Forum Espirita

GERAL => Mensagens de Ânimo => Tópico iniciado por: RUI FERNANDES MORGADO em 04 de Março de 2009, 23:15

Título: PSICOGRAFIA DE JOÃO HÉLIO (menino arrastado pelo carro no RJ)
Enviado por: RUI FERNANDES MORGADO em 04 de Março de 2009, 23:15
Semanas atrás recebi de um amigo, via e-mail, uma "mensagem psicografada" atribuida ao Espírito de João Hélio, o garotinho que foi arrastado preso ao carro por assaltantes no Rio de Janeiro.

Se a origem dessa mensagem é duvidosa ou verdadeira não nos caberá julgá-la, contudo ela nos trás uma grande realidade inserida nos mecanismos contidos na Lei de Causa e Efeito.

Vejam como essa Lei que a Doutrina Espírita nos ensina é justa e nos possibilita reparar nossos erros do passado.

Essa mensagem não diminuirá a dor da "perda" de um filho, mas por certo fará com que seus pais entendam um pouco melhor a que estamos sujeitos quando submetidos à Lei de Causa e Efeito.

                                            "A MENSAGEM"

"Nasci na Gália no ano 22 AC e desencarnei na Líbia no ano 20 da era cristã. Fui oficial da legião dos leões que estava na Líbia, Núbia.

Como governador de Al Katrim, me comprazia atrelar na minha biga, puxada por dois cavalos velozes, crianças, homens, mulheres, novos e velhos, que eram puxados através da estrada seca e pedregosa daquela região da África.

Os corpos se despedaçavam e eu era exaltado pelos meus pares... Morri em combate com tropas egipcias e me deparei em uma região de trevas profundas, talvez uma caverna. Muitos gritos e rostos aterradores me esperavam.

Fui levado a um estado de total animalidade por mil e quinhentos anos, quando servos de Maria me resgataram.

Sendo levado a outro plano, fui aos poucos tendo meu espírito reajustado, minha mente normalizada e meus pensamentos corrigidos. E compreendi os horrores que cometi. Que tristeza Deus!

Por trezentos anos permaneci em preparo para reencarnação e pedia a graça de receber para desencarne o mesmo destino dado por mim aos outros.

No ano do Senhor de 2001, após busca incessante por quem me recebesse como filho, um casal tiranizado por mim aceitou. Reencarnei.

Agora em comoção generalizada, como irmão Joãozinho, desencarnei e agradeço ao Pai ter me atendido, dando destino igual ao que dei as minhas vítimas.

Estou em paz, estou na luz. Resgatei um pouco do meu passado, outros momentos virão. Confio em Deus!

TITUS AELIUS

Mensagem psicografada de João Hélio no Centro Espírita Léon Denis-RJ, que êle frequentava com os pais.

                          "Lembremos sempre, que nada é por acaso"

Rui Fernandes Morgado
Santo André-SP


Título: Re: PSICOGRAFIA DE JOÃO HÉLIO (menino arrastado pelo carro no RJ)
Enviado por: Ana Maria Matos em 10 de Março de 2009, 13:23
É impressionamente a misericórdia de DEUS!
Meus irmãos, a verdade sempre prevalecerá mesmo nos corações mais endurecidos.
Paz a todos!
Título: Re: PSICOGRAFIA DE JOÃO HÉLIO (menino arrastado pelo carro no RJ)
Enviado por: Vox em 10 de Março de 2009, 14:16
Olá Rui,

como você disse, não dá para saber se é ou não verdadeira a psicografia, mas mesmo que não fosse ela demonstra algo que pode ser verdadeiro e faz total sentido.

Porém é preciso ter atenção a um detalhe muito importante: a misericórdia divina não planeja brutalidades e jamais se utiliza das mãos de outras pessoas para que se cumpram violências.
Os agressores deste menino NÃO foram inspirados pelos espíritos superiores a fazer tamanha covardia para que se cumprisse esse ou aquele destino.

Portanto, mesmo que não houvesse tal situação envolvendo esses rapazes, acabaria se dando o mesmo fato, só que por acidente, talvez... Mas como fazemos parte deste mundo de provas e expiações, por aqui ainda predomina o mal e os próprios encarnados em desiquilíbrio se encarregam de fazer cumprir o que está planejado.

Creio que os agressores daquele fatídico dia, não planejaram o ato, porém também não quiseram parar o carro quando perceberam que o menino ainda estava preso a ele. Se tivessem parado, ainda assim se cumpririam os planos do menino (Titus Aelius, no final da mensagem), mas sem que houvesse o comprometimento de outras pessoas.
Até porque, provavelmente, esses rapazes já tinham alguma relação com o menino. Eles não entrariam no caminho dele por acaso... Acaso!?

Temos que tomar cuidado com essa mensagem pois ela pode dar margem a interpretações errôneas a respeito da doutrina por quem a desconhece.

Abraço fraterno!
Título: Re: PSICOGRAFIA DE JOÃO HÉLIO (menino arrastado pelo carro no RJ)
Enviado por: RUI FERNANDES MORGADO em 10 de Março de 2009, 14:51
Olá Rui,

como você disse, não dá para saber se é ou não verdadeira a psicografia, mas mesmo que não fosse ela demonstra algo que pode ser verdadeiro e faz total sentido.

Porém é preciso ter atenção a um detalhe muito importante: a misericórdia divina não planeja brutalidades e jamais se utiliza das mãos de outras pessoas para que se cumpram violências.
Os agressores deste menino NÃO foram inspirados pelos espíritos superiores a fazer tamanha covardia para que se cumprisse esse ou aquele destino.

Portanto, mesmo que não houvesse tal situação envolvendo esses rapazes, acabaria se dando o mesmo fato, só que por acidente, talvez... Mas como fazemos parte deste mundo de provas e expiações, por aqui ainda predomina o mal e os próprios encarnados em desiquilíbrio se encarregam de fazer cumprir o que está planejado.

Creio que os agressores daquele fatídico dia, não planejaram o ato, porém também não quiseram parar o carro quando perceberam que o menino ainda estava preso a ele. Se tivessem parado, ainda assim se cumpririam os planos do menino (Titus Aelius, no final da mensagem), mas sem que houvesse o comprometimento de outras pessoas.
Até porque, provavelmente, esses rapazes já tinham alguma relação com o menino. Eles não entrariam no caminho dele por acaso... Acaso!?

Temos que tomar cuidado com essa mensagem pois ela pode dar margem a interpretações errôneas a respeito da doutrina por quem a desconhece.

Abraço fraterno!


Minha cara Vox!

                     Belíssima complementação dada ao tópico!

Um forte abraço!

Rui Fernandes Morgado
Santo André-SP
Título: Re: PSICOGRAFIA DE JOÃO HÉLIO (menino arrastado pelo carro no RJ)
Enviado por: Vitor Santos em 10 de Março de 2009, 16:33
Olá

Eu acredito na infinita bondade de Deus. E não acredito que as suas leis sejam de tal ordem que, para expiar o passado tenhamos de sofrer tal e qual o que fizémos sofrer.

