Forum Espirita

GERAL => Mensagens de Ânimo => Meditação => Tópico iniciado por: macili em 16 de Julho de 2012, 00:58

Título: Nos limites do Céu
Enviado por: macili em 16 de Julho de 2012, 00:58
(http://1.bp.blogspot.com/-m700X_HLTG0/T9q-mvZk5lI/AAAAAAAAIRs/FUAVJHyORGs/s400/2lkr9qa.gif)




Nos limites do Céu




No extremo limite da Terra com o Céu, aportou um peregrino envolto em nevado manto. Irradiava pureza e brandura. A fronte denunciava-lhe a nobreza pelos raios diamantinos que emitia em todas as direções. Extenso halo de luz assinalava-lhe a presença.

Recebido pela entidade angélica, que presidia à importante passagem, apresentou sua aspiração máxima: ingressar definitivamente no paraíso, gozar-lhe o descanso beatífico.

O divino funcionário, embora admirado e reverente perante espírito tão puro, esboçou o gesto de quem notava alguma falha menos visível ao olhar inexperiente e considerou:

– Meu irmão, rendo homenagem à alvura de tuas vestes, entretanto, vejamos se já adquiriste a virtude perfeita.

Sorridente, feliz, o viajor vitorioso pôs-se à escuta.

– Conseguiste entesourar o amor sublime? perguntou o anjo, respeitoso.
– Graças a Deus! – informou o interpelado.

– Edificaste a humildade?
– Sim.

– Guardaste a esperança fiel?
– Todos os dias.

– Seguiste o bem?
– Invariavelmente.

– Cultivaste e pureza?
– Com zelo extremado.

– Exemplificaste o trabalho construtivo?
– Diariamente.

– Sustentaste e fé?
– Confiei no Divino Poder, acima de tudo.

– Ensinaste a verdade e testemunhaste-a?
– Com todas as minhas forças.

– Conservaste a paciência?
– Sem perdê-la jamais.

– Combateste os vícios em ti mesmo, tais como a vaidade e o orgulho, o egoísmo e o ciúme, a teimosia e a discórdia?
– Esmeradamente.

– Guerreaste os males que assolam a vida, como sejam o ódio e a perversidade, a insensatez e a ignorância, a brutalidade e a estupidez?
– Sempre.

O anjo interrompeu-se, refletiu longos minutos, como se estivesse em face de grave enigma, e indagou:

– Meu amigo, já trabalhaste no inferno?
– Ah! isto não! – respondeu o peregrino, escandalizado. – Como haveria de ser?

O fiscal da celeste alfândega sorriu, a seu turno, e observou:
– Falta-te semelhante realização para subir mais alto.
– Oh! que contra-senso! – aventurou o interessado – como servir entre gênios satânicos, de olhos conturbados pela permanente malícia, de ouvidos atormentado pela gritaria, de mãos atadas pelos impedimentos do mal soberano, de pés cambaleantes sabre o terreno inseguro, com todas as potências da alma perturbadas pelas tentações?

– Sim – meu amigo – acentuou o preposto divino – o bem é para salvar o mal, o amor foi criado para que amemos, a sabedoria se destina em primeiro lugar, ao ignorante. A maior missão da virtude é eliminar o vício e amparar o viciado.

E, perante o assombro do ouvinte, rematou:
– Torne à Terra, desce ao inferno que o homem criou e serve ao Senhor Supremo, voltando depois... Então, cogitaremos da travessia. Lembra-te de que o Sol, situado cerca de cento e cinqüenta milhões de quilômetros além do teu mundo, larga raios luminosos e salvadores ao mais profundo abismo planetário...

Em seguida, o controlador da Porta Celestial cerrou a passagem ligeiramente entreaberta e o peregrino, de capa lirial, espantadiço e desapontado, sentou-se um pouco, a fim de meditar sobre as conquistas que havia feito.




pelo Espírito Irmão X
Do Livro: Luz Acima, Médium: Francisco C. Xavier
Título: Re: Nos limites do Céu
Enviado por: Cícero Benedito de Arruda em 16 de Julho de 2012, 23:18
Que lindo, Mana Macili!
Especialmente a forma didática de ensinar. Certamente que vou sentar-me à beira da porta entreaberta e vou meditar muito sobre tudo o que foi dito! A lição é bonita, a mensagem profunda.
Que Deus continue te iluminando como sempre!
Abraços fraternos. 
Título: Re: Nos limites do Céu
Enviado por: macili em 17 de Julho de 2012, 04:16
Olá Irmão Cícero e demais que visualizam Meditação...


Suas palavras transmitem a emoção que sentiu ao ler a mensagem...
Realmente ela é um alerta para nós seres encarnados, tão imperfeitos ainda, e nos traz profundas reflexões...
É comum nos afastarmos das 'pessoas problemas' e que tanto necessitam de nossa ajuda...
e é principalmente a elas a quem devemos prestar a nossa solidariedade, a nossa compaixão, a nossa caridade, o nosso amor...

