Forum Espirita

GERAL => Mensagens de Ânimo => Meditação => Tópico iniciado por: macili em 20 de Junho de 2012, 23:47

Título: Sempre o Bem
Enviado por: macili em 20 de Junho de 2012, 23:47
[attachimg=1  align=center  width=450]



Sempre o Bem



Bendito sejas, coração amigo,
Buscando construir e elevar para o bem
Sem destacar a treva
Nem ferir a ninguém.

Deus te guarde na lei do auxílio que nos rege
Sempre que te dediques a expressar-te,
À Excelsa Providência determina
Que a bênção do socorro esteja em toda parte.

Quem de nós, aprendizes do progresso,
Estará esquecendo orgulho, possessão, vaidade, força bruta?
Sem o amparo de alguém que nos tolere
E nos minore a luta?

Não vale maldizer a sombra em torno,
Basta a fim de arredá-la humilde vela acesa,
Unir e melhorar, ajudar e servir
São determinações da natureza.

Um pântano qualquer pode fazer-se, um dia,
Campina surpreendente, em fruto e flor,
Mas não prescindirá de mãos amigas
Que lhe estendam recurso, auxílio e amor...

Fita a cachoeira em ápices de força...
Sem alguém que lhe oferte o controle da usina,
É grandeza de ação deficitária,
Alto poder entregue à indisciplina.

Certo bloco de mármore do monte
Rolou a flagelar canteiros de verdura,
Mas um artista a educá-lo, dia-a-dia,
Dele fez obra-prima de escultura.

Pensemos quanto a isso, alma querida,
Estendendo a esperança, ante a força do bem;
Quem procura no amor a elevação da vida,
Não se detém no mal, nem censura a ninguém.




- Maria Dolores -
Do livro: Tempo de Luz, Médium: Francisco Cândido Xavier - Espíritos Diversos
Título: Re: Sempre o Bem
Enviado por: katiatog em 28 de Junho de 2012, 05:29
                                                Querida Macili e caros amigos                           

                                      (http://img1.recadosonline.com/285/027.gif) (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy5yZWNhZG9zLWxpbmRvcy5jb20=)

 (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy5yZWNhZG9zLWxpbmRvcy5jb20=)
Título: Re: Sempre o Bem
Enviado por: katiatog em 28 de Junho de 2012, 05:34
                             (http://img1.recadosonline.com/607/024.gif) (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy5yZWNhZG9zLWNhcmluaG9zb3MuY29t)




No bem, hoje e sempre


 
Se aspiras, efetivamente, a colaborar na construção do Reino Divino sobre a Terra, não solenizes o mal, para que o bem germine e se estenda ao grande campo da vida.

*

Ante as pedras da incompreensão, não renuncies ao arado sacrificial da tolerância, para que os calhaus da crueldade se convertam em alicerces da edifica­ção espiritual a que te empenhas.

*

Nos espinheiros da perseguição gra­tuita, não te afastes da paciência, a fim de que os ingredientes da prova, pouco a pouco, se façam adubo da plantação de valores imperecíveis da alma a que te dedicas.

*

Não interpretes ninguém por inimigo.

Quando os adversários não se nos revelam por instrutores, são enfermos necessitados de amparo e entendimento.

*

Em toda parte, seremos defronta­dos por aqueles que realmente não nos conhecem e que, em nos julgando pelas impressões superficiais ou pelos parece­res de oitiva, se transformam em instru­mentos de nossas dificuldades.

*

Aparecem, por vezes, na posição de companheiros que nos reclamam de­monstrações de heroísmo ou de santida­de que eles mesmos ainda não pos­suem; ou na forma de censores que nos reprovam a presença e o trabalho sem cogitar do objetivo de nossas manifesta­ções.

*

Recebamo-los todos com serenida­de e amor, e continuemos a tarefa da boa vontade, na certeza de que o tempo falará por nós, hoje, amanhã e sempre.