Se escolhemos uma vida de sofrimento, é porque havia alguma missão útil na mesma, de forma a fazer o bem. Uma oportunidade de avançar mais depressa, por escolher uma missão dificil.

Se nas leis de Deus (1) , estivesse previsto pagar o mal com mal, para atenuar as nossas penas/dividas, elas eram vingativas. Era a lei de justiça dos brutos, olho por olho dente por dente, que é própria dos homens e incompativel com a bondade de Deus.

As leis de Deus permitem-nos ter liberdade e o mau uso dessa liberdade leva aos males que conhecemos na terra. Mas se estamos aqui neste planeta que é assim, é porque ainda não fomos capazes de evoluir para um melhor. Neste planeta os homens fazem mal uns aos outros (mas muitos tb fazem bem aos outros, não se faz aqui só o mal, felizmente).

A ser verdade o que pensa o espirito que fez estas revelações, o mal pode pagar-se com o mal. Ou o espirito está equivocado com as razões da morte do seu último corpo, ou, em meu entender, a infinita bondade de Deus não existiria. O mal que fazemos não se paga sofrendo um mal idêntico, mas fazendo o bem.

Pode ter acontecido é que espiritos desncarnados que não gostavam do rapaz tenham ajudado a inspirar os ladrões a fazerem o que fizeram, como vingança. Nisso já acredito.

Deus só tem um peso e uma medida. Se Deus me deu a liberdade e eu a posso usar fazendo o bem ou o mal aos outros, também as outras pessoas podem usar a sua liberdade e fazer-me o bem ou o mal a mim. As regras são iguais para todos. Mas sem liberdade não havia progresso. Éramos máquinas.

O que eu disse é apenas uma opinião pessoal, baseada no princpio da bondade infinita de Deus e, por consequência das leis da vida que ele determinou, e baseado nas palavras de Jesus que nos ensinou que o perdão é a virtude e que a vingança é erro.
___________________________________________________________________
(1) não estou a dizer que é Deus é tipo juiz, que faz a justiça caso a caso, mas nada acontece sem a permissão do Criador. As leis da natureza são leis elaboradas por vontade de Deus

bem hajam
Título: Re: PSICOGRAFIA DE JOÃO HÉLIO (menino arrastado pelo carro no RJ)
Enviado por: Gigii em 10 de Março de 2009, 17:31
a misericórdia divina não planeja brutalidades ...

Olá Vox!

Olhe eu fiquei a pensar nisto: será que para este espirito que aqui relata como se sente agradecido, isto que aconteceu foi uma brutalidade?

E quem fez,talvez por incuria, não sabemos, não terão sido agentes de uma mudança positiva para um espirito sofredor? Terão sido brutos verdadeiramente para o espirito?

Porque o corpo não é o mais importante...acho...ou é?

Beijinhos di chocolati  :-*
Título: Re: PSICOGRAFIA DE JOÃO HÉLIO (menino arrastado pelo carro no RJ)
Enviado por: Carlos Ribeiro em 10 de Março de 2009, 17:45
Citar
Eu acredito na infinita bondade de Deus. E não acredito que as suas leis sejam de tal ordem que, para expiar o passado tenhamos de sofrer tal e qual o que fizémos sofrer.
- Vitor Santos
Olá amigo Vitor. Não sei se estou errado mas penso que esta tua maneira de pensar não é concordante com o que está escrito na codificação. Lembrei-me agora desta passagem no Evangelho Segundo o Espiritismo (recomendo-te leres todo o capitulo).
Evangelho Segundo o Espiritismo-Capitulo V- causas anteriores das aflições
7. Os sofrimentos devidos a causas anteriores à existência presente, como os que se
originam de culpas atuais, são muitas vezes a conseqüência da falta cometida, isto é, o
homem, pela ação de uma rigorosa justiça distributiva, sofre o que fez sofrer aos outros. Se foi duro e desumano, poderá ser a seu turno tratado duramente e com desumanidade; se foi orgulhoso, poderá nascer em humilhante condição; se foi avaro, egoísta, ou se fez mau uso de suas riquezas, poderá ver-se privado do necessário; se foi mau filho, poderá sofrer pelo procedimento de seus filhos, etc.
Título: Re: PSICOGRAFIA DE JOÃO HÉLIO (menino arrastado pelo carro no RJ)
Enviado por: RUI FERNANDES MORGADO em 10 de Março de 2009, 18:03
Olá

Eu acredito na infinita bondade de Deus. E não acredito que as suas leis sejam de tal ordem que, para expiar o passado tenhamos de sofrer tal e qual o que fizémos sofrer.

Se escolhemos uma vida de sofrimento, é porque havia alguma missão útil na mesma, de forma a fazer o bem. Uma oportunidade de avançar mais depressa, por escolher uma missão dificil.

Se nas leis de Deus (1) , estivesse previsto pagar o mal com mal, para atenuar as nossas penas/dividas, elas eram vingativas. Era a lei de justiça dos brutos, olho por olho dente por dente, que é própria dos homens e incompativel com a bondade de Deus.

As leis de Deus permitem-nos ter liberdade e o mau uso dessa liberdade leva aos males que conhecemos na terra. Mas se estamos aqui neste planeta que é assim, é porque ainda não fomos capazes de evoluir para um melhor. Neste planeta os homens fazem mal uns aos outros (mas muitos tb fazem bem aos outros, não se faz aqui só o mal, felizmente).

A ser verdade o que pensa o espirito que fez estas revelações, o mal pode pagar-se com o mal. Ou o espirito está equivocado com as razões da morte do seu último corpo, ou, em meu entender, a infinita bondade de Deus não existiria. O mal que fazemos não se paga sofrendo um mal idêntico, mas fazendo o bem.

Pode ter acontecido é que espiritos desncarnados que não gostavam do rapaz tenham ajudado a inspirar os ladrões a fazerem o que fizeram, como vingança. Nisso já acredito.

Deus só tem um peso e uma medida. Se Deus me deu a liberdade e eu a posso usar fazendo o bem ou o mal aos outros, também as outras pessoas podem usar a sua liberdade e fazer-me o bem ou o mal a mim. As regras são iguais para todos. Mas sem liberdade não havia progresso. Éramos máquinas.

O que eu disse é apenas uma opinião pessoal, baseada no princpio da bondade infinita de Deus e, por consequência das leis da vida que ele determinou, e baseado nas palavras de Jesus que nos ensinou que o perdão é a virtude e que a vingança é erro.
___________________________________________________________________
(1) não estou a dizer que é Deus é tipo juiz, que faz a justiça caso a caso, mas nada acontece sem a permissão do Criador. As leis da natureza são leis elaboradas por vontade de Deus

bem hajam




Olá meu caro Vitor Santos!


                                   Que bom que pessoas como vc não se omitem de divulgar seus entendimentos e pareceres sobre um tema, um assunto...

                                   Sua postura sòmente vem valorizar nosso FE.

