Forum Espirita

GERAL => Mensagens de Ânimo => Meditação => Tópico iniciado por: macili em 02 de Outubro de 2015, 23:28

Título: Não seja apenas o reflexo, seja a luz
Enviado por: macili em 02 de Outubro de 2015, 23:28
(http://1.bp.blogspot.com/-Cl8OHlEC0c4/Vg3RNkKuIDI/AAAAAAAATFc/-L9oiKzBfWo/s400/despertar.jpg)



Não seja apenas o reflexo, seja a luz



(https://lh4.googleusercontent.com/-zby8kD1cqRg/ToqfC93CWXI/AAAAAAAARb0/4cQDxzekWLk/99336521.gif)



O sol brilha mostrando que tem luz própria e é dono de si.

As estrelas brilham mostrando que têm luz própria e são donas de si.

A lua brilha, mas é apenas o reflexo do sol que incide sobre si e ela não é dona de si; é apenas um espelho onde se reflete a luz do sol que está na face oposta da Terra.

O ouro, quando separado da ganga da terra, tem brilho próprio porque é dono de si.

O diamante é encontrado na natureza coberto de impurezas. Quando lapidado, mostra que é puro, original, de beleza lirial porque tem o brilho dentro de si.

As gemas são lapidadas até que alcancem a perfeição.

O homem pode ser considerado uma pedra preciosa que se encontra em constante burilamento. A vida vai lapidando-o todos os dias para que se depure e se torne uma joia preciosa. Nesse constante movimento vai se desfazendo das impurezas e se tornando mais alvo, mais brilhante.

No constante vai e vem das transformações, se desfaz da ganga da terra, liberta-se das impurezas e deixa que seu brilho apareça, no início, de forma opaca, mas com o decorrer do tempo, de forma majestosa.

Enquanto não tem luz própria, é apenas um espelho que reflete a luz que vem dos outros. Descortinando-se para a vida e para a luz, começa a tornar-se vivo e atraente, belo e magnífico, deixando brotar de seu âmago a luz que o torna cada dia mais esplendoroso, pois, nesta fase, consegue mostrar ao mundo que tem luz própria.

O homem não pode ser apenas reflexo da luz que brilha mais acima, antes, deve ser a luz que cintila em si mesmo e que serve para clarear o caminho dos que ainda se encontram à retaguarda. O tempo deles se tornarem luz também chegará.

Na caminhada rumo a Deus, que não sejamos apenas andarilhos sem brilho em uma estrada escura. Que sejamos astros brilhantes, repletos de luz interior, seguindo no rumo da perfeição, com o olhar repleto de esperança na fraternidade, na caridade, na justiça e no amor ao próximo.

É imperioso criarmos no coração a sabedoria de não sermos apenas reflexo, mas a luz que traz a libertação.


 

(https://lh4.googleusercontent.com/-zby8kD1cqRg/ToqfC93CWXI/AAAAAAAARb0/4cQDxzekWLk/99336521.gif)



Fonte: Centro Espírita Dr. Adolfo Bezerra de Menezes,
 mensagem recebida por Luiz Marini 31-08-15