Forum Espirita

GERAL => Mensagens de Ânimo => Meditação => Tópico iniciado por: Victor Passos em 12 de Julho de 2009, 10:23

Título: Caminhos do Coração 12-07-2009
Enviado por: Victor Passos em 12 de Julho de 2009, 10:23
Ola Bom dia Companheiros
Muita paz

Caminhos do Coração


          Multiplicam-se os caminhos do processo evolutivo, especialmente durante a marcha que se faz no invólucro carnal.

          Há caminhos atapetados de facilidades, que conduzem a profundos abismos do sentimento.

          Apresentam-se caminhos ásperos, coalhadas de pedrouços que ferem, na forma de vícios e derrocadas morais escravizadores.

          Abrem-se, atraentes, caminhos de vaidade, levando a situações vexatórias, cujo recuo se torna difícil.

          Repontam caminhos de angústia, marcados por desencantos e aflições desnecessárias, que se percorrem com loucura irrefreável.

          Desdobram-se caminhos de volúpias culturais, que intoxicam a alma de soberba, exilando-a para as regiões da indiferença pelas dores alheias.

          Aparecem caminhos de irresponsabilidade, repletos de soluções fáceis para os problemas gerados ao longo do tempo.

          Caminhos e caminhantes!

          Existem caminhos de boa aparência, que disfarçam dificuldades de acesso e encobrem feridas graves no percurso.

          Caminhos curtos e longos, retos e curvos, de ascensão e descida, estão por toda parte, especialmente no campo moral, aguardando ser escolhidos.

          Todos eles conduzem a algum lugar, ou se interrompem, ou não levam a parte alguma... São, apenas, caminhos: começados, interrompidos, concluídos...

          * * * * *

          Tens o direito de escolher o teu caminho, aquele que deves seguir.

          Ao fazê-lo, repassa pela mente os objetivos que persegues, os recursos que se encontram à tua disposição íntima assinalando o estado evolutivo, a fim de teres condição de seguir.

          Se possível, opta pelos caminhos do coração.

          Eles, certamente, levarão os teus anseios e a tua vida ao ponto de luz que brilha à frente esperando por ti.

          * * * * *

          O homem estremunha-se entre os condicionamentos do medo, da ambição, da prepotência e da segurança que raramente discerne com correção.

          O medo domina-lhe as paisagens íntimas, impedindo-lhe o crescimento, o avanço, retendo-o em situação lamentável, embora todas as possibilidades que lhe sorriem esperança.

          A ambição alucina-o, impulsionando-o para assumir compromissos perturbadores que o intoxicam de vapores venenosos, decorrentes da exagerada ganância.

          A prepotência anestesia-lhe os sentimentos, enquanto lhe exacerba as paixões inferiores, tornando-o infeliz, na desenfreada situação a que se entrega.

          A liberdade a que aspira, propõe-lhe licenças que se permite sem respeito aos direitos alheios nem observância dos deveres para com o próximo e a vida; destruindo qualquer possibilidade de segurança, que, aliás, é sempre relativa enquanto se transita na este física.

          Os caminhos do coração se encontram, porém, enriquecidos da coragem, que se vitaliza com a esperança do bem, da humildade, que reconhece a própria fragilidade, e satisfaz-se com os dons do espírito - ao invés do tresvariado desejo de amealhar coisas de secundário importância - os serviços enobrecedores e a paz, que são a verdadeira segurança em relação às metas a conquistar.

          Os caminhos do coração encontram-se iluminados pelo conhecimento da razão, que lhes clareia o leito, facilitando o percurso.

          * * * * *

          Jesus escolheu os caminhos do coração para acercar-se das criaturas e chamá-las ao reino dos Céus.

          Francisco de Assis seguiu-Lhe o exemplo e tornou-se o herói da humildade.

          Vicente de Paulo optou pelos mesmos e fez-se o campeão da caridade.

          Gandhi redescobriu-os e comoveu o mundo, revelando-se como o apóstolo da não-violência.

