Forum Espirita

CODIFICAÇÃO => O Livro dos Espíritos => Tópico iniciado por: Juranda em 19 de Março de 2010, 20:30

Título: Pode-se sem dúvida, pelo pensamento
Enviado por: Juranda em 19 de Março de 2010, 20:30
Olá amigos.
Alguém já perguntou aqui no fórum sobre a reposta da questão 26 do LE?
O que os espíritos quiseram dizer com a resposta que é o assunto deste tópico.

Obrigado a todos.
Título: Re: Pode-se sem dúvida, pelo pensamento
Enviado por: Mourarego em 19 de Março de 2010, 20:45
A pergunta seguinte, em sua resposta trás a elucidação, amiga Juranda
Abraços,
Moura
Título: Re: Pode-se sem dúvida, pelo pensamento
Enviado por: Juranda em 19 de Março de 2010, 21:07
Caro irmão Moura.
Teria como o amigo ser mais específico?
Entendo 3 elementos, espírito, matéria e Deus acima de tudo. (q. 27).
Mas ainda não entendo a resposta da q. 26. 'Pode-se, sem dúvida, pelo pensamento' é uma resposta retórica do espírito? Opu seja, somente através da imaginação posso conceber o espírito sem a matéria?
Título: Re: Pode-se sem dúvida, pelo pensamento
Enviado por: Mourarego em 19 de Março de 2010, 21:09
Pensamento ai é o ato de raciocinar sobre o exposto, não diz respeito a imaginação, amiga Juranda.
abração,
Moura
Título: Re: Pode-se sem dúvida, pelo pensamento
Enviado por: Juranda em 19 de Março de 2010, 21:13
Ok, são diferentes (pensamentoXimaginação, erro de expressão).
Mas continuo sem resposta.
Título: Re: Pode-se sem dúvida, pelo pensamento
Enviado por: Blue soft em 19 de Março de 2010, 21:26
Olá amigos.
Alguém já perguntou aqui no fórum sobre a reposta da questão 26 do LE?
O que os espíritos quiseram dizer com a resposta que é o assunto deste tópico.

Obrigado a todos.


              Olá Juranda,
a questão 26 de O Livro dos Espíritos diz:
Poder-se-á conceber o Espírito sem a matéria e a matéria sem o Espírito?
“Pode-se, é fora de dúvida, pelo pensamento.”
        Bem, o que temos são aí os dois elementos gerais do Universo, que
são a matéria e o espírito e este existe sem a necessidade de um corpo.
         Por esta, razão concebe-se sim o espírito sem a matéria, e se
dá pelo pensamento.

                Abraços fraternos,


                    Blue Soft

 

 
Título: Re: Pode-se sem dúvida, pelo pensamento
Enviado por: Mourarego em 19 de Março de 2010, 21:30
Pensamento no texto é igual a raciocíonio , quer dizer obra de quem pensa pela razão.
como se age nesse criterium? Estudando-se o tema totalmente, para depois discernir sobre o todo não especificando apenas um trecho. Tudo na obra básica se encadeia. Um tema que se vê no ESE pode também ser objeto e mais das vezes o é sob variadas formas de inquirição do codificador, em OLE ou na Genese.
Assim se lemos e especificamos apenas uma questão, mais das vezes não temos a totalidade do entendimento, o que, certamente vai fazer claudicar a nossa conclusão.
dou-lhe um exemplo  simplérrimo:
Uma das formas que a filosofia patrocina é chamada de silogismo.
neste agrupa-se um pensamento ao qual dá-se o nome de premissa maior, tipo: A Justiça é cega;
Depois agrupa-se àquele outro pensamento, que forma a linha do raciocínio: Steeve Wonder é cego. Este se chama premissa menor, da qual se parte para a conclusão;
Steeve Wonder é a Justiça.]entendeu bem?
Ora a premissa maior nos faz entender que a Justiça é cega, a contiuação nos mostra um ser humano igualmente cego, logo a conclusão a que assodamante chegam alguns é que este ser umano seja o detentor da Justiça, mas não é.A premissa menor, Steeve Wonder é cego está totalmente fora do contexto a que se quer chegar e a partir daí se deambula sem se ter noção do caminho a ser tomado o que nos leva a concluir em erro.
Assim acontece muito no movimento espírita.
Diz-se corriqueiramente no movimento espírita devemos interpretar, mas em local algum Kardec ou qualquer Espírito Superior fala em interpretar, eles falam sempre em entender e compreender dando conta da diferença de foco entre esses dois vocábulos.
Espero ter me explicado mais a contento.
Abração,
Moura
Título: Re: Pode-se sem dúvida, pelo pensamento
Enviado por: lucidio em 20 de Março de 2010, 00:18
Olá a todos,

Entendo essa questão como muito simples:
Pela abstração - capacidade do pensamento - se pode supor a separação de elementos, como espírito e matéria, ou separar a luz da chama do seu calor, a cor da asa de borboleta, etc.

