Forum Espirita

GERAL => Mensagens de Ânimo => Meditação => Tópico iniciado por: macili em 09 de Abril de 2014, 14:37

Título: Tudo começa com bons pensamentos...
Enviado por: macili em 09 de Abril de 2014, 14:37
(https://images-blogger-opensocial.googleusercontent.com/gadgets/proxy?url=http://2.bp.blogspot.com/-57mTe4cH3fo/U0VL6In72iI/AAAAAAAAPmA/ShpOjwTuOQs/s550/TUDO%2BCOME%25C3%2587A%2BCOM%2BBONS%2BPENSAMENTOS....jpg&container=blogger&gadget=a&rewriteMime=image/*)




Tudo começa com bons pensamentos...



(http://dl.glitter-graphics.net/pub/1264/1264441lnbyh51sg0.gif) (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy5nbGl0dGVyLWdyYXBoaWNzLmNvbQ==)



De fato tudo na vida começa com bons pensamentos, mas, e como as coisas terminam?

Para esta pergunta cabem muitas respostas, pois o desenrolar da vida depende de cada um de nós, das nossas atitudes diárias e também do nosso karma que nos coloca para vivenciar as mais diversas situações que semeamos como escolhas e pendências de vidas passadas.

Ainda hoje, depois de tantos anos atendendo fico impressionada como as pessoas repetem os padrões, como a vida presente da maioria dos meus clientes é um reflexo de suas vidas passadas. Em princípio, pensava como a maioria na ação e na reação, num raciocínio básico. Se fiz alguma coisa tenho que pagar pelo mal feito. Mas descobri que existem importantes nuances dessa lei. Uma das nuances acontece quando o indivíduo fica preso às suas crenças negativas e mesmo depois de já ter se penitenciado de ações ruins do passado como, por exemplo, ter sido um guerreiro e arruinado famílias, tendo causado para si a experiência de não se sentir aceito pela sua família ou de ser privado da companhia de pessoas amorosas e boas, não consegue se livrar desse condicionamento.

Sempre coloco esse pensamento para meu cliente: Ok, amigo, você já viveu isso e, agora, por que não continuar de outra forma, por que não se abrir para outras experiências? Mesmo nessa vida, você não muda o passado. Se por acaso não teve uma infância feliz, você não pode retornar e fazer de novo. Mas você pode perdoar seus pais, você pode criar para si mesmo relacionamentos com mais compreensão e amor. Pois muitas vezes a herança dessa existência pode ser negada. Por que você vai carregar com você as memórias de um pai cruel, bêbado ou de uma mãe cheia de críticas e mal humor? Você não precisa imitá-los, nem guardar a revolta pensando na pobre criança indefesa que você foi um dia.

Na realidade, o sofrimento causa marcas no corpo emocional e a alma inconsciente fica vivendo e revivendo os fatos desta e de outras vidas, ficamos vibrando nossas incertezas e seguimos vida afora usando os poucos recursos emocionais que aprendemos. Se meu pai gerou em mim sentimento de abandono, vou passar a vida inteira sem acreditar nas pessoas?

Não precisa ser assim. Somos fortes, somos seres de luz. Quando percebemos que estamos negativos, pesados, com pena de nós mesmos pelas tristezas da vida, precisamos mudar e, ao mesmo tempo, não colocar nos outros a nossa felicidade. As pessoas podem participar da nossa vida, mas não devem carregar o peso dessa responsabilidade. E em todas as nossas relações a forma de cada um agir terá enorme poder.

Se você está carente, cuidado, não releve as atitudes do parceiro, não feche os olhos para o que a vida está mostrando. Porque muitas vezes quando estamos infelizes com nossa caminhada criamos salvadores, damos poder a outras pessoas e outras situações. Tipo: Se conseguir esse trabalho, tudo será diferente. Se essa pessoa me amar serei feliz. Se me casar e constituir família, encontrarei felicidade. Na verdade, tudo isso é muito bom, mas dependerá das pessoas envolvidas fazer a vida dar certo. Algumas coisas dependerão de você mas, outras não.

Assim, comece sua história com bons pensamentos e tente com discernimento manter-se assim.
 

Boa sorte!



