Forum Espirita

CODIFICAÇÃO => O Livro dos Médiuns => Tópico iniciado por: Gabriel Duarte em 27 de Fevereiro de 2009, 11:25

Título: Sonhos...
Enviado por: Gabriel Duarte em 27 de Fevereiro de 2009, 11:25
 :)Bom dia!
Nosso sono é muito importante, pois durante ele estamos mais desprendidos do corpo físico podendo excursionar por lugares que seriam inatingíveis presos a matéria; muitas vezes nestas "viagens" podemos até mesmo entrar em contato com espíritos amigos do plano espiritual que podem nos passar ensinamentos ou nos alertar de algo.

Muitas vezes somos levados também até espíritos necessitados, desde possamos auxiliá-los de alguma forma, esses contatos ou atividades que participamos durante o sono estão diretamente ligados ao nosso estado vibratório, ou seja, o modo como estamos sintonizados.

Na maior parte das vezes, as impressões que guardamos destas atividades executas durante o sono não se apresentam nítidas em nossa mente quando acordamos, é como se estivessemos vislumbrando imagens através daqueles espelhos destorcidos dos circos antigos ou através de um vidro embassado, isso torna difícil muitas vezes sua interpretação, pois o que lembramos nem sempre corresponde a verdade do que vimos ou ouvimos.

Uma sugestão, estude nas obras básicas sobre o Espírito Protetor, antes de dormir faça uma oração ao seu Espírito Protetor pedindo a ele que te acompanhe durante o sono e não permita que nenhum espírito encarnado ou desencarnado tenha acesso a sua mente, a não ser por intermédio dele.

As vezes, durante o sono, somos um pouco rebeldes e vamos onde não devemos, é fundamental estarmos sintonizados com nosso Protetor, comigo funcionna muito bem! :D

Espero que tenha ajudado!

Um grande abraço, fique em PAZ...
Título: Re: Sonhos...
Enviado por: Rejainy em 27 de Fevereiro de 2009, 13:32
Oi , Bom dia!

Uma pergunta: Todos os dias durante o nosso repouso do corpo fisico, o espirito se desprende do corpo ? ou eh somente em algumas ocasioes?
Pois as vezes sonho que estou em lugares que nunca fui, e as vezes sonho que estou fazendo coisas normais de encarnados. Pode me explicar?

Rejainy
Título: Re: Sonhos...
Enviado por: Diegas em 27 de Fevereiro de 2009, 14:01
Uma pergunta: Todos os dias durante o nosso repouso do corpo fisico, o espirito se desprende do corpo ? ou eh somente em algumas ocasioes?

Olá, Rejainy

O que diferencia um espirito encarnado nas suas saídas astrais é justamente o laço energético que o prende ao organismo físico, ou seja há uma espécie de cordão umbilical (fio de luz) que os une. Esse cordão somente se desfaz depois que desencarnamos, quando os técnicos do plano espiiritual, tal como os nossos médicos, fazem o desligamento definitivo.

Portanto, seja lá para aonde o espirito encarnado vá, para perto ou longe, sempre carrega consigo esse laço. Esta é a marca que o identifica e diferencia no mundo espiritual.

Em relação aos sonhos, há:

- Aquele em que o espírito participa ativa e intensamente com a sua presença;

- Aquele em que o espirito sofre algumas impressões mentais (marcas registradas do nosso dia-a-dia)

Tanto um como outro pode ocorrer com maior ou menor freqüência, dependendo de algumas condições. De certo todos nós sempre sonhamos, e a qualidade do sonho depende do peso especifico de cada um (estado evolutivo). Uns viajam a distâncias imensuráveis e outros ficam presos aos corpos fisicos, incapazes de se verem livres dele alguns milimetros. E esteja certa de que o sono é o momento que proporciona ao espirito maior liberdade, mas nem sempre o cérebro fisico, que funciona como um anteparo (uma placa de chumbo) é capaz de lembrar, pois o mesmo não participa/ou de nossas aventuras astrais.



Abç
Título: Re: Sonhos...
Enviado por: Vox em 27 de Fevereiro de 2009, 15:39
Uma pergunta: Todos os dias durante o nosso repouso do corpo fisico, o espirito se desprende do corpo ? ou eh somente em algumas ocasioes?

