Forum Espirita

GERAL => Outros Temas => Livros Espíritas => Tópico iniciado por: x em 25 de Janeiro de 2008, 18:44

Título: Obras de Platão
Enviado por: x em 25 de Janeiro de 2008, 18:44
Olá amigos!  :)

Para quem é fã da filosofia socrático-platónica, e também para quem não é, recomendo vivamente a leitura da Obra `Fédon´ de Platão, que enquadrada nos tempos actuais, se definiria quanto à temática, como sendo, de Filosofia Espiritualista. Foi talvez a Obra, que mais me marcou, porquanto, tornei-me adepto do Espiritismo, a partir do momento em que a li, e no entanto, a mesma, data de 385 a.C..

Recomendo também, a leitura de a `República´ de Platão, Obra, onde está retratada, a sublime `Alegoria da Caverna´. Obra esta, caracterizada por Jean-Jacques Rousseau, desta forma: «...lede a República, de Platão. Não se trata de uma obra política - como pensam aqueles que só julgam os livros pelos seus títulos: é o mais belo tratado de educação que jamais foi feito.» (ROUSSEAU,1990:19)

Enfim, recomendo estas duas, no entanto, qualquer `Diálogo´ de Platão, é no mínimo sublime, pois os Mestres da Arte da Argumentação, foram sem dúvida, Sócrates e Platão.


Abraços!
 
Título: Re: Obras de Platão
Enviado por: Gigii em 28 de Janeiro de 2008, 22:11
Olá Luis!

Lembro-me que quando fiz o exame de admissão ao ensino superior tive uma nota excelente a filosofia quase sem estudar  ;)
Sabes porquê?
Porque um dos grupos de respostas era sobre Platão, e sendo eu espirita desde muito jovem, tendo lido já o LE e o LM, falar sobre Platão foi quase como falar do espiritismo.
Era fácil demaissss.... 8)

Para além disso são óptimos os livros de diálogos com Sócrates.
Há dias conversamos com os jovens espiritas sobre esta afirmação de Sócrates e faziamos as analogias com o espiritismo:

"E outra coisa não faço que andar por aí, convencendo a todos, jovens e velhos, a não cuidarem tanto do corpo e das riquezas e sim de melhorarem a alma o mais possível, alertando-os que não é das posses materiais que vem a virtude, mas é da virtude que vêm as posses e outros bens." (Platão, Defesa de Sócrates)

Quanta sabedoria em tão poucas palavras.

Beijinhos
Gi
Título: Re: Obras de Platão
Enviado por: Jorge em 29 de Janeiro de 2008, 11:23
Olá amigos,

Obrigado Luís pelas excelentes sugestões.

Neste momento estou a ler o livro das Edições Europa-America:
Platão Diálogos III
Apologia de Sócrates
Críton
Fédon

Gi, Beijinhos para ti.

Jorge
Título: Re: Obras de Platão
Enviado por: Gigii em 29 de Janeiro de 2008, 12:40
Oiiiii queridos amigos

Parecemos os 3 mosqueteiros  :D 8)

Aqui fica um excerto de um excepcional Diálogo entre Críton e Sócrates (O Dever):

"Sócrates- Asseveramos que não se deve cometer injustiça voluntária em caso nenhum, ou que em alguns casos se deve, e noutros não? Ou que de modo algum é bom nem honroso cometê-la, como tantas vezes no passado conviemos? e é o que acabamos de repetir. Porventura, todas aquelas nossas convenções de antes se entornaram nestes poucos dias e, durante tanto tempo, Críton, velhos como somos, em nossos graves entretenimentos não nos demos conta de que nada diferíamos das crianças? Ou, sem dúvida alguma é como dizíamos, quer o admita a multidão, quer não? Mais: ainda que tenhamos de experimentar momentos quer ainda mais dolorosos, quer mais suaves, o procedimento injusto, em qualquer hipóteses, não é sempre, para quem o tem, um mal e uma vergonha? Afirmamos isso ou não?

Críton- Afirmamos.

Sócrates- Logo, jamais se deve proceder contra a justiça.

Críton- Jamais, por certo.

Sócrates- Nem mesmo retribuir a injustiça com a injustiça, como pensa a multidão, pois o procedimento injusto é sempre inadmissível.


Críton- Parece que não.

Sócrates- E daí? Devemos praticar maldades ou não, Críton?

Críton- Não devemos, sem dúvida, Sócrates.

Sócrates- Adiante. Retribuir o mal que nos fazem é justo, como diz a multidão, ou injusto?

Críton- Absolutamente injusto.

Sócrates- Sim, porque entre fazer mal a uma pessoa e cometer uma injustiça, não há diferença nenhuma.

Críton- Dizes a verdade.

