Forum Espirita

GERAL => Outros Temas => Livros Espíritas => Tópico iniciado por: procura em 30 de Julho de 2009, 20:41

Título: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: procura em 30 de Julho de 2009, 20:41
Olá irmãos

Ao longo do tempo tenho lido em imensos tópicos aqui no Fórum que uma série de obras não são fiáveis.
Já não é a primeira vez que coloco esta questão.

Dentro da doutrina tinha como fiáveis os livros de André Luiz, os livros psicografados por Divaldo. Não coloco aqui outros autores que muitas vezes ou são idolatrados ou odiados dentro da doutrina. Mas estes eu tinha como correctos dentro da doutrina.

Com aquilo que tenho lido colocados por irmãos estudiosos e sabedores da DE, fico com a sensação que todas as obras fora da codificação não são fidedignas, algumas vezes até alguns apartes colocados por Kardec, como por exemplo nos mundos do nosso sistema solar que seriam habitados.

Nem a Revista Espirita escapa a esta desconfiação por parte de irmãos categorizados, com os seus escritos. Qualquer visitante que não esteja por dentro da doutrina ficará com a sensação que tudo não passa de msitificação.

A questão que eu coloco é a seguinte: Só podemos considerar como correctos os livros da codificação, e mesmo assim com a ressalva de algumas das coisas colocadas nos mesmos?


Gostaria que me ilucidassem correctamente, pois eu que já alguns livros dentro da doutrina começo a ficar confuso, como ficarão os irmãos que estão agora a entrar dentro da doutrina??

Aguardo os vosso ensinamentos superiores.

Desde já agradeço o esclarecimento.

Bem Haja

Muita Paz
Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: Mourarego em 30 de Julho de 2009, 21:44
Amigo procura,
já disse aqui e em outros foruns que as únicas obras DE DOUTRINA são as catalogadas como obras básicas.
No Livro dos médiuns, capítulo 3 item 35, você encontrará a ordenação em que deve lê-los.
Isso não quer dizer que outras obras, fora destas, sejam não fidedígnas.
 O que acontece é que elas não têm o amparo do Controle Universal do Ensino dos Espíritos, ao passo que as obras citadas como básicas têm.
Há também uma agravante, algumas obras paralelas, trazem considerações que confronto ao que a doutrina tenham expressado, logo, fora do arcabouço doutrinário.
As de André têm algum aspecto destes anunciados? sim, algumas delas. Mas ora, não sendo doutrina, André apenas nos relata o que a sua visão na época fazia verdadeiro à ele.
Não, há por outra, nenhuma desconfiação da Revista Espírita.
A R.E. é um balcão de Estudos, nela existem temas já aceitos e comprovados pelo Controle, mas trás também outros cuja outorga necessita ainda da anuência dos Espíritos Superiores, mas nestes casos Kardec sempre faz uma nota a respeito.
Vale porém um ensino, "Lê de tudo, retém o Bom".
Abraços,
Moura
Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: Moises de Cerq. Pereira em 30 de Julho de 2009, 22:36
Olha !

Se falamos de Doutrina,só pode ser a Doutrina  e esta encontra-se nas Obras de Kardec.

E
Se a mesma tem por base moral o Evangelho, que de tais ensinamentos deste Evangelho não se evada.

Pois Doutrina sem moral...pra quê ?

Nao fique confuso e não se entregue aos pareceres que surgem...

A Doutrina aprensenta-nos nós a nós mesmo.

Somos isto, estamos aqui e poderemos ir para aquele lugar...
sigamos estas orientações.

Não há confusão.

* Dizem os contadores de contos que...

de uma certa feita encontrava-se Tereza de Caucutá cuidando de alguns  doentes numa localidade em uma cidade da India
e que vista em tal tarefa por outros tipos de religiosos politicos e fanáticos...
este foram as autoridades civis e exigiram que a proibissem de praticar tal ação...
a de cuidar de doentes.
ainda mais sendo ela de uma outra religião.
mas as autoridades pensaram, pensaram, pensaram
e contraresponderam
fique no lugar dela cuidando dos doentes e ai a prenderemos,ou  a proibiremos de realizar tal ação.

Bom

Bom.

Ela já morreu e até hoje eles não oucuparam e nem oucuparão o lugar dela.

......... *

Sabe Procura

Você não tem dúvida alguma

As vezes é a indignação que nos visita e não as dúvidas.

Nós já somos espíritos e faz tempo.

Abraços.







Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: Mourarego em 31 de Julho de 2009, 03:54

Somos isto, estamos aqui e poderemos ir para aquele lugar...
sigamos estas orientações.

Não há confusão.


Maravilha, Moisés!
Destaquei apenas esta tua frase porque explica tudo.
somos isto, (ocorre que se somos isto, foi porque fizemos por onde sermos apenas isto (por omissão, inação ou ignorância), estamos aqui(e estamos porque não nos preparamos bem para estarmos mais adiante), e poderemos ir para aquele lugar,(haja vista que o progresso a todos alcança, um dia, mais tarde ou mais cedo, a rigor pelo nosso próprio esforço, estaremos acolá).
Não há confusão. (não há mesmo, malgrado a grita da turba).
Parabéns mano!
Abraços,
Moura
Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: Mr.Kite em 10 de Setembro de 2009, 13:06
Creio haver algum engano na interpretação da pergunta da nossa irmã. Ela pergunta quais são os livros fidedignos, e não quais livros que compõem a Doutrina Espírita. Os livros que compõem são de fato as Óbras Básicas, mas há uma série de livros de acordo com as Óbras de Kardec. Vale lembrar que o próprio Kardec em Óbras Póstumas diz que a verdade não viria apenas por um homem e que não podemos cair novamente no erro de ficar estacionados. Particularmente tenho as óbras de Chico Xavier como complementares. Tudo que é teorizado nos livros do Codificador é mostrado na prática nos livros do Chico, o que é insinuado é mostrado como clareza. Mas isso é interpretação pessoal, o que acho é que tudo deve ser passado pelo crivo da razão e da lógica.

Abraço fraterno.
Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: Mourarego em 10 de Setembro de 2009, 17:45
Este, mr Kite, o grande engano.
Interpretas mal o que Kardec  disse.
Ou te ensinaram errado o que é mais provável.
Quando  Kardec diz que a verdade não está apenas com um homem refere-se a que a obra busca veio por diversos Espíritos e este o caráter que verificado, dá o viés de verdade e se chama CUEE.
Já Chico, em nenhuma de suas obras, recebidas de alguns Espíritos, nunca teve submetidas ao método CUEE uma sequer de suas obras assim não as podemos nem chamar de doutrinárias  mas sim de obras paralelas a doutrina. Logo não complementam nada.
leia o item dois da introdução ao ESE que conpreenderás.
Abraços,
Moura
Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: Mr.Kite em 10 de Setembro de 2009, 20:57
Entendo o que quer dizer, Moura.

Mas vamos por partes.

Se uma óbra for passada pelo CUEE ela será básica, puramente doutrinária, independente de quem seja o Codificador. Para que seja classificada como complementar, basta que vá de acordo com a obra básica. E nisso eu creio as obras do Chico encaixarem.

Kardec buscava várias respostas iguais no mundo inteiro para provar a existência do mundo espiritual, e que não eram fatos anímicos. Já imaginou se com todo livro psicografado fosse feito isso? De algumas décadas para cá, isso não se faz mais necessário devido à comprovação de Kardec do mundo espiritual e as bases em que o mesmo se assenta.

Vale lembrar novamente que não podemos sermos estacionários. Progresso. Passemos tudo antes pelo crivo da razão e se vai de encontro com a base.

Abraço fraterno!
Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: Mourarego em 10 de Setembro de 2009, 21:14
"Se uma óbra for passada pelo CUEE ela será básica, puramente doutrinária, independente de quem seja o Codificador. Para que seja classificada como complementar, basta que vá de acordo com a obra básica. E nisso eu creio as obras do Chico encaixarem".
Não, amigo Mr.Kite,
Há todo um processo que o item dois da introdução ao ESE mostra, e que também vem à luz em OLE e em A Genese, tal sua importância. Sem a observação desse método nada haverá de complementar em termos de doutrina. Em termos de Espiritismo, fora as maluquices de uma escritora americana e de uma francesa do mesmo tipo, não há outro codificadopr senão Allan Kardec e mesmo as obras que venham a seguir o método de idealização da própria polêiade, não farão de seu autor novo codificador, já que os princípios, ou seja, os pontos capitais já foram codificados.

"Kardec buscava várias respostas iguais no mundo inteiro para provar a existência do mundo espiritual, e que não eram fatos anímicos. Já imaginou se com todo livro psicografado fosse feito isso? De algumas décadas para cá, isso não se faz mais necessário devido à comprovação de Kardec do mundo espiritual e as bases em que o mesmo se assenta".
Há aqui uma incorreção muito vista: Kardec buscava até em jornais, assuntos a serem parte de suas discussões com os Espíritos, não em encarnados. Aliás para isso fez editar a Revista Espírita.
O método é ponto de validação para que toda e qualquer obra seja tida como doutrinária e portanto contenha traços de complementação. Assim todos os livros que querem ser tomados por doutrinários devem passar por este método.
Ser ou estar estacion[ário compreende a inação por qualquer motivo daqueles que desejem ir avante, mas o modelo é um só para estes avanços: passar pelo CUEE. Senão não teremos um corpo doutrinário mas sim um saco de gatos.
Abração,
Moura
Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: Moises de Cerq. Pereira em 10 de Setembro de 2009, 23:51
Bom

Estudemos a Doutrina, mas ao menos busquemos participar das ações Espíritas,

Pois para que acumular este conhecimento,
afinal o Espiritismo veio para o Mundo...veio para nós
abre-nos perspectivas inimagináveis
horiznotes inigualaveis
verdades nossas

Se o Espíritismo , digo sua Obra, nos parece ser fidedigna...
que venham as Obras escritas, como também as nossas experiências....as experiências alheias...Pulverizemos estas veradades em todos os lares, em todos os grupos

Para que medo?
Sigilismo?
Exclusivismo?


Agora se não somos fidedignos, ou buscamos tal comportamento em nossas atitudes,
para que então buscarmos a fidelidade naquilo que nos chega as mãos?

Leiamos os livros sim.
e participemos com mais entusiasmos das discussões que nos remete as observações
importantes...
façamos planos de longos e maravilhosos anos de dedicação e prazer.



Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: Mr.Kite em 11 de Setembro de 2009, 15:39
Estou gostando da confabulação, Moura.

Independente de consenso, creio que vamos ter boas reflexões. Vamos lá.


"Sem a observação desse método nada haverá de complementar em termos de doutrina. Em termos de Espiritismo, fora as maluquices de uma escritora americana e de uma francesa do mesmo tipo, não há outro codificadopr senão Allan Kardec e mesmo as obras que venham a seguir o método de idealização da própria polêiade, não farão de seu autor novo codificador, já que os princípios, ou seja, os pontos capitais já foram codificados."

Já leu Óbras Póstumas, amigo? Se nunca leu, eu recomendo. Acho tão importante quanto as outras Óbras de Kardec. Lá o Espírito de Verdade diz a Kardec que rápidamente ele teria que voltar para continuar a óbra. Ou no fim do século, ou no começo do outro. Já se passaram mais de 100 anos. Kardec dessa vez falhou e não complementou nada? Além das óbras básicas o que você pode apontar como verídico dentro da DE?

"Há aqui uma incorreção muito vista: Kardec buscava até em jornais, assuntos a serem parte de suas discussões com os Espíritos, não em encarnados. Aliás para isso fez editar a Revista Espírita.
O método é ponto de validação para que toda e qualquer obra seja tida como doutrinária e portanto contenha traços de complementação. Assim todos os livros que querem ser tomados por doutrinários devem passar por este método."


Sim, adoro a Revue Spirite, é lá que tudo foi ensaiado.
Para ter traço de complementação é necessário passar pelo CUEE? Não creio, amigo. Com todo o respeito. A razão por si só é a base de tudo.

Permita-me ilustrar o meu pensamento:

No Livro dos Espíritos é dito que o nosso mundo é uma cópia do Mundo Espiritual.

Em alguns livros de André Luiz nos é exemplificado o funcionamento, mais adiantado, aprimorado, e em constante ligação com o Mundo Físico.

Há algo de ilógico nisso? Se os Espíritos dizem que em Júpiter os seres são maiores, como poderemos comprovar? Se a idéia de negar pela falta de prova lhe apareceu nesse momento lembre-se de que Kardec aceitou a idéia de que não estamos sozinhos no Universo sem constatar, por simples lógica e razão.

Finalizando, não sou contra o método. Acredito que a base científica da Doutrina é um pilar imprescindível, mas acredito que algumas óbras não estão fora da DE por não terem passado pelo CUEE.

Relembro e deixo novamente no ar a questão. Kardec voltou. O que deixou?

Um grande abraço fraterno à todos.

Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: Atlante em 11 de Setembro de 2009, 15:49
Olá

Água mole em pedra dura tanto bate até que fura.

Aguardemos

Atlante
Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: Mourarego em 11 de Setembro de 2009, 16:56
Estou gostando da confabulação, Moura.

Independente de consenso, creio que vamos ter boas reflexões. Vamos lá.


"Sem a observação desse método nada haverá de complementar em termos de doutrina. Em termos de Espiritismo, fora as maluquices de uma escritora americana e de uma francesa do mesmo tipo, não há outro codificadopr senão Allan Kardec e mesmo as obras que venham a seguir o método de idealização da própria polêiade, não farão de seu autor novo codificador, já que os princípios, ou seja, os pontos capitais já foram codificados."

Já leu Óbras Póstumas, amigo? Se nunca leu, eu recomendo. Acho tão importante quanto as outras Óbras de Kardec. Lá o Espírito de Verdade diz a Kardec que rápidamente ele teria que voltar para continuar a óbra. Ou no fim do século, ou no começo do outro. Já se passaram mais de 100 anos. Kardec dessa vez falhou e não complementou nada? Além das óbras básicas o que você pode apontar como verídico dentro da DE?

"Há aqui uma incorreção muito vista: Kardec buscava até em jornais, assuntos a serem parte de suas discussões com os Espíritos, não em encarnados. Aliás para isso fez editar a Revista Espírita.
O método é ponto de validação para que toda e qualquer obra seja tida como doutrinária e portanto contenha traços de complementação. Assim todos os livros que querem ser tomados por doutrinários devem passar por este método."


Sim, adoro a Revue Spirite, é lá que tudo foi ensaiado.
Para ter traço de complementação é necessário passar pelo CUEE? Não creio, amigo. Com todo o respeito. A razão por si só é a base de tudo.

Permita-me ilustrar o meu pensamento:

No Livro dos Espíritos é dito que o nosso mundo é uma cópia do Mundo Espiritual.

Em alguns livros de André Luiz nos é exemplificado o funcionamento, mais adiantado, aprimorado, e em constante ligação com o Mundo Físico.

Há algo de ilógico nisso? Se os Espíritos dizem que em Júpiter os seres são maiores, como poderemos comprovar? Se a idéia de negar pela falta de prova lhe apareceu nesse momento lembre-se de que Kardec aceitou a idéia de que não estamos sozinhos no Universo sem constatar, por simples lógica e razão.

Finalizando, não sou contra o método. Acredito que a base científica da Doutrina é um pilar imprescindível, mas acredito que algumas óbras não estão fora da DE por não terem passado pelo CUEE.

Relembro e deixo novamente no ar a questão. Kardec voltou. O que deixou?

Um grande abraço fraterno à todos.



Mr Kite,
a questão não está em você crer mas sim em compreender o item dois da introdução ao ESE.
Ali está o método e pela vontade dos Espíritos Reveladores, logo, há que ser seguido se quiser-se dar cunho de complementar a qualquer coisa em termos de doutrina.
OPbras Póstumas meu amigo, se você ainda não se tocou, é uma compilação de vários escritos de kardec, mandada ao editos por Amelie Boudet, viúva de Kardec, como último preito.
Ali estão  em sua maioria artigos  que ainda não teriam passado pela anuência da plêiade, pois ou  esperavam novas confirmações ou mereceriam novos estudos tanto de Kardec como da plêiade espiritual que lhe trouxera tudo sobre a doutrina. Logo, à esses escritos há de se ter parcimônia, não têm a outorga do CUEE ainda, logo, são apenas estudos...
A R.E. é o balcão de ensaios, mas note, lá, estão artigos e estudos que já passaram pelo CUEE, pois os que não passaram há sempre uma notinha do codificador.
Abração meu mano!
Moura
Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: Mr.Kite em 11 de Setembro de 2009, 17:46
Complicado tirar a autênticidade das Óbras Póstumas inteira, meu amigo...rsrs

Há algum livro " Pós Codificação" que você ache fidedigno à Doutrina Espírita? Se sim cite-me alguns, por favor.


Abração!
Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: Mourarego em 11 de Setembro de 2009, 19:08
Não amigo Mr. Kite,
complicada foi a tua leitura do que expus.
Mostre-me onde retiro autenticidade de algo ou do todo no que disse.
Apenas relatei o que a realidade da obra nos trás.
Volta ao texto e com calma relê, disse que muitopas das coisas que ali estão e em sua maioria, não haveriam passado lpelo CUEE e isso em razão de precisarem de novos debates entre os Espíritos Reveladores e o codificador, ou mesmo até de um estudo mais pormenorizado deste último.
Apenas isso.
Onde retiro a autenticidade, se não coloco em outro ser, Espiritual ou não, aquilo que lá está escrito?
por outra, também não lhe retiro senão a outorga de doutrina, contudo indico que como institui o item dois da introdução ao ESe, para falar só nesta obra, se ainda não continha a outorga da plêiade e por isso não fora incluida na obra básica, nenhuma daquelas páginas pode ser senão elemento de estudo tanto para o codificador, naquele tempo, quanto para nós, hoje.
Abração,
Moura
Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: Mr.Kite em 11 de Setembro de 2009, 19:48
Olá, amigo Moura!

Sinceramente eu nem sabia que OP não tinha passado por esse crivo. Pode me passar um link ou algo do tipo em que eu possa tomar conhecimento de quais partes do livro são autênticadas e quais não são?

Abraços!
Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: Mourarego em 11 de Setembro de 2009, 20:44
Na própria obra citada, amigo Mr. Kite, há um parágrafo que  de poucas palavras, c=ontudo demonstra as minhas palavras.
diz ele "Numerosas obras que tinha em mãos, ou que só esperavam opirtunidade para vir a lume, provar-lhe-ão, algum dia a magnitude das concepções".
Ora, se algumas esperavam a oportunidade, se houvesse mais de uma espécie de oportunidade, esta seria a de só dar ciência como corpo de doutrina àquilo que já contivesse a outorga do controle universal do ensino dos espíritos.
Não seria kardec, homem de austera moral, que iria ser o primeiro a descumprir um ditame a ele proposto pela Plêiade dos Espíritos Reveladores
Há entretanto, algumas bibliografias que demonsram  quando falam em OP exatamente esse digno trabalho feito por Amelie Boudet, como preito de admiração e amor ao marido que tanto se doou pela divulgação desta nossa doutrina.
Sobre links, não me lembro de algum, neste momento mas vou pesquisar e informo. O que tenho provem exatamente de leituras em obras que falam tanto de kardec como Espírita , mas também que o lembram como insígne professor e pedagogo.
Abraços,
Moura
Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: Vitor Santos em 11 de Setembro de 2009, 21:57
Olá Mr Kite

Há um problema no seu raciocinio, em meu entender, e o problema é o seguinte:

A doutrina espirita é um sistema de ideias, com que se concorda parcial ou totalmente, ou com que não se concorda. Não é uma estrutura hierárquica que impõe o que se deve dizer, sob pena de excomunhão, como as igrejas.

Aquilo que podemos transmitir uns aos outros são as nossas opiniões pessoais. Não faz sentido colocarmos as coisas em termos do que é ou não válido para a doutrina espirita. Se fossemos todos perfeitinhos estavamos todos de acordo, porque a verdade é só uma. Mas como não somos, cada um tem a sua visão própria das coisas. O que não tem nada é que querer impor aos outros a sua opinião pessoal (nem os outros vão nisso).

Também não me faz sentido definir como critério de validação o nome do autor espiritual, dos autores terrenos, dos médiuns ou de quaisquer outros intervenientes. Cada obra é uma obra, que deve ser estudada à parte, por quem estiver para isso. kardec foi humilde e não se achou infalivel. Procurou apurar a verdade ao máximo que era humanamente possivel. Não admira, pois Kardec sentia nas costas o peso da responsabilidade e isso está bem patente nas suas obras.

Admitindo que a codificação está desactualizada (eu não penso assim, penso quo de não há nada essencial que já esteja desactualizado), seria de esperar encontrar algumas correcções. Contudo essas correcções não são centenas de livros. Se fosse preciso escrever/ler tantas centenas de livros pra corrigir a codificação, mais valia deitar fora os livros de Kardec, pois estavam errados do principio ao fim. Portanto as restantes obras são obras complementares e não correcções.

Se há correcções que sejam bem fundamentadas. Não me servem o argumento: é bom porque é de fulano ou de cicrano, ou por que foi  psicografado por este ou por aquele. Aqui na terra nnguém é infalivel. Quem pensa que o é, é vitima do orgulho e da vaidade, ou seja, de si próprio.

Nenhum dos médiuns que costumam ser alvo deste tipo de debate negou ou declarou Kardec desactualizado. Pelo contrário, todos referem a codificaçao como a obra de referência. São os leitores que falam pelos autores e pelos médiuns.

Em conclusão:

- Eu não digo que só há Kardec. Mas se orientarmos a nossa vida como é proposto na codificação, já não temos uma tarefa nada pequena pela frente.

- Tomara eu que no fim desta vida o meu problema fosse falhar apenas por seguir conselhos desactualizados da codificação. Deus queira que todos os meus problemas sejam esses!

- Não temos que andar aqui armados em donos do espiritismo. Cada qual que acredite no que bem entender, mas que evolua moralmente, é o meu desejo para mim, para os companheiros de fórum, e para toda a humanidade.

bem hajam
  
    
Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: Mr.Kite em 14 de Setembro de 2009, 21:14
Olá, Victor!

Perdão, mas acho que estou sendo interpretado de forma errônea. Em nenhum momento eu quis dizer que as óbras básicas estão ultrapassadas, que não são a base ou algo do tipo. São óbras que eu sempre estou relendo, principalmente o LE que em minha humilde opinião é o livro mais completo e lógico do mundo. Para mim Kardec é a base. Eu simplesmente não tenho uma concepção ortodoxa, ou digamos assim, xiita de descartar o que veio depois. Procuro sempre estudar outras obras também, também não acredito estar pronto para assimilar tudo, mas se eu ficar preso no que posso assimilar vai ficar complicado. Não consigo seguir de verdade nem os 2 mandamentos que Jesus deixou...rsrs Estou apenas tentando amar e me instruir. Respeito a opinião de cada um, mas particularmente gosto de estudar outras óbras pós-Kardec, gosto de ver a exemplificação do que Kardec formou teoria. Você diz que já temos uma grande tarefa pela frente com os ensinos da Codificação, e não nego. Mas quando a Codificação foi feita Jesus já tinha deixado também um longo caminho. Acho válido estudar mais, para tentar assimilar mais e pôr em prática.

Um grande abraço fraterno, amigo. ;)
Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: Mourarego em 14 de Setembro de 2009, 22:01
"Eu simplesmente não tenho uma concepção ortodoxa, ou digamos assim, xiita de descartar o que veio depois".
Mano Kite,
Ainda a pouco, em outro tópico falava nas crendices do ouvir dizer sem saber onde... esta é mais uma prova.
alguns póucos, reclamam da ortodoxia, estes, nunca se deram ao trabalho de estudarem desde a introdução as obras de kardec. tanto no LE quando na RE Kardec fala da ortodoxia e diz que ela não provém de um único homem ou de um único espírito. mas que nos chaga de uma Classe de Espíritos que trouxeram a ele os informes que codificou. Estas não são as palavras mas o resumo que falço diz a mesma coisa que as palavras de kardec.
Logo, a se falr em ortodoxos, comecemos pelo Espírito Verdade, e em sequência do Espírito Erasto, ambos de inteira confiança de kardec, isso para não citar o codificador.
Então, das duas uma: aqueles que resumem em xiitismo, ou fundamentalismo estar-se apenas e em sentido estrito a seguir ou falar apenas o que as obras básicas estariam completamente corretos E estes que atestam sob o condão do método  (CUEE) proposto pela plêiade a Kardec, juntamente com os Espíritos citados, e o próprio codificador, estariam em erro. Onde sua razão grita para você pontificar?
Amigo, não se trata do que você  sob apenas as luzes de seu interpretar "acha" mas sim de ver segundo a obra básica, o que a doutrina ensina.
Sobre isso eu não acho, tenho certeza de que o correto está em, como espíritas quie nos dizemos, seguir apenas o que está sob o abraço do
CUEE, isso enquanto doutrina. Mas que, como esta nada proíbe, tudo o que estiver em consonância para com a parte doutrinária, pode ser de utilização daqueles que assim se moverem a fazê-lo. sabendo de ante-mão que estes ensinos não formam doutrina espírita, mesmo sendo de alto teor moral.
Abração,
Moura
Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: Mr.Kite em 18 de Setembro de 2009, 17:36
Olá, Moura!

Tenho alguns pontos a elucidar. Aí vão eles:

"Amigo, não se trata do que você  sob apenas as luzes de seu interpretar "acha" mas sim de ver segundo a obra básica, o que a doutrina ensina."


É claro que de tudo que eu falei nada pode ir de choque à obras básicas, não é amigo?


"Mas que, como esta nada proíbe, tudo o que estiver em consonância para com a parte doutrinária, pode ser de utilização daqueles que assim se moverem a fazê-lo. sabendo de ante-mão que estes ensinos não formam doutrina espírita, mesmo sendo de alto teor moral."

Caro Moura, acho que devemos definir alguns pontos primeiro. Em nenhum momento eu disse que óbras sem o CUEE podem constituir uma parte doutrinária. Em nenhum momento eu disse isso. Sempre me referi a algumas óbras que complementam. Para ficar claro.

Segundo o dicionário Aurélio a palavra Complemento quer dizer:

s.m. O que é preciso juntar a uma coisa para fazê-la íntegra. / Remate, acabamento. / Gramática Palavra, expressão ou oração que completa o sentido de um termo oracional. / Geom. O que falta a um ângulo agudo para igualar o ângulo reto. // Matemática Complemento aritmético, o que falta a um número para alcançar a unidade decimal imediatamente superior.

Segundo essas elucidações podemos entender que algo que seja uma exemplificação constitui um complemento. E há várias óbras que exemplificam muito bem os ensinamentos das Óbras Básicas, e por isso classifico como Complementares. Mas isso é mais uma questão de classificação, não tem tanta relevância. O que importa mesmo é o nosso esforço para nos melhorar.

Abração, Moura! ;)
Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: procura em 18 de Setembro de 2009, 18:12


Livro dos Espíritos - Introdução

Concluamos, fazendo uma última consideração. Alguns astrônomos, sondando o
espaço, encontraram, na distribuição dos corpos celestes, lacunas não justificadas e em
desacordo com as leis do conjunto. Suspeitaram que essas lacunas deviam estar preenchidas
por globos que lhes tinham escapado à observação. De outro lado, observaram certos
efeitos, cuja causa lhes era desconhecida e disseram: Deve haver ali um mundo, porquanto
esta lacuna não pode existir e estes efeitos hão de ter uma causa. Julgando então da causa
pelo efeito, conseguiram calcular-lhe os elementos e mais tarde os fatos lhes vieram
confirmar as previsões. Apliquemos este raciocínio a outra ordem de idéias. Se se observa a
série dos seres, descobre-se que eles formam uma cadeia sem solução de continuidade,
desde a matéria bruta até o homem mais inteligente. Porém, entre o homem e Deus, alfa e
ômega de todas as coisas, que imensa lacuna! Será racional pensar-se que no homem
terminam os anéis dessa cadeia e que ele transponha sem transição a distância que o separa
do infinito? A razão nos diz que entre o homem e Deus outros elos necessariamente haverá,
como disse aos astrônomos que, entre os mundos conhecidos, outros haveria,
desconhecidos. Que filosofia já preencheu esta lacuna? O Espiritismo no-la mostra
preenchida pelos seres de todas as ordens do mundo invisível e estes seres não são mais do
que os Espíritos dos homens, nos diferentes graus que levam à perfeição. Tudo então se
liga, tudo se encadeia, desde o alfa até o ômega. Vós, que negais a existência dos Espíritos,
preenchei o vácuo que eles ocupam. E vós, que rides deles, ousai rir das obras de Deus e da
Sua onipotência!
ALLAN KARDEC
Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: Aldebaran em 05 de Outubro de 2009, 04:46
alguns póucos, reclamam da ortodoxia, estes, nunca se deram ao trabalho de estudarem desde a introdução as obras de kardec.
Será mesmo assim Moura? Não me parece nem um pouco que pessoas como eu, o Psi e o Atlante nunca se deram o trabalho de estudarem as Obras de Kardec.
O Psi eu tenho a impressão que já leu aquilo lá várias vezes, do começo ao fim, do fim ao começo e ainda deve ter usado como livro de cabeceira, como eu mesmo já o fiz.
Li as obras Básicas quando tinha 19, 20 anos de idade, li várias vezes todas elas, a ponto de a gente já fazer citações de cór. Nâo quero com isso dar uma de louco. Mas é só para dizer que eu estudei Kardec - e não só sozinho, mas em grupos de estudo em diversos centros espíritas e em diversas cidades - e nem por isso permaneci ortodoxo. Porque você começa a estudar sobre História  da Ciência, e começa a encontrar algumas inconsistências, algumas coisas ali que precisam ser melhor desenvolvidas e esclarecidas. Considerar as Obras básicas um edifícil imóvel e inabalável seria o mesmo que decretar que os Espíritos que as escreveram detém a perfeição intelecto-moral, o que não é verdade. Mas você é um ortodoxo de mente aberta, estudioso, que não exconjura a gente  ;) e as suas críticas são sempre bem ponderadas.