Olá Reijany!

Apesar do amigo Diegas já ter respondido tão bem sua colocação, atrevo-me a complementar...

Durante o sono o Espírito desprende-se do corpo isso porque os laços fluídicos ficam mais tênues. A noite é um longo período em que ficamos livres para atuar em outro plano de existência. Mas, variam os graus de desprendimento e lucidez. Não somos todos que nos afastamos do corpo, mas alguns de nós permanecem no ambiente doméstico. Aparentemente um medo toma conta de nós e então preferimos o ambiente do nosso lar  que já nos é familiar.

Outros de nós preferem mover-se no plano espiritual, mas o que farão e o que compreenderão vai depender do nível de elevação. O princípio que rege a permanência fora do corpo é o da afinidade moral, que ocorre por meio da afinidade vibratória ou sintonia.

Então a dica do amigo Gabriel é sim muito importante para que seja qual for nossa escolha (dar um passeio ou ficar por perto mesmo) estajamos livres de qualquer influenciação negativa.

Abraço fraterno!

Título: Re: Sonhos...
Enviado por: Rejainy em 27 de Fevereiro de 2009, 15:57
Obrigada pela complementação da explicação do nosso amigo!!
fiquei mais esclarecida!!!

Que a paz de Jesus esteja com vc!

Título: Re: Sonhos...
Enviado por: Gigii em 27 de Fevereiro de 2009, 16:16
Conforme disseram os companheiros, o desligamento varia conforme a lucidez espiritual de cada um.

Existem treinos para aumentarmos essa lucidez e trazermos à consciência a recordação dessa vivencia nocturna.

Antes de adormecer ler um texto que fale sobre o desdobramento e viagens astrais ajuda a essa acuidade, depois faça uma meditação e entre em sintonia com os seus mentores através de pensamentos elevados.

Entretanto deve aprender a registar tudo o que recorda ao acordar. Mal acorde, e ainda antes de se mexer tente fazer uma rapsodia de todas as lembranças, traze-las para o consciente. Com o exercicio diário, você começara a distinguir os sonhos reais (aqueles a que faz referencia o Gabriel) daqueles onde o espirito permanece junto ao corpo e cria sonhos ilusórios tendo como base preocupações diárias.

Podemos distinguir vários tipos de sonhos...eu vou-lhe falar sobre os que eu já vivenciei, mas provavelmente existem outros:

. sonhos da vida diária, com base nas preocupações materiais e desejos do ser encarnado;

. viagens astrais - no presente - visitas e contactos com espiritos amigos e familiares
                       - no passado - recordação de vidas e experiencias passadas
                       - no futuro -  visita a acontecimentos  que ocorrem no futuro

. profeticos ou simbólicos - surgem imagens que simbolizam orientações dos mentores espirituais, com o objectivo de serem interpretadas.

Não conheço estudos sobre sonhos dentro do movimento espirita, se alguém conhecer poderia deixar aqui sugestões.
Título: Re: Sonhos...
Enviado por: Gabriel Duarte em 27 de Fevereiro de 2009, 17:38
Boa tarde Away.

A Doutrina Espírita aborda bem amplamente o estudo dos sonhos e do sono no Livro dos espíritos.

O sonho é referenciado nas quastões 95 e 380, mas é mais profundamente estudado no Cap. 8 questões 400 a 412. Neste mesmo capítulo temos estudos relativos ao sonanbulismo.

Meus conhecimentos sobre o assunto é focado na Doutrina espírita, percebi alguns comentários que estão mais de acordo com os estudos Gnósticos, mas foram muito bons os esclarecimentos compartilhados por todos.

Grande Abraço...
Título: Re: Sonhos...
Enviado por: Vitor Santos em 27 de Fevereiro de 2009, 17:42
Olá

Uma coisa é o despreendimento parcial do corpo quando dormimos, que sucede com todas as pessoas.

Outra coisa distinta é a consciência que temos disso. Uma pessoa pode despreender-se sem que isso se reflicta na parte dos sonhos que recordamos ao acordar. Lá por não nos recordarmos não significa que não nos despreendemos.

