Forum Espirita

CODIFICAÇÃO => O Livro dos Espíritos => Tópico iniciado por: Renato_ em 26 de Abril de 2010, 19:48

Título: Por que o suicídio é maior crime?
Enviado por: Renato_ em 26 de Abril de 2010, 19:48
Olá pessoal,

Há 15 ou 20 anos atrás, nunca consegui entender por que o suicídio é considerado o maior crime, a ponto de ser tido como uma revolta suprema contra Deus.
 
Hoje, depois de ter participado desse fórum, e relido as questões no LE pertinentes a essa questão, e também após ter participado dos debates sobre Livre-arbítrio com os amigos Moura, Atlante, Anton, Psi, dim-dim e outros, já me parece ser mais fácil TENTAR responder a essa questão.

Estou abrindo esse tópico também porque vi alguém dizer por aqui, no fórum, que não considera o suicídio o pior crime, mas sim o assassinato e o estupro etc.

Vejamos algumas questões de O Livro dos Espíritos:

258 Na espiritualidade, antes de começar uma nova existência corporal, o Espírito tem consciência e previsão das coisas que acontecerão durante sua vida?
– Ele mesmo escolhe o gênero de provas que quer passar. Nisso consiste seu livre-arbítrio.

258 a Então não é Deus que impõe os sofrimentos da vida como castigo?
– Nada acontece sem a permissão de Deus, que estabeleceu todas as leis que regem o universo. Perguntareis, então, por que Ele fez esta lei em vez daquela. Ao dar ao Espírito a liberdade de escolha, deixa-lhe toda a responsabilidade de seus atos e de suas conseqüências, nada impede seu futuro; o caminho do bem está à frente dele, assim como o do mal. Mas, se fracassa, resta-lhe uma consolação: nem tudo está acabado para ele. Deus, em sua bondade, deixa-o livre para recomeçar, reparando o que fez de mal. É preciso, aliás, distinguir o que é obra da vontade de Deus e o que é obra do homem. Se um perigo vos ameaça, não fostes vós que o criastes, foi Deus; mas tendes a liberdade de vos expor a ele, por terdes visto aí um meio de adiantamento, e Deus o permitiu
.

Então vejamos.

Em primeiro lugar, é o próprio Espírito que escolhe  o gênero de provas pelas quais deve passar;  já as diversas situações, perigos, conjunturas dolorosas são criadas por Deus  a fim de que possamos nos submeter à prova.

Logo, quando Deus nos concede uma nova existência, e prepara,  através dos Espíritos Superiores – normalmente aqueles que serão nossos anjos de guarda – essas provas pelas quais desejamos  nos submeter, é um ato de Amor por parte de Deus, que nos enseja uma oportunidade de nos elevarmos - caso saiamos vitoriosos das provas - moral e também intelectualmente.

E é por isso que o suicídio é considerado o maior crime, porque ele  é um ato de revolta  suprema contra Deus. Pior do que o homicídio? Sim... porque do ponto de vista do Espírito, aonde está o mal em se  cometer homicídio? Apenas interromper a reencarnação de um outro Espírito, de modo que ele tem que recomeçar tudo de novo. Agora quando fazemos isso com nós mesmos  é muito mais culpável, porque estamos de certo modo dizendo ao Criador: “toma de volta os meios que me deste para evoluir, porque eu não quero evoluir”. É então, que o Espírito se pune a si mesmo.

Humberto de Campos nos conta que, parodiando a “Parábola dos Talentos”, o homem que recebeu 10 talentos e os multiplicou, é o que possui o poder; o que recebeu 5 e também fez o mesmo,  é o detentor de riquezas, e o que recebeu 1 talento e o escondeu debaixo da Terra, é aquele que recebeu a Dor, mas que não soube vê-la como uma bênção dos céus: é o suicida.

Examinemos agora  algumas questões sobre o suicídio em O Livro dos Espíritos


(continua)
Título: Re: Por que o suicídio é maior crime?
Enviado por: Renato_ em 26 de Abril de 2010, 19:53
(continuação)

Examinemos agora  algumas questões sobre o suicídio em O Livro dos Espíritos

943 De onde vem o desgosto pela vida que se apodera de certos indivíduos sem motivos razoáveis?
– Efeito da ociosidade, da falta de fé e freqüentemente da satisfação plena de seus apetites e vontades, do tédio. Para aquele que exerce suas atividades com um objetivo útil e de acordo com suas aptidões naturais, o trabalho não tem nada de árido, e a vida escoa mais rapidamente.Suporta as contingências da vida com mais paciência e resignação quanto age tendo em vista uma felicidade mais sólida e mais durável que o espera.


O que leva ao  suicídio é o desgosto  pela  vida. Os Espíritos  nos ensinam que, o trabalho é uma maneira de explorar as nossas potencialidades em estado  de latência, o grão de mostarda, referido por Jesus, que está dentro de nós, e que é o Reino dos Cèus, ou seja, a felicidade interior. Logo se não exploramos as nossas potencialidades, oferecemos ensejo ao desânimo, ao assédio das entidades menos felizes, e, em cultivando pensamentos negativos e dela decorrendo a revolta sistemática, acaba levando muitas pessoas ao suicídio.


944 O homem tem o direito de dispor de sua própria vida?
– Não, apenas Deus tem esse direito. O suicídio voluntário é uma transgressão dessa lei.



Sendo o Espírito “causa e efeito de si mesmo”, a única coisa que ele possui de real, são as suas aquisições intelecto-morais. Tudo o mais não lhe pertence e, não só está fora de si, como também não faz parte da sua natureza.

É assim, que, em destruindo  nosso corpo de carne, violamos as Leis de Deus, porque se foi Ele quem criou as condições materiais a fim de nos submetermos às provas às quais solicitamos e Ele permitiu, com que direito poderíamos “modificar essas condições” a nosso bel-prazer sendo que Deus é quem nos ofertou e preparou essas conjunturas a fim de passarmos pelas provas de que necessitamos para nosso adiantamento?


946 O que pensar do suicida que tem por objetivo escapar das misérias e decepções deste mundo?
– Pobres Espíritos, que não têm coragem de suportar as misérias da existência! Deus ajuda aqueles que sofrem, e não aos que não têm força nem coragem. As aflições da vida são provas ou expiações; felizes aqueles que as suportam sem queixas, porque serão recompensados! Infelizes, ao contrário, os que esperam sua salvação do que, na incredulidade deles, chamam de acaso ou sorte! O acaso ou a sorte, para me servir da vossa linguagem, podem, de fato, favorecê-los transitoriamente, mas é para fazê-los sentir mais tarde e mais cruelmente o vazio dessas palavras.


Suportar as misérias da existência é a nossa prova. Existem várias modalidades de provas, mas por enquanto não vamos nos deter  nelas.

Em que consiste o nosso adiantamento? Em suportar as provas, de preferência agradecendo a Deus por elas. Logo, o suicida, aquele que se mata, é como se fosse alguém que simplesmente rasga, joga fora todo o roteiro que fora programado por ele mesmo, e que, cujas condições materiais ensejando oportunidade para se passar pelas provas foram criadas por Deus.

Por ora está bom.

Na próxima ocasião, iremos estudar o chamado suicídio “indireto” ou  “inconsciente”.

Espero contribuições de todos.

Abcs,

Renato
Título: Re: Por que o suicídio é maior crime?
Enviado por: Mourarego em 26 de Abril de 2010, 20:56
(continuação)

Examinemos agora  algumas questões sobre o suicídio em O Livro dos Espíritos

943 De onde vem o desgosto pela vida que se apodera de certos indivíduos sem motivos razoáveis?
– Efeito da ociosidade, da falta de fé e freqüentemente da satisfação plena de seus apetites e vontades, do tédio. Para aquele que exerce suas atividades com um objetivo útil e de acordo com suas aptidões naturais, o trabalho não tem nada de árido, e a vida escoa mais rapidamente.Suporta as contingências da vida com mais paciência e resignação quanto age tendo em vista uma felicidade mais sólida e mais durável que o espera.


O que leva ao  suicídio é o desgosto  pela  vida. Os Espíritos  nos ensinam que, o trabalho é uma maneira de explorar as nossas potencialidades em estado  de latência, o grão de mostarda, referido por Jesus, que está dentro de nós, e que é o Reino dos Cèus, ou seja, a felicidade interior. Logo se não exploramos as nossas potencialidades, oferecemos ensejo ao desânimo, ao assédio das entidades menos felizes, e, em cultivando pensamentos negativos e dela decorrendo a revolta sistemática, acaba levando muitas pessoas ao suicídio.
EU: Diga-se, o que leva NESTE CASO. Não em todos posto que esta é uma colocação apropriada ao que foi colocado.

944 O homem tem o direito de dispor de sua própria vida?
– Não, apenas Deus tem esse direito. O suicídio voluntário é uma transgressão dessa lei.



Sendo o Espírito “causa e efeito de si mesmo”, a única coisa que ele possui de real, são as suas aquisições intelecto-morais. Tudo o mais não lhe pertence e, não só está fora de si, como também não faz parte da sua natureza.
EU: O Espírito é efeito, a Causa é Deus. OI espírito não surge do  nada.
É assim, que, em destruindo  nosso corpo de carne, violamos as Leis de Deus, porque se foi Ele quem criou as condições materiais a fim de nos submetermos às provas às quais solicitamos e Ele permitiu, com que direito poderíamos “modificar essas condições” a nosso bel-prazer sendo que Deus é quem nos ofertou e preparou essas conjunturas a fim de passarmos pelas provas de que necessitamos para nosso adiantamento?


946 O que pensar do suicida que tem por objetivo escapar das misérias e decepções deste mundo?
– Pobres Espíritos, que não têm coragem de suportar as misérias da existência! Deus ajuda aqueles que sofrem, e não aos que não têm força nem coragem. As aflições da vida são provas ou expiações; felizes aqueles que as suportam sem queixas, porque serão recompensados! Infelizes, ao contrário, os que esperam sua salvação do que, na incredulidade deles, chamam de acaso ou sorte! O acaso ou a sorte, para me servir da vossa linguagem, podem, de fato, favorecê-los transitoriamente, mas é para fazê-los sentir mais tarde e mais cruelmente o vazio dessas palavras.


Suportar as misérias da existência é a nossa prova. Existem várias modalidades de provas, mas por enquanto não vamos nos deter  nelas.

Em que consiste o nosso adiantamento? Em suportar as provas, de preferência agradecendo a Deus por elas. Logo, o suicida, aquele que se mata, é como se fosse alguém que simplesmente rasga, joga fora todo o roteiro que fora programado por ele mesmo, e que, cujas condições materiais ensejando oportunidade para se passar pelas provas foram criadas por Deus.

Por ora está bom.

Na próxima ocasião, iremos estudar o chamado suicídio “indireto” ou  “inconsciente”.
EU: Estou ansioso e "ancioso" hehehe por este trecho!!!
Espero contribuições de todos.
abração,
Moura

Abcs,

Renato

Título: Re: Por que o suicídio é maior crime?
Enviado por: dim-dim em 26 de Abril de 2010, 20:59
Olá!

Se afastarmos a mente humana, ilusória e finita, não há morte nem suicídio.


2 Allan Kardec "

372 a É exato dizer que os órgãos não têm influência sobre as faculdades?

– Nunca dissemos que os órgãos não têm influência. Têm uma influência muito grande sobre a manifestação das faculdades; porém, não as produzem; (...)

376 Por que a loucura leva algumas vezes ao suicídio?

– O Espírito sofre com o constrangimento e a impossibilidade de se manifestar livremente, por isso procura na morte um meio de romper seus laços.



Namasté
Título: Re: Por que o suicídio é maior crime?
Enviado por: Renato_ em 26 de Abril de 2010, 21:05
Pois é Moura. Esse tópico aqui está ligado ao tópico "FUMO E PERISPÍRITO" hehehee

Por enquanto estamos falando ainda dos suicidas que se matam de uma vez só. Depois abordaremos a questão do suicídio indireto ou inconsciente.

______________________________

Mano dim-dim, valeu pela contribuição,

abçs,

Renato

Título: Re: Por que o suicídio é maior crime?
Enviado por: Haga em 26 de Abril de 2010, 22:58
Aqui vai um texto de Adilson Marques muito bem explicadinho sobre o assunto

http://www.forumespirita.net/fe/estudos-mensais/(estudo)-o-suicidio/msg33695/#msg33695 (http://www.forumespirita.net/fe/estudos-mensais/(estudo)-o-suicidio/msg33695/#msg33695)
Título: Re: Por que o suicídio é maior crime?
Enviado por: Renato_ em 26 de Abril de 2010, 23:13
Aqui vai um texto de Adilson Marques muito bem explicadinho sobre o assunto

http://www.forumespirita.net/fe/estudos-mensais/(estudo)-o-suicidio/msg33695/#msg33695 (http://www.forumespirita.net/fe/estudos-mensais/(estudo)-o-suicidio/msg33695/#msg33695)

Valeu Haga! Eu não participei desse estudo porque provavelmente não era membro do fórum ainda. Vou dar uma olhada.

Obrigado,

Renato


Título: Re: Por que o suicídio é maior crime?
Enviado por: Renato_ em 26 de Abril de 2010, 23:32
Aqui vai um texto de Adilson Marques muito bem explicadinho sobre o assunto

http://www.forumespirita.net/fe/estudos-mensais/(estudo)-o-suicidio/msg33695/#msg33695 (http://www.forumespirita.net/fe/estudos-mensais/(estudo)-o-suicidio/msg33695/#msg33695)

Valeu Haga! Eu não participei desse estudo porque provavelmente não era membro do fórum ainda. Vou dar uma olhada.

Obrigado,

Renato


Citar
Adilson Marques: Ou seja, há espíritos que escolhem como provação lutar contra o suicídio. Assim, sua consciência será, após a encarnação, bombardeada por sentimentos e pensamentos que deverá vencer. Obviamente que, para isso, a providência divina poderá utilizar espíritos ainda apegados ao egoísmo e ao orgulho para serem instrumentos dessa prova (questão 466).

Haga, terminei de ler o texto.

Extremamente controversa essa questão, porque quando lemos "Martírio dos suicidas", "Dramas da Obsessão" (Bezerra, Yvonne), "Párias em Redenção" (Victor Hugo/Divaldo) entre outros, nem sempre se aborda a questão de se saber se é  a primeira vez que a pessoa se suicida.

Por que alguém que nunca se suicidou anteriormente, vem a cometer o suicídio na vida atual?? Como Deus já sabia de antemão que ele iria cometer o suícidio? Mas esta resposta está  numa questão de O Livro dos Espíritos (felizmente):

269 O Espírito pode se enganar sobre a eficácia da prova que escolheu?

– Ele pode escolher uma que esteja acima de suas forças e, então, fracassar. Pode também escolher alguma que não lhe dê nenhum proveito, que resulte numa vida ociosa e inútil; mas, então, uma vez de volta ao mundo dos Espíritos, percebe que nada ganhou e pede para reparar o tempo perdido, numa outra encarnação.

Daí se explica que Deus já previra que este Espírito iriam sucumbir ante a prova. Mas daí a dizer, ou sugerir que Deus tenha preparado os meios pelos quais o Espírito iria escolher uma prova acima de suas forças, e desencarnar logo pela porta falsa do suicídio, é bastante controverso.

Já para o Espírito que se suicidou uma ou várias vezes, aí sim, ele pode escolher como prova resistir contra a tentação do suicídio, e nesse caso, obviamente que Deus poderá antever com precisão se o Espírito vai sucumbir ou não à tentação, uma vez que foi Ele (Deus) que criou os meios no mundo ilusório para o Espírito se submeter à prova. (estão vendo como eu estou começando a aprender com vocês?? [Haga, dim-dim, e principalmente Anton].

Se falei alguma besteira, por favor me corrijam,

abçs,

Renato

 
Título: Re: Por que o suicídio é maior crime?
Enviado por: Renato_ em 27 de Abril de 2010, 00:21
Olá Amigos!

Focando a pergunta-tema deste tópico, creio que o suicídio é considerado o maior dos crimes que o ser comete contra a Divindade porque dos fenômenos contrários à evolução é, talvez, o que mais danos cause.

De fato, enquanto no desencarne comum o desprendimento do corpo espiritual inicia-se por automatismo em um processo de liberação progressiva, partícula por partícula, no suicídio consciente, deliberado e realmente desejado é o corpo físico que deixa o corpo espiritual já que o desprendimento não se inicia automaticamente.

Por si só esse aspecto explica o horror experimentado pelo incauto suicida. As sensações do corpo espiritual são como "nervos expostos", sem a contraparte física, enquanto perdurar a reserva de fluido animalizado que o ser traz em si (daí dizer-se que a perturbação perdura pelo tempo de vida física que o suicida teria).

Acho que é por isso que é tido como o pior dos crimes. Ofende a Obra por contrariá-la com efeitos concretos.


Abraços!



Valeu pela contribuição, Marcão.

Eu mesmo não tinha pensado nessa questão, de que o corpo físico abandona primeiro o corpo espiritual. Muito interessante essa hipótese ou teoria que seja.

abçs,

Renato

Título: Re: Por que o suicídio é maior crime?
Enviado por: Diegas em 27 de Abril de 2010, 01:48
Citar
'...nunca consegui entender por que o suicídio é considerado o maior crime, a ponto de ser tido como uma revolta suprema contra Deus...'

Olá, Renato


Se for montada uma estatistica, a maioria dos que se suicidam são ateus ou não professam qualquer tipo de religião. Então, essa sua afirmativa de que o suicidio é 'uma revolta suprema contra Deus' carece de uma melhor análise. O suicídio é sim o maior crime que a pessoa comete contra ela mesma.


Abç
Título: Re: Por que o suicídio é maior crime?
Enviado por: Renato_ em 27 de Abril de 2010, 01:57
Citar
'...nunca consegui entender por que o suicídio é considerado o maior crime, a ponto de ser tido como uma revolta suprema contra Deus...'

Olá, Renato


Se for montada uma estatistica, a maioria dos que se suicidam são ateus ou não professam qualquer tipo de religião. Então, essa sua afirmativa de que o suicidio é 'uma revolta suprema contra Deus' carece de uma melhor análise. O suicídio é sim o maior crime que a pessoa comete contra ela mesma.


Abç

Salve Diegas!!! andou sumido hein!! seja (re) bem-vindo aos nossos eternos debates ;D

Acho que você, entretanto, não leu com atenção o intróito do tópico, porque do contrário teria notado por quê o suicídio pode ser considerado uma "revolta suprema contra Deus". Temos que ler nas entrelinhas. Para bom entendedor não é apenas uma palavra o bastante? Pois, não quis dizer com isso que se está a "atacar" a Deus, é apenas uma "suprema ingratidão" por parte do Espírito, e obviamente que, o maior crime perpetrado é contra ele mesmo.

Um abraço,

Renato

 
Título: Re: Por que o suicídio é maior crime?
Enviado por: Diegas em 27 de Abril de 2010, 01:59
Aqui vai um texto de Adilson Marques muito bem explicadinho sobre o assunto...'

Olá, Haga


Pai Joaquim de Angola e o Adilson Marques conquistaram muitos adeptos, principalmente pela internet, nessa tentativa deles em responsabilizar Deus por tudo de ruim que acontece no mundo. O pior é o Adilson criticar os espiritas nessa visão equívocada sobre Deus.



