Forum Espirita

GERAL => Mensagens de Ânimo => Meditação => Tópico iniciado por: Marianna em 18 de Junho de 2011, 21:26

Título: Suicídio e Depressão, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 18 de Junho de 2011, 21:26

(http://c7.quickcachr.fotos.sapo.pt/i/de404788e/5611327_yLiES.gif)   Radionovela "Memórias de um Suicida" postado em Audiovisuais. Link: http://www.forumespirita.net/fe/audiovisuais/radio-novela-'memorias-de-um-suicida'/#.UdmqeNK-nfw  (http://c7.quickcachr.fotos.sapo.pt/i/de404788e/5611327_yLiES.gif)   Ninguém morre, porque somos eternos.



(http://2.bp.blogspot.com/_7U7wqOuGicg/SN1eMLg-2jI/AAAAAAAAB24/Zhv2VTs5Xx4/S1600-R/banner_evangelho.gif)
(http://api.ning.com/files/vbk-mysIb6e02EeVSVzA93fFolVD5xt1Cg0jZyoTZBaSmiunriDUGqyUeKu-U5NPCWeV*gq7MdWfgObW1AX8dEKJEeI5krmh/logo_principal.gif)


(http://lh6.ggpht.com/margjanez/R_5ap3LUGPI/AAAAAAAAJak/BbdqyRM8JSk/myla153.png)

Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 18 de Junho de 2011, 21:34


(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/04/fd.gif)
 
Queridos amigos/irmãos,
visitantes e membros deste Fórum.
(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/04/j_rose.gif)  Estamos abrindo mais um tópico, desta vez sobre o Suicídio e tudo que aqui for postado será para tentarmos esclarecer nossos irmãos sofredores, que a morte não existe, e que o suicídio é apenas a continuidade em maior grau de todos os sofrimentos que precisamos passar aqui.
 
Os mentores deste tópico vão nos ajudar e não vamos precisar dos debatedores de plantão, as pessoas que aqui vierem não vêm à procura de debates, elas querem aprender e entender o que vai acontecer com elas, caso elas cometam o suicídio, portanto, nós agradecemos o carinho e a boa vontade de vocês.
 
(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/04/j_rose.gif)  Por gentileza, não postem gifs que possa deixar nossos irmãos mais deprimidos, eles precisam ver que a vida é bela, que Deus é bom e amoroso, que viver vale a pena e que só Ele decide quando devemos passar para o andar de cima.
 
Podemos postar depoimentos dos espíritos suicidas, mas não vamos contar nossas histórias de tentativas de suicídio, ou desabafar nossos problemas ou se temos ou não vontade de suicidar-se. Quem estiver com problemas deve ir ao Chat do Fórum e clicar em atendimento, lá vocês podem desabafar e com certeza serão ajudados.
 
(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/04/j_rose.gif)  Podemos falar também do Umbral, mas sempre com fotos ou gifs que fique apenas a mensagem, mas nunca aquele local onde só há dor e ranger de dentes.
 
Gifs ou fotos só de coisas belas, quem está triste não precisa ver coisas feias que as deixem mais deprimidas. Façamos deste tópico, o local mais aconchegante, lindo e enriquecedor sobre os males do suicídio.
 
(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/04/j_rose.gif)  Mensagens e gifs só se forem de auto-estima, para quando nossos irmãos saírem daqui estejam com a fé em Deus reforçada e com muita vontade de viver, afinal, nada é mais importante do que a vida que Deus nos deu.

Deus os abençoe.
Mariana.
(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-pocelui-292.gif)

Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 18 de Junho de 2011, 21:39


(http://i846.photobucket.com/albums/ab22/tangoemevidencia/amigodocorao.gif)



Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 18 de Junho de 2011, 21:43

(http://image.blingee.com/images19/content/output/000/000/000/7fe/819591125_347524.gif)

Dizem que um homem de fé se aproximou de Jesus e indagou, após externar-se em manifestações de júbilo e reverência:
 
—  Senhor, onde o caminho da paz, que fazer de meu filho que me arrasa a tranqüilidade, atolado na rebeldia?
—  Abençoá-lo-ás sempre procurando socorrê-lo com mais amor.
—  E como agir, à frente de meu tio, aquele que me furtou a herança dos avós?
—  Buscarás perdoá-lo, usando compaixão e esquecimento.
—  E meu antigo sócio, de que modo proceder com esse homem que tanto me prejudicou e injuriou?
—  Desculpa-lo-ás, orando em favor dele.
 
—  Tenho quatro empregados ignorantes...
—  De que maneira harmonizar-me com esses companheiros problemas, se me afligem com as maiores dificuldades, dia por dia?
—  Saberás instruí-los.
—  Minha existência está repleta de perseguidores, que fazer com essa gente cruel?
—  Esquecerás qualquer agravo e auxiliarás em benefício de cada um, tanto quanto puderes.
 
O devoto baixou a cabeça, sentindo-se na presença da verdade, e considerou timidamente:
—  Senhor, estou satisfeito.
 
—  Conta-se que Jesus afagou-lhe a cabeça dolorida e rematou, ao despedir-se:
—  Então, vai, serve sempre e não perguntes mais.

(A. D.)


 
Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 18 de Junho de 2011, 21:47

(http://4.bp.blogspot.com/-jg7kBPI3CLo/TdVqd7Cl2CI/AAAAAAAAC8M/JKT4Tv9eWOY/s1600/engracado+buraco.gif)
 

"SUICÍDIO"
 
Vocês vão ficar calados
e deixar os nossos irmãos caírem no buraco?
 
Sejam solidários,
as pessoas que se suicidam,
não sabem o que estão fazendo.

Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 18 de Junho de 2011, 21:51


(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/04/26.gif)

“A natureza nos uniu em uma imensa família,
e devemos viver nossas vidas unidos,
ajudando uns aos outros”.
Sêneca


Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 18 de Junho de 2011, 21:57


(http://sininhoinwonderland.blogs.sapo.pt/arquivo/frase1.gif)

Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 18 de Junho de 2011, 22:06


(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/04/tra1.gif)

"O fracasso é a oportunidade
de começar de novo inteligentemente".
Henry Ford.


Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 18 de Junho de 2011, 22:23

(http://gifportal.ru/data/smiles/cveta-1222.gif)

Um belo homem

(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/07/minigif0277.gif)  Há muitos anos, um Espírito apareceu a Divaldo (médium espírita, dirigente da instituição Mansão do Caminho da Bahia), e contou-lhe sua triste história:
 
Eu era uma mulher bela, casada, também, com um homem muito atraente.
Éramos felizes . . .

(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/07/minigif0277.gif)  Até que um dia a beleza física dele nos desgraçou. Simpático, jovial e atraente, arranjou outra mulher mais bela e mais jovem do que eu. Uniu-se a ela, e disse-me:
 
—  A partir de hoje irei transferir-me de casa. Por você estar velha e desgastada, procurei outra mulher mais jovem para me estimular e dar colorido à minha vida.
 
Dizendo isso, arrumou suas malas e saiu.
 
(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/07/minigif0277.gif)  Enquanto ele saía, dei um tiro em minha cabeça, para que ele ouvisse e tivesse remorso para o resto da vida. Suicidei-me.

Não posso lhe dizer quanto tempo se passou . Senti o tormento que me veio depois do suicídio:

(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-ulybki-345.gif)  A crueldade,
(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-ulybki-345.gif)  O impensado,
(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-ulybki-345.gif)  O desespero que me proporcionou.
 
Tudo quanto posso lhe dizer é que agora eu me libertei, momentaneamente do tiro, da bala que partira minha cabeça. E meu primeiro pensamento foi ver o homem por quem eu destruí minha vida.
 
(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/07/minigif0277.gif)  Quis visitá-lo, e uma força estranha como um magneto atraiu-me à uma casa majestosa, a uma mulher de meia idade e a um homem que estava atormentado e deitado em uma cama especial.
 
Era meu antigo marido, portador agora de uma doença degenerativa. Estava desmemoriado, deformado, abatido, teve também, derrame cerebral, estava sem cabelos, sem dentes, trêmulo sobre a cama . . .
 
(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/07/minigif0277.gif)  Uma verdadeira pasta de carne!
 
Então eu olhei, e pensei:

—  Meu Deus!
—  Foi por isso que eu me matei!?
—  Como fui tão apegada à matéria, que murcha e se decompõe mesmo em vida.
 
Hoje estou sofrendo moralmente!

(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/07/minigif0277.gif)  Como pude dar tanto valor à matéria! Não confiei em Deus, e cheguei ao extremo de tirar minha vida por um homem que não a merecia, enceguecida por sua beleza física.
 
Apeguei-me muito, a ponto de anular minha personalidade. Não podia viver sem ele. Tem piedade de mim e de todos aqueles que estão presos às pastas de carnes que irão se decompor e morrer em breve tempo, mais breve do que esperamos.”
 
(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/07/minigif0277.gif)  E o Espírito, saiu depressa, sem dar tempo de Divaldo falar com ela.
 
—  Dessa história, podemos tirar 3 lições:
 
Primeira:
 
(http://x37.xanga.com/0cbb2a25c0c50249354897/z26808348.gif)  Sobre o suicídio.
(http://x37.xanga.com/0cbb2a25c0c50249354897/z26808348.gif)  A recomendação Espírita é:
(http://x37.xanga.com/0cbb2a25c0c50249354897/z26808348.gif)  “Não se mate, você não morre.”
 
Segunda:
 
(http://x37.xanga.com/0cbb2a25c0c50249354897/z26808348.gif)  Procurar parceiros (as) visando beleza física e não espiritual, é outro engano.
(http://x37.xanga.com/0cbb2a25c0c50249354897/z26808348.gif)  O amor verdadeiro não é cego, mas a paixão sim.
 
Na questão 969, os Espíritos disseram para Allan Kardec que:

—  “Muitos são os que acreditam amar perdidamente, porque apenas julgam pelas aparências, e que, obrigados a viver em comum, não tardam a reconhecer que só experimentaram um encantamento material!
 
(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/07/minigif0277.gif)  Não basta uma pessoa estar enamorada de outra que lhe agrada e em quem supõe belas qualidades.

Vivendo realmente com ela é que poderá apreciá-la. Cumpre não se esqueça de que é o espírito quem ama e não o corpo, de sorte que, dissipada a ilusão material, o espírito vê a qualidade.”
 
Terceira:

(http://x37.xanga.com/0cbb2a25c0c50249354897/z26808348.gif)  Ninguém é de ninguém.
(http://x37.xanga.com/0cbb2a25c0c50249354897/z26808348.gif)  Ninguém é posse de ninguém.
(http://x37.xanga.com/0cbb2a25c0c50249354897/z26808348.gif)  Quando amamos verdadeiramente a outra pessoa, nós queremos vê-la bem, feliz, seja lá com quem for.
 
Divaldo com muita propriedade nos exorta:
—  É necessário libertar-nos dos apegos, das coisas escravocratas e seguirmos a direção do alvo, porque somos a flecha que o grande Arqueiro disparou.
 
(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/07/minigif0277.gif)  Aprende pois a olhar, não com nossos olhos, mas sim com o coração, amar verdadeiramente a alma e não o corpo, pois o corpo acaba e a alma se eterniza; o Espírito é realmente a verdadeira luz, e nós como seres humanos deveríamos ver, não com os olhos, mas com o coração, pois este, nunca nos engana!!!!
 
—  " A felicidade depende das qualidades próprias do indivíduo e não do estado material do meio em que se encontra."

Divaldo Franco.


Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 18 de Junho de 2011, 22:27

(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/04/68p.gif) 

Está pensando em morrer?
Existe saída para o seu sofrimento.



Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 18 de Junho de 2011, 22:33



Para levantar o asrtal?


(http://cafezes.files.wordpress.com/2010/05/gif-animado-do-spiderman-dancando.gif)(http://www.coloriages-enfants.com/rubrique-sports/images/gifs%20animes/dance/dance-16.gif)(http://lh5.ggpht.com/_OY2OwsBYSNE/S-VWAprB3FI/AAAAAAAAAGE/xVvdTn0bdvY/spiderman-and-friends.gif)(http://www.coloriages-enfants.com/rubrique-sports/images/gifs%20animes/dance/dance-16.gif)(http://cafezes.files.wordpress.com/2010/05/gif-animado-do-spiderman-dancando.gif)


Meus irmãos, eu postei este vídeo no ano passado e estou repetindo porque ele eleva o astral de todas as pessoas que estão depressivas.
 
No dia 23 de março de 2009, ás 08:00, uma gravação de Julie Andrews cantando 'Do, Re, Mi' começou a tocar no sistema público de som. À medida que, deliciando-se, os passageiros olham perplexos, uns 200 dançarinos começam a aparecer da multidão e das entradas da estação.

Eles criaram esta beleza com somente dois ensaios! Aproveitem!

Então vamos lá, deixem de preguiça, maximizem a tela, levantem desta cadeira e vamos cantar e dançar com os transeuntes da Estação Central de trem de Antuérpia, na Bélgica.



YouTube - Broadcast Yourself. (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PTdFWUFVYXpMSTlrJmFtcDtmZWF0dXJlPXBsYXllcl9lbWJlZGRlZCM=)


Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 18 de Junho de 2011, 22:35


(http://image.blingee.com/images15/content/output/000/000/000/29f/33337030_295276.gif)


A vida é bela, basta você vê-la
com os olhos do coração e do amor.


Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 18 de Junho de 2011, 22:46

Nesta linda estréia deste tópico tão importante agradeço as presenças de suzanadff, Unformatted, Paula Akemi, mariaemiliagomes e dos nossos 44 amigos visitantes.
Obrigada Jesus.



(http://img.meusrecados.com/volte_sempre/0006.gif)


Obrigada pela presença de todos.
Marianna.


Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: macili em 19 de Junho de 2011, 00:52

Querida Marianna,


Tema importantíssimo "O Suicídio".  Parabéns pelas postagens que alertam nossos irmãos de caminhada quanto as consequências funestas que o Espírito terá de enfrentar quando do seu retorno a vida espiritual.


Como contribuição, permita-me associar-me ao tópico no sentido do auxílio à mudança deste desejo para a beleza da vida!!!






(http://1.bp.blogspot.com/_f31HyvQcpJA/S7jB_P1ajAI/AAAAAAAABMc/LzXCfFbPPpw/s400/Reencarna%C3%A7%C3%A3o.jpg)



A Reencarnação dos Suicidas


Nair Bello – Chico, um filho excepcional é um carma, uma prova para os pais?

Chico Xavier – Nair, a criança excepcional sempre me impressionou pelo sofrimento de que
ela é portadora , não somente em se tratando dela mesma, mas, também, dos pais e isso
tem sido o tema de várias conversações minhas com nosso Emmanuel, que é o guia espiritual de nossas tarefas, e ele, então, diz que, regra geral, a criança excepcional é o suicida reencarnado, reencarnado depois de um suicídio recente, porque a pessoa quando pensa que se aniquila, está apenas estragando ou perdendo a roupa que a Providência Divina permite de que ela se sirva durante a existência, que é o corpo físico.

A verdade é que ela em si é um corpo espiritual; então, os remanescentes do suicídio
acompanham a criatura que praticou a autodestruição para a vida do Mais Além.

Lá ela se demora algum tempo amparada por amigos que toda criatura tem, afeições por toda parte, mas volta à Terra com os remanescentes que ela levou daqui mesmo, após o suicídio.


Se uma pessoa espatifou o crânio e se o projétil atingiu o centro da fala, ela volta com a mudez. Se atingiu apenas o centro da visão, ela volta cega, mas se atingiu determinadas regiões mais complexas do cérebro, ela vem em plena idiotia e aí os centros fisiológicos não funcionam.

A Endocrinologia teria de fazer um capítulo especial para estudar uma criança surda, muda,
cega, paralítica, porque aí a criatura feriu a vida no santuário da vida que é a parte mais
delicada do cérebro.

Se ela suicidou-se, mergulhando-se em águas profundas, ela vem com a disposição para o
enfisema, um enfisema infantil ou da mocidade, ou dos primeiros dias da vida.

Se ela, por exemplo, se enforcou, ela vem com a paraplegia, depois de uma simples queda que toda criança cai do colo da ama, do colo da mãezinha; então, quando o processo é de
enforcamento, a vértebra que foi deslocada, no enforcamento, vem mais fraca e, numa simples queda, a criança é acometida pela paraplegia.



E nós vamos por aí.

Outras crianças que vêm completamente perturbadas; a esquizofrenia, por exemplo, diz-se que é o suicídio, depois do homicídio. O complexo de culpa adquire dimensões tamanhas que o quimismo do cérebro se modifica e vem a esquizofrenia como uma doença verificável, porque através dos líquidos expelidos pelo corpo é possível detectar os princípios da esquizofrenia. Mas a esquizofrenia é o homicida  que se fez suicida, porque o complexo de culpa é tão grande, o remorso é tão terrivel que aquilo se reflete na  própria vida física da criatura durante algum tempo.



(http://3.bp.blogspot.com/--mYUMhAKMUg/Tag3Nm2ao_I/AAAAAAAACZ0/qLeIMGPLWHw/s640/reen.jpg)


Fonte: Entrevista de Chico Xavier ao Programa de Hebe Camargo, com a participação de Nair Bello. TV Bandeirantes, 20 de dezembro de 1985.

Livro – Jesus em Nós. Pelo espírito Emmanuel / psicografia de Chico Xavier – editora Geem.
Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: macili em 19 de Junho de 2011, 00:59
(http://2.bp.blogspot.com/-0fkU_b6wCYA/TdWBmPi2quI/AAAAAAAAAIs/s9YOKnoY0E4/s1600/10178_im_grande.jpg)



Quando o suicida acordou no Mais Além trazendo a chaga em sangue que abrira em si mesmo, gritou espantado para os Céus.

– Meu Deus, meu Deus, onde a morte em que entrei? Uma voz, porém, lhe respondeu aos ouvidos da consciência profunda: “Meu filho; sairás da morte, tantas vezes quantas forem necessárias, mas da vida, jamais”.



Espírito Emmanuel
Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: macili em 19 de Junho de 2011, 01:58

(http://c7.quickcachr.fotos.sapo.pt/i/de404788e/5611327_yLiES.gif)   Radionovela "Memórias de um Suicida" postado em Audiovisuais. Link: http://www.forumespirita.net/fe/audiovisuais/radio-novela-'memorias-de-um-suicida'/#.UdmqeNK-nfw  (http://c7.quickcachr.fotos.sapo.pt/i/de404788e/5611327_yLiES.gif)   Ninguém morre, porque somos eternos.



(http://portal.espiritismosul.org.br/show_image_BnHover.php?filename=/2011/04/suicidio.jpg&cat=1&pid=283&cache=false)


Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: macili em 19 de Junho de 2011, 02:11
Reflexão...


(http://3.bp.blogspot.com/-oyCso3mABN4/TfgHONiQ9YI/AAAAAAAAE44/F1W-FZvuiMU/s400/luz_luz.jpg)


"Mesmo nas horas mais aflitivas,
procure agir com serenidade e discernimento,
porque de tudo quanto fizemos, colheremos sempre..."


(André Luiz)
Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Victor Passos em 19 de Junho de 2011, 12:25


(http://c7.quickcachr.fotos.sapo.pt/i/de404788e/5611327_yLiES.gif)   Radionovela "Memórias de um Suicida" postado em Audiovisuais. Link: http://www.forumespirita.net/fe/audiovisuais/radio-novela-'memorias-de-um-suicida'/#.UdmqeNK-nfw  (http://c7.quickcachr.fotos.sapo.pt/i/de404788e/5611327_yLiES.gif)   Ninguém morre, porque somos eternos.




Ola muita paz e harmonia
Bons Amigos e Amigas

Suicídio não é solução

Por mais que você esteja sofrendo, não pense jamais em desertar da vida pela porta falsa do suicídio. Peça socorro a Deus pela prece, pois a ajuda divina nunca falha nas horas de maior dificuldade. Você pode orar ao Pai diretamente, sem intermediários, abrindo seu coração para Ele com fé e sinceridade. Mas não deixe o desespero tomar conta de você: a resposta para o seu problema pode surgir a qualquer momento. Faça a sua parte orando a Deus, e não pense em hipótese alguma em desertar da vida.

Quem sabe se a solução para a sua dificuldade chegará por um caminho bem diferente daquele que você está esperando? Convenhamos: não será egoísmo de sua parte pensar no suicídio para resolver exclusivamente os seus problemas? E a família, como fica? E os amigos? Você acha certo sair deste mundo deixando os seus problemas para os parentes e amigos? Pense bem e desista de uma vez dessa idéia infeliz. Tenha fé que a solução virá.

Vale a pena você saber que no livro “Suicídio e suas Conseqüências”, de nossa autoria, disponível na Livraria da Useerj, tel. 2224-1244, demonstramos com muita clareza o que acontece ao suicida após a sua desencarnação. Também mostramos o amparo que ele recebe no mundo espiritual com vistas a sua recuperação, para, depois disso, reparar o erro cometido contra ele mesmo através de um corpo enfermo, numa futura reencarnação.

Agora vamos conversar.

Responda-me: há quanto tempo você não desabafa com alguém?

Por que carregar sozinho o peso da sua dor?

Por que não dividi-lo com uma pessoa da sua confiança?

Desabafe com alguém que possa ouvi-lo.

Lembre-se de que até Jesus precisou do Cirineu para a carregar a cruz. Busque ajuda, pois assim você irá encontrá-la.

E se você estiver precisando desabafar, ligue para 2268-2626 ou 2233-9191. Estes são alguns dos telefones do CVV – Centro de Valorização da Vida, que mantém um programa de prevenção ao suicídio baseado na doação da amizade. Além disso, confie em Deus, pois Ele deseja a felicidade de todos os Seus filhos, seja qual for a religião, cor, raça ou nacionalidade. Pense nisso, porque Deus tem sempre estradas onde o homem não tem caminhos!

GERSON SIMÕES MONTEIRO é presidente da Fundação Cristã-Espírita Paulo de Tarso, do Rio de Janeiro, RJ, e diretor da Rádio Rio de Janeiro.
 

Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 21 de Junho de 2011, 01:45


(http://i212.photobucket.com/albums/cc231/Megke/Boa%20Noite/BoaNoite023.gif)

Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 21 de Junho de 2011, 01:46


(http://www.recados.etc.br/wp-content/uploads/2010/07/sejam-bem-vindos.gif)

Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 21 de Junho de 2011, 01:51
(http://paxprofundis.org/livros/parabolas/globo.gif)

Índices no Brasil e no Mundo

—  Suicídios no mundo:

(http://www.sanfords.net/Spots_free_graphics/Buttons_Balls/aball1c.gif)  No mundo suicidam-se diariamente 2000 pessoas.
(http://www.sanfords.net/Spots_free_graphics/Buttons_Balls/aball1c.gif)  Aproximadamente 90% de quem tenta, avisa antes.
(http://www.sanfords.net/Spots_free_graphics/Buttons_Balls/aball1c.gif)  No geral, 7% dos suicidas sofrem de dependência alcoólica.
(http://www.sanfords.net/Spots_free_graphics/Buttons_Balls/aball1c.gif)  Nos Estados Unidos são 30.000 suicídios por ano (quase 100 por dia).
(http://www.sanfords.net/Spots_free_graphics/Buttons_Balls/aball1c.gif)  Em torno de 70% dos suicídios ocorrem em decorrência de uma fase depressiva.
(http://www.sanfords.net/Spots_free_graphics/Buttons_Balls/aball1c.gif)  Quem já fez uma tentativa, tem 30% mais chances de repetir do que quem nunca tentou.

—  Esses valores podem ser bem maiores, pois muitos casos de suicídios são considerados acidentes.

—  No Brasil:

(http://www.sanfords.net/Spots_free_graphics/Buttons_Balls/aball1a.gif)  Entre 1989 e 1998 os suicídios aumentaram 56,9%.
(http://www.sanfords.net/Spots_free_graphics/Buttons_Balls/aball1a.gif)  Em 1997 quase 1.500 jovens tentaram se matar no Brasil.
(http://www.sanfords.net/Spots_free_graphics/Buttons_Balls/aball1a.gif)  Porto Alegre é a capital com maior taxa de suicídios (11,9/100 mil).
(http://www.sanfords.net/Spots_free_graphics/Buttons_Balls/aball1a.gif)  O índice brasileiro é de 4,9 suicídios para cada grupo de 100 mil habitantes.
(http://www.sanfords.net/Spots_free_graphics/Buttons_Balls/aball1a.gif)  Entre 1993 e 1998, o número de jovens que tentaram o suicídio aumentou 40%.
(http://www.sanfords.net/Spots_free_graphics/Buttons_Balls/aball1a.gif)  O Rio Grande do Sul possui os índices mais altos: 11 para cada grupo de 100 mil habitantes.

Por Spectrum.


Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 21 de Junho de 2011, 02:02


(http://www.gifsdahora.com.br/gifs_animados/gifs/01Animais//passaro_azul_voando.gif)
 
Você não pode impedir que
os pássaros da tristeza voem sobre sua cabeça,
mas pode, sim, impedir que façam
um ninho em seu cabelo”.
Provérbio Chinês.

Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 21 de Junho de 2011, 02:11


(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/04/rose18.gif)

"Tudo é possível quando se quer.
Sem luta não há glória."
(A. D.)

Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 21 de Junho de 2011, 02:13

(http://api.ning.com/files/S10gegDdwR5EvRIRQtbFDDWsjKScHWqc9tJ7o4luiLdNIr*LMQlSHuOtVXAJwejk43wBKoqlrayEgEuKHyOISrHydyuXY04*/fantasia1156.gif)
 
''CARTA DE DESPEDIDA''

(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/06/flowers1.gif)  “Viver sem o Gilberto é pra mim uma sobrevida desumana. De todos os homens que passaram por mim, quem me fez mais mal foi sem dúvida alguma, o Doda, pai da filha que nem mais contato pude ter, e quem mais me fez bem, em vida, foi o Gilberto.
 
Viver sem meus dois filhos e sem o amor da minha vida me dilacera por inteiro, é como se eu estivesse acordada passando por uma cirurgia cardíaca, sinto meu coração sendo cortado, um bisturi elétrico que não para nunca.
 
(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/06/flowers1.gif)  Não aguento mais chorar, quando não estou soluçando de tanto chorar, fico com lágrimas calmas mas, elas não cessa, nunca! Não aguento mais viver, ou melhor, sobreviver. A comida não desce, sinto um nó na garganta, estou ficando cada dia mais magra, sinto minha pele se descolando do meu corpo.
 
Minha cabeça não consegue pesar menos que 10 toneladas, eu não tenho mais paz, a cena da morte do meu amor me atropela constantemente, lembro do corpo do Gilberto no meio da rua mas, os olhos estavam abertos e eu achei que ele pudesse me ouvir…
 
(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/06/flowers1.gif)  Falei muito com ele acho que ele deve ter ouvido mas, falei tarde demais.
 
Eu disse que me casaria, que teria o filho, que ele não poderia morrer, molhei o rosto dele de tantas lágrimas e, nada de conseguir que ele se salvasse. Estou sofrendo mais dor agora do que quando sofri o acidente de carro. Agora não tem morfina, não tem nada que acalme essa dor, nada que faça parar essa sensação de perfuração no meu peito.
 
(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/06/flowers1.gif)  Ainda por cima, o Doda parece nunca cansar de me humilhar, ele não se satisfará nunca mesmo. É o pior homem que já conheci em minha vida, um lobo em pele de cordeiro.
 
Doda, Que um dia Deus te perdoe pelo que você fez e faz comigo, com a Athina e com as crianças, tente ser alguém melhor, tenho pena da Athina… essa nunca vai conhecer um homem de verdade, um amor.
 
Eu sofro agora, no entanto, fui plenamente feliz ao lado do Gilberto, homem de verdade, que mostra a cara, que não menti, não dissimula, e, assim ele foi até o final. Ele pulou do prédio por vergonha de ter sido vencido pelas drogas…uma pena. Quem devia se matar não se mata…
 
(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/06/flowers1.gif)  Perdoem a mamãe, mas, a solidão é uma prisão terrível, é como se eu estivesse trancada dentro de mim mesma, estou cansada, sinto muito a falta de vocês mas, confesso que com o Gilberto aqui era mais fácil suportar, eu o amo muito, não sei nem como posso continuar
 
Aqui em casa ficou frio, me sinto fora do meu corpo às vezes, e, isso me dá uma pausa na dor, só que depois volta em dose mais pesada. Faz algumas semanas que sinto uma leveza no corpo, como se eu estivesse já com um pouco de ausência do mundo terreno.

(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/06/flowers1.gif)  Amo vocês e estarei olhando vocês, meu sonho é encontrar o Gilberto em Aruanda e virar guia espiritual.
 
Vivi, ainda vamos nos encontrar em outras vidas, nunca te abandonei, seu pai fez um plano milionário para tirá-la de mim, não tive saída.

(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/06/flowers1.gif)  Fe, idem… vou estar torcendo por você no futebol, na realização de seus sonhos. O inacabado, o interrompido tem que ter um fim".
 
CIBELE DORSA.




Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 21 de Junho de 2011, 02:19

(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/06/5658564_kzolz.gif)

"Suicídio"
Falta de fé ou busca de paz???
 

“O suicídio é o maior dos crimes porque é o desprezo
do divino remédio nas dores passageiras da vida”.
(Camilo Castelo Branco)
(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/04/springclip10.gif)  Esta carta que você acabou de ler, é de uma jovem escritora e atriz, que horas antes de se Suicidar contou seu drama, despediu-se e matou-se.

Não querendo criticar nossos irmãozinhos que cometem esse infeliz ato, mas entender o porque de dar fim a própria vida:

—  O suicídio seria falta de fé?
—  Ou no âmago do desespero e dor, seria a busca de uma paz, pela dor e sofrimento que carregam dentro de si !?.

(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/04/springclip10.gif)  Não procuremos criticar, mas sim orar, para que encontrem a paz e Jesus em seus corações. Define-se suicídio como a ação pela qual alguém põe intencionalmente fim à própria vida. É um Ato exclusivamente Humano.

Do ponto de vista da Doutrina Espírita, o suicídio é considerado um crime, e pode ser entendido não somente no ato voluntário que produz a morte, mas em todo tipo de ação conscientemente para apressar a extinção das forças vitais, o chamado Suicídio consciente. É uma transgressão da Lei Divina que é a Lei de Conservação. É sempre uma falta de resignação e de submissão à vontade de Deus.

(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/04/springclip10.gif)  Portanto, é também falta de confiança em Deus e de fé na vida futura. Todo suicídio produz traumatismo perispiritual e mental. Ficando o perispírito ainda impregnado das forças vitais que deveriam ter sido utilizadas na manutenção do corpo, o suicida sofre as conseqüências por ter rompido os laços que o prendiam ao corpo material sem a correspondência dos fluidos e forças vitais.

Esse período é de intenso sofrimento, deixando o suicida num estado vibracional muito conturbado, o que naturalmente o mantém nas zonas inferiores.

—  De acordo com "O Livro dos Espíritos", aquele que comete o suicídio como vítima das paixões morais:

(http://gifportal.ru/data/smiles/ribi-42.gif)  Sexo,
(http://gifportal.ru/data/smiles/ribi-42.gif)  Alcool,
(http://gifportal.ru/data/smiles/ribi-42.gif)  Drogas.

Vida desregrada, é duplamente culpado do que outro que é acometido de alguma loucura, porque tem a consciência e muito será pedido a quem muito foi dado.

É importante lembrarmos que o sofrimento do suicida não está ligado a uma punição divina, como muitas pessoas pensam, seu sofrimento é conseqüência da violação à lei de conservação e toda sua dor vem dos seu impensado ato. Sendo efeito natural de uma desarmonização com as leis da vida e da morte, a lei da criação. Portanto, não é castigo, é efeito de uma causa.

(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/04/springclip10.gif)  Em O Livro dos Espíritos, nas perguntas 943 a 957, Allan Kardec discute o tema apontando as causas e as conseqüências deste ato sinistro.Diz-nos que o desgosto pela vida é efeito da ociosidade, da falta de fé. Os Espíritos nos advertem que quando cometemos o suicídio responderemos como um criminoso.

Acrescenta ainda que "aquele que tira a própria vida para fugir à vergonha de uma ação má, prova que tem mais em conta a estima dos homens que a de Deus, porque vai entrar na vida espiritual carregado de suas mazelas, tendo-se privado dos meios de repará-las durante a vida.

(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/04/springclip10.gif)  Deus é muitas vezes menos inexorável que os homens: perdoa o arrependimento sincero e leva em conta o nosso esforço de reparação;”, mas o suicídio nada repara".

A Doutrina espírita que é consoladora por excelência é também esclarecedora, na medida em que afirma:

1º-) —  A vida não acaba com a morte:
(http://gifportal.ru/data/smiles/ribi-42.gif)  A morte não significa o fim da vida, mas somente uma passagem para uma outra vida: a espiritual.

2º-) —  Os problemas não acabam com a morte:
(http://gifportal.ru/data/smiles/ribi-42.gif)  Eles são provas ou expiações, que nos possibilitam a evolução espiritual, quando os enfrentamos com coragem e serenidade. Quem acredita estar escapando dos problemas pela porta do suicídio está somente adiando a situação.

3º-) —  O sofrimento não acaba com a morte:
(http://gifportal.ru/data/smiles/ribi-42.gif)  O suicídio só faz aumentar o sofrimento. Os suicidas que puderam se comunicar conosco descrevem as dores terríveis que tiveram de sofrer, ao adentrar o Mundo Espiritual, devido ao rompimento abrupto dos liames entre o Espírito e o corpo. Para alguns suicidas o desligamento é tão difícil, que eles chegam a sentir seu corpo se decompondo. Além disso, há o remorso por ter transgredido gravemente a lei de Deus.

4º-) —  A morte não apaga nossas falhas:
(http://gifportal.ru/data/smiles/ribi-42.gif)  A responsabilidade pelas faltas cometidas é inevitável e intransferível. Elas permanecem em nossa consciência até que a reparemos.

A Doutrina Espírita propicia esperança e consolação quando oferece a certeza da continuidade infinita da vida, que é tanto mais feliz quanto melhor suportamos as provas do presente.

(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/04/springclip10.gif)  No Cap. V, de "O Evangelho segundo o Espiritismo" - "Bem-aventurados os aflitos", itens de 14 a 17, somos esclarecidos de que a confiança no futuro e a resignação, elimina a possibilidade de se cometer o suicídio, a causa é o descontentamento com algum fato da vida e uma enganosa fuga ao sofrimento. Normalmente acontece quando o homem tem uma visão muito estreita e imediatista da vida.

O início dos nossos problemas está no desconhecimento das leis divinas que regem o Universo.

—  A falta de crença em Deus e a idéia de que tudo acaba com a morte, tornam o ser humano:

(http://gifportal.ru/data/smiles/ribi-42.gif)  Inseguro,
(http://gifportal.ru/data/smiles/ribi-42.gif)  Angustiado,
(http://gifportal.ru/data/smiles/ribi-42.gif)  E desesperançado.

Quando surge um problema difícil, mais grave, que lhe desafia a capacidade de solução; quando se sente acuado pelas circunstâncias, e a situação fogem ao seu controle, parte para a solução que lhe parece mais fácil, e acredita que o suicídio vai acabar de vez com todos os seus problemas. Na verdade, bastaria compreender a lição sublime do Amor fazendo aos outros o que gostaríamos que os outros nos fizessem, para que nos sentíssemos menos infelizes e rejeitados.

(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/04/springclip10.gif)  Não há morte. A vida continua sempre porque somos espíritos indestrutíveis, imortais, eternos e porque somos partículas emanadas do Nosso Criador, Deus. O suicida encontra, na Espiritualidade, situações desesperadoras, mais intensas e dolorosas que as que conheceu aqui na Terra. O corpo morre, desaparece; o espírito, porém continuará vivo, respondendo pelas suas ações, em cumprimento à lei divina, que é eterna, e imutável.

A existência é um dom muito precioso, porque nosso corpo é uma concessão divina, para que aprendamos a crescer para a luz e a viver para o amor.

—  Afinal, o mundo em que vivemos não tem um Ser Superior que tudo vê, tudo pode e tudo sabe?

(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/04/springclip10.gif)  Não pensemos que Ele desconhece os nossos corações. Somos todos filhos de Deus, que é Pai Amoroso, e que nos dedica o mais profundo amor. Não estamos sozinhos ou desamparados, somos espíritos eternos, cuja meta é a evolução através da reencarnação, progredimos e ganhamos novas experiências e conhecimentos.

Nessas vivências cometemos bons atos, desenvolvendo afetos, e atos negativos, prejudicando o próximo e a nós mesmos.

(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/04/springclip10.gif)  Pratiquemos o bem em todas as oportunidades, sabendo que Jesus, o Amigo Divino, está conosco, silencioso e compassivo, fortalecendo-nos nas horas difíceis, amparando-nos nos momentos de dor e sustentando-nos na caminhada rumo à evolução, sem nunca nos abandonar. (A. D.)


Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 21 de Junho de 2011, 02:26


(http://1.bp.blogspot.com/-itC7oNGzyyg/TbRFAgS4N7I/AAAAAAAAAC8/eBtJJNUW-u4/s1600/vangogh2.jpg)

Vincent van Gogh 1853 - 1890)


(1890) oprimido pelo confinamento, a solidão e a saudade da pátria, o pintor abandonou o sanatório onde estava sendo tratado de uma depressão que o atormentava há anos.

E, após uma breve visita ao irmão, estabeleceu-se em Auvers-sur-Oise, perto de Paris, sob os cuidados do doutor Paul-Ferdinand Gachet.

Aparentemente convencido de que nunca recobraria a lucidez, suicidou-se com um tiro na fronte, morrendo em 29 de julho, após dois dias de agonia, em Auvers-sur-Oise, com apenas 37 anos.

Entre suas telas mais famosas citam-se, além de vários auto-retratos, Os comedores de batatas em (1885)



Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 21 de Junho de 2011, 02:29
(http://3.bp.blogspot.com/_3opySJdHYr8/TDPs59z2rFI/AAAAAAAACkY/gnASL7Ea5-g/s1600/passaros-895.gif)
 
Suicídio não, valorize sua vida

(http://i397.photobucket.com/albums/pp54/Fofurinhas1/flor/azul/011.png)  Certo dia eu estava a olhar meus amados filhos daqui. E vê-los é sempre motivo de alegria. E as coisas humanas que os atormenta é tão grande as vezes que eles tentam suicídio.
 
Digo para qualquer que queira ouvir:
—  SUICÍDIO É CRIME, e crime inafiançável por Deus .
 
(http://i397.photobucket.com/albums/pp54/Fofurinhas1/flor/azul/011.png)  Você que por ventura pensa nisto, ou pensou veja. A sua existência deve existir até o último segundo que ela foi programada.
 
—  E querer findá-la não acaba o seu sofrimento. Aliás ele só vai aumentar.
 
(http://i397.photobucket.com/albums/pp54/Fofurinhas1/flor/azul/011.png)  Você ficará preso aí na Terra a sofrer até que se cumpra os seus dias programados. E pior sofrendo horrores.
 
—  E quando terminar o tempo programado, mais tempo sofrerá no purgatório.
 
(http://3.bp.blogspot.com/_pejMs1i95_M/S56r7Mc2iHI/AAAAAAAAANg/-lgDz6aLiLw/s320/florzinha-rosinha3.gif)   Não há problema que não haja solução.
(http://3.bp.blogspot.com/_pejMs1i95_M/S56r7Mc2iHI/AAAAAAAAANg/-lgDz6aLiLw/s320/florzinha-rosinha3.gif)   A sua vida é abençoada e não deve ser cortada.
(http://3.bp.blogspot.com/_pejMs1i95_M/S56r7Mc2iHI/AAAAAAAAANg/-lgDz6aLiLw/s320/florzinha-rosinha3.gif)   Tudo tem solução, menos a morte, esta não tem solução.
(http://3.bp.blogspot.com/_pejMs1i95_M/S56r7Mc2iHI/AAAAAAAAANg/-lgDz6aLiLw/s320/florzinha-rosinha3.gif)   E suicídio é morte espiritual, é sofrimento, é dor, e tristeza.
 
—  Valorize sua vida, peça ajuda.
 
(http://i397.photobucket.com/albums/pp54/Fofurinhas1/flor/azul/011.png)  Espere e ela virá. Se console, se conforme e siga em frente e não aumente seus problemas. Tudo se ajeita, tudo se arruma.
 
—  Viva meu filho fraterno e não desista nunca da vida.
 
Antônia de Paula Gomes.

 
 
Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: katiatog em 24 de Junho de 2011, 06:54
                    (http://i161.photobucket.com/albums/t212/AnnaChan-photo/Flower.jpg)


Querida amiga Marianna


Parabéns pela escolha do tema suicídio e por dedicar um tópico a esse tema na intenção de prevenir e evitar que irmãos menos avisados pensem que encurtar os seus dias irá resolver todos os seus problemas.

A vida é uma dádiva sublime de Deus e só ele pode determinar quando ela deve terminar. Muitos querem reencarnar e não recebem essa benção. Que cada um de nós possa aproveitar essa existência superando suas provações com fé em Deus e no futuro, pois nenhuma dor é eterna e quando o desânimo bater em nossa porta, oremos e peçamos ao Pai forças para ultrapassar todos os obstáculos.

Marianna, que Deus te abençoe e que os bons espíritos te inspirem sempre.


Abraços carinhosos da Katia
Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: katiatog em 24 de Junho de 2011, 06:59
              (http://i848.photobucket.com/albums/ab50/sweetiepie_18/235.jpg)


O suicídio e a loucura (III)

O Espiritismo ainda produz, sob esse aspecto, outro resultado igualmente positivo e talvez mais decisivo. Apresenta-nos os próprios suicidas a informar-nos da situação desgraçada em que se encontram e a provar que ninguém viola impunemente a lei de Deus, que proíbe ao homem encurtar a sua vida. Entre os suicidas, alguns há cujos sofrimentos, nem por serem temporários e não eternos, não são menos terríveis e de natureza a fazer refletir os que porventura pensam em daqui sair, antes que Deus o haja ordenado. O espírita tem, assim, vários motivos a contrapor à idéia do suicídio: a certeza de uma vida futura, em que, sabe-o ele, será tanto mais ditoso, quanto mais inditoso e resignado haja sido na Terra: a certeza de que, abreviando seus dias, chega, precisamente, a resultado oposto ao que esperava; que se liberta de um mal, para incorrer num mal pior, mais longo e mais terrível; que se engana, imaginando que, com o matar-se, vai mais depressa para o céu; que o suicídio é um obstáculo a que no outro mundo ele se reúna aos que foram objeto de suas afeições e aos quais esperava encontrar; donde a conseqüência de que o suicídio, só lhe trazendo decepções, é contrário aos seus próprios interesses. Por isso mesmo, considerável já é o número dos que têm sido, pelo Espiritismo, obstados de suicidar-se, podendo daí concluir-se que, quando todos os homens forem espiritas, deixará de haver suicídios conscientes. Comparando-se, então, os resultados que as doutrinas materialistas produzem com os que decorrem da Doutrina Espírita, somente do ponto de vista do suicídio, forçoso será reconhecer que, enquanto a lógica das primeiras a ele conduz, a da outra o evita, fato que a experiência confirma.


Fonte: O Evangelho segundo o Espiritismo, cap. V, item 17.
Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: katiatog em 24 de Junho de 2011, 07:09
(http://i567.photobucket.com/albums/ss120/dezilwa/Art%20Deco/658c27b157b9.gif)


Suicídio e loucura
 

ROGÉRIO COELHO


"Há uma conseqüência à qual o suicida não pode escapar: é o desapontamento." (1)

Em mensagem inserta no livro "O Evangelho segundo o Espiritismo", capítulo cinco, item vinte e cinco, François de Genève narra o seguinte:

"Sabeis por que, às vezes, uma vaga tristeza se apodera de vossos corações e vos leva a considerar amarga a Vida? É que vosso Espírito, aspirando à felicidade e à liberdade, se esgota jungido ao corpo que lhe serve de prisão, em vãos esforços para sair dele. Reconhecendo inúteis esses esforços, cai no desânimo e, como o corpo lhe sofre a influência, toma-vos a lassidão, o abatimento, uma espécie de apatia, e vos julgais infelizes”.

Em seguida, o nobre Espírito faz a seguinte exortação: 

“Crede-me, resisti com energia a essas impressões que vos enfraquecem a vontade. São inatas no espírito de todos os homens as aspirações por uma Vida melhor; mas não as busqueis neste mundo e, agora, quando Deus vos envia os Espíritos que Lhe pertencem, para vos instruírem acerca da felicidade que Ele vos reserva, aguardai pacientemente o anjo da libertação, para vos ajudar a romper os liames que vos mantém cativo o Espírito. Lembrai-vos de que, durante o vosso degredo na Terra, tendes de desempenhar uma missão de que não suspeitais, quer dedicando-vos à vossa família, quer cumprindo as diversas obrigações que Deus vos confiou. Se, no curso desse degredo-provação, exonerando-vos dos vossos encargos, sobre vós desabarem os cuidados, as inquietações e tribulações, sede fortes e corajosos para os suportar. Afrontai-os resolutos...”                                   

Entendemos com Kardec (1) que “(...) a religião, a moral, todas as filosofias condenam o suicídio como contrário às leis da Natureza. Entretanto, por que não se tem esse direito? Ao Espiritismo estava reservado demonstrar, pelo exemplo dos que sucumbiram, que o suicídio não é uma falta, somente por constituir infração de uma lei moral, consideração de pouco peso para certos indivíduos, mas também um ato estúpido, pois que nada ganha quem o pratica, antes, o contrário é o que se dá, como no-lo ensinam, não a teoria, porém os fatos a que ele nos põe sob as vistas”.

Explica ainda o ínclito Mestre Lionês (2):   

"O Homem carnal, mais preso à Vida corpórea do que à Vida espiritual, tem, na Terra, penas e gozos materiais.

O Homem moral, que se colocou acima das necessidades factícias criadas pelas paixões, já neste mundo experimenta gozos que o homem material desconhece. A moderação de seus desejos lhe dá ao Espírito a calma e serenidade. Ditoso pelo bem que faz, não há para ele decepções, e as contrariedades lhe deslizam por sobre a alma, sem nenhuma impressão dolorosa deixarem”. 

Com sua habitual sabedoria, continua Kardec (3):     

"(...) Interroguem friamente suas consciências todos os que são feridos no coração pelas vicissitudes e decepções da Vida; remontem passo a passo à origem dos males que os torturam e verifiquem se, as mais das vezes, não poderão dizer: Se eu houvesse feito, ou deixado de fazer tal coisa, não estaria em semelhante condição.

“Ora, encarando as coisas deste mundo da maneira por que o Espiritismo faz que ele as considere, o homem recebe com indiferença, mesmo com alegria, os reveses e as decepções que o houveram desesperado noutras circunstâncias, evidente se torna que essa força, que o coloca acima dos acontecimentos, lhe preserva de abalos a razão, os quais, se não fora isso, a conturbariam”.

Profunda conhecedora da alma humana, Joanna de Ângelis consegue acoplar as mais recentes conquistas da psicologia com os milenares ensinamentos de Jesus, e, partindo dessas premissas, logra atingir conclusões que, não deixando em absoluto, margens a dúvidas, dado à racionabilidade de seus critérios, leva-nos, também ao mesmo patamar de compreensão. Acompanhemos, pois, seu raciocínio, ao fazer uma análise dos fatores predisponentes ao suicídio e à loucura, ao mesmo tempo em que relaciona, na seqüência, a profilaxia ideal a ser adotada no combate às sementes da angústia que são nutridas pela tristeza, mágoa, rebeldia sistemática (4):

"A tristeza que agasalhas, levando-te à mortificação interior, de que não te consegues libertar, é fator destrutivo nos alicerces da personalidade.

“A mágoa, que conservas como ácido que te corrói os tecidos do sentimento, constitui morbo que em breve terminará por vencer as tuas resistências.

“A rebeldia sistemática, a que te agrilhoas, transformará as tuas aspirações duramente acalentadas em resíduos de infelicidade e tormento infindável.

“Defrontas os problemas que se manifestam no teu dia-a-dia entre a irritação e o desespero, estabelecendo matrizes de aflições que te conduzirão ao auto-aniquilamento.

“Essa melancolia que te penetra a mente, tecendo as malhas da depressão, é sinal de alarme que não podes desconsiderar.

“Essa aflição que se agiganta, dominando-te o equipamento nervoso, convida-te a uma mudança de atitude, que não deves postergar. Isto que te consome, desaparecendo e ressurgindo em roupagens de configuração nova, é desafio que deves enfrentar com estoicismo, para saires da desarmonia”.

Em seguida, a nobre Mentora dá o seguinte aviso:

“Sejam quais forem os fatores afligentes ou depressivos que te cheguem, invitando-te ao cultivo do pessimismo ou da irritabilidade, não devem encontrar guarida nos teus painéis mentais.

“Problemas e dificuldades representam prova com que crescemos na direção da Vida. Desse modo, realiza a assepsia mental pela preservação do otimismo e da irrestrita confiança em nosso Pai Celestial.

“Quando a Vida te parecer sem objetivos e estiveres a ponto de cair, renova os teus conceitos e ora, buscando a divina inspiração, haurindo, então, a força que te propiciará sair do ocaso emocional e transformará os teus problemas em ação de benemerência para os teus irmãos, descobrindo, por fim, que a linguagem universal do bem é a terapia preventiva e curadora para o suicídio e a loucura”.

Fontes:

(1)  KARDEC, Allan. O Livro dos Espíritos. 83. ed. Rio [de Janeiro]: FEB, 2002, q. 957.

(2) KARDEC, Allan. O Livro dos Espíritos. 83. ed. Rio [de Janeiro]: FEB, 2002, q. 941.

(3) KARDEC, Allan. O Evangelho segundo o Espiritismo. 121. ed. Rio [de Janeiro]: FEB, 2003, cap. V, item 4 e 14.

(4) FRANCO, Divaldo. Alerta. Salvador: LEAL, 1982, cap. 10.
Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: hcancela em 24 de Junho de 2011, 09:54


(http://c7.quickcachr.fotos.sapo.pt/i/de404788e/5611327_yLiES.gif)   Radionovela "Memórias de um Suicida" postado em Audiovisuais. Link: http://www.forumespirita.net/fe/audiovisuais/radio-novela-'memorias-de-um-suicida'/#.UdmqeNK-nfw  (http://c7.quickcachr.fotos.sapo.pt/i/de404788e/5611327_yLiES.gif)   Ninguém morre, porque somos eternos.



Olá amigos(as)

Todos e sem excepções, somos um fruto inacabado, carentes de auxilio, com muitos conflitos pessoais do pretérito em luta com nós mesmo, a caminho da perfeição(relativa).

A doutrina Espirita dá-nos uma ferramenta extraordinária para lutar contra esses constrangimentos pessoais, mas que carece de muito estudo, dedicação, paciência e preserverança, mesmo que nos desviemos por vezes do caminho que temos a percorrer(dores,doenças,suicidio,etc)mas sem eles como saberíamos das nossas capacidades?

Lembrando o Meigo Rabino de Nazaré, confia, Ama e perdoa.

Saudações fraternas


Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 25 de Junho de 2011, 05:25

(https://image.slidesharecdn.com/eficaciadaprece-dij-dief-andreegil-07-150428062920-conversion-gate02/95/eficacia-da-prece-43-638.jpg)

Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 25 de Junho de 2011, 05:28

(http://3.bp.blogspot.com/-9RBcKjfzqhg/UQkh0JThkQI/AAAAAAAAEEg/3MdJ1mS6wag/s1600/prece+4.jpg)



Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 25 de Junho de 2011, 05:31
 
(http://gifportal.ru/data/smiles/cveta-1192.gif)

Você é especial
(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-ryby-69.gif)  Você pode ter defeitos, viver ansioso e ficar irritado algumas vezes, mas não se esqueça de que sua vida é a maior empresa do mundo. Só você pode evitar que ela vá à falência.

—  Há muitas pessoas que precisam, admiram e torcem por você.

(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-ryby-69.gif)  É importante que você sempre se lembre de que ser feliz não é ter um céu sem tempestades, caminhos sem acidentes, trabalhos sem fadigas, relacionamentos sem decepções.

Ser feliz é encontrar força no perdão, esperança nas batalhas, segurança no palco do medo, amor nos desencontros. Ser feliz não é apenas valorizar o sorriso, mas refletir sobre a tristeza. Não é apenas comemorar o sucesso, mas aprender lições nos fracassos.

—  Não é apenas ter júbilo nos aplausos, mas encontrar alegria no anonimato.

(http://dl2.glitter-graphics.net/pub/131/131232ztxvqqe63q.gif)  Ser feliz não é uma fatalidade do destino, mas uma conquista de quem sabe viajar para dentro do seu próprio ser.
(http://dl2.glitter-graphics.net/pub/131/131232ztxvqqe63q.gif)  Ser feliz é reconhecer que vale a pena viver, apesar de todos os desafios, incompreensões e períodos de crise.
(http://dl2.glitter-graphics.net/pub/131/131232ztxvqqe63q.gif)  Ser feliz é deixar de ser vítima dos problemas e se tornar autor da própria história.

É atravessar desertos fora de si, mas ser capaz de encontrar um oásis no recôndito da sua alma. É agradecer a Deus a cada manhã pelo milagre da vida. Ser feliz é não ter medo dos próprios sentimentos.

(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-ryby-69.gif)  É saber falar de si mesmo. É ter coragem para ouvir um "não". É ter segurança para receber uma crítica, mesmo que injusta.

É beijar os filhos, curtir os pais e ter momentos poéticos com os amigos, mesmo que eles nos magoem. Ser feliz é deixar viver a criança livre, alegre e simples que mora dentro de você.

(http://dl2.glitter-graphics.net/pub/131/131232ztxvqqe63q.gif)  É ter ousadia para dizer "me perdoe".
(http://dl2.glitter-graphics.net/pub/131/131232ztxvqqe63q.gif)  É ter maturidade para falar: "eu errei".
(http://dl2.glitter-graphics.net/pub/131/131232ztxvqqe63q.gif)  É ter sensibilidade para confessar: "eu preciso de você".

—  Ser feliz é ter a capacidade de dizer "eu te amo".

Desejo que a vida seja um canteiro de oportunidades para você... Que nas suas primaveras você seja amante da alegria. Que nos seus invernos seja amigo da sabedoria.

(http://dl2.glitter-graphics.net/pub/131/131232ztxvqqe63q.gif)  E, quando você errar o caminho, recomece tudo de novo.
(http://dl2.glitter-graphics.net/pub/131/131232ztxvqqe63q.gif)  Pois assim você será cada vez mais apaixonado pela vida.

E descobrirá que ser feliz não é ter uma vida perfeita, mas usar as lágrimas para irrigar a tolerância. Aproveitar as perdas para refinar a paciência, as falhas para esculpir a serenidade.

—  Usar a dor para lapidar o prazer e os obstáculos para abrir as janelas da inteligência.

(http://dl2.glitter-graphics.net/pub/131/131232ztxvqqe63q.gif)  Jamais desista de si mesmo.
(http://dl2.glitter-graphics.net/pub/131/131232ztxvqqe63q.gif)  Jamais desista das pessoas que você ama.
(http://dl2.glitter-graphics.net/pub/131/131232ztxvqqe63q.gif)  Jamais desista de ser feliz, pois a vida é um espetáculo imperdível.

—  Porque você, você é especial!

Pessoas especiais sabem dividir seu tempo com os outros. São honestas nas atitudes, são sinceras e compassivas, e sabem que o amor é parte de tudo. Pessoas especiais têm coragem de se doar aos outros, sem nenhum interesse oculto.

(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-ryby-69.gif)  Não têm medo de ser vulneráveis, acreditam que são únicas e gostam de ser quem são. Pessoas especiais se importam com a felicidade dos outros e os ajudam a conquistá-la.

—  Pessoas especiais são aquelas que realmente tornam a vida mais bela e mais feliz.

Equipe de Redação do Momento Espírita.
Com base em mensagem de autoria Paulo Medeiros.
INDG - Instituto de Desenvolvimento Gerencial.


   
Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 25 de Junho de 2011, 05:35

(https://image.slidesharecdn.com/seminariomemriasdeumsuicida-primeiraparte-captulovii-nossosamigos-osdiscpulosdekardec-04-04-2016-160405014135/95/seminrio-memrias-de-um-suicida-primeira-parte-captulo-vii-nossos-amigos-os-discpulos-de-kardec-04042016-14-638.jpg)


Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 25 de Junho de 2011, 05:37

(http://gifportal.ru/data/smiles/cveta-1197.gif)

Suicídio, Fuga Impossível
(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-482.gif)  "Os próprios Espíritos de suicidas são unânimes em declarar a intensidade dos sofrimentos que experimentam, afirmam que:
 
(http://paszkowski.com.br/gifs/miniaturas/mini_3177.gif)  A fome,
(http://paszkowski.com.br/gifs/miniaturas/mini_3177.gif)  A doença,
(http://paszkowski.com.br/gifs/miniaturas/mini_3177.gif)  A pobreza,
(http://paszkowski.com.br/gifs/miniaturas/mini_3177.gif)  A desonra,
(http://paszkowski.com.br/gifs/miniaturas/mini_3177.gif)  A cegueira,
(http://paszkowski.com.br/gifs/miniaturas/mini_3177.gif)  A desilusão.
 
E qualquer situação, por mais angustiosa que seja, sobre a Terra, ainda seria excelente condição 'comparada ao que de melhor se possa atingir pelos desvios do suicídio."
 
—  Narra Hilário Silva que Allan Kardec, em abril de 1860, passava por momento de desânimo. Sobrevinham-lhe dificuldades de toda ordem:

(http://paszkowski.com.br/gifs/miniaturas/mini_3177.gif)  Injúrias,
(http://paszkowski.com.br/gifs/miniaturas/mini_3177.gif)  Críticas, 
(http://paszkowski.com.br/gifs/miniaturas/mini_3177.gif)  Zombarias,
(http://paszkowski.com.br/gifs/miniaturas/mini_3177.gif)  E falta de recursos.

Nessa ocasião, recebeu, com exemplar de "O Livro dos Espíritos" belamente encadernado, carta de gratidão de desconhecido. Relatava: ia se atirar ao Rio Sena. Ao segurar em amurada de uma ponte, percebe ali um livro. Era "O Livro dos Espíritos".
 
(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-482.gif)  A morte da mulher amada o levara ao desespero. Essa a razão de seu desencanto com a vida.
 
Registra que leu, entre irritado e curioso, no frontispício do livro:
"Esta obra salvou-me a vida. Leia-a com atenção e tenha bom proveito. - A. Laurent."
 
Mergulha na sua leitura e não mais nas águas. Abandona a idéia fatídica. Reformula a vida. Ao encaminhá-lo a Kardec, acrescentara:
"Salvou-me também. Deus abençoe as almas que cooperaram em sua publicação. - Joseph Perrier."
 
E estimulava Allan Kardec a "prosseguir em suas tarefas de esclarecimento da Humanidade".
 
(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-482.gif)  Chega o depoimento quando o Missionário sentia todo o peso de sua tarefa e o reanima, encorajando-o a prosseguir no trabalho da Codificação do Espiritismo. O Codificador, ao lê-la, emocionou-se. Levou o lenço aos olhos, enxugando discreta lágrima...
 
Como se vê, a partir de sua origem, no século passado, o estudo da Doutrina Espírita, a compreensão de seus postulados, liberta o ser humano de quedas a que o conduz a ignorância da realidade espiritual.
 
(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-482.gif)  Dá-lhe certeza da sobrevivência do Espírito à morte do corpo físico; esclarece-o acerca da responsabilidade por seus atos, pelo conhecimento da Lei de Causa e Efeito; e da inutilidade do gesto extremo, eis que, Espíritos eternos, é-nos impossível renunciar à vida.
 
Esclarecidos, candidatos à autodestruição desistem desse ato, fruto da descrença, do desespero e do materialismo, quando lêem depoimentos de Espíritos de suicidas:
 
—   "A vida continua, sofrimentos inenarráveis sobrevêm às vítimas dessa inútil tentativa de fuga; suas conseqüências prolongam-se por séculos de sofrimentos, na recuperação do equilíbrio, através de reencarnações em que expiam as conseqüências dessa grave falta".
 
(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-482.gif)  É o que contém a farta literatura Espírita, a partir do lançamento, por Allan Kardec, do livro "O Céu e o Inferno", em 1º de agosto de 1865. Ali se lêem testemunhos de suicidas; estudos e observações do Codificador, sobre o tema, no Cap. V da 2ª Parte.
 
Orienta-nos, ainda, acerca do que muitos de nós ignorávamos.

—   Excessos de toda natureza constituem variedades de suicídios, embora lentos e indiretos, mas também graves, ainda que inconscientes:

(http://paszkowski.com.br/gifs/miniaturas/mini_3177.gif)  O uso de tóxicos,
(http://paszkowski.com.br/gifs/miniaturas/mini_3177.gif)  O uso de bebidas alcoólicas,
(http://paszkowski.com.br/gifs/miniaturas/mini_3177.gif)  O hábito da irritação, da cólera, da cólera,
(http://paszkowski.com.br/gifs/miniaturas/mini_3177.gif)  Excesso de alimentos; de trabalho,
(http://paszkowski.com.br/gifs/miniaturas/mini_3177.gif)  Enfim, de todos os excessos, de todos os vícios, físicos ou morais.

É o que se lê na obra "Nosso Lar"
 
Em "O Livro dos Espíritos", as questões 943 a 957 ferem os assuntos: Desgosto da Vida. Suicídio. Dentre elas, destacamos:
 
Perg. "944. Tem o homem o direito de dispor da sua vida?
R. —   Não; só a Deus assiste esse direito. O suicídio voluntário importa numa transgressão desta lei."
 
a) - Não é sempre voluntário o suicídio?
R. —   "O louco que se mata não sabe o que faz."
 
Perg. "950. Que pensar daquele que se mata, na esperança de chegar mais depressa a uma vida melhor?
R. —   Outra loucura! Que faça o bem e mais certo estará de lá chegar, pois, matando-se, retarda a sua entrada num mundo melhor e terá que pedir lhe seja permitido voltar, para concluir a vida a que pôs termo sob o influxo de uma idéia falsa. Uma falta, seja qual for, jamais abre a ninguém o santuário dos eleitos."
 
Perg. "957. Quais, em geral, com relação ao estado do Espírito, as conseqüências do suicídio?
R. —   Muito diversas são as conseqüências do suicídio. Não há penas determinadas e, em todos os casos, correspondem sempre às causas que o produziram. Há, porém, uma conseqüência a que o suicida não pode escapar; é o desapontamento. Mas, a sorte não é a mesma para todos; depende das circunstâncias. Alguns expiam a falta imediatamente, outros em nova existência, que será pior do que aquela cujo curso interromperam."
 
(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-482.gif)  "Que faça o bem e mais certo estará de lá chegar", é a sábia sugestão do Espírito.
 
Vejamos, sobre o assunto, duas valiosas lições:



Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 25 de Junho de 2011, 05:39
   
"Na verdade, o suicídio é, basicamente, uma fuga."

—  O suicida quer fugir:

(http://paszkowski.com.br/gifs/miniaturas/mini_3177.gif)  De desgostos,
(http://paszkowski.com.br/gifs/miniaturas/mini_3177.gif)  De pessoas que detesta,
(http://paszkowski.com.br/gifs/miniaturas/mini_3177.gif)  De situações embaraçosas,
(http://paszkowski.com.br/gifs/miniaturas/mini_3177.gif)  De mágoas que não se sente com forças para suportar.

O suicida deseja, afinal de contas, desesperadamente fugir de si mesmo É aí que está a gênese de seu fatal desengano: não podemos, de maneira alguma, fugir de nós próprios.
 
(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-482.gif)  E aquele que arrebentou seus próprios ouvidos, com um tiro assassino, renasce com o mecanismo da audição destruído; não podendo ouvir, não aprende a falar.

E daí atravessar uma existência inteira, isolado na solidão forçada, a fim de que seu Espírito compreenda, no silêncio, o verdadeiro sentido da vida e o valor inestimável dos dons que recebemos ao nascer.

(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-482.gif)  O que tomou venenos corrosivos, volta à carne com as vísceras deficientes, sujeitas a misteriosas e incuráveis mazelas.
 
Logo, o suicídio é o maior, o mais trágico e lamentável equívoco que o ser humano pode cometer."
 
Perg. "154 - Quais as primeiras impressões dos que desencarnam por suicídio?
R. —  Emmanuel: A primeira decepção que os aguarda é a realidade da vida que se não extingue com as transições da morte do corpo físico, vida essa agravada por tormentos pavorosos, em virtude de sua decisão tocada de suprema rebeldia.
 
(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-482.gif)  Suicidas há que continuam experimentando os padecimentos físicos da última hora terrestre, em seu corpo somático, indefinidamente. A pior emoção do suicida é a de acompanhar, minuto a minuto, o processo da decomposição do corpo abandonado no seio da terra, verminado e apodrecido."
 
Esposas ciumentas que recorreram ao suicídio viram que seus maridos se casaram justamente com aquelas de quem se enciumavam. Passaram o próprio esposo e seus filhos às mãos de que fugiam.

(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-482.gif)  E ainda a lhes dever favores, pois que cumpriam tarefas que lhes cabiam, junto aos entes amados. Empresários sem perspectivas vêem que os problemas que enfrentavam foram superados. E assim por diante.

—  De depoimentos dos próprios suicidas; de respostas de Espíritos Superiores ou de observações de Allan Kardec, nas questões citadas, conclui-se que:
 
(http://paszkowski.com.br/gifs/miniaturas/mini_3177.gif)  Sentem os efeitos da decomposição,
(http://paszkowski.com.br/gifs/miniaturas/mini_3177.gif)  O suicídio agrava os sofrimentos do Espírito,
(http://paszkowski.com.br/gifs/miniaturas/mini_3177.gif)  Vêem, incessantemente, o próprio aniquilamento.

É culpado aquele que abrevia de alguns instantes os seus sofrimentos, apressando voluntariamente sua morte.
 
—  Afastam-se os suicidas daqueles a quem amam?
R. —  "Em vez de se reunirem ao que era objeto de suas afeições, dele se afastam por longo tempo, pois não é possível que Deus recompense um ato de covardia." (L. E. q. 956);
 
—  Há persistência prolongada, tenaz, do laço que une o Espírito ao corpo, acarretando perturbação espiritual e muitos sofrimentos:

(http://paszkowski.com.br/gifs/miniaturas/mini_3177.gif)  Sentem os efeitos da decomposição,
(http://paszkowski.com.br/gifs/miniaturas/mini_3177.gif)  Vêem, incessantemente, o próprio aniquilamento,
(http://paszkowski.com.br/gifs/miniaturas/mini_3177.gif)  Essa sensação pode durar pelo tempo que devia durar a vida que sofreu interrupção.

Em comentário à questão 957 de "O Livro dos Espíritos", observa Kardec:
Perg. "Não é geral esse efeito; mas, em caso algum, o suicida fica isento das conseqüências da sua falta de coragem ".
R. —  "A maior parte deles sofre o pesar de ter feito uma coisa inútil, pois que só decepções encontram."
 
—  Se nada de positivo advém do suicídio:

(http://paszkowski.com.br/gifs/miniaturas/mini_3177.gif)  Se conduz a decepções,
(http://paszkowski.com.br/gifs/miniaturas/mini_3177.gif)  Sentem os efeitos da decomposição,
(http://paszkowski.com.br/gifs/miniaturas/mini_3177.gif)  A sofrimentos prolongados para si e para outrem,
(http://paszkowski.com.br/gifs/miniaturas/mini_3177.gif)  A reparações dolorosas, ao longo de muitas encarnações,

—  Se a morte não existe e o suicídio é só sofrimentos e malefícios acarreta?
—  Por que recorrer a ele?
 
—  É nosso dever evitá-lo e dele afastar os incautos, prestes a cair num abismo de dores:

(http://paszkowski.com.br/gifs/miniaturas/mini_3177.gif)  Recorrendo à prece,
(http://paszkowski.com.br/gifs/miniaturas/mini_3177.gif)  Ao tratamento médico,
(http://paszkowski.com.br/gifs/miniaturas/mini_3177.gif)  Ao trabalho em benefício do próximo,
(http://paszkowski.com.br/gifs/miniaturas/mini_3177.gif)  Ao tratamento espiritual nos Centros Espíritas.
 
(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-482.gif)  Onde, doando de nós mesmos aos mais necessitados, afastamos Espíritos obsessores, higienizando a mente.  E orar sempre por aqueles que, frágeis, se renderam à fuga impossível.

De Hermínio C. Miranda.
Gebaldo José de Sousa.

 
 
Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 25 de Junho de 2011, 05:41



(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/04/365.gif)

Seja um Vencedor

(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/06/flowerline1.gif)

"No equilíbrio da vida se esforce
para não despencar e atingir o fundo.

(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/06/flowerline1.gif)

Mas se isto acontecer,
escale novamente as paredes das dificuldades.

(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/06/flowerline1.gif)

E chegue ao topo com mais força
naquilo que o fez cair."

(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/06/flowerline1.gif)

(Bob Marley)



Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 25 de Junho de 2011, 05:43


(http://i266.photobucket.com/albums/ii270/profileglitter/conselhos/conselhos19.gif)
 

Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 25 de Junho de 2011, 05:48


(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/04/flores135.gif)
 

Não ao Suicídio

(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-482.gif)  A morte não existe! O espírito é eterno e sobrevive...
 
"O suicídio é o começo do maior tormento que a criatura humana pode sofrer, porque descobre que depois de matar seu corpo físico ela continua viva."
 
(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-482.gif)  Porém sozinha, e sem socorro algum, descobre que seus males só se agravaram e que infelizmente cometeu um dos maiores crimes que a criatura pode cometer, tirar um empréstimo de Deus que serviria para a evolução de seu Espírito.... seu corpo"
 
—  "O suicídio é um crime aos olhos de Deus."
 
(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-482.gif)  O suicida é um Espírito criminoso, falido nos compromissos que tinha para com as leis sábias,  justas e imutáveis estabelecidas pelo criador, e que se vê obrigado a repetir a experiência na terra, tomando um novo corpo, uma vez que destruiu aquele que a lei lhe confiara para instrumento de auxilio na conquista do próprio aperfeiçoamento.
 
O Espírito de um suicida voltará a novo corpo terreno em condições muito penosas de sofrimento, agravadas pelas resultantes do grande desequilíbrio que o desesperado gesto provocou no seu corpo astral, isto é, no perispírito.
 
(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-482.gif)  Na fantasia do suicida, ele pensa que morrer seria uma maneira de livrar-se do medo de ficar louco, no estado de desestruturação e aniquilamento em que se encontra. É morrer para livrar-se de uma situação insustentável.
 
Pensa que irá para um mundo paradisíaco onde não há mais necessidades, e que nesse mundo encontrará pessoas queridas, ou então, que depois de destruir o seu corpo físico irá dormir em sono eterno.
 
—  É possível também encontrarmos o suicídio inconsciente que advém do desregramento com o qual se abrevia a vida, esses são:
 
(http://www.gtcknives.com/imagens/bullet.gif)  Excesso de comida,
(http://www.gtcknives.com/imagens/bullet.gif)  Vícios em geral,
(http://www.gtcknives.com/imagens/bullet.gif)  Bebida,
(http://www.gtcknives.com/imagens/bullet.gif)  Fumo,
(http://www.gtcknives.com/imagens/bullet.gif)  Sexo..
 
(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-482.gif)  Normalmente aquele que busca o suicídio necessita muito livrar-se de algo que lhe atormenta, difícil de julgar o grau de sofrimento que leva uma pessoa a cometer suicídio.
 
—  Algumas das prováveis causas são:
 
(http://www.gtcknives.com/imagens/bullet.gif)  Doenças incuráveis,
(http://www.gtcknives.com/imagens/bullet.gif)  Razões econômica,
(http://www.gtcknives.com/imagens/bullet.gif)  Doenças mentais,
(http://www.gtcknives.com/imagens/bullet.gif)  Depressão,
(http://www.gtcknives.com/imagens/bullet.gif)  Ansiedade,
(http://www.gtcknives.com/imagens/bullet.gif)  Remorso,
(http://www.gtcknives.com/imagens/bullet.gif)  Culpa.
 
O estágio junto aos despojos carnais deixa a impressão terrível de que foi enterrado vivo. Poderá até mesmo repercutir em futuras existências.

(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-482.gif)  Muita gente que tem medo de acordar na sepultura, cogitando até mesmo de uma cremação para evitar essa possibilidade, provavelmente passou por experiência dessa natureza em vidas anteriores.


Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 25 de Junho de 2011, 05:51

—  Pode haver suicídio por obsessão?

R. S. • Todas as religiões cristãs ensinam que os maus espíritos podem exercer influência maléfica sobre os homens.

—  Com base nessa questão , pode um espírito perseguidor induzir sua vítima à prática do suicídio?

R. S. • Claro que sim! O fato tem ocorrido com freqüência.Todavia a vítima obsidiada, no uso e gozo do seu livre-arbítrio, pode querendo com o império de sua força de vontade, resistir a tentação e tornar-se vitoriosa. Porém, caso venha o obsidiado a ceder as sugestões do inimigo invisível, e se suicidar,ele certamente consentiu. Com certeza ele responderá pela sua fraqueza perante as leis divinas , porém como fator atenuante se levará o aspecto obsessivo.

É bom que se saiba, que o espírito obsessor não é o demônio como ensinam as religiões dogmáticas. Ele é uma criatura humana invisível, é um homem ou mulher que viveu aqui na terra e que foi injustiçado, desencarnou com ódio e desejo de vingança.

Depois da morte os espíritos livres perseguem no além aqueles que lhe fizeram mal, isso seria a obsessão, sua vítima poderá ser levada não só ao suicídio, mas também, a crimes, a vícios etc. Há vários tipos de obsessão, caso o leitor desta página deseje saber mais sobre o assunto  dentro da codificação de Allan Kardec posso citar "O céu e o inferno" .

Abaixo algumas perguntas a respeito do suicídio:

1º -) —  O suicida permanece muito tempo em regiões de sofrimento, no plano espiritual, ou logo reencarna?

R. S. • Depende de suas necessidades e de como reage à situação que criou. Há os que retornam de imediato à carne. Há os que fazem estágios em regiões de sofrimento. Depois são acolhidos em instituições hospitalares que funcionam nas proximidades dos chamados vales dos suicidas, como descreve Camilo Castelo Branco (1825-1890), no livro Memórias de um Suicida, psicografado por Yvonne Pereira.

2-) —  Considerando o estado de desequilíbrio de quem comete o gesto tresloucado, não será contra-producente reconduzi-lo à reencarnação?

R. S. • Em alguns casos é uma necessidade, oferecendo-lhe a bênção do esquecimento e ajudando-o a superar as fixações que precipitaram sua fuga no pretérito.

3-) —  Haverá alguma conseqüência no novo corpo?

R. S. • O corpo espiritual ou perispírito é um molde da forma física. Se tem desajustes, estes tenderão a refletir-se nela. Acontece freqüentemente com o suicida.

4-) —  Poderia dar alguns exemplos?

R. S. • Quem se mata por afogamento terá problemas respiratórios. Quem ingeriu um corrosivo terá desajustes no aparelho digestivo. Quem atirou na cabeça poderá reencarnar com retardo mental, paralisia cerebral e males semelhantes. Quem põe fogo no corpo terá graves problemas dermatológicos.

5-) —  Seria uma espécie de castigo?

R. S. • Mais exatamente uma conseqüência. Se uso uma faca imprudentemente, acabo me cortando. Deus não estará me castigando. Apenas estarei colhendo o resultado de minha imprudência.

6-) —  Uma encarnação é suficiente para o suicida livrar-se dos desajustes gerados por seu ato?

R. S. • Isso depende de vários fatores, envolvendo o grau de comprometimento com o gesto tresloucado. Como regra diríamos que, quanto mais esclarecido for, quanto mais ampla sua noção a respeito das responsabilidades da vida, maior o estrago perispiritual, mais demorada a recuperação.

7-) —  Pode prolongar-se por mais de uma existência?

R. S. • É possível, dependendo de como reage. Podem ocorrer complicações, envolvendo, sobretudo, a reincidência. Em existência futura o indivíduo sentir-se-á tentado a cometê-lo novamente, quando enfrentar situações que motivaram sua fuga no passado.

8-) —  Há um aumento preocupante de suicídios em todos os países. O que pode ser feito a respeito?

R. S. • A Doutrina Espírita é uma vacina contra o suicídio, mostrando-nos que se trata de uma porta falsa, que nos precipita em sofrimentos mil vezes acentuados. Por isso, um dos grandes recursos para combater o suicídio é a sua divulgação. Trata-se de um trabalho abençoado que todos podemos desenvolver, particularmente usando livros espíritas, distribuindo-os a mão cheia, como ensina Castro Alves (1847-1871).

Richard Simonetti.


Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 25 de Junho de 2011, 05:59

[attachimg=1align=center=width=650]


Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 25 de Junho de 2011, 06:02

(http://gifportal.ru/data/smiles/cveta-1125.gif)

Bilhetes suicidas

Os bilhetes estão reproduzidos abaixo, com nomes fictícios, ordenados por idades e separados pelos gêneros masculino e feminino. Na análise, visando facilitar localizá-los rapidamente, sempre que quiser ou se fizer necessário, após a citação de cada parte dos bilhetes serão citados entre parênteses o sexo (M = Masculino e F = Feminino) e a idade de quem os escreveu.

Os outros dados - cor, meio, forma da mensagem e observações - estão colocados de acordo com as indicações do perito e foram mantidos, ainda que estejam imprecisos, porque mesmo assim podem auxiliar na análise.

Na tentativa de analisar os conteúdos dos bilhetes, foi testado o método de agrupar as palavras em unidades de núcleos de pensamento ou significação.

Inicialmente, analisou-se uma carta de um jovem suicida reproduzida no livro "Meu pai me matou" de autoria do psiquiatra Haim Grunspun. O método se mostrou fecundo encontrando como núcleo de pensamento a palavra vida, aumentando a dúvida levantada pelo autor a respeito de se tratar de suicídio ou assassinato.

Entretanto, a posteriori, a técnica se apresentou limitadora na análise dos bilhetes coletados para este estudo porque há bilhetes curtos, sem significados claros, sem repetições de palavras ou idéias, dificultando que se estabeleça os núcleos de pensamento do discurso.

—  Optou-se, então, em construir uma estratégia de análise para captar as riquezas e as complexidades das mensagens, registrando:

O que é insólito,
O que é comum,
O que é peculiar,
E o que é contraditório.

Sem perder o objetivo de que o suicidado procura através de seu ato comunicar-se com a sociedade.

—  Assim, foram feitas, passo a passo, diferentes análises:

Análise das palavras utilizadas pelo suicidado para se referir ao suicídio.
Análise das intenções do suicidado (despedida, acusação, conforto, testamento.
Análise do interlocutor (suicidado escreveu para pessoa da família, autoridades políticas ou religiosas.
Análise por categorias temáticas emergentes (atividade, metamorfose, família, religião, estado, sentimentos e etc.

Sempre procurando privilegiar os sentimentos e a inserção social, reconhecendo que as reflexões estão limitadas pelas teorias que as orientam.

As fotos foram analisadas para se obter dados sobre a preparação (roupa, local, higiene corporal, etc) e a maneira como ocorreu o suicídio, o porquê do uso de determinado meio destrutivo e, mesmo, gestos fixados na imobilidade do corpo.

—  Por exemplo, analisando  a foto de um jovem, foi possível perceber, auxiliado pelo relato do perito, que ele teve o cuidado  de enfaixar o rosto para não deformá-lo com o tiro de revólver.

—  Seria isto uma demonstração de vaidade?
—  Será que pensava em retornar ao mundo dos vivos?
—  Era necessário deixar o corpo comunicando sua beleza para o mundo dos vivos?

A intenção é conseguir, qualitativamente, inferir uma realidade além da realidade aparente, produzindo uma síntese de como esta realidade se apresenta e, a partir daí, inferir como foi vivida pelo suicidado, o qual se manifestou através de representações sociais.

O pressuposto aqui é tentar captar a representação social através das fotografias e dos conteúdos das mensagens dos suicidados, manifestações espontâneas escritas por estes em algum momento de suas vidas e não, necessariamente, nos últimos minutos ou dias que precedem seu gesto.

A ideia é que as mensagens escritas constituem-se, por si mesmas, claras expressões de suas vontades em se comunicarem juntamente com as linguagens corporal e espacial.

O conjunto de ações da pessoa são mensagens objetivas visando perpetuá-la nos seus semelhantes através das emoções. O suicídio é um gesto de comunicação que transcende o conteúdo dos bilhetes:


Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 25 de Junho de 2011, 06:05


(http://3.bp.blogspot.com/-QZAJ35WxtXg/TbWxtnzqTBI/AAAAAAAAHuw/-exMochwFz4/s640/Blog_pr_ab.gif)


(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/04/rdove.gif)



Sexo, Idade: F, 20
Cor: Parda.
Meio: Tiro na cabeça.
Forma de mensagem: manuscrito a tinta esferográfica azul.
 
"São Paulo 18 de julho de l988
Edu estou deixando esta carta para mostrar a você o que sinto e o que estou sentindo. Edu são 2:15 hs da madrugada não consegui dormir um minuto se quer, está tudo doendo dentro de mim só em pensar que ti perdi de verdade.

Du porque você fingiu, porque você mentiu para mim este tempo todo. Du não estou agüentando mais, está sendo duro resistir esta dor tão grande que estou sentindo dentro de mim e por viver assim preferi morrer. Edu quando lembrar-se de mim lembre-se que ti amei e amei de verdade" (assinatura)

Nota: No decorrer de outras postagens eu irei aos poucos postando outros bilhetes. No final das postagens desses bilhetes, teremos a conclusão do autor com os suas devidas referências.



Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 25 de Junho de 2011, 06:17


(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/04/73y5np4u.gif)

Katiatog querida, eu sabia que você jamais deixaria a Macili e eu sozinhas neste importantíssimo trabalho em pról dos nossos irmãos necessitados. Vamos levantar o astral desta gente, antes que elas sigam pela porta larga, onde só há dor, tristeza,  prantos, arrependimentos, e ranger de dentes.

Muito obrigada.



Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 25 de Junho de 2011, 06:21





(http://c7.quickcachr.fotos.sapo.pt/i/de404788e/5611327_yLiES.gif)   Radionovela "Memórias de um Suicida" postado em Audiovisuais. Link: http://www.forumespirita.net/fe/audiovisuais/radio-novela-'memorias-de-um-suicida'/#.UdmqeNK-nfw  (http://c7.quickcachr.fotos.sapo.pt/i/de404788e/5611327_yLiES.gif)   Ninguém morre, porque somos eternos.



(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/07/w8-734209.jpg)


O suicídio de um ateu

O Sr. J. B. D..., evocado a pedido de um de seus pais, era um homem instruído, mas imbuído ao último grau de idéias materialistas, não crendo nem em sua alma nem em Deus. Afogou-se voluntariamente há dois anos.

1. Evocação.
R... Eu sofro! Sou condenado.

2. —  Fomos rogados a vos chamar, da parte de um de vossos parentes, que deseja conhecer a vossa sorte; quereis nos dizer se a nossa evocação vos é agradável ou penosa?
R. Penosa.

3. —  A vossa morte foi voluntária?
R. Sim.

Nota. O Espírito escreveu com extrema dificuldade; a escrita era muito grande, irregular, convulsiva e quase ilegível. No seu início, mostra cólera, quebra um lápis e rasga o papel.

4. Tende mais calma; todos nós rogamos a Deus por vós.
R. Eu sou forçado em acreditar em Deus.

5. —  Que motivo pôde vos levar a vos destruir?
R. Aborrecimento da vida sem esperança.

Nota: Concebe-se o suicídio quando a vida é sem esperança; quer-se escapar da infelicidade a todo preço; com o Espiritismo, o futuro se abre e a esperança se legitima; o suicida não tem, pois, mais objetivo: bem mais, reconhece-se que, por esse meio, não se escapa de um mal senão para cair em um outro que é cem vezes pior. Eis porque o Espiritismo já arrancou tantas vítimas à morte involuntária.

5. A —  Estão, pois, errados, e são sonhadores aqueles que procuram, antes de tudo, o fim moral e filosófico?
R. São culpáveis aqueles que se esforçam em acreditar por sofismas científicos, e supostamente em nome da razão, essa ideia desesperadora, fonte de tantos males e de crimes, que tudo acaba com a vida! Serão responsáveis, não só pelos seus próprios erros, mas de todos os males dos quais tiverem sido a causa.

6. —  Quisestes escapar às vicissitudes da vida; com isso ganhastes alguma coisa? Sois mais feliz agora?
R. Por que o nada não existe?

7. —  Quereis ser bastante bom para nos descrever a vossa situação, o melhor que puderdes?
R. Eu sofro por estar obrigado a crer em tudo o que negava. A minha alma está como num braseiro; ela está horrivelmente atormentada.

8. —  De onde vos vieram as idéias materialistas que tínheis quando vivo?
R. Numa outra existência, eu fui mau, e o meu Espírito estava condenado a sofrer os tormentos da dúvida durante a minha vida; também me matei.

Nota. Há aqui toda uma ordem de idéias. Pergunta-se, freqüentemente, como pode haver materialista, uma vez que tendo já passado pelo mundo espírita dever-se-ia ter dele a intuição.

Ora, é precisamente essa intuição que é recusada, como castigo a certos Espíritos que conservaram o seu orgulho, e não se arrependeram de suas faltas. A Terra, é preciso que não se esqueça, é um lugar de expiação; eis porque ela encerra tantos maus Espíritos encarnados.

9. —  Quando vos afogastes, que pensáveis que vos adviria? Que reflexões fizestes naquele momento?
R. Nenhuma; era o nada para mim. Vi depois que não tendo cumprido a minha pena, sofri toda a minha condenação, e a irei ainda muito sofrer.

10. —  Agora estais bem convencido da existência de Deus, da alma e da vida futura?
 R. Ai de mim! Não sou senão muito atormentado por isso!

11. —  Tornastes a ver a vossa mulher e o vosso irmão?
 R. Oh! Não.

12. —  Por que isso?
R. Por que reunir os nossos tormentos?
Exila-se na infelicidade, não se reúne senão na felicidade; ai de mim!

13. —  Ficaríeis satisfeito em rever o vosso irmão, que poderíamos chamar aqui, ao vosso lado?
R. Não, não; eu estou muito baixo.

14. —  Por que não quereis que o chamemos?
R. É que ele não é feliz, ele não mais do eu.

15. —  Temeis a sua visão; entretanto, isso poderia vos fazer bem? -
R. Não; mais tarde.

16. —  Vosso parente me pede para vos perguntar se assististes ao vosso enterro, e se ficastes satisfeito com o que ele fez nessa ocasião?
R. Sim.

17. —   Desejais lhe dizer alguma coisa?
R. Que se ore um pouco por mim.

18. —  Parece que na sociedade que frequentáveis, algumas pessoas partilham as opiniões que tínheis quando vivo; teríeis alguma coisa a lhes dizer a esse respeito?
R. Ah! Os infelizes! Possam crer em uma outra vida! É o que posso desejar-lhes de mais feliz; poderiam compreender a minha triste posição, isso os faria refletir muito.



Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 25 de Junho de 2011, 06:24


(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/07/w4-728944.jpg)


Evocação do irmão do precedente, professando as mesmas idéias, mas que hão se suicidou. Embora infeliz, é mais calmo; sua escrita é limpa e legível.

19. Evocação.
R. Possa o quadro de nossos sofrimentos vos ser uma lição útil, e vos persuadir de que existe uma outra vida, onde se expiam as suas faltas, a sua incredulidade!

20. —  Vós e o vosso irmão que acabamos de chamar vos vedes reciprocamente?
R. Não, ele me foge.

21. —  Estais mais calmo do que ele; poderíeis nos dar uma descrição mais precisa dos vossos sofrimentos?
R. Sobre a Terra não sofreis em vosso amor-próprio, em vosso orgulho, quando sois obrigado a convir com os vossos erros?
—  O vosso Espírito não se revolta ao pensamento de vos humilhar diante daquele que vos demonstrou que estais no erro? Pois bem!
—  O que credes que sofre o Espírito que, durante toda uma existência, persuadiu-se de que nada existe depois dele, que ele tem razão contra todos?

Quando de repente se encontra em face da estrondosa verdade, ele é aniquilado, humilhado. A isso vem se juntar o remorso por ter podido, por tanto tempo, esquecer a existência de um Deus tão bom, tão indulgente.

Seu estado é insuportável; não encontra nem calma, nem repouso; não reencontrará um pouco de tranqüilidade senão no momento em que a graça santa, quer dizer, o amor de Deus, o tocar...

... Porque o orgulho se apodera de tal modo do nosso Espírito, que o envolve inteiramente, e é preciso ainda muito tempo para se desfazer dessa vestimenta fatal; o que não é senão as preces de nossos irmãos que pode nos ajudar a dele nos desembaraçarmos.

22. —  Quereis falar dos vossos irmãos vivos ou em Espírito?
R. De uns e de outros.

23. —  Enquanto conversávamos com o vosso irmão, uma pessoa aqui presente orou por ele; essa prece lhe foi útil?
R. Ela não estará perdida. Se ele recusa a graça agora, isso lhe virá, quando estiver em estado de recorrer a esta divina panacéia.

O resultado dessas duas evocações, sendo transmitido à pessoa que nos pedira para fazê-las, recebemos dela a resposta seguinte:



Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 25 de Junho de 2011, 06:28


"Não podeis crer, senhor, o grande bem produzido pela evocação de meu sogro e de meu tio. Reconhecemo-los perfeitamente; sobretudo a escrita do primeiro tem uma analogia marcante com aquela que tinha quando vivo, tanto melhor que, durante os últimos meses que passou conosco, ela era brusca e indecifrável; nela se encontra a mesma forma das pernas das letras do parágrafo e de certas letras, principalmente os d, f, o, p, q, t.

Quanto às palavras, às expressões e ao estilo, é ainda mais surpreendente; para nós a analogia é perfeita, senão que está mais esclarecido sobre Deus, a alma e a eternidade que negava tão formalmente outrora.

Estamos perfeitamente convencidos de sua identidade; Deus nisso será glorificado pela vossa crença mais firme no Espiritismo e nossos irmãos. Espíritos ou viventes, com isso se tornarão melhores.

A identidade de seu irmão não é menos evidente; com a diferença imensa do ateu ao crente, reconhecemos o seu caráter, o seu estilo, as suas formas de frases; uma palavra sobretudo nos surpreendeu, é a de panacéia; era a sua palavra habitual; Ele a dizia e repetia a todos e a cada instante.

"Comuniquei essas duas evocações a várias pessoas que se surpreenderam com a sua veracidade; mas os incrédulos, aqueles que partilham as opiniões de meus dois parentes, gostariam de respostas ainda mais categóricas; que o Sr. D...

Por exemplo, precisasse o lugar onde foi enterrado, aquele onde se afogou, de qual maneira fez isso, etc. Para satisfazê-los e convencê-los, não poderíeis evocá-lo de novo, e, nesse caso, poderíeis dirigir-lhe as perguntas seguintes:

—  Em que lugar foi enterrado?
—  Em que lugar seu corpo foi encontrado?
—  Onde e quando se cumpriu o seu suicídio?
—  Quanto tempo ele permaneceu sob a água? 
—  De que maneira, civil e religiosa, foi procedida a sua inumação? etc.

R. "Consenti, eu vos peço, senhor, fazer responder categoricamente a estas perguntas que são essenciais para aqueles que ainda duvidam; estou persuadido do bem imenso que isso produzirá. Espero que a minha carta vos chegue amanhã, sexta-feira, a fim de que possais fazer essa evocação na sessão da Sociedade que deve ocorrer nesse dia... etc."

Reproduzimos esta carta, por causa de um fato de identidade que ela constata; a ela juntamos a resposta que demos, para a instrução de pessoas que não estão familiarizadas com as comunicações de além-túmulo.

".As perguntas que pedis para serem dirigidas de novo ao Espírito de vosso sogro, são, sem dúvida, ditadas por uma louvável intenção, a de convencer incrédulos; porque, em vós não se mistura nenhum sentimento de dúvida e de curiosidade; mas um mais perfeito conhecimento da ciência espírita vos faria compreender que elas são supérfluas.

Primeiro, pedindo-me para responder categoricamente ao senhor vosso padrasto, ignorais sem dúvida que não se governa os Espíritos à vontade; eles respondem quando querem, como querem, e, freqüentemente, como podem; a sua liberdade de ação é ainda maior do que quando vivos, e têm mais meios para escaparem ao constrangimento moral do que se poderia exercer sobre eles.

As melhores provas de identidade são aquelas que eles dão espontaneamente, por sua própria vontade, ou que nascem de circunstâncias, e é, na maioria do tempo, em vão que se procure provocá-los.

Vosso parente provou a sua identidade de maneira irrecusável, segundo vós; é, pois, mais que provável que recusaria responder a perguntas que, com razão, pode olhar como supérfluas e tendo em vista satisfazer a curiosidade de pessoas que lhe são indiferentes. Ele poderia responder, como freqüentemente fazem outros Espíritos em semelhante caso.

—  "Por que me perguntar coisas que sabeis?"

Acrescentarei mesmo que o estado de perturbação e de sofrimento, em que se encontra, deve lhe tornar mais penosas as procuras desse gênero; é absolutamente como se se quisesse constranger um enfermo que pode com dificuldade pensar e falar, a contar detalhes de sua vida; isso seria, seguramente, faltar à consideração que se deve em sua posição.

"Quanto ao resultado que esperais, seria nulo, estejais disto persuadido. As provas de identidade que foram fornecidas têm um valor bem maior, por isso mesmo que são  espontâneas e que nada podia colocar sobre o caminho; se os incrédulos com elas não estão satisfeitos, não o estariam mais, talvez menos ainda, por perguntas previstas e que poderiam suspeitar de conivência.

Há pessoas a quem nada pode convencer; elas veriam com seus olhos o Sr. vosso sogro em pessoa, e se diriam um joguete de alucinação.

O que há de melhor a fazer com eles é deixá-los tranquilos e não perder seu tempo com discursos supérfluos; não há senão que lamentá-los, porque não aprenderão senão muito depressa, às suas custas, o que custa por ter recusado a luz que Deus lhes enviava; é contra estes, sobretudo, que Deus faz manifestar-se a severidade."
 
"Duas palavras ainda, senhor, sobre o pedido que me fazeis de fazer essa evocação, no mesmo dia em que recebesse a vossa carta. As evocações não se fazem assim com uma varinha; os Espíritos não respondem sempre ao nosso chamado; é necessário, para isso, que possam ou que queiram.

É necessário, além do mais, um médium que lhes convenha e que tenha aptidão especial necessária; que esse médium esteja disponível no momento dado; que o meio seja simpático ao Espírito, etc. Todas as circunstâncias pelas quais não se pode nunca responder, e que importa de conhecer quando se quer fazer a coisa seriamente.

Conversas familiares de além túmulo
Revista Espírita, fevereiro de 1861.



Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 25 de Junho de 2011, 06:30
 
 
(http://www.yaves.es/images/Flores-Animadas/Flores-Reflejadas.gif)
 
Ante o Suicídio.
Algumas Considerações Espíritas.

(http://sheilamello.blog.uol.com.br/images/flor1.gif)  Em recente reportagem, divulgou-se que uma jovem, de 15 anos, suicidou-se com um tiro de revolver, dentro de uma escola, em Curitiba. Não houve grito nem pedido de socorro. Em silêncio, ela entrou no banheiro e se trancou em uma das cinco cabines reservadas. Sentada sobre o vaso sanitário, disparou contra a boca.
 
Suicídios desse gênero (tiro especialmente), em escolas brasileiras, não são comuns. "Três meses antes da tragédia, a jovem procurou os pais e pediu para que eles a levassem a um psicólogo. Dizia sentir-se triste e desmotivada.
 
(http://sheilamello.blog.uol.com.br/images/flor1.gif)  O pai passou a pegá-la na aula de pintura e levá-la, toda semana, a um psiquiatra. No inquérito policial sobre o suicídio, apurou-se que ela tomava benzodiazepínicos (soníferos) para dormir, e outros fármacos para controlar a ansiedade que sentia". Diante do dilema, indagamos:
 
▬  Como os pais podem proteger os filhos ante os desequilíbrios emocionais que assolam a juventude de hoje?
 
(http://sheilamello.blog.uol.com.br/images/flor1.gif)  Obviamente, precisam estar atentos. Interpretar qualquer tentativa ou anúncio de suicídio do jovem como sinal de alerta. O ideal é procurar ajuda especializada de um psicólogo e, para os pais espíritas, os recursos terapêuticos dos centros espíritas. Aproximar-se, mais amiudemente, do filho que apresenta sinais fortes de introspecção ou depressão. O isolamento e o desamparo podem terminar com aguda depressão e ódio da vida.
 
É evidente que sugerir serem os pais os únicos responsáveis pelo autocídio de um filho(a), é algo muito delicado e preocupante, pois, trata-se um ato pessoal de extremo desequilíbrio da personalidade, gerado por circunstâncias atuais ou por reminiscências de existências passadas. Se há culpa dos pais, atribui-se à negligência, à desatenção, a não perceber as mudanças no comportamento de um filho(a) e a tudo que acontece à sua volta.
 
(http://sheilamello.blog.uol.com.br/images/flor1.gif)  Sobre isso, estamos convictos de que a sociedade, como um todo, é, igualmente, culpada. Inobstante colocarem o fardo da culpa nos pais em primeiro lugar, reflitamos:
 
▬  Quem pode controlar a pressão psicológica que uma montanha de apelos vazios faz na cabeça dos jovens, diariamente?
 
(http://sheilamello.blog.uol.com.br/images/flor1.gif)  O suicídio é um ato exclusivamente humano e está presente em todas as culturas. Suas matrizes causais são numerosas e complexas. Os determinantes do suicídio patológico estão nas perturbações:
 
(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/07/1089141.gif)  Mentais,
(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/07/1089141.gif)  Melancolias,
(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/07/1089141.gif)  Delírios crônicos
(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/07/1089141.gif)  Depressões graves,
(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/07/1089141.gif)  Desequilíbrios emocionais, etc.
 
Algumas pessoas nascem com certas desordens psiquiátricas, tal como a esquizofrenia e o alcoolismo, o que aumenta o risco de suicídio. Há os processos depressivos, onde existem perdas de energia vital no organismo, desvitalizando-o, e, conseqüentemente, interferindo em todo o mecanismo imunológico do ser.
 
Em termos percentuais, 70% das pessoas que cometem suicídio, certamente sofriam de:
 
(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/07/1089141.gif)  Distúrbio bipolar,
(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/07/1089141.gif)  Ou de um distúrbio do humor;
(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/07/1089141.gif)  Ou de exaltação/euforia (mania), que desencadearam uma severa depressão súbita, nos últimos minutos que antecederam aos de suas mortes.
 
O suicídio pode ocorrer, tanto na fase depressiva, quanto na fase da mania, sempre conseqüente do estado mental. O suicida é, antes de tudo, um deprimido, e a depressão é a doença da modernidade. O suicida não quer matar a si próprio, mas alguma coisa que carrega dentro de si e que, sinteticamente, pode ser nominado de sentimento de culpa e vontade de querer matar alguém com quem se identifica.
 
(http://sheilamello.blog.uol.com.br/images/flor1.gif)  Como as restrições morais o impedem, ele acaba se autodestruindo. Assim, "o suicida mata uma outra pessoa que vive dentro dele e que o incomoda, profundamente. Outra coisa que deve ser analisada é a obsessão que poderia ser definida como um constrangimento que um indivíduo, suicida em potencial ou não, sente, pela presença perturbadora de um obsessor.
 
A religião, a moral, todas as filosofias condenam o suicídio como contrário às leis da Natureza. Todas asseveram que ninguém tem o direito de abreviar, voluntariamente, a vida.
 
▬  Entretanto, por que não se tem esse direito?
▬  Por que não é livre o homem de pôr termo aos seus sofrimentos?
 
(http://sheilamello.blog.uol.com.br/images/flor1.gif)  Ao Espiritismo estava reservado demonstrar, pelo exemplo dos que sucumbiram, que o suicídio não é uma falta somente por constituir infração de uma lei moral, consideração, essa, de pouco peso para certos indivíduos, mas, também, um ato estúpido, pois que nada ganha quem o pratica.
 
Antes, o contrário, é o que se dá com eles, na existência espiritual, após ato tão insano. Temos notícia, não somente, pelo que lemos nos livros da Doutrina Espírita e que nos advertem os Espíritos Superiores, mas pelos testemunhos que nos dão esses infelizes irmãos, narrando tristes fatos que eles mesmos nos põem sob as vistas, em sessões de orientação às entidades sofredoras.
 
(http://sheilamello.blog.uol.com.br/images/flor1.gif)  Sob o ponto de vista sociológico, o suicídio é um ato que se produz no marco de situações anômicas, em que os indivíduos se vêem forçados a tirar a própria vida para evitar conflitos ou tensões inter-humanas, para eles insuportáveis.
 
O pensador Émile Durkheim teoriza que:
 
▬  "A  causa do suicídio, quase sempre, é de raiz social, ou seja, o ser individual é abatido pelo ser social. Absorvido pelos valores [sem valor], como o consumismo, a busca do prazer imediato, a competitividade, a necessidade de não ser um perdedor, de ser o melhor, de não falhar, o jovem se afasta de si mesmo e de sua natureza. Sobrevive de ‘aparências’, para representar um ‘papel social’ como protagonista do meio. Nessa vivência neurotizante, ele deixa de desenvolver suas potencialidades, não se abre, nem expõe suas emoções e se esmaga na sua intimidade solitária."
 
