Forum Espirita

CODIFICAÇÃO => O Evangelho Seg. Espiritismo => Tópico iniciado por: Mateus Iniciante em 29 de Janeiro de 2011, 18:03

Título: Duvidas de Iniciante :Espiritismo e Espiritos malignos
Enviado por: Mateus Iniciante em 29 de Janeiro de 2011, 18:03
Bom pessoal eu venho de uma religiao protestante da qual de tanto eu questionar se tornou uma decepçao pra mim...
 Como iniciante tenhu varias duvidas uma delas é: Eu vejo pocessoes na igreja e sei que algumas nao sao farsas pois pessoas proximas a mim ja passou por essas experiencia eu queria saber e compreender mais sobre posseçao!!!
Outra coisa é: na juventude fizeram trabalhus para acabar com a vida da minha avò, ela fikou cega por um tempao mas naum morreu por causa disso 'graças a deus' eu queria saber como se explica esses trabalhus de macumba como fizeram pra minha avó e esses espiritos tem mesmo poder??
e por que q biblia fala tanmto em demonio se ele naum existe?
e por que a biblia fala de lucifer?

Obrigado desde de já
Título: Re: Duvidas de Iniciante :Espiritismo e Espiritos malignos
Enviado por: Mourarego em 29 de Janeiro de 2011, 18:10
Mateus,
As possessões não são obras de Satanás ou do diabo.
Na verdade elas só existem se um Espírito consente em que se instalem.
Espíritos malignos são aqueles que ignorando o bem se prestem a fazer o mal  por vontade própria.
Também, não podem os Espíritos, deixar ninguém cego, mudo, coxo, ou qualquer outra afecção física. E não podem porque não podem ir contra a lei natural que é a de Deus.
Admitir que por alguém trabalho se possa fazer com quem alguém deixe outro cego, é dar a este alguém, mais poder que o de Deus.
Abração mano!
Moura

Bom pessoal eu venho de uma religiao protestante da qual de tanto eu questionar se tornou uma decepçao pra mim...
 Como iniciante tenhu varias duvidas uma delas é: Eu vejo pocessoes na igreja e sei que algumas nao sao farsas pois pessoas proximas a mim ja passou por essas experiencia eu queria saber e compreender mais sobre posseçao!!!
Outra coisa é: na juventude fizeram trabalhus para acabar com a vida da minha avò, ela fikou cega por um tempao mas naum morreu por causa disso 'graças a deus' eu queria saber como se explica esses trabalhus de macumba como fizeram pra minha avó e esses espiritos tem mesmo poder??
e por que q biblia fala tanmto em demonio se ele naum existe?
e por que a biblia fala de lucifer?

Obrigado desde de já
Título: Re: Duvidas de Iniciante :Espiritismo e Espiritos malignos
Enviado por: Antonio Renato em 30 de Janeiro de 2011, 02:05
Caro irmão Mateus,seja bemvindo ao nosso fórum,você que gosta de questionar está no lugar certo,pois tudo em nossa caminhada é questionavel,quanto a resposta a sua dúvida,ela já foi respondida de uma forma sucinta mas objetiva feita pelo nosso irmão Moura.Abraços e fique na paz.
Título: Re: Duvidas de Iniciante :Espiritismo e Espiritos malignos
Enviado por: Mateus Iniciante em 30 de Janeiro de 2011, 02:16
Ola querido muito obrigado pela resposta valeu mesmo

No caso da minha avó ela ficou cega logo apos fazerem esse ''trabalho de macumba'' pra ele ai depois conseguiram desfazer naum sei como e ela voltou a enchergar...Isso foi real alguem pod eme dar uma explicaçao???
Título: Re: Duvidas de Iniciante :Espiritismo e Espiritos malignos
Enviado por: Mourarego em 30 de Janeiro de 2011, 17:01
Sabe porque o desfizeram amigo Mateus? porque ele não existia.
Ademais deixe-me explicar: macumba nada tem a ver com o culto dito africano-brasileiro.
A palavra macumba quer  dar nome a um instrumento de percussão muito conhecido entre nós. alias muito usado no carnaval, que é a cuíca.
Na África porém este instrumento tinha uma forma trapezoidal, e não cilíndrica como a nossa cuíca.
Há também uma outra explicação e esta não se deve ao vocábulo em si mas a pronuncia que algumas tribos davam a ele.
A pronuncia era "mac oomba", mas    que caiam os queixos, não tinha nada a ver nem com a cuíca nem com o culto africano que também não era a Umbanda mas sim o candomblé.
A palavra assim falada queria  mostrar uma certa planta da família da canabis sativa, que era mascada ou fumada pelos pagés ou nos cultos, por aqueles que iriam entrar em contato com o mundo espiritual segundo a visão que eles tinham.
Aposto que poucos mas poucos mesmo sabiam disso.
abração,
moura
Título: Re: Duvidas de Iniciante :Espiritismo e Espiritos malignos
Enviado por: filhodobino em 30 de Janeiro de 2011, 17:09
Ola querido muito obrigado pela resposta valeu mesmo

