Forum Espirita

GERAL => Mensagens de Ânimo => Tópico iniciado por: Ana Ang em 21 de Junho de 2007, 17:03

Título: CAMINHOS DO CORAÇÃO
Enviado por: Ana Ang em 21 de Junho de 2007, 17:03

CAMINHOS DO CORAÇÃO

Joanna de Ângelis


Multiplicam-se os caminhos do processo evolutivo, especialmente durante a marcha que se faz no invólucro carnal.
Há caminhos atapetados de facilidades, que conduzem a profundos abismos do sentimento.

Apresentam-se caminhos ásperos, coalhadas de pedrouços que ferem, na forma de vícios e derrocadas morais escravizadores.

Abrem-se, atraentes, caminhos de vaidade, levando a situações vexatórias, cujo recuo se torna difícil.

Repontam caminhos de angústia, marcados por desencantos e aflições desnecessárias, que se percorrem com loucura irrefreável.

Desdobram-se caminhos de volúpias culturais, que intoxicam a alma de soberba, exilando-a para as regiões da indiferença pelas dores alheias.

Aparecem caminhos de irresponsabilidade, repletos de soluções fáceis para os problemas gerados ao longo do tempo.

Caminhos e caminhantes!

Existem caminhos de boa aparência, que disfarçam dificuldades de acesso e encobrem feridas graves no percurso.

Caminhos curtos e longos, retos e curvos, de ascensão e descida, estão por toda parte, especialmente no campo moral, aguardando ser escolhidos.

Todos eles conduzem a algum lugar, ou se interrompem, ou não levam a parte alguma... São, apenas, caminhos: começados, interrompidos, concluídos...

*

Tens o direito de escolher o teu caminho, aquele que deves seguir.

Ao fazê-lo, repassa pela mente os objetivos que persegues, os recursos que se encontram à tua disposição íntima assinalando o estado evolutivo, a fim de teres condição de seguir.

Se possível, opta pelos caminhos do coração.

Eles, certamente, levarão os teus anseios e a tua vida ao ponto de luz que brilha à frente esperando por ti.

*

O homem estremunha-se entre os condicionamentos do medo, da ambição, da prepotência e da segurança que raramente discerne com correção.

O medo domina-lhe as paisagens íntimas, impedindo-lhe o crescimento, o avanço, retendo-o em situação lamentável, embora todas as possibilidades que lhe sorriem esperança.

A ambição alucina-o, impulsionando-o para assumir compromissos perturbadores que o intoxicam de vapores venenosos, decorrentes da exagerada ganância.

A prepotência anestesia-lhe os sentimentos, enquanto lhe exacerba as paixões inferiores, tornando-o infeliz, na desenfreada situação a que se entrega.

A liberdade a que aspira, propõe-lhe licenças que se permite sem respeito aos direitos alheios nem observância dos deveres para com o próximo e a vida; destruindo qualquer possibilidade de segurança, que, aliás, é sempre relativa enquanto se transita na este física.

Os caminhos do coração se encontram, porém, enriquecidos da coragem, que se vitaliza com a esperança do bem, da humildade, que reconhece a própria fragilidade, e satisfaz-se com os dons do espírito - ao invés do tresvariado desejo de amealhar coisas de secundário importância - os serviços enobrecedores e a paz, que são a verdadeira segurança em relação às metas a conquistar.

Os caminhos do coração encontram-se iluminados pelo conhecimento da razão, que lhes clareia o leito, facilitando o percurso.

*

Jesus escolheu os caminhos do coração para acercar-se das criaturas e chamá-las ao reino dos Céus.

Francisco de Assis seguiu-Lhe o exemplo e tornou-se o herói da humildade.

Vicente de Paulo optou pelos mesmos e fez-se o campeão da caridade.

Gandhi redescobriu-os e comoveu o mundo, revelando-se como o apóstolo da não-violência.

Incontáveis criaturas, nos mais diversos períodos da humanidade e mesmo hoje, identificaram esses caminhos do coração e avançam com alegria na direção da plenitude espiritual.

Diante dos variados caminhos que se desdobram convidativos, escolhe os caminhos do coração, qual ovelha mansa, e deixa que o Bom Pastor te conduza ao aprisco pelo qual anelas.

