Forum Espirita

GERAL => Mensagens de Ânimo => Meditação => Tópico iniciado por: Marianna em 19 de Novembro de 2011, 22:22

Título: Pai, Perdoa-lhes
Enviado por: Marianna em 19 de Novembro de 2011, 22:22















(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/08/15.gif)

 
Pai, Perdoa-lhes

(http://www.hotelamazonas.com.br/images/flor_rosa.gif)  Quando ouvimos falar das derradeiras palavras proferidas por Jesus, no topo da montanha, antes de deixar o corpo chumbado à cruz, pedindo a Deus que perdoasse os Seus agressores, ficamos comovidos.
 
Somente um homem singular seria capaz de um gesto grandioso como esse. Por certo, nos dias atuais, Jesus continua rogando ao Pai que perdoe aqueles que não sabem o que fazem.
 
(http://www.hotelamazonas.com.br/images/flor_rosa.gif)  Ainda hoje, mais de vinte séculos transcorridos do drama do Calvário, enormes grupos de almas humanas seguem agindo e reagindo na vida, sem saber, ao certo, o que fazem e porque fazem.
 
▬  Aqueles que estão enriquecendo materialmente, graças:
 
(http://www.clipart-fr.com/en/data/gif/bullets-1/animated_gif_bullets_063.gif)  À exploração das drogas,
(http://www.clipart-fr.com/en/data/gif/bullets-1/animated_gif_bullets_063.gif)  Da criminalidade,
(http://www.clipart-fr.com/en/data/gif/bullets-1/animated_gif_bullets_063.gif)  Da sexolatria.
 
▬  Em cujo cenário de horror tombam:
 
(http://www.clipart-fr.com/en/data/gif/bullets-1/animated_gif_bullets_063.gif)  Jovens,
(http://www.clipart-fr.com/en/data/gif/bullets-1/animated_gif_bullets_063.gif)  Homens
(http://www.clipart-fr.com/en/data/gif/bullets-1/animated_gif_bullets_063.gif)  Crianças,
(http://www.clipart-fr.com/en/data/gif/bullets-1/animated_gif_bullets_063.gif)  E mulheres,
(http://www.clipart-fr.com/en/data/gif/bullets-1/animated_gif_bullets_063.gif)  Será que sabem o que fazem?
 
▬  Será que imaginam que deverão reestruturar e reerguer:
 
(http://www.clipart-fr.com/en/data/gif/bullets-1/animated_gif_bullets_063.gif)  Da loucura,
(http://www.clipart-fr.com/en/data/gif/bullets-1/animated_gif_bullets_063.gif)  Do caos moral,
(http://www.clipart-fr.com/en/data/gif/bullets-1/animated_gif_bullets_063.gif)  Dos vícios perniciosos,
(http://www.clipart-fr.com/en/data/gif/bullets-1/animated_gif_bullets_063.gif)  Todos esses que hoje em dia se submetem como verdadeiros zumbis inconscientes?
 
▬  Ao pensarmos nesses que se glorificam no mundo, recheando suas contas bancárias com o dinheiro desviado:
 
(http://www.clipart-fr.com/en/data/gif/bullets-1/animated_gif_bullets_063.gif)  Da saúde do povo necessitado,
(http://www.clipart-fr.com/en/data/gif/bullets-1/animated_gif_bullets_063.gif)  Da escola de tantos analfabetos,
(http://www.clipart-fr.com/en/data/gif/bullets-1/animated_gif_bullets_063.gif)  Do remédio das massas enfermas,
(http://www.clipart-fr.com/en/data/gif/bullets-1/animated_gif_bullets_063.gif)  Do leite destinado à infância pobre,
(http://www.clipart-fr.com/en/data/gif/bullets-1/animated_gif_bullets_063.gif)  Da moradia dos que vivem ao relento,
(http://www.clipart-fr.com/en/data/gif/bullets-1/animated_gif_bullets_063.gif)  Do transporte dos que se demoram a pé.
 
