Forum Espirita

GERAL => Mensagens de Ânimo => Meditação => Tópico iniciado por: macili em 02 de Junho de 2011, 19:24

Título: Amigos
Enviado por: macili em 02 de Junho de 2011, 19:24
Bons Amigos e Visitantes...

Plantar árvores, bastam sementes;
Colher frutos, basta paciência;
Sentir perfume, basta desabrochar;
Colher amigos, basta amar.
- ad -


(http://www.chantalpoulin.com/test/sisters/treasure.jpg)


Obra: Religião dos Espíritos, de Emmanuel  e  Francisco C. Xavier


Amigos


À medida que avances, montanha acima, nas trilhas da evolução, é possível que muitos de teus amigos se transformem, porque não possam ver o que vês.

É qual se o vinho capitoso surgisse transfigurado em resíduo de fel, ou como se o brilhante longamente acariciado se metamorfoseasse em pedra falsa.

Consagras-te agora à luz.

Dormitam muitos na sombra.

Escolhes hoje servir.

Demoram-se muitos reclamando o serviço alheio.

Buscas presentemente a verdade.

Afeiçoam-se muitos à máscara da ilusão.

Desapegas-te de prazeres inferiores e posses materiais.

Algemam-se muitos à egolatria.

Estranhando-te a nova atitude, quase sempre te classificam os anseios de elevação com adjetivos injuriosos.

Porque não mais te acomodas nas trevas, há entre eles quem te chame de orgulhoso.

Porque conservas a humildade na luz da abnegação, há entre eles quem te chame de covarde.

Porque não mais te relaciones com a mentira, há entre eles quem te chame fanático.

Porque esqueces a ti mesmo no culto do amparo a outrem, há entre eles quem te chame idiota.

Entretanto, ama-os, mesmo assim, sem exigir que te amem, cultivando o trabalho que a vida te confiou.

O serviço sustentado nas tuas mãos falará, sem palavras, de teus bons propósitos a criaturas diferentes que, tangidas pelo divino amor, chegarão de outros campos em teu auxílio.

Para isso, porém, é indispensável não entres no labirinto das lamentações vinagrosas.

Censurar é ferir, e queixar-se é perder tempo.

Renuncia, pois, à satisfação da convivência com aqueles que, embora continuem amados em teu coração, não mais te comunguem as esperanças.

Se te esquecerem, perdoa.

Se te desprezarem, perdoa mais uma vez.

Se te insultarem, perdoa sempre.

Seja qual for a maneira pela qual te apareçam, nos dias da incompreensão, ajuda-os quanto puderes.

O silêncio em serviço é uma prece que fala.

Deus, que concede à semente o refúgio da terra e a bênção da chuva para que germine, em louvor do pão, dar-te-á também outras almas, com as quais te associes para a glória do bem.



(http://www.kissdesign.net/cartesvirtuelles/amitie/carte015/boule02.gif)

Título: Re: Amigos
Enviado por: Surya em 02 de Junho de 2011, 20:20
Obrigada por partilhar sempre conosco suas delicadeza!
Título: Re: Amigos
Enviado por: macili em 04 de Junho de 2011, 23:10
Olá querida Amiga Surya e demais Amigos e Visitantes.

É muito bom compartilhar essas mensagens com todos vocês.
Paz e harmonia em seus corações.


(http://4.bp.blogspot.com/_w-ZcEDlrJFs/S784m72robI/AAAAAAAAEfE/syHWlSZDEu0/s400/p225.png)



Amigos para Sempre


Primeiro, ele ganhou um boneco de cabelo castanho e logo o chamou de Billy.

No Natal, sua tia lhe deu outro boneco: louro, musculoso e vinha com uma balsa salva-vidas de borracha preta e um motor de popa movido à pilha.

Excelente para brincar na banheira. Ele o chamou de Leon.

Os pais acharam o nome um pouco estranho. Não conheciam ninguém chamado Leon. Nem amigos, nem familiares.

E o nome parecia não combinar com um boneco de plástico. Mas o garoto e os bonecos brincavam e tomavam banho juntos e ele até mesmo dormia com os dois bonecos.

Por isso, no Natal seguinte, seu pai o presenteou com um terceiro boneco.

