Forum Espirita

GERAL => Mensagens de Ânimo => Jornal das Boas Notícias => Tópico iniciado por: Felipa em 25 de Setembro de 2011, 00:11

Título: Sintomas e como adquire-se a Diabete .
Enviado por: Felipa em 25 de Setembro de 2011, 00:11
Diabete
Esta é uma doença causada pela ausência ou deficiência da produção de insulina que é um hormônio produzido pelo pâncreas, responsável pela absorção da glicose do sangue que vai alimentar as células. Quando a insulina tem produção diminuída ou estaguinada, provoca a elevação da glicose no sangue, cuja taxa normal, em jejum é de 70 a 110 mg por 100 ml de sangue. SINTOMAS E COMO ADQUIRE-SE A pessoa começa a apresentar sede intensa, urinas freqüentes e em grandes quantidades, fome exagerada, perda de peso ou obesidade, sistema imunológico fraco, desânimo, cansaço, coceira no corpo, visão turva, câimbras, impotência sexual, cicatrização difícil etc. Muitas vezes, a doença não apresenta nenhum sintoma, podendo-se passar anos sem a pessoa descobrir que tem diabetes. É adquirido por vários fatores como hereditariedade, infecção viral quando os anticorpos produzidos para combater a infecção destroem o pâncreas atingindo as células que produzem a insulina, mas a maioria contrai por causas desconhecidas e para nós naturopatas seriam provenientes de maus hábitos alimentares e estados emocionais negativos. Inúmeras pessoas têm sido beneficiadas com o tratamento natural, algumas delas conseguindo reverter o quadro, obtendo cura total. Mas, porque outras não? Esta diferença se dá não só porque cada corpo é um corpo, mas, principalmente, porque cada um sente e pensa de maneira diferente. QUERER OU NÃO QUERER… Uma senhora com cerca 40 anos, bonita, empresária bem sucedida, inteligente, com tudo para ter o emocional equilibrado, está com princípio de diabetes. Ela gosta muito dos tratamentos naturais, pede informações, escuta com atenção, parte dela quer tratar-se desta maneira, porém uma outra parte impede que vá em frente, como se seu inconsciente desejasse esta doença. Querer ou não querer, só ela poderá decidir, porém vou dar algumas possibilidades do porquê desse choque entre o consciente e inconsciente: - Apego à situação: Ficar doente foi a maneira que encontrou de dizer para as pessoas mais próximas que, está sofrendo, não agüenta mais viver desta maneira, pede socorro e ninguém escuta. - Agora, ninguém vai irritá-la, todos vão fazer o que ela quer porque o médico já disse que parte desta doença é emocional. - Quer ser uma pessoa comum, comer de tudo, fazer de tudo que a parafernália da vida oferece, porém a alma quer evoluir, cumprir missão e está dizendo: é hora de mudar de hábitos para sutilizar a matéria e crescer em espírito. Muitas vezes, ouvi desta pessoa o quanto gostaria que sua vida fosse mais natural e relaxada e que o mundo fosse melhor. Mas não se deu conta que para que isso aconteça é necessário que aja uma consciência individual, depois coletiva. Não será um presente que sua alma está lhe dando: a diabetes, já que, conseguindo mudar-se, terá possibilidades de mudar muitas pessoas com o seu exemplo, dentro da sua própria empresa, com seus empregados e clientes que são muitos e têm uma relação muito direta com ela? COMO MUDAR PARA LIVRAR -SE DO DIABETES Observar o corpo. Logo vai perceber que alguma coisa errada está com seu intestino, seja ressecamento, prisão de ventre, gases, enfim o diabetes apesar de ser deficiência do pâncreas é também mau funcionamento do intestino. Então a primeira coisa a fazer é cuidar dele que deve funcionar de 2 a 3 vezes ao dia, se isto não está acontecendo é preciso estimular mudando a alimentação. (vide Saúde Integral número 8, como fazer um cardápio). É necessário retirar todos os tipos de carnes vermelhas ou brancas. O açúcar nem se fala, porém , em alguns casos pode ser liberado o mel de abelhas. Os dietéticos são nocivos para a saúde, a maioria deles já foram denunciados como cancerígenos. Quanto a stévia, só é natural se estiver em folhas frescas ou secas, que são verdes e não brancas como se apresenta o pó vendido no mercado, portanto não deve ser usado. O alimento ideal para o ser humano é aquele que saiu da feira como verduras, legumes, frutas e não o industrializado. Há muitos alimentos que contém açúcar como o amido (pão, arroz, batata) as frutas em geral, podem ser usados desde quando sejam frescas, nunca industrializadas nem congeladas. Os amidos integrais, como as farinhas (trigo, aveia etc) e o arroz nunca devem ser refinados. Por tanto comer arroz integral, pão integral, não darão problemas para o diabético se devidamente orientado. Sucos de folhas verdes são recomendados, principalmente se passado na centrifuga em vez do liqüidificador. Beber bastante água durante o dia, longe das refeições.
FITOTERAPIA Existe uma folha chamada pata – de – vaca, excelente para diabetes, porém o chá, não trará resultados. Esta folha deve ser macerada no álcool de cereal, transformada em tintura porque só desta maneira é extraído seu principio ativo. Outros chás: insulina, pau de ferro, graviola e cana do brejo. INSISTÊNCIA AO PASSADO Aí está o sentimento negativo do diabético. Ele fica só no passado. Se você é diabético ou conhece alguém que é, observe se não há tendência de ficar recordando, querendo voltar para ser feliz ou lastimando o passado. Existe um floral de Bach que pode curar este sintoma é o Honeysucle. Esta é a tendência geral, pode haver exceções, tem um ditado que diz que: “na medicina e no amor, nem nunca nem sempre”. OUTROS PROCEDIMENTOS RECOMENDADOS - Limpezas intestinais periódicas (enemas) - Barro ao ventre todos os dias, durante o mínimo de 2 horas - Faixa úmida nas refeições - Frotações várias vezes por dia, sendo a 1a. ao despertar - Tintura de pata – de – vaca: 7 gotas 4 vezes ao dia - Usar chá de insulina, pau de ferro, graviola ou cana do brejo: 3 copos diários, variando a cada 30 dias - Exercícios físicos (caminhada, bicicleta, natação, etc.) - Suco desintoxicante: Passar na centrifuga: - 3 tipos de folhas diferentes (couve, alface, dente de leão, rúcula, salsão, agrião, alho porro, hortelã, chicória, folhas de cenoura, folhas de beterraba, almeirão, etc.) - 2 raízes ( cenoura, bardana, nabo, rabanete, inhame, beterraba, etc.) - 1 maçã Beber imediatamente 2 a 3 vezes ao dia . Este suco ajuda a desintoxicar todo o organismo, é antioxidante, combatendo os radicais livres, maior inimigo da medicina ortomolecular. Observação: Não ingerir mais que 1/3 de um copo de uma só vez, porque é bastante concentrado e não deve ser diluído na água. Fique atento: - Se houver diabéticos na família - Com crianças que nascem com mais de 4 quilos e meio - A hipoglicemia, que é a falta de açúcar no sangue, porque pode ser o princípio do diabetes, que é o excesso de açúcar no sangue (hiperglicemia). - Se seu intestino não funciona todos os dias DICAS: - Não impressione com as conseqüências que o diabetes pode ter porque se você fizer um tratamento natural radical o quadro pode reverter e curar, não somente controlar. - Embora tenham dois tipos de diabetes, a naturopatia trata de uma maneira só. - Estabeleça horários para se alimentar e evite comer em demasia, saia da mesa com um pouco de fome para dar espaço a seu estômago retornar à posição normal (os alimentos pesados deixa-o dilatado) e nunca coma depois do sol se por. - Ao contrário do que muitos pensam, a primeira e última refeição devem ser mais leves. - Experimente fazer uma dieta de frutas durante 3 dias todo mês. - Caminhar todos os dias durante o mínimo de 30 minutos pode evitar. - O stress pode gerar esta ou outras doenças. - Procure viver em harmonia no trabalho e com os familiares. - Não use sapatos apertados. - Mude sua alimentação sem achar que é sacrifício, como todo hábito logo estará adaptado e agora a comer corretamente. Uma dieta com fritura ou muito sal, por exemplo, não faz bem para ninguém. Combine os alimentos, as cores e os sabores e COMA COM PRAZER! Bibliografia: Estudos com Dr. Áureo A. Caribe (médico clínico) Curso Dr. Fernando Hoisel (médico clínico) Boletins informativos sobre Diabetes
Suzete é Naturopata, Iridóloga e Instrutora dos Exercícios Visuais. Autora do livro: Cuide de Seus Olhos
Contato: suzete@saudeintegral.com
Sites: www.saudeintegral.com (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy5zYXVkZWludGVncmFsLmNvbQ==), www.iridologiasp.com.br (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy5pcmlkb2xvZ2lhc3AuY29tLmJy) e www.metodobates.com.br (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy5tZXRvZG9iYXRlcy5jb20uYnI=)
Título: Re: Sintomas e como adquire-se a Diabete .
Enviado por: Felipa em 25 de Setembro de 2011, 00:20
Na opinião do médico espírita Júpiter Silveira, a diabetes pode fazer parte da programação reencarnatória do espírito para auxiliá-lo a ter uma vida mais disciplinada. É possível que em encarnação passada ele tenha levado uma vida muito desregrada...
Os pacientes portadores do diabete melito tipo 1 desenvolvem esta doença na infância e na adolescência, como conseqüência de um ata¬que do sistema imunológico às células beta de seu pâncreas.
A doença tem início abrupto, levando o paciente, na maioria dos casos, à internação hospitalar em estado de coma. Após a hospitalização, o paciente e sua família se defron
tam com uma série de condutas que incluem dieta, exercícios físicos, aplicações de insulina, exames laboratoriais, testes de urina e sangue, visitas constantes ao médico, entre outras.