Será que todos eles se dão conta do que fazem?
 
Será que sonham, sequer, com o tempo de devolver, moeda por moeda, ceitil por ceitil, no dizer do Cristo, aquilo que usurparam, cínica e friamente, nos dias do seu transitório poder?
 
(http://www.hotelamazonas.com.br/images/flor_rosa.gif)  Se considerarmos esses que, intelectualmente bem dotados, se utilizam do nome de Deus e dos ensinos de Jesus Cristo a fim de submeter consciências, de exercer domínio sobre os que pensam pouco, conseguindo criar terrível exército de fanáticos, capazes de quaisquer violências e barbarismos, em nome Daquele que ensinou e viveu o amor, o perdão e a paz.
 
Será que sabem o preço de sua conduta?
Será que cogitam de um reencontro com essas pessoas, após a morte do corpo?
Será que supõem que terão necessidade de reconstruir a verdadeira confiança em Deus e no Cristo nessas almas que, desavisadas, a perderam?
 
Não, não imaginam, é bem certo. Se tivessem a mínima percepção da gravidade de suas práticas, não o fariam...
 
(http://www.hotelamazonas.com.br/images/flor_rosa.gif)  Como vemos, o eco da voz do Celeste Guia, nascida no alto do Gólgota, encontra sentido ante os ouvidos do Pai Celeste.
 
▬  Porque muitos, na ânsia de conquistar vitórias materiais definitivas num mundo transitório:
 
(http://www.clipart-fr.com/en/data/gif/bullets-1/animated_gif_bullets_063.gif)  Ferem,
(http://www.clipart-fr.com/en/data/gif/bullets-1/animated_gif_bullets_063.gif)  Mentem,
(http://www.clipart-fr.com/en/data/gif/bullets-1/animated_gif_bullets_063.gif)  Usurpam,
(http://www.clipart-fr.com/en/data/gif/bullets-1/animated_gif_bullets_063.gif)  Exploram, 
(http://www.clipart-fr.com/en/data/gif/bullets-1/animated_gif_bullets_063.gif)  Corrompem,
(http://www.clipart-fr.com/en/data/gif/bullets-1/animated_gif_bullets_063.gif)  Amedrontam,
(http://www.clipart-fr.com/en/data/gif/bullets-1/animated_gif_bullets_063.gif)  Desnaturam e sorriem,
(http://www.clipart-fr.com/en/data/gif/bullets-1/animated_gif_bullets_063.gif)  Dando-se por triunfantes, exatamente porque não sabem o que fazem.
 
Jesus, assim, é o grande amor, pouco amado, que, no momento de profunda dor moral, fisicamente abatido e humilhado por aqueles aos quais veio amar, ainda suplicou ao Pai o necessário perdão para todos eles.
 
▬  Jesus, ao rogar a Deus o perdão para Seus agressores:
 
(http://www.clipart-fr.com/en/data/gif/bullets-1/animated_gif_bullets_063.gif)  Não pede uma absolvição injusta,
(http://www.clipart-fr.com/en/data/gif/bullets-1/animated_gif_bullets_063.gif)  Mas uma nova chance de repararem seus erros.
 
(http://www.hotelamazonas.com.br/images/flor_rosa.gif)  Se assim não fosse, Ele não teria afirmado, em outro momento, que cada um receberia conforme as suas obras.
 
Do livro Quem é o Cristo?
Pelo Espírito Francisco de Paula Vitor,
Psicografia de Raul Teixeira, ed. Fráter.

 

Título: Re: Pai, Perdoa-lhes
Enviado por: macili em 22 de Novembro de 2011, 00:48
Olá querida Amiga Marianna,


Que o Senhor nos cubra com seu manto de amor...



[attachimg=1  align=center  width=400]




Culpas e desculpas


(http://2.bp.blogspot.com/-jq9nry9nl4w/Tr7NEtAfoyI/AAAAAAAAIIY/MCS8F902cGE/s220/Untitled-5.png)


Você já refletiu sobre o que representa a culpa em nossas vidas?