E se nos recordamos de algo que nos parece que possa estar relacionado com a vida do espirito, parcialmente solto aquando do sono, como podemos saber se o que nos lembramos é isso ou é imaginação nossa?

Em regra, eu não me lembro de sonhos que eu possa atribuir ao facto de o meu espirito se libertar. Recordo-me de alguns sonhos que me deixaram dúvidas. Lembro-me, por exemplo de sonhar várias vezes seguidas que ía desencarnar alguém da familia do meu pai. Sonhei com enterros no cemitério da terra do meu pai. Não liguei muito. Mas como tinha uma tia muito doente que morava na terra do meu pai, ainda pensei se seria o anuncio do desencarne dela.

Quinze dias depois, mais ou menos, faleceu um tio meu, muito mais novo, que não morava na terra onde ele e o meu pai nasceram. Fiquei a acreditar na possibilidade de sonhos premonitórios, quando me disseram que o meu tio ía ser enterrado, a pedido dele mesmo (que eu desconhecia), no cemitério da terra onde nasceu.

E são deste tipo os sonhos que tenho tido que me deixam a possibilidade de pensar que são recordações de uma experiência espiritual durante o sono.

Deixo aqui algumas respostas dos espiritos para nos ajudar a esclarecer (Livro dos Espiritos):

Citar
402. Como podemos julgar da liberdade do Espírito durante o sono?

“Pelos sonhos, Quando o corpo repousa, acredita-o, tem o Espírito mais faculdades
do que no estado de vigília. Lembra-se do passado e algumas vezes prevê o futuro. Adquire maior potencialidade e pode por-se em comunicação com os demais Espíritos, quer deste mundo, quer do outro. Dizes freqüentemente: Tive um sonho extravagante, um sonho horrível, mas absolutamente inverossímil. Enganaste. É amiúde uma recordação dos lugares e das coisas que viste ou que verás em outra existência e das coisas que viste ou que verás em outra existência ou em outra ocasião. Estando entorpecido o corpo, o Espírito trata de quebrar seus grilhões e de investigar no
passado ou no futuro.
“Pobres homens, que mal conheceis os mais vulgares fenômenos da vida! Julgais-vos muito sábios e as coisas mais comezinhas vos confundem. Nada sabeis responder a
estas perguntas que todas as crianças formulam: Que fazemos quando dormimos? Que são os sonhos?
“O sono liberta a alma parcialmente do corpo. Quando dorme, o homem se acha por
algum tempo no estado em que fica permanentemente depois que morre. Tiveram sonos
inteligentes os Espíritos que, desencarnando, logo se desligam da matéria. Esses Espíritos, quando dormem, vão para junto dos seres que lhes são superiores. Com estes viajam, conversam e se instruem. Trabalham mesmo em obras que se lhes deparam concluídas, quando volvem, morrendo na Terra, ao mundo espiritual. Ainda esta circunstância é de molde a vos ensinar que não deveis temer a morte, pois que todos os dias morreis, como  disso um santo.
“Isto, pelo que concerne aos Espíritos elevados. Pelo que respeita ao grande número
de homens que, morrendo, têm que passar longas horas na perturbação, na incerteza de que tantos já vos falaram, esses vão, enquanto dormem, ou a mundos inferiores à Terra, onde os chamam velhas afeições, ou em busca de gozos quiçá mais baixos do que os em que aqui tanto se deleitam. Vão beber doutrinas ainda mais vis, mais ignóbeis, mais funestas do que as que professam entre vós. E o que gera a simpatia na Terra é o fato de sentir-se o homem, ao despertar, ligado pelo coração àqueles com quem acaba de passar oito ou nove horas de ventura ou de prazer. Também as antipatias invencíveis se explicam pelo fato de sentirmos em nosso íntimo que os entes com quem antipatizamos têm uma consciência diversa da nossa. Conhecemo-los sem nunca os termos visto com os olhos. É ainda o que explica a indiferença de muitos homens. Não cuidam de conquistar novos amigos, por saberem que muitos têm que os amam e lhes querem. Numa palavra: o sono influi mais do que supondes na vossa vida.
“Graças ao sono, os Espíritos encarnados estão sempre em relação com o mundo dos
Espíritos. Por isso é que os Espíritos superiores assentem, sem grande repugnância, em
encarnar entre vós. Quis. Deus que, tendo de estar em contacto com o vício, pudessem eles ir retemperar-se na fonte do bem, a fim de igualmente não falirem, quando se propõem a instruir os outros. O sono é a porta que Deus lhes abriu, para que possam ir ter com seus amigos do céu; é o recreio depois do trabalho, enquanto esperam a grande libertação, a libertação final, que os restituirá ao meio que lhes é próprio.
“O sonho é a lembrança do que o Espírito viu durante o sono. Notai, porém, que
nem sempre sonhais. Que quer isso dizer? Que nem sempre vos lembrais do que vistes, ou de tudo o que haveis visto, enquanto dormíeis. É que não tendes então a alma no pleno desenvolvimento de suas faculdades. Muitas vezes, apenas vos fica a lembrança da perturbação que o vosso Espírito experimenta à sua partida ou no seu regresso, acrescida da que resulta do que fizestes ou do que vos preocupa quando despertos. A não ser assim, como explicaríeis os sonhos absurdos, que tanto os sábios, quanto as mais humildes e simples criaturas têm? Acontece também que os maus Espíritos se aproveitam dos sonhos para atormentar as almas fracas e pusilânimes.
“Em suma, dentro em pouco vereis vulgarizar-se outra espécie de sonhos.
Conquanto tão antiga como a de que vimos falando, vós a desconheceis. Refiro-me aos
sonhos de Joana, ao de Jacob, aos dos profetas judeus e aos de alguns adivinhos indianos. São recordações guardadas por almas que se desprendem quase inteiramente do corpo, recordações dessa segunda vida a que ainda há pouco aludíamos.
“Tratai de distinguir essas duas espécies de sonhos nos de que vos lembrais, do
contrário cairíeis em contradições e em erros funestos à vossa fé.”