Que o Pai esteja sempre nos cobrindo de bênçãos e de seu amor.

Abraços fraternos





[attachimg=1  align=center  width=450]




Sob limites




O dia pujante, marcha para o ocaso.

O ano, de largos dias, não excede um minuto na ampulheta do tempo.

A existência física, mesmo duradoura, não logra evitar a morte.

Tudo, na Terra, são limites.

Só a vida em plenitude permanece, mergulhando e liberando-se dos envoltórios transitórios de que se reveste, para as transformações e avanços na fatalidade da perfeição que busca e alcançará.


(http://sl.glitter-graphics.net/pub/1925/1925596zjuhdustai.gif)


Nunca te suponhas indene aos acontecimentos dos processos da evolução.

Embrulha-te nos tecidos da humildade e avança, trabalhando sem cansaço.

Conserva o otimismo em tuas realizações, mesmo quando os céus da tua experiência
 estejam nublados por espessas sombras de dificuldades.

Quem receia agir no bem, entorpece as resistências da realização.


A prepotência age para a loucura.

A presunção atua para o desequilíbrio.

Só o amor, calcado no interesse pelo próximo, logra produzir para a Vida.


(http://sl.glitter-graphics.net/pub/1925/1925596zjuhdustai.gif)


Instado a edificar o bem, onde estejas, não postergues a oportunidade.

Não conseguindo o desiderato, evita lamentar o esforço despendido.

A rosa aromatiza o ar; quantos se inebriam, preferem o aroma. Sê tu a rosa.

Todos bendizem o ar balsâmico da Natureza que os refrigera e agrada.
Sê tu a brisa abençoada.

Na ambiência da tranquilidade, todos anelam por fruí-la. Sê tu quem a propicia.

Melhor ensejar ventura do que gozá-la.


(http://sl.glitter-graphics.net/pub/1925/1925596zjuhdustai.gif)


Recorda Jesus, que tudo investiu em amor, para, mesmo sofrendo,
ensinar o homem a ser feliz, não ultrapassando os deveres e submetendo-se,
Ele, que é o nosso apoio às limitações do mundo, onde, por enquanto,
nos encontramos a crescer e a evoluir.



pelo espírito de Joanna de Ângelis
Livro: Alerta, Médium: Divaldo P. Franco



Título: Re: Nos limites do Céu
Enviado por: Antonio Renato em 17 de Julho de 2012, 12:19
Minha querida irmã Macili,que mensagem maravilhosa,como bem disse o nosso irmão Cícero,ela
é bastante reflectiva,e ao mesmo tempo nos lança um grande desafio,como você bem citou:tra-
-tar bem sem fugir daqueles que são realmente problemáticos,na pratica da solidariedade,no
amor e na compaixão.
Fique na paz.
Título: Re: Nos limites do Céu
Enviado por: macili em 17 de Julho de 2012, 15:25

Olá querido Irmão Antonio Renato,


Obrigada pelo comentário incentivador.
Sua participação é sempre valiosa e querida.



Que a paz do Mestre Jesus vibre em nossos corações...





[attachimg=1  align=center  width=550]




Riqueza Para o Céu

“Ajuntai tesouros no céu...” - Jesus.
(Mateus, 6:20).




Quem se aflige indebitamente, ao ver o triunfo e a prosperidade de muitos homens impiedosos e egoístas, no fundo dá mostras de inveja, revolta, ambição e desesperança. É preciso que assim não seja!

Afinal, quem pode dizer que retém as vantagens da Terra, com o devido merecimento?

Se observamos homens e mulheres, despojados de qualquer escrúpulo moral, detendo valores transitórios do mundo, tenhamos, ao revés, pena deles.

A palavra do Cristo é clara e insofismável. - "Ajuntai tesouros no céu" - disse-nos o Senhor.

Isso quer dizer "acumulemos valores íntimos para comungar a glória eterna!".

Efêmera será sempre a galeria de evidência carnal.

Beleza física, poder temporário, propriedade passageira e fortuna amoedada podem ser simples atributo da máscara humana, que o tempo transforma, infatigável.

Amealhemos bondade e cultura, compreensão e simpatia.

Sem o tesouro da educação pessoal é inútil a nossa penetração nos céus, porquanto estaríamos órfãos de sintonia para corresponder aos apelos da Vida Superior.

Cresçamos na virtude e incorporemos a verdadeira sabedoria, porque amanhã serás visitado pela mão niveladora da morte e possuirás tão somente as qualidades nobres ou aviltantes que houveres instalado em ti mesmo.




pelo Espírito Emmanuel
Obra: Fonte Viva, psicografia de Francisco C. Xavier