Divaldo franco; da obra Momentos de Felicidade
Título: Re: CAMINHOS DO CORAÇÃO
Enviado por: Victor Passos em 21 de Junho de 2007, 17:20
   
   Ola Amiga
   Muita paz

         " Tudo que transporte amor ,leva consigo um coração" Cravo

     
     Arco-íris

    Hoje na aurora da manhã vibrei e auri da beleza dos céus, no abraçar de um arco-íris, fonte de inesgotável beleza e generosidade da Mãe Natureza.
      Vibravam tonalidades dispersas, imperiais de sublimidade. era duma energia sem fim.
       Nós seres enroupados numa alma, fonte de projecções do deleite e debilidades efémeras, dum pretérito medonho, terão que resgatar o colorido dos sentimentos e emoções do brilho dos vernizes dum eclodir materialista e apaziguar o conformismo espiritual, não nos podemos dar à indiferença dos valores do meio, da vida e da enormidade que nos afiniza uns com os outros, em elos retemperadores de tonalidades diversas, mas sempre relançadas em cada passagem.
     Mesmo perante um quotidiano adverso não retires das acções e reacções a sensibilidade do amor pelos outros e por ti mesmo, porque nós somos espíritos reveladores de reagentes, mas que devem ser moldados para o amor porque só ele poderá fazer vibrar o colorido do arco-íris em tons e luminosidade, de recuperação e vibração eterna.
 E realmente a luz do perdão. ama e regenera a tua frondosa Natureza individual. Vive por ti, mas com os outros fazendo realçar os valores da realidade espiritual e moral.
  Ama e vive. Deixa que tua luminosidade se torne chuva vibrante de valores.

 
Victor passos
Título: Re: CAMINHOS DO CORAÇÃO
Enviado por: Ana Ang em 22 de Junho de 2007, 13:42

Olá, amigo Victor!

Lindas palavras! :)

Que todos possamos palmilhar este caminho de redenção, valorizando a cada passo as experiências passadas, a extrair delas o conhecimento para melhorar o futuro e reconhecer o valor das pequeninas ações presididas pelo amor!

Abraços fraternos!
Título: Re: CAMINHOS DO CORAÇÃO
Enviado por: Liana em 25 de Junho de 2007, 01:36
Olá Anapl :D
Olá Vitor :D

Ambas mensagens são lindas!
O amor é a força geradora de todo bem!
Obrigada a ambos pelas mensagens tão lindas e profundas!

Muita paz!

Beijinhos :-* :-*
Título: Re: CAMINHOS DO CORAÇÃO
Enviado por: Ana Ang em 26 de Junho de 2007, 01:13
Querida Liana!

Gostei muito da tua frase... "O amor é a força geradora de todo bem!"

Obrigada a ti por este carinho!  :)

Beijos fraternos!
Título: Re: CAMINHOS DO CORAÇÃO
Enviado por: Victor Passos em 26 de Junho de 2007, 10:26
 
  Liana e Anap
  Amigas Muita paz
  Agradeço a vossa sensibilidade
  Aqui retribuo....     
   
        O amor é o trampolim para a felicidade eterna e só ele nos salvará.


              O AMOR
                 
             O amor é um oceano de sentimentos,
             que nos pode proporcionar felicidade,
             mas também pode cair no extremo, o ódio!
             O amor promove o cruzamento de ânsias, duvidas, ciúmes, repulsas, magoas e pessoas.
            A sua grandiosidade é capaz de unir o mais estranho ao mais conhecido,
            agarrar impossíveis e fazê-los viver a realidade,
            transformar corações duros em dóceis! Sim isto é amor….
            O amor pode tudo, pode fazer jorrar uma fonte de felicidade,
            mas também pode gerar loucura desmedida.
            Se vives um Amor guarda-o e sabe respeitá-lo,
            para que não te arrisques a sofrer o preço da solidão e do desconforto,        mesmo que este não te seja receptivo,
            será sempre um teu grande amor!....


