Forum Espirita

GERAL => Mensagens de Ânimo => Meditação => Tópico iniciado por: macili em 20 de Abril de 2013, 03:41

Título: Aproveita teu tempo na Terra
Enviado por: macili em 20 de Abril de 2013, 03:41
(http://files.cacef.webnode.com.br/200002406-946d296612/APROVEITA%20%20TEU%20TEMPO%20NA%20TERRA.jpg)



Aproveita teu tempo na Terra




(http://dl8.glitter-graphics.net/pub/694/694418wufdj1bpht.gif) (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy5nbGl0dGVyLWdyYXBoaWNzLmNvbQ==)



Abençoado aquele que se dedica ao Bem desde a hora em que amanhece até o adormecer. Porque o verdadeiro cristão deve lançar as boas sementes ao solo através de suas ações diárias, minuto a minuto. Cada segundo neste Planeta é precioso e necessita ser aproveitado da melhor maneira possível. Desperdiçar o tempo na Terra é como jogar fora tesouros inestimáveis.

Por mais que a caminhada seja penosa e muitas vezes sacrificante, louva a Deus por estares nesta morada-escola, neste recanto abençoado, capaz de transformar e purificar bilhões de almas a cada geração. És uma delas e estás nestas paragens para alavancar teu crescimento espiritual. Portanto, não te iludas buscando as delícias do paraíso nas ofertas materiais, nas aparências, na beleza física, nas mesas suntuosas. Podes até, é claro, e deves desfrutar de tudo isso, sem no entanto se deixar embriagar na ilusão de que nada mais é necessário para o viver.

Cultiva dia a dia a alegria de estar capacitado a enfrentar as batalhas, os desafios constantes que impulsionam o guerreiro a sempre seguir adiante.

Faça o que tem que ser feito com alegria e coragem, esperança e fé. Tudo o que for realizado com determinação vingará e trará frutos saborosos e nutritivos.

Continua acalentando os teus mais belos sonhos de infinitas realizações. Os sonhos são o adubo do teu existir. Prossegue confiante a caminhada, cultivando teus melhores valores e arrancando a erva daninha do orgulho, da vaidade, do egoísmo e da luxúria.

Saiba separar o joio do trigo em tua vida, nos relacionamentos, nas escolhas, na profissão. Busca no Alto, na Espiritualidade de luz o reforço para tua alma às vezes vacilante. Haverás de firmar o passo e levantar o troféu do bom combatente.




(http://dl8.glitter-graphics.net/pub/694/694418wufdj1bpht.gif) (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy5nbGl0dGVyLWdyYXBoaWNzLmNvbQ==)




Luz e paz!

Maria Rosa

(mensagem psicografada pela médium Cristina Barude, Salvador 17.02.11)


Título: Re: Aproveita teu tempo na Terra
Enviado por: lineu em 20 de Abril de 2013, 15:55
Citação de: macili
Abençoado aquele que se dedica ao Bem desde a hora em que amanhece até o adormecer.

A citada expressão do Espírito identificado como Maria Rosa destaca o bom aproveitamento do tempo como um dever atribuído por Deus ao ser humano de bem. E estimula o devotamento ao bem comum, com zelo e perseverança.

O trabalho é uma lei da natureza que implica numa necessidade. E representa o desígnio divino orientado no sentido da instauração de uma sociedade justa, onde todos os seus componentes disponham de condições à plena realização das suas potencialidades como pessoa, e à conscientização e prática dos valores éticos, morais e espirituais.

Uma sociedade assim orientada é o que se deve entender por bem comum. E configura o sentido da expressão proclamada pelo Mestre Jesus como o “Reino dos Céus”.

Saliente-se que o trabalho compreendido como dever próprio de aperfeiçoamento intelectual e moral já denota significativo avanço na escala evolutiva. No entanto ele só impulsiona o ser humano à superioridade espiritual quando se faz sentido como necessidade de colaboração para o bem comum.

Abençoado, pois, o ser humano que bem aproveita o próprio tempo, de modo integral, com espontaneidade, no serviço do bem comum.

Título: Re: Aproveita teu tempo na Terra
Enviado por: Décio Carrascosa em 20 de Abril de 2013, 18:20
Mensagem perfeita irmã Macili! Vou compartilhar. Fique com Deus!
Título: Re: Aproveita teu tempo na Terra
Enviado por: Kazaoka em 20 de Abril de 2013, 18:30

Abençoado, pois, o ser humano que bem aproveita o próprio tempo, de modo integral, com espontaneidade, no serviço do bem comum.