O paciente passa por diversas fases de entendimento e aceitação da doença, mas, após alguns anos, a maioria deles abandona as condutas preconizadas, só retornando a elas quando começam a aparecer as complicações: retinopatia, neuropatia, nefropatia etc.

O estímulo para esses pacientes cumprirem as condutas propos¬tas vem geralmente da pressão exercida pela família e pelo endocrinologista, isto é, a conduta lhe é imposta sem sua concordância. Como são espíritos muito inteligentes e sensíveis, mas extremamente indisciplinados, a anuência a essas condutas de¬veria ocorrer como conseqüência de seu entendimento do porquê da doença e do porquê da dor.


Objetivos

Temos tentado esclarecer o paciente, através de exposições sobre programação reencarnatória, que ele aceitou e/ou solicitou a possi¬bilidade do diabete como aprendizado necessário para seu espírito, levando-o à compreensão de que a causa do diabete está nas dificulda¬des encontradas pelo espírito bem antes da lesão pancreática.

Com o despertar que o esclarecimento lhe traz, abre-se em sua mente um campo novo de cogitações sobre a vida espiritual, sobre a imortalidade, levando-o a uma visão mais ampla da vida e desaparecen¬do a visão puramente organicista. O enfoque do diabete sai do pâncre¬as e vai para o espírito.

Na medida em que seu entendimento se amplia e se aprofunda, o paciente se livra das pressões que lhe foram impostas e assume uma postura mais lúcida, mais equilibrada em relação a si mesmo. E isso se traduz através de uma aderência maior ao tratamento. Quantificamos essa aderência pela dosagem periódica da hemoglobina glicosilada, método hoje aceito mundialmente como o melhor para avaliar o controle do diabete.