403. Por que não nos lembramos sempre dos sonhos?

“Em o que chamas sono, só há o repouso do corpo, visto que o Espírito está
constantemente em atividade. Recobra, durante o sono, um pouco da sua liberdade e se
corresponde com os que lhe são caros, quer neste mundo, quer em outros. Mas, como é
pesada e grosseira a matéria que compõe, o corpo dificilmente conserva as impressões que o Espírito recebeu, porque a este não chegaram por intermédio dos órgãos corporais.”

404. Que se deve pensar das significações atribuídas aos sonhos?

“Os sonhos não são verdadeiros como o entendem os ledores de buena-dicha, pois
fora absurdo crer-se que sonhar com tal coisa anuncia tal outra. São verdadeiros no sentido de que apresentam imagens que para o Espírito têm realidade, porém que, freqüentemente, nenhuma relação guardam com o que se passa na vida corporal. São também, como atrás dissemos, um pressentimento do futuro, permitido por Deus, ou a visão do que no momento ocorre em outro lugar a que a alma se transporta. Não se contam por muitos os casos de pessoas que em sonho aparecem a seus parentes e amigos, a fim de avisá-los do que a elas está acontecendo? Que são essas aparições senão as almas ou Espíritos de tais pessoas a se comunicarem com entes caros? Quando tendes certeza de que o que vistes realmente se deu, não fica provado que a imaginação nenhuma parte tomou na ocorrência, sobretudo se o que observastes não vos passava pela mente quando em vigília?”

bem hajam
Título: Re: Sonhos...
Enviado por: Rejainy em 27 de Fevereiro de 2009, 17:45
Gabriel, eu concordo com vc!!
Algumas respostas que recebi naum foi muito com as perguntas do Livro dos Espiritos,
me confundiram um pouko agora!

Abraços
Título: Re: Sonhos...
Enviado por: Gigii em 27 de Fevereiro de 2009, 19:19
Peço desculpa se a confundi Rejainy...

mas se ler com atenção as perguntas que o Vitor, muito bem, colocou sobre o tema, encontrará as justificações, para as vivências que reportei...

Quando afirmei que não existem estudos, eu queria dizer isso mesmo... O Livros dos Espíritos faz referencia ao sono e sonhos, mas não faz nem comparações, nem relata experiências.

Em O Livro dos Mediuns, quando Kardec aborda a mediunidade sonanbulica vamos também encontrar relatos interessantes sobre o sono.