          Incontáveis criaturas, nos mais diversos períodos da humanidade e mesmo hoje, identificaram esses caminhos do coração e avançam com alegria na direção da plenitude espiritual.

          Diante dos variados caminhos que se desdobram convidativos, escolhe os caminhos do coração, qual ovelha mansa, e deixa que o Bom Pastor te conduza ao aprisco pelo qual anelas.


Livro: Momentos de Felicidade
Joanna de Ângelis & Divaldo P. Franco
Título: Re: Caminhos do Coração - 12 / 07 /2009
Enviado por: Cravo do Poeta em 13 de Janeiro de 2010, 14:10
***Boa tarde, Victor Passos.


…as nuvens aparecem no céu, mas não obscurecem o sol.
 


…suportemos as dificuldades e as provações do caminho; agüentemos as rajadas de sombra

que nos experimentam a confiança e sigamos

à frente, sabendo que as mãos de Jesus amparam as nossas.
 


Bezerra de Menezes
Título: Re: Caminhos do Coração - 12 / 07 /2009
Enviado por: Victor Passos em 14 de Janeiro de 2010, 14:09
Ola muita paz Amiga Cravo do oeta

   Quando não tiveres poder para a vencer , aplica-lhe o amor, faz-te sensivel, não delimites a vida, mas faz com que ela cresça em todos os sentidos, porque nem só de palavras fala a
evolução, mas de actos que nos demonstrem sermos nós seus seguidores...em amor.

Muita paz e harmonia

Victor Passos
Título: Re: Caminhos do Coração - 12 / 07 /2009
Enviado por: Cravo do Poeta em 14 de Janeiro de 2010, 16:55
***Boa tarde amigo.


Pensamentos


Deus é nosso Pai.


Somos irmãos uns dos outros.


Jesus é o Divino Mestre que Deus nos enviou.


A oração é o meio imediato de nossa comunhão com o Pai Celestial.


Nossos melhores pensamentos procedem da inspiração do Alto.


A presença de Deus pode ser facilmente observada na bondade permanente e na inteligência silenciosa da Natureza que nos cerca.


Devemos amar-nos uns aos outros.


A voz divina pode ser reconhecida nos bons conselhos.


Sempre que ajudarmos, seremos ajudados.


Em nossa terna Mãezinha,


Cheia de santa afeição,


Sentimos que Deus nos fala


No fundo do coração.

* * *
Título: Re: Caminhos do Coração - 12 / 07 /2009
Enviado por: Victor Passos em 15 de Janeiro de 2010, 20:17
Ola Cravo do Poeta

Muita paz

Reaproximações

Livro: Vida Feliz
Joanna de Ângelis & Divaldo P. Franco

    Concede uma nova oportunidade ao teu desafeto, facilitando-lhe a aproximação.

    Mantém-te receptivo.

    É possível que ele tenha mudado de opinião, reconhecido o erro, e esteja aguardando o ensejo.

    Todos nos enganamos, e desejamos ocasião para nos reabilitarmos.

    Se te encerras na mágoa e nada mais queres com ele, a tua é uma postura igual ou mais censurável que a dele.

    Não deixes que um compromisso do amor-próprio ou do orgulho ferido te roube uma excelente ensancha de ser vencedor de ti mesmo.


 

 
Título: Re: Caminhos do Coração - 12 / 07 /2009
Enviado por: Cravo do Poeta em 17 de Janeiro de 2010, 19:01
***Boa tarde amigo.