Material e métodos

Convidamos, por ordem de chegada à clínica, dez pacientes jovens que não apresentassem complicações diabéticas secundárias, para partici¬parem das exposições sobre a programação reencarnatória. Poderiam se fazer acompanhar dos pais.

Perguntamos inicialmente a cada um onde estava dois anos antes de “entrar na barriga” de sua mãe. Co-mo já comentamos, eles são jovens muito inteligentes, acostumados a dar respostas imediatamen¬te. Nenhum deles soube responder, exceto um que é espírita. Insistimos com as perguntas: E há três anos? Quatro anos? Cinco anos antes de você entrar na barriga de sua mãe? Quem era você? Onde você estava?

É extremamente curioso constatar que eles nunca tinham sequer cogitado sobre essa época de sua existência. Para eles também, a expe¬riência é excitante. Mais tarde, eles comentam: “Eu nunca tinha pensa¬do nisso. Como pode”?

Gerada essa expectativa, passamos a discorrer sobre o Instituto da Reencarnação (Missionários da Luz). Informamos sobre o mundo es¬piritual, as cidades espirituais, a moradia dos espíritos, a verdadeira pátria espiritual. Entre outras coisas, esclarecemos que ali eles estavam adultos, mais maduros, emancipados, podendo ver as últimas reencarnações e cogi-tar o planejamento das próximas.

Observando as últimas vivências, notaram que tinham falhado pela própria indisciplina, a qual continua sendo o traço marcante negativo de suas personalidades. Também reconheciam a extrema dificuldade em trabalhar as perdas. A indisciplina os tinha levado a falhar na con-quista dos reais objetivos de uma reencarnação e o espírito, com toda sua bagagem, sente-se culpado pelo tempo perdido e pede o diabete como aprendizado, para que possa se disciplinar. Nada mais disciplinador do que o diabete melito: horário para levantar e para deitar, exercícios diários, alimentação na hora certa com as calorias certas, testes de urina, testes de sangue, aplicações de insulina várias vezes ao dia, consultas médicas. Tudo pelo resto da vida. E foi você quem pediu!


Os três projetos

No Projeto Biofísico, em conformidade com a genética dos futuros pais, são mostrados os mí-nimos detalhes físicos, como altura, cor da pele, cor dos olhos, beleza, fealdade e compleição física de seu futuro corpo, em diferentes planilhas para cada um de seus sistemas: neurológico, sistema músculo-esquelético, sistema endócrino etc. Após o mergulho no útero materno e o nascimento, os pais procu¬ram dar continuidade a esse projeto, através de alimentação sadia, vitaminas, medicamentos, vacinas, esportes etc.

Pelo Projeto Social, em sua programação reencarnatória também ficou sabendo sobre a família que teria, o acesso à cultura, a escolaridade, a possibilidade de cursar universidade, a profissão, as tarefas na sociedade etc. A continuida¬de desse projeto geralmente é assegurada pela família, que se empenha em lhe fornecer recursos para sua educação, instrução e formação profissional, mas quase sempre sob a ótica materialista, acatando as tendências mercantilistas sem analisar as aptidões e necessidades do espírito.

O Projeto Espiritual é o mais importante dos projetos, o motivo principal da reen¬carnação, a oportunidade de crescimento espiritual. Por que estamos reencarnados? Para quê? Quais são os objetivos de uma reencarnação? Crescermos fortes e sadios? Atingirmos posições de destaque na sociedade? Só isso?

Não. O objetivo maior é o crescimento espiritual. Desenvolvermos os projetos do espírito que estão abandonados há séculos. Crescermos em conhecimento e capacidade afetiva, vencendo as carências e defei¬tos do espírito. Por exemplo, sua indisciplina. Se você se disciplinar, você vence o diabete, do contrário, o diabete vence você.

A disciplina nascida de um entendimento profundo sobre suas dificuldades espirituais dará início ao processo de cura do espírito, a verdadeira cura. Nesse instante, passamos a comentar a lição evangélica da obediên¬cia e resignação.


Resultados

Como já comentamos, os diabéticos tipo 1 são jovens muito inteligentes e sensíveis. Todos entendem e aceitam a proposta com muita naturalidade, ao contrário de seus acompanhantes, que geral¬mente não entendem.

Do grupo inicial de dez pacientes, três não puderam assistir às expo¬sições por mudanças nos seus horários de trabalho e estudo. Quatro jovens desse grupo solicitaram livros espíritas para se aprofundarem no assunto.

A hemoglobina glicosilada, que foi escolhida por nós como o princi¬paI método de avaliação da aderência ao tratamento, mostrou sensível melhora na maioria dos pacientes. Ficou igual em um paciente e piorou em um outro (veja o gráfico).

O tempo de acompanhamento do grupo foi extremamente curto, entretanto, permitiu conclusões definitivas. Com a continuidade do trabalho, é possível fazermos uma avaliação mais segura e abrangente. As exposições não tiveram a intenção de “converter” os pacientes em espíritas, mas sim informá-los sobre a vida espiritual, dando-lhes condições de buscar um novo paradigma de vida.

Somente através da educação o espírito consegue despertar para sua condição de espírito milenar com responsabilidades sobre seus atos passados, abandonando dogmas e velhos conceitos e entendendo que ele é o construtor de seu futuro. Desmistificando o nascimento e a morte como o início e o fim de tudo, desperta para a imortalidade da alma e entende que as dificulda¬des do corpo físico servem como um aprendizado para seu espírito, propiciadoras de crescimento e libertação.
Diabetes: uma abordaegem espiritual
Escrito por Dr. Júpiter Silveira     
Artigo publicado na edição 13 da Revista Cristã de Espiritismo.

