Forum Espirita

CODIFICAÇÃO => O Livro dos Médiuns => Tópico iniciado por: Daniel S. em 14 de Janeiro de 2012, 17:17

Título: Dúvida: Como avançar na mediunidade?
Enviado por: Daniel S. em 14 de Janeiro de 2012, 17:17
Olá meu nome é Daniel e tenho 14 anos, e a um tempo de mais ou menos 1 ano comecei a sentir aluns sintomas: Tristeza de repente, fraqueza (desgaste), medo e insônia na hora de dormir, sonhos que se parecem reais e sempre parece que eu não dormir nem 5 minutos, as vezes eu sinto muito frio. E pelas pesquisas da Vida descobri que os mesmos apresentam sintomas de mediunidade, então gostaria que me recomendassem livros que eu ganhasse mais conhecimento sobre o assunto e também de que maneira devo lidar com isso?

Abraços a todos! E muita paz e alegria
Título: Re: Dúvida?: Mediunidade, como avançar na mediunidade?
Enviado por: hcancela em 14 de Janeiro de 2012, 20:50
Olá Daniel muito bem vindo a este forum. ;)

Nada mais que ler o Livro dos Médiuns de Allan Kardec.

Este Livro faz parte da codificação Espirita, e que aqui no forum pode fazer Download e em audio.É só procurar e o encontrará que facilidade. Creio que na net também o pode encontrar com facilidade, basta para isso colocar o nome do referido livro.

Abraços e bons estudos.
Título: Re: Dúvida?: Mediunidade, como avançar na mediunidade?
Enviado por: S0L em 14 de Janeiro de 2012, 21:02
Daniel, na sua idade é natural umas oscilações de humor, picos ansiosos e tudo o mais.Isso não significa, necessariamente, "sintomas" de mediunidade.
Vale analisar todas as hipótese,né...além da sua idade, adolescência realmente nos traz estas sensações; mas tb temos de pensar sobre seu momento atual, como vc tem lidade com seus problemas do dia a dia, situações específicas, etc.

Mas paralelo a isso tudo, vc poderia procurar uma casa espírita para iniciar os estudos sobre mediunidade , mas eu recomendaria antes disso, O Livro dos Espíritos.
Lá na casa espírita pergunte sobre grupos de estudo, mocidade espírita....são grupos abertos que vc pode participar qdo quiser e são ótimos.;)
Título: Re: Dúvida?: Mediunidade, como avançar na mediunidade?
Enviado por: Moises de Cerq. Pereira em 14 de Janeiro de 2012, 21:17
Olá!

Realmente o O Livro dos Médiuns.

também
conhecer e conversar pessoas que frequentam uma Casa Espírita,
principalmente jovens, Grupo da Mocidade.