"Espontaneidade", eis aí a chave que abre a porta da verdadeira felicidade que o Espírito pode experimentar quando atinge o nível de elevação moral que o faz ser "bom" sem ter que se esforçar para isso, condição muito rara a nós que estamos pleiteando esta condição.

Quando conseguimos, mediante um esforço quase sacrificial, afastar um mal ou promovermos um bem, o que experimentamos é um momento de satisfação íntima que nos dá uma noção do estado de Espírito que poderemos atingir quando tais atitudes atingirem a plenitude de serem ações naturais em nossa vida.
Título: Re: Aproveita teu tempo na Terra
Enviado por: Brenno Stoklos em 20 de Abril de 2013, 19:34
(http://files.cacef.webnode.com.br/200002406-946d296612/APROVEITA%20%20TEU%20TEMPO%20NA%20TERRA.jpg)

Saiba separar o joio do trigo em tua vida, nos relacionamentos, nas escolhas, na profissão. Busca no Alto, na Espiritualidade de luz o reforço para tua alma às vezes vacilante. Haverás de firmar o passo e levantar o troféu do bom combatente.[/font][/size]


Linda mensagem!
No trecho em destaque vemos o realce do valor do LIVRE-ARBÍTRIO, gerador da responsabilidade! Sem a qual NÃO há Evolução.
Título: Re: Aproveita teu tempo na Terra
Enviado por: lineu em 20 de Abril de 2013, 20:19
Citação de: Kazaoka
"Espontaneidade", eis aí a chave que abre a porta da verdadeira felicidade que o Espírito pode experimentar quando atinge o nível de elevação moral que o faz ser "bom”...

Sim, Kazaoka.

Essa é a qualidade que o Mestre Jesus proclamava como essencial e indispensável ao ser humano de bem. E que faltava aos escribas e fariseus hipócritas que o indignavam.

É a qualidade que se origina em sentimento ou tendência natural, em determinação livre e sem constrangimentos...

Ou por outra, é a qualidade que distingue a responsabilidade humana, correspondente à expectativa divina como efeito do livre-arbítrio.

Título: Re: Aproveita teu tempo na Terra
Enviado por: macili em 21 de Abril de 2013, 01:11
Olá queridos Irmãos,

Que sensação boa a de que a mensagem compartilhada tocou nossos corações...
Obrigada pelos comentários enriquecedores.

Bênçãos de paz e de luz!




(http://somostodosum.ig.com.br/conteudo/imagem/c2rr8me1.jpg)



A grande ilusão da segurança



Na luta pela vida o trabalho é arma e escudo É o que está escrito na medalha de ouro maciço que ilustra este artigo. Recebi a medalha como prêmio e reconhecimento por meu trabalho prestado quando, faz 20 anos, pedi as contas da empresa de equipamentos na qual trabalhava na Itália, para finalmente retornar ao Brasil, após um período fora do País, provocado pela insuportável atmosfera de um Brasil ainda governado por militares. A medalha se encaixava perfeitamente no contesto daquele período.

O importante era essencialmente ter um trabalho o mais seguro possível, o mais cheio de responsabilidades, o mais bem remunerado, o que mais podia garantir status perante a sociedade.

E eu, como a maioria dos meus coetâneos, sem grandes questionamentos quanto a outros eventuais valores, lutava arduamente para conquistar o meu lugar ao sol.
O trabalho vinha em primeiro lugar, orientando e balizando assim todos os outros aspectos de minha vida, fosse no relacionamento familiar, no social, no lazer e em qualquer outro plano, se é que teria espaço para mais alguma coisa...

Afinal de contas, a vida parecia ser uma batalha, uma guerra, uma competição extremada e sangrenta. Sobrariam os mais competitivos, os mais ambiciosos, os mais fortes; os derrotados amargariam a tristeza das dificuldades, do trabalho subordinado e sem brilho, sem medalha...

Mal sabia que estava ganhando sobretudo stress, doenças físicas, frustrações. Meus relacionamentos pessoais importantes sendo destruídos, os amigos verdadeiros esquecidos e a vida ficando cada vez mais vazia e superficial. Era o resultado de uma herança que vinha com certeza de meu pai, meu avô e do ambiente em que me criei e no qual trabalhava e vivia.