*

Toda a vez que o mal te procure, veste a couraça do bem e auxilia-o a renovar-se em experiência edificante.

*

Não recalcitres.

*

Imagina se Jesus tivesse adotado a reação da dignidade ferida!

O apelo à justiça teria apagado o esplendor da Boa Nova; no entanto, o silêncio e o sacrifício do Mestre Divino, ainda hoje, como ontem e qual ocorrerá no futuro, suscita o aprendizado e a sublimação da Humanidade inteira.


 
Livro: Mediunidade e Sintonia, de Emmanuel, psicografado pelo médium Francisco Cândido Xavier. (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy5yZWNhZG9zLWNhcmluaG9zb3MuY29t)
Título: Re: Sempre o Bem
Enviado por: macili em 28 de Junho de 2012, 19:15
Boa tarde querida Amiga Katiatog


Obrigada por esta união a caminho do bem...





[attachimg=1  align=center  width=450]





Título: Re: Sempre o Bem
Enviado por: macili em 28 de Junho de 2012, 19:24
[attachimg=1  align=center  width=450]



O Bem é incansável



Em uma de suas famosas Epístolas, Paulo de Tarso exortou seus irmãos na fé a que nunca cansassem de fazer o bem.

Ainda hoje, os homens persistem necessitados desse conselho.

É comum encontrar pessoas que se declaram cansadas de praticar o bem.

Reclamam que o proceder justo não produz os frutos desejados.

Bradam contra a ingratidão alheia.

Sustentam que os desonestos e os maus prosperam de forma indevida.

Contudo, semelhantes alegações jamais procedem de fonte pura.

Muitos se dizem amantes e praticantes do bem, mas procuram antes de mais nada satisfazer seus interesses pessoais.

Quando não conseguem atender seus propósitos egoístas, caem em um estado de tédio bem próximo do desespero.

Se amassem o bem, sem qualquer objetivo oculto, ficariam satisfeitos com a correção da própria conduta.

É indispensável muita prudência quando principiamos a cansar do bom combate.

Quando começamos a pensar nos males que nos assaltam, depois do bem que julgamos ter semeado ou nutrido.

Será que agimos corretamente na expectativa de obter privilégios da Ordem Cósmica?

Achamos que a honestidade ou o trabalho devem funcionar como anteparo às dores próprias da condição humana?

Aceitamos viver com dignidade, desde que o caminho siga sempre florido?

O aprendiz sincero do Evangelho não ignora que Jesus exerce Seu ministério de amor sem Se exaurir.

Desde o princípio da organização do planeta, o Mestre labora por todos os seus habitantes, a Ele confiados pela Divindade.

Muitos Espíritos se comprometeram com a construção do bem na Terra, mas recuaram no momento do testemunho.

Incontáveis belas promessas, feitas no plano espiritual, não se concretizaram.

Entretanto, a realização desses trabalhos e promessas funcionaria primordialmente como fator iluminativo dos próprios envolvidos.

Os demais se beneficiariam dos exemplos recebidos, mas a luz brotaria mesmo é no íntimo dos trabalhadores do bem.

Mesmo verificando os desvios e recuos de seus emissários, a paciência do Cristo jamais se esgota.

Ele segue a todos corrigindo, amando e tolerando.

Estende de forma incansável Seus braços misericordiosos e sempre faculta outras atividades renovadoras.

Assim, Jesus tem suportado e esperado através de tantos séculos.

Por que razão não podem homens falíveis experimentar, de ânimo firme, algumas pequenas decepções durante alguns dias?

A observação de Paulo a seus irmãos é justa e persiste atual.

Quem realmente ama o bem não se cansa de praticá-lo e vivê-lo.

Se nos entediamos do bom caminho, trata-se de um desastre pessoal.

Ele sinaliza que não conseguimos emergir do mal que ainda reside em nós.

Pensemos nisso.


 


Redação do Momento Espírita, com base no cap. 11 do livro Pão nosso, pelo Espírito Emmanuel, psicografia de Francisco Cândido Xavier