(http://dl.glitter-graphics.net/pub/1264/1264441lnbyh51sg0.gif) (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy5nbGl0dGVyLWdyYXBoaWNzLmNvbQ==)


por Maria Silvia Orlovas 

Maria Silvia Orlovas é uma forte sensitiva que possui um dom muito especial de ver as vidas passadas das pessoas à sua volta e receber orientações dos seus mentores.

Título: Re: Tudo começa com bons pensamentos...
Enviado por: Alcione Tardin em 09 de Abril de 2014, 16:23
Querida Macili, estava precisando dessa reflexão, obrigada por compartilhar, tenha um dia abençoado! Abraços fraternos, Alcione.♥
Título: Re: Tudo começa com bons pensamentos...
Enviado por: Orpheu em 09 de Abril de 2014, 16:28
Belo texto. Identifiquei-me com ele. Há situações na minha vida as quais tenho grande dificuldade de me desvincular. Mas algum tempo deixei de tentar mudar, e passei a aceitar como parte do processo de expiação dessa vida pelas minhas faltas passadas. Aprendi de certo modo a aceitar e levar adiante. É claro, sempre tentando me manter alerta para o caso de eu estar me desleixando ou me conformando com a vida, ao invés de realmente estar aceitando com resignação minhas dificuldades. Conformação e Resignação são diferentes, apesar de serem muito sutis em suas nuances.



Título: Re: Tudo começa com bons pensamentos...
Enviado por: macili em 10 de Abril de 2014, 17:48
Queridos Irmãos...  boa tarde,


Agradecida pela bondade das palavras de Alcione e Orpheu.

É muito gratificante saber que o texto não só agradou, bem como acrescentou algumas reflexões e ensinamentos.

Muita luz em nossos caminhos...




(http://1.bp.blogspot.com/-daFt9GqXJXE/Uzd2WdGNifI/AAAAAAAAalI/GLgHRq2Xk0I/s400/1012367_559259477445595_455370466_n_GF.jpg)



Comece de novo




(http://dl10.glitter-graphics.net/pub/1175/1175940z1h7xmpbdx.gif) (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy5nbGl0dGVyLWdyYXBoaWNzLmNvbQ==)




Alegre-se, pois cada passo que você dá e que o leva ao seu destino desejado é, de fato, um motivo para comemorar.


Nem sempre é fácil dar aqueles primeiros passos em direção à integridade e a celebração ajuda a construir o impulso para a etapa que se segue.


Cada passo o aproxima mais da sua cura, da paz e da abundância de tudo o que você deseja.


Rompa o ciclo do passado e comece de novo. Apegar-se ao passado pode se tornar um fardo pesado e é o momento de deixar este ir.


Mantenha somente as lições e o amor, e deixe tudo o mais para trás.


Mudar os padrões do passado traz as bênçãos que você esteve pedindo e suplicando.


Permita que os seus Anjos iluminem o caminho. Visualize-se envolvido por uma bela luz clara de equilíbrio e de cura. Deixe que os seus Anjos orientem a sua cor e intensidade, pois ela pode ser diferente a cada dia.


Peça aos seus Anjos para desenvolver a sua intuição e visão interior. E lembre-se de confiar...  Oferecer gratidão...  e celebrar cada passo que você dá.


Afirme frequentemente:


" Eu sou feliz, saudável e abundante.
  Cada passo que eu dou me aproxima mais ainda do meu resultado desejado."


Você é ternamente amado e apoiado, sempre.




(http://dl10.glitter-graphics.net/pub/1175/1175940z1h7xmpbdx.gif) (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy5nbGl0dGVyLWdyYXBoaWNzLmNvbQ==)





:: Sharon Taphorn ::


Título: Re: Tudo começa com bons pensamentos...
Enviado por: ivillard em 20 de Abril de 2014, 23:29
Boa noite, Macili.
Apesar de saber que devemos ter uma atitude pró-ativa diante da vida, como vc disse, através desse lindo texto, sinto que é muito difícil livrar-me das culpas (na verdade, remorsos) por açőes que cometi num passado recente. Claro, não temos como voltar, mas como se livrar do remorso ?
A que paz de Deus esteja com vc.
um abraço
Iolanda





Para esta pergunta cabem muitas respostas, pois o desenrolar da vida depende de cada um de nós, das nossas atitudes diárias e também do nosso karma que nos coloca para vivenciar as mais diversas situações que semeamos como escolhas e pendências de vidas passadas.