Título: Re: Sintomas e como adquire-se a Diabete .
Enviado por: Felipa em 25 de Setembro de 2011, 21:30
Diabetes – Uma visão Médico-Espírita       

Andrei Moreira *

A Diabetes é uma doença caracterizada pela elevada taxa de glicose (açúcar) no sangue, devido a deficiência na produção de insulina ou na dificuldade de ação desse hormônio no organismo. Atualmente, há cerca de 240 milhões de portadores da Diabetes em todo o mundo, e estima-se que em 2025 esse número chagará a 350 milhões.

A Diabetes melitus pode ser dividida em tipo I e tipo II e tem raízes, do ponto de vista médico, na interação de fatores genéticos com estímulos ambientais. A Tipo I acomete indivíduos na infância e adolescência e caracteriza-se por ser uma doença auto-inume, ou seja, o organismo produz anticorpos contra as células Beta do pâncreas, produtoras de insulina, levando à deficiência desse hormônio. Há a necessidade de se administrar a insulina por via subcutânea para repor a falta desse importante hormônio controlador do metabolismo de carboidratos, proteínas e lipídeos. Já o Tipo II é a diabetes que é decorrente predominantemente de fatores ambientais e comportamentais, sendo a obesidade, sobretudo a abdominal, o principal fator de risco para seu desenvolvimento. Há a produção normal ou pouco diminuída de insulina, mas ela não consegue exercer o seu papel nas células devido à resistência nos tecidos, que impedem sua absorção e ação intracelular. Há a necessidade de se administrar fármacos hipoglicemiantes, que reduzem a taxa de açúcar no sangue, pois a glicemia elevada produz um estado de inflamação crônica que pode lesar tecidos e órgãos, gerando complicações, sendo as mais freqüentes a neuropatia, a retinopatia e as lesões renais. Para se evitar desenvolver diabetes e também tratá-la, o mais recomendado é a adoção de atividades físicas aeróbicas e dieta, rica em saladas verdes, derivados do leite, carne branca e magra, além da redução da ingestão de açúcares e uso de medicações específicas.

Do ponto de vista espiritual, entendemos que as predisposições genéticas que trazemos na reencarnação falam de nosso passado espiritual e de nossas tendências, mas, sobretudo de nossas necessidades reeducativas.

A Diabetes é, de forma geral, um grande convite ao aprendizado do limite e do auto-amor. Ao invés de ser um castigo divino ou uma punição por erros ou ainda carma, como alguns acreditam, essa doença se apresenta como expressão de nossas escolhas e construções individuais ao longo dos tempos. É, portanto, recurso de autodomínio e autoconhecimento, que promove o seu portador, quando este aproveita a oportunidade para vencer a si mesmo, a um estado de maior equilíbrio e harmonia do que tinha antes, ao reencarnar, lembrando que somos todos espíritos imortais e não meros seres carnais vivenciando uma experiência passageira.

Segundo proposta do Dr. César Geremias, endocrinologista gaúcho, a Diabetes tipo I, por suas características, teria raízes na auto-agressão, culpa, vitimização e autopunição, manifestações da falta de auto-perdão e sobretudo do orgulho, sentimento base que seria o núcleo principal a ser trabalhado nesse caso. Já a Diabetes tipo II teria suas raízes na falta de auto-cuidado, no hedonismo excessivo, na exaustão das energias psicofísicas e excesso de auto-preservação, manifestações diferenciadas do egoísmo, que seria o núcleo principal ou sentimento base nesse caso. Perceber essas características em si, reconhecê-las, acolhê-las e esforçar por transformá-las, no processo reeducativo que a doença convida, seria o objetivo maior da doença, lembrando-se sempre que é necessário individualizar cada caso e somente o autoconhecimento poderá fornecer a indicação segura das necessidades de cada um. Mas, independente de sua origem, a Diabetes é um grande convite ao auto-amor, à auto-preservação e à superação de si mesmo, caminhos de paz interior e saúde integral.

* Médico generalista integrante de uma equipe do PSF em BH/MG
Presidente da Associação Médico-Espírita de MG
ammsouza@hotmail.com Este endereço de e-mail está protegido contra SpamBots. Você precisa ter o JavaScript habilitado para vê-lo. – www.amemg.com.br (http://www.forumespirita.net/fe/go.php?url=aHR0cDovL3d3dy5hbWVtZy5jb20uYnI=)


Título: Re: Sintomas e como adquire-se a Diabete .
Enviado por: Felipa em 25 de Setembro de 2011, 22:18
As pesquisas revelam que o diabetes está muito relacionado com o estado emocional dos seus portadores.
Esta relação entre o emocional e o diabetes existe antes mesmo do surgimento da doença, pois vários autores acreditam que o diabetes é um doença psicossomática, ou seja, que tem entre os seus fatores desencadeantes, causas emocionais. As causas mais comuns verificadas foram: traumas emocionais, modificações externas violentas, perda dos pais através de morte ou separação, problemas com os pais, com a família e até com relação à escola.