Abç
Título: Re: Por que o suicídio é maior crime?
Enviado por: Diegas em 27 de Abril de 2010, 02:09
'...Pois, não quis dizer com isso que se está a "atacar" a Deus, é apenas uma "suprema ingratidão" por parte do Espírito, e obviamente que, o maior crime perpetrado é contra ele mesmo...'

Olá, Renato

Deus está tão distante da precariedade humana que foge de qualquer cogitação imaginar que o Pai se ofende ou fica aborrecido por qualquer demonstração de ingratidão. Às vezes, BATE-ME UMA TREMENDA INVEJA, fico com a nitida impressão de que alguns foristas tem parte com o divino. Explico: falam ou explicam as coisas em nome Dele com a maior intimidade ou tranquilidade - sabem tudo do Criador, até as horas que acorda.


Abç
Título: Re: Por que o suicídio é maior crime?
Enviado por: Renato_ em 27 de Abril de 2010, 03:16
'...Pois, não quis dizer com isso que se está a "atacar" a Deus, é apenas uma "suprema ingratidão" por parte do Espírito, e obviamente que, o maior crime perpetrado é contra ele mesmo...'

Olá, Renato

Deus está tão distante da precariedade humana que foge de qualquer cogitação imaginar que o Pai se ofende ou fica aborrecido por qualquer demonstração de ingratidão. Às vezes, BATE-ME UMA TREMENDA INVEJA, fico com a nitida impressão de que alguns foristas tem parte com o divino. Explico: falam ou explicam as coisas em nome Dele com a maior intimidade ou tranquilidade - sabem tudo do Criador, até as horas que acorda.


Abç

:D Só você mesmo. Sabe que senti falta de você em nossos debates? Imagine um jogo de truco: você e o Atlante de um lado, e dim-dim e Anton Kiudero de outro.

A dupla Anton/dim-dim sempre está com o casal preto (zap e espadilha), ou então casal vermelho (sete copas e "pica-fumo"), mas ainda assim, vocês corajosamente, muitas vezes com 2 três e um às, nas mãos, gritam truco! e eles pedem Seis!, e vocês chamam nove, e aí eles correm...não porque estão com medo - porque eles estão bem de cartas, mas é que se gritar 12! o jogo acaba, e o jogo não pode acabar. Citando de novo Pascal, o que seria de um rei sem os divertimentos que a côrte lhe proporcionam? Diz Pascal: seria mais infeliz do que o mais ínfimo dos seus súditos!

Bom, eu acho tudo muito divertido, como eu sempre costumo dizer, e é um prazer debater e aprender com todos aqui.

Mas, afora  esse  off topic, voltemos ao tema do tópico.

Ou em outras palavras... continuemos...

Abçs,

Renato

 
Título: Re: Por que o suicídio é maior crime?
Enviado por: Fofaa em 27 de Abril de 2010, 03:35

Algumas máximas do espiritismo para o caso de suicídio:

*As penas são proporcionais à consciência que o culpado tem das faltas que comete.

*Não se pode chamar de suicida aquele que devidamente se expõe à morte para salvar o seu semelhante.

*O louco que se mata não sabe o que faz.

*As mulheres que, em certos países, voluntariamente se matam sobre os corpos de seus maridos, obedecem a um preconceito, e geralmente o fazem mais pela força do que pela própria vontade. Acreditam cumprir um dever, o que não é característica do suicídio. Encontram desculpa na nulidade moral que as caracteriza, em a sua maioria, e na ignorância em que se acham.

*Os que hajam conduzido/induzido alguém a se matar terão de responder por assassinato, perante as Leis de Deus.

*Aquele que se suicida vítima das paixões é um suicida moral, duplamente culpado, pois há nele falta de coragem e bestialidade, acrescidas do esquecimento de Deus.

*O suicídio mais severamente punido é aquele que é o resultado do desespero, que visa a redenção das misérias terrenas.

Em O Livro dos Espíritos, de Allan Kardec, lê-se que “as conseqüências do suicídio são muito diversas: não há penas fixadas e, em todos os casos, são sempre relativas às causas que o provocaram. Mas uma conseqüência à qual o suicida não pode fugir é o desapontamento. De resto, a sorte não é a mesma para todos: depende das circunstâncias. Alguns expiam sua falta imediatamente, outros em uma nova existência que será pior que aquela da qual interromperam o curso”.

Título: Re: Por que o suicídio é maior crime?
Enviado por: Renato_ em 27 de Abril de 2010, 04:11

*As mulheres que, em certos países, voluntariamente se matam sobre os corpos de seus maridos, obedecem a um preconceito, e geralmente o fazem mais pela força do que pela própria vontade. Acreditam cumprir um dever, o que não é característica do suicídio. Encontram desculpa na nulidade moral que as caracteriza, em a sua maioria, e na ignorância em que se acham.


Olá Fofaa, aondou sumida hein lindona!!! tirou férias do fórum foi?? rs

Muito obrigado pela contribuição.

Esse trecho aí acima não configuraria suicídio por que exatamente?? O que me parece é tratar-se apenas de um "suicídio menos culpável", em q haveria uma série de atenuantes.

Até mais,

Renato

 
Título: Re: Por que o suicídio é maior crime?
Enviado por: Hebe M C em 27 de Abril de 2010, 05:37
VBoa Noite a todos,
Vai  ai um copy cole como voces falam que aborda bem o assunto.

Dar fim à própria vida, abrir mão de todas as possibilidades, por uma possível paz, é o caminho que muitos seguem, de forma consciente ou não; mas, ao invés de se mostrar uma solução, transforma-se num longo caminho de dor, sofrimento e libertação.

Francisco Aranda Gabilan

Matéria extraída do seu livro Entre o Pecado e a Evolução

É impressionante e até mesmo perguntas aterrador que tenhamos que chamar de “atual” o tema relativo ao suicídio, seja voluntário, seja indireto. Mas, lastimavelmente, é atual mesmo: é um mal crescente, atingindo toda humanidade.

Sua ocorrência sempre foi constante, desde o passado remoto e em todos os segmentos sociais e étnicos, até mesmo, crianças. Existem relatos de suicídios, tanto individuais, quanto coletivos, em várias culturas indígenas.

Daí a sua atualidade. Aliás, não é por outra razão que o assunto tem sido objeto de preocupação de antropólogos, sociólogos, médicos, psiquiatras, psicólogos, enfim de todos os ramos de ciência do Ser – e obviamente, dos Espíritas, sempre atentos às chagas da humanidade.

É exemplo disso o número de palestras, debates e artigos que solicitam aos espíritas sobre o assunto, incluindo o número de que sempre surgem sobre o mesmo tema. Vale dizer, numa palavra: se há perguntas, é porque o tema necessita de ampla abordagem.


1. Como os Espíritos e o Espiritismo consideram o suicídio?

R: Usando unicamente os ensinos dos Espíritos constantes da Codificação, o suicídio é tido como um crime aos olhos de Deus (Céu e Inferno, cap. 5), e que importa numa transgressão da Lei Divina (Livro dos Espíritos, pergunta 944) e constitui sempre uma falta de resignação e submissão à vontade do Criador (idem, perg. 953-a). Desse modo, “jamais o homem tem o direito de dispor da vida, porquanto só a Deus cabe retirá-lo do cativeiro da Terra, quando o julgue oportuno. O suicida é qual o prisioneiro que se evade da prisão, antes de cumprida a pena; quando preso de novo, é mais severamente tratado. O mesmo se dá com o suicida que julga escapar às misérias do presente e mergulha em desgraças maiores” (Evangelho Segundo o Espiritismo, cap XXVII, item 71)


2. Por que os Espíritos tratam desse assunto com certa constância?^

R: Primeiramente, como já afirmamos, porque ele é tema sempre atual, pois que o suicídio tem sido marca constante de nossa civilização; segundo, que é o mais importante: a doutrina dos Espíritos, tem um caráter consolador absoluto: através do fato mediúnico (no dizer do cultíssimo Herculano Pires, o fato mediúnico é literalmente uma segunda ressurreição) o espírito volta à carne, não a que deixou no túmulo, mas a do médium que lhe oferece, num gesto de amor, a oportunidade de retorno aos corações que deixou no mundo (Mediunidade, cap 5), é permitido que os próprios suicidas venham dizer-nos que eles não morreram e afirmam que não só não solucionaram o problema que os levou ao ato extremo, como ainda estão “vivos” e, de quebra, com dois problemas: o antigo e o novo, gerado pela violação das leis da Vida. Assim, o Espiritismo trabalha preventivamente para que as pessoas saibam das responsabilidades em praticar atos que possam agravar sua situação futura e não para condená-las ao martírio eterno.


Título: Re: Por que o suicídio é maior crime?
Enviado por: Hebe M C em 27 de Abril de 2010, 05:39
3. Quais as causas que levam o Ser ao suicídio?

R: A incredulidade, a falta de fé, a dúvida, as idéias materialistas. Em suma, crer que o Nada é o futuro, como se o Nada pudesse oferecer consolação, como se fosse remédio para supostamente abreviar o sofrimento, crença que, na verdade, se constitui em covardia moral.


4. Quais as conseqüências do suicídio para o Espírito?

R: Em primeiro lugar, é preciso aclarar-se que o suicídio não apaga a falta cometida, mas, ao contrário, em vez de uma haverá duas; em segundo, que o Espírito, quando se dá conta do ato cometido, constata que nada valeu, ficando literalmente desapontado com os efeitos obtidos e que não eram os buscados, pois se certifica que a vida não se extinguiu e que continua mais real que nunca. Terceiro, e que é bastante doloroso, o suicídio agrava todos os sofrimentos: “depois de prolongados suplícios, nas regiões purgatórias, freqüentemente, após diversas tentativas frustradas de renascimento, readquirem o corpo de carne, mas transportam neles deficiências do corpo espiritual, cuja harmonia desajustaram. Nessa fase, exibem cérebros retardados ou moléstias nervosas obscuras”, segundo Emmanuel em Leis de Amor, capitulo VI.


5. Então, não há esperança de recuperação para o suicida?

R: Claro que há – total! Deus é Amor e Ele outorga a todas as Criaturas a maior expressão da Sua Bondade Infinita: a possibilidade de os Seres evoluírem sempre, incessantemente; permite que as existências se sucedam ofertando as oportunidades infinitas de reajuste e reforma; e isso é possível através do mais efetivo veiculo da Lei de Evolução: a reencarnação.

Portanto, os familiares do suicida de ontem ou de hoje não se exasperem, ao contrário, mantenham viva a esperança de que é possível a remissão das faltas e que o Pai de Misericórdia propiciará os meios de fazer com que o próprio autor do ato extremo se reconheça Espírito Eterno e indestrutível, e que a calma, a resignação e a fé serão os mais seguros preservativos contra as idéias autodestrutivas. Não será demais que se lhes repita: Deus é Bondade Infinita e, portanto, não permite que Suas Criaturas sofram indefinidamente e que esse sofrimento poderá ser abreviado mais rapidamente mercê de orações sinceras e cheias de amor de todos quantos querem que se restabeleça o Bem.

Notas: (Revista Espiritismo e Ciência 11, páginas 06-08)

Título: Re: Por que o suicídio é maior crime?
Enviado por: Renato_ em 27 de Abril de 2010, 06:26
VBoa Noite a todos,
Vai  ai um copy cole como voces falam que aborda bem o assunto.


:D hehehee pra variar né???

Vocês sabem que eu não sou de fazer copy-coles, mas duvido que tem algum aqui no fórum que supere esse meu: http://www.forumespirita.net/fe/a-genese/historia-da-civilizacao-a-luz-do-espiritismo-por-joao-o-evangelista/msg103312/#new (http://www.forumespirita.net/fe/a-genese/historia-da-civilizacao-a-luz-do-espiritismo-por-joao-o-evangelista/msg103312/#new) (tratem de ler hein!! porque para os amigos é costume se ofertar aquilo que a gente tem de melhor)

A sério agora, Hebe, valeu mesmo pela contribuição. Vou ler amanhã somente todavia, porque agora tenho que ir dormir.

Um abraço ,

Renato

 
Título: Re: Por que o suicídio é maior crime?
Enviado por: Haga em 27 de Abril de 2010, 09:09
Aqui vai um texto de Adilson Marques muito bem explicadinho sobre o assunto...'

Olá, Haga


Pai Joaquim de Angola e o Adilson Marques conquistaram muitos adeptos, principalmente pela internet, nessa tentativa deles em responsabilizar Deus por tudo de ruim que acontece no mundo. O pior é o Adilson criticar os espiritas nessa visão equívocada sobre Deus.



Abç

Não entendo as suas respostas, dá impressão que não é espirita/espiritualista e nunca ouviu falar de acção e reação e do carma.

Deus não é responsavel pelo que nos acontece, mas dá  de acordo com o nosso merecimento. Quem semeia intenções negativas recebe acções de Deus de acordo com essas intençoes,não como castigo mas para mostrar ao espírito que ele está desviado do amor. No dia em que só semearmos amor Deus não mais precisará de criar as tais situaçoes "ruins" que vc diz que ele não cria.
Título: Re: Por que o suicídio é maior crime?
Enviado por: Anton Kiudero em 27 de Abril de 2010, 11:19

Deus está tão distante da precariedade humana que foge de qualquer cogitação imaginar que o Pai se ofende ou fica aborrecido por qualquer demonstração de ingratidão. Às vezes, BATE-ME UMA TREMENDA INVEJA, fico com a nitida impressão de que alguns foristas tem parte com o divino. Explico: falam ou explicam as coisas em nome Dele com a maior intimidade ou tranquilidade - sabem tudo do Criador, até as horas que acorda.

Deus dorme?
Título: Re: Por que o suicídio é maior crime?
Enviado por: Fofaa em 27 de Abril de 2010, 12:33
Querido Renato!!!!
Férias???? Eu??? Nada disso. Feriado, casa sempre cheia e muita ocupação... rsrsrsrs

Olha, pra Deus, o que de fato vale é a intenção, certo?
Julgar uma coisa e outra é um pouco complicado.
No trecho que vc teve a dúvida:
*As mulheres que, em certos países, voluntariamente se matam sobre os corpos de seus maridos, obedecem a um preconceito, e geralmente o fazem mais pela força do que pela própria vontade. Acreditam cumprir um dever, o que não é característica do suicídio. Encontram desculpa na nulidade moral que as caracteriza, em a sua maioria, e na ignorância em que se acham.  

A ignorância, lhe protege de muita coisa.
Quanto mais se sabe, mais será cobrado.
Não se descarta o ato (suicídio), mas com certeza, Deus leva em conta o que levou a praticar tal ato. Se você faz uma coisa, acreditando ser aquilo o certo, pela falta de conhecimento das consequências do que aquilo vai trazer, claro que entra aí a Misericordia Divina.
Me corrija se eu estiver errada.

Beijos na alma
Título: Re: Por que o suicídio é maior crime?
Enviado por: Diegas em 27 de Abril de 2010, 12:44
Não entendo as suas respostas, dá impressão que não é espirita/espiritualista e nunca ouviu falar de acção e reação e do carma.


Olá, Haga


Não há complicador algum.

Aliás, a Doutrina Espirita foi planejada pela Espiritualidade, de modo a alcançar todos os cerebros. Não é necessário uma formação acadêmica para compreendê-la. Suficiente colocar-se à disposição do aprendizado, ler com os olhos da alma e sentí-la no coração.


Citar
Deus não é responsavel pelo que nos acontece, mas dá  de acordo com o nosso merecimento.


O pedir vai além do pensar e falar, do ritual-gestual de ajoelhar e orar. O recebimento está dentro de cada um, na maneira como lidamos com a nossa existencia de encarnado ou desencarnado, em conformidade com as nossas ações: nas relações com o proximo, com a Natureza e com Deus. Dentro do preceito 'A cada um será dado conforme as suas obras'.

A problemática dos seguidores dessa filosofia pai-joaquiniana é enxergar em tudo a causa primeira de todas as coisas. É muito comum vê-los substituindo Deus por suas leis e/ou divinizando as ações humanas.


Suas palavras atestam essa filosofia:

Citar
'...Deus não mais precisará de criar as tais situaçoes "ruins"...'

Situações ruins ou boas somos quem criamos. Deus está tão atarefado em administrar o Universo que não pesa a Ele, neste momento, a tarefa de teclar por mim, ou se pulo do 18.º andar do meu edificio.




Abç
Título: Re: Por que o suicídio é maior crime?
Enviado por: Fofaa em 27 de Abril de 2010, 12:58
Muito bom Diegas!!!!
Concordo em tudo que você disse.

Abraços!
Título: Re: Por que o suicídio é maior crime?
Enviado por: Diegas em 27 de Abril de 2010, 13:00
Deus dorme?

Olá Anton

Não sei, mas há foristas que sofrem disturbios da realidade.



Abç
Título: Re: Por que o suicídio é maior crime?
Enviado por: Fofaa em 27 de Abril de 2010, 13:50
kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk ;D
Ai, ai, ai... nós quem precisamos acordar.
Título: Re: Por que o suicídio é maior crime?
Enviado por: Anton Kiudero em 27 de Abril de 2010, 14:01
O pedir vai além do pensar e falar, do ritual-gestual de ajoelhar e orar. O recebimento está dentro de cada um, na maneira como lidamos com a nossa existencia de encarnado ou desencarnado, em conformidade com as nossas ações: nas relações com o proximo, com a Natureza e com Deus. Dentro do preceito 'A cada um será dado conforme as suas obras'.

A problemática dos seguidores dessa filosofia pai-joaquiniana é enxergar em tudo a causa primeira de todas as coisas. É muito comum vê-los substituindo Deus por suas leis e/ou divinizando as ações humanas.

As unicas ações do espirito são as suas intenções ou o sentir. As ações materiais são realizadas pelo ego e são as provas do espirito por ele solicitadas.

A primeira informação dada pelos espiritos no LE é a que Deus é a causa primaria de todas as coisas. portanto as que nos (ao ego) agradam como as que nos desagradam.

Situações ruins ou boas somos quem criamos. Deus está tão atarefado em administrar o Universo que não pesa a Ele, neste momento, a tarefa de teclar por mim, ou se pulo do 18.º andar do meu edificio.

Então para voce Deus não é unico, ja que voce afirma poder criar livremente.
Não é o que ensina o LE. Estude a #001 e a #963
Título: Re: Por que o suicídio é maior crime?
Enviado por: Renato_ em 27 de Abril de 2010, 15:16
Querido Renato!!!!

1- Olha, pra Deus, o que de fato vale é a intenção, certo?

2- Não se descarta o ato (suicídio), mas com certeza, Deus leva em conta o que levou a praticar tal ato. Se você faz uma coisa, acreditando ser aquilo o certo, pela falta de conhecimento das consequências do que aquilo vai trazer, claro que entra aí a Misericordia Divina.
Me corrija se eu estiver errada.

Beijos na alma


Olá Fofaa.

1- Certíssimo.

2- Não há nada o que corrigir, você está correta e eu concordo exatamente com o que disse.

abçs,

Renato

 
Título: Re: Por que o suicídio é maior crime?
Enviado por: Renato_ em 27 de Abril de 2010, 15:21
Muito bom Diegas!!!!
Concordo em tudo que você disse.

Abraços!


