Forum Espirita

GERAL => Outros Temas => Páginas na internet => Tópico iniciado por: Priscila Santos em 22 de Novembro de 2013, 22:30

Título: Como divulgar a DE para os da minha idade?
Enviado por: Priscila Santos em 22 de Novembro de 2013, 22:30
Olá pessoal, por favor me ajudem!

Tenho 20 anos e conheci o Espiritismo há mais ou menos um ano, desde então tenho descoberto um sentido para a minha vida.

Vejo tanta gente reclamando da vida por aí, culpando Deus por seus problemas, ameaçando se matar pra "acabar logo com tudo", me dá um desespero, eu queria tanto que eles pensassem sob a ótica kardecista, que recebessem esse consolo nas suas almas, que são eles próprios quem definem sua felicidade futura, passando pelas provas impostas e progredindo! Até criei uma página encorajadora no facebook, ''Fragmentos de Luz" mas pouquíssimas pessoas curtiram, gostaria de saber o que mais posso fazer para dividir com mais pessoas toda a paz e o conhecimento que o espiritismo me trouxe.

O que fazer?  ???

Ah, aqui está o link da página, caso alguém se interesse:


https://www.facebook.com/pages/Fragmentos-de-Luz/713827518644993?fref=ts

Abraços!
Título: Re: Como divulgar a DE para os da minha idade?
Enviado por: Kazaoka em 23 de Novembro de 2013, 00:11
O mérito de nosso esforço não está em alcançar a plenitude do que precisa ser feito, mas fazer sim, o que está ao nosso alcance de fazer. Não temos o compromisso salvacionista do mundo e dos Espíritos que nele habitam, mas estamos inseridos neste processo. Persevere e não caia na descrença.
Título: Re: Como divulgar a DE para os da minha idade?
Enviado por: wender100%espirita em 23 de Novembro de 2013, 00:32
a Doutrina Espirita nao se preocupa com quantidade,mas sim com qualidade, mas se quer realmente divulgar a Doutrina apenas um conselho pessoal meu, obras da codificacao sempre livro dos espiritos, o que e espiritismo, livro dos mediuns, ceu e inferno,evangelho segundo Espiritismo, e a genese, do mais boa sorte e bons Estudos ! paz e luz
Título: Re: Como divulgar a DE para os da minha idade?
Enviado por: Edmar Ferreira Jr em 23 de Novembro de 2013, 01:26
Priscilla,

Seja muito bem vinda ao Fórum Espírita. Estude, participe, some conosco...

Quando descobrimos algo realmente transformador em nossas vidas, é perfeitamente natural que queiramos dividi-lo e fazer com que chegue ao maior número de pessoas. Com o espiritismo não é nem um pouco diferente. Aliás, foi o próprio fundador da doutrina  espírita, Allan Kardec, que declarou no capítulo 3, “Método”, de O livro dos médiuns que “O desejo muito natural e louvável dos adeptos, que não se precisaria se estimular mais, é o de fazer prosélitos”. 

Mas o espírita, apenas por ser espírita, não está imune ao mal que ameaça a todo e qualquer praticante de credo religioso ou doutrina filosófica: não vivenciar na prática os princípios que professa como teoria. Portanto, amiga, se quer realmente difundir esses princípios e levá-los ao maior número de pessoas, procure vivenciá-los no dia a dia. E acredite, não é necessário virar uma santa para isso... As pessoas precisam de exemplos reais, independentemente da idade em que estejam, mas tenho a ligeira impressão que essa faixa de idade os exemplos reais são indiscutivelmente imprescindíveis.

É necessário também que os assuntos que interessam à idade sejam abordados pelo viés da doutrina espírita, sem tabus, meias palavras ou subterfúgios de qualquer espécie para se evitar de dizer o que o doutrina tem a dizer – e ela tem muita coisa para ser dita. Nesse sentido, as “mocidades espíritas” que conheci até hoje são todas vergonhosos exemplos, funcionando na prática como meras extensões das “evangelizações” dos primeiros anos...

Abraço,
Título: Re: Como divulgar a DE para os da minha idade?
Enviado por: Tiny Dancer em 23 de Novembro de 2013, 12:35
Olá pessoal, por favor me ajudem!

Tenho 20 anos e conheci o Espiritismo há mais ou menos um ano, desde então tenho descoberto um sentido para a minha vida.

Vejo tanta gente reclamando da vida por aí, culpando Deus por seus problemas, ameaçando se matar pra "acabar logo com tudo", me dá um desespero, eu queria tanto que eles pensassem sob a ótica kardecista, que recebessem esse consolo nas suas almas, que são eles próprios quem definem sua felicidade futura, passando pelas provas impostas e progredindo! Até criei uma página encorajadora no facebook, ''Fragmentos de Luz" mas pouquíssimas pessoas curtiram, gostaria de saber o que mais posso fazer para dividir com mais pessoas toda a paz e o conhecimento que o espiritismo me trouxe.

O que fazer?  ???