Abraços, REnato
Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: Mourarego em 05 de Outubro de 2009, 18:06
Mas é ai que mora o perigo mano Aldebaran.
Falo não em aponte a você ou a qualquer outro, mas sim em caráter geral.

Veja que muitas casas espíritas seguem outra vertente, dando mais valor para obras secundárias e fora das da codificação do que as da própria doutrina.
Daí em diante partem para generalizações grosseiras descabidas e distantes do ensino Espírita.
E as tais apostilas, que via de regra só demonstram a idéia de seu autor?
Mano é um descalabro o que tenho notado nas minhas andanças.
avalie que fui convidado por um colega a conhecer a "primeira Igreja Espírita do Rio de Janeiro", isso mesmo, igreja espírita!
Chegando lá, o "mestre" explicava que todo aquele que quisesse sentar na mesa e psicografar que chegasse mais perto. Perguntei-lhe  se eu não tivesse essa qualidade o que faria e ele me respondeu sem gaguejar: "Ora você tenta cinco minutos, se não sair nada você não tem e pronto.
Quer dizer nada que o OLM diz não serve para ele.
Em alguns locais é assim que a banda toca mano.

Por exemplo, os princípios doutrinários formam a base da doutrina, estes são inamovíveis por completo.
Tratamos de princípios ou de elementos fulcro de uma doutrina, seja ela qual for. Desse
jeito estes não podem ser destituídos sob pena de fazer ruir toda a concepção doutrinaria.
A parte que concerne, porém aos ensinos, estes podem e devem ser modificados ou atualizados de 25 em 25 anos como Kardec diz em OP. Só que seguindo o mesmo método.
Antes eu acreditava que a Internet poderia ser veículo para uma maior velocidade, hoje não penso mais assim. Pela internet, qualquer um sem escrúpulos pode combinar antes, contudo não poderia segundo o método de Kardec.
Há muita nuances que só uma conversa longa e frente a frente pode deixar esclarecida.
Abração,
Moura
Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: Atlante em 05 de Outubro de 2009, 19:24
Será mesmo assim Moura? Não me parece nem um pouco que pessoas como eu, o Psi e o Atlante nunca se deram o trabalho de estudarem as Obras de Kardec.

Olá companheiro

Faz hoje 29 anos que cheguei à doutrina.
Os livros da codificação não são meus livros de cabeceira, pela simples razão de que, por norma,não leio na cama. ;D
Mas estão sempre aqui, no escritório, olhando para mim e por mim. Já foram consultados tantas vezes que a maior parte das folhas já estão soltas, e se eu trato bem os livros.

Depois de ter estudado em profundidade a doutrina fui estudar outras correntes. Mas sempre fiz estudo comparado. Por isso digo tantas vezes, quando nossos irmãos afirmam não estar na doutrina, que está. Não foi percebido.

Atlante

Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: Mourarego em 05 de Outubro de 2009, 21:02
Oba! Quero comer doces, mano Atlante!!!
Abração e parabéns.
Moura
Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: B... em 05 de Outubro de 2009, 22:15
Não sei aonde postar isto mas acho que aqui neste tópico cabe. É só uma reflexão, um exercício do pensar, nada de ofensas a ninguém ou de que este seja o que eu realmente pense.

Quando falamos em conhecimentos transmitidos por livros, codificações etc... percebemos que por problema de hermenêutica (interpretação) estes livros/conhecimentos já contém limitações. Eu sei que para muitos pode parecer que a Codificação de Kardec já contém o essencial e que não pode ser mudada. Mas acredito que ela já muda com cada leitura, com cada interpretação que fazemos, isso sem falar na tradução. A linguagem escrita é limitada por si só e enseja diversos pontos de vistas e interpretações.

Por mais clara que possa parecer sempre haverá meios de se interpretar de outra maneira, vejam o que fizeram com a Bíblia que já vi cada coisa sair de lá que eu nem acredito. tudo bem que a Bíblia não é o exemplo de clareza.

Existem diversas formas de interpretação que por si só já dão um caráter vivo a Doutrina.  Eu mesmo quando releio alguns pedaços me vem novas percepções, as vezes até muito além do que a que eu tinha antes.

Sei que alguns hão de discordar, mas acho ainda, (olha os achismos aí gente) que deve-se ter uma visão histórica do que está escrito na codificação, lembrar que quer queira quer não ela foi escrita dentro de um contexto histórico e pode ter mensagens que são mais direcionadas para aquela época para aquele modo de pensar (eu sei que tem quem ache que é eterno, que o que foi lá escrito foi escrito para todas as gerações contemporâneas e futuras).

Além do que as vezes vejo citações da Doutrina "largadas" como verdade absoluta, esquecendo que há interpretações sistemáticas, as vezes uma pergunta do LE sozinha diz uma coisa, mas em conjunto com outras respostas toma outra profundidade, não que haja contradições (pode haver, mas não estou entrando neste mérito) mas que haja uma profundidade maior, uma complexidade maior que a simples resposta '"solta".

Por isso temos que questionar, as vezes, se a nossa interpretação da Doutrina é fidedigna ou não com que o nosso coração nos manda seguir, com que nossa razão nos permite entender, com que nossa intuição nos diz, ou com que você ache que é o certo.

Uma coisa que muito me incuca é essa questão de que como algumas pessoas tratam a Doutrina, como se ela fosse a "divina" no sentido que não poderia conter erros e tal. Não acho que ela esteja errada, mas também não duvido que possa haver erros (nem que seja da interpretação de quem lê). Tenho um medo danado de que ela vire forma de adoração como virou diversas outras doutrinas, afinal não é a primeira e nem o ultimo livro religioso que seus admiradores falam vim de inspiração divina, de espíritos iluminados, que é a revelação e tal. (tudo bem, eu sei que Kardec utilizou um método para fazer a codificação, mas tem livros que alguns dizeram que veio direto de Deus, ó! num precisa nem de um monte de Espírito e técnicas de identificação de se são confiáveis ou não, Deus veio e disse, quer método melhor que este?  e sabemos - ou não- que não foi bem assim)

De qualquer forma posso afirmar que aprendo muito com cada leitura que estou fazendo e que me surpreendo com sua beleza e harmonia sim, Além de que é melhor estudar a Codificação Espírita do que perder tempo assistindo a dança do Créu na TV.

Abraços. Paz Profunda.
Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: Tupan em 26 de Julho de 2010, 19:45
Creio haver algum engano na interpretação da pergunta da nossa irmã. Ela pergunta quais são os livros fidedignos, e não quais livros que compõem a Doutrina Espírita. Os livros que compõem são de fato as Óbras Básicas, mas há uma série de livros de acordo com as Óbras de Kardec. Vale lembrar que o próprio Kardec em Óbras Póstumas diz que a verdade não viria apenas por um homem e que não podemos cair novamente no erro de ficar estacionados. Particularmente tenho as óbras de Chico Xavier como complementares. Tudo que é teorizado nos livros do Codificador é mostrado na prática nos livros do Chico, o que é insinuado é mostrado como clareza. Mas isso é interpretação pessoal, o que acho é que tudo deve ser passado pelo crivo da razão e da lógica.

Abraço fraterno.

Concordo com o amigo Mr.Kite

A questão é que alguns membros do fórum menosprezam toda obra, que não sejam da codificação, tendo as 5 obras como a bíblia espírita, como se as outras obras não tivessem valor e nada a ensinar.Cabe as nós ler, saber interpretar e verificar a coerência das obras.

Muita paz!!!
Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: alexh em 26 de Julho de 2010, 20:47
Me ocorreu uma outra idéia tambem.
Se nao devemos considerar nenhuma obra pós Kardec por nao provir da classe dos Espiritos Superiores, entao tambem nao devemos considerar os Espiritos Superiores, pois eles não são da mesma classe de Jesus, sao apenas seus mensageiros.
Abracos,
Alexandre
Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: Mourarego em 26 de Julho de 2010, 21:04
Mano Alex,
há um erro imenso em sua afirmativa.
Sendo a doutrina, como diz o Espírito A Verdade, "emanação divina", não provém de Jesus mas de Deus.
Segundo a DE Jesus também um Espírito Superior, mas quem ensina a muitos erradamente são esses pseudo professores de cursinhos de Espiritismo que não abram as obras básicas.
Esta é a nota que encontramos na Escala Espírita na questão 112 amigoi.

"Quando, por exceção, se encarnam na Terra, é para cumprir uma missão de progresso, e então
nos oferecem o tipo de perfeição a que a humanidade pode aspirar neste mundo."

Reparou como ela enquadra bem  o como e po porque Estes Espíritos encarnam na terra?
Quem teve missão de progresso na Terra, que conhecemos tão bem? Reveja esta resposta:
Questão 625 da mesma obra:

"625. Qual o tipo mais perfeito que Deus ofereceu ao homem, para lhe
servir de guia e modelo?
– Vede Jesus.
Mas é o comecinho da nota a ela que vai comprovar minha colocação:

"Jesus é para o homem o tipo de perfeição moral a que pode aspirar a Humanidade na Terra..."

Como se vê mano Alex, não é bem como o amigo entende.
Abração,
Moura
Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: alexh em 26 de Julho de 2010, 21:32
Ola Moura, tudo bem?
Entao Jesus e o Espirito da Verdade sao da mesma classe de Espiritos? Tem o mesmo nivel de Evolução?
Abraço,
Alexandre
Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: Mourarego em 26 de Julho de 2010, 21:37
Qual a razão para esse espanto amigo Alex?
Volto porém a insistir o nome do Espíritos é "A Verdade" e não "da Verdade"
Alguns poucos Confundem este Espírito com Jesus, pois ele presidiu a todos os Eventos, contudo, não há nada na DE que prove isso.
Só para arrematar relembro ao amigo que na Escala Espírita a única classe de Espíritos onde não há uma pirâmide ascencional é a classe Espíritos Puros.
De uma estudada nas questões de 100 a 113 do LE mano.
Abração,
Moura
Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: alexh em 26 de Julho de 2010, 22:25
Ola Moura, acabei de ler agora os itens 100 a 113. Obrigado pela indicação.
Mas veja como tamém se enquadra supor que Jesus é um Espirito Puro:
Na Biblia diz que Jesus já existia antes da Criação do Mundo.
Mesmo se ele não fosse Puro na época de sua vinda, ele teria demorado desde antes da criação do mundo até a vinda para se tornar um Espirito Superior.
O que o impede de ter se tornado Puro de 2.010 anos pra cá?
Quando ele disse que mandaria o Espirito da Verdade, podemos ver uma conotação de autoridade sobre o Espirito da Verdade.
Eu trabalho com informática e trato os clientes dizendo: "Eu vou mandar um técnico aí para resolver seu problema".
Entende meu raciocinio amigo, ou eu estou falando muita besteira?
Nesse raciocínio que eu entendo que os Espiritos da codificação são enviados de Jesus, mas não têm a Sua autoridade.
Nem por isso as Obras  de Kardec deixam de ser as mais importantes do mundo.
Abração.

Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: Mourarego em 27 de Julho de 2010, 16:19
Amigo Alex,
refaça o estudo da questão 113.
Lá se ve claramente: Espíritos puros não mais estão sujeitos a encarnações.
Assim, Não reencarnam em mundos físicos.
Jesus Reencarnou, logo, não poderia estar na mesma classe.
Agora, temos notícias de que Jesus passou à classe dos Puros? Não, logo  o que o amigo diz ser raciocínio é apenas uma conjectura, não uma verdade.
Abraços,
Moura
Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: alexh em 27 de Julho de 2010, 22:38
Ola mano Moura.
Voce tem razao ao dizer que meu raciocinio é uma possibilidade e nao uma verdade.
O seu raciocínio de que o Espirito "A Verdade" e Jesus têm hoje o mesmo nivel de evoluçao, também uma possibilidade).
Mas exatamente por ser possibilidade, não é mentira.
Nenhum de nossos 2 raciocinios está errado, concorda?
Abraços mano,
Alexandre
Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: Mourarego em 27 de Julho de 2010, 22:45
Não amigo alex, não sou eu quem tem essa idéia mas a doutrina.
O Espírito A Verdade apenas presidia os feitos dentro dos que trabalharam com Kardec.
é isso que encontramos nos livros codificados
ção,
Moura
Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: alexh em 27 de Julho de 2010, 23:20
Mano Moura, a idéia de que a passagem de Jesus de Espirito Superior a Puro teria ou terá que ser noticiada a nós, é uma idéia sua, não da doutrina.
Não é uma idéia errada, mas também é apenas uma possibilidade, assim como a minha idéia.
Foi isso que eu quis dizer.
Concorda?
Abração.
Alexandre
Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: Mourarego em 28 de Julho de 2010, 15:23
Alex,
quando eu falo que haveria de ser noticiada a nós, é para que pudéssemos falar sem ter que conjeturar, apenas isso.
Na verdade qualquer Revelação, só nos pode chegar através dos Espíritos Superiores e mesmo esta deve passar pelo mesmo método elo qual passaram todas as mensagens que encontramos nas obras básicas.
É o que vem na própria obra básica, logo não é idéia minha mas da doutrina, e acredito que você deveria procurar antes de responder atabalhoadamente.
Abração,
Moura
Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: alexh em 28 de Julho de 2010, 16:14
Mano Moura,
Se pareceu que respondi atabalhoadamente, peço por favor que reconsidere minhas palavras pois nao foi esta a intenção.
Eu quis me expressar no sentido que nao sabemos se hoje Jesus é um Espirito Puro ou Superior. Ambas as duas possibilidades sao plausiveis.
Como não conhecemos uma regra de tempo para evolução dos espiritos, não temos uma probabilidade para esta possibilidade.
Abraços,
Alexandre
Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: Mourarego em 28 de Julho de 2010, 19:54
Correto mano Alex!
Mesmo algumas doutrinas esotéricas ou mesmo até a Teosofia consagra jesus como depois de sua volta ao reino de Deus como portador do sétimo raio da iniciação...
como o amigo agora explica melhor vemos que existem sim essas possibilidades, as quais ainda não temos condição de dizer como provadas e reais, contudo é sempre uma outra idéia.
abraços,
Moura
Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: lineu em 28 de Julho de 2010, 21:47
Parece que Allan Kardec, no Livro dos Médiuns, classificou Jesus como Espírito Puro.

Vide citação abaixo:

Citação de: Nota da Dissertação IX do Cap.XXXI do Livro dos Médiuns
“Esta comunicação, obtida por um dos melhores médiuns da Sociedade Espírita de Paris, foi assinada com um nome que o respeito nos não permite reproduzir, senão sob todas as reservas, tão grande seria o insigne favor da sua autenticidade e porque dele se há muitas vezes abusado demais, em comunicações evidentemente apócrifas. Esse nome é o de Jesus de Nazaré. De modo algum duvidamos de que ele possa manifestar-se; mas, se os Espíritos verdadeiramente superiores não o fazem, senão em circunstâncias excepcionais, a razão nos inibe de acreditar que o Espírito por excelência puro responda ao chamado do primeiro que apareça.”


Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: Mourarego em 29 de Julho de 2010, 18:10
Não Lineu, o amigo está completamente errado.
No LE na escapa Espírita mais evidenciadamente na nota, mostra-se a natureza da elevação de Jesus.
Abraços,
Moura
Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: lineu em 29 de Julho de 2010, 22:22
A Nota de Dissertação IX do Cap.XXXI do Livro dos Médiuns, acima citada, é de autoria de Allan Kardec.

Parece que ele não está “completamente errado”, pois a sua afirmativa, constante naquela Nota, não contradiz o texto do Livro dos Espíritos referente à escala espírita.
Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: alexh em 30 de Julho de 2010, 01:55
Se Jesus é o filho primogenito de Deus, não é absurdo supor que Ele seja um Espirito Puro, mesmo que seja só uma possibilidade.
Discordando do amigo Moura, a escala Espirita não mostra a natureza da elevação de Jesus. Ela nos faz supor. E Allan Kardec tambem mostrou sua opiniao pessoal, como o amigo Lineu expos.

Como no LE não existe a pergunta "A que classe Jesus Pertence?", entao teremos duas opinioes, ambas baseadas em possibilidades. Portanto, nenhuma errada.
Abracos,
Alexandre
Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: Mourarego em 30 de Julho de 2010, 17:18
Alex, a doutrina não ensina isso, mas você é livre para crer no que quiser.
abraços,
Moura
Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: raiodesol em 03 de Março de 2011, 14:53
Qual a razão para esse espanto amigo Alex?
Volto porém a insistir o nome do Espíritos é "A Verdade" e não "da Verdade"
Alguns poucos Confundem este Espírito com Jesus, pois ele presidiu a todos os Eventos, contudo, não há nada na DE que prove isso.
Só para arrematar relembro ao amigo que na Escala Espírita a única classe de Espíritos onde não há uma pirâmide ascencional é a classe Espíritos Puros.
De uma estudada nas questões de 100 a 113 do LE mano.
Abração,
Moura
aqui onde eu moro nâo se confude com jesus,num estudo que participei,falaram que o espirito que ditou aos espiritos para kardec foi jesus,não sei como sabem,mais é o que ensinam.
Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: Mourarego em 04 de Março de 2011, 15:44
Maninha Raio de Sol,
Explique a eles que aqueles que ditaram, não a kardec mas aos médiuns que faziam tal trabalho que Kardec veio a compilar, foram os Espíritos superiores e que estes receberam as lições dos Espíritos Puros, e estes de Deus, e não de Jesus.
Antes havia me referido ao nome do Espírito que um dia se apresentou , através de um médium, ao codificador Seu nome é: A Verdade.
Quando kardec a ele perguntou como se chamava (isso está em Obras Póstumas e na RE), ele respondeu: "A ti me chamarei A Verdade". Como Kardec insistisse ele voltou a dizer, "Por Verdade deves entender discrição".
abraços,
Moura
Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: raiodesol em 04 de Março de 2011, 19:41
MOURA
pode deixar vou falar quando for nos estudos de livros,obrigado pelas suas respostas,estou aprendendo muito aqui no forum,principalmente com o irmâo,abraçâo
Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: bisognini em 06 de Março de 2011, 23:51
Maninha Raio de Sol,
Explique a eles que aqueles que ditaram, não a kardec mas aos médiuns que faziam tal trabalho que Kardec veio a compilar, foram os Espíritos superiores e que estes receberam as lições dos Espíritos Puros, e estes de Deus, e não de Jesus.

Moura você esta deduzindo isso correto? Você tira Jesus do cenário com uma certeza que até me assusta..rs

Abraço.
Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: Mourarego em 07 de Março de 2011, 15:10
Não entendi mano Bisognini.
Onde tirei Jesus do cenário?
Jesus, mano, entra em outro ato, o de explicar. Era ele um Espírito Superior.
abraços,
Moura
Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: bisognini em 07 de Março de 2011, 17:27
Então Moura, é nesse ponto que vou tocar novamente, quem é Jesus nesse contexto? Sim ele é um espírito superior, mas por que não seria ele também um dos responsáveis pela orientações daqueles  espíritos que se manisfestaram na codificação?? Eu apenas tenho minhas suposições, mas você parece ter certeza absoluta de que não.

Abraço.
Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: Mourarego em 08 de Março de 2011, 15:27
O trabalho de Jesus, amigo Bisognini, e a história mostra isso, foi de outro jaez, teve outro mister, o de apresentar aos homens todo o manancial de posturas que os fariam melhorar e sair do estado de ignorância e orgulho em que estavam inseridos ao tempo de Jesus.
Foi sim uma missão, e como tal, só Espíritos Superiores, poderiam, cumpri-la pois que para isso, segundo o LE, encarnam em mundos como o nosso, sob missão de progresso (Ver Escala Espírita item Espíritos Superiores, nota).
Há uma diversidade incontável entre os Espíritos Superiores, e é esta diversidade que os designa, hoje para uma missão, amanhã para outras.
Veja, os que trabalharam ladeando ao codificador, cumpriram outra missão espinhosa, tão difícil que mesmo hoje, após 154 anos de editada a segunda edição do LE , muitos de nós, Espíritas não a compreendamos.
Diz o LE , "tudo se encadeia no Universo", todos têm trabalho específico segundo suas conquistas já realizadas. E assim, todos contribuem para a harmonia universal.
Nós, você e eu, e tantos outros meu mano, fazemos o que nos está ao alcance, segundo o que já tenhamos compreendido da DE, e por isso mesmo, em Fóruns como este, prestamos o nosso contributo.
Note que encaro este trabalho como de máxima importância pois desperta mentes, conduz raciocínios e ajuda na elocubração de convicções sobre a moral.
Assim aprendemos todos, e crescemos todos. A doutrina por isso mesmo tinha de ser de simplicidade pueril, para melhor ser compreendida, mas alguns de nós, mostrando tropos de pretensa ciência é que no mais das vezes a fazem difícil ao entendimento de todos.
Abração, mano.
Moura
Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: raiodesol em 09 de Março de 2011, 14:46
Amigo Alex,
refaça o estudo da questão 113.
Lá se ve claramente: Espíritos puros não mais estão sujeitos a encarnações.
Assim, Não reencarnam em mundos físicos.
Jesus Reencarnou, logo, não poderia estar na mesma classe.
Agora, temos notícias de que Jesus passou à classe dos Puros? Não, logo  o que o amigo diz ser raciocínio é apenas uma conjectura, não uma verdade.
Abraços,
Moura
amigo,me de um esclarecimento,jesus,se ele quisesse,mesmo sendo puro,ou qualquer outro espirito puro,se quisesse,nâo poderiam reencarnar em missâo?ou nâo é assim.
Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: Mourarego em 09 de Março de 2011, 15:04
Maninha Raio de Sol,
entre todos os Espíritos há uma regra áurea a que todos se submetem: A de serem obedientes ao que estipula o pai maior.
Ora, os Espíritos enquanto estagiam, nas diversas classes e ordens, também estão submetidos a esta regra , e se atrasam ou se adiantam mais ou menos, ao sabe-las cumprirem.
Os Espíritos Puros, não mais, necessitam de reencarnar em mundos físicos, pois deles já conseguiram  todas as aquisições intelecto-morais que neles há para serem conseguidas.
Suas missões são diferentes a partir do ingresso na classe dos Puros.
Isso contudo, não os deixa cativos apenas das missões que devam desempenhar no Éter, eles podem dar sua contribuição nos mundos físicos e o fazem mais vezes do que se supõe, sem, contudo, terem de reencarnar neles.
O corrente, ao que me parece, é que muitos pensam que, se eles não reencarnam não podem, agir conosco ou entre nós, esquecendo-se que podem com muito mais saber e sabedoria, influenciar-nos ao bom caminho, sem que com isso estejam encarnados.
Abraços,
Moura
Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: raiodesol em 09 de Março de 2011, 15:11
moura
É isso é verdade,eles podem muito ajudar sem reencarnar,eu que achava que jesus,veio a terra porque ele quis,porque queria ajudar a humanidade,entâo no caso ele tinha mesmo que reencarnar?obrigado pela ajuda,pois quero saber da doutrina exato como ela é,sem alegorias,e,agradeço muito o irmâo por isso.
Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: LuizFrancisco em 09 de Março de 2011, 15:21
Olá a todos,
Quando se toca neste assunto é interessante o estudo que há na Gênese; Superioridade da natureza de Jesus:

Este assunto está inserido na Gênese capítulo XV, eis na íntegra o item 2.

2. - Sem nada prejulgar quanto à natureza do Cristo, natureza cujo exame não entra no quadro desta obra, considerando-o apenas um Espírito superior, não podemos deixar de reconhecê-lo um dos de ordem mais elevada e colocado, por suas virtudes, muitíssimo acima da humanidade terrestre. Pelos imensos resultados que produziu, a sua encarnação neste mundo forçosamente há de ter sido uma dessas missões que a Divindade somente a seus mensageiros diretos confia, para cumprimento de seus desígnios. Mesmo sem supor que ele fosse o próprio Deus, mas unicamente um enviado de Deus para transmitir sua palavra aos homens, seria mais do que um profeta, porquanto seria um Messias divino.
Como homem, tinha a organização dos seres carnais; porém, como Espírito puro, desprendido da matéria, havia de viver mais da vida espiritual, do que da vida corporal, de cujas fraquezas não era passível. A sua superioridade com relação aos homens não derivava das qualidades particulares do seu corpo, mas das do seu Espírito, que dominava de modo absoluto a matéria e da do seu perispírito, tirado da parte mais quintessenciada dos fluidos terrestres (cap. XIV, nº 9). Sua alma, provavelmente, não se achava presa ao corpo, senão pelos laços estritamente indispensáveis. Constantemente desprendida, ela decerto lhe dava dupla vista, não só permanente, como de excepcional penetração e superior de muito à que de ordinário possuem os homens comuns. O mesmo havia de dar-se, nele, com relação a todos os fenômenos que dependem dos fluidos perispirituais ou psíquicos. A qualidade desses fluidos lhe conferia imensa forca magnética, secundada pelo incessante desejo de fazer o bem.
Agiria como médium nas curas que operava? Poder-se-á considerá-lo poderoso médium curador? Não, porquanto o médium é um intermediário, um instrumento de que se servem os Espíritos desencarnados e o Cristo não precisava de assistência, pois que era ele quem assistia os outros. Agia por si mesmo, em virtude do seu poder pessoal, como o podem fazer, em certos casos, os encarnados, na medida de suas forças. Que Espírito, ao demais, ousaria insuflar-lhe seus próprios pensamentos e encarregá-lo de os transmitir? Se algum influxo estranho recebia, esse só de Deus lhe poderia vir. Segundo definição dada por um Espírito, ele era médium de Deus.

Por definição: Se recebia o influxo diretamente de Deus e, nenhum Espírito ousaria insuflar-lhe o pensamento, pois somente os Espíritos Puros, recebem as ordens diretamente de Deus.

Abraços,
Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: Mourarego em 09 de Março de 2011, 15:23
Segundo a Escala Espírita, maninha Rio de Sol, Jesus pertenceu a classe dos bons Espíritos e nela a ordem dos Espíritos Superiores, e não dos Puros.
mesmo os Espíritos Superiores, não compete a reencarnação em mundos físicos senão como exceção.
Quer dizer, a encarnação de jesus na Terra, foi em caráter de exceção, porque ele trazia uma missão de progresso para os povos.
Veja que importância teve para nós a missão de Jesus na Terra. ele como Espírito Superior, trouxe um trabalho maravilhoso, moralmente falando, a começar por aditar a lei de Moisés , todo o conteúdo moral.
Ser Espírito Superior não faz de Jesus, um Espírito senão o mais elevado nessa Classe, era necessário ser assim para demonstrar toda a sabedoria, bondade e justiça dos Espíritos Superiores.
Abraços,
Moura
Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: Mourarego em 09 de Março de 2011, 15:28
Amigo Luiz, todos os Espíritos superiores, a justo modo, receberam também as ordens de Deus.
Não diretamente, porque foram os Puros quem as passaram a eles, e assim nasceu a doutrina.
Jesus, que a obra básica o diz filho de Deus, por certo teria recebido do Pai, os ensinos já que é ele mesmo quem o diz quando recita: "As doutrinas que vos trago, as palavras que vos digo, não são minhas, mas do Pai que mo as ensinou", ora, é pela filiação que ele recebeu, e pela confiança do pai, em seu filho foi que, seno um Espírito Superior, ele as trouxe a nós.
como informa a primeira linha da excertia que o amigo trouxe.
"Sem nada prejulgar quanto à natureza do Cristo, natureza cujo exame não entra no quadro desta obra, considerando-o apenas um Espírito superior, não podemos deixar de reconhecê-lo um dos de ordem mais elevada e colocado, por suas virtudes, muitíssimo acima da humanidade terrestre."
Atenção ao texto mano!
Abração,
Moura

Ler mais: http://www.forumespirita.net/fe/livros/quais-os-livros-fidedignos-dentro-da-de/45/?action=post;num_replies=55#ixzz1G7Hxiwgf
Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: raiodesol em 09 de Março de 2011, 15:36
muito linda a historia de jesus.
Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: LuizFrancisco em 09 de Março de 2011, 16:33

Olá Sr. Moura,
Na minha opinião o senhor que não se atentou ao texto e retirou a parte sem verificar o entendimento.
E quanto ter atenção no texto não podemos pois, concluir sem atentarmos para todo o seu teor, faça a análise total do texto e emita novamente o seu entendimento.
 
