Forum Espirita

CONVÍVIO => Off-topic => Tópico iniciado por: Anton Kiudero em 02 de Fevereiro de 2010, 12:58

Título: Os dragões - Legiões das trevas
Enviado por: Anton Kiudero em 02 de Fevereiro de 2010, 12:58
[youtube=637,525]1S4PZkdJN8k&autoplay=1&LOOP=1[/youtube]
Os dragões - Legiões das trevas
Título: Re: Os dragões - Legiões das trevas
Enviado por: Anton Kiudero em 02 de Fevereiro de 2010, 13:58
No plano internacional os dragões dominam vastas coletividades de consciencias, as vezes falando em nome de Deus e as vezes não.

Apenas um pequeno exemplo dentre dezenas:
 
http://www.estadao.com.br/noticias/internacional,ira-diz-que-outros-nove-presos-por-protestos-serao-enforcados-,505009,0.htm (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy5lc3RhZGFvLmNvbS5ici9ub3RpY2lhcy9pbnRlcm5hY2lvbmFsLGlyYS1kaXotcXVlLW91dHJvcy1ub3ZlLXByZXNvcy1wb3ItcHJvdGVzdG9zLXNlcmFvLWVuZm9yY2Fkb3MtLDUwNTAwOSwwLmh0bQ==)

"A justiça iraniana será implacável e "não mostrará clemência com aqueles grupos de inimigos de Deus que tratam de atentar contra a segurança nacional e agitar a República Islâmica", completou o iraniano."
Título: Re: Os dragões - Legiões das trevas
Enviado por: Raphael Victor em 02 de Fevereiro de 2010, 14:21
Caraca! Muito bacana parece ser o livro.
Anton, vc sabe se ja tem nas livrarias?? a Dufoux é em BH?
Abraco
fique com Deus
Título: Re: Os dragões - Legiões das trevas
Enviado por: EmBuscaDaLuz em 02 de Fevereiro de 2010, 19:21
Me animei para a leitura deste livro...

Obrigada pela dica!
Título: Re: Os dragões - Legiões das trevas
Enviado por: vetjivago em 04 de Fevereiro de 2010, 15:58
Muito interessante o tema abordado, com certeza irei procurar aqui na Comunhão Espírita
Abraços
Título: Re: Os dragões - Legiões das trevas
Enviado por: Anna_Carolina em 19 de Abril de 2010, 18:26
Estou lendo e ADORANDO o livro. Tenho algumas dúvidas que gostaria de compartilhar com quem já leu ou está lendo. Vetjivago, eu comprei na banca da FEB que fica no Pátio Brasil.
Título: Re: Os dragões - Legiões das trevas
Enviado por: Romany em 02 de Novembro de 2010, 02:06
Olá amigos, essa sequencia de livros de Robson Pinheiro, Legiao o Livro das sombras, um olhar pelo reino das sombras e a marca da besta, sao livros que valem ouro apois abragem 100% a verdade dos fatos , que até hj era conhecido por poucos, mais poucos mesmo entre os encarnados, fala sobre a verdade dos dragoes, das prisoes da subcrosta e etc....

Romany
romany@controllerfx.com
Título: Re: Os dragões - Legiões das trevas
Enviado por: Anton Kiudero em 20 de Julho de 2011, 00:13
Anexo copia do livro em formato PDF

Título: Re: Os dragões - Legiões das trevas
Enviado por: bisognini em 13 de Agosto de 2011, 18:06
Olá amigos, essa sequencia de livros de Robson Pinheiro, Legiao o Livro das sombras, um olhar pelo reino das sombras e a marca da besta, sao livros que valem ouro apois abragem 100% a verdade dos fatos , que até hj era conhecido por poucos, mais poucos mesmo entre os encarnados, fala sobre a verdade dos dragoes, das prisoes da subcrosta e etc....

Romany
romany@controllerfx.com

100% da verdade???? Livros do Robson Pinheiro?????

Título: Re: Os dragões - Legiões das trevas
Enviado por: Regina C Oliveira em 09 de Setembro de 2011, 17:36
Olá, estou lendo Os Dragões e estou achando muito interessante...estou sim lendo bem devagar e quando terminar volto para deixar aqui meus comentários..

Regina . Oliveira
Título: Re: Os dragões - Legiões das trevas
Enviado por: Cíntia Paula em 09 de Setembro de 2011, 17:46
Olá amigos, essa sequencia de livros de Robson Pinheiro, Legiao o Livro das sombras, um olhar pelo reino das sombras e a marca da besta, sao livros que valem ouro apois abragem 100% a verdade dos fatos , que até hj era conhecido por poucos, mais poucos mesmo entre os encarnados, fala sobre a verdade dos dragoes, das prisoes da subcrosta e etc....

Romany
romany@controllerfx.com

100% da verdade???? Livros do Robson Pinheiro?????



Eu leio sim os livros do Robson Pinheiro e adoro, não duvido deles nenhum pouco... Muito pelo contrário, dão explicações claras e plausíveis para todos os males que vemos acontecendo aqui na Terra...
Título: Re: Os dragões - Legiões das trevas
Enviado por: Anton Kiudero em 09 de Setembro de 2011, 21:13
Aos desavisados amigos,

O livro Os Dragões é de autoria de Maria Modesto, conhecida medium mineira que fundou o Sanatorio Espirita em Uberaba.

O livro relata a evolução do espiritismo, quem são os espiritas e os mediuns e sua ligação ancestral com os Dragões.

Vale a leitura atenta, pois há inumeros pequenos (e grandes) ensinamentos a cada página.

Fiquem em Deus,
Anton

Título: Re: Os dragões - Legiões das trevas
Enviado por: psi em 09 de Setembro de 2011, 23:09
Olá Anton

Esse é um bom livro escrito pela Modesto através do médium Wanderley Oliveira.

Não sei se o amigo já leu, mas vale a pena ler o livro Sob as cinzas do tempo escrito pelo dr. Inácio Ferreira através do médium Carlos Baccelli. O dr. Inácio era o médico responsável pelo sanatório onde trabalhava a Modesto.

Esse foi o primeiro e na minha opinião o melhor livro do dr. Inácio. Imperdível.

Um abraço


PSI 

Título: Re: Os dragões - Legiões das trevas
Enviado por: Anton Kiudero em 12 de Setembro de 2011, 22:44
Ola Psi,

O trabalho de Maria Modesto e do Dr Inacio, apesar de profundos e importantissimos passaram ao largo da direção do movimento espirita. Foram, em sua maior parte, deliberadamente ignorados pelos dirigentes que iniaram à mesma época o periodo da (tentativa?) de transformação do espiritismo em religião institucionalizada com os conceitos de 'pureza doutrinaria' e materialização dos ensinamentos.

Talvez seja esta a razão pela qual os livros de Inacio atraves de Bacelli incomodem tanto aos que ainda representam a fase ja ultrapassada do espiritismo 'centralizado'.

A fila anda e a caravana passa e ja estamos bem adiante no terceiro milenio, onde o espiritismo esta comecando a mostrar seu aspecto essencialmente universalista, despido de preconceitos. As novas gerações ja estão por aí, assuntando livremente, sem aquelas barreiras do passado.


Título: Re: Os dragões - Legiões das trevas
Enviado por: EsoEstudos em 13 de Setembro de 2011, 00:39
Ola Psi,

O trabalho de Maria Modesto e do Dr Inacio, apesar de profundos e importantissimos passaram ao largo da direção do movimento espirita. Foram, em sua maior parte, deliberadamente ignorados pelos dirigentes que iniaram à mesma época o periodo da (tentativa?) de transformação do espiritismo em religião institucionalizada com os conceitos de 'pureza doutrinaria' e materialização dos ensinamentos.

Talvez seja esta a razão pela qual os livros de Inacio atraves de Bacelli incomodem tanto aos que ainda representam a fase ja ultrapassada do espiritismo 'centralizado'.

A fila anda e a caravana passa e ja estamos bem adiante no terceiro milenio, onde o espiritismo esta comecando a mostrar seu aspecto essencialmente universalista, despido de preconceitos. As novas gerações ja estão por aí, assuntando livremente, sem aquelas barreiras do passado.


Verdade Anton!

Título: Re: Os dragões - Legiões das trevas
Enviado por: psi em 13 de Setembro de 2011, 03:54
Olá Anton

Muitos têm preconceito de ler autores espirituais como Ângelo Inácio, através do médium Robson Pinheiro, dr. Inácio Ferreira através de Baccelli,  ou Maria Modesto através de Wanderley Oliveira  que mostram a existência da comunidade dos dragões no astral inferior.

Todavia André Luiz, através de Chico Xavier, há mais de 50 anos atrás já falava sobre a existência dessa comunidade voltada para o mal em seu excelente livro Libertação.   

E veja o amigo que a existência de cidades espirituais, sejam destinadas ao bem ou ao mal em nada contradizem a doutrina, principalmente quando se lê na doutrina espírita a capacidade que os espíritos têm de aglutinar e manipular o FCU através do pensamento de forma a materializar os seus objetivos.     

Um abraço


PSI     
Título: Re: Os dragões - Legiões das trevas
Enviado por: Anton Kiudero em 14 de Setembro de 2011, 19:33
Tudo o que se relaciona ao 'umbral' é apenas o produto da percepção individual ou coletiva de mentes materializadas. Não são realidades apesar de parecerem ser para os que por la transitam. Este é o primeiro nivel além do material e é nesta vibração que se processam mais de 95% de todas as descrições de 'espiritos', que na realidade são apenas seres humanos ou espiritos humanizados sem o corpo material.

100% dos espiritos humanizados passam por esta fase ao deixar a materia e o tempo dependerá apenas de sua mente. Muitos 'desencarnam', passam uma temporada no umbral, encarnam, desencarnam, e repetem este vai-vem centenas de vezes sem avançar um pequeno passo sequer.

Em outras palavras, são realidades para quem as vive, mas ilusorias, ou seja, não são parte da Realidade.

Isto se aplica a praticamente 100% da literatura mediunica.


Título: Re: Os dragões - Legiões das trevas
Enviado por: pretoriano em 19 de Setembro de 2011, 20:08
Ola a todos,

Este livro ainda nao li, e para ser sincero tenho uma certa resistencia. Este livro me fez lembrar o livro do robson pinheiro, que alias é um pessimo livro.
Tem uma parte do livro do robson em que os espiritos do bem, vao a uma reuniao dos espiritos do mal e os do mal sabem da presença dos espiritos do bem e ainda assim nao cancelam a reuniao......rsss afinal eram espioes.........o pessoal do mal sao muito amadores........rsss e para arrematar quem discursou na convençao das trevas foi o espirito de uma secretaria de estado de um país potente. Acho q devia ser da secretaria de estado do Bush, pois o livro é desta epoca........ comédia......
Título: Re: Os dragões - Legiões das trevas
Enviado por: Anton Kiudero em 19 de Setembro de 2011, 22:40
Este livro ainda nao li, e para ser sincero tenho uma certa resistencia. Este livro me fez lembrar o livro do robson pinheiro, que alias é um pessimo livro.

Bem, este livro nada tem a ver com os livros de Robson Pinheiro, mas o interessante é que a sua resistencia é justamente razão suficiente para ler o livro. Os que demonstram esta resistencia estão mais jungidos as falanges draconianas, que ainda dominam larga parte dos espiritas.
Título: Re: Os dragões - Legiões das trevas
Enviado por: Karanami em 20 de Setembro de 2011, 01:12
Tudo o que se relaciona ao 'umbral' é apenas o produto da percepção individual ou coletiva de mentes materializadas. Não são realidades apesar de parecerem ser para os que por la transitam. Este é o primeiro nivel além do material e é nesta vibração que se processam mais de 95% de todas as descrições de 'espiritos', que na realidade são apenas seres humanos ou espiritos humanizados sem o corpo material.

Poderíamos então dizer que este mundo em que vivemos não existe de fato?
Que "é apenas o produto da percepção individual ou coletiva de mentes materializadas"?
Título: Re: Os dragões - Legiões das trevas
Enviado por: Karanami em 20 de Setembro de 2011, 01:14
estão mais jungidos as falanges draconianas, que ainda dominam larga parte dos espiritas.

Mas apenas de uma forma ilusória. Não é isso?
Título: Re: Os dragões - Legiões das trevas
Enviado por: Anton Kiudero em 20 de Setembro de 2011, 04:11
Karanami,

Os infernos, abismos e umbrais existem dentro de nos e se refletem em nosso entorno. São necessarios longos periodos de recuperação atraves de algumas encarnações para nos libertarmos do mal existente em nos mesmos. E neste processo estaremos sempre vinculados aos antigos amigos e afetos ainda não exaustos do mal. Desta forma, o estudo do reino das trevas que esta começando a ser realizado ha cerca de 25 anos é na realidade um estudo de nos mesmos.

Os mediuns espiritas, em sua maioria são egressos das falanges subcrostais e estão em processo de trabalho interior para libertar-se de todas as ilusões acumuladas por milenios, como hebreus contrarios ao Cristo, como sacerdotes catolicos que manietaram a expressão pura da fé por mais de 1000 anos atraves de todos os meios, inclusive a inquisição e na atualidade pela quase superada fase de transformação do espiritismo em religião institucionalizada, cheia de conhecimento e falha no sentimento de amor e da fé pura.

Este livro nos conta esta historia atraves de uma de suas participantes.

Título: Re: Os dragões - Legiões das trevas
Enviado por: Karanami em 24 de Setembro de 2011, 01:12
Karanami,

Os infernos, abismos e umbrais existem dentro de nos e se refletem em nosso entorno. São necessarios longos periodos de recuperação atraves de algumas encarnações para nos libertarmos do mal existente em nos mesmos. E neste processo estaremos sempre vinculados aos antigos amigos e afetos ainda não exaustos do mal. Desta forma, o estudo do reino das trevas que esta começando a ser realizado ha cerca de 25 anos é na realidade um estudo de nos mesmos.

Os mediuns espiritas, em sua maioria são egressos das falanges subcrostais e estão em processo de trabalho interior para libertar-se de todas as ilusões acumuladas por milenios, como hebreus contrarios ao Cristo, como sacerdotes catolicos que manietaram a expressão pura da fé por mais de 1000 anos atraves de todos os meios, inclusive a inquisição e na atualidade pela quase superada fase de transformação do espiritismo em religião institucionalizada, cheia de conhecimento e falha no sentimento de amor e da fé pura.

Este livro nos conta esta historia atraves de uma de suas participantes.

E o que torna o Mundo em que hoje vivemos imune a força ilusória da Mente Humana? Tudo o que vemos, tudo o que sentimos, tudo, enfim nessa nossa existência terrena pode ser ser apenas ilusão, produto de nossas "mentes espirituais"!
Título: Re: Os dragões - Legiões das trevas
Enviado por: Shadowrun em 24 de Setembro de 2011, 01:51
A ilusão é o antagonismo da realidade.
Se existe ilusão, existe realidade.(e vice-versa)
Já que desde as remotas eras incutimos em nosso psiquismo o conceito "Yin-Yan".
Tanto é fato que nas mais diversas religiões e crenças o bem e mal sempre degladiaram em busca de domínio.
Mas voltando a "ilusão".
Logo, se algo ilude, é por necessidade de encobrir o antagonismo. A realidade.
Se vivemos imersos em ilusão, então quem afirma o que é real e o que não é?

Apenas comentei essas loucas divagações tomando base da teoria do companheiro acima.
Esse post é mais com um exercício à lucidez.

P.S.: O conceito "Matrix" mexeu muito com nossa cultura. Não questiono a veracidade do conceito "Matrix", afinal como questionei acima a realidade é relativa.
Creio que seja relativa à percepção.

 :P
Título: Re: Os dragões - Legiões das trevas
Enviado por: Anton Kiudero em 24 de Setembro de 2011, 12:26
O unico meio de não se deixar envolver pelas teias da ilusão é não acreditar em nada do que a mente nos propõe ou mostra. A mente é o grande inimigo do real. Os homens passam as existencias se desiludindo, ou seja, descobrindo que o que lhes parecia verdadeiro em um momento, no momento seguinte passou a ser falso.

A ilusão é sempre um parque florido onde sob cada flor se esconde uma serpente. Jamais procure pela verdade e por seu guia seguro neste parque, porque não o encontrará.

A verdade e o seu guia encontram-se um pouco mais além onde não ha dia e nem noite, nem calor e nem frio, apenas a paz profunda e perene da consciencia que se libertou da ilusão de acreditar que é 'algo' especial e diferenciado no universo, integrando-se ao grande todo e transformando-se em instrumento consciente da vontade do Pai.

