Forum Espirita

GERAL => Mensagens de Ânimo => Tópico iniciado por: Bekas em 12 de Dezembro de 2007, 15:26

Título: Cirurgia Moral - 32
Enviado por: Bekas em 12 de Dezembro de 2007, 15:26
32 - LEMBRA-TE MAIS DE TI MESMO


Lembra-te mais de ti mesmo, no que tange à tua perfeição espiritual. Dentro dos teus inúmeros afazeres podes observar os próprios feitos e analisar o que não deve ser feito.

A caridade contigo mesmo é aquela que não te deixa na inutilidade. Haverás de te lembrar isoladamente de ti apenas nos momentos das corrigendas, que podem ser muitas. Quando os pensamentos divagarem no ambiente inferior, cuida deles, aplicando a ti as devidas disciplinas. Quando a palavra se esquecer da educação, usa a energia contigo mesmo, corta todas as arestas dos falsos conceitos, que o teu coração te dará a luz necessária para a tua vida.

Acostumamo-nos a não enxergar o mal que fazemos aos outros. Entretanto, a nossa antena registra qualquer agressão que vem da parte de nossos semelhantes.

Esquecemos a justiça e tapamos os ouvidos quando os erros  saem dos nossos actos. Invertemos todos os dias os pólos para o lado que nos favorece. É bom que nos cientifiquemos de que não enganamos a Deus. Em todos os lugares em que estivermos estamos sendo vistos e fotografados pela luz astral, sendo as fichas recolhidas à contabilidade divina, de maneira a nos encontrarmos sempre com as nossas criações a nos disciplinarem e a nos ajudarem a viver melhor.

Lembrarmo-nos de nós mesmos não é usurpar o alheio, não é ajuntar os bens terrenos, não é nos defender pelos processos do engano, não é iludir os semelhantes com as nossas velhas manhas. Esses fatos são inventivas falsas que nos trazem aborrecimentos sem conta e problemas inumeráveis. Cuidar de nós mesmos é entender a auto-educação e a fervente disciplina nos nossos impulsos inferiores, de maneira a nos abrandarmos nos pensamentos, palavras e actos, respeitando os direitos alheios e facilitando aos outros entenderem as nossas necessidades.

A maior conquista é a dos bens imperecíveis do espírito. E esse processo requer muita meditação, trabalho e inteligência, para que o amor nos favoreça a forma necessária no exercício da educação interna. Se já conheces as leis que regulam a vida, como o que deres, receberás,  o que a razão te inspira a dar? Certamente que tudo o que escolheres para o teu próprio bem deves desejar para o teu próximo. Deves lembrar-te mais de ti mesmo, incluindo teus irmãos para gozarem do que gozas, para vestirem o que vestes, para beberem o que bebes e para morarem como moras, para comerem do que comes. E, em tudo o que quiseres de melhor, não te esqueças daqueles que viajam contigo no grande barco da vida, pois eles são tua própria pessoa em lugares diferentes, porem, com os mesmos destinos. Nas tuas orações, lembra-te dos que sofrem, dos que não estão sofrendo e dos que vão sofrer. Lembra-te de todos e de tudo, que essa disposição do teu íntimo formará um campo de força em torno do teu coração, onde poderás alimentar e construir a tua paz.

Lembra-te mais de ti mesmo, corrigindo teus maus hábitos, eliminando teus vícios, cortando as más conversações e dando rumo certo aos teus sentimentos. Lembra-te de ti mesmo, com mais ênfase, ajudando aos que te procuram.



Cirurgia Moral - João Nunes Maia - Pelo espírito Lancellin