É preciso manter a disciplina
Ao não manter o diabetes sob controle, várias complicações ligadas à doença podem aparecer, como nefropatia, retinopatia e coronariopatia. Mas o que seria perder o controle do diabetes? É a incapacidade de manter a taxa de glicemia dentro dos níveis fisiológicos: no jejum entre 80 e 110 mg/dl e níveis pós-alimentares inferiores a 140 mg/dl.
A hiperglicemia favorece esse dano degenerativo dos tecidos, uma vez que a glicose é captada pelas proteínas para fornecer a energia contida dentro delas. Quando está muito elevada, ela altera as funções da proteína, facilitando as complicações degenerativas.
Porém, não é preciso se desesperar caso a sua glicemia fique alta em um dia na semana. Ainda não é sabido o tempo necessário para que uma hiperglicemia cause danos ao corpo. Esse tempo pode ser de semanas, mas geralmente só aparecem após meses ou anos.
Complicações
O diabetes mal controlado, com a glicemia permanentemente elevada, pode danificar os vasos arteriais e os nervos. Como os vasos e os nervos existem em todas as partes do corpo, qualquer órgão pode ser danificado. Assim, nos olhos seria a retinopatia diabética, a segunda causa de cegueira do mundo; nos rins, a nifropatia diabética, causa freqüente de hipertensão arterial e de insuficiência renal entre as pessoas que não controlam o diabetes; e o comprometimento dos nervos periféricos, levando a uma neuropatia diabética, causa de dores, paralisias e complicações como dificuldades de urinar, alterações no ato de evacuar, da digestão etc.
O coração e o cérebro também podem sofrer as conseqüências do mau controle do diabetes. Isso porque os grandes vasos também sofrem, pois a glicemia alta aumenta o colesterol e os triglicerídeos do sangue, favorecendo a arteriosclerose precoce com comprometimento da circulação do cérebro, o que pode causar acidentes vasculares celebrais, do coração (infarto do miocárdio) e dos membros (gangrenas diabéticas).
Há quem não cuide do diabetes e não sinta nada. Mas é importante lembrar que a maioria dos danos causados pelo diabetes mal controlado são silenciosos, ou seja, eles ocorrem lentamente por um longo período de tempo antes que se façam notar.
Para que a pessoa com diabetes possa ter uma vida normal e reduzir ao máximo o risco de desenvolver uma complicação, é necessário ter a doença sob controle, que significa manter as glicemias dentro dos níveis fisiológicos (no jejum entre 80 e 110 mg/dl e níveis pós alimentares inferiores a 140 mg/dl).
Consultoria Dr. Antnio Carlos Lerrio, membro da diretoria da Sociedade Brasileira de Diabetes.
Título: Re: Sintomas e como adquire-se a Diabete .
Enviado por: odara21 em 26 de Setembro de 2011, 18:17
Obrigada pelo texto!Eu sempre quis entender as causas espirituais do diabetes tipo I.Sempre me perguntava o que Deus queria me ensinar com isso.Depois de 7 anos convivendo com essa doença, acredito que consegui fazer o meu resgate. O diabetes me ensinou a ter mais cuidado comigo mesma.
Título: Re: Sintomas e como adquire-se a Diabete .
Enviado por: Mourarego em 26 de Setembro de 2011, 21:08
Diabetes mellitus é uma doença na qual o corpo não consegue regular a quantidade de açúcar ( em especial a glicose ) no sangue. Isso se dá por uma deficiência na produção ou ação da insulina. ver foto São 3 os principais tipos de diabetes: o diabetes tipo1, tipo2 ( a forma mais comum ) e o diabetes gestacional. É uma doença que afeta mais de 20 milhões de pessoas no Brasil.

Quando comemos, o pâncreas produz a quantidade certa de insulina para mover a glicose do sangue para as células. Nas pessoas com diabetes, o pâncreas produz pouca ou nenhuma insulina, ou as células não são capazes de utilizar a insulina que é produzida. Glicose se acumula no sangue e é expelida pela urina, fazendo com que o corpo perca sua principal fonte de energia.

Diabetes Causas

Entre as causas do diabetes tipo 1 estão;

Hereditariedade.
Fatores ambientais - infecções causadas por vírus.
Gênero - é mais comum entre homens.
A pricipal causa do diabetes tipo 2 é a hereditariedade. Há também alguns fatores de risco que estão ligados à doenca, entre eles:

Vida sedentária.
Pressão alta
Obesidade.
Consumo excessivo de alcool.
Dieta rica em gordura.
Diabetes Sintomas

Embora possam variar entre diabetes tipo 1 e tipo2, os sintomas apresentados abaixo são comuns a ambos os tipos.

Sede em excesso.
Fome em excesso.
Fadiga.
Visão turva.
Infecções.
Demora na cicatrização de feridas.
Urinar em excesso.
Ganho ou perda de peso em excesso.

Aquele que quiser saber mais um cadinho o endereço de onde tiro estas informações é:
http://www.medsaude.com/diabetes.html

Só faltou eu perguntar:
Onde estão as causas espirituais?
Não! Não se apressem em procurá-las, elas não existem.
Precisamos sim sair do estado de puerilidade mística e entender que nem sempre uma coisa está obrigatoriamente ligada a causas espirituais.
Há causas puramente orgânicas.
Abraços,
Moura
Título: Re: Sintomas e como adquire-se a Diabete .
Enviado por: Felipa em 28 de Setembro de 2011, 01:21
Há uma causa espiritual para o diabetes ?