                                   Como também estou longe de ser o dono da verdade, apenas me
amparo em três verdades contidas em nossa Doutrina:

                                   a) LEI DE CAUSA E EFEITO
                                   b) A CADA UM SEGUNDO SUAS OBRAS (Derivativo da Lei acima)
                                   c) NÃO EXISTEM SOFREDORES INOCENTES

Um forte abraço!

Rui Fernandes Morgado
Santo André-SP


                                   
Título: Re: PSICOGRAFIA DE JOÃO HÉLIO (menino arrastado pelo carro no RJ)
Enviado por: RUI FERNANDES MORGADO em 10 de Março de 2009, 18:28
Citar
Eu acredito na infinita bondade de Deus. E não acredito que as suas leis sejam de tal ordem que, para expiar o passado tenhamos de sofrer tal e qual o que fizémos sofrer.
- Vitor Santos
Olá amigo Vitor. Não sei se estou errado mas penso que esta tua maneira de pensar não é concordante com o que está escrito na codificação. Lembrei-me agora desta passagem no Evangelho Segundo o Espiritismo (recomendo-te leres todo o capitulo).
Evangelho Segundo o Espiritismo-Capitulo V- causas anteriores das aflições
7. Os sofrimentos devidos a causas anteriores à existência presente, como os que se
originam de culpas atuais, são muitas vezes a conseqüência da falta cometida, isto é, o
homem, pela ação de uma rigorosa justiça distributiva, sofre o que fez sofrer aos outros. Se foi duro e desumano, poderá ser a seu turno tratado duramente e com desumanidade; se foi orgulhoso, poderá nascer em humilhante condição; se foi avaro, egoísta, ou se fez mau uso de suas riquezas, poderá ver-se privado do necessário; se foi mau filho, poderá sofrer pelo procedimento de seus filhos, etc.



Caro Carlos Ribeiro!

                          Vc foi muito oportuno em trazer para nós as informações contidas no ESE, Capítulo V - Causas Anteriores das Aflições.

                          Podemos até resumir os ensinamentos do capítulo exposto, nestas palavras:

                                      "QUEM COM FERRO FERE COM FERRO SERÁ FERIDO"

Um forte abraço!

Rui Fernandes Morgado
Santo André-SP-Brasil
Título: Re: PSICOGRAFIA DE JOÃO HÉLIO (menino arrastado pelo carro no RJ)
Enviado por: Carlos Ribeiro em 10 de Março de 2009, 18:44
Citar
"QUEM COM FERRO FERE COM FERRO SERÁ FERIDO"
Esta frase, empregada para enfatizar a justiça de Deus, não está registrada na Bíblia Sagrada. É uma deturpação das palavras de Jesus a Pedro.
Veja-se esta passagem da Biblia e as palavras de Jesus:
46  E eis que um dos que estavam com Jesus, estendendo a mão, puxou da espada e, ferindo o servo do sumo sacerdote, cortou-lhe uma orelha.
47  Então Jesus disse-lhe: Embainha a tua espada; porque todos os que lançarem mão da espada, à espada morrerão.  -Mateus 26:46/47
Título: Re: PSICOGRAFIA DE JOÃO HÉLIO (menino arrastado pelo carro no RJ)
Enviado por: aruanda em 10 de Março de 2009, 20:10
Citar
Podemos até resumir os ensinamentos do capítulo exposto, nestas palavras:

                                      "QUEM COM FERRO FERE COM FERRO SERÁ FERIDO"

Meus amigos, acho que esta frase tem que ser compreendida e não levada a letra.

Devemos compreender que existe sempre a possibilidade do resgate pelo amor.

Como alguem disse aqui os condutores podiam ter parado o carroe ajudado o menino.

Ele certamente se liberou de alguns ""erros""" d eoutras vidas mas os outros pioraram a sua situação.

tendo a liberdade de escolha, escolheram o pior...o não amor.

Isto não é uma roda , senão andariamos eternamente  a resolver situações passadas. 
 
Como vimos nos estudo  :

http://www.forumespirita.net/fe/index.php/topic,12257.0.html (http://www.forumespirita.net/fe/index.php/topic,12257.0.html)

a lei de acção reacção, funciona de acordo com o  que semeamos mas, podemos sempre alterar se escolhermos o caminho do amor, coisa que os condutores não fizeram.
Título: Re: PSICOGRAFIA DE JOÃO HÉLIO (menino arrastado pelo carro no RJ)
Enviado por: Carlos Ribeiro em 10 de Março de 2009, 20:38
Citar
Como alguem disse aqui os condutores podiam ter parado o carro e ajudado o menino.
- Aruanda
Podiam e deviam Olga.
De qualquer forma o menino teria sempre de responder pelos erros praticados em outras vidas. Se não fosse desta forma seria de uma outra (um acidente, talvez). Não é castigo de Deus, mas sim a lei de açcão-reação em funcionamento. Se todos pudessem quitar seus débitos pelo amor então não nasceriam crianças deficientes, nem morreriam crianças em tenra idade. Não foi Jesus que nos disse que teriamos de pagar até ao ultimo ceitil?
Título: Re: PSICOGRAFIA DE JOÃO HÉLIO (menino arrastado pelo carro no RJ)
Enviado por: Vox em 10 de Março de 2009, 20:43
a misericórdia divina não planeja brutalidades ...

Olá Vox!

Olhe eu fiquei a pensar nisto: será que para este espirito que aqui relata como se sente agradecido, isto que aconteceu foi uma brutalidade?

E quem fez,talvez por incuria, não sabemos, não terão sido agentes de uma mudança positiva para um espirito sofredor? Terão sido brutos verdadeiramente para o espirito?

Porque o corpo não é o mais importante...acho...ou é?

[color]

Olá amiga Gigii!

Com certeza o corpo não é o mais importante, mas o que quis com minha observação, foi exatamente como o amigo Rui colocou: complementar o assunto.

Este fórum é visitado por pessoas que não sabemos se têm ou não o conhecimento da doutrina, portanto achei útil explicar que existem diversos meios para se resgatar uma falta. Não é somente o olho por olho e dente por dente.

Inclusive, acho que seria muito mais útil "ultrapassar" esse problema que supostamente este espírito causou a si próprio, gerando o bem e não sofrendo o mal.

Às vezes me falta vocabulário para me expressar por escrito... :-[
Acho que agora me expressei um pouco mais perto do que quis dizer.

Beijinhos de chocolate para você também! Adoro chocolate!
Título: Re: PSICOGRAFIA DE JOÃO HÉLIO (menino arrastado pelo carro no RJ)
Enviado por: Vitor Santos em 10 de Março de 2009, 21:03
Olá Carlos

Na verdade a interpretação dos textos da codificação pode conduzir-nos a pensar que as leis naturais, criadas por Deus, consignam a pena de Talião, olho por olho dente por dente. É uma forma de ver as coisas, com que não concordo, mas que respeito.