Fazendo essa análise ( a minha), conclui que:

1 - Sem prejulgar, ou seja, sem fazer uma avaliação prévia, e por hipótese, considerando ser Jesus um Espírito superior Êle o seria o mais puro dos Espiritos superiores. Ou seja, o Senhor Allan Kardec fala em hipótese.
2 - Pelos imensos resultados que produziu, sua encarnação neste mundo, seria uma das missões somente confiadas aos diretos mensageiros de Deus, pois seria um Messias Divino. Novamente o codificador dá a entender que:Jesus seria um mensageiro direto(sem intermediários), um Messias Divino (o real sentido da palavra messias é de ter uma ligação direta com a Divindade). Ou seja em um mesmo parágrafo Kardec confirma duas vezes o mesmo entendimento.
3 - Como homem tinha organização do seres carnais, devido a seu Espírito dominar a matéria de maneira absoluta, Êle vivenciava a vida espiritual, muito mais que a vida material.
4 - Deivido a este fator acima e as curas que operava, agia Jesus como médium? Kardec afirma categóricamente:Não; pois daria uma idéia errônea de que seria um intermediário de outro Espírito.
5 - E o Senhor Allan Kardec afirma: Aliás, qual seria o Espírito que ousaria insuflar-lhe seus próprios pensamentos e encarregá-lo de os transmitir?> Grifei a afirmação de Kardec quem ousaria, pois dá entender que não havia nenhum Espírito acima de Jesus, somente Deus.
6 - E confirma, novamente: Se Êle recebesse um influxo estranho, não poderia ser senão de Deus, segundo a definição dada por um Espírito, era Jesus o médium de Deus. (Neste caso o grifo não é meu).
Conclusão final deste assunto: Kardec aqui na Gênese neste capítulo, afirma que Jesus ao encarnar aqui na Terra já era um Espírito puro.
Abraços a todos.

Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: Mourarego em 09 de Março de 2011, 17:22
Desculpe-me discordar novamente meu amigo Luiz,
note que a começo e como o amigo grafou, Kardec diz "(...) e por hipótese", logo, acerca da natureza de jesus ele nada diz além de elencar uma hipótese.
logo, nem mesmo a parte onde ele correlaciona e certamente, Jesus , diz  como o seu entendimento indica.
Veja, na Classe dos Superiores, há uma escala de apreensões, logo não estão todos no mesmo grau, e desses, Jesus seria o mais puro deles, mas na mesma classe a dos superiores.
Amigo a DE não diz duas coisas distintas sobre uma mesma assertiva.
A nota contida na Escala Espírita nos mostra sobre a natureza de Jesus.  quando explica:
"Quando encarnam na Terra é para cumprirem missão de progresso"
Responda o amigo para si mesmo: Qual a natureza do trabalho de jesus na Terra?
Mas o amigo tem todo o direito de continuar pensando como pensa.
abraços,
Moura
Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: LuizFrancisco em 09 de Março de 2011, 17:34
Parece que Allan Kardec, no Livro dos Médiuns, classificou Jesus como Espírito Puro.

Vide citação abaixo:

Citação de: Nota da Dissertação IX do Cap.XXXI do Livro dos Médiuns
“Esta comunicação, obtida por um dos melhores médiuns da Sociedade Espírita de Paris, foi assinada com um nome que o respeito nos não permite reproduzir, senão sob todas as reservas, tão grande seria o insigne favor da sua autenticidade e porque dele se há muitas vezes abusado demais, em comunicações evidentemente apócrifas. Esse nome é o de Jesus de Nazaré. De modo algum duvidamos de que ele possa manifestar-se; mas, se os Espíritos verdadeiramente superiores não o fazem, senão em circunstâncias excepcionais, a razão nos inibe de acreditar que o Espírito por excelência puro responda ao chamado do primeiro que apareça.”


 
 
Olá a todos,
Muito bem lembrado pelo Sr. Lineu, esta mensagem, pois, ao receber os ensinamentos sobre a escala espírita, o codificador entendeu ser Jesus um Espírito Superior.
Mas com o andar dos ensinamentos trazidos, compreendeu que Êle o era um Espírito Puro, e, tratou em esclarecer com bastante evidências o seu entendimento.

Pelo que sei, o Livro dos Médiuns e Gênese  são obras básicas e fazem Doutrina.

Penso, que: quando vamos, a um debate e somos contrários e/ou modificamos o nosso entendimento, iniciamos, por trazer o entendimento da parte contrária.
 
Foi por este motivo que o codificador, ao informar: Se Jesus é um Espírito Superior, êle seria o mais puro desta escala.

E ao concluir, colocamos o nosso entendimento. Foi o que Kardec fêz ao afirmar:
"Que Espírito, ao demais, ousaria insuflar-lhe seus próprios pensamentos e encarregá-lo de os transmitir? Se algum influxo estranho recebia, esse só de Deus lhe poderia vir".
 
Abraços,
Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: Mourarego em 09 de Março de 2011, 18:32
Das duyas uma:
Ou os amigos não estão avaliando com seriedade oq ue escrevem ou não dão importância aoque está dito, reparem:
"De modo algum duvidamos de que ele possa manifestar-se; mas, se os Espíritos verdadeiramente superiores não o fazem, senão em circunstâncias excepcionais, a razão nos inibe de acreditar que o Espírito por excelência puro responda ao chamado do primeiro que apareça.”

Caramba, só não vê quem não lê.
Abraços,
Moura
Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: LuizFrancisco em 09 de Março de 2011, 19:23

Caramba, só não vê quem não lê.
Abraços,
Moura


Olá Sr. Moura, Concordo inteiramente com sua frase acima, e a retorno, na frase abaixo:

"Que Espírito, ao demais, ousaria insuflar-lhe seus próprios pensamentos e encarregá-lo de os transmitir? Se algum influxo estranho recebia, esse só de Deus lhe poderia vir".

Sê Jesus, fosse um Espírito Superior, um Espírito Puro ousaria transmitir os influxos de Deus.
 
Agora, retorno a sua frase: "Caramba, só não vê quem não lê".

Abraços,
Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: Mourarego em 10 de Março de 2011, 16:28
Amigo Luiz,
Uma coisa não invalida a outra.
Veja bem, não quis salientar a parte que você faz referência, antes, por acreditar que o amigo houvesse compreendido. mas vamos lá veja a parte que o amigo recolocou, e nela note em vermelho o que demonstra a exceção:
"Que Espírito, ao demais, ousaria insuflar-lhe seus próprios pensamentos e encarregá-lo de os transmitir? Se algum influxo estranho recebia, esse só de Deus lhe poderia vir"
Note também que em momento algum é salientado que tal colocação fosse uma afirmação , não amigo, a citação faz parte da hipótese que kardec fez., por isso ele diz ao final dela"(...)esse só de Deus lhe poderia vir."

Acredito que o amigo agora irá entender melhor.
abraços,
Moura

Ler mais: http://www.forumespirita.net/fe/livros/quais-os-livros-fidedignos-dentro-da-de/60/?action=post;num_replies=62#ixzz1GDNBEtdq
Título: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: san-fer7 em 27 de Agosto de 2013, 05:38
Tenho acompanhado o debate deste fórum "Quais os livros fidedignos dentro da DE?" e em meu humilde conhecimento surgiu uma pergunta que acho estar no contesto do tema em questão:
Em que nível estariam conotados os espíritos André Luiz e Emmanuel.



Abraços Fraterno.
Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: Brenno Stoklos em 27 de Agosto de 2013, 06:35
Tenho acompanhado o debate deste fórum "Quais os livros fidedignos dentro da DE?" e em meu humilde conhecimento surgiu uma pergunta que acho estar no contesto do tema em questão:
Em que nível estariam conotados os espíritos André Luiz e Emmanuel.



Abraços Fraterno.


ESPÍRITOS BENÉVOLOS. - A bondade é neles a qualidade dominante. Apraz-lhes prestar serviço aos homens e protegê-los. Limitados, porém, são os seus conhecimentos. Hão progredido mais no sentido moral do que no sentido intelectual.

                                                                O Livro dos Espíritos

Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: Ganimedes em 27 de Agosto de 2013, 13:32
O que não é Espiritismo

O Espiritismo não é o que a gente deduz; é o que os Espíritos contam e ensinam pra gente. É assim nos livros da doutrina espírita e nos outros, que, depois dos livros de Kardec, foram escritos. Quanto a esses outros livros, nós fomos alertados para fazermos um estudo e uma pesquisa ( CUEE ) para não sermos vítimas de um mistificador. -- A FEB faz isso? Não podemos divulgar como Espiritismo o que a gente acha.

O Espiritismo pertence aos Espíritos

Quem pode me dizer onde está escrito, nos Livros da Doutrina, que o 'Espiritismo seria somente o que consta nos livros de Allan Kardec'? Cite o texto, que diga exatamente isto nos livros codificados por ele. Os Espíritos Superiores teriam dito isto?
O Espiritismo pertence aos Espíritos, isto é, são os Espíritos Benfeitores, que fazem o Espiritismo desde o tempo de Kardec até os dias de hoje. Quem trabalha para o Movimento Espírita nada mais é do que colaborador dos bons Espíritos, os exércitos dos céus, que amparam a marcha da humanidade pelos milênios e eras.

Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: Edmar Ferreira Jr em 27 de Agosto de 2013, 15:33
Tenho acompanhado o debate deste fórum "Quais os livros fidedignos dentro da DE?" e em meu humilde conhecimento surgiu uma pergunta que acho estar no contesto do tema em questão:
Em que nível estariam conotados os espíritos André Luiz e Emmanuel.



Abraços Fraterno.

Para responder a essa pergunta é preciso estudar primeiramente a doutrina espírita contida nas obras básicas da codificação (em especial O Livro dos Médiuns por tratar das comunicações) e depois comparar linha a linha o que dizem cada um desses Espíritos com os ensinamentos doutrinários. É tarefa árdua e nada fácil.

Na minha opinião (antes que alguém venha me lembrar disso) esses Espíritos dizem, indubitavelmente, coisas edificantes e que consolam a muita gente, mas ao lado desses ensinamentos edificantes informam também os seus sistemas pessoais, e com eles, surgem as divergências que separam no movimento espirita. Muitos padres e pastores também dizem coisas edificantes e que consolam a muitos, mas ensinam ao mesmo tempo aos seus adeptos os sistemas próprios das instituições que representam e que alimentam neles as ideias de preconceito e de discriminação em relação aos adeptos de outras correntes de pensamento. Muitos podem se levantar aqui e dizer que é um absurdo o paralelo que faço entre esses Espíritos e alguns sacerdotes religiosos. Para mim, não diferença alguma a não ser o fato dos primeiros ensinarem como Espíritos desencarnados. E o primeiro grande erro dos espíritas é pensar que um Espírito deixa obrigatoriamente de pensar como homem terreno apenas porque ficou livre da carne, pois assim como os homens, os Espíritos desencarnados também têm os seus sistemas. O segundo grande erro é pensar que um Espírito sistemático seja necessariamente mal e incapaz de se manifestar por meio de um médium que temos na mais alta conta, já que não isso não é exatamente verdade. Alguns, aliás, são até mesmo bons Espíritos. Kardec e o Espírito Erasto deixaram isso muito claro em O livro dos Médiuns
Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: Mourarego em 27 de Agosto de 2013, 15:47
San,
os livros do André estão dentro do que o Capítulo Autoridade da Doutrina Espírita nos indica como opiniões pessoais dele.
Abraços,
Moura
Tenho acompanhado o debate deste fórum "Quais os livros fidedignos dentro da DE?" e em meu humilde conhecimento surgiu uma pergunta que acho estar no contesto do tema em questão:
Em que nível estariam conotados os espíritos André Luiz e Emmanuel.



Abraços Fraterno.
Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: san-fer7 em 27 de Agosto de 2013, 16:33
Mano Moura e Edmar,entendo que a codificação é a base da DE mas,se os espíritos Benévolos tem a missão de auxiliar o desenvolvimento do ser humano,pressupõe-se que o que eles transmitem ao homem são conhecimentos fidedignos e auxiliares no entendimento da DE baseada na codificação.


Abraços Fraterno.
Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: Mourarego em 27 de Agosto de 2013, 16:42
Isso vai depender, mano San,
da classe em que esses EspíritosEstiverem, se não estiverem na classe dos Puros, não poderão trazer novas revelações em termos de doutrina; Se não estiverem na Classe dos Espíritos Superiores, não as poderão repassar com foi feito na DE.
Há uma miríade de Espíritos que transmitem algumas palavras de boa moral, porém, há que se ter sempre a seriedade de compulsar suas palavras com os escritos das obras básicas  pois no meio de muitas dessas mensagens existe, quase sempre idéias dopróprio Espírito.
Abraços,
Moura
Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: Edmar Ferreira Jr em 27 de Agosto de 2013, 18:22
Mano Moura e Edmar,entendo que a codificação é a base da DE mas,se os espíritos Benévolos tem a missão de auxiliar o desenvolvimento do ser humano,pressupõe-se que o que eles transmitem ao homem são conhecimentos fidedignos e auxiliares no entendimento da DE baseada na codificação.


Abraços Fraterno.

San,

Deduzo da mesma forma.

É necessário empreender algum esforço para interpretar o que está escrito a respeito dos Espíritos benévolos, sendo necessário lembrar que as classes não são categorias exatas e possuem transições difíceis de serem identificadas. 

Citar
108. Quinta classe. Espíritos benévolos. — A qualidade dominante neles é a bondade; agrada-lhes prestar serviço aos homens e protegê-los; seu saber, porém, é limitado: o progresso deles efetuou-se mais no sentido moral do que no sentido intelectual. (LE, Escala Espírita)

Os Espíritos nos ensinaram que o progresso intelectual não leva necessariamente ao progresso moral. Mas também ensinaram que o progresso moral depende necessariamente do progresso intelectual, pois a faculdade de julgamento pressupõe obrigatoriamente conhecimento de causa. Pode-se deduzir, portanto, que o progresso moral que os Espíritos benévolos alcançaram é fruto do grau de desenvolvimento intelectual que alcançaram até o ponto em que chegaram. Acontece que progredir é crescer e o crescimento, a título de progresso, para a doutrina espírita espírita é apenas no bem. O progresso moral é, portanto, crescimento moral no bem. Dai, pode-se fazer uma segunda dedução: um Espírito benévolo não diz alguma coisa se não tem certeza absoluta sobre dela, pois se é moralizado, é humilde e não se constrange em dizer que não sabe sobre alguma coisa.

Se olharmos a escala espírita em uma perspectiva progressiva, veremos ainda algo que tem muito a nos ensinar a respeito da classe seguinte, a dos Espíritos Eruditos, sobre os quais, “O que os distingue, especialmente, é a amplitude de seus conhecimentos. Preocupam-se menos com as questões morais do que com as científicas, para as quais têm maior aptidão; entretanto, só encaram a ciência do ponto de vista da utilidade e a ela não misturam nenhuma das paixões que são próprias dos Espíritos imperfeitos.” (LE, Escala Espírita). Ora, um Espírito que só encara a ciência do ponto de vista da utilidade e a ela não mistura nenhuma das paixões que são próprias dos Espíritos imperfeitos é um Espírito altamente moralizado, ainda que se interesse mais pelas questões científicas do que pelas morais. Pode-se deduzir dai que um Espírito Erudito, mesmo que informe um sistema pessoal, esse sistema é um sistema sempre útil e amparado por grande moral.

Abraço,
Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: Brenno Stoklos em 27 de Agosto de 2013, 22:45

O...................................
..........................................eras.



O Espiritismo é o que está contido na Doutrina Espírita, revelada pelos Espíritos Superiores.

O Espiritismo pertence à Deus!

Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: wender100%espirita em 28 de Agosto de 2013, 02:03
Amigo procura,
já disse aqui e em outros foruns que as únicas obras DE DOUTRINA são as catalogadas como obras básicas.
No Livro dos médiuns, capítulo 3 item 35, você encontrará a ordenação em que deve lê-los.
Isso não quer dizer que outras obras, fora destas, sejam não fidedígnas.
 O que acontece é que elas não têm o amparo do Controle Universal do Ensino dos Espíritos, ao passo que as obras citadas como básicas têm.
Há também uma agravante, algumas obras paralelas, trazem considerações que confronto ao que a doutrina tenham expressado, logo, fora do arcabouço doutrinário.
As de André têm algum aspecto destes anunciados? sim, algumas delas. Mas ora, não sendo doutrina, André apenas nos relata o que a sua visão na época fazia verdadeiro à ele.
Não, há por outra, nenhuma desconfiação da Revista Espírita.
A R.E. é um balcão de Estudos, nela existem temas já aceitos e comprovados pelo Controle, mas trás também outros cuja outorga necessita ainda da anuência dos Espíritos Superiores, mas nestes casos Kardec sempre faz uma nota a respeito.
Vale porém um ensino, "Lê de tudo, retém o Bom".
Abraços,
Moura
moura me tira uma duvida  um livro para considera-lo doutrina teria que passar pelo controle (CUEE) certo,pois bem entao como seria isso hoje quem teria autoridade pra valida-los, pq esse mesmo livro teria que ser escrito em varios mediuns em de varias partes do mundo, ai pergunto sera que isso seria possivel hoje... paz e luz
Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: Brenno Stoklos em 28 de Agosto de 2013, 04:05

moura me tira uma duvida  um livro para considera-lo doutrina teria que passar pelo controle (CUEE) certo,pois bem entao como seria isso hoje quem teria autoridade pra valida-los, pq esse mesmo livro teria que ser escrito em varios mediuns em de varias partes do mundo, ai pergunto sera que isso seria possivel hoje... paz e luz
[/quote]


Não é o livro em si que deve passar pelo CUEE mas os ensinos nele contidos.

Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: hcancela em 28 de Agosto de 2013, 09:27
Olá amigos(as)

 Quais os livros fidedignos dentro da DE? Os livros da Codificação, mais as várias revistas Espiritas" Revue Spirit" disponivel na net.   Simples assim.

Tudo o resto por muitos ensinamentos que tenham, devem sempre ser colocados na razão(conhecimento) e assim analisar o que interessa ou não. Aliás podemos ler de tudo como conhecimento geral, mas nem tudo será Doutrina.

Abraços
Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: Ganimedes em 28 de Agosto de 2013, 12:10
O Espiritismo é o que está contido na Doutrina Espírita, revelada pelos Espíritos Superiores.
O Espiritismo pertence à Deus!

É mesmo!!! Bom pra você, que acredita nisso.
Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: Ganimedes em 28 de Agosto de 2013, 12:30
E os livros dos profetas bíblicos? E o livro Apocalipse? São livros fidedignos? Será preciso fazer o CUEE para eles? Essa é a minha dúvida.
Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: Mourarego em 28 de Agosto de 2013, 12:44
Mano Brenno, a questão tem uma simples resposta: Basta ao médium processar dentro dos mesmos parâmetros apóntados pela DE, aliás esta a nossa prova de responsabilidade, mas que não é feita, já que instituiu-se quer pelas editoras, quer pelos médiuns, que vale tudo, e por isso eles não se ligam em fazer com que suas obras perfaçam o mesmo caminho que as obras básicas percorreram a seu tempo.
Abração,
Moura

moura me tira uma duvida  um livro para considera-lo doutrina teria que passar pelo controle (CUEE) certo,pois bem entao como seria isso hoje quem teria autoridade pra valida-los, pq esse mesmo livro teria que ser escrito em varios mediuns em de varias partes do mundo, ai pergunto sera que isso seria possivel hoje... paz e luz


Não é o livro em si que deve passar pelo CUEE mas os ensinos nele contidos.


[/quote]
Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: hcancela em 28 de Agosto de 2013, 14:16
E os livros dos profetas bíblicos? E o livro Apocalipse? São livros fidedignos? Será preciso fazer o CUEE para eles? Essa é a minha dúvida.
Ganimedes
O que isto tem a ver com DE?

Abraços
Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: Ganimedes em 28 de Agosto de 2013, 16:54
hcancela,

A Doutrina Espírita, mostrada nos livros de Kardec, tem a Bíblia como um livro fidedigno? Para mim, tem. Se pra você não tem, respeito a sua maneira de pensar. Não discutirei sobre isso. Quis chamar a atenção para esse detalhe, que pensei ter passado despercebido.

Abraços.
Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: Edmar Ferreira Jr em 28 de Agosto de 2013, 16:59
[...] um livro para considera-lo doutrina teria que passar pelo controle (CUEE) certo,pois bem entao como seria isso hoje quem teria autoridade pra valida-los, pq esse mesmo livro teria que ser escrito em varios mediuns em de varias partes do mundo, ai pergunto sera que isso seria possivel hoje... [...]

Nas ciências, e mais restritamente na filosofia, de um modo geral, quando um método se mostra falho, automaticamente dá-se início ao processo de revisão e correção de suas falhas ou, se necessário, até mesmo sua completa substituição por outro que apresente maior segurança. Há, inclusive, uma ciência especificamente voltada para esse fim: a metodologia.

Os adeptos do espiritismo abandonaram o método utilizado para a codificação (o CUEE) e substituíram-no por nenhum outro. Mas não fizeram isso porque o método não funcionava. Fizeram porque não queriam método algum. O problema não é com o CUEE, por mais falho que seja, é com os adeptos que não o querem.
Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: hcancela em 28 de Agosto de 2013, 17:29
hcancela,

A Doutrina Espírita, mostrada nos livros de Kardec, tem a Bíblia como um livro fidedigno? Para mim, tem. Se pra você não tem, respeito a sua maneira de pensar. Não discutirei sobre isso. Quis chamar a atenção para esse detalhe, que pensei ter passado despercebido.

Abraços.
Caro amigo
 
Como atrás já referi podemos ler de tudo, mas nem tudo é doutrina. Se os livros que referiu são fidedignos ou não, teriamos de os estudar a fundo para termos uma palavra certa, no entanto se quiser abra um tópico e fale deles. Que eles não são DE, não o são. Este o tema do tópico. Não faltam tópicos em que se fala muito da Biblia, que para mim é um grande livro, como muitos outros o são.
Volto a lembrar!..
"Quais os livros fidedignos dentro da DE?Os que referiu atrás não o são,aliás nem sequer fazem parte. Podemos estudá-los, sim ,mas nunca misturar porque cada um tem os seus ensinamentos e seguimos aqueles em que nos afinizamos.

Todos os livros são Bons, desde que consiga ensinar algo e consiga transformar para melhor quem os ler. Simples assim.

Abraços

Abraços


Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: Ganimedes em 28 de Agosto de 2013, 18:22
Por um mínimo de confiabilidade

Existe uma norma de conduta para a psicografia de um livro espírita? Se não existe, a FEB não poderia fazer isso? Por exemplo como uma sugestão, não poderia exigir, na introdução do livro, que o espírito escritor revelasse a origem das informações passadas por ele? De que maneira ele ficou sabendo sobre aquilo, que ele escreveu? Como o livro foi elaborado? Não poderia exigir que o livro fosse psicografado nas dependências de uma instituição espírita credenciada pela Associação Espírita ou Federação do lugar? Se isso não for possível, não haveria nenhum outro meio de se conseguir um mínimo de confiabilidade? Com um pouco de boa vontade, creio que sim.
Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: wender100%espirita em 28 de Agosto de 2013, 18:45
[...] um livro para considera-lo doutrina teria que passar pelo controle (CUEE) certo,pois bem entao como seria isso hoje quem teria autoridade pra valida-los, pq esse mesmo livro teria que ser escrito em varios mediuns em de varias partes do mundo, ai pergunto sera que isso seria possivel hoje... [...]

Nas ciências, e mais restritamente na filosofia, de um modo geral, quando um método se mostra falho, automaticamente dá-se início ao processo de revisão e correção de suas falhas ou, se necessário, até mesmo sua completa substituição por outro que apresente maior segurança. Há, inclusive, uma ciência especificamente voltada para esse fim: a metodologia.

Os adeptos do espiritismo abandonaram o método utilizado para a codificação (o CUEE) e substituíram-no por nenhum outro. Mas não fizeram isso porque o método não funcionava. Fizeram porque não queriam método algum. O problema não é com o CUEE, por mais falho que seja, é com os adeptos que não o querem.
entendi edmar perfeitamente, mas o que eu questionei foi o seguinte pra nos que estudamos e facil entender o CUEE, sabemos que a doutrina passou por esse metodo tudo bem,digo hoje quem teria autoridade pra avaliar essas mensagens e passa-la pelo controle entendeu nos dias de hoje entendeu,porque e logico que existem muitas falsificacoes mistificacoes sofisma dentro desses livros,mas tambem existem autores espirituais e mediuns  muito serios que fizeram uma pesquisa que abordam varios assuntos e nenhum momento eles declararam que era doutrina, mas a editora por exemplo classificou-os assim,e perdemos um oportunidade enorme de conhecer uma experiencia por puro preconceito que o autor nao tem nada a ver com isso, se nos abandonamos esse metodo hoje em dia sera que nao ate pra evitar uma possivel modificacao dos livros da codificacao,acho que nosso maior juiz seria nossa razao mesmo ler e fazer concordancias se a logica ou nao. bem nao sei se me expressei bem mas e isso que penso! paz e luz
Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: Ganimedes em 28 de Agosto de 2013, 18:49
hcancela,

Citei esses livros como exemplo, porque também fazem parte da Bíblia, assim como os Evangelhos, que são abordados nos livros da doutrina. Ora, quis demonstrar que os outros livros, mesmo não sendo abordados nos livros de Kardec, também serão fidedignos, porque constam da mesma Bíblia que os Evangelhos. O que, aqui, não falta é postagem fora de tópico. Você me desculpe, mas não posso aceitar esse seu argumento.
Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: Brenno Stoklos em 28 de Agosto de 2013, 21:11

Caramba, só não vê quem não lê.
Abraços,
Moura


Olá Sr. Moura, Concordo inteiramente com sua frase acima, e a retorno, na frase abaixo:

"Que Espírito, ao demais, ousaria insuflar-lhe seus próprios pensamentos e encarregá-lo de os transmitir? Se algum influxo estranho recebia, esse só de Deus lhe poderia vir".

Sê Jesus, fosse um Espírito Superior, um Espírito Puro ousaria transmitir os influxos de Deus.
 
Agora, retorno a sua frase: "Caramba, só não vê quem não lê".

Abraços,


O amigo percebe a diferença que há entre um Espírito Puro transmitir seus próprios pensamentos e transmitir os influxos de Deus?

Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: Brenno Stoklos em 28 de Agosto de 2013, 21:15
O Espiritismo é o que está contido na Doutrina Espírita, revelada pelos Espíritos Superiores.
O Espiritismo pertence à Deus!

É mesmo!!! Bom pra você, que acredita nisso.


A Verdade é para se acreditar!

Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: Brenno Stoklos em 28 de Agosto de 2013, 21:28
E os livros dos profetas bíblicos? E o livro Apocalipse? São livros fidedignos? Será preciso fazer o CUEE para eles? Essa é a minha dúvida.


Esses não fazem parte da Doutrina Espírita.

E é claro que poderíamos passá-los pelo CUEE! Basta que o amigo nos traga o nome dos médiuns que os psicografaram, dos Espíritos que os ditaram, as datas e os locais onde foram psicografados, etc...

Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: wender100%espirita em 28 de Agosto de 2013, 21:48
E os livros dos profetas bíblicos? E o livro Apocalipse? São livros fidedignos? Será preciso fazer o CUEE para eles? Essa é a minha dúvida.


Esses não fazem parte da Doutrina Espírita.

E é claro que poderíamos passá-los pelo CUEE! Basta que o amigo nos traga o nome dos médiuns que os psicografaram, dos Espíritos que os ditaram, as datas e os locais onde foram psicografados, etc...


vc aprendeu bem em breno parabens! srsrsr debateu tanto aquele topico sobre a veracidade do CUEE ,que esta questionando igual, esqueceu a primeira regra do forun, debate de ideias nao de pessoas.paz e luz
Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: san-fer7 em 28 de Agosto de 2013, 23:16
Acredito que,o próprio Allan Kardec em sua obra:"Catalogo Racional Das Obras Para Se Fundar Uma Biblioteca Espírita",deixou claro que,além do pentateuco da codificação,que é a base da DE,teriamos uma gama enorme de literatura existentes e que viriam posteriormente,para o aprendizado,a pesquisa e o aprofundamento na DE.