Título: Re: Os dragões - Legiões das trevas
Enviado por: Geraldo Brasil em 29 de Setembro de 2011, 19:28
Amigos,
Pelo que podemos observar, nesta série do Robson Pinheiro, é de suma importância que todo espírita ou espiritualista, conscientes de suas responsabilidades, busque estudar e conhecer as estratégias do astral inferior, com relação aos trabalhos de desobsessão e o diagnóstico preciso do serviço de auxílio!
Título: Re: Os dragões - Legiões das trevas
Enviado por: Hebe M C em 29 de Setembro de 2011, 19:42
Desculpe-me mas não é de Robson Pinheiro

Os Dragões
WANDERLEY OLIVEIRA
pelo espírito
MARIA MODESTO CRAVO
Título: Re: Os dragões - Legiões das trevas
Enviado por: Mourarego em 29 de Setembro de 2011, 21:23
Geraldo meu mano,
o dever e obrigação de todo Espírita consciente é conhecer a codificação.
As obras outras, trazem apenas opiniões quer de Espíritos ou de encarnados mas não são doutrina.
Valem como leitura mas não como doutrina.
Abraços,
Moura

Amigos,
Pelo que podemos observar, nesta série do Robson Pinheiro, é de suma importância que todo espírita ou espiritualista, conscientes de suas responsabilidades, busque estudar e conhecer as estratégias do astral inferior, com relação aos trabalhos de desobsessão e o diagnóstico preciso do serviço de auxílio!
Título: Re: Os dragões - Legiões das trevas
Enviado por: bisognini em 14 de Outubro de 2011, 14:26
Geraldo meu mano,
o dever e obrigação de todo Espírita consciente é conhecer a codificação.
As obras outras, trazem apenas opiniões quer de Espíritos ou de encarnados mas não são doutrina.
Valem como leitura mas não como doutrina.
Abraços,
Moura

Amigos,
Pelo que podemos observar, nesta série do Robson Pinheiro, é de suma importância que todo espírita ou espiritualista, conscientes de suas responsabilidades, busque estudar e conhecer as estratégias do astral inferior, com relação aos trabalhos de desobsessão e o diagnóstico preciso do serviço de auxílio!

Partilho da opinião do Moura, não é este tipo de livro seja qual for o autor, encarnado ou espiritual, que irá nos conscientizar ou alertar de fatos que tenham de fato alguma importância.
Como o Mora disse, vale como leitura, nada mais do que isso.
Título: Re: Os dragões - Legiões das trevas
Enviado por: Hebe M C em 14 de Outubro de 2011, 14:45
Eu acabei de ler, achei um bom livro.

Um abç
Hebe
Título: Re: Os dragões - Legiões das trevas
Enviado por: Viandante em 25 de Outubro de 2011, 12:07
Bom dia,

Quando leio um livro espiritualista tento aprender algo com ele, vou a meio deste livro e já a algumas páginas que tento encontrar um motivo que me faça não desistir da leitura. Ao ler algumas mensagens neste tópico fiquei com algumas duvidas a cerca da minha avaliação a literatura espiritualista, uma vez que estudo a pouco tempo a Doutrina.

Irmã Hebe, se não se importar, pode me explicar porque achou o livro bom ?

Muita paz

Obrigado
Título: Re: Os dragões - Legiões das trevas
Enviado por: Hebe M C em 25 de Outubro de 2011, 14:26
Desculpe-me, interrompi a resposta porque a bateria no computador acabou.

Viandante,

Independente de serem dragões ou não, de existirem ou não as zonas infernais, nem me prendo a isso. Acredito que seja uma forma alegórica e romanceada por Maria Modesto Cravo, embora muitos médiuns, em desdobramento, nos tratamentos através da apometria atestem já terem estado em tais lugares.

Algumas coisas são percebidas neste livro.

Existem espíritos que se comprazem com o mal? sim.
Atuam na fragilidade humana? sim
O bem os incomoda?sim
Isso tudo está na DE, se vão ou não encarnar na Terra, parece que não tem mais padrão vibratório para isso, outros se arrependem e tem essa oportunidade e podem atuar em todos os meios, independente de ser no Espiritismo ou não.

O fato é, o seu auto-conhecimento não está nas obras sociais que fizer, não está na oração não sentida, não está na frequência constante dos Centros, não está no seguir que cada médium famoso ou espírito comunicante diz.

Não podemos nos prender ao Centro como o católico vai a Igreja e nem eleger este ou aquele médium como um grande mentor, isso se faz em religiões salvacionistas, que não é o objetivo do espiritismo em si.

Talvez, e essa opinião é muito minha, o Espiritismo quando veio para o Brasil tomou essa conotação religiosa. O que faz com que a  essência dos ensinamentos se perca.

Quando li esse romance, foi a isso que me reportei.

Um abç
Hebe
Título: Re: Os dragões - Legiões das trevas
Enviado por: Mourarego em 25 de Outubro de 2011, 15:16
Exato, maninha Hebe, Herculano Pires diz a mesma coisa em um de seus artigos.
Abraços,
Moura
Título: Re: Os dragões - Legiões das trevas
Enviado por: Viandante em 26 de Outubro de 2011, 08:45
Olá mana Hebe,

Sua explicação foi muito elucidativa e fez-me ver certos pontos de vista que a minha “concentração de polígrafo” não me deixava. Tenho um velho hábito de olhar para as coisas em duas cores (tipo televisão preto e branco), guardo a esperança de, com o tempo, passar a aperceber das outras cores.

Muito obrigado
Título: Re: Os dragões - Legiões das trevas
Enviado por: delmiro em 29 de Outubro de 2011, 16:49
Este livro da médium Maria Modesto é muito bom. Vale a pena ler este livro pois é muito esclarecedor sobre as entidades que habitam as regiões umbralinas e procuram trabalhar contra os Espiritas tentando obstruir os trabalhos doutrinários realizados nas Casas Espiritas. Que a Luz e a Paz do MESTRE Jesus esteja convosco! Que Assim Seja!
Título: Re: Os dragões - Legiões das trevas
Enviado por: Wla em 29 de Outubro de 2011, 17:21
Muito obrigada por ter disponibilizado o link do livro, Anton.

Título: Re: Os dragões - Legiões das trevas
Enviado por: ericobitar em 29 de Outubro de 2011, 22:32
Pura manipulação, Deus em sua infinita sabedoria JAMAIS permitiria seres assim.
Um exemplo acenda uma vela, depois veja como as sombras ao redor dela se comportarão...
Opnião de um espírito do mundo primitivo<<<< vide ali ao lado rsrs
Título: Re: Os dragões - Legiões das trevas
Enviado por: Mourarego em 30 de Outubro de 2011, 13:13
Amigo Delmiro,
ontem mesmo postei diretamente do LE  usando de postagem de outro amigo cá do fórum, uma seqüência de questões que desmantelam esse papo de zona umbralina, colônias e quejandos.
Logo, não existem nem entidades e nem zonas umbralinas.
De outro forma, poso afirmar que segundo a doutrina espírita, se não há um vínculo entre um Espírito e um outro, este encarnado,  esteja o desencarnado onde estiver, ele não alcança ao encarnado.
Tudo se dá pela afinidade que haja entre os dois Espíritos e não por estar um numa zona e ouro noutra.
Abraços,
Moura

Este livro da médium Maria Modesto é muito bom. Vale a pena ler este livro pois é muito esclarecedor sobre as entidades que habitam as regiões umbralinas e procuram trabalhar contra os Espiritas tentando obstruir os trabalhos doutrinários realizados nas Casas Espiritas. Que a Luz e a Paz do MESTRE Jesus esteja convosco! Que Assim Seja!
Título: Re: Os dragões - Legiões das trevas
Enviado por: Hebe M C em 30 de Outubro de 2011, 13:18
Moura,
Isso é um romance, e como tal deve ser visto e analisado.
Vale a pena ler.

Um abç
Hebe
Título: Re: Os dragões - Legiões das trevas
Enviado por: Mourarego em 30 de Outubro de 2011, 13:27
Hebinha,
veja que o mano Delmiro fez esta afirmação em seu post:
"este livro pois é muito esclarecedor sobre as entidades que habitam as regiões umbralinas e procuram trabalhar contra os Espiritas tentando obstruir os trabalhos doutrinários realizados nas Casas Espiritas."

Foi a este trecho da postagem dele que me referi.
Abraços,
Moura

Clique aqui para ler mais: http://www.forumespirita.net/fe/livros/os-dragoes-legioes-das-trevas/30/?action=post;num_replies=39#12#ixzz1cGsw5vFG
Título: Re: Os dragões - Legiões das trevas
Enviado por: EsoEstudos em 30 de Outubro de 2011, 17:33


É o reino da fumacinha...  :o

Não existe nada... Apenas e tão somente o espaço ilimitado...

Por que? Porque não está descrito em Kardec...   ::)

No creo! Pero que hay, hay...

 :D

Título: Re: Os dragões - Legiões das trevas
Enviado por: Anton Kiudero em 30 de Outubro de 2011, 18:32
As vezes fico matutando o porque de certas informações passadas pelos espiritos atraves de Kardec serem tão vagas e/ou incompletas, beirando mesmo o erro ou a contradição. E a resposta esta em uma destas questões: os espiritos respondem de acordo com o entendimento dos quem os ouve...

Logo, à civilização europeia, barbara por natureza não poderiam ser transmitidas determinadas informações ha 150 anos passados. E porque é barbara por natureza? Apenas relembrando, apos Kardec esta civilização produziu tres tenebrosas guerras, duas delas em ambito mundial. Conquistou ou tentou conquistar continentes inteiros, escravizou povos e assassinou só durante o sec XX, algo como 110.000.000 de seres humanos.

E por isto, à época, o espiritismo não vingou na França e na Europa em geral. Imagine se os espiritos se esmerassem a informar com detalhes como funciona a psicologia do espirito se até mesmo a psicologia do ser humano era desconhecida e somente se tornaria objeto de estudo varias decadas após a publicação do LE. Imagine que celeuma seria criada à época se houvessem informado justamente aos barbaros europeus, dos maleficios que a alimentação carnivora viria a trazer aos homens e a sua civilização nas decadas e seculos vindouros. E imaginem se.... Há varias perguntas sem resposta, ou melhor ha uma resposta.

O povão da época receberia a mensagem espirita ainda menos do que recebeu, é so....



Título: Re: Os dragões - Legiões das trevas
Enviado por: wender100%espirita em 04 de Dezembro de 2013, 00:23
Anexo copia do livro em formato PDF


valeu amigo,poi  emprestei o meu livro e nunca mais tive noticias  rsrsr paz e luz
Título: Re: Os dragões - Legiões das trevas
Enviado por: Brenno Stoklos em 04 de Dezembro de 2013, 03:44

As vezes fico matutando o porque de certas informações passadas pelos espiritos atraves de Kardec serem tão vagas e/ou incompletas, beirando mesmo o erro ou a contradição.



As informações passadas pelos Espíritos Superiores que ditaram a Doutrina Espírita a Kardec nada têm de vagas ou incompletas e, muito menos, são erradas ou contraditórias!

É o amigo que carece do mínimo necessário para compreendê-las!


Título: Re: Os dragões - Legiões das trevas
Enviado por: lconforjr em 06 de Dezembro de 2013, 01:57
      Brenno (ref #43, 041213)


      Brenno escreveu: As informações passadas pelos Espíritos Superiores que ditaram a Doutrina Espírita a Kardec nada têm de vagas ou incompletas e, muito menos, são erradas ou contraditórias!

      Conf: o amigo não está enganado? Nós, que estudamos a doutrina, há tanto tempo, já encontramos questões. respostas, conceitos vagos, confusos e mesmo contraditórios.

      É exatamente por isso que estamos neste fórum tentando compreender o que nela não compreendemos.

..........
Título: Re: Os dragões - Legiões das trevas
Enviado por: Brenno Stoklos em 07 de Dezembro de 2013, 16:33
      Brenno (ref #43, 041213)


      Brenno escreveu: As informações passadas pelos Espíritos Superiores que ditaram a Doutrina Espírita a Kardec nada têm de vagas ou incompletas e, muito menos, são erradas ou contraditórias!

      Conf: o amigo não está enganado? Nós, que estudamos a doutrina, há tanto tempo, já encontramos questões. respostas, conceitos vagos, confusos e mesmo contraditórios.

      É exatamente por isso que estamos neste fórum tentando compreender o que nela não compreendemos.

..........


Discordo, amigo Iconforjr,

A Doutrina Espírita é precisa, lúcida, clara e harmônica!

Se alguns não compreendem o que está na Doutrina Espírita é por culpa da própria capacidade de entendimento e da falta de aplicação no estudo da mesma!


Título: Re: Os dragões - Legiões das trevas
Enviado por: wender100%espirita em 07 de Dezembro de 2013, 16:52
Amigo Delmiro,
ontem mesmo postei diretamente do LE  usando de postagem de outro amigo cá do fórum, uma seqüência de questões que desmantelam esse papo de zona umbralina, colônias e quejandos.
Logo, não existem nem entidades e nem zonas umbralinas.
De outro forma, poso afirmar que segundo a doutrina espírita, se não há um vínculo entre um Espírito e um outro, este encarnado,  esteja o desencarnado onde estiver, ele não alcança ao encarnado.
Tudo se dá pela afinidade que haja entre os dois Espíritos e não por estar um numa zona e ouro noutra.
Abraços,
Moura

Este livro da médium Maria Modesto é muito bom. Vale a pena ler este livro pois é muito esclarecedor sobre as entidades que habitam as regiões umbralinas e procuram trabalhar contra os Espiritas tentando obstruir os trabalhos doutrinários realizados nas Casas Espiritas. Que a Luz e a Paz do MESTRE Jesus esteja convosco! Que Assim Seja!
moura se for possivel queria que vc explicasse a luz da Doutrina porque nao existe zona umbralinas, e colonias, o que vejo e apenas respostas tipo"nao existe isso na Doutrina" mas sem uma explicacao mais clara mais facil de entender.paz e luz
Título: Re: Os dragões - Legiões das trevas
Enviado por: RASEK em 14 de Janeiro de 2014, 13:22
Somente para dar mais uma ênfase sobre as colônias e o Umbral.

Quantos relatos de sonhos/desdobramentos de infinitos médiuns que encontramos no nosso dia-a-dia obtemos destes lugares,  nós já não ouvimos??

Eu mesmo já sonhei/desdobrei com o terrível Umbral e uma sala numa colônia.

E já ouvi relatos de colegas meus que trabalham comigo. De até mesmo colegas que não são espíritas e nada sabem a respeito, mas que me inquiriram sobre aquilo que viram.

Então, o que dizer daqueles outros médiuns que têm ou tiveram como missão a divulgação responsável da Doutrina Espírita/Espiritismo??

Responsáveis médiuns como um Chico e um Divaldo nos trazem diversas revelações que se coadunam com tudo aquilo que A.K. nos deixou. Apenas deve-se ter em conta que nem tudo A.K. escreveu, ele apenas iniciou o longo e interminável processo, mesmo porque a cada dia que passa mais e mais novidades nos são trazidas. Afinal de contas, o Espiritismo não é uma religião dogmática, um fóssil, impermeável às novidades que perfeitamente implementam a própria doutrina.
Título: Re: Os dragões - Legiões das trevas
Enviado por: Brenno Stoklos em 14 de Janeiro de 2014, 15:13
Somente.............
....................................doutrina.



Qual palavra terá mais valor ou cunho de Verdade?

A dos Espíritos Superiores que ditaram a Doutrina Espírita ou a de Espíritos atrasados encarnados em um mundo de Provas e Expiações?


Título: Re: Os dragões - Legiões das trevas
Enviado por: RASEK em 14 de Janeiro de 2014, 15:45
Primeiro, que uma não anula a outra; mas que apenas se complementam.

E segundo, que até a palavra dos ditos atrazados são de imenso valor, pois que deles se obtem muitas informações que vêm enriquecer o nosso conhecimento.

Perfeito da forma absoluta, somente Deus. Os demais estão em vias de alcançar esta perfeição, e assim mesmo da forma relativa.

Com este raciocínio, poderíamos concluir que um Emmanuel, um Charles, um André Luiz, uma Joaana de Angelis dentre outros, são sim almas que se esforçam para alcançarem a referida perfeição relativa; e asim mesmo sabem muito bem que há muito chão para tal.

Não devemos desprezar jamais estas revelações que nos são dadas pelas mãos de médiuns esforçados e sérios como Chico Xavier, Yvonne, Divaldo etc.