Ainda hoje, depois de tantos anos atendendo fico impressionada como as pessoas repetem os padrões, como a vida presente da maioria dos meus clientes é um reflexo de suas vidas passadas. Em princípio, pensava como a maioria na ação e na reação, num raciocínio básico. Se fiz alguma coisa tenho que pagar pelo mal feito. Mas descobri que existem importantes nuances dessa lei. Uma das nuances acontece quando o indivíduo fica preso às suas crenças negativas e mesmo depois de já ter se penitenciado de ações ruins do passado como, por exemplo, ter sido um guerreiro e arruinado famílias, tendo causado para si a experiência de não se sentir aceito pela sua família ou de ser privado da companhia de pessoas amorosas e boas, não consegue se livrar desse condicionamento.

Sempre coloco esse pensamento para meu cliente: Ok, amigo, você já viveu isso e, agora, por que não continuar de outra forma, por que não se abrir para outras experiências? Mesmo nessa vida, você não muda o passado. Se por acaso não teve uma infância feliz, você não pode retornar e fazer de novo. Mas você pode perdoar seus pais, você pode criar para si mesmo relacionamentos com mais compreensão e amor. Pois muitas vezes a herança dessa existência pode ser negada. Por que você vai carregar com você as memórias de um pai cruel, bêbado ou de uma mãe cheia de críticas e mal humor? Você não precisa imitá-los, nem guardar a revolta pensando na pobre criança indefesa que você foi um dia.

Na realidade, o sofrimento causa marcas no corpo emocional e a alma inconsciente fica vivendo e revivendo os fatos desta e de outras vidas, ficamos vibrando nossas incertezas e seguimos vida afora usando os poucos recursos emocionais que aprendemos. Se meu pai gerou em mim sentimento de abandono, vou passar a vida inteira sem acreditar nas pessoas?

Não precisa ser assim. Somos fortes, somos seres de luz. Quando percebemos que estamos negativos, pesados, com pena de nós mesmos pelas tristezas da vida, precisamos mudar e, ao mesmo tempo, não colocar nos outros a nossa felicidade. As pessoas podem participar da nossa vida, mas não devem carregar o peso dessa responsabilidade. E em todas as nossas relações a forma de cada um agir terá enorme poder.

Se você está carente, cuidado, não releve as atitudes do parceiro, não feche os olhos para o que a vida está mostrando. Porque muitas vezes quando estamos infelizes com nossa caminhada criamos salvadores, damos poder a outras pessoas e outras situações. Tipo: Se conseguir esse trabalho, tudo será diferente. Se essa pessoa me amar serei feliz. Se me casar e constituir família, encontrarei felicidade. Na verdade, tudo isso é muito bom, mas dependerá das pessoas envolvidas fazer a vida dar certo. Algumas coisas dependerão de você mas, outras não.

Assim, comece sua história com bons pensamentos e tente com discernimento manter-se assim.
 

Boa sorte![/font][/size]


(http://dl.glitter-graphics.net/pub/1264/1264441lnbyh51sg0.gif) (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy5nbGl0dGVyLWdyYXBoaWNzLmNvbQ==)


por Maria Silvia Orlovas 

Maria Silvia Orlovas é uma forte sensitiva que possui um dom muito especial de ver as vidas passadas das pessoas à sua volta e receber orientações dos seus mentores.

[/quote]
Título: Re: Tudo começa com bons pensamentos...
Enviado por: macili em 21 de Abril de 2014, 01:26
Olá Iolanda,

Seja muito bem-vinda em Meditação!


Todos nós cometemos erros em nossas vidas. Isto é natural. Mas também somos consertadores de erros, através da reparação, pelo amor e pelo perdão.


"Haroldo Dutra Dias nos diz que toda vez que há uma perturbação na harmonia divina, ocorrem três coisas.
. ocorre algo dentro de mim (arrependimento);
. ocorre algo no ambiente  (a restauração);
. ocorre algo dentro da pessoa que eu prejudiquei  (a reparação).