Para mim, que sou um ser espiritualmente muito imaturo, fazer sofrer aquilo que eu sofri, não é justiça, é vingança. Ou seja, está errado. Como vou imaginar que Deus fez uma lei para punir o mal que os homens fizeram com um mal igual? Não consigo imaginar tal coisa. E de que servia isso aos que sofreram o mal? Era para sentirem o "prazer" vingados?

A pena de Talião já foi erradicada dos paises civilizados. Pela justiça portuguesa, se eu cortar uma mão a quem me cortou a minha (excluindo a situação de luta em legitima defesa), para me vingar, serei condenado à mesma pena do que aquele que me fez o mesmo. Para fazer justiça, o tribunal não vai um carrasco cortar-me uma mão, se eu cortei a mão de alguém. Será que a justiça humana, ainda tão imperfeita, já é mais perfeita do que a que está implicita nas leis divinas?

Sendo Deus todo poderoso e a Causa Primária de todas as coisas, não acontece que não seja permitido por Ele, nem que não seja consequência das leis naturais do universo que ele criou. Ele fez o universo como é, de propósito! Se alguma coisa lhe tivesse escapado ao controle, ele seria falivel e estaria sujeito ao erro, como nós.

Por isso, se existe uma lei causa-efeito tipo pena de Talião, ela foi determinada e é permitida por Deus, mesmo que Ele não intervenha directamente no processo.

Será que é admissivel pensar que uma lei causa-efeito, tipo pena de talião, olho por olho, dente por dente, é a lei de justiça que Deus fez para nós e que Deus permite?

Admito que alguém possa escolher antes de reencarnar uma vida muito dura, ou seja, uma missão muito dificil. Quanto mais dificil a missão, se conseguirmos cumpri-la, maior é o nosso nivel moral e grande é o nosso progresso pelo cumprimento da prova. Até seria injusto quem passa por uma prova mais fácil ter a mesma classificação do quem passa por uma prova mais dificil.

Também reconheço que nós somos resultado de uma história de milhares e milhares de anos. É normal que essa história nos tenha moldado o caracter. Ou seja, aquilo que somos hoje não é independente do passado.
 
De resto aquilo que passamos aqui, é fruto de estarmos num planeta precário. Ainda não estamos preparados para mais e na escada para a evolução não se podem saltar degraus. Todos temos de passar por todos os degraus, ou niveis de evolução. Uns podem subir mais depressa, outros mais devagar, mas todos sobem a mesma escada.

Em conclusão:

Respeito todos os que pensam na lei causa-efeito como uma lei olho por olho dente por dente. Nem sou dono da verdade, para dizer que têm ou deixam de ter razão. Mas que essa ideia me repugna e que não acredito de modo nenhum nela, isso não tenhas dúvidas.

Não será que se pode fazer um paralelo entre o apregoar uma lei causa-efeito tipo pena de Talião, e o apregoar do purgatório? Não é uma forma de levar as pessoas pelo medo, como a igreja católica e outras fazem?

Uma coisa é resistir voluntáriamente à tentação, isso é bom. Tivémos um pensamento, nosso ou alheio, que era uma má sugestão e decidimos livremente resistir-lhe, mesmo que estivesse ao nosso alcance levar a cabo essa má sugestão.

Outra coisa é resistir apenas por medo de ser apanhado. O que não faz por medo de ser apanhado, se se encontrasse em circunstâncias em que lhe garantissem que não era apanhado, não hesitaria...
  
bem hajas
Título: Re: PSICOGRAFIA DE JOÃO HÉLIO (menino arrastado pelo carro no RJ)
Enviado por: RUI FERNANDES MORGADO em 10 de Março de 2009, 21:34
Citar
Podemos até resumir os ensinamentos do capítulo exposto, nestas palavras:

                                      "QUEM COM FERRO FERE COM FERRO SERÁ FERIDO"

Meus amigos, acho que esta frase tem que ser compreendida e não levada a letra.

Devemos compreender que existe sempre a possibilidade do resgate pelo amor.

Como alguem disse aqui os condutores podiam ter parado o carroe ajudado o menino.

Ele certamente se liberou de alguns ""erros""" d eoutras vidas mas os outros pioraram a sua situação.

tendo a liberdade de escolha, escolheram o pior...o não amor.

Isto não é uma roda , senão andariamos eternamente  a resolver situações passadas. 
 
Como vimos nos estudo  :

http://www.forumespirita.net/fe/index.php/topic,12257.0.html (http://www.forumespirita.net/fe/index.php/topic,12257.0.html)

a lei de acção reacção, funciona de acordo com o  que semeamos mas, podemos sempre alterar se escolhermos o caminho do amor, coisa que os condutores não fizeram.



Olá Aruanda!

                 Seu comentário complementa e orienta o entendimento dessa máxima:
                 "QUEM COM FERRO FERE COM FERRO SERÁ FERIDO".

                 Pelo conteúdo de seu comentário podemos fazer um comparativo com um
                 presidiário que se vê, com seus débitos, a cumprir uma pena por vários  a
                 nos, porém dependendo de sua boa conduta o pêso de sua pena   poderá
                 ser amenizado. Tudo muito justo. Até a justiça de Deus é flexível      para
                 com aqueles que entenderam seus êrros e buscam um novo caminho.

Um abraço!

Rui Fernandes Morgado
Santo André-SP
                 
Título: Re: PSICOGRAFIA DE JOÃO HÉLIO (menino arrastado pelo carro no RJ)
Enviado por: Vitor Santos em 10 de Março de 2009, 23:17
Olá Rui

Na minha opinião, um presidiário deve cumprir pena pelas seguintes razões:

- Se houvesse penas e não se aplicassem, não havia dissuasão. Portanto as penas são essencialmente para prevenir o crime e não para o punir.

- Se se trata de uma pessoa perigosa para os outros, e não se consegue corrigir, tem que se prender, como se faz com os animais selvagens. A pena serve tb para proteger a sociedade humana do crime.

- Punir, em meu entender, é errado. Faz sentido tentar corrigir, mas não é correcto, para mim, punir. E é essa uma das razões pelas quais eu não acredito numa lei causa efeito tipo pena de Talião, olho por olho, dente por dente. A sociedade tem o direito de se proteger, mas não de punir.

Será que Deus fez mesmo uma lei causa-efeito para punir uns pelo mal que fazem aos outros, para satisfazer o desejo de vingança das vitimas (hoje vitimas amanhã agressores, ou vice-versa, claro)?  Será que isso nos força a corrigir, ou que legitima o mal que fizémos?

bem hajam
Título: Re: PSICOGRAFIA DE JOÃO HÉLIO (menino arrastado pelo carro no RJ)
Enviado por: Taprobana em 11 de Março de 2009, 00:40
Olá amigos!

Como é natural que suceda neste espaço, temos necessidade de repetir algumas reflexões anteriormente já levadas a cabo enquadradas em outros tópicos.

A lei de causa e efeito existe dentro de cada um de nós, consequência do estado em que se encontra a nossa consciência em cada instante do nosso percurso evolutivo.

É nesta mesma consciência que está escrita a lei de Deus.