(http://sheilamello.blog.uol.com.br/images/flor1.gif)  O Espiritismo adverte que o suicida, além de sofrer no mundo espiritual as dolorosas conseqüências de seu gesto impensado, de revolta diante das leis da vida, ainda renascerá com todas as seqüelas físicas daí resultantes, e terá que arrostar, novamente, a mesma situação provacional que a sua flácida fé e distanciamento de Deus não lhe permitiram o êxito existencial.
 
É verdade que após a desencarnação não há tribunal, nem Juízes para condenar o espírito, ainda que seja o mais culpado. Fica ele, simplesmente, diante da própria consciência, nu perante si mesmo e todos os demais, pois nada pode ser escondido no mundo espiritual, tendo o indivíduo de enfrentar suas próprias criações mentais.
 
"O pensamento delituoso é assim como um fruto apodrecido que colocamos na casa de nossa mente:
 
(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/07/1089141.gif)  A crítica,
(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/07/1089141.gif)  O ciúme,
(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/07/1089141.gif)  A irritação,
(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/07/1089141.gif)  A queixa exagerada,

Qualquer dessas manifestações, aparentemente sem importância,
 
Pode ser o início de lamentável perturbação, suscitando, por vezes, processos obsessivos nos quais a criatura cai na delinqüência ou na agressão contra si mesma."
 
(http://sheilamello.blog.uol.com.br/images/flor1.gif)  A rigor, não existe pessoa "fraca", a ponto de não suportar um problema, por julgá-lo superior às suas forças. O que de fato ocorre é que essa criatura não sabe como mobilizar a sua vontade própria e enfrentar os desafios.
 
Joanna de Angelis assevera que:
 
▬  "O suicídio é o ato sumamente covarde de quem opta por fugir, despertando em realidade mais vigorosa, sem outra alternativa de escapar".
 
(http://sheilamello.blog.uol.com.br/images/flor1.gif)  Na Terra, é preciso ter tranqüilidade para viver, até porque, não há tormentos e problemas que durem uma eternidade. Recordemos que Jesus nos assegurou que:
 
▬  "O Pai não dá fardos mais pesados que nossos ombros" e "aquele que perseverar até o fim, será salvo".
 
Jorge Hessen.



Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 25 de Junho de 2011, 06:34


(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/04/19.gif)
 

Sofres e choras?
 
(https://byrosi.files.wordpress.com/2011/05/9ca4d113e6e924c9737c2e46d1c4f7f5.gif)

 
Não desanimes e segue adiante.
 
Encontrarás à frente
aqueles que atravessam dificuldades maiores.
 
(https://byrosi.files.wordpress.com/2011/05/9ca4d113e6e924c9737c2e46d1c4f7f5.gif)

A tua dor será talvez, 
a luz de experiência para clarear as veredas
dos que jazem nas trevas.
 
E o teu sorriso será uma benção de esperança
para aqueles outros que até hoje ainda não tiveram qualquer
migalha de alegria para viver.
 
(https://byrosi.files.wordpress.com/2011/05/9ca4d113e6e924c9737c2e46d1c4f7f5.gif)

Emmanuel.
Chico Xavier.

Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 25 de Junho de 2011, 06:37



(http://lh4.google.com/celsomacha/SCWq1_zvZFI/AAAAAAAAE-o/i2yarJzPJfs/s800/evprec.gif)




Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 25 de Junho de 2011, 06:43


[attachimg=1align=center=width=500]
Ouça a voz de Deus

(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/06/2105.gif)

O que vem pra tentar ferir
o valente de Deus
em meio às suas guerras?

Que ataque é capaz
de fazê-lo olhar pra trás
e querer desistir?

(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/06/2105.gif)

Que terrível arma é
usada pra tentar paralizar sua fé?

Cansaço, desânimo,
logo após uma vitória,
a mistura de um desgaste
com um contra-ataque do mal.

(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/06/2105.gif)

A dor de uma perda, ou a dor da traição,
uma quebra de aliança,
que é a raiz da ingratidão.

Se alguém está assim,
preste muita atenção
ouça a voz que vem do coração de Deus.

(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/06/2105.gif)

Em tempos de guerra, nunca pare pra desanimar
Não baixe a guarda, nunca pare de lutar
Em tempos de guerra, nunca pare de orar.

Libera a Palavra, ore sem parar.
O escape, o descanso, a cura,
a recompensa vem sem demora.

(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/06/2105.gif)

Desconheço a autoria.


Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 25 de Junho de 2011, 06:47


(http://3.bp.blogspot.com/-XUZwYntoUh0/Us6A4YBc1rI/AAAAAAAAKnk/CFlbIeH62dQ/s1600/Chico+Xavier+tristeza+e+alegria.jpg)

Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: macili em 27 de Junho de 2011, 01:02
(http://4.bp.blogspot.com/_8r2iLV45-Bs/S7T6VlILgxI/AAAAAAAADkw/Kuvk6cZkLsU/s400/arleta6.jpg)


Que um amor te aconteça...
que um amor te salve...
que um amor te cuide!


~ Cah Morandi ~
Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: macili em 27 de Junho de 2011, 02:08


(http://4.bp.blogspot.com/_8r2iLV45-Bs/S7FbIUlDxeI/AAAAAAAADjo/K_s8zTFUjwg/s400/2rew.gif)


Efeitos

Sucessão de Experiências


(http://4.bp.blogspot.com/_8r2iLV45-Bs/S7FbIUlDxeI/AAAAAAAADjo/K_s8zTFUjwg/s400/2rew.gif)


1 - Após os sofrimentos em regiões purgatoriais, o que acontece com aqueles que cometeram o suicídio?

      (http://fotos.sapo.pt/HuZzCZeDKSwsDqRQ85M7/x66) Depende de suas necessidades e da maneira como reajam às conseqüências de seu gesto. Após superarem o trauma mais forte, decorrente da agressão que cometeram contra si mesmos, podem estagiar no Além por tempo breve ou longo, mas, fatalmente, todos tornarão à carne para os ajustes devidos, no desdobramento de experiências redentoras.


2 - Todos têm o mesmo tratamento?

       (http://fotos.sapo.pt/HuZzCZeDKSwsDqRQ85M7/x66) Nem poderia ser diferente. Todos recebem os mesmos cuidados, mas o destino de cada um guarda correspondência com suas necessidades. Haverá os que reencarnarão de imediato a fim de atenuar os graves desequilíbrios de que são portadores. Outros permanecerão mais tempo na Espiritualidade, por escolha pessoal ou por não reunirem as condições mínimas para um mergulho na carne.


3 - O suicida libera-se de seus desajustes em uma única existência?

      (http://fotos.sapo.pt/HuZzCZeDKSwsDqRQ85M7/x66) Em parte, como um doente grave que recebe poderosa medicação, capaz de melhorar o quadro clínico, fortalecendo-o, mas sem liberá-lo inteiramente da enfermidade, o que demandará tratamento mais prolongado, sem prazo para a conclusão.


4 - Haverá um número certo de reencarnações, até que o suicida se recomponha?

      (http://fotos.sapo.pt/HuZzCZeDKSwsDqRQ85M7/x66) Não, porquanto isso vai depender de suas reações, de como vai se comportar diante dos sofrimentos e dificuldades que enfrentará. Se cultivar a fé e a submissão aos desígnios divinos, terá condições para uma recuperação rápida. Se em contato com o Espiritismo, terá os melhores recursos de esclarecimento quanto à sua postura. A Doutrina será uma bênção de Deus nesse particular, dando-lhe a consciência de que não está entregue à própria sorte e de que há razões para as dores e problemas que enfrentará.


5 - E quanto ao tempo?

      (http://fotos.sapo.pt/HuZzCZeDKSwsDqRQ85M7/x66) Chico Xavier dizia que o suicida levará duzentos anos para se recompor, com uma ou mais passagens pela carne. Não obstante, é preciso considerar a vontade do interessado. Os males, no desdobramento do tempo, serão sempre decrescentes, à medida que cresça nele a disposição de enfrentá-los com serenidade e confiança em Deus, sem incidir em novas fugas.


6 - Ao reencarnar, o suicida escolherá o tipo de provação compatível com suas necessidades?

      (http://fotos.sapo.pt/HuZzCZeDKSwsDqRQ85M7/x66) Nenhum médico consultará um paciente com graves problemas mentais, sobre o tipo de tratamento que receberá. Sabe que ele não tem condições para isso. É o que acontece com o suicida, ao reencarnar.  Em seu próprio benefício, o planejamento será feito por mentores espirituais.

7 - O suicida poderá reencarnar numa mesma família? Por exemplo: serem seus pais aqueles que foram seus filhos?

      (http://fotos.sapo.pt/HuZzCZeDKSwsDqRQ85M7/x66) Se houver tempo...  De qualquer forma, existindo uma ligação familiar autêntica, sustentada por laços espirituais e não os meramente sanguíneos, estarão juntos tanto na Espiritualidade quanto em experiências futuras. Afetos caros ao seu coração estarão empenhados em ajudá-lo, na Terra ou no Além. Hoje e sempre, o amor é o grande bálsamo das dores, o grande remédio para todos os males, a redenção para todas as faltas.


8 - Num processo reencarnatório imediato, de urgência, a fim de que o suicida supere seus desajustes maiores, se não houver possibilidade de retornar na mesma família, o que acontecerá?

      (http://fotos.sapo.pt/HuZzCZeDKSwsDqRQ85M7/x66) Os mentores espirituais tratarão de localizá-lo junto a uma família disposta a exercitar a fraternidade, recebendo-o em seu seio. O amor legítimo ultrapassa as fronteiras das famílias espirituais, conduzindo-nos à gloriosa integração na família universal.


(http://4.bp.blogspot.com/_8r2iLV45-Bs/S7FbIUlDxeI/AAAAAAAADjo/K_s8zTFUjwg/s400/2rew.gif)


- Richard Simonetti -

Livro: Suicídio tudo o que você precisa saber.


(http://4.bp.blogspot.com/_8r2iLV45-Bs/S7FbIUlDxeI/AAAAAAAADjo/K_s8zTFUjwg/s400/2rew.gif)


Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: macili em 27 de Junho de 2011, 02:13
(http://3.bp.blogspot.com/_8r2iLV45-Bs/S6gI_otaPmI/AAAAAAAADgQ/OLOALBiunXM/s400/tremmicka.jpg)


Naquele dia fazia um azul tão límpido, meu Deus,
que eu me senti perdoado para sempre e assim... 
resolvi viver e ser feliz!!!
Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: macili em 27 de Junho de 2011, 02:24
(http://1.bp.blogspot.com/_8r2iLV45-Bs/TRkwFgRzGYI/AAAAAAAAFXo/qBOJJ8jy1lw/S220/ARMAZEM_010eupeluciaMERCYA.jpg)


Aprendi...

(http://3.bp.blogspot.com/_w-ZcEDlrJFs/TS9cVx7almI/AAAAAAAAHGg/_LWH8WLtuug/S220/00bar.gif)


Aprendi...
Que se pode conversar com estrelas.
Que se pode confessar com a Lua.
Que se pode viajar além do infinito.
Que ouvir uma palavra de carinho faz bem à saúde.
Que dar um carinho também faz.
Que sonhar é preciso.
Que se deve ser criança a vida toda.
Que nosso ser é livre.
Que Deus não proíbe nada em nome do amor.
Que o julgamento alheio não é importante.
Que o que realmente importa é a paz interior.


(http://3.bp.blogspot.com/_w-ZcEDlrJFs/TS9cVx7almI/AAAAAAAAHGg/_LWH8WLtuug/S220/00bar.gif)


~ Herman Melville ~
Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: macili em 27 de Junho de 2011, 03:10
(http://3.bp.blogspot.com/_8r2iLV45-Bs/S3MZCpAX93I/AAAAAAAADEw/FlPIx6P_zuI/s400/rosa.gif)


Suicidas


(http://3.bp.blogspot.com/_8r2iLV45-Bs/S3GP7HBn9nI/AAAAAAAADA4/AfVwe3Sjp8g/s400/dores.bmp)


François-Simon Louvet
(Do Havre.)

A seguinte comunicação foi dada espontaneamente, em uma reunião espírita no Havre, a 12 de fevereiro de 1863:

(http://3.bp.blogspot.com/_8r2iLV45-Bs/S3MZCpAX93I/AAAAAAAADEw/FlPIx6P_zuI/s400/rosa.gif)


   
"Tereis piedade de um pobre miserável que passa de há muito por cruéis torturas?!
Oh! o vácuo...  o Espaço...  despenho-me...  caio...  morro...  Acudam-me!  Deus, eu tive uma existência tão miserável...   Pobre diabo, sofri fome muitas vezes na velhice; e foi por isso que me habituei a beber, a ter vergonha e desgosto de tudo.

      "Quis morrer, e atirei-me...  Oh! meu Deus! Que momento!E para que tal desejo, quando o termo estava tão próximo? Orai, para que eu não veja incessantemente este vácuo debaixo de mim...  Vou despedaçar-me de encontro a essas pedras! Eu vo-lo suplico, a vós que conheceis as misérias dos que não mais pertencem a esse mundo. Não me conheceis, mas eu sofro tanto...  Para que mais provas?  Sofro!  Não será isso o bastante?  Se eu tivera fome, em vez deste sofrimento mais terrível e aliás imperceptível para vós, não vacilaríeis em aliviar-me com uma migalha de pão. Pois eu vos peço que oreis por mim...  Não posso permanecer por mais tempo neste estado...  Perguntai a qualquer desses felizes que aqui estão, e sabereis quem fui.  Orai por mim.
François-Simon Louvet."



(http://3.bp.blogspot.com/_8r2iLV45-Bs/S3MZCpAX93I/AAAAAAAADEw/FlPIx6P_zuI/s400/rosa.gif)



   
O guia do médium. - "Esse que acaba de se dirigir a vós foi um pobre infeliz que teve na Terra a prova da miséria; vencido pelo desgosto, faltou-lhe a coragem, e, em vez de olhar para o céu como devia, entregou-se à embriaguez; desceu aos extremos últimos do desespero, pondo termo à sua triste provação: atirou-se da Torre Francisco I, no dia 22 de julho de 1857. Tende piedade de sua pobre alma, que não é adiantada, mas que lobriga da vida futura o bastante para sofrer e desejar uma reparação. Rogai a Deus lhe conceda essa graça, e com isso tereis feito obra meritória."



(http://3.bp.blogspot.com/_8r2iLV45-Bs/S3MZCpAX93I/AAAAAAAADEw/FlPIx6P_zuI/s400/rosa.gif)



Buscando-se  informes  a  respeito,  encontrou-se no Jounal du Havre, de 23 de julho de 1857, a seguinte notícia local:

     
"Ontem, às 4 horas da tarde, os transeuntes do cais foram dolorasamente impressionados por um horrível acidente: - um homem atirou-se da torre, vindo despedaçar-se sobre as pedras. Era um velho puxador de sirga, cujo pendor à embriaguez o arrastara ao suicídio. Chamava-se François-Victor-Simon Louvet. O corpo foi transportado para a casa de uma das suas filhas, à rua de la Corderie.
     Tinha 67 anos de idade."


Seis anos fazia que esse homem morrera e ele se via ainda cair da torre,despedaçando-se nas pedras...  Aterra-o o vácuo, horroriza-o a perspectiva da queda... e isso há 6 anos! Quanto tempo durará tal estado? Ele não o sabe, e essa incerteza lhe aumenta as angústias. Isso não equivale ao inferno com suas chamas? Quem revelou e inventou tais castigos? Pois são os próprios padecentes que os vêm descrever, como outros o fazem das suas alegrias. E fazem-nos, muita vez, espontaneamente, sem que neles se pense - o que exclui toda hipótese de sermos nós o joguete da própria imaginação.


(http://3.bp.blogspot.com/_8r2iLV45-Bs/S3MZCpAX93I/AAAAAAAADEw/FlPIx6P_zuI/s400/rosa.gif)


Do Livro: O Céu e o Inferno - Segunda Parte - Capítulo V
Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: macili em 27 de Junho de 2011, 03:20
(http://2.bp.blogspot.com/_8r2iLV45-Bs/S3GAK2RjgrI/AAAAAAAADAI/u_z-w7fIWQo/s400/me2.png)


Para aprender...


(http://2.bp.blogspot.com/_w-ZcEDlrJFs/TQNYFwhNrsI/AAAAAAAAG-0/A6EIhEpOgoo/S220/fenix%2B15.png)


Para aprender, não precisas sofrer...

Teu sorriso é suficiente para trazer-te a paz.

O perfume das tuas flores é suficiente para iluminar teus dias.



(http://2.bp.blogspot.com/_w-ZcEDlrJFs/TQNYFwhNrsI/AAAAAAAAG-0/A6EIhEpOgoo/S220/fenix%2B15.png)


Teus passos, um de cada vez, são suficientes
 para encontrares o que procuras.

Teu silêncio e tua amorosidade são suficientes para sentires Deus.

Tens tudo ao teu alcance para cresceres contente e sem dor.



(http://2.bp.blogspot.com/_w-ZcEDlrJFs/TQNYFwhNrsI/AAAAAAAAG-0/A6EIhEpOgoo/S220/fenix%2B15.png)


Tudo que aperta, tudo que machuca, tudo que te tira a paz de espírito,
não é digno da tua atenção por tempo demasiado.

Vai com tua simplicidade, com tua alegria, com tua confiança,
e saberás que para aprender, não precisas sofrer...

Basta viver!



(http://2.bp.blogspot.com/_w-ZcEDlrJFs/TQNYFwhNrsI/AAAAAAAAG-0/A6EIhEpOgoo/S220/fenix%2B15.png)



~ Autoria Desconhecida ~
Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: macili em 27 de Junho de 2011, 03:36
(http://4.bp.blogspot.com/_IYSwY9xIBoc/TBfcgyXHDgI/AAAAAAAAAC8/Nxi91_iI_aI/s1600/andressavival212.gif)
Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: macili em 27 de Junho de 2011, 03:44


(http://c7.quickcachr.fotos.sapo.pt/i/de404788e/5611327_yLiES.gif)   Radionovela "Memórias de um Suicida" postado em Audiovisuais. Link: http://www.forumespirita.net/fe/audiovisuais/radio-novela-'memorias-de-um-suicida'/#.UdmqeNK-nfw  (http://c7.quickcachr.fotos.sapo.pt/i/de404788e/5611327_yLiES.gif)   Ninguém morre, porque somos eternos.



(http://lh5.ggpht.com/_SOZ4B7pxsSs/SkAOukEueBI/AAAAAAAAAQo/wMGd5Jx6Mbg/dns1.png)


A sua presença é valiosa demais...

Nossa gratidão pelo carinho e por estarem aqui nos ajudando a semear
a beleza e a importância da vida nos corações de nossos irmãos!!!

Voltem sempre...
Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: katiatog em 27 de Junho de 2011, 06:33
                  (http://i296.photobucket.com/albums/mm174/KimiSunshine_photos/Vintage%20Illustrations/HuggingCherrubgirls.jpg)


A arte de ser feliz


Acorde todas as manhã com um sorriso.

Esta é mais uma oportunidade que você tem para ser feliz.

Seja seu próprio motor de ignição. O dia de hoje jamais voltará.

Não o desperdice, pois você nasceu para ser feliz!

Enumere as boas coisas que você tem na vida.

Ao tomar consciência do seu valor, você será capaz de ir em frente com muita força, coragem e confiança!

Trace objetivos para cada dia.

Você conquistará seu arco-íris, um dia de cada vez. Seja paciente.

Não se queixe do seu trabalho, do tédio, da rotina, pois é o seu trabalho que o mantém alerta,

em constante desenvolvimento pessoal e profissional, além disso o ajuda a manter a dignidade.

Não se deixe vencer, não seja igual, seja diferente.

Se nos deixarmos vencer, não haverá surpresas, nem alegrias.

Conscientize-se que a verdadeira felicidade está dentro de você.

A felicidade não é ter ou alcançar, mas sim dar.

Estenda sua mão. Compartilhe. Sorria. Abrace.

A felicidade é um perfume que você não pode passar nos outros sem que o cheiro fique um pouco em suas mãos.

O importante de você ter uma atitude positiva diante da vida, ter o desejo de mostrar o que tem de melhor...

O tempo para ser feliz é agora.

O lugar para ser feliz é aqui!



Fonte: Otimismo em rede



Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 28 de Junho de 2011, 00:50


(http://gatadabaixada.zip.net/images/20573.gif)


Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 28 de Junho de 2011, 00:54

(https://image.slidesharecdn.com/suicdio-dordosdoisladosdavida-170415174924/95/suicdio-dor-dos-dois-lados-da-vida-45-638.jpg)


Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 28 de Junho de 2011, 01:08


(https://i.ytimg.com/vi/NQM0JPT1WcE/hqdefault.jpg)


Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 28 de Junho de 2011, 01:10


(http://www.jornaloeste.com.br/imgsite/noticias/amp-d5290ed2-dbd3-45fd-a955-aaeb001ccff3.jpg)

Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 28 de Junho de 2011, 01:13

(http://1.bp.blogspot.com/-ZyfpS5IswYM/UjYfCjleuWI/AAAAAAAAA1o/K-6iKPn-jQ0/s1600/prece+pelos+desencarnados....png)



Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: gleidefla em 30 de Junho de 2011, 13:16
Bom dia,

O suicídio é sem dúvida uma loucura, mas as vezes a dor que trazemos na alma, a certeza que erramos e não podemos voltar atrás, enfim...nos entorpece a razão e pensamos em tirar a vida, mas ao lembrar-mos que despertaremos vivos e com os mesmos sofrimentos acabamos desistindo.
Que bom!!!
Mas é uma luta diáriaaaaaaa não fazer bobagens, poi quando vc já pensou no assunto, é quase um vício pensar novamente quando a dor reaparece e vc ve que não conseguiu se tornar uma pessoa melhor. :(
Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: macili em 30 de Junho de 2011, 15:54
(http://www.orkugifs.com/images/Do-que-serviria-a-vida_1869.gif)


Amiga Gleidefla


Agradecemos sua participação no tópico e seu comentário.


Somos espíritos imperfeitos ainda e devido a isto muitos de nós não conseguimos
 entender e suportar os momentos difíceis de dor e sofrimento que nos atingem.
Assim, através de nosso desiquilíbrio, querendo fugir de tudo que nos
incomoda, agride, fere, procuramos uma saída para uma vida melhor. 
E por vezes esta saída é um equívoco incalculável.               

O Suicídio...

É uma bênção para todos nós espíritos encarnados conseguirmos entender
as conseqüências desastrosas que passam aqueles que, devido a falta de orientação,
 cometem o Suicídio, acreditando num futuro porvir abençoado.

Com o conhecimento, poderemos ajudar nossos entes queridos, vizinhos, amigos,
aquele irmão que necessita do nosso amor, da nossa palavra de incentivo,
assim, evitando que muitos irmãos caminhem nesta triste direção.

Seja muito bem-vinda ao tópico.

Muita harmonia e paz em seu coração.


Macili




Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: macili em 30 de Junho de 2011, 16:36


(http://www.culturalivre.net/wp-content/uploads/2011/05/poema-constancia-gif.gif)


Efeitos


Conseqüências Futuras



1 - Percebe-se, pelo exposto, que os tormentos do suicida, no Mundo Espiritual, não o redimem de seu desatino.

        (http://3.bp.blogspot.com/-7XpQaEQcdC4/TfEj_bwu_DI/AAAAAAAAG3I/W2UVD8Ktrxk/s1600/autumn+strasse112+L.gif) Situam-se por mero efeito imediato. Haverá todo um processo de conserto. Primeiro, o reparo dos desajustes perispirituais, os ferimentos produzidos no corpo celeste. Depois, enfrentará o desafio de limpar essa rasura na sua biografia como Espírito imortal, algo que demandará muito tempo e ingente esforço.


2 - Como ocorrerá esse "conserto"?

(http://3.bp.blogspot.com/-7XpQaEQcdC4/TfEj_bwu_DI/AAAAAAAAG3I/W2UVD8Ktrxk/s1600/autumn+strasse112+L.gif) A carne atua como válvula de escoamento de impurezas espirituais, provocadas por nossos desatinos, quando desrespeitamos as leis divinas, particularmente o não matarás, do decálogo mosaico. A vida é uma dádiva divina que não nos compete eliminar, nem a do próximo, nem a nossa. Assim, tão logo haja condição, deverá o suicida reencarnar para os reajustes necessários, em difícil experiência expiatória. As lesões perispirituais repercutirão no corpo físico, produzindo males variados e inevitáveis sofrimentos.



3 - Isso sugere que não permanecerá por muito tempo na Espiritualidade?

(http://3.bp.blogspot.com/-7XpQaEQcdC4/TfEj_bwu_DI/AAAAAAAAG3I/W2UVD8Ktrxk/s1600/autumn+strasse112+L.gif) Provavelmente, embora devamos considerar certa relatividade quanto ao tempo, envolvendo os dois planos. Um ano no Além pode representar um decênio na Terra. De qualquer forma, sempre que houver possibilidade, a tendência é promover a reencarnação o mais breve possível, como uma espécie de depurativo perispiritual, em regime de emergência.



4 - Haverá problemas no novo corpo?

(http://3.bp.blogspot.com/-7XpQaEQcdC4/TfEj_bwu_DI/AAAAAAAAG3I/W2UVD8Ktrxk/s1600/autumn+strasse112+L.gif) Inevitavelmente. O perispírito é a forma da forma física. Se há desajustes nele, decorrentes do suicídio, tenderão a refletir-se na carne, dando origem a males variados, correspondentes ao tipo de agressão que o indivíduo cometeu contra si mesmo. Imagine a dona de casa preparando um bolo. Se a forma estiver amassada, haverá problemas.



5 - Como fica o indivíduo que se suicidou por afogamento?

(http://3.bp.blogspot.com/-7XpQaEQcdC4/TfEj_bwu_DI/AAAAAAAAG3I/W2UVD8Ktrxk/s1600/autumn+strasse112+L.gif) Terá males envolvendo o aparelho respiratório, tipo asma, bronquite crônica, enfisema, com tendência à cronicidade. Os médicos enfrentarão dificuldades insuperáveis para erradicá-los, porquanto os recursos de que dispõem atingem apenas os efeitos, sem eliminar as causas profundas, que residem no corpo espiritual.



6 - Se ingeriu algum corrosivo, como soda cáustica?

(http://3.bp.blogspot.com/-7XpQaEQcdC4/TfEj_bwu_DI/AAAAAAAAG3I/W2UVD8Ktrxk/s1600/autumn+strasse112+L.gif) Os males serão no aparelho digestivo, envolvendo refluxo gastroesofágico, hérnia de hiato, diverticuloses, esofagites, varizes, úlceras e tumores, estes, não raro, cancerígenos.



7 - Desde a mais tenra infância?

(http://3.bp.blogspot.com/-7XpQaEQcdC4/TfEj_bwu_DI/AAAAAAAAG3I/W2UVD8Ktrxk/s1600/autumn+strasse112+L.gif) Normalmente sim, considerando que são impressos no corpo físico, a partir da concepção. Funcionam as leis de genética, envolvendo cor da pele, dos olhos, estrutura física, mas apenas como material básico para a construção da nova residência. O acabamento será do Espírito. O bolo crescerá torto, na forma irregular.



8 - Poderíamos considerar; então, que não há acaso na combinação genética que produz as deficiências físicas?

(http://3.bp.blogspot.com/-7XpQaEQcdC4/TfEj_bwu_DI/AAAAAAAAG3I/W2UVD8Ktrxk/s1600/autumn+strasse112+L.gif) Exatamente. A cada um segundo suas obras, ensinava Jesus (Mateus, 16:27). O que fizemos no passado fatalmente repercutirá no presente, proporcionando-nos facilidades ou dificuldades nas experiências humanas, premiando nossos esforços no Bem e corrigindo nossos impulsos no mal.



- Richard Simonetti -


Obra: Suicídio - Tudo o que você precisa saber.
Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: macili em 30 de Junho de 2011, 18:20
(http://www.doces_assinaturas.blogger.com.br/Animation3.gif)



Força em Tempos de Adversidade

Obra: Onde Existe Luz
Paramahansa Yogananda


(http://lh5.ggpht.com/_BJo2sJZzI3g/SgBP_Vj_SVI/AAAAAAAAGyM/O30pEEXMKyg/s400/barra31.gif)


Tudo que o Senhor criou foi para nos testar, para trazer de volta a imortalidade da alma sepultada dentro de nós. Essa é a aventura da vida, seu único propósito. E a aventura de cada um é diferente, singular. Você deve estar pronto para lidar com todos os problemas de saúde, da mente e da alma com métodos indicados pelo bom senso e com fé em Deus, sabendo que, na vida ou na morte, a sua alma permanece invicta.


(http://lh5.ggpht.com/_BJo2sJZzI3g/SgBP_Vj_SVI/AAAAAAAAGyM/O30pEEXMKyg/s400/barra31.gif)


Não deixe a vida derrotá-lo. Derrote a vida! Se você tiver uma vontade forte, poderá superar todas as dificuldades. Afirme, mesmo em meio às agruras: "O perigo e eu nascemos juntos, e eu sou mais perigoso do que o perigo!" 
Essa é uma verdade de que você se deve lembrar sempre; aplique-a e verá que funciona. Não se comporte como um mortal servil. Você é um filho de Deus!




(http://lh5.ggpht.com/_BJo2sJZzI3g/SgBP_Vj_SVI/AAAAAAAAGyM/O30pEEXMKyg/s400/barra31.gif)


Muita gente receia os problemas da vida. Eu nunca tive medo deles, porque sempre rezei:
"Que o Teu poder, Senhor cresça em mim. Conserva-me na consciência positiva de que, com o Teu auxílio, eu sempre posso superar as minhas dificuldades."




(http://lh5.ggpht.com/_BJo2sJZzI3g/SgBP_Vj_SVI/AAAAAAAAGyM/O30pEEXMKyg/s400/barra31.gif)



Desde que você é feito à imagem de Deus, acreditar que as provas por que passa implicam dificuldade maior do que o poder de sua divindade para superá-las é crer numa inverdade. Lembre-se: não importa o que suas provas sejam, você não é demasiadamente fraco para lutar. Deus não admitirá que você seja tentado além do que é capaz de enfrentar.



(http://lh5.ggpht.com/_BJo2sJZzI3g/SgBP_Vj_SVI/AAAAAAAAGyM/O30pEEXMKyg/s400/barra31.gif)


São Francisco enfrentou tribulações maiores do que você poderia imaginar, mas não se deu por vencido. Pelo poder da mente, ele superou esses obstáculos um por um e unificou-se com o Senhor do Universo. Por que não ter esse mesmo grau de determinação?



(http://lh5.ggpht.com/_BJo2sJZzI3g/SgBP_Vj_SVI/AAAAAAAAGyM/O30pEEXMKyg/s400/barra31.gif)


Use todas as provações que lhe vierem como oportunidades para aprimorar-se. Quando passa pelas provas e dificuldades da vida, é comum que você reaja: "Por que isto tem que acontecer comigo?" Em vez disso, você deveria considerar cada prova uma picareta com que cavar o solo da consciência, dando vazão à fonte interior de fortaleza espiritual. Cada prova deveria revelalr o poder oculto que você tem dentro de si próprio, como um filho de Deus feito à Sua imagem.



(http://lh5.ggpht.com/_BJo2sJZzI3g/SgBP_Vj_SVI/AAAAAAAAGyM/O30pEEXMKyg/s400/barra31.gif)


Fugir dos problemas pode parecer a solução mais fácil, mas você só se fortalece quando luta com um adversário forte. Quem não tem dificuldades não cresce.



(http://lh5.ggpht.com/_BJo2sJZzI3g/SgBP_Vj_SVI/AAAAAAAAGyM/O30pEEXMKyg/s400/barra31.gif)


A vida nada vale se não for uma ininterrupta superação de problemas. Cada problema que aguarda solução em suas mãos é um dever religioso que a vida lhe impõe. Qualquer fuga de problemas, físicos ou mentais, é uma fuga da vida, já que não pode haver vida que não seja cheia de problemas.



(http://lh5.ggpht.com/_BJo2sJZzI3g/SgBP_Vj_SVI/AAAAAAAAGyM/O30pEEXMKyg/s400/barra31.gif)


Enfrente a tudo e a todos no campo de batalha da vida, com a coragem de um herói e o sorriso de um conquistador.



(http://lh5.ggpht.com/_BJo2sJZzI3g/SgBP_Vj_SVI/AAAAAAAAGyM/O30pEEXMKyg/s400/barra31.gif)


Quando minhas provações se tornam muito grandes, busco a compreensão, primeiro, em mim mesmo. Não ponho a culpa nas circunstâncias, nem tento corrigir os demais. Primeiro eu me interiorizo. Tento limpar a cidadela do espírito para remover tudo o que obstrua a toda-poderosa e plenamente sábia expressão da alma. Esse é o modo de viver que produz o êxito.



(http://lh5.ggpht.com/_BJo2sJZzI3g/SgBP_Vj_SVI/AAAAAAAAGyM/O30pEEXMKyg/s400/barra31.gif)


Doenças e dificuldades nos trazem uma lição. Nossas experiências dolorosas não foram feitas para nos destruir, mas para incinerar nossas impurezas e nos apressar, na nossa volta ao Lar. Ninguém está mais ansioso pela nossa libertação do que Deus.



(http://lh5.ggpht.com/_BJo2sJZzI3g/SgBP_Vj_SVI/AAAAAAAAGyM/O30pEEXMKyg/s400/barra31.gif)


A cortina-de-fumaça da ilusão se interpôs entre Deus e nós, e Ele lamenta que O tenhamos perdido de vista. Ele não gosta de ver Seus filhos sofrerem tanto - morrendo por causa de bombas que caem, de doenças terríveis e de hábitos de vida errôneos. Deus lamenta isso tudo, pois nos ama e nos quer de volta. Se pelo menos você fizesse o esforço, à noite, de meditar e estar com Ele... Ele pensa tanto em você... Você não foi abandonado. Foi você quem abandonou seu verdadeiro Ser.



(http://lh5.ggpht.com/_BJo2sJZzI3g/SgBP_Vj_SVI/AAAAAAAAGyM/O30pEEXMKyg/s400/barra31.gif)


Quando você toma experiências da vida por instrutores e aprende com elas a verdadeira natureza do mundo e o papel que você desempenha nele, essas experiências se tornam guias valiosos para chegar à satisfação e à felicidade eternas.



(http://lh5.ggpht.com/_BJo2sJZzI3g/SgBP_Vj_SVI/AAAAAAAAGyM/O30pEEXMKyg/s400/barra31.gif)


Em certo sentido, a infelicidade é sua melhor amiga, porque o impulsiona a buscar Deus. Quando você começa a ver claramente a imperfeição do mundo, começa a procurar a perfeição de Deus. A verdade é que Deus está usando o mal, não para nos destruir, mas para nos desiludir de Seus brinquedos, das distrações deste mundo, de modo que possamos buscá-Lo.



(http://lh5.ggpht.com/_BJo2sJZzI3g/SgBP_Vj_SVI/AAAAAAAAGyM/O30pEEXMKyg/s400/barra31.gif)


O desalento não é senão a sombra que projeta a mão da Divina Mãe,¹ quando se estende para acariciar. Não se esqueça disso. Às vezes, quando a Mãe vai acariciá-lo, Sua mão produz uma sombra, antes de tocá-lo. Desse modo, quando as dificuldades chegarem, não imagine que Ela o está punindo. Sua mão, que projeta sombra sobre você, detém uma bênção, ao estender-se até você para trazê-lo para mais perto Dela.



(http://lh5.ggpht.com/_BJo2sJZzI3g/SgBP_Vj_SVI/AAAAAAAAGyM/O30pEEXMKyg/s400/barra31.gif)


O sofrimento é um bom professor para os que aprendem com ele, rapidamente e de boa vontade, mas torna-se um tirano para os que resistem e se ressentem. O sofrimento pode nos ensinar quase tudo. Suas liçõs nos estimulam a desenvolver discernimento, autocontrole, desapego, moralidade e consciência espiritual transcendente. Uma dor de estômago, por exemplo, nos diz para não comermos em excesso e prestarmos atenção ao que comemos. A dor resultante da perda de riquezas ou de pessoas queridas nos lembra a natureza temporária de todas as coisas neste mundo de ilusão. As conseqüências das ações errôneas nos impelem a exercitar o discernimento. Por que não aprender por meio da sabedoria? Dessa maneira você não se submeterá à dolorosa disciplina - desnecessária - desse rude capataz: o sofrimento.



(http://lh5.ggpht.com/_BJo2sJZzI3g/SgBP_Vj_SVI/AAAAAAAAGyM/O30pEEXMKyg/s400/barra31.gif)


O sofrimento é causado pelo mau uso do livre-arbítrio. Deus nos deu o poder de aceitá-Lo ou rejeitá-Lo. Ele não quer que tenhamos de enfrentar infortúnios, mas não vai interferir quando optarmos por ações que levem à infelicidade.



- continuação -







Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: macili em 30 de Junho de 2011, 19:12
- continuação -


Força em Tempos de Adversidade

Obra: Onde Existe Luz
Paramahansa Yogananda


(http://lh5.ggpht.com/_BJo2sJZzI3g/SgBP_Vj_SVI/AAAAAAAAGyM/O30pEEXMKyg/s400/barra31.gif)


Todas as causas de saúde deficiente, súbito fracasso financeiro ou outras dificuldades que desabam sobre você inesperadamente, sem que você saiba o porquê, foram criadas por você próprio no passado, nesta ou numa encarnação anterior, e têm estado germinando em sua consciência silenciosamente (...)²  Não culpe a Deus nem a quem quer que seja se estiver sofrendo de moléstias, problemas financeiros ou distúrbios emocionais. Você criou as causas desses problemas no passado e deve, com a máxima determinação, erradicá-las agora.


(http://lh5.ggpht.com/_BJo2sJZzI3g/SgBP_Vj_SVI/AAAAAAAAGyM/O30pEEXMKyg/s400/barra31.gif)



É muito comum que as pessoas interpretem mal o significado carma,³ adotando uma atitude fatalista. Você não é obrigado a aceitar o carma. Se eu lhe disser que alguém está atrás de você, pronto para agredi-lo, porque certa vez você o agrediu, e você simplesmente diz: "Bem, é o meu carma!" e fica à espera que a pessoa o ataque, é óbvio que você receberá um golpe! Por que não tenta acalmá-la? Pacificando-a, você poderá reduzir seu rancor e eliminar-lhe o desejo de atacá-lo.


(http://lh5.ggpht.com/_BJo2sJZzI3g/SgBP_Vj_SVI/AAAAAAAAGyM/O30pEEXMKyg/s400/barra31.gif)


Os efeitos de suas ações têm muito menos poder de afetá-lo  quando você não permite que a mente se renda a eles. Lembre-se disso. Você também pode resistir, neutralizando os efeitos negativos das ações errôneas do passado com os efeitos positivos desencadeados pelas ações corretas no presente, evitando, desse modo, que se crie um ambiente favorável à colheita do mau carma.


(http://lh5.ggpht.com/_BJo2sJZzI3g/SgBP_Vj_SVI/AAAAAAAAGyM/O30pEEXMKyg/s400/barra31.gif)


Quando você compreende a si próprio como sendo um filho de Deus, que carma pode ter? Deus não tem carma. E você também não terá, quando tiver consciência de que é filho Dele. Você deveria afirmar todos os dias: "Não sou um ser mortal. Não sou o corpo. Sou um filho de Deus". Isso é praticar a presença de Deus. Deus está livre de carma. Você é feito à Sua imagem. Você também é livre de carma.


(http://lh5.ggpht.com/_BJo2sJZzI3g/SgBP_Vj_SVI/AAAAAAAAGyM/O30pEEXMKyg/s400/barra31.gif)


Não deixe que ninguém diga que os sofrimentos e problemas que você experimenta são seu carma. Você [a alma] não tem carma. Shankara4 disse: "Sou uno com o Espírito; Eu sou Ele". Se você compreender profundamente essa verdade, você será um deus. Mas se você mantiver afirmando: "Sou um deus" e, no entanto, no fundo da mente, estiver pensando: "Mas parece que sou um ser mortall", você será um ser mortal. Se você tiver consciência de que é um deus, será livre.


(http://lh5.ggpht.com/_BJo2sJZzI3g/SgBP_Vj_SVI/AAAAAAAAGyM/O30pEEXMKyg/s400/barra31.gif)


"Não sabeis vós que sois o templo de Deus e que o Espírito de Deus habita em vós?"5
Se você puder purificar e expandir a mente por meio da meditação, e receber Deus em sua consciência, você também estará livre da ilusão de doença, limitações e morte.



(http://lh5.ggpht.com/_BJo2sJZzI3g/SgBP_Vj_SVI/AAAAAAAAGyM/O30pEEXMKyg/s400/barra31.gif)


Se você quiser elevar-se acima do carma, procure compreender estas três verdades:
(1) Quando a mente é forte e o coração, puro, você é livre. A mente é que o liga às dores do corpo. Quando seus pensamentos forem puros e você tiver a mente forte, não poderá sofrer os dolorosos efeitos do mau carma. Isso foi uma das coisas mais felizes que eu descobri.  (2)  No sono subconsciente, você é livre.  (3)  Quanto está em êxtase6  identificado com Deus, você não tem carma. É por isso que os santos dizem: "Ore sem cessar". Quando orar e meditar ininterruptamente, você alcançará o plano da superconsciência, onde nenhuma perturbação o poderá alcançar.



(http://lh5.ggpht.com/_BJo2sJZzI3g/SgBP_Vj_SVI/AAAAAAAAGyM/O30pEEXMKyg/s400/barra31.gif)


Você pode tornar-se livre de carma agora mesmo, por meio desses métodos. Quando quer que perturbações cármicas infestem sua vida, vá dormir. Ou, então, produza pensamentos puros e torne sua mente forte como aço dizendo a si próprio: "Estou acima disso tudo". Ou - o que é o melhor -, em meditação profunda, entre no divino estado da superconsciência. A bem-aventurança desse nível de consciência é o estado natural de sua alma, mas você esqueceu sua verdadeira natureza por ter passado tanto tempo identificado com o corpo.  Esse estado da alma, livre de perturbações, bem-aventurado, é o que tem que ser readquirido.


(http://lh5.ggpht.com/_BJo2sJZzI3g/SgBP_Vj_SVI/AAAAAAAAGyM/O30pEEXMKyg/s400/barra31.gif)


A natureza da alma [como Espírito individualizado] é bem-aventurança: um duradouro estado interior de sempre nova, sempre cambiante alegria. Essa bem-aventurança oferece eternamente alegria imperecível a quem a conseguiu, mesmo quando a pessoa atravessa as provações do sofrimento físico ou da morte.


(http://lh5.ggpht.com/_BJo2sJZzI3g/SgBP_Vj_SVI/AAAAAAAAGyM/O30pEEXMKyg/s400/barra31.gif)


Os remédios materiais - medicamentos, conforto físico, consolo humano - têm suas indicações para fazer desaparecer a dor, mas o remédio máximo é a prática da Kriya Yoga7 e da afirmação de que você é um com Deus. Essa é a panacéia para todas as perturbações, dores e privações - o caminho para a libertação de todo o carma indicidual e coletivo.8


- continuação -







Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: macili em 30 de Junho de 2011, 19:15
- continuação -


(http://lh5.ggpht.com/_BJo2sJZzI3g/SgBP_Vj_SVI/AAAAAAAAGyM/O30pEEXMKyg/s400/barra31.gif)



Força em Tempos de Adversidade

Obra: Onde Existe Luz
Paramahansa Yogananda


(http://lh4.ggpht.com/gifs.luma.d/SNU3qKxqxGI/AAAAAAAAB0E/zS35UOmNbAg/s400/o%2C.gif)


Afirmações


Sei que o poder de Deus é ilimitado; como sou feito à Sua imagem,
eu também tenho a força necessária para superar todos os obstáculos.


(http://lh4.ggpht.com/gifs.luma.d/SNU3qKxqxGI/AAAAAAAAB0E/zS35UOmNbAg/s400/o%2C.gif)


Querido Pai, quaisquer que sejam as condições com as quais me confronto,
sei que representam o próximo passo no meu desenvolvimento. Receberei
de bom grado todas as provas, pois sei que em mim existem a inteligência
e o poder de superá-las.


(http://lh4.ggpht.com/gifs.luma.d/SNU3qKxqxGI/AAAAAAAAB0E/zS35UOmNbAg/s400/o%2C.gif)

(http://lh6.ggpht.com/_BJo2sJZzI3g/Sap_CxJsPSI/AAAAAAAADmA/VxqRlL8YDHg/s400/flor8.png) ¹  As escrituras da Índia ensinam que Deus é tanto pessoal quanto impessoal, tanto imanente quanto transcendente. No ocidente, os que O procuraram se relacionaram com Deus, tradicionalmente, em Seu aspecto pessoal de Pai. Na Índia, a idéia de Deus como compassiva e amorosa Mãe do universo encontra ampla aceitação.

(http://lh6.ggpht.com/_BJo2sJZzI3g/Sap_CxJsPSI/AAAAAAAADmA/VxqRlL8YDHg/s400/flor8.png) ² Reencarnação, a viagem evolutiva da alma em seu retorno para Deus, enseja repetidas oportunidades para crescimento, realizações e satisfações que não seriam possíveis no curto espaço de apenas uma vida terrena.

(http://lh6.ggpht.com/_BJo2sJZzI3g/Sap_CxJsPSI/AAAAAAAADmA/VxqRlL8YDHg/s400/flor8.png) ³ O resultado das ações passadas, regido pela lei de causa e efeito. "O que o homem semear, isto ele haverá de colher." (Gálatas 6:7)

(http://lh6.ggpht.com/_BJo2sJZzI3g/Sap_CxJsPSI/AAAAAAAADmA/VxqRlL8YDHg/s400/flor8.png) 4 Swami Shankara foi um dos mais eminentes filósofos da Índia. A época em que viveu não é bem conhecida. Um grande número de historiadores o colocam no século IX.

(http://lh6.ggpht.com/_BJo2sJZzI3g/Sap_CxJsPSI/AAAAAAAADmA/VxqRlL8YDHg/s400/flor8.png) 5 Coríntios 3:16.

(http://lh6.ggpht.com/_BJo2sJZzI3g/Sap_CxJsPSI/AAAAAAAADmA/VxqRlL8YDHg/s400/flor8.png) 6 O elevado estado de consciência no qual se percebe Deus diretamente. O estado consciente é aquele em que se tem conhecimento do corpo e do seu ambiente externo. O estado subconsciente é a mente interna, que opera durante o sono e em certos processos mentais como, por exemplo, a memória. O estado superconsciente é a mente superior transcendental ou consciência espiritual da alma.

(http://lh6.ggpht.com/_BJo2sJZzI3g/Sap_CxJsPSI/AAAAAAAADmA/VxqRlL8YDHg/s400/flor8.png) 7 Uma técnica científica de comunhão interna com Deus. A ciência da Kriya Yoga é explicada no livro de Paramahansa Yogananda, Autobiografia de um Iogue.

(http://lh6.ggpht.com/_BJo2sJZzI3g/Sap_CxJsPSI/AAAAAAAADmA/VxqRlL8YDHg/s400/flor8.png) 8 As ações acumuladas dos seres humanos, no âmbito das comunidades, das nações e do mundo como um todo, constituem o carma coletivo, que produz efeitos localizados ou generalizados, de acordo com o grau e a preponderância do bem ou do mal. Os pensamentos e atos de cada indivíduo, portanto, contribuem para o bem ou para o mal deste mundo e de todas as pessoas que nele habitam.
Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: macili em 30 de Junho de 2011, 19:36
[attachimg=1  align=center  width=500]
Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: macili em 30 de Junho de 2011, 19:37
(http://deborahblom.zip.net/images/bt105.gif)
Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Doniztti em 01 de Julho de 2011, 23:44


(http://c7.quickcachr.fotos.sapo.pt/i/de404788e/5611327_yLiES.gif)   Radionovela "Memórias de um Suicida" postado em Audiovisuais. Link: http://www.forumespirita.net/fe/audiovisuais/radio-novela-'memorias-de-um-suicida'/#.UdmqeNK-nfw  (http://c7.quickcachr.fotos.sapo.pt/i/de404788e/5611327_yLiES.gif)   Ninguém morre, porque somos eternos.



Não tenho palavras para falar,apenas agradeço quem post
ou tal edificante matéria e rogar que Deus a ilumine
De Paulo donizetti para Marianna



Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Victor Passos em 02 de Julho de 2011, 15:15
Ola muita paz
Bons amigos e Amigas

Suicídio não é solução

Por mais que você esteja sofrendo, não pense jamais em desertar da vida pela porta falsa do suicídio. Peça socorro a Deus pela prece, pois a ajuda divina nunca falha nas horas de maior dificuldade. Você pode orar ao Pai diretamente, sem intermediários, abrindo seu coração para Ele com fé e sinceridade. Mas não deixe o desespero tomar conta de você: a resposta para o seu problema pode surgir a qualquer momento. Faça a sua parte orando a Deus, e não pense em hipótese alguma em desertar da vida.

Quem sabe se a solução para a sua dificuldade chegará por um caminho bem diferente daquele que você está esperando? Convenhamos: não será egoísmo de sua parte pensar no suicídio para resolver exclusivamente os seus problemas? E a família, como fica? E os amigos? Você acha certo sair deste mundo deixando os seus problemas para os parentes e amigos? Pense bem e desista de uma vez dessa idéia infeliz. Tenha fé que a solução virá.

Vale a pena você saber que no livro “Suicídio e suas Conseqüências”, de nossa autoria, disponível na Livraria da Useerj, tel. 2224-1244, demonstramos com muita clareza o que acontece ao suicida após a sua desencarnação. Também mostramos o amparo que ele recebe no mundo espiritual com vistas a sua recuperação, para, depois disso, reparar o erro cometido contra ele mesmo através de um corpo enfermo, numa futura reencarnação.

Agora vamos conversar.

Responda-me: há quanto tempo você não desabafa com alguém?

Por que carregar sozinho o peso da sua dor?

Por que não dividi-lo com uma pessoa da sua confiança?

Desabafe com alguém que possa ouvi-lo.

Lembre-se de que até Jesus precisou do Cirineu para a carregar a cruz. Busque ajuda, pois assim você irá encontrá-la.

E se você estiver precisando desabafar, ligue para 2268-2626 ou 2233-9191. Estes são alguns dos telefones do CVV – Centro de Valorização da Vida, que mantém um programa de prevenção ao suicídio baseado na doação da amizade. Além disso, confie em Deus, pois Ele deseja a felicidade de todos os Seus filhos, seja qual for a religião, cor, raça ou nacionalidade. Pense nisso, porque Deus tem sempre estradas onde o homem não tem caminhos!

GERSON SIMÕES MONTEIRO é presidente da Fundação Cristã-Espírita Paulo de Tarso, do Rio de Janeiro, RJ, e diretor da Rádio Rio de Janeiro.
 
Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Victor Passos em 02 de Julho de 2011, 15:16
Ola muyita paz e harmonia

Saiba mais sobre o suicídio


1 - Por que algumas pessoas pensam, erroneamente, que o suicídio pode resolver seus problemas?

Dificuldade alguma justifica o suicídio e matar-se pensando fugir dos problemas é um enorme engano, porque o Espírito encontrará sofrimentos inenarráveis e de mais difícil solução no outro Plano. A vida continua no Mundo Espiritual e cada Espírito, ao desencarnar, lá encontra as virtudes, os defeitos e os problemas não resolvidos na última reencarnação. Porém, é com fé e certeza na sabedoria e bondade de Deus e na justiça de Suas leis que encontramos forças para lutar. E através da prece nos ligamos aos bons Espíritos que nos intuem no caminho do bem, compreendendo que a vida é um presente de Deus, uma oportunidade valiosa de aprendizado. 

2 - O que acontece com quem se suicida?

As conseqüências dependem dos méritos e deméritos e dos atenuantes ou agravantes. Geralmente (afastados os casos em que se dá um estado de inconsciência), uma vez cometido o ato equivocado, o desencarnado se encontrará em regiões infelizes no Plano Espiritual, vales sinistros, na companhia de trevosas sociedades, situações essas ricamente descritas no livro “Memórias de um Suicida”, de Yvonne Pereira. Além disso, a lesão ao corpo físico lesa também o corpo espiritual. E é ele, o perispírito, a matriz que vai registrar, nos corpos das reencarnações subseqüentes, o resultado das lesões ocasionadas pelo suicídio, em forma de enfermidades ou deficiências.

3 - O que fazer se percebemos que alguém pensa em cometer suicídio?

Quando se percebe alguém com pensamentos ou tendências suicidas, é dever cristão auxiliar, esclarecendo acerca das conseqüências do suicídio, além de incentivar a oração e a valorização da vida. Através de conversas fraternas e leituras é possível esclarecer que as dificuldades são provas ou resgates que proporcionam o progresso espiritual, se vividas com resignação, coragem e confiança em Deus. Importante também elevar a auto-estima da pessoa, levando esperança e amizade àquele que sofre, lembrando que todo sofrimento é transitório.

4 - E o que podemos fazer para auxiliar alguém que se matou?

Podemos ajudar através da prece e das vibrações de amor emitidas em seu favor, aliviando assim seu sofrimento. Sempre haverá uma nova chance, pois o Pai Misericordioso não condena ninguém ao sofrimento eterno. No futuro, ser-lhe-á dada nova oportunidade de superar as provas ou expiações que não teve coragem de transpor, através de uma nova reencarnação.

5 - Qual o papel da Doutrina Espírita com relação ao suicídio?

A Doutrina Espírita esclarece encarnados e desencarnados acerca desse ato insano, despertando a luz da fé, da oração e dos valores éticos e cristãos, construtores do verdadeiro progresso espiritual. Também auxilia a reequilibrar aqueles que estão com a idéia de fugir à vida e auxilia, através do esclarecimento e da prece, os infelizes que desencarnaram por meio desse ato dramático, bem como as vítimas que aqui ficaram: parentes e amigos.
 
Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Doniztti em 02 de Julho de 2011, 21:22
Obrigado.
Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: macili em 03 de Julho de 2011, 01:34
(http://i246.photobucket.com/albums/gg87/tahyane1/Florais/Keefers_Flowers_Bagonia.jpg)


Olá queridos Amigos Victor Passos e Doniztti



Obrigada pela participação no tópico.


Acender a luz da vida no coração do nosso próximo é algo muito especial e importante.

Sejam sempre muito bem-vindos!!!

Que o amor, a felicidade, a paz e as bênçãos divinas estejam sempre envolvendo nossas almas.






Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: macili em 03 de Julho de 2011, 02:10
(http://i262.photobucket.com/albums/ii85/tahyane/Florais/Xicaraefloresbrancas-726126.jpg)


Os Lírios dos Campos


Vejamos a indicação de Jesus,
mostrando-nos os lírios dos campos,
com suas vestes superiores aos reis da Terra.
E quem os vestiu? Certamente que foi o Criador.

Meditemos nas flores como sorrisos
da vida superior, a nos convidarem a sorrir,
meditemos nelas em todas as suas nuances divinas,
a nos convidarem ao amor,
analisando as suas procedências.


(http://3.bp.blogspot.com/_w-ZcEDlrJFs/TSt2GYIcn4I/AAAAAAAAHFg/uhU7fqKYOe0/S220/DBV%2BRomancing%2Bthe%2Bheart%2Belement%2B%252828%2529.png)



Meditemos nas flores dos jardins e dos campos,
a nos indicarem as belezas que nos esperam.
E se elas nos extasiam, o que dizer das flores
das virtudes que se encontram, às vezes,
a desabrochar nos nossos corações?
Elas são inúmeras, como beijos de luz
fundindo e refundindo todos os nossos sentidos.

O exterior nos predispõe e abre
os nossos interesses para os campos do íntimo.
Eles são mais ricos em campos e jardins,
com uma profusão de estrelas a brilhar
em nosso céu consciencial, se despertarmos
a luz do entendimento, se a caridade guiar
os nossos passos e se o amor for a nossa força
de vida, no dia-a-dia da nossa existência.


(http://3.bp.blogspot.com/_w-ZcEDlrJFs/TSt2GYIcn4I/AAAAAAAAHFg/uhU7fqKYOe0/S220/DBV%2BRomancing%2Bthe%2Bheart%2Belement%2B%252828%2529.png)



Que linda expressão escolhida por Jesus:
os lírios dos campos!

Quantos campos existem dentro das criaturas?
Quantos lírios devem ser despertados
em nossos corações? São incontáveis.
Mas o Senhor espera de nós esse esforço
que somente nós mesmos haveremos de fazer,
mesmo que surjam dores e sacrifícios a enfrentar,
sob o comando das bênçãos do Mestre,
por intermédio dos anjos e dos próprios homens
que já se encontram à nossa frente.

Falamos aqui como criatura da Terra,
semelhante a todos, lutando com os mesmos problemas,
entendendo as necessidades do aprimoramento espiritual.


(http://3.bp.blogspot.com/_w-ZcEDlrJFs/TSt2GYIcn4I/AAAAAAAAHFg/uhU7fqKYOe0/S220/DBV%2BRomancing%2Bthe%2Bheart%2Belement%2B%252828%2529.png)


Agradecemos a todos os homens,
como Espíritos desencarnados, as oportunidades
de trabalho, de compreensão e de dever
que estamos recebendo. Que Deus os abençoe!

Agradecemos ao sol, essa fonte divina de vida,
pelos raios que nos aquecem.

Agradecemos às estrelas que nos invadem com a esperança;

Agradecemos às águas que tanto nos servem.

Agradecemos à flora e à fauna,
que nos acodem com seus recursos
todas às vezes que precisamos.


(http://3.bp.blogspot.com/_w-ZcEDlrJFs/TSt2GYIcn4I/AAAAAAAAHFg/uhU7fqKYOe0/S220/DBV%2BRomancing%2Bthe%2Bheart%2Belement%2B%252828%2529.png)


Agradecemos aos que amam na Terra, fornecendo-nos
este néctar de vida, para que possamos
trabalhar nos campos em que operamos
por misericórdia da divindade.

Agradecemos às crianças e aos velhinhos,
que tanto nos ajudam no trabalho de ajudar.

Agradecemos aos ventos, que sempre nos sopram
os valores da vida, quando precisamos
recompor nossas energias.

Agradecemos e beijamos a vida,
na expressão de tudo, como se beijássemos a Deus.

Jesus, os lírios do campo!
Senhor, inspira-nos como um poeta
que ultrapassa o reino dos astros!

Beijamos, Senhor, os Vossos pés,
que sempre vemos nos pés dos Filhos do Calvário!

(http://3.bp.blogspot.com/_w-ZcEDlrJFs/TSt2GYIcn4I/AAAAAAAAHFg/uhU7fqKYOe0/S220/DBV%2BRomancing%2Bthe%2Bheart%2Belement%2B%252828%2529.png)


Pelo Espírito Scheilla
psicografia João Nunes Maia
do Livro Flor de Vida
Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: macili em 03 de Julho de 2011, 02:29
(http://1.bp.blogspot.com/-tcnJkeabDp8/TgzFlpxkuuI/AAAAAAAAE3I/7q0959eXaQw/s400/transi%25C3%25A7%25C3%25A3o.jpg)


Um caso interessante



Na cidade de Uberlândia, Minas Gerais, a televisão mostrava um jovem singular.

Portador de enfermidade degenerativa, estava no leito há mais de 13 anos, paralisado, na mesma posição.

O apresentador lhe fez a última pergunta para encerrar o programa. Pediu-lhe que, em um minuto, definisse o que é a felicidade.

O rapaz sorriu, pensou um pouco, e respondeu com simpatia: "olha, amigo, para mim, que estou há tantos anos deitado de costas nesta cama, sem outro movimento a não ser o dos lábios e dos olhos, a felicidade seria poder deitar um pouco de bruços ou então de lado."

Ambos riram e a entrevista foi encerrada.


(http://1.bp.blogspot.com/-OrgHh6dwam4/Tgs2VLirScI/AAAAAAAAHrk/Cx8XNdOrVqg/s220/bn2.gif)


No dia seguinte o jovem paralítico recebeu a visita de uma senhora, na casa onde estava hospedado.

Ela estava um tanto inquieta, desejava falar-lhe com certa urgência, antes que ele se fosse da cidade, pois não residia em Uberlândia.

Convidada pelos anfitriões, a senhora acercou-se da cama móvel do rapaz e disse emocionada:

Eu assisti ontem a sua entrevista na TV, e gostaria de lhe dizer que você me fez ver a vida de forma diferente.

Estava, já há algum tempo, enfrentando séria crise existencial...

Tenho uma vida que considero dentro dos padrões de normalidade. Sou saudável e tenho uma situação financeira satisfatória, mas nos últimos tempos viver não tem mais sentido.

E embora aparentemente tenha tudo para ser feliz, desejava por um fim nessa vida vazia que levo.

Mas quando vi você nessa cama, viajando pelo Brasil afora levando esperança e consolo às pessoas que sofrem, comecei a refletir com mais seriedade sobre a vida.

Afinal, pensei, eu posso dormir na posição que deseje, mover-me para o lado que quiser, andar, correr, saltar, e por esse motivo eu já deveria ser mais feliz que você, não é mesmo?




(http://1.bp.blogspot.com/-OrgHh6dwam4/Tgs2VLirScI/AAAAAAAAHrk/Cx8XNdOrVqg/s220/bn2.gif)


O rapaz dialogou com ela por mais alguns minutos, contou-lhe casos engraçados da sua própria desgraça e ambos riram muito.

A senhora se foi, e o jovem, carcereiro de um corpo deformado, ficou meditando a respeito de como Deus é justo e misericordioso.

De como lhe havia concedido a oportunidade de, com o seu exemplo, confortar e consolar outras pessoas que perderam a vontade de viver, e, ao mesmo tempo, iluminar a própria intimidade com resignação e coragem.

Ele sentia, nas profundezas do seu ser, que estava recebendo conforme suas obras, como afirmara Jesus, mas tinha a vontade férrea de espalhar sementes boas, apesar das dificuldades e limitações físicas.




(http://1.bp.blogspot.com/-OrgHh6dwam4/Tgs2VLirScI/AAAAAAAAHrk/Cx8XNdOrVqg/s220/bn2.gif)


Pense nisso!

As deformidades do corpo nem sempre denotam deformidade da alma.

Existem almas deformadas albergadas em corpos saudáveis e belos, e há espíritos saudáveis detidos em corpos deformados.

E também há espíritos destrambelhados em corpos igualmente em desalinho.

Seja qual for a situação não há o que lamentar, pois todos estamos em processos de aprendizados valiosos que não merecem ser desperdiçados nem lamentados.



(http://1.bp.blogspot.com/-OrgHh6dwam4/Tgs2VLirScI/AAAAAAAAHrk/Cx8XNdOrVqg/s220/bn2.gif)


(com base no capítulo "Um caso interessante" do livro: Crepúsculo de um coração, de Jerônimo Mendonça. )
Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: macili em 03 de Julho de 2011, 02:46
(http://3.bp.blogspot.com/_mGtP5Ercp9s/TR0lSaF7bnI/AAAAAAAAC_Y/LkD-OaQtPWM/s1600/REVEILLON+OK.gif)
Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: macili em 03 de Julho de 2011, 03:21
(http://1.bp.blogspot.com/_w-ZcEDlrJFs/TDXecdJ8ydI/AAAAAAAAGBw/6CrDKeQSrus/s400/f_BrokenbyPygm_603291d.jpg)


Efeitos

Existência Breve



1 - Considerando as graves seqüelas que envolvem o suicida, quando reencarna, podemos dizer que toda criança com problemas físicos e mentais foi um suicida?


        É alguém com débitos do passado, porquanto ninguém sofre sem merecer, mas devemos evitar a generalização. Há outros comprometimentos espirituais que podem resultar em males semelhantes. Alguns exemplos: o indivíduo violento, que tende a renascer em corpo debilitado; o caluniador, com problemas na fala; o viciado em sexo, com disfunções nos órgãos genésicos...

(http://2.bp.blogspot.com/_w-ZcEDlrJFs/TNhXKLjTGiI/AAAAAAAAG4k/pbmNOB7RTfY/S220/9.gif)

2 - E a duração dessas existências reparadoras resultantes do suicídio?

         Com raras exceções, o corpo não resistirá por longo tempo aos graves desajustes do perispírito, provocados pela agressão praticada pelo suicida contra si mesmo.

(http://2.bp.blogspot.com/_w-ZcEDlrJFs/TNhXKLjTGiI/AAAAAAAAG4k/pbmNOB7RTfY/S220/9.gif)

3 - De que adianta ao suicida o sacrifício de uma existência tão breve?

         É como um tratamentoo de emergência para doenças graves. O Espírito retornará ao Mundo Espiritual menos comprometido, mais aliviado. Ao reencarnar, no desdobramento de experiências redentoras, haverá menores seqüelas. Os pais tendem a apegar-se ao filho com graves problemas de saúde e questionam essa existência breve e torturante, afligindo-se com suas dúvidas. Não sabem como foram importantes para o suicida os seus cuidados, o seu carinho, ajudando-o a se recompor. Podemos situá-los como valiosos colaboradores de Deus, no soerguimento dos filhos.

(http://2.bp.blogspot.com/_w-ZcEDlrJFs/TNhXKLjTGiI/AAAAAAAAG4k/pbmNOB7RTfY/S220/9.gif)

4 - O avanço da Medicina tem permitido que males graves, eventualmente originários do suicídio, sejam tratados com eficiência, prolongando a existência de pacientes mirins. Isso não representaria mera dilação de sofrimentos, sem proveito para o Espírito?

         Os avanços da Medicina da Terra obedecem à inspiração da Medicina do Céu. É muito bom que o Espírito do suicida possa dilatar sua experiência na carne, favorecendo mais amplo escoamento dos desajustes provocados pelo suicídio. São reduzidas à cronicidade doenças antes situadas por autêntico atestado de óbito, como o câncer, que também pode ter origem no suicídio.

(http://2.bp.blogspot.com/_w-ZcEDlrJFs/TNhXKLjTGiI/AAAAAAAAG4k/pbmNOB7RTfY/S220/9.gif)

5 - E se a Medicina conseguir neutralizar o mal em definitivo? Isso não estará prejudicando o resgate?

         O sofrimento do suicida na carne não se situa como mero resgate. É muito mais um reajuste. A Medicina funciona como instrumento da misericórdia divina, abreviando e amenizando seus padecimentos.

(http://2.bp.blogspot.com/_w-ZcEDlrJFs/TNhXKLjTGiI/AAAAAAAAG4k/pbmNOB7RTfY/S220/9.gif)

6 - E a justiça, como fica?

        Um adolescente que inadvertidamente sofra uma fratura não está pagando dívidas com seu sofrimento. Apenas colhe as conseqüências de sua imprudência. Tanto melhor para ele se puder contar com recursos avançados da Medicina. As fraturas perispirituais decorrentes do suicídio podem ser amenizadas e abreviadas, dependendo dos recursos mobilizados e de seus próprios cuidados.

(http://2.bp.blogspot.com/_w-ZcEDlrJFs/TNhXKLjTGiI/AAAAAAAAG4k/pbmNOB7RTfY/S220/9.gif)

7 - Qual a condição do suicida que, em nova existência, desencarna nos verdes anos? Voltará à sua personalidade anterior?

         Em seu próprio benefício, tenderá a conservar a atual, à espera de novo mergulho na carne. O fato de não se lembrar da existência anterior, em que cometeu o suicídio, o ajudará a recompor-se mais rapidamente.

(http://2.bp.blogspot.com/_w-ZcEDlrJFs/TNhXKLjTGiI/AAAAAAAAG4k/pbmNOB7RTfY/S220/9.gif)

8 - Permanecerá como criança?

        Sim, aguardando o ensejo de reencarnar. Até que isso aconteça, poderá desenvolver-se sob a custódia de benfeitores espirituais que o orientarão como a qualquer criança na Terra.

(http://2.bp.blogspot.com/_w-ZcEDlrJFs/TNhXKLjTGiI/AAAAAAAAG4k/pbmNOB7RTfY/S220/9.gif)

- Ricard Simonetti -

Suicídio - Tudo o que você precisa saber.




Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: macili em 03 de Julho de 2011, 21:42


(http://slideplayer.com.br/334956/1/images/23/Capitais+Brasileiras%3A+Suic%C3%ADdio.jpg)

Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: macili em 03 de Julho de 2011, 22:59
(http://www.ger.org.br/cartoesespiritas1_arquivos/cartao101.jpg)


Nas tribulações ou discórdias que nos agravem os problemas da vida,
recordemos a necessidade de certo donativo,
talvez dos mais difíceis na beneficência da alma:
- o primeiro passo para o reajuste da harmonia e da segurança.


Isso significa para nós um tanto mais de amor,
ainda mesmo quando nos vejamos ilhados
no espinheiro vibratório da incompreensão.


Emmanuel
Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: macili em 03 de Julho de 2011, 23:53
(http://lh4.ggpht.com/_w_-TwsGDsIE/SZg7ZE2bPzI/AAAAAAAAHCM/tajEp5A5sfc/_br4.gif)


Suicídio Moral



(Respostas dos Espíritos Superiores a Allan Kardec,
nas questões 952 e 952a de O Livro dos Espíritos - Ed. FEB.)


(http://lh5.google.com/katiakaufmann/SF7A41xvZcI/AAAAAAAAAEk/56w1pSGfmfE/bordsottorosayt8du1.gif)


952. Comete suicídio o homem que perece vítima de paixões que ele sabia lhe haviam de apressar o fim, porém a que já não podia resistir, por havê-las o hábito mudado em verdadeiras necessidades físicas?
       
        "É um suicídio moral. Não percebeis que, nesse caso, o homem é duplamente culpado? Há nele então falta de coragem e bestialidade, acrescidas do esquecimento de Deus."




(http://lh5.google.com/katiakaufmann/SF7A41xvZcI/AAAAAAAAAEk/56w1pSGfmfE/bordsottorosayt8du1.gif)



a) - Será mais, ou menos, culpado do que o que tira a si mesmo a vida por desespero?

        "É mais culpado, porque tem tempo de refletir sobre o seu suicídio. Naquele que o faz instantaneamente, há, muitas vezes, uma espécie de desvairamento, que alguma coisa tem da loucura. O outro será muito mais punido, por isso que as penas são proporcionadas sempre à consciência que o culpado tem das faltas que comete."
Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Doniztti em 04 de Julho de 2011, 00:03
Macili, obrigado por suas palavras e por seu carinho tão singelo.
Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: macili em 04 de Julho de 2011, 00:50
(http://lh4.google.com/_4dwYgH7y-QM/SbRm2OrbQWI/AAAAAAAAGjU/O5olh97TX5Q/s800/1956378b6pnwj7ug5.png)


Caminhando para o suicídio inconsciente

Adésio Alves Machado


A invigilância moral que nasce e se estrutura na ignorância humana, com relação ao conhecimento da vida espiritual, tem dizimado milhões de criaturas através dos tempos, e o pior é que continuará sua marcha lúgubre.

O Espiritismo vem tirar da pasmaceira moral os Espíritos aqui reencarnados, a fim de que melhorem, um pouco que seja, a qualidade de suas vidas, fazendo-os ver e sentir as conseqüências de seus vícios, paixões e desatinos cultivados através do corpo carnal.

Nessas horas de devaneio a criatura se deixa envolver por Espíritos inferiores, de baixo padrão vibratório, quando o ser perde o domínio integral de si mesmo. Criam-se algemas cruéis, difíceis de serem abertas. É a malha do vício que aprisiona, cerceia a liberdade, impõe condições, passa a dominar.


(http://2.bp.blogspot.com/-yLx4sIaUvvA/TXrooYoYRJI/AAAAAAAAHP4/zDg6QuK3Z_g/s220/juio.png)


Queremos referir-nos ao tabagismo, esquecendo por enquanto os demais, como por exemplo o alcoolismo, o uso de drogas, a maledicência, o hábito de caluniar, a glutonaria, o sexo em desregramento, a violência, etc., energeticamente desestruturando-o, tendo em vista que ele será o molde do novo corpo físico da próxima reencarnação do viciado.

Segundo dados colhidos num trabalho sobre saúde, da jornalista Magaly Sonia Gonzáles, publicado na revista IstoÉ, de julho de 2000, "o vício do fumo foi adquirido pelos espanhóis, junto aos índios da América Central, que o encontraram nas adjacências de Tobaco, província de Yucatán. Um dos primeiros a cultivar o tabaco na Europa foi Monsenhor Nicot, embaixador da França, em Portugal, de onde se derivou o nome nicotina, dado à principal toxina nele contida".

O tabagismo apodera-se do viciado em processo lento mas contínuo, fazendo-o mais uma "vítima", inicialmente de si mesmo, depois do fumo. Em verdade, o viciado se torna escravo de sua vontade pusilânime. O tabagismo é uma doença que, tratada a tempo, tem cura, requerendo do viciado, no entanto, muita obstinação para dele se desvencilhar, determinação esta que ainda não é apanágio dos Espíritos aqui reencarnados.



(http://2.bp.blogspot.com/-yLx4sIaUvvA/TXrooYoYRJI/AAAAAAAAHP4/zDg6QuK3Z_g/s220/juio.png)


Para deixar o cigarro é preciso readquirir o poder da vontade que se estiolou diante da prepotência, do autoritarismo da nicotina e seus sequazes.

O viciado é aquele que perde o comando da mente.

A luta do viciado pela recuperação do controle da vontade torna-se mais acerba pelo fato de o vício haver encontrado quem lhe insufla maior potência: os Espíritos tabagistas desencarnados. As mentes de além-túmulo não se desvinculam com facilidade, sem mais nem menos, deste foco que alimenta seus desregramentos: o fumante terreno.

Os efeitos do tabagismo são devastadores, a saber: ele afeta o sistema respiratório, provocando bronquite, enfisema, câncer pulmonar, laringite, tuberculose, tosse e rouquidão; ataca o sistema digestivo, dificultando o apetite e a digestão, além de provocar úlcera gastroduodenal; aumenta a concentraçãop do ácido úrico, instalando a chamada gota; o sistema circulatório sofre com o aparecimento de varizes, flebite, isquemia, úlceras varicosas, palpitação, trombose, aceleração de doenças coronarianas e cardiovasculares; o sistema nervoso, sempre muito sensível, leva à uremia, mal de Parkinson, vertigem, náuseas, dores de cabeça, nervosismo e opressão. A falta do fumo no organismo do viciado gera ansiedade, angústia, desencadeando crises, convulsões e espasmos. Instala-se, como se depreende, toda uma dependência mental, psíquica e física.



(http://2.bp.blogspot.com/-yLx4sIaUvvA/TXrooYoYRJI/AAAAAAAAHP4/zDg6QuK3Z_g/s220/juio.png)


Para os indígenas, a fumaça afastava os "maus espíritos", daí o surgimento dos defumadores. Os pajés jogavam folhas secas no braseiro, ao mesmo tempo em que invocavam os seus deuses. Com o passar do tempo, habituaram-se a fazer um rolo de folhas secas de tabaco, fumegantes, aspirando e tragando a fumaça, o que neles provocava sensações de prazer. Nascia aí, para desgraça de tantas pessoas e o enriquecimento despudorado de muitas outras, o vício de fumar.

Rogamos a Deus que surjam, cada vez mais, medidas restritivas aos fumantes e aos que propagam o cigarro, como também exemplos de abominação ao tabagismo nas famílias, nas escolas e na sociedade em geral. Com tal procedimento se dará uma demonstração de que o tabagismo é um suicídio em processo inconsciente e lento, porém pertinaz.

A tendência do tabagismo é desaparecer antes do alcoolismo. Os dois têm seus dias cntados na face da Terra.

Um vício altamente destruidor da vida física, como o tabagismo, perturba também a vida espiritual pelo fato de lesar o perispírito. Acompanhando o Espírito na erraticidade, não só de imediato aparecem as seqüelas mas, também, no seu retorno à vida carnal, num novo corpo bastante comprometido, estruturado que se acha em matriz defeituosa - o perispírito lesado.



(http://2.bp.blogspot.com/-yLx4sIaUvvA/TXrooYoYRJI/AAAAAAAAHP4/zDg6QuK3Z_g/s220/juio.png)


Deixar o vício de fumar, dizem os entendidos, tem de ser feto de uma só vez. Não concordamos tacitamente com isso, tendo em vista que cada criatura tem suas próprias reações orgânicas. O resultado que se obtém em relação a um caso pode ser diverso daquele que se constata em um outro. Deve-se entendemos, colocar em ação todos os recursos existentes e, estando a pessoa determinada a parar com o uso do cigarro, surgirá o meio mais eficaz, o que seja mais aconselhável para o seu organismo reagir ao assédio do vício. Referimo-nos ao fato de que, na hora em que o viciado se predispõe a deixar o vício, logo a Espiritualidade Superior passa a cuidar do caso, a ele se dedicando com determinação e amor. Os resultados só poderão ser o melhor - libertação do vício.

O Espiritismo analisa o tabagismo como um "inimigo" do ser humano que precisa ser "eliminado". Sendo um gerador de doenças e de dependências, merece do Espiritismo uma batalha sem trégua. Contudo, ele atuará sem violentação de consciências, somente ajudando, com a sua terapia, a quem quiser ser ajudado.

O viciado recebe do Espiritismo, além de informações fornecidas pela medicina tradicional quanto aos males provocados pelo fumo, o alerta contra as obsessões e as desastrosas conseqüências no campo energético do Espírito, fator este a exigir atenções especiais e procedimentos profundos na mentalização do fumante.



(http://2.bp.blogspot.com/-yLx4sIaUvvA/TXrooYoYRJI/AAAAAAAAHP4/zDg6QuK3Z_g/s220/juio.png)


Mostra a Doutrina Espírita a necessidade não só de se cuidar do corpo, mas, sobretudo, do Espírito e de seu campo vibratorial, o perispírito.

A visão reencarnacionista é o principal fator que induz à reformulação dos valores ético-morais de quem se aproxima do Espiritismo, pois representa, acima de tudo, o uso da lógica e da razão na busca de uma melhor compreensão da vida, abrangendo o aspecto dual da existência: o material e o espiritual.

Compete-nos, portanto, ajudar os nossos irmãos e irmãs que se encontram sob o jugo do vício a fugirem desta forma sub-reptícia de mergulhar num suicídio inconsciente.



(http://lh4.google.com/_4dwYgH7y-QM/SbRm2OrbQWI/AAAAAAAAGjU/O5olh97TX5Q/s800/1956378b6pnwj7ug5.png)



Fonte: O Reformador n 2.077, abril/2002.




Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: macili em 04 de Julho de 2011, 01:22
(http://lh4.ggpht.com/_wI2MzMflW2w/SWZ2RTK0LkI/AAAAAAAAAd4/qZp_GPNdgkw/s400/b2d71695c5-1.png)


Coragem para Mudar


Joanna de Ângelis

 

Muitos dos conflitos que afligem o ser humano decorrem dos padrões de comportamento que ele próprio adota em sua jornada terrestre.

É comum que se copiem modelos do mundo, que entusiasmam por pouco tempo, sem que se analisem as conseqüências que esses modos comportamentais podem acarretar.

Não se tem dado a devida importância ao crescimento e ao progresso individual dos seres.

Alguns crêem que os próprios equívocos são menores do que os erros dos outros.

Outros supõem que, embora o tempo passe para todos, não passará do mesmo modo para eles.

Iludem-se no sentido de que a severidade das leis da consciência atingirá somente os outros.

Embriagados pelo orgulho e pelo egoísmo deixam-se levar pelos desvarios da multidão sem refletir a respeito do que é necessário realmente buscar-se.



(http://4.bp.blogspot.com/-_olE997idjo/TY5VM2nIQmI/AAAAAAAAHTo/kkuN33OqV0o/s220/35.gif)


É chegado o momento em que nós, espíritos em estágio de progresso na Terra, devemos procurar superar, de forma verdadeira, o disfarçado egoísmo, em busca da inadiável renovação.

Provocados pela perversidade que campeia, ajamos em silêncio, por meio da oração que nos resguarda a tranqüilidade.

Gastemos nossas energias excedentes na atividade fraternal e voltada à verdadeira caridade.

Cultivemos a paciência e aguardemos a benção do tempo que tudo vence.

Prossigamos no compromisso abraçado, sem desânimo, sem vãs ilusões, confiando sempre no valor do bem.

É muito fácil desistir do esforço nobre, comprazer-se por um momento, tornar-se igual aos demais, nas suas manifestações inferiores.

Todavia, os estímulos e gozos de hoje, no campo das paixões desgovernadas, caracterizam-se pelo sabor dos temperos que se convertem em ácido e fel, passados os primeiros momentos.

Aprendamos a controlar nossas más inclinações e lograremos vencer se perseverarmos no bom combate.

Convertamos sombras em luz.

Modifiquemos hábitos danosos, em qualquer área da existência, começando por aqueles que pareçam mais fáceis de serem derrotados.



(http://4.bp.blogspot.com/-_olE997idjo/TY5VM2nIQmI/AAAAAAAAHTo/kkuN33OqV0o/s220/35.gif)


Sempre que surgir a oportunidade, façamos o bem, por mais insignificante que nosso ato possa parecer.

Geremos o momento útil e aproveitemo-lo.

Não nos cabe aguardar pelas realizações grandiosas, e tampouco podemos esperar glorificação pelos nossos acertos.

O maior reconhecimento que se pode ter por fazer o que é certo é a consciência tranqüila.

Toda ascensão exige esforço, adaptação e sacrifício, enquanto toda queda resulta em prejuízo, desencanto e recomeço.

Trabalhemos nossa própria intimidade, vencendo limites e obstáculos impostos, muitas vezes, por nó mesmos.

Valorizemos nossas conquistas, sem nos deixarmos embevecer e iludir por essas vitórias.

Há muitas paisagens, ainda, a percorrer e muitos caminhos a trilhar.

Somente a reforma íntima nos concederá a paz e a felicidade que almejamos.

A mudança para melhor é urgente, mas compete a cada um de nós, corajosa e individualmente, decidir a partir de quando e como ela se dará.

 

(http://4.bp.blogspot.com/-_olE997idjo/TY5VM2nIQmI/AAAAAAAAHTo/kkuN33OqV0o/s220/35.gif)

 

Psicografia de Divaldo P. Franco - Vigilância
Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: macili em 04 de Julho de 2011, 01:27



(http://c7.quickcachr.fotos.sapo.pt/i/de404788e/5611327_yLiES.gif)   Radionovela "Memórias de um Suicida" postado em Audiovisuais. Link: http://www.forumespirita.net/fe/audiovisuais/radio-novela-'memorias-de-um-suicida'/#.UdmqeNK-nfw  (http://c7.quickcachr.fotos.sapo.pt/i/de404788e/5611327_yLiES.gif)   Ninguém morre, porque somos eternos.


(http://www.ger.org.br/cartoesespiritas1_arquivos/cartao74.jpg)


Oraste, pediste. Desfaze-te, porém, de quaisquer inquietações e asserena-te
para recolher as respostas da Divina Providência.

Desnecessário aguardar demonstrações espetaculosas
para que te certifiques quanto às indicações do Alto.


Emmanuel
Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: macili em 06 de Julho de 2011, 20:20
(http://img1.imagehousing.com/23/f18633aad2352dd0258efec402994883.gif)


(http://www.familylobby.com/common/tt5617271fltt.gif)

Efeitos

Tentativa Frustrada

(http://www.familylobby.com/common/tt5617271fltt.gif)


1 - É grande o número de pessoas que tentam o suicídio, sem consumá-lo. Haverá consequências?

        Todo ato de violência contra o próximo ou contra nós mesmos sempre repercute em nosso perispírito, gerando problemas que mais cedo ou mais tarde se manifestarão, na forma de males físicos ou psíquicos.


(http://www.familylobby.com/common/tt5617271fltt.gif)


2 - A conseqüência será idêntica à do suicídio consumado?

        Algo semelhante, mas longe da situação dramática do suicida, que, como temos comentado, destrambelha o perispírito e é projetado em regiões de grande sofrimento, onde há choro e ranger de dentes, segundo a sábia observação de Jesus (Mateus, 13:42).


(http://www.familylobby.com/common/tt5617271fltt.gif)


3 - O suicídio não consumado gera um carma, uma penalidade a ser cumprida?

        Um assaltante frustrado, que não consuma sua intenção, porque a vítima conseguiu furtar-se à sua ação, nem por isso será menos culpado, sujeitando-se às sanções da lei. O mesmo acontece com a intenção de suicídio. O suicida frustrado responderá por sua iniciativa infeliz.


(http://www.familylobby.com/common/tt5617271fltt.gif)


4 - Às vezes, a tentativa de suicídio é apenas uma reação impulsiva, a partir de uma situação inesperada, como uma relação afetiva desfeita, a perda de um ente querido, o desastre financeiro, a constatação de uma doença grave. Ainda assim haverá conseqüências?

        Como define o Código Penal, o grau de culpabilidade de alguém que comete um crime por impulso, num momento de desatino, é sempre inferior àquele que friamente planeja e executa um assassinato. Mas, assim como na situação anterior, estará sujeito às sanções da lei. O mesmo acontece com alguém que tenta o suicídio num momento de desatino.


(http://www.familylobby.com/common/tt5617271fltt.gif)


5 - Há pessoas que tomam doses exageradas de medicamentos ou cortam os pulsos, mas sem a intenção de se matar. Querem apenas chamar a atenção. Estão isentas de responsabilidade?

        Considere-se, em princípio, que muitas vezes essa intenção é mal calculada e o indivíduo acaba morrendo. Ainda que isso não aconteça, estará enquadrado na violência contra si mesmo, com o agravante da simulação, que leva constrangimento e dor às pessoas de seu relacionamento.


(http://www.familylobby.com/common/tt5617271fltt.gif)


6 - Digamos que alguém tenha tentado o suicídio várias vezes, sem conseguir seu intento. Depois, conhecendo a Doutrina Espírita, reconhece que cometeu um desatino. Haverá condições pra que se furte às conseqüências daqueles atos?

        O apóstolo Pedro proclama (I Pedro, 4-8), sob inspiração de Jesus, que o amor cobre a multidão de pecados. Os comprometimentos resultantes da tentativa de suicídio ou do suicídio consumado podem ser atenuados com o exercício do amor preconizado por Jesus, que manda façamos ao próximo o bem que gostaríamos nos fosse feito.


(http://www.familylobby.com/common/tt5617271fltt.gif)


7 - Considerando que a tentativa de suicídio é uma agressão ao perispírito, poderá o exercício do amor evitar as seqüelas resultantes?

        Poderá não evitá-las totalmente, mas certamente as atenuará. Um mal da pele pode pedir algum tempo para ser superdo, mas haverá confortador alívio, desde que o paciente se submeta a tratamento adequado. O exercício do amor é o ungüento divino para os males da alma, seqüelas de nossos comprometimentos com o desatino.


(http://www.familylobby.com/common/tt5617271fltt.gif)


8 - E onde fica a justiça?

        Jesus lembrava o profeta Oséias, ao proclamar (Mateus, 9:13): Misericórdia quero, não sacrifício.  A justiça da Terra oferece penas alternativas para determinados crimes, em trabalhos filantrópicos. O exercício do amor é a pena alternativa que a Misericórdia Divina nos oferece para resgate de nossos débitos perante a Divina Justiça.


(http://www.familylobby.com/common/tt5617271fltt.gif)


- Ricard Simonetti -

Suicídio - Tudo o que você precisa saber.
Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: macili em 06 de Julho de 2011, 20:45
(http://2.bp.blogspot.com/_OU2j8vqRXis/S6Oz3pKeh1I/AAAAAAAADHk/fzwX_Cw7iTI/s400/06dae4aageel.jpg)

(http://www.diamondcutcatering.com/images/__JOAN_S_DIAMOND__GOLD_BAR__ANIMATED.gif)


Um sol diferente...


Que apesar de todas as dificuldades, apesar de algumas tristezas que insistem, mesmo com essa montanha erguida, o sol possa ser seu presente mais doce.

Desejo ao seu coração o querer que ele quer.

Que dentre as palavras que ele sussurra em seu peito sejam ouvidas aquelas que cantam a liberdade.

Que você esteja atento para o sopro da sua vontade e jamais desista dos seus passos em direção à verdade.

Desejo que a sua percepção acorde mais plena no calor de um sol novo e renovador.

Que ele encoraje as atitudes que estão querendo respirar.

Aquelas que sempre são substituídas.

Aquelas que não se arrojam por ter os pesos de conceitos por demais antigos.

Desejo que você aceite seu tempo, seja ele qual for.

Que sinta serenidade na espera necessária para que a semente plantada brote no tempo certo.

Desejo que sua flor seja inteira,e mesmo que inicialmente pequena e frágil,ela lhe traga as luzes de uma estrada azul.

Que a sua sabedoria esteja desperta, aguardando com tranqüilidade o desabrochar da sua flor.

Desejo a você um sol diferente...

Espalhando seu sorriso pela densidade das nuvens, simplificando o aspecto complicado de alguns momentos e mostrando-lhe a fonte essencial para sua sede.

Desejo que, a cada instante, você desnude mais seu coração e deixe que nele vibre em tom maior o amor.



(http://www.diamondcutcatering.com/images/__JOAN_S_DIAMOND__GOLD_BAR__ANIMATED.gif)


Paz e Luz em seu coração!


~ DiabeteNet ~


Fonte: No Caminho da Luz.
Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: macili em 06 de Julho de 2011, 22:26
(http://farm1.static.flickr.com/172/401116952_167b07e1ec.jpg)



Duplo suicídio, por amor e por dever


É de um jornal de 13 de junho de 1862, a seguinte narrativa:

"A jovem Palmyre, modista, residindo com seus pais, era dotada de aparência encantadora e de caráter afável. Por isso, era, também, muito reqüestrada a sua mão. Entre todos os pretendentes ela escolheu o Sr. B..., que lhe retribuía essa preferência com a mais viva das paixões. Não obstante essa afeição, por deferência aos pais, Palmyre consentiu em desposar o Sr. D..., cuja posição social se afigurava mais vantajosa àqueles, do que a do seu rival. Os Srs. B... e D... eram amigos íntimos, e posto não houvesse entre eles quaisquer relações de interesse, jamais deixaram de se avistar. O amor recíproco de B... e Palmyre, que passou a ser a Sra. D..., de modo algum se atenuara, e como se esforçassem ambos por contê-lo, aumentava-se ele de intensidade na razão direta daquele esforço. Visando extingui-lo, B... tomou o partido de se casr, e desposou, de fato, uma jovem possuidora de eminentes predicados, fazendo o possível por amá-la.

"Cedo, contudo, percebeu que esse meio heróico lhe fora inútil à cura. Decorreram quatro anos sem que B... ou a Senhora D... faltassem aos seus deveres.

"O que padeceram, só eles o sabem, pois D... que esimava deveras o seu amigo, atraía-o sempre ao seu lar, insistindo para que nele ficasse quando tentava retirar-se.

"Aproximados um dia por circunstâncias fortuitas e independentes da própria vontade, os dois amantes deram-se ciência do mal que os torturava e acharam que a morte era, no caso, o único remédio que se lhes deparava. Assentaram que se suicidariam juntamente, no dia seguinte, em que o Sr. D... estaria ausente de casa mais prolongadamente. Feitos os últimos aprestos, escreveram longa e tocante missiva, explicando a causa da sua resolução: para não prevaricarem. Essa carta terminava pedindo que lhes perdoassem e, mais, para serem enterrados na mesma sepultura.

"De regresso a casa, o Sr. D... encontrou-os asfixiados. Respeitou-lhes os últimos desejos, e, assim, não consentiu fossem os corpos separados no cemitério."



Sendo esta ocorrência submetida à Sociedade de Paris, como assunto de estudo, um Espírito respondeu:


"Os dois amantes suicidas não vos podem responder ainda. Vejo-os imersos na perturbação e aterrorizados pela perspectiva da eternidade. As conseqüências morais da falta cometida lhes pesarão por migrações sucessivas, durante as quais suas almas separadas se buscarão incessantemente, sujeitas ao duplo suplício de se pressentirem e desejarem em vão.


"Completa a expiação, ficarão reunidos para sempre, no seio do amor eterno. Dentro de oito dias, na próxima sessão, podereis evocá-los. Eles aqui virão sem se avistarem, porque profundas trevas os separarão por muito tempo."



1. Evocação da suicida - Vedes o vosso amante, com o qual vos suicidastes?
- R. Nada vejo, nem mesmo os Espíritos que comigo erram neste mundo. Que noite!
E que véu espesso me circunda a fronte!

2. Que sensação experimentastes ao despertar no outro mundo?
- R. Singular! Tinha frio e escaldava. Tinha gelo nas veias e fogo na fronte! Coisa estranha, conjunto inaudito! Fogo e gelo pareciam consumir-me! E eu julgava que ia sucumbir uma segunda vez!...

3. Experimentais qualquer dor física?
- R. Todo o meu sofrimento reside aqui, aqui...
- Que quereis dizer por aqui, aqui?
- Aqui, no meu cérebro; aqui, no meu coração...

4. Acreditais na perenidade dessa situação?
- R. Oh! sempre! sempre! Ouço às vezes risos infernais, vozes horrendas que bradam: sempre assim!

5. Pois bem: podemos com segurança dizer-vos que nem sempre assim será. Pelo arrependimento obtereis o perdão.
- R. Que dizeis? Não ouço.

6. Repetimos que os vossos sofrimentos terão um termo, que os podereis abreviar pelo arrependimento, sendo-nos possível auxiliar-vos com a prece.
- R. Não ouvi além de sons confusos, mais que uma palavra. Essa palavra é: - graça!
Seria efetivamente graça o que pronunciastes? Falastes em graça, mas sem dúvida o fizestes à alma que por aqui passou junto de mim, pobre criança que chora e espera.




      Uma senhora, presente à reunião, declarou que fizera fervorosa prece pela infeliz, o que sem dúvida a comoveu, e que de fato, mentalmente, havia implorado em seu favor a graça de Deus.



7. Dissestes estar em trevas e nada ouvir?
- R. É-me permitido ouvir algumas das vossas palavras, mas o que vejo é apenas um crepe negro, no qual de vez em quando se desenha um semblante que chora.

8. Mas uma vez que ele aqui está sem o avistardes, nem sequer vos apercebeis da presença do vosso amante?
- R. Ah! não me faleis dele. Devo esquecê-lo presentemente para que do crepe se extinga a imagem retratada.

9. Que imagem é essa?
R - A de um homem que sofre, e cuja existência moral sobre a Terra aniquilei por muito tempo.




       Da leitura dessa narrativa logo se depreende haver neste suícidio circunstâncias atenuantes, encarado como ato heróico provocado pelo cumprimento do dever. Mas reconhece-se, também, que, contrariamente ao julgado, longa e terrível deve ser a pena dos culpados por se terem voluntariamente refugiado na morte para evitar a luta. A intenção de não faltar aos deveres era, efetivamente, honrosa, e lhes será contada mais tarde, mas o verdadeiro mérito consistiria na resistência, tendo eles procedido como o desertor que se esquiva no momento do perigo.


       A pena consistirá, como se vê, em se procurarem debalde e por muito tempo, quer no mundo espiritual, quer noutras encarnações terrestres; pena que ora é agravada pela perspectiva da sua eterna duração. Essa perspectiva, aliada ao castigo, faz que lhes seja defeso ouvirem palavras de esperança que porventura lhes dirijam. Aos que acharem esta pena longa e terrível, tanto mais quanto não deverá cessar senão depois de várias encarnações, diremos que tal duração não é absoluta, mas dependente da maneira pela qual suportarem as futuras provações. Além do que, eles podem ser auxiliados pela prece. E serão assim, como todos, os árbitros do seu destino. Não será isso, ainda assim, preferível à eterna condenação, sem esperança, a que ficam irrevogavelmente submetidos segundo a doutrina da Igreja, que os considera votados ao inferno e para sempre, a ponto de lhes recusar, com certeza por inúteis, as últimas preces?



(http://farm1.static.flickr.com/74/189290585_162a3cf780_m.jpg)


Livro: O Céu e o Inferno - 2a. parte - Suicidas

Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: macili em 06 de Julho de 2011, 22:40
(http://www.ger.org.br/cartoesespiritas1_arquivos/cartao71.jpg)



Apaga a fogueira da impulsividade que nos impele aos atos impensados
ou à queixa descabida e avancemos para diante arrimados à tolerância
porque se hoje não conseguimos realizar a tarefa que o Senhor nos confiou,
a ela tornaremos amanhã com maiores dificuldades para a necessária recapitulação.


Emmanuel
Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: macili em 06 de Julho de 2011, 23:21
(http://www.familylobby.com/common/tt5945693fltt.gif)

Deus primeiro

(http://www.familylobby.com/common/tt5945693fltt.gif)


(http://farm4.static.flickr.com/3595/3356349346_ed93c6f99b.jpg)

(http://www.familylobby.com/common/tt5945693fltt.gif)


Caminharás, muitas vezes, no mundo, à maneira de barco no oceano revolto,
sob a ameaça de soçobro, a cada momento;
entretanto, pensa em Deus primeiro e encontrarás o equilíbrio que reina,
inviolável, no seio dos elementos.

(http://www.familylobby.com/common/tt5945693fltt.gif)

Se a natureza parece descer à desordem, prenunciando catástrofe,
não permitas que a tua palavra se converta em agente da morte.
Fala em Deus primeiro.

(http://www.familylobby.com/common/tt5945693fltt.gif)

Antes das destruições que hoje atribulam a Humanidade,
outras destruições ocorreram ontem,
mas Deus plantou, em silêncio, novas cidades e novos campos
onde a ventania da transformação instalara o deserto.


(http://www.familylobby.com/common/tt5945693fltt.gif)

Se os profetas da calamidade e da negação anunciarem o fim do mundo,
traçando quadros de aflição e terror, crê em Deus primeiro.

(http://www.familylobby.com/common/tt5945693fltt.gif)

Recordando que ainda mesmo da cova pequenina,
em que a semente minúscula é sepultada,
o Senhor faz nascer a graça do perfume e a beleza da cor,
a abastança da seiva e a alegria do pão.

(http://www.familylobby.com/common/tt5945693fltt.gif)

Se a dor te constringe o peito, em forma de
 angústia ou abandono, tristeza ou enfermidade,
recorre a Deus primeiro.

(http://www.familylobby.com/common/tt5945693fltt.gif)

Ele será teu refúgio na tempestade, companheiro na solidão,
esperança nas lágrimas, remédio no sofrimento.

(http://www.familylobby.com/common/tt5945693fltt.gif)

Diante de toda provação e à frente dos próprios erros,
busca Deus primeiro.
Ele, que mantém as estrelas no Espaço e alimenta os vermes no abismo,
ser-nos-á sustento e consolo.

(http://www.familylobby.com/common/tt5945693fltt.gif)

Nesse ou naquele problema, quanto nessa ou naquela dificuldade,
confia em Deus primeiro e sentirás que a nossa própria vida
é uma bênção de luz, para sempre guardada nos braços do Amor Eterno.

(http://www.familylobby.com/common/tt5945693fltt.gif)


- Emmanuel -


Mensagem Espírita - Francisco C. Xavier
Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 10 de Julho de 2011, 18:37

(http://www.minimundoilustrado.com.br/files/minimundo/posts/imagem_1_1.jpg)


Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 10 de Julho de 2011, 18:39


(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/04/springclip15.gif)


"As injustiças,
se alanceiam as vítimas,
também ferem quem as faz."

(Camilo Castelo Branco)


Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 10 de Julho de 2011, 18:41

(http://depressivos.com/utiliza_a_oracao_02_jpg.jpg)



Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 10 de Julho de 2011, 18:43


(http://byrosi.files.wordpress.com/2011/02/byrr0013.gif)
 

As conseqüências do suicídio


(http://lh6.ggpht.com/_BJo2sJZzI3g/S2xeF_VariI/AAAAAAAAM0E/MsyS7U0PrRY/s400/flor.gif)  No suicídio, o Espírito perde o seu livre-arbítrio. Ele vai ao mundo espiritual como uma espécie de criminoso, porque infringiu a Lei Natural.
 
O "vale dos suicidas", usado freqüentemente pelos espíritas, é uma figura metafórica: assemelha-se ao vale dos leprosos, na época de Jesus.
 
(http://lh6.ggpht.com/_BJo2sJZzI3g/S2xeF_VariI/AAAAAAAAM0E/MsyS7U0PrRY/s400/flor.gif)  Importaria mais salientar os atenuantes e os agravantes, envoltos com o ato do suicídio.
 
Observe que, nesse caso, entra em cena até as influências de terceiros, ou seja, da sociedade que não lhe deu motivos para continuar a sua vida neste planeta.
 
(http://lh6.ggpht.com/_BJo2sJZzI3g/S2xeF_VariI/AAAAAAAAM0E/MsyS7U0PrRY/s400/flor.gif)  De qualquer forma, os suicidas são vítimas de sensações terríveis.
 
(A. D.)



Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 10 de Julho de 2011, 18:50

(http://clubesat.com/upload/midias/2016/Junho/11/suicidio-nao-e-a-solucao-363846.jpg)

Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 10 de Julho de 2011, 18:54

 
Depoimento de uma suicida

 
Aqui vai, meu amigo, a entrevista rápida que você solicitou ao velho jornalista desencarnado com uma suicida comum. Sabe você, quanto eu, que não existem casos absolutamente iguais. Cada um de nós é um mundo por si.
 
Para nosso esclarecimento, porém, devo dizer-lhe que se trata de jovem senhora que, há precisamente catorze anos, largou o corpo físico, por deliberação própria, ingerindo formicida.
 
Mais alguns apontamentos, já que não podemos transformar o doloroso assunto em novela de grande porte:
 
Ela se envenenou no Rio, aos trinta e dois de idade, deixando o esposo e um filhinho em casa; não era pessoa de cultura excepcional, do ponto de vista de cérebro, mas caracterizava-se, na Terra, por nobres qualidades morais, moça tímida, honesta, operosa, de instrução regular e extremamente devotada aos deveres de esposa e mãe.
 
Passemos, no entanto, às suas onze questões e vejamos as respostas que ela nos deu e que transcrevo, na íntegra:
 
1º-)  A irmã possuía alguma fé religiosa, que lhe dessa convicção na vida depois da morte?
 