Isso aqui é fogo meu!!! rs

Minha cara Fofaa, você que é "semi-novata" por aqui vá se acostumando que é assim mesmo.

Nos diversos tópicos você encontrará essas mesmas personagens, "Espíritos Humanizados", com seus egos debatendo - não é o Espírito que debate, é o ego (segundo eles)

abc,

Renato

Título: Re: Por que o suicídio é maior crime?
Enviado por: Diegas em 27 de Abril de 2010, 15:36
As unicas ações do espirito são as suas intenções ou o sentir. As ações materiais são realizadas pelo ego e são as provas do espirito por ele solicitadas.


Olá, Anton


Está mais do que provado (até colocado numa fórmula matemática de Einstein) que a matéria, seja em qual estado vibratório se apresente - condensada ou quintessenciada - é energia transformada.

Então, por que a redundância em escrever ação material ? Uma ação é uma ação, seja aqui no plano material ou em qualquer outra dimensão.  
 
Citar
A primeira informação dada pelos espiritos no LE é a que Deus é a causa primaria de todas as coisas. portanto as que nos (ao ego) agradam como as que nos desagradam.

Correto: Deus é a causa primeira de todas as coisas. Mas, vira-e-mexe, confundem/trocam o efeito pela causa, misturam suas leis com Ele proprio.


Citar
Então para voce Deus não é unico, ja que voce afirma poder criar livremente.
Não é o que ensina o LE. Estude a #001 e a #963


Vamos conjugar o verbo 'criar' no Presente do Indicativo, já que a regência permite ser conjugado:

Eu crio
Tu crias
Ele cria
Nós criamos
Vós criais
Eles criam


Qual a impossibilidade de criar = transformar as coisas ?


Obvio que eu, voce, as torcidas do Flamengo e do Corinthians, não podem querer comparar esse nosso poder de transformar as coisas com a criatividade do Pai,  que é o criador primeiro de todas as coisas boas.

--------

Citar
963 Deus se ocupa pessoalmente de cada homem? Ele não é muito grande e nós muito pequenos para que cada indivíduo em particular tenha alguma importância aos seus olhos ?

– Deus se ocupa de todos os seres que criou, por menores que sejam; nada é muito pequeno para sua bondade.


Os espiritos não afirmam que Deus cuida pessoalmente de cada um de nós. Deus colocou leis (da Fisica, Quimica, Moral...) que disciplinam e orientam-nos o correto caminho a seguir, tal como lemos na questão seguinte:


Citar
964 Deus tem necessidade de se ocupar de cada um de nossos atos para nos recompensar ou punir, e a maioria desses atos não são insignificantes para ele?

– Deus tem Suas leis que regem todas as vossas ações. Quando há violação da lei, a falta é vossa. Sem dúvida, quando um homem comete um excesso, Deus não pronuncia um julgamento contra ele, para dizer, por exemplo: “Foste guloso, vou te punir”. Porém, traçou um limite; as doenças e, freqüentemente, a morte, são conseqüências dos excessos: eis a punição; ela é o resultado da infração à lei. O mesmo acontece com todas as coisas.




Abç
Título: Re: Por que o suicídio é maior crime?
Enviado por: Anton Kiudero em 27 de Abril de 2010, 15:42
Diegas, não é meu proposito convencer a ninguem de coisa alguma. Apenas aponto aqui e ali algumas contradições nos pensamentos para que cada um possa se ajudar a encontrar o seu caminho.

Mas se voce prefere encontrar justificativas para as suas contradições, continue assim e seja feliz. Dia vira, isto sem a menor sombra de duvida, quando voce revertera este processo e desejara faze-lo muito rapidamente.
Título: Re: Por que o suicídio é maior crime?
Enviado por: Renato_ em 27 de Abril de 2010, 15:43

1- A primeira informação dada pelos espiritos no LE é a que Deus é a causa primaria de todas as coisas. portanto as que nos (ao ego) agradam como as que nos desagradam.



2- Então para voce Deus não é unico, ja que voce afirma poder criar livremente.
Não é o que ensina o LE. Estude a #001 e a #963


Olá Anton.

1- Penso que a questão no. 1 de O Livro dos Espíritos não pode ser utilizada para justificar a criação dos meios materiais e circunstâncias, por Deus, pelos quais o Espírito se submeterá ao gênero de provas escolhido.  "Deus é a causa primária de todas as coisas", traz um sentido vago, e genérico. Como é que então, são criados os meios pelos quais o Espíritos se submeterá às provas. Esta questão está no Livro dos Espíritos: "os homens sendo maus, se punem uns aos outros, e é aí que está a Justiça de Deus". A coisa então, funciona meio que de modo "automático", sem que Deus interfira diretamente ok? Mas é lógico que você fez a sua colocação de um ponto de vista genérico, e desse modo, Deus como causa primária de todas as coisas, obviamente que, de maneira indireta seria o criador das condições através das quais o Espírito se submeterá ao gênero de provas escolhido.

Vamos imaginar o seguinte - relembrando a metáfora do empresário rico e Deus: que, Deus sendo a causa primária, há outras causas secundárias, que vêm depois dele, e que são precisamente a tarefa que os Espíritos elevados cumpre no tangente a auxiliar os menos elevados. Concorda com isso?

2- Mesma coisa. A questão 963 diz que Deus se ocupa indistintamente com todos os seres que criou. Mas para isso, se utiliza dos Espíritos puros e superiores, da mesma maneira que o empresário rico não precisa dar um ordem ao faxineiro da empresa para que faça a limpeza, pois que, há outros encarregados de o fazê-lo. E nem poderia ser de outro modo. Acreditar que Deus faz tudo de maneira direta, seria relegar aos Espíritos uma posição de inutilidade no quadro de incrementar a Obra  Divina.

E, lembrando: Deus crea, é o único criador enquanto causalidade primária. Mas os Espíritos são co-criadores, criam a partir de algo que já está creado, a partir dos Arquétipos Divinos, assim com um carpinteiro cria uma mesa, a partir da madeira já existente (matéria) e o arquétipo físico-matemático já existente (dimensões da mesa, medidas matemáticas, grau de dureza da maderia e etc).

Será que estamos de acordo nesse ponto??

Um abraço,

Renato
 
Título: Re: Por que o suicídio é maior crime?
Enviado por: Hebe M C em 27 de Abril de 2010, 15:47
VBoa Noite a todos,
Vai  ai um copy cole como voces falam que aborda bem o assunto.


:D hehehee pra variar né???

Vocês sabem que eu não sou de fazer copy-coles, mas duvido que tem algum aqui no fórum que supere esse meu: http://www.forumespirita.net/fe/a-genese/historia-da-civilizacao-a-luz-do-espiritismo-por-joao-o-evangelista/msg103312/#new (http://www.forumespirita.net/fe/a-genese/historia-da-civilizacao-a-luz-do-espiritismo-por-joao-o-evangelista/msg103312/#new) (tratem de ler hein!! porque para os amigos é costume se ofertar aquilo que a gente tem de melhor)

A sério agora, Hebe, valeu mesmo pela contribuição. Vou ler amanhã somente todavia, porque agora tenho que ir dormir.

Um abraço ,

Renato, j

 
Bom dia Renato e todos os amigos,
Já vi eu seu copy colão e estou lendo, cheguei na metade  porque estava sem sono. Estou gostando muito.
CARA,isso que é um copy cole mas está valendo a pena recomendo a todos lerem.
Um abraço
Hebe
Título: Re: Por que o suicídio é maior crime?
Enviado por: Renato_ em 27 de Abril de 2010, 15:50

Qual a impossibilidade de criar = transformar as coisas ?


Obvio que eu, voce, as torcidas do Flamengo e do Corinthians, não podem querer comparar esse nosso poder de transformar as coisas com a criatividade do Pai,  que é o criador primeiro de todas as coisas boas.[/color]

--------

Citar
963 Deus se ocupa pessoalmente de cada homem? Ele não é muito grande e nós muito pequenos para que cada indivíduo em particular tenha alguma importância aos seus olhos ?

– Deus se ocupa de todos os seres que criou, por menores que sejam; nada é muito pequeno para sua bondade.


Os espiritos não afirmam que Deus cuida pessoalmente de cada um de nós. Deus colocou leis (da Fisica, Quimica, Moral...) que disciplinam e orientam-nos o correto caminho a seguir, tal como lemos na questão seguinte:


Citar
964 Deus tem necessidade de se ocupar de cada um de nossos atos para nos recompensar ou punir, e a maioria desses atos não são insignificantes para ele?

– Deus tem Suas leis que regem todas as vossas ações. Quando há violação da lei, a falta é vossa. Sem dúvida, quando um homem comete um excesso, Deus não pronuncia um julgamento contra ele, para dizer, por exemplo: “Foste guloso, vou te punir”. Porém, traçou um limite; as doenças e, freqüentemente, a morte, são conseqüências dos excessos: eis a punição; ela é o resultado da infração à lei. O mesmo acontece com todas as coisas.




Abç

Mandou bem essa parte, Diegas,

Abçs,  

Renato

Título: Re: Por que o suicídio é maior crime?
Enviado por: Renato_ em 27 de Abril de 2010, 15:58
VBoa Noite a todos,
Vai  ai um copy cole como voces falam que aborda bem o assunto.


:D hehehee pra variar né???

Vocês sabem que eu não sou de fazer copy-coles, mas duvido que tem algum aqui no fórum que supere esse meu: http://www.forumespirita.net/fe/a-genese/historia-da-civilizacao-a-luz-do-espiritismo-por-joao-o-evangelista/msg103312/#new (http://www.forumespirita.net/fe/a-genese/historia-da-civilizacao-a-luz-do-espiritismo-por-joao-o-evangelista/msg103312/#new) (tratem de ler hein!! porque para os amigos é costume se ofertar aquilo que a gente tem de melhor)

A sério agora, Hebe, valeu mesmo pela contribuição. Vou ler amanhã somente todavia, porque agora tenho que ir dormir.

Um abraço ,

Renato, j

 
Bom dia Renato e todos os amigos,
Já vi eu seu copy colão e estou lendo, cheguei na metade  porque estava sem sono. Estou gostando muito.
CARA,isso que é um copy cole mas está valendo a pena recomendo a todos lerem.
Um abraço
Hebe


Obrigado Hebe. Para você ver que eu tenho bom gosto quando se trata de selecionar o que ler em Doutrina Espírita :D (pouco modesto né? ;D)

Aquela comunicação do Espírito João, o Evangelista é tão fantástica, que quando eu li pela primeira vez, foi um grande viagem. E depois, reli mais umas 30 vezes. Eu fui inspirado pelo meu Espírito Protetor a comprar esse livro, "Roma e o Evangelho", porque, devido ao título, e ao fato de ter sido publicado por um ex padre católico, ele  passa despercebido pela maioria dos Espíritas.

Pela grandeza da comunição, pela grande  sabedoria das colocações, e também pelo conhecimento exarado, percebe-se que a comunicação não é apócrifa.

Durante a leitura, você vai reparar também que, às vezes é o Espírito Lammenais  que fala, se não me engano.

Você vai ver na hora em que chegar na parte em que ele começa a dizer umas verdades àquilo que ele chama de "igreja pequena".

Fico feliz que está lendo e está gostando.

Boa  leitura,

abçs,


Renato

 
Título: Re: Por que o suicídio é maior crime?
Enviado por: Renato_ em 27 de Abril de 2010, 16:01
Diegas, não é meu proposito convencer a ninguem de coisa alguma. Apenas aponto aqui e ali algumas contradições nos pensamentos para que cada um possa se ajudar a encontrar o seu caminho.

Mas se voce prefere encontrar justificativas para as suas contradições, continue assim e seja feliz. Dia vira, isto sem a menor sombra de duvida, quando voce revertera este processo e desejara faze-lo muito rapidamente.

Que tal apontar essas contradições, para proveito de todos??

abçs,

Renato

Título: Re: Por que o suicídio é maior crime?
Enviado por: Renato_ em 27 de Abril de 2010, 16:16

Citar
Adilson Marques: Ou seja, há espíritos que escolhem como provação lutar contra o suicídio. Assim, sua consciência será, após a encarnação, bombardeada por sentimentos e pensamentos que deverá vencer. Obviamente que, para isso, a providência divina poderá utilizar espíritos ainda apegados ao egoísmo e ao orgulho para serem instrumentos dessa prova (questão 466).

Haga, terminei de ler o texto.

Extremamente controversa essa questão, porque quando lemos "Martírio dos suicidas", "Dramas da Obsessão" (Bezerra, Yvonne), "Párias em Redenção" (Victor Hugo/Divaldo) entre outros, nem sempre se aborda a questão de se saber se é  a primeira vez que a pessoa se suicida.

Por que alguém que nunca se suicidou anteriormente, vem a cometer o suicídio na vida atual?? Como Deus já sabia de antemão que ele iria cometer o suícidio? Mas esta resposta está  numa questão de O Livro dos Espíritos (felizmente):

269 O Espírito pode se enganar sobre a eficácia da prova que escolheu?

– Ele pode escolher uma que esteja acima de suas forças e, então, fracassar. Pode também escolher alguma que não lhe dê nenhum proveito, que resulte numa vida ociosa e inútil; mas, então, uma vez de volta ao mundo dos Espíritos, percebe que nada ganhou e pede para reparar o tempo perdido, numa outra encarnação.

Daí se explica que Deus já previra que este Espírito iriam sucumbir ante a prova. Mas daí a dizer, ou sugerir que Deus tenha preparado os meios pelos quais o Espírito iria escolher uma prova acima de suas forças, e desencarnar logo pela porta falsa do suicídio, é bastante controverso.

Já para o Espírito que se suicidou uma ou várias vezes, aí sim, ele pode escolher como prova resistir contra a tentação do suicídio, e nesse caso, obviamente que Deus poderá antever com precisão se o Espírito vai sucumbir ou não à tentação, uma vez que foi Ele (Deus) que criou os meios no mundo ilusório para o Espírito se submeter à prova. (estão vendo como eu estou começando a aprender com vocês?? [Haga, dim-dim, e principalmente Anton].

Se falei alguma besteira, por favor me corrijam,

abçs,

Renato

 


Olá Haga, você esteve por aqui, e não respondeu às questões que eu coloquei, particularmente a que está destacada em negrito no meu texto acima...

Colocando a questão novamente: Por que Deus iria selecionar Espíritos orgulhosos e egoístas que nunca houveram cometido suícidio, e em criando os meios  materiais  e as conjunturas no mundo físico ou ilusório, iria permitir que o Espírito escolhesse como prova o suicídio, uma  vez que ele nunca houvera se suicidado antes?? e não só isso. Se o Espírito nunca houvera se suicidado antes, como é que Deus saberia de antemão que ele iria sucumbir, como Espírito orgulhoso e egoísta, justamente na prova do suicídio??

Ora, se o Espírito é orgulho e egoísta, e se ele nunca se suicidara anteriormente, em outras vidas, por qual razão Deus iria permitir que ele escolhesse como gênero de provas o suicídio, já que, para combater esse egoísmo e orgulho outras provas mais "tranqüilas" seriam o bastante?? Por que Deus criaria os meios e as situações para o Espírito que nunca se suicidara, a fim dele cumprir uma prova que é necessária para o seu adiantamento moral ??


No caso do Espírito que já se suicidou sim, mas no caso de um Espírito que nunca se suicidara, me parece estranho ....


Se me afigura, pois, que alguma coisa não se concatena nesse raciocínio seu...


Poderias elucidar melhor essa questão??/


Um abraço,


Renato


 
Título: Re: Por que o suicídio é maior crime?
Enviado por: dim-dim em 27 de Abril de 2010, 17:22

Olá!

Enquanto os mini-deuses, homens, pensarem que têm um espírito não chegam lá, ficam estacionários na ilusão e no sofrimento. Sem compreensão.

Quando souberem que são simplesmente um instrumento senciente de uma consciência, já lá estão. Mas não adianta decorar estas coisas, tem que nascer da consciência, como uma sensação de saber.


Namasté
Título: Re: Por que o suicídio é maior crime?
Enviado por: Chris Rea em 27 de Abril de 2010, 17:29

Olá!

Enquanto os mini-deuses, homens, pensarem que têm um espírito não chegam lá, ficam estacionários na ilusão e no sofrimento. Sem compreensão.

Quando souberem que são simplesmente um instrumento senciente de uma consciência, já lá estão. Mas não adianta decorar estas coisas, tem que nascer da consciência, como uma sensação de saber.


Namasté

Olá,

Homens = Deuses em miniatura porquanto possuem em si todos os atributos de Deus em fase latente!

Abçs
Título: Re: Por que o suicídio é maior crime?
Enviado por: dim-dim em 27 de Abril de 2010, 17:37

Homens = Deuses em miniatura porquanto possuem em si todos os atributos de Deus em fase latente!


Não existem homens, isso é ilusão dos nomes e das formas.


Namasté
Título: Re: Por que o suicídio é maior crime?
Enviado por: Hebe M C em 27 de Abril de 2010, 18:01
Boa tarde Dim Dim,
Fala tanto da ilusão....
Que nome dariamos a nós já que segundo você , "não temos espíritos simplesmente um instrumento senciente de uma consciência".
Poderia explicar melhor com suas palavras sem copy-cole e abordando o tema suicidio se possivel?
Como você encara o suicidio, o que acontece com "um instrumento senciente de uma consciência"?
Título: Re: Por que o suicídio é maior crime?
Enviado por: Chris Rea em 27 de Abril de 2010, 18:09

Homens = Deuses em miniatura porquanto possuem em si todos os atributos de Deus em fase latente!


Não existem homens, isso é ilusão dos nomes e das formas.


Namasté

Olá,

Por mim tudo bem ... isto é, desde que hajam mulheres ... :D

Abçs
Título: Re: Por que o suicídio é maior crime?
Enviado por: dim-dim em 27 de Abril de 2010, 18:41
Boa tarde Dim Dim,
Fala tanto da ilusão....
Que nome dariamos a nós já que segundo você , "não temos espíritos simplesmente um instrumento senciente de uma consciência".
Poderia explicar melhor com suas palavras sem copy-cole e abordando o tema suicidio se possivel?
Como você encara o suicidio, o que acontece com "um instrumento senciente de uma consciência"?

Nós somos instrumentos sencientes de consciências, espíritos,  que se forma nas emanações de Deus, também elas sencientes. Somos extensões de Deus para sentir.

Deus é a inteligência suprema e a causa primária de TODAS as coisas, nós, a amiga Hebe, o dim-dim e tudo o que existe são efeitos de Deus.

Efeitos são impressões, sensações, nada mais. Por isso não há homens nem suicídio. Quando Deus decide apaga a luz e termina o filme que o espírito estava a ver.


Namasté
Título: Re: Por que o suicídio é maior crime?
Enviado por: Renato_ em 27 de Abril de 2010, 18:59

1- Nós somos instrumentos sencientes de consciências, espíritos

2- que se forma nas emanações de Deus, também elas sencientes.

3- Somos extensões de Deus para sentir.

4- Deus é a inteligência suprema e a causa primária de TODAS as coisas, nós, a amiga Hebe, o dim-dim e tudo o que existe são efeitos de Deus.

5- Efeitos são impressões, sensações, nada mais. Por isso não há homens nem suicídio. Quando Deus decide apaga a luz e termina o filme que o espírito estava a ver.