É comum os sintomas mediúnicos em jovens
e isso independe de religião

A Doutrina Espírita muito lhe auxiliará.
Ao menos de inicio numa correta e sincera prevenção.
Título: Re: Dúvida?: Mediunidade, como avançar na mediunidade?
Enviado por: Glauber Nogueira em 11 de Março de 2012, 02:16
Olá  , não sou da doutrina espírita, porém creio nos fatos espíritas e desde sempre creio q desinvolvo características mediúnicas, no meu caso o q eu dizia ser meu estado consciente , acabei me envolvendo demais em tais pensamentos que agora creio q não são apenas meus .
 Certas vezes de pensamentos tristes me deixarem altamente deprimido e simultaneamente outro tipo de pensamento vem e me ergue de tal maneira q é capaz de me manter muito feliz .
 É constante essa variável , diariamente . Como se ouvisse vozes .
 Comecei a estudar o espiritismo e descobri muitas coisas sobre mim porém não encontro alguém para me assegurar corretamente se isso seria apenas um psicológico ou se sou sensível á influencia de tais espíritos .
 Além desse fato vir comigo desde criança (desde os 12 anos talvez )recentemente participei de algumas atividades espíritas (fui uma vez em mesa branca e outra em terreiro) .
 Desde então notei coisas q provaram q fiquei com a intuição mais forte, diria até mais desenvolvido espiritualmente .
 O q anda me preocupando recentemente é de ter "desenvolvido" de maneira incorreta, sem uma doutrina para me afastar de qualquer tipo de imprevistos ou algo desagradável .
 A cerca de 4 meses , em uma reunião do Budismo q eu frequento junto com meu pai , não sei se me senti mal , mas ao bater o sino do "oratório" .. comecei a desperçar e logo então começo a sentir choques de maneira que começavam muito intensos pela minha coluna , se espalham pelo corpo , me deixa imóvel e me contorce ao mesmo tempo , realmente como se eu tomasse uma descarga por alguns segundos .
 A sensação é de medo quando isso me estica involuntariamente ,sinto meu coração bater muito forte , até esbugalha meus olhos , a respiração fica levemente refrescante (fria) .
 Ao começo delas , esses choques eram tão fortes que se não me controlasse , teria que deitar pra poder me contorcer com toda essa energia involuntária . Bastava me lembrar ou conversar sobre temas ligados ao espiritismo que simplesmente sentia esses choques .É como uma explosão de susto dentro de mim !
 Meus amigos espiritas falam para eu procurar ajuda em algum centro .
 Hoje eu não sinto esses choques tão fortes quanto antes . quando me deparo com pensamentos extremamente negativos eu recebo uma dessas descargas . Quando me deparei em situações decisivas isso me controlava, era muito constante.
 Realmente não consigo identificar se é algo bom ou não , apenas levanto algumas suspeitas , mas não obtive um resposta concreta ainda sobre isso . Muitas outras coisas acontecem no meu dia dia q me faz sentir acompanhado de alguma força .
 Em todo lugar há nomes para essa força , ou comumente denominada Deus .
 Enfim , comecei a me notar q desenvolvi além dessas sensações estranhas e , gestos involuntários , mudanças pequenas em minha personalidade... há quem diga q estou enlouquecendo e há quem diga q tenho q trabalhar isso .
 Não sou muito de sonhar muito , porém dos poucos sonhos q me recordo (pesadelos) eram muito envolventes ao ponto de ter a sensação q pareceu real .
 Quando criança, sempre fui uma criança muito alegre , porém sempre me diziam ou notavam q tinha algo diferente comigo . Tipo de criança diferente , um pouco esquisita se comparada as outras .
 Certo dia li que pessoas com um grau mediúnico mais apurado , muitas dessas desenvolvem habilidades artísticas
notórias . Acredito q se realmente tenho um lado sensível para desenvolver mediunidade ,devo minhas habilidades de desenho á isso .
  Me tornei uma pessoa muito dividida . Ao mesmo tempo ser esclarecido e confuso , humilde e arrogante , confiante e medroso , ... um completo sem noção .
  Creio que tudo isso tenha significado . A resposta vem de mim , porém quero e devo buscar novos pontos de vista pra me sentir em uma posição segura pra realmente saber julgar o q me ocorre .
 Não tenho histórico familiar de mal de Parkinson , esquizofrenia , o q a exclui um possível julgo de q estou enlouquecendo . Por favor , gostaria muito de saber o que Vocês tem a falar sobre meu caso . Me ajudaria muito .
  Agradeço , muito obrigado . (mandei em cima de outro tópico por ser novo nesse forum ... q até agora não descobri como fazer um fórum a parte pro meu assunto )
Título: Re: Dúvida?: Mediunidade, como avançar na mediunidade?
Enviado por: Mourarego em 11 de Março de 2012, 14:52
Em termos de faculdades medianímicas o que se desenvolve e pela educação (estudo) é o médium, caro Glauber.
Sim, todos somos sensíveis á influência dos Espíritos mas nem todos temos alguma faculdade medianímica.
Quer dizer, sentir, isso sim, nós sentimos tais influência,s mas poder psicofonar, ou psicografar, por exemplo, muitos não podem.
Sem um estudo sério e perseverantes acabamos por acreditar que somos assim ou assado e no mais das vezes acabamos por nos entristecer quando descobrimos que nosso pensamento estava errado.
Sendo assim amigo, para que o amigo possa ter uma boa visão do que seja, há de estudar e muito.
Terminando, o amigo diz fui a mesa branca e ao terreiro.
Ora as duas expressões não se referem ao Espiritismo mas sim a Umbanda.
As duas expressões prendem-se a parte geral que é o Espiritualismo mas o Espiritismo é uma especificidade, ou seja toda uma gama de estudos com começo meio e finalidade.
Abraços,
Moura
Título: Re: Dúvida?: Mediunidade, como avançar na mediunidade?
Enviado por: Moises de Cerq. Pereira em 11 de Março de 2012, 15:28
Apenas dialogando de minha parte

Glauber

Olá  , não sou da doutrina espírita, porém creio nos fatos espíritas e desde sempre creio q desinvolvo características mediúnicas, no meu caso o q eu dizia ser meu estado consciente , acabei me envolvendo demais em tais pensamentos que agora creio q não são apenas meus .  

Interessante suas colocações
pois na prática mediúnica a situações que devemos nos ater a estas ocorrências
sobre o que pensamos, se são nossos ou se não não.
sua observação de si mesmo faz um bom sentido.

 Certas vezes de pensamentos tristes me deixarem altamente deprimido e simultaneamente outro tipo de pensamento vem e me ergue de tal maneira q é capaz de me manter muito feliz  .