R ▬ Seguia a fé religiosa, como acontece a muita gente que acompanha os outros no jeito de crer, na mesma situação com que se atende aos caprichos da moda. Para ser sincera, não admitia fosse encontrar a vida aqui, como a vejo, tão cheia de problemas ou, talvez, mais cheia de problemas que a minha existência no mundo.
 
2º-)  Quando sobreveio a morte do corpo, ficou inconsciente ou consciente?
 
R ▬ Não conseguia sequer mover um dedo, mas, por motivos que ainda não sei explicar, permaneci completamente lúcida e por muito tempo.
 
3º-)  Quais as suas primeiras impressões ao verificar-se desencarnada?
 
R ▬ Ao lado de terríveis sofrimentos, um remorso indefinível tomou conta de mim. Ouvia os lamentos de meu marido e de meu filho pequenino, debalde gritando também, a suplicar socorro. Quando o rabecão me arrebatou o corpo imóvel, tentei ficar em casa, mas não pude. Tinha a impressão de que eu jazia amarrada ao meu próprio cadáver pelos nós de uma corda grossa.
 
Sentia em mim, num fenômeno de repercussão que não sei definir, todos os baques do corpo ao veículo em correria; atirada com ele a um compartimento do necrotério, chorava de enlouquecer. Depois de poucas horas, notei que alguém me carregava para a mesa de exame. Vi-me desnuda de chofre e tremi de vergonha.
 
Mas a vergonha fundiu-se no terror que passei a experimentar ao ver que dois homens moços me abriam o ventre sem nenhuma cerimônia, embora o respeitoso silêncio com que se davam à pavorosa tarefa. Não sei o que me doía mais, se a dor indescritível que me percorria a forma, em meu novo estado de ser, quando os golpes do instrumento cortante me rasgavam a carne.
 
Mas, o martírio não ficou nesse ponto, porque eu, que horas antes me achava no conforto de meu leito doméstico, tive de agüentar duchas de água fria nas vísceras expostas, como se eu fosse um animal dos que eu vira morrer, quando menina, no sítio de meu pai... Então, clamei ainda mais por socorro, mas ninguém me escutava, nem via...
 
4º-)  Recorreu à prece no sofrimento?
 
R ▬ Sim, mas orava, à maneira dos loucos desesperados, sem qualquer noção de Deus... Achava-me em franco delírio de angústia, atormentada por dores físicas e mentais... Além disso, para salvar o corpo que eu mesma destruíra, a oração era um recurso de que lançava mão, muito tarde.
 
5º-)  Encontrou amigos ou parentes desencarnados, em suas primeiras horas no plano espiritual?
 
R ▬ Hoje sei que muitos deles procuravam auxiliar-me, mas inutilmente, porque a minha condição de suicida me punha em plenitude de forças físicas. As energias do corpo abandonado como que me eram devolvidas por ele e me achava tão materializada em minha forma espiritual quanto na forma terrestre. Sentia-me completamente sozinha, desamparada...
 
6º-)  Assistiu ao seu próprio enterro?
 
R ▬ Com o terror que o meu amigo é capaz de imaginar.
 
7º-)  Não havia Espíritos benfeitores no cemitério?
 
R ▬ Sim, mas não poderia vê-los. Estava mentalmente cega de dor. Senti-me sob a terra, sempre ligada ao corpo, como alguém a se debater num quarto abafado, lodoso e escuro...
 
8º-)  Que aconteceu em seguida?
 
R ▬ Até agora, não consigo saber quanto tempo estive na cela do sepulcro, seguindo, hora à hora, a decomposição de meus restos... Houve, porém, um instante em que a corda magnética cedeu e me vi libertada. Pus-me de pé sobre a cova. Reconhecia-me fraca, faminta, sedenta, dilacerada... Não havia tomado posse de meus próprios raciocínios, quando me vi cercada por uma turma de homens que, mais tarde, vim a saber serem obsessores cruéis.
 
Deram-me voz de prisão. Um deles me notificou que o suicídio era falta grave, que eu seria julgada em corte de justiça e que não me restava outra saída, senão acompanhá-los ao Tribunal. Obedeci e, para logo, fui por eles encarcerada em tenebrosa furna, onde pude ouvir o choro de muitas outras vítimas.
 
Esses malfeitores me guardaram em cativeiro e abusavam da minha condição de mulher, sem qualquer noção de respeito ou misericórdia... Somente após muito tempo de oração e remorso, obtive o socorro de Espíritos missionários, que me retiraram do cárcere, depois de enormes dificuldades, a fim de me internarem num campo de tratamento.
 
9º-)  Por que razão decidiu matar-se?
 
R ▬ Ciúmes de meu esposo, que passara a simpatizar com outra mulher.
 
10º-) Julga que a sua atitude lhe trouxe algum benefício?
 
R ▬ Apenas complicações. Após seis anos de ausência, ferida por terríveis saudades obteve permissão para visitar a residência que eu julgava como sendo minha casa no Rio. Tremenda surpresa!... Em nada adiantara o suplício.
 
Meu esposo, moço ainda, necessitava de companhia e escolhera para segunda esposa a rival que eu abominava... Ele e meu filho estavam sob os cuidados da mulher que suscitava ódio e revolta...

Sofri muito em meu orgulho abatido. Desesperei-me. Auxiliada pacientemente, contudo, por instrutores caridosos, adquiri novos princípios de compreensão e conduta...
 
Estou aprendendo agora a converter aversão em amor. Comecei procedendo assim por devotamento ao meu filho, a quem ansiava estender as mãos, e só possuía, no lar, as mãos dela, habilitadas a me prestarem semelhante favor...

A pouco e pouco, notei-lhe as qualidades nobres de caráter e coração e hoje a amo, deveras, por irmã de minh'alma... Como pode observar, o suicídio me intensificou a luta íntima e me impôs, de imediato, duras obrigações.
 
11º-)  Que aguarda para o futuro?
 
R ▬ Tenho fome de esquecimento e de paz. Trabalho de boa vontade em meu próprio burilamento e qualquer que seja a provação que me espere, nas corrigendas que mereço, rogo à Compaixão Divina me permita nascer na Terra, outra vez, quando então conto retornar o ponto de evolução em que estacionei, para consertar as terríveis conseqüências do erro que cometi.
 
Muita Paz
Gilberto Adamatti
 
Aqui, meu caro, termina o curioso depoimento em que figurei na posição de seu secretário.
 
Sinceramente, não sei por que você deseja semelhante entrevista com tanto empenho. Se for para curar doentia ansiedade em pessoa querida, inclinada a matar-se, é possível que você alcance o objetivo almejado.
 
Quem sabe?
 
O amor tem força para converter e instruir.
 
Mas se você supõe que esta mensagem pode servir de instrumento para alguma transformação na sociedade terrena, sobre os alicerces da verdade espiritual, não estou muito certo quanto ao êxito do tentame.
 
Digo isso, porque, se estivesse aí, no meu corpo de carne, entre o frango assado e o café quente, e se alguém me trouxesse a ler a presente documentação, sem dúvida que eu julgaria tratar-se de uma história da carochinha.
 
Livro: Estante da Vida - 2
Humberto de Campos & Chico Xavier.

 
Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 10 de Julho de 2011, 18:57


(http://i235.photobucket.com/albums/ee293/angel_2007_028/Rosas/th_flores218.gif)


"A amante que chora o amante que teve,
na presença do amante que se lhe oferece,
quer persuadir o segundo que é arrastada
ao crime pela ingratidão do primeiro. "

(Camilo Castelo Branco)



Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 10 de Julho de 2011, 18:58


(https://image.slidesharecdn.com/suicdio-dordosdoisladosdavida-170415174924/95/suicdio-dor-dos-dois-lados-da-vida-36-638.jpg)


Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 10 de Julho de 2011, 19:01

(http://gifportal.ru/data/smiles/cveta-1139.gif)

Jovens Suicidas
(http://www.iemoticons.com.br/emoticons/flores/7865.gif)  Entre os jovens (faixa etária que compreende dos 15 aos 24 anos) o suicídio já é a terceira causa de morte, atrás apenas dos acidentes e homicídios.
 
—  Os conflitos mais comuns que desencadeiam os suicídios entre os jovens são encontrados na:
 
(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-368.gif)  Criação,
(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-368.gif)  Educação,
(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-368.gif)  E conduta familiar dos indivíduos.
 
—  O sentimento de culpa imposto pelas:
 
(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-368.gif)  Agressões,
(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-368.gif)  Castigos exagerados,
(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-368.gif)  Chantagens emocionais,
(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-368.gif)  Criação e imposição de uma auto-imagem irreal ao indivíduo.
 
O abandono afetivo e a superproteção, são as principais causas dos suicídios cometidos entre os jovens.
 
(http://www.iemoticons.com.br/emoticons/flores/7865.gif)  A soma desses, e outros fatores menos relevantes, resultam numa desorganização da personalidade em desenvolvimento, desequilibra continuamente o sistema nervoso e desencontra o indivíduo do seu ego.
 
—  Por conseqüências superficiais temos:
 
(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-368.gif)  O bloqueio intelectual,
(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-368.gif)  O entorpecimento mental,
(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-368.gif)  A necessidade de uma fuga psíquica,
(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-368.gif)  A constante desmotivação pelas atividades cotidianas (como os estudos).

 
(http://www.iemoticons.com.br/emoticons/flores/7865.gif)  Novamente o suicídio é o resultado mais grave dos desequilíbrios. Indicadores de Risco.
 
—  Geralmente o suicídio não pode ser previsto, mas existem alguns indicadores de risco:
 
(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-368.gif)  História de suicídio na família.
(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-368.gif)  Preparação de um testamento.
(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-368.gif)  Pessimismo ou falta de esperança.
(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-368.gif)  Luto pela perda de alguém próximo.
(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-368.gif)  Idéias de suicídio abertamente faladas.
(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-368.gif)  Disponibilidade de meios para o suicídio.
(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-368.gif)  Tentativa anterior ou fantasias de suicídio.
 
Por Spectrum.


Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 10 de Julho de 2011, 19:19



(http://c7.quickcachr.fotos.sapo.pt/i/de404788e/5611327_yLiES.gif)   Radionovela "Memórias de um Suicida" postado em Audiovisuais. Link: http://www.forumespirita.net/fe/audiovisuais/radio-novela-'memorias-de-um-suicida'/#.UdmqeNK-nfw  (http://c7.quickcachr.fotos.sapo.pt/i/de404788e/5611327_yLiES.gif)   Ninguém morre, porque somos eternos.



(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/06/flores221.gif)


Eu tinha medo de ler esse livro

(http://lh3.ggpht.com/_BJo2sJZzI3g/S2xd4VR9TEI/AAAAAAAAMz8/218_wqKLEVQ/s400/flor-rosa.gif)  Memórias de um Suicida. Não sei por que demorei tanto para ler este livro. Alguns comentavam que é um livro muito triste, outros que é "pesado", os sofrimentos se arrastavam do começo ao fim do livro.

O fato é que mesmo conhecendo o livro há bastante tempo não tinha vontade de lê-lo.
Via a obra ser citada por muitos autores e referendada por outros tantos. Até que um dia resolvi ler o livro.

(http://lh3.ggpht.com/_BJo2sJZzI3g/S2xd4VR9TEI/AAAAAAAAMz8/218_wqKLEVQ/s400/flor-rosa.gif)  No começo, quando o autor cita a sua situação de suicida e o seu estágio no Vale dos Suicidas achei a obra arrastada, mas a minha persistência foi recompensada pelo que veio depois. Em poucos romances tive a oportunidade de aprender tanto!

As conseqüências do suicídio são maravilhosamente  desvendadas, a importância dos trabalhadores induz do plano espiritual nas nossas regiões, a transição das sessões mediúnicas experimentalistas para a de socorro aos desencarnados.

O tratamento dado aos suicidas no plano espiritual:

(http://www.sanfords.net/Spots_free_graphics/Buttons_Balls/diamond_but_7.gif)  A regressão de memória,
(http://www.sanfords.net/Spots_free_graphics/Buttons_Balls/diamond_but_7.gif)  A educação no plano espiritual,
(http://www.sanfords.net/Spots_free_graphics/Buttons_Balls/diamond_but_7.gif)  O planejamento da reencarnação nas colônias,
(http://www.sanfords.net/Spots_free_graphics/Buttons_Balls/diamond_but_7.gif)  A atenção dada ao esperanto na espiritualidade.

E a importância da arte nas esferas espirituais, são apenas um dos muitos assuntos abordados de forma bastante interessante.

(http://lh3.ggpht.com/_BJo2sJZzI3g/S2xd4VR9TEI/AAAAAAAAMz8/218_wqKLEVQ/s400/flor-rosa.gif)  Além disto, o espírito Camilo Cândido Botelho, que mais tarde soube-se ser Camilo Castelo Branco, fala e descreve com tanto carinho Portugal que a maneira terna e amorosa com que trata a sua pátria mexerá com os corações de nossos amigos Portugueses.

A história da obra também é interessante. A médium Ivone do Amaral Pereira esperou por quase trinta anos para verificar do que ali estava escrito, o que lhe rendeu o tratamento de heroína por Chico Xavier.

(http://lh3.ggpht.com/_BJo2sJZzI3g/S2xd4VR9TEI/AAAAAAAAMz8/218_wqKLEVQ/s400/flor-rosa.gif)  É realmente uma ótima leitura. Sem dúvida um dos melhores livros que tive a oportunidade de ler.

Eduardo.
Um ex. integrante deste Fórum.


Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 10 de Julho de 2011, 19:22

(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/06/fmtulpen.gif)
“MEMÓRIAS DE UM SUICIDA”

(http://lh6.ggpht.com/_BJo2sJZzI3g/Sap-01KQijI/AAAAAAAADlo/liMbDSfSV6I/s400/flor4.png)  O suicídio ainda é um flagelo que assola a humanidade. E quase sempre em razão da ignorância, da insensatez ou do radicalismo derivado de falsos ensinamentos.
 
E, seus praticantes, quando imaginam estar no rumo da solução de seus problemas, se vêem logo em seguida enredados em outros ainda mais terríveis. Pois a Vida, mesmo, continua...
 
(http://lh6.ggpht.com/_BJo2sJZzI3g/Sap-01KQijI/AAAAAAAADlo/liMbDSfSV6I/s400/flor4.png)  É este o tema do livro “MEMÓRIAS DE UM SUICIDA”, transmitido mediunicamente através de Yvonne A. Pereira, pelo espírito designado pelo pseudônimo de Camilo Cândido Botelho, que havia sido em vida um escritor de renome e que cometera o impensado ato em 1891, ao se sentir acometido pela cegueira.
 
—  O livro se desdobra em três partes:
 
(http://www.sanfords.net/Spots_free_graphics/Buttons_Balls/round_but_4.gif)  A primeira é o relato do drama e dos sofrimentos que o suicida teve de enfrentar no além da vida terrena, sentindo-se mais vivo do que nunca, remoendo seus remorsos em um ambiente terrível e lamentando as conseqüências de sua tentativa de fuga às responsabilidades que carregava. E, isso, até ser socorrido e começar a entender um pouco mais das leis da vida e da Justiça Divina.
 
(http://www.sanfords.net/Spots_free_graphics/Buttons_Balls/round_but_4.gif)  A segunda parte relata o processo de recuperação a que teve de se submeter o nosso personagem, quando recebe ensinamentos de entidades mais elevadas e aprende com a experiência de outros que haviam adotado a mesma linha de conduta.
 
(http://www.sanfords.net/Spots_free_graphics/Buttons_Balls/round_but_4.gif)  E, na terceira parte, mergulha ainda mais, já em um estágio preparatório para mais uma reencarnação de resgate e recuperação, nas razões que o haviam conduzido ao suicídio e que era apenas a colheita das crueldades, dores e sofrimentos que havia infligido a outros em um passado ainda mais remoto.
 
O livro, editado pela primeira vez em 1955 pela Federação Espírita Brasileira, já foi reeditado dezenas de vezes e é leitura obrigatória para os que tenham ou que precisem assistir, instruir e aconselhar pessoas com tendências ao suicídio.
 
(http://lh6.ggpht.com/_BJo2sJZzI3g/Sap-01KQijI/AAAAAAAADlo/liMbDSfSV6I/s400/flor4.png)  Através dele podemos ter uma visão completa da Vida a se desdobrar em dois níveis em etapas sucessivas e sendo cada uma a resultante da anterior e a norteadora da que virá mais tarde.
 
Somos hoje a conseqüência de nosso ontem e seremos, amanhã, a conseqüência de nosso hoje. A justiça humana pode falhar, mas a Divina é absolutamente perfeita. A cada um segundo as suas obras...
 
(http://lh6.ggpht.com/_BJo2sJZzI3g/Sap-01KQijI/AAAAAAAADlo/liMbDSfSV6I/s400/flor4.png)  Mas, Deus que é Bondade, Amor e Sabedoria, sempre nos proporciona novas oportunidades exatamente na medida do que precisamos para nos redimir de erros do passado.
 
Por isso mesmo, a mensagem é de alerta contra o suicídio, mas também de esperança para os que não tenham conseguido se furtar a esse ato de desespero.

Curitiba, 10 de novembro de 2007.
Helio Hergran.


Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 10 de Julho de 2011, 19:24

(http://gifportal.ru/data/smiles/cveta-1162.gif)

Camilo Castelo Branco

(http://www.dornbeast.com/pinkdown/ceu/lua02-pink.dornbeast.com.gif)  Extraordinário romancista e poeta português, foi, sem dúvida alguma, grande pecador em existências pregressas, Sua vida, seus atos e sua lamentável atitude, disparando um tiro de revolver na cabeça, é documentário bastante expressivo para confirmar o que diremos mais adiante.

Camilo, bem sentindo a dor pungente de ser órfão, de nunca ter conhecido aquela que lhe deu o ser, de jamais haver experimentado o doce carinho maternal, sintetizou essa sua dor em “Quatro Horas Inocentes”, com esta simples frase:
—  “Eu nunca tive seio de mãe onde encostar a cabeça”.

(http://www.dornbeast.com/pinkdown/ceu/lua02-pink.dornbeast.com.gif)  Em outra oportunidade, cheio de saudade dessa santa criatura de que ele não teve sequer a graça de fixar a imagem, e de quem, como ele disse, “o só título de mãe quer-se respeitado”, escreveu em um de seus livros estas significativas palavras:

“Os orfãozinhos, a quem Deus, no decurso de vida funesta, deu entendimento das carícias de mãe que não conheceram, são os que mais do íntimo da alma as choram”.

(http://www.dornbeast.com/pinkdown/ceu/lua02-pink.dornbeast.com.gif)  Camilo, aos dez anos de idade, ao chegar à escola, certa manhã, soube que seu companheiro Augusto e a genitora haviam sido vitimas da epidemia que então grassava. Essa notícia deixou-o aturdido, não mais prestou atenção às lições, ficando a pensar nesse estranho mistério da vida que logo se transforma na morte!

—  Mais tarde, seu Espírito iria compreender que “a vida humana, apesar de transitória:

(http://www.colecione.com.br/tball.gif)  "É frequentemente produção de angústia...”
(http://www.colecione.com.br/tball.gif)  Que “às vezes a aflição é véspera da felicidade,
(http://www.colecione.com.br/tball.gif)  Que a chama “é sempre milagroso tecido da Divina Sabedoria”
(http://www.colecione.com.br/tball.gif)  É a chama que nos coloca em contato com o serviço de que necessitamos para a ascensão justa.”

—  Seu Espírito saberia então que “o cadáver é detrito da carne, enquanto que um morto é alguém que se ausenta da vida”.

(http://www.dornbeast.com/pinkdown/ceu/lua02-pink.dornbeast.com.gif)  Morre-lhe o pai, e ele, então, recorda-se, apavorado, das palavras que seu pai proferira em certa ocasião:
—  “Se eu morrer... que será de ti, meu filho, sem ninguém que te ame?”

Camilo sente um desejo insopitável de orar, mas ele não sabe como fazê-lo.

Limita-se a repetir a pergunta que o atormenta:
—  “E, agora, que vai ser de mim?”.

(http://www.dornbeast.com/pinkdown/ceu/lua02-pink.dornbeast.com.gif)  Não sabia, é certo, rezar essas rezas fabricadas pelos homens, mas aquelas palavras que brotavam quentes do âmago de seu coração e por ele repetidas, em estado de profunda emoção, eram verdadeiras preces, porque “toda prece deve significar, acima de tudo, fidelidade do coração”.

Encontrava-se agora o menino Camilo em Trás-os-Montes, em casa de sua irmã, recentemente casada. Passou a ser companheiro de quarto do Padre Azevedo, que logo se interessou por esse pequeno cérebro que lhe pareceu desenvolvido demais para tão pequena idade.

(http://www.dornbeast.com/pinkdown/ceu/lua02-pink.dornbeast.com.gif)  Um dia o Padre Azevedo estava preocupado com a composição de um sermão que teria de proferir na festa de S. Martinho. Camilo atrevidamente resolveu ajudá-lo e desde logo se pôs a escrever. O Padre Azevedo, examinando o que ele tinha escrito, exclamou embevecido:

—  Meu rapaz, o tempo há de fazer de você alguma coisa!
—  Como pôde esse garoto escrever um sermão a ponto de assombrar um técnico da feitura de tais peças oratórias, como o Padre Azevedo?

(http://www.dornbeast.com/pinkdown/ceu/lua02-pink.dornbeast.com.gif)  Simplesmente porque Camilo era médium e além de médium seu Espírito era detentor de fartos cabedais literários hauridos em vidas anteriores. Camilo Castelo Branco desde pequeno foi muito sensível ao amor. A duas mulheres, apenas, amou com todas as fibras de seu coração: Maria do Adro e Ana Plácido

Maria do Adro, criatura simples, analfabeta, tuberculosa; foi um amor todo pureza. Sua morte deixou-o deveras acabrunhado.

(http://www.dornbeast.com/pinkdown/ceu/lua02-pink.dornbeast.com.gif)  Depois veio a segunda mulher, abandonou a segunda mulher e raptou uma mulher casada, com quem passou a viver. Acusado de bigamia, foi preso. Mais tarde viveu aventuras amorosas com outra mulher casada, uma freira e uma turista inglesa.

Finalmente apaixonou-se por Ana Plácido, senhora casada que seria o grande amor de sua vida, por cujo amor experimentou as maiores humilhações, trabalhos e sofrimentos.

(http://www.dornbeast.com/pinkdown/ceu/lua02-pink.dornbeast.com.gif)  Ambos foram presos, condenados por adultério.  Após terem sido absolvidos e morto o marido de Ana, os dois amantes passaram a viver juntos. Mais de trinta anos depois, em 1890, Camilo Castelo branco suicidou-se, vencido pela cegueira.

Em dada fase de sua vida, impressionado pela beleza de determinada jovem, Camilo senta-se à mesa tosca de seu quarto e se dispõe a escrever uma ode à sua apaixonada.

(http://www.dornbeast.com/pinkdown/ceu/lua02-pink.dornbeast.com.gif)  —  E por que não hei de escrevê-la, se a “poesia é a linguagem das almas apaixonadas?”

E no ardor de seus 15 anos, começa a sua primeira poesia, aliás, longa, e a certa altura, depois de escrever:




(https://i1.wp.com/c10.quickcachr.fotos.sapo.pt/i/n2f046dd0/5743207_strr1.gif)

Se algum dia, esta carta, acaso vires,
Talvez que sintas comoções de pena;
Talvez te lembres de que viste, um dia,
Numa romagem incógnito mancebo
Que, constante, fitou teu rosto belo!
 
(https://i1.wp.com/c10.quickcachr.fotos.sapo.pt/i/n2f046dd0/5743207_strr1.gif)

Mas deixa, ó alma triste, a mágoa, o pranto!
Um momento recobra d´alegria
Enquanto a Parca a fatal foice afia!

(https://i1.wp.com/c10.quickcachr.fotos.sapo.pt/i/n2f046dd0/5743207_strr1.gif)
 
Recobra de descanso um só momento;
Não lamentes um bem, que vai perdido;
Pois mais do mal se agrava o sentimento,
Quando cumpre falar do mal sentido!



(http://www.dornbeast.com/pinkdown/ceu/lua02-pink.dornbeast.com.gif)  Estes versos finais bem retratam a sua alma angustiada, é uma antevisão dos dias tristes e amargurantes que o aguardam! Foi médium, do contrário, como co nseguiria compor uma poesia inteira, de princípio ao fim, sem qualquer ajuda. Ao terminar esses versos, sentiu-se feliz. E poucos foram realmente os momentos felizes de sua atribulada vida.

Camilo escutou, certa feita, de um pobre obsidiado, uma frase que ficou pelo resto da existência a azucrinar-lhe os ouvidos, como que a lembrar-lhe que a seu Espírito não assistia o direito de usufruir bens, mas, sim, o de sentir, apenas, os látegos duros da provação, de vez que ele voltara à romagem terrena para colher os frutos das sementes que espalhara em outras vidas.

(http://www.dornbeast.com/pinkdown/ceu/lua02-pink.dornbeast.com.gif)  E Gentil Marques um de seus biógrafos, conta-nos que Camilo, quando tinha 16 anos, numa noite em que se sentia acabrunhado, triste, desesperado mesmo, defronta-se com o fidalgo-mendigo, homem de quem se conta uma história que mais parece lenda e que o fez parar.

—  “Como sempre, esse mendigo falou-lhe em verso, porque não sabia falar a ninguém de outra maneira, desde o dia que, na opinião popular, perdera o juízo:



(https://i1.wp.com/c10.quickcachr.fotos.sapo.pt/i/n2f046dd0/5743207_strr1.gif)
Escuta:
Eis que um mendigo
O teu futuro prediz!
Vai! Que a dor irá contigo!
Olha... A sombra da desgraça
Caminha a par dos infelizes”.


(https://i1.wp.com/c10.quickcachr.fotos.sapo.pt/i/n2f046dd0/5743207_strr1.gif)



(http://www.dornbeast.com/pinkdown/ceu/lua02-pink.dornbeast.com.gif)  Esse fidalgo-mendigo era, necessariamente, um médium obsidiado, de quem os inimigos de Camilo, lá do Além, se utilizavam para levar o desassossego.

A dor e a amargura ao seu Espírito, nessa prova por que estava passando. “Adivinhado nos seus pensamentos mais íntimos, Camilo estaca, espantado e medroso, diante desse presságio de fatalidade”.

(http://www.dornbeast.com/pinkdown/ceu/lua02-pink.dornbeast.com.gif)  A verdade, porém, é que “o mapa de provas úteis a cada Espírito é organizado com antecedência no Espaço, antes de seu reingresso, como o caderno de apontamentos dos aprendizes, nas escolas comuns”.


Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 10 de Julho de 2011, 19:36


(http://www.dornbeast.com/pinkdown/ceu/lua02-pink.dornbeast.com.gif)  O mapa alusivo a Camilo estava devidamente traçado, ele teria inexoravelmente de passar pelas lutas que experimentou durante toda a sua vida, porque essas lutas eram necessárias, a fim de que, suportando-as com heroísmo, se libertasse das somas de erros praticados no passado.

Veio, pois, à Terra com o roteiro capaz de torná-lo um Espírito evoluído, digno do seu aprimoramento intelectual.

(http://www.dornbeast.com/pinkdown/ceu/lua02-pink.dornbeast.com.gif)  Esse pseudofatalismo era uma bênção de Deus, meio seguro para o seu progresso. Todavia esse fatalismo de modo algum faz cessar o impulso livre da alma, no sentido de elevação, estacionamento ou queda em situações mais baixas. E Camilo, dentro da liberdade de sua alma, não se aproveitou das oportunidades de elevação que lhe foram ofertadas, preferindo afundar-se em erros ainda maiores.

Durante vários meses após a desencarnação de Maria do Adro, Camilo começou a experimentar sérios choques morais que o torturavam acerbamente, tanto que tentara suicidar-se. E ele, coitado, na sua inconsciência, acreditava ser o Espírito dessa Maria do Adro que o estava a chamar, do outro mundo em que agora vivia.

(http://www.dornbeast.com/pinkdown/ceu/lua02-pink.dornbeast.com.gif)  E, no entanto, esse Espírito bom foi quem conseguiu frustra-lhe os propósitos de suicídio, fazendo que na hora precisa dois amigos seus chegassem a tempo de impedir que ele ingerisse os 20 grãos de morfina, então adquiridos exclusivamente para esse fim.

Sua alma sentia que algo lhe faltava na vida. Aliás, desde cedo, ainda contando poucos anos de idade, ansiava ardentemente encontrar a criatura que seria, talvez, a alma gêmea da sua, ou pelo menos aquela cujos sentimentos e afeiçoes se harmonizassem com as vibrações de seu Espírito. Sim, sentia ânsias de encontrar a alma que havia de compreendê-lo, de cujo amor ele tanto necessitava.

(http://www.dornbeast.com/pinkdown/ceu/lua02-pink.dornbeast.com.gif)  Ambicionava encontrar uma pessoa com quem pudesse desabafar os seus queixumes, os seus anseios, os seus sonhos, as suas ilusões.

—  Mas onde encontraria esse alguém? – indagava ele.

Um dia, inesperadamente a encontrou. Camilo vibra de entusiasmo, está apaixonado.

—  Mas como se torna difícil possuir a mulher amada!
—  E por quê?

(http://www.dornbeast.com/pinkdown/ceu/lua02-pink.dornbeast.com.gif)  Só a história das vidas pregressas poderá esclarecer esse porquê. Essa mulher amada, Ana Plácido, era casada.

A verdade é que ela também se apaixonara por Camilo, a ponto de abandonar o marido. Camilo e Ana Plácido fogem, pensando que iriam ser felizes; fugiram, porém, para experimentarem os aguilhões do sofrimento por causa dessa união ilícita, embora vicejasse o puro e indissolúvel laço do amor espiritual

(http://www.dornbeast.com/pinkdown/ceu/lua02-pink.dornbeast.com.gif)  Experimentaram perseguições e finalmente o esposo ultrajado conseguiu das autoridades ordem de prisão contra ambos, por crime de adultério e, consequentemente, julgamento pelo Tribunal do Júri! Foi na prisão que Camilo escreveu o romance “Amor de Perdição”, no qual relata a história pungente e dolorosa de seu tio Simão Antonio Botelho. E aqui temos o depoimento bastante significativo dos dons mediúnicos de Camilo Castelo Branco.

Declarou ele:
—  “Chego a ter a sensação de que alguém escreve por minhas mãos, nas horas de maior fadiga”, acreditando que o Espírito de Simão Botelho estava ali, errando em seu redor, inspirando-o e guiando-lhe o espírito e o coração.

(http://www.dornbeast.com/pinkdown/ceu/lua02-pink.dornbeast.com.gif)  Após longo tempo e grandes canseiras, Camilo e Ana Plácido conseguiram a absolvição e confiavam que o anjo da paz e da felicidade lhes sorrisse então, mas os efeitos da lei de causalidade, inexoravelmente, não consentiram que o calvário de Camilo fosse interrompido; tinha de continuar! Camilo trabalhava, trabalhava demais, trabalhava exaustivamente.

Sua pena dia e noite deslizava pelo papel, pois que era desse escrever que tirava o necessário para o seu e o sustento de sua companheira que dentro em breve lhe daria um filho. Esse esforço sobre-humano tinha forçosamente de prejudicar-lhe o físico.

(http://www.dornbeast.com/pinkdown/ceu/lua02-pink.dornbeast.com.gif)  E realmente assim aconteceu. Fortemente fustigado pelo destino, Camilo, em seu quarto, recostado, sofre, angustiado, um pavor que o faz tremer.

“Só com os seus livros e a sua banca de trabalho e a sua pena incansável. E o seu pesadelo também... Em dado momento, ergue-se apavorado, é que vê perfeitamente alguém mais em seu quarto. E, contudo, vê-se sozinho. E essa criatura, essa sombra, não importa, acaba por se chegar junto dele.

(http://www.colecione.com.br/tball.gif)  Tão junto que o toca.
(http://www.colecione.com.br/tball.gif)  Tão junto que o arrepia.
(http://www.colecione.com.br/tball.gif)  Tão junto que julga morrer.

Camilo semicerra os olhos. Não pode mais. É como se estivesse sem voz, sem cérebro, sem coração. Apenas sentindo. E, lentamente, a sua respiração torna-se ofegante. Há qualquer coisa que o estrangula que o asfixia. Mãos brutais, sem forma nem carne. Os tentáculos da presença estranha. As garras da morte.

—  Durante segundos:

(http://www.colecione.com.br/tball.gif)  Camilo luta para se salvar.
(http://www.colecione.com.br/tball.gif)  Para se livrar da asfixia.
(http://www.colecione.com.br/tball.gif)  Para fugir do pavor.

Segundos que parecem eternos. Que só acabam quando, de repente também, ele cai para trás, arquejante, mas liberto, e a luz do quarto se torna mais nítida e menos bruxuleante.

(http://www.dornbeast.com/pinkdown/ceu/lua02-pink.dornbeast.com.gif)  Quando ele tem a impressão de estar dentro de si próprio, ouve o eco de um grito horrível. Grito que se vai sumindo no espaço como um gemido. E ao deixar de ouvi-lo, Camilo deixa igualmente de sentir a presença estranha junto de si. E deixa de viver esse maldito pesadelo de pavor...”.

Só daí a dois dias Camilo se convence de que não sonhara. Os seus olhos se prendem a uma pequena noticia local publicada no jornal “Braz Tisana”, do Porto. Prendem-se e doem-se de tanto lerem.

(http://www.dornbeast.com/pinkdown/ceu/lua02-pink.dornbeast.com.gif)  A noticia diz apenas o seguinte: Falecimento. Faleceu anteontem, no hotel de Vila Nova de Famalição, onde estava a ares, o Senhor Manuel Pinheiro Alves, que fora comerciante nesta praça e marido da Senhora Ana Plácido.

Assim se aclara tudo no pensamento de Camilo. Fora o Espírito de Manuel Pinheiro Alves que o visitara nessa noite estranha. Fora ele que o quisera asfixiar, matar, castigá-lo, pelo muito que o tinha feito sofrer.

(http://www.dornbeast.com/pinkdown/ceu/lua02-pink.dornbeast.com.gif)  E fora ele, decerto, também, que o perturbara já em noites anteriores. Camilo convenceu-se, desde logo, que a presença do “outro” andava por ali, invisível como sempre, e ameaçadora, cada vez mais.


Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 10 de Julho de 2011, 19:38
 
(http://www.dornbeast.com/pinkdown/ceu/lua02-pink.dornbeast.com.gif)  Sim – é essa presença que o faz ansiar pela morte... Olha para trás e vê dezenas de volumes. Olha para junto de si e vê uma mulher e três crianças, que é necessário sustentar. Olha para a frente – e vê-se cheio de dívidas, de pavores, de incertezas, de cansaços, de provas tremendas, conforme lemos no livro “Camilo” de Gentil Marques. 

—  De provas com que nunca sonhara, por exemplo, a cegueira!

(http://www.dornbeast.com/pinkdown/ceu/lua02-pink.dornbeast.com.gif)  E nesse estado de alma, desencarna o filho de Ana Plácido, ao qual dedicara grande afeição. Depois, a loucura de seu filho Jorge, em quem pusera a sua maior esperança de felicidade. O outro filho, Nuno – um estróina e gastador.

Para alegria fugaz de Camilo, resta-lhe unicamente o sorriso de uma netinha. Sorriso que é um raio de luz, no seio da noite escura em que ele vive. Mas a sua prova prossegue. Também sua querida netinha desaparece, retorna seu Espírito às regiões etéreas!

(http://www.dornbeast.com/pinkdown/ceu/lua02-pink.dornbeast.com.gif)  E Camilo chora a perda desse anjo. Estes seus versos bem lhe atestam a grande dor:



(https://i1.wp.com/c10.quickcachr.fotos.sapo.pt/i/n2f046dd0/5743207_strr1.gif)

Parecia dormir: tinha morrido.
Pedi que não a levassem no caixão;
Que a deixassem mirrar a desfazer-se
Como a flor se desfaz na podridão.

(https://i1.wp.com/c10.quickcachr.fotos.sapo.pt/i/n2f046dd0/5743207_strr1.gif)

Teimaram em levar-ma, e eu cingi-a
Ao peito que se abriu pela pressão;
Depois pude escondê-la, e tenho-a morta
No meu desesperado coração.



(http://www.dornbeast.com/pinkdown/ceu/lua02-pink.dornbeast.com.gif)  Mas a cegueira prostrara-o por completo; a estranha presença volta a assediar-lhe. E voltou para levá-lo consigo. Camilo, no final de sua romagem terrena, considerou-se derrotado, vencido pelas desditas e deliberou terminar de uma vez a tragédia de sua vida, como se seu Espírito pudesse, assim, libertar-se do sofrimento!

—  Quais os fatos ocorridos em existências passadas com esses três Espíritos:

(http://www.colecione.com.br/tball.gif)  Camilo,
(http://www.colecione.com.br/tball.gif)  Ana Plácido
(http://www.colecione.com.br/tball.gif)  E Manuel Pinheiro Alves.

—  Que tiveram como epílogo essa tormentosa encarnação?

(http://www.dornbeast.com/pinkdown/ceu/lua02-pink.dornbeast.com.gif)  Dentro da lei de causa e efeito, e em face, também, das vidas múltiplas, bem podemos conjeturá-los. Camilo e Ana Plácido, embora entre eles houvesse forte atração espiritual, deveriam, no entanto, resistir, deveriam sofrer em silêncio, resignadamente! Fraquejaram, infringiram os mandamentos da Lei Divina e as orientações do Direito Civil!

Esqueceram-se dos conselhos recebidos no Além e, por isso, seus Espíritos, por tempo que não podemos imaginar qual seja, sofreram o desespero da separação! Se Camilo cometeu uma grande falta com essa união ilícita, outra mais grave, infinitamente maior cometeu Camilo, suicidando-se!

—  É o seu próprio Espírito quem nos diz:

(http://www.dornbeast.com/pinkdown/ceu/lua02-pink.dornbeast.com.gif)  “Eu passei a minha vida terrena a ver tudo pelos óculos pretos; e tão preto vi, que Deus me deu a escuridão da cegueira. E essa escuridão acompanhou-me horrorosamente aqui, e poucas são as nesgas de luz que conseguem vir quebrá-la ainda!”.

“A pesada cerração, que os ventos do infortúnio haviam acumulado sobre os meus olhos, já se dissipou, deixando que visse a etérea região, que só de sonho quisera crer. Conheço agora melhores caminhos que a ela vão dar e possuo o bordão que me servirá de arrimo na longada que ainda tenho a percorrer para lá chegar”.

(http://www.dornbeast.com/pinkdown/ceu/lua02-pink.dornbeast.com.gif)  E a dor, de fato, o acompanhou pela vida do Além, onde experimentou, como todo suicida, inenarráveis torturas.

O Departamento Editorial da Federação Espírita Brasileira já deu à publicidade, em alentado volume de cerca de 600 paginas.

(http://www.dornbeast.com/pinkdown/ceu/lua02-pink.dornbeast.com.gif)  O relato desses sofrimentos, feito, alias, pelo próprio Espírito de Camilo Castelo Branco, através da mediunidade de Yvonne A. Pereira (“Memórias de um Suicida”)

Fonte: Antonio Luiz.
Camilo C. Branco.


Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 10 de Julho de 2011, 19:41

(http://www.plantasonya.com.br/wp-content/img/1_gif02.gif)
 

Amor De Perdição

(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-482.gif)  O livro Amor de Perdição é um romance do autor Camilo Castelo Branco.

Durante uma vida de 64 anos ele escreveu textos monumentais. Passou por momentos difíceis e transportou para seus livros emoções fortes e contagiantes.
 
—  Um mundo criado à sua imagem e semelhança. Há sentimento de:
 
(http://webspace.webring.com/people/ww/w3r2/aball3.gif)  Dor,
(http://webspace.webring.com/people/ww/w3r2/aball3.gif)  Ódio,
(http://webspace.webring.com/people/ww/w3r2/aball3.gif)  Amor,
(http://webspace.webring.com/people/ww/w3r2/aball3.gif)  Drama,
(http://webspace.webring.com/people/ww/w3r2/aball3.gif)  Paixão,
(http://webspace.webring.com/people/ww/w3r2/aball3.gif)  Oração,
(http://webspace.webring.com/people/ww/w3r2/aball3.gif)  Cinismo,
(http://webspace.webring.com/people/ww/w3r2/aball3.gif)  Emoção,   
(http://webspace.webring.com/people/ww/w3r2/aball3.gif)  Comédia,
(http://webspace.webring.com/people/ww/w3r2/aball3.gif)  Blasfêmia,
(http://webspace.webring.com/people/ww/w3r2/aball3.gif)  Sarcasmo,
(http://webspace.webring.com/people/ww/w3r2/aball3.gif)  Ensinamentos morais.
 
Provoca elogios e críticas. E é nesse meio que surgiu Amor de Perdição.
 
(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-482.gif)  Em Viseu (Portugal), a família Albuquerque e a família Botelho se odiavam. O juiz Domingos Botelho dera uma sentença desfavorável aos Albuquerque. Surge, apesar de tudo, uma grande paixão entre Simão Botelho e Teresa de Albuquerque.
 
Teresa deveria se casar com o primo Baltasar Coutinho. Internaram-na em um convento para pôr um fim no romance proibido. Foi levada para o Convento de Monchique, no Porto. Seu pai, Tadeu de Albuquerque cuidou de tudo.
 
(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-482.gif)  Um certo dia, Simão encontra-se com Baltasar. Discutem, brigam. Simão mata seu rival, a tiro e se entrega à justiça. Com apenas dezoito anos é condenado à morte.
 
Seu pai, Dr. Domingos Botelho consegue que a pena de morte seja mudada para exílio perpétuo na Índia. Em março de 1807 ele embarca. No navio, tem notícias que sua amada Teresa havia morrido. Enlouquece.
 
(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-482.gif)  O capitão e Mariana cuidam para que Simão não se suicide. Mariana sempre foi apaixonada por Simão. Amor escondido, platônico. É de uma dedicação extrema.

Ao ficar sozinha no mundo, depois do assassinato do pai, ela vende tudo e embarca no mesmo navio de Simão.
 
(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-482.gif)  Queria ficar perto do seu grande e impossível amor. Amor infeliz, louco, sublime. Simão não se mata. Porém uma febre violenta o leva à morte. Seu corpo é imediatamente amarrado e lançado ao mar.

Mariana, desesperada, se atira também. Quis acompanhar seu grande amor. Ironicamente, na água do mar sem fim, bóiam papéis. São cartas de Simão e Teresa.
 
(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-482.gif)  Esse romance foi escrito em 15 dias, quando o autor vivia na prisão, condenado pelo adultério com D. Ana Plácido. Mistura de realidade e fantasia é o que presenciamos.

Os dois amantes infelizes não conseguem a felicidade na Terra, transferem suas esperanças para o misterioso Além-Túmulo.
 
(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-482.gif)  Percebemos nessa grandiosa obra, o conflito entre o amor e os preconceitos, representados na rivalidade das duas famílias. Rivalidade que leva ao desespero, ao crime.
 
Nota-se, também, um grande desabafo do autor que tem a alma sofrida e revoltada, colocado em uma cadeia por adultério.

(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-482.gif)  Vida amorosa que se afogou em lágrimas, na infelicidade e na morte. E que nos é apresentada com uma linguagem rica, vibrante e apaixonada.


"Amor De Perdição"
Camilo Castelo Branco.


Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 10 de Julho de 2011, 19:45

 
(http://gifportal.ru/data/smiles/cveta-1157.gif)

Lei de causa e efeito
(http://lh5.ggpht.com/_BJo2sJZzI3g/SaLnqNTeA6I/AAAAAAAADaM/DS2kxfFgTNc/s400/flor4.png)  De onde veio todo o sofrimento do Escritor portuquês Camilo Castelo Branco?

Um jovem procurou um pároco e contou seu sonho. O pároco então, passou a ensinar-lhe quanto sabia. Diante das suas ambições, o jovem despertou a vontade de ser um sacerdote.

(http://lh5.ggpht.com/_BJo2sJZzI3g/SaLnqNTeA6I/AAAAAAAADaM/DS2kxfFgTNc/s400/flor4.png)  Mas o pároco, disse que o rapaz não tinha vocação para o sacerdócio, e aconselhou-lhe que exercesse o sublime sacerdócio construindo um lar, com respeito, justiça e amando sempre o próximo.

O conselho do pároco calou fundo, e os planos foram adiados. O jovem então, apaixonou-se por Maria Magda com fervor. Ambos faziam planos matrimoniais, quando Magda conhece um outro rapaz, Jacinto de Ornelas y Ruiz, apaixona-se, casa-se e muda-se para Madrid.

(http://lh5.ggpht.com/_BJo2sJZzI3g/SaLnqNTeA6I/AAAAAAAADaM/DS2kxfFgTNc/s400/flor4.png)  O jovem sentiu-se humilhado, cheio de ódio, rancor, despeitado e jurou vingança. Diante do desgosto, ele reativou a idéia de ser sacerdote e a realizou.

—  Serviu às leis de Inquisição:

(http://www.iemoticons.com.br/emoticons/flores/8854.gif)  Mentia,
(http://www.iemoticons.com.br/emoticons/flores/8854.gif)  Matava,
(http://www.iemoticons.com.br/emoticons/flores/8854.gif)  Torturava, 
(http://www.iemoticons.com.br/emoticons/flores/8854.gif)  Caluniava,
(http://www.iemoticons.com.br/emoticons/flores/8854.gif)  Perseguia,
(http://www.iemoticons.com.br/emoticons/flores/8854.gif)  Condenava,
(http://www.iemoticons.com.br/emoticons/flores/8854.gif)  Denunciava,
(http://www.iemoticons.com.br/emoticons/flores/8854.gif)  Fazia intriga.

Quinze anos depois do casamento de sua amada Maria Magda, o sacerdote vai para Madrid a mando da Igreja. O acaso então, os colocou novamente frente a frente, trazendo muito ódio à lembrança, mas sentindo que ainda a amava.

(http://lh5.ggpht.com/_BJo2sJZzI3g/SaLnqNTeA6I/AAAAAAAADaM/DS2kxfFgTNc/s400/flor4.png)  Tentou cativa-la, mas não conseguiu. Ela resistiu com dignidade. Jacinto, percebeu o assédio do sacerdote à sua esposa. Preparou-se para deixar Madrid, buscando refúgio no estrangeiro para si próprio como para a família. Pois, o medo do oficial do Santo-Ofício era grande. Mas, o sacerdote descobriu, denunciou Jacinto de Ornelas ao tribunal, com muitas acusações.

Jacinto foi preso, processado e entregue ao sacerdote, por ordem dos seus superiores. Jacinto foi levado às masmorras infectas, onde passou martirizantes privações e torturas.

—  Arrancaram-lhe:

(http://www.iemoticons.com.br/emoticons/flores/8854.gif)  As unhas,
(http://www.iemoticons.com.br/emoticons/flores/8854.gif)  Os dentes,
(http://www.iemoticons.com.br/emoticons/flores/8854.gif)  Fraturaram os dedos,
(http://www.iemoticons.com.br/emoticons/flores/8854.gif)  Deslocaram os pulsos,
(http://www.iemoticons.com.br/emoticons/flores/8854.gif)  Queimaram a sola dos pés.

Maria Magda, sofria pensando o que poderia estar acontecendo ao marido. Por isso, procurou o sacerdote entre lágrimas, suplicou trégua e compaixão. Ele então, prometeu o marido de volta com uma condição, de que ela se entregasse à ele.

(http://lh5.ggpht.com/_BJo2sJZzI3g/SaLnqNTeA6I/AAAAAAAADaM/DS2kxfFgTNc/s400/flor4.png)  Ela relutou, mas acabou aceitando. Pois sabia que se não fizesse o acordo, seu marido seria morto. Dias depois do pacto, Magda vai à sala de torturas, contempla o marido, desespera-se, e não consegue ocultar o ódio pelo sacerdote.

Ele notou o desprezo, sentiu-se cansado em lutar por um bem inatingível, pois não conseguia entender aquele sublime amor que cobria as mãos de Jacinto com beijos e lágrimas. E por não conseguir o amor de Magda, a inveja, o despeito, o ciúme, tomou-lhe o coração.

(http://lh5.ggpht.com/_BJo2sJZzI3g/SaLnqNTeA6I/AAAAAAAADaM/DS2kxfFgTNc/s400/flor4.png)  As tendências maléficas do passado, vieram-lhe na lembrança, quando no ano 33 gritou junto ao povo para condenar Jesus de Nazaré em favor da liberdade do bandoleiro Barrabás.

Ele então, vazou os olhos de Jacinto perfurando-os com pontas de ferro incandescido. Jacinto inconformado com a situação, não querendo tornar-se estorvo à querida companheira, suicidou-se dois meses depois de obter a liberdade.

(http://lh5.ggpht.com/_BJo2sJZzI3g/SaLnqNTeA6I/AAAAAAAADaM/DS2kxfFgTNc/s400/flor4.png)  Magda voltou para a terra natal com os filhos, desolada e infeliz. Nunca mais viu o sacerdote ou obteve notícias. O arrependimento não tardou iniciar ao mesquinho ser do sacerdote.

Não dormia com tranqüilidade, vivia nervoso e a imagem de Jacinto o atordoava. Ele passou a evitar cumprir as tenebrosas ordens de seus superiores, até que mais tarde foi levado ao cárcere perpétuo.

(http://lh5.ggpht.com/_BJo2sJZzI3g/SaLnqNTeA6I/AAAAAAAADaM/DS2kxfFgTNc/s400/flor4.png)  Da Segunda metade do século XVII até o século XIX, ele começou a expiar, na Terra como homem e na erraticidade como Espírito, os crimes e perversidades cometidos sob a tutela do Santo-Ofício.

Na Segunda metade do século XIX, reencarnou em Portugal, como escritor famoso, Camilo Castelo Branco, para a última fase das expiações inalienáveis: a cegueira.

(http://lh5.ggpht.com/_BJo2sJZzI3g/SaLnqNTeA6I/AAAAAAAADaM/DS2kxfFgTNc/s400/flor4.png)  O mesmo horror que Jacinto de Ornelas sentiu pela cegueira, ele também sentiu. Diante da inconformidade, imitou a gesto, deu um tiro no ouvido, tornando-se em 1890, suicida como Jacinto o fora em meado do século XVII.

A cegueira era uma expiação, mas o suicídio não. O suicídio foi uma escolha dele, que perdeu a oportunidade que Deus estava dando para que ele reparasse sua falta do passado. Ele fez mal uso do livre arbítrio.

(http://lh5.ggpht.com/_BJo2sJZzI3g/SaLnqNTeA6I/AAAAAAAADaM/DS2kxfFgTNc/s400/flor4.png)  Camilo Castelo Branco lança neste livro, através da médium Yvonne A . Pereira (que também foi uma suicida na sua encarnação passada) um alerta para aqueles que pensam que a vida termina no túmulo.

—  Camilo conta a experiência dele e de outros suicidas como:

(http://www.iemoticons.com.br/emoticons/flores/8854.gif)  João era viciado em jogo, perdeu tudo, inclusive a honra e a própria vida, envenenou-se.

(http://www.iemoticons.com.br/emoticons/flores/8854.gif)  Jerônimo que deu um tiro no ouvido porque era rico e não suportou a ruína dos negócios comerciais.

(http://www.iemoticons.com.br/emoticons/flores/8854.gif)  Belarmino era um professor conceituado, diante de uma tuberculose, resolveu acabar com o sofrimento, cortando os pulsos.

(http://www.iemoticons.com.br/emoticons/flores/8854.gif)  Mario Sobral perdeu-se nos instintos inferiores, influenciado pela beleza física, a vaidade, a sedução, que pediam cada vez mais prazeres. Quando percebeu que estava perdendo sua esposa para outro, tentou encontrar-se e reconduzir sua vida, mas não conseguiu. Sua esposa não o aceitou. Ele então, à matou estrangulada e logo após enforcou-se.

—  Uma observação importante:

(http://lh5.ggpht.com/_BJo2sJZzI3g/SaLnqNTeA6I/AAAAAAAADaM/DS2kxfFgTNc/s400/flor4.png)  O resgate não é igual para todos. Por exemplo: Jerônimo, o amigo de Camilo, que se matou com um tiro no ouvido porque sua empresa faliu, deixando esposa e filhos em situação difícil, reencarnou em família rica.

Mas com o propósito de não formar família, montar uma instituição para crianças órfãs, e ir à ruína financeira novamente, para ter que lutar com coragem.

(http://lh5.ggpht.com/_BJo2sJZzI3g/SaLnqNTeA6I/AAAAAAAADaM/DS2kxfFgTNc/s400/flor4.png)  Camilo tornou-se grande trabalhador no Vale dos Suicidas, e após 50 anos reencarnou para cegar aos 40 anos e desencarnar aos 60 anos. Como vemos, ambos deram um tiro no ouvido, mas o resgate foi diferente.

Resumo feito por Rudymara de Paula.


Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 10 de Julho de 2011, 19:49




(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/04/136.gif)


"OS AMIGOS"

Camilo Castelo Branco


(http://byrosi.files.wordpress.com/2011/05/b14.gif)

Amigos cento e dez, e talvez mais,
eu já contei. Vaidades que eu sentia!
Pensei que sobre a terra não havia
mais ditoso mortal entre os mortais.

(http://byrosi.files.wordpress.com/2011/05/b14.gif)

Amigos cento e dez, tão serviçais,
tão zelosos das leis da cortesia,
que eu, já farto de os ver, me escapulia
às suas curvaturas vertebraís.

(http://byrosi.files.wordpress.com/2011/05/b14.gif)

Um dia adoeci profundamente.
Ceguei. Dos cento e dez, houve um somente
que não desfez os laços quase rotos.

(http://byrosi.files.wordpress.com/2011/05/b14.gif)

- Que vamos nós (diziam) lá fazer?
Se ele está cego, não nos pode ver". .
- Que cento e nove impávidos marotos!



Camilo, neste soneto, demonstrou boa dose de humor, ridicularizando os "amigos" que o abandonaram quando cegou. É portanto uma lição de vida, que demonstra que a verdadeira amizade é aquela que não é circunstancial, mas a que se revela a todo tempo sempre presente, partilha alegrias, êxitos, tristezas e sofrimentos. 

Camilo Ferreira Botelho Castelo Branco (nasceu em Lisboa, 16 de Março de 1825 — e morreu em S. Miguel de Seíde, Famalicão 1 de Junho de 1890). Camilo foi romancista, além de cronista, crítico, dramaturgo, historiador, poeta e tradutor. Foi o primeiro escritor de língua portuguesa viver exclusivamente dos seus escritos literários e o maior romancista português do século XIX (19).


Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 10 de Julho de 2011, 19:56


Agradecemos a presença e o carinho de todos
e lembrem-se, Suicídio, NUNCA


(http://www.mensagensdobem.com.br/recados/data/media/8/4.gif)

Obrigada Senhor


Carinhos mil.
Mariana.


Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: macili em 16 de Julho de 2011, 19:57



(http://1.bp.blogspot.com/-627WIpS5YsQ/TZxRH0A7UuI/AAAAAAAAEkQ/e9ZV_SYNshE/s1600/2468888014_83fc735785.jpg)


Retratos de um tempo inesquecível...

(http://4.bp.blogspot.com/-aM2c0fK2mO4/Th32MDWUN-I/AAAAAAAAHvM/CJBh7h2-jQ4/s220/p005.png)

Na estrela mais distante um brilho inconfundível,
no amor mais singelo, um perfume de flores,
na caridade mais humilde, um salmo recitado,
na esperança mais remota, um grito de alerta,
na indecisão do suicida, uma chance para a vida.


(http://4.bp.blogspot.com/-aM2c0fK2mO4/Th32MDWUN-I/AAAAAAAAHvM/CJBh7h2-jQ4/s220/p005.png)


"E em tudo, em todos os lugares, em qualquer situação,
a mão estendida de Deus para o reaproximar."
A música que toca agora é um convite,
ainda que só você ouça a melodia.


(http://4.bp.blogspot.com/-aM2c0fK2mO4/Th32MDWUN-I/AAAAAAAAHvM/CJBh7h2-jQ4/s220/p005.png)


O beijo que você ainda recorda, é mais que saudade,
é um chamado da felicidade,
motivação para viver um novo amor,
esquecer a alma endurecida,
o desafeto, a desilusão...
Ouça mais uma vez o seu coração.


(http://4.bp.blogspot.com/-aM2c0fK2mO4/Th32MDWUN-I/AAAAAAAAHvM/CJBh7h2-jQ4/s220/p005.png)


Olhe no seu porta-retrato,
mas não veja a foto esquecida,
veja a nova pessoa que você deseja ser.
Quem sorri é você, acreditando na vida,
na certeza de um novo tempo,
tempo de ter tempo para viver.


(http://4.bp.blogspot.com/-aM2c0fK2mO4/Th32MDWUN-I/AAAAAAAAHvM/CJBh7h2-jQ4/s220/p005.png)


Vai se arrumar, coloque a melhor roupa,
a vida é uma valsa que convida para dançar.
Solte-se, deixe-se rodopiar ao som da música,
liberte-se do passado,
esse é um tempo inesquecível,
tempo de ser feliz,
porque você é invencível.


(http://4.bp.blogspot.com/-aM2c0fK2mO4/Th32MDWUN-I/AAAAAAAAHvM/CJBh7h2-jQ4/s220/p005.png)


- Autoria Desconhecida -


Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: macili em 16 de Julho de 2011, 20:39
Suicídio...  Tudo o que você precisa saber

Richard Simonetti


(http://images.katrix.com.br/img/katrix1/Borboletas_110333434_barboleta030.gif)


Efeitos

Transtornos com a Família



1 - O suicídio é sempre um transtorno para os familiares. As angústias e sofrimentos decorrentes podem ser tomados à conta de um carma?
       (http://fotos.sapo.pt/cantinhomeu/pic/003a0c9y) Conviver com uma pessoa cheia de problemas, no âmbito familiar, pode ser carma, algo relacionado com o passado. Imperioso, porém, não incluir por compromisso cármico o suicídio. Seria um despropósito.




2 - Então os sofrimentos da família, em face do suicídio de um de seus membros, não foram programados? Não tinham que passar por isso?

       (http://fotos.sapo.pt/cantinhomeu/pic/003a0c9y) Ninguém está destinado a enfrentar o suicídio de um ente querido, mesmo porque, obviamente, nenhum Espírito reencarna com o carma do auto-aniquilamento. O suicídio é sempre um desvio de rota, jamais um programa existencial. É um desatino, nunca um destino!




3 - Se é assim, o suicida também se responsabilizará pelos sofrimentos impostos à família?

       (http://fotos.sapo.pt/cantinhomeu/pic/003a0c9y) Será responsável não apenas pela dor que os familiares sentirão naquele momento, mas, sobretudo, pelos traumas que repercutirão em suas emoções pelo resto da vida. Infelizmente, o suicida está tão empolgado por seus problemas, envolve-se tanto com o seu ego, que não abre espaço em sua mente para avaliar o mal que está fazendo a outras pessoas, com repercussões funestas em seu próprio destino.




4 - Há algo mais, além da responsabilidade pelo trauma na família?

      (http://fotos.sapo.pt/cantinhomeu/pic/003a0c9y) Ele será co-responsável nos desajustes de comportamento e nas dificuldades que os familiares venham a enfrentar, em decorrência de sua ausência voluntária, na fuga desatinada.




5 - Por exemplo?

       (http://fotos.sapo.pt/cantinhomeu/pic/003a0c9y) Digamos que ele seja arrimo de família, o chefe da casa. Com o suicídio, esposa e filhos poderão ficar em situação precária, passando por dificuldades e privações. Imaginemos algo pior: uma filha envolver-se com a prostituição, ou um filho a mergulhar na delinqüência... Tudo isso lhe será debitado, ampliando a carga de seus compromissos e recrudescendo suas angústias.




6 - E se os filhos vierem a transviar-se por iniciativa própria, em face de suas fraquezas?

        (http://fotos.sapo.pt/cantinhomeu/pic/003a0c9y) Não terá sido justamente para ajudá-los a superar suas limitações e fraquezas, evitando que se transviassem, que o suicida assumiu os compromissos da paternidade? Não é essa a missão dos pais? Com a fuga deixou-os entregues à própria sorte e responderá por isso.




7 - O suicida tem conhecimento disso tudo?

       (http://fotos.sapo.pt/cantinhomeu/pic/003a0c9y) Em princípio, não. Segregado em regiões de sofrimento, purgatórios espirituais, não há espaço em sua mente para cogitar de algo além de seus próprios tormentos, empolgado por desajustes e sofrimentos superlativos, sem similar na Terra.




8 - Mas haverá um momento em que tomará esse conhecimento?


        (http://fotos.sapo.pt/cantinhomeu/pic/003a0c9y) Fatalmente! Amparado em instituições socorristas, será chamado a avaliar suas experiências e informar-se da situação dos familiares. Pior do que os tormentos em que mergulhou com o gesto tresloucado, será sua angústia, caso eles tenham entrado por desvios de comportamento, o que não é raro acontecer.
Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: macili em 16 de Julho de 2011, 21:12
(http://lh3.ggpht.com/rosane.parmagnanicavalli/SNjPp1-TtzI/AAAAAAAAFcU/H5b4DMRzJV4/724468.jpg)


"Entusiasmo é quando o coração da gente
fica todo florido de Deus."


Ana Jácomo





Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: macili em 16 de Julho de 2011, 21:24
(http://www.nena.com.br/quadros_nena/001_100/qd032n.jpg)


Reconforto

(http://2.bp.blogspot.com/-2SXbv1B5ZPA/TfdfuCM0QaI/AAAAAAAAHnc/sRo0Q_JkgXQ/s150/c047182c9204%255B1%255D.png)


Não cai não, levanta a cabeça vai!
Não importa o que aconteceu de ruim com você nos últimos tempos.
O importante é que você está aqui.

Mesmo que tenha terminado um longo relacionamento,
mesmo que tenha sido muito difícil, mesmo assim:
sobrou você!

Não importa se você não está com sorte nos negócios,
você ainda esta aqui e pronto para recomeçar com uma grande vantagem:
já sabe onde não errar, o que você aprendeu com o "fracasso" é valioso demais,
aproveite.

(http://2.bp.blogspot.com/-2SXbv1B5ZPA/TfdfuCM0QaI/AAAAAAAAHnc/sRo0Q_JkgXQ/s150/c047182c9204%255B1%255D.png)

As desfeitas, as humilhações já passaram,
quem realmente se importa com você está do seu lado,
aqueles "amigos"que foram embora talvez nem fossem tão amigos assim,
agradeça a Deus essa seleção natural, pelo menos você sabe com quem contar.

(http://2.bp.blogspot.com/-2SXbv1B5ZPA/TfdfuCM0QaI/AAAAAAAAHnc/sRo0Q_JkgXQ/s150/c047182c9204%255B1%255D.png)

Está desempregado(a) e já faz algum tempo?
Olha a oportunidade de se reciclar, estudar,
abrir um negócio próprio quem sabe até ficar rico,
afinal quem trabalha de empregado tem garantias de salário,
mas tem limites de ganho, de cargo, de motivação.
Aproveita essa chance, tudo é oportunidade, agarre a sua!

(http://2.bp.blogspot.com/-2SXbv1B5ZPA/TfdfuCM0QaI/AAAAAAAAHnc/sRo0Q_JkgXQ/s150/c047182c9204%255B1%255D.png)

Está deprimido(a), sem ânimo?
De quem é a culpa?
Isso não importa, o que realmente interessa é você quer se levantar?
Quer ser feliz?
Levante-se!
Abra as janelas da sua vida, escancare as portas da tristeza e deixe o sol da alegria entrar e aquecer seu coração.
Feche os olhos sinta os anjos ao seu redor loucos para recomeçar com você.
Devolva a você mesmo a vontade de ser feliz.

(http://2.bp.blogspot.com/-2SXbv1B5ZPA/TfdfuCM0QaI/AAAAAAAAHnc/sRo0Q_JkgXQ/s150/c047182c9204%255B1%255D.png)

Está sozinho(a), sente falta de companhia?
Suas noites são vazias, os dias são sem graça?
Abrace a causa do mestre Jesus, divida seu calor com milhares de órfãos desse país,
divida sua energia e alegria com os milhares de "idosos"em centenas de abrigos espalhados por este mundo.
Tem tanto trabalho a fazer que nunca mais, eu garanto, você terá uma só noite vazia,
seu coração será chama e atrairá amor...
você será o próprio amor.

(http://2.bp.blogspot.com/-2SXbv1B5ZPA/TfdfuCM0QaI/AAAAAAAAHnc/sRo0Q_JkgXQ/s150/c047182c9204%255B1%255D.png)

Como é bom acreditar na vida, na justiça divina, no ser humano,
na beleza do amor universal, na compaixão, no Cristo vivo, nos seus anjos e em você.
Compartilhe a sua vida, não queira ser uma ilha, seja um continente inteiro, não tenha medo de errar,
isso faz parte do grande milagre que é a vida!
Seja feliz na simplicidade de acordar e lutar por um dia de sol.

(http://2.bp.blogspot.com/-2SXbv1B5ZPA/TfdfuCM0QaI/AAAAAAAAHnc/sRo0Q_JkgXQ/s150/c047182c9204%255B1%255D.png)

- Autoria Desconhecida -
Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: macili em 23 de Julho de 2011, 02:28
(http://farm4.static.flickr.com/3472/3782985019_40bce90802.jpg)


Suicídio

Uma Idéia Dolorosa

___________________


O suicidio é uma ideia que não pode tomar corpo, alias não pode lhe tomar o corpo, porque além do corpo lhe toma muito mais em termos de evolução espiritual.

Leia este pequeno texto para poder entender sobre esta solução equivocada que muitos amigos, parentes, conhecidos e até pessoas muito proximas já tentaram.

Meu caro leitor, se você é daquelas pessoas que está enfrentando difícil fase de sua existência, com escassez de recursos financeiros, enfermidades ou complexos desafios pessoais (na vida familiar ou não) e está se sentindo muito abatido, gostaria de convidá-lo a uma grave reflexão.

Todos temos visto a ocorrência triste e dramática daqueles que se lançam ao suicídio, das mais variadas formas. A idéia infeliz surge, é alimentada pelo agravamento dos problemas do cotidiano e concretiza-se no ato infeliz do auto-extermínio.


___________________

Diante de possíveis angústias e estados depressivos, não há outro remédio senão a calma, a paciência e a confiança na vida, que sempre nos reserva o melhor ou o que temos necessidade de enfrentar para aprender. Ações precipitadas, suicídios e atos insanos são praticados devido ao desespero que atinge muitas pessoas que não conseguem enxergar os benefícios que as cercam de todos os lados.

Mas é interessante ressaltar que estes estados de alma, de desalento, de angústias, de atribulações de toda ordem, não são casos isolados. Eles integram a vida humana. Milhões de pessoas, em todo mundo, lutam com esses enigmas como alunos que quebram a cabeça tentando resolver exercícios de física ou matemática. Mas até uma criança sabe que o problema que parece insolúvel não se resolverá rasgando o caderno e fugindo da sala de aula.

Sim, a comparação é notável. Destruir o próprio corpo, a própria vida, como aparente solução é uma decisão absurda. Vejamos os problemas como autênticos desafios de aprendizado, nunca como castigos ou questões insuperáveis. Tudo tem uma solução, ainda que difícil ou demorada.


___________________

O fato, porém, é que precisamos sempre resistir aos embates do cotidiano com muita coragem e determinação. Viver é algo extraordinário. Tudo, mas tudo mesmo passa. Para que entregar-se ao desespero? Há razões de sobra para sorrir, rir e viver...!

O suicídio é um dos maiores equívocos humanos, para não dizer o maior. A pessoa sente-se pressionada por uma quantidade variável de desafios, que julga serem problemas sem solução, e precipita-se na ilusão da morte. Sim, ilusão, porque ninguém consegue auto-exterminar-se. E o suicídio agrava as dificuldades porque aí a pessoa sente o corpo inanimado, cuja decomposição experimenta com os horrores próprios, pressionada agora pelo arrependimento, pelo remorso, sem possibilidade de retorno imediato para refazer a própria vida. Em meio a dores morais intensas, com as sensações físicas próprias, sentindo ainda a angústia dos seres queridos que com ele conviviam, o suicida torna-se um indigente do além.

Como? Sim, apenas conseqüências do ato extremo, nunca castigo. Isto tudo por uma razão muito simples: não somos o corpo, estamos no corpo. Somos espíritos reencarnados, imortais. E a vida nunca cessa, ela continua objetivando o aprimoramento moral e intelectual de todos os filhos de Deus. Suicidar-se é ilusão. Os desafios existenciais surgem exatamente para promover o progresso, convidando à conquista de virtudes e o desenvolvimento da inteligência. A oportunidade de viver e aprender é muito rica para ser desprezada. E quando alguém a descarta surgem conseqüências naturais: o sofrimento físico, pela auto-agressão e o sofrimento moral do arrependimento e da perda de oportunidades. Muitos talvez possam perguntar-se: Mas de onde vêm essas informações?


___________________

A Revelação Espírita trouxe essas informações. São os próprios espíritos que trouxeram as descrições do estado que se encontram depois da morte. Entre eles, também os suicidas descrevem os sofrimentos físicos e morais que experimentam. Sim porque sendo patrimônio concedido por Deus, a vida interrompida por vontade própria é transgressão à sua Lei de Amor. Como uma criança pequena que teima em não ouvir os pais e coloca os dedos na tomada elétrica.

Para os suicídios há atenuantes e agravantes, mas sempre com conseqüências dolorosas e que vão requerer longo tempo de recuperação. Deus, que é Pai bondoso e misericordioso, jamais abandona seus filhos e concede-lhes sempre novas oportunidades. Aí surge a reencarnação como caminho reparador, em existências difíceis que apresentam os sintomas e aparências do ato extremo do suicídio. Há que se pensar nos familiares, cônjuges, pais e filhos, na dor que experimentam diante do suicídio do ser querido. Há que se pensar no arrependimento inevitável que virá. Há que se ponderar no desprezo endereçado à vida. Há, mais ainda, que se buscar na confiança em Deus, na coragem, na prece sincera, nos amigos (especialmente o maior deles, Jesus), a força que se precisa para vencer quaisquer idéias que sugiram o auto-extermínio.

Meu amigo, minha amiga, pense no tesouro que é tua vida, de tua família! Jamais te deixes enganar pela ilusão do suicídio. Viva! Viva intensamente! Com alegria! Que não te perturbe nem a dificuldade, nem a enfermidade, nem a carência material. Confie, e prossiga!


___________________

A maior dádiva divina é a vida!


(http://images.lifeconsulting.multiply.com/image/cgrPsZlWQWz4JjdFO-Kr+g/photos/1M/300x300/548/LOTUS-2.JPG?et=UrPBWPlJTbwsHtrUjkTtrg&nmid=0)



Orson Peter Carrara
Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 24 de Julho de 2011, 04:34


 
(https://1.bp.blogspot.com/-q1S_sch_hcw/V8mFBeJpQ_I/AAAAAAAABdA/IJb5Jufns1QUP_15e8DqGj6doGQw-DD3ACLcB/s1600/frase-eu-aprendi-que-sempre-posso-fazer-uma-prece-por-alguem-quando-nao-tenho-forcas-para-william-shakespeare-115800.jpg)

Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 24 de Julho de 2011, 04:35


(http://c7.quickcachr.fotos.sapo.pt/i/de404788e/5611327_yLiES.gif)   Radionovela "Memórias de um Suicida" postado em Audiovisuais. Link: http://www.forumespirita.net/fe/audiovisuais/radio-novela-'memorias-de-um-suicida'/#.UdmqeNK-nfw  (http://c7.quickcachr.fotos.sapo.pt/i/de404788e/5611327_yLiES.gif)   Ninguém morre, porque somos eternos.



Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 24 de Julho de 2011, 04:37


(http://sevacilarsefudeu.zip.net/images/avidaaa161.gif)


Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 24 de Julho de 2011, 04:40


Suicídio

1º-)  As criaturas que se suicidaram em razão das desilusões encontradas nas  ligações afetivas, agravam os sofrimentos de outrem, além dos sofrimentos que  elas próprias encontram?

R ▬ Muitos Espíritos fracos, que por razões de infelicidade na afeição  sexual atiram-se ao suicídio, encontram padecimentos gigantescos, como quem salta  no escuro sobre precipícios de brasas, criando derivações de angústia para os  causadores de semelhantes tragédias.

2º-)  Os casos de suicídio nas uniões carnais infelizes agravam provas em casamentos futuros?

R ▬ Quantos violam a passagem da morte, crendo erroneamente alcançar o repouso, nada mais encontram senão suplício e desespero, a gerarem, no âmago de  si mesmos, os pavorosos conflitos, que apenas as reencarnações regenerativas  conseguem remediar. Saibamos tolerar com paciência as provações que o mundo nos ofereça, criando o  bem sobre todos os males que nos cheguem das existências que já vivemos, na  convicção de que fugir ao dever – por mais doloroso seja o dever que nos caiba –  será sempre abraçar o pior. Em quaisquer atribulações ou dificuldades, a nossa  obrigação individual é fazer o melhor ao nosso alcance para que o bem triunfe.

3º-)  Que fazer para extinguir os males evidentes das ligações afetivas  inconsideradas e desditosas?

R ▬ Em todos os departamentos da luta humana, os compromissos do passado  reaparecem. Indispensável revestir-se a alma de forças para vencer, em si mesma,  os pontos vulneráveis que, em outro tempo, a fizeram cair.

4º-)  Qual a direção pessoal que devemos adotar para vencer os dissabores do lar infeliz?

R ▬ Evitemos o divórcio, tanto quanto possível, e combatemos o aborto e o  suicídio com todos os recursos de raciocínio e esclarecimento de que possamos  dispor. O divórcio adia o resgate. O aborto complica o destino. O suicídio agrava todos os sofrimentos.

EMMANUEL
(Do livro “Leis Do Amor”, Francisco Cândido Xavier E Waldo Vieira)


Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 24 de Julho de 2011, 04:42


(http://3.bp.blogspot.com/-YwKrwCii_Ws/UL_eukS_UgI/AAAAAAAABvg/Nk5scyIo-Ck/s1600/suicidio.jpg)

Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 24 de Julho de 2011, 04:45


(http://i235.photobucket.com/albums/ee293/angel_2007_028/Rosas/th_413.gif)

"Amigos" de circunstância
são-no na ocasião e no momento,
esfumam-se e são relevados pelo tempo.

(Camilo Castelo Branco)
Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 24 de Julho de 2011, 04:46
(http://byrosi.files.wordpress.com/2011/05/t.gif)(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/07/41menina112jn5.gif)  (http://byrosi.files.wordpress.com/2011/05/t.gif)
       
Prevenção do Suicídio na Juventude
(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/07/mini-people1.gif)  A juventude é a grande fase de descobertas. De experimentação de novos sentimentos e sensações. É justo neste período de transição entre os estágios infantil e adulto que o turbilhão dos mais diferentes pensamentos torna-se presente na mente do jovem, levantando conceitos, tabus e assuntos que eram tidos como certos e inabaláveis.
 
O chão, outrora alicerçado pelos pais, aos poucos, passa a desvanecer-se sob seus pés, exigindo que ele, agora, construa seu próprio caminho. Nesse exato momento de decisão e reflexão, o jovem "imaturo" ou o adolescente que jamais possuiu um solo firme e estruturado por onde pudesse caminhar, se desorienta por completo e busca, em atitudes radicais, solucionar sua inquietação e desconforto com o mundo.
 
(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/07/mini-people1.gif)  Diante desse quadro, pode surgir então o comportamento suicida, que, por sua vez, pode ser dividido em gestos e tentativas suicidas. Os gestos estão relacionados a um comportamento de lesão auto-infligida, não havendo, necessariamente, a intenção de morrer; podem ser considerados como "comportamentos para chamar atenção".

Já na tentativa, há a intenção do suicida em ser seriamente ferido ou morrer. Vale salientar que estudos sobre o assunto têm demonstrado que há elementos e situações que podem contribuir para tais gestos e comportamentos.
 
▬  FATORES DE RISCO:
 
A depressão é, certamente, o diagnóstico psiquiátrico mais observado em adolescentes que tentam o suicídio:
 
(http://callparade.com.br/wp-content/themes/callparade/img/marker.gif)  Desesperança, 
(http://callparade.com.br/wp-content/themes/callparade/img/marker.gif)  Disfunção familiar,
(http://callparade.com.br/wp-content/themes/callparade/img/marker.gif)  Fatores biológicos,
(http://callparade.com.br/wp-content/themes/callparade/img/marker.gif)  Consumo de drogas,
(http://callparade.com.br/wp-content/themes/callparade/img/marker.gif)  Eventos estressantes,
(http://callparade.com.br/wp-content/themes/callparade/img/marker.gif)  Transtornos de conduta,
(http://callparade.com.br/wp-content/themes/callparade/img/marker.gif)  Abusos (físicos, sexuais ou psicológicos) 
 
Podem ser considerados os principais agentes causadores deste distúrbio.

(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/07/mini-people1.gif)  No entendimento dos técnicos do Ministério da Saúde, o suicídio já é considerado um problema de saúde pública e tem como principal causa a depressão.

Esta doença, segundo a Organização Mundial de Saúde, atinge pelo menos 8% da população mundial, o que constitui, em termos do nosso país, aproximadamente 15 milhões de brasileiros em estado depressivo.
 
(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/07/mini-people1.gif)  Quase sempre o jovem que pensa em suicídio dá sinal dessa idéia através de um comportamento diferente no seu modo de viver, passando a buscar refúgio na solidão, isolando-se de tudo e de todos.
 
Notam-se, principalmente, a falta de amigos e o isolamento, pois o jovem, por sua própria natureza, busca o grupo como forma de afirmação da sua identidade. Os pensamentos sobre suicídio não devem ser considerados sem importância ou vistos com indiferença. É falso o conceito de que "quem fala sobre suicídio não tenta, nem tentará suicidar-se".
 
▬  Quaisquer que sejam os seus problemas, pensamentos como:
 
(http://callparade.com.br/wp-content/themes/callparade/img/marker.gif)  "Eu sou um perdedor"
(http://callparade.com.br/wp-content/themes/callparade/img/marker.gif)  "Eu não agüento mais";
(http://callparade.com.br/wp-content/themes/callparade/img/marker.gif)  "Eu preferia estar morto";
(http://callparade.com.br/wp-content/themes/callparade/img/marker.gif)  "Eu não posso fazer nada";
(http://callparade.com.br/wp-content/themes/callparade/img/marker.gif)  "Eu sou um peso para os outros";
(http://callparade.com.br/wp-content/themes/callparade/img/marker.gif)  "E os outros vão ser mais felizes sem mim";
 
Indicam que o jovem está correndo sérios riscos. Esse é o momento de ajudá-lo, procurando estar mais perto dele, demonstrando que a presença de pais e amigos lhe faz bem. Fazê-lo sentir-se amado é fundamental para levantar a sua auto-estima.
 
(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/07/mini-people1.gif)  É importante saber que o jovem com baixa auto-estima sente medo, ansiedade e outros estados negativos nos âmbitos físico e psicológico. Passa, em razão disso, a não se cuidar: apresenta aparência desleixada, olhar para baixo, cabeça curvada.

Sente-se menor do que os outros, isolando-se dos amigos e do grupo a que está vinculado. Sem objetivos na vida, ele acaba entrando num processo depressivo de funestas conseqüências.
 
▬  O PAPEL DA FAMÍLIA:
 
(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/07/mini-people1.gif)  A maioria das tentativas e das concretizações de suicídios entre jovens acontece principalmente em lares perturbados, com famílias desestruturadas; ou são oriundos de grupos familiares que apresentam doenças somáticas e/ou mentais; ou ainda, com jovens que têm problemas com a polícia ou com a justiça.
 
▬  Quantas vezes foram crianças:
 
(http://callparade.com.br/wp-content/themes/callparade/img/marker.gif)  Tristes,
(http://callparade.com.br/wp-content/themes/callparade/img/marker.gif)  Inseguras,
(http://callparade.com.br/wp-content/themes/callparade/img/marker.gif)  Revoltadas,
(http://callparade.com.br/wp-content/themes/callparade/img/marker.gif)  Sem carinho,
(http://callparade.com.br/wp-content/themes/callparade/img/marker.gif)  Não desejadas,
(http://callparade.com.br/wp-content/themes/callparade/img/marker.gif)  Em famílias de comportamento frio,
(http://callparade.com.br/wp-content/themes/callparade/img/marker.gif)  Famílias com tendência à promiscuidade sexual e ao uso de álcool, fumo e drogas.
 
Os atos dos jovens buscando a auto-eliminação são uma forma desesperada de conseguir carinho, de chamar a atenção. Logo, o papel da família é o de funcionar como eficaz antídoto ao suicídio.


Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 24 de Julho de 2011, 04:52


▬  DADOS ESTATÍSTICOS:
 
(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/07/mini-people1.gif)  Os índices do recém lançado Mapa da Violência IV (Júlio Jacobo Waiselfisz, 2004), da UNESCO, abrangendo o período entre 1993 e 2002, demonstram que os suicídios no Brasil passaram de 5.553 em 1993 para 7.715 em 2002, representando um aumento de 38,9%. No mesmo período, o aumento é bem superior ao registrado em óbitos por acidentes de transporte (19,5%), mas ainda está abaixo dos homicídios (62,3%).
 
Entre os adolescentes e jovens de 15 a 24 anos, o aumento foi menor (30,8%), passando de 1.252 para 1.637 suicídios entre 1993 e 2002. As situações por Estado são bem diferenciadas. No Amapá, Maranhão e Paraíba, o número de suicídios de jovens quadruplicou.  Já em Estados como São Paulo, Paraná e Distrito Federal, registrou-se a queda dos índices.  Nas capitais, o crescimento dos suicídios no período 1993/2002 foi bem menor do que nos Estados como um todo: 38,9% para os Estados e 17,9% para as capitais.
 
(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/07/mini-people1.gif)  Na população jovem, essa diferença é maior ainda: 30,8% de aumento nos Estados, e só 4,9% nas capitais. Também verificamos que, nas capitais, os suicídios da população em geral cresceram bem mais do que os da faixa jovem. Dentre elas, destacam-se Macapá e Cuiabá, por terem mais que triplicado seu número absoluto de suicídios na população total, no período considerado.
 
Entre os jovens das capitais, as taxas de suicídios (5 em 100 mil) são levemente maiores do que as da população total (4,4 em 100 mil), mas com tendência a cair. As maiores taxas, tanto para a população total quanto para a de jovens, podem ser encontradas nas regiões metropolitanas de Porto Alegre e Fortaleza.
 
(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/07/mini-people1.gif)  Relativizando os dados apresentados no referido Mapa segundo o tamanho da população, verifica-se que a taxa do Brasil no ano de 1993 foi de 3,7 suicídios para cada 100 mil habitantes. Com oscilações, ela foi crescendo lentamente para, em 2002, apresentar-se em 4,4 suicídios por 100 mil habitantes.
 
Comparado com os restantes 66 países analisados, o Brasil apresenta baixas taxas de suicídios, ocupando o 57º lugar quando se trata de suicídios na população total, e o 53º nos suicídios juvenis. Não obstante, o tema, tão grave quanto delicado, deve continuar a merecer a maior atenção de todos.
 
▬  A QUESTÃO DA IDADE:
 
(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/07/mini-people1.gif)  A incidência etária nos óbitos por suicídio praticamente inexiste até os 10 anos. A partir desta idade, inicia-se uma forte escalada ascendente, para chegar à sua máxima expressão aos 22 anos, faixa que registrou 218 suicídios no ano de 2002.

A partir daí, ocorre uma leve queda, diminuindo progressivamente o número absoluto à medida que a idade avança.
 
▬  A taxa geral de suicídios no mesmo período (1993/2002) cresceu 38,9% e, como no restante do mundo, subiu muito nas faixas mais idosas da população que costumam sofrer com:
 
(http://callparade.com.br/wp-content/themes/callparade/img/marker.gif)  A viuvez,
(http://callparade.com.br/wp-content/themes/callparade/img/marker.gif)  Doenças graves,
(http://callparade.com.br/wp-content/themes/callparade/img/marker.gif)  Na terceira idade,
(http://callparade.com.br/wp-content/themes/callparade/img/marker.gif)  Rejeição da família,
(http://callparade.com.br/wp-content/themes/callparade/img/marker.gif)  Dificuldades financeiras.
 
No entanto, o que leva os estudiosos a se preocupar mais com os jovens é que a incidência de suicídios nesta faixa etária ocorre cada vez mais cedo e, muitas vezes, poderia ser evitada.
 
▬  AÇÃO DOS ESPÍRITOS OBSESSORES:
 
(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/07/mini-people1.gif)  A obsessão é também uma das causas de muitos jovens darem fim à vida física. No livro de nossa autoria, Suicídio e Suas Conseqüências, apresentamos o depoimento de Hilda, espírito de uma jovem suicida, que reata seus padecimentos após a morte do corpo físico, deixando bem clara a causa do seu gesto infeliz.
 
Segundo Hilda, além da sua rebeldia em não aceitar a vida com suas naturais dificuldades e frustrações, a influência de espíritos obsessores também foi um fator importante para levá-la ao auto-extermínio.

(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/07/mini-people1.gif)  Aliás, sobre este assunto, Allan Kardec, em O Evangelho Segundo o Espiritismo, esclarece que quase sempre a obsessão exprime a vingança que um espírito exerce e que, com freqüência, se radica nas relações que o obsediado manteve com ele em encarnação anterior.
 
Esse fato pode ser constatado no seguinte trecho do seu depoimento, pela psicofonia do médium Francisco Cândido Xavier, registrado no livro Vozes do Grande Além:
 
▬  "Fala-vos humilde companheira que ainda sofre depois de aflitiva tragédia no suicídio, alguém que conhece de perto a responsabilidade na queda a que se arrojou, infeliz:
 
(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/07/mini-people1.gif)  "Obsediada fui eu, é verdade, jovem caprichosa, contrariada em meus impulsos afetivos, acariciei a idéia de fuga, menoscabando todos os favores que a Providência Divina me concedera à estrada primaveril. Acalentei a idéia do suicídio com volúpia e, com isso, através dela, fortaleci as ligações deploráveis com os desafetos de meu passado, que falavam mais alto no presente.
 
Esqueci-me dos generosos progenitores, a quem devia ternura, dos familiares com os quais me empenhara em abençoadas dívidas de serviço; olvidei meus amigos, cuja simpatia poderia tomar por valioso escudo em justa defesa, e desviei-me do campo de sagradas obrigações, ignorando deliberadamente que elas representavam os instrumentos de minha restauração espiritual...
 
(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/07/mini-people1.gif)  Em razão disso, padeci, depois do túmulo, todas as humilhações que podem rebaixar a mulher indefesa...".
 
▬  A TERAPIA:
 
O espírito Hilda, no relato de sua dolorosa experiência, destaca que a sua rebeldia em não aceitar a vida, com as naturais dificuldades da juventude, gerou frustrações, e aconselha como os jovens devem proceder para se defenderem da idéia nefasta do suicídio (Chico Xavier, 1990):
 
(http://callparade.com.br/wp-content/themes/callparade/img/marker.gif)  Visitemos o amigo enfermo,
(http://callparade.com.br/wp-content/themes/callparade/img/marker.gif)  Cumpramos nossas obrigações,
(http://callparade.com.br/wp-content/themes/callparade/img/marker.gif)  Atendamos à criança desventurada,
(http://callparade.com.br/wp-content/themes/callparade/img/marker.gif)  Busquemos o convívio do livro nobre,
(http://callparade.com.br/wp-content/themes/callparade/img/marker.gif)  Refugiemos-nos no santuário da prece,
(http://callparade.com.br/wp-content/themes/callparade/img/marker.gif)  Devotemos-nos à felicidade do próximo,
(http://callparade.com.br/wp-content/themes/callparade/img/marker.gif)  Tentemos a conversação robusta e edificante,
(http://callparade.com.br/wp-content/themes/callparade/img/marker.gif)  E procuremos a boa execução de nossas tarefas.

Instalando-nos sob a tutela do bem e agindo sempre contra o pensamento insensato, porque, através dele, a obsessão se insinua, a perseguição se materializa e, quando acordamos, diante da própria responsabilidade, muitas vezes a nossa consciência chora tarde demais".
 
EMMANUEL.
Por Gerson Simões Monteiro.


Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 24 de Julho de 2011, 04:54


(http://gifportal.ru/data/smiles/cveta-1134.gif)


Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 24 de Julho de 2011, 04:56

(http://gifportal.ru/data/smiles/cveta-1133.gif)


Sexo, Idade: F, 22
Cor: branca
Meio: precipitação em queda livre
Forma de mensagem: manuscrito
Obs: modelo
 
"Carlos
Eu precisava tanto falar contigo, pena, você não deixou. Vou morrer te amando. Eu te amo loucamente. Tudo o que fiz de errado, foi uma necessidade de estar com você outra vez.
 
 Você não quiz me ouvir. Agora será impossível me ouvir outra vez. Eu te amo. Se tomei esta iniciativa foi simplesmente pelo fato de saber que nunca mais o teria de volta.
 
Por mim, peça desculpas à minha mãe. Diga a ela que eu a amo muito também porém, não encontrei mais nenhuma existência para mim. Eu te amo, tudo o que fiz foi porque o amava demais. Tentei explicar isto à minha mãe: não se preocupe, será impossível te ligar outra vez.
 
Eu, Márcia, dou meus olhos, meus cabelos e meu sangue a quem precisar. Juro estar dizendo a verdade, perante todos e a Deus.
 
(assinatura)

(http://3.bp.blogspot.com/-QZAJ35WxtXg/TbWxtnzqTBI/AAAAAAAAHuw/-exMochwFz4/s640/Blog_pr_ab.gif)


Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 24 de Julho de 2011, 04:58


(https://i.pinimg.com/736x/5b/15/0d/5b150d8b5d9f86f6c59ae66aed34f5c3--facebook.jpg)


Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 24 de Julho de 2011, 05:02

(http://www.jornaloeste.com.br/imgsite/noticias/amp-d5290ed2-dbd3-45fd-a955-aaeb001ccff3.jpg)


Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 24 de Julho de 2011, 05:05


(http://www.orkugifs.com/images/um-sorriso_3016.gif)

Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 24 de Julho de 2011, 05:08


(http://i235.photobucket.com/albums/ee293/angel_2007_028/Rosas/th_429.gif)

"O ciúme da mulher,
de quem se espera amor,
é uma revelação agradável,
ainda mesmo que valha pouco
para a felicidade do coração."

(Camilo Castelo Branco)



Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 24 de Julho de 2011, 05:10

(http://ninhascraps1.n.i.pic.centerblog.net/0hjlu690.gif)

Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 24 de Julho de 2011, 05:15

(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/07/11.gif)

O Sofrimento de um Suicida
(http://natynani.zip.net/images/estrela2.gif)  Henri Numiers não acreditava que houvesse uma alma imortal animando seu saudável corpo de homem. Para ele, existiam  apenas:

(http://callparade.com.br/wp-content/themes/callparade/img/marker.gif)  As carnes,
(http://callparade.com.br/wp-content/themes/callparade/img/marker.gif)  Os  ossos,   
(http://callparade.com.br/wp-content/themes/callparade/img/marker.gif)  Os nervos,
(http://callparade.com.br/wp-content/themes/callparade/img/marker.gif)  Artérias carreando o sangue necessário à vida.
 
—  Era materialista.

Por isso matou-se, assim tentando fugir à situação moral que o incomodava. Uma vez morrendo o homem, acreditava ele, a alma, se existisse, se extinguiria também com ele.
 
(http://callparade.com.br/wp-content/themes/callparade/img/marker.gif)  Ação,
(http://callparade.com.br/wp-content/themes/callparade/img/marker.gif)  Amor,
(http://callparade.com.br/wp-content/themes/callparade/img/marker.gif)  Odios,
(http://callparade.com.br/wp-content/themes/callparade/img/marker.gif)  Honra,
(http://callparade.com.br/wp-content/themes/callparade/img/marker.gif)  Desonra,
(http://callparade.com.br/wp-content/themes/callparade/img/marker.gif)  Amarguras, 
(http://callparade.com.br/wp-content/themes/callparade/img/marker.gif)  Decepções,
(http://callparade.com.br/wp-content/themes/callparade/img/marker.gif)  Sentimento,
(http://callparade.com.br/wp-content/themes/callparade/img/marker.gif)  Inteligência,
(http://callparade.com.br/wp-content/themes/callparade/img/marker.gif)  Pensamentos.
 
Tudo o que constitui o ser moral humano cria ele que se aniquilava no túmulo juntamente com o corpo.
 
(http://natynani.zip.net/images/estrela2.gif)  Dos belos sermões filosóficos de Rômulo e de Thom sobre os graves problemas do homem e sua alma imortal, feita à imagem e semelhança de Deus, Henri só guardava a lembrança da ansiedade com que esperava o fim para regressar a Numiers e rever Berthe.

Contudo, o maior desapontamento o desgraçado moço colheu do seu ato de suicídio quando, ao primeiro amargor que a vida lhe apresentara, desejou furtar-se a ele, matando-se.
 
(http://natynani.zip.net/images/estrela2.gif)  Caíra de todo a noite e em Numiers e suas imediações pairava completo silêncio. Havia alguns meses que Henri desaparecera do mundo terreno, mas a desolação era porventura maior tanto em Numiers como em Stainesbourg e Fontaine.

Pai Arnold não mais trabalhava, desinteressando-se da prosperidade da Quinta, e Marie continuava enferma. Era inverno. Contudo, naquela noite, o luar irradiava, emprestando àquele recanto da velha Flandres certa doçura de ambiente.
 
(http://natynani.zip.net/images/estrela2.gif)  Na aldeia de Numiers uns dormiam, outros velavam, alguns sofriam e choravam, e o silêncio presidia tudo. 
 
De súbito, um grito agudo e forte repercutiu do vale do ribeiro estendendo-se pela aldeia. Na Quinta, que ficava próxima a esse vale, o grito fora também ouvido. Os cães uivaram tristemente, as ovelhas baliram, dolorosas, no aprisco, cochicharam os galináceos, assustados...

(http://natynani.zip.net/images/estrela2.gif)  E Marie e Arnold, que se achavam ainda despertos, entreolharam-se tomados de pavor e caíram em pranto. Haviam reconhecido naquele grito a voz do filho que morrera havia pouco.
 
Rômulo, padre e médico, achava-se à cabeceira de Marie. Benzeu-se discretamente, dizendo consigo mesmo, comovido:
 
—  É a alma alucinada do meu pobre Henri...
—  Ouvistes, meu Padre? - interpelou pai Arnold.

—  Não, Arnold, nada ouvi. Que foi?
—  Um grito de desespero, a voz do meu rapaz...

—  É a tua impressão, meu pobre Arnold.
—  Afasta da ideia esses pensamentos lúgubres...

—  Marie também ouviu, meu Padre, os cães uivaram, as ovelhas gemeram.
—  Ora, Marie está enferma e a febre excita-lhe os nervos e a imaginação. Os cães ladram sempre, as ovelhas choram a cada instante...
 
Mas no íntimo, dolorosamente, ele repetiu:
▬  Sim, é a alma alucinada do meu pobre Henri...
 
(http://natynani.zip.net/images/estrela2.gif)  No andar térreo, sozinho, diante da lareira acesa Thom também ouvira, compreendera e pusera-se a orar com fervor. Com efeito, Henri Numiers não morrera. Supondo aniquilar-se para sempre, ao atirar-se da montanha, ele conseguira aniquilar apenas o corpo carnal.
 
Seu espírito, com a tenebrosa queda, como que desmaiara, anulara-se como se tudo ao derredor dele se extinguisse.

(http://natynani.zip.net/images/estrela2.gif)  A violência do gênero de morte que escolhera  traumatizara  o  seu  corpo  espiritual,  despedaçando-lhe  a harmonia das vibrações de tal forma que um século não bastaria para que elas retornassem ao ritmo normal necessário a um estado de vida satisfatório.   
 
Passados que foram alguns dias, porém, Henri começou a voltar a si do longo desmaio, isto é, um estado de pesadelo angustioso sobreveio ao desmaio e ele começou a sentir a sensação da queda, as dores insuportáveis do seu corpo batendo nas pedras, partindo-se, esmagando-se.
 
(http://natynani.zip.net/images/estrela2.gif)  Estava cego, pois nada via, uma faixa negra e gelada envolvia-o, seus pensamentos eram um caos, não podia reunir as idéias, refletir, compreender o que se passava consigo, por que razão rolava, rolava da montanha mas sem jamais atingir o solo.

Somente podia refletir em que quisera morrer para fugir à tortura de viver sem a sua Berthe e que, para isso, saltara para o abismo num gesto pavoroso de completo louco. Um pavor alucinante invadira sua mente e ele pusera-se a gritar, a gritar desesperadamente, pedindo socorro.

(http://natynani.zip.net/images/estrela2.gif)  Fora um desses gritos que as três aldeias testemunharam e que, daquela noite em diante, começara a repetir-se periodicamente, pelas imediações.
 
Por vezes, envolvido por aquele pesadelo, sentia-se no fundo do vale ao mesmo tempo que rolava pela montanha, apavorava-se com a negra solidão que o rodeava, presenciava, sem saber como, o desespero de seus pais e as lágrimas dos amigos.

(http://natynani.zip.net/images/estrela2.gif)  Chorava também, desesperado, e contemplava, apesar de cego para as demais ocorrências, os próprios despojos sangrentos, mutilados, sepultados sob um montão de terra e pedras.
 
Nada compreendia senão que continuava a sofrer o desprezo da mulher amada e as humilhações daí consequentes, sofrimentos que, agora, reunidos ao martírio da inconcebível queda que nunca chegava ao fim, dele fazia um Espírito enlouquecido no mais alto grau que a mente humana poderá conceber.
 
(http://natynani.zip.net/images/estrela2.gif)  Tudo isso, porém, uma confusão atrocíssima para o desgraçado que a sofre, passava-se nele com dificuldade, em pequenos intervalos, pois, de quando em vez, ele perdia-se dentro de um caos, num penoso estado de colapso.

E quando o infeliz esforçava compreender o que se passava, seus pensamentos, traumatizados, negavam-se a atendê-lo e desapareciam naquela negridão interior que o confundia.
 
(http://natynani.zip.net/images/estrela2.gif)  Mas isso era apenas os vislumbres do despertar, o momento dramático e solene da ocasião em que o Espírito que abandona seu corpo carnal, valendo-se do suicídio, começa a se desenraizar dos liames magnéticos que o atavam à matéria.

Esse desprendimento, lento, doloroso, que poderia durar meses e anos, valeria a Henri períodos infernais, indescritíveis ao entendimento humano.
 
(http://natynani.zip.net/images/estrela2.gif)  Sua impressão era de que estava atado por um ímã poderoso, a um objeto do qual, no entanto, precisava desprender-se. Esse objeto encontrava-se ao sopé da montanha da qual ele rolava sem jamais parar, na escuridão do vale.

Eram os seus despojos sangrentos, que ele via, apesar de cego, no fundo de uma cova, visão satânica da qual quisera fugir, mas que se agarrara a ele com um poder dominador, incapaz de ser repelida.
 
(http://natynani.zip.net/images/estrela2.gif)  Sobrevinham, em seguida, terríveis convulsões, fazendo-o estorcer-se como se seus nervos, absolutamente traumatizados, sofressem choques elétricos ao despenhar-se ele da montanha.



Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 24 de Julho de 2011, 05:17
(http://c7.quickcachr.fotos.sapo.pt/i/de404788e/5611327_yLiES.gif)   Radionovela "Memórias de um Suicida" postado em Audiovisuais. Link: http://www.forumespirita.net/fe/audiovisuais/radio-novela-'memorias-de-um-suicida'/#.UdmqeNK-nfw  (http://c7.quickcachr.fotos.sapo.pt/i/de404788e/5611327_yLiES.gif)   Ninguém morre, porque somos eternos.



(http://natynani.zip.net/images/estrela2.gif)  Era como se ataques epilépticos o atingissem avassalando sua mente, suas vibrações, todas as moléculas do seu ser espiritual; era a sensação da queda sofrida pelo perispírito, estado depressor que o acompanharia até a reencarnação futura e que somente o Evangelho, revigorador de vibrações, reeducando-lhe a mente, poderia reencontrar.
 
Nesse inconcebível estado traumático gritava de horror e procurava agarrar-se a qualquer coisa a fim de se deter na queda, e o desgraçado, apesar de tudo, através do pesadelo que o torturava, sente que continua sendo a personalidade Henri Numiers, que ele mesmo é que rola da montanha.

—  Que ele mesmo é que está estirado sob o montão de terra:

(http://callparade.com.br/wp-content/themes/callparade/img/marker.gif)  Apodrecido,
(http://callparade.com.br/wp-content/themes/callparade/img/marker.gif)  Corroído pelos vibriões,
(http://callparade.com.br/wp-content/themes/callparade/img/marker.gif)  Despojos de carnes sangrentas,
(http://callparade.com.br/wp-content/themes/callparade/img/marker.gif)  Carnes negras, asquerosas, miseráveis.

Ele, que fora belo e forte, e que, a despeito disso, está vivo, sofredor e desgraçado, mas vivo, pensante, sensível.
 