Como eu mesmo disse a pouco, eu mesmo já me vi no Umbral, onde fiz um "tour" com o meu protetor espiritual que me levou a um outro lugar também. Foi um "sonho" inesquecível, absolutamente e perfeitamente nítido, onde pude ver detalhes de tudo que "sonhei". Tive outros, mas este foi o melhor. E tantos outros além de mim os tiveram também. E o que dizer daquele médium aplicado que os têm de forma constante?
Título: Re: Os dragões - Legiões das trevas
Enviado por: Brenno Stoklos em 14 de Janeiro de 2014, 18:05
Primeiro...............
..........................constante?
 


Primeiro, que uma não anula a outra; mas que apenas se complementam.

Errado, amigo Razek,

Opiniões de espíritos atrasados não podem complementar as Revelações dos Espíritos Superiores!


E segundo, que até a palavra dos ditos atrazados são de imenso valor, pois que deles se obtem muitas informações que vêm enriquecer o nosso conhecimento.

Não informações , mas opiniões pessoais.


Perfeito da forma absoluta, somente Deus. Os demais estão em vias de alcançar esta perfeição, e assim mesmo da forma relativa.

Os Espíritos Superiores revelaram Verdades que lhes foram passadas pelos Espíritos Puros, que, por sua vez, as receberam de Deus!


Com este raciocínio, poderíamos concluir que um Emmanuel, um Charles, um André Luiz, uma Joaana de Angelis dentre outros, são sim almas que se esforçam para alcançarem a referida perfeição relativa; e asim mesmo sabem muito bem que há muito chão para tal.

Logo, não têm condições de complementar nada do quer já está disposto na Doutrina Espírita!


Não devemos desprezar jamais estas revelações que nos são dadas pelas mãos de médiuns esforçados e sérios como Chico Xavier, Yvonne, Divaldo etc.

Não são revelações, mas opiniões pessoais de espíritos que se encontram no mesmo nível que qualquer um de nós!


Como .....................
........................constante?

Devaneios!


Título: Re: Os dragões - Legiões das trevas
Enviado por: RASEK em 15 de Janeiro de 2014, 10:28
Brenno.

"Primeiro, que uma não anula a outra; mas que apenas se complementam.

Errado, amigo Razek,

Opiniões de espíritos atrasados não podem complementar as Revelações dos Espíritos Superiores!


E segundo, que até a palavra dos ditos atrazados são de imenso valor, pois que deles se obtem muitas informações que vêm enriquecer o nosso conhecimento.

Não informações , mas opiniões pessoais.


Perfeito da forma absoluta, somente Deus. Os demais estão em vias de alcançar esta perfeição, e assim mesmo da forma relativa.

Os Espíritos Superiores revelaram Verdades que lhes foram passadas pelos Espíritos Puros, que, por sua vez, as receberam de Deus!


Com este raciocínio, poderíamos concluir que um Emmanuel, um Charles, um André Luiz, uma Joaana de Angelis dentre outros, são sim almas que se esforçam para alcançarem a referida perfeição relativa; e asim mesmo sabem muito bem que há muito chão para tal.

Logo, não têm condições de complementar nada do quer já está disposto na Doutrina Espírita!


Não devemos desprezar jamais estas revelações que nos são dadas pelas mãos de médiuns esforçados e sérios como Chico Xavier, Yvonne, Divaldo etc.

Não são revelações, mas opiniões pessoais de espíritos que se encontram no mesmo nível que qualquer um de nós!


Como .....................
........................constante?

Devaneios!"

======================================================

Não são atrazados!! Ter um espírito do gabarito de um André Luiz, ou um Emmanuel como atrazado é no mínimo conhecer, ouvir falar dos mesmos.

Opiniões pessoais, de certo; porém, muitas, mas muitas informações de imensa responsabilidade e erudição. Complementos utilíssimos que nos são dados.

Espírito puro, somente Deus o é. Pode-se dizer, espíritos de luz, com vasta experiência de várias reencarnações. Mas, ainda assim, espíritos que aprendem.

Achar ou pior, ter a certeza de que tudo já foi dito e revelado por AK, é um dos piores erros que um espírita pode cometer. Afinal de contas, o espírita deverá ter sempre a mente aberta, pois, caso contrário, cairá nos mesmo sofismas que um fundamentalista dito evangélico cai. Exemplos destes que falo não faltam.

Rsrsrsrs. Um Emmanuel no mesmo nível que um de nós... O que diria um Chico Xavier?? Estaria este último no mesmo nível moral que qualquer um de nós, e sabendo que ele foi o intrumento daquele (Emmanuel)??

Ora ora, o intrumento é sempre inferior ao que lhe dita, nestes casos.

O problema é o de sempre, o de sempre... radicalismo!!

Radicalismo ao achar que Kardec escreveu já tudo no séc. XIX. Mesmo erro de um sectário da IURD.

Lamentável para um espírita, meu nobre colega de forum.
Título: Re: Os dragões - Legiões das trevas
Enviado por: Brenno Stoklos em 15 de Janeiro de 2014, 22:39

Não..................
....................... forum.




Não são atrazados!! Ter um espírito do gabarito de um André Luiz, ou um Emmanuel como atrazado é no mínimo conhecer, ouvir falar dos mesmos.

Conheço tudo o que disseram esse dois Espíritos pseudo-sábios através da mediunidade de Chico Xavier!

Todos os quatrocentos e tantos livros publicados!


Opiniões pessoais, de certo; porém, muitas, mas muitas informações de imensa responsabilidade e erudição. Complementos utilíssimos que nos são dados.

Muito pouco de proveitoso se encontra na obra desses dois Espíritos!

E, nada, que já não estivesse na Doutrina Espírita.


Espírito puro, somente Deus o é. Pode-se dizer, espíritos de luz, com vasta experiência de várias reencarnações. Mas, ainda assim, espíritos que aprendem.


Errado, amigo Razek,

Deus não é Espírito!

E há, sim, Espíritos Puros!

27. Há então dois elementos gerais do Universo: a matéria e o Espírito?

“Sim e acima de tudo Deus, o criador, o pai de todas as coisas. Deus, espírito e matéria constituem o princípio de tudo o que existe, a trindade universal".

                                                 Primeira ordem. - Espíritos puros

112. CARACTERES GERAIS. - Nenhuma influência da matéria. Superioridade intelectual e moral absoluta, com relação aos Espíritos das outras ordens.

113. Primeira classe. Classe única. - Os Espíritos que a compõem percorreram todos os graus da escala e se despojaram de todas as impurezas da matéria. Tendo alcançado a soma de perfeição de que é suscetível a criatura, não têm mais que sofrer provas, nem expiações. Não estando mais sujeitos à reencarnação em corpos perecíveis, realizam a vida eterna no seio de Deus.


Achar ou pior, ter a certeza de que tudo já foi dito e revelado por AK, é um dos piores erros que um espírita pode cometer.

Kardec não disse nem revelou nada!

Kardec apenas codificou o que foi dito e revelado pelos Espíritos Superiores!


Afinal de contas, o espírita deverá ter sempre a mente aberta, pois, caso contrário, cairá nos mesmo sofismas que um fundamentalista dito evangélico cai. Exemplos destes que falo não faltam.

Isso é o que dizem os Espíritos mistificadores, pois não querem que estejamos prevenidos contra suas falácias!


Um Emmanuel no mesmo nível que um de nós.

Abaixo, mesmo, de muitos de nós!


O que diria um Chico Xavier?? Estaria este último no mesmo nível moral que qualquer um de nós, e sabendo que ele foi o intrumento daquele (Emmanuel)?

A moralidade não garante ao Médium estar livre de obsessores e mistificadores!


Ora ora, o intrumento é sempre inferior ao que lhe dita, nestes casos.

"Com efeito, os ditados de alto alcance filosófico, as comunicações de perfeita moralidade são transmitidas algumas vezes por médiuns impróprios a esses ensinos superiores; enquanto que, por outro lado, comunicações pouco edificantes chegam também, às vezes, por médiuns que se envergonham de lhes haverem servido de condutores".

                                                             O Livro dos Médiuns


O problema é o de sempre, o de sempre... radicalismo!

O problema é o de sempre..........desconhecimento da Doutrina Espírita!


Radicalismo ao achar que Kardec escreveu já tudo no séc. XIX.

Ingenuidade em dar crédito à mistificadores!


Lamentável para um espírita, meu nobre colega de forum!

Lamentável para que se julga Espírita!


Título: Re: Os dragões - Legiões das trevas
Enviado por: new em 15 de Janeiro de 2014, 22:58
Bem lebrado pelo Brenno, são quatrocentos e tantos livros psicografados.

Esse é o primeiro sinal da inferioridade do Espirito comunicante: os pseudo-sábios são escrevinhadores.

247. Os Espíritos dados a sistemas são geralmente
escrevinhadores, pelo que buscam os médiuns que escrevem
com facilidade e dos quais tratam de fazer instrumentos
dóceis e, sobretudo, entusiastas, fascinando-os. São
quase sempre verbosos, muito prolixos, procurando compensar
a qualidade pela quantidade. Comprazem-se em ditar,
aos seus intérpretes, volumosos escritos indigestos e
freqüentemente pouco inteligíveis



Emmanuel e André Luiz pertencem a mesma categoria de Espíritos pseudo-sábios, portanto, inferiores e estavam trabalhando juntos para tomar conta do movimento espírita através de verdades misturas a grandes besteiras. Tanto é verdade, que sabendo da contradição das palavras do Dr. André Luiz, colocou em quase todos os prefácios das desventuras andreluizianas palavras de defesa preventiva e chantagem moral para que ninguém ouse desconfiar da doutrina deles:

Missionários da Luz
 "(...)Se a leitura te assombra, se as afirmativas do Mensageiro te
parecem revolucionárias, recorre à oração e agradece ao Senhor o
aprendizado, pedindo-lhe te esclareça e ilumine, para que a ilusão
não te retenha em suas malhas. (...)


Alguma vez encontramos na obra dos Espíritos superiores algo que se assemelhe ao que acabamos de ler? Que devemos orar para entender, e aceitar o que está escrito mesmo que seja contrário à nossa razão?
Título: Re: Os dragões - Legiões das trevas
Enviado por: new em 15 de Janeiro de 2014, 23:31
Bom dia,

Quando leio um livro espiritualista tento aprender algo com ele, vou a meio deste livro e já a algumas páginas que tento encontrar um motivo que me faça não desistir da leitura.

Muita paz

Obrigado


Amigo, se poderia lhe dizer algo é que, apesar da sua boa vontade em aprender, não com esse espírito que devemos começar a ler livros ditados por apenas um único Espírito.


Livros ditados por um único Espírito contêm sempre a visão restrita, mais ou menos despida dos preconceitos terrestres e portanto pode apresentar ideias incompletas, vagas e mesmo falsas do mundo espiritual. Isso quando o Espírito comunicante não age de má fé.


Assim, nós devemos estar muito mais atentos para perceber falhas do que para absorver as revelação do Espírito.


E Espíritos que relatam visões fantásticas do mundo espiritual merecem pouco crédito. Kardec produziu um artigo a respeito, que já publiquei neste forúm, chamado: As criações fantásticas da mente.
Título: Re: Os dragões - Legiões das trevas
Enviado por: RASEK em 16 de Janeiro de 2014, 10:30


Considerar conhecendo as obras, ainda é pior que não as conhecer. Será que conhece mesmo todas?? Tenho minhas dúvidas.

Muito pouco de proveitoso??

Meu colega, estás no mesmo caminho, repito, de nossos irmãos biblióltaras, que julgam qque somente a Bíblia está condizente com Deus. A mesmíssima coisa neste radicalismo!!

Deus está relativamente definido logo ali na primeira pergunta do Livro dos Espíritos, porém o que eu quis dizer, e que por isso mesmo, por faltar definições que O definam; poderíamos considerra o Criador como puro, puríssimo espírito, pura inteligência etc. Ou você já conhece a natureza de Deus em sua plenitude??

O estado de pureza sempre será relativo, foi isso que eu quis dizer para melhor compreendermos a superioridade divina perante a sua total criação. Espírito/inteligência pura, absolutamente pura, somente Deus.

Eu, você, ou quem quer que seja, seremos sempre os relativos, por mais que reencarnamos e evoluímos, queiramos ou não. Jamais seremos Deus!!

Portanto a tal pureza que consta na Codificação é a relativa!!

Questão de mera e irrelevante interpretação aqui neste debate. Kardec nos deixou o seu legado sim. Os espíritos se valeram de Kardec sim. Kardec foi escolhido para tal ofício sim. Foi através de Kardec que o mundo "ganhou" o Espiritismo, portanto AK revelou sim a mando do Mundo Maior que é constituído de espíritos mais evoluídos que nós a Doutrina Espírita.

Desculpe-me, perdoa-me mesmo, mas o nobre colega radicaliza!!

O mundo gira, e com ele novas descobertas são a nós trazidas. Se AK tivesse vivido e tivesse incumbido da Codificação neste século XXI, muito do que foi escrito após a sua real existência aqui em sua última reencarnação, seria incluída em seus livros.

Portanto, repito mais uma vez, achar que tudo já fora revelado no séc. XIX é incorrer em erro gravíssimo, e se mostrar de forma sectaria, intransigente com o que é novo é útil.

Emmanuel  pode até estar abaixo de muitos de nós de fato. mesmo porque aqui na Terra há muita gente boa, por assim dizer, que tem superioridade moral sobre multidões encarnadas e desencarnadas. Há, como o colega deve saber, que há infinitas classificações, níveis de moralidade no universo. Sendo assim, existem espíritos superiores, inferiores, muito superiores e muito inferiores em seus matizes múltiplos, a Emmanuel, a mim, a ti etc.

A moralidade daquele que serve de instrumento é de suma importância à comunicação exarada por aquele.

Chico era homem probo e fiel à Doutrina. Seus livros foram, são e serão utilíssimos a todo aquele que quiser se desenvolver moral e intelectualmente dentro dos princípios kardecistas, se é que você me entende. Ora, qualquer um de nós pode ser obsediado, porém uns mais, outros menos. Isso depende de fatores tais como a percepção, a missão, e principalmente o famoso "orar e vigiar" do medianeiro.

É evidente e claro que estes médiuns brilhantes foram tentados, foram assediados por diversas categorias de espíritos cujas intenções eram as piorres o possível. Óbvio!!

E resistiram, e resistem ainda...

Quem conhece as obras do Chico Xavier e outros que eu já mencionei aqui, terá a certeza que obsessão foi um mal que não sofreram.

Aponte-me uma revelação, uma frase, um raciocínio de um Chico Xavier, para exemplificar, que seja fruto de real obsessão ou coisa parecida!!

Conheço a Doutrina Espírita, ou melhor, a estou conhecendo, pois que cada vez que leio e releio um livro destes que eu já te mencionei, sejam da Codificação ou pós Codificação, além dos pós-mortem de AK, mais e mais tenho a certeza de que AK não escrevera tudo, e que muito ainda virá, seja pela Ciência em suas mais variadas vertentes; ou pelas mãos de consagrados ou não médiuns, porém sérios e dedicados. Claro, que é a minoria, pois há muita coisa ruim e descabida por aí neste tocante, antes que você retruque.

Ingeuidade, meu colega, é achar que AK tudo já dissera e escrevera, e que nada mais teria que ser escrito e a nós revelado. Repito e repito: está sno mesmo caminho que os nossos irmãos bibliólatras!!

Sem querer ofender, ou que se melindre, pois de forma alguma é esta a minha intensão. E até te peço reais desculpas se de fato o fiz, mas o nobre colega, como espírita deveria ter a mente um pouco mais aberta e transigir um pouco mais.

Abraços.
Título: Re: Os dragões - Legiões das trevas
Enviado por: Brenno Stoklos em 16 de Janeiro de 2014, 20:42

Considerar...............
..............................mais.

Abraços.


"Procuram deslumbrar por meio de uma linguagem empolada, mais pretensiosa do que profunda, eriçada de termos técnicos e recheada das retumbantes palavras caridade e moral. Cuidadosamente evitarão dar um mau conselho, porque bem sabem que seriam repelidos. Daí vem que os que são por eles enganados os defendem, dizendo: Bem vedes que nada dizem de mau. A moral, porém, para esses Espíritos é simples passaporte, é o que menos os preocupa. O que querem, acima de tudo, é impor suas idéias por mais disparatadas que sejam.