Abraços Fraterno.
Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: Brenno Stoklos em 28 de Agosto de 2013, 23:49

aprendeu  luz



E quem seria a pessoa que eu estou debatendo?


Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: Brenno Stoklos em 29 de Agosto de 2013, 00:02
Acredito que,o próprio Allan Kardec em sua obra:"Catalogo Racional Das Obras Para Se Fundar Uma Biblioteca Espírita",deixou claro que,além do pentateuco da codificação,que é a base da DE,teriamos uma gama enorme de literatura existentes e que viriam posteriormente,para o aprendizado,a pesquisa e o aprofundamento na DE.



Abraços Fraterno.


                         
                                  Catálogo Racional das Obras para se fundar uma biblioteca Espírita
                                               
                  Índice Sintético

I – Obras Fundamentais da Doutrina Espírita:
II – Obras Diversas Sobre o Espiritismo
III – Obras Realizadas Fora do Espiritismo

Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: Edmar Ferreira Jr em 29 de Agosto de 2013, 02:42
entendi edmar perfeitamente, mas o que eu questionei foi o seguinte pra nos que estudamos e facil entender o CUEE, sabemos que a doutrina passou por esse metodo tudo bem,digo hoje quem teria autoridade pra avaliar essas mensagens e passa-la pelo controle entendeu nos dias de hoje entendeu, [...]

Entendo suas colocações. Reflito sobre alguns pontos apenas para pensarmos a respeito.

Kardec não se via como autoridade isolada no espiritismo para definir o que era ou não era doutrina espírita. Ao se referir ao método, ele sempre falava na terceira pessoa, ou seja, “nós”. No tempo dele, essa autoridade era coletiva e estava centrada de alguma forma na Sociedade Parisiense de Estudos Espíritas porque era de lá que partiam as publicações. É inegável que sua figura era dominante, já que assumia o trabalho da codificação. A história provou, no entanto, que era necessário alguém com o seu rigor, já que os adeptos próximos a ele não mostraram estar à sua altura em rigor metodológico. Leon Denis e Camile Flamarion, por exemplo, que os adeptos têm em altíssima conta como seguidores fiéis dos princípios kardecianos, publicaram informações conflitantes com os ensinamentos doutrinários.

Na atualidade, o controle poderia ser feito, por exemplo, por grupos de estudos sérios, que poderiam ser auxiliados em muito pelas federações, desde que a essa tarefa fossem destinadas pessoas igualmente sérias. Mas a pergunta que se deve fazer é : O membros de nossas federações estão interessados nisso? O histórico para uma resposta afirmativa não é favorável. A FEB possui em seu estatuto uma cláusula que determina para seus filiados o estudo de uma obra que, nas palavras do próprio Kardec, não deveria ser admitida como doutrina espírita. Além disso, seu tradutor mais conhecido, Guilon Ribeiro, adulterou O livro dos Espíritos para ajustá-lo às ideias roustainguistas, das quais era adepto. A FEESP (Federação Espírita do Estado de São Paulo) publicou uma versão de O Evangelho Segundo o Espiritismo adulterada a pedido de um Espírito e do médium Chico Xavier – episódio que levou Herculano Pires a uma batalha longa e solitária até que a versão fosse retirada das prateleiras. A FEESP foi ainda grande incentivadora do estudo das obras do Espírito Ramatis, um Espírito comprovadamente mistificador. É uma situação delicada, como se vê...

Editoras comerciais têm interesses comerciais. Algumas têm apenas interesses comerciais. Por isso, a responsabilidade passa a ser toda do leitor.

As obras básicas não poderiam jamais ser adulteradas em uma perspectiva oficial, ainda que estivessem erradas em alguns pontos. Poderiam ser publicadas novas versões comentando os erros (como já é feito no caso das notas sobre conteúdos supostamente racistas – notas ridículas, a meu ver) ou mesmo obras inteiras de críticas das obras básicas. É o que acontece com toda e qualquer ciência ou filosofia. Quem lê Ética a Nicômaco de Aristóteles hoje lê o texto do autor tal como foi escrito. Os diversos pensadores e estudiosos que discordaram e discordam de Aristóteles publicaram e publicam inúmeras obras para deixar isso claro. Seria um verdadeiro sacrilégio modificar o texto original de Aristóteles ou de qualquer autor clássico.

Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: Edmar Ferreira Jr em 29 de Agosto de 2013, 02:46
Acredito que,o próprio Allan Kardec em sua obra:"Catalogo Racional Das Obras Para Se Fundar Uma Biblioteca Espírita",deixou claro que,além do pentateuco da codificação,que é a base da DE,teriamos uma gama enorme de literatura existentes e que viriam posteriormente,para o aprendizado,a pesquisa e o aprofundamento na DE.



Abraços Fraterno.


                         
                                  Catálogo Racional das Obras para se fundar uma biblioteca Espírita
                                               
                  Índice Sintético

I – Obras Fundamentais da Doutrina Espírita:
II – Obras Diversas Sobre o Espiritismo
III – Obras Realizadas Fora do Espiritismo

Muito bem lembrado, Breno!
Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: san-fer7 em 29 de Agosto de 2013, 03:09
Se observarmos,na época já era extensa as obras diversas sobre o espiritismo (Ou Complementares da Doutrina) como menciona Kardec.
Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: wender100%espirita em 29 de Agosto de 2013, 03:46
entendi edmar perfeitamente, mas o que eu questionei foi o seguinte pra nos que estudamos e facil entender o CUEE, sabemos que a doutrina passou por esse metodo tudo bem,digo hoje quem teria autoridade pra avaliar essas mensagens e passa-la pelo controle entendeu nos dias de hoje entendeu, [...]

Entendo suas colocações. Reflito sobre alguns pontos apenas para pensarmos a respeito.

Kardec não se via como autoridade isolada no espiritismo para definir o que era ou não era doutrina espírita. Ao se referir ao método, ele sempre falava na terceira pessoa, ou seja, “nós”. No tempo dele, essa autoridade era coletiva e estava centrada de alguma forma na Sociedade Parisiense de Estudos Espíritas porque era de lá que partiam as publicações. É inegável que sua figura era dominante, já que assumia o trabalho da codificação. A história provou, no entanto, que era necessário alguém com o seu rigor, já que os adeptos próximos a ele não mostraram estar à sua altura em rigor metodológico. Leon Denis e Camile Flamarion, por exemplo, que os adeptos têm em altíssima conta como seguidores fiéis dos princípios kardecianos, publicaram informações conflitantes com os ensinamentos doutrinários.

Na atualidade, o controle poderia ser feito, por exemplo, por grupos de estudos sérios, que poderiam ser auxiliados em muito pelas federações, desde que a essa tarefa fossem destinadas pessoas igualmente sérias. Mas a pergunta que se deve fazer é : O membros de nossas federações estão interessados nisso? O histórico para uma resposta afirmativa não é favorável. A FEB possui em seu estatuto uma cláusula que determina para seus filiados o estudo de uma obra que, nas palavras do próprio Kardec, não deveria ser admitida como doutrina espírita. Além disso, seu tradutor mais conhecido, Guilon Ribeiro, adulterou O livro dos Espíritos para ajustá-lo às ideias roustainguistas, das quais era adepto. A FEESP (Federação Espírita do Estado de São Paulo) publicou uma versão de O Evangelho Segundo o Espiritismo adulterada a pedido de um Espírito e do médium Chico Xavier – episódio que levou Herculano Pires a uma batalha longa e solitária até que a versão fosse retirada das prateleiras. A FEESP foi ainda grande incentivadora do estudo das obras do Espírito Ramatis, um Espírito comprovadamente mistificador. É uma situação delicada, como se vê...

Editoras comerciais têm interesses comerciais. Algumas têm apenas interesses comerciais. Por isso, a responsabilidade passa a ser toda do leitor.

As obras básicas não poderiam jamais ser adulteradas em uma perspectiva oficial, ainda que estivessem erradas em alguns pontos. Poderiam ser publicadas novas versões comentando os erros (como já é feito no caso das notas sobre conteúdos supostamente racistas – notas ridículas, a meu ver) ou mesmo obras inteiras de críticas das obras básicas. É o que acontece com toda e qualquer ciência ou filosofia. Quem lê Ética a Nicômaco de Aristóteles hoje lê o texto do autor tal como foi escrito. Os diversos pensadores e estudiosos que discordaram e discordam de Aristóteles publicaram e publicam inúmeras obras para deixar isso claro. Seria um verdadeiro sacrilégio modificar o texto original de Aristóteles ou de qualquer autor clássico.


quero que vc mencione o nome do espirito que a pedido de chico xavier adulterou o evangelho,que fonte vc afirma isso, e onde foi adulterado o evangelho na traducao como vc afirma,,, a palavra e sua agora, paz e luz
Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: Brenno Stoklos em 29 de Agosto de 2013, 04:42
Se observarmos,na época já era extensa as obras diversas sobre o espiritismo (Ou Complementares da Doutrina) como menciona Kardec.


Obras sobre Espiritismo não são complementares à Doutrina Espírita.

São a visão, a opinião pessoal de seus autores sobre o Espiritismo.

Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: Brenno Stoklos em 29 de Agosto de 2013, 05:12

quero que vc mencione o nome do espirito que a pedido de chico xavier adulterou o evangelho,que fonte vc afirma isso, e onde foi adulterado o evangelho na traducao como vc afirma,,, a palavra e sua agora, paz e luz



Para que o amigo não venha a dizer que estamos a debater pessoas:

http://umolharespirita1.blogspot.com.br/2012/05/mais-dura-batalha-de-herculano-pires.html

Título: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: san-fer7 em 29 de Agosto de 2013, 05:16
Amigo Brenno,
 
O que você menciona contradiz aquilo que está escrito no livro de Kardec,Catálogo Racional das Obras para se Fundar uma Biblioteca
Espírita,
 ALLAN KARDEC
II – Obras Diversas sobre o
espiritismo
(Ou Complementares da Doutrina)
Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: Brenno Stoklos em 29 de Agosto de 2013, 05:41
Amigo Brenno,
 
O que você menciona contradiz aquilo que está escrito no livro de Kardec,Catálogo Racional das Obras para se Fundar uma Biblioteca
Espírita,
 ALLAN KARDEC
II – Obras Diversas sobre o
espiritismo
(Ou Complementares da Doutrina)


O que o amigo colocou entre parênteses não se encontra no original. É interpolação.

Note-se, também, que a data da publicação é posterior ao desencarne de Kardec.

Título: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: san-fer7 em 29 de Agosto de 2013, 05:48
O que foi colocado entre parêntesis não foi colocado por mim.


Abraço Fraterno.
Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: Brenno Stoklos em 29 de Agosto de 2013, 05:57
O que foi colocado entre parêntesis não foi colocado por mim.


Abraço Fraterno.


Tenho certeza que não, amigo san-fer7,

A interpolação foi dos responsáveis pela publicação.

O amigo não deve ignorar que fatos "estranhos" ocorreram na SPEE após o desencarne de Kardec.

Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: hcancela em 29 de Agosto de 2013, 09:14
hcancela,

Citei esses livros como exemplo, porque também fazem parte da Bíblia, assim como os Evangelhos, que são abordados nos livros da doutrina. Ora, quis demonstrar que os outros livros, mesmo não sendo abordados nos livros de Kardec, também serão fidedignos, porque constam da mesma Bíblia que os Evangelhos. O que, aqui, não falta é postagem fora de tópico. Você me desculpe, mas não posso aceitar esse seu argumento.
Ok. Tudo beleza.

Muita paz.
Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: wender100%espirita em 29 de Agosto de 2013, 11:29
E os livros dos profetas bíblicos? E o livro Apocalipse? São livros fidedignos? Será preciso fazer o CUEE para eles? Essa é a minha dúvida.


Esses não fazem parte da Doutrina Espírita.

E é claro que poderíamos passá-los pelo CUEE! Basta que o amigo nos traga o nome dos médiuns que os psicografaram, dos Espíritos que os ditaram, as datas e os locais onde foram psicografados, etc...


  que resposta e essa brenno, querendo nomes e enderecos de quem escreveu a biblia, por acaso vc sabe os nomes dos mil centros  de todos os mediuns da codificacao da doutrina. menos viu menos! paz e luz
Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: Edmar Ferreira Jr em 29 de Agosto de 2013, 13:02

quero que vc mencione o nome do espirito que a pedido de chico xavier adulterou o evangelho,que fonte vc afirma isso, e onde foi adulterado o evangelho na traducao como vc afirma,,, a palavra e sua agora, paz e luz


Eu não escrevi “um Espírito a pedido de Chico Xavier”, mas “a pedido de um Espírito e do médium Chico Xavier”, ou seja, que ambos pediram a mesma coisa... Chico reconheceu o erro e voltou atrás. Os responsáveis pela FEESP não. Aliás, foi preciso que Chico interviesse para resolver a questão. Detalhe importante e lição para os espíritas melindrados quando ouvem críticas aos seus Espíritos e médiuns de predileção: Chico era amigo íntimo de Herculano e a amizade entre ambos não se abalou em nada por isso.

Quanto ao nome do Espírito, você como espírita sabe que nomes não são relevantes quando se trata de Espíritos, pois não se pode provar nada com eles. O que é relevante é o conteúdo da informação que eles trazem. Mas os nomes dos encarnados envolvidos nesse fato são conhecidos no movimento espírita, pois é um fato relativamente documentado. Faça uma pesquisa e os conheça. Abaixo segue um vídeo de uma entrevista com dona Virgínia Pires, viúva de Herculano, e família, no qual, ao final, há um depoimento sobre o fato. É uma versão compacta, mas há no youtube uma maior com cerca de 2 horas e com mais detalhes.
Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: Edmar Ferreira Jr em 29 de Agosto de 2013, 13:04
Segue o vídeo:

Palestra Espírita - Herculano Pires, o Apóstolo de Kardec - Entrevista com familiares - Parte 2 (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy55b3V0dWJlLmNvbS93YXRjaD92PWRTckVXX2RvUkJvIw==)
Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: wender100%espirita em 29 de Agosto de 2013, 14:00
o que aconteceu naquela epoca edmar pelo que ja li sobre isso, foi uma reuniao que aconteceu na FEESP entre os os dirigentes em uma reuniao mediunica onde um Espirito ditou adulteracoes no ESE,e eles acreditara imprimiram milhares de de exemplares, e esse mediun que recebeu era advogado, e chico xavier sabendo desse episodio pediu a Herculano que era seu amigo que intervisse na federacao, a maioria dos mediuns se arrependeram de se levar pelo espirito mistificador, so pra fina;liza o chico nao recebeu e nem pediu essa adulteracao ao contrario ele interviu junto com Herculano Pires pra que isso nao acontecer.paz e luz!
Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: Mourarego em 29 de Agosto de 2013, 17:14
É esta, mano Edmar, a causa verdadeira de não se querer fazer o CUEE.
Por que?
Ora, porque sem um método vale tudo, instala-se o "liberou geral" tão cantado na letra do Tim Maia.
A ver assim daqui a nada mesmo o Tim Maia, por já estar desencarnado, há de estar fazendo suas apologias que serão tidas como doutrina...
Abraços,
Moura
[...] um livro para considera-lo doutrina teria que passar pelo controle (CUEE) certo,pois bem entao como seria isso hoje quem teria autoridade pra valida-los, pq esse mesmo livro teria que ser escrito em varios mediuns em de varias partes do mundo, ai pergunto sera que isso seria possivel hoje... [...]

Nas ciências, e mais restritamente na filosofia, de um modo geral, quando um método se mostra falho, automaticamente dá-se início ao processo de revisão e correção de suas falhas ou, se necessário, até mesmo sua completa substituição por outro que apresente maior segurança. Há, inclusive, uma ciência especificamente voltada para esse fim: a metodologia.

Os adeptos do espiritismo abandonaram o método utilizado para a codificação (o CUEE) e substituíram-no por nenhum outro. Mas não fizeram isso porque o método não funcionava. Fizeram porque não queriam método algum. O problema não é com o CUEE, por mais falho que seja, é com os adeptos que não o querem.
Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: Brenno Stoklos em 29 de Agosto de 2013, 17:32

que resposta e essa brenno, querendo nomes e enderecos de quem escreveu a biblia, por acaso vc sabe os nomes dos mil centros  de todos os mediuns da codificacao da doutrina. menos viu menos! paz e luz



A resposta que dei ao nosso amigo Ganimedes está bem clara!

Nosso amigo perguntou se seria necessário passar pelo CUEE os livros proféticos da bíblia.

Respondi que não seria necessário pois que tais livros não fazem parte da DE e que também não seria possível pelos motivos que o amigo enumera acima.

Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: Brenno Stoklos em 29 de Agosto de 2013, 17:40
o que aconteceu naquela epoca edmar pelo que ja li sobre isso, foi uma reuniao que aconteceu na FEESP entre os os dirigentes em uma reuniao mediunica onde um Espirito ditou adulteracoes no ESE,e eles acreditara imprimiram milhares de de exemplares, e esse mediun que recebeu era advogado, e chico xavier sabendo desse episodio pediu a Herculano que era seu amigo que intervisse na federacao, a maioria dos mediuns se arrependeram de se levar pelo espirito mistificador, so pra fina;liza o chico nao recebeu e nem pediu essa adulteracao ao contrario ele interviu junto com Herculano Pires pra que isso nao acontecer.paz e luz!


Leia mais um pouco, amigo wender:

 http://umolharespirita1.blogspot.com.br/2012/05/mais-dura-batalha-de-herculano-pires.html

Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: wender100%espirita em 29 de Agosto de 2013, 18:33

Em 1973 o jornalista Paulo Alves Godoy mantinha cargos diretivos na Federação Espírita do Estado de São Paulo e na União das Sociedades Espíritas de São Paulo. Ele e o confrade Jamil Nagib Salomão (o qual nessa época dirigia a importante Área de divulgação da FEESP) foram a Uberaba visitar o médium Chico Xavier. No decorrer da conversa em meio ao povo o famoso médium dissera, inadvertidamente, que certas expressões de Allan Kardec contidas no Evangelho deveriam ser abrandadas, sem que, no entanto, o pensamento do Codificador sofresse alteração...  esse texto ajuda no que disse a cima obrigado brenno pela indicacao do blog, sobre o que quis dizer e que chico nao queria jamais  adulteracao , ele apenas fez um comentario como qualquer um de nos quando fala entre amigos, sem maldade apenas disse abrandar ou seja serenar suavizar a literatura que kardec usava sem adulterar, nao imaginava uqe um comentario tao inocente iria causar um enorme problema dentro do movimento espirita, e tambem quis dizer que nao foi ele que recebeu certas mensagens, e na reportagem fica bem claro sobre iisso, mas o chico e um espirito muito humilde e logo pediu desculpas e nao era melindroso como nos que queremos ter a verdade, ter sempre a ultima palavra, e se retratou! e isso paz e luz!
Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: Mourarego em 29 de Agosto de 2013, 18:45
Mano Wender, tratamos aqui não com pálavras ou do am inizar destas, mas sim com a lei.
A lei de direito autoral não permite que nada dentro de uma obra, seja sequer modificado ou abrandado sem a outorga de seu autor.
logo, o que está escrito há de assim permanecer não em virtude da minha vontade mas sim da lei.
abraços,
Moura
Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: wender100%espirita em 29 de Agosto de 2013, 19:38
concordo plenamente com seu ponto de vista moura, nao sou advogado do chico nao apenas estou tentando fazer que o chico nao recebeu orientacao e nem foi ele que propos adulterar nada, aquela conversa era informal , entre confrades do meio espirita, ele nao tinha nocao da repercucao que aquele comentario inadvertido iria causar senao jamais ele o faria, tanto e que ele se retratou, foi os dirigentes da (feesp)que traduziram e comercializaram, so que ate hoje o nome do chico e colocado como que foi ele que adulterou, por espiritas mal informados e so isso, parece que esse assunto nao acaba nunca vire e mexe alguem coloca ele a tona. paz e luz
Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: Ganimedes em 29 de Agosto de 2013, 19:50
Quem pode me responder? O Espiritismo e os Espíritos Superiores têm os livros dos profetas bíblicos e o livro Apocalipse como livros fidedignos, assim como têm os Evangelhos como livros fidedignos?

Quem pode me dizer onde está escrito, nos Livros da Doutrina, que o 'Espiritismo seria somente o que consta nos livros de Allan Kardec'? Cite o texto, que diga exatamente isto nos livros codificados por ele. Os Espíritos Superiores disseram isto?

Depois de tudo que foi escrito aqui, sem responder estas perguntas, qualquer coisa que se diga neste tópico, deixará a pergunta título "Quais os livros fidedignos dentro da DE?" sem resposta.
"Esses não fazem parte da Doutrina Espírita." não responde ao Tópico. Dizer que esses livros bíblicos não é doutrina dos Espíritos Superiores é uma aberração e repugna à razão. É a pobreza do bom senso.


Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: Brenno Stoklos em 29 de Agosto de 2013, 20:09
concordo plenamente com seu ponto de vista moura, nao sou advogado do chico nao apenas estou tentando fazer que o chico nao recebeu orientacao e nem foi ele que propos adulterar nada, aquela conversa era informal , entre confrades do meio espirita, ele nao tinha nocao da repercucao que aquele comentario inadvertido iria causar senao jamais ele o faria, tanto e que ele se retratou, foi os dirigentes da (feesp)que traduziram e comercializaram, so que ate hoje o nome do chico e colocado como que foi ele que adulterou, por espiritas mal informados e so isso, parece que esse assunto nao acaba nunca vire e mexe alguem coloca ele a tona. paz e luz


Ninguém se retrata a não ser que reconheça estar em erro!

E, qual seria o erro, no caso, senão o sugerir uma adulteração?

Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: wender100%espirita em 29 de Agosto de 2013, 20:20
ganimedes na biblia tem texto que Deus manda matar, que Deus manda colocar oferenda no seu altar, que Deus manda matar um homem que nao tenha um comportamento heterosexual, que Deus castigou a Humanidade inteira so porque uma mulher que foi criada da costela de um de um homem comeu um fruto etc etc... e muito mais coisas que da um livro se eu for escrever( fonte velho testamento) agora me responda vc acha que esses ensinamentos vieram de Espiritos superiores, que vieram realmente de Deus... te pergunto acreditar nisso e bom senso...paz e luz a todos
Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: Brenno Stoklos em 29 de Agosto de 2013, 20:22
Quem pode me responder? O Espiritismo e os Espíritos Superiores têm os livros dos profetas bíblicos e o livro Apocalipse como livros fidedignos, assim como têm os Evangelhos como livros fidedignos?

Quem pode me dizer onde está escrito, nos Livros da Doutrina, que o 'Espiritismo seria somente o que consta nos livros de Allan Kardec'? Cite o texto, que diga exatamente isto nos livros codificados por ele. Os Espíritos Superiores disseram isto?

Depois de tudo que foi escrito aqui, sem responder estas perguntas, qualquer coisa que se diga neste tópico, deixará a pergunta título "Quais os livros fidedignos dentro da DE?" sem resposta.
"Esses não fazem parte da Doutrina Espírita." não responde ao Tópico. Dizer que esses livros bíblicos não é doutrina dos Espíritos Superiores é uma aberração e repugna à razão. É a pobreza do bom senso.


Significado de Fidedigno
adj. Digno de fé; que merece crédito.

É evidente que os Espíritos Superiores aceitam o que está, tanto nos evangelhos como nos livros proféticos, como dignos de fé!

Mas, os Espíritos Superiores, aceitam o que "lá está" e não as "interpretações" que se fazem dos ensinos dos mesmos!

Esses ensinos, para serem aceitos, devem estar de acordo com a lógica e demais preceitos ensinados pela DE, ou seja, devem passar pelo crivo da Razão!

Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: Brenno Stoklos em 29 de Agosto de 2013, 20:26
ganimedes na biblia tem texto que Deus manda matar, que Deus manda colocar oferenda no seu altar, que Deus manda matar um homem que nao tenha um comportamento heterosexual, que Deus castigou a Humanidade inteira so porque uma mulher que foi criada da costela de um de um homem comeu um fruto etc etc... e muito mais coisas que da um livro se eu for escrever( fonte velho testamento) agora me responda vc acha que esses ensinamentos vieram de Espiritos superiores, que vieram realmente de Deus... te pergunto acreditar nisso e bom senso...paz e luz a todos


É por essas, e outras, que é preciso entender esses e outros textos seguindo, sempre, o crivo da Razão!

Abstendo-nos, sempre, de interpretações literais.

Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: Ganimedes em 29 de Agosto de 2013, 20:29
Wender,

Foi por isso que citei esses livros e não a Bíblia. Continuo dizendo: é a morte do bom senso.
Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: wender100%espirita em 29 de Agosto de 2013, 20:35
concordo plenamente com seu ponto de vista moura, nao sou advogado do chico nao apenas estou tentando fazer que o chico nao recebeu orientacao e nem foi ele que propos adulterar nada, aquela conversa era informal , entre confrades do meio espirita, ele nao tinha nocao da repercucao que aquele comentario inadvertido iria causar senao jamais ele o faria, tanto e que ele se retratou, foi os dirigentes da (feesp)que traduziram e comercializaram, so que ate hoje o nome do chico e colocado como que foi ele que adulterou, por espiritas mal informados e so isso, parece que esse assunto nao acaba nunca vire e mexe alguem coloca ele a tona. paz e luz


Ninguém se retrata a não ser que reconheça estar em erro!

E, qual seria o erro, no caso, senão o sugerir uma adulteração?


foi vc que me deu o blog e nao leu a reportagem, vo desenha pra vc amigo rsr o que o chico quis dizer na minha opiniao e o seguinte as expressoes que eram usadas na epoca  exemplo  vc pergunta mae seu filho e idiota, com certeza a mae vai achar que vc esta ofendendo seu filho. agora se ele perguntar mae seu filho tem sindrome de down ,ou necessidades especiais com certeza a mae ira entender. entao ele estava dizendo das expressoes abrandar suavizar , abrandar  entendeu o pensamento agora, ou nao.. paz e luz!
Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: Ganimedes em 29 de Agosto de 2013, 20:51
Mas, os Espíritos Superiores, aceitam o que "lá está" e não as "interpretações" que se fazem dos ensinos dos mesmos!

Brenno Stoklos,

Citei os livros. Não falei sobre interpretação.

Esses ensinos, para serem aceitos, devem estar de acordo com a lógica e demais preceitos ensinados pela DE, ou seja, devem passar pelo crivo da Razão!

Esses livros não estão "de acordo com a lógica e demais preceitos ensinados pela DE, ou seja, devem passar pelo crivo da Razão!"? Devem passar pelo crivo da razão??? Da razão de quem??? Seja de quem for, passará a ser uma interpretação. Ou não? Ou sim? Esses livros vieram dos Espíritos Superiores; e basta. Negar isto dentro da Doutrina Espírita é a morte do bom senso.
Não estou fora do assunto. Quero que respondam com bom senso a pergunta do tópico.
Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: Brenno Stoklos em 29 de Agosto de 2013, 20:52

 foi vc que me deu o blog e nao leu a reportagem, vo desenha pra vc amigo rsr o que o chico quis dizer na minha opiniao e o seguinte as expressoes que eram usadas na epoca  exemplo  vc pergunta mae seu filho e idiota, com certeza a mae vai achar que vc esta ofendendo seu filho. agora se ele perguntar mae seu filho tem sindrome de down ,ou necessidades especiais com certeza a mae ira entender. entao ele estava dizendo das expressoes abrandar suavizar , abrandar  entendeu o pensamento agora, ou nao.. paz e luz!



Veja bem o que o amigo escreve:

"vo desenha pra vc amigo o que o chico quis dizer"

Quer dizer, então, que o amigo conhece (ou conhecia) os pensamentos íntimos de Chico Xavier!

Não importa o que Chico disse , o amigo diz saber o que ele pensava de fato?

Mais: O amigo nos informa que Chico Xavier mentia! Pois que dizia uma coisa quando, na verdade, pensava de forma diferente!

Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: Ganimedes em 29 de Agosto de 2013, 20:58
E o assunto do tópico? Não vão mais falar sobre isso?
Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: wender100%espirita em 29 de Agosto de 2013, 21:01
amigo eu era vizinho do chico, se nao percebeu eu disse que era minha opiniao, as suas colocasoes sao sempre revertendo o sentindo real da resposta eu que ponto eu disse que ele mentiu, nao coloca palavras que eu nao disse, leia o texto que escrevi, ja repeti varias vezes, que ele nao queria adulterar nada, conheco pessoas que participaram da sua intimindade ele era simples nao tinha maldade, foi um comentario informal como todos nos fazemos a nao ser vc que nao aceita outro ponto de vista diferente do seu,e so o que faltava criar outra polemica,ja estou te entendendo vc gosta e de ter sempre a ultima resposta ne entao poi bem ela sua...paz e luz
Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: Brenno Stoklos em 29 de Agosto de 2013, 21:05

Quero que respondam com bom senso a pergunta do tópico.