(http://natynani.zip.net/images/estrela2.gif)  Por vezes, sem saber como, vencido pelo cansaço e o desânimo, todos os atos de sua vida se lhe desenham no interior da consciência com uma minúcia de detalhes que o infeliz, já alucinado, converte-se em verdadeiro réprobo:
 
(http://callparade.com.br/wp-content/themes/callparade/img/marker.gif)  Sua arrogância de ateu,
(http://callparade.com.br/wp-content/themes/callparade/img/marker.gif)  Seus modos de orgulhoso,
(http://callparade.com.br/wp-content/themes/callparade/img/marker.gif)  A ingratidão para com os pais,
(http://callparade.com.br/wp-content/themes/callparade/img/marker.gif)  Suas baixezas de ébrio e devasso.
(http://callparade.com.br/wp-content/themes/callparade/img/marker.gif)  O menosprezo a conselhos sensatos que recebia,
(http://callparade.com.br/wp-content/themes/callparade/img/marker.gif)  Sua indiferença pelos que o rodeiam em sua aldeia,
 
(http://natynani.zip.net/images/estrela2.gif)  Primeiro em Stainesbourg, ao perder Berthe, depois em Bruges; suas refregas com os moços da aldeia, todos marcados nas faces por sua faca, o suicídio de Franz Schmidt, a que dera causa, tudo o que constituíra o seu eu atuante na intimidade do lar e na sociedade agora desfilava diabolicamente em torno dele como cenas vivas que o enlouqueciam de mistura com as torturas que já o afligiam.
 
Quer furtar-se à imposição do panorama de si mesmo, mas, em vão. A visão do que ele próprio foi e de como se conduziu na vida ali está, à sua frente, dentro dele, quais faixas de fogo que lhe devorassem o ser na desaprovação própria a que chamam arrependimento, remorso!
 
(http://natynani.zip.net/images/estrela2.gif)  Não podendo mais ou julgando-se exausto de tantas dores e sofrimentos, pensou em sua casa, saudoso do conforto desfrutado entre seus pais, da solidariedade de sua mãe, que ele tão mal soubera compreender e menos ainda agradecer.

Num esforço supremo da própria vontade conseguiu locomover-se... e ei-lo à procura de socorro no lar paterno.

(http://natynani.zip.net/images/estrela2.gif)  Penetra naquela casa que o viu nascer e lhe dera os dias mais felizes que vivera. Diante de sua mãe, a quem encontra enferma e alquebrada, exclama cheio de queixas, julgando-se ouvido e compreendido:
 
—  Mãe, minha mãe! Tem compaixão de teu filho, que está ferido, enterrado vivo. Não, minha mãe, eu não estou morto, eu não morri, estou vivo, todos se enganaram a meu respeito.
 
—  Olha em que estado me encontro: todo corroído por vermes, que me mordem e maltratam como lobos. Não posso sair de lá e sofro satanicamente, debaixo daquela terra pestilenta, que cheira a imundície.
 
—  Não posso mais, tira-me de lá, tenho horror àquela caverna onde me prenderam, vejo fantasmas, que se riem do estado em que me encontro. Franz Schmidt está lá e culpa-me do que lhe aconteceu, tira-me de lá, minha mãe, eu estou vivo, estou vivo, estou vivo!
 
(http://natynani.zip.net/images/estrela2.gif)  Mas Marie, que nada via nem ouvia do que ele lhe dizia, não respondia, continuando a chorar, como sempre.   
 
A angústia do pobre suicida recrudescia então e ele saía, desesperado, a procurar socorro noutra parte. Visitava o Presbitério, dirigia-se a Padre Rômulo e ao amigo Thom, suplicava auxílio, queixando-se sempre, e via que ambos o entendiam, mas, em vez de empunharem uma enxada e irem ao vale, a fim de desenterrá-lo, punham-se a orar banhados em lágrimas.
 
(http://natynani.zip.net/images/estrela2.gif)  E corria a aldeia rogando piedade e socorro a quantos encontrava. Ninguém lhe respondia, ninguém lhe dava atenção, mas alguns poucos se benziam e oravam.
 
Entretanto, começou a correr o boato de que a alma de Henri sofria suplícios e que fora vista e reconhecida por alguns antigos amigos.

—  Que ele mostrava-se horrorosamente feio:
 
(http://callparade.com.br/wp-content/themes/callparade/img/marker.gif)  Mutilado,
(http://callparade.com.br/wp-content/themes/callparade/img/marker.gif)  As pernas quebradas,
(http://callparade.com.br/wp-content/themes/callparade/img/marker.gif)  O rosto esfolado e ensangüentado,
(http://callparade.com.br/wp-content/themes/callparade/img/marker.gif)  As vestes despedaçadas, rasgadas pela queda,
(http://callparade.com.br/wp-content/themes/callparade/img/marker.gif)  A imagem perfeita daqueles destroços que haviam sido sepultados no vale.
 
Entrementes, o suicida não encontrava refrigério em parte alguma.
 
(http://natynani.zip.net/images/estrela2.gif)  Por toda parte onde tentasse o socorro alheio acompanhava-o as terríveis sensações que descrevemos. Por toda parte a sensação da queda que o alucinava.

Por toda parte a sentir-se grilheta do próprio corpo que apodrecia no vale, a saudade da esposa, a humilhação do seu desprezo, o desespero de uma situação confusa, enigmática, atroz.
 
—  Henri Numiers trazia o inferno dentro de si.
 
Querendo furtar-se ao desgosto que, pela primeira vez o visitara, matou-se para dormir o eterno sono do esquecimento. Mas não encontrou o sono depois do suicídio.

(http://natynani.zip.net/images/estrela2.gif)  Não encontrou esquecimento. Encontrou apenas o seu próprio ser sofrendo novas fases de angústias criadas por ele próprio. Assim é o suicídio. Ninguém tem o direito de tentar impedir a ordem natural da vida.

(Espírito de Charles - Médium Yvonne A. Pereira - Obra: O Cavaleiro de Numiers)



Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 24 de Julho de 2011, 05:19

(http://www.orkugifs.com/images/eu-irei,-sim,-alem-do-meu-limite-e-chegarei-ao-castelo-de-sonhos-que-em-algum-lugar-sei-que-existe_3301.gif)

Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 24 de Julho de 2011, 05:21


(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/04/smfloral.gif)


"Saudade é um afeto, excelso amor,
o melhor amor e o mais incorruptível
que o passado nos herda."

(Camilo Castelo Branco)


Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 24 de Julho de 2011, 05:25


(https://image.slidesharecdn.com/depressaoesuicidio-seminario-161025164727/95/depressao-e-suicidio-seminario-40-638.jpg?cb=1477414083)



Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 24 de Julho de 2011, 05:28


(http://www.orkugifs.com/images/na-simplicidade-aprendemos-que-reconhecer-um-erro-nao-nos-diminui,-mas-nos-engrandece_3298.gif)

Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 24 de Julho de 2011, 05:31


(http://caminho.de.luz.zip.net/images/fadalago11amn8.gif)


Suicídio, a porta errada

(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-482.gif)  "A religião, a moral, todas as filosofias condenam o suicídio como contrário às leis da Natureza. Todas nos dizem, em princípio, que ninguém tem o direito de abreviar voluntariamente a vida.

▬  Entretanto, por que não se tem esse direito?
▬  Por que não é livre o homem de pôr termo aos seus sofrimentos?

(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-482.gif)  Ao Espiritismo estava reservado demonstrar, pelo exemplo dos que sucumbiram, que o suicídio não é uma falta somente por constituir infração de uma lei moral...

... Consideração de pouco peso para certos Indivíduos, mas também um ato estúpido, pois que nada ganha quem o pratica, antes o contrário é o que se dá, como no-lo ensinam, não a teoria, porém os fatos que ele nos põe sob as vistas." Allan Kardec ("O Livro dos Espíritos", comentário à resposta da questão 957).

(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-482.gif)  O jornal "O Globo" reuniu alguns profissionais para debater o suicídio e suas razões. A reportagem intitulada "Suicídio - uma doença social de multas causas" merece ser lida porque é matéria que nos permite inúmeras reflexões.

Nela podemos observar que no Rio de Janeiro os telefones do Centro de Valorização da Vida recebem cerca de 100 ligações por dia e que em São Paulo há 30 tentativas de suicídio por dia, das quais três são fatais.

(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-482.gif)  Estes números chamam a atenção de qualquer pessoa, principalmente daquelas que ou-viram Allan Kardec solicitar esclarecimentos sobre quais são, em geral, as conseqüências do suicídio sobre o estado do Espírito na questão n° 957 de "O Livro dos Espíritos".

Observamos lá que as conseqüências do suicídio são muito diversas mas que urna conseqüência à qual o suicida não pode fugir é o desapontamento.

(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-482.gif)  Os telefones tocam e durante 24 horas são atendidos por voluntários que basicamente apenas ouvem os desabafos dos que estão sob tensão e prontos para cometer o suicídio.

Pessoas generosas diplomacias apenas em "ciência de saber escutar", ouvir pacientemente e, quando necessário, emitir alguns conselhos.

(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-482.gif)  Segundo Informação do engenheiro Normando Meio de Oliveira Dias, presidente da Sociedade Beneficente Vigília da Amizade, durante as festas de Natal, carnaval e feriados a procura é muito mais Intensa, pois as pessoas sentem-se mais sós, mais deprimidas.

Comenta ainda o engenheiro que em São Paulo, onde o hábito de se fazer o lazer é diferente do realizado no Rio, as pessoas potencialmente estão mais protegidas, menos vulneráveis, pois lá o sentido de família está sempre mais presente.

(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-482.gif)  A tentativa de suicídio pode ser interpretada como única conduta destinada a produzir modificações no ambiente familiar da pessoa que executa a tentativa. Quando, na realidade, ocorre indiferença, as tentativas têm possibilidades cada vez maiores de atingir a auto-eliminação.

É pertinente lembrar que a Doutrina Espírita chama atenção para o problema da indiferença humana mostrando em "O Evangelho segundo o Espiritismo."

(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-482.gif)  ... Que o homem de bem (capítulo XVII) possuído do sentimento de caridade e de amor ao próximo faz o bem pelo bem, sem esperança de recompensa, retribui o mal com o bem, toma a defesa do fraco contra o forte, e sacrifica sempre seu interesse à Justiça.

—  E encontra satisfação nos benefícios:

(https://byrosi.files.wordpress.com/2010/07/pinkgifthe4-feliz-niver.gif)  Que derrama,
(https://byrosi.files.wordpress.com/2010/07/pinkgifthe4-feliz-niver.gif)  Nas lágrimas que seca,
(https://byrosi.files.wordpress.com/2010/07/pinkgifthe4-feliz-niver.gif)  Nos serviços que presta,
(https://byrosi.files.wordpress.com/2010/07/pinkgifthe4-feliz-niver.gif)  Nas consolações que dá aos aflitos.

Reconhecendo-se com relativa facilidade aqueles que realmente podem ser considerados como espíritas verdadeiros pela transformação moral que se lhes operou no âmago do ser, e também pelos esforços que empreendem no sentido de domar, de dominar, de vencer suas inclinações más. O verdadeiro espirita não pode ser indiferente à dor humana.

(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-482.gif)  Quanto mais integrados os espiritistas mais fortalecida a causa que procura possibilitar maiores oportunidades de o Indivíduo modificar o seu comportamento e chegar à harmonia com a sociedade e consigo mesmo. 

Na reportagem de "O Globo" o médico Fernando Marques dos Reis ensina que há vários suicídios históricos na política de Roma, lembrando o de Bruto, como está no "Júlio César", de Shakespeare, e chega até nós com Camillo Castelo Branco, Santos Dumont e Getúlio Vargas.

(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-482.gif)  Mas o grande interesse do tema, recorda o médico, está em que o suicida é, antes de tudo, o deprimido, e, como diz o Dr. Paul Lüth, estudioso de história da Medicina, "a depressão é a doença da época".

—  Pode-se falar em três tipos de suicídio, segundo a visão de Durkheim:

(https://byrosi.files.wordpress.com/2010/07/pinkgifthe4-feliz-niver.gif)  O egoísta,
(https://byrosi.files.wordpress.com/2010/07/pinkgifthe4-feliz-niver.gif)  O altruísta,
(https://byrosi.files.wordpress.com/2010/07/pinkgifthe4-feliz-niver.gif)  E o anômico.

—  Suicídio egoísta:

(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-482.gif)  O egoísta é aquele que resultaria de uma individuação excessiva nas sociedades onde a moral se esforça para Incutir no indivíduo a idéia de seu grande valor, fazendo que sua personalidade se sobreponha à coletiva.

Deve acompanhar o processo outro constituinte que é a vaidade que na linguagem da moda seria a "inflação" da personalidade. O egoísmo é tema estudado nas obras básicas da Doutrina Espírita em diversas oportunidades, basta ver o índice analítico dessas obras.

(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-482.gif)  Assim Emmanuel no capitulo XI de "O Evangelho segundo o Espiritismo" ensina que o egoísmo é a chaga da Humanidade.

Comenta o Instrutor que é o objetivo para o qual todos os verdadeiros crentes devem dirigir suas armas, suas forças e sua coragem. Coragem porque é preciso mais coragem para vencer, a si mesmo do que para vencer os outros.

(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-482.gif)  Conclama que cada um, pois, coloque todos os seus cuidados para combatê-lo em si, porque esse monstro devorador de todas as inteligências, esse filho do orgulho, é a fonte de todas as misérias deste mundo. É a negação da caridade e, por conseguinte, o maior obstáculo à felicidade dos homens.

Allan Kardec em "O Livro dos Espíritos" apresenta-nos diversas reflexões.

—  Como destruí-lo, como obstáculo ao progresso moral, como verdadeira chaga da sociedade:

(https://byrosi.files.wordpress.com/2010/07/pinkgifthe4-feliz-niver.gif)  Ás ingratidões,
(https://byrosi.files.wordpress.com/2010/07/pinkgifthe4-feliz-niver.gif)  Aos laços de família,
(https://byrosi.files.wordpress.com/2010/07/pinkgifthe4-feliz-niver.gif)  À vida de Isolamento,
(https://byrosi.files.wordpress.com/2010/07/pinkgifthe4-feliz-niver.gif)  Ao problema da fome,
(https://byrosi.files.wordpress.com/2010/07/pinkgifthe4-feliz-niver.gif)  As desigualdades sociais,
(https://byrosi.files.wordpress.com/2010/07/pinkgifthe4-feliz-niver.gif)  À perda de pessoas amadas.

—  Suicídio altruísta:

(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-482.gif)  Praticado nos meios onde o indivíduo deve abrir mão de sua personalidade e ter espírito de abnegação e entrega de si às causas coletivas.

Por exemplo: o espírito militar, que exige que o indivíduo esteja desinteressado de si mesmo em função da defesa patriótica. Nesse particular a questão no 951 de "O Livro dos Espíritos" comenta que todo sacrifício feito à custa de sua própria felicidade é um ato soberanamente meritório aos olhos de Deus, porque é a prática da lei de caridade.

(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-482.gif)  Ora, a vida sendo o bem terrestre ao qual o homem atribui maior valor, aquele que a renuncia para o bem de seus semelhantes não comete um atentado: ele faz um sacrifício, Mas, antes de o cumprir, ele deve refletir se sua vida não pode ser mais útil que sua morte.


Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 24 de Julho de 2011, 05:34

(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-482.gif)  Não devemos deixar de enfatizar que André Luiz, no livro "Conduta Espírita", recomenda que o ser humano, no trabalho, deve situar em posições distintas as próprias tarefas diante da família e da profissão, da Doutrina que abraça e da coletividade a que deve servir, atendendo a todas as obrigações com o necessário equilíbrio, porque o dever, lealmente cumprido, mantém a saúde da consciência.

—  Suicídio anômico:

(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-482.gif)  Que vem de ocorrer nos meios onde o progresso é e tem que ser rápido, levando a ambições e desejos ilimitados, O dever de progredir tira do homem a capacidade de viver dentro de situações limitadas, tira-lhe a capacidade de resignação e, por conseqüência, tem-se o aumento dos descontentes e irrequietos.

Nesse particular a doutrina espírita não poderia omitir-se e em diversas oportunidades as suas obras básicas discutem o problema da resignação humana.

(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-482.gif)  Gostaríamos de lembrar apenas que no livro "Vinha de Luz", de Emmanuel, este abnegado Instrutor mais uma vez leciona com propriedade invulgar. "Jesus forneceu padrões educativos em todas as particularidades da sua passagem pelo mundo.

—  O Evangelho no-lo apresenta nos mais diversos quadros, junto:

(https://byrosi.files.wordpress.com/2010/07/pinkgifthe4-feliz-niver.gif)  À dor,
(https://byrosi.files.wordpress.com/2010/07/pinkgifthe4-feliz-niver.gif)  À alegria,
(https://byrosi.files.wordpress.com/2010/07/pinkgifthe4-feliz-niver.gif)  À pobreza,
(https://byrosi.files.wordpress.com/2010/07/pinkgifthe4-feliz-niver.gif)  Ao pecado,
(https://byrosi.files.wordpress.com/2010/07/pinkgifthe4-feliz-niver.gif)  Ao martírio,
(https://byrosi.files.wordpress.com/2010/07/pinkgifthe4-feliz-niver.gif)  Ao trabalho,
(https://byrosi.files.wordpress.com/2010/07/pinkgifthe4-feliz-niver.gif)  À glorificação,
(https://byrosi.files.wordpress.com/2010/07/pinkgifthe4-feliz-niver.gif)  Á simplicidade.

Sua atitude, em cada posição da vida, assinalou um traço novo de conduta para os aprendizes." Assinala Emmanuel que "as marcas do Cristo não são apenas as da cruz, mas também as de sua atividade na experiência comum", recordando que "a marca do Cristo é, fundamentalmente, aquela do sacrifício de si mesmo para o bem de todos".

(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-482.gif)  "Todas as realizações humanas possuem marca própria. Casas, livros, artigos, medicamentos, tudo exibe um sinal de Identificação aos olhos atentos. Se medida semelhante é aproveitada na lei de uso dos objetos transitórios, não se poderia subtrair o mesmo principio, na catalogação de tudo o que se refira à vida eterna. Jesus possui Igualmente os sinais dele.

—  "Não seria a resignação um deles?

(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-482.gif)  Durkheim acredita que somente o Estado poderia intervir, o único capaz de reconstituir as relações indivíduo-sociedade. Nem mesmo a família, a religião podem fazê-lo.

Para a socióloga Sílvia Regina Pantoja, somente o Estado que olhasse para os grupos profissionais, e não aquele que privilegiasse a ênfase econômica. Aqui nos lembramos do capitulo "As aristocracias" - do livro "Obras Póstumas".

(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-482.gif)  É por isso que a Doutrina Espírita, que em 1857, inaugurou a era do espírito imortal, afirma que é pela educação, mais ainda do que pela instrução, que se transformará a Humanidade.

O homem, que trabalha seriamente em seu melhoramento, assegura sua felicidade desde esta vida, além da satisfação da sua consciência; está livre das misérias materiais e morais, que são as conseqüências forçadas de suas imperfeições.

—  Não se suicidará pela:

(https://byrosi.files.wordpress.com/2010/07/pinkgifthe4-feliz-niver.gif)  Febre de ambição, da inveja e do ciúme,
(https://byrosi.files.wordpress.com/2010/07/pinkgifthe4-feliz-niver.gif)  Terá saúde, porque não esgotará o corpo com excessos,
(https://byrosi.files.wordpress.com/2010/07/pinkgifthe4-feliz-niver.gif)  Será rico, porque o é quem se satisfaz com o necessário,
(https://byrosi.files.wordpress.com/2010/07/pinkgifthe4-feliz-niver.gif)  Não será atormentado pela sede de honras e do supérfluo,
(https://byrosi.files.wordpress.com/2010/07/pinkgifthe4-feliz-niver.gif)  Terá a paz da alma, porque não terá necessidades impossíveis,
(https://byrosi.files.wordpress.com/2010/07/pinkgifthe4-feliz-niver.gif)  Terá calma, porque as vicissitudes não o afetarão senão de leve.


Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 24 de Julho de 2011, 05:37

—  O Psiquiatra Miguel Chalub, em "O Globo", chama a atenção para o perfil do suicida homem:

(https://byrosi.files.wordpress.com/2010/07/pinkgifthe4-feliz-niver.gif)  Sem antecedentes psiquiátricos,
(https://byrosi.files.wordpress.com/2010/07/pinkgifthe4-feliz-niver.gif)  Homem, com mais de 55 anos,
(https://byrosi.files.wordpress.com/2010/07/pinkgifthe4-feliz-niver.gif)  Morador de grandes cidades,
(https://byrosi.files.wordpress.com/2010/07/pinkgifthe4-feliz-niver.gif)  Alcoólatra moderado,
(https://byrosi.files.wordpress.com/2010/07/pinkgifthe4-feliz-niver.gif)  Socialmente isolado,
(https://byrosi.files.wordpress.com/2010/07/pinkgifthe4-feliz-niver.gif)  Fisicamente doente,
(https://byrosi.files.wordpress.com/2010/07/pinkgifthe4-feliz-niver.gif)  Agnóstico.

—  O perfil dos que tentam o suicídio mulher:

(https://byrosi.files.wordpress.com/2010/07/pinkgifthe4-feliz-niver.gif)  Jovem,
(https://byrosi.files.wordpress.com/2010/07/pinkgifthe4-feliz-niver.gif)  De boa saúde corporal,
(https://byrosi.files.wordpress.com/2010/07/pinkgifthe4-feliz-niver.gif)  Em situação de conflito,
(https://byrosi.files.wordpress.com/2010/07/pinkgifthe4-feliz-niver.gif)  Evidente com o grupo familiar ou social mais imediato.

—  As estatísticas sobre suicídio demonstram claramente que se associam positivamente ao suicídio as pessoas na seguinte situação, sexo masculino:

(https://byrosi.files.wordpress.com/2010/07/pinkgifthe4-feliz-niver.gif)  Viuvez, 
(https://byrosi.files.wordpress.com/2010/07/pinkgifthe4-feliz-niver.gif)  Divórcio,
(https://byrosi.files.wordpress.com/2010/07/pinkgifthe4-feliz-niver.gif)  Celibato,
(https://byrosi.files.wordpress.com/2010/07/pinkgifthe4-feliz-niver.gif)  Idade avançada,
(https://byrosi.files.wordpress.com/2010/07/pinkgifthe4-feliz-niver.gif)  Crise econômica,
(https://byrosi.files.wordpress.com/2010/07/pinkgifthe4-feliz-niver.gif)  Ausência de prole,
(https://byrosi.files.wordpress.com/2010/07/pinkgifthe4-feliz-niver.gif)  Alto padrão de vida,
(https://byrosi.files.wordpress.com/2010/07/pinkgifthe4-feliz-niver.gif)  Lar desfeito na infância,
(https://byrosi.files.wordpress.com/2010/07/pinkgifthe4-feliz-niver.gif)  Consumo de álcool e droga.

—  Inversamente, isto é, associam-se negativamente ao suicídio, sexo feminino:

(https://byrosi.files.wordpress.com/2010/07/pinkgifthe4-feliz-niver.gif)  Religião,
(https://byrosi.files.wordpress.com/2010/07/pinkgifthe4-feliz-niver.gif)  Juventude,
(https://byrosi.files.wordpress.com/2010/07/pinkgifthe4-feliz-niver.gif)  Casamento,
(https://byrosi.files.wordpress.com/2010/07/pinkgifthe4-feliz-niver.gif)  Prole numerosa,
(https://byrosi.files.wordpress.com/2010/07/pinkgifthe4-feliz-niver.gif)  Situação de guerra,
(https://byrosi.files.wordpress.com/2010/07/pinkgifthe4-feliz-niver.gif)  Baixo padrão de vida,
(https://byrosi.files.wordpress.com/2010/07/pinkgifthe4-feliz-niver.gif)  Baixa densidade populacional.

Pergunta que nos assalta é como se sente o suicida após a desencarnação.

(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-482.gif)  Diversas são as obras que comentam o assunto, assim temos como exemplo "O Martírio dos Suicidas", de Almerindo Martins de Castro, e "Memórias de um Suicida", de Yvonne A. Pereira.

Por outro lado não podemos esquecer que Allan Kardec, no livro "O Céu e o Inferno" ou "A Justiça Divina segundo o Espiritismo", deixa enorme contribuição em exame comparado das doutrinas sobre a passagem da vida corporal à, vida espiritual e especificamente no capítulo V da segunda parte, onde cuida dos suicidas.

(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-482.gif)  Parece interessante resumir que após a desencarnação, não há tribunal nem juízes para condenar o espírito, ainda que seja o mais culpado.

Fica ele simplesmente diante da própria consciência, nu perante si mesmo e todos os demais, pois nada pode ser escondido no mundo espiritual, tendo o indivíduo de enfrentar suas próprias criações mentais.

Luiz Carlos D. Formiga.


Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 24 de Julho de 2011, 05:40


(http://mundodasimagens.com/imagens/augusto-cury-1534.jpg)



Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 24 de Julho de 2011, 05:45


Tudo vem a seu tempo e hora.
Pra que essa tristeza se temos o amor de Deus?
Veja que rosa linda Ele mandou pra você!


 
(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/08/6308223_r4m15.gif)
 

Vamos fazer o possível, e o impossível Ele fará.
A natureza não dá saltos.
Tenha paciência e confie em Deus.


Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 24 de Julho de 2011, 05:46
(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/12/cxzwq.gif)

NOTA DE CORAGEM

(http://byrosi.files.wordpress.com/2011/05/4881285_mianw.gif)

Não te afastes da paciência
quando as dificuldades
se agravem.

Ainda que provações inesperadas
te espanquem o coração,
conserva a serenidade
e segue adiante,
agindo e servindo.
 
(http://byrosi.files.wordpress.com/2011/05/4881285_mianw.gif)

Pensa nos que perderam a fé
e tropeçaram na violência,
medita nos que tombaram
em desespero e resvalaram
na loucura.

O verbo que te vergasta
pode ser a enfermidade
em forma de insulto e a
mão que te golpeia
estará provavelmente
sob o impulso das trevas.

(http://byrosi.files.wordpress.com/2011/05/4881285_mianw.gif)

Coragem não é revidar,
nem cair na exibição de poder.

A coragem verdadeira
ergue-se da compreensão
e da bênção, quando o
desequilíbrio tente assaltar-te.

(http://byrosi.files.wordpress.com/2011/05/4881285_mianw.gif)

Em qualquer circunstância,
escora-te no esforço de
resguardar o bem.

Quando estiveres a ponto de pronunciar
qualquer frase irrefletida ou de
empreender a mínima ação
contra os outros, ora e silencia,
porque o Céu te ouve e
Deus te sustentará.


(http://byrosi.files.wordpress.com/2011/05/4881285_mianw.gif)
 
Pelo Espírito MEIMEI.
Psicografia: Chico Xavier.


Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 24 de Julho de 2011, 05:49


(http://www.orkugifs.com/images/nossa-vida-tem-a-alegria-que-desejamos-as-cores-que-pintamos-e-a-paz-que-construimos_3452.gif)

Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 24 de Julho de 2011, 05:51

(https://byrosi.files.wordpress.com/2010/06/ros085.gif)

Depressão:
Uma chama para o Suicídio


(http://3.bp.blogspot.com/_aZH0Zmz0l6Q/S4qJVq1EKhI/AAAAAAAAEiI/GHEg_vL6Dm4/s320/2536695qrb9pxritz_giftransparente.gif)

Texto Antidepressivo:
 
Quando você se observar,
à beira do desânimo,
acelere o passo para frente, proibindo-se parar.
 
Ore, pedindo a Deus
mais luz para vencer as sombras.

(http://3.bp.blogspot.com/_aZH0Zmz0l6Q/S4qJVq1EKhI/AAAAAAAAEiI/GHEg_vL6Dm4/s320/2536695qrb9pxritz_giftransparente.gif)
 
Faça algo de bom,
além do cansaço em que se veja.
 
Leia uma página edificante,
que lhe auxilie o raciocínio na mudança
construtiva de idéias.

(http://3.bp.blogspot.com/_aZH0Zmz0l6Q/S4qJVq1EKhI/AAAAAAAAEiI/GHEg_vL6Dm4/s320/2536695qrb9pxritz_giftransparente.gif)
 
Tente contato de pessoas,
cuja conversação lhe melhore o clima espiritual.
 
Procure um ambiente,
no qual lhe seja possível ouvir palavras
e instruções que lhe enobreçam os pensamentos.

(http://3.bp.blogspot.com/_aZH0Zmz0l6Q/S4qJVq1EKhI/AAAAAAAAEiI/GHEg_vL6Dm4/s320/2536695qrb9pxritz_giftransparente.gif)
 
Preste um favor,
especialmente aquele favor que você esteja adiando.
 
Visite um enfermo,
buscando reconforto naqueles que
atravessam dificuldades maiores que as suas.

(http://3.bp.blogspot.com/_aZH0Zmz0l6Q/S4qJVq1EKhI/AAAAAAAAEiI/GHEg_vL6Dm4/s320/2536695qrb9pxritz_giftransparente.gif)
 
Atenda às tarefas imediatas
que esperam por você e que lhe
impeçam qualquer demora
nas nuvens do desalento.
 
Guarde a convicção de que
todos estamos caminhando para adiante,
através de problemas e lutas,
na aquisição de experiência.

(http://3.bp.blogspot.com/_aZH0Zmz0l6Q/S4qJVq1EKhI/AAAAAAAAEiI/GHEg_vL6Dm4/s320/2536695qrb9pxritz_giftransparente.gif)
 
E de que a vida concorda com as pausas
de refazimento das nossas forças,
mas não se acomoda com a inércia em momento algum.

 
André Luiz.
Chico Xavier.
Mensagem de Conforto.
Da obra "Busca e Acharás"

Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 24 de Julho de 2011, 05:53

Agradecemos a presença de todos.
Voltem sempre.


(http://gifportal.ru/data/smiles/cveta-1169.gif)

Obrigada Senhor.

Carinhos mil.
Mariana



Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: BrunoTrevizo em 25 de Julho de 2011, 03:36
No começo fiquei com medo de falar, mas sinto-me cada vez mais à vontade aqui entre os irmãos.
Eu já atentei algumas vezes, "sem sucesso" contra minha vida, por causa dos problemas da depressão, e gostaria de saber EM QUAL PROPORÇÃO, dado o martírio dos suicídas, as pessoas que cometem crimes como estes (de quase suicídio) contra a vida são punidas... E como ressarcí-los?
Abraços!
Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: macili em 28 de Julho de 2011, 13:56
(http://c7.quickcachr.fotos.sapo.pt/i/de404788e/5611327_yLiES.gif)   Radionovela "Memórias de um Suicida" postado em Audiovisuais. Link: http://www.forumespirita.net/fe/audiovisuais/radio-novela-'memorias-de-um-suicida'/#.UdmqeNK-nfw  (http://c7.quickcachr.fotos.sapo.pt/i/de404788e/5611327_yLiES.gif)   Ninguém morre, porque somos eternos.

(http://gi156.photobucket.com/groups/t14/N6O9M5OEGJ/2727661192_1.gif)

Pára e Pensa

A um passo do ato desesperado, pára e pensa:

O suicídio não trará solução para o momento aflitivo que atravessas.

A precipitação é trampolim que arroja os incautos no abismo do remorso.


(http://c4.quickcachr.fotos.sapo.pt/i/o49047b57/5585698_J4db3.gif)


Dispões de outras opções para superar a situação-problema com a qual te deparaste.

Recorre à prece, a fim de elevares acima das nuvens que te impedem de enxergar a realidade.

Procura alguém para aliviares o coração através da conversa amiga.

Tenta a leitura edificante.


(http://c4.quickcachr.fotos.sapo.pt/i/o49047b57/5585698_J4db3.gif)


Contas com o amparo invisível de teus mentores espirituais.

O conflito que vivencias agora, talvez seja um convite da vida para despertares.

Arrima-te na fé e segue adiante.

Hoje, talvez o desespero te cerque os pensamentos.

Amanhã, porém, a paz retornará, como resultrado do teu trabalho no Bem.


(http://c4.quickcachr.fotos.sapo.pt/i/o49047b57/5585698_J4db3.gif)


Espírito Scheilla, médium Clayton Levy
(Novas Mensagens, Allan Kardec).

Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: macili em 28 de Julho de 2011, 14:30
(http://gi99.photobucket.com/groups/l287/H682SW5I38/fairytropfen1anv0.gif)



Rezar muito e ter fé.
Porque as coisas estão todas
amarradinhas em Deus.


- Guimarães Rosa -
Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: macili em 28 de Julho de 2011, 14:34
Eu tenho sonhos...


(http://gi156.photobucket.com/groups/t14/N6O9M5OEGJ/2492061683_1.gif)



Sonho com a paz...
sonho com a felicidade...
sentir muito amor...
amor incondicional...
poder ajudar...
todos que precisam...
ficar junto de...
minha família...
sempre ter saúde...
física e mental...
ter compreensão da vida...
e compaixão com todos...
ter estabilidade...
e equilíbrio...
jamais sentir medos...
sentir muita alegria.
Vou realizar todos...
nesta vida.
Tenho coragem.
Amo a vida.


- Rufina Lima Mesquita -
Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: macili em 28 de Julho de 2011, 14:41
A Volta...


(http://4.bp.blogspot.com/_hTb2yng14ko/SxcRBG46c3I/AAAAAAAAAq4/USli45S8egs/s1600/fada%2Bcom%2Bflores.jpg)


Eu não existia...
porque não mais...
me conhecia...
o que aconteceu...
não tenho explicação...
só sei que voltei...
para ficar...
dentro de mim...
e não mais...
me abandonar...
vou ficar...
ficar dentro de mim...
nesta casa...
que é o meu corpo.
Minha alma...
ri e chora de alegria...
agora sei...
que estou de volta.


(http://c5.quickcachr.fotos.sapo.pt/i/odd040b0e/5586001_UTLy9.png)



- Rufina Lima Mesquita -
Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: macili em 28 de Julho de 2011, 14:46
(http://2.bp.blogspot.com/-6v3NPHB6O00/Td7lEsFLCuI/AAAAAAAAA6w/fJVIHb6ac6c/s1600/tempo.jpg)
Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: macili em 28 de Julho de 2011, 15:43
Suicídio

Tudo o que você precisa saber


(http://1.bp.blogspot.com/_uAZ__w0tudQ/Sf8K1GLzkFI/AAAAAAAAAto/BKmgKw5GfDw/s400/TRANQUILLITY3.jpg)


Causas

Fuga




1 - Por que as pessoas se suicidam?

         (http://fotos.sapo.pt/cantinhomeu/pic/00dw369z) (http://fotos.sapo.pt/cantinhomeu/pic/00gdtkhy) Normalmente é um ato de fuga. O indivíduo quer fugir de determinada situação que o atormenta - a morte de um ente querido, o desastre financeiro, a desilusão amorosa, a doença grave, como já foi comentado. Dominado pela angústia, resvala para o desespero e passa a enxergar na morte a solução para o seu problema, um mergulho no nada.




2 - Embora acovardado diante dos desafios da existência, não está o suicida exercitando a coragem de enfrentar o desconhecido?

          A tragédia do suicídio está no fato de que, com raras exceções, as pessoas não desconhecem que haverá conseqüências funestas. Ainda assim, há tal premência em fugir do que as atormenta que acabam por cometer o ato insano.



3 - Por que isso acontece?



          (http://fotos.sapo.pt/cantinhomeu/pic/00dw369z) (http://fotos.sapo.pt/cantinhomeu/pic/00gdtkhy) As religiões tradicionais concebem que a vida continua. Enfatizam que responderemos no Mundo Espiritual pelo que fizermos de nossa vida; destacam a existência de regiões infernais ou celestiais para onde irão as almas, de acordo com seu comportamento; concebem que o suicídio é um pecado mortal, passível, segundo seus dogmas, de impor tormentos para a eternidade. Todavia, não oferecem uma visão mais objetiva do Além. Permanecem nos domínios da especulação, que resvala para a fantasia.




4 - Não são convincentes?

          Até podem ser para pessoas simples, que aceitam os dogmas de sua fé sem questionamentos, sem o crivo da razão. Estes podem ser contidos em seus impulsos de autodestruição, por medo de castigos infernais. Isso não ocorre com a maioria dos fiéis, que navegam na superficialidade da crença, sem uma convicção sólida de imortalidade.




5 - E qual a solução para convencer os candidatos à fuga de que, definitivamente, não é a melhor opção?


          (http://fotos.sapo.pt/cantinhomeu/pic/00dw369z) (http://fotos.sapo.pt/cantinhomeu/pic/00gdtkhy) Um jovem, estimulado por companheiros, fumou maconha. Ao saber disso, o pai o levou a visitar um hospital para drogados, onde ele observou, estarrecido, o quadro dantesco de sofrimento e desajuste dos viciados. Tomando conhecimento do que o esperava nunca mais se envolveu com drogas. O Espiritismo, literalmente, nos leva lá, mostrando as conseqüências funestas do suicídio.




6 - É possível entrar em contato com quem se suicidou?

         Ocorre em reuniões mediúnicas. Manifestando-se por intermédio de médiuns preparados para esse tipo de contato, os suicidas relatam seus tormentos. Tenho conversado, em inúmeras oportunidades, com esses infelizes. Revelam, unanimemente, que nenhum sofrimento da Terra se compara ao seu.




7 - Qual o resultado desse contato?


         (http://fotos.sapo.pt/cantinhomeu/pic/00dw369z) (http://fotos.sapo.pt/cantinhomeu/pic/00gdtkhy) O candidato ao suicídio percebe que não é uma boa opção. Somente alguém que perdesse o uso de suas faculdades mentais continuaria a alimentar a idéia de matar-se, ao tomar conhecimento de que, literalmente, é saltar da frigideira para o fogo.




8 - E quando alguém, em virtude de uma situação que lhe parece insuportável, intenta matar-se, mesmo conhecendo as informações oferecidas pelo Espiritismo?

          Quem estuda a Doutrina Espírita e cultiva a reflexão em torno de seus princípios, dificilmente exercitará tal desatino. Tem consciência de que as atribulações existenciais apresentam-se como ensejo de resgate de seus débitos cármicos para um reajuste diante das leis divinas, com vistas a um futuro de bênçãos.



(http://fotos.sapo.pt/cantinhomeu/pic/00gdtkhy)


- Richard Simonetti -
         
Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: macili em 28 de Julho de 2011, 16:13
(http://1.bp.blogspot.com/_uAZ__w0tudQ/SW4RNzFVOhI/AAAAAAAAAcE/VcD52L1sLtA/s320/Flor+e+borboleta+copy.jpg)


Renovação



Alterno algumas
idas e vindas
do centro do meu peito,
fluindo através de um fio
tênue e imperceptível.


Poucas distâncias,
breves instantes...
Ou longas viagens,
com muitas bagagens...



Dispersão, fuga ou desvio,
do meu verdadeiro caminho?
Toques sutis com carinho,
algumas vezes recebo
de dentro do meu cantinho.



Grande momento
de percepção e de retorno
ao meu centro de vida.
Mais um renascimento...



Consciente respiração,
ar mais puro que aspiro,
renovando a vida,
trazendo-me a calma
e ampliando o amor
em todo o seu esplendor,
dentro do meu coração.


(http://c1.quickcachr.fotos.sapo.pt/i/n3a01e70a/6324630_6HfQs.gif)


- Eliane Santoro da Costa -
Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: macili em 28 de Julho de 2011, 16:31
(http://3.bp.blogspot.com/_hTb2yng14ko/StjtG0IZ0pI/AAAAAAAAAog/v0A8--CJUdA/s320/dois+pa.jpg)


Música


Qual é a música...
que você escuta...
os sons da natureza...
são a melhor música...
dos pássaros...
dos rios dos mares.
Sim a música feita...
pelos homens...
também é linda.


(http://fotos.sapo.pt/cantinhomeu/pic/006zqsz0)


Escute os sons naturais...
sinta a diferença...
como é lindo o canto...
dos pássaros...
as águas das cachoeiras...
correndo para os lagos...
rios ou mares.



(http://fotos.sapo.pt/cantinhomeu/pic/006zqsz0)


Música sempre faz...
você parar um minuto...
ou alguns segundos...
algumas vezes para cantarolar...
ficamos enfeitiçados.
Também pode te fazer...
feliz ou infeliz.


(http://fotos.sapo.pt/cantinhomeu/pic/006zqsz0)



- Rufina Lima Mesquita -
Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: macili em 28 de Julho de 2011, 16:33





A vida é mágica...








A Vida é mágica (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD9mZWF0dXJlPXBsYXllcl9lbWJlZGRlZCZhbXA7dj1OZFpla3lCNEVnNCM=)
Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: macili em 28 de Julho de 2011, 16:41

(http://gifportal.ru/data/smiles/cveta-1172.gif)

Reflexão do Momento...

É preferível o erro à omissão.
O fracasso, ao tédio.
O escândalo, ao vazio.

Porque já vi grandes livros e
filmes sobre a tristeza,
a tragédia, o fracasso.


Mas ninguém narra o ócio,
a acomodação, o não fazer,
o remanso.


Colabore com seu biógrafo.
Faça, erre, tente, falhe, lute.


Mas, por favor, não jogue fora,
se acomodando,
a extraordinária oportunidade
de ter vivido.


(http://fotos.sapo.pt/cantinhomeu/pic/006yhads)


- autoria desconhecida -


Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Vitinhuuu em 31 de Julho de 2011, 06:11

Vitinhuuu, procure a sala de chat e vá ao Atendimento Fraterno.

Lá você desabafa e será orientado, faça isso com urgência a partir das 19:00 horas no horário de Brasilia.

Confie em Deus e o resto Ele fará.

A natureza não dá saltos, por isso tenha paciência e lembre-se, "Nada é para sempre"

A paz do Senhor esteja contigo, sempre.

Deus te abençoe.
Mariana.
Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 09 de Agosto de 2011, 05:20


(http://4.bp.blogspot.com/_IgfYmhI9ESg/S9LbZz38eFI/AAAAAAAABS0/Wmfz8Zt6HkE/s1600/bom+dia.gif)


Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 09 de Agosto de 2011, 05:24


(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/04/68p.gif)


Existem muitas maneiras
de cometer suicídio.


(http://c10.quickcachr.fotos.sapo.pt/i/nff02c3a6/4873232_9wRJo.gif)

Os que tentam matar o corpo
ofendem a Lei de Deus.

(http://c10.quickcachr.fotos.sapo.pt/i/nff02c3a6/4873232_9wRJo.gif)

Os que tentam matar a alma
também ofendem a Lei de Deus.

(http://c10.quickcachr.fotos.sapo.pt/i/nff02c3a6/4873232_9wRJo.gif)

Embora esta falta seja menos visível
aos olhos do homem”

(http://c10.quickcachr.fotos.sapo.pt/i/nff02c3a6/4873232_9wRJo.gif)

Paulo Coelho.


Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 09 de Agosto de 2011, 05:27


(http://www.imagensparafacebook.com.br/wp-content/uploads/2012/11/n%C3%A3o-julgue.jpg)
Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 09 de Agosto de 2011, 05:30


 
(http://3.bp.blogspot.com/_aZH0Zmz0l6Q/S3KrUEuy8uI/AAAAAAAAD6E/K4sxp5HePiw/s320/RosesAndRibbon_Horseshoe_Restored_Suzan_M-722270.jpg)
 
 
 
Reflexões sobre o suicídio


(http://www.totalgifs.com/frutas/49.gif)  É impressionante a estatística oficiosa dando conta de que em Curitiba, a cidade onde vivemos, são cometidos 14 suicídios em média por mês, ou seja, quase um suicídio a cada dois dias.
 
Este número só não é maior porque os diretores dos meios de comunicação, felizmente, concluíram que o melhor é não haver divulgação, a não ser em casos excepcionais ou que, pelas circunstâncias, não possam ser omitidos, diante do efeito multiplicador que a publicação certamente provocaria.
 
(http://www.totalgifs.com/frutas/49.gif)  Conquanto sejam diversas as causas alegadas para o suicídio, em bilhetes e cartas deixados pelos autores de tão tresloucado gesto, em sua maioria, porém, aparece o desgosto pela vida como o motivo determinante.
 
A esse propósito, na pergunta 943 de O Livro dos Espíritos, a obra basilar da Doutrina Espírita, questionou Allan Kardec, o eminente e proeminente Codificador:
 
P ▬ De onde nasce o desgosto da vida, que, sem motivos plausíveis, se apodera de certos indivíduos?
R ▬ "Efeito da ociosidade, da falta de fé e, também, da saciedade. Para aquele que usa de suas faculdades com fim útil e de acordo com as suas aptidões naturais, o trabalho nada tem de árido e a vida se escoa mais rapidamente. Ele lhe suporta as vicissitudes com tanto mais paciência e resignação, quanto obra com o fito da felicidade mais sólida e mais durável que o espera"
 
(http://www.totalgifs.com/frutas/49.gif)  Com efeito, a ociosidade é perigosa sempre, o mesmo acontecendo com a saciedade, que cria a ilusão de que, por estar aparentemente satisfeito em todos os sentidos, o indivíduo não teria mais desafios pela frente, o que significaria, em última análise, estar submetido à intolerável rotina.
 
De igual modo, a falta de fé pode conduzir a criatura ao despenhadeiro, já que não tem confiança, e muito menos convicção, de que a vida prossegue para sempre, a despeito da desencarnação, conclusão a que se pode chegar pelo uso da razão, especialmente se combinada com a observação dos atos e fatos do dia-a-dia.
 
(http://www.totalgifs.com/frutas/49.gif)  Feliz, pois, é quem usa de suas faculdades com finalidade útil, tornando-se útil onde quer que esteja, procurando servir antes de ser servido, revelando por este modo ter plena consciência de que mais se beneficia quem melhor serve.
 
Todos nós renascemos com aptidões, com tendências oriundas de outras existências, remotas ou não, razão pela qual quem a elas der vazão, com naturalidade, verá que nenhum trabalho é árduo.
 
(http://www.totalgifs.com/frutas/49.gif)  Bem ao contrário, qualquer trabalho será fonte inesgotável de satisfação, sobretudo se realizado com esmero, do melhor modo possível, com apreciável qualidade, o que se constituirá, no mínimo, em importante contributo para o equilíbrio das relações sociais.
 
E, convém que não esqueçamos:
 ▬ "Toda ocupação útil é trabalho", na enxuta e precisa definição de O Livro dos Espíritos, que se pode encontrar na resposta dada à questão número 675.
 
(http://www.totalgifs.com/frutas/49.gif)  Assim, aquele que usa esses antídotos, ao alcance de todos nós, seguramente sentirá permanente alegria de viver, renovando-se a cada dia, para melhor, e seguindo em frente, sempre em frente, sem temor de qualquer espécie.
 
Por outro lado, não é difícil concluir que o suicida direto pretende eliminar a aflição, a vergonha, o desgosto pela vida, o problema maior, enfim, que esteja vivenciando, acreditando que por este modo estará pondo um ponto final em tudo.
 
(http://www.totalgifs.com/frutas/49.gif)  Ledo engano! Que desapontamento terá depois! Com efeito, o suicida pode pôr fim ao seu corpo material, ao seu corpo físico, que irá se decompor e transformar.
 
Todavia, não conseguirá dar cabo de sua vida propriamente dita, à sua individualidade, uma vez que todos nós, Espíritos, seres pensantes da Criação, encarnados ou desencarnados, somos imortais. Depois de criados passamos a ser eternos, tendo uma única vida, desdobrada em inúmeras existências, cujo destino final é a perfeição relativa e a felicidade suprema.
 
(http://www.totalgifs.com/frutas/49.gif)  Como as leis da Natureza são perfeitas, e por esta razão imutáveis, a brusca interrupção da vida física praticada pelo suicida, que não teve coragem e resignação suficientes para prosseguir, independentemente das dificuldades que encontrou pelo caminho, comuns a todos nós, deverá ser reparada, por ele, exclusiva e intransferivelmente, sofrendo expiação proporcional ao ato, à sua gravidade e demais circunstâncias.
 
Nem poderia ser diferente, uma vez que ninguém, exceto Deus, tem o direito de dispor sobre a vida. Entretanto, não obstante, o insano gesto, terá ele, com certeza, novas oportunidades para corrigir os erros, males e equívocos cometidos, porquanto sempre é possível recomeçar, eis que não há nas Leis Divinas ou Naturais condenação irremissível.
 
(http://www.totalgifs.com/frutas/49.gif)  Por mais hediondo que seja o crime, por maior insanidade de que se revista o ato, a reparação será sempre possível porque tendemos todos para a perfeição, que se constrói gradualmente, devagarinho, a pouco e pouco, a exemplo do que acontece com a própria Natureza, que não dá saltos.
 
Neste passo, interessante reproduzir a questão 950 de O Livro dos Espíritos:
P ▬ "Que pensar daquele que se mata, na esperança de chegar mais depressa a uma vida melhor?
R  ▬ "Outra loucura! Que faça o bem e mais certo estará de lá chegar, pois, matando-se, retarda a sua entrada num mundo melhor e terá que pedir lhe seja permitido voltar, para concluir a vida a que pôs termo sob o influxo de uma idéia falsa. Uma falta, seja qual for, jamais abre a ninguém o santuário dos eleitos"
 
Por derradeiro, nestas rápidas observações sobre tema tão complexo quão penoso, vale relembrar que há também o suicídio indireto, que pode decorrer: 
 
(http://www.sanfords.net/Spots_free_graphics/Buttons_Balls/cube_4.gif)  Da gula,
(http://www.sanfords.net/Spots_free_graphics/Buttons_Balls/cube_4.gif)  Da ingestão de bebidas alcoólicas,
(http://www.sanfords.net/Spots_free_graphics/Buttons_Balls/cube_4.gif)  Do uso do tabaco em suas variadas formas,
(http://www.sanfords.net/Spots_free_graphics/Buttons_Balls/cube_4.gif)  Da exposição voluntária a riscos desnecessários (de que são exemplos as corridas de automóveis e de motocicletas), etc.
 
(http://www.totalgifs.com/frutas/49.gif)  Cumprindo dizer, ainda, que o suicídio indireto também pode decorrer de viciações morais.
 
Pelo exposto, pode-se desde logo extrair inarredável conclusão:
▬  A prática do Bem é um excelente remédio para todos os males!
 
Autor: Antônio Moris Cury     
Jornal Mundo Espírita de Novembro de 2001.



Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 09 de Agosto de 2011, 05:33


(http://c7.quickcachr.fotos.sapo.pt/i/de404788e/5611327_yLiES.gif)   Radionovela "Memórias de um Suicida" postado em Audiovisuais. Link: http://www.forumespirita.net/fe/audiovisuais/radio-novela-'memorias-de-um-suicida'/#.UdmqeNK-nfw  (http://c7.quickcachr.fotos.sapo.pt/i/de404788e/5611327_yLiES.gif)   Ninguém morre, porque somos eternos.




PROBLEMAS SOBRE O SUICÍDIO

1º-)  Por que motivo o homem, que tem a firme intenção de se matar, revoltar-se-ia contra a idéia de ser morto por um outro, e defender-se-ia contra os ataques, no mesmo instante em que vai cumprir o seu desígnio?
 
R  ▬  Porque o homem tem sempre medo da morte. Quando se suicida, está superexcitado, com a cabeça transtornada, e realiza esse ato sem coragem, nem medo e, por assim dizer, sem ter conhecimento do que faz.
 
Ao passo que se lhe fosse dado raciocinar não veríamos tantos suicídios. O instinto do homem o leva a defender a própria vida e, durante o tempo que decorre entre o momento em que o seu semelhante se aproxima para o matar e o momento em que o ato é cometido, tem ele sempre um movimento de repulsa instintiva da morte; e este o leva a repelir esse fantasma, só apavorante para um Espírito culposo.
 
O homem que se suicida não experimenta tal sentimento porque se acha cercado de Espíritos que o impelem, que o ajudam em seus desejos e lhe fazem perder completamente a lembrança do que não seja ele mesmo, isto é, dos pais, daqueles que o amam e de uma outra existência. Nesse momento o homem é todo egoísmo.
 
2º-)  Aquele que, desgostoso da vida, mas não quer suicidar-se e deseja que sua morte sirva para alguma coisa, será culpado se a buscar no campo de batalha, defendendo o seu país?
 
R  ▬  Sempre. O homem deve seguir o impulso que lhe é dado. Seja qual for a vida que leve, é sempre assistido por Espíritos que o conduzem e o dirigem, mau grado seu. Ora, procurar agir contra os seus conselhos é um crime, pois que aqueles aí estão para nos dirigir e, quando queremos agir por nós mesmos, esses bons Espíritos estão prontos a ajudar-nos.
 
Entretanto, se o homem, arrastado por seu próprio Espírito, quer deixar esta vida, é abandonado, mais tarde reconhece que terá de recomeçar uma outra existência. Para elevar-se, deve o homem ser provado. Parar a sua ação, pôr um entrave em seu livre-arbítrio seria ir contra Deus e, neste caso, as provas tornar-se-iam inúteis, porque os Espíritos não cometeriam faltas.
 
O Espírito foi criado simples e ignorante; então, para chegar às esferas felizes, é necessário elevar-se em Ciência e em sabedoria e é somente na adversidade que adquire um coração elevado e melhor compreende a grandeza de Deus.
 
3º-)  Um dos assistentes observou que notava uma contradição entre estas últimas palavras de São Luís e as precedentes, quando disse que o homem pode ser arrastado ao suicídio pelos Espíritos que a isto o excitam. Neste caso cederia a um impulso estranho?
 
R  ▬  Não existe contradição. Quando disse que o homem impelido ao suicídio era cercado de Espíritos que a isto o solicitavam, não me referia aos bons Espíritos, que fazem todo esforço para o evitar; isto deveria estar subentendido; sabemos todos que temos um anjo da guarda ou, se proferis, um guia familiar.
 
Ora, o homem tem o seu livre-arbítrio; se, a despeito dos bons conselhos que lhe são dados, persevera nesta idéia criminosa, ele a realiza, no que é ajudado pelos Espíritos levianos e impuros, que o cercam e que se sentem felizes por ver que ao homem, ou Espírito encarnado, também falta a coragem para seguir conselhos de seu bom guia, por vezes de Espíritos de parentes mortos que o rodeiam, sobretudo em circunstâncias semelhantes. (Respostas do Espírito de São Luís - R. E. 1858).



Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 09 de Agosto de 2011, 05:34

(http://gifportal.ru/data/smiles/cveta-150.gif)

Não é que o suicídio
seja sempre uma loucura.
Mas, em geral,
não é num acesso de razão
que nos matamos


Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 09 de Agosto de 2011, 05:36

(http://gifportal.ru/data/smiles/cveta-142.gif)

Quando a Dor é grande e ninguém enxerga;
nada melhor que um Status para ver
se alguém se importa ou se Toca


Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 09 de Agosto de 2011, 05:38


(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/04/barraflor33.gif)

Corajoso não é aquele
que decide suicidar-se para mostrar
que tem coragem,
mas aquele que opta por viver
e enfrentar todos os obstáculos da vida!

Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 09 de Agosto de 2011, 05:40
 

Suicídio:

1º-)  As criaturas que se suicidaram em razão das desilusões encontradas nas  ligações afetivas, agravam os sofrimentos de outrem, além dos sofrimentos que  elas próprias encontram?
 
(http://www.oconsolador.com.br/imagens/colaboradores/emmanuel.gif)  Muitos Espíritos fracos, que por razões de infelicidade na afeição  sexual atiram-se ao suicídio, encontram padecimentos gigantescos, como quem salta  no escuro sobre precipícios de brasas, criando derivações de angústia para os  causadores de semelhantes tragédias.
 
2º-)  Os casos de suicídio nas uniões carnais infelizes agravam provas em casamentos futuros?
 
(http://www.oconsolador.com.br/imagens/colaboradores/emmanuel.gif)  Quantos violam a passagem da morte, crendo erroneamente alcançar o repouso, nada mais encontram senão suplício e desespero, a gerarem, no âmago de  si mesmos, os pavorosos conflitos, que apenas as reencarnações regenerativas  conseguem remediar.
 
Saibamos tolerar com paciência as provações que o mundo nos ofereça, criando o  bem sobre todos os males que nos cheguem das existências que já vivemos, na  convicção de que fugir ao dever, por mais doloroso seja o dever que nos caiba, será sempre abraçar o pior. Em quaisquer atribulações ou dificuldades, a nossa  obrigação individual é fazer o melhor ao nosso alcance para que o bem triunfe.
 
3º-)    Que fazer para extinguir os males evidentes das ligações afetivas  inconsideradas e desditosas?
 
(http://www.oconsolador.com.br/imagens/colaboradores/emmanuel.gif)  Em todos os departamentos da luta humana, os compromissos do passado  reaparecem. Indispensável revestir-se a alma de forças para vencer, em si mesma,  os pontos vulneráveis que, em outro tempo, a fizeram cair.
 
4º-)  Qual a direção pessoal que devemos adotar para vencer os dissabores do lar infeliz?
 
(http://www.oconsolador.com.br/imagens/colaboradores/emmanuel.gif)  Evitemos o divórcio, tanto quanto possível, e combatemos o aborto e o  suicídio com todos os recursos de raciocínio e esclarecimento de que possamos  dispor. O divórcio adia o resgate. O aborto complica o destino. O suicídio agrava todos os sofrimentos.
 
EMMANUEL
(Do livro “Leis Do Amor”, Francisco Cândido Xavier E Waldo Vieira)
[/size]
 
 
Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 09 de Agosto de 2011, 05:42


(http://gifportal.ru/data/smiles/cveta-207.gif)

Louca Humanidade

(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/07/nnat45x.gif)  O suicídio revela no homem civilizado o estado aviltante a que ele relega a existência planetária, conduzido ao supremo ódio às Leis Divinas, por ver-se atingido pela inapelável força da evolução, cobrando ao infrator as dívidas não resgatadas.

Nesse mister, o tempo não tem qualquer significação, importando não o período transcorrido entre o débito e o ressarcimento,  mas a dívida em si mesmo.

(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/07/nnat45x.gif)  O suicida é um espírito soberbo e calceta(1) que, na impossibilidade de atingir o fulcro da Divindade que lhe não permite continuar semeando destruição, alucinado pelas ambições crescentes e selvagens, se destrói, tentando, desse modo, alcançar o Sumo Espírito da Vida.

Odiento e infeliz, arroja-se, porém, nos mais fundos despenhadeiros, cujo anteparo não consegue encontrar, experimentando inominável dor, enquanto perdurem as novas impressões que se lhe adicionam às angústias das quais desejou fugir e que o enlouquecem, sem roubar-lhe a consciência da própria insânia.

(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/07/nnat45x.gif)  Os séculos de civilização, de ética e cultura não conseguiram fazer que o instinto de auto-destruição, que apenas no homem se manifesta, já que os demais animais, não raciocinando, não se fazem vítimas do hediondo crime, fosse dominado pela análise fria e nobre da razão.

Pelo contrário: parece que nas nações chamadas super civilizadas, pelo abuso das faculdades que revestem o ser, o homem atira-se cada vez mais opiado(2) no sorvedouro da auto-destruição, consumido pelos excessos de todo porte, ensoberbecido pela técnica e amolentado pela comodidade perniciosa.

(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/07/nnat45x.gif)  Se anteriormente a forca anunciava a presença da civilização numa cidade, o alto índice de suicídios num povo, atualmente, revela a sua elevada cultura. Cultura, no entanto, pervertida:

(http://crismartinsartes.files.wordpress.com/2011/06/animation3.gif)  Sem vida,
(http://crismartinsartes.files.wordpress.com/2011/06/animation3.gif)  Sem amor,
(http://crismartinsartes.files.wordpress.com/2011/06/animation3.gif)  Sem Deus,
(http://crismartinsartes.files.wordpress.com/2011/06/animation3.gif)  Sem sentimento.

Cultura da inteligência, com amarguras do sentimento, altas aquisições externas sem qualquer conquista interior. Vitórias sobres as realidades de fora e escravidão aos impositivos de dentro.

(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/07/nnat45x.gif)  Face às concessões facultadas pela moderna tecnologia e graças à decadência ética do mundo, favorecida pelo desgoverno e empobrecimento da fé nas grandes massas humanas, o ser marcha sob o azorrague(3) de mil angústias.

Encontrando no suicídio a porta falsa para a equação de problemas que a ele compete resolver pelos processos da não-violência, perseverando no dever sob o reto amparo do tempo.

(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/07/nnat45x.gif)  Impaciente, por acomodação ao imediatismo, cujos frutos sempre colhe na árvore da oportunidade ligeira, transforma a paisagem íntima num inferno, e entre as labaredas da inquietação levanta a mão que converte em sicário da vida e atira-se na inditosa loucura da morte voluntária, em busca de um nada, que seria o repouso eterno, numa violação das mais graves ao Estatuto Divino.

Preferindo aceitar que o ser humano é um acidente biológico na escala zoológica, por retirar da sua consciência as responsabilidades para consigo mesmo o homem cultiva:

(http://crismartinsartes.files.wordpress.com/2011/06/animation3.gif)  O orgulho,
(http://crismartinsartes.files.wordpress.com/2011/06/animation3.gif)  A rebeldia,
(http://crismartinsartes.files.wordpress.com/2011/06/animation3.gif)  A soberba,
(http://crismartinsartes.files.wordpress.com/2011/06/animation3.gif)  Desenvolve a ferocidade.

E vangloria-se de ser o senhor do mundo, menos, sempre menos, senhor de si mesmo.

(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/07/nnat45x.gif)  Vivendo na condição predatória de explorar a mãe Terra quanto lhe facultam as possibilidades, faz-se ingrato, esquecendo de retribuir todas as concessões gratuitas que usufrui sem a menor consideração:

(http://crismartinsartes.files.wordpress.com/2011/06/animation3.gif)  O ar,
(http://crismartinsartes.files.wordpress.com/2011/06/animation3.gif)  O fruto silvestre,
(http://crismartinsartes.files.wordpress.com/2011/06/animation3.gif)  A bênção da noite,
(http://crismartinsartes.files.wordpress.com/2011/06/animation3.gif)  A maravilha do Sol,
(http://crismartinsartes.files.wordpress.com/2011/06/animation3.gif)  A água refrescante,
(http://crismartinsartes.files.wordpress.com/2011/06/animation3.gif)  A vida física e mental,
(http://crismartinsartes.files.wordpress.com/2011/06/animation3.gif)  A dádiva das tempestades.
(http://crismartinsartes.files.wordpress.com/2011/06/animation3.gif)  A paisagem rica de colorido e perfume.

Que lhe renovam a atmosfera para somente pensar em si mesmo e nas baixas expressões do prazer animalizante.

(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/07/nnat45x.gif)  Escravo nas paredes celulares, encarcerado nas limitações do sentimento, entorpece-se cada vez mais.

Até que um último grito de dor o arroja do acume da vida, que deve sempre ser cultivada a qualquer preço de sacrifício e sofrimento, ao abismo em que se consumirá sem extinguir-se, enquanto lentos, pela dor aumentada, correrão os tempos, realizando o seu abençoado trabalho purificador.


Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 09 de Agosto de 2011, 05:46

(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/07/nnat45x.gif)  Conquista o mundo, transforma condições climatéricas, corrige o terreno, arrasa montanhas, retifica ilhas e as faz penínsulas, vence abismos com pontes audaciosas, reduz distâncias com aparelhos velozes, envia imagens sonoras e visuais a qualquer parte do orbe, graças aos satélites artificiais, atinge a Lua, mas prefere adiar o encontro com a consciência.

Vã Cultura!

(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/07/nnat45x.gif)  Estuda a História do passado e do presente, vaticina o futuro, arregimenta princípios de escolaridade intelectual, procede a julgamentos de vultos que foram fatores lídimos das Civilizações, examina estratégias bélicas e recompõe monumentos de arte, na pintura, na estatuária, na arquitetura, na arqueologia, ressuscita partituras que trazem a música dos Mundos Felizes.

E, no entanto, prossegue descontrolada, estiolando esperanças e espalhando pessimismo, sem penetrar no imortal conceito do “Nosce te ipsum”(4), mediante o qual poderia resolver os magnos problemas da vida, pelo auto-descobrimento das virtudes e dos defeitos, desenvolvendo as primeiras e limando os segundos, em incessante labor de superação dos males acarretados pelas mesclas renascentes dos erros pretéritos, na busca da luz futura.

Insensata Tecnologia!

(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/07/nnat45x.gif)  Invade o microcosmo e decifra milhares de enigmas que antes infelicitavam a vida organizada no mineral, no vegetal, no animal e no homem, e criavam graves desconcertos nas formas vivas, identificando germens, vírus, flora e fauna de estrutura infinitesimal, adentrando-se pelos laboratórios para proceder à elaboração de fórmulas e soluções capazes de aniquilar os focos pestilenciais que fazem sucumbir o corpo, não conseguindo, porém, estancar as fontes:

(http://crismartinsartes.files.wordpress.com/2011/06/animation3.gif)  Da ira,
(http://crismartinsartes.files.wordpress.com/2011/06/animation3.gif)  Do ódio,
(http://crismartinsartes.files.wordpress.com/2011/06/animation3.gif)  Da inveja,
(http://crismartinsartes.files.wordpress.com/2011/06/animation3.gif)  Da intriga,
(http://crismartinsartes.files.wordpress.com/2011/06/animation3.gif)  Do ciúme,
(http://crismartinsartes.files.wordpress.com/2011/06/animation3.gif)  Do orgulho, 
(http://crismartinsartes.files.wordpress.com/2011/06/animation3.gif)  Do despeito,
(http://crismartinsartes.files.wordpress.com/2011/06/animation3.gif)  Do egoísmo,
(http://crismartinsartes.files.wordpress.com/2011/06/animation3.gif)  Da impiedade,
(http://crismartinsartes.files.wordpress.com/2011/06/animation3.gif)  Da malquerença.

Esses semens de ação corrosiva, por criarem campo de proliferação nos tecidos sutilíssimos da alma.

(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/07/nnat45x.gif)  Irrompe pelo macrocosmo e mede as estrelas, sonha com as colméias globulares e as ilhas interplanetárias, identificando-as, classificando-as, conhecendo-as mediante os sinais de rádio, amando-as; prevê-lhes a idade, a distância em que se encontram, o envelhecer paulatino, a transformação pelo desgaste da energia em que se consomem.

E até as visualiza nos movimentos célicos(5) em órbitas inconcebíveis, mas não utiliza as lunetas que penetram no continente do espírito, para estudar os centros de vida que gravitam em torno da nebulosa excelsa que envolve todo o Cosmo, como continente e conteúdo.

(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/07/nnat45x.gif)  Após quase doze mil anos de Civilização, o homem parece apetecer em ser não apenas “o lobo do homem” mas o chacal de si mesmo. O suicida é o imaturo desajustado na escola da vida, fugindo da consciência culpada, para despertar de coração e mente estraçalhados.

Enquanto não rutilar a fé poderosa e pura, que traduza a verdade maior do Amor no coração da Humanidade, o homem fugirá da vida para a Realidade, afogando-se nos rios da Imortalidade, sem consumir-se no aniquilamento que tanto persegue, não colimando o cobiçado objetivo.

(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/07/nnat45x.gif)  A ética, que na Antigüidade oriental afirmava o “espírito e negava o mundo”, renasceu no Cristianismo, oferecendo no pessimismo, em relação ao imediato, o otimismo de referência à Imortalidade, com as credenciais da esperança e da paz.

No Espiritismo, o mais eficiente antídoto contra o suicídio. Suicídio em cujo corpo sempre se encontram as fortes amarras da obsessão pertinaz, em conúbio danoso, de conseqüências imprevisíveis, o otimismo no tocante à vida real e indestrutível estabelece uma ligação entre a cultura atual e as culturas pretéritas, em perfeita sintonia de ideais, dos quais a técnica e as modernas conquistas podem extrair os frutos opimos(6) a benefício da Civilização contemporânea.

(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/07/nnat45x.gif)  Provenientes de séculos de nefanda ignorância e contínuo primitivismo do sentimento, em que a força sobrepairou à legalidade e o absolutismo do poder esteve em mãos fortes e ingratas, engendrando misérias coletivas, infindáveis, renascem aqueles que foram factótum dos males, embrulhados nos tecidos dos resgates, experimentando, entre revoltas injustificáveis, o clima de dor e sombra que produziram para si mesmos.

Ambientados à dominação e açoitados pelas vítimas que se demoram em outra vibração da vida, raramente têm o caráter capaz de suportar os impositivos evolutivos, deixando-os solapar pelo desânimo e pela acrimônia, que culminam no suicídio enganoso e cruel.

(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/07/nnat45x.gif)  Verdadeira chaga social, na velha Roma constituía honra dar a sua pela vida do Imperador, e não poucas vezes homens ilustres foram convidados ao suicídio, porque discordassem das diatribes e loucuras da sua época: Petrônio, o arbiter elegantiarum(7) Sêneca[8] o filósofo, passando à imortalidade o exemplo de Sócrates, o pai da Filosofia, que vem da Grécia antiga, condenado a beber cicuta.

Todos eles, no entanto, sacrificados pela ferocidade do poder desmedido, tornaram suas vidas alicerces para as construções da dignidade humana, que sempre soube, também, expulsar do dorso os usurpadores e criminosos.

(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/07/nnat45x.gif)  A liberdade humana num crescendo transformou-se em degradante libertinagem, nos dias modernos, e fez-se fator preponderante para tornar o suicídio uma solução, considerando que o desvitalizar da pujança do caráter faz que o homem seja somente o seu exterior dourado e enganoso, não as suas qualidades morais elevadas.

Período cíclico, que representa trânsito na evolução do ser e do planeta que o agasalha, o apagar das luzes da cultura otimista sob as sombras destrutivas do pessimismo impõe que surja um claro-escuro...

(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/07/nnat45x.gif)  Uma fímbria representativa do acender de novas luzes que significam a madrugada do Novo Dia, no qual o aforismo latino Veneratio vitae(9) estabelecerá novas linhas de comportamento humano e social, facultando ao homem a vitória sobre as tentações da fuga, o primitivismo das sensações, altos objetivos que devem caracterizar a própria Humanidade.

(Espírito de Victor Hugo)

Notas do compilador:

1 - calceta = condenado à pena; 2 - opiado = preparado com ópio; 3 - azorrague = flagelo, punição; 4 - Nosce it ipsum = conceito que se encontrava inscrito no pórtico do Santuário de Delfos, em grego: "Gnöthi seauton" e que significa: "Conhece-te a ti próprio". Estrutura moral da filosofia de Sócrates; 5 - célicos = celestes; 6 - opimos = excelentes, férteis, ricos; 7 - Petrônio = escritor latino (I d.C.) a quem se atribui o Satyricon (obra que prosa e versos se misturam). Matou-se, cortando as veias do pulso; 8 - Sêneca = (4 a.C. - 65 d.C.). Filósofo, preceptor de Nero que lhe ordenou que cortasse os pulsos; 9 - Veneratio vitae = conceito básico da ética latina, que significa "Respeito pela Vida", em toda e qualquer manifestação.


Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 09 de Agosto de 2011, 05:50

(http://www.orkugifs.com/images/na-simplicidade-aprendemos-que-reconhecer-um-erro-nao-nos-diminui,-mas-nos-engrandece_3298.gif)

Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 09 de Agosto de 2011, 05:52

(http://gifportal.ru/data/smiles/cveta-209.gif)

Suicídio, desanimalizar
(https://lh4.googleusercontent.com/-oz26VumORRQ/UAsr2BNglPI/AAAAAAAAQKs/eVxT2-oW79M/s50/flor.gif)   “Após a morte, antes que o Espírito se oriente, gravitando para o verdadeiro "lar espiritual" que lhe cabe, será sempre necessário o estágio numa "antecâmara", numa região cuja densidade e aflitivas configurações locais corresponderão aos estados vibratórios e mentais do recém-desencarnado.
 
Aí se deterá até que seja naturalmente "desanimalizado", isto é, que se desfaça dos fluidos e forças vitais de que são impregnados todos os corpos materiais.
 
(https://lh4.googleusercontent.com/-oz26VumORRQ/UAsr2BNglPI/AAAAAAAAQKs/eVxT2-oW79M/s50/flor.gif)   Por aí se verá que a estada será temporária nesse umbral do Além, conquanto geralmente penosa.
 
▬  Tais sejam:
 
(http://www.sanfords.net/Spots_free_graphics/Buttons_Balls/medallion_but_9.gif)  O caráter,
(http://www.sanfords.net/Spots_free_graphics/Buttons_Balls/medallion_but_9.gif)  O gênero de vida,
(http://www.sanfords.net/Spots_free_graphics/Buttons_Balls/medallion_but_9.gif)  As ações praticadas,
(http://www.sanfords.net/Spots_free_graphics/Buttons_Balls/medallion_but_9.gif)  O gênero de morte que teve a entidade desencarnada,
 
Tais serão o tempo e a penúria no local descrito.
 
▬  Existem aqueles que aí apenas se demoram:
 
(http://www.sanfords.net/Spots_free_graphics/Buttons_Balls/medallion_but_9.gif)  Algumas horas,
(http://www.sanfords.net/Spots_free_graphics/Buttons_Balls/medallion_but_9.gif)  Outros levarão meses,
(http://www.sanfords.net/Spots_free_graphics/Buttons_Balls/medallion_but_9.gif)  Alguns anos consecutivos,
(http://www.sanfords.net/Spots_free_graphics/Buttons_Balls/medallion_but_9.gif)  Voltando à reencarnação sem atingirem a Espiritualidade.
 
Em se tratando de suicidas o caso assume proporções especiais, por dolorosas e complexas. Estes aí se demorarão, geralmente, o tempo que ainda lhes restava para conclusão do compromisso da existência que prematuramente cortaram.
 
(https://lh4.googleusercontent.com/-oz26VumORRQ/UAsr2BNglPI/AAAAAAAAQKs/eVxT2-oW79M/s50/flor.gif)   Trazendo carregamentos avantajados de forças vitais animalizadas, além das bagagens das paixões criminosas e uma desorganização mental, nervosa e vibratória completas, é fácil entrever qual será a situação desses infelizes para quem um só bálsamo existe: - a prece das almas caritativas!
 
Se, por muito longo, esse estágio exorbite das medidas normais ao caso, a reencarnação imediata será a terapêutica indicada, embora acerba e dolorosa, o que será preferível a muitos anos em tão desgraçada situação, assim se completando, então, o tempo que faltava ao término da existência cortada.“
 
(https://lh4.googleusercontent.com/-oz26VumORRQ/UAsr2BNglPI/AAAAAAAAQKs/eVxT2-oW79M/s50/flor.gif)   “Coisa singular! Essa escória trazia, pendente de si, fragmentos de cordão luminoso, fosforescente, o qual, despedaçado, como arrebentado violentamente, desprendia-se em estilhas qual um cabo compacto de fios elétricos arrebentados, a desprenderem fluidos que deveriam permanecer organizados para determinado fim.
 
Ora, esse pormenor, aparentemente insignificante, tinha, ao contrário, importância capital, pois era justamente nele que se estabelecia a desorganização do estado de suicida.
 
(https://lh4.googleusercontent.com/-oz26VumORRQ/UAsr2BNglPI/AAAAAAAAQKs/eVxT2-oW79M/s50/flor.gif)   Hoje sabemos que esse cordão fluídico-magnético, que liga a alma ao envoltório carnal e lhe comunica a vida, somente deverá estar em condições apropriadas para deste separar-se por ocasião da morte natural, o que então se fará naturalmente, sem choques, sem violência.
 
Com o suicídio, porém, um vez partido e não desligado, rudemente arrancado, despedaçado quando ainda em toda a sua pujança fluídica e magnética, produzirá grande parte dos desequilíbrios, senão todos que vimos anotando, uma vez que, na constituição vital para a existência que deveria ser.
 
(https://lh4.googleusercontent.com/-oz26VumORRQ/UAsr2BNglPI/AAAAAAAAQKs/eVxT2-oW79M/s50/flor.gif)   Muitas vezes, longa, a reserva de forças magnéticas não se haviam extinguido ainda, o que leva o suicida a sentir-se um “morto-vivo” na mais expressiva significação do termo. Mas, na ocasião em que pela primeira vez o notáramos, desconhecíamos o fato natural, afigurando-se-nos um motivo a mais para confusões e terrores.“
 
“Em vários casos, a solução para os problemas, que abriram as portas para o abismo, encontrava-se a dois passos de distância do sofredor; surgiria o socorro enviado pela Providência ao seu filho bem-amado, dentro de alguns dias, de poucos meses, bastando somente que este se encorajasse para diminuta espera, em glorioso testemunho de vontade, paciência e coragem moral, necessário ao seu progresso espiritual!
 
(https://lh4.googleusercontent.com/-oz26VumORRQ/UAsr2BNglPI/AAAAAAAAQKs/eVxT2-oW79M/s50/flor.gif)   Então concluímos com decepcionante surpresa que fácil teria sido a vitória e até a felicidade, se buscáramos no Amor Divino a inspiração para os ditames da existência que desgraçadamente destruíramos.“
 
Trechos Extraídos do Livro Memórias de um Suicida.


Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 09 de Agosto de 2011, 05:54


(http://gifportal.ru/data/smiles/cveta-206.gif)

É e os problema ganham peso e cor
Transforma em ódio todo o meu amor
tá parecendo uma depressão
Tipo uma ferida aberta comendo meu coração
.


Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 09 de Agosto de 2011, 05:56

(http://gifportal.ru/data/smiles/cveta-223.gif)

Frases sobre Suicídio

(http://www.sanfords.net/Spots_free_graphics/Buttons_Balls/medallion_but_1.gif) O ceticismo é um suicídio lento.
(http://www.sanfords.net/Spots_free_graphics/Buttons_Balls/medallion_but_4.gif)  Suícidio alguns à vista outros a prazo.
(http://www.sanfords.net/Spots_free_graphics/Buttons_Balls/medallion_but_1.gif)  O suicídio é um roubo ao género humano.
(http://www.sanfords.net/Spots_free_graphics/Buttons_Balls/medallion_but_4.gif)  O suicídio é a forma mais sincera de auto-crítica.
(http://www.sanfords.net/Spots_free_graphics/Buttons_Balls/medallion_but_1.gif)  O suicídio não é querer morrer, é querer desaparecer.
(http://www.sanfords.net/Spots_free_graphics/Buttons_Balls/medallion_but_4.gif)  O suicídio é um sintoma de perda de consciência do sentido da vida.
(http://www.sanfords.net/Spots_free_graphics/Buttons_Balls/medallion_but_1.gif)  Somente quem está cego é que marcha com serenidade para o precipício.

(Autores Diversos)


Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 09 de Agosto de 2011, 05:59

(http://www.orkugifs.com/images/escreva-as-preocupacoes-de-hoje-na-areia.-esculpa-as-vitorias-de-ontem-em-pedra-(max-lucado)_3211.gif)
Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 09 de Agosto de 2011, 06:05
 
(http://gifportal.ru/data/smiles/cveta-1181.gif)

Desligamento

(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/04/ib_flow201.gif)  Quando morremos é da mesma forma nosso desligamento de nosso corpo carnal, ou mais difícil ou mais fácil.

O espírito é ligado ao corpo carnal pelo perispírito, que tem laços firmes como cordões de energia que prendem o espírito ao corpo.

(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/04/ib_flow201.gif)  E só na hora da morte se soltam conforme os elementos de conceitos obtidos durante a vida do desencarnado.

Dessa forma, se torna uma tragédia um espírito vir aqui na terra com um propósito e depois por:

(http://www.sanfords.net/Spots_free_graphics/Buttons_Balls/sq_but_4.gif)  Paixões,
(http://www.sanfords.net/Spots_free_graphics/Buttons_Balls/sq_but_4.gif)  Por orgulho,
(http://www.sanfords.net/Spots_free_graphics/Buttons_Balls/sq_but_4.gif)  Por fraqueza na fé em Deus.

(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/04/ib_flow201.gif)  Sucumbir e desistir de sua missão e com suas próprias mãos acabar com sua vida.

Espiritualista.


Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 09 de Agosto de 2011, 06:08

(http://gifportal.ru/data/smiles/cveta-1176.gif)

Segundo pesquisas, o suicídio está mais
fortemente correlacionado à ausência de
esperança do que à depressão.


Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 09 de Agosto de 2011, 06:10

(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/04/100.gif)


Ante o Suicídio,
algumas considerações Espíritas


(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/04/pchrose.gif)Em recente reportagem, divulgou-se que uma jovem, de 15 anos, suicidou-se com um tiro de revolver, dentro de uma escola, em Curitiba. Não houve grito nem pedido de socorro. Em silêncio, ela entrou no banheiro e se trancou em uma das cinco cabines reservadas. Sentada sobre o vaso sanitário, disparou contra a boca.

Suicídios desse gênero (tiro especialmente), em escolas brasileiras, não são comuns.

“Três meses antes da tragédia, a  jovem procurou os pais e pediu para que eles a levassem a um psicólogo. Dizia sentir-se triste e desmotivada.

(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/04/pchrose.gif)O pai passou a pegá-la na aula de pintura e levá-la, semanalmente, a um psiquiatra. No inquérito policial sobre o suicídio, apurou-se que ela tomava benzodiazepínicos (soníferos) para dormir, e outros fármacos para controlar a ansiedade que sentia”.

Diante do dilema, indagamos:
▬  Como os pais podem proteger os filhos ante os desequilíbrios emocionais que assolam a juventude de hoje?

Obviamente, precisam estar atentos. Interpretar qualquer tentativa ou anúncio de suicídio do jovem como sinal de alerta. O ideal é procurar ajuda especializada de um psicólogo e, para os pais espíritas, os recursos terapêuticos dos centros espíritas.

(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/04/pchrose.gif)Aproximar-se, mais amiudemente, do filho que apresenta sinais fortes de introspecção ou depressão. O isolamento e o desamparo podem terminar com aguda depressão  e ódio da vida.

É evidente que sugerir serem os pais os únicos responsáveis pelo autocídio de um filho(a), é algo muito delicado e preocupante, pois, trata-se um ato pessoal de extremo desequilíbrio da personalidade, gerado por circunstâncias atuais ou por reminiscências de existências passadas.
 
▬  Se há culpa dos pais atribui-se:

(http://www.gifs-paradise.com/animated_gifs/alarm/animated-gifs-alarm-08.gif)  Á negligência,
(http://www.gifs-paradise.com/animated_gifs/alarm/animated-gifs-alarm-08.gif)  Á desatenção,
(http://www.gifs-paradise.com/animated_gifs/alarm/animated-gifs-alarm-08.gif)  A tudo que acontece à sua volta do filho(a),
(http://www.gifs-paradise.com/animated_gifs/alarm/animated-gifs-alarm-08.gif)  A não perceber as mudanças no comportamento de um filho(a).

Sobre isso, estamos convictos de que a sociedade, como um todo, é, igualmente, culpada. Inobstante colocarem o fardo da culpa nos pais em primeiro lugar, reflitamos:
▬  Quem pode controlar a pressão psicológica que uma montanha de apelos vazios faz na cabeça dos jovens, diariamente?

(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/04/pchrose.gif)O suicídio é um ato exclusivamente humano e está presente em todas as culturas. Suas matrizes causais são numerosas e complexas.

▬  Os determinantes do suicídio patológico estão nas:

(http://www.gifs-paradise.com/animated_gifs/alarm/animated-gifs-alarm-08.gif)  Melancolias,
(http://www.gifs-paradise.com/animated_gifs/alarm/animated-gifs-alarm-08.gif)  Delírios crônicos,
(http://www.gifs-paradise.com/animated_gifs/alarm/animated-gifs-alarm-08.gif)  Depressões graves,
(http://www.gifs-paradise.com/animated_gifs/alarm/animated-gifs-alarm-08.gif)  Perturbações mentais,
(http://www.gifs-paradise.com/animated_gifs/alarm/animated-gifs-alarm-08.gif)  Desequilíbrios emocionais, etc.

Algumas pessoas nascem com certas desordens psiquiátricas, tal como a esquizofrenia e o alcoolismo, o que aumenta o risco de suicídio. Há os processos depressivos, onde existem perdas de energia vital no organismo, desvitalizando-o, e, conseqüentemente, interferindo em todo o mecanismo imunológico do ser.

(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/04/pchrose.gif)Em termos percentuais, 70% das pessoas que cometem suicídio, certamente sofriam de um distúrbio bipolar (maníaco-depressivo); ou de um distúrbio do humor; ou de exaltação/euforia (mania), que desencadearam uma severa depressão súbita, nos últimos minutos que antecederam aos de suas mortes.

O suicídio pode ocorrer, tanto na fase depressiva, quanto na fase da mania, sempre conseqüente do estado mental. O suicida é, antes de tudo, um deprimido, e a depressão é a doença da modernidade.

(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/04/pchrose.gif)O suicida  não quer matar a si próprio, mas alguma coisa que carrega dentro de si e que, sinteticamente, pode ser nominado de sentimento de culpa e vontade de querer matar alguém com quem se identifica.
 
Como as restrições morais o  impedem, ele acaba se autodestruindo.

(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/04/pchrose.gif)Assim, “o suicida mata uma outra pessoa que vive dentro dele e que o incomoda, profundamente". Outra coisa que deve ser analisada é a obsessão que poderia ser definida como um constrangimento que um indivíduo, suicida em potencial ou não, sente, pela presença perturbadora de um obsessor.

A religião, a moral, todas as filosofias condenam o suicídio como contrário às leis da Natureza. Todas asseveram que ninguém tem o direito de abreviar, voluntariamente, a vida.

▬  Entretanto, por que não se tem esse direito?
▬  Por que não é livre o homem de pôr termo aos seus sofrimentos?       

(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/04/pchrose.gif)Ao Espiritismo estava reservado demonstrar, pelo exemplo dos que  sucumbiram, que o suicídio não é uma falta somente por constituir infração de uma lei moral – consideração, essa, de pouco peso para certos indivíduos – mas, também, um ato estúpido, pois que nada ganha quem o pratica.
     
Antes, o contrário, é o que se dá com eles, na existência espiritual, após ato tão insano. Temos notícia, não somente, pelo que lemos nos livros da Doutrina Espírita e que nos advertem os Espíritos Superiores, mas pelos testemunhos que nos dão esses infelizes irmãos, narrando tristes fatos que eles mesmos nos põem sob as vistas, em sessões de orientação às entidades sofredoras.

Desconheço a fonte.

Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 09 de Agosto de 2011, 06:11

(http://c7.quickcachr.fotos.sapo.pt/i/de404788e/5611327_yLiES.gif)   Radionovela "Memórias de um Suicida" postado em Audiovisuais. Link: http://www.forumespirita.net/fe/audiovisuais/radio-novela-'memorias-de-um-suicida'/#.UdmqeNK-nfw  (http://c7.quickcachr.fotos.sapo.pt/i/de404788e/5611327_yLiES.gif)   Ninguém morre, porque somos eternos.


(http://gifportal.ru/data/smiles/cveta-1162.gif)


(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/04/pchrose.gif) O suicídio sob o ponto de vista sociológico, é um ato que se produz no marco de situações anômicas, em que os indivíduos se vêem forçados a tirar a própria vida para evitar conflitos ou tensões inter-humanas, para eles insuportáveis.

O pensador Émile Durkheim teoriza que a “causa do suicídio, quase sempre, é de raiz social, ou seja, o ser individual é abatido pelo ser social". Absorvido pelos valores (sem valor).

▬  Como:

(http://www.gifs-paradise.com/animated_gifs/alarm/animated-gifs-alarm-08.gif)  O consumismo,
(http://www.gifs-paradise.com/animated_gifs/alarm/animated-gifs-alarm-08.gif)  A competitividade,
(http://www.gifs-paradise.com/animated_gifs/alarm/animated-gifs-alarm-08.gif)  A busca do prazer imediato,
(http://www.gifs-paradise.com/animated_gifs/alarm/animated-gifs-alarm-08.gif)  A necessidade de não falhar,
(http://www.gifs-paradise.com/animated_gifs/alarm/animated-gifs-alarm-08.gif)  A necessidade de ser o melhor,
(http://www.gifs-paradise.com/animated_gifs/alarm/animated-gifs-alarm-08.gif)  A necessidade de não ser um perdedor,
(http://www.gifs-paradise.com/animated_gifs/alarm/animated-gifs-alarm-08.gif)  O jovem se afasta de si mesmo e de sua natureza.

Sobrevive de ‘aparências’, para representar um ‘papel social’ como protagonista do meio.

▬  Nessa vivência neurotizante:

(http://www.gifs-paradise.com/animated_gifs/alarm/animated-gifs-alarm-08.gif)  "Não se abre,
(http://www.gifs-paradise.com/animated_gifs/alarm/animated-gifs-alarm-08.gif)  Nem expõe suas emoções,
(http://www.gifs-paradise.com/animated_gifs/alarm/animated-gifs-alarm-08.gif)  Se esmaga na sua intimidade solitária,
(http://www.gifs-paradise.com/animated_gifs/alarm/animated-gifs-alarm-08.gif)  E deixa de desenvolver suas potencialidades".

O Espiritismo adverte que o suicida, além de sofrer no mundo espiritual  as dolorosas conseqüências de seu gesto impensado, de revolta diante das leis da vida, ainda renascerá com todas as seqüelas físicas daí resultantes, e terá que arrostar, novamente, a mesma situação provacional que a sua flácida fé e distanciamento de Deus não lhe permitiram o êxito existencial.

▬  É verdade que após a desencarnação:

(http://www.gifs-paradise.com/animated_gifs/alarm/animated-gifs-alarm-08.gif)  Não há tribunal,
(http://www.gifs-paradise.com/animated_gifs/alarm/animated-gifs-alarm-08.gif)  Nem Juízes para  condenar o espírito,
(http://www.gifs-paradise.com/animated_gifs/alarm/animated-gifs-alarm-08.gif)  Ainda que seja o mais culpado espírito do mundo.

Fica ele, simplesmente, diante da própria consciência, nu perante si mesmo e todos os demais, pois nada pode ser escondido no mundo espiritual, tendo o indivíduo de enfrentar suas próprias criações mentais.

(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/04/pchrose.gif)“O pensamento delituoso é assim como um fruto apodrecido que colocamos na casa de nossa mente:

(http://www.gifs-paradise.com/animated_gifs/alarm/animated-gifs-alarm-08.gif)  A crítica,
(http://www.gifs-paradise.com/animated_gifs/alarm/animated-gifs-alarm-08.gif)  O ciúme,
(http://www.gifs-paradise.com/animated_gifs/alarm/animated-gifs-alarm-08.gif)  A irritação,
(http://www.gifs-paradise.com/animated_gifs/alarm/animated-gifs-alarm-08.gif)  A queixa exagerada.

Qualquer dessas manifestações, aparentemente sem importância, pode ser o início de lamentável perturbação, suscitando, por vezes, processos obsessivos nos quais a criatura cai na delinqüência ou na agressão contra si mesma.”

(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/04/pchrose.gif)A rigor, não existe pessoa “fraca”, a ponto de não suportar um problema, por julgá-lo superior às suas forças. O que de fato ocorre é que essa criatura não sabe como mobilizar a sua vontade própria e enfrentar os desafios.
 
Joanna de Angelis assevera que:
▬  "O suicídio é o ato sumamente covarde de quem opta por fugir, despertando em realidade mais vigorosa, sem outra alternativa de escapar”.
 
(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/04/pchrose.gif)Na Terra, é preciso ter tranqüilidade para viver, até porque, não há tormentos e problemas que durem uma eternidade.

Recordemos que Jesus nos assegurou que:
▬   “O Pai não dá fardos mais pesados que nossos ombros” e “aquele que perseverar até o fim, será salvo”.

Jorge Hessen.
Publicado por: Espaco Espiritual.



Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 09 de Agosto de 2011, 06:15


(http://www.orkugifs.com/images/nem-tudo-nessa-vida-pode-ser-escrito,-cantado,-falado-ou-expressado_3261.gif)

Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 09 de Agosto de 2011, 06:17

 
(http://gifportal.ru/data/smiles/cveta-1163.gif)

Sexo, Idade: F, 27
Cor: (descendente de orientais)
Meio: projétil de arma de fogo
Forma de mensagem: carta manuscrita a tinta azul
 
"A quem possa interessar:
 
Grande parte do que possuía foi vendida ou doada. O que resta, é minha vontade que seja entregue ao meu amigo João; o qual poderá dar a meus pertences o destino que lhe aprouver. Nada deverá ser entregue a qualquer parente meu.
 
Quanto aos meus restos mortais, suplico encarecidamente; não o torturem com choros, rezas ou velas. É apenas a minha matéria e imploro que a deixem degradando-se em paz. A putrefação não é degradante.
 
Se a humanidade permitisse que a natureza tomasse o seu curso, seria o renascimento da matéria.
 
Eu renasceria no vento que passa a murmurar, nas folhas que farfalham, no solo que abriga e alimenta milhares de seres vivos, na água que corre para o mar, nas chuvas que regam os campos, no orvalho que cintila ao luar, nas grandes árvores que abrigam ninhos de passarinhos e que vergam a passagem dos ventos fortes, nos pequenos arbustos que escondem a caça do caçador...
 
Céus! Eu me vingaria se apenas uma de minhas partículas participasse do desabrochar de uma flor ou do canto de um pássaro. Romântico?
 
Não! Foi o mundo, minha família, meu educador mas principalmente... foi o seio que aconchegou a criança que vinha lhe contar as suas tristezas, máguas, alegrias, pensamentos, e seus desejos íntimos... suas esperanças.
 
A criança crescida quer voltar para lhe contar seus sofrimentos, desilusões, a morte de suas esperanças... para encontrar novamente o aconchego onde poderá descansar sua cabeça cansada e abatida e onde poderá, enfim, chorar as suas lágrimas que não encontram onde chorar.
 
Volto derrotada porque não fui capaz de viver, trabalhar e estudar não foram suficientes para mim. E foi tudo o que me restou. Prefiro morrer do que viver com a morte dentro de mim.
 
Perdoem-me ..., ..., ..., "

 
(http://3.bp.blogspot.com/-QZAJ35WxtXg/TbWxtnzqTBI/AAAAAAAAHuw/-exMochwFz4/s640/Blog_pr_ab.gif)


Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 09 de Agosto de 2011, 06:19


(http://www.orkugifs.com/images/apague-com-um-sorriso-toda-a-tristeza-que-lhe-invade-a-alma_3406.gif)




Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 09 de Agosto de 2011, 06:20


(http://gifportal.ru/data/smiles/cveta-1140.gif)

" O céu da noite, escuro e frio mais parece a minha depressão,
as estrelas vão surgindo como recordações, pequenos pontos de
conforto em meio minha alma na mais triste solidão "

Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 09 de Agosto de 2011, 06:28

(http://gifportal.ru/data/smiles/cveta-1194.gif)


A preocupação deveria levar-nos
à ação e não à depressão.
Karen Horney
Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 09 de Agosto de 2011, 06:40

(http://gifportal.ru/data/smiles/cveta-1191.gif)

Agradecemos a presença de todos.
Voltem sempre.

Obrigada Senhor.

Carinhos mil.
Mariana.


Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Karla Celeste em 10 de Agosto de 2011, 15:38
excelente texto!!! meu ex namorado é um suícida, e volta e meia eu penso nele? na ocasião que ele retirou sua vida ele namorava outra menina e já tinhámos terminado há pelo menos 4 anos. fiquei muito triste qd soube e volta e meia eu penso nele.  :o
Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: macili em 10 de Agosto de 2011, 22:48
Suicídio tudo o que você precisa saber


Causas


Idéia Acalentada



(http://perlbal.hi-pi.com/blog-images/347573/gd/1259267018/Criatividade-e-iluminacao-espiritual.jpg)


1 - A par dos gestos tresloucados de desespero, que levam ao suicídio, parece que acontece, também, como fruto de uma idéia acalentada.

          Sem dúvida. Pode não ter ocorrido de forma bem definida, mas como algo sutil que vai tomando corpo. Primeiro, a sensação de que a vida está muito complicada; os problemas parecem insolúveis, as dificuldades, insuperáveis; a doença, insuportável. a desilusão, tormentosa...



2 - Depois, a idéia de que seria melhor "partir"...

          É um curioso eufemismo que exprime uma convicção de imortalidade, a par da enganosa suposição de que é possível livrar-se dos dissabores como quem deixa uma casa, uma cidade ou um país.



3 - Dá para familiares e amigos perceberem que algo não vai bem como o candidato ao suicídio?

          Sim, porque ele acaba falando sobre sua intenção. - Estou atormentado e infeliz! São grandes demais os meus problemas! Gostaria que o solo se abrisse debaixo de meus pés! Jesus dizia que a boca fala aquilo de que está cheio o coração (Lucas, 6:45). Sua observação serve também para os candidatos ao suicídio.



4 - Costuma-se dizer que quem ameaça matar-se não o faz.

          Idéia equivocada, desmentida pelos fatos. É bom prestar atenção. A experiência demonstra que muitas vezes, ao falar de sua intenção de fuga, a pessoa está, inconscientemente, pedindo socorro, revelando-se no limite de suas forças.



5 - O que se pode fazer quando um familiar ou alguém de nossas relações envolve-se com a idéia?

          Conversar sobre o assunto, alertá-lo de que a fuga não resolverá seus problemas, apenas os agravará, em forma superlativa. O esclarecimento é o melhor recurso para que a pessoa se disponha a eliminar de sua mente semelhante idéia. E, obviamente, ajudá-lo em relação aos seus problemas. Um gesto de solicitude, carinho ou solidariedade pode ter um efeito mais positivo do que o simples enunciado das conseqüências desse desatino.



6 - E quando, mesmo ante nossos esclarecimentos, o familiar ameaça suicidar-se se não atendermos às suas solicitações?

         Geralmente, atitude dessa natureza é chantagem emocional, à qual não podemos nos render, sob pena de ficarmos na dependência de seus humores e caprichos.



7 - E se ele acaba por cometer o suicídio? Isso não acarretará culpa para nós?

         Se o que a pessoa pretendia era algo irrazoável, mero capricho ou explosão temperamental, ão há por que nos sentirmos culpados. Importante, no caso, que tenhamos a consciência tranqüila, tendo feito o que é compatível com o bom senso, sempre dispostos a ajudar, sem expressões do tipo "mate-se de uma vez e deixe de amolar", que não são raras nos desentendimentos familiares. Isso é instigar ao suicídio, atitude comprometedora.



8 - O que fazer para que a idéia do suicídio não tome corpo em nós?

        Confiar em Deus, com a consciência de que todas as situações na Terra são transitórias e de que o que consideramos um mal, em nossa existência, pode ser a oportunidade de renovação. Crise, em ideograma chinês, significa  oportunidade. Oportunidade de testemunhar nossas convicções e de crescer, enfrentando desafios.



(http://api.ning.com/files/aWFc0wE1wYvqT1sbQc4BYEmvJTIudC-0fchMbWHqUO1MBm7BCwfSBRA0T6q4PCr2eH-XdDOSR1Ix-D0Xl1g5YxbEp7kQkgNo/CosmoLuares...MulheresEstrelas....gif)


- Richard Simonetti -


Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: macili em 11 de Agosto de 2011, 14:09


(http://sl.glitter-graphics.net/pub/2051/2051052enlv2zoxbm.gif)


(http://reikiana.blogs.sapo.pt/arquivo/Dalai%20lama.gif)


(http://sl.glitter-graphics.net/pub/2051/2051052enlv2zoxbm.gif)


Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: macili em 11 de Agosto de 2011, 14:21
(http://c4.quickcachr.fotos.sapo.pt/i/o5905dd9f/7394365_T9z5b.gif)

Auto-Estima


(http://sl.glitter-graphics.net/pub/2309/2309088kklkyjofnr.gif)


Se um dia alguém fizer com que
se quebre a visão bonita que você
tem de si, com muita paciência
e amor reconstrua-a.


(http://sl.glitter-graphics.net/pub/2309/2309088kklkyjofnr.gif)


Assim como o artesão recupera a sua
peça mais valiosa que caiu no chão,
sem duvidar de que aquela é
a tarefa mais importante.
Você é a sua criação mais valiosa.


(http://sl.glitter-graphics.net/pub/2309/2309088kklkyjofnr.gif)


Não olhe para trás.
Não olhe para os lados.
Olhe somente para dentro,
para bem dentro de você e faça
dali o seu lugar de descanso,
conforto e recomposição.
Crie este universo agradável para si.
O mundo agradecerá o seu trabalho.


(http://sl.glitter-graphics.net/pub/2309/2309088kklkyjofnr.gif)


- Brahma Kumaris -
Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: macili em 11 de Agosto de 2011, 15:28
(http://4.bp.blogspot.com/-A-44wT9Dg1s/Ti-LB-roKDI/AAAAAAAAHVg/JPx1InqXo_c/s320/autumn+candle+blue1.gif)



O Suicídio é um erro



Uma pessoa se matar é um fato muito triste, lamentável e indesejável.

Com o suicídio, perde-se desnecessariamente uma vida humana, com todo seu admirável valor potencial, intrínseco.

É pensar que esse mal pode, inesperadamente, atingir a qualquer um de nós, ou a nossos familiares ou amigos!...

Antes que isso aconteça, examinemos o assunto, meditemos a respeito, buscando na Doutrina Espírita o conhecimento seguro que previne males, consola sofredores e oferece rumos de libertação.




(http://lh4.ggpht.com/_xn5MGm3Pt48/SwAdrkcJfSI/AAAAAAAAjeg/XBBsbh1rOMQ/s320/8carla58perlin2b5.png)



Tem o ser humano o direito de dispor de sua vida?


Não; só a Deus assiste esse direito.
O suicídio voluntário importa numa transgressão dessa lei. (O Livro dos Espíritos, questão 944).

A vida é de Deus e não nossa.

Não a demos a nós mesmos. Apenas a usamos, usufruímos.

Ele é que a criou, a mantém e sustenta no Universo.

Se destruirmos a vida orgânica, saberemos recompô-la? Poderemos recriá-la?

No que dependesse de nós, a perda seria definitiva.




(http://lh4.ggpht.com/_xn5MGm3Pt48/SwAdrkcJfSI/AAAAAAAAjeg/XBBsbh1rOMQ/s320/8carla58perlin2b5.png)



Não creio em Deus


Isso é fácil de dizer mas não modifica coisa alguma.

Deus não deixa de existir, porque o neguemos.

Podemos negar o Universo que aí está?

Não veio do nada, não se formou a si mesmo; nem é produto do acaso, pois revela ordem e harmonia.

Tem que haver uma causa primeira, supremamente inteligente, para produzir tudo isso: É o Criador, Deus!

O único com direito soberano sobre tudo que criou.