Caridade


Caridade é , sobretudo, amizade.
*

Para o faminto - é o prato de sopa.
*

Para o triste - é a palavra consoladora.
*


Para o mau - é a paciência com que nos compete auxiliá-lo
*


Para o desesperado - é o auxílio do coração.
*


Para o ignorante - é o ensino despretensioso.
*


Para o ingrato - é o esquecimento.
*


Para o enfermo - é a visita pessoal.
*


Para o estudante - é o concurso no aprendizado.
*


Para a crianca - é a proteção construtiva.
*


Para o velho - é o braço irmão.
*


Para o inimigo - é o silêncio.
*


Para o amigo - é o estímulo.
*


Para o transviado - é o entendimento.
*


Para o orgulhoso - é a humildade.
*


Para o colérico - é a calma.
*


Para o preguiçoso - é o trabalho.
*


Para o impulsivo - é a serenidade.
*


Para o leviano - é a tolerância.
*


Para o deserdado da Terra - é a expressão de carinho.
*


Caridade é amor, em manifestação incessante e crescente. É o sol de mil faces, brilhando

para todos, e o gênio de mil mãos, amparando, indistintamente, na obra do bem, onde quer

que se encontre, entre justos e injustos, bons e maus, felizes e infelizes, por que, onde

estiver o Espírito do Senhor aí se derrama a claridade constante dela, a benefício do mundo

inteiro.


* * *


Xavier, Francisco Cândido. Da obra: Viajor.
Ditado pelo Espírito Emmanuel.
Araras, SP: IDE, 1985.
Título: Re: Caminhos do Coração - 12 / 07 /2009
Enviado por: Cravo do Poeta em 17 de Janeiro de 2010, 19:14
***Boa tarde amigo.




Frases de Victor Hugo




Deus é a plenitude do céu, o amor é a plenitude do homem.

***

Deus é a evidência invisível.

***

Deus é a plenitude do céu, o amor é a plenitude do homem.

***

É triste pensar que a natureza fala e que o género humano não a ouve.

***

O espírito se enriquece com aquilo que recebe.O coração, com aquilo que dá.

***
Título: Re: Caminhos do Coração - 12 / 07 /2009
Enviado por: Cravo do Poeta em 17 de Janeiro de 2010, 19:35
***Boa tarde amigo.

Deixo um pps.

A vida depois da vida.
Título: Re: Caminhos do Coração - 12 / 07 /2009
Enviado por: Victor Passos em 18 de Janeiro de 2010, 09:38
Ola Amiga muita paz

O Poder do Amor

Livro: Momentos Enriquecedores
Joanna de Ângelis & Divaldo P. Franco

          Acredita no amor e vive-o plenamente.

          Qualquer expressão de afetividade propicia renovação de entusiasmo, de qualidade de vida, de metas felizes em relação ao futuro.

          O amor não é somente um meio, porém o fim essencial da vida.

          Emanado pelo sentimento que se aprimora, o amor expressa-se, a princípio, asselvajado, instintivo, na área da sensação, e depura-se lentamente, agigantando-se no campo da emoção.

          Quando fruído, estimula o organismo e oferece-lhe reações imunológicas, que proporcionam resistência às células para enfrentar os invasores perniciosos, que são com batidos pelos glóbulos brancos vigilantes.

          A força do amor levanta as energias alquebradas, e torna-se essencial para a preservação da vida.

          Quando diminui, cedendo lugar aos mecanismos de reação pelo ciúme, pelo ressentimento, pelo ódio, favorece a degeneração da energia vital, preservadora do equilíbrio fisiopsíquico, ensejando a instalação de enfermidades variadas, que trabalham pela consumpção dos equipamentos orgânicos...

          Situação alguma, por mais constrangedora, ou desafio, por maior que se apresente, nas suas expressões agressivas, merecem que te niveles à violência, abandonando o recurso valioso do amor.

          Competir com os não-amáveis é tornar-se pior do que eles, que lamentavelmente ainda não despertaram para a realidade superior da vida.

          Amá-los é a alternativa única à tua disposição, que deves utilizar, de forma a não te impregnares das energias deletérias que eles exalam.

          Envolvê-los em ondas de afetividade é ato de sabedoria e recurso terapêutico valioso, que lhes modificará a conduta, senão de imediato, com certeza oportunamente.

          O amor solucionará todos os teus problemas. Não impedirá, porém, que os tenhas, que sejas agredido, que experimentes incompreensão, mas te facultará permanecer em paz contigo mesmo.