Namasté

1- Como assim?? de quais "espíritos" (sic)? Pensei que, em última instância fossêmos (o nosso ego como o amigo diz), instrumentos sencientes do nosso próprio Espírito, ainda que simultaneamente poderemos sê-lo de outros Espíritos (obsessão)

2- Na dúvida, é sempre bom consultar o muito citado, pouco lido, e escassamente compreendido Livro dos Espíritos

Allan Kardec:

77 Os Espíritos são seres distintos da Divindade ou seriam somente emanações ou porções da Divindade e chamados, por essa razão, filhos de Deus?

– Meu Deus! São obras de Deus. Exatamente como um homem que faz uma máquina, essa máquina é a obra do homem, mas não é ele próprio. Quando o homem faz uma coisa bela, útil, a chama sua filha, sua criação. Pois bem! Ocorre o mesmo com Deus: somos seus filhos, porque somos sua obra.

3- vide item 2.

4- Aqui, eu concordo

5- Bom, em 4, você diz que você, eu, a Hebe somos "efeitos de Deus". Mas aqui você diz que "efeitos são impressões, sensações", logo, eu, você e a Hebe somos "impressões e sensações"?? Pensei que fôssemos Espíritos imortais destinados à perfeição, relativa é claro, pois que a perfeição absoluta pertence a Deus somente.

abçs,

Renato

 
Título: Re: Por que o suicídio é maior crime?
Enviado por: Renato_ em 27 de Abril de 2010, 19:09

Olá!

1- Enquanto os mini-deuses, homens, pensarem que têm um espírito não chegam lá, ficam estacionários na ilusão e no sofrimento. Sem compreensão.

2- Quando souberem que são simplesmente um instrumento senciente de uma consciência, já lá estão. Mas não adianta decorar estas coisas, tem que nascer da consciência, como uma sensação de saber.


Namasté

Olá, amigo dim-dim. Respondendo tim-tim por tim-tim ;D

1- E nós (os homens ou "mini-deuses") não temos um Espírito? de fato, os homens não possuem mesmo um espírito. Vamos abrir de novo a nossa Bíblia espírita, muito citada, pouco lida e eternamente incompreendida para que não hajam dúvidas:

Allan Kardec:

76 Que definição se pode dar dos Espíritos?

– Pode-se dizer que os Espíritos são os seres inteligentes da Criação. Eles povoam o universo, fora do mundo material.

☼ Nota: A palavra Espírito é empregada aqui para designar a individualidade e não mais o elemento inteligente universal.

2- Entendi o que você quis dizer, mas convém que você explique de maneira clara e objetiva o seu pensamento, já que o seu mister é "acordar as pessoas das ilusões em que estão imergidas não acha?/

Um grande abraço,

Renato

 
Título: Re: Por que o suicídio é maior crime?
Enviado por: Hebe M C em 27 de Abril de 2010, 19:16
Dim Dim,
Você é muito complicado.
Não deu
Título: Re: Por que o suicídio é maior crime?
Enviado por: Renato_ em 27 de Abril de 2010, 19:16
1- Por isso não há homens nem suicídio.

2- Quando Deus decide apaga a luz e termina o filme que o espírito estava a ver.


Namasté

1- Não há suicídio?? Bom aqui, nós lhe pedimos o obséquio de explicar essa questão, ou seja, de dar o seu parecer, o que pensa sobre o suicídio (espero que não precisemos suplicar de joelhos)

2- De novo aqui a questão do livre-arbítrio. Mas já sei: só temos o livre-arbítrio na escolha das provas quando estávamos na erraticidade. É somente nisso então, que consiste o nosso livre-arbítrio? (não precisa citar Kardec que eu já sei aonde estão as questões; para quem não sabe é Parte Segunda, capítulo 6, item 5 "Escolha das Provas" de O Livro dos Espíritos).

Até mais ,

Renato

Título: Re: Por que o suicídio é maior crime?
Enviado por: Hebe M C em 27 de Abril de 2010, 19:29
Dim Dim, Qual o sentido de vivermos na Crosta sofrendo, amadurecendo, criando filhos.
Muitos na ilusão de que só apaga a luz e acabou o filme se estrepam, amigo.
Seria tão fácil se fosse assim, só desligar o interruptor e pronto.
Não tem o menor sentido, não acha?
Vivemos na ilusão da materia no sentido em que muitos seres acham que são corpo que tem, o cargo que ocupamos, a posição social etc... Ai se envaidecem feito pavão. Quando perdem a beleza do corpo, ou o cargo, ou o dinheiro normalmente caem em depressão profunda porque não sabem nem mais encontrar a sua essencia.
Teve um caso no Rio de Janeiro, muitos devem lembrar, de um grande empresário que estava falido e erradamente para não ter contar às esposa e filhas o que estava acontecendo, matou a família inteira e depois se suicidou.
Se a teoria é que apaga a luz e pronto o cara estava certo.
É lógico que não pode ser só isso.
Título: Re: Por que o suicídio é maior crime?
Enviado por: dim-dim em 27 de Abril de 2010, 19:39

Olá!

Amigo Renato

O 'muito citado...' informa que somos efeitos, para mim efeitos são impressões, sensações. Também informa que o aparente corpo é apenas uma veste, e que o mundo material, aparente, pode deixar de existir sem afectar em NADA o REAL e verdadeiro mundo espiritual.

Por isso meu amigo como já falámos em outras ocasiões, decida-se a 'morrer' para a ideia que tem sobre este mundo e que não é sua, foi impingida. Confie sem reservas em Deus e parta para bem longe do seu mundo conhecido, isole-se um mês ou dois no meio da natureza, sem mantimentos e sem cartões de crédito, durma e coma como os animais.

Pelo menos fica a saber o que é e quem é. Tudo o que descobrir não tem palavras para o descrever.


Namasté
Título: Re: Por que o suicídio é maior crime?
Enviado por: Anton Kiudero em 27 de Abril de 2010, 19:40
Que tal apontar essas contradições, para proveito de todos??

Uai, Renato, estão espalhados por muitos posts.

Mas posso fazer uma pequena listinha de memoria para voce:

Deus é a causa primaria de TODAS as coisas +
mas eu contruo a mnha vida
(coitado, so na ilusão mesmo... este é o independente...)

Deus é a causa primaria de TODAS as coisas +
Deus da a cada um segundo o su merecimento +
mas se eu não cuidar de ganhar o sustento, fico sem comer
(e se cuidar e se Deus achar que voce merece ficar sem o sustento, como é que fica?)

Não existe o acaso +
o espirito pode, pelo mau uso do livre arbítrio matar alguem
(então existe ou não existe o acaso?)

O espirito pode, pelo mau uso do livre arbítrio matar alguem  
(e onde ficou o livre arbitrio de quem morreu, que nem pensava em morrer logo hoje?)
Título: Re: Por que o suicídio é maior crime?
Enviado por: Renato_ em 27 de Abril de 2010, 19:56

Olá!

Amigo Renato

1- O 'muito citado...' informa que somos efeitos, para mim efeitos são impressões, sensações. Também informa que o aparente corpo é apenas uma veste, e que o mundo material, aparente, pode deixar de existir sem afectar em NADA o REAL e verdadeiro mundo espiritual.

2- Por isso meu amigo como já falámos em outras ocasiões, decida-se a 'morrer' para a ideia que tem sobre este mundo e que não é sua, foi impingida. Confie sem reservas em Deus e parta para bem longe do seu mundo conhecido, isole-se um mês ou dois no meio da natureza, sem mantimentos e sem cartões de crédito, durma e coma como os animais.

Pelo menos fica a saber o que é e quem é. Tudo o que descobrir não tem palavras para o descrever.


Namasté

1- Sim, amigo dim-dim, compreendo. Mas é que causa estranheza pensar que nós, que somos Espíritos, somos "sensações, impressões". Esses atributos  não eram do ego? Ora, de duas uma, ou são atributos do ego, ou são do Espírito. Ainda não consegui entender.

2- Mais isolado que eu to só se eu me trancafiar no sótão da minha casa ;D já fiz essa experiência  de ficar isolado num sítio, mas foi por poucos dias. Vou seguir seus conselhos - se bem que eu já faço isso de alguma maneira, mas eu não consegui me despir do ego. Tem que praticar muito? leva tempo??


abçs,

Renato

 
Título: Re: Por que o suicídio é maior crime?
Enviado por: Renato_ em 27 de Abril de 2010, 20:00
Que tal apontar essas contradições, para proveito de todos??

Uai, Renato, estão espalhados por muitos posts.

Mas posso fazer uma pequena listinha de memoria para voce:

Deus é a causa primaria de TODAS as coisas +
mas eu contruo a mnha vida
(coitado, so na ilusão mesmo... este é o independente...)

Deus é a causa primaria de TODAS as coisas +
Deus da a cada um segundo o su merecimento +
mas se eu não cuidar de ganhar o sustento, fico sem comer
(e se cuidar e se Deus achar que voce merece ficar sem o sustento, como é que fica?)

Não existe o acaso +
o espirito pode, pelo mau uso do livre arbítrio matar alguem
(então existe ou não existe o acaso?)

O espirito pode, pelo mau uso do livre arbítrio matar alguem 
(e onde ficou o livre arbitrio de quem morreu, que nem pensava em morrer logo hoje?)


Tá bom Anton, você tem razão, essas questões já foram elucidadas a contento em outros  tópicos, mercê da vossa linguagem obscura e às  vezes ininteligível.

Mas, voltemos ao assunto do tópico. E o suicídio, como fica em relação ao livre-arbítrio da maneira que o Haga colocou e não me respondeu até agora (espero que você esteja acompanhando o tópico).

abçs,

Renato

 
Título: Re: Por que o suicídio é maior crime?
Enviado por: Renato_ em 27 de Abril de 2010, 20:03
Temos que caminhar nessa primeira etapa (suicídio propriamente dito) para atingir a segunda, ou seja, a abordagem do suicídio indireto ou inconsciente, que tem criado muitas controvérsias (vide o tópico FUMO E PERISPÍRITO. Se bem que lá é Moura X Todos; quase isso).

Ou então, criar um tópico específico para abordar o suicídio inconsciente. O que vocês acham? 

abçs,

Título: Re: Por que o suicídio é maior crime?
Enviado por: dim-dim em 27 de Abril de 2010, 20:04

Teve um caso no Rio de Janeiro, muitos devem lembrar, de um grande empresário que estava falido e erradamente para não ter contar às esposa e filhas o que estava acontecendo, matou a família inteira e depois se suicidou.


Amiga Hebe, só Deus sabe!

Esse homem e essa familia, que a amiga fala, são provas de espíritos amigos, felizes e contentes, que escolheram enquanto no mundo espiritual e que Deus além de lhas conceder tudo fará para que se concretizem conforme o programado.

No mundo espiritual é banal, é o filme que os espíritos assistem. Para a ilusória consciência carnal é um crime hediondo.

Isto encontra-se na doutrina.


Namasté
Título: Re: Por que o suicídio é maior crime?
Enviado por: Renato_ em 27 de Abril de 2010, 20:08

Olá!

Amigo Renato

O 'muito citado...' informa que somos efeitos, para mim efeitos são impressões, sensações. Também informa que o aparente corpo é apenas uma veste, e que o mundo material, aparente, pode deixar de existir sem afectar em NADA o REAL e verdadeiro mundo espiritual.

O "muito citado" informa que "o mundo espírita é o normal e primitivo. O mundo material é secundário e transitório. O mundo espírita pré-existe a tudo e sua essência não muda caso o mundo material deixe de existir  ou mesmo se nunca tivesse existido (adaptação minha).

Você, quando diz que nós somos "sensações e impressões", se refere ao homem ou ao Espírito?

Título: Re: Por que o suicídio é maior crime?
Enviado por: Renato_ em 27 de Abril de 2010, 20:10

Teve um caso no Rio de Janeiro, muitos devem lembrar, de um grande empresário que estava falido e erradamente para não ter contar às esposa e filhas o que estava acontecendo, matou a família inteira e depois se suicidou.


Amiga Hebe, só Deus sabe!

Esse homem e essa familia, que a amiga fala, são provas de espíritos amigos, felizes e contentes, que escolheram enquanto no mundo espiritual e que Deus além de lhas conceder tudo fará para que se concretizem conforme o programado.

1- No mundo espiritual é banal, é o filme que os espíritos assistem. Para a ilusória consciência carnal é um crime hediondo.

2- Isto encontra-se na doutrina.


Namasté

1- O que eu sei dizer é q o sofrimento dessas pessoas aí não será banal não e tampouco ilusório, principalmente desse que matou a família e depois se suicidou. Sua consciência  lhe punirá de maneira atroz e impiedosa.

2- Aonde??
Título: Re: Por que o suicídio é maior crime?
Enviado por: Hebe M C em 27 de Abril de 2010, 20:11

Olá!

Amigo Renato

O 'muito citado...' informa que somos efeitos, para mim efeitos são impressões, sensações. Também informa que o aparente corpo é apenas uma veste, e que o mundo material, aparente, pode deixar de existir sem afectar em NADA o REAL e verdadeiro mundo espiritual.

Por isso meu amigo como já falámos em outras ocasiões, decida-se a 'morrer' para a ideia que tem sobre este mundo e que não é sua, foi impingida. Confie sem reservas em Deus e parta para bem longe do seu mundo conhecido, isole-se um mês ou dois no meio da natureza, sem mantimentos e sem cartões de crédito, durma e coma como os animais.

Pelo menos fica a saber o que é e quem é. Tudo o que descobrir não tem palavras para o descrever.


Namasté
Pois é Dim Dim , agora você foi mais claro, o mundo material é ilusão neste sentido. Foi o que eu disse. Se você se isolar de tudo ai você se enxerga realmente.
Mas não precisa ir para o meio do mato não. Basta você ter consciência de que aqui tudo é emprestado. Cumpre o seu papel direitinho que dá certo.
Mas apagar a luz é que ainda não ficou claro se o nosso espírito é eterno. Quando morremos continuamos os mesmos. Ninguém vira anjo e toca harpa nas nuvens ou simplesmente some.
Título: Re: Por que o suicídio é maior crime?
Enviado por: Hebe M C em 27 de Abril de 2010, 20:13

Teve um caso no Rio de Janeiro, muitos devem lembrar, de um grande empresário que estava falido e erradamente para não ter contar às esposa e filhas o que estava acontecendo, matou a família inteira e depois se suicidou.


Amiga Hebe, só Deus sabe!

Esse homem e essa familia, que a amiga fala, são provas de espíritos amigos, felizes e contentes, que escolheram enquanto no mundo espiritual e que Deus além de lhas conceder tudo fará para que se concretizem conforme o programado.

No mundo espiritual é banal, é o filme que os espíritos assistem. Para a ilusória consciência carnal é um crime hediondo.

Isto encontra-se na doutrina.


Namasté

O que eu sei dizer é q o sofrimento dessas pessoas aí não será banal não e tampouco ilusório, principalmente desse que matou a família e depois se suicidou. Sua consciência  lhe punirá de maneira atroz e impiedosa.


Dim Dim,
Não da nem para imaginar que você realmente acha que o cara matou a sua familia inteira e se matou por falta de dinheiro e ficou tudo em paz.É muito doidera.
Título: Re: Por que o suicídio é maior crime?
Enviado por: Renato_ em 27 de Abril de 2010, 20:16
Pois é Dim Dim , agora você foi mais claro, o mundo material é ilusão neste sentido. Foi o que eu disse. Se você se isolar de tudo ai você se enxerga realmente.
Mas não precisa ir para o meio do mato não. Basta você ter consciência de que aqui tudo é emprestado. Cumpre o seu papel direitinho que dá certo.
Mas apagar a luz é que ainda não ficou claro se o nosso espírito é eterno. Quando morremos continuamos os mesmos. Ninguém vira anjo e toca harpa nas nuvens ou simplesmente some.


Mandou bem Hebe,

Até mais,

Título: Re: Por que o suicídio é maior crime?
Enviado por: Hebe M C em 27 de Abril de 2010, 20:19

Teve um caso no Rio de Janeiro, muitos devem lembrar, de um grande empresário que estava falido e erradamente para não ter contar às esposa e filhas o que estava acontecendo, matou a família inteira e depois se suicidou.


Amiga Hebe, só Deus sabe!

Esse homem e essa familia, que a amiga fala, são provas de espíritos amigos, felizes e contentes, que escolheram enquanto no mundo espiritual e que Deus além de lhas conceder tudo fará para que se concretizem conforme o programado.

No mundo espiritual é banal, é o filme que os espíritos assistem. Para a ilusória consciência carnal é um crime hediondo.

Isto encontra-se na doutrina.


Namasté
Isso se encontra na doutrina, aonde?
Pode ser que ao desencarnar ele veja o filme da besteira que fez quando encarnado e a dor deste homem eu não posso nem imaginar.
Título: Re: Por que o suicídio é maior crime?
Enviado por: dim-dim em 27 de Abril de 2010, 20:30
[
Não da nem para imaginar que você realmente acha que o cara matou a sua familia inteira e se matou por falta de dinheiro e ficou tudo em paz.É muito doidera.

Amiga Hebe tem que reclamar com Deus, a doutrina pertence-lhe.

No mundo espiritual não se pensa nem existe tempo. Existe efeitos, impressões, sensações, sentimentos.

O estudo da doutrina não pode ser feito com a cabeça cheia de ilusões desde há séculos, é preciso desprendimento e liberdade. ( também vale para o amigo Renato )


Namasté
Título: Re: Por que o suicídio é maior crime?
Enviado por: dim-dim em 27 de Abril de 2010, 20:39

Olá!

132 Qual é o objetivo da encarnação dos Espíritos?

– A Lei de Deus lhes impõe a encarnação com o objetivo de fazê-los chegar à perfeição. Para uns é uma expiação; para outros é uma missão. Mas, para chegar a essa perfeição, devem sofrer todas as tribulações da existência corporal: (...)


tribulação
s. f.
1. Aflição, adversidade.
2. Perseguição.
3. Desassossego.
4. Trabalho.
5. Angústia.


Namasté
Título: Re: Por que o suicídio é maior crime?
Enviado por: dim-dim em 27 de Abril de 2010, 20:40

Olá!

" Allan Kardec "

267-a. Muitas pessoas desejam grandezas e riquezas, mas não como expiação nem como prova.

– Sem dúvida; a matéria deseja essa grandeza para gozá-la, e o Espírito a deseja para conhecer-lhe as vicissitudes.



Existem dois desejos, o primeiro é o ego, personagem das provas do espírito, cheio de desejos e paixões, conflitos por julgar as coisas como boas ou más, pura ilusão.

O segundo é o desejo do espírito, as vicissitudes, o significado das mudanças ou diversidade das coisas que sucedem, sem julgamentos; que o espírito não é capaz de realizar enquanto acreditar que é o personagem. Enquanto viver iludido com os falsos valores apresentados pelo ego.


Namasté
Título: Re: Por que o suicídio é maior crime?
Enviado por: dim-dim em 27 de Abril de 2010, 20:41

Olá!

" Allan Kardec "

266. Não parece natural que os Espíritos escolham as provas menos penosas?

– Para vós, sim; para o Espírito, não. Quando ele está liberto da matéria, cessa a ilusão, e a sua maneira de pensar é diferente.