Os Espíritos dados a sistemas são geralmente escrevinhadores, pelo que buscam os médiuns que escrevem com facilidade e dos quais tratam de fazer instrumentos dóceis e, sobretudo, entusiastas, fascinando-os. São quase sempre verbosos, muito prolixos, procurando compensar a qualidade pela quantidade.
Comprazem-se em ditar, aos seus intérpretes, volumosos escritos indigestos e freqüentemente pouco inteligíveis. Os Espíritos verdadeiramente superiores são sóbrios de palavras; dizem muita coisa em poucas frases. Segue-se que aquela fecundidade prodigiosa deve sempre ser suspeita.
Nunca será demais toda a circunspecção, quando se trate de publicar semelhantes escritos. As utopias e as excentricidades, que neles por vezes abundam e chocam o bom-senso, produzem lamentável impressão nas pessoas ainda noviças na Doutrina, dando-lhes uma ideia falsa do Espiritismo, sem mesmo se levar em conta que são armas de que se servem seus inimigos, para ridicularizá-lo".

                                                              O Livro dos Médiuns


Título: Re: Os dragões - Legiões das trevas
Enviado por: MarcosBorges em 16 de Janeiro de 2014, 22:28
Oi Brenno,

" Os Espíritos verdadeiramente superiores são sóbrios de palavras; dizem muita coisa em poucas frases. Segue-se que aquela fecundidade prodigiosa deve sempre ser suspeita."

Concordo com as palavras que consta no LM, mas o parágrafo acima levanta a suposição de que um verdadeiro espírito superior não se dá ao trabalho ou tem interesse de, através, de um médium transmitir grande quantidade de informações sérias de forma a se tornar um livro de grande importância.

Abraço fraterno

Marcos Borges
Título: Re: Os dragões - Legiões das trevas
Enviado por: new em 17 de Janeiro de 2014, 00:31
Já postei em outro tópico, mas como há ainda descrentes, posto novamente.

Emmanuel já ameaçou de morte chico:

As Vidas de Chico Xavier
MARCEL SOUTO MAIOR



(...)Temos algo a realizar. Trinta livros para começar(...)





(...)Em 1947, conseguiu pingar o ponto final no trigésimo
título, Volta, Bocage. Um alívio tomou conta dele. Eufórico, viu
Emmanuel se aproximar e perguntou se a tarefa já estava encerrada.
O guia sorriu e anunciou:
Começaremos uma nova série de trinta volumes.
Chico respirou fundo e obedeceu desanimado.(...)



(...) Em julho de 1958, o livro número sessenta já estava no prelo.
Chico comemorou. A maratona literária tinha terminado.
Mas a alegria durou pouco até Emmanuel comunicar:
Os mentores da Vida Maior, perante os quais devo também estar disciplinado, me
advertiram que nos cabe chegar ao
limite de cem livros. (...)





(...)Já escrevi muito. Livros, livros, livros. Agora é preciso o povo executar. A
mensagem já está dada.
O anúncio foi precipitado. Chico ouviu uma contra-ordem de seu guia e ficou
perplexo:
- Estou na obrigação de dizer a você que os mentores da Vida Superior, que nos
orientam, expediram uma instrução: ela determina que sua atual reencarnação
seja desapropriada, em benefício da divulgação dos princípios espírita-cristãos. Sua existência, do
ponto de vista físico, fica à disposição das entidades espirituais que possam
colaborar na execução das mensagens e livros, enquanto seu corpo se mostre apto para
nossas atividades.(...)





(...)O autor dos cem livros insistiu:
- E se eu não quiser? A doutrina espírita ensina que somos portadores do livrearbítrio
para decidir sobre os nossos
próprios caminhos.
Emmanuel sorriu e deu o veredito:
- A instrução a que me refiro é semelhante a um decreto de desapropriação,
quando lançado por autoridade na Terra. Se você recusar o serviço a que me
reporto, os orientadores dessa obra de nos dedicarmos ao cristianismo redivivo terão
autoridade bastante para retirar você de seu atual corpo físico.
Assunto encerrado.(...)





(...)A humildade, para ele, funcionaria como escudo em várias ocasiões. Numa delas,
ele levou um tombo, caiu de costas e bateu com a cabeça no chão. Já estava
pronto para reclamar, quando Emmanuel ordenou:
Agradeça.
Como?
- Agradeça.
Ainda no chão, Chico levantou um pouco a voz e acatou:
Obrigado, muito obrigado. (...)


(...)De vez em quando, Chico desanimava. Numa tarde, ele voltava da Fazenda
Modelo, a pé e cabisbaixo, rumo a sua casa. Imaginava quando toda aquela
trabalheira, cercada de desconfiança, iria terminar. Emmanuel apareceu com mais uma lição. Apontou
um lavrador, que capinava, e usou uma metáfora:
Reparou? A enxada, guiada pelo cultivador, apenas procura servir. Não pergunta
se o terreno é seco ou pantanoso, se vai tocar o lodo ou ferir-se entre as pedras.(..)

Clique aqui para ler mais: http://www.forumespirita.net/fe/o-livro-dos-espiritos/a-companhia-constante-do-nosso-mentor/30/#ixzz2qbxQXRcm
Título: Re: Os dragões - Legiões das trevas
Enviado por: Brenno Stoklos em 17 de Janeiro de 2014, 01:10
Oi Brenno,

" Os Espíritos verdadeiramente superiores são sóbrios de palavras; dizem muita coisa em poucas frases. Segue-se que aquela fecundidade prodigiosa deve sempre ser suspeita."

Concordo com as palavras que consta no LM, mas o parágrafo acima levanta a suposição de que um verdadeiro espírito superior não se dá ao trabalho ou tem interesse de, através, de um médium transmitir grande quantidade de informações sérias de forma a se tornar um livro de grande importância.

Abraço fraterno

Marcos Borges


Por isso que esses mesmos Espíritos Superiores disseram:

"2º -  O Livro dos Espíritos.  Contém a doutrina completa, como a ditaram os próprios Espíritos, com toda a sua filosofia e todas as suas conseqüências morais".

                                                            O Livro dos Médiuns

Toda a Doutrina Espírita em apenas um único Livro!


Título: Re: Os dragões - Legiões das trevas
Enviado por: MarcosBorges em 17 de Janeiro de 2014, 02:41
Se a doutrina está completa no LE, então não há mais nada acrescentar. Qualquer comunicação dos espíritos verdadeiramente superiores somente será para repetir e explicar melhor o que já foi dito, em outros contextos, pois fundamentalmente não há nada de novo nem no "céu" nem na "Terra", tanto nas questões morais quanto na do mundo espiritual, que a doutrina não tenha informado e desenvolvido nos demais livros, LM, ESE, Gênese e, Céu e Inferno.

Este raciocínio se for verdadeiro, pressupõe-se que qualquer informação que outros espíritos disserem, que não foi informado pelos livros doutrinários ou que tem a intenção de redefinir conceitos, não deve ser avaliados com seriedade pois será perda de tempo ocupar-se com assunto que não faz parte da realidade dentro da "completeza" da doutrina.

Assim não há mais nada a fazer em relação ao progresso doutrinário do seu conteúdo, se o mesmo está completo. O progresso é em relação ao entendimento da informação contida na doutrina por parte da humanidade.

O CUEE seria portanto uma ferramenta metodológica que seleciona o que convém e o que não convém.

No entanto, Kardec em seus ensaios e avaliações de diversas comunicações contidas na RE, coloca as informações que não podem ser avaliadas dentro dos ensinos doutrinários em caráter condicional, no inventario, até que seja possível avalia-las. Se a doutrina está completa, não faz sentido colocar uma informação que não contenha qualquer referencial ou parâmetro doutrinário, em condicional ou seja, naquele momento e circunstância a informação não pode ser analisada pois nos falta conhecimento. Este raciocínio de colocar em condicional é um tanto contraditório no sentido de que a doutrina está completa nos livros doutrinários.

Kardec tinha o cuidado de não introduzir teorias e conceitos de forma rápida e prematura para que demonstrasse que a doutrina é cautelosa e não aceita de boa-fé qualquer comunicação sem avaliação de seus pares e uma analise criteriosa.

Se os pares se limitam a avaliação de uma nova informação somente através do conteúdo doutrinário, pois ele é completo, estará atuando de forma parcial e o papel da condicional somente adia o inevitável. Se os pares com o conhecimento fundamentado no conteúdo da doutrina permitem que haja um desdobramento a posteriori através de comunicações controladas e cegas estará ao mesmo tempo sendo imparcial e ao mesmo tempo testando os limites da "completeza" doutrinaria.

Na minha opinião, na historia do movimento espírita não ocorreram publicações com a devida cautela permitindo que muita utopia foi aceita de boa-fé de forma que os conteúdos de varias comunicações que possivelmente poderiam acrescentar informação ou entendimento fossem abafados ou deturpados no afã da razão cega. Ou seja se dentre 10 publicações uma apresentasse informações relevantes, as mesmas passariam batidas pois onde não há cautela e seriedade e se leva na boa-fé tudo que é deslumbrante não há bom senso para separar o joio do trigo.

Abraço fraterno

Marcos Borges

Título: Re: Os dragões - Legiões das trevas
Enviado por: Brenno Stoklos em 17 de Janeiro de 2014, 04:19

Se .....................
........................... trigo.

Abraço fraterno

Marcos Borges


Amigo Marcos Borges,


A Doutrina Espírita é completa e suficiente para o nosso atual estágio evolutivo.


“Nós, Espíritos, só podemos responder de acordo com o grau de adiantamento em que vos achais. Quer dizer que não devemos revelar estas coisas a todos, porque nem todos estão em estado de compreendê-las e semelhante revelação os perturbaria.”

"Não, pois o que o homem julga perfeito longe está da perfeição. Há qualidades que lhe são desconhecidas e incompreensíveis".

"Não é na pequenina esfera em que vos achais que podereis compreendê-lo.

                                                            O Livro dos Espíritos


Título: Re: Os dragões - Legiões das trevas
Enviado por: Anton Kiudero em 17 de Janeiro de 2014, 08:40
A Doutrina Espírita é completa e suficiente para o nosso atual estágio evolutivo.

“Nós, Espíritos, só podemos responder de acordo com o grau de adiantamento em que vos achais. Quer dizer que não devemos revelar estas coisas a todos, porque nem todos estão em estado de compreendê-las e semelhante revelação os perturbaria.”

"Não, pois o que o homem julga perfeito longe está da perfeição. Há qualidades que lhe são desconhecidas e incompreensíveis".

"Não é na pequenina esfera em que vos achais que podereis compreendê-lo.

Melhor trocar o nosso atual estágio evolutivo por meu atual estágio evolutivo. Não devemos generalizar condições pessoais. Não julgue os demais por si.

Portanto é completa para os que acreditam ser completa e incompleta para os que acreditam ser incompleta, compreensivel para alguns e incompreensivel para outros.

E a grande maioria fica realmente perturbada com a descoberta de revelações mais precisas...

Título: Re: Os dragões - Legiões das trevas
Enviado por: RASEK em 17 de Janeiro de 2014, 10:20
Lamentavelmente para aqueles que acham, ou pior, possuem a convicção de que a Doutrina esteja completa, dão andamento a um verdadeiro processo de dogmatização da mesma.

AK foi claro, muito claro em afirmar que não, que não terminara nada; mas apenas iniciara.

O que alguns insistem em afirmar, é um verdadeiro confinamento em si mesma, um real cerceamento, que impossibilitaria a adoção de novas e utilíssimas descobertas.

Óbvio que se deve filtrar sempre o que é novo!!

Mas ter a certeza de que tudo já fora dito, que tudo já fora revelado, é um erro crasso dos mais graves para aquele que se diz espírita.

Cuidado com o sectarismo, o radicalismo, o dogmatismo; pois é exatamente isso que vejo quando excluem tudo que veio após Kardec em nome do Espiritismo.

Muito longe da realidade está  em acharem que os escritos de Francisco Cândido Xavier, para dar um forte exemplo, sejam ilusórios. Seus livros foram e ainda são de conteúdo utilíssimo para o corpo da Doutrina Espírita.

Digo que o Mundo Maior se valeu de forma magnânima deste filho tão abnegado em pró do bem e da verdade, onde descortinou muitas verdades que antes eram apenas supostas ou iniciadas pela Codificação.

Fico triste em saber que há dentre espíritas e até bons espíritas, almas que desmerecem trabalhos de seres tão profícuos quanto ao mencionado autor e médium, assim como um Divaldo Pereira Franco, Hermínio Correa de Miranda, Yvonne do Amaral Pereira, Marilusa Moreira Vasconcelos etc. Autores de conduta ilibada, fiéis defensores da doutrina, e que nos trouxeram e ainda trazem informações valiosíssimas a respeito.

Como é triste se ater a somente aquilo que AK escrevera e não poder sair dali, não se expandir, não desenvolver, aumentar conhecimentos e assim poder conquistar até mesmo a si próprio.

Não ao dogmatismo!! Este uma falha terrível responsável por desgraças mil na história de nossa humanidade.

Adiante e sempre!!
Título: Re: Os dragões - Legiões das trevas
Enviado por: Jonas P Colossi em 17 de Janeiro de 2014, 11:08
Não vejo, pelo menos aqui no forum, que haja esta tendência em"desmoralizar" ou não dar o devido valor as obras citadas (Chico, Divaldo Pereira Franco, etc) mas sim ratificar a importância de se conhecer a fundo primeiramente a doutrina e conhecê-la por completo, através da codificação, e ai sim fazendo isto partir para as obras mencionadas. Desta forma creio que teremos a base para podermos tirar nossas próprias conclusões sobre o que lemos e o que podemos aproveitar para nossa evolução.

Título: Re: Os dragões - Legiões das trevas
Enviado por: Gustavo Rettenmaier em 17 de Janeiro de 2014, 12:10
"Na minha opinião, na historia do movimento espírita não ocorreram publicações com a devida cautela permitindo que muita utopia foi aceita de boa-fé de forma que os conteúdos de varias comunicações que possivelmente poderiam acrescentar informação ou entendimento fossem abafados ou deturpados no afã da razão cega. Ou seja se dentre 10 publicações uma apresentasse informações relevantes, as mesmas passariam batidas pois onde não há cautela e seriedade e se leva na boa-fé tudo que é deslumbrante não há bom senso para separar o joio do trigo."
Meu caro Marcos, me permita citar esse pequeno trecho de seu post para, sustentar minha concordância.
Se considerarmos, como visto no post posterior, a afirmação de que a DE esta compativel com nosso estagio evolutivo, o que tambem concordo, devo entender que tanto a DE, como os espiritas, estacionaram no processo.
Pois se a DE é compativel com o estagio dos espiritos que a conhecem, uma vez que o s espiritos progridam, e essa é a lei, a DE obrigatoriamente deve progredir.
Por isso, tenho para mim que antes de rejeitar de forma contundente qualquer informação que venha doplano espiritual, acho que essa informação deve ser pesquisada, esmiuçada ao máximo.
Título: Re: Os dragões - Legiões das trevas
Enviado por: RASEK em 17 de Janeiro de 2014, 12:39
Allan Kardec foi a forte base, os rígidos alicerces que permitiram que outros conhecimentos viessem após ele.

Evidente e claro, que a base e kardequiana, pois caso contrário não seria Espiritismo aquilo que nos chegasse pós Kardec, mas sim qualquer coisa.

Agora, e de bom alvitre fazermos a filtragem de tudo que nos chega, pois que há muita coisa ruim ou pelo menos com meias verdades; porém igualmente nos chega coisas valiosas e extremamente benéficas que se coadunam perfeitamente com a Doutrina Espírita.
Título: Re: Os dragões - Legiões das trevas
Enviado por: Brenno Stoklos em 17 de Janeiro de 2014, 18:36

“Nós, Espíritos, só podemos responder de acordo com o grau de adiantamento em que vos achais.

Melhor...............
................... precisas.


Lamentavelmente...............
.......................... sempre!



"Na............
................máximo.



Allan..............
.........................Espírita.



Se qualquer dos amigos citados puder trazer-nos:

1 - Um único conceito de Moral que já não esteja explicitado em O Livro dos Espíritos!

Ou:

2 - Uma única informação científica (comprovada) que refute qualquer afirmação de O Livro dos Espíritos!

Ou:

3 - Uma única informação (comprovada) acerca do Mundo Espiritual que já não esteja em O Livro dos Espíritos!


Aceitarei, de bom grado, às vossas opiniões!


Alguém se habilita?