É esta mesma consciência o único “juiz” que avalia as nossas faltas e que determina as “punições” adequadas.

Na medida que um espírito evolui, se a sua consciência (causa) encontra motivos para a auto recriminação (efeito), cria condições para o surgir de múltiplas formas de sofrimento, só passível de ser ultrapassadas através da redenção.

Um abraço amigos.

Obs: Este link abaixo contém um texto que foi psicografado há uns anos atrás, que contém aquilo que a minha razão neste momento aceita como verdade, acerca desta matéria.

http://www.forumespirita.net/fe/index.php/topic,10379.msg34533.html#msg34533 (http://www.forumespirita.net/fe/index.php/topic,10379.msg34533.html#msg34533)
Título: Re: PSICOGRAFIA DE JOÃO HÉLIO (menino arrastado pelo carro no RJ)
Enviado por: RUI FERNANDES MORGADO em 11 de Março de 2009, 02:14
Olá amigos!

Como é natural que suceda neste espaço, temos necessidade de repetir algumas reflexões anteriormente já levadas a cabo enquadradas em outros tópicos.

A lei de causa e efeito existe dentro de cada um de nós, consequência do estado em que se encontra a nossa consciência em cada instante do nosso percurso evolutivo.

É nesta mesma consciência que está escrita a lei de Deus.

É esta mesma consciência o único “juiz” que avalia as nossas faltas e que determina as “punições” adequadas.

Na medida que um espírito evolui, se a sua consciência (causa) encontra motivos para a auto recriminação (efeito), cria condições para o surgir de múltiplas formas de sofrimento, só passível de ser ultrapassadas através da redenção.

Um abraço amigos.

Obs: Este link abaixo contém um texto que foi psicografado há uns anos atrás, que contém aquilo que a minha razão neste momento aceita como verdade, acerca desta matéria.

http://www.forumespirita.net/fe/index.php/topic,10379.msg34533.html#msg34533 (http://www.forumespirita.net/fe/index.php/topic,10379.msg34533.html#msg34533)


Meu caro Taprobana!

                            Vc foi muito claro e conciso em sua explanação e muito
feliz e objetivo ao dispor para nós a mensagem do espírito Badu!

Um forte abraço!

Rui Fernandes Morgado
Santo André-SP-Brasil
Título: Re: PSICOGRAFIA DE JOÃO HÉLIO (menino arrastado pelo carro no RJ)
Enviado por: aruanda em 11 de Março de 2009, 09:19
Citar
Respeito todos os que pensam na lei causa-efeito como uma lei olho por olho dente por dente. Nem sou dono da verdade, para dizer que têm ou deixam de ter razão. Mas que essa ideia me repugna e que não acredito de modo nenhum nela, isso não tenhas dúvidas.

Estou absolutamente de acordo contigo. a lei de causa e efeito não tem nada  a ver com a lei mosaica de :"olho por olho, dente por dente".

A diferença está exactamente na vinda do Cristo e do amor e exemplos que ele nos deixou...essa é a diferença.
Título: Re: PSICOGRAFIA DE JOÃO HÉLIO (menino arrastado pelo carro no RJ)
Enviado por: Fernando B. em 11 de Março de 2009, 10:02
Bom dia a todos!
Eu ja havia visto esta psicografia em um outro site e nele muitos a analisaram e chegaram a conclusão que não era o espirito do menino, pois havia muitas contradições em relação a última passagem do espirito do menino pela terra, como poe exemplo a data de nascimento dele na sua última encarnação!

Vou buscar novamente pelas contradições e postarei aqui para que todos possam analisar e tomar conhecimento em relação a mensagem!

Lembrando que não estou julgando a mensagem, pois não tenho capacidade para isso, pois não conhecia o garoto e nem conheço o médium que recebeu a mensagem!

De qualquer maneira a mensagem é valido para que possamos discenir a impostura da verdade!

Fiquem todos na paz do divino Mestre Jesus!
Título: Re: PSICOGRAFIA DE JOÃO HÉLIO (menino arrastado pelo carro no RJ)
Enviado por: Fernando B. em 11 de Março de 2009, 10:10
A Mensagem do Menino João Hélio

Este artigo se dedica a analisar uma mensagem atribuída ao menino João Hélio.


 

Introdução

No dia 7 de fevereiro de 2007, durante o roubo de um carro, o menino João Hélio Fernandes não conseguiu sair do veículo e foi arrastado por sete quilômetros, no Rio de Janeiro. De acordo com a polícia, o menino estava no carro com a mãe quando foram abordados pelos assaltantes, no bairro Osvaldo Cruz (zona norte). A mãe foi retirada do veículo, mas não conseguiu retirar a criança – que estava no banco traseiro, presa ao cinto de segurança. A irmã do menino e uma outra pessoa também estavam no carro e conseguiram sair.

Antes de o menino ser retirado, um dos assaltantes assumiu a direção do veículo e acelerou. Ele ficou pendurado e foi arrastado. A fuga teria durado cerca de 15 minutos, até que o carro foi abandonado em uma rua de Cascadura, também na zona norte.

Durante o trajeto, moradores que presenciaram a fuga gritaram para que os criminosos parassem o carro. A criança foi encontrada já sem vida. Os assaltantes e assassinos foram presos cerca de dezoito horas após o crime.

O acontecimento chocou o país, sendo usado para tentar reduzir a maioridade penal, o que acabou não acontecendo. Por volta de abril de 2007 – não consegui precisar a data exata – no Orkut começou a circular a seguinte mensagem:

Mensagem psicografada - João Hélio

Nasci na Gália no ano de 22 e desencarnei na Líbia no ano 20 da Era Cristã.

Fui Oficial da Legião dos Leões que estava na Líbia, Núbia. Como Governador de Al Katrim, me comprazia atrelar na minha biga puxada por dois cavalos velozes, crianças; homens; mulheres; novos; velhos e eram puxados através da estrada seca e pedregosa daquela região da África. Os corpos se despedaçavam e eu era exaltado pelos meus pares… 

Morri em combate com tropas Egípcias e me deparei em uma região de treva profunda, talvez uma caverna. Muitos gritos e rostos aterradores me esperavam. Fui levado a um estado de total animalidade por mil e quinhentos anos, quando os servos de Maria me resgataram. 

Sendo levado a outro plano, fui aos poucos tendo o meu periespírito reajustado, minha mente normalizada e meus pensamentos corrigidos. E compreendi os horrores que cometi. Que tristeza Deus. Por 300 anos permaneci em preparo para reencarnação e pedia a graça de receber para desencarne o mesmo destino dado por mim a outros. No ano do Senhor de 2001, após busca incessante por quem me recebesse por filho, um casal, tiranizado por mim, aceitou. 

Reencarnei. 

Agora em comoção generalizada, como o irmão Joãozinho, desencarnei e agradeço ao Pai ter me atendido dando destino, nem igual ao que dei as minhas vítimas. Estou em paz, estou na luz. Resgatei um pouco do meu passado, outros momentos virão. Confio em Deus. 