A Justiça Divina, através da Lei de Justiça, Amor e Caridade não se compraz em assistir ao nosso sofrimento, ela se compraz em ver o nosso coração amolecendo, ficando mais sensível, tendo compaixão com o próximo."


Portanto amiga, não se cobre tanto. Estamos todos em processo de crescimento espiritual e nesse caminhar cometeremos enganos, erros. É assim que aprendemos a lição.

Muita luz em seus caminhos.

Fique com Deus!
Abçs
Macili
Título: Re: Tudo começa com bons pensamentos...
Enviado por: ivillard em 21 de Abril de 2014, 22:06
Querida Macili.
Muito obrigada pelo esclarecimento e conforto.
Infelizmente, quem eu magoei não está mais entre nôs e o não poder me desculpar, talvez seja a pior causa do meu sofrimento.
Mas, como Deus é misericordioso em toda a Sua imensidão, creio que, por amor, está me ensinando a me tornar uma pessoa melhor, mesmo que isso custe o sofrimento de pessoas que eu ame.
Que a paz de Deus esteja com todos.
Um forte abraço.
Iolanda
Título: Re: Tudo começa com bons pensamentos...
Enviado por: macili em 21 de Abril de 2014, 22:56
Querida Amiga Iolanda,


Somos Espíritos Imortais e isto significa que podemos sim nos sintonizar com aqueles que já retornaram ao mundo espiritual, através dos pensamentos, pelas vibrações de amor e de perdão, assim como de ódio, de revolta, de perturbação.

Aliás, não podemos esconder nada dos desencarnados, somos como um livro aberto para eles, onde as páginas estarão impregnadas com os nossos reais sentimentos.

Vibre a essa pessoa bons pensamentos, ore por ela, peça perdão pela falta/erro inadvertidamente cometido, pois todos nós somos ainda muito imperfeitos, mas desejosos de reparação.

Se você abrir o seu coração ela perceberá a clareza dos seus sentimentos. Com certeza você se sentirá aliviada.


Que Jesus te abençoe e te ilumine...

Macili
Título: Re: Tudo começa com bons pensamentos...
Enviado por: macili em 21 de Abril de 2014, 23:22
(http://3.bp.blogspot.com/-aOFg6fjSQ2I/UzH8DnATrFI/AAAAAAAAANo/Z9fcJ5OELlo/s500/1c65d5ab2df0.jpg)




O Remorso



(http://dl9.glitter-graphics.net/pub/757/757789hyk4x7egbk.png) (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy5nbGl0dGVyLWdyYXBoaWNzLmNvbQ==)



Muitas pessoas imaginam que não há grandes diferenças entre o remorso e o arrependimento.

No livro Aborto à Luz do Espiritismo, Eliseu Florentino da Mota Jr., escreve que “dentre as causas determinantes das anomalias psíquicas, é indubitável que o remorso assume especial relevância, porquanto, ao contrário do arrependimento, que é o primeiro passo para a reabilitação diante de um erro cometido, ele determina o surgimento do complexo de culpa, levando a pessoa que eventualmente tenha errado a crises nervosas, chegando mesmo à loucura”.

Dessa forma, podemos entender claramente essa diferença, deixando para reflexão o quanto o remorso é prejudicial para o indivíduo.

Recentemente duas pessoas queridas de minha convivência estavam brigadas.Eu sabia do amor de uma pela outra, porém o orgulho fazia com que a reconciliação fosse evitada. Uma noite, falei para uma das partes que seu desafeto estava doente, e que ela imaginasse como se sentiria caso a outra pessoa morresse. Minutos depois, essa pessoa pegou o telefone e houve a reconciliação. Neste caso correu tudo bem, mas quantas vezes deixamos de ouvir a voz do coração para ouvir somente a do orgulho ferido ou da vaidade?