Sócrates- Em suma, não devemos retribuir a injustiça, nem fazer mal a pessoa alguma, seja qual for o mal que ela nos cause. Cautela, porém, Críton, ao admitires esses princípios, não o faças em contradição com o teu pensamento, pois sei que essa opinião é e será de alguns poucos. Entre os que a adotam e os que a repelem não existe um ânimo comum; fatalmente se a quererão mal uns aos outros, ao verem os propósitos uns dos outros. Portanto, considera muito bem tu se comungas a minha opinião, se concordas comigo e se nossa deliberação partirá do princípio de que jamais é acertado cometer injustiça, retribuí-la, vingar pelo mal que fazemos o mal que nos fazem, ou se diverges e não co-participas do princípio. Quanto a mim, essa é opinião minha antiga, que ainda agora mantenho. Tu, porém, se tens outro sentir, fala, dá-me a conhecer; se perseveras no de outrora, presta atenção ao que aí decorre. "

Beijinhos  :-* :-*
Gi
Título: Re: Obras de Platão
Enviado por: Carlos Ribeiro em 29 de Janeiro de 2008, 13:08
Olá amigos.
Por influencia do nosso amigo Luis Filipe acabei por mandar vir por correio da fnac o livro "Fédon". Vou começar hoje a ler este livro e tenho certeza que vou gostar.
Quanto ao diálogo exposto no ultimo post faz-me lembrar as palavras de Jesus: "se alguém te bater na face esquerda oferece a direita", ou "amai os vossos inimigos".
Abraços.
Ass: Carlos Ribeiro
Título: Re: Obras de Platão
Enviado por: Carlos Ribeiro em 29 de Janeiro de 2008, 13:22
Espero não ser eu o Dartacão... :D :D
Título: Re: Obras de Platão
Enviado por: Gigii em 29 de Janeiro de 2008, 15:27
 :D Já me ri imenso com vocês amigos...

Porque Dartacão?  ::)

D'Artagnan é bem mais bonito  :D
Título: Re: Obras de Platão
Enviado por: Det's me!... em 29 de Janeiro de 2008, 17:03
ois,

para kem tiver interesse.... ai vai em anexo alguma coisita.....

abçs
Título: Re: Obras de Platão
Enviado por: Carlos Ribeiro em 29 de Janeiro de 2008, 17:27
Oi Luis.
Eu vou dar uma pequena vista de olhos pelos anexos que colocaste. Mas da parte que me toca, eu sinceramente prefiro de longe sentir um livro (de papel,mesmo) na mão. Ler um livro pelo computador não me fascina. Não sei se acontece o mesmo com os nossos colegas aqui do fórum.
Ass: Carlos Ribeiro
Título: Re: Obras de Platão
Enviado por: Gigii em 29 de Janeiro de 2008, 17:31
Oi Luís , tudo em cima  ;)... Essas asinhas qualquer dia vão descolar... ::)

Olá Carlos, nosso companheiro mosquiteiro ... :D

Concordo consigo...ler no pc incomoda-me e faz-me doer as costitas... ;D

Hoje só de estar aqui umas horitas já tou...ai..ai...

Mas sempre dá geito porque por vezes não se arranjam os ditos livros á venda pertinho de nós, né verdade amigo?

Beijinhos
Gi
Título: Re: Obras de Platão
Enviado por: Det's me!... em 29 de Janeiro de 2008, 17:47
ois,

td em cima sim

eu tb amo mais ver o livro ao vivo nas minhas maos..... mas nem sempre dá né?

as xs qd tou a ler no computador, qd vou virar a pagina, tenho até a tentaçao de virar o monitor... ;)

abçs
Título: Re: Obras de Platão
Enviado por: Carlos Ribeiro em 29 de Janeiro de 2008, 17:55
E depois há o prazer de sublinhar os livros com um lápis e colocar as nossas anotações. :D Nada disso se pode fazer no pc. Mas de facto ás vezes dá jeito e sempre fica mais barato...
Abraços.
Título: Re: Obras de Platão
Enviado por: Det's me!... em 29 de Janeiro de 2008, 17:58
pois pois...... mas olha ke dá.....

é só selecionares a cor.... e tb teclares o ke der na tola noutra cor..... :D

abçs
Título: Re: Obras de Platão
Enviado por: Jorge em 30 de Janeiro de 2008, 09:42
Meus amigos estão-se a esquecer de uma coisa importantíssima quando se compra um livro:

CHEIRAR o livro, ahhh... aquele cheirinho das páginas é uma experiência quase mística.
Depois de cheirar, acarinhá-lo e começar a ler o livro ...   :D :D :D

Abraços fraternos.
Jorge
Título: Re: Obras de Platão
Enviado por: Flor de Liz em 04 de Maio de 2008, 03:57
A filosofia me encanta em todas as suas formas. Aprendo um pouco mesmo com as idéias mais absurdas. Gosto muito de Sócrates e Platão, como gosto de Descartes e Kant, e até Francis Bacon ou Erasmo de Roterdã. Gosto de ler os escritos, analisar, ver o que posso trazer pra realidade, ver os póntos de raciocínio que não deram certo e ver como cada ponto foi importante para o andamento da filosofia.
Recomendo os diálogos de Platão. E quanto à "alegoria da caverna", peço que notem o paralelo que ele fez com o ocorrido com Sócrates, que teve que tomar o cálice de circuta e, ao que tudo indica, na própria presença de Platão.



Beijos  :-*
Título: Re: Obras de Platão
Enviado por: Diegas em 30 de Junho de 2008, 12:11
'...teve que tomar o cálice de circuta e, ao que tudo indica, na própria presença de Platão.

Do livro Fédon:

Citar
Equécrates

- Mas os que estiveram ao seu lado, Fédon, quais foram ? (*)

Fédon

- Além do mencionado Apolodoro estavam lá, de sua terra, Critobulo com seu pai, e também Hermôgenes, Epígenes, Ésquines e Antístenes. Lá se encontravam ainda Ctesipo de Peânia, Menexeno e alguns outros da mesma região. Platão, creio, estava doente.

Equécrates

- Havia estrangeiros presentes ?

Fédon

- Sim havia, notadamente Símias o Tebano, Cebes e Fedondes; e mais de Mégara: Euclides e Terpsião.

(*) Ao lado de Sócrates