Título: Re: Os dragões - Legiões das trevas
Enviado por: CFreitaS em 17 de Janeiro de 2014, 18:59
Essa questão dos dragões é bem interessante, vamos supor que exista sim uma entidade mais "antiga" ou grupos mais antigos ( eu li o livro também ) e essas entidades conseguissem plasmar ou formar ambientes para levar "novos" seguidores.

Quando Barsanulfo (eu adoro esse cara) desencarnou aproximadamente 10 anos depois ele estava montando o hospital esperança com amplos salões e preparativos cirúrgicos e espirituais, para ajudar espíritos recém saídos de problemas leves/graves e até fases (vibriões/ovoides) . Como não pensar também que há engenheiros não ligados ao bem capazes de fundar civilizações?
Se um obsessor consegue criar imagens e levar alguém a loucura, pq não um espírito mais antigo com capacidades mais aguçadas não conseguiria gerir exércitos?!

Esse livro me chamou muito a atenção principalmente pelos comentários no sentido psicológicos de pessoas reencarnadas após épocas de isolamento nos campos crostais (difícil convivência social, aguentam mais retaliações contra suas opiniões, possui humor limitado, como se lá no fundo sabem que só tem uma alternativa, melhorar e melhorar)

Esquecendo a obra e se é ou não espírita o conceito é de abrir um estudo tipo se realmente nós ligados ao espiritismo não somos provenientes de bases antigas rígidas na fé (católicos, evangélicos, extremistas) e pouco receptíveis a mudanças.
Título: Re: Os dragões - Legiões das trevas
Enviado por: Gustavo Rettenmaier em 17 de Janeiro de 2014, 19:11

“Nós, Espíritos, só podemos responder de acordo com o grau de adiantamento em que vos achais.

Melhor...............
................... precisas.


Lamentavelmente...............
.......................... sempre!



"Na............
................máximo.



Allan..............
.........................Espírita.



Se qualquer dos amigos citados puder trazer-nos:

1 - Um único conceito de Moral que já não esteja explicitado em O Livro dos Espíritos!

Ou:

2 - Uma única informação científica (comprovada) que refute qualquer afirmação de O Livro dos Espíritos!

Ou:

3 - Uma única informação (comprovada) acerca do Mundo Espiritual que já não esteja em O Livro dos Espíritos!


Aceitarei, de bom grado, às vossas opiniões!


Alguém se habilita?
Gosto de um bom debate, quando há um debate, tentarei responder suas perguntas, aceitando de bom grado suas discordâncias.
1 - Os conceitos morais explicitados no LE estão tambem, com alguma variante de tradução e/ou interpretação, na Biblia, na Torá e até no alcorão, portanto, não são novidade, não trazem nem trarão nenhuma novidade.

2 - Citando uma cena de um filme, se não me engano o filme Vulcano - A Fúria, "sou uma cientista, para a ciência certeza é uma palavra que não existe..." Em ciência, o que é comprovado hoje pode ser desmentido amanhã, pois como qualquer conceito, esta adequado a nossa capacidade intelectual.
Isso sem contar que, a cada nova resposta, novas perguntas, o que aprofunda o entendimento e a compreensão, mostrando as limitações de entendimento de quem, seja pelo motivo que for, não é "do ramo".

3 - Nenhuma informação que venha do plano espiritual pode ser "comprovada", nem mesmo aquelas que estão na codificação. Como nos diz Abraão, no texto evangélico, "ainda que um dos mortos ressuscitasse...".
Tudo o que consta, seja na codificação, seja nas obras espiritualistas vindas depois, esta ligado mais a lógica própria de cada um do que efetivamente a comprovação, exceção obvia aos aspectos materias que a evolução tecnológica e a ciência nos colocam no dia a dia.
A relação entre os planos material e espiritual, fica muito, ainda, na base do "crer" ou "descrer".
Título: Re: Os dragões - Legiões das trevas
Enviado por: Brenno Stoklos em 17 de Janeiro de 2014, 22:22

1 - Os...............
....................... "descrer".



1 - Os conceitos morais explicitados no LE estão tambem, com alguma variante de tradução e/ou interpretação, na Biblia, na Torá e até no alcorão, portanto, não são novidade, não trazem nem trarão nenhuma novidade.

Evidente!

Pois que continuamos em um Mundo de Provas e Expiações exatamente como nos encontrávamos àquela época.

Não temos, por enquanto, condições de assimilar nenhum novo conceito de Moral!

Segue-se que, do ponto-de-vista da Moralidade, a Doutrina Espírita é completa e suficiente para o nosso atual estágio evolutivo!


2 - Citando uma cena de um filme, se não me engano o filme Vulcano - A Fúria, "sou uma cientista, para a ciência certeza é uma palavra que não existe..." Em ciência, o que é comprovado hoje pode ser desmentido amanhã, pois como qualquer conceito, esta adequado a nossa capacidade intelectual.
Isso sem contar que, a cada nova resposta, novas perguntas, o que aprofunda o entendimento e a compreensão, mostrando as limitações de entendimento de quem, seja pelo motivo que for, não é "do ramo".

Permanece o fato de que nenhuma informação constante em O Livro dos Espíritos foi refutada por nenhum ramo da ciência.


3 - lógica própria de cada um

Isso é o que, de fato, não existe!

Não se confunda Lógica com crença.


Título: Re: Os dragões - Legiões das trevas
Enviado por: Brenno Stoklos em 17 de Janeiro de 2014, 22:30

montando o hospital esperança com amplos salões e preparativos cirúrgicos e espirituais, para ajudar espíritos recém saídos de problemas leves/graves e até fases (vibriões/ovoides) .



 :o  :o    ;D

Espíritos desencarnados podem se transformar em microrganismos?!?

Isso não seria involução?!?

 :P
Título: Re: Os dragões - Legiões das trevas
Enviado por: Gustavo Rettenmaier em 17 de Janeiro de 2014, 23:13
"3 - lógica própria de cada um

Isso é o que, de fato, não existe!

Não se confunda Lógica com crença."

Meu caro amigo e bom debatedor, em algum momento de sua jornada, alguma coisa ou alguem lhe influenciou a adotar a DE como filosofia de vida, podemos saber quem, ou por que?
Não que isso seja relevante, mas, vou raciocinar.
As igrejas cristãs, em especial nossa nobre ICAR, refuta veementemente a reencarnação, e a maioria dos seus fiéis assim se porta.
Entretanto, uma parcela significativa dos conceitos espíritas apoiam-se nos mesmos textos "sagrados", das igrejas cristã, afinal, Jesus é nosso modelo a ser seguido.
Quero dizer meu caro, que as pessoas acreditam naquilo que sua capacidade de entendimento lhes permite acreditar, portanto, uma crença, qualquer crença, se da com base em uma lógica, racional.
As pessoas acreditam naquilo que lhes parece lógico.
Como elas chegaram a essa lógica? bem, isso de foro intimo de cada um.
Título: Re: Os dragões - Legiões das trevas
Enviado por: wender100%espirita em 18 de Janeiro de 2014, 00:04
a razao, a logica devemos seguir neste forun e sempre a Doutrina Espirita, e como nosso norte, a orientacao o esclarecimento que precisamos saber para entender  "a natureza, a origem e destino dos Espiritos, bem como sua relacoes com o mundo corporal" paz e luz
Título: Re: Os dragões - Legiões das trevas
Enviado por: EsoEstudos em 18 de Janeiro de 2014, 00:21


Por vezes é divertido não ser espírita...  :D


Sendo espiritualista venho acompanhando há anos esses debates ciclotímicos que pululam por aqui no FE --- livre-arbítrio, colônicas, umbral, Nosso Lar, natureza de Jesus, dogma de completitude de OLE etc etc etc...


Já gastei muito latim nessas polêmicas...  :-X


Agora prefiro apenas observar. Afinal, as convicções de cada um são tão sólidas quanto subjetivas.


No final de tudo vale o pára-choques de caminhão:


O que se leva desta vida é a vida que se leva.


Conduta...


Tomara que tudo não termine com a chegada dos Anunnakis para nos escravizar mais uma vez...  ;)


Xá pralá... Hoje não estou muito na "vibe" de debater...



Título: Re: Os dragões - Legiões das trevas
Enviado por: Gustavo Rettenmaier em 18 de Janeiro de 2014, 00:39
"Agora prefiro apenas observar. Afinal, as convicções de cada um são tão sólidas quanto subjetivas."
Uma postura sábia meu caro.
Se observarmos a própria ciência, suas convicções se mantem até que novas surjam no horizonte.
Ora, se a lei é de progresso, é exatamente assim que deve acontecer, a inteligência progredindo, alcançando novos conhecimentos que por sua vez, trarão novas duvidas, as quais iniciarão novas pesquisas e experimentos, com novos conceitos e "certezas" que, no andar da evolução se esfacelarão.
Bem vindo a lei do progresso.
Título: Re: Os dragões - Legiões das trevas
Enviado por: HamLacerda em 18 de Janeiro de 2014, 01:12
Eu acredito na existência de dragões... MAS que vivem em outros mundos.


Aqui na terra sabemos que eles não existem porque as leis físicas deste planeta não permitem que um animal, com as proporções de um dragão, possa voar. Sabemos que o maior animal voador que habitou a terra foi o pterossauro, que media 15 metros, e que só voava onde tinha correntes de ar quente.

Atualmente o maior animal que voa é o Albatroz-Andino, que chega a pouco mais de 3,2m. Além disso ele só consegue voar em altas atitudes onde também tenha correntes de ar quente. outra característica desse animal é que ele não consegue levantar voo. Por isso que vive nas montanhas Andinas.


A crença nos dragões, que se perde no tempo, pode ter tido origem nos sonhos ou na visita do Espírito a outros mundos, tanto encarnado como desencarnado.


Título: Re: Os dragões - Legiões das trevas
Enviado por: MarcosBorges em 18 de Janeiro de 2014, 03:34
Oi Brenno,

" A Doutrina Espírita é completa e suficiente para o nosso atual estágio evolutivo."

Não concordo com a tendência de relativizar expressões como perfeição e completo. Se um ensinamento é completo,  não há o que acrescentar pois tudo está contido nele. Expressões como mais completo e menos completo,  embora usual, tem um sentido comparativo em relação ao significado do conteúdo.

Assim,  um ensinamento suficiente para nossa compreensão não é completo,  mas é o bastante para nossa capacidade.

A explicação do LE denota que a doutrina contém o bastante, ou o que basta, para nosso atual estágio. Não que seja completa.

Abraços fraternos

Marcos Borges
Título: Re: Os dragões - Legiões das trevas
Enviado por: Brenno Stoklos em 18 de Janeiro de 2014, 04:22

Meu caro amigo e bom debatedor, em algum momento de sua jornada, alguma coisa ou alguem lhe influenciou a adotar a DE como filosofia de vida, podemos saber quem, ou por que?
Não que isso seja relevante, mas, vou raciocinar.
As igrejas cristãs, em especial nossa nobre ICAR, refuta veementemente a reencarnação, e a maioria dos seus fiéis assim se porta.
Entretanto, uma parcela significativa dos conceitos espíritas apoiam-se nos mesmos textos "sagrados", das igrejas cristã, afinal, Jesus é nosso modelo a ser seguido.
Quero dizer meu caro, que as pessoas acreditam naquilo que sua capacidade de entendimento lhes permite acreditar, portanto, uma crença, qualquer crença, se da com base em uma lógica, racional.
As pessoas acreditam naquilo que lhes parece lógico.
Como elas chegaram a essa lógica? bem, isso de foro intimo de cada um.


Meu caro amigo e bom debatedor, em algum momento de sua jornada, alguma coisa ou alguem lhe influenciou a adotar a DE como filosofia de vida, podemos saber quem, ou por que?

Aos doze anos de idade, meu pai, também Espírita, me "sugeriu" que estudasse O Livro dos Espíritos para que assim eu entendesse o fato de poder ver e conversar com pessoas que ninguém mais via, pelo menos não dentro do meu circulo familiar.
Adotar a DE, para mim não foi exatamente uma escolha.


uma crença, qualquer crença, se da com base em uma lógica, racional.
As pessoas acreditam naquilo que lhes parece lógico.
Como elas chegaram a essa lógica? bem, isso de foro intimo de cada um.

Penso de maneira diferente, amigo Gustavo.

Penso que é o sentimento (sentimento de que algo seja verdadeiro) é que leva à crença, à fé.

O raciocínio lógico, a racionalidade, levam, com mais certeza, ao ceticismo.

Por isso não vejo a Doutrina Espírita como crença, mas como ciência (conhecimento).

Pois que à Ela se chegou, aos seus postulados, pelo raciocínio lógico, pela interpretação lógica dos fenômenos espirituais (Fatos Espíritas).


Título: Re: Os dragões - Legiões das trevas
Enviado por: Brenno Stoklos em 18 de Janeiro de 2014, 04:49
Oi Brenno,

" A Doutrina Espírita é completa e suficiente para o nosso atual estágio evolutivo."

Não concordo com a tendência de relativizar expressões como perfeição e completo. Se um ensinamento é completo,  não há o que acrescentar pois tudo está contido nele. Expressões como mais completo e menos completo,  embora usual, tem um sentido comparativo em relação ao significado do conteúdo.

Assim,  um ensinamento suficiente para nossa compreensão não é completo,  mas é o bastante para nossa capacidade.

A explicação do LE denota que a doutrina contém o bastante, ou o que basta, para nosso atual estágio. Não que seja completa.

Abraços fraternos

Marcos Borges


O amigo tem razão.

A Doutrina Espírita só estará completa quando contiver todos os conceitos de Moral e explicar tudo o que se refere à vida dos Espíritos.

Por outro lado, sendo a Doutrina Espírita o bastante para a nossa capacidade de entendimento e o que basta para o nosso atual estágio, não há no que se complementá-la até que a Humanidade, como um todo, tenha ascendido à um degrau mais alto na escala evolutiva.


Título: Re: Os dragões - Legiões das trevas
Enviado por: CFreitaS em 18 de Janeiro de 2014, 12:39
A parte dos dragões na terra pelo que li no livro da Modesta se refere à transformação do espírito em um ( tipo o espírito se utilizava de uma roupagem de dragão, mas por dentro continuava o espírito normal, onde a ideia dos dragões teria vindo dos primeiros "viajantes" da árvore evangélica vindos de capela [ tronco judaico-cristão, indianos, egípcios e europeus ] e pela linhagem dos europeus que começaram com a ideia de dragão (vai saber se não tinha em outro mundo] claro essa informação não é confirmada pela DE mas é interessante estudar sobre isso.

Em resposta ao companheiro ~ não lembro qual o livro que li mas que contava um caso de vampirismo tão forte ( por amor ou vício ) que o espírito acabou por perder a sua forma original (imagem como espírito) e passando a ficar grudado ou "acoplado" em um humano [ Ovóide ]. Não está no Livro dos Espíritos mas é sempre bom ler vários livros para tirar uma ideia.
Título: Re: Os dragões - Legiões das trevas
Enviado por: wender100%espirita em 18 de Janeiro de 2014, 20:29
no livro dos espiritos diz que espiritos em forma de animal so ser for muito imperfeito, ou seja se  como podem dominar uma dimenssao se sao tao imperfeitos?   paz e luz
Título: Re: Os dragões - Legiões das trevas
Enviado por: Gustavo Rettenmaier em 18 de Janeiro de 2014, 21:03

Meu caro amigo e bom debatedor, em algum momento de sua jornada, alguma coisa ou alguem lhe influenciou a adotar a DE como filosofia de vida, podemos saber quem, ou por que?
Não que isso seja relevante, mas, vou raciocinar.
As igrejas cristãs, em especial nossa nobre ICAR, refuta veementemente a reencarnação, e a maioria dos seus fiéis assim se porta.
Entretanto, uma parcela significativa dos conceitos espíritas apoiam-se nos mesmos textos "sagrados", das igrejas cristã, afinal, Jesus é nosso modelo a ser seguido.
Quero dizer meu caro, que as pessoas acreditam naquilo que sua capacidade de entendimento lhes permite acreditar, portanto, uma crença, qualquer crença, se da com base em uma lógica, racional.
As pessoas acreditam naquilo que lhes parece lógico.
Como elas chegaram a essa lógica? bem, isso de foro intimo de cada um.


Meu caro amigo e bom debatedor, em algum momento de sua jornada, alguma coisa ou alguem lhe influenciou a adotar a DE como filosofia de vida, podemos saber quem, ou por que?