Acontece comigo também,
mas creio eu que devido a lide mediúnica de minha parte e uma certa experiência,
não absorvo tantos os sintomas vindo de espírtos, mas como você colocou, influência sim o nosso humor.

É constante essa variável , diariamente . Como se ouvisse vozes .
Em algumas pessoas sim
e deve ser o seu caso.
 
 Comecei a estudar o espiritismo e descobri muitas coisas sobre mim porém não encontro alguém para me assegurar corretamente se isso seria apenas um psicológico ou se sou sensível á influencia de tais espíritos .

Tudo é psicologico no sentido de atribuirmos a nossa mente e ao comportamento
se nosso ou se dos espírtos.
os fenômenos mediúnicos o são na mente....é por este caminho.

 Além desse fato vir comigo desde criança (desde os 12 anos talvez )recentemente participei de algumas atividades espíritas (fui uma vez em mesa branca e outra em terreiro) .Desde então notei coisas q provaram q fiquei com a intuição mais forte, diria até mais desenvolvido espiritualmente .

Existem ambientes que pelas suas formações já existentes
aguçam, ou melhor, provocam a nossa sensibilidade
e isso independente de onde seja realizado, de grupo ou de religião.

O q anda me preocupando recentemente é de ter "desenvolvido" de maneira incorreta, sem uma doutrina para me afastar de qualquer tipo de imprevistos ou algo desagradável .

Esta colocaçãosua  mostra prudência e seriedade
realmente muitas coisas nos faltam, mas necessariamente não vedam nossa sensibilidade,
pois se são fenômenos naturais, nós também somos elementos da natureza...
quanto a Doutrina referida...Nada substitui o Evangelho...reflexão e prática
 
 A cerca de 4 meses , em uma reunião do Budismo q eu frequento junto com meu pai , não sei se me senti mal , mas ao bater o sino do "oratório" .. comecei a desperçar e logo então começo a sentir choques de maneira que começavam muito intensos pela minha coluna , se espalham pelo corpo , me deixa imóvel e me contorce ao mesmo tempo , realmente como se eu tomasse uma descarga por alguns segundos .  
A sensibilidade é atingida por frequencia, por vibração, por sintonia afim ou provocada...
o ambiente foi propício,
fora que ante as questões exteriores de váriados cultos ou reuniões...
todo ambiente possue espíritos de variadas ordens e em varidas situações.

 A sensação é de medo quando isso me estica involuntariamente ,sinto meu coração bater muito forte , até esbugalha meus olhos , a respiração fica levemente refrescante (fria) .

Muitos espírtos nos acompanham pela similitude do nosso pensar,
criam um laço e nos acompanham
e também podem trazer a nós outros espíritos, mesmo sem o nosso concentimento.

 Ao começo delas , esses choques eram tão fortes que se não me controlasse , teria que deitar pra poder me contorcer com toda essa energia involuntária . Bastava me lembrar ou conversar sobre temas ligados ao espiritismo que simplesmente sentia esses choques .É como uma explosão de susto dentro de mim  !

Tome cuidado com estes sintomas
 ai entra o estudo da Doutrina Espírita,
ela nos auxilia na identificação das qualidades dos espírtos e até de suas intenções, pelos
recursos da mediunidade


 Meus amigos espiritas falam para eu procurar ajuda em algum centro .
 Hoje eu não sinto esses choques tão fortes quanto antes . quando me deparo com pensamentos extremamente negativos eu recebo uma dessas descargas . Quando me deparei em situações decisivas isso me controlava, era muito constante.

é que sozinho nada somos...salvo o distanciar das más companhias
e em uma casa espírita poderá ter o auxilio de pessoas mais experientes
isso sim faz sentdido.

  Realmente não consigo identificar se é algo bom ou não , apenas levanto algumas suspeitas , mas não obtive um resposta concreta ainda sobre isso . Muitas outras coisas acontecem no meu dia dia q me faz sentir acompanhado de alguma força .  

Um espírto é um ser
uma inteligencia
uma existência
logo devido a mediunidade
sentimos sua presença, eles ocupam lugar, percebemos suas energias, suas emoções

 Em todo lugar há nomes para essa força , ou comumente denominada Deus .
 Enfim , comecei a me notar q desenvolvi além dessas sensações estranhas e , gestos involuntários , mudanças pequenas em minha personalidade... há quem diga q estou enlouquecendo e há quem diga q tenho q trabalhar isso  .

volto a salientar a questão do auxilio
que precisas
e estudo sobre obsessão e fascinação e as consequencias seguintes.

Não sou muito de sonhar muito , porém dos poucos sonhos q me recordo (pesadelos) eram muito envolventes ao ponto de ter a sensação q pareceu real .
 Quando criança, sempre fui uma criança muito alegre , porém sempre me diziam ou notavam q tinha algo diferente comigo . Tipo de criança diferente , um pouco esquisita se comparada as outras .