Um livro de estudo que aborde apenas este tema à luz do espiritismo eu desconheço, daí eu solicitar essa partilha, caso alguém tivesse conhecimento.

Gabriel, nada do que referi tem a ver com misticismo ou estudos gnosticos, áreas alias que eu pouco li. Eu disse que mediante as minhas experiências eu os distinguia dessa forma, nada mais que isso. Pensei estar a ajudar...visto que compliquei...já não está aqui quem falou  ;)
Título: Re: Sonhos...
Enviado por: Rejainy em 27 de Fevereiro de 2009, 19:34
tdo bem!!
vou procurar ler mais sobre o assunto !!
mas obrigada por esclarecer!!

Abraços
Título: Re: Sonhos...
Enviado por: Ramon em 28 de Fevereiro de 2009, 01:02

  “A Visão Espírita do Sono e dos Sonhos”, Casa Editora O Clarim. Matão, SP. 144 páginas.

Resumo
http://povodeluz.blogspot.com/2009/01/viso-esprita-dos-sonhos.html (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3Bvdm9kZWx1ei5ibG9nc3BvdC5jb20vMjAwOS8wMS92aXNvLWVzcHJpdGEtZG9zLXNvbmhvcy5odG1s)

Federación Espírita Española
La Visión Espírita de los sueños
http://www.espiritismo.cc/modules.php?name=News&file=article&sid=362 (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy5lc3Bpcml0aXNtby5jYy9tb2R1bGVzLnBocD9uYW1lPU5ld3MmYW1wO2ZpbGU9YXJ0aWNsZSZhbXA7c2lkPTM2Mg==)



Título: Re: Sonhos...
Enviado por: Ramon em 28 de Fevereiro de 2009, 01:35

Pesadelo de Teresa está no

 Livro de Kardec -  O Céu e o Inferno. 425 p. FEB.

É denominado também de "a Justiça Divina segundo o Espiritismo".
Desenvolve a quarta parte de "O Livro dos Espíritos". Oferece um exame cuidadoso de todas as teorias sobre o pós-morte. Discute o céu, o inferno, os anjos, os demônios e ainda traz depoimentos de espíritos que se comunicaram na época falando de suas situações após a morte do corpo físico, que não matou a consciência, não matou a vida, que de alguma forma continuou em outra dimensão. Foi publicado em primeiro de outubro de 1865.

Sonho de Nieta  está no

Livro -  “Os Mensageiros.” Espírito André Luiz. . Psicografia de Francisco Cândido Xavier. FEB. 39 edição. 2003.
A FEB edita 16 livros ditados por André Luiz a Francisco Cândido Xavier. Para a compor a coleção, a instituição reuniu 13 desses livros: os que têm como principal característica trazer informações sobre as atividades dos Espíritos após a morte do corpo físico.

Resumo

“O Sonho de Nieta e o Pesadelo de Teresa”

http://www.panoramaespirita.com.br/modules/smartsection/makepdf.php?itemid=4612 (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy5wYW5vcmFtYWVzcGlyaXRhLmNvbS5ici9tb2R1bGVzL3NtYXJ0c2VjdGlvbi9tYWtlcGRmLnBocD9pdGVtaWQ9NDYxMg==)

EL SUEÑO DE LA NIETA Y LA PESADILLA DE TERESA

http://www.cesevilla.divulgacion.org/modules.php?name=News&file=article&sid=131 (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy5jZXNldmlsbGEuZGl2dWxnYWNpb24ub3JnL21vZHVsZXMucGhwP25hbWU9TmV3cyZhbXA7ZmlsZT1hcnRpY2xlJmFtcDtzaWQ9MTMx)
Título: Re: Sonhos...
Enviado por: Anton Kiudero em 28 de Fevereiro de 2009, 08:03
Sobre os sonhos e de forma mais completa, sobre a projeção astral ou desdobramento espiritual, se assim o preferirem, sugiro este site >> http://www.ippb.org.br/ (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy5pcHBiLm9yZy5ici8=) << inteiramente dedicado a estes estudos.