Que seja!

Quais os livros fidedignos dentro da DE?

O Livro dos Espíritos

O Livro dos médiuns

O Evangelho Segundo o Espiritismo

O Céu e o Inferno

A Gênese

O Que é o Espiritismo

O Espiritismo na Sua Expressão mais Simples

Resumo das Leis dos Fenômenos Espíritas

A Revista Espírita

Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: Brenno Stoklos em 29 de Agosto de 2013, 21:09
amigo eu era vizinho do chico, se nao percebeu eu disse que era minha opiniao, as suas colocasoes sao sempre revertendo o sentindo real da resposta eu que ponto eu disse que ele mentiu, nao coloca palavras que eu nao disse, leia o texto que escrevi, ja repeti varias vezes, que ele nao queria adulterar nada, conheco pessoas que participaram da sua intimindade ele era simples nao tinha maldade, foi um comentario informal como todos nos fazemos a nao ser vc que nao aceita outro ponto de vista diferente do seu,e so o que faltava criar outra polemica,ja estou te entendendo vc gosta e de ter sempre a ultima resposta ne entao poi bem ela sua...paz e luz


Não se trata de ter a última resposta, mas de se estabelecer a Verdade, respondendo ao tema do tópico!

Tema, esse, que o amigo, e outros, teimam em se desviar.

Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: wender100%espirita em 29 de Agosto de 2013, 21:11
E o assunto do tópico? Não vão mais falar sobre isso?
e verdade amigo o assunto foi totalmente desviado do foco rsr, o meu objetivo aqui e aprender e nao fica discutindo coisa sem proveito. mas respondendo a vc a resposta que o moura deu na primeira resposta do topico, reflete tambem o que penso, doutrina espirita e as obras da codificacao, fora isso sao livros de opinioes particulares.e ainda pego um gancho pra te falar que a doutrina espirita nao vai fica nomeando livros que sao ou nao confiaveis de creditos pra vc, nos que temos que estuda-los e acreditando segundo nossas conviccoes, se somos espiritas teremos que usar a concordancia e retirar o melhor em cada obras .paz e luz
Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: wender100%espirita em 29 de Agosto de 2013, 21:13
amigo eu era vizinho do chico, se nao percebeu eu disse que era minha opiniao, as suas colocasoes sao sempre revertendo o sentindo real da resposta eu que ponto eu disse que ele mentiu, nao coloca palavras que eu nao disse, leia o texto que escrevi, ja repeti varias vezes, que ele nao queria adulterar nada, conheco pessoas que participaram da sua intimindade ele era simples nao tinha maldade, foi um comentario informal como todos nos fazemos a nao ser vc que nao aceita outro ponto de vista diferente do seu,e so o que faltava criar outra polemica,ja estou te entendendo vc gosta e de ter sempre a ultima resposta ne entao poi bem ela sua...paz e luz


Não se trata de ter a última resposta, mas de se estabelecer a Verdade, respondendo ao tema do tópico!

Tema, esse, que o amigo, e outros, teimam em se desviar.


nao fui eu que desviei do topico vc que entrou dando resposta que nao foi dirigida pra vc., como se quisesse ensinar e nao aprender pra mim ja chega. paz e luz
Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: Brenno Stoklos em 29 de Agosto de 2013, 21:20
E o assunto do tópico? Não vão mais falar sobre isso?
e verdade amigo o assunto foi totalmente desviado do foco rsr, o meu objetivo aqui e aprender e nao fica discutindo coisa sem proveito. mas respondendo a vc a resposta que o moura deu na primeira resposta do topico, reflete tambem o que penso, doutrina espirita e as obras da codificacao, fora isso sao livros de opinioes particulares.e ainda pego um gancho pra te falar que a doutrina espirita nao vai fica nomeando livros que sao ou nao confiaveis de creditos pra vc, nos que temos que estuda-los e acreditando segundo nossas conviccoes, se somos espiritas teremos que usar a concordancia e retirar o melhor em cada obras .paz e luz


Lembrando que esta afirmação que o amigo coloca não está na DE, mas na bíblia!

Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: wender100%espirita em 29 de Agosto de 2013, 21:27
na biblia pode ate esta mas uso ela em tudo na minha vida foi um colocacao pessoal mesmo se ouve coencidencia foi sem querer paz e luz
Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: Brenno Stoklos em 29 de Agosto de 2013, 21:35
na biblia pode ate esta mas uso ela em tudo na minha vida foi um colocacao pessoal mesmo se ouve coencidencia foi sem querer paz e luz


Amigo wender,

Nesse Fórum tratamos de Doutrina Espírita e, seguindo as regras do mesmo:

7 -  Todas as mensagens, textos, artigos, questões, comentários, entre outros, devem estar directamente relacionados com a Doutrina Espírita.

Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: san-fer7 em 29 de Agosto de 2013, 21:41
Chico Xavier não sugerio que se adulterasse O Evangelho Segundo o Espiritismo e sim que houvesse uma adequação do que foi escrito a mais de um século em palavras de uso no presente e não a modificação do texto que comprometeria o significado mas,a má fé e índole obscurante dos responsáveis pela dita tradução,além de mutilarem a obra ainda colocaram a responsabilidade sobre os ombros de Chico Xavier.


Fraterno Abraço.
Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: wender100%espirita em 29 de Agosto de 2013, 21:44
o amigo entendeu o que eu poste i eu disse que  eu disse pode estar escrito ate na biblia, nao me interessa eu coloquei porque uso sempre essa frase em tudo na minha vida, vc que questionou que nao era colocacoes da doutrina e eu concordei. vc entendeu agora....
Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: wender100%espirita em 29 de Agosto de 2013, 21:47
Chico Xavier não sugerio que se adulterasse O Evangelho Segundo o Espiritismo e sim que houvesse uma adequação do que foi escrito a mais de um século em palavras de uso no presente e não a modificação do texto que comprometeria o significado mas,a má fé e índole obscurante dos responsáveis pela dita tradução,além de mutilarem a obra ainda colocaram a responsabilidade sobre os ombros de Chico Xavier.


Fraterno Abraço.
e isso que tentei dizer amigo mas esse assunto esta encerrado pra mim, essse tipo de polemica nao leva a nada e nenhum ensinamento amigo paz  e luz
Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: Ganimedes em 29 de Agosto de 2013, 22:03
A verdade é que vocês dois ( Brenno Stoklos e Wender100% ) não sabem como responder às minhas perguntas do 'Responder #114". Não podem responder, porque não sabem. E pelo visto, nem Mourarego, que foi citado como amparo.
Caro amigo san-fer7, o Espiritismo pertence aos Espíritos. O Espiritismo não é o que a gente deduz; é o que os Espíritos contam e ensinam pra gente. É assim nos livros da doutrina espírita e nos outros, que, depois dos livros de Kardec, foram escritos. Quanto a esses outros livros, nós fomos alertados para fazermos um estudo e uma pesquisa ( CUEE ) para não sermos vítimas de um mistificador. -- A FEB faz isso? Não podemos divulgar como Espiritismo o que a gente acha. Os livros psicografados por Chico Xavier são livros confiáveis. Se as informações dos demais livros espíritas concordarem com o conteúdo deles, esses também serão. Para que os Espíritos apresentassem uma visão distorcida da verdade, Emmanuel, que supervisionava todas as comunicações apresentadas pelas mãos de Chico Xavier, teria que ter se deixado enganar.
Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: Brenno Stoklos em 29 de Agosto de 2013, 22:14
Chico Xavier não sugerio que se adulterasse O Evangelho Segundo o Espiritismo e sim que houvesse uma adequação do que foi escrito a mais de um século em palavras de uso no presente e não a modificação do texto que comprometeria o significado mas,a má fé e índole obscurante dos responsáveis pela dita tradução,além de mutilarem a obra ainda colocaram a responsabilidade sobre os ombros de Chico Xavier.


Fraterno Abraço.

Citar
author=wender100%espirita link=topic=16530.msg333285#msg333285 date=1377809224]
e isso que tentei dizer amigo mas esse assunto esta encerrado pra mim, essse tipo de polemica nao leva a nada e nenhum ensinamento amigo paz  e luz


O problema, amigos wender e san-fer7,

É que a ninguém foi dada autoridade para sugerir, modificar, adulterar, adequar ou "abrandar" qualquer ensino, frase ou termo contido na Doutrina Espírita! Senão aos Espíritos Superiores!

Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: wender100%espirita em 29 de Agosto de 2013, 22:21
A verdade é que vocês dois ( Brenno Stoklos e Wender100% ) não sabem como responder às minhas perguntas do 'Responder #114". Não podem responder, porque não sabem. E pelo visto, nem Mourarego, que foi citado como amparo.
Caro amigo san-fer7, o Espiritismo pertence aos Espíritos. O Espiritismo não é o que a gente deduz; é o que os Espíritos contam e ensinam pra gente. É assim nos livros da doutrina espírita e nos outros, que, depois dos livros de Kardec, foram escritos. Quanto a esses outros livros, nós fomos alertados para fazermos um estudo e uma pesquisa ( CUEE ) para não sermos vítimas de um mistificador. -- A FEB faz isso? Não podemos divulgar como Espiritismo o que a gente acha. Os livros psicografados por Chico Xavier são livros confiáveis. Se as informações dos demais livros espíritas concordarem com o conteúdo deles, esses também serão. Para que os Espíritos apresentassem uma visão distorcida da verdade, Emmanuel, que supervisionava todas as comunicações apresentadas pelas mãos de Chico Xavier, teria que ter se deixado enganar.

amigo se vc tem a resposta que te agrada que te satisfaz porque fica perguntando entao, se ta querendo e testar os membros se for com certeza eu sou que menos sei aqui, vc ja teve varias repostas e mesmo assim fica questionando! paz e luz a vc amigo fui!

Clique aqui para ler mais: http://www.forumespirita.net/fe/livros/quais-os-livros-fidedignos-dentro-da-de/135/#ixzz2dOa22Dow
Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: Brenno Stoklos em 29 de Agosto de 2013, 22:30
A verdade é que vocês dois ( Brenno Stoklos e Wender100% ) não sabem como responder às minhas perguntas do 'Responder #114". Não podem responder, porque não sabem. E pelo visto, nem Mourarego, que foi citado como amparo.
Caro amigo san-fer7, o Espiritismo pertence aos Espíritos. O Espiritismo não é o que a gente deduz; é o que os Espíritos contam e ensinam pra gente. É assim nos livros da doutrina espírita e nos outros, que, depois dos livros de Kardec, foram escritos.(1) Quanto a esses outros livros, nós fomos alertados para fazermos um estudo e uma pesquisa ( CUEE ) para não sermos vítimas de um mistificador (2). -- A FEB faz isso? Não podemos divulgar como Espiritismo o que a gente acha. Os livros psicografados por Chico Xavier são livros confiáveis (3). Se as informações dos demais livros espíritas concordarem com o conteúdo deles, esses também serão (4). Para que os Espíritos apresentassem uma visão distorcida da verdade, Emmanuel, que supervisionava todas as comunicações apresentadas pelas mãos de Chico Xavier, teria que ter se deixado enganar(5).


1 - Errado!

Espiritismo é apenas e tão somente o que está Codificado nos livros da Doutrina Espírita.

2 - É o que não foi feito quanto aos livros psicografados por Chico Xavier e outros.

3 - Isso é apenas a opinião pessoal do amigo.

4 - Errado!

Para serem considerados como Doutrina esses livros devem concordar totalmente com o que está nos livros da Codificação (não com os liros de Chico Xavier) e, ainda, passar pelo CUEE!

5 - Emmanuel também apresentou ideias conflitantes com os ensinos codificados na Doutrina Espírita!

Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: san-fer7 em 29 de Agosto de 2013, 22:33
Amigo Breno,
você sabe o significado da palavra "supimpa",
a maioria das pessoas não saberiam dizer o que significa,porque era uma expressão utilizada no século passado e retrasado,sabem sim o que significa legal,bacana,jóia etc.que significa a mesma palavra supimpa,em desuso.
É isso que me referi quanto a sugestão de Chico Xavier e que foi deturpada.
A Biblia possui inúmeras versões,Vulgata,Almeida,King James e muitas outras,e nem por isso ela foi adulterada,só atualizada para o entendimento da época.
Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: wender100%espirita em 29 de Agosto de 2013, 22:38
A verdade é que vocês dois ( Brenno Stoklos e Wender100% ) não sabem como responder às minhas perguntas do 'Responder #114". Não podem responder, porque não sabem. E pelo visto, nem Mourarego, que foi citado como amparo.
Caro amigo san-fer7, o Espiritismo pertence aos Espíritos. O Espiritismo não é o que a gente deduz; é o que os Espíritos contam e ensinam pra gente. É assim nos livros da doutrina espírita e nos outros, que, depois dos livros de Kardec, foram escritos.(1) Quanto a esses outros livros, nós fomos alertados para fazermos um estudo e uma pesquisa ( CUEE ) para não sermos vítimas de um mistificador (2). -- A FEB faz isso? Não podemos divulgar como Espiritismo o que a gente acha. Os livros psicografados por Chico Xavier são livros confiáveis (3). Se as informações dos demais livros espíritas concordarem com o conteúdo deles, esses também serão (4). Para que os Espíritos apresentassem uma visão distorcida da verdade, Emmanuel, que supervisionava todas as comunicações apresentadas pelas mãos de Chico Xavier, teria que ter se deixado enganar(5).


1 - Errado!

Espiritismo é apenas e tão somente o que está Codificado nos livros da Doutrina Espírita.

2 - É o que não foi feito quanto aos livros psicografados por Chico Xavier e outros.

3 - Isso é apenas a opinião pessoal do amigo.

4 - Errado!

Para serem considerados como Doutrina esses livros devem concordar totalmente com o que está nos livros da Codificação (não com os liros de Chico Xavier) e, ainda, passar pelo CUEE!

5 - Emmanuel também apresentou ideias conflitantes com os ensinos codificados na Doutrina Espírita
brenno ele sabe tudo isso ai que vc colocou, todas as respostas anteriores foram citadas, o que ele quer e polemica, paz e luz

Clique aqui para ler mais: http://www.forumespirita.net/fe/livros/quais-os-livros-fidedignos-dentro-da-de/135/#ixzz2dOe37bBM
Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: san-fer7 em 29 de Agosto de 2013, 22:42
Dentro do tema "Quais os Livros fidedignos dentro da DE?",o próprio Allan Kardec sugere nas Revista Espirita inúmeros livros de vários autores.Um exemplo disso está na Revista Espirita de julho de 1869,pag.216, entre outras.
Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: Brenno Stoklos em 29 de Agosto de 2013, 23:11
Amigo Breno,
você sabe o significado da palavra "supimpa",
a maioria das pessoas não saberiam dizer o que significa,porque era uma expressão utilizada no século passado e retrasado,sabem sim o que significa legal,bacana,jóia etc.que significa a mesma palavra supimpa,em desuso.
É isso que me referi quanto a sugestão de Chico Xavier e que foi deturpada.
A Biblia possui inúmeras versões,Vulgata,Almeida,King James e muitas outras,e nem por isso ela foi adulterada,só atualizada para o entendimento da época.


Veja o que disse Herculano Pires, amigo de Chico (e que continuou amigo após o episódio), sobre esse:

"É realmente triste, para mim, ter de reconhecer e precisar dizer de público que Chico revelou desconhecer a extensão de sua responsabilidade no campo doutrinário. Mas a verdade é essa, pois se o reconhecesse não teria formado com Paulo e Jamil o trio interessado em "abrandar" o Evangelho. Chico entrou numa canoa furada por invigilância, como ele mesmo confessa, e ainda agora, reconhecendo o erro, quer sustentá-lo para não faltar com a solidariedade aos dois patetas, sem se lembrar das consequências que o seu endosso a essa miserável trapaça, filha da ignorância e da vaidade, poderá acarretar para o movimento espírita. É duro dizer isto, mas é verdade".

                                                                    Herculano Pires

Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: wender100%espirita em 30 de Agosto de 2013, 00:25
Amigo Breno,
você sabe o significado da palavra "supimpa",
a maioria das pessoas não saberiam dizer o que significa,porque era uma expressão utilizada no século passado e retrasado,sabem sim o que significa legal,bacana,jóia etc.que significa a mesma palavra supimpa,em desuso.
É isso que me referi quanto a sugestão de Chico Xavier e que foi deturpada.
A Biblia possui inúmeras versões,Vulgata,Almeida,King James e muitas outras,e nem por isso ela foi adulterada,só atualizada para o entendimento da época.


Veja o que disse Herculano Pires, amigo de Chico (e que continuou amigo após o episódio), sobre esse:

"É realmente triste, para mim, ter de reconhecer e precisar dizer de público que Chico revelou desconhecer a extensão de sua responsabilidade no campo doutrinário. Mas a verdade é essa, pois se o reconhecesse não teria formado com Paulo e Jamil o trio interessado em "abrandar" o Evangelho. Chico entrou numa canoa furada por invigilância, como ele mesmo confessa, e ainda agora, reconhecendo o erro, quer sustentá-lo para não faltar com a solidariedade aos dois patetas, sem se lembrar das consequências que o seu endosso a essa miserável trapaça, filha da ignorância e da vaidade, poderá acarretar para o movimento espírita. É duro dizer isto, mas é verdade".

                                                                    Herculano Pires


brenno herculano pires nao responde pela doutrina nem o chico, nem vc, vamos manter o foco do topico que nao tem nada a ver com essa sua colocacao, ou  vamos ter que criar outro pra esse debate como diz a regra do forun do qual vc abe muito bem quais sao nao e isso, e sempre usa nao e mesmo.. paz e luz
Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: Ganimedes em 30 de Agosto de 2013, 00:46
Este fórum, no meu entender, trata dos assuntos referentes ao Espiritismo, e os trata de maneira que as pessoas, que o visitam, possam tirar algum proveito do que, aqui, é debatido. Vocês ( Brenno Stoklos, Wender100% e san-fer7 ) o estão confundindo com uma 'sala de bate-papo'.
Dizer que uma afirmativa é errada não é argumento.
Ficar repetindo apenas essa frase: "Espiritismo é apenas e tão somente o que está Codificado nos livros da Doutrina Espírita." não é argumento. É, no máximo, uma opinião. Opinião de quem parece querer transformá-la em uma lei; uma lei que não existe. Vocês não respondem aos meus argumentos -- 'Responder #114;  http://www.forumespirita.net/fe/livros/quais-os-livros-fidedignos-dentro-da-de/105/
O que vocês estão fazendo está errado. As pessoas procuram pelo tópico, interessadas no assunto e encontram um bate-papo inútil. Isso é inaceitável num fórum de tanto prestígio como este.
Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: Edmar Ferreira Jr em 30 de Agosto de 2013, 01:07
Chico Xavier não sugerio que se adulterasse O Evangelho Segundo o Espiritismo e sim que houvesse uma adequação do que foi escrito a mais de um século em palavras de uso no presente e não a modificação do texto que comprometeria o significado mas,a má fé e índole obscurante dos responsáveis pela dita tradução,além de mutilarem a obra ainda colocaram a responsabilidade sobre os ombros de Chico Xavier.


Fraterno Abraço.

Citar
author=wender100%espirita link=topic=16530.msg333285#msg333285 date=1377809224]
e isso que tentei dizer amigo mas esse assunto esta encerrado pra mim, essse tipo de polemica nao leva a nada e nenhum ensinamento amigo paz  e luz


O problema, amigos wender e san-fer7,

É que a ninguém foi dada autoridade para sugerir, modificar, adulterar, adequar ou "abrandar" qualquer ensino, frase ou termo contido na Doutrina Espírita! Senão aos Espíritos Superiores!


Se um texto foi escrito “com aspereza”, é porque aquele que o escreveu quis que fosse entendido exatamente dessa forma: “com aspereza”. É exatamente por isso que os evangelistas escreveram “Raça de víboras!” como ouviram da boca do Mestre...

“Abrandar” o que foi escrito “com aspereza” é mudar o sentido do que deveria ser entendido “com aspereza” para ser entendido “sem aspereza” ou, para ser preciso, “com brandura”.

Mudar o sentido de um texto é modificá-lo, adulterá-lo, deturpá-lo, etc. e etc, independentemente de qual seja a intenção...

Se o texto de Kardec foi "abrandado", ele teve seu sentido mudado. Portanto, ele foi modificado, adulterado, deturpado, etc. e etc. É algo muito simples de se compreender. Não há o que se discutir quanto a isso. Apenas aceitar e se retratar como Chico honrosamente o fez. E ponto final.
Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: Brenno Stoklos em 30 de Agosto de 2013, 02:41

brenno herculano pires nao responde pela doutrina nem o chico, nem vc, vamos manter o foco do topico que nao tem nada a ver com essa sua colocacao, ou  vamos ter que criar outro pra esse debate como diz a regra do forun do qual vc abe muito bem quais sao nao e isso, e sempre usa nao e mesmo.. paz e luz

Amigo wender,

Apenas respondi ao que me foi perguntado.

E, quando falamos de Chico Xavier, também estamos a falar de livros que alguns querem que façam parte da DE sem que estes tenham passado pelo CUEE.

Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: Brenno Stoklos em 30 de Agosto de 2013, 02:56
Dentro do tema "Quais os Livros fidedignos dentro da DE?",o próprio Allan Kardec sugere nas Revista Espirita inúmeros livros de vários autores.Um exemplo disso está na Revista Espirita de julho de 1869,pag.216, entre outras.


O amigo saberia dizer se foi por psicografia que Allan Kardec teria feito essas sugestões em Julho de 1869?

Sim, porque Allan Kardec desencarnou a 31 de março de 1869!

Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: Brenno Stoklos em 30 de Agosto de 2013, 03:03

O que vocês estão fazendo está errado. As pessoas procuram pelo tópico, interessadas no assunto



A minha resposta ao tema do tópico está no responder # 125


Quais os livros fidedignos dentro da DE?

O Livro dos Espíritos

O Livro dos médiuns

O Evangelho Segundo o Espiritismo

O Céu e o Inferno

A Gênese

O Que é o Espiritismo

O Espiritismo na Sua Expressão mais Simples

Resumo das Leis dos Fenômenos Espíritas

A Revista Espírita

Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: san-fer7 em 30 de Agosto de 2013, 04:53
ÚLTIMOS DIAS DE UM FILÓSOFO (OS). – Entrevista
sobre as ciências, a natureza e a alma, por Sir HUMPHRY DAVY,
traduzido do inglês e comentado por C. Flammarion. – 1 vol. in-12,
3 fr. 50 c. Paris, Didier. (Revue Spirite, julho de 1869, pág. 216.)

Citado em:Catalogo Racional das Obras Para Se Fundar Uma Biblioteca Espírita



REVISTA ESPIRITA
JORNAL
DE ESTUDOS PSICOLÓGICOS
COLETÂNEA FRANCESA
CONTENDO
Os fatos de manifestação dos Espíritos, assim como todas as notícias relativas ao Espiritismo. - O ensino dos Espíritos sobre as coisas do mundo visível e do mundo invisível, sobre as ciências, a moral, a imortalidade da alma, a natureza do homem e seu futuro. - A história do Espiritismo na antigüidade; suas relações com o magnetismo e o sonambulismo; a explicação das lendas e crenças popula-res, da mitologia de todos os povos, etc.
PUBLICADA SOB A DIREÇÃO
DE ALLAN KARDEC
Todo efeito tem uma causa. Todo efeito inteligente tem uma causa integente.
liO poder da causa inteligente está na razão da grandeza do efeito
DÉCIMO-SEGUNDO ANO. – 1869
Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: Ganimedes em 30 de Agosto de 2013, 14:54
Aos amigos visitantes

A Revista Espírita é tida como obra fidedigna da doutrina Espírita. Por quê? Tudo que foi publicado nela tinha o aval dos Espíritos Superiores? Que certeza podemos ter disso? Todas as  informações publicadas na Revista Espírita passaram pelo CUEE? É difícil de acreditar e de se verificar, confirmar, sustentar tal afirmativa. Somente aqueles que se arvoram "protetores da pureza da Doutrina Espírita" -- como se os Espíritos Superiores precisassem disso -- é que afirmam tal coisa, sem ter nenhuma evidência, que prove isso.

Sabem ... aquele filme ... que o advogado, para inocentar seu cliente, desmoraliza a testemunha do adversário para desacreditá-la perante os jurados, mesmo que, o que ela esteja falando, seja a verdade? Então ...

A propósito, aqui, parecem querer desacreditar as obras de Chico Xavier, apontando falhas no seu comportamento. Assim como não se pode dizer que os livros dele são fidedignos dentro da DE, também podemos afirmar que são, porque sem a CUEE, como ter certeza para se afirmar que não? Fica a critério de cada um de nós. Para mim, todo esse trabalho mediúnico, feito por Chico Xavier para que o Espiritismo se estabelecesse em terras brasileiras não foi à toa. É evidente que teve a direção do Plano Espiritual Superior do planeta.
Amigos visitantes, leiam os livros de Allan Kardec, mas também leiam os livros de Chico Xavier, porque os livros desse médium exemplar são confiáveis sim. Vocês irão aprender mais.
Muita paz.
Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: Edmar Ferreira Jr em 30 de Agosto de 2013, 15:22
Aos amigos visitantes

A Revista Espírita é tida como obra fidedigna da doutrina Espírita. Por quê? Tudo que foi publicado nela tinha o aval dos Espíritos Superiores? Que certeza podemos ter disso? Todas as  informações publicadas na Revista Espírita passaram pelo CUEE? É difícil de acreditar e de se verificar, confirmar, sustentar tal afirmativa. Somente aqueles que se arvoram "protetores da pureza da Doutrina Espírita" -- como se os Espíritos Superiores precisassem disso -- é que afirmam tal coisa, sem ter nenhuma evidência, que prove isso.
[...]


A revista Espírita é um ótimo exemplo para se mostrar aos adeptos como se deve publicar uma obra com informações provenientes de Espíritos. Quem disser que tudo o que está ali escrito deve ser visto como verdade doutrinária e que foi validado por algum método é porque ainda não conhece a revista. A revista é um periódico de variedades, mesmo que o assunto seja o espiritismo. Portanto, o leitor encontrará ali poemas, noticiários, receitas, etc. Mas em relação ao que é especificamente informação trazida por Espíritos, há algo muitíssimo importante que deve ser observado: o que é duvidoso ou não concordante com a universalidade do ensino dos Espíritos é sempre mostrado como opinião pessoal do autor espiritual. Kardec era muitíssimo cuidadoso com isso.

Muitos detratores do espiritismo têm por hábito questionar algumas informações  veiculadas nas obras espíritas como se tivessem sido publicadas como verdades, mas não se dão sequer ao trabalho de observar que essas informações são publicadas como opiniões de seus autores.

Um exemplo simples e fácil de entender, pelo menos em tese:

“Muitos Espíritos disseram estar encarnados em Júpiter” (KARDEC, O Livro dos Espíritos)

Está muito claro nesse trecho que quem disse isso foram os Espíritos e não Kardec. No entanto, esse pequeno trecho já foi utilizado aqui no Fórum para dizer que Kardec errou, já que a ciência provou que não existe vida material inteligente em Júpiter. Ora, poderia se acusá-lo de erro se ele tivesse escrito “Muitos Espíritos estão encarnados em Júpiter”, pois a opinião então seria dele, não dos Espíritos.

Estudar antes, refletir muito, manifestar depois... Melhor norma de contuda não há.

E Ganimedes, antes que eu me esqueça, não estou me dirigindo a você e nem questionando o que quer que seja que você tenha escrito, estou apenas citando um trecho de seu post para aproveitar o que quero discutir
 
 
Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: VLRC em 30 de Agosto de 2013, 17:07

Olá

Primeiramente ha de se saber diferenciar o que é um livro de doutrina espirita do que é um livro espirita ou com tematica espirita .

livros Doutrina espirita- são alguns livros que compõem a obra de Kardec que passaram pelo metodo CUEE (controle universal dos ensinamentos dos espiritos).

 livro espirita temática -versam sobre o mundo espiritual sobre a existencia dos espiritos sobre a continuação da vida após o desencarne compõem a grande maioria dos livros, que trazem opiniões de espiritos diversos, mas ainda não passaram pelo CUEE,

isso não quer dizer que não sejam verdadeiros ou que não possam nos ajudar a nos transforma-mos em pessoas melhores ,eu particularmente gosto muito dos livros vindos pela psicografia de Chico Xavier e também de outros autores até mesmo autores não espiritas.



