Forum Espirita

CODIFICAÇÃO => O Livro dos Médiuns => Tópico iniciado por: amigo Brasil em 04 de Maio de 2009, 12:17

Título: EVOLUÇÃO DO MEDIUM NO TRABALHO DE DESOBSESSÃO
Enviado por: amigo Brasil em 04 de Maio de 2009, 12:17
Srs.

Por vários motivos procurei o Espiritismo. Isto me trouxe um enorme benefício, pois os motivos que me fizeram procurar o Espiritismo se atenuaram em muito e passei a fazer parte de um grupo de estudos.

Posteriormente fui encaminhado a um grupo de desobsessão de desencarnados. Em minhas participações tenho os sintomas de envolvimento espiritual, porém, embora com as sensações de calor, formigamento pelo corpo, tremores, respiração ofegante, sintomas estes nítidos e que ocorrem em todas as seções, não consigo evoluir para a fala. Desta forma, sinto-me desorientado, pois com todos estes sintomas não consigo trabalhar como esclarecedor, porém, percebo que não evoluo para um pleno auxilio aos espiritos desencarnados.

Gostaria da opinião de um médium experiente. Este período de transição é normal? Costuma perdurar por muito tempo? Devo encontrar outro caminho?

Caso alguém possa me orientar agradeço muito.

Abraço a todos.

Amigo Brasil
Título: Re: EVOLUÇÃO DO MEDIUM NO TRABALHO DE DESOBSESSÃO
Enviado por: António Luís em 04 de Maio de 2009, 12:50
Olá amigo.

Essa desorientação que fala poderá ter a ver com o facto de, à partida, supor que só será útil aos espíritos se tiver mediunidade de fala.
Todos os elementos de uma reunião mediunica são importantes.
Aconselho a leitura de um livro, excelente, de Hermínio Miranda: Diálogo com as Sombras.

Abraço
Título: Re: EVOLUÇÃO DO MEDIUM NO TRABALHO DE DESOBSESSÃO
Enviado por: Fernando B. em 05 de Maio de 2009, 14:42
Meu amado irmão, talvez esteja esperando por um tipo de mediunidade que não ocorrerá contigo, que é a uma mediunidade completamente inconsciente, que por sinal é raro.

Pelo que você relata, sua mediunidade deve ser semi consciente ou mesmo completamente consciente, o presidente do Centro Espirita que você frequenta pode lhe esclarecer a respeito disto. Durante as reuniões mediunicas, se o Mentor Espiritual da casa pedir a palavra através de seu aparelho, relaxe, fique calmo e deixe as palavras sairem, que por incrvel que pareça, tu ira dizer coisas completamente alheias ao que estas pensando no momento.

Espero ter lhe ajudado com essas poucas palavras.

Fique na paz do Mestre Jesus!
Título: Re: EVOLUÇÃO DO MEDIUM NO TRABALHO DE DESOBSESSÃO
Enviado por: Blue soft em 22 de Maio de 2009, 21:03
                                  Amigo Brasil,
eu poucas vezes comento coisas ocorridas com terceiros, mas como
achei que fará um pouco de diferença, então...
                                 Sou espírita há alguns anos, e doutrinadora
há 13 anos, mas há 5 anos atrás eu fui convidada a ser dirigente de
um grupo, já dirigia o grupo que fazia parte a 10 anos e a espiritualidade
orientou que era o certo a fazer, fui para este grupo, me desvinculei
dos trabalhos mediúnicos da minha Casa Espírita e comecei uma nova
fase e um Centro novo.
                                Quando cheguei, percebi que os médiuns eram
deseducados e foi por aí que começamos, estudos e educação da
mediunidade, pois não eram dados ao estudo, foi difícil, mas como era
uma tarefa que deveria cumprir a espiritualidade que dirigia aquela
reunião me auxiliou muito.
                               Neste momento, percebi uma das médiuns que
não conseguia dar passividades, sentia a presença dos espíritos,
percebia a aproximação, mas assim como você, não conseguia psicofonizar,
deixei ela desta maneira por um bom tempo, mas percebi que não passaria
daquilo, perguntei a ela se ela gostaria de ser psicofônica, se ela tinha aquilo
como a tarefa dela de uma vida,- no que ela me respondeu que não tinha
tanta certeza- então, perguntei a ela o que você acha de estudar um
pouco mais e se tornar doutrinadora ela pensou e aceitou, e depois mostrei
a ela que não tinha mais volta, que é o que diz no livro Qualidade
na Prática Mediúnica
, Projeto Manoel Philomeno de Miranda.
                            Hoje ela é uma grande doutrinadora, porque você não
conversa com seu dirigente e perceba que você pode, como disse o nosso
amigo Antônio, exercer qualquer atividade dentro da reunião se for feito com
carinho, será muito importante, o nosso André Luiz no Desobsessão
nos afirma que não tem tarefa mais importante dentro desta reunião,
todos tem o mesmo nível de importância.
                          Meu irmão, ore a Deus e peça que Ele te dê uma
diretriz e peça ao seu amigo (mentor) espiritual que te oriente, para que
você faça a escolha mais correta e que te possibilite progredir moralmente e
auxiliar aqueles que tanto necessitam.
                          Muitos carinhos Amigo Brasil.
                          Abraços,
                                     Blue Soft