Os espíritos da CE não afirmaram que espírito e matéria são, ou não, interdependentes, se um poderia, ou  não, existir sem o outro e, menos ainda, se a existência de um deles precedeu à do outro.

No nosso estágio evolutivo não temos espíritos sem perispírito (se é que ele desaparecerá um dia), logo, eles têm matéria...

Abraços,

Lucídio


Título: Re: Pode-se sem dúvida, pelo pensamento
Enviado por: Moises de Cerq. Pereira em 20 de Março de 2010, 13:06
26 Pode-se conceber o Espírito sem a matéria e a matéria sem o Espírito?

– Pode-se, sem dúvida, pelo pensamento.

A dúvida creio eu não seria sobre a existênciaq dos dois elementos; O Espírito e a Matéria...
a questão, penso eu, que gera dificuldade de entendimento é a palavra "conceber"...

dai compreendendo ...compreende-se a resposta da questão.

..................................................................................

O conhecimento e a crença na existência destes dois elementos gerais
dar-nos-á uma capacidade mais precisa nesta faculdade que temos,
a de conceber, de imaginar, de visualizar, de formar a idéia daquilo que nos é respondido.
Título: Re: Pode-se sem dúvida, pelo pensamento
Enviado por: hcancela em 22 de Março de 2010, 21:24
Olá amigos(as)

76. Que definição se pode dar dos Espíritos?

“Pode dizer-se que os Espíritos são os seres inteligentes da criação. Povoam o Universo, fora do mundo material.” 

 

A natureza íntima dos Espíritos nos é desconhecida; eles mesmos não a podem definir, seja por ignorância, seja pela insuficiência da nossa linguagem. Somos a este respeito como cegos de nascença em face da luz. Segundo o que eles nos dizem, o Espírito não é material no sentido vulgar da palavra; não é tampouco imaterial em sentido absoluto, porque o Espírito é alguma coisa e a imaterialidade absoluta seria o nada. O Espírito é, pois, formado de uma substância, mas da qual a matéria grosseira que impressiona nossos sentidos não pode dar-nos uma idéia. Pode-se compará-lo a uma chama ou centelha cujo brilho varia segundo o grau de purificação. Pode tomar todas as espécies de formas por meio do perispírito de que está envolvido.

Em anexo deixo um bom tema de " Luis de Almeida" sobre Física Quantica.


SAUDAÇÕES FRATERNAS

Título: Re: Pode-se sem dúvida, pelo pensamento
Enviado por: kamillaaovb em 17 de Agosto de 2011, 15:33
Interpretei como sendo possível a comunicação através de pensamento, pela inspiração, intuição ou algo do tipo. Afinal, quantas vezes ocorrem aqueles "flashes" com idéias interessantes ou a nossa razão nos guiando?
De todas as formas de comunicação com o meio espiritual pelo pensamento penso ser o mais belo e puro. Os que te auxiliam vão estar sempre lá te dando conselhos e te acalmando, fazendo você ver o lado positivo das coisas. Mas nada te impoem, pois você tem o livre arbitrio respeitado em todos os momentos.
No entanto tem aqueles que nem sempre te querem vendo fazendo o bem, então tentam manipular sentimentos não tão legais XD

Dai vem a teoria do anjo bom e do anjo mau.
E infelizmente as vezes seguimos mais o impulso do não tão legal e movidos pelo sentimento esquecemos um pouco a razão. No entanto! Somos humanos e se fossemos perfeitos e se não cometessemos erros não estariamos aqui, não é? XD

Ahh, lembrando tambem que no LE diz que o próprio espirito [ou seja, sua alma] se comunica com você e que muitas vezes ela é a sua razão.