Tinham me ensinado muita coisa errada. Valores que nada tinham a ver comigo, com minha verdadeira missão de vida, com a alegria de viver, com a felicidade que uma vida de acordo com nossa real vocação pode nos proporcionar. Quanto tempo jogado fora, quanta energia dispersada em banalidades, em inutilidades; quanta preocupação em agradar meus pais, sogros, outras pessoas que eu considerava importantes sobretudo quando podiam ser consideradas ricas, ou melhor, tivessem dinheiro...

O despertar da consciência é no começo doloroso, pois existe um pedágio para ser pago. É duro abrir mão de determinados valores que estiveram nos condicionando durante tanto tempo; é complicado desapegar-se de coisas, hábitos, pessoas, idéias, mas se não o fizermos estaremos vivendo como que anestesiados, perdidos em meio a tantos outros que não percebem que o mundo verdadeiro é outro... e que é preciso finalmente Morrer com o passado

Quantas vezes teremos ainda de cumprir rituais que outros exigem de nós para ficar dentro de um determinado padrão? Quanto tempo ainda iremos desperdiçar antes de perceber que já jogamos literalmente fora uma boa parte da nossa existência! Quanta preciosa energia terá de ser consumida ainda até dar o primeiro tímido passo em direção à mudança tão necessária?

O mais interessante é que para despertar não é preciso quase nada. Nada de grandes viagens, nenhum investimento, nenhuma preparação complexa, nenhum doutorado. Basta começar a ouvir... a voz do silencio. Basta iniciar a escutar o que a alma nos transmite, com carinho e precisão. É entrar no nosso mundo interior, o mundo infinito da verdadeira sabedoria, que atinge no imenso acervo de dados que é o nosso inconsciente, o Grande Mar Profundo, do qual muitos de nós, até aqui, somente tem enxergado a menor parte: a superfície.

A busca no meu caso começou pela repetição de doenças físicas, que me levaram a longos períodos de inatividade, mas que me proporcionaram finalmente o inicio magico do dialogo interior. A partir deste momento nunca mais foi possível parar, e nunca mais fui o mesmo.

Vamos começar também? Ou ainda precisa esperar mais e mais... mais o quê?!

O Universo pede a todos uma colaboração criativa, deseja pessoas que amem de coração o que estão fazendo, que tenham prazer em desenvolver suas verdadeiras potencialidades e dons. Se está lendo agora este artigo, é bem provável que já esteja pronto ou que já tenha começado. As pessoas inteligentes não precisam ficar doentes para mudar... e algumas já vem bem prontinhas para contribuir plenamente com este planeta em continua evolução.

A medalha? Dei de presente para uma pessoa querida. Desta guerra definitivamente não irei mais morrer.




:: Sergio Scabia ::
Fonte: Somos Todos Um
Título: Re: Aproveita teu tempo na Terra
Enviado por: Kazaoka em 21 de Abril de 2013, 01:41
A nossa experiência neste mundo consiste, exatamente, em sermos provados na nossa capacidade de renunciar aos apelos materiais em favor de nossa essência espiritual, que para aqueles que não acreditam em Espírito ou Alma chama essa essência de moral humana, que para nós espiritualistas é a mesma coisa que Espírito.

Falando apenas na materialidade da vida humana, algumas vezes somos provados pela inspiração à renuncia da riqueza a qual atribuíamos como o berço de nossa felicidade, como aconteceu com o personagem do texto acima. Outras vezes temos que provar nossa força moral conseguindo viver felizes na privação e carência permanente destas mesmas riquezas.

Título: Re: Aproveita teu tempo na Terra
Enviado por: Kazaoka em 21 de Abril de 2013, 02:38
Severino Celestino: cristianismo primitivo (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PV9WT0N1OTI0WEI4I3dz)
Título: Re: Aproveita teu tempo na Terra
Enviado por: Claudemir dos Santos em 21 de Abril de 2013, 12:22
Que beleza quando vemos nossos irmãos foristas dando seu ar da graça,aqui neste cantinho abençoado da nossa irmã Macili,é tão bom vermos e reconhecermos que vibrações destas mensagens tão edificantes são o esteio que sustenta este forum,do mesmo modo que os trabalhos mediúnicos socorre os irmãos necessitados encarnados e desencarnados,e também a abençoada campanha do quilo cria vibrações positivas na sustentação espiritual da casa espirita.  Abraços e muita paz.
Título: Re: Aproveita teu tempo na Terra
Enviado por: macili em 22 de Abril de 2013, 19:34
Olá a todos...

Obrigada pelas bênçãos doadas neste espaço fraterno.