Particularmente recomendo a leitura destes tres livros que podem ser lidos online:

Experiencias fora do Corpo  >> http://www.ippb.org.br/modules.php?op=modload&name=Sections&file=index&req=viewarticle&artid=21&page=1 (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy5pcHBiLm9yZy5ici9tb2R1bGVzLnBocD9vcD1tb2Rsb2FkJmFtcDtuYW1lPVNlY3Rpb25zJmFtcDtmaWxlPWluZGV4JmFtcDtyZXE9dmlld2FydGljbGUmYW1wO2FydGlkPTIxJmFtcDtwYWdlPTE=)

Desdobramento, OVNIs e Esoterismo >> http://www.ippb.org.br/modules.php?op=modload&name=Sections&file=index&req=viewarticle&artid=108&page=1 (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy5pcHBiLm9yZy5ici9tb2R1bGVzLnBocD9vcD1tb2Rsb2FkJmFtcDtuYW1lPVNlY3Rpb25zJmFtcDtmaWxlPWluZGV4JmFtcDtyZXE9dmlld2FydGljbGUmYW1wO2FydGlkPTEwOCZhbXA7cGFnZT0x)

Viajem Espieitual II >> http://www.ippb.org.br/modules.php?op=modload&name=Sections&file=index&req=viewarticle&artid=19&page=1 (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy5pcHBiLm9yZy5ici9tb2R1bGVzLnBocD9vcD1tb2Rsb2FkJmFtcDtuYW1lPVNlY3Rpb25zJmFtcDtmaWxlPWluZGV4JmFtcDtyZXE9dmlld2FydGljbGUmYW1wO2FydGlkPTE5JmFtcDtwYWdlPTE=)

Não encontraremos teorias neste site, mas uma profusão de conhecimento prático divulgado por excelentes médiuns.

Anton

Título: Re: Sonhos...
Enviado por: Gabriel Duarte em 02 de Março de 2009, 12:59
Bom dia Amigos,

Muito boas as sugestões de livros, vou procurar lê-los assim que possível.

Só deixo uma sugestão, cuidado para não misturar Doutrina Espírita com Esoterismo, isso pode confundir muitas pessoas.

Cabe a cada um saber selecionar suas fontes de estudo, eu prefiro os livros aprovados pelas Federações Espíritas, não misturando Espiritismo e Misticismo.

Um grande abraço e bons sonhos a todos! :)
Título: Re: Sonhos...
Enviado por: Rejainy em 02 de Março de 2009, 13:05
Bom dia Gabriel

Depois que tive suas informações, fui ler no livro dos espiritos sobre sonhos , e tive muitos esclarecimentos sobre o assunto. Agora sim!

A paz de Jesus esteje com vc!
Título: Re: Sonhos...
Enviado por: Ramon em 02 de Março de 2009, 18:02
Gabriel Duarte disse:

Só deixo uma sugestão, cuidado para não misturar Doutrina Espírita com Esoterismo, isso pode confundir muitas pessoas.

Cabe a cada um saber selecionar suas fontes de estudo, eu prefiro os livros aprovados pelas Federações Espíritas, não misturando Espiritismo e Misticismo."

Gostaria de me somar ao seu cuidado.

Ramon

Título: Re: Sonhos...
Enviado por: Andressa Z. em 12 de Fevereiro de 2014, 00:09
Olá amigos!
Queria estudar um pouco mais sobre desdobramentos...vocês teriam alguns livros para me indicar além da doutrina?
Gostaria de saber mais especificamente sobre um fenômeno que ouvi a terminologia hoje e me esqueci rs ;D quando nos é mostrado fatos do passado...no caso que não vivenciamos (ao menos na existência atual)...alguém pode me auxiliar? Obrigada!
Título: Re: Sonhos...
Enviado por: Brenno Stoklos em 12 de Fevereiro de 2014, 03:30

Gostaria de saber mais especificamente sobre um fenômeno que ouvi a terminologia hoje e me esqueci rs ;D quando nos é mostrado fatos do passado.

Obrigada!



                                              Esquecimento do passado

392. Por que perde o Espírito encarnado a lembrança do seu passado?

“Não pode o homem, nem deve, saber tudo. Deus assim o quer em Sua sabedoria.
Sem o véu que lhe oculta certas coisas, ficaria ofuscado, como quem, sem transição, saísse do escuro para o claro. Esquecido de seu passado ele é mais senhor de si".