Aos doze anos de idade, meu pai, também Espírita, me "sugeriu" que estudasse O Livro dos Espíritos para que assim eu entendesse o fato de poder ver e conversar com pessoas que ninguém mais via, pelo menos não dentro do meu circulo familiar.
Adotar a DE, para mim não foi exatamente uma escolha.


uma crença, qualquer crença, se da com base em uma lógica, racional.
As pessoas acreditam naquilo que lhes parece lógico.
Como elas chegaram a essa lógica? bem, isso de foro intimo de cada um.

Penso de maneira diferente, amigo Gustavo.

Penso que é o sentimento (sentimento de que algo seja verdadeiro) é que leva à crença, à fé.

O raciocínio lógico, a racionalidade, levam, com mais certeza, ao ceticismo.

Por isso não vejo a Doutrina Espírita como crença, mas como ciência (conhecimento).

Pois que à Ela se chegou, aos seus postulados, pelo raciocínio lógico, pela interpretação lógica dos fenômenos espirituais (Fatos Espíritas).
Em linhas gerais, podemos concordar, mas o amigo tem uma base espírita mais ampla, vem de família espírita e isso facilita.
Quem como eu, vem de família católica, casado com uma evangélica, tem um conhecimento um pouco mais aprofundado sobre os postulados das religiões cristãs.
Embora saiba que muitas pessoas preferem não raciocinar diante de uma duvida mais elaborada, aceitando expressões como "mistérios da fé", que eu particularmente detesto, muitos dos que estão vinculados a essas religiões, em especial as evangélicas, sustentam sua posição com base em estudo e debate, como nós, apenas partindo de outras premissas.
Possuem uma argumentação sólida, embora para um espírita possa parecer limitada, mas que é fundamentada com um raciocínio próprio, absolutamente lógico.
Estamos assim, diante daquilo que entendo ser muito claro na doutrina espírita: cada irmão está no seu momento evolutivo próprio.
Posso te garantir meu caro que, ao contrário dos católicos, os evangélicos estudam com seriedade seus textos, no caso a bíblia, assim como nós estudamos o LE.
Cada um com sua ótica, cada um com seu entendimento.
Na minha opinião, as igrejas deveriam abrir-se para o estudo de obras outras, tais como as espíritas, assim como nós, espíritas devemos nos dedicar a estudar aquilo que nos chega do plano espiritual com um pouco mais de humildade.
Se vemos nas igrejas cristãs um erro em estabelecer a bíblia como sendo perfeita e não interpretável, devemos ter a mesma consideração com o LE, até por que, segundo o próprio LE, não há erro na bíblia, o que há são diferentes interpretações.
Com todo avanço científico, o amigo pode me dar uma prova absolutamente cabal da reencarnação?
Se tiver ótimo, pois desconheço.
Título: Re: Os dragões - Legiões das trevas
Enviado por: Brenno Stoklos em 19 de Janeiro de 2014, 05:54

Se vemos nas igrejas cristãs um erro em estabelecer a bíblia como sendo perfeita e não interpretável, devemos ter a mesma consideração com o LE, até por que, segundo o próprio LE, não há erro na bíblia, o que há são diferentes interpretações.
Com todo avanço científico, o amigo pode me dar uma prova absolutamente cabal da reencarnação?
Se tiver ótimo, pois desconheço.



O problema, amigo Gustavo,

É que Católicos e Evangélicos não fazem outra coisa que não dar sua própria "interpretação" para o que está escrito na bíblia (afora as interpolações, exclusões, etc...).

"No Cristianismo encontram-se todas as verdades; são de origem humana os erros que nele se enraizaram".

                                                        O Evangelho Segundo o Espiritismo

De onde adviriam os erros senão das "interpretações"?

Interpretar (entender) o que o Mestre Jesus disse na frase:

"Necessário vos é nascer de novo"

É diferente de "interpretar" (tentar adivinhar) o que o Mestre Jesus "quis dizer" na mesma frase.


Quanto à "uma prova absolutamente cabal da reencarnação", depende do que o amigo consideraria como tal.


Título: Re: Os dragões - Legiões das trevas
Enviado por: Gustavo Rettenmaier em 19 de Janeiro de 2014, 22:17

Se vemos nas igrejas cristãs um erro em estabelecer a bíblia como sendo perfeita e não interpretável, devemos ter a mesma consideração com o LE, até por que, segundo o próprio LE, não há erro na bíblia, o que há são diferentes interpretações.
Com todo avanço científico, o amigo pode me dar uma prova absolutamente cabal da reencarnação?
Se tiver ótimo, pois desconheço.



O problema, amigo Gustavo,

É que Católicos e Evangélicos não fazem outra coisa que não dar sua própria "interpretação" para o que está escrito na bíblia (afora as interpolações, exclusões, etc...).

"No Cristianismo encontram-se todas as verdades; são de origem humana os erros que nele se enraizaram".

                                                        O Evangelho Segundo o Espiritismo

De onde adviriam os erros senão das "interpretações"?

Interpretar (entender) o que o Mestre Jesus disse na frase:

"Necessário vos é nascer de novo"

É diferente de "interpretar" (tentar adivinhar) o que o Mestre Jesus "quis dizer" na mesma frase.


Quanto à "uma prova absolutamente cabal da reencarnação", depende do que o amigo consideraria como tal.
Meu caro amigo, gosto de debates assim.
Em primeiro lugar vamos a questão interpretação.
Vamos ficar com os conceitos espíritas como por exemplo o livre arbítrio, qual a sua posição, temos ou não livre arbítrio?
Pois bem, já vi muito aqui no forum defesas acirradas das duas teses, ter e não ter livre arbítrio. O que é isso se não a interpretação do texto?
Nascer de novo, não é tão simples assim, tanto que o doutor da lei ficou confuso, quem lhe disse que nos dias de hoje temos um entendimento muito melhor, ou diferente daquele doutor da lei?
Essa é para mim a grande questão, sou espírita por que para mim a DE é mais lógica e racional, dentro da minha ótica, do meu momento de progresso. Mas não tenho a pretensão de ser dono da verdade pois acho que dessa forma estarei desrespeitando meus irmãos que pensam diferente, discriminando, e isso não é atitude de quem tem por norte, amar os inimigos.
Título: Re: Os dragões - Legiões das trevas
Enviado por: CFreitaS em 20 de Janeiro de 2014, 16:39
no livro dos espiritos diz que espiritos em forma de animal so ser for muito imperfeito, ou seja se  como podem dominar uma dimenssao se sao tao imperfeitos?   paz e luz

Então wender, há inteligência também para seres com uma moral mais voltada para o erro, tipo um cara que era muito inteligente mas com a mente perversa, depois do desencarne ele não perde a consciência, agora há em  livros e pesquisas de net, sobre a transformação de um espírito, tipo ele pode se transformar no que quiser, como pode trocar de roupa, calçado e etc, no livro Dragões, o espírito de um dos personagens principais,  era uma roupagem de Dragão com emblemas e tal que se utilizava para se apresentar como soldado de uma legião do mal.

Agora será que muitos espíritos inteligentes e perversos reunidos em um lugar no planeta, não poderiam criar um lugar para montar uma "cidade"?! Quem pode responder estas questões?! =)
Título: Re: Os dragões - Legiões das trevas
Enviado por: wender100%espirita em 20 de Janeiro de 2014, 22:39
sim amigo cfreitas, o problema que a doutrina nao fala sobre "cidades"no plano Espiritual, apenas em livros de opinioes particulares de seus autores.paz e luz
Título: Re: Os dragões - Legiões das trevas
Enviado por: Brenno Stoklos em 21 de Janeiro de 2014, 00:52

Pois bem, já vi muito aqui no forum defesas acirradas das duas teses, ter e não ter livre arbítrio. O que é isso se não a interpretação do texto?



Pois bem, já vi muito aqui no forum defesas acirradas das duas teses, ter e não ter livre arbítrio. O que é isso se não a interpretação do texto?

Citando uma única questão em OLE:

843. Tem o homem o livre-arbítrio de seus atos?

“Pois que tem a liberdade de pensar, tem igualmente a de obrar. Sem o livre-arbítrio, o homem seria máquina".

O que se pode interpretar (entender) desse texto?

Não há o que duvidar: Há Livre-Arbítrio!

É diferente de "interpretar" (adivinhar):

Não! Mas os Espíritos "quiseram dizer com isso" que.....................


Título: Re: Os dragões - Legiões das trevas
Enviado por: Brenno Stoklos em 21 de Janeiro de 2014, 03:13

não poderiam criar um lugar para montar uma "cidade"?! Quem pode responder estas questões?! =)



A Doutrina Espírita responde cabalmente quando diz:

"Não há lugares circunscritos".

E, quanto aos desencarnados:

"De nada de material precisam".


Título: Re: Os dragões - Legiões das trevas
Enviado por: Gustavo Rettenmaier em 21 de Janeiro de 2014, 10:54

Pois bem, já vi muito aqui no forum defesas acirradas das duas teses, ter e não ter livre arbítrio. O que é isso se não a interpretação do texto?



Pois bem, já vi muito aqui no forum defesas acirradas das duas teses, ter e não ter livre arbítrio. O que é isso se não a interpretação do texto?

Citando uma única questão em OLE:

843. Tem o homem o livre-arbítrio de seus atos?

“Pois que tem a liberdade de pensar, tem igualmente a de obrar. Sem o livre-arbítrio, o homem seria máquina".

O que se pode interpretar (entender) desse texto?

Não há o que duvidar: Há Livre-Arbítrio!

É diferente de "interpretar" (adivinhar):

Não! Mas os Espíritos "quiseram dizer com isso" que.....................
Meu querido, estamos de pleno acordo, entretanto o amigo ja deve ter visto aqui no forum, membros sustentando a tese de que o livre arbitrio é uma ilusão.
Confesso para o amigo que não lembro quais as passagens do LE utilizadas nessa sustentação de tese, vou tentar procurar hoje a noite.
Quero apenas lhe dizer que, se algo tão obvio, pelo menos em nosso entendimento, tem alguem que consegue não compreender e sustentar teoria diversa, o que dizer de pontos que são realmente controversos?
Alem do mais, interpretar não é adivinhar, adivinhação da-se a esmo, aleatoriamente.
Já a interpretação é o entendimento que o individuo faça, com base em seus conhecimentos e experiências, o que convenhamos varia, e muito, de individuo para individuo.
Título: Re: Os dragões - Legiões das trevas
Enviado por: RASEK em 21 de Janeiro de 2014, 13:56
O espírito é plástico, ou melhor, o periespírito o é.

Portanto, dependendo do estágio em que se encontra este espírito, ele pode sim escolher a forma que lhe convém.

O espírito ao ter plena consciência de seu estágio como tal, poderá se mostrar com a forma que teve num de suas reencarnações.

Temo exemplos dissoq ue falo, como os diversos pretos-velhos, que ora se apresentam como tais, e ora como médicos formados e com linguajares até culto.

O mesmo se dá quando há espíritos que forma hipnotizados por outros, e que se apresentam em forma de animais dos mais diversos. Justamente porque o periespírito é totalmente plástico.

Neste último caso, a vítima sofre em decorrência de sua fragilidade moral, e aqueles que intercederam para a sua condição, são espíritos de baixa moralidade e/ou perversos.

No caso dos dragões, é perfeitamente possível que tal coisa ocorra, uma vez que inteligências podem se auto sugerir a se moldarem com a forma que desejar. Claro que neste caso, como eu mesmo já disse, espíritos de baixíssima luz.
Título: Re: Os dragões - Legiões das trevas
Enviado por: Brenno Stoklos em 21 de Janeiro de 2014, 14:56
O espírito.................
......................... luz.



como os diversos pretos-velhos, que ora se apresentam como tais, e ora como médicos formados e com linguajares até culto.

Os Pretos-Velhos não modificam sua "roupagem fluídica". As diferenças estão apenas no comportamento do Médium.


espíritos que forma hipnotizados por outros

 :o   ;D


No caso dos dragões

Não há dragões.

Senão aqueles da mitologia!


Título: Re: Os dragões - Legiões das trevas
Enviado por: RASEK em 22 de Janeiro de 2014, 10:48
Modificam-se. Tanto que ao imantar-se ao médium que lhe servirá como comunicante, este muitas vezes o vê.

O médium consegue enxergar o espírito travestido como este quer se apresentar.

Pretos-velhos são vistos com todas as suas nuances por sensitivos em centros espíritas e de Umbanda.

E quanto à hipinose, podemos nos auto hipinotizar. Isso é fato. Fazemos isso a todo momento. E podemos fazer com terceiros também. Os espíritos trevosos o  fazem com motivações das mais espúrias.
Título: Re: Os dragões - Legiões das trevas
Enviado por: Brenno Stoklos em 22 de Janeiro de 2014, 23:38
Modificam-se................
...........................espúrias.



Modificam-se..............
........................ Umbanda.


Pura fantasia, amigo Razek!

Exerço a minha mediunidade em uma Casa de Umbanda há mais de 37 anos e posso lhe afirmar, sem medo de errar, que tal não acontece!


E quanto à hipinose.....................

Só se pode hipnotizar quem seja dotado de cérebro material, o que não é o caso dos desencarnados!


Título: Re: Os dragões - Legiões das trevas
Enviado por: RASEK em 23 de Janeiro de 2014, 10:24
Ainda respeitando a sua larga experiência na maravilhosa religião umbandista, discordo de você.

Há diversos e variados relatos, tanto por médiuns escreventes, como por médiuns experimentados.

Livros pós AK nos trazem estas informações. A coleção Nosso Lar, em especial.

A plasticidade do periespírito permite que isso venha acontecer, tanto de forma inconsciente como consciente; tanto de forma coercitiva, como voluntária. É este universo gigantesco do mundo das almas, que a cada dia que passa vislumbramos mais e mais conhecimentos sobre.

Há ainda uma gama vastíssima de coisas para se descobrir neste tocante.

Abraços.
Título: Re: Os dragões - Legiões das trevas
Enviado por: Brenno Stoklos em 23 de Janeiro de 2014, 15:50
Ainda ...........
...................tocante.

Abraços.



Ainda respeitando a sua larga experiência na maravilhosa religião umbandista, discordo de você.

Há diversos e variados relatos, tanto por médiuns escreventes, como por médiuns experimentados.


Volto a afirmar, amigo Razek,

Pura fantasia!


Livros pós AK nos trazem estas informações. A coleção Nosso Lar, em especial.

Não são Doutrina Espírita e, o mais que trazem, é também fantasia!


Título: Re: Os dragões - Legiões das trevas
Enviado por: RASEK em 24 de Janeiro de 2014, 11:45
Pois é meu nobre colega forista, taí um ponto em que discordamos de fato. rsrsrs

E vamos continuar o debate, que a coisa tá boa!! :D
Título: Re: Os dragões - Legiões das trevas
Enviado por: Brenno Stoklos em 24 de Janeiro de 2014, 18:14
Pois é meu nobre colega forista, taí um ponto em que discordamos de fato. rsrsrs

E vamos continuar o debate, que a coisa tá boa!! :D



Meus argumentos baseiam-se na lógica e nas Obras da Codificação!

As opiniões do amigo baseiam em quê, além da própria opinião e de obras de mistificadores?


Título: Re: Os dragões - Legiões das trevas
Enviado por: RASEK em 27 de Janeiro de 2014, 10:04
Os meus baseia-se nas obras pós Codificação, além é claro, da própria Codificação, que por si mesma incentiva o avanço e a progressão de conhecimentos.

A base será sempre os postulados de AK, com as complementações das mais diversas que nos chegam e ainda nos chegarão.

Ora, quanto á minha ausência de lógica, isso é uma percepção exclusivamente sua, apenas isso.
Título: Re: Os dragões - Legiões das trevas
Enviado por: Gustavo Rettenmaier em 27 de Janeiro de 2014, 10:28
Os meus baseia-se nas obras pós Codificação, além é claro, da própria Codificação, que por si mesma incentiva o avanço e a progressão de conhecimentos.

A base será sempre os postulados de AK, com as complementações das mais diversas que nos chegam e ainda nos chegarão.

Ora, quanto á minha ausência de lógica, isso é uma percepção exclusivamente sua, apenas isso.

Com referência a sua última frase, me parece tecnicamente perfeita.
O Grande problema que encontro em alguns tópicos esta no fato de que, para alguns foristas, nenhuma lógica é viavel, não sendo a sua própria.
Reitero minha opinião que, o raciocinio ao qual kardek nos manda acessar para avaliar as comunicações, e de resto qualquer coisa, esta alicerçado em experiências e conhecimentos que são próprios de cada indivíduo.
Qualquer crença, por mais absurda que pareça possui uma lógica por tras, posso discordar dela, mas jamais desrespeitá-la.
Título: Re: Os dragões - Legiões das trevas
Enviado por: RASEK em 27 de Janeiro de 2014, 10:41
Exatamente!!