          É possível que não lhe vejas a florescência, naquele a quem o ofertas, no entanto, a sociedade do amanhã vê-lo-á enfrutecer e beneficiar as criaturas que virão depois de ti. E isto, sim, é o que importa.

          Quando tudo pareça conspirar contra os teus sentimentos de amor, e a desordem aumentar, o crime triunfar, a loucura aturdir as pessoas em volta, ainda aí não duvides do seu poder. Ama com mais vigor e tranqüilidade, porque esta é a tua missão na Terra - mar sempre.

          Crucificado, sob superlativa humilhação, Jesus prosseguiu amando e em paz, iniciando uma Era Nova para a Humanidade, que agora lhe tributa razão e amor.
Título: Re: Caminhos do Coração - 12 / 07 /2009
Enviado por: Cravo do Poeta em 18 de Janeiro de 2010, 13:02
***Bom dia amigo.


PEGADAS NA AREIA

Sonhei que estava andando na praia com

o Senhor e através do Céu passavam cenas

de minha vida.



Para cada cena que passava,

percebi que eram deixados dois pares

de pegadas na areia um era o meu,

e o outro, do Senhor.



Quando a última cena de minha vida passou

diante de nós, olhei para trás,

para as pegadas na areia,

e notei que muitas vezes no caminho da

minha vida havia apenas

um par de pegadas na areia.


Notei também que isso aconteceu nos

momentos mais difíceis e angustiosos

da minha vida.


Isso aborreceu-me deveras,

e então perguntei ao Senhor:


-Senhor, Tu me disseste que,

uma vez que eu resolvi Te seguir,

Tu andarias sempre comigo,

todo o caminho.

Mas notei que durante as maiores

atribulações do meu viver havia na areia

dos caminhos da vida apenas

um par de pegadas.


Não compreendo porque nas horas

em que eu mais necessitava de Ti,

Tu me deixaste.


O Senhor respondeu:

Meu precioso irmão:

Eu te amo e jamais te deixaria nas horas

da tua prova e do teu sofrimento.

Quando vistes na areia apenas um par de

pegadas, foi exatamente aí que



EU TE CARREGUEI EM MEUS BRAÇOS.


Autora: Mary Stevenson
Título: Re: Caminhos do Coração - 12 / 07 /2009
Enviado por: Victor Passos em 19 de Janeiro de 2010, 20:04
Ola muita paz e harmonia
Amiga Cravo do poeta

Deus e nós
 

Quando o mundo geme, atormentado, é como um soluço que escapa de nosso peito e busca o Pai Celeste.

Quando as provações visitam a nossa vida, e tudo parece cinza, o coração se agita em busca do Senhor dos Mundos.

E Deus está presente.

A grande certeza que assinala nossa vida é a existência de um Pai amoroso, que vela por nós.

Esqueçamos tudo o que nos disseram sobre um Deus vingativo. Apaguemos de nossa mente a imagem de um Deus mesquinho, que aplica punições para Seus filhos. Essas coisas são criação humana.

Deus é todo amor. Causa de todas as coisas, Senhor dos Mundos, Ele nos criou por Sua vontade.

Deu-nos a preciosa vida, plantou em nós as sementes dos sentimentos, deixou florescer inteligência, livre-arbítrio e sorrisos.

Ao longo dos milênios, esse Divino Amor nos segue. Acompanha nossa trajetória, testemunha nossos erros e acertos. E aguarda. Sim, pacientemente Deus aguarda.

Ele espera o fim de nosso tempo de tempestades, de turbulência íntima.

Sabe que é passageira essa época atormentada, em que ainda não sabemos domar os sentimentos, controlar a mente ou ser feliz com as coisas do Espírito.

Ele sabe que estamos em plena era de descobertas. É paciente com esses filhos que agem como crianças tolas, embora sejam homens maduros.

Sim, Deus está ao nosso lado.

Para ver os sinais Dessa presença grandiosa, basta aprender a ler o grande livro da natureza.