O método CUEE foi proposto por Kardec e pelos espiritos superiores para termos certeza sobre as informações vindas pelos espiritos então nada mais certo e mais justo de que para uma obra ser considerada doutrina espirita esta tenha que passar pelo metodo CUEE, o problema todo esta em quando vai acontecer novamente esta aferição pelo tal método.





Kardec em o livro o que é o espiritismo nos fala:

Espiritismo e Espiritualismo

Visitante Pergunto inicialmente que necessidade havia de criar as novas palavras espírita
e Espiritismo para substituir espiritualista e espiritualismo que pertencem à língua
comum e são compreendidas por todas as pessoas? Já ouvi alguém qualifi car esses
termos de barbarismos.


resposta A.K.: — A palavra espiritualista tem, há muito tempo, uma acepção bem determinada;
é a Academia quem a dá: Espiritualista é aquele ou aquela cuja doutrina é
oposta ao materialismo. Todas as religiões são, necessariamente, fundadas sobre
o espiritualismo. Todo aquele que crê que há em nós outra coisa além da matéria é

espiritualista, o que não traz como conseqüência a crença nos espíritos e nas suas
manifestações. Como o senhor o distinguiria daquele que acredita nisso? É preciso
então empregar uma perífrase12 e dizer: é um espiritualista que crê, ou um espiritualista

que não crê em espíritos. Para coisas novas precisamos de palavras novas,
se queremos evitar os equívocos.
Se eu tivesse dado à minha Revista a qualificação de Espiritualista, não teria,

de modo algum, especificado o seu objetivo, porque, sem me esquivar do meu
título, eu poderia não dizer uma palavra sobre os espíritos e até mesmo combatê los.
Há algum tempo li, em um jornal, a respeito de uma obra filosófica, um artigo

em que era dito que o autor havia escrito sob o ponto de vista espiritualista; ora,
os partidários do Espiritismo ficariam singularmente desapontados se, confiando
nessa indicação, tivessem acreditado que iriam encontrar nessa obra a mínima concordância com suas idéias.

Portanto, se eu adotei as palavras espírita e Espiritismo
é porque elas exprimem, sem equívoco, as idéias relativas aos espíritos.
Todo espírita
é necessariamente espiritualista, mas isso não quer dizer que todos os espiritualistas
sejam espíritas.



Então agora fica facil responder ao topico, obras fidedignas se tratando de doutrina espirita
livro dos espiritos ,livro dos mediuns,Céu e inferno ...etc

Abç
Valter LRC
 :)
Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: Ganimedes em 30 de Agosto de 2013, 17:28
Discordo que se coloquem a Revista Espírita nessa lista.
Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: Ganimedes em 30 de Agosto de 2013, 17:50
edmar f jr,

Aqui, neste tópico, tem postagem, que coloca a Revista Espírita como literatura espírita fidedigna da Doutrina Espírita por conta do CUEE. Fizeram até lista. Por esse ponto de vista, por que os livros de Chico Xavier não? Querem colocar coisas dentro do Espiritismo, que não existem. Coisas, que somente existem como opinião pessoal. Agora, lendo o que você explicou, os visitantes irão saber que isso não é verdade. Se a RE não pode ser considerada literatura fidedigna da Doutrina Espírita e é confiável, por que os livros de Chico Xavier não? Fica a critério de cada um de nós aceitarmos isso ou não. Não se pode divulgar que a RE é obra espírita fidedigna da DE, porque passou pelo CUEE e por isso, confiável, e os livros de Chico Xavier não, porque não passaram. Isso está errado, porque não se pode provar que todas as informações divulgadas pela revista passaram pelo CUEE. Ou não? Ou sim? Desse modo, tanto a Revista Espírita como os livros psicografados por Chico Xavier, estando no mesmo patamar, são obras espíritas confiáveis.
Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: Brenno Stoklos em 30 de Agosto de 2013, 22:25
edmar f jr,

Aqui, neste tópico, tem postagem, que coloca a Revista Espírita como literatura espírita fidedigna da Doutrina Espírita por conta do CUEE. Fizeram até lista. Por esse ponto de vista, por que os livros de Chico Xavier não? Querem colocar coisas dentro do Espiritismo, que não existem. Coisas, que somente existem como opinião pessoal. Agora, lendo o que você explicou, os visitantes irão saber que isso não é verdade. Se a RE não pode ser considerada literatura fidedigna da Doutrina Espírita e é confiável, por que os livros de Chico Xavier não? Fica a critério de cada um de nós aceitarmos isso ou não. Não se pode divulgar que a RE é obra espírita fidedigna da DE, porque passou pelo CUEE e por isso, confiável, e os livros de Chico Xavier não, porque não passaram. Isso está errado, porque não se pode provar que todas as informações divulgadas pela revista passaram pelo CUEE. Ou não? Ou sim? Desse modo, tanto a Revista Espírita como os livros psicografados por Chico Xavier, estando no mesmo patamar, são obras espíritas confiáveis.


Acontece, amigo Ganimedes,

Que aquilo que está colocado na RE e não é Doutrina é claramente indicado como tal!

Kardec em nenhum momento se descuidou de dizer o que é Doutrina Espírita e o que é opinião pessoal!

Já o mesmo não se pode dizer de André Luiz, Emmanuel & Cia.

Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: Ganimedes em 30 de Agosto de 2013, 23:25
Que aquilo que está colocado na RE e não é Doutrina é claramente indicado como tal!
Kardec em nenhum momento se descuidou de dizer o que é Doutrina Espírita e o que é opinião pessoal!

Você tem alguma prova, com que possa sustentar isso, que você falou? Para mim, é claro que não. Que certeza você pode ter disso? Para mim, nenhuma. O correto não seria dizer: Na minha opinião ...? Ou dizer: Eu acredito ... ?
Afirmar alguma coisa por convicção própria, sem ter provas, não é argumento. É, no máximo, uma opinião.
Para finalizar: se o que você diz fosse verdade -- "Que aquilo que está colocado na RE e não é Doutrina é claramente indicado como tal" --, a RE não poderia, por essa mesma razão, de maneira nenhuma ser recomendada como literatura fidedigna da Doutrina Espírita. Seria um contra-senso.
Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: Brenno Stoklos em 30 de Agosto de 2013, 23:42

 aquilo que está colocado na RE e não é Doutrina é claramente indicado como tal.



Como o amigo pode ler não se trata de todo o texto das RE!

Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: Ganimedes em 30 de Agosto de 2013, 23:47
Faço uma correção: essa citação não é minha. Ela é sua.
Brenno, para mim, você está se deixando levar por convicções.

Abraços.
Ganimedes
Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: Brenno Stoklos em 31 de Agosto de 2013, 00:27
Faço uma correção: essa citação não é minha. Ela é sua.
Brenno, para mim, você está se deixando levar por convicções.

Abraços.
Ganimedes


É sempre melhor "deixar-se levar" por convicções baseadas na lógica do que por fantasias e inverdades!

Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: Edmar Ferreira Jr em 31 de Agosto de 2013, 01:26
Que aquilo que está colocado na RE e não é Doutrina é claramente indicado como tal!
Kardec em nenhum momento se descuidou de dizer o que é Doutrina Espírita e o que é opinião pessoal!

Você tem alguma prova, com que possa sustentar isso, que você falou? Para mim, é claro que não. Que certeza você pode ter disso? Para mim, nenhuma. O correto não seria dizer: Na minha opinião ...? Ou dizer: Eu acredito ... ?
Afirmar alguma coisa por convicção própria, sem ter provas, não é argumento. É, no máximo, uma opinião.
Para finalizar: se o que você diz fosse verdade -- "Que aquilo que está colocado na RE e não é Doutrina é claramente indicado como tal" --, a RE não poderia, por essa mesma razão, de maneira nenhuma ser recomendada como literatura fidedigna da Doutrina Espírita. Seria um contra-senso.

Penso que nesse caso talvez seja mais adequado trabalhar diretamente sobre a fonte antes de se tomar algum partido:

Citar
Convém, pois, considerar essas explicações como opiniões pessoais dos Espíritos que as formularam, opiniões que podem ser justas ou falsas, e que, em todo o caso, necessitam da sanção do controle universal, e, até mais ampla confirmação, não poderiam ser consideradas como partes integrantes da Doutrina Espírita. (Junho de 1866, “Os Evangelhos explicados pelo Sr Roustaing”)

Citar
Já dissemos cem vezes: Para nós a opinião de um Espírito, seja qual for o nome que traga, tem apenas o valor de uma opinião individual; nosso critério está na concordância universal, corroborada por uma lógica rigorosa, para as coisas que não podemos controlar com os próprios olhos. De que nos serviria dar prematuramente uma doutrina como verdade absoluta se, mais tarde, devesse ser combatida pela generalidade dos Espíritos?

Por mais racional que nos pareça esta explicação, não a damos como absoluta, mas a título de hipótese e como tema de estudo, até que tenha recebido a dupla sanção da lógica e da opinião geral dos Espíritos, único controle válido das doutrinas espíritas, e que pode assegurar a sua perpetuidade. (Março de 1868. “Curas Instantâneas”)

Citar
12. – As comunicações dos Espíritos são opiniões pessoais, que não devem ser aceitas cegamente. O homem não deve, em nenhuma circunstância, desprezar seu próprio julgamento e seu livre-arbítrio. Seria dar prova de ignorância e de leviandade aceitar como verdades absolutas tudo quanto vem dos Espíritos; eles dizem o que sabem. Cabe a nós submeter os seus ensinamentos ao controle da lógica e da razão. (Abril de 1869, “Profissão de fé espírita americana”)

Citar
Entregamos estes documentos ao exame de todos os espíritas sérios e ficaremos reconhecidos aos que houverem por bem nos transmitir a sua apreciação, ou as instruções de que poderão ser objeto, da parte dos Espíritos. A Revista Espírita é, antes de tudo, um jornal de estudo e, nessa condição, apressa-se em acolher todos os elementos capazes de esclarecer a marcha de nossos trabalhos, deixando ao controle universal, apoiado pelos conhecimentos adquiridos, o cuidado de julgar em última instância. (Junho de 1869, “Jovem médium Bretão”)

Os grifos sãos meus.
Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: san-fer7 em 31 de Agosto de 2013, 03:51
Em O Livro Dos Espíritos,em sua introdução Allan Kardec diz:

Para designar coisas novas são necessárias palavras novas; assim
exige a clareza de uma língua, para evitar a confusão que ocorre quando
uma palavra tem múltiplo sentido. As palavras espiritual, espiritualista,
espiritualismo têm um significado bem definido, e acrescentar-lhes uma
nova significação para aplicá-las à Doutrina dos Espíritos seria multiplicar
os casos já tão numerosos de palavras com duplo sentido. De fato, o
espiritualismo é o oposto do materialismo, e qualquer um que acredite
ter em si algo além da matéria é espiritualista, embora isso não queira
dizer que creia na existência dos Espíritos ou em suas comunicações
com o mundo material. Em vez das palavras espiritual, espiritualismo,
utilizamos, para designar a crença nos Espíritos, as palavras espírita e
Espiritismo, que lembram a origem e têm em si a raiz e que, por isso
mesmo, têm a vantagem de ser perfeitamente inteligíveis, reservando à
palavra espiritualismo sua significação própria. Diremos que a Doutrina
Espírita ou o Espiritismo tem por princípio a relação do mundo material
com os Espíritos ou seres do mundo espiritual. Os adeptos do Espiritismo
serão os espíritas ou, se quiserem, os espiritistas.
Como especialidade, o Livro dos Espíritos contém a Doutrina
Espírita; como generalidade, liga-se ao espiritualismo num dos seus aspectos.
Esta é a razão por que traz, no início de seu título, as palavras:
“filosofia espiritualista”.


Em outra parte da obra Allan Kardec deixa claro a natureza doutrinaria de sua codificação,reunida no seu pentateuco.Ele também menciona,alem da Doutrina,a natureza filosófica e cientifica do estudo do espiritismo,portanto tendo-se a base doutrinaria em sua obra,todos estudos Filosóficos e científicos que estejam em total concordância com a doutrina são fidedignos.


Fraterno Abraço.
Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: Brenno Stoklos em 31 de Agosto de 2013, 06:32

todos estudos Filosóficos e científicos que estejam em total concordância com a doutrina são fidedignos.


Fraterno Abraço.


Perfeito!

O amigo poderia, agora, citar um único exemplo de livro que atenda à essa condição?

Título: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: san-fer7 em 31 de Agosto de 2013, 19:29
Amigo,
não vou me deter a títulos mas sim a autores e pesquisadores,como por exemplo:
Pietro Ubaldildi
Leon Denis
José Herculano Pires
Alexandre Aksakof
Alphonse Bouvier
Herminio C.Miranda
Torres Pastorinho
Alberto Rochas
Bezerra de menezes
Camille Flammarion
Edgard Armond
Divaldo Franco
Ernesto Bozzano
Gabriel Delanne   e muitos outros autores,sem dizer de
Psicografias de
André Luiz
Emmanuel
Ramatís e obras psicografadas por Chico Xavier,
todos autores e obras versadas à filosofia e ciência espirita e de plena concordância com a doutrina espirita.

Agora,invertendo um pouco à Participação inquisitória do caro amigo,sou eu que pergunto:
Onde o amigo ve contradições nas obras dos autores sitados acima com a doutrina espirita e se houver discordância,voce não acha que cabe a cada um analizar,comparando com a codificação.


Fraterno Abraço.
Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: Brenno Stoklos em 01 de Setembro de 2013, 00:57

Agora,invertendo um pouco à Participação inquisitória do caro amigo,sou eu que pergunto:
Onde o amigo ve contradições nas obras dos autores sitados acima com a doutrina espirita e se houver discordância,voce não acha que cabe a cada um analizar,comparando com a codificação.


Fraterno Abraço.


Posso afirmar aqui, e sem medo de errar, que nenhuma obra, de nenhum desses autores citados, está em total concordância com a Doutrina Espírita e, portanto, não podem fazer parte do cânone desta!

Título: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: san-fer7 em 01 de Setembro de 2013, 05:38
A codificação de Kardec é a base da Doutrina Espírita,imutavel e não pode ser corrompida porém,cabe a cada um,com o conhecimento e aprofundamento na doutrina espirita, verificar a concordância ou não com a codificação as obras de pesquisadores que dedicaram suas vidas na pesquisa espirita.não se deve por em descredito nenhum estudioso sério sem antes analisar suas obras e isso é um feito individual.Opiniões própria não vale para outros.


Abraço Fraterno.
Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: Brenno Stoklos em 01 de Setembro de 2013, 07:33

A codificação de Kardec é a base da Doutrina Espírita,imutável e não pode ser corrompida porém,cabe a cada um,com o conhecimento e aprofundamento na doutrina espirita, verificar a concordância ou não com a codificação as obras de pesquisadores que dedicaram suas vidas na pesquisa espirita.não se deve por em descredito nenhum estudioso sério sem antes analisar suas obras e isso é um feito individual.Opiniões própria não vale para outros.


Abraço Fraterno.


Amigo san-fer7,

O entendimento incorreto desse trecho mínimo que assinalei em sua postagem é a causa de toda a controvérsia que se cria em torno da Doutrina Espírita!

A incorreção está em que a Codificação de Kardec não é "a base da", a Codificação de Kardec é "a" Doutrina Espírita!

A Doutrina Espírita é uma obra completa, que dispensa qualquer correção ou complementação.

Nela são revelados todos os ensinamentos que necessitamos e podemos absorver em nosso atual estágio evolutivo.

Qualquer acréscimo à DE só terá sentido quando a Terra houver se transformado em um Mundo de Regeneração.

Corrija-se apenas esse trecho e o restante do que o amigo escreveu estará perfeito.

Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: Ganimedes em 01 de Setembro de 2013, 16:13
Penso que nesse caso talvez seja mais adequado trabalhar diretamente sobre a fonte antes de se tomar algum partido:

Citar
Convém, pois, considerar essas explicações como opiniões pessoais dos Espíritos que as formularam, opiniões que podem ser justas ou falsas, e que, em todo o caso, necessitam da sanção do controle universal, e, até mais ampla confirmação, não poderiam ser consideradas como partes integrantes da Doutrina Espírita. (Junho de 1866, “Os Evangelhos explicados pelo Sr Roustaing”)

Citar
Já dissemos cem vezes: Para nós a opinião de um Espírito, seja qual for o nome que traga, tem apenas o valor de uma opinião individual; nosso critério está na concordância universal, corroborada por uma lógica rigorosa, para as coisas que não podemos controlar com os próprios olhos. De que nos serviria dar prematuramente uma doutrina como verdade absoluta se, mais tarde, devesse ser combatida pela generalidade dos Espíritos?

Por mais racional que nos pareça esta explicação, não a damos como absoluta, mas a título de hipótese e como tema de estudo, até que tenha recebido a dupla sanção da lógica e da opinião geral dos Espíritos, único controle válido das doutrinas espíritas, e que pode assegurar a sua perpetuidade. (Março de 1868. “Curas Instantâneas”)

Citar
12. – As comunicações dos Espíritos são opiniões pessoais, que não devem ser aceitas cegamente. O homem não deve, em nenhuma circunstância, desprezar seu próprio julgamento e seu livre-arbítrio. Seria dar prova de ignorância e de leviandade aceitar como verdades absolutas tudo quanto vem dos Espíritos; eles dizem o que sabem. Cabe a nós submeter os seus ensinamentos ao controle da lógica e da razão. (Abril de 1869, “Profissão de fé espírita americana”)

Citar
Entregamos estes documentos ao exame de todos os espíritas sérios e ficaremos reconhecidos aos que houverem por bem nos transmitir a sua apreciação, ou as instruções de que poderão ser objeto, da parte dos Espíritos. A Revista Espírita é, antes de tudo, um jornal de estudo e, nessa condição, apressa-se em acolher todos os elementos capazes de esclarecer a marcha de nossos trabalhos, deixando ao controle universal, apoiado pelos conhecimentos adquiridos, o cuidado de julgar em última instância. (Junho de 1869, “Jovem médium Bretão”)

Os grifos sãos meus.

É por todos esses textos, que você citou, que podemos concluir que a RE não poderia -- e não pode --, por essa mesma razão -- que esses textos apresentam --, de maneira nenhuma ser recomendada como literatura fidedigna da Doutrina Espírita. Seria um contra-senso, dizer o contrário.
Existe um detalhe, que foi esquecido: será que é mesmo somente opinião do espírito -- não digo comunicante, mas aquele, que faz livro através da psicografia -- ou a informação, passada por ele, é estudada antes, pesquisada e checada com sábios espíritos no mundo espiritual? Por que não se pergunta ao espírito escritor como ele conseguiu a informação, e como o livro foi elaborado? Existe algum meio de se tornar os livros psicografados mais confiáveis? Penso que sim.


Quem disser que tudo o que está ali escrito deve ser visto como verdade doutrinária e que foi validado por algum método é porque ainda não conhece a revista. A revista é um periódico de variedades, mesmo que o assunto seja o espiritismo.

Não se tem como saber ou provar que todas as informações contidas nas publicações da RE são fidedignas da DE ou se são apenas opinião do espírito.
Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: Mourarego em 01 de Setembro de 2013, 16:34
Wender e amigos,
não há ninguém que possa fazer "adequação" alguma em qualquer obra, Espírita opu não.
Existem leis para tal e tudo começa com a anuência por escrito do autor. Ora se Kardec continua desencarnado, não há como alguém fazer alguma "adequação" no que ele escreveu.
Sobre manipulação e modificação do teor há mesmo uma edição de O ESE que foi feita pela FEESP que gerou tanta discussão que foi retirada das bancas.
Abraços,
Moura
Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: Edmar Ferreira Jr em 01 de Setembro de 2013, 17:06
[...]
É por todos esses textos, que você citou, que podemos concluir que a RE não poderia -- e não pode --, por essa mesma razão -- que esses textos apresentam --, de maneira nenhuma ser recomendada como literatura fidedigna da Doutrina Espírita. Seria um contra-senso, dizer o contrário.
Existe um detalhe, que foi esquecido: será que é mesmo somente opinião do espírito -- não digo comunicante, mas aquele, que faz livro através da psicografia -- ou a informação, passada por ele, é estudada antes, pesquisada e checada com sábios espíritos no mundo espiritual? Por que não se pergunta ao espírito escritor como ele conseguiu a informação, e como o livro foi elaborado? Existe algum meio de se tornar os livros psicografados mais confiáveis? Penso que sim.

[...]

Faço apenas uma última recomendação ao amigo, antes que a vontade do concluir tome em definitivo o lugar que cabe ao trabalho do estudo sério que se deve fazer sobre a literatura espírita: estude a Revista Espírita e veja por você mesmo como tudo ali se processa. Não há outro modo...
Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: wender100%espirita em 01 de Setembro de 2013, 18:07
Wender e amigos,
não há ninguém que possa fazer "adequação" alguma em qualquer obra, Espírita opu não.
Existem leis para tal e tudo começa com a anuência por escrito do autor. Ora se Kardec continua desencarnado, não há como alguém fazer alguma "adequação" no que ele escreveu.
Sobre manipulação e modificação do teor há mesmo uma edição de O ESE que foi feita pela FEESP que gerou tanta discussão que foi retirada das bancas.
Abraços,
Moura
vc esta correto moura concordo plenamente com sua ponto de vista, o que defendi aqui foi apenas que o chico nao teve maldade com esse comentario que deu tanta repercusao , eu falo porque conheco muita gente que conviveu com ele e ele fazia mesmo certos comentarios informalmente que nem vo comenta e vai gera outra polemica kkk,porque tudo que envolve o nome dele hoje,pricipalmente porque nao esta entre nos prase defender gera muita venda de livros, ele mesmo afirmou que tudo que ele tinha de fazer ele fez atraves dos livros ditados pelo espiritos que nao iria dar comunicacao,justamente pra nao criar polemicas com seu nome, e que esta acontecendo esta chovendo de mensagens com seu nome faze o que ne, ele mesmo reconheceu que errou, mas errou muito mais quem publicou.e ponto final nesta historia!paz e luz
Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: Mourarego em 01 de Setembro de 2013, 18:20
Claro que não teve maldade mano Wender.
Chico era home de poucas letras, dava crédito a muitas coisas, tinhas várias crenças, logo, era suscetível a erros.
Seu trabalho, porém, como médium foi magnífico, pois ummédium tras apenas e sem modificações aquilo que lhe ditam os Espíritos.
A mim, faltou ao Chico apenas o conhecimento da DE, pois nela se vê e numa obra em que ele geralmente citava, a lem,brança ao item dois da introdução ao estudo da DE, onde se vê que para certas afirmações dadas por Espíritos, se deva esperar (o termo é ter prudência), por uma confirmação já tida com overdade espírita.
Há uma corrente de maus Espíritas que querem crucificar ao Chico, mas que por outro lado elevam a patamar de santo, outros Espíritos que quando na carne mostraram que de santidade não tinham nem o cacoete.
Uma coisa é ser um bom médium, outra, porém, é estar em conjunto para com a DE.
Abraços,
Moura
Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: wender100%espirita em 01 de Setembro de 2013, 20:55
entendi moura!
Título: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: san-fer7 em 02 de Setembro de 2013, 05:19
Amigos participantes deste fórum,
estou me retirando do mesmo do qual foi muito agradável participar dado o nível dos caros amigos,não sem antes colocar no mais breve possível,minha humilde opinião baseada no conhecimento que tenho sobre a DE.
A Doutrina Espírita é imutável e só o Ser Supremo poderá alterar seu fundamento.


Todo trabalho de pesquisadores sérios deve ser analizado para se verificar se o mesmo contribui para o conhecimento e aprimoramento do homem na Doutrina sem que o mesmo venha contraria-la.


Chico Xavier,apesar de humilde e com pouco estudo,foi um ser humano excepcional e não deve ser julgado pela sua obra já que a mesma foi enviada em psicografia pelos espíritos.


Obrigado Amigos e

Fraterno Abraço.
Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: marcelo2100 em 04 de Setembro de 2013, 21:09
uma duvida me tormenta a tempos: quem me garante que tudo Chico escreveu foi realmente fruto da psicografia? qual a garantia?
Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: wender100%espirita em 04 de Setembro de 2013, 21:59
na minha opiniao, nao tem garantia nenhuma , so posso te afirmar que tudo que ele  escreveu se nao for obra dos espiritos como ele dizia, se for dele todos os livros,todas as mensagens,  pra mim e um homem muito sabio, porque consolou milhoes  de pessoas, familiares ansiosos por  noticias dos entes queridos no plano espiritual, nao so no Brasil mas em todo mundo!
Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: Brenno Stoklos em 05 de Setembro de 2013, 03:59

Chico Xavier,apesar de humilde e com pouco estudo,foi um ser humano excepcional e não deve ser julgado pela sua obra já que a mesma foi enviada em psicografia pelos espíritos.

Obrigado Amigos e

Fraterno Abraço.

uma duvida me tormenta a tempos: quem me garante que tudo Chico escreveu foi realmente fruto da psicografia? qual a garantia?


consolou milhoes  de pessoas, familiares ansiosos por  noticias dos entes queridos no plano espiritual, nao so no Brasil mas em todo mundo!



As obras psicografadas por Chico Xavier não fazem parte do cânone da Doutrina Espírita.

Mas, evidentemente, não deixa de ter valor.

Pelo seu conteúdo espiritualista, pelos conselhos morais que traz é digna de apreciação.

Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: Amigo em 21 de Outubro de 2013, 22:46
Além das obras fundamentais... de Allan Kardec
Recomendo não as obras psicografadas a principio...mas o de estudo!
Todas as obras de Herculano Pires, Alguns de Deolindo Amorin e Hermínio Miranda !
Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: Brenno Stoklos em 22 de Outubro de 2013, 06:37
Além das obras fundamentais... de Allan Kardec
Recomendo não as obras psicografadas a principio...mas o de estudo!
Todas as obras de Herculano Pires, Alguns de Deolindo Amorin e Hermínio Miranda !


Não há, aí, diferença.

Obras psicografadas, que não aquelas da DE, são opiniões pessoais de desencarnados.

Obras "de estudo" são opiniões pessoais de encarnados.

Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: Mourarego em 22 de Outubro de 2013, 15:19
Correto mano Brenno, apesar de que as citadas, e aqui faço exceção do meu amigo Herminio, apenas porque a leitura que a sabemos sempre tão rápida que se faz, não deixa a todos a possibnilidade de entenderem que Hermínio por vezes dá o seu próprio traço, que ele mesmo chama de "viagem", no que escreve.
Abraços,
Moura
Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: LuizFrancisco em 04 de Fevereiro de 2014, 11:18
Olá a todos,
Relendo novamente este tópico, fica a sensação de que muitas vezes usamos termos para defender o nosso ponto de vista que não exprime com o pensamento do que o codificador da doutrina fala sobre o assunto.

Uns citam que as obras basilares estão inserida no LM, deixando para traz obras após a publicação desta. Outros falam em "pentateuco" querendo dar uma visão religiosa para a doutrina. E que o codificador fala?

Kardec falou sobre as obras das quais usa o termo fundamentais do espiritismo e está contido num pequeno livreto intitulado como CATÁLOGO RACIONAL DAS OBRAS PARA SE FUNDAR UMA BIBLIOTECA ESPÍRITA. Último livro escrito e publicado pelo codificador. Esta obra surgiu em março de 1869, e foi lançada no mês de sua morte.

Nela cita o autor:
I – OBRAS FUNDAMENTAIS DA DOUTRINA ESPÍRITA - ALLAN KARDEC
 
LIVRO DOS ESPÍRITOS (O) (parte filosófica) contendo os princípios da Doutrina Espírita -
 
LIVRO DOS MÉDIUNS (O) (parte experimental) – Guia dos médiuns e dos evocadores, contendo a teoria de todos os gêneros de manifestações.
 
EVANGELHO SEGUNDO O ESPIRITISMO (O) (parte moral), contendo a explicação das máximas morais do Cristo, sua aplicação e sua concordância com o Espiritismo.
 
CÉU E O INFERNO (O), ou a Justiça Divina Segundo o Espiritismo, contendo numerosos exemplos sobre a situação dos Espíritos no mundo espiritual e na Terra.
 
GÊNESE OS MILAGRES E AS PREDIÇÕES, SEGUNDO O ESPIRITISMO (A).

QUE É O ESPIRITISMO (O).  Introdução conhecimento do mundo dos Espíritos.
 
 
ESPIRITISMO NA SUA EXPRESSÃO MAIS SIMPLES (O).
 
RESUMO DA LEI DOS FENÔMENOS ESPÍRITAS
CARÁTER DA REVELAÇÃO ESPÍRITA.
 
VIAGEM ESPÍRITA EM 1862.
 
REVISTA ESPÍRITA - Jornal de Estudos Psicológicos Fundada por Allan Kardec
Sai entre o dia 1º e 5 de cada mês, desde 1º de janeiro de 1858.