Vá lá que exista! Sou obrigado a suportar a vida que Ele me deu, mesmo não gostando dela? Para mim a vida não tem nenhum significado ou valia e é muito difícil de se agüentar. Acho que o melhor é acabar com a minh vida. Por que nõ posso fazer isso?


Você pode, sim, acabar com a vid do seu corpo.

Deus nos deu relativo livre-arbítrio sobre muitas coisas.

Uma delas é o que podemos fazer com o nosso corpo.

Podemos, até mesmo, provocar a sua desorganização, levando-o à morte e à decomposição (como se puxássemos o fio de uma malha).

Mas não devemos fazer isso.




(http://lh4.ggpht.com/_xn5MGm3Pt48/SwAdrkcJfSI/AAAAAAAAjeg/XBBsbh1rOMQ/s320/8carla58perlin2b5.png)



Por que não devo me suicidar?


Pelo que lhe acontecerá em seguida, como ainda iremos comentar.

As conseqüências irão mostrar que o suicídio não é o melhor, nem para você nem para a vida universal.

Deus não apenas existe e é poderoso.

É também sabedoria e bondade no mais alto grau.

Nada faz inútil nem mau.


Se criou a vida, ela é útil, tem finalidade boa, visa a um propósito superior, desígnios divinos.

Vivendo, você está cumprindo o programa de Deus.

Destruir voluntariamente a vida orgânica é querer interferir nesse processo, modificando-o ou impedindo-o.

A que título queremos fazer isso:

Sabemos mais que Deus? Somos mais bondosos do que Ele?

Nem sabemos ao que isso nos pode conduzir!...

Ignorando o fundamental sobre a vida, querer anulá-la, destruí-la é, pelo menos, temeridade, imprudência e imprevidência nossa.



(http://lh4.ggpht.com/_xn5MGm3Pt48/SwAdrkcJfSI/AAAAAAAAjeg/XBBsbh1rOMQ/s320/8carla58perlin2b5.png)


- Therezinha Oliveira -

Editora: Allan Kardec.



Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: macili em 11 de Agosto de 2011, 15:33
(http://1.bp.blogspot.com/-1t6o6YGx_XU/TkB64JQDtNI/AAAAAAAAFpE/ecarF5chBRE/s1600/Rmel1022.jpg)
Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: dOM JORGE em 11 de Agosto de 2011, 15:56
                                      VIVA JESUS!


        Bom-dia! queridos irmãos.

                Suicídio - por que evitá-lo?

“Os próprios Espíritos de suicidas são unânimes em declarar a intensidade dos sofrimentos que experimentam (...), afirmam que a fome, a desilusão, a pobreza, a desonra, a doença, a cegueira, qualquer situação, por mais angustiosa que seja, sobre a Terra, ainda seria excelente condição comparada ao que de melhor se possa atingir pelos desvios do suicídio.” 1
 

Narra Hilário Silva2 que Allan Kardec, em abril de 1860, passava por momento de desânimo. Sobrevinham-lhe dificuldades de toda ordem: críticas, injúrias, zombarias e falta de recursos.

Nessa ocasião, recebeu, com um exemplar de “O Livro dos Espíritos” belamente encadernado, carta de gratidão de desconhecido. Relatava ele que ia se atirar ao Rio Sena. Ao segurar em amurada de uma ponte, percebe ali um livro. Era “O Livro dos Espíritos”. A morte da mulher amada o levara ao desespero. Essa a razão de seu desencanto com a vida.

Registra que leu, entre irritado e curioso, no frontispício do livro: “Esta obra salvou-me a vida. Leia-a com atenção e tenha bom proveito. — A. Laurent.”

Mergulha na sua leitura e não mais nas águas. Abandona a ideia fatídica. Reformula a vida. Ao encaminhá-lo a Kardec, acrescenta:

“Salvou-me também. Deus abençoe as almas que cooperaram em sua publicação. — Joseph Perrier.”

E estimulava Allan Kardec a “prosseguir em suas tarefas de esclarecimento da Humanidade”.

Chega o depoimento quando o Missionário sentia todo o peso de sua tarefa e o reanima, encorajando-o a prosseguir no trabalho da Codificação do Espiritismo.

O Codificador, ao lê-la, emocionou-se. Levou o lenço aos olhos, enxugando discreta lágrima...

O estudo do Espiritismo tem libertado o ser humano
de quedas

Como se vê, a partir de sua origem, no século passado, o estudo da Doutrina Espírita – a compreensão de seus postulados – tem libertado o ser humano de quedas a que o conduz a ignorância da realidade espiritual.

Dá-lhe certeza da sobrevivência do Espírito à morte do corpo físico; esclarece-o acerca da responsabilidade por seus atos, pelo conhecimento da Lei de Causa e Efeito; e da inutilidade do gesto extremo, eis que, Espíritos eternos, é-nos impossível renunciar à vida.

Esclarecidos, candidatos à autodestruição desistem desse ato, fruto da descrença, do desespero e do materialismo, quando leem depoimentos de Espíritos de suicidas: a vida continua; sofrimentos inenarráveis sobrevêm às vítimas dessa inútil tentativa de fuga; suas consequências prolongam-se por séculos de sofrimentos, na recuperação do equilíbrio, através de reencarnações em que expiam as consequências dessa grave falta.

É o que contém a farta literatura Espírita, a partir do lançamento, por Allan Kardec, do livro “O Céu e o Inferno” 3, em 1º de agosto de 1865. Ali se leem testemunhos de suicidas; estudos e observações do Codificador sobre o tema, no Cap. V da 2ª Parte.

O suicídio voluntário importa numa transgressão
da lei de Deus

Orienta-nos, ainda, acerca do que muitos de nós ignorávamos: excessos de toda natureza constituem variedades de suicídios, embora lentos e indiretos, mas também graves, ainda que inconscientes:

– Excesso de alimentos e de trabalho;

– O hábito da irritação e da cólera;

– O uso de bebidas alcoólicas;

– O hábito de fumar;

– O uso de tóxicos;

– Os excessos, enfim, de todos os vícios, físicos ou morais.

É o que se lê na obra “Nosso Lar” 4.

Em “O Livro dos Espíritos” 5, as questões 943 a 957 ferem os assuntos: Desgosto da Vida. Suicídio. Dentre elas, destacamos:

“944. Tem o homem o direito de dispor da sua vida?

– Não; só a Deus assiste esse direito. O suicídio voluntário importa numa transgressão desta lei”.

a) — Não é sempre voluntário o suicídio?

– “O louco que se mata não sabe o que faz.”

“950. Que pensar daquele que se mata, na esperança de chegar mais depressa a uma vida melhor?

– Outra loucura! Que faça o bem e mais certo estará de lá chegar, pois, matando-se, retarda a sua entrada num mundo melhor e terá que pedir lhe seja permitido voltar, para concluir a vida a que pôs termo sob o influxo de uma ideia falsa. Uma falta, seja qual for, jamais abre a ninguém o santuário dos eleitos.”

“957. Quais, em geral, com relação ao estado do Espírito, as consequências do suicídio?

– Muito diversas são as consequências do suicídio. Não há penas determinadas e, em todos os casos, correspondem sempre às causas que o produziram. Há, porém, uma consequência a que o suicida não pode escapar: é o desapontamento. Mas a sorte não é a mesma para todos; depende das circunstâncias. Alguns expiam a falta imediatamente, outros em nova existência, que será pior do que aquela cujo curso interromperam.”

“Que faça o bem e mais certo estará de lá chegar”, é a sábia sugestão do Espírito.

Não podemos, de maneira nenhuma, fugir de nós próprios

Vejamos, sobre o assunto, duas valiosas lições.

De Hermínio C. Miranda (João Marcus):

“Na verdade, o suicídio é, basicamente, uma fuga. O suicida quer fugir de situações embaraçosas, de desgostos, de pessoas que detesta, de mágoas que não se sente com forças para suportar; deseja, afinal de contas, fugir de si mesmo. É aí que está a gênese de seu fatal desengano: não podemos, de maneira alguma, fugir de nós próprios. (...)

E aquele que arrebentou seus próprios ouvidos, com um tiro assassino, renasce com o mecanismo da audição destruído; não podendo ouvir, não aprende a falar. E daí atravessa uma existência inteira, isolado na solidão forçada, a fim de que seu Espírito compreenda, no silêncio, o verdadeiro sentido da vida e o valor inestimável dos dons que recebemos ao nascer. O que tomou venenos corrosivos volta à carne com as vísceras deficientes, sujeitas a misteriosas e incuráveis mazelas. (...)

Logo, o suicídio é o maior, o mais trágico e lamentável equívoco que o ser humano pode cometer.” 6. (Grifamos.)

De Emmanuel:

“154 — Quais as primeiras impressões dos que desencarnam por suicídio?

— A primeira decepção que os aguarda é a realidade da vida que se não extingue com as transições da morte do corpo físico, vida essa agravada por tormentos pavorosos, em virtude de sua decisão tocada de suprema rebeldia.

Suicidas há que continuam experimentando os padecimentos físicos da última hora terrestre, em seu corpo somático, indefinidamente. (...) a pior emoção do suicida é a de acompanhar, minuto a minuto, o processo da decomposição do corpo abandonado no seio da terra, verminado e apodrecido”. 7

Esposas ciumentas que recorreram ao suicídio viram que seus maridos se casaram justamente com aquelas de quem se enciumavam. Passaram o próprio esposo e seus filhos às mãos de que fugiam. E ainda a lhes dever favores, pois que cumpriam tarefas que lhes cabiam junto aos entes amados.

Empresários sem perspectivas veem que os problemas que enfrentavam foram superados. E assim por diante.


       Gebaldo José de Sousa                         ( continua )


                                                          PAZ, MUITA PAZ!
Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: dOM JORGE em 11 de Agosto de 2011, 16:12
                                       VIVA JESUS!


        Bom-dia! queridos irmãos.


                Em caso nenhum, o suicida fica isento da consequência
de sua falta

De depoimentos dos próprios suicidas; de respostas de Espíritos Superiores ou de observações de Allan Kardec, nas questões citadas, conclui-se que:

– O suicídio agrava os sofrimentos do Espírito;

– É culpado aquele que abrevia de alguns instantes os seus sofrimentos, apressando voluntariamente sua morte;

– Afastam-se os suicidas daqueles a quem amam: “Em vez de se reunirem ao que era objeto de suas afeições, dele se afastam por longo tempo, pois não é possível que Deus recompense um ato de covardia (...)” (L. E. q. 956);

– Há persistência prolongada, tenaz, do laço que une o Espírito ao corpo, acarretando perturbação espiritual e muitos sofrimentos;

– Veem, incessantemente, o próprio aniquilamento;

– Sentem os efeitos da decomposição;

– Essa sensação pode durar pelo tempo que devia durar a vida que sofreu interrupção. Em comentário à questão 957 de “O Livro dos Espíritos”, observa Kardec: “Não é geral este efeito; mas, em caso nenhum, o suicida fica isento das consequências da sua falta de coragem e, cedo ou tarde, expia, de um modo ou de outro, a culpa em que incorreu. Assim é que certos Espíritos, que foram muito desgraçados na Terra, disseram ter-se suicidado na existência precedente e submetido voluntariamente a novas provas, para tentarem suportá-las com mais resignação. (...) A maior parte deles sofre o pesar de haver feito uma coisa inútil, pois que só decepções encontram”.

Ora, se nada de positivo advém do suicídio; se conduz a decepções, a sofrimentos prolongados para si e para outrem, a reparações dolorosas, ao longo de muitas encarnações; se só malefícios acarreta, por que recorrer a ele?

É nosso dever evitá-lo e dele afastar os incautos, prestes a cair num abismo de dores, recorrendo à prece, ao tratamento espiritual nos Centros Espíritas, ao tratamento médico, ao trabalho em benefício do próximo, onde, doando de nós mesmos aos mais necessitados, afastamos Espíritos obsessores e higienizamos a mente.

E orar sempre por aqueles que, frágeis, se renderam à fuga impossível.

 

Referências bibliográficas:

1 - FREDERICO FRANCISCO. O estranho mundo dos suicidas. REFORMADOR, Rio de Janeiro, v. 82, n. 3, p 70, mar. 1964. Republicado no REFORMADOR, v. 112, n. 1980, pp. 88-89, mar. 1994;

2 - SILVA, Hilário. O Espírito da Verdade. 3 ed. Rio de Janeiro: FEB, 1977. 236p. pp. 125-128: Cap. 52.

3 - KARDEC, Allan. O Céu e o Inferno. 37 ed. Rio de Janeiro: FEB, 1991. 425p. pp. 295-327: 2ª Parte, Cap. V;

4 - XAVIER, Francisco C. Xavier. Nosso Lar, pelo Espírito André Luiz. 25 ed. Rio de Janeiro: FEB, 1982. 281p. pp. 31-35. Cap. 4;

5 - KARDEC, Allan. O Livro dos Espíritos. 75 ed. Rio de Janeiro: FEB, 1994. 494p. pp. 439-444: 4ª Parte, Cap. I;

6 - JOÃO MARCUS. Vale a pena suicidar-se?  REFORMADOR, Rio de Janeiro, v. 81, n. 3, mar. 1963, republicado em REFORMADOR, Rio de Janeiro, v. 111, n. 1.976, pp. 340-1, nov. 1993;

7 - XAVIER, Francisco C. O Consolador, pelo Espírito Emmanuel. 7 ed. Rio de Janeiro: FEB, 1977. 96.

      Gebaldo José de Sousa



                                                      PAZ, MUITA PAZ!
Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: macili em 11 de Agosto de 2011, 16:23


(http://c7.quickcachr.fotos.sapo.pt/i/de404788e/5611327_yLiES.gif)   Radionovela "Memórias de um Suicida" postado em Audiovisuais. Link: http://www.forumespirita.net/fe/audiovisuais/radio-novela-'memorias-de-um-suicida'/#.UdmqeNK-nfw  (http://c7.quickcachr.fotos.sapo.pt/i/de404788e/5611327_yLiES.gif)   Ninguém morre, porque somos eternos.


Momentos de Alegria


(http://i633.photobucket.com/albums/uu51/momentosdeamor/dd6da19b.gif)(http://i633.photobucket.com/albums/uu51/momentosdeamor/dd6da19b.gif)(http://i633.photobucket.com/albums/uu51/momentosdeamor/dd6da19b.gif)



O Espírito foi criado por Deus para a paz, o amor, a felicidade.

Destinado à plenitude, avança, nem sempre de passo firme e resolução forte, tropeçando nos problemas-desafios, complicando a marcha e estagiando em sendas escabrosas.

Partindo do instinto para a razão, nele predominam, no começo, os impulsos primários que se manifestam freqüentemente, carreando, para o processo evolutivo, futuros sofrimentos que lhe cumpre superar.

Assim, mais facilmente enfrenta dores e angústias, qual lavrador que se vê constrangido a arrotear a terra ingrata, vencida por espinheiros e pedregulhos, que lhe exigem redobrados esforços, ferindo-se, tombando, até o momento da florescência e do frutescer da semeadura que realiza.



(http://i633.photobucket.com/albums/uu51/momentosdeamor/dd6da19b.gif)(http://i633.photobucket.com/albums/uu51/momentosdeamor/dd6da19b.gif)(http://i633.photobucket.com/albums/uu51/momentosdeamor/dd6da19b.gif)


Estas são horas muito severas, assinaladas por desequilíbrios de vária procedência.

Campeia ambição que alicia o crime, espalhando o medo, a ansiedade, o desamor.

Os homens sentem-se a sós, entristecidos, angustiados.

Tem-se a impressão que há predominância do mal com desprezo pelos valores éticos, culturais e sociais dos largos milênios de civilização.

O homem estertora.

A desconfiança se amplia.

A amargura multiplica os portadores de depressão.

A ternura passa a plano secundário, e o júbilo cede lugar ao pessimismo.

Há, entretanto, mil motivações para a alegria.

O nascer do sol e o cair da tarde; a paisagem marinha e o desafio montanhoso; o desabrochar das flores; os fenômenos gloriosos da Natureza; a infância confiante; a velhice dependente; a enfermidade desamparada são convites à beleza, à alegria do serviço em favor da vida.

Uma mensagem de esperança; um livro de educação e consolo; uma tela de arte; uma melodia penetrante e educativa; uma obra representativa da vida são poemas em louvor da alegria, que não podem ser desprezados.




(http://i633.photobucket.com/albums/uu51/momentosdeamor/dd6da19b.gif)(http://i633.photobucket.com/albums/uu51/momentosdeamor/dd6da19b.gif)(http://i633.photobucket.com/albums/uu51/momentosdeamor/dd6da19b.gif)



Tudo na Terra convida à meditação, à gratidão, à alegria, mesmo a dor transitória que termina por ceder lugar à saúde em triunfo.

Assim pensando, reunimos neste pequeno livro vinte mensagens convidativas à renovação interior, ao esclarecimento, propiciando momentos de alegria.

Os momentos de alegria devem ter prevalência sobre os outros de tristeza, de desencanto.




(http://i633.photobucket.com/albums/uu51/momentosdeamor/dd6da19b.gif)(http://i633.photobucket.com/albums/uu51/momentosdeamor/dd6da19b.gif)(http://i633.photobucket.com/albums/uu51/momentosdeamor/dd6da19b.gif)



Fixa na mente e insculpe nos sentimentos os teus momentos de alegria, por menores, mais breves que sejam.

Esses espaços, que concedes à alegria, formarão a sinfonia da felicidade que te envolverá sempre, ao longo do teu caminho libertador.

O Apóstolo Tiago, conforme anotação no capítulo cinco, versículo treze da sua epístola, propõe: - Está alguém alegre? Cante louvores.

Canta louvores à alegria por conheceres o bem, o amor e a verdade, deixando-te penetrar pela meridiana e dulcificante mensagem da alegria em nome de Jesus.




(http://www.meurascunho.blogger.com.br/barrinhas8hu1XXc.gif)



- Joanna de Ângelis -
Salvador (BA), 26 de julho de 1989.


Obra: Momentos de Alegria, Divaldo Franco.


Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: macili em 11 de Agosto de 2011, 16:26
(http://2.bp.blogspot.com/-TC1bPYmLSlM/TjoEQo1QqmI/AAAAAAAAFoU/fLE9Sbur3yU/s1600/Rmel1019.jpg)
Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: macili em 11 de Agosto de 2011, 20:42
(http://2.bp.blogspot.com/_9MIjnvYN4h8/Sp-Ay5BRxdI/AAAAAAAAFX0/s8JTiFm6pxI/s400/Duncan+12.jpg)



Página de Coragem

                                               
(http://cache02.stormap.sapo.pt/fotostore01/fotos//82/4d/65/2714101_BQ2z5.gif)



Tempo de provação — horas de resistência.
Não esmoreças.
Terás tido lutas ou estarás dentro delas, qual ocorre a tantos outros companheiros.
Observas lares numerosos em dificuldade pela própria sobrevivência.
Notaste almas queridas em processo de desvinculação violenta.
Acompanhaste a desencarnação imprevista de pessoas amadas.



Por outro lado, encontras novas telas de sofrimento como sejam:

     Acidentes de resultados amargos;
     moléstias obscuras;
     milhares de criaturas em fuga para as drogas de excitação ou de inércia;
     experiências estranhas;
     desajustes psicológicos.



(http://cache02.stormap.sapo.pt/fotostore01/fotos//82/4d/65/2714101_BQ2z5.gif)



Entretanto, não te deixes abater e caminha para diante.
Resiste aos movimentos que tendam a desfibrar-te a coragem mantém-te de pé na tarefa a que a vida te buscou.
Recorda que tudo se altera para o bem.
Obstáculos são, por si, movimentos de renovação e progresso.
O que possa parecer fracasso ou desencanto é preparação para um mundo novo.
Ninguém retrocede.
Sem problemas, não há lições e, sem lições, a evolução não partiria da estaca zero.





Não há corações transviados e sim companheiros em transformação.
Hoje será sempre o dia de se realizar o melhor.
Ninguém nasceu para tristeza ou desânimo.
Não existem criaturas que o trabalho não melhore.
Não conseguimos modificar os outros, mas ser-nos-á sempre possível renovar a nós mesmos.




(http://cache02.stormap.sapo.pt/fotostore01/fotos//82/4d/65/2714101_BQ2z5.gif)




Estejamos convencidos de que nunca é tarde para que alguém seja feliz e que o Reino de Deus está dentro de nós. E com semelhante luz ser-nos-á possível esquecer quaisquer provações e vencê-las, situando-nos, desde agora, a caminho da Vida Superior.



- Emmanuel -


Livro: Inspiração,  Francisco Cândido Xavier.

Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 20 de Agosto de 2011, 02:51

(http://gifportal.ru/data/smiles/cveta-1152.gif)

Tudo que criamos para nós,
de que não temos necessidade,
se transforma em angústia, em depressão.


Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 20 de Agosto de 2011, 02:53

(http://gifportal.ru/data/smiles/cveta-1147.gif)

Nunca despreze as pessoas deprimidas.
A depressão é o último estágio da dor humana.


Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 20 de Agosto de 2011, 02:55

(http://gifportal.ru/data/smiles/cveta-1144.gif)
 
 
Deus, O Semeador da Vida.

(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-482.gif)  "Ah! se viver fosse fácil não teríamos tantas dores e problemas espalhados em todos os cantos do planeta.
 
A dor visita a cada uma das pessoas com tarefas que às vezes, a primeira vista, parecem injustas demais, mas que acabam sendo necessárias para o amadurecimento do ser humano.
 
(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-482.gif)  Problemas são como as folhas de uma árvore imensa.
 
Que sempre vão cair, de uma maneira ou outra, num ciclo sem fim, o que muda é a forma como recolhemos essas folhas, ou como tratamos os problemas.
 
—  Pois muitas vezes deixamos as folhas acumularem-se pelo chão, sem dar importância devida para o monte que vai se formando, e quando vemos as folhas já tomaram conta:
 
(http://media.tumblr.com/tumblr_m7eil0sCZb1qdlkyg.gif)  Do chão,
(http://media.tumblr.com/tumblr_m7eil0sCZb1qdlkyg.gif)  Dos cantos,
(http://media.tumblr.com/tumblr_m7eil0sCZb1qdlkyg.gif)  Das frestas,
(http://media.tumblr.com/tumblr_m7eil0sCZb1qdlkyg.gif)  E até dos quintais vizinhos.
 
Junte as folhas diariamente, cate seus problemas e resolva-os, removendo o que não serve mais, separando o que é importante e o que não é.
 
(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-482.gif)  Folhas muito secas podem ser queimadas rapidamente, assim como os problemas pequenos, que muitas vezes damos importância demais, aumentando-os sem ao menos pensar em uma solução, paralisados pelo medo.
 
Não espere o Outono chegar e derrubar todas as folhas de uma vez, mantenha seu jardim da vida sempre limpo, cultive flores (otimismo), regue com bom humor, espalhe as sementes (caridade) por todos os jardins.
 
—  E receba da própria natureza os lucros de sua dedicação:
 
(http://media.tumblr.com/tumblr_m7eil0sCZb1qdlkyg.gif)  Frutos que alimentam,
(http://media.tumblr.com/tumblr_m7eil0sCZb1qdlkyg.gif)  Cheiro de terra molhada,
(http://media.tumblr.com/tumblr_m7eil0sCZb1qdlkyg.gif)  Cores e perfumes das flores,
(http://media.tumblr.com/tumblr_m7eil0sCZb1qdlkyg.gif)  E paz que preenche o espírito.
 
(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-482.gif)  Problemas são folhas de árvores, você é o jardineiro e Deus o semeador da vida, e a vida pede cuidados diários.
 
(http://media.tumblr.com/tumblr_m7eil0sCZb1qdlkyg.gif)  Fique com Ele.
(http://media.tumblr.com/tumblr_m7eil0sCZb1qdlkyg.gif)  Que Ele sempre cuidará de você".
 
(Autor Anônimo)


Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 20 de Agosto de 2011, 03:05
(http://www.orkugifs.com/images/faca-uma-viagem-pelos-caminhos-do-teu-coracao!_3128.gif)
Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 20 de Agosto de 2011, 03:07

(https://s-media-cache-ak0.pinimg.com/originals/d3/8b/e6/d38be6192d2f06894d1dde4a16f8563c.jpg)


Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 20 de Agosto de 2011, 03:11


(http://www.orkugifs.com/images/se-um-sonho-cair-e-se-quebrar-em-mil-partes,-nao-tenha-medo-de-pegar-uma-delas-e-comecar-novamente_3143.gif)


Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 20 de Agosto de 2011, 03:14



(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/04/1231.gif)
 
REAGE
 
(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/06/wx6own69.gif)
 
"Se a treva se adensa em torno de teus passos,
não te desorientes.
Reage, intensificando a luz que brilha dentro de ti.
 
Se a maldade busca denegrir-te as obras,
não te perturbes.
Reage, multiplicando a bondade que reside
em teu coração.
 
(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/06/wx6own69.gif)
 
Se a calúnia tende a insinuar-se nos círculos
de tuas relações, não te exasperes.
Reage, cultuando a Verdade que pontifica
no altar da tua consciência.
 
Se a vaidade procura enredar-se nas teias
da ilusão, não te acomodes,
Reage, amando a simplicidade que jaz na
essência da tua vida.
 
(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/06/wx6own69.gif)
 
Se a tristeza busca avassalar-te o ânimo,
não te abatas.
Reage, nutrindo-te da alegria que se oculta
nas raízes de tua crença.
 
Se o ódio tenta penetrar o santuário de teus
sentimentos, não te aflijas.
Reage, desdobrando o manto do amor que
“cobre a multidão de pecados”.
 
(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/06/wx6own69.gif)
 
E se, a despeito de tuas reações, vires que
o mal resiste, ainda assim,
Reage à infiltração do desânimo,
porque um dia chegará em que
Toda treva se converterá em Luz.
 
Todo o mal em Bem,
Toda tristeza em Alegria,
Todo o ódio em Amor."
 
(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/06/wx6own69.gif)
 
(Rubens C. Romanelli)


Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 20 de Agosto de 2011, 03:16


(http://www.orkugifs.com/images/Aproveite-cada-minuto-de-sua-vida,-pois-o-tempo-nao-volta,o-que-volta-e-a-vontade-de-voltar-no-tempo_2408.gif)

Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 20 de Agosto de 2011, 03:17

(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/04/flower029.gif)

Conversando sobre o Suicídio
(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/04/x4351.gif)  Em um mundo onde predomina a valorização do TER em detrimento do SER, onde não há uma idéia bem definida do que esperar depois do fenômeno da morte, o caminho da autodestruição ou seja, do suicídio, parece não apenas aceitável como até mesmo lógico e solucionador, diante de uma perda considerada irreversível.
 
Em outras culturas, como a dos japoneses, o suicídio é muitas vezes considerado um ato de bravura, como quando os kamikazes direcionaram seus aviões-bomba aos contratorpedeiros americanos em Pearl Harbor.
 
(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/04/x4351.gif)  Ou um jovem adolescente que se suicida por não ter passado no teste para o 2º grau acreditando ter desonrado o nome e a tradição da sua família, postura essa adotada pela supervalorização da chamada honra que é, como sabemos, filha dileta do orgulho.
 
O Espiritismo vem, então, esclarecer, trazer luz às reflexões sobre este ato infeliz, que certamente neste instante povoa a atmosfera mental de muitos dos que sofrem em nosso planeta.
 
▬  Basta um de seus Princípios Básicos para apaziguar e trazer um traço de esperança aos corações desamparados:
 
(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-20.gif)  A Reencarnação.
(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-20.gif)  A Pluralidade das Existências,
 
▬  Diante da certeza das vidas sucessivas, o Homem não tem mais o direito de cogitar sobre:
 
(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-20.gif)  O inatingível,
(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-20.gif)  O impossível,
(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-20.gif)  O irreversível.
 
▬  O melhor sempre está por vir.
 
(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/04/x4351.gif)  As dificuldades instruem e passam, as virtudes se consolidam e ficam. No entanto, esta certeza não se adquire como quem decora um texto para um exercício escolar, ou ainda como quem recita uma oração cheia de palavras e vazia de sentimentos.
 
Esta certeza é fruto do raciocínio e do estudo, da vigilância e da perseverança.
 
(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/04/x4351.gif)  A Doutrina dos Espíritos nos traz também a triste notícia daqueles nossos irmãos que pelos mais diversos motivos precipitaram seus processos desencarnatórios.
 
(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-20.gif)  Histórias de dor e angústia,
(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-20.gif)  Muitas vezes maiores que as que tinham quando outrora encarnados.
 
A consciência de si mesmo se descortina e esta nudez espiritual é motivo de grandes padecimentos. Diversos irmãos conservam ainda em seus corpos perispirituais, as graves conseqüências dos seus atos violentos, que dificultarão deveras as suas próximas oportunidades no mundo material.
 
(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/04/x4351.gif)  Frente a estas verdades incontestes, vamos refletir sobre a nossa própria atitude mental:
 
▬  Será que de vez em quando deixamos os nossos pensamentos percorrerem os caminhos da desesperança?
▬  Será que a nossa tirania no dia-a-dia para com os desamparados da vida não os está empurrando cada vez mais para o abismo do suicídio?
▬  Será que nossos comentários algumas vezes pessimistas e outras difamatórios não estão destruindo os sonhos de alguém carente de luz e esclarecimento?

Reflitamos nisso

Desconhecido.


Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 20 de Agosto de 2011, 03:21


(http://www.orkugifs.com/images/Voce-tem-apenas-o-hoje.-Viva-nele_2281.gif)

Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 20 de Agosto de 2011, 03:24


(http://www.reinodosgifs.net/flores/28.gif)
 
 
Suicídio, terrível engano
(http://www.cultura.ufpa.br/dicas/arq/imag/flor/flor151.gif)  O primeiro dos direitos naturais do homem é o de viver. O primeiro dever é o de defender o primeiro direito.

Por contingência própria da humanidade terrena, seu processo evolutivo impõe a necessidade das experiências reencarnatórias, através das quais assimila virtudes e descarta imperfeições.
 
(http://www.cultura.ufpa.br/dicas/arq/imag/flor/flor151.gif)  Para tal, o Espírito deixa temporariamente o mundo primitivo - o dos Espíritos - para um estágio vivencial na materialidade que precisa dominar, conforme planejamento em seu benefício. Essa programação genérica, cuja execução depende unicamente da vontade do executor, estabelece inclusive uma carga potencial de vitalidade para o organismo físico e, por conseqüência, um cronograma para o estágio na temporalidade material.
 
Qualquer alteração nesse planejamento, sem anuência da direção superior da vida, reduzindo o tempo de vivência terrena, deve ser qualificado de suicídio, o que equivale grave transgressão das leis divinas.
 
(http://www.cultura.ufpa.br/dicas/arq/imag/flor/flor151.gif)  A incredulidade, a simples dúvida sobre o futuro, as idéias materialistas, numa palavra, são os maiores excitantes ao suicídio: elas dão a covardia moral.” Evangelho Segundo o Espiritismo, cap. V, item 16.
 
▬  Visão espírita do suicídio:
 
(http://vonderbecke.org/sta.gif)  1º-)  O homem tem o direito de dispor da sua própria vida?
R- Não, só Deus tem esse direito. O suicídio voluntário é uma transgressão dessa lei.
 
(http://vonderbecke.org/sta.gif)  2º-) O suicídio não é sempre voluntário?
R- O louco que se mata não sabe o que faz.
 
(http://vonderbecke.org/sta.gif)  3º-) O suicídio que tem por objetivo escapar à vergonha de uma ação má é tão repreensível como o que é causado pelo desespero?
R- O suicídio não apaga a falta, ao contrário, haverá duas em lugar de uma. Quando se teve a coragem de fazer o mal, é preciso ter a de suportar suas conseqüências. Deus julga e, segundo a causa, pode, algumas vezes, diminuir seus rigores.
 
▬  Nota de Kardec:
 
(http://vonderbecke.org/sta.gif)  “Aquele que tira a própria vida para fugir à vergonha de uma ação má, prova que se prende mais à estima dos homens que à de Deus.”
 
(http://vonderbecke.org/sta.gif)  "Um momento de rebeldia põe um destino em perigo, assim como diminuto erro de cálculo ameaça a estabilidade dum edifício inteiro." Gúbio - Libertação, p. 160.
 
(http://vonderbecke.org/sta.gif)  "Aprende, de uma vez para sempre, que és imortal e que não será pelos desvios temerários do suicídio que a criatura humana encontrará o porto da verdadeira felicidade..."
 
▬  O suicídio é uma caminho sem saída
 
(http://vonderbecke.org/sta.gif)  Nada justifica o suicídio!
(http://vonderbecke.org/sta.gif)  Morrer na hora certa é sempre melhor!
 
▬  Causas principais:
 
(http://vonderbecke.org/sta.gif)  Orgulho,
(http://vonderbecke.org/sta.gif)  Loucura,
(http://vonderbecke.org/sta.gif)  Obsessão,
(http://vonderbecke.org/sta.gif)  Falta de fé,
(http://vonderbecke.org/sta.gif)  Fraqueza moral,
(http://vonderbecke.org/sta.gif)  Solução para problemas.
 
▬  Remédios recomendados:
 
(http://vonderbecke.org/sta.gif)  1. paciência + resignação
(http://vonderbecke.org/sta.gif)  2. certeza da vida futura
(http://vonderbecke.org/sta.gif)  3. confiança em Deus
 
▬  Consequências:
 
(http://www.cultura.ufpa.br/dicas/arq/imag/flor/flor151.gif)   “As conseqüências do suicídio são muito diversas: não há penas fixadas e, em todos os casos, são sempre relativas às causas que provocaram. Mas uma conseqüência à qual o suicida não pode fugir é o desapontamento. De resto, a sorte não é a mesma para todos: depende das circunstâncias. Alguns expiam a sua falta imediatamente, outros em uma nova existência, que será pior do que aquela cujo curso interromperam.” LE, questão 957.
 
▬  Suicídio Indireto:
 
(http://www.cultura.ufpa.br/dicas/arq/imag/flor/flor151.gif)  “O suicídio não consiste somente no ato voluntário que produz a morte instantânea; está também em tudo o que se faz, em conhecimento de causa, que deve apressar, prematuramente, a extinção das forças vitais.” Allan Kardec – O céu e o Inferno, 2 P, Cap. 5, p. 263.
 
▬  Também suicidas:
 
(http://www.cultura.ufpa.br/dicas/arq/imag/flor/flor151.gif)  “São, também, suicidas, os sexólatras inveterados, os viciados deste ou daquele teor, os que ingerem altas cargas de tensão, os que se envenenam com o ódio e se desgastam com as paixões deletérias, os glutões e ociosos, os que cultivam o pessimismo e as enfermidades imaginárias...”  Joanna De Ângelis – Após a Tempestade, p. 100.
 
▬  Circunstâncias reflexas:
 
(http://www.cultura.ufpa.br/dicas/arq/imag/flor/flor151.gif)   “Quando torna a merecer o prêmio de um novo corpo carnal na Esfera Humana, dentre as provas que repetirá, naturalmente se inclui a extrema tentação ao suicídio na idade precisa em que abandonou a posição de trabalho que lhe cabia. André Luiz - Ação e Reação, p. 93
 
Fontes:
O Livros dos Espíritos.
Esp. Camilo Castelo Branco.
Livro Memórias de um Suicida.
Psic. Yvone A. Pereira, p. 568.

 
Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 20 de Agosto de 2011, 03:25


(http://www.orkugifs.com/images/So-Deus-da-a-vida,--mas-voce-pode-dar-aos-outros--a-alegria-de-viver!_2224.gif)

Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 20 de Agosto de 2011, 03:41


 
 
(http://c3.quickcachr.fotos.sapo.pt/i/o7a04f177/5720062_jb7Qv.gif)
 

Quando Parece que Fracassei
 
(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/06/p38.gif)
 
"O fracasso não significa
que eu seja um fracassado;
ele significa, sim, que
eu ainda não fui bem sucedido.
 
(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/06/p38.gif)
 
O fracasso não significa
que eu não realizei nada;
mas sim, que
eu aprendi alguma coisa.
 
(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/06/p38.gif)
 
O fracasso não significa
que eu fui um bobo;
mas significa que
eu tenho fé suficiente para experimentar.
 
(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/06/p38.gif)
 
O fracasso não significa
que eu tenha sido rebaixado;
mas significa que
ousei tentar.
 
(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/06/p38.gif)
 
O fracasso não significa
que eu não tenha algo;
mas sim, que
eu tenho de fazer alguma coisa
de um modo diferente.
 
(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/06/p38.gif)
 
O fracasso não significa
que eu seja inferior;
significa, sim, que
não sou perfeito.
 
(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/06/p38.gif)
 
O fracasso não significa
que eu desperdicei a minha vida;
mas significa que
eu tenho uma desculpa para recomeçar.
 
(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/06/p38.gif)
 
O fracasso não significa
que eu deva desistir;
significa, sim, que
eu tenho de tentar com mais afinco.
 
(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/06/p38.gif)
 
O fracasso não significa
que eu nunca conseguirei;
mas significa que
eu preciso de mais paciência.
 
(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/06/p38.gif)
 
As únicas pessoas que nunca fracassam
são aquelas que nunca tentam."
 
(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/06/p38.gif)
 
(Autor Anônimo)

 
Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 20 de Agosto de 2011, 03:43


(http://www.orkugifs.com/images/O-sorriso_2734.gif)

Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 20 de Agosto de 2011, 03:51


(http://www.orkugifs.com/images/Ninguem-e-pequeno-demais-que-nao-possa-ensinar.-Nem-tao-grande-demais-que-nao-possa-aprender!_2153.gif)


Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 20 de Agosto de 2011, 03:52


(http://www.orkugifs.com/images/E-preciso-saber-viver_2005.gif)

Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 20 de Agosto de 2011, 03:54


(http://www.orkugifs.com/images/A-magia-da-vida_2349.gif)

Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 20 de Agosto de 2011, 03:55

(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/06/flores208.gif)
 

Uma vaga tristeza...


(http://www.reinodosgifs.net/flores-pequenas/yellow-rose.gif)  Você já percebeu que, às vezes, uma vaga tristeza se apodera dos nossos corações e nos leva a considerar amarga a vida?
 
É que nosso Espírito, aspirando a felicidade e a liberdade, se sente esgotado, cativo ao corpo que lhe serve de prisão, em vãos esforços para sair dele.
 
(http://www.reinodosgifs.net/flores-pequenas/yellow-rose.gif)  Reconhecendo inúteis tais esforços, caímos no desânimo e, como o corpo sofre essa influência, toma-nos:
 
(http://webspace.webring.com/people/ww/w3r2/aball1.gif) O cansaço,
(http://webspace.webring.com/people/ww/w3r2/aball1.gif) O abatimento,
(http://webspace.webring.com/people/ww/w3r2/aball1.gif) Uma espécie de apatia.
(http://webspace.webring.com/people/ww/w3r2/aball1.gif) E nos julgamos infelizes.
 
A saudade dos amores que já se foram comprime-nos o peito, e a solidão aproveita para se instalar em nossa alma sofrida. Os dias se sucedem e a tristeza teima em nos fazer companhia...
 
(http://www.reinodosgifs.net/flores-pequenas/yellow-rose.gif)  No entanto, é preciso que resistamos com energia a essas impressões que nos enfraquecem a vontade. São inatas no Espírito de todos os homens as aspirações por uma vida melhor.
 
O próprio Cristo falou da felicidade que Deus nos reserva, na vida futura, após vencidas as etapas que nos competem na estrada evolutiva.
 
(http://www.reinodosgifs.net/flores-pequenas/yellow-rose.gif)  Devemos, por nossa vez, aguardar pacientemente o anjo da libertação, para nos ajudar a romper os liames que nos mantém cativos ao corpo carnal.
 
Lembremo-nos de que, durante a nossa estada na Terra, temos de desempenhar uma missão de que não suspeitamos, quer dedicando-nos à família, quer cumprindo outras obrigações que Deus nos confiou.
 
E se, no decorrer desse período, advierem as inquietações:
 
(http://webspace.webring.com/people/ww/w3r2/aball1.gif) As tribulações,
(http://webspace.webring.com/people/ww/w3r2/aball1.gif) Os dias amargos,
(http://webspace.webring.com/people/ww/w3r2/aball1.gif) As noites sem estrelas,
(http://webspace.webring.com/people/ww/w3r2/aball1.gif) Devemos manter-nos fortes e corajosos para os suportar.
 
Nesses dias difíceis, é importante que cerremos os olhos e voltemos nossos sentimentos ao alto, numa oração sincera, buscando forças.
 
(http://www.reinodosgifs.net/flores-pequenas/yellow-rose.gif)  E, ainda que tudo pareça envolto em escura neblina, perceberemos os sons de uma melodia distante, convidando-nos a dar alguns passos a mais... É a voz do suave Pastor que jamais nos deixa sós.
 
É a cantiga dos imortais, que superaram com bravura as refregas da vida física, dizendo-nos que os momentos amargos duram pouco, e nos conduzirão à companhia dos amigos por quem choramos e que, felizes por ver-nos de novo entre eles, nos estenderão os braços, a fim de guiar-nos a uma região inacessível às aflições da Terra.
 
Todos os sofrimentos:
 
(http://webspace.webring.com/people/ww/w3r2/aball1.gif) Misérias,
(http://webspace.webring.com/people/ww/w3r2/aball1.gif) Decepções,
(http://webspace.webring.com/people/ww/w3r2/aball1.gif) Dores físicas,
(http://webspace.webring.com/people/ww/w3r2/aball1.gif) Perda de seres amados,
(http://webspace.webring.com/people/ww/w3r2/aball1.gif) Encontram consolação na fé,
(http://webspace.webring.com/people/ww/w3r2/aball1.gif) Na confiança em Deus e nos demais ensinos do Cristo.
 
(http://www.reinodosgifs.net/flores-pequenas/yellow-rose.gif)  Sobre aquele que, ao contrário, nada espera após esta existência, ou que simplesmente duvida, as aflições caem com todo o peso e nenhuma esperança lhe alivia a amargura.
 
Foi isso que levou Jesus a dizer:
▬ Vinde a Mim todos vós que estais fatigados, que Eu vos aliviarei.
 
Com base no cap. V, item 25 e no cap. VI, item 2 do livro O evangelho segundo o Espiritismo, de Allan Kardec..

 



 
Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 20 de Agosto de 2011, 04:14



(http://www.orkugifs.com/images/Sempre-havera-um-amanha_1357.gif)


Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 20 de Agosto de 2011, 04:17


 
(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/04/34.gif)
 

VENCERÁS!!
 

(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/04/110.gif)
 
Não desanimes.
Persiste mais um tanto.
Não cultives o pessimismo.
 
Centraliza-te no bem a fazer.
Esquece as sugestões do medo destrutivo.
 
(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/04/110.gif)
 
Segue adiante,
mesmo varando as sombras dos próprios erros.
Avança ainda que por entre lágrimas.
 
Trabalha constantemente.
Edifica sempre.
Não consintas que o gelo do desencanto
te entorpeça o coração.
 
(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/04/110.gif)
 
Não te impressione a dificuldade.
Convence-te de que a vitória espiritual
é construção para o dia-a-dia.
 
Não desistas da paciência.
Não creias em realização sem esforço.
 
(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/04/110.gif)
 
Silêncio para injúria.
Olvido para o mal.
Perdão as ofensas.
 
Recorda que os agressores são doentes.
Não permita que os desequilibrados te destruam
o trabalho ou te apaguem a esperança.
 
(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/04/110.gif)
 
Não menospreze o dever que a consciência te impõe.
Se te enganaste em algum trecho do caminho,
reajusta a própria visão e procura um rumo certo.
 
Não contes vantagens,
nem fracassos.
 
(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/04/110.gif)
 
Estuda buscando aprender.
Não te voltes contra ninguém.
Não dramatizes provações ou problemas.
 
Conserva o hábito da oração
para que se te faça luz na vida íntima.
 
(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/04/110.gif)
 
Resguarda-te em Deus
e persevera no trabalho que Deus te confiou.
 
Ama sempre,
fazendo pelos outros
o melhor que possas realizar.
 
(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/04/110.gif)
 
Age auxiliando.
Serve sem apego.
E assim vencerás...
 
(Emmanuel)

 
Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 20 de Agosto de 2011, 04:20

(http://www.orkugifs.com/images/Do-que-serviria-a-vida_1869.gif)

Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 20 de Agosto de 2011, 04:22


(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/06/5658564_kzolz.gif)
 
Suicídio, Causas e Conseqüências
(http://s446.photobucket.com/albums/qq185/maygraphikz/may/gifsflores/violeta.gif)  Allan Kardec no livro "O Evangelho Segundo o Espiritismo" capítulo 5º diz que:
 
"A calma e a resignação adquiridas na maneira de encarar a vida terrena, e a fé no futuro, dão ao espírito uma serenidade que é o melhor preservativo da loucura e do suicídio".
 
▬  São os maiores incentivadores do suicídio.
 
(http://www.prof2000.pt/users/secjeste/utilnet/Bullets/Bulleu34.gif)  A incredulidade,
(http://www.prof2000.pt/users/secjeste/utilnet/Bullets/Bulleu34.gif)  As idéias materialistas,
(http://www.prof2000.pt/users/secjeste/utilnet/Bullets/Bulleu34.gif)  A simples dúvida quanto ao futuro.
 
Dr. Jorge Andréa no livro "Enfoques Científicos na Doutrina Espírita" abordando essa mesma temática tece as seguintes considerações:
 
"O homem moderno materializou-se, exaltando a deusa - máquina e o deus técnica, não percebendo a fragilidade desses totens de barro. O deus em que confiou e acreditou esboroou-se ao menor dos ventos.
 
(http://s446.photobucket.com/albums/qq185/maygraphikz/may/gifsflores/violeta.gif)  Não acontecendo o mesmo com aqueles que asseguram os seus alicerces psicológicos-emocionais numa ética valorosa que o espiritualismo pode oferecer; e mais ainda, numa fé lógica, harmoniosa e inteligível por ser raciocinada, aos que se acercam do estofo dinâmico que caracteriza a Doutrina Espírita".
 
O suicídio, como resultado de um imenso desequilíbrio emocional poderá ser um ato voluntário, porquanto existem outros fatores que concorrem para um suicídio lento despercebido e por isso, considerado involuntário, ou seja, suicídio consciente e inconsciente.
 
As conseqüências são dolorosas:
 
(http://www.prof2000.pt/users/secjeste/utilnet/Bullets/Bulleu34.gif)  Não morrerão,
(http://www.prof2000.pt/users/secjeste/utilnet/Bullets/Bulleu34.gif)  Ninguém se destrói ante a morte.
 
Há, sem dúvida, agravantes e atenuantes, no exame do suicídio. Eliminam, no mundo espiritual com muito sofrimento o ônus da atitude desequilibrante e quando retornarem à Terra em novas reencarnações terão que passar, por expiações aflitivas.
 
Joanna de Ângelis no livro "Após a Tempestade" nos fala dessas conseqüências:
 
(http://www.prof2000.pt/users/secjeste/utilnet/Bullets/Bulleu34.gif)  Aqueles que tentaram se afogar, reaparecem com enfisema pulmonar.
 
(http://www.prof2000.pt/users/secjeste/utilnet/Bullets/Bulleu34.gif)  Os de enforcamentos, reaparecem, com os processos da paraplegia infantil.
 
(http://www.prof2000.pt/users/secjeste/utilnet/Bullets/Bulleu34.gif)  Os que deram tiros no coração, voltarão com cardiopatias congênitas irreversíveis.
 
(http://www.prof2000.pt/users/secjeste/utilnet/Bullets/Bulleu34.gif)  Os que esfacelam o crânio, reencarnam com a idiotia, surdez-mudez, conforme a parte do cérebro afetada.
 
(http://www.prof2000.pt/users/secjeste/utilnet/Bullets/Bulleu34.gif)  Os que se utilizam de tóxicos e venenos, sofrem sob o tormento das deformações congênitas, úlceras gástricas e cânceres.
 
É Joanna ainda que nos diz:
 
▬  "Espera pelo amanhã, quando o teu dia se te apresente sombrio e apavorante. Se te parecem insuportáveis as dores, lembra-te de Jesus, ora, aguarda e confia".
 
(http://s446.photobucket.com/albums/qq185/maygraphikz/may/gifsflores/violeta.gif)  Lembremo-nos de Kardec quando coloca no "Evangelho Segundo o Espiritismo"
▬  "Com o Espiritismo a dúvida não sendo mais permitida, modifica-se a visão da vida".
 
Bibliografia
 
1.Kardec, Allan - Evangelho Segundo o Espiritismo
2.Andréa, Jorge - Enfoques Científicos na Doutrina Espírita
3.Angelis, Joanna de - Após a tempestade - psic. De Divaldo Pereira Franco.

 
 
Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 20 de Agosto de 2011, 04:24
(http://www.orkugifs.com/images/Viver..._1732.gif)
Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 20 de Agosto de 2011, 04:30


(http://gifportal.ru/data/smiles/cveta-1154.gif)

Erga-se
(http://s446.photobucket.com/albums/qq185/maygraphikz/may/gifsflores/oh-rosa.gif) "Sabe aquele momento que a gente pensa que chegou no limite das próprias forças e que não vai mais conseguir avançar?
 
Quando não contemos as lágrimas (e nem devemos!) e tudo parece um grande vazio... Esse momento que, não importa a nossa idade, pensamos que já é o fim... e um desânimo enorme toma conta da gente...
 
(http://s446.photobucket.com/albums/qq185/maygraphikz/may/gifsflores/oh-rosa.gif) Esse momento, ao contrário do que parece, é justamente o ponto de partida!!!
 
Se chegamos a um estado em que não avançamos mais, é que devemos provavelmente tomar uma outra direção. Quando chegamos a esse ponto de tal insatisfação é sinal de que alguma coisa deve ser feita.
 
(http://vonderbecke.org/sta.gif)  Não espere que os outros construam pra você, planeje e faça!
(http://vonderbecke.org/sta.gif)  Você é responsável pelos próprios sonhos e pela realização destes. 
 
Nas obras da vida não precisamos de arquitetos para planejar por nós. Com um pouco de imaginação e um muito de boa vontade podemos reconstruir sozinhos a casa que vamos morar e o futuro que nos oferecemos.
 
(http://s446.photobucket.com/albums/qq185/maygraphikz/may/gifsflores/oh-rosa.gif) É humano se sentir fragilizado, e é necessário para que tenhamos consciência que não somos infalíveis, não somos super-heróis, mas seria desumano parar por aí, e injusto, para os outros, mas principalmente para nós mesmos.
 
Recomeçar é a palavra!
 
▬  Recomeçar cada vez, a cada queda, a cada fim de uma estrada! Insistir!...
 
(http://vonderbecke.org/sta.gif)  Se te derrubaram, levante-se!
(http://vonderbecke.org/sta.gif)  Se alguém te feriu, cure-se!
(http://vonderbecke.org/sta.gif)  Se te odeiam, ame!
 
Erga-se! Erga a cabeça!
 
▬  Olhando pra baixo só podemos ver os próprios pés. É preciso olhar pra frente.
 
(http://vonderbecke.org/sta.gif)  Plante uma árvore,
(http://vonderbecke.org/sta.gif)  Faça um gesto gentil,
(http://vonderbecke.org/sta.gif)  Tenha um atitude positiva.
 
É sempre possível fazer alguma coisa!
 
Não culpe os outros pelas próprias desilusões, pelos próprios fracassos. Se somos nossos próprios donos para as nossas vitórias, por que não sermos para as nossas derrotas?
 
(http://vonderbecke.org/sta.gif)  Onde caiu, não caia mais!
(http://vonderbecke.org/sta.gif)  Onde errou, não erre mais!
 
Se você já passou por determinado caminho, deve ter aprendido a evitar certas armadilhas. Então, siga!
 
Não se esqueça de uma grande promessa feita na Bíblia:
▬  "Esforça-te e eu te ajudarei."
 
(http://s446.photobucket.com/albums/qq185/maygraphikz/may/gifsflores/oh-rosa.gif) Dê o primeiro passo... depois caminhe!!!
 
Tenho certeza que a felicidade não mora ao seu lado, nem à sua frente, ela está junto de você!"

Letícia Thompson.



Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 20 de Agosto de 2011, 04:32


(http://www.orkugifs.com/images/Enquanto-voce-sonha,-voce-esta-fazendo-o-rascunho-do-seu-futuro_2000.gif)

Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 20 de Agosto de 2011, 04:34


Agradecemos a presença de todos
e sempre diga
NÃO para o Suicídio.

 
(http://gifportal.ru/data/smiles/cveta-1135.gif)
 
Obrigada Senhor.


Carinhos mil.
Mariana.


Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Ramon em 29 de Agosto de 2011, 19:39
Suicidas Anônimos
 
http://orebate-jorgehessen.blogspot.com/2011/08/suicidas-anonimos.html

Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: macili em 30 de Agosto de 2011, 13:45
(http://lh3.ggpht.com/_cohvJBPKo8g/TC9_nGorukI/AAAAAAAABFQ/cCqjGqSRbSQ/s640/countryrain-1-1.png)


No limite das forças...


Um homem, no limite de suas forças, atentou contra a própria vida com uma arma de fogo.

Ouvindo o tiro, o vizinho entrou naquele apartamento, e ao lado do corpo encontrou uma carta assim escrita:

" Não deu para suportar.
Passei a noite toda como um louco pelas ruas.
Fui a pé ... não tinha condições nem para dirigir.
Perdi meu emprego por injustiça feita contra mim. Nada mais consegui.
Ontem telefonaram avisando que minha pequena moradia no campo foi incendiada.
Estava ameaçado de perder este apartamento por não ter podido pagar as prestações.
Só me restou um carro tão desgastado que nada vale.
Afastei-me de todos os meus amigos com vergonha desta humilhante situação. ... e agora, chegando aqui, não encontrei ninguém ... fui abandonado e levaram até minhas melhores roupas!
Aquele que me encontrar, faça o que tem que ser feito. Perdão."




(http://3.bp.blogspot.com/-EZQvRIa3Mpc/Tlj0BHUskBI/AAAAAAAAH34/Xj6N6Sa1yp4/s220/CHN-element46.png)


O vizinho dirigiu-se ao telefone para chamar a polícia. Quando este chegou viu que havia recado na secretária eletrônica.

Era a voz da mulher do morto:

" Alô! Sou eu! Ligue para a firma!
O engano foi reconhecido e você está sendo chamado de volta para a semana que vem!
O dono do apartamento disse que tem uma boa proposta para não o perdermos.
Estamos na nossa casinha de campo.
A história do incêndio era trote!
Isso merece uma festa, não merece?
Nossos amigos estão vindo para cá.
Um beijo!
Já coloquei suas melhores roupas no porta malas do seu carro. Vem!


No último minuto, reflita só mais um minuto!




(http://3.bp.blogspot.com/-EZQvRIa3Mpc/Tlj0BHUskBI/AAAAAAAAH34/Xj6N6Sa1yp4/s220/CHN-element46.png)



(Silvia Schmidt)
Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: macili em 01 de Setembro de 2011, 04:10
(http://img1.imagehousing.com/30/c0e7e1dc02299f4c545482d6679f23f3.gif)




Por Amor



(http://fotocache02.stormap.sapo.pt/fotostore01/fotos//77/33/a9/4875667_nuGm8.gif)



1 - Por que tantas pessoas se matam quando o parceiro interrompe o relacionamento afetivo?

         É porque fazem dele o objeto de suas vidas, sem compreender que se trata de parte dela apenas, diante do objetivo maior - o nosso crescimento como filhos de Deus. Muitos ignoram ou esquecem que somos destinados à perfeição, convocados ao aprimoramento moral, espiritual e intelectual, incessantemente.  As ligações afetivas representam um detalhe nesse contexto. Se as transformamos na razão de existir, perdemos o fio da meada e nos desajustamos.  A partir daí, muitos males podem ocorrer em face de uma frustração amorosa, inclusive o suicídio.



(http://fotocache02.stormap.sapo.pt/fotostore01/fotos//77/33/a9/4875667_nuGm8.gif)



2 - Mas não é o amor a parte mais importante da existência?

         Sim, mas o verdadeiro, o que se doa, que se dedica, que é capaz de exercitar valores cristãos, como a compreensão. Esta nos diz que ninguém é dono de ninguém e que todo relacionamento afetivo, nos domínios do romance, pede reciprocidade. Amor possessivo, que não se conforma com a separação, é sinônimo de egoísmo.



(http://fotocache02.stormap.sapo.pt/fotostore01/fotos//77/33/a9/4875667_nuGm8.gif)



3 - Uma jovem foi seduzida e abandonada por rapaz inconseqüente, tipo mau-caráter. Humilhada e ferida em sua dignidade, cometeu suicídio. Qual será a sua situação?

         Haverá atenuantes se considerarmos sua inexperiência e fragilidade. Mas isso não a isentará de desajustes e sofrimentos, ante a violência que praticou contra si mesma, não raro empolgada pelo desejo de castigar o autor de sua desdita, impondo-lhe constrangimentos e remorsos.



(http://fotocache02.stormap.sapo.pt/fotostore01/fotos//77/33/a9/4875667_nuGm8.gif)



4 - Uma situação freqüente é o rompimento de uma ligação estável. Chega o momento em que um dos parceiros conclui que já não lhe interessa aquela experiência afetiva. O outro, não raro, ameaça suicidar-se. Qual o grau de compromentimento de ambos, seja na mera tentativa, seja na consumação do suicídio?

        O suicida estará sujeito aos problemas relacionados com o suicídio. Quanto àquele que rompeu o compromisso, a responsabilidade estará relacionada à maneira como conduziu a relação.



(http://fotocache02.stormap.sapo.pt/fotostore01/fotos//77/33/a9/4875667_nuGm8.gif)



5 - Poderia exemplificar?

        Em O Céu e o Inferno,  Allan Kardec reporta-se a uma jovem que namorou, durante meses, um sapateiro. Ficaram noivos, já com casamento marcado. Então, por motivos fúteis, ela desistiu. O rapaz a procurou, sem que se dignasse recebê-lo. Desesperado, suicidou-se. O mentor espiritual que assistia Kardec informou que ela tinha responsabilidade no ato insano do rapaz, porque não o amava e sustentou uma ligação que deveria ter sido interrompida desde o início.



(http://fotocache02.stormap.sapo.pt/fotostore01/fotos//77/33/a9/4875667_nuGm8.gif)



6 - Após um namoro tumultuado , cheio de brigas e desentendimentos, uma jovem resolve romper a relação. Inconformado, o rapaz suicida-se. Ela também terá sua dose de responsabilidade?

         Aqui a situação é diferente. O namoro não estava dando certo e a jovem exercitou o direito de afastar-se e buscar novo relacionamento. As pessoas esquecem que em qualquer experiência afetiva é fundamental a reciprocidade.



(http://fotocache02.stormap.sapo.pt/fotostore01/fotos//77/33/a9/4875667_nuGm8.gif)



7 - Ainda que isenta de responsabilidade, certamente a jovem sofrerá um trauma com o desfecho trágico. O que poderá fazer para seguir com sua vida, reajustando-se?

          É uma situação que pede o concurso do tempo e uma postura positiva. Que considere a experiência infeliz como uma página que deve ser virada no livro da existência. Em seu favor está o fato de que não há crime em terminar uma relação que não está dando certo. O relacionamento no namoro é uma amostragem do que será o casamento. Não há boas perspectivas num namoro conturbado.



(http://fotocache02.stormap.sapo.pt/fotostore01/fotos//77/33/a9/4875667_nuGm8.gif)




8 - Por que, não obstante a conturbação de um relacionamento, o casal insiste em sustentar uma relação de más perspectivas, que poderá descambar para a tragédia de um assassinato ou de um suicídio, como se vê freqüentemente?

         É o problema da paixão. Infelizmente, a grande maioria das ligações afetivas, na atualidade, inicia-se e sustenta-se na atração sexual, que inibe a razão. Quando um dos parceiros  cai na real  e resolve terminar, surge o problema.



(http://fotocache02.stormap.sapo.pt/fotostore01/fotos//77/33/a9/4875667_nuGm8.gif)



- Richard Simonetti -


Livro: Suicídio - Tudo o que você precisa saber.
Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: macili em 01 de Setembro de 2011, 04:19
(http://img1.imagehousing.com/1/a85e3017b00b89e53976b42f32a5e196.gif)



"Se pudéssemos ter consciência do quanto nossa vida é passageira,
talvez pensássemos duas vezes antes de jogar fora
as oportunidades que temos de ser e de fazer os outros felizes !!!"


- autoria desconhecida -
Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: macili em 01 de Setembro de 2011, 04:22
...
(http://4.bp.blogspot.com/_OU2j8vqRXis/TNnpd9O9b2I/AAAAAAAAEQM/0nHoSAZI3oQ/s400/173.gif)
Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: macili em 01 de Setembro de 2011, 04:34
(http://1.bp.blogspot.com/_OU2j8vqRXis/TMIcWXC_sfI/AAAAAAAAEIU/wGcIykU7WO0/s400/anjo.jpg)


(http://lh4.ggpht.com/_BJo2sJZzI3g/SfyCp7YkyzI/AAAAAAAAGto/ySoDlLD9d-Q/s400/barra9.gif)


Cada um tem o direito de viver com dignidade
e não podemos ser nada para o mundo
se não somos capazes de nos olhar no espelho
e sustentar nosso próprio olhar.

Ame o mundo e ame ao outro.

E ame-se também, assim como amou e ama Aquele que te criou.

Perdoe e perdoe-se!

E não pare no caminho, nem olhe para trás...

Há adiante de nós um Éden que nos espera e devemos viver
de maneira a sermos dignos de passar por essa porta.


(http://lh4.ggpht.com/_BJo2sJZzI3g/SfyCp7YkyzI/AAAAAAAAGto/ySoDlLD9d-Q/s400/barra9.gif)



(Letícia Thompson)
Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: macili em 01 de Setembro de 2011, 05:14

A Música da Minha Vida


(http://i235.photobucket.com/albums/ee293/angel_2007_028/Flores/th_flores207.gif)


Ola amigos membros e visitantes, entrem neste link:

http://www.forumespirita.net/fe/audio-video/se-compreendesses-como-te-amo/?prev_next=prev#new

Lá vocês podem postar em vídeo, ou o nome, ou simpliesmente a letra da música da sua vida. Vocês vão gostar.

bjssss,
Mariana



(http://4.bp.blogspot.com/-Co3asgDVmy0/TcGtDUMHUfI/AAAAAAAAHds/Z1PeXt-0dMY/s220/av2.png)


Antídotos Eficazes


(http://1.bp.blogspot.com/-OrgHh6dwam4/Tgs2VLirScI/AAAAAAAAHrk/Cx8XNdOrVqg/s220/bn2.gif) Resguarda-te das construções mentais perniciosas.

Aquilo que vitalizas na mente transforma-se em algema retentiva ou asa de libertação.

Conforme penses, viverás.

O pensamento envia mensagens que alcançam o destino para o qual se dirigem.

Em razão disso, recebes respostas equivalentes.

A sintonia decorre da afinidade de propósitos.



(http://i11.photobucket.com/albums/a168/evelynregly/Mini%20Childs/Animais/th_rohan1_05n.gif) A onda mental que emites movimenta-se em campo de vibrações equivalentes, aumentando de intensidade ou diminuindo-a conforme a faixa na qual se expande.

Nesse sentido, outras mentes buscam-te, sediadas no corpo ou fora dele.

Às vezes, de acordo com os propósitos de que se reveste, a idéia a ti dirigida cria um clima psíquico em tua volta que termina por envolver-te, produzindo perturbação e desordem.

Se buscas os ideais de elevação, captarás respostas superiores da vida.

Se, todavia, te reténs nos anseios tormentosos do sentimento, padeces a injunção de comensais infelizes, que te exploram e desequilibram.




(http://1.bp.blogspot.com/-OrgHh6dwam4/Tgs2VLirScI/AAAAAAAAHrk/Cx8XNdOrVqg/s220/bn2.gif) Todas as criaturas, em razão dos compromissos pretéritos, atraímos ou repelimos os Espíritos que nos rodeiam.

Mediante as inevitáveis afinidades de gosto, aspiração e identidade emocional, estabelecemos vínculos que, perniciosos, se convertem em lamentáveis e demorados processos de obsessão, reclamando tratamento cuidadoso e de largo curso.

Nõ somente quando buscados pela conduta mental ou emocional, os seres espirituais se aproximam dos homens. Igualmente, com o objetivo de os ajudar, quando são bons e nobres, como também de os perturbar, se infelizes ou malévolos.

Embora ninguém se encontre sem o concurso dos Mentores Espirituais, os inimigos do bem e do progresso insistem na faina de inquietar e prejudicar, com o que se comprazem, ou se desforçam de antigas pugnas em que sofreram, simplesmente por inveja, por malquerença, por despeito...


(http://i11.photobucket.com/albums/a168/evelynregly/Mini%20Childs/Animais/th_rohan1_05n.gif) Envolve-te nas ondas mentais do otimismo e do amor que cruzam os espaços, como também, emite pensamentos saudáveis, aclimatando-te às idéias edificantes e positivas.

Se te sentires acoimado por induções mentais depressivas, de exaltação, de mágoa ou de rancor, levado a suspeitas injustificáveis ou não, a desejos exorbitantes de qualquer natureza, tem cuidado!

Sobrepõe-lhes a reação do bem e da confiança, esforçando-te por retirá-los da mente. Todavia,  se não o lograres, busca o recurso da prece, entregando-te ao benefício que dela decorre e alongando-te na ação da caridade e do amor, que são os antídotos mais eficazes contra perturbação de qualquer natureza, especialmente a de origem obsessiva.




- Joanna de Ângelis -

Livro: Momentos de Alegria, psicografia de Divaldo Franco

Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: macili em 01 de Setembro de 2011, 05:24
(http://1.bp.blogspot.com/_OU2j8vqRXis/TJFyqP1R7_I/AAAAAAAAD6Q/rDGu_v2G3h8/s400/imagem_orkut_otimismo_01.gif)
Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: macili em 01 de Setembro de 2011, 05:28
...
(http://3.bp.blogspot.com/-Ii1biveQW4Q/Thy_qp4apnI/AAAAAAAAE9E/dGw5MzETg28/s660/ATgAAAD21xm1iq2NyKTwJCqx1ytRkDvpzpC6IqT1fHmLtJO1HsqRiV5tPfuP7Zcd_PQClBBI6dNpiUExHtjchplfpPAJtU9VDT1gPX0ouUzbSeytp7NxU4ZGBmEg.jpg)
Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: macili em 20 de Setembro de 2011, 02:54
(http://3.bp.blogspot.com/-QPT80y1QuoI/TnULyNLXwFI/AAAAAAAAByU/KZ3R-RkLDnY/s1600/andre-luiz.jpg)


Por que André Luiz foi considerado um suicida?


André Luiz conta seu sofrimento, após sua desencarnação, através da mediunidade de Chico Xavier, no livro "Nosso Lar", ao ser chamado de suicida por companheiros da zona umbralina.

Até que Clarêncio, o mensageiro da luz, o resgatou após 8 anos e explicou que ele era mesmo um suicida. Que todo seu aparelho gástrico foi destruído à custa de excessos de alimentação e bebidas alcoólicas. E a sífilis (conseqüência de algumas leviandades) devorou energias essenciais para sua recuperação corporal pós-operatória.



Hoje, as propagandas levam multidões a buscar a maneira mais agradável de diminuir as defesas orgânicas com bebidas alcoólicas, cigarros ou excessos à mesa. Há aqueles que buscam a tranqüilidade artificial tomando calmantes, ou em busca da euforia ilusória tomam alucinógenos (maconha, cocaína, etc). Há também os vícios mentais, como os hipocondríacos (que de tanto imaginar doença, ficam doentes); os melancólicos ( adoecem porque a parte psicológica está em baixa); os maledicentes (se envenenem com o mal que julgam identificar nos outros); os rebeldes  (os eternos inconformados com a vida); os apegados à família a bens terrenos (passam a vida sobrecarregando o corpo carnal com preocupações injustificáveis, sofrem antes da hora); os irritados ( por falta de compreensão, favorecem o distúrbio circulatório, entupindo veias coronárias). Como vemos, muitos são os meios de nos auto-aniquilar lentamente.


Portanto, a roupagem carnal é um presente divino (uma criação de Deus) que nos permite abençoado aprendizado nas asperezas do Mundo, por isso temos que preservá-la.


Fonte: Grupo Espírita Allan Kardec.
Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: macili em 20 de Setembro de 2011, 03:46
(http://www.ger.org.br/cartoesespiritas_arquivos/cartao56.jpg)



Resumo do livro "Memórias de um Suicida".



A história do livro (Memórias de um Suicida) começa no século XVII, quando nasce um jovem em terras portuguesas numa família pobre, mas que sonhava ser rico, culto e poderoso.

Este jovem procurou um pároco e contou seu sonho. O pároco então, passou a ensinar-lhe quanto sabia.

Diante das suas ambições, o jovem despertou a vontade de ser um sacerdote. Mas o pároco, disse que o rapaz não tinha vocação para o sacerdócio, e aconselhou-lhe que exercesse o sublime sacerdócio construindo um lar, com respeito, justiça e amando sempre o próximo.

O conselho do pároco calou fundo, e os planos foram adiados.

O jovem então, apaixonou-se por Maria Magda com fervor. Ambos faziam planos matrimoniais, quando Magda conhece um outro rapaz, Jacinto de Ornelas y Ruiz, apaixona-se, casa-se e muda-se para Madrid.




(http://4.bp.blogspot.com/_utBg4DTksZ0/TOnYHtSRcqI/AAAAAAAAFKE/jvjVxSo2N54/s1600/images.jpg)



O jovem sentiu-se humilhado, cheio de ódio, rancor, despeitado e jurou vingança. Diante do desgosto, ele reativou a idéia de ser sacerdote e a realizou.

Serviu às leis de Inquisição. Perseguia, denunciava, caluniava, fazia intriga, mentia, condenava, torturava e matava.

Quinze anos depois do casamento de sua amada Maria Magda, o sacerdote vai para Madrid a mando da Igreja. O acaso então, os colocou novamente frente a frente, trazendo muito ódio à lembrança, mas sentindo que ainda a amava.

Tentou cativa-la, mas não conseguiu. Ela resistiu com dignidade. Jacinto, percebeu o assédio do sacerdote à sua esposa. Preparou-se para deixar Madrid, buscando refúgio no estrangeiro para si próprio como para a família. Pois, o medo do oficial do Santo-Ofício era grande.




(http://4.bp.blogspot.com/_utBg4DTksZ0/TOnYHtSRcqI/AAAAAAAAFKE/jvjVxSo2N54/s1600/images.jpg)



Mas, o sacerdote descobriu, denunciou Jacinto de Ornelas ao tribunal, com muitas acusações.

Jacinto foi preso, processado e entregue ao sacerdote, por ordem dos seus superiores.

Jacinto foi levado à masmorra infecta, onde passou martirizantes privações e torturas: arrancaram-lhe as unhas e os dentes, fraturaram os dedos, deslocaram os pulsos, queimaram a sola dos pés.

Maria Magda, sofria pensando o que poderia estar acontecendo ao marido. Por isso, procurou o sacerdote entre lágrimas, suplicou trégua e compaixão.

Ele então, prometeu o marido de volta com uma condição, de que ela se entregasse à ele.
Ela relutou, mas acabou aceitando. Pois sabia que se não fizesse o acordo, seu marido seria morto.

Dias depois do pacto, Magda vai à sala de torturas, contempla o marido, desespera-se, e não consegue ocultar o ódio pelo sacerdote.

Ele notou o desprezo, sentiu-se cansado em lutar por um bem inatingível, pois não conseguia entender aquele sublime amor que cobria as mãos de Jacinto com beijos e lágrimas.

E por não conseguir o amor de Magda, a inveja, o despeito, o ciúme, tomou-lhe o coração. As tendências maléficas do passado, vieram-lhe na lembrança, quando no ano 33 gritou junto ao povo para condenar Jesus de Nazaré em favor da liberdade do bandoleiro Barrabás. Ele então, vazou os olhos de Jacinto perfurando-os com pontas de ferro incandescido.

Jacinto inconformado com a situação, não querendo tornar-se estorvo à querida companheira, suicidou-se dois meses depois de obter a liberdade.

Magda voltou para a terra natal com os filhos, desolada e infeliz. Nunca mais viu o sacerdote ou obteve notícias.




(http://4.bp.blogspot.com/_utBg4DTksZ0/TOnYHtSRcqI/AAAAAAAAFKE/jvjVxSo2N54/s1600/images.jpg)



O arrependimento não tardou iniciar ao mesquinho ser do sacerdote. Não dormia com tranqüilidade, vivia nervoso e a imagem de Jacinto o atordoava. Ele passou a evitar cumprir as tenebrosas ordens de seus superiores, até que mais tarde foi levado ao cárcere perpétuo.

Da Segunda metade do século XVII até o século XIX, ele começou a expiar, na Terra como homem e na erraticidade como Espírito, os crimes e perversidades cometidos sob a tutela do Santo-Ofício.

Na Segunda metade do século XIX, reencarnou em Portugal, como escritor famoso, Camilo Castelo Branco, para a última fase das expiações inalienáveis: a cegueira.

O mesmo horror que Jacinto de Ornelas sentiu pela cegueira, ele também sentiu. Diante da inconformidade, imitou a gesto, deu um tiro no ouvido, tornando-se em 1890, suicida como Jacinto o fora em meado do século XVII.

A cegueira era uma expiação, mas o suicídio não.

O suicídio foi uma escolha dele, que perdeu a oportunidade que Deus estava dando para que ele reparasse sua falta do passado. Ele fez mal uso do livre arbítrio.




(http://4.bp.blogspot.com/_utBg4DTksZ0/TOnYHtSRcqI/AAAAAAAAFKE/jvjVxSo2N54/s1600/images.jpg)



Camilo Castelo Branco lança neste livro, através da médium Yvonne A . Pereira (que também foi uma suicida na sua encarnação passada) um alerta para aqueles que pensam que a vida termina no túmulo.

Camilo conta a experiência dele e de outros suicidas como:

Jerônimo que deu um tiro no ouvido porque era rico e não suportou a ruína dos negócios comerciais;

Mario Sobral perdeu-se nos instintos inferiores, influenciado pela beleza física, a vaidade, a sedução, que pediam cada vez mais prazeres. Quando percebeu que estava perdendo sua esposa para outro, tentou encontrar-se e reconduzir sua vida, mas não conseguiu. Sua esposa não o aceitou. Ele então, à matou estrangulada e logo após enforcou-se;

Belarmino era um professor conceituado, diante de uma tuberculose, resolveu acabar com o sofrimento, cortando os pulsos;

João era viciado em jogo, perdeu tudo, inclusive a honra e a própria vida, envenenou-se.




(http://4.bp.blogspot.com/_utBg4DTksZ0/TOnYHtSRcqI/AAAAAAAAFKE/jvjVxSo2N54/s1600/images.jpg)



Uma observação importante: O resgate não é igual para todos.

Por exemplo: Jerônimo, o amigo de Camilo, que se matou com um tiro no ouvido porque sua empresa faliu, deixando esposa e filhos em situação difícil, reencarnou em família rica, com o propósito de não formar família, montar uma instituição para crianças órfãs, e ir à ruína financeira novamente, para ter que lutar com coragem;

Camilo tornou-se grande trabalhador no Vale dos Suicidas, e após 50 anos reencarnou para cegar aos 40 anos e desencarnar aos 60 anos. Como vemos, ambos deram um tiro no ouvido, mas o resgate foi diferente.





(Resumo feito por Rudymara de Paula) - O livro “Memórias de um Suicida”, buscou ajudar aqueles que, em desespero, tentaram ou pensam tentar contra a própria vida, comprometendo severamente a evolução espiritual que todos buscamos. Este livro foi escrito pela psicografia da médium Yvonne Pereira - ditado pelo espírito Camilo Castelo Branco, extraordinário romancista e poeta português, que contou sua lamentável atitude (em vidas passadas), disparando um tiro de revólver na cabeça e consequências.




(http://4.bp.blogspot.com/_utBg4DTksZ0/TOnYHtSRcqI/AAAAAAAAFKE/jvjVxSo2N54/s1600/images.jpg)




Fonte: Grupo de Estudo "Allan Kardec".
Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: macili em 20 de Setembro de 2011, 03:55
(http://www.dreamstime.com/child-faith-joy-happiness--thumb685661.jpg)


"Conserve a própria fé por tal modo que
você não possa se afligir excessivamente
em nenhuma dificuldade."


-  André Luiz -
Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: macili em 20 de Setembro de 2011, 04:10
(http://1.bp.blogspot.com/_8GgValrPvPU/TLOLPLALBYI/AAAAAAAAAXg/wLfxJeZDIYw/s320/cora%C3%A7.bmp)
Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Doniztti em 23 de Setembro de 2011, 20:49
Estou a ler as postagens,muito encorajador para quem procura o caminho do suícidio,desistir de tal pensamento.
Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: macili em 28 de Setembro de 2011, 20:34
Olá Amigo Doniztti


Que suas palavras incentivem nossos Irmãos
a continuarem a amar e a aproveitar a vida!


(http://4.bp.blogspot.com/_bW7alVt_wZc/TBzOrUzEbCI/AAAAAAAACaA/-3R4QbRI0KE/s320/Namaste.gif)


Ore...



Ore, quando seu coração sentir vontade.

Vigie, quando seus pensamentos se desviarem da luz.

Busque, quando seu espírito se sentir só.

Acredite, quando perder as esperanças.

Sinta, quando as palavras ja não bastarem.

Pense, que para crer nao é preciso ver....

Basta compreender e aceitar.


- autoria desconhecida -
Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: macili em 28 de Setembro de 2011, 22:55
(http://1.bp.blogspot.com/-M8VHpcaW4n0/TfKAgsYkCJI/AAAAAAAAAf8/-IlCsJRfkLo/s640/e79dd847436674ae45ffd7b5e365623b.jpg)


Causas



Pacto de Morte


(http://dl3.glitter-graphics.net/pub/2846/2846223xtquau515l.gif) (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy5nbGl0dGVyLWdyYXBoaWNzLmNvbQ==)



1 – Ouve-se falar de amantes que, em face da frustração de seus anseios de união, firmam um pacto de morte, partindo juntos para o suicídio. Irão reencontrar-se no Mundo Espiritual?

        Pobres infelizes, iludidos em sua pretensão! Além de atormentados por aflições superlativas, próprias do suicídio, terão a dor maior de se sentirem solitários, sem a almejada união.





2 – Digamos que eram almas afins, vivendo um grande amor: Mesmo assim ficarão separados?

         Será o ônus maior do pacto de suicídio. Irão ambos estagiar em regiões umbralinas , tão envolvidos pelo sofrimento, que não terão tempo nem disposição para pensar no ser amado.





3 – Se legítimo é o amor que os une, terão a oportunidade de se reencontrar numa nova existência?

        Sim, mas com o somatório de problemas físicos e espirituais oriundos do suicídio, e é bem provável que se vejam na repetição da mesma situação que motivou sua fuga – a impossibilidade de uma desejada união.





4 – Não seria mais fácil estarem juntos, para se auxiliarem mutuamente?

         É preciso considerar que situações de um amor impossível guardam relação com problemas do passado. Surgem como elementos de amadurecimento e resgate para o par envolvido. Até que se disponham a enfrentar suas frustrações afetivas, conviverão com a impossibilidade de realizar seus anseios de união.





5 – E quando um dos cônjuges, inconformado com a morte do parceiro, pretende morrer para reencontrá-lo?

         Decisão desastrosa, que revela total desconhecimento da vida espiritual. Como suicida, ele encontrará apenas as dores superlativas decorrentes da auto-agressão, em situação muito pior do que a separação transitória. E complicará o futuro de ambos, já que o cônjuge também sofrerá com a sua dor, acompanhando, desolado, seu mergulho no abismo.





6 - Poderá ele fazer algo em benefício do suicida?

         Se legítimos e fortes forem os laços que os unem, desenvolverá ingentes esforços, buscando ajudá-lo a reerguer-se, mobilizando a colaboração de benfeitores espirituais. Certamente estará disposto até mesmo a acompanhá-lo na reencarnação.





7 – Voltarão a se unir como marido e mulher?

         É difícil definir qual será a natureza da relação entre ambos, mesmo porque o suicida tenderá a nascer com graves seqüelas físicas ou mentais. Mais provável que se reencontrem ligados pelos laços da consangüinidade, pai ou mãe e filho, irmãos... O certo é que o cônjuge mais esclarecido atuará como autêntico enfermeiro do suicida. Serão experiências em comum que poderão se prolongar por várias existências, exigindo de sua parte renúncia, sacrifício e disposição de servir.





8 – Na Índia, em épocas remotas, por tradição, a esposa deixava-se consumir pelas chamas, junto com o cadáver do marido. Em tal situação, poderíamos considerá-la uma suicida?

          Esse deixava-se não corresponde à realidade. Ela era obrigada a fazê-lo. Tratava-se de um costume bárbaro, inspirado na idéia de que a mulher deveria acompanhar o marido na viagem de retorno à vida espiritual. Mera vítima, não poderia assumir responsabilidade, embora pudesse enfrentar as dificuldades relacionadas com a morte violenta.




(http://dl3.glitter-graphics.net/pub/2846/2846223xtquau515l.gif) (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy5nbGl0dGVyLWdyYXBoaWNzLmNvbQ==)



- Richard Simonetti –

Suicído – Tudo o que você precisa saber.
Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: macili em 28 de Setembro de 2011, 22:59

(http://2.bp.blogspot.com/_bW7alVt_wZc/TBfffNIIr0I/AAAAAAAACZw/KZSd4TwtGEM/s1600/Vidavida_grata.gif)
Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: macili em 28 de Setembro de 2011, 23:03
(http://2.bp.blogspot.com/_U6rZJAxHo8k/TS3O_qBiufI/AAAAAAAAAPc/C_6i5zyKF9c/s1600/4770358_tDihG.gif)


" Que a cada manhã
ao abrir os olhos você
sinta em seu coração
a certeza que a vida
lhe espera de braços
abertos para receber
suas esperanças
e realizá-las."

Tenha um lindo dia!!!


- autoria desconhecida -
Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: macili em 28 de Setembro de 2011, 23:12
(http://1.bp.blogspot.com/_bW7alVt_wZc/TG2aianshaI/AAAAAAAACkY/kQMwcHV4Nw8/s1600/angels-26.gif)



Céu Azul


(http://dl.glitter-graphics.net/pub/2826/2826531j0mo9144ci.gif) (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy5nbGl0dGVyLWdyYXBoaWNzLmNvbQ==)


Por favor, não digas que perdestes
a fé na vida e só resta a solidão...

Vi casais se abraçando,
Vi pássaros se aninhando,
Vi o sol ao amanhecer,
Vi um botão de rosa se abrindo,
Vi crianças sorrindo,
E no meu caminho...  VOCÊ.


- N. Rogero -


(http://dl.glitter-graphics.net/pub/2826/2826531j0mo9144ci.gif) (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy5nbGl0dGVyLWdyYXBoaWNzLmNvbQ==)
Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: macili em 28 de Setembro de 2011, 23:27
(http://1.bp.blogspot.com/_U6rZJAxHo8k/TLx2GjZWZgI/AAAAAAAAAE8/2KDz8jxMH3g/s400/311.gif)

Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: katiatog em 01 de Outubro de 2011, 06:48

                                       (http://i281.photobucket.com/albums/kk227/sol_angelzen/Bom%20dia/22a.gif)
Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: katiatog em 01 de Outubro de 2011, 06:51

                           (http://i183.photobucket.com/albums/x249/riluko/MENSAGEM.jpg)
Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: katiatog em 01 de Outubro de 2011, 07:09


                                             (http://i213.photobucket.com/albums/cc65/lilangelc3/1127604517_earthelement.jpg)

A inutilidade do suicídio



O grande equívoco do suicida é acreditar que após o fenômeno da morte tudo estará terminado. Movido por esta ilusão materialista, ele aceita a infeliz idéia, que o conduzirá à sua primeira decepção: constatar que a vida continua após a morte do corpo; e com ela também, todos os problemas não resolvidos. 

É de estranhar que algumas pessoas, apesar dos inúmeros fenômenos comprobatórios da realidade espiritual, ainda relutem em manter, a visão limitada que entende o ser humano, apenas, como um amontoado de células regido pelas complexas ações cerebrais.

Movido por esta equivocada interpretação, não compreendem, que a vida no corpo físico é uma maravilhosa oportunidade, através da qual o espírito se acerta com as leis universais.

Por mais que alguns estudiosos o defendam, como um direito do homem contemporâneo, o suicídio será sempre um ato violento e uma ingratidão contra a misericórdia divina. O verdadeiro dever de cada um deveria ser o de preservar a vida e através dela alcançar a perfeição. Para isso, lutaria procurando vencer os obstáculos e desafios, inerentes a tão importante empreendimento.

É bem verdade, que o homem quando atinge certo nível de evolução, realiza uma importante conquista − o livre arbítrio (liberdade de agir), porém, vinculado a esta conquista ele assume um grande compromisso – a responsabilidade pelos seus atos.

Atentar contra a própria vida é na realidade, resultado de uma interpretação tão imediatista, quanto paradoxal, comum a alguns materialistas de plantão, que assim se expressam: “O homem tem o direito de renunciar à vida, quando esta não lhe proporciona as mínimas condições para sentir-se feliz”. Nesta ilusão, projetam-se para uma infelicidade maior.

Estudos realizados comprovaram que cada suicídio tem um impacto em pelo menos seis outras pessoas. Dessa forma, o infrator pelo mau exemplo, poderá causar dissabores e agravamentos na vida dos que ficam inclusive a indução à idêntica atitude. Daí, por força da lei de causa e efeito, ele será responsabilizado tanto pelos danos causados a si, quanto pelos danos causados aos outros, necessitando de uma ou até várias reencarnações, para a devida reparação.

É importante que se considere: a vida mesmo sendo um patrimônio individual, pela interdependência através da qual é gerada e perpetuada, torna-se patrimônio coletivo. Dessa forma podemos perceber que se suicidar não é apenas um fenômeno de autodestruição, mas também de destruição de esperanças e causa de muitos sofrimentos para familiares, amigos e outros, que de forma direta e indireta se vinculam à vítima.         

A literatura espírita, a única que nos oferece subsídios para uma análise real sobre suicídio, em nenhuma obra fala de qualquer circunstância, que justifique essa trágica decisão.

Quanto ao resultado de tamanha violência, podemos afirmar que dores superlativas aguardam todos aqueles que aderem a tão precipitada atitude. 

Do livro Loucura e Obsessão (Divaldo Pereira / Manoel Phillomeno de Miranda) encontramos um comentário a respeito de Sara, que se suicidou ingerindo substância tóxica:

“Atada aos despojos que se exauriam com vagar, apesar da brusca interrupção vital pelo suicídio, encontrava-se a pobre equivocada, somando às dores do tóxico corrosivo, as dilacerações produzidas pela autópsia”.

Relatos como este testemunham, claramente, que suicidar-se no intuito de fugir de problemas e sofrimentos considerados insuportáveis, é simplesmente sofrer a frustração de se deparar com sofrimentos maiores.

Diante do exposto, temos motivos de sobra para concordarmos quanto a este fenômeno, com a afirmativa de A. Schopenhauer: “Suicidar é um ato inútil e insensato; destrói arbitrariamente o fenômeno individual, enquanto a coisa em si permanece intacta”.


F.Altamir da Cunha
Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: katiatog em 01 de Outubro de 2011, 07:23

(http://i240.photobucket.com/albums/ff211/oliveira_leandro/Mensagem/cartao40.jpg)
Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Ramon em 06 de Outubro de 2011, 00:07

O CVV é uma Instituição sem fins lucrativos,
os postos desenvolvem trabalhos de apoio emocional por meio de telefone,
atendimento pessoal, via correio, e-mail e chat.

Palestra de André Trigueiro (voluntário CVV)
18/10/2011. 14:30 h. Bloco F. 1º andar. Anf. 11.
Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

Veja no YouTube:
CVV-A Linha da Vida-Vimeo .mov (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PWNSTUc3alNBUlNVI3dz)
Para mais informações visite nosso site:
 www.cvv.org.br (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy5jdnYub3JnLmJy)
 
3º. SEMINÁRIO DE PREVENÇÃO DO SUICÍDIO DA UERJ
http://visaoespiritabr.com.br/noticias/3%c2%ba-seminario-de-prevencao-do-suicidio-da-uerj

Sobre o evento anterior
links abaixo
http://www.aeradoespirito.net/ArtigosLCF/UNIVERSIDADE_E_SUICIDIO_LCF.html
http://visaoespiritabr.com.br/noticias/universidade-e-suicidio
http://luzmaior.com.br/espiritismo/universidade-e-suicidio-discutindo-arquitetura-e-prevencao
Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Vcb em 06 de Outubro de 2011, 01:45



[attachimg=1align=center=width=500]


Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 08 de Outubro de 2011, 03:57


(http://gifportal.ru/data/smiles/cveta-1128.gif)

Antidepressivos tratam a dor depressão,
mas não curam o sentimento de culpa e nem
tratam a angústia da solidão.


Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 08 de Outubro de 2011, 03:59



(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/04/flores135.gif)
 

Está desesperado, revoltado com a vida?


(http://www.clipart-fr.com/en/data/gif/bullets-1/animated_gif_bullets_078.gif)  Calma! Tudo passa!
(http://www.clipart-fr.com/en/data/gif/bullets-1/animated_gif_bullets_078.gif)  Bons momentos virão.
(http://www.clipart-fr.com/en/data/gif/bullets-1/animated_gif_bullets_078.gif)  Confia em Deus e evite o suicídio.
 
Toda revolta causa desespero e tem efeito moral e afetivo devastador, difícil de ser controlado. Ao invés de apelar pela brutalidade, agressividade com o próprio corpo. Faça o melhor, o mais racional, busque Jesus e evite o suicídio.
 
▬  O suicídio:
 
(http://www.clipart-fr.com/en/data/gif/bullets-1/animated_gif_bullets_078.gif)  Não é paz para os atormentados,
(http://www.clipart-fr.com/en/data/gif/bullets-1/animated_gif_bullets_078.gif)  Não é refúgio para desesperados,
(http://www.clipart-fr.com/en/data/gif/bullets-1/animated_gif_bullets_078.gif)  Não é tábua de salvação para ninguém,
(http://www.clipart-fr.com/en/data/gif/bullets-1/animated_gif_bullets_078.gif)  Não é tranqüilizante para desequilibrados.
 
▬  O suicídio:
 
(http://www.clipart-fr.com/en/data/gif/bullets-1/animated_gif_bullets_078.gif)  É angustia,
(http://www.clipart-fr.com/en/data/gif/bullets-1/animated_gif_bullets_078.gif)  É decepção,
(http://www.clipart-fr.com/en/data/gif/bullets-1/animated_gif_bullets_078.gif)  É desespero,
(http://www.clipart-fr.com/en/data/gif/bullets-1/animated_gif_bullets_078.gif)  É sentimento de culpa por ter-se matado.
 
Quem se mata, mata apenas o corpo, porque o mal reside na alma e ela não morre.
 
Como disse Jesus:
▬  “Não temeis aos que matam o corpo, mas não matam a alma”. Mateus -10:28
 
Evite o suicídio e seja feliz.
(A. D.)



Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 08 de Outubro de 2011, 04:00

(http://gifportal.ru/data/smiles/cveta-1120.gif)

Recessão é quando o seu vizinho perde o emprego;
depressão é quando você perde o seu.



Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 08 de Outubro de 2011, 04:04

(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/04/12a.gif)

Garota de 12 anos se mata para doar órgãos,
mas acaba sendo cremada I
(http://i11.photobucket.com/albums/a168/evelynregly/linhas/plantas/th_06327_05.gif) Garota de 12 anos se mata para ter órgãos doados ao pai e ao irmão, mas acaba cremada.

Uma garota indiana de 12 anos se matou para doar seus órgãos para seu pai e seu irmão, segundo o “The Times of India”.

(http://i11.photobucket.com/albums/a168/evelynregly/linhas/plantas/th_06327_05.gif) No entanto, Mumpu Sarkar, que vivia na cidade de Jhorpara, morreu em vão, já que a carta de suicídio, que detalhava seu plano, só foi encontrada ao lado de sua cama no dia seguinte à tradicional cerimônia de cremação.

No documento, endereçado à mãe, a garota pedia para que doassem suas córneas ao pai e seus rins ao irmão. Quando soube o real motivo do suicídio da menina, a mãe de Mumpu entrou em estado de choque.

Declarou o pai da menina, Mridul:
▬  “Quando entendemos os sentimentos desta criança tão sensível já era tarde demais”,

(http://i11.photobucket.com/albums/a168/evelynregly/linhas/plantas/th_06327_05.gif) Mumpu teria escutado uma conversa de família em que seu pai disse que somente uma cirurgia salvaria sua visão e um transplante de rim daria esperanças ao seu irmão Monojit, que sofreria de uma doença renal crônica.

No entanto, o custo das duas cirurgias é alto demais para os ganhos da família.

“Eles chegaram a pedir ajuda ao Estado e concedemos algum dinheiro para o tratamento do garoto. No entanto, esta tragédia aconteceu de repente e acabou com tudo”, disse Tapas Tarafdar, líder político local.

(http://i11.photobucket.com/albums/a168/evelynregly/linhas/plantas/th_06327_05.gif) Nesta semana, outro político, Samir Poddar, visitou a família de Mridul e prometeu ajuda para Manojit, que, na verdade, sofre de pedras nos rins.

Do UOL Notícias.
08/07/2001.


Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 08 de Outubro de 2011, 04:06

(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/04/lily121.gif)

Desgosto da vida
Suicídio II

LE: 951. Não é, às vezes, meritório o sacrifício da vida, quando aquele que o faz visa salvar a de outrem, ou ser útil aos seus semelhantes?

R- “Isso é sublime, conforme a intenção, e, em tal caso, o sacrifício da vida não constitui suicídio. Mas, Deus se opõe a todo sacrifício inútil e não o pode ver de bom grado, se tem o orgulho a manchá-lo. Só o desinteresse torna meritório o sacrifício e, não raro, quem o faz guarda oculto um pensamento, que lhe diminui o valor aos olhos de Deus.”

A.K.: Todo sacrifício que o homem faça à custa da sua própria felicidade é um ato soberanamente meritório aos olhos de Deus, porque resulta da prática da lei de caridade.

Ora, sendo a vida o bem terreno a que maior apreço dá o homem, não comete atentado o que a ela renuncia pelo bem de seus semelhantes: cumpre um sacrifício. Mas, antes de o cumprir, deve refletir sobre se sua vida não será mais útil do que sua morte.


Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 08 de Outubro de 2011, 04:08


(http://c7.quickcachr.fotos.sapo.pt/i/de404788e/5611327_yLiES.gif)   Radionovela "Memórias de um Suicida" postado em Audiovisuais. Link: http://www.forumespirita.net/fe/audiovisuais/radio-novela-'memorias-de-um-suicida'/#.UdmqeNK-nfw  (http://c7.quickcachr.fotos.sapo.pt/i/de404788e/5611327_yLiES.gif)   Ninguém morre, porque somos eternos.



(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/04/078.gif)

SALVAR A OUTREM III


E eis que lhes apareceram Moisés e Elias, falando com Ele.
(Mateus, 17:3)

(http://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/thumb/6/68/Nuvola_apps_kuickshow.png/50px-Nuvola_apps_kuickshow.png)LE: 951 É meritório sacrificar a vida em favor de outrem, quando a intenção realmente é essa, todavia perder-se uma vida para salvar outra, não apresenta vantagem, em se falando de soma do bem.

Ainda que a intenção seja valiosa, esta forma de socorro pode ser considerada suicídio, de certa forma mais brando, pois é contrário à lei de amor.

▬  Compete analisar bastante esse ato e compreender que existem muitos meios de ajudar, sem se destruir:

(http://sheley.blog.uol.com.br/images/florzabre.gif)  A mãe que fica sem agasalho, para cobrir a criança,
(http://sheley.blog.uol.com.br/images/florzabre.gif)  A mãe que protege seu filho das agressões voluntárias,
(http://sheley.blog.uol.com.br/images/florzabre.gif)  A mãe que se priva da alimentação, para saciar a fome do filho,
(http://sheley.blog.uol.com.br/images/florzabre.gif)  Todas elas fazem um ato de amor, e aí não se caracteriza o suicídio lento.

Tudo depende dos sentimentos das criaturas.

(http://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/thumb/6/68/Nuvola_apps_kuickshow.png/50px-Nuvola_apps_kuickshow.png)Todos os seus atos são julgados pelas intenções que os sustentam. Existem muitos meios de se sacrificar os desejos, geralmente inúteis, em favor da própria família, o que realmente deve ser feito.

▬  Assim, deixar de:

(http://sheley.blog.uol.com.br/images/florzabre.gif)  Fumar para comprar o leite,
(http://sheley.blog.uol.com.br/images/florzabre.gif)  De beber para comprar o pão,
(http://sheley.blog.uol.com.br/images/florzabre.gif)  E das extravagâncias em geral para garantia do teto,

São sacrifícios louváveis, que não trazem o bem somente para os que são beneficiados, mas também para si mesmo, em se livrando dos vícios.

(http://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/thumb/6/68/Nuvola_apps_kuickshow.png/50px-Nuvola_apps_kuickshow.png)Igualmente, o sacrifício das paixões, estes devem ser feitos para a glória da própria vida.

No fundo mesmo, ninguém salva ninguém; a cada um são dados os meios de se salvarem, rumando para a vida maior.

(http://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/thumb/6/68/Nuvola_apps_kuickshow.png/50px-Nuvola_apps_kuickshow.png)A tua posição, estimado companheiro, depende de ti mesmo. Todos andamos em conjunto, contudo, cada alma tem seu trabalho na realização do auto-aperfeiçoamento espiritual.

Sacrifício não subentende suicídio e se torna sublimação do Espírito. A vida na carne está cheia de tentações de todos os tipos; basta analisarmos, que logo reconheceremos essas tentações.

▬  Porém, cabe a nós outros, quando nela, nos policiarmos:

(http://sheley.blog.uol.com.br/images/florzabre.gif)  No trabalho,
(http://sheley.blog.uol.com.br/images/florzabre.gif)  Na caridade,
(http://sheley.blog.uol.com.br/images/florzabre.gif)  No serviço diário,
(http://sheley.blog.uol.com.br/images/florzabre.gif)  E nas boas intenções.

Que as mãos de Jesus aparecerão em nosso favor, a nos defender das investidas das trevas.

(http://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/thumb/6/68/Nuvola_apps_kuickshow.png/50px-Nuvola_apps_kuickshow.png)Assim acontecerá com os de boa vontade, que se dispuserem a trabalhar para a coletividade: sempre virão os Espíritos amigos para a defesa do bem comum, não tenhamos dúvidas.

No entanto, se se apoderarem dos seus pensamentos idéias de suicídio, de violência contra a própria vida, aproximar-se-ão da alma Espíritos da mesma intenção e somando todas as vibrações, completa-se o ato, e vida física, como aconteceu com muitos, se desfaz por sintonia das almas em desequilíbrio.

(http://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/thumb/6/68/Nuvola_apps_kuickshow.png/50px-Nuvola_apps_kuickshow.png)A culpa sempre é de muitos, porém, é maior daquele que se encontra movendo nos fluidos da carne.

Se até hoje o suicídio não deu bons resultados, é inteligente deduzir que não se deve seguir por esse caminho.

(http://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/thumb/6/68/Nuvola_apps_kuickshow.png/50px-Nuvola_apps_kuickshow.png)Quantos livros mediúnicos, de autores diversos, vêm contando os dramas dos personagens depois do túmulo, após terem interrompido a vida física, com conseqüências dolorosas!?

Será que não basta?

Procura um caminho melhor, o caminho da vida, e lembra-te bem que Jesus disse:
▬  "Eu Sou a vida".

(http://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/thumb/6/68/Nuvola_apps_kuickshow.png/50px-Nuvola_apps_kuickshow.png)Não é preciso mais explicações sobre por onde se deve passar.

Espírito Miramez.


Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 08 de Outubro de 2011, 04:11

(http://gifportal.ru/data/smiles/cveta-1112.gif)

Não ache que todas as
pessoas engraçadas tem uma vida feliz,
uma bela risada pode ser um choro na alma


Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 08 de Outubro de 2011, 04:15


(http://gifportal.ru/data/smiles/cveta-1113.gif)

O suicida do trem

(http://paszkowski.com.br/gifs/flores/flor_44.gif)Eu nunca me esquecerei que um dia havia lido num jornal acerca de um suicídio terrível, que me impactou. Um homem jogou-se sobre a linha férrea, sob os vagões da locomotiva e foi triturado.
 
E o jornal, com todo o estardalhaço, contava a tragédia, dizendo que aquele era um pai de dez filhos, um operário modesto.
 
(http://paszkowski.com.br/gifs/flores/flor_44.gif)Aquilo me impressionou tanto que resolvi orar por esse homem.
 
Tenho uma cadernetinha para anotar nomes de pessoas necessitadas. Eu vou orando por elas e, de vez em quando, digo:
▬  Se este aqui já evoluiu, vou dar o seu lugar para outro; não posso fazer mais.
 
(http://paszkowski.com.br/gifs/flores/flor_44.gif)Assim, coloquei-lhe o nome na minha caderneta de preces especiais - as preces que faço pela madrugada.
 
▬  Da minha janela eu vejo uma estrela e acompanho o seu ciclo; então, fico:
 
(http://idata.over-blog.com/0/06/82/35/gifs-diddl/gifs-boutons/ani09.gif)  Orando,
(http://idata.over-blog.com/0/06/82/35/gifs-diddl/gifs-boutons/ani09.gif)  Conversando,
(http://idata.over-blog.com/0/06/82/35/gifs-diddl/gifs-boutons/ani09.gif)  Olhando para ela,
 
Somos muito amigos, já faz muitos anos. Ela é paciente, sempre aparece no mesmo lugar e desaparece no outro.
 