Não há dúvida de que o sentimento de culpa é um dos grandes responsáveis por nossa infelicidade.

Quando fazemos algo que nos causa um desconforto íntimo pertinaz, é bem provável que seja a culpa se instalando.

Mas o que fazer para que esse sentimento não se aloje em nossa intimidade e nos traga fortes dissabores?

Parece lógico que a melhor atitude é a que elimina, em definitivo, esse desconforto de nossa alma.

E que atitude poderia ser mais eficaz do que um sincero pedido de desculpas?

Todavia, pedir desculpas significa admitir que nos equivocamos, e isso mexe diretamente com nosso orgulho.



(http://2.bp.blogspot.com/-jq9nry9nl4w/Tr7NEtAfoyI/AAAAAAAAIIY/MCS8F902cGE/s220/Untitled-5.png)


O que geralmente fazemos, então?

Ficamos remoendo o desconforto e buscamos alguém a quem culpar pela atitude que nossa consciência desaprova.

Não seria mais coerente pedir perdão?

Logicamente seria, mas o orgulho muitas vezes nos impede.

O que fazemos, então?

Preferimos nos punir de outra maneira. E geralmente optamos pelas enfermidades...

A consciência nos acusa, mas em vez de resolver a questão com a humildade de um aprendiz, preferimos a autopunição velada.

Em vez de pedir perdão, optamos pelo sofrimento. Em vez de aliviar a alma admitindo que somos frágeis e nos equivocamos, preferimos nos esconder sob a máscara de uma perfeição da qual ainda estamos distantes.

Por não admitir as nossas próprias fraquezas, também não às admitimos-nos outros, e agimos com um rigor desmedido, infelicitando-nos e infelicitando os que conosco convivem.

Mais sensato seria reconhecer que somos aprendizes da vida, e que todo aprendiz tem o direito de errar, mas tem também o dever de corrigir o passo e seguir em frente.

Como aprendizes da vida, não estamos isentos do erro, da queda, das fragilidades que caracterizam a nossa condição de alunos imperfeitos.

Assim sendo, vale a pena agir como quem deseja crescer, aprender, ser feliz.

E para isso é preciso saber pedir perdão, saber perdoar, saber tolerar...

Só não admite erros à pessoa que se julga infalível, perfeita, acima do bem e do mal. E essa, certamente é uma pessoa infeliz.



(http://2.bp.blogspot.com/-jq9nry9nl4w/Tr7NEtAfoyI/AAAAAAAAIIY/MCS8F902cGE/s220/Untitled-5.png)


Se quiser aprender a ser mais leves e menos presunçosos, observemos as crianças. Elas não têm vergonha de pedir desculpas, não guardam mágoa nem rancor.

Quando se machucam, elas choram... Pedem socorro, reconhecem sua fragilidade...

Se não conseguem alcançar algo, pedem ajuda. Para entender as coisas, perguntam várias vezes.

Quando sentem medo, admitem. Pulam no colo mais próximo ou se enroscam no pescoço do amigo ou irmão mais velho.

Isso se chama humildade, isso se chama pureza. Isso se chama sabedoria.

É por isso que as crianças aprendem. Elas não têm vergonha de ser aprendizes da vida.



(http://2.bp.blogspot.com/-jq9nry9nl4w/Tr7NEtAfoyI/AAAAAAAAIIY/MCS8F902cGE/s220/Untitled-5.png)


O sentimento de culpa é um detrito moral que fustiga a alma. A pessoa que carrega esse fardo sofre e não admite ser feliz.

Assim sendo, se você não tem a pretensão de ser infalível, perdoe-se, peça perdão, liberte-se desse lixo chamado culpa, e siga em frente.



(http://2.bp.blogspot.com/-jq9nry9nl4w/Tr7NEtAfoyI/AAAAAAAAIIY/MCS8F902cGE/s220/Untitled-5.png)




Equipe de Redação do Momento Espírita.