Diabetes Mellitus é uma doença sistêmica, caracterizada pela incapacidade do organismo em controlar a glicose (açucar). Um hormônio chamado insulina, produzido no pâncreas é o responsável por metabolizar o açucar, armazenando esse importante nutriente no músculo, na gordura e no fígado. Quando ocorre a destruição auto-imune das células que produzem insulina (células Beta) temos o diabetes tipo 1. No tipo 2 ocorre um misto de produção deficiente com uma dificuldade na ação da insulina, a chamada resistência insulínica, causada principalmente pelo excesso de peso. Sem dúvida alguma a glicose é a nossa principal fonte de energia e qualquer descontrole no seu metabolismo pode levar a consequências severas.
Estima-se que em 2025 teremos mais de 300 milhões de diabéticos no mundo, o que sem dúvida nenhuma se consolidará como o maior problema de saúde pública do planeta.
Pensando sempre sob a ótica médico-espírita, reencarnacionista, como endocrinologista nos sentimos intrigados do porque disso. Sendo Deus um Pai amoroso e extremamente misericordioso, não podemos concordar com a ótica defendida por alguns segmentos que mesmo crendo em vidas sucessivas, atribuem o sofrimento humano a Lei de Talião, olho por olho, dente por dente. Estariam os diabéticos pagando por algum mal que praticaram no passado?
Com certeza todos nós colhemos os frutos que plantamos no passado, quando ainda andávamos completamente distantes do caminho traçado por Cristo. Mas isso não configura um ato de vingança da vida contra nós, nos submetendo a tortura e doenças pré-determinadas. Os atos praticados nas vidas anteriores ficam impressos no nosso psiquismo e consequentemente em nosso corpo sutil, promovendo a tendência a determinadas doenças, atuando nos genes, atraindo o óvulo mais apropriado e também o espermatozóide mais condizente com nossas necessidades.
Quando observamos o diabetes fica claro que não existe uma causa simples, do tipo o fulano deu um tiro no coração do beltrano na vida passada e agora nessa vida veio com um problema na válvula cardíaca. A genética do diabetes é poligênica, ou seja, não existe só um gene responsável pela doença, são vários e cada pessoa tem uma característica diferente da outra, e é porisso que alguns diabéticos não cuidam tanto e vivem quase normalmente e outros apesar dos cuidados intensivos apresentam várias complicações da doença.
Se não há uma causa única, porque quase 10% da população apresenta essa doença séria? O diabetes é hoje a principal causa de doença cardiovascular do mundo!
Entendemos que o sentido é mais corretivo, é na verdade uma grande oportunidade do paciente diabético despertar para necessidades evolutivas, fato que poderia não ocorrer se ele não apresentasse a doença. Raciocine comigo :
- Um adolescente com diabetes é levado desde cedo a ter uma alimentação saudável, não fumar, não ingerir bebida alcoólica e não usar drogas. Tem um conhecimento muito grande do seu corpo e de suas reações e com isso amadurece muito mais cedo. Isso tem de ser entendido como um fator positivo e não como um castigo como alguns pais encaram, por mais dificil e complicado que seja ter um filho com diabetes. Ou Deus está no comando e tudo é para o nosso bem, ou nada tem sentido.
- O diabetes proporciona o treinamento da disciplina. Quem já teve uma baixa na glicose (hipoglicemia) sabe muito bem o que é isso. Há de se ter horários para tudo, para alimentação, para o remédio e para o exercício. Será que os diabéticos já pararam para pensar nisso? Em como um comportamento sem compromisso e sem disciplina pode ter prejudicado outros num passado distante ou recente?
- Humildade! Como uma doença crônica como o diabetes faz com que os pacientes percebam na sua totalidade a pequenez da espécie humana. Na dor, no sofrimento da família, na impotência dos pais em curar o filho, temos uma maravilhosa lição de humildade perante a grandeza da vida, nos montrando que toda soberba é ridícula, que toda sensação de grandeza é ilusória.
- Um dos principais fatores de descompensação da glicose são os problemas emocionais. Tentando não descontrolar o diabetes, o paciente aprende a ser mais tolerante com o próximo e tenta (pelo menos deveria tentar) deixar de se irritar com tudo e aprender a respeitar a diferença, preservando assim a sua saúde.
Passaríamos horas discorrendo sobre todas as possibilidades, mas o texto acima talvez resuma o mais importante em relação a necessidade dos diabéticos. Se você tem diabetes, pense nisso e aproveite a doença para observar quais são as suas dificuldades, o que é mais urgente que você modifique na sua forma de agir, de pensar e de se relacionar com as pessoas. Se você tem tendência a diabetes, tem parentes com a doença e está acima do peso, é sedentário, tem alimentação inadequada e bebe muito, mude enquanto é tempo. Não vá atrás da doença e depois fique falando que Deus castiga. Previna, mude seu comportamento antes da doença se instalar.
Paz e luz!
Sérgio Vencio
http://amigoespirita.ning.com/profiles/blogs/ha-uma-causa-espiritual-para-o
Título: Re: Sintomas e como adquire-se a Diabete .
Enviado por: dgodv em 03 de Outubro de 2011, 20:59
Amigo, Moura
Como se explicaria uma criança diabética?
1R: Acaso, infelizmente nasceu de um pai e uma mãe diabéticos. Poderia ser a alma mais nobre a vir pra terra, mas nasceu de pais diabéticos, se ferrou.
2R: Lei de Causa e Efeito. Em vidas anteriores fez o que não devia, e como o plantil é necessário e a colheita é obrigatória, está colhendo seus frutos.
3R: (...)


Diabetes mellitus é uma doença na qual o corpo não consegue regular a quantidade de açúcar ( em especial a glicose ) no sangue. Isso se dá por uma deficiência na produção ou ação da insulina. ver foto São 3 os principais tipos de diabetes: o diabetes tipo1, tipo2 ( a forma mais comum ) e o diabetes gestacional. É uma doença que afeta mais de 20 milhões de pessoas no Brasil.

Quando comemos, o pâncreas produz a quantidade certa de insulina para mover a glicose do sangue para as células. Nas pessoas com diabetes, o pâncreas produz pouca ou nenhuma insulina, ou as células não são capazes de utilizar a insulina que é produzida. Glicose se acumula no sangue e é expelida pela urina, fazendo com que o corpo perca sua principal fonte de energia.

Diabetes Causas

Entre as causas do diabetes tipo 1 estão;

Hereditariedade.
Fatores ambientais - infecções causadas por vírus.
Gênero - é mais comum entre homens.
A pricipal causa do diabetes tipo 2 é a hereditariedade. Há também alguns fatores de risco que estão ligados à doenca, entre eles:

Vida sedentária.
Pressão alta
Obesidade.
Consumo excessivo de alcool.
Dieta rica em gordura.
Diabetes Sintomas

Embora possam variar entre diabetes tipo 1 e tipo2, os sintomas apresentados abaixo são comuns a ambos os tipos.

Sede em excesso.
Fome em excesso.
Fadiga.
Visão turva.
Infecções.
Demora na cicatrização de feridas.
Urinar em excesso.
Ganho ou perda de peso em excesso.