Aí se quiserem continuar a pesquisa traz ele outro item da qual colo,
II – OBRAS DIVERSAS SOBRE O ESPIRITISMO - (Ou Complementares da Doutrina).

Verificamos aqui que Kardec não tem este rigorismo da qual muitas das vezes usamos a ponto de citar obras que por nós fazemos anátema quanto à ela. Somente coloca ele advertências que são contrárias aos ensinos dos Espíritos Superiores.

Muitas vezes entramos em contendas falando que esta ou aquela obra não é complementar, pois não passou pelo CUEE. Verificamos que Kardec não esta dificuldades.

Abraços,
 
 
 
Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: Brenno Stoklos em 05 de Fevereiro de 2014, 05:07

Olá..................
..............dificuldades.

Abraços,


"2º -  O Livro dos EspíritosContém a doutrina completa, como a ditaram os próprios Espíritos, com toda a sua filosofia e todas as suas conseqüências morais. E a revelação do destino do homem, a iniciação no conhecimento da natureza dos Espíritos e nos mistérios da vida de além-túmulo. Quem o lê compreende que o Espiritismo objetiva um fim sério, que não constitui frívolo passatempo".

                                                                 O Livro dos Médiuns


Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: Vitor Santos em 05 de Fevereiro de 2014, 10:05
Olá amigo Luiz

Concordo com o amigo. Allan kardec não parecia ter um comportamento dogmático. Se o tivesse não tinha a abertura mental para criar uma doutrina nova, embora assente nas palavras de Jesus, as quais não se podem  confundir com os catecismos católicos. Kardec, ou seja, as fontes de informação dele, trouxe uma nova interpretação, muito mais espiritual e nobre de Jesus.

Todavia kardec também era céptico, na medida certa, ao que parece. Ele jamais aceitaria qual obra como revelação doutrinária sem uma análise muito profunda da mesma. Ele parecia proceder como os detectives nas investigações criminais. Não se contentava em ouvir um espirito. Procurava formas de confirmar o que ele dizia e fazer também um estudo de coerência com os conhecimentos anteriormente adquiridos. Isto porque, segundo ele mesmo, os espíritos não são todos de confiança.

Ter mente aberta não é aceitar tudo sem espírito critico. Isso é crendice. A questão não é proibir a publicação de obras. Isso seria censura. A questão é aceita-las como texto de revelação doutrinaria.

O que se passa entre os espíritas não é essa mentalidade evidenciada por kardec. Trata-se da formação de partidos. De correntes distintas. Uns discordam da visão de kardec mas não se assumem, pois querem estar confortavelmente à sombra da credibilidade do codificador. Outros são adeptos de kardec, fanáticos, outros ainda são adeptos progressistas de kardec, mas, vendo que os critérios de grande parte dos progressistas não são válidos, mas baseados em crendices, preferem ficar com Jesus e kardec, com base no critério que mais vale rejeitar cem revelações novas válidas do que aceitar uma falsa revelação. Mais vale andar devagar do que ir depressa e despistar-se. O impacto de uma revelação falsa põe todas as verdadeiras em causa.

Bem haja
Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: LuizFrancisco em 05 de Fevereiro de 2014, 11:52
Olá Vitor,

Gostei de sua postagem pautada na compreensão e entendimento sobre o tópico e assunto proposto.

Concordo e discordo de suas colocações, parece ambíguo, mas, talvez sejam somente pontos de vistas, vamos a elas.

O amigo coloca com acerto: “Ter mente aberta não é aceitar tudo sem espírito critico. Isso é crendice. A questão não é proibir a publicação de obras. Isso seria censura. A questão é aceita-las como texto de revelação doutrinaria.”

Leio os livros que chegam as minhas mãos e retenho o que moralmente me faz elevar, o que tenho dificuldades de entender ou aceitar deixo de quarentena e as exponho no momento propício.

Quanto a outra questão de aceita-las como texto de revelação doutrinária, é prudente não fazê-lo por isso coloco em quarentena.

Citei o livreto CATÁLOGO RACIONAL DAS OBRAS PARA SE FUNDAR UMA BIBLIOTECA ESPÍRITA em seu segundo capítulo II – OBRAS DIVERSAS SOBRE O ESPIRITISMO - (Ou Complementares da Doutrina), Kardec cita uma relação enorme de livros que muito de nós se fossemos catalogar para uma biblioteca espírita não colocaríamos em hipótese alguma, mas, o codificador não teve esta dificuldades.

A dificuldade está de alguns foristas somente copiar e colar as resposta inseridas nos livros da codificação, não colocando seu embasamento e entendimento e por si só querem  fecharem a questão. Outros falam que isto e aquilo não é doutrina e quando colocamos os livros da doutrina muitas das vezes não são aceitas e dizem ser esta a opinião de Kardec e não dos Espíritos Superiores, querendo ter um entendimento maior da doutrina do que a do codificador. E isto não podemos aceitar, pois a opinião de Kardec tem um embasamento maior de que qualquer outro estudioso. Este é o ponto principal.

Muitas das vezes na ânsia de defender Kardec que não precisa de defesa, somos muito intransigente. E olha que me coloco também neste patamar, pois se olhar minhas postagens anteriores verificará muitas das vezes a minha conduta.

Por ser uma lista extensa de livros não a colo aqui, mas há vários sites que trazem este catálogo racional das obras para se abrir uma biblioteca espírita.

Chamo a atenção que não é somente uma biblioteca, mas sim, uma biblioteca espírita.

Abraços,
Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: Andressa Z. em 05 de Fevereiro de 2014, 12:50
Olá amigo Luiz Francisco!
Também sou adepta à "quarentena", acho que é a forma de reunirmos mais conhecimento perante os fatos que ficamos em dúvida da veracidade,  para poder finalmente ter uma conclusão com embasamento. Melhor conhecermos todas as possibilidades viáveis do que ficarmos limitados...isso ao meu ver! O que é verdade está disponível na doutrina, em outras obras temos possíveis verdades que só as experiências e um longo período de estudo poderão comprovar o que é real ou não.
Deus nos deu uma ferramenta incrível de pesquisa que é o nosso cérebro,  cabe à nós o bom uso! ;)
Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: Vitor Santos em 05 de Fevereiro de 2014, 14:16
Olá amiga Andressa

Manter actualizadas as revelações doutrinárias é um grande esforço, e um esforço que tinha de ser permanente, ininterrupto, desde a primeira hora. Realizado por pessoas cépticas, com mentalidade cientifica, responsável, isenta, independente, e não por pessoas supersticiosas ou que vão em crendices, ou pelos vendilhões do templo que querem é vender livros aos milhões.

O ME não tem os meios, os métodos e o interesse suficientes para fazer isso, na minha opinião. E nunca, depois de Kardec, voltou a tê-los. Em resumo, Allan Kardec não teve seguidores do trabalho que ele iniciou. Apenas adeptos, inimigos e alternativos.

Mas ainda há um problema mais complexo. É que, para seguir Allan Kardec, deveria ser alguém nomeado pelos espiritos para colaborador deles. Pois se o que Kardec escreveu é  verdade, a autoria da obra não foi dele. Se não houve mais ninguém, entretanto, das duas uma: ou não foram os espiritos os autores, ou eles decidiram parar com a revelação doutrinária, após Kardec. E contra isso não podemos fazer nada. As ordens chegam de cima para baixo e não de baixo para cima.

Não me venham dizer que homens e mulheres que escrevem livros psicografados, ou inspirados pelos espiritos, às catadupas, aos milhares, são os substitutos de Kardec. Basta que o que eles produzem seja aos milhares para lhe retirar a natureza de revelação doutrinária. Os espiritos não iam criar milhares de livros para fazer revelações doutrinárias. Isso não tem lógica absolutamente nenhuma.

E quem separa o trigo do joio em milhares de livros? É preciso ler carradas e carradas de lixo, para extrair o que é revelação doutrinária? Ou será que a revelação ocupa mesmo milhares de livros? - Está claro, chegam os lideres de cada opinião. Formam-se partidos e correntes, em vez de se fazer um esforço comum, de união.

Como eu disse, o trabalho de de organização, classificação e síntese, de Kardec não foi prosseguido. Era preciso ir integrando o material novo mas com rigor. Se algo não é coerente com o que já existe, é necessário determinar se o que está errado é o novo ou o velho, mas justificando porquê.   

Agora fazer uma biblioteca particular nada tem a haver o trabalho de Allan Kardec. Nem ninguém tem ler apenas livros espíritas. Há dados com interesse espiritual em muitos outros livros, começando pelo NT da Biblia, por exemplo. Porquê ter uma biblioteca classificada de espirita?

Na nossa sociedade a credibilidade está muito ligada à popularidade. É normal pois vivemos na sociedade dos meios de comunicação de massas, cujos critérios não são científicos. Ser mediático é mais importante do que ser culto e inteligente. A única inteligência valorizada é aquela que tem a haver com a habilidade e capacidade de comunicação. Um jogador de futebol é mais importante do que os homens que permitiram e permitem que existam meios de comunicação de massas, através da invenção, implementação e conservação da tecnologia.

Numa sociedade assim, são os manipuladores de massas que se safam. E Deus, me perdoe se estou errado, mas os povos gostam de ser manipulados e conduzidos como ovelhas num rebanho. Estar na moda, para um jovem, é mais importante do que ser uma pessoa honrada e honesta. Por isso eles quase matam ou dão um rim para obter um telemóvel ou um iphone da última geração.

O espiritismo, sendo um movimento de pessoas, sofre do mesmo que o resto da sociedade. Desde que algo seja popular, mediático, "vende"... As pessoas gostam que lhes digam o que elas devem gostar e apreciar. Não estão para se maçar a estudar os assuntos. O que está na moda, OK, é bom! O resto ignora-se. Dá muito trabalho estudar a sério e sistemáticamente.

bem haja
Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: Gustavo Rettenmaier em 05 de Fevereiro de 2014, 16:22
gostei do tópico, vou ter de ver com mais calma
Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: Andressa Z. em 05 de Fevereiro de 2014, 18:37
Muito relevante tua resposta Vitor!
Realmente, muita gente (espiritas também) só lêem livros best-seller e deixam muita informação interessante de lado, por não serem livros comentados, com apelo de marketing. Isso é bem preocupante.
Livros tem aos montes como diz, mas como saber oq é relevante sem ler?
Trabalho científico como realizou Kardec,  até os dias de hoje desconheço quem faz. Mas será que não teremos mais nada por parte dos espíritos que se possa conhecer? E , por exemplo, como podemos interpretar tantas semelhanças em algumas descrições de diferentes autores? Não podemos considerar como informações comuns de variados espíritos?
Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: Renato.Oliv em 05 de Fevereiro de 2014, 20:09
Livros tem aos montes como diz, mas como saber oq é relevante sem ler?
Trabalho científico como realizou Kardec,  até os dias de hoje desconheço quem faz. Mas será que não teremos mais nada por parte dos espíritos que se possa conhecer? E , por exemplo, como podemos interpretar tantas semelhanças em algumas descrições de diferentes autores? Não podemos considerar como informações comuns de variados espíritos?

Olá Andressa. Tomo a liberdade de tecer uma opinião a respeito de suas perguntas.

Livros tem aos montes como diz, mas como saber oq é relevante sem ler?

O principal como sempre é ler, reler, estudar, repetir o estudo, em cima dos cinco livros da codificação Kardequiana, pois ao contrário do que muitos pensam, o estudo de fato desses livros deve ser contínuo e sistematizado.
Depois existem obras complementares, concebidas por vários Espíritos através de conhecidos médiuns.
Jesus dizia algo assim: "pelos frutos os conhecereis...", se temos dúvidas se os médiuns conhecidos foram enganados, basta ver a vida deles, sempre voltada ao bem, à exemplificação do Evangelho, logo os Espíritos que os acompanham ou acompanhavam não podem ser inferiores, visto terem investido a vida totalmente ao bem e ao próximo. Mas, todos são livres para discordar e apenas ficar estudando as obras de Kardec, também não saírão perdendo. Quanto ao que se é relevante ou não, devemos experimentar, lendo com cautela o que nos interessarmos, comparando sempre com os ensinos do Evangelho e com a Codificação de Kardec.

Trabalho científico como realizou Kardec,  até os dias de hoje desconheço quem faz. Mas será que não teremos mais nada por parte dos espíritos que se possa conhecer?

A época de Kardec era outra, a qual possuía objetivos, materiais e espirituais, diferentes, dado o desabrochar de fato do intelectualismo, naquele século.
Creio que a época de divulgação, pesada, doutrinária, já passou. Hoje em dia ainda temos de divulgar, porém, de uma forma mais cadenciada e madura.
Estamos atualmente no período do esforço na exemplificação de tudo o que nos foi apresentado nos dois últimos séculos.
O que já nos foi revelado é o suficiente para nos esclarecer, consolar e dar esperanças, nos levando assim ao esforço no serviço do bem, praticando ao máximo no dia a dia.
Querer mais revelações, mais respostas, não, por enquanto não acho que seja o ideal. No momento certo, mais respostas nos serão dadas, pois estamos longe de tudo saber sobre a realidade espiritual. A revelação é liberada aos poucos de acordo com o estado evolutivo.
Nos empenhemos em nossa melhoria moral, pois o atraso ainda é grande.

como podemos interpretar tantas semelhanças em algumas descrições de diferentes autores?

No caso dos Espíritos que atuam ativamente no movimento Espírita brasileiro, sobre a liderança de Ismael, como Bezerra de Menezes, Joanna de Ângelis, Manoel P. de Miranda, Emmanuel, etc. é natural trazerem uma proposta semelhante, mas que se formos estudar à fundo, perceberemos que se tratam de Espíritos bem diferentes.
O objetivo deles é nos esclarecer e não concorrerem num desafio de quem revela mais ou melhor sobre a vida espiritual.
Como sempre, o nosso grande problema é tentar criar conclusões sem embasamento sobre coisas que não entendemos, por não querermos estudar de fato. Só se pode tirar conclusões sobre algo após se estudar, para assim realmente se conhecer sobre o assunto, seja ele qual for.

Não podemos considerar como informações comuns de variados espíritos?

Como falei antes, devemos estudar antes de tentar criar conclusões. Ir pelo falatório da maioria pode ser um erro. Jesus trouxe uma proposta inédita onde a maioria na época dele não concordava dizendo que ele era um impostor, falso profeta, etc. e deu no que deu. Crucificaram-no achando que estavam fazendo o certo, mas nem se deram ao trabalho de estudar e tentar ao menos refletir sobre o que ele ensinava.
Então, ao meu ver, devemos pegar os livros complementares conhecidos e estudá-los, no fim, se não concordarmos paciência, sem problema. Agora pegarmos meia-dúzia de mensagens soltas, lendo sem a reflexão e atenção devida, jamais será o suficiente para sabermos se é certo ou errado. Precisaríamos ser Espíritos Superiores ou mais, coisa que não o somos, para poder julgar um livro sem ao menos lê-lo.

Essas foram as minhas conclusões a respeito. Meu objetivo é somente expressar minha opinião. Sintam-se livres para discordar.

Abraço fraterno!
Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: Vitor Santos em 05 de Fevereiro de 2014, 22:35
Olá amiga Andressa

Amiga, repare bem que eu não me pronuncio sobre o que cada um deve ou não deve ler. Nem que as pessoas devem ler ou deixar ler livros sobre espiritualismo para além dos de Allan Kardec.

O que eu digo é que o ME só tem duas saídas sérias, em termos do que apresenta como revelação doutrinária. Ou se restringe a Allan Kardec ou procede como ele procedia. Isto é, investigava as informações, como um polícia investiga um crime. Compara-as os depoimentos dos espíritos uns com os outros. Verifica se são ou não coerentes, se as novas revelações não se chocam com as anteriores. Se isso acontecer é preciso estudar bem o assunto afim de concluir quais as que devemos considerar mais próximas da realidade. As novas ou as antigas. Todavia não há ninguém a fazer esse trabalho, de forma isenta e independente. Alguém cujo objectivo não seja demonstrar que tem razão, mas apurar, tanto quanto possível a verdade, mesmo que ela vá contra aquilo que o próprio pensava, por critérios lógicos e racionais. Ora, não há ninguém a fazer isso que seja consensual no ME. Logo, publicar um livro a titulo de revelação doutrinária, de forma credível, nos dias de hoje, não é possível.

Também há uma certa hipocrisia, pois ninguém com responsabilidades no movimento espírita, que tenha ideias que sejam diferentes da codificação, as apresenta a esse título. Tentam impingir essas ideias, mas alegam que são coerentes com a codificação. Poucos têm coragem de o fazer. Uns porque têm medo de perder a aceitação social, outros o mercado livreiro dentro do ME.

Antes de publicar um livro espírita, devia fazer-se uma análise, como acontece com as publicações científicas que são revistas por especialistas previamente (peer reviewed). A não ser que se trate de um livro de ficção espirita, para fins lúdicos.

Bem haja

Bem haja
Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: Gustavo Rettenmaier em 05 de Fevereiro de 2014, 22:45
"O que eu digo é que o ME só tem duas saídas sérias, em termos do que apresenta como revelação doutrinária. Ou se restringe a Allan Kardec ou procede como ele procedia. Isto é, investigava as informações, como um polícia investiga um crime. Compara-as os depoimentos dos espíritos uns com os outros. Verifica se são ou não coerentes, se as novas revelações não se chocam com as anteriores. Se isso acontecer é preciso estudar bem o assunto afim de concluir quais as que devemos considerar mais próximas da realidade. As novas ou as antigas. Todavia não há ninguém a fazer esse trabalho, de forma isenta e independente. Alguém cujo objectivo não seja demonstrar que tem razão, mas apurar, tanto quanto possível a verdade, mesmo que ela vá contra aquilo que o próprio pensava, por critérios lógicos e racionais. Ora, não há ninguém a fazer isso que seja consensual no ME. Logo, publicar um livro a titulo de revelação doutrinária, de forma credível, nos dias de hoje, não é possível."
Se o amigo Vitor me permite, gostaria de fazer uma reflexão sobre o que o amigo postou.
A questão de demonstrar que tem razão, em parece, infelizmente, muito forte entre os espíritas, seja para aceitar qualquer coisa, seja para rejeitar da mesma forma.
Da minha parte, entendo que toda e qualquer manifestação vinda do plano espiritual, bem como as opiniões dos nossos irmãos encarnados, mereça respeito, mas da minha parte, faço passar pelo crivo da razão, do raciocínio, confrontando com a base e com meu entendimento acerca da base.
Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: Andressa Z. em 06 de Fevereiro de 2014, 02:14
Olá novamente amigos,
Gustavo, compartilho teu parecer. Atualmente a única maneira de "julgar" alguma nova mensagem - nem apoiando ou contrariando a doutrina - é com a nossa razão.
Amigo Vitor, entendi teu pensamento...porém ainda há mais uma divergência entre os espíritas: entender ou não ideias descritas em livros como "exemplificação" do que codificou Kardec; por exemplo, para alguns existem o umbral, o vale dos suicidas e alegam que a doutrina não desmente o fato, para outros esses espaços não existem..Também apoiados na doutrina! Aí variados livros, de diferentes mediuns,  de diversas partes do mundo, falam sobre umbral e vale, por exemplo. Será racional negar essas informações?
É apenas uma reflexão. Não vejo somente o preto e o branco e acredito que nem tudo o que é "novo" possa ser tão novo assim..pode estar nas entrelinhas e não vemos.
Bem, ainda tenho anos de estudo pela frente, pode ser que minha visão mude! :D
Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: Diegas em 06 de Fevereiro de 2014, 08:54
Olá !


Para uma parte dos foristas, a Doutrina Espirita nasceu e morreu com Kardec. Então, fica fácil responder que os livros fidedignos da Doutrina Espirita são os de Kardec. Mas para quem considera que a Doutrina sobreviveu recomendaria também os livros de Francisco Cândido Xavier (todos, sem qualquer exceção)


Abç
Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: Gustavo Rettenmaier em 06 de Fevereiro de 2014, 10:45
Olá !


Para uma parte dos foristas, a Doutrina Espirita nasceu e morreu com Kardec. Então, fica fácil responder que os livros fidedignos da Doutrina Espirita são os de Kardec. Mas para quem considera que a Doutrina sobreviveu recomendaria também os livros de Francisco Cândido Xavier (todos, sem qualquer exceção)


Abç
Meu caro, eu leio qualquer coisa que me pareça interessante.
Apenas observo as orientações da codificação quanto ao "crivo da razão", ao bom senso, e a qualidade da mensagem.
Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: Diegas em 06 de Fevereiro de 2014, 11:43
Meu caro, eu leio qualquer coisa que me pareça interessante.
Apenas observo as orientações da codificação quanto ao "crivo da razão", ao bom senso, e a qualidade da mensagem.

Olá !


Eu também leio de tudo: gibis, decalques, jornais, cardápios, menus, catecismo...E, engraçado, tudo também me passa pelo crivo da razão....Aliás, nem sei se o seu comentário foi uma critica ao fato de eu apreciar Xavier... Se foi, não vai modificar em nadinha a minha opinião; caso não tenha sido esta sua intenção, anotarei a importantissima observação.



Abç
Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: Vitor Santos em 06 de Fevereiro de 2014, 13:27
Olá amigo Diegas

Não sei a quem está a responder e cada um sabe de si.

No meu caso já esclareci que sou contra qualquer tipo de censura. Todavia não leio todo o lixo que me aparece à frente, para depois o seleccionar, porque isso me parece impossível. Então no caso das obras espíritas, que são aos milhares...

Uma vez que quem publica, sobretudo quando se trata de organizações como a FEB, que são instituições que representam o ME actual, não se dão ao trabalho de destrinçar o trigo do joio, eu, sozinho, nem que quisesse, jamais poderia fazê-lo. Até porque, mesmo no âmbito da espiritualidade, e da área cientifica que estuda o paranormal, tenho material bem mais credível e interessante, do meu ponto de vista.

Citar
Para uma parte dos foristas, a Doutrina Espirita nasceu e morreu com Kardec. Então, fica fácil responder que os livros fidedignos da Doutrina Espirita são os de Kardec. Mas para quem considera que a Doutrina sobreviveu recomendaria também os livros de Francisco Cândido Xavier (todos, sem qualquer exceção)


Os livros de Chico Xavier, primeiro que tudo, não são da autoria de Chico Xavier, tal como os de Allan Kardec não são da autoria de Kardec. Dizer que todos os livros de Chico Xavier devem ser lidos, é uma coisa, dizer que eles são revelações doutrinárias é outra. O que interessa destrinçar é o que são revelações doutrinárias. Obras de ficção, isso cada um sabe o estilo que mais gosta, sejam psicografadas ou não.

É evidente que as centenas de livros escritos pela mão de Chico, de vários autores espirituais, não são todos revelações doutrinárias. Pois isso era dizer que os espiritos mandavam escrever centenas de livros aos médiuns para definir as revelações doutrinárias, ideia essa que é absurda, para qualquer homem ou para qualquer espírito inteligente e bem intencionado. Os espiritos não ganham dinheiro com os livros, não necessitam que sejam aos milhares.

Os bons espiritos querem é que a mensagem seja o mais simples, sucinta, clara, objectiva e acessível a todos, como toda a gente que pretende dar uma mensagem importante, de boa fé. Isto parece-me tão lógico e óbvio que até me faz confusão que alguém pense o contrário.

Não havendo um trabalho de classificação, investigação de lógica e coerência comparativa, etc. de todos os livros de Chico Xavier, jamais posso concordar que são revelações doutrinárias, só por terem passado pela mão pelo médium da peruca. Nem sequer tenho tempo, nem paciência para ler aquilo tudo. Depois de um grupo de pessoas que seja isento, independente, consensual no ME, fazer uma triagem, poderá eventualmente encontrar algo que se aproveite. Até lá, gosto muito de ouvir Chico Xavier pessoalmente no Youtube, pois essas são mesmo as palavras dele. Mais nada.

Não gosto de populismos, de figuras elevadas a santas por serem mediáticas. Se o meu critério fosse esse preferia ler os livros do Pélé, pois é uma figura bem mais popular e mediática do que o Chico, a nível global. Ou ía comprar velas para queimar no Santuário de Fátima, muito mais conhecido no mundo do que Chico Xavier.

As pessoas podem ter muito valor, e Chico Xavier parecia tê-lo. Mas isso não lhes dá um carácter de infalibilidade. sobretudo no caso do livros que elas mesmo juram não serem os autores. Um médium é mero intermediário dos espiritos.     

O mesmo que digo de Chico, digo de Allan Kardec. Ele não era médium, mas não é o autor da Codificação. Aquilo não é dele, ele era pouco mais que um escrivão, mas não gostava de publicar qualquer coisa antes de a analisar com muito cuidado. Tinha uma postura critica em relação ao que os espiritos diziam. Procurava separar o trigo do joio. Não se julgava infalível nem julgava os espiritos infalíveis. Era um homem de fé mas céptico. Não era um tolo que fosse em crendices, disparates e popularidades. Era um homem culto, mas de boa fé.

Todavia ninguém prosseguiu o trabalho minucioso, isento e independente de Kardec. Assim, esse trabalho, que assegurava o progresso da doutrina, desde que os espiritos colaborassem, efectivamente morreu. Hoje publica-se tudo, sem critério, sem separar o trigo do joio, no seio do ME. Veneram-se pessoas e atribui-se o valor às obras espíritas pela assinatura do médium, que não é o autor. Pelo menos temos esperança de que parte desses que andam para ai a vender livros que se auto-classificam de espíritas, não sejam realmente os autores deles...

bem hajam
Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: Gustavo Rettenmaier em 06 de Fevereiro de 2014, 13:57
Meu caro, eu leio qualquer coisa que me pareça interessante.
Apenas observo as orientações da codificação quanto ao "crivo da razão", ao bom senso, e a qualidade da mensagem.

Olá !


Eu também leio de tudo: gibis, decalques, jornais, cardápios, menus, catecismo...E, engraçado, tudo também me passa pelo crivo da razão....Aliás, nem sei se o seu comentário foi uma critica ao fato de eu apreciar Xavier... Se foi, não vai modificar em nadinha a minha opinião; caso não tenha sido esta sua intenção, anotarei a importantissima observação.



Abç
Nem critica, nem elogio, apenas observei aspectos que o amigo não havia citado e que considero fundamentais.
Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: Diegas em 06 de Fevereiro de 2014, 15:47
Olá amigo Diegas

Não sei a quem está a responder e cada um sabe de si...'


Olá, Vitor


Sinceramente, não estava a me referir em alguém em particular por que quando assim procedo faço como neste momento dirigindo-se a sua pessoa. Por acaso, estarei mentindo quando, por constatação, afirmo que parte dos foristas acredita que a Doutrina Espirita nasceu e morreu com Kardec ?  

Citar
No meu caso já esclareci que sou contra qualquer tipo de censura. Todavia não leio todo o lixo que me aparece à frente, para depois o seleccionar, porque isso me parece impossível. Então no caso das obras espíritas, que são aos milhares...

Reafirmo aquilo que disse: As leituras também passam pelo crivo da minha razão. Talvez, a unica diferença que me separa é a de não cair na perigosa tentação de considerar a minha razão melhor ou maior do que a alheia.

Citar
Uma vez que quem publica, sobretudo quando se trata de organizações como a FEB, que são instituições que representam o ME actual, não se dão ao trabalho de destrinçar o trigo do joio, eu, sozinho, nem que quisesse, jamais poderia fazê-lo. Até porque, mesmo no âmbito da espiritualidade, e da área cientifica que estuda o paranormal, tenho material bem mais credível e interessante, do meu ponto de vista.

E sua opinião deve ser respeitada.


Citar
Os livros de Chico Xavier, primeiro que tudo, não são da autoria de Chico Xavier, tal como os de Allan Kardec não são da autoria de Kardec. Dizer que todos os livros de Chico Xavier devem ser lidos, é uma coisa, dizer que eles são revelações doutrinárias é outra. O que interessa destrinçar é o que são revelações doutrinárias. Obras de ficção, isso cada um sabe o estilo que mais gosta, sejam psicografadas ou não.

De certo, não estamos a falar de obras de ficção. Kardec e nem Xico foram ficcionistas ou ilusionistas.

Citar
É evidente que as centenas de livros escritos pela mão de Chico, de vários autores espirituais, não são todos revelações doutrinárias.


Somente as revelações deveriam ser tidas como obras espiritas ? Há muitas obras de Xico que contem mensagens lindissimas de amor ao proximo que não tem a minima pretensão de alcançar qualquer status revelador.

Citar
Pois isso era dizer que os espiritos mandavam escrever centenas de livros aos médiuns para definir as revelações doutrinárias, ideia essa que é absurda, para qualquer homem ou para qualquer espírito inteligente e bem intencionado. Os espiritos não ganham dinheiro com os livros, não necessitam que sejam aos milhares.