Não temos, é certo, durante a vida corpórea, lembrança exata do que fomos e do que fizemos em anteriores existências; mas temos de tudo isso a intuição, sendo as nossas tendências instintivas uma reminiscência do passado. E a nossa consciência, que é o desejo que experimentamos de não reincidir nas faltas já cometidas, nos concita à resistência àqueles pendores.

394. Nos mundos mais elevados do que a Terra, onde os que os habitam não se vêem premidos pelas necessidades físicas, pelas enfermidades que nos afligem, os homens compreendem que são mais felizes do que nós? Relativa é, em geral, a felicidade. Sentimo-la, mediante comparação com um estado menos ditoso. Visto que, em suma alguns desses mundos, se bem melhores do que o nosso, ainda não atingiram o estado de perfeição, seus habitantes devem ter motivos de desgostos, embora de gênero diverso dos nossos. Entre nós, o rico, conquanto não sofra as angústias das necessidades materiais, como o pobre, nem por isso se acha isento de tribulações, que lhe tornam amarga a vida. Pergunto então:
Na situação em que se encontram, os habitantes desses mundos não se consideram tão infelizes quanto nós, na em que nos vemos, e não se lastimam da sorte, olvidados de existências inferiores que lhes sirvam de termos de comparação?

“Cabem aqui duas respostas distintas. Há mundos, entre os de que falas, cujos habitantes guardam lembrança clara e exata de suas existências passadas. Esses, compreendes, pedem e sabem apreciar a felicidade de que Deus lhes permite fruir. Outros há, porém, cujos habitantes, achando-se, como dizes, em melhores condições do que vós na Terra, não deixam de experimentar grandes desgostos, até desgraças. Esses não apreciam a felicidade de que gozam, pela razão mesma de se não recordarem de um estado mais infeliz. Entretanto, se não a apreciam como homens, apreciam-na como Espíritos".

No esquecimento das existências anteriormente transcorridas, sobretudo quando foram amarguradas, não há qualquer coisa de providencial e que revela a sabedoria divina? Nos mundos superiores, quando o recordá-las já não constitui pesadelo, é que as vidas desgraçadas se apresentam à memória. Nos mundos inferiores, a lembrança de todas as que se tenham sofrido não agravaria as infelicidades presentes? Concluamos, pois, daí que tudo o que Deus fez é perfeito e que não nos toca criticar-Lhe as obras, nem Lhe ensinar como deveria ter regulado o Universo.
Gravíssimos inconvenientes teria o nos lembrarmos das nossas individualidades anteriores. Em certos casos, humilhar-nos-ia sobremaneira. Em outros nos exaltaria o orgulho, peando-nos em conseqüência, o livre-arbítrio. Para nos melhorarmos, dá-nos Deus exatamente o que nos é necessário e basta: a voz da consciência e os pendores instintivos. Priva-nos do que nos prejudicaria. Acrescentemos que, se nos recordássemos dos nossos precedentes atos pessoais, igualmente nos recordaríamos dos outros homens, do que resultariam talvez os mais desastrosos efeitos para as relações sociais. Nem sempre podendo honrar-nos do nosso passado, melhor é que sobre ele um véu seja lançado. Isto concorda perfeitamente com a doutrina dos Espíritos acerca dos mundos superiores à Terra. Nesses mundos, onde só reina o bem, a reminiscência do passado nada tem de dolorosa. Tal
a razão por que neles as criaturas se lembram da sua antecedente existência, como nos lembramos do que fizemos na véspera. Quanto à estada em mundos inferiores, não passa então, como já dissemos, de mau sonho".