No caso da minha avó ela ficou cega logo apos fazerem esse ''trabalho de macumba'' pra ele ai depois conseguiram desfazer naum sei como e ela voltou a enchergar...Isso foi real alguem pod eme dar uma explicaçao???

Amado Irmão, companheiro de ideal e como eu mesmo cheio de dúvidas, porém...

Com todo o maior respeito possível, à crença de todos os meus amados irmãos, essa história de ficar cego para voltar a enxergarmos posteriormente, vem de longe... muito longe... no meio delas há uma que é deveras cativante e digna da nossa reflexão...

Cito-a:
O Advento da conversão de Saulo em Paulo de Tarso...
A vida meu irmão é eterna reflexão... Nada como um dia após o outro para seguirmos aprendendo e vivendo seguindo a ronda dos pensamentos...

Saúde e Paz!
Título: Re: Duvidas de Iniciante :Espiritismo e Espiritos malignos
Enviado por: Diana Barbosa em 01 de Fevereiro de 2011, 11:38
Caro Matheus,

Quando tomamos contato com a Doutrina Espírita inúmeras dúvidas começam a saltar. Isto é ótimo, e saiba que todas as suas dúvidas serão respondidas, porém, o conhecimento nos vem aos poucos e com alguma ordem, para que possamos apreender seu conteúdo.

A obsessão é um processo um tanto complexo, mas é fácil de entender depois que você já conhece as leis que regem a interação entre encarnados e desencarnados. É realmente mais eficiente que você estude os livros da Codificação primeiro, e logo poderá compreender com livros mais específicos sobre o assunto.

Mas vamos com calma, há muito (muito!) o que aprender, e cada passo é importante. Não tente correr, para não tropeçar.

Força, coragem, paciência e luz.
Título: Re: Duvidas de Iniciante :Espiritismo e Espiritos malignos
Enviado por: arcal em 10 de Fevereiro de 2011, 15:44
Ola querido muito obrigado pela resposta valeu mesmo

No caso da minha avó ela ficou cega logo apos fazerem esse ''trabalho de macumba'' pra ele ai depois conseguiram desfazer naum sei como e ela voltou a enchergar...Isso foi real alguem pod eme dar uma explicaçao???

Amado Irmão, companheiro de ideal e como eu mesmo cheio de dúvidas, porém...

Com todo o maior respeito possível, à crença de todos os meus amados irmãos, essa história de ficar cego para voltar a enxergarmos posteriormente, vem de longe... muito longe... no meio delas há uma que é deveras cativante e digna da nossa reflexão...

Cito-a:
O Advento da conversão de Saulo em Paulo de Tarso...
A vida meu irmão é eterna reflexão... Nada como um dia após o outro para seguirmos aprendendo e vivendo seguindo a ronda dos pensamentos...

Saúde e Paz!

Sábias palavras Diana !! Muitas dúvidas advirão até mesmo do estudo.  Reflexão ! eis a palavra que  jamais nos abandonará  se quisermos trilhar o caminho seguro de nossa evolução. O que acrescentaria como alerta ao nosso irmão Matheus, mesmo já tendo sido dito é que persevere pois quando " o aluno está pronto o mestre aparece".
Título: Re: Duvidas de Iniciante :Espiritismo e Espiritos malignos
Enviado por: arcal em 10 de Fevereiro de 2011, 15:47
Mateus,
As possessões não são obras de Satanás ou do diabo.
Na verdade elas só existem se um Espírito consente em que se instalem.
Espíritos malignos são aqueles que ignorando o bem se prestem a fazer o mal  por vontade própria.
Também, não podem os Espíritos, deixar ninguém cego, mudo, coxo, ou qualquer outra afecção física. E não podem porque não podem ir contra a lei natural que é a de Deus.
Admitir que por alguém trabalho se possa fazer com quem alguém deixe outro cego, é dar a este alguém, mais poder que o de Deus.
Abração mano!
Moura