(http://paszkowski.com.br/gifs/flores/flor_44.gif)Comecei a orar por esse homem desconhecido. Fazia a minha prece, intercedia, dava uma de advogado, e dizia:
 
Meu Jesus, quem se mata (como dizia minha mãe) "não está com o juízo no lugar". Vai ver que ele nem quis se matar; foram as circunstâncias. Orava e pedia, dedicando-lhe mais de cinco minutos (e eu tenho uma fila bem grande), mas esse era especial.
 
(http://paszkowski.com.br/gifs/flores/flor_44.gif)Passaram-se quase quinze anos e eu orando por ele diariamente, onde quer que estivesse.
 
Um dia, eu tive um problema que me fez sofrer muito. Nessa noite cheguei à janela para conversar com a minha estrela e não pude orar. Não estava em condições de interceder pelos outros.
 
(http://paszkowski.com.br/gifs/flores/flor_44.gif)Encontrava-me com uma grande vontade de chorar; mas, sou muito difícil de fazê-lo por fora, aprendi a chorar por dentro. Fico aflito, experimento a dor, e as lágrimas não saem. Eu tenho uma grande inveja de quem chora aquelas lágrimas enormes, volumosas, que não consigo verter.
 
(http://idata.over-blog.com/0/06/82/35/gifs-diddl/gifs-boutons/ani09.gif)  Daí a pouco a emoção foi-me tomando e, quando me dei conta, chorava.
(http://idata.over-blog.com/0/06/82/35/gifs-diddl/gifs-boutons/ani09.gif)  Nesse ínterim, entrou um Espírito e me perguntou:
 
Por que você está chorando?
 
(http://paszkowski.com.br/gifs/flores/flor_44.gif)Ah! Meu irmão, hoje estou com muita vontade de chorar, porque sofro um problema grave e, como não tenho a quem me queixar, porquanto eu vivo para consolar os outros, não lhes posso contar os meus sofrimentos. Além do mais, não tenho esse direito; aprendi a não reclamar e não me estou queixando.
 
O Espírito retrucou:
 
▬  Divaldo, e se eu eu lhe pedir para que você não chore, o que é que você fará?
▬  Hoje nem me peça. Porque é o único dia que eu consegui fazê-lo.
▬  Deixe-me chorar!
▬  Não faça isto - pediu ele.
▬  Se você chorar eu também chorarei muito.
▬  Mas por que você vai chorar? - perguntei-lhe.
▬  Porque eu gosto muito de você.
▬  Eu amo muito a você e amo por amor.
 
Como é natural, fiquei muito contente com o que ele me dizia.
▬  Você me inspira muita ternura e o amo por gratidão - prosseguiu o espírito:
 
(http://paszkowski.com.br/gifs/flores/flor_44.gif)Há muitos anos eu me joguei embaixo das rodas de um trem.
 
▬  E não há como definir a sensação da eterna tragédia:
 
(http://idata.over-blog.com/0/06/82/35/gifs-diddl/gifs-boutons/ani09.gif)  Eu ouvia o trem apitar,
(http://idata.over-blog.com/0/06/82/35/gifs-diddl/gifs-boutons/ani09.gif)  Via-o crescer ao meu encontro,
(http://idata.over-blog.com/0/06/82/35/gifs-diddl/gifs-boutons/ani09.gif)  Sentia-lhe as rodas me triturando,
(http://idata.over-blog.com/0/06/82/35/gifs-diddl/gifs-boutons/ani09.gif)  Sem terminar nunca e sem nunca morrer. 
 
Quando acabava de passar, quando eu ia respirar, escutava o apito e começava tudo outra vez, eternamente.
 
(http://paszkowski.com.br/gifs/flores/flor_44.gif)Até que um dia escutei alguém chamar pelo meu nome. Fê-lo com tanto amor, que aquilo me aliviou por um segundo, pois o sofrimento logo voltou. Mais tarde, novamente, ouvi alguém chamar por mim.
 
▬  Passei a ter interregnos em que alguém me chamava:
 
(http://idata.over-blog.com/0/06/82/35/gifs-diddl/gifs-boutons/ani09.gif)  Eu conseguia respirar,
(http://idata.over-blog.com/0/06/82/35/gifs-diddl/gifs-boutons/ani09.gif)  Para agüentar aquele morrer,
(http://idata.over-blog.com/0/06/82/35/gifs-diddl/gifs-boutons/ani09.gif)  Que infelismente nunca morria,
(http://idata.over-blog.com/0/06/82/35/gifs-diddl/gifs-boutons/ani09.gif)  E não sei lhe dizer o tempo que passou.
 
Transcorreu muito tempo mesmo, até o momento em que deixei de ouvir o apito do trem, para escutar a pessoa que me chamava. 
 
(http://paszkowski.com.br/gifs/flores/flor_44.gif)Dei-me conta, então, que a morte não me matara e que alguém pedia a Deus por mim.  Lembrei-me de Deus, de minha mãe, que já havia morrido. Comecei a refletir que eu não tinha o direito de ter feito aquilo, passei a ouvir alguém dizendo:
 
"Ele não fez por mal. Ele não quis matar-se".
"Até que um dia esta força foi tão grande que me atraiu; aí eu vi você nesta janela, chamando por mim".
 
▬  Eu perguntei, quem é?
▬  Quem está pedindo a Deus por mim, com tanto carinho, com tanta misericórdia?
 
Mamãe surgiu e esclareceu-me:
 
▬  É uma alma que ora pelos desgraçados.
▬  Comovi-me, chorei muito e a partir daí passei a vir aqui, sempre que você me chamava pelo nome. (Note que eu nunca o vira, face às diferenças vibratórias.)
 
Quando adquiri a consciência total, já se haviam passado mais de catorze anos. Lembrei-me de minha família e fui à minha casa. Encontrei a esposa blasfemando, injuriando-me:
 
(http://paszkowski.com.br/gifs/flores/flor_44.gif)"Aquele desgraçado desertou, reduzindo-nos à mais terrível miséria. A minha filha é hoje uma perdida, porque não teve comida e nem paz e foi-se vender para tê-los. Meu filho é um bandido, porque teve um pai egoísta, que se matou para não enfrentar a responsabilidade.
 
Deixando-nos, ele nos reduziu a esse estado:
 
"Senti-lhe o ódio terrível. Depois, fui atraído à minha filha, num destes lugares miseráveis, onde ela estava exposta como mercadoria. Fui visitar meu filho na cadeia.
 
(http://paszkowski.com.br/gifs/flores/flor_44.gif)Divaldo, aí eu comecei a somar às "dores físicas" a dor moral, dos danos que o meu suicídio trouxe. Porque o suicida não responde só pelo gesto, pelo ato da autodestruição, mas, também, por toda uma onda de efeitos que decorrem do seu ato insensato, sendo tudo isto lançado a seu débito na lei de responsabilidades.
 
Além de você, mais ninguém orava, ninguém tinha dó de mim, só você, um estranho. Então hoje, que você está sofrendo, eu lhe venho pedir:
Em nome de todos nós, os infelizes, não sofra!
 
(http://idata.over-blog.com/0/06/82/35/gifs-diddl/gifs-boutons/ani09.gif)  Porque se você entristecer, o que será de nós, os que somos permanentemente tristes?
(http://idata.over-blog.com/0/06/82/35/gifs-diddl/gifs-boutons/ani09.gif)  Se você agora chora, que será de nós, que estamos aprendendo a sorrir com a sua alegria?
 
(http://paszkowski.com.br/gifs/flores/flor_44.gif)Você não tem o direito de sofrer, pelo menos por nós, e por amor a nós, não sofra mais. Aproximou-se, me deu um abraço, encostou a cabeça no meu ombro e chorou demoradamente. Doridamente, ele chorou.
 
Igualmente emocionado, falei-lhe:
▬  Perdoe-me, mas eu não esperava comovê-lo.
 
(http://paszkowski.com.br/gifs/flores/flor_44.gif)São lágrimas de felicidade. Pela primeira vez, eu sou feliz, porque agora eu me posso reabilitar. Estou aprendendo a consolar alguém. E a primeira pessoa a quem eu consolo é você.

Divaldo Franco.
 
Transcrito do livro "O Semeador de Estrelas"
De Suely Caldas Schubert.

 
 
Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 08 de Outubro de 2011, 04:18

(http://gifportal.ru/data/smiles/cveta-1106.gif)

Depressão é coisa muito séria, contínua e complexa. Estar triste é estar atento a si próprio, é estar desapontado com alguém, com vários ou consigo mesmo, é estar um pouco cansado de certas repetições, é descobrir-se frágil num dia qualquer, sem razão aparente - as razões têm essa mania de serem discretas.


Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 08 de Outubro de 2011, 04:19

(https://imgwpp.imagy.com.br/wp-content/uploads/2017/05/mensagens-de-fe-espirita-137.jpg?x89201)


Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 08 de Outubro de 2011, 04:25
(http://www.reinodosgifs.net/flores/16.gif)
O Suicídio e a Loucura
(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-394.gif)  A calma e a resignação hauridas da maneira de considerar a vida terrestre e da confiança no futuro dão ao espírito uma serenidade que é o melhor preservativo contra a loucura e o suicídio.
 
Com efeito, é certo que a maioria dos casos de loucura se deve à comoção produzida pelas vicissitudes que o homem não tem a coragem de suportar.
 
(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-394.gif)  Ora, se encarando as coisas deste mundo da maneira por que o Espiritismo faz que ele as considere, o homem recebe com indiferença.
 
Mesmo com alegria, os reveses e as decepções que o houveram desesperado noutras circunstâncias, evidente se torna que essa força, que o coloca acima dos acontecimentos, lhe preserva de abalos a razão, os quais, se não fora isso, a conturbariam.
 
—  O mesmo ocorre com o suicídio.
 
(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-394.gif)  Postos de lado os que se dão em estado de embriaguez e de loucura, aos quais se pode chamar de inconscientes, é incontestável que tem ele sempre por causa um descontentamento, quaisquer que sejam os motivos particulares que se lhe apontem.
 
Ora, aquele que está certo de que só é desventurado por um dia e que melhores serão os dias que hão de vir, enche-se facilmente de paciência. Só se desespera quando nenhum termo divisa para os seus sofrimentos. E que é a vida humana, com relação à eternidade, senão bem menos que um dia?
 
(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-394.gif)  Mas, para o que não crê na eternidade e julga que com a vida tudo se acaba, se os infortúnios e as aflições o acabrunham, unicamente na morte vê uma solução para as suas amarguras.
 
Nada esperando, acha muito natural, muito lógico mesmo, abreviar pelo suicídio as suas misérias.

(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-20.gif)  A incredulidade,
(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-20.gif)  As idéias materialistas,
(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-20.gif)  A simples dúvida sobre o futuro,
(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-20.gif)  Numa palavra, são os maiores incitantes ao suicídio; ocasionam a covardia moral.
 
Quando homens de ciência, apoiados na autoridade do seu saber, se esforçam por provar aos que os ouvem ou leem que estes nada têm a esperar depois da morte. Não estão de fato levando-os a deduzir que, se são desgraçados, coisa melhor não lhes resta senão se matarem?

(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-20.gif)  Que lhes poderiam dizer para desviá-los dessa conseqüência?
(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-20.gif)  Que compensação lhes podem oferecer?
(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-20.gif)  Que esperança lhes podem dar?
 
Nenhuma, a não ser o nada. Daí se deve concluir que, se o nada é o único remédio heroico, a única perspectiva, mais vale buscá-lo imediatamente e não mais tarde, para sofrer por menos tempo.
 
(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-394.gif)  A propagação das doutrinas materialistas é, pois, o veneno que inocula a idéia do suicídio na maioria dos que se suicidam, e os que se constituem apóstolos de semelhantes doutrinas assumem tremenda responsabilidade. Com o Espiritismo, tornada impossível a dúvida, muda o aspecto da vida.
 
O crente sabe que a existência se prolonga indefinidamente para lá do túmulo, mas em condições muito diversas; donde a paciência e a resignação que o afastam muito naturalmente de pensar no suicídio; donde, em suma, a coragem moral.
 
(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-394.gif)  O Espiritismo ainda produz, sob esse aspecto, outro resultado igualmente positivo e talvez mais decisivo. Apresenta-nos os próprios suicidas a informar-nos da situação desgraçada em que se encontram e a provar que ninguém viola impunemente a lei de Deus, que proíbe ao homem encurtar a sua vida.
 
Entre os suicidas, alguns há cujos sofrimentos, nem por serem temporários e não eternos, não são menos terríveis e de natureza a fazer refletir os que porventura pensam em daqui sair, antes que Deus o haja ordenado.
 
—  O espírita tem, assim, vários motivos a contrapor à ideia do suicídio:

(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-20.gif)  Que se engana, imaginando que, com o matar-se, vai mais depressa para o céu,
(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-20.gif)  Que se liberta de um mal, para incorrer num mal pior, mais longo e mais terrível,
(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-20.gif)  Que, abreviando seus dias, chega, precisamente, a resultado oposto ao que esperava,
(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-20.gif)  Que numa vida futura, em que, sabe-o ele, será tanto mais ditoso, quanto mais inditoso e resignado haja sido na Terra.
 
Que o suicídio é um obstáculo a que no outro mundo ele se reúna aos que foram objeto de suas afeições e aos quais esperava encontrar; donde a conseqüência de que o suicídio, só lhe trazendo decepções, é contrário aos seus próprios interesses.
 
(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-394.gif)  Por isso mesmo, considerável já é o número dos que têm sido, pelo Espiritismo, obstados de suicidar-se, podendo daí concluir-se que, quando todos os homens forem espiritas, deixará de haver suicídios conscientes.
 
Comparando-se, então, os resultados que as doutrinas materialistas produzem com os que decorrem da Doutrina Espírita, somente do ponto de vista do suicídio, forçoso será reconhecer que:
 
(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-394.gif)  Enquanto a lógica das primeiras a ele conduz, a da outra o evita, fato que a experiência confirma.

Retirado do Evangelho segundo o Espiritismo.
Allan Kardec.



Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 08 de Outubro de 2011, 04:27


(http://gifportal.ru/data/smiles/cveta-1098.gif)

Depressão pós-nada: Nada te aconteceu,
mas você fica deprimido mesmo assim.



Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 08 de Outubro de 2011, 04:32


(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/04/100.gif)


Suicídio, será mesmo o fim?

Quando cursava a Faculdade de Psicologia, resolvi trabalhar como plantonista no CVV (Centro de Valorização da Vida)

(http://s446.photobucket.com/albums/qq185/maygraphikz/may/gifsflores/violeta.gif)  Uma instituição filantrópica, que na ocasião eu ajudava por telefone ou pessoalmente às pessoas que se sentiam solitárias, desesperadas ou angustiadas e pensavam em se suicidar (muitos, infelizmente, se suicidavam mesmo).

A solidão, sem dúvida alguma, era o principal motivo que levava homens e mulheres a praticarem o suicídio.

(http://s446.photobucket.com/albums/qq185/maygraphikz/may/gifsflores/violeta.gif)  Esse trabalho me deu uma boa base para entender melhor a prática do suicídio, pois constatei que haviam duas formas de suicídio:

(http://www.prof2000.pt/users/secjeste/utilnet/Bullets/bullet89.gif)  A direta,
(http://www.prof2000.pt/users/secjeste/utilnet/Bullets/bullet89.gif)  E a indireta.

Obviamente, em se tratando do ser humano, há que se levar em conta que somos um fenômeno muito singular, único; sendo assim, cada um reage de forma muito particular diante das adversidades, vicissitudes da vida.

(http://s446.photobucket.com/albums/qq185/maygraphikz/may/gifsflores/violeta.gif)  Portanto, não existe uma regra, uma fórmula para se entender o comportamento do ser humano, sobretudo, o que o leva a se autodestruir.

▬  Desta forma, a desistência de viver pode se dar de forma direta, explícita:

(http://www.prof2000.pt/users/secjeste/utilnet/Bullets/bullet89.gif)  Envenenar-se,
(http://www.prof2000.pt/users/secjeste/utilnet/Bullets/bullet89.gif)  Cortar o pulso,
(http://www.prof2000.pt/users/secjeste/utilnet/Bullets/bullet89.gif)  Como dar um tiro na cabeça,
(http://www.prof2000.pt/users/secjeste/utilnet/Bullets/bullet89.gif)  Tomar um coquetel de remédios letais,
(http://www.prof2000.pt/users/secjeste/utilnet/Bullets/bullet89.gif)  Ligar o fogão de gás num ambiente fechado, etc.

É o suicídio clássico.

(http://s446.photobucket.com/albums/qq185/maygraphikz/may/gifsflores/violeta.gif)  Mas existem aqueles que são mais sutis, que chamamos de suicídio indireto.

▬  Nesses casos, somos suicidas quando:
 
(http://www.prof2000.pt/users/secjeste/utilnet/Bullets/bullet89.gif)  Bebemos em excesso,
(http://www.prof2000.pt/users/secjeste/utilnet/Bullets/bullet89.gif)  Fumamos em excesso,
(http://www.prof2000.pt/users/secjeste/utilnet/Bullets/bullet89.gif)  Comemos em excesso,
(http://www.prof2000.pt/users/secjeste/utilnet/Bullets/bullet89.gif)  Dirigimos embriagados,
(http://www.prof2000.pt/users/secjeste/utilnet/Bullets/bullet89.gif)  Entramos numa depressão profunda,
(http://www.prof2000.pt/users/secjeste/utilnet/Bullets/bullet89.gif)  Fazemos uma dieta alimentar rígida (anorexia),
(http://www.prof2000.pt/users/secjeste/utilnet/Bullets/bullet89.gif)  Praticamos o sexo livre sem o uso de preservativos,
(http://www.prof2000.pt/users/secjeste/utilnet/Bullets/bullet89.gif)  Reagimos a um assalto (usamos outrem para nos matar), etc.

Sendo assim, somos suicidas também quando negligenciamos, tratamos mal o nosso corpo ou de alguma forma desistimos de viver.

(http://s446.photobucket.com/albums/qq185/maygraphikz/may/gifsflores/violeta.gif)  Do ponto de vista espiritual, cármico, o suicídio é muito sério, pois ao atentar contra a própria vida, ao abreviarmos a nossa estadia nesse planeta, indo embora antes do tempo, estamos transgredindo às leis divinas, espirituais.

É o que observo com freqüência nos relatos de meus pacientes que passam pela TRE (Terapia Regressiva Evolutiva)

(http://s446.photobucket.com/albums/qq185/maygraphikz/may/gifsflores/violeta.gif)  A Terapia do Mentor Espiritual, abordagem psicológica e espiritual breve, canalizada por mim pelos Espíritos Superiores do Astral, em suas sessões de regressão.

▬  É que após cometerem suicídio numa vida passada, seus espíritos deixam seus corpos físicos e sentem:

(http://www.prof2000.pt/users/secjeste/utilnet/Bullets/bullet89.gif)  A dor do tiro,
(http://www.prof2000.pt/users/secjeste/utilnet/Bullets/bullet89.gif)  A dor do veneno,
(http://www.prof2000.pt/users/secjeste/utilnet/Bullets/bullet89.gif)  A dor da queda no abismo,
(http://www.prof2000.pt/users/secjeste/utilnet/Bullets/bullet89.gif)  E geralmente vão para um lugar escuro do astral inferior (umbral).

▬  Muitos por terem mutilado seus corpos astrais com o suicídio, na encarnação seguinte, vêm com defeitos físicos e mentais, ou seja:

(http://www.prof2000.pt/users/secjeste/utilnet/Bullets/bullet89.gif)  Quem deu um tiro na cabeça pode vir com problemas mentais,
(http://www.prof2000.pt/users/secjeste/utilnet/Bullets/bullet89.gif)  Quem se jogou do precipício vem com defeitos físicos, aleijados,
(http://www.prof2000.pt/users/secjeste/utilnet/Bullets/bullet89.gif)  Quem tomou veneno vem com problemas na boca ou no aparelho digestivo, etc.

Há ainda aqueles que contraem uma doença auto-imune, que é o caso, por exemplo, do Lúpus (causa desconhecida pela medicina) também chamada de doença de auto-agressão, onde os anticorpos, que são uma defesa natural do organismo.

▬  Ao invés de combaterem os microorganismos (bactérias, vírus e outros agentes) se viram contra o próprio organismo, agredindo:

(http://www.prof2000.pt/users/secjeste/utilnet/Bullets/bullet89.gif)  Os rins, 
(http://www.prof2000.pt/users/secjeste/utilnet/Bullets/bullet89.gif)  O fígado, 
(http://www.prof2000.pt/users/secjeste/utilnet/Bullets/bullet89.gif)  O pulmão,
(http://www.prof2000.pt/users/secjeste/utilnet/Bullets/bullet89.gif)  O cérebro,
(http://www.prof2000.pt/users/secjeste/utilnet/Bullets/bullet89.gif)  O coração,
(http://www.prof2000.pt/users/secjeste/utilnet/Bullets/bullet89.gif)  As articulações,
(http://www.prof2000.pt/users/secjeste/utilnet/Bullets/bullet89.gif)  Os tecidos da pele.

Portanto, esse desequilíbrio do sistema imunológico, essa auto-agressão, é uma forma indireta, sutil de suicídio.

▬  O suicida, ao matar seu corpo físico, tem por objetivo:

(http://www.prof2000.pt/users/secjeste/utilnet/Bullets/bullet89.gif)  Parar de sentir,
(http://www.prof2000.pt/users/secjeste/utilnet/Bullets/bullet89.gif)  Parar de pensar,
(http://www.prof2000.pt/users/secjeste/utilnet/Bullets/bullet89.gif)  Enfim, parar de sofrer.

▬  Mas isso não ocorre, porque a morte não existe, pois, como seres espirituais em evolução:

(http://www.prof2000.pt/users/secjeste/utilnet/Bullets/bullet89.gif)  Somos imortais,
(http://www.prof2000.pt/users/secjeste/utilnet/Bullets/bullet89.gif)  Somos perenes,
(http://www.prof2000.pt/users/secjeste/utilnet/Bullets/bullet89.gif)  Somos indestrutíveis.

Ao sair de seu corpo físico, o espírito continuará atormentado e, o pior, irá agravar a sua situação pela culpa que sente por ter tirado a sua própria vida, bem como ficará à mercê de seus obsessores espirituais (desafetos de seu passado).

(http://s446.photobucket.com/albums/qq185/maygraphikz/may/gifsflores/violeta.gif)  A visão da ciência materialista de que "a vida começa com o nascimento e termina com a morte" tende a reforçar a crença de muitos de que "morreu, acabou tudo". Obviamente, quem pensa assim, acredita que para resolver seu sofrimento, suas dores, a saída é a morte.

Mas muitos pacientes que pensavam dessa forma, após terem passado por fortes experiências espirituais pela TRE, e conversado com o seu mentor espiritual , ser desencarnado, responsável diretamente pela nossa evolução espiritual.

(http://s446.photobucket.com/albums/qq185/maygraphikz/may/gifsflores/violeta.gif)  Recebendo suas sábias orientações acerca da causa de seus problemas e sua resolução, mudaram radicalmente sua visão sobre a vida e a morte, e saíram dessa terapia com a firme convicção de que a morte não existe e, portanto, o suicídio não é a solução.

Vamos continuar esse artigo com o Caso Clinico a seguir:
 



Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 08 de Outubro de 2011, 04:34


(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/07/024.gif)


Pensamentos suicidas



Homem de 38 anos, solteiro veio ao meu consultório dizendo:

(http://www.iemoticons.com.br/emoticons/flores/7865.gif)  "Dr. Osvaldo, vim te procurar pois não agüento mais essa angústia: desde que me entendo por gente, tenho pensamentos suicidas.

Lembro-me que quando a minha família viajava de férias, eu pensava:
▬  Bem que o carro podia capotar e eu morrer'.

Se íamos para a praia, pensava também:
▬  Por que o mar não me leva embora?

(http://www.iemoticons.com.br/emoticons/flores/7865.gif)  Minha mãe me disse que demorei para nascer, pois me enrolei no cordão umbilical e quase morri. Sempre fui uma criança que me feria muito, hoje sei que me feria de propósito. Cheguei à essa conclusão, somente agora com 38 anos.

Estou noivo há 5 anos, mas tenho muito medo de ser pai, e isso está me causando problemas, pois, parece que não gosto de crianças:

(http://www.clipart-fr.com/en/data/gif/bullets-1/animated_gif_bullets_068.gif)  Elas têm medo,
(http://www.clipart-fr.com/en/data/gif/bullets-1/animated_gif_bullets_068.gif)  Elas fogem de mim,
(http://www.clipart-fr.com/en/data/gif/bullets-1/animated_gif_bullets_068.gif)  Elas choram quando vou tocá-las.

Minha noiva quer ter filhos, mas sempre que tocamos no assunto, acabamos brigando, por isso, quero entender também o porquê desse medo e tentar mudar essa situação".

Após passar por duas sessões de regressão, na 3ª e última sessão, o paciente me relatou:

(http://www.iemoticons.com.br/emoticons/flores/7865.gif)  "Dr. Osvaldo, me vejo num vale, muito escuro, cheio de pessoas, como se fosse um mangue cheio de lama... É horrível esse lugar, ouço gente gritando, chorando, atolada nessa lama... É um lugar escuro, fétido e de muito sofrimento! (paciente estava descrevendo o vale dos suicidas, o umbral)".

▬  Volte para antes dessa cena para que você possa entender como foi parar nesse lugar? (Peço ao paciente).

(http://www.iemoticons.com.br/emoticons/flores/7865.gif)  "Vejo uma casa grande... uma mulher está bordando na varanda. Entro na casa e vejo uma criança de 7 anos, bem pequena para sua idade. Ela estava trancada num quarto escuro, parecia temer algo. Vejo também um homem entrando nessa casa, veste uma roupa branca, usa botas e chapéu e tem um chicote nas mãos.

Grita muito com os empregados da casa, todos o temem... Esse homem sou eu, numa vida passada, o menino é meu filho, e a mulher na varanda, minha esposa.

(http://www.iemoticons.com.br/emoticons/flores/7865.gif)  Sou uma pessoa muito ruim, cruel, meu filho é uma criança muito quieta e delicada, e penso que ele é igual à mãe dele, que é muito doente, pois ele não quer fazer nada, só quer ficar perto dela.

Ela, a minha esposa, no momento do parto, quase morreu, demorou muito para voltar a si e quando isso aconteceu, não voltou mais como era antes. Teve um derrame, mas, naquela época, eu achava que ela tinha se tornado uma doente mental.

(http://www.iemoticons.com.br/emoticons/flores/7865.gif)  Eu culpava aquele menino, que tinha tirado a minha esposa, pois ela era tão feliz, linda, cheia de vida, saudável, e agora estava ali parada, feito uma planta.

Por isso, eu:

(http://www.clipart-fr.com/en/data/gif/bullets-1/animated_gif_bullets_068.gif)  Batia,
(http://www.clipart-fr.com/en/data/gif/bullets-1/animated_gif_bullets_068.gif)  Espancava,
(http://www.clipart-fr.com/en/data/gif/bullets-1/animated_gif_bullets_068.gif)  Empurrava-o,
(http://www.clipart-fr.com/en/data/gif/bullets-1/animated_gif_bullets_068.gif)  Deixava-o sem comer,
(http://www.clipart-fr.com/en/data/gif/bullets-1/animated_gif_bullets_068.gif)  Machucava muito aquele menino.

▬  Meus Deus, como pude fazer isso?! (paciente fala chorando).

(http://www.iemoticons.com.br/emoticons/flores/7865.gif)  Aquele menino não fazia nada, nem mesmo chorava, ficava me olhando, não entendia o que eu fazia com ele. Quando acabava as sessões de tortura, a empregada aparecia, pegava-o e o levava para o quarto onde cuidava de seus ferimentos.




Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 08 de Outubro de 2011, 04:37





(http://www.iemoticons.com.br/emoticons/flores/7865.gif)  Estou presenciando a cena... Ele pede à essa mulher para ajudá-lo a morrer, pois não agüentava mais ser destratado por mim... ele chora bem baixinho.

Aquela criança nutriu por mim um ódio mortal. Quando ele completou 9 anos - Ernesto era seu nome -, foi em nosso quarto, beijou a mãe, disse chorando, bem baixinho no ombro dela, que a amava muito, mas eu gritei com ele, mandando-o sair daquele quarto; eu o peguei pelo colarinho e o chutei para fora.

Ele me olhou e disse:
▬  O senhor nunca vai se livrar de mim! Foi a última vez que o vi, pois naquela mesma noite, ele se jogou de um penhasco.

(http://www.iemoticons.com.br/emoticons/flores/7865.gif)  Foi um choque para mim, fiquei horrorizado, mas feliz por aquele estorvo não mais participar de nossas vidas. Meses depois, Rosa faleceu, sua mãe e minha esposa.

Dr. Osvaldo, acabei enlouquecendo, me suicidei, pois o menino aparecia constantemente para mim nessa vida passada, em espírito. (pausa).

(http://www.iemoticons.com.br/emoticons/flores/7865.gif)  Vejo agora, aqui no consultório, uma luz azul bem clarinha... parece ser uma mulher... Meu Deus, é a Rosa, minha esposa daquela vida!

▬  Pergunte se é ela mesma?  (Peço ao paciente).

(http://www.iemoticons.com.br/emoticons/flores/7865.gif)  Ela diz que sim, diz também que é a minha mentora espiritual, e fala que depois dessa vida, encarnei mais três vezes e, em todas, o Ernesto, nosso filho, me obsediou e me induziu também ao suicídio. Esses pensamentos suicidas que tenho hoje, na verdade, não são meus, são deles.

Ele também está aqui no consultório... Fala que eu nunca vou me livrar dele... Ele sente ainda um ódio muito grande por mim".

▬  Pergunte à sua mentora espiritual o que devemos fazer em relação ao Ernesto? (Peço ao paciente).

(http://www.iemoticons.com.br/emoticons/flores/7865.gif)  "Ela me diz que trouxe o Ernesto aqui no consultório para que possamos nos perdoar, e está me perguntando se eu aceito. Digo que sim, é claro, meu Deus, como posso ter sido tão ruim com o meu próprio filho, que era o meu único filho nessa vida passada?"

Paciente se ajoelha na sala do consultório e suplica:
▬  Perdão, meu filho, pela minha ignorância, me perdoa; por favor, me dê uma chance para que eu possa te amar, venha, meu filho, do jeito que quiser, venha que eu vou tentar reverter todo o sofrimento que te fiz passar. Eu vou ser o melhor pai, meu filho!

(http://www.iemoticons.com.br/emoticons/flores/7865.gif)  Paciente chora copiosamente e quando se acalmou me disse que Ernesto, seu filho, agora não estava mais com aquela energia ruim, disse que ele também chorou muito, pedindo perdão.

Dr. Osvaldo, minha mentora pede para que eu me acalme, diz que o perdão, por ter sido mútuo, ambos, pai e filho, vão ter uma nova oportunidade para que possam melhorar como seres humanos.

Eu lhe digo que aceito prontamente pois quero aquele menino pra mim e, desta vez, vou ser o melhor pai do mundo, vou amá-lo com todas as minhas forças...

(http://www.iemoticons.com.br/emoticons/flores/7865.gif)  Dr. Osvaldo, ele está vindo aqui me abraçar, meu Deus, que maravilhoso! (fala chorando)

Mas me diz que não pode vir agora, isto é, reencarnar novamente como meu filho, pois terá que ir a outro lugar para se tratar e, assim que puder, em breve, aí sim, virá como meu filho. Ele me abraça de novo, pede perdão, me beija e segue em direção à mãe, abrindo os braços, como uma criança faz... Agora, estão indo embora em direção a uma luz".

(http://www.iemoticons.com.br/emoticons/flores/7865.gif)  No final dessa sessão, o paciente me disse que já tinha sonhado algumas vezes com um menino, que tinha um olhar de ódio, sempre perseguindo-o. Agora veio a entender esses sonhos: era seu filho, dessa vida passada, obsediando-o".

Após o término do tratamento, dois anos depois, ele me mandou um e-mail dizendo:

(http://www.iemoticons.com.br/emoticons/flores/7865.gif)  Dr. Osvaldo e equipe, gostaria muito de poder dividir essa alegria com vocês que fizeram parte de minha felicidade, pois sei que nessa terapia, a TRE - A Terapia do Mentor Espiritual, conforme o Sr. havia me esclarecido, infelizmente, alguns não conseguem êxito, mas hoje sei os motivos pelos quais um paciente não consegue entrar em contato com seu mentor espiritual.

E entendo sua frustração com isso, pois compreendi que esse trabalho é acima de tudo um ato de fé, de humildade e amor, e, se o paciente não as tiver, não se consegue nada, pois quero lhe lembrar que há 2 anos atrás eu fiz esse tratamento com o Sr. e não consegui absolutamente nada, saí super chateado, frustrado dessa terapia, só pensava no dinheiro que tinha gastado, briguei até com minha noiva na época, pois foi ela que havia me indicado o Sr.

(http://www.iemoticons.com.br/emoticons/flores/7865.gif)  Desta vez, graças a Deus, tive êxito, mas supliquei ao Universo que me ajudasse, pois não agüentava mais aquele sofrimento e humildemente me entreguei como um filho se entrega para uma mãe.

E acredito que o meu caso, o meu depoimento, possa ajudar a muita gente e espero de todo o meu coração que o senhor continue contribuindo para ajudar às pessoas necessitadas; espero também que possamos ter outros profissionais espalhados pelo mundo aplicando essa terapia que o Sr. desenvolveu, para poderem ajudar o maior número possível de pessoas.

(http://www.iemoticons.com.br/emoticons/flores/7865.gif)  Escrevi esse e-mail para lhe dizer que o meu herdeiro nasceu. Na ocasião, ao sair de seu consultório, voltei para a minha cidade, em Manaus, falei para minha noiva que queria marcar nosso casamento, ela ficou um pouco assustada e tocou novamente no assunto de filhos, mas, desta vez, eu lhe disse - para surpresa dela - que iria ser o melhor pai para nossos filhos, que ela iria ser muito feliz.

Casamos e exatamente 1 ano e 4 meses depois, nasceu o Ernesto, com 3 quilos e 59 cm, um lindo garoto, saudável, e ele só quer dormir comigo.

(http://www.iemoticons.com.br/emoticons/flores/7865.gif)  Sou muito grato a Deus, à minha mentora espiritual e ao senhor. Muito obrigado!

Fiquem com Deus,
Amadeu.

Osvaldo Shimoda é colaborador do Site, terapeuta, criador da Terapia Regressiva Evolutiva (TRE), a Terapia do Mentor Espiritual - Abordagem psicológica e espiritual breve canalizada por ele através dos Espíritos Superiores do Astral. Ministra palestras e cursos de formação de terapeutas nessa abordagem.

Nota: no texto não há o endereço do site do Dr. Osvaldo Shimoda, nem o autor deste artigo e muito menos quem o postou.




Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 08 de Outubro de 2011, 04:39

(http://gifportal.ru/data/smiles/cveta-1096.gif)

Depressão nada mais é que
um ciclo vicioso pessimista.
Quanto mais se pensa, mais se enfraquece;
quanto menos se age, mais se afoga.

Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 08 de Outubro de 2011, 04:41

 
(http://gifportal.ru/data/smiles/cveta-1095.gif)

Sexo, Idade: F, 27
Cor: (descendente de orientais)
Meio: projétil de arma de fogo
Forma de mensagem: carta manuscrita a tinta azul
 
"A quem possa interessar:
 
Grande parte do que possuía foi vendida ou doada. O que resta, é minha vontade que seja entregue ao meu amigo João; o qual poderá dar a meus pertences o destino que lhe aprouver. Nada deverá ser entregue a qualquer parente meu.
 
Quanto aos meus restos mortais, suplico encarecidamente; não o torturem com choros, rezas ou velas. É apenas a minha matéria e imploro que a deixem degradando-se em paz. A putrefação não é degradante.
 
Se a humanidade permitisse que a natureza tomasse o seu curso, seria o renascimento da matéria.
 
Eu renasceria no vento que passa a murmurar, nas folhas que farfalham, no solo que abriga e alimenta milhares de seres vivos, na água que corre para o mar, nas chuvas que regam os campos, no orvalho que cintila ao luar, nas grandes árvores que abrigam ninhos de passarinhos e que vergam a passagem dos ventos fortes, nos pequenos arbustos que escondem a caça do caçador...
 
Céus! Eu me vingaria se apenas uma de minhas partículas participasse do desabrochar de uma flor ou do canto de um pássaro. Romântico?
 
Não! Foi o mundo, minha família, meu educador mas principalmente... foi o seio que aconchegou a criança que vinha lhe contar as suas tristezas, máguas, alegrias, pensamentos, e seus desejos íntimos... suas esperanças.
 
A criança crescida quer voltar para lhe contar seus sofrimentos, desilusões, a morte de suas esperanças... para encontrar novamente o aconchego onde poderá descansar sua cabeça cansada e abatida e onde poderá, enfim, chorar as suas lágrimas que não encontram onde chorar.
 
Volto derrotada porque não fui capaz de viver, trabalhar e estudar não foram suficientes para mim. E foi tudo o que me restou. Prefiro morrer do que viver com a morte dentro de mim.
 
Perdoem-me ..., ..., ..., "

 
(http://3.bp.blogspot.com/-QZAJ35WxtXg/TbWxtnzqTBI/AAAAAAAAHuw/-exMochwFz4/s640/Blog_pr_ab.gif)




Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 08 de Outubro de 2011, 04:44

(http://gifportal.ru/data/smiles/cveta-1051.gif)

A pior depressão é aquela que criamos.
É, por exemplo, reclamar da falta de um
abraço depois de se trancar sozinho em casa.




Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 08 de Outubro de 2011, 04:46

(http://gifportal.ru/data/smiles/cveta-1100.gif)

Suicida, um solitário
(http://s446.photobucket.com/albums/qq185/maygraphikz/may/gifsflores/florzinha-amare.gif)  Falar sobre os suicidas nos dá o ensejo de pensarmos no trabalho de renovação espiritual que está ao alcance e na obrigação de todos nós.

▬  Acredito que todos devemos ajudar ao próximo, principalmente quando vemos nosso irmão se aproximar de uma situação:

(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-131.gif)  Desigual,
(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-131.gif)  Desgastante,
(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-131.gif)  E potencialmente suicida.

É nossa obrigação! Embora não devamos ser inconvenientes, nem por isso devemos deixar de falar todas as vezes que vejamos a dor do próximo.

(http://s446.photobucket.com/albums/qq185/maygraphikz/may/gifsflores/florzinha-amare.gif)  O suicida é, antes de tudo, um solitário.

Descobrir um meio de chegarmos à criatura solitária pode ser um útil e benévolo exercício de caridade em favor do próximo.

(http://s446.photobucket.com/albums/qq185/maygraphikz/may/gifsflores/florzinha-amare.gif)  Utilizemos os recursos ao alcance de nossas mãos para auxiliar o suicida ou ao potencialmente suicida, pois isto será uma boa atitude e, certamente, nossos guias espirituais nos ajudarão.

▬  Quanto ao suicídio propriamente dito, lutemos contra todas as formas de:

(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-131.gif)  Fuga,
(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-131.gif)  Depressão, 
(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-131.gif)  E falta de fé.

▬  A seguir, entrevista com o palestrante espírita Alivo Pamphiro, publicada em 2002.



Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 08 de Outubro de 2011, 04:48


Entrevista
Altivo Pamphiro

(http://copaguri.verao.zip.net/images/marquee_p.gif)O suicida deve ser considerado como um corajoso ou um covarde? Por quê?

(http://cantinhodalivinha.zip.net/images/marquee_r.gif) ▬ Altivo Pamphiro: Todos os espíritos de bem informam que o suicida é, antes de tudo, um egoísta, que pensa somente em suas dores, ignorando as dores que irá causar em seus entes queridos. Não se pode generalizar e chamá-los de corajosos ou covardes, porque, na realidade, antes de tudo, eles estão preocupados com suas próprias idéias.

Há, entretanto, os casos de loucura, nos quais o suicida, em um estado de demência, não pode avaliar o crime que está cometendo. É atribuído ao espírito Emmanuel a informação de que Getúlio Vargas, ex-presidente do Brasil, ao se matar, não foi considerado como um suicida, uma vez que evitou uma guerra civil com sua morte. Desse modo, vemos que a Lei de Deus prevê considerações que nem sempre estão ao nosso alcance.

(http://copaguri.verao.zip.net/images/marquee_p.gif)Quais os fatores espirituais que podem levar uma pessoa a desejar não mais viver?

(http://cantinhodalivinha.zip.net/images/marquee_r.gif) ▬ Altivo Pamphiro: Principalmente a sociedade. O espírito, quando não tem mais motivo para lutar, pode se desesperar e entrar em uma depressão que o leva a pensar no suicídio. Há cerca de dez anos, na Suécia, houve uma pesquisa entre médicos e paramédicos sobre se algum deles teve o desejo de se suicidar algum dia.

A informação, impressionante aliás, foi de que todos os médicos e paramédicos que habitualmente se dirigiam para os países pobres, oferecendo seus serviços durante as férias, jamais pensavam em suicídio. Vê-se que o trabalho é realmente um grande antídoto para a atitude suicida.

(http://copaguri.verao.zip.net/images/marquee_p.gif)Para onde vão realmente os espíritos dos suicidas? Há alguma regra geral para quem comete este ato ou os motivos que o levaram a cometê-lo podem amenizar essa pena, se assim podemos chamar?

(http://cantinhodalivinha.zip.net/images/marquee_r.gif) ▬ Altivo Pamphiro: A médium Yvonne Pereira, em seu portentoso livro "Memórias de um Suicida", fala do “Vale dos Suicidas”. Entretanto, temos notícia de outros suicidas que não foram para o referido vale porque não constituíam um perigo para os encarnados. Segundo a médium, vão para o “Vale dos Suicidas” aqueles espíritos capazes de influenciar os encarnados. Eles, então, são segregados para não terem como influir nos homens.

(http://copaguri.verao.zip.net/images/marquee_p.gif)Em média, quanto tempo o espírito de um suicida fica vagando pelas regiões umbralinas?

(http://cantinhodalivinha.zip.net/images/marquee_r.gif) ▬ Altivo Pamphiro: Não há previsão para esse tempo. Dizem os espíritos condutores que o espírito fica vagando enquanto não consegue harmonizar sua mente e entender o apoio que está sendo dado a ele. Portanto, isso varia de espírito para espírito.

(http://copaguri.verao.zip.net/images/marquee_p.gif)  Será que todos nós, em alguns instantes, não somos suicidas, se assim podemos definir tal nomenclatura, quando estamos em algum estado “negativo”, como chateados, deprimidos, aflitos, inseguros, envergonhados, irados etc., e agimos contra a lei?

(http://cantinhodalivinha.zip.net/images/marquee_r.gif) ▬ Altivo Pamphiro: Digamos que o suicida é aquele que, além de não conseguir superar esses estados mórbidos, procura fugir das realidades do mundo em que vive. Podemos também, como você está falando, ser considerados como suicidas potenciais todas as vezes que entramos nesse estado de morbidez psíquica. De alguma forma, somos suicidas quando desgastamos desnecessariamente o corpo ou desistimos de viver.

(http://copaguri.verao.zip.net/images/marquee_p.gif)Quando algumas seitas fanáticas levam seus seguidores a suicídios coletivos, quem possuirá maior dosagem de culpa? Se alguém for obrigado a se matar, como ter que se jogar de um lugar, por exemplo, ele é culpado?

(http://cantinhodalivinha.zip.net/images/marquee_r.gif) ▬ Altivo Pamphiro: Quando os seguidores de uma seita se suicidam, eles não têm culpa pelo ato, mas sim por terem se deixado envolver pelas ordens absurdas que lhes foram dadas. A culpa do suicídio propriamente dito caberá aos seus diretores, que os induziram. Quanto aos que são obrigados a se matar, estes não se suicidam, são assassinados.

(http://copaguri.verao.zip.net/images/marquee_p.gif)Mas ao afirmar que seguidores de determinadas religiões ou seitas, quando se suicidam, não têm culpa, não se está tirando deles o livre-arbítrio em detrimento da fé cega?

(http://cantinhodalivinha.zip.net/images/marquee_r.gif) ▬ Altivo Pamphiro: Quando pessoas abdicam de pensar e se deixam conduzir pela determinação de outros, eles realmente estão errados, mas devemos levar em conta aqueles que não são capazes de discernir. Nesse caso, o livre-arbítrio deles está realmente prejudicado.




Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 08 de Outubro de 2011, 04:50

(http://c7.quickcachr.fotos.sapo.pt/i/de404788e/5611327_yLiES.gif)   Radionovela "Memórias de um Suicida" postado em Audiovisuais. Link: http://www.forumespirita.net/fe/audiovisuais/radio-novela-'memorias-de-um-suicida'/#.UdmqeNK-nfw  (http://c7.quickcachr.fotos.sapo.pt/i/de404788e/5611327_yLiES.gif)   Ninguém morre, porque somos eternos.


(http://copaguri.verao.zip.net/images/marquee_p.gif)Grandes personagens bíblicos possuiam tanto amor pelo povo que colocaram sua própria vida à disposição em troca da libertação dos outros. Esse sentimento “suicida” é antes uma virtude e não um erro, certo? Como disse Martin Luther King, “aquele que não possui uma causa pela qual se disponha a morrer por ela, este não merece a vida que possui”. Qual a sua opinião sobre esse tipo de “intenção suicida”?

(http://cantinhodalivinha.zip.net/images/marquee_r.gif) ▬ Altivo Pamphiro: Nenhum desses grandes líderes, na verdade, tinha essa “intenção suicida”. Eles tinham a coragem da fé, que poderia chegar até o fato de saberem que correriam risco de vida todas as vezes que falassem suas verdades. Os líderes religiosos enfrentam principalmente a desordem moral e aqueles que se comprazem nela.

Luther King enfrentou toda uma classe social em defesa dos negros. Estes homens, poderosos em si mesmos, sabiam que agrediriam ao status-quo vigente e, com toda certeza, a sociedade agredida responderia com sua linguagem de violência. Tenho certeza de que estes homens, ao enfrentarem esta sociedade, sabiam que a resposta que elas dariam seria a violência. Por isso digo que, na verdade, eles tinham a coragem da fé.

(http://copaguri.verao.zip.net/images/marquee_p.gif)Se uma pessoa bebe e é atropelada ou bate o carro, ela cometeu um suicidio? Quanto ao suicídio lento por desgaste desnecessário do próprio corpo, há diferenças entre os que o fazem com álcool, drogas, fumo, comidas excessivamente gordurosas ou mesmo com um simples refrigerante?

(http://cantinhodalivinha.zip.net/images/marquee_r.gif) ▬ Altivo Pamphiro: O fato das pessoas ignorarem que o álcool e o tabaco podem levar à morte não as eximem do sofrimento oriundo desses agentes químicos. O suicídio, nesse caso, seria indireto, mas nem por isso deixa de ser um desgaste desnecessário e inoportuno, que cedo ou tarde causará um sofrimento para os que abusarem assim de seu corpo.

Tudo na vida depende da intenção. Se você também usa o excesso de gordura pensando que isso não lhe fará mal, você estará menos comprometido, mas nem por isso deixará de sofrer os efeitos de seus atos. Quanto ao que sofre um desastre e morre em conseqüência da bebida ou do tóxico, ele sofrerá por ver que cortou o fio de sua vida antes da hora. Não será um suicida clássico, mas sim um suicida indireto, que certamente terá de dar contas deste seu ato.

(http://copaguri.verao.zip.net/images/marquee_p.gif)E no caso de pessoas que participam de esportes perigosos e acabam por desencarnar, como foi o caso de Ayrton Senna, seria suicídio? Que culpa tem quem participa de esportes como alpinismo, paraquedismo, automobilismo etc.?

(http://cantinhodalivinha.zip.net/images/marquee_r.gif) ▬ Altivo Pamphiro: Os espíritos que têm conhecimento das limitações a que estão sujeitos e, mesmo assim, obrigam seu corpo a participar dessas atividades são chamados de suicidas em potencial. Quando ocorre a desencarnação de um deles, o espírito será punido pelo fato de conscientemente agir contra a segurança de seu corpo.

(http://copaguri.verao.zip.net/images/marquee_p.gif)Que tipo de culpa teria alguém que se matasse por não ter seu amor correspondido? E aquela que não lhe correspondia?

(http://cantinhodalivinha.zip.net/images/marquee_r.gif) ▬ Altivo Pamphiro: Quem se mata por amor, segundo a médium Yvonne Pereira, tem em seu benefício o sentimento com que agiu. Não foi uma fuga propriamente dita, mas sim uma falta de resistência moral. A pessoa que não correspondeu ao amor nada tem a ver com a morte do outro se não estimulou um amor que jamais seria correspondido.

(http://copaguri.verao.zip.net/images/marquee_p.gif)Diante dos problemas de nossa sociedade contemporânea, o que dizer especificamente a respeito de suicídio para os jovens usuários de drogas?

(http://cantinhodalivinha.zip.net/images/marquee_r.gif) ▬ Altivo Pamphiro: Estes antecipam suas partidas para o mundo dos espíritos e as informações que se recebe acerca do estado deles são as mais tristes possíveis. Na verdade, são suicidas.

(http://copaguri.verao.zip.net/images/marquee_p.gif)Hoje em dia, ter relações sexuais sem o uso de preservativos pode ser considerado como atitude potencialmente suicida?

(http://cantinhodalivinha.zip.net/images/marquee_r.gif) ▬ Altivo Pamphiro: Pode sim, caso se busque um parceiro ou parceira e você veja nele apenas o prazer, sem se dar conta dos prejuízos que podem acarretar tal relação.

(http://copaguri.verao.zip.net/images/marquee_p.gif)Pode se fazer alguma coisa para auxiliar os suicidas ou a eles não se pode ajudar de forma alguma? Haverá alguma esperança para os espíritos suicidas e seus familiares?

(http://cantinhodalivinha.zip.net/images/marquee_r.gif) ▬ Altivo Pamphiro: Sabemos que a prece é de grande auxílio para os suicidas, pois quando oramos por alguém, usamos nossa boa vontade, nosso sentimento de compreensão para com o próximo.

Todas as vezes que pensarmos com tranqüilidade em favor de uma pessoa, estaremos sugerindo que alguém pensa nela com carinho, com estímulo e boa vontade. Outra forma de auxiliar é vibrar para que ela se encontre, sugerindo pensamentos de estímulo e de paz.

Entrevista realizada pelo canal IRC-Espiritismo e publicada na Revista Cristã de Espiritismo, ed.14.




Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 08 de Outubro de 2011, 04:54

(https://encrypted-tbn0.gstatic.com/images?q=tbn:ANd9GcQxnBN-1wAagS4F_z9YMlCEAX5BPkRWhDFXlAFKD1DE2wPCFz2D)
Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 08 de Outubro de 2011, 04:56


(https://i.pinimg.com/736x/95/9e/e7/959ee7c62536e3b43424b3db40977a19.jpg)


Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 08 de Outubro de 2011, 04:59

(https://i0.wp.com/www.mensagensdeamorcomimagens.com.br/wp-content/uploads/2017/06/boa-noite-2.jpg?resize=400%2C300)


Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 08 de Outubro de 2011, 05:02


(http://egasmoniz.blogs.sapo.pt/arquivo/amooovccc.gif)


Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 08 de Outubro de 2011, 05:07

(http://gifportal.ru/data/smiles/cveta-1064.gif)

O Suicídio não Resolve nada
(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-551.gif)  Os jornais anuciam a dolorida notícia de que mais de mil criaturas por dia, em todo o mundo, praticaram o crime do suicído. Sem dúvida, trata-se de uma trágica estatística.
 
Criaturas atravessando as densas sombras da morte através de uma violência contra o próprio organismo físico. E tudo isso fruto do total desconhecimento das leis de Deus!
 
(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-551.gif)  Só mesmo uma criatura que ignore inteiramente a justa e misericórdiosa mecânica do Universo é que poderá atirar-se ao negro mar da autodestruição, a falaz ilusão de que aniquilado o corpo somático, aniquilada estaria também a causa maior de seus sofrimentos.
 
Não, amigos, por Deus, não é bem assim que resolveremos os nosso problemas angustiantes. O suicídio nunca os resolverá.
 
(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-551.gif)  Muito ao contrário, apenas os complica mais e mais sob todos os pontos-de-vista. Não reside no corpo a razão de nossos infortúnios.
 
▬  Até mesmo nos amargos casos:
 
(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-131.gif)  De moléstias incuráveis,
(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-131.gif)  Não está na carne a raiz de nossas desventuras.
 
Por isso, lesado mortalmente o corpo, persistirá por mais tempo ainda a nossa angústia, o nosso desespero, agravando-se muito a violência da morte premeditada!
 
(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-551.gif)  Sim, meu amigo e meu irmão, eu sei, há momentos em que tudo parece andar para trás. Nossos mais queridos sonhos se transformam em dolorosos pesadelos.
 
▬  Nossas mais ansiosas esperanças se reduzem a cinzas mortas levadas pelo vento da dor.
 
(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-131.gif)  E sentimos a solidão na velhice, 
(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-131.gif)  Encaramos o azedume da desilusão,
(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-131.gif)  Notamos a nosso lado a presença da revolta,
(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-131.gif)  Suportamos o aguilhão da enfermidade crônica,
(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-131.gif)  Somos envolvidos pelo abraço traiçoeiro do desânimo!
 
Eu sei disto tudo, meu irmão!
 
(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-551.gif)  Tudo sugere a deserção, a fuga, o desejo de mergulhar no nada e no esquecimento. Eu sei disto tudo muito bem.
 
Entretanto, a maior surpresa que o suicida tem, do outro lado, é perceber que ainda arrasta as mesmas dores, verte as mesmas lágrimas, ainda está sob o jugo dos mesmos sofrimentos.
 
▬  Quis morrer para esquecer e vê claramente:
 
(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-131.gif)  Que não morreu,
(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-131.gif)  Que de nada se esqueceu,
(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-131.gif)  Que da dor ainda não se libertou.
 
Ao contrário, está em sua situação espiritual bem mais agravada com o seu gesto tresloucado.
 
(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-551.gif)  Portanto, se você que me lê, pensa que irá ser exceção, pode ir desde já pensando no que acaba de ler acima. Nossas dificuldades, todas elas, têm um fundo espiritual.
 
Já que não se mata o Espírito, não se pode matar, desta maneira, as referidas dificuldades.
 
▬  Importa volver os olhos para dentro de nós mesmos, para o nosso íntimo, para o nosso coração e com:
 
(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-131.gif)  Coragem,
(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-131.gif)  Humildade,
(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-131.gif)  Desassombro,
(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-131.gif)  E com fé em Deus,
(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-131.gif)  Reconhecer em nossos refolhos mais ocultos as causas de nosso padecimento.
 
▬  Também é a raiz de nossos males interiores:
 
(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-131.gif)  O ódio,
(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-131.gif)  O orgulho,
(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-131.gif)  A vaidade,
(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-131.gif)  A preguiça,
(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-131.gif)  O egoísmo,
(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-131.gif)  A presunção,
(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-131.gif)  A impulsividade,
(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-131.gif)  Tudo isso que tanto infelicita a família humana.
 
Após este acurado exame, elevemos nosso pensamento até Deus suplicando-lhe alento necessário para ir levando de vencida a nossa cruz, feita por nós mesmos com o madeiro pesado de nossas imperfeições.
 
(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-551.gif)  Orando com fervor e sinceridade, estaremos angariando a simpatia e a proteção do Grande Além.
 
Sem demora, estaremos rodeados de amigos invisíveis interessados em nossa vitória nos caminhos difíceis da vida na Terra.
 
(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-551.gif)  É importante desintoxicar a atmosfera emocional inclusive para afastar a perniciosa sugestão de suicídio da parte de entidades sofredoras que nos querem ver derrotados também.
 
E assim, com persistente vontade de acertar, haveremos de vencer, embora a cair aqui e ali, pois ainda estamos todos cobertos de mazelas morais.
 
(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-131.gif)  Mas haveremos de vencer,
(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-131.gif)  Haveremos de andar no caminho certo,
(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-131.gif)  Haveremos de olhar para a frente e para o alto,
(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-131.gif)  Expiando com galhardia as faltas por nós cometidas em nossos passados.
 
Amigos, milhares de criaturas estariam em situações melhores se tivessem este conhecimento espiritista.
 
(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-551.gif)  Por não terem estas noções, fugiram da vida corporal pela porta falsa do suicídio, o que, ao invés de resolver suas angústias, simplesmente as agravou em mil por cento.
 
▬  Não embarquemos nessa canoa furada:
 
(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-131.gif)  O suicídio não resolve as angústias de ninguém.
(http://smayls.ru/data/smiles/smayliki-cvety-131.gif)  E você não seria exceção!
 
Fonte Desconhecida.

 
Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 08 de Outubro de 2011, 05:12


(http://lh3.google.com/_-0BaksO4Bf4/SHKKhD5IPlI/AAAAAAAABcY/iHgtPm3VCos/s800/MARA%20S%20SOUZA.png)



Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 08 de Outubro de 2011, 05:14


(http://c5.quickcachr.fotos.sapo.pt/i/oca045ae3/5720081_5dzaD.gif)

Relato de um Suícida


—  “Tereis piedade de um pobre miserável que passa de há muito por cruéis torturas?!
 
—  O vácuo...  O Espaço... Despenho-me...
—  Caio... Morro...  Acudam-me!
 
—  Deus, eu tive uma existência tão miserável...

Pobre diabo, sofri fome muitas vezes na velhice; e foi por isso que me habituei a beber, a ter vergonha e desgosto de tudo.
 
—  Quis morrer, e atirei-me...
 
—  Oh! meu Deus!
—  Que momento!

—  E para que tal desejo, quando o termo estava tão próximo?
—  Orai, para que eu não veja incessantemente este vácuo debaixo de mim...
 
—  Vou despedaçar-me de encontro a essas pedras!
—  Eu vo-lo suplico, a vós que conheceis as misérias dos que não mais pertencem a esse mundo.

—  Não me conheceis, mas eu sofro tanto...
—  Para que mais provas?
 
—  "Sofro!
—  Não será isso o bastante?
 
Se eu tivera fome, em vez deste sofrimento mais terrível e aliás imperceptível para vós, não vacilaríeis em aliviar-me com uma migalha de pão.
 
Pois eu vos peço que oreis por mim... Não posso permanecer por mais tempo neste estado... Perguntai a qualquer desses felizes que aqui estão, e sabereis quem fui. Orai por mim. François-Simon Louvet.”
 
—  O guia do médium:
—  “Esse que acaba de se dirigir a vós foi um pobre infeliz que teve na Terra a prova da miséria.

Vencido pelo desgosto, faltou-lhe a coragem, e, em vez de olhar para o céu como devia, entregou-se à embriaguez; desceu aos extremos últimos do desespero, pondo termo à sua triste provação: atirou-se da Torre Francisco I, no dia 22 de julho de 1857.
 
—  Tende piedade de sua pobre alma, que não é adiantada, mas que lobriga da vida futura o bastante para sofrer e desejar uma reparação.

—  "Rogai a Deus lhe conceda essa graça, e com isso tereis feito obra meritória.”
 
—  Comentário de Kardec:
 
Buscando-se informes a respeito, encontrou-se no Journal du Havre, de 23 de julho de 1857, a seguinte notícia loca

—  “Ontem, às 4 horas da tarde, os transeuntes do cais foram dolorosamente impressionados por um horrível acidente:
 
Um homem atirou-se da torre, vindo despedaçar--se sobre as pedras. Era um velho puxador de sirga, cujo pendor à embriaguez o arrastara ao suicídio. Chamava-se François-Victor-Simon Louvet.
 
O corpo foi transportado para a casa de uma das suas filhas, à rua de la Corderie. Tinha 67 anos de idade.”
 
Seis anos fazia que esse homem morrera e ele se via ainda cair da torre, despedaçando-se nas pedras...

Aterra-o o vácuo, horroriza-o a perspectiva da queda... e isso há 6 anos!
 
—  Quanto tempo durará tal estado?
—  Ele não o sabe, e essa incerteza lhe aumenta as angústias.
 
—  Isso não equivale ao inferno com suas chamas?
—  Quem revelou e inventou tais castigos?
 
Pois são os próprios padecentes que os vêm descrever, como outros o fazem das suas alegrias.

E fazem-no, muita vez, espontaneamente, sem que neles se pense, o que exclui toda hipótese de sermos nós o joguete da própria imaginação.

Comunicação dada espontaneamente, em uma reunião espírita em Havre.
No dia 12 de fevereiro de 1863.

Allan Kardec.


Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 08 de Outubro de 2011, 05:17

(http://gifportal.ru/data/smiles/cveta-1055.gif)

Depressão é excesso de passado em nossas mentes.
Ansiedade excesso de futuro.
O momento presente é a chave para
a cura de todos oa males mentais.

Junia Bretas

Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 08 de Outubro de 2011, 05:25


Obrigada pela presença de vocês.
Deus os abençoe.



(http://ninhascraps1.n.i.pic.centerblog.net/3ml79292.gif)

Obrigada Senhor



Meu coração pra vocês.
Mariana.



Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: dOM JORGE em 09 de Outubro de 2011, 10:07
                                        VIVA JESUS!


        Bom-dia! queridos irmãos.

                O suicídio que não se consumou

Maria Júlia, jovem bonita de 19 anos, certo dia bateu exasperadamente na porta da sala da diretora da escola, a Dona Clotilde. Sabia que a diretora era mulher generosa, amiga e sempre ouvia os alunos em seus problemas. Por isso mesmo sentira um ímpeto incontrolável e a procurara. Precisava desabafar, pois enfrentava problemas de diversas ordens e o desespero começava a assolar sua alma inquieta e indecisa, porquanto Maria Júlia era criatura muito ansiosa e, não raro, fazia dos mínimos percalços grandes e intransponíveis problemas.

Na família nada caminhava bem. Seus pais brigavam constantemente e estavam em vias de se separar. Seu namoro também ia de mal a pior. Não sentia mais a empolgação de Leonardo – seu namorado -  por ela, e certamente o fim estava próximo.

Além de tudo, Maria Júlia deparava-se com a cobrança de seus pais que, mesmo brigando entre si, a sufocavam com a escolha da profissão a seguir. Sua mãe constantemente questionava:

- Já escolheu qual o curso que irá prestar no vestibular, Maria Júlia?

- Tenho algumas dúvidas, mãe, ainda não sei ao certo.

- Então, decida logo, menina!

O pai não deixava por menos e era justamente apenas nas cobranças a Maria Julia que ambos concordavam: - Isso mesmo, menina. Decida-se logo,  pois não irei pagar mais um ano de cursinho para você.

E foi nesse clima íntimo que a jovem buscou apoio junto à diretora da escola.

Dona Clotilde, mulher experiente em lidar com problemas, ao escutar o insistente TOC, TOC, TOC, informou: - Pode entrar.

Maria Júlia abriu vagarosamente a porta e seus olhos encontraram o bondoso olhar de Dona Clotilde.

- Ora, ora, mas veja que é nossa querida Maria Júlia. A que devo visita tão honrosa?

Ao ouvir aquilo a garota sentiu-se acolhida e foi em prantos que narrou seus dilemas existenciais para a diretora. Dona Clotilde nada dizia, emprestando um pouco de sua atenção àquela criatura carente. Após ouvir os apelos e desabafos da jovem, Dona Clotilde pôs-se a fazer algumas considerações adequadas.

Disse a ela sobre sua importância na sociedade, falou de suas potencialidades a desenvolver e da relevância de encarar os obstáculos da vida como fases significativas para o amadurecimento como ser humano. Enfim, a nobre diretora encorajou Maria Júlia a superar toda aquela situação.

Após 1 hora de conversa embalada por grande respeito e afeição, Maria Júlia despediu-se mais animada. Sim, tudo na vida teria solução desde que ela encarasse os desafios de frente e não fugisse deles.

Ao chegar a casa, mais aliviada e sentindo-se outra pessoa, a jovem tratou de jogar no lixo todos os remédios que estavam em sua escrivaninha e serviriam para o seu suicídio - que ela já havia planejado e consumaria tão logo retornasse da escola.

Seus olhos físicos não podiam ver, mas naquele ambiente dois Espíritos amigos abraçavam-se com alegria, pois Maria Júlia captara a sugestão mental de procurar a diretora como última alternativa antes de exterminar a sua própria existência.

Felizes com a decisão da jovem em prosseguir na jornada humana, os amigos espirituais comentavam entre si: - Veja o quão importante é um minuto de atenção, Fábio.

- Sem dúvida, André. Houvesse a diretora desprezado o apelo de Maria Júlia e hoje teríamos aqui mais uma alma entrando no mundo espiritual pelas enganosas portas do suicídio.

- Abençoada atenção, Fábio. Abençoada atenção!


Reflexão:

A atenção poupou uma pessoa de séculos de dores e dissabores no mundo espiritual. No entanto, parece que atualmente vivemos em um mundo desatento. As pessoas sempre ocupadas com seus afazeres, com suas conquistas, com sua vida, esquecem-se de oferecer ao outro um pouco de atenção.

Há pais que não dedicam atenção aos filhos. Há filhos que não têm tempo para ganhar com seus pais. Há professores que se julgam ocupados demais para ouvir os problemas dos alunos e há amigos inacessíveis ao extremo que não têm tempo para dar um simples telefonema ao outro.

É preciso combater essa crônica falta de tempo com um pouco mais de organização. Inconcebível não termos tempo para apreciar as maravilhas da existência; os filhos, amigos, as flores, a natureza, a leitura...

Parece que queremos chegar a algum lugar que não sabemos exatamente qual é, por isso corremos, corremos, corremos, numa autêntica fuga da vida e das coisas que realmente importam. E a vida passa de forma rápida. Crescem os filhos, envelhecem os pais, desencarnam os amigos... E continuamos nós, envolvidos numa das mais lamentáveis epidemias: a crônica falta de tempo para o que realmente interessa.

Sabemos de casos em que o suicídio foi um PEDIDO DE ATENÇÃO, por parte de pais, filhos, amigos, avós... Um grito desesperado para que fossem ouvidos, sentidos, notados. Infelizmente, esses gritos terminam sempre no caixão.

Jesus nos recomendou “Orai e Vigiai”, e consideramos necessário ampliar um pouco mais a visão sobre esse VIGIAI. Certamente o mestre queria dizer para vigiarmos também a vida dos outros.

Mas não se assuste! Não se trata de vigiar a vida alheia no intuito de podar o livre-arbítrio, perseguir, julgar e condenar. Este é um vigiar mais brando, pacífico, benéfico. É vigiar para saber as companhias de nossos filhos. Vigiar para saber se nossos pais e amigos necessitam de mais atenção, amor, carinho... Vigiar para saber se precisam de apoio e ombro amigo...

Reflitamos neste ponto, porquanto, com toda certeza: UM MINUTO DE ATENÇÃO PODE, SIM, SALVAR UMA EXISTÊNCIA, POUPANDO-A DAS DORES IMPOSTAS PELO SUICÍDIO.

         Wellington Balbo



                                                            PAZ, MUITA PAZ!
Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Aimoré em 11 de Outubro de 2011, 20:47
A causa mais comum do suicídio é o total descrédito de que a vida continua em outro plano.O apego demasiado a matéria dificulta essa compreensão.Nossa querida doutrina mostrando a realidade do mundo espiritual e que nenhum mal dura para sempre, nos dá consolo e reaviva nossa fé.Por isso amigos diante da dificuldade tenhamos em mente uma coisa,que ela passará.Nosso destino é a felicidade.A vida continua sempre.Paz,harmonia e fé.
Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: macili em 13 de Outubro de 2011, 18:26
[attachimg=1  align=center  width=400]
Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: macili em 13 de Outubro de 2011, 18:38
[attachimg=1  align=center  width=400]




Suicídio, o grande equívoco.
F. Altamir da Cunha



[attachimg=1  align=center  width=200]



O  Suicídio  é o maior equívoco que alguém pode cometer.

A falta de uma orientação sob a ótica da imortalidade da alma e a falta de fé são fatores complicadores.

Nós somos Espíritos imortais, e a vida no corpo representa apenas uma etapa da nossa eterna existência.

A vida continua plena após o estágio no corpo físico. Cada desencarnado acordará no Plano Espiritual com as virtudes, os vícios e os problemas não resolvidos. Esta é a grande decepção, sofrida pelos que ingressaram no Mundo Espiritual pela ilusória porta do suicídio: sonharam com a morte e encontraram a vida mais abundante; pensaram fugir dos problemas e os encontraram maiores.

É necessário entender a mensagem que a vida oreferece em forma de dificuldades. Estas existem, como desafios, para promover o progresso, tanto no lado moral quanto no intelectual.

Tivesse o candidato ao suicídio o mínimo de fé, aprenderia a interpretar a vida como uma dádiva divina; e confiante na misericórdia do Pai, que a ninguém abandona, jamais se sentiria só; encontraria, assim, força para vencer.



[attachimg=1  align=center  width=200]



Tudo passa e a vida continua. Nunca deverá o homem imaginar que os problemas são eternos.

Lembramos do nosso querido Francisco Cândido Xavier que, certo dia, sentindo intensificados os problemas de saúde que o faziam sofrer, apelou ao seu mentor espiritual Emmanuel, para interceder junto a Maria, Mãe de Jesus, em busca de uma solução.

Emmanuel retornou depois dizendo-lhe para anotar a resposta de Maria. Chico apanhou lápis e papel, ouvindo de Emmanuel: “Ela disse que isso também passará”. A partir daquele dia, Chico gravou em sua memória esta frase, de forma que, quando se sentia em sofrimento, lembrava-se: “isso também passará”.

Problema algum, por maior que possamos imaginá-lo, justifica a atitude precipitada do suicídio.

Se o desafio é na área financeira, lembremo-nos de tantos que enfrentaram situações idênticas, mas acreditaram na vitória, e trabalhando venceram. Enfermidades incuráveis? Incurável é apenas uma palavra que representa a limitação do ser humano, pois para Deus nada é impossível. Um diagnóstico médico sobre a irreversibilidade de uma doença, por mais respeitável que seja, nem sempre corresponde à realidade. Não esqueçamos que acima dos médicos da Terra existe o Médico Divino. Algumas vezes, Deus, na sua infinita sabedoria, permite que vislumbremos a morte, através de uma doença grave, para que possamos refletir sobre a importância da vida. É comum, em situações como esta, o enfermo reconhecer as falhas cometidas, e replanejar a vida, tornando-a mais útil, vencendo o egoísmo e amando o próximo.

Esta mudança de atitude corrige desarmonias vibratórias que poderão se refletir no composto celular em forma de cura; e aquele que segundo o diagnóstico médico teria alguns meses de vida, vive 20 ou mais anos, desencarnando de forma diferente da diagnosticada.




[attachimg=1  align=center  width=200]



Deus jamais abandona os seus filhos. Dirijamos a Ele as nossas súplicas nos momentos em que maiores se tornem as aflições, e confiemos nas promessas do seu intermediário – Jesus: “Vinde a mim, todos vós que estais cansados e sobrecarregados, e eu vos aliviarei”. (Mateus, 11:28.)

Ao identificarmos em nossa família ou entre amigos alguém que esteja neste grupo de risco, a nossa atitude não deve ser como de salvadores, querendo persuadi-los de imediato, que se encontram doentes e precisam de ajuda. Uma abordagem direta, principalmente em situações causadas por obsessão, poderá fazer com que os adversários invisíveis apressem a execução do plano, que é conduzi-lo ao suicídio.

Utilizemos a pedagogia de Jesus – as parábolas. Falemos da vida e seus inevitáveis desafios destacando, todavia, o final feliz para aqueles que decidem encará-los, acreditando na solução. Estimulemos esta pessoa a visitar outras que se encontram em hospitais, em situação pior que a dela, porém reagem com otimismo e/ou resignação. Relatemos fatos onde os problemas pareciam maiores que a capacidade de superação de quem os sofria; no entanto, a solução chegou através de circunstâncias inesperadas, favorecidas pela Misericórdia Divina.

Dessa forma ele irá compreender o que afirmava o Codificador em O Evangelho segundo o Espiritismo (Cap. V, item 14): “A calma e a resignação hauridas da maneira de considerar a vida terrestre e da confiança no futuro dão ao espírito uma serenidade que é o melhor preservativo contra a loucura e o suicídio”.


[attachimg=1  align=center  width=200]


Fonte: O Reformador nº 2.126, maio/2006.
Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: macili em 13 de Outubro de 2011, 18:48
[attachimg=1  align=center  width=400]
Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: macili em 13 de Outubro de 2011, 19:26
[attachimg=1  align=center  width=400]



Confia sempre na ajuda divina.

Quando te sentires sitiado, sem qualquer possibilidade de liberação, o socorro te chegará de Deus.

Nunca duvides da paternidade celeste.

Deus vela por ti, e te ajuda, nem sempre como queres, porém, da melhor forma para a tua real felicidade.

Às vezes, tens a impressão de que o auxílio superior não virá ou chegará tarde demais.

Passado o momento grave, constatarás que o recebeste alguns minutos antes, caso tenhas perseverado à sua espera.


[attachimg=1  align=center  width=300]



- Joanna de Ângelis -

Livro: Vida Feliz
Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: macili em 13 de Outubro de 2011, 19:43
[attachimg=1  align=center  width=400]
Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: macili em 13 de Outubro de 2011, 20:26
(http://dl.glitter-graphics.net/pub/2495/2495781v9tqpv09w2.gif) (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy5nbGl0dGVyLWdyYXBoaWNzLmNvbQ==)


O repouso eterno
(Sociedade de Paris, 13 de outubro de 1865 - Médium: Sr. Leymarie)



(http://dl5.glitter-graphics.net/pub/1086/1086855re0eu0jxjl.gif) (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy5nbGl0dGVyLWdyYXBoaWNzLmNvbQ==)



Quando deixei o invólucro terreno, pronunciaram vários discursos sobre o meu túmulo, impregnados todos pela mesma idéia. Sonnez, meu migo, ides gozar do repouso eterno. Alma, dizia o padre, repousai na contemplação divina. Amigo, repetia o terceiro, dorme em paz, após uma vida de tantas realizações. Enfim, era o repouso eterno contínuo, que ressaltava do fundo de tantos adeuses comoventes.


O repouso eterno! Que entendiam por esta expressão e pelas palavras continuamente repetidas, cada vez que um homem desaparecia na tErra e ia para o desconhecido?


Ah! meus amigos, dizeis que repousamos. Estranho erro! compreendeis o repouso à vossa maneira. Olhai ao redor de vós: existe repouso? Neste momento as árvores vão despojar-se de seus envoltórios encantadores; tudo geme nesta estação; a Natureza parece preparar-se para a morte e, no entanto, se se procurar, achar-se-á a vida em preparação sob essa morte aparente; tudo se depura nesse grande laboratório terrestre: a seiva e a flor, o inseto e o fruto, tudo que deve adornar e fecundar.



Esta montanha, que parece ter uma imobilidade eterna, não repousa. As moléculas infinitas que a compõem realizam um trabalho enorme; umas tendem a se agregar, outras a se separar; e essa lenta transformação inicialmente causa espanto e depois admiração ao pesquisador que acha em tudo instintos diversos e mistérios a explorar. E se a Terra assim se agita em suas entranhas, é que esse grande cadinho elabora e prepara o ar que respirais, os gazes que devem sustentar a Natureza inteira. É que ela imita os milhões de planetas que percebeis no espaço, e cujos movimentos diários, o trabalho contínuo, obedecem à vontade soberana. Sua evolução é matemática, e se encerram outros elementos além dos que vos fazem agir, ide! crede-o, esses elementos trabalham a sua depuração, a sua perfeição.


Sim, a sua perfeição; porque é a palavra eterna. A perfeição é o objetivo e, para alcançá-lo, átomos, moléculas, seiva, minerais, árvores, animais, homens, planetas e Espíritos se empenham nesse movimento geral, que é admirável por sua diversidade, pois é harmonia. Todas as tendências visam ao mesmo objetivo, e esse objetivo é Deus, centro de toda atração.


Depois de minha partida da Terra, minha missão não está realizada. Busco e trabalho todos os dias; meu pensamento alargado abarca melhor o poder dirigente; sinto-me melhor fazendo o bem e, como eu, legiões inumeráveis de Espíritos preparam o futuro. Não acrediteis no repouso eterno! Os que pronunciam tais palavras não lhes compreendem o vazio. Vós todos que ouvis, podeis aniquilar o pensamento, forçá-lo ao repouso? Oh! não; a vagabunda procura e procura sempre e não desagrada aos amáveis e úteis charlatães, que negam o Espírito e o seu poder. O Espírito existe, nós o provamos e o provaremos melhor quando chegar a hora. Nós lhes ensinaremos, a esses apóstolos da incredulidade, que o homem não é o nada, uma agregação de átomos reunidos ao acaso e destruídos da mesma forma. Nós lhes mostraremos o homem radiante por sua vontade e seu livre-arbítrio, senhos de seus destinos e elaborando na geena terrena o poder da ação necessária a outras vidas, a outras provas.




(http://dl5.glitter-graphics.net/pub/1086/1086855re0eu0jxjl.gif) (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy5nbGl0dGVyLWdyYXBoaWNzLmNvbQ==)


Sonnez


Fonte: Revue Spirite (Revista Espírita) - novembro de 1865, "Dissertações Espíritas".
Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: macili em 13 de Outubro de 2011, 20:43

[attachimg=1  align=center  width=400]
Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: macili em 13 de Outubro de 2011, 21:19
(http://dl.glitter-graphics.net/pub/180/180481rztaogu4oj.gif) (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy5nbGl0dGVyLWdyYXBoaWNzLmNvbQ==)



Suicídio, tudo o que você precisa saber


Causas


Obsessão


[attachimg=1  align=center  width=200]


1 - Pode alguém ser levado ao suicídio por influência de Espíritos obsessores?

         Acontece com freqüência. Inflitrado nos pensamentos do obsidiado, o obsessor insiste na idéia do suicídio, que repercute, incessantemente, em sua tela mental, induzindo-o à iniciativa. Imaginemos alguém a nosso lado, a sugerir, em face de nossos problemas: Acabe com seu sofrimento. Liberte-se dessa angústia! Não vale a pena continuar a viver! Mate-se! É uma pressão terrível, tortura que acaba por minar a resistência da vítima.



[attachimg=1  align=center  width=200]


2 - O obsidiado não será, então, enquadrado como suicida?

        As influências espirituais não nos eximem de responsabilidade nos desatinos que venhamos a cometer. O obsessor não coagiu a vítima ao suicídio. Apenas sugeriu. Em última instância, o obsidiado é senhor de seus atos. Não obstante, podemos considerar que a ação obsessiva será fator atenuante, sem dúvida.



[attachimg=1  align=center  width=200]


3 - A conseqüência será menos danosa?

          Sim, mas sempre condicionada ao grau de consciência que o obsidiado revele e de seu conhecimento do assunto. É um princípio que vale para todas as ações humanas. Quanto mais esclarecido é o indivíduo, maiores serão os seus compromissos com o Bem e mais graves as conseqüências de seus comprometimentos com o mal.



[attachimg=1  align=center  width=200]



4 - Digamos que o obsessor o domine inteiramente, num caso de subjugação, induzindo-o a matar-se...

         Se a subjugação levá-lo à alienação total, o obsidiado já não será senhor de seus atos. Considere-se, entretanto, que não é fácil induzir um alienado ao suicídio. Com a consciência bloqueada, tenderá a prevalecer nele o instinto de conservação.



[attachimg=1  align=center  width=200]


5 - E se houver uma pressão sobre a vítima, levando-a à depressão, que acaba por precipitá-la no suicídio?

          Embora a depressão seja um fator de indução ao suicídio, não é determinante. O suicida não estará isento de responsabilidde por seu ato, porquanto, em última instância, foi ele quem optou pela comprometedora fuga.



[attachimg=1  align=center  width=200]


6 - Como saber se um suicídio foi estimulado por Espíritos obsessores?

           Podemos afirmar que sempre há a ação de obsessores. Eles aparecem como origem ou efeito da idéia de auto-aniquilamento. O indivíduo começa a pensar em suicídio por estar sob influência de obsessores, ou acaba sob influência de obsessores por pensar em suicídio.


(http://4.bp.blogspot.com/-3hHWbunUbKA/TomzxAo4faI/AAAAAAAAH-A/7eWLbiK5pnY/s220/1.gif)


7 - Como fica o obsessor que estimula alguém ao suicídio?

           Será co-participante. Como tal, assumirá graves responsabilidades. Experimentará sofrimentos morais acentuados que o atormentarão, quando chamado a prestar contas de suas ações.


(http://4.bp.blogspot.com/-3hHWbunUbKA/TomzxAo4faI/AAAAAAAAH-A/7eWLbiK5pnY/s220/1.gif)


8 - E o que poderá fazer para reparar o mal praticado?

           Deverá socorrer sua vítima. Não raro, um pai torturado, que cuida de filho com graves disfunções físicas e mentais, é o obsessor que o precipitou, no passado, nos abismos do suicídio. Refiro-me não apenas a sugestões infelizes de um desencarnado para o reencarnado, mas, não raro, ao obsessor encarnado, alguém que o lesou e infelicitou, levando-o a estados depressivos que favoreceram o sentimento de auto-aniquilamento. Com a consciência desperta e reconhecendo a extensão do mal que praticou, haverá de empenhar-se em ajudá-lo no reerguimento.


(http://4.bp.blogspot.com/-3hHWbunUbKA/TomzxAo4faI/AAAAAAAAH-A/7eWLbiK5pnY/s220/1.gif)


- Richard Simonetti-
Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: macili em 13 de Outubro de 2011, 21:34
[attachimg=1 align=center  width=400]
Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Missely em 13 de Outubro de 2011, 21:44


[attachimg=1align=center=width=500]


Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Wla em 14 de Outubro de 2011, 03:00
Consolo


Você diz: “Isso é impossível”
Deus diz: “Tudo é possível” (Lucas 18:27)

Você diz: “Eu já estou cansado”
Deus diz: “Eu te darei o repouso” (Mateus 11:28-30)

Você diz: “Ninguém me ama de verdade”
Deus diz: “Eu te amo” (João 3:16 & João 13:34)

Você diz: “Não tenho condições”
Deus diz: “Minha graça é suficiente” (II. Corintos 12:9)

Você diz: “Não vejo saída”
Deus diz: “Eu guiarei teus passos” (Provérbios 3:5-6)

Você diz: “Eu não posso fazer”
Deus diz: “Você pode fazer tudo” (Filipenses 4:13)

Você diz: “Estou angustiado”
Deus diz: “Eu te livrarei da angustia” (Salmos 90:15)

Você diz: “Não vale a pena”
Deus diz: “Tudo vale a pena” (Romanos 8:28)

Você diz: “Eu não mereço perdão”
Deus diz: “Eu te perdôo” (I Epistola de São João 1:9 & Romanos 8:1)

Você diz: “Não vou conseguir”
Deus diz: “Eu suprirei todas as suas necessidades” (Filipenses 4:19)

Você diz: “Estou com medo”
Deus diz: “Eu não te dei um espírito de medo” (II. Timóteo 1:7)

Você diz: “Estou sempre frustrado e preocupado”
Deus diz: “Confiai-me todas as suas preocupações” (I Pedro 5:7)

Você diz: “Eu não tenho talento suficiente”
Deus diz: “Eu te dou sabedoria” (I Corintos 1:30)

Você diz: “Não tenho fé”
Deus diz: “Eu dei a cada um uma medida de fé” (Romanos 12:3)

Você diz: “Eu me sinto só e desamparado”
Deus diz: “Eu nunca te deixarei nem desampararei” (Hebreus 13:5)
Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Wla em 19 de Outubro de 2011, 04:12
Quando tudo está perdido

Imagine uma nova história para sua vida e acredite nela.

Otimismo é esperar pelo melhor. Confiança é saber lidar com o pior. Quando você quiser algo, lute por ele, porque em algum dia você vai consegui-lo e vai ter a certeza de que tudo q fez valeu à pena...

Nada é por acaso... acredite em seus sonhos e nos seus pontenciais.... na vida tudo se supera.

Nossa vida tem 4 sentidos: amar, sofrer, lutar e vencer. Ame muito, sofra pouco, lute bastante e vença sempre!

A hora mais escura do dia é a que vem antes do sol nascer.

Lute mesmo que ainda parecendo derrotado.
Não acredite no medo. Não tenha dúvidas. Seja determinado. Faça algo pela sua felicidade.

Faça sua história, acredite nela, tenha fé e coragem para fazer de seus sonhos a realidade, busque o próximo, pois os sonhos e as histórias precisam de uma infinidade de seres para se tornarem reais.

Sonhe, lute, conquiste. Tudo é possivel. Acredite naquilo que vem de dentro, que aquilo se transformará em verdade.

Lute sempre pelo que você deseja. Não se deixe abater por pessoas que nada somam a tua vida. Pessoas vazias não merecem tanta atenção assim. Acredite no seu potencial, procure motivar-se todos os dias, mantenha sua auto-estima sempre elevada, você realizará grandes feitos em sua vida.

Não acredite em nada que venha fácil demais. Sempre temos que lutar pelo que realmente queremos. Estamos em constante provação.




Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: macili em 19 de Outubro de 2011, 22:36



Esperança

(http://dl4.glitter-graphics.net/pub/678/678904c1d7876e0y.gif) (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy5nbGl0dGVyLWdyYXBoaWNzLmNvbQ==)

Quando a tristeza em busca de ti vier,
olhe para as estrelas que mesmo tão longe...
estarão com seu brilho acalentar o seu coração.

Afogue a mágoa deixando o aroma da esperança perfumar sua vida,
brandar sua alma,
sobrevivência.

Não culpe os seus sonhos...
não desanime desejos...
não os deixe partir...


Suporte e crê,
o que verdadeiramente importa
é o presente de um novo amanhã.


(http://dl4.glitter-graphics.net/pub/678/678904c1d7876e0y.gif) (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy5nbGl0dGVyLWdyYXBoaWNzLmNvbQ==)

- autoria desconhecida -



Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: macili em 19 de Outubro de 2011, 23:21
[attachimg=1  align=center  width=400]



Suicídio, tudo o que você precisa saber


Causas



Bombas Humanas



(http://dl2.glitter-graphics.net/pub/592/592422ob5urlk97l.gif) (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy5nbGl0dGVyLWdyYXBoaWNzLmNvbQ==)



1 - Como situar os fanáticos que se vestem de bombas e explodem com elas em logradouros públicos, buscando matar o maior número possível de pessoas, em nom de seus princípios religiosos?

         É lamentável que se cometam atrocidades sob inspiração de idéias religiosas. Religião, como sabemos, significa ligar ou religar a Deus, que é o Pai de todos nós. Absurdo que, em nome d'Ele, seus filhos se exterminem uns aos outros.



2 - Esses suicidas dizem inspirar-se no Alcorão.

          Respeitáveis líderes muçulmanos têm reiterado que não há no Islamismo nenhuma orientação que estimule essas loucuras. Somente os fanáticos, interpretando ao pé da letra certas expressões de Maomé, vêem nelas a inspiração para perpetrar tais atrocidades. Revivem esses infelizes as loucuras dos cristãos medievais, que evocavam a afirmativa de Jesus (Mateus, 10:34) - não vim trazer a paz, mas a espada -, como justificativa para o banho de sangue que envolveu as Cruzadas, guerras de conquista realizadas em nome do Príncipe da Paz. O Mestre apenas referia-se à incompreensão que cercaria seus adeptos, partindo dos próprios familiares.



3 - Não é o fanatismo uma justificativa para esses gestos tresloucados, à medida que o indivíduo acredita estar agindo "em nome de Deus"?

          A ignorância pode atenuar a responsabilidade daquele que pratica o mal, mas jamais o isentará de penalidade. Somos filhos de Deus, o Pai de infinito amor e misericórdia, revelado por Jesus. Herdamos do Senhor Supremo a vocação para o Bem. O mal é a negação de nossa própria natureza.


4 - Em que condições retornam ao Mundo Espiritual suas vítimas?

           Habilitam-se a receber assistência dos mentores espirituais, que as ajudam a superar o trauma da morte violenta, embora devamos reiterar que nossa posição no Mundo Espiritual não depende tanto de como partimos, mas de como lá chegamos.


5 - O que significa isso?

          O que importa não é a morte que sofremos, mas a vida que levamos. Um homem pode morrer num atentado e logo superar traumas, readaptando-se rapidamente à vida verdadeira, desde que tenha um comportamento ilibado. Já outro, que experimentou doença prolongada, teoricamente um bom preparo para a morte, pode retornar em estado de desequilíbrio, se demonstra apego ao imediatismo terrestre, sem cogitar dos valores espirituais.


6 - E o homem-bomba?

          Dificilmente encontraríamos uma morte mais traumática. Além de agredir o perispírito pela violência contra si mesmo, assume a responsabilidade pela morte de suas vítimas, isso tudo sob impacto do mais desajustante de todos os sentimentos - o ódio.


7 - E seus superiores, que planejam esses atos sinistros?

          Bem mais graves serão seus compromissos perante as leis divinas. Séculos se passarão, primeiro com sofrimentos inenarráveis no Mundo Espiritual, depois em reencarnações expiatórias das mais dolorosas, até que se recomponham.


8 - Partindo do princípio evangélico de que não cai uma folha de uma árvore sem que seja pela vontade de Deus, podemos dizer que essas atrocidades acontecem para que as pessoas paguem suas dívidas?

          Quando Jesus fala em vontade, entedamos consentimento. Caso contrário estaremos atribuindo o terrorismo da Terra à inspiração do Céu. Deus não necessita do concurso humano para operar a Sua Justiça. O mal não acontece por desígnio celeste, mas pela maldade terrestre. Por isso, inelutavelmente, todos responderemos por ações que levem prejuízos ao próximo.


(http://dl2.glitter-graphics.net/pub/592/592422ob5urlk97l.gif) (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy5nbGl0dGVyLWdyYXBoaWNzLmNvbQ==)


- Richard Simonetti -







Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: macili em 20 de Outubro de 2011, 00:10

[attachimg=1  align=center  width=400]



Virtude Solitária


Reunião pública de 30-1-61
1a. parte, cap. III, item 8



(http://dl7.glitter-graphics.net/pub/2258/2258657yt5pua7xfh.gif) (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy5nbGl0dGVyLWdyYXBoaWNzLmNvbQ==)



Há quem deseje tranqüilidade ideal na Terra, com a pretensão de fugir ao erro.

Casa branca no aclive da serra, com o vale rente.

Fontes claras, correndo perto, e jardim florido.

Clima doce e perfume da Natureza.

Nenhum aborrecimento.

Nenhum cuidado.

Falta alguma.

Problema algum.

Solidão saborosa em que o morador consiga estirar-se, inerte, em poltronas e redes.



No entanto, é no trato da luta que as forças se enrijam e as qualidades se aperfeiçoam.

Considerando-se que o mal é a experiência inferior nos quadros da experiência mais nobre, é no serviço do amparo mútuo e da tolerância recíproca que havemos de transformá-lo em bem duradouro, como se tomássemos as nossas próprias sombras de ontem para convertê-las na luz de hoje.

Livres, estamos interligados perante a Lei, para fazer o melhor, e, escravizados aos compromissos expiatórios, estaremos acorrentados uns aos outros no instituto da reencarnação, segundo a Lei, para anular o pior que já foi feito por nós mesmos nas existências passadas.

Ninguém progride sem alguém.



Abençoemos, assim, as provações que nos abençoam.

Trabalho é ascensão.

Dor é burilamento.

Toda adversidade avisa, todo sofrimento instrui, todo pranto lava, toda dificuldade esclarece e toda crise seleciona.

Virtude solitária é pão na vitrine.

Competência no palanque é usura da alma.

Todos somos alunos na escola da vida.

E ninguém consegue aprender sem dar a lição.



(http://dl7.glitter-graphics.net/pub/2258/2258657yt5pua7xfh.gif) (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy5nbGl0dGVyLWdyYXBoaWNzLmNvbQ==)



- Emmanuel & Chico Xavier -

Obra: Justiça Divina.



-




Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: macili em 20 de Outubro de 2011, 02:35

[attachimg=1 align=center width=350]
Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: macili em 20 de Outubro de 2011, 02:37

[attachimg=1  align=center width=350]
Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: macili em 20 de Outubro de 2011, 03:38
Poema da Prosperidade


[attachimg=1  align=center  width=350]



Nem a tristeza, nem a desilusão,
nem a incerteza, nem a solidão,
nada me impedirá de
sorrir



Nem o medo, nem a depressão,
por mais que sofra meu coração,
nada me impedirá de
sonhar



Nem o desespero, nem a descrença,
muito menos o ódio, ou alguma ofensa,
nada me impedirá de
viver



Em meio as trevas, entre os espinhos,
nas tempestades e nos descaminhos,
nada me impedirá de crer em
  Deus




Mesmo errando e aprendendo, tudo me será favorável
para que eu possa sempre evoluir,
preservar, servir, cantar,
agradecer, perdoar,
recomeçar


Quero viver o dia de hoje como se fosse o primeiro,
Quero viver o momento de agora,
como se ainda fosse cedo,
como se nunca fosse tarde




Quero manter o otimismo, conservar o equilíbrio,
fortalecer a minha esperança, recompor minhas energias
para prosperar na minha missão
e viver alegre todos os dias



Quero caminhar na certeza de chegar,
Quero lutar na certeza de vencer,
Quero buscar na certeza de alcançar
Quero saber esperar, para poder realizar os ideais do meu ser




Enfim,
quero dar o máximo de mim para viver
intensamente e maravilhosamente
todos os dias da minha vida



(http://img25.imageshack.us/img25/6094/borboletas44ny4.gif)



:: Autoria: Luizinho Bastos ::
Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: macili em 20 de Outubro de 2011, 04:06

[attachimg=1  align=center  width=400]



Semente de Felicidade



A sua oração é capaz de modificar uma vida.

A prece verdadeira repercute em Deus e gera respostas adequadas.

Quando orar, imagine Deus guiando-o e abençoando-o nos seus empreendimentos e trabalhos.

Não vacile na fé. Penetre fundo na oração e faça seu pensamento ir bem alto. Se estiver indisposto, procure ficar em silêncio mental e entregue-se a Deus.

A oração sincera afasta a sensação desagradável como nuvem levada pelo vento.


- Lourival Lopes -
Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: macili em 26 de Outubro de 2011, 17:10
[attachimg=1 align=center width=400]
Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: macili em 26 de Outubro de 2011, 17:34
[attachimg=1 align=center width=400]



Conhecimento Espírita é Antídoto para a Tendência Suicida



(http://dl3.glitter-graphics.net/pub/989/989323htsfkzfik1.gif) (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy5nbGl0dGVyLWdyYXBoaWNzLmNvbQ==)



Com os esclarecimentos que oferece sobre
quem somos, de onde viemos e para onde iremos, o Espiritismo nos ajuda a ter
calma, paciência e resignação ante os problemas da vida, constituindo, assim,
um antídoto para a tendência suicida.


Esclarece-nos o Espiritismo que:

- estamos no mundo para progredir intelectual e moralmente;

- as tribulações da vida são as provas que nos fazem progredir;
enfrentando-as, às vezes acertamos, às vezes erramos;

- quando acertamos, aprendemos e progredimos, usufruindo os bons resultados de nossos atos;

- quando erramos, acarretamos conseqüências infelizes e, então, temos de enfrentar expiações,
sofrimentos físicos e morais, até nos reajustarmos ante a lei divina;

- bem compreendidos, suportados ou superados, todos os sofrimentos resultam em benefícios para o Espírito;

- o suicídio traz conseqüências indesejáveis para o Espírito;
não resolve problemas e ainda complica a situação espiritual.



(http://dl3.glitter-graphics.net/pub/989/989323htsfkzfik1.gif) (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy5nbGl0dGVyLWdyYXBoaWNzLmNvbQ==)



Informa-nos, também, o Espiritismo que os Espíritos exercem
influência mental e fluídica sobre nós e é preciso saber reconhecer o tipo de influência
que nos chega, aceitando as boas e recusando as más.

Quem está com idéias de suicídio, poderá estar sofrendo a influência má
de Espíritos adversários seus, que lhe querem fazer perder
a oportunidade da presente reencarnação.


E ainda nos ensina, o Espiritismo, como prevenir ou superar a
tendência suicida:

- vigiar nossos pensamentos e sentimentos ante o que nos acontece, para não acolher o que for mau;

- orar sempre, em busca de amparo e forças contra os impulsos inferiores;

- ocupar mente e mãos em atividades dignas e úteis.


Se, infelizmente, o suicídio já foi cometido, o Espiritismo nos orienta
como enfrentar e superar suas tristes conseqüências, de modo que
nos recuperemos perante a justiça divina.



(http://dl3.glitter-graphics.net/pub/989/989323htsfkzfik1.gif) (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy5nbGl0dGVyLWdyYXBoaWNzLmNvbQ==)



- Therezinha Oliveira -

Obra: Suicídio? Um doloroso engano.
Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: macili em 26 de Outubro de 2011, 18:16
[attachimg=1  align=center  width=400]



Erguer e Ajudar
"E ele, dando-lhe a mão, a levantou."
(Atos, 9:41.)



(http://dl5.glitter-graphics.net/pub/575/575975zu2ysqky0f.gif) (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy5nbGl0dGVyLWdyYXBoaWNzLmNvbQ==)


Muito significativa a lição dos Atos, quando Pedro restaura a irmã Dorcas para a vida.

Não se contenta o apóstolo em pronunciar palavras lindas aos seus ouvidos, renovando-lhe as forças gerais.

Dá-lhe as mãos para que se levante.

O ensinamento é dos mais simbólicos.


(http://dl5.glitter-graphics.net/pub/575/575975zu2ysqky0f.gif) (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy5nbGl0dGVyLWdyYXBoaWNzLmNvbQ==)


Observamos muitos companheiros a se reerguerem para o conhecimento, para a alegria e para a virtude, banhados pela divina claridade do Mestre, e que podem levantar milhares de criaturas para a Esfera Superior.

Para isso, porém, não bastará a predicação pura e simples.

O sermão é, realmente, um apelo sublime, do qual não prescindiu o próprio Cristo, mas não podemos esquecer que o Celeste Amigo, se doutrinou no monte, igualmente no monte multiplicou os pães para o povo esfaimado, restabelecendo-lhe o ânimo.

Nós, o que nos achávamos mortos na ignorância, e que hoje, por acréscimo da Misericórdia infinita, já podemos desfrutar algumas bênçãos de luz, precisamos estender o serviço de socorro aos demais.


(http://dl5.glitter-graphics.net/pub/575/575975zu2ysqky0f.gif) (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy5nbGl0dGVyLWdyYXBoaWNzLmNvbQ==)


Não nos desincumbiremos, porém da tarefa salvacionista, simplesmente pronunciando alguns discursos admiráveis.

É imprescindível usar nossas mãos nas obras do bem.

Esforço dos braços significa atividade pessoal.

Sem o empenho de nossas energias, na construção do Reino Espiritual com o Cristo, na Terra, debalde alinharemos observações excelentes em torno das preciosidades da Boa Nova ou das necessidades da redenção humana.

Encontrando o nosso irmão, caído na estrada, façamos o possível por despertá-lo com os recursos do verbo transformador, mas não olvidemos que, para trazê-lo de novo à vida construtiva, será indispensável, segundo a inesquecível lição de Pedro, estender-lhe fraternalmente as nossas mãos.



(http://dl5.glitter-graphics.net/pub/575/575975zu2ysqky0f.gif) (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy5nbGl0dGVyLWdyYXBoaWNzLmNvbQ==)



:: Emmanuel & Francisco C. Xavier ::
Obra: Fonte Viva.
Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: macili em 26 de Outubro de 2011, 19:30
[attachimg=1 align=center width=450]



Causas


Tendência Adquirida



(http://dl9.glitter-graphics.net/pub/2184/2184299njpsizux8q.png) (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy5nbGl0dGVyLWdyYXBoaWNzLmNvbQ==)



        Pode ocorrer. O suicídio é sempre um gesto extremo de fuga, atne situações indesejáveis. Tornando a enfrentá-las, como o aprendiz repetente, numa nova existência, ele poderá desenvolver a tendência de fuga, reincidindo no auto-aniquilamento. Esse comportamento assemelha-se a um vírus de computador, como se no mais profundo de seu ser estivesse registrada a seguinte orientação: se houver complicações, delete a vida.



(http://dl9.glitter-graphics.net/pub/2184/2184299njpsizux8q.png) (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy5nbGl0dGVyLWdyYXBoaWNzLmNvbQ==)



2 - Ao sofrer as dolorosas conseqüências de seu gesto de fuga não está o suicida sendo "vacinado" contra o suicídio?

       A razão diz que sim. Mas o suicídio é, talvez, o mais irracional de todos os atos. Se o candidato à reincidência parasse por momentos, a cogitar do que falam as religiões a respeito do suicídio, e dos problemas que poderá enfrentar, não se atreveria a cometê-lo, dispondo-se a lutar contra a tendência de fuga.



(http://dl9.glitter-graphics.net/pub/2184/2184299njpsizux8q.png) (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy5nbGl0dGVyLWdyYXBoaWNzLmNvbQ==)



3 - Esse comportamento poderia perpetuar-se?

        O mal nunca se perpetua. Seria um fracasso de Deus, que não nos criou para uma perdição eterna. Sempre chega o momento de mudar, a partir do próprio indivíduo, ansioso por libertar-se de seus condicionamentos, ou em decorrência dos desajustes e limitações a que se sujeitará por suas fugas.



(http://dl9.glitter-graphics.net/pub/2184/2184299njpsizux8q.png) (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy5nbGl0dGVyLWdyYXBoaWNzLmNvbQ==)



4 - Como seria essa segunda hipótese?

        Os males cumulativos, provenientes do suicídio, resultam em reencarnações expiatórias marcadas por graves deficiências mentais ou físicas que lhe tolherão o livre-arbítrio, impedindo-o de matar-se. Imaginemos alguém com acentuado retardo mental ou grave deficiência física, inibindo por completo sua iniciativa, e termos um quadro de contenção contra o suicídio. Obviamente, isso não significa que todos os pacientes portadores desses males sejam suicidas reincidentes. Podem ter outras origens, a partir de comprometimentos com a rebeldia, o vício e o crime.