                                                              O Livro dos Espíritos


Título: Re: Sonhos...
Enviado por: Andressa Z. em 12 de Fevereiro de 2014, 15:32
Citação de: Brenno Stoklos link=topic=13174.msg350047#msg350047 date=139217 

Quanto à estada em mundos inferiores, não passa então, como já dissemos, de mau sonho".[/color

                                                              O Livro dos Espíritos
Olá Brenno! Na realidade, como comentei, o que me foi mostrado no sonho foi anterior à data do meu nascimento...por isso não sei se foi uma recordação ou apenas algo que meu guia queria me mostrar. Foi um sonho muito claro, eu estava ativa, lúcida,  um sonho diferente dos que tenho todas as noites (sonhos claros assim que me recordo foram apenas 4 ou 5 em minha vida). Tive nele uma mensagem que foi válida e me auxiliou bastante.
A doutrina não nega o fenômeno de desdobramento, porém desconhecia essa "viagem" no tempo...mas creio que não seja impossível se alguma lição importante eu precisava conhecer. Vou reler a parte dos sonhos na doutrina, mas se alguém tiver mais material sobre o assunto, fico grata!
Título: Re: Sonhos...
Enviado por: Brenno Stoklos em 13 de Fevereiro de 2014, 02:21

A doutrina não nega o fenômeno de desdobramento, porém desconhecia essa "viagem" no tempo...mas creio que não seja impossível se alguma lição importante eu precisava conhecer. Vou reler a parte dos sonhos na doutrina, mas se alguém tiver mais material sobre o assunto, fico grata!



Tudo bem, amiga Andressa,

Eu entendi o que a amiga quis dizer.

Coloquei esse trecho da Doutrina Espírita porque há nele um importante alerta para aqueles que se dedicam ao estudo do tema.

Uma coisa é os Espíritos nos revelarem, tendo recebido permissão, algo sobre o nosso passado que nos seja proveitoso; Outra, bem diferente, é querer-se ter o controle sobre isso.


Título: Re: Sonhos...
Enviado por: Andressa Z. em 13 de Fevereiro de 2014, 14:26
Verdade Brenno, o passado sabiamente só é revelado por algum motivo e não temos nenhum controle sobre isso! Vou estudar com bastante calma essa parte da doutrina, pois a linha que separa os sonhos "normais" de nossos desdobramentos é muito tênue.
Título: Re: Sonhos...
Enviado por: abuelito em 14 de Fevereiro de 2014, 02:21

Pesadelo de Teresa está no

 Livro de Kardec -  O Céu e o Inferno. 425 p. FEB.

..........
Resumo

“O Sonho de Nieta e o Pesadelo de Teresa”

...........
EL SUEÑO DE LA NIETA Y LA PESADILLA DE TERESA

......


Sugiro uma tradução diferente para “O Sonho de Nieta e o ..."
Do modo como foi traduzido "O sonho de Nieta e o ..."  entendemos que "Nieta" é alguém com esse nome, Nieta.
Se este titulo é tradução de "El sueño de la nieta y la ..."  então a tradução correta é  "O sonho da neta e o ..."
Fiquem com a Paz do Senhor
Abuelito

 
Título: Re: Sonhos...
Enviado por: abuelito em 14 de Fevereiro de 2014, 02:38
Sobre os sonhos e de forma mais completa, sobre a projeção astral ou desdobramento espiritual, se assim o preferirem, sugiro este site >> http://www.ippb.org.br/ (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy5pcHBiLm9yZy5ici8=) << inteiramente dedicado a estes estudos.

......

Anton


Após estudo do material indicado pelo amigo Anton, sugiro conhecerem o site do jovem Saulo Calderon, estudioso desse mesmo tema, aliás com uma ligação muito próxima do IPPB. Neste site pode ser encontrado  material gratuito para download e estudo.  http://www.viagemastral.com/site/tag/saulo-calderon/
Fiquem na Paz do Senhor.
Abuelito
Título: Re: Sonhos...
Enviado por: abuelito em 14 de Fevereiro de 2014, 02:59
........

Sonho de Nieta  está no

Livro -  “Os Mensageiros.” Espírito André Luiz. . Psicografia de Francisco Cândido Xavier. FEB. 39 edição. 2003.
.....



Na 41 edição em meu poder, não consta esta citação. Deve ter sido retirada nesta edição?
Fiquem na Paz do Senhor
Abuelito


Título: Re: Sonhos...
Enviado por: Brenno Stoklos em 14 de Fevereiro de 2014, 03:31


O melhor a se estudar está em:


                                                 O Livro dos Espíritos


                                                    PARTE SEGUNDA

CAPÍTULO VIII - Da emancipação da alma

O sono e os sonhos