Titus Aelius

- Mensagem psicografada de João Hélio no Centro Espírita Leon Dennis, que ele freqüentava com os pais.

Consegui descobrir o nome do médium e as condições que foi escrita a mensagem, por ter encontrado o filho do médium em um fórum internético (que se mostrou bastante atencioso, respondendo a todas as minhas perguntas), o “Portal do Espírito”, discutindo o caso, mas o tópico foi removido tempos depois. O médium se chama Marcos Paulo Monteiro, e seu filho Marcos Paulo Dalles Monteiro. Este me disse que seu pai é umbandista, não sendo, portanto, espírita kardecista. Sua mediunidade é do tipo inconsciente e possui como guia espiritual o caboclo Tupaíba. A mensagem foi obtida em sua casa – e não no Centro Leon Denis – no Rio de Janeiro, em menos de 5 minutos. 

Marcos Paulo (filho) me disse que a mensagem havia sido entregue a um dirigente de um centro espírita para análise, e pouco tempo depois a mensagem chegou na internet, sem a autorização do médium. 

Discussão

Há erros grosseiros na mensagem…. além de não ter sido “psicografada” no Centro Léon Denis, o alegado espírito diz:

“No ano do Senhor de 2001, após busca incessante por quem me recebesse por filho, um casal, tiranizado por mim, aceitou.”

Só que João Hélio nasceu em 18-03-2000! Isso significa que se o espírito buscou pelos seus futuros pais em 2001, ele só entrou no corpo de João Hélio quando ele já tinha pelo menos 9 meses de nascido! No link http://noticias.terra.com.br/brasil/interna/0,,OI1490525-EI316,00.html (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL25vdGljaWFzLnRlcnJhLmNvbS5ici9icmFzaWwvaW50ZXJuYS8wLCxPSTE0OTA1MjUtRUkzMTYsMDAuaHRtbA==) tem inclusive uma foto do túmulo, com as datas.

(http://obraspsicografadas.haaan.com/wp-content/uploads/2007/10/joaoheliotumulo-thumb.jpg)


Posteriormente o Centro Espírita Léon Denis emitiu o seguinte parecer sobre o episódio:

http://www.celd.org.br/mensagens/comunicado.pdf (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy5jZWxkLm9yZy5ici9tZW5zYWdlbnMvY29tdW5pY2Fkby5wZGY=) 

À Comunidade de Internautas 

A Direção do Centro Espírita Léon Denis, diante dos fatos que apontam para uma relação do menino João Hélio e seus familiares com a Instituição aqui referida, vem esclarecer o que se segue: 

1) O menino e seus familiares foram efetivamente atendidos pelo CELD, dentro do processo dos passes de cura a ele prescritos, objetivando atender à criança em seu quadro emocional por, aproximadamente dois anos; 

2) Após o infausto desenlace do mesmo, seus pais vêm mantendo distância física de nossa Casa buscando naturalmente seu equilíbrio emocional, até que possam dedicar-se a uma prática religiosa, em qualquer templo, segundo suas convicções; 

3) Em momento algum, nenhum membro do corpo mediúnico, do CELD, recebeu e fez veicular qualquer mensagem que fale sobre o espírito João Hélio ou a ele mesmo atribuída a autoria, direcionando a seus familiares ou a quem quer que seja. 

A disciplina mediúnica existente em nossa Casa Espírita e o respeito que temos pelos ensinamentos da Doutrina Espírita impedem que se tenha atitudes levianas explorando a dor de uma família e a emoção ferida de uma sociedade. 

Assim solicitamos: 

• SEJAM CONSIDERADAS INVERÍDICAS as mensagens veiculadas pela Internet, no que tange ao acontecimento “João Hélio” e atribuída a origem das mesmas ao C.E. Léon Denis. 

• Outrossim, caso isso venha algum dia a acontecer, SOMENTE COM A AUTORIZAÇÃO DE SEUS FAMILIARES SERÁ TRAZIDA A PÚBLICO QUALQUER NOTÍCIA SOBRE ESSE ESPÍRITO, para quem rogamos a todos envolver em preces de apoio e paz. 

Buscando ter trazido à sociedade os esclarecimentos precisos, solicitamos a todos de bom coração envolverem os sofredores em suas orações, trazendo às almas o clima de paz de que tanto necessitamos. 

Pela Direção do CELD, 

Iara Cordeiro 

Conclusão

Tendo em vista os erros da mensagem, as hipóteses mais simples são ou fraude ou criação inconsciente da mente do médium. Marcos Paulo Dalles Monteiro, o filho do médium, pareceu-me bastante sincero em suas respostas e colocações, dispondo-se a esclarecer todo o caso. Não considero nem o pai e nem o filho “aproveitadores”. Eles não queriam que a mensagem chegasse à internet, não ganharam dinheiro com isso, pelo contrário, estão passando por muitas situações adversas em vista disso, e só querem pôr uma pedra na história toda. Então tendo para a explicação de uma criação inconsciente para explicar a mensagem. É claro que outras são possíveis, como a manifestação de um espírito zombeteiro, mas considero menos parcimoniosa.

Referências

http://www1.folha.uol.com.br/folha/cotidiano/ult95u131469.shtml (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dzEuZm9saGEudW9sLmNvbS5ici9mb2xoYS9jb3RpZGlhbm8vdWx0OTV1MTMxNDY5LnNodG1s) (acessado dia 23/10/2007)

http://oglobo.globo.com/rio/mat/2007/02/08/294494115.asp (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL29nbG9iby5nbG9iby5jb20vcmlvL21hdC8yMDA3LzAyLzA4LzI5NDQ5NDExNS5hc3A=) (acessado dia 23/10/2007)

http://noticias.terra.com.br/brasil/interna/0,,OI1490525-EI316,00.html (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL25vdGljaWFzLnRlcnJhLmNvbS5ici9icmFzaWwvaW50ZXJuYS8wLCxPSTE0OTA1MjUtRUkzMTYsMDAuaHRtbA==) (acessado dia 23/10/2007)

http://www.celd.org.br/mensagens/comunicado.pdf (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy5jZWxkLm9yZy5ici9tZW5zYWdlbnMvY29tdW5pY2Fkby5wZGY=)  (acessado dia 23/10/2007)

Publicado em Wednesday, October 24th, 2007, 12:11 pm categorias Obras de Marcos Paulo Monteiro. Você pode acompanhar as respostas a esta entrada através do feed RSS 2.0. Você pode deixar seu comentário, ou trackback de seu sítio.

Título: Re: PSICOGRAFIA DE JOÃO HÉLIO (menino arrastado pelo carro no RJ)
Enviado por: Vox em 11 de Março de 2009, 13:38
E... Caso encerrado! ;)
Título: Re: PSICOGRAFIA DE JOÃO HÉLIO (menino arrastado pelo carro no RJ)
Enviado por: RUI FERNANDES MORGADO em 11 de Março de 2009, 14:55
A Mensagem do Menino João Hélio

Este artigo se dedica a analisar uma mensagem atribuída ao menino João Hélio.