Novament a questão dos estudos
e da orientação das pessoas mais experientes
em questões de mediunidade
e de ensinos da Doutrina Espírita


  Certo dia li que pessoas com um grau mediúnico mais apurado , muitas dessas desenvolvem habilidades artísticas notórias . Acredito q se realmente tenho um lado sensível para desenvolver mediunidade ,devo minhas habilidades de desenho á isso .  

As leituras guardam muitos segredos e mistérios (descoberta)
sempre devemos ler...uma vez podendo.

  Me tornei uma pessoa muito dividida . Ao mesmo tempo ser esclarecido e confuso , humilde e arrogante , confiante e medroso , ... um completo sem noção  .

Não é uma quetsão de divisão da sua pessoa
mas uma questão de muitas opiniões que capta dos espíritos
elas possuem ante nossa decisão um oponente ao extremo.
por isso a questão do equilibrio para a nossa parte,
não aceitar nada sem analise
e sempre a luz do evangelho.

  Creio que tudo isso tenha significado . A resposta vem de mim , porém quero e devo buscar novos pontos de vista pra me sentir em uma posição segura pra realmente saber julgar o q me ocorre  .

Novamente a prudencia de sua parte
isso sempre será preciso

  Não tenho histórico familiar de mal de Parkinson , esquizofrenia , o q a exclui um possível julgo de q estou enlouquecendo . Por favor , gostaria muito de saber o que Vocês tem a falar sobre meu caso . Me ajudaria muito .
  Agradeço , muito obrigado . (mandei em cima de outro tópico por ser novo nesse forum ... q até agora não descobri como fazer um fórum a parte pro meu assunto )

Mesmo que tivesse
necessariamente não o faria um herdeiro direto destes sintomas...
Creio que
seus relatos são importantes.

continue na busca e na boa reflexão.

abraços.

Título: Re: Dúvida: Como avançar na mediunidade?
Enviado por: hcancela em 11 de Março de 2012, 19:34
Olá amigos(as)

Vivemos num Mundo de constantes influências sejam elas dum ou doutro lado da vida, porque apesar de no geral não se acreditar nisso, a vida é vivida nos dois lados; uns com corpo e outros sem ele, mas tudo é vida.

Como não vemos, e quando vemos, vemos mal, os Espíritos sem o corpo Físico nos conduzem mais do que imaginamos, dái e como já disseram só o estudo das coisas é que nos poderá dar uma bagagem suficiente para lidar com a dita Mediunidade mas, não livrará das chamadas influências, como obviamente se compreende num Mundo em que a (maldade) supera largamente a bondade, no entanto se conseguirmos ter uma atitude mais ou menos equilibrada em nosso Universo mental,se procurarmos esforços para nos melhorarmos, com certeza podemos levar uma boa vida dentro que nos for possível , isto nos mostra o Espiritismo. Esta a diferença das muitas Filosofias Espiritualistas. Como diz o povo que de loucos todos temos um pouco, por isso não há problema algum termos por vezes atitudes que não lembram ninguém, mas se procurarmos esforços tudo vai passando.
Lembro que por vezes a ignorância das coisas é que faz com que tudo pareça um pouco digamos esquisito, mas o Espiritismo e através do LM nos mostra o contrário, diria mais, que depois constatarmos nas casas Espiritas  outros (loucos)  como nós são normais, diremos para nós mesmo que a final tudo é Natural .

Saudações farternas
Título: Re: Dúvida: Como avançar na mediunidade?
Enviado por: ANTONIO GIORDANO em 02 de Abril de 2012, 06:04
Olá! Teenho uma dúvida de há muito tempo e gostaria que ma esclarecessem. Eu sou espírita há mais de vinte anos e ultimamente frequentava uma casa espírita sendo que a dirigiente mandava que eu me sentasse à mesa, na qualidade de médium que incorpora entidades. Eu nunca incorporei nenhum espírito, porém, era só questão de se apagarem as luzes e começarmos a rezar a Prece de Cáritas, Ave Maria e Salve Raínha, que, imediatamente eu começava a abrir a boca seguidamente. Sei que isso significa a doação de fluidos. Mas muitas vezes eu dormia ou entrava em um tipo de sono a que denominam "coxilo" ou cochilo (acho que é com ch). Mas nunca incorporei, como disse antes, nenhuma entidade. Faz mal participar assim de reunião mediúnica SOMENTE PARA DOAR FLUIDOS ou eu deveria ficar lá sentado na cadeira e não à mesa? Aguardo resposta. obrigado  ANTONIO GIORDANO             RIBEIRÃO PRETO SP       FONE  016 38776119