Ah, aqui está o link da página, caso alguém se interesse:


https://www.facebook.com/pages/Fragmentos-de-Luz/713827518644993?fref=ts

Abraços!

Oi Priscila, adorei ler seu entusiasmo! Aproveite enquanto é jovem do contrário ele passará e vc começará a ter mais desculpas do que motivos para tentar contribuir com a humanidade. Não deixe nada diminuir sua energia que é contagiante SIM!

Veja o que diz no LE sobre os bons e os maus:

POR QUE O MAL GERALMENTE VENCE O BEM?
“Por fraqueza dos bons é que vemos com freqüência no mundo, a influência dos maus vencerem a influência dos bons. Porque os maus são intrigantes e audaciosos, e os bons são tímidos. E que, quando os bons quiserem, predominarão.” (Questão 932 em O Livro dos Espíritos)

http://grupoallankardec.blogspot.com.br/2011/03/o-bem-e-o-mal-na-visao-espirita_406.html

Viu só?! O problema é que temos mais desculpas do que motivação. Como São Francisco disse vc começa fazendo é que é necessário, depois o que é possível e quando vê estará fazendo o impossível. Não há nada mais contagiante do que o exemplo. Não tente converter ninguém ou dizer que só há salvação na DE. Seja exemplo, respeite todas as religiões, principalmente os católicos e os evangélicos. E sempre que puder ajude! Não precisa ser com dinheiro ou coisas materiais. Pode ser com sua energia, um sorriso, um abraço, uma palavra, uma música. E quando perceber estará trazendo as pessoas para perto de vc! Sempre ore por inspiração dos espíritos superiores que eles lhe ajudarão a ajudar!!

Ah, não se preocupe com os pouquíssimos membros da sua página que por sinal está muito bonita.
Tudo começa com poucas pessoas. Toda árvore um dia foi semente!
Continue com seu entusiasmo, por favor!
Título: Re: Como divulgar a DE para os da minha idade?
Enviado por: Priscila Santos em 23 de Novembro de 2013, 12:54
Gostei muito das respostas, realmente me deram mais energia para continuar mas também para ponderar. Realmente, para divulgar a DE nada melhor do que vivenciá-la no dia a dia. Quando leio as obras da decodificação, principalmente o Evangelho Segundo o Espiritismo, sinto uma paz enorme, uma força e coragem que nunca tive antes jorrando aqui dentro, e a empolgação é tanta que a primeira coisa que me vem à mente é compartilhar isso com o mundo.

Porém agora vejo que a melhor forma de compartilhar é basear minhas atitudes nos ensinamentos que estou estudando, e então quando me perguntarem "nossa, como está diferente, o que aconteceu?" vou ter o maior prazer de dizer de onde vem tanta mudança e entusiasmo.

Muitíssimo obrigada pela orientação, meus amigos!!!

Um grande abraço  ;)
Título: Re: Como divulgar a DE para os da minha idade?
Enviado por: Vitor Santos em 23 de Novembro de 2013, 13:24
Olá amiga Priscila Santos

A necessidade de divulgar a doutrina espirita, por parte de quem está agradecido por lhe ter sido permitido conhecê-la, é sem dúvida uma interpretação correcta da lei da caridade. Um bom coração gosta de passar a outros aquilo que está a sentir que lhe faz bem. Eu registo e aprecio essa sua bela atitude. Desde que ela seja um acto de passar a informação reunida na obra de Allan Kardec, e não um acto de passar um ideia particular, uma opinião pessoal, ou seja, desde que seja "ensinar a pescar em vez de dar o peixe".

Embora a doutrina espirita nos descreva uma interessante e coerente teoria da vida, que também se pode conciliar e fundamentar nas palavras de Jesus de Nazaré (que é, segundo alguns espiritos, o Espírito mais elevado que pisou a Terra) o problema da credibilidade da doutrina espirita é mais profundo do que simplesmente conhecer essa teoria. É preciso confiar que essa teoria da vida, apresentada nas obras escritas de Allan Kardec, corresponde a uma boa descrição da realidade. E isso já não é uma questão de ter uma boa formação em espiritismo, mas uma questão subjectiva, uma questão de fé.

E, por melhor que seja a nossa intenção, por maior que seja a nossa fé, ela não é algo que se possa transmitir a quem já não tenha fé. No fundo, "para ganhar fé, é preciso já ter fé". E essa é a contradição das religiões, que choca com a razão, na mente das pessoas do séc. XXI. Assim, a amiga apenas pode convencer que o espiritismo é uma teoria que tem correspondência à realidade, aqueles que já têm uma predisposição para a fé, aqueles que querem acreditar à partida. Para os outros, não é nada fácil.