Era ruivo e vinha com muita bagagem: uma maleta repleta de uniformes e acessórios. E, logo, James levou o boneco para ser apresentado aos outros dois.

James, como você vai chamar o novo boneco? - Perguntou o pai.

Walter. - Respondeu, rápido.

Os pais se olharam, achando aquilo divertido. Eles não conheciam nenhum Walter. Riram. O pai se mostrou curioso:

Ei, por que você chamou os bonecos de Billy, Leon e Walter?

Enquanto continuava a vestir novos uniformes nos bonecos, respondeu James:

Porque foram eles que vieram ao meu encontro quando cheguei lá no céu.

Não era a primeira vez que o menino falava de coisas que escapavam à compreensão dos pais. Por isso, eles tinham começado a fazer pesquisas.

Assim, sem alarmar o pequeno, que continuava a brincar com seus amigos de plástico, o casal foi ao escritório e fechou a porta.

Em meio aos papéis, o marido encontrou uma lista. Tratava-se de uma lista dos homens que haviam sido mortos a bordo do porta-aviões Natoma Bay, durante a Segunda Guerra Mundial.

E lá estavam os nomes de Leon Conner, morto em 25 de outubro de 1944; Walter Devlin, morto em 26 de outubro de 1944 e Billie Peeler, morto em 17 de novembro de 1944.

E James Huston Junior, a personalidade que seu filho afirmara, mais de uma vez, ter sido, fora morto no dia 3 de março de 1945.

Os amigos o haviam recebido quando ele chegara ao mundo espiritual. Todos estavam mortos quando James morrera.

E eles o haviam aguardado: o companheiro de lutas, o amigo.


(http://3.bp.blogspot.com/_w-ZcEDlrJFs/TU_QVAj5sjI/AAAAAAAAHLw/W94R3yIohxQ/s220/margid.png)


A história é comprovadamente verídica.

O que ressalta e emociona é saber que não se morre, que a vida prossegue.

Aqueles pilotos e guardas-marinha eram jovens, convocados para lutarem em um conflito mundial.

Cuidavam uns dos outros, nos combates. Perderam suas vidas físicas. Mas a amizade que os unia, a camaradagem que os fazia companheiros nesta vida não findou.

Assim, os que haviam partido antes, aguardaram o amigo, recepcionando-o, após a morte trágica, abatido pela artilharia antiaérea inimiga, aos 21 anos de idade.

Bela e confortadora constatação. Quando morrermos, os que nos precederam, os amores, amigos que cultivamos, estarão lá, nos aguardando.

Não estaremos sós, perdidos em um mundo diferente.

Pensemos nisso! A vida não se encerra no túmulo, nem morrem as afeições conquistadas.


(http://2.bp.blogspot.com/-sTeLdcWeWe0/TcAMigOV9WI/AAAAAAAAHdM/gRfHWm13S0Q/s220/ro90.gif)



Redação do Momento Espírita, com base no cap. 22
do livro A volta, de Bruce e Andréa Leininger, com
Ken Gross, ed. Best Seller.
Em 05.03.2010.
Título: Re: Amigos
Enviado por: Marianna em 19 de Junho de 2011, 21:59


(http://byrosi.files.wordpress.com/2010/04/ldove.gif)
 
Amigas & Amigos
 
Obrigada por não julgar.
Obrigada por escutar sem opinar.
Obrigada por estar aí se te necessito.

Obrigada por, mesmo que eu
faça coisas que não compreendes,
estas me esperando do outro lado do vale,
que agora mesmo nos separa.
 
(A. D.)


Título: Re: Amigos
Enviado por: macili em 25 de Junho de 2011, 03:16
(http://2.bp.blogspot.com/_8r2iLV45-Bs/TCNw9sNex2I/AAAAAAAAELg/JgDY_H7JgOo/s400/732e09916a1d1b64c421f86om0%5B1%5D.jpg)

Eu gostaria de lhe agradecer... 


"Eu gostaria de lhe agradecer pelas inumeras vezes que você me enxergou melhor do que eu sou...

Pela sua capacidade de me olhar devagar, já que nessa vida muita gente já me olhou depressa demais ...

Pela nossa amizade!"

DA.