Forum Espirita

GERAL => O que é o espiritismo => Lei de Causa e Efeito => Tópico iniciado por: emersonnogueira em 07 de Setembro de 2012, 18:27

Título: Carma Coletivo - Aborto
Enviado por: emersonnogueira em 07 de Setembro de 2012, 18:27
Saudações!!

   Já deve ser do conhecimentos de muitos que o Brasil é uma pátria sem o carma coletivo, nos dando um certo alívio, porém, há pouco tempo, mesmo a doutrina dizendo que não regredimos, demos um passo para trás ao se dar liberdade para o aborto, mesmo sendo para determinadas causas e períodos.
    Segundo Nazareno Feitoza em uma de suas recentes palestras, poderemos com tal situação adquirir o tão temido carma coletivo e até atrirmos guerras para o nosso país. E agora o que fazer?
   Parece que essa tal mudança para um mundo de regeneração será adiada, já que estamos sujeitos ao livre arbítrio de todos encarnados, e indiretamente dos desencarnados. Parece que só nos resta orar pq fazer algo contra tal atitude ninguem parece querer fazer.
Título: Re: Carma Coletivo - Aborto
Enviado por: Mourarego em 08 de Setembro de 2012, 17:18
Amigo Emerson,
Segundo os Espíritos Superiores, logo a DE, o nosso amigo Nazareno Feitoza, deveria voltar ao pré-primário da escolinha Espírita e estudar melhor as obras básicas.
1: O vocábulo karma, que é originário do Sânscrito, não traduz o que a lei de Causa e Efeito, queé princípio espírita e não o karma, quer explicar.
Karma quer dizer, "Ação", apenas isso: Ação. Logo, quer dizer apenas ou da causa ou do efeito e não dos dois.
Ao incluir um vocábulo alienígena à doutrina num comentário ou numa palestra, aquele que o faz, vem de misturar conceitos, e por certo findará sua exposição em conclusão eivada de erros.
É sabido que os planetas, evolvem, ou seja, progridem por força das coisas. Esta coisa é formada pela psicosfera ambiente de tal globo, e um globo difere de outro que lhe esteja próximo.
A psicosfera, como um todo, se forma a junção vibracional ou somatório da energia emanada pelos habitantes de tal m,undo, logo, tratamos com um todo, e não com cada um em espécie.
Já vê o amigo que o amigo Feitoza, mesmo se quisesse usar o tal Karma, já estaria errando, e feio...
Depois fala em aborto como se existisse alguma lei que ois admita ou prescreva, outra bobagem.
Finaliza sinalizando que a mudança para um mundo de regeneração seria adiada, mas não indica tese, mensagem ou ensino que haja passado pelo crivo que valida, o CUEE, para que seja adotada como verdade espírita.
Como se vê  o Feitoza, nadou, nadou e morreu na pria... E o pior que nem praia espírita era.
As vezes mano, é muito bom recordarmos o ensino de Paulo: "Não creais em todos os Espíritos, observai antes se eles procedem de Deus".
abração,
Moura