(http://dl9.glitter-graphics.net/pub/2184/2184299njpsizux8q.png) (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy5nbGl0dGVyLWdyYXBoaWNzLmNvbQ==)




5 - Seria "dar um tempo"?

         Exatamente. O tempo é o grande remédio para esses infelizes que podem estagiar durante séculos em tal situação, até que superem a tendência de fuga, compenetrando-se de que é preciso enfrentar os problemas com confiança em Deus e fé no futuro.




(http://dl9.glitter-graphics.net/pub/2184/2184299njpsizux8q.png) (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy5nbGl0dGVyLWdyYXBoaWNzLmNvbQ==)




6 - Que outro recurso, além do tempo?

        A educação. Em todas as instâncias, na Terra ou no Além, encarnado ou desencarnado, será decisiva a ação de generosos mentores espirituais que esclarecem o suicida, ajudando-o a compenetrar-se de que viver é preciso.




(http://dl9.glitter-graphics.net/pub/2184/2184299njpsizux8q.png) (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy5nbGl0dGVyLWdyYXBoaWNzLmNvbQ==)




7 - O tempo e o conhecimento são suficientes?

       Também o amor, talvez o recurso mais eficiente. Todos temos afetos caros ao nosso coração, que se situam adiante de nós, nos caminhos de Deus. Geralmente, essas almas nobres renunciam a estágios superiores para acompanhar os suicidas, em suas jornadas expiatórias, na condição de pais dedicados e diligentes, cercando-os de muito carinho e cuidados, a fim de que superem a tendência de fuga.



(http://dl9.glitter-graphics.net/pub/2184/2184299njpsizux8q.png) (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy5nbGl0dGVyLWdyYXBoaWNzLmNvbQ==)



8 - E quando esses abnegados representantes do Bem vêem infrutífers suas tentativas?

       Não se entregam à desolação, conscientes da paternidade divina. Renovam e sustentam suas iniciativas, reiterando o empenho de auxílio aos seus amados, até que estes se disponham a vencer suas limitações, optando por enfrentar os desafios da vida. Fomos criados para a perfeição e lá chegaremos mais cedo ou mais tarde. Tanto melhor para nós quando nos conscientizamos disso.



(http://dl9.glitter-graphics.net/pub/2184/2184299njpsizux8q.png) (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy5nbGl0dGVyLWdyYXBoaWNzLmNvbQ==)



- Richard Simonetti -
Suicídio -  Tudo o que você precisa saber.


Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: macili em 26 de Outubro de 2011, 19:52
[attachimg=1  align=center  width=400]



(http://dl4.glitter-graphics.net/pub/678/678974vz9ogs7v2i.gif) (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy5nbGl0dGVyLWdyYXBoaWNzLmNvbQ==)


Estás descrente de tudo?

Tenha fé...

Mas o que é ter fé?

Ter fé é fechar os olhos

e jogar-se nos braços de Deus,

assim como a criança faz

quando dizemos: " Pule"!

E ela se joga confiante no ar,

pois crê que será aparada...



(http://dl4.glitter-graphics.net/pub/678/678974vz9ogs7v2i.gif) (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy5nbGl0dGVyLWdyYXBoaWNzLmNvbQ==)



Faça assim,

joga-te com confiança

nos braços de Deus...

Ele te sustentará

e secará tua lágrima...

Confie!



(http://dl4.glitter-graphics.net/pub/678/678974vz9ogs7v2i.gif) (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy5nbGl0dGVyLWdyYXBoaWNzLmNvbQ==)



Na vida, tudo é aprendizado

Só o Pai sabe a hora de intervir

e mudar tua história...

E quando começar a atuar

fará mais do que pediste...



(http://dl4.glitter-graphics.net/pub/678/678974vz9ogs7v2i.gif) (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy5nbGl0dGVyLWdyYXBoaWNzLmNvbQ==)



Sua obra é completa...

Vamos, enxugue as lágrimas...

Erga a cabeça... Siga em frente!

Confie!



(http://dl4.glitter-graphics.net/pub/678/678974vz9ogs7v2i.gif) (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy5nbGl0dGVyLWdyYXBoaWNzLmNvbQ==)



:: Maria José Zanini Tauil  ::
Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: macili em 26 de Outubro de 2011, 20:00
[attachimg=1  align=center  width=400]
Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: macili em 26 de Outubro de 2011, 20:04
[attachimg=1  align=center  width=400]
Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: macili em 03 de Novembro de 2011, 19:29
[attachimg=1  align=center  width=400]



Suicídio e seus Contornos
- Raul Teixeira -




É sempre lamentável saber que alguém se suicidou.

Todos temos algum caso sobre isso na nossa família, no nosso círculo de amigos ou pelas notícias que temos nos jornais, diariamente, não só no nosso país, mas em toda parte do mundo.

O suicídio representa uma cota bastante larga de ocorrências no mundo inteiro. Há países tidos como de Primeiro Mundo, como é o caso da Suíça, da Noruega, da Holanda, da Suécia, em que os casos de suicídio se contam em cifras alarmantes. Chega-se a dizer que são os países onde há maior índice de autocídio, na Europa. Encontramos, no Japão, cifra de suicídios tremenda e, no nosso Brasil, no nosso país, há cidades onde a cota de suicidas cresce a cada dia.

Ficamos a nos perguntar de onde é que vem esse impulso autodestrutivo? De onde é que vem tudo isso? Quando estudou a questão, Sigmund Freud estabeleceu que todas as pessoas que matam alguém, que se tornam homicidas, também poderiam ser suicidas. Ele afirma que o suicida é uma pessoa que queria matar outra. Por qualquer impossibilidade, matou-se para culpar a outrem. É muito comum que suicidas deixem cartas, bilhetes incriminando pessoas, instituições, sociedades, confirmando esse estudo de Freud.

Tudo isso é importante, tudo isso é científico mas, ficamos procurando às razões que levam a criatura à autodestruição. Fundamentalmente, é a descrença na vida. Matam-se os indivíduos que admitem que a vida se acaba com a morte. Se eles tivessem a certeza de que a morte não destrói a vida, nos faz sair dos corpos mas não sair da vida, não se matariam. Trocar seis por meia dúzia. Nem é trocar seis por meia dúzia, simplesmente, porque quando alguém se mata, não chega no Além e continua vivendo com a tranquilidade ou com os problemas que estava vivendo aqui. Chega ao Além com esse acréscimo do complexo de culpa que se lhe instala porque, quando o indivíduo destruiu o seu corpo, seu casulo, seu doce jumento para sumir, para desaparecer, para deixar de ser e constata que, depois dessa tragédia, continua sendo, existindo, vivendo, é uma tremenda frustração.

Passa então o Espírito a conviver com essa frustração de saber que a morte não mata; nos retira do corpo mas não nos retira da vida. E isso é importantíssimo. Quando nos apercebemos dessa importância de não atentarmos contra a vida do corpo, tendo em vista que não iremos morrer, tendo em vista que ninguém morre, nós apenas desencarnamos, saímos da carne, é necessário perceber de que outras maneiras podemos nos matar.

Não é somente tomando de uma arma branca ou de uma arma de fogo. Não será somente ingerindo uma poção venenosa, fatal. Não será apenas dirigindo perigosamente no trânsito, que alcançamos o suicídio. O suicídio tem outras máscaras, tem contornos, tem nuanças que, muitas vezes, nos escapam. São exatamente esses contornos, essas nuanças que deveremos procurar entender para verificar se, na pauta do nosso cotidiano, não estaremos nos suicidando sem que disso nos apercebamos. É muito comum que as pessoas no mundo, mesmo aquelas que frequentam circuitos de crença religiosa, aquelas que se dizem religiosas tenham uma relação muito estranha com a vida e com a morte. Muita gente não sabe que vai continuar a viver depois da morte física. É importante saber.




(http://dl6.glitter-graphics.net/pub/1797/1797686le5j0dwj32.gif) (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy5nbGl0dGVyLWdyYXBoaWNzLmNvbQ==)



Na Terra, conhecemos as várias modalidades de suicídios. Sabemos que muita gente apela para recursos, os mais diversos, para fugir do corpo físico. Mas é muito importante nos darmos conta de que há formas de suicídios que nem imaginamos. Na lei humana, nas cátedras do Direito se costumam considerar alguns crimes como crimes dolosos: aqueles que são cometidos com a intenção de quem os cometeu de alcançar aquele resultado. E há os que são chamados de crimes culposos, quando os indivíduos cometem um desatino, um erro, um crime, sem que tivessem a intenção de cometê-lo. Naturalmente que, no campo do suicídio, também podemos pensar em suicídio doloso e em suicídio culposo.

Há indivíduos, conforme dissemos, que lançam mão de uma arma branca, de uma arma de fogo, de uma poção venenosa, que se atiram de lugares altos para que se arrebentem nos mares, nas águas, nas pedras, seja onde for; que amarram bombas ao corpo e estouram e se arrebentam para arrebentar a terceiros. Esses são os suicidas dolosos. Sabiam que iam morrer, queriam se matar, seja qual for a motivação, seja chamado o suicídio honroso, suicídio pela honra, como se fazia no Japão, o harakiri; como no Vietnã, os bonzos, os sacerdotes budistas que ateavam fogo sobre o corpo e ficavam na posição de lótus, esperando morrer. Seja como for, esses são suicídios dolosos.

Mas a grande massa da Humanidade comete os suicídios culposos. Imaginemos uma pessoa que, ao longo da vida, fume desbragadamente. Vai queimando seu fluido vital. Beba desbragadamente. Vai queimando seu fluido vital. Pessoas que são irritadas o tempo todo, por qualquer coisa, aquelas que têm pavio curto demais e, por quaisquer coisas se estressam. Elas vão queimando vitalidade. As pessoas depressivas e que nada fazem para tratar a depressão, vão mergulhando, chafurdando, imergindo nesses pântanos de morte. São suicidas indiretos ou suicidas culposos. De alguma sorte, eles estão se matando.

Mas encontramos, dentre esses, aqueles que comem demasiadamente. Não comem para viver, vivem para comer, seja por ansiedade, seja por qual motivo for, por gulodice mesmo. Eles estão consumindo o corpo indevidamente.

Aqueles que se lançam a esportes radicalíssimos que, a qualquer momento, podem morrer. São suicidas potenciais, são suicidas indiretos, são suicidas culposos. Estão expondo o corpo a perigos desnecessários, seja em nome do que for.

Temos aqueles indivíduos que fogem do convívio com a Humanidade, que se isolam em mosteiros, em grutas, imaginando, no seu egoísmo, que, dessa maneira, estarão servindo a Deus. Ninguém serve a Deus no isolamento, a menos que esse isolamento seja para atender às necessidades do mundo. Servimos a Deus no mundo, lidando com as lutas, com as coisas, com as pessoas, trabalhando para que esse mundo melhore mas, não fugindo dele. Porque fugindo, eu consumo essa energia egoisticamente e patrocino a minha morte, antes do tempo, porque eu não troco mais energias de vida, fluidos de vida com os meus irmãos, com as outras pessoas.

Encontramos os suicidas indiretos ou os suicidas culposos, nas nossas atitudes diárias! Quando passamos aquelas noites longas sem dormir, por nada, cantando, brincando, festando. E o corpo se ressentindo da noite indormida ou mal dormida. Quando passamos no baile a noite inteira, várias vezes. Há ocasiões que a gente precisa ficar mas, há outras que não precisamos ficar. É preciso, então, que haja esse cuidado com a nossa vida, com o nosso corpo, com a nossa saúde.

A vida na Terra é tão rica, é tão importante e ninguém imagina que, ao provocar a própria morte direta ou indiretamente, estará escapando dos compromissos que tem com a evolução. Todos cresceremos ainda que seja sob o crivo das dores que provocamos.



(http://dl6.glitter-graphics.net/pub/1797/1797686le5j0dwj32.gif) (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy5nbGl0dGVyLWdyYXBoaWNzLmNvbQ==)



http://Transcrição do Programa Vida e Valores, de número 166, apresentado por Raul Teixeira, sob coordenação da Federação Espírita do Paraná. Programa gravado em julho de 2008. Exibido pela NET, Canal 20, Curitiba, no dia 07.03.2010
Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: macili em 03 de Novembro de 2011, 19:42


[attachimg=1  align=center  width=400]

Estás triste?

"A maior caridade que praticamos em relação à Doutrina Espírita
é a sua divulgação." - Emmanuel


(http://4.bp.blogspot.com/-zSe3gg7u8aM/TqWjkNfQjNI/AAAAAAAAICA/ovlc9vMQ7MY/s220/grospapillonvert.gif)



Cada ângulo sombrio que se desenhe na faixa da tua vida, sem qualquer impedimento, será desafio à tua capacidade de produzir claridade ao teu redor.

Cada lágrima de dor que se derrame dos teus olhos, traz o apelo para que te superes, e valendo-te da resignação, e aproveitando as experiências dos padecimentos, possas criar o brilho do sorriso onde estejas.

Cada indivíduo que se te mostra antipático pelos caminhos por onde transitas, representa permanente repto a tua força interna capaz de promover amizades, onde os espinhos da malquerença se instalaram, perigosos.

Cada frustração que te depara pela vida na Terra, traz em si incontestáveis recursos para que sintas que estás, como todas as pessoas, sob o crivo das leis da vida, não obstante gozes do livre-arbítrio relativo ao teu nível evolutivo.

Em cada momento das tuas experiências pelo planeta abençoado sobre o qual nos movemos, seja momento de júbilo ou de amargura, seja instante de luz ou de sombra, aprende a fazer o melhor sempre com as oportunidades que te foram concedidas pelo Criador.


Se estás triste, seja qual for o motivo, abre ainda hoje as portas de tua alma, permitindo que os favônios celestes refresquem-te o íntimo, na árdua canícula, ou deixando que o fogo da nobre disposição, que vem da inabalável fé, desfaça os gelos que te entorpeceram o mundo interior.

Não te entregues, pois, à tristeza, para que ela não teça teias de amarguras e desolações de difícil erradicação depois de vitalizadas.

Se estás triste, abre os ouvidos para as melodias da vida, melodias que soam das mais profundas regiões do amor celeste.

Se te vês triste, busca ajuda, pede socorro, não dando campo a essas energias, de modo que possas, na condição de filho de Deus, alegrar-te com tudo quanto o Pai Comum construiu e colocou a tua disposição a fim de que pudesses crescer, amar e servir.

Assim, troca por canto de festa a mórbida presença da tristeza teimosa que te faz abatido e bloqueado para as claridades da existência.



(http://4.bp.blogspot.com/-zSe3gg7u8aM/TqWjkNfQjNI/AAAAAAAAICA/ovlc9vMQ7MY/s220/grospapillonvert.gif)


De "Revelações da Luz"
de J. Raul Teixeira
pelo Espírito Camilo


Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: macili em 03 de Novembro de 2011, 19:49
[attachimg=1  align=center  width=400]
Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: macili em 03 de Novembro de 2011, 19:55
[attachimg=1  align=center  width=400]



Não pense fugir da vida

Por maior o teu pesar,

Deus pela força do Tempo

Tem muito ainda a te dar.



- Lafayette Mello -
Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: macili em 04 de Novembro de 2011, 02:46
Causas


[attachimg=1  align=center  width=400]


Autopunição


(http://dl9.glitter-graphics.net/pub/1737/1737369eqcciasspn.gif) (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy5nbGl0dGVyLWdyYXBoaWNzLmNvbQ==)



1 - Quando tomou consciência do crime que havia cometido, por dinheiro, Judas suicidou-se. Justifica-se o suicídio como um gesto de autopunição?


        Estamos diante de um equívoco. Judas não cometeu a traição por dinheiro. Sua intenção era promover, com a prisão de Jesus, uma reação popular, iniciando uma revolução que levasse à ascensão do Cristianismo. Não entendeu nada da mensagem cristã. Quanto ao suicídio por suposta autopunição é um engano mais lamentável, que apenas agrava os sofrimentos da consciência culpada.


(http://dl9.glitter-graphics.net/pub/1737/1737369eqcciasspn.gif) (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy5nbGl0dGVyLWdyYXBoaWNzLmNvbQ==)


2 - Não seria pelo menos uma atenuante?

         Imaginemos alguém que, atormentado por um crime, amputasse o braço para punir-se. Seu gesto poderia inspirar compaixão, mas o tormento voluntário não o eximiria dos rigores da justiça, nem das dores e limitações resultantes.


(http://dl9.glitter-graphics.net/pub/1737/1737369eqcciasspn.gif) (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy5nbGl0dGVyLWdyYXBoaWNzLmNvbQ==)



3 - Há na história brasileira o suicídio famoso de Getúlio Vargas, que seus admiradores consideram um gesto de grandeza, a fim de evitar possível guerra civil. Não é uma boa justificativa?

         Entendo como um gesto de fraqueza, uma fuga que traumatizou a nação e quase nos mergulhou no caos. Seria bem mais razoável se, simplesmente, houvesse renunciado.


(http://dl9.glitter-graphics.net/pub/1737/1737369eqcciasspn.gif) (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy5nbGl0dGVyLWdyYXBoaWNzLmNvbQ==)



4 - E o suicídio de Sócrates? Teve atenuantes?

         Sócrates não se suicidou. Foi condenado à morte, pelo "crime" de ensinar a mocidade ateniense a pensar. A forma da execução foi obrigá-lo a ingerir cicuta, um poderoso veneno.


(http://dl9.glitter-graphics.net/pub/1737/1737369eqcciasspn.gif) (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy5nbGl0dGVyLWdyYXBoaWNzLmNvbQ==)



5 - No Japão medieval, e ainda hoje, há pessoas que praticam o harakiri, uma forma de redimir-se de uma falta ou de um fracasso, enfiando uma espada no ventre. Não estaria aqui o suicida justificado, considerando-se que se trata de uma questão cultural, uma tradição japonesa?

        Desde tempos imemoriais e ainda hojek há quem imagine que deva lavar a honra em sangue, quando ofendido ou traído, assassinando o desafeto. Faz parte da cultura da vingança, do revide. Não obstante, ainda que se justifique perante os homens, não estará justificado perante Deus. Vai responder por isso. O mesmo ocorre com o suicídio em nome da honra, um costume bárbaro do qual não cogitam aqueles que já entendem que o suicídio é sempre uma fuga, jamais uma redenção.


(http://dl9.glitter-graphics.net/pub/1737/1737369eqcciasspn.gif) (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy5nbGl0dGVyLWdyYXBoaWNzLmNvbQ==)



6 - Há indivíduos desiludidos que se expõem deliberadamente a situações de perigo, como numa guerra. Qual a sua situação no Mundo Espiritual, se vierem a morrer?

          Retornam como suicidas. Não desejando a pecha de suicidas e sem coragem de tomar a iniciativa da própria morte, pretendem a condição de heróis que se imolaram por uma causa. Na mesma situação estão aqueles que, acometidos de graves enfermidades, recusam o tratamento adequado, que os salvaria da morte.


(http://dl9.glitter-graphics.net/pub/1737/1737369eqcciasspn.gif) (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy5nbGl0dGVyLWdyYXBoaWNzLmNvbQ==)



7 - Não lhes serve de atenuante o fato de que nõ violentaram o próprio corpo, como acontece com o suicida?

         É como se o tivessem feito, com um fator agravante. Na sua insânia, acabam por cometer exageros, resvalando para a crueldade, antes de serem mortos. Responderão por isso, também.


(http://dl9.glitter-graphics.net/pub/1737/1737369eqcciasspn.gif) (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy5nbGl0dGVyLWdyYXBoaWNzLmNvbQ==)



8 - Podemos, então, enquadrar nessa situação todos aqueles que participam de uma batalha?

          Não, porquanto, regra geral, não estão ali para morrer, mas para defender a própria vida e a sua pátria. Se não incorrem em imprudência, nem em crueldade, habilitam-se a uma situação bem menos traumática, se vierem a desencarnar.


(http://dl9.glitter-graphics.net/pub/1737/1737369eqcciasspn.gif) (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy5nbGl0dGVyLWdyYXBoaWNzLmNvbQ==)



- Richard Simonetti -

Suicidio, tudo o que você precisa saber
.

 
Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: macili em 04 de Novembro de 2011, 03:15
[attachimg=1  align=center  width=450]
Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: macili em 09 de Novembro de 2011, 18:24
[attachimg=1  align=center  width=400]



A eficácia da prece em favor do Suicida



(http://2.bp.blogspot.com/-NVuwrvr5klM/ToTh1x8gjTI/AAAAAAAAH9o/OE92UXFqNp4/s220/827.png)



A oração é um recurso mental de poder extraordinário.

Podemos orar pelos encarnados e pelos desencarnados, por nós mesmos e pelos outros.

Através da oração não podemos mudar o curso dos resgates necessários, em nós ou nos outros, mas podemos confortar e ser confortados. Quando bem utilizada, ela amplia a nossa receptividade, favorecendo aos bons Espíritos, nos inspirarem.

Quantos problemas poderiam ter morrido no nascedouro, se o recurso da oração sincera tivesse sido utilizado!

A oração feita com amor gera ondas mentais, que se propagam no espaço em direção ao alvo para o qual é endereçada. No caso específico de Espíritos sofredores, ela proporciona alívio e conforto espiritual.




(http://2.bp.blogspot.com/-NVuwrvr5klM/ToTh1x8gjTI/AAAAAAAAH9o/OE92UXFqNp4/s220/827.png)



No entanto, muitas pessoas, mesmo aquelas que são conhecedoras do poder da oração, externam certa dúvida, quando se trata de orar pelos que se suicidaram.

Certamente supõem que o suicida, sofredor de dores inimagináveis, como descrevem algumas obras espíritas, permanecendo longo período em total perturbação, dispensariam o recurso da oração.

É como se imaginassem um determinismo, que a oração não poderia mudar.

Comete grande equívoco quem defende esta tese. É no mínimo uma prova de desconhecimento a respeito do assunto.

Os efeitos da prece acontecem através de mecanismos não totalmente conhecidos por nós, humanos.

Os relatos feitos por desencarnados, que foram vítimas de suicídio, comprovam a eficácia da prece e revelam ser uma importante caridade, realizada em benefício destes sofredores.

Ela é um recurso algumas vezes esquecido, porém, poderoso em qualquer circunstância.

Claro que não podemos interpretá-la como um recurso mágico para isentar o devedor do débito.

Mas com certeza lhe dará conforto e forças para reagir, impedindo, em alguns Espíritos, o prolongamento desnecessário do seu sofrimento.



(http://2.bp.blogspot.com/-NVuwrvr5klM/ToTh1x8gjTI/AAAAAAAAH9o/OE92UXFqNp4/s220/827.png)



Para melhor esclarecimento a respeito do assunto, consideraremos duas situações, colhidas do livro Memórias de um Suicida, ed. FEB, recebido mediunicamente por Yvonne do Amaral Pereira:


a) Espíritos resgatados das zonas de sofrimento, em recuperação nas colônias espirituais – comentário de Camilo Cândido Botelho:

Da Terra, todavia, não eram raras as vezes que discípulos de Allan Kardec [...] emitiam pensamentos caridosos em nosso favor, visitando-nos frequentemente através de correntes mentais vigorosas que a Prece santificava, tornando-as ungidas de ternura e compaixão, as quais caíam no recesso de nossas almas cruciadas e esquecidas, quais fulgores de consoladora esperança! (Op. cit., cap. Jerônimo de Araújo Silveira e família, p. 105-106.)



b) Espíritos ainda não resgatados – comentário de Yvonne Pereira:

Certa vez, há cerca de vinte anos, um dos meus dedicados educadores espirituais – Charles – levou-me a um cemitério público do Rio de Janeiro, a fim de visitarmos um suicida que rondava os próprios despojos em putrefação. [...] Estava enlouquecido, atordoado, por vezes furioso, sem se poder acalmar para raciocinar, insensível a toda e qualquer vibração que não fosse a sua imensa desgraça! [...] E Charles, tristemente, com acento indefinível de ternura, falou:

– “Aqui, só a prece terá virtude capaz de se impor! Será o único bálsamo que poderemos destilar em seu favor, santo bastante para, após certo período de tempo, poder aliviá-lo...” [...] (Op. cit., cap. Os réprobos, Nota da médium no 3, p. 49.)



De acordo com o exposto, não poderá restar dúvida sobre a eficácia da prece. E no caso específico do suicídio, podemos afirmar que é o único recurso de que nós, encarnados, dispomos para, com certeza, aliviar o sofrimento imenso causado por tão enganosa solução.



(http://2.bp.blogspot.com/-NVuwrvr5klM/ToTh1x8gjTI/AAAAAAAAH9o/OE92UXFqNp4/s220/827.png)



Abaixo, transcrevemos um trecho do diálogo entre Divaldo Pereira Franco e o Espírito de um suicida, que sofreu vários anos os efeitos dolorosos da sua precipitada ação (do livro O Semeador de Estrelas, de Suely Caldas Schubert):


[...] Dei-me conta, então, que a morte não me matara e que alguém pedia a Deus por mim.
Lembrei-me de Deus, de minha mãe, que já havia morrido. Comecei a refletir que eu não tinha o direito de ter feito aquilo, passei a ouvir alguém dizendo:

“Ele não fez por mal. Ele não quis matar-se”. Até que um dia esta força foi tão grande que me atraiu; aí eu vi você nesta janela, chamando por mim.

– Eu perguntei – continuou o Espírito – quem é? Quem está pedindo a Deus por mim, com tanto carinho, com tanta misericórdia? Mamãe surgiu e esclareceu-me:

– É uma alma que ora pelos desgraçados.

– Comovi-me, chorei muito e a partir daí passei a vir aqui, sempre que você me chamava pelo nome.



Dá para perceber, nestes dois exemplos, que a oração, também para os casos de suicídio, tem o poder de lenir a dor e aplacar o desespero da vítima. Nestas condições, poderá acontecer a mudança gradativa dos painéis mentais (gerados pelo sentimento de culpa), à medida que surge o arrependimento sincero, proporcionando aos samaritanos da Espiritualidade resgatarem a vítima, que ainda se encontre nas regiões de sofrimento, para uma colônia espiritual.



(http://2.bp.blogspot.com/-jCG0KI2kfo0/TeYvMF-dyfI/AAAAAAAAHkc/XspiPenpEk4/s220/Barrinhas54.png)




Reformador Nov.09
Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: macili em 09 de Novembro de 2011, 20:45
[attachimg=1  align=center  width=400]





"Quando me amei de verdade compreendi que
em qualquer circunstância eu estava
no lugar certo, na hora certa, no momento exato."



(http://4.bp.blogspot.com/-WJUPUi_XfUU/Tj8Sxay9WsI/AAAAAAAAH0k/rSOvCY0mhSA/s220/2835681076_1%255B1%255D.png)




:: Chaplin ::
Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: macili em 09 de Novembro de 2011, 21:03

(http://gifportal.ru/data/smiles/jivotniea-3808.gif)

Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 11 de Novembro de 2011, 23:50

(http://gifportal.ru/data/smiles/jivotniea-3802.gif)


Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 11 de Novembro de 2011, 23:54

(http://gifportal.ru/data/smiles/jivotniea-3779.gif)


Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 11 de Novembro de 2011, 23:58

(http://gifportal.ru/data/smiles/jivotniea-3777.gif)

Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 12 de Novembro de 2011, 00:06

(http://gifportal.ru/data/smiles/jivotniea-3759.gif)




Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 12 de Novembro de 2011, 04:31


(http://gifportal.ru/data/smiles/jivotniea-3752.gif)



Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 12 de Novembro de 2011, 04:40


(http://gifportal.ru/data/smiles/jivotniea-3724.gif)




Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 12 de Novembro de 2011, 04:44

(http://gifportal.ru/data/smiles/jivotniea-3717.gif)


Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 12 de Novembro de 2011, 04:51


(http://gifportal.ru/data/smiles/jivotniea-3716.gif)



Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 12 de Novembro de 2011, 04:57


(http://gifportal.ru/data/smiles/jivotniea-2903.gif)



Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 12 de Novembro de 2011, 05:07

(http://gifportal.ru/data/smiles/jivotniea-2900.gif)



Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 12 de Novembro de 2011, 05:11

(http://gifportal.ru/data/smiles/jivotniea-2907.gif)

Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 12 de Novembro de 2011, 05:14


(http://gifportal.ru/data/smiles/jivotniea-2888.gif)


Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 12 de Novembro de 2011, 05:17

(http://img1.recadosonline.com/145/019.gif)

Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: macili em 16 de Novembro de 2011, 19:05
(http://c7.quickcachr.fotos.sapo.pt/i/de404788e/5611327_yLiES.gif)   Radionovela "Memórias de um Suicida" postado em Audiovisuais. Link: http://www.forumespirita.net/fe/audiovisuais/radio-novela-'memorias-de-um-suicida'/#.UdmqeNK-nfw  (http://c7.quickcachr.fotos.sapo.pt/i/de404788e/5611327_yLiES.gif)   Ninguém morre, porque somos eternos.



Vida, bem inestimável

(http://lh5.ggpht.com/_BJo2sJZzI3g/SgMecpvTKEI/AAAAAAAAG3o/65uMbJr18vY/s400/barrinha10.gif)

A tentativa de eliminar a vida, seja a própria ou a do seu semelhante, será sempre uma manifestação de insensatez do homem. Deus, que tudo criou e que preserva a Criação, não deixaria sua obra à mercê da irresponsabilidade humana. O homem consegue atingir o corpo físico, extinguindo-lhe a existência, e arca com as conseqüências desse gesto. Jamais conseguirá atingir o ser espiritual, que é imortal.

A vida humana, assim como toda e qualquer manifestação de vida, está submetida às leis de Deus, que a criou e mantém, como mantém tudo o que há no universo, físico ou espiritual.


(http://lh5.ggpht.com/_BJo2sJZzI3g/SgMecpvTKEI/AAAAAAAAG3o/65uMbJr18vY/s400/barrinha10.gif)

O quinto mandamento da Lei de Deus recebida por Moisés determina: "Não matarás".

No Sermão do Monte, Jesus observa  (Mateus, 5:21-22): "Ouvistes que foi dito aos antigos: Não matarás; mas qualquer que matar será réu de juízo. Eu, porém, vos digo que qualquer que, sem motivo, se encolerizar contra seu irmão será réu de juízo [...]".

Os Espíritos Superiores, responsáveis pelos ensinos contidos na Codificação Espírita, consultados sobre qual o primeiro de todos os direitos naturais do homem, esclarecem:
"O de viver. Por isso ninguém tem o direito de atentar contra a vida de seu semelhante, nem de fazer o que quer que possa comprometer a sua existência corporal". (O Livro dos Espíritos, q. 880.)

Consultados, ainda, sobre se o homem tem o direito de dispor de sua própria vida, enfatizam: "Não; somente deus tem esse direito. O suicídio voluntário é uma transgressão dessa lei". (O Livro dos Espíritos, q. 944.)


(http://lh5.ggpht.com/_BJo2sJZzI3g/SgMecpvTKEI/AAAAAAAAG3o/65uMbJr18vY/s400/barrinha10.gif)

Atentar contra a Vida - que emana de Deus - em qualquer circunstância, seja por assassinato, suicídio, aborto, eutanásia ou pena de morte, voluntária ou involuntariamente, individual ou coletivamente, srá sempre um transgressão à Sua Lei, reclamando reparação sempre dolorosa.

Será sempre, também, uma insensatez, já que o ser humano, na sua essência, é um Espírito imortal, que continuará existindo, com ou sem corpo físico, com suas virtudes e defeitos, vivendo as experiências de que necessita para o seu progresso intelectual, moral e espiritual.


(http://lh5.ggpht.com/_BJo2sJZzI3g/SgMecpvTKEI/AAAAAAAAG3o/65uMbJr18vY/s400/barrinha10.gif)

- Fonte: O Reformador, nº 2.136, março/2007 -

Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: macili em 16 de Novembro de 2011, 20:29

[attachimg=1  align=center  width=400]



C a u s a s


Inconsciência


(http://lh4.ggpht.com/_Evo2QjXTvY4/S1oWua-cRAI/AAAAAAAAGtU/M7IpXvdCd54/s400/barrinha.gif)



1 - O que é o suicídio inconsciente?


          É quando a pessoa não toma consciência de que determinado comportamento, a sua maneira de viver, seus hábitos e costumes, podem complicar e abreviar a sua existência.





2 - Pode dar um exemplo?

          Há inúmeros, a começar pelos vícios. O cigarro provoca câncer no pulmão, enfisema pulmonar, enfarto; o álcool cozinha o fígado; as drogas aniquilam o cérebro; a gula produz obesidade, que sobrecarrega o corpo. Por isso, raros vivem integralmente o tempo de vida que lhes foi concedido.



(http://lh4.ggpht.com/_Evo2QjXTvY4/S1oWua-cRAI/AAAAAAAAGtU/M7IpXvdCd54/s400/barrinha.gif)



3 - Quem come muito está se matando?

          Quem o diz é a Medicina. Excesso de peso sobrecarrega o coração, além de favorecer inúmeros males como diabetes, cardiopatias, distúrbios circulatórios. A lista é imensa. E não é só a quantidade. Também a qualidade do alimento. A má alimentação adiciona toxinas ao corpo e subtrai tempo na carne ao espírito.





4 - E onde fica o carma?

         Carma é nascer deficiente físico, doença congênita. A maior parte dos problemas que complicam e abreviam a existência decorrem de mau uso, da falta de cuidado com o corpo, a máquina abençoada que Deus nos concede para as experiências humanas. Só que as pessoas esquecem que ela exige cuidados de manutenção e utilização.


(http://lh4.ggpht.com/_Evo2QjXTvY4/S1oWua-cRAI/AAAAAAAAGtU/M7IpXvdCd54/s400/barrinha.gif)



5 - Se é assim, podemos dizer que, com raras exceções, somos todos suicidas inconscientes?

          Correto. Na existência humana há o que os médicos chamam de fatores de risco, como a hereditariedade, resistência baixa em virtude de problemas genéticos. Mas o maior risco é a nossa maneira de viver. Passamos a vid maltratando o corpo. Acabamos expulsos dele, como de uma casa que desaba porque o morador negligenciou sua conservação.





6 - No Plano Espiritual, a situação daqueles que desencarnam por terem maltratado o corpo é a mesma dos que o fazem por iniciativa consciente?

          Não, porquanto não têm a intenção de se matar, mas enfrentam dificuldades de adaptação. Partem antes do tempo, guardam ainda forte impregnação envolvendo os vícios e as situações da Terra. É como um balão que não se livra do lastro para ascender. Fica preso ao chão.


(http://lh4.ggpht.com/_Evo2QjXTvY4/S1oWua-cRAI/AAAAAAAAGtU/M7IpXvdCd54/s400/barrinha.gif)


7 - Os viciados continuam a sentir a necessidade de satisfazer o vício?

          Não há condicionamento apenas do corpo físico, mas, também, do perispírito. Assim, atormentam-se com a premência de consumir drogas, cigarros, bebidas alcoólicas... Há aqueles que apelam para a obsessão. Induzem viciados na Terra a buscar a substância de que carecem, a fim de que, ligando-se a eles, psiquicamente, possam satisfazer-se. Daí ser difícil a recuperação. O obsidiado tem sempre parceiros invisíveis, interessados em sustentar-lhe o vício, em proveito próprio.





8 - Assim como o suicida consciente, o inconsciente terá seqüelas em existência futura?

          Esse será o seu drama. O fumante terá problemas nos pulmões; o alcoólatra, no figado; o drogado, no cérebro; o glutão, terá distúrbios hormonais. Funcionarão não apenas como resultado de seus excessos, mas, também, como veículos de contenção, destinados a sofrear e eliminar as tendências e vícios desenvolvidos.


(http://lh4.ggpht.com/_Evo2QjXTvY4/S1oWua-cRAI/AAAAAAAAGtU/M7IpXvdCd54/s400/barrinha.gif)



Richard Simonetti
Obra: Suicídio - Tudo o que você precisa saber.
Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: macili em 16 de Novembro de 2011, 21:50
É por isso que você quer se matar?!




(http://lh3.ggpht.com/gifs.luma.d/SM5wfrD6V_I/AAAAAAAABj0/EkhV6XCox8M/s400/LINHA.gif)



(http://3.bp.blogspot.com/florflor3/SO4OSNDgIlI/AAAAAAAADS8/vTijReZBfYY/rov.png)



(http://lh3.ggpht.com/gifs.luma.d/SM5wfrD6V_I/AAAAAAAABj0/EkhV6XCox8M/s400/LINHA.gif)


Quero deixar de viver. Acho que: "morreu, acabou"


Será?

Jesus  ensinou  que a vida continua além-túmulo, quando afirmou:

Deus não é Deus de mortos mas de vivos porque para Ele todos vivem. (Lucas 20:37-38)

Ressurgindo espiritualmente, provou que continuamos a viver em outro plano
 depois da morte.

Aparecendo e comunicando-se com discípulos e apóstolos, demonstrou que
 poderemos voltar a nos relacionarmos com as pessoas neste mundo.

Fenômenos de percepção e funções extra-sensoriais também demonstram que
há em nós algo que age fora do corpo, além e independentemente dele.

Fenômenos no momento da morte e experiências de quase-morte (morte clínica)
evidenciam a sobrevivência ao corpo.

Informações daqueles que já desencarnaram nos vêm pelas comunicações
através de médiuns (TCM) ou pela transcomunicação instrumental (TCI).

Lembranças espontâneas ou provocadas pela hipnose apontam para a
 preexistência de vidas anteriores.

A vida, pois, não começou com o corpo nem acabará com a morte dele.

Já existíamos antes, transcendemo-lo agora (em certos estados) e continuaremos
a existir, depois dele.

E ainda mais: renasceremos (voltaremos a encarnar).

Portanto, "morreu, não acabou" e suicidar-nos não nos fará deixar de existir.



(http://lh3.ggpht.com/gifs.luma.d/SM5wfrD6V_I/AAAAAAAABj0/EkhV6XCox8M/s400/LINHA.gif)


Pelo menos, terei deixado de sofrer


Que pensar do suicídio cujo fim é fugir, aquele que o comete,
às misérias e às decepções deste mundo?

Pobres Espíritos, que não têm a coragem de suportar as misérias da existência! (...)

As tribulações da vida são provas ou expiações.

Felizes os que as suportam sem se queixar, porque serão recompensados!
(O Livro dos Espíritos, questão 946)


As provas servem ao Espírito como aprendizado ou testemunho.

Enfrentando-as, ele descobre e consolida sua capacidade de entendimento,
resistência e suportação de situações, vencendo o medo, a dor, a impaciência.

A expiação é um resgate ou um reajuste perispiritual, para corrigir situações
 provocadas anteriormente.

Suportada com resignação, ao final trará a liberação do problema que ficara do passado.



(http://lh3.ggpht.com/gifs.luma.d/SM5wfrD6V_I/AAAAAAAABj0/EkhV6XCox8M/s400/LINHA.gif)



É que a vida perdeu todo o encanto para mim


Donde nasce esse desgosto da vida que, sem motivos plausíveis,
se apodera de certos indivíduos?

Efeito da ociosidade, da falta de fé e, também, da saciedade. (O Livro dos Espíritos, q. 943)


Saciedade: ter tudo o que se quer. Em certas sociedades ricas e bem organizadas
 mas materialistas, apesar de não haver pobreza e a população contar com
assistência médica, emprego, conforto, o índice de suicídios apresenta-se alto.


Ociosidade
: falta de ocupação útil, trabalho.

Insensatos! Por que não trabalhavam? A existência não lhes teria sido tão pesada.
(O Livro dos Espíritos, questão 945)

Para aquele que usa de suas faculdades com fim útil e de acordo com as suas
aptidões naturais, o trabalho nada tem de árido e a vida se escoa mais rapidamente.
(O Livro dos Espíritos, questão 943)


Falta de fé: de conhecimento sobre a vida espiritual.
Esse conhecimento é que dá convicção quanto aos porquês e para quês da existência.



(http://lh3.ggpht.com/gifs.luma.d/SM5wfrD6V_I/AAAAAAAABj0/EkhV6XCox8M/s400/LINHA.gif)



E quando o fim iria ser inevitável e horrível?
Só se abreviaria de alguns instantes os sofrimentos...


Ex.: Saltar de prédio em chamas.

É sempre culpado aquele que não aguarda o termo que Deus lhe marcou para a existência. (O Livro dos Espíritos, questão 953)

Culpado? Porque não confiou na providência divina.

Deus é sábio e misericordioso, não deixa alguém sofrer sem necessidade ou proveito.

E quem poderá estar certo de que, malgrado as aparências, esse termo tenha chegado;
de que um socorro inesperado não venha no último momento? (O Livro dos Espíritos, questão 953)



(http://lh3.ggpht.com/gifs.luma.d/SM5wfrD6V_I/AAAAAAAABj0/EkhV6XCox8M/s400/LINHA.gif)



Mas, no caso de doença fatal, dolorosa, degenerativa,
quando não haveria mais qualidade de vida e ainda se ficaria dando
trabalho e gastos para os outros, a pessoa não tem direito de morrer com dignidade?


A verdadeira dignidade no processo da morte não estará no suicídio,
mas em se respeitar o que li se está processando espiritualmente:

- as transformações que estejam ocorrendo na alma do desencarnante;

- os reajustes libertadores no seu perispírito;

- a ocasião de serem dados grandes testemunhos (de resignação e coragem,
pelo enfermo; de amor e devotamento, por aqueles que dele cuidam).



(http://lh3.ggpht.com/gifs.luma.d/SM5wfrD6V_I/AAAAAAAABj0/EkhV6XCox8M/s400/LINHA.gif)



:: continuação ::
Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: macili em 16 de Novembro de 2011, 22:02
[attachimg=1  align=center  width=350]



:: continuação ::


(http://lh3.ggpht.com/gifs.luma.d/SM5wfrD6V_I/AAAAAAAABj0/EkhV6XCox8M/s400/LINHA.gif)



Tive o meu amor contrariado, desprezado, traído...


Temos de aprender a amar sem egoísmo, imediatismo, sem querer impor nossos sentimentos ao outro.

Muitas vezes sofremos não por amor e, sim, por paixão, ciúme, egoísmo, amor-próprio...



(http://lh3.ggpht.com/gifs.luma.d/SM5wfrD6V_I/AAAAAAAABj0/EkhV6XCox8M/s400/LINHA.gif)



Fui ludibriado na minha boa-fé, caluniado, humilhado!


Antes ser vítima do que algoz.

A vítima, ainda que momentaneamente prejudicada, não está comprometida com o mal,
 tem direito ao amparo.

O algoz carrega sua imperfeição e terá de enfrentar conseqüências.



(http://lh3.ggpht.com/gifs.luma.d/SM5wfrD6V_I/AAAAAAAABj0/EkhV6XCox8M/s400/LINHA.gif)



Perdi tudo que tinha, porque me roubaram, espoliaram!


Jesus nos esclarece que:

A vida de uma pessoa não consiste na abundância dos bens que ela possui. (Lucas 12:15)

E que o nosso verdadeiro patrimônio é o espiritual,
"tesouro que o ladrão não rouba, a traça não rói, e a ferrugem não corrompe".
 (Mateus 6:20)



(http://lh3.ggpht.com/gifs.luma.d/SM5wfrD6V_I/AAAAAAAABj0/EkhV6XCox8M/s400/LINHA.gif)



A paz, equilíbrio íntimo, ninguém nos pode tirar.
 Só nós, com nossos atos, podemos prejudicar realmente a nós mesmos.



Com a minha morte, quero que as pessoas que me fizeram sofrer
fiquem com remorso ou em má situação, que sofram, também


Não queiramos, nunca, ser a causa de sofrimentos alheios!

A lei divina já prevê: quem causou mal a alguém, desarmonizou a vida e terá
de
 enfrentar efeitos de seus atos,
até se esgotem ou até consiga reajustar as
situações que provocou.

Não é preciso que tomemos a justiça em nossas mãos.

Aliás, não sabemos fazer justiça, acabamos fazendo vingança.

A justiça restaura; enquanto a vingança destrói igualmente (olho por olho).

Alguém lhe causou mal...  mas não lhe tirou a vida.

Esse mal maior, você está querendo fazer a si mesmo.

Não é necessário morrer por isso nem se prejudicar pelo suicídio.

Será que o outro foi culpado, mesmo?

Ou você é que o julga assim, sem saber ou poder analisar bem a situação?

Somente o outro errou, você não?

Em nada? com ninguém? nunca?

Ouçamos Jesus:

Quem estiver sem pecado, atire a primeira pedra. (João 8:7)

Perdoai, e sereis perdoados. (Lucas 6:37)


Com que critério desejamos ser julgados: o da justiça? ou o da misericórdia?

Com a medida que medirdes, sereis medidos. (Mateus 7:2)



(http://lh3.ggpht.com/gifs.luma.d/SM5wfrD6V_I/AAAAAAAABj0/EkhV6XCox8M/s400/LINHA.gif)



Tenho muita vergonha por uma ação má que pratiquei
(roubo, adultério, homicídio)...


O suicídio apagará a falta?  Em vez de uma, haverá duas.
(O LIvro dos Espíritos, questão 948)

Tivemos a coragem de praticar o mal, tenhamos, também, a de sofrer as conseqüências.

Qual deve ser a atitude de quem errou?

Jesus a ensina, na parábola do Filho Pródigo (Lucas 15:18): refletiu, reconheceu seu erro,
 lembrou da bondade do Pai e, nela confiando, decidiu voltar para Ele e assim o fez.

Deus não que r a morte do pecador mas que se arrependa e viva.  (Ezequiel 18:23)

Quem se suicida por causa do julgamento dos outros: acaso está dando mais apreço
à estima dos homens que à de Deus?

Voltará para a vida espiritual carregado de suas iniqüidades, tendo-se privado
dos meios de repará-las durante a vida corpórea.



(http://lh3.ggpht.com/gifs.luma.d/SM5wfrD6V_I/AAAAAAAABj0/EkhV6XCox8M/s400/LINHA.gif)



Mas é para impedir que a vergonha venha a cair sobre
meus filhos ou minha família


O que assim procede não faz bem.

Mas como pensa que o faz, Deus lhe leva isso em conta, pois que é uma expiação,
que ele se impõe  a si mesmo.
(O Livro dos Espíritos, questão 949)

Deus julga segundo a causa; não é inexorável como os homens.

A intenção lhe atenua a falta; entretanto, nem por isso deixa de haver falta.

Demais, eliminai de vossa sociedade os abusos e os preconceitos
e deixará de haver desses suicídios.
(O Livro dos Espíitos, questão 949)

Exemplos: casos de falência, de mãe solteira, ser preso etc.



(http://lh3.ggpht.com/gifs.luma.d/SM5wfrD6V_I/AAAAAAAABj0/EkhV6XCox8M/s400/LINHA.gif)



Um suicídio moral


Quem perece vítima de paixões que sabia lhe haviam de apressar o fim,
porém a que já não podia resistir, por havê-las o hábito mudado em verdadeiras
 necessidades físicas, moralmente é um suicida e mais culpado do que
aquele que se mata em desespero ou desvario.
(O Livro dos Espíritos, questão 952)

Assim são os que morrem em razão de excessos, vícios, drogas, etc.



(http://lh3.ggpht.com/gifs.luma.d/SM5wfrD6V_I/AAAAAAAABj0/EkhV6XCox8M/s400/LINHA.gif)



Quero ir para junto de um ente querido, que já morreu

Muito diverso do que esperam é o resultado que colhem. Em vez de se reunirem
ao que era objeto de suas afeições, dele se afastam por longo tempo.
(O Livro dos Espíritos, questão 956)

Quando a morte é natural e não há maiores problemas, ela nos leva a bons lugares
no Além e ao reencontro com os seres queridos que nos antecederam.

Na morte voluntariamente provocada é diferente, há outras conseqüências,
difíceis, dolorosas.



(http://lh3.ggpht.com/gifs.luma.d/SM5wfrD6V_I/AAAAAAAABj0/EkhV6XCox8M/s400/LINHA.gif)



Quero deixar este mundo mau e chegar mais depressa a um mundo melhor


Outra loucura!

Que faça o bem e mais certo estará de lá chegar, pois, matando-se, retarda
a sua entrada num mundo melhor e terá de pedir lhe seja permitido voltar,
para concluir a vida a que pôs termo sob o influxo de uma idéia falsa.

Uma falta, seja qual for, jamais abre a ninguém o santuário dos eleitos.
(O Livro dos Espíritos, questão 950)


Não será orgulho achar que merece mais e melhor? Jesus recomenda:

Quem quiser vir após mim, negue-se a si mesmo, tome sobre si,
cada dia, a sua cruz e siga-me (Mateus 16:24)


(http://lh3.ggpht.com/gifs.luma.d/SM5wfrD6V_I/AAAAAAAABj0/EkhV6XCox8M/s400/LINHA.gif)


Se foi por um fim meritório, para salvar a vida de alguém ou lhe ser útil?


Isso é sublime, conforme a intenção, e, em tal caso,
o sacrifício da vida não constitui suicídio. (O Livro dos Espíritos, questão 951)

A vida é bem terreno a que o homem dá maior apreço.

Renunciar a ela pelo bem de seus semelhantes é um sacrifício.

Ninguém tem maior amor do que este; de dar alguém a sua vida pelos seus amigos. (Jesus -  João 16:13)



Mas, conforme a intenção...

Terá havido algum pensamento oculto que diminua o valor desse ato aos olhos de Deus?
 algum interesse particular, pessoal?

Só o desinteresse torna meritório o sacrifício.

Se for por orgulho, mancha o sacrifício.

E, se for um sacrifício inútil, não éo que Deus quer.

Misericórdia quero e não sacrifício.

Não seria mais útil sua vida que sua morte?



(http://lh3.ggpht.com/gifs.luma.d/SM5wfrD6V_I/AAAAAAAABj0/EkhV6XCox8M/s400/LINHA.gif)





Conclusão


O suicídio é realmente um doloroso engano. Os esclarecimentos e aconselhamentos
do plano espiritual misericordiosamente procuram evitar que o cometamos.
Ouçamos essas vozes divinas, enquanto é tempo!

Oremos por aqueles que se suicidaram e estão em sofrimento no Além.
Que recebam, o mais breve possível, a ajuda da bondade divina,
trazendo-lhes o alívio de suas dores e o refazimento de suas vidas!



- Therezinha Oliveira –
Livro: Suicídio?  Um doloroso engano.







Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: macili em 16 de Novembro de 2011, 22:06
[attachimg=1  align=center  width=400]
Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: macili em 16 de Novembro de 2011, 22:36
[attachimg=1  align=center  width=300]



Por que...



(http://lh5.ggpht.com/_JX4SILykZEo/S5r1JrygG3I/AAAAAAAAB60/8pYg-QbT3dM/s640/barrinha8.gif)



Por que tristezas?
A vida é bela!

Por que desistir?
A vida é uma continuação!

Por que lágrimas?
A vida é um sorriso!

Por que amarguras?
A vida é uma canção!



(http://lh5.ggpht.com/_JX4SILykZEo/S5r1JrygG3I/AAAAAAAAB60/8pYg-QbT3dM/s640/barrinha8.gif)



Por que ódio?
A Vida foi feita para amar!

Por que intrigas?
A vida é Paz!

Por que blasfemar?
A vida foi feita para orar!

Por que mentir?
A vida é uma verdade!



(http://lh5.ggpht.com/_JX4SILykZEo/S5r1JrygG3I/AAAAAAAAB60/8pYg-QbT3dM/s640/barrinha8.gif)



Por que sentir-se pobre?
A vida é uma riqueza!

Por que sofrer?
A vida é superação!

Por que temer?
A vida é feita de Fé!

Por que fracassos?
A vida é uma grande vitória!



(http://lh5.ggpht.com/_JX4SILykZEo/S5r1JrygG3I/AAAAAAAAB60/8pYg-QbT3dM/s640/barrinha8.gif)



Por que ofender-se?
A vida é perdão!

Por que ser infeliz?
A vida é uma grande felicidade!

Por que problemas?
A vida é uma grande solução!

Por que trevas?
A vida já é Luz.



(http://lh5.ggpht.com/_JX4SILykZEo/S5r1JrygG3I/AAAAAAAAB60/8pYg-QbT3dM/s640/barrinha8.gif)




:: autoria desconhecida ::
Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: macili em 16 de Novembro de 2011, 22:39
[attachimg=1  align=center  width=300]
Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Victor Passos em 30 de Novembro de 2011, 18:53

Ola muita paz e harmonia
Boas Amigas

(http://www.free-animations.co.uk/bullets_animated/images/bullet_34.gif)


 
Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 04 de Dezembro de 2011, 04:23

(http://img1.recadosonline.com/105/224.gif)

Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 04 de Dezembro de 2011, 04:27

(http://gifportal.ru/data/smiles/jivotniea-2879.gif)




Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 04 de Dezembro de 2011, 04:34


(http://gifportal.ru/data/smiles/jivotniea-2877.gif)



Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 04 de Dezembro de 2011, 04:40

Queridos amigos, teremos aqui um único assunto, em vários tópicos, onde um tópico será a continuidade do outro, intercalados com mensagens de ânimo


(http://byrosi.files.wordpress.com/2011/08/29yl210.gif)


O Suicídio na visão Espírita.


(http://1.bp.blogspot.com/_HFjI9yLhnGY/S-DmvYDpcSI/AAAAAAAAA6o/mWtRMSimAe8/s400/bfl2.gif)  "A religião, a moral, todas as filosofias condenam o suicídio como contrário às leis da Natureza. Todas nos dizem, em princípio, que ninguém tem o direito de abreviar voluntariamente a vida.

Entretanto, por que 'não se tem esse direito?
Por que não é livre o homem de pôr termo aos seus sofrimentos?

Ao Espiritismo estava reservado demonstrar, pelo exemplo dos que sucumbiram, que o suicídio não é uma falta somente por constituir infração de uma lei moral, consideração de pouco peso para certos indivíduos.

(http://1.bp.blogspot.com/_HFjI9yLhnGY/S-DmvYDpcSI/AAAAAAAAA6o/mWtRMSimAe8/s400/bfl2.gif)  Mas também um ato estúpido, pois que nada ganha quem o pratica, antes o contrário é o que se dá, como no-lo ensinam, não a teoria, porém os fatos que ele nos põe sob as vistas." Allan Kardec ("O Livro dos Espíritos", comentário à resposta da questão 957).

No dia 12 de maio de 1979 o jornal "O Globo" reuniu alguns profissionais para debater o suicídio e suas razões. A reportagem intitulada "Suicídio, uma doença social de multas causas" merece ser lida porque é matéria que nos permite inúmeras reflexões.

(http://1.bp.blogspot.com/_HFjI9yLhnGY/S-DmvYDpcSI/AAAAAAAAA6o/mWtRMSimAe8/s400/bfl2.gif)  Nela podemos observar que no Rio de Janeiro os telefones do Centro de Valorização da Vida recebem cerca de 100 ligações por dia e que em São Paulo há 30 tentativas de suicídio por dia, das quais três são fatais.

Estatística sobre o Rio de Janeiro não é mencionada. Estes números chamam a atenção de qualquer pessoa, principalmente daquelas que ouviram Allan Kardec solicitar esclarecimentos sobre quais são, em geral, as conseqüências do suicídio sobre o estado do Espírito na questão n° 957 de "O Livro dos Espíritos".

(http://1.bp.blogspot.com/_HFjI9yLhnGY/S-DmvYDpcSI/AAAAAAAAA6o/mWtRMSimAe8/s400/bfl2.gif)  Observamos lá que as conseqüências do suicídio são muito diversas mas que urna conseqüência à qual o suicida não pode fugir é o desapontamento. Os telefones do CVV durante 24 horas e em horário comercial são atendidos por voluntários que basicamente apenas ouvem os desabafos dos que estão sob tensão e prontos para cometer o suicídio. http://www.cvv.org.br/

Pessoas generosas diplomacias apenas em "ciência de saber escutar", ouvir pacientemente e, quando necessário, emitir alguns conselhos.

(http://1.bp.blogspot.com/_HFjI9yLhnGY/S-DmvYDpcSI/AAAAAAAAA6o/mWtRMSimAe8/s400/bfl2.gif)  Segundo Informação do engenheiro Normando Meio de Oliveira Dias, presidente da Sociedade Beneficente Vigília da Amizade, durante as festas de Natal, carnaval e feriados a procura é muito mais Intensa, pois as pessoas sentem-se mais sós, mais deprimidas.

Outra observação feita é que durante a novela "Dancing Days", na TV Globo, quase ninguém ligava. Por isso foi considerada uma boa amiga do Centro de Valorização da Vida, uma vez que estende sua programação até de madrugada, prendendo e mantendo a pessoa ligada.

(http://1.bp.blogspot.com/_HFjI9yLhnGY/S-DmvYDpcSI/AAAAAAAAA6o/mWtRMSimAe8/s400/bfl2.gif)  Comenta ainda o engenheiro que em São Paulo, onde o hábito de se fazer o lazer é diferente do realizado no Rio, as pessoas potencialmente estão mais protegidas, menos vulneráveis, pois lá o sentido de família está sempre mais presente.

A tentativa de suicídio pode ser interpretada como uma conduta destinada a produzir modificações no ambiente familiar da pessoa que executa a tentativa. Quando, na realidade, ocorre indiferença, as tentativas têm possibilidades cada vez maiores de atingir a auto-eliminação.

(http://1.bp.blogspot.com/_HFjI9yLhnGY/S-DmvYDpcSI/AAAAAAAAA6o/mWtRMSimAe8/s400/bfl2.gif)  É pertinente lembrar que a Doutrina Espírita chama atenção para o problema da indiferença humana mostrando em "O Evangelho segundo o Espiritismo" que o homem de bem (capítulo XVII) possuído do sentimento de caridade e de amor ao próximo faz o bem pelo bem, sem esperança de recompensa, retribui o mal com o bem, toma a defesa do fraco contra o forte, e sacrifica sempre seu interesse à Justiça.

▬  E encontra satisfação:

(http://www.sanfords.net/Spots_free_graphics/Buttons_Balls/aball1a.gif)  Nas lágrimas que seca,
(http://www.sanfords.net/Spots_free_graphics/Buttons_Balls/aball1a.gif)  Nos serviços que presta,
(http://www.sanfords.net/Spots_free_graphics/Buttons_Balls/aball1a.gif)  Nos benefícios que derrama,
(http://www.sanfords.net/Spots_free_graphics/Buttons_Balls/aball1a.gif)  Nas consolações que dá aos aflitos.

Reconhecendo-se com relativa facilidade aqueles que realmente podem ser considerados como espíritas verdadeiros pela transformação moral que se lhes operou no âmago do ser, e também pelos esforços que empreendem no sentido de domar, de dominar, de vencer suas inclinações más.

(http://1.bp.blogspot.com/_HFjI9yLhnGY/S-DmvYDpcSI/AAAAAAAAA6o/mWtRMSimAe8/s400/bfl2.gif)  O verdadeiro espirita não pode ser indiferente à. dor humana. Essa indiferença geradora de problemas diversos e que foi recentemente apontada pelos alunos de uma grande Universidade brasileira, em "enquête" elaborada pelo Serviço de Orientação ao Universitário, como uma das maiores limitações do Professor Universitário.

Como se pode observar não basta o saber intelectual e se o desejo é de vôo mais alto é necessário lembrar que o Espírito de Verdade ensinou "ama-vos e Instrui-vos" e o verbo instruir vem em segundo lugar. Como não se pode falar do tema em questão sem lembrar o Sociólogo Êmile Durkheim, a Professora Silvia Regina Pantoja, socióloga, comenta suas conclusões que são indispensáveis.

(http://1.bp.blogspot.com/_HFjI9yLhnGY/S-DmvYDpcSI/AAAAAAAAA6o/mWtRMSimAe8/s400/bfl2.gif)  Durkheim assevera que existem homens capazes de resistir a desgraças horríveis enquanto outros se suicidam depois de aborrecimentos ligeiros.

Seria importante investigar a causa desta resistência diversa e o que contribui para essa estrutura maior ou menor. Interessante anotar que é nas épocas em que a vida é menos dura que as pessoas a abandonam com mais facilidade, o que fez o psiquiatra Miguel Chalub, outro entrevistado por "O Globo", lembrar que em situações altamente dramáticas, como nos campos de concentração, o número de suicídios é bem pequeno, o que nos faz concluir que o amor à vida a tudo supera.

(http://1.bp.blogspot.com/_HFjI9yLhnGY/S-DmvYDpcSI/AAAAAAAAA6o/mWtRMSimAe8/s400/bfl2.gif)  Analisando diversos fatores, Durkheim assevera que a taxa social dos suicídios só se pode explicar sociologicamente. É a constituição moral da sociedade que fixa em cada instante o contingente dos mortos voluntários.

Os movimentos que o paciente executa e que à primeira vista parecem representar exclusivamente o seu temperamento pessoal constituem, na realidade, a continuação e o prolongamento de um estado social que manifestam exteriormente.

(http://1.bp.blogspot.com/_HFjI9yLhnGY/S-DmvYDpcSI/AAAAAAAAA6o/mWtRMSimAe8/s400/bfl2.gif)  A Socióloga Sílvia Regina Pantoja nesta oportunidade comentou que Durkheim fez uma análise do suicídio procurando desvencilhar-se de todo tipo de proposta que reúne como causas do suicídio fatores puramente extra-sociais, ou seja, aqueles que repousam na constituição orgânica e psíquica dos indivíduos, ou nas condições naturais e físicas do meio ambiente.

Assim é que Durkheim abandona as formas como se apresenta o suicídio nos sujeitos particulares para buscar suas causas a partir do estado dos diferentes meios sociais:

(http://www.sanfords.net/Spots_free_graphics/Buttons_Balls/aball1a.gif)  Família,
(http://www.sanfords.net/Spots_free_graphics/Buttons_Balls/aball1a.gif)  Sociedade política,
(http://www.sanfords.net/Spots_free_graphics/Buttons_Balls/aball1a.gif)  Confissão religiosa,
(http://www.sanfords.net/Spots_free_graphics/Buttons_Balls/aball1a.gif)  Grupos profissionais, etc...

E, como medida metodológica, se volta depois aos indivíduos para explicar como aquelas causas gerais se individualizaram para produzir os efeitos suicidas. Ao verificar a relação entre a freqüência de suicídios e a confissão religiosa, por exemplo, constata que ela é maior entre os protestantes do que entre os católicos e judeus.

Por que no catolicismo e no judaísmo os crentes estão mais preservados da autodestruição?

(http://1.bp.blogspot.com/_HFjI9yLhnGY/S-DmvYDpcSI/AAAAAAAAA6o/mWtRMSimAe8/s400/bfl2.gif)  Isto não ocorre pela natureza dos argumentos religiosos, mas pela existência de um certo número de credos e práticas comuns, tradicionais e obrigatórios a todos os adeptos que levam à constituição de uma sociedade.

Conclui o pesquisador que quanto mais estes estados coletivos são numerosos e fortes, tanto mais a comunidade religiosa está fortemente integrada; tanto mais, também, é dotada de virtude preservadora.

(http://1.bp.blogspot.com/_HFjI9yLhnGY/S-DmvYDpcSI/AAAAAAAAA6o/mWtRMSimAe8/s400/bfl2.gif)  Mais uma vez pode-se observar que o esforço que é feito por grande parte dos espiritistas no Brasil no sentida de unidade, além de ser o caminho adequado é antes de mais nada uma necessidade.


Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 04 de Dezembro de 2011, 04:43

(http://img1.recadosonline.com/458/001.jpg)



Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 04 de Dezembro de 2011, 04:46

(http://gifportal.ru/data/smiles/cveta-998.gif)

(http://paszkowski.com.br/gifs/flores/flor_8.gif)Observa-se que a única imposição é que não haja imposição, mas apela-se para a unificação.

É pertinente lembrar que no livro "Obras Póstumas" (Allan Kardec) encontramos que o Espiritismo é uma doutrina filosófica, que tem conseqüências religiosas, como toda filosofia espiritualista.
 
▬  Pelo que toca forçosamente nas bases fundamentais de todas as religiões:

(http://images.netshoes.net/br/cores/laranja%2Bmarrom.gif)  Deus,
(http://images.netshoes.net/br/cores/laranja%2Bmarrom.gif)  A alma,
(http://images.netshoes.net/br/cores/laranja%2Bmarrom.gif)  A vida futura.

▬  Não é ele, porém, uma religião constituída, visto que:

(http://images.netshoes.net/br/cores/laranja%2Bmarrom.gif)  Não tem culto,
(http://images.netshoes.net/br/cores/laranja%2Bmarrom.gif)  Nem templo,
(http://images.netshoes.net/br/cores/laranja%2Bmarrom.gif)  Nem rito.

▬  E, entre os seus adeptos, nenhum tomou, nem recebeu o título de:

(http://images.netshoes.net/br/cores/laranja%2Bmarrom.gif)  Papa,
(http://images.netshoes.net/br/cores/laranja%2Bmarrom.gif)  Padre,
(http://images.netshoes.net/br/cores/laranja%2Bmarrom.gif)  Pastor,
(http://images.netshoes.net/br/cores/laranja%2Bmarrom.gif)  Sacerdote, etc...

Há uma autoridade coletiva, onde cada qual dispõe de seu voto e que nada podem sem o concurso uns dos outros.

(http://paszkowski.com.br/gifs/flores/flor_8.gif)Mas todos estão de acordo acerca de princípios fundamentais, condição absoluta para sua admissão e para a de todos os co-participantes da direção. Comenta Kardec que esta autoridade deverá ser, em matéria de Espiritismo, o que é urna academia em matéria de ciência.

Quanto mais integrados os espiritistas mais fortalecida a causa que procura possibilitar maiores oportunidades de o Indivíduo modificar o seu comportamento e chegar à harmonia com a sociedade e consigo mesmo.

▬  "O Livro dos Espíritos" - Filosofia Espiritualista -, contém os princípios da Doutrina Espírita sobre:

(http://images.netshoes.net/br/cores/laranja%2Bmarrom.gif)  A vida futura,
(http://images.netshoes.net/br/cores/laranja%2Bmarrom.gif)  As leis morais,
(http://images.netshoes.net/br/cores/laranja%2Bmarrom.gif)  A vida presente,
(http://images.netshoes.net/br/cores/laranja%2Bmarrom.gif)  A imortalidade da alma,
(http://images.netshoes.net/br/cores/laranja%2Bmarrom.gif)  A natureza dos Espíritos,
(http://images.netshoes.net/br/cores/laranja%2Bmarrom.gif)  Suas relações com os homens,
(http://images.netshoes.net/br/cores/laranja%2Bmarrom.gif)  E o que mais importante que é o futuro da Humanidade.

Seu codificador Allan Kardec assevera ("Obras Póstumas") que é um dever gravar esta crença no espírito das massas e é um fato que essa crença é inata, pois todas as religiões a proclamam.

(http://images.netshoes.net/br/cores/laranja%2Bmarrom.gif)  Indaga Kardec por que então não tem dado até hoje os resultados que se deviam esperar?
(http://images.netshoes.net/br/cores/laranja%2Bmarrom.gif)  Resposta: É que, em geral, tem sido apresentada em condições, que a razão não pode aceitar.

Para que a doutrina da vida futura produza, de agora em diante, os frutos que podemos esperar, é preciso, antes de tudo, que satisfaça completamente à, razão e à, idéia que formamos:

(http://images.netshoes.net/br/cores/laranja%2Bmarrom.gif)  Da justiça,
(http://images.netshoes.net/br/cores/laranja%2Bmarrom.gif)  Da sabedoria,
(http://images.netshoes.net/br/cores/laranja%2Bmarrom.gif)  E da bondade de Deus.

Que não possa ser desmentida pela ciência; não deixe no espírito nem a dúvida, nem a incerteza; que a vida futura seja tão positiva como a presente, de que é a continuação, corno o dia seguinte o é da véspera.

(http://paszkowski.com.br/gifs/flores/flor_8.gif)Na reportagem de "O Globo" o médico Fernando Marques dos Reis ensina que há vários suicídios históricos na política de Roma, lembrando o de Bruto, como está no "Júlio César", de Shakespeare, e chega até nós com Camillo Castelo Branco, Santos Dumont e Getúlio Vargas.

Mas o grande interesse do tema, recorda o médico, está em que o suicida é, antes de tudo, um deprimido, e, como diz o Dr. Paul Lüth, estudioso de história da Medicina, "a depressão é a doença da época".

(http://paszkowski.com.br/gifs/flores/flor_8.gif)Na Alemanha Ocidental, que tem 60 milhões de habitantes, suicidam-se em média 38 pessoas por semana, ou seja, cerca de 14 mil por ano. A Organização Mundial de Saúde estima em 150 milhões os deprimidos do mundo.

Merece registro, como é comentado em "O Globo", que entre os mais acometidos, nesse capítulo das depressões, se acham os pastores e os psiquiatras, entre os quais as cifras de suicídio são oito vezes maiores do que no resto da população.

(http://paszkowski.com.br/gifs/flores/flor_8.gif)Estas cifras parecem indicar que, em termos bem realistas, "ninguém salva ninguém e que as religiões salvadoras não se salvaram sequer".

▬  Pode-se falar em três tipos de suicídio, segundo a visão de Durkheim:

(http://images.netshoes.net/br/cores/laranja%2Bmarrom.gif)  O egoísta,
(http://images.netshoes.net/br/cores/laranja%2Bmarrom.gif)  O altruísta,
(http://images.netshoes.net/br/cores/laranja%2Bmarrom.gif)  E o anômico.

▬  O egoísta:

(http://paszkowski.com.br/gifs/flores/flor_8.gif)É aquele que resultaria de uma individuação excessiva nas sociedades onde a moral se esforça para Incutir no indivíduo a idéia de seu grande valor, fazendo que sua personalidade se sobreponha à coletiva. Deve acompanhar o processo outro constituinte que é a vaidade que na linguagem da moda seria a "inflação" da personalidade.

O egoísmo é tema estudado nas obras básicas da Doutrina Espírita em diversas oportunidades, basta ver o índice analítico dessas obras. Assim Emmanuel no capitulo XI de "O Evangelho segundo o Espiritismo" ensina que o egoísmo é a chaga da Humanidade.

(http://paszkowski.com.br/gifs/flores/flor_8.gif)Comenta o Instrutor que é o objetivo para o qual todos os verdadeiros crentes devem dirigir suas armas, suas forças e sua coragem. Coragem porque é preciso mais coragem para vencer, a si mesmo do que para vencer os outros.

Conclama que cada um, pois, coloque todos os seus cuidados para combatê-lo em si, porque esse monstro devorador de todas as inteligências, esse filho do orgulho, é a fonte de todas as misérias deste mundo.

(http://paszkowski.com.br/gifs/flores/flor_8.gif)É a negação da caridade e, por conseguinte, o maior obstáculo à. felicidade dos homens.

Allan Kardec em "O Livro dos Espíritos" apresenta-nos diversas reflexões: como destruí-lo, como obstáculo ao progresso moral, corno verdadeira chaga da sociedade.

▬  Relaciona o egoísmo:

(http://images.netshoes.net/br/cores/laranja%2Bmarrom.gif)  Às ingratidões,
(http://images.netshoes.net/br/cores/laranja%2Bmarrom.gif)  Aos laços de família,
(http://images.netshoes.net/br/cores/laranja%2Bmarrom.gif)  À vida de Isolamento,
(http://images.netshoes.net/br/cores/laranja%2Bmarrom.gif)  Ao problema da fome,
(http://images.netshoes.net/br/cores/laranja%2Bmarrom.gif)  Às desigualdades sociais,
(http://images.netshoes.net/br/cores/laranja%2Bmarrom.gif)  À perda de pessoas amadas.

▬  O altruísta:

(http://paszkowski.com.br/gifs/flores/flor_8.gif)Praticado nos meios onde o indivíduo deve abrir mão de sua personalidade e ter espírito de abnegação e entrega de si às causas coletivas. Por exemplo, o espírito militar, que exige que o indivíduo esteja desinteressado de si mesmo em função da defesa patriótica.

Nesse particular a questão n. 951 de "O Livro dos Espíritos" comenta que todo sacrifício feito à custa de sua própria felicidade é um ato soberanamente meritório aos olhos de Deus, porque é a prática da lei de caridade.

Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 04 de Dezembro de 2011, 04:48

(http://img1.recadosonline.com/458/005.jpg)


Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 04 de Dezembro de 2011, 04:53


(http://gifportal.ru/data/smiles/cveta-1001.gif)
(http://home.earthlink.net/imagelib/sitebuilder/earthimglib/user/english/elpersonal/space/bullet.gif)  Ora, a vida sendo o bem terrestre ao qual o homem atribui maior valor, aquele que a renuncia para o bem de seus semelhantes não comete um atentado: ele faz um sacrifício,

Mas, antes de o cumprir, ele deve refletir se sua vida não pode ser mais útil que sua morte. Não devemos deixar de enfatizar que André Luiz, no livro "Conduta Espírita", recomenda que o ser humano, no trabalho, deve situar em posições distintas as próprias tarefas diante:

(http://frutosdanatureza.com.br/images/icon.gif)  Da família,
(http://frutosdanatureza.com.br/images/icon.gif)  Da profissão,
(http://frutosdanatureza.com.br/images/icon.gif)  Da Doutrina que abraça,
(http://frutosdanatureza.com.br/images/icon.gif)  É da coletividade a que deve servir, atendendo a todas as obrigações com o necessário equilíbrio, porque o dever, lealmente cumprido, mantém a saúde da consciência.

▬  O anômico:

(http://home.earthlink.net/imagelib/sitebuilder/earthimglib/user/english/elpersonal/space/bullet.gif)  Que ocorre nos meios onde o progresso é e tem que ser rápido, levando a ambições e desejos ilimitados, O dever de progredir tira do homem a capacidade de viver dentro de situações limitadas, tira-lhe a capacidade de resignação e, por conseqüência, tem-se o aumento dos descontentes e irrequietos.

Nesse particular a doutrina espírita não poderia omitir-se e em diversas oportunidades as suas obras básicas discutem o problema da resignação humana.

(http://home.earthlink.net/imagelib/sitebuilder/earthimglib/user/english/elpersonal/space/bullet.gif)  Gostaríamos de lembrar apenas que no livro "Vinha de Luz", de Emmanuel, este abnegado Instrutor mais uma vez leciona com propriedade invulgar:

"Jesus forneceu padrões educativos em todas as particularidades da sua passagem pelo mundo.

▬  O Evangelho no-lo apresenta nos mais diversos quadros, junto:

(http://frutosdanatureza.com.br/images/icon.gif)  À dor,
(http://frutosdanatureza.com.br/images/icon.gif)  À alegria,
(http://frutosdanatureza.com.br/images/icon.gif)  À pobreza,
(http://frutosdanatureza.com.br/images/icon.gif)  Ao pecado,
(http://frutosdanatureza.com.br/images/icon.gif)  Ao martírio.
(http://frutosdanatureza.com.br/images/icon.gif)  Ao trabalho,
(http://frutosdanatureza.com.br/images/icon.gif)  À glorificação,
(http://frutosdanatureza.com.br/images/icon.gif)  À simplicidade.

Sua atitude, em cada posição da vida, assinalou um traço novo de conduta para os aprendizes."

(http://home.earthlink.net/imagelib/sitebuilder/earthimglib/user/english/elpersonal/space/bullet.gif)  Assinala Emmanuel que "as marcas do Cristo não são apenas as da cruz, mas também as de sua atividade na experiência comum", recordando que "a marca do Cristo é, fundamentalmente, aquela do sacrifício de si mesmo para o bem de todos".

"Todas as realizações humanas possuem marca própria. Casas, livros, artigos, medicamentos, tudo exibe um sinal de Identificação aos olhos atentos.

(http://home.earthlink.net/imagelib/sitebuilder/earthimglib/user/english/elpersonal/space/bullet.gif)  Se medida semelhante é aproveitada na lei de uso dos objetos transitórios, não se poderia subtrair o mesmo principio, na catalogação de tudo o que se refira à vida eterna. Jesus possui Igualmente os sinais dele."

Não seria a resignação um deles?

Durkheim acredita que somente o Estado poderia intervir, o único capaz de reconstituir as relações indivíduo-sociedade. Nem mesmo a família, a religião podem fazê-lo.

(http://home.earthlink.net/imagelib/sitebuilder/earthimglib/user/english/elpersonal/space/bullet.gif)  Para a socióloga Sílvia Regina Pantoja, somente o Estado que olhasse para os grupos profissionais, e não aquele que privilegiasse a ênfase econômica. Aqui nos lembramos do capitulo "As aristocracias" - do livro "Obras Póstumas".

Em nenhum tempo ou nação, os povos dispensaram chefes, ainda mesmo no estado de selvageria.

É assim porque, em razão da diversidade de aptidões e de caracteres, que se dão na espécie humana, há sempre incapazes que precisam ser dirigidos, fracos que reclamam proteção, paixões a combater: dai a necessidade de uma autoridade.

▬  Sabemos que nas sociedades primitivas a autoridade foi conferida:

(http://frutosdanatureza.com.br/images/icon.gif)  Aos velhos,
(http://frutosdanatureza.com.br/images/icon.gif)  Aos anciãos,
(http://frutosdanatureza.com.br/images/icon.gif)  Aos patriarcas,
(http://frutosdanatureza.com.br/images/icon.gif)  Aos chefes de família,
(http://frutosdanatureza.com.br/images/icon.gif)  A força bruta a segunda aristocracia.

Em seguida a aristocracia do nascimento. Elevou-se novo poder, o do ouro que foi seguido de outra mais justa, a da Inteligência. Entretanto o homem mais inteligente pode fazer mau uso das faculdades. Por outro lado, a simples moralidade pode não ter capacidade.

(http://home.earthlink.net/imagelib/sitebuilder/earthimglib/user/english/elpersonal/space/bullet.gif)  É, pois, necessária a união da inteligência e da moralidade para haver legítima preponderância, a que a massa se submeterá, confiada em suas luzes e justiça.

Será esta a última aristocracia, durável porque será animada por sentimentos de justiça e caridade.

(http://home.earthlink.net/imagelib/sitebuilder/earthimglib/user/english/elpersonal/space/bullet.gif)  Supremacia que Allan Kardec chamou de aristocracia intelecto-moral. É por isso que a Doutrina Espírita, que em 1857, inaugurou a era do espírito imortal, afirma que é pela educação, mais ainda do que pela instrução, que se transformará a Humanidade.


Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 04 de Dezembro de 2011, 04:58

(http://img1.recadosonline.com/458/010.gif)



Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 04 de Dezembro de 2011, 05:05

(http://img1.recadosonline.com/458/012.gif)



Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 04 de Dezembro de 2011, 05:07

(http://img1.recadosonline.com/458/022.jpg)

Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 04 de Dezembro de 2011, 05:11

(http://img1.recadosonline.com/458/018.gif)

Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 04 de Dezembro de 2011, 05:17


(http://gifportal.ru/data/smiles/cveta-990.gif)

Depressão é coisa muito séria, contínua e complexa. Estar triste é estar atento a si próprio, é estar desapontado com alguém, com vários ou consigo mesmo, é estar um pouco cansado de certas repetições, é descobrir-se frágil num dia qualquer, sem razão aparente - as razões têm essa mania de serem discretas.


Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 04 de Dezembro de 2011, 05:19

(http://img1.recadosonline.com/458/020.gif)


Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 04 de Dezembro de 2011, 05:24
(http://www.reinodosgifs.net/flores/04.gif)


(http://www.reinodosgifs.net/flores-pequenas/yellow_rose.gif) Pelo exposto podemos verificar que parece raro o encontro de suicídio em crianças.

(http://idata.over-blog.com/0/06/82/35/gifs-diddl/gifs-boutons/boutons-35.gif)  Mas ele existe?
(http://idata.over-blog.com/0/06/82/35/gifs-diddl/gifs-boutons/boutons-35.gif)  Como a criança encara o problema da morte?

Entramos num terreno que se me parece extremamente complexo e o melhor é deixar o especialista, o mestre no assunto, assumir as rédeas do pensamento.

(http://www.reinodosgifs.net/flores-pequenas/yellow_rose.gif) Sem sombra de dúvidas é o psicólogo mais capacitado para esclarecer nossas dúvidas e à Psicologia Infantil está reservado importante papel no futuro da: Humanidade e é por isso que ela funciona como cadeira básica de qualquer Faculdade de Educação.

Artigo, recentemente publicado pela Psicóloga Wilma da Costa Torres, Professora Assistente do Instituto de Psicologia da UFRJ, destaca a abordagem desenvolvimentista da compreensão da morte pela criança.

(http://www.reinodosgifs.net/flores-pequenas/yellow_rose.gif) Apresenta e discute os resultados de pesquisas realizadas para Investigar a Influência de fatores maturacionais, cognitivos, sociais e afetivos nas etapas de conceituação da morte.

Seu título - "O tema da morte na psicologia Infantil: uma revisão da literatura".

(http://www.reinodosgifs.net/flores-pequenas/yellow_rose.gif) Demonstra que, dentro do nossa espaço disponível, não poderemos explorá-lo adequadamente. Entretanto, é parte extraída dos capítulos 2 e 5 da tese "O conceito de morte em diferentes níveis de desenvolvimento cognitivo.

Uma abordagem preliminar, apresentada para a obtenção do grau de mestre em Psicologia Aplicada e merece portanto mais tarde ser examinado com carinho. Por ora achamos pertinente anotar algumas conclusões.

(http://www.reinodosgifs.net/flores-pequenas/yellow_rose.gif) A primeira, que é apoiada em autores estrangeiros, é que "as diferenças de nível sócio-econômico têm grande importância na aquisição do conceito de morte.

Segundo resultados encontrados pelos autores estrangeiros, as crianças urbanas de nível sócio-econômico mais baixo adquirem conhecimentos conceituais acerca da morte mais rapidamente do que as da classe média.

(http://www.reinodosgifs.net/flores-pequenas/yellow_rose.gif) O estudo da psicóloga brasileira representa o ponto de partida para a instalação da área de investigação em Tanatologia no Brasil.

A equipe de que faz parte prossegue na realização de uma série de investigações visando, através da obtenção de dados extraídos da realidade brasileira, prover psicólogos da área clínica, do desenvolvimento e da educação, de embasamentos teórico-práticos para a abordagem adequada do tema da morte com a criança.

(http://www.reinodosgifs.net/flores-pequenas/yellow_rose.gif) Sumariando de forma muito imperfeita o assunto poderíamos dizer que a pesquisa clássica publicada sobre o assunto tinha uma casuística de 378 criança húngaras e para examinar como as crianças conceituam e lidam com a morte nas várias idades.

Interpretava as idéias de morte expressas pelas crianças através de palavras ou desenhos.

▬  O autor encontrou evidências para a existência de três etapas diversas:

(http://idata.over-blog.com/0/06/82/35/gifs-diddl/gifs-boutons/boutons-35.gif)  Até 5 anos, não há noção de morte definitiva, a criança não reconhece que a morte envolve total cessação da vida e não compreende a não reversibilidade da morte.

(http://idata.over-blog.com/0/06/82/35/gifs-diddl/gifs-boutons/boutons-35.gif)  A segunda (entre 5 e 9 anos), caracteriza-se por uma forte tendência a personificar a morte. É compreendida como irreversível, porém não como Inevitável.

(http://idata.over-blog.com/0/06/82/35/gifs-diddl/gifs-boutons/boutons-35.gif)  Somente na terceira etapa (9 e 10 anos), a criança reconhece a morte como cessação das atividades do corpo e como inevitável. E, somente na adolescência, estes são verdadeiramente capazes de apreenderem o conceito de morte bem como o significado da vida.

Trabalhos posteriores trouxeram novas divisões segundo a faixa etária e um autor de língua inglesa coloca crianças entre 9 e 10 anos numa terceira fase, onde a morte é definitiva, mas a morte funciona biologicamente, acreditando que podem ver, ouvir ou sentir.

(http://www.reinodosgifs.net/flores-pequenas/yellow_rose.gif) Na quarta categoria (entre 6 e 12 anos), a morte é definitiva e implica a cessação de todas as funções biológicas; as crianças classificadas nesta categoria expressam conceitos realistas sobre a morte. Assim, é possível entre 5 e 12 anos perceber a morte como final e irreversível.

Muito interessante as conclusões de Gessei e colaboradores que descrevem as crianças de 10 anos como mais positivas e práticas na abordagem da morte.

▬  Sabem que depois da morte, com o tempo, o corpo se desintegra ou se mumifica, mas não dedicam maior reflexão a este assunto:

(http://idata.over-blog.com/0/06/82/35/gifs-diddl/gifs-boutons/boutons-35.gif)  Aos 11 anos "teorizam" sobre o que sucede depois da morte.

(http://idata.over-blog.com/0/06/82/35/gifs-diddl/gifs-boutons/boutons-35.gif)  Aos 12 anos revelam preocupação sobre a natureza da outra vida.

(http://idata.over-blog.com/0/06/82/35/gifs-diddl/gifs-boutons/boutons-35.gif)  Aos 13 anos a especulação cresce, mas a sua morte é vista como distante de um futuro imediato.

(http://idata.over-blog.com/0/06/82/35/gifs-diddl/gifs-boutons/boutons-35.gif)  Aos 14 anos, as tendências mais fortes é a de assinalar a inevitabilidade da morte, o que, entretanto, é acompanhada de uma aceitação positiva; nesta fase a vida é mais importante que a morte e as crianças revelam o desejo de viver uma vida plena antes de morrer.

Noutro trabalho, de não menos importância, realizado com crianças inglesas podem identificar-se 5 (cinco) categorias para o significado da morte.

▬  O nível mais baixo, categoria:

(http://idata.over-blog.com/0/06/82/35/gifs-diddl/gifs-boutons/boutons-35.gif)  A - Revela ignorância completa,
(http://idata.over-blog.com/0/06/82/35/gifs-diddl/gifs-boutons/boutons-35.gif)  B - Algum grau de compreensão,
(http://idata.over-blog.com/0/06/82/35/gifs-diddl/gifs-boutons/boutons-35.gif)  C - Compreensão dos aspectos mais abstratos,
(http://idata.over-blog.com/0/06/82/35/gifs-diddl/gifs-boutons/boutons-35.gif)  D - Compreensão (define morto como negação de vivo),
(http://idata.over-blog.com/0/06/82/35/gifs-diddl/gifs-boutons/boutons-35.gif)  E (nível mais alto) - Compreensão dos aspectos lógicos ou biológicos da morte.

A idade de 7 e 8 anos aparece, nessa investigação, como um marco de mudança (categoria C). A idade média das crianças na categoria B foi de 5 anos e meio, e, a assimilação completa (nível E) só surgiu em torno dos 12 anos.

(http://www.reinodosgifs.net/flores-pequenas/yellow_rose.gif) Piaget considera que a partir do momento em que a criança se torna consciente da diferença entre vida e morte, a idéia de morte incentiva a curiosidade da criança, pois, se tudo é acasalado a um motivo, a morte exige uma explicação especial.

Sylvia Anthony, aprofundando as considerações de Piaget, assevera que ao estabelecer a relação entre morte e Humanidade como uma categoria na qual ela própria está logicamente Incluída, atinge o máximo de desenvolvimento.

(http://www.reinodosgifs.net/flores-pequenas/yellow_rose.gif) No Brasil, Rio de Janeiro, a Psicóloga Wilma Torres e colaboradores examinaram 183 crianças entre 4 e 13 anos de idade e seus resultados parecem confirmar e ampliar os de pesquisadores estrangeiros.

Permitiram, seus resultados, identificar três níveis do conceito de morte descritivos do pensamento das crianças dos diferentes períodos de desenvolvimento cognitivo.

(http://idata.over-blog.com/0/06/82/35/gifs-diddl/gifs-boutons/boutons-35.gif)  No nível 1, característico do subperíodo pré-operacional, atribuem vida ao morto.

(http://idata.over-blog.com/0/06/82/35/gifs-diddl/gifs-boutons/boutons-35.gif)  No nível 2, característico do sub-período operacional concreto, já compreendem a morte como definitiva.

(http://idata.over-blog.com/0/06/82/35/gifs-diddl/gifs-boutons/boutons-35.gif)  No nível 3, característico do período formal, reconhecem a morte como processo interno, implicando a cessação da vida do corpo.

É pertinente relembrar que as crianças urbanas de nível sócio-econômico mais baixo adquirem conhecimentos conceituais acerca da morte mais rapidamente do que as da classe média.

(http://idata.over-blog.com/0/06/82/35/gifs-diddl/gifs-boutons/boutons-35.gif)  Gostaríamos de perguntar se esta mesma criança é a que procura o suicídio.
(http://idata.over-blog.com/0/06/82/35/gifs-diddl/gifs-boutons/boutons-35.gif)  Quais as causas?

(http://www.reinodosgifs.net/flores-pequenas/yellow_rose.gif) Talvez aqui devêssemos procurar um Professor Titular de Pediatria de uma Faculdade de Medicina, no Brasil. O "Jornal de Pediatria", em seu volume 43 em 1977, publicou trabalho do Professor Samuel Schvartsman.

Na sua casuística e métodos observamos que foram estudados 21 casos de tentativas de suicídio em crianças de 9 a 14 anos de idade, por ingestão de produtos químicos.


Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 04 de Dezembro de 2011, 05:27

(http://gifportal.ru/data/smiles/cveta-983.gif)

Depressão nada mais é que um ciclo vicioso pessimista.
Quanto mais se pensa, mais se enfraquece;
quanto menos se age, mais se afoga.


Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 04 de Dezembro de 2011, 05:31


(http://gifportal.ru/data/smiles/cveta-1000.gif)

Depressão é excesso de passado em nossas mentes.
Ansiedade excesso de futuro.
O momento presente é a chave para a
cura de todos os males mentais.

Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 04 de Dezembro de 2011, 05:39

(http://img1.recadosonline.com/458/027.gif)


Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 04 de Dezembro de 2011, 05:43
(http://gifportal.ru/data/smiles/cveta-1009.gif)

A depressão se manifesta de diferentes formas.
O humor é uma delas. Ñ se engane.
Uma boa gargalhada pode mascarar
um enorme vazio na alma...


Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 04 de Dezembro de 2011, 05:45

(http://img1.recadosonline.com/162/054.gif)


Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 04 de Dezembro de 2011, 06:00
(http://gifportal.ru/data/smiles/cveta-1010.gif)

Muito do que hoje é considerado depressão,
não passa de um corpo precisando de trabalho.



Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 04 de Dezembro de 2011, 06:04

(http://img1.recadosonline.com/145/009.gif)

Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 04 de Dezembro de 2011, 06:11

(http://c7.quickcachr.fotos.sapo.pt/i/de404788e/5611327_yLiES.gif)   Radionovela "Memórias de um Suicida" postado em Audiovisuais. Link: http://www.forumespirita.net/fe/audiovisuais/radio-novela-'memorias-de-um-suicida'/#.UdmqeNK-nfw  (http://c7.quickcachr.fotos.sapo.pt/i/de404788e/5611327_yLiES.gif)   Ninguém morre, porque somos eternos.



Agradecemos as presenças de todos.
Fiquem com Deus.


Obrigada Senhor


Doces beijos.
Mariana



Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: macili em 07 de Dezembro de 2011, 02:03


(http://www.ger.org.br/artigos_arquivos/misc7n.jpg)



Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Sylvia Campos em 07 de Dezembro de 2011, 23:36


Suicídio, Conhecer Para Prevenir, maravilhoso tópico, com lindos textos.
Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: macili em 08 de Dezembro de 2011, 01:09
[attachimg=1  align=center  width=450]




O Suicídio não é solução



(http://1.bp.blogspot.com/-kdGUh4UUA1M/TtjJjXApQPI/AAAAAAAAIOM/pcJJz_aXMEM/s220/bar6.gif)



Suicídio para quê, se a nada de bom nos conduz? É a arma mais poderosa e demolidora, que algum dia se conheceu!

A arma, por mais mortífera que seja, quer seja de fogo, branca, química ou biológica, destrói tudo à sua passagem, deixa sequelas naqueles que ficam vivos, vivendo muitas vezes vidas simplesmente vegetativas, deitados em camas de hospitais, ligados a máquinas para o resto de suas vidas, rastejando pelas ruas com membros cortados, estendendo muitas vezes a mão para receberem algo que lhes possa dar a contrapartida para um continuo viver, e, muitas vezes, aqueles que vão nascendo, vêm trazendo ao mundo o conhecimento de deformações várias, causadas por algumas dessas armas.

Porém, em todos esses casos há o reverso da medalha. O ser atingido sofre, mas se for conformado, não se entregar ao desespero e se entregar a viver, dia a dia, passo a passo, com o pouco que possui ou a que tem acesso, ele se depura de dívidas passadas e, ao desencarnar, tem a constatação de algo de muito bom ter conseguido, na sua trajetória evolutiva.

O seu quadro fluídico, que lhe é mostrado ao chegar a seu mundo de luz, mostra-lhe em imagens, como o correr de uma fita de filme, todos os bens adquiridos e que vão ser adicionados ao seu acervo espiritual já adquirido pela vivência em outras encarnações.

Nada de melhor se pode conseguir, ao desencarnar, do que um balanço positivo da nossa jornada terrena neste mundo depurador. Por isso reencarnamos e, para esse fim, devemos dirigir-nos com todo o amor, sapiência e coragem.




(http://1.bp.blogspot.com/-kdGUh4UUA1M/TtjJjXApQPI/AAAAAAAAIOM/pcJJz_aXMEM/s220/bar6.gif)



É de fato verídica a frase que muitos dos Espíritos Superiores, que sempre nos acompanham, tantas vezes deixam nas lições que nos são dadas, através de suas comunicações doutrinárias: "O mundo é dos fortes de espírito". Não tenhamos qualquer dúvida!

Como poderíamos explicar e justificar os trabalhos maravilhosos em desenhos e pinturas que nos são legados por deficientes que usam seus próprios pés ou boca para segurar os pincéis, os lápis e os diversos materiais, muitas vezes amparados por um resto de perna decepada ou de um braço cortado até ao cotovelo?

Como poderíamos justificar a mãe que não tem pernas, mas consegue tratar de seus filhos, após tê-los tido como qualquer outra mãe sem deficiência alguma, e ainda os transporta no seu próprio carro, para a escola, para o médico, para uma festa, enfim para onde a sua presença se tornar necessária.

Muitas até, além de não terem os membros inferiores, ainda têm os superiores também deficientes. Por isso, e para essas situações, há técnicos que criaram modelos de carros especiais para tal. Se nos interrogarmos como isso foi possível, também encontraremos a devida resposta: "Claro que foi o próprio Astral Superior que se encarregou de dotar esses técnicos com intuições necessárias a essas modificações. Tudo é feito e controlado pela Plêiade do Astral Superior. Quando necessário, algum espírito encarna com esse objetivo e, por isso, devemos ajudar nossos filhos a encontrarem suas verdadeiras vocações".

Pensemos naqueles compositores, maestros, matemáticos, físicos, que com poucos anos de idade, compõem, regem, resolvem problemas, dos mais difíceis, com toda a facilidade, que à maioria dos seres ainda está negada.

Por tudo isto, e ainda, por termos a certeza de que se cometermos o suicídio, o ato mais vil que podemos cometer contra nós próprios, e que não tem qualquer desculpa, já que os que o fazem é porque o querem, pois são os plenos donos e únicos responsáveis pelo mau uso do seu livre-arbítrio, tendo de aqui voltar tantas vezes quantas as necessárias, até resgatarem esse ou esses erros que, voluntariamente, cometeram, é que queremos chamar a vossa atenção para tal, alertando-os de que os juros a pagar são elevadíssimos, podem crer!

Portanto, digamos a uma só voz, qual Joana D'Arc empunhando sua espada com estoicismo: "Não ao Suicídio"! – "Vivamos o melhor e mais honestamente que possamos até ao último minuto de nossas vidas! – Não sejamos covardes, vítimas de nós próprios! – Tenhamos coragem e lutemos por aquilo que queremos, por direito e dever de qualquer ser a quem foi dada a possibilidade de reencarnar!!"




(http://1.bp.blogspot.com/-kdGUh4UUA1M/TtjJjXApQPI/AAAAAAAAIOM/pcJJz_aXMEM/s220/bar6.gif)



Portugal, em 1 de Maio de 2003 - revisão de 26 de Novembro de 2007

Aida Almeida Lopes da Luz
Publicado na “Gazeta do Racionalismo Cristão” - seção Artigos

Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Rick Santoro em 19 de Dezembro de 2011, 19:13
Otimo texto!!!!! Quero ressaltar que com o grande coraçao e a grande forma que tudo foi conçebido para que possamos adentrar a um corpo fisico, teremos sempre em mente a gratidão de ter sido nos concebido uma oportunidade de evoluçao nesse plano. Como fala no texto, temos que ter a fé que Deus está sempre convosco e nunca podemos desistir daquilo que construimos.
Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: macili em 21 de Dezembro de 2011, 23:22
[attachimg=1  align=center  width=400]



Reflexões Angustiantes



(http://dl.glitter-graphics.net/pub/989/989321gyey13hzit.gif) (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy5nbGl0dGVyLWdyYXBoaWNzLmNvbQ==)



Tudo lhe aconteceu rapidamente, como um raio que rasgasse a treva densa e sua força terrível o fulminasse, mesmo antes da tragédia que iria desencadear.

No íntimo, ele sabia que algo de inconcebível iria acontecer e temia que fosse o instrumento desse horror. É como se o maligno se lhe houvesse penetrado com as suas ardilosas redes de crueldade. Pensava sobre isso, a princípio com medo, depois foi-se adaptando a idéia e, por fim, tresloucado, executou-a; vendeu o Amigo!...

O ato insano foi muito rápido, irracional, criminoso.

Bastou que ele dissesse durante a ceia, embora a infinita amargura na voz - "O que fazes, faze-o depressa", (1) e ele correu desvairado na direção dos Sinedritas com os quais se houvera comprometido antes, e vendeu-o.

Não tinha dimensão do ato alucinado que praticara, mas assim mesmo o realizou, pois que estava fora de si, a consciência adormecida pelo anestésico da dúvida, da ingratidão...

O que sucedeu, logo depois, foi inexplicável surpresa acompanhada de dores amargas.

A negociata infame prévia que os acontecimentos deveriam suceder depois da Páscoa, mas ele, que era traidor, também foi traído pelos que o concitaram ao hediondo crime.

A psicosfera em Jerusalém, naquele momento, como sempre, era asfixiante, e aquela seria a noite mais longa dentre todas as suas noites.

Ele seguira com a triste comitiva armada de varapaus e lâminas dos soldados, acompanhados pela ralé dos desocupados, da súcia infeliz, na direção do Getsêmani, onde sabia que ele estava orando. Como pudera utilizar-se daquele momento para a detestável conduta?! Não soube dizê-lo. A verdade é que, ao vê-lo tão angustiado ao brilho dos archotes de labaredas vermelhas, não trepidou e beijou-o na face, conforme houvera combinado, a fim de informar quem era a vítima.

Viu-o, então, ser aprisionado sem nenhuma resistência, fitá-lo com infinita compaixão e deixar-se conduzir a presença dos infames julgadores.

Passava da meia-noite, mas a malta dos malfeitores e vagabundos, assim como dos demais que se encontravam a soldo do Sinédrio, superlotavam o pátio onde Pilatos mandou despí-lo, chibateá-lo, numa tentativa de salvá-lo da sanha perversa dos seus, sem que Ele se queixasse, enquanto todos, inclusive muitos que foram beneficiários do seu amor, apupavam-no.

A ingratidão das criaturas humanas é proverbial, e a massa é um monstro que obedece ao comando do mais cruel.

Tremeu, acovardado, na escuridão de um lugar de onde podia vê-lo vencido, Ele que era seu Amigo!

Foi, então, milagre da consciência, que a culpa se lhe insculpiu na alma com o ferro em brasa do remorso.

As lágrimas avolumaram-se nos olhos e escorreram como ácido, queimando-lhe a face deformada pelo estupor que o tomou naquele momento.

Correu na direção dos abutres que o traíram e tentou reparar o erro ignominioso.

A galhofa e a ironia dos vencedores da mentira foram a resposta que lhe deram. Tentou explicar-se, mas não havia ouvidos que o escutassem. Reconheceu o seu crime, mas isso era com ele, não com os mesquinhos negociantes que o alucinaram.

Deseperado, atirou-lhes as trinta malditas moedas de prata que eram o preço da traição e saiu enlouquecido, sem forças, sequer, para gritar a própria desdita.

 As sombras densas e o clima terrível, resultado das mentes infelizes reunidas para o grande desfecho, abafavam as suas emoções, que o asfixiavam.

O horror apresentava-se em forma de fantasma sobre a cidade infeliz dos profetas desprezados e assassinados, conforme Ele o declarara oportunamente...

Não suportou o desconforto superlativo que o tomou todo, e a mesma força tiranizante que o desgovernava sussurrou-lhe a fuga pelo suicídio, que ele atendeu de imediato, atirando uma corda vigorosa sobre um galho forte de velha figueira, e enforcou-se...




(http://dl.glitter-graphics.net/pub/989/989321gyey13hzit.gif) (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy5nbGl0dGVyLWdyYXBoaWNzLmNvbQ==)



Quando ele recebeu o chamado daquele Estranho, era jovem e todas as fibras do corpo e da alma vibraram de especial emoção.

Chamava-se Judas, que, em hebraico, significa agradecimento, ish Kerioth, também significando homem de Kerioth, cidadezinha ao sul de Judá, e naquela ocasião era um idealista, um sonhador.

Possuidor de lúcida inteligência, foi recebido pelo grupo de pescadores e pessoas simples com carinho e júbilo, tendo sido destacado para ser responsável pela guarda de seus escassos recursos monetários, seus reduzidos haveres...

Ficou entusiasmado com o chamado e fascinado com aquele que o havia destacado com o convite.

Quem convivesse com Jesus não tinha outra alternativa: amava-o para sempre ou detestava-o, nunca ficando indiferente.