 

Introdução

No dia 7 de fevereiro de 2007, durante o roubo de um carro, o menino João Hélio Fernandes não conseguiu sair do veículo e foi arrastado por sete quilômetros, no Rio de Janeiro. De acordo com a polícia, o menino estava no carro com a mãe quando foram abordados pelos assaltantes, no bairro Osvaldo Cruz (zona norte). A mãe foi retirada do veículo, mas não conseguiu retirar a criança – que estava no banco traseiro, presa ao cinto de segurança. A irmã do menino e uma outra pessoa também estavam no carro e conseguiram sair.

Antes de o menino ser retirado, um dos assaltantes assumiu a direção do veículo e acelerou. Ele ficou pendurado e foi arrastado. A fuga teria durado cerca de 15 minutos, até que o carro foi abandonado em uma rua de Cascadura, também na zona norte.

Durante o trajeto, moradores que presenciaram a fuga gritaram para que os criminosos parassem o carro. A criança foi encontrada já sem vida. Os assaltantes e assassinos foram presos cerca de dezoito horas após o crime.

O acontecimento chocou o país, sendo usado para tentar reduzir a maioridade penal, o que acabou não acontecendo. Por volta de abril de 2007 – não consegui precisar a data exata – no Orkut começou a circular a seguinte mensagem:

Mensagem psicografada - João Hélio

Nasci na Gália no ano de 22 e desencarnei na Líbia no ano 20 da Era Cristã.

Fui Oficial da Legião dos Leões que estava na Líbia, Núbia. Como Governador de Al Katrim, me comprazia atrelar na minha biga puxada por dois cavalos velozes, crianças; homens; mulheres; novos; velhos e eram puxados através da estrada seca e pedregosa daquela região da África. Os corpos se despedaçavam e eu era exaltado pelos meus pares… 

Morri em combate com tropas Egípcias e me deparei em uma região de treva profunda, talvez uma caverna. Muitos gritos e rostos aterradores me esperavam. Fui levado a um estado de total animalidade por mil e quinhentos anos, quando os servos de Maria me resgataram. 

Sendo levado a outro plano, fui aos poucos tendo o meu periespírito reajustado, minha mente normalizada e meus pensamentos corrigidos. E compreendi os horrores que cometi. Que tristeza Deus. Por 300 anos permaneci em preparo para reencarnação e pedia a graça de receber para desencarne o mesmo destino dado por mim a outros. No ano do Senhor de 2001, após busca incessante por quem me recebesse por filho, um casal, tiranizado por mim, aceitou. 

Reencarnei. 

Agora em comoção generalizada, como o irmão Joãozinho, desencarnei e agradeço ao Pai ter me atendido dando destino, nem igual ao que dei as minhas vítimas. Estou em paz, estou na luz. Resgatei um pouco do meu passado, outros momentos virão. Confio em Deus. 

Titus Aelius

- Mensagem psicografada de João Hélio no Centro Espírita Leon Dennis, que ele freqüentava com os pais.

Consegui descobrir o nome do médium e as condições que foi escrita a mensagem, por ter encontrado o filho do médium em um fórum internético (que se mostrou bastante atencioso, respondendo a todas as minhas perguntas), o “Portal do Espírito”, discutindo o caso, mas o tópico foi removido tempos depois. O médium se chama Marcos Paulo Monteiro, e seu filho Marcos Paulo Dalles Monteiro. Este me disse que seu pai é umbandista, não sendo, portanto, espírita kardecista. Sua mediunidade é do tipo inconsciente e possui como guia espiritual o caboclo Tupaíba. A mensagem foi obtida em sua casa – e não no Centro Leon Denis – no Rio de Janeiro, em menos de 5 minutos. 

Marcos Paulo (filho) me disse que a mensagem havia sido entregue a um dirigente de um centro espírita para análise, e pouco tempo depois a mensagem chegou na internet, sem a autorização do médium. 

Discussão

Há erros grosseiros na mensagem…. além de não ter sido “psicografada” no Centro Léon Denis, o alegado espírito diz:

“No ano do Senhor de 2001, após busca incessante por quem me recebesse por filho, um casal, tiranizado por mim, aceitou.”

Só que João Hélio nasceu em 18-03-2000! Isso significa que se o espírito buscou pelos seus futuros pais em 2001, ele só entrou no corpo de João Hélio quando ele já tinha pelo menos 9 meses de nascido! No link http://noticias.terra.com.br/brasil/interna/0,,OI1490525-EI316,00.html (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL25vdGljaWFzLnRlcnJhLmNvbS5ici9icmFzaWwvaW50ZXJuYS8wLCxPSTE0OTA1MjUtRUkzMTYsMDAuaHRtbA==) tem inclusive uma foto do túmulo, com as datas.

(http://obraspsicografadas.haaan.com/wp-content/uploads/2007/10/joaoheliotumulo-thumb.jpg)


Posteriormente o Centro Espírita Léon Denis emitiu o seguinte parecer sobre o episódio:

http://www.celd.org.br/mensagens/comunicado.pdf (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy5jZWxkLm9yZy5ici9tZW5zYWdlbnMvY29tdW5pY2Fkby5wZGY=) 

À Comunidade de Internautas 

A Direção do Centro Espírita Léon Denis, diante dos fatos que apontam para uma relação do menino João Hélio e seus familiares com a Instituição aqui referida, vem esclarecer o que se segue: 

1) O menino e seus familiares foram efetivamente atendidos pelo CELD, dentro do processo dos passes de cura a ele prescritos, objetivando atender à criança em seu quadro emocional por, aproximadamente dois anos; 

2) Após o infausto desenlace do mesmo, seus pais vêm mantendo distância física de nossa Casa buscando naturalmente seu equilíbrio emocional, até que possam dedicar-se a uma prática religiosa, em qualquer templo, segundo suas convicções; 

3) Em momento algum, nenhum membro do corpo mediúnico, do CELD, recebeu e fez veicular qualquer mensagem que fale sobre o espírito João Hélio ou a ele mesmo atribuída a autoria, direcionando a seus familiares ou a quem quer que seja. 

A disciplina mediúnica existente em nossa Casa Espírita e o respeito que temos pelos ensinamentos da Doutrina Espírita impedem que se tenha atitudes levianas explorando a dor de uma família e a emoção ferida de uma sociedade. 

Assim solicitamos: 

• SEJAM CONSIDERADAS INVERÍDICAS as mensagens veiculadas pela Internet, no que tange ao acontecimento “João Hélio” e atribuída a origem das mesmas ao C.E. Léon Denis. 

• Outrossim, caso isso venha algum dia a acontecer, SOMENTE COM A AUTORIZAÇÃO DE SEUS FAMILIARES SERÁ TRAZIDA A PÚBLICO QUALQUER NOTÍCIA SOBRE ESSE ESPÍRITO, para quem rogamos a todos envolver em preces de apoio e paz. 

