesus para a boa vontade de todos. Em seguida, fez a leitura dos ensinos de Jesus, respingando algumas sentenças do Mestre divino nos pergaminhos esparsos. Depois de comentar a página lida, ilustrando-a com a exposição de fatos significativos, do seu conhecimento ou da experiência pessoal, o velho discípulo do Evangelho deixava o lugar, percorria as filas de bancos e impunha as mãos sobre os doentes e necessitados.” (Paulo e Estêvão, II Parte, Cap. I.)

A simplicidade do culto cristão primitivo é compreendida por Paulo na sua mais bela expressão. Nada de elementos de culto, nada de sacerdócio organizado, nada de oferendas ou sacrifícios. Um simples e venerando discípulo de Jesus tomando a palavra para ensinar a boa nova e consolar os aflitos, unindo ensino e assistência espiritual e material. Essa imagem jamais se apagaria na mente do apóstolo dos gentios. E tornou-se fundamental na transmissão do modelo de simplicidade dos esforços de divulgação da palavra àqueles que sofrem.

As instituições espíritas de educação e de assistência social são laboratórios de caridade. Não apenas por proporcionar auxílio àqueles que necessitam, mas porque permitem a elaboração de vivências particulares da caridade que formam, juntas, o labor da experiência de servir. Assim se realiza o casamento do amai-vos com o instruí-vos.

Emmanuel disse, algumas vezes, que devemos agradecer aos assistidos por permitirem que nós pratiquemos a caridade. De fato, é Deus quem coloca em nosso caminho as oportunidades de servir.

Quando alguém nos pede ajuda, ele espera que o assistamos e o tratemos com indulgência, respeito e carinho. Quem sabe até gostaria de palavras de consolação!

Se abrirmos nosso coração, mesmo que não possamos ajudar materialmente, a nossa sincera e amável palavra pode lenir um coração que chora.

É preciso que todos os envolvidos numa atividade de assistência – seja moral, educativa, material – entrem sempre em acordo com um plano de serviço, incluindo-se formas de obtenção de recursos mantenedores da instituição. A formulação de um estatuto e de um regimento interno garante a estabilidade e a disciplina da casa de serviço, deixando bem claro quais são as prioridades, os métodos e os fins a serem atingidos.

Sejam quais forem os fins, comecemos pequeninos, singelos, simples, de forma a colocar em nosso trabalho, em lugar de destaque, a pedra angular: Jesus.

A humildade e a simplicidade são fundamentais para o estabelecimento de metas e para atrair mensageiros de Deus para dirigir os trabalhos e nos sustentar na luta. Sim, porque seremos assediados pelos nossos desafetos, pelos desafetos dos assistidos e pelos inimigos de Jesus.

Quantas vezes fomos reprovados pelos que ficam indignados com o auxílio que prestamos aos seus inimigos encarnados!

Quantas vezes ameaçados pelos inimigos do bem!

É preciso, porém, não desfalecer, não nos cansarmos de fazer o bem, mesmo nas mais ásperas tribulações (2 Tessalonicenses 1: 4; 3: 13).

A bem da simplicidade, devemos escoimar o ambiente do nosso serviço ao próximo de todo adereço supérfluo, de complexidade arquitetônica e de todo luxo, porque desnecessário (e também para não constranger a pobreza do assistido, mesmo que seja pobreza apenas moral).

Assim como a sala dos trabalhos de desobsessão deve ser simples, sem adornos nem enfeites, a instituição espírita deve ser também simples, desprovida de adereços e imagens de qualquer religião, e absolutamente funcional.



             Editorial-O Consolador








                                                                                                         PAZ, MUITA PAZ!