Mesmo porque não estamos falando do sexo dos anjos aqui.

Ao lermos as obras de Chico, encontramos muitalógica nelas. Pelo menos esta é a minha percepção... e a de muitíssimos espíritas sérios também.
Título: Re: Os dragões - Legiões das trevas
Enviado por: Andressa Z. em 27 de Janeiro de 2014, 15:55
Acabo de ler o livro e gostei bastante. Lógica realmente vai de encontro com as experiências que cada um possui, da interpretação que  realiza da doutrina e se busca ou não informações em outras fontes. Alguns leram que a doutrina está completa, outros -inclusa-, que era apenas o começo.  Eu procuro ler de tudo e filtro o que me é fantasioso, busco mais informações sobre aquilo para tirar minhas próprias conclusões. Não creio que a verdade está apenas com Kardec e que ninguém mais receberá "notícias" contando o que se passa no mundo espiritual, mundo que evolui.
No caso dos dragões,  não me parece ser algo absurdo. Sinto que o que li não me era estranho e sei de pessoas que já tiveram a infelicidade de se depararem com espíritos em formas assustadoras...nao é impossível.
Abraços
Título: Re: Os dragões - Legiões das trevas
Enviado por: Brenno Stoklos em 27 de Janeiro de 2014, 16:59

Com.................
.....................desrespeitá-la.



Amigo Gustavo,

Se o amigo ler o que postei no responder #97 verá que eu não fiz nenhuma acusação, mas apenas uma pergunta.


Título: Re: Os dragões - Legiões das trevas
Enviado por: Brenno Stoklos em 27 de Janeiro de 2014, 17:13
Os meus baseia-se nas obras pós Codificação, além é claro, da própria Codificação, que por si mesma incentiva o avanço e a progressão de conhecimentos.

Ora, quanto á minha ausência de lógica, isso é uma percepção exclusivamente sua, apenas isso.


Exatamente!.............
....................também.



O amigo continua a fazer afirmações baseadas apenas na sua opinião pessoal.

Em nenhum momento demonstrou que o que diz encontra apoio em algum ensinamento contido nas Obras da Codificação.

E também não demonstra que haja algo de lógico ou consentâneo com a Doutrina Espírita nas fantasias sobre "dragões"!

E, por fim, fala de maneira ilógica em "obras de Chico Xavier" quando todos sabemos que Chico Xavier nunca foi autor!


Título: Re: Os dragões - Legiões das trevas
Enviado por: Gustavo Rettenmaier em 27 de Janeiro de 2014, 18:28

Com.................
.....................desrespeitá-la.



Amigo Gustavo,

Se o amigo ler o que postei no responder #97 verá que eu não fiz nenhuma acusação, mas apenas uma pergunta.
Não entendi a referência.
Título: Re: Os dragões - Legiões das trevas
Enviado por: RASEK em 28 de Janeiro de 2014, 15:30
Brenno.

Não é uma opinião pessoal minha somente, mas de vários espíritas. E além disso reafirmo que o que aceito pós AK, está se coadunando perfeitamente com a Doutrina Espírita.

E opinião por opinião, por assim dizer, posso dizer que você também se baseia em opinião pessoal, uma vez que eu já dissera por aqui que AK começou e não acabou, que a juntada de conhecimentos  provenientes de fontes outras que não sejam as originais.

Especificamente quanto aos dragões, eu já li a respeito alguns livros, e os acho perfeitamente possível.

Acho estranho o radicalismo do colega, em negar o que eu escrevo por aqui. Ora, há relatos de gente idônea, além de experiências de outros, que vêm a coadunar com o que prego.

A mesma lógica que o nobre colega se arvora por aqui, poderia eu fazer o mesmo, sendo que não desdenho os postulados kardequianos, mas antes me baseio neles.

E quanto ao Chico sre autor ou não, pois que o mesmo é apenas um instrumento de suas obras, que são psicografadas, é uma questão apenas de interpretação: uns o têm como autor de mais de 400 livros, já outros o veem como um médium que serviu a vários autores espirituais. Questão insignificante, porque o que vale mesmo e a obra magnânima deste mèdium - isso ninguém pode duvidar, da mediunidade dele - , tanto que reconhecido mundialmente ele se tornou devido à seriedade e veracidade do que criara.
Título: Re: Os dragões - Legiões das trevas
Enviado por: Brenno Stoklos em 28 de Janeiro de 2014, 23:27
Brenno.

Especificamente quanto aos dragões, eu já li a respeito alguns livros, e os acho perfeitamente possível.




Basta que o amigo demonstre isso pela Doutrina Espírita.


Título: Re: Os dragões - Legiões das trevas
Enviado por: RASEK em 29 de Janeiro de 2014, 10:43
Pois é!!

Na Codificação não existe nada a respeito das fotos kirlian, tampouco fala sobre o do porquê que o médium sente dores ou desconfortos na região abdominal no chacra esplênico quando há um acompanhamento espiritual desorientado ou coisa parecida. Nada diz sobre a TCI; e por aí vai.

Por que nada fala??

Porque este tipo de coisa viria com o tempo. Assim como a própria Codificação.

Se AK tivesse vivido há uns 50 anos, muito disso estaria lá na sua codificação.
Título: Re: Os dragões - Legiões das trevas
Enviado por: Brenno Stoklos em 29 de Janeiro de 2014, 18:48
Pois...........
.................codificação.



fotos kirlian,

Fotografam o quê?

Algum tipo de coisa de que não fala a Doutrina Espírita?


tampouco fala sobre o do porquê que o médium

O Livro dos Médiuns não fala sobre mediunidade?


sente dores ou desconfortos na região abdominal

Isso são problemas físicos que devem ser tratados pela Medicina e não pelo Espiritismo!


no chacra esplênico

Isso não existe!

É coisa de mistificadores orientalistas.


quando há um acompanhamento espiritual desorientado ou coisa parecida.

Isso é falta de seguir os ensinamentos contidos em O Livro dos Médiuns!


Título: Re: Os dragões - Legiões das trevas
Enviado por: RASEK em 30 de Janeiro de 2014, 10:26
Cara... francamente... vc me lembra por vezes um certo padre espanhol que por aqui aportou há algumas décadas. rsrsrs

AK nunca falou de máquina fotoráfica que pudesse fotografar aura ou campo nergético dos seres inanimados.

E, agora você nega a existência dos chacras... deveria ter suposto isso.

Pois é, mas eles existem, e estão inseridos no famoso duplo etérico. Já ouviu falar disso??

De fato estagnou. Parou no tempo e no espaço. Muita coisa, mas muita coisa mesmo nos foi dada para que podéssemos compreender mais a Codificação. Absurdo é ficar esperando "ad aeternum" novas mensagens provenientes de espíritos superiores sei lá daqui há quanto tempo. Lembra-me muito de certos evangélicos ao proferirem aos quatro ventos que Jesus irá voltar.

Então só porque não está na codificação os chacras, e seus inúmeros desenvolvimentos no corpo, não podem existir?? :o
Título: Re: Os dragões - Legiões das trevas
Enviado por: wender100%espirita em 30 de Janeiro de 2014, 10:36
amigo rasek, o amigo tem que entender que isso nao existe na Doutrina Espirita, se for debater, se for defender qualquer ideia, pelas regras do forun, tem estar relacionado com a doutrina Espirita, esta e a finalidade do forun estudar a luz da doutrina espirita! paz e luz
Título: Re: Os dragões - Legiões das trevas
Enviado por: Gustavo Rettenmaier em 30 de Janeiro de 2014, 10:51
Vamos tentar colocar ordem no debate.
A codificação da Doutrina Espírita, cumpriu e cumpre seu papel de forma magnifica.
Mas a DE é, e para alguns essencialmente, ciência e filosofia.
Por ciência, entendo pesquisa, e por filosofia, raciocinio, isso apenas para simplificar.
Ora, pesquisa, em qualquer nível requer um problema, qualquer problema sobre os quais lançam-se hipóteses, teses. A experimentação dessas hipóteses apresentará as dificuldades e contradições inerentes ao tema, gerando as antiteses. A repetição do experimento, da pesquisa, método estatistico talvez, aliado a filosofia, ao recicínio nos brindará com a sintese, a qual é apropriada ao momento intelectual e tecnológico em que vivemos.
Dessa forma, se tomarmos como verdade inquestuionável apenas o que estiver explicitado na codificação, em minha opinião, estaremos cometendo o mesmo erro que as igrejas cristãs, ou seja, aferrados a letra fria da lei, igniorando que a lei, ou nosso entendimento sobre ela, deve progredir conosco.
Da mesma forma, se entendermos que aquilo que alguns espiritos através de seus médiuns, por mais respeitáveis e honoráveis que sejam, é uma verdade inquestionável, cometemos o mesmo erro.
Se a DE é cientifica e a ciência, como explicita a própria doutrina, necessita progredir, rejeitar teses apenas por que não foram citadas no LE, ou nas demais obras da codificação, é pré conceito, para mim incompativel com DE.
Resumindo, qualquer informação que venha do plano espiritual,  é uma opinião real para quem a emite, mas deve ser tratada exatamente assim, como opinião pessoal, digna de respeito e, se alguem julgar necessário, dentro dos princípios doutrinários, de estudo.
Título: Re: Os dragões - Legiões das trevas
Enviado por: wender100%espirita em 30 de Janeiro de 2014, 11:42
Regras do Fórum Espírita
checkmark
Para manter este fórum organizado, foi criado um conjunto de regras, pedindo a todos os membros que as tenham em consideração:

1 - Debata ideias, não pessoas.

2 - É uma atitude de educação e de respeito ter como norma de conduta ética não atacar nenhuma religião, doutrina, crença, ou os seus seguidores.

3 – Cada utilizador tem direito a um registo de membro, e as respectivas participações no fórum reflectem as suas opiniões, sendo cada um totalmente responsável pela seus conteúdos. Aconselhamos ter sentido crítico e racional. É útil consultar os princípios básicos do espiritismo e respectiva codificação. Pode fazê-lo aqui: www.forumespirita.net/faq (http://www.forumespirita.net/faq)

4 – Evite colocar mensagens com textos demasiado longos, ou repetidas. O fórum destina-se a fomentar a troca de ideias. Este site tem um Sistema de Segurança destinado a impedir a criação de múltiplas contas de utilizador ou envio de mensagens em massa, pelo que actuará automaticamente em conformidade com as directrizes de segurança.

5 - Verifique se o que vai discutir ou perguntar já foi discutido no próprio ou noutro tópico. Faça uma busca antes, pois muitos assuntos já foram tratados e algumas das respostas podem satisfazê-lo.

6 - Respeite os direitos de autor. Não é permitido partilha de qualquer tipo de conteúdos proprietários ou mensagens que fomentem tal postura - salvo autorização do autor. Não exponha os seus dados pessoais (principalmente o seu e-mail ou outro contacto) ou informação íntima, para salvaguardar a sua privacidade, pois o fórum é lido por milhares de pessoas em todo o mundo, estejam ou não registadas neste site. Se precisar de orientação ou falar com alguém sobre um assunto pessoal, poderá fazê-lo em privado na sala de chat de Atendimento.

7 - Todas as mensagens, textos, artigos, questões, comentários, entre outros, devem estar directamente relacionados com a Doutrina Espírita. Os comentários colocados em resposta a um tópico devem estar diretamente relacionados com o tema proposto, se pretende colocar outra questão ou debater outro assunto deve pesquisar ou criar tópico adequado.

8 - Utilize vocabulário digno, objectivo, e sem erros ortográficos. Não escreva em maiúsculas, pois na Internet significa que está a gritar. Nem utilize excesso de pontuação.

9 - Se encontrar algo que considera errado ou ofensivo, ou se for importunado, por favor informe a equipa do Fórum Espírita, para podermos agir de acordo com a situação. Pode contactar a equipa do Fórum na secção contactos: www.forumespirita.net/contactos (http://www.forumespirita.net/contactos)
 
10 - A equipa do Fórum Espírita reserva-se o direito de excluir qualquer mensagem ou membro, sem aviso prévio, que desrespeitem estas regras.


O fórum é uma ferramenta de troca de ideias, procuremos todos aprender uns com os outros.

Desejamos que possa desfrutar de momentos agradáveis neste sítio :)


Clique aqui para ler mais: http://www.forumespirita.net/fe/index.php?page=6#ixzz2rsgfESAC
Título: Re: Os dragões - Legiões das trevas
Enviado por: Mourarego em 30 de Janeiro de 2014, 13:31
Amigo Gustavo,
para mim, preconceito é afirmar uma coisa quando a DE mesma mostra que não é assim que ela ensina. aliás, mais que preconceito é uma prova de ignorância doutrinária.
Sim a De é Ciência e Filosofia, e desta última afirma OLE, dimanam todas as consequências morais.
Note, amigo, que não estou falando minha opinião, mas sim relato o que a DE ensina.
Senso assim, qualquer experimento, qualquer mensagem, qualquer coisa enfim que não haja passado pelo método e tendo por este sido abraçada, não é e não faz doutrina.
Abraços,
Moura
Vamos tentar colocar ordem no debate.
A codificação da Doutrina Espírita, cumpriu e cumpre seu papel de forma magnifica.
Mas a DE é, e para alguns essencialmente, ciência e filosofia.
Por ciência, entendo pesquisa, e por filosofia, raciocinio, isso apenas para simplificar.
Ora, pesquisa, em qualquer nível requer um problema, qualquer problema sobre os quais lançam-se hipóteses, teses. A experimentação dessas hipóteses apresentará as dificuldades e contradições inerentes ao tema, gerando as antiteses. A repetição do experimento, da pesquisa, método estatistico talvez, aliado a filosofia, ao recicínio nos brindará com a sintese, a qual é apropriada ao momento intelectual e tecnológico em que vivemos.
Dessa forma, se tomarmos como verdade inquestuionável apenas o que estiver explicitado na codificação, em minha opinião, estaremos cometendo o mesmo erro que as igrejas cristãs, ou seja, aferrados a letra fria da lei, igniorando que a lei, ou nosso entendimento sobre ela, deve progredir conosco.
Da mesma forma, se entendermos que aquilo que alguns espiritos através de seus médiuns, por mais respeitáveis e honoráveis que sejam, é uma verdade inquestionável, cometemos o mesmo erro.
Se a DE é cientifica e a ciência, como explicita a própria doutrina, necessita progredir, rejeitar teses apenas por que não foram citadas no LE, ou nas demais obras da codificação, é pré conceito, para mim incompativel com DE.
Resumindo, qualquer informação que venha do plano espiritual,  é uma opinião real para quem a emite, mas deve ser tratada exatamente assim, como opinião pessoal, digna de respeito e, se alguem julgar necessário, dentro dos princípios doutrinários, de estudo.
Título: Re: Os dragões - Legiões das trevas
Enviado por: Andressa Z. em 30 de Janeiro de 2014, 13:53
Olá mano Moura! Desculpe minha ignorância,  mas como funciona para ideias complementares à doutrina passarem pelo método? Neste tópico em especial, estamos discutindo a possibilidade de um espírito tornar seu perispirito com a aparência "animalizada", a plasticidade da forma.
Abraço
Título: Re: Os dragões - Legiões das trevas
Enviado por: Gustavo Rettenmaier em 30 de Janeiro de 2014, 14:55
Amigo Gustavo,
para mim, preconceito é afirmar uma coisa quando a DE mesma mostra que não é assim que ela ensina. aliás, mais que preconceito é uma prova de ignorância doutrinária.
Sim a De é Ciência e Filosofia, e desta última afirma OLE, dimanam todas as consequências morais.
Note, amigo, que não estou falando minha opinião, mas sim relato o que a DE ensina.
Senso assim, qualquer experimento, qualquer mensagem, qualquer coisa enfim que não haja passado pelo método e tendo por este sido abraçada, não é e não faz doutrina.
Abraços,
Moura
Vamos tentar colocar ordem no debate.
A codificação da Doutrina Espírita, cumpriu e cumpre seu papel de forma magnifica.
Mas a DE é, e para alguns essencialmente, ciência e filosofia.
Por ciência, entendo pesquisa, e por filosofia, raciocinio, isso apenas para simplificar.
Ora, pesquisa, em qualquer nível requer um problema, qualquer problema sobre os quais lançam-se hipóteses, teses. A experimentação dessas hipóteses apresentará as dificuldades e contradições inerentes ao tema, gerando as antiteses. A repetição do experimento, da pesquisa, método estatistico talvez, aliado a filosofia, ao recicínio nos brindará com a sintese, a qual é apropriada ao momento intelectual e tecnológico em que vivemos.
Dessa forma, se tomarmos como verdade inquestuionável apenas o que estiver explicitado na codificação, em minha opinião, estaremos cometendo o mesmo erro que as igrejas cristãs, ou seja, aferrados a letra fria da lei, igniorando que a lei, ou nosso entendimento sobre ela, deve progredir conosco.
Da mesma forma, se entendermos que aquilo que alguns espiritos através de seus médiuns, por mais respeitáveis e honoráveis que sejam, é uma verdade inquestionável, cometemos o mesmo erro.
Se a DE é cientifica e a ciência, como explicita a própria doutrina, necessita progredir, rejeitar teses apenas por que não foram citadas no LE, ou nas demais obras da codificação, é pré conceito, para mim incompativel com DE.
Resumindo, qualquer informação que venha do plano espiritual,  é uma opinião real para quem a emite, mas deve ser tratada exatamente assim, como opinião pessoal, digna de respeito e, se alguem julgar necessário, dentro dos princípios doutrinários, de estudo.
Em nenhum momento sequer insinuei que faça doutrina.
O que disse, e reafirmo, é que para mim, deixo claro que é opinião, ignorar informações ou conceitos apenas por que não estejam explicitados na codificação, é um pré conceito, um pré julgamento.
E de novo comparo com as igrejas cristãs que rejeitam a reencarnação por ela não estar explicitada na biblia.
Ora, se a Doutrina espirita, para quem quer ver assim, encontra no texto biblico bases concretas para a reencarnação, por analogia devo respeitar quem quer entender que, por exemplo, citação colocada pelo Moises acerca da comparação feita entre nosos castelos e paisagens, refletem uma imagem "materializada" de um ambiente similar ao nosso.
Ou qulquer um que veja nos textos da codificação indicios diferentes daqueles que eu veja.
Alias, Moura, para mim a DE deixa uma posição muito clara sobre o livre arbitrio, e temos foristas que sustentam de forma veemente sua inexistencia, usando a base como referência.
Minha posição é muito clara e vou morrer defendendo, cada um vê o que quer ver, minha obrigação é não distorcer a DE, nem tão pouco impô-la em meus conceitos e entendimentos.
Mas isso, comofalei, é opinião, minha.
Título: Re: Os dragões - Legiões das trevas
Enviado por: Brenno Stoklos em 30 de Janeiro de 2014, 15:18
Cara..................
................existir?



