Forum Espirita

GERAL => Audiovisuais => Multimédia => Tópico iniciado por: Roger Tadeu em 26 de Maio de 2011, 19:50

Título: Obsessão, Psiquiatria e Espiritismo...
Enviado por: Roger Tadeu em 26 de Maio de 2011, 19:50
Vídeo...

Obsessão, psiquiatria e espiritismo (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PUhaczdHcTlWQ2JFIw==)
Título: Re: Obsessão, Psiquiatria e Espiritismo...
Enviado por: Eduardo Ferreira em 27 de Maio de 2011, 18:12
Obcessão, psiquiatria e espiritismo, três temas interligados.. é realmente importante cuidarmos dos três.. as vezes me pego conversando com minha mente... paro e questiono: "nossa, dessa vez fui longe, que loucura".. haushuashasu
Título: Re: Obsessão, Psiquiatria e Espiritismo...
Enviado por: Mourarego em 27 de Maio de 2011, 18:27
Mano Eduardo,
vejo que o amigo ainda tenta agrupar temas que necessariamente não estão forçosamente ligados.
Espiritismo trata da afecção conhecida como Obsessão, mas esta, não está interligada à psiquiatria, senão um psiquiatra conseguiria trata-la e curá-la e sabemos que nada acontece se a via for esta.
"A Cezar o que é de Cezar", asseverou Jesus, e a frase se ajusta como luva neste tema.
a obsessão se instala quando o vicio da moral  faz do obsedado a vítima do obsessor. Ora, tal acontecimento não resvala para uma outra classe, a das doenças psíquicas, mesmo a obsessão tendo fulcro no psiquismo.
Pode contudo,mas note, em poucas vezes, anotar-se um aparecimento de uma doença psíquica, mas note, é dito no LM e no LE que isso acontece apenas quando em germen o sujet da ação, tenha este quinhão.
Quer dizer, posso ser obsedado por vários anos e mesmo assim não passar de obsedado ao louco. Exatamente porque em minha organização psíquica não tenha o germen de que falamos Espíritos Superiores.
Da mesma forma um "louco de toda sorte", como diz o código Civil, pode nunca ter sido objeto de uma obsessão.
Abração,
Moura
Título: Re: Obsessão, Psiquiatria e Espiritismo...
Enviado por: Prí Martins em 28 de Maio de 2011, 01:12
aproveitando o tema sobre Obsessão gostaria de entender... tenho um amigo que recentemente levei a sua história para o Centro onde frequento... Ele fora a uns seis anos diagnosticados por vários médicos como esquizofrênico... para mim sempre foi algo mais porque veio do nada... quando comecei a frequentar o Centro Espírita, comentei com alguém desse meio a história deste menino (que não vou entrar em detalhes)... então essa pessoa levou a história para uma reunião mediúnica. Aonde foi constato obsessão, os espíritos superiores agiram e conseguiram (não sei se é essa a palavra) regenerar o espírito obsessor...
ele teve uma boa melhora, mas eu gostaria de saber se essa pessoa retornará a ser como era antes da obsessão? se demora?
 
Título: Re: Obsessão, Psiquiatria e Espiritismo...
Enviado por: Mirina em 28 de Maio de 2011, 01:30
Olá amigo Stoile,


como muito bem o Moura explicou, o vicio moral leva a obsessão, porque nada acontece se não houver uma afinidade entre o obsessor e a vítima.  A afinidade que os espiritos nos esclarecem é de pensamentos e propósitos.  Logo, a obsessão teve inicio numa imperfeição (e os que aqui estão encarnados, inclusive eu e voce, todos somos imperfeitos) de seu amigo.
A solução definitiva vai depender da convicção de seu amigo de se manter no bem, afastado desta afinidade, e isto é um trabalho de reforma intima, que só o tempo poderá dizer se ele foi vitorioso ou não.
Mas creio que igual a antes ele não voltara a ser pois viveu uma experiencia dificil que se registrou em seu espirito e que, consequentemente, operou mudanças em seu entendimento, hoje se ele está consciente do que lhe aconteceu, já não mais goza da prerrogativa da ignorancia, portanto sua responsabilidade é bem maior em obter a vitoria sobre sua própria natureza imperfeita.

Espero ter ajudado,

Abs,
Mirina
Título: Re: Obsessão, Psiquiatria e Espiritismo...
Enviado por: Roger Tadeu em 28 de Maio de 2011, 20:33
Mano Eduardo,
vejo que o amigo ainda tenta agrupar temas que necessariamente não estão forçosamente ligados.
Espiritismo trata da afecção conhecida como Obsessão, mas esta, não está interligada à psiquiatria, senão um psiquiatra conseguiria trata-la e curá-la e sabemos que nada acontece se a via for esta.
"A Cezar o que é de Cezar", asseverou Jesus, e a frase se ajusta como luva neste tema.
a obsessão se instala quando o vicio da moral  faz do obsedado a vítima do obsessor. Ora, tal acontecimento não resvala para uma outra classe, a das doenças psíquicas, mesmo a obsessão tendo fulcro no psiquismo.
Pode contudo,mas note, em poucas vezes, anotar-se um aparecimento de uma doença psíquica, mas note, é dito no LM e no LE que isso acontece apenas quando em germen o sujet da ação, tenha este quinhão.
Quer dizer, posso ser obsedado por vários anos e mesmo assim não passar de obsedado ao louco. Exatamente porque em minha organização psíquica não tenha o germen de que falamos Espíritos Superiores.
Da mesma forma um "louco de toda sorte", como diz o código Civil, pode nunca ter sido objeto de uma obsessão.
Abração,
Moura

Olá Moura, olá queridos!

Eu concordo plenamente com o que você explicou, achando também que há certa confusão, até mesmo no meio espírita, com relação aos dois conceitos. Creio que não podemos deixar de observar a questão da influência espiritual quando se abordam temas referente a sofreimento mental e loucura.

É certo que devemos observar, também, a questão da pré disposição orgânica e genética para certas doenças, porém uma visão espiritual amplia e complementa certos casos. Não devemos ainda achar que apenas um determinado aspecto, ou outro, explique as causas de certas doenças.

Confesso que a Doutrina tem me feito refletir muitas vezes sobre isso. :-)

[]s
Roger
CRP 01/10.882

Título: Re: Obsessão, Psiquiatria e Espiritismo...
Enviado por: Hebe M C em 27 de Agosto de 2011, 14:06
Influencia dos Espíritos - Divaldo Franco (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PTZSN1p4emtPa0trJmFtcDtmZWF0dXJlPXJlbGF0ZWQj)