A ilusão também pode cessar agora, pela compreensão do mundo, ilusório da razão.


Namasté
Título: Re: Por que o suicídio é maior crime?
Enviado por: Hebe M C em 27 de Abril de 2010, 20:54
Dim Dim,
Desculpe-me mas a questão não é esta.
Esses capítulos que você postou sei de cor e salteado.
Neles não está escrito que se algum espírito encarnado no curso de seu aperfeiçoamento interrompe a sua jornada e de seus semelhantes para evitar o sofrimento e nada acontece com esse espírito, é só um apagar de luz.
Muito pelo contrário a Doutrina prega que os espíritos escolhem as suas provas e reencarnam para sua purificação.
O espírito que suporta as suas dores, sem reclamar sem se fazer de vitima, resgata suas relações através do amor, compreensão e caridade, cumprem a tarefa a que se propôs.
Portanto, interromper a vida por conta própria e de seus entes queridos por, como você mesmo diz, estar iludido pela matéria, vai completamente contra o que a DE prega.
Não atribua a Deus este ato insano.
Título: Re: Por que o suicídio é maior crime?
Enviado por: Hebe M C em 27 de Abril de 2010, 21:05
Temos que caminhar nessa primeira etapa (suicídio propriamente dito) para atingir a segunda, ou seja, a abordagem do suicídio indireto ou inconsciente, que tem criado muitas controvérsias (vide o tópico FUMO E PERISPÍRITO. Se bem que lá é Moura X Todos; quase isso).
Acho bastante bom falarmos do suicidio inconsciente.


Ou então, criar um tópico específico para abordar o suicídio inconsciente. O que vocês acham? 

abçs,


Título: Re: Por que o suicídio é maior crime?
Enviado por: Renato_ em 27 de Abril de 2010, 21:06

Olá!

" Allan Kardec "

267-a. Muitas pessoas desejam grandezas e riquezas, mas não como expiação nem como prova.

– Sem dúvida; a matéria deseja essa grandeza para gozá-la, e o Espírito a deseja para conhecer-lhe as vicissitudes.



Existem dois desejos, o primeiro é o ego, personagem das provas do espírito, cheio de desejos e paixões, conflitos por julgar as coisas como boas ou más, pura ilusão.

O segundo é o desejo do espírito, as vicissitudes, o significado das mudanças ou diversidade das coisas que sucedem, sem julgamentos; que o espírito não é capaz de realizar enquanto acreditar que é o personagem. Enquanto viver iludido com os falsos valores apresentados pelo ego.


Namasté

Agora sim você mandou bem.

Congratulations!

Abçs,

Renato

Título: Re: Por que o suicídio é maior crime?
Enviado por: dim-dim em 27 de Abril de 2010, 21:07

Portanto, interromper a vida por conta própria e de seus entes queridos por, como você mesmo diz, estar iludido pela matéria, vai completamente contra o que a DE prega.
Não atribua a Deus este ato insano.


Tem toda a razão, amiga Hebe.

Eu não conheço a doutrina espírita. Só conheço a doutrina dos ESPÍRITOS.


"  Allan Kardec "

266. Não parece natural que os Espíritos escolham as provas menos penosas?

– Para vós, sim; para o Espírito, não. Quando ele está liberto da matéria, cessa a ilusão, e a sua maneira de pensar é diferente.


Namasté
Título: Re: Por que o suicídio é maior crime?
Enviado por: Anton Kiudero em 27 de Abril de 2010, 21:15
Muito pelo contrário a Doutrina prega que os espíritos escolhem as suas provas e reencarnam para sua purificação.

Morreu algum espirito por aqui hoje? Espiritos NÃO MORREM e se a vida é uma prova onde o INSTANTE E AS CAUSAS DO ENCERRAMENTO das provas esta programado e é sabido por Deus, aconteceu algo imprevisto? Houve algum ato criado por um espirito individualizado?

Sim, houve este ato. O ato DE SENTIR-SE SUPERIOR A DEUS e acreditar que poderia regular o seu destino. Pobre e iludido espirito... Vai levar muito tempo, decadas ou as vezes seculos, para despertar do torpor a que se arrojou, não pela ação material (espirito tem braços, pernas, cabeça e corpo?) mas pela ação espiritual ou intenções.

Título: Re: Por que o suicídio é maior crime?
Enviado por: Renato_ em 27 de Abril de 2010, 21:19
Pois é Hebe.
Enquanto se fazem esses off-topics e não avançamos no estudo, vou dizer umas palavras para alguém que  porventura esteja pensando em se suicidar, e esteja lendo esse tópico.

"Amanhã é um novo dia". Todas  as dores  passam. Tenhamos  paciência com a conjuntura dolorosa de hoje, ou as adversidades que nos afligem de mil maneiras, porque Deus nos reserva  surpresas das quais sequer fazemos idéia.

- é alguém que aparece na nossa vida ("do nada").
- se estamos desempregados ou com problemas financeiros, amanhã pode surgir uma oportunidade melhor

O mundo não gira à nossa volta, e não adianta se debater diante de uma situação dolorolosa: é qual pássaro em cativeiro, que, quanto mais de debate, mais machuca suas asas, e,  mesmo entando uma vez liberto, já não consegue voar.

O suicídio é uma grande covardia moral, já que configura o completo e supremo auto-desprezo, porque aquele que se suicida, não tem como objetivo matar o corpo, mas sim a alma, ou seja, perder a auto-consciência que é inalienável como bem intrínseco ao Espírito, conseguida ao longo da evolução, ao longo dos evos, qual seja  durante períodos milhares de vezes seculares, pelo que, aquele que se suicida não pode, não tem como extingüir-se como ser auto-consciente.

Se praticamos algum ato que nos envergonha, se fomos ricos, e hoje estamos pobres, não há motivo do mesmo modo para agradecer a Deus?? como Jó, que após as suas tormentas revoltosas, se volta humildemente para Deus e diz "O Senhor deu, o senhor tirou".


O suicídio é uma prática ainda constante na nossa sociedade, e cabe elucidá-lo da melhor forma e também divulgar os porquês não se deve cometer esse ato hediondo.


Bom, continuemos....


 
Título: Re: Por que o suicídio é maior crime?
Enviado por: Hebe M C em 27 de Abril de 2010, 21:28
Dim Dim
Vai ai um copy cole , voce conhece Kardec.

"Durante a vida, o Espírito está ligado ao corpo pelo seu envoltório material, o perispírito... que se separa do corpo quando cessa a vida orgânica. ...No instante da morte o desprendimento do Espírito não se completa subitamente; ele se opera gradualmente... Para uns é bastante rápido... Noutros, porém, sobretudo naqueles cuja vida foi toda material e sensual, o desprendimento é muito mais demorado, e dura às vezes alguns dias, semanas e até meses e anos. ...É lógico admitir que quanto mais o Espírito estiver identificado com a matéria, mais sofrerá ao separar-se dela. ...Nas mortes violentas, por suicídio, suplício, acidente, apoplexia, ferimentos etc., o Espírito é surpreendido, espanta-se, não acredita que esteja morto e sustenta teimosamente que não morreu" [KARDEC, 2006]. "
Renato é só uma afirmação do que você já postou , mas pelas palavras de Kardec parece que ficam mais claras, desculpe o segundo copy cole.
O assunto não saiu da pauta não, eu só quero saber aonde apaga luz e pronto como se nada tivesse acontecido. Como se o espírito não sofresse com isso.
Sofre e muito porque ele acaba com só com corpo.
Título: Re: Por que o suicídio é maior crime?
Enviado por: Hebe M C em 27 de Abril de 2010, 21:46
Muito pelo contrário a Doutrina prega que os espíritos escolhem as suas provas e reencarnam para sua purificação.

Seja bem vindo Anton.
Ao citar leia direito todo texto.
É só uma observação.
Um abraço

Morreu algum espirito por aqui hoje? Espiritos NÃO MORREM e se a vida é uma prova onde o INSTANTE E AS CAUSAS DO ENCERRAMENTO das provas esta programado e é sabido por Deus, aconteceu algo imprevisto? Houve algum ato criado por um espirito individualizado?

Sim, houve este ato. O ato DE SENTIR-SE SUPERIOR A DEUS e acreditar que poderia regular o seu destino. Pobre e iludido espirito... Vai levar muito tempo, decadas ou as vezes seculos, para despertar do torpor a que se arrojou, não pela ação material (espirito tem braços, pernas, cabeça e corpo?) mas pela ação espiritual ou intenções.


Título: Re: Por que o suicídio é maior crime?
Enviado por: dim-dim em 27 de Abril de 2010, 21:51

Olá!

Estudando com atenção (...), está aqui tudo. Só há Deus, dono de tudo e de todas as acções. O resto são EFEITOS.

Por muito que a RAZÃO humana não queira tem que ver Deus no suicida, no canibal, no jacaré ou no caracol. Em tudo e em todo lado só existe Deus, quer doa quer não doa.

O remédio? Ser apáticos. Equanimidade de Krishna. O caminho do meio de Buda, pode o mundo desmoronar-se que ele não sente nada. Inocentes, como Cristo ensinou. Mas tem que ser a inocência dos bebés, as crianças, hoje em dia já se mascaram muito novas.


" Allan Kardec "

1. Há um Deus, inteligência suprema, causa primeira de todas as coisas.

A prova da existência de Deus está no axioma: Não há efeito sem causa. Vemos incessantemente uma multidão inumerável de efeitos, cuja causa não está na Humanidade, uma vez que a Humanidade está impossibilitada de reproduzi-los, e mesmo de explicá-los: a causa está, pois, acima da Humanidade. É a essa causa que se chama Deus, Jeová, Alá, Brama, Fo-hi, Grande Espírito, etc., segundo as línguas, os tempos e os lugares.

Esses efeitos, de nenhum modo, não se produzem ao acaso, fortuitamente e sem ordem; desde a organização do menor inseto, e do maior grão, até à lei que rege os mundos circulando no espaço, tudo atesta um pensamento, uma combinação, uma previdência, uma solicitude que ultrapassam todas as concepções humanas. Essa causa é, pois, soberanamente inteligente.

2. Deus é eterno, imutável, imaterial, único, onipotente, soberanamente justo e bom.

Deus é eterno, se tivesse tido um começo, alguma coisa teria existido antes dele; teria saído do nada, ou bem teria sido criado, ele mesmo, por um ser anterior. Assim é que, de passo a passo, remontamos ao infinito na eternidade.

Deus é imutável; se estivesse sujeito a mudanças, as leis que regem o Universo não teriam nenhuma estabilidade.

É imaterial, quer dizer que a sua natureza difere de tudo o que chamamos matéria, de outro modo estaria sujeito às flutuações e às transformações da matéria, e não seria imutável.

É único, se houvesse vários deuses, teria várias vontades; e desde então não teria uma unidade de vistas, nem unidade de poder na ordenação do Universo.

É onipotente, porque é único. Se não tivesse o soberano poder, haveria alguma coisa mais poderosa do que ele; não teria feito todas as coisas, e as que não tivesse feito, seriam a obra de um outro Deus.

É soberanamente justo e bom. A sabedoria providencial das leis divinas se revela nas menores coisas, como nas maiores, e essa sabedoria não permite duvidar nem da sua justiça, nem da sua bondade.

3. Deus é infinito em todas as suas perfeições.

Supondo-se imperfeito um só dos atributos de Deus, se se diminui a menor parcela da eternidade, da imutabilidade, da imaterialidade, da unidade, da onipotência da justiça e da bondade de Deus, pode-se supor um outro ser possuindo o que lhe faltaria, e esse ser, mais perfeito do que ele, seria Deus.


Namasté
Título: Re: Por que o suicídio é maior crime?
Enviado por: Hebe M C em 27 de Abril de 2010, 21:59
Ok
Ja acabou o estudo sobre Deus e seus Atributos?
Seria interessante colocar este texto lá.
Título: Re: Por que o suicídio é maior crime?
Enviado por: Conforti em 29 de Abril de 2010, 14:32
   
          Olá, Hebe, eu de novo aqui, atormentando você.

          Minha cara amiga, um dia voce vai concordar com o que eu disse.

          E não é de meu raciocínio que você discorda; você está discordando do raciocínio, que não é apenas raciocínio, mas convicção, de todas as numerosas escolas tradicionais e sérias de meditação e seus mestres, e dos mais notáveis cientistas do mundo, entre eles Einstein, Plank, Bhor etc, que formularam a ciência mais avançada de nosso planeta que, por sua vez, abalou os alicerces da ciência anterior.
          Está também discordando das convicções dos maiores psicoterapeutas do mundo, entre eles Carl G. Jung.

          E fique tranquila que as coisas continuarão como estão. As pessoas poderão recorrer ao suicídio, estando em sofrimento, mas não devido a palavras como essas que coloquei porque “é o Senhor que opera em nós o pensar e o fazer”. Ou poderiamos dizer que o apostolo Paulo estava cheio de ‘mosto’ quando proferiu esta afirmação tão séria e cheia de significado?

          Na visão profunda de todos esses notáveis citados acima, cessando a vida fisiológica, a ‘essência’, na falta de outra palavra mais apropriada, vai para o ‘céu’, como voce diz, ou melhor, se liga, então conscientemente, à Consciência Una, ou Universal, ou Deus. Na visão de todos eles, só existe uma consciencia no universo e nós somos essa consciencia.

          Não entendi a razão pela qual a amiga diz para eu não culpar Deus pelos desatinos da humanidade. De onde você deduziu ou tirou isso, minha cara?

          Para terminar, você afirma que ‘não tem o menor sentido achar que se suicidando o sofrimento acaba’. Infelizmente, essa é sua concepção, que é também a das doutrinas cristãs, apenas isso.

          E, aproveitando sua lembrança sobre os ‘desatinos da humanidade’, pergunto (é evidente que voce não precisa responder, apenas pense a respeito) se você sabe porque a humanidade comete desatinos? Já lhe fiz essa pergunta, se bem me lembro, e você não me deu resposta. Veja bem: todos nós fomos criados em perfeita igualdade de condições. Ou não? Se as condições são idênticas, também é idêntica a vontade, a imaginação, os desejos, os pensamentos etc. e, portanto o livre arbítrio. Desse modo qual a razão de as escolhas serem tão diferentes, isto é, qual a razão pela qual o uso de um livre arbítrio, igual para todos, se tornar desigual? Você compreende qual é essa razão? 

          Fique em Deus.
Título: Re: Por que o suicídio é maior crime?
Enviado por: Fofaa em 29 de Abril de 2010, 15:40

Ai meu Deus!!!!
Vou falar??? Não... não vou falar... mas vou falar... rsrsrsrs

Coronelllllllllllllllllllllll!!!!!
Livre-arbítrio: A capacidade individual de autodeterminação, isto é, de decidir por si próprio.

Desse conceito decorre a “responsabilidade”, que nada mais é do que a obrigação de responder pelos próprios atos. Essas afirmações nos chamam a atenção, já que podemos reconhecer o cristão pelas suas obras, assim como identificamos uma árvore pelas qualidade dos frutos que dá.
Como nos ensinou o apóstolo Paulo de Tarso: “tudo nos é lícito, mas nem todas as coisas nos convém”. Com tal assertiva, o maior divulgador do Evangelho pretendia nos mostrar a importância da liberdade de escolha, uma vez que se uma pessoa quer receber da vida a felicidade, deve promover felicidade, a paz e o amor não somente em suas ações, mas, também, em seus pensamentos e conversas.
Cada criatura passa pelo instinto e depois pela fase da sensação para, posteriormente, alcançar a etapa do desenvolvimento do sentimento. Porém, desde o princípio de sua eterna evolução o ser humano goza de livre-arbítrio, conquanto nem sempre tenha consciência de tal faculdade. Assim, conforme vai exercitando-se pelas provas que a vida lhe oferece, adquire, pouco a pouco, a aptidão de eleger entre os vários caminhos a percorrer, o que é fundamental, pois se não fosse pela oportunidade da liberdade e do trabalho, esse divino instrumento de crescimento intelecto-moral, as criaturas humanas permaneceriam em seu estado de infância espiritual.

De onde tirou que o livre-arbítrio é igual pra todo mundo, menino???
É dificil você entender isso, né???
Título: Re: Por que o suicídio é maior crime?
Enviado por: Mourarego em 29 de Abril de 2010, 17:16
Fofaa,
é que nosso amigo coronel, quer dar a entender que Jung ou qualquer outro é superiores a doutrina, simples assim.
Ele cita uma penca de notórios e pensa estar falando mais alto enquanto pelo tópico e pela razão de sermos Espíritas, havemos de nos pautar pela doutrina.
Veja que ele não trás nenhuma concepção espírita, mas apenas as que banham e elevam a sua vontade.
Mas estamos aqui para estudarmos a obra Espírita e nela temos uma visão completamente diferente das afirmações que ele "acha" serem verdadeiras.
Uma pena, pois assim ele perde o tempo dele e o nosso.
O dele por estacionar numa crisálida de onde não sairá borboleta, e o nosso porque teremos sempre de renovar a mensagem codificada.
Abraços,
Moura
Título: Re: Por que o suicídio é maior crime?
Enviado por: Fofaa em 29 de Abril de 2010, 17:43

É Moura, que coisa né????
Será mal de coronel??? rsrsrsrs
Vai lá saber, né???
Se puder, dê um pulinho aqui, ó:
http://www.forumespirita.net/fe/artigos-espiritas/espiritismo-e-umbanda/15/ (http://www.forumespirita.net/fe/artigos-espiritas/espiritismo-e-umbanda/15/)
Queria sua opinião.

Beijos na alma!
Título: Re: Por que o suicídio é maior crime?
Enviado por: Conforti em 29 de Abril de 2010, 19:20
   

          Minha querida amiga Fofaa!!!!!!!!!!!!!
          Aqui estamos nós novamente.

          Cito você;
“De onde tirou que livre arbítrio é igual para todo mundo, menino? É difícil entender isso, né?”
          Pois tirei das doutrinas cristãs. As doutrinas é que fazem com que façamos essa dedução; não eu. E não é difícil entender o que a amiga diz, pois está baseada no que as doutrinas ensinam. O difícil é entender como os estudiosos da doutrina não percebem isso!  
          E você vai verificar porque.

          Na concepção das doutrinas, todos fomos criados dentro de uma ‘perfeita’, total e absoluta  igualdade, não é isso? Se todos nós somos iguais, perfeitamente iguais, vamos dizer no instante da criação, porque nos tornamos desiguais?
          
          Acompanhe com calma e você verá que não estou expondo nenhum absurdo.
          
          Tudo igual, todas as tendências, todas as possibilidades, desejos, pensamentos, imaginação, até a vontade, o juízo, tudo igual, ou estou errado? Tudo igual, ou haveria alguma coisa diferente entre os seres criados? E se tudo, tudo é 'perfeitamente' igual, porque o livre arbítrio, livre juízo, livre vontade, livre escolha, não seria igual? Sendo, então, tudo igual o que foi que entrou no ‘tempero’ do livre arbítrio que o tornou desigual, entre os seres criados?

          Ou devo pensar que tudo era igual, menos o livre arbítrio?  
          Se alguma coisa fosse desigual, onde estaria a ‘perfeita’ igualdade?

          Até a vista.
Título: Re: Por que o suicídio é maior crime?
Enviado por: Conforti em 29 de Abril de 2010, 19:40
          Olá, Moura, meu mano!
          Estamos de volta.