Cada estrela que reluz no céu é um recado do Pai Celeste. O brilho dos sóis, nas galáxias distantes, nos fala da magnífica Criação além da Terra.

E nos transmite a mensagem silenciosa: mesmo no breu das noites escuras, há luzes de esperança.

Deus está vivo nas flores que criou para enfeitar jardins e campos. Girassóis, lírios, rosas e margaridas traduzem o carinho Divino por todos nós.

Se Deus os veste tão ricamente, muito mais faz por nós.

Cantoria de passarinhos, brisa que agita os cabelos, o espetáculo do mar que brilha ao sol - tudo isso é Deus sussurrando mensagens de beleza e harmonia aos nossos ouvidos cansados, como um hino de esperança.

Por isso não demoremos mais: abramos a janela da alma para Deus. Ele está ali, no templo do nosso coração.

Para amá-Lo, aprendamos a cuidar de tudo o que Ele criou. Mesmo que não entendamos alguém, não concordemos com algo ou não gostemos de alguma coisa, esforcemo-nos, ao menos, para respeitar o fruto do trabalho Divino. Já é um belo começo.

Deus sorri de volta quando O buscamos. Portanto, busquemo-Lo.

Um dia, estaremos frente a frente com a morte. E mesmo que tenhamos milhares de amigos, esta será uma experiência solitária, uma viagem individual.

Estaremos diante de nós mesmos. Os parentes, amigos e amores ficarão para trás. Ou terão partido antes.

E nessa hora suprema, haverá somente um Ser a quem poderemos chamar com inteira confiança: Deus.

É ao nosso Pai que volveremos os olhos cheios de esperança. E Ele - que nos ama muito - estenderá até nós o Seu amor e seremos abraçados, acolhidos.

No colo desse Pai Divino, nos sentiremos embalados como pequenas crianças. E nosso coração se encherá de imortal alegria.

Redação do Momento Espírita.
Disponível no livro Momento Espírita, v. 8, ed. Fep.
Em 14.01.2010.
Título: Re: Caminhos do Coração - 12 / 07 /2009
Enviado por: Cravo do Poeta em 20 de Janeiro de 2010, 15:11
***Boa tarde querido amigo Victor Passos.

Muita luz em seu coração.



GUARDEMOS O CORAÇÃO



"O homem de coração dobre é inconstante em todos os seus caminhos." - (TIAGO,1:8.)


Urge reconhecer que no sentimento reside o controle da vida.


Na romagem terrestre, múltiplos são os caminhos que conduzem ao

aperfeiçoamento.

Fartura e escassez; formosura e fealdade, alegria e sofrimento, liberdade e

tolhimento, podem aliciar excelentes possibilidades de realização humana para a

espiritualidade superior.


O homem de coração dobre, porém, é infiel às bênçãos divinas em todos os

setores da luta construtiva.


Se recebe talentos da riqueza terrestre, entrega-se, comumente, às alucinações da

vaidade.


Se detém os dons da pobreza, liga-se, quase sempre, aos monstros da

inconformação.


Se possui belo corpo, dá-se, em via de regra, aos excessos destruidores.


Se dispõe de vaso orgânico defeituoso, na maioria dos casos perde o tempo em

desespero inútil.


No prazer, é incontido.


Na dor, é revoltado.


Quando livre, oprime os irmãos e escraviza-os.


Quando subalterno, perturba os semelhantes e insinua a indisciplina.

O sentimento é o santuário da criatura. Sem luz aí dentro, é impossível refletir a

paz luminosa que flui incessantemente de Cima.



Ofereçamos ao Senhor um coração firme e terno para que as Divinas Mãos nele

gravem os Augustos Desígnios.


Atendida semelhante disposição em nossa vida íntima,

encontraremos em todos os caminhos o abençoado lugar de cooperadores da

Divina Vontade.



Livro: Vinha de Luz
Psicografado por Francisco Cândido Xavier
Ditado pelo espírito: Emmanuel