            Victor Passos
            Muita paz e harmonia
Título: Re: CAMINHOS DO CORAÇÃO
Enviado por: Ana Ang em 02 de Julho de 2007, 19:57

A irmã LINA


No ínicio do tópico, enumerei nomes mais conhecidos que trilharam os caminhos do coração, embora já de outras eras; porém, ainda existem verdadeiros apóstolos da caridade, ainda hoje, e é sempre útil que pessoas que tenham "auditório" os divulguem, como neste artigo escrito na Revista VEJA em 2002 por Stephen Kanitz:

"Eu conheço uma verdadeira santa. Não é todo mundo que tem esse privilégio. Vou contar como a conheci para que todos façam o mesmo e descubram outras santas escondidas por aí.

Trinta anos atrás criei um prêmio para as melhores empresas do país, o Melhores e Maiores. Decidi então criar o Prêmio Bem Eficiente, para entidades beneficentes. Alice Carta levou-me para conhecer uma entidade superséria, e quando cheguei lá ouvi a palavra lepra (hanseníase). Fiquei em pânico, queria sair dali o mais rápido possível. Foi quando a vi pela primeira vez.

É uma religiosa de 81 anos, que há 49 veio jovem da Itália cuidar dos hansenianos do Brasil. Perdeu 9 quilos na viagem e ainda se esqueceram de buscá-la quando desceu do navio.

Na época existia uma lei de confinamento para as pessoas portadoras desse mal - todas eram obrigatoriamente enclausuradas num asilo, em Guarulhos. Era uma prisão perpétua, e ninguém queria cuidar deles, nem amigos nem parentes, com exceção da irmã Lina.

Não dando importância ao fato de que provavelmente também contrairia a doença, ela viveu ali cuidando de mais de 1.000 hansenianos, onde ficou nada menos que trinta anos se dedicando a eles.

A história não pára por aí. Com os avanços da medicina da época, o mal foi quase erradicado, e isso permitiu que a irmã Lina mudasse de preocupação (o problema ainda é grave em algumas regiões do país). Então, ela criou uma creche para os filhos de hansenianos e dedicou-se a eles por mais dezenove anos, até ficarem adultos. Não satisfeita, ela tem uma entidade que cuida de 500 crianças abandonadas, uma das mais eficientes que já vi. As crianças são felizes, têm uma auto-estima que raramente vejo nas escolas de bairro.

Tive o privilégio de conferir, por duas vezes, o Prêmio Bem Eficiente a sua instituição, e ela estará lá novamente na entrega do prêmio no dia 14 de Maio, mas isto não é mais notícia. Hoje, a grande moda é premiar empresas socialmente responsáveis, não entidades que há muito vêm fazendo o bem sem alarde. Já existem dez prêmios para empresas com nomes como A Empresa Cidadã, A Empresa Social, A Empresa Responsável.

Antigamente, marketing social era o que as entidades faziam para aparecer. Agora significa tornar empresas socialmente visíveis a todo custo. Doar anonimamente, como rezam todas as religiões, nem pensar.

A filantropia por parte de empresas vem caindo ano a ano, porque muitas preferem montar o próprio instituto com o nome da marca da empresa. Em vez de uma Fundação Bill Gates, no Brasil privilegiam-se a "marca" e o marketing da empresa. Ao se decidirem por um projeto próprio, muitas companhias preferem não mais apoiar causas como a hanseníase, a prostituição infantil, o abuso sexual, a velhice, a cegueira, considerados "mercadologicamente incorretos".

Departamentos de marketing de empresas "socialmente responsáveis" acham melhor apoiar causas como educação, crianças ou ecologia. Criança é mais fotogênica que idoso ou doente leproso. Empresa não quer, nem pode, ter sua marca associada a um problema social "mercadologicamente incorreto", e quem perde são os mais necessitados.

Não bastasse tudo que a irmã Lina já fez pelo Brasil, longe de sua família e da ajuda do governo italiano, ela luta agora para salvar seu hospital, em Guarulhos, que vem mantendo com muito esforço.

Já pediu a Deus e a todo mundo os 3 milhões de reais de que precisa para completar o que será sua última obra.

Não vou dar o nome de sua instituição, seu endereço nem seu nome completo, porque quero que todos saiam e procurem os milhares de santas que ainda temos por aí, desconhecidas, esquecidas e cada vez mais abandonadas.

Obrigado a todas às irmãs Linas por tudo o que fazem por este país."


Artigo Publicado na Revista Veja, edição 1748, ano 35, nº 16, 24 de abril de 2002.


------------------------------

Fratajn Brakumojn al amikoj  
  :)