          Infelizmente, o amigo faz como muitos outros: só olha para o lado da doutrina; não desvia os olhos e nada mais vê. Não acredita em mais nada. É evidente que, sendo espiritas, devemos dar atenção aos postulados e ensinamentos da doutrina espirita; mas isso de modo algum impede que olhemos para os lados. Está certo que, se conhecessemos todas as linhas de pensamento, poderiamos eleger a que mais respondesse nossas perguntas. Mas, conhecemos?
          Outra coisa, meu amigo: em nenhum momento eu afirmei que os 'notórios' citados estejam à frente da doutrina; apenas disse que a amiga Fofaa não está discordando de mim, e sim, está discordando desses 'notorios', como você diz; porque discordar de mim, é fácil. Apenas eu quis dizer que é desses que ela discorda, só isso.
          E, também, meu mano, tenho certeza de que não estou perdendo tempo.
          Ao contrário, estou fazendo exatamente o que penso que devo fazer.

          Um abraço e até breve.
Título: Re: Por que o suicídio é maior crime?
Enviado por: Mourarego em 29 de Abril de 2010, 19:46
Mano coronel,
se estamos num fórum Espírita o que vale para tudo é a doutrina.
Assim como se estamos num campo de futebol, valem apenas as regras do futebol, Não é mesmo?
Abraços,
Moura
Título: Re: Por que o suicídio é maior crime?
Enviado por: Renato_ em 29 de Abril de 2010, 20:07
Olá pessoal,

Terminei de ler o debate de vocês.

Boas colocações, bom debate.

Proponho algo: que tal debater "livre-arbítrio e sucídio" já que o assunto do tópico é esse??

Estou ansioso para ouvir de vocês  o que pensam. As questões doutrinárias básicas já estão no começo do tópico, e a Hebe também postou um material interessante sobre suicídio, além da Fofaa que trouxe contribuições  importantes.

Vamos lá, retomar o estudo proposto pelo tópico.

Obrigado pela participação de todos,

abçs,

Renato

Título: Re: Por que o suicídio é maior crime?
Enviado por: Fofaa em 29 de Abril de 2010, 20:32

Coronel, eu concordo com você quando diz que temos que olhar por todos os lados.
O que não podemos é generalizar.
Você está vendo a coisa de forma generalizada e esquecendo do ponto mais importante.

Somos indivíduos, portanto, a individualidade existe.
Não há como tratar o ser humano como uma coisa igual. Isso sim, é absurdo.
Temos nossa individualidade, portanto, não existe ninguém igual ao outro, muito menos nos pensamentos, nas atitudes, nas imaginações e nas tendências.
Acho também que mesmo olhando pro lado das doutrinas cristãs, nenhuma delas cita que o livre-arbítrio é igual pra todos. É incoerente. SOMOS ÚNICOS!
Fomos criados SIMPLES E IGNORANTES, com a finalidade de se chegar a perfeição.
Essa perfeição nós vamos alcançando a medida que evoluímos, ou seja, de acordo com nossas escolhas.
Nisso sim somos iguais. É isso que os estudiosos da Doutrina Espírita percebem, porque é isso que nos é ensinado e com toda coerência que existe. E estamos abertos a tudo novo que surigir, desde que aja discernimento, lógia e coerência, baseado na ciência, porque Espiritismo é Ciência, Filisofia e Religião.

Já falei isso e você não entende, portanto, resta minha obrigação em respeitar seu tempo nesse aprendizado.
Não se esqueça de uma coisa também:
Esse fórum é espírita, portanto, tudo que é postado aqui, é visto de acordo com a Doutrina  Espírita, certo????
É sempre bom lembrar disso.

Abraços meus...
Fofa
Título: Re: Por que o suicídio é maior crime?
Enviado por: Fofaa em 29 de Abril de 2010, 20:41

Oi Renato!!!

No livro "O Céu e o Inferno", Allan Kardec diz o seguinte :
"Ninguém tem o direito de dispor de sua vida, porque ela lhe foi concedida visando aos deveres que teria de cumprir na Terra. Por isso, não deve abreviá-la sob pretexto algum. Visto possuir o livre-arbítrio, ninguém pode impedi-lo de fazê-lo, mas terá de sofrer as conseqüências. O suicídio mais severamente punido é o cometido por desespero, no propósito de fugir das misérias da vida. Sendo estas, ao mesmo tempo, provações e expiações, furtar-se a elas, é recuar diante da tarefa que se impôs..."

Todos nós possuímos um instinto de conservação, que nos preserva a vida , nos faz temer a morte e nos ajuda a suportar sofrimentos e vencer quaisquer obstáculos, para que sobrevivamos. Sendo assim, por que há o suicídio?

O suicídio é uma transgressão da lei divina de conservação.
O homem, usando o seu livre-arbítrio, transgride essa lei, sobrepõe-se ao instinto e destrói o seu corpo carnal, efêmero, que, temporariamente, lhe abriga o Espírito.

Por que a pessoa busca tão desesperadamente, desertar da vida? O que a faz entrar nesse estado de depressão, de profundo desânimo e desinteresse pela existência, que não vislumbra outra saída senão a fuga aos compromissos assumidos?

Na gênese de todos os problemas, está o nosso desconhecimento das leis divinas que regem o Universo. A falta de crença num Ser Superior, e a idéia de que tudo acaba com a morte, tornam o ser humano desesperançado, inseguro e angustiado. Assim, quando surge um problema difícil, mais grave, que lhe desafia a capacidade de resolução;quando se sente acuado pelas circunstâncias, e a situação foge ao seu controle;se sente preterido, ele parte para a solução que lhe parece mais fácil, e que, segundo seu modo de pensar, vai acabar de vez com todos os seus problemas: o suicídio.

Na verdade, bastaria que atentássemos para a moral evangélica, aceitando o sublime convite ao amor e fazendo aos outros o que gostaríamos que os outros nos fizessem, para que deixássemos de nos considerar tão infelizes e rejeitados.
Não há morte. A vida prossegue sempre porque somos espíritos indestrutíveis, imortais, eternos e porque somos partículas emanadas do Nosso Criador, Deus, o Pai Altíssimo.

A Terra, dentro do Universo, é uma pequenina classe primária, onde Espíritos infantis mal começam a soletrar o bê-a-bá da Espiritualidade. E muitos de nós não aceitamos o material de ensino que a vida nos fornece; nos rebelamos, não gostamos das lições que se nos afiguram difíceis demais, e fugimos da escola, pelo suicídio. É quando, então, percebemos que apenas trocamos de sala : aquela de lições suportáveis, por outra de lições aterrorizantes...tarde...muito tarde...e aí só nos resta o choro e o ranger de dentes.

A vida não tem fim, é patrimônio eterno, concedido por Deus a seus filhos, cuja finalidade é o nosso progresso crescente, até lograrmos a perfeição espiritual. Quem se entrega ao suicídio, como única solução para os problemas angustiantes da vida, comete um erro gravíssimo.

O suicida encontra, na Espiritualidade, situações desesperadoras, mais intensas e dolorosas que as que conheceu aqui na Terra. Ninguém tem o direito de pôr termo à própria vida. O corpo morre, desaparece; o espírito, porém continuará vivo, respondendo pelas suas ações, em cumprimento à lei divina, eterna, imutável.

A morte, como fenômeno natural, tem as suas leis que o Espiritismo revela através de rigorosa investigação. O sofrimento do suicida decorre do rompimento arbitrário dessas leis. De todos os desvios da vida humana, o suicídio é talvez o maior deles, pela sua característica de falso heroísmo, de negação absoluta à lei de amor, e de suprema rebeldia á lei de Deus, cuja justiça nunca se fez sentir junto dos homens, sem a luz da misericórdia.

Título: Re: Por que o suicídio é maior crime?
Enviado por: Conforti em 29 de Abril de 2010, 20:41
 
          Mano Moura

          É, amigo Moura, você tem razão: este aqui é um verdadeiro jogo; só que você se esqueceu de dizer que este é o jogo mais importante de nossa vida.
          Infelizmente, pelo meu ponto de vista, o preconceito ainda impera em todos os lugares.  E, para estudar estes assuntos tão sérios para a vida de todos, temos de deixar de lado isso que é o maior obstáculo em nosso caminho. Como o amigo evidentemente sabe, preconceito é achar que uma coisa é boa ou má, se serve ou não serve, se é certa ou errada, mesmo sem conhecê-la, isto é, mesmo sem saber se, realmente, é boa ou má, se devemos aceitá-la ou não. E é, também, e isto é muitas vezes muito prejudicial, pensar que aquilo que já sabemos é tudo o que precisamos saber e, assim, satisfeitos e, muitas vezes iludidos, recusamos tudo o mais.
          E o amigo um dia vai perceber que, se há preconceito, não podemos dar sequer um passo na direção de Deus. Deve ter sido, por isso, que o apostolo recomendou: “Estudai de tudo e guardai o que for bom”.

          Até mais.
Título: Re: Por que o suicídio é maior crime?
Enviado por: Fofaa em 29 de Abril de 2010, 20:43

Continuando...

Guardemos, pois, a existência como um dom muito precioso, porque nosso corpo é sempre instrumento divino, para que nele aprendamos a crescer para a luz e a viver para o amor, ante a glória de Deus. Afinal, o mundo em que vivemos não está à deriva.Existe um Ser Superior que tudo vê, tudo pode e tudo sabe. Não pensemos que Ele desconhece o que vai no fundo dos nossos corações. Somos todos filhos de Deus, que é Pai Amantíssimo, e que nos dedica a todos o mais profundo amor.

Jamais estamos sozinhos ou desamparados. Somos espíritos eternos, cuja meta é a evolução.Através das etapas reencarnatórias, vamos progredindo e ganhando novas experiências e conhecimentos. Nessas vivências, cometemos atos bons, desenvolvendo afetos, ou nos comprometemos com atos negativos, prejudicando o próximo e a nós mesmos.

Detentores do livre-arbítrio, isto é, da capacidade de tomarmos nossas próprias decisões, nos tornamos responsáveis pelos atos que praticamos, passando a sofrer as conseqüências do mal que semeamos.

Olhemos em volta e contemplemos as dores que se estendem a perder de vista, o sofrimento de tanta gente, e compreenderemos que nossos problemas são tão pequenos e insignificantes que não vale a pena sacrificar a vida por causa deles. Pelo contrário, Deus nos concedeu tudo o que precisamos para viver bem. Nós temos amigos e o amor de uma família.Temos saúde, inteligência clara e raciocínio lúcido, condições de aprender para sermos cidadãos úteis e dignos, de forma a representar peça valiosa no progresso da sociedade terrena. Não desprezemos esses abençoados talentos que o Senhor nos concedeu.Mudemos a nossa maneira de agir.Doemo-nos em benefício dos outros, sem esperar receber. Amemos, sem exigir amor. Compreendamos, sem aguardar compreensão.Paremos de nos lamentar sem motivo e ajudemos.Exercitemos o bem em todos os momentos, e compreenderemos que Jesus, o Amigo Divino, está conosco, silencioso e compassivo, fortalecendo-nos nas horas difíceis, amparando-nos nos momentos de dor e sustentando-nos na caminhada rumo à evolução, sem nunca nos abandonar.
Título: Re: Por que o suicídio é maior crime?
Enviado por: Renato_ em 29 de Abril de 2010, 20:47
Fofaa,

Obrigado pelas elucidações e contribuições. É sempre um prazer ler e refletir sobre as suas colocações, solidamente embasadas na doutrina e criteriosamente abordadas. 

Abraços fraternos, 

Renato

Título: Re: Por que o suicídio é maior crime?
Enviado por: Fofaa em 29 de Abril de 2010, 20:51

Obrigada meu querido!
Meu objetivo aqui é aprender sempre.
Peço desculpas se saí do assunto, mas... não ia falar... mas falei... rsrsrs
O Coronel brinca comigo... acho que é isso.

Carinhos meus...
Fofa
Título: Re: Por que o suicídio é maior crime?
Enviado por: Renato_ em 29 de Abril de 2010, 20:57

[...] Deus nos concedeu tudo o que precisamos para viver bem. Nós temos amigos e o amor de uma família.Temos saúde, inteligência clara e raciocínio lúcido, condições de aprender para sermos cidadãos úteis e dignos, de forma a representar peça valiosa no progresso da sociedade terrena. Não desprezemos esses abençoados talentos que o Senhor nos concedeu.Mudemos a nossa maneira de agir.Doemo-nos em benefício dos outros, sem esperar receber. Amemos, sem exigir amor. Compreendamos, sem aguardar compreensão.Paremos de nos lamentar sem motivo e ajudemos.Exercitemos o bem em todos os momentos, e compreenderemos que Jesus, o Amigo Divino, está conosco, silencioso e compassivo, fortalecendo-nos nas horas difíceis, amparando-nos nos momentos de dor e sustentando-nos na caminhada rumo à evolução, sem nunca nos abandonar.


Eu diria que, mesmo que não tívessemos nada disso - família, saúde, inteligência clara, bens materiais etc - ainda assim haveria motivos mais que suficientes  para agradecer a Deus e bendizer a vida.

Humberto de Campos faz uma interpretação interessante da Parábola dos Talentos: o que tem 10 e os multiplicou, é o que tem a riqueza e o poder; o que tem cinco e os multiplicou, representa os que têm  os dons da inteligência, saúde etc. e o que tem apenas um talento  e o esconde debaixo da terra, é o que possui a Dor; no caso aqui é o suicida, para o qual haverá choro e ranger de dentes.

Na verdade, o que recebeu  1 talento, ou seja, a Dor, é o que recebeu mais, porque, em passando por uma prova difícil, tem condições de se adiantar mais  rapidamente, eis o ensinamento dos  Espíritos.

abçs

Renato

 
Título: Re: Por que o suicídio é maior crime?
Enviado por: Renato_ em 29 de Abril de 2010, 21:00

Obrigada meu querido!
Meu objetivo aqui é aprender sempre.
Peço desculpas se saí do assunto, mas... não ia falar... mas falei... rsrsrs
O Coronel brinca comigo... acho que é isso.

Carinhos meus...
Fofa


rsrs o Coronel é um osso duro de roer rs não arreda pé de suas convicções...

Mas eu to gostando de ver esse debate de vocês, sempre se aprende algo...

abçs,

Título: Re: Por que o suicídio é maior crime?
Enviado por: Fofaa em 29 de Abril de 2010, 21:20

Citar
Humberto de Campos faz uma interpretação interessante da Parábola dos Talentos: o que tem 10 e os multiplicou, é o que tem a riqueza e o poder; o que tem cinco e os multiplicou, representa os que têm  os dons da inteligência, saúde etc. e o que tem apenas um talento  e o esconde debaixo da terra, é o que possui a Dor; no caso aqui é o suicida, para o qual haverá choro e ranger de dentes.

Na verdade, o que recebeu  1 talento, ou seja, a Dor, é o que recebeu mais, porque, em passando por uma prova difícil, tem condições de se adiantar mais  rapidamente, eis o ensinamento dos  Espíritos.

É meu amigo, conheço essa interpretação e acho fantástica.
Obrigada pela oportunidade!
[/b]
Título: Re: Por que o suicídio é maior crime?
Enviado por: Conforti em 29 de Abril de 2010, 22:13

          Fofaa,
         
Cito você: “Você está vendo a coisa de forma generalizada...”
          Veja bem que embora eu cite seu nome como destinatária desta, apenas faço isso para vincular o assunto àquilo que o suscitou. Como você vê, sempre generalizo mesmo. Mas, nestes assuntos, onde foi que generalizei? Se bem que, como disse, acho que todos deveriam, sempre que possível, generalizar e não se ater ou abordar casos particulares.

Cito:“Somos indivíduos, portanto, a individualidade existe. Não há como tratar o ser humano como uma coisa igual. Isso sim, é absurdo”.
          Pois, minha Fofaa, quem diz isso, que todos somos iguais, são as próprias  doutrinas, inclusive a espírita. E o absurdo é que se, conforme as doutrinas, fomos todos criados em perfeita igualdade de condições para tudo, em algum ponto ou tempo da eternidade alguma coisa se tornou diferente entre nós, tanto que vc diz que é absurdo tratar o ser humano como uma coisa igual. Porque as doutrinas não conseguem explicar isso? Em que ponto ou porque a igualdade se tornou desigualdade? Não estou dizendo que não somos desiguais; apenas questiono, já que se diz que houve na criação igualdade perfeita, quando ou qual o fator que desfez essa igualdade perfeita e nos tornou desiguais.   

Cito: “Temos nossa individualidade, portanto, não existe ninguém igual ao outro, muito menos nos pensamentos, nas atitudes, nas imaginações e nas tendências”.
          Sim amiga, não existe ninguém igual ao outro, é evidente: mas todos e tudo isso eram iguais no início. E é essa a questão que ninguém responde: porquê de iguais passamos a desiguais?

Cito: “Acho também que mesmo olhando pro lado das doutrinas cristãs, nenhuma delas cita que o livre-arbítrio é igual pra todos. É incoerente. SOMOS ÚNICOS!”.
          Não foi dito que o livre arbítrio é igual para todos. Mas, como a DE explica porque não é? E qual a razão, que a doutrina deveria expor, que se éramos todos iguais nos tornamos em seres ÚNICOS, como você diz e como vemos no mundo. De iguais passamos a UNICOS, um diferente do outro, cada um com sua particular individualidade. Como foi que aconteceu isso?

Cito: “Fomos criados SIMPLES E IGNORANTES, com a finalidade de se chegar a perfeição”.
          Sim, simples e ignorantes, isso é um fato. Contudo não iguais, pelo menos até o momento em que se explique o surgimento da desigualdade e que se mostre que não existe sofrimento advindo dessa desigualdade..

Cito: “Essa perfeição nós vamos alcançando a medida que evoluímos, ou seja, de acordo com nossas escolhas”.
          Mais uma vez: porque as escolhas são diferentes se as cabeças que escolhem são iguais, pelo menos eram iguais até o ponto ou momento em que se tornaram desiguais?

Cito: “E estamos abertos a tudo novo que surgir, desde que haja discernimento, lógica e coerência, baseado na ciência, porque Espiritismo é Ciência, Filosofia e Religião”.
          Amiga, mesmo sendo ciência, como a doutrina diz, não aceita e mesmo reage frente às novas e importantes descobertas cientificas, tanto que deveria já ter se pronunciado a respeito da nova visão do papel e posição do ser humano, no universo e na criação, mas nada fez até agora e essas descobertas já completaram cem anos, um século.

Cito: “Este fórum é espírita, portanto, tudo que é postado aqui, é visto de acordo com a Doutrina  Espírita, certo?”
          Compreendo e peço até me perdoem, mas estou certo de que essas minhas intervenções têm de ser feitas pois que têm relação com a DE e com qualquer outra doutrina. Se, como você afirma, tudo deve ser visto de acordo com a doutrina espírita, isso significa que não pode nem mesmo haver comparações que se refiram à DE? Mas não se apoquente: passe por cima de minhas mensagens; nem as leia. Minha esperança é que pelo, menos, alguém tome conhecimento delas e delas faça bom proveito.

          Até...