Cara... francamente... vc me lembra por vezes um certo padre espanhol que por aqui aportou há algumas décadas.

Isso é um argumento?

Regra Nº 1 do Fórum: "Debata ideias, não pessoas".


AK nunca falou

Allan Kardec apenas Codificou o que foi ditado pelos Espíritos Superiores.


de máquina fotoráfica que pudesse fotografar aura ou campo nergético dos seres inanimados.

A Doutrina Espírita trata de assuntos correlatos!


E, agora você nega a existência dos chacras... deveria ter suposto isso.

Não existem na Doutrina Espírita!


Pois é, mas eles existem, e estão inseridos no famoso duplo etérico.

Opinião pessoal do amigo, sem apoio na Doutrina Espírita.


Já ouviu falar disso??

Não na Doutrina Espírita.


De fato estagnou. Parou no tempo e no espaço. Muita coisa, mas muita coisa mesmo nos foi dada para que podéssemos compreender mais a Codificação.

Cite um fato comprovado.


Absurdo é ficar esperando "ad aeternum" novas mensagens provenientes de espíritos superiores sei lá daqui há quanto tempo.

Aí é que o amigo se engana. Não é para ninguém ficar esperando!

Temos, isso sim, é que progredir, nos elevarmos, a fim de nos tornarmos dignos de receber novas revelações.

O Mundo de Regeneração não será um presente de Deus para nós, mas nós é que teremos que construí-lo!


Lembra-me muito de certos evangélicos ao proferirem aos quatro ventos que Jesus irá voltar.

Emmanuel pregou o mesmo!


Então só porque não está na codificação os chacras, e seus inúmeros desenvolvimentos no corpo, não podem existir?

Por quê os Espíritos Superiores silenciariam à respeito?


Título: Re: Os dragões - Legiões das trevas
Enviado por: RASEK em 30 de Janeiro de 2014, 15:20
Aqui neste forum, podemos classificar dois tipos de espíritas, os puristas e os não puristas.

Pertenço ao rol dos segundos.

Eu e muitos, mas muitos mesmo!!

E, repito, mais e mais uma vez, radicalizar pe bobagem.  A base foi o que AK escreveu, mas somente a base, pois há muita coisa que veio depois e ainda virá.

Ficar esperando "ad aeternum" por novas e conclusivas informações de espíritos iluminadíssimos espalhados pelo mundo afora para que possamos avançar e compreender mais o que se passa no Mundo dos Espíritos e seu intercâmbio conosco; é bater em ferro frio.

Não tenho dúvida que muita informação ainda virá, e de forma parecida com a que vcs insistem em apregoar; porém nos chega a cada dia, valiosas menções e conhecimentos a respeito. Claro, óbvio, evidente, que se deve fazer uma triagem séria, para que bobagens não sejam tidas como realidade. Mas daí ignorar, denegrir, desprezar trabalhos de um André Luiz, para exemplificar, é sectarismo dos brabos, é fechar os olhos de fato para este eminente médico.

Somente aqui que eu vi este tipo de comportamento espírita, os puristas. Desconheço por completo tamanho sectarismo por aí afora.

Coisa como ignorar a plasticidade dos periespírito, do Umbral, de chacras, é de fato, estagnar e ficar esperando esperando por revelações que já estão nos chegando de forma paulatina.

Na própria Codificação há várias passagens em que devemos interpretá-la, pois do contrário cairíamos no ridículo. Problemas como a língua - francesa - , as expressões usuais da época, e a própria limitação semântica que o conhecimento científico do séc. XIX tibha, requer que meditemos sobre os escritos kardequianos.

O Espiritismo permaneceria no mesmo patamar do início do séc. XX, aqui no Brasil, caso os espíritas - a maioria - ficassem somente com AK.
Título: Re: Os dragões - Legiões das trevas
Enviado por: Brenno Stoklos em 30 de Janeiro de 2014, 15:28
Olá mano Moura! Desculpe minha ignorância,  mas como funciona para ideias complementares à doutrina passarem pelo método? Neste tópico em especial, estamos discutindo a possibilidade de um espírito tornar seu perispirito com a aparência "animalizada", a plasticidade da forma.
Abraço


O problema, amiga Andressa,

É ficarem buscando "novidades", inventando "complementações", quando ainda não compreendem o básico da Doutrina Espírita.


Título: Re: Os dragões - Legiões das trevas
Enviado por: Brenno Stoklos em 30 de Janeiro de 2014, 15:41
Aqui ...................
........................



Aqui ..........................
.........................kardequianos.

Uma mistura de opiniões pessoais, argumentos ad hominem e total desconhecimento da Doutrina Espírita, em especial Sua Autoria!


O Espiritismo permaneceria no mesmo patamar do início do séc. XX, aqui no Brasil, caso os espíritas - a maioria - ficassem somente com AK (Espíritos Superiores).

É evidente!

Permaneceria fel à seus princípios se não houvessem as distorções Rustenistas!


Título: Re: Os dragões - Legiões das trevas
Enviado por: wender100%espirita em 30 de Janeiro de 2014, 15:46
aqui nao existe duas classes de foristas amigo, aqui existem apenas uma os que querem estudar a Doutrina Espirita, por essa ideia dissimulada que hoje existe divisao em varias religioes isso aconteceu com judeus , com os cristaos,  mas na Doutrina Espirita isso nao vai acontecer, sabe por que? porque ela nao pertence aos nos e sim aos Espiritos, nos que temos que entende-la compreende-la, nao adianta querer infiltrar, criar grupos de estudos, voltados a "complementar" a doutrina pois ela ja esta de acordo nosso nivel de evolucao, paz e luz
Título: Re: Os dragões - Legiões das trevas
Enviado por: Gustavo Rettenmaier em 30 de Janeiro de 2014, 16:24
aqui nao existe duas classes de foristas amigo, aqui existem apenas uma os que querem estudar a Doutrina Espirita, por essa ideia dissimulada que hoje existe divisao em varias religioes isso aconteceu com judeus , com os cristaos,  mas na Doutrina Espirita isso nao vai acontecer, sabe por que? porque ela nao pertence aos nos e sim aos Espiritos, nos que temos que entende-la compreende-la, nao adianta querer infiltrar, criar grupos de estudos, voltados a "complementar" a doutrina pois ela ja esta de acordo nosso nivel de evolucao, paz e luz
Esta ai um conceito com o qual concordamos.
A Doutrina Espírita é dos espiritos, é unica.
Eu apenas dou aos homens o direito de entendê-la de acordo com suas condições e com a sua bagagem de conhecimentos e experiências.
Título: Re: Os dragões - Legiões das trevas
Enviado por: Andressa Z. em 30 de Janeiro de 2014, 16:27
Amigo Brenno, obrigada pela resposta. Entendo teu critério de compreensão da doutrina, melhor ficar com uma verdade do que diversas em meio de uma mentira.
Porém,  há algumas questões que somente a doutrina não faz com que eu consiga respostas, sendo que ao procurar em diversos livros espiritas disponíveis encontro respostas cabiveis que podem ser consideradas, são hipóteses bem vindas. Em meio à tantas obras, como, além da minha razão e um estudo em grupo eu posso interpretá - las?  Será que farei justiça negando tudo pós Kardec?
Fiquei com uma dúvida que gostaria de sanar..Todo local que além da doutrina de Kardec utiliza para estudo livros de André Luís,  Emmanuel, Ramatis, enfim, analisa uma bibliografia maior, Não pode ser considerado um Centro Espírita?
Título: Re: Os dragões - Legiões das trevas
Enviado por: wender100%espirita em 30 de Janeiro de 2014, 16:47
Amigo Brenno, obrigada pela resposta. Entendo teu critério de compreensão da doutrina, melhor ficar com uma verdade do que diversas em meio de uma mentira.
Porém,  há algumas questões que somente a doutrina não faz com que eu consiga respostas, sendo que ao procurar em diversos livros espiritas disponíveis encontro respostas cabiveis que podem ser consideradas, são hipóteses bem vindas. Em meio à tantas obras, como, além da minha razão e um estudo em grupo eu posso interpretá - las?  Será que farei justiça negando tudo pós Kardec?
Fiquei com uma dúvida que gostaria de sanar..Todo local que além da doutrina de Kardec utiliza para estudo livros de André Luís,  Emmanuel, Ramatis, enfim, analisa uma bibliografia maior, Não pode ser considerado um Centro Espírita?
o problema amiga andrezza, a maioria dos centros espiritas hoje dao mais valor aos livros piscografados, do que os proprias obras da codificacao, sem a menor cuidado de fazer uma concordancia com a doutrina, adoram o maravilhoso, nao falo isso pra critica nao eu tambem era assim fica maravilhado com tanta informacao, parecia que estava num filme de ficcao, mas quando comeceu a estudar fazendo comparacao com as obras basicas, vi quemuita coisa nao tinham o menor sentido,  no ese diz pranos precavermos sobre as informacoes vindas de espiritos particulares ou seja que sao opinioes particulares dos espiritos,apenas isso nao podemos ler tudo e acreditar sem uma analise uma concordancia, uma e que e uma protecao pra nos, somos muito limitados , ignorantes mesmo poderiamos facilmente cairmos na ilusao de espiritos pseudo-sabios, somente ate o momento a Doutrina Espirita codificada por kardec teve o amparo dos Espriirtos superiores, usou metodos de comprovacao coisa que nenhum livro pos kardec passou pelo metodo(CUEE) ,vamos ler mas usando a razao e a Doutrina como referencia e simples! nao? paz e luz
Título: Re: Os dragões - Legiões das trevas
Enviado por: Andressa Z. em 30 de Janeiro de 2014, 21:22
o problema amiga andrezza, a maioria dos centros espiritas hoje dao mais valor aos livros piscografados, do que os proprias obras da codificacao, sem a menor cuidado de fazer uma concordancia com a doutrina, adoram o maravilhoso, nao falo isso pra critica nao eu tambem era assim fica maravilhado com tanta informacao, parecia que estava num filme de ficcao, mas quando comeceu a estudar fazendo comparacao com as obras basicas, vi quemuita coisa nao tinham o menor sentido,  no ese diz pranos precavermos sobre as informacoes vindas de espiritos particulares ou seja que sao opinioes particulares dos espiritos,apenas isso nao podemos ler tudo e acreditar sem uma analise uma concordancia, uma e que e uma protecao pra nos, somos muito limitados , ignorantes mesmo poderiamos facilmente cairmos na ilusao de espiritos pseudo-sabios, somente ate o momento a Doutrina Espirita codificada por kardec teve o amparo dos Espriirtos superiores, usou metodos de comprovacao coisa que nenhum livro pos kardec passou pelo metodo(CUEE) ,vamos ler mas usando a razao e a Doutrina como referencia e simples! nao? paz e luz

Amigo, obrigada mesmo por me responder contando como foi sua experiência pessoal! Insisto nessas questões pq procuro manter a mente aberta, porém sem perder o chão.  Realmente,  somos tão limitados que precisamos muitas vezes de exemplos bem detalhados do que nos diz a doutrina. Existem fatos narrados na diversidade de livros espiritas que temos a disposição que estão de acordo com os ensinamentos da doutrina e que não enxergamos,  bem como outros que são puramente fantasiosos. E agora é com a gente, nossa razão e entendimento para separar o joio do trigo.
Título: Re: Os dragões - Legiões das trevas
Enviado por: Gustavo Rettenmaier em 30 de Janeiro de 2014, 23:37
Amigo Brenno, obrigada pela resposta. Entendo teu critério de compreensão da doutrina, melhor ficar com uma verdade do que diversas em meio de uma mentira.
Porém,  há algumas questões que somente a doutrina não faz com que eu consiga respostas, sendo que ao procurar em diversos livros espiritas disponíveis encontro respostas cabiveis que podem ser consideradas, são hipóteses bem vindas. Em meio à tantas obras, como, além da minha razão e um estudo em grupo eu posso interpretá - las?  Será que farei justiça negando tudo pós Kardec?
Fiquei com uma dúvida que gostaria de sanar..Todo local que além da doutrina de Kardec utiliza para estudo livros de André Luís,  Emmanuel, Ramatis, enfim, analisa uma bibliografia maior, Não pode ser considerado um Centro Espírita?
o problema amiga andrezza, a maioria dos centros espiritas hoje dao mais valor aos livros piscografados, do que os proprias obras da codificacao, sem a menor cuidado de fazer uma concordancia com a doutrina, adoram o maravilhoso, nao falo isso pra critica nao eu tambem era assim fica maravilhado com tanta informacao, parecia que estava num filme de ficcao, mas quando comeceu a estudar fazendo comparacao com as obras basicas, vi quemuita coisa nao tinham o menor sentido,  no ese diz pranos precavermos sobre as informacoes vindas de espiritos particulares ou seja que sao opinioes particulares dos espiritos,apenas isso nao podemos ler tudo e acreditar sem uma analise uma concordancia, uma e que e uma protecao pra nos, somos muito limitados , ignorantes mesmo poderiamos facilmente cairmos na ilusao de espiritos pseudo-sabios, somente ate o momento a Doutrina Espirita codificada por kardec teve o amparo dos Espriirtos superiores, usou metodos de comprovacao coisa que nenhum livro pos kardec passou pelo metodo(CUEE) ,vamos ler mas usando a razao e a Doutrina como referencia e simples! nao? paz e luz
Infelizmente isso tambem é uma realidade.
Título: Re: Os dragões - Legiões das trevas
Enviado por: Anton Kiudero em 26 de Setembro de 2014, 20:29
Tema correlato:

https://www.youtube.com/watch?v=eC-C40FWoN4
Título: Re: Os dragões - Legiões das trevas
Enviado por: lconforjr em 26 de Setembro de 2014, 21:14

...........

      Estamos, dentro do tema "Legiões das Trevas", nas últimas respostas, falando em "compreender a doutrina". Não me recordo, mas esse assunto dos trevosos está na codificação ou em obras subsidiárias?

      Mas, como compreender a existência dessas legiões se, conforme a DE, todos têm livre-arbítrio e, assim, podem escolher o certo e não o errado?

...........