Ao contrário do que é afirmado por muitos espíritas, a doutrina espirita não é uma ciência, nem faz parte das ciências tradicionais. Podemos dizer que há fenómenos, estudados por alguns (poucos) cientistas, que se podem interpretar no âmbito da reencarnação, como o caso das crianças que dizem lembrar-se de vidas passadas, há muitos anos estudado na Universidade da Virgínia. Ou os casos de quase-morte, como os documentados pela equipa de Pim Van Lommel, na revista cientifica "The Lancet", em 2001, que podemos interpretar como uma experiência fora do corpo quando o electroencefalograma acusa zero actividade cerebral. Talvez um vislumbre do que nos acontecerá após a morte carnal.

Num mundo em que a sofisticação tecnológica, a sofisticação do ilusionismo, a falta de confiança entre as pessoas, e entre as pessoas e as instituições, é cada vez menor, pois os meios de comunicação social de massas mostram-nos, a toda a hora, instituições e pessoas, que tínhamos acima de suspeita, como exemplos de corrupção cruel, como criminosos sem escrúpulos, que roubam ou deixam roubar o património comum aos povos, que vendem a alma por uns tostões, não é fácil credibilizar uma doutrina, simplesmente passando o testemunho, verbal ou escrito, simplesmente passando a palavra.

Em conclusão: aconselho-a a preparar-se para não sofrer decepções quando, depois de dar o melhor de si, com a melhor das intenções, a sua tentativa de divulgação sair furada. A tarefa é muito difícil. É preciso ser capaz de navegar acima do preconceito.
Preparar-se para as dificieis questões que lhe podem ser colocadas.

Eu estudo espiritismo há mais de 12 anos e nunca me senti em condições de divulgar o mesmo, nunca tive certezas suficientes para estar a dar garantias a terceiros. Os meus argumentos são fracos. E o movimento espirita, em palestras e exposições públicas, de várias naturezas, em vez de se limitar a divulgar o consenso máximo, está sempre a inventar disparates que vai buscar a toda e qualquer psicografia que lhe chegue às mãos. Sinto-me cada vez menos à vontade de recomendar as pessoas a apresentarem-se nos Centros Espíritas. Pois depois vêem-me dizer, de forma indirecta, que os mandei para um local onde se propagam evidentes absurdos. E quando vou ver, tenho que concordar que são evidentes absurdos (por exemplo que Jesus demorou milhares de anos a reencarnar na Terra).

Espero que a sua experiência seja bem mais positiva do que a minha. E que daqui a um tempo, a amiga consiga ser um foco de luz para todos aqueles a quem se dirige. A solidão das pessoas, hoje em dia, é grande. E quase todos precisamos de uma palavra de esperança e de fé, de companheiros de ideal, que nos ajudem a ter forças para avançar, mostrando-nos que esta vida de escravos da carne afinal tem um sentido, um propósito útil, e que a libertação de encarnações como as da Terra é possível, ainda que após a morte da carne. 

bem haja
Título: Re: Como divulgar a DE para os da minha idade?
Enviado por: Mourarego em 23 de Novembro de 2013, 13:25
Mano Tiny,vc diz: "Veja o que diz no LE sobre os bons e os maus:

POR QUE O MAL GERALMENTE VENCE O BEM?

Clique aqui para ler mais: http://www.forumespirita.net/fe/multimedia/como-divulgar-a-doutrina-espirita-para-o-pessoal-da-minha-idade/?action=post;num_replies=5#ixzz2lTUrxJR1"
naverdade a questão é esta: "932. Por que, neste mundo, os maus exercem geralmente maior influência sobre os bons?
– Pela fraqueza dos bons. Os maus são intrigantes e audaciosos; os
bons são tímidos. Estes, quando quiserem, assumirão a
preponderância."

Nâo sei se o erro é da tradução que o amigo usa ou do opstar avalaiando apenas por sua memória.
Abraços,
Moura
Título: Re: Como divulgar a DE para os da minha idade?
Enviado por: Mourarego em 23 de Novembro de 2013, 13:26
Bela resposta mano Vitor.
abraços,
Moura
Título: Re: Como divulgar a DE para os da minha idade?
Enviado por: Priscila Santos em 23 de Novembro de 2013, 14:00
Vitor, me senti de fato comovida com a sua resposta!! Muito obrigada por compartilhar conosco.

Valorizo a sua experiência, principalmente porque até agora não fui a nenhuma casa espírita então não sei exatamente o que ocorre lá. Somos humanos e cheios de imperfeições ainda, então por mais que a intenção seja boa, é preciso saber quando, querendo fazer o bem, está na verdade confundindo as pessoas e até mesmo fazendo-lhes mal. Esse é o meu maior medo! Quero compartilhar o pouco que estou aprendendo, mas como fazer isso sem passar a impressão de estar querendo impor algo a alguém, ou sem parecer arrogante, até mesmo fanática? Encontrei respostas aqui para simplesmente AGIR, ser eu mesma a transformação que tanto quero operar na realidade, ou seja, fazer das minhas ações um outdoor de divulgação tão ou mais eficiente do que via facebook (embora tenha decidido continuar com a página, mas sem aquele anseio em vê-la crescer em quantidade).

Abraço!