   


Título: Re: Por que o suicídio é maior crime?
Enviado por: Renato_ em 29 de Abril de 2010, 23:46

          
1-          Em que ponto ou porque a igualdade se tornou desigualdade? Não estou dizendo que não somos desiguais; apenas questiono, já que se diz que houve na criação igualdade perfeita, quando ou qual o fator que desfez essa igualdade perfeita e nos tornou desiguais.    

   2-      Sim amiga, não existe ninguém igual ao outro, é evidente: mas todos e tudo isso eram iguais no início. E é essa a questão que ninguém responde: porquê de iguais passamos a desiguais?


      3-    Não foi dito que o livre arbítrio é igual para todos. Mas, como a DE explica porque não é? E qual a razão, que a doutrina deveria expor, que se éramos todos iguais nos tornamos em seres ÚNICOS, como você diz e como vemos no mundo. De iguais passamos a UNICOS, um diferente do outro, cada um com sua particular individualidade. Como foi que aconteceu isso?

         4- Sim, simples e ignorantes, isso é um fato. Contudo não iguais, pelo menos até o momento em que se explique o surgimento da desigualdade e que se mostre que não existe sofrimento advindo dessa desigualdade..

         5- Mais uma vez: porque as escolhas são diferentes se as cabeças que escolhem são iguais, pelo menos eram iguais até o ponto ou momento em que se tornaram desiguais?


          6- Amiga, mesmo sendo ciência, como a doutrina diz, não aceita e mesmo reage frente às novas e importantes descobertas cientificas, tanto que deveria já ter se pronunciado a respeito da nova visão do papel e posição do ser humano, no universo e na criação, mas nada fez até agora e essas descobertas já completaram cem anos, um século.

         7- Compreendo e peço até me perdoem, mas estou certo de que essas minhas intervenções têm de ser feitas pois que têm relação com a DE e com qualquer outra doutrina.

Olá Coronel,

Embora o seu post seja endereçado à Fofaa, não vou responder por ela, mas gostaria de fazer alguns comentários.

1- Nas seis questões que eu dividi em seu texto, encontramos um denominador comum: você, ou o senhor, retomou o mesmo discurso lá num outro tópico da Fofaa. E, falando francamente, cansa a gente, porque essa "maiêutica socrática", que de você lança mão, até agora não serviu para elucidar nada, e pior que isso, você mesmo não consegue se fazer entender, na medida em que, não responde às suas próprias questões, e desse modo, priva os demais de que saber o que você mesmo pensa a respeito. E isso, está gerando confusão na cabeça das pessoas, porque, o que nós espíritas sabemos é que, a partir da individualização completa do Princípio Inteligente, em que o ser se torna auto-consciente é que se dá o "ponto de partida", em que se diz alegoricamente que "Deus criou todos simples e ignorantes".

2- Pois é. "Porque de  iguais passamos a desiguais"? já está respondida essa questão mas o senhor insiste nela. Por que o senhor mesmo não responde? Pois, dá a entender que o senhor tenha uma visão diferente da Doutrina, e então, qual o receio em nos passá-la?? Até  aonde vai essa "maiêutica socrática" que até agora tem sido inútil? Ora, sabemos, de acordo com o que está no LE, que os Espíritos tendo partido de um mesmo ponto, "simples e ignorantes", nas suas primeiras encarnações em contato com a matéria, uns escolheram essa prova,  outro aquela, e assim, foram se tornando desiguais. O contato com o mundo físico e com outros homens, gerou as paixões, e cada um se chafurdou nelas de maneira desigual; cada um soube como  escapar ou não do seu império. Eu sei que essas questões  que o senhor coloca são relevantes, e elas suscitam mesmo o afã de questionar, investigar, ir além. Mas a minha pergunta é: por que o senhor não deixa de lado esses circunlóquios e essas digressões, e coloca de uma vez o seu posicinamento em torno da questão?? Por que não diz logo o que pensa? Por que não diz o porquê de os Espíritos terem partido de um mesmo ponto em pé de igualdade e, depois de um  certo tempo, terem se tornado desiguais?? Por que o senhor não diz?? será que temos que suplicar de joelhos criatura?





Título: Re: Por que o suicídio é maior crime?
Enviado por: Renato_ em 29 de Abril de 2010, 23:48
(continuação)


         
      3-    Não foi dito que o livre arbítrio é igual para todos. Mas, como a DE explica porque não é? E qual a razão, que a doutrina deveria expor, que se éramos todos iguais nos tornamos em seres ÚNICOS, como você diz e como vemos no mundo. De iguais passamos a UNICOS, um diferente do outro, cada um com sua particular individualidade. Como foi que aconteceu isso?

         4- Sim, simples e ignorantes, isso é um fato. Contudo não iguais, pelo menos até o momento em que se explique o surgimento da desigualdade e que se mostre que não existe sofrimento advindo dessa desigualdade..

         5- Mais uma vez: porque as escolhas são diferentes se as cabeças que escolhem são iguais, pelo menos eram iguais até o ponto ou momento em que se tornaram desiguais?


          6- Amiga, mesmo sendo ciência, como a doutrina diz, não aceita e mesmo reage frente às novas e importantes descobertas cientificas, tanto que deveria já ter se pronunciado a respeito da nova visão do papel e posição do ser humano, no universo e na criação, mas nada fez até agora e essas descobertas já completaram cem anos, um século.

         7- Compreendo e peço até me perdoem, mas estou certo de que essas minhas intervenções têm de ser feitas pois que têm relação com a DE e com qualquer outra doutrina.


3- "Como foi que isso aconteceu"? Pois é, já passamos a nossa "versão", já falamos, de acordo com a DE como é que isso aconteceu, agora é a sua vez de dizer "como foi que isso aconteceu"!!! Essa brincadeira de mestre querendo ensinar o discípulo está ficando sem graça sabe?? (falando sério mesmo)

4- Olhe lá em 4. Faz um grande post, repetindo as mesmas coisas em cada parágrafo de seu texto. Mais uma vez: nós já respondemos essa questão, falta o senhor colocar o seu ponto de vista. Simples assim...

5- Idem. O mesmo repeteco que em 1,2,3, e 4.

6- Não diga esses disparates!!! a Doutrina é dos Espíritos, e não dos espíritas! Quem decide, delibera, diz o que ou não se deve fazer são os Espíritos, e não os espíritas.

7- Como o senhor mesmo diz, as suas questões "tem relações com a Doutrina o que não quer dizer que elas estejam de acordo com a doutrina o que é totalmente diferente. E quanto ao imperativo "elas TÊM que ser feitas", já  não causa espanto, quando tal assertiva vem de um coronel ;D

abçs,

Renato
Título: Re: Por que o suicídio é maior crime?
Enviado por: Fofaa em 30 de Abril de 2010, 02:04

Coronel, faço das palavras do Renato as minhas.

Renato, CONDORDO em tudo o que vc colocou.
Obrigada mesmo por dizer o que eu não tive coragem.

Coronel, acho que dá pra por um fim nesse assunto, certo?
Estamos aqui pra orientar e ser orientado, e não pra gerar dúvidas.
Sinto muito, mas foi dito à você tudo o que diz a DE, e se você não concorda, devolvo com outra pergunta:
Será que você não está em lugar errado?
Ou seu objetivo é mesmo tumultuar?
Se expresse, seja objetivo e coerente com sua crença, e se for o caso, estarei aqui pra chegar em um objetivo final, que é o aprendizado.
Respeito seus pensamentos e acho que você deve também respeitar quem segue a DE.
Qualquer um que tenha uma amplitude de pensamento e vontade em aceitar concepções diferenciadas, consegue entender o que pra você, é tão complicado.
Suas colocações não são dignas de uma pessoa que tem raciocínio lógico.
Ou será que não tem?
É o que me parece.
Tenha uma boa noite e se coloque frente as situações.
Será melhor pra todo mundo.
Título: Re: Por que o suicídio é maior crime?
Enviado por: Renato_ em 30 de Abril de 2010, 08:56
Olá pessoal,

Dando continuidade ao nosso estudo, vamos  agora confrontar algumas questões de O Livro dos Espíritos, com narrativas de suicidas sobre o seu estado no mundo espiritual, contidas em O Céu e O Inferno. Também utilizaremos O Evangelho Segundo o Espiritismo como complemento desse estudo.

Vamos abordar o suicídio, elegendo como critério o que leva a pessoa a se suicidar e assim, estudando caso por caso os graus de atenuantes/agravantes.

Assim abordaremos na seguinte ordem

1-   Suicídio por desgosto da vida (intencional) (945, 946)
2-   Suicídio por desespero (deixar-se morrer de fome, atirar-se de um prédio em chamas) (947)
3-   Suicídio para se evadir de um ato vergonhoso (948)
4-   Suicídio com o objetivo de poupar a família ou um ente querido de uma conjuntura vergonhosa (949)
5-   Suicídio com o objetivo de demandar o mundo espiritual em busca de uma vida melhor (950)
6-   Suicídio com o objetivo de salvar uma outra vida (951)
7-   E finalmente, o suicídio inconsciente ou indireto (952)



Por ora vamos nos deter no item 1 – Suicídio por desgosto da vida.


945 O que pensar do suicídio que tem como causa o desgosto da vida?
 
– Insensatos! Por que não trabalhavam? A existência não lhes teria sido pesada!


A seguir, transcrevemos uma comunicação de um suicida que se matou por desgosto da vida de O Céu e o Inferno.


O SUICIDA DA SAMARITANA

A 7 de abril de 1858, pelas 7 horas da noite, um homem de cerca de 50 anos e decentemente trajado apresentou-se no estabelecimento da Samaritana, de Paris, e mandou que lhe preparassem um banho. Decorridas cerca de 2 horas, o criado de serviço, admirado pelo silêncio do freguês, resolveu entrar no seu gabinete, a fim de verificar o que ocorria.
Deparou-se-lhe então um quadro horroroso: o infeliz degolara-se com uma navalha e todo o seu sangue misturava-se à água da banheira. E como a identidade do suicida não pôde ser averiguada, foi o cadáver removido para o necrotério.
1. - Evocação. (Resposta do guia do médium.) - Esperai, ele aí está.
2. - Onde vos achais hoje? - R. Não sei... dizei-mo.
3. - Estais numa reunião de pessoas que estudam o Espiritismo e que são benévolas para convosco. - R. Dizei-me se vivo, pois este ambiente me sufoca.
Nota - Sua alma, posto que separada do corpo, está ainda completamente imersa no que poderia chamar-se o turbilhão da matéria corporal; vivazes lhe são as idéias terrenas, a ponto de se acreditar encarnado.
4 - Quem vos impeliu a vir aqui? - R. Sinto-me aliviado.
5. - Qual o motivo que vos arrastou ao suicídio? - R. Morto? Eu? Não... que habito o meu corpo... Não sabeis como sofro!... Sufoco-me... Oxalá que mão compassiva me aniquilasse de vez!
6. - Por que não deixastes indícios que pudessem tornar-vos reconhecível? - R. Estou abandonado; fugi ao sofrimento para entregar-me à tortura.
7. - Tendes ainda os mesmos motivos para ficar incógnito? - R. Sim; não revolvais com ferro candente a ferida que sangra.
8. - Podereis dar-nos o vosso nome, idade, profissão e domicilio? - R. Absolutamente não.
9. - Tínheis família, mulher, filhos? - R. Era um desprezado, ninguém me amava.
10. - E que fizestes para ser assim repudiado? - R. Quantos o são como eu!... Um homem pode viver abandonado no seio da família, quando ninguém o preza.
11. - No momento de vos suicidardes não experimentastes qualquer hesitação? - R. Ansiava pela morte... Esperava repousar.
12. - Como é que a idéia do futuro não vos fez renunciar a um tal projeto? - R. Não acreditava nele, absolutamente. Era um desiludido. O futuro é a esperança.
13. - Que reflexões vos ocorreram ao sentirdes a extinção da vida? - R. Não refleti, senti... Mas a vida não se me extinguiu... minha alma está ligada ao corpo... Sinto os vermes a corroerem-me.
14. - Que sensação experimentastes no momento decisivo da morte? - R. Pois ela se completou?
15. - Foi doloroso o momento em que a vida se vos extinguiu? - R. Menos doloroso que depois. Só o corpo sofreu.
16. - (Ao Espírito S. Luís.) - Que quer dizer o Espírito afirmando que o momento da morte foi menos doloroso que depois? - R. O Espírito descarregou o fardo que o oprimia; ele ressentia a volúpia da dor.
17. - Tal estado sobrevém sempre ao suicídio? - R. Sim. O Espírito do suicida fica ligado ao corpo até o termo dessa vida. A morte natural é a libertação da vida: o suicídio a rompe por completo.
18. - Dar-se-á o mesmo nas mortes acidentais, embora involuntárias, mas que abreviam a existência? - R. Não. Que entendeis por suicídio? O Espírito só responde pelos seus atos.


(continua)
Título: Re: Por que o suicídio é maior crime?
Enviado por: Renato_ em 30 de Abril de 2010, 09:06
(continuação) Nota/comentário de Allan Kardec

Nota - Esta dúvida da morte é muito comum nas pessoas recentemente desencarnadas, e principalmente naquelas que, durante a vida, não elevam a alma acima da matéria. É um fenômeno que parece singular à primeira vista, mas que se explica naturalmente. Se a um indivíduo, pela primeira vez sonambulizado, perguntarmos se dorme, ele responderá quase sempre que não, e essa resposta é lógica: o interlocutor é que faz mal a pergunta, servindo-se de um termo impróprio. Na linguagem comum, a idéia do sono prende-se à suspensão de todas as faculdades sensitivas; ora, o sonâmbulo que pensa, que vê e sente, que tem consciência da sua liberdade, não se crê adormecido, e de fato não dorme, na acepção vulgar do vocábulo. Eis a razão por que responde não, até que se familiariza com essa maneira de apreender o fato. O mesmo acontece com o homem que acaba de desencarnar; para ele a morte era o aniquilamento do ser, e, tal como o sonâmbulo, ele vê, sente e fala, e assim não se considera morto, e isto afirmando até que adquira a intuição do seu novo estado. Essa ilusão é sempre mais ou menos dolorosa, uma vez que nunca é completa e dá ao Espírito uma tal ou qual ansiedade. No exemplo supra ela constitui verdadeiro suplício pela sensação dos vermes que corroem o corpo, sem falarmos da sua duração, que deverá equivaler ao tempo de vida abreviada. Este estado é comum nos suicidas, posto que nem sempre se apresente em idênticas condições, variando de duração e intensidade conforme as circunstâncias atenuantes ou agravantes da falta. sensação dos vermes e da decomposição do corpo não é privativa dos suicidas: sobrevém igualmente aos que viveram mais da matéria que do espírito. Em tese, não há falta isenta de penalidades, mas também não há regra absoluta e uniforme nos meios de punição.


Nas comunicações de suicidas, em O Céu e o Inferno, como vimos acima há sempre a evocação do suicida, e o seu relato e as questões dirigidas ao Espírito São Luiz, no afã de se elucidar as conseqüências do ato e os porquês do sofrimento dos suicida.

Interessante notar,  no trecho destacado na nota de Kardec, que não só os suicidas “diretos” sentem os vermes a lhe “roerem” o corpo em decomposição, mas os suicidas indiretos também, ou inconscientes, que abordaremos mais para o final – neste rol se elencar não só fumantes e alcoólatras, mas também sexólatras, ególatras, criminosos ou seja “os que viveram mais da matéria que do espírito”, como diz Kardec. 

Por hoje está bom pessoal,

Aguardo comentários e adendos,

Abraços,

Renato



Título: Re: Por que o suicídio é maior crime?
Enviado por: Denize Moreira em 30 de Abril de 2010, 16:33
       
           Oi Renato, e a todos os irmãos muita FÉ E PAZ.
     

    Não há como falar do assunto sem evocarmos o sociólogo Emile Durkheim, que afirma existirem homens capazes de resistir a desgraças horríveis enquanto outros se suicidam depois de aborrecimentos ligeiros. Seria importante investigar a causa desta resistência diversa e o que contribui para essa estrutura maior ou menor.Interessante anotar que é nas épocas em que a vida é menos dura que as pessoas a abandonam com mais facilidade.

Título: Re: Por que o suicídio é maior crime?
Enviado por: Renato_ em 30 de Abril de 2010, 21:29
       
           Oi Renato, e a todos os irmãos muita FÉ E PAZ.
     

    Não há como falar do assunto sem evocarmos o sociólogo Emile Durkheim, que afirma existirem homens capazes de resistir a desgraças horríveis enquanto outros se suicidam depois de aborrecimentos ligeiros. Seria importante investigar a causa desta resistência diversa e o que contribui para essa estrutura maior ou menor.Interessante anotar que é nas épocas em que a vida é menos dura que as pessoas a abandonam com mais facilidade.



Oi Mary,

Bem lembrado o Durkheim
Caramba, e eu que fiz Ciências Sociais e deveria citá-lo aqui, nem me lembro direito da sua obra "O suicídio".

Vou dar uma olhada aqui em casa, ver se acho algum texto, porque o livro mesmo eu não tenho.

Obrigado pela sugestão,

abçs

Renato

 
Título: Re: Por que o suicídio é maior crime?
Enviado por: Conforti em 01 de Maio de 2010, 03:24
          Olá Renato, me perdoe se esta é repetição.
         
          Meus posts não são pessoais. Cito o destinatário  para vincular a resposta ao assunto que a suscitou.
         
          A repetição cansa, mas é o que julgo devo fazer para tentar que alguém compreenda que deve buscar respostas coerentes e não aceitar tudo passivamente.

          Amigo, a idéia é essa; não responder; que procurem as respostas. Estamos acostumados a receber respostas prontas e nunca as buscamos nós mesmos.

          Pela primeira vez uma palavra sensata nessa explicação: alegoria. A visão de uma criação de espíritos de início perfeitamente iguais é uma alegoria. Agora sim, pois a vida, para cada um, é um fluir sem fim e as desigualdades são inerentes à existência neste plano.

          Cito vc:
“...uma visão diferente da Doutrina, e qual o receio em nos passá-la? Até  aonde vai essa "maiêutica socrática" que até agora tem sido inútil?”
          Não foi inútil. ‘Você’ está aí. E tenho mesmo receio de expor essa visão porque, em face de nossa cultura, costumes e crenças, vão achá-la absurda e rapidamente descartá-las; o ‘clima’ ainda não é conveniente.

          Cito:
“... os Espíritos partindo de um mesmo ponto, uns escolheram essa prova,  outro aquela, e assim, foram se tornando desiguais. ...e cada um se chafurdou (nas paixões) de maneira desigual; cada um soube como  escapar ou não do seu império”.
          É isso; você está mostrando as incoerências em relação às doutrinas, a prova da desigualdade inicial: já no início “uns’ escolheram ‘essa’ prova, ‘outro’ ‘aquela” .... Já havia desigualdade, tanto que escolheram provas desiguais... e ‘cada um se chafurdou nelas (nas paixões)de maneira “desigual”.

          Cito:
“Por que não diz o porquê de os Espíritos terem partido... em pé de igualdade e, depois... terem se tornado desiguais?”.
          Porque essa igualdade nunca existiu; desde o inicio sofremos as contingências desta vida, neste plano. Essa propalada igualdade é apenas um artifício usado pelas religiões para mostrar o amor e a justiça divinas.

          Sei que o amigo fala sério, quando diz que está cansado do jogo mestre-discipulo. Mas, observe que o assunto é, também, extremamente sério.