Infelizmente, vc enxerga os livros de Xavier (apesar de não se dar muito ao trabalho de lê-los) como mercadoria. Tanto que não consegue desligar Xavier da FEB, separar um do outro - e na FEB só há 'mercadores do Templo'.

Citar
Os bons espiritos querem é que a mensagem seja o mais simples, sucinta, clara, objectiva e acessível a todos, como toda a gente que pretende dar uma mensagem importante, de boa fé. Isto parece-me tão lógico e óbvio que até me faz confusão que alguém pense o contrário.


É verdade, quanto mais sucinta, clara e objetiva a mensagem, tanto maior revela o grau da espiritualidade do seu comunicador. Há, por exemplo, quem prefira perder seu tempo e energia com filosofos burocratas, que gastam toneladas de páginas e palavras para no final afirmar que 'Tudo é Nada' !

Citar
Não havendo um trabalho de classificação, investigação de lógica e coerência comparativa, etc. de todos os livros de Chico Xavier, jamais posso concordar que são revelações doutrinárias, só por terem passado pela mão pelo médium da peruca.


De peruca ou sem peruca, o que importa são as mensagens e o trabalho construido na elevação do Bem. No tempo de Jesus criticavam João Batista por que não comia e nem bebia. Em todos os tempos sempre haverá os descontentes - impossivel contentar a todos.

Citar
Nem sequer tenho tempo, nem paciência para ler aquilo tudo. Depois de um grupo de pessoas que seja isento, independente, consensual no ME, fazer uma triagem, poderá eventualmente encontrar algo que se aproveite. Até lá, gosto muito de ouvir Chico Xavier pessoalmente no Youtube, pois essas são mesmo as palavras dele. Mais nada.

Também gosto de ver Xavier se manifestando, sem populismo - um homem puro de coração !


Citar
As pessoas podem ter muito valor, e Chico Xavier parecia tê-lo. Mas isso não lhes dá um carácter de infalibilidade. sobretudo no caso do livros que elas mesmo juram não serem os autores. Um médium é mero intermediário dos espiritos.


Kardec também não era infalivel e nem por isso ficaremos medindo a sua pessoa - totalmente desnecessário.

Citar
O mesmo que digo de Chico, digo de Allan Kardec. Ele não era médium, mas não é o autor da Codificação. Aquilo não é dele, ele era pouco mais que um escrivão, mas não gostava de publicar qualquer coisa antes de a analisar com muito cuidado. Tinha uma postura critica em relação ao que os espiritos diziam. Procurava separar o trigo do joio. Não se julgava infalível nem julgava os espiritos infalíveis. Era um homem de fé mas céptico. Não era um tolo que fosse em crendices, disparates e popularidades. Era um homem culto, mas de boa fé.

Todavia ninguém prosseguiu o trabalho minucioso, isento e independente de Kardec. Assim, esse trabalho, que assegurava o progresso da doutrina, desde que os espiritos colaborassem, efectivamente morreu. Hoje publica-se tudo, sem critério, sem separar o trigo do joio, no seio do ME. Veneram-se pessoas e atribui-se o valor às obras espíritas pela assinatura do médium, que não é o autor. Pelo menos temos esperança de que parte desses que andam para ai a vender livros que se auto-classificam de espíritas, não sejam realmente os autores deles...


Não colocaremos Kardec e Xavier a disputar espaços - eles nem precisam ou sabem que existimos. Prefiro comentar se os livros que levam o nome deles são fidedignos.


Abç
Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: Vitor Santos em 06 de Fevereiro de 2014, 17:35
Olá amigo Diegas

Gostava apenas de esclarecer uma coisa: se o facto de um livro ter sido psicografado pelo Chico Xavier, só por si, não dá credibilidade à obra, também não lha tira. Isto é, não tenho nada contra Chico Xavier.

Bem haja
Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: wender100%espirita em 06 de Fevereiro de 2014, 21:05
amigos foristas esse topico e 2009 ja se passaram quase 5 anos e parece que debatemos e sempre voltamos ao comeco novamente! sera que tao dificil comprendermos e separar-mos as obras da codificacao,com livros ditados por opinoes particulares de seus autores Espirituais? devemos separar o carater pessoal do mediun, do mediun piscografo, codificador, dos Espirtos Superiores, com todo respeito faco apenas no sentido de comparacao, algum aqui ja leu coisas que foram acrescentadas  na Biblia por pastores ,padres, etc? podem ter lido livros que estudem os livros da bilblia, mas nenhum se intitulam parte da Mesma,nao sei se fui claro, mas assim que penso atualmente, o proprio Kardec disse que nao tinha  a pretensao  de ser o dono da verdade, que as obras estao ai e foram ditadas pelos Espiritos, agora trocar o certo pelo duvidoso cabe cada um julgar pela razao ou nao. paz e luz
Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: Joao Paulo Soares em 07 de Fevereiro de 2014, 02:18
Caros,

   Apresentem um medium a laborar nesta seara, que descreva algo contra os Emmanuels ou Joannas e ficamos, então aí, num patamar, no qual podemos discernir as comunicações obtidas.
   Conversas teoricas, em nada práticas.
Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: Brenno Stoklos em 07 de Fevereiro de 2014, 03:22

Jesus dizia algo assim: "pelos frutos os conhecereis...", se temos dúvidas se os médiuns conhecidos foram enganados, basta ver a vida deles, sempre voltada ao bem, à exemplificação do Evangelho, logo os Espíritos que os acompanham ou acompanhavam não podem ser inferiores, visto terem investido a vida totalmente ao bem e ao próximo.

Abraço fraterno!


"Procuram deslumbrar por meio de uma linguagem empolada, mais pretensiosa do que profunda, eriçada de termos técnicos e recheada das retumbantes palavras caridade e moral. Cuidadosamente evitarão dar um mau conselho, porque bem sabem que seriam repelidos. Daí vem que os que são por eles enganados os defendem,
dizendo: Bem vedes que nada dizem de mau. A moral, porém, para esses Espíritos é simples passaporte, é o que menos os preocupa. O que querem, acima de tudo, é impor suas idéias por mais disparatadas que sejam.
Os Espíritos dados a sistemas são geralmente escrevinhadores, pelo que buscam os médiuns que escrevem com facilidade e dos quais tratam de fazer instrumentos dóceis e, sobretudo, entusiastas, fascinando-os. São quase sempre verbosos, muito prolixos, procurando compensar a qualidade pela quantidade".

"A melhor garantia de que um princípio é a expressão da verdade se encontra em ser ensinado e revelado por diferentes Espíritos, com o concurso de médiuns diversos, desconhecidos uns dos outros e em lugares vários, e em ser, ao demais, confirmado pela razão e sancionado pela adesão do maior número. Só a verdade pode fornecer raízes a uma doutrina".

                                      O Livro dos Médiuns


Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: Brenno Stoklos em 07 de Fevereiro de 2014, 03:37
Caros,

   Apresentem um medium a laborar nesta seara, que descreva algo contra os Emmanuels ou Joannas e ficamos, então aí, num patamar, no qual podemos discernir as comunicações obtidas.
   Conversas teoricas, em nada práticas.


"Há, Espíritos obsessores sem maldade, que alguma coisa mesmo denotam de bom, mas dominados pelo orgulho do falso saber. Têm suas idéias, seus sistemas sobre as ciências, a economia social, a moral, a religião, a filosofia, e querem fazer que suas opiniões prevaleçam. Para esse efeito, procuram médiuns bastante crédulos para os aceitar de olhos fechados e que eles fascinam, a fim de os impedir de discernirem o verdadeiro do falso. São os mais perigosos, porque os sofismas nada lhes custam e podem tornar cridas as mais ridículas utopias. Como conhecem o prestígio dos grandes nomes, não escrupulizam em se adornarem com um daqueles diante dos quais todos se inclinam, e não recuam sequer ante o sacrilégio de se dizerem Jesus, a Virgem Maria, ou um santo venerado. Procuram deslumbrar por meio de uma linguagem empolada, mais pretensiosa do que profunda, eriçada de termos técnicos e recheada das retumbantes palavras caridade e moral".

"A melhor garantia de que um princípio é a expressão da verdade se encontra em ser ensinado e revelado por diferentes Espíritos, com o concurso de médiuns diversos, desconhecidos uns dos outros e em lugares vários, e em ser, ao demais, confirmado pela razão e sancionado pela adesão do maior número. Só a verdade pode fornecer raízes a uma doutrina".

                                                                 O Livro dos Médiuns


Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: Joao Paulo Soares em 07 de Fevereiro de 2014, 04:50
Caro Vítor,


   Os ensinamentos são conferidos a um patamar mais baixo da espiritualidade, à aquele que muitos de nós nos questionamos, enquanto a Codificação , laborada por Kadec, se referem à verdade universal, e não correspondente a um estado dos Espiritos desencarnados deste Globo. Tanto o Umbral como Colonias, e todos os devidos relatos, estão no patamar mais inferior correspondente à espiritualidade deste Globo. No entanto as verdades codificadas por Kardec, são correspondentes a todos os Globos. Percebes isto? Os ensinamentos de Andre Luiz, etc., são correspondentes ao nivel mais baixo da espiritualidade deste globo, a Terra. A outros globos , outras leis, outras descrições.
   Os espirtas estão a desencarnar a pensar em ir para colónias, onde tem a necessidade de se alimentarem, descansar,etc., mas não devia ser, daí os reparos da Espiritualidade. Então se, os espiritas, que sabem, por Kardec/DE, que não necessitam de qualquer tipo de alimentação, aquando do seu desencarne, estão preocupados com tal??!! Não,.nada disso, nem deveria de ser.
   Vamos usar o bom senso.
   E daí esta "guerra", dos que não percebem as comunicações dadas agora, com as dadas ao Kardec. Tenham juizo. Compreendam ambas, e já é desagradável ter que usar o termo de "ambas", como se fossem diferentes.

Forte Abraço,
Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: Joao Paulo Soares em 07 de Fevereiro de 2014, 05:35
Caros,

   Pelos visto não,,, :) Podem então apagar estas minhas mensagens...
   Mas algures no LE é vos indicado, que a encarnação tambem é transitória, mas os quanto aos " mundos" já é complicado...
Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: Gustavo Rettenmaier em 07 de Fevereiro de 2014, 11:02

Jesus dizia algo assim: "pelos frutos os conhecereis...", se temos dúvidas se os médiuns conhecidos foram enganados, basta ver a vida deles, sempre voltada ao bem, à exemplificação do Evangelho, logo os Espíritos que os acompanham ou acompanhavam não podem ser inferiores, visto terem investido a vida totalmente ao bem e ao próximo.

Abraço fraterno!


"Procuram deslumbrar por meio de uma linguagem empolada, mais pretensiosa do que profunda, eriçada de termos técnicos e recheada das retumbantes palavras caridade e moral. Cuidadosamente evitarão dar um mau conselho, porque bem sabem que seriam repelidos. Daí vem que os que são por eles enganados os defendem,
dizendo: Bem vedes que nada dizem de mau. A moral, porém, para esses Espíritos é simples passaporte, é o que menos os preocupa. O que querem, acima de tudo, é impor suas idéias por mais disparatadas que sejam.
Os Espíritos dados a sistemas são geralmente escrevinhadores, pelo que buscam os médiuns que escrevem com facilidade e dos quais tratam de fazer instrumentos dóceis e, sobretudo, entusiastas, fascinando-os. São quase sempre verbosos, muito prolixos, procurando compensar a qualidade pela quantidade".

"A melhor garantia de que um princípio é a expressão da verdade se encontra em ser ensinado e revelado por diferentes Espíritos, com o concurso de médiuns diversos, desconhecidos uns dos outros e em lugares vários, e em ser, ao demais, confirmado pela razão e sancionado pela adesão do maior número. Só a verdade pode fornecer raízes a uma doutrina".

                                      O Livro dos Médiuns
Meu caro Brenno, gostaria de ver seu entendimento acerca do texto doutrinário que citaste.
Sim, por que as palavras são corretas, mas suscetiveis de entendimentos e opiniões diversas.
De minha parte, acho o texto um tanto contraditório, pois para mim, um individuo que não se preocupe com o aspecto moral, não irá passar um ensinamento com esse fim.
E um ensinamento sem um fim moral, é por obvio, pelo menos para mim, questionável.
Quanto ao conteudo supostamente cientifico da informação, bem, pode-se enganar muita gente por algum tempo, mas não se pode enganar todo mundo o tempo todo.
A verdade um dia aparece.
O que nós temos de fazer, meu caro, é utilizar sempre o bom senso, a razão como sua citação bem lembra, pois somente ela pode nos fazer crescer.
Qualquer um que não faça dessa forma, raciocinando, sera apenas um fascinado, seja a favor da teoria apresentada, seja contra.
Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: Vitor Santos em 07 de Fevereiro de 2014, 12:42
Olá amigo João Paulo

Citar
E daí esta "guerra", dos que não percebem as comunicações dadas agora, com as dadas ao Kardec. Tenham juizo. Compreendam ambas, e já é desagradável ter que usar o termo de "ambas", como se fossem diferentes.

Para mim não há dúvida que são diferentes, amigo. E são tão diferentes que, se eu não tivesse lido Kardec primeiro nem sequer me teria interessado pela doutrina espirita. Aliás, isso aconteceu mesmo, pois antes de conhecer Kardec passei em mensagens de André Luiz, e em outras equivalentes, as quais nunca me inspiraram a me voltar para o espiritismo. Pelo contrário, afastaram-me, porque iam contra o que me dizia o coração e a razão, inspirados pelo estudo prévio do NT da Bíblia, com base na leitura directa do texto e não dos catecismos católicos, ou similares, ou seja, nas palavras de Jesus de Nazaré. Jesus é o aval da doutrina espirita.

Contudo o argumento de que as pessoas são diferentes, e de que as mensagens que podem parecer menos úteis e interessantes para uns, podem parecer o oposto, para outros. Isso é normal, é humano.

E não há dúvidas que existem correntes diferentes dentro da doutrina espirita.

Todavia, a minha postura não é de guerrear ninguém. Eu não sou tonto para imaginar que os meus esforços, para um lado ou para o outro possam ser decisivos ou demover alguém. E se o forem esse alguém está errado, pois não nos devemos basear no que nos dizem, a não ser que a razão e a intuição nos afirmam que é o que está certo. Devemos pensar tudo, pela nossa cabecinha e não sermos seguidores de "verdadeiros ou falsos profetas", ou seja seguidores amestrados das maiorias e dos mais conhecidos. Devemos ouvir todos, mas ser seguidores do que a razão e o coração, em simultâneo, nos afirmam.     

As divisões apenas podem contribuir para criar conflitos e enfraquecer o ME.

Eu não tenho nenhum compromisso com o ME. A minha ligação ao mesmo é já muito reduzida. O ME não é a minha bandeira. Para mim, a evolução do ME apenas me pode afastar ou aproximar dele. É um problema meu, individual, e de mais ninguém. Não sinto que Deus me tenha dado nenhum mandato para defender a DE. Se Ele o deu, sobrestimou a minha compreensão. Pois eu não encontro evidências confiáveis que me façam sentir um "cruzado" ao serviço de Deus, de Jesus ou da DE. Sou estúpido demais, não vejo o óbvio, talvez... Mas não há pílulas para a inteligência, infelizmente, nada posso fazer. Há pílulas para acelerar o cérebro, mas destroem o mesmo, em simultâneo. 

Eu sou alguém adepto de uma espiritualidade sem religiões, sem superstições (milagres e intervenções da espiritualidade fora das leis da natureza), nem preconceitos. Uma espiritualidade baseada na busca incessante de evidências confiáveis, objectivas, universais. Uma espiritualidade que inclua todos e não exclua ninguém. Uma espiritualidade que apoie a defesa dos mais fracos em vez de os classificar como criminosos a cumprir a pena de Talião, olho por olho, dente por dente. Que veja todos os espiritos como irmãos de Criação.Que veja o Criador como Inteligência Suprema, Causa Primeira de todas as coisas, Todo-poderoso. Um "Pai", como dizia Jesus, alegoricamente, mas um Pai Perfeito, Bom e Justo. E não um Pai que seja um legislador e um Juiz implacável e atroz, que olha os filhos como soldados rebeldes e inimigos de uma batalha do bem contra o mal.

Se existe o mal, se existe o bem, são ambos ambos obras do mesmo Criador. Nenhum homem tem poder para fazer o bem nem para fazer o mal se Deus não o permitir, ou, então, Ele não é Todo-Poderoso. E se Ele não é Todo-Poderoso não é credível que seja o Criador, a Causa Primeira.

Para acusar alguém de rebelião contra Deus era necessário que houvesse rebeldes com capacidade para promover a batalha contra Deus. Mas ninguém pode nada contra Deus, a não ser na cabeça dos supersticiosos. 


Isso de poder fazer algo contra Deus é uma ilusão de poder que o orgulho e vaidade dos homens engendra. Mas Deus não se ofende, não os exclui ("excomunga"), nem castiga por isso. Não posso acreditar que Deus tenha medo dos rebeldes, que se sinta ameaçado por eles, pobres "diabos ignorantes, estúpidos e impotentes", face à sabedoria e à força irresistível da Inteligência Suprema e das leis leis da natureza que Deus criou

A rebelião do homem é contra ele mesmo, quando teima em estagnar, em se manter psicologicamente obcecado, em não querer o melhor para si mesmo, em querer impedir a inevitável lei do progresso espiritual, com base em manias tolas. Tal qual doente mental a quem tem de se vestir uma camisa de forças e internar num hospital psiquiátrico, para bem do próprio, e para defesa dos outros. E é isso a expiação: o remédio amargo que visa a cura do próprio espírito contra si próprio.   

Algumas pessoas, entre os adeptos da DE, também estão nessa linha. E por isso mantenho a ligação com a DE e com este fórum.   

A vacilação na DE é entre espiritualidade e religião. Eu não sou contra nenhuma, mas a favor da espiritualidade. Prefiro a postura não religiosa, mas nada tenho contra os religiosos, em contra os ateus, nem contra quem quer que seja.

bem haja
Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: Brenno Stoklos em 07 de Fevereiro de 2014, 20:42
Olá !

Para uma parte dos foristas, a Doutrina Espirita nasceu e morreu com Kardec. Então, fica fácil responder que os livros fidedignos da Doutrina Espirita são os de Kardec.

Abç


Parece que há desconhecimento do que seja uma Doutrina!

Pergunto ao amigo Diegas, parafraseando:

Para uma parte dos foristas, o Evangelho nasceu e morreu com Jesus. Então, fica fácil responder que os livros fidedignos dos Evangelhos são aqueles que constam da bíblia.

Porém os Livros da Codificação (Doutrina Espírita) baseiam-se nos Evangelhos e complementam seus ensinos!

Podemos, então, dizer que os Livros da Codificação fazem parte dos Evangelhos e podem ser assim chamados (Evangelhos)?



Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: Brenno Stoklos em 07 de Fevereiro de 2014, 20:48

De minha parte, acho o texto um tanto contraditório, pois para mim, um individuo que não se preocupe com o aspecto moral, não irá passar um ensinamento com esse fim.



Quando se quer disseminar uma ideia falsa, nada melhor do que misturar à ela algumas verdades!



Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: Edmar Ferreira Jr em 07 de Fevereiro de 2014, 22:10
(...)
De minha parte, acho o texto um tanto contraditório, pois para mim, um individuo que não se preocupe com o aspecto moral, não irá passar um ensinamento com esse fim.
E um ensinamento sem um fim moral, é por obvio, pelo menos para mim, questionável.
(...)

Não concordo com isso, caro Gustavo. O indivíduo às vezes nem mesmo entende em  essência o que uma determinada moral ensina – se soubesse, talvez não a difundisse. Além do mais, mata-se todos os dias em nome de Deus, rouba-se em todos os lugares em nome de Deus... (rs...). Não estamos falando disso, é claro. Mas é apenas um exemplo do extremo a que se pode chegar, julgando-se coberto de moral e de razão...

O ensinamento do texto era necessário porque o Espírito que tem interesse em um sistema particular e o quer difundido entre uma categoria específica de pessoas procura dialogar com elas naquilo que é do interesse delas. Assim, entre algumas verdades e ensinamentos de elevado valor, o Espírito introduz suas visões particulares, o que não quer dizer que o faça por maldade. Mas, verdades são verdades e mentiras são mentiras, e o mais importante é que verdades não podem validar mentiras. Foi por isso que Erasto foi enfático ao dizer que rejeitássemos nove verdades a ter que aceitarmos uma só mentira, pois essa uma só mentira poderia ser o suficiente para se edificar todo um sistema. 

Abraço,
Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: Gustavo Rettenmaier em 07 de Fevereiro de 2014, 23:04
(...)
De minha parte, acho o texto um tanto contraditório, pois para mim, um individuo que não se preocupe com o aspecto moral, não irá passar um ensinamento com esse fim.
E um ensinamento sem um fim moral, é por obvio, pelo menos para mim, questionável.
(...)

Não concordo com isso, caro Gustavo. O indivíduo às vezes nem mesmo entende em  essência o que uma determinada moral ensina – se soubesse, talvez não a difundisse. Além do mais, mata-se todos os dias em nome de Deus, rouba-se em todos os lugares em nome de Deus... (rs...). Não estamos falando disso, é claro. Mas é apenas um exemplo do extremo a que se pode chegar, julgando-se coberto de moral e de razão...

O ensinamento do texto era necessário porque o Espírito que tem interesse em um sistema particular e o quer difundido entre uma categoria específica de pessoas, procura dialogar com elas naquilo que é do interesse delas. Assim, entre algumas verdades e ensinamentos de elevado valor, o Espírito introduz suas visões particulares, o que não quer dizer que o faça por maldade. Mas, verdades são verdades e mentiras são mentiras, e o mais importante é que verdades não podem validar mentiras. Foi por isso que Erasto foi enfático ao dizer que rejeitássemos nove verdades a ter que aceitarmos uma só mentira, pois essa uma só mentira poderia ser o suficiente para se edificar todo um sistema. 

Abraço,
Meu caro Edmar, muito bem colocado seu post, vamos a ele.
A verdade meu caro, é eterna e imutável, como Deus e suas Leis.
Da mesma forma, a moral evangélica, nem mesmo é do Cristo, vem sendo difundida no planeta desde sempre, em inúmeros livros e textos ditos sagrados.
Entretanto, temos em todo planeta, entendimentos diversos sobre esses conceitos.
É nesse ponto que a DE nos explica que o progresso intelectual precede o moral.
Quando alguem fala do que não conhece, não convence, a menos que esteja "ensinando" alguem mais ignorante ou leviano.
Da mesma forma, qualquer informação vinda, ja disse, é digna de respeito, mas, até em referência a sua citação de Erasto, qual a utilidade de informações que não sejam ensinamentos morais?
No meu entendimento qualquer ensinamento que não tenha a moral elevada como fundo, serve para pesquisa, seria e responsável, sem aceitar nem rejeitar nada como verdade ou mentira, mas apenas dando aos irmãos o direito de raciocinar sobre o tema.
Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: Brenno Stoklos em 08 de Fevereiro de 2014, 01:43

No meu entendimento qualquer ensinamento que não tenha a moral elevada como fundo, serve para pesquisa, seria e responsável, sem aceitar nem rejeitar nada como verdade ou mentira, mas apenas dando aos irmãos o direito de raciocinar sobre o tema.



Perfeito, amigo Gustavo.

O problema é que apenas uma ínfima minoria compartilha dessa sua visão das coisas.

Por conta dessas "misturas" já ouvi absurdos tais como:

"Para que vou incomodar em me esforçar em evoluir, deixar de lado o que tem de bom no mundo, se depois eu posso "me arranjar" lá numa daquelas "colônias".


O joio misturado ao trigo parece tornar esse último invisível!


Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: Diegas em 08 de Fevereiro de 2014, 03:08
Para uma parte dos foristas, o Evangelho nasceu e morreu com Jesus. Então, fica fácil responder que os livros fidedignos dos Evangelhos são aqueles que constam da bíblia...'


Olá, Brenno


Faria sentido a sua colocação se vc tomasse a palavra Evangelho como 'Boa Nova' por que os ensinamentos de 'Amor ao proximo e a Deus sobre todas as coisas' nasceram e morreram com Jesus. Mas não fará qualquer sentido se tomar a palavra Evangelho como os quatro livros escritos pelos evangelistas Mateus, Marcos, Lucas e João e isto é facil de entender por que os mesmos foram escritos após a morte de Jesus. Estes livros não nasceram e nem morreram com Jesus.

Por outra, há de entender que a Biblia é um conjunto de vários livros reunidos. Ou seja, os livros escritos pelos evangelistas encontram-se na parte da Biblia conhecida como Novo Testamento.

Então, é correto afirmar que o livro 'O Evangelho Segundo o Espiritismo' faz menção a alguns ensinamentos de Jesus e que estes ensinamentos são eternos, nunca morrerão.



Abç
Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: Vitor Santos em 08 de Fevereiro de 2014, 09:22
Olá amigos

Alexandra Solnado, uma portuguesa que se autoproclama médium e que recebe o espírito daquele que foi Jesus, alterando a mensagem do Mestre. Devemos considerar a obra dela uma actualização das palavras de Jesus? Qual a diferença dos livros dela e dos produzidos por outros médiuns que não foram submetidos a uma analise rigorosa?

Bem hajam
Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: Gustavo Rettenmaier em 08 de Fevereiro de 2014, 15:23

No meu entendimento qualquer ensinamento que não tenha a moral elevada como fundo, serve para pesquisa, seria e responsável, sem aceitar nem rejeitar nada como verdade ou mentira, mas apenas dando aos irmãos o direito de raciocinar sobre o tema.



Perfeito, amigo Gustavo.

O problema é que apenas uma ínfima minoria compartilha dessa sua visão das coisas.

Por conta dessas "misturas" já ouvi absurdos tais como:

"Para que vou incomodar em me esforçar em evoluir, deixar de lado o que tem de bom no mundo, se depois eu posso "me arranjar" lá numa daquelas "colônias".


O joio misturado ao trigo parece tornar esse último invisível!
Ai esta um ponto com o qual concordamos, o estudo sério da DE é algo para o qual muito poucos se habilitam.
É realmente mais facil achar que depois de desencarnado se consegue uns "bonus hora", varrendo chão de um hospital astral.
Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: Andressa Z. em 08 de Fevereiro de 2014, 18:35
Olá amigos

Alexandra Solnado, uma portuguesa que se autoproclama médium e que recebe o espírito daquele que foi Jesus, alterando a mensagem do Mestre. Devemos considerar a obra dela uma actualização das palavras de Jesus? Qual a diferença dos livros dela e dos produzidos por outros médiuns que não foram submetidos a uma analise rigorosa?

Bem hajam

Cruzes Vitor! Que medo dessa mulher! rs
Particularmente,  os livros desta "médium" já estariam desacreditados só pelo fato dela alterar as lições de Jesus. Leria com o intuito de entender oq se passa em uma mente assim! Os demais autores que mencionamos aqui por exemplo, não apresentaram até então motivos de forma tão escancarada como a que nos conta, só me resta pelo momento reconhecer a árvore através de seus frutos.
Elimino muito material através do raciocínio,  mas tudo que fica na dúvida,  só com mais tempo de estudo e vivência para consentir ou eliminar. Alterações nas palavras de Jesus é algo para se eliminar no ato; oq contradiz Jesus e a doutrina (da forma ainda rudimentar que a compreendo no momento) de forma alguma me traz credibilidade.
Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: Vitor Santos em 08 de Fevereiro de 2014, 21:41
Olá Andressa

Temos algo em comum, Jesus é para nós um farol.

Bem haja
Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: Andressa Z. em 09 de Fevereiro de 2014, 00:32
Jesus é minha única certeza amigo Vitor! :D
Título: Re: Quais os livros fidedignos dentro da DE?
Enviado por: Brenno Stoklos em 09 de Fevereiro de 2014, 04:08

Mas não fará qualquer sentido se tomar a palavra Evangelho como os quatro livros escritos pelos evangelistas Mateus, Marcos, Lucas e João e isto é facil de entender por que os mesmos foram escritos após a morte de Jesus.
Abç[/color]



Mas foi exatamente através desses "quatro livros" que o amigo menciona, e que, não por acaso, são chamados de Os Evangelhos, que nos foi revelada toda a Doutrina do Mestre Jesus.

Portanto, não seria correto chamar-se aos Livros da Codificação de Evangelhos apenas porque fazem menção daqueles e tem a Doutrina do Mestre Jesus como base.

Assim, não há que se chamar de Doutrina Espírita (Espiritismo), nem dizer que fazem parte dela, à obras psicografadas de Autores Espirituais que não participaram do ditado (Revelação) da mesma!