Bom pessoal eu venho de uma religiao protestante da qual de tanto eu questionar se tornou uma decepçao pra mim...
 Como iniciante tenhu varias duvidas uma delas é: Eu vejo pocessoes na igreja e sei que algumas nao sao farsas pois pessoas proximas a mim ja passou por essas experiencia eu queria saber e compreender mais sobre posseçao!!!
Outra coisa é: na juventude fizeram trabalhus para acabar com a vida da minha avò, ela fikou cega por um tempao mas naum morreu por causa disso 'graças a deus' eu queria saber como se explica esses trabalhus de macumba como fizeram pra minha avó e esses espiritos tem mesmo poder??
e por que q biblia fala tanmto em demonio se ele naum existe?
e por que a biblia fala de lucifer?

Obrigado desde de já
Título: Re: Duvidas de Iniciante :Espiritismo e Espiritos malignos
Enviado por: Gustavius em 10 de Fevereiro de 2011, 16:21
Bom pessoal eu venho de uma religiao protestante da qual de tanto eu questionar se tornou uma decepçao pra mim...
 Como iniciante tenhu varias duvidas uma delas é: Eu vejo pocessoes na igreja e sei que algumas nao sao farsas pois pessoas proximas a mim ja passou por essas experiencia eu queria saber e compreender mais sobre posseçao!!!
Outra coisa é: na juventude fizeram trabalhus para acabar com a vida da minha avò, ela fikou cega por um tempao mas naum morreu por causa disso 'graças a deus' eu queria saber como se explica esses trabalhus de macumba como fizeram pra minha avó e esses espiritos tem mesmo poder??
e por que q biblia fala tanmto em demonio se ele naum existe?
e por que a biblia fala de lucifer?

Obrigado desde de já

Mateus,

A possessão é encontrada no Livro dos Espiritos cap 9 III Possessos.

Isso não é nada "anormal", pois a comunicação dos espíritos se dá " entre o mundo espírita e o mundo corpóreo pertencem à Natureza e não constituem nenhum talo sobrenatural".(PROLEGÔMENOS, Livro dos Espíritos)

Os trabalhos realizados, são a intervenção dos espiritos no mundo corporeo. É um pouco difícil afirmar que sua avó ficou cega devido a estas intervenções, pois, ela poderia encontrar-se nestas condições por questões organicas e médicas.

O culto se resume a adoração de entidades, que possuem o bem em sua consciencia outros não, que realizam trabalhos de diversos tipos.

Não cabe a nós, espiritas, julgá-las se estão fazendo o correto ou não. Mas o poder da consciencia, que é o nosso juiz do discernimento, será um instrumento fundamental na busca desta resposta.
Demônio são os atos ausência do bem criados pelo próprio homem. No decorrer da história, precisou-se alertar as pessoas para que estas possuissem uma determinada fé e crença em algo. Para a época funcionou e ainda funciona, pois sabemos que vivemos no mundo de tipos de graus de entendimentos diversificados.

A historia de Lucifer,um espirito de uma vasta grandeza, nunca se remeteria aos sentimentos criados pelos homens: o egoismo, a ambição, a inveja, já que por sua colocação e seus status moral, foram expurgados de sua consciência, ou o "anjo-mal" (como é chamado) trata-se de fábula, para explicar o "inicio do mal" na humanidade.

Sabemos que o mal é a ausencia do bem, como foi citado por Albert Einstein, nos seus 17 anos de idade a um professor.

O primeiro passo já foi dado, cabe a você, Mateus, seguir com os outros.

Muita Luz e paz!
Título: Re: Duvidas de Iniciante :Espiritismo e Espiritos malignos
Enviado por: Victor Passos em 10 de Fevereiro de 2011, 16:50
Ola muita paz e harmonia
Bons Amigos

     Apesar de naturalmente compreensível para os estudiosos do Espiritismo, pode parecer estranho àqueles que não se aprofundaram adequadamente no tema as seguintes afirmações: Possessão é um fenômeno possível e este não é, invariavelmente, uma obsessão.

