Forum Espirita

CODIFICAÇÃO => O Evangelho Seg. Espiritismo => Tópico iniciado por: dOM JORGE em 26 de Novembro de 2017, 12:49

Título: As Bodas de Caná
Enviado por: dOM JORGE em 26 de Novembro de 2017, 12:49
                                                              VIVA JESUS!





              Bom-dia! queridos irmãos.




                      Bodas de Caná



Certo dia, estávamos refletindo sozinho, e pensávamos: por que motivo será que, nas “Bodas de Caná”, Jesus, como seu primeiro milagre, transformou a água em vinho?
Seria por vaidade? – pensei eu. Logo concluí negativamente.
Talvez fosse para que seus discípulos passassem a acreditar nele? Também rejeitei essa hipótese.
Por inúmeras vezes, lemos e relemos essa história, que, a nosso ver, mais se parece com uma parábola a qual conta-nos o 4º. Evangelista.
Vejamos então, o Evangelho do vidente de Patmos, mais especificamente no 2º. capítulo, do 1º. ao 11º. versículos, a não menos famosa narração joanina das “Bodas de Caná”.
Recordemo-la a seguir:
“1 Três dias depois, houve um casamento em Caná da Galileia, e estava ali a mãe de Jesus; 2 e foi também convidado Jesus com seus discípulos para o casamento. 3 E, tendo acabado o vinho, a mãe de Jesus lhe disse: Eles não têm vinho. 4 Respondeu-lhes Jesus: Mulher, que tenho eu contigo? Ainda não é chegada a minha hora. 5 Disse então sua mãe aos serventes: Fazei tudo quanto ele vos disser. 6 Ora, estavam ali postas seis talhas de pedra, para as purificações dos judeus, e em cada uma cabiam duas ou três metretas. 7 Ordenou-lhe Jesus: Enchei de água essas talhas. E encheram-nas até em cima. 8 Então lhes disse: Tirai agora, e levai ao mestre-sala. E eles o fizeram. 9 Quando o mestre-sala provou a água tornada em vinho, não sabendo donde era, se bem que o sabiam os serventes que tinham tirado a água, chamou o mestre-sala ao noivo. 10 e lhe disse: Todo homem põe primeiro o vinho bom e, quando já têm bebido bem, então o inferior; mas tu guardaste até agora o bom vinho. 11 Assim deu Jesus início aos seus sinais em Caná da Galileia, e manifestou a sua glória; e os seus discípulos creram nele”.
Depois de examinar exaustivamente esse trecho bíblico..., BINGOOOOOO!!!!!! Descobri!
Reparem o versículo 10. Jo 2:10: “e lhe disse: Todo homem põe primeiro o vinho bom e, quando já têm bebido bem, então o inferior; mas tu guardaste até agora o bom vinho”.
O “bom vinho” seria os ensinamentos de Jesus, o “vinho inferior” seria os ensinamentos de Moisés; mesmo porque o povo mosaico não estava preparado para receber os ensinamentos do Divino Nazareno.
Tanto isso é verdade que na própria Bíblia lemos:
Jo 1:17: “Porque a lei foi dada por intermédio de Moisés; a graça e a verdade vieram por Jesus Cristo”.
Que fique bem claro: não estamos falando que o Antigo Testamento ou a Lei de Moisés não teve o seu valor, mas como diz a própria Bíblia: somente até João. Veja a seguir, leitor:
Lc 16:16: “A lei e os profetas vigoraram até João; desde então é anunciado o evangelho do reino de Deus, e todo homem forceja por entrar nele”.
Para ratificar tudo que dissemos até agora, concluímos com os seguintes versetos:
Hb 7:18-19: “Portanto, por um lado, se revoga a anterior ordenança, por causa de sua fraqueza e inutilidade (pois a lei nunca aperfeiçoou cousa alguma) e, por outro lado, se introduz esperança superior, pela qual nos chegamos a Deus. E, visto que não é sem prestar juramento (porque aqueles, sem juramento, são feitos sacerdotes, mas este, com juramento, por aquele que lhe disse: O Senhor jurou e não se arrependerá; Tu és sacerdote para sempre); por isso mesmo Jesus se tem tornado fiador de superior aliança”.
Hb 8:6-8.13: “Agora, com efeito, obteve Jesus ministério tanto mais excelente, quanto é ele também mediador de superior aliança instituída com base em superiores promessas. Porque, se aquela primeira aliança tivesse sido sem defeito, de maneira alguma estaria sendo buscado lugar para segunda. E, de fato, repreendendo-os, diz: Eis aí vêm dias, diz o Senhor, e firmarei nova aliança com a casa de Israel e com a casa de Judá. Quando ele diz Nova, torna antiquada a primeira. Ora, aquilo que se torna antiquado e envelhecido, está prestes a desaparecer”.
Hb 10:9: “... Desse modo, Cristo suprime o primeiro culto para estabelecer o segundo”.
Desculpem-me por não estarem na ordem bíblica certinho, mas é como o “Apóstolo dos Gentios” fala:
1Cor 15:2: “É pelo Evangelho que vocês serão salvos, contanto que o guardem de modo como eu lhes anunciei; do contrário, vocês terão acreditado em vão”.
Ora, com todo o respeito, o AT (Antigo Testamento) foi escrito para os Hebreus. Não para nós, que somos Cristãos.
Como vimos alhures, Jesus mesmo revoga o AT.
Ouçamos os dizeres do Divino Jardineiro:
Mt 11:15: “Quem tem ouvidos, ouça”.


           Hugo Alvarenga Novaes









                                                                                                    PAZ, MUITA PAZ!