O tempo de que dispomos em uma existência não é eterno e amanhã pode ser muito tarde para tentarmos corrigir as faltas cometidas. Devemos ter em mente que o momento de agir é agora e que quanto mais tarde acordarmos para a necessidade do perdão, mais comprometidos com a Lei divina estaremos no futuro. Vitor Ronaldo Costa, em seu livro Gerenciando as Emoções, explica que “se alguém alimenta um sentimento de culpa, em decorrência de um mal cometido intencionalmente, o bom-senso recomenda que se busque a solução do impasse na prática inadiável de uma atitude enobrecida. A anulação do remorso sugere a tomada de duas providências essenciais: o cultivo da humildade e o pedido de perdão”.

No livro O Céu e o Inferno, capítulo VI, intitulado “Criminosos Arrependidos”, Allan Kardec descreve o contato feito com um jovem padre de nome Verger que havia assassinado em 3 de janeiro de 1857, Monsenhor Sibour, arcebispo de Paris, quando saia da Igreja de Saint-Étienne-du-Mont. Verger foi condenado à morte e em 30 de janeiro executado. Em nenhum momento mostrou-se arrependido do seu crime. Ele foi evocado no mesmo dia de sua execução e três dias depois. Nestes contatos, quando Verger foi indagado “Qual a vossa punição?”, ele respondeu: “sou punido por que tenho consciência da minha falta, e para ela peço perdão a Deus; sou punido porque reconheço a minha descrença nesse Deus, sabendo agora que não devemos abreviar os dias de vida de nossos irmãos; sou punido pelo remorso de haver adiado o meu progresso, enveredando por caminho errado, sem ouvir o grito da própria consciência que me dizia não ser pelo assassínio que alcançaria o meu desiderato. Deixei-me dominar pela inveja e pelo orgulho; enganei-me e arrependo-me, pois o homem deve esforçar-se sempre por dominar as más paixões – o que, aliás, não fiz”.

Quando tiramos a vida de alguém estamos retardando nossa evolução e a do outro, se ele não souber perdoar. Além do mais, é muito triste chegar ao Mundo Espiritual e sentir na consciência a dor e a vergonha de saber que mais uma oportunidade de crescimento foi perdida.

Apesar de tudo, de tantas e tantas quedas, Deus nos dá a oportunidade de reparação dos erros cometidos através das vidas sucessivas, porque Ele espera de nós, pacientemente, que aprendamos a colocar em prática os ensinamentos morais de Jesus. Esses ensinamentos se iniciam no lar, no seio da família, onde existem personalidades diversas, entendimentos diversos para um mesmo assunto, espíritos comprometidos com a lei de amor que solicitaram na espiritualidade a chance de reconciliação e reparação de faltas no aprendizado do perdão. Por fim, aprendemos a duras penas que todo ato indigno de nossa parte contra nossos irmãos termina sendo prejudicial a nós mesmos.

André Luiz no livro Nosso Lar, descreve as palavras de consolo do benfeitor Clarêncio: “Aproveita os tesouros do arrependimento, guarda a bênção do remorso, embora tardio, sem esquecer que a aflição não resolve problemas”.

Elizeu Florentino cita em seu livro que uma pessoa que cometeu aborto, por exemplo, e está profundamente arrependida desse ato, pode ser levada, pelo arrependimento, à ação benéfica de trabalhos beneficentes em prol de crianças carentes e até mesmo à adoção, o que faz com que melhore sua auto-estima e sua situação junto à Lei divina, enquanto que o remorso, sem levar a criatura a agir, acaba por criar nela anomalias psíquicas graves.




(http://dl9.glitter-graphics.net/pub/757/757789hyk4x7egbk.png) (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy5nbGl0dGVyLWdyYXBoaWNzLmNvbQ==)



Dias atrás, recebi um e-mail que conta a história de uma senhora de 87 anos, chamada Rose. Em determinado momento, ela comenta o mal que faz o remorso. Sua história é uma lição de vida tão maravilhosa, que resolvi reproduzi-la, para que possamos aproveitar seus ensinamentos:

“No primeiro dia de aula nosso professor se apresentou aos alunos e nos desafiou a que nos apresentássemos a alguém. Eu fiquei em pé para olhar ao redor quando uma mão suave tocou meu ombro. Olhei para trás e vi uma pequena senhora, velhinha e enrugada, sorrindo radiante para mim. Um sorriso lindo que iluminava todo o seu ser. Ela disse: “Hei, bonitão. Meu nome é Rose. Eu tenho oitenta e sete anos de idade. Posso te dar um abraço?” Eu ri e respondi entusiasticamente: “É claro que pode!”, e ela me deu um gigantesco apertão. Não resisti e perguntei-lhe: “Por que você está na faculdade em tão tenra e inocente idade?”, e ela respondeu brincalhona: “Estou aqui para encontrar um marido rico, casar, ter um casal de filhos, e então me aposentar e viajar”. “Está brincando”, eu disse. Eu estava curioso em saber o que havia a motivado a entrar neste desafio com a sua idade, e ela disse: “Eu sempre sonhei em ter um estudo universitário, e agora estou tendo um!”. Após a aula nós caminhamos para o prédio da união dos estudantes, e dividimos um milkshake de chocolate. Nos tornamos amigos instantaneamente. Todos os dias nos próximos três anos nós teríamos aula juntos e falaríamos sem parar. Eu ficava sempre extasiado ouvindo aquela “máquina do tempo” compartilhar sua experiência e sabedoria comigo. No decurso de um ano, Rose tornou-se um ícone no campus universitário, e fazia amigos facilmente, onde quer que fosse. Adorava vestir-se bem, e revelava-se na atenção que lhe davam os outros estudantes. Estava curtindo a vida! No fim do semestre nós convidamos Rose para falar no nosso banquete de futebol. Jamais esquecerei o que ela nos ensinou. Rose foi apresentada e se aproximou do podium.

Quando ela começou a ler a sua fala, já preparada, deixou cair três, das cinco folhas no chão. Frustrada e um pouco embaraçada, ela pegou o microfone e disse simplesmente: “Desculpem-me, eu estou tão nervosa! Eu não conseguirei colocar meus papéis em ordem de novo, então me deixem apenas falar para vocês sobre aquilo que eu sei”. Enquanto nós ríamos, ela limpou sua garganta e começou: ‘Nós não paramos de jogar porque ficamos velhos; nós nos tornamos velhos porque paramos de jogar. Existem somente quatro segredos para continuarmos jovens, felizes e conseguir sucesso. Primeiro você precisa rir e encontrar humor em cada dia. Segundo você precisa ter um sonho. Quando você perde seus sonhos, você morre. Nós temos tantas pessoas caminhando por aí que estão mortas e nem desconfiam! Terceiro há uma enorme diferença entre envelhecer e crescer. Se você tem dezenove anos de idade e ficar deitado na cama por um ano inteiro, sem fazer nada de produtivo, você ficará com vinte anos. Se eu tenho oitenta e sete anos e ficar na cama por um ano e não fizer coisa alguma, eu ficarei com oitenta e oito anos. Qualquer um, mais cedo ou mais tarde ficará mais velho. Isso não exige talento nem habilidade, é uma conseqüência natural da vida. A idéia é crescer através das oportunidades.

E por último não tenha remorsos. Os velhos geralmente não se arrependem por aquilo que fizeram, mas sim por aquelas coisas que deixaram de fazer. As únicas pessoas que têm medo da morte são aquelas que têm remorso’. Ela concluiu seu discurso cantando corajosamente “A Rosa”. Desafiou a cada um de nós a estudar poesia e vivê-la em nossa vida diária. No fim do ano Rose terminou o último ano da faculdade que começara há tantos anos atrás. Uma semana depois da formatura, Rose morreu tranqüilamente em seu sono. Mais de dois mil alunos da faculdade foram ao seu funeral, em tributo à maravilhosa mulher que ensinou, por meio de seu exemplo, que nunca é tarde demais para ser tudo aquilo que você pode provavelmente ser, se realmente desejar.

Estas palavras têm sido divulgadas por amor, em memória de “Rose”. Uma grande mulher. Na verdade um grande ser humano. Lembre-se: Envelhecer é inevitável, mas crescer é opcional!”




(http://dl9.glitter-graphics.net/pub/757/757789hyk4x7egbk.png) (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy5nbGl0dGVyLWdyYXBoaWNzLmNvbQ==)



Fonte: Espiritismo na Rede