Buscando ter trazido à sociedade os esclarecimentos precisos, solicitamos a todos de bom coração envolverem os sofredores em suas orações, trazendo às almas o clima de paz de que tanto necessitamos. 

Pela Direção do CELD, 

Iara Cordeiro 

Conclusão

Tendo em vista os erros da mensagem, as hipóteses mais simples são ou fraude ou criação inconsciente da mente do médium. Marcos Paulo Dalles Monteiro, o filho do médium, pareceu-me bastante sincero em suas respostas e colocações, dispondo-se a esclarecer todo o caso. Não considero nem o pai e nem o filho “aproveitadores”. Eles não queriam que a mensagem chegasse à internet, não ganharam dinheiro com isso, pelo contrário, estão passando por muitas situações adversas em vista disso, e só querem pôr uma pedra na história toda. Então tendo para a explicação de uma criação inconsciente para explicar a mensagem. É claro que outras são possíveis, como a manifestação de um espírito zombeteiro, mas considero menos parcimoniosa.

Referências

http://www1.folha.uol.com.br/folha/cotidiano/ult95u131469.shtml (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dzEuZm9saGEudW9sLmNvbS5ici9mb2xoYS9jb3RpZGlhbm8vdWx0OTV1MTMxNDY5LnNodG1s) (acessado dia 23/10/2007)

http://oglobo.globo.com/rio/mat/2007/02/08/294494115.asp (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL29nbG9iby5nbG9iby5jb20vcmlvL21hdC8yMDA3LzAyLzA4LzI5NDQ5NDExNS5hc3A=) (acessado dia 23/10/2007)

http://noticias.terra.com.br/brasil/interna/0,,OI1490525-EI316,00.html (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL25vdGljaWFzLnRlcnJhLmNvbS5ici9icmFzaWwvaW50ZXJuYS8wLCxPSTE0OTA1MjUtRUkzMTYsMDAuaHRtbA==) (acessado dia 23/10/2007)

http://www.celd.org.br/mensagens/comunicado.pdf (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy5jZWxkLm9yZy5ici9tZW5zYWdlbnMvY29tdW5pY2Fkby5wZGY=)  (acessado dia 23/10/2007)

Publicado em Wednesday, October 24th, 2007, 12:11 pm categorias Obras de Marcos Paulo Monteiro. Você pode acompanhar as respostas a esta entrada através do feed RSS 2.0. Você pode deixar seu comentário, ou trackback de seu sítio.





Meu caro Fernando B.!

                             Vc foi perfeito, forneceu a todos nós material suficiente para analisarmos
a veracidade do caso. De posse dessas valiosas informações, que cada um forme sua opinião fi
nal sôbre o caso João Hélio.

                             Que cada membro de nosso FE, sinta a importância desse instrumento quando usado com discernimento, responsabilidade e a seriedade que o mesmo merece.

                             Quanto aos debates filosóficos com que se iniciou as ponderações sobre
o caso, acredito que também tenha valido a pena, acho que cada um dos membros participantes
foram exercitados saudàvelmente.

                              Fernando, Parabéns pelo seu empenho!

Rui Fernandes Morgado
Santo André-SP

Título: Re: PSICOGRAFIA DE JOÃO HÉLIO (menino arrastado pelo carro no RJ)
Enviado por: Fernando B. em 11 de Março de 2009, 17:41




Meu caro Fernando B.!

                             Vc foi perfeito, forneceu a todos nós material suficiente para analisarmos
a veracidade do caso. De posse dessas valiosas informações, que cada um forme sua opinião fi
nal sôbre o caso João Hélio.

                             Que cada membro de nosso FE, sinta a importância desse instrumento quando usado com discernimento, responsabilidade e a seriedade que o mesmo merece.

                             Quanto aos debates filosóficos com que se iniciou as ponderações sobre
o caso, acredito que também tenha valido a pena, acho que cada um dos membros participantes
foram exercitados saudàvelmente.

                              Fernando, Parabéns pelo seu empenho!

Rui Fernandes Morgado
Santo André-SP


[/quote]


Boa tarde meu caro irmão Rui!
Fico feliz por ter sido compreendido, pois a minha intenção foi de somente informar a todos do forum sobre a mensagem  ser ou não do garoto João Hélio e não de ser ou não ser de um espirito, que cada analise e faça seu julgamento, pois na minha humilde opnião, acredito que pelos fatos que não correspondem com os dados do nosso irmãozinho nesta última encarnação fica claro que não é dele e sim de um espirito zombeteiro que está se comprazendo com a tragédia e se aproveitando da fé de muitos, prejudicando principalmente a família do garotinho que com certeza sofre até hoje por sua "perda". Fica até uma sugestão a todos que estão debatendo esta mensagem que é a seguinte:

_Antes de dormirmos esta noite, vamos todos orar pelo espirito deste nosso irmãozinho e pelos seus pais, enfim, por sua familia, pedindo a Jesus que permita que os Bons Espiritos os sustentem nessa prova que estão todos passanto!

Mas como ja disse, de qualquer maneira nos ensina a termos muito cuidado com as mensagens que recebemos ou que outros podem receber, pedindo sempre a Deus que "nos conceda a luz necessária afim de distinguirmos a impostura da verdade"!

Foi um prazer poder ter acrescentado acervo a ti e todos do fórum meu irmão!

Fique na paz do divino Mestre!
Título: Re: PSICOGRAFIA DE JOÃO HÉLIO (menino arrastado pelo carro no RJ)
Enviado por: PFSR em 23 de Abril de 2009, 12:12
Como é consoladora a lei de causa e efeito.
Acredito que com essa pisicografia os pais e nós, a população, iremos pelo menos tentar
tirar a magoa a raiva e a indignação de nossos corações.
Obrigado irmão por me dá a oportunidade de entender melhor o Espiritismo.
 Deus lhe pague a caridade. 
 
Título: Re: PSICOGRAFIA DE JOÃO HÉLIO (menino arrastado pelo carro no RJ)
Enviado por: Fernando B. em 23 de Abril de 2009, 17:47
Como é consoladora a lei de causa e efeito.
Acredito que com essa pisicografia os pais e nós, a população, iremos pelo menos tentar
tirar a magoa a raiva e a indignação de nossos corações.
Obrigado irmão por me dá a oportunidade de entender melhor o Espiritismo.
 Deus lhe pague a caridade. 
 

Olá PFSR, boa tarde!
De uma analisada melhor no tópico que verás que na verdade esta mensagem não é do garotinho João Hélio!

Fique na paz de Jesus Cristo!
Título: Re: PSICOGRAFIA DE JOÃO HÉLIO (menino arrastado pelo carro no RJ)
Enviado por: Claudio A. Batista em 15 de Setembro de 2010, 18:28
Boa tarde a todos.

Por favor não esqueçam de analisar cada detalhe, na mensagem ele menciona "Ano de Cristo 2001" ou seja era o ano 2000 pois no ano de cristo não existe ano 0 e sim ano 1, diferente do calendário que todos nós usamos.

Acho que esse pequeno detalhe esclarece muita coisa.

Abraços