Vibrações de amor e de paz!





(https://fbcdn-sphotos-b-a.akamaihd.net/hphotos-ak-ash3/s480x480/533797_549642435059170_301062344_n.jpg)




O tempo



(http://sl.glitter-graphics.net/pub/521/521112vq3sx2apb6.gif)(http://sl.glitter-graphics.net/pub/521/521112vq3sx2apb6.gif)(http://sl.glitter-graphics.net/pub/521/521112vq3sx2apb6.gif)



Um autor desconhecido escreveu certa vez que a alegria, a tristeza, a vaidade, a sabedoria, o amor e outros sentimentos habitavam uma pequena ilha. Certo dia, foram avisados que essa ilha seria inundada.

Preocupado, o amor cuidou para que todos os outros se salvassem, falando:

Fujam todos, a ilha vai ser inundada.

Todos se apressaram a pegar seu barquinho para se abrigar em um morro bem alto, no continente. Só o amor não teve pressa. Quando percebeu que ia se afogar, correu a pedir ajuda.

Para a riqueza apavorada, ele pediu: Riqueza, leve-me com você.

Ao que ela respondeu: Não posso, meu barco está cheio de ouro e prata e não tem lugar para você.

Passou então a vaidade e ele disse: Dona Vaidade, leve-me com você...

Sinto muito, mas você vai sujar meu barco.

Em seguida, veio a tristeza e o amor suplicou: Senhora Tristeza, posso ir com você?

Amor, estou tão triste que prefiro ir sozinha.

Passou a alegria, mas se encontrava tão alegre que nem ouviu o amor chamar por ela.

Então passou um barquinho, onde remava um senhor idoso, e ele disse:

Sobe, amor, que eu te levo.

O amor ficou tão feliz, que até se esqueceu de perguntar o nome do velhinho.

Chegando ao morro alto, onde já estavam os outros sentimentos, ele perguntou à sabedoria:

Dona Sabedoria, quem era o senhor que me amparou?

Ela respondeu: O tempo.

O tempo? Mas por que ele me trouxe aqui?

Porque só o tempo é capaz de ajudar e entender um grande amor.




(http://sl.glitter-graphics.net/pub/521/521112vq3sx2apb6.gif)(http://sl.glitter-graphics.net/pub/521/521112vq3sx2apb6.gif)(http://sl.glitter-graphics.net/pub/521/521112vq3sx2apb6.gif)



Dentre todos os dons que a Divindade concede ao homem, o tempo tem lugar especial. É ele que acalma as paixões indevidas, ensinando que tudo tem sua hora e local certos.

É ele que cicatriza as feridas das profundas dores, colocando o algodão anestesiante nas chagas abertas.

É o tempo que nos permite amadurecer, através do exercício sadio da reflexão, adquirindo ponderação e bom senso.

É o tempo que desenha marcas nas faces, espalha neve nos cabelos, leciona calma e paciência, quando o passo já se faz mais lento.

É o tempo que confirma as grandes verdades e destrói as falsidades, os valores ilusórios.

O tempo é, enfim, um grande mestre, que ensina sem pressa, aguarda um tanto mais e espera que cada um a sua vez, se disponha a crescer, servir e ser feliz.

E é o tempo, em verdade, que nos demonstra, no correr dos anos, que o verdadeiro amor supera a idade, a doença, a dificuldade, e permanece conosco para sempre.




(http://sl.glitter-graphics.net/pub/521/521112vq3sx2apb6.gif)(http://sl.glitter-graphics.net/pub/521/521112vq3sx2apb6.gif)(http://sl.glitter-graphics.net/pub/521/521112vq3sx2apb6.gif)



Neste mundo, tudo tem a sua hora. Cada coisa tem o seu tempo.

Há o tempo de nascer e o tempo de morrer. Tempo de plantar e de colher. Tempo de derrubar e de construir.

Há o tempo de se tornar triste e de se alegrar. Tempo de chorar e de sorrir. Tempo de espalhar pedras e de juntá-las.

Tempo de abraçar e de se afastar.

Há tempo de calar e de falar. Há o tempo de guerra e o tempo de paz. Mas sempre é tempo de amar.




(http://sl.glitter-graphics.net/pub/521/521112vq3sx2apb6.gif)(http://sl.glitter-graphics.net/pub/521/521112vq3sx2apb6.gif)(http://sl.glitter-graphics.net/pub/521/521112vq3sx2apb6.gif)



Redação do Momento Espírita