É muito interessante mesmo! Da uma olhadinha no livro dos médiuns sobre mediunidade intuitiva e inspirada, é muito legal e acho que vai te fazer entender um pouco melhor XD
Título: Re: Pode-se sem dúvida, pelo pensamento
Enviado por: kayoduarte em 20 de Agosto de 2011, 15:04
Olá amigos.
Alguém já perguntou aqui no fórum sobre a reposta da questão 26 do LE?
O que os espíritos quiseram dizer com a resposta que é o assunto deste tópico.

Obrigado a todos.

########################
A ciência vem trabalhando, pelos meios de que dispõe, para encontrar o Espírito. Ela já sentiu a sua presença em muitas das suas pesquisas, e é por essa verdade que o procura. Notamos o grande interesse de todo o mundo científico e filosófico na busca de mistérios, cujos fenômenos têm beneficiado todos os povos, desde os fatos sociais mais puros à fé humana e divina.
O Espírito é força, dentro da força maior, Deus, que o alimenta e sustenta em todos os rumos, condicionando valores e desatando luzes em todos os corações. A alma, mesmo presa à matéria, é livre na sua essência. Ela tanto cede aos processos inferiores, quanto se interliga com o bem, dando forma à energia, para trabalhar no campo imenso da expansão das qualidades elevadas, que vibra em tudo, pelo amor que irradia em todas as substâncias.
Pelo pensamento podemos deduzir que somos individualidade separada da matéria, e que a matéria é uma substância separada do Espírito, porém, no caso do Espírito encarnado, é forçoso compreender a necessidade da alma progredir e fazer com que a matéria avance com o progresso, desfazendo-se da sua própria letargia. Quanto mais estudamos, mais vamos tomando conhecimento dos segredos da natureza, compatíveis aos segredos do Espírito, e esses conhecimentos nos trazem certa luz e força, de maneira a nos libertar, ou ajudar na nossa libertação espiritual.
Podemos conhecer o Espírito sem a matéria. A experiência do momento pelo qual passamos nos dá meios para este conhecimento, não somente pelas experiências próprias, como pelas anotações e vivência dos outros. Cada trabalhador deste campo dar-nos-á uma parcela de confirmações da existência da alma livre da matéria. Os irmãos que carregam no coração a infelicidade de negar a sua própria existência como Espíritos livres que sobrevivem depois do túmulo, estão mentindo para si mesmos, esforçando-se para apagar a chama de verdade, acesa no coração pela mão divina.
Ninguém consegue contrariar as leis espirituais. A força de Deus as sustenta e dá vida. Negar o próprio Pai é desmantelo da consciência, é desajuste dos próprios sentimentos. Não existe uma família, uma criatura sequer na Terra, que já não tenha constatado um fenômeno de ordem espiritual. Cada vez que o tempo avança, mais visíveis vão ficando as comunicações dos desencarnados com os que transitam na carne, trocando ideias, estimulando sentimentos e inspirando escritores em todos os campos do saber. Negar os fatos tão comuns entre os homens é torcer uma verdade que está desabrochando como o Sol do meio dia.
O Espírito é livre e comunica onde quer que seja, fazendo a vontade de Deus na instrução e no amparo a todas as criaturas da Terra. Quem nega o Espírito está recebendo seus benefícios pela água que bebe, pelas vestes que usa, pela comida que o alimenta, pelo ar que respira e pela paz que desfruta, porque os Espíritos do Senhor, em falanges do bem, têm ação em todos os reinos da natureza, para que surja a harmonia na criação. Se a própria ciência, nos dias que correm, já nos mostra muitas coisas que estavam antes invisíveis, e, se já desfrutamos destes véus que se suspenderam, como não crer no mais além?
A carne é um dos véus inúmeros na escala infinita dos segredos de Deus. Se estudarmos profundamente os fundamentos filosóficos, encontraremos verdadeiramente o Espírito envolvido em outros corpos, que lhe garantem a grande viagem evolutiva para Deus, o seu Criador. Entretanto, ele não depende do corpo para continuar a sua vida em outra faixa, o corpo é que depende dele para lhe garantir a forma que usa como homem.
Procuremos trabalhar para maior liberdade, que nesse esforço, sendo uma prece, os Céus nos atenderão, fazendo-nos cada vez mais livres.
"Espírito Miramez"
Espero ter ajudado, Abraços. Deus te abençoe