        Este entendimento requer uma consulta criteriosa à Codificação, pois trata-se de assunto que o próprio Allan_Kardec revisitou durante sua obra e num ato de verdadeira humildade desenvolveu-o, complementando o sentido que aparentemente havia firmado desde 1857 n’O Livro dos Espíritos (LE).
Somente a partir de 1863, na Revista Espírita, o Codificador revê o conceito de possessão, admitindo a sua existência não mais como subjugação, mas em seu sentido exato. Sobre o caso verificado da Srta. Julie (RE - Dez/1863), Kardec expressa-se da seguinte maneira: “Temos dito que não havia possessos (ver LE-473, por exemplo) no sentido vulgar do vocábulo mas somente subjugados. Voltamos a esta asserção absoluta porque agora nos é demonstrado que pode haver verdadeira possessão, isto é, substituição, posto que parcial, de um Espírito errante a um encarnado.”

        Somente alguém da lieza moral e intelectual de Kardec poderia retomar um conceito que ele mesmo propagava como absoluto mas que evidenciou-se, através de fatos comprovados e pelo crivo racional, com diferente acepção. Este é um exemplo do dinamismo da Doutrina, que só pode ocorrer quando validado pela razão e demonstrado irrefutavelmente.

        Para melhor diferenciação, devemos conceituar estes termos conforme encontramos n’A Gênese (GEN - Cap XIV - itens 45 a 49):

Obsessão é a ação persistente que um mau Espírito exerce sobre um indivíduo. Apresenta caracteres muito diferentes, desde a simples influência moral sem sinais exteriores sensíveis até a perturbação completa do organismo e das faculdades mentais.

Possessão é a ação que um Espírito exerce sobre um indivíduo encarnado, substituindo-o temporariamente em seu próprio corpo material. Esta ação não é permanente considerando que a união molecular do perispírito ao corpo opera-se somente no momento da concepção. 

        A diferença no processo de comunicação entre os fenômenos de psicofonia e de possessão também pode ser evidenciada:

No primeiro, o Espírito comunicante transmite seus pensamentos ao encarnado e este encarrega-se de retransmitir conforme seus próprios recursos;

no segundo caso, é o próprio desencarnado que serve-se (apossa-se) diretamente do corpo material e transmite a sua mensagem (o Espírito encarnado afasta-se mas ainda permanece ligado ao seu envoltório físico).

        Esclarecendo objetivamente que a possessão pode ser promovida por um Espírito bom, encontramos (GEN – Cap. IV – item 48): “A obsessão sempre é o resultado da atuação de um Espírito malfeitor. A possessão pode ser o feito de um bom Espírito que quer falar e, para fazer mais impressão sobre os seus ouvintes, toma emprestado o corpo de um encarnado, que este lhe cede voluntariamente tal como se empresta uma roupa. Isto se faz sem nenhuma perturbação ou incômodo e, durante este tempo, o Espírito se encontra em liberdade como num estado de emancipação e freqüentemente se conserva ao lado de seu substituto para o ouvir.”

        Obviamente a possessão também pode ocorrer através de um Espírito malfeitor e neste caso caracteriza-se um processo obsessivo. Assim ocorre quando a vítima não possui força moral para resistir à agressão e é obrigada a afastar-se temporariamente de seu corpo (obs: mais uma vez é importante ressaltar que nestes momentos a vítima permanece ligada ao corpo mas sem o seu domínio).

        Considerando o presente nível moral da humanidade não é de se estranhar que há muito mais casos de possessões obsessivas do que aquelas com finalidades edificantes.

        O Espiritismo, mais uma vez, lança luzes sobre males ainda considerados pelas ciências materialistas como de causa patológica. Não descartando esta possibilidade (anormalidade orgânica) a Doutrina Espírita faz conhecer outras fontes das misérias humanas, mantidas pela fragilidade moral dos seres. Inteligência e Amor são as armas para combater desequilíbrios.

        Tratam-se de experiências geralmente individuais (como a da Srta. Julie, citada anteriormente) mas Kardec também relata ocorrências de possessão coletiva (ver RE – 1862/63 – casos em Morzine e Tananarive).

        Assim, contribuindo para o real entendimento deste processo, devemos distinguir os fenomenos de possessão e obsessão. A possessão ocorre e pode ser boa ou má; a obsessão sempre é má. Portanto, nem toda possessão é obsessão.

Muita apz e harmonia