Ele se deixou abrasar pelo seu verbo altissonante e doce ao mesmo tempo. A sua mensagem repassada de ternura era um refrigério para a ardência do seu temperamento inquieto e para as suas ambições, pois que anelava conquistar o mundo, pelo poder, pelo destaque social...

Pertencer a um reino especial era tudo quanto desejava então, tornando-se importante, merecendo e conseguindo homenagens e honrarias como via acontecer com outros, que considerava sem mérito para tanto.

Tudo parecia lhe estar ao alcance, agora que se encontrava ao lado do Taumaturgo, que tinha poder até mesmo sobre as forças da Natureza.

Vira-o limpar a morféia em corpos apodrecidos que se recompuseram de imediato, e não ocultava o contentamento por tê-lo como Amigo.

Todos os fenômenos imagináveis ou não, ele os vira acontecer com a interferência daquele meigo Rabi, que o comovia profundamente.

As multidões emocionadas seguiam-no docemente como ovelhas submissas ao cajado do seu Pastor.

À medida que convivia com Ele e os demais amigos, sua natureza experimentava alterações.

Não entendia, por exemplo, porque Ele preferia os miseráveis, os réprobos e dialogava com todos, sentando-se à mesa com eles, que eram rejeitados por todos e por todos repudiados.

Certamente que Ele explicava serem os enfermos, aqueles que necessitam do médico, sendo Ele o médico dos desventurados, particularmente dos excluídos da sociedade pusilânime da sua época.

Mas observava também que príncipes e militares de alto coturno o buscavam mas sem receberem qualquer privilégio conforme suas posições requeriam. Ele era capaz de os deixar esperando para atender um pária detestado, o que não lhe parecia justo nem coerente.

A pouco e pouco, os conflitos iniciais converteram-se em insegurança e dessa passou a agasalhar dúvidas e receios quanto à vitória da empresa em que se encontrava.

Amava Jesus, sim, a seu modo,  mas nem sempre o compreendia.

Os seus silêncios eram perturbadores e a sua indiferença pelos bens materiais, quase os desprezando, era difícel de entender-se...

No banquete, por exemplo, na casa de Simão - outro detestado pela lepra que o vencia -, quando Maria derramou-lhe de surpresa o perfume especial e de alto preço, numa demonstração de afeto, ele não pode silenciar e interrogou: - "Por que não se vendeu esse perfume por trezentos denários e não se deu aos pobres?".(2)

Em verdade, não era por sentimento de amor aos pobres e sofredores que ele tomara essa atitude, mas por avareza, por despeito, porque já furtava os bens dos amigos...

Noutras vezes, irara-se com os companheiros que demonstravam desconfiança a respeito da sua fidelidade e do seu valor.

Mas lentamente tentou ajustar-se ao grupo e ser útil.

Quando constatou, porém, que o Mestre não iria oferecer a Israel a governança do mundo, esmagando o império romano, decepcionou-se e pensou que poderia precipitar os acontecimentos.

- Quem sabe? - pensara - numa circunstância grave Ele não se desvelaria, apelando para os seus simpatizantes, que aguardavam somente a sua voz de comando?

Ledo equívoco, infeliz conclusão, pois que o reino dele não era deste mundo e ele se enganou terrívelmente, perdendo a oportunidade, aniquilando-se...

Judas amava Jesus, porém se interessava mais pelos seus projetos e não pela promessa de amor incondicional e da imortalidade...

Infeliz, atirou-se no abismo da perdição através da loucura do autocídio, esquecido do Amor não amado que, apesar de tudo não o olvidou, indo resgatá-lo nas regiões inferiores de sofrimentos inenarráveis antes de ressurgir na madrugada do terceiro dia após a sua crucificação e morte. Isto porque o amor não tem limites...

Através de reencarnações pungentes, dolorosas, o homem de Kerioth resgatou o delito tremendo e retornou ao colégio galileu, ele que era o mais inteligente, o único Judeu, após sofre o martírio como Joana d'Arc.




(http://dl.glitter-graphics.net/pub/989/989321gyey13hzit.gif) (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy5nbGl0dGVyLWdyYXBoaWNzLmNvbQ==)



Amélia Rodrigues.
(Página psicografada pelo médium Divaldo Pereira Franco, na reunião mediunica da noite de 21 de agosto de 2010, no Centro Espírita Fraternidade, em Paramirim, Bahia.)

Notas Bíblicas:
1. João, 13: 27. (Nota da Autora Espiritual.)
2. João, 12: 5. ( Nota da Autora Espiritual.)

Fonte: Reformador/Dezembro de 2010/pags: de 8 a 10. 
Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: macili em 22 de Dezembro de 2011, 19:12
[attachimg=1  align=center  width=400]



Há  um  Século


(http://dl9.glitter-graphics.net/pub/49/49499kyb53hodam.gif) (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy5nbGl0dGVyLWdyYXBoaWNzLmNvbQ==)


“Paris – Numa fria manhã de abril de 1860, Allan Kardec, o Codificador da Doutrina Espírita, estava exausto. Apesar da consolidação da Sociedade Espírita de Paris e da promissora venda de livros, escasseava o dinheiro para a obra gigantesca que os espíritos superiores lhe haviam confiado. A pressão aumentava, cartas sarcásticas chegavam.


Quando se mostrava mais desalentado, a esposa, Madame Rivail, entrega-lhe uma encomenda. O professor abre o embrulho e encontra uma carta de um encadernador de livros. E lê: “Sr. Allan Kardec, com a minha gratidão remeto-lhe o livro anexo, bem como a sua historia, rogando-lhe, antes de tudo, prosseguir em suas tarefas de esclarecimento da humanidade, pois tenho fortes razões para isso”. O autor da carta relatava que, desesperado após a morte de sua esposa, planejou suicidar-se. Certa madrugada, buscou uma ponte. Ao fixar a mão direita para atirar-se às águas, tocou um objeto que se deslocou da amurada, caindo-lhe aos pés. Surpreendido, viu um livro. Procurando a luz de um poste, leu: “Esta obra salvou-me a vida. Leia-a com atenção e tenha bom proveito. – A. Laurent”.


O Codificador desempacotou, então, um exemplar de “O Livro dos Espíritos”, ricamente encadernado. Na página do frontispício, leu com emoção não somente a observação a que o missivista se referira, mas também outra: “Salvou-me também. Deus abençoe as almas que cooperaram em sua publicação. Joseph Perrier.” Após a leitura, o Professor Rivail experimentou nova luz a banhá-lo por dentro. Aconchegando o livro ao peito, raciocinava, em radiosa esperança: “Era preciso continuar, desculpar as injúrias, abraçar o sacrifício e desconhecer as pedradas.” O mundo necessitava de renovação e consolo.


Allan Kardec levantou-se, abriu a janela à sua frente, respirou profundamente, e, antes de retomar a caneta para o serviço costumeiro, levou o lenço aos olhos e limpou uma lágrima. (…)”




(http://dl9.glitter-graphics.net/pub/49/49499kyb53hodam.gif) (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy5nbGl0dGVyLWdyYXBoaWNzLmNvbQ==)



Compulsado da mensagem “Há um século”, ditada pelo espírito Hilário Silva, do livro “O Espírito da Verdade” | Federação Espírita Brasileira | 1961 | Psicografia de Francisco Cândido Xavier | Enviado por João Cabral – Presidente da ADE-Sergipe 03/10/2009
Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: macili em 23 de Dezembro de 2011, 18:02
Depoimentos de Suicidas
[attachimg=1  align=center  width=400]

Mesmo desiludidos, é preciso viver...


No Hospital de Maria, no Plano Espiritual



*****************


Não existe olhar mais tristonho que o de remorsos, e por ali era só o que víamos. Aproximei-me de uma jovem que se havia atirado do alto de um edifício. Ela caminhava devagar; observando-a, pareceu-me estranha: era como se ela fosse de porcelana e houvesse trincado. Nas partes em que sofrera fratura no corpo físico, apresentava ainda dificuldade de movimentos.

Sorri. Meio envergonhado, retribuiu-me o sorriso, iniciando a conversação:

- És suicida?

- Não, não sou. Aqui me encontro em estudo.

Com triste expressão, falou:

- Deve ser muito bom vir até aqui na condição de estudante.

- Por que se suicidou?

- Fui abandonada pelo namorado e julguei que sem ele não suportaria viver.

- Irmã, há quanto tempo isso aconteceu?

- Há dez anos. O remorso me corrói o espírito. Muitas vezes me apalpo, procurando em mim algo que possa interromper a vida. Parece-me que desde aquele terrível dia jamais minha mente cessou de trabalhar; é um desespero constante. Por mais que eu receba ajuda, sinto-me consciente a cada momento do meu gesto impensado. Como é mesmo o teu nome?

- Luiz Sérgio – falei, estendendo minha mão em sinal de sincera amizade.

- Luiz Sérgio, não sei por que não existe na Terra campanhas de esclarecimento sobre o suicídio.

Fala-se tanto em aborto, em assassinato, em furto, mas ninguém se lembra de alertar sobre o pior dos crimes. Vamos até o jardim, sinto-me ainda muito cansada, lá saberás tudo.




*****************


Bem alojados sob um belo caramanchão florido, esperei pacientemente que ela iniciasse o relato:

- Tinha eu quinze anos quando conheci Alexandre. Foi amor à primeira vista: apaixonamo-nos, um pelo outro. Inebriante, entregamos-nos intimamente e, quando percebi, eu não era mais a querida namorada e sim a mulher da qual ele vinha se cansando. Fui ficando ciumenta, desesperada, insegura, e as minhas reclamações o cansavam cada vez mais. Um dia ameacei-o de contar tudo a meu pai. Olhando- me firmemente, redarguiu: “Não foste forte e cuca livre para assumir um caso? Então, tem agora dignidade pra compreender que tudo acabou. Foi belo enquanto durou”. Nem podes, Luiz, imaginar o que me aconteceu.

Ele tinha razão: eu não estava preparada para uma entrega tão íntima. Qualquer mulher, quando chega a uma situação como essa, precisa estar despojada de preconceitos e eu sempre sonhara entrar de braços dados com meu pai em uma igreja florida e o meu príncipe me esperando no altar com o olhar de homem apaixonado.

- Então, por que você iniciou essa aventura?

- Paixão e falta de coragem para negar.

- Mas hoje, Lucy, as menininhas estão indo nessa e, muitas se casando apenas por casar. Nem sempre a orientação sobre liberdade é a correta e assim vários jovens estão se vendo presos em uma rede de remorsos. Mas e depois? Conte minha irmã, eu a interrompi.

- Alexandre começou a me evitar. Bastava eu chegar onde ele estivesse, para que se retirasse. Um dia fui procurá-lo em sua casa e lá encontrei uma jovem de minha idade, que me foi apresentada como sua noiva. Abafei um grito em meu peito, tal a minha dor. Quando de lá saí, só desejava morrer. Chegando a casa, tomei a decisão e saltei, à procura da morte. Mas ela não existe e me vi estirada, toda moída, lá no asfalto. Perdi a noção do tempo; lembro-me apenas que uma velhinha sempre ficava ao meu lado, dando-me forca através da prece: era minha avozinha. Muitas vezes desejei levantar, mas podes imaginar alguém todo quebrado? Assim era a minha realidade. Pensei demais, ate que um dia minha avó ajudou-me a me erguer e, com dificuldade, conseguimos dali sair, chegando até um centro espírita. Graças às preces aos suicidas, recebemos um cartão que nos permitia um tratamento na própria casa. O meu sofrimento só cessaria quando eu tivesse setenta e cinco anos, época em que estava programado o meu desencarne natural.

- Irmã, por que tudo isso? Temos presenciado suicidas já conscientes, que não padeceram tanto.

- Luiz, muitos aprenderam a desencarnar, e depois, cada caso é um caso.

- E daí, Lucy? Pode continuar...

- Sim, faz-me muito bem recordar, principalmente os tratamentos nos grupos especializados. Ah, isso é ótimo! Gostaria de relatar. Éramos levados até o grupo mediúnico, pois que internados nos encontrávamos naquele Centro. Quando entrávamos na sala, muitos sentiam o odor forte, nós, principalmente, éramos atormentados com o cheiro dos nossos próprios corpos putrificados e, muitas vezes, tínhamos a impressão de que os vermes nos corroíam. O grupo mediúnico que prestava auxilio era composto de pessoas muito equilibradas, já que nós nos perdêramos por fraqueza. Não podes imaginar o alivio que experimentava o espírito de um suicida ao contato com um médium amoroso. Quando o mentor nos aproximava do médium, era como se o nosso espírito adormecesse, anestesiado pelos fluídos bons do encarnado, afastando-se de nós aquela desagradável sensação que vínhamos experimentando desde o instante do ato impensado. Muitos choravam quando eram retirados de juntos do médium; era como se nos tirassem o oxigênio. Luiz Sérgio existe tão poucos grupos que prestam ajuda aos suicidas! Para esses grupos, não são necessários médiuns de psicofonia, pois muitas vezes o suicida não deseja falar, almeja, apenas, deixar de sentir o desespero. Enganam-se aqueles que organizam grupo de auxilio ao suicida, somente com os chamados médiuns de incorporação. Os encarregados devem aproveitar aqueles que são ótimos auxiliares do Cristo, mas ainda esquecidos na Doutrina – os médiuns doadores. Só o contato do doente com um médium equilibrado já o beneficia. E ali, Luiz Sérgio, permaneci muitos meses, até que um dia fui trazida até aqui, onde já me sinto curada. Sei, entretanto, que levarei de volta, quando reencarnar, um corpo doente, porque eu mesma o destruí e só o meu coração regenerado poderá curar-me.

Esforçava-se para não chorar. Segurei a mão de Lucy e, com os olhos orvalhados de lágrimas, falei-lhe:

- Minha querida irmã, jamais a esquecerei; sempre que eu puder, virei revê-la. Você representa também para mim uma mão estendida. Mão esta que precisou ser marcada pela dor, para voltar à vida.

- Obrigada, Luiz Sérgio, fico contente por ter-te conhecido. És muito bacana; a tua alegria me fez lembrar o passado, quando eu sonhava em ser feliz.

- Sonhava não, Lucy, sonha, porque como diz Ocaj: “Não assassinemos as nossas realidades para não distanciarmos nossos sonhos”.

Ela me fitou e pela primeira vez vi a esperança naqueles belos olhos azuis. Apertando bem forte sua mão, despedi-me. Caminhei, pensando:




*****************


“Deus, como sois poderoso em tão bem nos compreender. Se hoje nada desejamos, amanhã, em busca de algo nos encontraremos e assim, Pai, ides compreendendo as nossas fraquezas e não nos ofertando por ofertar e sim, quando , quando já adultos, soubermos o que desejamos. Hoje, Senhor, peço-Vos por todos aqueles que vivem duras e cruéis realidades e estão em vias de deixar tudo para trás através do suicídio. Fortalecei, Senhor, os Seus protetores para que possam segurar bem firme essas almas em desespero”.



*****************


Que estas linhas possam chegar às mãos de todos aqueles que desesperados se encontram e que eles saibam que deste lado do horizonte existe alguém que todos os dias pede a Deus muita paz e muito amor para todos os seus irmãos.

“Eu amos todos vocês, meus queridos amigos”.



*****************



Obra: Mãos Estendidas – Luiz Sérgio – cap. V – pág. 29
Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: katiatog em 07 de Janeiro de 2012, 21:36
                      (http://static.maniadescraps.com/imagens/cybergan38/fim/fimdesemana0004.gif) (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy5tYW5pYWRlc2NyYXBzLmNvbQ==)

Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: katiatog em 07 de Janeiro de 2012, 21:59


Saudade e solução

Não se conformava.

Solidão é penitenciária, dizia.

Desde que o esposo desencarnara, trancara-se nas paredes da revolta.

O segundo ano de viuvez infelicitava-lhe a existência.

Orava entre desesperada e rebelde.

Desejava rever o companheiro, abraçá-lo outra vez.

E como não o conseguisse, expulsaa do coração, egoísticamente ferido, o anjo da caridade ...

                                                        ****

Uma pobre tuberculosa que lhe traz um recém-nascido paa cuidar, recebe reprimenda e xingamentos ...

Deseja morrer, isto sim! Morrer para reencontrar o amor.

Fixada na saudade injustificável, lentamente deixou-se enlear nas malhas de pertinaz obsessão suicida.

                                                           ****

Numa noite de loucura, abraçada ao retrato do companheiro querido, ingeriu tóxico violento, deixando-se arrastar pelo caminho sem fim da morte ...

Mas não morreu!

Adicionando às próprias angústias as novas dores, deambulou tresloucada, anos a fio, até ser vencida pelo cansaço e o infortúnio ...

Orou, então, como nunca o fizera antes.

Diáfana figura em forma de mulher socorreu-a.

Esclarecida quanto à própria desdita, indagou pelo esposo idolatrado.

- "Retornou à Terra - respondeu a interpelada - para atender-lhe a saudade, no corpo do pequenino que fora repudiado, quando a mãe infeliz lhe buscara o socorro providencial" ...

                                                        ****

O verdadeio amor vence a morte e se desdobra infatigável, confiante e resignado.

Saudade insubmissa é grade de presídio e corredor da loucura.



Livro:Panoramas da vida. Espírito: Ignotus
Psicografia de Divaldo P Franco

Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: katiatog em 09 de Janeiro de 2012, 19:54
                                 (http://static.maniadescraps.com/imagens/cybergan38/boatarde/tarde070.jpg) (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy5tYW5pYWRlc2NyYXBzLmNvbQ==)

Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: katiatog em 09 de Janeiro de 2012, 20:05
                            (http://i128.photobucket.com/albums/p196/sophiad25/Renoir.jpg)


Suicídio



A seguir, entrevista com o palestrante espírita Alivo Pamphiro, publicada em 2002 .

O suicida deve ser considerado como um corajoso ou um covarde? Por quê?

Altivo Pamphiro – Todos os espíritos de bem informam que o suicida é, antes de tudo, um egoísta, que pensa somente em suas dores, ignorando as dores que irá causar em seus entes queridos. Não se pode generalizar e chamá-los de corajosos ou covardes, porque, na realidade, antes de tudo, eles estão preocupados com suas próprias idéias. Há, entretanto, os casos de loucura, nos quais o suicida, em um estado de demência, não pode avaliar o crime que está cometendo. É atribuído ao espírito Emmanuel a informação de que Getúlio Vargas, ex-presidente do Brasil, ao se matar, não foi considerado como um suicida, uma vez que evitou uma guerra civil com sua morte. Desse modo, vemos que a Lei de Deus prevê considerações que nem sempre estão ao nosso alcance.

Quais os fatores espirituais que podem levar uma pessoa a desejar não mais viver?

Altivo Pamphiro – Principalmente a sociedade. O espírito, quando não tem mais motivo para lutar, pode se desesperar e entrar em uma depressão que o leva a pensar no suicídio. Há cerca de dez anos, na Suécia, houve uma pesquisa entre médicos e paramédicos sobre se algum deles teve o desejo de se suicidar algum dia. A informação, impressionante aliás, foi de que todos os médicos e paramédicos que habitualmente se dirigiam para os países pobres, oferecendo seus serviços durante as férias, jamais pensavam em suicídio. Vê-se que o trabalho é realmente um grande antídoto para a atitude suicida.

Para onde vão realmente os espíritos dos suicidas? Há alguma regra geral para quem comete este ato ou os motivos que o levaram a cometê-lo podem amenizar essa pena, se assim podemos chamar?

Altivo Pamphiro – A médium Yvonne Pereira, em seu portentoso livro Memórias de um Suicida, fala do “Vale dos Suicidas”. Entretanto, temos notícia de outros suicidas que não foram para o referido vale porque não constituíam um perigo para os encarnados. Segundo a médium, vão para o “Vale dos Suicidas” aqueles espíritos capazes de influenciar os encarnados. Eles, então, são segregados para não terem como influir nos homens.

Em média, quanto tempo o espírito de um suicida fica vagando pelas regiões umbralinas?

Altivo Pamphiro – Não há previsão para esse tempo. Dizem os espíritos condutores que o espírito fica vagando enquanto não consegue harmonizar sua mente e entender o apoio que está sendo dado a ele. Portanto, isso varia de espírito para espírito.

Será que todos nós, em alguns instantes, não somos suicidas, se assim podemos definir tal nomenclatura, quando estamos em algum estado “negativo”, como chateados, deprimidos, aflitos, inseguros, envergonhados, irados etc., e agimos contra a lei?

Altivo Pamphiro – Digamos que o suicida é aquele que, além de não conseguir superar esses estados mórbidos, procura fugir das realidades do mundo em que vive. Podemos também, como você está falando, ser considerados como suicidas potenciais todas as vezes que entramos nesse estado de morbidez psíquica. De alguma forma, somos suicidas quando desgastamos desnecessariamente o corpo ou desistimos de viver.

Quando algumas seitas fanáticas levam seus seguidores a suicídios coletivos, quem possuirá maior dosagem de culpa? Se alguém for obrigado a se matar, como ter que se jogar de um lugar, por exemplo, ele é culpado?

Altivo Pamphiro – Quando os seguidores de uma seita se suicidam, eles não têm culpa pelo ato, mas sim por terem se deixado envolver pelas ordens absurdas que lhes foram dadas. A culpa do suicídio propriamente dito caberá aos seus diretores, que os induziram. Quanto aos que são obrigados a se matar, estes não se suicidam, são assassinados.

Mas ao afirmar que seguidores de determinadas religiões ou seitas, quando se suicidam, não têm culpa, não se está tirando deles o livre-arbítrio em detrimento da fé cega?

Altivo Pamphiro – Quando pessoas abdicam de pensar e se deixam conduzir pela determinação de outros, eles realmente estão errados, mas devemos levar em conta aqueles que não são capazes de discernir. Nesse caso, o livre-arbítrio deles está realmente prejudicado.

Grandes personagens bíblicos possuiam tanto amor pelo povo que colocaram sua própria vida à disposição em troca da libertação dos outros. Esse sentimento “suicida” é antes uma virtude e não um erro, certo? Como disse Martin Luther King, “aquele que não possui uma causa pela qual se disponha a morrer por ela, este não merece a vida que possui”. Qual a sua opinião sobre esse tipo de “intenção suicida”?

Altivo Pamphiro – Nenhum desses grandes líderes, na verdade, tinha essa “intenção suicida”. Eles tinham a coragem da fé, que poderia chegar até o fato de saberem que correriam risco de vida todas as vezes que falassem suas verdades. Os líderes religiosos enfrentam principalmente a desordem moral e aqueles que se comprazem nela. Luther King enfrentou toda uma classe social em defesa dos negros. Estes homens, poderosos em si mesmos, sabiam que agrediriam ao status-quo vigente e, com toda certeza, a sociedade agredida responderia com sua linguagem de violência. Tenho certeza de que estes homens, ao enfrentarem esta sociedade, sabiam que a resposta que elas dariam seria a violência. Por isso digo que, na verdade, eles tinham a coragem da fé.

Se uma pessoa bebe e é atropelada ou bate o carro, ela cometeu um suicidio? Quanto ao suicídio lento por desgaste desnecessário do próprio corpo, há diferenças entre os que o fazem com álcool, drogas, fumo, comidas excessivamente gordurosas ou mesmo com um simples refrigerante?

Altivo Pamphiro – O fato das pessoas ignorarem que o álcool e o tabaco podem levar à morte não as eximem do sofrimento oriundo desses agentes químicos. O suicídio, nesse caso, seria indireto, mas nem por isso deixa de ser um desgaste desnecessário e inoportuno, que cedo ou tarde causará um sofrimento para os que abusarem assim de seu corpo. Tudo na vida depende da intenção. Se você também usa o excesso de gordura pensando que isso não lhe fará mal, você estará menos comprometido, mas nem por isso deixará de sofrer os efeitos de seus atos. Quanto ao que sofre um desastre e morre em conseqüência da bebida ou do tóxico, ele sofrerá por ver que cortou o fio de sua vida antes da hora. Não será um suicida clássico, mas sim um suicida indireto, que certamente terá de dar contas deste seu ato.

E no caso de pessoas que participam de esportes perigosos e acabam por desencarnar, como foi o caso de Ayrton Senna, seria suicídio? Que culpa tem quem participa de esportes como alpinismo, paraquedismo, automobilismo etc.?

Altivo Pamphiro – Os espíritos que têm conhecimento das limitações a que estão sujeitos e, mesmo assim, obrigam seu corpo a participar dessas atividades são chamados de suicidas em potencial. Quando ocorre a desencarnação de um deles, o espírito será punido pelo fato de conscientemente agir contra a segurança de seu corpo.

Que tipo de culpa teria alguém que se matasse por não ter seu amor correspondido? E aquela que não lhe correspondia?

Altivo Pamphiro – Quem se mata por amor, segundo a médium Yvonne Pereira, tem em seu benefício o sentimento com que agiu. Não foi uma fuga propriamente dita, mas sim uma falta de resistência moral. A pessoa que não correspondeu ao amor nada tem a ver com a morte do outro se não estimulou um amor que jamais seria correspondido.

Diante dos problemas de nossa sociedade contemporânea, o que dizer especificamente a respeito de suicídio para os jovens usuários de drogas?

Altivo Pamphiro – Estes antecipam suas partidas para o mundo dos espíritos e as informações que se recebe acerca do estado deles são as mais tristes possíveis. Na verdade, são suicidas.
Hoje em dia, ter relações sexuais sem o uso de preservativos pode ser considerado como atitude potencialmente suicida?

Altivo Pamphiro – Pode sim, caso se busque um parceiro ou parceira e você veja nele apenas o prazer, sem se dar conta dos prejuízos que podem acarretar tal relação.

Pode se fazer alguma coisa para auxiliar os suicidas ou a eles não se pode ajudar de forma alguma? Haverá alguma esperança para os espíritos suicidas e seus familiares?

Altivo Pamphiro – Sabemos que a prece é de grande auxílio para os suicidas, pois quando oramos por alguém, usamos nossa boa vontade, nosso sentimento de compreensão para com o próximo. Todas as vezes que pensarmos com tranqüilidade em favor de uma pessoa, estaremos sugerindo que alguém pensa nela com carinho, com estímulo e boa vontade. Outra forma de auxiliar é vibrar para que ela se encontre, sugerindo pensamentos de estímulo e de paz.



Entrevista realizada pelo canal IRC-Espiritismo e publicada na Revista Cristã de Espiritismo, ed. 14.
Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: katiatog em 21 de Janeiro de 2012, 21:12
                             (http://static.maniadescraps.com/imagens/turboscraps/boa_noite/noite022.jpg) (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy5tYW5pYWRlc2NyYXBzLmNvbQ==)


 
Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: katiatog em 21 de Janeiro de 2012, 21:21
              (http://i778.photobucket.com/albums/yy65/amyjayne10/Flowers/jaoaSl1.jpg)


Questão 957


957. Quais, em geral, com relação ao estado do Espírito, as conseqüências do suicídio?

"Muito diversas são as conseqüências do suicídio. Não há penas determinadas e, em todos os casos, correspondem sempre às causas que o produziram. Há, porém, uma conseqüência a que o suicida não pode escapar; é o desapontamento. Mas, a sorte não é a mesma para todos; depende das circunstâncias. Alguns expiam a falta imediatamente, outros em nova existência, que será pior do que aquela cujo curso interromperam."

Comentário

A observação, realmente, mostra que os efeitos do suicídio não são idênticos. Alguns há, porém, comuns a todos os casos de morte violenta e que são a conseqüência da interrupção brusca da vida. Há, primeiro, a persistência mais prolongada e tenaz do laço que une o Espírito ao corpo, por estar quase sempre esse laço na plenitude da sua força no momento em que é partido, ao passo que, no caso de morte natural, ele se enfraquece gradualmente e muitas vezes se desfaz antes que a vida se haja extinguido completamente. As conseqüências deste estado de coisas são o prolongamento da perturbação espiritual, seguindo-se à ilusão em que, durante mais ou menos tempo, o Espírito se conserva de que ainda pertence ao número dos vivos. (155 e 165)

A afinidade que permanece entre o Espírito e o corpo produz nalguns suicidas, uma espécie de repercussão do estado do corpo no Espírito, que, assim, a seu mau grado, sente os efeitos da decomposição, donde lhe resulta uma sensação cheia de angústias e de horror, estado esse que também pode durar pelo tempo que devia durar a vida que sofreu interrupção. Não é geral este efeito; mas, em caso algum, o suicida fica isento das conseqüências da sua falta de coragem e, cedo ou tarde, expia, de um modo ou de outro, a culpa em que incorreu. Assim é que certos Espíritos, que foram muito desgraçados na Terra, disseram ter-se suicidado na existência precedente e submetido voluntariamente a novas provas, para tentarem suportá-las com mais resignação. Em alguns, verifica-se uma espécie de ligação à matéria, de que inutilmente procuram desembaraçar-se, a fim de voarem para mundos melhores, cujo acesso, porém, se lhes conserva interdito. A maior parte deles sofre o pesar de haver feito uma coisa inútil, pois que só decepções encontram.

A religião, a moral, todas as filosofias condenam o suicídio como contrário às leis da Natureza. Todas nos dizem, em princípio, que ninguém tem o direito de abreviar voluntariamente a vida. Entretanto, por que não se tem esse direito? Por que não é livre o homem de por termo aos seus sofrimentos? Ao Espiritismo estava reservado demonstrar, pelo exemplo dos que sucumbiram, que o suicídio não é uma falta, somente por constituir infração de uma lei moral, consideração de pouco peso para certos indivíduos, mas também um ato estúpido, pois que nada ganha quem o pratica, antes o contrário é o que se dá, como no-lo ensinam, não a teoria, porém os fatos que ele nos põe sob as vistas.




Allan Kardec. Da obra: O Livro dos Espíritos

Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: macili em 25 de Janeiro de 2012, 23:58
[attachimg=1  align=center  width=450]
Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 27 de Janeiro de 2012, 05:46


(http://c7.quickcachr.fotos.sapo.pt/i/de404788e/5611327_yLiES.gif)   Radionovela "Memórias de um Suicida" postado em Audiovisuais. Link: http://www.forumespirita.net/fe/audiovisuais/radio-novela-'memorias-de-um-suicida'/#.UdmqeNK-nfw  (http://c7.quickcachr.fotos.sapo.pt/i/de404788e/5611327_yLiES.gif)   Ninguém morre, porque somos eternos.



(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/04/58b.gif)


Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 27 de Janeiro de 2012, 05:48


(http://gifportal.ru/data/smiles/cveta-1003.gif)


Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 27 de Janeiro de 2012, 05:53

(http://gifportal.ru/data/smiles/cveta-980.gif)

Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 27 de Janeiro de 2012, 05:56
 
 

(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/07/4828396_01op9.gif)
 

Universidade e suicídio,
o que nos chamou a atenção.


(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/07/121.gif)  Com o titulo “Arquitetura segura – uma reflexão para o futuro”, no dia 12 de agosto, aconteceu um simpósio na nossa Universidade do Estado, coordenado pela Vice-Reitoria.
 
A UERJ é Pela VIDA, constatamos no hall dos elevadores: “Torre Eiffel. 370 pessoas se suicidaram de 1898 até 1971. Foram colocadas grades protetoras.”
 
(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/07/121.gif)  O suicídio nos chamou a atenção por causa de nossa linha de pesquisa. No segundo quartel da década de 1960 começamos a trabalhar com um agente etiológico de uma doença infecciosa respiratória letal para crianças não vacinadas.
 
A morte de uma criança pela paralisia do diafragma e miocardite deixa qualquer um perplexo. Foi assim que fiquei posteriormente ao ler “Aspectos médico-sociais das tentativas de suicídio de crianças por ingestão de produtos químicos, o alcoolismo estava presente na vida dos pais.
 
(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/07/121.gif)  A última atividade do simpósio foi sobre “plantas tóxicas”. Embora, perfumadas e belas são perigosas como as mentes que não possuem sensibilidade.
 
Comentando suicídio, arquitetura e comportamento, o professor Marcelo Tavares, UNB, chamou a atenção de que ‘Notre Dame é uma gaiola. Você não percebe porque a beleza permaneceu, mesmo depois de executada medida preventiva."
 
(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/07/121.gif)  "Empire States (Nova Iorque). De 1931 a 1947 ocorreram diversos suicídios até a colocação de cerca ao redor do observatório."
 
Por que as crianças se suicidam?
 
Até entendia as razões do adulto, mas compreender tentativas de suicídio de crianças por ingestão de produtos químicos era “over-dose”. Fui à luta e escrevi sobre isso, na Revista O Reformador, e estou nela até hoje.
 
(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/07/121.gif)  Existem homens capazes de resistir a desgraças horríveis enquanto outros se suicidam depois de aborrecimentos ligeiros. Seria importante investigar a causa desta fragilidade/resistência e o que contribui para essa estrutura maior ou menor, em termos de inteligência emocional e espiritual.
 
Interessante anotar que é nas épocas em que a vida é menos dura que as pessoas a abandonam com mais facilidade, o que fez o psiquiatra Miguel Chalub (O Globo, 12-5-1979), lembrar que em situações altamente dramáticas, como nos campos de concentração, o número de suicídios é bem pequeno.
 
(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/07/121.gif)  O professor Tavares da UNB comentou que para ganhar a liberdade o indivíduo atravessa a barreira de arame farpado, mas, para morrer, ele exige alguma gratificação, não quer sentir dor.
 
Reichstag (Berlim). Novas barreiras de segurança e aumento do efetivo policial para evitar os freqüentes suicídios que ocorrem da sua cúpula.
 
(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/07/121.gif)  Na UERJ, Neury José Botega, professor da faculdade de medicina na UNICAMP lecionou Epidemiologia e Prevenção e nos fez pensar com números. Disse que “pela primeira vez no Brasil se discute “Arquitetura Segura”.
 
Dizendo ainda que houve aumento de suicídios (17%) no Brasil, nos últimos 10 anos, informou que registramos 25 suicídios por dia, mas esse número deve ser 20% maior.
 
(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/07/121.gif)  Num acidente que ocorre com ônibus a morte de 25 passageiros sairia na primeira página de jornal, mas 25 suicídios não são noticiados. Indicou o Mapa da Violência 2011 e nos pediu para não deixar de pensar no suicídio da população indígena, que está ligado ao alcoolismo.
 
Botega ensinou como se faz prevenção universal (população geral); seletiva (de risco mais elevado) e indicada (alto risco).
 
Na população geral a conscientização e a redução de acesso aos meios letais são importantes. Há risco mais elevado na presença de doenças mentais (alcoolismo, transtorno bipolar) que devem ser tratadas.
 
(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/07/121.gif)  Não esquecer adolescentes grávidas e epilepsia. Uma tentativa é o principal fator de risco. Há alto risco e devemos seguir os que já tentaram, incentivando a continuar o tratamento. O telefonema ajuda muito.
 
Alguns manuais são fundamentais. Discutir o suicídio e oferecer informações adequadas são procedimentos importantes para a prevenção.  A OMS deve ser visitada. Vejam, entre outros, o manual em português para professores e educadores.
 
(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/07/121.gif)  Como oferecer orientações sobre como abordar o suicídio na imprensa, preservando o direito à informação e colaborando para a prevenção?
 
A resposta existe e merece ser examinada, portanto vamos nos utilizar da ABP Editora, que fez um manual dirigido ao profissional de imprensa.
 
(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/07/121.gif)  Veja um manual para profissionais de Saúde em ATENÇÃO PRIMÁRIA para prevenção do suicídio. Pensando em morrer? - Existe saída para seu sofrimento.
 
Divida com a gente. Então, se você tem sentido vontade de conversar com alguém, ligue para o CVV. Nós temos todo o tempo do mundo para saber como vai você.
 
(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/07/121.gif)  O CVV é um serviço de apoio emocional gratuito e sigiloso, disponível 24h por dia, 365 dias por ano, a todas as pessoas que estejam querendo conversar. http://www.cvv.org.br/
 
(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/07/121.gif)  Em outubro de 2011, pretendemos estar no III Seminário de Prevenção do Suicídio da UERJ. Estudaremos os “Aspectos sociais e culturais na compreensão e prevenção do suicídio. Nestes dias teremos peça teatral como atividade complementar: “A história do homem que ouve Mozart e da moça do lado que escuta o homem.”
 
Na UERJ funciona um Núcleo Espírita Universitário (NEU) norteado pelas pesquisas e obras de Allan Kardec. Com metodologia científica o pesquisador francês conseguiu demonstrar que a morte do corpo não mata a vida, fazendo do suicídio um ato estúpido.
 
(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/07/121.gif)  Aquele médium com “talento extraordinário” chamou-me a atenção e fui observar de perto. Em Uberaba, impressionou-me o sofrimento e a expectativa daquelas mães esperando a comunicação, como Nair Belo. Chico Xavier tinha um limite e psicografava “poucos”, durante cada reunião.
 
Qual o critério utilizado pela espiritualidade para a escolha das mães privilegiadas?
 
(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/07/121.gif)  Um amigo disse-me já ter feito a pergunta. Fora informado de que o critério era a profundidade da dor na alma, aquela que poderia levar ao suicídio. Com Chico Xavier aquelas mães acabavam concordando que a morte é apenas uma mudança de estilo de vida.
 
Investigações sistemáticas passaram a demonstrar que pessoas religiosas não eram sempre neuróticas ou instáveis e que indivíduos com fé religiosa profunda, na realidade pareciam lidar melhor com estresses da vida, recuperar-se mais rapidamente de depressão e apresentar menos ansiedade e outras emoções negativas que as pessoas menos religiosas.
 
(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/07/121.gif)  O suicídio, ato isolado, não pode ser politicamente blindado e de algum modo repercute no trabalhador.
 
Uma funcionária que escutou o barulho, ao olhar pela janela foi parar no hospital com crise hipertensiva, nos informou o médico João Luiz Clara André do DESSAUDE, que tem, como vocação, a prevenção/promoção da saúde dos trabalhadores da UERJ.
 
(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/07/121.gif)  O professor Marcelo Tavares comentou que nossa cultura não foi preparada para lidar com o sofrimento psíquico grave e “relatou o caso específico de um grande shopping de uma capital, onde o suicídio era freqüente.
 
(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/07/121.gif)  Descreveu o problema, a intervenção arquitetônica realizada e seus efeitos. O NEU tem procurado, mesmo que de forma imperfeita, colaborar nessa discussão.
 
Desconheço a fonte..

 

Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 27 de Janeiro de 2012, 06:00

(http://gifportal.ru/data/smiles/cveta-976.gif)

Sexo, Idade: F, 22
Cor: branca
Meio: precipitação em queda livre
Forma de mensagem: manuscrito
Obs: modelo
 
"Carlos,
Eu precisava tanto falar contigo, pena, você não deixou. Vou morrer te amando. Eu te amo loucamente. Tudo o que fiz de errado, foi uma necessidade de estar com você outra vez. 

Você não quiz me ouvir. Agora será impossível me ouvir outra vez. Eu te amo. Se tomei esta iniciativa foi simplesmente pelo fato de saber que nunca mais o teria de volta.
 
Por mim, peça desculpas à minha mãe. Diga a ela que eu a amo muito também porém, não encontrei mais nenhuma existência para mim. Eu te amo, tudo o que fiz foi porque o amava demais.

Tentei explicar isto à minha mãe: não se preocupe, será impossível te ligar outra vez. Eu, Márcia, dou meus olhos, meus cabelos e meu sangue a quem precisar. Juro estar dizendo a verdade, perante todos e a Deus.
 
(assinatura)


(http://3.bp.blogspot.com/-QZAJ35WxtXg/TbWxtnzqTBI/AAAAAAAAHuw/-exMochwFz4/s640/Blog_pr_ab.gif)


Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 27 de Janeiro de 2012, 06:04


(http://gifportal.ru/data/smiles/cveta-947.gif)

China: Notícias Alarmantes

(http://paszkowski.com.br/gifs/miniaturas/mini_2847.gif)  Fracasso escolar e vergonha levam estudantes ao suicídio na China. As taxas de suicídio na China estão entre as mais altas do planeta, conforme dados da Organização Mundial da Saúde.
 
Em setembro de 2011, o Centro para Controle e Prevenção de Doenças, órgão governamental chinês, anunciou que 287 mil pessoas tiram a própria vida no país anualmente, o que equivale a 3,6% das mortes registradas. A faixa etária mais afetada é a de jovens entre 15 e 34 anos, sendo o suicídio a causa da morte para 26,04% destes.

(http://paszkowski.com.br/gifs/miniaturas/mini_2847.gif)  Casos envolvendo tentativas de suicídio são registrados em todos os níveis da educação chinesa. Um dos mais recentes ocorreu em novembro de 2011, quando uma estudante de 13 anos morreu após saltar do sexto andar de um prédio.

Investigação comandada pelo departamento de educação de Luoyang, em Henan, onde a menina morava, concluiu que ela sofria penalidades físicas na escola quando não fazia o dever de casa. A professora de matemática forçava alguns alunos, entre eles a garota, a fazer agachamentos que, por vezes, totalizavam 800 repetições.

(http://paszkowski.com.br/gifs/miniaturas/mini_2847.gif)  O caso não é isolado. Três semanas antes, no dia 24 de outubro, duas alunas do ensino fundamental tomaram veneno na sala de aula de uma escola da província de Anhui. Antes, escreveram no quadro negro:
 
▬   "Se morrermos, a culpa é da professora de matemática. Chamem a polícia para que a prendam".
 
A apuração concluiu que a docente teria rido das notas baixas atingidas pelas meninas em um teste.
 
(http://paszkowski.com.br/gifs/miniaturas/mini_2847.gif)  Em setembro, por muito pouco outra história não teve desfecho igualmente trágico. Uma aluna da 5ª série e duas da 6ª deram as mãos e pularam do segundo andar de um prédio na província de Jiangxi. O motivo do quase fatal incidente foi o fracasso das meninas em terminarem uma lição de casa.
 
Alunos mais velhos, motivos diferentes:

Com estudantes mais velhos, a motivação muda.
 
▬   "Para os acima de 18, em geral, as mortes são atribuídas a relacionamentos amorosos ou pressões econômicas", explica Michael Phillips, diretor do Centro de Pesquisa de Métodos de Prevenção de Suicídio de Xangai.

▬   "Com a expansão da educação superior na década de 1990, o número de jovens com diploma universitário cresceu rapidamente, mas o mercado de trabalho não acompanhou o processo, ficando impossibilitado de absorver tanta mão de obra qualificada", avalia a professora de Ciências Sociais da Universidade do Povo Xie Guihua.
 
(http://paszkowski.com.br/gifs/miniaturas/mini_2847.gif)  E foi justamente por causa da pressão financeira que Hong Qiankun pulou da janela do dormitório após receber o título de mestre pela universidade Tsinghua, a mais prestigiosa do país ao lado da Universidade de Pequim, em 2007.
 
No bilhete deixado aos pais, dizia:
 
▬   "Seu filho é bom. Não consigo encontrar emprego. Não quero mais ser um peso".
 
(http://paszkowski.com.br/gifs/miniaturas/mini_2847.gif)  O mesmo ocorreu com Liu Wei, uma estudante de 21 anos da província de Shandong, que tirou a própria vida em 2009 por não conseguir trabalho para ajudar os pais, camponeses pobres.

A resposta de Pequim foi promover a migração desses novos trabalhadores para o interior do país, fazendo-os deixar os grandes centros urbanos, como Xangai e a capital nacional.

▬   "Como professora, não consigo perceber por que os estudantes chineses sofreriam mais pressão do que em outros países", diz Xie Guihua.
 
Mais de 20% já pensaram em suicídio:

(http://paszkowski.com.br/gifs/miniaturas/mini_2847.gif)  Entre 2005 e 2007, a Universidade de Pequim coordenou um estudo com 140 mil estudantes do Ensino Médio na China. Segundo o trabalho, 20,4% disseram já ter pensado em suicídio, e 6,5% teriam inclusive planejado concretamente o ato, tendo já comprado medicamentos ou escrito uma carta à família.
 
Sentimento de pressão escolar e solidão seriam as maiores causas, mas não as únicas:
 
▬   "É muito simplista pensar que suicídios ocorram só em função da escola. Existe uma série de fatores biológicos, sociais e emocionais que contribuem para uma tentativa de tirar a própria vida", avalia Michael Phillips.

Programa de metas:

(http://paszkowski.com.br/gifs/miniaturas/mini_2847.gif)  Desde 2009, uma regulação implementada promete punir universidades com mais de 10 casos anuais de suicídio com a perda de pontos na avaliação de qualidade de ensino feita pelo órgão governamental a que são filiadas (como o Ministério da Educação ou o governo provincial). É uma forma de fazer com que os centros de estudos fiquem atentos ao comportamento dos jovens e também mantenham uma política de cobrança mais razoável.
 
▬   "Esses centros estão focando na prevenção do suicídio e na avaliação geral do desempenho dos alunos", aponta Phillips.

As instituições, contudo, não se pronunciam sobre a regra, considerada reflexo de um aspecto negativo da educação no país, e sequer são divulgados números.
 
▬   "A fim de controlar esses números, as universidades estabelecem programas de apoio psicológico aos estudantes e designam 'mentores' a cada turma", diz a professora Xie Guihua. Quando consegue evitar a repercussão, os casos são mantidos em sigilo pelo governo.
 
Questão histórica:

(http://paszkowski.com.br/gifs/miniaturas/mini_2847.gif)  A China tem tradição secular em sistemas de exames. Desde o século 7, burocratas mandarins eram testados na filosofia de Confúcio para conseguirem uma posição de trabalho na corte imperial. Na fase moderna do país, a versão nacional do vestibular voltou a ser instalada em 1978, após a abertura econômica. A essa cultura centenária é atribuído o alto nível de exigência das escolas, somado ao desenvolvimento do ensino no país.

Hoje, por exemplo, os estudantes são encorajados desde cedo a levarem as lições da escola para casa para copiar as aulas inúmeras vezes com o objetivo de memorizar o conteúdo. Não é raro alunos terem de declamar em frente à turma o que está sendo ensinado.

(http://paszkowski.com.br/gifs/miniaturas/mini_2847.gif)  Na capital chinesa, onde a carga horária diária é de oito horas e 45% dos alunos passam mais quatro horas semanais em aulas de reforço, conforme a OCDE, as escolas têm o direito de expulsar alunos que fracassarem em mais da metade das matérias por três bimestres consecutivos.
 
▬   "Na Universidade de Pequim, um aluno pode ser 'convidado a se retirar' se ele repetir cinco matérias", conta a professora Xie Guihua.

(http://paszkowski.com.br/gifs/miniaturas/mini_2847.gif)  Já em Xangai, o centro financeiro e econômico da China e que tem o melhor nível de educação em termos de compreensão textual, ciências e matemática do mundo, conforme a avaliação trienal do Programa Internacional de Avaliação de Alunos (Pisa) de 2009, cerca de 90% dos alunos dormem menos de sete horas diárias, três a menos do que o recomendado pelo Ministério de Educação do país.
 
Em novembro, o Bureau de Educação do Distrito de Xuhui divulgou uma pesquisa com 20 mil estudantes dos ensinos fundamental e médio da cidade, revelando que 60% dos entrevistados gastam entre duas e quatro horas diárias fazendo deveres de casa.

(http://paszkowski.com.br/gifs/miniaturas/mini_2847.gif)  Anualmente, o país gasta 3,3% do Produto Interno Bruto (PIB) com educação, e 90,4% dos estudantes dos ensinos fundamental e médio estão matriculados em escolas públicas. Durante os primeiros cinco anos, os estudos são 100% financiados pelo governo.
 
A partir do 6º, as famílias pagam uma anuidade, que consome 12,1% da renda anual familiar, segundo dados do departamento de estatísticas chinês.

• Fernanda Morena.
• 14 de janeiro de 2012.
• Postado por Abel Sidney.


Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 27 de Janeiro de 2012, 06:08
(http://gifportal.ru/data/smiles/cveta-943.gif)


                               Suicídio e Loucura

Era jovem professor e já me atrevia a fazer algumas palestras. Como dominava o conteúdo das doenças infecciosas, pois já tinha feito pós-graduação, procurava falar sobre esses assuntos.

Houve um período em que a Hanseníase ganhou o seu lugar e no movimento espírita do Rio discutia-se “doenças kármicas”.  Um pequeno texto, que enviei para o jornal O Globo, acabou virando editorial de uma revista de Patologia Clínica. Fez até parte do pronunciamento do Deputado Elias Murad. PTB-MG, Assembléia Nacional Constituinte na Câmara. Esses acontecimentos nos envernizaram o ego, que já brilhava intensamente após o doutorado.
 
(http://3.bp.blogspot.com/-OS7uQJ7bLt4/UKzl5uy0KKI/AAAAAAAAAoE/ChgtO_v4qwU/s1600/mini_gifs13.gif)  Como somos tolos!

Pensamos que sabemos tudo, até de mediunidade, e ficamos perplexos diante de situações inusitadas. Foi assim que me senti, quase no final da palestra, após ter combatido o estigma da lepra e afirmado com veemência que “Hanseníase Tem Cura”.

(http://3.bp.blogspot.com/-OS7uQJ7bLt4/UKzl5uy0KKI/AAAAAAAAAoE/ChgtO_v4qwU/s1600/mini_gifs13.gif)  A senhora que estava sentada na primeira fila, mediunidade bem trabalhada, não conseguiu resistir ao espírito e através da comunicação oral, em choro convulsivo, ele exclamou:

“Eu não sabia que hanseníase tinha cura, foi por isso que me suicidei!

Aquela cena não me saiu mais da retina. Hoje volto ao tema inspirado pelas revelações de Yvonne Pereira no Terceiro Congresso Espírita Brasileiro, abril de 2010.

(http://3.bp.blogspot.com/-OS7uQJ7bLt4/UKzl5uy0KKI/AAAAAAAAAoE/ChgtO_v4qwU/s1600/mini_gifs13.gif)  Quando abrimos O Evangelho Segundo o Espiritismo (ESE) e estudamos “O Suicídio e a Loucura” vemos que o preservativo da razão é a serenidade e que as idéias materialistas (venenos) são excitantes ao suicídio.

É por isso que “não estou nem aí” para os que acham que fundar um Núcleo Espírita Universitário foi uma idéia elitista. “Os Homens de ciência devem se apoiar na autoridade do seu saber para procurar provar aos seus ouvintes, ou aos seus leitores, que eles têm tudo a esperar depois da morte, no novo estilo de vida.”

(http://3.bp.blogspot.com/-OS7uQJ7bLt4/UKzl5uy0KKI/AAAAAAAAAoE/ChgtO_v4qwU/s1600/mini_gifs13.gif)  Coloquei aspas porque fiz interpretação livre do item 16, do capítulo V, do ESE. O item 20, do mesmo capítulo, fala do “dever do espírita de participar da vulgarização (divulgação) do Espiritismo, a luz sagrada que já começou a realização da regeneração do próprio divulgador.”

Yvonne Pereira nos fala do aumento do número de suicidas. A Universidade do Estado do Rio de Janeiro tem esse “espinho na carne”. No Dia Mundial de Prevenção do Suicídio, 10 de setembro do ano passado organizou Seminário, que nós espíritas divulgamos.

(http://3.bp.blogspot.com/-OS7uQJ7bLt4/UKzl5uy0KKI/AAAAAAAAAoE/ChgtO_v4qwU/s1600/mini_gifs13.gif)  Naquela palestra, o suicida pode expressar toda a sua dor e decepção. Ficamos de saia justa no primeiro momento, fomos apanhados de surpresa, No entanto, a platéia emocionada e em silêncio colaborou no “pronto socorro” que a direção da Casa lhe proporcionou.

Quantos por ignorância não estão chegando desta maneira aos cuidados de Yvonne?

(http://3.bp.blogspot.com/-OS7uQJ7bLt4/UKzl5uy0KKI/AAAAAAAAAoE/ChgtO_v4qwU/s1600/mini_gifs13.gif)  Que possamos cumprir o “dever de participar na vulgarização do Espiritismo.” Foi por isso que escrevi para determinada população-alvo o artigo: “Entendendo a Dor (e a Reencarnação), com Finalidade Pedagógica. Vai e não peques mais”.

Postado por Fábio Pires Vasconcelos.


Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 27 de Janeiro de 2012, 06:20

(http://gifportal.ru/data/smiles/cveta-942.gif)

Temos falado aqui muitas coisas sobre os suicidas, mas e os familiares?

Como agir com eles diante de tanta dor por ter perdido um ente querido, onde havia tanto sonhos a serem realizados,  tanto o que viver?

Eles também precisam do amparo de Deus.

Vamos falar agora um pouco sobre a dor dos familiares dos suicidas.




Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 27 de Janeiro de 2012, 06:22

(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/07/ros075.gif)


Sobrevivendo ao suicídio

(http://vonderbecke.org/sta.gif)  Resumo: A publicação de O Suicídio, de Durkheim, foi um marco na teoria sociológica, embora já existissem preocupações com este tema antes desta obra. Após seu surgimento outros autores se dedicaram a continuar este estudo.

Via de regra uma abordagem estatística é adotada: busca-se estabelecer correlações entre a taxa de suicídios e outras variáveis sociais.

(http://vonderbecke.org/sta.gif)  Aqui o suicídio é tratado sob outro enfoque. O objeto de trabalho selecionado são os familiares de suicidas, que normalmente participam da vida da vítima e sobrevivem a ela para contar sua história. O objetivo almejado é, portanto, compreender como estes familiares reagem à perda de um parente que tirou a própria vida.

Para isso emprego a entrevista não-diretiva com estes sujeitos. A partir desta coleta de dados foi possível compreender diversos aspectos das famílias onde sobrevêm casos de suicídio. O sentimento de culpa, a interação social com o suicida, as relações de poder e o papel da religião são alguns dos elementos analisados.

(http://vonderbecke.org/sta.gif)  A hipótese que norteou a pesquisa é que o discurso médico vincula o suicídio à existência de transtornos mentais e encobre outros discursos. Concluo que embora haja vários fatores que contribuem para o suicídio o discurso médico predomina e analiso possíveis razões para que isso aconteça.

Professor Orientador (UFPR)


Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 27 de Janeiro de 2012, 06:24


(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/07/saudade_kell.gif)


Sobrevivendo ao suicídio
(http://home.earthlink.net/imagelib/sitebuilder/earthimglib/user/english/elpersonal/space/bullet.gif)  Algumas sugestões imediatas. Sabemos que você e sua família estão abaladas pelo ocorrido. Mas você poderá sobreviver a esta grande perda.

Acredite nisso! Desde o primeiro momento, a sua mais alta prioridade deverá ser você!

(http://home.earthlink.net/imagelib/sitebuilder/earthimglib/user/english/elpersonal/space/bullet.gif)  Muito embora você tenha tido forças o suficiente para suportar os embates, em face das providências tomadas, das explicações a fornecer, do acolhimento aos outros familiares, das condolências recebidas, você necessita preservar sua saúde física e mental da melhor forma possível.

—  Algumas sugestões:

(http://home.earthlink.net/imagelib/sitebuilder/earthimglib/user/english/elpersonal/space/bullet.gif)  Cerque-se de amigos carinhosos e prestativos, que saibam que é melhor escutar do que dar conselhos. Chorar é saudável. Beba muita água e dê vazão às lágrimas – elas são o meio que a natureza tem de se livrar das toxinas acumuladas pelo estresse. Em seguida, coma uma banana para repor o potássio que você perdeu ao chorar.

—  Durma tanto quanto puder; evite álcool e remédios em excesso.

(http://home.earthlink.net/imagelib/sitebuilder/earthimglib/user/english/elpersonal/space/bullet.gif)  Se tiver de dirigir, preste atenção! Você está distraído e se esquece facilmente das coisas e por isso, quando está ao volante pode correr riscos desnecessários, como pode também expor ao perigo os motoristas que compartilham a estrada com você.

Se você se sentir que está sendo vencido pela tristeza e pelas lágrimas, que lhe interrompem o trabalho ou outras atividades essenciais, tente fazer isto:

(http://home.earthlink.net/imagelib/sitebuilder/earthimglib/user/english/elpersonal/space/bullet.gif)  Diga a si próprio: “eu não consigo chorar neste exato momento, mas tentarei numa outra hora (às 19, na hora de dormir, etc.) Isto pode lhe ajudar a atravessar a parte mais difícil, já que a tristeza não pode ser ignorada, mas pode ser adiada.

Mantenha o momento escolhido – às 19 horas, por exemplo – vá para seu quarto, deite-se e chore até que não consiga mais chorar. Deste modo, você exercerá controle sobre sua dor e não o contrário. É mais fácil falar que fazer, mas vale tentar.

(http://home.earthlink.net/imagelib/sitebuilder/earthimglib/user/english/elpersonal/space/bullet.gif)  Peça ajuda. Mesmo que você não se sinta pronto para uma terapia individual ou de grupo, faça os contatos iniciais… Poderá ser confortante saber os tipos de terapia disponíveis para quando você estiver pronto.

Se você se dispuser a procurar um terapeuta, ache um que tenha experiência com trauma e luto. Se um terapeuta não lhe der conforto, procure outro imediatamente.

(http://home.earthlink.net/imagelib/sitebuilder/earthimglib/user/english/elpersonal/space/bullet.gif)  Sobre partilhar detalhes do ocorrido ou responder às tantas perguntas que as pessoas costumam fazer… Você pode querer contar tudo o que aconteceu ou pode não se sentir à vontade para fornecer qualquer informação. Lembre-se: a decisão de informar ou não é somente sua! Você deve escolher quando, o quanto e com quem deseja partilhá-la.

Se você se sentir pronto para comunicar o fato, poderá se surpreender ao saber que muitas outras pessoas também tiveram casos de suicídio em suas famílias e farão questão de compartilhar suas dores com você.

(http://home.earthlink.net/imagelib/sitebuilder/earthimglib/user/english/elpersonal/space/bullet.gif)  Conforme aprendi com Iris Bolton, seja paciente com você! Livre-se dos porquês, da raiva, da culpa… Tudo o que você está sentindo agora é natural. Não deixe ninguém dizer-lhe como sentir ou o que fazer. O luto é algo tão individual como nossas próprias impressões digitais… Encontre seu próprio caminho!

Agora é hora de seguir adiante. Guarde o seu ente querido em seu coração, em sua lembrança. E busque atravessar com coragem os novos dias que virão, que certamente hão trazer novos desafios e bênçãos.

(http://home.earthlink.net/imagelib/sitebuilder/earthimglib/user/english/elpersonal/space/bullet.gif)  Por fim, é sempre saudável tentarmos viver um dia, uma hora, um minuto de cada vez.

Jeri Livingstone


Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 27 de Janeiro de 2012, 06:27


O luto (I)

(http://home.earthlink.net/imagelib/sitebuilder/earthimglib/user/english/elpersonal/space/bullet.gif)  O luto e o modo saudável de auxiliar os sobreviventes de suicídio:

O historiador Arnold Toynbee certa vez escreveu:
—  “Existem sempre duas partes na morte; a pessoa que morreu e os que sobreviveram”.

Infelizmente, muitos sobreviventes de suicídio sofrem sozinhos e silenciosamente. O silêncio que os rodeia complica a recuperação e mina suas forças justamente no momento inevitável de se enfrentar o sofrimento.

(http://home.earthlink.net/imagelib/sitebuilder/earthimglib/user/english/elpersonal/space/bullet.gif)  Por causa do estigma social que cerca o suicídio, os sobreviventes sentem a dor da perda, contudo sem saber como ou se deveriam expressar isso.

O único modo de se recuperar, contudo, é vivenciar o sofrimento. Tal como outras pessoas que perderam alguém que amavam, os sobreviventes precisam falar, chorar e às vezes gritar, para se recuperarem.

(http://home.earthlink.net/imagelib/sitebuilder/earthimglib/user/english/elpersonal/space/bullet.gif)  Por conta do medo de não serem compreendidos, os sobreviventes se sentem frequentemente abandonados quando precisam desesperadamente de apoio incondicional,  de pessoas que os entendam.

Os sofrimentos percebidos pelos sobreviventes são multifacetados:

(http://frutosdanatureza.com.br/images/icon.gif)  A dor da perda da pessoa que faleceu;
(http://frutosdanatureza.com.br/images/icon.gif)  A perplexidade, a solidão em face do luto,
(http://frutosdanatureza.com.br/images/icon.gif)  A experiência de uma morte traumática, súbita, inesperada...

... Acrescido do fato de que raras pessoas costumam estar dispostas a compreender-lhes a dor que sentem.

—  Como se pode ajudar?

(http://home.earthlink.net/imagelib/sitebuilder/earthimglib/user/english/elpersonal/space/bullet.gif)  Para se ajudar um amigo ou um membro da família que passou pela experiência da morte por suicídio de alguém amado, será apresentado a seguir um guia de como é possível transformar cuidados e preocupações em ações verdadeiramente positivas.

—  Aceite a intensidade da dor.

(http://home.earthlink.net/imagelib/sitebuilder/earthimglib/user/english/elpersonal/space/bullet.gif)  O sofrimento que se segue a um suicídio é sempre complexo. Os sobreviventes não “superam isso”. Porém, com apoio e compreensão, eles podem se recuperar em face desta realidade.

Não se surpreenda com a intensidade do sofrimento deles. Aceite que eles estão a enfrentar emoções fortes, como a culpa, o medo e a vergonha.

(http://home.earthlink.net/imagelib/sitebuilder/earthimglib/user/english/elpersonal/space/bullet.gif)  Sentimentos, todos eles, bem mais intensos que aqueles outros, vivenciados em outros tipos de morte. Seja paciente, compassivo e compreensivo.


Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 27 de Janeiro de 2012, 06:30

O luto (II)

(http://home.earthlink.net/imagelib/sitebuilder/earthimglib/user/english/elpersonal/space/bullet.gif)  O luto e o modo saudável de auxiliar um sobrevivente de suicídio:

(http://frutosdanatureza.com.br/images/icon.gif)  Como se pode ajudar?
(http://frutosdanatureza.com.br/images/icon.gif)  Ouça com o coração.

(http://home.earthlink.net/imagelib/sitebuilder/earthimglib/user/english/elpersonal/space/bullet.gif)  Dar assistência a sobreviventes de suicídio significa buscar romper o silêncio. O auxílio se inicia com a sua disposição de tornar-se um ouvinte ativo.

A sua presença e o seu desejo de escutar sem críticas ou julgamentos são ferramentas preciosas. O desejo de ouvir é a melhor ajuda para quem precisa falar.

(http://home.earthlink.net/imagelib/sitebuilder/earthimglib/user/english/elpersonal/space/bullet.gif)  Pensamentos e sentimentos do sobrevivente podem assustar e ser difíceis de compreender. Não se preocupe com o que você deve dizer. Concentre-se apenas nas palavras que estão sendo partilhadas.

O seu amigo pode repetir a mesma história sobre a morte vezes sem conta. Ouça atentamente, sem demonstrar enfado. Compreenda que esta repetição faz parte do processo de recuperação do seu amigo.

(http://home.earthlink.net/imagelib/sitebuilder/earthimglib/user/english/elpersonal/space/bullet.gif)  Apenas escute e compreenda. E lembre-se que você não precisa ter as respostas para as perguntas dele. Ouvir é o que basta.



Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 27 de Janeiro de 2012, 06:33

O luto (III)

(http://home.earthlink.net/imagelib/sitebuilder/earthimglib/user/english/elpersonal/space/bullet.gif)  O luto e o modo saudável de auxiliar os sobreviventes de suicídio:

Como se pode ajudar?
Evite explicações simplistas e frases feitas.

(http://home.earthlink.net/imagelib/sitebuilder/earthimglib/user/english/elpersonal/space/bullet.gif)  Frases feitas (clichês) podem constranger profundamente um sobrevivente de suicídio, seja por tentar amenizar o sentimento de perda, de maneira equivocada, seja por  fornecer soluções simplórias para situações muito difíceis.

Não são nada construtivos os comentários como “O tempo curará todas as feridas” ou:
—  “Pense nas coisas boas da vida” ou “Você tem que ser forte e pensar nos que ficaram”. Pelo contrário, magoam e tornam o processo do luto mais complicado.

(http://home.earthlink.net/imagelib/sitebuilder/earthimglib/user/english/elpersonal/space/bullet.gif)  Evite fazer julgamentos ou dar explicações simplistas sobre a ocorrência do suicídio.

Não cometa o erro de dizer que a pessoa que se suicidou “não estava consciente; não sabia o que estava fazendo”, pois equivale a dizer que “o ente amado” do sobrevivente estava “louco”,  complicando ainda mais a situação.

(http://home.earthlink.net/imagelib/sitebuilder/earthimglib/user/english/elpersonal/space/bullet.gif)  Os sobreviventes de suicídio precisam de ajuda, mas precisam contar com os seus próprios recursos para tentar entender o que aconteceu. A procura pessoal de significado e compreensão da morte é o que realmente importa.

A moderadora é M. Augusta Santos, uma sobrevivente de suicídio dedicada a criar um ambiente seguro e de apoio a outros sobreviventes.

(http://home.earthlink.net/imagelib/sitebuilder/earthimglib/user/english/elpersonal/space/bullet.gif)  Aprender a continuar vivendo após a perda de um ente querido pode ser um processo emocional bastante difícil e doloroso, entretanto, juntar-se a um grupo de apoio pode representar o primeiro passo na jornada para a recuperação.

—  “Passar o meu primeiro feriado sem o John foi simplesmente insuportável."

(http://home.earthlink.net/imagelib/sitebuilder/earthimglib/user/english/elpersonal/space/bullet.gif)  Eu encontrei apoio emocional  e reganhei forças ao juntar-me a grupos de apoio em minha comunidade. Não seu o que teria feito sem eles!

Fui abençoada em me juntar a eles, falar e aprender com pessoas que me entendiam e que passaram pelo mesmo tipo de dor. Eu não estava sozinha em meu sofrimento”, disse Augusta.

(http://home.earthlink.net/imagelib/sitebuilder/earthimglib/user/english/elpersonal/space/bullet.gif)  Através de sete diferentes grupos de apoio, aprendi algo novo, diferente e inspirador em cada um deles.

—  "Não estou sugerindo que as pessoas juntem-se a vários grupos; algumas pessoas juntam-se a somente um, outras três, enquanto outras nunca participaram de grupo algum”, acrescentou."

(http://home.earthlink.net/imagelib/sitebuilder/earthimglib/user/english/elpersonal/space/bullet.gif)  Sobreviver à perda por suicídio é mais intenso, severo e difícil que por causas naturais, por isso, o grupo é destinado aos falantes da língua portuguesa e visa evitar a barreira do idioma.

As reuniões não são terapêuticas, portanto, não substituem qualquer assistência profissional necessária.

(http://home.earthlink.net/imagelib/sitebuilder/earthimglib/user/english/elpersonal/space/bullet.gif)  Esses encontros são confidenciais e gratuitos durante os quais os participantes poderão compartilhar suas experiências com outros que realmente compreendem o sofrimento.


Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 27 de Janeiro de 2012, 06:34

Luto (IV)
 
(http://home.earthlink.net/imagelib/sitebuilder/earthimglib/user/english/elpersonal/space/bullet.gif)  O luto e o modo saudável de auxiliar os sobreviventes de suicídio:

—  Como se pode ajudar?
—  Seja compassivo.

(http://home.earthlink.net/imagelib/sitebuilder/earthimglib/user/english/elpersonal/space/bullet.gif)  Deixe seu amigo expressar livremente os sentimentos dele sem qualquer receio de crítica. Ouça e busque aprender algo a partir de sua experiência. Não dê instruções ou explicações de como ele deve se comportar.

Nunca diga: “Eu sei como você se sente”. Não sabe. Pense no seu papel como alguém que “caminha ao lado”, não “atrás“ ou “à frente”.

(http://home.earthlink.net/imagelib/sitebuilder/earthimglib/user/english/elpersonal/space/bullet.gif)  Familiarize-se com o imenso conjunto de emoções que os sobreviventes de suicídio experimentam. Permita que o seu amigo sinta todo o sofrimento, tristeza e dor que ele estar experimentando no momento.

E reconheça que as lágrimas são a expressão apropriada e natural associada à perda.


Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 27 de Janeiro de 2012, 06:36


Luto (V)
(http://home.earthlink.net/imagelib/sitebuilder/earthimglib/user/english/elpersonal/space/bullet.gif)  O luto e o modo saudável de auxiliar os sobreviventes de suicídio:

—  Como se pode ajudar?
—  Respeite a necessidade do luto.

(http://home.earthlink.net/imagelib/sitebuilder/earthimglib/user/english/elpersonal/space/bullet.gif)  O sofrimento dos pais, irmãos, avós, tios, cônjuges e filhos das pessoas que cometeram o suicídio é frequentemente ignorado. Qual a razão disso?

Por conta do gênero de morte, desaprovado socialmente, tudo costuma ser mantido em segredo. Porém, se não se pode falar da morte abertamente, as feridas da perda, que tantos sofrimentos trazem, dificilmente serão curadas.

(http://home.earthlink.net/imagelib/sitebuilder/earthimglib/user/english/elpersonal/space/bullet.gif)  Você, talvez, seja a única pessoa próxima dos sobreviventes. Na condição de amigo atencioso e discreto, faça valer a sua presença e demonstre a disposição de acolher e ouvir, pois este simples gesto é a base para o processo de recuperação.

Permita que os sobreviventes se expressem, mas sem forçá-los. Provoque, levemente, a conversação, mas saiba esperar a reação.

(http://home.earthlink.net/imagelib/sitebuilder/earthimglib/user/english/elpersonal/space/bullet.gif)  Aguarde um sinal positivo deles em se expressarem mais abertamente e demonstre estar disposto a partilhar seus pensamentos e sentimentos.


Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 27 de Janeiro de 2012, 06:38

(http://c7.quickcachr.fotos.sapo.pt/i/de404788e/5611327_yLiES.gif)   Radionovela "Memórias de um Suicida" postado em Audiovisuais. Link: http://www.forumespirita.net/fe/audiovisuais/radio-novela-'memorias-de-um-suicida'/#.UdmqeNK-nfw  (http://c7.quickcachr.fotos.sapo.pt/i/de404788e/5611327_yLiES.gif)   Ninguém morre, porque somos eternos.



Luto (VI)

(http://home.earthlink.net/imagelib/sitebuilder/earthimglib/user/english/elpersonal/space/bullet.gif)  O luto e o modo saudável de auxiliar os sobreviventes de suicídio

—  Como se pode ajudar?
—  Compreenda a Singularidade da Dor do Suicídio:

(http://home.earthlink.net/imagelib/sitebuilder/earthimglib/user/english/elpersonal/space/bullet.gif)  Lembre-se que o sofrimento dos sobreviventes de suicídio é único. Ninguém sente a morte de alguém que amou exatamente da mesma maneira.

É possível falar com outras pessoas, que também passaram por situações idênticas, sobre algumas fases semelhantes, mas todas as pessoas são diferentes e passaram por experiências de vida singulares.

(http://home.earthlink.net/imagelib/sitebuilder/earthimglib/user/english/elpersonal/space/bullet.gif)  Porque a experiência do luto é única, seja paciente. Todo processo do luto tem o seu ritmo próprio; deixe que seu amigo vivencie o seu luto no tempo próprio.

Não critique o comportamento dele. Lembre-se que a morte por suicídio de alguém próximo e vinculado afetivamente é uma experiência muito dolorosa.

(http://home.earthlink.net/imagelib/sitebuilder/earthimglib/user/english/elpersonal/space/bullet.gif)  Como resultado dessa morte, a vida do seu amigo se encontra em lenta reconstrução.


Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 27 de Janeiro de 2012, 06:40

Luto (VII)

(http://home.earthlink.net/imagelib/sitebuilder/earthimglib/user/english/elpersonal/space/bullet.gif)  O luto e o modo saudável de auxiliar os sobreviventes de suicídio:

—  Como se pode ajudar?
—  Esteja atento aos feriados e datas comemorativas.

(http://home.earthlink.net/imagelib/sitebuilder/earthimglib/user/english/elpersonal/space/bullet.gif)  Para os sobreviventes de suicídio, as ocasiões especiais como os feriados, os aniversários e outras datas comemorativas podem se tornar momentos difíceis.

Estas ocasiões enfatizam a ausência da pessoa que faleceu.

(http://home.earthlink.net/imagelib/sitebuilder/earthimglib/user/english/elpersonal/space/bullet.gif)  Respeite essa fase em que tão intensamente se manifesta a dor da perda,  previsível nestes momentos ainda marcados pelo processo de luto.

Nunca tente diminuir essa dor, seja por que meios forem.


Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 27 de Janeiro de 2012, 06:42

Luto (VIII)
(http://home.earthlink.net/imagelib/sitebuilder/earthimglib/user/english/elpersonal/space/bullet.gif)  O luto e o modo saudável de auxiliar os sobreviventes de suicídio:

—  Como se pode ajudar?
—  Incentivo à participação em um grupo de apoio.

(http://home.earthlink.net/imagelib/sitebuilder/earthimglib/user/english/elpersonal/space/bullet.gif)  Os grupos de apoio ou de ajuda mútua são uma das melhores maneiras de ajudar os sobreviventes de suicídio.

Num grupo os sobreviventes podem conversar com pessoas que tenha uma experiência similar.

(http://home.earthlink.net/imagelib/sitebuilder/earthimglib/user/english/elpersonal/space/bullet.gif)  Neste ambiente acolhedor todos se sentem à vontade para contar suas histórias da maneira como se sentem melhor. 

Ajude um sobrevivente a buscar um grupo de apoio, pois isso lhes fará muito bem.


Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 27 de Janeiro de 2012, 06:44

Luto (IX)
(http://home.earthlink.net/imagelib/sitebuilder/earthimglib/user/english/elpersonal/space/bullet.gif)  O luto e o modo saudável de auxiliar os sobreviventes de suicídio:

—  Como se pode ajudar?
—  Referindo-se ao falecido.

(http://home.earthlink.net/imagelib/sitebuilder/earthimglib/user/english/elpersonal/space/bullet.gif)  Use o nome da pessoa que faleceu quando falar com os sobreviventes de suicídio.

Ouvir esse nome pode ser reconfortante, pois é um meio de se confirmar que esta pessoa especial, que tanto significou na vida deles, está viva na lembrança de muitos.



Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 27 de Janeiro de 2012, 06:46

Luto (X)

(http://home.earthlink.net/imagelib/sitebuilder/earthimglib/user/english/elpersonal/space/bullet.gif)  O luto e o modo saudável de auxiliar os sobreviventes de suicídio:

—  Como se pode ajudar?
—  Respeite a fé e a espiritualidade.

(http://home.earthlink.net/imagelib/sitebuilder/earthimglib/user/english/elpersonal/space/bullet.gif)  Os sobreviventes poderão, em algum momento, comentar sobre seus sentimentos de fé e espiritualidade. Se a fé faz parte da vida deles deixe-os expressar isso da maneira que achar mais correta.

Se eles estiverem indignados com Deus, encoraje-os a falar sobre o assunto.

(http://home.earthlink.net/imagelib/sitebuilder/earthimglib/user/english/elpersonal/space/bullet.gif)  Lembre-se que ter raiva, mesmo que dirigida à divindade, demonstra haver um vínculo com o sagrado. Não faça julgamentos, seja um amigo compreensivo e atencioso.

Os sobreviventes podem também questionar a própria religião, por sentirem que a mesma afetou negativamente suas vidas.

(http://home.earthlink.net/imagelib/sitebuilder/earthimglib/user/english/elpersonal/space/bullet.gif)  Pode ter lhes sido ensinado que as pessoas que acabam com a sua própria vida irão para o inferno.

A sua tarefa não é debater teologia, mas ouvir e aprender.

(http://home.earthlink.net/imagelib/sitebuilder/earthimglib/user/english/elpersonal/space/bullet.gif)  Em qualquer situação a sua presença e o seu desejo de escutar sem críticas são o meio mais seguro de auxiliar.



Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 27 de Janeiro de 2012, 06:50

Luto (XI)
 
(http://home.earthlink.net/imagelib/sitebuilder/earthimglib/user/english/elpersonal/space/bullet.gif)  O luto e o modo saudável de auxiliar os sobreviventes de suicídio:

—  Como se pode ajudar?
—  Trabalhe em conjunto com pessoas que possam apoiá-los
 
(http://home.earthlink.net/imagelib/sitebuilder/earthimglib/user/english/elpersonal/space/bullet.gif)  Os amigos e a família de alguém que se suicidou não deve sofrer sozinhos e em silêncio.

Como meio de ajudá-los pode-se tentar juntar outras pessoas, que saibam acolher e ouvir, para que eles atravessem o período de luto e dor bem acompanhados, de modo a amenizar o trauma.

(http://home.earthlink.net/imagelib/sitebuilder/earthimglib/user/english/elpersonal/space/bullet.gif)  A experiência da dor do luto tem origem no amor que temos pelas pessoas.

Os sobreviventes de suicídio passarão por esta experiência e precisam mesmo vivenciar o luto. É importante lembrar, no entanto, que a tarefa de auxiliá-los em sua recuperação não é fácil.

(http://home.earthlink.net/imagelib/sitebuilder/earthimglib/user/english/elpersonal/space/bullet.gif)  Você poderá ter que dispor de mais tempo, de mais carinho e atenção. Mas tudo isso valerá a pena, pode acreditar!

Fontes:

Estudo sobre a sobrevivência ao suicídio de familiares - Dissertação de mestrado.
Sobrevivendo ao suicídio: Estudo sociológico com famílias de suicidas em Curitiba.
Nei Ricardo de Souza, Mestrando em Sociologia, José Miguel Rasia, Professor Orientador (UFPR)

Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 27 de Janeiro de 2012, 06:51


(http://www.minirecados.com/i/8d/5e/147.gif)


Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: Marianna em 27 de Janeiro de 2012, 06:54

Queridos visitantes:
Agradecemos o carinho e a presença de todos.


Obrigada Senhor.


Meu coração pra vocês.
Mariana.



Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: katiatog em 14 de Fevereiro de 2012, 04:01
                                      (http://img227.imageshack.us/img227/2899/5cmbt7.gif) (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL2ltYWdlc2hhY2sudXMvcGhvdG8vbXktaW1hZ2VzLzIyNy81Y21idDcuZ2lmLw==)


Suicídio - Causas e Conseqüências



Fundação Espírita André Luiz
http://www.andreluiz.org.br/



Allan Kardec no livro "O Evangelho Segundo o Espiritismo" capítulo 5º diz que "a calma e a resignação adquiridas na maneira de encarar a vida terrena, e a fé no futuro, dão ao espírito uma serenidade que é o melhor preservativo da loucura e do suicídio".

A incredulidade, a simples dúvida quanto ao futuro, as idéias materialistas, são os maiores incentivadores do suicídio: elas produzem a frouxidão moral.

Dr. Jorge Andréa no livro "Enfoques Científicos na Doutrina Espírita" abordando essa mesma temática tece as seguintes considerações.

"O homem moderno materializou-se, exaltando a deusa - máquina e o deus técnica, não percebendo a fragilidade desses totens de barro. O deus em que confiou e acreditou esboroou-se ao menor dos ventos. Não acontecendo o mesmo com aqueles que asseguram os seus alicerces psicológicos - emocionais numa ética valorosa que o espiritualismo pode oferecer; e mais ainda, numa fé lógica, harmoniosa e inteligível por ser raciocinada , aos que se acercam do estofo dinâmico que caracteriza a Doutrina Espírita. O suicídio , como resultado de um imenso desequilíbrio emocional poderá ser um ato voluntário, porquanto existem outros fatores que concorrem para um suicídio lento despercebido e por isso, considerado involuntário, ou seja, suicídio consciente e inconsciente.

As conseqüências são dolorosas. Não morrerão, ninguém se destrói ante a morte.

Há, sem dúvida, agravantes e atenuantes, no exame do suicídio. Eliminam, no mundo espiritual com muito sofrimento o ônus da atitude desequilibrante e quando retornarem à Terra em novas reencarnações terão que passar, por expiações aflitivas.

Joanna de Ângelis no livro "Após a Tempestade" nos fala dessas conseqüências: aqueles que esfacelam o crânio, reencarnam com a idiotia, surdez-mudez, conforme a parte do cérebro afetada, os que tentaram o enforcamento, reaparecem, com os processos da paraplegia infantil; os afogados com enfisema pulmonar, tiros no coração, cardiopatias congênitas irreversíveis, os que se utilizam de tóxicos e venenos, sofrem sob o tormento das deformações congênitas, úlceras gástricas e cânceres. É Joanna ainda que nos diz:

-"Espera pelo amanhã, quando o teu dia se te apresente sombrio e apavorante. Se te parecem insuportáveis as dores, lembra-te de Jesus, ora, aguarda e confia".

Lembremo-nos de Kardec quando coloca no "Evangelho Segundo o Espiritismo" - "Com o Espiritismo a dúvida não sendo mais permitida, modifica-se a visão da vida".


Bibliografia

1.Kardec, Allan - Evangelho Segundo o Espiritismo
2.Andréa, Jorge - Enfoques Científicos na Doutrina Espírita
3.Angelis, Joanna de - Após a tempestade - psic. De Divaldo Pereira Franco
Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: katiatog em 14 de Fevereiro de 2012, 04:11
                                     (http://www.recado-virtual.com/recados/bencao/00042.gif) (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy5zY3JhcHZpcnR1YWwuY29t)

 (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy5zY3JhcHZpcnR1YWwuY29t)
Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: katiatog em 14 de Fevereiro de 2012, 04:18
(http://www.recado-virtual.com/recados/carinho/00073.jpg) (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy5yZWNhZG8tZG9jZS5jb20=)


Agradeço a presença dos queridos amigos visitantes

Bom descanso e que o amanhecer seja repleto de paz e forças renovadas

Fiquem com Deus


Abraços carinhosos da Katia

 (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy5yZWNhZG8tZG9jZS5jb20=)
Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: macili em 15 de Fevereiro de 2012, 16:22
Alugo Sonhos


[attachimg=1  align=center  width=450]


Alugo os meus sonhos

Eles já me levaram ao paraíso

E me derrubaram ao chão

Me fizeram viajar

E a vida largar.



Alguns deles dão uma linda vista para o mar

Outros para as montanhas mais altas

Podem levar ao topo do mundo

Ouvindo sinos a tocar

No caminho vendo

As mais belas orquídeas.



Alugo sonhos agora sem utilidade

Alugo para alguém que queira vivê-los

Alguém que possa usá-los

Para ser eterno...

Eu perdi a chance

Que eles me deram.



Alugo sonhos com vaga na garagem

Play Ground, Roda Gigante, Bung Jump

Ampla sala de música

Que toca ao simples fechar de olhos

Todos os ambientes

Estão sempre

Cuidadosamente perfumados.



Alugo sonhos com janelas amplas

Que a tudo ventilam

Junto estarão indo

Pedaços de vida e mudas de fé

Que se bem plantados e cuidados

Germinarão e darão flores com perfume

Para alegrar o seu destino



Também posso vender estes sonhos

Que me fizeram

Nascer, viver e voar

Fizeram-me ver a luz

E me esconder às sombras

E agora não sei

O que fazer com eles.



Como paga pela troca

Só quero ver alguém feliz com eles

Já que eu não pude.

Quem sabe alguém

Melhor saiba sonhá-los

E possa realmente

Ser feliz com meus sonhos!


(http://3.bp.blogspot.com/-8psJJEHP_sU/Tw9oswDqeLI/AAAAAAAAIUM/0YYvNpelZQg/s220/bl.gif)


- Maurício Soares -
Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: macili em 15 de Fevereiro de 2012, 16:48
[attachimg=1  align=center  width=450]



"Senhor!



Se um dia eu estiver "cheio da vida" ,
com vontade de sumir, de morrer,
insatisfeito comigo e com o mundo em torno de mim...
_ Pergunta-me, apenas, se eu quero trocar a luz pelas trevas...
_ Pergunta-me se eu quero trocar a fartura
da mesa posta, pelos restos que tantos
vem buscar no lixo...

_ Pergunta-me se eu quero trocar meus pés por uma cadeira de rodas...
_ Pergunta-me se eu quero trocar minha voz pelos gestos...
_Pergunta-me se eu quero trocar o mundo
maravilhoso dos sons pelo silêncio dos
que nada ouvem...

_ Pergunta-me, se eu quero trocar o jornal que
leio e depois jogo no lixo, pela miséria dos
que vão buscá-lo para fazer dele seu cobertor...
_ Pergunta-me, se eu quero trocar minha saúde, pelas doenças incuráveis de tanta gente...

_ Pergunta-me também, até quando
não reconhecerei as Tuas bençãos, a fim de fazer de
minha vida um hino de louvor e gratidão
e dizer, todos os dias, do fundo de meu coração:
_ Obrigado, Senhor!"


(http://3.bp.blogspot.com/-SCgEyVi1zz0/Tw9okTP8YiI/AAAAAAAAIUA/6uEkek4OTpA/s220/AAA.gif)


- autoria desconhecida -
Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: macili em 15 de Fevereiro de 2012, 17:23
[attachimg=1  align=center  width=450]



Jovens


(http://lh6.ggpht.com/_qZ-SjXuyeCA/TCmBjniq_3I/AAAAAAAAALY/XLhyn0VPSkU/s400/birdies5.png)


1.  A que se pode atribuir o aumento dos suicídios, envolvendo jovens?

       Os jovens experimentam grande insegurança quanto ao estudo, à atividade profissional,
à vida afetiva... Na atualidade é pior, em face da dificuldade para definir uma profissão, a precariedade do mercado de trabalho e a conturbação das relações afetivas gerada pela liberdade sexual confundida com libertinagem. Tudo isso pode produzir profundas frustrações, que jovens de espírito frágil julgam insuportáveis.



2.  O Espírito reencarnante não se prepara devidamente para enfrentar esses percalços?

        Aqueles que reencarnam com uma situação definida, em relação aos seus compromissos profissionais e sociais, têm maior segurança. Sabem o que querem e estão dispostos a lutar por seu futuro. O problema está com os que chegam sem um planejamento mais meticuloso. Situam-se meio perdidos ante os desafios existenciais.



3. Não estaríamos aí diante de uma discriminação, já que algtuns chegam melhor preparados que outros?

       Não se trata de preferência, mas de competência. Espíritos mais amadurecidos favorecem o planejamento. Os imaturos, que constituem boa parte dos reencarnantes, não revelam condições mínimas para dar-lhe cumprimento. Seria o mesmo que estabelecer metas para uma criança em tenra idade. Não fará o que esperamos dela. Terá que crescer primeiro, desenvover-se, amadurecer.


4. Isso não seria entregar o reencarnante à própria sorte, favorecendo a decisão de fuga?

       Os pais podem não planejar algo de imediato para seus filhos em tenra infância, mas, obviamente, cuidam deles, dando-lhes a retaguarda necessária pra que possam desenvover-se, até que atinjam a maturidade e assumam suas responsabilidades. O fato de não haver um planejamento para Espíritos imaturos não significa que estejam desprotegidos.


5. Podemos situar a imaturidade de um jovem que reencarna sem planejamento específico, como atenuante para o suicídio?

       Talvez, embora isso não o livre dos comprometimentos perispirituais próprios do suicídio. Digamos que por ser impúbere não irá preso, mas sofrerá as conseqüências das lesões provocadas em seu perispírito, assim como não se prende o menino que, suando arma de fogo, dá um tiro em si mesmo. Não será passível de prisão, mas baixará ao hospital.


6. Podemos incluir nessa problemática a influência espiritual obsessiva?

       Sem dúvida! Ela está presente em todas as faixas etárias, envolvendo até mesmo crianças, que, sob essa influência, pensam em cometer suicídio.


7. Assustador pensar que até crianças inocentes estejam sujeitas a esse problema...

       Vemos a criança inocente, dependente, carente, mas não vemos o Espírito que ali está, com suas vivências passadas, seus erros, vícios, comprometimentos, que terão gerado inimigos ferrenhos no pretérito, dispostos à desforra no presente.


8. O que devem os pais fazer para preservar os filhos dessas situações comprometedoras?
 
       A primeira providência é alcançar a estabilidade no lar, sustentando um ambiente de concórdia e paz, que favoreça a ação dos benfeitores espirituais, cultivar os valores do conhecimento, oferecendo-lhes, desde a mais tenra infância, o aprendizado da Doutrina Espírita, a fim de que superem suas tendências e aprendam a enfrentar seus problemas, sem caírem na tentação da fuga.



(http://lh6.ggpht.com/_qZ-SjXuyeCA/TCmBjniq_3I/AAAAAAAAALY/XLhyn0VPSkU/s400/birdies5.png)


- Richard Simonetti -

Obra: Suicídio, tudo o que você precisa saber / Causas.
Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: macili em 15 de Fevereiro de 2012, 17:30
[attachimg=1  align=center  width=450]


Beijos de luz em seus corações...
Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: macili em 15 de Fevereiro de 2012, 17:57
[attachimg=1  align=center  width=450]
Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: macili em 22 de Fevereiro de 2012, 20:51

[attachimg=1  align=center  width=450]



Suicídio, a porta falsa



(http://1.bp.blogspot.com/-jiez1Py2Eog/T0LNVmaiLZI/AAAAAAAAIaw/Zn74XqPEGG0/s220/6589g%255B1%255D.png)  Desde que bebera a substância venenosa, Marina sentia-se morrer, sem morrer.

Não queria viver mais. Experimentara o desprezo de Jorge, o jovem de quem se enamorara e com quem acariciava o sonho de casar-se e criar os filhos.

Foram dois anos de esperanças. Tudo em vão.

Não dera ouvidos ao pai que costumava dizer-lhe: Cuidado com os rapazes de hoje, filha, nem sempre têm bom caráter. Achava o paizinho antiquado e exigente.

Mas como resistir? Jorge a buscava todas as noites. Começou pedindo livros emprestados. Depois de algumas semanas estavam juntos no cinema.

O filme era envolvente. Contava a história de uma jovem tímida, contrariada pela família, que se entregara ao rapaz, com quem fugiu, confiante.

Ninguém poderia dizer o que aconteceria depois, mas o cinema coroara a aventura com um romântico beijo.

Na saída, a garoa fina. Jorge a convidou para um passeio. Marina pensava na heroína do filme, e não teve coragem de dizer não.

Pela primeira vez Marina mentiu à mãezinha que a esperava, ansiosa, às três horas da madrugada. A chuva atrapalhou, mãe, ficamos na casa de Jorge até agora.



(http://1.bp.blogspot.com/-jiez1Py2Eog/T0LNVmaiLZI/AAAAAAAAIaw/Zn74XqPEGG0/s220/6589g%255B1%255D.png)  Outros tantos passeios a sós se repetiram até que um dia Marina sentiu-se enjoada e com tonturas.

Jorge a levou ao consultório de um médico, ainda jovem, que a olhava com ares de malícia.

A moça ficou um tanto revoltada diante dele, mas submeteu-se ao abortamento.

Desejava ser mãe, mas o namorado convenceu-a de que era preciso se casarem antes. Terminariam os estudos e então se casariam.

Daquele dia em diante Marina sentia-se diferente. Via-se perseguida, em sonho, por alguém que lhe gritava aos ouvidos: Mãe, mãe, por que me mataste?

Contou seu drama ao namorado mas ele dizia que ela estava precisando de um psiquiatra.

O tempo passou e Marina sentia-se cada vez mais atormentada. Toda vez que falava sobre isso com Jorge ele a acalmava dizendo que logo se casariam.

Um dia, quando sentia-se muito deprimida, ela procurou Jorge, a quem considerava seu noivo, e o encontrou com outra moça. Ele a conduziu à pequena distância e explicou-se. Não a amava, confessou áspero. É melhor terminarmos assim, falou com frieza, antes de mais sérias dificuldades.



(http://1.bp.blogspot.com/-jiez1Py2Eog/T0LNVmaiLZI/AAAAAAAAIaw/Zn74XqPEGG0/s220/6589g%255B1%255D.png)  O mundo íntimo de Marina desmoronou.

A ideia de suicídio envolveu-a completamente.

No caminho para casa, adquiriu a substância letal.

Escreveu bilhetes.

E, pela manhã, sorveu a poção de uma só vez.

Pavorosa dor irrompeu-lhe na carne, nos nervos, no sangue, nos ossos....

Convulsões sucessivas não lhe permitiam morrer.

Entretanto, ouvia sua própria mãe a gritar como louca: Morta! Morta!

Marina sentiu-se carregada. Dois homens a colocaram na ambulância. Ela não apenas chorava, rugia em contorções, mas ninguém lhe percebia agora os terríveis lamentos.

Viu-se atirada, sem qualquer consideração, na laje fria. Suplicava socorro. Agitava-se. Mas ninguém lhe dava ouvidos.

Depois de algum tempo é que percebeu que conseguira sair do corpo, porque identificou os jovens médicos a cortarem-lhe as vísceras para exame necrológico.

Marina conseguira matar o corpo, mas continuava viva.

De pé, ainda cambaleante, sentindo todas as dores e convulsões de momentos antes, Marina grita:

Mãe! Minha mãe! Quero viver! Viver!

Outra voz, contudo, ecoou ameaçadora e sarcástica aos seus ouvidos:

Mãe, minha mãe, eu também quero viver! Viver!...

Procurou com os olhos agoniados quem lhe falava, mas apenas sentiu que braços vigorosos a aprisionavam.

Lembrou, aturdida, o abortamento, os sonhos, a tortura e o suicídio, e esforçou-se terrivelmente para voltar e erguer-se de novo no corpo, tombado na mesa fria.

Mas era tarde demais...


 

(http://1.bp.blogspot.com/-jiez1Py2Eog/T0LNVmaiLZI/AAAAAAAAIaw/Zn74XqPEGG0/s220/6589g%255B1%255D.png) Redação do Momento Espírita com base no cap. 22 do livro A vida escreve, pelo Espírito Hilário Silva, psicografia de Francisco Cândido Xavier e Waldo Vieira, ed. Feb, em 19.08.2010
Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: macili em 22 de Fevereiro de 2012, 21:16
[attachimg=1  align=center  width=450]



Quase Suicída


(http://1.bp.blogspot.com/-pUY8JKDgQ6E/T0LNyml6CyI/AAAAAAAAIbU/lpKRwiR4KNA/s220/carlaperlin%2B18.png)


Quase suicida.

 

Sentimos-te o passo, à beira do precipício. Caindo quase.

 

Entretanto, estamos aqui buscando-te o coração para o reequilíbrio.

 

Ninguém te pode medir a dor, mas urge reconhecer que por mais que soframos, há sempre alguém na travessia de obstáculos maiores.

 

Abandona a idéia que te induz à própria destruição e medita.

 

Ainda há sol bastante para ser esperado amanhã, tanto quanto surgiu hoje.

 

Nem todas as estradas se fecham de vez no trânsito da vida.

 

E por mais anseies pelo fim, a morte é ilusão.

 

No trabalho e no repouso, na luz e na sombra, dentro do dia ou da noite, achamo-nos naquilo mesmo que fizemos de nós.

 

Não alargues, por isso, as feridas mentais que porventura carregues, acumulando cargas inúteis de aflição, porque além da cela corpórea de que pretendes afastar-te, reconhecer-te-ias simplesmente com tudo aquilo que fizeres de ti.

Recorda: a sabedoria da vida que regenera a erva mutilada tem remédio igualmente para qualquer de nossas dores.

 

Ergue-te do vale conturbado das próprias emoções e larga para trás o nevoeiro da negação e da dúvida.

 

Segue adiante.

 

O trabalho salvador te espera o pensamento e as mãos.

 

Escuta. O gemido de um enfermo relegado ao desamparo ou o choro de uma criança sozinha te apontam aqueles que te aguardam a presença amiga como sendo a de um anjo com o divino poder de auxiliar.

 

Avança mais um tanto.

 

A natureza materna conversará contigo pelo inarticulado da observação no silêncio. As árvores te falarão do prazer de ofertar os próprios frutos e a semente a renascer do claustro da terra te dirá que não há morte.

 

E quando a noite se te descobre, ante a jornada, os astros refletidos em teu olhar proclamarão por dentro de ti mesmo que força alguma te poderá despojar da condição luminosa de criatura de Deus.


 
(http://1.bp.blogspot.com/-pUY8JKDgQ6E/T0LNyml6CyI/AAAAAAAAIbU/lpKRwiR4KNA/s220/carlaperlin%2B18.png)

 
Emmanuel
Livro Caminhos de Volta. Psicografia Francisco Cândido Xavier.


Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir
Enviado por: macili em 22 de Fevereiro de 2012, 21:48
(http://dl10.glitter-graphics.net/pub/863/863560a290dpbneq.jpg) (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy5nbGl0dGVyLWdyYXBoaWNzLmNvbQ==)




Suicidar-se, nunca!

Orson Peter Carrara




(http://3.bp.blogspot.com/-YoWKWNU4JEA/TzhW_EoA6-I/AAAAAAAAIYI/jWwbn2m9ES8/s220/00aamod_article1113859_10.png)  Meu caro leitor, se você é daquelas pessoas que está enfrentando difícil fase de sua existência, com escassez de recursos financeiros, enfermidades ou complexos desafios pessoais (na vida familiar ou não) e está se sentindo muito abatido, gostaria de convidá-lo a uma grave reflexão.

Todos temos visto a ocorrência triste e dramática daqueles que se lançam ao suicídio, das mais variadas formas. A idéia infeliz surge, é alimentada pelo agravamento dos problemas do cotidiano e concretiza-se no ato infeliz do auto-extermínio.

Diante de possíveis angústias e estados depressivos, não há outro remédio senão a calma, a paciência e a confiança na vida, que sempre nos reserva o melhor ou o que temos necessidade de enfrentar para aprender. Ações precipitadas, suicídios e atos insanos são praticados devido ao desespero que atinge muitas pessoas que não conseguem enxergar os benefícios que as cercam de todos os lados.

Mas é interessante ressaltar que estes estados de alma, de desalento, de angústias, de atribulações de toda ordem, não são casos isolados. Eles integram a vida humana. Milhões de pessoas, em todo mundo, lutam com esses enigmas como alunos que quebram a cabeça tentando resolver exercícios de física ou matemática. Mas até uma criança sabe que o problema que parece insolúvel não se resolverá rasgando o caderno e fugindo da sala de aula.

Sim, a comparação é notável. Destruir o próprio corpo, a própria vida, como aparente solução é uma decisão absurda. Vejamos os problemas como autênticos desafios de aprendizado, nunca como castigos ou questões insuperáveis. Tudo tem uma solução, ainda que difícil ou demorada.

O fato, porém, é que precisamos sempre resistir aos embates do cotidiano com muita coragem e determinação. Viver é algo extraordinário. Tudo, mas tudo mesmo, passa. Para que entregar-se ao desespero? Há razões de sobra para sorrir, rir e viver...!




(http://3.bp.blogspot.com/-YoWKWNU4JEA/TzhW_EoA6-I/AAAAAAAAIYI/jWwbn2m9ES8/s220/00aamod_article1113859_10.png) O suicídio é um dos maiores equívocos humanos, para não dizer o maior. A pessoa sente-se pressionada por uma quantidade variável de desafios, que julga serem problemas sem solução, e precipita-se na ilusão da morte. Sim, ilusão, porque ninguém consegue auto-exterminar-se. E o suicídio agrava as dificuldades porque aí a pessoa sente o corpo inanimado, cuja decomposição experimenta com os horrores próprios, pressionada agora pelo arrependimento, pelo remorso, sem possibilidade de retorno imediato para refazer a própria vida. Em meio a dores morais intensas, com as sensações físicas próprias, sentindo ainda a angústia dos seres queridos que com ele conviviam, o suicida torna-se um indigente do além.

Como? Sim, apenas conseqüências do ato extremo, nunca castigo. Isto tudo por uma razão muito simples: não somos o corpo, estamos no corpo. Somos espíritos reencarnados, imortais. E a vida nunca cessa, ela continua objetivando o aprimoramento moral e intelectual de todos os filhos de Deus. Suicidar-se é ilusão. Os desafios existenciais surgem exatamente para promover o progresso, convidando à conquista de virtudes e o desenvolvimento da inteligência. A oportunidade de viver e aprender é muito rica para ser desprezada. E quando alguém a descarta, surgem conseqüências naturais: o sofrimento físico, pela auto-agressão e o sofrimento moral do arrependimento e da perda de oportunidades. Muitos talvez, poderão perguntar-se: Mas de onde vem essas informações?

A Revelação Espírita trouxe essas informações. São os próprios espíritos que trouxeram as descrições do estado que se encontram depois da morte. Entre eles, também os suicidas descrevem os sofrimentos físicos e morais que experimentam. Sim porque sendo patrimônio concedido por Deus, a vida interrompida por vontade própria é transgressão à sua Lei de Amor. Como uma criança pequena que teima em não ouvir os pais e coloca os dedos na tomada elétrica.

Para os suicídios há atenuantes e agravantes, mas sempre com conseqüências dolorosas e que vão requerer longo tempo de recuperação. Deus, que é Pai bondoso e misericordioso, jamais abandona seus filhos e concede-lhes sempre novas oportunidades. Aí surge a reencarnação como caminho reparador, em existências difíceis que apresentam os sintomas e aparências do ato extremo do suicídio. Há que se pensar nos familiares, cônjuges, pais e filhos, na dor que experimentam diante do suicídio do ser querido. Há que se pensar no arrependimento inevitável que virá. Há que se ponderar no desprezo endereçado à vida. Há, mais ainda, que se buscar na confiança em Deus, na coragem, na prece sincera, nos amigos (especialmente o maior deles, Jesus), a força que se precisa para vencer quaisquer idéias que sugiram o auto-extermínio.

Meu amigo, minha amiga, pense no tesouro que é tua vida, de tua família! Jamais te deixes enganar pela ilusão do suicídio. Viva! Viva intensamente! Com alegria! Que não te perturbe nem a dificuldade, nem a enfermidade, nem a carência material. Confie, meu caro, e prossiga!





(http://3.bp.blogspot.com/-YoWKWNU4JEA/TzhW_EoA6-I/AAAAAAAAIYI/jWwbn2m9ES8/s220/00aamod_article1113859_10.png) Fonte: Portal do Espírito
Título: Re: Suicídio, Conhecer Para Prevenir