Aquele que quiser saber mais um cadinho o endereço de onde tiro estas informações é:
http://www.medsaude.com/diabetes.html

Só faltou eu perguntar:
Onde estão as causas espirituais?
Não! Não se apressem em procurá-las, elas não existem.
Precisamos sim sair do estado de puerilidade mística e entender que nem sempre uma coisa está obrigatoriamente ligada a causas espirituais.
Há causas puramente orgânicas.
Abraços,
Moura
Título: Re: Sintomas e como adquire-se a Diabete .
Enviado por: Felipa em 04 de Outubro de 2011, 02:08
A doença não acontece por acaso, ela tem uma origem espiritual?
 De fato, não podemos atribuir ao acaso a doença que nos atinja, pois não existe acaso no Universo, que é inteiramente regido por leis divinas, naturais, perfeitas e imutáveis. Ainda que não tenha causa evidente ou pareça ser somente um problema físico, a doença sempre tem, basicamente, uma origem espiritual, sendo que a causa poderá ter se dado na existência atual ou em encarnação anterior.

A doença guarda relação com o estado evolutivo do ser? Sim. É devido ao nosso atual estágio de evolução que: Nascemos na Terra, mundo em que a matéria é grosseira e há doenças. Ex.: gripe, catapora, etc.; aproveitamos para reencarnar em determinada família em que a hereditariedade causa certa doença ou a ela predispõe, para ressarcir débitos (a não ser que tenhamos condições espirituais para superá-las, podendo nos tornar auxiliares de nossos familiares). Ex.: cegueira; trazemos, em nosso perispírito, determinação ou predisposição para alguma doença, como conseqüência da ação espiritual por nós exercida em vidas anteriores. Ex: quem lesou o seu pulmão com o cigarro, estará predisposto a doenças relacionadas com o pulmão, como asma, bronquite, tuberculose, etc.; habitamos obrigatoriamente em determinado meio ambiente, que é favorável ou não a enfermidades; sabemos ou não como cuidar do corpo, prevenir enfermidades, e a isso nos aplicamos ou não.

]
Kardec: "As doenças fazem parte das provas e vicissitudes da vida terrena são inerentes à grosseria da nossa natureza material e à inferioridade do mundo que habitamos. As paixões e excessos de toda ordem semeiam em nós gérmens malsãos, às vezes hereditários."

É, ainda, conforme nossa evolução espiritual que: Exercemos efeitos fluídicos bons ou maus sobre o nosso perispírito, que repercutem no corpo físico; atraímos bons espíritos, que nos influenciam com seus fluidos benéficos, ou espíritos maus, sofredores, de fluidos maléficos ou enfermiços.
Para nós, espíritos encarnados na Terra, as doenças ainda continuarão a ser fato inevitável, porque inerentes ao nosso presente estado evolutivo, por enquanto necessário ao nosso desenvolvimento intelecto-moral. O Espiritismo não só nos informa sobre a origem espiritual das doenças. Revela-nos, também, os meios espirituais de as prevenir, superar ou suportar.

 Quando é que a enfermidade tende a aparecer? Quando nos perturbamos ou desequilibramos física ou espiritualmente, de modo intenso e demorado (por nós mesmos ou sob influência alheia), pois com o desgaste fluídico ou a assimilação de fluidos maus (de outros ou do ambiente) a resistência natural é quebrada, ficando o organismo mais exposto à eclosão de enfermidade ou a contraí-las do exterior.

Como evitar enfermidades? Para nos prevenirmos espiritualmente das enfermidades, além de cuidar do corpo, cultivemos os bons pensamentos e sentimentos, e pratiquemos somente o bem e nunca o mal.

E se, apesar de nossos cuidados, a enfermidade aparecer? Encaremo-la como um alerta ou uma advertência quanto à nossa conduta atual, ou, como conseqüência do passado exigindo reajuste para voltarmos ao equilíbrio; não compliquemos mais a situação com tristeza e desânimo, revolta ou agressividade; busquemos na Medicina e nos recursos espirituais o alívio possível e, quem sabe, até mesmo a cura; "se Deus não houvesse querido que os sofrimentos corporais se dissipassem ou abrandassem em certos casos, não teria posto ao nosso alcance meios de cura."; procuremos nos conscientizar quanto ao que causou a enfermidade e modifiquemos para melhor o nosso comportamento (a fim de evitar o prosseguimento do mal e sem instalação mais profunda); apliquemo-nos no bom emprego de nossas possibilidades de ação, apesar das limitações que a enfermidade nos imponha a fim de compensar o desequilíbrio já causado, manter o equilíbrio nas áreas não comprometidas e adquirir merecimento para ser socorrido espiritualmente.
"Não peques mais, para que não te suceda algo pior." – Jesus
http://grupoallankardec.blogspot.com/2010/01/por-que-existem-doencas.html
Título: Re: Sintomas e como adquire-se a Diabete .
Enviado por: Felipa em 09 de Outubro de 2011, 14:21