          Você diz: ‘nós já respondemos essa questão’. Você respondeu, você pode saber a resposta, mas os amigos também sabem? Porque usar o termo ‘nós’?

          Amigo, é tão fácil dizer que cabe aos espíritos decidir. Veja: os experimentos trazem uma nova visão do ser humano dentro da criação e do universo, totalmente diferente dessa que as religiões cristãs nos passam. E como seria importante que isso fosse divulgado a todos, pois os incentivaria a aprimorar esforços na busca da compreensão do que realmente somos. Porque, veja bem, essa nova visão mostra que não somos esse ser fraco, ignorante, insano e corrupto que as religiões fazem crer, e ficamos com essa visão errada de que nada podemos fazer sozinhos. E, assim, nos sujeitamos ou ficamos dependentes de ‘intermediários’, como ‘santos’, mestres, espíritos protetores ou amigos, sacerdotes, etc para tentar conseguir algum alívio para nossos problemas fisiológicos, psicológicos ou existenciais, ou para nos ‘salvarmos’ ou nos ‘libertarmos’.

          E você, novamente, se engana. Quando digo que as coisas tem de ser feitas assim é porque, se não for assim, muitos nem perceberão que devem buscar respostas coerentes; só isso.

          Até mais.
Título: Re: Por que o suicídio é maior crime?
Enviado por: Renato_ em 01 de Maio de 2010, 04:10
         
         
          1- Pela primeira vez uma palavra sensata nessa explicação: alegoria. A visão de uma criação de espíritos de início perfeitamente iguais é uma alegoria. Agora sim, pois a vida, para cada um, é um fluir sem fim e as desigualdades são inerentes à existência neste plano.

          2- o ‘clima’ ainda não é conveniente.

                  3-  É isso; você está mostrando as incoerências em relação às doutrinas, a prova da desigualdade inicial: já no início “uns’ escolheram ‘essa’ prova, ‘outro’ ‘aquela” .... Já havia desigualdade, tanto que escolheram provas desiguais... e ‘cada um se chafurdou nelas (nas paixões)de maneira “desigual”.

          Cito:
“Por que não diz o porquê de os Espíritos terem partido... em pé de igualdade e, depois... terem se tornado desiguais?”.
          4- Porque essa igualdade nunca existiu; desde o inicio sofremos as contingências desta vida, neste plano. Essa propalada igualdade é apenas um artifício usado pelas religiões para mostrar o amor e a justiça divinas.

          5- Sei que o amigo fala sério, quando diz que está cansado do jogo mestre-discipulo. Mas, observe que o assunto é, também, extremamente sério.

           6- Porque, veja bem, essa nova visão mostra que não somos esse ser fraco, ignorante, insano e corrupto que as religiões fazem crer, e ficamos com essa visão errada de que nada podemos fazer sozinhos. E, assim, nos sujeitamos ou ficamos dependentes de ‘intermediários’, como ‘santos’, mestres, espíritos protetores ou amigos, sacerdotes, etc para tentar conseguir algum alívio para nossos problemas fisiológicos, psicológicos ou existenciais, ou para nos ‘salvarmos’ ou nos ‘libertarmos’.

         

1- Qual o seu conceito e "igualdade"? Eu já disse que as desigualdades são geradas "nesse plano", para usar um termo seu.

2- Sei disso...

3- Eu não disse que "logo no início eles escolheram provas desiguais". Por que o senhor está fazendo isso?? Eu respondi o seu texto já no tópico do Thiago http://www.forumespirita.net/fe/amizade/por-que-sou-espirita/msg104620/#new (http://www.forumespirita.net/fe/amizade/por-que-sou-espirita/msg104620/#new)  e o senhor vem fazer a tréplica aqui? O que eu disse, LÁ NO TÓPICO DO THIAGO, é que naquele estado de natureza (Tommas Hobbes) e um pouco após ele, os homens primitivos, estando quase que totalmente dominados pelos instintos, não como estabelecer uma linha divisória, limítrofe, de onde começa a desigualdade. A desigualdade só pode ser explicada no contexto desses homens primitivos estando em contato com uma humanidade mais evoluída intelectual e culturalmente, e também do ponto de vista das paixões, porque, mesmo as paixões como egolatria, orgulho, vaidade e avareza entre outras são um atestado de evolução do Espírito em relação ao homem primitivo, cujas paixões consistem no ódio e na vingança, que o levam a exterminar o seu inimigo. Por que o senhor não responde lá?? está usando de má fé em relação às pessoas, porque, foi lá, colheu as citações e veio postar aqui!!!! E lá não respondeu nada. Mas tudo bem, vamos em frente.

4- interessante esse ponto vista seu. Jà começou a responder, a colocar o seu ponto de vista (para verem que às vezes é necessário cutucar a onça com vara curta, e as pessoas pensam que a gente está aqui brigando rs tsc tsc tsc).
Se ela nunca existiu, então Deus teria criado os Espíritos desiguais certo? Com que finalidade, eu pergunto...

5- Agora não estou mais enfastiado com a sua maiêutica, afinal, já começou a dizer o pensa. Será que estamos sendo afobados demais mestre?? To gostando agora (sério mesmo)

6-Concordo com você aqui. As religiões são um cancro social, perniciosas ao desenvolvimento das potencialidades do ser humano, coibidoras do auto-conhecimento, e fazem o papel de superproteção, no indivíduo adulto, substituindo a superproteção dos  pais, quando crianças, e esse é o grande mal. Jesus veio à Terra ensinar como se livrar dessa pseudo proteção, que na verdade não protege ninguém.

Mas, enfim, por que não respondeu lá?? É para responder lá, aqui estamos estudando o suicídio.

Um grande abraço,

Renato

Título: Re: Por que o suicídio é maior crime?
Enviado por: Conforti em 02 de Maio de 2010, 02:59
           Renato,         
               
Cito vc: “ Qual o seu conceito e "igualdade"?”.
          Amigo, você é muito mais esclarecido; talvez conheça outros conceitos; eu só conheço um: ‘concordância plena’, ou  ’sob todos os aspectos’.

Cito: “Eu não disse que "logo no início eles escolheram provas desiguais".   
          Isso, se é você ou a DE que ensina assim, não tem importância. Mas veja suas palavras: “a partir da individualização completa do PI, em que o ser se torna auto-consciente é que se dá o "ponto de partida", em que se diz alegoricamente que "Deus criou todos simples e ignorantes". “...de acordo com o LE, os Espíritos tendo partido de um mesmo ponto, "simples e ignorantes", ...uns escolheram essa prova,  outro aquela, e assim, foram se tornando desiguais”.
          E eu comentei: É isso; você está mostrando incoerências nas doutrinas, a prova da desigualdade inicial: já no início “uns’ escolheram ‘essa’ prova, ‘outro’ ‘aquela” .... Já havia desigualdade, tanto que escolheram provas desiguais... ”.
       
Cito: “Por que o você está fazendo isso?? Eu respondi o seu texto já no tópico do Thiago”.
          É, amigo, com meus 80 e tantos anos, só agora que comecei no computador e, na internet, só a partir do descobrimento deste fórum; de modo que já fiz muito disso de entrar em tópicos errados. Inclusive não descobri, ainda, como abrir certas mensagens, palestras etc, quando não são ‘pps’.

Cito: “... não tem como estabelecer uma linha divisória de onde começa a desigualdade”.
          Não estamos falando de estabelecer essa linha, mas sim que a desigualdade é um fato e começou, para cada ser, num determinado instante da eternidade. E a questão foi sobre o porquê, não  sociólogos ou antropólogos, mas as doutrinas, não explicam como, dentro da “infinita e perfeita bondade e justiça divinas”, começou um desigualdade, e porque os seres são considerados transgressores da lei de Deus, e punidos por isso, se são as experiências da vida que os levam a esses procedimentos ‘considerados’ errados.
Cito: “A desigualdade ...tb do ponto de vista das paixões, porque, mesmo as paixões como egolatria, orgulho, vaidade e avareza entre outras são um atestado de evolução do Espírito em relação ao homem primitivo...”.
           E porque o homem é responsabilizado (essa é a minha questão) por não haver resistido a esses sentimentos ou paixões, e despencou para  o orgulho, vaidade, avareza, etc? Se por necessidade, como deduzo de sua argumentação, não há responsabilidade do homem.

Cito: “Por que o senhor não responde lá? Está usando de má fé em relação às pessoas, porque, foi lá, colheu as citações e veio postar aqui!!!! E lá não respondeu nada. Mas tudo bem, vamos em frente.
          ‘Má fé’!! nem sei o que responder. Você está julgando corretamente? 

Cito: “Interessante esse ponto vista seu. Já começou a responder, a colocar o seu ponto de vista (para verem que às vezes é necessário cutucar a onça com vara curta, e as pessoas pensam que a gente está aqui brigando. Se ela (a igualdade) nunca existiu, então Deus teria criado os Espíritos desiguais certo? Com que finalidade, eu pergunto...
          Engano, amigo; não houve cutucão na onça; apenas, como já lhe disse, não havia clima... E esse é o problema: não existe finalidade alguma; isso tb é criação das religiões que não conseguem explicar os motivos da existência dos seres vivos. Embora o q vou dizer pareça meio tolo, qual a finalidade da existência de escorpiões, formigas minúsculas, vírus e bactérias microscópicos, e de tanta coisa mais que há por aí...? E não é ponto de vista meu, mas de vultos notáveis e eminentes que já citei em algum lugar.

Cito: “...por que não respondeu lá? Aqui estamos estudando o suicídio.
          Já lhe expliquei e sinto muito; mas, mesmo assim, dentro do universo, como dentro da ciência e das religiões, se se observar atentamente, não há assuntos estanques, independentes; tudo está interconectado, todos os fenômenos, eventos, pensamentos, ações, tudo afinal está ligado a tudo o mais. Está certo que para fins didáticos devemos abordar cada parte por vez. Por isso, sinto muito. Para mim o assunto suicídio, e o que mais for, está ligado, e mesmo depende, de todos os demais assuntos. Veja só, se o ser humano compreende que ele não é o que as crenças dizem, que ele pode alçar o ‘vôo da águia’ e não ficar somente preso ao chão como as ‘galinhas’, quem ele é realmente, talvez pensasse muito mais antes de tentar por fim a própria vida! 

          Abraços.
Título: Re: Por que o suicídio é maior crime?
Enviado por: Renato_ em 02 de Maio de 2010, 03:18
Citar
Coronel:

1- E porque o homem é responsabilizado (essa é a minha questão) por não haver resistido a esses sentimentos ou paixões, e despencou para  o orgulho, vaidade, avareza, etc?



1- Porque Deus deixa a ele próprio o mérito ou demérito de suas ações e é nisto que consiste o livre-arbítrio (ver a esse respeito O Livro dos Espíritos)

abçs,

Renato

Título: Re: Por que o suicídio é maior crime?
Enviado por: Conforti em 03 de Maio de 2010, 03:50
          Olá, Renato.

          Eu estava dizendo: “E a questão foi sobre o porquê, não  sociólogos ou antropólogos, mas as doutrinas, não explicam como, dentro da “infinita e perfeita bondade e justiça divinas”, começou um desigualdade, e porque os seres são considerados transgressores da lei de Deus, e punidos por isso, se são as experiências da vida que os levam a esses procedimentos ‘considerados’ errados.
          Acrescento, agora: O que são as experiências da vida senão as lições desta escola? Quem está mais atrasado é ‘culpável’ por isso?

          E vc disse: “A desigualdade ...tb do ponto de vista das paixões, porque, mesmo as paixões como egolatria, orgulho, vaidade e avareza entre outras são um atestado de evolução do Espírito em relação ao homem primitivo...”.
           
          E eu perguntei: “Porque o homem é responsabilizado (essa é a minha questão) por não haver resistido a esses sentimentos ou paixões, e despencou para  o orgulho, vaidade, avareza, etc? Se por necessidade, como deduzo de sua argumentação, não há responsabilidade do homem”.
          Acrescento agora: dentro de sua argumentação você faz ver que essas paixões os homens as adquiriram pelas experiências da vida, ou melhor, são novas lições nesta escola, e lições até consideradas  “um atestado da evolução do homem, em relação ao homem primitivo”!!! Não se deduz daí, se ‘isso’ representa ‘evolução’, que isso ocorre pela necessidade de o homem evoluir?

          E, continuando, cito sua resposta:
“Porque Deus deixa a ele próprio o mérito ou demérito de suas ações e é nisto que consiste o livre-arbítrio (ver a esse respeito O Livro dos Espíritos)”.
          Amigo, ou eu estou ficando muito difícil de ser compreendido, me expressando muito mal, ou não sei o que está acontecendo.
          Vamos tentar facilitar: “Em ‘qualquer’ ponto ou nível de evolução em que o ser, o espirito esteja, lá atrás, ou bem avançado, lá à frente, ele é responsável ou culpável pelo que faz  de errado? Porquê? Se faz coisas consideradas más, ele as faz, simplesmente, porque quer fazer? Alguém é bondoso ou maldoso, simplesmente porque quer ser assim? Ou aprendeu a ser assim pelas experiencias que a escola da vida lhe proporcionou até o ponto de aprendizado em que está?

          Pense bem, amigo, com sua própria cabeça; deixe um pouco a muleta da codificação.

          Um abraço.
Título: Re: Por que o suicídio é maior crime?
Enviado por: Renato_ em 03 de Maio de 2010, 04:07
         
          Vamos tentar facilitar: “Em ‘qualquer’ ponto ou nível de evolução em que o ser, o espirito esteja, lá atrás, ou bem avançado, lá à frente, ele é responsável ou culpável pelo que faz  de errado? Porquê? Se faz coisas consideradas más, ele as faz, simplesmente, porque quer fazer? Alguém é bondoso ou maldoso, simplesmente porque quer ser assim? Ou aprendeu a ser assim pelas experiencias que a escola da vida lhe proporcionou até o ponto de aprendizado em que está?

          Pense bem, amigo, com sua própria cabeça; deixe um pouco a muleta da codificação.

          Um abraço.


O que é a escola da vida?

O que se deve entender por escola da vida

O que é ela?

Aonde está ela?

Em que consiste ela??

abçs,

Renato

 
Título: Re: Por que o suicídio é maior crime?
Enviado por: Conforti em 03 de Maio de 2010, 18:33
          Olá Renato,


          O que será a 'escola da vida'??!!

          Ou será que a DE já eliminou esse conceito, essa figura, do mesmo modo como a igreja romana eliminou o conceito de 'limbo', por considerá-lo absurdo?!

          Até...
Título: Re: Por que o suicídio é maior crime?
Enviado por: Renato_ em 03 de Maio de 2010, 20:23
          Olá Renato,


          O que será a 'escola da vida'??!!

          Ou será que a DE já eliminou esse conceito, essa figura, do mesmo modo como a igreja romana eliminou o conceito de 'limbo', por considerá-lo absurdo?!

          Até...


Pois é, amigo Coronel, o questionamento ainda perdura:

o que é a ESCOLA DA VIDA??

abçs,

Renato

Título: Re: Por que o suicídio é maior crime?
Enviado por: Conforti em 03 de Maio de 2010, 21:27
          Caro amigo Renato,

          A vida não é uma escola? Onde tem o espirito seu aprendizado?

          O que é uma escola senão um lugar de instrução, aprendizado, aquisição de conhecimentos, de realização de provas, de proporcionar melhoramento progressivo, de aprender a proceder corretamente, de desenvolver o intelecto, compreensão do bem e do mal, melhorar suas escolhas,  de aperfeiçoamento de aptidões e habilidades, de amadurecimento da personalidade para enfrentar novos desafios. Se não for isso, qual a razão das encarnações e reencarnações?

          Sinceramente, não entendi o porquê de sua pergunta, professor! Você está, apenas, brincando?

          
          Perceba que você está em Deus e que Deus está em você.
Título: Re: Por que o suicídio é maior crime?
Enviado por: Renato_ em 03 de Maio de 2010, 21:33
          Caro amigo Renato,

          A vida não é uma escola? Onde tem o espirito seu aprendizado?

          O que é uma escola senão um lugar de instrução, aprendizado, aquisição de conhecimentos, de realização de provas, de proporcionar melhoramento progressivo, de aprender a proceder corretamente, de desenvolver o intelecto, compreensão do bem e do mal, melhorar suas escolhas,  de aperfeiçoamento de aptidões e habilidades, de amadurecimento da personalidade para enfrentar novos desafios. Se não for isso, qual a razão das encarnações e reencarnações?

          Sinceramente, não entendi o porquê de sua pergunta, professor! Você está, apenas, brincando?

         
          Perceba que você está em Deus e que Deus está em você.

Aí está, meu querido,

E, a Terra é uma dessas escolas. E com isso, você respondeu todas aquelas questões que há  meses você vem colocando a mim e a muitos por  aqui.

E então? fechou??

Tá vendo como funciona a dialética socrática??

Um abraço,

Renato

 
Título: Re: Por que o suicídio é maior crime?
Enviado por: Conforti em 03 de Maio de 2010, 23:39


          Renato,

          Olá, amigo, ao contrário do que você disse, desta vez a dialética socrática falhou. Nenhuma das questões, ou melhor, a ‘única’ questão não teve resposta ainda. Nada fechou. Tudo está mais aberto do que antes. Não estamos falando sobre provas, adaptação aos problemas da vida, ao que a escola da vida nos oferece; estamos falando de culpas, penas e castigos, lembra-se?

          Um abraço,

   




Título: Re: Por que o suicídio é maior crime?
Enviado por: Renato_ em 03 de Maio de 2010, 23:45


          Renato,

          Olá, amigo, ao contrário do que você disse, desta vez a dialética socrática falhou. Nenhuma das questões, ou melhor, a ‘única’ questão não teve resposta ainda. Nada fechou. Tudo está mais aberto do que antes. Não estamos falando sobre provas, adaptação aos problemas da vida, ao que a escola da vida nos oferece; estamos falando de culpas, penas e castigos, lembra-se?

          Um abraço,

   






Já está respondido lá no outro tópico "Por que somos espíritas",

Dê uma olhada lá.

Abçs

Renato

 
Título: Re: Por que o suicídio é maior crime?
Enviado por: Kazaoka em 20 de Janeiro de 2015, 10:25
Na quarta parte do O Livro dos Espíritos, no capítulo 1, no item que trata sobre Desgosto da vida. Suicídio tem a questão 954 que diz que atos resultantes de imprudência e que comprometem a vida, se não há não a intenção ou positiva consciência em se fazer o mal, não há, nesses casos, culpabilidade. Mas como entender esta questão 955 e a resposta dada pelo Espírito, quando pensamos, por exemplo, no caso das pessoas entregues a todos os tipos de vícios ou àqueles que, por exemplo, sem nada que justifique, saem dirigindo seus automóveis em altíssimas velocidades e acabam sofrendo algum tipo de acidente em função dessa imprevidência? O simples fato de não terem eles uma intenção de fazer, positivamente, algum tipo de mal os deixariam livres da culpabilidade?

Gostaria de ouvir a opinião de outros companheiros sobre a forma de interpretar esta questão.

954 Uma imprudência que compromete a vida sem necessidade é repreensível?

– Não existe culpabilidade se não há intenção ou consciência positiva de fazer o mal.