No âmbito metafísico o diabético é um indivíduo que tem um histórico de vida repleto de frustrações e sofrimentos, que o tornaram triste, rancoroso e pessimista.
A pessoa perdeu o gosto pela vida. Sua fisionomia cansada e sofrida revela a sua árdua trajetória. Em sua grande maioria são mal humorados, alguns tentam disfarçar seu emocional abalado, mostrando-se alegres, mas não conseguem se desprender das mágoas.
Se você tiver disposto a se reformular interiormente e sair dessa condição, o primeiro passo é não se colocar como vítima; é reconhecer que de alguma forma você atraiu os acontecimentos desagradáveis. Obviamente isso não ocorreu de maneira consciente, você não agiu com a intenção de ter os infelizes resultados; no entanto, sua condição interna foi propícia a tais eventualidades. Exemplo: ao ser magoado você atribui ao outro a causa dessa mágoa, mas quem alimentou esperanças e expectativas que o decepcionaram, foi você; se os outros o fizeram sofrer é porque você abriu mão do seu poder de escolha, permitindo que eles determinassem as "regras do jogo".
A condição interna causadora da diabetes, não se resume somente a algumas decepções, mas sim, em não se desprender dos episódios ruins do passado. Essas bagagens nocivas a sua boa atuação no presente, compromete a capacidade de apreciar as pequenas coisas que acontecem ao redor.
Em segundo lugar resgate a docilidade e o sabor pela vida; volte a confiar em si mesmo. Acredite, o pior já passou, abra-se para as perspectivas favoráveis do presente e viva intensamente o aqui-agora. Encare os fatos vividos como intensos desafios que o fortaleceram interiormente; sinta-se vitorioso por ter transposto as experiências tão dramáticas.
Lembre-se, nem sempre o vitorioso é aquele que atingiu seus objetivos, muitas vezes a vitória está no fato de superar intensos desafios, sem perder a dignidade.
Procure apoiar-se em si mesmo. Não dependa das condições externas para melhorar seu humor. Resgate o potencial do ser. Aprimore a qualidade interna, e aprecie com mais ênfase as situações que te cercam. Abandone o pessimismo e assuma o otimismo, que a vida vai melhorar, e a saúde fará parte de seus dias.
http://www.valcapelli.com/pgmaterias/diabetes.htm
Título: Re: Sintomas e como adquire-se a Diabete .
Enviado por: Felipa em 09 de Outubro de 2011, 14:25
DIABETES INFANTIL

O número de crianças diabéticas, tem sido cada vez mais freqüentes nos tempos atuais. O papel da família é de fundamental importância para manter o equilíbrio emocional da criança, que já se encontra demasiadamente abalado. A maneira como a família lida com a situação influenciará a criança na aceitação ou negação da doença. É melhor que ela compreenda suas limitações, do que se revoltar com seu estado; para tanto, é necessário que os pais sejam compreensivos, sem superproteger. Na medida do possível evitem acentuar as diferenças entre ela e os outros integrantes da família, isso fará com que a criança diabética sinta-se discriminada, reforçando suas carências afetivas. Esse estado emocional é um agravante do diabetes.

A criança diabética é carente apesar de freqüentemente mostrar-se arredia aos carinhos e não gostar de beijos. Geralmente se apega a alguém que se torna um ídolo para ela. Quando por alguma razão o ídolo cair, ela ficará profundamente abalada. Não raro a diabetes infantil surge após a perda de um ente querido, o qual, a criança mantinha uma grande ligação afetiva. Essa pessoa representava seu referencial de sustentação emocional. Com o choque da perda ou a decepção do ídolo, a criança se torna triste, apática e até depressiva, essa condição poderá somatizar em forma de diabetes.

Algumas são mal humoradas e insatisfeitas, não se contentam facilmente; outras tentam ser independentes e auto-suficientes, querem fazer tudo sozinho e não aceitam a colaboração de ninguém. Essas condições expressam a revolta e frustração que geralmente é provocada pela ausência de um ente querido ou pela frieza e indiferença da família. Esses fatores abalam a criança diabética porque ela não tem um bom nível de integração com a vida, por isso precisam de referenciais externos ou dos outros para se manterem vivaz. É importante despertar nela o amor pela vida e o reconhecimento dos seus próprios potenciais, para que ela se torne capaz de conduzir seu processo de vida sem desmoronar frente aos obstáculos do caminho.

 
 
Esse tema está amplamente explanado no livro
Metafísica da Saúde, Volume 1. 
http://www.valcapelli.com/pgmaterias/diabetes.htm
Título: Re: Sintomas e como adquire-se a Diabete .
Enviado por: Felipa em 04 de Dezembro de 2011, 20:22

Comer peixe reduz o risco de diabetes
11/11/2011

Pesquisadora da Universidade de Valencia, na Espanha, descobre que incluir peixes na dieta ajuda a prevenir a diabetes
Várias hipóteses foram sugeridas para explicar por que o consumo de peixes está relacionado com o risco de diabetes
 
O consumo de embutidos, como a salsicha, está muito associado ao aumento de peso e as taxas de obesidade, enquanto o consumo de peixe está associado com uma menor concentração de glicose e menor risco de diabetes.
 
A pesquisadora da Universidade de Valencia, na Espanha, Mercedes Sotos Prieto explica que nos países mediterrâneos têm aumento o consumo de gordura saturada em alimentos como de produtos de carne vermelha e padaria.
 
Analisando os padrões de consumo de carne e peixe em 945 pessoas entre os 55 e 80 anos com alto risco de cardiovascular, Mercedes e sua equipe identificaram que a ingestão de carne de soja e peixe é alta.
 
Em particular, o consumo de carne vermelha nesta população atinge uma média de uma vez por dia e é elevado em comparação com as recomendações nutricionais. Este consumo está relacionado com a pressão arterial, diabetes e um aumento moderado na mortalidade total, em particular por um câncer e doenças cardiovasculares.
 
Várias hipóteses foram sugeridas para explicar por que o consumo de peixes está relacionado com o risco de diabetes, e uma delas é que o aumento de ácidos graxos Omega 3 nas células do músculo esquelético melhora a sensibilidade a insulina.
 
Sobre as diferenças de gênero, uma alta ingestão de gordura saturada resultado da ingestão de carne vermelha e embutidos foi maior no caso dos homens de 4,7 a 7,4 vezes por semana. As mulheres comem mais carne branca, em particular peru e frango. Em relação ao consumo feminino de peixe a média foi de 2,6 a 4,5 vezes por semana.
  Os resultados foram publicados na revista Nutrición Hospitalaria.
  Fonte: Universia Brasil
Título: Re: Sintomas e como adquire-se a Diabete .
Enviado por: antonioribeirodias em 28 de Novembro de 2012, 14:33
Olá tudo bem? Bem legal as informações abordadas aqui. Eu costumo acessar o site Portal Diabetes, http://www.portaldiabetes.com.br, nesse site tem muitas matérias, notícias e dicas é bem legal. Lá tem varias dicas de como controlar a Diabetes.

Grande Abraço